Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

LIVRO DE ARTUR COIMBRA É PRETEXTO PARA FESTA SOLIDÁRIA A FAVOR DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE FAFE

Na noite de 29 de Novembro, quarta-feira, a partir das 21h00, o Teatro-Cinema de Fafe vai ser palco de uma Festa Solidária a favor dos Bombeiros Voluntários de Fafe. A entrada é livre.

1795511_685027208186387_2003838941_n

O pretexto é a apresentação da obra Bombeiros Voluntários de Fafe – Uma História de heroísmo desde 1890, de Artur Ferreira Coimbra, historiador e Vice-Presidente da Direcção da humanitária instituição.

O livro, com mais de 450 páginas, a cores, é apresentado por Agostinho Peixoto, presidente da Assembleia Geral da Federação dos Bombeiros do Distrito de Braga.

outdoor_bombeiros

Na cerimónia, além dos orgãos sociais dos bombeiros fafenses, marcará presença o Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Comandante Jaime Marta Soares.

O evento, que tem como epicentro o lançamento da obra, será conduzido pelo animador Rafa Leite e inclui diversos momentos de animação, com a participação dos seguintes artistas e grupos locais:  Escola Bailado de Fafe, Academia de Música José Atalaya, Coral Santo Condestável, Valter Lobo,  Face B e Grupo de Cavaquinhos dos Bombeiros Voluntários de Fafe.

A receita da venda dos livros e outra que se apurar reverte integralmente para os Bombeiros Voluntários de Fafe!

A nova obra de Artur Ferreira Coimbra, que inclui mensagens de Pedro Frazão e Jaime Marta Soares e teve o suporte financeiro de diversas empresas fafenses, passa em revista o longo historial dos Bombeiros Voluntários de Fafe desde a sua fundação, por João Crisóstomo e um conjunto de fafenses, em 19 de Abril de 1890, até aos nossos dias, num percurso nem sempre linear.

Insere todos os corpos gerentes que construíram o historial da Associação e que deram o melhor de si, no passado e no presente, para dotar a corporação dos meios e condições mais adequados para o melhor desempenho da sua missão na sociedade. Em destaque estão os presidentes da agremiação, sendo que pela presidência dos Bombeiros passou historicamente a elite politica, económica e social da sociedade fafense, designadamente, advogados, médicos, militares, professores, comerciantes. Por ela passaram personalidades ilustres que, antes ou depois do exercício da presidência, foram Presidentes de Câmara ou Vereadores.

A obra traça também o perfil dos Comandantes que foram deixando a sua marca nesta casa de afectos e de grande altruísmo. E os médicos e capelães que serviram a instituição.

São ainda passadas em revista as distinções que foram atribuídas desde sempre aos Bombeiros e as que a Associação entregou a personalidades locais e nacionais.

Realce ainda para um capítulo sobre as actividades culturais e desportivas da corporação, onde se fala da Banda de Golães, que foi dos Bombeiros Voluntários de Fafe durante quase meio século (1895-1944) e se historiam grupos como a Fanfarra, a Banda Faz de Conta, o Grupo de Cavaquinhos e a Juvebombeiro.

Também há lugar para os poemas que diversos autores locais foram dedicando aos Bombeiros, hinos de louvor e de exaltação artística. Casos de Ruy Monte, Sousa Machado, Alberto Alves, Paulo Fafe, Augusto Fera, Manuel Ribeiro, Francisco Leite Castro e Armando Fonseca, entre outros.

Além dos primeiros e dos actuais estatutos, a obra insere um portefólio fotográfico de dezenas de imagens de momentos diversos da vida da Associação e faz o ponto da situação dos Bombeiros em 2017: quem são os membros do corpo activo, do quadro de honra e do quadro de reserva, e quais os veículos de combate a incêndios florestais, urbanos e industriais e as ambulâncias de socorro e transporte de doentes. Para memória futura!

1. BOMBEIROS - CAPA

Convite BV Fafe

FAFE LOUVA ATLETA ANDREIA RODRIGUES

Câmara de Fafe apresenta voto de louvor à atleta de Karaté Andreia Rodrigues

Foi aprovado, por unanimidade, na reunião de câmara de hoje, um voto de louvor a Andreia Rodrigues, atleta fafense da Associação de Karate de Fafe,que conquistou o título de Campeã da Europa de Kapa e Kumite equipas, no escalão de cadetes no Campeonato da Europa.

Foto fornecida pela AKFafe

A atleta tinha também arrecadado também o título de Vice Campeã da Europa em Kapa individual.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, enalteceu o empenho e dedicação de Andreia Rodrigues “que, apesar de ser de tão tenra idade, já se tornou num marco na história desta modalidade, tendo-se tornado num exemplo para os nossos jovens.”

FAFE LOUVA PILOTO HUGO MAGALHÃES

Câmara de Fafe atribui voto de louvor a Hugo Magalhães

Foi aprovado, por unanimidade, na reunião de câmara de hoje, um voto de louvor a Hugo Magalhães pelo recente título de Campeão Nacional de Todo o Terreno 2017 alcançado pelo navegador fafense.

Hugo Magalhães_2017

Ainda este ano, Hugo Magalhães conquistou o título de Campeão da Taça Ibérica de Todo o Terreno e ainda o título de Vice-Campeão Europeu de Ralis.

O Autarca fafense, Raul Cunha, propôs um voto de louvor ao navegador fafense “pelos títulos alcançados e pelo contributo que tem dado para dignificar e levar mais longe o nome do Município de Fafe no desporto automóvel.”

FAFE LOUVA PILOTO MÁRIO CASTRO

Câmara de Fafe apresenta voto de louvor ao copiloto Mário Castro

O Executivo Camarário aprovou, por unanimidade, em reunião de câmara, esta manhã, a atribuição de um voto de louvor ao copiloto fafense, Mário Manuel Fernandes Castro, que conquistou o título de Vice-Campeão Nacional de Ralis 2017.

O Autarca fafense, Raul Cunha, enalteceu “as conquistas obtidas e pelo seu percurso no desporto automóvel que muito dignifica o panorama desportivo do Município de Fafe.”

Mário Castro_Rali Casinos Algarve 2017

FAFE LOUVA PILOTO CARLOS VIEIRA

Município de Fafe atribui voto de louvor ao piloto Carlos Vieira

Foi aprovado, por unanimidade, na reunião de câmara de hoje, um voto de louvor ao piloto fafense, Carlos Vieira, que conquistou, recentemente, o título de Campeão Nacional de Ralis 2017 ao vencer o Rali Casinos do Algarve.

Créditos Frederico Nogueira

Carlos Vieira tinha tinha já vencido o Rali de Espinho, foi considerado o melhor piloto português no rali de Mortágua e tinha, também, sido consagrado bicampeão de velocidade.

Raul Cunha destacou o valor de Carlos Vieira e o seu “desempenho e os prémios alcançados no automobilismo português.”

Foto: Frederico Nogueira

FAFE DANÇA NO TEATRO CINEMA

Espetáculo de Dança de “Mind´s Mausoleum” no Teatro Cinema de Fafe

A Escola de Bailado de Fafe apresenta, no próximo Sábado, dia 9 de Dezembro, o espetáculo de Dança Contemporânea , “Mind´s Mausoleum”, de Ricardo Ambrózio.

“Mind´s Mausoleum” procura trazer ao de cima o belo e o monstro (“Beauty and the beast”), no percurso de vida de três diferentes mulheres.

Em palco, “Mind´s Mausoleum” será traduzido em movimentos que dão origem a encontros e reencontros entre estes três corpos femininos, com imagens e estados emocionais específicos.

A força e sensibilidade, ainda que escondidas sobre camadas de experiências traumáticas, e, por vezes, castrantes, surgem numa violenta tempestade, destrutiva e igualmente bela, numa pura manifestação de tudo o que é poderoso e belo na natureza.

“Mind´s Mausoleum” procura trazer ao de cima o belo e o monstro (“Beauty and the beast”), no percurso de vida de três diferentes mulheres.

Em palco, “Mind´s Mausoleum” será traduzido em movimentos que dão origem a encontros e reencontros entre estes três corpos femininos, com imagens e estados emocionais específicos.

A força e sensibilidade, ainda que escondidas sobre camadas de experiências traumáticas, e, por vezes, castrantes, surgem numa violenta tempestade, destrutiva e igualmente bela, numa pura manifestação de tudo o que é poderoso e belo na natureza.

O espetáculo, com duração de cerca de 60 minutos, tem Direção Coreográfica de Ricardo Ambrózio e a criação e performance de Bea Debrabant, Celine Werkhoven, Yeli Beurskens

Como assistentes coreográficas tem Luke Jessop, Sebastian Mendez Marin e a música de Rob Hayden.

Esta é uma produção da Untamed, com coprodução da Escola Bailado de Fafe.

O espetáculo, que integra também a programação da Fafe Cidade Natal 2017, tem inicio marcado para as 21h30, no Teatro Cinema de Fafe e os bilhetes estão à venda na Loja Interactiva de Turismo (Praça 25 de Abril), a partir de amanhã (23 de Novembro).

PRÉMIO LITERÁRIO A. LOPES DE OLIVEIRA/CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE DE NOVO EM VIGOR PARA OBRAS PUBLICADAS EM 2017 E 2018

Com o patrocínio da autarquia, foi instituído, de novo, a nível nacional, o Prémio Literário A. Lopes de Oliveira/Câmara Municipal de Fafe, para o género "Estudos Histórico-sociais de Âmbito Local ou Regional" e para obras editadas em 2017 e 2018.

regulamento PREMIO

Nos termos do regulamento, o prémio visa estimular a publicação de estudos histórico-sociais das realidades de determinada localidade ou região portuguesa, na perspectiva de valorizar um sector de investigação de crescente importância, no quadro do aprofundamento da matriz regional e local do nosso país.

O prémio, instituído pela primeira vez em 1983, será atribuído à melhor obra concorrente dentro daquele género e publicada em livro, entre 1 de Janeiro de 2017 e 31 de Dezembro de 2018, cujos autores poderão ser de nacionalidade portuguesa ou estrangeira.

O prémio, no valor de 2 mil euros, será dividido em duas fracções iguais, sendo uma para distinguir as obras dirigidas ao território e aos temas fafenses, premiando o investimento sobre o local, enquanto a outra se dirige a estudos sobre as outras localidades e/ou regiões.

Cada concorrente deverá enviar cinco exemplares da obra submetida ao concurso, ao cuidado do Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Fafe.

O prazo de recepção das obras concorrentes terminará em 31 de Dezembro de 2018, devendo o Júri tomar a sua decisão até ao dia 31 de Março do ano seguinte, tornando-a pública nos dez dias imediatos.

O Prémio será entregue ao autor da obra vencedora em cerimónia oficial a realizar no dia 25 de Abril de 2019.

Na edição anterior, foram vencedoras as obras Crime e Criminosos no Norte de Portugal. O Alto Minho Oitocentista, de Alexandra Esteves e Sancti Martini de Armir. História de uma Terra e de Gente com História, de Paulo Moreira e Artur Coimbra.

Foi ainda atribuída uma Menção Honrosa à obra O Hospital e a Botica da Misericórdia de Penafiel – 1600-1850, de Paula Sofia Costa Fernandes.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAFENSE ELEITO PRESIDENTE DO CONCELHO INTERMUNICIPAL DO AVE

Raul Cunha assume Presidência do Conselho Intermunicipal do Ave

O Conselho Intermunicipal da CIM do Ave, reunido ontem, deliberou, por unanimidade, eleger para Presidente do Conselho Intermunicipal para o próximo mandato, o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, que sucede assim, a Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

DCS_8088

Foram eleitos Vice-Presidentes, o Presidente da Câmara Municipal de Mondim de Basto, Humberto Cequeira, e o Presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho, António Cardoso.

Na mesma reunião, Raul Cunha foi também reconduzido na Presidência da Sol do Ave e António Cardoso, Autarca de Vieira do Minho, foi eleito para presidir a Agência de Energia, tendo assumido o cargo da Vice Presidência, Francisco Alves, Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto e Vítor Salgado, Presidente do Município de Vizela.

Raul Cunha salientou a responsabilidade desta nova função, comprometendo-se a realizar um trabalho profícuo para o bem de todos os municípios.

A CIM do Ave é uma associação de enorme importância para a região e presidi-la será uma honra. Em conjunto com os Autarcas dos Municípios que integram a CIM do AVE iremos desenvolver um trabalho responsável que beneficie e promova esta região.”

Recorde-se que a CIM do Ave é uma associação de municípios de direito público com fins múltiplos criada em 14 de Abril de 2009 que tem por finalidade promover a gestão de projetos intermunicipais na NUT III AVE.

Compreende um total de oito municípios (Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela), 236 freguesias, com uma área de 1453 km² e uma população de cerca de 425 411 habitantes. A NUT III Ave tem um papel histórico fundamental na formação da identidade portuguesa e abrange territórios de três bacias hidrográficas (Ave, Cávado e Douro) e dois distritos (Braga e Vila Real).

FAFE ACOLHE COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE ARQUITECTURA DE INTERIORES DA CASA SENHORIAL

V Colóquio Internacional “A Casa Senhorial: anatomia dos interiores” tem lugar em Fafe de 6 a 8 de Junho de 2018

A Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), o Museu das Migrações e das Comunidades /Câmara Municipal de Fafe e a Universidade Nova de Lisboa (Portugal), com o apoio do Grupo de Pesquisa "Casas Senhoriais e seus Interiores: estudos luso-brasileiros em arte, memória e património", promovem, de 6 a 8 de junho de 2018, o V Colóquio Internacional "A Casa Senhorial: anatomia dos interiores". O colóquio terá na Sala Manoel de Oliveira, em Fafe.

Capturarfaf

Trata-se de uma reunião científica de investigadores, aberta à participação de estudiosos de todo mundo, para compartilhar e confrontar resultados de estudos acerca das casas senhoriais, desde o século XVII ao início do XX, com foco em quatro linhas de investigação:

  1. Proprietários, construtores e artífices. Vivências e rituais;
  2. Identificação das estruturas e dos programas distributivos e o estudo de nomenclaturas funcionais e simbólicas de cada espaço;

III. A ornamentação fixa: azulejos, tetos, talhas, pinturas, estuques, têxteis, pavimentos, chaminés/lareiras, janelas, portas, pára-ventos e outros bens integrados;

  1. O equipamento móvel nas suas funções específicas e suas relações com o espaço; o conjunto e as circulações das peças; a atmosfera do lugar.

:: Comité organizador:

Profª. Dra. Ana Pessoa (PPGMA/FCRB)

Mestre Artur Coimbra, Museu das Migrações e das Comunidades/Câmara Municipal de Fafe

Profª. Dra. Isabel Mendonça (Instituto de História da Arte/UNL)

:: Comité científico:

  1. Prof. Dr. José Belmont Pessoa (Programa de Pós-Graduação da Escola de Arquitetura e Urbanismo/UFF)
  2. Prof. Dr. Nelson Porto (PPGAU/Ufes)
  3. Profa. Dra. Ana Lúcia Vieira dos Santos (Escola de Arquitetura e Urbanismo/UFF)

(II) Prof. Dr. Helder Carita (Instituto de História da Arte/UNL)

  • Prof. Dr. Carlos Alberto d´Avila Santos (Centro de Artes /UFPel)

(III) Prof. Dr. Aldrin Moura de Figueiredo (Faculdade de Arquitetura/UFPa)

(IV) Profa. Dra. Marize Malta (Escola de Belas Artes/UFRJ)

(IV) Prof. Dr. Gonçalo de Vasconcelos e Sousa (CITAR-Escola de Arte/UCP)

:: Cronograma:

Envio de resumo das propostas de comunicação: até 30 de novembro de 2017

Resultado de submissão da proposta de comunicação: até 15 de dezembro de 2017

Divulgação da programação: 22 de dezembro de 2017

Realização do evento – 6 a 8 de junho de 2018

:: Inscrições:

Propostas de Comunicação: A ficha de inscrição e os resumos deverão ser enviados até o dia 30 de novembro de 2017 para o e-mail:casasenhorialfafe@gmail.com.

RUI QUERIDA E IVO MENDES SAGRAM-SE CAMPEÕES ABSOLUTOS EM TRIAL 4X4

Fafe é uma cidade mundialmente conhecida no mundo do desporto automóvel e foi por isso o local ideal para o encerramento do Campeonato Nacional de Trial 4x4. Os campeões nacionais de trial 4x4 foram homenageados numa gala de entrega de prémios que distinguiu pilotos, navegadores e equipas que através do seu empenho e dedicação contribuíram para o engrandecimento do Campeonato Nacional de trial 4x4 mas também da própria modalidade.

campeoes2017

No que aos prémios diz respeito, a Duque TT levou para as Caldas da Rainha o troféu de equipa campeã da classe UTV Buggy, com o piloto Daniel Duque a receber o galardão de melhor piloto e Hélder Leal o de melhor navegador.

Já na Promoção, em ano dois anos de campeonato, João Fernandes sagra-se bicampeão nacional e leva ainda para Aguiar da Beira o prémio para a melhor equipa. Nesta época o seu navegador, Rodrigo Sousa, também foi o melhor da classe Promoção.

Na categoria Extreme Daniel Jorge foi o melhor navegador, enquanto António Calçada se sagrou o melhor piloto. Depois de vários anos de luta António Calçada conquista o tão desejado título de campeão nacional e consegue ainda levar para Bragança mais um troféu especial: o prémio dedicação atribuído pela organização do campeonato

Na classe Super Proto, o pleno para a Auto Higinio. Cláudio Ferreira e Luís Pirralho conquistam os troféus de melhor equipa, melhor piloto e melhor navegador. O piloto levou ainda para casa o Troféu Prestígio.

Depois de 7 provas, a Euro4x4parts/veicomer venceu e sagrou-se tetracampeã da classe Proto. Rui Querido venceu o prémio de melhor piloto da classe e Ivo Mendes conquistou o prémio de melhor navegador. Mas mais do que revalidação do título, a dupla procurava o título de campeões absolutos de trial 4x4 que lhes fugiu por pouco em 2016. Nesta nova época Rui Querido e Ivo Mendes venceram tudo o que havia para vencer e são os novos campeões absolutos de trial 4x4!

De 2017 em diante, a comissão organizadora do Campeonato nacional de Trial 4x4 irá entregar um novo troféu. O prémio especial Nuno Graça será entregue a um navegador que tenha o mesmo espírito que o Nuno apresentava: aguerrido e lutador a cada prova, alegre e bem-disposto fora das pistas. Nesta primeira edição, o vencedor do prémio Nuno Graça, pela sua destreza, pela sua determinação e também por ser um campeão foi Ivo Mendes! Nesta gala foi ainda distinguida com o Prémio fair Play, por votação das equipas presentes na cerimónia, a equipa MonsTTer/Cistus, enquanto o piloto António Silva (Canelas Pneus) foi agraciado com o prémio Carreira.

A Direção do Campeonato Nacional de Trial 4x4 começou já a trabalhar a nova época e há muitas novidades para revelar. A apresentação oficial da temporada 2018 está agendada para janeiro.

Prémios

Melhor equipa Absoluto | Euro4x4parts/Veicomer

Melhor equipa Super Proto | Auto Higino

Melhor equipa Proto | Euro4x4parts/Veicomer

Melhor equipa Extreme | NordHigiene Team

Melhor equipa Promoção | Jovi Team

Melhor equipa UTV/buggy | Duque TT

Melhor navegador Absoluto | Ivo Mendes

Melhor navegador Super Proto | Luís Pirralho

Melhor navegador Proto | Ivo Mendes

Melhor navegador Extreme | Daniel Jorge

Melhor navegador Promoção | Rodrigo Sousa

Melhor navegador UTV/buggy | Hélder Leal

Melhor piloto Absoluto | Rui Querido

Melhor piloto Super Proto | Cláudio Ferreira

Melhor piloto Proto | Rui Querido

Melhor piloto Extreme | António Calçada

Melhor piloto Promoção | João Fernandes

Melhor piloto UTV/Buggy | Daniel Duque

Prémio Carreira | António Silva

Prémio Prestígio | Cláudio Ferreira

Prémio Dedicação | António Calçada

Prémio Fair Play | MonsTTer/Cistus

Prémio Nuno Graça | Ivo Mendes

EMIGRAÇÃO, ECONOMIA E PARTICIPAÇÃO POLÍTICA EM PORTUGAL

A semana passada ficou marcada pela informação divulgada pelo Eurostat, o Gabinete de Estatísticas da União Europeia, que sustenta que Portugal, com um total de 3343 milhões de euros, tem o maior saldo entre os Estados-membros da UE no que diz respeito às verbas provenientes de pessoas residentes fora do país.

Daniel Bastos

Em 2016, segundo a organização estatística, num total de 24.064 milhões de euros de fluxos de emigrantes na União Europeia, o nosso país detinha a maior fatia (3343 milhões), seguindo-se a Polónia (3014 milhões), o Reino Unido (2454 milhões) e a Roménia (2449 milhões).

Os dados divulgados pela autoridade estatística da União Europeia, revelam assim a influência estruturante do fenómeno migratório em Portugal, um país de emigrantes, que tem nos concidadãos residentes em França (9986 milhões), Reino Unido (7086 milhões), Espanha (6765 milhões) e Alemanha (4214 milhões de euros), os principais destinos e valores do envio das remessas de emigrantes.

Embora sintomática de debilidades estruturais do país, como sejam a escassez de oportunidades, os salários baixos ou a falta de qualidade de vida, a emigração continua a desempenhar um papel fundamental no plano económico nacional.

Nesse sentido, e tendo em linha de conta os dados mais recentes divulgados pelo Eurostat sobre o peso das remessas dos emigrantes da diáspora para Portugal, que nem sequer os vários casos de emigrantes lesados pelas práticas fraudulentas de antigos bancos nacionais parecem colocar em causa, torna-se inadiável o incremento da participação das comunidades portuguesas na vida política do país.

Existindo em Portugal um largo consenso nacional sobre a importância e o papel de dimensão internacional dos cerca de cinco milhões de portugueses espalhados pelo Mundo, ativos incontornáveis da dimensão global da pátria de Camões, urge um debate no seio das esferas politicas sobre a alteração do número de deputados eleitos pelos círculos da emigração. Os atuais quatros mandatos dos dois círculos da emigração, o círculo da Europa e o círculo de Fora da Europa, estão notoriamente desajustados ao peso económico, cultural e politico dos emigrantes, cuja maior envolvência nos destinos do país é fundamental para o desenvolvimento da sociedade portuguesa.

UNIVERSIDADE DE SANTIAGO DE COMPOSTELA DEBATE EMIGRAÇÃO GALAICO-PORTUGUESA

Na passada quarta-feira (15 de novembro), o eixo temático “Galegos e portugueses além da sua terra” foi o tema central do II Seminário da Cátedra das Migrações organizadas Cátedra UNESCO da Universidade de Santiago de Compostela, uma das mais antigas instituições de ensino superior da Península Ibérica e do mundo.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Da esquerda para a direita: a socióloga Iria Vásquez Silva, o historiador Daniel Bastos, o investigador Camilo Fernández Cortizo, e o professor Domingo González Lopo

 

A iniciativa, que decorreu na Faculdade de Geografia e História, e envolveu alunos e docentes da instituição académica da Galiza, contou entre os oradores convidados, com a socióloga das migrações galega, Iria Vásquez Silva que abordou “A raia: trânsitos migratórios na fronteira galaico-portuguesa”, o investigador galego Camilo Fernández Cortizo que destacou “A emigração galega no Norte de Portugal (1720-1850) ”, o professor universitário galego Domingo González Lopo que analisou “Os Galegos nos livros de viagem dos séculos XVIII e XIX”, e o historiador português Daniel Bastos que falou sobre “Gérald Bloncourt o fotógrafo da emigração portuguesa”.

O encontro multidisciplinar que cruzou na academia galega vários olhares sobre a temática da emigração, fenómeno que tem um peso estruturante na sociedade luso-espanhola, procurou essencialmente aprofundar e valorizar o papel do fenómeno migratório no desenvolvimento das comunidades galaico-portuguesas, com especial incidência nos espaços transfronteiriços.

MUNICÍPIO DE FAFE LANÇA NOVAMENTE PRÉMIO DE HISTÓRIA LOCAL

O Município de Fafe instituiu, pela décima sexta vez, o Prémio de História Local “Câmara Municipal de Fafe “.

O prémio visa estimular a pesquisa e investigação em torno da identidade deste Município, no passado e nas suas diferentes perspetivas.

Podem concorrer ao Prémio de História Local todos os que o pretendam, residam ou não no concelho, com trabalhos originais e inéditos sobre um ou vários aspetos da história de Fafe, a nível administrativo, político, económico, social, cultural, artístico, religioso ou outro(s).

Segundo o regulamento aprovado pelo Executivo, na avaliação dos trabalhos serão ponderados aspetos como a utilização privilegiada das fontes primárias, a valorização da originalidade e atualidade dos temas, a clareza e correção da linguagem, a coerência global e a

apresentação formal.

Os trabalhos concorrentes terão de ser escritos em português, devendo ter um mínimo de 30 páginas.

O Prémio tem o valor pecuniário de 1 000 € e galardoará apenas o melhor trabalho concorrente. A Câmara garantirá, além disso, a publicação da obra vencedora na revista Dom Fafes.

Os interessados em concorrer devem remeter quatro exemplares do seu trabalho, apresentado em folhas de formato A4, a 2 espaços, para Casa Municipal de Cultura de Fafe (Prémio de História Local) – Rua Major Miguel Ferreira – 4820-276 Fafe.

Cada concorrente apenas pode remeter um trabalho.

O prazo de receção das obras concorrentes decorre até ao dia 15 de março de 2018, ocorrendo a entrega do prémio ao autor da obra vencedora em 25 de abril seguinte.

De recordar que a última edição do prémio não teve obras concorrentes, pelo que ficou deserto.

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE TRASTREIO À DIABETES

O Município de Fafe assinala, hoje, o Dia Mundial da Diabetes, na com vários pontos de rastreio de risco da Diabetes no concelho.

DSA_5129A

Esta manhã, a acção de rastreio começou na Câmara Municipal, onde vários funcionários da Autarquia preencheram o seu questionário de avaliação do risco de desenvolver Diabetes.

A acção estendeu-se também às piscinas municipais, à CERCIFAF, à Santa Casa da Misericórdia e a vários centros de convívio do concelho.

Amanhã, a acção de rastreio continua na Loja Interactiva de Turismo e também na iniciativa ‘Fafe a Correr’, onde todos os participantes poderão fazer o seu rastreio meia hora antes do início da corrida.

Márcia Barros, Vereadora da Câmara Municipal de Fafe, fez o seu rastreio e aproveitou a ocasião para destacar a importância de fazer este tipo de acções de prevenção.

É importante desenvolvermos este tipo de acção de sensibilização e prevenção junto da população. Temos que chamar atenção das pessoas e sensibilizá-las também para hábitos de vida cada vez mais saudáveis.

A Diabetes é uma doença silenciosa que afecta cada vez mais pessoas e, por isso, a importância deste tipo de rastreio.

Hoje, este rastreio começou aqui na Câmara Municipal, mas vai estender-se a outros locais, de forma a abranger mais pessoas.”

Recorde-se que a UCC do Centro de Saúde de Fafe e a Associação Nacional de Farmácias são parceiros no projecto.

DSA_5155A

DSA_5163A

DSA_5172A

DSA_5174A 

O INCREMENTO DA ENTRADA DE PORTUGUESES NO CANADÁ

No início deste mês, o Observatório da Emigração, que tem como um das suas principais missões recolher, harmonizar e analisar informação sobre a evolução e as caraterísticas da emigração portuguesa e das populações portuguesas emigradas, anunciou que no ano de 2016 entraram 845 portugueses no Canadá, mais 3% do que no ano anterior.

Daniel Bastos

Embora estes números obtidos através de dados do Citizenship and Immigration Canada estejam muito longe do número de entradas de portugueses durante as décadas de 1960-70 no país que ocupa grande parte da América do Norte, decénios em que se registaram entradas na ordem de 5,000 por ano, este anúncio mostra o papel estruturante que as autoridades canadianas continuam a atribuir ao fenómeno migratório enquanto força motriz de desenvolvimento.

Conhecida por ser uma nação cujos pilares de cidadania assentam num autêntico mosaico cultural, tanto que no território existem mais de 70 grupos étnicos com mais de 60 línguas, atualmente, por exemplo vivem no Canadá mais de meio milhão de luso-canadianos, representando cerca de 2% do total da população canadiana, esta consciência de abertura e tolerância encontra-se hodiernamente plasmada na figura do jovem primeiro-ministro canadiano Justin Trudeau.

Desde que alcançou o poder em novembro de 2015, Justin Trudeau tem pautado a sua ação politica por uma clara valorização do papel da imigração no crescimento do Canadá, através de um discurso e praxis política diametralmente oposta à do país vizinho americano liderado por Donald Trump.

O bem-sucedido programa de imigração canadiano, que Justin Trudeau não se cansa de enaltecer dentro e além-fronteiras, está indelevelmente ligado ao facto de o segundo maior país em área do mundo possuir uma das mais influentes economias a nível global. 

Não é por acaso, que assistimos atualmente ao incremento da entrada de portugueses no Canadá, ainda no início deste mês o governo canadiano anunciou que pretende aumentar o número de imigrantes para 340 mil por ano até 2020, números que seguramente terão que ser revistos em alta para que a economia permaneça competitiva e o Canadá continue a assumir-se como um dos países mais ricos do mundo.

Daniel Bastos

DANIEL BASTOS CANDIDATA-SE À LIDERANÇA DO PS-FAFE

Daniel Bastos apresentou candidatura ao PS-Fafe

O docente e historiador Daniel Bastos, antigo líder da Juventude Socialista de Fafe e da Associação Nacional de Jovens Autarcas Socialistas, apresentou ontem publicamente a sua candidatura à liderança da Secção do PS-Fafe, uma das maiores concelhias socialistas do distrito de Braga e do país.

4

No decurso da sessão, Daniel Bastos, que garantiu não ser testa de ferro de ninguém e partir para este combate com a disponibilidade de falar com todos numa fase crítica do partido em Fafe, apresentou os três pilares fundamentais da sua candidatura: Unir, Renovar e Fortalecer.

Segundo o mesmo, só através de um diálogo aberto, construtivo, democrático e plural, será possível relançar as bases da estrutura socialista local que ao longo das décadas tem desempenhado um papel fundamental no desenvolvimento do concelho de Fafe, principio maior que a todos deve motivar no presente e futuro, e o único caminho capaz de fazer ultrapassar divergências e diferenças.

Refira-se que a Comissão Nacional do Partido Socialista decidiu marcar eleições concelhias para o biénio 2018-2020 para o mês de janeiro, e o que o docente e historiador Daniel Bastos assumiu transitoriamente a presidência da Comissão Politica do PS-Fafe após a demissão do atual Presidente da Assembleia Municipal de Fafe, José Ribeiro, da liderança da estrutura socialista no rescaldo das últimas Eleições Autárquicas.

2

3

FAFE DISTINGUE EMPRESA FAFENSE

Câmara de Fafe apresenta voto de louvor à empresa Edit Value

Foi aprovado, por unanimidade, na reunião de câmara de hoje, um Voto de Louvor à empresa Edit Value, fundada por dois jovens fafenses, Nuno Pinto Bastos e Manuel Fernandes, que se dedica à consultoria empresarial, e que foi, recentemente, distinguida como uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal em 2017.

A eleição das 100 melhores empresas para trabalhar em Portugal é uma iniciativa anual da revista Exame, em parceria com a consultora Everis e a AESE - Associação de Estudos Superiores de Empresa - Business School.

Nascida no meio académico e já com 12 anos de experiência no mercado empresarial e com 16 colaboradores efetivos, a EDIT VALUE candidatou-se este ano pela primeira vez ao prémio, tendo sido distinguida como a 25ª Melhor Empresa para trabalhar em Portugal.

Para a atribuição deste galardão, foi importante a forma como os gestores desta empresa valorizam o seu capital humano, sendo um exemplo a seguir.

FAFE HOMENAGEIA GRUPO NUN'ALVARES

Câmara de Fafe apresenta voto de louvor ao Grupo Nun’Álvares

Foi aprovado, por unanimidade, na reunião de câmara de hoje, um Voto de Louvor ao Grupo Nun’Álvares pelo 85º aniversário, ''idade que prestigia todos quantos, desde a primeira hora, lançaram na sociedade fafense um projeto que visava e visa a promoção da cultura, do desporto e da cidadania ativa.''

Ao longo dos anos, esta Associação tem honrado o nome de Fafe, não só localmente, mas também nacional e internacionalmente, como são exemplos mais recentes as prestações no âmbito desportivo das secções de patinagem artística e de futsal e no âmbito da cultura o Grupo Coral de Santo Condestável, o Teatro Vitrine e a Academia de Dança.

Considera a Autaquia que este sucesso se deve ao esforço de um elevado número de sócios que nas mais variadas expressões do Grupo têm, diariamente, mantido vivas as diversas secções, bem como das equipas dirigentes que de forma abnegada lideram este projeto.

Com aprovação de todo o Executivo, o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, manifestou “satisfação por este Grupo ser um parceiro de todas as horas”, felicitando “toda a sua atividade, desejando que a mesma Associação tenha uma longa e profícua vida, podendo contar com o apoio do Município naquilo que são os seus maiores desafios, como sempre tem acontecido.”

CÂMARA DE FAFE VOLTA A INSTITUIR PRÉMIO DR. MAXIMINO DE MATOS

A Câmara Municipal de Fafe deliberou aprovar o regulamento da edição de 2017 do Prémio Dr. Maximino de Matos, cujo prazo de candidaturas decorre até ao final do ano em curso.

MAXIMINO DE MATOS

Com o patrocínio da autarquia e em cumprimento do legado deixado por D. Laura Summavielle Soares de Matos, o Prémio Dr. Maximino de Matos tem como objetivo galardoar anualmente o aluno do concelho que melhor classificação obtenha no mestrado em medicina.

Podem concorrer ao Prémio, no valor de 750 Euros líquidos, os recém-mestrados de qualquer dos ramos das diversas Faculdades e Institutos do País que ministram Cursos Superiores de Medicina, desde que comprovem o seu nascimento ou residência há mais de um ano no concelho de Fafe.

Os concorrentes devem apresentar as respetivas candidaturas, remetendo fotocópia da carta de curso ou certidão comprovativa da conclusão do curso, com indicação da média final, arredondada às milésimas, bem como certificado de residência no concelho, para a Câmara Municipal de Fafe, até 31 de dezembro do ano em curso.

O Prémio é entregue ao contemplado no dia 25 de abril do próximo ano, no âmbito das comemorações do "Dia da Liberdade".

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE RASTREIO À DIABETES

“Será que pode vir a ser diabético? - Preencha seu questionário e saiba se está em risco”

O Município de Fafe vai assinalar o Dia Mundial da Diabetes, na próxima terça-feira, 14 de Novembro, com vários pontos de rastreio de risco da Diabetes no concelho.

Os interessados em preencher o questionário que avaliará o risco de desenvolver Diabetes poderão fazê-lo no edifício da Câmara Municipal de Fafe ou nas Piscinas Municipais. Esta acção de rastreio vai realizar-se também na CERCIFAF, na Santa Casa da Misericórdia e em vários centros de convívio.

O CCSDT – Centro Cultural e Social de Trabalhadores da Câmara Municipal - alia-se também a esta acção, podendo todos os seus associados realizar o rastreio na aula de Zumba. Na dia seguinte, quarta-feira, a acção estender-se-á na Loja Interactiva de Turismo e também à iniciativa ‘Fafe a Correr’, onde todos os participantes poderão fazer o seu rastreio meia hora antes do início da corrida.

O preenchimento deste questionário de avaliação do risco de desenvolver  Diabetes é muito simples e rápido. Serão apenas precisos os dados pessoais, como o nome, data de nascimento e número de saúde.

Recorde-se que a Federação Internacional da Diabetes calcula que o número de pessoas com diabetes em todo o mundo é 387 milhões, o que constitui aproximadamente 8,5% da população adulta. Em 2035, estima-se que este número aumente para 592 milhões.

O relatório de Saúde da OCDE de 2014 apontou Portugal como o país da Europa com a mais alta taxa de prevalência de diabetes, 13% da população com idade entre os 20 e os 79 anos.

Mais de 1 milhão de portugueses tem diabetes e, destes, um pouco menos de metade desconhece ter a doença, que progride silenciosa.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, destaca a importância destas iniciativas para a promoção de hábitos saudáveis junto da população.

Este ano, vamos assinalar o Dia Mundial da Diabetes com um conjunto de rastreios em vários pontos do concelho que vão permitir à população perceber se está ou não em risco.

É obrigação do Município empenhar-se na sensibilização e consciencialização para os riscos e perigos da Diabetes, uma doença crónica, cujo aumento da incidência tem sido constante.

Se não houver um programa integrado de intervenção dirigido à mudança dos hábitos de vida e à identificação dos indivíduos em risco, haverá um aumento considerável, colocando em risco um grande número de pessoas.”

Recorde-se que a UCC do Centro de Saúde de Fafe e a Associação Nacional de Farmácias são parceiros no projecto.