Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIMARANENSES VOTAM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Votação no Orçamento Participativo 2017 até 13 de outubro

Cultura, Ambiente e Sustentabilidade e Voluntariado e Solidariedade são as áreas deste ano. Votação online, por SMS e Assembleia de Voto Presencial com período alargado.

OP_Guimaraes2017

O prazo de votação nas ideias do Orçamento Participativo de Guimarães 2017 foi alargado até ao próximo dia 13 de outubro.

Após ter terminado a fase de análise técnica das 23 propostas apresentadas pelos munícipes vimaranenses na edição do Orçamento Participativo deste ano, estão já em fase de votação as 15 propostas validadas nas áreas da cultura, ambiente e sustentabilidade, voluntariado e solidariedade, que permitem a aplicação de 300 mil euros do orçamento municipal.

O período de votação teve início a 17 de julho e prolonga-se agora até 13 de outubro, um período mais alargado que possa permitir a participação de todos os cidadãos que sejam naturais ou residentes no concelho de Guimarães, existindo três possibilidades de votação:

- Por SMS para o número 4310: OPGMR P[Nº de Projeto] [Nº BI] [Data de Nascimento] Exemplo: OPGMR P99 12365478 19780101)

- Na plataforma do OP: http://op.cm-guimaraes.pt/   

- Assembleia de voto no Balcão Único da Câmara Municipal de Guimarães

A lista de propostas admitidas a votação pode ser consultada em: http://op.cm-guimaraes.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=28294&id=37   

Mais informações em http://op.cm-guimaraes.pt/   

GUIMARÃES APRESENTA "TALENTOS EM LIVRE TRÂNSITO"

Programa “Talentos em Livre Trânsito” apresentado esta terça-feira em Guimarães

Iniciativa destina-se a pessoas que se encontrem em situação de desemprego. Interessados podem desenvolver competências tendo em vista uma integração profissional.

Cartaz-divulgação-guimaraes2

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães é o local para a apresentação pública do programa “Talentos em Livre Trânsito”, destinado a pessoas dos 18 aos 65 anos, que estejam em situação de desemprego e que queiram desenvolver as suas competências tendo em vista a sua integração profissional. A cerimónia de apresentação do programa decorre esta terça-feira, 05 de setembro, às 15 horas.

Este programa decorrerá durante oito dias, das 09 às 18 horas, entre os dias 25 de setembro e 04 de outubro, na Associação Sol do Ave. Trata-se de uma ação que, no âmbito do Prémio Agir, da REN, a SAPANA.org realiza em parceria com a Associação de Solidariedade Social de Professores (ASSP) de Guimarães, a Associação Sol do Ave e a Câmara Municipal de Guimarães, cidade onde decorrerá a 48ª edição do Programa Talentos em Livre Trânsito (TLT).

EMISSÃO FILATÉLICA DOS CTT DESTACA CAFÉS MINHOTOS

Os CTT cabam de lançar uma emissão filatélica alusiva a vários “Cafés Históricos” que nos relembra alguns dos cafés portugueses mais emblemáticos do país. Esta emissão é composta por cinco selos e um bloco representativos de seis cafés, nomeadamente: o Café A Brasileira em Braga, a Pastelaria Manuel Natário em Viana do Castelo e o Café Milenário em Guimarães.

Capturarselos

Todos os cafés representados nesta emissão filatélica marcam de vários modos a identidade local e nacional associada à vivência urbana. “Tomar um café” continua a ser um dos mais distintivos hábitos do carácter português. Esta expressão há muito que representa muito mais do que o ato de apreciar esta bebida quente. A frase passou a traduzir um compromisso de uma conversa, de um encontro entre amigos, de um ponto de encontro. 

A era dourada dos cafés em Portugal ficou para trás, num período compreendido entre meados do século XIX e o final da primeira metade do século XX. Nessa época, o café como lugar de convivialidade conhecia uma forte afirmação entre a burguesia urbana. Algo que se viria a confirmar nas décadas seguintes, com a abertura de estabelecimentos cada vez maiores e sofisticados na decoração e no serviço. Um bom exemplo pode ser encontrado na elegante A Brasileira de Braga, aberta em 1907 e incluída nesta série.

Os cafés mais antigos e carregados de história não têm só um património material rico, mas também um património imaterial grandioso. Esta emissão faz parte do 2º grupo de selos da série filatélica “Cafés Históricos”, tendo a primeira sido apresentada em outubro do ano passado. Os CTT voltam assim a mostrar que procuram através da filatelia, e de acordo com a sua tradição, divulgar motivos de elevado interesse nacional enaltecendo, neste caso, a história e arquitetura portuguesas.

Esta emissão é composta por cinco selos com o valor facial de 0,50€ cada e uma tiragem de 125 000 exemplares cada; o bloco com um selo tem o valor de 1,40€ e uma tiragem de 45 000 exemplares. Os selos têm um formato de 30,6 X 40 mm e o bloco de 95X125mm.

GUIMARÃES APRESENTA CIÊNCIA COMO OFERTA EDUCATIVA

OFERTA EDUCATIVA 2017-2018

Curtir Ciência desenvolve atividades para todos os públicos

São 26 propostas que abrangem diversas áreas da Ciência; 26 atividades dirigidas a todos os públicos: crianças que frequentam o pré-escolar, alunos dos 1º, 2º, 3º ciclos do ensino básico, mas também seniores. É assim a Oferta Educativa do Centro Ciência Viva de Guimarães para o ano letivo 2017-2018: 26 oficinas que aliam diversão e aprendizagem científica.

image001

Fazer sabonetes perfumados e gomas, confecionar pão, fazer caixas-abrigo para aves que podem ser usadas nos quintais ou jardins, mas também atividades que visam fomentar nos mais novos o interesse pela preservação ambiental e que promovem a importância de boas práticas amigas do ambiente – a diversidade impera na Oferta Educativa 2017-2018.

Aberto ao público desde dezembro de 2015, o Curtir Ciência lançou a sua primeira Oferta Educativa no ano letivo 2016-2017. Segundo Sérgio Silva, Diretor Executivo do Centro Ciência Viva, “funcionou como projeto-piloto e permitiu conhecer as necessidades das escolas e para testar algumas das propostas”.

Em matéria de novidades, destaca-se a oficina “Histórias com Ciência”, destinada ao pré-escolar, que propõe uma leitura das histórias infantis pelo prisma científico. “A maioria das propostas anteriores mantém-se, uma vez que estão em perfeita sintonia com os programas curriculares e porque tiveram bastante aceitação por parte do público-alvo”, explica Sérgio Silva.

Para as crianças do ensino pré-escolar, a Oferta Educativa inclui um conjunto de oficinas divididas por áreas temáticas adaptadas a esta faixa etária. A novidade (e que representa uma aposta do centro), prende-se com a oficina “Histórias com Ciência”. Trata-se de uma leitura das histórias infantis através das “lentes da ciência” e com realização de experiências científicas.

“Rochas e Minerais”; “Propriedades Físicas e Químicas dos Materiais”; “Reações Químicas”; “Sistemas Elétricos” e “Microscopia e a Célula” são as propostas para alunos do 3º ciclo do ensino básico. Para os 1º e 2º ciclos, o Curtir Ciência disponibiliza as oficinas “Meteorologia e Alterações Climáticas”; “Ciclo da Água e seus Estados Físicos”; “Rochas e Solos”; “Corpo Humano”; “O Mundo das Plantas”; “Eletricidade e Magnetismo” e “Qualidade do Ambiente”.

Construir caixas abrigo para aves, aprender a fazer velas aromáticas e sabonetes perfumados ou perceber como se processa a reciclagem do papel – são algumas das oficinas destinadas aos seniores.

Oferta Educativa 2017-2018 em www.ccvguimaraes.pt/ofertaeducativa

GUIMARÃES LEVA CIÊNCIA À PRAÇA

Curtir Ciência encerra esta tarde programa Ciência na Praça

Mais de 500 pessoas, entre participantes e curiosos, passaram pelo espaço do Curtir Ciência no Centro Histórico de Guimarães durante as sessões do programa “Ciência na Praça”. Ao longo do mês de agosto, todas as quintas-feiras, entre as 16:30 horas e as 18:00 horas, o Curtir Ciência esteve no Centro Histórico vimaranense a dinamizar sessões interativas de cariz científico destinadas a público de todas as idades. A última sessão realiza-se hoje, 31 de agosto.

image001

Inserida no programa nacional Ciência Viva no verão em Rede, coordenado pela Ciência Viva, a atividade do Centro Ciência Viva de Guimarães concretizou a sua principal missão de plataforma de divulgação de Ciência junto de todos os públicos. Os níveis de adesão por parte dos público e o contributo dado pelo Curtir Ciência para a animação de um dos espaços da cidade mais procurados pelos visitantes, fazem com que os responsáveis do Centro instalado em Couros equacionem uma edição mais alargada do programa “Ciência na Praça” com vista ao verão de 2018.    

Nas sessões “Ciência na Praça”, que são gratuitas, os participantes podem executar várias experiências de cariz prático e científico, abordando conceitos de Física, Química e Biologia, de forma lúdica e divertida. A última sessão decorre esta quinta-feira, 31, a partir das 16:30 horas. 

GUIMARÃES CRIA CORREDOR VERDE ENTRE AS HORTAS E O PARQUE DA CIDADE

OBRA JÁ PRINCIPIOU

Corredor verde arborizado em Guimarães vai ligar as Hortas ao Parque da Cidade

Entrada da freguesia da Costa começou a ser requalificada. Intervenção com um prazo de quatro meses tem por objetivo uma clara valorização ambiental e paisagística do percurso entre o centro urbano e o Parque da Cidade. 

Guimaraes_Hortas_Parque_Cidade

A Câmara Municipal de Guimarães está a proceder à requalificação da rua Domingos Torcato Ribeiro e da Praceta Lions Internacional, na entrada urbana da freguesia da Costa, entre o Parque das Hortas e o Parque da Cidade, duas áreas citadinas que, até ao final deste ano, vão passar a estar ligadas por corredores verdes e espaços de lazer arborizados, com vias pedonal e ciclável, mas também com a criação de uma zona 30, de acalmia de tráfego.

Com um prazo de execução de 120 dias, a obra, orçamentada em 388 mil euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, vai criar um corredor verde que acompanhará a par e passo a Ribeira de Couros. A medida, além de gerar espaços de ensombramento, irá beneficiar ainda a criação de barreiras acústicas, «reforçando a relação e o eixo visual entre os dois parques», considera Domingos Bragança, Presidente do Município.

Desenvolvido pelo Departamento de Urbanismo, Planeamento e Desenvolvimento (DUPD) da Câmara Municipal de Guimarães, o projeto vai alterar o paradigma de vivência deste percurso, com a melhoria da qualidade do ambiente urbano, através da coexistência de uma nova mobilidade, extensão das zonas 30, novos espaços verdes na cidade, áreas destinadas a peões e veículos motorizados.

Ao mesmo tempo, será efetuada uma reformulação viária da rotunda existente na Praceta Lions Internacional, dando primazia aos espaços públicos de lazer, em que os modos suaves passam a ser o fator principal na cidade. A proposta contempla a inversão da pirâmide de hierarquias na gestão da circulação dos diferentes modos de transporte, onde se realça a valorização das áreas pedonais e a redução da dimensão da largura das vias, bem como a diminuição da intensidade, da velocidade viária e da emissão do dióxido de carbono.

CAFÉ MEMÓRIA DE GUIMARÃES DEBATE O MOVIMENTO FÍSICO E SUAS IMPLICAÇÕES NA SAÚDE MENTAL

ESTE SÁBADO, DAS 10 ÀS 12 HORAS

Sessão com entrada livre realiza-se este sábado de manhã, no Lar de Santa Estefânia. Encontro informal destina-se a pessoas com problemas de memória ou demência, bem como aos respetivos familiares e cuidadores.

Lar_Santa_Estefania

A problemática do movimento físico e suas implicações na saúde mental é o tema escolhido para a sessão de agosto do Café Memória de Guimarães, que se realiza este sábado, dia 26, entre as 10 e as 12 horas, excecionalmente, no Pavilhão do Lar de Santa Estefânia, por impedimento, devido a férias de verão do Café Concerto do Centro Cultural de Vila Flor, habitual local onde decorre esta iniciativa com entrada livre e sem necessidade de marcação prévia.

Com a presença de diversos especialistas, os participantes poderão colocar questões, dúvidas ou mesmo partilhar experiências vividas. Antes, porém, haverá um espaço introdutório com apresentação informal dos presentes, café, chá, bolo e distribuição de recordações. As sessões realizam-se sempre no quarto sábado de cada mês, exceto em dezembro que decorrerá no dia 16, entre as 10 e as 12 horas.

O Café Memória pretende contribuir para a melhoria da qualidade de vida e redução do isolamento social das pessoas com problemas de memória ou demência, bem como dos respetivos familiares ou cuidadores. Pretende, ainda, sensibilizar a comunidade para a relevância crescente do tema das demências, reduzindo, assim, o estigma que lhe está associado.

Até agora, o Café Memória de Guimarães, momento de partilha de experiências e de suporte mútuo, tem sido um sucesso, demonstrado na satisfação de todos os que já participaram nas sessões já realizadas. Num contexto informal, acolhedor, reservado e seguro, esta ação oferece apoio emocional e informação útil, sempre com o auxílio de profissionais de saúde e de colaboradores que trabalham no âmbito social.

O Café Memória de Guimarães, que nasceu numa parceria estabelecida entre a Câmara Municipal de Guimarães, Lar de Santa Estefânia, Rotary Club de Guimarães, Lions Clube de Guimarães e Hospital Senhora da Oliveira, resulta de uma iniciativa da Alzheimer Portugal e da Sonae Sierra, tendo como parceiros institucionais a Fundação Montepio, Instituto de Ciências da Saúde (Universidade Católica) e a Fundação Calouste Gulbenkian.

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES RECRUTA TÉCNICOS PARA ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR (AEC)

CANDIDATURAS ATÉ AO DIA 29 DE AGOSTO

Concurso de recrutamento de técnicos para AEC em Guimarães já abriu para o ano letivo 2017/18

Atividades de Enriquecimento Curricular destinam-se a diferentes áreas educativas. Prazo para apresentação de candidaturas termina na noite de terça-feira, 29 de agosto. 

A Câmara Municipal de Guimarães já procedeu à abertura do procedimento para o recrutamento de técnicos para a dinamização das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1º ciclo do ensino básico, nos agrupamentos de escolas da rede pública do concelho de Guimarães para o ano letivo 2017/2018, podendo ser apresentadas candidaturas até às 23h59 do dia 29 de agosto.

A abertura do procedimento para recrutamento de técnicos, em regime de contrato a termo resolutivo e tempo parcial, visa assegurar atividades nas áreas de Atividade Física e Desportiva, Artes Performativas (teatro e dança), Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Psicomotricidade, até 150 postos de trabalho.

As candidaturas são realizadas, obrigatoriamente, em formulário eletrónico, disponível através de uma ligação no endereço <www.cm-guimaraes.pt> (Início -> Recursos Humanos -> Procedimento concursal AEC 2017/2018), não sendo aceites as candidaturas apresentadas através de qualquer outro meio.

Os candidatos selecionados serão convocados, por correio eletrónico, para participarem numa reunião de distribuição de horários, que será agendada para uma data a partir do primeiro dia útil após a publicitação das listas unitárias de ordenação final na página eletrónica do Município.

O aviso de abertura do concurso, bem como os critérios e procedimentos de seleção, constam e podem ser encontrados no seguinte endereço da página web da Autarquia: http://www.cm-guimaraes.pt/pages/1261

OS FINS DE TARDE MAIS QUENTES DO VERÃO VÃO ESTAR NO ESPAÇO GUIMARÃES

Nos dias 20 e 27 de agosto e 3 de setembro o Centro Comercial Espaço Guimarães será palco de animados sunsets entre as 16h00 e as 20h00 O Espaço Guimarães quer oferecer o spot perfeito para um final de tarde com os amigos. Estão programadas 3 sessões de sunset, na zona exterior da esplanada, dia 20 e 27 de agosto e dia 3 de setembro entre as 16h00 e as 20h00. As três sessões serão animadas por nomes conhecidos da música para dançar – Chinelos com Vida, Meninos de Coro e The End.

Meninos de coro (3).JPG

O Espaço Guimarães quer oferecer o spot perfeito para um final de tarde com os amigos. Estão programadas 3 sessões de sunset, na zona exterior da esplanada, dia 20 e 27 de agosto e dia 3 de setembro entre as 16h00 e as 20h00.

As três sessões serão animadas por nomes conhecidos da música para dançar – Chinelos com Vida, Meninos de Coro e The End. Os Chinelos com Vida marcarão presença já no dia 20 de agosto, com o seu estilo musical Afro Beatz.

O objetivo é que toda a alegria dos povos latino africanos ganhe vida na pista de dança do Espaço Guimarães. Dia 27 de agosto, a festa fica por conta dos Meninos de Coro. Oriundos da cidade berço do nosso país, esta dupla promete não deixar mal quem queira dar um pezinho de dança ao som das suas vibrações e sonoridades.

the end_.jpg

O último dia de sunset, 3 de setembro, contará com a presença dos The End. Esta tarde será passada divertidamente com vários géneros musicais como pano de fundo. Os Djs, com uma experiência rica pelo mundo, tocam música Rock, Reggae, Funk, Hip-Hop e outros, com tudo para agradar a todos.

Os sunsets são de livre acesso a todos os que queiram relaxar e divertir-se com amigos, ou apenas para tomar uma bebida refrescante. O espaço está preparado para qualquer tipo de diversão, com boa música e bom ambiente

Chinelos com vida (1).JPG

Sobre o Espaço Guimarães

Centro comercial localizado na zona oeste da cidade de Guimarães e inaugurado em Novembro de 2009, é atualmente gerido pela Klepierre. Com uma ABL de 48.000 m2, distribuídos por dois pisos, o espaço disponibiliza 130 espaços comerciais, lojas e restaurantes de referência nacional e internacional, incluindo 11 lojas âncora como Zara, H&M, Sport Zone, New Yorker, entre outras, para além de um hipermercado Jumbo de cerca de 16.000 m2.

O Espaço Guimarães tem ainda um parque de estacionamento gratuito, exterior e coberto, que oferece mais de 1900 lugares de estacionamento.

O Espaço Guimaraes posiciona-se como um centro comercial moderno e de última geração, com uma originalidade arquitectónica que agrega dois formatos complementares: um Centro Comercial e um Retail Park de 7.000 m2, que permitem ao visitante ter acesso a uma zona de lojas de maior dimensão e, simultaneamente, uma maior diversidade de ofertas de qualidade.

Para mais informações consultar www.espacoguimaraes.pt

Sobre a Klepierre Portugal

O Grupo Klepierre, especialista europeu em Centros Comerciais, é um dos líderes indiscutíveis no mercado de imobiliário de retalho da Europa.

A empresa proporciona às principais marcas um conjunto de ativos distribuídos por 16 países da Europa Continental, que atraem mais de 150 milhões de visitantes por ano.

Com um portfólio avaliado em 22,1 mil milhões de euros e tendo como o seu principal acionista a Simon Property Group, a Klepierre dispõe de uma grande experiência no desenvolvimento e gestão ativa de Centros Comerciais, tornando-se no parceiro ideal para as grandes cadeias de retalho, como para os operadores e comunidades locais. Com uma preocupação contínua na inovação da sua oferta comercial, no entretenimento e orientação para o cliente, o know-how que detém permite-lhe oferecer a melhor solução de gestão para centros comerciais, galerias comerciais e retail parks respondendo sempre às exigências de um mercado extremamente competitivo.

Em Portugal, está presente no mercado há onze anos, destacando-se as propriedades do Parque Nascente no Porto, do Espaço Guimarães em Guimarães e do Aqua Portimão no Algarve, propriedade do Minho Center em Braga, Gaia Jardim em Vila Nova de Gaia e os Centros Comerciais Continente de Loures e de Telheiras, bem como a gestão de outros ativos comerciais para terceiros.

Mais informações sobre o Grupo Klépierre em www.klepierre.com

EG_Sunsets_IG_1080x1080_logo.png

MINHO LEVA FOLCLORE À FESTA DO AVANTE

Grupo Folclórico do Souto, de Guimarães, e o Grupo de Danças e Cantares de Mazedo, de Monção representam o Minho num dos maiores e mais diversificados festivais que se realiza no nosso país

O Grupo Folclórico do Souto, de Guimarães, e o Grupo de Danças e Cantares de Mazedo, de Monção, vão este ano participar na Festa do Avante em representação da nossa região. A Festa do Avante tem lugar de 1 a 3 de Setembro e a actuação dos grupos folclórico terá lugar no Palco Arraial.

10996048_1502298420061976_2383042262797158194_n.jpg

O Grupo Folclórico do Souto foi fundado em 1959 e tem sido um fiel intérprete das tradições das gentes da margem esquerda do rio Ave, preservando com rigor e fidelidade os seus usos e costumes. Trajam e dançam como outrora o faziam as gentes da região, defendendo o património cultural do Baixo Minho. Tem participado em numerosos festivais folclóricos em todo o país e também no estrangeiro. É membro efetivo da Federação de Folclore Português e do INATEL.

16964506_SQzI5.jpeg

Por sua vez, o Grupo de Danças e Cantares de Mazedo, de Monção, foi criado em 2011, a fim de representar a cultura e tradições das gentes de Mazedo em particular e de Monção em geral. Trajam com roupa de trabalho e de domingar. As suas danças e cantares transmitem o dia a dia típico de uma pequena aldeia minhota num dos concelhos mais a norte de Portugal.

CapturarMonção.PNG

Na próxima edição da Festa do Avante subirão ainda ao palco da Festa do Avante o Grupo Etnográfico CDCR dos CTT – Porto, Grupo Etnográfico de Quelfes – Olhão, Grupo Folclórico “O Cancioneiro” de Ovar, Grupo Regional de Folclore da Benedita – Alcobaça, Grupo de Danças e Cantares da APPACDM – Setúbal, Rancho Regional de S. Salvador da Folgosa - Porto de Mós, Rancho Típico de Vila Nova – Cernache, Coimbra, Rancho Folclórico de S. Martinho – Fornelos, Cinfães, e o Grupo de Danças e Cantares da Cidreira – Coimbra, para além de outros agrupamentos musicais de divulgação da nossa cultura tradicional.

11703067_1502299480061870_5643571215499982575_n.jpg

Conforme é referido no próprio site oficial da Festa do Avante, “o Palco Arraial demonstra a diversidade da etnografia do nosso Pais, desde as danças mais populares aos sons de uma música de recolha, que importa relembrar e que aos primeiros acordes se reconhece e se reencontra. A música popular e de intervenção passam também por este espaço inigualável de memória, património e cultura.”

A Festa do Avante é porventura o único festival cultural de grande dimensão que nunca exclui a representação do folclore e etnografia de Portugal.

17458185_1419087891447979_3502636902655854622_n.jpg

GUIMARÃES LEVA CIÊNCIA AO CENTRO HISTÓRICO

Curtir Ciência no Centro Histórico de Guimarães

Todas as quintas-feiras do mês de agosto, a partir das 16:30 horas, o Curtir Ciência vai estar no Centro Histórico de Guimarães com sessões interativas de cariz científico para público de todas as idades e num cenário de eleição.

Com as sessões “Ciência na Praça” o Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães vai de encontro aos milhares de pessoas que passam por este emblemático espaço reconhecido pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade. 

“A nossa principal missão passa por levar a Ciência a todos os públicos. Com estes encontros no belíssimo Centro Histórico de Guimarães, estamos a cumprir a nossa missão de polo divulgador da Ciência junto do público”, justifica Sérgio Silva, Diretor Executivo do Centro Ciência Viva de Guimarães.

Os monitores do Curtir Ciência mostram várias experiências de cariz prático e científico, abordando conceitos da Física, Química e Biologia. Um programa para explorar a ciência em família, de forma lúdica e divertida.

Esta é uma das muitas atividades que o Curtir Ciência promove até setembro no âmbito do programa “Ciência Viva no verão em rede 2017”. Deteção de morcegos, oficinas sobre a qualidade da água que chega às nossas casas, observação de estrelas, entre outras, também fazem parte do programa que o Curtir Ciência promove entre julho e setembro.

CIÊNCIA EM GUIMARÃES SAI À RUA NO VERÃO

Ciência Viva no Verão em Rede. Curtir Ciência marca presença neste programa nacional

Deteção de morcegos, oficinas sobre a qualidade da água que chega às nossas casas, encontros com a Ciência no Centro Histórico de Guimarães, observação de estrelas, entre outras, são algumas das atividades que o Curtir Ciência promove no âmbito do programa “Ciência Viva no verão em rede 2017”.

Capturarcienguima.PNG

Tal como acontece todos os anos, entre julho e setembro, a Ciência sai à rua com mais de 800 acções de participação gratuita em todo o país, organizadas por centros ciência viva, instituições e associações científicas, autarquias e empresas.

O programa “Ciência Viva no verão em rede” é coordenado pela Rede de Centros Ciência Viva, num total de 20 em todo o país, entre os quais o de Guimarães. Este ano o Curtir Ciência reforçou a sua presença no programa com iniciativas próprias e em parceria com diversas instituições: Planetário - Casa da Ciência de Braga, ORION – Sociedade Científica de Astronomia do Minho, Vimágua, Empresa Intermunicipal, Laboratório da Paisagem de Guimarães e Taipas Turitermas.

Do diversificado conjunto de atividades destacamos os encontros “Ciência na Praça”, todas as quintas-feiras de agosto a partir das 16:30 horas, no Centro Histórico de Guimarães (Praça de S. Tiago  e Largo da Oliveira); os percursos “Geologia na Cidade” centrados no Centro Histórico de Guimarães (dias 12 de agosto e 10 de setembro a partir das 10:30 horas); a oficina “Interpretação das formações rochosas da Serra da Penha”, em parceria com o Laboratório da Paisagem de Guimarães (dia 12 de setembro a partir das 9:30 horas); as “Oficinas da Água”, em parceria com a Vimágua (dias 9 de agosto e 5 de setembro, na Estação de Tratamento de Água de Prazins Santa Eufémia a partir das 15:00 horas) e a visita à Taipas Turitermas com uma oficina sobre “Sabonetes de água termal” (dia 15 de setembro a partir das 16:00 horas).

A participação é gratuita, mas algumas das atividades requerem inscrição prévia. O programa completo e inscrições aqui: http://www.cienciaviva.pt/veraocv/2017/