Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SOLIDARIEDADE É PALAVRA FAFENSE

Inscrições para o “Ser Solidário” abrem no próximo mês

O Município de Fafe promove, por mais ano, o programa ‘Ser Solidário’. Trata-se de um programa específico para jovens que não concluíram o 12.º ano, deixando no máximo três disciplinas em atraso, ou para jovens que não tenham conseguido ingressar no ensino superior, dando especial ênfase aos agregados carenciados.

CARTAZ_AF_WEB

O programa visa ocupar os jovens com actividades de carácter ocupacional e didáctico, possibilitando ainda um primeiro contacto com a realidade profissional, uma valorização da responsabilização e compromisso com a sociedade e o fomento do espírito de equipa e organização. Assim, todos os anos, de Outubro a Maio, os jovens do concelho de Fafe, exercem em Associações, IPSS’s, Escolas, Centro de Saúde, Juntas de Freguesia e Câmara Municipal, durante 20 horas semanais, diversas tarefas e actividades de apoio social.

As inscrições para o Programa Ser Solidário 2017/2018 decorrem de 1 a 15 de Setembro e devem ser feitas no Serviço Social da Câmara Municipal de Fafe.

Pode consultar os documentos necessários no site do Município.

VENHA CORRER ENTRE AS VINHAS DA QUINTA DE SOALHEIRO EM MELGAÇO E DESCUBRA…

Sabe o que tem em comum as vindimas, o desporto e a solidariedade?

A convite do Soalheiro, a “Running for a better life” corre em Melgaço, no dia 24 de setembro...

um excelente final para a vindima 2017, que arranca já em agosto, e se revela a vindima mais precoce dos últimos 35 anos...

No ano em que assinala 35 anos, a Quinta de Soalheiro prepara umas vindimas especiais que aliam a solidariedade, a tradição, a cultura e o desporto. O momento alto, será na manhã do domingo, 24 de setembro, ondem vão ter a oportunidade de correr entre as vinhas e apoiar uma causa social.  João Vila Maior, mentor do projeto “Running for a Better Life”, vai encabeçar esta corrida e convidamos todos a juntarem-se a ele. É uma corrida espontânea e solidária, com partida da Adega da Quinta de Soalheiro, às 10h30. Por cada participante, a Quinta de Soalheiro vai doar 2 euros para uma causa social coordenada pela Make-a-Wish Portugal (uma associação que realiza desejos a crianças e jovens, dos 3 aos 18 anos que sofram de uma doença que coloque em risco a sua vida, levando-lhes um momento de força, alegria e esperança!). As inscrições são gratuitas e podem ser efetuadas até às 10h, do dia 24 de setembro, através do email enoturismo@soalheiro.com.

vindimas soalheiro

E como é fundamental passar a paixão pelo nosso terroir aos mais jovens, no dia 14 de setembro, um grupo de Escuteiros do Agrupamento 449 - Santíssimo Sacramento, do Porto, juntam-se ao Soalheiro Team para passar um dia diferente. Trata-se do grupo de Pioneiros, um grupo de jovens com idades entre os 14 e os 18 anos, que vão por as “mãos na terra” e ajudar na Vindima.

A Vindima mais precoce dos últimos 35 anos:

DESEJAMOS A TODOS OS VITICULTORES UMA EXCELENTE VINDIMA 2017

Será a vindima mais precoce que já alguma vez se realizou no Soalheiro. Iniciada no final de agosto, já demonstra um equilíbrio excecional entre a fruta e a acidez dos nossos Alvarinhos do terroir único de Monção e Melgaço. Continuamos a explorar o enorme potencial do Loureiro, produzido em áreas mais atlânticas, e do Vinhão, para os tintos. A Touriga Nacional tem já lugar cativo na base do espumante rosé. Este ano descobrimos, ainda, o potencial da casta Pinot Noir e da casta Sauvignon Blanc na região. Mas sempre centrados na nossa especialidade - o Alvarinho de Monção de Melgaço - cuja descoberta continua quer na versão Nature, Clássica, Granit, Reserva ou Primeiras Vinhas.

Desejamos a todos os viticultores uma excelente vindima 2017 e mãos à obra ...  e como até ao “lavar dos cestos” é vindima vamos "meter" as mãos na massa para, com muita concentração e método, respeitar a enorme qualidade das uvas desta colheita ... vamos dando noticias!

Assim é “Fácil ser Feliz”:

35 ANOS DE HISTÓRIAS PARA PARTILHAR

Até ao final de 2017, a Quinta de Soalheiro convida todos a juntarem-se às comemorações do seu aniversário, divulgando um conjunto de eventos abertos aos amantes do vinho. O primeiro já está em marcha… trata-se da exposição de fotografias do concurso ‘Terroir único, terroir soalheiro’, na Sala de provas do Soalheiro. A exposição valoriza a fotografia como forma de expressão do terroir da sub-região de Monção e Melgaço (DO Vinho Verde), dos pormenores desta terra mãe que faz do alvarinho que ali nasce algo único. O concurso destinava-se a todos os fotógrafos amadores e profissionais, bem como alunos de escolas da especialidade e afins.

Lançamos ainda a Solheiro Tribo, uma forma de reconhecer todos os que se identificam connosco e que gostam do nosso trabalho. Através do registo disponível na página www.soalheiro.pt passam a fazer parte da tribo e recebem um conjunto de novidades em primeira mão e podem participar em alguns eventos especiais. Outra novidade é o lançamento da música “Fácil ser Feliz”, um estado de alma que assinala as comemorações dos 35 anos. Criar um projeto inovador foi o grande desafio lançado ao músico Francisco Pereira ("KIKO"). Aliar a cultura, a música, as boas energias e o vinho é o principal objetivo: “Uma boa conversa uma brincadeira… um copo de vinho em frente à lareira” porque “Todos nós gostamos da felicidade e não vemos como é fácil na verdade”.

Será ainda lançado o prémio “Soalheiro Arte e Design: 35 anos de Alvarinho”, destinado a todos quantos valorizem as artes ou alunos de escolas de artes e design. Novidades em breve.

NUNICÍPIO DE BARCELOS CRIA BANCO DE LIVROS ESCOLARES

Medida vai permitir o empréstimo de manuais escolares a alunos do 5º e 6º ano 

Depois do Governo ter assegurado o empréstimo de manuais escolares a todos os alunos do 1.º ciclo que frequentem escolas públicas, a Câmara Municipal de Barcelos, em parceria com os Agrupamentos de Escolas do concelho, vai implementar um Banco de Livros Escolares que, no ano letivo 2017/2018, vai permitir o empréstimo de manuais escolares aos alunos do 2.º ciclo do Ensino Básico.

ManuaisEscolares5e6ano_2017.jpg

A medida implica um investimento municipal a rondar os 100 mil euros, que vão ser destinados à aquisição de cerca de 4000 manuais escolares de disciplinas nucleares como Português, Matemática, História, Inglês e Ciências da Natureza.

Ao todo, serão beneficiados mais de 1000 alunos que vão agora frequentar o 5.º e o 6.º ano no concelho. Esta medida, em complemento com a do Ministério da Educação, vai permitir a cobertura total de livros gratuitos até ao 6.º ano. Recorde-se que a Câmara Municipal de Barcelos já oferecia gratuitamente os manuais escolares aos alunos do 1.º ciclo.

O Banco de Livros trata-se de uma iniciativa de disponibilização gratuita de manuais escolares e funcionará a título de empréstimo. Cada Agrupamento de Escolas ficará responsável pela constituição e gestão do seu Banco de Livros Escolares, com normas e procedimentos definidos por regulamento próprio, coordenando assim os empréstimos de manuais, sem custos para as famílias.

Os encarregados de educação que pretendam ter acesso aos manuais escolares deverão oficializar o pedido junto do seu Agrupamento, sendo que, quem beneficia dos livros durante um ano letivo deve garantir uma prudente utilização dos manuais para que voltem a ser emprestados no ano letivo seguinte.

“O Município de Barcelos assumiu o compromisso do desenvolvimento de uma Cidade Educadora, pelo que faz todo o sentido que se criem iniciativas que apoiem e valorizem o percurso escolar dos nossos jovens. Este é um investimento da autarquia na Educação e nas Famílias de Barcelos. Numa altura em que se aproxima o arranque de um novo ano letivo, esta é uma medida que terá um grande impacto no orçamento das famílias mais carenciadas”, explica Armandina Saleiro, Vice-Presidente da autarquia.

A promoção da reutilização dos manuais escolares, a diminuição dos custos de aquisição de livros por parte das famílias e incentivar boas práticas de proteção e educação ambiental junto das gerações mais novas são os principais objetivos do Banco de Livros Escolares.

ESPOSENDENSES ANGARIAM BENS ALIMENTARES

Campanha da Rede Social de Esposende angariou 4,5 toneladas de bens alimentares

A Rede Social de Esposende levou, recentemente, a efeito mais uma Campanha de Recolha de Bens Alimentares, sob o mote “Porque há boas causas, Seja Solidário!”.

loja social 1.jpg

A ação decorreu nos dias 28, 29 e 30 de julho em três hipermercados do concelho, nomeadamente JAJU, Mercatlas e Continente, e possibilitou a angariação de cerca de 4,5 toneladas de alimentos.

Uma vez mais, a população contribuiu generosamente para esta causa solidária, realizada com a colaboração de entidades e voluntários. No total, foram doados cerca de 4,5 toneladas de alimentos, correspondendo a 7 193 bens doados, o que denota que a comunidade continua sensível à situação das famílias mais vulneráveis. Os bens alimentares foram canalizados para a Loja Social de Esposende e serão posteriormente entregues às famílias carenciadas do concelho, previamente identificadas através dos técnicos de intervenção social, no âmbito do trabalho desenvolvido pela Rede Social

Estiveram envolvidos nesta campanha 46 voluntários, provenientes do Banco Local de Voluntariado, do Grupo de Jovens de Palmeira de Faro, da Liga dos Amigos do Hospital Valentim Ribeiro, do Rotary Clube de Esposende, do Lions Clube de Esposende, da Delegação de Esposende da Cruz Vermelha Portuguesa, do GTI, dos bolseiros da Câmara Municipal de Esposende e da comunidade em geral, que prestaram um total de 494 horas

A Rede Social, e em particular a Câmara Municipal, agradecem o contributo de toda a população, bem como a colaboração das superfícies comerciais, assim como todo o trabalho prestado pelos voluntários.

loja social.jpg

SOLIDARIEDADE JUNTA CELORICENSES

Banco Local de Voluntariado de Celorico de Basto desenvolveu campanha de angariação de bens alimentares

Nos dias 29 e 30 de julho, os estabelecimentos comerciais do concelho receberam os voluntários do BLV que desenvolveram a campanha de angariação de bens alimentares para reforçar o stock. Um fim-de-semana que contou com maior afluência aos estabelecimentos comerciais devido à chegada de centenas de emigrantes.

_DSC5872.jpg

“Estas campanhas são uma forma de solidariedade onde toda a comunidade participa no apoio a quem mais precisa. Uma forma de reforçar o stock de alimentos existentes no BLV e assim poder dar uma resposta mais célere e com as melhores condições aos utentes que se dirigem ao BLV. Felizmente, e por força deste impulso industrial que o concelho tem vindo a sentir, nota-se uma diminuição considerável de pessoas a dirigirem-se ao BLV para solicitar este tipo de apoio” disse o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

A campanha contou com a colaboração de 16 voluntários, maioritariamente estudantes, que durante dois dias trabalharam para angariar o maior número de bens alimentares possível, uma missão que acataram com agrado. “Ficamos sempre agradados com a forma como a população recebe esta campanha, sempre colaborante, e pela forma como os voluntários se disponibilizam desde a primeira hora para ajudar quem mais precisa” disse Pedro Moura, técnico do BLV. “Esta campanha e a do Natal servem para reforçar a dispensa social de bens alimentares, que adquirimos, anualmente, no mês de março” concluiu.

Ao BLV chegam indivíduos e famílias encaminhadas pelas diferentes instituições sociais do Concelho que, mediante os cálculos das despesas fixas e rendimentos não têm capacidade para adquirir produtos suficientes para as necessidades essenciais, como a alimentação.

_DSC5880.jpg

SOLIDARIEDADE LEVA MELGACENSES A DESCEREM O RIO MINHO

"Melgaço Radical... É Radical é solidário!", é o lema para ajudar o Centro de Apoio ao Doente Oncológico (CADO).

No próximo dia 30 de Julho o Melgaço Radical organiza uma Descida do Rio Minho, com o preço de inscrição de 20 euros para apoiar o Centro de Apoio ao Doente Oncológico. Inscreva-se nesta iniciativa que irá apoiar uma instituição que apoia uma causa tão nobre como é a Luta Contra o Cancro.

Melgaço Radical.jpg

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico está a organizar ainda uma ação de crowdfunding para angariar fundos para adquirir um carro para ajudar ainda mais a população alto minhota. O CADO cuida de doentes oncológicos, familiares e cuidadores. Com aldeias remotas no Alto Minho, e uma população mais envelhecida e isolada, é preciso o uso de um veículo para transportar doentes para as consultas e tratamentos oncológicos.

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico surge com o principal objectivo de dar apoio aos doentes oncológicos, seus cuidadores e familiares. Esta estrutura pretende ser uma entidade de referência na região do Alto Minho, na promoção e proteção da saúde, da educação e do apoio social ao doente oncológico, contribuindo para o seu bem-estar e consequentemente qualidade de vida.

CASA DO MINHO PARTICIPA EM ACÇÃO DE SOLIDARIEDADE MULTICULTURAL

O mundo é cada vez mais global e inclusivo. Portugal também. Acolhemos, de braços genuinamente abertos, várias comunidades que, em troca, nos enriquecem com a sua diversidade. Vivemos juntos num mesmo território. Partilhamos uma nação habitada por quem entende a diferença e a aplaude.

CapturarHindu.PNG

Quando acontece algo tão trágico como os incêndios que afetaram tantas famílias em Pedrógão Grande, estamos, mais uma vez, juntos. As ações de solidariedade e ajuda às vítimas têm, felizmente, sido muitas e fundamentais.

Comunidade Hindu de Portugal, presente no nosso país desde 1975 (devido à descolonização de Moçambique) leva a cabo iniciativas de âmbito religioso, cultural, social e educativo que contam com a participação dos seus cerca de 9000 membros e que, além de celebrarem as tradições da cultura hindu, fazem também uma ponte com a cultura portuguesa. 

É nesse âmbito de partilha de culturas, tradições e, sim, preocupações que a Comunidade Hindu  de Portugal, juntamente com a Câmara Municipal de Lisboa, organiza um espetáculo solidário no próximo dia 28 de Julho, às 21 horas com o objetivo de angariar fundos que ajudem as vítimas dos incêndios de Pedrógrão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera. O donativo de entrada custa 10 euros e, além de ser um contributo precioso para quem tanto precisa, é a oportunidade de ver um espetáculo que aproxima a cultura portuguesa da hindu: atuações culturais indianas, o rancho folclórico Casa do Minho, o coral orquestral Omkara e Paco Bandeira. Um alinhamento que reflete a proximidade entre duas culturas historicamente irmãs e que prova a total integração da comunidade hindu no nosso país.

Porque, assim com as tragédias não escolhem credo nem geografia, a solidariedade não pode, nunca, limitar-se por nenhum tipo de fronteiras. 

Bilhetes à venda na Secretaria da Comunidade Hindu de Portugal. Para mais informações:

Telefone: 217 576 524

Site: www.comunidadehindu.org  

5863213649_b7a7175c10_b (1).jpg

MUNICÍPIO DE MONÇÃO COMPARTICIPA EM MEDICAMENTOS

Destinada a minorar as dificuldades sentidas pelos idosos do concelho com rendimentos e pensões baixas, medida solidária irá abranger 50 idosos com idade igual ou superior a 66 anos ou ser portador de doença crónica ou outras doenças similares. As candidaturas tiveram início hoje, 18 de julho, terminando no dia 1 de agosto.

A comparticipação municipal em medicamentos é um projeto solidário que tem como finalidade atenuar as dificuldades sentidas pelos idosos do concelho com rendimentos e pensões baixas, tratando-se, dessa forma, de um apoio destinado a minorar situações de fragilidade social.

Destinando-se a um número máximo de 50 idosos do concelho com comprovada carência económica, esta medida solidária traduz-se na comparticipação de 75% por cento do encargo do utente na compra de medicamentos com receita médica do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

As candidaturas tiveram início hoje, 18 de julho, terminando no dia 1 de agosto. Posteriormente, decorre um período de apreciação e apresentação do relatório final. Para a concretização da medida, foi aprovada, em reunião do executivo municipal, alteração ao regulamento e despacho para abertura do respetivo concurso.

Os idosos abrangidos vão receber um cartão específico para utilização numa das seis farmácias existentes no concelho, parceiras do município neste projeto. O valor anual por pessoa não poderá ultrapassar 160 euros, correspondendo ao montante de 8 mil euros inscrito no orçamento deste ano.

Quem pode concorrer?

Todas as pessoas que preencham os seguintes requisitos:

- Idade igual ou superior a 66 anos ou ser portador de doença crónica ou outras doenças similares;

- Ser pensionista, reformado ou carenciado com insuficientes meios de subsistência;

- Residir em alojamento familiar, há pelo menos dois anos, no concelho de Monção;

- Possuir um rendimento per capita do agregado familiar inferior a 90% do valor do Indexante de Apoios Sociais (IAS).

De que forma?

Mediante preenchimento de requerimento próprio fornecido pelo Serviço de Ação Social do Município de Monção, devendo ser entregue presencialmente no Balcão de Atendimento Único, Edifício do Loreto. O requerimento (editável) e o regulamento estão disponíveis no portal municipal em: http://www.cm-moncao.pt/portal/page/moncao/portal_municipal/social

Informações:

Serviço de Ação Social

Largo de Camões

4950 – 440 Monção

T 251 649 000 F 251 649 010

servicossociais@cm-moncao.pt

medicamentos.png

LIMIANOS TROCAM MANUAIS ESCOLARES

Município de Ponte de Lima retoma campanha de troca de manuais escolares

Pelo terceiro ano consecutivo, o Município de Ponte de Lima promove o projeto solidário de recolha e empréstimo de manuais escolares – iniciativa de beneficiação social, financeira e ambiental que decorre até meados de setembro nas sedes das Bibliotecas Escolares dos agrupamentos de escolas do concelho e na Biblioteca Municipal. Nesse sentido, apelamos à adesão generalizada da comunidade à campanha em curso para o ano letivo de 2017/2018, gesto que permitirá a diversas famílias uma maior racionalização orçamental no momento do arranque das aulas.

cartaz_banc manuais escolares.jpg

Lembramos que os livros destinados ao Banco de Manuais Escolares (BME) deverão estar atualizados e em bom estado de conservação, requisitos que determinarão o empréstimo dos documentos cedidos a novos alunos ou o encaminhamento dos títulos para campanhas de solidariedade social em vigor.

Associe-se ao projeto, doe um livro e ajude quem precisa.

O sucesso do BME depende de cada um de nós!

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE PROGRAMA “SER SOLIDÁRIO”

Inscrições abrem em Setembro

O Município de Fafe promove, por mais ano, o programa ‘Ser Solidário’. Trata-se de um programa específico para jovens que não concluíram o 12.º ano, deixando no máximo três disciplinas em atraso, ou para jovens que não tenham conseguido ingressar no ensino superior, dando especial ênfase aos agregados carenciados.

CARTAZ_AF_WEB.png

O programa visa ocupar os jovens com actividades de carácter ocupacional e didáctico, possibilitando ainda um primeiro contacto com a realidade profissional, uma valorização da responsabilização e compromisso com a sociedade e o fomento do espírito de equipa e organização. Assim, todos os anos, de Outubro a Maio, os jovens do concelho de Fafe, exercem em Associações, IPSS’s, Escolas, Centro de Saúde, Juntas de Freguesia e Câmara Municipal, durante 20 horas semanais, diversas tarefas e actividades de apoio social.

As inscrições para o Programa Ser Solidário 2017/2018 decorrem de 1 a 15 de Setembro e devem ser feitas no Serviço Social da Câmara Municipal de Fafe.

Pode consultar os documentos necessários no site do Município.

SOLIDARIEDADE MOBILIZA RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA

Missão cumprida - 'RUSGA SOLIDÁRIA' (1ª ação)

Lema da ação: "Atuação cancelada, ação solidária redobrada".

eng_constantinho_comandante_proteção_civil.jpg

AGRADECIMENTO

A toda a 'Família Rusgueira', amigos, bracarenses, população em geral, instituições e empresas, o nosso reconhecido agradecimento.

A direção da Rusga de S. Vicente de Braga - GEBM, deu por concluída a 1ª ação solidária, de ajuda às vítimas da tragédia de Pedrogão Grande e concelhos adstritos.

Amanhã, quinta-feira, com a entrega da última carga, daremos por finda a 2ª ação da 'RUSGA SOLIDÁRIA'. Assim, as portas da sede da Rusga continuarão abertas amanhã, das 10h:00 às 16h:00. Saída da última carga às 17h:00.

Eis, alguns números da 1ª ação:

- Mais de 1000 Km percorridos, entre recolhas e entregas;

- 4 viagens entre Braga e o quartel dos Bombeiros Sapadores de Coimbra;

- Duas cargas, com mais de 1 tonelada e meia, em géneros alimentícios (águas, leite, sumos, bolachas, barras energéticas, frutas, etc.), produtos de farmácia, higiene, loiças, roupas (de cama e vestuário de mulher e de homem) e calçado.

- Uma carta das meninas Beatriz Brito e Matilde Brito, repleta de solidariedade para todos os 'Soldados da Paz', entregue ao engª Constantino, comandante da Proteção Civil de Coimbra.

rsv_fts_arq_0015.jpg

CÂMARA DE CAMINHA PROPÕE MINUTO DE SILÊNCIO PELAS VÍTIMAS DOS INCÊNDIOS DE PEDROGÃO GRANDE

Minuto de silêncio decorrerá às 13H00, junto ao edifício dos Paços do Concelho, em Caminha

A Câmara Municipal de Caminha junta-se ao movimento nacional de homenagem às vítimas dos incêndios de Pedrógão Grande apelando aos cidadãos para que se juntem, pelas 13H00, de hoje, em frente ao edifício dos Paços do Concelho, em Caminha, para um minuto de silêncio.

O Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, apelou ontem à consagração de um minuto de silêncio nacional a realizar hoje, quarta-feira, às 13H00, em memória das vítimas dos incêndios de Pedrógão Grande.

O presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, apela aos caminheses que comunguem com milhões de portugueses nesta manifestação de pesar lançada pela Assembleia da República, juntando-nos às 13H00 em ponto, em frente aos Paços do Concelho, em Caminha.

Este é um momento de choque e consternação para todos. Portugal viveu uma tragédia quase sem precedentes e só o comportamento heróico de bombeiros, forças de segurança, militares, INEM, Cruz Vermelha, toda a estrutura da Proteção Civil, autarquias locais, associações e de pessoas anónimas permite amenizar os efeitos tão devastadores desta desgraça. Por isso, este é também um momento de homenagem e superação.

Para Caminha é um privilégio estar ao vosso lado numa hora de consternação e coesão nacional.

VIANENSES REÚNEM-SE POR UM FUTURO SOLIDÁRIO

FASE – Fórum Ambiental, Social e Económico

Reuniu no passado dia 7 de junho, a nível local, na Escola Superior de Educação (ESE)/IPVC, um grupo de cidadãos e associações vianenses, que agregam o Fórum Ambiental, Social e Económico (FASE). Trata-se de um movimento cívico a nível nacional, com preocupações ambientais, sociais e económicas. Pretende-se desenvolver e dinamizar grupos de reflexão e ação nas diversas regiões, articulando questões globais com problemas locais com vista à mudança, em temáticas tais como o desenvolvimento local, economia social e solidária, gestão dos bens comuns, desigualdades, comércio justo, e.o. Nesse sentido, o FASE na sua ação dará visibilidade a problemas tais como o isolamento e solidão dos idosos, habitação, transportes públicos, pobreza e exclusão de famílias e comunidades.

Imagem_Reunião.jpg

O FASE agrega ”Por um Futuro Solidário” mais de 60 associações de base e várias centenas de cidadãos a nível individual, tendo realizado em março uma primeira assembleia de subscritores. Na sequência das várias iniciativas e reflexões a nível local/regional (Viana do Castelo, Braga, Porto (2), Aveiro, Covilhã, Coimbra (2); Bairro do Pendão- Queluz e Almada) realizou-se no ISCTE, em Lisboa, em 3 de junho a segunda assembleia, a fim de promover o conhecimento e experiências mútuas para ampliar ações futuras. 

Além disso, o FASE (movimento) vem ampliar e dar voz a espaços de cidadania e organizações que sofrem constrangimentos diversos; dar voz às diversas experiências das pessoas e desejos de mudança, e desempenhar um papel relevante como parceiro e animador de convergências/ compromissos. Link do Facebook do FASE, caso deseje consultar: https://www.facebook.com/forumambientalsocialeconomico/podermos

Mais informação seguirá brevemente sobre o FASE e a ação dos grupos regionais, nomeadamente o grupo vianense. Este núcleo voltará a reunir a 19 de julho, às 17h30 na ESE, tendo na sua agenda, a curto prazo, a promoção de um debate, suficientemente alargado, para tratar de questões que se enquadram no âmbito do FASE, especificamente na região do Alto Minho.

Apela-se a todas as associações, e cidadãos a nível individual, que se revejam nos objetivos do FASE e que desejem participar neste processo, que venham dar o seu contributo na reunião acima anunciada.  

Em caso de alguma dúvida, não hesite em escrever para antoniocardoso@esa.ipvc.pt

P´lo Grupo FASE Local

António Cardoso e Gonçalo Fagundes

VIANENSES SOLIDÁRIOS NO COMBATE À TOXICODEPENDÊNCIA

A Unidade de Apoio na Toxicodependência (UAT) e o Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS VIH/SIDA) do Gabinete de Atendimento à Família (GAF) realizará, em colaboração com a Escola de Música AMADEUS, a Academia de Música Fernandes Fão, os Jarojupe e a Orquestra Ligeira Sopro de Cordas do Outeiro (Grupo de Cavaquinhos) (a confirmar), uma ação de cariz solidário intitulada “Sons de onde...”, no dia 22 junho 2017 (quinta-feira), às 21h00, no Teatro Municipal Sá de Miranda em Viana do Castelo. Esta iniciativa visa a sinalização do Dia Europeu da Música (21 junho), através da conjugação de diferentes estilos musicais em palco e a angariação de fundos a favor do GAF.

cartaz_Sarau_Dia_Internacional_Musica.jpg

CERVEIRENSES RECOLHEM ALIMENTOS POR SOLIDARIEDADE

Campanha de Recolha de Alimentos nas Escolas até dia 9 de junho

Os alunos dos estabelecimentos de ensino de Vila Nova de Cerveira são desafiados, uma vez mais, a partilhar com quem mais precisa. Promovida pela Rede Social Local, a Campanha de Recolha de Alimentos nas Escolas arrancou no dia 1 e prolonga-se até esta sexta-feira, 9 de junho.

0001 (93)

Todos os anos, a Rede Social Local de Vila Nova de Cerveira dinamiza pelo menos uma recolha de produtos alimentares nas escolas. Esta campanha, integrada no Plano de Ação Social de 2017, tem como objetivo a angariação de alimentos para fazer face aos pedidos de famílias mais carenciadas, para além de ser um mecanismo de sensibilização e de alerta aos mais jovens para as problemáticas sociais existentes.

A Campanha de Recolha de Alimentos nas Escolas envolve como parceiros diretos o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, o Colégio de Campos, a Escola Superior Gallaecia, a Creche de Campos, a ETAP – Escola Profissional de Vila Nova de Cerveira e a Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira.

Abraça esta causa... Partilha... Não fiques Indiferente!

CERVEIRENSES FAZEM CAMINHADA CANINA PELA SOLIDARIEDADE

Cães de um Deus Menor – Caminhada Canina Solidária em Vila Nova de Cerveira

No próximo dia 11 de junho de 2017, realizar-se-á, em Vila Nova de Cerveira, uma caminhada canina solidária - “Cães de um Deus Menor”. Este evento tem um cariz solidário, pois os participantes serão sensibilizados a levar ração que irá reverter a favor da Associação de Defesa dos Animais de Cerveira - Patas e Patas.

a3 cartaz caes de um deus menor jpg

Esta iniciativa tem como objetivo principal desmistificar o tema de Raças Potencialmente Perigosas em Portugal e surge no âmbito da Prova de Aptidão Profissional, do aluno João Sousa, finalista do curso de Comunicação/Marketing, Relações Públicas e Publicidade da ETAP- Escola Profissional. Esta atividade conta com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.

O evento consta numa caminhada canina com início na “Casa do Artesão” junto às instalações da ETAP – Escola Profissional, Vila Nova de Cerveira, com passagem pelo parque do Castelinho, pelo largo do Terreiro, terminando o circuito no mesmo local. Seguem-se demonstrações caninas e palestras sobre a desmistificação do tema em estudo, que contarão com a presença de elementos do Partido PAN, do Rotweiller Clube de Portugal, entre outros palestrantes ainda a divulgar.  

Convida-se o público em geral a fazer parte deste dia que nos transporta ao conhecimento e à primeira caminhada canina solidária a decorrer no concelho de Vila Nova de Cerveira.

CERVEIRENSES DANÇAM EM SOLIDARIEDADE

Aluna da ETAP organiza espetáculo de dança solidário em Vila Nova de Cerveira

No dia 9 de junho de 2017, pelas 20h30, o Cineteatro de Vila Nova de Cerveira vai acolher o Espetáculo de Dança Solidário denominado de “Cultura em Movimento”.

FINAL - CARTAZ PAP 22

Organizado como tema da Prova de Aptidão Profissional da aluna Marta Pedrosa, finalista do curso de Comunicação/Marketing, Relações Públicas e Publicidade da ETAP - Escola Profissional, este evento sociocultural pretende dar a conhecer vários estilos de dança, e conta com a colaboração de quatro escolas de dança: Adeixa (Vila Nova de Cerveira, Dança & Cia (Viana do Castelo), Open Dance School (Viana do Castelo), Associação Cultural e Artística MINHODANÇA (Caminha) e o grupo de folclore “Os Camponeses Minhotos” (Cerdal).

Esta atividade é apoiada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, e os bens angariados irão reverter a favor do Lar de Santa Teresa e da Loja Social de Cerveira.

O custo de entrada será apenas um bem alimentar/brinquedo/roupa/produto de higiene ou então donativos monetários.

Venha fazer parte desta iniciativa connosco e seja solidário…