Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MARIZA CANTA EM VIANA DO CASTELO

image004

O CONCERTO DA MARIZA AGENDADO PARA AS 17H00 DO DIA 22 DE OUTUBRO, POR MOTIVOS DE FORÇA MAIOR, SERÁ DIA 21 DE OUTUBRO ÀS 17HORAS

Informamos que os bilhetes para o concerto da MARIZA, a realizar no Centro Cultural de Viana do Castelo, dia 21 de outubro, às 17h00, estão disponíveis para venda a partir de hoje,dia 19 de setembro, 9h00.

LOCAIS DE VENDA:

  • Teatro Municipal Sá de Miranda:

               Segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00

               Dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00

               Sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

  • Centro Cultural de Viana do Castelo, no dia do espetáculo, entre as 18h00 e as 22h00, se a lotação não estiver esgotada.          

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6 anos

CUSTO DO BILHETE: 15€ plateia | bancada

NOTA IMPORTANTE | reservas por e-mail:

  • Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, para o  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt, (indicando Nome, NIF e lugar pretendido - plateia ou bancada), enviados a partir das 9h00 (todos os emails que entrarem antes das 9h00 do dia 19 de setembro não serão válidos). Estas reservas serão  consideradas por ordem da hora de chegada.

Após confirmação da disponibilidade, o levantamento dos mesmos deverá ser efetuado no dia seguinte, caso contrário a reserva ficará sem efeito.

MARIZA CANTA EM VIANA DO CASTELO

image001

Os bilhetes para o NOVO concerto da MARIZA, a realizar no Centro Cultural de Viana do Castelo, dia 22 de outubro, pelas 17h00, serão colocados à venda no próximo dia 19 de setembro, a partir das 9h00.

LOCAIS DE VENDA:

Teatro Municipal Sá de Miranda:

Segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00

Dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00

Sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

Centro Cultural de Viana do Castelo, no dia do espetáculo,  entre as 14h00 e as 17h00, se a lotação não estiver  esgotada.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6 anos

CUSTO DO BILHETE: 15€ plateia |bancada

NOTAS IMPORTANTES:

Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, para o  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt, (indicando Nome, NIF e lugar  pretendido - plateia ou bancada), a partir das 9h00 (todos os emails que entrarem antes das 9h00 não serão válidos).

O levantamento deverá ser efetuado no dia seguinte e após confirmação da disponibilidade, caso contrário a reserva  ficará sem efeito.

  • Não há lugares marcados.

AMARES: GRANDE NOITE DE FADO EM BOURO SANTA MARIA

O Largo do Terreiro ganhou, na noite de sábado, um brilho especial naquela que foi a terceira edição da iniciativa "Amares em Fado". O espetáculo musical, dedicado à música classificada como Património Imaterial da Humanidade, foi abrilhantado pelas vozes de Filomeno Silva e Liliana Macedo, acompanhados pelo duo de guitarristas do concelho de Amares: Artur Carlos Caldeira, na guitarra portuguesa, e Daniel Paredes, na guitarra clássica.

"Amares em Fado" foi uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Amares, com o apoio da Junta de Freguesia de Bouro Santa Maria.

DSC05560.jpg

DSC05564.jpg

DSC05598.jpg

DSC05599.jpg

DSC05609.jpg

FADO E FOLCLORE ANIMAM PONTE DA BARCA

Festival Internacional de Folclore 'O Mundo a Dançar' e Noite de Fado dinamizaram fim de semana em Ponte da Barca

IMG_0275.jpg

Foi com dois espetáculos, muito distintos entre si, mas de grande valor cultural que decorreu o último fim de semana em Ponte da Barca. Na sexta-feira, o Festival Internacional de Folclore – O Mundo a Dançar abrilhantou uma vez mais a Praça da República que encheu para ver e ouvir os costumes e tradições através das danças, músicas e trajes de grupos vindos do México, Quénia, Rússia e Tailândia.

No sábado, as atenções centraram-se no Jardim dos Poetas, o magnifico cenário que acolheu a Noite de Fado com Marla Amastor.

IMG_0370.jpg

CELORICO DE BASTO VIVEU NOITE DE FADOS

Decorreu em Celorico de Basto uma noite de fados, uma atividade inserida no cartaz cultural promovido pelo Município de Celorico de Basto durante o mês de agosto. A ação teve lugar na Praça Albino Alves Pereira, no dia 04 de agosto.

_DSC7632.jpg

Os Fados apresentados são amplamente conhecidos e foram interpretados pelo grupo celoricense Basfado, um espetáculo que contou com uma vasta plateia que não quis perder esta noite de fados.

“O fado faz parte do património imaterial de todos os portugueses, são músicas que abraçam a saudade e que, nesta altura de emigrantes, ganham um sentido ainda mais especial na nossa região” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Procuramos desenvolver um cartaz cultural cada vez mais diversificado e se possível, recorrendo a grupos locais promovendo o que de melhor se faz na nossa terra” disse.

_DSC7646.jpg

Durante duas horas de espetáculo, os Basfado apresentaram temas como “A chuva” de Jorge Fernando, “Sagitário” de Camané, “a moda das tranças pretas” de Vicente da Câmara, “a Carmencita” de Amélia Rodrigues e “Asas” de Cátia Guerreiro, entre muitos outros temas amplamente reconhecidos pelo público em geral.

Este grupo é constituído por 9 elementos do concelho de Celorico de Basto e interpreta o típico fado de Lisboa.

_DSC7662.jpg

FAFENSES VÃO AOS FADOS

‘Fado na Arcada’ com Cláudia Madur

Na próxima sexta-feira, 4 de Agosto, a noite é dedicada ao Fado.

A iniciativa ‘Fado na Arcada’, promovida pelo Município, traz, a Fafe, Cláudia Madur. Nascida em Baião, distrito do Porto, a 30 de Novembro de 1983, desde cedo se apaixonou pela música. Aos 6 anos iniciou a sua formação musical na “Casa da Música de Baião”. O seu début como fadista profissional ocorreu em Junho de 2006 e desde então tem sido convidada para os mais variados espectáculos por todo o país.

3470767832_73a5a5da6b.jpg

Em 2009 gravou o seu primeiro trabalho discográfico “Fado Sem Tempo”, maioritariamente com poemas originais (alguns de sua autoria) interpretados em melodias de fados tradicionais. Produzido por Artur Caldeira, conta com o mesmo na Guitarra Clássica, o veterano José Luís Nobre Costa na Guitarra Portuguesa e José Fidalgo no Contrabaixo.

Este CD abre-lhe as portas à internacionalização, passando a realizar espectáculos em países como Espanha, França, Alemanha, Estados Unidos, Suíça, Dinamarca, Chipre e Turquia. Algumas das suas faixas foram incluídas em edições de divulgação nacional e internacional do Fado: “Ser Fadista” e “Porto Sentido” foram integrados na colectânea nacional “Divas Do Fado” da editora Difference Entertainment e a sua versão de “Ó Gente da Minha Terra” integra a colectânea internacional “Beginner's Guide To Fado” da editora Demon Music Group.

O espectáculo, de entrada livre, tem inicio marcado para as 22h00. 

TERRABOURENSES VÃO AOS FADOS

Terras de Bouro prepara-se para receber grande noite de fado

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro irá realizar a sua 2.ª Gala de Fado no próximo dia 21 de julho, pelas 22.00 horas, na Praça do Município.

Cartaz_-_II_Gala_de_Fado 2017.jpg

Aguardado com a habitual expetativa, este evento impar reunirá, numa só noite, alguns prestigiados nomes do fado da região. Além de diversos nomes ligados ao fado, o evento contará com a participação de alguns alunos da Escola de Música do Centro Municipal de Valências.

Será um evento memorável que proporcionará a todos os presentes um agradável momento numa noite que se espera de muita animação.

SILÊNCIO QUE SE VAI CANTAR O FADO… NA AMADORA!

Gente d’Entre-o-Douro-e-Minho também aprecia o fado

Apagam-se as luzes e, no cenário melancólico de iluminação ténue a lembrar o ambiente fadista e notívago de outrora, das ruelas dos bairros alfacinhas, eis que se soltam as primeiras notas pungentes das cordas de uma guitarra bem portuguesa. O Grupo de Danças e Cantares Alto do Moinho, em Alfragide, realizou uma vez mais a “Noite de Fados”, um momento que o público revive com a força e sentimento que lhe vai na alma.

18157678_1417068551670143_1340064055718003422_n (1).jpg

Acompanhados à guitarra por Alfredo da Sé e à viola por Filipe Campos, o espectáculo contou com a participação dos fadistas Fátima Moedas, Liliana Santos, Leonardo Pereira, Jacinto Frango, Vítor Cordeiro e Rui Santos.

Perdem-se nos tempos as origens do fado e as influências várias que recebeu. Expressão musical de raíz popular interpretada pelas classes sociais mais baixas da sociedade, o fado destinava-se a relatar de forma plangente as ocorrências tristes da sua vida, a sina da vida e a fatalidade, em síntese o fado a que a gente humilde estava condenada.

Considerado pelos ideólogos do Estado Novo como uma forma de expressão musical decadente – contrastando com o vigor e a alegria do folclore – o fado foi retirado dos becos de Alfama, Mouraria e dos retiros das hortas e encaminhado para casas típicas onde, após depurado do seu carácter original e genuíno, converteu-se numa cançoneta recomendável às famílias e rentável ao turismo.

Actualmente, o fado conta com cada vez maior número de intérpretes e apreciadores, facto a que seguramente não é alheio o aparecimento de várias escolas de aprendizagem do fado, a organização de eventos de grande dimensão e, mais recentemente, o reconhecimento pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade. Para tráz ficou a narrativa que constituía a essência e razão de ser da designação que para sempre adoptou – o Fado!

Fotos: Manuel Santos

18157897_1417068125003519_2924203533705140746_n (1).jpg

18194135_1417068315003500_5142265583707560896_n (1).jpg

18198658_1417079958335669_3052644586519580407_n (1).jpg

18199176_1417068241670174_2619270377657413468_n (1).jpg

18268177_1417068441670154_4081321891711757642_n (1).jpg

18268539_1417069071670091_1872813584533274762_n (1).jpg