Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ACADEMIA DO BACALHAU ORGANIZOU BACALHAU DE CEBOLADA NO CAFÉ PORTUGAL EM BRUXELAS

  • Adelino Tito de Morais

Melhorcozinheiro Jovem de Portugal e Chefe Paulo Santos deliciaram Bruxelas

A Academia do Bacalhau de Bruxelas, organizou na passada sexta-feira, um jantar – tertúlia para 80 convidados, dum prato Limiano e minhoto, cuja ementa foi retirada da gaveta há uns anos atrás pelo município de Ponte de Lima.

26814445_1539921092771311_7876073892423308296_n

Tratou-se do – Bacalhau de Cebolada – receita quase centenária, segundo gerações de cozinheiros e proprietários de restaurantes antigos da vila e arredores.

Para cozinhar a iguaria no Café – Restaurante Portugal, deslocaram-se a Bruxelas, o Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, e João Pedro Coelho, natural da de Fornelos, eleito o melhor cozinheiro jovem de Portugal 2017, ao vencer o concurso – Jovem Talento de Gastronomia – que se iniciou com quase mil inscritos e várias provas decorridas em escolas de hotelaria e turismo do país. Actualmente, o “ CR 7 da culinária de Ponte de Lima “ como foi apelidado, integra o grupo de cozinheiros do Vigado Palace Hotel, em Chaves.

O pitéu é composto por uma posta do lombo do fiel amigo, individual, e com média de 400 gramas, acompanhado de batata a murro (ou frita), pimento laminado, salada de alface, cebola e molho de azeite, entre outros ingredientes, para além de segredos de cozinheiros.

Ponte de Lima é hoje, novamente considerada uma terra com multisecular tradição na gastronomia portuguesa, mercê de algumas iniciativas, como Feiras e Fins de Semana Temáticas, uma grande oferta de locais da restauração, e promoções nacionais e internacionais, como a que decorreu na véspera do Bacalhau de Cebolada, na embaixada de Portugal na Bélgica, superiormente também organizada pelos dois peritos de cozinha, recorde-se.

Quanto ao historial do Bacalhau por terras limianas, enumeremos, agora, ligeiras notas de pesquisas efectuadas há anos, como sejam:

Em 1497 os portugueses chegaram á Terra Nova, hoje província do Canadá. Em 13 de Março de 1521, o rei D. Manuel I, concede a João Álvares Fagundes, o navegador, o privilégio de donatário do território descoberto, documento guardado na Torre do Tombo.

Em 1670, a Misericórdia de Ponte de Lima, já distribuía bacalhau aos pobres do concelho, no Dia de Fiéis Defuntos, e em 1670, a Câmara Municipal, delibera que quatro peixeiras de Viana do Castelo, abastecessem a vila de “ peixe fresco durante a semana, até às 8,00 h de Sábado”, incluindo bacalhau.

Mas, outra forma de cozinhar o apreciado peixe é praticada em Ponte de Lima. Trata-se do “ Bacalhau á capitão “, com mais de sessenta anos de ementa guardada na família, na variante de assado no formo, também em lombo, acompanhado de castelinhos de puré, presunto, picles, tudo regado com molho de azeite e outros condimentos. Hum… Fica o convite para a Academia e o amigo Albano Figueiredo, agendarem como novo evento.

Foto: Paulo e João Coelho

ALMOÇO DO ARROZ DE SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA JÁ TEM LOTAÇÃO QUASE ESGOTADA EM LOURES

Iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes do Sarrabulho em Ponte de Lima

O Almoço do Sarrabulho que se vai realizar em Loures no próximo dia 4 de Fevereiro já possui perto de duas centenas de pessoas inscritas, devendo a lotação do espaço ficar lotado dentro em breve. De Ponte de Lima virão restaurantes e cozinheiros – Restaurante Casa de S. Sebastião, Fátima Amorim, Restaurante "Sonho do Caitão", Solar do Taberneiro – e consigo trazem as carnes já temperadas, as tripas e as belouras, a chouriça de cebolada e, como não podia deixar de ser, o melhor verdasco da região. Os participantes vão ainda ter oportunidade de apreciar a alheira de galo, um dos mais recentes requintes da cozinha limiana.

SarrabulhoLoures

O arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo vão fazer as delícias dos melhores apreciadores da cozinha tradicional minhota. Trata-se de uma jornada gastronómica levada a cabo pelo Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes de Sarrabulho em Ponte de Lima e vai ter lugar no próximo dia 4 de Fevereiro, no refeitório da Câmara Municipal de Loures.

O arroz de sarrabulho é uma das mais ricas especialidades da cozinha portuguesa em geral e minhota em particular. Um autêntico manjar próprio dos deuses!

Ao invés das papas de sarrabulho que são feitas à base de farinha de milho, aqui impera o arroz como a própria designação indica.

Desde a perna do porco às belouras, do chouriço verde às farinhotas e outros aromas e delícias de fazer crescer àgua na boca, o porco compromete-se na elaboração deste magnífico prato. As carnes são temperadas com louro, cravinho e noz-moscada, sal e pimenta e, no final, com os cominhos que lhe conferem um paladar muito peculiar e único. As carnes, depois de cozinhadas e desfiadas, juntam-se ao arroz e vão de imediato à mesa.

Por sua vez, a alheira de galo, especialidade produzida pela conceituada empresa “Minho Fumeiro”, situada na Correlhã, no concelho de Ponte de Lima, e já galardoada com a medalha de ouro no concurso da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, é justamente considerada a “melhor das melhores” alheiras do país.

Com baixo teor de sal e calorias, contendo apenas 13 gramas de gordura e 14 gramas de proteína, a sua confecção possui alguns segredos que vão do pão amolecido no caldo da cozedura das carnes de galo até aos temperos.

E porque onde há Minho há alegria e tradição, lá estará o Grupo Folclórico Verde Minho para animar o evento com as mais alegres rapsódias do folclore do Alto Minho.

Por sua vez, entendendo que o folclore ou seja, a sabedoria popular não se restringe ao canto e à dança mas abrange todos os aspectos da vida social, incluindo nela a própria gastronomia, o Grupo Folclórico Verde Minho juntou esforços com os restaurantes do Sarrabulho de Ponte de Lima para em Loures – às portas da capital do país! – dar a conhecer a Alheira de Galo e o Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima.

- Venham, pois, provar o nosso património!

AlheiraLoures

PONTE DE LIMA LEVA SARRABULHO A BRUXELAS

MOSTRA-PROVA ENOGASTRONÓMICA

Sala Damião de Góis – Embaixada de Portugal, Bruxelas

Decorreu, de forma superior e com todo o requinte a segunda mostra/prova de produtos e vinhos oriundos de Ponte de Lima, com o apoio do Café/Restaurante Portugal e os demais representantes vindos de Ponte de Lima com os seus vinhos e produtos autóctones.

Capturarsbrux

Desde as charcutarias, Minho fumeiro, aos vinhos verdes; Casa da Cuca; Quinta do Ameal e dos restaurantes: Sonho do Capitão; Sabores do Lima; Casa de São Sebastião; Solar do Taberneiro; Fátima Amorim; Carvalheira. Recebidos na Sala Damião de Gois, na presença do Sr. Embaixador de Portugal em Bruxelas, Dr. António Alves Machado, que acolheu a comitiva e demais convidados, dando consistente elogio à iniciativa que pretende, acima de tudo, dar a conhecer a excelência dos produtos daquela região do Alto Minho.

Responderam ao convite cerca de 60 pessoas; do corpo diplomático, empresários, funcionários das instituições europeias, importadores.

Foi também o momento de apresentar o Melhor Cozinheiro Jovem do ano, João Coelho, vencedor do concurso nacional – Jovem Talento de Gastronomia 2017.

Finalmente uma nota de agradecimento à Embaixada de Portugal, na pessoa do Sr. Embaixador e a todos os que colaboraram, tornando possível tão prestigiante iniciativa promotora daquilo que temos e somos! Bem  haja.

Texto: António Fernandes; Fotos: @ LP | Tony da Silva

Fonte: https://www.luso.eu/

PONTE DE LIMA LEVA A LOURES ALHEIRA DE GALO E ARROZ DE SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA E O GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO ANIMA A FESTA

Iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes do Sarrabulho em Ponte de Lima

O arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo vão fazer as delícias dos melhores apreciadores da cozinha tradicional minhota. Trata-se de uma jornada gastronómica levada a cabo pelo Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes de Sarrabulho em Ponte de Lima e vai ter lugar no próximo dia 4 de Fevereiro, no refeitório da Câmara Municipal de Loures.

SarrabulhoLoures

O arroz de sarrabulho é uma das mais ricas especialidades da cozinha portuguesa em geral e minhota em particular. Um autêntico manjar próprio dos deuses!

Ao invés das papas de sarrabulho que são feitas à base de farinha de milho, aqui impera o arroz como a própria designação indica.

Desde a perna do porco às belouras, do chouriço verde às farinhotas e outros aromas e delícias de fazer crescer àgua na boca, o porco compromete-se na elaboração deste magnífico prato. As carnes são temperadas com louro, cravinho e noz-moscada, sal e pimenta e, no final, com os cominhos que lhe conferem um paladar muito peculiar e único. As carnes, depois de cozinhadas e desfiadas, juntam-se ao arroz e vão de imediato à mesa.

Por sua vez, a alheira de galo, especialidade produzida pela Minho Fumeiro, situada na Correlhã, no concelho de Ponte de Lima, e já galardoada com a medalha de ouro no concurso da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, é justamente considerada a “melhor das melhores” alheiras do país.

Com baixo teor de sal e calorias, contendo apenas 13 gramas de gordura e 14 gramas de proteína, a sua confecção possui alguns segredos que vão do pão amolecido no caldo da cozedura das carnes de galo até aos temperos.

E porque onde há Minho há alegria e tradição, lá estará o Grupo Folclórico Verde Minho para animar o evento com as mais alegres rapsódias do folclore do Alto Minho.

Por sua vez, entendendo que o folclore ou seja, a sabedoria popular não se restringe ao canto e à dança mas abrange todos os aspectos da vida social, incluindo nela a própria gastronomia, o Grupo Folclórico Verde Minho juntou esforços com o melhor da restauração limiana para em Loures – às portas da capital do país! – dar a conhecer a Alheira de Galo e o Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima.

- Venham, pois, provar o nosso património!

AlheiraLoures

MINHOTOS ANIMAM MERCADO DE ALGÉS

Grupo Folclórico Verde Minho alegrou a 3ª edição do evento “Os Sabores de Portugal”

O Grupo Folclórico Verde Minho levou ontem ao Mercado de Algés, no concelho de Oeiras, a alegria e o folclore das gentes minhotas, tendo constituído a principal atração da 3ª edição do evento “Os Sabores de Portugal”.

IMG_6227

Sob a divisa “Mercado de Algés: Comer, Beber, Amar e (Re)viver”, o Mercado de Algés leva a efeito até ao próximo dia 11 de Fevereiro receber a 3ª edição de “Os Sabores de Portugal”.

Este evento propõe dar a conhecer a riqueza gastronómico-cultural do nosso país com o tema “Saberes e Tradições”. Como destino, Norte, Sul, Centro e Ilhas serão o ponto de partida de cada semana que se irá desenrolar com inúmeras atividades todos os dias.

Durante um mês, os visitantes poderão assistir a workshops e mostras de artesanato, sessões de showcooking com convidados célebres, jogos tradicionais, noites de stand-upcomedy, exposições de pintura, escultura e fotografia, provas de chá, café e vinho nacionais, criação de cocktails de autor, pratos regionais, apresentação de casos de sucesso e tantas outras atividades.

Organizado e promovido pelo Mercado de Algés, o evento terá uma forte aposta na comunicação, no sentido de captar todo o seu potencial e dinamizar o número de visitantes.

Fotos: Teotónio Gonçalves

IMG_6228

IMG_6229

IMG_6231

LAMPREIA DO RIO MINHO EM DEGUSTAÇÃO NO ALTO MINHO

Até 15 de abril, nos municípios do Vale do Minho

Até 15 de abril, a Lampreia do Rio Minho é rainha nos pratos da gastronomia da região: a ADRIMINHO, juntamente com seis municípios do Vale do Minho - Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova de Cerveira - promovem a iniciativa ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’. Ao longo de três meses, vários restaurantes da região apresentarão os mais saborosos pratos confecionados com o afamado ciclóstomo.

NI_Lampreia

Pelos seis concelhos, há uma panóplia de restaurantes aderentes à iniciativa que apostam na diversificação dos seus pratos de lampreia - uns inovam, outros mantêm a tradição: ensopada no molho do seu próprio sangue, a maneira mais habitual de a preparar, com arroz ou estufada; marinada em vinho verde tinto; ensopada e servida com pão frito; de cabidela; ou à bordalesa; e até em folhados …um prato para colocar o chef à prova, já que não cativa a todos.

Melgaço participa na IX edição desta iniciativa com a presença de 12 restaurantes: Adega do Sabino, Adega do Sossego, Boavista, Casa Real, Chafarix, Foral de Melgaço, Mini – Zip, O Adérito, O Brandeiro, Paris, Tasquinha da Portela e Verde Minho.

VÁRIAS PROPOSTAS CULTURAIS

A par da sugestão gastronómica, os seis municípios aliam propostas culturais, entusiasmando à descoberta da riqueza patrimonial e paisagística da região. Em Melgaço há um programa de animação com atividades de turismo natureza ou aventura (como rafting, caminhadas, rapel, salto pendular, arvorismo, slide, escalada, passeios pedestres), visitas aos espaços museológicos da rede Melgaço Museus, visitas e provas nas adegas aderentes Rota do Vinho Alvarinho e também visitas a produtores de artesanato e de fumeiro.

Mas há muito mais para se descobrir no Município Mais a Norte de Portugal: a autarquia convida à participação em eventos que decorrem nessa altura, como é o caso de concertos musicais que integram a iniciativa All Music Fest, o Fim de Semana Gastronómico (23, 24 e 25 de março) e o IV BTT XCO Vila de Melgaço (25 de março). Para os apaixonados e curiosos pela lampreia seria também interessante a visita à exposição 'As pesqueiras do Rio Minho', o jantar vínico de harmonização da lampreia com o Alvarinho (3 de março), a caminhada temática com a simulação da pesca da lampreia ‘Pela Rota das Pesqueiras’ (4 de março) e o Showcooking e degustação do ciclóstomo (4 de março).

O programa está disponível aqui!

A iniciativa tem o apoio do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

AMARES DÁ A PROVAR PAPAS DE SARRABULHO

O Festival de Papas de Sarrabulho está de regresso a Amares com a melhor gastronomia, acompanhada pelos vinhos verdes do concelho. Já a abraçar a 16ª edição, o certame volta a dar vida ao pavilhão gimnodesportivo da EB 2 e 3 de Amares, entre os dias 10 e 13 de fevereiro, prometendo fazer as delícias do milhares de visitantes esperados em fim de semana de Carnaval.

DSC00598

A apresentação oficial do evento à comunicação social foi feita, ontem, no Salão Nobre dos Paços do Concelho pela Câmara Municipal de Amares e pela Associação Comercial de Braga (ACB), entidades organizadoras deste certame gastronómico. O momento serviu de mote, ainda, para apresentação do Carnaval de Amares 2018 que, este ano, vai ser dedicado à palavra que marcou o ano transato, ou seja, "incêndios".

Na apresentação marcou presença o presidente da Câmara Municipal, Manuel Moreira, e o vice-presidente, Isidro Araújo, bem como o presidente da ACB, Macedo Barbosa, e o diretor, Rui Marques. A conferência de imprensa contou, ainda, com Marco Sousa, delegado da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal e Martinho Antunes, presidente do Clube Desportivo, Recreativo e Cultural Amarense, entidade que organiza o Carnaval, além de Luís Silva, representante da CAMPE, empresa responsável

DSC00599

pelo controlo alimentar do Festival de Papas de Sarrabulho. Em anexo, enviamos fotografias da conferência de imprensa de apresentação e alguma informação de suporte, agradecendo, desde já, a vossa melhor colaboração na divulgação desta iniciativa.

DSC00600

DSC00563 (1)

DSC00587

Festival de Papas Cartaz A3

LAMPREIA DO RIO MINHO JÁ CHEGOU AOS RESTAURANTES DE CERVEIRA

Já chegou a tão desejada lampreia à mesa de 15 restaurantes cerveirenses!

A lampreia é um dos pratos mais aguardados do calendário gastronómico. Mas se falarmos da lampreia do rio Minho, reconhecida pela excelência de sabores associada à vivência de experiências, torna-se uma sugestão irresistível.A reserva já pode ser feita, até 15 de abril, em 15 restaurantes do concelho de Vila Nova de Cerveira aderentes à iniciativa intermunicipal ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’.

outdoor_lampreia2014-d.cdr

A gastronomia em Vila Nova de Cerveira tem verdadeiramente sabor a rio, reveladora dos usos e costumes e da forte relação que a população ribeirinha aindamantém com o rio Minho.E é nas águas gélidas do rio Minho, num percurso de correntes e obstáculos que a carne da lampreia se torna tenra para saciar o desejo e manter atradição de viver um festival de sabores cuja paixão e mestria das cozinheiras a transformaram num prato de excelência.

Até 15 de abril, Vila Nova de Cerveira integra mais uma edição da ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’, iniciativa de promoção gastronómica e de animação dinamizada pela Adriminho, em parceria com os seis municípios do Vale do Minho. À mesa dos 15 restaurantes cerveirenses aderentes serve-se a lampreia da forma mais tradicional, convidando a saborear oarroz de lampreia e o arroz à bordalesa.

Lista de restaurantes aderentes à ‘Lampreia do Rio Minho – Um Prato de Excelência’:Abrigo das Andorinhas - 251 795 335; Boega – O Peregrino - 251 700 500;Braseirão do Minho - 251 700 240; Cantinho dos Amigos - 251 795 725; Casa das Velhas - 251 708 482; Casa Lau -251 795 162; Casebre - 251 795 522; Central - 251 794 898; Costa Verde - 251 795 430; D. Maria - 251 797 229; Glutão - 251 795 654; Lavrador - 251 796 604; Luso Galaico - 251 795 225; Sol Nascente - 251 941 233; Telheiro - 251 794 495.

“OS SABORES DE PORTUGAL” LEVAM GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO A DANÇAR NO MERCADO DE ALGÉS

O Grupo Folclórico Verde Minho vai no próximo dia 20 de janeiro, às 13 horas, participar na 3ª edição do evento “Os Sabores de Portugal”, organizado pelo Mercado de Algés.

Sob a divisa “Mercado de Algés: Comer, Beber, Amar e (Re)viver”, o Mercado de Algés vai a partir de amanhã e até ao próximo dia 11 de Fevereiro, receber a 3ª edição de “Os Sabores de Portugal”.

Este evento propõe dar a conhecer a riqueza gastronómico-cultural do nosso país com o tema “Saberes e Tradições”. Como destino, Norte, Sul, Centro e Ilhas serão o ponto de partida de cada semana que se irá desenrolar com inúmeras atividades todos os dias.

Durante um mês, os visitantes poderão assistir a workshops e mostras de artesanato, sessões de showcooking com convidados célebres, jogos tradicionais, noites de stand-upcomedy, exposições de pintura, escultura e fotografia, provas de chá, café e vinho nacionais, criação de cocktails de autor, pratos regionais, apresentação de casos de sucesso e tantas outras atividades.

Organizado e promovido pelo Mercado de Algés, o evento terá uma forte aposta na comunicação, no sentido de captar todo o seu potencial e dinamizar o número de visitantes.

Capturar1

Capturar2

Capturar3

Capturar4

CONFRARIA DO ARINTO DE BUCELAS PARTICIPA EM LOURES NO ALMOÇO DO SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA

Almoço do Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima vai ser uma grande jornada gastronómica em Loures

A Confraria do Arinto de Bucelas vai marcar presença no Almoço do Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima e da Alheira de Galo, iniciativa que vai ter lugar no próximo dia 4 de Fevereiro, no refeitório da Câmara Municipal de Loures. Trata-se de uma jornada gastronómica levada a cabo pelo Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes de Sarrabulho em Ponte de Lima e que conta com o apoio da Confraria do Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima e da Câmara Municipal de Loures.

18882192_1693910960626617_6370728384252745935_n

Os Confrades que representarão a Confraria do Arinto de Bucelas vão apresentar-se nesta grandiosa jornada gastronómica envergando capa, chapéu e tambuladeira. A título de curiosidade, lembramos que também Teotónio Gonçalves, responsável pelo Grupo Folclórico Verde Minho que animará o evento, é de igual modo Confrade do Arinto de Bucelas.

A adesão a este evento está a registar uma surpreendente adesão pelo que se aconselha vivamente os interessados a fazerem a sua inscrição o mais brevemente possível uma vez que as mesmas são limitadas ao espaço disponível.

O arroz de sarrabulho é uma das mais ricas especialidades da cozinha portuguesa em geral e minhota em particular. Um autêntico manjar próprio dos deuses!

SarrabulhoLoures

Ao invés das papas de sarrabulho que são feitas à base de farinha de milho, aqui impera o arroz como a própria designação indica.

Desde a perna do porco às belouras, do chouriço verde às farinhotas e outros aromas e delícias de fazer crescer àgua na boca, o porco compromete-se na elaboração deste magnífico prato. As carnes são temperadas com louro, cravinho e noz-moscada, sal e pimenta e, no final, com os cominhos que lhe conferem um paladar muito peculiar e único. As carnes, depois de cozinhadas e desfiadas, juntam-se ao arroz e vão de imediato à mesa.

Por sua vez, a alheira de galo, especialidade produzida pela Minho Fumeiro, situada na Correlhã, no concelho de Ponte de Lima, e já galardoada com a medalha de ouro no concurso da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, é justamente considerada a “melhor das melhores” alheiras do país.

Com baixo teor de sal e calorias, contendo apenas 13 gramas de gordura e 14 gramas de proteína, a sua confecção possui alguns segredos que vão do pão amolecido no caldo da cozedura das carnes de galo até aos temperos.

E porque onde há Minho há alegria e tradição, lá estará o Grupo Folclórico Verde Minho para animar o evento com as mais alegres rapsódias do folclore do Alto Minho.

Por sua vez, entendendo que o folclore ou seja, a sabedoria popular não se restringe ao canto e à dança mas abrange todos os aspectos da vida social, incluindo nela a própria gastronomia, o Grupo Folclórico Verde Minho juntou esforços com os restaurantes do Sarrabulho de Ponte de Lima para em Loures – às portas da capital do país! – dar a conhecer a Alheira de Galo e o Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima.

- Venham, pois, provar o nosso património!

AlheiraLoures

PONTE DE LIMA LEVA A LOURES ALHEIRA DE GALO E ARROZ DE SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA

Iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes do Sarrabulho em Ponte de Lima

O arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo vão fazer as delícias dos melhores apreciadores da cozinha tradicional minhota. Trata-se de uma jornada gastronómica levada a cabo pelo Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes de Sarrabulho em Ponte de Lima e vai ter lugar no próximo dia 4 de Fevereiro, no refeitório da Câmara Municipal de Loures.

SarrabulhoLoures

O arroz de sarrabulho é uma das mais ricas especialidades da cozinha portuguesa em geral e minhota em particular. Um autêntico manjar próprio dos deuses!

Ao invés das papas de sarrabulho que são feitas à base de farinha de milho, aqui impera o arroz como a própria designação indica.

Desde a perna do porco às belouras, do chouriço verde às farinhotas e outros aromas e delícias de fazer crescer àgua na boca, o porco compromete-se na elaboração deste magnífico prato. As carnes são temperadas com louro, cravinho e noz-moscada, sal e pimenta e, no final, com os cominhos que lhe conferem um paladar muito peculiar e único. As carnes, depois de cozinhadas e desfiadas, juntam-se ao arroz e vão de imediato à mesa.

Por sua vez, a alheira de galo, especialidade produzida pela Minho Fumeiro, situada na Correlhã, no concelho de Ponte de Lima, e já galardoada com a medalha de ouro no concurso da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, é justamente considerada a “melhor das melhores” alheiras do país.

Com baixo teor de sal e calorias, contendo apenas 13 gramas de gordura e 14 gramas de proteína, a sua confecção possui alguns segredos que vão do pão amolecido no caldo da cozedura das carnes de galo até aos temperos.

E porque onde há Minho há alegria e tradição, lá estará o Grupo Folclórico Verde Minho para animar o evento com as mais alegres rapsódias do folclore do Alto Minho.

Por sua vez, entendendo que o folclore ou seja, a sabedoria popular não se restringe ao canto e à dança mas abrange todos os aspectos da vida social, incluindo nela a própria gastronomia, o Grupo Folclórico Verde Minho juntou esforços com os restaurantes do Sarrabulho de Ponte de Lima para em Loures – às portas da capital do país! – dar a conhecer a Alheira de Galo e o Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima.

- Venham, pois, provar o nosso património!

AlheiraLoures

AQUAMUSEU DO RIO MINHO DÁ A CONHECER A LAMPREIA

E o peixe do trimestre no Aquamuseu ou melhor, o ciclóstomo, é… “A Lampreia”

Em cada início de novo ano, já é uma tradição do Aquamuseu do rio Minho promover e abordar mais profundamente o conhecimento sobre a lampreia, dado ser uma espécie de excelência cultural e económica para os concelhos da raia minhota. Assim, até 31 de março, está patente a exposição “A Pesca da Lampreia Marinha no Rio Minho”.

lampreia

O objetivo da presente mostra é dar a conhecer as caraterísticas gerais, períodos e artes de pesca, a pesca ao longo dos tempos, histórias e ditos. Neste caso, a captura da lampreia.

De sublinhar que, este ano, a safra da lampreia começou a 03 de janeiro e prolonga-se até meados de abril, período durante o qual a espécie volta a entrar nos rios, na direção da nascente, para cumprir a fase de reprodução.

A atividade decorre ao longo dos 35 quilómetros do rio Minho, variando em função da arte utilizada, já que pode ser feita com "lampreeiras", a bordo de embarcações artesanais, ou com pesqueiras armadas arte denominada botirão e cabaceira. Uma lampreia pode medir mais de um metro e pesar cerca de dois quilogramas, sendo considerada uma verdadeira iguaria da região do Minho,

O Aquamuseu do rio Minho encontra-se aberto de terça-feira a domingo das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00.

GRANDE JORNADA GASTRONÓMICA: PONTE DE LIMA LEVA A LOURES ALHEIRA DE GALO E ARROZ DE SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA

Iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes do Sarrabulho em Ponte de Lima

O arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo vão fazer as delícias dos melhores apreciadores da cozinha tradicional minhota. Trata-se de uma jornada gastronómica levada a cabo pelo Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes de Sarrabulho em Ponte de Lima e vai ter lugar no próximo dia 4 de Fevereiro, no refeitório da Câmara Municipal de Loures.

SarrabulhoLoures

O arroz de sarrabulho é uma das mais ricas especialidades da cozinha portuguesa em geral e minhota em particular. Um autêntico manjar próprio dos deuses!

Ao invés das papas de sarrabulho que são feitas à base de farinha de milho, aqui impera o arroz como a própria designação indica.

Desde a perna do porco às belouras, do chouriço verde às farinhotas e outros aromas e delícias de fazer crescer àgua na boca, o porco compromete-se na elaboração deste magnífico prato. As carnes são temperadas com louro, cravinho e noz-moscada, sal e pimenta e, no final, com os cominhos que lhe conferem um paladar muito peculiar e único. As carnes, depois de cozinhadas e desfiadas, juntam-se ao arroz e vão de imediato à mesa.

Por sua vez, a alheira de galo, especialidade produzida pela Minho Fumeiro, situada na Correlhã, no concelho de Ponte de Lima, e já galardoada com a medalha de ouro no concurso da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, é justamente considerada a “melhor das melhores” alheiras do país.

Com baixo teor de sal e calorias, contendo apenas 13 gramas de gordura e 14 gramas de proteína, a sua confecção possui alguns segredos que vão do pão amolecido no caldo da cozedura das carnes de galo até aos temperos.

E porque onde há Minho há alegria e tradição, lá estará o Grupo Folclórico Verde Minho para animar o evento com as mais alegres rapsódias do folclore do Alto Minho.

Por sua vez, entendendo que o folclore ou seja, a sabedoria popular não se restringe ao canto e à dança mas abrange todos os aspectos da vida social, incluindo nela a própria gastronomia, o Grupo Folclórico Verde Minho juntou esforços com o melhor da restauração limiana para em Loures – às portas da capital do país! – dar a conhecer a Alheira de Galo e o Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima.

- Venham, pois, provar o nosso património!

AlheiraLoures