Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

REDE LOCAL DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE FAFE RENOVA COMPROMISSO

Parceiros assinaram ontem um novo protocolo de cooperação para o quadriénio 2018-2021

As trinta e duas entidades que compõem a Rede Local de Educação e Formação de Vila Nova de Famalicão renovaram ontem a sua vontade de continuar a trabalhar de forma articulada e concertada para o sucesso educativo e profissional do concelho famalicense.

image56294

A assinatura do protocolo de cooperação da Rede para o quadriénio 2018-2021 realizou-se esta quarta-feira, dia 14, numa cerimónia que decorreu na Casa do Território, no Parque da Devesa e que contou com a presença, entre outras, do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, do vereador da Educação da autarquia, Leonel Rocha, e da subdelegada regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), Elsa Teixeira.

Para o edil famalicense, a relevância do trabalho desenvolvido até hoje pela Rede é razão suficiente para que haja esta “renovação de compromissos” que, diz, em muito beneficia a comunidade. “Isto vem permitir a convergência de muitas propostas, ângulos e visões no setor da Educação e da Formação. Conseguimos uma concertação do ponto de vista das ofertas e das respostas e isso é extremamente benéfico, porque aquilo que o concelho tem conseguido a este nível tem repercussões do ponto de vista da vivência social”, explica.

Paulo Cunha agradeceu ainda a disponibilidade demonstrada por todos os parceiros para integrarem este projeto, lembrando que a comunidade espera dos diversos intervenientes da Rede “uma capacidade de observação e de monitorização das características específicas deste território e uma permanente atenção acerca das nossas necessidades do ponto de vista da empregabilidade”.

Elsa Teixeira, do IEFP, elogiou a atuação concertada levada a cabo nos últimos anos pela Rede Local de Educação e Formação de Famalicão, manifestando o total interesse e disponibilidade da instituição que representa para continuar a ter um papel ativo na procura coletiva de soluções adaptadas ao município.

Formalizada em 2009, refira-se que a Rede Local de Educação e Formação de Vila Nova de Famalicão tem vindo a desenvolver um trabalho de grande relevância, com resultados validados e reconhecidos a nível nacional, pela atuação conjunta e concertada na definição de objetivos e metas a alcançar, nos domínios da educação e formação escolar e profissional da população local.

image56297

FAFE PROMOVE "CONVERSAS NO MUSEU DA EDUCAÇÃO"

As ‘Conversas no Museu da Educação’, promovidas pelo Município de Fafe, continuam este mês. Desta feita, a próxima sessão, que decorre a 27 de Fevereiro, tem como tema ‘O meu Professor é o melhor do mundo’ e irá recordar os professores, naturais de Fafe, Rui Valente e Miguel Monteiro.

DSA_8233A

FAFENSES DEBATEM PRÁTICAS PEDAGÓGICAS

Conversas no Museu da Educação: O Meu Professor é o melhor do mundo

As ‘Conversas no Museu da Educação’, promovidas pelo Município de Fafe, continuam este mês. Desta feita, a próxima sessão, que decorre a 27 de Fevereiro, tem como tema ‘O meu Professor é o melhor do mundo’ e irá contar com a presença dos professores, naturais de Fafe, Rui Valente e Miguel Monteiro.

DSA_8233A

Recorde-se que, ao longo deste ano, o Museu da Educação, localizado na freguesia de S. Martinho de Silvares, vai ser palco, de diversas Conversas, com temas e convidados distintos, sempre em torno da temática educativa, numa iniciativa do Município de Fafe, com o apoio da Junta de Freguesia local, no sentido de dinamizar este espaço museológico inaugurado em Junho de 2017.

Tratam-se de conversas informais, abertas ao público e com entrada livre.

CELORICO DE BASTO DESTACA-SE NO ENSINO PROFISSIONAL

Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto demarca-se a nível nacional

Classificada em 2º lugar no ranking nacional das melhores escolas profissionais do país, a Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto mostra-se uma referência no ensino profissional, numa classificação que envolveu 671 escolas com ensino regular e profissional.

Escola Agricola de Fermil

O ranking nacional de 2017 deixa Celorico de Basto num patamar de excelência no que respeita ao ensino profissional. “É com muito orgulho que verificamos esta classificação e não é nada que não estivéssemos à espera. A escola profissional de Fermil tem vindo a aprimorar o ensino profissional, apetrechando-se com as melhores condições para proporcionar o melhor ensino aos alunos. Os alunos são preparados para, terminando o ciclo de estudos, exercerem uma profissão, com profissionalismo e conhecimento ou ingressarem no ensino superior com condições para atingir elevados níveis de sucesso” disse o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, orgulhoso desta classificação.

A Escola Profissional de Fermil ficou classificada em 2º lugar enquanto escola profissional e em 129 do ranking geral. Esta escola apresenta, neste momento, os cursos de Técnico de Gestão Equina, Técnico de Recursos Florestais e Ambientais, Técnico de Processamento e Controlo De qualidade Alimentar, Técnico Auxiliar de Saúde, Técnico de Gestão Agropecuária, Técnico de Restauração, Cozinha e Pastelaria e Técnico de Instalações Elétricas.

O diretor da Escola, Fernando Fevereiro, disse que este resultado é fruto de muito trabalho, de muita dedicação e da motivação de todos, alunos e professores. “Nada se consegue de forma individual, este resultado é fruto do trabalho de todos, um trabalho que tem vindo a atingir resultados de excelência. É muito bom ver que os nossos alunos saem da nossa escola com o saber/fazer necessário para ingressar no mercado do trabalho, e que se quiserem podem continuar para o ensino superior em iguais e em situações específicas, atrevo-me a dizer, em melhores condições, que os alunos do ensino recorrente” reforçou. “Temos vindo a desenvolver as melhores condições físicas, adquirindo equipamentos e meios fundamentais para o ensino prático sempre com o apoio fundamental de toda a Comunidade Escolar e da Câmara Municipal de Celorico de Basto, sem a qual seria muito difícil atingir este patamar”.

A Escola Profissional de Fermil é, desde 2005, de natureza pública e tem vindo a atrair cada vez mais alunos aliciados pelos cursos lecionados.

D4160330-C8A9-4573-B14D-BADF72005914

EXECUTIVO VIZELENSE REÚNE COM ESTABELECIMENTOS DE ENSINO

Executivo Municipal reuniu com agrupamentos de escolas e DGESTE

Realizou-se no dia 5 de fevereiro, no edifício sede do Município, no âmbito da conclusão do mês dedicado à Educação, uma reunião do Executivo Municipal com os diretores dos agrupamentos de escolas e o Delegado Regional do Norte da DGESTE - Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, Dr. José Mesquita.

reunião DGESTE

Na reunião foram debatidas questões transversais a todos os agentes educativos e sociais do Concelho, que surgiram da auscultação da comunidade educativa, ou seja, a avaliação de necessidades prementes de algumas das instalações escolares mais degradadas, a delegação de competências nas Juntas de Freguesias para a agilização de procedimentos de funcionamento corrente das escolas, a promoção do sucesso educativo dos nosso alunos, a articulação entre as instituições educativas e sociais do Concelho, a articulação entre as necessidades empresariais e a oferta formativa no Concelho.

De relembrar que o Executivo Municipal dedicou o mês de janeiro à educação, onde entre outras iniciativas, foram realizadas visitas a todas as escolas do Concelho, com o objetivo de fazer uma avaliação e levantamento das necessidades de cada estabelecimento de ensino.

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS REUNE HOJE, EM LISBOA, COM MINISTRO DA EDUCAÇÃO, DOUTOR TIAGO BRANDÃO RODRIGUES

Armando Loureiro, Presidente da APEFA vai reunir-se, hoje, 8 de fevereiro, às 16 horas no Ministério da Educação, na 5 de outubro, em Lisboa, com o Senhor Ministro da Educação, Doutor Tiago Brandão Rodrigues.

Na audiência, a APEFA dará conta da preocupação com a estabilidade e a naturalização da Educação de Adultos em Portugal e a carência de resposta para o flagelo da alfabetização literal que afeta mais de meio milhão de portugueses que não sabem ler nem escrever. Destes, um terço em idade ativa!

Para ultrapassar  esta problemática que descaracteriza um Portugal desenvolvido e europeu, a APEFA vai apresentar ao senhor Ministro da Educação oprojeto inovador “Percursos de Cidadania Alfabetização Solidária”, uma iniciativa piloto em implementação no Porto e reclamar do Ministerio da Educação apoio e determinação politica dado tratar-se de um trabalho plural, colaborativo interinstitucional podendo o mesmo disseminar-se a todo o território como resposta efetiva ao flagelo do analfabetismo.

Outra das preocupações da APEFA são os Centros Qualifica e o novo modelo de Educação de Adultos para o país.

8 de fevereiro de 2018

A Direção da Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos

MINISTRO DA EDUCAÇÃO VISITA ACADEMIA DE MÚSICA DE CABECEIRAS DE BASTO

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitou na passada sexta-feira, dia 2 de fevereiro, a recém-criada Academia de Música de Cabeceiras de Basto, sediada no edifício da Junta de Freguesia de Refojos de Basto, Outeiro e Painzela.

Ministro Educação visitou Academia de Música

Acompanharam o ministro nesta visita o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, o presidente da Assembleia Municipal, Joaquim Barreto, vereadores, presidentes de Junta e demais autarcas, o presidente da Academia de Música, João Pacheco e restantes diretores, professores e alunos, o delegado Regional de Educação do Norte, a diretora do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, entre outros convidados e público em geral.

Depois do descerramento da placa e da visita às instalações da Academia de Música, o ministro “saudou” o “movimento filantrópico” que deu origem à Academia, desejando que os jovens possam “fruir de todas as suas valências”.

Deixando palavras de congratulação à Banda Cabeceirense que incutiu nos jovens, ao longo dos anos, o gosto pela música e à Academia por dar continuidade ao legado de formação da Banda, Tiago Brandão Rodrigues afirmou que “este momento é muito mais do que um encontro de amigos. É um compromisso de todos e é recompensador ver que ainda nos congregamos todos com a filantropia de tantos que dão tantas horas do seu tempo” em prol de muitos outros.

Salientando que a Academia “é um convite a que as novas gerações sejam cada vez mais qualificadas nesta área da música”, o ministro desafiou os mais novos a serem “pela música absolutamente felizes”.

Nas suas palavras, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto disse que “o nascimento desta Academia há cinco ou seis meses atrás, que a Câmara Municipal acarinhou desde a primeira hora, é fruto do dinamismo das gentes locais. Orgulhamo-nos de ter em Cabeceiras de Basto gente empreendedora, gente capaz de abraçar novos desafios e de os levar por diante. Orgulhamo-nos de ter em Cabeceiras de Basto um movimento associativo muito significativo, muito dinâmico, e que tem sido verdadeiro parceiro das autarquias na construção de uma terra mais rica, mais desenvolvida, mais solidária e mais justa”.

Em 2020 a Banda Cabeceirense completará 200 anos. Trata-se da associação mais antiga do concelho, um verdadeiro embaixador desta terra de Basto, responsável pela descoberta de novos valores e que tem sido o ponto de partida para a formação musical de tantas crianças e jovens, destacou Francisco Alves, fazendo referência aos talentos musicais, hoje de renome nacional e internacional, “que provam a preponderância e a qualidade inequívocas da formação musical que na Banda Cabeceirense, ao longo dos anos, através da sua escola de música, as crianças e jovens vão assimilando”.

Para o presidente da Câmara, com a criação desta Academia “vimos alargada a oferta formativa no concelho e na região, complementando a oferta da própria Banda Cabeceirense. É, por isso, para a Câmara Municipal, um projeto de interesse público que saudamos e desejamos ver crescer e ter sucesso. Estou certo que continuaremos a ver nascer em Cabeceiras de Basto talentos que espalharão pelo país e pelo mundo o prestígio das gentes de Cabeceiras de Basto”.

Por seu turno, o presidente da Assembleia Municipal sublinhou que “este é um projeto de voluntariado, que conjuga pessoas de diferentes áreas de formação e de diferentes idades num ambiente de cooperação e colaboração”, designadamente entre a Academia,  o Ministério da Educação, a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia de Refojos, Outeiro e Painzela, o Agrupamento de Escolas, a Banda Cabeceirense, entre outras entidades. Joaquim Barreto aproveitou o momento para “saudar a Academia pelo valor que tem e por formar a juventude”, especialmente na área da música.

Na sua intervenção, o presidente da Academia de Música, João Pacheco, deixou o seu agradecimento a todos quantos acreditaram neste projeto e que “connosco vão tornar possível o ensino da música em Cabeceiras de Basto”. Reconheceu, ainda, “o trabalho voluntário de tanta gente” em prol da viabilidade desta nova oferta formativa na área musical.

ESPOSENDE APOIA PRÉ-ESCOLAR E 1º CICLO

Município de Esposende apoia atividades da Educação Pré-escolar e 1.º Ciclo

Empenhado em promover a igualdade de acesso a todos os alunos a uma educação e ensino de qualidade, o Município de Esposende mantém a aposta na Educação e o apoio às escolas.

centro escolar

Neste sentido, em reunião do executivo, a Câmara Municipal aprovou a atribuição de verbas no montante de 21 516 euros aos Agrupamentos de Escolas do concelho, para comparticipação de despesas decorrentes das atividades desenvolvidas na Educação Pré-Escolar e no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Em causa está o valor de 12 euros por aluno, abrangendo um total de 1 793 alunos, designadamente 483 do Pré-Escolar e 1310 do 1.º Ciclo.

O Agrupamento de Escolas António Correia de Oliveira receberá o montante de 12 924 euros e o Agrupamento de Escolas António Rodrigues Sampaio 8 592 euros, sendo uma parte dessa verba transferida diretamente para os Agrupamentos e outra parte, em espécie, permite a aquisição de materiais pedagógico-didáticos em papelarias locais, por parte dos diversos estabelecimentos de educação/ensino dos Agrupamentos de Escolas, até aos montantes identificados.

“Considerando as inúmeras atividades desenvolvidas pelas escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico e Jardins de Infância da rede pública, o Município tem vindo a garantir condições para uma oferta educativa de qualidade, designadamente através da comparticipação de despesas diversas, nomeadamente as que se reportem a atividades educativas”, sublinha o Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, realçando que a aposta na Educação continua no topo das prioridades do Município.

CÂMARA MUNICIPAL DE BARCELOS ATRIBUI BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR

Alunos barcelenses beneficiam de bolsa de estudo na primeira fase de candidaturas

Foram admitidas 144 candidaturas às bolsas de estudo do ensino superior, sendo atribuídas 112 pela Câmara Municipal de Barcelos, devido ao facto de as restantes serem beneficiárias de bolsa da Direção Geral do Ensino Superior (DGES), em valor superior à atribuída pelo Município.

As bolsas são distribuídas pelos diferentes escalões, com base no rendimento per capita. A lista dos candidatos admitidos à primeira fase de atribuição das bolsas de estudo do Município, para o ano letivo 2017/2018, encontra-se publicada no sítio do Município em http://cm-barcelos.pt. O prazo limite para reclamações é de 10 (dez) dias úteis após a publicação.

No presente ano letivo, candidataram-se 238 estudantes, tendo sido excluídos 73, de acordo com os critérios constantes do Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo do Município de Barcelos.

As bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no estabelecimento de ensino superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais e é complementar com a bolsa de estudo do estabelecimento de ensino superior frequentada.

Este apoio visa apoiar os estudantes com escassos recursos económicos, com o objetivo de minimizar as dificuldades económicas das famílias.

O montante a atribuir nesta primeira fase totaliza 81.949,50€.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

FAFENSES DEBATEM HISTÓRIAS DA ALFABETIZAÇÃO

Conversas no Museu da Educação: História de Alfabetização

Decorreu, no final da tarde de ontem, a primeira ‘Conversa no Museu da Educação’. Debruçada sobre o tema ‘Histórias da Alfabetização’, foram passados em revista métodos e experiências de alfabetização, quer de crianças, quer de adultos, por docentes do concelho, como os professores António Barros e Fernanda Aguiar. Marcou também presença na iniciativa o Vereador da Cultura da Câmara Municipal, Pompeu Martins, o Presidente da Junta de Freguesia de Silvares S. Martinho, Carlos Carneiro, e o Historiador Artur Coimbra.

DSA_7727A

Recorde-se que, ao longo deste ano, o Museu da Educação, localizado na freguesia de S. Martinho de Silvares, vai ser palco, de diversas Conversas, com temas e convidados distintos, sempre em torno da temática educativa, numa iniciativa do Município de Fafe, com o apoio da Junta de Freguesia local, no sentido de dinamizar este espaço museológico inaugurado no passado mês de Junho.

Tratam-se de conversas informais, abertas ao público e com entrada livre.

DSA_7741A

DSA_7744A

DSA_7750A

DSA_7778A

DSA_7802A

DSA_7804A

DSA_7805A

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE FAMALICÃO VISITA ESTABELECIMENTO DE ENSINO

Paulo Cunha visitou Escola Básica de Oliveira Santa Maria

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, retomou na passada quinta-feira, 18 de janeiro, o ciclo de visitas às escolas do pré-escolar e 1.º ciclo do concelho.  

AFS_2580

Acompanhado pelo vereador da Educação do Município, Leonel Rocha, o autarca almoçou na companhia dos alunos, corpo docente e direção da Escola Básica de Oliveira Santa Maria, num momento de proximidade que serviu, sobretudo, para uma troca de ideias com a comunidade educativa.

Paulo Cunha aproveitou a oportunidade para desejar a todos um bom ano escolar, lembrando que a autarquia continua empenhada na sua missão de construir uma boa escola em Vila Nova de Famalicão.“A nossa tarefa não termina quando se renovam edifícios ou quando deixam de haver problemas infraestruturais. A escola é muito mais do que as paredes da sala. A escola é aquilo que acontece dentro dessas paredes e, por isso, não podemos dar por concluída a nossa missão”,disse.

Recorde-se que foi no final de 2014 que Paulo Cunha iniciou este périplo pelas escolas do concelho que leva o autarca a inteirar-se das reais condições em que é desenvolvido o processo educativo em Vila Nova de Famalicão.  

FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO PREMEIA AGRUPAMENTOS DE ESCOLAS DE PONTE DE LIMA

O Município de Ponte de Lima congratula-se com os prémios alcançados por três estabelecimentos de ensino do concelho de Ponte de Lima, atribuídos pela Fundação Ilídio Pinho, na 15ª Edição do Prémio Ciência na Escola.

15ª edição Fundação Ilídio Pinho

No total, foram premiados seis projetos apresentados pela Escola Básica António Feijó, pela Escola Básica de Freixo e pela Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima. Os seis projetos agora premiados, dinamizados pela comunidade escolar, vêm reafirmar a qualidade do ensino no concelho de Ponte de Lima e o empenho aplicado pelos diferentes agrupamentos na realização e concretização dos diferentes projetos pedagógicos.

A Fundação Ilídio Pinho visa estimular o interesse de todos os alunos, da Educação Pré-Escolar, do 1º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e Secundário, pelas ciências e áreas tecnológicas, através do apoio a projetos inovadores.

MUNICÍPIO DE FAFE APROVA “CONVERSAS” NO MUSEU DA EDUCAÇÃO

O Museu da Educação vai ser palco, ao longo deste ano, de diversas Conversas, com temas vários e convidados distintos, sempre em torno da temática educativa, numa iniciativa da Câmara Municipal de Fafe, que procura levar as pessoas a conhecer este espaço museológico, inaugurado há meio ano.

DSA_8233A

Localizado na Escola Deolinda Leite, aberta em 1892, na freguesia de S. Martinho de Silvares, em Fafe, o Museu situa-se num estabelecimento de ensino que deve a sua existência à iniciativa dos "brasileiros de torna-viagem" e historia os principais momentos do processo educativo no Município de Fafe, ao longo dos séculos XIX e XX, recriando ainda uma sala de aula dos anos do Estado Novo.

A primeira conversa acontece já a 23 de Janeiro, a partir das 18h00 e irá debruçar-se sobre as Histórias de Alfabetização, iniciativa que se repetirá mensalmente em torno de outras temáticas ligadas à Educação.

As Conversas são abertas ao público e de entrada livre.

DSA_8253A

Pompeu Martins, Vereador da Educação, reconhece esta como uma iniciativa ‘importante, não só para crianças e jovens, mas também para a comunidade em geral, uma vez que a ideia é que todos possam estar em contacto com este espaço e conhecer uma das marcas dos "brasileiros torna-viagem" no concelho. Esta escola é um dos importantes legados deixados pelos "brasileiros". Por isso, consideramos que, pela beleza do edifício e pela sua história, é o espaço ideal para acolher este tipo de iniciativas.

As ‘Conversas no Museu’ são de entrada livre e esperamos que sejam muitos aqueles que nos visitem. Vamos contar com vários oradores convidados e cada conversa terá uma temática diferente, abordando sempre questões do foro educativo, numa perspectiva lúdica, mas também de contemporaneidade e desafios para o futuro.

A par da iniciativa ‘Conversas no Museu’, decorará ainda, durante o mês de Fevereiro, a Exposição ‘Brincar no Recreio’, e, em Setembro, a Exposição ‘Heróis e brinquedos de outros tempos’. A entrada é livre.

WEB-modelo

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

No passado dia 18 de Dezembro decorreu a reunião do Conselho Municipal de Educação, órgão que tem por objetivo promover, a nível municipal, a coordenação da política educativa, articulando a intervenção no âmbito do sistema educativo.

conselho municipal de educação3

Presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, a reunião tinha como primeira parte a apresentação do relatório de atividades do ano letivo transato, o qual contou com um forte investimento do Município no reforço da ação social escolar, dos transportes escolares, sobretudo ao nível do pré-escolar e ainda, as obras de requalificação da EB 2,3/S de Arcos de Valdevez, da EB de Sabadim e da EB de Távora. Também ao nível das atividades de animação socioeducativa, a Educação Ambiental englobou ações a sensibilização ambiental o Abraço à Floresta, o encontro das turmas vencedoras das campanhas de recolha de resíduos na Porta do Mezio, e o Projeto GNOMON – Escolas da Biosfera; da Promoção da Leitura com o concurso cria um Ex-libris, a Oficina da Escrita Criativa e Visitas à Biblioteca Municipal; da História e Património, com o projeto Adota um Monumento (Paço de Giela) e a Recriação Histórica do Recontro de Valdevez; da Educação para as Artes, Cultura e Bem-estar, com atividades de expressão musical, expressão plástica, desporto, Yoga e Atividades Culturais Complementares da Casa das Artes (teatro, musica), bem como os ciclos festivos com as Festas de Natal, o Desfile de Carnaval, o Mês de Prevenção dos Maus Tratos Infantis e a Comemoração do Dia Mundial da Criança.

 Relativamente ao Plano de Atividades para o próximo ano letivo, para além da continuidade das atividades desenvolvidas no ano anterior, destaca-se uma nova área de atividade relacionada com a Educação Financeira e o Programa da Escola Saudável. A primeira prevê, em articulação com a Fundação Cupertino Miranda, a realização de um conjunto de ações de visam transmitir aos alunos conhecimentos de educação financeira, para que se consciencializem da importância do dinheiro e possam adquirir competências que lhes permitam a tomada de decisões corretas e informadas no futuro, contribuindo para que sejam consumidores mais responsáveis. Já a segunda trata-se de um plano estruturado com o objetivo primordial de incutir hábitos saudáveis à comunidade escolar, quer alimentares, quer desportivos, e promover a sua passagem para a população arcuense.

Está também previsto no plano de atividades 2017/2018 o desenvolvimento do projeto, Schooll 4All – Arcos de Valdevez o qual congrega um conjunto de ações promotoras do sucesso escolar, que têm por base o trabalho desenvolvido ao nível da CIM – Alto Minho no que concerne ao diagnóstico e caraterização do sistema educativo do Alto Minho e que resultou na elaboração do Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PIICE).

conselho municipal de educação

conselho municipal de educação2

JOVENS DE CABECEIRAS DE BASTO APRENDEM A CONHECER SERTES VIVOS ESTUDADOS ATRAVÉS DO SISTEMA ELETROPRODUTOR DO TÂMEGA

Iberdrola promoveu ação de cariz ambiental e educativo em Cabeceiras de Basto

A Iberdrola e a Biosfera, em colaboração com a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, promoveram ontem, dia 23 de novembro, no auditório do Centro Hípico, o workshop ‘Fauna e Flora’ onde as crianças e jovens tiveram a oportunidade de conhecer as várias espécies de seres vivos estudados no contexto ambiental do Sistema Eletroprodutor do Tâmega – um dos maiores projetos hidroelétricos levados a cabo na europa nos últimos 25 anos – sistema que integra a construção das barragens do Alto Tâmega, de Gouvães e Daivões com implicações no território de Cabeceiras de Basto.

Iberdrola promoveu ação de cariz ambiental e educativo em Cabeceiras de Basto (1)

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, e a vereadora Dra. Carla Lousada acompanharam as crianças do Agrupamento de Escolas na visita à exposição de dezenas de plantas, invertebrados, peixes, mamíferos, aves e anfíbios, espécies que estiveram expostas ao longo de seis pontos de paragem, num percurso cheio de surpresas preparado pela Biosfera.

Iberdrola promoveu ação de cariz ambiental e educativo em Cabeceiras de Basto (2)

Os mais pequenos ficaram a conhecer ao vivo a margaritífera - espécie ameaçada de mexilhão-de-rio, presente no rio Beça; várias espécies de peixes, tais como a enguia como espécie protegida ou o escalo, espécie presente no rio Beça; também as árvores mais abundantes da zona norte de Portugal como é exemplo o pinheiro, o sobreiro ou a nogueira e ainda alguns macroinvertebrados como os insetos aquáticos em fase larvar; também a conhecida vaca-loura e a lagarta, mais tarde borboleta, da couve.

Esta é uma iniciativa que surge da aposta da Iberdrola em ações de cariz ambiental, cultural, educativo e social que visam dinamizar e promover o conhecimento relativos à fauna e flora da região, junto dos municípios mais envolvidos na construção do Sistema Eletroprodutor do Tâmega.

Este empenho traduz-se na aposta da Iberdrola em promover a integração e envolvimento da população mais jovem da região do Tâmega, nomeadamente do Município de Cabeceiras de Basto no que diz respeito aos temas relacionados com as ações de monitorização, levantamento e minimização de impactos junto das espécies e dos seus habitats realizados pela Biosfera, empresa responsável pelos trabalhos de fauna e flora, no âmbito dos estudos ambientais do Sistema Eletroprodutor do Tâmega.

Iberdrola promoveu ação de cariz ambiental e educativo em Cabeceiras de Basto (3)

ESCOLAS DE PONTE DE LIMA ASSINALAM 500 ANOS DA REFORMA EM ATIVIDADE PEDAGÓGICA

Escolas do concelho de Ponte de Lima assinalam 500 anos da Reforma em atividade pedagógica

Mais de 200 alunos das escolas EB 2/3 de Freixo e de António Feijó participaram numa iniciativa evocativa dos 500 anos da Reforma Protestante que decorreu na passada quinta-feira, 16 de novembro, no Auditório Rio Lima. Em ambiente lotado, os estudantes assistiram a uma palestra informal, ministrada por Adalberto Hiller – diretor administrativo da Unidade de Ponte de Lima da Universidade Fernando Pessoa – que destacou o essencial da vida e obra do monge alemão responsável pela renovação teológica do cristianismo, pela tradução do Novo Testamento para alemão – trabalho que proporcionou o acesso às Escrituras sem a mediação do clero -, e pela propugnação de um ensino universal, obrigatório e gratuito para todas as franjas da população sem constrangimentos de género e de estatuto social.

Escolas do Concelho (Medium)

A atividade de pendor didático, promovida pelo Município de Ponte de Lima como complemento curricular da disciplina de História do 8.º ano, incluiu a interpretação musical de “Castelo Forte” - hino oficial da Igreja Luterana composto por Martinho Lutero e baseado no salmo 46 da Bíblia Sagrada -, e a exibição do filme “Luther” que conta com Joseph Fiennes no papel do monge-reformador cujo pensamento provocou a cisão com o catolicismo e a subsequente alteração do mapa religioso da Europa do século XVI.

CERVEIRA FELICITA ESCOLA SUPERIOR GALLAECIA

Experiência de Docentes da ESG reconhecida a nível internacional

Têm sido várias e meritórias as presenças de docentes da Escola Superior Gallaecia– ESG em eventos e iniciativas de cariz internacional, fruto do reconhecimento do trabalho e da experiência dos seus quadros numa oferta educativa de ensino superior de excelente qualidade. O Município de Vila Nova de Cerveira felicita a ESG pelo papel fundamental e contributo ativo para o desenvolvimento económico e cultural do concelho, elevando o nome de Vila Nova de Cerveira nas suas participações internacionais.

ESG

Como exemplo disso mesmo, de realçar que, no passado dia 7 de novembro, a ESG esteve representada, pelo docente do curso do Mestrado Integrado em Arquitetura e Urbanismo Prof. Doutor Rui Florentino, na Real Academia de Belas Artes de Madrid, fazendo parte do júri da 6ª edição do Prémio Rafael Manzana de Nova Arquitetura Tradicional.

Já nos dias 5 e 6 de novembro, a Presidente do Conselho de Direção da ESG, a Prof.ª Doutora Mariana Correia, foi convidada a dar formação a conservadores que atuam em Património Mundial, no Curso Internacional Conservação da Arquitetura de Terra. Organizado pelo ICCROM-ATHAR nos Estados Árabes Unidos, este encontro contoucom a participação de profissionais da conservação do Egipto, EAU, Jordânia, Líbia, Palestina, Síria, Sudão e Yemen.

Outro exemplo de reconhecimento internacional é a presença no Japão do Docente do curso de Artes Plásticas e Multimédia da ESG, o Prof. Samuel Barbosa, onde se encontra a filmar ‘A Távola de Rocha’, um documentário sobre o realizador Paulo Rocha.

FAMALICÃO RECEBE 10º ENCONTRO DE SERVIÇOS DE APOIO ÀS BIBLIOTECAS ESCOLARES

Esta sexta e sábado, 24 e 25 de novembro, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco

“Bibliotecas: da utilidade à necessidade” é o tema do décimo Encontro de Serviços de Apoio às Bibliotecas Escolares, que decorre esta sexta e sábado, dias 24 e 25 de novembro, em Vila Nova de Famalicão.

Encontro vai decorrer na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco

O encontro destina-se a bibliotecários municipais, professores bibliotecários, equipas das bibliotecas escolares, educadores de infância e professores do ensino básico e secundário das escolas/agrupamentos.

O primeiro dia do evento decorrerá na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco e contará com a realização de várias conferências de enquadramento do tema, destacando-se a presença da Coordenadora da Rede Nacional de Bibliotecas Escolares, Manuela Pargana Silva, e dos escritores Gonçalo Cadilhe e Filipe Morato Gomes. O segundo dia da iniciativa, sábado, dia 25, ficará marcado por mais de uma dezena de workshops formativos dedicados às mais diversas áreas da biblioteconomia, que terão lugar na Escola Secundária Camilo Castelo Branco.

Demonstrar o papel que as bibliotecas escolares e municipais desempenham na formação de leitores competentes, autónomos e críticos e debater sobre a dimensão estratégica que estes espaços públicos de leitura representam na atual sociedade da informação são os grandes objetivos desta iniciativa, organizada pela Câmara Municipal em parceria com o Grupo de Trabalho das Bibliotecas de Famalicão e o Centro de Formação de Associação de Escolas de Famalicão (CFAE).

ESCOLA EM FAMALICÃO APRESENTA INOVAÇÕES CURRICULARES

Novos “mundos” na educação do 1.º ciclo em Famalicão. Paulo Cunha visitou Mundos de Vida e ficou a conhecer inovações curriculares, com o mandarim e o método de Singapura na matemática

Na Mundos de Vida, as aulas de matemática começam sempre com as crianças sentadas em carpetes a ouvir uma história. A história tem um problema e as crianças têm que encontrar estratégias para resolvê-lo. Discutem, debatem, apresentam argumentos uns aos outros e por fim chegam a uma conclusão ou a várias. Se conseguirem mais de três estratégias para resolver o problema é um “clever day”, um “dia inteligente”, em que as crianças se superam a si próprias.

image55328

Assim é o método de Singapura para o ensino da matemática, um método inovador em Portugal, que a Mundos de Vida adotou para as crianças do 1.º Ciclo com a colaboração da Escola Superior de Educação do Porto.

A implementação do método de Singapura e a introdução do mandarim no currículo do 1.º ciclo são duas novidades que levaram o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, a visitar o colégio da Mundos de Vida, a funcionar em Lousado, no âmbito do Roteiro pela Inovação.

image55319

Estes dois inovadores projetos vêm juntar-se ainda ao ensino bilingue com aulas lecionadas em português e inglês ao 1.º ciclo que arrancou há já dois anos. Para Paulo Cunha “a Mundos de Vida é uma instituição cujas boas práticas fazem parte do seu ADN e do seu dia-a-dia. O mandarim e o método de Singapura são dois novos projetos que muito influenciam o percurso educativo destas crianças e são uma forma inovadora de ensinar, de motivar a aprendizagem e criar condições para que as crianças também despertem para a inovação e sejam amanhã cidadãos mais qualificados e empreendedores”.

“Devagar que eu tenho pressa” é a máxima do método de Singapura, que classifica os seus alunos no topo dos exames de matemática desde meados da década de 1990.

Para o diretor da Mundos de Vida, Manuel Araújo, “a escolha deste método do ensino da matemática mobilizou toda a instituição e os seus recursos. Em abril passado, os responsáveis da disciplina frequentaram uma ação de formação em Londres e temos contado com o apoio da Escola Superior de Educação do Porto”, salientou o responsável.

“Com este método, as crianças aprendem desde cedo a pensar e a fortalecer o seu raciocínio, desenvolvendo processos de metacognição, isto é, pensar sobre o seu próprio pensamento, como fizeram e porque é que fizeram. E partem sempre do concreto par chegar ao abstrato”, explicou a professora da Escola Superior de Educação do Porto, Dária Fernandes. Para a responsável este método tem ainda outra vantagem que é a “diferenciação pedagógica, ir à individualidade e chegar a todos os alunos, conseguindo bons resultados”.

E se a Mundos de Vida é a primeira escola do país e introduzir o método de Singapura é também a primeira do distrito de Braga a adotar o mandarim como disciplina curricular do 1.º ciclo. Na sala de aula já se ouvem as primeiras palavras em mandarim graças ao protocolo que a instituição celebrou com o instituto Confucio da Universidade do Minho.

Segundo a Pró-Reitora da Universidade do Minho, Carla Martins “as crianças aprendem muito facilmente qualquer língua, portanto esta é a altura ideal para ensinar”. A responsável salientou ainda que para além do ensino do mandarim, o protocolo celebrado enquadra também a disseminação da cultura chinesa, o que nos dias de hoje é fundamental.

A Mundos de Vida apresentou ainda mais dois projetos: uma biblioteca de rua dentro de uma cabine telefónica ao estilo britânico onde qualquer pessoa é convidada a levar um livro por troca com outro; e um semáforo que controla o ruído durante as refeições.

O Colégio da Mundos de Vida foi inaugurado em 2015 e tem três turmas com 25 alunos cada.

image55316

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE VISITA COLÉGIO “MUNDOS DE VIDA”

Paulo Cunha visita Mundos de Vida para conhecer inovações curriculares que vão ser implementadas no 1.º Ciclo,  amanhã, sexta-feira, 17 de novembro, pelas 10h30, em Lousado. Colégio Mundos de Vida introduz mandarim e novo método no ensino de matemática

Crianças do Colégio Mundos de Vida têm acesso a ensino inovador

A Mundos de Vida vai voltar a inovar ao nível do ensino do 1.º Ciclo. Depois de, em 2015, ter avançado com a primeira Escola Bilingue do 1º Ciclo fora dos grandes centros urbanos do Porto e Lisboa, a instituição vai agora introduzir o ensino curricular do mandarim no colégio, em articulação com o Instituto Confúcio da Universidade do Minho, e com a introdução do Método de Singapura no ensino da matemática, com o apoio da Escola Superior de Educação do Porto, o que fará deste colégio de Famalicão o primeiro do país a usar o método de ensino de matemática com melhores resultados mundiais com pedagogia e recursos em todas as turmas do 1.º Ciclo.

As inovações curriculares introduzidas pela Mundos de Vida serão apresentadas publicamente, amanhã, sexta-feira, 17 de novembro, pelas 10h30, na Mundos de Vida, em Lousado, durante uma visita do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, à instituição enquadrada no Roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão.

A Mundos de Vida é uma exemplar instituição de solidariedade social de Vila Nova de Famalicão disponibilizando vários tipos de respostas sociais e educativas para várias gerações. Foi a instituição responsável pelo primeiro serviço especializado de acolhimento familiar do país, designado Procuram-se Abraços. A Missão Pijama é uma iniciativa criada pela Mundos de Vida, em 2012, com a finalidade de sensibilizar o país para o "direito de uma criança crescer numa família", promover o acolhimento familiar de crianças e reduzir o número de crianças institucionalizadas.