Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CAMINHA RECEBE AMANHÃ O REGIMENTO DE CAVALARIA Nº 6

regimento de cavalaria.jpg

No âmbito das comemorações do 315º aniversário de Regimento de Cavalaria Nº 6 e de forma a estreitar os laços com a população do Município de Caminha, será realizada amanhã, pelas 13h00, no Largo Pontault Combault (junto à GNR de Caminha) uma demonstração dos meios que o Exército tem à sua disposição.

Esta atividade consiste na passagem de uma coluna militar de quatro viaturas pelo Município, com paragem de 30 minutos, permitindo à população interagir com os militares, viaturas e equipamentos.

O regimento de Cavalaria de Bragança foi criado pelo decreto de 20 de Agosto de 1715.

Passou a designar-se regimento de Cavalaria n.º 6 pelo decreto de 19 de Maio de 1806.

Em 22 de Dezembro de 1807 foi licenciado por ordem de Junot, integrando o 2.º Regimento de Cavalaria da futura Legião Portuguesa, comandado pelo coronel Alberto Xavier da Fonseca Coutinho e Póvoas.

Em 20 de Junho de 1808 foi mandado reunir no Porto, por ordem da Junta Provisional do Supremo Governo do Reino, do Porto, e em 14 de Outubro foi formalmente restabelecido.

O Regimento recrutava na vila de Montalegre, da Comarca de Bragança, e nas vilas de Lordelo, Ervedo, São-Mamede de Riba-Tua, Alijó, Favaios e Honra dos Galegos, da Comarca de Vila Real.

TERRAS DE BOURO ENTREGA PRÉMIOS DE MÉRITO ESCOLAR

DSC04843.JPG

Cerimónia de entrega de Prémios de Mérito Escolar decorreu a 14 de junho

A Câmara Municipal de Terras de Bouro, com o patrocínio da SABSEG, premiou novamente os alunos do Quadro de Mérito estabelecido pelo Agrupamento de Terras de Bouro. A cerimónia ocorreu em 14 de junho no novo Auditório Municipal da vila de Terras de Bouro, contando com a presença do presidente do município, Manuel Tibo; do vice-presidente, Adelino Cunha; os vereadores, Ana Genoveva Araújo e António Cunha; a diretora do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, Virgínia Gomes, demais elementos da direção e docentes do agrupamento.

Num auditório completamente cheio, cada um dos 106 alunos premiados recebeu um cheque individual no valor de 100 euros. Nesta cerimónia foram, ainda, entregues os prémios do concurso artístico e literário promovido pelo município em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro no âmbito das comemorações dos 50 anos do 25 de abril.

No evento, usaram da palavra a vereadora da educação, Ana Genoveva Araújo, a diretora do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, Virgínia Gomes e o Presidente da Câmara, Manuel Tibo, que encerrou a cerimónia. Nos discursos houve um denominador comum, desde logo, o agradecimento e o sublinhar da importância de todos aqueles que contribuem para o sucesso dos alunos, desde os assistentes operacionais até aos encarregados de edução, passando, necessariamente, pelos docentes. Foi, ainda, destacada a importância da educação na formação os alunos para uma sociedade do conhecimento e destacado o papel crucial da Escola na formação de cidadãos, indo além da simples transmissão de conhecimentos académicos, sendo um espaço onde se desenvolvem valores fundamentais como respeito, responsabilidade, empatia e ética. Na escola, os alunos aprendem a viver em sociedade, a compreender e respeitar as diferenças e a colaborar com os outros em busca de objetivos comuns. Além disso, a escola promove a consciência crítica, estimulando os estudantes a refletirem sobre seu papel no mundo e a se envolverem em questões sociais e políticas. Esse ambiente educativo prepara os indivíduos para exercerem plenamente os seus direitos e deveres como cidadãos, contribuindo para uma sociedade mais justa, equitativa e democrática. Em suma, a escola é fundamental para a formação de cidadãos conscientes, ativos e comprometidos com o bem-estar coletivo.

Tendo estas ideias como premissas, o presidente, Manuel Tibo, afirmou que este executivo tem apostado fortemente na educação e, em estrita colaboração com a direção do agrupamento, tudo tem sido feito para que nada falte aos nossos alunos. O prémio de mérito bem como a atribuição das bolsas para o ensino superior são um sinal em como a educação é prioritária para este executivo. O presidente concluiu dizendo que desde o primeiro trabalha para conseguir melhorar a qualidade de vida dos terrabourenses e, como tal, a educação continuará a merecer especial atenção.

Finalmente, um agradecimento especial à Escola de Música de Terras de Bouro, na pessoa do professor Luís Pinho pelo trabalho desenvolvido e pelos momentos musicais que abrilhantaram a cerimónia.

DSC04712.JPG

DSC04719.JPG

DSC04724.JPG

DSC04729.JPG

DSC04730.JPG

DSC04740.JPG

DSC04743.JPG

DSC04751.JPG

DSC04779.JPG

DSC04790.JPG

DSC04797.JPG

DSC04800.JPG

DSC04802.JPG

DSC04807.JPG

DSC04810.JPG

DSC04819.JPG

DSC04822.JPG

DSC04825.JPG

DSC04828.JPG

FAMALICÃO: CINEMA PARAÍSO – 25 ANOS DE CINEMA AO AR LIVRE

Parque da Devesa_Cinema Paraiso_Agosto.jpg

Iniciativa regressa de 3 de julho a 21 de agosto, com sete sessões gratuitas de cinema ao ar livre

Desde 1999 que o ‘Cinema Paraíso’ traz o cinema ao ar livre para as noites de verão dos famalicenses.

A iniciativa, promovida pelo Cineclube de Joane e Casa das Artes de Famalicão, com o apoio do  Município de Vila Nova de Famalicão, regressa este ano de 3 de julho a 21 de agosto com sete sessões programadas.

A 25.ª edição do Cinema Paraíso arranca a 3 de julho, no anfiteatro ao ar livre do Parque da Devesa, com a exibição do filme “Maestro” (2023) de Bradley Cooper. Segue-se o filme de animação “Patos!”(2023) de Guylo Homsy, no dia 10, e “Os Excluídos” (2023) de Alexander Payne, no dia 17, e depois mais duas sessões no mês de agosto, no dia 14, com a exibição de “Wonka” (2023), um filme de Paul Kink e do “Reino Animal” (2023) no dia 21.

Pelo meio realizam-se sessões descentralizadas, no dia 14 de julho, no adro da igreja de Gemunde, em Outiz, com a exibição de “O Milagre de Milão”(1950) de Vittorio De Sica e em Avidos, no Parque de Merendas, onde é exibido a 21 de julho o filme “O Rapaz e a Garça” de Hayao Miyazaki.

“Propostas diversificadas de cinema popular de várias proveniências e géneros, misturada com um calendário de produção do presente, que não esquece a história do cinema”, refere a organização.

Todas as sessões são de entrada gratuita e o desafio é que o público apareça, traga as pipocas e uma manta e se instale nestas salas de cinema ao ar livre do “Cinema Paraíso”, que projeta luz e histórias a partir das 22h00.

O Cinema Paraíso, que ao longo destes 25 anos já percorreu mais de 40 espaços diferentes do concelho, é uma co-produção do Cineclube de Joane e Casa das Artes de Famalicão, com o apoio do  Município de Vila Nova de Famalicão e do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).

Toda a informação sobre a edição deste ano do Cinema Paraíso encontra-se disponível para consulta em www.famalicao.pt.

Fotos_Paraiso_2023 (1).jpg

DEVOLUÇÃO DO CASTELO AOS CERVEIRENSES E AO TURISMO DOMINA REUNIÃO COM PORTO E NORTE DE PORTUGAL

Reuniao PC com TPNP.jpeg

Propondo-se a alavancar a cultura e o turismo, com especial enfoque no património cultural e arquitetónico, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, reuniu, esta manhã, nos Paços do Concelho, com o Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Luis Pedro Martins, para debater oportunidades de dinamização turística do concelho. O impasse e potencial do Castelo de Cerveira foi um dos assuntos mais aprofundados neste encontro.

O autarca Rui Teixeira não tem dúvidas de que Vila Nova de Cerveira tem vários e diferenciadores fatores de atratividade que, trabalhados em parceria, contribuirão para potenciar um maior volume de turistas ao longo de todo o ano, e não só na época de verão. “O Castelo de Cerveira, ex-libris do concelho, não pode continuar de portas fechadas. O objetivo do município é devolver o Castelo aos Cerveirenses e a importância desse património para a economia e o turismo de Cerveira e da região”, afirma, lembrando que esse propósito “está a ser analisado e debatido no âmbito de um projeto europeu, o ARCHETHICS, através do qual a autarquia, em parceria com o Grupo de Ação Local, estão a desenvolver uma Estratégia Integrada de Revitalização Económica, Social e Cultural para o Castelo de Cerveira”.

Rui Teixeira abordou ainda o ponto de situação da concessão ao abrigo do Programa REVIVE e que, segundo o contrato assinado em 2019, “os prazos para execução já foram ultrapassados, pelo que deve ser encontrado uma solução urgente que vise a usufruição dos Cerveirenses e dos muitos turistas que sucessivamente questionam os serviços municipais sobre o encerramento de portas de um património inigualável classificado como Monumento Nacional”.

Não obstante, o Caminho de Santiago também foi outro dos assuntos debatido nesta reunião, com enfoque na elaboração de projetos e estratégias que capitalizem este trajeto. Rui Teixeira explicou ao Presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal que “Vila Nova de Cerveira tem um elemento diferenciador ao ser cruzamento de dois caminhos, o Caminho Português da Costa, já certificado, e o Caminho da Nossa Senhora do Norte, com travessia no rio Minho para o concelho vizinho de Tomiño, e cujo primeiro passo para a certificação foi dado em 2023, com a assinatura de uma declaração de apoio por sete concelhos da Galiza e do Norte de Portugal”.

Assumindo-se como um município cada vez mais ‘amigo’ dos peregrinos, a Câmara Municipal tem salvaguardado e promovido várias ações nesse sentido, nomeadamente com o reforço da sinalética de segurança para os peregrinos, bem como a entrada em funcionamento, em 2025, do primeiro albergue de peregrinos de gestão municipal no concelho, com financiamento aprovado.

A relevância histórica do património edificado, as belas paisagens, o vasto acervo documental e artístico, os inigualáveis sabores da gastronomia, aliados à hospitalidade dos Cerveirenses, à singularidade das tradições foram igualmente apresentados como argumentos imensuráveis para a atratividade de Vila Nova de Cerveira, de uma forma global e integrada, com o apoio sempre imprescindível do Porto e Norte de Portugal.

PÓVOA DE LANHOSO: GABINETE DE APOIO À PARENTALIDADE FINALIZA MAIS UM PROGRAMA DE FORMAÇÃO “MAIS FAMÍLIA, MAIS JOVEM”

Formação Parental foto.jpeg

No passado dia 15 de junho, o Gabinete de Apoio à Parentalidade celebrou com o grupo de pais da Formação Parental a finalização do programa de formação "Mais Família, Mais Jovem". Esta formação, destinada a pais de adolescentes, decorreu na Escola Básica do Ave do Agrupamento de Escolas de Póvoa de Lanhoso, entre os meses de fevereiro e junho.

A celebração teve lugar no Centro Interpretativo do Carvalho de Calvos e iniciou com a entrega dos certificados de formação pelo Vereador Ricardo Alves e pelo Diretor do Agrupamento de Escolas de Póvoa de Lanhoso, Ângelo Dias.

Estes dois responsáveis valorizaram o empenho dos pais no processo de formação e salientaram a disponibilidade do Município e do Agrupamento de Escolas para manter estas ações de continuidade que resultam da articulação entre o Gabinete de Parentalidade do Município e as escolas do concelho.

Pais e os filhos tiveram, de seguida, a oportunidade de "Brincar em Família", usufruindo das atividades lúdicas no espaço do Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos, proporcionadas pelas técnicas responsáveis daquele espaço e que a todos/as encantaram. Este encontro culminou com um piquenique convívio entre as famílias.

Na avaliação formal do processo de formação parental, os pais destacaram como maior benefício que retiraram da participação no programa a aprendizagem de estratégias para lidar com os filhos/as e para a melhoria do relacionamento com eles/as. Referiram também que "tomaram maior consciência de si próprios/as e aprenderam a lidar com os próprios sentimentos e a gerir as suas emoções". 

Também a partilha de experiências e de ideias foi considerada uma mais-valia, a par das ferramentas que adquiram para manter a calma, resolver conflitos e impor regras de forma mais eficaz e positiva.

A opinião geral foi unânime: esta experiência da formação foi enriquecedora e aportou uma forma totalmente diferente de lidar com os filhos, aumentando a confiança dos pais no seu papel parental.

BRAGA: PORTÁTIL, A PEÇA QUE JUNTA O COLECTIVO PORTA DOS FUNDOS E INÊS AIRES PEREIRA EM PALCO

24 de Julho, Fórum Braga, Braga

Estou morrendo de saudades de fazer o Portátil em Portugal. É uma peça que a gente adora levar para Portugal e o público português recebe com muito calor, muito carinho.

A gente faz uma peça completamente diferente a cada vez, uma hora de pura improvisação, na qual a gente conta a vida de uma pessoa, de um voluntário da plateia. Em Portugal é muito especial, é o lugar que mais gostamos de fazer o Portátil porque os portugueses gostam de contar as histórias e de ver as suas histórias no palco e a gente gosta muito das histórias que ouvimos em Portugal. São diferentes das do Brasil, contam histórias de bailaricos, de pessoas que se conheceram em pequenas aldeias, em Santos Populares, e a gente conta sempre a história começando por onde os pais se conheceram. É todo um universo que a gente não conhece e parte da graça está aí também. Ver brasileiros tentando entender e contar uma história portuguesa acaba dando um nó na nossa cabeça que a gente adora e acaba sendo muito divertido.

E fazer com a Inês é um presente. A Inês é uma grande comediante, que ri muito da gente e faz a gente rir, e a peça acaba sendo também uma chacota de brasileiros porque a Inês ri muito do facto de a gente não estar entendendo o que a gente está falando, ela acaba fazendo graça em cima da nossa ignorância e parte da graça também vem disso, dessa brincadeira e diálogo entre Brasil e Portugal. A Inês virou uma grande amiga, além de tudo. É uma pessoa que a gente virou muito próximo por causa do Portátil então ir para Portugal é reencontrar a Inês que a gente está morrendo de saudade, inclusive, e esse encontro no palco é uma grande festa. Dá para ver que a gente ficou muito próximo, que a gente está com muita química com ela. E isso é muito gostoso de ver para o espectador.

Gregório Duvivier

O humor dos Porta era algo que me interessava por ser tão colado na atualidade e com um realismo tão raro de ver e de me fazer rir. Fascinou-me também a capacidade do grupo em produzir tanto conteúdo original guionado.

Aqui o desafio é diferente, dado tratar-se de improvisação.

Procuramos fazer essa conexão entre a situação de palco e a realidade da história, como se para o público tivesse a ver um momento guionado, uma imagem, um timing, uma entrega pensada. É tao assustador, e tremendamente difícil, como compensador, poder desafiar-me e viver este “aqui e agora” com tanto risco, como desarmar-me e fazer o público rir e viajar connosco.

Porta, eu amo-vos!

Inês Aires Pereira

Após o sucesso de bilheteira das últimas cinco temporadas, Portátil, o espetáculo de comédia de improvisação do Porta dos Fundos, regressa a Portugal, com a atriz convidada Inês Aires Pereira a ser parte integrante do elenco de toda a digressão.

Portátil é uma criação do colectivo Porta dos Fundos, com encenação de Bárbara Duvivier. No elenco conta com os atores Gregorio Duvivier, João Vicente de Castro e Gustavo Miranda e com o músico e sonoplasta Andrés Giraldo.

Cada espetáculo parte de uma entrevista com um convidado da plateia que dá origem a uma peça inteiramente improvisada, com uma narrativa estruturada. Durante 1h10m, assistimos a uma recriação duma história a partir de alguém do público, que nos transporta para toda a sua vivência e acontecimentos mais marcantes, como o nascimento, as relações com pai, mãe, a infância, adolescência, os medos, o sonho. Cada data apresenta um espectáculo diferente porque a base do mesmo depende da entrevista ao convidado da plateia do próprio dia.

O espetáculo pretende ser, para os integrantes do Porta dos Fundos, um lugar de invenção, de desdobramento, desenvolvimento dos atores e cumplicidade com a plateia. Para os espectadores, será possível testemunhar, ao vivo, o processo criativo do colectivo.

No final, o resultado é um espectáculo rico na abordagem, englobando diversos registos, que certamente incluirão muita comédia, área onde o colectivo se destacou nos últimos anos, como fenómeno de popularidade junto do público português.

Uma peça que poderia ter sido ensaiada, que poderia existir realmente, mas o mais incrível é que é tudo feito na hora.

Esta nova temporada de Portátil, co-produzida pela H2N e a Porta dos Fundos, vai passar pelo Fórum Braga em Braga dia 24 de Julho, pelo Convento S. Francisco em Coimbra dia 25 de Julho, pela Aula Magna em Lisboa entre 26 e 28 de Julho, pelo Coliseu do Porto no Porto no dia 29 de Julho e 30 de Julho no Teatro José Lúcio da Silva em Leiria. Os bilhetes já se encontram à venda.

Fundado em 2012, o canal de YouTube Porta dos Fundos em 2016 foi considerado o maior canal de comédia do mundo. A produtora venceu o Emmy Internacional de Comédia em 2019 pelo polémico Especial de Natal criado para a Netflix. Em dez anos, tornou-se uma referência no entretenimento em multiplataforma pela sua sátira comportamental, além da crítica social e política.

FICHA ARTÍSTICA

Concepção criativa: Barbara Duvivier, Gregório Duvivier e João Vicente de Castro

Elenco: Gregório Duvivier, João Vicente de Castro, Gustavo Miranda e Inês Aires Pereira

Músico: Andrés Giraldo

Direção: Barbara Duvivier

Figurino: Gilda Midani

Cenário: Gigi Barreto

Iluminação: Felipe Lourenço

Supervisão artística: Gustavo Miranda

Co-Produção H2N: Hugo Nóbrega, Camila Carnicelli

Co-Producao PDF: Carol Gouveia

BILHETEIRAS

Braga – https://ticketline.sapo.pt/pt/evento/portatil-porta-dos-fundos-83009

FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLMES DE TURISMO DA ÁFRICA DISTINGUE VÍDEO “SABERES E SABORES DE PONTE DA BARCA”

448698839_460568220055898_6766753318443112647_n.jpg

Este já é o segundo prémio além fronteiras conquistado pelo vídeo do Município Barquense

O vídeo promocional “Saberes e Sabores de Ponte da Barca” do Município Ponte Da Barca foi recentemente distinguido com o Prémio Silver Award na categoria de Turismo Gastronómico, na 6ª Edição do Festival Internacional de Filmes de Turismo da África. A cerimónia de premiação decorreu em Joanesburgo, África do Sul, no passado dia 14 de junho.

O vídeo de Ponte da Barca destacou-se entre 436 inscrições de 61 países, um feito que deve encher de orgulho todos os barquenses. Esta distinção não só atesta a qualidade da nossa gastronomia, mas também valoriza o nosso património, as nossas gente e a nossa cultura.

Este é o segundo prémio internacional para este vídeo, já que em 2023 também foi o vencedor da 16.ª edição do ART&TUR - Festival Internacional de Cinema de Turismo, na categoria Melhor Filme: Turismo Gastronómico.

A conquista de mais este prémio é de extrema importância para Ponte da Barca, uma vez que eleva o prestígio do concelho a nível internacional e reforça a sua posição como um destino turístico de excelência.

Recorde-se que o festival, fundado em 2019 por Caroline Ungersbock e James Byrne, celebra conteúdos de vídeo inovadores e excecionais relacionados com a indústria do turismo e das viagens, produzidos em todos os continentes e utilizados em diversas plataformas.

O vídeo está disponível para visualização em: https://youtu.be/Y6bdrGZtJbs?t=20

448775848_460568226722564_1750905144152454696_n.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO LAMENTA O FALECIMENTO DE JOAQUIM RORIZ – FOTÓGRAFO DE REFERÊNCIA DA CIDADE

417445356_8012864415401236_1482599046524248465_n.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Luís Nobre, em nome do executivo municipal, lamenta o falecimento de Joaquim Roriz, fotógrafo e empresário de referência e representante da «Fotografia Roriz», Instituição de Mérito da cidade desde 2012. O autarca vai apresentar, na próxima reunião de Câmara, um voto de pesar a endereçar à família.

O fotógrafo Joaquim Roriz começou a trabalhar com 10 anos no estúdio de fotografia do tio-avó, a Fotografia Roriz, o mais antigo da cidade. A casa conta atualmente com 113 anos de história, sempre na mesma família, sendo ainda Loja Memória de Viana do Castelo.

A 20 de janeiro de 2016, Joaquim Roriz doou o espólio ao Município, sendo que a empresa familiar, com mais de um século de história, possuía um arquivo de negativos em vidro e em película, a preto e branco e a cores, de vários formatos com milhares de imagens. Foram, na altura, doadas mais de 10 mil fotografias que retratam usos, costumes, tradições, habitantes e história de Viana do Castelo.

A Fotografia Roriz inaugurou a 10 de outubro de 1911, localizando-se na Rua Gago Coutinho, uma das ruas mais prestigiadas e movimentadas da cidade. A casa fundada por Domingos Sousa Roriz era bastante inovadora à data, uma vez que eram muito poucos os estabelecimentos do mesmo ramo em Viana do Castelo ou mesmo em todo o Minho.

O fundador estaria longe de imaginar que, mais de um século depois, o negócio que lançara num espaço arrendado por 1$50 escudos se tornaria numa referência de Viana do Castelo.

Em meados do século, a Fotografia Roriz era já considerada uma das melhores casas de fotografia, amplamente procurada para serviços como casamentos, batizados ou os tradicionais retratos de família, muito populares na altura, em especial nas famílias com maior poder económico.

Em 1979, Joaquim Roriz foi mesmo distinguido com o prémio Kodak de “Melhor Fotógrafo Noivas do Mês”.

MUNICÍPIO ARCUENSE ELABORA ESTUDO PARA IMPLEMENTAR TRANSPORTE FLEXÍVEL NO CONCELHO

Transportes Públicos (6) - Cópia.JPG

e a sede do concelho, por isso, encontra-se a elaborar um estudo para reforçar a rede de transporte público através da modalidade de transporte a pedido, a alguma zonas do concelho.

Adjudicado pelo valor de 24.790,00€ + IVA, o estudo intitulado de “Elaboração de estudo para implementação de transporte flexível no concelho de Arcos de Valdevez”, pretende estudar modelos de configuração e otimização de percursos, incluindo definição dos percursos diários, da localização das paragens e do número e capacidade dos veículos; o desenvolvimento e implementação de aplicações e/ou plataformas informáticas para gestão dos pedidos, organização dos serviços e definição/otimização dos percursos; e o estudo de avaliação económico-financeira dos projetos, incluindo a definição das necessidades de financiamento para operacionalização do serviço.

Esta é mais uma forma de o Municipio procurar assegurar os serviços de mobilidade à população.

Este estudo encontra-se aprovado e financiado pelo FSPT (Fundo para o Serviço Público de Transportes), no âmbito da Tipologia da Intervenção – “IV Intervenção em áreas de baixa densidade, incluindo soluções de transporte flexível, alínea b) - Estudos e modelos de configuração e otimização de percursos, incluindo definição dos percursos diários, da localização de paragens e do número e capacidade dos veículos”, do Aviso de abertura de candidatura nº5/2023 – Apoio à promoção do transporte público e capacitação das autoridades de transportes.

transportes flexiveis.jpg

FAMALICÃO ABRE CANDIDATURAS AO “PRÉMIO + IGUAL”

Para reconhecer empresas e IPSS pelas boas práticas na promoção da igualdade de género. Candidaturas arrancam amanhã

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai premiar as empresas e IPSS do concelho que se diferenciem pelo desenvolvimento de políticas exemplares e boas práticas na promoção da igualdade de género no trabalho, no emprego e na formação profissional e pela adoção de princípios e medidas de conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal.

Tudo através do “Prémio + Igual”, cujas candidaturas decorrem entre 20 de junho e 20 de julho em www.famalicao.pt/premio--igual.  

Distinguir as entidades que promovem ações positivas na área da igualdade; divulgar casos e medidas exemplares, informando e sensibilizando gestores e toda a comunidade para a natureza e importância dessas medidas; promover a adoção de medidas concretas que visem a igualdade entre mulheres e homens no trabalho, no emprego e na formação profissional e a melhoria da qualidade do emprego, nomeadamente no que se refere à conciliação entre vida profissional, vida familiar e pessoal, dando cada vez mais visibilidade a estes fatores e às empresas e entidades empregadoras que integram esses objetivos na sua gestão global são alguns são alguns dos objetivos deste prémio promovido pela autarquia e com periodicidade anual.

No total, serão galardoadas três entidades. A entrega do “Prémio + Igual” está agendada para o dia 24 de outubro, Dia Municipal para a Igualdade, em cerimónia pública organizada pela Câmara Municipal.

Entre os critérios de atribuição do galardão está o facto de as entidades assumirem, de modo objetivo e com resultados visíveis, que a dimensão da igualdade faz parte integrante da sua gestão, cultura e estratégia, incluindo a representação plural e equilibrada entre mulheres e homens em lugares de direção e decisão; a existência de políticas e boas práticas de conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal, nas entidades empregadoras, designadamente através de horários de trabalho em regime de flexibilidade ou adaptabilidade, regime de jornada contínua, trabalho a tempo parcial; a celebração de protocolos com equipamentos sociais e/ou serviços de proximidade dirigidos a crianças e a outros dependentes, entre outros.

Refira-se que a promoção deste prémio está inserida no Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação, apresentado pela autarquia famalicense em 2022.

Prémio + Igual.jpg

CELORICO DE BASTO RECEBEU REGIMENTO DE CAVALARIA Nº 6

regimento de cavalaria.jpg

Demonstração de meios do Regimento de Cavalaria nº6 atraiu a população a Gandarela de Basto e proporcionou momentos de alegria aos alunos do Centro Escolar de Gandarela e aos alunos do 1º ciclo do Centro Escolar da Mota.

No âmbito das comemorações do 315º aniversário do Regimento de Cavalaria nº6, uma coluna militar de quatro viaturas esteve ontem, 18 de junho, mais de uma hora em frente ao centro escolar da Gandarela, na praça D. António Ribeiro. Um momento que atraiu a comunidade, curiosa para ver as viaturas e os equipamentos e divertiu os alunos que puderam ver de perto alguns dos meios de uma das unidades mais antigas e prestigiadas do Exército Português.

A iniciativa decorreu na Gandarela, local escolhido pelo Executivo Municipal, na ótica de “descentralizar as atividades desenvolvidas neste concelho. “Queríamos que a comunidade e as nossas crianças usufruíssem o máximo de tempo desta iniciativa, uma ação inovadora e que passa pela primeira vez por este concelho, pelo roteiro que nos apresentaram o local ideal para os acolher seria aqui na Gandarela. Para nós, é importante descentralizar as iniciativas e permitir que as populações mais distantes da sede do concelho possam usufruir, também de ações como esta” assegura Maria José Marinho, Vereadora da Câmara Municipal de Celorico de Basto. “É uma forma diferente de comemorar 315 anos do regimento proporcionando às populações o contacto direto com o regimento de cavalaria nº6”.

Durante a demonstração, população e alunos puderam interagir com os militares, entrar nas viaturas, observar os equipamentos. Disse-nos o 1º Sargento, Luís Meneses que “é importante esta interação com a população civil. Este roteiro pelos concelhos está integrado nas comemorações dos 315 anos deste regimento, passamos por locais onde temos maior influência e para onde somos mobilizados para a prevenção e vigilância contra incêndios florestais”. Ao mesmo tempo, são ações distintas da capacitação e treino dos militares, mas que “fomentam o gosto nos jovens para que, quem sabe, sigam a carreira militar”.

Esta foi uma oportunidade única para as crianças que viveram o momento com curiosidade. Fábio Borges, do 2º ano, aluno presente nesta demonstração, disse-nos que já tinha visto estes veículos em outra circunstância mas “nunca tinha entrado dentro dos carros, e as armas, e os capacetes, são incríveis, mas eu gostava de ser piloto da força aérea”. Um momento de interação proporcionado pelos militares que perimiram que as crianças desfrutassem de cada instante.

Esta interação permitiu à população local conhecer de perto o trabalho e os equipamentos utilizados pelo regimento de Cavalaria nº6 sediado em Braga.

image4.jpg

imagem2 (2).jpg

imagem2 (3).jpg

imagem3 (2).jpg

MUNICÍPIO ARCUENSE ASSINA CONTRATO DE FINANCIAMENTO PARA A REQUALIFICAÇÃO E AMPLIAÇÃO DO CENTRO DE SAÚDE DE ARCOS DE VALDEVEZ

07_06_2024_assinatura_contratos_PRR_construcao_requalificacao_centros_saude_017.JPG

A saúde, considerada um dos pilares e direito fundamental de todos, é um bem fundamental para o desenvolvimento.

Neste sentido, a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez celebrou o contrato de financiamento para a Requalificação e Ampliação do Centro de Saúde de Arcos de Valdevez, com a Administração Central do Sistema de Saúde, numa cerimónia que contou com a presença da Ministra da Saúde e do Ministro Adjunto e da Coesão Territorial.

O Centro de Saúde de Arcos de Valdevez, dedica-se à prestação de cuidados de forma personalizada à população, visando garantir a acessibilidade e qualidade desses mesmos serviços de saúde aos residentes e visitantes do Concelho.

Este investimento de 778.142,73€, a realizar no âmbito do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência, vai permitir a requalificação e alargamento deste equipamento com mais de 30 anos de existência, de forma a melhorar a prestação dos cuidados de saúde e proporcionar aos profissionais e aos utentes uma melhor prestação dos serviços.

É objetivo do Município, ao fazer este investimento neste equipamento, proporcionar melhores condições para os profissionais que aí trabalham e para os utentes, fazendo deste equipamento de saúde um espaço que se vai adaptando às necessidades dos utentes, assim como pretende apostar no reforço da relação de proximidade entre o utente e os profissionais de saúde.

Centro de Saúde.JPG

MONÇÃO VIVE NOITE DE EMOÇÕES NO CINE TEATRO JOÃO VERDE

01 (11).JPG

Espetáculo multidisciplinar, com direção artística de Sandra Barros e participação comunitária, contou-nos a história de 75 anos daquele equipamento emblemático para os monçanenses.

O Cine Teatro João Verde (CTJV), recebeu, no passado sábado, 15 de junho, o espetáculo comemorativo dos seus 75 anos. Numa noite marcada por grandes emoções, contou-se a história deste equipamento cultural, através de um espetáculo surpreendente com a direção artística de Sandra Barros e a participação de mais de 80 pessoas da comunidade local.

Um grupo de 6 jovens monçanenses, entre os 16 e os 18 anos de idade, Afonso Campos, David Oliveira, David Sousa, Camila Campos, Clara Santos e Maria Paiva, foi o motor deste projeto de meta-teatro. À medida que avançava, entravam em cena outros intervenientes.

A partir da ficcionada Rádio MON, desenvolveu-se uma narrativa que, temporalmente, percorreu a vasta história do nosso “cinema”, tomando como espaço as próprias instalações do CTJV. Houve apelos à memória coletiva e sensações agradáveis, traduzidas em palmas, que revelaram, a cada passo, a empatia do público com os participantes.

Ao fundo do palco, em permanência durante todo o espetáculo, esteve um grupo de adultos da Oficina de Artes Visuais da PAC, a pintar ao vivo uma tela gigante que servia de cenografia da peça. Pelo ecrã, passou uma “curta metragem” gravada com as camadas infantojuvenis da PAC.

A poesia de João Verde marcou presença na voz de Fernanda Salgado, da Universidade Sénior de Monção, cabendo à Associação Lá-Mi-Ré, a interpretação de “You're The One That Want”, tema imortalizado pela dupla Olivia Newton John e John Travolta no filme “Grease”.

 A performance de um grupo de utentes da APPACDM de Monção, trouxe ao palco do CTJV valores como a inclusão, a ternura, o afeto e a sensibilidade, mostrando que “somos iguais no direito à cultura… e nunca são demais as ações que sensibilizam para a diferença”.

Neste périplo pela vasta história do CTJV, parou-se em 1984, para celebrar os 10 anos da “Revolução de Abril”, momento assinalado com a interpretação do tema “Somos livres”, de Ermelinda Duarte, pelas vozes do Coro Infantil da Academia de Música da Banda Musical de Monção, que surpreendeu o público com uma atuação magnifica, a partir da própria plateia.

O momento do encerramento do CTJV, em 1986, assinalou-se com a performance da famosa atriz francesa Élise Poulin, interpretada por Chantal Hauffin, da Universidade Sénior de Monção.

Mas, ainda estavam reservadas mais surpresas nesta noite memorável, quando surgiram os elementos do antigo Rancho ROCONORTE, a entoar os conhecidos temas “Ó do Roconorte” e “O Castelo de Lapela”, seguindo-se a atuação do grupo Cova do Cão, constituído pelos seis atores de serviço.

O espetáculo terminou num ambiente intimista, à meia luz, com a colocação simbólica de 75 velas acesas no palco do CTJV, numa noite feita de sonhos, memórias e emoções fortes, onde o semblante de cada participante, de cada espetador, evidenciava o contentamento de todos/as.

De referir que as comemorações dos 75 anos do CTJV, contaram com o concerto da Orquestra Sinfonietta de Braga, no dia 11 de junho, com a exibição do Documentário dos 75 anos do CTJV, no dia 12, e com este espetáculo no dia 15, seguindo-se mais dois momentos: no dia 26, o concerto da Orquestra de Jazz ARTEAM, de Viana do Castelo, e no dia 27,  a exibição de curtas metragens do Festival de Cans.

02 (13).JPG

03 (10).JPG

04 (10).JPG

05 (7).JPG

09 (5).JPG

DE PONTE DE LIMA E CARDIELOS, AO FESTIVAL DA COMIDA GREGA, EM BRUXELAS

image001 (22).jpg

  • Crónica de Tito de Morais

No último fim de semana, convidado a participar no evento da Academia do Bacalhau de Bruxelas, conforme várias noticias circulantes on line, houve tempo para uma escapadela de prova da comida grega. Tratou-se dum Festival na Place Maurice Van Meenen, distribuído por um quarteirão de stands, onde para além de show cookings e animação musical, participou também Éric Boschman, gastrónomo e considerado o melhor sommelier da Bélgica.

Acompanhado com o amigo Chef Domingos Gomes, de Cardielos, Viana do Castelo, lá foi o dueto aos sabores helénicos! A festa integrava-se na comemoração dos oitenta anos da chegada dessa comunidade à capital da Bélgica, salientou a organização.

Mas, para evitar tempo de espera em filas e preocupação de horário para nos dirigir - mos ao “ Chapeau”, onde o chef era aguardado para preparar o menú queirosiano, seguimos para a prova, provada por mim já por várias vezes em idas a Bruxelas: a escolha foi o “Santorini “, próximo dos Paços do Concelho, ou da Grand Place. Neste espaço comercial há sempre simpatia de serviço, de variedade e explicação dos pratos; assim foi a nossa modesta, rápida, mas quão ansiosa degustação desejada por um mestre da cozinha lusitana, agora  a participar numa outra experiência mediterrânica.

Pela carta variada entregue, selecionamos o prato popular – Gyros – um misto de carne assada de vaca, carneiro e porco, acompanhado de batatas fritas aos palitos, salada de tomate, cebola, repolho cozido, e outros ingredientes gregos. Por cima de tudo, o molho tzatziki, elaborado á base de iogurte, limão, azeite, sal e alho. Para molhar toda a comezaina, a apreciada belga Chimay, de rótulo dourado, não comercializada em Portugal, tanto quanto sabemos.

Para os conhecedores de comida internacional, o – Gyros – é um acepipe semelhante ao Shawarma da comida árabe, ou o – Cacik - da Turquia, ou ainda, aos – Tacos al Pastor – do México, pelas informações recolhidas no local e completada por pesquisa bibliográfica.

PHOTO-2024-06-15-11-57-48.jpg

GRUPO HOTI HOTEIS INAUGURA UNIDADE DE 4 ESTRELAS NO CORAÇÃO DE BRAGA

INNSiDE by Meliá Braga Centro 1.jpg

Inauguração com Secretário de Estado do Turismo e Presidente da Câmara Municipal de Braga

O Grupo Hoti Hoteis vai aumentar o seu portfólio, assumindo a gestão da primeira unidade da marca INNSiDE do Grupo Meliá em Portugal. A inauguração do Hotel INNSiDE by Meliá Braga Centro acontecerá esta sexta-feira, dia 21 de junho, e contará com a presença do Secretário de Estado do Turismo, Pedro Machado, o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, e membros da Administração do Grupo Hoti Hoteis.

Com cunho português, no design, decoração e materiais, o novo hotel é resultado da restauração do Recolhimento de Santa Maria Madalena ou das Convertidas, um edifício barroco do século XVIII, localizado na zona histórica da cidade, a poucos metros da Sé e das Portas de Braga.

A propriedade de 4 estrelas apresenta 109 quartos, totalmente equipados e com uma vista fantástica para a cidade ou para os jardins. Dispõe também de salas de reuniões, spa, ginásio, restaurante, bar, duas piscinas - exterior e interior - e estacionamento. O Hotel INNSiDE Braga Centro destaca-se pelas suas instalações e serviço premium, proporcionando o equilíbrio perfeito entre modernidade, ação, relaxamento e conforto.

O restaurante “Convertidas” destaca-se como um espaço moderno e acolhedor, onde é possível saborear pratos deliciosos e desfrutar de momentos inesquecíveis, tais como, ouvir música ao vivo e descobrir exposições de arte.

Esta abertura será ainda marcada pela organização do habitual Arraial de São João, organizado todos os anos pelo Grupo Hoti Hoteis. Com boa gastronomia e muita música, típicas dos Santos Populares, nesta festa estarão presentes cerca de 300 convidados, entre eles, agentes e operadores de turismo, entidades públicas e órgãos de comunicação social. Neste dia, todos terão a oportunidade de fazer uma visita pelo hotel e conhecer em primeira mão as instalações.

O Hotel INNSiDE by Meliá Braga Centro reforça não só a forte posição que o grupo pretende assumir nesta região, como também o compromisso em garantir inovação e excelência no setor hoteleiro português.

INNSiDE by Meliá Braga Centro 2.jpg

GÁS NATURAL CHEGA A MONÇÃO

Vai ter lugar no próximo dia 21 de Junho, no Cine Teatro João Verde, a cerimónia de inauguração da chegada do gás natural a Monção.

A cerimónia contará, entre outras individualidades, com as presenças do Diretor Geral da Energia e Geologia, Jerónimo Cunha, e do CEO da Sonorgás, Nuno Afonso Moreira. De seguida, pelas 13h00, terá lugar a inauguração da Unidade Autónoma de Gás (UAG), no Parque Empresarial da Lagoa, em Cortes.

BARCELOS: PROGRAMAÇÃO DE JULHO NO THEATRO GIL VICENTE

A programação cultural do TGV para o mês de julho arranca, no dia 2, com o filme “Salgueiro Maia - O Implicado”, de Sérgio Graciano. Trazida pelo Cineclube ZOOM, esta película revela histórias que ainda não foram contadas sobre o Capitão de Abril. No dia 9, prossegue o cinema com “Ainda temos o Amanhã”, de Paola Cortellesi; e no dia 23, “A Quimera”, de Alice Rohrwacher. As sessões são às 21h30, no Largo Dr. Martins Lima.

No domínio musical, a sala de espetáculos do Gil Vicente recebe um concerto promovido pelo Ciclo Jazz ao Largo: Hugo Carvalhais, um dos mais talentosos contrabaixistas da sua geração, atua no dia 11 julho, às 22h00.

O dia 6 é dedicado ao teatro, com a peça “Jackpot”, uma comédia de Jean-Pierre Martinez, um dos autores contemporâneos mais representado em França e em outros países francófonos, protagonizada pela atriz, Rita Ribeiro, e conta a história de Pedro e Cristina, um casal de classe média que atravessa uma pequena crise financeira.

Ainda no teatro, o programa “Em Família” regressa nos dias 7 e 14 de julho, com as peças: “Carripana” pela Lama Teatro, no dia 7 de julho. Já no dia 14, é a vez da peça “Perdidos, mas pouco!”, pel’ A Bolha - Teatro com Marionetas. No dia 28, há duas sessões de teatro para bebés: “Capuchinho”, às 10h00 e 11h30, pela TeatroPlage.

Noutro registo, o stand-up está de regresso ao palco do TGV, desta feita, Diogo Faro anima o dia 10, às 21h30, com o espetáculo “Processo de Humanização em Curso”, inserido no ciclo das “4.ªs loucas”.

1.ª Mostra de Teatro internacional

Além da produção nacional, o Theatro Gil Vicente abre portas ao teatro internacional. Assim, no dia 24 de julho, às 21h30, sobe à cena a peça “Pedido & Casamento” de Anton Tchekhov, pelo Teatro Nacional Qashqadaryo | Karshi / Uzbequistão, uma coprodução internacional CTB.

Comemoração Dia dos Avós

No âmbito da comemoração do Dia dos Avós, que se assinala a 26 de julho, a companhia “Sons Vadios” leva a palco no dia 31, a performance de música e teatro “Assim deverá eu ser”, com duas sessões: 10h30 e 14h30.

Ainda dentro da programação do Theatro Gil Vicente para o mês de julho constam os espetáculos do Festival Vaudeville Rendez-Vous.

Nota: Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Theatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Julho 2024.jpg

CÂMARA MUNICIPAL DE VIEIRA DO MINHO RECEBE EXPOSIÇÃO DO REGIMENTO DE CAVALARIA Nº 6

1 (12).JPG

Ontem, dia 18 de junho, no âmbito das comemorações do 315º aniversário do Regimento de Cavalaria Nº6, a Câmara Municipal de Vieira do Minho foi palco de uma exposição dos meios e capacidades do Exército Português. Este evento único permitiu à população local conhecer de perto o trabalho e os equipamentos utilizados pelas forças militares do país.

A exposição, que teve lugar às 11h00 na praça em frente aos Paços do Concelho, proporcionou durante 30 minutos a oportunidade para os habitantes e visitantes observarem de perto os veículos militares e interagirem com os militares presentes. Os participantes puderam conhecer melhor o Regimento de Cavalaria Nº6, uma das unidades mais antigas e prestigiadas do Exército Português.

O presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, António Cardoso, esteve presente para cumprimentar os elementos do exército e felicitá-los pelos 315 anos de dedicação ao serviço. António Cardoso destacou a importância desta iniciativa: "É uma honra para o nosso município receber esta exposição. É uma oportunidade ímpar para os nossos cidadãos, especialmente os mais jovens, verem de perto o trabalho das nossas forças armadas e aprenderem mais sobre a sua importância na defesa e segurança do nosso país."

Os visitantes tiveram a oportunidade de dialogar com os soldados, que estavam disponíveis para responder a perguntas e compartilhar suas experiências no serviço militar. Além disso, houve explicações sobre os diversos equipamentos em exposição, proporcionando uma visão abrangente das capacidades do Exército Português.

A exposição também contou com a visita de alunos do concelho, que puderam aprender mais sobre o trabalho e a história do regimento.

CAMPEONATO NACIONAL DE MOTOCROSS JOGOS SANTA CASA MX 2024 – ELITE EM VIEIRA DO MINHO

motocross.jpg

Decorreu este fim de semana, em Vieira do Minho, o Campeonato Nacional de Motocross Jogos Santa Casa MX 2024 – Elite, sendo esta a 4ª e última ronda do campeonato. O evento aconteceu na desafiadora pista do Mosteiro, situada no Off Road Park de Vieira do Minho, e contou com grande participação de pilotos e público.

A prova foi organizada com o apoio do Município de Vieira do Minho e proporcionou um espetáculo de muita adrenalina e emoção para todos os presentes. A pista, conhecida por suas condições técnicas exigentes, testou ao máximo as habilidades dos pilotos. Os vencedores das categorias foram: Sandro Lobo na Geral MX2, Gustavo Pitschieller na Geral MX85, e também houve vencedores nas categorias Geral MX125 Júnior, Geral MX Veteranos e Geral MX1.

O evento destacou-se pela alta competitividade e pelo espírito desportivo entre os participantes, além de ser um sucesso de organização e de público. A presença de competidores de alto nível e o apoio entusiástico dos espetadores tornaram esta edição do campeonato memorável. O Campeonato Nacional de Motocross Jogos Santa Casa MX 2024 - Elite em Vieira do Minho é mais uma prova da vitalidade e da popularidade deste desporto no concelho.