Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CABECEIRENSES FESTEJAM A S. MIGUEL

Cabeceiras de Basto vive onze dias de Feira e Festas de S. Miguel

Cabeceiras de Basto é a partir de amanhã, quarta-feira, dia 20, e até 30 de setembro, o maior ponto de encontro desta vasta região. Um programa fantástico vai animar a vila de Cabeceiras de Basto ao longo de 11 dias.

Cartaz 2017 - Feira e Festas de S. Miguel

Em época de colheitas agrícolas, esta feira secular que também é festa, mostra aquilo que de melhor se produz na região e dá a conhecer as tradições mais genuínas, de que se destacam a desfolhada tradicional, as corridas de cavalos, o concurso pecuário, as chegas de bois, a garraiada, entre outras, que atraem até ao nosso concelho muitos milhares de visitantes.

O teatro, o cortejo etnográfico, a ronda das concertinas, a Agrobasto e as atuações dos D.A.M.A. e de Zé Amaro são pontos altos do programa festivo, a par da Grandiosa Procissão em Honra de S. Miguel e da Sessão Solene do Dia do Município que se celebra a 29 de setembro, dia de feriado municipal.

O Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB), que tem vindo a conquistar cada vez mais fãs, apresenta nos magníficos Claustros do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, o espetáculo ‘Salvação’ que será exibido no primeiro dia de festa, dia 20 de setembro, a partir das 21h30. Um momento muito aguardado pelo público que já se habituou às grandes produções teatrais que o CTCMCB leva à cena.

No panorama musical, o destaque deste ano vai para a atuação dos D.A.M.A., grupo do momento que arrasta multidões por todo o território nacional. O grupo atua no dia 23 de setembro, a partir das 23h00, no Parque do Mosteiro. No dia 22 de setembro, a noite arranca com a ‘Caminhada Glow’ – uma produção do Projeto Raízes com o apoio da Iberdrola – e continua pela noite dentro com a animação de DJ’s que prometem levar a juventude ao rubro.

A par do grupo que lidera o cartaz 2017, a Feira e Festas de S. Miguel ficará, ainda, marcada pela atuação de Zé Amaro, Grupo Quadrângulo e Banda Sabor.

Do vasto programa que animará estas Festas do Concelho, destaque, ainda, para a participação das freguesias no cortejo etnográfico, cujo tema em 2017 é a Água, e para as inúmeras atuações da ‘prata da casa’, desde logo a Banda Cabeceirense, os ranchos folclóricos, os grupos de bombos e cantadores ao desafio, os grupos de tocadores de cavaquinho e concertina, jogo do pau, entre outros ginásios, escolas, clubes e academias locais.

D.A.M.A. - Direitos Reservados (Página Oficial Facebook)

ROMARIA DA SENHORA D’AGONIA EM VIANA DO CASTELO: NÃO HÁ FESTA COMO ESTA!

À medida em que se aproxima o solstício de Verão, não existe recanto no Minho que não se encontre em festa. E, muitas delas bastante grandiosas e muito afamadas. É o caso, a título de exemplo, as Feiras Novas de Ponte de Lima e os festejos da Senhora da Bonança em Vila Praia de Âncora, o São Bartolomeu em Ponte da Barca e a Senhora da Peneda em Arcos de Valdevez, o S. João de Braga e a Festa das Cruzes em Barcelos, as Gualterianas em Guimarães e tantas outras que seria quase impossível aqui enumerar todas. Mas, as tradicionais festas de Viana do Castelo há muito que conquistaram um lugar cimeiro no panorama das festas populares em Portugal.

20992564_1534663389910658_1452674036824613019_n.jpg

O minhoto entra na festa com a mesma alegria de alma com que se dedica à lavoura ou a qualquer outra ocupação profissional que lhe garanta a sua subsistência. Ele possui uma invejável alegria de viver e é essa maneira de ser que lhe permite vencer os obstáculos que se lhe deparam ao longo da vida, incluindo aqueles que não raras as vezes afiguram-se insuperáveis.

A Romaria da Senhora d’Agonia é, antes de mais, uma festifidade religiosa cristã, de confissão católica. Mas, com o consentimento da Santa a quem é prestada devoção e dedicada a celebração, os feirantes montam as suas tendas e fazem o seu comércio aos pés da pequena capelinha onde mora a Senhora d’Agonia. E, com toda a exuberância que se reconhece no minhoto, faz da festa um autêntico arraial que se anuncia com o rufar dos bombos dos zés-pereiras e o andar desengonçado dos cabeçudos e gigantones para culminar com um esplendoroso espectáculo de fogo nas margens do rio Lima – o mítico rio Lethes dos romanos – que nos remete para as ancestrais festividades pagãs, também outrora intensamente vividas na região com o mesmo fervor com que agora festeja ao S. João e à Senhora d’Agonia.

O minhoto não é por natureza conservador mas preserva a tradição. Digamos que é um tradicionalista que aprecia manter velhos costumes e crenças como se elas ainda fizessem parte do seu quotidiano. É por isso que, sob o manto de uma religiosidade cristã se revela, por força da tradição, uma devoção puramente pagã que respeita as forças da natureza que rodeiam a sua existência.

As festas de Viana do Castelo, aliás à semelhança das demais romarias minhotas, contituem uma autêntica explosão de alegria que não deixa ninguém indiferente e atraiem cada vez maior número de visitantes. E, para o ano, cá estaremos de novo!

20914758_1534663459910651_5295991510967816751_n.jpg

20915502_1534663839910613_3608545772728090958_n.jpg

20953069_1534662043244126_7605928977049909976_n.jpg

20953172_1534620036581660_9113075299053015433_n.jpg

20953395_1534663736577290_4880208848239463894_n.jpg

20953696_1534660676577596_7353036112721732931_n.jpg

20953755_1534661666577497_6155966883815259997_n.jpg

20953773_1534663133244017_876628462201923943_n.jpg

20953816_1534662113244119_2817397276527688297_n.jpg

20953817_1534662209910776_6146825813851819387_n.jpg

20953849_1534662573244073_7142927313112322315_n.jpg

ROMARIA DA SENHORA D’AGONIA AINDA AGORA ACABOU E A FESTA JÁ DEIXA SAUDADES!

A História, as tradições e os usos e costumes das gentes de Viana do Castelo reuniram-se uma vez mais no grandioso cortejo histórico e etnográfico da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia que muitos milhares de pessoas tiveram oportunidade de assistir.

20953085_10214552626355935_5917644253940671824_n (1).jpg

Ao longo das ruas da cidade minhota desfilaram figurantes representando grandes vultos nomeadamente das letras e das artes ligadas de algum modo a Viana do Castelo e ainda quadros históricos e etnográficos.

Espectáculo de indescritível beleza, reflectindo a exuberancia que tanto caracteriza o minhoto, o cortejo da Romaria de Nossa Senhora d’Agonia é porventura o maior espectáculo de carácter etnográfico que se realiza em Portugal. E, a par dos quadros históricos e etnográficos, possui ainda a particularidade de mostrar as mais belas moças que fazem do Minho e de Viana do Castelo o recanto do país, onde a par da beleza da paisagem, possui o encanto das mais lindas mulheres.

À Romaria da Senhora d’Agonia acorre a participar e a assistir gente de todo o Minho, desde Arcos de Valdevez a Vila Verde, de Barcelos a Melgaço, de Braga a Ponte de Lima. Em dia de romaria à Senhora d’Agonia, somos todos de Viana – somos todos vianenses!

Fotos: José Carlos R. Vieira

20883074_10214553043686368_13105019462405193_n.jpg

20883098_10214552879922274_4403463753423182228_n.jpg

20914174_10214552846841447_239691573858211975_n.jpg

20914546_10214553063166855_5935110072387240246_n.jpg

20914614_10214553041246307_8581898309704117886_n.jpg

20914693_10214552995765170_2974152627106341943_n (1).jpg

20914716_10214552865561915_1443666764354319105_n.jpg

20915106_10214553036006176_7903040233691829813_n.jpg

20915202_10214553040406286_5928396329332592888_n.jpg

20915223_10214552871642067_3681994977081133622_n.jpg

20915278_10214552854881648_7688666249410771072_n.jpg

20915287_10214553096687693_2858500384307761395_n.jpg

20915415_10214552990365035_4774208406641620377_n.jpg

20915440_10214553058406736_6216387087309216075_n.jpg

20915478_10214553060406786_1275817034892124546_n.jpg

20953036_10214552864161880_613646302495205775_n.jpg

20953075_10214553079567265_1606016020415053586_n.jpg

20953229_10214552883722369_5615559650873514406_n.jpg

20953294_10214553036086178_1063234338789439433_n.jpg

20953395_10214553059366760_9077639636499953383_n.jpg

20953413_10214553075167155_369396692531418100_n.jpg

20953420_10214553046686443_3715191525402995637_n.jpg

20953448_10214553054166630_6980104220389337247_n.jpg

20953543_10214553056686693_5580302527694255392_n.jpg

20953555_10214552866681943_3108798420008205876_n.jpg

20953648_10214553043886373_4127605945663862148_n.jpg

20953890_10214553006765445_1892054336610242878_n.jpg

20953910_10214553038046227_2228290295166266653_n.jpg

20953959_10214553052286583_7047384715904146989_n.jpg

20954016_10214553044886398_7111847151269378571_n.jpg

20954048_10214552863241857_4095015325331193227_n.jpg

20954050_10214552873162105_1724115822541139093_n.jpg

20954086_10214552869802021_8941542940948372605_n.jpg

20992715_10214553045686418_7417171596966444017_n.jpg

20992730_10214553057846722_6945223768771817471_n.jpg

20992730_10214553066286933_3145325937534279702_n.jpg

20992817_10214552874922149_9180053012554645379_n.jpg

20992843_10214552992285083_8056132470611039117_n.jpg

20992856_10214552849521514_3959601987383764783_n.jpg

20992859_10214553039006251_4013028445556891631_n.jpg

20992894_10214553066926949_7390279881793391243_n.jpg

20992978_10214553087847472_7193710752971465482_n.jpg

20993030_10214552875842172_4562811628577137856_n.jpg

20993077_10214553037806221_3908421650502458048_n.jpg

20994033_10214553074927149_7219646485861350379_n.jpg

20994100_10214552627155955_2005666162255368818_n.jpg

20994180_10214553051726569_4431806695118416126_n.jpg

20994195_10214552867401961_5713872985984013520_n.jpg

20994196_10214553068206981_1234829830210368412_n.jpg

20994262_10214552871082053_2428389711139537772_n.jpg

21032319_10214552847041452_4088265965105034665_n.jpg

21032435_10214552876722194_7856033457450542331_n.jpg

21034278_10214553055806671_6098524942743193220_n.jpg

PONTE DA BARCA MOSTRA CARTAZES DA ROMARIA DE S. BARTOLOMEU

Arquivo Municipal disponibiliza “on line” coleção de cartazes da Romaria de São Bartolomeu. A coleção compreende cartazes desde 1985 até 2017

A Romaria de São Bartolomeu está a chegar e nada melhor que poder recordar alguns dos cartazes que fazem parte da memória coletiva dos barquenses. Deste modo, o Arquivo Municipal de Ponte da Barca quis associar-se às festividades, divulgando a coleção que faz parte do seu espólio e que compreende cartazes desde 1985 até 2017.

cantares_romaria.JPG

Apesar do arquivo já ser considerável, a Câmara Municipal apela à população em geral, no sentido de quem tiver algum cartaz que não esteja nesta coleção, o mesmo possa ser facultado ao Arquivo Municipal que o digitalizará e entregará na hora, podendo desta forma enriquecer o acervo documental.

A visualização dos cartazes pode ser feita através do seguinte link: http://arquivo.cmpb.pt/details?id=125&ht=cartazes

ROMARIA DE S. BARTOLOMEU VOLTA A PONTE DA BARCA ENTRE SO DIAS 19 E 24 DE AGOSTO

Capital das Rusgas Populares concorre este ano ao Guiness fazendo do Vira Minhoto a Maior Dança de Folclore Portuguesa em elementos Mickael Carreira é o artista convidado

A apresentação do Livro Infantil 'Rusguinhas' e do Livro 'Ó Meu S. Bartolomeu – memórias', criados no âmbito do projeto "Ó meu S. Bartolomeu", iniciado o ano passado e que pretende ser o motor de preservação da memória coletiva das festas em honra de S. Bartolomeu, são apenas algumas das novidades deste ano,que foram apresentados hoje em conferência de imprensa.Mantendo o enfoque na tradicionalidade e nos fatores distintivos da Romaria, há mais novidades para a edição 2017 da Romaria de S. Bartolomeu que acontece na vila barquense de 19 a 24 de agosto.

Capturarcour.PNG

Evento Guiness: Ponte da Barca quer fazer do Vira Minhoto a Maior Dança de Folclore Portuguesa

Também como novidade deste ano, Ponte da Barca leva a cabo em plena Romaria de S. Bartolomeu, a iniciativa do Record Guiness que Ponte da Barca vai registar para o Mundo, celebrando o Vira Minhoto. Contando com o envolvimento dos 15 grupos folclóricos e o empenho de todos quantos queiram participar nesta 'aventura', a Câmara Municipal de Ponte da Barca assumiu a pretensão de fazer desta a maior expressão de dança de folclore português em elementos. A iniciativa acontece a 20 de agosto, na Praça da República. Para superar o recorde são necessárias, pelo menos, 545 pessoas.

A simbologia do cartaz remete para alguns elementos distintivos desta romaria e da vila barquense, como a Ponte sobre o rio Lima e o fogo de artificio, e, trajadas a preceito, todas as Rainhas das Vindimas que figuraram ao longo dos anos nos vários cartazes da Romaria de S. Bartolomeu. Uma romaria que nas palavras do autarca Barquense, Vassalo Abreu, 'é de todos e para todos, vindos de todo o concelho, a que se juntam os muitos conterrâneos espalhados pelo mundo e de milhares de forasteiros, da região e de outros locais do país, que visitam o concelho nesta semana festiva. Vêm pela gastronomia, pelo divertimento, mas sobretudo pelo ambiente caraterístico e acolhedor, quase familiar, da Romaria'.

O primeiro dia das festas, dia 19, tem então início com apresentação dos Livrol 'Rusguinhas' e 'Ó Meu S. Bartolomeu – memórias' e exibição do documentário sobre a Romaria, pelas 16h, na Casa da Cultura, a que se segue a abertura da Feira das Tasquinhas dinamizadas na sua grande maioria pelas associações do concelho, e que volta a ser ponto de encontro, de conversas e sabores gastronómicos. Esta feira será aliás alvo de animação constante por parte de vários grupos de folclore locais e de outros vindos de países. O folclore terá, contudo, a sua expressão máxima com o Festival Terras da Nóbrega, na praça com o mesmo nome, e com a atuação de oito grupos do concelho.

O domingo está então reservado para o evento guiness, a partir das 16h00, na Praça da República, e à noite o 30º aniversário da Rádio Barca com vários espetáculos musicais programados. Também ao longo deste dia comemora-se o o 82º aniversário dos Bombeiros Voluntários e por isso há lugar a uma programação especial.

As crianças têm, a partir das 10h de segunda-feira a gincana de bicicletas, na praça da república, e durante a tarde (15h), na Praia Fluvial, a já habitual festa da criança. Ao mesmo tempo decorre no Campo do Libório o Torneio de Jogo da Malha. À noite os focos viram-se para a Praça Terras da Nóbrega com a atuação do famoso cantor Mickael Carreira, com entrada gratuita, a prometer muita animação.

A terça feira começa bem cedo com a salva de morteiros, seguida da missa em honra a S. Bartolomeu. A noite promete encher a Praça da República para escutar os dez “cantadores” e “cantadeiras” que vão preencher o palco com os cantares ao desafio. Segue-se o espetáculo musical de Maria Celeste e a sua Banda

Na quarta-feira o destaque vai para a Feira do linho e para o desfile do mesmo pelas ruas da vila, que culminará com a entrega de prémios no Centro de Exposição e Venda de Produtos Regionais. O dia 23 reserva um dos pontos altos da Romarias com a saída do Cortejo Etnográfico e com as freguesias a exibir, com orgulho, aquilo que de melhor têm para mostrar. Espetáculos musicais na Praça da República e na Praça Terras da Nóbrega a par do desfile de centenas de rusgas, não fosse Ponte da Barca a Capital das Rusgas Populares, tornam esta noite na mais longa da festa.

O último dia da Romaria é aquele que encerra um cariz mais religioso, tal como referiram o Presidente da Associação Concelhia das Festas de S. Bartolomeu, Adolfo Ferreira, e a Vereadora da Cultura, Sílvia Torres, 'a Romaria de S. Bartolomeu conjuga de forma harmoniosa o sagrado e o profano e é isso que faz com que ela seja uma romaria intergeracional'. Começa com salva de morteiros, grupos de Zés Pereiras e segue com as bandas de música. Pelas 17h tem lugar a missa solene em honra de S. Bartolomeu, seguida da majestosa e imponente procissão em honra do Santo Apóstolo.

Nada falta para que o S. Bartolomeu 2017 volte a afirmar-se como uma das grandes Romarias do Minho e do país.