Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA: PATRONATO DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA LANÇA CAMPANHA SOLIDÁRIA DE NATAL

"À semelhança dos anos anteriores, o Patronato Nossa Senhora da Bonança lança mais uma Campanha Solidária de Natal, com o objetivo de angariar fundos para a missão da Instituição na infância e na solidariedade. 

A campanha deste Natal intitula-se "MANTA SOLIDÁRIA", mas junto com esta iniciativa vamos também lançar a edição de 2023 da Agenda Solidária!

Assim, este ano estão disponíveis:

- MANTA DE ADULTO (valor: 10,00€) - Cores disponíveis: azul, rosa, verde e laranja

- MANTA DE CRIANÇA (valor: 8,00€) - Cores disponíveis: amarelo, lilás, azul claro e laranja

AGENDAS 2023 (valor: 10,00€), com argolas, de capa de madeira e tamanho A5. 

Quer as mantas, quer as agendas são ilustradas com desenhos das crianças de Creche e de Jardim.

Os produtos da campanha estarão disponíveis em vários locais, nomeadamente no Patronato, nos Postos de Turismo de Vila Praia de Âncora e Caminha; na Docelândia Caminha; na Veneza Vila Praia de Âncora, no Hotel Meira, na Retrosaria Helana, na Loja Toskana, no Be Fit e nas Piscinas Municipais de Vila Praia de Âncora.

APOIE A MISSÃO E O SERVIÇO DO PATRONATO NA INFÂNCIA E NA SOLIDARIEDADE!

Para que esta iniciativa fosse possível, o Patronato contou com o apoio de vários parceiros, nomeadamente a Câmara Municipal de Caminha, a Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora e a Imobiliária Âncora Dinâmica."

Capturarpatronatovpa (11).JPG

CONSELHO MUNICIPAL DE JUVENTUDE DE PONTE DA BARCA APROVA ORÇAMENTO DO MUNICÍPIO PARA 2023

Continuando a política de realizar as reuniões de forma descentralizada, a Sede da Associação Desportiva de Ponte da Barca acolheu a última reunião de 2022 do Conselho Municipal de Juventude de Ponte da Barca.

316806230_474236831447297_2483390138325327103_n (18).jpg

O Presidente da Câmara Municipal, Augusto Marinho, iniciou os trabalhos congratulando o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido na área da juventude e que permite que Ponte da Barca seja um dos municípios que integra a Rede Nacional de Municípios Amigos da Juventude, destacando o Orçamento Participativo Jovem e o projeto internacional JXuventude, seguido da apresentação das Grandes Opções do Plano e Orçamento para o ano de 2023.

No âmbito da criação de emprego e apoio ao empreendedorismo, o edil barquense realçou o início da construção da nova área de acolhimento empresarial do Rodo, o centro de negócios que se encontra em fase de conclusão, o viveiro de empresas que se iniciará em breve, assim como os apoios ao empreendedorismo criado pelo Município, tendo ainda oportunidade de dar a conhecer os avanços do Município na política habitacional com o investimento em habitação a custos controlados e o programa do 1.º Direito.

Por sua vez, o Vereador da Juventude, José Alfredo Oliveira, no âmbito Das políticas de juventude que integram as Grandes opções do Plano e Orçamento para 2023, destacando a primeira edição do Orçamento Participativo Jovem que se repetirá em 2023; o reforço das iniciativas no Projeto JXuventude que vai manter os moldes iniciais mas ajustado também a outras vertentes ao nível do empreendedorismo e da aprendizagem da língua, com a possibilidade de promoção de aulas de português e de castelhano e galego; a continuidade da agenda de u«iniciativas descentralizadas pelo concelho em conjunto com as associações juvenis das várias freguesias, permitindo a criação de sinergias e o conhecimento do território por parte dos jovens barquenses; em matéria de empreendedorismo jovem, depois do sucesso da primeira jornada do empreendedorismo, o Município continuará a investir na capacitação de jovens empreendedores em conjunto com a Associação Nacional de Jovens Empresários e com a Agência para o Desenvolvimento.

Volvidas as intervenções, o Conselho Municipal de Juventude aprovou o parecer positivo ao Orçamento Municipal para 2023, no que respeita às dotações afetas às políticas de juventude e às políticas sectoriais com aquela conexas.

Na reunião foi ainda feito um balanço da deu nota da edição do Barca Jovem 2022, edição que ficou marcada pelo concerto do Chico da Tina e que trouxe milhares de jovens a Ponte da Barca, tendo-se iniciado posteriormente o debate para preparar a edição de 2023 com os contributos das associações de jovens do concelho.

317914432_495952065848245_615211077827872183_n.jpg

 

VIZELA INAUGURA REQUALIFICAÇÃO DA RUA DO BOM VIVER EM SANTA EULÁLIA

No seguimento da reconstrução e recuperação da rede viária municipal implementada por este Executivo, em parceria com as juntas de freguesia, a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia de Santa Eulália vão inaugurar a requalificação da Rua do Bom Viver, em Santa Eulália, no próximo domingo, dia 11 de dezembro, pelas 11.30h.

rua bom viver (7).JPG

A obra vem no seguimento da reconstrução e recuperação da rede viária municipal implementada por este Executivo, em parceria com as juntas de freguesia e resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Vizela e a Junta de Freguesia de Santa Eulália, sendo uma obra muito importante, pois trata-se de uma rua cujo número de moradores tem aumentado muito significativamente, sendo agora possível a ligação ao centro da freguesia, permitindo agora a circulação de trânsito de veículos pesados.

De realçar que se trata de uma obra de enorme dimensão, um dos maiores investimentos dos últimos anos em Santa Eulália, onde foram executas varias infraestruturas, desde logo: a substituição dos postes e das luminárias, a intervenção da Vimágua no saneamento, a colocação e substituição do sistema de águas pluviais em toda a rua e a colocação de gás.

De destacar ainda os alargamentos efetuados na rua, tendo sido intervencionados: o piso, os passeios e a construção de muros, a pavimentação e as marcações da via.

Trata-se assim de mais uma obra de reconstrução e recuperação da rede viária municipal implementada por este Executivo, com o objetivo de assegurar a mobilidade e a segurança de quem diariamente circula naquelas vias, recuperando e melhorando as condições de acessibilidade à mesma.

“BRAGA VOLUNTÁRIA” ALARGA REDE DE PARCEIROS

Estrutura Municipal de Voluntariado assinou acordo de cooperação com 23 entidades

Decorreu esta Terça-feira, 6 de Dezembro, a assinatura do acordo de cooperação entre a ‘Braga Voluntária’ e 23 entidades locais, tendo em vista o alargamento da rede de parcerias da Estrutura Municipal de Voluntariado.

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813414 (1).jpg

Na sessão, realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Sameiro Araújo, explicou que a estrutura de voluntariado tem vindo a ser renovada e que a ‘Braga Voluntária’ está já a ter um impacto positivo na sociedade.

“Estas entidades que hoje se juntam a nós confirmam, assim, a sua vontade em assumir um compromisso de colaboração para o desenvolvimento do voluntariado na comunidade”, referiu a vice-presidente da Câmara Municipal. “Temos hoje mais um conjunto alargado de associações e organizações que pretendem contribuir para melhorar a sociedade. É precisamente este desejo que ficou evidenciado com a assinatura deste acordo”, acrescentou Sameiro Araújo.

Esta foi a segunda ronda de assinaturas de acordos de cooperação que a Braga Voluntária. O acordo de cooperação visa definir as responsabilidades de cada uma das partes no âmbito da gestão do voluntariado, disponibilizando-se a Braga Voluntária, entre outras, a apoiar a criação de oportunidades de voluntariado que promovam uma participação activa dos cidadãos.

O acordo foi assinado pelas seguintes entidades: Associação Cultural e Recreativa de Cabreiros; Associação de Defesa do Idoso e Crianças de Arentim; Associação de Estudantes de Direito da Universidade do Minho; AFUM – Associação dos Funcionários da Universidade do Minho; AIESEC; APAV – Associação de Apoio à Vítima; APPACDM; Centro Social e Cultural de Ferreiros; Associação Juvenil Jovens em Caminhada; MEERU - Abrir caminho; Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva; Cáritas Diocesana de Braga; Centro Cultural e Social de Santo Adrião; Centro Social da Paróquia de Ferreiros; CERCI Braga; Fundo Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Braga e Empresas Municipais; Grupo 75 - Braga Associação dos Escoteiros de Portugal; Junta de Freguesia de Sequeira; Lions Club de Braga; MUSA - Associação Artística e de Intervenção Social; Pais em Rede; Rede Bibliotecas Escolares; e TEM - Associação Todos com a Esclerose Múltipla.

De referir que a ‘Braga Voluntária’ é uma estrutura de proximidade, de âmbito concelhio, de promoção e desenvolvimento do voluntariado, em cooperação com as organizações promotoras de acções de voluntariado e que interage com os diferentes actores e agentes locais, disponibilizando informação, formação e apoios diversos às organizações e voluntários.

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813432.jpg

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813428 (3).jpg

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813436 (4).jpg

MELGAÇO INVESTE MAIS DE 15 MILHÕES DE EUROS DE INVESTIMENTO EM 2023

Grandes Opções do Plano e Orçamento de Melgaço:

Áreas de Acolhimento Empresarial representam cerca de 17% do orçamento melgacense para o próximo ano.

Capturarmmelgaç (6).JPG

O Plano e Orçamento de Melgaço para 2023 ascende os 32,5 milhões de euros, sendo mais de 15 milhões para investimento, onde a grande fatia vai para as Áreas de Acolhimento Empresarial (AAE), representando perto de 5,5 milhões de euros.

A Habitação representa a segunda grande aposta de Melgaço para o próximo ano: 4,67% do orçamento, num total de cerca de 1,5 milhões de euros. Seguem-se os Equipamentos Desportivos e de Lazer com 4,23% do investimento; a Manutenção da Rede Viária Municipal – 3,98%; os Equipamentos Culturais – 2,83%; o Abastecimento de Água – 2,34%; e Rede de Infraestruturas Elétricas – 2,13%.

Em 2023, o executivo liderado por Manoel Batista continuará a trabalhar por um Melgaço mais competitivo e mais atrativo para todos os que queiram aqui viver, investir, trabalhar e ou mesmo para aqueles que visitarem o concelho. Rigor, exigência e controlo marcam o orçamento melgacense para 2023. «Num momento em que famílias, empresas e Estado enfrentam uma conjuntura volátil, a proposta apresentada pelo Município de Melgaço oferece estabilidade, confiança e compromisso. Perante o quadro de desaceleração da economia portuguesa previsto para 2023, a aposta de Melgaço assenta num maior dinamismo do investimento, onde pontuará uma forte efetivação dos investimentos previstos no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), sendo estes investimentos mais importantes do que nunca.» atenta o presidente de câmara, Manoel Batista, reforçando que «continuaremos a apostar num conjunto de iniciativas assentes na estratégia de desenvolvimento sustentável do concelho e de melhoria da qualidade de vida para quem nele habita.»

A destacar que Melgaço iniciou a execução da candidatura a Aviso-Convite do PRR para upgrade tecnológico à Zona Industrial de Penso, no âmbito das Áreas de Acolhimento Empresarial de Nova Geração. «Esta será a oportunidade para dar mais um passo no posicionamento de Melgaço enquanto território central na atratividade empresarial no contexto Galiza-Norte de Portugal, com condições vantajosas face a outras geografias para enfrentar a transição energética e digital em curso, na medida em que, entre outras, o projeto prevê uma aposta no autoconsumo coletivo de energia, produção e armazenamento de H2 e ainda cobertura 5G em toda a área empresarial.», garante Manoel Batista, não duvidando que «Temos aqui uma oportunidade para dar mais um passo no posicionamento de Melgaço enquanto território central na atratividade empresarial no contexto Galiza-Norte de Portugal, com condições vantajosas face a outras geografias para enfrentar a transição energética e digital em curso.»

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE AVANÇA COM O MERCADO DA APÚLIA

O mercado de Apúlia está mais próximo de ser uma realidade. Com vista à instalação desta infraestrutura para comercialização de peixe e de produtos hortícolas, o Município de Esposende procedeu, recentemente, à aquisição de uma parcela de terreno na zona central de Apúlia, próximo do espaço onde funciona atualmente esta atividade.

Capturares1 (13).JPG

Atendendo à premente necessidade deste equipamento, o Município já adjudicou a elaboração do projeto desta infraestrutura, o qual deverá estar concluído durante o primeiro trimestre de 2023, podendo então ser lançado o concurso público para a execução da intervenção.

O mercado de Apúlia é assumido como um projeto relevante para a Vila de Apúlia, quer em termos económicos, quer no plano turístico. Apúlia assume-se como uma localidade turística e um destino gastronómico de excelência, nomeadamente de peixe, sendo também reconhecida pela qualidade dos seus hortícolas.

Neste contexto, importa assegurar a instalação de um mercado digno, que garanta as necessárias e devidas condições, tanto para comerciantes e clientes, bem como as exigíveis condições higiossanitárias.

Há muito reivindicado e ansiado, o mercado de Apúlia constitui um compromisso do Município, que não tem poupado esforços com vista à sua concretização. Neste contexto, e numa ótica de boa gestão do orçamento municipal, a Câmara Municipal optou por proceder à alienação de um conjunto de imóveis em todo o concelho para, com esses recursos financeiros, poder alavancar vários outros projetos de relevância para o território. O projeto do mercado de Apúlia enquadra-se nesta estratégia orientada para o desenvolvimento do concelho, a qual se encontra alinhada com o cumprimento das metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

Capturares2 (3).JPG

FAMALICÃO: MÁRIO PASSOS VESTE A CAMISOLA DO VOLUNTARIADO

Autarca famalicense participou ontem em ações de voluntariado na Associação Dar as Mãos e na Refood

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Mário Passos, visitou esta segunda-feira, 5 de dezembro, as instalações das associações Dar as Mãos e Refood, onde assumiu o papel de voluntário por umas horas.

Refood (4).jpg

No dia em que se assinalou o Dia Internacional do Voluntariado, Mário Passos quis conhecer de perto a dinâmica destas duas instituições de solidariedade social do concelho que, com a entrega e dedicação dos seus voluntários, apoiam diariamente os mais desfavorecidos.

“O trabalho de associações como a Dar as Mãos e a Refood engrandece o nosso concelho. São o exemplo da força transformadora que o voluntariado pode ter na vida de uma comunidade”, disse ontem o edil.

Refira-se que a Associação Dar as Mãos, que conta com um apoio anual da autarquia de cerca de 100 mil euros, tem como objetivo promover e contribuir para a integração social e comunitária de pessoas em situação de carência sócio-económica. Para concretizar o seu propósito, foi implementando várias respostas sociais: o atendimento social e apoio comunitário, a cantina e balneário social, a unidade de sem-abrigo e o Banco Alimentar. A Dar as Mãos serve diariamente 70 refeições, distribui mais de meia centena de cabazes alimentares por mês, entre outros apoios.

Já a Refood, que anualmente recebe um apoio municipal de 20 mil euros, é um projeto sem fins lucrativos que redireciona refeições para pessoas carenciadas. O projeto, que pretende assegurar a distribuição imediata dos excedentes dos restaurantes, cantinas, supermercados àqueles que mais necessitam, apoia atualmente 219 pessoas com a distribuição de mais de 4 mil refeições por mês.

Mário Passos encerrou esta jornada dedicada ao Voluntariado marcando presença num encontro de voluntários do Banco Municipal de Voluntariado que decorreu na Casa da Juventude de Famalicão.

Dar as Mãos (8).jpg

DSC_3451 (8).jpg

CÂMARA DE BARCELOS OFERECE 150 “PINHEIRINHOS DE NATAL”

A Câmara Municipal de Barcelos vai oferecer 150 “Pinheirinhos de Natal”, na próxima quinta-feira, dia oito de dezembro, das 10h30 às 13h00 e das 14h00 às 17H00, no Largo da Porta Nova. Sob o lema “Pinheiro Solidário”, este ano a iniciativa desafia as pessoas a entregar um bem alimentar, aquando da recolha do pinheirinho, embora tal não seja obrigatório.

Os bens alimentares serão entregues à “Associação de Apoio Social e Cultural – Couto Vivo”, a quem caberá a respetiva distribuição.

A oferta dos pinheirinhos de Natal faz-se em articulação com a Sapadores Florestais da Associação Florestal do Cávado, entidade que procedeu ao seu corte, de acordo com a regulamentação técnica deste tipo de operação de silvicultura.

CapturarPINHEIRINHOS (2).JPG

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO SENSIBILIZOU SOBRE O “PAPEL DAS JUNTAS DE FREGUESIA NA PROTEÇÃO CIVIL”

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promoveu uma ação de sensibilização sobre o “Papel da Juntas de Freguesia na Proteção Civil”. Esta iniciativa revestiu-se de especial relevância, já que as Juntas de Freguesia assumem um papel importante, pois são o primeiro patamar da proteção civil municipal.

CapturarJUNTASLANHOSO (3).JPG

Para além da presença do Vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Ricardo Alves, e do Coordenador Municipal da Proteção Civil, Pedro Dias, também esteve presente o Coordenador Municipal da Proteção Civil de Fafe, Gilberto Gonçalves, e o Presidente de Junta e da Unidade Local de Proteção Civil de Agrela e Serafão, Artur Neves, estes últimos que vieram apresentar exemplos práticos da implementação do Programa Aldeias Seguras Pessoas Seguras e das Unidades Locais de Proteção Civil.

Organizada pelos Serviços Municipais de Proteção Civil, esta iniciativa decorreu no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho, na passada sexta-feira, dia 2 de dezembro. Foram destinatários/as os/as Presidentes das Juntas de Freguesia e das Uniões de Freguesia bem como aos respetivos executivos.

Nesta sessão, foram ainda abordados os seguintes assuntos: Enquadramento da Proteção Civil; Missões das Freguesias; Avisos meteorológicos e alertas de Proteção Civil; e Sistemas de Apoio à Decisão.

BARCELOS: MUSEU DA OLARIA EXPÕE PRESÉPIOS DE NATAL

Nesta quadra natalícia, visite o Museu de Olaria. Duas exposições temporárias e mostra de presépios

Aproveite a quadra natalícia para visitar o Museu de Olaria, onde, além das duas exposições temporárias: “Binde à Festa” de Delfim Manuel e “Santo António p`Artes de mim”, coleção de Alexandre Correia, estão patentes duas novas mostras, uma de presépios de vários barristas, pertencentes à coleção do Museu de Olaria e a exposição “Olaria Norte de Portugal”.

Entretanto, está a decorrer a montagem da nova exposição permanente, que deverá reabrir ao público no primeiro trimestre de 2023, com peças únicas do singular acervo do Museu.

Vão estar expostas produções do norte ao sul do país, dos arquipélagos e ainda dos PALOP's. O figurado também marcará presença, bem como a louça decorativa e a contemporânea.

BARCPRESEPIOS (1) (1).jpg

BARCPRESEPIOS (3) (4).jpg

BARCPRESEPIOS (2) (6).jpg

FAFE RECEBE COMEMORAÇÕES DOS 46 ANOS DO PODER LOCAL

A Associação Nacional das Assembleias Municipais, (ANAM) vai celebrar no próximo dia 12 de Dezembro os 46 anos das primeiras eleições Autárquicas em Democracia.

Esta celebração irá acontecer em Fafe, onde terá lugar uma sessão solene comemorativa desta importante data para a Democracia e para o Poder Autárquico em Portugal, pelas 17,30h do dia 12 de Dezembro, (segunda-feira) , no Cine Teatro de Fafe.

Capturarautfafe (9).JPG

TÊXTIL DE FAMALICÃO DEIXA A SUA MARCA NA MASERATI E BMW

Pafil distingue-se pelo alto valor técnico e tecnológico dos seus produtos

O que podem ter em comum uma peça de vestuário de motociclismo da BMW e uma peça para desportos náuticos da Maserati? Ambas podem ter sido confecionadas na Pafil, em Vila Nova de Famalicão. Todas as produções da empresa de confeção têxtil, situada na freguesia do Louro, destinam-se ao mercado externo e distinguem-se pelo valor acrescentado que advém da componente de tecnologia aplicada, como sensores de temperatura e ultrassons.  Os clientes da Pafil são marcas que exigem um grande rigor e uma produção altamente técnica, capaz de corresponder ao elevado padrão do produto, também ele constituído por matéria prima de elevada tecnicidade.

Pafil20221206_0071 (2).jpg

“Os nossos clientes são marcas de referência e procuram-nos pela diferença que somos capazes de colocar na produção” aponta João Rui Pereira, administrador da Pafil. Da moda ao vestuário de proteção, equipamentos de neve completamente impermeáveis, peças de roupa com ultrassom, costuras coladas e vestuário para um nicho de mercado diferente da tradicional confeção têxtil, com mais valor acrescentado, são exemplos dos produtos confecionados pela empresa, que desde que se mudou para o Louro contratou cerca de 30 trabalhadores, num total que hoje ronda a centena.

A Pafil recebeu hoje a visita do Presidente da Câmara de Famalicão, Mário Passos, no âmbito do Roteiro Famalicão Created IN e recebeu elogios pelo caminho que trilhou. “É um bom exemplo de inovação no têxtil e vestuário” apontou Mário Passos. “É uma empresa que apostou na inovação, que trabalha com nichos de mercado, focada na qualidade, que por essa via gera valor acrescentado à sua produção, e nós queremos que seja esta a tendência do tecido produtivo famalicense nas mais diversas áreas”, acrescentou o autarca.

A têxtil pretende continuar a sua aposta em inovação e investigação de forma a criar produtos diferenciadores para o mercado e desse exemplo deu a iniciativa que tem em curso da criação de um exoesqueleto de base têxtil que possa atuar na correção de esforços repetitivos dos trabalhadores da indústria, em particular dos seus, as costureiras. “É um projeto que estamos a desenvolver com o CITEVE e que estamos em crer que possa concretizar-se em breve, com prototipagem do produto já no começo de 2023” disse João Rui Pereira. “Permitirá às costureiras ter um trabalho com menor esforço físico, melhorando a sua qualidade de vida, mas será também uma peça que certamente vai melhorar a produtividade, fator diferenciador nos dias que correm para a economia empresarial”.

Pafil20221206_0066 (2).jpg

VIANA DO CASTELO ADERE À REDE DE ALDEIAS VINHATEIRAS DE PORTUGAL

O Município de Viana do Castelo, com o objetivo de valorizar o mundo rural e impulsionar o turismo de forma integrada, aderiu, desde a primeira hora, à Rede de Aldeias Vinhateiras de Portugal, criada, no dia 01 de dezembro, pela Associação de Municípios Portugueses do Vinho, em parceria com os municípios associados.

CapturarALDEIASVINHA (13).JPG

A Rede de Aldeias Vinhateiras de Portugal assume-se com um projeto de constituição de uma rede nacional de aldeias e freguesias em territórios com tradição vitivinícola, olivícola e corticeira e tem como objetivo contribuir para valorizar o património, fomentar o desenvolvimento sustentável e impulsionar o turismo de forma integrada no território nacional.

Esta rede nacional pretende, assim, integrar os territórios rurais que preservam o que de mais genuíno existem em Portugal, seja no campo da viticultura, da paisagem, das adegas, dos museus, da cultura ou das tradições.

Viana do Castelo, ciente desta realidade e da sua importância foi, como se referiu, o primeiro município a apresentar uma proposta devidamente estruturada, tendo identificado a União de Freguesias de Geraz do Lima e Deão (produtores de vinho: Solar de Louredo, Solar de Merufe, Sobrinho do Arcipreste e Caroça VineYards), Vila Nova de Anha (produtor de vinho: Paço de Anha), Serreleis (produtor de vinho: Phulia Wines), Subportela (produtor de vinho: Quinta do Abade), Chafé (Produtor de Vinho: Casa da Reina), Montaria (moinhos e passeios de burro) e Lanheses (ligação ao Turismo Equestre).

Este projeto da AMPV visa valorizar e promover o mundo rural, impulsionar o turismo e fomentar o desenvolvimento sustentável e as potencialidades turísticas e socioeconómicas das aldeias/freguesias associadas.

BRAGA QUER CRIAR “VIA VERDE” PARA PROJECTOS SUSTENTÁVEIS NA ÁREA DA HABITAÇÃO

Anúncio feito por João Rodrigues na conferência da Fundação Mestre Casais

A sustentabilidade é o principal foco da Fundação Mestre Casais, um organismo que realizou esta Terça-feira, dia 6 de Dezembro, a sua conferência anual dedicada ao tema Cidades e Edifícios Sustentáveis ’22. A sessão decorreu no Mosteiro de Tibães e contou com a intervenção de João Rodrigues, vereador do Município de Braga, para as áreas da gestão urbanística, regeneração urbana e habitação.

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813410 (4).jpg

E foram precisamente as questões relativas à habitação que o vereador começou por evidenciar, lembrando que o acesso a um direito fundamental como é a habitação condigna, “está cada vez mais dificultado”. Dessa forma, adiantou João Rodrigues, o Município de Braga pretende criar “uma via verde para projectos sustentáveis” na área da habitação.

“Braga quer criar uma verdadeira via verde para projectos sustentáveis que que possam ser desenvolvidos no nosso território. Esses projectos terão acesso a taxas municipais reduzidas e com tratamento preferencial nos serviços municipais, de forma a facilitar a construção sempre em benefício da população, do ambiente e, da sustentabilidade”, explicou João Rodrigues, durante a sessão de abertura na presença de José Mendes, presidente executivo da Fundação Mestre Casais, José da Silva Fernandes, presidente do conselho de administração da Fundação Mestre Casais, e Célia Ramos, vice-presidente da CCDR-N.

Segundo o responsável, a sustentabilidade na habitação consegue-se “evitando os problemas, pelo que mais do que preocupados com apoios à população que sofre com os problemas, devemos estar preocupados em resolver esses mesmos problemas que afectam a população, promovendo a construção de mais e melhor habitação, a custos que as pessoas possam suportar, sem descurar as questões ambientais, de gestão de recursos e, sobretudo, de qualidade”, defendeu João Rodrigues.

Lembrando os apoios da Autarquia Bracarense à classe economicamente mais frágil, mas também à classe média, nomeadamente os apoios no âmbito do arrendamento acessível, à eficiência energética ou até mesmo os apoios ao pagamento do empréstimo bancário para aquisição de habitação própria, o vereador destacou que actualmente os apoios às famílias “são o grande mote para as políticas de habitação definidas pelo Estado Central, contudo, não é através de uma política de prestação de apoios sociais ‘ad aeternum’ que vamos tornar a questão da habitação mais sustentável”, considerou.

A finalizar, João Rodrigues lembrou o desenvolvimento de Braga e o seu crescimento populacional, que demonstram o “bom trabalho” que tem vindo a ser realizado no Concelho ao longo dos últimos anos.

“Braga foi o Concelho português que mais cresceu na última década, com um crescimento da população residente de 6,5% face a 2011, crescimento este que fez de Braga não só a Cidade que mais cresceu, como também a única com dimensão a consegui-lo de forma tão sustentada, voltando a ser a cidade mais jovem do País. Um crescimento que deve orgulhar a Cidade e é a prova de que o trabalho que está a ser feito está a dar resultados, mas que traz consigo muitos desafios, nomeadamente, em áreas cruciais como o são a mobilidade, as respostas sociais ou a habitação”, concluiu João Rodrigues, salientando que o Município de Braga continuará a fazer todos os esforços para aumentar a área urbana da Cidade, no âmbito do processo de revisão em curso do PDM, com vista a uma construção de habitação de qualidade para a população.

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813408.jpg

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813396 (8).jpg

CMB06122022SERGIOFREITAS00021513813406 (5).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ: EQUIPA FEMININA SUB-18 DO CRAV ESTREIA EM MONTEMOR-O-NOVO

No passado sábado, 3 de Dezembro o CRAV percorreu cerca de 450 Km para estrear a sua equipa Sub-18 na 2° Jornada do Torneio Nacional U18, que teve lugar no Parque Desportivo de Montemor-o-Novo.

FEMININO s18 (12).jpg

As Arcoenses iniciaram o torneio com uma vitória frente à equipa da casa. No entanto, a garra das atletas do CRAV não foi suficiente para superar a experiência em campo das atletas do S. Miguel e do Santarém/Sporting S.C. que saíram vitoriosas nos restantes jogos.

Pelo Clube de Rugby de Arcos de Valdevez jogaram: Enya Gomes, Francisca Celeiro, Inês Sousa, Laura Simões, Lívia Barbosa, Maria João Cunha, Yara Ganito e Miriam Vieira.

Séniores enfrentam "Charruas" em casa

A equipa feminina sénior, jogou este Domingo a 5° Jornada do Campeonato Nacional feminino na Divisão de Honra.

Apesar de na primeira volta a equipa do Norte ter levado a melhor sobre a Agrária de Coimbra por 38-10, na segunda volta as Charruas jogaram em casa e inverteram o resultado.

O facto da equipa conjunta Sport/CRAV ter levado um plantel muito reduzido, sem substituições culminou no resultado final de 32-12, a favor da equipa adversária.

A próxima Jornada será jogada em Tondela, no dia 10 de Dezembro, contra o Tondela/Bairrada.

FEMININO SENIORES (17).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ: CRAV ARRANCA VITÓRIA A FERROS E GARANTE O PRIMEIRO LUGAR

A equipa sénior do C.R. Arcos de Valdevez garantiu no passado sábado o primeiro lugar no grupo norte do CN1 De Rugby ao vencer o CDUP B no seu reduto por 12-19.

SENIORES (1).jpg

Realizado no Estádio Universitário do Porto a uma hora pouco habitual (12 horas), foi um jogo equilibrado, de boa qualidade técnica, disputado até ao fim. A equipa da casa fez valer os seus pergaminhos de anfitriã ao impor-se de início com movimentações rápidas de bola a toda a largura do campo. Os arcuenses, por sua via, tentavam instalar-se no meio campo adversário e desenrolar o seu jogo de fases sucessivas, sem obter grande sucesso, dada a capacidade que o CDUP demonstrava nos contra-ataques. Aos minhotos, contrariamente ao habitual, faltava alguma consistência defensiva, que dava azo a alguma supremacia dos portuenses. Deste modo, o CDUP conseguiu o seu primeiro ensaio a meio da segunda parte, e, no seu final, repetiu a dose, deixando o resultado no final da primeira parte a seu favor em 12-0.

Na segunda parte, sem ter deslumbrado, o C.R. Arcos de Valdevez conseguiu virar o resultado com um ensaio no primeiro quarto de hora e dois já mais perto do final. Decisivas a esse respeito foram algumas alterações na tática dos arcuenses, nomeadamente um maior acerto defensivo, mas sobretudo uma insistência maior na formação ordenada, desgastando e obrigando o adversário a cometer faltas. Fazendo recuar os homens da capital do Norte, os minhotos perturbaram o adversário, que por sua vez também começou a reagir mal às decisões do árbitro, sucedendo-se alguma indisciplina. Sem terem realizado uma exibição memorável, os arcuenses souberam então fazer pela vitória e conquistar os saborosos quatro pontos que garantiram o primeiro lugar do grupo, com ainda uma jornada por disputar.

A primeira fase do CN1 encerra-se no próximo fim de semana, em que os arcuenses terão de se deslocar à cidade dos arcebispos para defrontar o Braga Râguebi. Estando as posições definidas, este jogo servirá sobretudo para verificar se o C.R. Arcos de Valdevez consegue fazer totalmente invicto a sua caminhada no apuramento.

PONTE DA BARCA INAUGURA ILUMINAÇÃO DE NATAL COM ESPETÁCULO DE SINCRONIZAÇÃO DE LUZ E SOM

Foi com um belíssimo espetáculo de música e luz que o Município de Ponte da Barca deu, ao final da tarde de segunda-feira, 5 de dezembro, as boas vindas à época natalícia. A inauguração das luzes de Natal na sede do concelho foi acompanhada de um fantástico momento de sincronização de som e luz nos Paços do Concelho, pelos alunos e professores dos cursos de Mecânica e Eletrónica da Epralima.

Capturarilubarca3 (7).JPG

O espetáculo repete-se, durante a Quadra Natalícia, às 18h, às 19h e às 21h.

Considerando que os tempos exigentes que se atravessa no que às questões de poupança energética diz respeito, a autarquia de Ponte da Barca decidiu que a iluminação deste ano centrar-se-ia sobretudo nos espaços em que existe uma maior movimentação comercial. Com o objetivo de promover a circulação das pessoas, estão espalhados por diversos locais da vila, vários motivos de ornamentação em 3D, e a musica natalícia nas várias artérias da vila.

Como salienta o Presidente da Câmara, Augusto Marinho, “sendo sempre a preocupação de preservar e valorizar esta quadra festiva e o seu espírito solidário e fraterno, a iluminação deste ano obedece, no entanto, a preocupações muito fortes, em termos de poupança energética”.

EMBARCA NO NATAL | DE 15 A 22 DE DEZEMBRO | PRAÇA DA REPÚBLICA

Paralelamente, a partir do dia 15 de dezembro, entre diversas iniciativas, a alegria chega ao centro da vila barquense constituindo um motivo de atração para moradores e visitantes. A iniciativa "EmBarca no Natal" acontece até ao dia 22 de dezembro, na Praça da República.

Este Mercado de Natal vai contemplar um programa extensivo e dedicado a toda a família com concertos de música, cinema, dança, ballet,teatro, exposições, leituras animadas, animação de rua, showcookings, venda de produtos regionais, etc. Os mais pequenos não podem perder a chegada do Pai Natal (17 de dezembro, às 11h) que vai, seguramente, proporcionar muitas gargalhadas.

Os espetáculo do Coro Pró Encanto, com a participação do artista Rogério Charraz – cujo videoclipe do single “Feita Deste Chão” do seu disco “O Coreto” integra imagens gravadas em Ponte da Barca -, o Concerto de Natal com os coros do Ensino livre e do Ensino articulado de música, quarteto de cordas e com a presença de Daniel Fernandes - ex concorrente do concurso da RTP1 “The Voice Portugal” -, e o concerto de Hourglass, com Teófilo Pimentel e Áurea Gomes, constituirão, de resto, alguns dos momentos a não perder nesta iniciativa da autarquia de Ponte da Barca inteiramente dedicada época Natalícia.

Os espetáculos das Escolas de Música e Ballet, bem como, as festas do Agrupamento de Escolas e dos alunos da APPACDM, são outras das atividades a não perder.

A tradicional Feira do Mel, a 22 de dezembro, é uma das atividades integrantes e junta vários produtores, naquela que é já considerada uma das mais antigas feiras do Alto Minho. Aqui se vai poder encontrar os

melhores produtos à base de mel e se distinguem os melhores méis presentes no Concurso de Mel que também vai ter lugar, a par do Concurso de Rabanadas de Mel.

Aproveite para nos visitar, passear pelas nossas ruas decoradas, comprar no comercio local, e desfrutar da programação natalícia que a autarquia preparou para si.

Capturarilubarca1 (7).JPG

VALENÇA: JÁ HÁ NEVE NA PRAÇA

A Praça da República, na Fortaleza de Valença, enche-se de Neve, num 'spot' natalício que promete espalhar a magia do Natal entre miúdos e graúdos.

ValençaNeve1 (12).jpg

A Casa do Pai Natal fará as delícias dos mais novos e de 30 em 30 minutos cai neve na praça.

Aproveite para desfrutar, em família, deste momento especial até 18 de dezembro.

Acender das Luzes; Fortaleza de Chocolate; Compras no Comércio Local; Neve na Praça; Duendelândia; Mercado de Natal; Concertos de Natal; Oficinas de Natal; Exposição Coletiva de Presépios; Concertos dos Grupos Corais da Eurocidade; o Concerto de Natal da Eurocidade e a Festa de Passagem de Ano estão a  tornar Valença num lugar mágico que promete alegrar pequenos e graúdos.

Valencianos, turistas e visitantes em perfeita comunhão com o nosso comércio local, podem celebrar esta época festiva com muita paz e alegria.

ValençaNeve2 (2).jpg

ValençaNeve3 (10).jpg

PONTE DE LIMA: ÁREA PROTEGIDA DAS LAGOAS DE BERTIANDOS E S. PEDRO D’ARCOS COMPLETA 22 ANOS DE EXISTÊNCIA

A Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d’Arcos de Ponte de Lima, considerada como uma das mais significativas áreas naturais do país assinala, no próximo dia 11 de dezembro, o seu 22.º aniversário ao serviço da natureza. Corria o dia 11 de dezembro de 2000 quando foi promulgado o Decreto Regulamentar n.º 19/2000 que classificou a área, a pedido da Câmara Municipal de Ponte de Lima, como Área Protegida de Âmbito Regional.

As Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d’Arcos são ainda, desde 2005, Zona Húmida de Importância Internacional, ao abrigo da Convenção de Ramsar, constituindo-se como um verdadeiro santuário natural, muito importante para a conservação da biodiversidade a nível regional, nacional e até mesmo internacional.

Com o Projeto ‘Ponte de Lima - Pulmão do Alto Minho’ pretende-se replicar os valores desta área, conferindo ao território concelhio uma maior resiliência no que respeita aos efeitos das alterações climáticas e aos incêndios rurais, apoiando e criando bosques autóctones em todas as juntas de freguesia do concelho.

Para assinalar esta efeméride, o Serviço da Área Protegida da Divisão de Ambiente e Espaços Verdes do Município de Ponte de Lima, promove, no dia 11 de dezembro, “Um Dia Aberto na Quinta de Pentieiros” com entradas e atividades gratuitas: visitas guiadas e batismo a cavalo.

As visitas guiadas realizam-se às 10h00 e às 14h00, para um grupo máximo de 15 pessoas, e pela ordem de chegada à Quinta de Pentieiros. No final das visitas, os participantes serão convidados a realizar um pequeno volteio (batismo) a cavalo.

Não perca esta oportunidade! Participe!

CapturarLAGOAS (6).JPG

ARTISTA GALEGO XAIME FUENTES EXPÕE EM MONÇÃO

Exposição de pintura, escultura, desenho e colagem de Xaime Fuentes na Sala de Exposições Temporárias da Casa Museu de Monção

A Sala de Exposições Temporárias da Casa Museu de Monção / Universidade do Minho acolhe a partir de hoje e até final de janeiro de 2023 a exposição de pintura, escultura, desenho e colagem do artista galego Xaime Fuentes.

O título desta exposição é ESTRUCTURAS DE ESCENARIOS NÓMADES.

Segundo Anxo Pastor: «Pegadas de pintura (notas)

Niño, paxaro, árbore mestre, circulo encendido da pintura, xeometría que se borra por una racha de vento. Sopro nómade. Pintura para saír, soño teimoso de percorrer o corazón, pintura dunha primeira neve a caír».

Não perca esta exposição!

Horário da Sala de Exposições Temporárias da Casa Museu de Monção/Universidade do Minho:

De terça a sexta feira: das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00;

sábado das 14h00 às 19h00;

domingo e segunda feira: encerrada

Xaime Fuentes (2).jpg