Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PÓVOA DE LANHOSO DESCENTRALIZA ATENDIMENTO ÀS POPULAÇÕES

Avelino Silva inicia atendimento descentralizado da população

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, iniciou, na tarde de ontem (22 de novembro), o atendimento descentralizado às populações.

Atendimento descentralizado em Lanhoso 2

Esta primeira sessão realizou-se na sede da Junta de Freguesia de Lanhoso, tendo sido inúmeros os Povoenses que se deslocaram a este local, para poderem reunir em audiência privada com o autarca Povoense.

No final do atendimento, Avelino Silva, manifestamente satisfeito, destacou que esta foi uma “decisão acertada”. “É muito importante dar este sinal à população, de que quero governar com todos e o mais próximo possível. Recolhi sugestões e preocupações, que vamos agora resolver”, salientou.

Presente esteve ainda o Presidente da Junta de Freguesia de Lanhoso, António Machado, que saudou a iniciativa por ser pioneira no concelho e por contribuir para uma maior proximidade entre a população de Lanhoso e o Presidente da Câmara.

Pretende-se que o atendimento descentralizado seja realizado todos os meses pelas 22 freguesias e uniões de freguesia do concelho. Esta novidade foi anunciada pelo Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, no discurso da tomada de posse, realizada no passado dia 20 de outubro de 2017. Na altura, indicou que, como medida simbólica, mas reveladora da postura que pretende assumir na gestão da autarquia, iria realizar as audiências descentralizadas, recebendo os Povoenses nas suas próprias freguesias.

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE DIREITOS HUMANOS DAS CRIANÇAS E JOVENS

CPCJ “promove” estendal dos direitos das crianças

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) da Póvoa de Lanhoso associou-se à Campanha Nacional "Estendal dos Direitos", promovida pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens, num esforço de amplificação da mensagem corporizada pela Convenção sobre os Direitos da Criança adotada pelas Nações Unidas em 20 de novembro de 1989.

Estendal dos direitos 3

Assim, esteve exposto durante todo o dia 20 de novembro, no Largo António Lopes, um estendal dos direitos construído com as reflexões e opiniões dos e das utentes dos Centros de Convívio dinamizados pelo Município, dos/as alunos/as da Universidade Sénior do Rotary Club da Póvoa de Lanhoso e de crianças pertencentes ao Núcleo da Póvoa de Lanhoso do Corpo Nacional de Escutas. O objetivo é a sensibilização da comunidade para as questões relacionadas com os direitos das crianças.

O estendal dos direitos voltará a poder ser observado, havendo condições meteorológicas apropriadas, no próximo dia 27 de novembro, no Largo António Lopes, na Vila da Póvoa de Lanhoso.

Recorde-se que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso é uma das entidades que, conforme determina a legislação, integra a CPCJ local. 

Estendal dos direitos 1

Estendal dos direitos 2

Estendal dos direitos 4

PÓVOA DE LANHOSO FOI AOS FADOS

Theatro Club encheu-se para ouvir e cantar Fado

A sala principal do Theatro Club encheu-se para assistir a uma noite de fados intitulada “Fado – Património da Humanidade”, a 18 de novembro. O evento contou com a atuação de excelente qualidade e cheia de boa disposição do Grupo de Fados da Universidade do Minho. A plateia aplaudiu de pé para além de cantar junto com o grupo o “Fado de Despedida”, numa promessa de voltarem em breve à Póvoa de Lanhoso.

Fado Patrimonio no TC 1

Em 2011, o Fado foi declarado Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO e o Theatro Club não poderia encerrar o ano sem prestar esta homenagem a este legado.

Este evento integrou a programação regular do Theatro Club para o ano 2017. A próxima proposta está agendada para os dias 1 e 2 de dezembro de 2017, no já conhecido evento Theatro Concerto, este ano, com a temática Flower Power. Os bilhetes já podem ser reservados pelo e-mail theatro.club@mun-planhoso.pt.

Fado Patrimonio no TC 2

PÓVOA DE LANHOSO REALIZA CONCURSO LITERÁRIO ABERTO À PARTICIPAÇÃO DOS ESTUDANTES

Concurso Literário António Celestino “aberto” para as escolas

Decorre até ao dia 28 de fevereiro de 2018, o prazo para entrega de trabalhos no âmbito do Concurso Literário António Celestino, vertente escolar.

Foto de arquivo - Antonio Celestino

Esta iniciativa é promovida pela Rede de Bibliotecas Escolares do concelho da Póvoa de Lanhoso, que integra a Câmara Municipal. Tem por objetivos criar e consolidar hábitos de leitura, fortalecer práticas de escrita e valorizar a expressão literária.

Este concurso dirige-se a alunos e alunas do 1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo e ensino secundário. De entre outros requisitos, os concorrentes deverão produzir um texto narrativo, original e inédito, em língua portuguesa. O tema é livre.

Os trabalhos deverão ser entregues em qualquer uma das bibliotecas promotoras. Serão depois apreciados e seriados por um júri, que irá valorizar critérios como a criatividade e originalidade, a coerência e coesão do texto e a qualidade literária.

Existe um conjunto de Normas de Participação, que devem ser consultadas. Os prémios serão entregues durante cerimónia a realizar no dia 27 de abril de 2018.

O Concurso Literário António Celestino pretende homenagear uma figura ímpar das Terras de Lanhoso, António Simões Celestino da Silva, poeta, escritor e amante das artes, sendo que, em 2017, se assinala o centenário do seu nascimento (24 de maio de 1917).

Normas de participação aqui.

PÓVOA DE LANHOSO É AUTARQUIA FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL

Póvoa de Lanhoso renova distinção de Autarquia + Familiarmente Responsável

“É com enorme satisfação que recebemos esta notícia. O nosso município continua a ser reconhecido, há oito anos, como um exemplo em matéria de responsabilidade social e queremos reforçar, no futuro, a nossa intervenção nesta área. Vamos introduzir novas respostas, que irão melhorar a qualidade de vida dos Povoenses, em particular, dos mais desfavorecidos”. As palavras são do Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, após o anúncio de que a Póvoa de Lanhoso vai receber novamente a distinção de Autarquia + Familiarmente Responsável.

Visita dos utentes dos centros de convivio a Madeira (junho 2017)

Desde 2010 a Autarquia vem recebendo este galardão. No dia 29 de novembro, vai receber, em cerimónia a realizar em Coimbra, a respetiva bandeira com palma, que é destinada às Autarquias que recebem o prémio por três ou mais anos consecutivos.

A distinção é atribuída todos os anos pelo Observatório das Autarquias + Familiarmente Responsáveis, que tem como objetivos principais acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias nacionais no que diz respeito a responsabilidade familiar.

O Município da Póvoa de Lanhoso tem apostado numa forte política transversal de apoio às famílias Povoenses.

O Naturalanhoso é uma das medidas mais emblemáticas e, desde a sua implementação já se traduziu num investimento de cerca de 280 mil euros. Trata-se de uma medida que alia o incentivo à natalidade à promoção do desenvolvimento do comércio local. O subsídio de apoio ao pagamento das rendas de casa é outra das respostas sociais existentes, sendo que, apenas em 2017, já foram entregues mais de 56 mil euros. A rede de Centros de Convívio (neste momento, são já oito), a formação parental, as bolsas de estudo e os prémios de mérito escolar; o apoio às famílias em períodos de férias escolares (Campo de Férias - Férias Ativas), o apoio social escolar; os transportes escolares; os cartões municipais; o Banco de Voluntariado e Loja Social; as Hortas Sociais; e o Serviço para a Promoção da Igualdade de Género também fazem parte de um leque muito mais alargado de respostas proporcionadas pela Autarquia à comunidade.

A avaliação do Observatório das Autarquias + Familiarmente Responsáveis tem em conta fatores ligados à política integrada de família, aos facilitadores de uma política familiarmente responsável e à responsabilidade social dentro da autarquia.

PÓVOA DE LANHOSO RECEBE EXPOSIÇÃO DE PINTURA SOBRE "IGUALDADE NA DEFICIÊNCIA"

Theatro Club da Póvoa de Lanhoso recebe exposição “Igualdade na Deficiência”

“Igualdade na Deficiência” é como se designa a exposição de pintura patente na Galeria do Theatro Club da Póvoa de Lanhoso entre os dias 14 de novembro e 7 de dezembro. Estão expostos diversos trabalhos de reconhecida qualidade.

Expo igualdade na deficiencia 1

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, foi uma das presenças na abertura desta mostra, assim como a artista Maria de Lurdes Oliveira. O autarca relembrou que, na edição de 2016 da Semana para a Igualdade, aquando da realização do I Theatro Concerto Inclusivo foi lançado o desafio, agora concretizado, de apresentar uma coleção de pinturas realizadas por pessoas portadoras de deficiência no Theatro Club. “É com enorme agrado que, como Presidente do município, faço a abertura desta exposição que junta o cultural e o social”, referiu, na ocasião, o autarca. Presente esteve ainda a artista

Esta exibição  da Associação dos Artistas Pintores com a Boca e os Pés insere-se no âmbito da VII Semana Municipal para a Igualdade, que tem o ponto alto de 19 a 25 de novembro, com momentos ligados à temática escolhida para este ano – “Educar para a Igualdade” -, tais como os workshops de braille, a marcha silenciosa contra a violência sobre as mulheres, o II Theatro Concerto Inclusivo e a abolição de uma barreira arquitetónica na Vila Povoense, de entre outras propostas, a par de um momento destinado à divulgação e formação da Carta Portuguesa da Diversidade, visto que se encontra no município Povoense o núcleo desta Carta, no Norte do país.

Expo igualdade na deficiencia 2

PÓVOA DE LANHOSO EDUCA PARA A IGUALDADE

De 19 a 25 de novembro, na Póvoa de Lanhoso

“Educar para a Igualdade” dá mote à VII Semana Municipal para a Igualdade

“Educar para a Igualdade” é o mote da VII Semana Municipal para a Igualdade, que decorre na Póvoa de Lanhoso entre os dias 19 e 25 de novembro de 2017.

Mural 1

Promovida pelo Município, este ano, foi escolhida a temática da Igualdade e da sua estreita relação com a Educação, na forma como esta influencia a aceitação e respeito ou não da Igualdade e Diversidade.

“A promoção da igualdade de género tem sido uma aposta da autarquia no âmbito da sua estratégia de fomentar um concelho com responsabilidade social. Este é um serviço muito importante que, através da sensibilização e do envolvimento da comunidade escolar em particular, tem obtido resultados muito positivos. Assim, melhoramos a qualidade de vida dos Povoenses”, refere o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva.

O II Theatro Concerto Inclusivo, os Workshops de Braille, uma exposição e a abolição de uma barreira arquitetónica são algumas das propostas desta edição, que conta também com um momento destinado à divulgação e formação da Carta Portuguesa da Diversidade, visto que se encontra no município Povoense o núcleo desta Carta, no Norte do país.

Esta Semana é promovida no âmbito do Serviço para a Promoção da Igualdade de Género dos Serviços de Ação do Social do Município.

Programa diversificado

O programa da Semana Municipal para a Igualdade é diversificado e compreende, no dia 19 de novembro, data em que se assinala o Dia Internacional do homem, a realização de uma caminhada ou pedalada para a Igualdade, em que se pede às pessoas participantes que entreguem um brinquedo para alegrar o Natal de uma criança carenciada. O ponto de partida e de chegada é a Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila da Póvoa de Lanhoso.

Assinalando-se a 20 de novembro o Dia dos Direitos Internacionais das Crianças, a proposta é, pelas 10h00, o reinício do projeto pioneiro “Igualdade, Cidadania e Direitos Humanos” com as crianças da sala dos quatro anos a frequentar o Jardim de Infância de S. Gonçalo da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso, nas instalações desta entidade.

Nos dias 20 (15h00) e 21 (10h00, 14h30 e 16h30) de novembro, a proposta é a realização de quatro Workshops de Braille, dinamizados por Ana Patrícia Santos e Fátima Alves, técnica e diretora de serviços do Instituto Nacional de Reabilitação. Para além do público em geral, os/as utentes da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga são também destinatários/as. Esta formação realização nas instalações do Banco de Voluntariado (junto ao Pavilhão 25 de Abril, na Vila Povoense).

A formação “Conhecer e implementar a Carta Portuguesa para a Diversidade” é a proposta para o dia 22 de novembro, sendo dinamizada por Carla Calado, técnica da Fundação Aga Khan Portugal e elemento da Comissão Executiva da Carta para a Diversidade – Lisboa. Esta formação decorrerá entre as 9h30 e as 13h00 e entre as 14h30 e as 17h30, no Centro Interpretativo Maria da Fonte. Técnicos/as de IPSS´s; empresários/as; entidades Signatárias e a comunidade em geral são destinatários/as.

Dia pelo Fim da Impunidade assinala-se a 23 de novembro e o programa prevê, pelas 10h00, a iniciativa “Testemunho de vida: Um exemplo de resiliência e superação”, no Fórum dos Bombeiros Voluntários. Para as 11h00, está marcado o início da Marcha contra a Violência Sobre as Mulheres e para a Igualdade, desde o Fórum dos Bombeiros Voluntários, na Avenida da República. A comunidade em geral e a escolar em particular são os/as destinatários/as. Para o mesmo dia, está prevista a eliminação de uma barreira arquitetónica localizada na Avenida dos Bombeiros Voluntários, na Vila Povoense.

No dia 24 de novembro, assinalando o Dia Nacional da Cultura Científica e antecipando o Dia Mundial para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres (25 de novembro), realiza-se a II edição do Café Concerto Inclusivo, direcionado para a comunidade em geral.

Ainda no âmbito do programa definido para esta Semana, irá decorrer entre 14 de novembro e 7 de dezembro uma exposição de pintura intitulada “Igualdade na Diferença”, da responsabilidade da Sociedade Portuguesa de Deficientes Manuais. A abertura está marcada para as 15h00, na Galeria de Exposições do Theatro Club.

FILME SOBRE PÓVOA DE LANHOSO VENCE CERTAME INTERNACIONAL

O filme “Viajar é Sentir”, que apresenta a Rede de Monumentos e Sítios da Póvoa de Lanhoso, da autoria de Carlos Alberto Cardoso, venceu o ART & TUR – International Tourism Film Festival, na categoria de Rotas Turísticas.

Premio filme viajar e sentir 1

Este filme estreou em junho deste ano, aquando da apresentação da Rede de Monumentos e Sítios da Póvoa de Lanhoso, podendo ser visualizado na Sala de Interpretação da Filigrana (Casa da Botica).

Para o Presidente da Câmara Municipal, Avelino Silva, "este reconhecimento confirma a existência de bons recursos na Póvoa de Lanhoso ao nível do património religioso, histórico, natural e imaterial, aliado ao bem receber e ao bem servir de todos os que nos visitam. Está de parabéns o realizador e todos aqueles que diariamente trabalham para que o Turismo da Póvoa de Lanhoso seja valorizado e divulgado em Portugal e no estrangeiro"

A Rede de Monumentos e Sítios da Póvoa de Lanhoso visa promover turisticamente o património cultural, ao integrar os sítios e monumentos de relevo histórico, arquitetónico e paisagístico do concelho, oferecendo ao turista uma imagem de distinto valor patrimonial, com um significado histórico singular. Com este vídeo premiado, torna-se possível dar a conhecer o nosso concelho junto de um público vasto, indo além-fronteiras.

Os 314 filmes submetidos a concurso oriundos de 41 países, foram avaliados por um júri internacional composto por 22 especialistas de 11 países, pessoas com experiência e renome, nas áreas do cinema, turismo e marketing. O ART & TUR – International Tourism Film Festival comemora este ano o 10º aniversário. A cerimónia de entrega de prémios realizou-se no dia 3 de novembro de 2017, em Vila Nova de Gaia.

Premio filme viajar e sentir 2

Premio filme viajar e sentir 3

PÓVOA DE LANHOSO COMEMORA SEMANA INTERNACIONAL DA CIDADE EDUCADORA

Póvoa de Lanhoso assinala Semana Internacional da Cidade Educadora com iniciativas de 27 a 30 de novembro

De 27 a 30 de novembro, a Póvoa de Lanhoso promove a Semana Internacional da Cidade Educadora. Exposições, um seminário, leituras encenadas, oficinas de reciclagem, são algumas das propostas previstas, as quais englobam ainda a leitura pública da Declaração das Cidades Educadoras.

Arquivo - 2016

A Póvoa de Lanhoso é uma das localidades de todo o mundo que assinala o Dia Internacional da Cidade Educadora (30 de novembro), com um programa específico pensado sob o lema deste ano: “O Direito à Cidade Educadora”.

Trata-se da segunda edição desta comemoração. Para o dia 27 de outubro, o programa compreende, pelas 9h00, a abertura da exposição que estará patente na Galeria do Theatro Club. Segue-se, pelas 9h30, um momento musical protagonizado por alunos e alunas das Turmas do Ensino Articulado da Música. Pelas 9h50, a Vereadora da Educação da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso faz a Leitura Pública da Declaração das Cidades Educadoras.

Segue-se, pelas 10h00, o Seminário "O Direito à Cidade  e a Cidade dos Direitos" pelo Professor Doutor Manuel Sarmento ligado ao Instituto de Estudos da Criança da Universidade do Minho. Para as 11h30, está marcado um momento que visa prestar Reconhecimento Público a todas as instituições que contribuem para uma Cidade Educadora e que engloba a entrega de diplomas e a decoração de uma árvore, na Praça Eng Armando Rodrigues, com a colocação de pendentes com o nome das instituições reconhecidas.

De 27 a 30 de novembro, haverá ainda a leitura encenada e adaptada do livro “Álbum de Famílias” de Susana Amorim e Rute Agulhas (Editora 20/20) junto das crianças do 4º ano do primeiro ciclo de ensino. Este é um texto recomendado pela Associação Portuguesa para a Igualdade Parental e Direitos dos Filhos e pela Comissão Nacional de Promoção dos Direitos de Proteção das Crianças e Jovens, que aborda o direito das crianças a terem uma família (e a serem felizes nela, seja ela qual for). Os alunos receberão ainda o marcador de livros “Eu Faço Parte da Cidade Educadora”

Para as crianças dos jardins de infância, haverá, nas mesmas datas, oficinas de reciclagem, que visam aliar a educação para a temática do reaproveitamento de materiais e a criatividade, através da criação de auxiliares da natureza (joaninhas, abelhas, mochos, borboletas…) a partir da reutilização do interior de rolos de papel higiénico, que se transformarão em simpáticos elementos de decoração e/ou em brinquedos.

No dia 30, Dia Internacional da Cidade Educadora, realiza-se o encerramento simbólico da Semana, sendo de destacar a abertura de uma exposição fotográfica sobre as atividades desenvolvidas, que ficará patente no edifício dos Paços do Concelho e o hastear da bandeira da Cidade Educadora.

A Póvoa de Lanhoso recebeu o certificado de adesão à rede territorial portuguesa de Cidades Educadoras em junho de 2016 na Argentina. A adesão do nosso município data de janeiro de 2016, fazendo parte das cerca de 60 cidades que integram a rede territorial portuguesa de Cidades Educadoras.

PÓVOA DE LANHOSO APOSTA NA FORMAÇÃO

Projeto Geração Lanhoso apresentou oferta formativa para o concelho

O Projeto Geração Lanhoso realizou, no passado dia 26 de outubro, uma sessão de divulgação coletiva de oferta formativa existente para o concelho da Póvoa de Lanhoso.

Divulgacao oferta formativa 1

Esta sessão inseriu-se no âmbito do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação e teve como objetivo principal informar e encaminhar para oportunidades de qualificação desenvolvidas pelas autoridades públicas e privadas.

As pessoas adultas desempregadas que manifestaram interesse na oferta formativa apresentada irão agora receber apoio por parte do projeto no que diz respeito ao seu encaminhamento para os respetivos cursos. Este encaminhamento será feito em articulação com o Centro Qualifica da Póvoa de Lanhoso.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

PÓVOA DE LANHOSO REFLORESTA E SENSIBILIZA PARA A PRESERVAÇÃO DA FLORESTA

Póvoa de Lanhoso continua a reflorestar e a sensibilizar

Bétulas, castanheiros, carvalhos alvarinhos e sobreiros. Cerca de 20 árvores autóctones foram plantadas, na manhã de hoje, 31 de outubro, no Monte de S. Mamede, por jovens do projeto Erasmus + e-HAND (Effetcs of Human Activities in Natural Disasters) em que participa a Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso com escolas da Estónia, Roménia, França/Ilha de Reunião, Grécia, Turquia e Itália. Esta iniciativa contou com o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

Reflorestacao S Mamede 2

Alguns dos carvalhos plantados derivam do Carvalho de Calvos, árvore classificada, exemplar centenário, um dos mais antigos da Europa, que existe no concelho Povoense. O objetivo foi não só sensibilizar e informar a respeito do problema dos incêndios florestais, mas também dar oportunidade aos/às jovens de participarem ativamente na reflorestação e na prevenção.

O grupo foi composto por mais de 30 alunos e alunas, assim como por professores/as. Mas houve ainda oportunidade para ouvir um especialista da Universidade do Minho, António Bento Gonçalves, que, no âmbito da temática das catástrofes naturais, mais especificamente dos incêndios florestais, enquadrou a iniciativa desta manhã (ao nível da influência da vegetação, do solo ou da própria utilização dos espaços), realizada sob orientação do Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso.

Antes desta plantação, numa zona ardida, o grupo foi recebido nos Paços do Concelho pelo Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, e pela Vereadora da Educação, Gabriela Fonseca. Os estudantes internacionais estarão na Póvoa de Lanhoso até ao dia 3 de novembro.

Reflorestacao S Mamede 1

PÓVOA DE LANHOSO APOIA VOLUNTARIADO DE PROXIMIDADE

Projeto Geração Lanhoso lança rede de apoio a cuidadores informais

O Projeto Geração Lanhoso, em parceria com o Banco de Voluntariado da Póvoa de Lanhoso, capacitou um grupo de pessoas voluntárias, que pretendem integrar um projeto inovador no concelho – a Rede de Voluntariado de Proximidade. Esta visa prestar apoio aos chamados Cuidadores/as Informais, possibilitando-lhes tempo e espaço para também cuidarem de si próprios/as.

Voluntariado2

Este projeto pretende responder ao facto de, hoje em dia, grande parte dos cuidados a idosos e pessoas dependentes ser assegurada por cuidadores/as informais, que, na sua maioria são mulheres, destacando-se neste processo o papel das esposas, das filhas e das noras.

Esta atividade já se encontra no terreno e iniciou com a ação de capacitação do grupo, cujos elementos adquiriram competências essenciais para prestar o referido apoio.

Com a colaboração do Eixo 1 do Projeto Geração Lanhoso, através da Academia de Competências, este grupo foi capacitado em áreas transversais.

Esta atividade encontra-se inserida no Projeto Geração Lanhoso no âmbito do eixo 1 – Qualificação, Emprego e Formação e do eixo 3 – Capacitação da Comunidade e das Instituições.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

Quem estiver interessado em participar poderá entrar em contacto com o Projeto Geração Lanhoso.

voluntarios1

PÓVOA DE LANHOSO ASSINALA DIA DA MÚSICA

Dia da Música assinalado com casa cheia no Theatro Club

No passado sábado, dia 28 de outubro, o Conservatório de Música de Barcelos em colaboração com o Theatro Club e Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio promoveram um sarau de música e poesia intitulado “Os Sons que Correm”, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Música e Dia Nacional da Água, datas celebradas a 1 de outubro. A sala do Theatro Club esteve cheia.

Dia da Musica no Theatro Club 2017 1

O evento contou com a participação dos/as alunos/as que integram o ensino articulado da música, das classes de 5º ao 8º ano, do Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio. Alunos e alunas do Conservatório também marcaram presença e a direção da orquestra ficou a cargo do maestro Jorge Teixeira.

Foram dois os momentos de poesia, com a participação das alunas de teatro e música Lara Cave e Francisca Lopes, com poemas de Maria Alberta Menéres e Sophia de Mello Breyner Andresen e acompanhadas ao piano pela professora Eugénia Moura.

Foram poucos os lugares na principal sala de espetáculos da Póvoa de Lanhoso para tanto público, que quis assistir. Em palco também foram numerosos/as os alunos/as e professores/as, com mais de 50 elementos a prestar homenagem a esta arte.

Dia da Musica no Theatro Club 2017 2

EXECUTIVO MUNICIPAL DE PÓVOA DE LANHOSO DISTRIBUI PELOUROS

Executivo Municipal aprovou a distribuição de Pelouros
O Executivo Municipal da Póvoa de Lanhoso já aprovou a distribuição de Pelouros para o mandato autárquico de 2017 a 2121.

reuniaocamara-2

Assim, o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva, eleito pelo PSD, fica diretamente responsável pelos Pelouros da Representação; da Cultura e turismo; das Freguesias e obras municipais; e da Ação Social. Avelino Silva conta ainda com três Vereadores a tempo inteiro.

Com a vice-Presidência fica a Vereadora Gabriela Fonseca, igualmente responsável pelos Pelouros da Educação; da Gestão Administrativa e recursos humanos; do Desenvolvimento económico; e da Gestão financeira.
O Vereador Manuel Baptista, que dirigiu os destinos da Autarquia entre 2005 e 2017, fica com os Pelouros da Gestão urbanística e fiscalização municipal; do Planeamento e ordenamento do território; da Gestão da qualidade; e das Contra-ordenações.
O Vereador André Rodrigues tutela agora a Juventude; o Desporto; a Sustentabilidade ambiental e proteção civil; e a Mobilidade.
Frederico Castro, António Barros e Fátima Moreira completam o Executivo Municipal, pelo lado da Oposição.
A primeira reunião de Câmara realizou-se- no passado dia 25 de outubro, com o Presidente da Câmara Municipal a abrir a sessão com uma mensagem de boas vindas a todos os Vereadores e desejando que o mandato corra positivamente, cumprindo cada um o seu papel.
As reuniões, de Câmara serão 15 em 15 dias, às quintas-feiras, pelas 10h00, no edifício dos Paços do Concelho. A segunda reunião de cada mês será pública.

PÓVOA DE LANOSO ASSINALA DIA MUNICIPAL DA IGUALDADE

A Póvoa de Lanhoso assinalou ontem, 24 de outubro, o Dia Municipal para a Igualdade junto de cerca de 160 crianças e jovens.

Dia Municipal Igualdade 24 out 1

“Competências não têm Sexo” foi a temática proposta pela CIG – Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género para os municípios trabalharem este ano.

Desta forma, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, em colaboração com o Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio promoveu sessões junto de crianças e jovens dos 1º, 2º e 3º ciclos, que tiveram por objetivo desmistificar algumas ideias normalmente pré-concebidas, nomeadamente a de que há profissões exclusivamente para homens e outras exclusivamente para mulheres.

Para conversar com o público – alvo destas sessões, o SIGO – Serviço para a Promoção da Igualdade de Género da Autarquia da Póvoa de Lanhoso convidou uma agente da GNR, um assistente social e um trabalhador da área da limpeza, que deram a conhecer a sua experiência, as suas motivações e as dificuldades das suas carreiras, de entre outras considerações, e que responderam às perguntas da plateia.

O Dia Municipal para a Igualdade  assinala-se a 24 de outubro com o objetivo de sensibilizar as autarquias para a territorialização da dimensão da igualdade de género.

Desde 2010 que centenas de organizações de todo o país e autarquias locais assinalam esta data, promovendo iniciativas diversas no âmbito da igualdade.

No âmbito da elaboração do seu Plano Municipal para a Igualdade, o Município da Póvoa de Lanhoso definiu o dia 23 de março como Dia Municipal para a Igualdade, por ser a data do início da Revolução da Maria da Fonte, heroína Povoense, uma mulher que encabeçou uma Revolução num mundo de homens. Não obstante esse dia ser sempre assinalado localmente, a Autarquia assinala o dia 24 de outubro, associando-se assim ao movimento global para a Igualdade.

Dia Municipal Igualdade 24 out 2

AVELINO SILVA LIDERA EXECUTIVO MUNICIPAL DE PÓVOA DE LANHOSO

Novos órgãos autárquicos Póvoa de Lanhoso tomaram posse

 “Serei, em cada momento, o Presidente de todos os Povoenses”, afirmou Avelino Silva, na sua primeira intervenção como Presidente de Câmara.

Cerimonia da tomada de posse Avelino Silva 2

Os órgãos autárquicos do município da Póvoa de Lanhoso para o quadriénio 2017-2121 tomaram posse no passado dia 20 de outubro.

Eleito pelo PSD, Avelino Silva considerou: “É hora de todos unirmos vontades e de sermos agentes ativos no desenvolvimento da nossa terra. Cada um na sua função, seja de poder ou de oposição, tem um papel determinante em escrever esta nova página da história da Póvoa de Lanhoso. Iniciámos um novo ciclo político, com orgulho no passado e com esperança num futuro ainda mais próspero”.

O Presidente da Câmara garantiu que trabalhará com todos, “respeitando o espaço da oposição e as opiniões nem sempre convergentes”, que trabalhará com as empresas, com as associações, com as paróquias, com as Juntas de Freguesia, com as entidades públicas, com a comunidade, com a sociedade civil. “Estou totalmente disponível para, com todos, construirmos um melhor concelho para se viver, para se trabalhar e para se visitar”, considerou.

Avelino Silva quer que a “Póvoa de Lanhoso lidere os concelhos de baixa densidade da região, através da implementação de uma estratégia assente no crescimento inteligente, sustentável e inclusivo. Queremos ser um território com liderança regional e com forte atratividade. Um concelho que oferece qualidade de vida aos seus cidadãos, onde as políticas municipais estão centradas nas pessoas. Com orgulho no passado mas com uma enorme determinação em construir um futuro cada vez melhor. Pelos jovens, pelos idosos, por todos os Povoenses”.

O autarca também apontou o reforço de parcerias com entidades de dentro e fora do concelho, como associações ou universidades, e com as Juntas de Freguesia. “Sabemos bem que todo o trabalho autárquico deve ver nas Juntas de Freguesias parceiros fundamentais na missão de aumentar os níveis de qualidade de vida dos Povoenses. Eu sei bem a importância de termos uma câmara que esteja disponível para alargar o âmbito das competências das Juntas de Freguesia e por isso podem também contar comigo para esse trabalho”. O novo Presidente revelou ainda que irá promover audiências descentralizadas, recebendo os Povoenses nas suas freguesias.

Finalizou a sua primeira intervenção, afirmando que “todos são responsáveis por tudo o que acontece na Póvoa de Lanhoso. Da minha parte podem contar com total dedicação, empenho, disponibilidade e competência ao serviço da Câmara e dos Povoenses”.

Na oportunidade, o Presidente cessante da Assembleia Municipal, Amândio de Oliveira, também interveio. “Foi para mim uma enorme honra e orgulho ter tido a possibilidade de servir ou pelo menos tentar servir a nossa terra”, afirmou, de entre outras considerações. Desejando as maiores felicidades aos empossados naquele dia, reafirmou ainda “a certeza de que tanto honrarão sempre o mandato popular que lhes foi conferido e nunca se desviarão do caminho de serviço público que abraçaram tornando a terra da Maria da Fonte uma referência constante no panorama regional e nacional das autarquias”, afirmou, sendo que, durante a sua intervenção, pediu ainda um minuto de silêncio pelas vítimas dos incêndios e um louvor aos bombeiros. 

A cerimónia de instalação dos novos órgãos realizou-se na Praça Eng. Armando Rodrigues, bem no centro da vila da Póvoa de Lanhoso, numa tenda devidamente preparada para o efeito. Largas centenas de pessoas assistiram ao momento.

Assembleia Municipal escolheu Presidente

Imediatamente após a Tomada de Posse dos elementos da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal (eleitos diretamente e por inerência), realizou-se a primeira sessão da Assembleia Municipal, presidida pelo cidadão mais votado para aquele órgão no passado dia 1 de outubro. João Duque foi depois eleito Presidente da Mesa da Assembleia Municipal, vencendo as duas outras listas concorrentes apresentadas pelo PS e pelo MAI. “Que saibamos desempenhar as nossas variadas funções com firmeza, com verticalidade, com imparcialidade, com coragem granítica, dando assim consistência e sustentabilidade firme ao futuro do nosso concelho, sem nos deixarmos seduzir pelas sereias do poder ou de modas levianas; mas que saibamos, por outro lado, desempenhar as nossas funções com afeto, nobreza e delicadeza, como exige o cuidado de cada pessoa concreta, infinitamente mais importante que os números e que as coisas, até do que as obras”, desafiou o novo Presidente da Assembleia Municipal da Póvoa de Lanhoso, de entre outros aspetos.

A cerimónia da tomada de posse contou ainda com as atuações de Filipa Gonçalves, em flauta transversal, e de Paulo Freitas, em Saxofone, duas jovens promessas da Póvoa de Lanhoso.

O programa da instalação dos novos órgãos autárquicos da Póvoa de Lanhoso englobou ainda, no dia 21, uma noite musical em que tiveram palco talentosos jovens Povoenses e, no dia 22, uma tarde de animação infantil, para crianças e famílias, que englobou a hora do conto, insufláveis, trampolins, pinturas faciais, modelagem de balões e outras atividades.

Prioridades de atuação apontadas por Avelino Silva

Intervenção social, captação de investimento, educação e ambiente serão áreas prioritárias de governação. O aproveitamento de financiamento comunitário também será importante, nomeadamente ao nível da concretização de projetos de regeneração urbana aprovados, bem como ao nível do alargamento da rede de água e saneamento. Destaque ainda para o reforço da estratégia cultural.

Avelino Silva elencou ainda alguns projetos que se propõe concretizar:

A requalificação da EB 2/3 Professor Gonçalo Sampaio

A construção de um novo equipamento desportivo no baixo concelho e de um pavilhão na Vila

A requalificação da Praça Eng. Armando Rodrigues e a ampliação do Parque do Pontido

O aumento brutal da rede de água, especialmente nas freguesias que sofrem os impactos da Braval

A criação da Bolsa para apoio a jovens empresários

O apoio na vacinação infantil não comparticipada ou nos medicamentos aos idosos com baixas reformas

O reforço dos Centros de Convívio

As novas bolsas de mérito escolar para o terceiro ciclo e secundário

O aumento progressivo até 50% das transferências para as Juntas de Freguesia

A descentralização do Balcão Único em Taíde e em Monsul

Cerimonia da tomada de posse 1

Cerimonia da tomada de posse 3

Cerimonia da tomada de posse 4

Cerimonia da tomada de posse 5

Cerimonia da tomada de posse 6

Cerimonia da tomada de posse 7

PÓVOA DE LANHOSO DEBATE "PAPEL DOS MÉDIA NAS CATÁSTROFES NATURAIS"

O Vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues, foi um dos participantes na palestra “Papel dos Média nas Catástrofes Naturais”, que decorreu na Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, no âmbito da evocação do “Dia Internacional para a Redução dos Desastres Naturais”.

.

O Diretor do jornal Correio do Minho e da rádio Antena Minho, Paulo Monteiro, foi outro dos convidados. A sessão não pode contar com a presença do comandante dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, António Veloso, devido à ocorrência de incêndios.

De entre outras conclusões, pareceu ser consensual que a comunicação social transmite aquilo que o público quer ver, ler ou ouvir, sendo determinantes as audiências. Esta mensagem foi muito vincada pelo Diretor do jornal Correio do Minho e da rádio Antena Minho, Paulo Monteiro. “A mediatização dos incêndios florestais é feita porque há um público que a consome e que é superior ao público que consome a prevenção”, destacou.

“É necessária uma política de ordenamento do território com muita urgência. Isso vai mexer com muita coisa e com muita gente, vai, mas ela tem que ser feita o quanto antes sob pena de também a nossa floresta tradicional, as chamadas espécies autóctones, começarem a desaparecer”, salientou, de entre outros aspetos, o Vereador da Proteção Civil, André Rodrigues. Este responsável lembrou ainda que “a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso tem um plano que é anualmente revisto para a prevenção de catástrofes naturais, essencialmente, incêndios”. André Rodrigues, na sua intervenção, revelou ainda que existe uma candidatura aprovada com vista à prevenção e à reabilitação de um território que ardeu em 2016, resultado de um incêndio de maiores dimensões, que começou em Vieira do Minho e que se propagou para Fafe e para a Póvoa de Lanhoso.

Esta atividade de comemoração decorreu no dia 12 de outubro, no Auditório da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, contando com cerca de 80 alunos do ensino secundário. Tratou-se de uma iniciativa da Escola Secundária em colaboração com o município através do Pelouro da Proteção Civil.

Pretendeu-se que a temática a abordar nas Catástrofes Naturais fosse mais direcionada para os Incêndios Florestais, considerando a sua relevância no nosso território e por se incluir na temática de um Projeto de Erasmus que a Escola Secundária participa com escolas da Estónia, Roménia, França/Ilha de Reunião, Grécia, Turquia, Itália, além de Portugal, e que irá recebê-los na escola entre os dias 29 de outubro e 3 de novembro. Procurou-se abordar com os alunos a importância da comunicação social nas situações de incêndio florestal, a informação pública e a importância da comunicação das entidades envolvidas no combate aos incêndios com os média.

.

PÓVOA DE LANHOSO DÁ POSSE AOS NOVOS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS

Novos órgãos autárquicos da Póvoa de Lanhoso tomam posse a 20 de outubro

É já no próximo dia 20 de outubro de 2017, sexta-feira, que tomam posse os novos órgãos autárquicos do município da Póvoa de Lanhoso para o mandato de 2017 a 2021. A cerimónia da tomada de posse decorre na Praça Eng. Armando Rodrigues, no coração da Vila Povoense, a partir das 18h00.

Avelino Silva toma posse como Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, iniciando o seu primeiro mandato à frente dos destinos da Autarquia. Também tomam posse os restantes elementos eleitos para a Câmara Municipal e os elementos eleitos para a Assembleia Municipal, em que se incluem Presidentes de Junta.

Depois da tomada de posse segue-se a primeira sessão da Assembleia Municipal com vista à eleição da Mesa da Assembleia Municipal (Presidente e Secretários), à qual compete conduzir os trabalhos daquele órgão durante o mandato com duração de quatro anos.

PÓVOA DE LANHOSO FOMENTA APRENDIZAGEM DA MATEMÁTICA

Projeto Hypatiamat pretende melhorar aprendizagem da matemática

No passado dia 21 de setembro, o Projeto Hypatiamat foi apresentado à comunidade educativa do concelho da Póvoa de Lanhoso, nas instalações da Escola Prof. Gonçalo Sampaio.

Projeto melhorar aprendizagem matematica 2

O Projeto Hypatiamat surgiu como resposta à preocupação crescente sobre o desempenho escolar na matemática e pretende, essencialmente, promover a excelência e o desenvolvimento do sucesso escolar, nesta disciplina.

“Este é um dos projetos que será implementado ao abrigo do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar do Ave, desenvolvido no âmbito da Comunidade Intermunicipal do Ave, e que será promovido com o objetivo de definir novas abordagens educacionais a desenvolver nos estabelecimentos escolares dos diversos municípios abrangidos, incluindo-se aqui os estabelecimentos pertencentes aos dois agrupamentos de escolas existentes na Póvoa de Lanhoso e que teve por base o Plano de Ação Estratégica dos Agrupamentos de Escola”, esclarece a Vereadora da Educação da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Gabriela Fonseca.

A implementação do projeto será coordenada por docentes da Universidade do Minho.

Projeto melhorar aprendizagem matematica 1