Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA É A MAIS IMPORTANTE ESTÂNCIA BALNEAR DO ALTO MINHO

Beneficiando de excelentes condições de acesso, incluindo ligação ferroviária com apeadeiro no local, Vila Praia de Âncora tornou-se desde os começos do seculo passado na mais importante estância turística balnear do Alto Minho. Todos os anos, esta localidade atrai milhares de pessoas, incluindo turistas estrangeiros e emigrantes portugueses em férias, fazendo esgotar a sua capacidade hoteleira.

Aqui, o visitante pode encontrar um pouco de tudo quanto o Minho tem para oferecer. Praias magníficas a perder de vista, excelente gastronomia onde não falta o peixe, bom alojamento, o ambiente típico de uma vila piscatória e, junto, a paisagem deslumbrante da serra d’Arga com as suas povoações rurais e muita animação noturna onde a alegria e o colorido do folclore do Alto Minho marca a sua presença.

Vila Praia de Âncora - Jul2010 (114)

Daqui até à Póvoa de Varzim a povoação mais importante de pescadores é a Lagarteira (Âncora), na segunda reentrância da costa. Deito-me a pé pela estrada, através do lindo pinheiral do Estado, que, de cismático, me lembra António Nobre, e fico perdido de sonho no Moledo. Em 13 de Agosto de manhã há uma ligeira névoa, um nada, um bafo. São nove horas. O azul entontece. Perco a linha da paisagem, o verde escuro do pinheiral que vai até ao mar, e tudo isto se me afigura uma larga concha azul, formada pelo mar azul e pelo céu azul, com uma borda de areal onde alguns velhos moinhos em fila batem as asas para meu encanto. O forte da Senhora da Ínsua fica num extremo da curva, onde a amplidão do azul é infinita, a penedia a desfazer-se em espuma… Não posso. Por mais que queira não posso arredar-me daqui, com a cabeça estonteada. Fico. E só ao fim da tarde é que consigo chegar a Âncora, com dois jactos de azul metidos pelos olhos dentro. Logo hoje, até muito tarde, não se apaga do céu um doirado de iluminura, que se prolonga até noite velha e morre com aflição…

Raul Brandão, de Caminha à Póvoa

Dunas - passagem

Vila Praia de Âncora - Jul2010 (8)

Vila Praia de Âncora - Jul2010 (105)

Dunas - Serra D'Arga

Vila Praia de Âncora - Jul2010 (51)

Foz Rio Âncora

Vila Praia de Âncora - Jul2010 (7)

Praia VP Ancora