Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA CRIA PROGRAMA DE FÉRIAS PARA A INCLUSÃO

Programa de Férias para a Inclusão durante o verão de 2017
Prosseguindo uma política de inclusão de grupos de maior vulnerabilidade, o Município de Ponte de Lima, vai dar início no próximo dia 26 de junho, segunda-feira, até ao dia 28 de julho, a mais um PROGRAMA DE FÉRIAS PARA A INCLUSÃO, destinado a crianças de frequentam as Unidades de Multideficiência e Autismo dos vários Agrupamentos de Escolas do concelho de Ponte de Lima.

Cartaz_Ferias_Inclusao_Verão-2017 (1).jpg

Este programa irá decorrer nas instalações da E.B.1 de Ponte de Lima, entre as 9h30 e as 16h00 e prevê um conjunto de atividades desportivas, lúdicas e recreativas de ocupação de tempos livres, cuja participação é gratuita.

O programa conta com um responsável pedagógico, que elabora e executa um plano de atividades, a realizar em sala e no exterior, que passa por visitas ao Festival de Jardins, à Feira do Cavalo, ao Clube Náutico, à Feira do Livro e às Lagoas de Bertiandos, entre outras. Em paralelo, o programa prevê, ainda, jogos didáticos, ateliês de pintura, trabalhos manuais, atividades de culinária e atividades desportivas.

JORNALISTA IDALINA CASAL LEMBRA NO JORNAL “ALTO MINHO” TRAGÉDIA DOS FOGOS OCORRIDA NO ANO PASSADO NA CABRAÇÃO

No ano passado, a Freguesia da Cabração, em Ponte de Lima, foi violentamente assolada por enormes fogos que devoraram quase toda a sua floresta e atingiram algumas casas de habitação e barracões agrícolas.

16388230_10154622091954934_3234121089398744264_n.jpg

Nessa ocasião, a jornalista Idalina Casal, do Jornal de Notícias, encontrava-se em serviço de reportagem no local. Seguiu para o Lugar da Escusa onde lavrava a frente de fogo e acabou ela própria cercada pelas chamas.

Na edição de ontem do jornal “Alto Minho”, mais concretamente na coluna de opinião que dá pelo nome “chá das três”, a jornalista publicou um artigo de opinião onde procura fazer o “mea culpa” mas cujo conteúdo possui uma actualidade incrível e merece uma leitura atenta. Não resistimos em publicar o recorte do artigo!

19366380_1520082158053852_6532843788548475245_n.jpg

PONTE DE LIMA COMEMORA CENTENÁRIO DA MORTE DE ANTÓNIO FEIJÓ

Exposição e palestra abrem comemorações dos 100 anos da morte de António Feijó

O programa comemorativo do primeiro centenário da morte de António Feijó, dinamizado pelo Município de Ponte de Lima, arrancou na passada quarta-feira, 20 de junho, com um conjunto de iniciativas de tributo ao poeta-diplomata ponte-limense – considerado um dos maiores vultos da literatura portuguesa finissecular -, que decorreu na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

Comemorações _ morte António Feijó (Medium) (Medium).JPG

A cerimónia oficial, que contou com as presenças do Eng.º Victor Mendes, Presidente do Município de Ponte de Lima, do Dr. Paulo Barreiro de Sousa, Vereador com o pelouro da Educação, e do Eng. Vasco Ferraz, Vereador com o pelouro da Juventude, abriu com a atuação da Academia de Música Fernandes Fão, que interpretou o hino da histórica vila alto minhota, retirado das últimas quadras do celebrizado poema “Inverno” da obra feijosiana “Ilha dos Amores”.

Seguiu-se uma visita guiada pela mostra comemorativa “António Feijó, 1917-2017: memórias e revisitações” que, além de 14 painéis, generalistas e temáticos, evocativos dos principais momentos da vida e obra do autor de “Sol de Inverno”, reúne livros deixados por António Feijó, diversos títulos versados no legado feijosiano e artigos vários de jornais da época, nacionais e estrangeiros, com particular destaque para os periódicos suecos.

A sessão de abertura das comemorações do primeiro centenário de António Feijó ficou também marcada pela palestra “Cancioneiro chinez (1890): tradução e exotismo”, da investigadora Marta Pacheco Pinto, que abordou a faceta de tradutor do poeta ponte-limense, apresentou uma análise da obra que colige vários poemas recriados a partir de “Le livre de Jade”, de Judith Gautier, abordou as diferenças entre as duas edições do “Cancioneiro” e sublinhou o perfil orientalista do escritor de “Novas bailatas”.

Uma comunicação que inaugura um ciclo de conferências dedicado a António Joaquim de Castro Feijó e que mereceu o interesse de todos os presentes, mormente dos familiares do eminente poeta.

A próxima sessão, agendada para 20 de julho - por ocasião da XXII edição da Feira do Livro de Ponte de Lima -, será da responsabilidade de Maria de Fátima Melo que versará sobre a visão poética da mulher em António Feijó.

D. MIGUEL PEREIRA FORJAZ NASCEU HÁ 248 ANOS E FALECEU HÁ 190 ANOS

Um limiano que foi um dos mais distintos generais do Exército Português

Miguel Pereira Forjaz Coutinho Barreto de Sá e Resende nasceu em Ponte de Lima em 1 de Novembro de 1769. Foi um dos mais distintos generais do Exército Português, porventura a quem mais devemos a recuperação da soberania nacional na sequência das invasões francesas.

Tesouros542.jpg

Membro do Conselho de Regência em 1807 e 1809, este órgão estava incumbido de governar o Reino de Portugal enquanto a corte permanecia no Brasil a fim de salvaguardar a integridade física da Família Real e, consequentemente, evitar a imposição de qualquer acto de capitulação, como aliás sucedeu noutros países.

O escritor Raul Brandão, na sua obra El Rei Junot, faz uma descrição bastante exaustiva do seu envolvimento na organização da resistência popular aos invasores, nomeadamente através da constituição e armamento de ordenanças, termo com que então se designavam as milícias populares.

O seu nome veio posteriormente a ficar associado ao julgamento e execução dos membros do Sinédrio – organização para-maçónica que planeava destinada a desencadear uma revolução com vista à implantação de uma monarquia constitucional – entre os quais se incluía o seu primo, o General Gomes Freire de Andrade. É, aliás, a si atribuída a célebre frase “Felizmente há luar!” que mais tarde serviu de título a uma obra teatral da autoria de Luís de Stau Monteiro. E é porventura essa a razão pela qual, em edições mais recentes da obra de Raul Brandão, foram suprimidas as passagens acerca de D. Miguel Pereira Forjaz… a História é escrita pelos vencedores!

Em 1820, recebeu o título de Conde da Feira e, em 1826, por ocasião da outorga da Carta Constitucional por D. Pedro IV, foi eleito par do Reino.

Estes e outros aspectos a respeito do ilustre limiano que foi D. Miguel Pereira Forjaz constam de um artigo inserto na revista “O Anunciador das Feiras Novas” que anualmente se publica em Ponte de Lima.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA LANÇA OBRAS DE TRIBUTO A CARDEAL SARAIVA

O livro “Cardeal Saraiva: documentos raros e dispersos” vai ser apresentado no próximo dia 22 de junho, pelas 18h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Ponte de Lima. Trata-se de uma obra que congrega escritos inéditos reveladores da excecional qualidade intelectual de uma das mais proeminentes personalidades da história religiosa, política e cultural do Portugal oitocentista, compilados por ocasião das celebrações dos 250 anos de nascimento do monge beneditino.

img298.jpg

Ao lançamento da mais recente aposta literária do Município de Ponte de Lima, seguir-se-á a apresentação do segundo número da revista cultural “Ponte de Lima: do passado ao presente, rumo ao futuro”, cuja edição se dedica integralmente à reprodução das comunicações proferidas nas conferências de tributo a Frei Francisco de São Luís (1766-1845), que decorreram de maio de 2016 a janeiro de 2017.

A cerimónia oficial acolherá também a exibição de parte de um documentário sobre a vida e obra do Cardeal Saraiva, realizado por Pedro Ramos Ferreira e Vítor Hugo Silva, que conta com as participações dos conferencistas envolvidos no ciclo de palestras consagrado à insigne figura ponte-limense.

Associe-se à homenagem a Frei Francisco de São Luís e marque presença no Salão Nobre da Câmara Municipal de Ponte de Lima.

PONTE DE LIMA CANDIDATA PAÇO DE VITORINO DAS DONAS AO PROGRAMA DOS ARQUIVOS IBEROAMERICANOS

Município de Ponte de Lima Apoia Candidatura do Paço de Vitorino das Donas ao Programa dos Arquivos IBEROAMERICANOS

O Município de Ponte de Lima candidatou-se, em 2015, ao programa ADAI (Apoio ao Desenvolvimento dos Arquivos Iberoamericanos), submetendo a concurso uma candidatura do Paço de Vitorino das Donas.

Paço Vitorino Hotel (Medium).jpg

Deu-se por concluído no final do mês de maio, a execução da candidatura “Arquivo do Paço de Vitornio das Donas: Tratamento, digitalização e difusão online”, co-financiada pela Agência Española de Cooperación Internacional para el Desarrollo (AECID).

O projeto visou garantir a preservação, valorização e difusão do Arquivo do Paço de Vitorino das Donas, constituído por documentação que remonta ao início do séc. XVI sendo que a primeira geração da família tem início em António Ramos, natural da vila de Viana, capitão “das partes das Índias de Castela” - mais concretamente em Cusco (Perú) e na Costa de Cartagena (Colômbia) - onde veio a casar com Catarina Capa Yupange, natural da cidade de Cusco, sendo esta possivelmente uma das filhas do Imperador Inca Atahualpa.

Os resultados da primeira fase do projeto, já estão disponíveis para consulta através do catálogo online do Arquivo Municipal de Ponte de Lima.

http://pesquisa.arquivo.cm-pontedelima.pt/details?id=991055&ht=

FUNDADOR DA CASA DO CONCELHO DE PONTE DE LIMA QUER APAGAR A MEMÓRIA!

Há cerca de trinta anos, Carlos Gomes – actualmente administrador do Blogue do Minho – deixou a Casa do Minho para iniciar o processo de constituição em Lisboa da Casa do Concelho de Ponte de Lima. A razão que o motivou na altura prendia-se com a impossibilidade de se constituírem núcleos concelhios naquela associação, pelo que o caminho a seguir foi o da criação de uma casa regional que congregasse os limianos radicados em Lisboa e representasse na capital do país os interesses da região.

578087_442609552486230_1187675705_n

Após uma década de forte dinâmica e grandes sucessos, a Casa do Concelho de Ponte de Lima passou a entrar numa fase de declínio e descaracterização, encontrando-se actualmente em risco de extinção em virtude da deslocalização prevista da sua sede social.

Discordando da sua orientação e sobretudo das ameaças e insultos que frequentemente recebe sempre que aquilo que noticia não é do agrado, apesar da constante recusa aos convites que lhe são dirigidos com o objectivo de divulgação das suas actividades, aquele fundador da Casa do Concelho de Ponte de Lima acaba de solicitar à Direcção daquela associação o apagamento da própria memória. E fê-lo nos seguintes termos, dirigidos ao actual presidente da Direcção:

Exmº Senhor,

Registando o desinteresse que a Casa do Concelho de Ponte de Lima vem revelando, nomeadamente em relação a propostas de divulgação no BLOGUE DO MINHO que administro, para além da atitude crescentemente hostil em relação à minha pessoa, venho pedir-lhe que retire a minha foto de todos os lugares públicos da sua sede social, incluindo no respectivo salão, e esqueçam definitivamente a minha existência e o papel que desempenhei na criação dessa associação. Trata-se de um direito de imagem que me assiste. Prometo que, uma vez satisfeita a minha pretensão, retribuirei com o meu esquecimento.

Com os melhores cumprimentos,

Carlos Gomes

(Ex-sócio nº 1 da Casa do Concelho de Ponte de Lima)

14568015_1198673910176276_7948315914681042271_n.jpg

CRIANÇAS DE PONTE DE LIMA GOZAM FÉRIAS DIVERTIDAS

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima dinamiza oficina criativa “Férias Divertidas” de 03 a 07 de julho

A Biblioteca Municipal vai dinamizar de 03 a 07 de julho a Oficina Férias Divertidas de Verão, direcionada para crianças dos 06 aos 12 anos, no período temporal das 14h30m às 16h30m.

Trata-se de uma iniciativa que promove a ocupação dos tempos livres das crianças de forma divertida e lúdica, aliando a brincadeira à aprendizagem, através de várias atividades em torno do livro e da leitura.

A participação é gratuita, mas com inscrição prévia e limitada até 15 participantes.

Inscrevam-se e apareçam!

FINAL - Oficina Férias Divertidas-01-01-01 (Medium).png

PONTE DE LIMA APRESENTA LIVRO ACERCA DOS "TEMPOS DE FESTA" DAQUELA VILA DESDE O SÉCULO XVII

Apresentação do Livro “Tempos de Festa em Ponte de Lima (séculos XVII – XIX)”

Decorreu no passado dia 16 de junho, a apresentação do livro “Tempos de Festa em Ponte de Lima (séculos XVII – XIX)”, da autoria de António Barbosa. A iniciativa, que teve o apoio do Município de Ponte de Lima, decorreu no Auditório Municipal, nos Paços do Concelho, e contou com a apresentação da Professora Doutora Maria Marta Lobo de Araújo, da Universidade do Minho.

20170616_182815 (Medium).jpg

A obra é o resultado da tese de doutoramento em História, elaborada pelo autor, e o seu objeto de estudo centrou-se na caracterização e análise das festividades ocorridas em Ponte de Lima, entre a segunda metade do século XVII e a primeira metade de oitocentos e cujo objetivo é tentar compreender todas as manifestações de júbilo, catarse e anamnese, com enfoque na Igreja matriz, na Igreja dos Terceiros de São Francisco de Ponte de Lima e no Município limiano como principais promotores das solenidades festivas que quebravam a rotina quotidiana dos limianos.

O autor dedicou a sua obra à memória do seu avô, grande entusiasta e impulsionador da Vaca das Cordas e que lhe incutiu o gosto pelas tradições e pelas festividades limianas.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA PARTICIPA EM ESPANHA NA TUREXPO

Município de Ponte de Lima participou na 7ª edição da TurExpo – em Silleda – Espanha

O Município de Ponte de Lima marcou presença na 7ª edição da TurExpo – em Silleda - Espanha, entre os dias 8 e 11 de junho.

received_1367290829985887 (1).jpeg

Tendo por base as boas relações de cooperação e de proximidade, fronteiriça e cultural, entre o Município de Ponte de Lima e a Galiza, e considerando o aumento significativo do número de turistas espanhóis que todos os dias visitam a Vila mais Antiga de Portugal, Ponte de Lima apresentou-se na feira, com stand próprio, onde promoveu os mais diversos produtos de excelência de Ponte de Lima, com particular destaque para os vinhos, bem como a vasta oferta de alojamento e eventos de animação turística.

Em lugar de destaque esteve o Centro Equestre do Vale do Lima, que se fez representar presencialmente como prestador de serviços turísticos, tendo o Município de Ponte de Lima aproveitado a oportunidade para divulgar e promover as atividades que lá se praticam e que, em conjunto com os eventos equestres que por cá se realizam como é o caso da Feira do Cavalo, dos Concursos de Dressage ou os Concursos Internacionais de Saltos, tem colocado Ponte de Lima nos lugares cimeiros como Destino Equestre Internacional.

Apresentando um vasto leque de ofertas turísticas, o Município de Ponte de Lima aproveitou assim, esta oportunidade para convidar os nossos vizinhos espanhóis a (re) visitar Ponte de Lima e descobrir – e apreciar – o que de melhor Ponte de Lima tem para oferecer.

received_1367291536652483.jpeg

received_1367291826652454.jpeg

received_1367292413319062.jpeg

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA APROVA VOTO DE PESAR PELAS VÍTIMAS DA TRAGÉDIA CAUSADAS PELOS INCÊNDIOS NO CENTRO DO PAÍS

A Câmara Municipal de Ponte de Lima reunida em Sessão Ordinária, no dia 19 de junho de 2017 aprovou por unanimidade um VOTO DE PESAR pelos afetados pela tragédia provocada pelos incêndios nos concelhos de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera e concelhos vizinhos.

IMG_2571_Paços do Concelho_Miguel Costa.jpg

É com grande consternação e profunda mágoa que a Câmara Municipal de Ponte de Lima se dirige a todas as famílias vitimas desta tragédia para apresentar as suas sentidas condolências e endereçar a todos um voto de esperança e solidariedade.

Cumpre-nos, ainda, salientar os louváveis atos de coragem, determinação e profissionalismo de todos os envolvidos, com especial destaque para os bombeiros e forças de segurança, no socorro às vítimas e no combate aos incêndios, que infelizmente, ainda persistem em todo este território.

O nosso agradecimento também a todos os cidadãos que, de alguma forma, prestaram e continuam a prestar a sua ajuda demonstrando uma grande humanidade, valentia e altruísmo num momento de grande desespero.

A todos um muito bem hajam e uma eterna gratidão.

ALUNOS DE PONTE DE LIMA DISPUTAM TORNEIO DE FUTSAL

24 de junho – Pavilhão de S. Martinho da Gandra

O Município de Ponte de Lima promove no próximo sábado, 24 de junho, a partir das 10 horas, o II Torneio Concelhio de Futsal das Escolas do 1º ciclo do concelho.

cartaz torneio2_ Futsal.png

A iniciativa organizada em parceria com a Associação de Pais e Encarregados de Educação da Gandra, e com os Agrupamentos de Escolas de Ponte de Lima, visa a promoção da prática da atividade física e de um maior intercâmbio interescolar.

O Torneio que vai decorrer no Pavilhão Gimnodesportivo da Gandra, vai reunir uma seleção dos melhores atletas do 1º Ciclo em representação de cada Agrupamento de Escolas.

PONTE DE LIMA PROGRAMA FÉRIAS PARA A INCLUSÃO

Município de Ponte de Lima apresenta o Programa de Férias para a Inclusão. 26 de junho a 28 de julho 2017

O Município de Ponte de Lima, em parceria com o Agrupamento de Escolas de Ponte de Lima, o Agrupamento de Escolas de Freixo, o Agrupamento de Escolas de Arcozelo e o Agrupamento de Escolas António Feijó e a Associação Cais do Lethes, promove mais uma edição do Programa de Férias para a Inclusão.

Cartaz_Ferias_Inclusao_Verão-2017.jpg

Este projeto, desenvolvido pelo Município de Ponte de Lima, é destinado aos alunos integrados nas Unidades de Multideficiência e de Autismo dos vários agrupamentos de escolas do concelho.

As atividades do programa Férias para a Inclusão iniciam às 09h00 com a receção aos participantes, e incluem jogos didáticos, piscinas, atividades desportivas, trabalhos manuais, leitura, passeios e visitas didáticas, como são o caso da Feira do Cavalo, da Feira do Livro, entre outros. O programa inclui, ainda almoço e lanche, depois do qual as atividades são encerradas. Durante o período de atividades, os alunos poderão contar com o acompanhamento a tempo inteiro de um técnico superior especializado no acompanhamento destas crianças e jovens.

Numa altura em que se inicia o período mais longo das férias escolares, que não raras vezes é motivo de preocupação para pais e encarregados de educação uma vez que são confrontados com a falta de soluções no acolhimento destes jovens durante este período, este projecto tem como objetivo dar resposta à falta de soluções para ocupação dos tempos livres e, principalmente, promover a integração social e o desenvolvimento psico-motor de crianças e jovens portadores de multideficiência e autismo.

LIMIANOS DEBATEM ANTÓNIO FEIJÓ

Município de Ponte de Lima promove ciclo de conferências dedicado a António Feijó

No quadro das comemorações do primeiro centenário da morte de António Feijó (1917-2017), o Município de Ponte de Lima vai promover um ciclo de conferências destinado a homenagear uma das personalidades mais elevadas da cultura local. A primeira palestra, intitulada “Cancioneiro chinez (1890): tradução e exotismo”, arranca a 20 de junho - dia da inauguração da exposição biobibliográfica de tributo ao poeta-diplomata - com a investigadora Marta Pacheco Pinto a centrar-se numa atividade pouco conhecida do grande público – a da versão para Português de poemas e textos em língua estrangeira.

Ciclo conferencias - FINAL-01-01-01-01-01-01-01.png

Segue-se, a 20 de julho, a conferência “António Feijó: uma visão poética da mulher”, por Maria de Fátima Melo, sessão que decorrerá na Expolima por ocasião da XXII edição da Feira do Livro de Ponte de Lima. 

Depois de um hiato para férias de Verão, o ciclo de palestras regressa a 20 de outubro ao Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima com uma “Conversa sobre o tio António”, orientada por Luísa Castro Feijó e António Maciel Feijó, familiares do autor de “Bailatas”, seguindo-se, a 17 de novembro, João Pimenta, que se debruçará sobre os “Malefícios da doença na poética de António Feijó”.

A 7 de dezembro é a vez de João Afonso Machado ministrar a palestra “Ainda os dois «minhotos, diplomatas e amigos»: (mais correspondência entre António Feijó e o 2.º Visconde de Pindela): da guerrilha portuguesa e da Europa da Grande Guerra”, sessão que encerra o ciclo de conferências dedicado ao poeta-diplomata.

De reiterar que as conversas literárias de tributo a António Feijó – num total de cinco - realizam-se sempre no mesmo horário – 19h00 – e têm como palco privilegiado o Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, à exceção do segundo encontro temático que decorre no recinto da Expolima.

Associe-se às comemorações dos 100 anos da morte de António Feijó e marque presença nas palestras evocativas da vida e obra do grande poeta ponte-limense.

SESSÃO DE POESIA ENCERRA HOMENAGEM A ANTÓNIO FEIJÓ

“Poesia à Sexta” encerra com homenagem a António Feijó

A quarta e última edição de 2017 de “Poesia à Sexta” – projeto do Município de Ponte de Lima para dinamização de um dos mais reverenciados géneros literários locais – vai ser integralmente dedicada à recitação de poemas da autoria de António Feijó, cujo primeiro centenário de morte se assinala este ano.

Poesia à sexta - Versão Final-01-01-01-01.png

Agendada para 16 de junho, pelas 21h00, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, a sessão contará com a participação do declamador Carlos Revez, de Luís Dantas – jovem estudante apreciador das composições feijosianas – e do grupo Pequenos Atores do Lima que, alternadamente, recitarão alguns dos textos líricos que notabilizaram o autor de “Transfigurações”, considerado uma das mais notáveis figuras da literatura finissecular portuguesa.

A noite de homenagem ficará também marcada pela atuação de João Barreiro, pequeno artista que entoará dois fados nos momentos de abertura e fecho do recital, designadamente o “Fado Alfacinha” em que Amália interpreta António Feijó.

Marque presença no encerramento de “Poesia à Sexta” e associe-se ao tributo consagrado ao poeta maior de Ponte de Lima.

Esperamos por si!

PONTE DE LIMA CORRE VACA DAS CORDAS

Tradicional Vaca das Cordas em Ponte de Lima realiza-se amanhã, Quarta-feira, 14 de junho / 18 horas

Ponte de Lima vive esta quarta-feira a tradicional Corrida da “Vaca das Cordas”.

A tradição secular que atrai à Vila de Ponte de Lima milhares de forasteiros, acontece como habitualmente ao final da tarde desta quarta-feira, na véspera do feriado do Corpo de Deus.

v_cordas_foto_lethes_.jpg

 As atenções concentram-se no Centro Histórico, e na Rua do Arrabalde, onde começa a corrida da "Vaca das Cordas", seguindo em direção à Matriz cumprindo a tradição de dar três voltas à igreja. É um dia de festa, que mostra a alma e a tradição do povo.

Ponte de Lima acolhe milhares de forasteiros que desfrutam a noite a deliciar-se com a saborosa gastronomia e a assistir a este momento cheio de simbolismo e tradição.

A tradição cumpre-se, ainda, durante a noite com a confeção dos tapetes de flores nas ruas do Centro Histórico de Ponte de Lima. Amanhã, quinta-feira, a partir das 16h30 horas, realiza-se a Procissão do Corpo de Deus.

PONTE DE LIMA REALIZA FESTA DO VINHO VERDE

Ponte de Lima acolhe a 27ª Edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais. 9 a 11 de junho – Expolima

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, é o convidado de honra para a abertura da 27ª Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima, que abre  esta sexta- feira, 9 de junho, às 15h30.

VV_ VINHO VERDE.jpg

Ex-libris da identidade do concelho e da região, a Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais renasce ano após ano, sendo um evento que promove o Vinho Verde e seus produtores. A área de vinha do concelho está distribuída por mais de dois mil produtores. E a expansão vegetativa, nas suas diversas formas de condução, ocupa uma área de quase 35 mil hectares, correspondendo a 15% da área vitícola nacional.

O solo, o clima e as castas - Vinhão nos tintos, e Loureiro nos brancos – são o segredo dos aromas refrescantes e frutados, que tão bem caraterizam o paladar do Vale do Lima.

Organizada numa parceria entre o Município de Ponte de Lima, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, e a Escola Superior Agrária (IPVC), esta Festa todos os anos faz rumar milhares de visitantes à região, quer para se estrearem, quer para repetirem esta experiência gastronómica única, que nem só de vinho é feita.

A 27ª edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais conta no seu programa com concursos de Vinho Verde, de Leite-creme, e Regional de Ensino, assim como com vários showcookings e degustações.

“A Noite do Vinhão", sexta-feira 9 de junho, recebe às 22h00 "Zé Amaro" no recinto da Expolima. E no sábado dia 10 de Junho, também às 22h00, o destaque vai para a fadista "Carminho", cuja voz preenche a "Noite do Loureiro", num concerto gratuito, no mesmo local acima mencionado.

Para mais informação aceda a visitepontedelima.pt, ou à página de facebook da Festa do Vinho Verde.

PEQUENA SEREIA TRAZ MAGIA À BEBÉTECA EM PONTE DE LIMA

Pequena Sereia traz magia à Bebéteca em Ponte de Lima

No último sábado do mês de maio, a sala Infantojuvenil da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima transformou-se num cenário marítimo, para relembrar as profundezas do mar e apresentar às famílias limianas a história “A Pequena Sereia”, da autoria de Hans Christian Andersen.

Durante esta sessão da Bebéteca pais e crianças entraram no mundo mágico das histórias e derrotaram a Bruxa Má que pretendia apoderar-se do espaço e vencer a Pequena Sereia.

Após a Hora do Conto, os mais pequenos cantaram e dançaram ao som da música “Os dois peixinhos” e dedicaram-se na elaboração de um colorido jogo lúdico.

A próxima sessão realizar-se-á no dia 01 de julho e finalizará esta Bebéteca, regressando novamente em outubro.

JUNTA DE FREGUESIA DE CABRAÇÃO E MOREIRA DO LIMA SONEGA INFORMAÇÃO A MEMBROS DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA

Alguns membros da Assembleia de Freguesia de Cabração e Moreira do Lima solicitaram no passado dia 14 de Abril, ao respectivo Presidente da Junta de Freguesia, a consulta de “todos os documentos contabilísticos de despesa e receita referentes à gestão de 2016” e alguns anos anteriores.

18951511_1529888727078804_6373187739385720406_n.jpg

Não obstante os actos administrativos serem considerados actos públicos e os pedidos possuírem um prazo de satisfação legalmente instituído, aqueles autarcas não viram até ao momento o seu pedido satisfeito por razão inexplicável. A democracia e a administração pública possuem normas de funcionamento estabelecidas. E, quem não deve não teme!

PONTE DE LIMA APOIA O TEATRO

Câmara Municipal de Ponte de Lima celebra protocolos com Grupos de Teatro Limianos

Na reunião realizada no passado dia 22 de maio, a Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou a celebração de protocolos com cinco grupos de teatro da região e uma associação de estudantes, cujo valor total atribuído foi de 17.604,09€ (dezassete mil seiscentos e quatro euros e nove cêntimos).

vila 2003 ctr 2 (3).jpg

Desde sempre, o Município tem demonstrado uma grande preocupação com o associativismo cultural e estudantil prestando, por diversas vezes, o seu total apoio em causas que considera fundamentais para o concelho. Neste contexto, os grupos de teatro contemplados com esta verba foram os seguintes: Grupo de Teatro da Casa do Povo de S. Julião de Freixo; Grupo de Teatro Duplaface; Grupo de Teatro Gacel; Grupo de Teatro de Pequenos Atores do Lima; Grupo de Teatro da Associação “Unhas do Diabo”. Quanto à associação estudantil, a verba foi atribuída à Associação de Estudantes da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima.

Este apoio financeiro visa fomentar a realização de iniciativas culturais por todo o concelho, no âmbito de uma política de descentralização cultural, o que por sua vez, contribui para o desenvolvimento cultural e recreativo, constituindo também, no caso dos grupos de teatro, uma aposta no entretenimento dos munícipes. Relativamente à Associação de Estudantes da Escola Superior Agrária, o Município pretende apoiar e incentivar o associativismo nas camadas mais jovens, de maneira a promover o espírito crítico e democrático e, também, estimular a capacidade de responsabilidade e entreajuda.

A celebração de todos estes protocolos por via da aprovação do executivo municipal, contempla alguns ideais que têm vindo a ser defendidos pela Câmara Municipal de Ponte de Lima, nomeadamente ao nível cultural e recreativo.

PONTE DE LIMA EVOCA ANTÓNIO FEIJÓ

Município de Ponte de Lima promove ciclo de conferências dedicado a António Feijó

No quadro das comemorações do primeiro centenário da morte de António Feijó (1917-2017), o Município de Ponte de Lima vai promover um ciclo de conferências destinado a homenagear uma das personalidades mais elevadas da cultura local. A primeira palestra, intitulada “Cancioneiro chinez (1890): tradução e exotismo”, arranca a 20 de junho - dia da inauguração da exposição biobibliográfica de tributo ao poeta-diplomata - com a investigadora Marta Pacheco Pinto a centrar-se numa atividade pouco conhecida do grande público – a da versão para Português de poemas e textos em língua estrangeira.

Ciclo conferencias - FINAL-01-01-01-01-01

Segue-se, a 20 de julho, a conferência “António Feijó: uma visão poética da mulher”, por Maria de Fátima Melo, sessão que decorrerá na Expolima por ocasião da XXII edição da Feira do Livro de Ponte de Lima. 

Depois de um hiato para férias de Verão, o ciclo de palestras regressa a 20 de outubro ao Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima com uma “Conversa sobre o tio António”, orientada por Luísa Castro Feijó e António Maciel Feijó, familiares do autor de “Bailatas”, seguindo-se, a 17 de novembro, João Pimenta, que se debruçará sobre os “Malefícios da doença na poética de António Feijó”.

A 7 de dezembro é a vez de João Afonso Machado ministrar a palestra “Ainda os dois «minhotos, diplomatas e amigos»: (mais correspondência entre António Feijó e o 2.º Visconde de Pindela): da guerrilha portuguesa e da Europa da Grande Guerra”, sessão que encerra o ciclo de conferências dedicado ao poeta-diplomata.

De reiterar que as conversas literárias de tributo a António Feijó – num total de cinco - realizam-se sempre no mesmo horário – 19h00 – e têm como palco privilegiado o Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, à exceção do segundo encontro temático que decorre no recinto da Expolima.

Associe-se às comemorações dos 100 anos da morte de António Feijó e marque presença nas palestras evocativas da vida e obra do grande poeta ponte-limense.

Esperamos por si!

ATELIERS DE PONTE DE LIMA ORGANIZAM DIA DO EMPREGO

14 de Junho de 2017

Os Ateliers de Ponte de Lima estão a organizar um novo Dia do Emprego! Este será um dia de “portas abertas” para acolher candidatos com interesse em trabalhar na nossa empresa como Operadores(as) de Produção. É uma excelente oportunidade para quem procura emprego nesta região!

O evento irá decorrer no dia 14 de junho, a partir das 8h30 até às 12H, nas nossas instalações, que se situam na Rua das Valinhas, nº 438, em Calvelo, Ponte de Lima e é destinado a todos os candidatos interessados na área da produção.

Neste dia os participantes passarão pelo processo de recrutamento para Operador(a) de Produção, que inclui entrevistas e testes, tudo concentrado num só dia. No final, saberão se serão contratados ou não.

Os Ateliers de Ponte de Lima estão integrados num dos maiores Grupos Multinacionais de Produtos de Luxo, presente em mais de 60 países. O processo produtivo caracteriza-se por ser um processo manual e com poucos processos automatizados, exigente, orientado para o pormenor e com uma qualidade elevada.

Os Ateliers de Ponte de Lima apostam no desenvolvimento de competências dos seus colaboradores, proporcionando formação inicial e contínua, com possibilidade de desenvolvimento de carreira e participação em projetos transversais.

Iniciámos a atividade no dia 2 de fevereiro de 2011, contamos atualmente com mais de 450 colaboradores e temos como objetivo ultrapassar os 500 colaboradores.

Se estás interessado em trabalhar connosco, inscreve-te através de:

Telefones 258240120

Ou através do link: https://pt.surveymonkey.com/r/PJZPTSP

A inscrição é obrigatória.

“Se procuras emprego esta é uma excelente oportunidade para trabalhar numa empresa dinâmica, com futuro e que aposta nas pessoas”, disse o Diretor Geral Damien Verbrigghe.

Para mais informação procura a página dos Ateliers de Ponte de Lima no Facebook.

PONTE DE LIMA REALIZA FESTA DO VINHO VERDE

Ponte de Lima acolhe a 27ª Edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais. 9 a 11 de junho – Expolima

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, é o convidado de honra para a abertura da 27ª Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais de Ponte de Lima, que abre a 9 de junho, às 15h30.

Ex-libris da identidade do concelho e da região, a Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais renasce ano após ano, sendo um evento que promove o Vinho Verde e seus produtores. A área de vinha do concelho está distribuída por mais de dois mil produtores. E a expansão vegetativa, nas suas diversas formas de condução, ocupa uma área de quase 35 mil hectares, correspondendo a 15% da área vitícola nacional.

O solo, o clima e as castas - Vinhão nos tintos, e Loureiro nos brancos – são o segredo dos aromas refrescantes e frutados, que tão bem caraterizam o paladar do Vale do Lima.

Organizada numa parceria entre o Município de Ponte de Lima, a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, e a Escola Superior Agrária (IPVC), esta Festa todos os anos faz rumar milhares de visitantes à região, quer para se estrearem, quer para repetirem esta experiência gastronómica única, que nem só de vinho é feita.

A 27ª edição da Festa do Vinho Verde e dos Produtos Regionais conta no seu programa com concursos de Vinho Verde, de Leite-creme, e Regional de Ensino, assim como com vários showcookings e degustações.

“A Noite do Vinhão", sexta-feira 9 de junho, recebe às 22h00 "Zé Amaro" no recinto da Expolima. E no sábado dia 10 de Junho, também às 22h00, o destaque vai para a fadista "Carminho", cuja voz preenche a "Noite do Loureiro", num concerto gratuito, no mesmo local acima mencionado.

Para mais informação aceda a visitepontedelima.pt, ou à página de facebook da Festa do Vinho Verde.

Print

PONTE DE LIMA VAI À GALIZA FESTEJAR O DIA DE PORTUGAL

Município de Ponte de Lima no Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas em Ourense. 9 e 10 de junho - Ourense – Espanha

O Município de Ponte de Lima marca presença nas comemorações do Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesa, a realizar na Galiza, em Ourense, nos dias 9 e 10 de junho.

DdP2017-cartaz6 (Medium)

A representação consular de Portugal na Galiza organiza em pleno Centro Histórico de Ourense as comemorações do Dia de Portugal, Camões e das Comunidades Portuguesas, convidando vários municípios portugueses a participar nas cerimónias, juntamente com a vasta comunidade portuguesa na Galiza.

Ponte de Lima integra 23 municípios do norte e centro de Portugal que aceitaram o desafio lançado pelo Consulado Português.

Do programa, destaque para a atuação pelas ruas do centro histórico de Ourense, do Rancho Folclórico de Santa Marinha de Anais e da respetiva ação de promoção turística de Ponte de Lima.

PONTE DE LIMA ASSINALA CENTENÁRIO DA MORTE DE ANTÓNIO FEIJÓ

Município de Ponte de Lima inaugura exposição evocativa dos 100 anos da morte de António Feijó

A 20 de junho - dia em que se assinala o primeiro centenário da morte de António Feijó (1917-2017) -, o Município de Ponte de Lima abre uma exposição de homenagem ao poeta-diplomata ponte-limense, considerado um dos maiores vultos da literatura portuguesa finissecular.

antonio_feijo

Intitulada “António Feijó, 1917-2017: memórias e revisitações”, a mostra biobibliográfica de tributo - patente ao público na varanda interior da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) -, congregará 14 painéis, generalistas e temáticos, que evocam os principais momentos da vida e obra do autor de “Sol de Inverno”. Além das telas informativas, os visitantes poderão apreciar os livros deixados por António Feijó, os diversos títulos versados no legado feijosiano e artigos vários de jornais da época, nacionais e estrangeiros, com particular destaque para os periódicos suecos e brasileiros.

A abertura da exposição comemorativa, que poderá ser visitada de 20 de junho a 31 de outubro de 2017, contará com a presença de um coro da Academia de Música Fernandes Fão, que interpretará o hino oficial de Ponte de Lima extraído das últimas quadras do poema “Inverno”, da obra feijosiana “Ilha dos Amores”, e com a palestra “Cancioneiro chinez (1890): tradução e exotismo”, da investigadora Marta Pacheco Pinto, sessão que, agendada para as 19h00, inaugura um ciclo de conferências dedicado ao poeta.

Associe-se à justa homenagem a uma das figuras mais proeminentes da cultura local e compareça na cerimónia de inauguração da mostra evocativa dos 100 anos da morte de António Feijó, agendada para as 18h30, do dia 20 de junho.

Esperamos por si!

PONTE DE LIMA PROMOVE ARRENDAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO

Ponte de Lima - Centro Com Vida. Candidaturas até 15 de junho

Centro Com Vida – projeto implementado pelo Município de Ponte de Lima como incentivo ao arrendamento na zona do Centro Histórico – 2ª fase, tem candidaturas abertas até 15 de junho.

Print

Entende-se este incentivo como um auxílio importante para a conservação e manutenção do parque habitacional privado, numa perspetiva de médio e longo prazo, contribuindo ainda para a melhoria do desempenho ao nível das respetivas funções habitacionais, económicas, sociais e culturais.

Ao promover este programa o Município incentiva a dinamização, gestão e conservação do parque habitacional do Centro Histórico de Ponte de Lima através da promoção do arrendamento privado para cidadãos com idades compreendidas entre os 18 e os 40 anos que aí queiram passar a residir.

Podem candidatar-se ao projeto Centro Com Vida cidadãos com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 40 anos; casais não separados judicialmente de pessoas e bens ou em união de facto, com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 40 anos, podendo um dos elementos do casal ter idade até 42 anos; e ainda cidadãos em coabitação, com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 40 anos, partilhando uma habitação, como residência permanente dos mesmos.

Consulte o regulamento em http://www.cm-pontedelima.pt.

Para mais informações contate através do seguinte endereço: centrocomvida@cm-pontedelima.pt

PONTE DE LIMA EVOCA GERRY CONLON

Ponte de Lima _ Cinema História recupera vida de Gerry Conlon, um dos  “Quatro de Guildford”

Em junho, o Cinema História evoca a biografia de Gerry Conlon, irlandês injustamente condenado a prisão perpétua em 1975 pelo alegado envolvimento nos atentados bombistas de Guildford, em Londres.

Cartaz A3 - vida (1)

Um erro da justiça britânica que custou ao então jovem de 21 anos – e a outras três pessoas - o encarceramento por mais de uma década, período de provação e desespero em que assistiu à morte do pai, também detido por pretensas ligações ao crime. A sentença, anulada em 1989, devolveria a liberdade a Gerry Conlon, mas não a sua inocência, que apenas se declararia publicamente em 2005.

Convertida em livro, a trágica história do irlandês arbitrariamente julgado e condenado serviria de inspiração a Jim Sheridan que, em 1993, realizou “Em nome do pai” com Daniel Day-Lewis no principal papel.

O filme, centrado no período de cárcere e na batalha jurídica pela reposição da verdade, estará disponível para empréstimo na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) a partir de 1 de junho, juntamente com um folheto que retrata os principais momentos da vida da personalidade em destaque.

O Cinema História – rubrica de pendor lúdico-didático dinamizada pela BMPL – já evocou este ano as figuras de Martin Luther King, Abraham Lincoln, Mahatma Gandhi, Aristides de Sousa Mendes e Adolf Hitler.

BRAGA APRESENTA LENÇOS DE AMOR

"Lenços de Amor, versos à Mãe...", para ver até domingo

Se ainda não o fez, tem até ao próximo domingo, dia 4, a oportunidade de visitar dois dos quatros pontos expositivos onde a exposição "Lenços de Amor, versos à Mãe - da Mãe da terra, à Mãe do céu" continua patente ao público. Em Barcelos, no Posto de Turismo, sito no largo Largo Dr. José Novais, n.º 27, e, em Braga, no museu regional de arqueologia Dom Diogo de Sousa, à rua dos Bombeiros Voluntários. Refira-se a propósito que esta exposição, integrada no projeto expositivo 'Expo's Itinerantes', da Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho, arrancou no início do passado mês de maio, e contou com mais dois pontos expositivos em Braga, foram eles; o átrio da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica e o Centro de Saúde de Ínfias, ACES Cávado 1, em Braga.

rsv_fts_expo_cobrir_descobrir0010

No contexto da ‘religiosidade popular’ e, em termos da simbólica inerente, no mostruário de Lenços, apresentamos um número total de 113 espécimes. O número 100, a propósito do centenário das ‘Aparições de Fátima’, mais o número 13, evocativo do 13 de Maio. 

"Simplesmente afetos - Lenços de Amor"

No âmbito do programa cultural paralelo da exposição "Lenços de Amor, versos à Mãe...", dedicamos a 85ª edição dos "Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras" à temática, "Simplesmente afetos: - Lenços de Amor, versos à Mãe e ao Pai". Para o efeito, contamos com a participação de João Duque, presidente do Centro Regional em Braga da Universidade Católica Portuguesa, de António Teixeira, diretor pedagógico da Escola profissional Esprominho, e de Manuel Barros, ex-diretor Regional do IPDJ, que partilharam com o público presente, as suas opiniões e experiências, relativos aos afetos maternais e paternais.

Em representação do município de Barcelos, contamos com a participação de Maria da Paz, adjunta da vereadora da Educação, que surpreendeu os presentes, com a declamação de um poema de sua autoria, alusivo ao conteúdo da exposição.

“Cobrir e descobrir-se no feminino” (mostra de lenços e xailes)

Hoje às 21h:30, a Rusga de São Vicente de Braga - GEBM, atua em Baltar, concelho de Paredes, no âmbito da parceria estabelecida com o Agrupamento de Escolas Daniel Faria, daquela localidade.

A prestação da Rusga visa animar e encerrar, uma pequena parcela, da exposição “Cobrir e descobrir-se no feminino”,patente naquele Agrupamento de escolas. A mostra em referência, tem por finalidade, divulgar e promover junto da comunidade escolar, a multiplicidade de realidades da nossa cultura popular tradicional - ao nível de algumas peças da indumentária do povo -, através da apresentação de diversas tipologias de lenços da cabeça e xailes. O que ressalta deste mostruário de adereços da indumentária feminina é que, o fator distância - entre Baltar, concelho de Paredes e o concelho de Braga -, não é fator obstaculizador à função e modos de uso da mesma peça, antes pelo contrário.

Quer os lenços, quer os xailes, eram peças imprescindíveis na indumentária popular feminina. Até à relativamente pouco tempo - percorrendo todo o século XX e, entrando mesmo pelo século XXI adentro -, deixavam evidenciar os gostos das proprietárias, bem como, o seu estatuto social. Pois, haviam lenços para todos os gostos e algibeiras/carteiras. Ora, em fina seda importada do oriente (os famosos lenços de tapete), passando pelos de merino de lã, estampados ou lisos, de cambraia, tule, algodão, chegando até aos mais singelos de linho.

Rusga representa o Baixo-Minho no Festival Folclórico Luso-Espanhol, das festas da cidade de Matosinhos

No próximo domingo, dia 4, às 15h:30, a Rusga de São Vicente de Braga, representa o folclore Baixo-minhoto no Festival Folclórico Luso-Espanhol, do "Senhor de Matosinhos", certame de encerramento das Festas da cidade, no que ao programa tradicional diz respeito. Para além dos dois grupos que representam o concelho matosinhense, 'Os Vareirinhos de Matosinhos' e o 'Rancho Típico da Amorosa', Leça da Palmeira, participam ainda; o 'Rancho Típico de Pombal', 'Grupo de Divulgação de Forjães', Esposende, 'Associacion etnográfica Bajo Duero' de Zamora, Espanha e o 'Rancho Folclórico da Casa do Povo de Souselo', Cinfães. 

ESTUDANTES DE PONTE DE LIMA VENCEM CAMPEONATO NACIONAL DE ORIENTAÇÃO

Agrupamento de Escolas de Freixo vence Campeonato Nacional de Desporto Escolar de Orientação

O Município de Ponte de Lima congratula-se com o prémio alcançado pelo Agrupamento de Escolas de Freixo, o qual sagrou-se campeão nacional de Desporto Escolar de Orientação.

orientacao_1lugar

Arraiolos, Montemor-o-Novo e Vendas Novas acolheram no passado fim-de-semana, o Campeonato Nacional de Desporto Escolar de Orientação. O campeonato que se estendeu de 26 a 28 de maio, contou com a participação do Agrupamento de Escolas de Freixo.

Alexandre Silva, Artur Cunha, Bruno Lopes, João Cunha e João Carvalho, alunos do supra dito agrupamento, alcançaram o 1º Lugar do Campeonato, no escalão Iniciados Masculinos, por Equipas.

O Agrupamento destaca o envolvimento na competição e o fair play destes jovens, que trazem para Ponte de Lima mais um prémio. O Agrupamento de Escolas de Freixo revela que este foi o culminar do esforço investido na realização de atividades de formação, de treino e de competição do grupo-equipa de Orientação, integrado no Clube de Desporto Escolar do Agrupamento de Escolas de Freixo, ao longo dos anos letivos 2015/ 2016 e 2016/2017.

PONTE DE LIMA ATRIBUI GRANDE PRÉMIO DE POESIA ANTÓNIO FEIJÓ

Ponte de Lima - Grande Prémio de Poesia António Feijó. 7 de junho – 15h30 – Auditório Rio Lima

O Grande Prémio de Poesia António Feijó 2017 foi atribuído a Hélder Moura Pereira, pelo livro "Golpe de Teatro", editado pela Assírio & Alvim.

Cartaz - final-01

De acordo com o júri, esta obra “culmina um percurso poético longo e consistente, apresentando uma poesia enraizada nos detalhes da experiência comum e enriquecida por uma cativante energia imagética.”

A entrega do prémio está marcada para o dia 7 de junho, às 15h30, no Auditório Rio Lima.

Instituído em 2016 pela Associação Portuguesa de Escritores (APE), com o patrocínio da Câmara Municipal de Ponte de Lima e da Caixa Agrícola, o Grande Prémio de Poesia António Feijó, evoca este grande Poeta natural de Ponte de Lima, reconhecido como uma das mais notáveis personalidades da cultura local e nacional. Com um valor monetário de € 10.000,00 (dez mil euros) atribuído ao autor distinguido, este Grande Prémio destina-se a galardoar em cada ano um livro em português e de autor português, publicado integralmente e em 1.ª edição.

Em 2016, ano primeiro do Grande Prémio de Poesia António Feijó, o galardão foi atribuído por um júri constituído por José Manuel Mendes, Presidente da Associação Portuguesa de Escritores, pelo Prof. Doutor José Cândido de Oliveira Martins e pela Prof.ª Doutora Rita Patrício, ao poeta, ficcionista e tradutor, Armando Silva Carvalho, pela obra “A sombra do mar” (Assírio & Alvim), publicada no ano de 2015, obra que, segundo o júri, se destaca “pelo rigoroso domínio da arquitetura poética, considerada quer ao nível da composição de cada poema, quer na sequência de poemas que constitui o livro”.

O autor premiado nesta edição de 2017, Hélder Moura Pereira é um escritor e tradutor setubalense, de 68 anos, que soma vários prémios literários, entre os quais o Prémio de Poesia Luís Miguel Nava e o Prémio de Literatura Casa da América Latina/Banif.

Licenciado em Filologia Germânica, Hélder Moura Pereira começou a publicar poesia na década de 1970, com "Cartucho", e tornou-se na década seguinte "um dos representantes do minimalismo pós-moderno", segundo biografia publicada na Direção-Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas.

"A sua poesia, devedora da tradição anglo-saxónica, ópera, numa urdidura de pequenas cintilações, um minucioso rastreio dos sinais do quotidiano mais prosaico", lê-se na nota biográfica.

Hélder Moura Pereira é autor de, entre outros, "Pela parte que me toca", "Segredos do reino animal", "mútuo consentimento", "Um raio de sol", "Se as coisas não fossem o que são", "Em cima do acontecimento" e "A pensar morreu um burro e outras histórias".

O autor agora premiado foi leitor de literatura portuguesa na Universidade de Londres, deu aulas de português, participou em cursos de educação para adultos e trabalhou no Estabelecimento Prisional de Lisboa.

Hélder Moura Pereira traduziu ainda obras de autores como Marquês de Sade, Guy Debord, Ernest Hemingway, Silvia Plath e Jorge Luís Borges.

O júri, que atribuiu o Grande Prémio de Poesia António Feijó por unanimidade a Hélder Moura Pereira, integrou, nesta segunda edição, o Prof. Doutor José Cândido de Oliveira Martins, a Prof.ª Doutora Isabel Pires de Lima, ex-Ministra da Cultura, e o Escritor Manuel Frias Martins.

PONTE DE LIMA PROMOVE-SE EM FRANÇA COMO DESTINO DE EXCELÊNCIA

Pela primeira vez no “Marché Portugais” de Cenon, Ponte de Lima deu a conhecer o melhor da gastronomia dos vinhos do concelho

Sabores intensos e aromas condimentados, são imagem de marca da vila mais antiga de Portugal, que pela primeira vez participou no “Marché portugais d'art, d'artisanat et de gastronomie” em Cenon, França.

dav

Com uma comunidade portuguesa de cerca de 70 mil pessoas, Cenon convidou no fim-de-semana de 19 a 21 de maio o visitante a “saborear produtos locais” e a “descobrir o folclore” Luso. O incentivo ao “desenvolvimento de laços económicos” foi também uma das metas deste Mercado transnacional, que vai já na sua 8ª edição.  

Foi neste contexto que o Município de Ponte de Lima expôs num stand próprio, um leque de produtos endógenos, indissociáveis por excelência do concelho e da região. Mel, vinho, cerveja artesanal, enchidos, fumados, e outros produtos típicos, fizeram as delícias de locais e visitantes.

Transversais ao campo da gastronomia e do enoturismo, as potencialidades turísticas de Ponte de Lima foram foco de promoção. Assim como a dinâmica empresarial limiana, que não lhes ficou atrás, afirmando-se numa base além-fronteiras.

Organizado pela Associação “Alegria Portugaise”, e pela vila de Cenon, o evento promete continuar a levar tradição Lusa, a França.

dav

dav

dav

sdr

CENTRO DE INTERPRETAÇÃO DA HISTÓRIA MILITAR DE PONTE DE LIMA É ALVO DE ELOGIO INTERNACIONAL

Ponte de Lima impressionou Ex-Chefes de Estado-Maior do Exército de França, da Alemanha e Portugal

Ponte de Lima foi um dos três locais escolhidos a nível nacional para acolher o encontro dos Generais “EX-CEME” - Ex-Chefes de Estado-Maior do Exército de França, da Alemanha e Portugal.

18740091_1363844037003009_3052384509530231698_n

No passado dia 27 de maio, o Executivo Municipal de Ponte de Lima acompanhou o General Elrick Irastorza, o General Hans-Otto Budde, e o General José Luís Pinto Ramalho, respetivamente ex-Chefes de Estado-Maior do Exército de França, Alemanha e Portugal, numa visita, sob a coordenação do Coronel António Feijó ao Centro de Interpretação da História Militar de Ponte de Lima. Este encontro não podia terminar sem um Verde de Honra no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, espaço que tem como principal missão contribuir para a promoção do Vinho Verde através da investigação e divulgação do seu lastro patrimonial. O Festival Internacional de Jardins foi também ponto de paragem, numa visita que terminou por entre percursos do Centro Histórico.

Após a visita aos vários espaços o Comité não hesitou em elogiar a qualidade das infraestruturas e do acervo museológico, assim como também dos recursos endógenos que permitiram e motivaram a sua construção.

A visita seguiu para o FIJ, inaugurado no dia anterior, para a sua 13ª edição consecutiva, não sem antes se ter realizado uma visita ao Centro Histórico da vila mais antiga de Portugal. Alvo do elogio dos ex-Chefes de Estado-Maior do Exército das três nações, Ponte de Lima marcou esta visita transnacional pelas melhores razões.

18740249_1363842970336449_2249323554323080333_n

18740339_1363842400336506_2414630000179643817_n

18740345_1363842750336471_8780702536526304387_n

18740588_1363843727003040_475417733992242617_n

18765971_1363843990336347_1146672885702435262_n

18813901_1363842920336454_3485897747612695084_n

18882155_1363844103669669_6372669733357780665_n

PONTE DE LIMA LEVA A LITERATURA AOS BEBÉS

Bebéteca: projeto de promoção da leitura para bebés e crianças

No próximo sábado, dia 27 de maio de 2017, pelas 10h30, a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima dinamiza mais uma sessão da Bebéteca com atividades direcionadas para bebés, crianças e suas famílias.

Bebéteca_27 de maio

A iniciativa começará com a dinamização da leitura do livro A Pequena Sereia, seguida de um pequeno momento musical intitulado “Dois Peixinhos”.

Por fim realizar-se-á um atelier de expressão artística denominado " Jogo dos Peixinhos".

Para mais informações e inscrições (gratuitas e limitadas) contacte-nos através do número 258900411 ou do email biblioteca@cm-pontedelima.pt .

PONTE DE LIMA APRESENTA "MEMÓRIAS DE GUERRA" DE GUSTAVO PIMENTA

Memórias de guerra de Gustavo Pimenta apresentadas em noite literária

O romance “A sorte de ter medo”, da autoria de Gustavo Pimenta, foi apresentado na passada sexta-feira, 19 de maio, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL). O encontro informal em torno da sexta obra literária do autor ponte-limense centrou-se em momentos de evocação biográfica, a cargo de José Cândido Rodrigues, que sublinhou o inconformismo do escritor e a predisposição natural para a mudança e para o consciente aproveitamento das circunstâncias que a vida lhe proporciona.

Memórias da guerra de Gustavo Pimenta (Medium)

Mas a noite literária ficou sobretudo marcada por um participado debate em torno da descodificação de dois conceitos que trespassam o romance de Gustavo Pimenta – o medo e a guerra – elementos cuja significação, nem sempre concordante, revigorou a sessão.

Sobre o título e a temática da obra, Gustavo Pimenta aclarou que o livro esteve para se chamar “Sem orgulho, nem remorso” – exatamente por traduzir o sentimento do autor em relação à sua participação na Guerra Colonial na Guiné-Bissau nos anos de 1967 a 1969 -, sublinhando que, a despeito da veracidade dos factos narrados e da cronologia adotada, caberá à subjetividade do leitor a interpretação e o juízo da obra. 

A apresentação de “A sorte de ter medo” – brevemente disponível para leitura e/ou empréstimo na BMPL – contou com as presenças do Eng.º Vítor Mendes, Presidente do Município de Ponte de Lima, e do Dr. Paulo Barreiro de Sousa, Vereador com o pelouro da Educação do Município de Ponte de Lima.

Sobre o autor:

Gustavo Pimenta nasceu a 29 de janeiro de 1944 em Crasto, no concelho de Ponte de Lima. A obra que agora lança sucede o livro "Triângulo escaleno", apresentado em 2016 no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

PONTE DE LIMA CONSTRÓI PAVILHÃO DE FEIRAS E EXPOSIÇÕES

Construção do Pavilhão de Feiras e Exposições – Ponte de Lima

O Executivo Municipal de Ponte de Lima visitou ontem quinta-feira a Construção do Pavilhão de Feiras e Exposições na Expolima.

Direcionado para apoiar a realização dos inúmeros eventos que preenchem o programa anual de animação cultural, nomeadamente, festivais gastronómicos, feiras e exposições, o futuro Pavilhão de Feiras e Exposições de Ponte de Lima, na Expolima tem uma capacidade para a instalação de 88 stands.

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, considerou que se “trata de um equipamento que visa dar mais qualidade aos nossos projetos temáticos, que vai servir todo o concelho, acolhendo um conjunto diversificado de eventos que Ponte de Lima dinamiza regularmente.” O autarca salientou ainda a qualidade arquitetónica do edifício, e o seu enquadramento paisagístico, apresentando-se como um espaço funcional, situado próximo do Centro Histórico e com parque de estacionamento próprio.”

Com uma área total de 2.850m2, dos quais cerca de 2300m2 para zona de exposição, o edifício está assente sobre uma estacaria com uma extensão de 2.360 metros de linha, equipado com um sistema de climatização com quatro UTAS - Unidade de Tratamento de Ar exteriores de tubagens e plenos, reservatório para rede de água de combate a incêndio com a capacidade superior a 200m3, instalado na zona de entrada do edifício. Das suas características referência ainda para o espaço exterior que permitirá a colocação de seis cozinhas amovíveis, com ligação à rede de gás natural, energia elétrica, saneamento e abastecimento de água.

O Presidente da autarquia sustentou que esta é “uma obra de referência para o concelho e para a região, cujo custo da empreitada ascende aos 3.104.585,67€”. Acompanhado pelos Vereadores, Ana Machado, Vasco Ferraz e Paulo Sousa, o Presidente do Executivo realçou a mais-valia deste equipamento, no sentido de “acolher uma quantidade significativa de eventos que são pro­gramados como projeto próprio ou integrados em feiras temáticas que, por sua vez, são uma importante forma de ala­vancar a economia local.”

A zona envolvente vai ser alvo também de uma profunda remodelação, como forma de se transformar numa área polivalente, prevendo-se a conclusão final dos trabalhos no mês de agosto.

MUSEU DOS TERCEIROS EM PONTE DE LIMA PROMOVE VIAGEM CULTURAL

Ponte de Lima - Museu dos Terceiros em Viagem Cultural

Cumpriu-se no passado fim-de-semana de 20 e 21 de maio mais uma Viagem Cultural promovida pelo Museu dos Terceiros e comissariada pelo Prof. Carlos Brochado de Almeida. Um extenso grupo de 56 elementos rumou à Beira Baixa e ao Alto Alentejo para conhecer a história e o património de algumas das mais emblemáticas vilas e aldeias daquele território.

O sábado foi passado a norte do Tejo. O itinerário começou por Idanha-a-Velha, a antiga Egitania, percorrendo o recinto amuralhado e as ruas desta antiga localidade, notável sítio arqueológico declarado Monumento Nacional. Neste admirável conjunto histórico foram apreciadas com mais demora a vetusta Basílica, a velha ponte de origem romana sobre o rio Pônsul e, junto ao Posto de Turismo, o bem preservado Lagar de Varas.

A visita continuou com a subida à aldeia de Monsanto, cujos habitantes souberam ao longo dos tempos levantar pequenas construções harmoniosamente associadas à penedia natural. Quase todos os limianos venceram as alturas do castelo, situado ainda bem acima da aldeia. Já ao fechar do dia seguiu-se uma romagem ao Santuário de Nossa Senhora do Almortão, um dos mais importantes e conhecidos locais de peregrinação da Beira Baixa.

No domingo a viagem continuou para o sul do Tejo com uma visita à vila de Marvão, com o seu casario e o imponente castelo assentes numa poderosa escarpa. Ao descer dos novecentos metros de altitude houve ainda oportunidade para conhecer o Convento de Nossa Senhora da Estrela, uma fundação franciscana do século XV hoje ao cuidado da Santa Casa da Misericórdia de Marvão.

O périplo por aquelas terras terminou com uma passagem por Castelo de Vide, onde Carolino Tapadejo, antigo Presidente da Câmara e apaixonado investigador, nos levou pelo antigo Bairro da Judiaria e pela sinagoga, mostrando diversos recantos e peculiaridades associadas à vivência judaica naquela Terra. Foi exibida uma chave com cinco séculos, levada por uma família de judeus que residia em Castelo de Vide aquando da sua expulsão. Recentemente, volvido meio milénio, uma descendente na diáspora fez questão de dirigir-se à terra dos seus antepassados para deixá-la a Castelo de Vide. Esta chave, única e plena de simbologia, podemos também dizer que encerrou a Viagem Cultural do Museu dos Terceiros.

LIMIANO PEDRO LAGO VIEIRA JÁ SE PREPARA PARA 2018

A próxima prova do Campeonato Regional de Ralis - Norte vai marcar o regresso de Pedro Lago Vieira às competições. Parado desde Setembro do ano passado, o jovem piloto irá alinhar no Rali de Santo Tirso apresentando para esta temporada algumas novidades.

PLV Racing 2017

Depois de ter conquistado em 2016 o título de Campeão Nacional de Iniciados ao volante de um Renault Twingo, Lago Vieira aposta agora num mais performante e competitivo Peugeot 208 R2 para esta que será uma temporada onde os objetivos do piloto se centram sobretudo em readquirir ritmo, conhecer o novo carro e a nova equipa e acumular quilómetros para conhecer ralis.

 “Nesta fase não vamos pensar muito em resultados porque temos consciência que a falta de ritmo e sobretudo a falta de experiência, especialmente nos ralis de terra, nos irá condicionar. Além disso, a constante procura de patrocinadores levou a que o projecto de 2017 se iniciasse já um pouco tarde e também por isso preferimos direcionar a nossa época para um programa parcial onde tomaremos parte em diversos ralis como forma de preparação para o ano de 2018”, refere o piloto natural de Ponte de Lima.

Para Lago Vieira, cuja época não está ainda totalmente definida, a presença no Rali de Santo Tirso será encarada com natural cautela mas ao mesmo tempo com grande motivação:

“Vamos fazer uma tripla estreia no Rali de Santo Tirso: será a primeira vez que disputo esta prova, será a primeira vez que vou competir com o Peugeot 208 e será também a minha estreia com o novo navegador, o Alberto Silva”, aponta Pedro Lago Vieira.

“Estou bastante entusiasmado com este projeto e espero aprender muito nesta nova etapa da minha carreira. Sei que irei contar com a preciosa ajuda do Alberto, mas também terei ao meu dispor todo o profissionalismo e experiência de uma equipa como a PT Racing, a quem será entregue a preparação e assistência do Peugeot.

Espero conseguir realizar um bom rali, sem cometer excessos e conseguir uma boa adaptação ao carro. Sabemos que este novo carro será bastante mais exigente e competitivo que o anterior Twingo, mas esse vai ser também um fator motivante para evoluir rapidamente e tentar aproximar-me o mais possível da melhor forma.”, afirma o piloto.

Além do Rali de Santo Tirso, Pedro Lago Vieira espera este ano ainda alinhar em mais algumas provas repartidas entre o Campeonato Nacional de Ralis, Taça Nacional e ainda Regional Norte.

“Quero desde já agradecer a todos os patrocinadores que me têm acompanhado ao longo da minha carreira e que um ano mais voltaram a acreditar neste projecto, bem como aos novos parceiros que se juntaram a nós nesta época e que nos deixam cheios de orgulho por defendermos as suas cores”, conclui Lago Vieira.

O Rali de Santo Tirso disputa-se nos dias 26 e 27 de Maio sendo composto pela dupla passagem nocturna na Super Especial de Santo Tirso e pelas triplas passagens pelos troços de Mourinha / Hortal e Assunção.

COMINHOS | DUPLAFACE COMPANHIA DAS ARTES / GACEL / PEQUENOS ACTORES DO LIMA / TEATRO AMADOR DA FACHA – DIRECÇÃO: FÉRTIL CULTURAL

EXERCÍCIO/ESPECTÁCULO DO CURSO DE TEATRO PARA AMADORES PROMOVIDO PELOS SERVIÇOS EDUCATIVOS DO TEATRO DIOGO BERNARDES

28 de Maio – 18h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Após o desafio lançado a todos os grupos de teatro amador do concelho, em Novembro passado, deu-se início à acção inserida nos Serviços Educativos do Teatro Diogo Bernardes com a denominação de Curso de Teatro para Amadores, tendo respondido à chamada membros dos Grupos Duplaface Companhia das Artes, Gacel, Pequenos Actores do Lima e Teatro Amador da Facha, a que se juntaram duas funcionárias do Município que laboram em áreas em que os ensinamentos podem ser devidamente aplicados.

cominhos_mupi_

Sob a direcção da Fértil Cultural, estrutura profissional de teatro, desde então realizaram-se mais de duas dezenas de sessões de trabalho, em horário pós-laboral, numa primeira fase com a periodicidade quinzenal, a qual passou a semanal na recta final da acção.

Extremamente motivados e dedicados, todos os elementos encararam os trabalhos e exercícios com extrema responsabilidade, criando-se um verdadeiro espírito de grupo, com partilhas contínuas de saberes e de conhecimentos.

Atendendo aos excelentes resultados obtidos, o exercício/espectáculo final de apresentação do Curso de Teatro para Amadores, obrigatoriamente, teria que ser apresentado ao público no local que o acolheu e viu nascer – o Teatro Diogo Bernardes, que abre as suas portas no dia 28 de Maio, a partir das 18h00, para apresentar Cominhos, título escolhido para o referido exercício/espectáculo de teatro.

Nas Comemorações dos 120 Anos do Teatro Diogo Bernardes, este equipamento municipal lançou, durante a temporada 2016-2017 que praticamente coincidiu com o ano lectivo escolar, os seus Serviços Educativos, com formadores profissionais de teatro, através deste Curso de Teatro para Amadores e do Curso de Longa Duração de Teatro, desenvolvido com a turma 12 do 4.º ano da Escola Básica de Ponte de Lima ao longo de cerca de duas dezenas de sessões de trabalho, na escola e no Teatro Diogo Bernardes, em horário escolar, também com excelentes resultados que serão apresentados no dia 21 de Junho no Teatro Diogo Bernardes, às 17h30, com o espectáculo denominado A Flôr n.º 12, o qual divulgaremos oportunamente.

Para o espectáculo Cominhos, bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

EX-CHEFES DE ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO DE FRANÇA, DA ALEMANHA E DE PORTUGAL VISITAM PONTE DE LIMA

O Centro de Interpretação de História Militar e o CIPVV - Centro de Interpretação do Vinho Verde são os locais a visitar

O encontro que traz a solo nacional os Generais “EX-CEME” de França e da Alemanha tem paragem obrigatória na vila mais antiga de Portugal, a 27 de maio.

Ponte de Lima, que desde o período romano se assume como ponto de grande importância geoestratégica, inaugurou, em setembro passado, um Centro De Interpretação De História Militar (CIHM).

O recente núcleo museológico surgiu na sequência de um protocolo de colaboração, firmado a 25 de maio de 2011, entre o Município de Ponte de Lima e o Exército Português, representado pela Direção de História e Cultura Militar. Este mereceu já o elogio da Presidência da República, na pessoa de Marcelo Rebelo de Sousa, que inaugurou a exposição permanente.

O Executivo Municipal de Ponte de Lima vai acompanhar o General Elrick Irastorza, o General Hans-Otto Budde, e o General José Luís Pinto Ramalho, respetivamente ex-Chefes de Estado-Maior do Exército de França, Alemanha e Portugal, numa visita ao espaço museológico supra mencionado. A visita está sob a coordenação do Coronel António Feijó e terá início pelas 10h30.

Seguir-se-á uma passagem pelo Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, espaço que tem como principal missão contribuir para a promoção Vinho Verde através da investigação e divulgação do seu lastro patrimonial. A visita terminará com um percurso pelo Centro Histórico de Ponte de Lima, de fortes influências romanas e medievais.

Ponte de Lima foi um dos três locais escolhidos a nível nacional para esta visita, pela qualidade e pelo potencial das suas infraestruturas, naturais, históricas e humanas. O incentivo a este tipo de projetos, visitas e iniciativas constitui uma aposta contínua do Município de Ponte de Lima.

PONTE DE LIMA INAUGURA OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO NO FREIXO

Obras de Requalificação do Largo Domingos Pereira de Araújo e Centro Cívico de Freixo – Ponte de Lima. Inauguração, 28 de maio, 11 horas no Largo da Feira

O Município de Ponte de Lima inaugura no próximo domingo, 28 de maio, as obras de Requalificação do Largo Domingos Pereira de Araújo e o Centro Cívico de Freixo, uma intervenção que se enquadra na política de Reabilitação Urbana em zonas centrais das freguesias com espaços de cariz coletivo e social que se encontrem degradadas e urbanisticamente mal definidas, que o Município de Ponte de Lima está a dinamizar.

Largo_Freixo

A obra cujo investimento ascendeu aproximadamente aos 800.000,00€, contemplou a construção e conservação de passeios e outros espaços públicos, no centro da freguesia, ponto de encontro da população e palco de eventos festivos, bem como a requalificação de passeios na EN 306, via de acesso importante entre o centro da freguesia de Freixo e o centro da Vila de Ponte de Lima.

Desta forma, aumentou-se o espaço destinado às pessoas, totalmente acessível e livre de barreiras arquitetónicas, favorecendo-se a circulação, através da redefinição das faixas de circulação automóvel e pedonal, o ordenamento dos lugares de estacionamento e a beneficiação da iluminação pública e do mobiliário urbano.

PONTE DE LIMA INAUGURA FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS

Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima inaugura na próxima sexta-feira. Certificado com a EFFE Label 2017-2018 o FIJ comemora o seu 13º aniversário

Passados 13 anos desde a sua estreia como projeto pioneiro em toda a Península Ibérica, o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, é nos dias de hoje, referência a nível mundial.

fij2017_cartaz (Large)

Das suas mais de cinco centenas de candidaturas, registadas ao longo da última década, estiveram patentes no espaço do Festival, quase duas dezenas de nacionalidades.

Este ano, sob o tema “Jardim das Descobertas”, o FIJ acolhe jardins de três continentes, estando em exposição permanente, projetos da Argentina, do Brasil, da Áustria, da Itália, da Holanda e ainda do Japão, apresentando-se Portugal e Espanha com duas propostas cada.

Na vanguarda internacional no tópico do Ecoturismo, e da Sustentabilidade, o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, continua a dar frutos. Galardoado no presente ano, com a distinção “Europe for Festivals, Festivals for Europe” - EFFE Label 2017-2018, o FIJ foi, mais uma vez, alvo do elogio internacional.

Este é "Um evento bastante singular que tem desempenhado um papel significativo na educação ambiental e na consciencialização, sustentabilidade e planeamento paisagístico”, considerou o Júri Internacional, ao integrar o FIJ na comunidade do Festival EFFE que, promovida pela Associação Europeia de Festivais, distingue espetáculos com grande qualidade artística, de impacto significativo a nível local, nacional e internacional.

Esta não é a primeira distinção do Festival, que anualmente recebe mais de 105 mil visitantes, e que foi já galardoado também com o Prémio Garden Tourism Awards, integrado no evento internacional “2013 North American Garden Tourism Conference”, em Toronto, Canadá.

A edição deste ano, “Jardim das Descobertas”, inaugura a 26 de maio, numa cerimónia presidida por Célia Ramos, Secretária de Estado do Território e da Conservação da Natureza, pelas 16h00, no recinto próprio do FIJ.

O Município de Ponte de Lima convida o V. órgão de comunicação social a assistir à supra dita inauguração.

Como chegar ao Recinto do FIJ

PONTE DE LIMA MOSTRA NATUREZA MÁGICA

Natureza Mágica: Mar, Mata e Magia. Exposição de Pintura na Torre da Cadeia Velha – Ponte de Lima- 1 de Junho

O Município de Ponte de Lima inaugura, no próximo dia 01 de junho, na Torre da Cadeia Velha, em Ponte de Lima, uma exposição de pintura intitulada “Mar, Mata e Magia“, da artista brasileira Edith Rizzo. A par desta exposição, também é lançado o livro de contos “O Mundo Mágico das Fadas Elementais”, da autoria da escritora limiana Elisabete Araújo. A obra está traduzida para inglês e francês e as suas ilustrações são da autoria de Edith Rizzo.

natureza_magica_cartaz

Edith Rizzo nasceu a 03 de março de 1966, em Santa Adélia, no estado de São Paulo, no Brasil. Começou o seu percurso como pintora aos seis anos de idade, com pequenos esboços e aos dez anos de idade já pintava pequenos retratos. Em 2015, a artista recebe o título de Chevalier Academicienne, pela Mundial Art Acadamie (MAA), em França; em 2016 é condecorada com os títulos de Delegada Cultural e Embaixadora da Paz, pela CONBLA – Confederação Brasileira de Letras e Artes – e em 2011 e 2012 é galardoada pela Rede Globo na Galeria TV Rio Sul. Atualmente vive na cidade brasileira de Paraty, onde leciona matemática, sem nunca abandonar o seu percurso artístico, na pintura, com características muito próprias como se podem apreciar em Mar, Mata e Magia.

Elisabete Araújo, nasceu em Luanda, Angola, a 01 de setembro de 1969. Regressou a Portugal, com os pais, mais concretamente a Ponte de Lima, quando tinha apenas seis anos de idade. Impulsionada por uma terra de lendas e poesia, como é Ponte de Lima, cedo descobriu a paixão pela escrita e, aos 16 anos, já os seus textos eram publicados em publicações regionais. Em 2011, publica o seu primeiro livro, intitulado “Mêda – Entre a Serra e o Douro”, onde contou com a colaboração do seu filho António Jorge, na fotografia. Viveu durante 25 anos em Vila Nova de Gaia, exercendo funções de Gestora de Recursos Humanos, numa multinacional e, em 2012, regressa a Ponte de Lima, onde é gerente e formadora numa empresa de formação. A escrita continua a ser a sua grande paixão.

O gosto pela natureza e pelas figuras que preenchem o imaginário comum, uniu as duas artistas e, muito embora estejam separadas por milhares de quilómetros, decidiram concretizar este projeto juntas, direcionado, em particular, aos mais pequenos.

Após a inauguração da exposição e da apresentação do livro, haverá lugar a uma degustação de produtos Luso-Brasileiros para todos os que quiserem participar, e haverá uma pequena peça de teatro alusiva à obra apresentada, representada pelo grupo de teatro Pequenos Atores do Lima.

A inauguração da exposição “Mar, Mata e Magia”, de Edith Rizzo, e a apresentação do livro “O Mundo Mágico das Fadas Elementais” de Elisabete Araújo, terão lugar pelas 19 horas, na Torre da Cadeia Velha, sendo que a exposição estará patente na Torre da Cadeia Velha, até ao dia 25 de junho.

CARLOS CALHEIROS EXPÕE PINTURA EM PONTE DE LIMA

Município de Ponte de Lima inaugura exposição de pintura de Carlos Calheiros

O Município de Ponte de Lima inaugura no próximo dia 3 de junho, pelas 18h00, uma exposição de pintura de Carlos Calheiros, intitulada “A terra que me viu crescer”. A mostra, que estará patente ao público na varanda interior da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, integra trabalhos de pintura a óleo e a aguarela sobre a histórica vila alto minhota e os elétricos do Porto.

expo_pai (Medium)

A cerimónia de abertura da exposição individual de pintura incluirá momentos de declamação de poesia e apontamentos musicais.

“A terra que me viu crescer” poderá ser visitada até ao dia 17 de junho.

Sobre o artista:

Natural de Refoios do Lima, concelho de Ponte de Lima, Carlos Calheiros exerce funções de Técnico Superior na ULSAM – Unidade Local de Saúde do Alto Minho. Profundamente ligado ao mundo do desporto, Carlos Calheiros ocupa o cargo de vice-presidente da AFVC – Associação de Futebol de Viana do Castelo –, tendo passado pela A. D. “Os Limianos” e pelo “Viana Taurino Clube” na qualidade de atleta.

Desenvolve há cerca de um ano trabalhos de pintura, estando atualmente inscrito na escola SOARTE de Viana do Castelo.

PONTE DE LIMA REALIZA JORNADAS DA SAÚDE

VII Jornadas da Saúde em Movimento em Ponte de Lima. 20 de maio – Passeio 25 de Abril

As VII jornadas da Saúde em Movimento em Ponte de Lima têm lugar no próximo sábado, 20 de maio, entre as 09h30 e as13h00, em pleno Passeio 25 de Abril.

Jornadas_Saude_Movimento_Cartaz

Dedicadas à saúde, estas jornadas contam com a colaboração de um conjunto de parceiros, desde ginásios, a diversas outras instituições ligada às áreas do Desporto, Saúde e Bem-Estar. Estes vão dinamizar um leque de atividades, incentivando à adoção de um estilo de vida mais saudável.

No decorrer desta manhã de sábado, a atividade física é a tónica dominante. Aulas de fitness - bike, body jump, zumba e cross training,- são apenas algumas das muitas atividades previstas nesta edição.

As supra mencionadas aulas de fitness são coordenadas pelos quatro ginásios que aderiram a esta iniciativa, o Ginásio do Clube Naútico de Ponte de Lima, Mov.t–health club, ginásio, academia de dança & spa, Axis Wellness, e XL&s, assim como pela Academia Limiana de Artes Marciais, que irá fazer uma demonstração, sob a forma de treino da prática de Kung do Te.

Sublinhe-se ainda que, a par das atividades desportivas já mencionadas, estas jornadas promovem avaliações pontuais de HTA, Glicemia e rastreios visuais, na manhã de sábado, dia 20 de maio.

A iniciativa é apoiada pelo Município de Ponte de Lima, pela ULSAM- Unidade Local de Saúde do Alto Minho EPE, pela MultiOpticas, pela UNICER, pelos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima, pela A.F.P.L e pelo Basket Club Limiense.

PONTE DE LIMA INAUGURA FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS

Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima inaugura a sua 13º Edição a 26 de maio. “Jardim das Descobertas” é o tema da Edição que alberga jardins de três continentes

8 países, 12 jardins,  13 edições, e várias centenas de milhar de visitantes, o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima está de volta para a edição de 2017.

fij2017_cartaz

Este evento é o único festival do género em solo nacional, e distinguido com o título Garden Tourism Awards, mantém-se como referência ao nível da inovação e da preservação da natureza, surgindo este ano sob o tema “Jardim das Descobertas”.

“Novaterra”, “El Secreto”, “Inventionem Arcus”, “A Viagem das Descobertas”, “A Globalização das Plantas”, “Um Jardim para Descobrir”, “A Descoberta dos Sentidos”, “Descobre a Desoberta”, “Intersezione Ponte de Lima”, “El Jardin del Circulo” e “Jardim dos Sete Continentes”, são os nomes dos jardins em exposição permanente, que o visitante vai ter a oportunidade de visitar. A par de “96 Por Cento”, o jardim mais votado pelos visitantes na Edição de 2016.

A 13ª Edição do FIJ reúne candidaturas dos quatro quadrantes do globo, estando patentes ao espaço, de 26 de Maio, a 31 de Outubro, projetos da Argentina, do Brasil, da Áustria, da Itália, da Holanda e ainda do Japão, apresentando-se Portugal e Espanha com duas propostas cada.

A contagem decrescente para a abertura do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima já começou, sendo que o espaço inaugura a 26 de maio, pelas 16h00, numa cerimónia presidida por Célia Ramos,  Secretária de Estado do Território e da Conservação da Natureza.

A edição deste ano inclui ainda, pelo 3º ano consecutivo, o Festival de Jardins Escolinhas de Ponte de Lima. O conjunto de 12 jardins expostos, um por cada centro educativo do concelho, é dinamizado pelo Serviço Educativo da Área Protegida, e pela Câmara Municipal.

Sustentabilidade, Percursos Verdes, e Ecoturismo - Ponte de Lima prima pela promoção destes três conceitos, orgulhando-se do lugar de destaque que ocupa em termos nacionais, relativamente aos assuntos supra mencionados. Por entre Festival Internacional de Jardins, Ecovias, e diversos espaços ajardinados, só a cargo do Município são mais de 50 hectares de espaços verdes, numa região em cuja aposta na sensibilização para a proteção e promoção do património natural e ecológico é veemente. 

Durante o corrente mês, Junho, e Julho, o Festival pode ser visitado das 10h00 às 20h00, em setembro, das 10h00 às 12h00 e das 13h00 às 19h00 e em outubro, encerra às 18 horas. No período da manhã de segunda-feira o Festival de Jardins encontra-se encerrado para se realizar a manutenção do mesmo.

A edição de 2018 já tem tema, “O Clima nos Jardins”, e mais uma vez procuram-se projetos inovadores, sendo que as candidaturas para a referida edição, abrem a par da abertura do FIJ 2017.

PONTE DE LIMA APOSTA NA DIVERSIDADE CULTURAL

Feira do Livro de Ponte de Lima volta a apostar na diversidade cultural

A XXII edição da Feira do Livro de Ponte de Lima, que se realiza de 20 a 23 de julho de 2017, no recinto da Expolima, volta a apresentar um cartaz cultural diversificado com atividades e iniciativas pensadas para todos os públicos.

XXII-Feira-Livro-Ponte-de-Lima_Cartaz_A3.jpg

Durante quatro dias, o espaço que acolherá o maior evento livreiro do concelho ponte-limense proporcionará aos visitantes sessões de apresentação de obras literárias, ações lúdicas para o público infanto-juvenil em torno do livro e da leitura, espetáculos musicais, ateliers de expressão criativa, pinturas faciais, insufláveis, exposições artísticas, a habitual sessão de cinema em família, a terceira edição do Encontro de Escritores Limianos e uma conferência dedicada a António Feijó no âmbito das comemorações do primeiro centenário da morte do poeta-diplomata.

Oportunamente, o Município de Ponte de Lima divulgará o programa oficial da XXII Feira do Livro com iniciativas que não quererá perder.

PONTE DE LIMA RECEBE FESTIVAL DESENCAMINHARTE

Desencaminharte – Primeiro Festival de Arte Pública do País em espaço natural e rural

De 1 a 4 de junho o Festival está patente em Ponte de Lima

10 municípios, 10 lugares únicos, 10 intervenções, é deste modo que o Desencaminharte apresenta a sua estreia, a 1 de Junho de 2017. 

18342087_1890569417888083_7919449753058689173_n.jpg

O projeto de arte pública em pleno meio rural no alto Minho promete, durante estes quatro dias, “desencaminhar” turistas e visitantes, com mais de meia centena de experiências e tentações que levam à redescoberta dos valores intrínsecos e paisagens únicas, do alto Minho, natural e rural.

O Desencaminharte propõe ao visitante todo um conjunto experiências artísticas, culturais, turísticas e lúdicas, permitindo acompanhar o trabalho dos artistas, percorrer trilhos, assistir a oficinas, concertos, performances, explorar mercados, participar em atividades de geocaching, e quiçá, passar a noite em acampamento, em pleno Desencaminharte. Parte substancial da programação supra mencionada está já acessível em www.desencaminharte.altominho.pt .

Quanto aos locais de exposição, situados fora das sedes dos concelhos e de áreas urbanas, estes vêm propor um roteiro alternativo aos lugares comuns da região, de mãos dadas com a natureza e com as suas tradições seculares. Para tal não haverá melhor lugar do que a Quinta de Pentieiros, em Ponte de Lima, que acolhe nesta primeira edição, a obra “Relógio de Sol” de Meroficina. Disponibilizam-se nesta hiperligação mais informações sobre as intervenções e os artistas.

Contribuindo para a diversificação dos tópicos de interesse num destino que vê crescer os seus indicadores turísticos acima da média nacional, esta iniciativa atenta ainda à educação para o património ambiental e cultural, uma das bandeiras do Município de Ponte de Lima, que prima por incutir a noção de sustentabilidade numa base intergeracional, a nível concelhio, ou não fosse o Alto Minho a única sub-região de Portugal integralmente certificada com a Carta Europeia de Turismo Sustentável.

Enquanto festival de arte pública, o Desencaminharte visa tangibilizar o conceito de arte. Precisamente neste contexto promove oficinas educativas, que colocarão alunos de escolas da região em contacto com os artistas convidados e as suas intervenções.

A iniciativa lança ainda um concurso dirigido aos artesãos do Alto Minho, desafiando-os à criação de propostas de uma mascote para o Desencaminharte, entre cobras e lagartos, uma vez que este Festival elege “a serpente por signo e o serpentear por prática”. Estas propostas devem ser elaboradas com recurso a ofícios de cerâmica, madeira, têxtil, couro, estuque ou cestaria, entre outros.

Virgínia Valente é a curadora artística do Festival, com a organização executiva da EMERGE. A iniciativa conta com o cofinanciamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, ao abrigo do NORTE 2020/Portugal 2020, e de 1 a 4 de junho de 2017, a organização promete, em plena simbiose com o respeito pela identidade dos lugares, “revitalizar valores, imaginários e tradições”.

O Desencaminharte pode ser seguido em www.desencaminharte.altominho.pt, no Facebook e no Instagram. E a Quinta de Pentieiros em http://www.lagoas.cm-pontedelima.pt/ver.php?cod=0W ou no site do Município.

PONTE DE LIMA COMEMORA DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS

Assinala-se anualmente a 18 de maio o Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, cujo tema para o presente é “Museus e histórias contestadas: Dizendo o indizível nos museus”.

cartaz_museus (Medium).jpg

Os Museus de Ponte de Lima associam-se à iniciativa ao proporcionar entradas gratuitas no Museu do Brinquedo Português, Museu dos Terceiros, Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, Centro de Interpretação do Território e no Centro de Interpretação de História Militar do Concelho de Ponte de Lima.

Para além do acesso às exposições permanentes patentes os visitantes poderão visitar as exposições temporárias em exibição nos museus:

- A Região dos Vinhos Verdes: a autenticidade pela objectiva de Egídio Santos, no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde;

- A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima em Ponte de Lima, no Museu dos Terceiros;

- Brinquedos mágicos: a marca da Arlo, no Museu do Brinquedo Português.

ARROZ “PICA-NO-CHÃO” JUNTA “PICA-MILHOS" EM LISBOA

A Casa do Minho em Lisboa levou a efeito mais um tradicional almoço regionalista que teve como principal especialidade o arroz “pica-no-chão” ou seja, a cabidela de galinha confeccionada à boa maneira minhota. E, como não podia deixar de acontecer, juntou à mesa muitos “pica-milhos”, alcunha outrora dada aos minhotos devido ao seu costume de comer pão de milho… o trigo era até então um cereal desconhecido na região!

18446767_10208672545000776_4747134125952863942_n.jpg

As galinhas, de criação caseira, foram de Ponte de Lima e, garantem os apreciadores que não faltaram ao repasto, habilmente confeccionado por um Duque – referimo-nos ao sr. Paulo Duque, Vice-presidente daquela instituição – proporcionaram a todos os convivas um manjar digno de Príncipes.

Uma espreitadela indiscreta na cozinha permitiu-nos desvendar o segredo para agora revelar a receita de tão apreciado quanto afamado prato da gastronomia minhota.

Ingredientes:

1 Galo caseiro

0,5 dl de azeite

3 Colheres (sopa) de vinagre

1 Cebola grande

2 Dentes de alho

100 gr de toucinho

1 Folha de louro

1 Malagueta

1 Tigela de arroz

Sal q.b.

Preparação:

Aproveite o sangue do galo, deitando-o numa tigela com três colheres de sopa de vinagre e mecha para que não coalhe (como alternativa ao sangue do galo consulte o seu talho, lá poderá encontrar pacotes já embalados). Numa panela ponha a refogar no azeite, a cebola e os alhos picados. Junte-lhe a galo cortado aos bocados pequenos e os miúdos (exceto o fígado), o toucinho cortado, o louro e a malagueta cortada ao meio. Refogue tudo, tempere com sal e deixe estufar em lume brando. Cubra a carne com água quente, tape a panela e deixe cozer até a o galo ficar macia. Depois de cozido retire a galo e retifique a água para que fique na proporção de 3/1 para a cozedura do arroz. Assim que levantar fervura junte o arroz. Três ou quatro minutos antes de ficar pronto junte o sangue, misture-o bem, junte também a carne e deixe apurar.

Fotos: José Tiago Faria

Receita: Câmara Municipal de Barcelos

18447220_10208672548400861_5371302859667943269_n.jpg

18486236_10208672552720969_8517920355485225195_n.jpg

PONTE DE LIMA LANÇA POESIA DE JOÃO LUÍS DIAS

Sessão de “Poesia à Sexta” acolhe lançamento de livro de João Luís Dias

A terceira edição de “Poesia à Sexta” – projeto do Município de Ponte de Lima para dinamização de um dos mais reverenciados géneros literários locais – vai acolher o lançamento do livro “Olhares in versos”, da autoria de João Luís Dias. A sessão, agendada para 26 de maio, pelas 21h00, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, permitirá conhecer o último trabalho poético do escritor terra-bourense, que alia aos versos produzidos as ilustrações da pintora e designer Marlene Almeida Soares.

olhares.png

A apresentação da obra, que estará a cargo de Joaquim Cracel Viana, Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, incluirá momentos de recitação de poesia e de música.

As receitas obtidas com a venda de livros reverterão a favor da uma instituição de Ponte de Lima à escolha do município local.

Celebre a escrita em língua portuguesa e venha conhecer a mais recente criação literária de João Luís Dias.

Esperamos por si!

Sobre o autor:

Vocacionado para a escrita literária e para a produção jornalística, João Luís Dias tem vários livros publicados - de que se destacam “Ecos dum silêncio” (1988), “Sonho em hora de ponta” (1992), “Um poema, uma flor” (2008) e “Coração de algodão” (2011) – e colaborações diversas em órgãos de comunicação social de expansão local e nacional. Fundou a CALIDUM, Clube de Autores Minhoto/Galaicos – associação cultural que preside desde o início –, foi homenageado em 1999 pelo Secretário de Estado da Administração Local pelo seu envolvimento em prol da cultura, e arrecadou o prémio literário de 2012 promovido pela Associação “Amatur” – Pico de Regalados.

João Luís Dias é funcionário do Instituto dos Registos e Notariado, IP e aluno da licenciatura em Relações Internacionais na Universidade do Minho.

CRISTINA BRANCO | MENINA ATUA EM PONTE DE LIMA

13 de Maio – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Uma das vozes mais marcantes da actual música portuguesa, com destaque para o Fado, Cristina Branco sobe ao palco Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima para apresentar o seu mais recente trabalho “Menina”, após um significativo número de concertos da tour europeia marcados pelo êxito e reconhecimento artísticos.

cristina_branco_mupi_.jpg

O álbum “Menina” recebeu o Prémio Autores da Sociedade Portuguesa de Autores para Melhor Disco 2016 e Cristina Branco está nomeada para o Globo de Ouro na categoria de Melhor Intérprete Individual, cujo vencedor será conhecido na gala a realizar a 21 de Maio próximo.

Cristina Branco é sinónimo de sofisticação. Dentro de uma área de fortes raízes conservadoras e tradicionalistas como é o caso do fado, Cristina Branco apresenta sempre uma alternativa alicerçada em poetas eternos-clássicos, compositores requintados e músicos de excelência que transpõem uma aura única ao vivo. São perto de uma dezena de discos que, juntamente com centenas de espectáculos um pouco por todo o mundo, atribuem a Cristina Branco, e ao seu trabalho, um significado muito particular num trilho único traçado entre a sofisticação, tradição e inovação. Em Setembro de 2016 lançou «Menina», um disco de novas abordagens que combina, com ousadia e elegância, os contributos de uma multiplicidade de autores portugueses.

Álbuns editados:

1 – Cristina Branco in Holland (CD, Ed. Autor, 1997)

2 – Murmúrios (CD, Music & Words, 1998) ([1])

3 – Post-Scriptum (CD, L'Empreintdigitale/Harmonia Mundi, 1999) – reeditado em 2000 com um novo tema

4 – Cristina Branco canta Slauerhoff (CD, 2000)

5 – Corpo Iluminado (CD, Universal, 2001)

6 – O Descobridor (CD, Universal, 2002) – reedição de Slauerhoff

7 – Sensus (CD, Universal, 2003)

8 – Ulisses (CD, Universal, 2005)

9 – Live (CD, Universal, 2006)

10 – Abril (CD, Universal, 2007)

11 – Kronos (CD, Universal, 2009)

12 – Não há só Tangos em Paris (CD, Universal, 2011)

13 – Alegria (CD, Universal, 2013)

14 – Idealist (3CD, Universal, 2014)

15 – Menina (CD, Arruada / Universal, 2016)

Bilhetes à venda (5,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

CASA DE PONTE DE LIMA EM LISBOA VAI A ELEIÇÕES SEM CONVOCATÓRIA DO PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL

A Casa de Ponte de Lima em Lisboa acaba de anunciar a realização de eleições para os corpos gerentes para o triénio 2017/2020… mas, todos os sócios por nós contactados foram unânimes em afirmar que, até ao momento, não receberam qualquer convocatória do Presidente da Assembleia Geral.

18342151_628651104000453_2212815460144724168_n.jpg

Uma convocatória para a realização de assembleia geral ou de eleições deve impreterivelmente mencionar a ordem de trabalhos, data, hora e local, fazer menção ao artigo dos estatutos ao abrigo do qual é a mesma é convocada e ser assinada pelo próprio Presidente da Assembleia Geral.

Porém, a confirmar-se a falta da referida convocatória nos termos em que a mesma deve ser feita, todas as decisões que venham a ser tomadas são consideradas inválidas e ilegais.

No lugar de uma convocatória elaborada nos termos estatutários, circula nas redes sociais um anúncio que refere tratarem-se de eleições para a Direcção ao mesmo tempo que apela para que “Não deixe que os outros decidam por si!”. Mas, será que existe mais alguém com capacidade de decidir além dos sócios?

PONTE DE LIMA: UNÍSSONO – COMPOSIÇÃO PARA CINCO BAILARINOS | VICTOR HUGO PONTES / NOME-PRÓPRIO

12 de Maio – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

A dança contemporânea regressa ao Teatro Diogo Bernardes na próxima sexta-feira, 12 de Maio às 22h00, pela Companhia Nome-Próprio com o espectáculo Uníssono – Composição para Cinco Bailarinos, de Victor Hugo Pontes, trabalho que tem merecidos os mais altos elogios da crítica da especialidade.

unissono_mupi_.jpg

Em Uníssono – Composição para cinco bailarinos, interessa-me mostrar, por um lado, que nenhum objecto artístico é distinguível das pessoas que o compõem e, por outro, que nenhuma ocorrência artística é essencialmente replicável, sendo antes essencialmente única. A composição coreográfica que aqui se apresenta pode representar um ritual, conceito operativo nesta peça: nas sociedades (humanas e animais), os movimentos fundamentais, simbólicos ou funcionais, são ritualizados, definindo à partida a norma e o desvio à norma, o padrão e a inovação, a tendência e a contracultura. A questão é: até que ponto o ritual é representativo?

Cinco bailarinos em palco interpretando em uníssono movimentos ritualizados são um só corpo? Oblitera-se a individualidade? A percepção do espectador resulta da harmonia do todo, da especificidade de cada corpo em acção, ou de ambas?

Uníssono – Composição para cinco bailarinos testa três ideias principais, a partir dos diferentes significados de declinação: a ideia de recriação de sentidos a partir de uma matriz; a ideia de que a vida é um caminho para a morte, ou o declínio do homem; e, finalmente, a ideia de que é impossível declinar a representação humana na arte, sob pena de se recusar a própria arte.” Victor Hugo Pontes

Ficha artística:

Direcção Artística | Victor Hugo Pontes

Cenografia | F. Ribeiro

Direcção Técnica e Desenho de Luz | Wilma Moutinho

Música | Hélder Gonçalves

Operação de luz | Joaquim Madaíl

Operação de som | Fábio Ferreira

Apoio Dramatúrgico | Madalena Alfaia

Interpretação | André Cabral, Bruno Senune, Elisabete Magalhães, Teresa Alves da Silva e Valter Fernandes

Direcção de Produção | Joana Ventura

Produção Executiva | Paula Adriana Silva

Co-Produção | Nome-Próprio , Teatro Municipal São Luiz, Teatro Municipal do Porto Rivoli.Campo Alegre

Agradecimento | Marco da Silva Ferreira

A Nome Próprio é uma estrutura residente no Teatro Campo Alegre, no âmbito do programa Teatro em Campo Aberto.

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

PONTE DE LIMA ADIA LANÇAMENTO DE LIVRO

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima adia lançamento de livro de Gustavo Pimenta

A apresentação do romance “A sorte de ter medo”, da autoria do escritor ponte-limense Gustavo Pimenta - inicialmente agendada para 13 de maio, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima - será adiada por motivos de força maior, para o dia 19 de maio, pelas 21h30.

Contamos com a vossa presença nesta sessão para dar a conhecer a mais recente produção literária de uma renomada personalidade da cultura local.

CSI PONTE DE LIMA CANCELADO DEVIDO ÀS CONDIÇÕES CLIMATÉRICAS

O Concurso de Saltos Internacional de Ponte de Lima, que se realizaria entre os dias 12 e 14 de Maio, foi cancelado devido ao mau tempo.

As condições meteorológicas que se fizeram sentir na última noite e o agravamento das previsões para os próximos dias impossibilitam a realização do evento.

A Comissão Organizadora lamenta o sucedido e conta com a compreensão de todos adiantando que o concurso será reagendado. A nova data será anunciada o mais brevemente possível.

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA LEVA HISTÓRIAS AO PARQUE DO ARNADO

Em junho - mês da criança e do arranque das férias escolares - a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) leva ao Parque do Arnado, em Arcozelo, a iniciativa “Há Histórias no Parque”, projeto dirigido aos ATL’s do concelho para dinamização de atividades em torno do livro e da leitura.

ha_historias.png

 

Durante duas horas, os pequenos participantes descobrirão as personagens por detrás da “Hora do Conto”, farão parte de divertidos jogos tradicionais - como a corrida de sacos, o elástico, a cabra cega e o lencinho -, e dançarão ao som de músicas da Xana Toc Toc e do Panda. Momentos de partilha e diversão que prometem entreter os mais novos em tempo de lazer.

Inscreva-se até 26 de maio na iniciativa “Há Histórias no Parque”, através do e-mail biblioteca@cm-pontedelima.pt, e conheça as condições de participação.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA PROMOVE PALESTRA SOBRE MANUEL DE FIGUEIREDO

O Município de Ponte de Lima promove a palestra “Manuel de Figueiredo: de Ponte de Lima a Lisboa, um teatro invisível”, da responsabilidade de Maria Luísa Malato da Rosa Borralho Ferreira da Cunha, no próximo dia 20 de maio, pelas 16h00, no Auditório da Biblioteca Municipal (BM).

palestra_manuel.jpg

A conferência, inserida no âmbito da exposição evocativa do poeta e dramaturgo ponte-limense, que decorre na varanda interior da BM até 19 de junho, pretende dar a conhecer os principais momentos da vida e obra de uma personalidade da cultura setecentista que, imerecidamente julgado pelo público e desvalorizado pela crítica, logrou conquistar um lugar de relevo na história do teatro moderno português pelos ensaios de teorização doutrinária e pela tentativa de renovação da dramaturgia nacional.

De ressaltar que Maria Luísa Malato da Rosa Borralho Ferreira da Cunha, professora e investigadora na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, é a autora da obra “Manuel de Figueiredo: uma perspectiva do neoclassicismo português (1745-1777)”, título que consagra em definitivo a naturalidade ponte-limense do dramaturgo, habitualmente atribuída a Lisboa.

Associe-se à homenagem a Manuel de Figueiredo e marque presença na palestra dedicada a mais uma ilustre figura da cultura local.

PONTE DE LIMA CRIA EMPREGO

Omatapalo S.A. instala-se em Ponte de Lima prevendo-se a criação de 150 novos postos de trabalho

A empresa Omatapalo, S.A. enquanto empresa especializada na construção civil, escolheu Ponte de Lima para instalarem uma nova unidade com a perspetiva de criar cerca de 150 novos postos de trabalho, dando resposta ao seu crescente sucesso no mercado interno e externo.

G0080577 (Medium).JPG

Para o efeito, a empresa adquiriu ao Município quatro lotes no Pólo Industrial e Empresarial da Gemieira, com uma área total de 25.653 m2, contando dar início à atividade desta unidade ainda em 2017.

No seu quadro técnico a empresa possui todas as áreas de conhecimento relacionadas com a sua atividade, com elevados níveis de empenhamento, diligentes na sua atuação, responsáveis na sua conduta, formando uma equipa pluridisciplinar capaz de conduzir processos, produzir resultados e garantir padrões de qualidade.

A instalação da Omatapalo S.A. no concelho de Ponte de Lima vem contribuir para o reconhecimento da estratégia de atração de investimento que o Município tem vindo a implementar, nomeadamente, através da promoção de um conjunto de importantes condições infraestruturais e de medidas de incentivo à localização de novas empresas.

G0080617 (Medium).JPG

PONTE DA BARCA ELEGE RAINHA DAS VINDIMAS

Abertas inscrições para o Concurso de Eleição da Rainha das Vindimas de Ponte da Barca

No dia 3 de junho de 2017, às 21h30, realizar-se-á o concurso Rainha das Vindimas, um evento que pretende eleger a candidata que representará o concelho na Gala Nacional, organizada pela Associação dos Municípios Portugueses com Vinho e que, este ano, terá Lugar na Ilha do Pico - Açores.

Podem participar neste concurso todas as jovens do sexo feminino, naturais ou residentes no Concelho de Ponte da Barca, com idade mínima de 15 anos, completados até 31 de dezembro de 2017, não havendo idade limite para participar.

As interessadas deverão preencher a ficha de inscrição no site do Município (http://www.cmpb.pt/agenda.php?id=1894) e fazê-la chegar ao Departamento da Cultura do Município de Ponte da Barca.

cartaz Rainha das Vindimas.jpg

PONTE DE LIMA FACILITA ACESSO AO ARQUIVO DO PAÇO DE VITORINO

Arquivo do Paço de Vitorino: (re)constituir a memória e a identidade familiar com quase cinco séculos de história: apresentação do catálogo online

cartaz_paco_vitorino_foto (Medium).jpg

Amanhã, dia 20 de maio, às 15h00, será apresentado no Paço de Vitorino o catálogo online do seu arquivo com quase cinco séculos de história.

Esta iniciativa, que resulta do tratamento técnico e digitalização levados a cabo no âmbito do protocolo de cooperação entre os proprietários do Paço de Vitorino e o Município de Ponte de Lima, surge pela consciencialização do papel importante que as fontes de informação contidas nos arquivos de família desempenham para o estudo da história local, regional e até mesmo nacional, sendo fundamental garantir a sua divulgação, valorização e preservação a longo prazo, para além de torná-lo acessível a toda a comunidade.

O Arquivo do Paço de Vitorino passará a estar disponível para consulta através do catálogo do Arquivo Municipal de Ponte de Lima.

PONTE DE LIMA LANÇA PORTAL CULTURAL NA INTERNET

Novo portal “Ponte de Lima Cultural” lançado em cerimónia oficial

A plataforma digital “Ponte de Lima Cultural” – projeto multidisciplinar e interativo coordenado por José Pereira Fernandes - foi lançada no passado sábado, 6 de maio, no Auditório Municipal de Ponte de Lima. A apresentação do novo portal - informativo e formativo – esteve a cargo de José Cândido de Oliveira Martins, que sublinhou o carácter enciclopédico, inclusivo e universal do website de promoção e divulgação do património, material e imaterial, do concelho de Ponte de Lima e destacou a vantagem de, num único espaço, ficarem congregados e concentrados diversos conteúdos de interesse até então dispersos e avulsos.

20170506_182701 (Medium).jpg

O investigador e professor universitário lembrou que a iniciativa reúne a colaboração escrita e artística de ponte-limenses e de comunidades ligadas por afeto à histórica vila alto minhota e ressalvou a necessidade de cada um de nós salvaguardar e alimentar de informação a recém-criada plataforma, que cumpre “o nobre dever de acautelar e proteger a cultura enquanto herança secular indispensável ao desenvolvimento de uma região e à qualidade de vida das populações.”

José Pereira Fernandes, mentor do projeto cultural, percorreu os vários menus que integram o portal digital – cuja navegação se pretende intuitiva e apelativa –, salientou os benefícios de uma plataforma passível de atualizações e de renovações constantes e apelou para que o projeto estimule o envolvimento de todos os cidadãos de molde a crescer em riqueza e diversidade informativas.

A sessão de apresentação do portal “Ponte de Lima Cultural” contou com as presenças de Ricardo Vermelho - sócio-gerente da empresa Megasites, responsável pelo desenvolvimento gráfico da plataforma – e do Eng. Vítor Mendes, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, que classificou o recém-criado projeto como um “verdadeiro ato de cidadania e de inclusão”, sustentado num “profundo sentimento de limianismo” e na vontade de divulgar, à escala global, o inestimável legado cultural de Ponte de Lima.

PONTE DE LIMA APRESENTA PROJETO ConVida 2017

Apresentação Pública - Ponte de Lima ConVida 2017. Clara Penha – Casa dos Sabores. 9 de maio – 19 horas

O Município de Ponte de Lima e a Associação Concelhia das Feiras Novas apresentam publicamente amanhã, 9 de maio, às 19 horas o projeto Ponte de Lima ConVida 2017.

Banner_PTLConvida2017 (Medium).jpg

Incentivar a oferta turística e impulsionar a atividade económica da região são os propósitos do projeto, que dinamiza 23 eventos de carácter cultural, musical e desportivo, a decorrer entre maio e setembro, realizados em parceria com diversas instituições e com vista à promoção dos recursos endógenos, dos produtos e serviços, da cultura e das tradições do concelho limiano.

A apresentação pública do Ponte de Lima ConVida 2017 conta com a presença do Presidente da Comissão Executiva da UNICER, Rui Ferreira, patrocinador principal de alguns dos eventos do programa “Ponte de Lima ConVida”. A parceria de colaboração entre a Associação Concelhia das Feiras Novas e a UNICER celebra-se há 20 anos através de um protocolo de cooperação, que estabelece que as suas marcas estejam associadas às atividades que decorrem no Município de Ponte de Lima ao longo do ano.

PONTE DE LIMA É DESTINO EQUESTRE INTERNACIONAL

Clara Penha – Casa dos Sabores. 9 de maio – 18h00

Sendo a marca “Ponte de Lima – Destino Equestre Internacional” uma alavanca da dinamização turística e da economia local, o Município de Ponte de Lima tem agendado para este ano um conjunto de eventos equestres a realizar entre maio e agosto, na Expolima.

Banner_DestinoEquestre2017.jpg

O projeto “Ponte de Lima – Destino Equestre Internacional” inicia-se em maio com o CSI – Concurso de Saltos Internacional, já no próximo fim-de-semana, de 12 a 14, seguindo-se uma serie de concursos de várias modalidades equestres, com destaque para a Feira do Cavalo, que este ano se realiza de 6 a 9 de julho.

A apresentação pública do “Ponte de Lima – Destino Equestre Internacional” está agendada para amanhã, terça-feira, 9 de maio, às 18h00, na Clara Penha – Casa dos Sabores.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA APRESENTA NOVO LIVRO DE GUSTAVO PIMENTA

O Município de Ponte de Lima promove o lançamento do romance “A sorte de ter medo”, da autoria de Gustavo Pimenta, no próximo dia 13 de maio, pelas 21h30, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima. Trata-se de uma obra dedicada à Guerra Colonial na Guiné-Bissau, nos anos de 1967 a 1969, cuja apresentação estará a cargo de José Cândido Rodrigues.

12688241_113966565658378_4160187775230634927_n.jpg

“A sorte de ter medo” é o segundo título do escritor ponte-limense Gustavo Pimenta versado nas suas memórias bélicas e em reflexões e retratos fiéis do período colonialista.

Marque presença no lançamento de “A sorte de ter medo” e conheça a mais recente produção literária de uma renomada personalidade da cultura local.

Sobre o autor:

Gustavo Pimenta nasceu a 29 de janeiro de 1944 em Crasto, no concelho de Ponte de Lima. A obra que agora lança sucede o livro “Triângulo escaleno”, apresentado em 2016 no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

Gustavo Pimenta1 (2).jpg

PONTE DE LIMA EXPÕE SOBRE IMAGEM PEREGRINA DE FÁTIMA

Museu dos Terceiros Abre Exposição sobre a Imagem Peregrina de Fátima em Ponte de Lima

O Museu dos Terceiros inaugura, esta sexta-feira, dia 5, às 18h, a exposição temporária 1951- A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima em Ponte de Lima.

Cartazmuseutercpontlim.png

A presente exposição, de cariz essencialmente documental, procura revisitar, no ano do Centenário das Aparições de Fátima, a presença da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima em Ponte de Lima, a 23 e 24 de agosto de 1951. A visita a Ponte de Lima inseriu-se numa jornada da Imagem ao território da Arquidiocese de Braga, no âmbito mais alargado das comemorações do Ano Santo 1950-1951.

São evocadas as cerimónias realizadas, lembrados os momentos mais dignos de registo, recuperadas a atmosfera e comoção vividas na altura pela população limiana.

Com entrada livre, a exposição estará patente ao público até 30 de setembro, no horário habitual do Museu dos Terceiros, de terça a domingo, das 10h às 12h30 e das 14h às 18h.

VINHOS VERDES ASSINALAM DIA INTERNACIONAL DOS MUSEUS COM EXPOSIÇÃO EM PONTE DE LIMA

Município de Ponte de Lima e Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes inauguram exposição no CIPVV no Dia Internacional dos Museus

O Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde - CIPVV recebe a exposição “A Região dos Vinhos Verdes: a autenticidade pela objectiva de Egídio Santos” cuja inauguração terá lugar no dia 18 de maio, às 18h30.

cartaz_cipvv (Medium).jpg

Esta exposição surge do desafio lançado pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV) ao consagrado repórter de imagem Egídio Santos para captar alguns dos pormenores da Região dos Vinhos Verdes, numa viagem que resulta em imagens das paisagens imponentemente verdejantes do Minho, nos rostos marcados pelo trabalho, nos sinais do tempo nas vinhas, na fauna e flora inconfundíveis e em uvas de um verde puro, que começa na dedicação e acaba na degustação.

“Esta exposição mostra a Região dos Vinhos Verdes na sua autenticidade em mais de trinta imagens, sob o olhar cirúrgico de um dos nomes maiores da fotografia contemporânea.” – Manuel Pinheiro, Presidente da CVRVV.

Ainda, com o intuito de assinalar o Dia Internacional dos Museus a entrada no Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde será gratuita e durante a inauguração da exposição será servido um loureiro royal, bebida concebida a partir da casta de vinho verde oriunda da Ribeira-Lima.

A exposição estará patente ao público de 18 de maio a 30 de Junho de 2017.

PONTE DE LIMA LANÇA HOJE PORTAL CULTURAL

Município de Ponte de Lima acolhe lançamento de novo portal cultural

- Plataforma disponível online a partir de sábado –

O novo portal “Ponte de Lima Cultural” – plataforma online de promoção e divulgação do património cultural, material e imaterial, do concelho de Ponte de Lima – vai ser lançado no próximo sábado, dia 6 de maio, pelas 17h00, no Auditório Municipal de Ponte de Lima. Trata-se de um projeto coletivo e independente, coordenado por José Pereira Fernandes, que pretende congregar em livre acesso todas as manifestações artísticas, culturais, educativas e informativas - produzidas em Ponte de Lima ou sobre a histórica vila alto minhota – funcionando como um repositório interativo de material escrito e visual de interesse público.

pl_cultural_cartaz (Medium).jpg

O portal, cuja apresentação estará a cargo de José Cândido de Oliveira Martins, sustentar-se-á da colaboração de cidadãos e de instituições empenhados na divulgação da cultura ponte-limense e disponibilizará, além de conteúdos vários, espaços destinados à atualidade cultural e a artigos de opinião.

A plataforma “Ponte de Lima Cultural” ficará disponível online no final da cerimónia de apresentação, bastando para isso aceder ao endereço pontedelimacultural.pt.

Venha conhecer um fundamental serviço interativo de preservação e valorização da identidade cultural ponte-limense e compareça na sessão de lançamento do novo portal.

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA ASSOCIA-SE AO DIA DA EUROPA 2017

Seminário: “A influência da Europa na Comunidade” realiza-se no dia 9 de maio – Auditório Municipal

O Município de Ponte de Lima associa-se às comemorações do Dia da Europa, que se assinala a 9 de maio. A iniciativa é organizada pelo Município de Ponte de Lima, em parceria com o Centro Europe Direct de Ponte de Lima e os Agrupamentos de Escolas do concelho, contando com a presença dos alunos dos vários agrupamentos.

europe_day.png

Na génese do Dia da Europa está a Declaração de Shuman, proferida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros Francês a 9 de maio de 1950, propondo o projeto de uma entidade europeia supranacional, tendo ficado conhecida como a Declaração Shuman, e considerada atualmente como o embrião da União Europeia.

Sob o lema “A Influência da Europa na Comunidade”, as comemorações começam às 9h00, no Largo de Camões, com a receção aos participantes, seguindo-se às 09h30 um Pedipaper pelo Centro Histórico, respondendo a um questionário sobre a efeméride. O seminário sob a ”A influência da Europa na Comunidade”, está marcado para as 11h00, no Auditório Municipal, prevendo-se o seu encerramento às 12h00, com a entrega de prémios.

Para comemorar o Dia da Europa, as instituições europeias abrem as portas ao público em maio, em Bruxelas, Luxemburgo e Estrasburgo. As representações da UE na Europa e as delegações da UE no resto do mundo organizam diversas atividades e eventos para todas as idades.

Todos os anos, milhares de pessoas participam em visitas, debates, concertos e outros eventos que assinalam o Dia da Europa e dão a conhecer melhor a UE.

MÁRCIA ATUA EM PONTE DE LIMA

6 de Maio – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

A música portuguesa de qualidade é constante no palco do Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima e a 6 de Maio, às 22h00, será a vez de Márcia pisar as tábuas da sala limiana, que é já uma das mais notáveis referências culturais do norte do país.

marcia_4x3_.jpg

Márcia queria ser pintora e cursou Belas-Artes. Talvez seja por isso que a sua música tenha a delicadeza de um traço numa página em branco, ou invoque cores pintadas com paciência numa tela. Márcia também fez tangentes ao cinema, e talvez seja por isso que a sua música nos crie imagens tão fortes na cabeça.

Mas Márcia, na verdade, descobriu-se como cantora e compositora, mesmo que ao princípio a música não passasse de um hobby sugerido pela guitarra do irmão. Esse hobby foi conquistando cada vez mais espaço e em 2002 frequenta a escola de jazz do Hot Clube. Estava escrito: foi na música que Márcia se encontrou – e que o público a encontrou.

Foi em 2009 que Márcia se estreou em nome próprio com um EP de cinco temas chamado apenas “Márcia”, publicado pela Optimus Discos, já depois de ter participado com a versão original d’ “A Pele Que Há em Mim” na colectânea “Novos Talentos FNAC” do mesmo ano. Algum público mais atento já a reconheceria como uma das vozes do Real Combo Lisbonense, do qual fez parte entre 2008 e 2012.

Desde a edição do primeiro EP as coisas têm vindo a crescer, com paciência e segurança. Com a paciência e a segurança de quem sabe o que quer e como o quer. “Dá”, o primeiro álbum, lançado em 2010 pela Pataca Discos de João Paulo Feliciano, tornou-se num pequeno fenómeno de popularidade, levando à contratação de Márcia pela Warner e pelo relançamento do disco em 2011, com um pequeno “bombom”: uma nova versão de um tema do EP, “A Pele Que Há em Mim”, em dueto com J. P. Simões. Visto mais de dois milhões de vezes no YouTube, um dos temas mais vendidos no novo mundo da música digital (iTunes e afins), “A Pele Que Há em Mim” ultrapassou todas as expectativas.

Parece que tudo aconteceu demasiado depressa. Mas o reconhecimento não subiu à cabeça de Márcia. A cantora foi mãe entre “Dá” e o segundo álbum, “Casulo”, publicado em 2013, e a experiência moldou necessariamente o novo trabalho, produzido por Filipe C. Monteiro e que contou com a colaboração de Samuel Úria no tema “Menina” que, a par de “Deixa-me Ir”, foi um dos dois singles retirados do álbum.

E a carreira de Márcia continua nessa progressão paciente e segura de quem vê as coisas acontecer sem deslumbramentos nem sofreguidões. Depois de “Casulo”, o passo seguinte leva Márcia ao Rio de Janeiro e a gravar com Dadi Carvalho, cúmplice regular de Marisa Monte e presença de peso no êxito dos Tribalistas. Mas nem a produção de Dadi, nem a presença de nomes grandes da música brasileira como Criolo (que participa em “Linha de Ferro”) ou Vinicius Cantuária (presente em “Sem Igual”, “A Urgência” e “Bem Amargo”), afastou Márcia do seu caminho.

O disco, afinal, chama-se “Quarto Crescente” e vem co-produzido por Filipe C. Monteiro, responsável pela produção do anterior “Casulo”, em conjunto com a própria cantora. Como quem diz: esta ainda é uma obra em crescimento, um percurso de descobertas e encantos. Onde existe “A Insatisfação” (título do primeiro single) ou “A Urgência”, mas também um “Ledo Sorriso” ou um “Bom Destino”.

Aberto ao que vier e disposto a convidar o público para essa viagem.

Como quem se coloca frente a uma tela branca com pincéis e tintas a ver onde a inspiração a leva. Podemos ter perdido uma pintora ou uma cineasta, mas ganhámos uma cantora e compositora “sem igual” na actual paisagem portuguesa. Márcia está de regresso.

Bilhetes à venda (5,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

MELECH MECHAYA | AURORA ATUAM EM PONTE DE LIMA

5 de Maio – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Os Melech Mechaya abrem a sua nova tour, em que irão apresentar o seu mais recente trabalho, Aurora, prestes a ser disponibilizado ao público, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, na sexta-feira, 5 de Maio às 22h00, numa noite em que se espera um concerto marcado pela boa disposição, como sempre acontece nos espectáculos desta formação.

melech_mechaya_4x3_.jpg

A comemorar 10 anos de carreira, os Melech Mechaya estão de regresso aos discos com o surpreendente “Aurora”, o quarto longa-duração do grupo. O disco foi misturado por Tony Harris (que trabalhou com nomes como R.E.M., Sinead O’Conner e Verve), e inclui as participações especiais dos portugueses Filipe Melo (piano) e Noiserv (voz), e da cantora espanhola Lamari de Chambao.

Depois dos bem-sucedidos “Aqui Em Baixo Tudo É Simples” e “Gente Estranha”, discos que foram apresentados em mais de 150 concertos em 10 países de 3 continentes, “Aurora” representa o trabalho mais inovador e original do quinteto, alargando os horizontes da música klezmer para uma sonoridade única que é só deles.

Os Melech Mechaya são João Graça: violino; Miguel Veríssimo: clarinete; André Santos: guitarra; João Novais: contrabaixo; Francisco Caiado: percussão.

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

PONTE DE LIMA HOMENAGEIA ALEIXO DE QUEIROZ RIBEIRO

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima homenageia Aleixo de Queiroz Ribeiro, escultor laureado

O Município de Ponte de Lima assinala o 1.º centenário de morte de Aleixo Queiroz Ribeiro - Conde de Santa Eulália - com uma exposição evocativa dos principais momentos da sua vida, na Biblioteca Municipal durante o período de 01 a 31 de maio de 2017.

Painel_40x140_Aleixo Queiroz Ribeiro.jpg

Através de dois painéis biográficos damos a conhecer mais uma figura local, natural de Ponte de Lima, mais precisamente Refoios do Lima, oriundo de uma família da melhor nobreza minhota, que revelou desde muito cedo tendências artísticas nomeadamente na escultura.

Venha conhecer Aleixo de Queiroz Ribeiro, um escultor laureado e reconhecido internacionalmente.

PEQUENAS BAILARINAS ALEGRAM PONTE DE LIMA

Pequenas Bailarinas abrilhantaram a sessão da Bebéteca

No último sábado do mês, dia 29 de abril, a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima foi palco de mais uma sessão da Bebéteca com momentos repletos de alegria onde os mais pequenos foram os protagonistas duma peça abrilhantada por duas belas bailarinas.

Bebéteca_ 27 maio (Medium).JPG

Partindo-se da história dramatizada “A Pequena Bailarina”, que fascinou todos os participantes, passou-se para o momento musical e posteriormente para o atelier de expressão artística.

O atelier fez as delícias dos mais pequenos, que apoiados com os seus pais, construíram uma encantadora bailarina.

A próxima sessão da Bebéteca será dinamizada no dia 27 de maio, às 10h30.

Inscrevam-se e apareçam!

PONTE DE LIMA EVOCA OS SEUS POETAS

Poetas do Lima evocados em Sarau Literário. Poesias à Sexta – Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

A segunda edição de “Poesia à Sexta”, que decorreu no passado dia 28 de abril, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, foi inteiramente dedicada a grandes personalidades das Letras que se inspiraram no rio Lima, e nas paisagens bucólicas da histórica vila alto minhota, para a composição de aprumados textos poéticos. Num sarau que recolheu o entusiasmo do público, Cláudio Lima e Fernando Aldeia – orientadores da sessão evocativa - selecionaram trabalhos de 12 figuras de renome literário, local e nacional, que foram sendo declamados em intercalação com a leitura de notas biográficas para melhor entendimento do percurso de cada escritor.

Sarau literário (Medium).JPG

Diogo Bernardes foi o autor escolhido para abertura do serão, seguindo-se o irmão Frei Agostinho da Cruz e o poeta e pedagogo Sebastião da Gama que, não sendo natural de Ponte de Lima, consagrou em versos o fascínio retirado da contemplação do mítico “rio do esquecimento”. Mas a noite fez-se também de textos de Delfim Guimarães, de Amélia Janny, de Teófilo Carneiro, de António Ferreira, de António Vieira Lisboa, de João Marcos, de António Manuel Couto Viana e de Luís Dantas – refinado leque de escritores que, ligados por nascimento ou afeição a Ponte de Lima, traduziram nas suas composições poéticas a beleza natural do Lima e da terra que o circunda.

Em ano de centenário da morte de António Feijó, o poeta-diplomata ponte-limense foi o protagonista da sessão evocativa. Depois da recuperação dos principais momentos da vida e obra do eminente autor por Cláudio Lima, o escritor Fernando Aldeia leu as últimas quadras do poema “Inverno”, retirado da obra “Ilha dos amores”, que serve de hino à vila que o viu nascer. Hino que se ouviu musicado e que acabou entoado pelos presentes, num momento de partilha e comoção.

A sessão de “Poesia à Sexta” – a segunda num total de quatro encontros – contou com a habitual presença do Dr. Paulo Barreiro de Sousa, Vereador com o Pelouro da Educação do Município de Ponte de Lima. Segue-se, a 26 de maio, pelas 21h00, a apresentação do livro “Olhares in versos”, de João Luís Dias.

PONTE DE LIMA APOSTA EM NOVO PROJECTO EDUCATIVO

“Novas oportunidades e desafios”: O Projeto Educativo “Educomunicação, Ambiente e Cidadania Infantil”, continua avançar nas escolas do Município de Ponte de Lima

“porque confiamos nas crianças e seu potencial de ler o mundo desde seus contextos, com curiosidade, motivação, compromisso e alegria...”

Já se encontra em andamento a última fase, por este ano letivo, do Projeto Educativo “Educomunicação, Ambiente e Cidadania Infantil” com enfase no tema “O que dizem os rios”. As escolas de Refoios e Rebordões de Souto protagonizam agora esta travessia de cooperação e partilha onde as crianças têm a oportunidade de desafiar o seu pensamento crítico e o seu conhecimento, em forma de textos, artigos, poesias, afirmações, diálogos e desenhos. A sua opinião demonstra e reivindica direitos como pessoas com capacidades plenas, com desejos de participar e ser tomadas em conta como cidadãs com sensibilidade global.

Assim com a participação de 71 crianças das escolas EB1 de Ponte de Lima, Poiares, Gandra e de Vitorino dos Piães, e desta vez, 38 crianças de 3º e 4º ano das escolas Básicas de Rebordões de Souto e Refoios o projeto conta com atividades diversas entre as quais se destacam as possibilidades de construírem projetos coletivos do seu interesse, trabalhar em quadros de imaginação, fazer visitas de estudo, ler e construir jornais, expressar e defender ideias, fazer exercícios de rádio onde podem partilhar opiniões individuais e coletivas sobre temas vários relativos à natureza e seu universo de inter-relações.

Apoiado, desde o início, pelo Município de Ponte de Lima, o “Projeto Educativo de Educomunicação, Ambiente e Cidadania Infantil” é dinamizado através da Associação “Soy Niño, Sou Criança”, pelos investigadores Grécia J. Rodríguez Pinto e Leonardo de Albuquerque, no âmbito de investigações de doutoramento, que oferecem contributos tangíveis às crianças do Município para que possam desfrutar e encontrar nesta experiência uma plataforma para o encontro das motivações próprias, a confiança para participar e a consciência da escuta e da palavra dita, com responsabilidade, consigo mesmo e com os outros.

Mais uma vez, ao apoiar este projeto, o Município de Ponte de Lima oferece às gerações mais jovens, uma janela para vivenciar aprendizagens a longo prazo, com deslumbramento e vontade. Ao mesmo tempo, estimulam-se valores como a cooperação e a solidariedade, para que sejam postos em prática pelas crianças, entre elas e com o mundo a sua volta.

PONTE DE LIMA ENTREGA PRÉMIOS DO CONCURSO CONCELHIO DE LEITURA

Sessão de entrega de prémios do Concurso Concelhio de Leitura na Biblioteca Municipal

O Município de Ponte de Lima, através da Biblioteca Municipal em cooperação com as Bibliotecas Escolares dos diversos Agrupamentos de Escolas do concelho, dinamizou durante o mês de março o Concurso Concelhio de Leitura, direcionado para alunos do 3.º e 4.º ano do 1.º ciclo e do 2.º ciclo do Ensino Básico.

DSCN9785.jpg

A sessão de entrega de prémios decorreu na Biblioteca Municipal, no dia 27 de abril e contou com as presenças do Vereador da Educação, Dr. Paulo Barreiro de Sousa, do Diretor do Agrupamento de Freixo, Prof. Luís Henrique Fernandes, e dos Professores Bibliotecários do Agrupamento de Freixo, de Arcozelo e de Ponte de Lima, designadamente Ana Barbosa, Ana Júlia Marques e Benjamim Sousa, que procederam à entrega de prémios e certificados, felicitando os vencedores, participantes, professores e demais comunidade educativa pela participação na iniciativa e empenho demonstrado ao longo do concurso.

O vencedor do 1.º ciclo foi Letícia Martins, aluna da EB1 de Poiares. No 2.º lugar ficou Rafael Pedro aluno do Centro Educativo de Refoios. E o 3.º lugar foi conquistado por seis alunos que obtiveram o mesmo resultado, verificando-se um empate entre os seguintes concorrentes: Afonso Sousa, do Centro Educativo de Refoios; Ana Rita Costa, da EBI de Freixo; Diana Alves, do Centro Educativo de Arcozelo; Clarisse Ribeiro, da EB de Ponte de Lima; Luana Pinheiro, da EB de Ponte de Lima e Maria Cunha, do Centro Educativo das Lagoas.

Relativamente ao 2.º ciclo posicionou-se em 1.º lugar: Ana Silva, da EB 2/3 de Freixo.
O 2.º lugar foi laureado pelo aluno Pedro Santos, pertencente à EB 2/3 de Arcozelo e o 3.º lugar foi granjeado por Cristina Alves, aluna da EB 2/3 António Feijó.

A todos os nossos parabéns!

LIMIANOS COMEMORAM DIA MUNDIAL DO LIVRO

Crianças e idosos do concelho em destaque nas celebrações do Dia Mundial do Livro

A Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) antecipou a celebração do Dia Mundial do Livro – que todos os anos se assinala a 23 de abril – com atividades de promoção do livro e da leitura, que decorreram na passada sexta-feira, dia 21 de abril, na BMPL e no Largo de Camões.

Capturarplimmm.PNG

Ao longo do dia, a BMPL recebeu crianças das escolas do concelho e promoveu a iniciativa “Livros sobre rodas” – assim se chama o projeto da Biblioteca Itinerante – proporcionando a todos os que acorreram à praça central de Ponte de Lima a consulta e/ou empréstimo de jornais e de obras literárias, nacionais e estrangeiras, e disponibilizando aos mais novos desenhos para colorir e o contacto com as mais recentes ofertas do universo editorial infanto-juvenil.

Este ano, no Largo de Camões, a população sénior do concelho foi o público privilegiado das celebrações do Dia Mundial do Livro. À sombra de uma oliveira, utentes do Centro Paroquial e Social de Santa Maria dos Anjos recordaram músicas tradicionais portuguesas – caso de “A minha saia velhinha” -, que entoadas ao som da viola, encheram este espaço de contagiante alegria. Entre canções, evocaram-se brincadeiras da infância – num jogo de partilha coletiva de memórias – e assistiu-se à leitura de “Os três conselhos”, estória retirada da obra oitocentista “Contos tradicionais do povo português”, de Teófilo Braga. Uma narrativa rica em ensinamentos que suscitou o debate em torno das lições a reter.

A atividade recreativa e o projeto de itinerância “Livros sobre rodas” permitiram dar a conhecer algum do trabalho desenvolvido pela BMPL e divulgar parte das novidades literárias disponíveis para consulta e/ou empréstimo domiciliário.

PONTE DE LIMA COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO JAZZ

CORETO PORTA-JAZZ. 30 de Abril – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Nas Comemorações do Dia Internacional do Jazz, a 30 de Abril às 22h00, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta o Coreto Porta-Jazz, um ensemble de 12 músicos da cena jazzística portuguesa, criado no seio da Associação Porta-Jazz com o intuito de interpretar música original escrita essencialmente pela nova geração de músicos e compositores.

jazz_4x3_.jpg

O Coreto é formado por 12 elementos da nova geração de músicos sediados no Porto, cujas actividades individuais são reconhecidas na cena jazzística nacional.

O grupo surge no coração da Associação Porta-Jazz com o objectivo de criar um “espaço” para a exploração e concretização de um repertório original e experimental, proveniente das mais variadas fontes criativas que emergem no Jazz em Portugal.

Os seus 3 álbuns, todos lançados pelo Carimbo Porta-Jazz, foram aclamados pela crítica nacional.

Aljamia (2012) e Mergulho (2014) foram considerados melhores do ano e Sem Chão (2015), para além de melhor disco do ano pela Jazzlogical, valeu à banda o prémio de Grupo do Ano na comemoração dos 50 anos do programa 5 minutos de Jazz de José Duarte.

A Banda:

João Pedro Brandão – saxofone alto, flauta; José Pedro Coelho – saxofone tenor; Hugo Ciríaco – saxofone tenor; Rui Teixeira – saxofone barítono, clarinete baixo; Ricardo Formoso – trompete; Susana Santos Silva – trompete; Andreia Santos – trombone; Daniel Dias – trombone; AP – guitarra; Hugo Raro – piano; José Carlos Barbosa – contrabaixo; José Marrucho – bateria.

Os Álbuns:

Aljamia

O arranque deste projecto é dado com música de João Pedro Brandão que, após um estudo dedicado à Música Tradicional do Mediterrâneo, explora elementos e conceitos a esta ligados, sem nunca esquecer o motivo por que esta música é feita – o Jazz.

Mergulho

Neste novo CD o Coreto apresenta música composta e orquestrada por AP (António Pedro Neves).

À sua formação em Jazz aliam-se outras influências, como resultado do seu recente percurso pelo mestrado em Composição, que levam o guitarrista portuense a escrever especialmente para este grupo e a integrar simultaneamente o ensemble, dirigindo-o em tempo real.

Sem Chão – Ao Vivo na Porta-Jazz

O terceiro registo do Coreto – ‘Sem Chão – Ao Vivo na Porta-Jazz’ – reúne composições escritas para esta formação, por vários músicos, ao longo dos últimos anos, em linha com o seu objectivo de servir de espaço de exploração e concretização de música original para Large Ensemble.

Música de Filipe Lopes, Paulo Perfeito, João Guimarães, Tomás Marques, João Pedro Brandão, AP, Rui Teixeira, Susana Santos Silva e José Pedro Coelho.

Este repertório foi gravado ao vivo no espaço da Associação Porta-Jazz.

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

PONTE DE LIMA APRESENTA ROMANCE HISTÓRICO SOBRE ANDRÉ SOARES

Romance histórico sobre André Soares apresentado na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

A biografia romanceada “Viver com André Soares”, da autoria de Francisco Vieira da Silva, foi lançada no passado sábado, 22 de abril, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

P4220064.JPG

A sessão contou com a participação do investigador e escritor Ernesto Português, que revisitou as anteriores produções literárias de Francisco Vieira da Silva - mormente o título de estreia “Estamos pobres! O grito de silêncio de Braga em 1930” – para destacar o rigor investigativo e a capacidade criativa do autor que se debruça agora sobre os principais momentos da vida e obra de um dos maiores vultos do rococó nacional no período setecentista. Ernesto Português destacou algumas das fontes que serviram de sustentação teórica ao terceiro romance histórico de Francisco Vieira da Silva – com particular incidência para o Arquivo Distrital de Braga, a Biblioteca Pública de Braga e a tese de doutoramento de Eduardo Pires de Oliveira – e traçou um retrato biográfico de André Soares, cujo trabalho artístico de génese autodidata se encontra espalhado pelo Norte de Portugal, sendo um dos locais de referência a Capela de S. Bartolomeu da Casa da Freiria, em Arcozelo, Ponte de Lima.

Depois de dois momentos musicais a cargo da Academia Fernandes Fão de Ponte de Lima, Francisco Vieira da Silva explicou que o livro, longe de constituir um tratado sobre André Soares, pretende ser o “desfiar das facetas” de um ilustre desenhador e arquiteto bracarense, cujo legado foi reavivado em 1973 pelo norte-americano Robert Smith, depois de largos anos de obscurantismo. Em antecipação às comemorações dos 300 anos sobre o nascimento de André Soares, que se assinalam em 2020, o autor sugeriu a organização de um congresso dedicado ao artista e a criação de um roteiro intermunicipal que permita ao grande público o contacto real com as obras do arquiteto do Minho.

A sessão de lançamento de “Viver com André Soares” contou com as presenças do Dr. Paulo Barreiro de Sousa, vereador com o pelouro da Educação do Município de Ponte de Lima, e de Conceição Gonçalves, representante da Chiado Editora.

PONTE DE LIMA INVESTE NA REQUALIFICAÇÃO DO CAMPO DO CRUZEIRO

Assinatura do Auto de Consignação da Empreitada de Beneficiação e Ampliação do Edifício da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro. O Município de Ponte de Lima investe quase 400 mil euros na Ampliação e Requalificação do espaço

A política de beneficiação e reparação dos equipamentos desportivos municipais tem vindo a distinguir-se de entre um leque de múltiplas outras atribuições e iniciativas, resultantes do espírito empreendedor do sistema político vigente.

Capturararcus1.PNG

Foi neste contexto que o Executivo Municipal adjudicou a empreitada de “Beneficiação e Ampliação do Edifício da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro”.

Num investimento que ronda os 400 mil euros, a intervenção visa a maximização efetiva do caráter funcional do espaço, assim como numa identidade visual mais atual.

A remodelação deste equipamento foi motivada basilarmente pela renovação de balneários, que se revelam agora providos de um compartimento comum de dez duches, e de um núcleo de instalações sanitárias completamente adaptadas às necessidades dos atletas, com capacidade superior a 24 pessoas. Esta remodelação abrange os três blocos de balneários de atletas, e os dois blocos de balneários de árbitros/treinadores, que contam agora com valências similares.

A intervenção incluirá ainda a demolição e reconstrução dos edifícios das bilheteiras e arrecadação de material desportivo, ambos situados na entrada principal deste equipamento desportivo. O espaço contará com outras valências, tais como sala de massagens, gabinete médico, lavandaria, bar de apoio e secretaria.

Com isolamento térmico em poliestireno, alvenaria de tijolo cerâmico vazado, revestimentos cerâmicos nas áreas suscetíveis a humidades, e cobertura isolada termicamente com placas de poliestireno extrudido assentes sobre um complexo impermeabilizante, nenhum detalhe foi deixado ao acaso, na área que foi ampliada em 133m2, perfazendo agora no seu total, mais de 400m2.

A assinatura do Auto de Consignação da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro realizou-se no dia 20 de abril, ao final da tarde, no Campo do Cruzeiro, à qual compareceram os Vereadores Vasco Ferraz, Paulo Sousa, o Vice-Presidente, Gaspar Martins e o Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Victor Mendes, que reforçou a importância deste tipo de diligências, considerando que “estas instalações já não estão de acordo com as necessidades atuais. Com esta obra pretendemos melhorar as infraestruturas desportivas do concelho, como forma de dinamizar a pratica desportiva “disse.

Por sua vez, o Presidente da Direção da Comissão Administrativa da Associação Desportiva Os Limianos, Domingos de Almeida Mourão do Vale, agradeceu à Câmara Municipal todo o apoio, em especial esta obra “essencial para o Grupo Desportivo Os Limianos”.

Capturararcus2.PNG

Capturararcus3.PNG

Cruzeiro _ Auto de Consignação.JPG

 

PONTE DE LIMA INVESTE NA REQUALIFICAÇÃO DO CAMPO DO CRUZEIRO

Assinatura do Auto de Consignação da Empreitada de Beneficiação e Ampliação do Edifício da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro. O Município de Ponte de Lima investe quase 400 mil euros na Ampliação e Requalificação do espaço

A política de beneficiação e reparação dos equipamentos desportivos municipais tem vindo a distinguir-se de entre um leque de múltiplas outras atribuições e iniciativas, resultantes do espírito empreendedor do sistema político vigente.

Capturararcus1.PNG

Foi neste contexto que o Executivo Municipal adjudicou a empreitada de “Beneficiação e Ampliação do Edifício da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro”.

Num investimento que ronda os 400 mil euros, a intervenção visa a maximização efetiva do caráter funcional do espaço, assim como numa identidade visual mais atual.

A remodelação deste equipamento foi motivada basilarmente pela renovação de balneários, que se revelam agora providos de um compartimento comum de dez duches, e de um núcleo de instalações sanitárias completamente adaptadas às necessidades dos atletas, com capacidade superior a 24 pessoas. Esta remodelação abrange os três blocos de balneários de atletas, e os dois blocos de balneários de árbitros/treinadores, que contam agora com valências similares.

A intervenção incluirá ainda a demolição e reconstrução dos edifícios das bilheteiras e arrecadação de material desportivo, ambos situados na entrada principal deste equipamento desportivo. O espaço contará com outras valências, tais como sala de massagens, gabinete médico, lavandaria, bar de apoio e secretaria.

Com isolamento térmico em poliestireno, alvenaria de tijolo cerâmico vazado, revestimentos cerâmicos nas áreas suscetíveis a humidades, e cobertura isolada termicamente com placas de poliestireno extrudido assentes sobre um complexo impermeabilizante, nenhum detalhe foi deixado ao acaso, na área que foi ampliada em 133m2, perfazendo agora no seu total, mais de 400m2.

A assinatura do Auto de Consignação da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro realizou-se no dia 20 de abril, ao final da tarde, no Campo do Cruzeiro, à qual compareceram os Vereadores Vasco Ferraz, Paulo Sousa, o Vice-Presidente, Gaspar Martins e o Presidente da Câmara Municipal, Eng.º Victor Mendes, que reforçou a importância deste tipo de diligências, considerando que “estas instalações já não estão de acordo com as necessidades atuais. Com esta obra pretendemos melhorar as infraestruturas desportivas do concelho, como forma de dinamizar a pratica desportiva “disse.

Por sua vez, o Presidente da Direção da Comissão Administrativa da Associação Desportiva Os Limianos, Domingos de Almeida Mourão do Vale, agradeceu à Câmara Municipal todo o apoio, em especial esta obra “essencial para o Grupo Desportivo Os Limianos”.

Capturararcus2.PNG

Capturararcus3.PNG

Cruzeiro _ Auto de Consignação.JPG

 

LIMIANOS RECUPERAM BRINCADEIRAS ANTIGAS

Ponte de Lima - Projeto BiblioSénior recupera brincadeiras de antigamente

O BiblioSénior – projeto de dinamização de ações vocacionadas para a população idosa do concelho de Ponte de Lima – dedicou a edição deste ano às “Brincadeiras de Antigamente”, levando às instituições prestadoras de cuidados de saúde e lazer um conjunto de divertimentos e de jogos praticados em tempos passados. Durante os meses de fevereiro e março, a iniciativa dinamizada pela Biblioteca Municipal de Ponte de Lima recuperou diversas atividades lúdicas tradicionais que marcaram a infância de muitos idosos, com particular destaque para o pião, o rapa, o botão, as pedrinhas, a bilharda, a cabra-cega, entre outras brincadeiras infantis caídas em desuso.

DSC06914 (Medium) (2).JPG

 O exercício descontraído de evocação de memórias pessoais e coletivas, que permitiu ainda a reabilitação de alguns elementos do universo feminino - designadamente as populares bonecas de trapos - incluiu também a leitura de pequenos textos de Trindade Coelho e a interpretação de músicas tradicionais.

As instituições abrangidas pelas sessões do BiblioSénior foram a Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima, o Centro Paroquial e Social (CPS) de Santa Cruz do Lima, o CPS de S. Martinho, o CPS de Calheiros, o CPS de Fornelos, o CPS de Arcozelo, o Centro Comunitário de Refoios, o Centro de Dia de Vitorino dos Piães, o Lar Casa de Magalhães de Freixo, entre outras associações do concelho com valências de apoio a idosos.

PONTE DE LIMA REQUALIFICA INSTALAÇÕES DA SECÇÃO DO FREIXO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS

Requalificação das Instalações da Secção de Freixo dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima. Inauguração – 25 de abril – 11 horas com a presença do Secretário de Estado da Administração Interna

bombeifreix1.PNG

O Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, inaugura amanhã, terça-feira, 25 de abril, às 11 horas a “Requalificação das Instalações da Secção de Freixo dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima”.

O Município de Ponte de Lima e a junta de freguesia de Ardegão, Freixo e Mato, ao abrigo do leque de empreendimentos transversais ao plano da requalificação e da beneficiação de infraestruturas, apoiaram a obra da responsabilidade dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima.

Depois de analisada a configuração e a morfologia do terreno, a empreitada foi viabilizada, tendo em vista a agilização da resposta do quartel, e consequente eficácia de cobertura do território.

Neste contexto, “funcionalidade” foi a palavra de ordem, durante o processo de modernização e de melhoria dos serviços de proteção civil e socorro. Estabeleceu-se simultaneamente como propósito, a valorização e a dignificação dos bombeiros, através da criação de melhores condições de trabalho.

Sendo um investimento no valor de 318.211,59€+Iva, a obra foi cofinanciada pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos - Portugal 2020 e pelo Fundo de Coesão da União Europeia.

bombeifreix2.PNG

VACA DAS CORDAS CORRE EM PONTE DE LIMA NO PRÓXIMO DIA 14 DE JUNHO

A tradicional corrida da Vaca das Cordas em Ponte de Lima tem este ano lugar no próximo dia 14 de Junho, esperando-se uma extraordinária afluência de público a superar mesmo a registada em anos anteriores.

Vaca das Cordas

Existe desde tempos remotos na vila de Ponte de Lima o peculiar costume de, anualmente na véspera do dia de Corpo de Deus, correr uma vaca preta presa e conduzida pelos ministros da função que assim procedem com o auxílio de três longas cordas. Esse divertimento cuja verdadeira origem se desconhece mas que ainda se mantém e parece ganhar ainda mais popularidade, atraindo à terra numerosos forasteiros, era outrora executada por dois moleiros que a isso eram obrigados sob pena de prisão, conforme determinavam as posturas municipais. Muitos desses moleiros eram oriundos da Freguesia de Rebordões-Santa Maria, localidade que possuía numerosos moinhos e que, com a sua decadência, os moleiros da terra emigraram para o Brasil, fixando-se muitos em Goiás.

Ao começo da tarde, uma vaca preta é presa ao gradeamento da igreja Matriz, aí permanecendo exposta à mercê do povo que outrora, num hábito que com o decorrer do tempo se foi perdendo, por entre aguilhoadas e gritaria procurava embravecer o animal a fim de que ele pudesse proporcionar melhor espectáculo. Invariavelmente, às dezoito horas, lá aparecem os executantes da corrida que, após enlaçarem as cordas nos chifres da vaca, desprendem-na das grades e dão com ela três voltas em pesado trote em redor da igreja após o que a conduzem para a Praça de Camões e finalmente para o extenso areal junto ao rio Lima. E, por entre enorme correria e apupos do povo, alguns recebem a investida do animal aguilhoado e embravecido ou são enredados nas cordas, enquanto as janelas apinham-se de gente entusiasmada com o espectáculo a que assiste.

Quando soam as trindades, o espectáculo termina e dá lugar aos preparativos dos festejos que vão ocorrer no dia seguinte. As gentes limianas decoram as ruas com um tapete florido feito de pétalas e serrinha por onde a procissão do Corpo de Deus irá passar.

Com atrás se disse, desconhecem-se as verdadeiras origens deste costume antiquíssimo. Contudo, uma tela de Goya que se encontra exposta no Museu do Prado, em Madrid, leva-nos a acreditar que o mesmo era mantido noutras regiões da Península Ibérica. De igual modo, a tradicional corrida à corda que se realiza nos Açores sugere-nos ter este costume sido levado para aquelas ilhas pelos colonos que as povoaram a partir do continente.

Em meados do século dezanove, o cronista pontelimense Miguel dos Reys Lemos arriscou uma opinião baseada na mitologia, a qual publicou nos "Anais Municipais de Ponte de Lima" e que pelo seu interesse a seguir reproduzimos:

"Segundo a mitologia, Io, filha do Rei Inaco e de Ismene - por Formosa e meiga - veio a ser requestada por Júpiter. Juno, irmã e mulher deste apaixonado pai dos deuses, que lia no coração e pensamentos do sublime adúltero e velava de contínuo sobre tudo quanto ele meditava e fazia, resolvera perseguir e desfazer-se da comborça que lhe trazia a cabeça numa dobadoura.

Ele, para salvar da vigilância uxória a sua apaixonada, metamorfoseou-a em vaca: - mas Juno, sabendo-o, mandou do céu à terra um moscardo ou tavão, incumbido de aferroar incessantemente a infeliz Io, feita vaca e de forçá-la a não ter quietação e vaguear por toda a parte.

Io, assim perseguida e em tão desesperada situação, atravessou o Mediterrâneo e penetrou no Egito: aí, restituída por Júpiter à forma natural e primitiva, houve deste um filho, que se chamou Epafo e, seguidamente, o privilégio da imortalidade e Osiris por marido, que veio ter adoração sob o nome de Ápis.

Os egípcios levantaram altares a Io com o nome de Isis e sacrificavam-lhe um pato por intermédio de seus sacerdotes e sacerdotizas: e parece natural que, não desprezando o facto da metamorfose, exibissem nas solenidades da sua predilecta divindade, como seu símbolo, uma vaca aguilhoada e errante, corrida enfim.

Afigura-se-nos que sim e, portanto, que a corrida da vaca, a vaca das cordas, especialmente quanto à primeira parte, as três voltas à roda da Igreja Matriz, seria uma relíquia dos usos da religião egípcia, como o boi bento, na procissão de Corpus-Christi, é representativo do deus Osiris ou Ápis, da mesma religião. E esta foi introduzida com todos os seus símbolos na península hispânica pelos fenícios, aceite pelos romanos que a dominaram, seguida pelos suevos e tolerada pelos cristãos em alguns usos, para não irem de encontro, em absoluto, às enraizadas crenças e costumes populares.

É que essa Ísis, a vaca de Júpiter, a deusa da fecundidade, teve culto especial precisamente na região calaico-bracarense, na área de Entro Douro e Minho; no Convento Bracaraugustano, ou Relação Jurídica dos Bracaraugustanos (povos particulares de Braga), de que era uma pequeníssima dependência administrativo-judicial o distrito dos límicos, prova-o o cipo encravado na face externa dos fundos da vetusta e venerada Sé Arquiepiscopal, - cipo que a seguir transcrevemos inteirado, conforme a interpretação que em parte, nos ensinou e em parte nos aceitou o eruditíssimo professor do Liceu, Dr. Pereira Caldas:

ISID · AVG · SACRVM LVCRETIAFIDASACERD · PERP · P ROM · ET · AVG

CONVENTVVSBRACARAVG · D ·

INTERPRETAÇÃO

ISIDI AUGUSTAE SACRUM; LUCRETIA FIDA SACERDOS PERPETUA POPULI ROMANI ET AUGUSTI, CONVENTUUS BRACARAUGUSTANORUM DICAT

TRADUÇÃO

"SENDO LUCRÉCIA FIDA SACERDOTISA PERPÉTUA DO POVO ROMANO E DE AUGUSTO, O CONVENTO DOS BRACARAUGUSTIANOS DEDICA A ISIS AUGUSTA (OU: À DEUSA ISIS) ESTE MONUMENTO SAGRADO"

Acredita-se porém que, no local onde se ergue a igreja matriz de Ponte de Lima existiu outrora um templo pagão onde se prestava culto a uma divindade sob a forma de uma vaca representada num retábulo, o qual era trazido para o exterior e efectuava as referidas voltas ao templo. Em todo o caso e atendendo à elevada importância deste animal na economia doméstica de uma região tão propícia à sua criação em virtude dos seus pastos verdejantes, é perfeitamente natural que a vaca tenha aqui sido venerada como símbolo de fertilidade e de abundância e, desse modo, prestando-lhe o devido culto. Não é completamente injustificada a frequente representação deste animal nomeadamente no artesanato da região minhota, ao qual a barrista barcelense lhe deu cores e vivacidade que o ajudaram a tornar-se famoso em todo o mundo.

imagem_vaca_das_cordas_1_1280_720.jpg

PONTE DE LIMA DINAMIZA BIBLIOTECAS ESCOLARES

Município de Ponte de Lima dinamiza atividades nas Bibliotecas Escolares do concelho

Os estabelecimentos escolares do concelho de Ponte de Lima, desfrutaram de mais sessões de promoção do livro e da leitura, através do projeto Escutar, ler… imaginar e aprender, desenvolvido pela Biblioteca Municipal.

Bibliotecas Escolares _ Ponte de Lima (Medium).jpg

 “A viagem da sementinha”, da autoria de Maria Isabel Loureiro, foi a história escolhida para sensibilizar os mais novos e  apelar para a importância da preservação da natureza e da defesa do meio ambiente, enriquecida com momentos musicais.

Esta atividade foi dinamizada ao longo do mês de fevereiro e março, com um total de 30 sessões, nos estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo de Ensino Básico da Ribeira, da Facha, de Refoios, da Feitosa, de Ponte de Lima, de Arcozelo, do Trovela, de Gandra, de Vitorino dos Piães, das Lagoas, de Freixo, de Poiares, de Rebordões de Souto, do Jardim-de-infância de Ponte de Lima, e ainda no Jardim-de-infância de Calheiros, no Jardim-de-infância de Brandara, no Jardim-de-infância de Cepões, no Jardim-de-infância de Arcozelo, no Jardim-de-infância Sandiães, no Jardim-de-infância Santa Casa da Misericórdia e no Jardim-de-infância Correlhã.