Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CABECEIRAS DE BASTO TESTA SEGURANÇA NAS ESCOLAS

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos: teste final garante condições de segurança. Escola reabre amanhã, quarta-feira, dia 22 de março

Tal como tínhamos anunciado, o Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos reabre amanhã, dia 22 de março, depois de ter sido efetuado ao longo do dia de hoje um teste final em carga do sistema elétrico, como se escola estivesse em pleno funcionamento mas sem alunos, para aferição das condições de segurança.

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos (2).JPG

Verificou-se que estão reunidas as condições para o seu funcionamento, com toda a normalidade, pelo que a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, com base em todos os pareceres técnicos obtidos, informou a direção do Agrupamento de Escolas de que pode reabrir.

Note-se que o encerramento da escola, desde a passada sexta-feira, dia 17 de março, ficou a dever-se à ocorrência de curtos-circuitos em algumas tomadas elétricas que provocaram um foco de incêndio numa arrecadação do Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos, na passada quinta-feira à tarde. Durante o dia de ontem, os técnicos do IEP - Instituto Eletrotécnico Português e da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto fizeram testes, avaliações e revisão geral a todo o sistema elétrico da escola que culminaram com o teste final realizado hoje para garantia de que tudo funcionava dentro da normalidade.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto lamenta o transtorno causado e agradece a compreensão de toda a comunidade educativa – professores, funcionários, pais e alunos – mas não poderia ter sido de outra forma, uma vez que a segurança é uma prioridade.

O Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos é uma escola que integra a educação pré-escolar e o 1º ciclo, foi inaugurada em 2009, e tem atualmente cerca de 400 crianças em atividade letiva.

PAN RECLAMA MELHORES CONDIÇÕES PARA AS FORÇAS DE SEGURANÇA

PAN pede mais apoio para os estudantes do ensino superior e melhores condições para as Forças e Serviços de Segurança

  • Esclarecimento dos estudantes sobre o processo de atribuição de bolsa para evitar atrasos administrativos
  • Maior celeridade e alteração dos critérios da atribuição de bolsas de estudo e no seu pagamento
  • Um psicólogo em cada comando territorial da GNR e da PSP 

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza debate esta sexta-feira duas iniciativas legislativas. A primeira pretende facilitar o acesso às bolsas de estudo por estudantes do ensino superior para que mais alunos possam aceder a estes apoios e recomenda ao governo o reforço das medidas de apoio aos estudantes do ensino superior, como forma de combate ao abandono escolar.

O PAN recomenda que se promova o esclarecimento dos estudantes sobre o processo de atribuição de bolsa em articulação com as instituições de ensino superior, como os requisitos de acesso, as informações que devem ser prestadas por eles e a documentação a ser entregue, nomeadamente por via de sessões de esclarecimento ou de distribuição de panfletos. Defende ainda que se pondere sobre a criação de mecanismos que permitam aos alunos bolseiros que se candidatem a bolsa de estudos no ano letivo seguinte tenham o apoio automaticamente renovado, desde que se mantenham as mesmas condições, evitando a submissão de nova candidatura e que sejam criados mecanismos que permitam conferir maior celeridade na atribuição de bolsas de estudo e no seu pagamento. O partido pede ainda a alteração do regulamento de atribuição de bolsas de estudo, para permitir o acesso a este apoio aos estudantes inscritos no ciclo de estudos conducente ao grau de Doutor que, encontrando-se em situação de carência ou insuficiência económica, não usufruam de apoios concedidos através de bolsas de investigação.

O projeto pede também que se pondere sobre a alteração dos critérios de atribuição de bolsas de estudo, nomeadamente os respeitantes ao rendimento do agregado familiar e ao valor do património imobiliário, por forma a permitir o acesso a mais estudantes em situação de carência económica. Para permitir uma atribuição mais rigorosa de bolsas de estudo, recomenda que se proceda ao reforço da fiscalização dos serviços de ação social, nomeadamente pelo reforço de meios humanos, por forma a contribuir para a diminuição das situações de fraude, garantindo que o acesso a estes apoios se destina apenas àqueles que dele verdadeiramente precisam.

A segunda inicitiva recomenda ao governo que promova a melhoria das condições de saúde mental, em ambiente laboral, nas Forças e Serviços de Segurança, criando um programa de promoção da resiliência psicológica dos operacionais. Os profissionais das forças e serviços de segurança estão sujeitos a situações de elevado stress o que pode provocar depressões, ansiedade e até levar ao suicídio. É necessário que estes profissionais sejam devidamente acompanhados por psicólogos para prevenir estas situações. Para além de um acompanhamento constante estes profissionais deveriam ser dotados a priori de ferramentas que lhes permitissem lidar com as situações de stress que vivenciam no dia-a-dia.

O PAN recomenda, então, que se proceda ao levantamento do número de psicólogos que fazem o acompanhamento dos profissionais das forças e serviços de segurança, que se pondere o reforço do número de psicólogos para acompanhamento dos profissionais das forças e serviços de segurança, distribuindo-os por todo o território nacional, por forma a tornar os seus serviços acessíveis a todos os profissionais.

No que diz respeito à Guarda Nacional Republicana e à Polícia de Segurança Pública, o partido recomenda que se pondere o reforço do número de psicólogos para acompanhamento daqueles operacionais, para que cada comando territorial disponha de pelo menos um psicólogo. A criação de um programa de promoção da resiliência psicológica dos operacionais das forças e serviços de segurança, permitirá dotar os profissionais de ferramentas que lhes permitam aprender a lidar com situações de stress, diminuindo os riscos psicossociais e consequências ao nível da saúde ocupacional, como as baixas por doença profissional, absentismo e suicídio, aumentando a produtividade no cumprimento da missão e melhorando as condições de trabalho.

GUIMARÃES: GNR VAI TER NOVO QUARTEL EM LORDELO

OBJETIVO ANTIGO VAI AGORA SER CONCRETIZADO

Presidente da Câmara de Guimarães anuncia construção de novo quartel da GNR em Lordelo

Edifício construído de raiz ficará situado no Parque Industrial de Mide. Obra é lançada em 2017. Posto territorial da GNR tem atualmente 24 militares.

Guimaraes_GNR_Lordelo.jpg

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, anunciou esta quinta-feira de manhã, em reunião do Executivo, a construção do novo quartel da GNR de Lordelo no Parque Industrial de Mide, num terreno já destinado para o efeito. A informação foi transmitida telefonicamente ao responsável do Município pela Secretária de Estado Adjunta da Administração Interna, Isabel Oneto, que garantiu a transferência de 900 mil euros, através de um contrato interadministrativo a celebrar com a Câmara Municipal de Guimarães.

No contacto efetuado com Domingos Bragança, a Secretária de Estado informou que o Ministério da Administração Interna tem na sua programação a construção do novo quartel, cujo projeto e lançamento da obra estão calendarizados para o próximo ano. «Com as formalidades inerentes a uma obra desta dimensão, teremos o projeto e o concurso da obra a decorrer em 2017 para o edifício ficar concluído em 2018», referiu o Presidente da Câmara de Guimarães.

O novo imóvel, reivindicado há cerca de duas décadas, ficará instalado num terreno situado na entrada do Parque Industrial de Mide, em frente a uma superfície comercial ali existente. «O atual posto não tem condições e este quartel é muito necessário para responder à necessidade de uma intervenção que permita realizar um melhor trabalho, com um espaço digno e apropriado, que assegure o bem-estar dos militares e das pessoas que procuram os serviços da GNR», considerou Domingos Bragança.

Recentemente, no passado dia 15 de abril deste ano, a Secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna e o Presidente do Município de Guimarães visitaram o concelho com o objetivo de proceder ao levantamento das condições das infraestruturas em que estão instaladas as forças de segurança. A governante iniciou o périplo no posto da GNR de Lordelo, seguindo-se uma deslocação ao edifício da PSP de Guimarães, ao quartel do Destacamento da GNR de Guimarães, em S. Torcato, e ao quartel da GNR das Taipas.

TERRAS DE BOURO PROMOVE ACÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A SEGURANÇA

Operação “Campo Seguro 2016” apresentada na Câmara Municipal de Terras de Bouro.

O Salão Nobre dos Paços do Concelho registou, no dia 21 de novembro, uma assinalável presença de público que assim demonstrou o seu interesse pela importante ação de esclarecimento promovida pelo Gabinete de Apoio ao Agricultor do Município de Terras de Bouro e a Secção de Programas Especiais do Destacamento da GNR da Póvoa de Lanhoso, no âmbito da operação “Campo Seguro 2016.

tttbour (6).JPG

Na abertura da sessão, que abordou de forma exaustiva a prevenção de furtos de materiais agrícolas, os acidentes com tratores e sua devida manutenção, assim como uma apresentação das estatísticas sobre a sinistralidade com veículos agrícolas e respetivo enquadramento legal dos mesmos, o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Joaquim Cracel, agradeceu a presença de todos e manifestou o desejo que este encontro contribua para esclarecer algumas dúvidas que possam existir sobre esta matéria, assim como a consciencialização necessária sempre importante para as questões da segurança para quem trabalha diariamente no mundo rural.

tttbour.JPG

tttbour (2).JPG

tttbour (3).JPG

tttbour (4).JPG

tttbour (5).JPG

ASSOCIAÇÃO CIDADÃOS DE ESPOSENDE ARRANCA PREVENÇÃO RODOVIÁRIA NAS ESCOLAS

A Associação de Cidadãos de Esposende, em colaboração com a ANSR - Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária inicia a 2.ª fase na prevenção rodoviária.

prevençao rodoviaria - crianças.jpg

Depois do sucesso alcançado durante os meses de Agosto e Setembro onde a Associação realizou ações de sensibilização a condutores com a colaboração da GNR - Guarda Nacional Republicana para prevenir comportamentos de risco, com impacto na sinistralidade rodoviária, a Associação de Cidadãos de Esposende inicia uma nova prevenção no Concelho.

O objetivo desta 2.ª fase é a sensibilização junto dos mais jovens, visitando as Escolas e Centro de Estudos do Concelho.

Serão distribuídos gratuitamente diversos materiais de sensibilização de acordo com a idade dos destinatários.

As crianças não são apenas passageiros, são também condutores de bicicletas e peões pelo que é importante adotar comportamentos de prevenção nestas circunstâncias

A maior parte dos estudos sobre sinistralidade rodoviária são unânimes: um número significativo de acidentes acontece em percursos curtos, por exemplo no trajeto casa-escola ou escola-casa.

Uma das preocupações desta Associação é a sinistralidade no Concelho de Esposende, pelo que durante os meses de Novembro e Dezembro serão diversas as ações a realizar de forma a despertar nos mais jovens a preocupação pelas regras de segurança.

MUNICÍPIO DE BRAGA ANUNCIA REFORÇO DE ELEMENTOS PARA A POLÍCIA MUNICIPAL

Concurso público para contratação de 10 elementos avança no início de 2017

O Município de Braga vai reforçar a equipa da Polícia Municipal (PM) com dez novos elementos. O anúncio foi pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, durante a apresentação do novo fardamento da PM que decorreu hoje, dia 3 de Novembro, na Praça do Município.

CMB03112016SERGIOFREITAS0000003297.jpg

Segundo Ricardo Rio, este reforço irá criar as condições necessárias para a entrada em vigor do terceiro turno na PM que passará, assim, a funcionar em regine contínuo. “O nosso objectivo é que no próximo Verão possamos ter o terceiro turno a funcionar em pleno para poder acompanhar a questão dos estabelecimentos em horário nocturno. Essa fiscalização, que até agora era extraordinária, vai passar a ser regular sem pôr em causa a colaboração com a PSP, que tem responsabilidade sobre essa matéria”, frisou o Edil, notando que o concurso para a admissão de novos elementos deverá ter lugar no início de 2017.

A nova farda, que representa um investimento na ordem dos 55 mil euros e que inclui a caracterização das viaturas, é uma forma de ´valorizar ainda mais´ o trabalho da PM. “Ao longo deste mandato temos procurado pacificar a PM, tornando-a mais operacional e capaz de responder às suas funções”, referiu Ricardo Rio, recordando que esta aposta passa também pela instalação desta força no antigo quartel dos Bombeiros Sapadores, “onde irá nascer um verdadeiro centro de protecção civil”.

Na ocasião, Ricardo Rio anunciou igualmente a alteração do sistema de controlo de acesso às áreas pedonais do Centro Histórico no sentido de contrariar a “entrada abusiva de veículos” que se verifica actualmente. “Este controlo não passa apenas pela fiscalização, mas também pela restrição do acesso a estas zonas fora dos horários e das condições necessárias para o bom funcionamento da Cidade e dos estabelecimentos comerciais”, explicou o Edil.

Segundo o Autarca, o sistema existente será alterado a curto prazo, no sentido de permitir o acesso em horários predeterminados e de forma mais controlada. “As zonas pedonais podem e devem ser partilhadas para outros fins, mas são zonas para a utilização dos peões”, vincou, notando que serão operadas alterações regulamentares e operacionais.

Já o vice-presidente, Firmino Marques, que tutela o Pelouro da Protecção Civil, destacou a importância do trabalho que a PM desempenha na vigilância florestal, anunciando o reforço de meios para esta tarefa já em 2017. “O contributo que a PM tem dado nesta área tem sido de enorme utilidade, quer na ajuda às corporações de bombeiros, quer à própria Autoridade Nacional de Protecção Civil”, sustentou Firmino Marques.

CMB03112016SERGIOFREITAS0000003301.jpg

CMB03112016SERGIOFREITAS0000003312.jpg

CMB03112016SERGIOFREITAS0000003322.jpg

TERRAS DE BOURO SENSIBILIZA PARA O USO DE TRACTORES EM SEGURANÇA

Sessão de esclarecimento sobre prevenção de furtos de materiais agrícolas e acidentes com tratores

O Município de Terras de Bouro informa que no dia 21 de Novembro de 2016 pelas 10:00, o Gabinete de Apoio ao Agricultor do Município de Terras de Bouro e a Secção de Programas Especiais do Destacamento da GNR da Póvoa de Lanhoso vão levar a efeito uma sessão de esclarecimento, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Terras de Bouro, no âmbito da prevenção de furtos de materiais agrícolas e acidentes com tratores.

Apelamos para que compareçam o maior número de cidadãos porque se trata de uma matéria de extrema importância para todos.

A segurança é responsabilidade de todos!

APELO À AUTARQUIA VIANENSE: CAIS DE VIANA DO CASTELO CARECE DE RESGUARDO DE PROTEÇÃO!

A falta de um gradeamento de proteção à beira do cais coloca em risco a segurança das pessoas que ali circulam, atendendo sobretudo à distração das crianças.

14606413_1295171207179909_6034233938996679188_n.jpg

O muro de vedação que outrora ali existia foi retirado mas não foi colocado qualquer resguardo de proteção e os sítios de amarração das embarcações podem constituir uma armadilha para pessoas mais distraídas e pouco habituadas a estes locais de faina marítima.

Seria adequado prevenir a ocorrência de uma eventual tragédia... a não ser que se esteja propositadamente à espera que a mesma ocorra para então se adotarem as medidas julgadas convenientes com vista à proteção das pessoas.

Fotos: José Costa Lima

14462806_1295171737179856_4086847275773375101_n.jpg

14572352_1295171190513244_4601346439796921430_n.jpg

 

14606445_1295171187179911_5765765251681202834_n.jpg

BARCELOS PODE VER DECRETADO ESTADO DE EMERGÊNCIA DEVIDO AOS FOGOS FLORESTAIS

Presidente da Câmara convoca reunião da Comissão Municipal da Proteção Civil

Amanhã, às 12h00, na Câmara Municipal de Barcelos, o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, reúne a Comissão Municipal de Proteção Civil, para avaliar a situação dos incêndios que estão a afetar a zona norte do concelho, bem como a adoção das medidas tendentes a minimizar os seus impactos.

O encontro permitirá aferir a necessidade de decretar o acionamento do Plano Municipal de Emergência.

SIMULACRO DE SALVAMENTO MARÍTIMO – RIO LIMA 2016

No âmbito do programa “Cultura de Segurança nas Praias de Viana do Castelo”, vai realizar-se no próximo dia 23 de julho, pelas 15h00, um simulacro demonstrativo das técnicas de salvamento e resgate marítimo, na Praça da Liberdade junto ao porto de embarque do ferryboat.

23 julhoSIMULACRO.png

O exercício pressupõe a colisão entre duas embarcações, uma de pesca e outra de recreio, cujo forte impacto provoca a projeção de tripulantes para a água.

Na simulação deste acidente serão testados os meios e recursos de proteção e de socorro das diversas entidades envolvidas nos cuidados às vítimas e familiares.

O Simulacro de Salvamento Marítimo “Rio Lima 2016” é promovido pela Autoridade Marítima Nacional através da Capitania do Porto, do Comando-local da Polícia Marítima e da Estação Salva-vidas de Viana do Castelo, em articulação com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, os Bombeiros Municipais e os Bombeiros Voluntários de Viana do Castelo, e conta com o apoio da Associação de Nadadores Salvadores “Coordenada decimal”, do CDOS e da Viana Pesca.

AUTARCAS RECEBEM FORMAÇÃO EM PROTECÇÃO CIVIL

O Presidente da União de Freguesias de Vilar e Mosteiró e o Delegado Distrital do Porto da Associação Nacional dos Alistados das Formações Sanitárias, realiza o colóquio “Protecção Civil para Autarcas” a ser proferido pelo Exº Sr. Dr. Artur Teixeira, Comandante da Polícia Municipal e Coordenador Municipal de Protecção Civil de Gondomar, no próximo dia 23 de Julho, pelas 15 horas, no Salão Nobre da sede da União de Freguesias em Vilar, Rua Albino Moreira nº 1373, em Vilar, Vila do Conde.

13726699_215606858839324_6247078372435535259_n.jpg

DESEMPREGADOS AJUDAM A MANTER FAMALICÃO LIVRE DE INCÊNDIOS FLORESTAIS

Programa Municipal de Prevenção de Incêndios Florestais do concelho famalicense foi hoje apresentado

A partir da próxima segunda-feira, 20 de junho, e até dia 30 de setembro, 10 desempregados vão trabalhar na vigia e prevenção de incêndios florestais no concelho de Vila Nova de Famalicão. A medida foi apresentada esta quinta-feira à tarde, na conferência de imprensa de apresentação do Programa Municipal de Prevenção de Incêndios Florestais, que decorreu no Parque da Devesa.

Há vários anos que a autarquia famalicense recorre a desempregados para a prevenção dos fogos florestais.jpg

Sem emprego há quase três anos e natural da freguesia de Calendário, Guilherme Pereira vai participar pelo terceiro ano consecutivo no programa da autarquia. “Sou membro do quadro de honra dos Bombeiros Voluntários de Famalicão e candidato-me sempre a este trabalho porque, como se costuma dizer, o sangue ainda me corre nas veias”, explicou.

Guilherme espera que este ano seja igual ou melhor que 2015 e deixa um conselho para quem agora se estreia nestas andanças. “É um trabalho que exige cabeça fria e muita calma para se conseguir lidar da melhor forma com as situações que vão surgindo”.

De resto, refira-se que face a anos anteriores, e por força de novas orientações e regras do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), o número de desempregados contratados pela autarquia é menor, o que levou a Câmara Municipal a elaborar um protocolo de cooperação com os três corpos de Bombeiros Voluntários do concelho de forma a assegurar o funcionamento da equipa de vigilância durante os fins-de-semana.   

O vice-presidente e também responsável pelo pelouro da Proteção Civil da autarquia, Ricardo Mendes, não tem dúvidas de que com este dispositivo o Município de Famalicão está preparado para enfrentar o período crítico de risco de incêndio. O responsável autárquico destacou ainda o cuidado, cada vez maior, dos proprietários na limpeza dos terrenos e lembrou que nenhum famalicense pode ficar de fora deste processo. “Todo o cuidado é pouco e Famalicão sem fogos depende também da adoção de uma postura vigilante por parte de todos os famalicenses”.

Refira-se que os vigilantes, contratados através da "Medida Contrato de Emprego Inserção" do IEFP, irão receber, por mês, uma bolsa no valor de 83.84 euros, um subsídio de alimentação que ronda os 90 euros e um subsídio de transporte, que varia de acordo com a morada de residência de cada um, mas cuja média ronda os 50 euros. Os valores são suportados pela Câmara Municipal e acrescem ao subsídio de desemprego de cada um.

O esquema de vigilância engloba 3 equipas de vigilância móvel de 2 elementos cada. Os restantes elementos afetos à vigilância fixa ficam nos postos de vigia de Santa Catarina na união das freguesias de Vila Nova de Famalicão e Calendário; Monte do Xisto na união das freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei e ainda no posto de vigia de Santa Cristina, na freguesia de Requião.

Para além da preciosa ajuda destes 10 desempregados e das Corporações de Bombeiros do concelho, o Programa Municipal de Prevenção de Incêndios Florestais conta também com o trabalho e empenho da Guarda Nacional Republicana, da Polícia Municipal, que colabora nas ações de fiscalização a queimas e vigilância, e ainda dos Sapadores Florestais que para além da missão de vigilância colaboram nas ações de combate e rescaldo, quando acionados mecanismos legais para o efeito.

FAMALICÃO APRESENTA PLANO MUNICIPAL DE PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS

Esta quinta-feira, 16 de junho, pelas 15h30, junto ao edifício de apoio do Parque da Devesa

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão convida os órgãos de comunicação social para a apresentação do Programa Municipal de Prevenção de Incêndios Florestais, que vai decorrer amanhã, quinta-feira, 16 de junho, pelas 15h30, junto ao edifício de apoio do Parque da Devesa, localizado no parque de estacionamento junto ao CITEVE. A sessão contará com a presença do vice-presidente e responsável pelo pelouro da Proteção Civil da autarquia, Ricardo Mendes.

Refira-se que, este ano, a autarquia integrou neste programa de Prevenção de Incêndios 10 pessoas em situação de desemprego, através da “Medida Contrato de Emprego Inserção” do IEFP.

O Programa Municipal de Prevenção de Incêndios Florestais centra-se, essencialmente, na vigilância e deteção de incêndios, nas vertentes móvel e fixa, durante o período de 16 de junho a 30 de setembro.

VIZELA REALIZA JORNADAS TÉCNICAS DE OPERAÇÃO DE SOCORRO

No passado dia 14 de Maio de 2016 realizaram-se mais umas Jornadas Técnicas de Operações de Socorro cuja realização esteve a cargo da Delegação Distrital de Braga da ANAFS.

timthumb (1)

O Grupo de Trabalho da Delegação Distrital de Braga foi composto pelos seguintes sócios:

Rui Veloso Fernando Gonçalves Jaime Dias Rui Reis

As jornadas tiveram como tema:

Operações de Salvamento em Valas e Trincheiras; Orientações Médicas durante as operações USAR.

Mesa d´Honra foi composta por:

Presidente do Conselho de Fundadores da ANAFS Presidente da Assembleia Geral da Real Associação de Bombeiros Voluntários de Vizela Presidente da Câmara Municipal de Vizela Comandante do GIPS/GNR ISLA-Leiria (Grupo Lusófona) (Professor Doutor Domingos Martinho)

Comissão Executiva:

Presidente – Professor Doutor Domingos Martinho – ISLA Leiria Secretário-Geral – Delegado Distrital de Braga da ANAFS Secretário-Geral Adjunto (Painel Saúde) – Fernando Gonçalves Secretário-Geral Adjunto (Painel SAR) – Jaime Dias Secretário-Geral Adjunto (Relações Públicas) – Rui Reis Secretário-Geral Adjunto (Secretariado) – Comandante do CBV VIZELA

Comissão Científica:

Presidente – Presidente da ANAFS Dr. Rogério Pinheiro (ANAFS) Dr. Gonçalo Morais Sarmento (Associação Portuguesa de Instrutores de Socorrismo - APIS Dr. José Coelho Virgílio (Associação Portuguesa de Medicina de Catástrofe - APMC) Professor Doutor Artur Costa (Universidade Lusófona do Porto)

timthumb (2)

timthumb (3)

timthumb (5)

timthumb (6)

timthumb (7)

timthumb (8)

timthumb (9)

timthumb

BRAGA REALIZA SIMULACRO DE INCÊNDIO NA QUINTA PEDAGÓGICA

Simulacro de incêndio testa capacidade de resposta da Quinta Pedagógica. Último passo para a certificação do Plano de Segurança

A Quinta Pedagógica de Braga testou esta Quinta-feira, 19 de Maio, a capacidade de resposta a uma situação de incêndio nas suas instalações através de um simulacro. Neste exercício, que contou com a colaboração dos alunos do Centro Escolar de Real, foram testados os próprios meios da Quinta e, numa fase posterior, a intervenção da Companhia de Bombeiros Sapadores.

5

Como explicou Altino Bessa, vereador do Ambiente do Município de Braga, este exercício é o ‘último passo’ para a certificação do plano de segurança da Quinta Pedagógica por parte da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC). “Submetemos este equipamento a certificação de segurança por parte da entidade competente nesta matéria porque achamos que é absolutamente fundamental zelar pela segurança de quem visita e trabalha na Quinta Pedagógica”, referiu.

4

Numa primeira abordagem, a ANPC recomendou efectuar “pequenas alterações ao nível da estrutura para garantir uma melhor resposta em caso de incêndio”. Nesse sentido, foram colocados detectores de incêndio automáticos, criou-se uma saída de emergência na cozinha e foram distribuídos equipamentos de combate a incêndio em vários locais da Quinta, para uma primeira resposta por parte dos funcionários.

3

Após essa fase, foi recomendado a realização de um simulacro para se aferir a capacidade de resposta numa situação real. “Com este exercício podemos perceber melhor o tipo de reacção quer dos nossos funcionários, quer dos meios de protecção civil, tendo em vista a salvaguarda da integridade física das pessoas que nos visitam e de quem cá exerce funções”, explicou Altino Bessa.

Recorde-se que a Quinta Pedagógica de Braga é um equipamento municipal que regista uma grande afluência de público de todas as idades. Só no ano transacto este equipamento registou mais de 32 mil visitas.

1

POLÍCIA MUNICIPAL DE BRAGA TRASNMITE REGRAS DE SEGURANÇA A CRIANÇAS E IDOSOS

Projecto ´Segurança em Sentido Obrigatório´

O Jardim-Escola João de Deus de Santa Tecla recebeu hoje, dia 17 de Maio, uma visita da Polícia Municipal de Braga integrada no projecto ´Segurança em Sentido Obrigatório´.

CMB17052016SERGIOFREITAS0000002650

O programa, iniciado em Março, tem por objectivo sensibilizar e transmitir aos mais jovens e aos idosos noções básicas sobre regras de segurança que lhes permitam adquirir conhecimentos técnicos capazes de estimular e alterar comportamentos de modo a promover a sua integração em ambiente rodoviário. Simultaneamente, pretende alertar estes dois públicos para alguns temas do foro comportamental que põe em causa o seu desenvolvimento pessoal em contexto social. As acções realizam-se em jardins-de-infância e escolas do 1º ciclo do ensino básico, bem como em centros de dias e lares de idosos.

CMB17052016SERGIOFREITAS0000002648

Segundo Firmino Marques, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, salientou que esta é uma actividade que demonstrando enorme ´preparação e empenho por parte dos agentes municipais envolvidos´. “A linguagem é devidamente adequada a cada um dos públicos e toca aspectos de segurança muitas vezes descurados pelos cidadãos. A componente prática, com demonstrações e experiências quer na viatura de serviço quer com os objectos de trabalho diário de cada agente, permite enriquecer a experiência e torna-la mais diversificada”, referiu.

CMB17052016SERGIOFREITAS0000002647

Como afirmou o Autarca, com este tipo de actividades procura-se também atingir o objectivo de aproximar as forças de segurança dos cidadãos e da comunidade. “Este projecto educativo favorece a construção de valores, posturas e atitudes de cidadania, de modo a valorizar-se o respeito mútuo e as regras de segurança”, disse.

O desafio às instituições para acolher estre projecto foi lançado em sede de Rede Social. Em média, a Polícia Municipal tem realizado duas acções por semana no âmbito deste programa, que irá estender-se até Março de 2017, altura em que será realizado um balanço das actividades desenvolvidas.

CMB17052016SERGIOFREITAS0000002646

MUNICÍPIO DE FAFE SENSIBILIZA FUNCIONÁRIOS PARA A SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

Câmara Municipal de Fafe promove ação de sensibilização no âmbito da Segurança e Saúde no Trabalho. Auditório Municipal encheu-se de funcionários

A Câmara Municipal de Fafe promoveu, recentemente, uma ação de sensibilização, no âmbito da Segurança e Saúde no Trabalho, destinada aos funcionários do Município.

DCS_1026a

A ação contou com duas sessões, da parte da manhã, entre as 11h00 e as 12h30, e de tarde, entre 14h15 e as 15h45, no Auditório Municipal.

Para a realização desta ação, o Município contou com a colaboração da entidade prestadora de serviços no âmbito da Medicina no Trabalho.

Durante as sessões foram abordados temas relacionados com o enquadramento legal da Segurança e Saúde no Trabalho, as obrigações do empregador e funcionários nesta matéria, as diferenças entre Medicina do Trabalho e Medicina Curativa e entre acidentes de trabalho e acidentes domésticos.

Além disso, também foi discutida a importância da prevenção na Segurança e Saúde no Trabalho, a importância da interligação entre o Serviço de Segurança no Trabalho, de Medicina no Trabalho e dos Recursos Humanos.

Explicou-se a importância de manter uma postura correta, ergonómica, para uma plateia que integrava grande parte dos trabalhadores do Município que passam grande parte do tempo sentados, a trabalhar com computadores.

No final, todos os funcionários presentes puderam intervir e colocar as suas questões, esclarecendo algumas dúvidas.

Esta ação faz parte de um plano que o Município de Fafe tem traçado, no sentido do desenvolvimento de outras iniciativas, bem como de informações em suportes diversos destinados à sensibilização dos seus trabalhadores, promovendo o seu bem-estar no local de trabalho.

DCS_1027

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO CONCLUI INTERVENÇÃO EM IMÓVEL EM NOME DA SEGURANÇA

Edifício com interesse patrimonial intervencionado pela autarquia

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão investiu mais de 150 mil euros com as obras que executou no edifício privado situado no gaveto da avenida Narciso Ferreira com a rua Adriano Pinto Basto, no centro da cidade. A intervenção da autarquia foi decidida após uma vistoria técnica realizada às condições de segurança do edifício - fortemente fragilizadas após um incêndio em 2012 -, que comprovou o perigo de derrocada eminente do imóvel que está localizado à face da rua.  

Câmara interviu para assegurar segurança dos cid

A obra foi realizada depois da ausência de resposta do usufrutuário do edifício à notificação enviada para o efeito pelos serviços jurídicos da autarquia e teve o intuito de repor as condições de segurança dos transeuntes e de salvaguardar um imóvel identificado no Plano Estratégico de Reabilitação Urbana como sendo de relevante interesse patrimonial. O mesmo usufrutuário será agora intimado a pagar a intervenção efetuada, seguindo-se os procedimentos jurídicos adequados.

No respeito pelo quadro legal em que foi feita, a intervenção apenas abrangeu aspetos essenciais à preservação da integridade do imóvel, como fundações e estrutura, trabalhos de impermeabilização e revestimento da cobertura, de paredes e construção de rede de águas pluviais. Os azulejos da fachada foram cuidadosamente retirados para restauro e recolocação no quadro de uma futura reabilitação.

Asseguradas as condições de segurança, a Câmara Municipal está agora a estudar a melhor forma de minimizar o impacto visual da obra, dentro daquilo que a lei permite.

Este procedimento será para alargar a outros edifícios devolutos de Vila Nova de Famalicão que representem um perigo para os cidadãos, respeitando-se sempre o quadro legal vigente sobre a matéria.

PONTE DE LIMA APOSTA NA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA

Município de Ponte de Lima implementa Sistema de Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança

O Município de Ponte de Lima tem como uma das suas prioridades estratégicas a modernização administrativa, cujo objetivo primordial é a prestação de serviços aos cidadãos e entidades públicas e privadas, pautados por altos padrões de qualidade. Neste sentido, o Município decidiu implementar um Sistema de Gestão Integrado da Qualidade, Ambiente e Segurança, de acordo com as normas de referência em vigor e a sua certificação.

grafico_qualidade_1

A Gestão da Qualidade consiste em controlar os processos de modo a obter a maior eficiência e eficácia na prestação dos serviços municipais, contribuindo para a satisfação das necessidades e expectativas dos cidadãos, trabalhadores e fornecedores.

A Gestão Ambiental visa essencialmente minimizar os impactes ambientais provocados pelas atividades do Município no meio ambiente em que se insere.

A Gestão da Segurança e Saúde no Trabalho visa minimizar os riscos resultantes das atividades do Município para proteção dos trabalhadores.

Considerando a complexidade do universo dos vários serviços da autarquia e as exigências normativas, o Sistema de Gestão será implementado de forma faseada, sendo iniciado com a certificação do Atendimento que é prestado no Gabinete de Atendimento ao Munícipe e na Tesouraria de acordo com a norma NP EN ISO 9001 (Qualidade), passando de seguida para o Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e Resíduos Sólidos Urbanos com a implementação de um Sistema Integrado segundo as normas NP EN ISO 9001 (Qualidade), NP EN ISO 14001 (Ambiente) e NP 4397/ OHSAS 18001 (Segurança e Saúde no Trabalho).

Perante isto, o Executivo Municipal no âmbito do Sistema de Gestão assume o compromisso de:

  • melhorar continuamente a eficácia e o desempenho do sistema de gestão;
  • prevenir a poluição e impactos ambientais;
  • cumprir os requisitos legais e outros aplicáveis;
  • prevenir as lesões e afeções da saúde;
  • promover o desenvolvimento pessoal e profissional dos trabalhadores do Município através das ações de formação.

A implementação e certificação do Sistema Integrado reveste-se como um desafio máximo de excelência para o Município de Ponte de Lima, uma vez que considera a satisfação dos cidadãos (Qualidade), a sociedade (Ambiente) e os trabalhadores (Segurança) numa procura permanente da melhoria contínua.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE VIZELA REÚNE COM AGENTES DISTRITAIS E MUNICIPAIS DE PROTEÇÃO CIVIL

Realizou-se esta manhã no edifício da Câmara Municipal, uma reunião dos agentes distritais e municipais de proteção civil, presidida pelo Presidente da Câmara.

z

Na reunião estiveram presentes: Hercílio Campos, Comandante Operacional Distrital de Braga da Autoridade Nacional de Proteção Civil; Major André Costa, do SEPNA da Guarda Nacional Republicana; 2º Comandante Adão Carvalho, dos Bombeiros Voluntários de Vizela; Eng. Jorge Dias, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Paulo Oliveira do Serviço Municipal de Proteção Civil e Gabinete Técnico Florestal do Município de Vizela e João Polery, Chefe de Gabinete do Município de Vizela.

Da ordem de trabalhos constou: a análise do Plano Operacional Municipal (POM) e do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) de Vizela; a rede viária de pontos de água do concelho de Vizela; o apoio técnico do Serviço Municipal de Proteção Civil e Gabinete Técnico Florestal de Vizela no âmbito do seu funcionamento; o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil de Vizela.

De registar o elogio do Comandante Operacional Distrital de Braga da Autoridade Nacional de Proteção Civil a todo o apoio que tem sido prestado pela Câmara Municipal de Vizela, assim como o interesse manifestado em todas as situações ocorridas no âmbito da proteção civil.