Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MONÇÃO APRESENTA LIVRO “TERRITÓRIOS VINHATEIROS DE PORTUGAL”

Englobada na programação da Feira do Alvarinho, apresentação do livro, que assinala 10 anos da Associação de Municípios Portugueses de Vinho (AMPV), realiza-se no dia 1 de julho, sábado, pelas 15h00, no Museu Alvarinho.

convite.jpg

A publicação “Territórios Vinhateiros de Portugal”, que assinala 10 anos da Associação de Municípios Portugueses de Vinho (AMPV), vai ser apresentada este sábado, pelas 15h00, no Museu Alvarinho, contando com a presença, entre outros, do secretário-geral da AMPV, José Arruda.

Englobada na programação da Feira do Alvarinho de Monção, a publicação aborda diversos concelhos com predominância vitícola. Monção aparece em lugar de destaque com descrição histórica do vinho Alvarinho, património monumental e feiras/eventos mais emblemáticas do concelho. Uma combinação perfeita ilustrada por imagens apelativas que convidam a uma visita. 

Em linhas gerais, Monção, Berço do Alvarinho, apresenta-se como um concelho onde o Alvarinho evidencia a sua alma e revela-se ao consumidor como um vinho único e singular produzido num território rodeado de solos graníticos e envolvido no sopro refrescante da ribeira Minho.

Vinho personalizado, aromático e encorpado, este néctar precioso, embalado desde o berço por mãos hábeis e laboriosas que guardam segredos geracionais e abrem-se a conhecimentos técnicos inovadores, manifesta-se, ao palato do consumidor mais exigente, com a originalidade própria de um grande vinho branco, provavelmente o melhor vinho branco do mundo.

MINISTRO DO AMBIENTE VISITA FEIRA DO ALVARINHO

O certame, que decorre entre amanhã e domingo, recebe a visita de João Matos Fernandes no primeiro dia, sexta-feira, pelas 15h00.A inauguração oficial tem lugar às 11h00com a presença do presidente do Instituto da Vinha e do Vinho, Frederico Falcão. Por imperativo de agenda, o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luis Medeiros Vieira, inicialmente previsto para presidir à cerimónia de abertura, não pode estar presente.

image_2017-06-29_15-31-40.jpg

O Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, visita amanhã, sexta-feira, a Feira do Alvarinho de Monção. O governante é recebido pelo autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, pelas 15h00, seguindo-se uma visita aos diferentes espaços do certame.

A inauguração oficial tem lugar às 11h00 com a presença do presidente do Instituto da Vinha e do Vinho, Frederico Falcão. Por imperativo de agenda, o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luis Medeiros Vieira, inicialmente previsto para presidir à cerimónia de abertura, não pode estar presente.

A Feira do Alvarinho de Monção, que decorre entre amanhã e domingo, apresenta uma programação destinada a todos os públicos, complementada com provas de vinho, degustação gastronómica, conferências temáticas e animação musical.

No Campo da Feira, localiza-se uma tenda gigante com produtores de vinho Alvarinho (31) tasquinhas/ranchos (8), fumeiros/queijaria (5), tasquinhas (5), doçaria tradicional (4). No espaço exterior, situam-se os expositores de artesanato (32), instituições e associações locais (13), patrocinadores oficiais (12) e organização/venda de copos (2).

Ao todo, marcam presença na feira 112 expositores, acrescentando-se um posto de informação, um posto médico, um espaço infantil, instalações sanitárias, espaço lounge, Eprami.come e espaço “Vinho – Grandes Escolhas”, onde decorrerão as conferências e palestras a cargo de oradores prestigiados e conhecedores desta casta aromática.

Num evento de sucesso que se renova de ano para ano, a edição deste ano apresenta uma imagem renovada, reforça a segurança e higienização edisponibiliza, em parceria com a Confraria da Foda de Pias, uma área coberta dedicada a um dos pratos mais típicos da região: Foda à Monção.

Todos os anos, milhares de pessoas, de diferentes áreas geográficas de Portugal e Espanha, rumam à Terra de Deu-la-Deu Martins para “sentir” a Feira do Alvarinho de Monção. A autarquia monçanense espera ultrapassar a fasquia de 70 mil pessoas e um volume de negócios direto e indireto (cafetarias, restauração, hotelaria, comércio..) superior a 1ME.

Ao longo dos três dias, as tardes serão preenchidas com agrupamentos folclóricos do nosso concelho. As noites iniciam-se com animação de rua (charangas), continuando, pela noite dentro, com Dj`s conhecidos do grande público. Na sexta-feira, Paulino Coelho. No sábado, Fernando Alvim.

MONÇÃO LANÇA VINHO "DEU LA DEU TERRAÇOS"

“Deu la Deu Terraços” é o novo vinho da maior adega da Região dos Vinhos Verdes

A Adega Cooperativa de Monção apresenta, na próxima sexta-feira, dia 30, às 17 horas, o “Deu-la-Deu Terraços”, um vinho que resulta de um trabalho de investigação realizado em parceria com a empresa YeastWine. A apresentação realiza-se na Feira do Alvarinho, que decorre em Monção, e conta com a presença de Armando Fontainhas, presidente da Adega Cooperativa de Monção, de Isabel Araújo, responsável da YeastWine, e de Luís Lopes, da revista de vinhos Grandes Escolhas.

O Deu-la-Deu Terraços é um vinho da casta Alvarinho com características organoléticas típicas da Sub-Região vitivinícola de Monção e Melgaço, que resulta de um trabalho de investigação em biotecnologia das leveduras. No design de vinhos, a utilização de estirpes comerciais tendem a uniformizar o perfil aromático do produto final, mascarando as propriedades que o distinguem e tipificam. As leveduras autóctones estão mais adaptadas à região de origem, contribuindo para a manutenção das propriedades sensoriais e do perfil característico dos vinhos de cada terroir. Após um estudo que envolveu o isolamento, caracterização genética e enológica das leveduras e vinificações à escala piloto e industrial, nasceu o “Deu-la-Deu Terraços”, um vinho que resulta exclusivamente de leveduras seleccionadas naquela sub-região.

Nota: O presidente da Adega Cooperativa de Monção tem o prazer de o convidar para a apresentação do “Deu-la-Deu Terraços”, que se realiza na próxima sexta-feira, às 17 horas, no stand de provas, na Feira do Alvarinho de Monção.

ADEGA COOPERATIVA DE MONÇÃO LANÇA ALVARINHO PRODUZIDO COM LEVEDURAS AUTÓCTONES

“Deu la Deu Terraços” é o novo vinho da maior adega da Região dos Vinhos Verdes

A Adega Cooperativa de Monção apresenta, na próxima sexta-feira, dia 30, às 17 horas, o “Deu-la-Deu Terraços”, um vinho que resulta de um trabalho de investigação realizado em parceria com a empresa YeastWine. A apresentação realiza-se na Feira do Alvarinho, que decorre em Monção, e conta com a presença de Armando Fontainhas, presidente da Adega Cooperativa de Monção, de Isabel Araújo, responsável da YeastWine, e de Luís Lopes, da revista de vinhos Grandes Escolhas.

Deu la Deu Terraços _ Logotipo.jpg

O Deu-la-Deu Terraços é um vinho da casta Alvarinho com características organoléticas típicas da Sub-Região vitivinícola de Monção e Melgaço, que resulta de um trabalho de investigação em biotecnologia das leveduras. No design de vinhos, a utilização de estirpes comerciais tendem a uniformizar o perfil aromático do produto final, mascarando as propriedades que o distinguem e tipificam. As leveduras autóctones estão mais adaptadas à região de origem, contribuindo para a manutenção das propriedades sensoriais e do perfil característico dos vinhos de cada terroir. Após um estudo que envolveu o isolamento, caracterização genética e enológica das leveduras e vinificações à escala piloto e industrial, nasceu o “Deu-la-Deu Terraços”, um vinho que resulta exclusivamente de leveduras seleccionadas naquela sub-região.

Nota: O presidente da Adega Cooperativa de Monção tem o prazer de o convidar para a apresentação do “Deu-la-Deu Terraços”, que se realiza na próxima sexta-feira, às 17 horas, no stand de provas, na Feira do Alvarinho de Monção.

FEIRA DO ALVARINHO: TRÊS DIAS DE PROMOÇÃO VINÍCOLA, ANIMAÇÃO POPULAR E RENTABILIZAÇÃO ECONÓMICA

A melhor feira do país dedicada ao setor dos vinhos decorre este fim de semana, 30 de junho a 2 de julho, esperando superar 70 mil visitantes nos três dias e possibilitar a injeção motivadora de um milhão de euros na economia monçanense decorrente de faturação direta, nos 112 expositores presentes, e faturação indireta na hotelaria, restauração, cafetarias e comércio do concelho.  

DSC_0049 (Large) (2).JPG

Com abertura oficial na sexta-feira, pelas 11h00, presidida pelo Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luis Medeiros Vieira, a Feira do Alvarinho de Monção promete três dias de promoção do vinho Alvarinho, animação popular e rentabilização económica dos expositores, comércio, hotelaria e restauração do concelho.

Na apresentação à imprensa, realizada esta manhã no Museu do Alvarinho, o autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, reafirmou a importância deste certame vinícola na vida económica e social do concelho e a aposta crescente da organização na higienização e segurança do evento.

Num investimento próximo de 300 mil euros, o autarca apontou dois objetivos: superar a afluência de 70 mil pessoas estimada no ano passado com gente de diferentes áreas geográficas de Portugal e Espanha e possibilitar a injeção motivadora de um milhão de euros na economia local decorrente de faturação direta, nos 112 expositores presentes, e faturação indireta na hotelaria, restauração, cafetarias e comércio do concelho.  

Na apresentação, Augusto de Oliveira Domingues, esteve acompanhado por José Emílio Moreira, Grão Duque da Real Confraria do Vinho Alvarinho, e Miguel Queimado, presidente da Associação de Produtores de Alvarinho. Ambos enalteceram o crescimento exponencial da feira nos últimos anos e o papel aglutinador no estabelecimento de negócios e captação de novos públicos.

Num evento que se reinventa de edição para edição, os stands apresentam uma nova imagem, mais apelativa, requintada e funcional. Como novidade, feita em parceria com a Confraria da Foda de Pias, a Feira do Alvarinho disponibiliza um espaço autónomo para degustação de um dos pratos mais típicos da gastronomia monçanense: Foda à Monção.

Os expositores estão distribuídos por uma área coberta (produtores de Alvarinho, tasquinhas, fumeiros, queijaria, doçaria tradicional) e uma área descoberta (artesanato, instituições e associações locais, patrocinadores oficiais e organização/venda de copos). Acrescente-se ainda um posto de informação, um posto médico, um espaço infantil, instalações sanitárias, espaço lounge, Eprami.come e espaço “Vinho – Grandes Escolhas”, onde decorrerão as palestras e provas comentadas.

Ao longo dos três dias, as tardes serão preenchidas com agrupamentos folclóricos do nosso concelho. As noites iniciam-se com animação de rua, continuando, pela noite dentro, com Dj`s conhecidos do grande público. Na sexta-feira, Paulino Coelho. No sábado, Fernando Alvim.

DSC_0053 (Large).JPG

DSC_0067 (Large).JPG

DSC_0070 (Large) (1).JPG

DSC_0085 (Large) (1).JPG

MONÇÃO REALIZA FEIRA DO ALVARINHO

A melhor feira do país dedicada ao setor dos vinhos está a chegar. Marque na agenda: 30 de junho e 1 e 2 de julho. Três dias de promoção do vinho Alvarinho, degustação gastronómica e animação popular.Venha brindar connosco. E convide os seus familiares e amigos.

A Feira do Alvarinho de Monção, certame destinado a promover aquele produto vínico singular e nobre da nossa região, realiza-se nos dias 30 de junho e 1 e 2 de julho, apresentando uma programação destinada a todos os públicos, complementada com provas de vinho, degustação gastronómica, conferências temáticas e animação musical.

No Campo da Feira, vai localizar-se uma tenda gigante com produtores de vinho Alvarinho (31) tasquinhas/ranchos (8), fumeiros/queijaria (5), tasquinhas (5), doçaria tradicional (4). No espaço exterior, situam-se os expositores de artesanato (32), instituições e associações locais (13), patrocinadores oficiais (12) e organização/venda de copos (2).

Ao todo, marcam presença na feira112 expositores, acrescentando-se um posto de informação, um posto médico, um espaço infantil, instalações sanitárias, espaço lounge, Eprami.come e espaço “Vinho – Grandes Escolhas”, onde decorrerão as conferências e palestras a cargo de oradores prestigiados e conhecedores desta casta aromática.

Num evento de sucesso que se renova de ano para ano, a edição deste ano disponibiliza, em parceria com a Confraria da Foda de Pias, uma área dedicada à degustação da gastronomia monçanense, Cordeiro à Moda de Monção, conhecido como Foda à Monção, com apresentação daquele prato típico da região.

A abertura oficial está marcada para as 11h00 com a presença do Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luis Medeiros Vieira, abrindo espaço a três dias de promoção dos vinhos Alvarinho, gastronomia local e rentabilização económica dos expositores, comércio, hotelaria e restauração do concelho.

Milhares de pessoas, de diferentes áreas geográficas de Portugal e Espanha, rumam à Terra de Deu-la-Deu Martins para “sentir” a Feira do Alvarinho de Monção. No último ano, no mesmo local, terão passado pelo recinto da feira 70mil pessoas, originando um volume de negócio direto e indireto (cafetarias, restauração, hotelaria, comércio..) superior a meio milhão de euros.

Ao longo dos três dias, as tardes serão preenchidas com agrupamentos folclóricos do nosso concelho. As noites iniciam-se com animação de rua (charangas), continuando, pela noite dentro, com Dj`s conhecidos do grande público. Na sexta-feira, Paulino Coelho. No sábado, Fernando Alvim.

A Feira do Alvarinho de Monção tem como finalidade reforçar a sua condição de instrumento estratégico para a promoção e comercialização daquele produto singular produzido em Monção e Melgaço, enaltecendo as suas características vinícolas ímpares e diferenciadoras e promovendo o estabelecimento de parcerias comerciais.

Assume-se ainda como uma espaço de divulgação da atividade empresarial e associativa da região e como uma “montra” para a dinamização do mundo rural através da apresentação, valorização e comercialização de produtos e artigos locais e regionais.

cartaz.tif

Dia 1 sábado.png

Dia 2 domingo.png

dia 30 sexta.png

Planta.png

FESTIVINHÃO É O FESTIVAL ENOTURÍSTICO DE ARCOS DE VALDEVEZ

Grande Prémio FESTIVINHÃO’17 foi entregue ao CERQUEIRAL VINHÃO 2016, que também arrecadou a Selecção do Ano e Vinho Arcos de Valdevez do Ano ambos na classe “Tinto”

Encerrou no domingo a segunda edição do FESTIVINHÃO – Festival Enoturístico de Arcos de Valdevez, numa organização da Associação dos Vinhos de Arcos de Valdevez e do Município de Arcos de Valdevez onde foi possível provar, comprar e beber os melhores vinhos da Região dos Vinhos Verdes, acompanhados por petiscos tradicionais na terra Onde Portugal se Fez.

A organização, solidária com a da tragédia da comunidade de Pedrógão Grande cancelou toda a animação na tarde de domingo. A componente expositiva, seguiu a sua programação, apenas foram excluídas as restantes actividades.

No sábado apesar das temperaturas terem rondado os 40 graus, a Vila de Arcos de Valdevez encheu-se de visitantes e de população local que animaram as tasquinhas e as bancas dos produtores. O público aderiu mais em força logo que a temperatura começou a reduzir e a noite se aproximou, tendo as pessoas saído para a rua para matarem a sede com um vinho fresquinho.

As atividades tiveram início logo pela manhã com uma vista guiada, degustação e prova a três quintas de vitivinicultores associados na Associação dos Vinhos de Arcos de Valdevez. A animação começou de forma tradicional com um grupo de bombos a anunciar a festa e seguiu-se de meia em meia hora, alternando pelos 3 palcos do evento. As bandas e o teatro de rua animaram as ruas do centro histórico e permitiram aos populares cantar e dançar em conjunto com os profissionais. Foram momentos altos de entusiasmo que sempre agradam a quem assiste e torna os eventos mais hospitaleiros.

Os concertos encerraram a sua programação pela meia-noite, mas começou um espectáculo de DJ no Largo da Lapa, o tradicional centro social da Vila Arcuense. Foi o convite à dança, acompanhada por um bom copo e um petisco para retemperar energias.

Na sexta-feira além do Seminário FESTIVINHÃO com duas componentes, uma dedicada à Cultura da Vinha, outra à Relação Turismo e Gastronomia e Vinhos, decorreu o jantar de gala da entrega de diplomas aos vinhos seleccionados em prova cega e premiados nas categorias de Selecção do Ano (qualquer vinho da Região dos Vinhos Verdes, a concurso), Vinho de Arcos de Valdevez do Ano (vinho de vitivinicultor com sede em Arcos de Valdevez) e o Grande Prémio FESTIVINHÃO’17, destinado exclusivamente ao melhor vinho tinto da casta Vinhão a concurso na Selecção do Ano.

O Grande Prémio FESTIVINHÃO’17 foi entregue ao CERQUEIRAL VINHÃO 2016, que também arrecadou a Selecção do Ano e Vinho Arcos de Valdevez do Ano ambos na classe “Tinto”. A Quinta do Cerqueiral, Lda arrecadou ainda mais um diploma pelo Vinho de Arcos de Valdevez do Ano na classe “Rosé”. Dois grandes vencedores da noite a acumular diplomas, foram: a Adega Cooperativa de Ponte da Barca que conseguiu vencer a Selecção do Ano nas classes de “Rosé”, “Espumante de Vinho Verde Branco” e “Espumante de Vinho Verde Tinto” ; e a Casa dos Borralhais com os Vinhos de Arcos de Valdevez do Ano nas classes de “Branco” e “Espumante de Vinho Verde”.  Por último, outro grande vencedor na Selecção do Ano na classe “Branco” foi Leonor da Conceição Rodrigues com o “Terras de Real Alvarinho 2016”.

FESTIVINHÃO’17 FESTIVAL ENOTURÍSTICO DE ARCOS DE VALDEVEZ SELECCIONOU O VINHO VERDE DO ANO

Concurso “FESTIVINHÃO’17 Seleção Vinho Verde do Ano” decorreu no dia 31 de Maio

O FESTIVINHÃO’17 Festival Enoturístico de Arcos de Valdevez que decorrerá nos dias 16, 17 e 18 de Junho, terá lugar nas ruas do centro histórico da Vila de Arcos de Valdevez, contando com workshops técnicos, espaço de exposição (vinhos, gastronomia, artesanato alimentar, etc.), espaço de provas de vinhos, tasquinhas de petiscos, espetáculos de palco, animação de rua, curso de iniciação à prova de vinhos, percursos turístico-gastronómicos pela vila, visitas a Quintas/Adegas para além de uma de programação musical forte.

festivinhao_.jpg

O Concurso “FESTIVINHÃO’17 Seleção Vinho Verde do Ano” decorreu no dia 31 de Maio, no laboratório da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes seguindo as regras da OIV Organização Internacional da Vinha e do Vinho. Foram premiados 10 vinhos, cujos vencedores serão conhecidos no jantar de gala do dia 16 de Junho que decorrerá na Estação Vitivinícola Amândio Galhano, propriedade da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes. O jantar será desenhado para fazer brilhar os vinhos, proporcionando um casamento feliz entre os vinhos vencedores e uma ementa desenhada e confecionada a preceito sob a batuta do Professor Chef Manuel Viana da Epralima. O jantar é aberto ao público, mas com inscrição prévia.

Mas a festa do vinhão começa na sexta-feira dia 16, logo pela manhã, com uma palestra vocacionada para os produtores de vinha e vinho, sob coordenação técnica e científica da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. O primeiro painel será dedicado à cultura da vinha e aos problemas da atualidade, com novidades do ponto de vista técnico e prático. O segundo painel decorrerá em ambiente mais descontraído e de tertúlia no café mais antigo da vila de Arcos de Valdevez, o Café Arcuense. Embora dedicado aos operadores de Hotelaria, Alojamento local, Turismo em Espaço Rural, Restauração e Cafetaria está aberto ao público em geral e trará a debate a “Relação Turismo-Gastronomia e Vinhos”.

No sábado inicia-se a programação enoturística logo pela manhã, com uma visita guiada a três quintas e adegas do Vale do Lima. Em cada quinta, haverá lugar à degustação de vinhos e produtos alimentares artesanais locais. À noite haverá lugar a um jantar itinerante, experiência gastroturística e cultural com 4 “estações” correspondendo cada uma delas a uma das partes da refeição: entradas, sopa, prato principal e sobremesa. Em cada uma destas haverá uma harmonização específica com Vinhos de Arcos de Arcos de Valdevez. Pelo meio, haverá lugar a uma visita guiada a edifícios e monumentos do património arcuense. No domingo haverá uma outra visita a três quintas do Vale do Vez. Para quaisquer destes eventos há necessidade de marcação prévia, já que a lotação é limitada.

Ainda no sábado realizar-se-á um Curso de Iniciação à Prova de Vinhos, oferecido pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes e pela VINÁLIA. Trata-se de um curso de lotação limitada e inscrição prévia, em que com a ajuda de um especialista é possível aprender a identificar os aromas e os sabores dos vinhos. Depois de se passar por uma experiência destas o vinho passa a ter outras subtilezas.

Ainda no sábado haverá no “Espaço Provas” duas sessões de provas comentadas pelo jornalista e Enófilo João Oliveira sobre os principais vinhos presentes na exposição. No domingo, os produtores presentes farão as suas provas comentadas, também no mesmo espaço.

O evento terá três palcos, onde de meia em meia hora haverá bandas a tocar, espectáculos de teatro de rua, coros, palhaços, etc.. No sábado a noite encerra às 2 da manhã com As Noites Loucas dos Anos 20”. Vista-se a preceito!

Programa

Sexta-feira, 16 de Junho

09:30 Seminário FESTIVINHÃO - Palestras de Viticultura*

(Auditório do Turismo)

15:30 Seminário FESTIVINHÃO - Tertúlia 'Relação Turismo-Gastronomia e Vinhos' *

(Café Arcuense)

20:00 Jantar de Celebração dos Vinhos Premiados na Selecção do 'FESTIVINHÃO'17 Vinho do Ano'

(Estação Vitivinícola Amândio Galhano)

Sábado, 17 de Junho

10:00 Enoturismo: Rota dos Vinhos de Arcos de Valdevez - Roteiro FESTIVINHÃO 1 *

Visitas guiadas às Quintas com provas de vinhos e produtos locais

(Ponto de Encontro no Turismo)

15:00 Abertura da Exposição e das Tasquinhas

15:00 - 00:00 Animação de Rua e de Palco

15:30 Curso de Iniciação à Prova de Vinho*

(Biblioteca Municipal)

18:00 - 19:00 Provas Comentadas

(Espaço Provas)

19:00 Enoturismo: Jantar Itinerante no Centro Histórico de Arcos de Valdevez*

(Ponto de Encontro no Turismo)

22:00 - 23:00 Provas Comentadas

(Espaço Provas)

00:00 Fecho da Exposição

00:00 - 02:00 Noite dos Loucos Anos 20

02:00 Fecho das Tasquinhas

Domingo, 18 de Junho

10:00 Enoturismo: Rota dos Vinhos de Arcos de Valdevez - Roteiro FESTIVINHÃO 2*

Visitas guiadas às Quintas com provas de vinhos e produtos locais

 (Ponto de Encontro no Turismo)

15:00 Abertura da Exposição e das Tasquinhas

15:00 - 18:00 Animação de Rua e de Palco

17:00 - 18:00 Provas Comentadas

(Espaço Provas)

19:00 Encerramento FESTIVINHÃO'17

Inscrições e informações no Turismo, através do e-mail vinhos.avvez@gmail.comtlm. 934901967 ou na página do Facebook https://www.facebook.com/festivinhao 

festivinhao_programa.jpg

PONTE DE LIMA REALIZA FESTA DO VINHO VERDE

Ponte de Lima acolhe a 27ª Edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais. 9 a 11 de junho – Expolima

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, é o convidado de honra para a abertura da 27ª Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima, que abre  esta sexta- feira, 9 de junho, às 15h30.

VV_ VINHO VERDE.jpg

Ex-libris da identidade do concelho e da região, a Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais renasce ano após ano, sendo um evento que promove o Vinho Verde e seus produtores. A área de vinha do concelho está distribuída por mais de dois mil produtores. E a expansão vegetativa, nas suas diversas formas de condução, ocupa uma área de quase 35 mil hectares, correspondendo a 15% da área vitícola nacional.

O solo, o clima e as castas - Vinhão nos tintos, e Loureiro nos brancos – são o segredo dos aromas refrescantes e frutados, que tão bem caraterizam o paladar do Vale do Lima.

Organizada numa parceria entre o Município de Ponte de Lima, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, e a Escola Superior Agrária (IPVC), esta Festa todos os anos faz rumar milhares de visitantes à região, quer para se estrearem, quer para repetirem esta experiência gastronómica única, que nem só de vinho é feita.

A 27ª edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais conta no seu programa com concursos de Vinho Verde, de Leite-creme, e Regional de Ensino, assim como com vários showcookings e degustações.

“A Noite do Vinhão", sexta-feira 9 de junho, recebe às 22h00 "Zé Amaro" no recinto da Expolima. E no sábado dia 10 de Junho, também às 22h00, o destaque vai para a fadista "Carminho", cuja voz preenche a "Noite do Loureiro", num concerto gratuito, no mesmo local acima mencionado.

Para mais informação aceda a visitepontedelima.pt, ou à página de facebook da Festa do Vinho Verde.

PONTE DE LIMA REALIZA FESTA DO VINHO VERDE

Ponte de Lima acolhe a 27ª Edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais. 9 a 11 de junho – Expolima

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, é o convidado de honra para a abertura da 27ª Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima, que abre a 9 de junho, às 15h30.

Ex-libris da identidade do concelho e da região, a Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais renasce ano após ano, sendo um evento que promove o Vinho Verde e seus produtores. A área de vinha do concelho está distribuída por mais de dois mil produtores. E a expansão vegetativa, nas suas diversas formas de condução, ocupa uma área de quase 35 mil hectares, correspondendo a 15% da área vitícola nacional.

O solo, o clima e as castas - Vinhão nos tintos, e Loureiro nos brancos – são o segredo dos aromas refrescantes e frutados, que tão bem caraterizam o paladar do Vale do Lima.

Organizada numa parceria entre o Município de Ponte de Lima, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, e a Escola Superior Agrária (IPVC), esta Festa todos os anos faz rumar milhares de visitantes à região, quer para se estrearem, quer para repetirem esta experiência gastronómica única, que nem só de vinho é feita.

A 27ª edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais conta no seu programa com concursos de Vinho Verde, de Leite-creme, e Regional de Ensino, assim como com vários showcookings e degustações.

“A Noite do Vinhão", sexta-feira 9 de junho, recebe às 22h00 "Zé Amaro" no recinto da Expolima. E no sábado dia 10 de Junho, também às 22h00, o destaque vai para a fadista "Carminho", cuja voz preenche a "Noite do Loureiro", num concerto gratuito, no mesmo local acima mencionado.

Para mais informação aceda a visitepontedelima.pt, ou à página de facebook da Festa do Vinho Verde.

Print

LISBOA RENDEU-SE AO ALVARINHO WINE FEST

Mais de dez mil pessoas passaram pelo Pavilhão Carlos Lopes

‘A 3ª edição do Alvarinho Wine Fest foi uma aposta ganha’ garantiu o Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, e os números comprovam: mais de dez mil visitantes passaram pelo Pavilhão Carlos Lopes durante os dois dias do evento, onde tiveram a oportunidade de conhecer de perto as potencialidades dos sabores do Município Mais a Norte de Portugal: o fumeiro de Melgaço, os queijos, a doçaria tradicional, o pão e as compotas estiveram em destaque em Lisboa, nos dias 2 e 3 de junho.

CapturarALVA2

Durante os dois dias foram realizadas 19 provas de vinho alvarinho comentadas junto de todos os produtores presentes: por João Chambel, sommelier do Grupo Estado de Alma, e por Rodolfo Tristão, sommelier do Grupo Avillez.

19 produtores de Alvarinho - Casa de Midão, Casa de Canhotos, Castaboa, Castros de Paderne, Dom Ponciano, Dona Paterna, Encostas de Paderne, Lua Cheia em Vinhas Velhas, Memória a S.Marcos, Poema, Alvaianas, Quinta do Mascanho, Quinta do Mentainas, Quinta do Regueiro, Quintas de Melgaço, Reguengo de Melgaço, Soalheiro, Terras de Real e Valados de Melgaço; e seis de produtos locais - Fumeiro Tradicional de Castro Laboreiro, Delícias do Planalto, Casa do Ramo Sabores, Melgaço em Sabores, Prados de Melgaço e Bebipedala, deslocaram-se à capital para darem a provar o delicioso néctar e os produtos confecionados com Alvarinho. O evento completou-se com momentos musicais, no espaço lounge, e com a distinção do restaurante Solar dos Presuntos como tendo a melhor carta de Vinhos Alvarinho em Lisboa.

O número de visitantes tem aumentado de ano para ano: a 1ª edição contou com 3.500 apreciadores de Alvarinho e a 2ª com 7.700 pessoas. ‘Foi mais um palco de afirmação do território’, afirmou Manoel Batista, sublinhando que ‘dar visibilidade aos produtos que o território produz e que são de grande qualidade’. A abertura do evento contou com a presença do Vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Castro, e dos Deputados José Manuel Carpinteira e Sandra Pontedeira.

CapturarALVA1

TAPADA DO MARQUÊS, ADEGA DOS LEÕES E INFUSA ROSÉ VENCEM EM BRAGA DIPLOMA DE OURO

4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga

Tapada do Marquês – Loureiro, produzido pelas Caves Campelo, Adega dos Leões - Vinhão, da produtora Margarida Laura Martins Vasconcelos, e Infusa Rosé, da Quinta de Miramontes, foram os vinhos premiados com o diploma de ouro, este fim-de-semana, no 4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga, nas categorias Vinho Verde Branco, Vinho Verde Tinto e Vinho Verde Rosado, respetivamente. Além do diploma, nesta edição, os melhores vinhos foram ainda premiados com o “selo de excelência” InvestBraga.

Molares - Azal, que arrecadou a prata, e o Molares - Arinto/azal, distinguido com o diploma de honra, ambos da Adega de Molares, foram os outros premiados na categoria Vinho Verde Branco. Na categoria Vinho Verde Tinto, Vinhão, da Adega Cooperativa de Ponte de Lima, recebeu o diploma de prata, enquanto o de honra foi atribuído a Dom Diogo - Vinhão, da Quinta da Raza. Por último, na categoria Vinho Verde Rosado, Arkos Vinhos, da Florália, Lda, e Dom Diogo, da Quinta da Raza, foram contemplados com prata e honra, respetivamente.

O 4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga realizou-se durante o Vinho Verde Fest, que levou, nos dias 2, 3 e 4 de junho, dezenas de milhares de pessoas à avenida Central de Braga.

Com cerca de 200 vinhos das diferentes sub-regiões, provas comentadas, tasquinhas e concertos, a edição de 2017 do Vinho Verde Fest foi, provavelmente, a maior feira de vinhos verdes do ano, em Portugal.

QUINTA DE SANTA CRISTINA LEVA APRECIADORES DO VINHO VERDE A CELORICO DE BASTO

Workshop de cocktails com vinho verde na Quinta de Santa Cristina

No próximo dia 10 de junho, Sábado, terá lugar na Quinta de Santa Cristina, em Celorico de Basto, um workshop de cocktails com Vinho Verde.

workshop cocktails vinho verde

Embora a combinação vinho verde e cocktails pareça improvável, não é bem assim. Os vinhos frescos e frutados são excelentes bases para preparar cocktails muito diferentes e saborosos, perfeitos para o Verão que se aproxima!

O workshop será orientado por André Silva e Pedro Moreira, da empresa Cocktail de Casta que se especializaram na preparação de cocktails com vinho verde.

O evento terá início pelas 16h00 e inclui visita guiada à adega; breve apresentação da Cocktail de Casta e dos vinhos Quinta de Santa Cristina e, finalmente, a preparação de cocktails com frutas diversas e vinhos verdes.

O preço por pessoa é 7,50 euros (IVA incluído) e as inscrições (obrigatórias até 8 de junho) devem ser efetuadas através de: enoturismo@garantiadasquintas.com ou de +351 912 527 396.

Contacto para informações e reservas (obrigatórias até 8 de junho):

E-mail: enoturismo@garantiadasquintas.com

Tlf: +351 912 527 396

Sobre a Quinta de Santa Cristina:

A Quinta de Santa Cristina, com cerca de 40 hectares, tem uma história secular, pertencendo à família há várias gerações. Situada em Veade, Celorico de Basto, faz parte da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, sub-região de Basto, uma das maiores e mais antigas regiões demarcadas do mundo. O enoturismo na Quinta de Santa Cristina foi recentemente galardoada com o prémio “Best OF Wine Tourism 2017” na categoria “Experiências Inovadoras de Enoturismo”, pela associação Great Wine Capitals.

Na adega, construída de raiz em 2014 e com uma capacidade instalada de 1 milhão de litros, são atualmente produzidos cerca de 500 mil litros entre vinhos e espumantes brancos, tintos e rosés, que contam já com vários prémios e distinções em concursos nacionais e internacionais. São produzidas 17 referências que são comercializadas em Portugal e países como Brasil, Alemanha ou Luxemburgo, entre outros.

Saiba mais sobre a Quinta de Santa Cristina em:

www.garantiadasquintas.com

https://www.facebook.com/quintadesantacristina 

https://www.facebook.com/events/1411366935553120/?active_tab=about  à Página do evento

https://instagram.com/quintadesantacristina/

https://twitter.com/Qt_Sta_Cristina

https://www.pinterest.com/qtastacristina/

https://www.youtube.com/channel/UCwcoZxK87dVo52TGOyKTJhA

ALVARINHO, FUMEIRO E PRODUTOS REGIONAIS PARA SABOREAR NA 3ª EDIÇÃO DO ALVARINHO WINE FEST

2 e 3 de junho, no Pavilhão Carlos Lopes (Lisboa)

O Alvarinho está de volta a Lisboa para a 3ª edição do Alvarinho Wine Fest. Nos dias 2 e 3 de junho vários produtores de Alvarinho deslocam-se ao Pavilhão Carlos Lopes (Lisboa) para celebrarem a Origem do Alvarinho da Sub-região Monção e Melgaço, juntamente com outros produtores da região que darão a conhecer as potencialidades dos sabores do Município Mais a Norte de Portugal. A abertura do evento acontece pelas 15h00 e é de entrada gratuita.

A origem do Alvarinho

Durantes os dois dias será possível comprovar a qualidade dos Alvarinhos da Sub-região de Monção Melgaço perfeitamente harmonizados com variadíssimos pratos. O fumeiro de Melgaço, os queijos, a doçaria tradicional, o pão e as compotas também estarão em destaque. São 25 os produtores que participarão no evento onde será possível assistir a provas comentadas com sommeliers e sessões de apresentação de novidades. Logo no primeiro dia, será premiado o restaurante que se diferenciar por apresentar na sua carta a melhor seleção de vinhos Alvarinho.

A origem do Alvarinho

19 produtores de Alvarinho: Casa de Midão, Casa de Canhotos, Castaboa, Castros de Paderne, Dom Ponciano, Dona Paterna, Encostas de Paderne, Lua Cheia em Vinhas Velhas, Memória a S.Marcos, Poema, Alvaianas, Quinta do Mascanho, Quinta do Mentainas, Quinta do Regueiro, Quintas de Melgaço, Reguengo de Melgaço, Soalheiro, Terras de Real e Valados de Melgaço; e seis de produtos locais: Fumeiro Tradicional de Castro Laboreiro, Delícias do Planalto, Casa do Ramo Sabores, Melgaço em Sabores, Prados de Melgaço e Bebipedala.

A origem do Alvarinho

Durante os dois haverão momentos musicais, no espaço lounge, que terá lugar a partir das 22h na sexta-feira e das 19h30 no sábado. Para degustação dos vinhos é necessário a aquisição do copo de provas, no valor de três euros.

Programa:

Sexta-Feira - 2 de junho

15h00 - Abertura ao público

16h00 - Entrega de prémio ao restaurante com a melhor seleção de Alvarinhos

16h30 - 18h15: produtores à prova

                 16h30 - Casa de Midão

                 16h45 - Casa de Canhotos/Garrafeira Nacional

                 17h00 - Castaboa

                 17h15 - Castros de Paderne

                 17h30 - Dom Ponciano

                 17h45 - Dona Paterna

                 18h00 - Encostas de Paderne

                 18h15 - Lua Cheia em Vinhas Velhas

22h00 - Alvarinho lounge music

24h00 - Encerramento

Sábado - 3 de junho

12h00 - Abertura ao público

16h00 - 18h30: produtores à prova

                 16h00 - Memória a S. Marcos

                 16h15 - Poema

                 16h30 - Quinta das Alvaianas

                 16h45 - Quinta do Mascanho

                 17h00 - Quinta do Mentainas

                 17h15 - Quinta do Regueiro

                 17h30 - Quintas de Melgaço

                 17h45 - Reguengo de Melgaço

                 18h00 - Soalheiro

                 18h15 - Terras de Real

                 18h30 - Valados de Melgaço

19h30 - Alvarinho lounge music

24h00 - Encerramento

A origem do Alvarinho

A origem do Alvarinho

FAMALICÃO DIVULGA VINHO VERDE

Apresentação da revista “Vinho Verde: História e Património”

O Arquivo Municipal Alberto Sampaio, em Vila Nova de Famalicão, acolhe no próximo dia 9 de Junho, em que se assinala o Dia Internacional dos Arquivos, a apresentação do 2.º volume da revista Vinho Verde: História e Património – History and Heritage (2016), dedicada a Alberto Sampaio.

Cartaz _ 1ª versão

A sessão acontece a partir das 18h30, seguindo-se uma mesa redonda sob o tema “Alberto Sampaio, um viticultor na região dos vinhos verdes”, na qual participam alguns destacados membros da Associação Portuguesa da História da Vinha e do Vinho (APHVIN/GEHVID), também eles autores de artigos publicados no citado volume.

BRAGA RECEBE O MAIOR CERTAME DE VINHOS VERDES DO PAÍS

Vinho Verde Fest assume-se como maior feira de vinhos verdes do País. Certame decorre nos dias 2, 3 e 4 de Junho, na Avenida Central

O Vinho Verde Fest está de volta à Avenida Central nos dias 2, 3 e 4 de Junho. Nesta quarta edição, o certame organizado pela InvestBraga assume-se como a maior feira de vinhos verdes do País. Com cerca de 200 vinhos representados de diferentes sub-regiões, o Vinho Verde Fest inclui provas comentadas, tasquinhas, concertos e o já habitual Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga que contará com a participação de mais de cem marcas.

CMB31052017SERGIOFREITAS0000007394

Na apresentação do evento, que decorreu hoje, 31 de Maio, na Avenida Central, Humberto Carlos, administrador da InvestBraga, deu conta do crescimento de cerca de 50 por cento no número de produtores representados no certame. “Estes são indicadores que fazem do Vinho Verde Fest uma montra privilegiada para a promoção da economia dos vinhos verdes”, sublinhou Humberto Carlos, lembrando que o sucesso da feira ´reside no modelo adoptado e na localização privilegiada´.

CMB31052017SERGIOFREITAS0000007396

Já o vereador Altino Bessa destacou a “qualidade e diversidade” deste evento que conta com as parcerias estratégicas da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, do Turismo do Porto e Norte e ainda da Associação Comercial de Braga. “Queremos fazer crescer ainda mais esta iniciativa, consolidá-la e atrair cada vez mais público”, referiu, adiantando que “Braga tem a ambição de ser o grande embaixador dos vinhos verdes na Região e no País”.

Durante os três dias, os visitantes terão a oportunidade de experimentar os melhores vinhos verdes portugueses, mas não só. Este ano, de Sexta a Domingo, terão lugar oito provas comentadas por enólogos, sendo uma delas da responsabilidade da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes e as restantes associadas às sub-regiões do Ave, Baião, Cávado, Lima, Sousa, Monção e Melgaço. Do Domingo, decorrerá ainda uma aprova comentada de espumantes de vinho verde.

A animação será constante ao longo dos três dias do evento com os concertos da Orquestra Ligeira da Academia Allegro, na Sexta-feira, do grupo Arrefole, no Sábado, e de Hugo Torres, que irá actuar no Domingo. À meia-noite de Sábado inicia-se a Vinho Ve5rde Party com animação a cargo do DJ Deep Fresh.

O 4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga terá lugar no Sábado e vai avaliar três categorias: Vinho Verde Branco; Vinho Verde Tinto; Vinho Verde Rosado. Além do diploma de participação, os melhores vinhos recebem este ano o ‘selo de excelência’ InvestBraga.

CMB31052017SERGIOFREITAS0000007399

BRAGA REALIZA VINHO VERDE FEST

De 2 a 4 de junho: Vinho Verde Fest regressa ao centro de Braga

O Vinho Verde Fest está de volta à avenida Central de Braga nos dias 2, 3 e 4 de junho. A 4.ª edição da mostra promete ser a maior feira de vinhos verdes do ano, em Portugal, com cerca de 200 vinhos das diferentes sub-regiões, provas comentadas, tasquinhas, concertos e o já habitual concurso de Vinhos Verdes InvestBraga.

Durante os três dias, os visitantes terão a oportunidade de experimentar os melhores vinhos verdes portugueses, mas não só. Este ano, de sexta-feira a domingo, terão lugar oito provas, comentadas por enólogos, uma delas genérica da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes e as restantes associadas às sub-regiões do Ave, Baião, Basto, Cávado, Lima, Monção e Melgaço e do Sousa. No domingo, decorrerá ainda a prova comentada de espumantes de vinho verde.

No sábado realiza-se o 4.º Concurso de Vinhos Verdes InvestBraga, no qual vão ser avaliados vinhos em três categorias - Vinho Verde Branco, Vinho Verde Tinto e Vinho Verde Rosado. Além do diploma, nesta edição os melhores serão ainda premiados com o “selo de excelência” InvestBraga.

A animação está garantida diariamente com os concertos da Orquestra Ligeira da Academia Allegro, na sexta-feira, do grupo Arrefole, no sábado, e de Hugo Torres, no domingo. À meia-noite de sábado sobre ao palco o DJ Deep Fresh, para a Vinho Verde Party. Estará ainda disponível oferta gastronómica variada nas tasquinhas.