Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA ADERE À HORA DO PLANETA

Pela primeira vez, Vila Nova de Cerveira associa-se à Hora do Planeta, uma iniciativa da organização global de conservação da natureza WWF - WorldWildlife Foundation, como forma de sensibilização para as alterações climatéricas. Este sábado, entre as 20h30 e as 21h30, as luzes dos edifícios públicos do concelho serão desligadas numa ação simbólica.

Hora_do_Planeta_1_980_2500.png

A Hora do Planeta é hoje a maior campanha ambiental do mundo, mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 8.000 cidades e vilas em 178 países e territórios. Em 2016 foram mais de 110 os municípios portugueses que participaram nesta iniciativa, desligando os principais pontos de interesse das suas localidades.

Este ano, o desafio foi novamente lançado e o Município cerveirense confirmou a sua adesão, de forma a mostrar o seu apoio à ação ambientalmente sustentável. Nesse sentido, durante uma hora o edifício da Câmara Municipal, da Piscina Municipal, da Loja Interativa de Turismo, o Terreiro e a Praça da Galiza vão ficar temporariamente às escuras.

A missão da WWF é travar a degradação do ambiente natural do planeta e construir um futuro no qual os seres humanos vivam em harmonia com a natureza, pela conservação da diversidade biológica, garantindo que as utilizações dos recursos naturais renováveis sejam sustentáveis e promovendo a redução da poluição e do desperdício. Em 2017, a Hora do Planeta pretende aproveitar o poder dos seus milhões de adeptos em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

CERVEIRENSES FAZEM ROTEIRO URBANO DE VERGÍLIO FERREIRA

Vamos fazer o Roteiro Urbano de Vergílio Ferreira?!

Depois da leitura e reflexão, nada melhor do que visitar in loco alguns espaços referidos pelo escritor na sua obra. E é sob esta premissa que a Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira está a organizar, para dia 5 de abril, o Roteiro Urbano de Vergílio Ferreira, integrado na atividade da Comunidade de Leitores - ‘Chá com Letras’. Inscrições já estão abertas.

Roteiro Literário - Virgilio Ferreira_Melo.jpg

Cada ano, um destino literário. E neste 2017, a sugestão recai sobre uma deslocação à freguesia de Melo, no concelho de Gouveia, para fazer um Roteiro Urbano de Vergílio Ferreira, complementada com uma visita guiada ao Museu do Pão, em Seia. Trata-se da habitual atividade de extensão cultural fora de portas da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Ao longo de 2016 e neste início de 2017, o grupo de ‘leitores cerveirenses’ tem-se debruçado sob Vergílio Ferreira, nomeadamente com a leitura e análise das obras “Cartas a Sandra”, “Para Sempre”, “Conta-Corrente 5” e “Contos”. Agora, a ideia é contactar com espaços referenciados nos livros, através de uma visita à terra natal de Vergílio António Ferreira, a freguesia de Melo, onde memórias e histórias da melancolia da Serra da Estrela são partilhadas com os leitores.

A visita é igualmente aberta à população em geral, mediante inscrição efetuada na Biblioteca Municipal até ao final do mês, num limite máximo de 45 pessoas.

De sublinhar que todas as quartas-feiras, a partir das 15h00, a Comunidade de Leitores de Vila Nova de Cereira reúne-se na Biblioteca Municipal para a iniciativa ‘Chá com Letras’. Trata-se de um momento de partilha, reflexão e debate de ideias a partir do livro e da leitura, sob coordenação da Profª. Maria José Areal.Se estiver interessado em participar, basta comparecer a uma sessão.

CERVEIRA REQUALIFICA ESTÁDIO 1º DE JANEIRO EM CAMPOS

Lançado concurso público para 2ª fase de requalificação do Estádio 1º de Janeiro, em Campos

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira abriu concurso público para a empreitada de “Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer de Campos – 2.ª Fase”, com um preço base de 250 mil euros e um prazo de execução de 150 dias. Em abril prevê-se abertura de procedimento para colocação de relvado sintético naquele campo de jogos (3ªfase).

20170321_144121.jpg

Concluída a construção da estrutura em betão do edifício do Estádio 1º de Janeiro, segue-se agora a 2ª fase deacabamento e apetrechamento desta estrutura onde vão funcionar os balneários/vestiários para as equipas eárbitros, assim como a criação de um posto de primeiros socorros e de apoio médico.

A presente empreitada era um anseio de há alguns anos da Associação Desportiva de Campos, uma vez que as atuais instalações da década de 70 já não reuniam condições mínimas de condições de segurança, salubridade, conforto e estética compatíveis com o enquadramento legal e normativo aplicável. Para além de resolver os problemas da coletividade, esta intervenção vai permitir ainda o apoio às atividades associadas à Ecovia “caminho do rio”.

Perante este cenário, o executivo cerveirense comprometeu-se com a União de Freguesias de Campos e Vila Meã (dono da obra) em conferir o apoio técnico e financeiro necessário para a execução desta obra que acarreta um investimento elevado, totalmente suportado pela autarquia.

A curto prazo será lançado o procedimento de contratação pública para a 3ª e última fase da “Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer de Campos”, caraterizada pela colocação do relvado sintético no campo de jogos.

20170321_144315.jpg

MUNICÍPIO DE CERVEIRA APOIA EMIGRANTES CERVEIRENSES COM SERVIÇO GRATUITO

O Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Vila Nova de Cerveira tem vindo a aumentar o número de atendimentos. A grande maioria dos pedidos de apoio prende-se com a abertura e/ou regularização de processos de reforma do estrangeiro, através de um serviço personalizado, permanente e gratuito.

GAE_logo.JPG

Criado em 2011, através da celebração de um acordo de cooperação entre a Câmara Municipal e a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, o GAE de Vila Nova de Cerveira tem ajudado a obter equivalências e a resolver problemas fiscais, mas o principal motivo da procura são as questões relativas à segurança social (pensões de velhice, viuvez, doença; prestações de doença, familiares, invalidez, maternidade, sobrevivência; subsídio de desemprego) que constituem a grande maioria dos processos.

O GAE presta esclarecimentos aos emigrantes cerveirenses, como também transmite todas as informações que facilitem o regresso definitivo a Portugal ou apoia aqueles que já deixaram de vez os países de acolhimento. Não obstante, também está apto para apoiar aqueles que desejem iniciar um processo de emigração.

Com serviço gratuito, o Gabinete de Apoio ao Emigrante de Vila Nova de Cerveira está localizado na Rua das Cortes, junto à Segurança Social, com horário de atendimento das 09h00 às 12h30.

CERVEIRENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Orçamento Participativo 2016: Autarquia entrega carrinha ao Clube Desportivo de Cerveira para transporte de atletas

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, entregou, este domingo, uma carrinha de nove lugares ao Clube Desportivo de Cerveira (CDC), após ter sido um dos três projetos vencedores da edição 2016 do Orçamento Participativo Geral. Cerimónia contou com a presença dos órgãos dirigentes da coletividade e de atletas que assistiram à bênção do veículo.

17353448_1633050533389049_7638052765088457287_n.jpg

A proposta apresentada por Júlio Borlido Dantas foi uma das que acolheu um grande número de votos neste processo de cidadania ativa, cabendo à Câmara Municipal a execução do projeto. Neste sentido, foi adquirida uma viatura de nove lugares destinada ao transporte dos atletas do CDC nas deslocações para jogos e treinos. Antes da entrega, o Sr. Padre Carlos Castro procedeu à bênção da carrinha, perante a alegria dos presentes.

O autarca cerveirense referiu que o Orçamento Participativo tem permitido realizar investimentos escolhidos pelos próprios munícipes e que, em muitos casos, são tão ou mais importantes do que as grandes obras. Fernando Nogueira sublinhou que “o CDC é já uma referência na formação desportiva de jovens atleta, cuja adesão tem crescido de ano para ano, pelo que esta nova carrinha vai contribuir para uma maior flexibilização na logística que suporta as atividades desportivas diárias das equipas de formação”.

Em 2016, o Orçamento Participativo Geral de Vila Nova de Cerveira registou uma enorme participação, tendo sido eleitos três projetos vencedores que já estão a ser implementados. Depois da carrinha ao CDC, está para breve a entrega do barco de socorro e respetivo equipamento de mergulho/socorro aos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira; assim como o projeto de Valorização do Couço do Monte Furado já se encontra em pedido de licenciamento ao IPPAR.

Ao longo destes três anos, este é um projeto que o executivo municipal considera ser paradigmático do que deve ser a verdadeira democracia participativa, projeto esse que já a dar frutos.

17361740_1633050440055725_4765997563188865297_n.jpg

17362596_1633050596722376_3566037402238456756_n.jpg

INDEPENDENTE FERNANDO NOGUEIRA RECANDIDATA-SE ÀS AUTÁRQUICAS 2017 EM CERVEIRA

Sob proposta da direção da Associação Pensar Cerveira, Fernando Nogueira foi indicado, este sábado, para apresentar a sua recandidatura pelo movimento independente PenCe à Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira nas eleições autárquicas 2017. Aprovação foi unânime entre os associados durante a Assembleia-Geral, dando-se início ao processo de recolha de assinaturas para formalização da recandidatura.

Fernando Nogueira (1).jpg

Agradecendo a renovação de confiança dos associados, Fernando Nogueira – que cumpre o primeiro mandato - fez um balanço positivo dos três anos de gestão e projetou algumas linhas orientadoras para mais quatro anos de liderança “se os cerveirenses assim o entenderem”. “Esta recandidatura pauta-se pelo princípio de consolidação do projeto iniciado em 2013, baseado na melhoria da qualidade de vida e bem-estar da população e na valorização da terra. Para isso, contamos com o apoio de todos os que connosco iniciaram esta caminhada, bem como daqueles que, reconhecendo o nosso trabalho, acreditam em nós para o futuro de Cerveira”, disse.

Perante um lotado Auditório da Biblioteca Municipal, o atual autarca assumiu a recandidatura, justificando que “o programa eleitoral de 2013 não foi uma promessa fugaz, mas um compromisso assumido e com resultados bem visíveis”, assegurou. Dando alguns exemplos, Fernando Nogueira abordou a gestão autárquica rigorosa e realista expressa na redução significativa da dívida e do prazo de pagamento a fornecedores, bem como na ausência de recurso a qualquer empréstimo; o conceito de transparência reconhecido por entidades nacionais; a política baseada no humanismo, na proximidade e na cidadania ativa; a adoção de uma política de baixa fiscalidade de forma a incentivar uma maior equidade social e justiça fiscal; a afirmação empresarial e turística do concelho, bem como a continuidade da oferta cultural de excelência, através da dinamização de eventos de qualidade.

Sem apresentar o programa eleitoral, o candidato deixou algumas notas sobre aquilo que serão as suas prioridades para continuar a criar dinâmicas de afirmação nacional e internacional para Vila Nova de Cerveira. “As pessoas continuam a ser a nossa preocupação, por isso iremos valorizar as políticas sociais dando repostas às necessidades prementes; continuar a prestar apoio solido e eficaz às freguesias através das suas juntas de freguesia; fomentar a oferta habitacional de forma a contribuir para a fixação de jovens casais; afirmar as parcerias no setor empresarial, valorizando empresas e empresários pelo forte incentivo ao emprego e à economia local; reforçar a política de promoção da igualdade de género; potenciar o turismo em geral, com destaque para o de natureza, entre outras ações. “O nosso compromisso é o futuro de Cerveira”, ressalvou.

Associação Pensar Cerveira / Fernando Nogueira

Recorde-se que a Associação Pensar Cerveira – PenCe surgiu em fevereiro de 2013, tendo apresentado, pela primeira vez, listas de candidatos aos vários órgãos autárquicos. No ato eleitoral de 29 de setembro de 2013, a lista do movimento independente "Pensar Cerveira", liderada por Fernando Nogueira, obteve 45,12% dos votos (2.807) e três mandatos, contra os 40,59% (2.525) e dois mandatos da lista do PS.

João Fernando Brito Nogueira, nascido a 10 de junho de 1952, casado, pai de quatro filhos, é natural da freguesia de Cornes, Vila Nova de Cerveira. Iniciou a atividade profissional como professor na Escola Secundária de Vila Nova de Cerveira, tendo posteriormente ingressado nos quadros técnicos dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo onde, durante 20 anos, trabalhou como profissional de engenharia. Entrou no ciclo político em janeiro de 1994, tendo desempenhado funções de vereador no executivo da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira ao longo de duas décadas com diversas áreas funcionais, tendo ocupado o cargo de vice-presidente durante 15 anos.

CERVEIRA: COVAS RECEBE DESPORTO RADICAL

VIII Taça Ibérica de Slalom sugere dois dias radicais

Restabelecido o caudal do rio Coura, o desporto radical está de regresso à freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova de Cerveira. Este fim-de-semana, 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis vão disputar a VIII Taça Ibérica de Slalom, desfrutando das belas paisagens envolventes.

20160123_154629.jpg

As águas bravas do rio Coura voltam a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m. Os atletas participantes procuram obter a melhor classificação na prática da modalidade numa prova de prestígio internacional. As caraterísticas especificas do terreno e o facto de a zona estar protegida dos ventos dominantes torna a localidade de Covas num ponto de referência do slalom.

Com organização pelo Clube Desportivo Minho – Teixugos, pela Associação Kaiak Darque Clube e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas, a VIII Taça Ibérica de Slalom decorre no fim-de-semana.

O desporto, indoor/outdoor, tem vindo a adquirir uma enorme importância no concelho cerveirense. Pelas montanhas de Cerveira pratica-se Trail e BTT. Pelos rios, o slalom, remo e passeios turísticos. Harmonizado com estas duas últimas vertentes, surge o triatlo. Mas há ainda o futebol, futsal e atletismo, entre outros desportos não federados.

A atratividade desportiva de Vila Nova de Cerveira tem sido corroborada pelo número crescente de eventos, com destaque para aqueles que suscitam a paixão pelo desporto de aventura e radical, rio e montanha. Desta forma, o turismo de natureza na ‘Vila das Artes’ está em afirmação.

ASSOCIAÇÃO PENSAR CERVEIRA ESCOLHE CANDIDATO AO MUNICÍPIO DE CERVEIRA

Autárquicas 2017: Assembleia-Geral define candidato independente este sábado

A Associação Pensar Cerveira – PenCe acaba de convocar os sócios para uma Assembleia-Geral a decorrer no próximo sábado, 18 de março, cujo principal ponto de análise é a apresentação e aprovação de propostas para o candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira às próximas eleições autárquicas.

Na Ordem de Trabalhos consta a leitura e votação da ata da assembleia geral anterior, a proposta do candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e respetiva ratificação pela Assembleia-Geral, bem como outros assuntos de interesse da Associação. No final da sessão, dá-se início ao processo de recolha de assinaturas para formalização oficial da candidatura.

Para além dos sócios, a sessão ordinária é igualmente aberta ao público em geral que pode comparecer este sábado, 18 de março, pelas 17h00, no Auditório da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Recorde-se que a Associação Pensar Cerveira – PenCe surgiu em fevereiro de 2013, tendo apresentado, pela primeira vez, uma lista de candidatos à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira, bem como a nove Juntas de Freguesia. No ato eleitoral de 29 de setembro de 2013, a lista do movimento independente "Pensar Cerveira", liderada por Fernando Nogueira, obteve 45,12% dos votos (2.807) e três mandatos, contra os 40,59% (2.525) e dois mandatos da lista do PS, e ainda elegeu cinco presidentes de junta de freguesia.

COMUNICADO CONJUNTO CEVAL, CÂMARA MUNICIPAL DE CERVEIRA E CÂMARA MUNICIPAL DE VALENÇA

Acessibilidades no Alto Minho – Conclusão da A 28 até Valença e conexão às áreas empresariais

Em recente Assembleia de CECOTRAN – Centro de Cooperação Empresarial Transfronteiriça, que agrega Estruturas Empresariais do Norte de Portugal e da Galiza, as acessibilidades na região e a internacionalização das nossas empresas mereceram, mais uma vez, o destaque no conjunto dos temas abordados. Referimos–nos muito concretamente às ligações rodoviárias e ferroviárias no Noroeste Peninsular, onde se destaca a ligação ferroviária para passageiros e mercadorias Porto – Viana do Castelo – Vigo, com seguimento para Ourense e Madrid, e a A28, Porto – Viana do Castelo – Valença.

Quanto à primeira, a CEVAL – Confederação Empresarial do Alto Minho, a Câmara Municipal de Valença e a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira congratulam–se com o lançamento do concurso para a modernização da linha do Minho, no troço Viana do Castelo – Valença, que agora se realiza, complementado com outros procedimentos já executados, que evidenciam a sua prioridade e respondem às reivindicações, cumprindo-se a calendarização prevista, de Empresários e Autarcas.

Quanto à A 28, mantêm–se integralmente os motivos de insatisfação, protesto e reivindicação de toda uma região. Está também em causa, com fortíssima incidência para Valença e Vila Nova de Cerveira, a não conclusão da ligação até Valença com a imprescindível conexão às áreas empresariais dos dois concelhos. O trabalho e esforço quotidiano de Empresários e Autarcas na diplomacia económica, na negociação e instalação de novos projetos, na criação de emprego, cada vez mais qualificado, e na criação de riqueza para a região terá de ser acompanhado pela criação de infraestruturas que facilitem mobilidade, a coesão territorial e a cooperação intermunicipal.

COMUNICADO CONJUNTO CEVAL, CÂMARA MUNICIPAL DE CERVEIRA E CÂMARA MUNICIPAL DE VALENÇA

Acessibilidades no Alto Minho – Conclusão da A 28 até Valença e conexão às áreas empresariais

Em recente Assembleia de CECOTRAN – Centro de Cooperação Empresarial Transfronteiriça, que agrega Estruturas Empresariais do Norte de Portugal e da Galiza, as acessibilidades na região e a internacionalização das nossas empresas mereceram, mais uma vez, o destaque no conjunto dos temas abordados. Referimos–nos muito concretamente às ligações rodoviárias e ferroviárias no Noroeste Peninsular, onde se destaca a ligação ferroviária para passageiros e mercadorias Porto – Viana do Castelo – Vigo, com seguimento para Ourense e Madrid, e a A28, Porto – Viana do Castelo – Valença.

Quanto à primeira, a CEVAL – Confederação Empresarial do Alto Minho, a Câmara Municipal de Valença e a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira congratulam–se com o lançamento do concurso para a modernização da linha do Minho, no troço Viana do Castelo – Valença, que agora se realiza, complementado com outros procedimentos já executados, que evidenciam a sua prioridade e respondem às reivindicações, cumprindo-se a calendarização prevista, de Empresários e Autarcas.

Quanto à A 28, mantêm–se integralmente os motivos de insatisfação, protesto e reivindicação de toda uma região. Está também em causa, com fortíssima incidência para Valença e Vila Nova de Cerveira, a não conclusão da ligação até Valença com a imprescindível conexão às áreas empresariais dos dois concelhos. O trabalho e esforço quotidiano de Empresários e Autarcas na diplomacia económica, na negociação e instalação de novos projetos, na criação de emprego, cada vez mais qualificado, e na criação de riqueza para a região terá de ser acompanhado pela criação de infraestruturas que facilitem mobilidade, a coesão territorial e a cooperação intermunicipal.

ALUNOS CERVEIRENSES SELECIONADOS PARA SESSÃO NACIONAL DO PARLAMENTO DOS JOVENS

Alunos cerveirenses selecionados para Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens

Ultrapassada a fase de apresentação e votação de um projeto no contexto escolar e a de âmbito distrital, um grupo de estudantes da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira e do Colégio de Campos foram selecionados para integrar a restrita equipa de jovens ‘deputados’ distritais que vão representar o Círculo de Viana do Castelo na Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens, agendada para 8 e 9 de maio, na Assembleia da República.

Parlamento Jovem.JPG

No âmbito do ensino secundário, entre os representantes eleitos estão Leandro Pereira e Manuel Pereira da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira, que se juntam a mais quatro jovens da Escola Secundária de Monserrate e da Escola Secundária de Ponte da Barca. O 3º Ciclo do Ensino Básico do Colégio de Campos participou com os alunos Magna Amorim, Inês Costa, Mariana Lagoa, Ana Rita Cunha e Vasco Alves que foram eleitos deputados para a sessão nacional após o seu Projeto Recomendação ter sido o mais votado.

ALUNOS CERVEIRENSES CONVIVEM COM “ESCRITORES EM BELÉM”

O Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira foi um dos selecionados, entre mais de 200 escolas de todo o país, para proporcionar a um grupo de alunos uma conversa com o escritor António Mota no Palácio de Belém, complementada por uma visita aos jardins do Palácio e ao Museu da Presidência da República. Deslocação a Lisboa decorreu esta terça-feira, com a presença da Vereadora Aurora Viães, e com uma surpresa final: um breve convívio com o Presidente da República.

WP_20170314_15_10_14_Pro.jpg

 “Escritores em Belém” é a primeira iniciativa virada especialmente para a Educação deste mandato presidencial do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa. A Presidência da República junta escritores de livros infantojuvenis com alunos do Ensino Básico e Secundário para uma conversa em torno dos livros recomendados pelo Plano Nacional de Leitura, no Palácio de Belém.

Por intermédio da Biblioteca Escolar, Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira candidatou-se a este programa aberto à participação de todas as escolas do país, sendo selecionado para participar na sessão desta terça-feira, 14 de março.

Os professores do 1º ciclo, em sede de departamento, selecionaram as turmas 3ºA do Centro Escolar Norte – Campos e 4ºA do Centro Escolar de Cerveira que rumaram à capital portuguesa para uma atividade lúdico pedagógica fora do contexto escolar e sempre com a expetativa de conhecer o com a possibilidade de conhecer o Presidente da República.

Acompanhados dos respetivos professores e auxiliares, e com a presença da Vereadora Aurora Viães e do diretor do Agrupamento Venceslau Teixeira, os alunos estiveram à conversa com o escritor António Mota, visitaram os jardins do Palácio de Belém e o Museu da Presidência da República. A meio da visita, o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa surpreendeu o grupo com a sua presença, com os pequenos terem a possibilidade de conversarem com o Presidente da República e de preservar esse momento com selfies e fotografia de grupo.

O Programa “Escritores no Palácio” conta com a colaboração da Associação Portuguesa de Escritores, da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, do Plano Nacional de Leitura, da Rede de Bibliotecas Escolares e da Sociedade Portuguesa de Autores.

CERVEIRA PROMOVE CONCEITO DE “VILA DAS ARTES” NA BTL 2017

O Município de Vila Nova de Cerveira ruma a Lisboa, no próximo fim-de-semana, para participarnamaior feira do setor em Portugal, a Bolsa de Turismo de Lisboa(BTL).A XIX Bienal Internacional de Arte, o XIII Dancerveira e o Desfile de Crochet são os eventos em grande destaque no sábado, 18 de março.

13886457_966424376810561_5636472746021775623_n.jpg

A 29.ª edição da BTL- Bolsa de Turismo de Lisboa arranca hoje na FIL – Parque das Nações, prolongando-se até ao próximo domingo. Vila Nova de Cerveira apresenta-seno espaço do Consórcio Minho IN, integrado no stand da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ETPN), comuma programação especial para dar a conhecer as potencialidades do concelho, em particular a vertente artística cultural que vai marcar o verão 2017.

Conhecida como Cerveira, Vila das Artes’, o sábado à tarde é dedicado à bienal de arte mais antiga do país através de uma ação promocional da XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira (15 de julho a 16 de setembro de 2017) para as 16h00, no stand de Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ETPN).

Segue-se uma performance da ADEIXA para promover o XIII DANCERVEIRAque, este ano, decorre de 29 de junho a 02 de julho. Este será um espaço artisticamente animado e colorido, com as bailarinas a atuarem vestidas de crochet, chamando a atenção para o evento‘O Crochet veste com arte… em Cerveira’, que vai realizar-se no dia 22 de julho.

Entre as 14h00 e as 20h30, o Stand Minho In acolhe a elaboração de crachás personalizados, distribuição de flyers e de vouchers para a XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira, assim comoum espaço de pintura ao vivo pelo convidado Ricardo de Campos. No final, será sorteada uma obra de arte.

A BTL 2017 promete muitas surpresas ao longo dos 1200 expositores, onde estarão presentes os representantes de turismo internacionais e regionais, agências de viagens e operadores turísticos, hotelaria, transportes, entre muitos outros.Na sua 29.ª edição a BTL, feira de turismo organizada pela FIL e Fundação AIP, espera superar os 75 mil visitantes do ano passado.

AQUAMUSEU DO RIO MINHO COLABORA COM CIIMAR NO PROJETO ECOSERVICES

Até 31 de dezembro de 2018, o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) está a desenvolver o projeto INNOVMAR e, para o qual, conta com a colaboração do Aquamuseu do Rio Minho numa das linhas de investigação, o ECOSERVICES.

corbicula2.jpg

O objetivo geral do ECOSERVICES passa pela avaliação da qualidade ambiental, da vulnerabilidade e dos riscos para a gestão sustentável dos recursos naturais e dos serviços dos ecossistemas da costa Noroeste. No caso específico do rio Minho, a colaboração do Aquamuseu diz respeito ao trabalho de investigação que pretende avaliar o impacto do bivalve exótico, como por exemplo a amêijoa asiática, sobre espécies residentes e com importância ecológica e económica, nomeadamente a solha.

O projeto mais abrangente, INNOVMAR, tem a duração de três anos e recebeu um financiamento de 4.2 milhões de euros.

De sublinhar que a espécie invasora em causa (o bivalve exótico Corbiculafluminea) é altamente resistente, reproduz-se duas vezes por ano e têm uma capacidade de adaptação ambiental e alimentar elevada. Por isso, quando introduzida num novo local, competem com os organismos já existentes pelo habitat e pelo alimento. Vários quilómetros do Rio Minho estão colonizados pela amêijoa asiática que se adaptou às condições e ocupou o espaço, eliminando parcialmente as outras espécies de moluscos.

ASSOCIAÇÃO PENSAR CERVEIRA CONCORRE NAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS

Autárquicas 2017: Assembleia-Geral define candidato independente dia 18

A Associação Pensar Cerveira – PenCe acaba de convocar os sócios para uma Assembleia-Geral a decorrer no próximo sábado, 18 de março, cujo principal ponto de análise é a apresentação e aprovação de propostas para o candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira às próximas eleições autárquicas.

1378084_171701769687747_709115591_n.jpg

Na Ordem de Trabalhos consta a leitura e votação da ata da assembleia geral anterior, a proposta do candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e respetiva ratificação pela Assembleia-Geral, bem como outros assuntos de interesse da Associação. No final da sessão, dá-se início ao processo de recolha de assinaturas para formalização oficial da candidatura.

Para além dos sócios, a sessão ordinária é igualmente aberta ao público em geral que pode comparecer este sábado, 18 de março, pelas 17h00, no Auditório da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Recorde-se que a Associação Pensar Cerveira – PenCe surgiu em fevereiro de 2013, tendo apresentado, pela primeira vez, uma lista de candidatos à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira, bem como a nove Juntas de Freguesia. No ato eleitoral de 29 de setembro de 2013, a lista do movimento independente "Pensar Cerveira", liderada por Fernando Nogueira, obteve 45,12% dos votos (2.807) e três mandatos, contra os 40,59% (2.525) e dois mandatos da lista do PS, e ainda elegeu cinco presidentes de junta de freguesia.

ASSOCIAÇÃO PENSAR CERVEIRA CONCORRE NAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS

Autárquicas 2017: Assembleia-Geral define candidato independente dia 18

A Associação Pensar Cerveira – PenCe acaba de convocar os sócios para uma Assembleia-Geral a decorrer no próximo sábado, 18 de março, cujo principal ponto de análise é a apresentação e aprovação de propostas para o candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira às próximas eleições autárquicas.

1378084_171701769687747_709115591_n.jpg

Na Ordem de Trabalhos consta a leitura e votação da ata da assembleia geral anterior, a proposta do candidato a Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e respetiva ratificação pela Assembleia-Geral, bem como outros assuntos de interesse da Associação. No final da sessão, dá-se início ao processo de recolha de assinaturas para formalização oficial da candidatura.

Para além dos sócios, a sessão ordinária é igualmente aberta ao público em geral que pode comparecer este sábado, 18 de março, pelas 17h00, no Auditório da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Recorde-se que a Associação Pensar Cerveira – PenCe surgiu em fevereiro de 2013, tendo apresentado, pela primeira vez, uma lista de candidatos à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira, bem como a nove Juntas de Freguesia. No ato eleitoral de 29 de setembro de 2013, a lista do movimento independente "Pensar Cerveira", liderada por Fernando Nogueira, obteve 45,12% dos votos (2.807) e três mandatos, contra os 40,59% (2.525) e dois mandatos da lista do PS, e ainda elegeu cinco presidentes de junta de freguesia.

JOVENS CERVEIRENSES FAZEM FÉRIAS DA PÁSCOA NO AQUAMUSEU DO RIO MINHO

Vem divertir-te nas Férias da Páscoa no Aquamuseu!

De 10 a 13 de abril, entre as 14h00 e as 17h00, o Aquamuseu do rio Minho volta a convidar crianças dos 7 aos 13 anos de idade para participar numa série de atividades lúdico-pedagógicas relacionadas com as aves e a primavera. São as Férias da Páscoa que estão a chegar ao Aquamuseu e prometem surpreender.

Cartaz férias da páscoa Aquamuseu 2017.jpg

No decorrer dos quatro dias, as crianças inscritas vão ter a oportunidade de desenvolver experiências relacionadas com as caraterísticas especiais das aves, o seu ciclo de vida e ameaças, formas de as ajudar a reproduzirem-se, abrigarem-se e alimentarem-se e a importância da primavera para a reprodução de uma grande parte delas.

Assim sendo, as atividades estão distribuídas entre a teoria e a prática. Num dos dias fala-se das caraterísticas gerais das aves e das ameaças que elas enfrentam, criando um livro de registo que será utilizado ao longo das atividades para registar tudo o que for relevante; noutro dia, aborda-se o ciclo de vida das aves e da primavera, tendo como vertente prática a construção de uma espécie de ninhos em forma de caixa usando embalagens; haverá ainda um dia dedicado apenas à parte prática que consiste em criar ninhos usando fios para colocar dentro das caixas ninho; e por último, serão desenvolvidos comedouros através de garrafas de plástico para alimentar os pássaros.

A pausa letiva da Páscoa pode ser bem dinâmica, conciliando diversão e aprendizagem ao nível das suas competências sociais e cognitivas. Para mais informações e inscrições deverá ser contactado o Aquamuseu do Rio Minho, através do telefone 251 708 026 ou do endereço de e-mail aquamuseu@cm-vncerveira.pt

CERVEIRA REALIZA FEIRA DE EMPREGO

1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho a 1 e 2 de abril

Durante o primeiro fim-de-semana de abril, o Pavilhão Multiusos de Vila Nova de Cerveiraseráo ponto de encontro entre quem recruta e quem procura emprego na região. A1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho(FEMF.AM) conta com a participação de dezenas deempresas e instituições com várias ofertas de emprego. Entrada livre.

Feira de Emprego.jpg

Com organização da Associação Cultural e Recreativa Minho na Vila (ACRMV), e apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, esta iniciativa visa dar a conhecer as propostas diretas de emprego com a presença de várias empresas, de stands sobre os cursos e oportunidades de estudo para jovens que anseiam iniciar o percurso profissional, para além de se constituir como um espaço para troca de contactos e de experiências de forma a potenciar novas ideias de negócio.

Para Alexandre Hilário Barbosa da ACRMV, este certame apresenta-se como“uma oportunidade única do público em geral poder candidatar-se às vagas disponíveis em empresas de grande estrutura regional espalhadas pelos vales do Minho e Lima”. O promotorrealça que Vila Nova de Cerveira “é um concelho dinâmico, onde as empresas sediadas têm alertando para a necessidade deste tipo de iniciativas, com o objetivo de verem concretizadas as necessidades urgentes de mão de obra qualificada”.

O edil cerveirense congratula-se com o percurso traçado na consolidação empresarial do concelho, “através da criação de uma rede de parcerias que nos ajudem neste desidrato, alicerçadas em algumas das excelentes instalações que o nosso perímetro industrial possui, nomeadamente a creche, o CAE e o Multiusos”. “Hoje o principal problema dos nossos empresários é a falta de mão de obra para puderem, como é sua vontade, ampliar as suas empresas, e é de felicitar o promotor desta feira pela sua visão”, assegura Fernando Nogueira, acrescentando: “Cerveira quer estar um passo à frente e proporcionar às empresas, aos empresários e aos trabalhadores, melhores condições de trabalho e valorização profissional de forma a promover a inovação e o desenvolvimento, fator chave para reforçar a internacionalização”.

Ao longo de uma área de 1.350m2, este evento pode dar respostas para uma melhoria profissional.  Com entrada livre, a 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho decorre nos dias 1 e 2 de abril, no Pavilhão Multiusos, entre as 10h00 e as 20h00.

CERVEIRENSES DISPUTAM DESPORTO RADICAL

VIII Taça Ibérica de Slalom sugere dois dias radicais

Restabelecido o caudal do rio Coura, o desporto radical está de regresso à freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova de Cerveira. No fim-de-semana de 18 e 19 de março, 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis vão disputar a VIII Taça Ibérica de Slalom, desfrutando das belas paisagens envolventes.

cartazcerviberi.jpg

As águas bravas do rio Coura voltam a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m. Os atletas participantes procuram obter a melhor classificação na prática da modalidade numa prova de prestígio internacional. As caraterísticas especificas do terreno e o facto de a zona estar protegida dos ventos dominantes torna a localidade de Covas num ponto de referência do slalom.

Com organização pelo Clube Desportivo Minho – Teixugos, pela Associação Kaiak Darque Clube e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas, a VIII Taça Ibérica de Slalom decorre no fim-de-semana de 18 e 19 de março.

O desporto, indoor/outdoor, tem vindo a adquirir uma enorme importância no concelho cerveirense. Pelas montanhas de Cerveira pratica-se Trail e BTT. Pelos rios, o slalom, remo e passeios turísticos. Harmonizado com estas duas últimas vertentes, surge o triatlo. Mas há ainda o futebol, futsal e atletismo, entre outros desportos não federados.

A atratividade desportiva de Vila Nova de Cerveira tem sido corroborada pelo número crescente de eventos, com destaque para aqueles que suscitam a paixão pelo desporto de aventura e radical, rio e montanha. Desta forma, o turismo de natureza na ‘Vila das Artes’ está em afirmação.

VILA NOVA DE CERVEIRA

Abandono dos trabalhos do executivo é desrespeito institucional de que não há memória em Vila Nova de Famalicão

Vereadores do PS viram costas ao município

cartaz poesia.jpg

Na reunião do executivo municipal realizada hoje fez-se história pela negativa em Vila Nova de Famalicão. Os vereadores do Partido Socialista abandonaram os trabalhos durante o período antes da ordem do dia, depois de uma intervenção do Sr. Presidente da Câmara Municipal a pedir respeito pela verdade das intervenções proferidas durante a realização da reunião.

O episódio aconteceu depois de um vereador do Partido Socialista ter iniciado uma intervenção, imputando ao Sr. Presidente da Câmara Municipal afirmações e juízos de valor por ele não ditas. No exercício das suas funções o Presidente da Câmara Municipal interrompeu o Sr. vereador e exigiu respeito pela verdade, pelas pessoas e pela instituição que dirige.

Ao abandonarem a sala na sequência desta intervenção do Sr. Presidente da Câmara, os vereadores do Partido Socialista viraram costas ao concelho e desrespeitaram os colegas da vereação. Não há memória de uma tão grande falta de respeito institucional no município de Vila Nova de Famalicão.

O Presidente da Câmara Municipal Paulo Cunha tem pautado a sua ação, nomeadamente ao nível da condução dos trabalhos da reunião do executivo, pela maior abertura democrática possível. É bom lembrar que as reuniões ordinárias de Câmara em Famalicão, ao contrário do que acontece noutros municípios, são todas públicas e não há limite de tempo para as intervenções. No entanto, esta maturidade democrática do Sr. Presidente da Câmara Municipal tem sido aproveitada pelo vereadores do Partido Socialista para fazerem da reunião um espaço de combate político e não um espaço de análise, discussão e aprovação de assuntos relacionados com a gestão do concelho.

Já chega! É tempo dos Srs vereadores do Partido Socialista portarem-se à altura das suas responsabilidades e dignificarem o mandato que lhes foi conferido pelos famalicenses. As questões geradas ao abrigo da trica partidária devem ser lançadas e discutidas na Rua S. João de Deus onde é a sede do PS de Vila Nova de Famalicão e não no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde se debatem os projetos, medidas e as obras que fazem o presente e o futuro de Vila Nova de Famalicão.

Misturar as coisas é uma manifestação de profunda imaturidade democrática que não enobrece o concelho de Vila Nova de Famalicão nem o próprio Partido Socialista.

Vila Nova de Famalicão 9 de março de 2017

Jorge Paulo Oliveira

Vice-Presidente da Comissão Política Concelhia

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE VIZELA DIVULGA ANOS VINTE

‘Vizela. Anos 20’ apresentado na Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes

Inserida nas comemorações do 19.º aniversário do Município de Vizela, terá lugar no próximo dia 17 de março, a apresentação do livro “Vizela - Anos 20”, O rural minhoto a par das Termas no olhar de um fotógrafo amador, da escritora, residente em Lisboa, Luísa Vilarinho.

‘Vizela. Anos 20’.jpg

Depois da apresentação do livro com fotos do seu pai, Dr. Salvador Villarinho Pereira, tiradas em Vizela, na Biblioteca Nacional em Lisboa, segue-se  a apresentação em Vizela, na Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes, no dia 17 de março, às 17.00h.

 Biografia De Salvador Villarinho Pereira (1879-1948) (Fonte Teatro D. Maria)

Médico ginecologista-obstetra, licenciado por Lisboa em 1906, exerceu clínica no seu consultório, em frente ao teatro da Trindade, na antiga Rua Larga de São Roque, nº 67 -1º ( mais tarde Rua do Mundo e atual Rua da Misericórdia).

Filho do guarda-livros da Mason & Barry, empresa mineira de extração e cobre, concelho de Mértola, nasceu em Corte de Pinto, Minas de São Domingos.

Exímio fotógrafo amador era neto do primeiro fotógrafo comissionado do Governo Português em Moçambique.

Texto da autoria de Luísa Villarinho

Salvador Villarinho Pereira (1879-1948), ginecologista obstectra licenciado pela Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa, em 1906, com consultório e residência no Chiado lisboeta, cedo aprendera as técnicas da Fotografia, vindo a preferir os acetatos pela chapa de vidro que oferecia maior exatidão na imagem.

No início do século XX, em Lisboa foram realizados vários encontros de Fotografia. Em Junho de 1913, na Associação de Arte Photographica foi inaugurada a “Primeira Exposição de Photographia Directa das Cores”, onde Villarinho Pereira apresentou 4 autochromes. Três anos mais tarde, em Dezembro de 1916, na Sociedade Nacional de Belas Artes, participou com brometos e cyanotipia na “I Exposição Nacional de Fotografia”, ao lado do amigo Fernando Carneiro Mendes (1893-1976), com quem viria a fotografar as Termas de Vizela. As novas modalidades da Esteroscopia e da Autocromia ofereciam então apelativas opções na captação da imagem.

A Colecção Fotográfica realizada por Villarinho Pereira, nos anos de 1917-20, na modalidade de estereoscopia e alguns brometos, constitui hoje uma memória expressiva das Termas e do meio rural próximo, não faltando uma breve incursão no mundo industrial. Neste trabalho fotográfico visualizamos um amplo conhecimento técnico nos matizes da luz e na escolha dos enquadramentos, bem como rara sensibilidade poética e artística que imortalizou os mais belos recantos de Vizela. O rural, integrado no meio cosmopolita das Termas, oferecia então um deslumbrante desafio ao fotógrafo-amador.

Decorrido quase um século, esta memória fotográfica recorda a época áurea das Caldas de Vizela, ainda integradas no Concelho de Guimarães, assinalando aspectos da indústria local e os encantos do meio rural minhoto a par do luxo dos Casinos e do recreio da canoagem, no frondoso Parque das Termas de Vizela.

CERVEIRA HOMENAGEIA ESCRITORAS

Exposição de tributo a escritoras portuguesas na Biblioteca Municipal

Para assinalar o Dia Internacional da Mulher, a Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira apresenta, a partir de hoje, uma mostra evocativa do papel das mulheres nas Letras. São oito as escritoras de Língua Portuguesa homenageadas até dia 25 de março.

Cartaz exposição Oito mulheres P. lima.jpg

Intitulada “8 mulheres, 8 autoras: Exposição de Literatura no Feminino”, a mostra pretende dar a conhecer a vida e a obra de Florbela Espanca, Ilse Losa, Maria Judite de Carvalho, Matilde Rosa Araújo, Natália Correia, Fernanda Botelho, Maria Teresa Horta e Laurinda Fernandes de Carvalho Araújo.

Trata-se de uma viagem em revista de painéis biográficos e das obras das escritoras homenageadas, cujas vidas e património literário assumem uma posição de relevo na história da cultura nacional.

De sublinha que o Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de março, surgindo no final do Século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, de direito de voto.

Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres.

CERVEIRA SENSIBILIZA PARA A PRESERVAÇÃO DA SAÚDE

Terreiro acolhe rastreio gratuito de educação para a saúde

Entre esta sexta-feira e domingo, estudantes de Medicina do Porto vão realizar, em Vila Nova de Cerveira, um rastreio aos fatores de risco cardiovascular. Equipa promove o XIII Medicina na Periferia, no Terreiro,com o objetivo de educar a população para estilos de vida mais saudáveis.

medicina na periferia 2.jpg

Com organização da Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar da Universidade do Porto (AEICBAS-UP), e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, esta iniciativa visa rastrear a Diabetes, Hipertensão Arterial e Obesidade, através da medição de Índice de Massa Corporal e Perímetro Abdominal.

Todos os anos, as doenças cardiovasculares são responsáveis por milhares de mortes em Portugal. Apesar da sua fatalidade, existem vários fatores de risco que são precavíeis e modificáveis, estando nas mãos da população o poder de conseguir melhorar a sua saúde.

O rastreio em Vila Nova de Cerveira tem o seguinte horário de funcionamento: sexta-feira das 14h00 às 18h00, no sábado das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, e no domingo das 09h00 às 13h00.

Preocupe-se com a sua saúde, faça este rastreio gratuito, comparecendo no Terreiro.

FORTIM DA ATALAIA EM CERVEIRA É PATRIMÓNIO DE INTERESSE PÚBLICO

Aprovada classificação do Fortim da Atalaia como Imóvel de Interesse Público

Ao final de 38 anos, o processo de classificação do Fortim da Atalaia como Imóvel de Interesse Público (IIP) está a dar os últimos passos. O Ministério da Cultura acaba de emitir um parecer favorável ao projeto, reconhecendo definitivamente o enorme valor patrimonial daquela estrutura localizada no Alto de Lourido, na União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe. Projeto de Decisão vai ser colocado em Consulta Pública durante 30 dias, após publicação em Diário da República.

DSCF9414.JPG

Em 1979, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira deu início ao processo de classificação da Atalaia, tendo mesmo nessa altura saído em Diário da República. Contudo, até à passada semana, o processo encontrava-se definido como “em vias de classificação”. Após 38 anos, a autarquia cerveirense recebeu luz verde do Ministério da Cultura, para se avançar com a finalização do processo de classificação como Imóvel de Interesse Público a totalidade da Atalaia, incluindo a torre, os fosso e estruturas complementares.

Para o autarca cerveirense, Fernando Nogueira, “a conclusão deste processo é uma valiosa notícia para Cerveira e para os cerveirenses, constituindo-se como uma das formas de conseguir avançar com uma preservação e valorizarão digna e efetiva da Atalaia como merece. Para além de ficar legalmente protegida, abrem-se janelas de oportunidade para recorrer a fontes de financiamento para sua reabilitação”.

CERVEIRA REQUALIFICA ESCOLA BÁSICA

Envolvente da EB2,3/S alvo de profunda requalificação

Devido ao avançado estado de degradação urbanística, ambiental e de acessibilidade, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai intervir no espaço público envolvente à EB2,3/S do concelho. Submetida ao ‘Aviso NORTE-16-2016-16 da Reabilitação Urbana’, a empreitada tem um preço base de 230 mil euros e uma execução de 90 dias.

Requalificação EB2,3.jpg

A área a intervencionar corresponde a uma zona de grande afluxo diário pela presença do principal estabelecimento de ensino do concelho, mas também dos edifícios de comércio e de um elevado número de habitações. Localizada no centro da vila, a empreitadaintegra a 3ª fase da “Regeneração Urbana da Entrada Sul da Vila”, considerada fundamental para a revitalização e melhoria da atratividade de Vila Nova de Cerveira.

O objetivo deste projeto é garantir condições de comodidade e segurança aos seus utilizadores, através da organização de todo aquele espaço, conferindo-lhe o máximo de funcionalidade, sem comprometer o seu enquadramento e equilíbrio entre a parte edificada e a envolvente natural e dotá-lo de todas as infraestruturas necessárias ao seu correto e eficiente funcionamento. De salientar que apresente proposta teve em conta as várias condicionantes e realidades existentes, nomeadamente a proximidade da EN 13, a existência da EM 516 e da Escola EB 2,3/ S de Vila Nova de Cerveira.

Após auscultação pública de moradores e/ou utilizadores, realizada em outubro passado, o projeto foi fechado com aprovação em reunião de câmara de 30 de novembro de 2016, e a empreitada de “Requalificação doEspaço Público Envolvente à EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira”encontra-se em fase de procedimento de contratação pública,após publicação em Diário da República no final do mês de fevereiro, com um preço base adotado de 230 mil euros eo prazo de execução de 90 dias.

A operação integra uma candidatura mais abrangente, dividida em três fases (duas já executadas), num investimento total de cerca de meio milhão de euros, com uma comparticipação do FEDER de 300 mil euros.

CERVEIRA REQUALIFICA ARTÉRIAS DA VILA

Autarquia avança com requalificação de quatro artérias da vila

Uniformizar espaços e acessos, dotando-os de melhores infraestruturas é o objetivo da Requalificação da Praça D. Dinis e sua envolvente, um projeto que a Câmara Municipal acaba de apresentar à população. Num investimento previsto de meio milhão de euros, a submeter ao ‘Aviso NORTE-16-2016-16 da Reabilitação Urbana’, a empreitada abrange as ruas D. Manuel I, Belo Cais, Escola do Rei e Martins Vicente.

16938707_1584150768279785_2830491545770859640_n.jpg

Por se tratar de quatro artérias de grande fluxo habitacional e comercial, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira convocou a população, em particular os moradores, para uma reunião de trabalho de apresentação do estudo prévio e auscultação de sugestões. A sessão decorreu ontem ao final da tarde, na Biblioteca Municipal, com uma participação significativa e que resultou numa profícua troca de impressões e contributos.

17021624_1584150818279780_3269696455997756021_n.jpg

Deixando a garantia aos presentes de que a intervenção não prevê alterações de trânsito significativas e que este é um processo aberto a sugestões da população, o edil cerveirense realçou uma grande melhoria ao nível das condições de conforto e de acessibilidade quer para os residentes quer para visitantes. “A obra será realizada por fases, de forma a criar o menor impacto possível na rotina diária da população. Além da organização e funcionalidade, será também uma importante beneficiação em termos estéticos e visuais”, afirmou Fernando Nogueira, acrescentando que há ainda intenção, para data posterior, de avançar com o projeto da praça a criar na confluência da Rua Queirós Ribeiro com a Rua do Arrabalde, bem como a da parte superior da Rua Queirós Ribeiro.

17103349_1584150788279783_3597631977052102801_n.jpg

AUTARQUIA CERVEIRENSE RETIRA ÁRVORES CAÍDAS NA MARGEM DO RIO MINHO

A zona envolvente à Ecopista do rio Minho, especificamente nos Dois Portelos, na freguesia de Gondarém, foi recentemente alvo de trabalhos de limpeza efetuados pelos serviços de jardins e limpeza da Câmara Municipal. Intervenção incidiu na remoção de árvores caídas, galhos secos e infestantes.

16998028_1581970575164471_5031328018508712042_n.jpg

Os fortes ventos sentidos em janeiro provocaram a queda de algumas árvores que se encontravam, desde então, tombadas sobre a margem do rio Minho. Respeitando as orientações da Polícia Marítima, através da Capitania do Porto de Caminha, a autarquia cerveirense, numa ação de caráter cíclico, procedeu à remoção e limpeza da margem do rio, no sítio dos Dois Portelos ao longo de cerca de 500 metros.

Os trabalhos realizados incidiram igualmente na remoção de galhos secos e de infestantes, bem como de algum lixo e entulho ali acumulado, quer por incúria quer por arrasto das correntes.

De sublinhar que este tipo de ação é executado, todos os anos, de uma forma sustentável, em pequenas extensões da margem do rio Minho que não tenham sido ainda intervencionadas.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira continua a sua aposta na devolução do rio Minho aos cerveirenses, através da valorização de uma política de sustentabilidade ambiental aliada à preservação de um espaço de lazer propício a várias atividades e que desperta muita curiosidade e enorme afluência.

17021638_1581970715164457_2532309920604855148_n.jpg

CERVEIRA REALIZA ENCONTROS DE TEATRO

Quatro sábados de março dedicados ao teatro

Ambiciosa e aliciante, assim se apresenta a 6ª edição dos ETC… Encontros de Teatro de Cerveira, num ciclode quatro espetáculos de teatro de drama, comédia rural galega, revista e humor. “Tu Queres é Revista”do autor e ator Tozé Martinho é um dos destaques deste ano. Entrada livre.

Cartaz - ETC... (6ª Edição).jpg

Em março, ‘Cerveira, Vila das Artes’ volta a celebraro teatro como arte performativa de eleição. Durante os quatro sábados, o Cineteatro de Cerveira acolheespetáculos com géneros e formatos diversificados que prometem sala cheia.

O primeiro espetáculo entra em cena, já no próximo sábado, 4 de março, com ‘prata da casa’. O Grupo Amador de Teatro de Cerveira – Outra Cena apresenta uma peçadramática intitulada “Efetivamente Não Somos Só Nós”, a partir de textos de ‘O Terror, Miséria no Terceiro Reich’ de Bertolt Brecht e ‘É só Isso, Candidato e Conferência de Imprensa’ de HaroldPinter.

No dia 11 de marçosobe ao palco “Amor Dáñino ou a Vítima das Súas Virtudes” representada pelo Lameiro – Companhia de Teatro de Vigo, uma comédia rural galega muito divertida, escrita originalmente por Juan José Alonso Millán, com o título de “Amor dañino ou a vítima das súas virtudes” (1970).

“Tu Queres é Revista” pelo Aplaude Sucesso, agendada para o dia 18 de março, é o grande destaque do programa centrada na revista do grande autor e ator Tozé Martinho, com vários números musicais e muitas histórias revestidas de humor, sátira e originalidade.

Para encerrar os ETC 2017, a sugestão para o dia 25 de março é “Fugir à Retina”, que acolhe o regresso aos palcos do humorista Miguel 7 Estacas, depois de um momento de pausa por motivos clínicos, sendo o Cineteatro de Cerveira uma das primeiras salas do país a receber este grande humorista, depois dos Coliseus do Porto e Lisboa.

Ao longo de cinco anos, o ETC… Encontros de Teatro de Cerveira tem espalhado humor, riso e gargalhadas e, esta 6ª edição,aposta na continuidade das boas emoções que o teatro transmite ao público.

Para maiores de 12 anos, os quatro espetáculosde teatro têm início às 21h30, no Cineteatro de Cerveira, com entrada livre sujeita à lotação do espaço.

PARCERIA INSTITUCIONAL DINAMIZA SETOR EMPRESARIAL

Formalizada parceria institucional para dinamização do setor empresarial

O Município de Vila Nova de Cerveira formalizou, esta segunda-feira à tarde, um protocolo de colaboração que une cinco entidades em torno da afirmação do concelho como entidade de referência na Incubação Empresarial do Empreendedorismo e Inovação da região. Valorizar a qualificação dos recursos humanos e das infraestruturas de apoio existentes, bem como promover a internacionalização das empresas instaladas e cativar potenciais interessadas, são as principais linhas diretrizes.

17022385_1579678028727059_3942526166853751048_n.jpg

Reconhecendo a necessidade imperativa de apostar no crescimento económico de Vila Nova de Cerveira, a Associação para Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho (ACIBTM), o Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (CENFIM), a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP), o Centro de Apoio Tecnológico Indústria Metalomecânica (CATIM) e a Confederação Empresarial do Alto Minho (CEVAL) aliaram-se à Câmara Municipal para concretizar uma abordagem integrada de fomento de desenvolvimento económico e social.

Congratulando-se com o interesse e o envolvimento de várias entidades na dinamização empresarial de Vila Nova de Cerveira, o autarca Fernando Nogueira realçou que “a criação de parcerias direcionadas para fortalecer os instrumentos de apoio às empresas é tida como crucial para o sucesso de uma opção estratégica municipal de promoção do empreendedorismo, da inovação e da incubação empresarial”. “Pretendemos que esta aliança tenha por base a proximidade com empreendedores e empresas para colocar Cerveira nas principais rotas de projetos e redes internacionais, sem descurar a hipótese de colaboração com os concelhos vizinhos”, afirmou.

Os representantes das cinco entidades parceiras foram consensuais nos elogios à estratégia do Município cerveirense, manifestando-se satisfeitos e motivados para avançar no terreno com o compromisso assumido no protocolo formalizado, esta tarde, em pleno Auditório do CAE - Centro de Apoio às Empresas.  Pela importância direta no setor empresarial, a cerimónia de assinatura foi ainda presenciada por alguns empresários instalados nos dois polos da Zona Industrial que também aplaudiram a iniciativa.

Com o objetivo de impulsionar e concretizar as ações previstas, será criada uma Comissão de Acompanhamento constituída por um representante de cada parceiro que reunirá semestralmente para avaliar a cooperação desenvolvida e aprovar o plano de atividades anual. O presente protocolo é um instrumento dinâmico e sempre disponível para ajustamentos dos objetivos a alcançar.

MUNICÍPIO CERVEIRENSE TRANSFERE VERBAS PARA AS FREGUESIAS

Mantém-se verbas para as Uniões e Juntas de Freguesia

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai avançar, em março, com a transferência das verbas para as freguesias do concelho, nos mesmos moldes que em 2016, num montante global de 250 mil euros.O acréscimo de 10 mil euros aprovado para 2017 será para reforçar a reserva de fundo de maneio destinada a eventuais candidaturas a fundos comunitários.

1978855_797186326976237_1931081633_n.jpg

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, realça a importância de valorizar o trabalho das freguesias, contribuindo para uma atuação mais eficaz e incisiva na satisfação das necessidades das suas populações.

Assim,mantém-se o valor dos apoios financeiros diretos destinados às freguesias,acrescido da reserva de 65 mil euros.Se esse fundo de maneio não for gasto até outubro, a autarquia compromete-se a redistribuí-lo pelas freguesias mediante proposta apresentada e aprovada em sede de Assembleia Municipal.

CRIANÇAS DE CERVEIRA DESFILAM NO CARNAVAL

Desfile de Carnaval das Escolas sai à rua esta sexta-feira à tarde

‘É Carnaval e ninguém leva a mal’, e em Vila Nova de Cerveira a folia carnavalesca é encarada com muita diversão e interação entre foliões e público. Esta sexta-feira à tarde, miúdos e graúdos cerveirenses voltam encheras ruas do centro histórico de Vila Nova de Cerveira de muita cor e movimento com o tradicional Desfile de Carnaval das Escolas do Concelho.

IMG_0977.JPG

São cerca de mil crianças, jovens e seniores que, todos os anos, saem à rua para espalhar magia e alegria propícia desta época carnavalesca, contagiando as centenas de pessoas que assistem à sua passagem com muito entusiasmo e gargalhadas.

Os estabelecimentos de ensino participantes - Agrupamento de Escolas, Colégio de Campos, Creche do Centro de Apoio Social às Empresas e Jardim de Infância da Santa Casa de Misericórdia -, têm surpreendido com a criatividade dos temas dos trajes e a animação. Mais uma vez, os alunos da Unisénior de Vila Nova de Cerveira voltam a marcar presença nesta atividade, conferindo-lhe um cariz intergeracional e de intercâmbio cultural.

O Desfile de Carnaval das Escolas do concelho tem início às 14h30, no Centro Coordenador de Transportes e percorre algumas das principais artérias do centro histórico, como a Praça do Município, a Rua José António Duro, Terreiro, sobe a Rua Queirós Ribeiro, Ilha dos amores, desce a Rua 1º de Outubro, Praça do Alto Minho, Terreiro, Rua Dr. António José Duro, Praça do Município, Av. Dr. José Ramos Pedreira e termina no Centro Coordenador de Transportes.   

A iniciativaé organizada pela Câmara Municipal, em parceria com as escolas de Vila Nova de Cerveira e a Guarda Nacional Republicana.

DANÇA JUNTA JOVENS DA GALIZA E CERVEIRA

Jovens cerveirenses e espanhóis partilham paixão pela dança

Durante os próximos cinco dias, Vila Nova de Cerveira recebe uma atividade que desperta muito movimento. Mais de 50 alunos da ADEIXA e da UNIDANCE (Vigo)reúnem-se para o III Intercâmbio Cultural de Dança que culmina, no dia 28 de fevereiro, com um espetáculo final aberto ao público.

IMG_1147.JPG

Numa organização da Adeixa – Associação de Dança do Eixo Ibero Atlântico, com o apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, esta atividade lúdico-pedagógica visa a partilha de experiências e saberes entre professores e alunos da escola organizadora com uma escola anualmente convidada que, no presente ano, é a UNIDANCE de Vigo.

Com uma programação intensa, os participantes têm oportunidade para aperfeiçoar técnicas através de formação e deaulas de dança contemporânea e urbana, para terminar com uma oficina de montagem coreográfica em conjunto que será aberta ao público. Os jovens bailarinos contam ainda com a presença de uma professora de jazz da Coruña, Isabel Sabin de Jesus.

O III Intercâmbio Cultural de Dança decorre entre esta sexta-feira e a próxima terça-feira, sendo que neste último dia, o Fórum Cultural abre portas ao público, pelas 20h30, para o espetáculo final.

De sublinhar que Vila Nova de Cerveira é palco, todos dos anos, no final do mês de junho, de um grande evento de dança, o DanCerveira, que atrai mais de 1000 bailarinos e milhares de pessoas para assistir aos espetáculos ao ar livre.

MUNICÍPIO CERVEIRENSE FORMALIZA “ALIANÇA ESTRATÉGICA” PARA DINAMIZAÇÃO DAS INFRAESTRUTURAS DE APOIO EMPRESARIAL

Está agendada para a próxima segunda-feira, 27 de fevereiro, a assinatura do protocolo de colaboração entre o Município de Vila Nova de Cerveira, a Associação para Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho (ACIBTM), o Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (CENFIM), a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP) e o Conselho Empresarial do Alto Minho (CEVAL), de forma a dar um novo impulso às infraestruturas de apoio localizadas nas Zonas Industriais. Ato decorre às 14h30, no Auditório do CAE – Centro de Apoio às Empresas.

Cae6.JPG

Pela localização geoestratégica privilegiada, elevada qualificação profissional e boas condições físicas, Vila Nova de Cerveira tem-se afirmado no panorama regional como uma referência no domínio empresarial, com bons indicadores económicos, com uma procura crescente de potenciais investidores e o interesse na consolidação demonstrado pelos empresários já instalados.

Contudo, a Câmara Municipal considera que o desenvolvimento e a potenciação económica de Vila Nova de Cerveira necessita de uma atuação mais integrada, eficiente e eficaz, numa lógica de proximidade com os empreendedores e as empresas, contribuindo para a afirmação do percurso em torno da geração de riqueza e emprego e criação de novas oportunidades de negócio.

Neste sentido, a celebração deste protocolo de cooperação com quatro entidades credenciadas na área do desenvolvimento económico-social regional apresenta-se como uma ‘aliança estratégica’ que pretende encontrar e implementar mecanismos de estímulo mais apelativos e eficazes. Entre as prioridades estratégicas constam, de modo global, a valorização dos recursos humanos; a criação de novas empresas e a consolidação e internacionalização das pequenas e médias empresas como instrumento de desenvolvimento local e regional; a potenciação de criatividade e do espírito empreendedor dos cerveirenses; a criação e atração de talentos, empresas, investimentos e atividades em clusters estratégicos; o posicionamento do concelho nas principais redes de produção e de criação de valor; entre outros.

A cerimónia de assinatura está marcada para a próxima segunda-feira, 27 de fevereiro, pelas 14h30, no Auditório do Centro de Apoio às Empresas.

Vila Nova de Cerveira dispõe de dois polos industriais de iniciativa municipal com 40 empresas e cerca de três mil trabalhadores, e do Parque Industrial do Fulão (capital privado galego). Os polos industriais estão devidamente infraestruturados e com serviços complementares, como é o caso do Centro de Apoio às Empresas – CAE (Auditório e Salas de Formação), do Pavilhão Multiusos, e da Creche do Centro de Apoio Social às Empresas.

BOMBEIROS DE CERVEIRA TÊM NOVOS VOLUNTÁRIOS

Bombeiros Voluntários com 10 novos membros

O Corpo Ativo dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira ficou mais enriquecido com a incorporação de 10 novos bombeiros que receberam as suas divisas este fim-de-semana. Autarquia orgulha-se pelo altruísmo destes cerveirenses em abraçar tão nobre causa.

16681625_1602297169797719_2273192679114134022_n.jpg

Para assinalar o momento da passagem ao quadro ativo destes novos Bombeiros decorreu, no passado sábado, uma cerimónia de imposição de divisas presidida pelo autarca cerveirense Fernando Nogueira, além da presença dos membros dos corpos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira, dos novos Comandante e 2º Comandante da Proteção Civil Distrital, entre familiares e amigos dos novos bombeiros.

Além de deixar votos de sucesso, o presidente da Câmara Municipal enalteceu a importância daqueles que decidem abraçar o voluntariado. Fernando Nogueira endereçou um profundo agradecimento a todos os ‘soldados da paz’ cerveirenses que “merecem todo o apoio, carinho e reconhecimento pelo altruísmo em prol da segurança e bem-estar das pessoas”.

Com esta incorporação, o Corpo Ativo dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira dispõe de 50 elementos.

16806657_1602297319797704_6021869568211066059_n.jpg

16864357_1602297209797715_7397566975812276277_n.jpg

CERVEIRA É DESTINO TURÍSTICO DE EXCELÊNCIA

Turistas continuam a preferir Cerveira como destino turístico

Vila Nova de Cerveira registou, em 2015, um crescimento de cerca de 20% no número de hóspedes e de dormidas, sendo o terceiro município alto-minhoto eleito pelos turistas para pernoitar. Os dados, que constam do Anuário Estatístico Região Norte 2015 do INE, corroboram que a aposta da autarquia no setor do turismo não só está a ter bons resultados, como é preciso continuar a potenciar.

IMG_8505.JPG

Fazendo uma análise comparativa, de 2014 para 2015, o número de hóspedes em Vila Nova de Cerveira aumentou de 26.310 para 31.357, e as dormidas passaram de 52.666 para 62.447. Os espanhóis continuam a ser o primeiro mercado estrangeiro em termos de fluxos turísticos, seguidos de franceses, alemães, ingleses e americanos também em crescimento.

Apesar das recentes estatísticas revelarem que a estratégia delineada para atrair visitantes ao concelho está a recolher frutos, o edil cerveirense acredita que este setor tem de ser encarado como fulcral no desenvolvimento futuro do concelho, pelas enormes potencialidades ainda por explorar e outras por afirmar. “Apesar de ser dos concelhos que tem maior procura, Vila Nova de Cerveira é daqueles que tem menor disponibilidade hoteleira, o que eventualmente pode constituir-se como um fator inibidor do crescimento turístico do concelho. Neste sentido, por um lado, precisamos de mais oferta hoteleira para dar resposta à crescente procura, pois a partir de maio já não dispomos de camas, e por outro lado temos de fomentar a oferta habitacional de forma a contribuir para a fixação de jovens casais que nos procuram”, diz Fernando Nogueira.

O Município de Vila Nova de Cerveira tem vindo a desenvolver um intensivo trabalho para fortalecer a sua notoriedade e capacidade de atrair visitantes, apostando na qualificação e na promoção do concelho, na afirmação de eventos referência e na organização de outros, para que cada vez mais turistas escolham o concelho como o seu destino de férias ou mini-férias.

À hospitalidade dos cerveirenses, junta-se a beleza do património natural e a riqueza do património histórico, acrescidas de inúmeras valências desportivas e de lazer e de uma oferta desportivo-cultural de excelência que têm contribuído para a maior atratividade deste território. Cerveira tem hoje turismo cultural, artístico, histórico, religioso, e de natureza, com perspetivas de crescimento. O convite deixado é o de Vi(m)ver Cerveira!

CERVEIRA COMEMORA 40 ANOS DE PODER LOCAL

Instalação da 1ª Assembleia Municipal comemora hoje 40 anos

Foi precisamente há quatro décadas, a 21 de fevereiro de 1977, que tomou posse a 1ª Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira, resultado das primeiras eleições livres para os órgãos das Autarquias Locais. Governantes de hoje recordam aqueles que ficam na memória pela responsabilidade de implementar os alicerces da democracia no concelho.

16797730_1571766576184871_6826909896194664495_o.jpg

Após as primeiras eleições democráticas realizadas a 12 de dezembro de 1976, e com a tomada de posse do Eng.º João Lemos Costa, em janeiro de 1977, como 1º Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, foi a 21 de fevereiro de 1977 que muitos cerveirenses assistiram à instalação da Assembleia Municipal, num ato presidido pelo então governador civil de Viana do Castelo, Dr. Oliveira e Silva.

A 1ª Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira foi presidida por José Moreira, tendo como 1º Secretário Jaime Joaquim Fernandes Areale 2º Secretário António de Sousa Guerreiro. No total, a constituição deste órgão deliberativo era de 31 elementos, dos quais 15 presidentes de junta de freguesia e 16 eleitos eleitos pelo colégio eleitoral do Município, em representação dos seguintes partidos: PPD/PSD, PS e CDS.

Para o atual Presidente da AssembleiaMunicipal de Vila Nova de Cerveira, “é unânime o reconhecimento do serviço prestado pelo Poder Local à consolidação democrática e ao desenvolvimento do país, incluindo as por vezes tão esquecidas Assembleias Municipais”. Vitor Nelson Torres diz ser “justo recordar esse momento marcante da nossa democracia e simultaneamente prestar homenagem a todas as mulheres e homens que ao longo destes 40 anos, no exercício das suas funções, revelaram dignidade e sentido de responsabilidade. Hoje, passados 40 anos, continuam atuais os princípios na defesa do Poder Local atendendo a que este constitui uma pedra angular da democracia Portuguesa, pelo papel fundamental que desempenha para o desenvolvimento das comunidades locais e a formação cívica dos cidadãos”.

O Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, realça “uma data importante no processo da consolidação da democracia pois, mais do que a nível do Poder Local Democraticamente Eleito, a Assembleia Municipal é o órgão que tutela as atividades da Câmara Municipal daí que, em boa verdade, em termos deliberativos é o principal órgão do Município”.

CERVEIRA TEM NOVO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO

Ligado novo posto de transformação no Lugar de Gamil

Para melhorar a qualidade do serviço prestado às populações, a EDP Distribuição por intermédio do Diretor de Redes e Clientes Norte, Eng.º Mário Guimarães, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, e o Presidente da União de Freguesias de Reboreda e Nogueira, Bessa Marinho, assinalaram simbolicamente, esta segunda-feira, a entrada em exploração de um novo posto de transformação no Lugar de Gamil, freguesia de Reboreda.

IMG_1498.JPG

De sublinhar que, durante ao ano de 2017, a EDP Distribuição vai investir em Vila Nova de Cerveira 300 mil euros destinados à expansão e remodelação da rede de Média Tensão, automação e telecomando, construção de novos Postos de Transformação e construção e remodelação de rede de Baixa Tensão.

CERVEIRA CONDECORA ANTIGOS PRESIDENTES DE CÂMARA

Aprovada atribuição de Medalhas de Honra aos ex-presidentes de Câmara

Na comemoração dos 40 anos do Poder Local Democrático, o Município de Vila Nova de Cerveira decidiu homenagear os ex-Presidentes de Câmara que chefiaram os destinos do concelho no pós 25 de abril. A proposta do executivo de atribuir a Medalha de Honra Municipal aos três autarcas eleitos democraticamente foi apresentada e aprovada por unanimidade pela Assembleia Municipal da passada sexta-feira.

IMG_4282.jpg

Na proposta enunciada pelo Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e subscrita pelos vereadores Vitor Costa e Aurora Viães, contempla-se a título póstumo, o Eng.º João Lemos Costa, primeiro presidente eleito após a instauração do poder local democrático, responsável pela criação da Bienal de Cerveira e pelo acordo de parceria com a EDP que permitiu o início do desenvolvimento do concelho; o senhor Germano Lopes Cantinho com um importante papel de visionário idealizando a construção de uma Ponte Internacional entre Cerveira e Tomiño e de uma Piscina Municipal, entre outras; e o Eng.º José Manuel Carpinteira pelos méritos à vista dos cerveirenses e do que nos visitam, alcançados ao longo de 24 anos de serviço e dedicação.

Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira

Sessão de fevereiro de 2017

A Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira reuniu, em sessão ordinária, a 17 de fevereiro de 2017, pelas 21:00h, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com as seguintes deliberações:

  • Período “Antes da Ordem do Dia”:
  • O Partido Socialista (PS) apresentou um voto de pesar pelo falecimento do Dr. Mário Soares, representando uma grande perda para a política nacional e internacional; um voto de louvor à empresa Tintex pelo 1.º lugar nos prémios HightexAward, do MunichFabricStart, pelo desenvolvimento de uma malha com cortiça; um voto de congratulação ao Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira pelo estatuto de ShowcaseSchool pelo 2º ano consecutivo e pelos bons resultados alcançados no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA).
  • O Movimento Independente PENCE - Pensar Cerveira associou-se a estes votos, tendo sido aprovados por unanimidade e reservado um minuto de silêncio em memória de Mário Soares.
  • O Partido Socialista (PS) propôs ainda um voto de saudação pelos 40 anos do Poder Democrático que foi aprovado por unanimidade.
  • Neste capítulo, foram ainda proferidas algumas intervenções políticas dos membros da Assembleia Municipal solicitando esclarecimentos ao Presidente da Câmara Municipal, nomeadamenteno que diz respeitoao encerramento da Pousada D. Dinis na sequência do Programa ‘Sextaàs9’; quadro industrial e o desenvolvimento económico do concelho; ponto de situação do projeto de requalificação da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira; Índice de Transparência Municipal 2016; piso da Ecopista do Rio Minho; Orçamento de Estado 2017 e aspetos positivos para os Municípios; e redistribuição da parcela suplementar para as freguesias do concelho. O presidente da Câmara Municipal respondeu a todas as questões que lhe foram levantadas.
  • Período da Ordem do Dia:
  • Proposta de “Atribuição de Medalhas de Honra do Município aos Ex-Presidentes”:No final de 2016 comemorou-se os 40 anos das primeiras eleições democráticas em Portugal e, nesse sentido, a Câmara Municipal decidiu assinalar esta efeméride reconhecendo o trabalho e mérito dos três autarcas eleitos democraticamente pela população cerveirense paragovernar o Município, a saber: João Lemos Costa, Germano Cantinho, e José Manuel Carpinteira.A proposta foi aprovada por unanimidade;
  • Proposta “Redução de Taxas da Feira Semanal de Vila Nova de Cerveira”: Foi apresentada e aprovada por unanimidade a continuidade do pagamento das taxas da feira semanalem 12 meses, mantendo-se uma redução em quatro feiras. De acordo com o autarca, esta medida continua a fazer sentido pois reflete a auscultação das dificuldades assinaladas por alguns feirantes e respetivas associações, bem como visa contribuir para uma maior potenciação da competitividade do Município;
  • “Convite Conselho Local da Fundação Bienal de Arte de Cerveira – designação de2 membros da Assembleia Municipal”:Sendo 2017 ano da realização da XIX Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira, a FBAC decidiu integrar duas pessoas deste órgão deliberativono grupo de trabalho do certame.Foram nomeados e aprovados por unanimidade a deputada municipal Lídia Portela pelo PENCE e o deputado municipal Joaquim Barrosopelo PS;
  • “Reorganização dos Serviços Municipais - Alteração efetuada pela LOE para 2017à Lei 49/2012, de 29 de agosto”:Trata-se de uma reorganização ao nível de funcionamento da Câmara Municipal, mas que não diverge muito do período pré-troika. Na prática, é a redução de 3 para2 unidades de 2º grau e o aumento de 2 para de 6 unidades de 3º grau, dentro dos limites financeiros previstos. A proposta foi aprovada por unanimidade.
  • “Regulamento da Organização dos Serviços Municipais – Lei 49/2012, de 29 deAgosto”:O presente documento descreve pormenorizadamente cada uma das funções das unidades orgânicas repostas. Aprovado por unanimidade.
  • “Alteração – Mapa de Pessoal fevereiro de 2017”:Surge em conformidade com os dois pontos anteriores. Regista-se uma redução de três lugares técnicos superiores, por não ter sido necessário ocupá-los no âmbito das AEC’s. Agora pretende-se criar, em substituição,três lugares para técnicos operacionais para dar apoio às escolas do concelho, colmatando assim uma lacuna. Alteração aprovada por unanimidade.

CERVEIRA ALERTA PARA DIREITOS DO CONSUMIDOR

DECO Minho (in)forma cerveirenses sobre vendas agressivas

O Auditório da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira recebe, na próxima segunda-feira, pelas 14h30, umworkshopda DECO relativo às práticas comerciais desleais.Sessão é gratuita e aberta a toda a população.

Deco.png

Cada vez mais vendedores intercetam os consumidores fora do estabelecimento comercial, com o objetivo de vender um determinado produto ou serviço. De acordo com a DECO, nesta relação contratual, os consumidores são os mais vulneráveis e saem por vezes lesados, uma vez que têm dificuldade em entender uma linguagem contratual complexa ou incompleta e desconhecem os seus direitos.Só no último trimestre de 2016, 30% dos pedidos de informação e apoio aos consumidores na DECO Minho corresponderam a práticas comerciais desleais.

Neste sentido, a DECO Minho, em parceria com o Município de Vila Nova de Cerveira, realiza uma sessão informativa dirigida aos cerveirenses interessados na área, dando respostas e conselhos sobre as práticas comerciais desleais, as técnicas de venda, os contratos e mecanismos de defesa e ajuda de proximidade. O objetivo é criar uma maior segurança para lidar com estas abordagens desleais, dar a conhecer os meios de resolução de conflitos, saber como desistir dos contratos e a legislação em vigor, bem como a quem recorrer no caso de abordagens enganosas por parte de vendedores.

Segundo a Associação de Defesa ao Consumidor, as práticas mais comuns passam pela venda ao domicílio, por telefone, por correio ou até em reuniões ou excursões organizadas pelo vendedor onde os consumidores são aliciados a ir em troca de um prémio ou oferta especial.

A presente sessão em Vila Nova de Cerveira está agendada para segunda-feira, 20 de fevereiro, no Auditório da Biblioteca Municipal, com entrada livre.

ESCOLAS DE CERVEIRA SÃO "SHOWCASE SCHOOL"

Agrupamento de Escolas consolida estatuto de Showcase School

O Município de Vila Nova de Cerveira congratula-se por mais um reconhecimento alcançado pelo Agrupamento de Escolas do concelho, recentemente distinguido como Showcase School pelo segundo ano consecutivo.

Micrososft.jpg

Na página da rede social Facebook, o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira diz-se “muito orgulhoso” por fazer parte do exclusivo lote de 850 escolas espalhadas pelo mundo consideradas pioneiras pela Microsoft na transformação escolar.

O autarca cerveirense, Fernando Nogueira, congratula o Agrupamento de Escolas - direção, corpo docente e alunos - por mais esta distinção, resultado do empenho e dedicação em prol de uma sustentada evolução educativa. “Esta mudança nas práticas educativas, através do recurso à tecnologia em rede, tem sido muito bem acolhida ao proporcionar uma aprendizagem mais personalizada e de sucesso”, assegura.

As escolas Microsoft Showcase são reconhecidas por recorrerem à tecnologia para explorar novas formas de redesenhar espaços de aprendizagem, reestruturar o currículo, reinventar a pedagogia e sonhar o ensino/aprendizagem do século XXI.

AQUAMUSEU DO RIO MINHO CRIA NOVA ÁREA PARA RÉPTEIS E ANFÍBIOS

Fruto da doação de um particular, o Aquamuseu do Rio Minho vai ter mais um motivo de atração para os milhares de visitantes anuais. O novo Aquaterrário para anfíbios e répteis integra um pequeno projeto de alargamento do Aquário Público, com execução prevista para este ano.

Aquaterrário.jpg

O objetivo em alargar o conhecimento a outras espécies já existia e a recente doação de um Aquaterrário de maiores dimensões pelo Sr. Paulo Jorge Torres contribuiu para acelerar o processo.

O Município de Vila Nova de Cerveira, através do Aquamuseu, está a criar uma área mais extensa que permita albergar tritões, rãs e sapos, mas também cágados que, entretanto, foram entregues ao cuidado do serviço daquele equipamento por pessoas que não dispunham de condições para os ter em casa.

O novo Aquaterrário vem contribuir para uma maior valorização e diversidade da oferta didático-cultural, turística e científica do Aquamuseu, bem como dar continuidade à sensibilização pública de que os animais exóticos devem ser entregues em locais próprios e não libertá-los na natureza, sob risco de constituírem uma ameaça para as espécies nativas.

O pequeno projeto de alargamento do Aquário Público, onde o Aquaterrário ficará integrado, vai avançar no presente ano para ser apresentado como mais um motivo de visita ao Aquamuseu do Rio Minho.

CERVEIRA EXPÕE NO AQUAMUSEU "FLORESTAS, UM PATRIMÓNIO A DESCOBRIR"

“Florestas, Um Património a Descobrir” no Aquamuseu

Está patente a partir de hoje, no Aquamuseu do rio Minho, a exposição “Florestas, um Património a Descobrir” desenvolvida pelo Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Viana do Castelo. Até 26 de março, esta mostra pretende sensibilizar as crianças e adultos que visitam este equipamento municipal para a importância de preservação da floresta.

Florestas um património a descobrir.jpg

Através de oito painéis informativos, a presente exposição explora a importância de um ecossistema florestal, qual o funcionamento da árvore, as funções da floresta as profissões da floresta e os principais riscos e ameaças à floresta.

“Floresta, Um Património a Descobrir” é direcionada para diferentes públicos, e tem como principais objetivos sensibilizar para a diversidade e heterogeneidade de elementos bióticos e abióticos que compõem a floresta; para a importância de conhecer os ecossistemas florestais de forma a saber usufruir da floresta sem a prejudicar, e saber como a proteger; e promover junto do público em geral o sentido de coresponsabilidade social e ambiental pela floresta.

Os espaços florestais em Portugal representam dois terços do território continental. A floresta constitui-se, desta forma, como património essencial ao desenvolvimento sustentável de um país. Ainda assim, está em permanente processo de modificação, de interação e de reação a fatores exteriores a essa comunidade, entre os quais o Homem.

Desenvolvida pelo Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental de Viana do Castelo em 2011, no âmbito do Ano Internacional das Florestas, esta mostra tem percorrido vários concelhos e chega agora a Vila Nova de Cerveira, apresentando-se como uma agradável sugestão para uma visita mais alargada ao Aquamuseu do rio Minho.

CERVEIRA E TOMIÑO VÃO TER PROVEDOR TRANSFRONTEIRIÇO DEFINIDO ANTES DO VERÃO

O Comité de Gestão Estratégica (CGE) Cerveira-Tomiño aprovou, em reunião da semana passada, a “Carta de Princípios do Provedor da Cidadania Transfronteiriça”, cuja figura estará ao dispor das populações de ambos os concelhos dentro de três meses.

Reunión Comité 2.jpg

Trata-se de ter um canal de cidadania aberto para auscultar as opiniões dos cidadãos de Cerveira e de Tomiño, nomeadamente queixas e recomendações em prol de uma melhoria dos serviços e/ou atividades prestados em conjunto pelas duas autarquias. O objetivo é definir uma pessoa de cada lado para que, pelo menos uma vez por semana, possa fazer atendimento ao público num espaço físico previamente identificado e divulgado.

Após a aprovação desta ‘Carta de Princípios’, cada Câmara Municipal tem de ratificar o documento em sede própria e definir as pessoas para ocupar o cargo mediante o perfil anteriormente definido, para que possa entrar em funcionamento, sob compromisso de emitir um balanço a cada seis meses.

Esta foi uma das principais decisões acertadas durante a reunião do CGE da semana passada, encarregue de supervisionar as ações integradas na Agenda Estratégica para a Cooperação. No mesmo encontro, onde marcaram presença o presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e a alcaldesa de Tomiño, Sandra González, foi igualmente analisado o processo do orçamento Participativo Transfronteiriço, fixando medidas para melhorar o nível de participação no próximo.

Não obstante, ficou ainda validada a constituição de uma comissão promotora que ficará encarregue de executar os três projetos selecionados pelos cidadãos dos dois concelhos, bem como determinar a metodologia a utilizar polos grupos de trabalho, para levar a cabo as ações previstas no primeiro Orçamento Participativo, nas áreas de Educação, Ação Social, Cultura e Desporte.

O CGE aprovou ainda o programa de atividades conjuntas a realizar em 2017, e cujas ações serão apresentadas publicamente num ato a celebrar no final do mês de março.

CERVEIRA ORGANIZA GALA SOLIDÁRIA A FAVOR DA LOJA SOCIAL

Porque fevereiro é o mês do amor, o Município de Vila Nova de Cerveira propõe um jantar que conjuga romantismo e solidariedade. Agendada para este sábado, 18 de fevereiro, a Gala Solidária apresenta-se como um momento de afirmação do amor ao próximo. Reserve o seu bilhete na Loja Interativa de Turismo, por apenas 12 euros.

Gala Solidária.jpg

A sugestão é uma noite única com jantar, música, desfile de moda e muitas surpresas, para além do sentimento incorporado de estar a contribuir para uma causa solidária.

Organizada pela Câmara Municipal, a Gala Solidária de Vila Nova de Cerveira visa não só promover o trabalho desenvolvido pela Loja Social, como angariar verbas para a compra de bens alimentares necessários aos agregados familiares mais carenciados e devidamente sinalizados do concelho.

A Loja Social de Vila Nova de Cerveira assenta numa estratégia de intervenção social integrada direcionada para as populações mais carenciadas, visando atenuar as consequências imediatas e diretas da pobreza e exclusão social.

A Gala Solidária está marcada para sábado, 18 de fevereiro, pelas 19h30, no Fórum Cultural de Vila nova de Cerveira. As inscrições estão a decorrer até esta quarta-feira, na Loja Interativa de Turismo, com a compra de bilhetes a 12 euros.

O amor só faz sentido quando partilhado e valorizado.Seja solidário, e contribua para ajudar quem mais precisa.

CERVEIRA NOMEIA COORDENADOR MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL

O presidente do Município de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, deu a conhecer, na reunião de Câmara desta semana, a nomeação do Eng.º Carlos Miguel Brandão Alves para Coordenador Municipal de Proteção Civil, com início de funções no imediato.

Sem TítuloCERV.png

O autarca cerveirense explicou que, após um período de auscultação a possíveis interessados residentes em Vila Nova de Cerveira, o Eng.º Carlos Alves reunia as condições inicialmente propostas ao nível das habilitações e da experiência necessárias para o exercício do cargo.

Licenciado em Engenharia Agrícola, em 1997, o novo Coordenador Municipal de Proteção Civil apresenta um vasto currículo na área agrícola e florestal, quer na vertente formativa, quer também no conceito prático auferindo de um importante conhecimento do território cerveirense.

De acordo com edil cerveirense, esta nomeação produz efeitos imediatos, até porque este era um assunto sistematicamente abordado nas sessões da Assembleia Municipal.

A presente nomeação é da competência e responsabilidade do presidente da Câmara Municipal, tendo em conta os critérios técnicos necessários.

MUNICÍPIO DE CERVEIRA É O 4º MAIS TRANSPARENTE DO PAÍS

Vila Nova de Cerveira subiu uma posição no ranking global do Índice de Transparência Municipal (ITM) 2016, ocupando o 4º lugar a nível nacional, com uma pontuação de 97,39 em 100, correspondente a uma majoração na ordem dos 10% relativamente ao ano anterior. Autarca enaltece um resultado “honroso” de um serviço público de qualidade prestado aos cerveirenses.

A Associação Cívica de Transparência e Integridade voltou a avaliar o volume e o tipo de informação disponibilizados aos munícipes nas páginas de Internet das câmaras municipais, e cujos resultados foram revelados, esta quarta-feira, numa cerimónia pública em Aveiro. No total das 308 autarquias, o Município de Vila Nova de Cerveira continua no top 10 dos mais transparentes alcançando, este ano, a 4ª posição a nível nacional, e o 1º lugar de âmbito distrital a par de Arcos de Valdevez.

“Este honroso 4º lugar é a consolidação de um trabalho sério e eficiente não só do executivo, mas de todos quanto trabalham no Município em prol do bem-estar dos seus munícipes e do desenvolvimento do nosso concelho”, afirma o edil cerveirense, Fernando Nogueira, acrescentando: “Uma maior participação cívica deve ser encarada como um apoio ao processo de decisão na vida do concelho, mas para isso é imprescindível disponibilizar aos munícipes toda a informação relativa à atividade municipal para ser conhecida e interpretada, auscultando contributos”.

TAÇA IBÉRICA DE TRAIL REGRESSA A CERVEIRA

Entre a natureza e a arte, o Trail está de volta a Cerveira

Já estão abertas as inscrições para a III Taça Ibérica de Trail a decorrer em Vila Nova de Cerveira, no dia 6 de maio. Este ano, as provas de 22 kms e 50 kms passam a integrar o Campeonato Nacional da Associação de Trail Running de Portugal, como também é pontuável para o reconhecido Ultra Trail de Mont Blanc 201. A organização perspetiva para este ano cerca de 1000 participantes.

16114337_610959382431724_1056572477856804270_n.png

Entre os milhares de ‘runners’, Vila Nova de Cerveira já é conhecida pela ‘montanha mágica’ para o trail. As excelentes condições técnicas, as paisagens maravilhosas e o contacto com motivos artístico-culturais são algumas das caraterísticas que contribuíram para que esta prova cerveirense se tenha demarcado rapidamente como uma referência regional e nacional.

CERVEIRA CONGRATULA EMPRESA TINTEX

Município congratula Tintex pelo 1º prémio em Munique

A Tintex, unidade fabril instalada em Vila Nova de Cerveira, arrecadou um meritório 1.º lugar nos prémios HightexAward, do MunichFabricStart,pelo desenvolvimento de uma malha com cortiça. Felicitando o percurso de sucesso desta empresa, a autarquia cerveirense manifesta um grande orgulhono clima de afirmação sustentada dos dois polos industriais, fruto de um trabalho persistente e visionário.

Com o objetivo de premiar e encorajar os esforços dos principais produtores de tecidos a investir em desenvolvimentos de produto à prova de futuro, a segunda edição do prémio HightexAward foi atribuída à Tintex, especialista em tingimento e acabamentos instalada em Vila Nova de Cerveira.

Em declarações ao Portugal Têxtil, Mário Jorge Silva, administrador da Tintexexplicou o conceito da malha com cortiça premiada: “Este primeiro lugar nos prémios HightexAward da MunichFabricStart reflete a apetência da Tintex para desenvolver produtos inovadores, mas que também incorporam sustentabilidade, performance e moda”.O resultado, disse o administrador da Tintex, é um artigo “com propriedades de repelência à água, respirabilidade e conforto, além de conferir um look muito atrativo e não menos surpreendente”.

Reconhecendo a importância do setor empresarial como motor estratégico e estruturante para o desenvolvimento do concelho, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira enaltece este resultado da Tintex fruto do empenho e dedicação de todos os responsáveis e colaboradores em prol do empreendedorismo e da inovação. “São estes exemplos que nos enchem de orgulho e que demonstram que a qualidade e a diversidade das empresas instaladas na Zona Industrial de Vila Nova de Cerveira têm-se afirmado a nível nacional e mesmo internacional, ocupando diversos lugares cimeiros nos indicadores económicos através de um saldo altamente favorável na balança das transações e, por consequência, gerando riqueza”, assegura o autarca cerveirense Fernando Nogueira.

A MunichFabricStart, que decorre entre esta terça e quinta-feira, reúne mais de 1.000 fornecedores de tecidos, sendo que de Portugal estão presentes 28 expositores, entre os quais a Tintex.

CERVEIRA APROVA REGULAMENTO PARA ESTERILIZAÇÃO DE ANIMAIS DE COMPANHIA

Aprovada proposta de regulamento para regime especial de esterilização de animais de companhia

Atento ao problema do abandono animal e procurando contribuir para a gestão de animais vadios e errantes na via pública, o Município de Vila Nova de Cerveira aprovou, na reunião de câmara de 25 de janeiro, um mecanismo que privilegia a esterilização gratuita de animais de companhia. A proposta de regulamento vai ser colocada em discussão pública para depois ser submetida à apreciação pela Assembleia Municipal.

Por disposição legal prevista em decretos-lei de 2001 e 2003, cada município deve proceder à captura de cães e gatos vadios ou errantes encontrados na viapública. No entanto, Vila Nova de Cerveira tem estudado abordagens complementarespara tentar atacar este problema na raiz, pelo que recentemente avançou com a elaboração de um regulamento de regime especial que permite a esterilizaçãogratuita, enquanto procedimento médico-veterinário, em animais que satisfaçam um conjunto de requisitos.

Sem prejuízo das atribuições do Canil Intermunicipal da CIM Alto Minho, o objetivo deste mecanismo é implementar medidas de âmbito mais local, nomeadamente sensibilizar a população e apelar à colaboração e ao compromisso de associações zoófilas locais para a importância da esterilização animal, promovendo o resgate de animais das ruas e a sua adoção.

O presidente da Câmara Municipal explica que esta proposta visa “fazer mais e melhor” pela saúde pública dos munícipes. Fernando Nogueira acredita que o combate ao abandono animal tem de ser realizado através de parceriasinstitucionais, mas também pela consciencialização das pessoas, pois “ser amigo dos animais é tratá-los bem, cuidar da sua saúde e bem-estar, e protegê-los de forma responsável”. Nesta linha de atuação, a autarquia vai ainda complementar a atividade da Associação Patas e Patas com a atribuição de um subsídio.

O presente regime é aplicável aos animais de companhia, cães e gatos, mediante alguns requisitos, entre eles que sejam pertença de um agregado familiar com carências económicas e/ou animais resgatados das ruas por populares ou por associações zoófilas legalmente constituídas. Para além destes critérios, os animais sujeitos a este regulamento devem ainda cumprir algumas obrigações legais descritasno documento.

Para já, e após aprovação na reunião de Câmara, a proposta de regulamento para regime especial de esterilização de animais de companhia vai ser colocada em discussão pública, de modo a recolher contributos de melhoria para, posteriormente, ser apreciada e votada em sede de Assembleia Municipal.

PISCINA MUNICIPAL DE CERVEIRA ESTÁ AINDA MAIS ACESSÍVEL A TODAS AS PESSOAS

O Município de Vila Nova de Cerveira acaba de adquirir três cadeiras de rodas adaptadas para facilitar a entrada de pessoas com mobilidade reduzida ao tanque da Piscina Municipal. Melhoria de condições de acessibilidade para todos já cativou 10 utentes da Asociaciónde Persoas com Discapacidade – Vontade, com sede em Tomiño (Galiza),para a realização semanal de sessõesterapêuticas monitorizadas.

IMG_1186.JPG

Apostada na eliminação de barreiras arquitetónicas e promovendo a igualdade de oportunidades, a autarquia cerveirense continua a dotar a Piscina Municipal de condições e de equipamentos necessários para que pessoas com deficiência motora também possamfrequentar as atividades delineadas.

Neste sentido, e integrada na profunda requalificação de que a Piscina Municipal foi alvo entre outubro de 2014 e 2015, a autarquia avançou com a aquisição de três cadeiras de rodas adaptadas que facilitam a circulação dos utentes entre os vestiários e a entrada no próprio tanque pela rampa de acesso entretanto construída para esse efeito.

De sublinhar que este complexo municipal apresenta ainda outras especificidades no âmbito do conceito da acessibilidade para todos, comoas rampas de acesso ao edifício e a instalação de um elevador no seu interior, oferecendo um serviço de maior qualidade a todos sem exceção.

Estas excelentes condições despertaram recentemente o interesse da Asociación de Persoas com Discapacidade – Vontade que promove e defende a luta pela integração social de pessoas com deficiência.Ângela Vidal, uma das responsáveis por esta instituição de Tomiño, explica que “a proximidade e a inexistência de barreiras proporcionaram a celebração de um protocolo com a autarquia para a utilização semanal da piscina”. “Defendemos os direitos destas pessoas e procuramos dar os recursos necessários para que sejam mais autónomas e se autorrealizem, conseguindo assim a integração social, e este equipamento é exemplo disso mesmo”, assegura.

Uma vez por semana, 10 utentes desta instituição usufruem de sessões terapêuticas de natação que contribuem para a melhoria de mobilidade através do estímulo e reflexão muscular, mas também a nível psicológico.

IMG_20170123_110425.jpg

IMG_20170123_110441.jpg

CERVEIRENSES VÃO AOS FADOS... À CASA TORINO!

Noite de Fados continua a encantar Vila Nova de Cerveira

Ano Novo, são tradições portuguesas!

A Torino teve casa cheia no passado dia 21 de Janeiro. Começou um novo ano e a primeira Noite de Fados, na Torino – Restaurante, recebeu Paula Canossa para mais uma noite musical com ótima comida a acompanhar.

foto_capa_reservas.png

Paula Canossa, mais uma vez, encantou os presentes com a sua poderosa voz cheia de garra e vontade, ficando já marcada a sua próxima visita para o dia 18 de Fevereiro de 2017, sempre acompanhado dos tradicionais e saborosas combinações gastronómicas da D. Fernanda.

A Torino orgulha-se de apresentar este espetáculo cheio de emoções e boa energias e espera contar consigo para um delicioso jantar, com os tradicionais sabores que só irá encontrar no nosso espaço. Torino.

A Torino - Casa de Chás e Restaurante está localizada em pleno centro histórico de Vila Nova de Cerveira e aberta ao público há mais de um ano. Venha conhecer-nos e traga um amigo! Visite-nos, todos os dias, e conheça a tradição do Alto Minho, na Torino. Siga-nos também em facebook.com/torino.casadecha. Estamos aqui para o servir.

frase bill clinton-01.jpg

CERVEIRA CONSAGRA JOÃO LEMOS COSTA NA TOPONÍMIA LOCAL

Eng.º João Lemos Costa dá nome a nova rua

No âmbito das comemorações dos 40 anos da implementação do Poder Local Democrático em Portugal, foi aprovada por unanimidade, em reunião de câmara desta quarta-feira, a atribuição do topónimo Eng.º João Lemos Costa, primeiro presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira eleito democraticamente no pós25 de Abril, ao novo acesso da Escola Básica e Secundária do concelho.

Engº Lemos Costa Tomada de posse_ janeiro _ 1977.jpg

Considerando o impacto das primeiras eleições autárquicas no país, a autarquia cerveirense decidiu reconhecer o facto do Eng.º João Lemos Costa ter sido o primeiro presidente do Município, no pós 25 de Abril, cargo que desempenhou entre 1976 e 1982.

Assim, e após a conclusão das obras de beneficiação na envolvente da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira, o executivo municipal apresentou uma proposta para atribuição de topónimo àquele acesso passando a designar-se de Rua Eng.º João Lemos Costa.

No documento apresentado pelo Presidente de Câmara, Fernando Nogueira, lê-se que o Eng.º João Lemos Costa “foi um dos mentores dos primeiros passos das Bienais de Arte, abraçando o conceito de descentralização cultural”, mas também assumiu relevância pelo “trabalho desenvolvido em prol do desenvolvimento do concelho e das suas gentes, nomeadamente na consolidação da eletrificação do concelho”.

Localizada entre as ruas da Pedra Vedra e a Rua das Cortes, a Rua Eng.º João Lemos Costa destaca-se por ficar à entrada da vila e pelo movimento associado, nomeadamente das novas gerações.

CERVEIRA COMBATE ABANDONO ESCOLAR

Programa de intervenção com alunos em situação de risco alargado ao 1.º Ciclo do Ensino Básico. “Acompanhar” diminui abandono e insucesso escolar em Famalicão

Há números que não enganam! Os resultados do programa piloto “Acompanhar”, implementado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão são um sucesso e mostram que o combate ao insucesso e abandono escolar de alunos que estavam em situação de risco está a ser bem sucedido. Por isso, a a autarquia decidiu alargar o projeto às escolas de ensino básico que não dispunham no terreno de equipas técnicas de intervenção social, e este ano são mais de 400 as crianças e jovens que estão a ser acompanhados no âmbito do programa.

Tutor de Pares com grupo juvenil do Programa Acompanhar.jpg

No primeiro ano de desenvolvimento do programa, que incidiu apenas sobre uma parte do ano letivo 2015/2016, o “Acompanhar” acompanhou 256 alunos com 40 horas de capacitação e programas de tutoria, tendo resultado numa taxa de sucesso educativo de 94,9%. Dos alunos envolvidos, do 2.º e 3.º ciclo do ensino básico e praticamente todos a frequentar o ensino vocacional, a esmagadora maioria  encontrava-se em eminente perspetiva de abandono escolar com boa parte deles (95) a apresentar um histórico de pelo menos duas retenções. O processo permitiu recuperar estes alunos e ainda formar 44 jovens que atuam agora como tutores de pares e facilitadores de processos de inclusão de outros jovens na mesma situação.

“São números muito relevantes e que demostram que é possível promover a inclusão e o sucesso educativo através de programas de diferenciação pedagógica que privilegiam a capacitação e autonomia dos alunos, independentemente da sua situação sociocultural e familiar”, resume, a propósito, o vereador da Educação, Leonel Rocha.

Mas o que é o “Acompanhar”? Trata-se de um  programa integrado e articulado de intervenção que potencia e apoia as escolas do concelho na implementação de projetos de boas práticas na área do acompanhamento e inclusão inteligente de alunos em especial situação de risco ou que não estão integrados em qualquer tipo de resposta socioeducativa complementar. Por outro lado, pretende criar processos potenciadores da melhoria do rendimento escolar e processo de inclusão social dos alunos com o recurso a soluções complementares de educação não formal e capacitação ao nível da inteligência emocional.

A estratégia passa por criar à volta dos grupos de alunos sinalizados um ecossistema favorável à integração e crescimento de alunos através do envolvimento das crianças em dinâmicas multidisciplinares, que passar pelo desporto, teatro, música, dança e outras dinâmicas sócio-culturais, sem esquecer o estudo acompanhado e o apoio pedagógico.

O vereador da Educação da autarquia famalicense fala na criação “de uma onda motivacional positiva que conquista os alunos e os compromete com o processo educativo”. Explica também que  o sucesso do “Acompanhar” reside no facto de as fórmulas de intervenção se moldarem à realidade de cada escola e de cada grupo, adotando-se e desenvolvendo-se as metodologias mais adequadas aos contextos. “Não quisemos pegar num programa já existente e dá-lo como receita para todas as escolas e para todos os alunos. Dar uma resposta menos académica ou menos curricular, com ações mais voltadas para o estudo acompanhado e mais aulas de apoio, foi fundamentar para cativar os alunos e potenciar o seu sucesso”, fundamenta.

BootCamp do Programa Acompnhar com o AE Pedome.jpg

SECRETÁRIO DE ESTADO DO COMÉRCIO VISITA CERVEIRA

Secretário de Estado Adjunto e do Comércio contactou com realidade artística e comercial de Cerveira

A deslocação ao Alto Minho do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira,terminouem Vila Nova de Cerveira, com uma visita ao Fórum Cultural, ao centro histórico e uma conversa com cerveirenses na Biblioteca Municipal. A arte e a economia local foram duas das áreas mais destacadas pelo contributo para o desenvolvimento do concelho e consequente impacto nas boas relações com a vizinha Galiza.

IMG_1134.JPG

A convite da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, o governante reuniu, na sexta-feira, com os presidentes dos 10 municípios e associações empresariais da região para abordar uma potencial iniciativa de valorização da atratividade turístico-comercial à escala transfronteiriça.

OSecretário de Estado Adjunto e do Comércio deslocou-se a Vila Nova de Cerveiraonde foi recebido pelo executivo municipal e membros da Assembleia Municipal no Fórum Cultural. Paulo Alexandre Ferreiratrocou algumas impressões com o autarca Fernando Nogueira e com a direção da Fundação Bienal de Arte de Cerveira sobre a realização das bienais e o reconhecimento nacional e internacional do evento, tendo sido convidado para conheceros três espaços dedicados aos sócios-fundadores, Jaime Isidoro, José Rodrigues e Henrique Silva.De seguida, o governante fez uma visita ao comércio tradicional do centro histórico, tendo entrado nalguns estabelecimentos, degustado produtostípicos e inovadores, para além de auscultar os desafios e as expetativasdos comerciantes.

No Auditório da Biblioteca Municipal, oedil cerveirenseaproveitou para falar da realidade cerveirense, nomeadamente da repercussão da Bienal Internacional de Arte; do ícone de Cerveira, o Castelo e a resolução do impasse com o Programa Revive; e da forte componente industrial. Fernando Nogueira sublinhou ainda que “toda esta dinâmica fortalece o turismo e, por sua vez, o comércio”, realçando que “a Feira Semanal é um dos exemplos potenciadores pela enorme afluência do Norte de Portugal e Galiza”.

Agradecendo a hospitalidade, o governante afirmou que Vila Nova de Cerveira representa a modernidade pela realização das bienais das quais revelou ser um visitante assíduo. “É esta modernidade que quero que se constitua como um apanágio para outros territórios, em que o turismo e comércio devem andar de mãos dadas, complementarem-se”, disse.

Estando a coordenar uma Comissão para a Revitalização do Comércio Tradicional, Paulo Alexandre Ferreira explicou que “estas visitas ajudam a perceber no terreno o dinamismoe as expetativas que podem ser desenvolvidas, de forma a ir de encontro às pessoas para quem essas políticas são criadas”.

A visita do Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira, iniciou em Melgaço com um encontro de trabalho e contou também com uma visita a Valença.

CERVEIRA REQUALIFICA ÁREAS URBANAS

Concluída 1ª fase da empreitada de requalificação da envolvente da EB2,3/S

Mais organizada, funcional, apresentável e dotada de infraestruturas necessárias. Assim se encontra, desde o início desta semana, o acesso pelo lado Sul à EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira, após concluída a empreitada de requalificação urbanística executada pela Câmara Municipal. Atual executivo tem apostado na regeneração urbana como forma de resolver problemas de proximidade, mas também para afirmar a atratividade do concelho.

IMG_0889.JPG

Na sequência dos constrangimentos de mobilidade viária e pedonal existentes na envolvente da Escola EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira, a autarquia cerveirense decidiu avançar com uma intervenção abrangente, integrada na ARU - Área de Reabilitação Urbana, de modo a tornar aquele espaço totalmente acessível para comunidade educativa, assim como para a população em geral.

A presente obra, assumida pela Câmara Municipal, permitiu a construção de um novo arruamento adjacente ao estabelecimento de ensino como também torna possível a ligação entre a Rua das Cortes e a Rua Alto das Veigas até aqui bloqueada pela existência de um posto de transformação.

“O presente executivo tem vindo a reforçar os trabalhos necessários para a consolidação de Vila Nova de Cerveira como uma vila acolhedoramente moderna, onde viver, visitar e investir andam de mãos dadas”, assegura ao edil cerveirense, relembrando que “a aprovação da Área de Reabilitação Urbana visa intervir no centro histórico, nas áreas imediatamente contíguas ao centro histórico e na margem ribeirinha, abrangendo cerca de 60 hectares”.

A execução desta empreitada teve em conta as várias condicionantes e realidades existentes, nomeadamente a proximidade da EN13, da EM 516 e da Escola EB 2,3/S de Vila Nova de Cerveira, sem comprometer o seu enquadramento e equilíbrio entre a parte edificada e a envolvente natural. Foram também asseguradas todas as infraestruturas necessárias ao seu correto e eficiente funcionamento, nomeadamente abastecimento de água, rede de drenagem de águas residuais domésticas, rede de drenagem e águas residuais pluviais, rede de segurança contra incêndios, rede de rega, rede de iluminação pública e rede viária.

A 2ª fase, que inicia ainda este ano, contemplará a Rua das Cortes e a envolvente à entrada principal da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira.

IMG_0899.JPG

CERVEIRA VAI TER "UNIVERSIDADE INVISÍVEL"

‘Universidade Invisível’instala-se em Cerveira dias 3 e 4 de fevereiro

Tendo a formação como um dos “grandes projetos” de 2017, as Comédias do Minho vão estrear em fevereiro, em Vila Nova de Cerveira, a ‘Universidade Invisível’. Trata-se de uma ação de formação dedicada à arte, aberta para maiores de 15 anos e cuja inscrição gratuita já está disponível no site das Comédias do Minho.

Universidade Invisivel 03.jpg

A ‘Universidade Invisível’ vai ocupar cada Município do Vale do Minho com sessões temáticas em torno de vários géneros artísticos como asartes visuais, o teatro, a dança, a música, o cinema e a performance.O objetivo desta iniciativa é proporcionar uma aproximação à arte através de abordagens teóricas, mas também pela realização de espetáculos.

Sendo Cerveira conhecida como a ‘Vila das Artes’, a temática sugerida é “O Encontro com a Obra de Arte” e um dos comentários mais frequentes perante a arte contemporânea – “Isto é Arte?”. Assim, noprimeiro dia (3 de fevereiro),a ação assentanuma vertente mais teórica do tema, a decorrer entre as 21h00 e as 23h00. Por sua vez, o dia seguinte fica reservado para assistir e falar sobre três espetáculos, nomeadamente ‘Utopia’ (15h00), Filme + Conversa de Porta Aberta ‘Modos de Ver’ de John Berger (17h00) e Philatélie(21h30).

A iniciativa é dirigida a maiores de 15 anos, com interesse na área formativa. Limitadas a 30 participantes, as inscrições na ‘Universidade Invisível’podem ser efetuadas através do preenchimento de uma ficha de inscrição disponível no sitewww.comediasdominho.com

LAMPREIA DO RIO MINHO É UM PRATO DE EXCELENCIA

Iniciativa, promovida pela ADRIMINHO e os seis municípios da região (Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova de Cerveira), iniciou-se no dia 15 de janeiro, prolongando-se até 15 de abril. Monção participa com 17 restaurantes e um programa complementar que engloba visitas a locais de interesse cultural, percursos por lugares naturais e patrimoniais e atividades de desporto e lazer.

0001lampreiamonç (1).jpg

Ao longo de três meses, entre 15 de janeiro e 15 de abril, uma centena de restaurantes do Vale do Minho (Melgaço, Monção, Valença, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha) apresentam, com tradição, requinte e inovação, a Lampreia do Rio Minho aos visitantes e apaixonados pela boa gastronomia.

Monção participa nesta iniciativa, que entra na sua oitava edição, com a presença de 17 restaurantes localizados no centro histórico e em várias freguesias do concelho, bem como com um programa complementar apelativo e atrativo para diferentes públicos

Para Augusto de Oliveira Domingues, a iniciativa “Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência” constitui um valioso cartão-de-visita da região num período de época baixa que contribui para a vinda de muita gente de Portugal e da Espanha, garantindo-se, desta forma, dinamização hoteleira e a valorização das nossas paisagens e monumentos.

Deixou um convite ao público: “A nossa lampreia tem sabor único e o saber de grandes cozinheiras que guardam segredos passados de geração em geração. Venha provar este prato tradicional, que também pode ser apreciado em tendências mais inovadoras, e deixar-se envolver pelo muito que o nosso território tem para oferecer”.

Nestes três meses, quem visitar o concelho de Monção poderá deliciar-se com arroz de lampreia ou à bordalesa mas também com opções mais contemporâneas: sushi, escabeche ou empanada. Para acompanhar, uma garrafa de Alvarinho, um dos melhores vinhos brancos do mundo com selo de garantia da Sub-Região de Monção e Melgaço.

Neste período, o município de Monção disponibiliza um programa complementar que engloba visitas a locais de interesse cultural, percursos por lugares naturais e patrimoniais e atividades de desporto e lazer. O ponto alto acontece no dia 26 de fevereiro, domingo, com a realização do XL Rali à Lampreia.

0001lampreiamonç (2).jpg

0001lampreiamonç (3).jpg

0001lampreiamonç (4).jpg

CERVEIRENSES CANTAM AS JANEIRAS

16 grupos cantam as Janeiras este domingo

O Cineteatro de Cerveira volta a encher-se de tradição, convívio e intercâmbio cultural com a 8ª edição do ‘Cantar as Janeiras’, agendada para este domingo, pelas 15h00. Ao todo, 15 grupos cerveirenses e um oriundo da Galiza vão saudar os presentes com mensagens de Bom Ano, através das mais belas melodias populares.

CARTAZ JANEIRAS.jpg

Mantendo a mesma tendência das edições anteriores, o evento volta a registar, este ano, um número recorde de participantes, 16, revelando o interesse e empenho das várias coletividades do concelho em manter viva esta tradição, transmitindo-a às novas gerações. Quer em palco quer na plateia, o entusiamo é enorme, assistindo-se cada vez mais a um maravilhoso encontro de gerações.

Trajados a rigor, com letras e sonoridades muito próprias e sempre surpreendentes, as atuações dos participantes vão decorrer por ordem de entrega da inscrição, ou seja, Clube Desportivo de Cerveira, Rancho Folclórico Infantil e Juvenil de Gondarém, “Amigos da Misericórdia”, Tuna da Universidade Sénior de Cerveira, Orballo – Ás Nove Alí, Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira, Colégio de Campos, Rancho Folclórico de Campos, Associação Cultural e Recreativa do Divino Salvador de Covas, Se Eu Podia Viver Sem Conhecer Cerveira? Podia Mas Não Era a Mesma Coisa, Pauta dos Caprichos – Associação Musical de Vila Nova de Cerveira, Rancho Folclórico e Etnográfico de Reboreda, Centro Paroquial de Reboreda, Grupo de Cavaquinhos de Lovelhe, Rancho Folclórico de Sopo.

O Município cerveirense convida a população para ‘Cantar as Janeiras’, este domingo, a partir das 15h00, no Cineteatro. Entrada livre.

SENIORES CANTAM AS JANEIRAS AO PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE CERVEIRA

Cumprindo-se a tradição, a Tuna da Unisénior de Vila Nova de Cerveira brindou, esta tarde, o autarca Fernando Nogueira, os membros da vereação e os funcionários do Município, com os belos cânticos das Janeiras, deixando publicamente votos de um feliz 2017.

IMG_0660.JPG

Recebidos no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os cerca de 20 membros, de vozes bem afinadas e com muita alegria e boa disposição, entoaram uma melodia popular, transmitindo uma mensagem de bom ano para os presentes.

O presidente Fernando Nogueira, acompanhado pela vereação, ouviu atentamente as Janeiras e, no final, agradeceu a amável presença e homenagem do grupo à Câmara Municipal, retribuindo os votos de um 2017 repleto de realizações.

Recorde-se que Vila Nova de Cerveira ainda mantém viva esta tradição graças à vontade e dedicação de associações e coletividades do concelho, e do próprio Município, em prol da defesa e divulgação do património imaterial e etnográfico.

Já este domingo, 15 de janeiro, 15 grupos e associações cerveirenses, e um da Galiza, vão participar em mais uma edição do ‘Cantar as Janeiras’, prometendo um Cineteatro lotado à semelhança dos anos anteriores. O evento tem início às 15h00, com entrada livre.

CERVEIRA APRESENTA LAMPREIA DO RIO MINHO

Lampreia do rio Minho à mesa de 14 restaurantes do concelho durante três meses

Em todos os fins-de-semana, de 15 de janeiro a 15 abril, os restaurantes do Vale do Minho apresentam os mais saborosos e aguardados pratos de Lampreia do rio Minho. Trata-se da 8ª edição da ‘Lampreia do rio Minho – Um Prato de Excelência’ que,este ano, é alargada a três meses, e à qual o Município de Vila Nova de Cerveira se associa, uma vez mais, com gastronomia em 14 restaurantesaderentes e muita animação.

BROCHURA Lampreia do rio Minho 2016 -page-001.jpg

Promovido pela ADRIMINHO,em parceria com os seis municípios do Vale do Minho e com o apoio do Turismo do Porto e Norte de Portugal, o objetivo deste certame gastronómico é dar maior visibilidade aos pratos tradicionais, em particular valorizar a lampreia do Rio Minho enquanto recurso endógeno, assim como promover as potencialidades naturais e patrimoniais de cada concelho, através do envolvimento das populações em torno desta estratégia territorial.

Por Vila Nova de Cerveira, a partir deste domingo e até meados de abril, é possível degustar esta especialidade única e de qualidade em 14 restaurantes, nomeadamente, Abrigo das Andorinhas, Adega Real, Boega – O Peregrino, Braseirão do Minho, Cantinho dos Amigos, Casa Lau, Central, Costa Verde, D. Maria, Glutão, Lavrador, Luso-Galaico, Sol Nascente e Telheiro.

Além da lampreia confecionada das mais variadas formas, quem visitar a ‘Vila das Artes’ pode ainda usufruir de uma panóplia de atividades que o Município promove para atrair cada vez mais visitantes, bem como para dinamizar a economia local.Desta forma, em janeiro destaca-se já para este fim-de-semana o VIII Cantar as Janeiras;em fevereiro, oIntercâmbio Cultural de Dança (dias 24 a 27) e o Cortejo de Carnaval das Escolas (dia 24); em Março mais uma edição dos ETC… Encontros de Teatro (dias 4, 11, 18 e 25); e em abril, a programação da Semana Santa (de 9 a 17), especificamente a Queima de Judas (dia 15), mas também a Festa do Livro e da Leitura, além de exposições diversas, das sugestões do turismo ativo e as visitas a museus.

MUNICÍPIO DE CERVEIRA APROVA VOTO DE PESAR PELO FALECIMENTO DE MÁRIO SOARES

Aprovado Voto de Pesar pela morte de Mário Soares

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, esta quarta-feira, por unanimidade, em reunião do executivo, um voto de pesar pela morte do antigo Presidente da República, Dr. Mário Soares, tendo guardado um minuto de silêncio em sua homenagem.

O Voto de Pesar começa por referir que “Portugal, os Portugueses e a Democracia ficaram mais pobres com o falecimento do Dr. Mário Soares”, por ter sido uma grande referência nacional que prestou altos cargos ao País,“um dos refundadores do Portugal Moderno e um dos grandes vultos da Europa”.

O documento enaltece “o antifascismo acérrimo de um democrata convicto e de um lutador incansável pelos direitos e liberdades dos portugueses, assim como de um Europeísta de primeira linha, e de um visionário das dificuldades da Europa dos dias de hoje”.

É ainda realçado “o contributo incisivo e decisivo para a Revolução dos Cravos de 1974 e para a consolidação das conquistas de Abril” e, por isso, o Dr. Mário Soares “já há muito que fazia parte da História Nacional e assim permanecerá”.

Após aprovação por unanimidade, o Voto de Pesar com as mais sentidas condolências será endereçado à família do Dr. Mário Soares, na pessoa dos seus dois filhos, João Soares e Isabel Soares, bem como à Direção Nacional do Partido Socialista.

CERVEIRA EXPÕE FOTOGRAFIA

“A Arte de Viver Cerveira”registada em fotografia

Pelo segundo ano consecutivo, o Município de Vila Nova de Cerveira, através da Loja Interativa de Turismo, desafiou sete fotógrafos cerveirenses a partilhar vivências captadas pelas suas objetivas. O tema para a exposição 2017 versa a interação humana com a paisagem. Inauguração aberta ao público está agendada para sábado, pelas 16h00.

exposição 2017.jpg

Gilberto Coutinho, João Ferreira, José Duro, José Ferreira, José Gomes, Ricardo Brigadeiro e Vitor Ferreira apresentaram cinco fotografias cada que, após um período de seleção, serão agora dadas a conhecer as três que melhor se enquadram na temática proposta “A Arte de Viver Cerveira” nas mais diversas vertentes.

A presente mostra fotográfica pretende contribuir para consolidar a ideia de que Cerveira, ‘Vila das Artes’ é uma marca que quer deixar a sua marca na memória de quem vive e de quem visita, com a promessa de que aqui as pessoas conseguem encontrar a sensação de bem-estar com o espaço que as rodeia.

No total são 21 ‘molduras de Cerveira’ que vão estar patentes, entre este sábado e o dia 31 de Março, na Galeria da Loja Interativa de Turismo.O Município cerveirense convida a população para a inauguração da exposição, às 16h00.

CERVEIRA ABRE DOIS ESPAÇOS DO CIDADÃO

Dois Espaços de Cidadão com abertura prevista para o 3º trimestre 2017

A União de Freguesias de Campos e Vila Meã e a Freguesia de Covas vão acolher um Espaço de Cidadão a partir do 3º trimestre do corrente ano, de acordo com a recente publicação da Resolução do Conselho de Ministros em Diário da República. Autarquia congratula-se com novo interface de descentralização e interação Munícipe/Administração Pública, que contribuirá para o contínuo desenvolvimento do concelho.

espaço Cidadao.png

A instalação destes espaços únicos de atendimento ao público já tinha sido formalizada em abril de 2015, aquando da assinatura de um protocolo entre o Município e a Secretaria de Estado para a Modernização Administrativa, no período de execução do programa Portugal 2020, aguardando-se pela definição das condições agora estabelecidas.

Em Vila Nova de Cerveira foram aprovados dois Espaços de Cidadão localizados em pontos estratégicos, por um lado na Zona Industrial - Pólo II pela maior concentração de pessoas com interesses diversificados e, por outro lado, na Freguesia de Covas pela distância à sede da vila.

O autarca cerveirense mostra-se satisfeito com a concretização deste projeto, que se traduz em benefícios de desburocratização, desmaterialização e oferta de um excelente serviço de proximidade aos munícipes cerveirenses, empresas instaladas e trabalhadores. Realçando a colaboração e o envolvimento das juntas de freguesia onde ficarão sediados estes serviços, Fernando Nogueira enaltece “a importância de uma administração pública mais ágil e mais próxima, procurando corresponder às necessidades das populações”.

O Espaço do Cidadão é um posto único de atendimento que reúne serviços de diferentes entidades, através de atendimento digital assistido. Ali são disponibilizados mais de 170 serviços, sendo possível tratar a Carta de Condução, solicitar nova senha ou caderneta predial junto da Autoridade Tributária, apresentar despesas junto da ADSE, tratar de assuntos relativos a emprego e formação profissional, alterar a morada do CC, solicitar o Cartão Europeu de Seguro de Doença, entre outros.

CERVEIRA CONSERVA CAPELA DE SANTA LUZIA

Iniciado processo de conservação da Capela de Santa Luzia

Considerado um importante exemplar da arquitetura e da arte das épocas românica e gótica a nível nacional, a Capela de Santa Luzia, na freguesia de Campos, está a ser alvo de trabalhos de conservação e valorização executados pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, em parceria com a Fábrica da Igreja de Campos. Objetivo é conseguir financiamento comunitário para uma requalificação mais profunda de forma a colocar aquele edifício no roteiro do turismo religioso.

IMG_0589.JPG

Nesta primeira fase, a intervenção a decorrer incide essencialmente na reabilitação da cobertura, após a elaboração de um diagnóstico das necessidades em parceria com a Direção Regional da Cultura do Norte (DRCN). Durante o mês de dezembro, e atendendo ao avançado estado de degradação dos frescos, procedeu-se não só à proteção, mas também à consolidação das pinturas nos murais do interior. Nas próximas semanas, avança-se com a remodelação total do telhado.

Contudo, pela classificação como imóvel de interesse público desde 1982, a Câmara Municipal pretende executar um projeto mais ambicioso, através de uma candidatura denominada ”Conservação e Valorização da Capela de Santa Luzia” que abrange o restauro das pinturas murais, a estabilização das paredes da capela e a beneficiação do adro e dos caminhos de acesso.

“Com o turismo a afirmar-se de enorme importância estratégica para o desenvolvimento do nosso concelho, a preservação do património edificado e, neste caso concreto, do património religioso também deve acolher a atenção da autarquia”, refere o presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, acrescentando: “A Capela de Santa Luzia não é só um ícone religioso de extrema importância, num edifício rico em termos de arquitetura românica e gótica, como é também um símbolo da nacionalidade portuguesa uma vez que nela surge a primeira referência a D. Afonso Henriques enquanto Rei de Portugal”.

Adquirida pela Fábrica da Igreja Paroquial de Campos, a Capela de Santa Luzia estará ligada a um desconhecido mosteiro que, eventualmente, se instalou naquele local numa época muito recuada. Datado pelo menos do século XII, o seu enquadramento rural, algo isolado do conjunto populacional, associado ao facto de ser erigida sob uma nascente de água e inserida no meio de campos agrícolas alagadiços, acentua os problemas de degradação.

CERVEIRA É REFERÊNCIA NAS EXPORTAÇÕES DA REGIÃO NORTE

Vila Nova de Cerveira é o segundo concelho mais exportador da Região Norte (total de 86 municípios) na componente de acessórios para veículos automóveis. Os dados, publicados pela CCDR-N no estudo “10 Anos - Norte Conjuntura”, indicam que o concelho exportou, em 2015, 503 milhões de euros, dos quais 393 milhões nesta área. Autarquia congratula-se com crescente nível de competitividade e atratividade do território.

exportaçoess.png

O desenvolvimento económico do concelho de Vila Nova de Cerveira continua a ser marcado por um ritmo ascendente. De ano para ano, a atividade exportadora do concelho tem crescido significativamente, mas o maior registo verificou-se entre 2014 e 2015, passando de um volume de negócios de 465 milhões de euros para os 503 milhões de euros.

Estes bons indicadores colocam o concelho cerveirense no pódio distrital e regional dos mais exportadores, dando um contributo muito importante para a retoma do crescimento económica da Região Norte, no geral, e da dinâmica da economia local, em particular. Por um lado, Vila Nova de Cerveira é o segundo concelho do Alto Minho com maior volume de exportações, logo atrás de Viana do Castelo; e por outro lado, de um total de 86 municípios do Norte, Vila Nova de Cerveira é o segundo maior exportador de acessórios para veículos automóveis, sendo o primeiro lugar ocupado por Bragança.

Numa análise abrangente pelos 86 municípios da Região Norte conclui-se que o total de bens exportados, ao longo de 2015, é distribuído por 24 concelhos, entre os quais se destaca Vila Nova de Cerveira.

O autarca cerveirense, Fernando Nogueira, remete este êxito para os empresários instalados no concelho que, com muita vontade e persistência, o conseguiram colocar nos primeiros lugares de importância no âmbito regional e até nacional, através de um saldo altamente favorável na balança das transações, gerando riqueza.

De uma forma geral, o estudo da CCDRNindica as empresas da Região Norte evidenciam uma competitividade crescente no comércio internacional, destacando que apenas três países - Espanha, França e Alemanha - são o destino de mais de metade das suas exportações.

CERVEIRA MANTÉM BOA EXECUÇÃO ORÇAMENTAL

Boa execução orçamental manteve-se em 2016

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira encerrou as contas do ano de 2016 com excelentes indicadores, que traduzem a continuidade de um desempenho orçamental saudável ede uma gestão rigorosa e realista dos recursos municipais, sem comprometer o bem-estar e qualidade de vidas dos munícipes.

054.JPG

Os dados revelam que ataxa de execução orçamental em 2016atingiu o nível de excelência na receita prevista (100%) e um empenhado controlo orçamental da despesa situado nos 90%. Quanto à execução do Plano Plurianual de Investimento e das Grandes Opões de Plano, o valor foi de 80%.

Para o autarca cerveirense, o balanço é muito positivo já que foram alcançados importantes parâmetros económico-financeiros, sem serem comprometidos os apoios de natureza social e as intervenções de proximidade. Fernando Nogueira realça que, apesar das restrições orçamentais que advém do quadro de dificuldades dos municípios em arrecadar receita, estes números devem ser motivo de orgulho e de compromisso para 2017.

MINHOTOS E GALEGOS VOTAM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO TRANSFRONTEIRIÇO

Desporto, acessibilidade e lazer são os interesses comuns eleitos no OPT

Já são conhecidos os três projetos que a população de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño quer ver concretizados em 2017, no âmbito do primeiro Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT). Cerca de 200 cerveirenses e tominenseselegeram o desporto, a acessibilidade e o lazer como os interesses comuns a reforçar neste novo ano.

rio Minho.jpg

Terminado operíodo de votação do OPT Cerveira-Tomiño a 31 de dezembro de 2016, duas centenas de pessoas de ambos os concelhos participaram e selecionaram os três projetos preferidos, de um total de seis, cuja implementação será trabalhada e executada ao longo do ano pelos duas autarquias.

No eixo da Educação, os votantes escolheram a realização do “1º Campus Desportivo Cerveira-Tomiño” que procura incutir osvalores de tolerância, cooperação, interculturalidade e respeito entre crianças e jovens de ambas as vilas, bem como fomentar o conhecimento cultural e social mútuo, o desporto saudável e a competitividade sem violência”. As atividades previstas (torneios entre colégios, futebol, natação, piragüismo, etc.) vão desenvolver-se entre os meses de janeiro e julho do corrente ano.

Na Ação Social, o projeto mais votado foi a implementação de um “Programa transfronteiriço para a informação, apoio e visibilidade das problemáticas de acessibilidade”, que visa consciencializar para as problemáticas de exclusão motivadas por incapacidades físicas e intelectuais, e aumentar a informação e o conhecimento mútuo da problemática em ambos concelhos. Entre as ações programadas, a decorrer entre fevereiro e novembro, está a realização de um inventário de obras de eliminação de barreiras físicas, sensoriais e cognitivas, de umas jornadas de sensibilização e de umprojeto roteiro transfronteiriço acessível e ponto de informação transfronteiriço.

Por último, na área de Cultura, a proposta selecionada foi a “Festa da Amizade Tomiño-Cerveira”, que contempla distintas intervenções para a dinamização artística, cultural e desportiva dos dois concelhos e o fomento do intercâmbio artístico-cultural. Atividades musicais, rotas de remo e canoa, tertúlias, arte urbana e celebração do “Aniversário Amizade Cerveira-Tomiño”, são algumas das ações englobadas neste projeto a desenvolver entre janeiro e junho.

Integrado na Agenda Estratégica para a Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño 2014-2020, oOrçamento Participativo Transfronteiriço é umprojeto piloto de promoção da participação pública e de cidadaniatransfronteiriçaque faz parte de uma candidatura mais abrangente econjuntados dois concelhos, à primeira convocatóriado INTERREG VA.

AQUAMUSEU DE CERVEIRA PREPARA 2017 DINÂMICO E INTERATIVO

 

 

São cerca de 40 as iniciativas que integram o Plano de Atividades do Aquamuseu do rio Minho para 2017. Visitas guiadas, atividades, exposições e eventos têm como denominador comum a interação com toda a comunidade e a sensibilização para a conservação do património natural.

Aquários (18).jpg

Para todos os meses e para todas as faixas etárias, o Aquamuseu apresenta diferentes sugestões lúdico-pedagógicas que motivam a visita àquele espaço. Para os mais curiosos é também uma oportunidade para aprofundar conhecimentos sobre espécies e recursos naturais, bem como a delineação de estratégias para o seu usufruto e preservação.

Os alunos do pré-escolar ao ensino secundário continuam a ser convidados a participar num conjunto de atividades pedagógicas apropriadas a cada ano escolar e programa curricular. Para além da componente teórica, onde podem contextualizar conceitos, há também uma grande preocupação por parte da direção daquele equipamento municipal em aplicar a vertente prática através da experiência. As sugestões são diversas, desde‘Pintar os peixes do rio Minho’; ‘Conhecer os animais’;‘Conhecer as plantas’; ‘Pedipaper’; ‘Os pequenos animais que vivem no sedimento’; ‘Asformas das folhas’; ‘O meio físico e químico’; ‘Alterações climáticas e ciclo da água’; entre outras.

Para a ocupação de tempos livres das crianças e jovens do concelho, especificamentenas interrupções letivas, o Aquamuseu do rio Minho também já tem organizado um conjunto de ações. Para as Férias da Páscoa, a temática sugerida é “As Aves e a Primavera” (10 a 13 de abril), para as Férias de Verão estarão em destaque “Os Peixes Migradores” (4 a 7 de julho), e nos ateliers de Verão será abordadaa “Reutilização de Materiais” (18 a 25 de agosto).

Mas as atividades também são alargadas a toda a comunidade, propondo a participação na iniciativa “Do rio para o mar… a ver o lixo passar – Os valores do Ribeiro de São Gonçalo”, patente ao longo de todo o ano, assim como na “Recolha do Lixo das margens do rio Minho”, entre abril e maio.

Ao nível de exposições temporárias, há aquelas com caráter trimestral, nomeadamente sobre a lampreia, o sável, a solha e a enguia; e depois as bimestrais dedicadas à truta comum, à truta marisca, à boga, ao ruivaco, ao barbo e ao salmão. Em parceria com o CMIA de Viana do Castelo, entre fevereiro a março, vai estar patente ainda a mostra intitulada “Florestas, um património a descobrir”; e no período de verão, entre julho e setembro, “O rio Minho, a Pesca no Feminino” e “Comunicar a Ciência: Biologia no Verão”.

Nos dias 15 e 16 de julho, oXII aniversáriodo Aquamuseu do rio Minho volta a ser celebrado com um vasto programa, convidando a população a desfrutar.

O Plano de Atividades para 2017 do Aquamuseu do rio Minho pode ser consultado no portal online, em http://aquamuseu.cm-vncerveira.pt/

GRUPO ROCONORTE E DJ’S ANIMAM PASSAGEM DO ANO EM CERVEIRA

Animação não vai faltar para a despedida de 2016 e as boas-vindas a 2017! Vila Nova de Cerveira preparou uma noite de Passagem de Ano repleta de diversão e glamourparaconvívio de famílias e grupos de amigos. Roconorte atua no Terreiro e a festa prossegue com vários DJ’s no Castelo.

CARTAZ_FINAL (1).jpg

Está tudo a postos para uma noite inesquecível, num ambiente acolhedor e com a presença de gente bonita. O centro histórico de Vila Nova de Cerveira vai ser palco de uma grande festa de Passagem de Ano, dentro e fora de portas.

A pensar nos cerveirenses e visitantes, a Câmara Municipal dotou a terceira edição da ‘Noite Velha no Castelo’ de um programa de animação diversificado e de qualidade, acrescentando ao cenário idílico do Castelo, a vivacidade do Terreiro.

A concentração faz-se pelas 23h00, no Terreiro, para presenciar a atuação do Grupo Musical Roconorte. Para a contagem das 12 badaladas, a autarquia oferece champanhe euvas passas para vislumbrar um colorido espetáculo de fogo-de-artificio com um merecido brinde e os habituais desejos e resoluções para receber o novo ano.

Da rua para o Castelo! A festa continua pela noite dentro e só termina de madrugada. A‘Noite Velha no Castelo’ apresenta três espaços musicais diferentes, com um vasto e rico conjunto de DJ’s: no GlassRoom, as presenças de Alfredo Mazzilli, Frank Maurel, Poupa, Creip Disco e Dopmind; no Dance Room, João Enes, Rafale Barros e Nuno Rodrigues; e no Disco Room, Pedro Pagodes, Paulo Ribeiro, DjBodySoul e So Sexy Djs.

Brindemos juntos a 2017!

CERVEIRENSES VOTAM ORÇAMENTO TRASFRONTEIRIÇO

Últimos dias para votar no Orçamento Participativo Transfronteiriço

Entramos na derradeira semana de votação no Orçamento Participativo Transfronteiriço Cerveira-Tomiño 2017. Os eleitores dos dois concelhos geminados são desafiados a votar nos três projetos preferidos para serem concretizados já no próximo ano. Prazo termina às 24h00 do dia 31 de dezembro. Aceda a www.participacerveiratomino.eu

IMG_9338.JPG

O processo de votação é muito simples: basta clicar em Participa, selecionar um projeto por cada categoria, preencher os dados (nome e número de cartão de eleitor), e votar.

Cerveirenses e tominenses, maiores de 18 anos e eleitores nos concelhos, podem escolher de seis as três propostas preferidas, uma por cada categoria de intervenção identificada.

Na Educação, a opção é entre a ‘Semana da Comunidade Educativa Cerveira-Tomiño 2017’ ou o ‘1º Campus Desportivo e Educativo Cerveira-Tomiño’; na área da Cultura, a realização da ‘Festa Amizade Cerveira-Tomiño’ ou do ‘Encontro de Criatividade Cultural e Música do Minho’; e por fim, na vertente da Ação Social, a seleção é entre a elaboração de um ‘Programa de Voluntariado de Apoio à Inclusão Social Infantil e Juvenil’ ou de um ‘Programa transfronteiriço para a informação, apoio e visibilidade das problemáticas de acessibilidade’.

O orçamento previsto é de 20 mil euros, financiado a 50% pelas duas câmaras municipais. Os projetos vencedores, e com execução em 2017, serão anunciados em janeiro próximo.

CERVEIRA REALIZA OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA

Biblioteca Municipal recebe oficina criativa de escrita a 10 e 11 de janeiro

“Palavras, Para que Vos Quero”. As Comédias do Minho propõem arrancar o ano de 2017 com uma atividade didática dirigida aos agentes educativos do concelho. Trata-se de uma oficina criativa de escrita agendada para os dias 10 e 11 de janeiro, entre as 18h00 e as 21h00, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira, mediante inscrição.

palavras para quie vo quero.png

O mote está lançado: vamos trabalhar a escrita no formato de conto, partindo de episódios do quotidiano e outras inspirações. Com orientação de Jorge Palinhos, a proposta é para quem quer saltar de palavra em palavra, libertar ideias ancoradas à cabeça ou esquecidas na gaveta, para divertir uma folha em branco. Espera-se que aqui também se possa partilhar, ouvir, rir e descobrir diferentes formas de escrever e de pensar.

Dirigida a professores, educadores, animadores, técnicos, pais e outros agentes educativos, o objetivo desta oficina é promover a escrita e a leitura, através do reconhecimento da língua como instrumento de comunicação, reflexão e objeto estético; estimular a criatividade, a imaginação e a sensibilidade, usando técnicas de trabalho individual e em grupo; experimentar as palavras e analisar o seu uso em vários contextos.

A duração da oficia é de seis horas, das 18h00 às 21h00, dos dias 10 e 11 de janeiro. O limite máximo de participantes é de 12 a 15 pessoas, mediante inscrição por telefone 251708024 ou nas instalações da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

CERVEIRA ADERE À TECNOLOGIA LED

Autarquia e EDP – Distribuição adaptam parceria à evolução tecnológica

O Município de Vila Nova de Cerveira, na pessoa do presidente Fernando Nogueira, e a EDP – Distribuição, Energia SA, representada pelo diretor da rede e clientes Norte, Eng.º Mário Guimarães, assinaram, esta quarta-feira, um protocolo de adaptação do contrato de concessão de distribuição de energia elétrica de baixa tensão, celebrado em 2 de maio de 2001, à nova realidade da tecnologia LED.

IMG_0454.JPG

Enquanto concessionária, a EDP Distribuição é responsável pelo estabelecimento e, em regra, pela conservação das redes de iluminação pública dos municípios. Na prossecução da sua atividade, a entidade tem vindo a instalar os aparelhos de iluminação e respetivos suportes metálicos.

Contudo, o paradigma tecnológico nesta área tem vindo a sofrer uma grande evolução, assim como o grau de maturidade atingido pelas luminárias com tecnologia LED. Neste sentido, a EDP Distribuição, Energia SA, acordou com a Associação Nacional dos Municípios Portugueses a revisão do Anexo I ao Contrato Tipo de Concessão já com 15 anos, o qual o Município de Vila Nova de Cerveira subscreveu.

Com a aplicação deste protocolo, a EDP – Distribuição e o Município cerveirense pretendem avançar com o reforço paulatino desta tecnologia no território concelhio, através da substituição de luminárias instaladas, cujos encargos serão repartidos igualmente pelas duas entidades parceiras.

O edil cerveirense Fernando Nogueira sublinha que Vila Nova de Cerveira tem apostado na instalação de tecnologia LED quer no cento histórico, quer nos edifícios públicos, mas também nas freguesias. “É um processo que está a ser desenvolvido faseadamente, e que é para continuar dada a redução dos consumos energéticos e emissões de dióxido de carbono associadas e menor dispêndio monetário na fatura energética”.

CERVEIRENSES PARTILHAM PRESENTES DE NATAL

Autarquia desafia cerveirenses a partilhar os seus presentes de Natal

Depois da azáfama da compra de prendas, vem a euforia da entrega na noite de Natal. Mas, nesta quadra, há pequenos gestos que fazem toda a diferença, por isso o Município de Vila Nova de Cerveira desafia a população a não desperdiçar os embrulhos de plástico e a doá-los para ajudar na angariação de alimentos para quem mais precisa.

IMG_0459.JPG

A mensagem é simples: mesmo depois de abertos, os seus presentes podem ajudar a espalhar sorrisos. Para isso basta guardar todo o material de plástico dos embrulhos ou mesmo dos presentes, e a partir de segunda-feira depositar nos ecobags da Valorminho colocados junto à Câmara Municipal.

Além dos contornos ambientais, esta campanha de solidariedade vem na sequência da campanha ‘Papel por Alimentos’. Todo o plástico recolhido será convertido em produtos alimentares a reverter para a Loja Social.

A presente campanha estará em vigor até março de 2017.

Neste Natal, dê vida ao seu embrulho. Um presente, duas pessoas a sorrir!

Sem Título.png

CERVEIRA DESTACA-SE NO RANKING DAS ESCOLAS

Ranking das Escolas: Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira com evolução positiva

O Município de Vila Nova de Cerveira congratula o Agrupamento de Escolas do concelho, com especial ênfase na Escola Básica e Secundária, pelos excelentes resultados alcançados no Ranking de Escolas 2015/2016. Destaque para a 12ª melhor média nacional a Português, num universo de 639 escolas.

IMG_8731.JPG

De acordo com Ranking das Escolas do Ensino Secundáriopublicado pelo Jornal Público, a Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira apresenta uma média dos oito exames nacionais de 11.01, verificando-se uma evolução positiva comparativamente ao ano passado (10.18). Para este resultado, em muito contribuiu a 12ª posição registada na média nacional do exame de Português, num total de 639 escolas, o 40º lugar em História A, em 626 escolas, eo 41º lugar em Biologia e Geologia, de entre 702 escolas.

Os resultados das oito disciplinas sujeitas a exame nacional colocam a Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira em 130º, no conjuntodas escolas do país (das 590 avaliadas pelo Jornal Público), quando em 2015 ocupava a 360ª posição. Mas, se a esta lista retirarmos 102 instituições de ensino privado, a escola cerveirense surge em 66º de 488 estabelecimentos de ensino público.

Fazendo uma análise distrital, o concelho de Vila Nova de Cerveira é o terceiro do Alto Minho a figurar no mapa de escolas públicas bem posicionadas no ranking 2015/2016, atrás de Viana do Castelo e de Ponte de Lima. Ao nível de escolas, a Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveiraafirma-se como a sexta melhor escola pública do distrito, num total de 16.

Perante esta avaliação, a autarquia cerveirense diz-se manifestamente reconfortada porque o investimento na Educação traduz-se, na prática, na obtenção de bons resultados, que só são possíveis conjugando a aposta, o empenho e a parceria de várias entidades, nomeadamente a Direção do Agrupamento, Corpo Docente, Alunos, Associações de Pais e Encarregados de Educação, Autarquia e outras Instituições.

“Estes bons indicadores comprovam que a formação dos jovens cerveirenses está bem entregue”, assegura a Vereadora com o pelouro da Educação, Aurora Viães.

CRIANÇAS CERVEIRENSES RECEBEM LIVROS DE HISTÓRIA E VÃO AO TEATRO

Livros de histórias e ida ao teatro no sapatinho das crianças do concelho

Os alunos do ensino pré-escolar e do 1º ciclo de Vila Nova de Cerveira receberam, esta quarta e quinta-feira, duas prendas de Natal oferecidas pela Câmara Municipal. O Presidente Fernando Nogueira e a Vereadora da Educação Aurora Viães, acompanhados pelo diretor do Agrupamento, o Professor Venceslau Teixeira, dirigiram-se aos centros escolares para tornar esta época ainda mais alegre.

IMG_0091.JPG

Porque o espírito natalício é sentido com mais vivacidade entre as crianças, o Município de Vila Nova de Cerveira, e à semelhança dos anos anteriores, deu mais um contributo,espalhando magia e recebendo rasgados sorrisos de agradecimento. "Esta iniciativa da Câmara Municipal é grande no significado, pois investir na Educação é também fazer com que os alunos se sintam bem com a comunidade em que estão envolvidos, é enaltecer os valores humanos e as mais belas tradições”, diz o edil cerveirense Fernando Nogueira.

Ao‘knoc-knoc’ do bater à porta, seguia-se um silênciocurioso no interior das salas de aula. Os olhares da pequenada centravam-se nas três pessoas que entravam, mas rapidamente se focavam no ‘caixote’ carregado em mãos. As perguntas surgiamcom uma imensa satisfação pela chegada de um pai-natal que, apesar de não estar vestido a rigor, não se esquecia das tão desejadas prendas.

Eram ‘uns senhores’ da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira que traziam surpresas. A cada ano escolar foi entregue um livro dehistórias diferentes, de acordo com as idades. E à alegria das crianças, Fernando Nogueira lançava o desafio: “Leiam a história, porque um dia destes vimos cá para vocês nos contarem na primeira pessoa. E porque o Natal é solidariedade, partilhem os livros com os vossos amiguinhos!”. De seguida, a Vereadora Aurora Viães questionava: “E onde vão vocês amanhã?”. Aresposta era dada em euforia: “Ao Porto, ao teatrooooo!”.

E assim foi. “Espelho, Espelho Meu” é o novo espetáculo de teatro musical infantil da Vivonstage para o Natal de 2016, e ao qual cerca de 500 crianças do concelho cerveirense assistiram no Cineteatro da Batalha, no Porto. A história da Branca de Neve numa fantástica produção de teatro com música ao vivo e uma mensagem de esperança cativou o interesse e a atenção do início ao fim.

Sendo parceiro estratégico das escolas e colocando a educação como uma área prioritária de ação, a CâmaraMunicipal tem procurado contribuir, das mais diversas formas, para o desenvolvimento cognitivo e a aquisição de conhecimentos por parte das crianças, através da componente lúdica e pedagógica.

CONCURSO PARA EXPLORAÇÃO DO FERRYBOAT NÃO TEVE CANDIDATOS

Concurso Público para exploração de ferryboat ficou deserto

Com o objetivo de dinamizar um equipamento de grande simbolismo e que dá apoio ao Parque de Lazer do Castelinho, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira procedeu à abertura de um concurso público para a concessão e exploração do antigo Ferryboat como estabelecimento de restauração e bebidas, ou para fins turísticos. Concurso encerrou sem apresentação de propostas, mas autarquia mantém abertura para a sua utilização.

C5D_5590.jpg

Atracado no antigo cais de embarque/atracagem, o antigo Ferryboat – que, durante anos,transportou pessoas e veículos entre as duas margens do rio Minho, Cerveira e Goián - tem suscitado muitas conversas e manifestações deinteresse para a sua reativação enquanto bar de apoio.

Perante este cenário, e conjugado com o papel económico e social que lhe está associado, a autarquia cerveirense decidiu abrir um concurso público, por um prazo de cinco anos, para utilização daquele espaço destinado a café-bar com capacidade para 74 lugares, entre sentados no interior e exterior.

Após quase um mês para a receção de propostas, não houve interessados, pelo que o concurso ficou deserto. No entanto, a autarquiacerveirense mostra-se disponível para auscultar ideias e opiniões de potenciais investidores/empresários quer para a funcionalidade definida ou quer para outra que seja igualmente viável e respeite a identidade da estrutura e do espaço onde está instalado.

O antigo Ferryboat de Vila Nova de Cerveira transportou pessoas e veículos entre as duas margens do rio Minho, mas a construção da Ponte da Amizade, em 2004, retirou-lhe a razão de existir. Foi transformado em bar flutuante, após uma intervenção para adaptação a estabelecimento de restauração e bebidas, efetuada pela Câmara Municipal, e concessionado através de concurso público.

Sem interessados na sua exploração, ultimamente o antigo transbordador encontra-se de portas fechadas.

CERVEIRA BENEFICIA REDE VIÁRIA EM SAPARDOS E REBOREDA

Executivo cerveirense cumpre promessas de beneficiação viária com 7 anos em Sapardos e Reboreda

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira acaba de concluir duas importantes obras de proximidade, ao nível da melhoria das condições de acessibilidade viária, que já estavam prometidas às suas populações há cerca de sete anos. Trata-se do Caminho de Cimo de Vila, na freguesia de Sapardos, e do Caminho de Zuragues, em Reboreda, entretanto já disponíveis para utilização digna.

20161213_112447.jpg

 “Desde o início do mandato que procuramos estar atentos a várias áreas, colocando a tónica na gestão de proximidade e em interligação com as forças vivas locais. A valorização da nossa terra tem de estar alicerçada nas suas pessoas e na melhoria da qualidade de vida, e estes eram dois casos muito peculiares e cujo compromisso assumimos e concretizamos”, explica o edil cerveirense, Fernando Nogueira, acrescentando: “Os acessos viáriossão utilizados nas rotinas diárias, para o trabalho para levar os filhos à escola, para chegar até à sua residência, por isso a mobilidade e a segurança são nossas preocupações”.

O Caminho Cimo de Vila, localizado na freguesia de Sapardos, já remonta ao ano de 2010 quando sofreu uma intervenção de alargamento e execução dos muros de suporte pela então Junta de freguesia. O passo seguinte seria a pavimentação que, apesar de ter integrado os vários planos de investimento da Câmara Municipal, a sua concretização - por razões diversas - acabou por ser arrastada no tempo. Entretanto, o atual executivo assumiu-a como um compromisso que acaba de cumprir.

Outra via que aguardava um rumo definitivo fica na freguesia de Reboreda. O caminho de Zuragues, que serve várias habitações, também já está totalmente pavimentado, proporcionando melhores condições de acesso e circulação. Trata-se de um caminho em calçada que, após a empreitada de saneamento executada há alguns anos, aguardava uma oportunidade orçamental para receber um novo piso, pois a opção derepavimentação em calçada já não servia os interesses das populações.

A estratégia autárquica de Vila Nova de Cerveira ao nível das acessibilidades insere-se num conceito de um Município mais coeso e competitivo, baseada num desenvolvimento harmonioso e sustentável para o bem-estar da população.

CERVEIRA E VALENÇA REQUALIFICAM AERÓDROMO DE CERDAL

Já arrancaram as obras de beneficiação do Aeródromo de Cerdal

As Câmaras Municipais de Vila Nova de Cerveira e de Valença acabam de assinar o auto da consignação da obra de requalificação do Aeródromo de Cerdal. Com um prazo de execução de 60 dias, a beneficiação daquela infraestrutura representa uma mais-valia económica e turística, não só para ambos os concelhos como para toda a região alto-minhota.

IMG_0158.JPG

A intervenção no Aeródromo de Cervalsurge na sequência do protocolo de cooperação assinadono passado dia 9 de julho, em que os dois municípios vizinhos acordaram a necessidade de dotar aquela infraestrutura de melhores condições de segurança e de acesso, dado o seu papel estratégicoao nível económico, pela proximidade às zonas industriais, e turístico pela forte ligação à vizinha Galiza.

As obras já iniciadasvisam a terraplanagem, a pavimentação, marcação e aumento da pista, para os 750 metros. O prazo de execução previsto é de 60 dias, sendo que cada município comporta 50% dos custos.

O objetivo é contribuir para uma maior funcionalidade e comodidade do Aeródromo, bem como reforçar a sua capacidade no contexto da Península Ibérica. As intervenções em curso vão ainda abrir novas janelas de oportunidade à criação de condições para a realização de voos turísticos, reforçar o apoio à proteção das florestas da região, bem como acolher aviões ligeiros.

O Aeroclube de Cerval é a estrutura associativa a quem compete a gestão da utilização do espaço, tendo sido formada por pilotos, portugueses e espanhóis, a 16 de setembro de 1992. Inicialmente contava com seis aviões, hoje, são já mais de 60 as aeronaves aqui estacionadas nos vários hangares, com uma área de cinco mil metros quadrados.

CERVEIRA PREPARA PASSAGEM DE ANO

Passagem de Ano em Cerveira: Do Terreiro para o Castelo

Ao êxito que tem sido a Festa de Passagemde Ano, o Município de Vila Nova de Cerveira acrescenta, este ano, mais um motivo para receber 2017 na ‘Vila das Artes’. Pela primeira vez, o Terreiro vai ser palco da célebre contagem das 12 badaladas, com música, champanhe e fogo-de-artificio. Depois, a diversão prossegue noite dentro no idílico cenário do Castelo com três espaços musicais distintos.

CARTAZ_FINAL.jpg

A despedida de 2016 e as boas-vindas a 2017 está a ser ultimada ao pormenor pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, de forma a proporcionar um momento único e animado, perspetivando que os próximos 365 dias sejam de prosperidade. Assim, ao glamour do interior do Castelo,a autarquia decidiu incorporar a vivacidade da praça central da vila.

Alargando o leque de oferta a todas as gerações, a festa começa às 23h00 em pleno centro histórico, ao ar livre, com a atuação do Grupo Musical Roconorte.Para a contagem das 12 badaladas serão distribuídas as uvas passas e, à reflexão das aspirações para o novo ano, junta-se um colorido espetáculo de fogo-de-artificio e obrinde, para o qual a autarquiacerveirense providenciou a oferta de champanhe.

Depois, a festa continua noite dentro e sugestões não faltam. Da rua para o Castelo! À semelhança dos anos anteriores, a Noite Velha no Castelo apresenta três espaços musicais diferentes, com um vasto e rico conjunto de DJ’s, desde logo no GlassRoom, as presenças de Alfredo Mazzilli, Frank Maurel, Poupa, Creip Disco e Dopmind; no Dance Room, João Enes, Rafale Barros e Nuno Rodrigues; e no Disco Room, Pedro Pagodes, PauloRibeiro, DjBodySoul e So Sexy Djs.

Vila Nova de Cerveira acolhe uma grande e glamourosa festa de Passagem de Ano, dentro e fora de portas. Brindemos juntos a 2017!

CERVEIRA PUBLICA OBRA SOBRE HENRIQUE SILVA

Autarquia edita “Pensar a Vida e Optar pela Arte – Conversa com Henrique Silva”

As paixões e convicções do Professor Henrique Silva, descritas na primeira pessoa e enaltecidas por quem o acompanha há vários anos, encontram-se agora compiladas num livro que dá a conhecer a vida e obra do homem e do artista. Com autoria do jornalista Agostinho Santos, e edição da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, estapublicação de cariz intimista “tem tudo”, assegura o próprio.

IMG_3607.JPG

“(…) Henrique Silva lembra-me uma formiga. Ser frágil, discreto, mas determinado, que carrega pedaço a pedaço,arrecadando-os para o inverno, numa tarefa quase imparável e alheio às muitas “cigarras” que por aí cirandeiam, cumpre o papel que lhe foi predestinado: trabalhar, trabalhar, criar, criar”. É desta forma peculiar que o jornalista Agostinho Santos dá início a 122 páginas de conversa intimista com o pintor e artista plástico, o Professor Henrique Silva, complementada com registos fotográficos e trabalhos.

Homem dedicado às artes e artista de causas humanas, com reconhecimento nacional e internacional, o Professor Henrique Silva abre o jogo da sua vida, as paixões e convicções, numa publicação próxima e sem tabus. Desde a mera intenção até à sua concretização, o livro“Pensar a Vida e Optar pela Arte – Conversa com Henrique Silva” acolheu de imediato o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, que assumiu a sua edição. A apresentação pública decorreu no passado sábado, rodeada de amigos reunidos numa das ‘casas’ do artista, o Fórum Cultural de Vila Nova de Cerveira.

O presidente da Fundação Bienal de Arte de Cerveira e da Câmara Municipal define esta publicação como um diálogo entre amigos, partilhado com o leitor. “É um privilégio poder folhearo percurso de vida de um grande homem e de um artista visionário, onde também encontramos uma espécie de retrato histórico, sociológico e cultural de aspetos importantes, de períodos e locais por onde passou, e sobretudo da sua ligação a Vila Nova de Cerveira”, assegura Fernando Nogueira, acrescentando: “Henrique Silva desempenhou um papel determinante no desenvolvimento do concelho, marcando uma transição e evolução com impacto positivo e visível nos dias de hoje, e contribuindo para nos enriquecer com um vasto legado artístico espalhado pela vila, dentro e fora de portas”.

A formação e o reconhecimento, a descoberta e a reinvenção da ‘Vila das Artes’, a consciência politica e a arte interventiva, o desejo que perdure a memória da sua obra e dos seus espaços. O Professor Henrique Silva fala de tudo, com o carisma que lhe é característico. No final surge o capítulo da admiração e reconhecimento, pois este trabalho de Agostinho Santos, além da entrevista de fundo,contém curtas conversas com um conjunto restrito de amigos de há várias décadas, que o acompanham e privam desde há muito, como Henrique do Vale, António Cabral Pinto, a esposa Margarida Leão e o autarca Fernando Nogueira.

Recordando o passado e vivendo o presente, sobre o futuro, e sobre o que um dia ficará dele, Henrique Silva diz: “não sei, mas sei que gostaria que ficassem com a ideia de mim, acho eu, deum exemplo de integridade e coerência na vida”.

ESPÍRITO NATALÍCIO INVADE CERVEIRA

Cerveira sugere fim-de-semana repleto de espirito natalício

A magia do Natal já chegou às ruas de Vila Nova de Cerveira. Autarquia e comerciantes locais apresentam uma ornamentação criativa e apelativa, para além de uma animação interativa para miúdos e graúdos. Dias 17 e 18 de dezembro, Na’tal Cerveira é surpresa e emoção.

natalcervo (3).jpg

São muitas as razões para visitar Vila Nova de Cerveiraao longo do ano e o próximo fim-de-semana não é exceção.Deixe-se contagiar por um programa que concilia as imprescindíveis compras de Natal ao espírito tão característico da quadra natalícia.

As ruas e os estabelecimentos comerciais do centro histórico cerveirense estão engalanados com motivos de Natal pautados pela originalidade, convidando a fazer um roteiro de descoberta natalícia, com ponto de partida junto ao edifício da Câmara Municipal, apreciando a iluminação e decoração da sua fachada, para depois prosseguir pelas principais artérias da vila. Aqui, bolas gigantes, enfeitadas e iluminadas,marcam o início de cada rua. Às portas dos estabelecimentos comerciais surgem vários e sorridentes pais-natal, bonecos de neve e renas em tamanho real, construídos em madeira reciclada, que convidam a desfrutar da beleza presente nas montras. Ao brilho festivo, juntam-se os sons natalícios que acabam por envolver as pessoas num ambiente contagiante.

Sob o olhar do Castelo, e disposto em redor da acolhedora praça do Terreiro, dezenas de mercadores apresentam, este fim-de-semana de 17 e 18 de dezembro, aromas deliciosos e trabalhos artesanais únicos em mais uma edição do Mercado Natalício. A este cenário junta-se a animação de rua permanente e interativa com os visitantes.

O Presépio Vivo constitui-se como uma oportunidade para viajar ao tempo de Jesus. Recordando uma história antiga mas sempre nova, a representação teatral nos vários espaços do interior do Castelo é protagonizada por 18 atores do Grupo São Paulo da Cruz e enriquecida pela participação do Coro Infanto-Juvenil de Vila Nova de Cerveira. Durante o dia, é possível também assistir e envolver-se nos ateliers temáticos que recriam cinco ofícios. As Juntas de Freguesia e as associações do concelho também marcam presença neste espaço, partilhando os saberes e sabores mais tradicionais e representativos da quadra natalícia.

O Mercado Natalício e o Presépio Vivo decorrem entre as 10h00 e as 20h00 de sábado, e as 10h00 e as 18h00 de domingo. Especificamente no domingo, dia 18, a Câmara Municipal oferece ainda à população o já tradicional Concerto de Natal, com o Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira acompanhado pelo Orfeão da Cruz Vermelha de Águeda e pelo Coral Polifónica do Casino do Carballiño (Galiza). O evento, de entrada livre, tem início às 15h30 na Igreja Matriz e promete um repertório musical natalício. No final do concerto fica o convite para a tão aguardada Chegada dos Reis Magos (17h00) ao Castelo, distribuindo rebuçados e surpresas pelos mais pequenos.

Com o aproximar da quadra natalícia, envolva-se Na’tal Cerveira!

natalcervo (1) (1).jpg

natalcervo (2) (1).jpg

CERVEIRA VOTA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Prorrogado prazo de votação no Orçamento Participativo Transfronteiriço

Quem ainda não votou nos projetos do Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) Cerveira-Tomiño 2017 ganhou mais alguns dias para fazer a sua escolhae assimexercer o seu dever de cidadania. As autarquias dos dois concelhos geminados decidiram prorrogar, até 31 de dezembro, o prazo para a votação através do siteparticipa.cerveira.tomino.eu

Cartaz (4).jpg

Perante o registo de um maior volume de participação nos últimos dias e o interesse manifestado em participar após o prazo limite para votação - o passado sábado 10 de dezembro -, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e o Concello de Tomiño concordaram em alargar o período de votação no Orçamento Participativo Transfronteiriço Cerveira-Tomiño 2017. Assim, as populações destes dois concelhos que ainda não tiveram oportunidade de participar podem fazê-lo até ao dia 31 de dezembro.

No total são seis as propostas, das quais cerveirenses e tominenses, maiores de 18 anos e eleitores nos concelhos, podem escolher as três preferidas, uma por cada categoria de intervenção identificada, nomeadamente:

Educação:

- ‘Semana da Comunidade Educativa Cerveira-Tomiño 2017’

- ‘1º Campus Desportivo e Educativo Cerveira-Tomiño’

Cultura:

- ‘Festa Amizade Cerveira-Tomiño’

- ‘Encontro de Criatividade Cultural e Música do Minho’

Ação Social:

- ‘Programa de Voluntariado de Apoio à Inclusão Social Infantil e Juvenil’

- ‘Programa transfronteiriço para a informação, apoio e visibilidade das problemáticas de acessibilidade’

O processo de votação é simples, apenas implicando o registo do nome e número de cartão de eleitor no portal (participacerveiratomino.eu), clicar em Participa, selecionar um projeto por cada categoria e votar.

De sublinhar que o Orçamento Participativo Transfronteiriço Cerveira-Tomiño é um projeto pioneiro na Euro-Região Norte de Portugal/Galiza que tem como objetivo incentivar aos cidadãos dos dois concelhos vizinhos na concretização de soluções para colmatar necessidades comuns. O orçamento previsto de 20.000 euros, financiado a 50% pelas duas câmaras municipais.

Os projetos vencedores e com execução em 2017 serão anunciados no início de 2017.

CERVEIRA RECEBE SEMINÁRIO DE PROTECÇÃO CIVIL

Cerveira é palco distrital de Seminário de Proteção Civil para Autarcas de Freguesia

O Fórum Cultural de Vila Nova de Cerveira está a acolher,ao longo desta segunda-feira, uma ação de formação e de sensibilização intensiva dirigida aos presidentes de junta de freguesia de todo o Alto Minho, no âmbito da estratégia de reforço do papel das freguesias no sistema de proteção e socorro. Promovido em conjunto pelo Ministério da Administração Interna e pela Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), oSeminário de Proteção Civil para Autarcas de Freguesia reúne várias entidades e aborda um vasto conjunto de temáticas teórico-práticas.

IMG_3683.JPG

A sessão de abertura decorreu esta manhã, com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, do Comandante do AgrupamentoDistrital Norte, Paulo Esteves, do Comandante Operacional Distrital de Viana do Castelo, Armando Silva, e do Delegado da Anafre, Luís Matias.Os intervenientes foram consensuais ao destacar a importância deste encontro distrital no sentido dedar a conhecer aos participantes os instrumentos e meios existentes para fomentar e estruturar a organização da proteção civil ao nível das freguesias.

O período da manhã incidiu na vertente mais teórica da Proteção Civil,nomeadamente a ‘Organização da Proteção Civil em Portugal’, temática proferida pelo Comandante Agrupamento Distrital Norte da ANPC, Paulo Esteves; seguiu-sea temática sobre as ‘Operações de Proteção e Socorro’explicada pelo Comandante Operacional Distrital de Viana do Castelo. Armando Silva; a ‘Avaliação de Riscos em Proteção Civil’e o ‘Planeamento de Emergência de Proteção Civil’através da comunicação realizada pelo Técnico Superior do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viana do Castelo, Jorge Pereira,

A tarde fica reservada para questões mais práticas, nomeadamente a ‘Proteção Civil ao nível das Freguesias’ e a importância da ‘Sensibilização e Informação Pública’, através da intervenção do 2º Comandante Operacional Distrital de Viana do Castelo, Robalo Simões. A sessão tem ainda agendada uma comunicaçãode uma empresa em que aborda os ‘Perigos da Saúde Pública presentes nos locais de risco biológico’; e na parte final do Seminário, os autarcas têm oportunidade de contactar com as capacidades da ANPC em matéria de monitorização, socorro e assistência, designadamente através da visita ao veículo de comunicações, seguido deum simulacro realizado pelo Comando de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira.

Na sessão de encerramento, agendada para as 17h30, serão distribuídos coletes aos Presidentes de Junta de Freguesia presentes.

PARTIDO "OS VERDES" ESTÁ PREOCUPADO COM A MORTE DE DOIS LOBOS NO MINHO

O Deputado José Luís Ferreira, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério do Ambiente sobre a morte de pelo menos dois indivíduos da espécie lobo-ibérico por ações humanas na Serra da Cabreira e em Vila Nova da Cerveira.

O lobo-ibérico, classificado no livro vermelho dos vertebrados como em perigo (EN), que beneficia, em Portugal, de legislação própria específica de proteção desde 1988, Lei n.º 90/88 (que teve por base um projeto de lei do PEV), continua a estar fortemente ameaçado e a ser alvo de perseguição e abate pelo homem, ou vítima de acidentes como atropelamento entre outros pelo que Os Verdes pretendem saber que diligencias estão a ser feitas para se apurar a causas e culpados das recentes mortes de lobos aqui relatadas.

Pergunta:

Recentemente vieram a público notícias que relatam a morte de pelo menos dois indivíduos da espécie lobo-ibérico (Canis lupus signatus Cabrera, 1907) por ações humanas na Serra da Cabreira e em Vila Nova da Cerveira.

Os animais mortos apontam para um juvenil de lobo-ibérico morto por envenenamento, encontrado no dia 13 de novembro, na serra da Cabreira, em Vieira do Minho e um segundo caso de atropelamento, em 21 de novembro, em Vila Nova da Cerveira, na freguesia de Covas.

A ser verdade estes atos são proibidos pelo Decreto-Lei n.º 54/2016 de 25 de agosto.

O lobo-Ibérico é um dos grandes carnívoros europeus, classificado no livro vermelho dos vertebrados como em perigo (EN), que beneficia, em Portugal, de legislação própria específica de proteção desde 1988, Lei n.º 90/88 (que teve por base um projeto de lei do PEV) mas continua a estar fortemente ameaçado e a ser alvo de perseguição e abate pelo homem, ou vítima de acidentes como atropelamento entre outros.

Ao longo dos anos as dificuldades de coexistência entre o homem e o lobo têm sido

permanentes e perduram até aos dias de hoje. A área de distribuição do lobo-ibérico no nosso território representa hoje apenas 20% do que já foi no início do século XX, segundo o Livro Vermelho.

As populações de lobo no mundo, na Europa e em particular em Portugal estão profundamente fragilizadas. No nosso país são variadas as causas para essa fragilidade, desde a destruição e fragmentação do habitat natural, nomeadamente por atravessamento de grandes vias rodo e ferroviárias, barragens, aglomerados populacionais ou atividade agropecuária, a grande falta de presas naturais aumenta o conflito direto com o homem, para além de que ainda hoje persiste na cultura popular uma imagem negativa em relação ao lobo. São frequentes a caça ilegal, envenenamento e armadilhas e os atropelamentos etc.

Não é alheio a este estado, o facto de as indemnizações previstas na lei, devidas aos ataques a rebanhos, demorarem a ser pagas aos proprietários de gado em território de lobo.

Assim, ao abrigo das disposições regimentais e constitucionais aplicáveis, solicito ao Senhor Presidente da Assembleia da República que remeta ao Governo a seguinte pergunta, para que o Ministério do Ambiente me possa prestar os seguintes esclarecimentos:

1 – Tem o Ministério conhecimento destes recentes casos e que diligencias estão a ser feitas para se apurar a causas e culpados das recentes mortes de lobos aqui relatadas? Que outros casos têm ocorrido e quais têm sido os procedimentos seguidos para que situações destas deixem de ocorrer?

2 - Que meios tem o Ministério afetos à proteção do lobo-ibérico, nomeadamente equipas de vigilância, equipas no terreno para reconhecimento no local de ataques de lobo-ibérico, esclarecimento e formação à população, nomeadamente criadores de gado, fornecimento cães de gado ou implementação de medidas para recolhimento e abrigo do gado nomeadamente ovino e caprino e equino? Considera este ministério serem os meios suficientes?

3 – Em caso de ataques a rebanhos qual o tempo médio que demora a análise da ocorrência e o pagamento de indemnização prevista na lei, em caso de se provar o ataque ser provocado por lobo-ibérico?

4 – Existe algum esforço dos serviços para reintrodução de presas naturais do lobo em territórios onde este ocorre?

5 - Em que estado se encontra atualmente a população nacional de lobo- ibérico em termos de número de indivíduos e sua dispersão no território? Há perceção do seu crescimento ou regressão nos últimos 30 anos?

6 - Quando pensa o ICNF ou o Ministério do Ambiente ter aprovado e pôr em marcha o Plano de Ação para a Conservação do Lobo-ibérico?

O Grupo Parlamentar “Os Verdes

ESCRITORA MARIA AREAL APRESENTA CONTO DE NATAL EM CERVEIRA

Autarquia cerveirense apoia lançamento de oitavo livro de Maria José Carvalho Areal

“Carro Vermelho” assume-se como um conto de todos os Natais e para todas as idades. Publicado pela Chiado Editora, o lançamento deste livro da autoria da Profª Maria José Carvalho Areal está agendado para o próximo domingo,11 de dezembro, pelas 15h00, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

Cartaz apresentação livro Carro Vermelho.jpg

O Município de Vila Nova de Cerveira associou-se, desde a primeira hora, a este lançamento, não só por se tratar de uma escritora muito querida para o concelho, pela entrega e dedicação aos jovens e idosos em torno da leitura, mas porque a temática do conto se enquadra nos objetivos pedagógicos e na quadra de magia natalícia que se avizinha.

‘Carro Vermelho’ é umconto/novela para todas as idades “que desliza pelo tempo de se fazer maior na mensagem, arrastando inquestionavelmente essa forma provocatória de remexer e agitar o mais íntimo de cada um de nós”. Levantando um pouco a ponta do véu, a autora realça que a história se desenrola em torno de uma criança chamada João, de um homem comum, e de duas personagens femininas, a Matilde e a Joana. Cada um, com a sua personalidade e modo de ver e viver a vidamas, por causa de um carro vermelho, tudo pode acontecer.

A autora não é, no entanto, estreante no mundo das letras, tendo já editadas sete publicações. As três primeiras obras publicadas versaram a sua veia poética, com ‘Pedaços de Mim’ (1999), ‘À Deriva’ (2004) e ‘Sabor a sal e a mel’ (2006). Em 2009/2010, foi coordenadora e coautora dos Vol. I e II de histórias de vida intitulado‘Pedaços de Memórias – Itinerários no Tempo e no Espaço’. Revelando uma transversalidade de temas e conteúdos, Maria José Carvalho Areal edita, em 2015, mais um livro de poesia, o ‘Há dias que não sei de mim e outros que pouco de mim sei’ (2015), e duas obras de contos, ‘Na Eira dos Pardais’ (2013) e ‘Rendas do meu decote’ (2016).

A sua mais recente obra, ‘Carro Vermelho’, é lançada, este domingo, às 15h00, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira, com apresentação pela Dr.ª. Isabel Lima.

CERVEIRENSES DEBATEM REVISÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Processo de revisão do Orçamento Participativo arrancou com sessão pública

Na sequência da sessão pública para a recolha de sugestões decorrida na passada sexta-feira, será apresentado em janeiro o novo regulamento para o Orçamento Participativo 2017. Com o objetivo de obter uma intervenção mais ativa e informada da sociedade civil ede reforçar a credibilidade e transparência, a vereadora Aurora Viães apeloua uma maior participação dos cerveirenses nesta fase de auscultação e revisão do processo.

Processo de revisão do Orçamento Participativo arrancou com sessão pública.JPG

Concluído o Orçamento Participativo (OP) 2016, o Município de Vila Nova de Cerveira convidou a população para uma sessão pública de avaliação do mecanismo e de análise de possíveis melhorias no seu funcionamento. O objetivo deste encontro foi fazer um balanço e projetar novas formas de participação dos cidadãos, com vista à edição de 2017.

“Apesar da elevada participação no OP deste ano, gostaríamos que os cerveirenses também fizessem parte deste processo de revisão para 2017, numa lógica de melhoria contínua do exercício de promoção da cidadania por excelência”, referiu a vereadora Aurora Viães.

A edil cerveirense manifestou, ainda, o seu agrado com a edição de 2016 que, ultrapassando as expectativas “veio dar voz à população naquilo que à definição das prioridades do concelho diz respeito, tendo permitido também adequar as políticas públicas municipais às suas necessidades e ambições”.

Introduzido em 2015 sob um formato mais interativo, através da elaboração de um Regulamento específico e da criação de uma plataforma online, o OP de Vila Nova de Cerveira tem despertado o interesse crescente dos cerveirenses, confirmado pela participação recorde alcançada na segunda edição de 30%. Todos reconhecem neste mecanismo de intervenção democrática um enorme potencial na aproximação Município/Munícipe, bem como na definição das prioridades para o concelho.

FREGUESIA DE CERVEIRA ENTREGA ESPÓLIO DOCUMENTAL AO ARQUIVO MUNICIPAL

Espólio da Freguesia de Vila Nova de Cerveira depositado no Arquivo Municipal

Na sequência do desafio lançado pelo autarca cerveirense no Dia do Município do ano passado, e da adesão de algumas juntas de freguesia do concelho, o executivo da União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e de Lovelhe acaba de consumar a entrega de um vasto conjunto documental histórico e identitário da localidade de Cerveira ao Arquivo Municipal. Objetivo é preservar factos e memórias, além de disponibilizar a sua consulta a toda a população.

IMG_9834.JPG

A assinatura do auto de entrega decorreu, esta terça-feira, no edifício do Arquivo Municipal, com a presença do presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e do executivo da Junta da União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe, nomeadamente o presidente Constantino Costa, o secretário Cândido Malheiro e a tesoureira Maria José Morais.

O espólio arquivístico com valor histórico entregue no Arquivo Municipal, a título de depósito, data desde os finais do século XIX até inícios do século XXI. Entre a diversa e rica documentação da freguesia de Vila Nova de Cerveira, o destaque vai para as atas das sessões da Junta de Paróquia e também da Junta de Freguesia, bem como alguma correspondência recebida e expedida neste período de tempo.

Agradecendo a sensibilidade para a preservação de documentos históricos e identitários de Vila Nova de Cerveira, “colocando-os num espaço único e apropriado, com a vantagem de serem consultados e divulgados, ao invés de ficarem fechados numa gaveta”, o edil cerveirense, Fernando Nogueira, reiterou o desafio lançado em tempos às Juntas de Freguesia e instituições do concelho para depositarem o seu espólio no Arquivo Municipal, continuando a ter propriedade sobre os documentos.

De realçar que o Arquivo Municipal de Vila Nova de Cerveira está recetivo a inventariar, preservar e divulgar, quer documentos públicos, quer privados, seja a título de doação ou de depósito, de forma a contribuir para o enriquecimento do património documental existente no concelho e de o tornar acessível não só a investigadores, como a todas as pessoas que pretendem visitar e consultar a informação disponibilizada.

CERVEIRENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Sessão pública para análise do OP acontece sexta-feira

Concluído o processo do Orçamento Participativo (OP) 2016, o Município de Vila Nova de Cerveira convida a população para uma sessão pública de avaliação do mecanismo e de análise de possíveis melhorias no seu funcionamento com vista à edição de 2017. Reunião decorreesta sexta-feira, 2 de dezembro, às 18h30, no Auditório da Biblioteca Municipal.

Introduzido em 2015 sobum formato maisinterativo, através da elaboração de um Regulamento específico e da criação de uma plataforma online, o Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira tem despertado o interesse dos cerveirenses, confirmado pela participação recorde alcançada na segunda edição. Todos reconhecem neste mecanismo de participação democrática um enorme potencial na aproximação Município/Munícipe, bem como na definição das prioridades para o concelho.

E é sob este preceito que a autarquia pretende auscultar a população sobre o que considera que está bem e o que pode ser melhorado no processo, de forma a sero mais apelativo e transparente possível.Apontando para a continuidade em 2017, o executivo cerveirense agendou, para esta sexta-feira, 02 de dezembro, uma sessão pública para a recolha de sugestões dos proponentes e dos cerveirenses em geral, procurando fazer um balanço e projetar novas formas de participação dos cidadãos.

“Estamos muito satisfeitos com o OP deste ano, houve projetos muito interessantes e ficam boas ideias para o futuro. Efetivamente com dois anos de experiência é necessário fazer uma revisão, e nada melhor do que ser a própria população a levantar as dificuldades sentidas e sugestões de melhoria, já que o OP é das e para os cerveirenses”, assegura o autarca, considerando no entanto que “o principal objetivo associado ao OP está a ser alcançado, o de impulsionar a vitalidade cívica dos cerveirenses, aproximando-os e integrando-os nas decisões e prioridades para o concelho”.

Desta forma, a Câmara Municipal convida a população a participar na sessão pública do OP agendada para a próxima sexta-feira, às 18h30, no Auditório da Biblioteca Municipal.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE CERVEIRA RENOVA PRESENÇA NO MUNDO DIGITAL

É com uma imagem renovada e uma maior funcionalidade que a Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira se apresenta a partir de hoje na Internet, através de uma página web adaptada a todas as plataformas (computador, tablets, smartphones), com visualização otimizada para cada uma delas. Objetivo é oferecer um serviço adequado às necessidades dos utilizadores.

biblioteca site.png

A aposta do Município cerveirense numa nova página online da Biblioteca vai ao encontro da estratégia de comunicação encetada no início do mandato de rejuvenescimento da imagem institucional e na produção de conteúdos que contribuam para melhor servir a população, bem como divulgar e promover Vila Nova de Cerveira dentro e fora de portas.A reformulação da componente web institucional iniciou com um novo Portal Municipal, seguindo-se uma uniformização de outros serviços nomeadamente do Aquamuseu do Rio Minho, e agora da Biblioteca Municipal.

Procurando comunicar, difundir e dinamizar ainda mais o mundo do livro e da leitura através dos meios digitais, uma das novidades desta nova página (biblioteca.cm-vncerveira.pt) éo seu caráter responsivo a qualquer dispositivo eletrónico (PC, tablet, smartphones), proporcionando uma visualização otimizada para cada um e, consequentemente, um acesso mais funcional, intuitivo e eficaz, para além de ser mais apelativo.

Além dos conteúdos normais que se podem encontrar numa web de uma biblioteca como a informação sobre espaços, serviços, atividades, acesso ao catálogo on-line ou formulários de contacto, a Biblioteca Municipal cerveirense apresenta esta plataforma como um campo base para estabelecer novas relações com os utilizadores que podem, entre outras possibilidades, interagir com os conteúdos apresentados através de ligação direta às redes sociais, consultar o blog com as novidades/eventos ou uma explicação detalhada das diferentes atividades desenvolvidas. Também é possível informar-se sobre o Guia do Utilizador, e muito brevemente aceder ao catálogo digital.

O lançamento da nova página web coincide com a data de inauguração da renovação das atuais instalações da Biblioteca Municipal, instalada no edifício Solar dos Castros, a 29 de novembro de 2003.

E assim fica a sugestão de boas leituras no papel e… no digital.

SILÊNCIO QUE SE CANTOU O FADO, NA TORINO, EM VILA NOVA DE CERVEIRA

Foi no passado dia 25 de Novembro que a Torino recebeu a segunda Noite de Fados, em Vila Nova de Cerveira.

Fado2 (1).png

Para os apreciadores de boa música e gastronomia esta foi mais uma oportunidade para poder escutar a brilhante fadista Paula Canossa que interpretou vários temas, desde o fado mais tradicional até outros mais corridos.

Após estas duas sessões a Torino voltará a receber Noites de Fado a partir de Janeiro para poder desfrutar, em boa companhia, de uma dupla sensação – música e comida, duas artes que se conjugam na perfeição na Torino, com os cozinhados tradicionais da D. Fernanda e a inconfundível voz de Paula Canossa.

Fado3 (1).png

Dezembro é mês de trabalho na Torino

O mês de Dezembro começa, para a Torino com a presença na Mostra 100% Alto Minho de 2 a 4 de Dezembro. A marca 100% Alto Minho foi criada no âmbito do projeto Alto Minho Km0 promovido pela CEVAL e visa a melhoria da competitividade da região Norte - Alto Minho. O objetivo geral é a identificação e valorização dos recursos endógenos do Alto Minho e o aumento da robustez da base económica regional de bens e serviços transacionáveis.

Dezembro é também mês de festa e confraternização. Nesse sentido a Torino apresenta três menus diferentes para jantares de amigos, família ou empresas. Venha conhecer estas opções e descobrir os sabores da gastronomia tradicional da D. Fernanda.

A Torino - Casa de Chás está localizada em pleno centro histórico de Vila Nova de Cerveira e aberta ao público há cerca de um ano. Venha conhecer-nos e traga um amigo!

Visite-nos, todos os dias, e venha conhecer a tradição do Alto Minho, na Torino. Siga-nos também em facebook.com/torino.casadecha. Estamos aqui para o servir.

Menu Natal-01.jpg

CERVEIRA E MELGAÇO PROMOVEM INTERCÂMBIO DE VISITAS ESCOLARES

Cerveira e Melgaço formalizam intercâmbio de visitas escolares lúdico-pedagógicas

Os autarcas de Vila Nova de Cerveira e de Melgaço, Fernando Nogueira e Manoel Batista, assinaram, esta quinta-feira, o protocolo de colaboração para intercâmbio de visitas escolares gratuitas aos espaços museológicos de referência dos dois concelhos. As vereadoras com o pelouro da Educação, Aurora Viães e Maria José Codesso, respetivamente, acompanharam a formalização do compromisso.

Melgaço e Vila Nova de Cerveira celebraram protocolo na área da Educação.jpg

Com a entrada em vigor desta parceria, os alunos do pré-escolar e do 1º ciclo de Vila Nova de Cerveira vão ter acesso a visitas gratuitas ao Núcleo Museológico da Torre de Menagem e às Ruínas Arqueológicas da Praça da República, ao Núcleo Museológico de Castro Laboreiro, ao Museu de Cinema de Melgaço – Jean Loup Passek, ao Espaço Memória e Fronteira e à Porta de Lamas de Mouro. Em contrapartida, as crianças melgacenses a frequentar os mesmos níveis de ensino podem conhecer in loco o Aquamuseu do Rio Minho e o Núcleo Interpretativo dos Moinhos da Gávea, em Vila Nova de Cerveira.

De sublinhar que este intercâmbio escolar lúdico-pedagógico alarga-se também ao concelho de Caminha, tendo o Município de Vila Nova de Cerveira já estabelecido um protocolo nas mesmas condições, que já arrancou no terreno com as crianças cerveirenses a usufruir de visitas à Torre do Relógio e ao Centro de Interpretação da Serra d'Arga e, por sua vez, os alunos de Caminha a contactar com o Aquamuseu do Rio MInho e o Núcleo Interpretativo dos Moinhos da Gávea.

O objetivo desta parceria intermunicipal é a promoção da qualidade da aprendizagem das crianças e jovens, com a programação de visitas escolares gratuitas a vários espaços dos três concelhos, que poderão ocorrer durante o ano letivo, mas também nas pausas letivas mediante calendarização previamente acertada entre cada agrupamento de escolas e os responsáveis pelos museus.

...E CERVEIRA É O TERCEIRO DO DISTRITO DE VIANA DO CASTELO!

Cerveira é o terceiro município do Alto Minho com melhor desempenho financeiro

De acordo com o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2015, divulgado pela Ordem dos Contabilistas Certificados, Vila Nova de Ceveira ocupa a terceira posição a nível distrital dos municípios com melhor desempenho financeiro, e o primeiro lugar na categoria dos designados de pequena dimensão alto-minhotos.

aMp2015-page-292.jpg

Lançado esta terça-feira, o 12º Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses analisa as contas de 308 municípios, 185 empresas municipais e 25 serviços municipalizados em 2015. O documento, de 400 páginas, apresentado pela Ordem dos Contabilistas Certificados e coordenado por João Carvalho, professor do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, mostra que a saúde financeira dos municípios melhorou em vários aspetos económicos de 2015.

No que diz respeito ao distrito de Viana do Castelo, Vila Nova de Cerveira surge na terceira posição, logo após Arcos de Valdevez e Ponte de Lima, mas se considerarmos a categoria de municípios de pequena dimensão, Cerveira ocupa o primeiro lugar.

O edil cerveirense afirma que estes dados vêm na sequência de outros índices de avaliação ao desempenho dos 308 municípios, elaborados por entidades externas, e nos quais Vila Nova de Cerveira tem apresentado bons resultados de dinamismo económico e financeiro. Fernando Nogueira sublinha que a política de baixa fiscalidade municipal e de rigor das contas municipais associada ao grande espírito empreendedor das empresas e dos empresários instalados no concelho tem contribuído para alcançar importantes lugares no âmbito distrital e regional.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2015 atesta o desempenho dos municípios no que se refere aos indicadores índice liquidez, resultado operacional, peso passivo exigível no ativo, passivo por habitante, taxa de cobertura financeira da despesa realizada no exercício, prazo médio de pagamentos, grau de execução do saldo efetivo, índice de dívida total, execução da despesa relativamente aos compromissos assumidos e impostos diretos por habitante.

aMp2015-page-001.jpg

CERVEIRA APROVA ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO

Assembleia Municipal aprova Orçamento e GOP para 2017

O Orçamento e Grandes Opções de Plano para 2017 da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira foi aprovado, por maioria, com 10 abstenções do PS, na Assembleia Municipal da última sexta-feira. Dúvidas cingiram-se à presença do presidente da Câmara Municipal na fotografia com os restantes autarcas do Alto Minho, no dia da assinatura do Acordo de Colaboração com o Ministério da Educação, o qual Cerveira não assinou tendo já tornadas públicas as razões e alternativas em cima da mesa.

IMG_9775.JPG

Pela importância que implica no desenvolvimento do concelho, era expetável que o ponto 4 do Período da Ordem do Dia – GOP e Orçamento para 2017 – da Assembleia Municipal suscitasse um debate alargado no entanto, e após a apresentação realizada pelo autarca cerveirense das linhas diretrizes prioritárias para o próximo ano (num montante de 12,1 milhões de euros, correspondente a um aumento de cerca de 6% relativamente ao ano anterior), a única questão levantada pela oposição foi na área da Educação.

Os deputados socialistas criticaram o facto do presidente da câmara municipal ter marcado presença quer na reunião quer na fotografia de grupo, por altura da assinatura do Acordo de Colaboração com o Ministério da Educação, a 12 de setembro, o qual Vila Nova de Cerveira não assinou, em concordância com a tutela, por considerar ser insuficiente para as necessidades reais de requalificação e modernização da EB2,3/S.

Apesar de já ter explicado a decisão do executivo noutras ocasiões, Fernando Nogueira voltou a contextualizar a situação e a reafirmar que, com o apoio da direção da escola, o Município ficou de fora deste acordo por entender que os cerca de 108 mil euros cabimentados no PDCT apenas remediavam os problemas do edifício. Com a garantia de que esta verba está assegurada, o autarca confirmou que tem um acordo de princípio com o Ministro da Educação e a Secretária de Estado para reequacionar este investimento, através da elaboração de um projeto abrangente que está a ser ultimado e será apresentado em breve à tutela. Quanto à questão da fotografia, Fernando Nogueira apenas referiu que foi convidado pelo Sr. Ministro da Educação para estar presente na reunião e na fotografia de grupo, sendo “um orgulho ter um governante do Alto Minho”. “Se quiserem perder um bocado de tempo e ver as notícias que saem de Vila Nova de Cerveira vão perceber que coloco a divulgação e promoção do Município à frente da figura de Presidente de Câmara”, assegurou.

No que diz respeito ao orçamento para 2017, propriamente dito, continua a dar especial atenção às famílias, idosos, jovens, Educação, Juntas de Freguesia, Ambiente e Património Municipal, através de uma ação ponderada, comprometida e eficiente na defesa do bem-estar dos munícipes.

Entre alguns dos investimentos prioritários das GOP consta-se o projeto de beneficiação da EB2,3/S de Via Nova de Cerveira; o arranque do investimento no Parque de Atividades Económicas de Sapardos; a implementação do Espaço de cidadão na Zona Industrial; a execução da 3ª fase da Ecovia; o Parque Transfronteiriço Castelinho-Fortaleza; a beneficiação da rede viária municipal; a regeneração urbana da entrada sul da vila; a qualificação, reforço e manutenção da rede de água; o Orçamento Participativo 2017.

Ao nível de impostos que recaem sobre as famílias e as empresas sedeadas no concelho, mantém-se a política de baixa fiscalidade municipal e as reduções já deliberadas, com o intuito de minimizar a carga fiscal que depende da vontade do município. No que concerne às Juntas de Freguesia há a registar um aumento em 4% das transferências diretas e ao qual se acresce também 10% a comparticipação em projetos que venham a apresentar. Não obstante, os apoios destinados às diversas instituições públicas e privadas sem fins lucrativos de natureza cultural, social e desportiva também são para manter em 2017.

NATAL CHEGA A CERVEIRA

Natal chega mais cedo ao refeitório de Santa Casa da Misericórdia

Sensível à exposição realizada pela Santa Casa da Misericórdia, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira concedeu um apoio de 10 mil euros para a aquisição de novo mobiliário para dotar o refeitório de melhores condições de bem-estar e conforto já ao dispor dos utentes daquela instituição.

15181240_1855900177972767_990464711028039576_n.jpg

As mesas e cadeiras disponíveis no refeitório da Misericórdia cerveirense já remontam à data de inauguração do lar, há cerca de 30 anos, encontrando-se muito degradado e não oferecendo o mínimo de dignidade aos cerca de 80 utentes.

A substituição deste equipamento foi apresentada pela direção da Santa Casa como uma das prioridades, dado tratar-se de um espaço muito utilizado pelos utentes para a realização das quatro refeições diárias. Após análise das necessidades, a autarquia cerveirense avançou com a aprovação deste apoio.

“O Município continua a atender às solicitações de apoio das instituições concelhias, numa ótica de salvaguarda dos interesses das populações, e este é um caso em que irá contribuir para a melhoria da qualidade de resposta prestada aos idosos desta instituição”, afirma o autarca Fernando Nogueira, reforçando o papel destas entidades junto daqueles que menos têm e que mais precisam, reafirmando a disponibilidade da autarquia no apoio social que tem prestado. O autarca felicita ainda a Mesa da Santa Casa pelo dinamismo e boa gestão visível nos trabalhos realizados.

CERVEIRA PROMOVE BELEZA NATURAL ATRAVÉS DO DESPORTO

Cerveira Team Trail projetam desporto e beleza natural como simbiose perfeita

A paixão pelas belas paisagens naturais que Vila Nova de Cerveira oferece e o entusiasmo pelo trail levou um grupo de cerveirenses a constituir o Cerveira Team Trail – Clube Celtas do Minho. Equipa foi recebida, este sábado, nos Paços do Concelho, pelo presidente e vice-presidente da autarquia, para a primeira apresentação oficial dos membros e dos objetivos. Caraterísticas ideais de Cerveira para a prática da modalidade tem recebido elogios e, em 2017, vai mesmo integrar o Campeonato Nacional da Associação de Trail Running de Portugal.

Cerveira Team Trail.jpg

Num contexto de verdadeira evolução da prática do Trail, Vila Nova de Cerveira, apesar de muito recente, já se tem demarcado como uma referência regional e nacional. A organização de duas edições da Taça Ibérica de Trail revelou-se uma aposta ganha, confirmada pela duplicação do número de participantes, de um ano para o outro, oriundos de vários pontos do país.

E como não poderia deixar de ser, Vila Nova de Cerveira fez-se representar, este ano, com uma equipa que, apesar de estar a dar as primeiras dezenas de quilómetros, já é um caso sério na modalidade. De dois elementos iniciais, já são cerca de 50 permanentes, entre mulheres e homens, de várias idades. De treinos informais saudáveis passaram para competições oficiais. A reconhecida ‘Vila das Artes’ tem assistido à consolidação das potencialidades do turismo da natureza, em grande parte pela prática de trail.

Com a integração nos estatutos do Clube Celtas do Minho, esta ‘comunidade de corredores’ cerveirenses foi recebida, este sábado, nos Paços do Concelho, pelo presidente Fernando Nogueira e pelo vice-presidente Vitor Costa, no primeiro ato oficial da equipa Cerveira Team Running. Perante os cerca de 50 elementos, o edil cerveirense Fernando Nogueira agradeceu o dinamismo do grupo em torno da promoção de Cerveira pelas inúmeras provas em que participam, anunciando que, em breve, a autarquia concederá o apoio necessário, além de um espaço para a criação de uma sede do trail. “Para além da prática de desporto privilegiando a natureza e a montanha, vocês estão a desempenhar um papel muito importante pela presença humana na floresta e os inúmeros benefícios subjacentes”, disse ainda Fernando Nogueira. No final, a equipa ofereceu ao autarca a camisola oficial do Cerveira Team Trail.

São já cerca de 50 ‘trail runners’ que, além da força e vontade de superar desafios pessoais, têm como grande objetivo a promoção de Vila Nova de Ceveira pelo desporto e contacto com a natureza, estimulando o desenvolvimento de práticas de vida saudáveis e dinamizando a partilha de experiências desportivas. Com o slogan ‘razões que nos fazem correr’, a equipa tem participado em várias as provas do Norte e Centro do país, subindo por diversas vezes ao pódio.

Pela excelência das condições naturais e técnicas, a Taça Ibérica de Trail, que se disputa na primeira quinzena de maio, em Vila Nova de Cerveira, já despertou o interesse da Associação de Trail Running de Portugal que anunciou que, em 2017, a prova Ultra 50kms passará a contar para o Campeonato Nacional da modalidade.

Um dos elementos diferenciadores para a prática do trail em Vila Nova de Cerveira é a dureza dos percursos pelas caraterísticas naturais que apresentam, sendo uma prova muito técnica e apelativa que se constitui como um verdadeiro desafio a todos os atletas. A título de exemplo, e numa escala de dificuldade de 1 a 4, o Trail Curto 21k já foi classificado com o grau 4”. Para complementar o lado competitivo, a envolvência natural e cultural direta é outra marca da Taça Ibérica de Trail.

CERVEIRA REÚNE ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira

Sessão de novembro de 2016

A Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira reuniu em sessão ordinária a 18 de novembro de 2016, pelas 21:00h, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com as seguintes deliberações:

  • Período “Antes da Ordem do Dia”:
  • O Movimento Independente PENCE - Pensar Cerveira apresentou um voto de pesar pelo falecimento do Mestre José Rodrigues, representando uma grande perda para a cultura nacional e, em particular, para Vila Nova de Cerveira. O PS associou-se ao voto. A Assembleia Municipal aprovou-o por unanimidade, tendo ainda sido reservado um minuto de silêncio.
  • O Grupo do PS propôs um voto de congratulação pela nomeação do Eng.º António Guterres para secretário-geral da ONU, o mais alto cargo internacional. O PENCE associou-se a este voto. A Assembleia Municipal aprovou-o por unanimidade.
  • Neste capítulo, foram ainda proferidas algumas intervenções políticas dos membros da Assembleia Municipal, nomeadamente o processo do Orçamento Participativo 2016, o Acordo de Colaboração com o Ministério da Educação para a requalificação da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira, a obrigatoriedade da legalização de acessos imposta pela Estradas de Portugal, ponto de situação do Castelo de Cerveira, alterações no Regulamento das Bolsas de Estudo, a criação do Cartão Jovem Municipal, Parque Desportivo de Sapardos, problemas de telecomunicações e de toponímia em Sopo, e ampliação de salas do Centro Escolar Norte. O presidente da Câmara Municipal respondeu a todas as questões que lhe foram levantadas.
  • Período da Ordem do Dia:
  • Proposta – Fixação da Taxa Municipal de Direitos de Passagem (TMDP): Imposto que não sofre alterações para 2017, mantendo-se nos 0,10%. Trata-se de um imposto a aplicar sobre cada fatura emitida pelas empresas que oferecem redes e serviços de comunicações eletrónicas acessíveis ao público. A proposta foi aprovada por unanimidade.
  • Proposta – Fixação da Taxa de Derrama para Cobrança em 2017, Incidente sobre o Lucro Tributável relativo a 2016: Mantendo a política de baixa fiscalidade praticada nos últimos três anos, e os resultados positivos que dela advém, a proposta para 2017 é exatamente igual, ou seja, a isenção de pagamento de derrama às empresas com volume de negócios até 75 mil euros; para volume de negócios até 150 mil euros a taxa a pagar é ainda reduzida, tendo sido fixada em 0,8%, e as restantes empresas que apresentarem um volume de negócios acima dos 150 mil euros ficam sujeitas à taxa de 1,5%.Documento foi aprovado por unanimidade.
  • Proposta – Fixação da Taxa de IRS para 2017: Os municípios têm direito a 5% do IRS coletado nos respetivos concelhos e podem abdicar desse total ou de parte dele a favor dos seus munícipes. Vila Nova de Cerveira mantém abdicar de 50% a favor dos munícipes e compromete-se ainda a investir no apoio social. Proposta aprovada por unanimidade.
  • Proposta – Fixação de Taxa de IMI para 2017: Para 2017, o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em Vila Nova de Cerveira mantém-se no valor mínimo permitido por Lei, isto é, 0,3% para os prédios urbanos avaliados e 0,8% para os prédios rústicos. A novidade para o próximo ano é a redução do IMI em função do número de filhos que, não só é para continuar, como foi duplicado o valor absoluto para agregados familiares com dois filhos (redução da taxa em 40 euros) e com três ou mais (redução da taxa em 70 euros). Não obstante, e promovendo a recuperação de prédios urbanos que se encontram em situação de manifesta degradação e/ou devolutos, mantém-se o agravamento da taxa de IMI fixado em 30% o índice de majoração a aplicar a todos os prédios urbanos considerados degradados.
  • Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2017, Mapa de Pessoal, Orçamento da Fundação Bienal de Cerveira e autorização prévia no âmbito da Lei dos compromissos: O presidente da Câmara Municipal apresentou as principais linhas diretrizes para 2017, num orçamento de 12,1 milhões de euros. Fernando Nogueira referiu ser um orçamento realista e rigoroso, alheio ao ano eleitoral que se avizinha. Entre os vários indicadores e a apresentação da lista de projetos e obras a executar, o autarca realçou que o documento visa o bem-estar da população, sublinhando desde logo o aumento nas transferências diretas para as freguesias de 5% bem como a comparticipação em 10% de projetos que venham a apresentar a fundos comunitários. Documento foi aprovado por maioria, com 10 abstenções do PS que apenas levantou questão sobre a presença do presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, na fotografia conjunta com os restantes representantes do Alto Minho por altura da assinatura do Acordo de Colaboração com o Ministério da Educação, o qual Vila Nova de Cerveira não assinou, tendo já apresentado as razões e a alternativa.
  • Relatório Final do Ajuste direto “Revisor oficial de Contas”: Abertura de novo procedimento para a prestação de serviços de Revisor Oficial de Contas, aprovado por unanimidade. Anexou-se ainda um documento para dar conhecimento à Assembleia Municipal da situação económico-financeira do Município de Vila Nova de Cerveira, referente ao 1º semestre de 2016. O autarca referiu os resultados positivos, reveladores de uma gestão autárquica rigorosa, realista e transparente.
  • Proposta de Redistribuição de Verbas para as Freguesias: Por altura da apresentação e aprovação do Orçamento e GOP para 2016, a Câmara Municipal reservou, para as juntas de freguesia, um montante de 50 mil euros para apoiar as freguesias que revelem intenção de submeter um projeto a fundos comunitários. Também ficou alinhavado que, caso esse fundo de maneio não fosse gasto até outubro passado, seria distribuído pelas freguesias. O que se pretendeu nesta sessão ordinária da Assembleia Municipal foi esclarecer os critérios de distribuição. Documento aprovado por maioria, com oito votos contra do PS.
  • No período reservado à intervenção do público, usou da palavra um representante do Colégio de Campos que, para além de fazer o ponto de situação do arranque do novo ano letivo, agradeceu publicamente o expresso apoio manifestado pela Câmara e Assembleia Municipal na continuidade do regular funcionamento Colégio de Campos.

MUNICÍPIO DE CERVEIRA TEM DESEMPENHO EXEMPLAR

Consultoras 20/20 Strategye Marktest realçam desempenho municipal “exemplar”

Vila Nova de Cerveira tem vindo a ocupar lugares de destaque nos vários ratings concelhios que analisam a performance dos 308 municípios portugueses. Recentemente foi divulgado ser o 2º município com melhor desempenho municipal (5 a 10 mil residentes) no “City Performance Index 2016”,e o 12º concelho do país com maior taxa de constituição de empresas, pela aplicação ‘Municípios On-Line’ da Marktest. Autarquia realça o reconhecimento de um profícuo trabalho desenvolvido com diversos parceiros, com visão e confiança no desenvolvimento sustentável de Cerveira.

Os 308 concelhos portugueses têm sido constantemente avaliados por empresas de consultoria nacionais e internacionais que comparam o desempenho de cada concelho nas mais diversas áreas de atuação, no âmbito da região onde se insere e no panorama nacional. Estes índices procuram demonstrar o desempenho e estimular o crescimento de cada município.

Há dias, a 20/20 Strategyanunciou ter desenvolvido o ‘City Performance Index’, um modelo de avaliação do desempenho municipal em seis dimensões distintas: Produtividade, Talento, Infraestrutura, Governo, Social e Ambiente. Neste estudo, o concelho de Vila Nova de Cerveira encontra-se na posição 94 do ranking entre 308 concelhos e com um desempenho “exemplar” entre os designados pequenos municípios (5 e 10 mil habitantes), ocupando a 2º posição a nível nacional, com pontos fortes acima da média nacional, nomeadamente no indicador produtividade (+130% ao nível de desenvolvimento económico, crescimento e criação de empresas) e no Governo (+18% em itens como política de investimento local, finanças locais e transparência). Interpretando os valores no contexto regional, dos 10 municípios alto-minhotos, Vila Nova de Cerveira também surge em 2º lugar, a seguir de Viana do Castelo, revelando uma excelente performance.

Por sua vez, a Marktest desenvolveu uma aplicação web - ‘Municípios Online’- que tem como objetivo principal analisar as forças e fraquezas de cada concelho, em função dos ratings de Dinamismo Demográfico, Dinamismo Económico e Qualidade de Vida.Dados referentes a 2014 revelam que Vila Nova de Cerveira é o 12º concelho do país com maior taxa de constituição de empresas, o 13º com maior número de recursos culturais per capita, e o 16º com maior volume de negócios médio das empresas (448 milhares de euros).

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, “estes bons e motivadores indicadores revelam que o Município está no caminho certo para crescer de forma sustentável e próspera”, acrescentando: “Fazendo uma análise destes dois estudos realizados por entidades diferentes, Vila Nova de Cerveira surge com um orgulhoso ponto convergente, o crescente dinamismo económico, quer pela implementação de uma política municipal de baixa fiscalidade quer pela estratégia e confiança dos investidores e grupos empresariais aqui instalados. Por esta razão, estes resultados são da autarquia, mas também do mérito do setor empresarial e comunidade cerveirense em geral”, assegura Fernando Nogueira.

A estes bons indicadores juntam-se ainda os recentes prémios alcançados pelo Município, nomeadamente a 8ª posição do Índice da Presença na Internet das Câmaras Municipais e o 2º lugar conquistado pelo documentário da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira na categoria “Cultural Events” da competição internacional do Festival ART&TUR 2016.

CERVEIRA TEM DESEMPENHO MUNICIPAL EXEMPLAR

Consultoras 20/20 Strategye Marktestrealçam desempenho municipal “exemplar”

Vila Nova de Cerveira tem vindo a ocupar lugares de destaque nos vários ratings concelhios que analisam a performance dos 308 municípios portugueses. Recentemente foi divulgado ser o 2º município com melhor desempenho municipal (5 a 10 mil residentes) no “City Performance Index 2016”,e o 12º concelho do país com maior taxa de constituição de empresas, pela aplicação ‘Municípios On-Line’ da Marktest. Autarquia realça o reconhecimento de um profícuo trabalho desenvolvido com diversos parceiros, com visão e confiança no desenvolvimento sustentável de Cerveira.

Os 308 concelhos portugueses têm sido constantemente avaliados por empresas de consultoria nacionais e internacionais que comparam o desempenho de cada concelho nas mais diversas áreas de atuação, no âmbito da região onde se insere e no panorama nacional. Estes índices procuram demonstrar o desempenho e estimular o crescimento de cada município.

Há dias, a 20/20 Strategyanunciou ter desenvolvido o ‘City Performance Index’, um modelo de avaliação do desempenho municipal em seis dimensões distintas: Produtividade, Talento, Infraestrutura, Governo, Social e Ambiente. Neste estudo, o concelho de Vila Nova de Cerveira encontra-se na posição 94 do ranking entre 308 concelhos e com um desempenho “exemplar” entre os designados pequenos municípios (5 e 10 mil habitantes), ocupando a 2º posição a nível nacional, com pontos fortes acima da média nacional, nomeadamente no indicador produtividade (+130% ao nível de desenvolvimento económico, crescimento e criação de empresas) e no Governo (+18% em itens como política de investimento local, finanças locais e transparência). Interpretando os valores no contexto regional, dos 10 municípios alto-minhotos, Vila Nova de Cerveira também surge em 2º lugar, a seguir de Viana do Castelo, revelando uma excelente performance.

Por sua vez, a Marktest desenvolveu uma aplicação web - ‘Municípios Online’- que tem como objetivo principal analisar as forças e fraquezas de cada concelho, em função dos ratings de Dinamismo Demográfico, Dinamismo Económico e Qualidade de Vida.Dados referentes a 2014 revelam que Vila Nova de Cerveira é o 12º concelho do país com maior taxa de constituição de empresas, o 13º com maior número de recursos culturais per capita, e o 16º com maior volume de negócios médio das empresas (448 milhares de euros).

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, “estes bons e motivadores indicadores revelam que o Município está no caminho certo para crescer de forma sustentável e próspera”, acrescentando: “Fazendo uma análise destes dois estudos realizados por entidades diferentes, Vila Nova de Cerveira surge com um orgulhoso ponto convergente, o crescente dinamismo económico, quer pela implementação de uma política municipal de baixa fiscalidade quer pela estratégia e confiança dos investidores e grupos empresariais aqui instalados. Por esta razão, estes resultados são da autarquia, mas também do mérito do setor empresarial e comunidade cerveirense em geral”, assegura Fernando Nogueira.

A estes bons indicadores juntam-se ainda os recentes prémios alcançados pelo Município, nomeadamente a 8ª posição do Índice da Presença na Internet das Câmaras Municipais e o 2º lugar conquistado pelo documentário da XVIII Bienal Internacional de Arte de Cerveira na categoria “Cultural Events” da competição internacional do Festival ART&TUR 2016.