Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VALENÇA VALORIZA FLORESTA E PROTEGE-A CONTRA INCÊNDIOS

Município planta 50 mil árvores que poderão render Milhão e meio de euros

A Câmara Municipal de Valença está a desenvolver uma política de Defesa da Floresta Contra Incêndios com limpeza de áreas florestais, beneficiação de caminhos, reflorestações e campanhas de sensibilização. Valorizar este recurso ambiental e económico do concelho é o grande objetivo.

Nos últimos meses a autarquia procedeu à limpeza de 80 hectares de mato, em terrenos baldios, para criação de faixas de proteção (corta fogos) às explorações florestais e áreas residenciais.

Através dos serviços dos Sapadores Florestais a autarquia procedeu à  reflorestação de várias áreas com a plantação de 18050 árvores folhosas e resinosas, sobretudo, apostando em árvores autóctones como o medronheiro, o castanheiro, o pinheiro manso e bravo, o carvalho alvarinho, a azinheira, o freixo e o amieiro. Em quatro anos já foram plantadas mais de 50 mil árvores, 50% produzidos pelos serviços municipais. Em termos económicos, numa perspetiva de 30 anos, estas plantações podem trazer proveitos no valor de 1 milhão e 500 mil euros. Intervenções planeadas rigorosamente, tanto em termos de especiais autóctones selecionadas como da sua capacidade de resistência aos fogos florestais.

Desde o último trimestre de 2013 até ao primeiro trimestre de 2014 foram executados 20  Km na  manutenção e beneficiação da rede viária florestal.

Várias parcelas de mato foram objeto de fogos controlados para criar barreiras à evolução dos incêndios, bem como os pontos de água do concelho foram objeto de manutenção. Em perspetiva está a criação de mais dois pontos de água de apoio aos meios aéreos e terrestres.

Um conjunto de trabalhos desenvolvidos pela Câmara Municipal, através das equipas de Sapadores Florestais em parceria com as juntas de freguesia e as comissões de baldios. Um trabalho que se pretende ir alargando a todo o concelho, melhorando o ambiente, recuperando os pulmões verdes do concelho e criando recursos económicos, a longo prazo para Valença.

Para Jorge Salgueiro Mendes, Presidente da Câmara “Prevenir os incêndios, defendendo as pessoas, as habitações e explorações florestais é uma prioridade da autarquia na sua política florestal e ambiental. Transformar zonas de mato e monte abandonados em plantações bem estruturadas que gerarão recursos económicos e ambientais para Valença é trabalhar para um futuro mais sustentável”.

Para José Veiga, Comandante dos Bombeiros Voluntários de Valença “Os trabalhos de prevenção realizados são importantíssimos para atenuar os efeitos dos incêndios florestais, criando faixas de contenção do avanço das frentes de fogo e contribuindo para a proteção das áreas residenciais e florestais”.