Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIANA DO CASTELO ENSINA A IDENTIFICAR A FAUNA ATRAVÉS DE RASTROS E VESTÍGIOS

“Identificação de Fauna, através de rastros e vestígios”

Oficina de aprendizagem para o público em geral

17 de Novembro de 2012 (9H00 – 13H00), Sábado, requer inscrição prévia

Local: CMIA com saída de campo para a Veiga de S. Simão

Mais informações em: www.cmia-viana-castelo.pt

“Dia da Floresta Autóctone”

Participa e ganha uma árvore para a tua escola!

Para a comunidade escolar do Município de Viana do Castelo

Mais informações em: www.cmia-viana-castelo.pt

PONTE DE LIMA RECEBE O CHAMPIMÓVEL

Champimóvel em Ponte de Lima. Alameda de S. João /27 e 28 de outubro

Ponte de Lima recebe este fim de semana o Champimovel – um semi –reboque que apresenta um filme interactivo 4D e que nos reporta para uma viagem através do corpo humano.

206094_369341413120736_697349242_n

Com o objectivo de divulgar a investigação científica biomédica junto dos mais novos, a Fundação Champalimaud lançou este projeto, numa acção a realizar nas escolas. Para o efeito produziu um conteúdo interactivo de formação dirigido aos jovens. A apresentação do projeto é feita num simulador móvel, transportado por um camião, denominado Champimóvel.

Despertar o interesse dos jovens estudantes pelos temas científicos e incentivar talentos nessa área; bem como captar a sua atenção e envolver toda a comunidade escolar na iniciativa através de um conjunto de actividades que ultrapassem a apresentação do show, de maneira a manter o interesse dos jovens pela ciência, são os objetivos deste projeto, que este fim de semana, 27 e 28 de outubro está em plena Alameda de S. João em Ponte de Lima.

Para além da comunidade escolar, toda a população está convidada a visitar o Champimóvel, que apresenta um show animado interactivo em 4D com cerca de 25 minutos: uma viagem através do corpo humano, apresentada pela personagem Champi.

Champi começa por apresentar o mecanismo da visão, seguido da apresentação da célula e do seu material genético, da acção dos vírus, da terapia genética e finalmente das investigações recentes em células estaminais e nanotecnologias.

Uma apresentação dinâmica e divertida que pretende despertar a curiosidade dos jovens estudantes para os temas científicos. A acção, designada por Champimóvel teve início em Abril de 2008 e está a percorrer escolas dos 2º e 3º ciclo de todos os distritos.

Visite o Champimóvel na Alameda de S. João, entre as 10h e as 12.30h e das 14.30h às 18h; no dia 28 o "Champimóvel" encerra às 16h.

JURI DO CONCURSO “PONTE DE LIMA – JARDINS, ARTE E INOVAÇÃO” DIVULGA VENCEDORES DA EDIÇÃO DESTE ANO

Concurso Ponte de Lima, Jardins, Arte e Inovação 2012

O Júri do Concurso “Ponte de Lima – Jardins, Arte e Inovação” já divulgou os vencedores da edição 2012. Iniciativa do Município de Ponte de Lima, o concurso tem periodicidade anual decorrendo no período compreendido entre o final do mês de maio e o início do mês de setembro.

Reforçar a imagem do Concelho de Ponte de Lima, como o mais florido, incentivando a autoestima dos seus munícipes e o reconhecimento de valores locais de partilha e entrega, são os principais objetivos desta iniciativa do Município de Ponte de Lima.

Aberto a toda a comunidade, desde instituições públicas, privadas, espaços comerciais, de alojamento, restauração e a cidadãos a título individual, esta 5ª edição recebeu 95 candidaturas.

A avaliação do júri incluiu uma pré-seleção, através de fotografias, seguindo-se uma visita ao local, para avaliar os espaços selecionados.

De acordo com critérios de apreciação presentes no ponto 11.1 do regulamento do concurso, foi atribuído, por unanimidade, a classificação final que se segue:

1º lugar Varanda Mais Florida

Janela/Varanda Mais Florida

1º Centro Educativo da Facha

2º Maria Fernanda Lopes Pinto Brandão – Ponte de Lima

3º Maria Inês Caçador Morais – Rebordões St. Maria

1º lugar Canteiro Mais Florido

Canteiro Mais Florido

1º Maria Emília Silva Araújo – Gaifar

2º Rosa dos Prazeres da Rocha Gonçalves Dantas – Anais

3º Paula Carreiras - Gaifar

1º lugar Estabelecimento Mais Florido

Estabelecimento Mais Florido

1º Maria de Fátima Silva Ferreira Martins – Arcozelo

2º Casa do Povo de Moreira do Lima

3º Victor Manuel Pereira Correia – Vitorino das Donas

Os prémios a atribuir em valor monetário e géneros visam estimular e apoiar os participantes.

Assim, os primeiros classificados de todas as categorias recebem 200€ e um vale no valor de 100€ que poderão ser trocados por espécies (plantas, fertilizantes, etc.) em estabelecimentos comerciais das respetivas especialidades, a indicar pela Equipa Municipal de Espaços Verdes.

Nas categorias do Canteiro e Estabelecimento Mais Florido o segundo e terceiro classificado recebem respetivamente 100€ e um vale de 75€ e 50€ e um vale no valor de 50€, que poderão ser trocados por espécies (plantas, fertilizantes, etc.)

Para a Categoria do Estabelecimento Mais Florido, o segundo e terceiro lugar, respetivamente, recebe um vale de 75€ e 50€,que poderão ser trocados por espécies (plantas, fertilizantes, etc).

A entrega dos prémios realiza-se a 31 de Maio de 2013 – dia de inauguração da 9ª edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, subordinado ao tema “Jardim dos Sentidos”.

PÓVOA DE LANHOSO RENOVA DISTINÇÃO DE “AUTARQUIA MAIS FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL”

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso recebeu, ontem, a Bandeira de Autarquia Mais Familiarmente Responsável 2012 e, por se tratar do terceiro ano consecutivo que consegue esta distinção, a edilidade recebeu uma Menção Honrosa. A entrega decorreu na sede da Associação Nacional de Municípios em Coimbra, na tarde de dia 24 de outubro. Cerca de 35 Municípios portugueses viram desta forma reconhecidas e valorizadas as suas políticas e práticas de apoio às famílias. Trata-se de uma iniciativa da Associação Portuguesa das Famílias Numerosas, através do Observatório das Autarquias Mais Familiarmente Responsáveis.

Bandeira autarquia responsavel 2012 a

A Vereadora da Ação Social da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Fátima Moreira, recebeu a distinção, representando a autarquia Povoense. “Esta distinção, pelo terceiro ano consecutivo, vem reconhecer o trabalho desenvolvido pela autarquia na área de apoio à família, onde tem sido pioneira em várias das medidas implementadas. O apoio às famílias foi sempre considerado como prioritário na estratégia política municipal e continuará a sê-lo. O agudizar dos problemas socioeconómicos exigem de nós, todos os dias, novas respostas e novas medidas", destacou Fátima Moreira, acrescentando: "O galardão de Autarquia Mais Familiarmente responsável é, sem dúvida, um estímulo para continuarmos a trabalhar em prol das famílias, incentivando políticas de proximidade e relações de afeto. Bem hajam todos e todas que, nesta autarquia, contribuem para que outros possam ter melhor qualidade de vida e ajudam a construir um melhor presente e um futuro de esperança".

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso implementou, ao longo dos últimos anos, um conjunto de medidas direcionadas para o apoio às famílias povoenses, de que são exemplo o subsídio às rendas de casa, o Programa HabitaLanhoso, a Ação Social Escolar, a atribuição de Bolsas de Estudo e de Prémios de Mérito, a criação do Banco de Tempo e do Serviço de Promoção da Igualdade de Género, a criação de Cartões Municipais, a manutenção de uma praia acessível a todos, a elaboração do Plano Municipal da Igualdade, de entre muitas outras medidas, como a construção dos Centros Educativos e de equipamentos desportivos, por exemplo.

A cerimónia foi presidida pelo Presidente da Câmara de Cantanhede, João Pais de Moura, que destacou, de entre outros aspetos, que esta bandeira é um estímulo a todos os municípios e que os critérios do Observatório cruzam com o papel dos municípios nos dias de hoje. Já o Presidente da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, Fernando Castro, salientou que o objetivo é que esta bandeira se estenda a todos os municípios do país, revelando a sua atratividade para a fixação das populações, contrariando o apelo para a emigração. Por parte do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis, Margarida Neto, colocou ênfase na família como o coração da sociedade e na necessidade de existirem cada vez mais políticas de proximidade. Presentes estiveram ainda autarcas e pessoal técnico dos 35 municípios portugueses distinguidos em 2012.

Este reconhecimento resulta de um inquérito realizado a nível nacional a que responderam 103 autarquias que permitiu analisar as políticas de família em áreas como: apoio à maternidade e paternidade; apoio às famílias com necessidades especiais; serviços básicos; educação e formação; habitação e urbanismo; transportes; saúde; cultura, desporto, lazer e tempo livre; cooperação, relações institucionais e participação social; e outras iniciativas. São ainda analisadas as boas práticas das autarquias para com os seus funcionários autárquicos em matéria de conciliação entre trabalho e família.

PÓVOA DE LANHOSO RECEBE JORNADAS TÉCNICAS DE PLANTAS AROMÁTICAS & MEDICINAIS

No próximo dia 3 de novembro, a Póvoa de Lanhoso recebe as I Jornadas Técnicas subordinadas ao tema das “Plantas Aromáticas & Medicinais” (PAM). Esta iniciativa é promovida pela ATAHCA em colaboração com a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

APRESENTACAO JORNADAS

Durante as referidas Jornadas, haverá especialistas que irão abordar assuntos como Produção/Transformação, Certificação/Investigação, Comercialização e Apoios Financeiros / Proder. Para além da troca de ideias, esta iniciativa vai permitir ainda que as pessoas que participarem percebam a utilidade que as PAM podem ter no nosso dia-a-dia e experimentem algumas iguarias culinárias, que se servem de plantas aromáticas e medicinais, através de um almoço volante, de um showcook, a que o Hotel Rural Maria da Fonte se associa, mostrando como é que estas plantas podem ser utilizadas na gastronomia. A inscrição é gratuita, mas obrigatória.

“Ao nível da Câmara Municipal, é com muita satisfação que vemos a realização destas jornadas técnicas aqui no concelho, até porque acreditamos que é uma fileira que está em expansão e que pode ser também uma oportunidade de dinamizar a microeconomia através deste produto associada à estratégia que a Câmara tem desenvolvido de apoio à agricultura e aos jovens agricultores”, referiu a Vereadora da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Fátima Moreira, na apresentação do evento.

Aquela responsável salientou todo o trabalho que já vem sendo feito, referindo que a Câmara Municipal tem encetado estratégias que visam apoiar e dinamizar social e economicamente o concelho, ancoradas nesta dinâmica associada à agricultura. “São bons exemplos disso a bolsa de terras, o recente projeto aqui instalado, o Prove, que visa associar pequenos agricultores num produto comum, que são os cabazes, que são distribuídos depois semanalmente aos consumidores, e são também exemplos disso o próprio apoio técnico que a Câmara tem dado aos agricultores e aos potenciais empreendedores nestas áreas ao nível agrícola e também o trabalho que faz com a ATAHCA ao nível dos incentivos de que esta dispõe no âmbito dos apoios comunitários”, considerou. Sensibilizar e informar é o que se pretende e, por isso, estão convidados técnicos especialistas em cada uma das áreas, pessoas com experiência técnica e cientifica e com experiência também já do saber fazer.

A ideia de que a aposta na agricultura pode ser uma possibilidade dada a conjuntura atual foi também uma das mensagens transmitidas. “Estamos a atravessar um período complexo, é verdade que há uma necessidade de fixar a população, há uma necessidade cada vez maior de estimular o emprego e também de criar forma de dinamizar os nossos produtos e parece-nos que estas jornadas vão ao encontro destes objetivos”, salientou. “Acreditamos que podemos mostrar o potencial que esta fileira tem nas suas aplicações, pois as plantas aromáticas e medicinais têm usos diversos tanto ao nível agroalimentar como ao nível farmacêutico ou mesmo ao nível da cosmética. É uma fileira que tem estas possibilidades de escoamento, mas também percebemos que há necessidade de reorganizar esta fileira, de trabalharmos com várias instituições e organismos científicos, que têm outros conhecimentos, e é isso que vamos tentar fazer nestas jornadas: trazer ao debate e à reflexão o estado das plantas aromáticas e medicinais no território nacional, trazer especialistas que têm estudos científicos nesta área, trazer também empresários que já estão e que tem o seu produto organizado e que podem ser bons exemplos e depois refletirmos também como é que isso, ao nível local, pode trazer riqueza, possibilidade de criação de emprego e ocupação do território agrícola”, explicou Fátima Moreira.

Território tem potencial.

O Presidente da ATAHCA, Mota Alves, considerou que o território tem potencial ao nível das PAM, mas que falta organização em termos de produção e de transformação. A este respeito, revelou ainda que esta situação pode levar à apresentação de projetos nesta área e que a Póvoa de Lanhoso tem dois jovens interessados em apresentar projetos para a plantação de plantas aromáticas e medicinais e condimentares e para uma unidade de transformação. “Será o primeiro projeto da região norte com uma unidade de transformação do género e será talvez a maior área de plantação existente na região norte. Eu espero que os dois projetos possam ser aprovados num espaço de tempo curto de maneira a que possamos ter também aqui o melhor exemplo do que se pode fazer nesta área e como se podem cativar jovens e jovens licenciados para investir na área agrícola”, referiu.

Para Mota Alves, é importante pensar a defesa e a proteção das ervas aromáticas e a certificação. “A Câmara da Póvoa de Lanhoso tem-se preocupado com a agricultura e produção em modo biológico. Quando falamos nas ervas, pensamos sempre na produção em modo biológico, por isso, a certificação das ervas em modo biológico poderá por si ser uma razão para a certificação. Para além disso, temos na nossa região algumas espécies que têm origem na sua própria região”, considerou. “Queremos que esta região seja uma referência a nível nacional. Se tivermos a Póvoa de Lanhoso como uma região de emparcelamento das ervas aromáticas, condimentares e medicinais, temos, se calhar, aqui o primeiro exemplo a nível nacional, talvez um dos raros a nível europeu, e penso que é destes projetos inovadores que o país neste momento precisa e que a Europa deve apoiar”, destacou ainda, referindo: “Com projetos inovadores conseguiremos cativar jovens, jovens com formação superior, ter as terras cultivadas, ter uma paisagem tratada, atrair turistas e criar duas coisas importantes para estes territórios: fixar pessoas e criar riqueza. Com isso, temos aqui uma combinação completa para podermos dizer que temos um concelho de sucesso, que conseguiu atingir também um dos seus objetivos que é conseguir um concelho de referência a nível nacional, pela fixação das pessoas e pelas pessoas se sentirem bem onde vivem”.

Inscrições e informações: altocavado@mail.telepac.pt. Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar / 911193354 e gabio@mun-planhoso.pt Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar / 927528832

PONTE DE LIMA: ENSAIO DA BANDA DE MÚSICA DE MOREIRA DO LIMA NA DÉCADA DE TRINTA DO SÉCULO PASSADO

leones

A foto data da década de trinta do século passado e mostra o maestro Daniel Leones dirigindo o ensaio da Banda de Música de Moreira do Lima sob a latada de vinha de sua casa, no sítio do Covêlo, em Moreira do Lima. Trata-se de um registo de elevado interesse histórico para Ponte de Lima e a referida Banda de Música.

Foto gentilmente cedida por seu filho, o sr. Daniel Gomes Leones, conceituado músico e maestro que, seguindo as pisadas de seu pai, tem destacado-se no panorama musical de Ponte de Lima.

NÃO SE ESQUEÇA DE ATRASAR O RELÓGIO!...

No próximo Domingo, dia 28 de Outubro, às 0100 UTC (0200 no Continente/Madeira e 0100 nos Açores) a hora legal será alterada, devendo os relógios ser atrasados em 60 minutos.

Passaremos ao fuso 0 ou Zulu no Continente/Madeira e ao fuso +1 ou November nos Açores.

Assim, a noite de Sábado para Domingo será uma hora mais longa, pelo que se sugere atenção a este facto para qualquer compromisso que exista para a manhã de Domingo.

BARCELOS HOMENAGEIA S. NUNO DE SANTA MARIA

Santa Casa da Misericórdia inaugura estátua no dia 3 de novembro

Barcelos homenageia no próximo dia 3 de novembro uma das grandes figuras da História de Portugal e da Igreja: S. Nuno de Santa Maria. A Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, com o apoio da Câmara Municipal, vai erigir uma estátua em honra do Santo, a primeira em território nacional após a canonização, ocorrida em abril de 2009.

DSC_0019 - 1

Na conferência de imprensa de apresentação do programa da homenagem a S. Nuno de Santa Maria, o Provedor da Santa Casa explicou os motivos desta iniciativa: “cultivar a feição e culto por parte dos barcelenses ao homem e ao santo”. António Pedras evocou o papel do Condestável na defesa da pátria, durante a crise dinástica de finais do século XIV e a importância de D. Nuno Álvares Pereira (1360-1431) na fundação da dinastia brigantina – foi 7.º Conde de Barcelos (1385-1401). Acresce a sua vocação religiosa que culminou no recolhimento, nos últimos anos de vida, no Convento do Carmo. Para S. Nuno de Santa Maria, “a pátria compagina com a religião que abraçou”, referiu ainda António Pedras.

Na conferência de imprensa, o Presidente da Câmara manifestou a satisfação pela associação do Município a esta homenagem. Miguel Costa Gomes referiu os apoios prestados a esta iniciativa da Santa Casa – a cedência do espaço e todos os trabalhos necessários à implantação da estátua, bem como o apoio logístico e financeiro.

“Esta é uma obra importante para a Igreja, para a Santa Casa e para o Município”, disse ainda Miguel Costa Gomes.

A estátua será localizada numa envolvente patrimonial nobre da cidade – no jardim junto ao edifício da Câmara Municipal, da Igreja Matriz, do antigo Paço dos Condes e da estátua de uma outra importante figura da Igreja: D. António Barroso.

A conceção da estátua pertence a um grupo de escultores e arquitetos, entre 30 propostas apresentadas a concurso. É feita de bronze e tem cerca de dois metros de altura. O seu custo está estimado em 56 mil euros, acrescido de IVA, e será pago por subscrição pública.

A Santa Casa pretende dar uma importância nacional à homenagem, fazendo justiça a vontades anteriores de levar a cabo uma “condigna comemoração” do Santo. Para isso, elaborou um programa a decorrer nos dias 2 e 3 de novembro.

No dia 2, às 18h00, realiza-se uma conferência sobre S. Nuno de Santa Maria, proferida por Jaime Nogueira Pinto, no auditório da Câmara Municipal de Barcelos.

No dia 3, as cerimónias serão presididas pelo Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, e contarão com a presença de D. Duarte de Bragança e esposa, do Núncio Apostólico, do Arcebispo Primaz de Braga, de deputados eleitos pelo círculo de Braga, da Câmara Municipal de Barcelos, entre outros.

Haverá uma missa solene na Igreja Matriz de Barcelos, às 11h00. A cerimónia de inauguração da estátua terá lugar às 15h00. Durante esta cerimónia serão prestadas honras militares ao Condestável do Reino, como às Forças Armadas Portuguesas e a todos quantos morreram pela Pátria.

Às 18h00, na Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, realiza-se um concerto musical pela Banda do Exército, com o Coral da Madalena.

CELORICO DE BASTO RECEBE HOTEL DE QUATRO ESTRELAS

Foi lançada a primeira pedra para construção de um Hotel, de 4 estrelas, na vila de Celorico de Basto

Um dia importante na promoção do nosso concelho, pelo arranque de um empreendimento turístico, com várias valências e tipologia de 4 estrelas, que permitirá alicerçar de forma consistente a região a nível turístico. Não falamos de intenções, nem de sonhos ou futurologia falamos sim, de uma realidade concreta, que há algum tempo foi planeado e que neste momento é facto consumado e importante para a economia local”, foi desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, deu arranque à cerimónia protocolar do lançamento da primeira pedra do hotel.

cerimónia solene - hotel (2)

Decorreu hoje, 25 de outubro, na vila de Celorico de Basto, a cerimónia de colocação da primeira pedra de um empreendimento turístico, um hotel de 4 estrelas, na zona de Silvestre, uma marca importante a nível turístico no concelho.

O autarca salientou que “diversas vicissitudes” impediram que o hotel andasse mas foi pela persistência, pela troca de impressões com empresários e por assumir as responsabilidades enquanto promotor ativo que foi possível dar este passo para a construção desta infraestrutura. “Nós, enquanto autarquia, assumimos as nossas responsabilidades, sendo promotores ativos para o investimento local, que permitam a criação de postos de trabalho e promover a qualidade de vida num país que precisa de exportar mais e atrair investimento externo. É essa a nossa função numa altura em que estamos dotados de unidades industriais do mais avançado ao nível tecnológico que apostam na exportação e apoiamos os nossos empresários numa ótica de criar soluções para desenvolver o que é realmente importante numa lógica de parceria a nível local, regional e nacional com as diferentes entidades”, salientou.

 O presidente da CCDR- N, José Duarte Vieira, assumiu a responsabilidade da CCDR enquanto organismo “facilitador dos promotores privados” numa lógica de “encontrar soluções credíveis capazes de viabilizar de forma expedita o investimento em áreas que marquem a diferença após a devida análise dos projetos, ao orientá-los ou reorientá-los, para que possam surtir efeitos práticos, num trabalho olhado como um todo, pois só assim será possível atingir o sucesso” mencionou.

Duarte Vieira afirmou, ainda, que o novo Quadro Comunitário de apoio apresenta um reforço de 1000 milhões de euros, no apoio a projetos sobretudo, da região norte, onde há maior investimento. Torna-se necessário “o encontro, cada vez mais intenso e real, entre investidores privados e entidades públicas”, concluiu.

O empreendimento turístico surge após a insistência do autarca em dotar o território de um hotel capaz de fazer face ao aumento crescente da procura da região, num investimento que ronda os 3 milhões de euros e que se prevê em “andamento rápido” referiu o principal agente promotor, o empresário, Gonçalo Meireles.

Cerimónia solene - hotel

O empresário Luso-Brasileiro mostrou-se honrado em participar na construção da infraestrutura tecendo largos elogios ao autarca celoricense como decisivo promotor para a execução da obra, referindo que “o apoio do concelho e o apoio institucional, é o que o empresário necessita para poder investir”. Segundo o mesmo será um empreendimento turístico que irá promover um acréscimo de eventos suplantando os existentes. “ Celorico de Basto é uma terra atrativa com muitos eventos como a Festa das Camélias, a Feira da Gastronomia, as feiras anuais e semanais que recebe milhares de pessoas sendo que, o empreendimento torna-se necessário para fazer face às necessidades da região”, concluiu.

Trata-se de um hotel de cariz urbano que fica enquadrado na zona central de Celorico de Basto, Lugar de S. Silvestre, com capacidade para 50 quartos, com SPA, piscina interior e exterior entre outras valências com classificação de 4 estrelas.

Um dia dedicado à economia e investimento em Celorico de Basto que procura racionalizar recursos, fomentar e dinamizar a economia local.

 Os convidados foram rececionados no Salão Nobre dos paços do concelho com o presidente da CCDR-N a assinar o livro de honra do município seguindo-se a cerimónia protocolar do ato de colocação da primeira pedra antes da colocação oficial cito, na Zona de S. Silvestre, local da construção do Hotel.

O presidente da CCDR-N e restantes convidados foram, ainda, visitar a evolução das obras do Hotel da casa da Boavista e as obras de construção da Ecopista.

No setor industrial, a comitiva passou pela Adla, empresa de extrusão de Alumínios, na zona industrial da Lameira, e por uma nova unidade fabril de calçado, fixada na zona industrial de Carvalho.

CONGRESSO INTERNACIONAL ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL REALIZA-SE EM PONTE DE LIMA

Congresso Internacional Animação Sociocultural

Intervenção e Educação Comunitária: Democracia, Cidadania e Participação

Teatro Diogo Bernardes / 25, 26 e 27 outubro

Está a decorrer no Teatro Diogo Bernardes até ao próximo domingo, dia 27 de outubro o Congresso Internacional de Animação Sociocultural.

Com o apoio do Município de Ponte de Lima, o congresso é promovido pela Intervenção – Associação para a Promoção e divulgação Cultural, com o objetivo de analisar, refletir, promover, impulsionar e estimular o papel da Animação Sociocultural em diversas vertentes, nomeadamente na atual conjuntura de crise, como metodologia de intervenção comunitária, como resposta participativa na construção comunitária, bem como a sua ligação às redes sociais.

O Congresso Internacional de Animação Sociocultural visa ainda estimular o pluralismo social, a partilha de projetos, a educação intergeracional e a inserção de metodologias participativas promotora de uma sociedade solidária para o século XXI.

Perspetivam-se três dias intensos de debate, no sentido de estimular o desenvolvimento social, cultural e educativo e dissecar o papel da comunidade, da educação comunitária, do desenvolvimento comunitário como alicerces de construção de um futuro e de participação coletiva.

De referir que a organização deste congresso conta ainda com a colaboração do CENFIPE – Centro de Formação de Professores, que atribuirá um crédito para Educadores de Infância e Professores participantes nesta iniciativa.

Para mais informações e inscrições contate congresso@geralintervencao.com.pt

MUNICÍPIOS DE AMARES, TERRAS DE BOURO, VIEIRA DO MINHO E VILA VERDE REÚNEM COM O DIRETOR REGIONAL DE AGRICULTURA

Ao final da tarde de ontem, dia 24 de Outubro, as Câmaras Municipais de Amares, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, representadas pelos seus presidentes e vice-presidentes, reuniram nos Serviços Regionais da Agricultura do Norte, em Braga, com o Director Regional de Agricultura e com o Subdirector para tratarem de assuntos relacionados com o desenvolvimento rural e o apoio aos agricultores.

A reorganização dos Serviços do Ministério da Agricultura em curso atirou estes quatro concelhos do distrito de Braga para a delegação do Alto Minho, com sedeem Vila Novade Cerveira. Logo que os autarcas dos quatro concelhos tiveram conhecimento desta situação, solicitaram ao Director Regional de Agricultura uma reunião com carácter de urgência.

Nessa reunião, os quatro municípios apresentaram as suas preocupações com o facto de serem “transferidos” para a delegação do Alto Minho e com todos os inconvenientes que essa situação poderá gerar.

O Director Regional de Agricultura garantiu aos autarcas que a alteração da distribuição dos concelhos por diversas delegações é meramente administrativa e que nenhum agricultor destes quatro concelhos terá de se deslocar a Vila Nova de Cerveira para tratar de qualquer assunto, pois os serviços situados em Braga continuarão a funcionar e a dar todas as respostas e apoio aos agricultores. Acrescentou que será reforçada uma resposta de proximidade pois o principal objectivo da reorganização dos serviços é prestar um serviço mais próximo das populações.

Os autarcas saíram satisfeitos com as explicações e compromissos assumidos pelo Director Regional e manter-se-ão atentos ao evoluir da situação.

CAMINHA: SEIXAS NAS ARTES PLÁSTICAS

capture4

O pintor Gilberto Ventura Terra Renda nasceu em Seixas, no Concelho de Caminha, e era sobrinho e afilhado do célebre arquiteto Miguel Ventura Terra. A revista “Ilustração Portugueza”, na sua edição de 21 de dezembro de 1914, dá conta da exposição de pintura que então realizou na qual, grande parte das obras expostas, eram dedicadas à sua terra natal.

capture1

Caminho de Seixas

Exposição de Belas-Artes no Salão da “Ilustração Portugueza”

Foi muito visitada a exposição de quadros realisada no salao da “Ilustração Portugueza” pelo distinto pintor sr. Gilberto Ventura Renda, que apresentou n’ela trabalhos que foram justamente apreciados.

O assunto da maioria das suas telas foi o brilhante artista buscar ás belas e fecundas paisagens do nosso Minho, que tantos artistas tem inspirado em obras de grande valor, e n’eles vincou o sr. Renda os seus excecionaes recursos artísticos com a maior exuberância.

Lugar da Fonte (Seixas)

Tambem apresentou na sua galeria de quadros belíssimos estudos de figuras e composições de interior, nos quaes há riqueza de tonalidade e excelente técnica, que muito distinguem o seu trabalho. Os srs. dr. Bernardino Machado, Braamcamp Freire, presidente do Senado e outros vultos de destaque na sociedade, também visitaram a exposição, felicitando todos eles o distinto artista pelos seus belíssimos trabalhos, dos quaes muitos foram vendidos.

Fotos: Benoliel

Pensando...

capture5

Deitando a vara

AUTARCAS DE TERRAS DE BOURO DESLOCAM-SE A FRANÇA

No próximo fim-de-semana, de 25 a 28 de outubro, uma comitiva de autarcas de Terras de Bouro, composta por cerca de trinta e duas pessoas, efetuará uma visita de cortesia e cooperação a Saint Arnoult-en-Yvelines, localidade francesa que regista uma forte implantação de emigrantes portugueses, nomeadamente, terrabourenses.

A delegação lusa irá realizar, em conjunto com as respetivas famílias francesas de acolhimento, uma série de atividades de caráter turístico e cultural, no âmbito do processo de geminação iniciado em 2004.

Mais uma vez, a iniciativa tem por objetivo a aproximação social e cultural das duas comunidades, apostando no aprofundamento e desenvolvimento de um espírito europeu que se quer marcante e multifacetado.

De salientar a projeção turística que Terras de Bouro e o Gerês têm com este tipo de atividades, pois além do que já tem sido norma, com a criação óbvia de laços de afinidade entre as famílias envolvidas, proporciona também intercâmbios de vária ordem, nomeadamente, culturais, desportivos e gastronómicos.

A comitiva terrabourense é chefiada pelo senhor Presidente da Câmara Municipal, Dr. Joaquim Cracel, esperando-se que a estadia consolide e desenvolva ainda mais este projeto de geminação.

 

“REAPROVEITAR E RECICLAR” É O LEMA DE CELORICO DE BASTO

A Câmara Municipal de Celorico de Basto estabeleceu um protocolo de colocação de contentores para recolha de velas e cirios dos cemitérios, tendo como fim o seu reaproveitamento ou reciclagem, de forma a desenvolver uma adequada gestão de resíduos sólidos e urbanos.

O presente protocolo implica a colocação de 24 contentores nos cemitérios do concelho e a gestão dos mesmos. Esta tarefa é da responsabilidade da empresa “Ceradenovo, lda” a quem é dada a exclusividade de recolha dos resíduos pelo município de Celorico de Basto. As duas entidades veem-se assim na responsabilidade de respeitar as cláusulas descritas no protocolo para que o mesmo vigore pelo tempo estipulado que são quatro anos com renovação automática.

Este protocolo permitirá uma recolha seletiva de resíduos que normalmente eram colocados no lixo normal e seguiam para os aterros. Neste caso, desenrola-se o processo de triagem dos resíduos que poderão ser reaproveitados sendo o restante encaminhado para a reciclagem.

A autarquia tem tido uma preocupação rigorosa no que respeita ao meio ambiente visto ser uma área maioritariamente rural e com características saudáveis que não pretende ver alteradas. “Em Celorico de Basto respira-se ar puro e não queremos que esse facto, tão importante, se altere. Por isso, temos feito um trabalho importante no que respeita à gestão dos resíduos sólidos e urbanos de forma a garantir um futuro mais apelativo para as gerações vindouras”, referiu o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva.

Importa mencionar que todos os materiais usados na construção dos contentores de recolha dos resíduos seguem as regras ambientais da União Europeia.

EM 1960, GRUPO FOLCLÓRICO DR. GONÇALO SAMPAIO FOI RECEBIDO PELO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA, DR. FRANÇA BORGES E ATUOU NOS PAÇOS DO CONCELHO

A31327

Em 1960, o Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio efetuou uma digressão a Paris e Londres. Antes da partida, porém, foi recebido nos Paços do Concelho, em Lisboa, onde apresentou cumprimentos ao Presidente da Câmara Municipal de Lisboa António Vitorino França Borges, vendo-se também na foto o Vice-presidente, Aníbal David. Na ocasião, teve ainda a oportunidade de atuar no átrio dos Paços do Concelho.

As fotografias, da autoria de Armando Serôdio, feitas a partir de negativo de gelatina e prata em acetato de celulose, retratam a referida cerimónia.

Foto: Arquivo Municipal de Lisboa

A31328