Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CELORICO DE BASTO ATRAI MILHARES DE FORASTEIROS ÀS FESTAS DO CONCELHO

As festas do concelho de Celorico de Basto proporcionaram momentos culturais únicos e arrastaram milhares de pessoas à vila de Celorico de Basto, de 25 a 28 de julho. As festividades iniciaram no dia 25 de julho, dia do padroeiro, S. Tiago, e prolongaram-se até ao dia 28 de Julho, com um vasto leque de atividades culturais que proporcionaram o deleite dos presentes com o cortejo etnográfico como ponto alto.

_DSC9941

O presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, salientou a importância destas atividades como característica cultural do concelho, uma iniciativa que envolve a população local na promoção das diferentes atividades. “As festas do concelho são o ponto alto das atividades culturais desenvolvidas no concelho. Vivem-se momentos únicos com destaque para o cortejo etnográfico que conta com a participação da população do concelho, através de juntas de freguesia e associações que nos trazem as tradições, usos e costumes que se praticam em cada freguesia. Trata-se efetivamente, de um evento que move a população a assistir e a participar”, salientou. “É nossa intenção manter as tradições inalteráveis de forma a preservar a identidade do concelho” concluiu.

No dia 25 de julho as festas do concelho contaram com a atuação da Cooperartes que apresentou um recital, com o Teatro Experimental Celoricenses que se apresentou à população com o espetáculo “Origens” e com a atuação do grupo OMNIS.

_DSC9447

No dia seguinte o destaque incidiu na arruada de bombos com a presença dos Bombos de Agilde, os Amigos da União de Basto, os Caetanos de Gagos, os Unidos de Carvalho, os Zés Pereira de Carvalho, os Bombos do Agrupamento de Escolas de Gandarela, os bombos de Sta. Maria de Moreira do Castelo, os Zés Pereiras de S. Romão do Corgo, e o Castelo em Movimento. Seguiu-se atuação de João Ameixa e Cátia Castro, e da Banda de música “os Suspensórios”.

No sábado o ponto alto foi a atuação de José Cid que, e mesmo com o tempo incerto com alguns aguaceiros, encheu a praça de gente para assistir ao espetáculo. Seguiu-se a sessão de fogo-de-artifício e a atuação da Banda jovem.  Durante a tarde decorreu uma aula aberta de Zumba por power whit movement e uma aula aberta de autenticidade.

O ponto alto das festividades decorreu no dia 28 de julho com o cortejo etnográfico com cerca de 80 carros alegóricos, mais de 700 figurantes e milhares de pessoas a assistir.

Após o cortejo todos os participantes puderam usufruir da tradicional merenda de S. Tiago que proporcionou o convívio e a degustação de diversas iguarias. As festividades terminaram com o Festival de Folclore que contou com a presença dos ranchos do concelho a referir pela ordem de atuação o Rancho Folclórico de Sta. Maria de Canedo, o Rancho Folclórico de Gandarela, o Grupo de Danças e Cantares do Divino Salvador de Ribas, o Rancho Folclórico do Centro Cultural e Recreativo de S. Bartolomeu do Rego e o Rancho Folclórico do Centro Cultural e Desportivo dos Amigos do Castelo.

_DSC99991 (23)

_DSC99991 (59)