Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MOTORISTAS DE MATÉRIAS PERIGOSAS FAZEM HORAS EXTRAORDINÁRIAS E NINGUÉM QUESTIONA AS CONDIÇÕES DE SEGURANÇA!

A anunciada greve às horas extraordinárias convocada pelo Sindicato dos Motoristas de Matérias Perigosas vem colocar algumas questões em relação às quais as autoridades têm visdo a fazer vista grossa… afirmam pessoas tidas como muito “responsáveis” que estes trabalhadores chegam a fazer 14 horas diárias de trabalho ao volante de um camião! Situação semelhante regista-se por vezes em relação ao transporte de passageiros, nos circuitos urbanos e nos de longo curso.

14139860-e1555425233150.jpg

Desde logo, importa saber se uma pessoa que efectua uma tão longa jornada de trabalho, transportando matérias consideradas perigosas, encontra-se em condições físicas e psíquicas que lhe permitam exercer essa actividade em condições de segurança, para o próprio e demais utentes da via pública. Consequentemente, qual a legislação que permite este estado de coisas e o papel das autoridades que devem zelar pelo cumprimento das normas de segurança rodoviária.

Mas, como é típico de países subdesenvolvidos, a resolução do problema coloca-se a nível monetário, indiferentemente às condições do exercício da actividade, permitindo à entidade patronal fugir à contratação de funcionários.

Regra geral, o recurso sistemático às horas extraordinárias constitui um reflexo de má gestão uma vez que não tem em conta uma avaliação séria da necessidade de recursos humanos numa empresa. Mas também significa uma forma expedita de reduzir encargos com a contratação de novos trabalhadores recorrendo ao exercício de uma espécie de escravatura laboral, no desprezo pelas consequências que daí podem advir.

Por conseguinte, o recurso sistemático a “horas extraordinárias” – que neste caso são ordinárias! – também contribui para o aumento do desemprego que representa um custo social. E, neste aspecto, patrões e sindicatos convergem neste oportunismo, indiferentes também à sorte dos trabalhadores.

Foto: www.observador.pt

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO REPAVIMENTA EM ENTRE RUIVÃES E NOVAIS

Arrancaram esta quinta-feira, dia 22 de agosto, as obras de renovação do pavimento da Avenida Padre Doutor Marques Pinto e da Avenida 25 de Abril, ambas localizadas na parte da Estrada Municipal 573 que atravessa a União de Freguesias de Ruivães e Novais.

DSC_3572.jpg

A empreitada, que implica um investimento municipal na ordem dos 85 mil euros, contempla a renovação do tapete betuminoso e a colocação de nova sinalização horizontal.

A obra deverá ficar concluída até ao final do mês de agosto.

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, fala numa obra importante para a melhoria das condições desta via que, refira-se, liga Vila Nova de Famalicão à vila de Riba de Ave.

Os trabalhos que hoje arrancaram serão executados na totalidade da faixa de rodagem, fazendo intervenções numa faixa de cada vez de forma a que o trânsito circule de forma alternada.

DSC_3568.jpg

MUNICÍPIO DE BARCELOS APOIA IV EDIÇÃO DO BARCELOS OPEN

A Câmara Municipal de Barcelos, em parceria com o Clube de Ténis Alcaides de Faria e a Associação de Ténis do Porto , promove o IV Barcelos Open, um torneio nacional de ténis para singulares seniores masculinos e femininos.

Capturarbarcopen.PNG

O evento vai decorrer nos quatro courts de ténis nas instalações da Escola Secundária Alcaides de Faria entre 4 e 7 de setembro. O prémio para a categoria masculina é de 1200 euros e para a categoria feminina de 800 euros, perfazendo um total de 2000 euros.

O Barcelos Open é já um torneio de referência a nível nacional que traz à cidade jogadores de vários pontos do país e que poderão aproveitar a visita a Barcelos para apreciar uma das mais emblemáticas localidades de arte popular minhota, com uma vasta oferta turística, manifesta no património natural, paisagístico e cultural.

O Município destaca a importância da realização do I Barcelos Open como forma de dinamizar a cidade e promover o desporto, a saúde e o bem-estar da comunidade local.

ESPOSENDE AMBIENTE INCENTIVA SEPARAÇÃO DE RESÍDUOS

Com o intuito de incentivar a separação de resíduos, uma das bandeiras estratégicas do Município de Esposende, a Esposende Ambiente, em colaboração com a Mareada – Associação Cultural, de Apúlia, disponibiliza naquela vila, durante a época balnear, um equipamento sui generis para depósito de resíduos de plástico e metal.

DSCN5508.jpg

Trata-se da réplica de “Barco do Pilado”, da autoria de António Palmeira, embarcação utilizada até final dos anos 70 para a apanha do pilado (caranguejo – crustáceo palybius henslowii) usado para a adubagem das terras, e que se encontra instalada na Praça dos Sargaceiros, na frente marítima de Apúlia.

Na época balnear de 2018 foram recolhidas e encaminhadas para aterro sanitário cerca de 5.600 toneladas de resíduos indiferenciados, sendo que, durante o mesmo período, apenas foram recolhidas nos ecopontos cerca de 614 toneladas de resíduos para reciclagem. Assim, sob a temática “do rio ao mar sem lixo” pretende-se incentivar os banhistas, e população em geral, a melhorar a gestão dos resíduos e a reduzir a ameaça do lixo marinho, que se estima que ultrapasse as 250 000 toneladas de plástico a flutuar nos oceanos.

Na promoção desta ação de incentivo e sensibilização ambiental estiveram presentes a Vice-presidente da Câmara de Esposende e responsável pela área do ambiente, Alexandra Roeger, o Presidente do Conselho de Administração da Esposende Ambiente, Paulo Marques, o comandante do Porto de Viana do Castelo e da Estação Salva-vidas do ISN de Apúlia, o autor da obra, representantes da Associação Mareada, representantes da Junta e da Assembleia da Freguesia de Apúlia e Fão, grupo das Guias de Apúlia - Movimento de Educação e do Centro Escutista de Apúlia.

Com esta iniciativa, as entidades envolvidas implementam mais uma medida com vista ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, nomeadamente o ODS 12 – Produção e Consumo Sustentáveis, ODS 14 – Proteger a Vida Marinha e ODS 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade.

DSCN5559.jpg

DSCN5564.jpg

DSCN5566.jpg

ROSCAS DE MONÇÃO ESTÃO NA SEMIFINAL DO CONCURSO “7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL”

Gala realiza-se este sábado, 24 de agosto, a partir das 21h00, no Parque da Ponte Nova, em Arcos de Valdevez.

Após apuramento na gala realizada ontem, em Miranda do Corvo, as Roscas de Monção passaram a pré-finalistas do concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal”, participando na gala da meia-final que decorrerá no dia 24 de agosto, sábado, a partir das 21h00, no Parque da Ponte Nova, em Arcos de Valdevez.

Foto-Roscas2.jpg

As votações telefónicas abriram hoje às 10h00, terminando durante a gala da meia-final. Dos 14 participantes, passam 7 à final. As Roscas de Monção, um doce feito com amor e carinho pelas “Rosqueiras” da nossa terra, revela muito daquilo que distingue os monçanenses enquanto povo: acolhedores, saudosistas, empreendedores e apaixonados pela sua terra.

Durante o dia de hoje, duas funcionárias do Município de Monção estiveram na feira semanal, distribuindo um flyer promocional das Roscas de Monção e apelando ao voto no nosso doce. A receção foi calorosa e participativa. Expressamos um agradecimento sentido a todos que contribuíram para que as “Roscas de Monção” sejam consideradas um Doce Maravilha de Portugal.

Para a gala da semifinal, o Município de Monção vai disponibilizar um autocarro para quem pretende deslocar-se a Arcos de Valdevez apoiar o nosso doce. As inscrições, gratuitas e com número limitado a 30 lugares, devem ser efetuadas, presencialmente, na Câmara Municipal de Monção, até às 13h00 de sexta-feira.

Esta sexta-feira, pelas 19h05, no Cine Teatro João Verde, vai realizar-se uma ação promocional da candidatura, a qual consiste na realização de uma chamada telefónica coletiva e na criação do número de apoio (760 107 005) pelo público presente naquele equipamento cultural.

Vamos fazer das Roscas de Monção uma das “7 Maravilhas Doces de Portugal”. Contamos com todos. O vosso apoio é importante.

ROSCAS DE MONÇÃO

Preparada a massa com farinha triga e água, ao qual se junta manteiga, açafrão, fermento, sal e açúcar, fica a levedar durante duas horas. Depois, as mãos das doceiras moldam as roscas que são colocadas em tabuleiros e polvilhadas de farinha triga para não "apegar".

Posteriormente, vai ao forno de lenha, com porta sempre aberta, até apresentar um aspeto alourado, sendo “adornadas” com açúcar refinado. Com sabor inconfundível e textura única, é o doce perfeito para acompanhar um Alvarinho elegante e aromático. 

A confeção das Roscas de Monção, parte integrante do rico património gastronómico local, tem passado de geração em geração, estando, desde sempre, associada à celebração de romarias e a ambientes festivos, realizados no concelho de Monção.

Nos últimos tempos, fruto da grande procura deste doce caraterístico da nossa terra, as Roscas de Monção, como os papudos, têm sido preparadas para serem comercializadas na feira semanal da localidade, todas as quintas-feiras. As “Rosqueiras” apresentam esta doçaria sobre belos panos de linho, em grandes cestos de vime, vendendo-a à unidade ou em grupos de meia ou uma dúzia.

MUNICÍPIO DE TERRAS DE BOURO REALIZA OBRAS EM SANTA CRUZ

Intervenção em Santa Cruz

A Câmara Municipal de Terras de Bouro está a proceder a uma intervenção na via que liga até Santa Cruz, nas freguesias da Balança, Ribeira e de Souto, tendo em vista a possibilidade de uma normal circulação no local. Para o efeito estão ser levadas a cabo ações de limpeza das bermas, regularização do piso com “tout venant” e passagem de cilindro,  aquedutos e construção da canais e valetas  para escoamento adequado das águas pluviais.

Com esta intervenção a autarquia pretende melhorar a circulação das pessoas e veículos evitando uma deterioração do piso que todos anos se verificava no referido troço.

20190724_1604089.jpg

20190724_161900.jpg

20190724_160443.jpg

20190724_160525.jpg

20190724_160952.jpg

20190724_161414.jpg

20190724_161431.jpg

20190724_161433.jpg

20190724_161541.jpg

20190724_161557.jpg

20190724_161833.jpg

20190724_161846.jpg

20190724_161129.jpg

ESPAÇO GUIMARÃES PROMOVE MOMENTOS ZEN EM FAMÍLIA

24 de agosto | 10h30 às 12h15 | Esplanada Exterior

O centro comercial Espaço Guimarães, gerido pelo grupo Klépierre em Portugal, dinamiza aulas de Fly High Yoga e Kids Yoga gratuitas no dia 24 de agosto, das 10h30 às 12h15, na sua esplanada exterior. Indicado para iniciantes desta modalidade, o centro comercial vai proporcionar uma manhã de puro relaxamento emindfulness para toda a família.

Espaço Guimarães_Fly High Yoga e Kids Yoga.png

Equilíbrio, força e paz interior são alguns dos benefícios conhecidos da prática de Yoga. Através da suspensão do corpo, o Fly High Yoga permite uma experiência única e divertida que ajuda a desbloquear, alongar, definir e realinhar o corpo.

Se tem curiosidade em experimentar a técnica Fly High Yoga, ou simplesmente procura uma atividade alternativa para juntar a família, chegou a oportunidade perfeita. Das 11h15 às 12h15 no Espaço Guimarães, aproveite para renovar energias e purificar o seu corpo e alma numa sessão terapêutica desta modalidade, dinamizada pela instrutora profissional Beatriz Fonseca.

A pensar no bem-estar dos mais pequenos, das 10h30 às 11h30, haverá ainda uma aula de Kids Yoga. Com o objetivo de potenciar o crescimento harmonioso das crianças, o Yoga Infantil é essencial para o desenvolvimento de uma melhor capacidade de concentração e gestão de energia própria.

As participações são limitadas aos lugares existentes. Garanta o seu lugar através da submissão da ficha de inscrição, disponível no link:https://pt.surveymonkey.com/r/K9SRLN6.

Desfrute de uma manhã de total descontração para toda a família no Espaço Guimarães!

HIPÓDROMO MUNICIPAL DE CELORICO DE BASTO RECEBEU CORRIDA A CONTAR PARA O CAMPEONATO NACIONAL

A XXIII Corrida de cavalos a galope e trote atrelado teve lugar no Hipódromo Municipal de Carvalho, em Celorico de Basto, no dia de ontem, 18 de agosto, por entre aficionados entusiastas que marcaram presença para aplaudir os cavalos e cavaleiros.

_DSC5820.jpg

Uma prova a contar para o Campeonato Nacional voltou a encher o Hipódromo Municipal de aficionados das modalidades de trote atrelado e galope.

Várias mangas foram disputadas demostrando a todos os presentes a destreza dos cavaleiros, e a velocidade e elegância dos cavalos, que se debateram até ao final para alcançar o pódio.

Presente a assistir às corridas e na entrega de prémios esteve o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, que destacou a perícia e a habilidade de cavaleiros e cavalos numa pista plena de aficionados. “É muito positivo ver esta moldura humana a assistir a provas de tão elevado nível de competição. É evidente o profissionalismo e a forma competitiva e dedicada com que os cavaleiros e cavalos se entregam a cada manga, numa verdadeiro espetáculo de perícia, técnica e destreza. Temos todas as condições neste hipódromo Municipal para que cavalos e cavaleiros se sintam confortáveis e proporcionem, a esta grande plateia, um espetáculo de hipismo memorável. Todos os anos temos uma prova a contar para o campeonato nacional nas modalidades de trote atrelado e galope mas estou certo que, e tendo nós todas as condições físicas para tal, teremos a curto prazo, um maior número de provas neste espaço”.

As mangas a galope e trote atrelado voltaram a ser muito competitivas e deixaram o público ao rubro. As provas a galope, sempre muito aguardadas, mostraram a velocidades dos cavalos imprimida pela perícia do joker. Mas mangas referentes ao trote atrelado o público aplaudiu a minucia e técnica imprimida pelos drives que conduziram os cavalos.

Esta prova foi uma organização entre o Município de Celorico de Basto, a Associação Cultural e Recreativa de Carvalho e a União de freguesias de Carvalho e Basto Sta. Tecla e contou com o apoio dos Bombeiros Voluntários Celoricenses.

_DSC5839.jpg

_DSC5853.jpg

SABORES DO ANHO ATRAEM MINHOTOS E GALEGOS A VALENÇA

Sabores do Anho, um clássico que não passa de moda, em Valença de 31 de agosto a 1 de Setembro

Saborear anho no forno, com arroz pingado, à moda antiga, tem um destino a freguesia valenciana de Gondomil. No fim de semana de 31 de agosto e 1 de setembro os apreciadores do anho tem a sexta edição do Festival Gastronómico Sabores do Anho.

saboranh.jpg

Comer com Tradição

Esta é uma oportunidade única para saborear um prato que é um emblema da gastronomia valenciana e da região. Preparado nos tradicionais fornos a lenha é um autentico manjar. Elaborado por mãos sábias, com os temperos e os segredos seculares, sempre foi rei das festas grandes das aldeias e dos grandes convívios das famílias.

Manda a tradição que se acompanhe com arroz do forno, pingado com os aromas do anho. Uma tradição que surgiu em tempos idos, na época em que as famílias ricas comiam o anho e os empregados o arroz aromatizado com os sucos do anho.

Anhos de Puras Pastagens

Os anhos preparados para este festival, são criados nas pastagens dos montes locais em pastoreio livre.

Dois Dias de Festa Gastronómica

Durante dois dias é possível saborear o anho no forno, a preços populares e desfrutar de um amplo programa de animação, com musica tradicional portuguesa, estando garantida uma grande festa de sabores. As refeições podem ser saboreadas no sábado 31 de agosto, ao almoço e ao jantar e no domingo 1 de setembro ao almoço.

O Largo de Santa Rita, em Gondomil, é o espaço de acolhimento deste festival gastronómico.

A iniciativa é da Câmara Municipal de Valença, Junta da União de Freguesias de Sanfins e Gondomil e da Associação Cultural de Gondomil.

Os Sabores do Anho encerram o ciclo anual de eventos gastronómicos que a Câmara Municipal de Valença dinamizou ao longo deste ano e de que destacaram, ainda, os Sabores da Lampreia, Os Sabores Serranos, Os Sabores da Aldeia, os Domingos Gastronómicos e Fevereiro Mês da Lampreia.

7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL: GALA DA MEIA FINAL EM ARCOS DE VALDEVEZ A 24 DE AGOSTO DE 2019

Arcos de Valdevez recebe no próximo dia 24 de agosto a Gala da Meia-Final das 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL, numa transmissão da RTP a partir das 21h00.

CHARUTOS 880X280.jpg

Os “Charutos dos Arcos” vencerem a final do distrito, sendo eleitos o melhor doce do Alto Minho, estando agora na corrida para a final do Concurso, a realizar a 7 de setembro.

A votação nesta fantástica iguaria arcuense é possível entre os dias 22 e 24 de agosto, usando para o efeito o numero telefónico 760 107 003.

Os “Charutos de Ovos dos ARCOS” são apadrinhados pelo escritor Jacinto Lucas Pires, familiarmente ligado a Arcos de Valdevez, também ele um apreciador da gastronomia e sobretudo da doçaria tradicional do concelho.

Esta iniciativa promove o património, reforça a identidade e revitaliza a doçaria como “símbolo” nacional, sendo um estimulo à inovação e valorização dos produtos tradicionais e à dinamização económica e sociocultural dos territórios.

gala.png

FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA DE CELORICO DE BASTO RECEBE BANHO DE MULTIDÃO

Uma enchente na Feira de Artesanato e Gastronomia de Celorico de Basto

A XXII edição da Feira de Artesanato e Gastronomia e Mostra de Vinhos voltou a atrair milhares de pessoas ao Mercado Municipal, nos 5 dias de certame. De 14 a 18 de Agosto, os milhares de visitantes puderam degustar a melhor gastronomia e o vinho verde da região, comprar e contemplar o artesanato presente e assistir ao trabalho feito ao vivo por muitos dos artesãos.

_DSC5744.jpg

“Qualidade dos produtos presentes evidenciada pelos visitantes do certame”.

O Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, mostra-se satisfeito com a adesão ao evento. “A cada edição temos mais visitantes a passar por este certame, muitos que vêm sempre, a cada edição, e muitos outros que, pelo passa palavra e pela publicidade, vieram pela primeira vez e, estou certo que adoraram e regressarão no próximo ano”. O autarca destaca o convívio como principal ingrediente de um certame que tem tudo o que é preciso para ser um sucesso. “Esta é uma aposta ganha que prima pelo convívio, pela confraternização, pelo reencontro, pela amizade, pelos laços que se criam e se fortalecem. Um certame rico nas amostras de artesanato que aqui se apresentam, com artesãos a trabalhar ao vivo e a demonstrar aos visitantes a forma meticulosa como cada peça é desenvolvida incutindo, ao mesmo tempo, a quem assiste, o gosto pela arte num saber fazer genuíno e que não se pode perder no tempo. Ao mesmo tempo, temos restauração de qualidade, com pratos tipicamente regionais que fazem as delícias dos visitantes que acompanham cada refeição ou degustação com o nosso vinho verde, um vinho de excelência produzido no concelho e que tem vindo, ao longo dos anos, a ganhar a qualidade exigida para o mercado nacional e internacional”.

_DSC5768.jpg

A XXII Feira de Artesanato e Gastronomia é, também, um local de negócio. “Em dia de abertura deste certame disse que este é um certame que acarreta um grande investimento do Município mas com um retorno imensurável e estou certo que, todos aqueles que estiveram na feira a fazer negócio estão plenamente conscientes da importância económica deste evento. Criamos as condições, as melhores condições para atrair os visitantes com animação permanente, com espaços de artes, música ao vivo, espaços de lazer e estamos certos que fizemos um trabalho de excelência e contribuímos para que cada um, à sua maneira, usufruísse da melhor forma deste evento”.

De facto, este certame prima pelo negócio que é feito dentro do recinto pelos restaurantes, produtores de vinho, artesãos mas também pelo dinamismo que proporciona à vila de Celorico de Basto e a todo o concelho. “Este é um evento anual muito requisitado por locais, turistas e emigrantes que contribui para que a restauração do concelho, o alojamento e os diferentes serviços façam negócio com este dinamismo e esta afluência de gentes ao concelho” concluiu o edil Celoricense.

Susana Matos, emigrante em Metz, veio a Celorico de Basto para usufruir das férias de Verão em família e não perdeu a oportunidade de visitar a feira. “É muito interessante, tem coisas artesanais muito bonitas e de várias zonas do país, feitas ao pormenor. A gastronomia é deliciosa e os espetáculos musicais são muito divertidos. Vale muito a pena a visitar esta feira”.

Nos 5 dias de certame foram várias as intervenções musicais a animar os presentes com destaque para dois grupos oriundos do Luxemburgo, os Raízes do Minho e o Cancioneiro do Alto Minho, grupos constituídos, na grande maioria, por emigrantes mas também por Luxemburgueses. Pela feira passaram ainda os Tamegaitas, o Rancho Folclórico de Sta. Maria de Canedo, o Grupo de Cavaquinhos de Arnoia, o Rancho Folclórico “os Amigos do Castelo”, os Farrafanfarra, o Grupo de Concertinas “Viva Moreira”, o Grupo de Cavaquinhos de Arnoia, os Zamburra, os Somos Minho, os Amigos das Tainadas, os Antromilho, o Grupo de Concertinas “Viva Moreira”, os Gruilha e a Tuna de Arnoia.

_DSC5611.jpg

_DSC5644 (1).jpg

_DSC5677.jpg

CONCURSO 7 MARAVILHAS DOCES DE PORTUGAL FAZ GALA EM ARCOS DE VALDEVEZ

Arcos de Valdevez acolhe primeira gala meia final do concurso 7 Maravilhas Doces de Portugal®. Iniciativa conta com o apoio institucional do Turismo do Porto e Norte

O Município de Arcos de Valdevez acolhe no próximo sábado, dia 24 de agosto, a Gala Meia-Final das 7 Maravilhas Doces de Portugal®. Uma iniciativa que conta com o apoio institucional do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) e que procura valorizar o que de melhor se faz na gastronomia doceira da região. “Esta é mais uma prova do muito que a região do Porto e Norte de Portugal tem para oferecer não só ao nível dos destinos turísticos, como também no que à gastronomia diz respeito, nomeadamente a doceira”, salienta Luís Pedro Martins, presidente da TPNP.

20190314_GONCALO VILLAVERDE_096.JPG

Ao logo dos últimos meses um Painel de Especialistas avaliou e provou centenas de propostas candidatas a representar o distrito nas galas finais. De todos os candidatos foram escolhidos sete representantes por cada distrito ou região autónoma que foram posteriormente colocados a votação do público português.

Das propostas colocadas à escolha do público foram eleitos 28 pré-finalistas que serão agora divididos por duas meias finais. A primeira destas eliminatórias realiza-se já no próximo sábado a partir das 21 horas.

“É um orgulho atestar a qualidade da gastronomia da nossa região e perceber que ainda há muito para explorar na oferta que temos para quem nos visita”, refere Luís Pedro Martins. Para o presidente da TPNP, a eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal® ”tem o condão de nos despertar para uma realidade que pode e deve ser promovida juntamente com o que de melhor temos para oferecer ao nível do turismo na região do Porto e Norte”. “É um menu completo: destinos turísticos deslumbrantes, pratos regionais inesquecíveis e uma doçaria de comer e chorar por mais”, assegura.

home_melhores-doces.jpg

CANDIDATOS DO PARTIDO SOCIALISTA POR VIANA DO CASTELO OFICIALIZAM CANDIDATURA

Os candidatos pelo Partido Socialista às eleições legislativas de 6 de outubro oficializaram, esta manhã, a sua candidatura.

A entrega da lista no Palácio da Justiça de Viana do Castelo foi um momento marcado pela confiança na vitória nas eleições que se avizinham, pontuado pela boa disposição da mandatária distrital, Manuela Machado, e pela alegria dos candidatos, acompanhados pelo Presidente da Federação Distrital do PS, Miguel Alves.

Para Tiago Brandão Rodrigues, “agora é hora de meter mãos à obra e apresentar as nossas propostas aos Alto Minhotos, depois de um mandato em que cumprimos as promessas que fizemos há quatro anos ”. Aos 42 anos, o cientista courense volta a liderar os candidatos pelo Círculo Eleitoral de Viana do Castelo, depois de um mandato bem sucedido na muito exigente pasta governativa da Educação, a que se juntou a tutela do desporto e da juventude.

A lista do PS combina experiência e juventude, sendo constituída maioritariamente por mulheres. A número 2 da lista é Marina Gonçalves, uma jovem jurista de Caminha, com experiência autárquica e parlamentar, a que junta a responsabilidade de chefiar o Gabinete do atual Ministro das Infraestruturas.

O terceiro lugar é ocupado por Anabela Rodrigues, psicóloga de 46 anos, vereadora da Câmara Municipal de Valença. O quarto lugar da lista de Viana do Castelo pertence ao histórico José Manuel Carpinteira, atual deputado e antigo e inesquecível Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Segue-se Sílvia Torres, vereadora da Câmara Municipal de Ponte da Barca com 40 anos, professora na EPRALIMA. A fechar a lista de efetivos, Dora Brandão, advogada, vereadora na Câmara Municipal dos Arcos de Valdevez e Presidente do Departamento das Mulheres Socialistas do Alto Minho, que junta à sua experiência política o ativismo cívico e na área social, com destaque para o apoio às pessoas com deficiência.

A lista conta ainda com Manuel Luís Gonçalves, 41 anos, advogado com uma destacada experiência no direito empresarial, Bruno Guimarães, 24 anos, gestor empresarial e autarca na freguesia de Vila de Punhe, concelho de Viana do Castelo, Sandra Vieites, 43 anos, professora oriunda de Monção, Elizabete Rodrigues, 40 anos, também professora, residente em Paredes de Coura e João Simões, 31 anos, que combina o exercício da sua atividade de médico com a militância política na defesa dos seus amados Arcos de Valdevez.

Para Miguel Alves, “esta lista garante ao Alto Minho uma representação parlamentar de grande qualidade, que mistura o entusiasmo da gente nova com um profundo conhecimento do terreno, tanto a nível nacional com nas autarquias do nosso distrito”.

Já Manuela Machado afirmou estar “honrada com a confiança do PS e desta boa gente e empenhada em conseguir mais esta vitória na minha vida”.