Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE TERRAS DE BOURO APROVA REVISÃO AO ORÇAMENTO

No passado dia 17 de fevereiro, a Assembleia Municipal de Terras de Bouro realizou a sua primeira sessão ordinária de 2017.

assterrbou (1).JPG

Ainda antes do período da ordem do dia registaram-se intervenções sobre variados assuntos, nomeadamente, processos administrativos municipais, apoios sociais, transportes concelhios, turismo, provas desportivas, vias municipais e consequente investimento, entre outros. Estes e outros assuntos mereceram, como é hábito, a intervenção do Presidente da Câmara Municipal, Dr. Joaquim Carcel, para declarações e eventuais esclarecimentos.

assterrbou (2).JPG

 De seguida e já na Ordem de Trabalhos, além da apresentação usual da atividade e das contas do Município, cujos valores eram, em operações orçamentais até dia 6 de fevereiro, de 756.512.27 euros e da despesa, também em operações orçamentais, efetuada até à mesma data, de 732.931,98 euros. Além da aprovação, por unanimidade, da “Primeira revisão às Grandes Opções do Plano e Orçamento da Receita e da Despesa para o ano de 2017”, decorrente de uma correção das verbas provenientes do Orçamento de Estado para 2017 e que originará um acréscimo ao orçamento municipal no valor de 65.337,00 euros, foram também apresentados para conhecimento da assembleia municipal os seguintes documentos: Declaração a que se refere a alínea a) nº.1 artigo 15.º LCPA – Compromissos Plurianuais; Declaração a que se refere a alínea b) nº.1 artigo 15.º LCPA – Pagamentos em atraso e Declaração a que se refere a alínea b) nº.1 artigo 15.º LCPA – Recebimentos em atraso.

O final da sessão ficou marcada pela apresentação, pelo deputado municipal e representante da Coligação “Juntos por Terras de Bouro”, Dr. José Alberto Martins, de um Voto de Pesar pelo falecimento do Exmo. Sr. Dr. José António de Araújo, ex- Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro e ao qual, segundo frisou o Presidente da Assembleia Municipal, Guilherme Alves, todos os elementos deste órgão se associariam na sua essência de intenção de homenagem. Depois de aprovado por unanimidade, do mesmo voto de pesar se consignou o respetivo minuto de silêncio.

assterrbou (3).JPG

PONTE DE LIMA APRESENTA A PEÇA “O MEU PAÍS É UM INSUFLÁVEL, A PARTIR DE MÁRIO CESARINY | FÉRTIL CULTURAL”

25 de Fevereiro – 21h30 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Em estreia absoluta, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta o espectáculo de teatro O Meu País é um Insuflável, a partir de Mário Cesariny, pela Fértil Cultural, com encenação de Rui Alves Leitão, numa co-produção Fértil Cultural (Fértil – Associação Cultural), Teatro Diogo Bernardes e Fundação Cupertino de Miranda.

O meu país é um insuflável _ Teatro Diogo Bernades_25 feve_21h30.jpg

"Queria de ti um país de bondade e de bruma

Queria de ti o mar de uma rosa de espuma"

É deste poema, de Mário Cesariny, que partimos para criação do espectáculo “O Meu País é Um Insuflável”, onde questionamos esta bondade e bruma sebastianista que nos assombra há centenas de anos, ou que não nos assombra, porque até gostámos deste sentimento meio melancólico que de certa forma representa

a nossa portugalidade. A saudade não sabemos bem do quê.

Mário Cesariny foi um poeta português incontornável do Século XX e deixou-nos uma reflexão ímpar sobre Portugal e a nossa forma de viver nas suas obras Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano (1952) e Nobilíssima Visão (1959). Aproveitando estes pensamentos traduzidos na excelência da sua poesia, criámos um espectáculo que nos faz despertar de novo para esta reflexão.

“O Meu País é Um Insuflável” é um espectáculo que mistura o teatro, a dança, a manipulação de objectos e a música num momento único e que põe em causa a regularidade das coisas, assim como Mário Cesariny fazia no seu quotidiano.

Poesia Mário Cesariny

Encenação e Dramaturgia Rui Alves Leitão

Interpretação Neusa Fangueiro, César Cardoso, Filipe Oliveira e Paulo Capela

Direcção Musical César Cardoso

Música Alice Power Trio

Desenho de Luz Paulo Neto

Consultoria Artística António Gonçalves, Marlene Oliveira e Perfercto E. Cuadrado

Co-produção Fértil Cultural, Teatro Diogo Bernardes e Fundação Cupertino de Miranda

Apoio Documenta

Agradecimentos Manuel Rosa

Classificação Etária M12

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

A ASCENDÊNCIA PORTUGUESA DOS CANARINOS

Apesar de pouco conhecidas, são muitas as afinidades entre os portugueses e os canarinos, tal como são históricas as ligações entre Portugal e as Canárias. São precisamente tais afinidades e ligações históricas que, graças à gentileza do sr. Jesús Sebastián Acosta Pacheco, a quem desde já endereçamos os nossos agradecimentos, o BLOGUE DO MINHO vai dar a conhecer aos seus leitores, publicando diversos artigos de sua autoria.

Por Jesús Sebastián Acosta Pacheco

Os Arquipélagos das Ilhas Canárias, dos Açores, da Madeira, das Ilhas Selvagens e de Cabo Verde, constituem a região biogeográfica da Macaronésia, mas as “Ilhas Afortunadas”, não só estão vinculadas no que respeita à natureza e geografia, também à história, cultura e património, mas há uma diferença entre os Açores, a Madeira e Cabo Verde com as Canárias, os três primeiros arquipélagos com maior conexão a Portugal, estavam desabitados e foram descobertos e povoados pelos portugueses, as Ilhas Canárias estavam habitadas pelo povo guanche. Os guanches, eram as únicas pessoas nativas que viviam na região da Macaronésia antes da chegada dos europeus, originários do Norte da África com civilização neolítica e língua da família linguística berbere e escrita com carateres tifinagues. Por tanto, as Ilhas Canárias foram conquistadas pelos castelhanos, mas na conquista e colonização, os portugueses tomaram parte, no caso da ilha de Tenerife, a maior do arquipélago canarino e de toda a Macaronésia, foi colonizada na mesma proporção por portugueses e espanhóis (principalmente andaluzes), segundo os historiadores Elías Serra Ràfols e Leopoldo de la Rosa Olivera.

Gaspar Frutuoso, foi um historiador, sacerdote e humanista açoriano, natural da cidade de Ponta Delgada na ilha de São Miguel, destacou-se pela autoria da obra Saudades da Terra, uma detalhada descrição histórica e geográfica dos arquipélagos dos Açores, Madeira e Canárias, este grande cronista insulano, na descrição das Ilhas Canárias que faz no livro primeiro das Saudades da Terra, no capítulo décimo terceiro «De algumas cousas de ilha chamada Tenerife» diz: «[...] e daí a duas léguas está Icode dos Vinhos, que também é vila de duzentos vizinhos, quasi todos portugueses ricos de vinhos, lavouras e criações.[...]», posteriormente, Leonardo Torriani, um engenheiro militar e arquiteto italiano radicado em Portugal que foi enviado pelo rei Felipe II  de Espanha e I de Portugal em 1587, com a missão de analisar e fortalecer a fortificação das ilhas, e no valiossísimo códice que nos deixou: Descrição e história do Reino das Ilhas Canárias, antes ditas Afortunadas, com o parecer das suas fortificações, que se encontra na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra, quando descreve a ilha de Tenerife expõe: «[...] A maior parte da gente é portuguesa, a qual, superando as demais nações espanholas na indústria da agricultura, tem dado a esta ilha maior fertilidade e riqueza232». Página 136 do estudo e tradução da obra de Torriani primeira versão em português da autoria de José Manuel Azevedo e Silva publicado pela Edições Cosmos em Lisboa no ano 1999 e, na nota 232 deste autor, podemos ler: «Conhecedor da realidade das Canárias, onde permaneceu durante alguns anos, Torriani constatou que a maior parte da gente da ilha de Tenerife era portuguesa, à qual atribuiu um maior desenvolvimento económico em relação às outras ilhas. A apreciação lisonjeira que faz à gente portuguesa que, segundo afirma, supera as demais nações espanholas na agricultura, deve estar relacionada com a rica produção de açúcar e de vinho de Tenerife (de longe maior que nas outras ilhas), pelo que é de supor tratar-se da presença de emigrantes madeirenses, bom conhecedores daquelas culturas.». Quando Torriani fala da cidade de Santa Cruz da Palma narra: «[...] As casas são brancas, feitas à portuguesa326, pequenas por dentro e, em geral, sem poços nem pátios, com tudo isto, são mais altas e alegres que as das outras ilhas. Esta ilha é habitada por portugueses, castelhanos, flamengos, franceses e alguns genoveses. [...]». Página 191 e na nota do estudioso e tradutor pode-se ler: «De notar a influência portuguesa no modelo de construção das casas da cidade. Se, como se vê a seguir, os portugueses compartilhavam a cidade com castelhanos, flamengos, franceses e genoveses, possivelmente os mestres construtores eram portugueses. E não será por acaso que Torriani os cita em primeiro lugar». Prova desta presença portuguesa é o livro 1º de visitas da igreja do povo de Boavista do Norte em Tenerife (até a primeira metade do século XVI) e o livro da igreja de Garafía na ilha da Palma no século XVII, escritos em português.

No repartimento das terras conquistadas, os portugueses que colaboraram com o conquistador às ordens da Coroa de Castela, receberam terras através das “datas” e, os que chegaram como colonizadores à nova terra, alguns deles judeus portugueses que optaram pelo desterro imposto pelo édito real assinado em 1496 pelo Rei Dom Manuel I e, outros judeus portugueses conversos ou cristãos-novos, na sua maioria lavradores e artesãos, vieram com o estabelecimento da indústria da cana-de-açúcar e a plantação de videiras para a produção de vinho, além disso, introduziram em princípios do século XVII o cultivo do milho. Junto dos colonos madeirenses chegados às ilhas, retornaram os guanches libertos que os portugueses capturaram e levaram como escravos para a ilha da Madeira, com a finalidade de fornecer mão-de-obra para o penoso trabalho nos canaviais, libertaram e expulsaram ou devolveram aos guanches escravizados à sua terra natal, porque os madeirenses donos das plantações de cana-de-açúcar não os conseguiram submeter. Os guanches que voltaram às suas ilhas já eram grandes mestres da elaboração do açúcar, cristianizados e tinham apelidos portugueses.

MONUMENTO 2.jpg

Como referem os historiadores, em algumas cidades e vilas os portugueses eram maioritários e, até mesmo, foram os seus fundadores e construtores dos seus monumentos mais importantes. Pomos como exemplo a Cidade de Tacoronte fundada em 23 de outubro de 1497 por Dom Sebastião Machado oriundo de Guimarães, que conservou o nome aborígene do Menceyato (reino guanche) para a nova cidade que está geminada com o berço da nação portuguesa e Património da Humanidade desde o dia 26 de outubro de 1997. O ex-convento de Santo Agostinho e Igreja do Santíssimo Cristo das Dores e Agonia, mais conhecido popularmente como Cristo de Tacoronte, foi edificado em 1662 pelo Capitão Dom Diogo Pereira de Castro natural de Barcelos e o seu sobrinho Tomás Pereira de Castro-Ayala e este, foi o que trouxe a milagrosa imagem do Santíssimo Cristo, segunda advocação de Cristo mais venerada nas Ilhas Canárias trás o Santíssimo Cristo da Lagoa. Nesta muito bonita e encantadora cidade do norte de Tenerife de bons vinhos e, onde há muitos munícipes com o apelido Dorta, morou os primeiros anos da sua vida o famoso pintor surrealista Óscar Domínguez, no filme, Óscar. Una pasión surrealista inspirado na biografia deste insigne tinerfenho, o ator português Joaquim de Almeida veste a pele do pintor. É filha ilustre desta cidade a escritora Maria Rosa Alonso, estudiosa e investigadora do Mencey (Rei) guanche que os Reis Católicos entregaram como presente ao Doge de Veneza e, que este dirigente, expôs como exemplar exótico na sua corte.

PLACA 2.jpg

Na primeira foto podemos ver o monumento dedicado a D. Sebastião Machado e a frontaria e torre da igreja da Santa Catarina de Alexandria padroerira da cidade de Tacoronte. Na Segunda Foto a placa do monumento que diz: A CIDADE DE TACORONTE / A / SEBASTIÃO MACHADO / NATURAL DE GUIMARÃES PORTUGAL / CRIADOR DO PRIMITIVO / NÚCLEO POPULACIONAL  / 1497 - 1997  / CINCO SÉCULOS DE HISTÓRIA e, após do texto, os brasões dos concelhos de Guimarães e Tacoronte.

IGREJA 2.jpg

Na primeira foto temos a bela frontaria em cantaria, obra de Domingo Rodríguez Rivero e tem sobre da porta central e principal o brasão dos Pereira de Castro. Na segunda fotografia a imagem milagrosa do Santíssimo Cristo de Tacoronte, Padroeiro da Cidade de Tacoronte, escultura que se lhe atribui a Domingo de La Rioja.

CRISTO 2.jpg

Há historiadores, estudiosos e investigadores que têm manifestado que o povo canarino é mestiço, porque descende de grupos étnicos diferentes, que é uma mistura: um 30% de guanches, um 30% de andaluzes e um 30% de portugueses, o 10% restante e formado por outros espanhóis e europeus na sua maioria flamengos, genoveses, franceses e ingleses. Os outros arquipélagos da Macaronésia não têm esta singularidade e, o caso de Cabo Verde, é diferente aos demais. É evidente a ascêndencia portuguesa dos canarinos, pelo que não é um erro, dizer que são descendentes longínquos de portugueses. O melhor testemunho da presença portuguesa nas Ilhas Canárias, na sua conquista e na sua colonização, não são somente as “datas”, também os mais de cem apelidos ou sobrenomes portugueses que existem nas Canárias, há canarinos que não têm apelidos portugueses, mas podem ter os seus pais, os seus avós ou os seus antepassados. A seguir alguns deles em português e a correspondente forma castelhanizada.

PORTUGUÊS

ESPANHOL

PORTUGUÊS

ESPANHOL

PORTUGUÊS

ESPANHOL

Aleixo

Alejo

Falção

Falcón

Medeiros

Mederos

Belchior

Melchior

Farinha

Fariña

Monteiro

Montero

Chaves

Chávez

Galvão

Galbán

Pereira

Perera

Coelho

Coello

Godinho

Godiño

Ramalho

Ramallo

Correia

Correa

Horta

Dorta

Soares

Suárez

Curvelo

Curbelo

Lemos

Lemus

Sousa

Sosa

da Costa

Acosta

Maia

Maya

Teixeira

Tejera

Eanes

nez

Marreiro

Marrero

Vieira

Viera

Alguns apelidos não mudaram: Afonso, Aguiar, Barroso, Camacho, Lemes, Machado, Pacheco, Pestana, Queirós, Rabelo, Toste, mais outros. Há alguns que têm as duas formas Ferreira /Ferrera e outros três: Vieira / Viera / Vera.

Portugal reconheceu a soberania castelhana das ilhas Canárias, quando o Rei Alfonso V de Portugal em 8 de setembro de 1479 ratificou o Tratado das Alcáçovas, também conhecido como Paz de Alcáçovas,  assinado na vila portuguesa de Alcáçovas, no Alentejo, em 4 de setembro de 1479. Com a ratificação dos Reis Católicos em 6 de março de 1480, na cidade de Toledo, pelo que também ficou denominado como Tratado das Alcáçovas-Toledo, Portugal abandonou definitivamente as suas pretenções de domínio sobre as célebres “Ilhas Afortunadas”. O arquipélago canarino ficou na posse da Coroa de Castela e não é a Galiza, que junto do Condado Portucalense, é o berço da cultura galaico-portuguesa, mas depois dos hermisendeños, alamedillenses, xalimegus, cedilleros, ferrereños, oliventinos mais outros povos arraianos é, o povo integrado no atual Reino de Espanha, que mais raizes galaico-portuguesas tem.  

Queremeos agradecer ao Exmo. Sr. D. Carlos Gomes o seu convite para escrever no seu maravilhoso blogue. Tudo começou quando contactamos con ele para lhe perguntar o nome das coleira com campaínhas que levam no pescoço os bois e vacas nas nossas romarias e benções de gado que são semelhantes às que temos visto no Minho. Uma breve explicação complementar da influência portuguesa nas Ilhas Canárias que fizemos à pergunta, despertou o seu interesse e disse: «O BLOGUE DO MINHO (e o BLOGUE DE LISBOA) encontram-se à sua disposição e será com o maior prazer que acolherá a colaboração que quiser dispensar». Como ele também tenciona partilhar o artigo nas páginas do facebook dedicadas ao folclore português, incluindo a Federação do Folclore Português, decidimos escrever acerca dos Aires de Lima, um género da música folclórica das Ilhas Canárias típico das descamisadas canarinas, esfolhas no Minho, que trouxeram os minhotos no século XVII com o cultivo do milho, mas achamos que era conveniente fazer antes uma apresentação e introdução com este artigo e o seguinte que fala da profunda influência portuguesa no povo canarino, pois será mais fácil para os leitores e seguidores deste ótimo blogue, compreenderem a razão pela que nas Canárias há uma canção tradicional que tem a sua origem no Minho. É uma dívida que temos pela ajuda recebida e a grande gentileza.

Aproveitamos este artigo, para exprimir públicamente o nosso mais muito obrigado a três grandes portugueses que amam a sua maravilhosa terra e contribuem à proteção, preservação e difusão do seu precioso património. Ao Exmo. Sr. D. Rui Barbosa, “A man and his Dream” que com o seu sonho e magnísifico blogue Carris, temos uma preciosa informação do PNPG (Parque Nacional Peneda-Gerês), agradecemos imensamente a sua ajuda para poder indicar nos planos os hidrónimos, orónimos e o património etnográgico do PNPG. Ao Exmo. Sr. D. Manuel de Azevedo Antunes, grande amigo e a maior autoridade em relação a Vilarinho da Furna, com ele a sua aldeia natal, lamentavelmente afundada, nunca morirá. Finalmente, ao Exmo. Sr. D. Paulo Lima, o homem dos portugueses na UNESCO, graças ao seu precioso trabalho e de outras pessoas o Fado, a música e canção mais bela do mundo, o cante alentejano e a arte chocalheira é Parimónio Mundial.

Este artigo foi escrito por Jesús Acosta Vice-Presidente da ACGEIA: ASSOCIAÇÃO CULTURAL: GRUPO DE ESTUDO E INVESTIGAÇÃO ACHBINICO e as fotografias realizadas por Naim Aléix Acosta Febles.

A ACGEIA, tem entre os seus fins estatutários, o estudo e investigação da língua e literatura portuguesa e outras línguas e dialetos de família linguística galaico-portuguesa, a ascendência portuguesa dos canarinos, a influência portuguesa no povo canarino, a natureza, geografia, história, cultura e patrimonio de Portugal porque é o país de onde vieram os colonizadores que juntos dos guanches, andaluzes e outros espanhóis e europeus contribuíram notavelmente à fundação do povo canarino. Finalmente, esta Associação estuda e investiga a vida e obra de São José de Anchieta, que nasceu em 19 de março de 1534 na cidade de São Cristóvão da Lagoa, foi o Apóstolo do Brasil e a maior contribuição do povo canarino ao Mundo Lusófono. A ACGEIA tem a sua sede estatutária no berço do São José de Anchieta, cidade fundada em 1497 por Alonso Fernández de Lugo, o fidalgo e conquistador castelhano-andaluz, responsável da incorporação definitiva das Ilhas Canárias à Coroa de Castela no século XV.  Esta belíssima e fascinante cidade foi classificada Património da Humanidade em 2 de dezembro de 1999 pela UNESCO, é sede da diocese de Tenerife, da Universidade da Lagoa, recebe aos turistas pelo Aeroporto de Tenerife-Norte e, como Braga, é chuvosa, húmida, monumental e tem a Semana Santa mais solene das Ilhas Canárias.

ASSOCIAÇÃO DE PROTECÇÃO E SOCORRO PRECONIZA ERRADICAÇÃO DOS SEM-ABRIGO

protecparlam.png

Excelentíssimos membros dos Grupos Parlamentares da Assembleia da Republica Portuguesa

O objectivo das organizações que auxiliam os sem-abrigo não deve ser o de alimentar o problema, mas sim de em conjunto com as autarquias e a administração central do Estado encontrarem soluções sustentáveis e duradouras para cada caso.

Neste sentido, a Associação de Proteção e Socorro gostaria de sensibilizar todos os grupos parlamentares e a opinião pública em geral de que a solução existe e é menos onerosa do que o actual modelo que alimenta mais do que resolve o problema. Um modelo em que se multiplica o crescente número de organizações que nascem com o único propósito de alimentar o problema e dai retirar contrapartidas, são hoje mais as organizações que alimentam o problema, do que aquelas que contribuem para a solução duradoura, como sejam as condições ideais para a empregabilidade, o internamento dos casos de saúde mental bem como os de hábitos de consumo, a par de tantas ouras soluções que contribuem inclusive para aumentar a segurança das populações.

Há portanto casos que não se tratam na rua, carecem de internamento, por vezes de longa duração, somente se o "Estado" não estiver de costas voltadas para estes casos é possível erradicar a condição de sem-abrigo da Cidade de Lisboa e tantas outras.

Os casos de saúde mental não são casos sem solução, a solução é o internamento, é lá que estes seres humanos devem estar, são doentes marginalizados pelo sistema, são pessoas sem berço a quem o Estado voltou costas eximindo-se das suas responsabilidades, e deixou à mercê da sua própria sorte.

O Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem Abrigo - Lisboa (NPISA) é um excelente instrumento para a erradicação da condição de sem-abrigo na cidade de Lisboa, e tem desempenhado um papel importantíssimo e com elevada proficuidade, mas só por si no actual modelo tem sérios constrangimentos de funcionamento. Um horário das 9 às 18 considerando que parte dos recursos humanos são voluntários que têm também eles os seus empregos limita obviamente a capacidade de resposta e, gera filas intermináveis no atendimento. O Ideal seria que este serviço estivesse aberto até ás 23horas, sendo assegurado em horário de expediente pelos funcionários, e após o horário de expediente por voluntários das diversas associações que integram o NPISA, falta para a isso um vigilante que assegure esse período, aparentemente apenas isso para que a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa concorde com este período de funcionamento.

O NPISA é sem dúvida o modelo ideal para a solução duradoura, e tem de facto os projectos e programas que possibilitam a melhor proficuidade nesta luta, carecendo por isso de mais empenho político e da administração central do Estado para conseguir atingir os objectivos a que se propõe.

A solidariedade sem regras está a tornar-se uma actividade económica de que o pais não necessita. Um regulamento que sujeitasse todas as organizações com esses fins, em especial no que concerne à ajuda aos sem-abrigo e com sujeição à coordenação municipal do NPISA para evitar a duplicidade assistencial no mesmo dia no mesmo sítio, e outros dias em que não existe qualquer tipo de assistência, bem como garantir que todos os casos seguidos têm o devido acompanhamento até à solução definitiva ao invés de definitivamente alimentado o problema, seria o ideal. Um ideal fácil de concretizar com o empenho convergente das entidades públicas ou privadas que podem concorrer para as soluções sustentáveis e duradouras nestes casos.

É necessário que as equipas voluntárias de rua tenham regras de recolha de informação e transmissão dessa informação recolhida à plataforma do NPISA que hoje entra em funcionamento, não basta dar pão a quem não tem casa, saúde, medicamentos. A regulamentação da actividade ainda que voluntária é um passo importante, já que se observa que existem organizações a vender solidariedade, ou seja, a fazer caridade somente com o intuito de se promoverem ou deste modo conseguir exercer uma nova actividade económica, a da solidariedade para com as pessoas sem-abrigo.

Neste sentido pensamos que seria pertinente que houvesse iniciativa parlamentar de audição da coordenação do NPISA de Lisboa, cremos que os senhores deputados e as senhoras deputadas ficarão muito surpreendidos ao constatar que a solução existe, mas que para algumas organizações o que rende é alimentar o problema.

Cremos mesmo que o NPISA de Lisboa é um modelo a seguir, um exemplo de vanguarda que só não está mais desenvolvido eventualmente por falta de envolvimento político, pelo que aqui deixamos este nosso singelo contributo sob a forma de sugestão.

Com os nossos melhores cumprimentos,

Associação de Proteção & Socorro 

VIANENSES CAMINHAM PELA COSTA ENTRE CAMINHA E CERVEIRA

No mês de março realizam-se mais dois percursos “Passos de Memória”, desta vez com a realização da segunda e terceira etapa dos Caminhos de Santiago - Caminho Português da Costa. No dia 11 de março será realizado o percurso entre Carreço e Caminha e no dia 25 de março o percurso entre Caminha e Vila Nova de Cerveira, ambos com a  distância aproximada de 16 km.

Até ao dia 22 de julho, dia de chegada a Santiago de Compostela,  serão realizadas no total 10 etapas do Caminho, iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, no âmbito do projeto de Valorização dos Caminhos de Santiago - Caminho Português da Costa.

O ponto de encontro nos dias indicados será o Centro Cultural de Viana do Castelo (dia 11 de março, às 8h30 e dia 25 de março, às 8h00). A autarquia disponibiliza autocarro para transporte dos participantes até ao ponto de início da caminhada e para o retorno a Viana do Castelo no final da mesma.

O Caminho Português a Santiago é o segundo percurso mais percorrido, a seguir ao Francês, e tem registado um crescimento consolidado com crescente interesse nacional e internacional. No concelho de Viana do Castelo, estão alguns dos mais importantes marcos deste caminho, designadamente, na Igreja de Santiago de Castelo do Neiva, onde foram encontrados, em 1931, durante a realização de obras na igreja paroquial, dois importantes documentos arqueológicos: uma ara votiva do período romano, dedicada às divindades dos caminhos e a inscrição altimedieval de consagração da Igreja a Santiago, datada do ano 862, incrustada na parede sul da igreja, sendo a consagração mais antiga ao apóstolo feita fora do território espanhol.

Inscrição:

A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição, através do e-mail: sturismo@cm-viana-castelo.pt, devendo indicar:

Nome do participante; Data de nascimento; Concelho de residência; Contacto telefónico e E-mail.

As inscrições são limitadasaceitando-se um máximo de 3 inscrições por e-mail.

Inscrições para o dia 11 de março - abertas a partir do dia 2 de março, às 12h00 até ao dia 8 de março.

Inscrições para o dia 25 de março - abertas  a partir do dia 16 de março, às 12h00 até ao dia 22 de março.

Mais informações através do telefone: 258 809 350 ou do e-mail: sturismo@cm-viana-castelo.pt

Consultar aqui Plano de Percursos 2017

Os percursos, que são um excelente modo de conhecer o património cultural e natural do município, além de promover o exercício físico, permitirão conhecer locais com paisagens deslumbrantes. Use sempre equipamento de acordo com a estação do ano, como impermeável, chapéu, calçado e vestuário adequado. Privilegie a água e a fruta nos seus mantimentos.

Caminhe connosco por estes passos de memória …

MUNICÍPIO CERVEIRENSE FORMALIZA “ALIANÇA ESTRATÉGICA” PARA DINAMIZAÇÃO DAS INFRAESTRUTURAS DE APOIO EMPRESARIAL

Está agendada para a próxima segunda-feira, 27 de fevereiro, a assinatura do protocolo de colaboração entre o Município de Vila Nova de Cerveira, a Associação para Centro de Incubação de Base Tecnológica do Minho (ACIBTM), o Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica (CENFIM), a Associação dos Industriais Metalúrgicos, Metalomecânicos e Afins de Portugal (AIMMAP) e o Conselho Empresarial do Alto Minho (CEVAL), de forma a dar um novo impulso às infraestruturas de apoio localizadas nas Zonas Industriais. Ato decorre às 14h30, no Auditório do CAE – Centro de Apoio às Empresas.

Cae6.JPG

Pela localização geoestratégica privilegiada, elevada qualificação profissional e boas condições físicas, Vila Nova de Cerveira tem-se afirmado no panorama regional como uma referência no domínio empresarial, com bons indicadores económicos, com uma procura crescente de potenciais investidores e o interesse na consolidação demonstrado pelos empresários já instalados.

Contudo, a Câmara Municipal considera que o desenvolvimento e a potenciação económica de Vila Nova de Cerveira necessita de uma atuação mais integrada, eficiente e eficaz, numa lógica de proximidade com os empreendedores e as empresas, contribuindo para a afirmação do percurso em torno da geração de riqueza e emprego e criação de novas oportunidades de negócio.

Neste sentido, a celebração deste protocolo de cooperação com quatro entidades credenciadas na área do desenvolvimento económico-social regional apresenta-se como uma ‘aliança estratégica’ que pretende encontrar e implementar mecanismos de estímulo mais apelativos e eficazes. Entre as prioridades estratégicas constam, de modo global, a valorização dos recursos humanos; a criação de novas empresas e a consolidação e internacionalização das pequenas e médias empresas como instrumento de desenvolvimento local e regional; a potenciação de criatividade e do espírito empreendedor dos cerveirenses; a criação e atração de talentos, empresas, investimentos e atividades em clusters estratégicos; o posicionamento do concelho nas principais redes de produção e de criação de valor; entre outros.

A cerimónia de assinatura está marcada para a próxima segunda-feira, 27 de fevereiro, pelas 14h30, no Auditório do Centro de Apoio às Empresas.

Vila Nova de Cerveira dispõe de dois polos industriais de iniciativa municipal com 40 empresas e cerca de três mil trabalhadores, e do Parque Industrial do Fulão (capital privado galego). Os polos industriais estão devidamente infraestruturados e com serviços complementares, como é o caso do Centro de Apoio às Empresas – CAE (Auditório e Salas de Formação), do Pavilhão Multiusos, e da Creche do Centro de Apoio Social às Empresas.

MUNICÍPIO DE BRAGA ENCERRA NO CARNAVAL

Encerramento dos Serviços Municipais

O Município de Braga vem por este meio informar que, por despacho Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, os serviços municipais se encontrarão encerrados no dia 28 de Fevereiro, por motivo de tolerância de ponto, inerente ao Carnaval.

CMB07012014SERGIOFREITAS0000066.jpg

Tal decisão teve em consideração a longa tradição no Município de Braga dos festejos carnavalescos e que a Terça-feira de Carnaval é utilizada por diversos trabalhadores para se deslocar aos vários desfiles que se realizam por todo o País, incluindo os festejos e desfiles que ocorrem na Cidade de Braga. A dinamização económica inerente à data foi, também, um factor tido em conta, uma vez que o dia de Carnaval constitui uma oportunidade de negócio para os agentes económicos do Concelho.

Mais se informa que, não obstante a este facto, e por motivos de interesse público, se encontram abertos serviços essenciais, nomeadamente: Cemitério; Posto de Turismo; Parque de Estacionamento do Rechicho; Parque de Campismo; Bombeiros Municipais; Polícia Municipal e Aeródromo.

O Estádio 1º de Maio e os Campos da Rodovia mantêm a abertura ao público até ás 13h00.

O Mercado Municipal da Praça do Comércio estará encerrado no dia de Carnaval. No entanto, no dia anterior, Segunda-feira, dia 8 de Fevereiro, o Mercado irá funcionar das 06h00 às 14h30.

CAMINHA PRESTES A TORNAR-SE A VILA MAIS DOCE DE PORTUGAL

Esta edição conta com doces da Ilha da Madeira e de Espanha

De 24 a 28 de fevereiro, Caminha vai “tornar-se a vila mais doce de Portugal” com a promoção da feira de doçaria “Caminha Doce”. Doces das várias regiões do país, inclusive da Ilha da Madeira, e de Espanha, showcookings e workshops realizados pelos expositores e vários momentos culturais vão dar o mote a esta edição. A abertura está agendada para sexta-feira, às 19H30, com a atuação da Academia de Música Fernandes Fão e Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho.

16864194_1259070267480833_2076603309669234006_n.jpg

Com o Rio Minho como pano de fundo, esta edição da Caminha Doce conta com várias novidades. Destacam-se as presenças, pela primeira vez, de expositores oriundos de Espanha e da Ilha da Madeira e os showcookings realizados pelos próprios expositores.  Os objetivos são potenciar Caminha como destino turístico nesta altura do ano, contrariando a sazonalidade turística, dinamizar o concelho e a economia local.

De 24 a 28 de fevereiro, na Caminha Doce vai encontrar desde os doces tradicionais até aos conventuais, passando pelos chocolates, compotas e licores, de Caminha, Vila Praia de Âncora, Porto, Barcelos, Ermesinde, Viseu, Felgueiras, Vila Real, Lousada, Santa Maria da Feira, Ponte de Lima, Guimarães, Madeira e de Ourense. Para além dos doces, esta edição conta com a promoção de vários workshops e showcookings a cargo dos próprios expositores, que vão mostrar como confecionam as suas especialidades. Quanto à animação, a feira da doçaria vai contar com momentos musicais pela Academia de Música Fernandes Fão e pela Banda Musical Lanhelense e poesia doce pela Krisálida – Associação Cultural do Alto Minho.

Ao longo dos cinco dias, são muitos os showcookings e workshops que vão animar o espaço. No dia da abertura destaca-se o showcooking “pão de deus e fogaça”, orientado por Doces Regionais e Conventuais da Santa Maria da Feira. No sábado, ao longo do dia, vão decorrer vários showcookings, com destaque para o Workshop “Viagem à Terra do Cacau”, orientado por Ana Rute, Flor da Cacau; e “Delícias do Norte da Madeira”, orientado por Delícia da Bia, Santana, Madeira. No domingo, destacam-se os showcookings infantil orientado por LICOMDA, Vila Praia de Âncora; “Queijinhos de Noz”, orientado por Fernanda Viana, Universidade Sénior do Rotary Club de Caminha; e as “Várias formas de Gofres, Crepes e gelados”, apresentado por La Central Heladera, Ourense. Na segunda-feira, destaca-se o showcooking “Doce Húngaro” orientado por Camipão - Padaria e Pastelaria, Vila Praia de Âncora. Na terça-feira de Carnaval destacam-se os o showcookings “Brigadeiros tradicionais e cupcakes decorados”, orientado por Combinações Perfeitas, Vila Praia de Âncora e “Escolha a fruta! Escolheu? Vamos fazer a compota!”, a cargo da Licomda, Vila Praia de Âncora.

No fim de semana, à Caminha Doce juntar-se-ão o afamado Baile do Assalto no Valadares Teatro Municipal de Caminha, no dia 25 e o Desfile de Carnaval Noturno, no dia 27.

ROMANCE "PARA LÁ DE BAGDAD" FOI APRESENTADO EM PONTE DE LIMA

“Para lá de Bagdad” apresentado na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

O último romance histórico de Alberto S. Santos – “Para lá de Bagdad” – foi apresentado no passado sábado, 18 de fevereiro, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima. Trata-se da quarta obra literária do autor penafidelense que regressa ao Oriente para narrar uma história centrada na viagem de um emissário do Califa de Bagdad – Ahmad ibn Fadlan – a uma zona desconhecida do centro e norte do continente euro-asiático em pleno século X. Um livro que desbrava as diferenças culturais das civilizações descritas – com particular enfoque para a tensão emergente entre o conhecimento e a religião no mundo islâmico – e que permite compreender as transformações ideológicas em curso, através do olhar do protagonista, que no regresso da sua jornada, encontra uma Bagdad em mutação, uma cidade onde os livros são queimados e os sábios perseguidos num total desfasamento em relação ao anterior sistema vigente de valoração da sabedoria enquanto força propulsora do progresso social.

DSCN0046 (Small).JPG

A obra – cujo tema de sustentação nasceu da referência de uma nota de rodapé a um manuscrito árabe da Idade Média – possibilita o encontro do leitor com uma cultura ancestral, ainda hoje tão deslumbrante quanto desconhecida, e ajuda-o a perceber as especificidades de um tempo, que não sendo o seu, proporciona um melhor entendimento da época presente e do percurso evolutivo das civilizações ao longo da história. Um exercício exigente de recolha informativa e de escrita, que se estendeu por cerca de três anos, e que beneficiou – além da leitura possível de fontes primárias e do estudo de documentos vários, entre os quais ensaios académicos – do contributo de especialistas das áreas tratadas de molde a construir uma narrativa verosímil em acontecimentos, em descrições geográficas e em aspetos culturais, históricos, religiosos e linguísticos.

Depois do sucesso granjeado com as obras “A escrava de Córdova” (2008), “A profecia de Istambul” (2010) e “O segredo de Compostela” (2013), Alberto S. Santos volta a apostar numa escrita atrativa e escorreita e em histórias menos conhecidas do público para evitar “repetir coisas sobre as quais os outros já escreveram”. O resultado é um livro que, pela dosagem certa de aventura, exotismo e suspense, promete prender o leitor da primeira à última página.

A sessão de apresentação de “Para lá de Bagdad” contou com a presença do Eng.º Vasco Ferraz, vereador com a Pelouro da Juventude do Município de Ponte de Lima.

Sobre o autor:

Natural de Paço de Sousa, Penafiel – concelho onde nasce a 6 de março de 1967 – Alberto Fernando da Silva Santos é licenciado em Direito pela Universidade Católica Portuguesa. Presidente do município penafidelense durante 12 anos, exerce atualmente as funções de Presidente da Assembleia Municipal da cidade, cargo que concilia com a escrita e a advocacia.

Autor de sucesso, apaixonado por livros e pela investigação histórica, Alberto S. Santos tenciona manter a senda dos romances históricos, muito embora tenha um conto publicado numa coletânea de contos lusófonos – “Roça Língua” (2014) – e diversos outros inéditos.

Ambiciona um dia poder viver exclusivamente da criação literária. Até lá continuará a procurar compatibilizar a escassez de tempo com a vontade criativa.

BARCELOS RECEBE O MELHOR DA MÚSICA DE CÂMARA A NÍVEL MUNDIAL

Quatro conceituadas escolas europeias, dezasseis suprassumos da música, de 8 a 11 de março, no Teatro Gil Vicente e Salão Nobre da Câmara Municipal

O festival internacional de música de câmara Harmos regressa a Barcelos entre os dias 8 e 11 de março. O Teatro Gil Vicente e o Salão Nobre da Câmara Municipal acolhem quatro dos concertos integrados na 11ª edição do evento que se realiza simultaneamente em várias cidades do país. A entrada é gratuita.

Cartaz Harmos.jpg

Da Escola Superior de Música de Lisboa - Instituto Politécnico de Lisboa chega o Chinski Quartett, grupo de cordas composto por Ana Paula Sousa (violino), João Cunha (violino), Beatriz Acosta (viola) e Victor Pavtchinski (violoncelo). O quarteto atua no dia 8 de março, quarta-feira, às 15h, no Teatro Gil Vicente, num concerto comentado, dirigido particularmente à comunidade sénior.

No dia seguinte, 9 de março, será a vez dos músicos que compõem o Elysian Piano Quartet, afetos à prestigiada escola belga Koninklijk Conservatorium Brussel, subirem ao palco do Salão Nobre da Câmara Municipal, às 21h30.
A 10 de março, à mesma hora, o Teatro Gil Vicente recebe o Sminov Quartet, do conservatório Hochschule für Musik Basel, da Suíça. O ciclo encerra no sábado, dia 11, com um concerto protagonizado pelo Piano Quartet Interest, constituído por quatro músicos da Academia Estoniana de Música e Teatro, no Salão Nobre da Câmara Municipal, também às 21h30.
Detentor do selo EFFE (Europe for Festivals, Festivals for Europe, sob a égide da Comissão Europeia e da Associação Europeia de Festivais), tem sido reconhecido como um festival de referência nacional e internacional, e apoiado por um conjunto importante de parceiros.
O HARMOS é organizado pela Escola Superior de Música, Artes e Espetáculo do Politécnico do Porto e tem colaborações com uma vasta rede de Instituições de Ensino Superior Artístico em todo o mundo.

PROGRAMA HARMOS Classical 2017:

Dia 8 de março || quarta-feira
15h00
Teatro Gil Vicente
Concerto Comentado para Séniores
CHINSKI QUARTETT
Escola Superior de Música de Lisboa, IPL, Portugal
Ana Paula Sousa, violino
João Cunha, violino
Beatriz Acosta, viola
Victor Pavtchinski, violoncelo
Dia 9 de março || quinta-feira
21h30
Salão Nobre da Câmara Municipal
ELYSIAN PIANO QUARTET
Koninklijk Conservatorium Brussel, Bélgica
Natalia Kotarba, violino
Varvara Jitcov, viola
Anna Reiter, violoncelo
Monika Darzinkeviciute, piano
Dia 10 de março || sexta-feira
21h30
Teatro Gil Vicente
SMIRNOV QUARTET
Hochschule für Musik Basel, Suíça
Smirnov Dmitry, violino
Mariia Ten, violino
Romain Roussel, viola
Héctor Hernández, violoncelo
Dia 11 de março || sábado
21h30
Salão Nobre da Câmara Municipal de Barcelos
PIANO QUARTET InterEST
Estonian Academy of Music and Drama, Tallin, Estónia
Maarja-Helen Oserov, violino
Merike Heidelberg, viola
Valle Rasmus Roots, violoncelo
Auli Lonks, piano

PAREDES DE COURA FESTEJA ENTRUDO SOPEIRO

O Entrudo Sopeiro é uma das muitas iniciativas que por estes dias ilustram o Carnaval em Paredes de Coura, no coração do Alto Minho.

entrudo sopeiro.jpg

Pelo terceiro ano, a Associação Cultural e Recreativa de Paredes de Coura, com o apoio do Município, organiza o III Entrudo Sopeiro. É já na próxima 2ª feira, a partir das 19h00, com uma mostra de sopas mas também uma forma de confortar os estômagos nestas noites frias de inverno, enquanto se vê desfilar espontaneamente pelas ruas desta bonita vila altominhota os muitos courenses que aproveitam para se mascararem, satirizando e parodiando a vida local e o nosso quotidiano.

Caldo verde, sopa de peixe, sopa de cogumelos, entre outras, são algumas das propostas com que poderemos confortar o estômago neste Entrudo Sopeiro, porque para a alma não faltará a animação musical e o contributo dos mais irreverentes courenses que de todas as freguesias se dirigem para o centro da vila para mais um entusiasmante desfile espontâneo, por volta das 22h00.

Antes, já esta sexta-feira, a partir das 14h00, as ruas de Paredes de Coura enchem-se de um inusitado colorido para o Desfile de Carnaval, com as crianças das creches e jardins de infância, mas também os simpáticos idosos dos Lares, Centros de Dia e Centros de Convívio das várias instituições do concelho.

O ponto de encontro é o Largo do Tribunal e tem organização da OUSAM – Organismo Utilitário e Social de Apoio Mútuo, que para esta iniciativa conta com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Paredes de Coura, Centro de Interparoquial de Moselos, Padornelo e Parada, Centro Social e Paroquial de S. Bento, Lar de S. João de Bico, Centro Paroquial e Social de S. Martinho de Coura e Agrupamento de Escolas de Paredes de Coura.

PARTIDO "OS VERDES" REÚNE-SE HOJE COM A COMISSÃO DOS EX-TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO

Os Verdes reúnem com a Comissão dos ex-Trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo

Uma delegação do Partido Ecologista Os Verdes, composta entre outros, pelos dirigentes nacionais do coletivo nacional, Mariana Silva e Fernando Sá reunirá amanhã, 23 de Fevereiro, com a comissão representativa dos ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

O encerramento dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo representou um infortúnio para os trabalhadores e para a região. Centenas de trabalhadores ficaram no desemprego e numa situação de dependência do subsídio de desemprego.

Apesar dos vários apelos feitos por esta comissão de ex-trabalhadores ao Governo, para que encontre uma solução para estes ex-trabalhadores e para a suas famílias, continuam sem ver solução para o futuro.

Os Verdes consideram dramática a situação em que, ainda hoje, estes ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo se encontram pelo que têm acompanhado de perto esta temática, assim:

Amanhã dia 23 de Fevereiro – Quinta-feira - 10.30h - Os Verdes reúnem com a Comissão Representativa dos ex-Trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, no Grupo Desportivo dos Trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

No final da reunião, com término previsto para cerca das 11.30h, serão prestadas declarações à imprensa.

MIGUEL ARAÚJO REALIZA CONCERTO EM VIANA DO CASTELO

Os bilhetes para o concerto do MIGUEL ARAÚJO – 27 de maio,  a realizar no Centro Cultural de Viana do Castelo já se encontram disponíveis para venda.

image002migarauj.png

LOCAIS DE VENDA:

  • Teatro Municipal Sá de Miranda, nos horários habituais da bilheteira - segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00;

       Dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00;

                Sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

  • www.ticketline.sapo.pt- Fnac - Ag. Viagens Abreu – Worten – A.B.E.P – Casino Lisboa – C.C. Dolce Vita – C.C. Mundicenter – El Corte Inglês e         SuperCor – Galeria   Comercial Campo Pequeno – MMM Ticket – Uticketline – CCB – Time Out Mercado da Ribeira – Shopping Cidade do Porto                – Forum Aveiro – Ask Me Lisboa e INFORMAÇÃO/ RESERVAS: ligue 1820 (24 horas)
  • Centro Cultural de Viana do Castelo, no dia doespetáculo,  entre as 18h00 e as 22h00, se a lotação não estiver esgotada

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6 anos

CUSTO DO BILHETE: 10€ (plateia) | 10€ (bancada)

Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, por  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt (indicando nome e NIF), com um prazo de      levantamento de 24 horas, caso contrário a reserva ficará sem efeito.

Há bilhetes de plateia e bancada, pelo que deverão mencionar na reserva o desejado.

Não há lugares marcados.

BRAGA APOSTA NO DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS DOS BOMBEIROS SAPADORES

A Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga está a desenvolver uma acção de formação em Salvamento e Desencarceramento de nível II, ministrado pela Escola Nacional de Bombeiros.

16864281_1453514354679747_5702863317468768733_n.jpg

Esta iniciativa reflecte a aposta do Município de Braga na qualificação dos recursos humanos da sua Companhia de Bombeiros Sapadores, com o objectivo de dotar os formandos com competências técnico-operacionais para chefiar equipas em operações de salvamento e desencarceramento rodoviário e similares.

Já no ano transacto, o Município de Braga proporcionou um total de 6208 horas de formação aos profissionais da Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, atingindo 160 operacionais, que adquiriram competências em diversos cursos, nomeadamente em incêndios urbanos e industrias, em segurança e comportamento em incêndios florestais, em mergulho, na formação de tripulantes de ambulância de socorro, em segurança contra incêndios em edifícios, salvamento e desencarceramento, entre outros.

16649466_1453516048012911_1069283557522047405_n.jpg

16730267_1453515218012994_5869773258049301343_n.jpg

16830712_1453514008013115_4784011497536789958_n.jpg

FAMALICÃO RECEBE ESPECTÁCULO DE BAILADO

Casa das Artes recebe espetáculo solidário “Estrela da Neve”

A Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão recebe este sábado, dia 25 de fevereiro, o espetáculo “Estrela da Neve”, o primeiro bailado produzido no âmbito do projeto “Escola de Ballet Municipal”, promovido nas Piscinas de Oliveira de S. Mateus pela autarquia famalicense e pela Associação Crescer Além da Dança.  

O espetáculo, que terá lugar no grande auditório a partir das 21h30, vai contar com a participação de cerca de 50 crianças e jovens famalicenses.

Os bilhetes têm o custo de 3 euros e a totalidade da receita angariada reverterá a favor do Serviço de Oncologia da Unidade Hospitalar de Famalicão.

ESCRITOR ANTÓNIO MOTA CONVERSA COM OS FAMAALICENSES

Escritor António Mota no próximo “Um Livro, Um Filme”

O escritor português António Mota é o convidado da próxima sessão de “Um Livro, Um Filme”, que decorre no próximo dia 3 de março, sexta-feira, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide São Miguel, em Vila Nova de Famalicão.

António_Mota.jpg

Para exibir e comentar, o convidado escolheu o filme “A 25.ª Hora”, um drama de guerra produzido em 1967, pelo realizador Henri Verneuil.

Nascido em Vilarelho, Ovil, concelho de Baião, refira-se que António Mota publicou o seu primeiro livro em 1979, intitulado “A Aldeia das Flores”, e não mais parou de escrever, tendo-se dedicado essencialmente à literatura infantojuvenil. É neste âmbito, aliás, que tem atualmente mais de 80 obras publicadas. Recebeu vários prémios, dos quais se destacam o Grande Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens, categoria “Livro Ilustrado” (2004), para “Se eu fosse muito magrinho” (com ilustrações de André Letria).

Recorde-se que a iniciativa “Um Livro, Um Filme” decorre desde 2006 e conta todos os meses com a presença de uma figura da cultura e das artes para apresentar um filme, preferencialmente baseado numa obra literária. A iniciativa é de entrada livre.

LOJA SOCIAL DE FAMALICÃO RECOLHE ALIMENTOS

Este sábado e domingo, dias 25 e 26 de fevereiro, a Loja Social do Município de Vila Nova de Famalicão vai estar no supermercado Pingo Doce, localizado junto às piscinas municipais, para uma recolha de géneros alimentares. 

Loja Social promove campanha de recolha de alimentos nos dias 18 e 19 de... (1).jpg

A iniciativa contará com o apoio dos membros do Banco Local de Voluntariado de Vila Nova de Famalicão.

Refira-se que través desta e de outras ações de solidariedade promovidas em todo o concelho, a Loja Social consegue assim atingir o seu objetivo de apoiar as famílias famalicenses economicamente mais vulneráveis. 

JORNALISTAS VIVEM E RETRATAM EXPERIÊNCIAS ÚNICAS EM AMARES

Um grupo de jornalistas nacionais e internacionais, especializados ou ligados à área do turismo, ficaram a conhecer, no passado sábado, um pouco mais do concelho de Amares e dos seus encantos para que possam promovê-los junto dos seus leitores, numa ´press trip` pensada para mostrar um destino autêntico e de excelência turística, num menu de experiências em que a gastronomia e os vinhos, associados à natureza, ao património, à cultura, e ao artesanato assumiram um papel de destaque.

IMG_9014.JPG

A iniciativa, promovida numa parceira entre a CIM Cávado, o Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Câmara Municipal de Amares contemplou uma tour pelos locais turísticos mais emblemáticos do concelho, como sendo o Santuário de Nossa Senhora da Abadia e o Mosteiro de uma Rendufe. Ao longo do dia a comitiva de jornalistas familiarizou-se com a história de Amares e tomou contacto com as mais-valias do território ao visitar os principais símbolos do património natural, cultural, religioso, material e imaterial do concelho, para além de ficar a conhecer também algumas das estruturas vitivinícolas existentes, onde se deleitaram com provas de vinho e degustação de produto locais (compotas, licores, bolachas, entre outros). Uma jornada que incluiu, ainda, a apresentação de um roteiro gastronómico de Amares, um passeio a cavalo de charrete pelas vinhas do concelho e um jantar com petiscos regionais.

“Ficamos muito satisfeitos por termos sido o concelho escolhido pela CIM Cávado e pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal para acolher este grupo de jornalísticas nesta iniciativa que pretendia dar a conhecer as potencialidades do nosso concelho e reafirmar a imagem do nosso território como destino de excelência, associado ao turismo”, referia o presidente na Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, na ocasião.

“Estou certo de que estes jornalistas através dos seus testemunhos vão mostrar aquilo que de bom o nosso concelho tem para oferecer, despertando o interesse junto do seu público para que nos visitem e desfrutem desta terra cheia de encanto”, sublinhou o autarca.

Esta ´press trip` decorreu no âmbito dos Fins de Semana Gastronómicos de Amares (uma iniciativa conjunta do Turismo do Porto e Norte de Portugal e dos Municípios da região que pretende dar a conhecer os produtos de excelência da gastronomia local, servindo também de alavanca ao setor do turismo) associada também à promoção do 15º Festival de Papas de Sarrabulho de Amares que decorre entre os dias 25 e 28 de fevereiro. A iniciativa contou com o apoio de vários empresários locais ligados ao setor turístico, gastronómico e vitivinícola a quem o Município de Amares agradece pela colaboração.

DSC01710.JPG

DSC01778.JPG

IMG_8889.JPG

IMG_8929.JPG

IMG_8968.JPG

BARCELOS PROMOVE DEBATE SOBRE MARKETING SOCIAL

Marketing Social em debate no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos

Combater a exclusão, promover a integração social, incentivar o investimento no empreendedorismo social e numa nova racionalidade económica solidária são alguns dos objetivos principais deste seminário dedicado ao “Marketing Social”. Uma iniciativa que juntará empresas, empresários e associações do concelho de Barcelos para darem o seu testemunho e contributo, que ajudarão a abrir novas fronteiras na área do “Marketing Social” que permitam a criação de uma sociedade mais justa e equilibrada. A aposta no empreendedorismo social é a única forma de esbater o interesse individual em prol da concorrência pela “cooperação” e a “associação”.

marketing social.jpg

No próximo dia 3 de março, pelas 14h00, realiza-se, no Auditório da Câmara Municipal de Barcelos, um seminário dedicado ao “Marketing Social”, que abordará diversas questões relacionadas com a temática, nomeadamente “ O Poder do Marketing Social”, a “A realidade Fiscal do Marketing Social” e “Montras Sociais como estratégia de desenvolvimento local”.

A abertura do “Seminário do Marketing Social” será realizada pela Vice-Presidente da Câmara Municipal de Barcelos e Presidente do Conselho Local de Ação Social, Armandina Saleiro. Ao longo da tarde, várias as empresas/personalidades da área do “Marketing Social” darão o seu contributo para o alargamento de campos de visão nesta área.

Esta iniciativa, que conta com o apoio do Município de Barcelos, é dinamizada pelo GOD (Grupo Operativo da Deficiência- Constituído no âmbito da Rede Social de Barcelos) e a ATAHCA (Associação de Desenvolvimento das Terras Altas do Homem, Cávado e Ave) no âmbito do Plano de Desenvolvimento Social 2021, onde se preveem ciclos de sessões temáticas subordinadas ao empreendedorismo social.

As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias. Podem ser efetuadas até ao dia 1 de março em: https://docs.google.com/forms/d/1nk2LWBhK4ZIvUpK_8KCAdUlr1tlaYXPVua9QDTcqMw/viewform?edit_requested=true

MONÇÃO FESTEJA O CARNAVAL

Desfile de crianças, caminhada noturna, recriações nas freguesias, concursos para grupos de mascarados e animação musical são os pontos fortes de uma quadra festiva “disfarçada” de fantasia, magia, criatividade e animação. É carnaval, ninguém leva a mal. Não há outro tempo assim. Aproveite.

carnaval 01monçao (1).jpg

O carnaval proporciona libertação criativa e momentos humorísticos. Em Monção, a autarquia local e diversas juntas de freguesia e associações culturais do concelho cumprem esta tradição enraizada na interioridade de cada pessoa através da realização de atividades que prometem animar miúdos e graúdos em dias festivos que apelam à fantasia, magia e folia.

Assim, esta quinta-feira, a partir das 10h00, decorre o desfile de carnaval dos alunos do pré-escolar e 1º CEB do Agrupamento de Escolas de Monção, Colégio do Minho e Santa Casa da Misericórdia. Serão cerca de 900 crianças que prometem animar as ruas e praças de Monção. O epicentro da festa será a Praça Deu-la-Deu. A câmara tem uma surpresa reservada para cada menino/a. 

No dia 25, sábado, pelas 20h30, realiza-se a Caminhada Noturna de Carnaval Ponte do Mouro Medieval. A organização promete espalhar magia e alegria numa caminhada divertida e animada. E aconselha a utilização de roupa e calçado adequado.

Com trajeto aproximado de 10 quilómetros, o valor de participação é de 7,50 € englobando seguro, reforço e brinde. A receita destina-se a apoiar a realização da recriação histórica “Ponte do Mouro Medieval”. O disfarce mais original será premiado. Informações/inscrições: pontedomouromedieval@gmail.com.

No dia 26, domingo, algumas freguesias do concelho promovem concursos e recriam aspetos da vida local e nacional, proporcionando momentos de diversão nas comunidades locais. As críticas abordam assuntos e personalidades próximas, contudo, as figuras nacionais também são alvejadas. Por vezes, com tiro de canhão.

No dia 27, à noite, o centro histórico da vila anima-se com grupos de mascarados, muitos deles vindos da outra margem do rio Minho. Haverá animação musical com a Orquestra Norwest, na Praça Deu-la-Deu, e desfile/concurso de carnaval para as juntas de freguesia e associações culturais do concelho com prémios para os 5 primeiros classificados.

carnaval 01monçao (2).jpg

carnaval 01monçao (3).jpg

carnaval 01monçao (4).jpg

BOMBEIROS DE CERVEIRA TÊM NOVOS VOLUNTÁRIOS

Bombeiros Voluntários com 10 novos membros

O Corpo Ativo dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira ficou mais enriquecido com a incorporação de 10 novos bombeiros que receberam as suas divisas este fim-de-semana. Autarquia orgulha-se pelo altruísmo destes cerveirenses em abraçar tão nobre causa.

16681625_1602297169797719_2273192679114134022_n.jpg

Para assinalar o momento da passagem ao quadro ativo destes novos Bombeiros decorreu, no passado sábado, uma cerimónia de imposição de divisas presidida pelo autarca cerveirense Fernando Nogueira, além da presença dos membros dos corpos sociais da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira, dos novos Comandante e 2º Comandante da Proteção Civil Distrital, entre familiares e amigos dos novos bombeiros.

Além de deixar votos de sucesso, o presidente da Câmara Municipal enalteceu a importância daqueles que decidem abraçar o voluntariado. Fernando Nogueira endereçou um profundo agradecimento a todos os ‘soldados da paz’ cerveirenses que “merecem todo o apoio, carinho e reconhecimento pelo altruísmo em prol da segurança e bem-estar das pessoas”.

Com esta incorporação, o Corpo Ativo dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira dispõe de 50 elementos.

16806657_1602297319797704_6021869568211066059_n.jpg

16864357_1602297209797715_7397566975812276277_n.jpg

CRIANÇAS DE GUIMARÃES FESTEJAM O CARNAVAL

NA MANHÃ DESTA SEXTA-FEIRA, 24 FEVEREIRO

Meio milhar de crianças vai comemorar Carnaval 2017 nas ruas de Guimarães

Desfile começa em frente à Câmara Municipal, cruza o Centro Histórico e termina no Toural. Uma dezena de instituições vai colorir manhã desta sexta-feira com festa carnavalesca infantil.

Guimaraes_Carnaval_Infancia.JPG

Mais de 500 crianças vão desfilar pelas ruas do centro da cidade de Guimarães, esta sexta-feira, 24 de fevereiro, na comemoração do “Carnaval da Infância”, uma iniciativa promovida pela Divisão da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães, em parceria com os Jardins de Infância e instituições com a valência de ATL do concelho.

A concentração está marcada para as 10 horas no Largo Cónego José Maria Gomes, onde decorrerá a sessão de abertura com a presença do Presidente da Autarquia, Domingos Bragança. O desfile dos grupos participantes principiará meia hora depois, com as crianças a deslocarem-se para o Largo do Toural, saindo do recinto em frente à Câmara Municipal em direção à rua Santa Maria, rua Alfredo Guimarães e Alameda de São Dâmaso.

A concentração final está prevista para as 12 horas no Toural, local onde haverá animação musical com uma dupla de palhaços assegurada pela organização. Ao todo, vão participar 550 crianças na edição deste ano do “Carnaval da Infância” pertencentes às seguintes 10 instituições:

Casa do Povo de Creixomil, Centro de Solidariedade Social, Cultural e Desportivo da Somelos, Centro Paroquial S. Romão de Mesão Frio, Centro Pastoral D. António B. M. Júnior – Patronato da Oliveira, Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Conceição, Fraterna, Infantário Nuno Simões, Patronato de S. Sebastião, Grupo Desportivo e Recreativo “Os Amigos de Urgeses” e Jardim de Infância de S. Francisco

MELGAÇO VAI INFORMAR SOBRE A IMPORTÂNCIA DA INTERNET PARA POTENCIAR OS NEGÓCIOS

No dia 6 de março, pelas 15 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal

A iniciativa pretende informar sobre a melhor forma de gerir os negócios recorrendo às ferramentas digitais, indispensáveis nos dias de Hoje.

image004melgaç.jpg

Ciente da importância da internet no campo dos negócios nos dias de Hoje e da constante mudança no que respeita a novas tecnologias, a Câmara Municipal de Melgaço organiza no próximo dia 6 de março (pelas 15 horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal) o Workshop ‘A Importância do marketing digital para potenciar os negócios’. A ação será orientada por Marco Novo, Consultor e formador em Marketing, e é dirigida aos agentes económicos do território, aos empreendedores que pretendem consolidar e validar a sua estratégia de marketing e ao público em geral.

A forma de fazer negócios tem de acompanhar a evolução da tecnologia, mas muitas empresas ainda não se adaptaram a esta realidade e continuam a promover e a vender os seus serviços da mesma forma que se fazia há anos atrás. Com este workshop os participantes passarão a entender melhor como integrar o digital numa estratégia de marketing da sua empresa, tanto em B2B (business-to-business/comércio estabelecido entre empresas)como diretamente ao consumidor final. Serão desmistificados os principais problemas deste meio, sejam de tecnologia, de privacidade ou mesmo da força de uma comunidade social, para assim permitir um pensamento focado na marca, num serviço ou num produto orientado ao desenvolvimento das vendas e maximização do lucro.

‘Os empresários têm de se adaptar ao mundo digital!’, refere Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, alertando: ‘A internet permite Hoje uma relação diferente entre o vendedor e o consumidor: uma relação mais humanizada. Nunca foi tão fácil como nos dias de Hoje saber o que as pessoas procuram, o que gostam…As empresas têm de apostar na mudança e no avanço da tecnologia: é importante reter e beneficiar do potencial que o meio digital oferece para conquistar e fidelizar cada vez mais clientes, antes que a concorrência o faça, principalmente agora que o mercado está em constante mutação, e de um momento para o outro é preciso inovar.’

Marco Novo vai mostrar aos participantes que a presença de uma empresa no mundo digital não se resume apenas a estar na internet: é preciso atuar de forma estratégica para alcançar visibilidade e resultados, garantindo assim a sustentabilidade no mercado global - não apenas no dia-a-dia, mas a longo prazo.

A iniciativa é de participação gratuita mas de inscrição obrigatória, aqui.

CARNAVAL DE BARCELOS TEM MAGIA, TRADIÇÃO E SÁTIRA

De 24 a 28 de fevereiro, o maior Carnaval Popular do país

Mais de 40 associações, três dezenas de carros alegóricos e milhares de figurantes vestidos a preceito vão preencher de cor, alegria e boa disposição as ruas da cidade de Barcelos, naquele que é considerado o maior Carnaval Popular do país.

Carnaval foto.jpg

Durante quatro dias, entre 24 e 28 de fevereiro, o Município tem preparado um vasto programa de comemorações que alude ao tradicional entrudo do norte do país. Longe dos ritmos sambistas e das máscaras venezianas, o Carnaval barcelense ancora-se nas profundezas das tradições regionais com o folclore, os gigantones e o figurado a saírem vitoriosos e com o melhor da sátira popular a sair às ruas.

O ponto alto das comemorações é o tradicional Cortejo de Carnaval Popular, promovido pelas associações do concelho, que atravessa a Avenida da Liberdade no dia 28 de fevereiro, a partir das 15h, e culmina com um espetáculo musical pela Academia Soulfly ArtLovers.

O centro histórico da cidade vai acolher várias atividades, incluindo a Feira do Fumeiro que se vem tornando habitual ao longo dos últimos anos. Os mais novos apresentam o Desfile das Escolas no dia 24 de manhã. Já a festa de arromba para os adultos acontece na noite de 27 com a realização do Concurso de Máscaras e da atuação de Victor Rodrigues e sua Banda, na Avenida da Liberdade, a partir das 21h. Às 23h30, todos os caminhos vão ter ao Pavilhão Municipal, onde está preparada uma grandiosa noite de Carnaval, com Dj´s convidados e entrada livre. 

VIZELA DIVULGA SERRAÇÃO DA VELHA

Concurso, oficina e exposição divulgam tradição da ‘Serra-a-velha’

A Câmara Municipal de Vizela e a Fundação Jorge Antunes, em parceria com a Universidade Sénior de Rotary Club de Vizela, os Escuteiros de São João, a Coração Azul, o escritor Hélder Magalhães e a ACIV, vão promover uma série de atividades subordinadas à temática da ‘Serra-a-velha’.

cartaz_serra_a_velha_2017.jpg

A tradição de Serrar a velha em Vizela assume uma grande importância e é um ritual recordado por avós e pais e praticado por filhos e netos.

Durante o mês de março serão promovidas diversas atividades pensadas para perpetuar e fazer crescer esta tradição.

PROGRAMA:

4 março

Oficina de construção de velhas na Biblioteca Municipal FJA. Implica inscrição prévia.

21 fev a 17 mar.

Concurso de Velhas Gigantes (ver regulamento próprio)

20 mar a 13 abr.

Exposição das Velhas Gigantes na Praça da República

22 março

20h30 - Entrega de velhas para concurso infantil

21h00 - Divulgação dos vencedores do concurso de Velhas Gigantes e do Concurso de Velhas infantis.

21h15 - Dramatização da Queima da Velha com a turma de teatro da Universidade Sénior de Rotary Clube Vizela e Coração Azul a partir de texto de Hélder Magalhães. Música com a turma de Cavaquinhos da Universidade Sénior de Rotary Clube Vizela.

21h30 - Grande Queima da Velha com uma Velha de 3 metros construída pelos Escuteiros de São João.

Organização: Câmara Municipal de Vizela / Fundação Jorge Antunes.

Parceiros: Universidade Sénior de Rotary Club de Vizela, Escuteiros de São João, Coração Azul, Hélder Magalhães, ACIV.

cartaz_velhas_gigantes_2017.jpg

FAFENSES PRESTAM TRIBUTO A ZECA AFONSO

Núcleo de Artes e Letras de Fafe e Atriumemória promovem tributo a José Afonso

O Núcleo de Artes e Letras de Fafe, em parceria com a associação Atriumemória, promove uma Tertúlia musical e poética em tributo ao cantor José Afonso, a propósito dos 30 anos do seu falecimento, esta sexta-feira, 24 de Fevereiro, a partir das 21h30, na Sala Manoel de Oliveira, em Fafe.

16819104_1255722981141828_2142245624395137861_o.jpg

Participam musicalmente os FourArmil, o duo Duarte e Diana, Fernando Peixoto Lopes e José Augusto Gonçalves, havendo a hipótese de aparecerem mais participantes

Regista-se ainda a leitura de poemas de e sobre o autor de “Grândola Vila Morena” ou "Os Vampiros", por poetas e declamadores locais.

A iniciativa que conta com a colaboração do Município de Fafe é de entrada livre.

Recorde-se que Zeca Afonso nasceu em 2 de Agosto de 1929 e faleceu em 23 de Fevereiro de 1987, no Hospital de Setúbal, vítima de esclerose lateral amiotrófica, diagnosticada cinco anos antes.

Deixou um legado musical, cultural, de resistência e de liberdade que ainda hoje permanece actual.

CERVEIRA É DESTINO TURÍSTICO DE EXCELÊNCIA

Turistas continuam a preferir Cerveira como destino turístico

Vila Nova de Cerveira registou, em 2015, um crescimento de cerca de 20% no número de hóspedes e de dormidas, sendo o terceiro município alto-minhoto eleito pelos turistas para pernoitar. Os dados, que constam do Anuário Estatístico Região Norte 2015 do INE, corroboram que a aposta da autarquia no setor do turismo não só está a ter bons resultados, como é preciso continuar a potenciar.

IMG_8505.JPG

Fazendo uma análise comparativa, de 2014 para 2015, o número de hóspedes em Vila Nova de Cerveira aumentou de 26.310 para 31.357, e as dormidas passaram de 52.666 para 62.447. Os espanhóis continuam a ser o primeiro mercado estrangeiro em termos de fluxos turísticos, seguidos de franceses, alemães, ingleses e americanos também em crescimento.

Apesar das recentes estatísticas revelarem que a estratégia delineada para atrair visitantes ao concelho está a recolher frutos, o edil cerveirense acredita que este setor tem de ser encarado como fulcral no desenvolvimento futuro do concelho, pelas enormes potencialidades ainda por explorar e outras por afirmar. “Apesar de ser dos concelhos que tem maior procura, Vila Nova de Cerveira é daqueles que tem menor disponibilidade hoteleira, o que eventualmente pode constituir-se como um fator inibidor do crescimento turístico do concelho. Neste sentido, por um lado, precisamos de mais oferta hoteleira para dar resposta à crescente procura, pois a partir de maio já não dispomos de camas, e por outro lado temos de fomentar a oferta habitacional de forma a contribuir para a fixação de jovens casais que nos procuram”, diz Fernando Nogueira.

O Município de Vila Nova de Cerveira tem vindo a desenvolver um intensivo trabalho para fortalecer a sua notoriedade e capacidade de atrair visitantes, apostando na qualificação e na promoção do concelho, na afirmação de eventos referência e na organização de outros, para que cada vez mais turistas escolham o concelho como o seu destino de férias ou mini-férias.

À hospitalidade dos cerveirenses, junta-se a beleza do património natural e a riqueza do património histórico, acrescidas de inúmeras valências desportivas e de lazer e de uma oferta desportivo-cultural de excelência que têm contribuído para a maior atratividade deste território. Cerveira tem hoje turismo cultural, artístico, histórico, religioso, e de natureza, com perspetivas de crescimento. O convite deixado é o de Vi(m)ver Cerveira!

CUCA ROSETA ATUA AO VIVO NO TEATRO CINEMA DE FAFE

Com a chegada do mês de Março, os grandes concertos regressam a Fafe. No próximo dia 11, é a vez de Cuca Roseta subir ao palco do Teatro Cinema de Fafe para um espetáculo que garante ser inesquecível.

cuca.jpg

Cuca Roseta é uma das mais marcantes e reconhecidas vozes do Fado da atualidade. Quis o destino que o seu primeiro disco fosse produzido por um dos mais célebres e aclamados produtores do mundo - Gustavo Santaolalla - detentor de vários Óscares e Grammy’s.

Cuca viria assim a destacar-se no panorama da música nacional. O sucesso foi tanto que viria a ser largamente referida nos media nacionais e internacionais. No mesmo ano, também Cuca Roseta foi a artista de destaque no prestigiado filme de Carlos Saura – “Fados”.

Num segundo disco, Cuca Roseta quis ir mais longe e fazer algo diferente, mostrando mais do seu “outro lado”, o lado da composição. Assume assim o risco de escrever e assinar a maior parte das letras e músicas em “Raiz”, risco esse que foi tão bem-vindo!”

“Raíz” percorre o país e o mundo mostrando a sua voz e toda a sua arte, tendo atuado nos principais palcos nacionais e internacionais.

Em Maio deste ano edita “Riû”, com mais um “trunfo na manga”: a produção de um disco pela mão do célebre Nelson Motta, intitulado no Brasil como o “Papa” da música.

Em “Riû” Cuca Roseta dá mais um importante salto na sua carreira, faz parcerias e canta temas originais de Djavan, Ivan Lins, Jorge Drexler, Jorge Palma, Sara Tavares, Pedro Jóia e Mario Pacheco.

Com “Riû”, Cuca fez mais de 50 espetáculos nos últimos três meses em Portugal e no mundo e recebe as melhores críticas dos media.

Pompeu Martins, Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Fafe, reconhece que “este será, sem dúvida, um grande concerto. Temos recebido em Fafe diversos do nomes do panorama musical nacional, e também internacional, que nos têm presenteado com espectáculos memoráveis.

O nosso objectivo é continuar a proporcionar momentos especiais ao público, trazendo ao Teatro Cinema nomes tão relevantes e acarinhados, como até então temos feito.

No próximo mês, é a vez de ouvirmos Fado em Fafe com um nome incontornável, Cuca Roseta. Será certamente um concerto especial!”

Recorde-se que o concerto tem inicio marcado para as 21h30 e os bilhetes já estão à venda na Loja Interactiva de Turismo.

WEB-CUCA-POST-01.jpg

IDOSOS DE GUIMARÃES FESTEJAM O CARNAVAL

ESTA TERÇA-FEIRA À TARDE, NO MULTIUSOS

Tema do ambiente abrilhanta Carnaval em Guimarães com desfile de 800 idosos

Alegria, criatividade e muita animação na festa de Carnaval de 33 instituições do concelho, que reuniu mais de oito centenas de idosos no Multiusos de Guimarães. Na sexta-feira de manhã, o Largo do Toural recebe o “Carnaval da Infância”.

Guimaraes_Carnaval_Senior_2017.jpg

A criatividade na confeção de peças de vestuário preparadas pelos utentes de instituições de solidariedade social do concelho de Guimarães, alusivas à candidatura a Capital Verde Europeia, abrilhantou o desfile de “Carnaval Sénior” organizado pela Câmara Municipal de Guimarães, em colaboração com a cooperativa Fraterna e instituições de apoio a idosos do concelho, esta terça-feira, 21 de fevereiro, no Multiusos de Guimarães.

A iniciativa reuniu mais de oito centenas de participantes em representação de 33 IPSS. Os idosos, no âmbito das atividades da Terceira Idade realizadas ao longo do ano, prepararam para o desfile carnavalesco peças de vestuário onde se realçaram os temas da Água, Natureza e Biodiversidade, os 4 Elementos, Reciclagem, Resíduos, Rio Ave, Transporte Local, Turismo e Áreas Verdes.

«Carnaval é alegria e esse é o compromisso que eu tenho com vocês! Guimarães é um concelho amigo da juventude, dos pais e dos avós, mas também das pessoas que, com alegria, inteligência e coração, dão carinho todos os dias aos idosos que estão nas vossas instituições», afirmou Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, que propôs, no futuro, a realização de um desfile sénior no Centro Histórico.

No Multiusos, os participantes desfilaram as suas fantasias por grupos temáticos, acompanhados por músicas carnavalescas. «Não há limite de idade para a fantasia e para o sonho e esta é a demonstração que Guimarães dispõe de uma cultura humana de excelência. Sejam felizes e sorriam sempre, pois o sorriso é o espelho da alegria», acrescentou ainda o responsável pelo Município.

Carnaval mais verde

Na edição deste ano, sob o tema da Água, participaram a Casa de Caldelas, Casa do Povo de Fermentões, Centro Comunitário de Solidariedade e Integração Social de Tabuadelo, Centro Social Nossa Senhora do Carmo, Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Conceição, Centro Social da Paróquia de Santa Eulália de Nespereira, Fraterna, Real Irmandade de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos, Venerável Ordem Terceira de S. Domingos e Venerável Ordem Terceira de S. Francisco.

Em seguida, com o tema da “Natureza e Biodiversidade”, desfilaram utentes da Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães, Casa do Povo de Briteiros e Centro Social da Irmandade de S. Torcato, enquanto a Fundação Casa do Paço, devido a um imprevisto, não pôde estar presente. O Centro Social Paroquial de Gondar, Centro Social e Paroquial de Ronfe, Centro Social Paroquial S. Cristóvão de Selho e Lar Beneficente de S. Jorge representaram os “4 Elementos” da natureza.

Reciclagem foi o tema do Centro Social e Brito e Centro Social de Guardizela, ao passo que a cooperativa Castreja (Gerações em Movimento), o Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa e Sala Convívio de Barco participaram no desfile representando a temática dos Resíduos. Por sua vez, o Centro Social D. Manuel Monteiro de Castro, o Centro Social Recreativo e Cultural de Campelos e Encontro de Saberes apresentaram o rio Ave como tema da indumentária.

No cortejo de Carnaval, participaram também a Casa do Povo de Creixomil, o Centro Social e Paroquial de Polvoreira, Centro Social e Paroquial de Mascotelos-Santiago e Lar de Santo António com o tema Transporte Local. Já os utentes da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães adotaram peças de vestuário alusivas ao Turismo e a Academia da Razão referente à temática das Áreas Verdes. Neste desfile, participaram ainda a Ami-Clihotel de Guimarães, Centro Sociocultural Desportivo de Sande S. Clemente, Grupo Bem Viver e Grupo Sénior de Infantas.

MONÇÃO APRESENTA CONFRARIA DO VINHO VERDE TINTO

Monção procede à apresentação pública da Real Confraria do Vinho Verde Tinto na próxima sexta-feira, 24 de fevereiro, pelas 15h00, no Centro Cultural do Vale do Mouro, em Tangil.

Além dos elementos dos órgãos sociais da confraria, marcam presença os autarcas de Monção e Melgaço, Augusto de Oliveira Domingues e Manoel Baptista, respetivamente, bem como produtores de vinho e enólogos, entre os quais, Anselmo Mendes.

Na ocasião, será apresentado o logotipo e traje oficial da confraria, a primeira da região dos vinhos verdes dedicada em exclusivo à defesa, divulgação e valorização do vinho verde tinto.

CELORICO DE BASTO VOLTA A PARTICIPAR NO CONCURSSO “HERÓIS DA FRUTA”

O jardim de Infância de Pedroso – Rego e o Jardim de Infância de Assento – Ribas voltaram a participar no Concurso “Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável” da APCOI - Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil, que procura incentivar as crianças e adultos a uma alimentação saudável.

_DSC4794.jpg

O concurso decorre pelo 6º ano consecutivo e visa a criação de um Hino da Fruta por cada jardim concorrente e o cumprimento de uma série de regras inerentes ao próprio concurso. Neste momento, os Hinos estão em fase de votação pública no site www.heroisdafruta.com, até ao dia 10 de março, mais propriamente em http://www.apcoi.pt/heroisdafruta6/web/hinodafruta/?fs=&idhino=718 e em http://www.apcoi.pt/heroisdafruta6/web/hinodafruta/?fs=&idhino=719. Estes hinos, letra e música, foram criados pelo professor de Educação Musical dos Jardins de Infância participantes, João Ameixa.

“Esta necessidade de reeducar as crianças para hábitos saudáveis é crucial numa sociedade sem tempo para comer bem. As crianças devem ser ensinadas a ter uma alimentação variada e equilibrada fundamental para a manutenção da saúde e devem orgulhar-se desse comportamento saudável que os tornará adultos saudáveis” disse o vereador da cultura do Município de Celorico de Basto, Fernando Peixoto.

De facto, trata-se de um projeto motivacional desenhado para as escolas do 1º ciclo e jardins-de-infância, que visa incentivar as crianças a ingerir fruta todos os dias, na escola e em casa, conhecer a importância da fruta na alimentação e manutenção da saúde, e despertar a comunidade para a todos os benefícios da adoção de pequenas mudanças nos hábitos alimentares diários.

Atualmente o maior programa gratuito de educação para a saúde de âmbito nacional, com uma das maiores taxas de sucesso de sempre em reeducação alimentar infantil em Portugal: está estatisticamente comprovado que a aplicação do modelo pedagógico dos «Heróis da Fruta» aumenta em pelo menos 42% o consumo de fruta diário das crianças que nele participam. Além do incentivo ao consumo de fruta nas quantidades recomendadas pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável» leva também às crianças lições importantes sobre alimentação saudável, higiene oral, atividade física, economia e poupança, respeito pelo ambiente e bem-estar emocional, que as ajudam a crescer saudáveis, ativas e felizes.

_DSC4799.jpg

_DSC4814.jpg

BALANÇO DO RALI SERRAS DE FAFE: DUAS VITÓRIAS, UM PÓDIO E UMA DESISTÊNCIA

Foram 5 os representantes do Alto Minho no Rali Serras de Fafe 2017, prova que marcou o arranque do Campeonato Nacional de Ralis e Taça Nacional de Ralis de Terra. Repartidos entre a prova pontuável para o Nacional e para a Taça, os participantes, todos eles oriundos de Viana do Castelo, acabaram por ter sortes distintas, embora o balanço global seja francamente positivo.

Paulo Leones.jpg

LANHESENSE PAULO LEONES “VOOU” ATÉ À VITÓRIA AO LADO DO JOVEM PEDRO ANTUNES

A fazer a sua estreia absoluta no Nacional de Ralis, o jovem Pedro Antunes levou a seu lado Paulo Leones, navegador natural de Lanheses. A dupla, que utilizou um competitivo Peugeot 208 R2 nos rápidos pisos de terra fafenses, esteve em grande destaque revelando-se uma das equipas sensação do rali.

Para o navegador Paulo Leones, o jovem prodígio natural de Torres Vedras esteve impecável ao longo de todo o fim de semana e o resultado não podia ser melhor: vitória entre os carros de duas rodas motrizes e um fantástico 10º posto absoluto ao fim das doze classificativas do rali. Paulo Leones afirmava no final da prova sem grandes duvidas que “o Pedro Antunes irá chegar muito longe nos ralis! Estamos perante a presença de um futuro campeão.”

Pedro Sá.jpg

PEDRO SÁ CONQUISTA O PÓDIO NO GRUPO N

Pela primeira vez a competir no Nacional de Ralis e também a fazer a sua estreia em pisos de terra com um carro de tracção total, Pedro Sá conseguiu atingir o final do rali averbando o terceiro lugar do Grupo N,  a que corresponde o 14º lugar da geral.

Contudo, para o piloto navegado por Jorge Antunes, este não foi um rali nada fácil. Com os pisos a apresentarem uma elevada dureza e degradação, a mecânica do Mitsubishi Lancer Evo 9 acabaria por sofrer bastante e foi já em ritmo lento que a dupla terminava as derradeiras classificativas.

“O principal objectivo foi conseguido, terminamos o rali e ainda conseguimos igualmente uma boa pontuação para o campeonato. Foi uma prova bastante difícil sobretudo ao nível mecânico, mas acabamos por sair de Fafe satisfeitos com o resultado final”, afirmava Pedro Sá.

Patricia Pereira.jpg

EXPECTATIVAS SUPERADAS PARA A RECIROSA COMPETIÇÕES

A alinhar na prova destinada à Taça Nacional de Ralis de Terra, a jovem vianense Patrícia Pereira assumiu as funções de navegador do famalicense Márcio Pereira. A dupla, que alinhou no BMW 325 IX da Recirosa Competições, e com o qual o também vianense Ademar Pereira se sagrou Campeão Nacional de Ralicross em 2016, tinha como único objectivo terminar o rali e desfrutar das belíssimas e históricas classificativas de Fafe, mas como “a sorte protege os audazes”, esta jovem equipa não só conseguiu terminar, como obteve ainda a vitória surpresa no Grupo X3.

“Mais que um rali, esta foi uma enorme aventura para nós, onde cada metro de prova era um desafio à resistência”, conta Patrícia Pereira, realçando “a enorme dureza e degradação dos pisos que os troços apresentavam à nossa passagem. Isso originou a diversos problemas mecânicos no nosso BMW, incluindo um curto circuito, uma fuga no depósito de combustível, um furo e até o para brisas a teimar querer saltar do carro! Por isso terminar este rali após tantos problemas só por si teve sabor a vitória e chegar ao pódio sendo os melhores no Grupo X3 é uma justa recompensa, não só para nós como para toda a nossa equipa”, conclui a jovem navegadora.

Marco Reis-Nuno Carvalhosa.jpg

MARCO REIS E NUNO CARVALHOSA AZARADOS

A dupla vianense que se apresentou em Fafe com um Skoda Fabia R2 acabaria por ser a mais azarada de todos os Alto Minhotos. A pontuar para o Nacional de Ralis, Reis e Carvalhosa foram progredindo troço a troço sem correr riscos no intuito de conhecer melhor o carro onde se estreavam.

No entanto esta dupla viria também ela a sofrer com a enorme dureza dos troços e já perto do final do rali, a quebra de um braço de direcção deixava a equipa fora do rali. Uma desistência bastante inglória para a dupla de Viana do Castelo já que tanto piloto e navegador, como o Skoda Fabia, estavam a cumprir na perfeição tudo aquilo que era desejado para este rali.

A dupla regressa à competição em Março, agora nos pisos de asfalto do Rali de Castelo Branco.

ASSOCIAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS DO MUNICÍPIO DE AMARES CELEBRA 20º ANIVERSÁRIO

A Associação de Funcionários do Município de Amares - AFMA promoveu, ontem ao final do dia, um lanche convívio para assinalar o seu 20º aniversário.

DSC02163.JPG

Felicitando a AFMA pela data comemorativa e pelo trabalho que tem desenvolvido ao longo de duas décadas em prol dos colaboradores, o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, destaca a importância deste organismo “na promoção do bem-estar e confraternização entre os seus associados, contribuindo, simultaneamente, para um ambiente de trabalho salutar e produtivo, bem como, na representação e salvaguarda dos seus interesses individuais e coletivos”.

Também a presidente da associação, Maria da Luz Fernandes, lembrou a importância da AFMA “na promoção de momentos de convívio social e interação entre os funcionários na assistência social prestada, através de um apoio que lhes permite fazer face a algumas despesas de saúde que não cobertas pela ADSE”.

Fundada a 18 de fevereiro de 1997, a AFMA nasceu pelas mãos de um grupo de onze colaboradores do Município de Amares e tem atualmente cerca 130 associados.

DSC02166.JPG

DSC02168.JPG

ponte de lima disponibiliza "THE REVENANT: O RENASCIDO"

“The Revenant: o renascido” disponível para exibição ou empréstimo na Biblioteca Municipal

Na sexta-feira que antecede a 89.º cerimónia de entrega dos Óscares – evento que decorre no domingo, 26 de fevereiro, no Dolby Theatre, em Los Angeles – a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) disponibiliza o filme “The revenant: o renascido”, que valeu a Leonardo DiCaprio a sua primeira estatueta de ouro na categoria de “Melhor Ator”.

Cartaz The Revenant - Óscares 2017.jpg

Drama biográfico baseado na história do explorador norte-americano Hugh Glass, a longa-metragem de Alejandro G. Iñarritu – que também arrebatou o Óscar para “Melhor Realizador” – pode ser visionado no Auditório da BMPL, pelas 14h30, ou requisitado para empréstimo domiciliário no final da sessão.

Venha celebrar a magia do cinema e assista a um dos filmes sensação de 2016.

Obs.: “The revenant: o renascido” é aconselhado para maiores de 14 anos e tem a duração prevista de 156 minutos. A entrada é gratuita!

Cartaz A4 - Óscares 2017.jpg

CERVEIRA COMEMORA 40 ANOS DE PODER LOCAL

Instalação da 1ª Assembleia Municipal comemora hoje 40 anos

Foi precisamente há quatro décadas, a 21 de fevereiro de 1977, que tomou posse a 1ª Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira, resultado das primeiras eleições livres para os órgãos das Autarquias Locais. Governantes de hoje recordam aqueles que ficam na memória pela responsabilidade de implementar os alicerces da democracia no concelho.

16797730_1571766576184871_6826909896194664495_o.jpg

Após as primeiras eleições democráticas realizadas a 12 de dezembro de 1976, e com a tomada de posse do Eng.º João Lemos Costa, em janeiro de 1977, como 1º Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, foi a 21 de fevereiro de 1977 que muitos cerveirenses assistiram à instalação da Assembleia Municipal, num ato presidido pelo então governador civil de Viana do Castelo, Dr. Oliveira e Silva.

A 1ª Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira foi presidida por José Moreira, tendo como 1º Secretário Jaime Joaquim Fernandes Areale 2º Secretário António de Sousa Guerreiro. No total, a constituição deste órgão deliberativo era de 31 elementos, dos quais 15 presidentes de junta de freguesia e 16 eleitos eleitos pelo colégio eleitoral do Município, em representação dos seguintes partidos: PPD/PSD, PS e CDS.

Para o atual Presidente da AssembleiaMunicipal de Vila Nova de Cerveira, “é unânime o reconhecimento do serviço prestado pelo Poder Local à consolidação democrática e ao desenvolvimento do país, incluindo as por vezes tão esquecidas Assembleias Municipais”. Vitor Nelson Torres diz ser “justo recordar esse momento marcante da nossa democracia e simultaneamente prestar homenagem a todas as mulheres e homens que ao longo destes 40 anos, no exercício das suas funções, revelaram dignidade e sentido de responsabilidade. Hoje, passados 40 anos, continuam atuais os princípios na defesa do Poder Local atendendo a que este constitui uma pedra angular da democracia Portuguesa, pelo papel fundamental que desempenha para o desenvolvimento das comunidades locais e a formação cívica dos cidadãos”.

O Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, realça “uma data importante no processo da consolidação da democracia pois, mais do que a nível do Poder Local Democraticamente Eleito, a Assembleia Municipal é o órgão que tutela as atividades da Câmara Municipal daí que, em boa verdade, em termos deliberativos é o principal órgão do Município”.

ARCOS DE VALDEVEZ VÊ DESFILAR O MAIOR CORSO CARNAVALESCO DO MINHO

O maior Corso de Carnaval do Norte é em Arcos de Valdevez Onde Portugal se fez

CARNAVAL - 24 a 28 de fevereiro

Arcos de Valdevez convida a viver o entrudo com grande folia e animação. Em período de Carnaval, nesta terra Onde Portugal se fez, o espírito Carnavalesco e a animação que se faz sentir no concelho, são voltados, na íntegra, para a brincadeira, as máscaras e a traquinice. As artérias da Vila enchem-se de crianças, jo­vens e adultos que ajudam a fazer festa. Mascarados com grande criatividade e dos mais variados temas, participam sempre muito animados, contribuindo para que esta festa seja única e repleta de muita folia, cor e fantasia.

carnaval_noticia (1).JPG

O Carnaval em Arcos de Valdevez assume cada vez mais uma posição singular no itine­rário dos melhores Carnavais do país, possuindo o maior corso carnavalesco do Norte do País, o qual sai à rua na terça-feira, dia 28 de fevereiro, e conta com inúmeros participantes e milhares de pessoas a assistir. O entrudo arcuense é motivo de orgulho e este ano inova com a realização de um Baile Veneziano no Paço de Giela, no dia 25. Neste baile, de entrada gratuita, haverá animação Infantil, face paiting, performances com fogo e aéreas, Ópera, Baile e Dj´s. No local existe ainda a possibilidade de jantar ou cear durante a noite.

Esta será a primeira experiência do género realizada no âmbito do Carnaval e, por isso, a Câmara Municipal irá ceder os primeiros 100 fatos venezianos para o Baile (50 de homem e 50 de mulher, sem máscara incluída).

Os fatos e as máscaras estarão disponíveis no Centro Municipal de Informação e Turismo e no Paço de Giela a partir do dia 22.

carnaval_noticia (2).JPG

A ani­mação é uma constante e variada, tentando chegar aos mais variados públicos. Para além do grande Corso e do Baile Veneziano, contempla o Cortejo Carnavalesco dos Agrupamentos Escolares e Jardins de Infância, o qual desfilará por várias artérias da Vila; O domingo, dia 26, é reservado para a população sénior, com o Pimba no Carnaval. Neste dia tem lugar o desfile das IPSS e rusgas de Arcos de Arcos de Valdevez. Na segunda-feira à noite irá decorrer um Baile de Máscaras no Campo do Trasladário.

O grande corso, o qual conta com a participação das várias associações concelhias, que preparam os seus carros alegóricos a rigor para o grande dia, é o culminar e a “estrela” destas festividades já que é onde os foliões se encontram no fim destes dias de animação.

Estes são motivos mais que suficientes para visitar Arcos de Valdevez e juntar-se aos festejos, entrando nas brincadeiras e espírito do Carnaval. Venha a Arcos de Valdevez Onde Portugal se Fez. Estamos perto (a meia hora de Braga e uma do Porto e Vigo)! Aqui, não só terá a oportunidade de vivenciar um Car­naval único no País e na Região, como também de ficar a conhecer a sua cultura, as suas tradições e a sua excelente gastronomia.

As festividades são organizadas pela Associação Folia em colaboração com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez.

carnaval_noticia (3).jpg

PONTE DA BARCA APOIA O FOLCLORE

Câmara de Ponte da Barca atribui apoio de mais de 13 mil euros a Ranchos Folclóricos

O executivo municipal aprovou, na última Reunião de Câmara, os protocolos para a atribuição de mais de 13 mil euros aos 15 Ranchos Folclóricos do concelho. A todos foi atribuída uma verba de 900€, destinada a apoiar as atividades desenvolvidas pelos grupos durante o presente ano. Este apoio prevê, ainda, a cedência de transporte para duas deslocações em território nacional ou uma ao estrangeiro.

Como salientou o autarca, Vassalo Abreu, 'estes protocolos têm por objetivo a prossecução da política definida pela Câmara Municipal no que concerne ao incentivo às manifestações culturais de raiz popular', neste caso concreto aos Ranchos Folclóricos que 'pelo empenho que depositam nas iniciativas em que participam, tão bem dignificam o concelho de Ponte da Barca.'

No período antes da ordem do dia, o Presidente da Câmara apresentou um voto de Louvor ao Grupo Cultural e Recreativo dos Lavradores do Paço do Lima, pela distinção nos Troféus O Minhoto, na categoria Clube Ligação Desporto/Cultura, que foi subscrito por todos os presentes.

Da restante ordem de trabalhos, foi ainda deliberado aprovar o pagamento de quotas à Associação Nacional de Municípios Portugueses e à CIM – Comunidade Intermunicipal do Alto Minho, e aprovar a 2ª alteração ao Orçamento de Despesa e a 1ª alteração ao Plano de Atividades.

CELORICO DE BASTO RECEBE FESTA INTERNACIONAL DAS CAMÉLIAS

Celorico de Basto prepara-se para receber a “Grandiosa” Festa Internacional das Camélias

A XIV edição da Festa Internacional das Camélias pretende valorizar a planta que “povoa” os jardins do concelho de Celorico de Basto. De 1 a 31 de março decorrerão atividades desportivas e culturais direcionadas a uma planta cuja Festa se celebra oficialmente nos dias 17, 18 e 19 de março.

16649520_1221359924637975_1050311430497372098_n.jpg

“Será um mês repleto de atividades culturais e desportivas promovidas, principalmente, para dar destaque a este património natural que tanto nos enobrece, a Camélia” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Este ano reforçamos a nossa aposta na valorização deste certame com uma envolvência ainda maior da população, e acreditamos que será um mês de excelência e que irá alavancar este território no setor do turismo. De facto, Celorico de Basto tem vindo a ganhar uma notoriedade crescente em vários setores mas o turismo tem sido aposta ganha com as múltiplas ofertas desde turismo de habitação e turismo rural, hotelaria, programas de aventura, de animação, espaços de lazer e de cultura, a valorização de locais emblemáticos e muito mais. Continuamos a trabalhar no sentido de tornar este concelho um local de visita obrigatória para muitos turistas priorizando sempre, o bem-estar da população local” ressalvou o autarca.

De facto, durante o mês de março várias atividades terão lugar em Celorico de Basto sendo destaque o fim-de-semana de 17, 18 e 19 que contempla a preparação e colocação das mesas, murais, espantalhos, mercado de camélias, exposição de derivados de camélias, exposição de produtos gastronómicos, o desfile de moda para eleger a rainha e a princesa das camélias, o desfile temático das camélias pelas ruas da vila Celorico de Basto, o programa da TVI “Somos Portugal”, atividades desportivas como o III Raid das Camélias, a caminhada das camélias, a exposição da Camélia de José Rodrigues e muito mais.

Logo no dia 1 de março será apresentado oficialmente o cartaz do mês das camélias que contempla uma homenagem a José Rodrigues escultor da Estátua do Cardeal D. António Ribeiro. É destaque no dia 4 o rally – paper e o concerto dos Basfados, no dia 10 a peça de teatro “Ibéria” pela companhia de teatro “Peripécia”, no dia 11 ao longo do dia irá decorrer o II Passeio TDT e à noite o concerto da Tuna Elétrica da Timpeira. No dia 24 decorrerá a apresentação de um espetáculo musical e no dia 25, mais uma grande iniciativa deste mês das camélias com o “grandioso” Baile das camélias com música ao vivo e Dj´s. No dia 26 voltamos ao desporto com o VI passeio BTT Rotas de Basto. E no dia 31 encerra o mês das camélias com uma conferência intitulada “Camélias – Património e Potencial”.

Às terças e quintas-feiras de março decorrerão oficinas direcionadas a várias áreas sempre com a camélia como interveniente principal. Paralelamente a todas as atividades mencionadas é importante referir que os visitantes poderão usufruir de visitas guiadas aos jardins de camélias, aos fins-de-semana e mediante inscrição, haverá durante todo o mês decoração de ruas, montras, varandas e floridos de camélias, exposições permanentes na biblioteca municipal nomeadamente “Celebração” de José Rodrigues em colaboração com a pintora Raquel Rocha.

Muitas e variadas atividades decorrerão em Celorico de Basto durante o mês de março no âmbito da XIV Festa Internacional das Camélias.

16797414_1217456261695008_816052670757234468_o.jpg

MONÇÃO REALIZA “PROMOÇÃO À LAMPREIA DO RIO MINHO”

Nos dias 25 e 26 de fevereiro e 4 e 5 de março, o município aposta forte neste prato tradicional com diversas atividades destinadas a todos os públicos. 27 restaurantesdo concelho estão de portas abertas para receber munícipes e visitantes. O ponto forte será a 40ª edição do Rali à Lampreia, perícia automóvel no centro histórico da localidade que decorre no próximo domingo, 26 de fevereiro. Esta manhã, no Museu do Alvarinho, realizou-se a apresentação pública do programa.

DSC_0199 (Large).JPG

A iniciativa “Promoção da Lampreia do Rio Minho” decorre nos dois próximos fins-de-semana, 25 e 26 de fevereiro e 4 e 5 de março. Esta manhã, no Museu do Alvarinho, decorreu a apresentação pública do programa aos meios de comunicação social e aos empresários de restauração participantes nesta iniciativa gastronómica e turística.

Além do presidente da Câmara Municipal de Monção, Augusto de Oliveira Domingues, marcaram presença nesta apresentação pública o Vereador das Atividades Socioculturais, Paulo Esteves, e o diretor do Sport Clube do Porto, secção de automobilismo, Sousa Magalhães.

Na mesa, esteve ainda Joaquim Meira, em representação do Rotary Clube de Monção, que apresentou o habitual almoço da lampreia daquela instituição. Decorre no dia 11 de março, sábado, com um programa que compreende concentração e desfile de confrarias entre a antiga estação e o Museu do Alvarinho, almoço convívio e animação com o grupo “Sons do Gadanha”.

Augusto de Oliveira Domingues deu conta que a presente iniciativa engloba um conjunto diversificado de atividades lúdicas e desportivas que, em conjunto, visam constituir motivos apelativos para uma deslocação ao concelho de Monção, contribuindo para a valorização turística da localidade raiana e para a dinamização dos setores da restauração e hotelaria.

O autarca monçanense reforçou ainda a sua posição relativamente à abertura da pesca na zona das pesqueiras, defendendo que a data atual, 15 de fevereiro, devia ser revista. Afirmou: “A pesca nesta zona abre muito tarde. Penso que esta situação prejudica seriamente pescadores e restaurantes. Defendo a sua antecipação para inícios de fevereiro. Tanto eu como o Alcalde de Salvaterra temos feito sentir essa necessidade aos responsáveis”

O diretor do Sport Clube do Porto, secção de automobilismo,Sousa Magalhães, lembrou o papel de António Paiva, falecido recentemente, na afirmação do Rali à Lampreia, realçando que a edição deste ano promete muita participação e, tal como nos anos anteriores, constituirá um palco privilegiado para quem gosta de desporto motorizado e boa gastronomia.

Convidando à presença de todos, o Vereador das Atividades Socioculturais, Paulo Esteves, focou-se na apresentação do programa destes dois fins de semana, destacando, entre as iniciativas propostas, a realização do 40º Rali à Lampreia, evento que promete juntar milhares de pessoas nas ruas e varandas do núcleo histórico monçanense.

DSC_0206 (Large).JPG

Rali à Lampreia, Rali a Pedais e Rali Gastronómico

Promovida pela Câmara Municipal de Monção e Sport Clube do Porto, a 40ª edição do Rali à Lampreia realiza-se no dia 26 de fevereiro, domingo. Engloba duas provas marcadas para as 11h00 e 16h00, prevendo-se a presença de meia centena de participantes portugueses e espanhóis.

Na hora do almoço, os restaurantes estão de portas abertas para receber visitantes e munícipes nesta jornada de promoção da Lampreia do Rio Minho. Participam 27 restaurantes do concelho com uma ementa dedicada à lampreia, desde a mais tradicional, com arroz ou à bordalesa, às abordagens mais contemporâneas como empanada ou sushi.

No dia anterior, sábado, está prevista a iniciativa “Rali a Pedais”. Provas de karts abertas ao público durante o dia, a partir das 15h00, onde o público poderá sentir a emoção de conduzir um kart a pedais num circuito criado na Praça Deu-la-Deu Martins. A partir das 21h00, no Largo do Loreto, decorre uma prova inter-freguesias.

No sábado seguinte, 4 de março, pelas 10h00, realiza-se o “Trilho das Pesqueiras”, percurso com uma extensão ligeiramente superior a 6 quilómetros com um grau de dificuldade moderado/fácil. Oportunidade para caminhar junto ao rio Minho, vivenciar a pesca de outrora e desfrutar de um património secular identitário da nossa realidade ribeirinha: pesqueiras e moinhos. Informações/Inscrições: turismo@cm-moncao.pt

No período da tarde, com início às 15h00, decorre um peddypaper familiar. Um convite ao conhecimento das “coisas” do concelho de Monção e à passagem de momentos agradáveis com familiares e amigos. Ocasião para juntar o útil ao agradável: aprender e conviver. Informações/Inscrições: patrimonio@cm-moncao.pt

A partir das 18h00, realiza-se o 2º Rali Gastronómico da Lampreia. Sete bares convidam a uma noite diferente com apresentação de acepipes de lampreia. Cada participante neste “rali” terá um passaporte que deverá selar, comprovando a sua passagem (com degustação e consumo de bebida) por cada um dos bares aderentes. Os três primeiros a completar o circuito recebem prémios.

O primeiro prémio é um jantar de lampreia para duas pessoas no Restaurante Sabores, o segundo uma oferta termal para duas pessoas nas Termas de Monção e, o terceiro, uma caixa de Vinho Alvarinho MQ Vinhos – Vale dos Ares. Participam Cafetaria Lux, Chaplin Burger, Lés-a-Lés, Margem Bar, Pedrinha Bar, Porta 11, e Zoom Café. A noite termina com atuação do Grupo Melmusic, na Praça Deu-la-Deu.

No domingo, dia 5, com organização da Terra Minhota Aventura e apoio da autarquia monçanense, realiza-se o 1º Encontro de Clássicos da Lampreia. O secretariado abre às 8h00 e, duas horas depois, inicia-se uma rota pelo concelho. À tarde, pelas 15h00, realiza-se a prova de regularidade. A entrega de lembranças, marcada para as 18h00, decorre no Museu do Alvarinho. Informações/Inscrições: tmaventura@gmail.com

DSC_0214 (Large).JPG

PONTE DA BARCA FESTEJA ENTERRO DO PAI VELHO

Câmara de Ponte da Barca disponibiliza transporte para o Entrudo Tradicional de Lindoso - Enterro do Pai Velho

No âmbito da realização do Entrudo tradicional de Lindoso - Enterro do Pai Velho, a Câmara Municipal de Ponte da Barca disponibiliza transporte gratuito para os interessados em assistir às festividades do Pai Velho no domingo, dia 26, nos seguintes horários: partida às 9h00 e regresso às 13h00; ou partida às 14h00 e regresso às 18h00, com ponto de encontro na paragem de autocarros junto à fonte de São João. As inscrições podem ser feitas para o email portalindoso@cmpb.ptindicando o nome e contacto, ou presencialmente na Loja Interativa de Turismo, até sexta feira, dia 24, às 12h30.

barcapaivelhlind.jpeg

Recorde-se que o Entrudo Tradicional de Lindoso – o Pai Velho arranca no dia 26 de Fevereiro, 'Domingo Gordo', e prolonga-se até ao dia 28 de Fevereiro, Terça – Feira de Carnaval. A iniciativa, levada a cabo em estreita parceria com a Junta de Freguesia de Lindoso e a Associação 'Os Amigos de Lindoso', realiza-se neste magnifico cenário das terras altas, onde tem lugar o engalanado cortejo que transporta o Pai Velho pelos lugares para que o povo se junte à festa e celebre os dias de Carnaval. Em frente dos espigueiros e da eira comunitária, e tendo como pano de fundo o Castelo Medieval, o busto de madeira do Pai Velho é transportado, sempre nas manhãs de domingo e terça-feira. Atrás, seguem as rusgas de concertinas, bombos, ferrinhos e castanholas, não faltando as máscaras dos foliões, disfarçados com trajes tradicionais. À meia-noite de terça-feira é feito o enterro do Pai Velho e lido o testamento. Uma Feira de Produtos Locais, Concertinas, Bailes Populares até ao Enterro do Pai Velho e Leitura do Testamento, que encerram esta festividade, fazem do Carnaval do Lindoso – Ponte da Barca, uma das últimas celebrações mais tradicionais do Entrudo no nosso país.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE DEBATE CRESCIMENTO ECONÓMICO

Paulo Cunha em conferência sobre crescimento económico. Esta quarta-feira, pelas 16h00, no pequeno auditório da Casa das Artes de Famalicão

O Círculo de Cultura Famalicense, entidade proprietária do Jornal Cidade Hoje e da Rádio Cidade Hoje, vai dar início ao ciclo de conferências “Economia, Democracia e Cidadania”. A primeira conferência está agendada para esta quarta-feira, 22 de fevereiro, pelas 16h00, no pequeno auditório da Casa das Artes, subordinada ao tema “Crescimento económico: vantagens comparativas de Portugal. Uma visão estratégica”.

Os conferencistas são Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão; Ferraz da Costa, Presidente do Fórum para a Competitividade e ex-Presidente da Confederação da Indústria Portuguesa; Teresa Lehman, Professora Catedrática da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, e João Miranda, Diretor Executivo da Frulact.

Com entrada gratuita, esta conferência promete resultar numa interessante troca de ideias sobre as potencialidades económicas do país, as vantagens comparativas, mas também os entraves ao desenvolvimento, abordando um tema que está na agenda diária de políticos, empresários, comentadores e até nas preocupações do cidadão comum.

HARMOS FESTIVAL TRAZ TRÊS CONCERTOS A BRAGA

A Cidade de Braga volta este ano a estar na rota do HARMOS Festival, um conceito único em todo o espaço europeu que reúne os melhores alunos das mais conceituadas escolas superiores do mundo.

Harmos 2.jpg

A realizar de 7 a 11 de Março, o HARMOS Festival inclui três concertos em Braga que estão agendados para os dias 9, 10 e 11 de Março na Capela da Imaculada Conceição (Seminário Menor), no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian e no Auditório Vita, respectivamente. Os concertos decorrem sempre às 21h30.

Além de Braga, o HARMOS Festival inclui este ano concertos na Casa da Música, em Albergaria-a-Velha, Barcelos, Lousada e Santa Maria da Feira que contam com a participação de artistas dos cinco continentes.

O HARMOS é ainda o palco privilegiado para masterclasses, conferências e projectos de envolvimento comunitário, que fazem do conceito HARMOS um motor cultural em todos os contextos em que marca presença. O HARMOS pretende ser sempre “um projecto aberto e flexível às mudanças que o possam tornar ainda mais apelativo para os seus públicos, assumindo-se como uma proposta cada vez mais internacional”, explica a Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo, entidade organizadora do festival.

Detentor do selo EFFE (Europe for Festivals, Festivals for Europe, sob a égide da Comissão Europeia e da Associação Europeia de Festivais), tem sido reconhecido como um festival de referência nacional e internacionalmente e apoiado por um conjunto importante de parceiros.

Mais informações em www.harmos.eu

MUNICÍPIO DE BRAGA REFORÇA PARCERIA COM EDP DISTRIBUIÇÃO

Empresa de distribuição de energia anuncia investimento de 3,3 milhões de euros em Braga

O Município de Braga assinou um protocolo com a EDP Distribuição referente à revisão do contrato de concessão das Redes em Baixa Tensão, que vai permitir a expansão e remodelação da Iluminação Pública, utilizando a nova tecnologia LED.

16807390_1452292034801979_4919883817833926896_n.jpg

Este protocolo, assinado por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e pelo director de Redes e Clientes do Norte, Mário Guimarães, prevê a erradicação das luminárias de vapor de mercúrio, bem como outras luminárias degradadas, sendo substituídas pelo novo sistema LED, num total de 600 novas luminárias LED, em vários pontos da Cidade.

Na ocasião, a EDP Distribuição anunciou que irá investir este ano, em Braga, 3,3 milhões de euros destinados à expansão e remodelação da rede de Média Tensão, à automação e telecomando, assim como a construção de novos Postos de Transformação (PT) e a construção e remodelação da rede de Baixa Tensão, com vista a melhorar a qualidade de serviço do fornecimento de energia eléctrica.

Parte substancial da verba de investimento será alocada à substituição de mais de 20 mil equipamentos de contagem residenciais pelos novos contadores inteligentes ‘Energy Box’. Estes equipamentos vão permitir a telecontagem, efectuar alterações de potência contratada, ligar ou desligar remotamente o contador, bem como a monotorização dos consumos por parte dos clientes.

Concluída esta operação, no final de 2017, a empresa prevê que cerca de 50 por cento dos seus clientes residentes em Braga, tenham as suas casas equipadas com os novos contadores inteligentes ‘Energy Box’.

16865135_1452292074801975_1684911657866905904_n.jpg

RIBA DE AVE QUER ATRAIR INVESTIDORES

Cerca de 30 arquitetos e estudantes de arquitetura apresentaram ideias para a revitalização da fábrica Sampaio Ferreira

 “Memória Aberta” é título do trabalho que venceu o concurso de ideias “Desafios Urbanos’16” lançado em outubro de 2016, pelo portal Espaço de Arquitetura, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, e com o objetivo de recolher contributos para a revitalização da histórica Fábrica Sampaio Ferreira, de Riba de Ave.

image50719 (1).jpeg

O projeto apresentado pelos arquitetos João Oliveira e Rafael Ramalho sugere “abrir o complexo agora murado à vila de Riba de Ave e à região do Vale do Ave”. Para dinamizar o espaço, os arquitetos propõem várias valências desde um museu, um centro de desenvolvimento da indústria têxtil, centro de documentação e arquivo e um centro empresarial onde se possam desenvolver várias atividades.

Ao todo, cerca de trinta concorrentes participaram no desafio, entre profissionais e estudantes de arquitetura, lançando ideias sobre as possibilidades de revitalizar este património industrial histórico.

Isso mesmo frisou o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, salientando que “todas as ideias são bem vindas e constituem contributos importantes”. O autarca lembrou que se trata de uma “propriedade privada, repleta de memórias e de história”.

O objetivo do concurso de ideias foi repensar de que forma se pode revitalizar um imóvel, de carater industrial, que pela sua história, localização e dimensão merece ser alvo de reflexão envolvendo toda a comunidade.

Os trabalhos estão em exposição na Fábrica Sampaio Ferreira, no Edifício do Canudo até 10 de março.

“Agora entramos numa nova etapa em que queremos atrair os privados a investir aqui, abrindo este contexto de oportunidade e de dinâmica económica”, acrescentou Paulo Cunha.

A Câmara Municipal prevê avançar em breve com algumas obras de reabilitação da vila, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), procurando assim “somar ao investimento público o investimento privado”.

De acordo com o autarca, a própria autarquia poderá vir a adquirir uma parcela deste património industrial, no entanto, alerta que “a Câmara não pode ser o único motor para a revitalização do edificado”, porém não pode ficar totalmente de fora deste processo.

Refira-se que a fábrica Sampaio Ferreira em Riba de Ave foi uma das primeiras unidades fabris do Vale do Ave construída pelo empresário Narciso Ferreira e implantada numa área de cerca de 35 mil metros quadrados

PAN DEFENDE EUTANÁSIA

PAN apresenta projeto de lei sobre despenalização da morte medicamente assistida

  • Assegurado aos médicos o direito à objeção de consciência
  • Pareceres favoráveis de três profissionais para garantir deferimento
  • Cria-se a Comissão de Controlo e Avaliação da Aplicação da Lei
  • Garantir um direito humano fundamental fomentando o debate na sociedade para além das tradicionais lutas partidárias

Após um intenso processo de estudo e de audições, que se iniciou em Março de 2016 e que incluiu a participação ativa no Grupo de Trabalho para discussão deste tema na Assembleia da República, o PAN – Pessoas – Animais – Natureza formaliza hoje a entrega do seu projeto de lei que regula o acesso à morte medicamente assistida (MMA) e que se pode concretizar de duas formas: eutanásia ou suicídio medicamente assistido.

Com 34 artigos, o projeto do PAN reflete a responsabilidade que o partido assume neste momento, uma vez que o seu posicionamento favorável à despenalização da morte medicamente assistida constava do programa eleitoral. É uma iniciativa que defende uma opção que se caracteriza pela autonomia e liberdade do paciente em contraposição ao modelo paternalista vigente. Esta lei protege e vem defender que a vontade do paciente seja tida em conta, em todos os momentos, nomeadamente em relação à questão do fim de vida. (…)

O objetivo do PAN é continuar a contribuir para uma reflexão construtiva num tema que nos pede a todos para abandonar os preconceitos e as ideias fechadas, pelo que continuará a promover espaços de debate pelo país. Para dar espaço a esta reflexão social alargada, o PAN ainda não definiu a data de agendamento para debate desta iniciativa em plenário na Assembleia da República.

“Queremos acima de tudo que este debate se desenvolva à margem das lutas tradicionais partidárias e se possa superar a infrutuosa categorização do tema entre a direita e a esquerda, unindo-nos num elevado compromisso com os cidadãos no esclarecimento sobre o que está verdadeiramente em causa: conceder às pessoas que assim o entendam o inequívoco direito de viver com dignidade a última fase da sua vida, ou seja, permitir uma escolha a quem está em sofrimento insuportável mantendo e respeitando os direitos e crenças daqueles que, por qualquer razão, não concordam e não se reveem nesta possibilidade. Este projeto de lei visa garantir um direito humano fundamental que está por cumprir, reconhecendo que não cabe ao Estado impor aos cidadãos uma conceção do mundo e definir como estes devem levar a sua vida”, defende André Silva, Deputado do PAN.

PONTE DE LIMA PROMOVE SERVIÇO EDUCATIVO PARA AS ESCOLAS

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima promove Serviço Educativo para escolas do concelho

A Biblioteca Municipal de Ponte de Lima recebeu, durante todo o mês de janeiro, mais de 300 crianças provenientes do Centro Educativo da Ribeira, da EBI da Correlhã e do Jardim de Infância da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima que participaram nas atividades desenvolvidas no âmbito do Serviço Educativo.

DSCN9608 (Small).JPG

As crianças deliciaram-se com o Teatro de Fantoches intitulado “O Lobo que Descobriu o País dos Contos”, descobriram os segredos do Teatro de Sombras Chinesas com a peça “João e o Feijoeiro Mágico” e participaram na atividade ‘O Livro Mágico dos Contos’ através da dinamização da história “O Macaco do rabo Cortado”.

Além das atividades descritas as crianças assistiram a filmes e participaram em ateliês criativos.

Um mês preenchido com atividades e boa disposição em torno dos livros e da leitura!

CERVEIRA TEM NOVO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO

Ligado novo posto de transformação no Lugar de Gamil

Para melhorar a qualidade do serviço prestado às populações, a EDP Distribuição por intermédio do Diretor de Redes e Clientes Norte, Eng.º Mário Guimarães, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, e o Presidente da União de Freguesias de Reboreda e Nogueira, Bessa Marinho, assinalaram simbolicamente, esta segunda-feira, a entrada em exploração de um novo posto de transformação no Lugar de Gamil, freguesia de Reboreda.

IMG_1498.JPG

De sublinhar que, durante ao ano de 2017, a EDP Distribuição vai investir em Vila Nova de Cerveira 300 mil euros destinados à expansão e remodelação da rede de Média Tensão, automação e telecomando, construção de novos Postos de Transformação e construção e remodelação de rede de Baixa Tensão.

CERVEIRA CONDECORA ANTIGOS PRESIDENTES DE CÂMARA

Aprovada atribuição de Medalhas de Honra aos ex-presidentes de Câmara

Na comemoração dos 40 anos do Poder Local Democrático, o Município de Vila Nova de Cerveira decidiu homenagear os ex-Presidentes de Câmara que chefiaram os destinos do concelho no pós 25 de abril. A proposta do executivo de atribuir a Medalha de Honra Municipal aos três autarcas eleitos democraticamente foi apresentada e aprovada por unanimidade pela Assembleia Municipal da passada sexta-feira.

IMG_4282.jpg

Na proposta enunciada pelo Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, e subscrita pelos vereadores Vitor Costa e Aurora Viães, contempla-se a título póstumo, o Eng.º João Lemos Costa, primeiro presidente eleito após a instauração do poder local democrático, responsável pela criação da Bienal de Cerveira e pelo acordo de parceria com a EDP que permitiu o início do desenvolvimento do concelho; o senhor Germano Lopes Cantinho com um importante papel de visionário idealizando a construção de uma Ponte Internacional entre Cerveira e Tomiño e de uma Piscina Municipal, entre outras; e o Eng.º José Manuel Carpinteira pelos méritos à vista dos cerveirenses e do que nos visitam, alcançados ao longo de 24 anos de serviço e dedicação.

Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira

Sessão de fevereiro de 2017

A Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira reuniu, em sessão ordinária, a 17 de fevereiro de 2017, pelas 21:00h, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com as seguintes deliberações:

  • Período “Antes da Ordem do Dia”:
  • O Partido Socialista (PS) apresentou um voto de pesar pelo falecimento do Dr. Mário Soares, representando uma grande perda para a política nacional e internacional; um voto de louvor à empresa Tintex pelo 1.º lugar nos prémios HightexAward, do MunichFabricStart, pelo desenvolvimento de uma malha com cortiça; um voto de congratulação ao Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira pelo estatuto de ShowcaseSchool pelo 2º ano consecutivo e pelos bons resultados alcançados no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA).
  • O Movimento Independente PENCE - Pensar Cerveira associou-se a estes votos, tendo sido aprovados por unanimidade e reservado um minuto de silêncio em memória de Mário Soares.
  • O Partido Socialista (PS) propôs ainda um voto de saudação pelos 40 anos do Poder Democrático que foi aprovado por unanimidade.
  • Neste capítulo, foram ainda proferidas algumas intervenções políticas dos membros da Assembleia Municipal solicitando esclarecimentos ao Presidente da Câmara Municipal, nomeadamenteno que diz respeitoao encerramento da Pousada D. Dinis na sequência do Programa ‘Sextaàs9’; quadro industrial e o desenvolvimento económico do concelho; ponto de situação do projeto de requalificação da EB2,3/S de Vila Nova de Cerveira; Índice de Transparência Municipal 2016; piso da Ecopista do Rio Minho; Orçamento de Estado 2017 e aspetos positivos para os Municípios; e redistribuição da parcela suplementar para as freguesias do concelho. O presidente da Câmara Municipal respondeu a todas as questões que lhe foram levantadas.
  • Período da Ordem do Dia:
  • Proposta de “Atribuição de Medalhas de Honra do Município aos Ex-Presidentes”:No final de 2016 comemorou-se os 40 anos das primeiras eleições democráticas em Portugal e, nesse sentido, a Câmara Municipal decidiu assinalar esta efeméride reconhecendo o trabalho e mérito dos três autarcas eleitos democraticamente pela população cerveirense paragovernar o Município, a saber: João Lemos Costa, Germano Cantinho, e José Manuel Carpinteira.A proposta foi aprovada por unanimidade;
  • Proposta “Redução de Taxas da Feira Semanal de Vila Nova de Cerveira”: Foi apresentada e aprovada por unanimidade a continuidade do pagamento das taxas da feira semanalem 12 meses, mantendo-se uma redução em quatro feiras. De acordo com o autarca, esta medida continua a fazer sentido pois reflete a auscultação das dificuldades assinaladas por alguns feirantes e respetivas associações, bem como visa contribuir para uma maior potenciação da competitividade do Município;
  • “Convite Conselho Local da Fundação Bienal de Arte de Cerveira – designação de2 membros da Assembleia Municipal”:Sendo 2017 ano da realização da XIX Bienal Internacional de Arte de Vila Nova de Cerveira, a FBAC decidiu integrar duas pessoas deste órgão deliberativono grupo de trabalho do certame.Foram nomeados e aprovados por unanimidade a deputada municipal Lídia Portela pelo PENCE e o deputado municipal Joaquim Barrosopelo PS;
  • “Reorganização dos Serviços Municipais - Alteração efetuada pela LOE para 2017à Lei 49/2012, de 29 de agosto”:Trata-se de uma reorganização ao nível de funcionamento da Câmara Municipal, mas que não diverge muito do período pré-troika. Na prática, é a redução de 3 para2 unidades de 2º grau e o aumento de 2 para de 6 unidades de 3º grau, dentro dos limites financeiros previstos. A proposta foi aprovada por unanimidade.
  • “Regulamento da Organização dos Serviços Municipais – Lei 49/2012, de 29 deAgosto”:O presente documento descreve pormenorizadamente cada uma das funções das unidades orgânicas repostas. Aprovado por unanimidade.
  • “Alteração – Mapa de Pessoal fevereiro de 2017”:Surge em conformidade com os dois pontos anteriores. Regista-se uma redução de três lugares técnicos superiores, por não ter sido necessário ocupá-los no âmbito das AEC’s. Agora pretende-se criar, em substituição,três lugares para técnicos operacionais para dar apoio às escolas do concelho, colmatando assim uma lacuna. Alteração aprovada por unanimidade.

EMMY CURL REALIZA CONCERTO EM PONTE DA BARCA

A Casa da Cultura de Ponte da Barca apresenta o concerto de Emmy Curl, no dia 25 de fevereiro

No próximo sábado, dia 25 de fevereiro, às 22h, e no âmbito do projeto da autarquia de Ponte da Barca 'Música em Casa', a Casa da Cultura recebe o concerto de Emmy Curl. 

Emmy Curl, a cantora e compositora de Vila Real que nos últimos anos tem sabido criar um lugar muito especial na indie pop nacional, editou no final de 2014 o seu primeiro álbum intitulado “Navia”, que se seguiu aos bem recebidos EPs “Origins” (2012), “Birds Among the Lines” (2010) e Ether (2007).

Se nestes discos Catarina Miranda, nome de nascença da criadora agora radicada no Porto, definiu a sua identidade musical de forma delicada mas firme, respeitando as suas raízes, em “Navia” promete ir mais além. Deusa dos rios e da água na mitologia galaica e lusitana, com forte implantação no Norte de Portugal, onde de resto esteve por trás do batismo do Rio Neiva, Navia é agora evocada por Emmy Curl.

Os bilhetes custam 2€ e estão à venda na Casa da Cultura e na Loja Interativa de Turismo.

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE REPOVOAMENTO

A Câmara Municipal lançou o projeto “Repovoar Arcos de Valdevez”, o qual assenta numa estratégia integrada para dinamizar o território, criar emprego, atrair investimento, gerar rendimento e fixar população.

arcos-de-valdevez.jpg

Este projeto surge da atenção que o Município tem vindo a dar à questão do decréscimo demográfico, através da implementação de medidas de apoio social, de desagravamento fiscal, para a criação de emprego e para a dinamização social e económica do concelho.

A primeira fase deste projeto será o estudo e seleção dos recursos e potencialidades que poderão contribuir para responder a questões como:

  • onde habitar? nomeadamente através da criação de uma bolsa de habitações locais, gizando as respetivas normas para a sua aquisição a valores convidativos;
  • onde produzir? através da criação de uma bolsa de terrenos agrícolas e/ou espaços comerciais para disponibilização aos empreendedores interessados;
  • o que empreender? fazendo a seleção de ideias de negócio com estudos de mercado e viabilidade económica e apoio das instituições setoriais locais;
  • quem apoia? através da identificação de incentivos financeiros, junto das diversas entidades locais, regionais, nacionais e internacionais que apoiam e estimulam negócios;
  • como mostrar? fazendo a promoção através de plataforma agregadora e difusora de estímulos para o repovoamento em Arcos de Valdevez.

Com este projeto inovador, “Repovoar Arcos de Valdevez”, o Município espera dar passos na captação de novos residentes para o concelho e na construção de um concelho mais atrativo para viver, investir e visitar.

dia_mundial_da_criança_2015_18.jpg

produção de vinho.jpg

terrenos.jpg

RALLY DE PORTUGAL TRAZ CERCA DE 3.500.000,00 € DE RETORNO ECONÓMICO DIRETO PARA PONTE DE LIMA

Através do “Estudo do Impacto Direto do WRC Vodafone Rally de Portugal na Economia do Turismo”, neste caso reportado à escala municipal de Ponte de Lima, da responsabilidade do CIITT (Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo), sob a coordenação do Prof. Doutor Fernando Perna, foi possível estimar que no caso do Município de Ponte de Lima, este terá assegurado entre 3.292.510 euros a 3.625.347 euros de valor de retorno económico direto (despesas de adeptos e equipas) em resultado da participação do Município na organização e acolhimento na edição de 2016.

Rally_Portugal_ (Small).JPG

Ainda segundo o Estudo em causa, o retorno direto é efetuado maioritariamente no setor da restauração (alimentação e bebidas), transportes internos e alojamento. O Rally de Portugal, organizado pelo Automóvel Clube de Portugal em parceria com alguns municípios, conforme é referido, promove novas procuras em novos momentos e espaços, contribuindo para a atenuação da sazonalidade dos fluxos turísticos ao longo do ano.

Será também interessante destacar que, dos adeptos não residentes que assistiram a pelo menos uma das etapas do Rally em 2016, 43,2% são nacionais enquanto 56,8 % têm origem no estrangeiro (Espanha, França, Alemanha e ouras origens). Relativamente aos fluxos turísticos internacionais salienta-se a expectável origem de 47,9 % de adeptos de Espanha, sendo que destes 65,7 % vem da Galícia. Trata-se efetivamente de um mercado de proximidade prioritário no evento e na região, tal como tem vindo também a ser reconhecido pelo Município de Ponte de Lima relativamente a outros eventos, nomeadamente através do reforço da promoção turística naquele território.

Estes dados vêm demonstrar a importância e ganhos locais proporcionados pelo evento atestando quanto à estratégia que tem vindo a ser preconizada pelo Município no respeita à aposta num calendário diversificado de eventos, realizados durante todo o ano, com destaque para aqueles de dimensão e projeção internacional, como é o caso do Rally de Portugal e o seu importante contributo na economia local contribuindo, de forma inequívoca, para a competitividade e identidade da escala regional.

Este é ainda um evento que em muito prestigia os territórios envolvidos, indutor de ganhos de imagem e de produtividade económica e social local, e um excelente veículo de divulgação dos recursos e potencialidades existentes em cada território.

Consciente destes impactos, o Município de Ponte de Lima continua a apostar e a querer envolver-se ainda mais na organização deste evento. Assim, para além do apoio logístico que é normalmente dado, o apoio financeiro para edição de 2017 será relativamente superior ao assumido em anos anteriores, no total de 57.000,00 €, o que efetivamente se justifica perante o retorno económico expectável, estando positivamente demonstrada a taxa de rentabilidade do investimento efetuado. Esta aposta passa nomeadamente por ter sido incluída, na edição deste ano, a passagem dos carros das várias equipas pelo Centro Histórico de Ponte de Lima, o que não só dará uma maior

visibilidade ao evento, como atrairá um maior número de turistas e visitantes à Vila mais antiga de Portugal. Esta será também uma oportunidade de dar a conhecer o grande valor histórico, arquitetónico e patrimonial do nosso Centro Histórico.

O WRC Vodafone Rally de Portugal 2017 irá realizar-se de 18 a 21 de maio, estando a etapa de Ponte de Liam agendada para o dia 19.

AMARES ALARGA REDE DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS

Aprovada candidatura para alargamento de sistema de saneamento de águas residuais em Amares

Acaba de ser aprovada a candidatura submetida pelo Município de Amares ao POSEUR (Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos), para extensão e fecho de sistemas de saneamento de águas residuais. A intervenção cujo investimento total elegível ascende aos 3.366.759,41 € será comparticipada em 85% pela União Europeia.

san.JPG

O alargamento da rede concelhia de saneamento de águas residuais sempre foi considerado uma prioridade estratégica para o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, que recebeu a notícia da aprovação com muita satisfação.

“Esta era uma intervenção muito necessária para o nosso concelho e esta candidatura vai permitir resolver uma lacuna que há muito tempo me preocupava, possibilitando cobrir toda a rede em baixa desde a freguesia de Figueiredo até Caldelas, o que me deixa muito feliz e com um sentimento de dever cumprido”, sublinhou Manuel Moreira.

“Foi uma luta muito forte que travamos com o objetivo de fazer chegar este serviço de vital importância a uma parte muito significativa do nosso território que agora terá, sem dúvida, melhor qualidade de vida.

A operação que deriva do eixo prioritário “Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos” incidirá assim sobre o sistema de saneamento de águas residuais, através da construção de coletores e intercetores, construção de instalações elevatórias, acessíveis a pessoas com mobilidade reduzida equipadas com painéis foltovoltaicos para auxiliar no funcionamento dos equipamentos, bem como, na construção de travessias no Rio Homem para proceder à entrega no efluente no emissário Cávado/Homem.

ARCOS DE VALDEVEZ REFORÇA REDE DE SANEAMENTO

Ao nível do saneamento, no ano transato, entre as obras que terminaram, tiveram início e ficaram prontas para lançar procedimento concursal, a Câmara Municipal conta intervenções no valor de cerca de 2 milhões de euros.

saneamento_morilhoes.jpg

Ficaram concluídas as obras de Ampliação da Rede de Saneamento Básico – Pardejo/Bacelo – Guilhadeses, no valor de 10 512.45€; a Ampliação da Rede de Saneamento Básico – Freguesia de para ao longo da EN 101, no valor de 34 576.98€; a obra de Redução da poluição urbana nas massas de água – Substituição de Etar na Escola de Távora, no valor de 66 575.50€ e a Ampliação da rede de Saneamento na EM 202-2 (Paçô-Giela), no valor de 44 950.00€. Atualmente o Municipio tem em curso as obras de Ampliação da rede de saneamento básico – Arcos de Valdevez (S.Paio) – Tramo 4 e 5, no valor de 277 306.05€; a Ampliação da Rede de Saneamento Básico – Freguesias de Prozelo e Aguiã ao longo da EN 101, no valor de 144 088.92€; a Ampliação da Rede de Saneamento Básico a Tabaçô (núcleo central), NO VALOR DE 145 642.40€ e A Ampliação da Rede de Saneamento a Giela (Secas/Rochina), no valor de 212 310.99€. Para lançar procedimento concursal estão as obras de a Ampliação da rede de Saneamento a Guilhadeses (Mó da Lomba/Fontão Covo), no valor de 244 000.00€; Ampliação da rede de saneamento a Prozelo (sucães/lagoa) e Aguiã (Vila Nova/Bairro Novo), no valor de 250 500.00€; a Ampliação da rede de saneamento a Vila Fonche (Tourim/Outeiro/Igreja) e Paçô (paço Velho), no valor de 243 825.00€, bem como a obra de Ampliação da rede de Saneamento básico – União das Freguesias de Souto e Tabaçõ – Covela, Portela e Igreja, no valor de 150 000.00€.

Com este investimento o Município ganha mais 32,5km de rede e 747 ramais domiciliários.

Estas empreitadas, as quais contam com um investimento global de 2M€, encontram-se financiadas pela pelo POSEUR-03-2012-FC-000609 - Ampliação da Rede de Saneamento de Águas Residuais do Subsistema da Vila - Arcos de Valdevez, cofinanciada pelo Fundo de Coesão (FC), Portugal2020, através do Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), Eixo Prioritário 3 – Proteger o Ambiente e Promover a Eficiência dos Recursos, com um investimento elegível no valor de 1.331.953,46 € e uma comparticipação comunitária de 1.132.160,44 € €. Salienta-se ainda que esta operação tem como principal objetivo a otimização e gestão eficiente dos recursos e infraestruturas existentes, garantindo a qualidade do serviço prestado às populações e à sustentabilidade dos sistemas.

saneamento_morilhoes_3.jpg

TABERNA MINHOTA SERVE KEBAB

Especialidades turcas e do Médio Oriente como o kebab, a pita falafel e o durum são algumas das especialidades da “Taberna Minhota”, sita no Bairro Alto, em Lisboa. Especialidades portuguesas só mesmo o bitoque e a costela de novilho!

16649430_10212616094820335_2464276237420015314_n.jpg

Quem diria, há algum tempo atrás, que viria a ter a oportunidade de vir um dia a deliciar-se com um kebab... à moda do Minho?

Sujeita repentinamente a uma grande pressão devida ao extraordinário fluxo de turismo, este constitui um caso paradigmático do que se está a passar em Lisboa e noutras regiões do país: a necessidade de corresponder à elevada procura, a oferta não está a acautelar a preservação do património e a identidade das cidades, a sua própria cultura e arrisca-se em breve a matar a galinha dos ovos de oiro.

Imagine-se a reação de um turista turco ou conhecedor da culinária daquela região, ao deparar com a apresentação de um kebab como se de uma especialidade minhota se tratasse!...

Foto: João Alpuim Botelho

ATLETAS DO CRAV NA SELEÇÃO REGIONAL NORTE SUB-16

No passado sábado, dia 18, jogou-se em Braga a 1.ª eliminatória da Taça de Portugal na categoria de sub-16.

ARN1.jpg

A equipa da ARN (seleção Norte) recebeu e bateu a equipa conjunta Agrária/Tondela por uns esclarecedores 50-0.

Neste jogo participaram quatro atletas da formação do CRAV: João Sousa (pilar), Rui Alves (pilar), António Pereira (3.ª Linha) e Henrique Calheiros (centro). Esta convocatória constituiu-se como o primeiro grande passo destes jovens atletas para um dia poderem chegar à Seleção Nacional Portuguesa. 

ARN2.jpg

ARN3.jpg

ARN4.jpg

ATLETAS ARCUENSES DESFRUTAM DE 3ª PARTE NO CONVÍVIO REGIONAL DE BRAGA

Sub-8, Sub-10 e Sub-12 do CRAV

As equipas de sub-8, sub-10 e sub-12 do CRAV deslocaram-se a Braga para participar no convívio Regional aí organizado, no passado domingo. Foi assim num belo dia de inverno que o evento se desenrolou.

convívio de braga (1).jpg

Com um excelente adesão dos jovens, sempre identificáveis pela sua energia e entusiasmo, a participação teve um saldo extremamente positivo pela forma como os jogos decorreram e belo excelente espírito presente na competição, em que só houve vencedores, pela experiência vivida e por mais um episódio na sua formação desportiva.

Ao contrário do que é habitual no rugby, desta vez os jovens atletas tiveram direito a prémio de jogo. Com efeito, as pequenas promessas do CRAV, respondendo ao amável convite da Sra. Maria Teresa Soares, foram lanchar a um dos restaurantes da cadeia MacDonalds, sito junto à Universidade do Minho. Desta forma, para além do habitual convívio, cumpriu-se a tão famigerada terceira parte do rugby, desta vez bem ao jeito da pequenada.

convívio de braga (2).jpg

convívio de braga (3).jpg

CHEF ANTHONY BOURDAIN VISITA CELORICO DE BASTO

Anthony Bourdain, famoso chef norte-americano veio conhecer a gastronomia de Celorico de Basto

Quase secretamente, Anthony Bourdain, conceituado chef, escritor e apresentador de televisão norte-americano, esteve esta sexta-feira e sábado, 17 e 18 de fevereiro, em Celorico de Basto, no restaurante Sabores da Quinta para assistir à tradicional “Matança do porco” e provar algumas das iguarias locais.

anthonybast (1).jpg

O conceituado chef já tinha estado em Celorico de Basto em 2002 e voltou graças ao conhecido empresário Celoricense José Meireles, que trabalha na área da gastronomia com 2 restaurantes em Nova Iorque, local onde conheceu Anthony Bourdain.

O Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, esteve com o conceituado chefe, a convite do empresário Celoricense, e ofereceu-lhe algumas das excelências gastronómicas que identificam o concelho.

“É uma honra para Celorico de Basto receber tão conceituado “Chef” e sobretudo, “fazedor de opinião” no que concerne à gastronomia. Temos produtos de excelência que, caindo nas mãos certas, podem tornar-se verdadeiramente conhecidas e dar a Celorico de Basto a alavanca necessária para a valorização gastronómica em Portugal e no mundo” disse o vereador.

No Restaurante Sabores da Quinta, Anthony Bourdain acompanhado pela sua equipa de reportagem, participou na tradicional “Matança do porco”, meticulosamente preparada pelos anfitriões que se vestiram com trajes tradicionais e ofereceram diversos momentos musicais criando um cenário único para ser mostrado num dos programas do reconhecido chef. Ao longo dos dias, Anthony Bourdain deleitou-se com alguns pratos confecionados pelo referido restaurante tendo como base a carne de porco e outros produtos que caracterizam a rica gastronomia local.

Anthony Bourdain anda em viagem pelo mundo para dar a conhecer, no seu programa “Parts Unknown” – Viagem ao desconhecido, emitido pela CNN e pelo canal 24 Kitchen, os sabores únicos de regiões desconhecidas do mundo.

 

anthonybast (2).jpg

TERRAS DE BOURO PUBLICA REVISTA INFORMATIVA

Edição nº 146 da Revista  Informativa da Câmara Municipal de Terras de Bouro já está disponível

A Câmara Municipal de Terras de Bouro já colocou à disposição dos munícipes, na sua página eletrónica, a sua mais recente publicação informativa.

Trata-se de uma publicação trimestral, alusiva, neste caso, ao último período de 2016 e que tem como principal finalidade divulgar as principais atividades do município e dar as mais diversas informações relacionadas com os vários serviços municipais.

CAPAterrasbourev.jpg

CÂMARA DE CAMINHA E SERRALVES VÃO PROMOVER PROGRAMA EDUCATIVO MÚSICA E PALAVRA’NO DIA 6 DE MARÇO

Ação de formação dirige-se a técnicos e professores

A Câmara Municipal de Caminha e a Fundação de Serralves vão promover a ação de formação ‘Programa Educativo Música e Palavra’, no âmbito da exposição ‘Música e Palavra: Obras da Coleção de Serralves’. Esta ação dirige-se a técnicos e professorese pretende-se dinâmica, direcionada aos conteúdos da exposição, e relacionada com a experiência prévia de cada um dos participantes e temáticas de interesse transversal à sociedade contemporânea. A ação de formação vai decorrer no Museu Municipal de Caminha, no dia 6 de março.As inscrições terminam no final do mês.

bateria 2017.jpg

Recorda-se que a exposição “Música e Palavras – Obras da Coleção de Serralves” está patente ao público, até ao dia 16 de abril, em vários espaços culturais da vila: Museu Municipal, Galeria de Arte Caminhense, o edifício do antigo Posto de Turismo e a Torre do Relógio. Esta é a primeira exposição que Caminha tem patente enquanto “Vila Serralves”.

Esta ação de formação de componente teórica foi pensada para os agentes de mediação que estarão relacionados com a exposição, com a possibilidade de ser mais abrangente e incluir docentes da região, assim como agentes culturais locais ou outros interessados. Os interessados deverão efetuar a respetiva inscrição até final de fevereiro, através do email museu@cm-caminha.pt.

Joana Mendonça, dos Serviços Educativos do Museu de Serralves, é a responsável pela conceção e orientação desta ação de formação.

No ‘Programa Educativo Música e Palavra’ serão debatidas questões profundas sobre como nasce um artista, ou que processos são estes que levam à legitimação das obras, uma crítica à forma de estar social e humana, experiências com a linguagem e a palavra escrita, assim como a materialização de uma obra de arte cujo meio de expressão é o som. Preocupações relacionadas com a dificuldade de integrar peças de arte sonora no mundo das artes plásticas iminentemente visuais: o som não se vê, não se toca, mas a forma como se experiencia pode influenciar profundamente a forma como entendemos arte contemporânea.

Quanto à exposição “Música e Palavras: Obras da Coleção de Serralves” é de referir que reúne instalações e objetos visuais e escultóricos que empregam o som como suporte principal. Desde a visão estética do acontecimento sonoro ao papel do artista como performer, passando por práticas sonoras experimentais, a exposição revela as dimensões associativas e sociais do som no mundo contemporâneo. A materialidade do som, o poder da palavra como ferramenta sonora e a catarse associada à estética frenética do videoclipe delimitam um percurso de diferentes propostas transversalmente ligadas para além de geografias e gerações. Trata-se de uma produção: Fundação de Serralves — Museu de Arte Contemporânea, Porto.

ESTAFETA DA AMIZADE LIGA BRAGA A GUIMARÃES

DUAS CIDADES, UM TERRITÓRIO, UNIDAS PELO DESPORTO

Estafeta da Amizade com inscrições abertas liga este ano Guimarães a Braga

Em 2017, a prova faz o percurso inverso, iniciando na Alameda Dr. Alfredo Pimenta e finalizando no Parque de Exposições de Braga. Receitas revertem integralmente para as Cercis das duas cidades.

Guimaraes_Estafeta_Amizade.jpg

A segunda edição da Estafeta da Amizade, que une desta vez a cidade de Guimarães à de Braga no próximo dia 09 de abril, tem já as inscrições abertas. A prova de atletismo não só tem um cariz solidário, com as receitas a reverterem a 100% para a CerciGui e CerciBraga, mas também visa promover a coesão territorial e a igualdade de género.

O percurso este ano será invertido, sendo que os primeiros atletas vão partir da Alameda Dr. Alfredo Pimenta, passando pelas zonas de transição localizadas em Ponte, Portela/Balazar e Trandeiras, terminando a prova junto ao Parque de Exposições de Braga. As inscrições já se encontram abertas em www.estafetadaamizade.pt ou diretamente junto das Cercis de Braga e Guimarães.

Tal como sucedeu o ano passado, os Municípios de Guimarães e de Braga vão facultar transporte aos atletas desde o ponto de partida até cada ponto intermédio e desde a zona de meta até ao ponto de partida. Dada a especificidade da prova em que as equipas têm de ser formadas por dois elementos masculinos e dois femininos, foi criada uma bolsa de atletas onde os participantes poderão também formar novas equipas e criar novos laços.

DEPUTADO BARCELENSE JOEL SÁ PRETENDE QUE SEJAM VALORIZADOS OS CEMITÉRIOS MILITARES PORTUGUESES EM FRANÇA

O deputado barcelense Joel Sá entregou na passada sexta-feira, 17 de Fevereiro, na Assembleia da República um Projeto de Resolução que recomenda medidas urgentes de valorização dos Cemitérios dos Nossos Heróis, nomeadamente o cemitério militar de Richebourg l’Avoué, no norte de França, que é um cemitério militar exclusivamente português, no qual, entre 1924 e 1938, se sepultaram 1831 soldados.

Joel_Sább.jpg

Este Projeto de Resolução da autoria de Joel Sá, visa dignificar a memória dos nossos heróis compatriotas portugueses e desses os muitos conterrâneos barcelenses. Dai que a base tenha partido do documentário do Dr. Penteado Neiva "Lutaram como Diabos" baseado em diários, cartas, postais e com testemunhos de familiares de combatentes de Barcelos que participaram no conflito da I Guerra Mundial.

Projeto de Resolução n.º      /XIII/2ª

Recomenda medidas urgentes de valorização dos Cemitérios dos Nossos Heróis

Exposição de motivos

A chegada dos militares portugueses a França, em janeiro de 1917, marca o início do grande esforço militar português durante a I Guerra Mundial. Os primeiros soldados portugueses chegaram à Flandres há 100 anos, numa participação inglória e que culminou no desastre da Batalha de La Lys, um acontecimento incontornável da história militar portuguesa em que estiveram empenhados os efetivos do Corpo Expedicionário Português (CEP) que participaram na 1ª Guerra Mundial.

Nesta batalha, a 2ª Divisão do CEP, em algumas escassas horas, perdeu cerca de 7.500 militares entre mortos, feridos, desaparecidos e prisioneiros.

Comandados pelo General Gomes da Costa, os militares portugueses, foram sacrificados impiedosamente numa ofensiva desencadeada por quatro divisões do 6º Exército germânico sob o comando do General Ferdinand von Quast.

Ocorrida a 9 de Abril de 1918, e apesar de vitimados, a coragem dos militares portugueses, demonstrada em combate tem sido elogiada e lembrada além-fronteiras, principalmente pelas forças aliadas.

O cemitério militar de Richebourg l’Avoué, no norte de França, é um cemitério militar exclusivamente português, no qual, entre 1924 e 1938, se sepultaram 1831 soldados, dos quais 238 são desconhecidos, provenientes de outros cemitérios franceses de Le Touret, Ambleteuse e Brest, de Tournai, na Bélgica, e também os corpos de prisioneiros de guerra mortos na Alemanha.

Este cemitério foi inaugurado em 1928 e, poucos anos depois, foi construído um muro de proteção e uma porta monumental com materiais importados de Portugal. Em 1976 o sítio foi valorizado com a construção de uma capela da invocação de Nossa Senhora de Fátima.

A recordar a presença portuguesa na Primeira Guerra Mundial em França há, ainda, o monumento de La Couture, do escultor português António Teixeira Lopes e inaugurado a 10 de novembro de 1928, e o cemitério militar britânico de Boulogne, onde há um talhão português com 44 campas.

O cemitério militar de Richebourg, a capela Nossa Senhora de Fátima e o monumento aos mortos de La Couture são palco, todos os anos, em abril, de uma cerimónia evocativa da Batalha de La Lys.

Foi recentemente tornado público que o cemitério militar português de Richebourg, com 1.831 campas de soldados lusos da I Guerra Mundial, faz parte de uma “lista indicativa” para candidatura a Património Cultural da UNESCO.

O cemitério português, no norte de França, é um dos “locais funerários e memoriais da I Guerra Mundial (Frente Ocidental)” que integraram, em abril de 2014, a “lista indicativa” de França para futuras candidaturas a património da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

Num conjunto de 80 locais referentes à Grande Guerra, o cemitério de Richebourg L’Avoué aparece em sétimo lugar, assim como a Capela de Nossa Senhora de Fátima, em Lorgies, mesmo em frente do cemitério.

A ambição de inscrever os "locais funerários e memoriais da I Guerra Mundial" como património da UNESCO, explica a apresentação do projeto disponível na página internet da UNESCO na secção das "listas indicativas", resulta de uma "seleção transnacional", com a Bélgica, em que foram escolhidos 80 locais em França e 25 na Bélgica, "rigorosamente selecionados no seio de um vasto conjunto de milhares de cemitérios, necrópoles e memoriais da frente ocidental".

De acordo com esse documento, "Estes elementos são representativos da enorme diversidade de nações e de povos que estiveram implicados neste conflito mundial, com uma dimensão nunca então alcançada. Eles compõem uma paisagem evocativa representativa da extensão geográfica da frente (mais de 700 km), dos grandes momentos da sua história e das suas evoluções ao longo da guerra".

Como "justificação para o valor universal excecional", o texto explica que, com a Grande Guerra, "uma nova memória funerária exprime-se através de cemitérios constituídos por campas individuais que se repetem em grande número", marcados pela "homogeneidade", e através da "inscrição de nomes nos mausoléus e memoriais que responde à vontade de guardar a memória de combatentes cujos corpos não foram encontrados ou identificados".

"Todos estes elementos refletem, também, o caráter internacional do conflito, seja através de cemitérios explicitamente associados a um dos beligerantes ou ao homenagear soldados oriundos do mundo inteiro", continua o documento, lembrando, ainda que "os memoriais são monumentos totalmente novos em relação a guerras anteriores".

A lista de monumentos traduz "um movimento arquitetónico totalmente novo" e "testemunha o sofrimento e o luto em massa", sendo "um culto funerário que é, desde logo, mais que um culto combatente, um culto civil e humanista que convida ao recolhimento e, depois, à reconciliação e à paz".

No entanto, importa referir a situação de abandono em que se encontra este Cemitério e o vizinho Monumento de La Couture, os maiores e mais ilustre Memoriais erguidos fora do território nacional. Torna-se urgente proceder a um conjunto de intervenções que permita a historicidade ativa deste património com toda a dignidade que merecem.

Nestes termos, o Grupo Parlamentar do PSD, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, propõe que a Assembleia da República recomende ao Governo que tome as medidas urgentes na recuperação e valorização dos Cemitérios dos Nossos Heróis.

Palácio de S. Bento, 17 de fevereiro de 2017

Os Deputados do PSD

BRAGA DEBATE ESTRATÉGIA DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL COM PARCEIROS EUROPEUS

Encontro da rede Urbact CityMobilNet decorreu na Alemanha

A Cidade de Braga esteve representada no último encontro internacional da rede Urbact CityMobilNet, que se realizou entre 15 e 17 de Fevereiro, em Bielefeld, na Alemanha, onde apresentou a estratégia municipal para a mobilidade sustentável aos parceiros europeus.

16864129_1451350301562819_7647459228403921946_n.jpg

Neste encontro, que contou com a presença do vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Braga, Miguel Bandeira, foram abordadas questões referentes à repartição modal, aos problemas de mobilidade e aos projectos que estão em desenvolvimento em toda a rede de cidades.

“Este encontro potenciou uma maior partilha de experiências, onde ficou bem patente a necessidade de implementação dos projectos em curso, que visam a promoção da mobilidade sustentável e a descarbonização da Cidade”, referiu Miguel Bandeira, lembrando que “estes objectivos são uma imposição da própria União Europeia e que há muito estão definidos por outras cidades, cujas metas Braga não poderá descurar”.

Braga foi a Cidade escolhida para ser a anfitriã do próximo encontro desta rede de Cidades, que terá lugar em Junho, tendo disputado a organização com as cidades de Gdansk e Agii Anargyri-Kamatero.

A rede CityMobilNet visa a elaboração de Planos de Mobilidade Sustentável um pouco por toda a Europa, com base na troca de conhecimento e experiência das cidades parceiras.

Além da Cidade de Braga, a rede incorpora as cidades de Bielefeld (Alemanha), Székesfehervar (Hungria), Slatina (Roménia), Burgos (Espanha), Agii Anargyri-Kamatero (Grécia), Marselha e Marne a l’Eau (França), Gdansk (Polónia), Palermo (Itália), Valletta (Malta) e Zadar (Croácia).

SENIORES DE GUIMARÃES DESFILAM PELO AMBIENTE EM CORSO CARNAVALESCO

ESTA TERÇA-FEIRA À TARDE, NO MULTIUSOS

800 idosos de Guimarães comemoram Carnaval em desfile alusivo ao ambiente

34 instituições do concelho participam em festa sénior, que reunirá mais de oito centenas de idosos no Multiusos de Guimarães. Na sexta-feira de manhã, o Largo do Toural recebe o “Carnaval da Infância”.

Guimaraes_Carnaval_Senior.JPG

A Câmara Municipal de Guimarães, em colaboração com a cooperativa Fraterna e as instituições de apoio a idosos do concelho, organiza esta terça-feira, 21 de fevereiro, entre as 14:30 e as 17 horas, um desfile de Carnaval Sénior no Multiusos de Guimarães, subordinado ao tema da candidatura a Capital Verde Europeia.

A iniciativa, cuja cerimónia de abertura será presidida por Domingos Bragança, Presidente do Município de Guimarães, envolverá a participação de 870 idosos pertencentes a 34 instituições de solidariedade social, que vão desfilar as suas fantasias por grupos temáticos, acompanhados por músicas carnavalescas.

Os participantes, no âmbito das atividades da Terceira Idade realizadas ao longo do ano, prepararam vestuário alusivo a áreas distintas do ambiente, cujas peças serão utilizadas no desfile agendado para a tarde da última terça-feira, antes do Dia de Carnaval. O cortejo carnavalesco abre com o tema da Água, seguindo-se Natureza e Biodiversidade, os 4 Elementos, Reciclagem, Resíduos, Rio Ave, Transporte Local, Turismo e Áreas Verdes.

Alinhamento e instituições participantes

Sob o tema da Água, vão desfilar a Casa de Caldelas, Casa do Povo de Fermentões, Centro Comunitário de Solidariedade e Integração Social de Tabuadelo, Centro Social Nossa Senhora do Carmo, Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Conceição, Centro Social da Paróquia de Santa Eulália de Nespereira, Fraterna, Real Irmandade de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos, Venerável Ordem Terceira de S. Domingos e Venerável Ordem Terceira de S. Francisco.

Em seguida, com recurso ao tema da “Natureza e Biodiversidade”, desfilam utentes da Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães, Casa do Povo de Briteiros, Centro Social da Irmandade de S. Torcato e Fundação Casa do Paço, enquanto o Centro Social Paroquial de Gondar, Centro Social e Paroquial de Ronfe, Centro Social Paroquial S. Cristóvão de Selho e Lar Beneficente de S. Jorge vão representar os “4 Elementos” da natureza.

Reciclagem é o tema do Centro Social e Brito e Centro Social de Guardizela, ao passo que a cooperativa Castreja (Gerações em Movimento), o Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa e Sala Convívio de Barco vão participar no desfile representando vestuário alusivo ao tema dos Resíduos. Por sua vez, o Centro Social D. Manuel Monteiro de Castro, o Centro Social Recreativo e Cultural de Campelos e Encontro de Saberes têm o rio Ave como tema.

No cortejo de Carnaval, participam também a Casa do Povo de Creixomil, o Centro Social e Paroquial de Polvoreira, Centro Social e Paroquial de Mascotelos-Santiago e Lar de Santo António com o tema Transporte Local. Já os utentes da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães vão adotar peças de vestuário alusivas ao Turismo e a Academia da Razão referente a Áreas Verdes. Neste desfile, participam ainda a Ami-Clihotel de Guimarães, Centro Sociocultural Desportivo de Sande S. Clemente, Grupo Bem Viver e Grupo Sénior de Infantas.

“PAI DAS ORELHEIRAS”TEM QUEIMA MARCADA NO CARNAVAL EM FAFE

Fafe volta a celebrar o Carnaval, revivendo uma tradição que se foi esvanecendo com o passar do tempo e que, em 2015, foi recuperada pelo Município.

A queima do “Pai das Orelheiras” volta, assim, a estar na agenda do Carnaval fafense e encontra-se marcada para o próximo dia 28 de Fevereiro, terça-feira, na Praça 25 de Abril.

As festividades têm início marcado para as 18h00 com o Arruamento de Bombos, seguindo-se, às 19h00, a Folia pelas Ruas e um momento musical protagonizado pela Banda Faz de Conta.

Haverá ainda tempo para recuperar a tradição das bocas e mal dizeres com a iniciativa “No Carnaval, ninguém leva a mal!”

O evento, que vai contar com a presença e colaboração de várias associações recreativas e culturais do concelho, conhecerá o seu ponto mais alto aquando da queima do boneco, de grandes dimensões, ao som da marcha fúnebre, pelas 20h00.

Dança, música e muita animação não faltarão durante a festa que contará também com petiscos e bebidas no centro da cidade.

A juntar a esta iniciativa, Fafe terá, novamente, animação de rua pelas freguesias do concelho – vários desfiles, concursos de máscaras e animação tradicional.

O Presidente da Câmara Municipal, Raul Cunha, destaca a importância de manter vivas as tradições da cidade.

O ano passado, o mau tempo não permitiu que assistíssemos à Queima do Pai das Orelheiras, mas este ano contamos poder reviver esta tradição, em Fafe.

As cerca de 3000 pessoas que assistiram em 2015 atestam a recetividade que esta festa de Carnaval colheu junto dos fafenses e esperamos poder igualar ou superar esse número na próxima terça-feira.

É importante preservarmos este tipo de tradições, que são uma marca da nossa identidade.”

GERAÇÃO LANHOSO DINAMIZA NOVO GRUPO DA ACADEMIA DE COMPETÊNCIAS

O projeto Geração Lanhoso deu início a mais um grupo da Academia de Competências.

Esta atividade insere-se no Eixo 1 Emprego, Formação e Qualificação e tem como objetivo principal trabalhar conhecimentos e competências que favoreçam o desenvolvimento pessoal e profissional  ao nível das soft skills. É com a consciência de que, atualmente, o mercado de trabalho não valoriza só as competências técnicas mas, também, as sociais e comportamentais que este projeto resolveu apostar na dinamização desta Academia junto pessoas desempregadas, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso.

Academia das Competencias.JPG

O desafio foi lançado a um grupo de cerca de oito pessoas que, nos próximos dias, irão trabalhar questões relacionadas com a Negociação, o Trabalho em Equipa, o Marketing Pessoal e a Preparação para entrevistas.

Este grupo foi constituído com a colaboração da Em Diálogo e está a funcionar nas instalações do Centro Comunitário do Vale do Cávado, em Monsul.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

FAMALICÃO INAUGURA NOVO EMPREENDIMENTO TURÍSTICO

Novo empreendimento turístico, em Vermoim, com quatro quartos e piscina exterior, abraça cultura e história. Requinte informal na Casa da Estalagem

O que outrora foi uma típica casa rural, com a corte dos animais e as alfaias agrícolas no piso inferior, para aquecer quem morava no piso de cima da habitação, é hoje um moderno e requintado empreendimento turístico de alojamento local. A Casa da Estalagem, em Vermoim, Vila Nova de Famalicão, hoje inaugurada pelo Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, no âmbito do roteiro Famalicão Made IN, é também peculiar. Pela localização geográfica, no coração do Vale do Ave, onde a indústria têxtil fervilha, e pela identidade com a história.

AFS_1765.jpg

Para lá chegar basta repetir o trajeto feito pelos vikings, em 1016, quando atacaram o Castelo de Vermoim, localizado ali mesmo, na encosta do Monte Caruito. Esta forma de dar a direção do novo projeto hoteleiro é contada pelos proprietários, o casal António e Agostinha Macedo, que assim aliam a história ao turismo.

Num ambiente sofisticado, a Casa da Estalagem dispõe de quatro quartos temáticos, decorados em estilo contemporâneo e evocativos de Artur Cupertino de Miranda, Narciso Ferreira, Bernardino Machado e Camilo Castelo Branco, todas personalidades famalicenses, cozinha equipada e outras áreas comuns para lazer e trabalho, para além de piscina exterior. Todos os quartos têm grandes janelas, por onde entra muito sol. As tarifas variam entre os 90 e os 110 euros.

“Pode dizer-se que esta é uma boa alternativa de alojamento para aproveitar o sossego fora da urbe, num ambiente confortável, mas simples e descomplicado, para quem está em trabalho ou lazer, sozinho ou em família”, descreveu António Macedo, sublinhando que a reabilitação conservou as qualidades arquitetónicas do edifício, como as paredes, os tetos altos de trave de madeira e o fogão a lenha.

Paulo Cunha, por seu lado, salientou o reforço da oferta hoteleira no concelho que este novo empreendimento traduz, lembrando que nos últimos três anos abriram quatro novas unidades hoteleiras – o Villa’s House, o Villa Prime Hotel, o Hi!Go e, agora, a Casa da Estalagem, que, juntas, contabilizam cerca de vinte quartos. “Sinal de confiança no território e da crescente afirmação do concelho famalicense no plano regional e nacional, sobretudo no domínio económico”, disse, argumentando: “Estes investimentos são feitos a partir de uma matriz de contexto de oportunidade e de avaliação de uma área económica onde existe mercado. E, portanto, estou certo que os investidores que criaram estes vinte quartos veem no concelho de Famalicão um potencial de dinamismo económico que se tem traduzido no crescimento da capacidade exportadora.”

O autarca enalteceu ainda a “vocação empreendedora” de António Macedo. “É um empresário daqueles que gostamos de ter connosco, arrojado e que acredita no território. Obrigado pelo seu empenho e dedicação.” 

AFS_1860.jpg

SENIORES DE FAFE DANÇAM NO CARNAVAL

Mais de 200 idosos participam no Baile de Carnaval em Fafe

Cerca de 200 idosos de todo o concelho já confirmaram a sua presença, na próxima sexta-feira, no Baile de Carnaval Sénior, que decorrerá na Casa do Gandião, numa tarde que promete muita animação, música, surpresas.

DCS_3887.JPG

Várias instituições do concelho marcam presença nesta festa, promovida pelo Município de Fafe há vários anos, e que celebra o Carnaval junto dos mais velhos.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, garante que “esta é uma celebração especial para os nossos seniores. Durante mais de três horas, têm oportunidade de conviver, divertirem-se e partilharem momentos de alegria.”

DCS_9649.JPG

DCS_0031.JPG

FAMALICÃO: CRUZ VERMELHA DE RIBEIRÃO TEM NOVAS AMBULÂNCIAS

Cruz Vermelha de Ribeirão com duas novas ambulâncias

A delegação da Cruz Vermelha de Ribeirão, em Vila Nova de Famalicão, tem agora mais meios à sua disposição.

Cruz Vermelha de Ribeirão.jpg

O núcleo famalicense, que dá resposta às freguesias de Ribeirão, Fradelos e Lousado e que diariamente presta apoio a cerca de 100 utentes, adquiriu recentemente duas novas viaturas de transporte de doentes, reunindo assim mais condições para prestar um melhor serviço à comunidade local.  

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, participou no passado sábado, dia 18, na cerimónia de bênção das novas ambulâncias, e enalteceu o apoio “imprescindível” prestado pela Cruz Vermelha de Ribeirão. O momento contou ainda com a presença do presidente do núcleo, José Fonseca, e do presidente da Junta de Freguesia, Adelino Oliveira.

Refira-se que a Cruz Vermelha de Ribeirão celebra em 2017 o seu 19.º aniversário. Por parte da autarquia, e ao abrigo do programa municipal de apoio às forças de socorro concelhias, a estrutura recebe um subsídio mensal de 3500 euros

FAMALICÃO: ESCUTEIROS DE LEMENHE INAUGURAM NOVA SEDE

"Se tiveres o hábito de fazer as coisas com alegria raramente encontrarás situações difíceis". Foi sob o lema de Baden Powell que o agrupamento de escuteiros de Lemenhe inaugurou, sábado, a sua nova sede na Casa Paroquial da freguesia.

Escuteiros de Lemenhe inauguraram nova sede (1).jpg

O momento de grande significado para a freguesia contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha que elogiou a força de vontade e o empenho de toda a comunidade na união de esforços que levou à concretização da nova sede dos escuteiros.

“A comunidade percebeu que havia uma necessidade e que havia uma disponibilidade e, com o apoio de todos e o envolvimento da Junta de Freguesia, constatou-se que a disponibilidade tinha as condições ótimas para satisfazer essa necessidade” afirmou Paulo Cunha.

De acordo com o autarca, “quem ganhou foi toda a comunidade de Lemenhe”. Pois “ao dar boas condições ao escutismo, está-se a dar condições para a formação da comunidade, através dos jovens” reforçou Paulo Cunha.

Para além do presidente da Câmara Municipal, a sessão contou ainda com as presenças do presidente da Junta da União das freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei, Carlos Alberto Fernandes, do pároco e de vários representantes do escutismo.

Dinis Faria, chefe do agrupamento, mostrou-se muito orgulhoso com a obra criada e falou mesmo no culminar de um sonho do agrupamento 311.

Por sua vez, Carlos Alberto Fernandes elogiou a sede magnífica em que os escuteiros transformaram a antiga casa paroquial e elogiou o trabalho que o Agrupamento tem desenvolvido.

Escuteiros de Lemenhe inauguraram nova sede (2).jpg

ARCOS HOTEL COM BUFFET DE CARNAVAL E PRÉMIOS PARA AS MELHORES FANTASIAS

O Luna Arcos Hotel, em Arcos de Valdevez, vai comemorar o Carnaval com o que será uma viagem até aos trópicos!

13413083_968788879905427_291973706408472736_n.jpg

No dia 27 de Fevereiro (segunda), a festa começa pelas 19h30, com um buffet temático inspirado no Carnaval Brasileiro, por 35€/ pessoa, estando a animação a cargo do dueto Ofir Show.

O convite é para que os participantes se apresentem fantasiados, habilitando-se a ganhar prémios que vão ser sorteados ao longo da noite.

Situada no centro da vila alto-minhota, esta unidade da cadeia Luna Hotéis & Resorts apresenta ainda a opção de um pack com alojamento, que inclui Jantar de Carnaval e uma noite de alojamento com pequeno-almoço buffet, por 135€/quarto.

O Jantar- Buffet de Carnaval inclui saladas simples, salada de palmito, pastelinhos de carne picada, salada de camarão com milho, frango com fruta tropical, mousse de queijo Briè e taças com fruta fresca.

Haverá ainda creme de abóbora com croutons de ervas finas, canoa de abacaxi com camarão e frutos do mar e molho de cocktail, e a típica feijoada à brasileira.

O buffet de sobremesas oferece fruta fresca, quindins, pudim de leite condensado, cocada de caramelo, brigadeiros, bolo de bolacha, tarte de frutas e leite creme queimado.

O jantar festivo é acompanhado por vinhos das caves do Hotel, caipirinha, sumos, água e café

As reservas podem ser feitas pelo email arcoshotel@lunahoteis.com ou pelo tel. 00351 258 093 600.

12400429_868394776611505_3153122753774561328_n.jpg

EURODEPUTADO JOSÉ MANUEL FERNANDES APROXIMA O MINHO DA EUROPA

Eurodeputado José Manuel Fernandes apresentou em Famalicão a edição Minho de 2017 da obra “Pela Nossa Terra”

Foi “Pela Nossa Terra” que o eurodeputado minhoto José Manuel Fernandes criou a agenda anual que aproxima o Minho da Europa e a Europa do Minho. A edição 2017 da publicação foi lançada na passada sexta-feira, 18 de fevereiro, na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, com apresentações do eurodeputado Francisco Assis e do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha.

DSC_2258.jpg

À cerimónia associaram-se perto de duas centenas de pessoas, onde se destacavam vários autarcas minhotos, alguns deputados à Assembleia da República e diversas personalidades de diferentes quadrantes políticos da região.

“Trata-se de uma iniciativa singular, que dá um enorme contributo para o reforço do sentimento de pertença dos cidadãos ao Minho, ao país e à Europa, potenciando o exercício de uma cidadania plena e esclarecida”, disse o autarca famalicense. “Este livro presta um bom serviço à Europa” disse, por sua vez, Francisco Assis realçando a importância do projeto europeu que, considerou, “cada vez mais importante no mundo de incertezas em que nos encontramos”.

Francisco Assis, aproveitou a oportunidade aberta pela apresentação do livro para reafirmar a sua posição de “europeísta convicto”. E fundamentou: “no continente onde tiveram origem os maiores conflitos armados da humanidade, a União Europeia assegurou paz com democracia, paz com desenvolvimento, paz com segurança”.

Por isso, Francisco Assis não tem dúvidas de que “na Europa vamos ter necessidade de voltar a falar uns com os outros e de promover entendimentos".

O Livro “Pela Nossa Terra – Minho 2017” tem como temas centrais os novos desafios da União Europeia e o Plano Juncker, a par de um olhar sobre a realidade atual da região minhota.  Ao longo das 288 páginas do livro, José Manuel Fernandes disponibiliza informação, suscita o interesse e provoca a reflexão sobre matérias relevantes para a atualidade da União Europeia (EU) e da região. Entre os temas europeus focados estão o Brexit, o Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE) – o chamado Plano Juncker – e a realidade orçamental da UE.

Numa altura em que, como refere o autor, “atingimos o ‘pico’ do movimento global nacionalista” e em que “o mundo está cada vez mais imprevisível e perigoso”, José Manuel Fernandes avisa que “este é o momento da UE unir-se”. Relator do Parlamento Europeu para o reforço do FEIE, o eurodeputado aponta o Plano Juncker como “um exemplo objetivo da capacidade da União Europeia em encontrar respostas e mecanismos comuns para superar as dificuldades”. E destaca a “oportunidade” que este fundo “representa para Portugal e para a região do Minho”, onde tem “incentivado a união de vontades e a parceria de projetos e candidaturas”.

Esta publicação, de edição anual e lançada pela primeira vez em 2011, fornece informações sobre todos os concelhos do Minho. A edição deste ano evidencia números do INE sobre o envelhecimento da população e a diminuição demográfica, “dois grandes desafios que a Europa e Portugal enfrentam e aos quais a Estratégia Europa 2020 procura também dar resposta”, sublinha o eurodeputado.

Na publicação são igualmente partilhadas informações de agenda e respetiva calendarização, onde se incluem as festas e romarias da região, as comemorações dos dias internacionais e citações de diferentes autores, juntamente com definições do Dicionário de Termos Europeus – uma obra em permanente atualização e que é coordenada pelo também eurodeputado social democrata Carlos Coelho.

DSC_2442.jpg

BRACARENSES DEBATEM REGENERAÇÃO URBANA

Braga reúne parceiros com vista à promoção da Regeneração Urbana. Conselho Estratégico reuniu no Palácio do Raio

Realizou-se hoje, dia 20 de Fevereiro, no Palácio do Raio, mais uma reunião do Conselho Estratégico para a Regeneração Urbana de Braga (CERPUB), um órgão consultivo que reúne um leque ecléctico de entidades e personalidades ligadas às várias áreas que contendem com a temática, tendo por objectivo recolher contributos e promover uma política pública participada e abrangente.

CMB20022017SERGIOFREITAS0000005335.jpg

Na ocasião, o Edil anunciou que será lançado um portal da reabilitação urbana assim que as novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU´s) sejam formalmente aprovadas e publicadas em Diário da República. “O Município vai promover três sessões públicas de esclarecimento orientadas para as delimitações das ARU´s, pretendendo com isso levar ao maior número possível de cidadãos a informação sobre este instrumento capaz de fomentar o investimento na regeneração através de benefícios directos consideráveis”, afirmou, lembrando ainda, neste sentido, a adesão da Autarquia ao programa Reabilitar para Arrendar – Habitação Acessível, uma linha de financiamento disponibilizada pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) que visa dinamizar a reabilitação urbana e a criação de rendas acessíveis.

Segundo o Autarca, vive-se um “momento de reanimação” do ponto de vista económico, que tem reflexo no aumento dos pedidos de processos de licenciamento em curso em todo o Centro Histórico, vários deles corporizados por investidores internacionais em unidades hoteleiras e edifícios de serviços. Mas apesar dos processos a tramitar serem ´bastantes´, estão ainda ´aquém do desejado´. “Há zonas deficitárias em termos de intervenção e um dos propósitos deste Conselho deve ser o de encontrar ideias e propostas para mobilizar os proprietários e potenciais investidores nos processos de reabilitação nessas mesmas zonas”, disse Ricardo Rio.

Outro aspecto importante enfatizado pelo Edil está relacionado com as intervenções previstas nos próprios edifícios do Município, como são o caso do Parque de Exposições, Mercado Municipal, Pousada da Juventude ou antigas instalações da Escola Francisco Sanches. “A juntar a isto temos também as reabilitações que se irão realizar pela BragaHabit nos Bairros das Enguardas e Santa Tecla, juntamente com a demolição do Bairro da Ponte dos Falcões. Na área da mobilidade, procuramos igualmente soluções diferenciadoras e que resultam de boas práticas validadas internacionalmente”, referiu, dando como exemplo as zonas 30 – limitação da velocidade a implementar em áreas residenciais com comércio elevado ou na proximidade de equipamentos escolares – ou as zonas Kiss & Go –facilitam a recolha das crianças nas áreas sensíveis.

As sessões públicas de esclarecimento das ARU’s começam Quarta-feira, 22 de Fevereiro, no auditório da Junta de Freguesia de S. Victor. A 23 de Fevereiro tem lugar a segunda sessão, no auditório da Junta de Freguesia de Dume, e a terceira e última sessão decorre a 24 de Fevereiro, no auditório da Junta de Freguesia de Maximinos.

CMB20022017SERGIOFREITAS0000005334.jpg

A VIDA SÃO DOIS DIAS E EM FAMALICÃO O CARNAVAL SÃO CINCO

Folia começa na sexta-feira com Desfile Infantil e prolonga-se até terça-feira

Diz o provérbio popular que “esta vida são dois dias e o Carnaval são três”. No entanto, em Vila Nova de Famalicão, onde se vive o carnaval na forma mais genuína e popular, a folia começa já nesta sexta-feira, 24 de fevereiro, e prolonga-se até à terça-feira. A noite de 27 para 28 é o ponto alto da festa, com milhares de pessoas mascaradas nas ruas da cidade.

image46727.jpeg

Entretanto, são os mais novos que dão o tiro de partida para a folia. Esta sexta-feira, a partir das 14h30, cerca de 3.500 crianças de todo o concelho desfilam pelas ruas ao ritmo dos seus sonhos. Super-heróis, ninjas, fadas e princesas invadem a cidade levando a alegria e a fantasia ao coração dos milhares de pessoas que assistem a este verdadeiro espetáculo, acotovelando-se nos passeios e nas margens das ruas. O desfile infantil sai da rua Adriano Pinto Basto (junto à Artave) e termina no Parque da Juventude.

Da parte da manhã, pelas 10h00, realiza-se o desfile infantil na vila de Riba de Ave.

No sábado, dia 25, há baile de Carnaval em Pedome. É a partir das 21h00, no Salão Paroquial. No domingo, regressam os desfiles de rua, um pouco por todo o concelho. Arnoso Santa Eulália, Riba de Ave e Ribeirão vivem a alegria carnavalesca a partir das 14h30.

Aqui ninguém fica fora do carnaval. A única questão é saber quem se diverte mais, serão os mais novos ou os seniores que fazem a festa na segunda-feira, a partir das 14h00, no Pavilhão Municipal, com desfile, concurso, coreografias, DJ a animar e baile? A questão não fica sem resposta, tendo em conta que à noite todos se encontram naquela que é a Noite de Carnaval mais divertida do país.

À festa espontânea e genuína dos foliões, a autarquia dá uma ajuda. A animação começa bem cedo com o centro da cidade a ser percorrido por trupes e figuras que apelam a um imaginário do fantástico e surreal, dando asas à criatividade e contagiando os foliões com a sua animação. Pelas 21h30 começa o espetáculo musical a cargo da Orquestra Pentágono. No intervalo realiza-se o desfile Concurso de Mascarados, pelas 23h00. Mas a festa acontece nas ruas e dura toda a noite.

Na terça-feira, ainda há forças para os foliões desfilarem em Landim, a partir das 15h00 e em Fradelos, a partir das 14h30.

O Carnaval só termina com a “Queima dos Galheiros”, pelas 22h00, em Fradelos, uma iniciativa que atrai cada vez mais gente.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “é uma grande satisfação ver todo o concelho imbuído do espírito carnavalesco”. E acrescenta: “Nós famalicenses somos um povo alegre e criativo e isso está bem presente na forma como vivemos o Carnaval”.

image46736.jpeg

FAFENSES FAZEM BATIDA AO JAVALI

Município de Fafe promove Montaria ao Javali. Inscrições de 22 a 24 de Fevereiro

No próximo Sábado, 25 de Fevereiro, o Município de Fafe promove a habitual Montaria ao javali.

A iniciativa tem início marcado para as 08h00, altura da concentração na Câmara Municipal e sorteio das 100 portas.

Por volta das 9h00, será servido o pequeno-almoço, na cantina da Câmara Municipal de Fafe, seguindo-se a deslocação para a mancha da montaria, a partir das 10h00.

Às 11h00 inicia-se, finalmente, a montaria ao javali, que só terminará por volta das 15h00.

O almoço com todos os caçadores está marcado para as 16h00, leiloando-se, depois, os exemplares abatidos.

As inscrições para a participação na Montaria terão lugar nos dias 22, 23 e 24 de Fevereiro, nos serviços de atendimento da Câmara Municipal de Fafe.

As taxas a pagar pelos participantes vão desde os 25€ (caçadores de tipo A - desconto de 50% conforme Plano de Exploração Anual) aos 50€ (caçadores de tipo D).

Relembre-se que o almoço terá também o custo de 15€ por pessoa, bem como por acompanhante.

Os caçadores participantes poderão estacionar na Praça Mártires do Fascismo, de forma gratuita.

Esta iniciativa tem o apoio da Associação de Caça e Pesca Montes de Fafe e do Clube de Caça e Pesca de Fafe.

MUNICÍPIO ARCUENSE APOIA ATIVIDADE DESENVOLVIDA PELA ARDAL

A Câmara Municipal celebrou um protocolo de apoio à atividade com a Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima-ARDAL, no valor de 75 mil euros.

Protocolo_ardal_2017.jpg

A Ardal, atualmente a gerir a Porta do Mezio, procura, em ligação com as populações locais e todas as instituições e personalidades interessadas, promover a plena valorização dos recursos humanos e naturais do concelho de Arcos de Valdevez.

A associação visa apoiar o desenvolvimento local com impacto económico, social, cultural e local, implementando ou apoiando projetos e ações de inovação com impacto no território.

Através do protocolo agora celebrado a ARDAL compromete-se a fazer a dinamização da Porta do Mezio, do Parque de Campismo, a organização de Eventos em colaboração com o Município (Fins de Semana Gastronómicos, Expovez, Feira de Artes e Ofícios Tradicionais do Soajo, Dog Camp Festival, Campanha de Natal, entre outros), a comercialização de produtos locais, a elaboração do projeto do “Parque Biológico do Mezio”, bem como a elaboração de candidaturas aos vários programas comunitários.

FAMALICÃO: PAULO CUNHA E JERÓNIMO DE SOUSA PRESTAM HOMENAGEM A LINO LIMA

Programa de Comemorações abre amanhã, terça-feira, dia 21, a partir das 15h00, nos Paços do Concelho de Famalicão

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, participam na abertura das comemorações do centenário do nascimento de Lino Lima – distinto advogado famalicense e destacado membro da Oposição Democrática à ditadura do Estado Novo – que se vai realizar amanhã, terça-feira, dia 21 de fevereiro, pelas 15h00, nos Paços do Concelho. A iniciativa organizada pelo município famalicense em associação com a Direção da Organização Regional de Braga do PCP conta com a presença do Secretário Geral do PCP, Jerónimo de Sousa.

Lino Lima.jpg

A homenagem inicia com a inauguração da Praceta Lino Lima, situada entre a Rua Conselheiro Santos Viegas e a Rua Manuel Pinto de Sousa, junto aos Paços do Concelho. Segue-se a abertura da exposição “Lino Lima – Uma Vida pela Liberdade”, no átrio dos Paços do Concelho e uma sessão solene, onde intervirá Jerónimo de Sousa.

Refira-se que o programa evocativo vai prolongar-se ao longo de 2017 contando ainda com a realização de um colóquio sobre a plurifacetada personalidade de Lino Lima: o cidadão, o advogado, o oposicionista à ditadura, o deputado, e a edição de uma brochura com depoimentos/testemunhos de familiares e amigos.

Nascido no Porto, Lino Lima veio com os pais, ainda criança, para Vila Nova de Famalicão, onde cresceu, viveu e trabalhou. Veio a  tornar-se um dos advogados mais importantes do seu tempo, quer na comarca, quer na defesa dos presos políticos nos Tribunais Plenários. Apesar disso, teve uma intensa atividade política, inicialmente na clandestinidade e, no final da grande guerra na “luta legal”, ligando-se aos movimentos políticos criados ou apoiados pelo PCP, como o MUNAF e o MUD, a cujas comissões nacionais pertence.

Esteve com as candidaturas presidenciais de Ruy Luís Gomes e Humberto Delgado, participando ativamente nas eleições legislativas para a Assembleia Nacional de 1957 e 1969, assim como nos Congressos Republicanos de 1957 e 1969, e no Congresso da Oposição Democrática de 1973, onde tem um papel destacado, integrando as respetivas Comissões Nacionais e Executivas e ao fazer intervenções políticas.

Tornou-se Líder da Oposição Democrática do Distrito de Braga, que nos anos 60 ousou autodenominar-se “Os Democratas de Braga”, granjeando notoriedade nacional ao lado de Victor Sá, Santos Simões, Humberto Soeiro e Eduardo Ribeiro. “Em toda a atividade política de combate à ditadura, ao longo de mais de três dezenas de anos, Lino Lima evidenciou uma nobreza de caráter, de coragem e de combatividade, que fizeram dele um adversário político temível, que nunca cedeu e o tornaram um símbolo da liberdade. Viveu o dia da revolução de 1974 com enorme alegria, deixando cair no rosto as lágrimas que sempre conteve perante a PIDE”, refere o historiador Artur Sá da Costa que vai coordenar o programa das comemorações.

A câmara municipal de Vila Nova de Famalicão atribuiu a Lino Lima, em 1996, a medalha de honra do município, e no mesmo ano o Presidente da República, Jorge Sampaio condecorou-o com a Grã Cruz do Infante. Em 9 de Janeiro de 1999, a Assembleia da República aprovou por unanimidade um voto de pesar pela sua morte. Idêntica atitude tomou em 26 de Fevereiro de 1999 a Assembleia Municipal de Vila Nova de Famalicão.

“A ocorrência em 2017 do centenário de nascimento de Lino Lima é uma oportunidade que não podemos desperdiçar para homenagear esta personalidade famalicense, e desta forma, lembrar e conhecer as suas múltiplas facetas, que tem um traço comum: o amante da liberdade, pelo qual lutou toda a vida, correndo riscos, sem olhar a sacrifícios, pondo o interesse público acima da vida e da família”, refere o presidente da autarquia, Paulo Cunha.

Em 1996, Jorge Sampaio condecorou-o com a Grã Cruz do Infante.jpg

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PONTE DE LIMA CELEBRA 30 ANOS DE ERASMUS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE PONTE DE LIMA

O Município de Ponte de Lima, a Escola Secundária de Ponte de Lima (Escola Embaixadora do Parlamento Europeu) e o Centro Europe Diret de Ponte de Lima vão organizar em conjunto um Seminário no Auditório Rio Lima, no dia 24 de fevereiro, entre as 10 horas e as 13 horas, tendo como objectivo principal a celebração dos 30 anos do Programa Erasmus +, proporcionando aos jovens Estudantes; Professores; Associações Juvenis e público em geral, maior e melhor conhecimento e aprofundamento sobre as mais-valias do programa Erasmus +, de forma a contribuir para o enriquecimento dos jovens no seu processo ensino /aprendizagem. Pretende-se também promover e consciencializar as Escolas para o seu papel na Construção Europeia.

Cartaz ERASMUS_net-01.jpg

Do programa do referido seminário, consta os seguintes painéis e intervenientes, a saber:

10h20-Sessão de Abertura

Intervenção do Eurodeputado José Manuel Fernandes subordinada ao tema “ Os 30 Anos do Programa Erasmus +”.

11h00 Painel “O Papel das Escolas na Construção Europeia”

Moderador: Jornalista José Carlos Ferreira - Diário do Minho

11h00 O programa Escola Embaixadora do Parlamento Europeu - Pedro Valente da Silva, Chefe do Gabinete de Informação do Parlamento Europeu em Portugal

11h10 O que nós esperamos da Europa – Alunos do 12º ano da Escola Secundária de Ponte de Lima, Cursos de Línguas e Humanidade e Ciências Socio – Económicas.

11h20 -As diversas dimensões do envolvimento das escolas no projeto europeu - Paulo Antunes, Adjunto do Diretor do Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva.

11h40 – As novas oportunidade para os jovens e suas associações, no âmbito da ação da Agencia Erasmus+ Juventude em Ação - Pedro Soares, Diretor da Agência Erasmus + Juventude em Ação.

12h00 - As mais-valias da mobilidade “Erasmus”- Relato de uma experiência - Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

12h10 – O programa Erasmus na ESA-IPVC, principais instituições protocoladas - Coordenadora do Gabinete de cooperação internacional, Doutora Isabel Valin.

12h20 – Debate

13h00 -Encerramento

LINDOSO FESTEJA O PAI VELHO

Ponte da Barca promove animado fim-de-semana Carnavalesco

Desfile de Carnaval das Escolas, Festa da Pequenada, Domingo Gastronómico do Cozido à Portuguesa, Baile e Concurso de Carnaval e o Entrudo Tradicional do Lindoso – O Pai Velho são as iniciativas que vão decorrer.

Pai Velho.JPG

A Câmara Municipal de Ponte da Barca promove a partir da próxima sexta feira24 de fevereiro, um conjunto de atividade que prometem animar o fim de semana de carnaval. Já na sexta feira, a partir das 14h30, tem lugar pelas ruas da vila, o Cortejo de Carnaval pelos alunos das Escolas de Ponte da Barca. É também nesse dia que se procede à abertura da Festa da Pequenada (15h) que vai estar instalada na Praça da República até domingo, dia 26. Com entrada gratuita, esta iniciativa vai contar com inúmeras atividades comoinsufláveis, pinturas faciais, mascotes, entre outras atividades, além de várias gulodices como pipocas, crepes, gomas, que vão fazer as delícias dos mais pequenos. Estas iniciativas inauguram um intenso programa cultural no concelho que inclui ainda o Domingo Gastronómico do Cozido à Portuguesa (26 de Fevereiro), o Baile de Carnaval e Concurso de Máscaras (27 de Fevereiro) e o Entrudo Tradicional do Lindoso – O Pai Velho (26 a 28 de Fevereiro).

Na verdade, existem motivos de sobra para visitar Ponte da Barca no fim de semana carnavalesco como sublinha o presidente da autarquia, António Vassalo Abreu: 'O conjunto de iniciativas que animarão o município nos próximos dias é o reflexo da vitalidade que por estes tempos reina no concelho. Uma política cultural que pretende não só oferecer aos barquenses atividades diversas de lazer, recreação e divertimento, mas procura paralelamente criar razões de interesse para atrair mais visitantes a Ponte da Barca'.

A confeção do tradicional Cozido à Portuguesa, incluído na iniciativa Domingos Gastronómicos, constituirá decerto um desses mobiles, onde iguaria como os enchidos, as carnes e legumes da região, aliados ao saber – fazer tradicional da 'mão barquense' que o prepara lhe confere o seu tão especial sabor irão, de certeza, deliciar os amantes da boa gastronomia.

A iguaria pode ser degustada em qualquer um dos 14 restaurantes que aderiram à rota do bom gosto (Adega Do Artur, Barca Velha, Churrasqueira Barquense, In Tapas Veritas, Jaime Gomes, Lindo Verde, O Churrasco, O Emigrante, O Kibom, O Moinho, Retiro, S. Martinho (Crasto), Santana e Tempus Hotel & Spa), casas de bem comer que vão oferecer, de resto, durante seis fins de semana (entre os meses de Fevereiro e Novembro), os melhores aromas e sabores do Alto Minho.

Na segunda-feira, 27 de Fevereiro, a partir das 21h30, no centro da Vila de Ponte da Barca (Praça da República) tem lugar um Baile de Carnaval animado pela Orquestra Ympério Show, seguido do Concurso de Máscaras.

Entrudo Tradicional de Lindoso – o Pai Velho, esse, arranca no dia 26 de Fevereiro, 'Domingo Gordo', e prolonga-se até ao dia 28 de FevereiroTerça – Feira de Carnaval. A iniciativa, levada a cabo em estreita parceria com a Junta de Freguesia de Lindoso e a Associação 'Os Amigos de Lindoso', realiza-se neste magnifico cenário das terras altas, onde tem lugar o engalanado cortejo que transporta o Pai Velho pelos lugares para que o povo se junte à festa e celebre os dias de Carnaval. Em frente dos espigueiros e da eira comunitária, e tendo como pano de fundo o Castelo Medieval, o busto de madeira do Pai Velho é transportado, sempre nas manhãs de domingo e terça-feira. Atrás, seguem as rusgas de concertinas, bombos, ferrinhos e castanholas, não faltando as máscaras dos foliões, disfarçados com trajes tradicionais. À meia-noite de terça-feira é feito o enterro do Pai Velho e lido o testamento. Uma Feira de Produtos Locais, Concertinas, Bailes Populares até ao Enterro do Pai Velho e Leitura do Testamento, que encerram esta festividade, fazem do Carnaval do Lindoso – Ponte da Barca, uma das últimas celebrações mais tradicionais do Entrudo no nosso país.

A Câmara Municipal disponibiliza transporte gratuito para os interessados em assistir às festividades do Pai Velho no domingo, nos seguintes horários: partida às 9h00 e regresso às 13h00; ou partida às 14h00 e regresso às 18h00, com ponto de encontro na paragem de autocarros junto à fonte de São João. As inscrições podem ser feitas para o email portalindoso@cmpb.pt indicando o nome e contacto, ou presencialmente na Loja Interativa de Turismo, até sexta feira, dia 24, às 12h30.

PORTUGUESES E ESPANHÓIS DEBATEM DESAFIOS E OPORTUNIDADES DO PROGRAMA ERASMUS +

Na abertura deste “seminário de contacto”, como lhe chamou a diretora da Agência Nacional Erasmus + Educação e Formação, Joana Mira Godinho, a vice-presidente da autarquia monçanense, Conceição Soares, sublinhou a importância do programa como partilha de conhecimentos e enriquecimento sociocultural.

DSC_0174 (Large).JPG

A Agência Nacional Erasmus + Educação e Formação, o Servicio Español para la Internacionalización de la Educación (SEPIE), e o Centro de Formação do Vale do Minho promovem uma sessão transfronteiriça de informação e apoio às instituições que queiram apresentar candidaturas ao Programa Erasmus +, ação chave 2, parcerias estratégicas.

Com a colaboração da Câmara Municipal de Monção, a sessão realiza-se hoje e amanhã no Cine Teatro João Verde, contando com a presença de técnicos especializados de ambos os países, cujas conferências abordam diversas questões relacionadas com o Programa Erasmus +.

O ponto de partida, às 14h30, foi dado pelo diretor do Servicio Español para la Internacionalización de la Educación, Pablo Martin Gonzalez, e pela diretora da Agência Nacional Erasmus + Educação e Formação, Joana Mira Godinho. Ambos enalteceram o papel do Programa Erasmus + na valorização pessoal dos estudantes.

Representando a Câmara Municipal de Monção, Conceição Soares deu as boas vindas aos presentes, desejou-lhes uma boa estadia na localidade e sublinhou a importância do Programa Erasmus + como instrumento fundamental para a partilha de conhecimentos e enriquecimento sociocultural. “O meu Erasmus foi em Espanha, na cidade de Bilbao, e a experiência foi gratificante e enriquecedora” adiantou.

Ao longo dos dois dias, serão constituídos grupos de trabalho com participantes de ambos os países e debatidas questões como desafios e oportunidades do Programa Erasmus +, cooperação para a inovação e intercâmbio de boas práticas, partilha de experiências e casos de sucesso e apresentação de ideias e projetos.

DSC_0190 (Large).JPG

DSC_0195 (Large).JPG

ESCOLAS DE FAFE DESFILAM NO CARNAVAL

Mais de 2500 crianças vão desfilar dia 24

No próximo dia 24 de Fevereiro, durante a manhã, entre as 09h30 e as 12h00, terá lugar o Desfile de Carnaval das Escolas de Fafe.

DCS_3735.JPG

Mais de 2500 crianças do ensino pré-escolar e 1º ciclo são esperadas para fazer o percurso pela cidade, em representação de cerca de trinta instituições de ensino concelhias.

Os alunos de dezoito freguesias de Fafe irão concentrar-se na Praça Mártires do Fascismo, pelas 09h30, altura em que se inicia o desfile pelas ruas da cidade.

O percurso a realizar passa pela Rua Trindade Coelho, Rua Serpa Pinto, Rua Major Miguel Ferreira, Rua Monsenhor Vieira de Castro, Cimo da Arcada – Rua António Saldanha, Praça 25 de Abril e Rua 31 de Janeiro. Termina novamente na Praça Mártires do Fascismo, pelas 12h00.

Esta é uma manhã diferente para os alunos das escolas de Fafe, com muita animação e fantasia.

DCS_3841.JPG

POVOA DE LANHOSO CANDIDATA-SE A FUNDOS COMUNITÁRIOS

Póvoa de Lanhoso viu aprovadas todas as candidaturas que apresentou a Fundos Comunitários

O Município da Póvoa de Lanhoso viu aprovadas todas as candidaturas que apresentou a Fundos Comunitários no âmbito do 2020. Trata-se aqui de um investimento elegível global superior a 5 milhões de euros (cerca de 5 milhões e 500 mil euros).

Paços do Concelho (1).jpg

“Isto é o resultado de um trabalho eficiente da Autarquia no sentido de melhorar a qualidade de vida das nossas populações. Trabalhámos muito e bem nestas candidaturas, sempre com o pensamento no bem-estar dos Povoenses. É um investimento muito importante para a Póvoa de Lanhoso e estamos empenhados agora em avançar para o terreno no sentido de disponibilizar o mais rápido aos nossos munícipes estas respostas”, refere o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista.

Por um lado, o coração da Vila da Póvoa de Lanhoso vai ser renovado e modernizado e vai ficar mais apelativo; por outro lado, a população de algumas freguesias ganha abastecimento de água ao domicílio e saneamento básico.

A principal parcela do investimento vai para a água e o saneamento com candidaturas aprovadas no valor global de cerca de 3 milhões e 400 mil euros (investimento elegível). Ferreiros, Covelas, S. João de Rei, Geraz do Minho, Rendufinho, uniões de freguesias de Esperança e Brunhais e de Fontarcada e Oliveira, Serzedelo, Garfe, Taíde, Campo, Vilela, Louredo e Santo Emilião, Lanhoso, Travassos, Galegos e Póvoa de Lanhoso são as freguesias/uniões de freguesia onde irão decorrer intervenções.

Uma das candidaturas aprovadas diz respeito à Requalificação da Praça Eng.º Armando Rodrigues, com um investimento elegível de 658.691€. Este é um projeto que decorre do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) da Póvoa de Lanhoso, que visa dotar o coração da vila da Póvoa de Lanhoso de um espaço central mais atrativo, funcional, moderno e confortável, numa intervenção que envolve, por exemplo, a construção de um passadiço e de um palco.

Outra candidatura aprovada diz respeito à Requalificação de Redes Pedonais na Vila da Póvoa de Lanhoso, que conta com um investimento elegível de 582.179€, projeto que decorre do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) da Comunidade Intermunicipal do Ave.

O próprio edifício dos Paços do Concelho será alvo de uma reabilitação ao nível de fachadas e telhado, sendo que a candidatura aprovada conta com um investimento elegível de 351.802. De lembrar que o edifício dos Paços do Concelho foi inaugurado em 1950 e remodelado em 2003.

Ainda no centro da Vila, destaque para a Reabilitação do Pontido, projeto que também decorre do Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) da Póvoa de Lanhoso, e que engloba um investimento elegível de 508.488€. Esta intervenção eminentemente infraestrutural numa área de superior a 15 mil m2 é constituída, por exemplo, trabalhos de paisagismo; ramada e pérgula; parque infantil e mobiliário urbano.

MÉDICA FAFENSE VENCE PRÉMIO MAXIMINO DE MATOS

Jovem médica Marta Filipa Mendes venceu Prémio Maximino de Matos 2016

A jovem médica Marta Filipa Lemos Mendes, natural e residente na freguesia de Regadas, do concelho de Fafe, venceu a edição de 2016 do Prémio Dr. Maximino de Matos, instituído pelo Município de Fafe.

IMG_4495.JPG

Concorreram quatro jovens médicos fafenses, tendo vencido o que apresentou média final superior. Marta Filipa Mendes concluiu o Mestrado Integrado em Medicina na Universidade Nova de Lisboa, com média superior a 16 valores.

Com o patrocínio da autarquia e em cumprimento do legado deixado por D. Laura Summavielle Soares de Matos, o Prémio Dr. Maximino de Matos tem como objetivo galardoar anualmente o aluno do concelho que melhor classificação obtenha no mestrado integrado de medicina.

Podem concorrer ao Prémio, no valor de 750 Euros e instituído todos os anos, os recém-mestrados de qualquer dos ramos das diversas faculdades e institutos do país que ministram Cursos Superiores de Medicina, desde que comprovem o seu nascimento ou residência há mais de um ano no concelho de Fafe.

O Prémio é entregue à vencedora no próximo dia 25 de Abril, no âmbito das comemorações do "Dia da Liberdade".

MATEUS CEPA ASSEGURA PÓDIO NO CAMPEONATO NACIONAL DE ENDURO

O piloto esposendense Mateus Cêpa, que efectua este ano a sua estreia absoluta na principal competição da modalidade, assegurou um pódio no campeonato nacional de enduro.

Três semanas depois da sua estreia no arranque  na vila beirã de Góis para o Campeonato Nacional de Enduro. O jovem piloto de 15 anos apresentou se em Valpaços para cumprir a sua segunda prova do calendário 2017. Esta foi a primeira de duas rondas do campeonato nacional 2017 com dois dias.

A sua AJP acabou por condicionar a sua evolução com vários problemas mecanico ao longo dos dois dias de prova, não impedido o Mateus Cêpa de alcançar o honroso terceiro lugar da sua categoria.

CERIMÓNIA DE RENDIÇÃO DA GUARDA NO PALÁCIO NACIONAL DE BELÉM É UMA DOS MAIS NOTÁVEIS DO GÉNERO NA EUROPA

Render da Guarda no Palácio Nacional de Belém é já uma das cerimónias militares mais famosas a nível mundial

Teve hoje lugar mais uma espetacular cerimónia de Rendição Solene da Guarda no Palácio Nacional de Belém, em Lisboa. a Charanga a Cavalo do Regimento de Cavalaria da Guarda Nacional Republicana ofereceu uma vez mais um magnífico espetáculo militar e equestre que constitui uma das grandes atrações turísticas da capital do país, atraindo à zona histórica de Belém milhares de cidadãos nacionais e estrangeiros. Estas cerimónias ocorrem invariavelmente nos terceiros domingos de cada mês e é seguida de uma atuação no relvado do Jardim Vieira Portuense igualmente em Belém. A Rendição Solene da Guarda no Palácio Nacional de Belém, em Lisboa, é já uma das mais afamadas cerimónias militares do género que ocorrem em todo o mundo, a par das cerimónias congéneres que têm lugar do Reino Unido e na Dinamarca.

16830841_1344912108885788_6347111481938428403_n (1).jpg

De acordo com a informação disponibilizada pela Guarda Nacional Republicana nas redes sociais, “Corria o Ano de l942, o Regimento de Cavalaria da Guarda Nacional Republicana mantinha o seu efectivo honorífico disperso pelos diversos Esquadrões. Havia necessidade de tirar rendimento da componente artística dos valorosos “MOCAS” (alcunha dada aos Clarins) para que o seu Regimento pudesse apresentar algo diferente e com referência em paradas militares.

Era Mestre Clarim o Sargento Tomé que com todas as dificuldades da época reunia na sede periodicamente todos os Clarins dispersos pelos vários Esquadrões para a instrução possível. Viria mais tarde a ser auxiliado pelo 1º Sargento Viegas da Banda de Musica. Foram introduzidos os primeiros clarins graves e mandaram-se fazer os primeiros timbales na Fundição de Oeiras.

Nasceu assim a CHARANGA A CAVALO DO REGIMENTO DE CAVALARIA DA GUARDA NACIONAL REPUBLICANA, única no mundo a executar nos três andamentos do cavalo, passo, trote e galope, marchas militares e trechos de música ligeira. Era composta por 28 executantes sob a Chefia do Sargento Mestre Clarim. Montava cavalos russos, com excepção do Mestre que montava um malhado. Mais tarde houve a preocupação de dotar os Timbaleiros e Fila Guias também de cavalos malhados, situação que se manteve até a alguns anos atrás, mas que actualmente é impossível de sustentar, devido à falta destes exemplares.

A CHARANGA teve o seu primeiro momento alto em 1957 aquando da visita a Portugal de Sua Majestade a Rainha Isabel II, já sob a chefia do 1º Sargento Marques que foi o grande impulsionador e primeiro MESTRE DA CHARANGA. 

Actualmente com a reestruturação da Guarda Nacional Republicana, integra a UNIDADE DE SEGURANÇA E HONRAS DE ESTADO e está sedeada no 3º Esquadrão em Braço de Prata, de cuja fileira são escolhidos os cavalos mais dóceis para as suas exibições, onde utiliza instrumentos de sopro (Cornetins, Trompetes, Fliscornes, Bombardinos e Contra-Baixos) e de percussão (Tímpanos). Neste momento é constituída por 25 elementos que alem de serem bons instrumentistas, tem que ser forçosamente bons cavaleiros.

O vasto reportório da Charanga muitas vezes adaptado à especificidade de cada actuação, é em grande parte trabalhado pelos próprios executantes que fazem os arranjos e adaptações necessárias às características dos instrumentos, do grupo e ao andamento do cavalo.

Integrada em paradas militares ou actuando isoladamente, é um espectáculo ímpar ver a Charanga com os seus cavalos cuidadosamente entrançados, garupas enxadrezadas e cascos e ferraduras pintadas, aparelhados com arreios ornamentados com xabraques vermelhos e dourados, garbosamente montados por cavaleiros impecavelmente fardados, com calção branco e dólmen azul contrastando com o capacete de penacho ao vento e o dourado dos seus instrumentos.

Alem de muitas outras actuações, destacam-se as seguintes:

  • “Comemorações dos 600 anos da Aliança Luso Britânica” em Londres – Inglaterra (1973),
  • “4º C.H.I no Deustshlandlle” em Berlim - Alemanha (1980),
  • “Royal Tounament de Earls Court” em Londres – Inglaterra (l986),
  • Livgardets Dragoner Tattoo” em Estocolmo – Suécia (l993),
  • “Comemorações do 125º Aniversário da Guarda e Segurança” em Viena - Áustria (1994),
  • “Encontro Hípico Europeu Diane-Hermés” em Chantilly – França (1995),
  • “Festas de Otonõ” em Jerez de La Frontera – Espanha (l996, l997 e l998),
  • “Honneur à la Garde” em Bercy – Paris- França (l997),
  • “Expo 98” Lisboa (1998)
  • “Festival de Fanfarras a Cavalo” em Nimes – França (2001),
  • “Concurso Internacional de Saltos” em Lion – França (2005),
  • Concurso Internacional de Saltos “CHIO 2007” em Aachen – Alemanha
  • 45º Musikschau Der Nationen em Bremen – Alemanha (2009).

Para além destas participações, apresenta-se muitas vezes em território Nacional, quer em Festivais, quer em paradas Militares, sendo ainda bastante requisitada para procissões de carácter religioso nos mais recônditos locais do Território Nacional emprestando a estas cerimónias um sentimento de pompa e emoção colectiva, como aconteceu quando escoltou a Imagem de Nossa Senhora de Fátima ao Estádio Nacional para a realização do Terço Vivo.”

Fotos: Manuel Santos

16649230_1344913212219011_3366057741254978028_n (1).jpg

16649346_1344911598885839_296975147394650230_n (1).jpg

16681568_1344913398885659_6589826257330567096_n (1).jpg

16681611_1344911555552510_6760348132335563450_n (1).jpg

16681744_1344912098885789_673418537644658196_n (1).jpg

16729452_1344913835552282_7952498261908523361_n (1).jpg

16806869_1344911668885832_3693256983644634681_n (1).jpg

16806869_1344913502218982_8874952892009710889_n (1).jpg

16807087_1344912675552398_2675424648908939049_n (1).jpg

16807230_1344913792218953_647734912008675475_n (1).jpg

16807505_1344913742218958_1260398665615001841_n (1).jpg

GUIMARÃES É CIDADE INTELIGENTE

PROJETO “DREAM”

Consórcio europeu de “Smart Cities” liderado por Guimarães formaliza candidatura comunitária

Cidades inteligentes com novos paradigmas de desenvolvimento urbano sustentável. Consórcio apresenta uma forte polarização universitária, constituindo uma cooperação triangular entre comunidade, empresas e universidades.

Um consórcio de Smart Cities milenares, liderado por Guimarães e do qual fazem parte outras seis cidades igualmente Capitais Europeias da Cultura, algumas também Património Cultural da UNESCO, submeteu à Comissão Europeia, acompanhada por cartas de conforto do Primeiro-Ministro de Portugal e do Vice-Primeiro-Ministro da Lituânia, a candidatura do projeto DREAM cujo objetivo é promover o desenvolvimento e a produção de soluções urbanas inovadoras, ao abrigo do programa comunitário Horizonte 2020.

O consórcio, que tem como cidades parceiras Weimar (Alemanha), Salamanca (Espanha), Vilnius (Lituânia), Timisoara (Roménia), Dundee (Escócia) e Thessaloniki (Grécia), privilegia a partilha de conceitos, sistemas, modelos, métodos e processos de suporte à inovadora governança de cidades e regiões que incorporam a sustentabilidade urbana nos seus desígnios estratégicos, cumprindo um programa de partilha de ferramentas de gestão e planeamento, além de serem desenvolvidas candidaturas conjuntas a programas, iniciativas e propostas europeias.

O projeto DREAM caracteriza-se por fatores de inovação, criatividade, projeção e sucesso nomeadamente no que respeita aos seus três pilares: energia, mobilidade e ICT. Trata-se de uma proposta orientada para os cidadãos que contribui para a criação de comunidades resilientes, com base na partilha de experiências e do conhecimento gerado através da implementação de projetos inovadores em cada cidade, numa ótica de desenvolvimento inteligente e sustentável, prevendo-se projetos transformadores nas áreas da Energia, Espaço, Água, Clima, Iluminação, Conhecimento, Mobilidade, Dados (TIC), Emprego, Habitação, Resíduos e Pessoas.

Seguindo o paradigma das Smart Cities, as cidades participantes têm por objetivo demonstrar à escala real soluções inovadoras pré-comerciais de tecnologias de informação, otimização de infraestruturas, mobilidade e eficiência energética, entre outras. O projeto DREAM conta com o suporte de empresas, universidades e centros de investigação tanto ao nível nacional como europeu, permitindo uma resposta integrada e adequada a cada uma das realidades dos municípios. Da rede de stakeholders, destacam-se nos parceiros nacionais a PT Meo, Siemens, Schneider, Universidade do Minho, Altice, InescTec, Efacec, Universidade das Nações Unidas e IrRADIARE.

BRAGA É EXEMPLO A SEGUIR NA POLÍTICA DE APOIO ÀS FAMÍLIAS

Associação Portuguesa de Famílias Numerosas reuniu em Braga

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou este Sábado, 18 de Fevereiro, no encontro da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas (APFN), onde foi entregue o prémio ‘Personalidade’ a Joaquim Azevedo, professor catedrático da Universidade Católica Portuguesa e membro do Conselho Nacional de Educação, onde tem efectuado um trabalho de excelência na direcção da Comissão de Políticas Públicas e Desenvolvimento do Sistema Educativo.

16864259_1449728008391715_599946397162602899_n.jpg

O encontro, que decorreu na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva (BLCS), surge após a participação do Município na VIII Conferência Europeia das Famílias Numerosas, que teve lugar o ano passado em Riga, na Letónia, e no qual viu reconhecido o seu desempenho enquanto Município Familiarmente Responsável.

Lembrando que Braga é actualmente considerada “uma Cidade amiga das famílias”, Ricardo Rio destacou as medidas e as políticas sociais implementadas nos últimos anos e que têm motivado a sucessiva atribuição do título de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’, fazendo de Braga “um exemplo a seguir na política de apoio às famílias”.

A implementação medidas “familiarmente responsáveis” como a redução dos tarifários de água e saneamento, que tem em consideração o número de pessoas por agregado familiar, não penalizando as famílias mais numerosas; a política generalizada de oferta de manuais escolares; o reforço dos apoios conferidos aos alunos de escalão A e B; o reforço no apoio ao transporte escolar ou o reforço do apoio nas refeições escolares, foram algumas das políticas destacadas pelo Autarca.

Os apoios às famílias, atribuídos pelo Município abrangem também diversos benefícios fiscais como a comparticipação da taxa de IRS e a redução do IMI. “Nos últimos anos temos desenvolvido projectos pioneiros e que estão as ser replicados a nível nacional. Criámos o projecto Pimpolho em colaboração com o Hospital de Braga que visa a prevenção da ambliopia aos alunos do pré-escolar e implementámos um programa de apoio à vacinação com a oferta da vacina contra o Rotavírus que não faz parte do plano nacional de vacinação”, referiu o Edil Bracarense, lembrando ainda a existência do programa de saúde oral ‘Braga a Sorrir’, assim como os Cartões Sénior e Família Numerosa que conferem inúmeros benefícios aos seus aderentes.

“São muitos os Bracarenses que diariamente beneficiam de uma melhoria evidente da sua qualidade de vida, fruto das medidas implementadas pelo actual Executivo, e vamos continuar a efectuar todos os esforços para que Braga seja cada vez mais uma Cidade amiga das famílias e onde os mais jovens encontrem todas as condições para se fixar e constituir a sua vida”, concluiu Ricardo Rio.

16832265_1449727811725068_892683664027588425_n.jpg

ESCRITOR FRANCISCO JOSÉ VIEGAS CONVERSA AMANHÃ COM OS VIMARANENSES

ESTA SEGUNDA-FEIRA, APÓS APRESENTAR “FESTIVAL HÚMUS”

Francisco José Viegas em Guimarães na edição de fevereiro da iniciativa “Escritor no Concelho”

Autor vai estar à conversa com os vimaranenses, depois da apresentação pública do Festival Húmus. Em ano simbólico, Biblioteca Raul Brandão continua a receber nomes da literatura nacional.

O escritor Francisco José Viegas é o convidado de fevereiro para estar à conversa com Pedro Vieira, na Biblioteca Municipal Raul Brandão, esta segunda-feira, dia 20, às 18 horas, na edição deste mês da iniciativa “Escritor no Concelho”, inserida no âmbito das comemorações dos 150 anos do Nascimento de Raul Brandão, que a Câmara Municipal de Guimarães está a promover.

Professor, jornalista e editor, Francisco José Viegas, que nasceu em 1962, é responsável pela revista LER e foi também diretor da revista Grande Reportagem e da Casa Fernando Pessoa. De junho de 2011 a outubro de 2012 exerceu o cargo de Secretário de Estado da Cultura do XIX Governo Constitucional. Colaborou em vários jornais e revistas e foi autor de vários programas na rádio (Antena Um) e televisão (Livro Aberto, Escrita em Dia, Ler para Crer, Primeira Página, Avenida Brasil, Prazeres, Um Café no Majestic, Nada de Cultura).

Da sua obra destacam-se livros de poesia (Metade da Vida, O Puro e o Impuro, Se Me Comovesse o Amor) e os romances Regresso por um Rio, Crime em Ponta Delgada, Morte no Estádio, As Duas Águas do Mar, Um Céu Demasiado Azul, Um Crime na Exposição, Um Crime Capital, Lourenço Marques, Longe de Manaus (Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, 2005), O Mar em Casablanca e O Colecionador de Erva. Em 2015, publicou A Dieta Ideal e, já este ano, foi publicada uma coletânea de histórias sobre o inspetor Jaime Ramos – A Poeira que Cai sobre a Terra e outras histórias de Jaime Ramos.

BRAGA INAUGURA CENTRO DE CONVÍVIO SÉNIOR DE SEMELHE

Amanhã, Domingo, dia 19 de Fevereiro, às 15h00, na antiga escola primária de Semelhe, junto à igreja local, Braga

O Município de Braga inaugura o Centro de Convívio Sénior de Semelhe, amanhã, Domingo, dia 19 de Fevereiro, pelas 15h00.

A inauguração irá contar com a presença do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, e do presidente da União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, Francisco Silva.

De referir que este Centro de Convívio Sénior foi instalado na antiga escola primária de Semelhe, situada junto à Igreja Paroquial. O equipamento dá agora lugar a um centro de convívio para a população sénior desta União de Freguesias, apresentando-se como uma mais-valia recreativa, pedagógica, artística e desportiva. 

GUIMARÃES APRESENTA PROGRAMA DO FESTIVAL HÚMUS

Guimarães apresenta programação do Festival Húmus esta segunda-feira, 20 fevereiro

Encontro com os jornalistas marcado para as 17 horas, na Biblioteca Municipal Raul Brandão. No final, realiza-se a edição de fevereiro de “Escritor no Concelho”, com Francisco José Viegas.

Guimaraes_Festival_Humus.jpg

O primeiro festival literário de Guimarães aproxima-se a passos largos e promete levar ao concelho programação para todas as idades. Palco de conversas com autores e músicos, leituras encenadas, passeios, concursos e lançamentos literários, entre outras atividades, Guimarães será palco da homenagem a Raul Brandão, por ocasião da comemoração dos 150 anos do autor de Húmus.

Após um ano de atividades que trouxeram a Guimarães nomes da literatura nacional como Lídia Jorge, Afonso Cruz, João Tordo, Pedro Mexia, Bruno Vieira Amaral, Rita Ferro ou Mário Cláudio, bem como os escritores de canções Capicua e Mundo Segundo, entre 8 e 12 de março será o culminar das celebrações da vida e obra de um autor incontornável do século XX português.

Esta segunda-feira, 20 de fevereiro, às 17 horas, na Biblioteca Municipal Raul Brandão, serão apresentados todos os pormenores sobre a programação do Húmus, numa conferência que contará com a presença de Adelina Paula Pinto, Vereadora da Educação, Recursos Humanos e Biblioteca e Arquivos da Câmara Municipal de Guimarães, Ivone Gonçalves, Diretora da Biblioteca Municipal Raul Brandão, e Francisco José Viegas, Comissário do Húmus - Festival Literário de Guimarães.

GUIMARÃES APRESENTA NOVOS PALCOS E MAIS CULTURA

“ExcentriCidade” estreia em Brito e aumenta programação cultural nas freguesias de Guimarães

Seis freguesias fazem agora parte do calendário mensal do programa de cultura iniciado pela Autarquia. Novos locais serão anunciados em breve. 

Guimaraes - ExcentriCidade - Fevereiro.jpg

Um ensemble da Orquestra do Norte este sábado, 18 de fevereiro, às 21:30 horas, nos Espaços Criativos, na vila de Brito, assinala o alargamento do programa cultural “ExcentriCidade” a uma nova freguesia do concelho de Guimarães, depois de a Câmara Municipal ter iniciado a primeira fase nas Taipas, Moreira de Cónegos, Ronfe, S. Torcato e União de Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros Santa Leocádia.

Com periodicidade mensal, o programa “ExcentriCidade” tem como objetivo estratégico a criação de novas centralidades de consumo e de criação artística e cultural, no domínio da dança, música, teatro e cinema. Com esta aposta, o Município pretende oferecer a mesma filosofia iniciada nos espaços culturais da cidade, acrescentando novas camadas de significado cultural ao sedimentado, novas oportunidades para públicos e criadores e gerar mais patamares no desenvolvimento do cidadão enquanto ser cultural.

Ainda este mês, na noite de 24 de fevereiro, pelas 21:30 horas, a vila de São Torcato terá igualmente oportunidade de assistir ao ensemble da Orquestra do Norte, nas instalações da ADCL – Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais, no Centro Comunitário, Hemeroteca e Mediateca Educativa. No dia a seguir, 25 de fevereiro, a Casa do Povo de Briteiros S. Salvador recebe um espetáculo de fado com o jovem Pedro Marão.

Na mesma noite e à mesma hora, há teatro no Centro Pastoral de Moreira de Cónegos, com a exibição da peça “One Man Alone”, uma coprodução do Teatro da Didascália e Casa das Artes de Famalicão, onde o tema central é o trabalho realizado numa padaria em horário noturno. O mês de fevereiro do programa “ExcentriCidade” começou, entretanto, com dois concertos. O auditório dos Bombeiros das Taipas recebeu o espetáculo “Gallaecia” no dia 04 e, uma semana depois, Nuno Prata atuou no Salão Paroquial de Ronfe.

PONTE DE LIMA: CABRAÇÃO RECLAMA RESTAURAÇÃO DA FREGUESIA

Mais de dois terços dos cidadãos inscritos nos cadernos eleitorais da extinta Freguesia de Cabração e ainda outros moradores e proprietários na mesma localidade subscreveram um abaixo-assinado reclamando a restauração da Freguesia da Cabração, no concelho de Ponte de Lima.

Este abaixo-assinado foi entregue ao Presidente da Assembleia da república, com pedido de distribuição a todos os grupos parlamentares, devendo seguidamente ser enviada cópia ao Primeiro-ministro, Dr. António Costa. Entretanto, os promotores da iniciativa esperam em breve reunir com as organizações locais de todos os partidos políticos com assento na Assembleia da República, não excluindo a possibilidade de virem a recorrer a instâncias superiores para fazerem valer os direitos dos habitantes da extinta Freguesia da Cabração.

De referir que, aquando da chamada “Reorganização Administrativa Territorial Autárquica”, os moradores da Freguesia da Cabração jamais foram consultados acerca da decisão de agregação à vizinha freguesia de Moreira do Lima, tendo a decisão lhes sido imposta de forma prepotente e antidemocrática, apesar da sua autonomia remontar aos começos da própria nacionalidade ou seja, com seculares raízes históricas.

As gentes da Cabração não se conformam e têm ao longo dos últimos anos vindo a manifestar o seu descontentamento através das mais variadas formas, mas sempre de uma forma civilizada, na expectativa de que as suas justas reclamações sejam favoravelmente atendidas por quem de direito e venham a obter a solidariedade nomeadamente do próprio município pontelimense. De nada valerá governar contra a vontade dos cidadãos como sucede em relação aos moradores da Cabração que desejam ver os seus órgãos autárquicos restaurados!

Cabração-Lugar da Igreja3