Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ANJOS ATUAM AMANHÃ EM ARCOS DE VALDEVEZ

O novo espetáculo dos ANJOS, que revisita todos os grandes sucessos da banda.

Nelson e Sergio Rosado, atualmente a comemorarem 15 anos de carreira, recuperaram os seus êxitos, deram-lhes novos arranjos e apresentam-nos numa Tournée que irá decorrer durante um ano, entre Novembro de 2013 e Novembro de 2014 de Norte a Sul do País.

A digressão teve início no passado dia 5 de Outubro no Campo Pequeno em Lisboa, num espetáculo grandioso para mais de 3500 pessoas. Este evento marcou o fim da tournée elétrica “outdoor” de Verão e assinalou o início desta tournée “indoor” de Inverno.

Concerto em formato acústico, criado especificamente para salas com plateia sentada, que proporcionem um ambiente intimista de maior interação e proximidade com o público.

Serão performances exclusivas e únicas. Noites mágicas e imperdíveis para fãs mas não só…

Vídeo promo oficial do espetáculo:

https://www.youtube.com/watch?v=T0-v9dGsKn8

Bio(Biography channel)

https://www.youtube.com/watch?v=kA5uk3fS2E4

https://www.youtube.com/watch?v=byCjVOIT0hU

Vídeos relacionados:

https://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=e_ElzspwyPU&NR=1

https://www.youtube.com/watch?v=0_l7Xredo94

https://www.youtube.com/watch?v=4EmkIiOuNqM

 Ficha artística:

- Nelson Rosado | Voz

- Sérgio Rosado | Voz e guitarra

- Eduardo Krithinas | Guitarras e piano

- Pedro Vaz | Guitarras

- Paulo Machado | Baixo

- Alex Jorge | Percussões

- Helder Franco | teclados

ATOR RUI DE SÁ ORIENTA WORKSHOP DE REPRESENTAÇÃO TEATRAL NA TROFA

unnamed

WORKSHOP REPRESENTAÇÃO (TV e TEATRO) com RUI DE SÁ

TOPICOS :

Auto-Estima | Auto-confiança | Colocação de Voz| Técnicas de Representação |Dicção | Escrita de Textos | Interpretação de Textos Sérios e Cómicos | Abordagem as Dobragens de Desenhos Animados

RUI DE SÁ

Ator profissional - 30 anos de carreira

Director de Dobragens na Disney e RTP

Director de Atores de Morangos com Açucar e outras novelas

Malucos do Riso

Bora Lá Marina

Loja do Camilo

Dias 7 e 8 de Dezembro

TROFA

VALOR : 60 euros ( para inscrições esta semana )

Inscrições / Info :

beexocticagency@gmail.com Telemóvel: 960075304 ||916340564

PONTE DE LIMA PROMOVE CONCURSO DE CONTOS DE NATAL

“Concurso Contos de Natal 2013”. Na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

O Município de Ponte de Lima, através da Biblioteca Municipal, convida a população juvenil a participar no concurso Contos de Natal.

As inscrições estão abertas até ao dia 31 de dezembro e a abordagem deverá primar pela originalidade e criatividade, deixando perceber o gosto de cada aluno. Os participantes devem escrever em prosa e em língua portuguesa.

Dirigida aos alunos do 3º e 4º ano de escolaridade do ensino básico do 1º ciclo, a iniciativa visa promover hábitos de leitura e estimular o gosto pela criação literária.

Cada escola pode participar com seis contos de cada turma participante. Os contos deverão obrigatoriamente apresentar um título, sendo a seleção dos mesmos da responsabilidade da escola. Dos trabalhos apresentados a concurso, o júri selecionará os três melhores de acordo com a sua originalidade, criatividade e correção ortográfica.

De acordo com o regulamento do concurso cada concorrente deve entregar um exemplar do conto a concurso em formato digital e um exemplar em suporte de papel, escritos em folha com formato A4, em letra tipo arial, tamanho 12, com um espaçamento de 1,5 linhas, parágrafo justificado e avanço de primeira linha. Cada conto não poderá exceder as duas páginas.

Os ficheiros digitais, dos contos previamente selecionados, deverão conter o nome do concorrente e enviados, pelo Professor responsável, via correio eletrónico para a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima – biblioteca@cm-pontedelima.pt.

O conto em formato de papel deverá ser entregue na Biblioteca Municipal pelo Professor responsável da turma, coordenador da escola ou pela Professora Bibliotecária de cada agrupamento.

A data limite de envio dos trabalhos é o dia 31 de dezembro de 2013.

THEATRO CLUB DA PÓVOA DE LANHOSO RECEBE CONGRESSO INTERNACIONAL

O Theatro Club recebeu o V Congresso Nacional da APP, promovido pela Associação Portuguesa de Profissionais de piscinas, instalações desportivas e lazer (APP) com o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

unnamed

A Vice-Presidente da Autarquia Povoense esteve na sessão de abertura, assim como o Presidente da APP, António Candeias, o Secretário-geral da APP, José Tavares dos Santos, e o Diretor Geral da Saúde, Francisco George.

Gabriela Fonseca referiu-se ao primeiro serviço municipal a ser certificado e que é cada vez mais uma referência nacional. “A Piscina da Póvoa de Lanhoso está certificada e pretendemos manter essa certificação e a qualidade para quem a utiliza. Daí que, neste congresso, os temas que estão em debate sejam de extrema importância para a Póvoa de Lanhoso e para os técnicos que trabalham na Piscina da Póvoa de Lanhoso”. Com este evento, no nosso concelho, a Autarquia apoia a troca de experiências e a partilha de ideias entre oradores de renome e pessoal técnico, ao mesmo tempo que prossegue o apoio às coletividades na realização das suas iniciativas.“A Câmara Municipal está sempre disponível para colaborar com todas as instituições para realizar congressos ou sessões de informação que tragam uma mais valia para o concelho e para os profissionais”, considerou, já que eventos de âmbito nacional são importantes igualmente para a promoção do nosso concelho. Segundo fonte da organização, este Congresso contou com cerca de uma centena de inscrições de todo o país. Assegurou Gabriela Fonseca, que “a Póvoa de Lanhoso é uma vila pequena, bonita, mas com dinamismo, bastante recetiva a fazer mais e melhor”.

Na sua intervenção, a mesma responsável agradeceu ainda a António Candeias pela escolha da Póvoa de Lanhoso; a presença do Diretor Geral da Saúde; e cumprimentou, de entre outros, António Vitorino Beleza, que serviu de elo de ligação entre a Póvoa de Lanhoso e a APP.

Interveio ainda, o Diretor Geral da Saúde, Francisco George, que felicitou a Câmara Municipal. “Sabemos que há aqui meios de lazer, piscinas, que são exemplares. Temos conhecimento. É mesmo uma referência para todos o trabalho que tem sido conduzido a nível municipal. É importante que este modelo seja replicado, seja reproduzido em todos os municípios, nas muitas piscinas que temos em Portugal”, referiu, de entre outros aspetos. “Hoje há uma procura muito grande em atividades desportivas, recreativas e até terapêuticas em piscinas. E por isso a importância deste Congresso, nesta perspetiva de acompanhar a evolução crescente dos utilizadores nesta atividade”, foi referindo Francisco George, abordando, por exemplo, aspetos como a qualidade da água, as instalações e o funcionamento das piscinas de utilização pública; a legislação; e a atuação e papel da Direção Geral de Saúde no âmbito da temática deste congresso.

O Presidente da APP, António Candeias, abriu o Congresso e referiu algum do trabalho que tem sido feito por aquela entidade que existe há cerca de 15 anos, abordando, de entre outras considerações, as dificuldades atuais da associação, dos associados e do sector. “De qualquer modo, a APP tem vindo a conseguir atingir alguns dos seus objetivos”, considerou. “Tem sido um percurso difícil, mas temos conseguido ter algumas ações que nos permitem projetar esta associação para o futuro e com continuidade”, referiu, de entre outros aspetos.

Durante o Congresso, o Diretor Geral de Saúde, Francisco George, foi homenageado pela APP, com a atribuição do título de sócio honorário.

unnamed (1)

FAFE FILM FEST 2013 CONTINUA A DECORRER EM FAFE

25 de novembro a 1 de Dezembro

Local: Sala Manoel de oliveira

Programa:

Dia 25 | 21h30 – Non' ou A Vã Glória de Mandar, de Manoel de Oliveira

Dia 26 | 21h30 - Cartas de Angola, de Dulce Fernandes

Dia 27 | 21h30 - Quem vai à Guerra, de Marta Pessoa

Dia 28 | 21h30 - Ninguém Nasce Soldado, de Yo Willens | Filme/debate com José Manuel Lages, Director científico do Museu da Guerra Colonial (HOJE)

Dia 29 | 21h30 - Nascido a 4 de Julho, de Oliver Stone

Dia 30 | 09h30 - 13h00 - Fafe Film Fest (exibição dos filmes a concurso)

           | 14H30  - 17h00 - Fafe Film Fest (exibição dos filmes a concurso)

          | 22h00 - Cine-concerto com Celina Tavares |entrada 5€

Dia 1 | 10h00 -13h00 – Fafe Film Fest (exibição dos filmes a concurso)

           | 15h00 - Sessão de encerramento Fafe Film Fest (entrega de Prémios)

- O Apóstolo, com a presença do realizador Fernando Cortizo | Género: Animação/Terror Óscares 2014 | Candidato Melhor Longa-Metragem de Animação.

Entrada livre

Promoção: Cineclube de Fafe

Apoio: Município de Fafe

JOSÉ MARIA COSTA, PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO: “TENHO PENA QUE O MINISTRO NÃO FAÇA PARTE DOS 620 DESPEDIDOS!”

Estaleiros Navais de Viana do Castelo vão para as mãos de um grupo privado. O presidente da Câmara está preocupado e diz que a decisão “vai ter um impacto socio-económico brutal” na região.

untitled

O presidente da Câmara de Viana do Castelo não poupa criticas ao ministro da Defesa e à forma como conduziu o processo de concessão dos Estaleiros Navais da cidade.

“Tenho pena é que ele [José Pedro Aguiar-Branco] não faça parte do lote, dos 620, a ser despedido. O que o senhor ministro vai fazer é passar uma carta de despedimento colectivo, perdendo vínculos, direitos. As pessoas vão para a rua”, lamenta José Maria Costa.

O autarca reage com muita preocupação ao anúncio feito quarta-feira: a Martifer será a empresa que, até 2031, vai explorar os estaleiros. O Estado recebe pelo negócio mais de 400 mil euros por ano. No total, vai receber pouco mais de sete milhões, mas vai ter de pagar já cerca de 30 milhões para despedir e indemnizar os mais de 600 funcionários que actualmente ainda trabalham na empresa.

“Depois a empresa [Martifer] vai admitir os trabalhadores de que vai necessitar, mas podem ser aqueles ou não. Não há nenhuma carta de compromisso porque isso não fazia parte do caderno de encargos da concessão”, aponta o autarca.

A decisão “vai ter um impacto socio-económico brutal” na região, garante José Maria Costa. “Esta empresa era geradora de 620 postos de trabalho directos mas de 4.000 indirectos. Havias muitas empresas que dependiam dela."

A comissão de trabalhadores vem esta quinta-feira a Lisboa para uma reunião no Ministério da Defesa.

Fonte: http://rr.sapo.pt/

TRABALHADORES DOS ESTALEIROS DE VIANA APELAM À “REVOLTA” CONTRA ENCERRAMENTO

Dezenas de trabalhadores dos estaleiros de Viana concentraram-se esta noite à porta da empresa, exigindo a demissão do ministro da Defesa e apelando à "revolta" contra o encerramento daquela unidade.

200707_203254119692480_6871667_n

"Não vamos permitir que os estaleiros sejam aniquilados, vamos lutar até às últimas consequências para que esta empresa continue a ser um pilar do desenvolvimento social e económico em Viana do Castelo, que sempre o foi e poderá continuar a ser", afirmou o porta-voz da comissão de trabalhadores, António Costa.

Para as 20:00 estava marcada uma conferência de imprensa da comissão de trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), para reação à adjudicação da subconcessão dos terrenos e infraestruturas à Martifer, conhecida hoje, num processo que prevê o despedimento dos atuais 609 operários e o encerramento da atual empresa.

Fonte: Agência LUSA

ESTADO VAI DESPEDIR OS 620 TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO

O Estado, através da Empordef, vai despedir os 620 trabalhadores que integram dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, sabe o Económico. Segundo fontes próximas ao processo, "o Estado vai indemnizar todos os trabalhadores dos ENVC, havendo depois um compromisso por parte da Martifer para entrevistar aqueles que queriam vir a integrar os quadros da nova empresa que será constituída".

A Martifer, que ganhou a subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, compromete-se a criar 400 postos de trabalho e a entrevistar, em primeiro lugar, os trabalhadores agora despedidos.

A subconcessão terá o valor de 415 mil euros por ano e vai vigorar até 2031. Recorde-se que a subconcessão visa apenas a utilização dos terrenos, edifícios e infra-estruturas afectos à concessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

Contactado o ministério da Defesa, que tem a tutela dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, adianta que "obviamente que os trabalhadores terão que sair dos ENVC, uma vez que há um processo em curso no seio da Comissão Europeia e que obriga o Estado a devolver 180 milhões em ajudas de Estado ou a fechar a actividade da empresa. Depois o que acontece é que esses trabalhadores poderão vir a integrar a nova empresa".

O Económico contactou António Costa, representante da Comissão de Trabalhadores dos ENVC, que garante: "Não temos conhecimento de nada, a única coisa que sabemos é que fomos convocados para uma reunião amanhã em Lisboa, com o ministro da Defesa".

Fonte: Elisabete Felismino / http://economico.sapo.pt/

PAREDES DE COURA: APOIA O OUSAM NA INICIATIVA DA REVISTA VISÃO!

unnamed

Pelo terceiro ano consecutivo, a revista VISÃO irá lançar a sua edição Solidária, no dia 28 de Novembro.

A VISÃO Solidária é uma edição da revista integralmente dedicada às questões da solidariedade e da responsabilidade social, ao mundo do voluntariado e das instituições particulares de solidariedade social.

Ao comprar esta edição os leitores estão a contribuir com 50 cêntimos por cada revista vendida em banca para uma instituição de solidariedade social. Os potenciais beneficiários desta ação estarão identificados em visão.sapo.pt a partir de dia 28, à espera de uma decisão dos leitores.

Este ano, uma das instituições que vai estar sujeita à votação dos leitores é o OUSAM – Organismo Utilitário e Social de Apoio Mútuo, que há quase 30 anos desenvolve em Paredes de Coura uma ação de cariz social que se reparte pelas vertentes de apoio à infância e terceira idade. O trabalho desenvolvido pelo OUSAM envolve, atualmente, cerca de 150 crianças, repartidas pela creche em Castanheira, pelos dois polos de jardim-de-infância (Cristelo e Rubiães) e ainda pelo serviço de ATL, na vila. Além disso, presta apoio a cerca de 40 idosos, através do centro de convívio de Romarigães e do Serviço de Apoio Domiciliário.

Pedimos, por isso, que votem no OUSAM e que possibilitem a esta instituição receber a verba canalizada pela revista Visão, que será utilizada na aquisição de material pedagógico para equipar as salas da creche e dos jardins-de-infância.

Para tal só têm de aceder ao site da revista Visão (www.visao.sapo.pt) onde, a partir de dia 28 de Novembro, encontram as instituições que podem beneficiar deste apoio.

Em nome do OUSAM, o nosso muito obrigado!

Eduardo Bastos

Presidente da Direcção

MIGUEL ALVES QUER DIALOGAR COM O GOVERNO PARA ENCONTRAR UMA SOLUÇÃO QUE IMPEÇA OS SERVIÇOS PÚBLICOS DE ENCERRAREM EM CAMINHA

Presidentes de Câmaras Municipais estão preocupados com o possível encerramento das repartições de Finanças e de outros serviços públicos

Os presidentes de Câmara querem dialogar com o Governo e estão dispostos a encontrarem soluções para impedirem o encerramento dos serviços públicos nos seus municípios. Esta é a vontade dos autarcas que marcaram ontem presença em Castelo de Paiva, numa reunião onde se debateu o possível encerramento de várias repartições de finanças em cerca de 150 municípios do país, bem como de outros serviços públicos. “O Município de Caminha não se bate só contra o encerramento das Finanças, também apresentamos alternativas de espaço, recursos humanos e até de competências de modo a que o serviço se possa manter no concelho sem incremento de custos para a Administração Central” reiterou Miguel Alves perante os 20 presidentes de Câmara presentes.

Reunião castelo de paiva 2

Sobre a importância desta reunião, Miguel Alves realça: que “fiz questão de estar presente nesta reunião de autarcas que não se limitam a lutar por manter a repartição de Finanças no concelho. Esta foi uma reunião maior, uma reunião para debatermos o país que queremos, para abordarmos o modo como o Estado se dirige e relaciona com os seus cidadãos”.

Desta reunião resultou a certeza de que os autarcas presentes estão disponíveis para o debate e não se limitam a lutar para impedirem o encerramento das repartições de Finanças. Muito pelo contrário estão dispostos a criarem as condições necessárias que proporcionem a continuidade dos serviços públicos nos seus concelhos.

No caso de Caminha, Miguel Alves explicou que “existem boas e específicas razões para manter este serviço de proximidade porque a fazenda tem uma histórica ligação com o concelho, porque o nosso Município é o terceiro maior contribuinte do distrito, porque o movimento da nossa repartição está em linha com Ponte de Lima e só é superado por Viana do Castelo” e acrescentou que “as razões principais da justiça da nossa luta estão no dever que o Estado não pode esquecer de servir a população com qualidade e proximidade”.

Este é um assunto que está na ordem do dia para o executivo que está em funções há um mês. Recorde-se que o presidente o levou logo à primeira reunião de Câmara, onde apresentou ao executivo uma moção de repúdio pela possibilidade de encerramento da repartição de Finanças de Caminha, argumentando que este serviço tem existência consolidada no concelho e constitui um serviço público de proximidade às empresas e, sobretudo, aos cidadãos. O edil caminhense garante que a Câmara Municipal vai lutar para encontrar uma solução para que seja mantido este serviço de proximidade que afeta a vida social e económica do concelho. Esta moção, recorde-se, foi aprovada por unanimidade.

Também na passada sexta-feira a Assembleia Municipal de Caminha votou por unanimidade essa mesma moção. Miguel Alves reiterou na sessão extraordinária que vai lutar para encontrar uma solução para que seja mantido este serviço de proximidade que afeta a vida social e económica do concelho.

reunião castelo de paiva 1

VIZELA CONTESTA ENCERRAMENTO DA SECÇÃO DE FINANÇAS

No seguimento da iniciativa de concentração pela defesa da secção de finanças de Vizela, que se realizou ontem, em frente às respetivas instalações, a Câmara Municipal de Vizela, a Comissão de Utentes e a União de Sindicatos de Braga entregaram, ao Chefe da Repartição de Finanças local, uma carta reivindicativa a reclamar a continuidade dos serviços em Vizela, a qual junto se publica.

A referida carta seguiu também para o Secretário de Estado das Finanças.

JOVENS DE PÓVOA DE LANHOSO PARTICIPAM EM SEMENTEIRAS DE ESPÉCIES AUTÓCTONES

Cerca de uma centena de jovens participou na realização de sementeiras, atividade comemorativa do Dia da Floresta Autóctone promovida pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, a 25 de Novembro.

DIA FLORESTA AUTOCTONE 3

Esta iniciativa decorreu no Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos e envolveu os três Clubes da Floresta do concelho: “Os Milhafrões, da Escola Secundária; “Pinheiro Vivo” da EB 2,3 de Taíde; e “Chapim Real” da Escola Gonçalo Sampaio, para além de outros estudantes.

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, esteve no local, participando na sementeira, e relembrou ainda que tem sido aposta a plantação de árvores nos diversos espaços verdes do concelho. “Desde 2005, já plantámos mais de duas mil árvores”, salientou, o que representará um investimento de cerca de 80 mil euros. De acordo com Manuel Baptista, em todas as intervenções de regeneração urbana são colocadas árvores. “É importante, é uma aposta deste executivo, que continuarei enquanto Presidente, nestes quatro anos. Eu gostaria de ter plantado uma árvore por cada munícipe. Mas vamos ver se conseguimos plantar cinco mil árvores até 2017”, referiu o Presidente da Câmara. O Vereador da Proteção Civil, Armando Fernandes, também participou nesta atividade.

A realização de sementeiras, que darão origem a árvores para plantações em diversos locais do nosso concelho conseguem os objetivos da sensibilização e da poupança. “Isto também é uma forma de nós rentabilizarmos custos para o município, porque as árvores são caras. Nós queremos começar da própria semente, para que as pessoas valorizem o trabalho que dá uma árvore. Estes jovens que estão cá vão ver a semente e depois também vão ver a árvore, o que os motiva mais e é nessa parte que temos de apostar, na sensibilização destes jovens para a temática da floresta e sua importância ambiental para o planeta”, salientou o autarca povoense, acrescentando: “Já no sábado estivemos numa iniciativa dos escuteiros, em que foram plantadas árvores. Hoje são as escolas. Estamos aqui a fazer sementeiras de várias espécies para que, para o ano, possamos aplicá-las no terreno para reflorestar o que for necessário e eu até acho que o devíamos fazer mais. Vamos continuar a aumentar. Este ano são cerca de 300”.

Ângela Castro, 18 anos, estudante do curso de Turismo Ambiental da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, também participou nesta atividade. “Estou a achar bastante interessante. É uma iniciativa bastante boa para nós e também para os alunos mais novos para darem o valor ao ambiente visto que agora não está a ser tão valorizado pela maior parte da população”.

Esta sementeira englobou diversas espécies autóctones: carvalho, pilriteiro, bétula, amieiro. Todas as sementes de carvalho foram recolhidas no espaço do Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos e algumas delas são do próprio Carvalho. É objetivo iniciar assim um banco de árvores. As sementes seguem depois para os viveiros municipais, onde serão tratadas até estarem em condições de serem plantadas em todo o concelho. Esta sementeira também teve a particularidade de ter reutilizado pacotes de leite, garrafas de plástico e embalagens de conservas.

De lembrar que as comemorações do Dia da Floresta Autóctone ainda envolveram a apresentação de um projeto da Câmara Municipal tendente à implementação da produção de medronheiro com finalidade ambiental e de desenvolvimento local.

De referir ainda que, de modo a associar-se às atividades comemorativas do Dia da Floresta Autóctone e considerando as suas preocupações ambientais, uma entidade sediada na incubadora municipal de empresas, em Ferreiros, a Plako, vai oferecer carvalhos ao nosso município. Depois de retiradas do local, estas árvores seguirão para os viveiros municipais para posterior reflorestação.

DIA FLORESTA AUTOCTONE 1