Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA: MORADORES DA CABRAÇÃO DESCONTENTES COM A FUSÃO DA FREGUESIA COM MOREIRA DO LIMA

O BLOGUE DO MINHO alertou recentemente para o mal-estar que o processo decorrente da fusão das freguesias de Cabração e Moreira do Lima está a gerar, sobretudo junto da população da Cabração que se sente preterida nos novos órgãos autárquicos.

Os moradores lamentam a forma arrogante com que têm sido tratados, mormente aquando da cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos autárquicos que deveria decorrer em cerimónia pública, receando ainda virem a ser prejudicados relativamente à exploração dos recursos naturais que desde sempre pertenceram à Cabração como é o caso da água e dos baldios.

A propósito, a candidatura “Moreira do Lima e Cabração Unidos – MCU” fez publicar na última edição do jornal “Alto Minho” o seguinte comunicado.

427439_3172274279170_2005616129_n

Texto completo publicado no Jornal Alto hoje:

Na sequência das declarações constantes na entrevista do Sr. Presidente da Junta de freguesia de Cabração e Moreira do Lima publicada no Jornal “Alto Minho” no dia 27/11/2013, decidiu o grupo de cidadãos eleitores “Moreira do Lima e Cabração Unidos – MCU” na qualidade de atual oposição e porque foi implicitamente visada dizer o seguinte:

- É verdade que não existe mau estar entre as populações das duas freguesias porque é gente pacífica e ordeira.

- Existe sim um grande mau estar entre a população da Cabração e o executivo da junta de freguesia, provocado pelo facto de actualmente o executivo da junta de freguesia que abrange as duas freguesias agregadas ser única exclusivamente constituído por cidadãos de Moreira do Lima, aliás pelo anterior executivo da junta de Moreira do Lima. Como é do conhecimento geral, e normal em todos os processos de agregação de freguesias, as juntas de freguesia foram constituídas por pessoas das freguesias agregadas, o que não aconteceu nesta autarquia e ao que julgamos terá sido o único caso no país. Porque?

- A lista que formamos (Moreira do Lima e Cabração Unidos - MCU) e que concorreu nas últimas eleições autárquicas, era composta por pessoas das duas freguesias, dos quais cinco provenientes da Cabração (três em lugares legíveis em caso de sair vencedora) sendo o número dois da lista também da Cabração.

- Ao contrário da lista vencedora, atual junta de freguesia, que apenas apresentou duas pessoas da Cabração (posicionados em 14º e 15º, respectivamente), nós respeitamos a Cabração e o seu povo, garantindo igualdade de oportunidades, e aceitamos com naturalidade e como princípio o anseio natural da população em ter membros da sua comunidade a representá-los no executivo da junta.

- Será que se fosse o inverso não iria existir no povo de Moreira do Lima a sensação de mal-estar?

- O simples facto do Sr. Presidente ter abordado a questão na entrevista e na forma como o fez como primeiro tema, atribuindo-lhe essa importância, por ai demonstra bem que este mal-estar está patente.

Ficamos satisfeitos por constatar que nessa mesma entrevista algumas das mais importantes linhas orientadoras do nosso programa de campanha tenham merecido o acolhimento do Sr. Presidente, nomeadamente, o saneamento básico, o aproveitamento do antigo edifício da escola primária para o centro de dia e a melhoria das redes viárias.

Aguardamos para ver a sua concretização e se tal acontecer consideramos que já valeu bem a pena termos sido candidatos a assembleia de freguesia, porque quem sairá beneficiado é o povo das duas freguesias.

Contudo não será de mais dizer que quanto ao saneamento, este parou à cerca e 6 anos na entrada da freguesia, sem nunca se saber porque, e quanto ao que parece, havia fundos comunitários disponíveis e até porque durante este tempo todo, não houve uma atitude ativa da então junta da freguesia, em relação ao mesmo saneamento, nunca foi ponto de discussão, empenho ou interesse em o garantir.

Só assim se compreende porque foram alcatroados vários arruamentos, que agora terão que levar novamente obras para a instalação do saneamento, caso essa obra venha a ser uma realidade.

Por fim achamos estranho o Sr. Presidente da Junta não ter aproveitado a oportunidade para explicar as razões pelas quais a instalação dos órgãos da assembleia de freguesia ter sido realizada à porta fechada, e por isso mesmo, várias pessoas foram privadas de assistir ao ato e tiveram que aguardar no exterior da sede da junta de freguesia de Moreira do Lima.

Carlos Pinheiro

José Vieira

Mariana Gomes

Luís Trigueiro

Desejo a todos os nossos apoiantes um Bom Ano 2014