Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VESPAS ASIÁTICAS PROLIFERAM EM CELORICO DE BASTO

As vespas asiáticas estão a ser motivo de atenção especial por parte da proteção civil de Celorico de Basto. Vários ninhos foram encontrados neste concelho que estão a ser prontamente destruídos. Desta vez, a proteção civil foi acionada para a freguesia de Fervença onde foram encontrados vários ninhos.

_DSC5985

“Não consideramos tratar-se de uma praga mas estamos a dar especial atenção ao assunto. Já foram encontrados vários ninhos em diferentes locais do concelho por isso estamos atentos e a controlar para que a vespa velutina não prolifere e invada as colmeias dos apicultores locais,” salientou o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva

Em Celorico de Basto vários ninhos foram destruídos com recurso a maçaricos, sobretudo, e a outros meios que destruam os ninhos e os insetos.

A proteção civil aconselha a população a informar caso esteja na presença de um ninho de vespas asiáticas para ser prontamente destruído, e assim evitar a proliferação do inseto e ao mesmo tempo salvaguardar a população uma vez que, o ferrão pode causar efeitos imediatos no metabolismo humano.

A vespa asiática veio para a europa através de produtos hortícolas oriundos da china e normalmente, faz os ninhos nas árvores acima de 5 metros de altura ou nas zonas mais escondidas das casas. Os ninhos podem ter dimensões consideráveis.

_DSC5967

_DSC6010

CAMINHA: OBRAS PARA TRANSFORMAR A EB1 DE LOUÇÃO NA VALÊNCIA EB/JI DECORREM A BOM RITMO

Presidente da Junta de Freguesia de Venade/Azevedo garante que esta é uma obra estruturante

As obras de ampliação da EB1 de Loução – Venade para a valência EB/JI estão a decorrer a bom ritmo, de modo a estarem concluídas para receber os meninos do jardim-de-infância já no início do ano letivo. Miguel Alves, Rui Teixeira e António Amorim fizeram esta manhã uma visita à obra. “É uma obra estruturante que decorre do encerramento do JI e com certeza que é bom ver que finalmente o JI fica em Venade”, garantiu o presidente da Junta de Freguesia de Venade e Azevedo.

visita à obra da EB1 de Venade (1)

Esta manhã o presidente da Câmara Municipal, Miguel Alves; o vereador com o pelouro das obras públicas, Rui Teixeira, e o presidente da Junta de Freguesia de Venade e Azevedo, António Amorim, deslocaram-se à freguesia de Venade a fim de acompanharem de perto as obras que estão a decorrer na Escola EB1 de Venade, com o objetivo de transformá-la numa EB/JI. E tudo indica que no início do ano letivo a nova escola de Venade esteja em condições para receber os alunos do 1º ciclo e os dos jardins-de-infância.

Recorda-se que esta obra é o resultado de uma proposta do Município de Caminha à Direção Geral dos Estabelecimentos de Ensino – DEGestE - para evitar que os meninos que frequentavam o jardim-de-infância do Socorro, em Venade, fossem transferidos para o JI de Moledo. Assim, o Município comprometeu-se a fazer as obras exigidas pela DEGestE na EB1 da Loução em Venade, de modo a albergar já em setembro também os meninos do JI.

Sobre as obras que estão a decorrer, Rui Teixeira explicou: “esta obra, orçada em cerca de 52 mil euros, representa um grande esforço financeiro por parte do Município, para evitar que a escola não fechasse e os alunos não fossem transferidos para Moledo. Esta é uma obra que não estava prevista em orçamento e que se teve de encontrar uma solução no plano de investimentos para se conseguir realizar”.

Também o presidente da Junta de Freguesia de Venade admitiu que a proposta do Município foi a adequada: “Foi uma boa opção, o Município ter apoiado esta situação. Finalmente mantemos alguma vida em Venade. Venade merece que esta escola se mantenha. Estou contente por ver que isto continua vivo”, salientou António Amorim.

As obras de ampliação da EB1 de Venade consistem no alargamento de alguns espaços no 1º andar e na criação de espaços novos no exterior. Assim, o rés-do-chão vai manter-se e vai acolher as crianças do JI. O 1º andar vai albergar o 1º ciclo e está a ser alvo de vários trabalhos: as duas salas e a biblioteca estão a ser ampliadas. No espaço exterior estão a ser construídos um refeitório e uma sala de apoio.

visita à obra da EB1 de Venade (2)

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA VAI REVER O PDM

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou iniciar processo de revisão do PDM

Em reunião pública de 18 de agosto de 2014, a Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou a aquisição de serviços de elaboração da Avaliação Ambiental (AA), Revisão da Reserva Agrícola Nacional - RAN e Revisão do Plano Diretor Municipal – PDM, no sentido de iniciar o processo de revisão do PDM.

Municipio_MPL

De referir que o PDM - Plano Diretor Municipal é um instrumento que estabelece a estratégia de desenvolvimento territorial, a política municipal de ordenamento do território e de urbanismo e as demais políticas urbanas, integrando, obrigatoriamente, as orientações estabelecidas pelos instrumentos de gestão territorial de âmbito nacional e regional. O Plano Diretor Municipal de Ponte de Lima, foi ratificado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 81/2005, de 31 de março.

O processo de revisão do PDM implica a elaboração de uma proposta fundamentada e que perspetive o concelho para um período de 10 anos.

Neste contexto, decorridos quase dez anos, constata-se que as premissas atuais relativas ao enquadramento territorial e ao próprio enquadramento legal, hoje em vigor, são diferentes dos que foram tidos em conta na época de elaboração do PDM, considerando-se como fundamentos para iniciar o processo de revisão do PDM: a obrigatoriedade legal e adequação do planeamento municipal às alterações do quadro legislativo; Agilizar a gestão do PDM e proceder à sua articulação com outros Planos Municipais de Ordenamento do Território, em vigor ou em elaboração; Ajustar o Plano à realidade do concelho, através da atualização do seu conteúdo, sobretudo ao nível socioeconómico, de dotação de equipamentos de utilização coletiva ou da taxa de infraestruturação do território municipal, sobretudo ao nível do saneamento e do abastecimento de água à população, entre outros.

VIANA DO CASTELO DESFILA ETNOGRAFIA NA ROMARIA DA SENHORA DA AGONIA

O cortejo etnográfico é um dos pontos altos da Romaria da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo. Milhares de pessoas apinharam-se nos passeios e varandas da Princesa do Lima para assistir ao desfile que trouxe à cidade as tradições da região, os usos e costumes das suas freguesias, a beleza inigualável das moças vianenses, a alegria e o colorido dos seus trajes caraterísticos.

10641258_10204887498933790_2845523135178847980_n

E, das aldeias em redor, vieram as mordomas da festa e as lavradeiras, os tocadores de concertina e os sargaceiros, as peixeiras e as bordadeiras. E trouxeram consigo as concertinas e as alfaias e fizeram desfilar os carros transportando alegorias às mais diversas tradições da nossa terra. E, no cortejo seguiram ainda os cabeçudos e gigantones seguidos pelos zés pereiras marcando a cadência com o rufar dos bombos. E ainda os tocadores de concertina e os ranchos etnográficos fazendo ouvir as mais alegres rapsódias do nosso folclore.

Viana do Castelo encheu-se de gente vinda de todos os recantos do Minho. Sejamos de Braga ou Monção, de Guimarães ou Famalicão, de Barcelos ou Ponte de Lima, em dia de romaria à Senhora da Agonia somos todos de Viana do Castelo, somos todos vianenses. E, com o estalejar dos últimos foguetes da romaria, à beira do rio Lima, seguem os minhotos em alegre folia para as festas ao São João d’Arga, à Senhora da Peneda, a Nossa Senhora da Bonança ou às Feiras Novas a Ponte de Lima!

Fotos: José Carlos Vieira / https://www.facebook.com/jose.c.vieira.9?fref=ts

10635716_10204887486493479_6257444182003747966_n

10629803_10204887584495929_4949790714975489134_n

10628370_10204887493173646_5309122817914019105_n

10628359_10204887439492304_5220358019307112212_n

10628080_10204887547174996_791833608728000327_n

10624998_10204887466532980_9097694691958397339_n

10622897_10204887558735285_5753944874304367713_n

10620754_10204887449612557_5348037190883870782_n

10620686_10204887548895039_5801651225612545509_n

10606181_10204887552055118_2549470884633703143_n

10606134_10204887444332425_1370007119346847112_n

10603495_10204887450972591_2845918506752141666_n

10599706_10204887550455078_5153988839490063167_n

10577140_10204887466972991_5087046063440763754_n

10574373_10204887565895464_2297877409602058976_n

10541977_10204887544974941_5748137237608852929_n

10533437_10204887461732860_3607419611064650086_n

10474691_10204887498413777_2156791900838968776_n

10403159_10204887459452803_4582041598399853313_n

10325281_10204887456412727_5843579783765433266_n

10308145_10204887495013692_6899653147351281231_n

1559629_10204887562055368_5176043172919270121_n

1471883_10204887553895164_9082760440573053800_n

1385869_10204887455372701_1711162146281513511_n

ATLETA CERVEIRENSE BRILHA NA CHINA

Ana Fernandes da ADRCL brilha nos Jogos Olímpicos da Juventude, na China

A atleta da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Lovelhe (ADRCL), Ana Fernandes, classificou-se em segundo lugar na final B do Lançamento do Martelo com 59,06 metros, nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanjing 2014,China.

jorge rodrigues

Por diversas vezes, o nome de Ana Fernandes e do país que representa foi ouvido no Estádio Olímpico de Nanjing, na China, constituindo um enorme motivo de orgulho para toda a direção da coletividade de Lovelhe. A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira congratula-se com esta prestação cerveirense resultado de muito esforço, e constituindo-se como um grande exemplo para as jovens gerações do concelho.

Numa manhã marcada pela chuva e muita humidade, a atleta Cerveirense, natural de Campos, redimiu-se de um apuramento menos bem conseguido no dia 21, onde foi 14ª com 56,73 metros, e obteve uma classificação considerada espetacular devido ao valor das suas adversárias, pois todas elas - representantes da Croácia, Colômbia, Grécia, Ucrânia, Moldávia e República Checa - têm melhor recorde pessoal.

Com este resultado, Ana Fernandes passa a ser a atleta da ADRC Lovelhe com o segundo melhor resultado de sempre numa competição Internacional, só superada pela sua tia, Maria José Conde, na Universidade de Seul, onde foi sexta classificada.

BANDAS FILARMÓNICAS ATUAM EM CERVEIRA

‘Vila das Artes’ acolhe IX Festival de Bandas a 21 de setembro

Vila Nova de Cerveira volta a ser palco de um evento musical, com a participação de cinco bandas filarmónicas de vários pontos do país, num encontro que convida o público à descoberta das sonoridades típicas destas instituições. Concerto decorre dia 21 de setembro, às 15h00.

Do programa consta um desfile pelas principais artérias do centro histórico pelas 10h30, estando a atuação das Bandas de Arcos de Valdevez, Mocidade Junqueirense, Gueifães da Maia, Pinheiro da Bemposta e Antas – Esposende, agendada para as 15h00.

O IX Festival de Bandas encerra, pelas 19h00, com a Marcha de Valdemar Sequeira, intitulada “Ponte da Amizade”, numa interpretação conjunta de todas as bandas.

Organizado pela Associação Cultural e Recreativa Cervaria e com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e da União de Freguesias de Cerveira e Lovelhe, esta iniciativa pretende dar relevo à expressão que as bandas filarmónicas assumem no panorama musical.

MOVIMENTO “VIANENSES PELA LIBERDADE” ANUNCIA INTENÇÃO DE LEVAR A TRIBUNAL PRESIDENTE DO MUNICÍPIO VIANENSE, ENGº JOSÉ MARIA COSTA

Em causa estão os prejuízos causados pela decisão de não licenciamento do espetáculo tauromáquico que estava anunciado para ontem, considerando tratar-se de “actos discriminatórios”, “violações da lei e do princípio da igualdade entre outros.”

O Movimento “Vianenses Pela Liberdade”, entidade organizadora da tourada em Viana do Castelo, acaba de emitir um comunicado através do qual anuncia a intenção de mover uma ação legal contra o Presidente do município vianense, José Maria Costa e o vereador Joaquim Luís Nobre Pereira, pelos prejuízos causados com o adiamento da tourada.

COMUNICADO

"Vianenses" vão acusar o presidente José Maria Costa e vereador municipal em tribunal por violações da lei e discriminação.

O movimento cívico pro-touradas "Vianenses pela Liberdade" está a preparar uma acção judicial para responsabilizar o Presidente da Câmara de Viana, José Maria Costa e o vereador Joaquim Luís Nobre Pereira pelos prejuízos causados com o adiamento da tourada.

Em causa estão actos discriminatórios da Câmara Municipal, violações da lei e do princípio da igualdade, entre outros. Foi já hoje pedida documentação à Câmara Municipal que vai servir de base a esse pedido de indemnização, estando a câmara legalmente obrigada a facultar esses documentos nos próximos 10 dias.

Os "Vianenses" não aceitam que o estado de direito seja atropelado em Viana do Castelo e que José Maria Costa trate os cidadãos de Viana como portugueses de segunda categoria.

A liberdade, igualdade e a justiça têm de ser intransigentemente defendidas e é isso que faremos. Como já foi comunicado dia 7 de Setembro irá realizar-se a terceira Tourada da Liberdade.

Melhores cumprimentos,

José Carlos Durães

BARCELOS DEDICA DIA DA CIDADE ÀS ASSOCIAÇÕES DO CONCELHO

Comemorações dos 86 anos da elevação no 31 de agosto, às 10 horas, no Largo do Município

A Câmara Municipal de Barcelos vai dedicar os 86 anos da elevação a cidade, no próximo dia 31 de agosto, ao movimento associativo do concelho, em reconhecimento do papel que as instituições desenvolvem na coesão social das comunidades, na promoção dos valores de partilha e de solidariedade e no fomento e divulgação das mais diversas áreas de atividade.

Todas as associações do concelho foram convidadas a estarem presentes na cerimónia, que se realiza nesse dia no Largo do Município, fazendo-se representar por dois elementos, munidos do estandarte da coletividade, e que deixarão uma mensagem no Livro de Honra.

Ainda dedicado às associações e ao papel fundamental que têm no concelho, será inaugurada a exposição “Cidade e Associativismo: um percurso em comum”, onde estarão expostas algumas das ofertas das associações à Câmara Municipal de Barcelos, que estará patente no Sala Gótica até ao dia 14 de setembro.

Programa

09h30 – Concentração das associações no Largo da Porta Nova

09h45 – Desfile até ao Largo do Município

10h00 – Formatura e hastear da bandeira do Município

10h15 – Discurso do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Barcelos

10h30 – Inauguração da exposição e assinatura do Livro de Honra

POETAS DE PORTUGAL JUNTAM-SE NO GERÊS

Encontro Nacional de Poetas na Vila do Gerês a 20 de setembro

À semelhança de anos anteriores, o Município de Terras de Bouro comunica que irá promover, a 20 de Setembro, na Vila do Gerês e mais concretamente no Auditório Prof. Emídio Ribeiro, o XIV Encontro Nacional de Poetas.

1

O evento, ao qual o município terrabourense tem uma estreita ligação desde 2003, participando ativamente na sua elaboração, promoção e divulgação, tem já uma projeção nacional assinalável e será organizado, mais uma vez, em termos de afluência de poetas e demais escritores, pelo jornal “Poetas & Trovadores”, na pessoa do seu diretor, Barroso da Fonte e ainda pela Associação de Escritores Minhoto – Galaicos, “Calidum”, através do seu presidente, João Luís Dias.

O Município de Terras de Bouro continua a demonstrar desta forma que continua empenhado na sua intenção de implementação e desenvolvimento da expressão cultural, social e artística no concelho de Terras de Bouro.

ESPOSENDE CUMPRIU A TRADIÇÃO DO BANHO SANTO NAS FESTAS DE SÃO BARTOLOMEU DO MAR

As praias de S. Bartolomeu do Mar, no concelho de Esposende, encheram-se ontem de povo para cumprir o ritual do “Banho Santo”. Com a ajuda do banheiro, lá mergulharam as crianças nas águas do mar, na crença segundo a qual estas ficarão curadas do medo e outrs males que eventualmente as enfermam.

10622151_787322931330778_3223207_n

Conta-nos o Dr. Francisco Sampaio no seu livro “Alto Minho – Região de Turismo”, editado pela Casa do Concelho de Ponte de Lima, o seguinte: “É bem conhecida a romaria do “banho santo” que no dia 24 de Agosto traz muita gente e muito povo e muitos turistas para este ritual.

É uma tradição religiosa que remonta ao Séc. XVI.

Reza o costume que no dia 24 de Agosto o “diabo anda à solta”. S. Bartolomeu guarda o Diabo (simbolizado pelo cão que está preso à imagem). Porém, neste dia, o Santo liberta o “bicho” e vai que tudo é permitido: mais folguedo, mais paródia, mais rixas, mais pancadaria, mais festa! O Diabo vai impregnar as águas do mar. O animal totémico, é a galinha preta que se oferece ao santo e que os romeiros comem também depois do banho.

O ritual consiste no seguinte: os pais dirigem-se à igreja com a criança que deve levar um frango preto nos braços; antes de entrar dão três voltas à igreja; segue-se a oferta, após o que colocam a imagem do S. Bartolomeu na cabeça. Depois, é a partida para a praia onde se vai passar o banho. A criança é, então, agarrada pelo banheiro (geralmente sargaceiros). O “banho santo” consiste em imersões que se devem fazer em número ímpar de ondas, 3, 7 ou 9. A imersão deve começar pela cabeça e é o banheiro que enxuga a criança antes de a entregar aos pais.

Depois, a família vai para as dunas onde come galinha preta.

Dizem que cura a “epilepsia” e outros “males” de crianças!”

10622276_787322971330774_2036526237_n

Quanto às origens de tal tradição, Carlos Gomes relaciona-as com tradições judaicas mantidas pelos cristãos-novos de Barcelos, concelho de que Esposende fazia parte.

“A romaria de São Bartolomeu do Mar aparece documentada desde o século XVI, muito embora evidencie marcas de ancestralidade, devendo muito provavelmente ter tido a sua origem nalgum culto a uma divindade numa época anterior à cristianização dos povos peninsulares. De resto, a associação do cão à representação do diabo remete-nos para a figura do cão tricéfalo guardião do Hades que nos é descrita pela mitologia clássica. Porém, o ritual de exorcização com recurso à galinha preta ter-se-á originado de uma influência mais tardia, muito provavelmente de raiz judaica.

Quando em 1496, o rei D. Manuel ordenou a conversão dos judeus ao Cristianismo sob pena de expulsão, existia em Barcelos uma comunidade judaica, à semelhança aliás do que sucedia noutras localidades minhotas como Braga, Viana do Castelo e Ponte de Lima. Refira-se que, à altura, o território que atualmente faz parte do concelho de Esposende era parte do termo de Barcelos, apenas tendo sido elevado à categoria de município com a atribuição do foral pelo rei D. Sebastião em 19 de agosto de 1572. Terão então os judeus conversos ou seja, os cristãos-novos que habitavam a região, adaptado a sua prática religiosa às que eram geralmente mantidas pela Igreja Católica a fim de serem tolerados no seio das comunidades locais, atitude aliás comum à generalidade dos judeus que permaneceram no país.

O Yom Kippur constitui uma das festividades mais importantes e solenes do judaísmo, destinada ao arrependimento e ao pedido de perdão, correspondendo ao Ano Novo no calendário hebraico (Rosh Hashana) e coincidindo geralmente com os meses de setembro ou outubro do calendário cristão. Nos dias que antecedem o Yom Kippur, praticam os judeus, um ritual de expiação dos pecados (Kaparot) que culmina na matança de milhares de galos e galinhas, preferencialmente de cor branca como símbolo de purificação. O ritual propriamente dito consiste em elevar o animal sobre as suas próprias cabeças, dando com eles três voltas enquanto murmuram: “Esta é minha mudança, este é meu substituto, esta é minha expiação”, sendo de seguida degolado com recurso a faca de lâmina rigorosamente afiada, cumprindo-se desta forma o sacrifício.

Com efeito, para além das semelhanças existentes, a altura do ano em que os judeus praticam o Kaparot é praticamente coincidente com a realização da romaria de São Bartolomeu do Mar, da mesma forma que se constata terem os primeiros registos desta festividade surgido pouco tempo decorrido após o início da conversão forçada dos judeus ordenada pelo rei D. Manuel I, fatos que nos levam a acreditar na possível relação entre ambas as tradições.”

Fotos: Luís Eiras / http://esposendealtruista.blogspot.pt/

10622356_787322907997447_1678223003_n

10622388_787322961330775_6013035_n

10634256_787322991330772_1293050297_n

10643179_787323001330771_471628845_n

10615905_787322924664112_783324717_n

10602928_787322921330779_1804755884_n

10592067_787322881330783_1815778590_n

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO ARCUENSE REÚNE COM A DIÁSPORA

Na passada quinta-feira, dia 21 de Agosto de 2014, realizou-se em Arcos de Valdevez um Encontro com a Diáspora Arcuense. Aproveitando a presença da nossa comunidade de emigrantes e luso-descendentes em Arcos de Valdevez, a Câmara Municipal juntou num almoço convívio cerca de 20 representantes de Associações de França, Suíça, Andorra, EUA, Canadá, Venezuela e Brasil.

Imagem_2 (1)

O objetivo deste encontro consistiu em congregar os esforços e os talentos das nossas comunidades, o seu dinamismo, o seu apego à terra, o seu espirito de fidelidade às raízes e aos valores que distinguem a nossa comunidade arcoense. Também foi um momento que serviu para a troca de contatos e experiências entre os vários participantes e abriu espaço para um diálogo mais vantajoso e intenso entre a Autarquia e os vários arcuenses da nossa Diáspora.

Esta é uma oportunidade ímpar para a valorização do papel das comunidades arcuenses e para o fortalecimento dos laços que nos unem em torno de um propósito comum: o melhor para Arcos de Valdevez e para os Arcuenses. As nossas Comunidades de emigrantes desempenham um papel importante na promoção do que é viver, visitar e investir em Arcos de Valdevez, divulgando a cultura e as potencialidades do nosso Concelho e contribuindo decisivamente para que Arcos de Valdevez fortaleça a sua atratividade.

Neste encontro felicitamos também todos os representantes, fundadores e grandes impulsionadores das várias associações culturais, recreativas, desportivas e económicas espalhadas por todo o mundo pelo trabalho, dedicação e empenho na valorização da cultura arcuense.

Imagem_2 (2)

GIGANTONES E CABEÇUDOS PASSAM EM REVISTA NA ROMARIA DA SENHORA D’AGONIA, EM VIANA DO CASTELO

Viana do Castelo vibrou hoje ao rufar dos bombos dos grupos de zés pereiras, numa autêntica arruada que até parecia que deitava abaixo a Praça da República. E, como não podiam faltar, os gigantones e cabeçudos passaram em revista, emprestando o seu jeito castiço à romaria da Senhora d’Agonia como manda a tradição.

10625075_10204877441442359_6954481539212900266_n (

Com quase quatro metros de altura, os cabeçudos desfilam em casais, frequentemente rodeados pelos cabeçudos, completando dessa forma a grotesca família que, com o seu aspeto pitoresco e dançar desajeitado, remetem-nos para um tempo mitológico. De resto, datam de 1265, os registos mais antigos até ao momento encontrados que nos dão conta da existência entre nós de tal tradição, neste caso referente à sua participação nas festividades do Corpo de Deus ocorridas na cidade de Évora.

Era usual no Minho, os gigantones serem também conhecidos por Armazonas, tratando-se pois de uma tradição bem portuguesa com forte implantação na nossa região.

Fotos: José Carlos Vieira / https://www.facebook.com/jose.c.vieira.9?fref=ts

156034_10204877452602638_6301091337435207445_n

10569003_10204877446962497_3830679988548239344_n

10491229_10204877448362532_5247150121857685398_n

10574463_10204877450082575_5179930524906068984_n

16718_10204877448642539_3413811552090324894_n

10645293_10204877443562412_5449421381478173409_n

936693_10204877444962447_6446404780232238266_n

10599649_10204877452882645_6955649202213179147_n

10590396_10204877452002623_559944785057454052_n

10610701_10204877444042424_1621025534773083379_n

10641053_10204877450762592_335935701057059188_n

10636159_10204877445642464_1358531511127367216_n

10645020_10204877442722391_9248089592461381_n