Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA INCLUI CICLISMO NO TRIATLO DA AMIZADE

Percurso de ciclismo de estrada é novidade do XI Triatlo da Amizade

Cerca de 200 atletas federados e não federados de Portugal e da Galiza vão participar, este domingo, no XI Triatlo da Amizade, entre Vila Nova de Cerveira e Tomiño. A principal novidade introduzida nesta edição é a substituição da prova de BTT montanha por ciclismo de estrada, num percurso de 20kms.

Triatlo da Amizade 2017 02

A apresentação deste evento desportivo de referência na cooperação transfronteiriça Cerveira-Tomiño decorreu esta manhã, em Tomiño, com a presença do Vice-presidente do Município de Vila Nova de Cerveira, Vitor Costa, acompanhado pelo técnico de desporto, André Silva, da Alcaldesa de Tomiño, Sandra Gonzalez, do Concelleiro de Deportes do Concello de Tomiño, Ismael Troncoso, e do representante da Federação Galega de Triatlo, Enrique Hidalgo.

Recordando que o Triatlo da Amizade foi o primeiro de muitos eventos transfronteiriços realizados entre os dois concelhos vizinhos, Sandra Gonzalez, sublinhou que a participação de mais de meia centena de jovens na prova de manhã é a garantia do seu futuro. Por sua vez, o vice-presidente do executivo cerveirense, Vitor Costa, anunciou que a principal novidade desta edição prende-se com a substituição da prova de BTT montanha por ciclismo de estrada, indo ao encontro das solicitações dos participantes.

Com o início da competição a alternar de local a cada ano, o Triatlo da Amizade 2017 começa, às 15h00 (PT) em Goián, Tomiño, com os 750m de natação no rio Minho para chegar à margem de Vila Nova de Cerveira, onde fazem a transição para um percurso de ciclismo de estrada que totaliza 20km. No final, Vila Nova de Cerveira recebe a segunda transição de ciclismo para atletismo, onde os atletas vão percorrer 5kms, atravessando a Ponte da Amizade para terminar no Espaço Fortaleza, em Goián. Da parte da manhã, realiza-se um triatlo pontuável para o Circuito Regional Jovem que reúne jovens triatletas para a prova de distâncias alinhadas com os diversos escalões etários.

Em disputa está o Troféu da Amizade, uma obra da autoria do escultor espanhol Arcádio Blasco, cuja designação da escultura é “Encontros de Culturas” sendo, desde a primeira edição, o símbolo do Triatlo da Amizade.

CERVEIRA RECEBE FESTIVAL DE BANDAS DE MÚSICA

Sonoridades filarmónicas vão encher o centro histórico cerveirense

É já este domingo, 17 de setembro, que a ‘Vila das Artes’ recebe o XII Festival de Bandas de Música, com um rico programa de intercâmbio cultural através da música.

Cartaz Festival Bandas 2017

Organizado pela Cervaria - Associação Cultural e Recreativa, com o apoio do Município de Vila Nova de Cerveira, o evento conta com a participação de cinco bandas que após um desfile pelas ruas do centro histórico, preparam um grande concerto a partior das 15h00. Este ano, as vandas convidadas são: Banda Musical de Monção, Banda Bingre Canelense, Banda de Música de Antas, União Filarmónica do Troviscal e Banda Nova de Fermentelos.

O evento tem um encerramento muito singular, com todas as bandas a interpretar a Marcha de Valdemar Sequeira, “Ponte da Amizade”.

Referência no Norte de Portugal e Galiza, o Festival de Bandas de Vila nova de Cerveira alia a música aos conceitos de tradição, intercâmbio cultural e convívio, resultando no sucesso que, ano após ano, atrai largas centenas de pessoas.

CERVEIRA CRUZA ARTE COM NANOTECNOLOGIA

Programa ´Scale Travels´ estende-se até 2020: gnration e INL renovam parceria que cruza a arte com a nanotecnologia

Com vista à continuidade do trabalho conjunto desenvolvido desde Abril de 2016, o gnration e o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) anunciaram hoje, dia 14 de Setembro, a renovação da parceria por mais três anos.

1

Assim, de 2018 a 2020, a galeria INL – localizada no edifício gnration - continuará a apresentar trabalhos artísticos que aproximam arte e nanotecnologia, colocando artistas junto de investigadores, propagando a aproximação da comunidade à nanotecnologia e à arte. A renovação da parceria permitirá também a introdução de novas variáveis, onde se incluirá uma componente pedagógica a partir de 2018.

Fruto de um projecto-piloto intitulado ´Scale Travels´, a galeria INL foi visitada por cerca de 5000 pessoas no primeiro semestre de 2017 e alcançou um alcance mediático estimado de 3.858.218 pessoas, tendo recebido instalações sonoras e audiovisuais dos artistas portugueses Rui Dias e Fernando José Pereira, do norte-americano Pierce Warnecke, do holandês Tarik Barri e, mais recentemente, do português Pedro Rebelo.

De acordo com Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esta parceria é ´extremamente importante´ porque permite ao gnration ´ligar a componente artística e cultural à inovação, juventude e criatividade´. “É um bom testemunho do que queremos que seja o papel do edifício no contexto da nossa comunidade. Ao mesmo tempo permite ao INL reforçar a sua abertura à comunidade tornar acessível a ciência e o conhecimento que produzem”, afirmou, referindo também que este projecto é uma ´mais-valia´ para a candidatura de Braga a Cidade Criativa da Unesco na área das media arts.

Segundo o Director do INL, Lars Montelius, o programa Scale Travels permite alcançar a comunidade e, em especial, uma audiência que normalmente não visitaria o INL ou trabalharia com os seus investigadores.

“Estamos muito felizes com os resultados das duas primeiras fases do programa, alcançados não só aqui em Braga, mas também junto dos cerca de 4 milhões de pessoas em todo o mundo através de várias actividades de disseminação. Gostaríamos de levar o projecto Scale Travels ainda mais longe na próxima fase do programa. A duração de três anos possibilitará novas dimensões e caminhos a serem explorados, incluindo experiências de co-criação, não só entre um artista e um cientista, mas também através de programas interativos no gnration”, referiu.

Em 2017 a galeria INL encerrará com uma obra audiovisual do conceituado artista japonês Ryoichi Kurokawa, vencedor do Golden Nica – Prix Ars Electronica e com trabalho exibido na Bienal de Veneza, Tate Modern ou Transmediale. O conceituado artista esteve em residência artística em Maio deste ano na cidade de Braga. Durante uma semana, Kurokawa esteve em contacto directo e constante com investigadores do INL, onde teve a oportunidade de aprofundar conhecimentos sobre nanotecnologia que o permitiram elaborar o trabalho artístico que apresentará em estreia mundial.

As visitas à galeria INL são gratuitas e decorrem no período normal de funcionamento do gnration.

3

5

CERVEIRA LEVA ALUNOS E PROFESSORES À BIENAL DE ARTE

Novo ano letivo arranca com visita de professores e alunos à Bienal de Arte

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, e a Vereadora da Área da Educação, Aurora Viães, assinalaram, esta quarta-feira, a abertura do ano letivo 2017/2018, convidando os professores do Agrupamento de Escolas do concelho para uma visita guiada à XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira. Alunos terão oportunidade de conhecer com os trabalhos expostos durante as próximas duas semanas.

IMG_9148

Em ano de Bienal de Arte, a habitual cerimónia de receção aos professores em Vila Nova de Cerveira não podia ter outro cenário: o Fórum Cultural. O autarca cerveirense começou por dar as boas-vindas aos cerca de 50 docentes presentes, “‘aos da casa’ e a todos quantos se juntam a uma equipa de excelência”.

Reafirmando que a educação continua a ser uma das grandes prioridades do executivo, Fernando Nogueira sublinhou “o carinho especial pelas escolas que se traduz em atenção e disponibilidade dentro das possibilidades, pois o sucesso dos nossos jovens reflete-se no desenvolvimento do concelho”, e lançou um desafio: “Estamos num evento e num espaço de referência artística com reconhecimento nacional e internacional e, apesar do encerramento da XIX edição acontecer no próximo sábado, a maioria das exposições vai estar disponível mais duas semanas para que possam trazer os vossos alunos a conhecer”.

O diretor do Agrupamento de Escolas, Professor Venceslau Teixeira, agradeceu à Câmara Municipal por ser um parceiro privilegiado, realçando o excelente trabalho que tem sido desenvolvido e que se revela no entusiasmo dos pais e alunos em regressar à escola.

Depois dos discursos de boas-vindas, seguiu-se uma visita guiada à exposição de Homenagem a Paula Rego, pela Curadora Helena Pereira.

MINHO E GALIZA VÃO UNIR-SE ATRAVÉS DE PONTE PEDONAL

Arquitetos e Engenheiros galegos e portugueses envolvidos no projeto da futura travessia pedonal sobre o rio Minho

A Deputação de Pontevedra, o Município de Vila Nova de Cerveira e o Concello de Tomiño promoveram, esta manhã, um encontro com as ordens de arquitetos e de engenheiros galegos e portugueses, convidando-os a participar no júri do Concurso de Ideias que selecionará a proposta para a futura travessia pedonal sobre o rio Minho, unindo o Parque de Lazer do Castelinho (Vila Nova de Cerveira) e o Espaço Fortaleza (Tomiño). Período para apresentação de propostas já está a decorrer até 23 de outubro.

REUNIONPONTEMIÑO1

Para além do Deputado Provincial de Pontevedra, Uxio Benítez, no encontro estiveram presentes o vice-presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Vitor Costa, e a alcaldesa de Tomiño, Sandra Gonzalez, assim como o  presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Engenheiros de Portugal da Região Norte, Joaquim Poças, o vice-presidente da Ordem dos Arquitetos de Portugal, Daniel Fortuna, o representante do Colexio de Arquitectos de Galicia, Antonio Maroño; e o representante do Colexio de Enxeñeiros, Ricardo Babío; entre outros.

Os representantes destas organizações manifestaram a sua satisfação pelo fato do processo ser conduzido pela fórmula do Concurso de Ideias, de forma a que o projeto final privilegie a adaptação baseada na funcionalidade, singularidade, qualidade e integração, ao invés de optar unicamente pela vertente financeira.

O objetivo é que a imagem da futura Travessia Pedonal sobre o rio Minho seja conhecida na Primavera de 2018. Enquadrado numa das atividades do VISIT_RIO_MINHO apresentado à primeira convocatória do Programa Operativo Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020 Interreg V-A, esta é uma candidatura conjunta da Deputación de Pontevedra com a CIM Alto Minho, os concelhos do norte de Portugal, a Fundação CEER, o Centro Tecnológico do Mar e a Universidade de Vigo, num orçamento total aprovado de 2 milhões de euros, financiado a 75%.

CERVEIRA APOIA INSTITUIÇÕES PARTICULARES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL

Autarquia cerveirense adquire Mala NeuroSénior para as IPSS’s do concelho

Atendendo aos benefícios ao nível da estimulação cognitiva, o Município de Vila Nova de Cerveira adquiriu seis malas NeuroSénior para entregar às Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho. Autor do projeto esteve, esta quinta-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a fazer uma demonstração prática aos técnicos das entidades presentes, e na qual também participou a Vereadora da Ação Social, Aurora Viães.

IMG_9065

O estímulo da memória, da atenção, do raciocínio, da motricidade e contrariar a solidão nos idosos são alguns dos objetivos do NeuroSénior, projeto lançado, em 2016, por Rui Santos, professor primário, durante a segunda edição da mostra “100% Alto Minho” da CEVAL, em Viana do Castelo, e na qual recebeu o Prémio Inovação.

O “NeuroSénior” consiste numa caixa de atividades de estimulação cognitiva, feitas em madeira por empresas de Viana do Castelo, para dar uma resposta integrada às necessidades de ocupação e estimulação de idosos, com ou sem demência.

Perante os benefícios e resultados apresentados, o Município de Vila Nova de Cerveira adquiriu seis malas NeuroSénior para distribuir pelas seis IPSS’s do concelho, nomeadamente Associação de Desenvolvimento Social e Local de Vila Nova de Cerveira, o Centro Social e Paroquial de Campos, Centro Paroquial e Social de Covas, Centro Social e Paroquial de Gondarém, Centro Paroquial de Promoção Social e Cultural de Reboreda e Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira.

A Vereadora com o pelouro da Ação Social, Aurora Viães, realça “o caráter multifacetado” da mala NeuroSénior, quer “ao nível da interação e socialização, mas também na vertente de saúde e bem-estar ao permitir desenvolver a motricidade fina e ampla, memória e linguagem, entre outras”.

Depois de uma breve demonstração que visou um primeiro contacto das IPSS’s presentes com as potencialidades da caixa de atividades, o Professor Rui Santos vai voltar a Vila Nova de Cerveira para um workshop prático dirigido a alguns utentes das IPSS’s, no próximo dia 21 de setembro, pelas 14h00, na Biblioteca Municipal.

CERVEIRENSES DESFOLHAM O MILHO

Vamos todos à Desfolhada Tradicional Minhota

Porque a tradição ainda é o que era, o centro histórico de Vila Nova de Cerveira volta a ser palco, este sábado, 09 de setembro, de um serão de convívio à moda antiga. A Desfolhada Tradicional Minhota apresenta-se como uma referência no seio das manifestações etnográficas da região.

cartaz Desfohada 2017

Integrada no programa das Festas da Sra. da Ajuda, este evento organizado pelo Município cerveirense representa uma viagem a um passado não muito remoto, com as gentes da terra a recriar uma eira comunitária, num esforço de preservação de usos e costumes do concelho.

Em desfile pelas principais artérias do centro histórico cerveirense até se instalar em pleno Terreiro, um carro de bois carregado de milho confere ao evento o caráter autêntico e genuíno. Tradicionalmente conhecida como uma verdadeira festa minhota, a desfolhada associa ainda às danças, cantares e sons tradicionais, as estórias e as lendas, a gastronomia típica com a broa e o chouriço da região, acompanhados do bom vinho verde.

A Desfolhada Tradicional Minhota acontece este sábado, pelas 21h30, no Terreiro. Toda a população está convidada não só a assistir, mas a participar ativamente.

CERVEIRA REQUALIFICA EDIFÍCIO DO JARDIM DE INFÂNCIA

“Excelente colaboração” entre Autarquia e Misericórdia agiliza requalificação do edifício do Jardim de Infância

O Município de Vila Nova de Cerveira vai comparticipar, até ao limite de 143 mil euros, a obra de requalificação do edifício do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia do concelho, cuja candidatura foi aprovada pelo Fundo Rainha D. Leonor com uma verba de cerca de 135 mil euros para um investimento previsto de 250 mil euros (mais IVA). Protocolo de colaboração financeira foi formalmente assinado, esta quarta-feira, com as entidades envolvidas a realçar a importância da intervenção em prol de um “maior conforto, bem-estar e segurança das crianças”.

IMG_9030

Como forma de fazer face ao investimento global, e após procurados outros instrumentos de financiamento externos, a autarquia cerveirense aprovou, por unanimidade, em reunião de câmara de agosto, a atribuição de um apoio financeiro complementar ao Fundo Rainha D. Leonor disponibilizado, bem como conceder todo o apoio técnico e logístico indispensável à viabilidade do projeto e consequente execução dos trabalhos no edifício em causa.

“A Câmara Municipal olha com muita atenção para todas as IPSS’s do concelho, pois prestam um serviço muito importante em diversas valências. Desde o início do mandato que temos acompanhado o excelente trabalho desenvolvido pela Santa Casa e, apesar das dificuldades financeiras existentes, sempre acreditamos que era possível, e aqui está um bom exemplo. Esta parceria é para os mais pequeninos e, consequentemente, para apoiar os agregados familiares, oferecendo um serviço com mais qualidade, conforto, bem-estar e segurança”, disse o edil cerveirense, Fernando Nogueira, acrescentando: “Mantém-se a preocupação com as outras valências da Santa Casa, nomeadamente o Lar Maria Luísa e o património classificado como o caso da Igreja da Misericórdia que, em conjunto com a Mesa, vamos estar atentos para o surgimento de oportunidades de financiamento que visem a sua valorização, recuperação e requalificação”.

Já o provedor da Santa Casa começou por classificar o ato simples, mas cheio de significado “que ficará para o registo da instituição como um marco histórico”. “Depois de uma fase em que incutimos disciplina máxima, em que as dificuldades financeiras não evaporaram mas estão a ser dissipadas, entramos na era do investimento. Desde o início tivermos abertura e atitude extraordinária do Sr. Presidente da camara municipal, e mantido uma excelente colaboração. A presente intervenção é de extrema importância, porque esta valência é uma das duas existentes no concelho e a única na sede do concelho. Imperava dotar o equipamento de melhores condições para crianças e colaboradoras”, afirmou Rui Cruz.

Com 38 anos de existência, as instalações do Jardim de infância da Santa Casa acusam não só o desgaste, como também a necessidade de ampliação para fazer face à lista de espera (passar das atuais 48 crianças para 60) e de introduzir mecanismos mais atuais no modo de funcionamento.

Com um prazo de execução de quatro meses, os trabalhos arrancam até ao final do ano. Para além da pintura, de reorganização de espaços, da aquisição de mobiliário e dos arranjos exteriores, a intervenção vai aplicar uma cobertura impermeabilizante e painéis solares, contribuindo para a racionalização de custos diários.

MINHO E GALIZA VENCEM BARREIRAS ARQUITECTÓNICAS

Cerveira e Tomiño analisaram barreiras arquitetónicas e intelectuais nos municípios

“A ideia de acessibilidade deve ser transversal, na qual se trabalha desde todas as áreas da sociedade, de forma conjunta”. Esta foi uma das várias conclusões realçadas pelos experts convidados das “Jornadas de Atendimento para Tod@s", realizadas hoje em Tomiño, no âmbito do "Acessibilidade Sem Fronteiras", projeto vencedor do Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) 2017 Cerveira/Tomiño.

Paseo en cadeira de rodas 2

Apresentada pelos autarcas de Cerveira e de Tomiño, Fernando Nogueira e Sandra González, a primeira das conferências, "Acessibilidade Universal; acessibilidade para todas as pessoas", teve como objetivo proporcionar a reflexão e o debate em torno da accesibilidade, estando a cargo de Jacinto Lareo, professor da Universidade de Vigo e presidente da Fundación Sálvora, e de Maria José Santos, mestre de educação especial.

Os intervenientes asseguraram que estas ações transfronteiriças, pioneiras em Espanha e Portugal, implicam um trabalho conjunto do setor público e privado, sejam as administrações, as universidades, o urbanismo e as pessoas com e sem incapacidade. Recomendaram vontade e sentido comum para ir fazendo pequenos avanços, nem sempre com custos a nível económico. “Deveríamos pensar na accesibilidade num conceito normal; prevenir, e não ter que atuar só quando surge um problema” sublinhou María José Santos. Além do mais, referiu-se a importância de avançar na “leitura rápida”, criando materiais adaptados para crianças e pessoas adultas, nomeadamente pictogramas que permitam uma interpretação mais rápida e fácil de lugares e serviços; redes de trabalho, etc. Por usa vez, Jacinto Lareo distinguiu entre espaços adaptados, praticáveis e convertíveis.

A segunda e última conferência esteve a cargo da reconhecida engenheira lusa especializada em urbanismo e accesibilidade, Paula Teles, autora do livro "Cidades sem Fronteiras, Cidades sem Barreiras - Como Desenhar Territórios Acessíveis", um trabalho no qual aborda o tema da Rede de Cidades e Vilas de Excelência. A expert salientou a importância de trabalhar interdisciplinarmente num tema tão importante como a accesibilidade. “Temos que trabalhar para criar cidades para pessoas diferentes; já que todos temos direito a viver com dignidade e liberdade; por isso os profissionais que desenham hoje edifícios e espaços públicos, têm uma grande responsabilidade”, assinalou.

Teles comentou que Portugal estava, em termos gerais, mais atrasado que Espanha mas, nos últimos 20 anos, trabalhou-se intensamente, de modo que na atualidade o Estado dedica mais de 17 milhões de euros só para o estudo e a investigação sobre o tema. Referiu-se também ao “Programa Rampa”, no que estão integrados 120 dos 308 municípios portugueses.

Seguidamente decorreram dois workshops: "Deficiência Visual e Atenção" e "Ponte no meu Lugar", com a colaboração de várias associações de pessoas com incapacidade, que incluiu um passeio em cadeiras de rodas pelas ruas do centro de Tomiño, e no qual participaram pessoas com e sem incapacidade.

O programa encerra amanhã, 5 de setembro, com uma atividade desportiva inclusiva de Remo e Slalom, no Club de Remo de Vila Nova de Cerveira, às 10h00 (hora portuguesa).

Presentación xornadas 2

CERVEIRA APOSTA NA EDUCAÇÃO E MANTÉM APOIOS FINANCEIROS

Autarquia mantém apoios escolares para ano letivo 2017/2018

No início de mais um ano letivo, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira volta a apostar forte na Educação e os apoios financeiros superam, uma vez mais, aquilo que são as obrigações legais dos municípios, a par de importantes investimentos que estão em curso no parque escolar.

material escolar

Com o objetivo de oferecer melhores condições de aprendizagem aos alunos, por um lado, e de apoiar os agregados familiares, por outro lado, o Município cerveirense continua a garantir passes escolares gratuitos a todos os alunos do pré-escolar ao 12.º ano de escolaridade que frequentam os estabelecimentos de ensino ou que, por opção, frequentam cursos inexistentes no concelho. Introduzido por este executivo em 2015, o alargamento dos transportes gratuitos aos estudantes do ensino secundário teve um impacto muito positivo.

No que diz respeito aos manuais escolares, e apesar do Ministério da Educação ter aplicado o regime de gratuitidade dos manuais escolares a todos os alunos do 1.º ciclo do ensino básico da rede pública previsto no Orçamento de Estado para 2017, a autarquia cerveirense decidiu atribuir aos alunos do 1.º ciclo, beneficiários dos escalões 1 e 2 (A e B), apoio suplementar para a aquisição dos cadernos de atividades e material escolar.

Estas duas propostas de apoio escolar foram aprovadas por unanimidade na reunião de câmara da passada quarta-feira. Mas a prioridade ao nível da Educação não se fica pelos apoios escolares. Ao nível das infraestruturas, a Câmara Municipal tem procedido a melhorias significativas que estão a ser efetuadas no parque escolar, desde beneficiação de salas de aula, de empreitadas de requalificação das envolventes dos estabelecimentos de ensino, assim como o trabalho em prol da elaboração de um projeto de requalificação da Escola Básica e Secundária.

O Município de Vila Nova de Cerveira espera que o ano letivo 2017/2018 arranque dentro da normalidade.

MOVIMENTO INDEPENDENTE APRESENTA CANDIDATOS POR CERVEIRA

Com vista às eleições autárquicas de 1 de outubro próximo, a Associação Pensar Cerveira - PenCe procede à apresentação Pública das Listas de Candidatos pelo Movimento Independente Pensar Cerveira à Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira, bem como dos Movimentos Independentes a todas as Assembleias de Freguesia do Concelho.

A sessão está agendada para este sábado, 2 de setembro, às 17h30, no Cineteatro de Cerveira, seguida da inauguração Oficial da Sede de Campanha, com Verde de Honra.

CONVITE APRESENTAÇAO DE LISTAS E INAUGURAÇÃO SEDE OFICIAL

CERVEIRA TEAM RUNNING PARTICIPA NA AVENTURA DO ULTRA TRAIL MONT BLANC

É o evento mundial mais mítico do trail e três membros do Cerveira Team Running/Clube Celtas do Minho vão lá estar. José Gomes, Bruno Lima e Marco Caraux foram selecionados para a prova CCC 101km, com partida já esta sexta-feira, às 08h00, de Itália, atravessando a Suíça para terminar em França. Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, recebeu, esta tarde, no Salão Nobre, os três “corajosos”, desejando-lhes boa sorte.

IMG_8988

O Ultra Trail Mont Blanc, uma das provas mais prestigiadas do trail europeu conta, este ano, com um total de 8 mil participantes, sendo que há 173 portugueses inscritos, nas cinco distâncias que vão dos 56 aos 290 quilómetros, atravessando três países: França, Itália e Suíça.

Em 2015, José Gomes, Bruno Lima e Marco Caraux começaram a aventura do trail no Cerveira Team Running/Clube Celtas do Minho e, desde então, nunca mais pararam. Depois de várias participações em provas distritais, regionais e nacionais, eis que pela primeira vez concorrem a esta reconhecida prova e são logo selecionados para a edição de 2017, na prova CCC de 101 km, competindo com 1900 ‘runners’ de cerca de 100 nacionalidades.

Trata-se de uma prova com 6100 m de desnível positivo, com início em Courmayeur, Itália, atravessa a Suíça e termina em Chamonix, França, sendo considerada uma corrida única no seu género disputada sempre acima dos 1000 m de altitude, atingindo o ponto mais alto ao km 10 com 2584 m, e com oito passagens acima dos 2000 m.

Antes da partida para Itália, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, recebeu os três participantes, deixando uma mensagem de coragem e de gratidão. “Espero que sintam a recompensa por todo este esforço, fazendo uma excelente prova a nível físico e de bem-estar, e os resultados que sejam dentro das vossas expetativas. Acima de tudo, acreditem que é um enorme orgulho ter três corajosos que fazem parte desta grande alma que é Vila Nova de Cerveira. Vamos estar a apoiá-los e um grande obrigado pela promoção que fazem a Cerveira e às suas gentes”, disse o autarca.

José Gomes, cerveirense de 52 anos de idade, assegura: “foram oito meses de dura preparação com 17 provas disputadas, entre elas 8 Ultras (+ de 43 km) e uma Endurance (104 km) e 1750 km percorridos entre provas e treinos. Quando me perguntam se estou preparado para este desafio, nunca sei o que responder dado a grandeza deste tipo de provas e todas as condicionantes que podemos enfrentar em alta montanha, frio, vento, chuva, neve ou calor, e claro o mal da montanha, também conhecido como doença das alturas”.

Bruno Lima, de 34 anos, natural de Caminha, realça: “O meu pensamento não passa pela classificação ou por competir contra todos aqueles que lá estão com a mesma ilusão que eu. Só penso em estar lá.... em correr, lutar contra aquele maciço gigante, em deixar voar a minha mente até ao Pórtico dos Sonhos....A Chamonix vou chegar empurrado por a minha determinação e por todos aqueles que me apoiaram e acreditam em mim”.

Marco Caraux, de 40 anos, residente em Vila Nova de Cerveira, sublinha que “esta participação é o culminar de um longo e duro ano de trabalho, com treinos e provas rigorosas. Se acabar nos primeiros 500 é um bom resultado, mas o mais importante é a honra de participar neste grande evento de renome internacional, e que nos dá pontuação direta para uma pré-seleção para a prova rainha, em 2018”.

A prova destes três membros do Cerveira Team Running arranca na sexta-feira às 08h00 da manhã, e pode ser seguida a par e passo através do link: http://utmbmontblanc.com/en/live/runner/

MINHOTOS E GALEGOS APRESENTAM PROPOSTAS PARA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO TRANSFRONTEIRIÇO

Cerveira e Tomiño recolhem sugestões da população através do OPT

Já está a decorrer o período de recolha de propostas para o Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) 2018 Cerveira-Tomiño, integrado na Agenda de Cooperação Estratégica Amizade Cerveira Tomiño. Ideias de projeto devem ser apresentadas até dia 30 de setembro, através da plataforma participacerveiratomino.eu, nas áreas de intervenção selecionadas – Educação e Cultura, Desporto e Lazer, Território e Ambiente.

0002 (1)

Depois do projeto piloto lançado em 2017 ter sido bem acolhido pelas populações dos dois concelhos vizinhos, a Amizade Cerveira-Tomiño avança com a segunda edição do OPT, reforçando a participação pública e a cidadania transfronteiriça pela concretização de soluções que venham a colmatar necessidades comuns identificadas.

À semelhança do ano anterior, o orçamento global previsto é de 20.000 euros, financiado a 50% pelas duas câmaras municipais, sendo selecionado pelo menos um projeto por cada área. Na apresentação de propostas – a decorrer até 30 de setembro - podem participar pessoas singulares ou coletivas, públicas ou privadas com domicílio social ou fiscal em Vila Nova de Cerveira ou Tomiño.

Durante o período de votação, agendado de 23 de outubro a 30 de novembro, podem votar os cerveirenses e tomiñenses, maiores de 18 anos, e que sejam eleitores nalgum dos dois concelhos. Cada participante tem direito a selecionar um projeto por cada área de intervenção.

No final, os resultados serão divulgados publicamente a 4 de dezembro. Todo o processo do OPT decorre através da plataforma online participacerveiratomino.eu

De sublinhar que no OPT 2017 participaram cerca de 200 cerveirenses e tominenses que elegeram o desporto, a acessibilidade e o lazer como os interesses comuns que queriam ver reforçados, e cuja implementação está a ser executada ao longo do corrente ano pelas duas autarquias.

CERVEIRA E TOMIÑO PROMOVEM “ACESSIBILIDADE SEM FRONTEIRAS”

Eleito no Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) 2017 Cerveira/Tomiño, o projeto “Acessibilidade Sem Fronteiras” propõe três dias de consciencialização social para a exclusão por incapacidade física/intelectual. De 3 a 5 de setembro, os dois concelhos vizinhos dinamizam um programa conjunto com caminhada, debate e atividade desportiva adaptada. Inscrições gratuitas decorrem até ao próximo dia 30.

Acessibilidade Sem Fronteiras.jpg

Através de um trabalho em rede de entidades de voluntariado social de Cerveira e Tomiño, este projeto inclusivo de âmbito transfronteiriço visa a elaboração de um diagnóstico em torno da problemática da acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida em ambos os concelhos, de forma a analisar a implementação de um programa que dê respostas ao nível de informação, apoio e visibilidade. Trata-se de um passo importante para tornar este território comum ainda mais acessível a todos, eliminando barreiras físicas ainda existentes.

O programa de três dias arranca com uma iniciativa que procura envolver as duas comunidades numa caminhada acessível agendada para domingo, 3 de setembro, com ponto de encontro no Parque de Lazer do Castelinho, às 10h00 (PT).  No segundo dia, 4 de setembro, as Jornadas “Atendimento para Tod@s” procuram lançar a reflexão e debate em torno da “Acessibilidade Universal; acessibilidade para todas as pessoas”, numa comunicação proferida por Jacinto Lareo, da Universidade de Vigo e Fundación Sálvora, e por Maria José Santos Comesaña; e das “Cidades sem Fronteiras, Cidades sem Barreiras – Como Desenhar Territórios Acessíveis”, num trabalho da Engª Paula Teles, da Rede de Cidades e Vilas de Excelência. Seguem-se dois workshops subordinados ao tema da “Deficiência Visual e Atendimento” (ACAPO) e à “Ponte no meu Lugar” (Vontade – Asociación de Persoas com Discapicad). Esta sessão de trabalhos decorre no Mercado de Tomiño, a partir das 10h30 (GAL).  No último dia do programa, 5 de setembro, vai ser dinamizada uma atividade desportiva acessível/adaptada de Remo e Slalom, no Cais Clube de Remo de Vila Nova de Cerveira, às 10h00 (PT).

A participação nestas atividades é limitada, pelo que os interessados devem efetuar inscrição gratuita, através de https://goo.gl/forms/Qk2jw22278OHLhpr2 , ou através do preenchimento da ficha de participação disponível no portal da Amizade Cerveira-Tomiño(Eventos).

De sublinhar que o primeiro Orçamento Participativo Transfronteiriço (OPT) Cerveira-Tomiño contou com cerca de 200 participantes, que elegeram três de seis projetos a ser implementados ao longo deste ano. Para além do “Acessibilidade Sem Fronteiras” agora em execução, foi ainda escolhida a organização da “Festa da Amizade Tomiño-Cerveira”, agendada para de 22 a 24 de setembro, e a realização do “1º Campus Desportivo Cerveira-Tomiño”, com data a definir. A segunda edição deste mecanismo de participação pública e de cidadania transfronteiriça já está a decorrer, com o período de apresentação de propostas em participacerveiratomino.eu

Integrado na Agenda Estratégica para a Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño 2014-2020, o OPT faz parte de uma candidatura mais abrangente e conjunta dos dois concelhos, à primeira convocatória do INTERREG VA.

CERVEIRA RECEBE O PANDA

Venda de pulseiras para a Festa com a Banda do Panda alargada a concelhos vizinhos

Cartaz Panda 2017 (1).jpg

Faltam 10 dias para Vila Nova de Cerveira receber o Panda. Dada a imensa procura de papás de vários concelhos que querem surpreender os seus pequenos com um evento imensamente divertido, registamos com muito agrado a colaboração dos espaços de turismo de concelhos vizinhos e de duas lojas para a venda de pulseiras e, desta forma, encurtar distâncias:

  • Loja Interativa de VVila Nova de Cerveira
  • Loja Interativa de Turismo de Caminha
  • Loja Interativa de Turismo de Monção
  • Valença - Loja "Sónia Rodrigues" - roupa de bebé e criança (nova e usada). Av. S. Teotónio Edif. Atenas Lj 19

Horário: 09h30 – 12h30 || 14h30 – 19h00

  • Em Tui - Tienda b-day – Artículos de Fiesta. Calle Coruña 10, Tui

Horário: 10h30 – 13h00 || 16h30 – 20h00

Do programa consta a abertura de portas do recinto os Jardins da Piscina Municipal, a partir das 15h30, com a oferta de jogos, insufláveis e algumas surpresas minuciosamente preparadas. Bem animados, as famílias assistem ao concerto da Banda do Panda agendado para as 17h00. À noite, o Auditório Municipal recebe uma projeção de Cinema ao Ar Livre, com o ‘Gru, O Maldisposto 3’.

Entradas a 10 euros a partir dos 3 anos de idade.

AQUAMUSEU DO RIO MINHO PROMOVE ATELIÊS DE VERÃO

Tardes de 18 e 25 de agosto dedicadas aos ateliês de verão do Aquamuseu

Sob o tema da “Reutilização de Materiais”, o Aquamuseu propõe duas tardes de atividades lúdico-pedagógicos para as crianças. São os Ateliês de Verão dentro e fora de portas do aquário vivo do rio Minho, em Vila Nova de Cerveira.

Cartaz ateliês de verão Aquamuseu 2017.jpg

O ponto de partida desta atividade é uma carteira em construção, de uma embalagem Tetra Brik, com os cortes e fixações necessários para a transformar, de uma forma fácil e rápida, pequenas carteiras de bolso ou de ombro, muito úteis para guardar as moedas, documentos e/ou papeis.

Estes dois ateliês decorrem, nas tardes das próximas sextas-feiras, dias 18 e 25 de agosto, no jardim junto à entrada do Aquamuseu do Rio Minho, entre as 14h30 e as 16h30.

No final, os participantes podem levar consigo as carteiras da sua própria autoria.

CERVEIRA REGRESSA À IDADE MÉDIA

Cerveira, mui nobre terra de notáveis Senhoras e ilustres Cavaleiros

Entre esta quinta-feira e domingo, Vila Nova de Cerveira proporciona uma viagem única à época medieval. São quatro dias de mercado medieval e de uma diversificada animação de rua que promete atrair alguns milhares de visitantes. Torneio a Cavalo e Apeado e Espetáculo de Artes Circenses são as novidades da Festa da História 2017.

Cartaz Festa da História 2017.jpg

A oferta é de excelência e representativa da época, num espaço ornamentado a preceito. Este ano, o evento propõe uma viagem até ao mundo das artes medievais, com cerca de 200 mercadores e artesãos oriundos de várias regiões de Portugal e de Espanha para apresentar produtos, hábitos e ofícios da época.

Pelas ruas do centro histórico, 50 animadores criam momentos de grande interatividade com o público, num total de 50 atividades propostas. Para além de teatro de rua, espetáculos de fogo, de falcoaria real, danças orientais, demonstrações de ofícios, acrobacias e malabarismos e ceias medievais, a Festa da História recebe, pela primeira vez, um Torneio da Cavalo e Apeado junto ao acampamento medieval, agendado para domingo, às 18h30, e um espetáculo de Artes Circenses que conjuga muita cor e movimento, no sábado, às 23h30, em frente ao edifício da Câmara Municipal.

Para complementar este cenário medieval, não podia faltar o acampamento, os jogos tradicionais, os passeios a cavalo, o tiro com arco para os mais novos e as iguarias da época para os mais famintos.

A abertura do Mercado Medieval acontece esta quinta-feira, pelas 17h00, com arruada de música e o tradicional Cortejo Medieval com notáveis Senhoras e nobres Cavaleiros de mui terra de Cerveira. A Festa da História de Vila Nova de Cerveira continua na sexta-feira com abertura às 11h e encerramento às 24h00, no sábado das 10h00 às 24h00 e no domingo, entre as 11h00 e as 23h00.

Deixem-se embarcar numa viagem a Cerveira da época medieval.