Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA NOVA DE FAMALICÃO: AMANHÃ HÁ FOLCLORE E FEIRA RURAL EM JOANE

36609854340_0ec5dc9e10_b

9ª FEIRA RURAL DE JOANE (VILA NOVA DE FAMALICÃO)

16 e 17 SET 2017

Vimos por este meio enviar uma breve nota informativa da 9ª Feira Rural de Joane, que se realizará.no Parque da Ribeira em Joane (V.N.Famalicão). 

  • Arraial Minhoto– Sábado, 16 setembro 2017
  • PELES – International Drum Fest – Sábado, 16 setembro 2017
  • 9ª FeiraRural de Joane - 17 setembro 2017
  • 9º Encontro de Concertinas- 17 setembro 2017

Organizada pelo Grupo Etnográfico Rusga de Joane a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a 9ª edição da Feira Rural de Joane (V.N.Famalicão), decorre no dia 17 de setembro, no Parque da Ribeira, em Joane.

Neste certame, serão evidenciados a venda de produtos hortícolas, frutícolas, vinícolas, animais vivos, trajes, artesanato e tasquinhas tradicionais, através das bancas dos grupos folclóricos que recriam as feiras de finais de séc. XIX.

De acordo com o sucesso obtido nas anteriores edições, a Feira Rural de Joane, pretende recuperar esses locais de comércios ancestral, contando com animação de grupos de folclore e encontro de concertinas, onde qualquer habilidoso e interessado pode participar, as inscrições são gratuitas.

No sábado, dia anterior à Feira Rural de Joane, antecede um arraial minhoto com animação tradicional, em que se destaca uma Desfolhada, onde a interação e participação ativa da comunidade é o grande interesse! Bem como, a edição do PELES– International Drum Fest, um festival internacional de grupos de precusão que animarão grande parte do sábado, organizado pelo CAISA e Toca – Centro de Artes.

PROGRAMA:

Sábado, 16 SET

  • Tarde e noite - 2º Festival ‘PELES - International Drum Fest’ (organizado pela CAISA)
  • 21h - Desfolhada Minhota - para a comunidade participar
  • 22h - atuação do Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha – Vila do Conde
  • 22h30 – concerto no âmbito do ‘Peles

Domingo, 17 SET

  • 9h às 19h - Feira Rural de Joane – mercado à moda antiga
  • 15h – Atuação do Grupo Folclórico Assoc. Cult. Recreativa Senhora da Aparecida – Lousada
  • 16h – 9º Encontro de Concertinas de Joane

FAMALICÃO PREMEIA ARTE E TALENTO DOS ARTESÃOS QUE FIZERAM DA FEIRA DO ARTESANATO E GASTRONOMIA UM ESTRONDOSO ÊXITO

Feira de Artesanato e Gastronomia despede-se com saldo muito positivo. Certame terminou ontem e contou com cerca de 200 mil visitantes

A edição deste ano da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão não terminou sem antes premiar a arte e o talento dos cerca de 100 artesãos que ao longo dos últimos 10 dias participaram no certame. O presépio em cerâmica da Fundação Castro Alves conquistou o júri e levou para casa o prémio de “Melhor Peça de Artesanato” da 34.ª edição do evento, que voltou a registar uma grande adesão com cerca de 200 mil visitantes.

Menção Honrosa

O prémio de “Melhor Stand” foi para a artesã Helena Mesquita, natural da Guarda e que este ano se estreou na Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão com a arte da cerâmica. Destaque ainda para a Menção Honrosa atribuída aos trabalhos em ferro e aos bordados em crivo de Júlio Ferreira e Glória Ferreira, naturais de Barcelos.

Os prémios foram atribuídos este domingo, dia 10 de setembro, pelo vereador do Turismo da autarquia, Pedro Sena, e pelo presidente da Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão (ACIF), Xavier Ferreira.

Melhor Stand

A marca dos 200 mil visitantes deixa, obviamente, o responsável pelo pelouro do Turismo muito satisfeito. “É um número fantástico que encaixa nos nossos objetivos e que comprova o sucesso e o interesse que este evento desperta nas pessoas. Estamos muito satisfeitos e esta satisfação estende-se também aos artesãos e gastrónomos que aqui estiveram ao longo dos últimos 10 dias”, disse Pedro Sena.  

Já o presidente da ACIF salientou a importância deste tipo de eventos para o comércio local. “A Feira de Artesanato é um evento de grande dimensão e com grande valia. Chama muita gente à cidade e traz naturalmente potenciais clientes para o nosso comércio”.

Recorde-se que o certame contou com a participação de cerca de uma centena de artesãos, que ofereceram aos visitantes a oportunidade de assistir ao vivo ao trabalho por eles desenvolvido. À beleza e originalidade do artesanato, a feira juntou ainda os verdadeiros e genuínos sabores da gastronomia nacional, com cerca de uma dezena de restaurantes e tasquinhas. Tudo isto, num ambiente marcadamente popular animado pela presença de grupos folclóricos, cantares ao desafio e muita música tradicional portuguesa.

Melhor Peça

MONÇÃO REALIZA FEIRA TRADICIONAL DE PORTELA DE ALVITE

Dias 11 e 12 de setembro, segunda e terça-feira. Feira tradicional naquela área de montanha que divide as freguesias de Merufe, em Monção, e Sistelo, em Arcos de Valdevez, tem como finalidade a promoção do mundo rural e a valorização dos usos e costumes da região.

portela 09 (Large)

Numa aposta clara em defender as tradições e costumes ancestrais e valorizar a identidade rural em áreas de montanha, as freguesias de Merufe, em Monção, e de Sistelo, em Arcos de Valdevez, promovem, pela décima terceira vez, a Feira Tradicional de Portela de Alvite.

Marcada para esta segunda e terça-feira, dias 11 e 12 de setembro, no recinto da feira do gado, o certame dedicado ao mundo rural compreende tasquinhas tradicionais, expositores com material agrícola, feira do garrano, concurso de gado (barrosã, cachena e minhota) e corridas de cavalos.

Na segunda-feira, pelas 21h30, o recinto anima-se com noite de rusgas. Na terça-feira, principal dia do certame, vai ouvir-se a Charanga do Ribeirinho, pelas 10h00, e folclore com o Grupo Folclórico das Lavradeiras de S. Pedro de Merufe e Grupo de Danças e Cantares de S. Jorge, pelas 21h30. A abertura oficial decorre às 12h00.

Nestes dois dias, aquele espaço de montanha, que divide os concelhos de Monção e Arcos de Valdevez, enche-se de expositores com material agrícola e tasquinhas com petiscos tradicionais e vinhos da região, sendo muito procurado pelos comerciantes de gado de vários pontos da região minhota.

A Feira Tradicional de Portela de Alvite é organizada pela Associação de Desenvolvimento Integrado de Portela de Alvite e conta com a colaboração das autarquias de Monção e Arcos de Valdevez e Juntas de Freguesia de Merufe e Sistelo, aldeia classificada como uma das 7 maravilhas de Portugal.

Portela de Alvite

Portela 01 (Large)

Portela 02 (Large)

Portela 03 (Large)

Portela 04 (Large)

Portela 05 (Large)

portela 07 (Large)

Portela 08 (Large)

FAMALICÃO: JOANE REALIZA FEIRA RURAL

36609854340_0ec5dc9e10_b

9ª FEIRA RURAL DE JOANE (Vila Nova de Famalicão)

16 e 17 SET 2016

  • Arraial Minhoto– Sábado, 16 setembro 2016
  • PELES – International Drum Fest – Sábado, 16 setembro 2016
  • 9ª FeiraRural de Joane - 17 setembro 2016
  • 9º Encontro de Concertinas- 17 setembro 2016

Organizada pelo Grupo Etnográfico Rusga de Joane a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a 9ª edição da Feira Rural de Joane (V.N.Famalicão), decorre no dia 17 de setembro, no Parque da Ribeira, em Joane.

Neste certame, serão evidenciados a venda de produtos hortícolas, frutícolas, vinícolas, animais vivos, trajes, artesanato e tasquinhas tradicionais, através das bancas dos grupos folclóricos que recriam as feiras de finais de séc. XIX.

De acordo com o sucesso obtido nas anteriores edições, a Feira Rural de Joane, pretende recuperar esses locais de comércios ancestral, contando com animação de grupos de folclore e encontro de concertinas, onde qualquer habilidoso e interessado pode participar, as inscrições são gratuitas.

No sábado, dia anterior à Feira Rural de Joane, antecede um arraial minhoto com animação tradicional, em que se destaca uma Desfolhada, onde a interação e participação ativa da comunidade é o grande interesse! Bem como, a edição do PELES– International Drum Fest, um festival internacional de grupos de precusão que animarão grande parte do sábado, organizado pelo CAISA e Toca – Centro de Artes.

PROGRAMA:

Sábado, 16 SET

  • Tarde e noite - 2º Festival ‘PELES - International Drum Fest’ (organizado pela CAISA)
  • 21h - Desfolhada Minhota - para a comunidade participar
  • 22h - atuação do Rancho Etnográfico Santa Maria de Touguinha – Vila do Conde
  • 22h30 – concerto no âmbito do ‘Peles

Domingo, 17 SET

  • 9h às 19h - Feira Rural de Joane – mercado à moda antiga
  • 15h – Atuação do Grupo Folclórico Assoc. Cult. Recreativa Senhora da Aparecida – Lousada
  • 16h – 9º Encontro de Concertinas de Joane

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE VISITA FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA

Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão regista primeira grande enchente

A Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão registou até ao final do dia de ontem, domingo, a visita de cerca de 40 mil pessoas. O evento que arrancou na sexta-feira tem atraído visitantes de toda a região, provocando verdadeiras enchentes, o que está a deixar os artesãos muito satisfeitos.

image54134

Isso mesmo constatou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que aproveitou a tarde de domingo para visitar a Feira e cumprimentar os participantes. Para o autarca, o sucesso resulta essencialmente do prestígio do evento e da qualidade dos expositores, mas também das diversas melhorias que têm sido introduzidas na organização do recinto.“A grande maioria dos visitantes vêm todos os anos e têm sentido melhorias e evolução. Também os expositores têm dado um feedback muito positivo das alterações realizadas. A nossa ambição é continuar a melhorar e a potenciar esta feira e Vila Nova de Famalicão”.

Neste âmbito, o autarca destacou que o trabalho feito pela autarquia em colaboração com a Associação Comercial e Industrial de Famalicão “é um trabalho que tem dados bons resultados”.

A Feira de Artesanato e Gastronomia abriu portas na passada sexta-feira e prolonga-se até ao próximo domingo, 10 de setembro, dando a conhecer o trabalho ao vivo de cerca de 100 artesãos.

À beleza e excelência do artesanato, a feira junta ainda os verdadeiros sabores e aromas da gastronomia nacional. Nas tasquinhas provam-se os tradicionais chouriços e presuntos, ricos queijos, os melhores doces, compotas, vinhos e licores. Tudo isto, num ambiente marcadamente popular animado pela presença de grupos folclóricos, cantares ao desafio e muita música tradicional portuguesa, que irá animar as noites do evento.

Ao nível da programação, destaque ainda para a Tarde Sénior, que decorre na quinta-feira, a partir das 14h00, com a animação a cargo do Grupo de Cavaquinhos do CCDR.

No fim-de-semana espera-se nova enchente, com muita música e muito artesanato para acalentar o espirito e muitos petiscos e iguarias para alimentar o corpo.

A Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão vai já na sua 34.ª edição, é de entrada gratuita e decorre no antigo campo da feira semanal.

image54140 (1)

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO ENCERRA HOJE AS SUAS PORTAS COM RECORDE DE VISITANTES

A Feira Internacional de Artesanato que decorre nos pavilhões da FIL, em Lisboa, recebe hoje uma verdadeira multidão que não quer perder uma oportunidade de visitar o certame até ao dia do seu encerramento.

IMG_9416.JPG

Viana do Castelo promove neste momento a Romaria de Nossa Senhora d’Agonia, contando nomeadamente com a participação do Grupo Etnográfico de Danças e Cantares do Minho.

Este evento tem vindo a cada ano a receber um número maior de visitantes, afirmando-se como um dos maiores certames do género a nível internacional.

A 30ª edição da FIA Lisboa 2016 apresentou um vasto programa em que constaram exposições temáticas, prémios e concursos, ateliers, workshops, actuações musicais, jogos tradicionais e conferências. A FIA Lisboa assume-se como uma plataforma de excelência para a promoção do desenvolvimento regional e das culturas locais por via do artesanato, da gastronomia, das actividades culturais e turísticas, do património e recursos naturais e fontes de sustentabilidade da economia local, tendo aperfeiçoado, ao longo de três décadas de existência, a simbiose entre economia e cultura, tradição e inovação.

Fotos: Manuel Santos

IMG_9132.JPG

IMG_9133.jpg

IMG_9134.JPG

IMG_9135.JPG

IMG_9136 (1).JPG

IMG_9140.JPG

IMG_9141.JPG

IMG_9285.jpg

IMG_9286.jpg

IMG_9287.jpg

IMG_9288.JPG

IMG_9291.JPG

IMG_9292.JPG

IMG_9300.jpg

PRESIDENTE DO MUNICÍIPO DE CABECEIRAS DE BASTO INAUGURA 21ª FEIRA DA ORELHEIRA E DO FUMEIRO

Arrancou hoje, dia 24 de fevereiro, no Pavilhão Desportivo de Refojos, a 21ª edição da Festa da Orelheira e do Fumeiro de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto que decorre até segunda-feira, dia 27 de fevereiro.

DSC_0092.JPG

O certame foi inaugurado pelo presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, que esteve acompanhado dos vereadores, presidentes de Junta de Freguesia, membros da Assembleia Municipal, entre outros autarcas.

Marcaram também presença nesta cerimónia de abertura o presidente da Câmara Municipal de Mondim de Basto, um representante do comandante do RC6 de Braga, o diretor do Centro Emprego, a delegada Regional de Agricultura, o secretário Executivo da CIM do Ave, entre outros convidados e público em geral.

Na abertura do evento, momento abrilhantado pela atuação do Grupo de Bombos Jovens de Basto, a comitiva visitou os mais de 80 produtores/expositores presentes nesta festa, dos quais 48 produtores de fumeiro e 32 de produtos locais como produtos hortícolas, vinhos e licores, ervas aromáticas, mel, doçaria e artesanato.

A promover as suas atividades, estão presentes neste certame a Rural Basto, a  Probasto, a Mútua de Basto/Norte e a Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto.

O presidente da Câmara cumprimentou todos os presentes, agradecendo a sua presença, destacando que a Festa da Orelheira e do Fumeiro de Cabeceiras de Basto  foi, desde a primeira edição, organizada no Carnaval, afirmando que “esta é uma das iniciativas socioeconómicas mais importantes que realizamos”.

E sublinhou “queremos valorizar o porco bísaro e o desenvolvimento local através da melhoria da economia familiar. Queremos promover as tradições preservando os saberes das nossas gentes. Queremos promover a gastronomia local”.

Integrada na iniciativa dos ‘Fins de Semana Gastronómicos’ do Turismo do Porto e Norte de Portugal, através da adesão de diversos restaurantes do concelho que neste fim de semana vão servir a orelheira com grelos e outro fumeiro, esta Festa pretende continuar a defender, a valorizar e a apoiar os produtores e a promover os produtos locais, as pessoas e o concelho.

De referir que amanhã, sábado, pelas 14h30, está prevista a visita do Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, à Festa da Orelheira e do Fumeiro de Cabeceiras de Basto.

Programa     

Dia 25 de fevereiro (sábado)

10h00 | Abertura da Exposição | Venda de Produtos de Fumeiro

15h00 | Grupo de Bombos de Vilela (Associação Vilela com Vida)

Grupo de Concertinas S.D.F. de Cabeceiras de Basto

21h30 | Os Cavaquinhos da Raposeira

Cantares ao Desafio com Maria Celeste, Lopes de Travassô e Carvalho de Cucana

24h00 | Encerramento da Exposição | Venda de Produtos de Fumeiro

Dia 26 de fevereiro (domingo)

10h00 | Abertura da Exposição | Venda de Produtos de Fumeiro

15h00 | Jogo de Pau de Abadim (ARDCA)

              Tradicional Leilão de Orelheiras

              Grupo Folclórico S. Nicolau de Cabeceiras de Basto

              Grupo Folclórico S. João Batista de Cavez

19h30 | Encerramento da Exposição | Venda de Produtos de Fumeiro

Dia 27 de fevereiro (Segunda-feira)

09h00 | Abertura da Exposição | Venda de Produtos de Fumeiro

12h00 | Encerramento da Exposição | Venda de Produtos de Fumeiro

DSC_0162.JPG

AGROLIMIANA É 100% LIMIANA

Feira 100% Agrolimiana este fim-de-semana em Ponte de Lima – Expolima. 25 e 26 de fevereiro

O Município de Ponte de Lima realiza este fim-de-semana, 25 e 26 de fevereiro na Expolima, a 2ª edição da Feira 100% Agrolimiano.

16681828_1268326956554718_8083698843060113697_n.jpg

Com a inauguração oficial marcada para as 18 horas de sábado, o evento abre portas logo pela manhã, às 10 horas.

O certame tem como principal objetivo a mostra de um pouco do que se faz no setor agroalimentar em Ponte de Lima, sendo esta uma das áreas que tem vindo a ser mais desenvolvida nos últimos tempos, devido a uma maior valorização por parte da população dos recursos endógenos, empregando cada vez mais pessoas no concelho. A par deste crescimento, existe ainda a aposta em produtos singulares e de máxima qualidade, com destaque para a produção do mel, da sidra mas também do vinho verde, enchidos e fumados, fruta, cogumelos e a criação de animais, entre outros produtos inteiramente limianos.

Durante os dias da feira serão expostos e apresentados vários produtos produzidos no concelho, por pessoas que viram no setor agroalimentar uma oportunidade de mostrar as potencialidades desta região. Irão, ainda, estar representados alguns comerciantes e prestadores de serviços ligados ao mundo agrícola. Em simultâneo desenvolver-se-ão diversas atividades desde workshops e palestras, mas também showcookings e degustações.

Com um programa abrangente, dirigido a profissionais e ao público em geral, esta II Feira 100% Agrolimiano pretende cativar profissionais, distribuidores, empresários e consumidores para a excelência do mundo rural de Ponte de Lima.

Promovida pelo Município de Ponte de Lima no âmbito do projeto ‘Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta’, durante este fim-de-semana referência para as campanhas especiais de alojamento, com 15% de desconto, em Hotéis e Casas de Turismo aderentes, e a oferta do leite-creme por cada dose, nos restaurantes aderentes ao Ponte de Lima em Alta.

Confira o programa da Feira 100% Agrolimiana:

Sábado, 25 de fevereiro

10h00» Abertura

12h00» Arruada pela “Ronda do Sol Poente” – Largo de Camões │Alameda de S. João

15h00» Degustação de Sidra, Corrupia

15h00» Arruada pela “Ronda do Sol Poente” – Largo de Camões │Alameda de S. João

15h00» Workshop “A Rega na Culturas do Minho”, Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

15h00 │17h00» Atividades Equestres, Passeios de Charrete e Batismo a Cavalo Gratuito

16h00» Workshop “Compota de Abóbora com Nozes”, Teresa Queiroz

18h00» Cerimónia de Inauguração

            Animação Musical “Cantares a Ponte”

21h00» Animação Musical “Ympério Show”

23h00» Encerramento

Domingo, 26 de fevereiro

10h00» Abertura

12h00» Arruada pelo “Grupo de Música Popular da Feitosa” – Largo de Camões │ Alameda de S. João

15h00» Palestra “O setor do mel em Portugal” – Prof. Paulo Garrido, Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

15h00» Arruada pelo Grupo de Música Popular da Feitosa – Largo de Camões │Alameda de S. João

15h45» Workshop “Bombons” – Prof. Daniel Pinheiro e alunos de Cozinha e Pastelaria da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

16h30» Palestra “Do leite ao queijo” – Prof. António Sá, Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

17h15» Palestra “Licores artesanais” – Prof. Rodrigo Cadima, Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

18h00» Workshop “Produção de cogumelos” – Prof. Rodrigo Cadima, Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

20h00» Encerramento

CHEGA DE BOIS FOI GRANDE ATRACÇÃO NA FEIRA DE SANTA CATARINA EM CELORICO DE BASTO

Feira anual da Sta. Catarina uma feira de tradições em Celorico de Basto. “Chega de bois foi a novidade numa feira de tradições”

Celorico de Basto recebeu a feira anual da Sta. Catarina de 25 a 27 de novembro, uma feira colocada pela avenida central da vila de Celorico que destacou, como habitualmente, o Concurso pecuário das raças autóctones, com a presença dos melhores exemplares de gado do concelho e da região e o concurso Pecuário Inter escolas Agrícolas da Raça Frísia. Este ano, particularmente, o município de Celorico de Basto, entidade organizadora, promoveu uma chega de Bois que arrastou, no dia 27, milhares de pessoas a Celorico de Basto.

_DSC2783.jpg

“A feira anual da Sta. Catarina é de facto, uma feira de tradições, que procura valorizar da melhor forma o que nos identifica enquanto região, sobretudo, no que respeita ao setor primário. Tivemos um concurso pecuário das raças autóctones muito participativo, com os nossos produtores locais a mostrar que a raça de carne continua a ser muito produzida no concelho” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. Presente em todas as ações promovidas durante a feira anual da Sta. Catarina, o autarca ressalvou a necessidade de inovar para atrair ainda mais visitantes a esta feira. “Este ano promovemos uma chega de bois, uma iniciativa que correu muito bem, com milhares de pessoas a assistir”. Durante os dois primeiros dias de feira as condições meteorológicas assustaram a organização do evento. “A organização de algumas atividades carece também de condições meteorológicas que felizmente estiveram a nosso favor. No domingo, dia de maior atividade, tivemos bom tempo e todas as ações promovidas decorreram com êxito. É de salientar a participação de várias escolas do país no concurso pecuário da Raça Frísia e os milhares de pessoas que se deslocaram para fazer boas compras pela tradicional feira” disse o edil celoricense.

A Feira Anual da Sta. Catarina teve um vasto programa e este ano teve a transmissão em direto do programa “Somos Portugal” da TVI.

A feira decorreu de 25 a 27 pela avenida principal da vila de Celorico de Basto, durante estes dias os visitantes puderam comprar roupas de inverno como cobertores, casacos e meias, árvores de fruto e alfaias agrícolas. No dia 27 decorreu, acopladas às atividades da Sta. Catarina, o Trail dos Moinhos, na zona de Fervença. Foi destaque o concurso pecuário das raças autóctones com a presença da Raça Maronesa, Minhota e Barrosa, o concurso pecuário da Raça Frísia e as chegas de bois na vila de Celorico de Basto. Este ano algumas associações locais estiveram na feira a promover as suas atividades, destaque para a I mostra Educativa e Profissional que juntou, no Mercado Municipal, algumas entidades de cariz educativo e profissional. 

A organização da Feira Anual da Sta. Catarina é da responsabilidade da Câmara Municipal de Celorico de Basto e contou com a parceria da Cooperbasto, CRL, e a Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto.

_DSC2165.jpg

_DSC2461.jpg

_DSC2602 (1).jpg

_DSC2652.jpg

 

_DSC2852.jpg

_DSC3085 (2).jpg

_DSC3225.jpg

FEIRA DE SÃO MARTINHO LEVA MILHARES DE VISITANTES AO GERÊS

“Feira-mostra de S. Martinho nas Terras do Gerês” encheu ruas de Terras de Bouro

A Feira-mostra de S. Martinho em Terras de Bouro, evento que promoveu o concelho e os seus produtos tradicionais, decorreu entre os dias 11 e 13 de novembro, registando-se uma elevada afluência de público que teve oportunidade, ao longo dos três dias do certame, de assistir e participar num variado conjunto de atividades.

DSC_5843gersmartin.jpg

Além de percorrer os cerca de 50 stands que constituíram a feira e onde estiveram realçadas as potencialidades de Terras de Bouro, nomeadamente, ao nível agrícola, gastronómico, cultural, social e turístico, todos os que visitaram a feira-mostra puderam assistir a um workshop sobre empreendedorismo, ao festival folclórico com grupos do concelho (Balança e Paradela de Valdosende) e dois vindos de Vila Verde (Valdreu) e Amares (S. Vicente do Bico), à tradicional e muito participada corrida de cavalos, aos concertos musicais do grupo ROCONORTE e do cantor Johnny Abreu, à feira à moda antiga e ainda à realização do tradicional magusto.

DSC_5843gersmartin (2).jpg

DSC_5843gersmartin (3).jpg

DSC_5843gersmartin (4).jpg

DSC_5843gersmartin (5).jpg

DSC_5843gersmartin (6).jpg

DSC_5843gersmartin (7).jpg

DSC_5843gersmartin (8).jpg

DSC_5843gersmartin (9).jpg

DSC_5843gersmartin (10).jpg

DSC_5843gersmartin (11).jpg