Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PAREDES DE COURA MOSTRA "ARTE EM PEÇAS" DE LEGO

Estátuas sobre o Natal pela Bright Bricks do Reino Unido. 16 a 31 dez | Paredes de Coura

O ‘Arte em Peças’ volta a marcar presença em Paredes de Coura entre este sábado, 16 de dezembro, e o final do ano, com uma legião de fãs das peças coloridas mais famosas do mundo a deslumbrarem-se com as fantásticas construções que por estes dias preenchem todos os espaços do Centro Cultural e com a particularidade de também poderem ainda assistir durante o primeiro fim de semana à conclusão da construção de duas estátuas da temática desta quadra natalícia, pela Bright Bricks do Reino Unido, reconhecida como LEGO Certified Professional.

arte_em_pecas_08

Organizada pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Comunidade 0937 -- equipa que também já organizou por duas vezes o ‘Paredes de Coura LEGO® FAN WEEKEND’, dedicadas aos AFOLs - Adult Fan of LEGO® e que apenas ocorre em Skærbæk (Dinamarca) e Tóquio (Japão) --, esta 8ª edição da exposição de construções com peças LEGO® “Arte em Peças® 2017 - LEGO® Fan Event” permitirá a visitantes de todas as idades ter a oportunidade de observar uma ampla exposição composta por milhões de peças LEGO® que dão vida a centenas de construções originais dos mais variados temas, desde cidades, castelos, piratas, faroeste, espaço, ‘steampunk’, assim como outras construções gigantes criadas por membros da Comunidade 0937, bem como as duas estátuas da temática desta quadra natalícia, pela Bright Bricks do Reino Unido.

O público terá ainda a oportunidade de participar em múltiplos passatempos -- concurso de construções, concurso de fotografia, busca de objetos escondidos --, de participar na construção de mosaicos, circuitos de comboios, circuito de carros telecomandados, pintar desenhos, de criar as suas próprias construções e brincar livremente com os milhares de peças que estarão disponíveis numa área reservada, tudo para que possam desfrutar de grandes momentos de diversão.

A espetacularidade das coloridas peças LEGO® e a magia associada ao ato de criar construções que só dependem da imaginação, atrairão, certamente, públicos de diferentes gerações e de proveniência nacional e estrangeira, com destaque para os vizinhos espanhóis da zona da Galiza.

Localmente, várias instituições visitarão a exposição, designadamente os estabelecimentos de ensino, as creches e os lares de idosos, no que já se tornou uma tradição da vila de Paredes de Coura.

Este evento é de entrada gratuita e promoverá a distribuição de milhares de brindes durante o seu decurso.

Recorde-se que o ‘Arte em Peças’ é já uma referência no mapa mundial dos LEGO® Fan Events, organizado ininterruptamente desde 2010 pela Comunidade 0937 em conjunto com o Município de Paredes de Coura. Esta parceria não se limita ao ‘Arte em Peças’, já que ambas as entidades também organizam o ‘Paredes de Coura LEGO® FAN WEEKEND’, evento LEGO® de cariz internacional e que apenas também se realiza em Skærbæk (Dinamarca) e Tóquio (Japão) e que no passado mês de junho recebeu mais de 250 participantes de 19 países diferentes e de lugares tão díspares como EUA, Austrália, Brasil, Noruega, Sérvia ou Eslovénia e que foi aclamado como “o paraíso na terra” por uma revista da especialidade.

Com caráter permanente o Município de Paredes de Coura possui a ‘Caixa de Brinquedos’, espaço de excelência onde as crianças podem brincar com peças LEGO® e onde a Comunidade 0937 também organiza regularmente workshops, de inscrição gratuita, sobre o tema.

Sobre a Comunidade 0937

Já apelidado como “viveiro de talentos”, este grupo português de fãs de LEGO® foi fundado em 2006 e dinamiza atividades tanto online (fórum de discussão, concursos, revista digital, etc.) como offline (eventos, exposições, encontros, workshops). É conhecido internacionalmente pela qualidade das construções dos seus membros, tendo cinco deles sido contratados pela própria LEGO®, na Dinamarca, para serem designers de conjuntos.

arte_em_pecas_011

arte_em_pecas_018

arte_em_pecas_019

arte_em_pecas_020

arte_em_pecas_021

imagem01

imagem03

ROCK REGRESSA A PAREDES DE COURA

Escola do Rock transforma-se em cenário de cinema e abarca uma Escola das Luzes. 17 a 22 dezembro | Paredes de Coura

A nova edição da Escola do Rock arranca já no próximo dia 17 de dezembro, domingo, mas à música, a iniciativa do Município de Paredes de Coura / Space Ensemble junta colaborações com a mini-série Miguel Abrantes, o Porto/Post/Doc e a escola profissional EPRAMI.

Promete ainda o regresso aos clássicos do rock’n’roll e a edição com o modelo de ensino mais sofisticado até aqui. Mas, em 2017, a Escola do Rock alarga o seu âmbito às sinergias criadas entre a música, a iluminação e o cinema.

Miguel Abrantes

Miguel A. Trudu, Alberto Navas, Júlio Llorente e o ator Vito Sanz rumam a Paredes de Coura para continuar as peripécias de Miguel Abrantes, depois da estreia do primeiro episódio da mini-série em 2013.

Miguel Abrantes chega à vila e conhece Victorio Coura, um miúdo que quer triunfar no mundo da música. Abrantes oferece-se para ser seu manager e levá-lo ao estrelato, mas, primeiro, terão que formar uma banda de rock. Este segundo episódio contará com a participação dos alunos e dos ensaios da Escola do Rock.

Porto/Post/Doc

A parceria criada com o festival de cinema Porto/Post/Doc promove uma residência artística para a criação de um filme documental. Arrancará com a rodagem de uma curta metragem em Paredes de Coura, a decorrer entre os dias 16 e 23 de dezembro, compreendendo os dias de atividade da Escola do Rock. O documentário, dirigido por Amadeu Pena da Silva, coordenador audiovisual no Porto/Post/Doc, irá estrear na 5ª edição do Festival em novembro de 2018, no Porto.

Escola das Luzes/EPRAMI

O primeiro spin off da Escola do Rock surge a partir da colaboração com a escola profissional EPRAMI – Escola Profissional do Alto Minho Interior. O trabalho final do módulo Iluminação de Palco e Tecnologias da Iluminação será posto em prática durante a residência artística. A turma do curso Artes - Som, Luz e Cenotecnia será a responsável pelo planeamento, montagem, programação e operação das luzes de todos os ensaios e concertos, promovidos durante a semana, sob orientação do professor Vasco Ferreira (diretor técnico da companhia de teatro Comédias do Minho e também ex-participante como guitarrista na Escola do Rock).

Programa de concertos

Phil Mendrix Trio, KRAKE, Wicked Youth, Mathilda, Areia nos Calções e O Bom O Mau e o Azevedo são as bandas convidadas da quarta edição da Escola do Rock. Todos os concertos são gratuitos e abertos ao público, bem como a apresentação final da Escola do Rock, no dia 22 de dezembro, às 22h00. Os horários podem ser consultados em: http://escoladorock.paredesdecoura.pt/Programa-Program-2017

Mais informações em: www.escoladorock.paredesdecoura.pt ou escoladorock@paredesdecoura.pt

PAREDES DE COURA REALIZA JORNADAS MICOLÓGICAS

Jornadas Micológicas do Corno de Bico. sábado | 9 dez | 8h30 | CEIA

Paredes de Coura volta a acolher este sábado, 9 de dezembro, a partir das 8h30, mais uma edição das Jornadas Micológicas do Corno de Bico. Organizadas pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Associação Micológica ‘A Panturras’, esta Xª edição das Jornadas Micológicas do Corno do Bico decorrerá no CEIA (Centro de Educação e Interpretação Ambiental), contemplando, entre outras atividades, um passeio micológico orientado por especialistas, com o já o tradicional piquenique onde será possível degustar as diversas propostas gastronómicas apresentadas pelos participantes, baseadas em cogumelos silvestres e de produção.

Print

A edição deste ano das Jornadas Micológicas do Corno de Bico contará igualmente com uma oficina de identificação, catalogação e exposição das espécies recolhidas durante o percurso micológico. Paralelamente, decorrerá um safari fotográfico, subordinado ao tema “Cogumelos e Fungos do Corno de Bico”.

As Jornadas Micológicas do Corno de Bico culminam com a tradicional ceia micológica, aberta ao público, em que os cogumelos silvestres são príncipes à mesa e prometem fazer as delícias da mico-gastronomia. Durante a ceia desenvolve-se uma mostra das fotografias dos participantes no safari fotográfico.

No concelho de Paredes de Coura, associada à variedade de habitats, existe uma grande diversidade de espécies de cogumelos, tendo-se já catalogado cerca de 200 espécies ao longo da ultima década.

A diversidade de espécies incentivou o surgimento das Jornadas Micológicas do Corno de Bico desde 2009 com o objetivo de sensibilizar para a valorização dos recursos micológicos da Paisagem Protegida de Corno de Bico e, genericamente, promover os recursos turísticos, as paisagens e o património natural e cultural do concelho de Paredes de Coura. As jornadas assentam na micologia, ciência que estuda os fungos, como vetor de desenvolvimento turístico do território. Estes encontros integram diversas atividades tais como palestras, workshops, mostras, passeios e a gastronomia.

PONTO DE ENCONTRO

CEIA: Chã de Lamas, 4940-710 Vascões (Coordenadas: 41°54'48"N / 08°29'33"W)

Telefone: +351 251 780 126 / Telemóvel: +351 92 740 15 00

nota_press

PAREDES DE COURA VIBRA AO SOM DO ROCK

“Escola do Rock - Paredes de Coura”: 4ª edição | 17 a 22 de dez

Já falta pouco para ouvir os primeiros acordes na ‘Escola do Rock - Paredes de Coura’, que nesta 4ª edição se desenrola entre os dias 17 e 22 de dezembro, em plenas férias letivas de Natal.

_MG_9037_preview

Após os sucessos alcançados com as edições anteriores, que levou um grupo de cerca de 50 jovens a pisar palcos como os do Festival Vodafone Paredes de Coura, Serralves em Festa ou Casa da Música, a “Escola do Rock - Paredes de Coura” vai continuar a acolher jovens músicos com idade superior a 13 anos, que queiram mostrar o que valem num programa intensivo de seis dias de formação, experimentação e partilha.

A “Escola do Rock - Paredes de Coura” é uma iniciativa do Município, que em 2015 foi distinguido com o Prémio UM-Cidades instituído pela Universidade do Minho: "É um projeto que nasce com o objetivo de ocupar as férias dos jovens de forma lúdica, pedagógica e artística. Se queremos uma sociedade com futuro temos que investir nos jovens e nos seus anseios, mas de forma séria", explica Vítor Paulo Pereira, Presidente da Câmara de Paredes de Coura, acrescentando que “o currículo disciplinar escolar é essencial e tem muito peso na nossa sociedade. Mas a arte, a música, a dança ou outra qualquer forma cultural são manifestações importantíssimas nas formações dos nossos jovens e ferramentas fundamentais de formação, cidadania, até na preparação para aquilo que chamam de mercado de trabalho”. 

Com a colaboração e direção artística do Space Ensemble para a definição do plano de formação, o objetivo da “Escola do Rock - Paredes de Coura” passa por permitir a um conjunto de músicos provenientes de todo o país, desenvolver competências musicais e criativas, em especial na área da música rock.

O programa, como vem sendo hábito, vai envolver ensaios, formação, sessões de cinema, jam sessions, showcases, concertos, demonstrações de instrumentos e workshops. A equipa de formadores continua a ser dirigida por Nuno Alves (direção artística) e conta com Samuel Coelho (guitarra/violino), Jorge Queijo (bateria), Sérgio Bastos (piano/teclados), Miguel Ramos (baixo) e Maria Mónica (voz). Adicionalmente, para dirigir workshops e apresentar em concertos os seus projetos, estarão presentes o baterista Pedro Oliveira (músico de Dear Telephone, Peixe:avião, etc.), com o projeto a solo KRAKE, e o guitarrista Miguel Azevedo com o trio “O Bom, O Mau e o Vilão”.

A base de trabalho será o espaço Caixa da Música, criado pelo Município de Paredes de Coura para acolher concertos e residências artísticas como esta. Adicionalmente, os concertos e workshops decorrerão em diversos espaços do Concelho de Paredes de Coura.

Para demonstrar a singularidade desta escola e o complemento que pode dar ao ensino tradicional, basta referir que o plano curricular incluiu bandas como Led Zeppelin, The Beatles, Morphine, Pixies, PJ Harvey, Queens of the Stone Age, The Black Keys, Nirvana, AC/DC, Franz Ferdinand ou Arcade Fire.

“Nesta edição vamos reforçar a nossa atenção nos temas clássicos da história do Rock, trabalhando um referencial que consideramos essencial para um desenvolvimento musical sustentável”, apontou Nuno Alves, do Space Ensemble.

No final dos 6 dias de formação, há o já muito esperado espetáculo de apresentação final, a decorrer no dia 22 de dezembro, às 22h00. Depois, ao longo do primeiro semestre de 2018, seguir-se-á uma tour por algumas salas nacionais e internacionais, ainda a definir.

Inscrições:

Para se inscreverem, os interessados deverão enviar um email para escoladorock@paredesdecoura.pt com o nome, data de nascimento, morada, contacto telefónico, uma pequena biografia, referência ao instrumento que pretendem utilizar e uma foto. Depois, é só esperar pela validação por parte da Escola. Todos os detalhes podem ser consultados em: http://escoladorock.paredesdecoura.pt

PAREDES DE COURA FAZ O BALANÇO SOBRE METODOLOGIAS INOVADORAS DO FOGO

Alto Minho TrEx – Apresentação pública de balanço e resultados sobre 8 dias de intercâmbio sobre metodologias inovadoras no uso do fogo

No passado dia 24 de novembro no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Parede Coura, na presença do Presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira e do Secretário Executivo da CIM Alto Minho, Júlio Pereira, a associação “The Nature Conservancy”, organização internacional líder na conservação da biodiversidade e do meio ambiente, apresentou publicamente os resultados do Alto Minho TrEx.

Balanço TREx

Nesta sessão foram ainda divulgados alguns resultados ao nível das ações piloto realizadas no terreno, destacando-se o envolvimento das comunidades e dos tomadores do território, os 75 ha de áreas tratadas de acordo com distintos objetivos, abrangendo desde a defesa da floresta contra incêndios (DFCI), passando pela gestão de pastagens, até à melhoria da gestão cinegética e do tratamento de zonas de interface urbano-florestal.

Os participantes, pertencentes a cerca de 30 organismos provenientes de 5 nacionalidades, ficaram em regime de internato, compartilhando conhecimentos e técnicas, num contexto de incidente e sob uma organização de comando, para uma escala temporal média de um grande incêndio florestal (cerca de 8 dias). Esta ação contou ainda com a colaboração das diversas equipas de sapadores florestais e das corporações de bombeiros voluntários do território do Alto Minho no acompanhamento das intervenções realizadas.

Agregados em grupos de brigadas e equipas, foram discutidas expetativas, procedimentos de segurança, meteorologia e comportamento e ecologia do fogo. As ações experimentais no terreno foram executadas por técnicos credenciados em fogo controlado, com apoio das equipas de supressão e respetivos meios, para além do envolvimento da comunidade local. Como é natural, no final das intervenções foram realizados trabalhos de consolidação do perímetro das parcelas com recurso a ferramenta manual e utilização de água. A este propósito, a organização esclareceu que, na sequência da análise de causas efetuada, com a participação do SEPNA de Viana do Castelo, à situação referenciada em notícia da comunicação social, relativa às parcelas de Carvoeiro (Viana do Castelo) e de Poiares (Ponte de Lima), não existe qualquer ligação entre as intervenções realizadas e as ocorrências registadas 25 horas depois.

Para Jeremy Bailey, coordenador do programa TrEx da “The Nature Conservancy”, esta iniciativa, realizada pela primeira vez na Europa, foi um verdadeiro sucesso, quer pela capacidade de concretização dos objetivos propostos à equipa de cerca de 60 bombeiros, técnicos, forças especiais, grupos de intervenção e científicos, quer pela partilha de experiências inovadoras sobre a cultura local do fogo, a ecologia do fogo e os desafios da sua gestão à escala da paisagem. Já José Luis Duce, também especialista sénior da “The Nature Conservancy” em uso e ecologia do fogo, destacou a diversidade das “cores” do grupo e a capacidade de relacionamento interpessoal respeitando em todos os momentos as normas e regras de funcionamento na organização e gestão de incidentes (ICS/IMT).

No âmbito desta iniciativa, o ICNF efetuou também a apresentação do “Plano Nacional de Fogo Controlado”, onde, no que respeita aos objetivos de distribuição percentual da área intervencionada com as técnicas usadas em silvicultura preventiva, se assume a meta de 50% para o “fogo controlado” contra os 4% atuais.

Deste modo e tendo Viana do Castelo sido selecionado como um dos Distritos de intervenção prioritária no âmbito do referido “Plano Nacional de Fogo Controlado”, cujo concurso será lançado em princípio no início do próximo ano, a CIM Alto Minho enfatizou a importância de realização desta iniciativa orientada para a capacitação e intercâmbio de conhecimento e experiências de natureza multidisciplinar entre entidades regionais, nacionais e internacionais, para assegurar a adequada concretização dos desafios colocados no âmbito do referido Plano.

Por último, importa destacar que a CIM Alto Minho, no decorrer do seminário internacional “Alto Minho Firecamp”, apresentou o Plano Regional de Fogo Controlado do Alto Minho, integrado no referido Programa Nacional, tendo como meta para o ano 2021 a gestão de cerca de 300 parcelas e 4.000 hectares.

A QUE CONCELHO – PONTE DE LIMA OU PAREDES DE COURA – PERTENCE A CAPELA DE SANTA RITA?

No limite da área geográfica dos concelhos de Ponte de Lima e Paredes de Coura, mais precisamente entre a Cabração e Romarigães, situa-se a pequena capela de Santa Rita onde as gentes desta última localidade organizam anualmente uma romaria. Consta-se que outrora era a mesma organizada pelos habitantes das duas localidades, tendo a Cabração desistido devido ao seu declínio populacional.

Capturarsantarita

O site oficial da Câmara Municipal de Paredes de Coura não faz qualquer referência ao local nem à capela. Porém, o site da Câmara Municipal de Ponte de Lima situa-a na “aldeia da Cabração” recomendando a visita ao seu miradouro. Afinal de contas, em que ficamos?

ALTO MINHO DEBATE EM PAREDES DE COURA ECOLOGIA DO FOGO

O Alto Minho TrEx iniciou-se no passado dia 18 de novembro, no Centro Cultural em Paredes de Coura, com a realização de um workshop de enquadramento inicial que contou com a participação de cerca de 60 bombeiros, técnicos, forças especiais, grupos de intervenção e científicos que discutirem e efetuaram intercâmbios sobre a cultura local do fogo, a ecologia do fogo e os desafios da sua gestão à escala da paisagem.

Capturarfogo

Agregados em grupos de brigadas e equipas, o encontro serviu para debater expetativas, procedimentos de segurança, meteorologia e comportamento e ecologia do fogo.

Entre os dias 20 a 23 de novembro foram realizadas ações piloto de treino e intercâmbio de técnicas de gestão de eventos de riscos e de uso do fogo controlado em ambientes e ecossistemas diversificados dos dez municípios do Alto Minho.

Em termos globais, e após uma semana intensa de trabalho e intercâmbio, destacam-se os seguintes resultados:

  • Dia 18 e 19 de novembro:

Objetivo/Resultados: Para além do uso do fogo, os técnicos afetos ao ‘Alto Minho TrEx’, oriundos de Portugal, Espanha, Brasil, EUA e Gales, partilharam conhecimentos e experiências em conceitos como a ecologia do fogo, organização e gestão de incidentes (ICS/IMT) e gestão do fumo e seus impactos.

  • Dia 20 de novembro

Objetivo: i) envolvimento das comunidades locais e pastores; ii) reconhecimento do território para aplicação dos conhecimentos de gestão da paisagem com uso do fogo;

Resultados: tratamento de áreas na Gavieira - Arcos de Valdevez e em Lamas de Mouro – Melgaço; no total foram tratados 40 ha de pastagem com o envolvimento não direto dos pastores.

  • Dia 21 de novembro

Objetivo: i) gestão de combustível em pontos estratégicos de oportunidade na gestão de Incêndios Florestais; ii) tratamento de parcelas com objetivo de melhorar a gestão cinegética e tratar zonas de interface urbano-florestal;

Resultados: tratamento de áreas em Carvoeiro - Viana do Castelo e em Airão - Poiares em Ponte de Lima; no total foram tratados 15 ha de parcelas previamente preparadas pelas equipas de prevenção municipais.

  • Dia 22 de novembro

Objetivo: i) gestão de combustível em pontos estratégicos de oportunidade na gestão de Incêndios Florestais recorrentes, neste caso particular, em ciclo de retorno; ii) tratamento de parcelas com objetivo de melhorar a gestão cinegética;

Resultados: tratamento de parcelas no concelho de Vila Nova de Cerveira numa zona limítrofe com o concelho Valença; no total foram tratados 20 ha de parcelas previamente preparadas pelo município de Vila Nova de Cerveira.

Estiveram envolvidos meios de apoio complementares das equipas de sapadores florestais, Unidade Local de Covas e Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira;

  • Dia 23 e 24 de novembro

Objetivo/resultados: i) reconhecimento de áreas queimadas; ii) estudo de ecologia do fogo e técnicas de recuperação de áreas percorridas por incêndios; iii) balanço, propostas de melhoria e perspetivas relacionadas com esta iniciativa piloto inovadora.

Importa também referir que as ações experimentais no terreno foram sempre executadas por técnicos credenciados em fogo controlado, com apoio das equipas de supressão e respetivos meios, para além do envolvimento da comunidade local. No final das intervenções foram realizados trabalhos de consolidação do perímetro das parcelas com recurso a trabalhos com recurso a ferramenta manual e utilização de água.

Tendo uma visão de escala de potenciais incêndios florestais que podem afetar a região num futuro próximo, a CIM Alto Minho, em estreita colaboração com os Municípios do Alto Minho, procedeu à elaboração de um plano de fogo controlado para o período entre 2017 e 2021. Estas ações estão previstas nos planos de fogo controlado desenvolvidos pelos gabinetes técnicos florestais dos municípios e inserem-se no referido “Plano Regional de Fogo Controlado do Alto Minho”.

O ‘Alto Minho TrEx’ foi promovido pela Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho), no âmbito do projeto Protec|Georisk cofinanciado pelo PO SEUR, em parceria com a "The Nature Conservancy”, organização internacional líder na conservação da biodiversidade e do meio ambiente. Trata-se de uma iniciativa inédita na Europa e assume-se como uma oportunidade de capacitação dos agentes territoriais em colaboração com uma rede de trabalho reconhecida ao nível mundial.

Em suma, estas são as principais razões pelas quais a CIM Alto Minho e os Municípios entendem a necessidade de continuar a dinamizar este conjunto alargado de experiências:

  • Promoção do intercâmbio de técnicas de gestão de eventos de riscos;
  • Dinamização de práticas de fogo controlado, enquanto instrumento de gestão de paisagem, respeitando os valores e serviços dos ecossistemas;
  • Envolvimento das comunidades locais agrosilvopastoris, no contexto dos territórios adversos de montanha, na partilha de boas práticas de uso do fogo controlado;
  • Reforço do espirito de partilha dos diversos agentes da comunidade institucional (dos vários níveis) e das forças vivas dos territórios rurais;
  • Potenciar os conhecimentos e experiências ao nível da gestão de eventos críticos, com especial enfoque no processo de interação e comunicação dos vários intervenientes;
  • Oportunidade de integrar uma rede de trabalho reconhecida ao nível Mundial.

PAREDES DE COURA FAZ O BALANÇO DO "ALTO MINHO TrEx"

Está agendado para esta tarde, 16h00, nos Paços do Concelho de Paredes de Coura, um encontro para dar a conhecer publicamente o Balanço & Resultados da iniciativa 'Alto Minho TrEx', e que vai contar com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura, Dr. Vítor Paulo Pereira, do Secretário Executivo da CIM Alto Minho, Engº Júlio Pereira, e do representante 'The Nature Conservancy', Engº José Luís Dulce.

TrEx

De sublinhar que o Alto Minho TrEx iniciou-se no passado dia 18 de novembro, no Centro Cultural em Paredes de Coura, com a realização de um workshop de enquadramento inicial que contou com a participação de cerca de 60 bombeiros, técnicos, forças especiais, grupos de intervenção e científicos que discutirem e efetuaram intercâmbios sobre a cultura local do fogo, a ecologia do fogo e os desafios da sua gestão à escala da paisagem. Entre os dias 20 a 23 de novembro foram realizadas ações piloto de treino e intercâmbio de técnicas de gestão de eventos de riscos e de uso do fogo controlado em ambientes e ecossistemas diversificados dos dez municípios do Alto Minho, num total de mais de 70hectares.

PAREDES DE COURA ACOLHE SEMINÁRIO SOBRE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DO MINHO

24 e 25 novembro

Paredes de Coura e a Casa do Conhecimento voltam a acolher esta sexta-feira e sábado, 24 e 25 de novembro, mais uma edição do Curso de Outono, promovido pelo Município e a Universidade de Minho.

Dirigido a educadores, professores, técnicos de educação, pais e outros elementos da comunidade, este Curso de Outono promovido em parceria com o Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação / Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura debruçar-se-á sobre temas como “O papel dos pais no sucesso educativo dos alunos”, “Desafios para uma escola do futuro”, “Cibersegurança e a Cidadania Digital” e “Adultos, Idosos e Educação”.

Temas que serão abordados por especialistas academicamente reconhecidos, como Leandro de Almeida, José Carlos Morgado, Henrique Santos e Esmeraldina Veloso, que debruçar-se-ão sobre os vários contextos com que hoje a Educação se debate e os desafios que se apresentam no futuro, numa iniciativa em cujo encerramento participa o ainda reitor da Universidade do Minho, António M. Cunha.

Paralelamente, também decorre o curso de formação “Educação, escola e inovação: que mudanças em curso?”, ministrados pelos docentes da Universidade do Minho, Joana Sousa e José Augusto Pacheco, que também apresenta o livro “Camponês de Bico (1958-2016)”, sobre o Rancho Camponês de Bico.

O Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação / Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura tem por missão proporcionar formação ao pessoal docente e não docente, em funções nas escolas associadas, para o exercício da função educativa, para o exercício do apoio à ação educativa e, ainda, para exercício de funções de gestão e administração, tendo em vista assegurar a atualização, a reconversão e o aperfeiçoamento profissional.

Recorde-se que no espaço de poucos dias, Paredes de Coura volta a acolher jornadas de grande relevo, como o Congresso “A Intervenção Teatral em Portugal no século XXI” e o Alto Minho TrEx, que reúne especialistas em ordenamento florestal e combate aos fogos oriundos dos EUA, Canadá, Brasil, Chile, Espanha e Portugal.

PAREDES DE COURA REALIZA JORNADAS MICOLÓGICAS

Realizam-se, no dia 09 de dezembro, as Jornadas Micológicas do Corno do Bico organizadas pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Associação Micológica A Pantorra.

Print

A Xª edição das Jornadas Micológicas do Corno do Bico, decorrerá no CEIA (Centro de Educação e Interpretação Ambiental) e contempla, entre outras atividades, um passeio micológico orientado por especialistas, com o já o tradicional piquenique onde será possível degustar as diversas propostas gastronómicas apresentadas pelos participantes, baseadas em cogumelos silvestres e de produção. Contará igualmente com uma oficina de identificação, catalogação e exposição das espécies recolhidas durante o percurso micológico.

Nesta edição decorrerá paralelamente um safari fotográfico, subordinado ao tema “Cogumelos e Fungos do Corno de Bico”.

As jornadas culminam com a tradicional ceia micológica, aberta ao público, em que os cogumelos silvestres são príncipes à mesa e prometem fazer as delícias da mico-gastronomia, durante a ceia desenvolve-se uma mostra das fotografias dos participantes no safari fotográfico.

No concelho de Paredes de Coura, associada à variedade de habitats, existe uma grande diversidade de espécies de cogumelos, tendo-se já catalogado cerca de 200 espécies ao longo da ultima década.

A diversidade de espécies incentivou o surgimento das Jornadas Micológicas do Corno de Bico desde 2009 com o objetivo de sensibilizar para a valorização dos recursos micológicos da Paisagem Protegida de Corno de Bico e, genericamente, promover os recursos turísticos, as paisagens e o património natural e cultural do concelho de Paredes de Coura.

As jornadas assentam na micologia, ciência que estuda os fungos, como vetor de desenvolvimento turístico do território. Estes encontros integram diversas atividades tais como palestras, workshops, mostras, passeios e a gastronomia.

As inscrições para as X Jornadas Micológicas do Corno do Bico deverão efetuar-se online no portal do Município de Paredes de Coura - www.paredesdecoura.pt/agenda e terão um custo de inscrição de 20 € euros.

As inscrições só se efetivam depois do envio e boa conferencia do comprovativo de transferência bancária, devendo indicar no mesmo o(s) nome(s), seguido(s) de X JORNADAS MICOLÓGICAS DO CORNO DE BICO.

Em caso de duvida os participantes poderão contactar a organização através do e-mail: micologia@paredesdecoura.pt ou pelo telefone 251 780 100 - extensão 4 (durante o horário normal de expediente).

PONTO DE ENCONTRO

CEIA: Chã de Lamas, 4940-710 Vascões (Coordenadas: 41°54'48"N / 08°29'33"W)

Telefone: +351 251 780 126 / Telemóvel: +351 92 740 15 00

JORNADAS_Programa_ArtesFinais-01_FINAL_mailing

ALTO MINHO REÚNE ESPECIALISTAS EM ORDENAMENTO FLORESTAL E COMBATE AOS FOGOS

18 a 24 novembro | Paredes de Coura

campo de treino e conferência internacional sobre uso de fogo controlado com especialistas dos EUA, Canadá, Brasil, Chile, Espanha e Portugal

Paredes de Coura acolhe de 18 a 24 de novembro cerca de 100 especialistas oriundos dos Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, Chile, Espanha e Portugal, naquela que será a primeira iniciativa na Europa e que contará com a colaboração da conceituada organização “The Nature Conservancy” para debater o tema do uso do fogo como forma de gestão e prevenção de grandes incêndios florestais.

Esta iniciativa inédita e pioneira, frequentemente realizada nos EUA, tem lugar pela primeira vez na Europa e contará com nomes como Jeremy Bailey, da The Nature Conservancy (USA),  Christian Neil Berlinck, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio – Brasil), Rui Almeida, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e Emanuel de Oliveira, analista de risco de incêndio e consultor da CIM Alto Minho, entre outros, que vão debruçar-se sobre temas como a ecologia do fogo, a organização e gestão de incidentes (ICS/IMT), bem como a gestão do fumo e dos seus impactos.

Visando aprofundar a formação dos técnicos, nacionais e estrangeiros, envolvidos no uso do fogo, os cerca de 100 especialistas, oriundos de Portugal, Espanha, Brasil, EUA e Canadá, estarão reunidos durante 7 dias em regime de internato, no CEIA, em plena Paisagem Protegida de Corno do Bico, para debater, trocar experiências e executar diversas queimas em ambientes e ecossistemas diversificados do Alto Minho. Estas ações de uso de fogo controlado, ou chamado “fogo frio”, estão já previstas nos planos de fogo controlado desenvolvidos pelos respetivos Gabinetes Técnicos Florestais de cada município que integra a CIM Alto Minho. 

Alto Minho FIRECAMP 2017

Decorrerá ainda no mesmo período o Alto Minho FIRECAMP – o maior evento nacional dedicado ao estudo dos fogos florestais no contexto dos riscos e das alterações climáticas e que constitui um espaço de excelência, onde se juntam operacionais das diversas unidades de combate e prevenção, técnicos e responsáveis políticos de vários países, para o intercâmbio de conhecimentos e técnicas.

Será uma semana dedicada ao que melhor se faz ao nível internacional na investigação, prevenção e em matéria de combate aos incêndios, tendo como tónica o uso do fogo e as alterações climáticas.

PAREDES DE COURA DEBATE “A INTERVENÇÃO TEATRAL EM PORTUGAL NO SÉCULO XXI

A Intervenção Teatral em Portugal no século XXI

Formação, produção, programação, gestão, descentralização, animação e intervenção social, cultural e educativa

16, 17 e 18 de nov | Paredes de Coura

Paredes de Coura acolhe a partir de quinta-feira, dia 16 de novembro, o Congresso “A Intervenção Teatral em Portugal no século XXI”, que tem por objetivo questionar as práticas teatrais existentes face aos emergentes desafios deste século, numa iniciativa promovida pela Intervenção - Associação para a Promoção e Divulgação Cultural –, com o apoio do Município de Paredes de Coura.

Capturarcouro

Painéis temáticos subordinados à importância do Teatro na sociedade, nomeadamente a formação teatral em Portugal, a produção teatral (programação, gestão, descentralização teatral), Teatro e intervenção terapêutica (saúde, bem-estar, deficiência...), Teatro e Intervenção Social (teatro de amadores, teatro e desenvolvimento, teatro na comunidade...), mas também conferências temáticas sobre Teatro e educação, a produção e a gestão teatral em Portugal, Teatro e animação ou o Teatro e intervenção comunitária, completam estes três dias do congresso, também com mesas redondas, oficinas, workshops, grupos de trabalho, atividades de animação teatral com a comunidade, espetáculos e exercícios teatrais.

O objetivo é analisar o papel do Teatro no século XXI, incentivando o debate e a reflexão à volta do Teatro e dos seus diferentes contributos em programas de intervenção social, cultural e educativa, num congresso que reúne importantes nomes das artes de palco.

Painéis:

Teatro e Intervenção educativa

Mascaras, Rituais, Formas Animadas e Teatro Religioso

Produção, Descentralização e Gestão Teatral

Teatro, Animação Sociocultural e Intervenção Comunitária

Teatro, Saúde, Bem-estar e Intervenção terapêutica         

Teatro, Jogo, Drama e Intervenção social

Conferência Temática:

Teatro e políticas de acessibilidade

Rede Nacional de Teatros e Cineteatros? Uma viagem por Portugal desde os anos 90 do século XX…

Teatro comunitário, teatro social, teatro político. Os teatros das pessoas, na perspectiva de Nikolai Evreinov, Anton Gramsci e Paulo Freire.

À procura da teatralidade do impossível...

O Teatro na Educação

CASA COURENSE EM LISBOA REALIZA ALMOÇO DO “BACALHAU À NATAL”

A Casa Courense em Lisboa leva a efeito no próximo dia 3 de Dezembro, o almoço de “Bacalhau à Natal”, reservando uma surpresa especial durante a refeição. Bacalhau à Natal é o bacalhau cozido com todos… A iniciativa vai ter lugar nas suas instalações, sitas na rua General Taborda, em Campolide.

12096495_780823132043350_4725643401038930800_n

Para efectuarem reserva, os interessados deverão contactar António carvalho: 917233 343 ou João Cunha: 914 750 223.

Adultos: 15 espigueiros

Crianças: 10 espigueirinhos

Sopa à Coura

Sobremesas habituais

Café e digestivo

12109320_780826298709700_6865725427350302430_n

O OUTONO ESTÁ SERVIDO EM PAREDES DE COURA

‘O Outono está servido’. 11 e 12 nov | Paredes de Coura

As cores e os sabores do Outono são motivos mais do que suficientes para uma passagem pela bonita vila de Paredes de Coura neste sábado e domingo, 11 e 12 de novembro, para um fim de semana reconfortante. À mesa, entre os múltiplos pratos que nos oferece a rica gastronomia courense, uma dezena de restaurantes convidam-nos a saborear os irresistíveis pratos onde os cogumelos, as castanhas, a maçã e a abóbora vão misturar-se e deleitar o seu palato em sensações únicas que o vão fazer viver intensamente este território.

Image00003

“Aos poetas a Primavera, aos gourmets o Outono”, citou o barão Brisse, gastrónomo e jornalista francês, em 1875.

‘Folhado de borrego com cogumelos, puré de castanha e legumes salteados’, ‘Lombelos de porco com batata a murro e castanha’, ‘Tornedó com molho de nozes’, ‘Frango com molho de figos e castanhas’, ‘Lombinhos de  porco com cogumelos e castanhas’, ‘Rojões com enchidos e castanhas’, ‘Bife de peru com cogumelos’, ‘Bife minhoto com cogumelos’, ‘Lombinhos de porco preto com ratatouille’ e ‘Rojões com castanhas’ são algumas das sugestões para este fim de semana de ‘O Outono está servido’, complementadas por entradas e sobremesas deliciosas tão características da rica e conceituada gastronomia courense. ‘O Outono está servido’ propõe-nos confortar o estômago com o melhor desta estação.

Abrigo do Taboão, A Bouça, Albergaria, Barbaças, Casa do Frei, Forno do Minho, Furão, Lino, Miquelina e Xisto são os restaurantes que acolhem e dão as boas vindas ao Outono, com ementas características da estação, ao almoço e jantar de sábado, bem como no almoço de domingo.

Difícil é mesmo escolher entre propostas tão deliciosas, que podem ser complementadas com outras iniciativas que por estes dias também preenchem os dias em Paredes e Coura, como uma visita à Estufa Terra do Cogumelo, em Angústias Padornelo (sábado), ou degustar a Merenda no Museu – Iguaria com Castanhas (sábado) --, mas também percorrer as bonitas paisagens courenses e embrenhar na natureza em estado puro com os Percursos Pedestre ‘Cores do Outono’, no domingo logo pela manhã.
A Caixa de Brinquedos é de visita obrigatória, onde crianças, jovens e adultos mergulham nas construções LEGO®, podendo fazer as suas próprias construções, ver sets, construir sets, participar em atividades e workshops.

Estufa Terra do Cogumelo

O cogumelo é tecnicamente um fungo. A variedade ‘Shitake’ (Lentinula edodes) é o segundo mais consumido no mundo: tem poucas calorias, é rico em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes que contribuem não somente para manter a saúde como também para combater algumas doenças. É utilizado na medicina chinesa há mais de seis mil anos e é conhecido como o elixir da vida! É muito procurado pela indústria farmacêutica, pelas suas inúmeras propriedades, fortalecendo o sistema imunológico - é várias vezes aconselhado no combate a doenças como o Lupus, HIV, cancro e alergias.

O modo de produção desta estufa é feito em toras de carvalho e castanho, em estufa, com pouca luz e com condições de temperatura e humidade reguladas.

Produzem para venda cogumelos frescos e desidratados.

Para qualquer esclarecimento adicional, por favor contacte Joaquim Xavier pelo telefone 962771023

Esta mensagem e todos os ficheiros anexos são confidenciais. Se recebeu esta mensagem por engano, agradecemos que avisem o seu destinatário e a apague. O Município de Paredes de Coura declina toda a responsabilidade pelas alterações, difusão ou edição sem autorização. This message and any attachments are confidential. If you have received this message by mistake, please notify the sender and destroy it. Município de Paredes de Coura declines all responsibility for this message if it has been altered, deformed, falsified or even edited or disseminated without authorization.

O Outono está servido

CASA COURENSE EM LISBOA REALIZA ALMOÇO DO “BACALHAU À NATAL”

A Casa Courense em Lisboa leva a efeito no próximo dia 3 de Dezembro, o almoço de “Bacalhau à Natal”, reservando uma surpresa especial durante a refeição. Bacalhau à Natal é o bacalhau cozido com todos… A iniciativa vai ter lugar nas suas instalações, sitas na rua General Taborda, em Campolide.

12109320_780826298709700_6865725427350302430_n

Para efectuarem reserva, os interessados deverão contactar António carvalho: 917233 343 ou João Cunha: 914 750 223.

Adultos: 15 espigueiros

Crianças: 10 espigueirinhos

Sopa à Coura

Sobremesas habituais

Café e digestivo

12096495_780823132043350_4725643401038930800_n

PAREDES DE COURA FORNECE A ÁGUA COM MELHOR QUALIDADE NO ALTO MINHO

Município galardoado na 12ª Expo Conferência da Água

Paredes de Coura vai ser galardoada na Cerimónia Solene de Entrega dos Prémios e Selos dos Serviços de Águas e Resíduos (Vertente Águas), no âmbito da 12ª Expo Conferência da Água, como sinal de reconhecimento por ser o concelho do Alto Minho que disponibiliza a água de maior qualidade aos seus munícipes.

De acordo com o relatório "Controlo da Qualidade da Água para Consumo Humano" relativo ao ano de 2016 e que foi divulgado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR), Paredes de Coura disponibiliza a água de maior qualidade com um nível de segurança de 99,64 por cento, superando a qualidade da água fornecida por todos os outros concelhos do distrito de Viana do Castelo e quase sem paralelo a nível nacional.

A passagem de Paredes de Coura para o primeiro lugar do ‘ranking’ do Alto Minho ficou a dever-se a um aumento da qualidade de 1,26 por cento entre 2012 e 2016, totalizando agora um índice de segurança de 99,64 por cento, ou seja, muito próximo do índice de segurança máxima.

Nova fatura e eletrónica

Para além deste registo e quase sem paralelo nos 278 municípios do continente, o Município de Paredes de Coura também tem feito um esforço significativo na melhoria dos serviços prestados à população, traduzido no recente investimento na reconfiguração da fatura da água – com histórico de consumos, gráficos, informação sobre a qualidade da água --, bem como a disponibilidade de mais meios de pagamento e fatura eletrónica.

Com este novo serviço, o Município de Paredes de Coura oferece vantagens apreciáveis e acompanha as exigências de um concelho que se orgulha das boas práticas e amigo do ambiente. Com a fatura eletrónica, o munícipe ganha em comodidade, rapidez, acessibilidade e segurança, para além de dispor de toda a informação constante das faturas tradicionais.

ANIMAIS DE RUA E QUINTA DAS ÁGUIAS LANÇAM AGENDAS E CALENDÁRIOS SOLIDÁRIOS

A Animais de Rua juntou-se à Quinta das Águias numa iniciativa solidária de angariação de fundos. Em parceria, as duas instituições criaram uma agenda de bolso e um calendário de parede para 2018, que estão à venda na loja online da Animais de Rua em www.animaisderua.org

Agenda2018

Ao comprar uma agenda (7,50 Euros) ou um calendário (10 Euros) estará a contribuir para que a Animais de Rua e a Quinta das Águias continuem o trabalho que têm realizado até agora e prossigam na sua missão de ajudar o maior número possível de animais em todo o país. As receitas serão aplicadas nas esterilizações, outros cuidados veterinários, alimentação e melhoria dos espaços de acolhimento dos animais.

De acordo com Maria Pinto Teixeira, da Animais de Rua, “a ideia foi criar objetos para os quais as pessoas olham diariamente e desta forma ir sensibilizando para as causas que defendemos.

Os fundos angariados com estas vendas serão canalizados para a nossa principal actividade, que é esterilizar animais que vivem na rua para evitar que nasçam ainda mais animais errantes, e também para melhorar as condições de alojamento de animais na Quinta das Águias”.

A parceria com a Quinta das Águias surgiu no sentido de juntar esforços para um bem comum.

Muitos dos animais resgatados pela Animais de Rua são acolhidos pela Quinta das Águias porque não têm uma colónia para onde regressar depois da esterilização ou porque por algum motivo não são adoptáveis.

A agenda e o calendário contêm imagens dos animais acolhidos pela Quinta das Águias, alguns deles resgatados em parceria com a Animais de Rua.

Em paralelo com esta iniciativa que pretende acima de tudo ajudar os animais de companhia (cães e gatos), decorre ainda uma campanha especial de crowdfunding que visa melhorar os espaços de acolhimento das habitantes porcinas da Quinta das Águias, no âmbito de um projeto pedagógico.

Mais informações em https://ppl.com.pt/causas/quinta-aguias

A Animais de Rua é uma associação sem fins lucrativos de âmbito nacional que se dedica ao controlo populacional de animais errantes. Desde a sua criação, a Animais de Rua já esterilizou mais de 20.000 animais em todo o país.

A associação procura desenvolver campanhas de sensibilização não só para a importância da esterilização dos animais mas também campanhas sobre a temática da proteção animal e contra o abandono. www.animaisderua.org/pt e  www.facebook.com/animaisderua/

Associação Animais de Rua – Esterilização e Protecção de Animais em Risco www.animaisderua.org

  1. João das Regras, 284 1º, sala 106, 4000-291 Porto, Portugal

NIF 508 743 834

geral@animaisderua.org

A Quinta das Águias é um projeto de sustentabilidade e um santuário animal situado em Paredes de Coura. Alberga cerca de 130 animais, a maioria resgatados da indústria pecuária.

A Quinta das Águias é também um destino de férias para quem procura o contacto próximo com a natureza e os animais. www.quintadasaguias.org/pt/; www.facebook.com/quinta.aguias/ e  www.vimeo.com/155190876

Calendario-2018-01

CalendarioMiolo

CapaAgenda2018

COURENSES ADEREM AO VEGANISMO

Paredes de Coura acolhe o primeiro Curso de Promoção Eficaz do Veganismo

28 e 29 out | Centro Cultural

Paredes de Coura acolhe este fim de semana, 28 e 29 de outubro, o primeiro Curso de Promoção Eficaz do Veganismo, do CEVA (Center for Effective Vegan Advocacy), com a presença de Melanie Joy, dos Estados Unidos da América, e Tobias Leenaert, da Bélgica, que já levaram esta formação a cinco continentes e com enorme sucesso.

CURSO PROMOÇÃO EFICAZ VEGANISMO

Este curso, organizado pela Aliança Animal e a Associação Quinta das Águias, com o apoio da Câmara Municipal de Paredes de Coura, destina-se a pessoas que compreendem as vantagens de reduzir ou eliminar completamente o consumo de carne, peixe e laticínios e de adotar uma dieta vegana, e que pretendam partilhar esta escolha com outras pessoas de forma eficiente. Com este curso terão a oportunidade de aprender estratégias eficazes e a psicologia na qual se baseiam.

Melanie Joy, PhD, fez o seu percurso académico em Harvard, é psicóloga, uma oradora de renome, consultora organizacional, formadora e coach de relações. Escreveu o conhecido livro Why We Love Dogs, Eat Pigs, and Wear Cows: An Introduction to Carnism, bem como o mais recente Strategic Action for Animals and Beyond Beliefs: A Guide to Improving Relationships and Communication for Vegans, Vegetarians, and Meat Eaters. Melanie Joy foi a oitava pessoa a receber o Prémio Ahimsa – atribuído anteriormente a Dalai Lama e a Nelson Mandela – pelo seu trabalho pela não violência global, o Prémio Empty Cages – atribuído anteriormente a Tom Regan, pela sua contribuição para a promoção da causa dos direitos dos animais e o Prémio Peter Singer, pelas suas estratégias de minimização do sofrimento animal.

Tobias Leenaert, cofundador e codirector do Center for Effective Vegan Advocacy (CEVA), escreveu How to Create a Vegan World: a Pragmatic Approach, e é autor do blogue www.veganstrategist.org. Há muito tempo que dá palestras e estuda estratégias para o veganismo. Juntamente com Melanie Joy, dá cursos de promoção eficaz do veganismo em todo o mundo com o CEVA. Também foi cofundador da ProVeg, uma organização internacional pró-veganismo que tem a missão de reduzir o consumo de produtos animais em metade até 2040.

Nesta caminhada para o futuro que se quer mais saudável, mais sustentável e mais ético, a promoção do vegetarianismo é urgente e de interesse público. É importante promover uma alimentação vegetariana pelas seguintes razões: 

  1. A produção de carne e laticínios é insustentável, uma vez que está a provocar a diminuição de recursos naturais e a destruição de ecossistemas vitais; atualmente, é também a maior causa das alterações climáticas.
  2. Dada a eficiência da sua produção, uma dieta vegetariana alimenta uma quantidade maior de pessoas e pode ajudar a erradicar a fome no mundo.
  3. A produção de animais para consumo humano de grande escala implica uma crueldade extrema no tratamento desses animais e cada vez mais pessoas têm essa consciência.
  4. Cada vez mais estudos científicos mostram que o consumo de uma dieta vegetariana reduz os riscos de contrair as doenças mais comuns, ao mesmo que tempo que promove uma melhoria da saúde.