Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESTADO VAI DESPEDIR OS 620 TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO

O Estado, através da Empordef, vai despedir os 620 trabalhadores que integram dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, sabe o Económico. Segundo fontes próximas ao processo, "o Estado vai indemnizar todos os trabalhadores dos ENVC, havendo depois um compromisso por parte da Martifer para entrevistar aqueles que queriam vir a integrar os quadros da nova empresa que será constituída".

A Martifer, que ganhou a subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, compromete-se a criar 400 postos de trabalho e a entrevistar, em primeiro lugar, os trabalhadores agora despedidos.

A subconcessão terá o valor de 415 mil euros por ano e vai vigorar até 2031. Recorde-se que a subconcessão visa apenas a utilização dos terrenos, edifícios e infra-estruturas afectos à concessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

Contactado o ministério da Defesa, que tem a tutela dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, adianta que "obviamente que os trabalhadores terão que sair dos ENVC, uma vez que há um processo em curso no seio da Comissão Europeia e que obriga o Estado a devolver 180 milhões em ajudas de Estado ou a fechar a actividade da empresa. Depois o que acontece é que esses trabalhadores poderão vir a integrar a nova empresa".

O Económico contactou António Costa, representante da Comissão de Trabalhadores dos ENVC, que garante: "Não temos conhecimento de nada, a única coisa que sabemos é que fomos convocados para uma reunião amanhã em Lisboa, com o ministro da Defesa".

Fonte: Elisabete Felismino / http://economico.sapo.pt/