Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

RALI SERRAS DE FAFE: FINAIS “FELIZES E INFELIZES” PARA O ALTO MINHO

A emoção e o espetáculo do automobilismo regressaram este fim de semana, com o 31º Rally Serras de Fafe. Fafe mostrou, mais uma vez, ser a Catedral dos Rally com provas exímias e um ambiente fantástico. Ricardo Moura e António Costa foram os grandes vencedores desta edição. Miguel Barbosa e Hugo Magalhães ocuparam o segundo lugar do pódio e José Pedro Fontes e Paulo Babo arrecadaram a terceira posição.

Hugo Magalhães

HUGO MAGALHÃES LUTOU AO SEGUNDO PELA VITÓRIA

A navegar o piloto Miguel Barbosa, Hugo Magalhães esteve em grande destaque neste rali. A bordo de um Skoda Fabia R5, Magalhães e o seu piloto foram sempre uma das equipas mais rápidas no Campeonato de Portugal de Ralis lutando de igual para igual com o piloto dos Açores e antigo Campeão Nacional Ricardo Moura.

A dupla do Skoda passou várias vezes pela liderança, terminou o primeiro dia de rali no primeiro lugar e à entrada para a derradeira classificativa da prova colocava-se na segunda posição a pouco mais de 1 segundo de diferença do piloto açoriano. Neste último troço do rali, Hugo Magalhães e Miguel Barbosa acabavam por empatar com Ricardo Moura efetuando exatamente o mesmo tempo, e dessa forma a sua desvantagem manteve-se dando a vitória a Moura.

Nuno Carvalhosa

PEDRO LAGO VIEIRA SOMOU QUILÓMETROS E ACUMULOU EXPERIÊNCIA

A fazer apenas o segundo rali em pisos de terra da sua carreira e primeiro ao volante de um competitivo Peugeot 208 R2, Pedro Lago Vieira não teve uma prova fácil. O jovem piloto natural de Ponte de Lima entrou num bom ritmo em prova mas logo no segundo troço do rali os pernos da roda dianteira esquerda cederam e foi impossível prosseguir até ao final da primeira etapa.

Resolvido este contratempo mecânico, Lago Vieira voltou à competição no segundo dia apostado em rodar e adaptar-se o máximo possível ao seu Peugeot. No entanto, fruto do seu abandono no primeiro dia, a posição de saída para os troços da segunda etapa era bastante alta e dessa forma Pedro Lago Vieira encontrou as classificativas com os pisos já bastante destruídos pelo que a estratégia passou essencialmente por poupar a mecânica para conseguir atingir o final do rali sem imprevistos.

Esse objetivo viria a ser conseguido embora sem que o piloto pudesse explorar totalmente as potencialidades do carro tendo o piloto limiano concluído o rali na 7ª posição final entre os carros de 2 rodas motrizes do Campeonato de Portugal.

P Lago Vieira

PEDRO SÁ / LEANDRO PARREIRA COM PÓDIO NA ESTREIA

Inscritos na Taça FPAK de Ralis, Pedro Sá e Leandro Parreira tiveram um excelente arranque de temporada. A dupla do Mitsubishi Lancer Evo VIII conseguiu conciliar na perfeição a rapidez que planeavam com uma boa margem de segurança e com uma postura “defensiva” para poupar a mecânica do carro nos difíceis pisos dos troços de Fafe.

Ao longo das 11 classificativas, a dupla Sá / Parreira cotou-se regularmente entre as mais rápidas da Taça e no final seria brindada com um muito positivo 3º lugar da classificação, um resultado que abre perspetivas muito motivadoras para a restante época.

NUNO CARVALHOSA “INFELIZ” NUMA CURTA PARTICIPAÇÃO

A fazer pela primeira vez equipa com Ruben Moura, o navegador vianense Nuno Carvalhosa acabou por sair de Fafe com um amargo de boca sendo o único dos cinco Alto Minhotos que não logrou atingir a meta.

A prova da dupla do Peugeot 208 R2 viu o seu final abruptamente antecipado quando logo no troço inaugural a mecânica do carro francês deu “parte fraca” pelo que não restou alternativa que não fosse a desistência.

P_Sa-L_Parreira (1)

P_Sa-L_Parreira2

A PRESENÇA PORTUGUESA NA BIRMÂNIA

  • Crónica de Daniel Bastos

Durante o primeiro trimestre deste ano vai ser lançada, pela Gradiva e a Macaulink, com o apoio do Instituto Internacional de Macau, a versão portuguesa do livro “Cannon Soldiers of Burma”, de James Myint Swe, uma obra incontornável sobre a presença multissecular portuguesa na Birmânia.

Daniel Bastos

Situada a sul da Ásia continental, e limitada ao norte e nordeste pela China, a leste pelo Laos, a sudeste pela Tailândia, ao sul pelo Mar de Andamão e pelo Canal do Coco, a oeste pelo Golfo de Bengala e a noroeste pelo Bangladesh e pela Índia, a Birmânia, oficialmente República da União de Myanmar, encerra ainda hoje como sustenta James Myint Swe, marcas vivas da presença pioneira dos portugueses na Ásia.

O investigador formado em Ciência Política pela Universidade de Western Ontário no Canadá, salienta a existência neste território asiático, nas mesmas zonas onde os portugueses se estabeleceram nos sécs. XVI e XVII, de populações descendentes dos navegadores, mercadores, exploradores e soldados do período da expansão marítima.

Como anota o autor com raízes birmanesas, a presença pioneira dos portugueses na Ásia no séc. XVI e XVII, catalisadora dos primeiros contactos entre a Europa e o Oriente, subsiste nas atuais comunidades bayingys, uma etnia birmanesa conhecida como o “povo de olhos verdes”, cujas populações de cabelo e pele clara, maioritariamente católicas, conservam afinidades com o imaginário coletivo português.   

Num período em que a diplomacia e a projeção cultural têm desempenhado um papel fundamental na política externa portuguesa, e a língua de Camões é uma das mais faladas no mundo, é importante que o país não deixe cair no esquecimento o seu contributo ecuménico na história mundial.

É a partir do valioso legado histórico da diáspora portuguesa, que Portugal deve continuar a afirmar-se no seio das nações como um país construtor de pontes de diálogo e cooperação entre povos, que no caso da antiga Birmânia pode ter um importante contributo na consolidação da democracia na atual Myanmar. Este estreitar de laços de amizade e cooperação, por via de um passado comum na Ásia, um imenso território de oportunidades e crescimento, pode inclusivamente revelar-se estratégico na prossecução da internacionalização da economia portuguesa e da afirmação de Portugal no mundo.

FAFE CRIA UNIDADE LOCAL DE PROTECÇÃO CIVIL

Comissão Municipal da Protecção Civil de Fafe reúne para balanço. Aprovada Criação de Primeira Unidade Local de Protecção Civil. Apresentado Plano de Actividades para 2018

Esteve reunida, esta manhã, nos Paços do Concelho, a Comissão Municipal de Protecção Civil de Fafe. Várias entidades e agentes da Protecção Civil do concelho fizeram um balanço e análise da actividade operacional do ano de 2017 (essencialmente das ocorrência nos incêndios florestais e da Tempestade Ana), tendo ainda apresentado o Plano de Actividades da Protecção Civil Municipal para este ano que incide sobre quatro áreas de acção (Sensibilização e informação Pública; Planeamento; Logística; Operações).

ND5_0937A

Na ocasião foi também aprovado a criação da primeira Unidade Local de Protecção Civil na União de Freguesias de Agrela e Serafão que será apresentada, no próximo dia 1 de Março.

Nesta reunião, que contou ainda com a presença de vários Presidentes de Junta, foram abordados também o Plano Municipal de Emergência e o Regulamento Municipal da Protecção Civil.

No final, houve ainda lugar a uma acção de sensibilização , realizada pelo SEPNA da GNR, sobre a Defesa da Floresta Contra Incêndios e o novo regime de limpeza dos espaços florestais junto às edificações.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, aproveitou a ocasião para ‘agradecer a presença de todos neste que é um momento de reflexão e balanço. Aproveito também para felicitar e agradecer a colaboração e empenho dos diferentes agentes de Protecção Civil e entidades envolvidas na resposta às diferentes ocorrências e na reposição da normalidade durante o ano que passou.

O Serviço Municipal de Protecção de Civil do Município de Fafe continuará a promover o excelente trabalho que tem desenvolvido nesta que é uma área tão importante para a vida pública.”

DSA_9042A

DSA_9044A

FAFE PROMOVE "CONVERSAS NO MUSEU DA EDUCAÇÃO"

As ‘Conversas no Museu da Educação’, promovidas pelo Município de Fafe, continuam este mês. Desta feita, a próxima sessão, que decorre a 27 de Fevereiro, tem como tema ‘O meu Professor é o melhor do mundo’ e irá recordar os professores, naturais de Fafe, Rui Valente e Miguel Monteiro.

DSA_8233A

MUNICÍPIO DE FAFE APOIA ANDEBOL

Câmara de Fafe apoia Andebol Clube de Fafe com 85 mil euros

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, visitou, na tarde de ontem, o Andebol Clube de Fafe para formalizar a assinatura de um protocolo que atribui 85 mil euros ao clube, subsídio aprovado, por unanimidade, em reunião de câmara.

DSA_9021A

Artur Magalhães, Presidente do Andebol Clube de Fafe, agradeceu "o apoio contínuo do Município de Fafe ao clube. A Câmara Municipal é um dos nossos maiores pilares e só temos que agradecer e mostrar a nossa total disponibilidade para manter e reforçar esta boa relação."

"O Andebol Clube de Fafe tem 230 atletas, quatro equipas a disputar o Campeonato da Primeira Divisão, temos os Seniores no patamar mais alto da competição e temos também trazido, para Fafe, a organização de jogos de relevo. Esperamos, que nos próximos tempos, e lançando aqui já o repto, trazer a Fafe algo ainda de mais substantivo, porque sabemos que, em Fafe, muita gente gosta de andebol.

Esperamos continuar a levar o nome de Fafe aos mais altos patamares do Desporto", rematou.

Na ocasião, Raul Cunha, aproveitou para felicitar o Clube pelo esforço, dedicação e os óptimos resultados alcançados.

"O Andebol Clube de Fafe é um clube importante para o concelho, não só pelos resultados alcançados, mas também pela crescente adesão e formação de jovens.

vinda da Câmara ao Andebol Clube de Fafe é uma forma também de demonstrar o apoio e reconhecimento que o Município tem pelas instituições desportivas do concelho. Temos com este Clube uma relação saudável, porque envolve muitos jovens fafenses, em várias equipas, e movimenta mais de 200 atletas. É, sem dúvida, um clube que tem uma forte implantação no Município.”

O Autarca adiantou ainda que "para além deste apoio financeiro de 85 mil euros, a Câmara cede as instalações para os atletas puderem treinar e temos já previsto uma intervenção neste Pavilhão, ao nível dos Balneários - que precisam de ser recuperados - e na melhoria das condições para a prática desportiva. Temos uma candidatura, já deferida, que ronda os 400 mil euros, para a requalificação deste espaço e, por isso, contamos, em breve, poder proporcionar melhores condições a estes mais de 200 atletas."

Continuaremos esta boa relação e, acima de tudo, manteremos este apoio ao Desporto em Fafe.”, concluiu.

DSA_8998A

DSA_9000A

DSA_9006A

DSA_9010A

DSA_9012A

FAFENSES DEBATEM PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Conversas no Museu da Educação: O Meu Professor é o melhor do mundo

As ‘Conversas no Museu da Educação’, promovidas pelo Município de Fafe, continuam este mês. Desta feita, a próxima sessão, que decorre a 27 de Fevereiro, tem como tema ‘O meu Professor é o melhor do mundo’ e irá contar com a presença dos professores, naturais de Fafe, Rui Valente e Miguel Monteiro.

DSA_8233A

Recorde-se que, ao longo deste ano, o Museu da Educação, localizado na freguesia de S. Martinho de Silvares, vai ser palco, de diversas Conversas, com temas e convidados distintos, sempre em torno da temática educativa, numa iniciativa do Município de Fafe, com o apoio da Junta de Freguesia local, no sentido de dinamizar este espaço museológico inaugurado em Junho de 2017.

Tratam-se de conversas informais, abertas ao público e com entrada livre.

OS TRASTES CANTAM PORTUGAL EM FAFE

No Sábado, 24 de Fevereiro, o Teatro Cinema de Fafe, recebe ‘Os Trastes’.

Actualmente composta por seis elementos, a banda caracteriza-se pelo rigor musical e pela animação e dinamismo em palco, que conciliado com uma grande produção resulta em performances extraordinárias.

WEB-ZAMBUJO

A mistura de instrumentos tradicionais (concertina, cavaquinho, guitarra) com baixo elétrico, bateria e flauta transversal conferem ao grupo uma sonoridade única e eclética. A banda, natural de Fafe, assume que o grupo foi criado, em 2016, para valorizar a música tradicional portuguesa.

O espectáculo, ‘Os Traste cantam Portugal’, tem início marcado para as 21h30, e vai contar com a presença de um convidado especial, Zéze Fernandes.

Os bilhetes estão disponíveis, em breve, na Loja Interactiva de Turismo. 

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE MONTARIA AO JAVALI

Inscrições de 22 a 24 de Fevereiro

No próximo Sábado, 24 de Fevereiro, o Município de Fafe promove a habitual Montaria ao javali.

MONTARIA-JAVALI_2018-WEB

A iniciativa tem início marcado para as 08h00, altura da concentração na Câmara Municipal e sorteio das 100 portas.

Por volta das 9h00, será servido o pequeno-almoço, na cantina do Município de Fafe, seguindo-se a deslocação para a mancha da montaria, a partir das 10h00.

Às 11h00 inicia-se, finalmente, a montaria ao javali, que só terminará por volta das 15h00.

O almoço com todos os caçadores está marcado para as 16h00, leiloando-se, depois, os exemplares abatidos.

As inscrições para a participação na Montaria terão lugar nos dias 22, 23 e 24 de Fevereiro, nos serviços de atendimento da Câmara Municipal de Fafe.

As taxas a pagar pelos participantes vão desde os 12,50€ (caçadores de tipo A - desconto de 50% conforme Plano de Exploração Anual) aos50€ (caçadores de tipo D).

Relembre-se que o almoço terá também o custo de 15€ por pessoa, bem como por acompanhante.

Os caçadores participantes poderão estacionar na Praça Mártires do Fascismo, de forma gratuita.

Esta iniciativa tem o apoio da Associação de Caça e Pesca Montes de Fafe e do Clube de Caça e Pesca de Fafe.

FAFE RECEBE EXPOSIÇÃO CANINA

Fafe recebeu XI Exposição Canina Nacional. Balanço positivo de um evento referência no país

Fafe acolheu, durante o fim de semana, mais uma edição da Exposição Canina Nacional.

DSA_8720A

Pelo Pavilhão Multiusos passaram, ao longo destes dois dias, centenas de pessoas que assistiram às provas, apreciaram os mais de 500 cães presentes de 100 raças distintas.

Esta 11ª Exposição Canina Nacional de Fafe bateu o recorde no que toca ao número de exemplares presentes, com 560 cães a participar no certame.

Recorde-se que a Exposição Canina Nacional de Fafe é uma das três maiores referências em Portugal entre este tipo de certame. Com resultados ao nível de concorrentes e espectadores destaca-se nas várias mostras patentes nos maiores parques expositores do país.

O certame contou também, nesta edição, com a presença de vários expositores locais, em representação de diferentes produtos regionais.

Pompeu Martins, Vereador do Turismo da Câmara Municipal de Fafe, fez um balanço positivo desta 11ª edição, revelando que "é, para Fafe, um orgulho receber este tipo de Exposição Canina, cujo sucesso é reconhecido em todo o país. Este ano, contamos também uma Expoisção de Produtores Locais que enriqueceu ainda mais este evento. Por aqui passaram várias raças e mais de 500 exemplares caninos que atestam, assim, o sucesso do evento. "

DSA_8747A

DSA_8754A

ND5_0606A

ND5_0634A

ND5_0888A

ND5_0896A

FAFENSES "QUEIMAM" PAI DAS ORELHEIRAS

Queima do Pai das Orelheiras marca Carnaval em Fafe. Tradição regressa à cidade

A Queima do “Pai das Orelheiras” volta a estar na agenda do Carnaval fafense e está marcada já para amanhã, na Praça 25 de Abril.

DCS_4019

Depois de recuperada, em 2015, pelo Município de Fafe, esta tradição regressa à cidade, para agrado de miúdos e graúdos.

As festividades têm início marcado para as 21h00, com a Arruada de Bombos, que contará com a participação de Bombos da ARCO de Santo Ovídio,Bombos da CERCIFAF e do grupo Só Dava Assim, seguindo-se, às 21h15, o ritual de desejos e livramento de males, protagonizado pelo Teatro Vitrine/Grupo Nun'Álvares.

Haverá ainda tempo, antes da Queima do Pai das Orelheiras, para um momento de má língua e a leitura do testamento pelos Restauradores da Granja. A tradicional Marcha fúnebre tem início marcado para as 21h55 e fica a cargo da Banda Faz de Conta.

O evento, que vai contar com a presença e colaboração de várias associações recreativas e culturais do concelho, conhecerá o seu ponto mais alto aquando da queima do boneco, de grandes dimensões, pelas 22h00.

Dança, música e muita animação não faltarão durante a festa no centro da cidade.

DCS_4055

DCS_4057

IDOSOS DE FAFE BRINCAM O CARNAVAL

Mais de 300 idosos participam no Baile de Carnaval em Fafe

Cerca de 300 idosos de todo o concelho participaram, esta tarde, no Baile de Carnaval Sénior de Fafe, numa tarde marcada pela folia e animação tradicionais da época.

DSA_8892A

Vestidos a rigor, dançaram e cantaram tarde fora, numa ambiente de alegria e convívio.

São várias as instituições do concelho que participam nesta festa, promovida pelo Município de Fafe há vários anos, e que celebra o Carnaval junto dos mais velhos.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, garante que “esta é uma celebração especial para os nossos seniores que dão, aqui, o exemplo de como possível manter sempre a alegria de viver. Durante mais de três horas, têm oportunidade de conviver, divertirem-se e partilharem momentos de alegria. Esta é também mais uma das iniciativas que se enquadra na nossa política de promoção do envelhecimento activo da população e que queremos manter, pois sabemos que faz, muitas vezes, a diferença na vida dos nossos idosos.

O Baile Sénior é uma continuação do Carnaval em Fafe que, começou na sexta-feira, com as nossas crianças, se estendeu ao fim de semana em várias freguesias do concelho e que culmina, amanhã, à noite, com a Queima do Pai das Orelheiras, uma tradição recuperada pelo Município em 2015 que reúne o agrado de todos. ”, concluiu.

DSA_8762A

DSA_8767A

DSA_8774A

DSA_8789A

DSA_8821A

DSA_8868A

NA PONTA DA LÍNGUA – HISTÓRIAS, MEMÓRIAS E INOVAÇÃO NA EMIGRAÇÃO

  • Crónica de Daniel Bastos

Nos últimos anos a emigração portuguesa tem captado o interesse dos investigadores sociais e da comunidade académica, como demonstra a realização de diversas iniciativas e projetos de investigação, que não são alheias ao peso estruturante que o fenómeno migratório ocupa em Portugal. 

Daniel Bastos

Um dos projetos de pesquisa mais recentes sobre a emigração portuguesa está a ser dinamizado no âmbito da atividade científica do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC). Intitulado “Na Ponta da Língua: Histórias, Memórias e Inovação na Emigração”, este projeto pioneiro tem como objetivo geral aplicar uma metodologia inovadora de ensino e preservação da língua e cultura portuguesas através da recolha e análise de histórias da emigração portuguesa.

Trata-se de uma metodologia participativa através da qual a socialização - oral, escrita e encenada-, das histórias da emigração portuguesa narradas na primeira pessoa como experiências biográficas passam a servir um propósito didático e cívico.

O trabalho de investigação tem incidido sobre três destinos da emigração lusa, designadamente Newark (EUA), Paris (França) e São Paulo (Brasil). Territórios onde a equipa feminina multidisciplinar, composta pelas investigadoras Elsa Lechner (CES), Clara Keating (CES), Graça Capinha (CES), Deolinda Adão (UC Berkeley), Graça dos Santos (Université Paris Nanterre), Karen Worcman (Museu da Pessoa) e Kimberly DaCosta Holton (Rutgers-Newark University), tem desenvolvido trabalhos dedicados às histórias de emigração portuguesa.

Articulando pessoas e instituições culturais e académicas, este projeto convida assim a um novo olhar sobre as histórias de emigração portuguesa, que segundo o grupo de cientistas sociais, constitui um património invisível da língua e cultura portuguesas, amplamente presente nas narrativas e histórias de vida dos emigrantes.

Financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, uma relevante fundação portuguesa com a missão filantrópica de fomentar o conhecimento e melhorar a qualidade de vida através das artes, ciência e educação, este projeto singular evidencia igualmente as enormes potencialidades e peculiaridades de trabalho do mundo académico no seio da diáspora portuguesa, um enorme e fecundo universo socio-histórico que tem necessariamente que ser estudado nas suas diversas dimensões e vertentes.

CARNAVAL DE FAFE TRAZ AS CRIANÇAS PARA A RUA

Mais de 2500 crianças desfilaram no Carnaval de Fafe

Mais de 2500 crianças do ensino pré-escolar e 1º ciclo participaram, esta manhã, no Desfile de Carnaval das Escolas. Depois de se concentrarem na Praça Mártires do Fascismo, as crianças percorreram várias ruas da cidade, contagiando todos com a alegria e folia do Carnaval.

DSA_8471A

Uma manhã diferente para os alunos das escolas de Fafe, com muita animação e fantasia.

O Presidente da Câmara Municipal, Raul Cunha, assistiu ao Desfile e revelou 'a sua satisfação pelo facto de as Escolas aderirem em massa a esta que é uma festa dos mais novos e que lhes proporciona momentos muito divertidos e alegres. É uma forma também de trazer um novo colorido à cidade. Um agradecimento especial a todas as crianças, pais, professores e auxiliares pelo contributo neste momento tão especial. Começamos o Carnaval da melhor forma em Fafe!"

DSA_8528

DSA_8539

DSA_8555

DSA_8633

 

IDOSOS DE FAFE BRINCAM O CARNAVAL

Mais de 250 idosos participam no Baile de Carnaval em Fafe

Cerca de 250 idosos de todo o concelho já confirmaram a sua presença, na próxima segunda-feira (12 de Fevereiro) no Baile de Carnaval Sénior, que decorrerá na Casa do Gandião, numa tarde que promete muita animação, música, surpresas.

São várias as instituições do concelho que participam nesta festa, promovida pelo Município de Fafe há vários anos, e que celebra o Carnaval junto dos mais velhos.

O encontro está marcado para as 14h30.

FB_IMG_1517864390168

FB_IMG_1517864397040

FB_IMG_1517864400726

CRIANÇAS DE FAFE DESFILAM NO CARNAVAL

Desfile de Carnaval das Escolas. Mais de 2500 crianças vão desfilar esta sexta-feira

No próximo dia 9 de Fevereiro, durante a manhã, entre as 09h30 e as 12h00, terá lugar o habitual Desfile de Carnaval das Escolas de Fafe.

Capturarf1

Mais de 2500 crianças do ensino pré-escolar e 1º ciclo são esperadas para fazer o percurso pela cidade, em representação de trinta e uma instituições de ensino concelhias.

Os alunos irão concentrar-se na Praça Mártires do Fascismo, pelas 09h30, altura em que se inicia o desfile pelas ruas da cidade.

O percurso a realizar passa pela Rua Trindade Coelho, Rua Serpa Pinto, Rua Major Miguel Ferreira, Rua Monsenhor Vieira de Castro, Cimo da Arcada – Rua António Saldanha, Praça 25 de Abril e Rua 31 de Janeiro. Termina novamente na Praça Mártires do Fascismo, pelas 12h00.

Esta é uma manhã diferente para os alunos das escolas de Fafe, com muita animação e fantasia.

Caso as condições climatéricas não permitam a realização do desfile, as crianças deslocar-se-ão para o Pavilhão Multiusos.

Capturarf2

DANIEL BASTOS É O NOVO LÍDER DO PS EM FAFE

Tomada de posse da nova Comissão Política do PS-Fafe

A nova Comissão Política Concelhia do Partido Socialista em Fafe, liderada por Daniel Bastos, toma posse no próximo sábado (10 de fevereiro) às 15h00, na Sala Manoel de Oliveira, no Teatro Cinema.

Daniel Bastos

A sessão pública de tomada de posse, contará com a presença do Presidente da Federação Distrital do PS-Braga, Joaquim Barreto, da Secretária-Coordenadora da JS-Fafe, Marisa Brochado, e do Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raúl Cunha.

A tomada de posse da nova Comissão Política Concelhia do Partido Socialista em Fafe, uma das maiores concelhias socialistas do distrito e do país, eleita com a moção “Unir, Renovar e Fortalecer”, marca assim o início de um renovado ciclo do PS em Fafe.

No decurso do mandato para o biénio de 2018/2020, a estrutura liderada por Daniel Bastos assume como principais linhas de orientação estratégica a união e fortalecimento da família socialista em Fafe; a envolvência e participação dos militantes na vida interna da secção; a representatividade da estrutura local nos órgãos distritais e nacionais do PS; a colaboração com o Executivo Municipal e o Grupo Parlamentar Municipal do PS na prossecução do desenvolvimento sustentado de Fafe; e a realização de campanhas mobilizadoras e dinâmicas que contribuam para uma grande vitória nacional do PS nas Eleições Europeias, assim como uma vitória nacional com maioria absoluta nas Eleições Legislativas de 2019.

RALLY SERRAS DE FAFE VAI PARA A ESTRADA

Rally Serras de Fafe: Reconhecimentos já no Sábado

O Rally Serras de Fafe, primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, vai para a estrada já em 17 e 18 de Fevereiro e como a tradição ainda é o que era, os reconhecimentos com os troços "fechados" acontecem já no próximo Sábado, dia 10 de Fevereiro.

Capturarrallyfafe

Foi há 31 anos que Fafe recebeu pela primeira vez uma prova do Campeonato Nacional e desde aí, de forma ininterrupta, os ralis fazem de Fafe a sua catedral. Uma das inovações da primeira edição da prova, foi a realização de reconhecimentos, com os traçados das classificativas encerrados, o que garante condições semelhantes às da prova, permitindo que os reconhecimentos possam ser realizados em condições de segurança ideias.

A tradição de "encerrar" as classificativas, condicionando o trânsito, para a realização dos reconhecimentos cumpre-se mais uma vez já no próximo Sábado, pelo que os inscritos no Rally Serras de Fafe, para o Campeonato de Ralis Norte e para a Taça FPAK de Ralis, vão ter o seguinte programa:

Montim - 08h00 - 09h15

Ruivães/Confurco - 09h30 - 11h00

Lameirinha - 11h15 - 12h15

Luilhas - 14h30 - 16h15

Gontim - 16h30 - 18h00

Os participantes no Troféu Europeu de Ralis, no Troféu Ibérico de Ralis e, claro, no Campeonato de Portugal de Ralis, vão fazer os reconhecimentos no próximo dia 15 de Fevereiro.

CÃES EM FAFE MOSTRAM A SUA RAÇA

XI Exposição Canina Nacional de Fafe é referência para Portugal. Certame decorre este fim de semana

No próximo fim-de-semana de 10 e 11 de Fevereiro, terá lugar, no Pavilhão Multiusos de Fafe, mais uma edição da Exposição Canina Nacional.

flyer-a5-expsocanino

Pela décima primeira vez, em Fafe, cerca de 560 cães de 100 raças diferentes irão a concurso. A iniciativa decorrerá no sábado, durante a tarde (a partir das 14h00), e no domingo, durante a manhã (a partir das 11h00).

A exposição é promovida pela Câmara Municipal de Fafe e pela Delegação Norte do Clube Português de Canicultura, e está aberta aos exemplares de todas as raças e variedades oficialmente reconhecidas, registados em livros de origens ou com registos iniciais emitidos por organismos reconhecidos pela Fédération Cynologique Internationale.

O certame vai contar, nesta edição, com a presença de vários expositores locais, em representação de diferentes produtos regionais.

A Exposição Canina Nacional de Fafe é uma das três maiores referências em Portugal entre este tipo de certame. Com resultados ao nível de concorrentes e espectadores destaca-se nas várias mostras patentes nos maiores parques expositores do país.

FAFENSES QUEIMAM PAI DAS ORELHAS

Queima do Pai das Orelheiras marca Carnaval em Fafe. Crianças e Seniores com festa marcada. Cinco dias de folia pelo concelho

A Queima do “Pai das Orelheiras” volta a estar na agenda do Carnaval fafense e está marcada para o próximo dia 13 de Fevereiro, terça-feira, na Praça 25 de Abril.

DSA_7249A

Depois de recuperada, em 2015, pelo Município de Fafe, esta tradição regressa à cidade, para agrado de miúdos e graúdos.

As festividades têm início marcado para as 21h00, com a Arruada de Bombos, que contará com a participação de Bombos da ARCO de Santo Ovídio,Bombos da CERCIFAF e do grupo Só Dava Assim, seguindo-se, às 21h15, o ritual de desejos e livramento de males, protagonizado pelo Teatro Vitrine/Grupo Nun'Álvares.

Haverá ainda tempo, antes da Queima do Pai das Orelheiras, para um momento de má língua e a leitura do testamento pelos Restauradores da Granja. A tradicional Marcha fúnebre tem início marcado para as 21h55 e fica a cargo da Banda Faz de Conta.

DSA_7163A

O evento, que vai contar com a presença e colaboração de várias associações recreativas e culturais do concelho, conhecerá o seu ponto mais alto aquando da queima do boneco, de grandes dimensões, pelas 22h00.

Dança, música e muita animação não faltarão durante a festa no centro da cidade.

Mas, o Carnaval no concelho começa logo na sexta-feira, dia 9, com o Desfile das Escolas que contará com a participação de mais de 2500 de crianças das escolas e jardins de infância do concelho que, vestidas a rigor, desfilarão pelas principais ruas da cidade. Um momento que leva inúmeras pessoas à rua e que alegra o centro da cidade, com muita música, cor, folia e fantasia.

Na segunda-feira, 12 de Fevereiro, é a vez do Baile de Carnaval Sénior. Mais de 200 idosos já confirmaram a sua presença nesta que é uma festa já tradicional e que leva alegria e animação aos nossos seniores. O encontro está marcado para a Casa do Gandião, a partir das 14h30.

A juntar a estas iniciativas, Fafe terá, novamente, muita animação pelas freguesias do concelho – vários desfiles, concursos de máscaras e animação tradicional.

DCS_4055

O Presidente da Câmara Municipal, Raul Cunha, destaca a importância de manter vivas as tradições da cidade.

“O Carnaval em Fafe abrange, como é habitual, um conjunto de dias, onde a animação e a folia são as palavras de ordem. As hostes começam com mais de 2000 crianças a desfilar pelas ruas da cidade, animando e dando o novo colorido ao centro da cidade. Durante o fim de semana, vão ser várias as iniciativas em algumas freguesias do concelho, com desfiles, concursos e bailes. Na segunda-feira, alargamos a festa aos nossos seniores, com o já tradicional Baile que acolhe a simpatia de centenas de idosos que se mostram sempre prontos para uma grande tarde de animação.

O momento grande do Carnaval, em Fafe, é a Queima do Pai das Orelheiras, que acontece na noite de terça-feira.

Quando em 2015 recuperámos esta tradição, percebemos que foi muito bem recebida pelos fafenses e, por isso, faz todo o sentido que continuemos esta marca. É importante preservarmos este tipo de tradições, que são uma marca da nossa identidade. Esperamos que este ano o bom tempo permita que tudo corra pelo melhor. Será uma grande festa e todos estão convidados assistir!”

DSA_7225A

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAFENSE VISITA OBRAS NO CAMPO DO ARÕES SPORT CLUBE

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha,  visitou, esta manhã, as obras de requalificação do Campo de Futebol do Arões Sport Clube.

DSA_8378A

Recorde-se que, na última Reunião de Câmara, foi aprovado, um subsídio na ordem dos 150 mil euros para apoiar o projecto de requalificação desta infraestrutura.

Raul Cunha considera este apoio “um apoio significativo de 150 mil euros, porque se trata de uma obra grande que mesmo em termos de engenharia não foi fácil, atendendo à necessidade de criar uma plataforma de modo a criar as dimensões que o estádio tem que ter para realizar as competições nacionais.

O Arões é um clube com um impacto grande na nossa região. Tem disputado campeonatos nacionais, sendo esta a segunda vez que o faz, e justifica-se este apoio que a Câmara está a dar, para além do apoio regular que vai dando para a sua actividade normal. Este é um clube que tem muita formação, com cerca de 200 jovens a dar os seus primeiros passos. É uma infraestrutura que fica ao serviço dos aronenses e dos fafenses em geral.

Este é mais um investimento na melhoria das condições para a prática desportiva das nossas colectividades e associações. Fafe, como sabem, tem uma politica de apoio às associações que manteremos.”

O Presidente do Arões Sport Clube, Vítor Castro, reconhece este como “um grande avanço para o Clube. Significa a oportunidade de ficarmos com condições para participar em Campeonatos Nacionais. É o 2º ano que o fazemos e era fundamental fazermos esta obra. É uma obra que fica para o futuro e que irá beneficiar não só a equipa sénior, mas também as equipas de formação.”

O custo total da obra é de cerca de 200 mil euros.

DSA_8381A

DSA_8394A

DSA_8396A

DSA_8400A

DSA_8409A

DSA_8411A