Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

TEATRO, MÚSICA E DANÇA PARA ASSINALAR DIA MUNDIAL DA LUTA CONTRA A SIDA

Dia 30 de novembro, pelas 21h15, na Casa da Cultura

A Casa da Cultura de Melgaço assinala, no próximo dia 30 de novembro, o Dia Mundial da Luta Contra a Sida com um espetáculo que conjuga teatro, música e dança. A iniciativa decorre pelas 21h15.

cartaz-GAF_CAPS_espetaculo-Melgaco_2017

‘O propósito é suscitar reflexão acerca da arte enquanto estratégia educativa de excelência no âmbito da promoção da saúde e da prevenção da infeção por VIH e outras IST’, alerta a organização, o Centro de Atendimento Psicossocial VIH/SIDA (CAPS VIH/SIDA) do Gabinete de Atendimento Familiar (GAF).

Para além da Câmara Municipal de Melgaço, a iniciativa conta com o apoio de várias entidades do concelho, nomeadamente do Agrupamento de Escolas de Melgaço, da Unidade de Cuidados Continuados, da Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer E.M., da Jamp School e do Sport Club Melgacense.

A entrada tem um custo de 2€ para adultos, 1€ para jovens entre os 13 e 18 anos e gratuito para menores de 13 anos. Os fundos revertem a favor do (GAF).

A saber…

O Dia Mundial de Luta Contra a Sida é comemorado a nível mundial no dia 1 de dezembro, alertando as populações para a necessidade de prevenção e de precaução contra o vírus da SIDA. Este vírus ataca o sistema sanguíneo e o sistema imunológico do doente.

MELGAÇO PREPARA A PASSAGEM DE ANO MAIS A NORTE DE PORTUGAL

A partir das 23h30, nas Piscinas Municipais

No dia 31 de dezembro, Melgaço sugere ‘A Passagem de Ano Mais a Norte de Portugal’. A autarquia melgacense, juntamente com a Associação Empresarial Minho Fronteiriço, promove pela primeira vez uma noite de fim de ano. A promessa é de bastante animação, numa festa que recordará os anos 70, 80 e 90 e que terá como palco as piscinas municipais, a partir das 23h30.

PA_cartaz

A última noite de 2017 será celebrada com duas pistas de dança e quatro dj’s. O convite estende-se à indumentária: a organização alicia todos a vestirem-se a rigor para a festa e a celebrarem a chegada do novo ano. O preço da entrada é de 10€ por pessoa, com duas bebidas de oferta. O Bar da Laura, o Alameda Bar, o Rios Bar e o Cova do Leão são os bares que integram a iniciativa.

A acompanhar as 12 badaladas, haverá passas e não faltará com toda a certeza alvarinho para o brinde.

ARCOS DE VALDEVEZ E MELGAÇO RECUPERAM TERRENOS DE PASTAGEM ATINGIDOS PELO FOGO

TrEX em Arcos de Valdevez e Melgaço

No âmbito do ‘Alto Minho TrEX’, as quatro brigadas destacadas pela organização da iniciativa, iniciaramo trabalho de campo nos 10 concelhos do distrito de Viana do Castelo. Durante esta segunda-feira, foram tratados cerca de 25 hectares de áreas de pastagem em dois territórios limítrofes, pela açãode fogo controlado e com o envolvimento não direto de duas comunidades de pastores.

Trex 21 nov 1

Asações piloto de treino e intercâmbio de técnicas de gestão de eventos de riscos e de uso do fogo controlado decorreram, ao longo do dia, na Gavieira, concelho de Arcos de Valdevez, e em Lamas de Mouro, Melgaço. O objetivo é colocar em prática e no terreno os conhecimentos e experiências partilhados no workshop deTrainig Exchange, realizado no passado sábado.

Até sexta-feira, as duas brigadas vão percorrer todos os concelhos alto-minhotos, implementando ações de fogo controlado em áreas predefinidas e autorizadas ao abrigo do exposto no nº 4 do artigo 26º da lei nº 76/2017 de 17 de agosto.

Promovido pela CIM Alto Minho em parceria com a "NatureConservancy”, o “Alto Minho TrEX” é uma iniciativa habitualmente realizada nos EUA e que tem lugar pela primeira vez na Europa.Integrado no projeto da CIM “Protec|Georisk: Alto Minho 2020” (apoiado pelo PO SEUR), este eventovisa promover a divulgação, intercâmbio e capacitação técnica dos operacionais envolvidos no uso do fogo.

Esta rede de trabalho reconhecida ao nível mundial pode ser seguida na página da "NatureConservancy”e ainda através da rede social facebook "TREX PrescribedFire Training Exchange".

Trex 21 nov 2

Trex 21 nov 3

SOALHEIRO, ALVARINHO DE MONÇÃO E MELGAÇO, COM RECONHECIMENTO INTERNACIONAL E FOCO NO FUTURO

Do Japão aos Estados Unidos, reconhecimento do trabalho e dedicação da primeira marca de alvarinho de Melgaço chega um pouco de todo o mundo.

2017 tem sido um ano em grande para a Quinta de Soalheiro. Os prémios, nacionais e internacionais, marcaram o percurso da primeira marca de Alvarinho de Melgaço. O reconhecimento chegou um pouco de todo o mundo: Japão, Alemanha, Noruega, Estados Unidos, Inglaterra pela imprensa especializada, por jornalistas de vinho de imprensa generalista, Sommeliers, Chefs e compradores. O reconhecimento nacional também não faltou por parte de todos aqueles que se reveem no espírito da equipa que constrói todos os dias este sonho. A pouco mais de um mês do final do ano, fazem a retrospetiva e definem os investimentos e estratégias futuras!

Soalheiro all the Teams Alvarinho Vinho Verde Portugal (51)

Entre os melhores produtores de vinho do mundo pela Wine & Spirits Magazine - “2017 top 100 Wineries” e “Top 100 Tasting & Road Show Invitation” pelo terceiro ano consecutivo, o Soalheiro conquistou ainda o estatuto de PME Lider, os ‘Os Melhores do Ano 2016’ pela Revista de Vinhos e Jancis robinson considerou Soalheiro Primeiras Vinhas 2016 no Top Ten dos vinhos Portuguese dos últimos dez anos.

Mark Squires, do The Wine Advocate - Robert Parker, deixou-se conquistar pelas dimensões do Primeiras Vinhas, do Allo, do Clássico e do Reserva. Diretamente de Nova Iorque, o Wine Enthusiast distinguiu o Terramatter e o Reserva nas versões 2015 e o Clássico e o Allo nas versões 2016. O Allo recebeu medalha de ouro pela Mundus Vinis 2017, um prestigiado prémio alemão. Duplo ouro e duas medalhas de ouro na edição 2017 do SAKURA - Japan Women's Wine Awards, o maior concurso de vinhos no Japão, demonstraram a abrangência de paladares das dimensões Soalheiro. Os vinhos distinguidos com os mais importantes prémios pelas enófilas Japonesas foram o Soalheiro ALLO 2016, o Soalheiro Clássico 2016 e o Soalheiro Primeiras Vinhas 2015. A primeira marca de Alvarinho de Melgaço viu ainda o Soalheiro Clássico galardoado pela revista Alemã Selection Magazine, no Top Ten Geir Salvesen, galardoado com 4 estrelas, na categoria “Portugal: Our prowein-Nation of the Year 2017’ da Wine Tasting Competition - ‘Selection das Genussmagazin”, no TOP Riesling and Bourgundy, conquistou medalha de platina nas categorias ‘Melhor Vinho Branco do Mundo’ e ‘Melhor Alvarinho’ da Decanter World Wine Awards por 3 anos consecutivos. Na dimensão dos vinhos naturais, o Terramatter  e o Nature “Pur Terroir” foram galardoados no International Organic Wine Award 2017.

Portugal também não ficou indiferente aos sabores da primeira marca de Alvarinho de Melgaço. A revista WINE classificou, nos “Melhores do Ano 2016”, o Primeiras Vinhas 2015. Já o Soalheiro Reserva, nas suas edições 2015 e 2016, o Prémio Excelência 2016 pela Revista de Vinhos e o ‘Prémio Vinho Grandes Escolhas 2017’ na categoria ‘Vinhos Brancos’, um prémio atribuído pela revista ‘Grandes Escolhas’.

Estratégias futuras…

‘É FÁCIL SER FELIZ… QUANDO FAZEMOS O QUE NOS APAIXONA’

Novidades vão aparecer em breve a começar pelo lançamento do Soalheiro 2017 – uma colheita clássica e distinta que vai dar que falar - continuando pelos novos investimentos quer na vinha quer na adega, o crescimento da tribo Soalheiro e um turismo do vinho cada vez mais apaixonado.

https://youtu.be/QHJpOfvuM_A.

ALTO MINHO TREX: AÇÃO DE FORMAÇÃO INÉDITA NA EUROPA

Com a colaboração da conceituada instituição americana ‘The Nature Conservancy’

Técnicos especialistas oriundos de Portugal, Espanha, Brasil, EUA e Canadá reúnem-se esta semana no Alto Minho

ALTO MINHO TREX

Especialistas da conceituada organização ‘The Nature Conservancy’ participam esta semana no ‘Alto Minho TrEX’, uma iniciativa habitualmente realizada nos EUA para debater o tema do uso do fogo como forma de gestão e prevenção de grandes incêndios florestais. A iniciativa acontece pela primeira vez na Europa e está integrada no projeto ‘Protec|Georisk: Alto Minho 2020’, da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) e apoiado pelo PO SEUR.

Para além do uso do fogo, os técnicos oriundos de Portugal, Espanha, Brasil, EUA e Canadá, reunidos durante sete dias em regime de internato no Centro de Educação e Interpretação Ambiental da Paisagem Protegida de Corno do Bico, em Paredes de Coura, abordarão temas como a ecologia do fogo, organização e gestão de incidentes (ICS/IMT) e gestão do fumo e seus impactos. O ‘Alto Minho TrEX’ terá início sábado, 18 de novembro, com um workshop que contará com a participação de oradores nacionais e estrangeiros que apresentarão diversos pontos de vista e experiências inovadoras no contexto europeu. Nos dias seguintes, e até ao dia 24 de novembro, serão realizadas ações piloto de treino e intercâmbio de técnicas de gestão de eventos de riscos e de uso do fogo controlado em ambientes e ecossistemas diversificados dos dez municípios do Alto Minho. Refira-se que estas ações estão previstas nos planos de fogo controlado desenvolvidos pelos gabinetes técnicos florestais dos municípios e inserem-se no ‘Plano Regional de Fogo Controlado do Alto Minho’, que está a ser promovido pela CIM Alto Minho no âmbito do projeto ‘Protec|Georisk: Alto Minho 2020’.

Hoje e amanhã decorre também Alto Minho FIRECAMP, um evento bienal promovido pela CIM e considerado o maior evento nacional dedicado ao estudo dos fogos florestais no contexto dos riscos e das alterações climáticas e que constitui um espaço de excelência, onde se juntam operacionais das diversas unidades de combate e prevenção, técnicos e responsáveis políticos de vários países, para o intercâmbio de conhecimentos e técnicas. A iniciativa decorre neste momento no Instituto Politécnico de Valença e conta com a presença do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel João de Freitas. Esta será uma semana dedicada ao que melhor se faz ao nível internacional na investigação, prevenção e em matéria de combate aos incêndios, tendo como tónica o uso do fogo e as alterações climáticas. 

O programa completo da iniciativa está disponível aqui.

“VAMOS RESTITUIR O PRESTÍGIO ÀS TERMAS DE MONÇÃO”

O novo balneário termal, inaugurado pelo Presidente da República Portuguesa, Jorge Sampaio, em junho de 2001, nunca teve vida fácil. Umas vezes, as cheias do rio Minho. Outras vezes, questões de ordem sanitária. E, nos últimos anos, pagamentos em atraso da concessionária responsável pela exploração daquele equipamento municipal.

Balneário 3

Enquanto vereador no anterior mandato, António Barbosa, alertou várias vezes o executivo liderado por Augusto Domingues para a necessidade em resolver o problema de uma vez por todas. Agora, como presidente da autarquia monçanense, apresentou uma proposta na última reunião do executivo, realizada em Tangil, tendo sido aprovada por unanimidade.

Desta forma, com prazo a contar da data de receção da notificação, a empresa “Advancesfera – Unipessoal, Lda”, concessionária do balneário termal durante 25 anos (contrato celebrado em 24 de abril de 2007), tem um prazo de 30 dias para regularizar as dívidas em atraso.

Estas relacionam-se com o pagamento de 11 rendas mensais (55.000,00 €) e incumprimento na liquidação do fornecimento de água pública (11.587,07 €), bem como atrasos no plano de pagamentos aprovado por deliberação camarária (11.000,00 €). A estes valores, acresce IVA à taxa legal em vigor, situando-se a divida global muito perto dos 100.000,00 €.

Saliente-se ainda que a concessionária não tomou as medidas e providências necessárias para evitar a suspensão de tratamentos termais que aconteceram em dois períodos distintos. O primeiro de 16 meses e o segundo de 3 meses, contribuindo para transmitir uma imagem muito negativa do termalismo em Monção.

“Temos de deitar mão a esta situação, resolvê-la no rigoroso cumprimento da lei e restituir o prestígio às Termas de Monção” António Barbosa

Fernando Silva

MELGAÇO APRESENTA PROJETO DA GRANDE ROTA DO PNPG

Terça-feira, 14 de novembro, no auditório da Porta de Lamas de Mouro

A Câmara Municipal de Melgaço e a ADERE Peneda-Gerês apresentam na próxima terça-feira o projeto da Grande Rota Peneda-Gerês. O momento tem lugar no Auditório da Porta de Lamas de Mouro, pelas 17h30 horas, e é aberto a toda a comunidade.

DCIM\100MEDIA\DJI_0082.JPG

As duas entidades irão apresentar a proposta projetada para o traçado da Grande Rota, estando aberta a discussão e contributos dos presentes. Pretende-se com esta sessão proporcionar um espaço de esclarecimento e debate sobre a proposta da Grande Rota Peneda-Gerês, criando assim oportunidade para que a população residente, as empresas e entidades locais possam apresentar os seus contributos.

O projeto tem o apoio do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Portugal 2020 e do Norte 2020.

MELGAÇO ASSISTE À COMÉDIA "O ASSASSINATO DE MACÁRIO"

Comédias do Minho trazem a Melgaço nova peça: ‘O ASSASSINATO DE MACÁRIO’

De 16 a 19 de novembro

Na próxima semana há teatro: as Comédias do Minho estão de volta com ‘O ASSASSINATO DE MACÁRIO’, o novo espetáculo da companhia, com criação de Tânia Almeida, atriz residente das Comédias do Minho. A peça de teatro, criada a partir da obra de Camilo Castelo Branco, é ‘Uma comédia, das antigas, do tempo da Maria Cachucha e da expressão prosódia, de um tempo em que não havia google nem wikipédia para procurar o significado da figura e estilo supracitados’, relata a autora.

O Assassinato de Macário - foto

‘O ASSASSINATO DE MACÁRIO’ vai estar em quatro locais de Melgaço e com entrada gratuita:

16 NOV | Alvaredo - Associação A Batela | 21H00

17 NOV | Melgaço - Casa da Cultura | 21H30

18 NOV | Parada do Monte - Junta de Freguesia | 21H00

19 NOV | Paços - Junta de Freguesia | 18H00

Sinopse

«A melodia do coração tem um ritmo próprio. Ele há amores que juram somente finar com as notas da Sra. Morte.

Contudo, também os há que acabam em ‘quatro tempos’, desafinam mesmo antes de chegar ao altar. É neste verdadeiro compasso que Itelvina se encontra em relação a Macário e, por conta disso, a ‘tropicaliente’ mexicana transtorna a pulsação de se pai Barnabé, cujo único ensejo é descansar numa casa de campo com repuxo.

O Assassinato de Macário é uma comédia, das antigas, do tempo da Maria Cachucha e da expressão ‘prosódia’, dum tempo em que não havia google nem wikipédia para procurar o significado da figura e estilo supracitados. Mas, apesar do pó que a obra de Camilo Castelo Branco tem, é um pó do bom, é pó cómico e pertinente. Porque haver humor no mundo e fazer rir de vez em quando é imperativo. E não digam que não dá para o público pensar, sendo o recurso ao dicionário recomendado e isto das expressões cool do futuro estarem esquecidas no passado.

Então, tal como uma nota musical ou a mola de um sofá, vamos tentar vergar, distender ou comprimir uma cena. Como artífices do tablado iremos afinar todas as peças, almejando construir uma só, feita de teatro, cómico.»

ENCENAÇÃO Tânia Almeida

TEXTO a partir de Camilo Castelo Branco

INTERPRETAÇÃO Gonçalo Fonseca, Joana Magalhães, Luís Filipe Silva e Rui Mendonça

ESPAÇO SONORO E DESENHO DE LUZ Vasco Ferreira

CENOGRAFIA E FIGURINOS Ana Limpinho e Maria João Castelo

APOIO AO MOVIMENTO Leonor Keil

A peça de teatro está em digressão pelos cinco municípios do Vale do Minho: Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova da Cerveira.

A saber que a Comédias do Minho é um projeto cultural que começou em 2003, com a colaboração dos municípios de Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova da Cerveira, destinado a criar uma companhia de teatro profissional.

A sua missão é dotar o vale do Minho de um projeto cultural próprio, adaptado à sua realidade socioeconómica e, portanto, com um enfoque especial no envolvimento das populações, a partir da construção de propostas de efetivo valor participativo e simbólico, para as comunidades a que se dirigem.

REAL CONFRARIA DO VINHO ALVARINHO ENTRONIZA NOVOS CONFRADES

11ª entronização realiza-se amanhã, sábado, no Núcleo Museológico Torre de Lapela. Presidente da Câmara Municipal de Monção, António Barbosa, presente na cerimónia.

rcva

A Real Confraria do Vinho Alvarinho celebra este sábado, 11 de novembro, a 11ª entronização com a entrada de onze novos confrades, sete enófilos, três mestres e um honorário que, este ano, será o Alcalde do Concello de Salvaterra de Miño, Arturo Grandal Vaqueiro.

O programa tem início às 10h45 com concentração junto à antiga estação da CP, em Lapela, continuando em direção ao Núcleo Museológico Torre de Lapela, onde decorrerá a cerimónia de entronização. Previsto um momento musical, saudação aos presentes e comunicação alusiva à história da Torre de Lapela. O autarca monçanense, António Barbosa, está presente na cerimónia.

A Real Confraria do Vinho Alvarinho, fundada em 2007, é uma entidade de direito privado que tem como objetivo a valorização e defesa do vinho Alvarinho produzido na Sub-Região de Monção e Melgaço, preservando a autenticidade deste território através da divulgação do seu património vinícola.

Dos objetivos propostos, referência também para a concretização de ações associadas ao cultivo da vinha e ao turismo rural e promoção paisagística e arquitetónica dos dois concelhos, bem como para a riqueza e variedade da gastronomia local.

Os confrades podem ser efetivos (mestres ou oficiais), honorários, protetores e enófilos. Os confrades mestres são pessoas que exercem a sua atividade como viticultores do vinho Alvarinho. Os confrades oficiais são técnicos de viticultura e enologia ou outros ligados ao setor.

Podem ser confrades honorários as pessoas, singulares ou coletivas, que se interessam pelo propósito da Real Confraria do Vinho Alvarinho ou que, pela sua ação ou serviços prestados, tenham contribuído para a sua valorização. Os confrades protetores são pessoas, singulares ou coletivas, que queiram apoiar as atividades promovidas.

Por sua vez, os confrades enófilos são pessoas, singulares ou coletivas, que expressamente se declaram amigos do Vinho Alvarinho e adiram aos objetivos da entidade.

Fernando Silva

INVESTIGADORES INTERNACIONAIS REÚNEM-SE EM MELGAÇO

9 a 11 de novembro, na ESDL

III Conferência anual do International Consortium of Motor Development Researc pela primeira vez em Portugal

Portugal recebe pela primeira vez a Conferência anual do International Consortium of Motor Development Research. Esta é a 3ª edição da iniciativa e acontece em Melgaço reunindo investigadores internacionais, nomeadamente de Itália, dos EUA, da Noruega e do Porto, durante os próximos três dias, com o propósito de debater o Desenvolvimento Motor. O evento tem lugar na Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço (ESDL) e começa já amanhã, prolongando-se até sábado. Do programa constam diversas conferências e comunicações orais.

ESDL

O International Consortium of Motor Development Research (ICOMDR) foi criado em 2014 como uma forma de reunir um corpo internacional de investigadores na área do Desenvolvimento Motor e conta já com a participação da generalidade dos investigadores mundiais. O objetivo é aumentar a visibilidade e o impacto da investigação em Desenvolvimento Motor na próxima década através de colaborações significativas. A primeira conferência aconteceu em Le Boulard, França (2015) e em 2016 na Universidade da Carolina do Sul.

A iniciativa conta com o apoio do Município de Melgaço e do CIDESD - Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano.

Programa disponível aqui!

ROTA DO ALVARINHO ASSINALA O DIA EUROPEU DO ENOTURISMO

No próximo domingo, 12 de novembro

Marcações até quinta-feira, 9 de novembro

A Rota do Alvarinho assinala no próximo domingo, 12 de novembro, o Dia Europeu do Enoturismo com um programa variado: provas de vinho gratuitas, descontos até 20% em alojamentos aderentes da Rota, visitas guiadas às adegas aderentes e atividades de animação turística com preços mais acessíveis. Para assinalar a data, a rota de Monção e Melgaço promete ainda a entrada gratuita em alguns museus e centros de interpretação.

rota do alvarinho

A data é comemorada pela RECEVIN - Rede Europeia de Cidades do Vinho com iniciativas e eventos nas cidades que integram a rede. O propósito é promover a cultura, o património e as tradições das cidades parceiras da RECEVIN, os produtores de vinho e os seus enoturismos, mas também valorizar os territórios produtores de vinho e as rotas do vinho. Este ano, através da parceria estabelecida com a AENOTUR – Associação Internacional de Enoturismo, a data será também assinalada com eventos em cidades do Brasil e do Uruguai. A expansão do Dia Europeu do Enoturismo aos países da América Latina tem como objetivo que no próximo ano já se celebre o Dia Mundial do Enoturismo.

O Dia Europeu do Enoturismo foi instituído em 2009 pela RECEVIN e celebra-se anualmente no segundo domingo de novembro com programas organizados por cada cidade. Com esta iniciativa, a entidade gestora da rota visa promover e divulgar a região, sobretudo, os vinhos, produtos típicos e atividades de lazer, enquanto embaixadores do território e exemplos de qualidade de vida. Uma importante promoção que se vai realizar em vários países europeus, onde haverá, por exemplo, visitas a adegas e a enoturismos, passeios pelas vinhas, conferências, seminários e exposições sobre o vinho, concertos, provas de vinho e enogastronómicas, visitas a monumentos, castelos e museus, provas desportivas nas vinhas, mas também programas temáticos organizados por restaurantes e hotéis.

A iniciativa reflete o espírito da RECEVIN, procurando um trabalho em rede de forma articulada, em que todos beneficiarão desta ação de promoção conjunta e em simultâneo. A RECEVIN tem o apoio das Associações Nacionais de Cidades do Vinho e de cerca de 700 cidades da Alemanha, Áustria, Bulgária, Eslovénia, Espanha, França, Grécia, Hungria, Itália, Portugal e Sérvia. As regiões aderentes poderão ser consultadas aqui!

PROGRAMA para Melgaço e Monção

Entradas  gratuitas nos Museus aderentes

Rede Melgaço Museus: Torre de Menagem I Museu do Cinema I Museu Memória e Fronteira I Núcleo Museológico de Castro Laboreiro

Prova de vinhos

Melgaço e Monção: Solar do Alvarinho (Melgaço) e Museu do Alvarinho (Monção)

Visitas às adegas aderentes da Rota do Vinho Verde Alvarinho

Quintas de Melgaço: visitas à adega e explicação do sistema de produção e provas gratuitas de vinho

Soalheiro: provas gratuitas de vinho visitas às vinhas e adega

Reguengo de Melgaço: visita guiada às  vinhas e adega e descontos na prova “clássica” para grupos superiores a 4 pessoas (4,25 €/pessoa).

Castaboa: Visita às vinhas e adega e  provas de vinhos

Palácio Brejoeira: Oferta de uma prova do Alvarinho “Palácio da Brejoeira” na realização da visita ao interior do Palácio, Capela e Jardins (5,00€/Pax) e visita ao interior do Palácio, Capela, Jardins, Bosque, Vinhas e Adega Antiga (7,50€/Pax)

Solar de Serrade: visitas à adega com provas de vinhos (grupos de 6 a 12 pessoas: 6 €/pax)

Atividades

Porta do PNPG de Lamas de Mouro: Rede de Percursos Pedestres, exposição Ordenamento do Território, exposição Arquitectura Tradicional. Parque Nacional da Peneda Gerês é uma das 7 maravilhas naturais de Portugal e reserva mundial da biosfera (UNESCO)

Melgaço Radical: Rafting no Rio Minho | Trilho das Pesqueiras do Rio Minho | Salto Pendular | Rappel Suspenso. (30% de desconto em todas as atividades) Marcações: Tel. +351 96 700 63 47 Igeral@melgacoradical.com

Montes de Laboreiro: Arborismo | Percursos Pedestres | Rappel I Slide no Parque Nacional da Peneda Gerês (30% de desconto em todas as atividades) Marcações: Tel. +351 251 466 041 Igeral@montesdelaboreiro.pt

Clube de Saúde do Complexo Desportivo e de Lazer: massagens do serviço SPA clube de saúde (15% de desconto). Marcações: Tel. + 351 251 400 450 I info@melgacosportscenter.com

Monte Prado River SPA: tratamentos de vinoterapia (15% de desconto). Marcações: Tel. +351 251 400 130 I hotelmonteprado@casais.pt

Alojamentos

Hotel Boavista: 20% de desconto

Hotel Rural Reguengo de Melgaço: 15% de desconto em alojamento e visitas guiadas ao empreendimento

Hotel Castrum Villae: 20% de desconto

Monte de Prado Hotel & SPA: 15% de desconto

Hotel Rural Convento dos Capuchos: 20% de desconto ala Convento e de 6% ala Jardim. Possibilidade de participar na Oficina de impressão: “De parras a vinho e de desenho a carvão” com Patrícia Oliveira. (aprender a desenhar, com carvão e com o vinho, o verdadeiro Terroir do Alvarinho)

Solar de Serrade: 15% de desconto

ENO2017

VAMOS PLANTAR SEGURANÇA EM MELGAÇO: ABATE DE TÍLIAS NA ALAMEDA INÊS NEGRA

NOVAS ÁRVORES VÃO DEVOLVER BELEZA PAISAGÍSTICA DA ALAMEDA

Por um Melgaço em segurança, e tendo em conta o bem-estar das pessoas, em breve, vão ser abatidas as tílias na Alameda Inês Negra, sendo, posteriormente, plantadas novas árvores que devolverão a beleza paisagística da alameda.

Abate de Tílias

As belas tílias que hoje embelezam a Alameda Inês Negra têm de ser abatidas, uma vez que estão a colocar em causa a segurança das pessoas. Os Serviços Municipais identificaram riscos que poderão agravar-se antes da entrada do inverno. Os solos estão compactados, impedindo a infiltração de água e ar, há presença de fungos, as copas estão degradadas, os ramos frágeis e mal inseridos, há fissuras e buracos profundos nos troncos. Verifica-se um declínio da maioria das árvores com riscos graves de rutura e queda.

Os riscos detetados obrigam assim à substituição das árvores, com a garantia de que se manterá a beleza paisagística da alameda, sem riscos para a segurança das pessoas. Serão mantidas as memórias e vivências da população de Melgaço e de todos os que nos visitam.

MELGAÇO REQUALIFICA CRUZAMENTO NA VILA E CRIA 13 ESPAÇOS DE ESTACIONAMENTO

ARRANCARAM AS OBRAS EM FRENTE AO ANTIGO QUARTEL DOS BOMBEIROS E NA ANTIGA OFICINA DA CÂMARA MUNICIPAL DE MELGAÇO

Arrancaram as obras no cruzamento em frente ao antigo quartel dos Bombeiros Voluntários e em parte da Alameda Inês Negra, com o objetivo de alargar o raio de curvatura do cruzamento de forma a facilitar as manobras dos veículos.

Obras Vila (1)

A intervenção está a ser executada pelos Serviços Municipais, numa atitude de racionalidade e rigor das contas públicas. Com esta empreitada pretende-se alargar o ângulo existente que atualmente obriga os veículos a entrarem muito no cruzamento o que coloca em causa a segurança do tráfego. Vão ser reestruturados os passeios, as caldeiras e estacionamento que terá um acréscimo de três lugares.

Na antiga oficina da câmara municipal está a ser realizada uma intervenção de requalificação do espaço, permitindo um aumento significativo do número de lugares de estacionamento no centro da Vila: serão criados dois lugares de estacionamento para pessoas com mobilidade condicionada e mais oito lugares.

Com a intervenção em curso, cuja conclusão está prevista para meados deste mês, vai-se facilitar e ampliar a segurança do tráfego automóvel e criar lugares de estacionamento que tanta falta fazem na Vila. Estarão assim também facilitadas as visitas ao centro Histórico.

Obras Vila (2)

Obras Vila (3)

Obras Vila (4)

Obras Vila (6)

Obras Vila (7)

MELGAÇO REALIZA JORNADAS SOBRE PATRIMÓNIO CULTURAL

REDITUS – I Jornadas sobre Património Cultural de Melgaço realiza-se no dia 6 de novembro

Melgaço acolhe na próxima segunda-feira, 6 de novembro, REDITUS - I Jornadas sobre Património Cultural de Melgaço, um evento que promove o Património Cultural do concelho. A iniciativa centra-se na temática Paleolítico e é de vertente pedagógica, com sessões orientadas por Professores Universitários, de Portugal e da Galiza, de áreas como Arqueologia, História e Sociologia. O propósito é dar a conhecer a todos a riqueza patrimonial de Melgaço, bem como a sua história, para que a mesma possa ser divulgada junto da comunidade e de quem visita o concelho.

Cartaz_Reditos_P

‘Reditus’ surge na sequência dos resultados obtidos pelas escavações arqueológicas que decorrem, desde o verão de 2016, na freguesia de Remoães. Até então, os trabalhos geraram descobertas importantíssimas para os estudos da presença do Homem na região do Vale do Minho. De acordo com o Coordenador do projeto, João Ribeiro, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, ‘os promissores trabalhos de Melgaço permitiram reconhecer a diversidade de estratégias de ocupação da região pelo homem paleolítico tanto no tempo como no espaço, tendo mesmo permitido reconhecer a presença do homem de Neandertal na região’. As escavações acontecem no âmbito do projeto transfronteiriço ‘Os primeiros habitantes do baixo Minho’, previsto decorrer nos vários municípios portugueses e espanhóis do troço internacional do rio Minho.

O evento é dirigido à população em geral, empresas de animação, comunidades escolares e funcionários afetos a serviços de atendimento (como Museus, Loja de Turismo, Porta de Lamas de Mouro, Casa da Cultura e Biblioteca de Castro).

APOSTA NA DIVULGAÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL

Estas jornadas enquadram-se num projeto de quatro encontros culturais que assentam numa retrospetiva histórica sobre o Património Cultural de Melgaço, percorrendo, cronologicamente, as seguintes temáticas: o Paleolítico, o Neolítico, a Época Medieval e as Épocas Moderna e Contemporânea. ‘O intento é promover o conhecimento do vasto Património Cultural existente no concelho, criando uma sequência de ações que permitam a melhor interpretação destes valores e da sua contextualização histórica.’, salienta a organização, explicando que, para edições futuras, o objetivo é conciliar/enquadrar atividades lúdicas, vocacionadas para visitantes, como representações, peças de teatro e animação musical.

PROGRAMA

14h30 – Visita ao local das intervenções arqueológicas | Estação arqueológica de Remoães

15h45 – Sessão de Abertura

Manoel Batista Calçada Pombal – Presidente da Câmara Municipal de Melgaço | Casa da Cultura

16h00 – Vestígios arqueológicos dos mais antigos habitantes de Melgaço (1.ª sessão)

Casa da Cultura

18h00 – Vestígios arqueológicos dos mais antigos habitantes de Melgaço (2.ª sessão)

Sede da Junta de Freguesia de Remoães

19h00 – Alvarinho de Honra

Junta de Freguesia de Remoães

ORADORES

João Pedro Cunha-Ribeiro: Faculdade de Letras - Universidade de Lisboa; Centro de Arqueologia da Universidade de Lisboa; (UNIARQ); Lab2pt.

Alberto Gomes: Faculdade de Letras - Universidade do Porto; Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Territorio (CEGOT).

José Meireles: Universidade do Minho; Lab2pt.

Eduardo Méndez-Quintas: Escuela Interuniversitaria de Posgrado en Evolucion Humana, Universidad de Burgos; Centro Nacional de Investigacion sobre la Evolucion Humana (CENIEH).

Sérgio Monteiro-Rodrigues: Faculdade de Letras - Universidade do Porto; Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memoria” (CITCEM).

Alfredo Pérez-González: Centro Nacional de Investigacion sobre la Evolucion Humana (CENIEH), Burgos

Manuel Santonja: Centro Nacional de Investigacion sobre la Evolucion Humana (CENIEH), Burgos

PRESIDENTE DA CÂMARA DE MELGAÇO ESTÁ A RECEBER AS JUNTAS DE FREGUESIA PARA OBTER CONTRIBUTOS PARA O ORÇAMENTO DE 2018

OUVIR PARA DECIDIR

O Presidente da Câmara Municipal, Manoel Batista, está a receber as juntas de freguesia para auscultar os anseios dos seus executivos para o próximo ano. Estas audiências têm por objetivo recolher os contributos dos presidentes de junta para o Orçamento de 2018. Ouvir para decidir é o lema do autarca que pretende um orçamento participativo e de resposta às reais necessidades do concelho.

Câmara Municipal de Melgaço

Esta prática é um exercício que se repete todos os anos, pois Manoel Batista entende que só ouvindo os executivos das juntas de freguesias será capaz de determinar com rigor e racionalidade os investimentos a realizar em todo o concelho. O orçamento municipal traduzirá e materializará as necessidades das populações. As audiências já se iniciaram e decorrerão até ao próximo dia 2.

Também no dia 2 serão recebidos os vereadores da oposição para que possam apresentar as suas ideias e propostas para o orçamento de 2018.

Só após a auscultação dos autarcas será desenhado o orçamento para 2018, que se pautará uma vez mais pelo rigor e racionalidade das contas públicas.

TERMAS DE MELGAÇO ASSOCIAM-SE AO HALLOWEN COM CAMPANHA PROMOCIONAL

Nos dias 30 e 31 de outubro

Nos dias 30 e 31 de outubro, as Termas de Melgaço, agora abertas todo o ano, estarão vestidas a preceito para assinalar o dia mais assustador do ano, o Halloween. Abóboras, fantasmas e algumas supressas, prometem tornar o espaço ‘aterrorizador’, com promoções para todos os que visitem a estância termal naqueles dias.

Halloween

A campanha promocional que as Termas de Melgaço lançaram abrange o público em geral e as entidades com as quais estabelece protocolos. Assim, o público em geral terá 10% de desconto em todas as massagens, e descontos no Circuito Termal (para crianças 2,50€ e para adultos 5€ / 60 min). Os clientes e colaboradores das entidades parceiras da estância poderão usufruir gratuitamente do Circuito Termal, mediante apresentação de documento comprovativo.

As reservas são obrigatórias, através do e-mail geral@termasdemelgaco.pt ou dos telefones 910 506 579/ 251 404 404.

Sobre as Termas de Melgaço

As Termas de Melgaço estão, desde o dia 17 de julho e com nova gerência, abertas todo o ano. O Grupo Pinto da Costa & Carriço Lda. assumiu a gerência das Termas de Melgaço e pretende que voltem a ser uma referência nacional e internacional, atraindo quem procura o lugar certo para descansar e passar bons momentos. «Com o slogan 'Vida em pleno', queremos potenciar Melgaço e cativar mais visitantes, devolvendo às Termas o esplendor de outrora.», afirma a nova gerência. A estância está a trabalhar na requalificação de todos os aparelhos de tratamento para prestar o melhor serviço. «Gradualmente, vamos apresentando mais e melhores serviços», garante a CEO do grupo, Carina Pinto da Costa.

Localizado num dos mais belos recantos do Norte português, o Parque Termal do Peso ou Estância Termal de Melgaço situa-se na freguesia de Paderne, lugar do Peso, em Melgaço. Implantadas num Parque onde a água das nascentes minerais e dos três ribeiros que o cruzam é uma presença constante, as Termas de Melgaço oferecem, a quem as procura a possibilidade de desfrutar de uma ligação descontraída com a Natureza proporcionando em simultâneo a utilização de um recurso ímpar reconhecido pelo seu potencial terapêutico. Indicadas para o tratamento de diferentes patologias, nomeadamente: Diabetes Tipo 1, Diabetes Tipo 2, Dislipidemias, Dispepsia, Duodenites, Colecistites crónicas, Disquinésia biliar, Obstipação, Cólon irritável ou Colite funcional, Lombalgia, Artralgia, Rinite alérgica, Sinusite, Faringite crónica e Bronquite crónica; as Termas de Melgaço irão dispor ainda de uma oferta complementar aos tratamentos clássicos, focados numa vertente de bem-estar, estética, beleza e relaxamento.

A História

A história documentada das Termas foi iniciada com o primeiro registo no município de Melgaço em 1884. Em 1885, engarrafaram-se as primeiras águas, tendo Adriano Cândido Moreira solicitado, quatro anos depois, licença para a sua aplicação terapêutica. A água é mineralizada, gasocarbónica, bicarbonatada, cálcica/magnesiana e ferruginosa, com uma temperatura de 15°C e pH de 6.

As duas nascentes (Fonte Principal e Fonte Nova ou Galeria Nova), a monumental Buvete, o Balneário, e a Oficina de Engarrafamento, fazem parte harmoniosa de um Parque Termal de frondosa e variada vegetação cortado pela ribeira da Bouça Nova. É sem dúvida a Buvete da Fonte Principal o ex-líbris das Termas de Melgaço, obra desenhada pelo Engenheiro Luís Couto dos Santos, terminada em 1915. Trata-se de um pavilhão monumental da arquitetura do ferro, construído sobre a captação. De planta quadrada a nível mais baixo do que o solo, para o qual se desce por três largas escadarias para o centro, no qual se encontra a nascente. Anexo ao parque do seu lado poente encontra-se a propriedade do Hotel do Peso, construído em vários corpos, onde não falta a capela. É atualmente uma nostálgica ruína a lembrar outros tempos, mas, em breve, será um Hotel-Boutique, de 4 estrelas, com cerca de 44 quartos. Até à data, será o primeiro hotel do país 100% acessível a pessoas com mobilidade condicionada.

SECRETÁRIO DE ESTADO DA JUVENTUDE E DO DESPORTO ESTE SÁBADO EM MELGAÇO

Para participar na apresentação dos resultados do projeto ‘Realizar o Potencial Jovem – RPJ’

O Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, estará este sábado, 28 de outubro, em Melgaço para participar na apresentação dos resultados do projeto ‘Realizar o Potencial Jovem – RPJ’, um projeto da Associação Juvenil YUPI e da Associação Juvenil de Deão. A iniciativa acontece pelas 15h30, no auditório da Escola Superior de Desporto e Lazer do Instituto Politécnico de Viana do Castelo e conta também com a presença do autarca de Melgaço, Manoel Batista.

Realizar o Potencial Jovem

‘Realizar o Potencial Jovem – RPJ’ foi distinguido com o prémio ‘Projeto Inspirador 2017’ pelo co-financiador Programa Erasmus + Juventude em Ação e revela amanhã os resultados de uma auscultação nacional a mais de 400 dirigentes associativos, sobre as dificuldades e sugestões de melhoria nos diversos programas de apoio à juventude. O projeto RPJ capacitou mais de 50 técnicos e dirigentes de juventude, formou uma bolsa de 100 jovens multiplicadores/as dos diferentes programas de apoio à juventude e sensibilizou mais de 400 jovens para mais acesso a oportunidades de realizar o seu potencial nos territórios do Ave e Alto Minho desde outubro de 2016.

O projeto é implementado pelas duas associações juvenis e tem por missão informar os jovens e técnicos de juventude sobre programas de apoio à realização pessoal e profissional dos jovens; auscultar o mesmo público sobre as possíveis melhorias a implementar nos diferentes programas de apoio e gerar novas ideias de apoios em falta; e influenciar processos de tomada de decisão local e nacional sobre os mesmos programas para que possam ir mais ao encontro das necessidades dos jovens, em constante e rápida mudança.

TURISTAS FICAM ENCANTADOS COM MELGAÇO

‘Foi uma semana memorável’, afirmou a contemplada pelo Observatório Turístico de Melgaço

Melgaço voltou a contemplar um turista no âmbito do projeto do Observatório Turístico de Melgaço: desta vez o prémio foi para Oliveira do Hospital. A contemplada, Dulce Costa, tem agora a oportunidade de regressar ao Município Mais a Norte de Portugal e conhecer a Casa do Faval, entidade que ofereceu um voucher para duas noites, em regime de alojamento e pequeno-almoço.

Casa do Faval 1 (1)

‘Realmente estivemos em Melgaço e afirmo, com muita alegria, que foi uma semana memorável. Agradecemos ao Município pela iniciativa e dinamismo que oferece aos munícipes e às pessoas que o visitam.’, afirmou a turista, surpresa com o prémio.

O Observatório Turístico de Melgaço torna possível informação real, completa e adequada que permite orientar as ações turísticas e institucionais a realizar. Com o desenvolvimento deste projeto, o Município de Melgaço, os empresários, os investidores, os operadores e agências que trabalham o destino de Melgaço, passam a ter informação mais completa, adequada e real, conseguindo assim orientar as suas estratégias para um segmento de mercado e possíveis investimentos de um modo muito mais organizado. ‘O objetivo é promover, recolher e organizar dados que permitam compilar informação sistematizada acerca da oferta e da procura turística em Melgaço’, realça Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço. Nesta sua tarefa, conta com parceiros estratégicos como a Universidade do Minho e o Instituto Politécnico de Viana do Castelo, e, pontualmente, com o apoio das escolas secundárias e profissionais – o que permite criar valor acrescentado ao projeto e ao tecido empresarial.

A cada quatro meses, o Observatório Turístico de Melgaço realiza, realiza um sorteio para premiar os visitantes que cedem informação sobre a sua visita a Melgaço.

Ao longo dos anos este Observatório realizou junto dos turistas uma série de inquéritos com o propósito de recolher os pontos fortes e os pontos fracos do turismo. Desde 2015 em plataforma digital, este registo permite medir o grau de satisfação dos visitantes, bem como descobrir as motivações para a visita ao concelho. Os visitantes são convidados a contar a sua experiência, ficando desta forma habilitados a um sorteio, numa oferta das entidades turísticas da região.

Turistas já contemplados:

Ana Luísa Frade, Sintra, a primeira turista a ser contemplada com a iniciativa, recebendo um pack de garrafas de Alvarinho.

Rafael Varela Vilariño, Villagarcia de Arousa - duas noites em regime de alojamento e pequeno-almoço na Quinta de Remoães (www.facebook.com/quintaremoaes).

Ana Georgina Guerrero Ron, Madrid - duas noites, em regime de alojamento e pequeno-almoço, na Casa das Pesqueiras (www.casadaspesqueiras.com).

Joaquim de Castro, Ovar - duas noites, em regime de alojamento e pequeno-almoço, na Casa da Cevidade (www.casadacevidade.com).

Firmina Mosteiros, Pontevedra - duas noites, em regime de alojamento e pequeno-almoço, nas Melgaço Alvarinho Houses.

Melgaço é eleito por turistas nacionais e estrangeiros

Dados da Loja Interativa de Turismo de Melgaço demonstram que Melgaço é eleito por turistas nacionais e estrangeiros: 25.488 nacionais e 9.411 internacionais (dados relativos a 2017). O Solar o Alvarinho é o espaço preferencial, com 8.773 visitantes. Segue-se a Porta de Lamas de Mouro – 8.753; a Torre de Menagem – 7.394; o Posto de Castro Laboreiro – 3.433; o Museu de Cinema Jean Loup Passek – 2.379; o Museu de Castro Laboreiro – 2.146; o Espaço Memória e Fronteira – 2.021; e Loja Interativa de Turismo – 3.057.

Estes números são o resultado de uma aposta clara da autarquia na qualidade dos espaços e do seu acervo. Em Melgaço é possível descobrir histórias únicas, contadas com o rigor histórico. A oferta é completa: uma boa mesa onde não faltam o tradicional fumeiro e o Alvarinho e uma sossegada e deslumbrante natureza possível de descobrir através de diversas atividades turísticas.

Horário dos Museus e da Porta de Lamas de Mouro

Abril – setembro: das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 18h00

Outubro – março: das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h00

Encerrados nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro, e todas as segundas-feiras e domingo de Páscoa.

A Oficina Temática da Porta de Lamas de Mouro encerra à segunda-feira mas a receção está aberta ao público.

Horário do Solar do Alvarinho

Sala de Prova e Loja

Abril – setembro: das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 19h00

Outubro – março: das 10h00 às 13h00 e das 14h30 às 18h00

Bar

Abril – setembro: todos os dias das 10h00 às 20h00

Outubro – março: todos os dias das 10h00 às 19h00

Encerra no domingo e segunda-feira de Páscoa, nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro

Casa do Faval 1

MELGAÇO APRESENTA LIVRO ‘ALTO-MINHO E GALIZA – ESTUDOS HISTÓRICOS’

Dia 28 de outubro | 15h00 | Salão Nobre da Câmara Municipal

Autoria do Professor José Marques

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Melgaço recebe, no dia 28 de outubro, pelas 15h00, a apresentação do livro ‘Alto-Minho e Galiza – Estudos Históricos’, da autoria do Professor José Marques. A iniciativa é aberta ao público em geral, e acontece no âmbito da realização do 2º Conversas na Raia, numa organização da Casa Museu de Monção, Unidade Cultural da Universidade do Minho, e do Município de Melgaço, em conjunto com o Consello da Cultura Galega.

Títulos honoríficos (9)

A obra é uma edição do Município de Melgaço e da Casa-Museu de Monção, com textos que, ao longo do tempo, o professor José Marques escreveu, numa coordenação de Viriato Capela, presidente da Casa-Museu de Monção.

O Prof. José Marques é um dos mais ilustres investigadores da História e Cultura do Alto Minho. Ao longo da sua vida foi colaborando com iniciativas dos diversos municípios alto minhotos, quer através das bibliotecas, quer dos arquivos municipais. A mais recente homenagem ao professor jubilado da Universidade do Porto, também eclesiástico e membro do corpo capitular – ocorreu, em finais de abril, na Universidade do Minho, altura em que recebeu das mãos do ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, a medalha de mérito cultural. Em agosto, o município de Melgaço honrou-o com o título de Cidadão de Honra.

PROGRAMA

15h00 - Sessão de abertura:

Manoel Batista Calçada Pombal - Presidente da Câmara Municipal de Melgaço

José Viriato Capela - Presidente da Casa Museu de Monção

Ramon Villares - Presidente do Consello da Cultura Galega

16h00 - Padre Carlos Vaz – Apresentação do Prof. Doutor José Marques

16h30 - Apresentação do Livro ‘Alto-Minho e Galiza. Estudos Históricos’ pelo Prof. Fernando López Alsina – Universidade de Santiago de Compostela

17h00 – Apresentação do Projeto Gallaecia Monumenta Historica pela Profª Rosario Alvarez – Vice Presidente do Consello da Cultura Galega.

17h30 - Momento musical por Rodrigo Romaní (harpista)

18h00 – Encerramento com Alvarinho de Honra

Sobre o autor

José Marques tem 80 anos, nasceu na freguesia de Roussas, em Melgaço, e foi deixando a sua marca um pouco por todo o país. Em 1994 foi agraciado com a Medalha de Mérito – Grau Ouro da Câmara Municipal de Braga; em 2003 recebeu a Medalha de Ouro da Faculdade de Letras da Universidade do Porto; e em 2004, a Medalha de Mérito – Grau de Ouro da Câmara Municipal do Porto.

Recentemente, o Governo português também o homenageou, com a Medalha de Mérito Cultural, na Universidade do Minho, sob proposta da Casa-Museu de Monção. Distinto estudioso e leitor (paleógrafo) de documentos antigos, com grande valia erudita e crítica, José Marques, além de distinto investigador, foi um notável professor universitário, coordenador, nomeadamente, de pós-licenciaturas e doutoramentos.

Na edição deste ano do Melgaço em Festa, o município que o viu nascer, honrou o professor com o título de Cidadão de Honra.

Ap_livro José Marques