Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PEDRO ABRUNHOSA ATUA EM PONTE DA BARCA NA ROMARIA DE SÃO BARTOLOMEU

21 DE AGOSTO | 23H | PRAÇA TERRAS DA NÓBREGA

Ponte da Barca recebe esta ano na sua Romaria de São Bartolomeu – que acontece de 19 a 24 de agosto -  um dos mais extraordinários artistas portugueses, Pedro Abrunhosa. Compositor, autor, escritor de canções, produtor, editor, poeta, músico…

Capturar1

Do Conservatório ao Jazz, formou bandas, tocou em orquestras, partiu em digressões pelo Mundo. Fundou a Escola de Jazz do Porto, a Cool Jazz Orchestra e a Máquina do Som. Cria os Bandemónio e edita “Viagens” em 1994, dando origem a um fenómeno sem precedentes em Portugal. Conta com um total de sete discos de originais, todos escritos e compostos por si, “Viagens”, “Tempo”, “Silêncio”, “Momento”, “Luz”, “Longe” e “Contramão”, os dois últimos acompanhados pelos Comité Caviar. Pedro Abrunhosa tem ainda inúmeras parcerias internacionais. Caetano Veloso, Maria Bethânia, Maceo Parker, Lenine, Nelly Furtado, entre muitos outros, interpretam canções do Autor. Editou ainda o triplo disco ao vivo “Palco”, e os DVDs “Intimidade” e “Coliseu”.

Com uma sólida carreira pautada pelo sucesso, Pedro Abrunhosa a cumulou discos de platina e inúmeros prémios.

O concerto acontece no dia 21 de agosto, a partir das 23h, na Praça da República. A entrada é gratuita.

PILOTO ARNALDO MARTINS DE CABECEIRAS DE BASTO SAGRA-SE BICAMPEÃO DO MUNDO DE BAJAS 2018

Presidente da Câmara Municipal recebe Arnaldo Martins

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado da vereadora do Desporto, Dra. Carla Lousada, recebeu esta tarde, dia 16 de agosto, no Salão Nobre, o piloto Arnaldo Martins que se sagrou Bicampeão do Mundo de Bajas na categoria Quad (Moto 4/Todo-o-terreno), depois de ter vencido no passado dia 11 de agosto a Baja da Hungria, prova que encerrou a temporada de 2018 da Taça do Mundo de Bajas.

Presidente da Câmara recebe Arnaldo Martins - Bicampeão do Mundo de Bajas 2018

Pelo segundo ano consecutivo o experiente piloto Cabeceirense conquistou o mais alto lugar no pódio do Campeonato do Mundo, ele que lidera atualmente o Campeonato Nacional de Todo-o-terreno.

Na oportunidade, o presidente da Câmara deu os parabéns ao atleta e congratulou-se com o fantástico resultado obtido por Arnaldo Martins no Campeonato do Mundo. O autarca regozijou-se com mais esta vitória que traz grande projeção e prestígio a Cabeceiras de Basto, elevando tão alto o nome da nossa terra, referindo que a Câmara Municipal continua a estar disponível para apoiar o piloto em novos desafios.

Arnaldo Martins, em sinal de reconhecimento e agradecimento pelo apoio que a Câmara Municipal lhe tem concedido, entregou ao presidente da Câmara o troféu da vitória na Baja da Hungria, troféu que fez questão de oferecer à autarquia. O piloto ofereceu também uma placa alusiva a mais uma conquista internacional. As peças oferecidas estão já expostas nos Paços do Concelho.

Recorde-se que, após a vitória do Campeonato do Mundo em setembro do ano passado, Arnaldo Martins sofreu um grave acidente no dia 5 de outubro de 2017 enquanto treinava, acidente que o poderia ter afastado definitivamente das competições.

Felizmente, a sua rápida recuperação, aliada à sua força e determinação, permitiram o recomeço dos treinos e nova participação nas provas deste ano de 2018 que o levaram a vencer este Campeonato do Mundo, sagrando-se bicampeão.

É um orgulho para Cabeceiras de Basto e para os Cabeceirenses que um filho da terra alcance este patamar de sucesso no panorama desportivo mundial.

UNESCO CONSAGRA BARCELOS CIDADE CRIATIVA DO ARTESANATO

36.ª edição da Mostra de Artesanato foi um sucesso e evidenciou Barcelos Cidade Criativa da UNESCO

Chegou ao fim com balanço positivo a 36.ª Mostra Nacional de Artesanato e Cerâmica em Barcelos, que decorreu de 3 a 15 de agosto. Para o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, “esta 36.ª Mostra pretendeu evidenciar o respeito que a cidade tem pelos artesãos”, num ano em que o Município de Barcelos foi agraciado com o Prémio Nacional de Artesanato, poucos meses depois da consagração como Cidade Criativa da UNESCO.

CMB_1344

Foram 13 dias em que o destaque foi para o que de melhor se faz em Barcelos, desde a cestaria e vime, à olaria, barro figurativo, trabalhos em madeira, ferro e derivados e bordados. Foram muitas as produções artesanais que puderam ser apreciadas no decorrer do certame, uma iniciativa promovida pelo Município de Barcelos, onde participaram mais de uma centena de artesãos.

Este evento permitiu aos visitantes o contacto com as artes tradicionais e o trabalho ao vivo e promoveu a riqueza da arte e do trabalho tradicional barcelense, reafirmando a aposta do Município no apoio ao trabalho desenvolvido pelos artesãos.

A Mostra contou com um vasto programa de animação diária, onde se incluíram diversos espetáculos musicais ao vivo, arruadas dos grupos folclóricos do concelho de Barcelos e atuações de grupos estrangeiros participantes no Festival do Rio, entre outras atividades que animaram quem visitou a cidade  de Barcelos por estes dias.

Destaque para o envolvimento das associações do concelho que assumiram a animação cultural do certame e para os  workshops com os artesãos que  fizeram, uma vez mais, as delícias dos visitantes.

A Gala do Artesanato, que se realizou no último sábado, à noite, foi um dos pontos altos da Mostra e contou com um espetáculo único protagonizado em exclusivo por artistas barcelenses, marcando a cerimónia de entrega dos habituais galardões anuais para os melhores artesãos do certame.

Na categoria principal – Prémio Carreira – foi distinguido Abílio Pereira, artesão da freguesia de Viatodos, por toda uma vida dedicada à cestaria, uma arte que constitui um elemento indispensável para o conhecimento e fruição do artesanato regional, e que, segundo o artesão, “quase já não tem seguidores”. Os prémios Revelação foram entregues a Irene Salgueiro e a Hélder Ferreira, respetivamente, nas subcategorias de Artesanato Tradicional e Contemporâneo. A artesã Fátima Miranda arrecadou o Prémio Inovação.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, “Barcelos tem talento, tem querer, tem criatividade e o nosso dever é incentivá-los”.

Com um programa diversificado a Mostra voltou a atrair, por estes dias, milhares de visitantes ao concelho, uma adesão que espelha o sucesso de um certame que já se realiza há 36 anos.

CMB_1788

CMB_9481

 

TRAJE À VIANESA CERTIFICADO JÁ ESTÁ NO MERCADO

Primeiros trajes de Viana certificados já estão no mercado

Três unidades de produção de trajes à vianesa, em Viana do Castelo, possuem certificação de produto e já colocaram no mercado os primeiros fatos com garantia de origem na etiqueta.

image (1)

A informação foi avançada, terça-feira, pela Câmara Municipal, numa cerimónia que juntou artesãos e responsáveis da "Adere Certifica", entidade responsável que desenvolveu nos últimos três anos o processo para certificar os produtores de traje.

Trajes típicos de Afife, Areosa, Santa Marta de Portuzelo, Geraz do Lima e o azul escuro (ou fato de Dó), vão entrar no mercado etiquetados como "Traje à Vianesa", como garantia para o consumidor de que se cumprem os requisitos estipulados num caderno de especificações previamente aprovados.

No ato simbólico desta terça-feira, foram certificados os primeiros cinco fatos, compostos por nove peças (saia, avental, camisa, colete, lenços de peito e de cabeça, algibeira, meias e chinelas), alguns dos quais já foram vendidos. Um deles para a Casa do Minho no Rio de Janeiro (Brasil).

Segundo Graça Ramos da "Adere Certifica", entidade que também foi responsável pela certificação dos Bordados de Viana há cinco anos, este é um passo que contribuirá para que "um traje emblemático português", obtenha "uma estabilização que não permitirá que este venha a ser abastardado ou adulterado".

"Estamos muito felizes porque temos hoje o nosso traje certificado e o nosso património mais bem resguardado. É disto que se trata: defender o nosso património para o podermos valorizar para as futuras gerações", comentou o Presidente da Câmara de Viana, José Maria Costa.

Fonte: Ana Peixoto Fernandes / https://www.jn.pt/

ROMARIA D’AGONIA COM O MAIOR NÚMERO DE MORDOMAS DE SEMPRE

O Desfile da Mordomia das festas da Senhora d'Agonia deste ano vai integrar 636 mulheres. Um número recorde, segundo informação divulgada esta terça-feira pela VianaFestas, a associação promotora da romaria que se realiza de 17 a 20 de agosto. Em 2017 o desfile, um dos números mais aclamados das festas, contou com a participação de mais de 500 mordomas, mas há muito que não atingia tão elevada participação.

image

"Pela primeira vez, as inscrições para o Desfile da Mordomia foram feitas através de uma plataforma online, o que permitiu perceber que a idade que garantiu o maior número de inscrições foram os 16 anos, demonstrando o facto de a rainha das romarias ser, cada vez mais, uma festividade que atrai a juventude", revela a VianaFestas. Adiantou também que as mordomas deste ano são oriundas de Portugal, de França, Luxemburgo, Reino Unido e Brasil, sendo que de território nacional "participam mulheres de nove distritos: Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Lisboa, Porto, Setúbal, Viana do Castelo e Viseu".

A maioria envergará o Traje à Vianesa da Ribeira Lima Vermelho (120), a seguir o de Mordoma Preto (110), o de Morgada (56), Mordoma Preto com Casaca e à Vianesa de AreosaVermelho (50), e o à Vianesa de Geraz do Lima (41).

O Desfile da Mordomia acontece na tarde de sexta-feira, pelas 16 horas. A VianaFesta estima que Romaria d"Agonia 2018 leve "nos quatro dias da festa, cerca de um milhão de pessoas a Viana do Castelo

Fonte: https://www.jn.pt/

POLÍCIA E SEGURANÇA PRIVADA VIGIAM 30 MILHÕES EM OURO NAS FESTAS D’AGONIA

Não é fácil calcular com rigor o valor do ouro que às 16 horas de sexta-feira vai sair às ruas de Viana do Castelo, ao peito de 636 mulheres, no Desfile da Mordomia das Festas d'Agonia. Mas o ourives Vítor Coutinho, descendente de uma família que já vai na sexta geração dedicada à ourivesaria naquela cidade, assegura que vale "30 milhões de euros".

image5

Uma cifra calculada a partir do preço actual de mercado (28 euros a grama) e do peso médio carregado pelas cada vez mais mordomas. O desfile será vigiado por um "exército" de polícias fardados e à paisana, seguranças privados e também familiares e amigos, zelosos dos valiosos dotes das "raparigas".

Fonte: Ana Peixoto Fernandes / https://www.jn.pt/

image1

image2

Viana do Castelo: Romaria da Agonia 2017

image4

image6

image7

transferir10

ARCOS DE VALDEVEZ REQUALIFICOU ENTRADA EM GUILHADESES

Inauguração da Requalificação da Entrada da Sede do Concelho em Guilhadeses

No próximo dia 19 de agosto, domingo, pelas 11h00, decorrerá, junto à antiga Escola Primária de Guilhadeses, a inauguração da obra de “Requalificação da Entrada da Sede do Concelho em Guilhadeses”.

2018-08-16_GUILHADESES

Esta estrada é um dos principais eixos de passagem da Sede do Concelho, que promove o acesso às zonas habitacionais, empresariais, estabelecimentos de ensino e equipamentos sociais, localizados a sudoeste assim como a ligação a outros eixos viários de grande importância (IC28, EN101 e EN202).

No valor de cerca de 800 mil euros, tratou-se de uma intervenção necessária para melhorar a mobilidade urbana na entrada Sudoeste da sede do Concelho, em Guilhadeses.

A obra visou melhorar as condições de segurança rodoviárias e a melhoria do conforto na circulação pedonal, do troço de estrada EN 202 entre a rotunda da Amália, em Guilhadeses, e a entrada para Cadorcas.

Para além de contemplar passeios e passadeiras, previu ainda um corredor de circulação de velocípedes, a conectar a zona do Centro Cívico de Guilhadeses até ao Campo da Feira.

A Autarquia convida todos e todas a estarem presentes neste dia muito importante para o concelho, que vê, assim, uma das principais vias requalificada e com condições ótimas de circulação rodoviária e pedonal.

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVEU ENCONTRO ANUAL COM A DIÁSPORA

Encontro visou unir a comunidade e dar a conhecer diferentes realidades do concelho, reforçar o orgulho e incentivar o investimento em Arcos de Valdevez

IMG_2126

A Câmara Municipal levou a cabo, pela quarta vez consecutiva, o Encontro com a Diáspora.

Foram dezenas os arcuenses que são dirigentes associativos em países de acolhimento que disseram sim ao convite, tendo estado presentes emigrantes vindos de países, como França, Canadá, Bélgica, Suíça, Estados Unidos da América, Andorra, Luxemburgo, Alemanha, Venezuela e Brasil.

IMG_2074

O ponto de encontro foi o Paço de Giela, onde o Autarca Arcuense, João Esteves, fez uma breve resenha das potencialidades do concelho ao nível da saúde, educação, ação social, turismo, cultura, e dos incentivos concedidos pela Autarquia no sentido de captar mais investimentos em termos empresariais e ao nível da reabilitação urbana.

Para a Autarquia é deveras importante que as relações com a comunidade se estreitem, sendo esta uma forma muito mais rápida de dar a conhecer o concelho no exterior, permitindo intensificar as relações culturais, económicas e turísticas e atrair investimento.

O encontro culminou com uma visita a Sistelo, dando a conhecer os projetos previstos para esta zona do concelho, que é Paisagem Cultural e Monumento Nacional, bem como umas das 7 Maravilhas de Portugal, na categoria de Aldeias.

A comunidade emigrante reveste-se de grande importância para o Município por ser um elemento fulcral na promoção da cultura, no reforço da identidade local e um meio excelente de divulgação do concelho e das suas potencialidades. Uma importância que “está bem patente na participação da Câmara Municipal, de várias empresas e produtores locais, nas muitas iniciativas promovidas pelas comunidades de emigrantes”, atestou o Presidente da Câmara Municipal.

IMG_2142

EURODEPUTADO JOSÉ INÁCIO FARIA REGRESSA AO MINHO

O eurodeputado José Inácio Faria eleito pelo Movimento Partido da Terra / Partido Popular Europeu, regressa no próximo fim de semana ao Minho, no âmbito de algumas visitas do seu pelouro, designadamente da Segurança Alimentar e Saúde Pública.

Capturar1

O parlamentar em Bruxelas é aguardado pelas 11,30 h de Sábado 18 do corrente, no Intermaché de Prado pelo seu Administrador David Rodrigues e o Presidente da Junta local, Albano Bastos, percorrendo de imediato toda a loja, designadamente as áreas de congelados e charcutaria, para além de apreciação de embalagens de outros produtos, no âmbito das reuniões dos seus pelouros no Parlamento Europeu.

Segue-se um almoço de trabalho, regional, retomando o programa com visita à cerveja artesanal – LETRA – em Vila Verde, um projecto, já internacional, mercê de jovens empresários.

O eurodeputado José Inácio Faria retoma o programa ao Minho, em Ponte de Lima, com um encontro de empresários vinícolas e enólogos, na I Feira do Loureiro: Casa da Cuca, de Ponte de Lima (Medalha de ouro 2017), Adegas Cooperativas de Ponte da Barca e Ponte de Lima (vários prémios nacionais e internacionais), e o Alvarinho Quinta das Pereirinhas, de Monção (Vencedor do concurso 2015, 2016 e 2017).

O jantar decorrerá no Restaurante Solar do Taberneiro, com um Sarrabulho á moda de Ponte de Lima, confecionado pela sua proprietária, Cassilda Quesado. A famosa cozinheira, sobrinha do Prior António Quesado (1902 – 1975), pároco de Vila Franca do Lima, terra natal do eurodeputado José Inácio Faria, recordará durante o repasto, o familiar de sua juventude, que era também responsável de cardápios oficiais de arcebispos de Braga e até uma vez para o Núncio Apostólico (embaixador do Papa em Portugal). O convívio no qual participa também o campeão do mundo e vice – olímpico em canoagem Fernando Pimenta, terminará com a sobremesa típica do saudoso Prior e gastrónomo: o “seu” Arroz Doce, cuja receita, a sua descendente guarda a sete chaves …

O Domingo do eurodeputado do Alto Minho será também preenchido: pelas 13,30 h , encontro com uma delegação belga de uma dezena de apreciadores da comida portuguesa, coordenada por Albano Figueiredo, proprietário do Restaurante Portugal em Bruxelas, que de visita a Portugal, vem ao norte saborear o Sarrabulho da D. Fátima Amorim, na Correlhã, depois de o terem provado faz tempos na capital da Bélgica.

Tito Morais / https://www.luso.eu/

VIATURAS ESTACIONADAS NO VARADOURO DO PORTINHO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA FORAM AO BANHO

Vila Praia de Âncora: Carros mal estacionados em rampa de pesca alagados pela maré

O estacionamento indevido de dezenas de viaturas no porto de pesca de Vila Praia de Âncora, incluindo na própria rampa por onde passam os barcos, acabou esta quarta-feira com alguns carros alagados pela maré.

image1

A situação surpreendeu os automobilistas, que viram os seus veículos submersos com a subida das águas, mas não a autoridade marítima que este verão tem atuado de forma intensiva naquele local por causa da sua utilização abusiva para estacionar.

"O que aconteceu foi que as pessoas começaram a estacionar ali. No ano passado não aconteceu, mas este ano, até agora, já tinham sido levantados 30 autos de notícia por causa disso. Entretanto, só hoje foram levantados mais 98 autos na rampa e na envolvente do porto de pesca", declarou o Comandante da Capitania do Porto de Caminha, Pedro Cervaens, referindo que, dada a proximidade dos estacionamentos da linha de água, "é normal que os automóveis sejam atingidos na preia mar".

Os autos de notícia são entregues à Doca Pesca, que tratará do processo de contraordenação e respetiva cobrança de coimas.

Fonte: https://www.jn.pt/

image2

image3

image4

image5

image6

image7

CASA MUSEU DE MONÇÃO EXPÕE SOBRE A PARTICIPAÇÃO DOS MONÇANENSES NA PRIMEIRA GRANDE GUERRA

Exposição “A participação dos soldados monçanenses na 1ª Grande Guerra (1914-1918)” na Casa Museu de Monção até 25 de agosto

Está patente ao público até ao próximo dia 25 de agosto, na Casa Museu de Monção/Universidade do Minho e seus Jardins a exposição intitulada - A participação dos soldados monçanenses na 1ª Grande Guerra (1914-1918).

Abrigo

Nesta exposição é possível observar um acervo gentilmente cedido pelo Dr. Manuel Penteado Neiva, que foi usado por soldados portugueses que integraram o Corpo Expedicionário Português e mais propriamente a designada “Brigada do Minho”, composto por objetos originais tais como capacetes e invólucros de armas designados como a “arte das trincheiras”, espadas, revolveres, máscara anti gás, o telefone usado nas trincheiras, mapas, objetos do quotidiano como o cantil, o prato de marmita, o garfo e a colher, moedas e notas da época, condecorações, bibliografia essencial da Grande Guerra, entre outras.

Trincheira

Nos jardins da Casa Museu de Monção foi montada uma réplica de uma trincheira e um abrigo (ninho) de metralhadoras, sendo possível observar o armamento usado neste conflito, como espingardas e metralhadoras.

Para além deste espólio, muitos familiares de homens monçanenses que participaram neste conflito cederam o seu espólio e cadernetas militares que estão patentes ao público.

Trata-se de uma iniciativa conjunta da Casa Museu de Monção/Universidade do Minho com a Liga dos Combatentes - Núcleo de Monção e conta com a colaboração do Dr. Manuel Penteado Neiva (cedência espólio), do Município de Monção e do Museu Militar do Porto e de Lisboa.

No sábado dia 25 de agosto decorrerá a cerimónia de encerramento com a conferência proferida pelo Tenente-General Alexandre Sousa Pinto O Exército Português e a Grande Guerra, pelas 16h00.

Organização:

Casa Museu de Monção/Universidade do Minho

Liga dos Combatentes – Núcleo de Monção

Colaboração:

Dr. Manuel Penteado Neiva (cedência espólio)

Município de Monção

Museu Militar do Porto

Museu Militar de Lisboa

Vitrina

GASTRONOMIA, ARTESANATO E VINHOS LEVAM MILHARES DE VISITANTES A CELORICO DE BASTO

Milhares de pessoas passaram pela XXI Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos em Celorico de Basto

Terminou ontem, 15 de agosto, a XXI edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos, um certame que priorizou a qualidade dos produtos expostos e que, como habitualmente, atraiu milhares de pessoas ao recinto.

_DSC3110

“A satisfação é plena, tivemos um certame muito rico, com artesanato representativo de todo o país e de extrema qualidade, com vários artesãos a trabalhar ao vivo e a mostrar o amor à arte, com um saber-fazer que atraiu muitos curiosos” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. O autarca destacou este certame como um ponto de encontro, um local onde os locais e os emigrantes se encontram e matam saudades. “Este certame, um espaço com gastronomia da melhor qualidade, onde as pessoas se dirigiram para jantar, para provar as diferentes iguarias, para degustar os vinhos verdes da nossa região, é, também, um espaço onde muitos emigrantes e residentes se encontram e matam saudades, num convívio salutar, onde não faltou a animação permanente proporcionada pelos grupos convidados”.

_DSC3095

Joaquim Mota e Silva disse ainda que Celorico de Basto, durante mês de agosto, é visitado por milhares de pessoas entre visitantes e turistas proporcionando uma dinâmica económica muito positiva para o concelho. “Este certame é um evento que contribui muito para a afluência de gentes a este concelho. As pessoas que nos visitam vêm por causa da natureza, dos espaços turísticos, da família, dos amigos mas também por causa das atividades culturais desenvolvidas. Nota-se um aumento crescente de visitantes, de ano para ano, e uma dinâmica económica muito positiva sobretudo nos espaços de alojamento e restauração”.

De facto, muitos foram os pontos de interesse deste certame mas o trabalho ao vivo desenvolvido por muitos artesãos deixava os visitantes encantados. José Moreira de Sto. Tirso, é um dos artesãos que marcou presença no certame que com pequenos bocados de madeira desenvolvia peças únicas. “Sempre tive jeito para fazer estes trabalhos manuais mas foi desde que me reformei que dediquei mais tempo a esta arte. Gosto sobretudo de fazer utensílios da agricultura, desde carros de bois, espigueiros, enxadas, engaços, foices, todo o tipo de alfaias. Fui agricultor durante anos e por isso gosto de fazer estes materiais que um dia, com a modernização da agricultura, poderão cair no esquecimento” ressalvou.

A XXI edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos teve lugar em Celorico de Basto, de 10 a 15 de agosto.

_DSC3392

_DSC3452

_DSC3551

_DSC3650

MONÇÃO FESTEJA EM HONRA À VIRGEM DAS DORES

Romaria, uma das mais castiças e tradicionais do Alto Minho, arrancou hoje, prolongando-se até à próxima segunda-feira. Cinco dias de devoção, animação e convívio com momentos religiosos e festivos. Pontos fortes no domingo com a Procissão Solene em Honra à Virgem das Dores e, na segunda, com a Procissão Solene em Honra do Emigrante. As noites prometem. Hoje com Festival de Folclore, Rosinha e o grupo Kalhambeque. Amanhã com Monção Brass e Aurea. No sábado, o destaque vai para Thema Solus e Wilson Honrado. No domingo, concerto de bandas filarmónicas e verbena com o grupo Kapital. Na segunda-feira, sobem ao palco Roconorte e Raquel Tavares.

02

A Festa em Honra à Virgem das Dores, uma das romarias mais castiças e genuínas do Alto Minho, decorre entre 16 e 20 de agosto com a promessa de cinco dias de veneração à imagem de Nossa Senhora e diversos momentos de animação com acentuada componente tradicional, etnográfica e festiva.

Os momentos mais fortes, que reúnem milhares de pessoas nas ruas e varandas do centro histórico, são a procissão solene em honra à Virgem das Dores, no domingo, principal dia das festividades, e a procissão solene em honra do emigrante, segunda-feira, último dia.

Destaque ainda para a saudação mútua e despedida das bandas, após a procissão de domingo, onde os elementos da comissão de festas desfilam ao som das duas filarmónicas locais, sendo aplaudidos pelo público que enche os passeios para lhes agradecer a realização da festa.

Nos restantes dias, o programa reserva atuações de grupos de bombos, zabumbas, cabeçudos, gigantones, tocadores de concertina, cantadores ao desafio, cavaquinhos, ranchos folclóricos e bandas filarmónicas. As orquestras  também marcam presença. Tal como grupos e artistas nacionais conhecidos do grande público.

A animação, com milhares de pessoas nas ruas, está garantida nestes cinco dias de festa. Hoje, a partir das 20h00, a Praça Deu-la-Deu, recebe o Festival de Folclore com nove agrupamentos locais, seguindo-se a artista Rosinha e o Grupo Kalhambeque.

Amanhã, sexta-feira, o programa prevê grupos de gaiteiros e Zés P`reiras, durante a manhã, e tarde infantil, durante a tarde. À noite, a partir das 22h00, atuação doMonção Brass e concerto de Aurea. Segue-se animação com os DJ`s Pedro Pagodes, Luis Canossa e Keu.

No sábado, realiza-se a “grandiosa sessão de fogo-de-artifício”. Antes, concerto filarmónico com a Banda Musical de Monção e a Banda Musical de Arcos de Valdevez. Depois, atuação do grupo Thema Solus e Wilson Honrado.  

O domingo tem uma forte componente religiosa com a Procissão Solene em Honra à Virgem das Dores. Prevê também a despedida das bandas, momento único e inesquecível para os mordomos e mordomas. A noite vai encher-se ao ritmo das orquestras Paralelos e Kapittal.

O último dia, segunda-feira, engloba missa e procissão em homenagem aos emigrantes, durante a manhã, e convívio do emigrante com atuação do grupo “Cantares do Alvarinho”, ao final da tarde. Pelas 22h00, sobe ao palco o Grupo Roconorte e, pelas 23h00, concerto de Raquel Tavares. A festividade termina com nova sessão de fogo-de-artifício.

01

03

04

HIPÓDROMO MUNICIPAL DE CELORICO DE BASTO RECEBE PROVA A CONTAR PARA O CAMPEONATO NACIONAL

No próximo dia 19 de agosto, pelas 16h00, o hipódromo Municipal de Celorico de Basto recebe uma corrida de cavalos a galope e trote atrelado. Uma prova a contar para o campeonato nacional que colocará à prova a destreza e perícia de cavaleiros e cavalos.

_DSC8552

Como habitualmente, são esperadas centenas de pessoas a assistir às provas num hipódromo renovado em 2017.

“É mais uma prova a ter lugar no nosso hipódromo Municipal, um espaço que apresenta todas as condições para cavaleiros, cavalos e aficionados” disse Joaquim Mota e Silva, Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto. “O gosto pelo hipismo tem vindo a acentuar-se num concelho que sempre valorizou estas provas. Agora num espaço renovado, que poerá vir a receber várias provas durante o ano e que atrairá cada vez mais cavaleiros”.

As mangas a galope e trote atrelado prevêem-se muito competitivas e deixarão, por certo, o público ao rubro. Como habitualmente, serão esperadas provas a galope muito renhidas com o joker a imprimir grande velocidade no cavalo. Nas mangas referentes ao trote atrelado, o público aguarda um espetáculo de minucia e técnica imprimida pelos drives que conduzirão os cavalos.

Esta prova é uma organização entre o Município de Celorico de Basto, a Associação Cultural e Recreativa de Carvalho e a União de freguesias de Carvalho e Basto Sta. Tecla e conta com o apoio dos Bombeiros Voluntários Celoricenses.

cartaz2018_web