Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILAVERDENSES LEVAM ALEMÃES A COMER CALDO DO POTE... E ESTES COMEÇAM A PREFERI-LO EM RELAÇÃO ÀS TRADICIONAIS SALSICHAS!

Mar de gente em Sabariz para a Festa do Caldo do Pote

Os potes de ferro são colocados diretamente sobre o lume de uma fogueira de lenha. Homens e mulheres trajados à moda antiga utilizam os produtos do campo, cultivados pelos agricultores locais, para confecionar os deliciosos caldos minhotos. As pataniscas, a broa e o vinho verde da região completam o menu e a música popular garante alegria e muita animação. Os visitantes pagam apenas três euros e podem provar (e repetir quantas vezes desejarem) as 24 receitas diferentes de caldo. A Festa do Caldo do Pote realizou-se ontem, 17 de setembro, e atraiu a Sabariz mais de duas mil pessoas, que não enjeitaram a possibilidade de degustar os genuínos sabores da tradição minhota.

1 (1)

Ao todo, foram confecionados mais de mil e quinhentos litros de caldo, que fizeram as delícias de visitantes de vários pontos do país e do estrangeiro.  evento de divulgação e promoção da freguesia e do concelho. A iniciativa voltou a receber a visita de uma comitiva estrangeira, já que os famosos caldos minhotos conquistaram uma forte legião de fãs em Dusseldorf (Alemanha). Tudo começou no final de 2015, quando a iniciativa foi replicada na Alemanha por um grupo de emigrantes locais com o apoio de uma comitiva lusitana. Este ano o grupo volta a sair de Sabariz rumo a terras bávaras para ajudar na organização da Festa do Caldo do Pote de Dusseldorf, que se realiza a 14 de outubro.

1 (2)

Caldo do Pote de Sabariz já chegou à Alemanha

Presente no local, o presidente do Município de Vila Verde começou por deixar palavras de forte apreço à organização, aos cozinheiros(as) e aos visitantes por mais um êxito tremendo. António Vilela não escondeu a satisfação pela evolução assinalável de “uma iniciativa local que já se transformou num evento de cariz nacional e até internacional”. “A Festa do Caldo do Pote já foi replicada na Alemanha, em Dusseldorf, numa iniciativa que promove Vila Verde e a cultura minhota”, afirmou o edil, acrescentando que a tradição e os saberes locais são um meio de excelência para valorizar a cultura e dinamizar a economia.

Promover a cultura e dinamizar a economia

A Festa do Caldo do Pote resulta de uma organização conjunta entre a Junta de Freguesia de Sabariz e a Associação Popular de Sabariz e afirma-se já como uma das iniciativas mais emblemáticas da programação turístico-cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde. “Um cartaz turístico do concelho que, do primeiro fim de semana de setembro ao último de novembro, se desdobra em 35 iniciativas de promoção to território vilaverdense e da tradição minhota. Eventos que crescem de ano para ano e se afirmam também como cartazes de valorização das diversas freguesias participantes e de todo o concelho”, concluiu António Vilela.

1 (3)

BRASIL: CASA DO MINHO EM SÃO PAULO ORGANIZA "BACALHOADA"

16816_837867572931962_2442573503679707418_n

A Casa do Minho em São Paulo, no Brasil, leva a efeito uma “Bacalhoada Minhota”, a ter lugar na sua Sede Social, iniciativa que habitualmente junta várias centenas de pessoas.

A animação está a cargo do Rancho Folclórico Cantares e Dançares do Minho e da sua tocata.

As inscrições podem ser efectuadas directamente para a diretoria da Casa ou pelo telefone: 981 558 187 Jose Pisco ou 985 197 850 Armando.

12312179_872766036171452_685878946_n

VITELA À MODA DE FAFE É IGUARIA DIGNA DOS DEUSES

IV Festival Gastronómico da Vitela Assada à Moda de Fafe. Programa contempla diversas atividades durante todo o fim de semana

É já este fim de semana que Fafe recebe o maior festival de Vitela Assada do país. De 15 a 17 de Setembro, a Praça das Comunidades é palco do quarta edição do Festival Gastronómico da Vitela Assada à Moda de Fafe.

DSA_3393A

Durante três dias, vários restaurantes do concelho vão confeccionar, em forno de lenha, a sua melhor vitela assada, acompanhada do já tradicional vinho verde, finalizada com o típico pão de ló e os saborosos doces de gema.

A animação e boa disposição estão também garantidas, com a actuação de grupos musicais, jogos tradicionais e algumas surpresas.

Na sexta-feira, dia 15, o Festival é inaugurado, às 18h00. A noite é dedicada ao Fado, com os artistas fafenses Sandrina Ribeiro, José Carlos Moreira, Rodrigo Sousa e Palmira Ramada.

Na noite de Sábado, o Festival vai ser palco do concerto da Banda Filarmónica de Revelhe.

No último dia do certame, a animação continua, com música popular e a actuação de Grupos Locais de Música Tradicional Portuguesa.

DSA_2497

Durante os três dias do Festival, o público poderá também visitar, na Praça das Comunidades, uma exposição de carros, estando, também aqui, garantida a animação com vários divertimentos para os mais novos.

O festival gastronómico vai contemplar ainda a mostra e venda de produtos regionais, que vão desde os deliciosos doces, ao maravilhoso artesanato, passando pelas compotas e os vinhos da região, com a presença de 15 expositores do concelho.

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, reconhece o sucesso das edições passadas do Festival e espera que também este ano a qualidade se mantenha.

A vitela assada é a jóia da gastronomia fafense e este festival, que vai já na sua quarta edição, é o reafirmar da vontade em promover a gastronomia do concelho como elemento turístico de excelência.

Para além dos restaurantes que vão confeccionar o prato típico, contaremos também com a presença de 15 expositores para uma mostra de produtos tradicionais do concelho.

Também este ano, pensámos num programa diversificado, abrangente e que possa agradar a todos. Queremos criar um ambiente de boa disposição e animação, enquanto se saboreia a nossa deliciosa vitela!”

Recorde-se que o Festival inaugura sexta-feira, às 18h00, com abertura ao público das 19h00 às 24h00. No Sábado, o horário é das 12h00 às 24h00 e no Domingo, abre às 12h00 e encerra às 18h00. Durante a tarde, entre as 16h00 e as 18h00, serão servidos petiscos da região.

DCS_6970

VILAVERDENSES COMEM CALDO DO POTE

Festa do Caldo do Pote atrai a Sabariz visitantes de todo o país e do estrangeiro!

A Festa do Caldo do Pote é um fenómeno de popularidade que anualmente atrai milhares de visitantes a Sabariz (Vila Verde), que chegam de vários pontos do país para degustar os tradicionais caldos minhotos, confecionados com os produtos colhidos da terra pelas mãos dos agricultores locais, num pote de ferro colocado diretamente sobre o lume da fogueira de lenha. Este ano, a iniciativa volta a receber a visita de uma comitiva estrangeira, já que os famosos caldos minhotos conquistaram uma forte legião de fãs em Dusseldorf (Alemanha). O evento terá lugar no próximo sábado, 16 de setembro. A abertura das portas está marcada para as 17h00, meia hora mais tarde começam a ser servidas as pataniscas e às 19h30 em ponto começam a sair os primeiros caldos.

DSC_0559

As pataniscas são feitas na hora durante toda a tarde e também pela noite dentro, acompanhadas pelo vinho regional e com muita alegria à mistura, uma vez que estarão no recinto três grupos de música popular para animar a festa. São vários os atrativos que justificam uma visita a Sabariz. No entanto, não há volta a dar, porque as grandes estrelas festa são mesmo as 26 variedades de caldo com que a organização vai brindar os visitantes. A forte afluência popular nos últimos anos obrigou a um reforço de meios e este ano temos potes com capacidade de 100 litros. No total, perspetiva-se um consumo na ordem dos 1500 litros de caldo durante o evento.

O excelente ambiente de convívio e confraternização que se vive no recinto assume-se como um dos predicados da Festa do Caldo do Pote, um evento que já extravasou as fronteiras do país e conquistou adeptos fora de portas. Tudo começou no final de 2015, quando a iniciativa foi replicada na Alemanha por um grupo de emigrantes locais com o apoio de uma comitiva lusitana, que saiu de Sabariz rumo a terras bávaras para ajudar na organização da primeira Festa do Caldo do Pote da Alemanha.

A Festa do Caldo do Pote resulta de uma organização conjunta entre a Junta de Freguesia de Sabariz e a Associação Popular de Sabariz, inserida na programação turístico-cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde, que de agosto a novembro se desdobra em mais de 30 iniciativas de promoção da cultura popular e de divulgação das raízes da tradição minhota.

DSC_0794

DSC_0827

FAMALICÃO PREMEIA ARTE E TALENTO DOS ARTESÃOS QUE FIZERAM DA FEIRA DO ARTESANATO E GASTRONOMIA UM ESTRONDOSO ÊXITO

Feira de Artesanato e Gastronomia despede-se com saldo muito positivo. Certame terminou ontem e contou com cerca de 200 mil visitantes

A edição deste ano da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão não terminou sem antes premiar a arte e o talento dos cerca de 100 artesãos que ao longo dos últimos 10 dias participaram no certame. O presépio em cerâmica da Fundação Castro Alves conquistou o júri e levou para casa o prémio de “Melhor Peça de Artesanato” da 34.ª edição do evento, que voltou a registar uma grande adesão com cerca de 200 mil visitantes.

Menção Honrosa

O prémio de “Melhor Stand” foi para a artesã Helena Mesquita, natural da Guarda e que este ano se estreou na Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão com a arte da cerâmica. Destaque ainda para a Menção Honrosa atribuída aos trabalhos em ferro e aos bordados em crivo de Júlio Ferreira e Glória Ferreira, naturais de Barcelos.

Os prémios foram atribuídos este domingo, dia 10 de setembro, pelo vereador do Turismo da autarquia, Pedro Sena, e pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão (ACIF), Xavier Ferreira.

Melhor Stand

A marca dos 200 mil visitantes deixa, obviamente, o responsável pelo pelouro do Turismo muito satisfeito. “É um número fantástico que encaixa nos nossos objetivos e que comprova o sucesso e o interesse que este evento desperta nas pessoas. Estamos muito satisfeitos e esta satisfação estende-se também aos artesãos e gastrónomos que aqui estiveram ao longo dos últimos 10 dias”, disse Pedro Sena.  

Já o presidente da ACIF salientou a importância deste tipo de eventos para o comércio local. “A Feira de Artesanato é um evento de grande dimensão e com grande valia. Chama muita gente à cidade e traz naturalmente potenciais clientes para o nosso comércio”.

Recorde-se que o certame contou com a participação de cerca de uma centena de artesãos, que ofereceram aos visitantes a oportunidade de assistir ao vivo ao trabalho por eles desenvolvido. À beleza e originalidade do artesanato, a feira juntou ainda os verdadeiros e genuínos sabores da gastronomia nacional, com cerca de uma dezena de restaurantes e tasquinhas. Tudo isto, num ambiente marcadamente popular animado pela presença de grupos folclóricos, cantares ao desafio e muita música tradicional portuguesa.

Melhor Peça

ROTA DAS COLHEITAS LEVAM VILAVERDENSES ÀS PAPAS DE SARRABULHO

Colheita do Lúpulo e Papas de Sarrabulho com Rojões foram os destaques de mais um fim-de-semana de Rota das Colheitas

A programação Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde, tem levado os participantes numa emocionante viagem à descoberta da cultura popular da região do Minho e do genuíno pulsar do mundo rural. O passado fim de semana, 08 a 09 de setembro, não foi exceção. O programa foi composto pela Letra Harvest Fest, promovida pela Cerveja Letra, e o Fim-de-semana das Papas de Sarrabulho e Rojões à Moda do Minho, no Restaurante do Alívio.

21368951_1405709916192200_502365610726696170_o

A Cerveja Letra estreou-se este ano nas andanças da Rota das Colheitas. A colheita do lúpulo, cultivado em Vila Verde, deu o mote para um cartaz extremamente amplo e diversificado. Gastronomia local, espetáculos de música ao vivo, jogo de futebol, jantar de harmonização, encontro de homebrewers e peregrinação cervejeira foram alguns dos atrativos da iniciativa, que decorreu a 08 e 09 de setembro, em frente à fábrica LETRARIA, junto à antiga Adega Cooperativa de Vila Verde.

Por sua vez, o Restaurante do Alívio, em Soutelo, voltou a fazer as delícias dos apreciadores da gastronomia regional, com um dos mais apreciados pratos da cozinha minhota. As Papas de Sarrabulho com Rojões à Moda do Minho permitiram a vilaverdenses e visitantes retemperar energias e incitaram à visita a um dos mais afamados locais de culto de toda a Zona Norte do país, o Santuário de Nossa Senhora do Alívio, localizado nas imediações do restaurante.

VILA VERDE PROMOVE ROTA DAS COLHEITAS

Gastronomia regional, colheita do lúpulo, música ao vivo e muito mais no próximo fim de semana de Rota das Colheitas

A programação turístico cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde, tem levado os participantes numa viagem à descoberta das raízes da tradição minhota e conta, até ao momento, com mais de uma dezena de iniciativas de promoção e divulgação do genuíno pulsar do mundo rural. A epopeia prolonga-se até ao final de novembro e continua já no próximo fim de semana, 08 a 10 de setembro, com a Letra Harvest Fest, promovida pela Cerveja Letra, e o Fim de Semana das Papas de Sarrabulho e Rojões à Moda do Minho, no Restaurante do Alívio.

montagem-4-fotos-01

A cerveja vilaverdense Letra junta-se este ano à Rota das Colheitas para celebrar o genuíno pulsar do mundo rural com a Letra Harvest Fest. No próximo fim de semana, 08 e 09 de setembro, a colheita do lúpulo dá o mote para dois dias de atividades muito diversificadas. Gastronomia, espetáculos de música ao vivo, jogo de futebol, treino de trail, jantar de harmonização, encontro de homebrewers, peregrinação cervejeira e muito, muito mais. O evento que pretende atrair a atenção da comunidade para a importância da plantação do Lúpulo no mercado da cerveja artesanal. A festa inclui outras marcas de cerveja artesanal do Norte de Portugal, gastronomia local e concertos de música mesmo em frente à fábrica a LETRARIA, junto à antiga Adega Cooperativa de Vila Verde. A Entrada é Livre!

O Restaurante do Alívio, em Soutelo, volta deixar água na boa aos apreciadores da cozinha minhota com um dos mais conhecidos e apreciados pratos da região. As Papas de Sarrabulho e os Rojões à Moda do Minho vão ajudá-lo a recuperar energias para seguir uma programação vasta e diversificada. Os rojões e as papas saem quentinhos durante todo o fim de semana e vão certamente fazer as delícias de vilaverdenses e visitantes, que podem aproveitar a viagem para visitar um dos mais afamados locais de culto de toda a Zona Norte do país, o Santuário de Nossa Senhora do Alívio, localizado nas imediações do restaurante.

Capturarzzz

FAMALICENSES DIVERTEM-SE NA FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA

Família sénior famalicense diverte-se na Feira de Artesanato e Gastronomia

“Adoro isto. Acho que as pessoas dos outros concelhos deviam ver com muita atenção aquilo que Famalicão faz pelos seniores. Agora é que estamos a renascer”.

image54248

Beatriz Lima é presença habitual nos vários convívios que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão promove ao longo do ano para os seniores do concelho. A “Tarde Sénior” da Feira de Artesanato e Gastronomia, que decorreu esta quinta-feira, é um desses momentos e a famalicense de 69 anos de idade lá estava, a marcar o ritmo da dança e com a alegria que lhe é tão característica.

A iniciativa reuniu hoje perto de mil seniores provenientes de mais de 20 instituições sociais famalicenses e é já uma tradição no concelho.

A música e a animação do Grupo de Cavaquinhos do Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão fizeram com que muitos saltassem para a pista e nem o presidente da Câmara Municipal resistiu a um pezinho de dança.

Para Paulo Cunha este é um dos pontos altos da Feira de Artesanato e Gastronomia. O autarca confessou sentir-se um Presidente de Câmara privilegiado por poder continuar a contar com a participação e vitalidade dos seniores famalicenses.    

E acrescentou: “Estar na Feira de Artesanato e Gastronomia é falar de artes e ofícios, de tradições, de memórias, das nossas raízes e da nossa identidade. E ninguém melhor que os nossos seniores para conhecer e testemunhar o que é Famalicão hoje, mas o que foi também há muitos anos. Estamos a trazer para o presente aquilo que vocês viveram no passado”.

image54251

BARCELOS VAI SER PALCO DO I FESTIVAL DE SOPA

Casa de Saúde S. João de Deus celebra 90 anos de vida com evento solidário

Pela primeira vez, a Câmara Municipal de Barcelos vai dar a conhecer, no próximo sábado, dia 9 de setembro, as melhores sopas da região no “I Festival de Sopa”.

Festival da Sopa

Vai ser um sábado imperdível para os apreciadores desta iguaria gastronómica, que vão poder degustar diferentes sugestões, confecionadas por restaurantes e instituições do concelho.

A iniciativa, que conta com a parceria da Casa de Saúde S. João de Deus, está integrada nas celebrações dos 90 anos da instituição.

O evento terá início às 19h00, nos jardins da Casa de Saúde S. João de Deus, e irá prolongar-se noite dentro recebendo a atuação da Ronda Típica da Associação de Moradores do Bairro da Misericórdia, às 20h00, e da Magistuna, às 22h00.

Cada um dos restaurantes/instituições participantes irá confecionar uma ou mais sopas, que estarão a concurso no festival. Os interessados em participar deverão formalizar a sua inscrição, junto da organização, até ao dia 6 de setembro.

Cada visitante adquirirá um bilhete à entrada que lhe permitirá experimentar todas as sopas, sendo convidado a votar na sua sopa preferida.

No final da noite, serão atribuídos dois prémios para as melhores sopas a concurso.

A entrada terá o custo de 5 euros com a oferta da prova de todas as sopas; uma tigela; duas bebidas; um sonho e um café. As crianças até aos 11 anos terão entrada gratuita, com oferta de uma tigela; uma bebida e um sonho.

O I Festival de Sopa tem um cariz solidário e todo o valor angariado reverterá a favor do projeto CuiDando”, criado em 2010, pela Casa de Saúde S. João de Deus, que presta apoio domiciliário, permanente ou pontual, a homens e mulheres, residentes no concelho de Barcelos, com doença mental e necessidade de supervisão e orientação por apresentar dificuldades psicossociais.

A ideia da realização deste I Festival de Sopa surgiu com o objetivo de abrir as portas da Casa de Saúde S. João de Deus à comunidade barcelense.

A Câmara Municipal de Barcelos associa-se à iniciativa com o intuito de estimular o consumo de Sopa e divulgar o Património Gastronómico local e os produtos da região, unindo a tradição aos benefícios deste prato que contribui para uma alimentação saudável.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE VISITA FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA

Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão regista primeira grande enchente

A Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão registou até ao final do dia de ontem, domingo, a visita de cerca de 40 mil pessoas. O evento que arrancou na sexta-feira tem atraído visitantes de toda a região, provocando verdadeiras enchentes, o que está a deixar os artesãos muito satisfeitos.

image54134

Isso mesmo constatou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que aproveitou a tarde de domingo para visitar a Feira e cumprimentar os participantes. Para o autarca, o sucesso resulta essencialmente do prestígio do evento e da qualidade dos expositores, mas também das diversas melhorias que têm sido introduzidas na organização do recinto.“A grande maioria dos visitantes vêm todos os anos e têm sentido melhorias e evolução. Também os expositores têm dado um feedback muito positivo das alterações realizadas. A nossa ambição é continuar a melhorar e a potenciar esta feira e Vila Nova de Famalicão”.

Neste âmbito, o autarca destacou que o trabalho feito pela autarquia em colaboração com a Associação Comercial e Industrial de Famalicão “é um trabalho que tem dados bons resultados”.

A Feira de Artesanato e Gastronomia abriu portas na passada sexta-feira e prolonga-se até ao próximo domingo, 10 de setembro, dando a conhecer o trabalho ao vivo de cerca de 100 artesãos.

À beleza e excelência do artesanato, a feira junta ainda os verdadeiros sabores e aromas da gastronomia nacional. Nas tasquinhas provam-se os tradicionais chouriços e presuntos, ricos queijos, os melhores doces, compotas, vinhos e licores. Tudo isto, num ambiente marcadamente popular animado pela presença de grupos folclóricos, cantares ao desafio e muita música tradicional portuguesa, que irá animar as noites do evento.

Ao nível da programação, destaque ainda para a Tarde Sénior, que decorre na quinta-feira, a partir das 14h00, com a animação a cargo do Grupo de Cavaquinhos do CCDR.

No fim-de-semana espera-se nova enchente, com muita música e muito artesanato para acalentar o espirito e muitos petiscos e iguarias para alimentar o corpo.

A Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão vai já na sua 34.ª edição, é de entrada gratuita e decorre no antigo campo da feira semanal.

image54140 (1)

FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA EM FAMALICÃO ABRE HOJE AS PORTAS AO PÚBLICO

34.ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia abre ao público esta sexta-feira. Presidente da Câmara Municipal visita o certame no domingo, 3 de setembro, pelas 15h00

Abrem esta sexta-feira, 1 de setembro, pelas 17h00, as portas da 34ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão, um dos maiores eventos do género da região Norte, que todos os anos atrai milhares de visitantes à cidade na descoberta pelo artesanato mais genuíno, pela gastronomia tradicional e de qualidade, mas também pela grande animação popular.

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, visita o certame este domingo, dia 3 de setembro, a partir das 15h00. 

Recorde-se que, este ano, a Feira Artesanato e Gastronomia vai contar com a presença de mais de uma centena de artesãos e vários restaurantes e tasquinhas, que até dia 10 de setembro vão mostrar ao vivo aquilo que têm de melhor, sem segredos nem reservas. Da cestaria à olaria, da tecelagem à ourivesaria, das artes ancestrais às técnicas mais inovadoras, num jogo de mãos de grande criatividade. À beleza e excelência do artesanato, a feira junta ainda os verdadeiros sabores e aromas da gastronomia nacional. Nas tasquinhas provam-se os tradicionais chouriços e presuntos, ricos queijos, os melhores doces, compotas, vinhos e licores.

A animação popular está entregue aos artistas da terra. São cerca de duas dezenas e meia de espetáculos em dez dias, com destaque para a música tradicional apresentada pelos ranchos folclóricos e etnográficos do concelho, mas também pelos grupos de cavaquinhos e cantares ao desafio. Referência ainda para os concertos de Maria do Sameiro, banda Filtro, Vitor Jara, Pedra d’Agua, e para os espetáculos das escolas de dança.

A entrada é gratuita.

FAMALICÃO MOSTRA ARTESANATO E GASTRONOMIA

34.ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia abre ao público esta sexta-feira. Presidente da Câmara Municipal visita o certame no domingo, 3 de setembro, pelas 15h00

Abrem amanhã, sexta-feira, 1 de setembro, pelas 17h00, as portas da 34ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão, um dos maiores eventos do género da região Norte, que todos os anos atrai milhares de visitantes à cidade na descoberta pelo artesanato mais genuíno, pela gastronomia tradicional e de qualidade, mas também pela grande animação popular.

image48581 (2)

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, visita o certame este domingo, dia 3 de setembro, a partir das 15h00. 

Recorde-se que, este ano, a Feira Artesanato e Gastronomia vai contar com a presença de mais de uma centena de artesãos e vários restaurantes e tasquinhas, que até dia 10 de setembro vão mostrar ao vivo aquilo que têm de melhor, sem segredos nem reservas. Da cestaria à olaria, da tecelagem à ourivesaria, das artes ancestrais às técnicas mais inovadoras, num jogo de mãos de grande criatividade. À beleza e excelência do artesanato, a feira junta ainda os verdadeiros sabores e aromas da gastronomia nacional. Nas tasquinhas provam-se os tradicionais chouriços e presuntos, ricos queijos, os melhores doces, compotas, vinhos e licores.

A animação popular está entregue aos artistas da terra. São cerca de duas dezenas e meia de espetáculos em dez dias, com destaque para a música tradicional apresentada pelos ranchos folclóricos e etnográficos do concelho, mas também pelos grupos de cavaquinhos e cantares ao desafio. Referência ainda para os concertos de Maria do Sameiro, banda Filtro, Vitor Jara, Pedra d’Agua, e para os espetáculos das escolas de dança.

A entrada é gratuita.

image48593

VITELA ASSADA À MODA DE FAFE É O MANJAR DOS DEUSES

IV Festival Gastronómico da Vitela Assada à Moda de Fafe. De 15 a 17 de Setembro na Praça das Comunidades

No próximo mês, Fafe volta a ser palco do maior Festival de Vitela Assada do país. De 15 a 17 de Setembro, a Praça das Comunidades recebe o IV Festival Gastronómico da Vitela Assada à Moda de Fafe.

DSA_3393A

Durante três dias, restaurantes do concelho vão confeccionar, em forno de lenha, a sua melhor vitela assada, acompanhada do já tradicional vinho verde e finalizada com o típico pão de ló e os saborosos doces de gema.

O festival contempla também muita animação e boa disposição, com actuação de grupos musicais, jogos tradicionais e algumas surpresas.

DCS_6970

Para o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, esta quarta edição é o reafirmar da vontade em promover a gastronomia do concelho como elemento turístico de excelência.

“A vitela assada é o ex-libris da gastronomia fafense e merece todo o reconhecimento num festival com dimensões e condições ainda melhores que as do ano passado.

Durante os últimos três anos, milhares de pessoas passaram pelo certame e toneladas de vitela foram cozinhadas. Foi uma aposta ganha e que queremos manter.

Este tipo de festival é uma mais valia para Fafe, não só por promover o que a nossa gastronomia tem de melhor, mas ainda pela possibilidade projectar o nosso território com todos os atractivos que lhe estão associados.”

DCS_7163

DSA_3391A

DSA_3402A

DCS_6965

Capturarfafe

VALENÇA DÁ A PROVAR ANHO NO FORNO E ARROZ PINGADO

Festival Gastronómico em Valença: Anho no Forno e Arroz Pingado em Valença

O Festival Gastronómico “Sabores do Anho” decorre entre 2 e 3 de setembro, na freguesia valenciana de Gondomil. Uma oportunidade para saborear o Anho Assado no forno a lenha, com arroz pingado, feito por quem mais sabe desta tradição secular.

unnamed

O Largo de Santa Rita, em Gondomil, é o espaço de acolhimento deste festival gastronómico dedicado a um dos pratos mais emblemáticos da gastronomia valenciana, o Anho no Forno.

Prato Genuíno

Sabores do Anho é uma oportunidade única para saborear um prato genuíno da região elaborado de forma tradicional assado, como há séculos, nos tradicionais fornos a lenha por mãos sábias; um prato rei gastronómico das festas grandes. Como alternativa os comensais.

Festa Gastronómica

O esperado anho no forno associa um amplo programa de animação, durante dois dias, com musica tradicional portuguesa estando garantida uma grande festa de sabores.

A iniciativa é da Câmara Municipal de Valença, Junta da União de Freguesias de Sanfins e Gondomil e da Associação Cultural de Gondomil.

Os Sabores do Anho encerra o ciclo anual de eventos gastronómicos que a Câmara Municipal de Valença dinamizou ao longo deste ano e de que destacaram, ainda, os Sabores da Lampreia, Os Sabores Serranos, Os Sabores da Aldeia, os Domingos Gastronómicos e Fevereiro Mês da Lampreia.

FESTA DO MAR E DA SARDINHA REALIZA-SE DE 30 DE AGOSTO A 3 DE SETEMBRO EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Vila Praia de Âncora prepara-se para viver mais uma Festa do Mar e da Sardinha

De 30 de agosto a 3 de setembro, Vila Praia de Âncora vai ser a capital da sardinha. A organização está a ultimar os preparativos para que esta edição ultrapasse as expetativas.

sardinha_4

A programação de verão já não dispensa este evento de cariz popular, que destaca as fortes ligações que o concelho tem com o mar, nomeadamente com a comunidade piscatória de Vila Praia de Âncora. Para além de promover o património marítimo, a Festa do Mar e da Sardinha visa o fomento da gastromania, turismo e pretende, acima de tudo, potenciar a economia local. Refira-se que a organização, Âncora Praia Futebol Clube e Câmara Municipal de Caminha, alterou a data do certame de julho para 30 de agosto a 3 de setembro por considerar que nesta altura a sardinha é ainda melhor.

No Campo do Castelo a azáfama dos últimos preparativos já se faz sentir. Os organizadores do evento pretendem surpreender todos aqueles que por lá passarem para degustarem a famosa sardinha.

Durante os cinco dias, na Festa do Mar e da Sardinha os apreciadores de produtos do mar terão à disposiçãouma panóplia de pratos com destaque para a sardinha assada, petinga, arroz de sardinha, mexilhão, bacalhau à Âncora Praia e o caldo verde.

Para complementar a mostra gastronómica, o artesanato também estará presente.

festa do mar e da sardinha