Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CERVEIRA INTEGRA JOVENS NO MERCADO DE TRABALHO

Autarquia lança Programa ‘Preparar o Futuro’

Procurando contribuir para a integração dos jovens no mercado de trabalho através do enriquecimento curricular, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai avançar, este ano, com um programa de ocupação municipal temporário. A partir deste mês, os jovens interessados são desafiados a colocar à prova as competências adquiridas em contexto escolar e, simultaneamente, reforçar a sua experiência profissional sem prejuízo da procura ativa de emprego/formação.

programa preparar o futuro.jpg

Dirigido a jovens naturais e/ou residentes do concelho de Vila Nova de Cerveira, com idades compreendidas entre os 17 e os 30 anos, como habilitação mínima a frequência do 12º ano de escolaridade e/ou curso profissional, o Programa de Ocupação Jovem ‘Preparar o Futuro’ visa o desenvolvimento de atitudes ativas face ao mundo do trabalho, nomeadamente o saber-fazer e o saber-estar subjacentes às atividades a desempenhar.

O presente projeto integra, de acordo com a Vereadora da Educação, Aurora Viães, a aposta do executivo nas políticas de juventude, tornando-se um parceiro privilegiado na valorização da formação e qualificação dos jovens. “Este programa constitui-se como mais um estímulo para, como o próprio nome indica, preparar o futuro das novas gerações, disponibilizando ferramentas que ajudem na transição escola/trabalho, de forma a que possamos aplicar esta mão de obra qualificada em prol do desenvolvimento do nosso concelho”, explica.

De acordo com as Normas de Participação, esta primeira edição do programa disponibiliza 11 vagas, para três projetos: ‘Aquamuseu mais ativo no verão’, ‘Biblioteca Dinâmica e Interativa’ e XIX Bienal Internacional de Arte de Cerveira. A duração prevista é de 14 de julho até 16 de setembro, compreendendo a realização de 35 horas semanais e 7 horas diárias.

A candidatura ao programa obedece a alguns requisitos, entre eles ter 17 anos à data de inscrição e não ultrapassar os 30 anos de idade; ser natural/residente no concelho de Vila nova de Cerveira; tera habilitação mínima do 12º ano de escolaridade ou a equivalência de um curso profissional; nunca ter efetuado um contrato de trabalho, prestação de serviços ou estágio profissional; bem como a aceitação do candidato para horário de 35 horas semanais, conforme o projeto. O processo de seleção será efetuado em duas fases através de avaliação curricular e de entrevista presencial. Após aprovação, a autarquia atribui a cada jovemuma verba mensal para despesas de alimentação, transporte e outros custos.No final, aos jovens participantes será atribuído um certificado emitido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.

As primeiras candidaturas já podem ser apresentadas até ao dia 30 de junho, no Balcão Único da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, mediante o preenchimento de formulário próprio disponível no portal municipal e/ou no Balcão Único da Câmara Municipal.

As normas de participação e a ficha de candidatura estão disponíveis no Portal do Município, em Destaques.

AMARES REGISTA UMA DESCIDA DE QUASE 40% NA TAXA DE DESEMPREGO

A taxa de desemprego no concelho de Amares registou uma das maiores descidas dos últimos anos. Face ao mesmo período de 2016, o ano de 2017 apresenta uma queda de 39,7%, segundo os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (I.E.F.P.).

DSC03661 (2).JPG

Esta diminuição é o resultado, entre outros fatores conjunturais, das medidas que têm vindo a ser tomadas e consolidadas no concelho, nomeadamente através de novas dinâmicas criadas pelo Gabinete de Empreendedorismo do Município de Amares. Isso mesmo corrobora o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, que “extremamente satisfeito com os resultados obtidos e com o impacto com estes números representam no desenvolvimento económico e social do concelho, assim como, na melhoria das condições de vida dos munícipes”, lembra a estratégia de apoio que tem vindo a ser implementada desde o início do seu mandato.

“Traçamos uma linha orientadora para o concelho no que diz respeito ao apoio e parcerias com as empresas, empresários e desempregados de Amares que está a dar os seus frutos”, sublinha o autarca. “Esta descida de quase 40% é muito significativa e revela que estamos no bom caminho e, nesse sentido, vamos manter esta política de apoio constante ao setor empresarial e desempregados do nosso concelho”, acrescentou Manuel Moreira.

Até ao momento, o Gabinete de Empreendedorismo do Município de Amares já impulsionou a constituição de 36 novas empresas e apoiou 31 na realização de estágio profissional, tendo como objetivo especifico a inserção efetiva no mercado de trabalho. O Gabinete de Inserção Profissional (GIP) contribuiu ativamente para a dinamização e inserção dos desempregados através do acompanhamento individual e promoção / apoio das medidas do IEFP junto ao tecido empresarial.

Dos dados apurados, o concelho regista atualmente 731 desempregados, menos 481 do que o mesmo mês de 2016, sendo que destes 425 são do sexo feminino. Relativamente à faixa etária 96 tem menos 25 anos, 148 estão entre os 25 e os 34 anos, 311 entre os 35 e os 54 anos e 176 desempregados têm mais de 56 anos. Quanto à escolaridade, o concelho regista uma maior incidência nos desempregados com 1º ciclo (4ºano) 142, 3º ciclo (9ºano) 121 e Nível Secundário 186.

DSC02130.JPG

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE EMPREGO

Póvoa de Lanhoso acolhe a III Semana do Emprego de 12 a 14 de junho

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através dos Serviços Sociais e Saúde, vai promover a III Semana do Emprego, de 12 a 14 de junho, numa organização do Gabinete de Inserção Profissional.

Mostra de emprego 1 (arquivo 2016).jpg

Para além de uma mostra de Emprego e Formação para a comunidade em geral, que irá decorrer no dia 14 de junho, na Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila da Póvoa de Lanhoso, e onde estarão representadas várias entidades com respostas nesta área (entidades de recrutamento e formação), esta III Semana do Emprego englobará ainda a palestra “Estou Desempregado…e agora?”, no dia 12 de junho, pelas 10h00, no auditório do Centro Interpretativo Maria da Fonte; e a palestra "À Conquista do 1º Emprego", no dia 13 de junho, pelas 10h00, igualmente no auditório do Centro Interpretativo Maria da Fonte.

Pretende-se levar a debate uma série de assuntos primordiais sobre o tema do emprego/desemprego, sendo esta uma oportunidade para as pessoas interessadas terem contacto com várias informações e desenvolver conhecimentos que podem fazer a diferença na hora de ingressar no mercado de trabalho.

ATELIERS DE PONTE DE LIMA ORGANIZAM DIA DO EMPREGO

14 de Junho de 2017

Os Ateliers de Ponte de Lima estão a organizar um novo Dia do Emprego! Este será um dia de “portas abertas” para acolher candidatos com interesse em trabalhar na nossa empresa como Operadores(as) de Produção. É uma excelente oportunidade para quem procura emprego nesta região!

O evento irá decorrer no dia 14 de junho, a partir das 8h30 até às 12H, nas nossas instalações, que se situam na Rua das Valinhas, nº 438, em Calvelo, Ponte de Lima e é destinado a todos os candidatos interessados na área da produção.

Neste dia os participantes passarão pelo processo de recrutamento para Operador(a) de Produção, que inclui entrevistas e testes, tudo concentrado num só dia. No final, saberão se serão contratados ou não.

Os Ateliers de Ponte de Lima estão integrados num dos maiores Grupos Multinacionais de Produtos de Luxo, presente em mais de 60 países. O processo produtivo caracteriza-se por ser um processo manual e com poucos processos automatizados, exigente, orientado para o pormenor e com uma qualidade elevada.

Os Ateliers de Ponte de Lima apostam no desenvolvimento de competências dos seus colaboradores, proporcionando formação inicial e contínua, com possibilidade de desenvolvimento de carreira e participação em projetos transversais.

Iniciámos a atividade no dia 2 de fevereiro de 2011, contamos atualmente com mais de 450 colaboradores e temos como objetivo ultrapassar os 500 colaboradores.

Se estás interessado em trabalhar connosco, inscreve-te através de:

Telefones 258240120

Ou através do link: https://pt.surveymonkey.com/r/PJZPTSP

A inscrição é obrigatória.

“Se procuras emprego esta é uma excelente oportunidade para trabalhar numa empresa dinâmica, com futuro e que aposta nas pessoas”, disse o Diretor Geral Damien Verbrigghe.

Para mais informação procura a página dos Ateliers de Ponte de Lima no Facebook.

PONTE DE LIMA CRIA EMPREGO

Omatapalo S.A. instala-se em Ponte de Lima prevendo-se a criação de 150 novos postos de trabalho

A empresa Omatapalo, S.A. enquanto empresa especializada na construção civil, escolheu Ponte de Lima para instalarem uma nova unidade com a perspetiva de criar cerca de 150 novos postos de trabalho, dando resposta ao seu crescente sucesso no mercado interno e externo.

G0080577 (Medium).JPG

Para o efeito, a empresa adquiriu ao Município quatro lotes no Pólo Industrial e Empresarial da Gemieira, com uma área total de 25.653 m2, contando dar início à atividade desta unidade ainda em 2017.

No seu quadro técnico a empresa possui todas as áreas de conhecimento relacionadas com a sua atividade, com elevados níveis de empenhamento, diligentes na sua atuação, responsáveis na sua conduta, formando uma equipa pluridisciplinar capaz de conduzir processos, produzir resultados e garantir padrões de qualidade.

A instalação da Omatapalo S.A. no concelho de Ponte de Lima vem contribuir para o reconhecimento da estratégia de atração de investimento que o Município tem vindo a implementar, nomeadamente, através da promoção de um conjunto de importantes condições infraestruturais e de medidas de incentivo à localização de novas empresas.

G0080617 (Medium).JPG

CELORICO DE BASTO CRIA EMPREGO

Dosapac Scientia, Lda cria 40 postos de trabalho qualificado em Celorico de Basto

Foi assinado ontem, 04 de maio, um protocolo entre a Câmara Municipal de Celorico de Basto, a Qualidade de Basto, EM, e o grupo Dosapac S.A. que visa fixação desta empresa no Parque Empresarial de Basto, Zona Industrial de Crespos, e a criação de 40 postos de trabalho para quadros superiores qualificados.

_DSC7600.jpg

“Proporcionamos as melhores condições técnicas e físicas às empresas que se queiram fixar no concelho e sentimos que é uma aposta ganha, um apoio fundamental para que empresas como a Dosapac Scientia veja em Celorico de Basto o espaço geográfico ideal para investir” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. Ao mesmo tempo, o autarca mostrou que o Município está a desenvolver todos os esforços para tornar concelho cada vez mais apetecível para o investimento em diversas áreas de desenvolvimento possibilitando emprego também a jovens licenciados que poderão fixar-se no concelho e exercer as funções para as quais estudaram. “Temos vindo a fixar muitas empresas em Celorico de Basto mas este salto de qualidade é crucial porque vamos poder ter os nossos jovens licenciados a trabalhar no seu concelho na área em que se formaram. De facto, é uma área que pretendemos incrementar cada vez mais, com a fixação desta e de outras empresas,” reforçou.

O grupo Dosapac S.A. através da empresa Dosapac Scientia vai fazer um investimento na ordem de 1,2 Milhões € e criar 40 novos postos de trabalhos direcionados a quadros superiores qualificados na área de Biologia, Química, Informática, Ambiente, Ciências Agrárias

Dosapac Scientia, foi aqui representada pelo administrador, José Martins da Mota, uma empresa que direciona a sua atividade à Engenharia e técnicas afins, comércio, assistência técnica, montagem, representações, formação e consultoria na área de controlo de fluídos, energia e meio ambiente, nomeadamente estudos de impacto ambiental e projetos de despoluição.

_DSC7602.jpg

FEIRA DO EMPREGO E MOSTRA PEDAGÓGICA ARRANCAM AMANHÃ EM FAMALICÃO

Evento arranca pelas 9h30, no Lago Discount, em Ribeirão

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão convida os órgãos de comunicação social para a abertura da Feira do Emprego e Mostra Pedagógica, que vai realizar-se amanhã, quarta-feira, pelas 9h30, no Lado Discount, em Ribeirão.

A Feira do Emprego que vai decorrer durante os dias de amanhã, quarta-feira, e quinta-feira vai colocar os principais empregadores do concelho em contacto com mais de 4 mil estudantes, dois mil desempregados e pessoas à procura de novo emprego da região. O evento que quer dar a conhecer aos visitantes os perfis profissionais procurados pelas empresas, através da realização de conferências e de sessões de apresentação e recrutamento, insere-se no programa de mais uma edição da Quinzena da Educação, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, que está a decorrer até 17 de maio.

Ao todo mais de 40 entidades vão marcar presença na Feira do Emprego, entre empresas, universidades e outras. Lado a lado irá decorrer a Mostra Pedagógica com a participação de todos os agrupamentos de escolas do concelho, cooperativas de ensino, escolas profissionais, etc., no total de mais de duas dezenas de entidades, que darão a conhecer as suas mais-valias.

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE EMPREGO

Gabinete de Inserção Profissional do Município da Póvoa de Lanhoso divulga oferta formativa

O Gabinete de Inserção Profissional (GIP) do Município de Póvoa de Lanhoso tem como objetivo apoiar e acompanhar os desempregados no desenvolvimento dos seus percursos de inserção ou reinserção no mercado de trabalho.

GIP PVL 1.jpeg

Para prossecução desta missão, o GIP desenvolve e dispõe às pessoas desempregadas um leque diversificado de atividades, desde ofertas de emprego, a apoio na procura de emprego e formação profissional.

Numa altura em que se vive uma crise financeira, com graves reflexos ao nível do emprego, é absolutamente necessário apoiar e fomentar a criação de emprego, aumentar as qualificações profissionais e prestar auxílio a quem mais necessita. O Município da Póvoa de Lanhoso, através do seu Gabinete de Inserção Profissional, procura dar resposta na procura das melhores soluções.

O Serviço de Emprego de Fafe, em colaboração com o Município da Póvoa de Lanhoso, através do GIP, preparou um plano de formação para o público desempregado da Póvoa de Lanhoso, que pretenda melhorar as qualificações escolares e as competências profissionais.

Para qualquer esclarecimento sobre a oferta formativa disponível, as pessoas interessadas devem contactar o GIP, através de gip@mun-planhoso.pt ou presencialmente junto ao Pavilhão 25 de Abril, na Vila da Póvoa de Lanhoso. 

PÓVOA DE LANHOSO SENSIBILIZA OS DESEMPREGADOS PARA OS SEUS DIREITOS E DEVERES

Geração Lanhoso informa sobre direitos e deveres de desempregados

O Projeto Geração Lanhoso esteve presente na sessão subordinada à temática dos direitos e deveres de quem se encontra a receber prestação de desemprego, promovida pelo Centro de Emprego do Médio Ave – Serviço de Emprego de Fafe.

Sessao Geracao Lanhoso 1.jpg

Para além de informação relativa aos direitos e deveres, foram também transmitidas algumas indicações sobre medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção em instituições do território.

Esta atividade realizou-se no passado dia 24 de março, no âmbito do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação do Projeto Geração Lanhoso. É já a quinta vez que é realizada. Destinou-se a indivíduos adultos desempregados, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso e que se encontram a receber prestação de desemprego.

De lembrar que este projeto tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

CONTINENTAL MABOR VAI INVESTIR 150 MILHÕES E CRIAR MAIS 200 EMPREGOS EM FAMALICÃO

Até final de 2018 vai investir 100 milhões de euros na expansão da fábrica de pneus ligeiros em Lousado, a que acrescem 50 milhões de investimento na construção de unidade de pneus agrícolas

A Continental Mabor, multinacional alemã de pneus, vai investir mais 150 milhões de euros na fábrica de Lousado, Vila Nova de Famalicão, e criar mais duas centenas de postos de trabalho, até ao final do próximo ano. A quarta maior exportadora portuguesa, que emprega 1.900 pessoas em Famalicão e que fechou 2016 com uma faturação de 830,9 milhões de euros e lucros de 225,8 milhões, anunciou esta sexta-feira, 7 de abril, que vai investir mais 150 milhões de euros e criar 200 novos postos de trabalho na sua fábrica em Portugal.

Paulo Cunha com Pedro Carreira.jpg

Um anúncio que Paulo Cunha já enalteceu: “É mais uma excelente notícia para Vila Nova de Famalicão. O crescimento gradual e permanente da Continental Mabor em Vila Nova de Famalicão é um claro sinal da competitividade do nosso território e da sua capacidade de atrair investimento empresarial. É também reflexo da qualidade dos nossos recursos humanos como bem reconhece a própria administração alemã da empresa”, refere o Presidente da Câmara Municipal de Famalicão, endereçando “os parabéns ao administrador em Portugal, Pedro Carreira, e a toda a sua equipa pela excelência do trabalho desenvolvido e que tem possibilitado o crescimento da empresa dentro do grupo e, em particular, em Famalicão”.

Aos 50 milhões de euros de investimento na construção de uma unidade de produção de pneus agrícolas – cuja primeira pedra foi lançada em junho do ano passado, pelo Primeiro-Ministro, António Costa, e pelo Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha –, a Continental Mabor acaba de revelar que vai investir, até ao final do próximo ano, mais cerca de 100 milhões de euros na expansão da atual fábrica de pneus ligeiros, para aumentar a produção que ronda atualmente os 18 milhões de unidades anuais.

“Não estamos apenas a investir num aumento generalizado da produção, mas sim sobretudo no incremento do fabrico de pneus de alta performance e na reentrada no segmento de pneus agrícolas”, esclarece Nikolai Setzer, administrador da Continental AG, em comunicado.

“Num segmento que está em crescimento e com cada vez mais variedade de produtos, pretendemos ampliar a capacidade de produção na gama de alta performance (pneus acima de jante 17") para poder oferecer aos nossos clientes um portfólio mais amplo de pneus tanto de Verão como de Inverno. Por isso pretendemos aumentar o volume de produção e alcançar um processo com mais eficiência”, acrescenta Setzer.

Para Pedro Carreira, Presidente do Conselho de Administração da Continental Mabor, “este investimento só é possível porque o acionista continua a depositar a confiança na equipa de Lousado, que ao longo dos anos tem sabido enfrentar com compromisso os muitos desafios e são também uma forte motivação para continuarmos com a mesma atitude nos próximos anos”.

Em 2016, 98% das vendas da Continental Mabor corresponderam a exportações para um total de 64 países.

A divisão de pneus do grupo germânico Continental, que tem 24 unidades de produção e de I&D em todo o mundo, encerrou 2016 com vendas de 10,7 mil milhões de euros e 52 mil trabalhadores.

A nível global, incluindo as cinco divisões de negócios do grupo, a Continental emprega cerca de 220 mil pessoas em 56 países e faturou 40,5 mil milhões de euros no ano passado.

BOSH DÁ EMPREGO AOS BRACARENSES

Investimento de 38 milhões da Bosch em Braga prevê criação de 1000 postos de trabalho

Foi aprovado hoje, dia 3 de Abril, em sede de Reunião do Executivo Municipalum pedido de incentivo apresentado pela Bosch Car Multimédia Portugal SA, bem como a respectiva proposta de decisão desenvolvida pela InvestBraga.

BoschCMB11122014SERGIOFREITAS00000697.jpg

Dado que a Bosch pretende realizar no Concelho, nos próximos 20 meses, um investimento no valor de 38 milhões de euros, prevendo-se a criação de 1000 postos de trabalho, e considerando que se trata de uma empresa que tem a sua situação regularizada e cumpre com todas as obrigações legais, decidiu o Conselho de Administração da InvestBraga propor, em face do projecto de investimento apresentado pela Bosch, a aprovação da declaração de interesse económico deste projecto e da minuta de contrato de investimento que elaborou.

De acordo com Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, este projecto vem ´promover o desenvolvimento económico e estimular a empregabilidade no Concelho´. “A Bosch tem um plano de crescimento quase exponencial até 2020 e tem registado um crescimento considerável nos empregos criados e no volume de exportações. Só entre 2013 e 2016 registamos a criação de aproximadamente 1000 postos de trabalho”, afirmou, sublinhando que este tipo de apoios são importantes para que as empresas se sintam motivadas a avançar com projectos estratégicos no território. “O projecto que a Bosch apresenta é motivo de enorme satisfação para Braga e permitirá a criação de postos de trabalho com qualidade”, disse.

Assim, foi aprovada a concessão de incentivos de redução de 87,5%, sobre o valor bruto do IMI, pelo período de 5 anos, e sobre o valor bruto do IMT, bem como de incentivos sobre o valor das taxas municipais a pagar, nos termos do Regulamento Municipal de Taxas e Licenças, com uma redução no mesmo valor – 87,5%. Estes incentivos constituem contrapartida do cumprimento pela Bosch dos objectivos e obrigações fixados nos termos e condições constante do contrato de investimento apresentado.

Devido à crescente necessidade de produção e à elevada complexidade dos novos produtos, a Bosch tem aumentado a área de desenvolvimento e a área produtiva, tendo para isso adquirido um novo edifício. Até 2023, a empresa espera que a sua área total atinga os 200 00m2. Este crescimento irá permitir aumentar as quantidades produzidas. 

Assim, para promover a sua competitividade, a Bosch irá investir em Braga na aquisição de terrenos, na construção de um novo edifício para infra-estrutura produtiva e para escritórios, uma nova cantina e um novo parque de estacionamento, reforçando os recursos humanos com a criação de 1000 postos de trabalho em regime de full-time, perfazendo este investimento o referido valor de 38 milhões de euros.

Posolis cria 15 postos de trabalho e mantém 162

No mesmo âmbito, foi aprovado também na Reunião do Executivo um pedido de incentivo apresentado pela Posolis – Indústria de Malhas SA, bem como a respectiva proposta de decisão desenvolvida pela InvestBraga. Neste caso, aprovou-se a concessão de incentivos de redução de 64,5%, sobre o valor bruto do IMI, pelo período de 4 anos, bem como de incentivos sobre o valor das taxas municipais a pagar, nos termos do Regulamento Municipal de Taxas e Licenças, com uma redução no mesmo valor – 64,5%.

A empresa pretende realizar no Concelho um investimento de 1 milhão e 100 mil euros, no período de 10 meses, prevendo a criação de 15 postos de trabalho e a manutenção de 162. Trata-se de uma empresa 100% exportadora.

O investimento preconizado consiste num projecto de construção de um pavilhão industrial, situado no Parque Industrial de Padim da Graça, o que permitirá aumentar a capacidade de confecção em cerca de 50%.

CMB03042017SERGIOFREITAS0000006087.jpg

CERVEIRA PROMOVE FORMAÇÃO E EMPREGO

1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho reúne 500 propostas

Os números não enganam: 300 ofertas de trabalho a tempo inteiro, 150 a part-time, 22 empresas em exposição e 25 cursos profissionais. Arranca este sábado, às 10h00, a 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho no Pavilhão Multiusos de Vila Nova de Cerveira. Iniciativa decorre até domingo, com entrada livre.

17554028_10211003616299490_506522833737493110_n.jpg

É um fim-de-semana dedicado ao emprego disponível no Alto Minho, reunido num único espaço em Vila Nova de Cerveira. Com organização da Associação Cultural e Recreativa Minho na Vila (ACRMV), e apoio do Município cerveirense, esta iniciativa conseguiu atrair um número muito significativo de empresas e estabelecimentos de ensino representadas nesta primeira edição.

São quase 500 propostas de trabalho, a tempo inteiro e part-time, sendo que 120 destinam-se a quadros intermédios (engenheiros, técnicos, administrativos e gestores). Está confirmada a presença de 22 empresas e 25 cursos profissionais de todo o Alto Minho.

Com entrada livre, a 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho decorre nos este sábado e domingo, no Pavilhão Multiusos de Cerveira, entre as 10h00 e as 20h00.

Durante dois dias, Vila Nova de Cerveira será o ponto de encontro entre quem recruta e quem procura emprego na região.

Feira de Empregocerv.jpg

ATELIERS DE PONTE DE LIMA COMEMORAM DIA DO EMPREGO

Dia do Emprego comemora-se em 4 de Abril de 2017

Os Ateliers de Ponte de Lima estão a organizar um Dia do Emprego para acolher candidatos com interesse em trabalhar na nossa empresa como Operadores(as) de Produção. O evento irá decorrer no dia 04 de abril, às 8h30, nas nossas instalações, que se situam na Rua das Valinhas, nº 438, em Calvelo, Ponte de Lima e é destinado a todos os candidatos interessados na área da produção.

16299415_411022025904091_1554294399350086115_n.jpg

Os Ateliers de Ponte de Lima estão integrados num dos maiores Grupos Multinacionais de Produtos de Luxo, presente em mais de 60 países. O processo produtivo caracteriza-se por ser um processo manual e com poucos processos automatizados, exigente, orientado para o pormenor e com uma qualidade elevada.

14358706_330452360627725_742972362725173508_n.jpg

Os Ateliers de Ponte de Lima apostam no desenvolvimento de competências dos seus colaboradores, proporcionando formação inicial e contínua, com possibilidade de desenvolvimento de carreira e participação em projetos transversais.

Iniciámos a atividade no dia 2 de fevereiro de 2011, contamos atualmente com aproximadamente 450 colaboradores e temos como objetivo ultrapassar os 500 colaboradores.

Neste dia os participantes passarão pelo processo de recrutamento para Operadores(as) de Produção, que inclui entrevistas e testes, tudo concentrado num só dia. No final, saberão se serão contratados ou não.

16426208_411021772570783_8705494875927567009_n.jpg

Se estás interessado em trabalhar connosco, inscreve-te através do link:

https://pt.surveymonkey.com/r/VD58M7F

A inscrição é obrigatória e o número de vagas é limitado.

damienverbrigghe.PNG

“Se procuras emprego esta é uma excelente oportunidade para trabalhar numa empresa dinâmica, com futuro e que aposta nas pessoas”, disse o Diretor Geral Damien Verbrigghe

15136023_366023247070636_3665290248986546995_n.jpg

diadoemprpl.PNG

VIZELA REALIZA FEIRA VIRTUAL DE EMPREGO

FINDE.U - Feira Virtual do Emprego

Segunda edição de 21 a 24 de março

As universidades do Porto, de Trás-os-Montes e Alto Douro e de Vigo, em colaboração com o IEFP / EURES Portugal e o EURES Transfronteiriço Galiza Norte de Portugal, realizam de 21 a 24 de março a segunda edição da Feira Virtual do Emprego.

Se está à procura de emprego ou estágio…

FINDE.U Feira Internacional de Emprego Virtual será o evento certo para si!

Na segunda edição da FINDE.U Virtual, terá oportunidade de conhecer e estabelecer contacto “online” com empregadores de toda a Europa. Poderá participar independentemente de onde esteja, em Portugal, Espanha ou noutro país europeu.

Este evento proporciona-lhe um pacote completo para a sua procura de emprego na Europa. Poderá:

  • candidatar-se, e/ou sinalizar, durante as próximas semanas, ofertas de emprego e estágio que se ajustam ao seu perfil, e talvez ser pré-selecionad@ para uma entrevista;
  • estabelecer um primeiro contacto através de “live chat” com empregadores, conselheiros EURES e outros peritos em gestão de carreira;
  • participar nas “workshops”, sessões de informação e apresentações dos expositores;
  • (se selecionad@) beneficiar de entrevistas de recrutamento “online” com empregadores.

Se é uma entidade empregadora e gostaria de estabelecer contacto com candidatos diplomados de Portugal, Espanha e de toda a Europa…

FINDE.U Feira Internacional de Emprego Virtual também será o evento certo para si!

Participar na FINDE.U Virtual permitir-lhe-á ligar-se a candidatos qualificados em Portugal, Espanha e por toda a Europa que procuram uma (nova) oportunidade de carreira, beneficiando de uma plataforma inovadora e interativa concebida para lhe permitir desenvolver as mesmas atividades de recrutamento que teria numa feira de emprego presencial, mas desta vezsem sair do seu posto de trabalho.

Muitos destes candidatos, tanto estudantes / recém-diplomados como profissionais já com experiência no mercado de trabalho, têm conhecimentos linguísticos sólidos (nomeadamente em inglês), alguns com experiência internacional (Erasmus, serviço de voluntariado, carreiras internacionais) e muitos disponíveis para a mobilidade (ou até para o retorno a Portugal).

Este evento proporciona à sua organização um leque alargado de possibilidades de recrutamento. Poderá também ajustar o seu modelo de participação às suas necessidades e disponibilidade. Pode:

  • Divulgar o perfil da sua organização na plataforma (incluindo a opção de adicionar vídeos);
  • Promover ativamente as suas necessidades de recrutamento, sejam elas oportunidades de emprego, estágio ou investigação;
  • Recolher candidaturas previamente, filtradas (com apoio de um@ conselheir@ EURES) ou não;
  • Utilizar a opção de “live chat” para contactos exploratórios com os candidatos participantes;
  • Conduzir entrevistas “online” com candidatos selecionados em dia/hora por si escolhido;
  • Fazer uma apresentação virtual (pré-gravada) sobre a sua organização e necessidades de recrutamento.

As apresentações podem ser efetuadas desde a sua empresa ou de qualquer outro local. Pode também juntar-se a nós (no Porto, Vigo ou em Vila Real), no auditório de uma das universidades anfitriãs.

Pode também optar por estar disponível “online” durante toda a semana ou apenas em dias / horas pré-anunciados.

Apoio técnico, bem como assistência no ajustamento, estarão disponíveis antes e durante o evento.

A Feira Virtual de Emprego estará “aberta” entre as 9h30 e as 17h00 (hora portuguesa).

A participação é gratuita, tanto para candidat@s como para expositores.

Saiba mais (sobre a FINDE.U e cada uma das 3 feiras de emprego) AQUI

Questõesfinde.u@reit.up.pt

DESEMPREGO EM VALENÇA BAIXA 42% EM 5 ANOS

O concelho de Valença conseguiu reduzir o desemprego em 42% nos últimos 5 anos. Captação de investimento estrangeiro e iniciativas empresariais de valencianos empreendedores tem contribuído para uma crescente dinâmica económica e a criação de emprego.

unnamedvalen.jpg

Os últimos números publicados pelo I.E.F.P. – Instituto do Emprego e Formação Profissional apontam para 522 desempregados em Valença, em dezembro de 2016, quando em dezembro de 2012 eram 903. Valores que tem vindo a cair, no balanço do último mês do ano, todos os anos, desde 2012.

Criar condições propicias à geração de emprego tem sido uma das grandes prioridades da Câmara Municipal, com o incentivo ao empreendedorismo e a captação de investimento estrangeiro para as áreas industriais de Valença.

Dos 522 desempregados atuais que Valença tem, 256 são homens e 266 são mulheres. Deste número 292 estão desempregados à menos de 1 ano e 230 estão nesta situação há mais de um ano. Deste número registe-se que 48 procuram o primeiro emprego e 474 procuram uma nova oportunidade de trabalho.

A Câmara Municipal de Valença considera positivo ter baixado 42% o desemprego, nos últimos anos, mas continua a trabalhar para consolidar os investimentos no concelho. Medidas necessárias para proporcionar as melhores condições geradoras de novas dinâmicas de emprego capazes de proporcionar oportunidades de emprego para todos.

DESEMPREGO: MONÇÃO É O CONCELHO DO MINHO COM MAIOR DIMINUIÇÃO PERCENTUAL NO ÚLTIMO ANO

Entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, Monção teve uma descida de 29,88%, equivalente a menos 188 desempregados. Estes dados, publicados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional, colocam o nosso concelho como o melhor, em termos de redução percentual, entre os 24 municípios da região do Minho.Para Augusto de Oliveira Domingues, este resultado positivo deve-se à atratividade fiscal do município e à vontade dos empresários nacionais e locais em investirem na nossa terra.

Desemprego.jpg

Entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, o desemprego em Monção diminuiu 29,88%, passando de 629 para 441 pessoas, equivalente a menos 188 desempregados. Este resultado, que remonta a números de uma década atrás, coloca o nosso concelho como o melhor, em termos de redução percentual, entre os 24 municípios da região do Minho.

Estes valores, publicados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional na habitual avaliação mensal, refletem a opção fiscal e a estratégia de desenvolvimento do atual executivo municipal mas também a vontade e a capacidade dos empresáriosnacionais e locais que, nos últimos tempos, tem investido no nosso território.

O autarca local, Augusto de Oliveira Domingues, denota satisfação pelos resultados obtidos e persistência em trilhar o mesmo caminho: “Cerca de duzentas pessoas que, em finais de 2015 estavam no desemprego, encontram-se agora numa situação melhor. É positivo mas não chega. Faltam os restantes. Épor eles que prometemos continuar a trabalhar com a mesma firmeza e determinação”.

Lembra ainda a importância do tecido empresarial na concretização deste resultado: “Tem havido um forte investimento privado no nosso concelho. Fruto da atratividade que oferecemos em termos de fiscalidade mas também da sua vontade em investirem na nossa terra. Um agradecimento a todos com destaque para os empreendedores monçanenses”.

O desemprego desceu em todos os concelhos da região minhota. No distrito de Braga, contabilizam-se agora 37 236 desempregados, menos 9 115 que em finais de 2015. No distrito de Viana do Castelo, assistiu-se à redução de 1 856 desempregados, situando-se agora em 8 440.  

Os concelhos de Vila Nova de Cerveira, com 24,85%, e Ponte de Lima, com 20,97%, acompanham Monção nos lugares cimeiros do posicionamento distrital. Relativamente ao distrito de Braga, a descida mais acentuada verificou-se no concelho de Amares com 25,55%. 

Aposta no emprego e fixação de pessoas

A criação de emprego e fixação de pessoas na sua terra é, desde sempre, o grande objetivo do atual executivo. Nesse sentido, a autarquia tem encetado diversas ações em distintas direções, evidenciando argumentos e medidas atrativas junto dos empresários.

Estas relacionam-se com taxas, tarifas e licenças a preços reduzidos, a ausência de derrama (Monção não tem imposto sobre o lucro tributável das empresas) e as condições criadas no Pólo Empresarial da Lagoa com acessos funcionais, lotes infraestruturados a valores favoráveis e instalação de rede de fibra ótica.

Outra razão de atratividade prende-se com a proximidade à Galiza. A cidade de Vigo, servida por aeroporto e porto de mar, está à distância de trinta quilómetros. Referência ainda para a criação do Gabinete de Apoio à Criação de Emprego, Empreendedorismo e Captação de Emprego (GACEECI), ajudando os cidadãos a “arranjar” emprego e esclarecendo os empresários sobre as vantagens de investirem em Monção.

MELGAÇO: AFLEX PREVÊ A CRIAÇÃO DE NOVOS POSTOS DE TRABALHO EM 2017

Empresa está instalada em Melgaço desde 2001 e pretende aumentar a sua capacidade produtiva

A Aflex Portugal- Indústrias de Borrachas Lda anunciou que pretende aumentar a sua capacidade produtiva na ordem dos 30% no próximo ano. Instalada desde 2001 em Melgaço, na Zona Industrial de Penso, a Aflex é uma empresa francesa que tem contribuído com os seus resultados para as dinâmicas de desenvolvimento local, tendo sido por isso distinguida em fevereiro com o estatuto de PME Excelência 2015, selo de qualidade criado pelo IAPMEI como reconhecimento pelo desempenho económico-financeiro e pelo contributo dado à economia nacional.

image002melgaç.jpg

Atualmente colaboram na empresa 53 funcionários, mas ‘se a conjuntura económica não se alterar prevemos um aumento da capacidade produtiva na ordem dos 30%, o que implica a criação de uma dezena de postos de trabalho ao longo do ano de 2017’ comunica Fernanda Carvalho, Diretora Geral da empresa. Neste momento a empresa apenas fabrica tubos de borracha mas a produção de tubos em silicone será uma aposta no futuro: ‘temos cada vez mais encomendas do produto atual e por isso optamos por temporariamente colocar o fabrico destes tubos de silicone em standby’, refere Fernanda Carvalho. Assim a empresa está já a trabalhar neste sentido tendo adquirido recentemente um novo lote de produção: ‘o que já está a ser desenvolvido é a deslocação de parte da produção para o lote adquirido (acabamentos, controlo e expedição) e colocar no imediato mais duas máquinas produtivas, estando planeado mais uma ou duas a longo prazo’.

A Câmara Municipal de Melgaço enaltece todo o trabalho desenvolvido pela empresa: ‘a aposta num novo produto será benéfico para Melgaço, abrirá a porta a novos postos de trabalho’, refere Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço.

Sobre a Aflex

A Aflex Portugal produz tubos de borracha para várias aplicações como aspiração, hidráulica, pneumático e para várias indústrias como automóvel, agrícola, hospital, náutica, obras públicas entre outras, tendo como principais clientes a Jonh Deere, Manitou, Claas; Nobel Automotive, Bobcat, Yanmar, Ligier, Hill Rom, entre muitos outros.

A empresa exporta 100% da produção, sobretudo para a Europa mas também para a América. É certificada desde 2004 pela norma ISO 9001:2008. 

JOVENS VIZELENSES ESCOLHEM PROJECTO DE VIDA E DE TRABALHO

SPEED CONTACT capacitou jovens na definição do seu projeto de vida e de trabalho

Numa só manhã, nove jovens tiveram a oportunidade de apresentar o seu perfil profissional a potenciais entidades empregadoras e reforçar a sua rede de contactos na primeira edição do Speed Contact, realizada no passado sábado, dia 19 de novembro. 

Speed Contact 1.jpg

O Speed Contact, evento promovido pela Câmara Municipal de Vizela, no âmbito Conselho Municipal da Juventude, e que contou com a presença da Vereadora Dora Gaspar, proporcionou um encontro fora do tradicional entre empresas e jovens candidatos, permitindo aos participantes uma grande oportunidade de estabelecimento de contactos e o desenvolvimento de competências pessoais e sociais. 

O grupo de participantes era bastante heterogéneo, na sua maior parte constituído por pessoas do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 18 aos 28 anos e habilitações académicas entre o 9.º ano e o nível de mestrado. Verificou-se ainda que, dos nove participantes apenas três se encontravam em situação de desemprego.

As empresas participantes foram: 15 de maio – Empresa de Artes Gráficas, Adecco Portugal (recursos humanos), Eureka Shoes e a Santa Casa da Misericórdia de Vizela.

Através da análise dos questionários de avaliação do evento constatou-se que, tanto empresas como jovens estão recetivos a participar em iniciativas deste âmbito, no qual se pretende capacitar e orientar os jovens na definição do seu projeto de vida e de trabalho.

VIZELA PROMOVE EMPREGABILIDADE

Palestra “O Produto és Tu” apresenta técnicas de procura ativa de emprego

A Câmara Municipal de Vizela, no âmbito do Serviço prestado pelo Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Jovem para a Empregabilidade Total (GADJET), vai promover a palestra “O Produto és Tu”.

O PRODUTO ES TU (1).jpg

A iniciativa, que decorrerá no próximo dia 6 de dezembro, pelas 10h30, no auditório Luís Lopes Guimarães, em Vizela, resulta do trabalho em parceria com o Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social (GAAS) da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, os Estabelecimentos de Ensino, Educação e Formação do concelho e o Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP).

Esta palestra, que conta com Artur Moura Queirós como orador, incidirá sobre técnicas de procura ativa de emprego e a componente comportamental de quem aborda o mercado laboral. A interação e o espírito pragmático estarão presentes em todos os conteúdos, permitindo aos/às participantes saírem d’ “O Produto és Tu” com sugestões criativas e motivados para aplicarem novas ferramentas para lidarem com as exigências atuais do mercado laboral.

A palestra é dirigida a jovens e adultos até aos 35 anos de idade. As pessoas interessadas podem fazer a sua inscrição de forma gratuita, presencialmente no Espaço Jovem de Vizela; através do telefone 253582300; por correio eletrónico: juventude@cm-vizela.pt ou ainda on-line, através do link: https://goo.gl/forms/XPurC72W27uZm6lt1

A inscrição é  limitada ao número de lugares sentados. 

ORADOR: Artur Moura Queirós - Com formação académica nas áreas de Psicologia das Organizações e do Trabalho bem como em Turismo, Ordenamento e Gestão de Território. No seu percurso profissional, conta com trabalho de consultoria organizacional, de Recrutamento e Seleção, de Gestão de Carreira, de formação e produção de eventos lúdico-culturais, tendo assumido entre 2010 e 2011 o cargo de Vice-Presidente da COOPLABMO – Cooperativa para a Mobilidade para o Emprego. Atualmente é Sócio-Gerente da ALENTO e preletor em conferências nas áreas Comportamental, Marketing, Comunicação e Gestão de Carreiras. Em 2007 deu início à sua carreira literária com a publicação do seu livro de poesia “Pulsa o Impulso”.

VIZELA DEBATE EMPREGABILIDADE

Palestra “O Produto és Tu” apresenta técnicas de procura ativa de emprego

A Câmara Municipal de Vizela, no âmbito do Serviço prestado pelo Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Jovem para a Empregabilidade Total (GADJET), vai promover a palestra “O Produto és Tu”.

O PRODUTO ES TU.jpg

A iniciativa, que decorrerá no próximo dia 6 de dezembro, pelas 10h30, no auditório Luís Lopes Guimarães, em Vizela, resulta do trabalho em parceria com o Gabinete de Atendimento e Acompanhamento Social (GAAS) da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, os Estabelecimentos de Ensino, Educação e Formação do concelho e o Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP).

Esta palestra, que conta com Artur Moura Queirós como orador, incidirá sobre técnicas de procura ativa de emprego e a componente comportamental de quem aborda o mercado laboral. A interação e o espírito pragmático estarão presentes em todos os conteúdos, permitindo aos/às participantes saírem d’ “O Produto és Tu” com sugestões criativas e motivados para aplicarem novas ferramentas para lidarem com as exigências atuais do mercado laboral.

A palestra é dirigida a jovens e adultos até aos 35 anos de idade. As pessoas interessadas podem fazer a sua inscrição de forma gratuita, presencialmente no Espaço Jovem de Vizela; através do telefone 253582300; por correio eletrónico: juventude@cm-vizela.pt ou ainda on-line, através do link: https://goo.gl/forms/XPurC72W27uZm6lt1

A inscrição é  limitada ao número de lugares sentados. 

ORADOR: Artur Moura Queirós - Com formação académica nas áreas de Psicologia das Organizações e do Trabalho bem como em Turismo, Ordenamento e Gestão de Território. No seu percurso profissional, conta com trabalho de consultoria organizacional, de Recrutamento e Seleção, de Gestão de Carreira, de formação e produção de eventos lúdico-culturais, tendo assumido entre 2010 e 2011 o cargo de Vice-Presidente da COOPLABMO – Cooperativa para a Mobilidade para o Emprego. Atualmente é Sócio-Gerente da ALENTO e preletor em conferências nas áreas Comportamental, Marketing, Comunicação e Gestão de Carreiras. Em 2007 deu início à sua carreira literária com a publicação do seu livro de poesia “Pulsa o Impulso”.

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE EMPREGO

Geração Lanhoso dinamizou novo grupo da “Academia de Competências”

O projeto Geração Lanhoso dinamizou mais um grupo da “Academia de Competências”.

Academia de Competencias 1.JPG

Esta atividade insere-se no Eixo 1 Emprego, Formação e Qualificação e tem como objetivo principal trabalhar conhecimentos e competências que favoreçam o desenvolvimento pessoal e profissional  ao nível das soft skills. É com a consciência de que, atualmente, o mercado de trabalho não valoriza só as competências técnicas, mas, também, as sociais e comportamentais que este projeto resolveu apostar na dinamização desta Academia junto de pessoas desempregadas, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso.

Desta vez, optou-se por um trabalho mais individualizado e foi constituído um grupo mais pequeno, com o qual foram trabalhadas questões relacionadas com a Comunicação, o Relacionamento Interpessoal e o Coaching.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

Academia de Competencias 2.JPG

CELORICO DE BASTO INCREMENTA EMPREGO

Celorico Mais Rendimento um projeto de incremento ao emprego

“Fomentamos a instalação da indústria e damos condições aos empregados”

O Município de Celorico de Basto em parceria com a Qualidade de Basto E.M. S.A. está a desenvolver um projeto que visa apoiar os celoricenses empregados com baixos rendimentos. A sessão de apresentação do projeto “Celorico Mais Rendimento” está marcada para dia 10 de novembro, pelas 15h00, na Zona Industrial de Carvalho.

celobas.jpg

“É um projeto novo e inovador que vai de encontro às necessidades daqueles que trabalham mas auferem baixos rendimentos, rendimentos esses ainda mais reduzidos após pagamento da alimentação e do transporte para o trabalho” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Queremos que estas pessoas, que recebem salários baixos, se sintam apoiadas e atraídas para trabalhar, com um conjunto de benefícios que lhes permitam ter um maior rendimento disponível no final do mês”. Nesse sentido, efetuaremos as diligências necessárias para que os empregados se sintam motivados a trabalhar e os desempregados procurem as oportunidades de emprego e, ao mesmo tempo, fomentamos a instalação de indústrias nos nossos parques industriais” realçou o autarca.

O projeto Celorico Mais Rendimento abrangerá, numa primeira fase, os empregados com determinados rendimentos fixados em tabela e apresentados aquando da apresentação do projeto. Estes beneficiários terão direito a usufruir de uma rede de transportes, cantinas sociais, isenção em infantários e escolas e outros benefícios articulados entre o setor público e as entidades privadas que se queiram associar ao projeto.

Para aderir, os empregados deverão dirigir-se aos serviços de Ação Social da Câmara Municipal de Celorico de Basto ou à sede da Qualidade de Basto E.M. S.A. Numa primeira fase, os técnicos do município deslocar-se-ão às empresas para inscrição dos empregados, possíveis beneficiários. Se os serviços verificarem que a pessoa inscrita tem direito a estes apoios ser-lhe-á entregue o cartão de identificação Celorico Mais Rendimento.

PONTE DE LIMA PROMOVE EMPREGO

Empresas instaladas em Ponte de Lima com o apoio do Município promovem o aumento de cerca 520 novos postos de trabalho

Um conjunto de empresas já instaladas em Ponte de Lima, bem como, outras que se encontram neste momento em fase de instalação, estando a sua grande maioria localizadas nos Pólo Industriais do Município irão criar brevemente, no seu conjunto, mais 520 novos postos de trabalho, dos quais 135 para técnicos altamente qualificados.

Fotografia_FotoEngenho (2).jpg

O apoio dado pelo Município a alguns destes projetos, bem como, as excelentes condições de atratividade promovidas pela autarquia que resultam da conjugação entre as condições físicas de acolhimento, das excelentes acessibilidades existentes e dos benefícios fiscais dados às empresas, fazem com que algumas das empresas já instaladas continuem a apostar em Ponte de Lima como a melhor localização para a expansão do seu negócio. O concelho tem ainda conseguido captar, nos últimos tempos, um conjunto significativo de novas empresas para os seus Pólos Empresariais, estes investimentos irão avançar muito em breve, conforme é intenção dos seus responsáveis.

Se tivermos tudo isto em consideração estes 520 novos postos de trabalho irão ser repartidos por diferentes empresas num leque diversificado de sectores de atividades que passam pela produção de componentes de automóveis, produção de Drones, fabrico de artigos de viagem e marroquinaria, montagem e comércio de equipamentos solares térmicos, fabrico de produtos alimentares no ramo da pastelaria e confeitaria entre outras.

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE EMPREGO

Geração Lanhoso informou sobre medidas ativas de emprego

O Projeto Geração Lanhoso promoveu no dia 19 de outubro uma sessão de informação sobre medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção em instituições do território. Para além de informação relativa a apoios à contratação e estágios, foi também apresentada alguma informação referente a apoios existentes para a criação do próprio emprego.

Sessao sobre medidas ativas de emprego 1.JPG

Esta atividade decorreu no auditório da Casa da Botica, na Vila da Póvoa de Lanhoso, e foi dinamizada por dois elementos da equipa técnica do Projeto Geração Lanhoso e pela animadora do Gabinete de Inserção Profissional do Município, inserindo-se no âmbito do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação do Projeto Geração Lanhoso.

Destinou-se a indivíduos adultos desempregados, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso, que compareceram em grande número e que manifestaram interesse pela informação transmitida.

De lembrar que este projeto tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE EMPREGO

Projeto Geração Lanhoso promove sessão de informação sobre medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção

O Projeto Geração Lanhoso vai realizar no próximo dia 19 de outubro mais uma sessão de informação sobre medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção em instituições do território. Para além de informação relativa a apoios à contratação e estágios, será também apresentada alguma informação relativa a apoios existentes para a criação do próprio emprego.

Casa da Botica - fachada (2016) a.jpg

Esta atividade irá decorrer no auditório da Casa da Botica, a partir das 10h00, e insere-se no âmbito do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação do Projeto Geração Lanhoso.

Destina-se a indivíduos adultos desempregados, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso.

De lembrar que este projeto tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

FAMALICENSES DEBATEM EMPREGABILIDADE DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

ACIP promove seminário sobre empregabilidade de pessoas com deficiência

A ACIP - Ave Cooperativa de Intervenção Psico-Social promove no próximo dia 20 de outubro, a jornada “Empregabilidade da pessoa com deficiência e incapacidade – vantagens e apoios à contratação”. O encontro vai ter lugar nos Serviços Educativos do Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão, a partir das 14h00 e tem entrada gratuita.

Esclarecer o público quanto às medidas e apoios atualmente existentes para a inserção e colocação no mercado de trabalho, bem como a partilha de boas práticas na integração profissional da pessoa com deficiência e incapacidade, são os principais objetivos desta iniciativa que conta com o apoio da Câmara Municipal.

VIMARANENSES DEBATEM EMPREGABILIDADE DO AVE

ESTA QUARTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO

Guimarães recebe 1º Encontro de Educação Especial e Empregabilidade do Ave

Evento no Centro Cultural Vila Flor contará presença de Secretária de Estado da tutela. Sessão decorrerá ao longo de todo o dia.

A Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, estará em Guimarães esta quarta-feira, 12 de outubro, por ocasião do primeiro Encontro de Educação Especial e Empregabilidade do Ave, subordinado ao tema “Escola, Formação e Empregabilidade das Pessoas com Deficiência – Que Perspetivas?”, que decorrerá no Centro Cultural Vila Flor, a partir das 09:30 horas.

“A Abordagem Conceptual da Educação Especial” será o assunto em destaque no primeiro painel deste encontro, às 10 horas, que contará com moderação da professora Rosário Ferreira, coordenadora da Rede de Educação Especial do Plano para o Crescimento Inclusivo do Ave. As oradoras serão Graça Breia, da Direção Geral de Educação, e Anabela Cruz Santos, da Escola de Educação da Universidade do Minho.

Depois de uma pausa, o segundo painel tem início às 11:30 horas e será dedicado ao tema “Depois da Escola: Que Respostas?”. O professor Luís Fânzeres, docente de Educação Especial do Ave, será o moderador deste debate que contará com as intervenções de David Rodrigues, Presidente da Associação Nacional de Docentes de Educação Especial, e de José Mesquita, Delegado Regional da DGEST.

De tarde, às 14:30 horas, o encontro prossegue com o terceiro painel intitulado “Empregabilidade das Pessoas com Deficiência: Que Perspetivas?”. A moderação pertencerá a Luís Roque, coordenador da Rede de Educação Especial do Plano para o Crescimento Inclusivo do Ave, e os oradores da sessão serão Nuno Boticas, Diretor do Centro do Emprego do Médio Ave, e Ana Paula Moreira, coordenadora do Centro de Formação da CERCIGUI.

O quarto painel está agendado para as 15:30 horas. O debate vai girar em torno do “Papel das Entidades Públicas Municipais e Supramunicipais no Desenvolvimento da Educação Especial na NUT III Ave” e contará com coordenadores do Plano para o Crescimento Inclusivo do Ave, Adelina Paula Pinto e Leonel Rocha. A moderação estará a cargo de Anabela Cruz Santos, da Escola de Educação da Universidade do Minho.

O “I Encontro de Educação Especial e Empregabilidade do Ave: Escola, Formação e Empregabilidade das Pessoas com Deficiência – Que Perspetivas?” é promovido pela Câmara Municipal de Guimarães, Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência, Comunidade Intermunicipal do Ave e pelo Plano para o Crescimento Inclusivo do Ave.

CELORICO DE BASTO APOSTA NO EMPREGO

image001-qhqhqhq.jpg

Programa

14h00: RECEÇÃO DOS PARTICIPANTES

14h20: ABERTURA

 Dr. Joaquim Monteiro da Mota e Silva | Presidente CM Celorico de Basto

14h40: INÍCIO DOS TRABALHOS

“Serviços sociais de apoio ao emprego”, Dra. Helena Martinho | CM Celorico de Basto

“Garantia Jovem e a sua Implementação em Portugal”, Dr. Vítor Moura Pinheiro | IEFP

“Kit Europass”, Dra. Catarina Oliveira | Centro Nacional Europass (a confirmar)

“Erasmus+: Oportunidades de Mobilidade para Jovens”, Dr. Pedro Soares | Agência Nacional Juventude em Ação (a confirmar)

“Trabalhar na Europa: por onde começar?”, Dra. Paula Freitas | Rede Eures, IEFP

16h30: ESPAÇO PARA DEBATE

16h50: ENCERRAMENTO

Dr. José Inácio Cardoso Ribeiro | Presidente CIM – Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa

(a confirmar)

17h00: Verde de Honra – Cortesia do Município de Celorico de Basto

BRAGA REALIZA FEIRA DO EMPREGO

Feira de Emprego é janela de oportunidades para desempregados. Iniciativa decorre até amanhã no Retail Center, em Braga

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participou esta Sexta-feira, dia 7 de Outubro, na abertura da segunda edição da Feira de Emprego que decorre até amanhã no Retail Center, em Braga. Organizada pela Junta de Freguesia de S. Victor, esta iniciativa pretende ser uma janela de oportunidades para desempregados.

CMB07102016SERGIOFREITAS0000002915.jpg

O evento reúne cerca de 30 empresas da Região que operam nas mais diversas áreas de actividade, nomeadamente nas tecnologias digitais, trabalho temporário, têxtil, telecomunicações e construção civil.

Salientando o “mérito” da iniciativa, Ricardo Rio lembrou que a temática do emprego “tem sido a prioridade das prioridades” da actuação Municipal. “Apesar dos últimos dados serem extremamente positivos para o Concelho, com uma descida muito consistente dos números de desemprego, a verdade é que ainda existem muitas pessoas que não conseguiram a sua colocação no mercado de trabalho. Nesse sentido, todos os contributos para que pelo menos um caso seja resolvido, são sempre bem-vindos”, referiu.

Como explicou Ricardo Rio, o Município de Braga “tem trabalhado de perto com todas as instituições”, nomeadamente com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), com as associações empresariais, com o tecido empresarial do Concelho e com as Juntas de Freguesia “no sentido de encontrar soluções que dêem resposta aos cidadãos”. Dessa forma, Ricardo Rio felicitou a Junta de S. Victor que “tomou em mãos um projecto desta natureza”.

Na primeira edição esta iniciativa possibilitou a inclusão no mercado de trabalho a 25 pessoas e, Ricardo Silva, presidente da Junta de S. Victor, espera que este ano esse número seja aumentado. “Temos a expectativa de superar os números da primeira edição. Este ano conseguimos reforçar o número de parceiros, uma vez que contamos com a colaboração do IEFP e do nosso Gabinete de Inserção Profissional (GIP) que tem dezenas de ofertas de trabalho e afazer recrutamento para algumas empresas da Região”.

Para Ricardo Silva, esta Feira revela-se “uma necessidade e ao concentrarmos num local este tipo de ofertas estamos a dar uma janela de esperança às pessoas que estão em situação de carência financeira ou social, e a proporcionar a oportunidade de explorarem as suas competências”, concluiu o Autarca de S. Victor.

CMB07102016SERGIOFREITAS0000002922.jpg

CMB07102016SERGIOFREITAS0000002932.jpg

CMB07102016SERGIOFREITAS0000002937.jpg

EMPRESA SUÍÇA INSTALA-SE EM PÓVOA DE LANHOSO E DÁ EMPREGO A UMA CENTENA DE TRABALHADORES

Presidente da Câmara Municipal congratula-se por investimento privado de 24 milhões

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, anunciou com satisfação a instalação no concelho de uma empresa suíça, num investimento de 24 milhões de euros, que irá criar, numa primeira fase, cerca de uma centena de postos de trabalho.

Presidente da Camara Municipal da Povoa de Lanhoso 1.JPG

A informação foi transmitida no decorrer de mais uma sessão da Assembleia Municipal, realizada na passada sexta-feira, dia 30 de setembro, à noite, no Theatro Club.

O referido investimento, da parte de privados, será da responsabilidade da Solar Transparency, que irá construir a sua unidade industrial de painéis fotovoltaicos de terceira geração já no próximo ano.

Segundo o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, esta entidade irá dar emprego, inicialmente, a cerca de 100 pessoas, sendo grande parte mão-de-obra muito especializada.

Trata-se do culminar de negociações demoradas, com a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso a participar de forma ativa no processo de instalação desta unidade industrial, que irá nascer nas antigas instalações da “Pré-Ave”, em Arcas, freguesia de Rendufinho.

DESEMPREGO ATINGE MÍNIMO HISTÓRICO NO CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ

IEFP mostra que nos últimos dois anos e meio, o número de desempregados diminuiu 43%

O número de desempregados no concelho de Caminha atingiu um mínimo histórico no mês de julho. As estatísticas mais recentes, publicadas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), apontam para 594 pessoas sem emprego, registadas naquele centro. Este é o mais baixo número de desempregados registado desde dezembro de 2009, um motivo de encorajamento e um fator que vem confirmar que o concelho está a seguir a estratégia adequada.

As estatísticas de todos os concelhos do país são registadas e publicadas mensalmente pelo IEFP e o último boletim, referente a julho, confirma a tendência que se vem registando, ou seja, uma clara diminuição do número de desempregados no concelho de Caminha. Assim, no último mês de julho, como referimos, Caminha atingiu um valor que corresponde ao número mais baixo de desempregados desde dezembro de 2009. Ainda segundo os dados do IEFP, em julho estavam registados 594 desempregados do concelho de Caminha o que representa também o valor mais baixo dos últimos seis anos e meio.

Recorde-se que, em janeiro de 2014, o número de desempregados ultrapassava as mil pessoas. Nessa altura, o IEFP registava para Caminha o número 1036 desempregados.

Nos últimos dois anos e meio, o número de desempregados diminuiu 43% graças à dedicação das famílias, ao esforço das empresas e às políticas seguidas.

BRAGA REALIZA FEIRA DO EMPREGO EM S. VICTOR

O (des)emprego e a forma como isso afeta os agregados familiares tem repercussão no quotidiano, não só da nossa freguesia, mas da nossa cidade.

image003victor.jpg

Sabemos que os tempos que correm acarretam algumas dificuldades, que podem ser dirimidas encontrando os parceiros certos, na hora certa.

Temos a funcionar, na Junta de Freguesia de S. Victor, um Gabinete de Inserção Profissional (GIP), que todos os dias acolhe dezenas de utentes, que procuram um futuro melhor.

Entendendo que a empregabilidade é uma prioridade social e financeira, a Junta de Freguesia de S. Victor e o Braga Retail Center, no âmbito da sua responsabilidade social,  irão realizar a “Feira do Emprego de S. Victor”.

Numa atitude de cooperação, promovendo em escala a empregabilidade e cumprindo mais uma missão social, numa altura em que muitos agregados familiares estão sufocados com as contas do início do ano letivo, é nosso entendimento que se esta autarquia não pode criar emprego, podemos e devemos ser agentes facilitadores e promotores de contatos entre entidades que procuram os melhores recursos humanos e as pessoas que procuram um futuro mais estável.

Na ocasião serão divulgados alguns pormenores de interesse acerca desta iniciativa, entre os quais, os nomes das empresas que se associam a esta iniciativa.

Em nome dos organizadores,  agradecemos a divulgação da iniciativa, que contribuirá para maior informação a todos quanto procuram melhor condição de vida.

Relembramos que em 2015, na primeira edição da Feira de Emprego, conseguimos colocar no mercado de trabalho 25 pessoas, e gostaríamos, este ano, de ultrapassar este número.

Ricardo Pereira da Silva

Presidente da Junta de Freguesia de S. Víctor

BRAGA APOSTA NO EMPREGO

‘Qualifica IT’ é exemplo a seguir nas Políticas Europeias de Promoção do Emprego. Projecto de Braga apresentado aos parceiros da Rede Eurocities

Ricardo Rio aproveitou a sua participação no evento “Desenvolvimento de competências para o mercado de trabalho nas cidades – Retirar o máximo proveito da Agenda Urbana da União Europeia”, organizado pela cidade de Roterdão e pela Eurocities, para apresentar aos seus parceiros europeus e a representantes da Direcção-Geral do Emprego da União Europeia e do Comité das Regiões o projecto ‘Qualifica IT’, desenvolvido em parceria entre o Município de Braga, a InvestBraga, a Universidade do Minho e o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional.

1emprbra.jpg

O projecto ‘Qualifica IT’ foi criado em 2015, visando apoiar a empregabilidade e o investimento em Braga, por parte de empresas do sector das TIC, através de um aumento significativo dos recursos humanos qualificados disponíveis. Após a realização da 1ª edição desta iniciativa, as empresas de Braga viram reforçadas as suas equipas com mais 100 novos quadros qualificados do Qualifica IT, aguardando-se hoje a aprovação do envelope financeiro para o lançamento da 2ª edição.

O programa ‘Qualifica IT’ materializa-se num período de formação em sala na Universidade do Minho e na subsequente integração profissional nas empresas do sector. A generalidade dos beneficiários da primeira edição do programa, na sua maioria licenciados de áreas adjacentes às TIC sem acesso ao mercado de trabalho, viram concretizada a sua admissão pelas empresas em que realizaram o período final de formação.

Neste evento destinado a discutir as melhores práticas de formação e de emprego nas políticas de cidades, nomeadamente na capacidade destes em estimular as economias locais, fornecendo aos cidadãos as competências adequadas para entrarem no mercado de trabalho e promover a inclusão social através de medidas inovadoras, o Presidente da Câmara Municipal de Braga interveio na sessão de trabalho dedicada aos decisores políticos, onde também estiveram presentes os responsáveis máximos das cidades de Roterdão, Ahmed Aboutaleb, e Ghent, Daniël Termont, bem como vários outros Autarcas europeus, de cidades como Malmoe, Nantes, Viena, Munique e Birmingham.

Nesta intervenção, Ricardo Rio apresentou aos seus congéneres europeus o programa ‘Qualifica IT’, lembrando que é hoje fundamental dar oportunidades de acesso ao mercado de trabalho aos jovens licenciados no desemprego. “É um crime social desperdiçar o potencial e talento destes jovens e o investimento neles realizado pelo Estado, pelas suas famílias e pelos próprios”, afirmou. Considerando que a dinâmica do mercado de trabalho provoca distorções entre a oferta produzida pelas Universidades e a procura gerada pelas empresas de diferentes sectores de actividade, Ricardo Rio realçou a relevância de programas de requalificação como o Qualifica IT, capazes de propiciar uma rápida integração destes recursos em áreas com maior potencial de crescimento.

Ricardo Rio aproveitou para enaltecer o compromisso do IEFP com este Programa, defendendo que um projecto desta natureza, envolvendo todas as contrapartes relevantes /instituições públicas, universidades, empresas e recursos humanos) deveria ser replicado à escala europeia e municiado com recursos próprios por parte da União Europeia.

A Eurocities, fundada em 1986 por seis grandes cidades europeias (Barcelona, Birmingham, Frankfurt, Lyon, Milão e Roterdão), reúne hoje mais de 140 cidades da Europa. Portugal tem como membros de pleno de direito Lisboa e Porto, tendo Braga sido aceite recentemente. O Município pretende participar activamente nesta importante rede, que representa mais de 130 milhões de habitantes de 35 países e que promove o intercâmbio das melhores práticas e representa os interesses das grandes cidades junto das instituições comunitárias, promovendo a inclusão das exigências urbanas nas políticas europeias.

AMARES PROMOVE EMPREGO

O Espaço Emprego Já, em colaboração com o CQEP – Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional do Agrupamento de Escolas de Amares, e com o apoio do Município de Amares, dinamizará no dia 29 de setembro, quinta-feira, um SHOWROOM – Mostra de Oferta Formativa, onde estarão presentes vários Centros de Formação (O Sábio de Lago; ISAVE - Instituto Superior de Saúde do Alto Ave; FORMINHO; ATAHCA; GIP, entre outros). Durante esta atividade poderá conhecer os Planos de Formação destas entidades (Financiados ou não), esclarecer dúvidas e estabelecer contactos para inscrições.

Pelas 15h haverá o Workshop Como arranjar emprego – “Venda o seu CV” (gratuito).

O SHOWROOM – Mostra de Oferta Formativa decorrerá na Galeria de Artes e Ofícios de Amares, das 9h30m às 12h e das 14h às 17h30m.

Cartaz divulgação_final.png

ATEPELI - ATELIERS DE PONTE DE LIMA ORGANIZA DIA DO EMPREGO

28 de setembro, 2016 - Dia do Emprego. Atepeli – Ateliers de Ponte de Lima

A Atepeli – Ateliers de Ponte de Lima, está a organizar um Dia do Emprego, onde a empresa estará de portas abertas para acolher candidatos que estejam à procura de trabalho e tenham interesse em conhecer a empresa e as ofertas de emprego. O evento irá decorrer no dia 28 de setembro, às 8.30h, nas instalações da Atepeli, que se situa na rua das Valinhas, nº 438, em Calvelo, Ponte de Lima.

Atelier.jpg

A Atepeli está integrada num dos maiores Grupos Multinacionais de Produtos de Luxo, presente em mais de 60 países. Fabrica componentes de malas, carteiras, porta-cartões e afins, caracterizados pela sua elevada qualidade, típica do sector do luxo. Neste momento procura pessoas para trabalhar como Operadores de Produção, embora também tenha vagas para técnicos com formação universitária em diferentes áreas.

A empresa situa-se num local privilegiado, em Calvelo (Ponte de Lima) mas próximo dos concelhos vizinhos de Vila Verde, Braga, Barcelos e Viana do Castelo, pelo que tem trabalhadores residentes em todos esses concelhos.

costura.jpg

A Atepeli iniciou atividade no dia 2 de fevereiro de 2011 com 6 colaboradores e desde então tem vindo a crescer. Em 2013 tinha 174 colaboradores, em 2014 já tinha 250 colaboradores, em 2015 tinha 342, sendo o objetivo até ao fim deste ano atingir os 400 colaboradores.

Uma vez que se encontra em constante crescimento, está à procura de novos colaboradores.

Deste modo, para divulgar as ofertas de emprego disponíveis e dar a conhecer um pouco mais sobre a empresa, a Atepeli realizaráno dia 28 de setembro um Dia do Emprego, onde a empresa estará aberta ao público interessado, a fim de realizarem o processo de recrutamento, que inclui entrevistas e testes, tudo concentrado num só dia e onde os participantes receberão o resultado do processo no final do próprio dia!

“Se procura emprego esta é uma excelente oportunidade para trabalhar numa empresa dinâmica, com futuro e que aposta nas pessoas”, disse o Diretor Geral,Damien Verbrigghe.

Faça a sua inscrição através dos seguintes contactos:

Tlf: 258 240 120

E-mail: atepeli@sapo.pt

Morada: Rua das Valinhas, nº 438, lugar de Vilela, em Calvelo, Ponte de Lima.

queima de fios.jpg 

MUNICÍPIO DE AMARES PROMOVE INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS JOVENS DO CONCELHO

“Os estágios profissionais apoiados pelo Município têm como objetivo potenciar a inserção profissional de pessoas em situação de desfavorecimento (desempregados, beneficiários do Rendimento Social de Inserção, jovens à procura do primeiro emprego), refere a vereadora da Ação Social e Educação do Município de Amares, Cidália Abreu, traçando um balanço “extremamente positivo” desta medida pelo seu “contributo para a dinamização social e projeção económica do concelho”.

LOGO (1).PNG

No âmbito da proposta aprovada pelo atual executivo municipal no que diz respeito aos estágios profissionais foram apresentadas, este ano, através do Gabinete de Empreendedorismo, 15 candidaturas por empresas, para a inserção de residentes do concelho através de Programas de Estágios Emprego/Profissionais. Fruto dessas candidaturas, foram celebrados 16 protocolos, 6 dos quais, passado o período de estágio, foram convertidos em contratos de trabalho, e encontram-se atualmente  devidamente inseridos no mercado de trabalho depois de terem usufruído das medidas de incentivo à inserção na vida ativa implementadas pelo Município de Amares. A informação é avançada pela vereadora, que acrescenta que durante o último ano, a Autarquia investiu cerca de 20 mil euros com esta medida, “constituindo sem dúvida um estímulo à empregabilidade”.

O Município de Amares presta apoio técnico na elaboração de candidaturas aos Programas de Estágio Emprego e apoia financeiramente na comparticipação do remanescente ao financiado pelos programas estágio emprego vigentes.

Para além dos Estágios Profissionais de Apoio às Empresas (EPAE), a Câmara Municipal de Amares tem vindo a acolher diversos estágios Curriculares (EC) – obrigatórios para a conclusão de um curso profissional ou superiore Estágios Habilitantes ao Exercício de Profissão Regulada (EH) – aqueles que têm como objetivo o cumprimento de requisitos adicionais e específicos para acesso ao título profissional de uma profissão regulada por Ordem ou Associação Pública Profissional.

O Município de Amares vai continuar atento à problemática da inserção na vida ativa de jovens, residentes no concelho de Amares, promovendo a inserção profissional dos desempregados através do desenvolvimento de experiências práticas em contexto real de trabalho. O regulamento para integração dos respetivos estágios está disponível para consulta no site da Autarquia: http://www.cm-amares.pt/regulamentos-20160810-150506.

MONÇÃO TEM A TAXA DE DESEMPREGO MAIS BAIXA DO DISTRITO

Dados referentes ao mês de junho assinalam uma diminuição de 101 inscritos no Centro de Emprego do Alto Minho e colocam Monção com uma taxa de 6,4%, quase metade da média nacional que, de acordo com o INE, deverá situar-se em 11,2% no final do segundo trimestre.

Os dados do desemprego referentes ao mês de junho trouxeram notícias agradáveis para o concelho de Monção. Em apenas um mês, o número de desempregados inscritos no Centro de Emprego do Alto Minho diminuiu 101 pessoas, situando-se atualmente em 467 pessoas,

Em termos percentuais, contabilizando a população ativa (Censos 2011) pelo número de inscritos, chega-se à taxa de 6,4 %, a mais baixa do distrito de Viana do Castelo e quase metade da média nacional: 12,4 % no primeiro trimestre, estimando-se que, segundo o INE, baixe para 11,2 % nas contas do segundo trimestre.

Estes dados, recebidos pela autarquia com grande satisfação, revelam que a estratégia municipal de captação de novos investimentos através de uma política fiscal atrativa e apoio aos empresários que pretendem investir no nosso território está a resultar em pleno e a contribuir para a criação de postos de trabalho.

“Tem sido um esforço grande mas os resultados estão a aparecer” referiu Augusto de Oliveira Domingues, reafirmando que “o município vai continuar a apostar nesta vertente porque o emprego é fundamental para as famílias terem mais qualidade de vida e conforto. Sabemos que é difícil acabar com o desemprego mas tudo faremos para chegarmos a uma taxa residual”.       

No conjunto dos dez concelhos, metade diminuiu o número de inscritos nos dois centros de empregos distritais, sendo Monção o município com a diminuição mais acentuada. Quatro viram aumentar o número de desempregados e um, Paredes de Coura, tem exatamente as mesmas pessoas na variação de maio para junho.

Monção possui a taxa mais baixa (6,4%) sendo acompanhado no pódio por Vila Nova de Cerveira (7,4%) e Melgaço (7,5%). Do total de 467 pessoas inscritas, 228 são homens e 239 são mulheres. 267 estão inscritos há menos de um ano e 200 há um ano ou mais.

INVESTIMENTO PRIVADO DE 10 MILHÕES DE EUROS CRIA 300 NOVOS POSTOS DE TRABALHO EM MONÇÃO

Rio Park Monção abre no dia 2 de julho, sábado, pelas 10h00, coincidindo com a Feira do Alvarinho que decorre nos dias 1, 2 e 3 de julho. Entre outras, estarão presentes lojas da Rádio Popular, De Borla, Sportzone, Seaside, Espaço Casa, Belita Supermercados, Perfumes & Companhia e Burger King. Trata-se do maior investimento privado feito no distrito de Viana do Castelo no presente ano.

RIO PARK MONÇÂO.png

O Rio Park Monção, situado a sensivelmente 100 metros da ponte internacional entre Monção e Salvaterra de Miño, é inaugurado no dia 2 de julho, sábado, pelas 10h00. A Câmara Municipal de Monção estará representada pelo seu presidente, Augusto de Oliveira Domingues.  

Considerado o maior investimento privado realizado no distrito de Viana do Castelo no presente ano, avaliado em 10 milhões de euros, o Rio Park Monção encontra-se implantado num terreno de 39 465 metros quadrados, englobando diversos espaços comerciais, zona de estacionamento com mais de 400 lugares gratuitos e uma zona de lazer com percursos pedestres e parque infantil.

De acordo com os promotores, o empreendimento tem como objetivo a dinamização da economia local e o reforço comercial com a vizinha Espanha, estimando-se que sirva uma população superior a 150 mil pessoas nos dois lados da fronteira e visitas superiores a 1 milhão de pessoas por ano.

O Rio Park Monção disponibiliza espaços da Rádio Popular, De Borla, Sportzone, Seaside, Espaço Casa, Belita Supermercados, Perfumes & Companhia, Burger King, Bazar do Rio, Brinka, Esqueço Papel, Under Blue, Colchões & Companhia, Atola, Camipão, Pizzaria Don Genaro, Ergovisão, Norte_­Moda, Nos, Carlos Santos, Diggy`s e Noar. No seu conjunto, prevê-se que gerem 300 novos postos de trabalho.

EMPREGO EM PORTUGAL (TOP 5)

Durante de procura de emprego, você tem de perceber, qual trabalho está mais atual e em demanda. Para definir as ofertas mais popular em Portugal, vamos fazer um pequeno TOP 5.

image001 (2).gif

  1. O contabilista. Este cargo é considerado de prestígio e comercializável há muito tempo, é por isso nós colocamos este cargo no 1 lugar. A profissão de contabilista é necessária em todas empresas, não dependendo do tipo de actividade. Claro que empresas precisam um trabalhador com experiência.
  2. Outro cargo muito popular em Portugal e no mundo inteiro – técnico informático. São todos quem trabalham na área informática. Se falamos sobre os programadores, a prioridade deles trabalhar na Internet, para fazer-a mais entendido para usuários.
  3. O terceiro lugar ocupa área de vendas. No qualquer tempo as pessoas vão comprar coisas, por isto o mercado de trabalho está sempre aberto para os vendedores.
  4. Seguinte cargo no nosso TOP será engenheiro. A principal vantagem deste cargo é salário alto. Também os engenheiros qualificados estão em demanda nos outros países europeias onde os salários ainda mais do que em Portugal, tais como: França, Alemanha e Suíça.
  5. No último lugar nós colocamos vários especialistas técnicos quem sabem línguas estrangeiras. Agora muitas empresas internacionais, que baseiam se em Portugal, precisam um trabalhador que sabe pelo menos 2 línguas estrangeiras.

Como visto a partir da lista, mais procurados empregos em Portugal, que visam o desenvolvimento e a melhoria da qualidade de vida de pessoas. Se você possui conhecimento e experiência nestas áreas, envie o seu currículo em várias empresas, e poderá esperar um resultado positivo.

E para ajudar-lhe encontrar um emprego desta lista, nós recomendamos usar um motor de busca de emprego Jooble (http://pt.jooble.org/). Porquê Jooble? Porque este site acumula todas as ofertas de emprego que existem em Portugal. Assim, você não precisa gastar muito tempo para visitar vários sites de emprego. Jooble – apenas um site para encontrar um emprego desejável.

Ivo Veloso

Country Manager Portugal

 

http://pt.jooble.org/

VIZELA PROMOVE EMPREGABILIDADE JOVEM

Município de Vizela e Universidade do Porto assinam protocolo para a promoção da empregabilidade jovem

A Câmara Municipal de Vizela e a Universidade do Porto vão assinar, no próximo dia 20 de junho, às 17h30, na Reitoria da U. Porto (Praça Gomes Teixeira, Porto), um protocolo de colaboração na área da promoção da empregabilidade jovem.

De relembrar que este protocolo, aprovado na reunião de câmara, de 19.05.16, estabelece uma relação de parceria entre as duas instituições, com vista ao desenvolvimento de iniciativas conjuntas tendentes a facilitar a integração profissional de recém-diplomados da Universidade no tecido socioeconómico do concelho de Vizela.

A Universidade do Porto tem em marcha uma nova estratégia de promoção da empregabilidade jovem, que passa, justamente, pela colaboração com entidades externas à comunidade académica e que tenham grande relevância nas economias locais.

Ora, as autarquias são agentes fundamentais na promoção de um ambiente socioeconómico favorável à criação de oportunidades locais de emprego e à entrada de jovens no mercado de trabalho local e, daí, a assinatura deste protocolo com alguns municípios da Região Norte.

FRANCESES PROCURAM EM FAMALICÃO MÃO-DE-OBRA QUALIFICADA

Grupo Francês vem para Famalicão ao encontro de mão de obra “qualificada e motivada”

Visita do Presidente da Câmara à CMI – Construções Metálicas Industriais, segunda-feira, 6 de junho, pelas 10h30, na Rua São João de Pedra Leital, 817, em Requião (em frente às Carnes Seara).

DSC_9791.jpg

O grupo francês Saint-Eloi fabrica estruturas e construções metálicas há cerca de 40 anos em quatro unidades industriais situadas em território francês.  Ao fim de quatro décadas o grupo resolveu sair pela primeira vez do país e investiu numa unidade produtiva em Famalicão, a CMI – Construções Metálicas e Industriais. As razões da aposta são simples de explicar: “É aqui que está a mão de obra qualificada que precisamos e chegamos à conclusão que é mais fácil trazer a empresa para cá do que continuar a levar os portugueses para lá, com os custos acrescidos que isso acarreta com viagens, estadia e alimentação”, diz o diretor de produção da empresa Thierry Ferreira, realçando como ainda como mais valia “a motivação profissional e o  estado de espírito dos portugueses”.

A empresa começou a laborar em Famalicão em 2016 num pavilhão com 1000m2. Passados 5 meses o espaço já é demasiado curto para a atividade da empresa que emprega 21 pessoas. Até ao final do ano deverão ser pelo menos 60. A empresa já investiu 1 milhão de euros em Portugal, mas o plano de investimentos em curso assegura mais 4 milhões a curto prazo.

Os pormenores da história da vinda deste grupo francês para Famalicão e dos fortes desafios produtivos que tem entre mãos serão conhecidos na próxima visita do Presidente da Câmara Municipal do roteiro Famalicão Made IN marcada para o próxima segunda-feira, 6 de junho, pelas 10h30, nas instalações de empresa, situadas na Rua São João de Pedra Leital, 817, 477-464 Requião, com a presença do presidente do grupo Saint-Eloi, Hervé Gauvrit.

VIZELA PROMOVE EMPREGO JOVEM

Câmara de Vizela associa-se à Universidade do Porto na promoção do emprego jovem

A Câmara Municipal de Vizela aprovou, na última reunião de câmara, a celebração de protocolo de colaboração com a Universidade do Porto, assumindo-se como um importante parceiro desta prestigiada instituição de ensino, na promoção do emprego jovem.

O protocolo, que em breve será assinado em cerimónia oficial para o efeito, visa estimular os estudantes candidatos a terem uma perspetiva real do mundo do trabalho e a aperfeiçoar a sua experiência educacional, de modo a obterem os requisitos das profissões. O Município de Vizela passará então, a acolher estudantes provenientes da Universidade do Porto, que assim beneficiarão de experiências em contexto laboral, fortalecendo as competências necessárias para o exercício da sua atividade profissional.

Paralelamente, esta será também uma oportunidade para o Município de Vizela identificar quadros qualificados das empresas do concelho afim de, participarem em ações de formação desenvolvidas pela Universidade do Porto.

Este protocolo visa assim, o estabelecimento de uma relação de parceria entre as partes, com vista ao desenvolvimento de atividades conjuntas em prol da sensibilização do mundo académico para a importância do mundo do trabalho, através da promoção de atividades de empregabilidade.

Estas atividades já iniciaram com o convite que a Câmara Municipal de Vizela dirigiu às empresas, no sentido de estas participarem no evento FINDE.U - Feira Internacional de Emprego da U.Porto.

Este ano, a FINDE.U integra as seguintes iniciativas:

  • Feira Virtual do Emprego 2016, de 30 de maio até 03 de junho de 2016
  • Feira Internacional do Emprego - Porto, a 2 e 3 de novembro de 2016
  • Feira Internacional do Emprego - Vigo, a 8 e 9 de novembro de 2016

Para além do contacto com estudantes e da eventual seleção e contratação (ofertas de emprego, estágios, trabalhos de verão, trabalhos pontuais) de alguns dos melhores candidatos a emprego, os empregadores terão ainda possibilidade, através da presença nestas três feiras, de desenvolver contactos alargados e divulgar as suas políticas empresariais e formação, utilizando a feira como uma ferramenta de marketing.

BRAGA PREPARA JOVENS PARA NOVOS DESAFIOS PROFISSIONAIS

´Skills Lab´ prepara jovens para novos desafios profissionais. Primeira fase de formação arranca na próxima semana

Decorreu hoje, dia 4 de Maio, no gnration, o lançamento oficial do programa ´Skills Lab´, num evento simbólico que englobou a assinatura do protocolo entre Câmara Municipal de Braga, Fundação Bracara Augusta, InvestBraga e IEFP.

CMB04052016SERGIOFREITAS0000002055

O programa, destinado aos jovens licenciados até aos 29 anos de idade, inicia a vertente formativa na próxima Segunda-feira e pretende combater a elevada taxa de desemprego jovem e a dificuldade que a actual geração – a mais qualificada de sempre – encontra na entrada efectiva no mercado de trabalho, intervindo, nesse sentido, na promoção da empregabilidade, apoiando a criação de ideias de negócio e estimulando o desenvolvimento de competências.

CMB04052016SERGIOFREITAS0000002054

São 24 os participantes, de um total de mais de 100 candidaturas recebidas, que vão integrar um plano de formação e aceleração com a duração de três meses. Segue-se um período de incubação de mais três meses em que os participantes estarão em contacto permanente com o mercado de trabalho e com diversas empresas.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, este é um projecto inovador em que se procura adoptar uma nova abordagem para concretizar o objectivo de transformar a formação académica dos jovens em valor económico. “O que pretendemos é que, no final, seja através da criação do próprio emprego ou reforçando as competências para se integrarem num projecto que reconheça esse mérito, os participantes possam ter uma perspectiva de carreira que vá de encontro às suas ambições”, afirmou.

CMB04052016SERGIOFREITAS0000002056

De acordo com o Autarca, o ´Skills Lab´ será um importante complemento à formação e experiência anterior dos jovens, dotando-os de atributos e requisitos que o mercado e o mundo dos negócios reconhecem como necessários para permitir a sua afirmação profissional. “Após estes três meses, esperamos poder reconhecer o sucesso desta iniciativa e torná-la mais ambiciosa no futuro”, sublinhou, enaltecendo o ´valioso contributo´ das entidades, parceiras e mecenas que tornam possível a concretização do projecto.

Por seu turno, António Leite, director-regional do IEFP, garantiu que este é um belo exemplo de como as instituições, entidades e pessoas se podem juntar por uma causa comum ao serviço da comunidade. “O mundo muda a grande velocidade e queremos responder a um novo desafio que se coloca com uma nova forma de actuar, mantendo um espirito jovem e inovador”, disse.

Mais informações no website http://www.skillslab.me/.

CMB04052016SERGIOFREITAS0000002058

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE EMPREGO

Geração Lanhoso vai apoiar individualmente na procura de emprego

O Projeto Geração Lanhoso promoveu mais uma sessão de informação sobre medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção em instituições do território. Para além de informação relativa a apoios à contratação e estágios, foi também apresentada alguma informação relativa a apoios existentes para a criação do próprio emprego.

Medidas ativas emprego

Destinou-se a indivíduos adultos desempregados, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso, que compareceram em grande número e que manifestaram interesse pela informação transmitida. Aos presentes será agora disponibilizado, por parte do projeto, apoio individual na procura de emprego.

Esta atividade decorreu no auditório da Casa da Botica, no dia 21 de abril, e foi dinamizada por dois elementos da equipa técnica do Projeto Geração Lanhoso e pela animadora do Gabinete de Inserção Profissional do Município, inserindo-se no âmbito do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação do Projeto.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

Medidas ativas emprego 1

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE O EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL

Projeto Geração Lanhoso divulgou medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção

O Projeto Geração Lanhoso promoveu no dia 30 de março uma sessão de informação sobre medidas ativas de emprego e oportunidades de inserção em instituições do território. Para além de informação relativa a apoios à contratação e estágios, foi também apresentada alguma informação relativa a apoios existentes para a criação do próprio emprego.

Sessao informacao Geracao Lanhoso

Esta atividade decorreu no auditório da Casa da Botica e foi dinamizada por dois elementos da equipa técnica do Projeto Geração Lanhoso e pela animadora do Gabinete de Inserção Profissional do Município, inserindo-se no âmbito do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação do Projeto Geração Lanhoso.

Destinou-se a indivíduos adultos desempregados, residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso, que compareceram em grande número e que manifestaram interesse pela informação transmitida.

De lembrar que este projeto tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

BRACARENSES DEBATEM EMPREGABILIDADE JOVEM

Seminário reflectiu sobre os desafios da empregabilidade jovem

O vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, participou hoje, 31 de Março, no edifício do gnration, no seminário ‘Empregabilidade Jovem: Desafios e Soluções à Escala’ que marcou o final do projecto ‘(IN)EET – Capacitação Local para a Empregabilidade Jovem’, promovido pela organização não governamental OIKOS.

CMB31032016SERGIOFREITAS0000001565

Na ocasião, Firmino Marques sublinhou que este tipo de projectos são fundamentais para ajudar os jovens a encontrar soluções profissionais para o seu futuro. “Sabemos que o desemprego é um dos problemas que afectam a juventude, uma juventude cada mais qualificada e que precisa de desafios e oportunidades para mostrar o seu valor”, sustentou, garantindo que o “Município está atento a esta problemática com a realização de diversas actividades que têm como objectivo a capacitação e a adaptação dos jovens às necessidades do mercado de trabalho”.

CMB31032016SERGIOFREITAS0000001561

Neste seminário, especialmente dirigido a profissionais de entidades que actuam nas áreas da empregabilidade e juventude, os participantes puderam partilhar experiências e boas práticas de promoção local da empregabilidade jovem, através de momentos de dinâmica de grupo.

O projecto ‘(IN) EET – Capacitação Local para a Empregabilidade Jovem’, promovido em parceria com o Município de Braga e com o Instituto Português do Desporto e da Juventude, foi desenvolvido ao longo dos últimos 18 meses e envolveu vários jovens NEET (que não estavam a estudar, nem a trabalhar) do Concelho de Braga em actividades de capacitação para o trabalho, sempre com o horizonte da integração profissional.

Este projecto incluiu o apoio personalizado aos jovens, com o objectivo de adaptar as respostas existentes às necessidades de capacitação demonstradas. Cerca de 50 jovens tiveram acompanhamento personalizado ao longo do período de implementação do projecto, tendo sido elaborado um Plano Individual de Inserção.

CMB31032016SERGIOFREITAS0000001566

BRAGA ESTIMULA EMPREGO JOVEM COM A CRIAÇÃO DO “SKILLS LAB”

Período de candidaturas decorre entre 16 de Março e 15 de Abril

‘Skills Lab’ é nome do programa que pretende aumentar a empregabilidade dos jovens licenciados até aos 29 anos de idade, apoiando-os na criação de ideias de negócio e no desenvolvimento de competências. O projecto-piloto desenvolvido pela Câmara Municipal de Braga, pela Fundação Bracara Augusta e pela InvestBraga, surge na união de esforços com várias entidades privadas e será mais uma forma de contrariar a elevada taxa de desemprego jovem e qualificado.

CMB11032016SERGIOFREITAS0000001057

O ‘Skills Lab’ será um laboratório de competências e de ideias, que irá formar equipas multidisciplinares com o objectivo de criar novas empresas e colmatar as dificuldades sentidas pelos jovens no acesso ao mercado de trabalho. As candidaturas decorrem de 16 de Março a 15 de Abril e poderão ser efectuadas individualmente ou em grupo.

CMB11032016SERGIOFREITAS0000001056

O programa arranca a 4 de Maio e serão seleccionados 24 participantes que vão integrar um plano de formação e aceleração com a duração de 3 meses. Segue-se um período de incubação de mais 3 meses em que os participantes estarão em contacto permanente com o mercado de trabalho e com diversas empresas. Este facto vai permitir a validação e o desenvolvimento dos modelos de negócio dos jovens empreendedores, assim como o reforço de competências a partir de contextos e desafios reais para todos os que querem ter um acesso mais facilitado ao mercado de trabalho.

CMB11032016SERGIOFREITAS0000001053

“O elevado nível de desemprego de jovens muito qualificados é, seguramente, um dos maiores dramas da sociedade e a integração desses recursos deve ser encarada como uma prioridade”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do programa, que decorreu esta Sexta-feira, no edifício GNRation, em Braga.

“É um desperdício estarmos a investir na formação e qualificação dos jovens se depois eles não têm a oportunidade de transformar a sua formação em valor económico”, considerou o Autarca, lembrando que este projecto está alinhado com a “economia do futuro”, um dos eixos programáticos da Capital Ibero-Americana da Juventude.

Segundo Ricardo Rio, Braga apresenta-se, uma vez mais, “na linha da frente em políticas da Juventude” e este projecto vai “beneficiar da muita experiência que a StartUp Braga e a Fundação Bracara Augusta têm vindo a desenvolver no domínio da aceleração de empresas”.

Este é um projecto diferente dos que têm sido desenvolvidos pela InvestBraga. Como explicou Carlos Oliveira, presidente da agência para a dinamização económica de Braga, o ‘Skills Lab’ “não se cinge apenas a projectos baseados em conhecimento, inovação e que possam gerar exportação”, este programa “está aberto a qualquer tipo de ideias que os jovens licenciados possam ter”, de forma a serem potenciados “ou na criação do próprio emprego ou na integração dos quadros de empresas já existentes”.

Já Carlos Ribas, administrador e representante da Bosch em Portugal, um dos mecenas deste projecto, referiu que o ‘Skills Lab’ se “enquadra no espírito Bosch”, uma vez que está ligado ao “conceito de inovação e empreendedorismo” da empresa, mostrando abertura para integrar na empresa as ideias que irão surgir através deste programa.

As candidaturas poderão ser efectuadas em www.skillslab.me e os participantes seleccionados terão acesso a uma área de trabalho devidamente equipada no edifício GNRation e uma bolsa para alimentação e transporte.

CMB11032016SERGIOFREITAS0000001048

PÓVOA DE LANHOSO INCENTIVA ENTREAJUDA NO COMBATE AO DESEMPREGO

Póvoa de Lanhoso quer constituir Grupos de Entreajuda para a Procura de Emprego

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e a Sol do Ave – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave apresentaram os Grupos de Entreajuda para a Procura de Emprego (GEPE), que irão constituir-se no concelho Povoense, no âmbito do projeto Geração Lanhoso.

Apresentacao GEPE 1

“Acreditamos que esta resposta é uma mais-valia para o Concelho da Póvoa de Lanhoso”, referiu o assessor da Presidência da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso para a área social, Sérgio Soares, na abertura da sessão, no dia 2 de março, no Centro Interpretativo Maria da Fonte. Estiveram ainda presentes elementos da Sol do Ave, como a Diretora do Departamento de Formação, Marta Coutada, e a coordenadora do Geração Lanhoso, Manuela Silveira, de entre outras presenças. A apresentação foi dinamizada por uma jovem que chegou a participar num GEPE.

Os GEPES são grupos informais de pessoas desempregadas que se encontram semanalmente para reunir esforços na procura ativa de emprego. Aumentam assim as suas redes de contactos e a probabilidade de encontrarem trabalho. O objetivo é de que possam ser constituídos três GEPES na Póvoa de Lanhoso, no decorrer do projeto Geração Lanhoso.

Os GEPE são uma iniciativa do Instituto Padre António Vieira e encontram-se em várias Instituições do país, existindo já 18 grupos por todo o país. Destinam-se a pessoas desempregadas que queiram livremente e de forma gratuita participar nesta dinâmica de apoio a outros desempregados, beneficiando desse mesmo apoio de uma forma recíproca.

Ultrapassar a desmotivação, o isolamento e a tendência depressiva; aumentar as competências para a empregabilidade; e alargar as redes sociais e de apoio são os objetivos destes grupos, que apresentam como vantagens ajudar - e com isso aumentar a autoestima - e ao mesmo tempo ser ajudado; aumentar a rede de contactos; partilhar informações e experiências relativas ao mercado de trabalho e à procura de emprego; partilhar emoções; e aumentar as competências para a empregabilidade.

Pretende-se que cada grupo seja constituído por dois animadores voluntários e por entre seis a 10 pessoas à procura de trabalho. Nas reuniões haverá partilha de atividades desenvolvidas com visa à obtenção de emprego; entreajuda emocional; e autoformação.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

Promover a inclusão social dos cidadãos da Póvoa de Lanhoso, com recurso a uma abordagem multissectorial e integrada, através de ações a executar em rede, por forma a combater a pobreza persistente e a exclusão social, é o objetivo geral do Geração Lanhoso, que tem três eixos de intervenção: Emprego, Formação e Qualificação (em que se insere a ação do dia 2 de março); Intervenção Familiar e Parental, Preventiva da Pobreza Infantil; e Capacitação da Comunidade e das Instituições.

O projeto, com duração de 36 meses, foi apresentado publicamente em novembro de 2015.

Apresentacao GEPE 2

VIZELA COMBATE O DESEMPREGO

Autarquia cria Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Jovem para a Empregabilidade Total

A Câmara Municipal de Vizela criou o GADJET, (Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Jovem para a Empregabilidade Total), cujo objetivo é a promoção de competências dos jovens que facilitem a procura ativa de emprego e a obtenção permanente de trabalho.

1ª sessão GADJET

O GADJET é um serviço inovador, gratuito, descomplicado, prático e útil de empregabilidade para jovens. Este gabinete surge no âmbito do contributo da autarquia para combater o flagelo do desemprego sobretudo junto dos mais jovens, apresentando-se como uma ferramenta que contribuirá para apoiar os jovens na (re)construção de um projeto pessoal e profissional na procura de emprego.

“Empregabilidade total” na medida em que, atualmente, é indispensável zelar pela empregabilidade, não só de quem está ou irá procurar trabalho, mas também, para quem já possui uma atividade profissional remunerada. Foi-se o tempo em que o mercado de trabalho assegurava trabalhos e rendimentos numa única empresa para toda a vida ativa. Hoje em dia, para ter trabalho e remuneração durante toda a carreira é necessário que a pessoa mantenha e atualize, a condição de ser contratável, ou seja, a sua empregabilidade.

Decorrente do trabalho em parceria da Câmara Municipal com os Agrupamentos de Escola, CQEP e o GAAS da Santa Casa da Misericórdia de Vizela, arrancou hoje, dia 3 de março, a primeira atividade deste serviço com a dinamização da ação “Profissionais com Futuro”, na Escola Secundária de Vizela, destinada aos alunos que frequentam o 12º ano dos cursos profissionais.

Este gabinete funciona nas instalações do Espaço Jovem de Vizela, e tem como público-alvo a população jovem até aos 30 anos inclusive, residente no concelho de Vizela e/ou que frequentam os estabelecimentos educativos no Concelho e entidades empregadoras que pretendam informação/esclarecimento sobre medidas de apoio à contratação ou outras e orientação na submissão de candidaturas que tenham sobretudo como destinatários jovens desempregados.

CELORICO DE BASTO COMBATE O DESEMPREGO

CLDS 3G em Celorico de Basto ajuda a definir perfil profissional de desempregados

Estão a ser promovidas sessões de divulgação do CLDS 3G junto de desempregados. As primeiras ações decorreram nas instalações da Câmara Municipal de Celorico de Basto e permitiram dar a conhecer um programa que trabalha baseado sobretudo, em três eixos de intervenção, sendo que, nestas ações o destaque incidirá no eixo 1 que se direciona ao emprego, formação e qualificação.

_DSC1307

A abertura das sessões é da responsabilidade da Coordenadora da Ação Social e Saúde do Município de Celorico de Basto, Helena Martinho, que apresenta todos os serviços sociais do município incidindo na necessidade de programas inclusivos e facilitadores na procura de emprego. “Estamos muito bem apetrechados no que respeita a serviços de proximidade de cariz social e de saúde. Procuramos dar respostas céleres aos mais desprotegidos e temos como objetivo principal a inclusão. Este programa que hoje vos será apresentado, o CLDS 3G, é o reflexo dessa necessidade, é um programa que procura “dotar de competências” os desempregados para as melhores técnicas de procura de emprego” disse.

A apresentar o CLDS 3G, Manuel Maria Afonso, Coordenador do Programa, salientou a necessidade de cada desempregado dispor de um Perfil Profissional atualizado. “Temos muitos desempregados com capacidades que os mesmos desconhecem. São, muitas vezes, capacidades intrínsecas que não são valorizadas e que podem, na hora da apresentação, fazer toda a diferença. É nosso objetivo, depois destas apresentações coletivas, desenvolver atendimentos individuais onde cada um terá a oportunidade de definir o seu Perfil Profissional. O CLDS 3G procurará atuar por forma a munir os desempregados com várias competências para que seja mais fácil inseri-los no mercado de trabalho” disse.

Os dados recolhidos destes desempregados serão inseridos numa base de dados o que facilitará a contratação junto das empresas.

Estas ações acontecem em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional e o Gabinete de Inserção Profissional (GIP) sedeado no edifício da Câmara Municipal.

Antes das ações individuais estão previstas mais sessões de apresentação coletiva pelo concelho mais propriamente nas instalações das juntas de freguesia.

ARCOS DE VALDEVEZ CELEBRA PROTOCOLO COM UNIVERSIDADE DO PORTO PARA PROMOVER O EMPREGO

Promoção do Emprego - Câmara de Arcos de Valdevez e Universidade do Porto celebram protocolo

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e a Universidade do Porto assinaram o protocolo destinado a estimular os estudantes a terem uma perspetiva real do mundo do trabalho; a construir parcerias entre a Universidade e as empresas e a aperfeiçoar a experiência dos estudantes candidatos, de modo a apresentar-lhes os requisitos das profissões, ajudando-os a prepararem-se para o mercado de trabalho do século XXI.

assinatura_protocolo_UP (2)

Desta feita, foi no passado dia 19 de fevereiro que o reitor da UP e o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, firmaram o estabelecimento de uma relação de parceria com vista a agilizar a procura de emprego pelos jovens, fomentar a aproximação entre o meio empresarial e a universidade, de forma a permitir uma cada vez maior convergência entre a saída dos jovens do mundo académico e a entrada da vida profissional, bem como o desenvolvimento de atividades conjuntas em prol da sensibilização e promoção da empregabilidade.

De referir que ao longo dos anos o Municipio arcuense tem investido muito ao nível da captação de investimento empresarial para o concelho e, com este protocolo, espera-se ir de encontro às necessidades das empresas ao nível da formação especializada e parcerias para desenvolver novos produtos, contribuindo para que consigam inovar e aumentar as suas taxas de produção e, consequentemente alargar os seus horizontes.

Para o Presidente da Câmara Municipal esta relação com a Universidade do Porto “é uma grande mais-valia, pois a Universidade é um polo de conhecimento e formação e contribui para enriquecer e transmitir saber e dinâmica aos territórios, às empresas e instituições, contribuindo ainda para a formação da população e melhoria da qualidade de vida”.

EMPRESAS DO ECOSSISTEMA DA ACELARADORA DE BRAGA ABREM VAGAS PARA EMPREGO ESPECIALIZADO

Startup Braga participa na ´Startup Europe Week´ e lança sessão de recrutamento

A Startup Braga vai participar no evento ´Startup Europe Week´ com um programa de debates e encontros, assim como com o lançamento de uma sessão de recrutamento, aberta a toda a comunidade.

startup braga

A Startup Braga junta-se a esta edição do evento, desenvolvido com o intuito de envolver todas as regiões da Europa que promovam programas para startups, nos dias 3 e 4 de Fevereiro.

As sessões promovidas pela Startup Braga foram planeadas com o intuito de fornecer novas ferramentas a toda a comunidade, potenciar o conhecimento dos participantes e contribuir para o aumento da taxa de sucesso de projectos empreendedores.

“A participação na Startup Europe Week reforça a importância que Braga tem vindo a assumir a nível europeu”, afirma Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, acrescentando que é visível “a crescente importância que se começa a dar às startups no seio das instituições europeias, pelo papel fundamental que vão ter no futuro na Europa”.

Carlos Oliveira destacou ainda a sessão de recrutamento, agendada para dia 4 de Fevereiro, entre as 16h00 e as 18h00, avançando que a mesma “é reflexo do trabalho que as startups do ecossistema da Startup Braga têm desenvolvido, estando a dar frutos e a contribuir para a dinamização da economia do país e para a oferta de emprego”.

Neste momento são seis as empresas do universo Startup Braga a abriram vagas de emprego em áreas como web developers, social media marketeer, web design (UX/UI), sales manager, assim como em diversos ramos das engenharias.

Ainda na próxima semana, no dia 2 de Fevereiro, a Startup Braga vai receber a visita de Paddy Cosgrave – CEO e fundador do Web Summit -, no âmbito do evento Start Up Go Global.

Programa da Startup Europe Week em Braga:

3 FEV @ Factory Braga

- 19h - 20h30 h - Marketing Digital Meetup >> João Costa apresenta case study abelhas.pt

4 FEV @ Startup Braga

- 16h - 18 h - Sessão de Recrutamento

- 18h - Sessão de Abertura

- 18.15h - Carlos Oliveira: Braga, cidade de oportunidades

- 18.30h - Rui barroca: UX/UI – Tools & Tips

- 18.45h - Inês Santos Silva: Growth – Tools & Tips

- 19h - Networking

NÚMERO DE DESEMPREGADOS EM CAMINHA DESCEU 14,3% EM DEZEMBRO FACE A IGUAL PERÍODO DE 2014

IEFP mostra descida do número de pessoas sem emprego face ao início deste mandato de 31,5%

De acordo com os números publicados ontem pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), o número de desempregados no concelho de Caminha, em dezembro de 2015, desceu 14,3% relativamente a dezembro de 2014. Há um ano atrás estavam inscritos no Centro de Emprego 804 cidadãos e no final de 2015 o número cifrava-se em 689.

Os números do IEFP evidenciam que a maioria dos desempregados são mulheres (354) e que 79 dos inscritos procuram o seu primeiro emprego.

Estes números representam um progresso mas, de acordo com Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha, “não são ainda os números que todos desejamos. É certo que parte da diminuição do número de desempregados está relacionado com a emigração de muitos dos nossos jovens nos últimos quatro anos mas fico satisfeito por perceber que a abertura de pequenas fábricas, novos supermercados, estabelecimentos comerciais ligados à restauração e bebidas ou os novos hotéis do concelho, representam já uma descida do número de desempregados”.

Miguel Alves faz ainda uma breve análise sobre o desemprego no curso do seu mandato: “Não me esqueço que, em dezembro de 2014, quando cheguei à Câmara, havia 1007 desempregados. Agora há 689, menos 31,5%. A boa notícia é essa, desde dezembro de 2014 o número de desempregados diminuiu um terço. A má notícia é a existência de 689 problemas por resolver. Contribuir para a resolução deste flagelo é a minha prioridade”.

Recorde-se que o concelho de Caminha tem em funcionamento o Gabinete de Apoio às Atividades Económicas em parceria com a CEVAL (Confederação Empresarial do Alto Minho), direcionado para a captação de investimento e informação aos empresários mas também para o apoio aos desempregados. Além disso, estabeleceu parceria com o CLDS – 3G Caminha (Contrato Local de Desenvolvimento Social de 3ª Geração), sedeado no Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora, de modo a ajudar os desempregados a voltarem ao mercado de trabalho.

BURGER KING CRIA 17 NOVOS POSTOS DE TRABALHO EM MONÇÃO

Cadeia alimentar abriu hoje no Rio Park Monção, empreendimento comercial em construção junto à fronteira com a Galiza e à Ecopista do Rio Minho. Com 23 lojas comerciais e 209 lugares de estacionamento, está já confirmada a presença de outras lojas/marcas conhecidas do grande público.

Burger 01

A Burger King, localizada no empreendimento comercial Rio Park Monção, a 100 metros da fronteira com a Galiza, abriu ao final da manhã de hoje, diversificando a oferta na componente alimentar e garantindo empregabilidade a 17 jovens naturais de Monção: 4 gerentes de loja e 13 operadores de restauração.

A abertura da Burger King vem confirmar a crescente centralidade de Monção em termos de atratividade empresarial, contabilizando-se, neste aspeto, a presença de grandes superfícies comerciais como o Continente e o Pingo Doce, cuja atividade tem trazido muitos galegos a Monção que aproveitam a vinda às compras para conhecer um pouco mais do património natural e construído do concelho.

Burger 02

Neste conceito de proximidade ao segmento empresarial, referência ainda para a aposta da autarquia monçanense no Parque Empresarial da Lagoa, com instalação e apetênciados empresários pelos lotes ainda disponíveis,e no futuro Minho Park Monção, empreendimento localizado em quatro freguesias do concelho com uma área aproximada de 60 hectares.

A Burger King estreia o Rio Park Monção, empreendimento comercial em construção junto à fronteira com a Galiza e à Ecopista do Rio Minho que engloba um total de 23 lojas comerciais para 209 lugares de estacionamento. De acordo com o promotor, existe grande interesse dos empresários nacionais e internacionais nesta área, estando já confirmada a abertura de outras lojas/marcas conhecidas do grande público.

Burger 03

PAREDES DE COURA APOSTA NA CRIAÇÃO DE EMPREGO

Opções do Plano e Orçamento 2016

A “criação de emprego” está no topo das prioridades do município de Paredes de Coura liderado por Vitor Paulo Pereira, que ontem viu ratificado na Assembleia Municipal as Opções do Plano e Orçamento para 2016, num total de 11, 6 milhões de euros.

“Este não é orçamento comum, é sobretudo um orçamento virado para o emprego. E não tenhamos dúvidas que o emprego é sempre resultado de muito trabalho e boa governação”, sustenta o Presidente da Câmara, apontando como exemplo o investimento na expansão, requalificação e melhoramento das zonas industriais num total de 700 mil euros, dos quais a breve prazo está já previsto um investimento de 260 mil euros.

“Nunca seremos um território da moda, dos colóquios ou dos seminários empresariais, nem um território do famoso empreendedorismo que se esgota no glamour das palavras”, acrescentou Vitor Paulo Pereira, caracterizando Paredes de Coura como “um município que compreende o tempo e as necessidades dos empresários. Somos, por isso, um executivo com velocidade institucional. Trabalhamos muito e criamos um clima de confiança que é amigo dos empresários e do investimento”.

Educação e cultura com 20 % do orçamento

Nos últimos tempos, Paredes de Coura foi o concelho do distrito que mais emprego criou, retratando o “ambiente de confiança mútua, que é favorável ao investimento”, sublinhou Vitor Paulo Pereira, apontando como exemplo o facto de duas empresas estarem neste momento a investir em Paredes de Coura em novas unidades fabris, enquanto uma outra companhia “continua o seu caminho de crescimento sustentado e contínuo. Ou seja, brevemente Paredes de Coura poderá ter novas fábricas que significarão a criação de novos postos de trabalho”, reforçou.

Mas não se esgotam na criação de emprego as prioridades deste executivo, que tem na educação e na cultura duas áreas privilegiadas da governação e do orçamento: “somente através da educação e da cultura é que os nossos filhos estarão mais preparados para enfrentarem o futuro”, apontou o autarca, esclarecendo que serão investidos nestas duas áreas 2,2 milhões de euros, o que representa 20 % do orçamento e tem merecido o reconhecimento por todos os courenses e pelo país, em geral.

Reduzir dívida mantendo investimento

Para além da educação e cultura, os problemas comuns das pessoas também não são esquecidos, como testemunham os investimentos nas freguesias num valor aproximado de 2 milhões de euros, grande parte na construção e requalificação da rede viária. Ao mesmo tempo, Paredes de Coura requalificou as Piscinas e o Pavilhão Municipal, bem como o Museu e a Escola Secundária.

“Também requalificámos, regenerámos e melhorámos o espaço central da nossa vila”, acrescentou o Presidente da Câmara, cujo executivo neste último ano também concluiu equipamentos como a Caixa de Brinquedos, a Caixa de Música e a Loja do Turismo, o que tudo somado se traduziu num investimento de quase 2 milhões de euros.

No entanto, com tantos investimentos o Município de Paredes de Coura ainda conseguiu reduzir 2,4 milhões de euros à divida, para além de ser a Câmara que melhor paga no distrito: “reduzimos à divida sem perder a capacidade de investimento”, sublinhou o autarca, esclarecendo que nos próximos dois anos vai continuar a investir 1,4 milhões de euros na rede viária, dos quais 700 mil euros já em 2016.

“Um orçamento feito para as pessoas e para a criação de emprego, que traga bem-estar, felicidade e alegria para as famílias, ao mesmo tempo que cria riqueza e receita necessárias para acudir aos mais desfavorecidos”, reforçou Vitor Paulo Pereira na apresentação das Grandes Opções do Plano de Actividades e Orçamento 2016, onde a educação e cultura, bem como o apoio à iniciativa empresarial e a captação de investimento voltam a merecer particular relevo.

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE EMPREGO

Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e Universidade do Porto promovem emprego

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez aprovou recentemente um protocolo de colaboração com a Universidade do Porto para levar a cabo um projeto destinado a estimular os estudantes a terem uma perspetiva real do mundo do trabalho; a construir parcerias entre a Universidade e as empresas e a aperfeiçoar a experiência dos estudantes candidatos, de modo a apresentar-lhes os requisitos das profissões, ajudando-os a prepararem-se para o mercado de trabalho do século XXI.

Camara_municipal (2) - Cópia

O Protocolo a celebrar visa o estabelecimento de uma relação de parceria entre a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e a Universidade, com vista ao desenvolvimento de atividades conjuntas em prol da sensibilização do mundo académico para a importância do mundo do trabalho, através da promoção de atividades de empregabilidade, nomeadamente através da realização de estágios profissionais em empresas do concelho e na própria Câmara Municipal.

Visa igualmente fomentar a aproximação entre o meio empresarial e a universidade, de forma a permitir uma cada vez maior convergência entre a saída dos jovens do mundo académico e a entrada da vida profissional, bem como o desenvolvimento de atividades conjuntas em prol da sensibilização do mundo académico para a importância da empregabilidade.

BICMINHO APOSTA EM FORMAÇÃO PARA AUMENTAR A EMPREGABILIDADE DOS JOVENS

“CAPACITAÇÃO LOCAL PARA A EMPREGABILIDADE JOVEM. ESTÁS IN?”

Participação gratuita, mas limitada ao número de vagas disponíveis

O BICMINHO lança o desafio:Se tens menos de 30 anos, não estudas nem trabalhas e achas que o BICMINHO e a Oikos te podem ajudar através do projeto (IN)EET, deves começar por apresentar a tua inscrição aqui’. O projeto arranca a 26 de outubro, em Braga. Trata-se de uma formação BICMINHO, através do projeto (IN)EET promovido por Oikos - Cooperação e Desenvolvimento em parceria com o Município de Braga, a Associação Industrial do Minho e o Instituto Português do Desporto e da Juventude.

O PROJETO

É um projeto que tem como objetivo contribuir para o aumento da empregabilidade dos jovens e destina-se, por isso, a jovens até 30 anos de idade que não estejam a estudar, a frequentar formação e/ou a trabalhar, mas que queiram alterar essa sua situação. O (IN)EET pretende apoiar todos os participantes na definição de objetivos profissionais, promovendo o seu potencial e estimulando o contacto com o mercado de trabalho. Prioritariamente, as atividades terão lugar no concelho de Braga, mas caso o número de candidatos assim o justifique poderão ser agendadas ações para outros concelhos do distrito de Braga. A participação é gratuita mas limitada ao número de vagas disponíveis.

AS FERRAMENTAS

Começa por dar as ferramentas base para descobrir o caminho para futuro pretendido e de que forma o podem conseguir potenciar. Serve para trabalhar competências que são sempre importantes no mundo do trabalho, independentemente do tipo de emprego que se ambiciona. Mas há outras que respondem a necessidades e interesses específicos, que variam de jovem para jovem, de acordo com o "caminho" que é o mais adequado para cada um.

  • ENCAMINHAMENTO: encaminha diretamente para soluções formativas de continuidade ou experiências em contexto de trabalho
  • PROCURA DE EMPREGO: oferece formação para a procura de emprego por conta de outrem
  • EMPREENDEDORISMO: ajuda a perceber como criar o próprio emprego

Para quem tiver dúvidas e se enquadra neste perfil pode efetuar um teste rápido em www.bicminho.eu.

As vagas são limitadas. Inscrições aqui: www.oikos.pt/ineet.

Para mais informações em www.bicminho.pt ou em OIKOS – Portugal, 253 067 210, Ana Teixeira: ana.teixeira@oikos.pt, e Ana Rodrigues: ana.rodrigues@oikos.pt.

Sobre o BICMINHO

O BICMINHO – CENTRO EUROPEU DE EMPRESAS E INOVAÇÃO é uma instituição sem fins lucrativos, certificada pela União Europeia com o EU-BIC para a promoção do Empreendedorismo e da Inovação, através do apoio à criação de novas empresas e à modernização e internacionalização das PME.

Com 15 anos de atividade, o BICMINHO atua ao serviço do interesse público da região e do país, tendo já apoiado a criação de mais de 200 novas empresas, com uma taxa de sucesso de 93%, responsáveis pela criação de mais de 2.500 novos empregos e de um volume de negócios global em 2014 superior a 30 milhões de euros. Na área da Inovação Empresarial e Internacionalização o BICMINHO apoiou mais de 500 PME, que empregam mais de 8.000 trabalhadores em termos globais representam mais de 650 milhões de euros de volume de negócios, das quais 150 foram apoiadas ao nível da internacionalização.

O conceito EU-BIC (European Union Business and Innovation Centre) são um caso de sucesso com mais de 30 anos da intervenção da União Europeia. Criados em meados da década de 80 pela DG REGIO (então DG XVI), os EU-BIC promovem a criação de novas empresas inovadoras e ajudam as PME a inovar, através do apoio à inovação, incubação e internacionalização, promovendo o desenvolvimento económico das regiões, criando novos empregos e desenvolvendo novas ou PME existentes, atuando como um importante agente de desenvolvimento regional.

Os EU-BIC são um exemplo clássico de como as atividades financiadas pela União Europeia podem e devem ter um impacto concreto no crescimento económico e no aumenta da competitividade europeia. Em termos globais, os mais de 150 EU-BIC criaram milhares de novos negócios e dezenas de milhares de novos empregos qualificados e sustentáveis.

Em 2013 os mais de 150 EU-BIC apoiaram em termos globais 12.300 empreendedores que deram origem à criação de 3.000 novas empresas, com uma taxa de sucesso de 90%, e ajudaram a captar cerca de 284 milhões de euros em investimento, incluindo financiamento público, bancário e de risco. Geraram cerca de 13.000 novos empregos em start-ups e PME, com um investimento público muito eficiente de cerca de 8.800 euros por cada emprego criado. http://ebn.eu/sharedResources/users/59/Infographics_EBN_2014.pdf.

Mais informação em www.bicminho.eu e em www.ebn.eu.

BRAGA: JUNTA DE FREGUESIA DE S. VICTOR REALIZA “FEIRA DO EMPREGO”

Com o objetivo de dar a conhecer o evento “Feira do Emprego de S.Victor”, a Junta de Freguesia de S. Victor leva a efeito uma sessão informativa, a ter ligar no seu auditório, uma próxima quinta-feira, às 10h30, onde estarão presentes os representantes das instituições supracitadas e de algumas instituições parceiras, tais como a Associação Industrial do Minho e a Associação Comercial de Braga. Na ocasião serão divulgados alguns pormenores de interesse acerca desta iniciativa, entre os quais, os nomes das empresas que se associam a esta iniciativa.

O (des)emprego e a forma como isso afeta os agregados familiares tem repercussão no quotidiano, não só da nossa freguesia, mas da nossa cidade.

Sabemos que os tempos que correm acarretam algumas dificuldades, que podem ser dirimidas encontrando os parceiros certos, na hora certa.

Temos a funcionar, na Junta de Freguesia de S. Victor, um Gabinete de Inserção Profissional (GIP), que todos os dias acolhe dezenas de utentes, que procuram um futuro melhor.

Entendendo que a empregabilidade é uma prioridade social e financeira, a Junta de Freguesia de S. Victor e o Braga Retail Center, no âmbito da sua responsabilidade social,  irão realizar a “Feira do Emprego de S. Victor”.

Numa atitude de cooperação, promovendo em escala a empregabilidade e cumprindo mais uma missão social, numa altura em que muitos agregados familiares estão sufocados com as contas do início do ano letivo, é nosso entendimento que se esta autarquia não pode criar emprego, podemos e devemos ser agentes facilitadores e promotores de contatos entre entidades que procuram os melhores recursos humanos e as pessoas que procuram um futuro mais estável.

MONÇÃO APRESENTA GABINETE DE APOIO À CRIAÇÃO DE EMPREGO, EMPREENDEDORISMO E CAPTAÇÃO DE INVESTIMENTO

Apresentação, marcada para esta sexta-feira, pelas 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Monção, será antecedida pela entrega de votos de louvor, aprovados em reunião de câmara, a cinco empresas locais distinguidas como PME Excelência 2014 pelo IAPMEI, estando igualmente previstas duas comunicações de âmbito empresarial a cargo de João Luis de Sousa, Diretor Adjunto da Vida Económica, e António Marques, Presidente da Associação Industrial do Minho.

PROGRAMA

O Gabinete de Apoio à Criação de Emprego, Empreendedorismo e Captação de Investimento (GACEECI), compromisso eleitoral do atual executivo liderado por Augusto de Oliveira Domingues, vai ser apresentado esta sexta-feira, pelas 14h30, no auditório da Biblioteca Municipal de Monção.

Na ocasião, serão entregues os votos de louvor, aprovados em reunião de câmara, às cinco empresas locais distinguidas como PME Excelência 2014 pelo IAPMEI, estando igualmente previstas duas comunicações de âmbito empresarial a cargo de João Luis de Sousa, Diretor Adjunto da Vida Económica, e António Marques, Presidente da Associação Industrial do Minho.

O Gabinete de Apoio à Criação de Emprego, Empreendedorismo e Captação de Investimento (GACEECI) é um serviço da Câmara Municipal de Monção vocacionado para o atendimento e acompanhamento personalizado aos empresários que pretendam investir no concelho, bem como aos jovens e adultos à procura de ocupação profissional e laboral.

Os objetivos que orientam o GACEECI prendem-se genericamente com a promoção do desenvolvimento económico no território concelhio. Em termos específicos, pretende-se garantir apoio à atividade empresarial, incentivando a criação de empresas e o desenvolvimento das existentes. A sua ação privilegia também a criação de postos de trabalho, articulando com as empresas e entidades locais oportunidades de inserção laboral.

O GACEEECI destina-se a todos os intervenientes ativos no processo de valorização da economia local tanto no que respeita ao investimento como à empregabilidade. Desta forma, podem aceder a este serviço municipal empresários, investidores, empreendedores, jovens e adultos desempregados, entidades e instituições locais, juntas de freguesia, associações e coletividades monçanenses.

As empresas monçanenses distinguidas como PME Excelência 2014 pelo IAPMEI abrangem diversas áreas de intervenção empresarial. A saber: Adega Cooperativa Regional de Monção, CRL, Impactzero, Software unipessoal, Lda, Irmãos Amorim, Lda, Serralharia Nova Era XXI, Lda, e Sociedade de Transportes Floridos, Lda.

CELORICO DE BASTO CRIA EMPREGO

Celorico de Basto com condições para criação de emprego. 30 postos de trabalho previstos para breve

No âmbito do programa Operacional de Investimento Privado (POIP) foram desenvolvidas negociações com a empresa Topikrelevo II, Calçados Lda no sentido de criar mais uma unidade produtiva no setor do Calçado, a quarta em Celorico de Basto, fomentando assim, a criação de mais 30 postos de trabalho.

_DSC1259

“Celorico de Basto é um concelho que vai ganhando uma notoriedade considerável no que respeita à produção fabril sobretudo no setor têxtil e do calçado. Neste caso específico temos uma empresa que pretende aumentar o volume de negócio com a criação de uma nova unidade de produção que será benéfica para todos. Fomentamos todas as condições e articulamos todos os esforços para a criação de emprego”, disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. O autarca salientou ainda o crescimento concertado dos parques empresariais do concelho muito por causa dos incentivos às empresas que o município vai promovendo. “Apesar das dificuldades temos vindo a desenvolver incentivos atrativos junto de possíveis empresas que se queiram instalar no concelho, sobretudo nos parques empresariais”.

Assim, a Câmara Municipal de Celorico de Basto aprovou a instalação, no Loteamento do Parque Empresarial de Carvalho, à empresa Topikrelevo II – calçados Lda, com sede nesse mesmo loteamento. Este projeto prevê a criação de 30 postos de trabalho após a construção de um pavilhão industrial e a aquisição de máquinas e equipamentos necessários para a criação de linhas de produção.

Recordar que a empresa tem duas unidades produtivas em pleno funcionamento no Parque Empresarial de Carvalho e uma em fase de instalação com início previsto para este mês com mais 35 postos de trabalho. A instalação nestes lotes levará a criação da 4ª unidade de produção.

CABECEIRAS DE BASTO PROMOVE EMPREGO

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e IBERDROLA vão assinar protocolo que vai impulsionar o emprego e a economia local. Deliberações da Reunião de Câmara de 14 de agosto de 2015

Sob a presidência de Francisco Alves, o Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto reuniu hoje, dia 14 de agosto, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde estiveram em análise e discussão 47 pontos.

Dos assuntos tratados destaca-se a aprovação, por unanimidade, de um protocolo a celebrar entre a Câmara Municipal e a empresa IBERDROLA, tendo em vista a contratação de mão-de-obra e empresas locais para a construção da Barragem de Daivões. De referir que a construção desta barragem se assume como um forte incremento à economia local, designadamente ao emprego. O presente protocolo estabelece “os termos e as condições da colaboração entre as partes para a promoção da contratação de empresas e de mão-de-obra local no perímetro geográfico do Município de Cabeceiras de Basto, no âmbito dos trabalhos de execução do Projeto Hidroelétrico da Cascata do Tâmega, em cumprimento do estabelecido no Plano de Ação” aprovado na Declaração de Impacte Ambiental. O protocolo será assinado em data a definir oportunamente.

Destaca-se também a aprovação, por unanimidade, de um acordo celebrado entre a Câmara Municipal e um privado que põe termo a um processo judicial referente à expropriação de várias parcelas de terreno necessárias à construção da Variante entre Lameiros e Barbeito. Desta forma, estão reunidas todas as condições para o recomeço imediato dos trabalhos desta estrada.

A Câmara Municipal, sob proposta do IPC, decidiu também por unanimidade, numa lógica de transparência e de aproximação aos munícipes, “abrir ao público todas as suas reuniões”. Também sob proposta do IPC, a Câmara de Cabeceiras de Basto deliberou mandar fazer um estudo que permita avaliar a possibilidade de implementar reduções da taxa de IMI para famílias com dependentes a cargo.

Nesta reunião foram renovados vários protocolos de cedência de instalações com algumas associações, clubes e freguesias. Foram ainda aprovados, por unanimidade, diversos apoios logísticos e financeiros ao movimento associativo.

No âmbito da atividade municipal e para a prossecução das suas atribuições e competências, o executivo municipal aprovou várias adjudicações de prestação de serviços, nomeadamente os serviços de transporte e refeições escolares para o ano letivo de 2015/2016.

A Câmara Municipal aprovou a abertura de procedimento para a elaboração de um novo Regulamento de Horários de Funcionamento dos Estabelecimentos Comerciais e do Regulamento do Orçamento Participativo, pelo que brevemente será aberto o período de recolha de contributos dos munícipes.

No período antes da ordem do dia, os senhores vereadores tomaram conhecimento de que a atual dívida do Município se cifra no montante de 6,7 milhões de euros. De referir que nos últimos 19 meses, a dívida de longo e curto prazo foi reduzida em 2 milhões de euros e que a Câmara Municipal continua a pagar a pronto aos seus fornecedores, o que revela a ‘boa saúde’ financeira do Município.

Também no período antes da ordem do dia o vereador Prof. Mário Leite fez uma declaração onde enalteceu a execução das principais obras constantes do Plano de Atividades e Orçamento, com destaque para a pavimentação da EN 205, entre a Cachada e a Ranha, e para as muitas obras que foram executadas nas freguesias, designadamente a pavimentação do Largo de Santo António e do Cemitério em Basto, ou o arranjo do caminho da Carvalhosa em Refojos. Realçou o esforço na melhoria das condições de recolha do lixo, bem como a aprovação dos novos regulamentos de abastecimento de água, saneamento e de recolha de resíduos. O vereador destacou a nova página do Município na Internet, bem como o percurso da Candidatura do Mosteiro de S. Miguel de Refojos a Património da Humanidade da UNESCO que considerou de “inigualável êxito na promoção do nosso concelho”. Nesta declaração deixou, por fim, um alerta para a situação de degradação em que se encontram os edifícios existentes nas duas principais entradas da vila, apelando a uma “solução” conjunta com os respetivos proprietários para este problema.

ACIAB PROMOVE CURSO DE TÉCNICO DE VENDAS

Medida Vida Ativa – Emprego Qualificado | Curso de Técnico/a de Vendas Inicia em Setembro

No seguimento do protocolo estabelecido entre a ACIAB e o IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional, no âmbito da Medida Vida Ativa - Emprego Qualificado, irá realizar-se o curso “Técnico/a de Vendas” composto por 200 horas de formação em sala e 384 horas de formação prática em contexto de trabalho (estágio). A prática em contexto de trabalho será realizada em empresas associadas da ACIAB na área comercial de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca.

O curso terá início dia 3 de setembro de 2015 e a formação vai decorrer de segunda a quinta-feira, nas instalações da ACIAB de Ponte da Barca, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00, ou seja, 7 horas por dia, 4 dias por semana. Destina-se a desempregados, jovens ou adultos, subsidiados ou não, registados nos Serviços de Emprego do IEFP, I.P., tendo como prioridade os subsidiados, inscritos há mais de 6 meses que concluíram o 9.º ano de escolaridade; os pertencentes a agregados familiares em que ambos os membros se encontrem desempregados e os desempregados de agregados monoparentais.

Os formandos têm como regalias bolsas de formação (apoio não atribuído a desempregados beneficiários de subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego e rendimento social de inserção); encargos com alimentação; encargos com transportes e outros encargos (seguro de acidentes pessoais).

Os interessados em fazer a inscrição no curso “Técnico/a de Vendas” devem dirigir-se ao Centro de Emprego de Arcos de Valdevez ou ao GIP- Gabinete de Inserção Profissional da Câmara Municipal de Ponte da Barca, sediado na rua José Lacerda - Casa do Santo António do Buraquinho, em Ponte da Barca.

BRAGA PROMOVE PROGRAMA DE RECONVERSÃO PROFISSIONAL DIRIGIDO A LICENCIADOS DESEMPREGADOS

‘QualificaIT’ pretende criar 200 empregos na área das TIC

O Município de Braga e a InvestBraga apresentaram hoje, 23 de Julho, no GNRation, o ‘QualificaIT’, um programa que se propõe aumentar o número de quadros qualificados na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), através da reconversão profissional de 200 licenciados desempregados a ser colocados no mercado de trabalho em 2016.

CMB23072015SERGIOFREITAS0000002398

Desenvolvido em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Universidade do Minho, o ‘QualificaIT’ pretende criar emprego imediato num sector de alta empregabilidade, contando, nesta primeira fase, com a adesão de duas dezenas de empresas da área das TIC.

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o ‘QualificaIT’ “cumpre de forma exemplar os objectivos traçados pelo actual Executivo: manter emprego; criar emprego; qualificar emprego”. Segundo o Autarca, o ‘QualificaIT’ é um “instrumento que vai possibilitar aos profissionais o reforço de competências e níveis de empregabilidade e às empresas encontrar profissionais qualificados e orientados para as suas necessidades, tornando-as capazes de desenvolver projectos mais ambiciosos para o futuro”.

CMB23072015SERGIOFREITAS0000002379

O ‘QualificaIT’ assume também particular importância para a captação de novos investimentos no território e para “reforçar os resultados extremamente animadores dos últimos dois anos, em que os níveis de desemprego no Concelho baixaram na ordem dos 20 por cento”. “Isto é sinal de que há confiança dos agentes económicos, há capacidade de investimento instalada e há capacidade para atrair novos projectos”, disse o Edil, numa cerimónia que contou com a presença do Secretário de Estado do Emprego, do presidente do IEFP, do reitor da Universidade do Minho, e do presidente da InvestBraga.

Selecção de candidatos começa a 30 de Julho

O presidente da InvestBraga, Carlos Oliveira, explicou que o programa inclui 600 horas de formação, ministrada pela Universidade do Minho, e um estágio de três meses nas 20 empresas que hoje assinaram o compromisso de colaboração com a InvestBraga, IEFP e Universidade do Minho.

O público-alvo são licenciados desempregados, inscritos no Centro de Emprego, das áreas da Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática que, depois desta reconversão, ficarão aptos a trabalhar na área das TIC.

“A ambição é potenciar ainda mais esta experiência, quer na área das TIC quer noutras onde sejam identificadas necessidades importantes para a atracção e expansão dos investimentos já existentes”, referiu.

Na próxima Quinta-feira, 30 de Julho, arranca a selecção dos primeiros 100 formandos para o programa, que deverão candidatar-se ao programa através do seguinte email: qualifcait@iefp.pt.

CMB23072015SERGIOFREITAS0000002367

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO ARCUENSE REÚNE COM DIRETORA DO CENTRO DE EMPREGO

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, reuniu recentemente com a Diretora do Centro de Emprego para abordar questões ligadas à promoção da qualificação das pessoas e das políticas ativas de emprego. Em termos da dinamização de emprego foi também focado o programa cantoneiros, uma iniciativa criada pela Câmara Municipal com o apoio de Centro de Emprego, que permite às Juntas de Freguesia do concelho terem um funcionário que faça a limpeza das vias e espaços públicos das suas localidades.

De igual modo foram debatidas quais as melhores formas de articulação com as unidades fabris dos Parques Empresariais, quer ao nível da divulgação da oferta de emprego e a adequação entre a procura e a oferta formativa.

Este encontro serviu ainda para abordar questões relativas à formação para jovens, ativos e pessoas desempregadas, bem como questões ligadas à medida “Vida Ativa - Emprego Qualificado”. Uma ação que se insere nas medidas ativas de emprego e tem como objetivo a promoção da qualificação profissional de desempregados, por via da sua participação em formação profissional e em processos de reconhecimento, validação e certificação de competências.

O autarca focou ainda o Pacto para a Empregabilidade que a Câmara Municipal está a desenvolver com a CIM Alto Minho e cuja finalidade é aumentar a empregabilidade na região, articulando a oferta formativa e a procura.

ACIAB ASSINA PROTOCOLO COM IEFP NO ÂMBITO DA “VIDA ATIVA”

Medida Visa Potenciar o Regresso dos Desempregados ao Mercado de Trabalho

O Auditório do Turismo, em Arcos de Valdevez, foi, no passado dia 26 de junho, o palco da assinatura de um protocolo entre a ACIAB e o IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional), no âmbito da Medida “Vida Ativa”.

Mesa Cerimónia Assinatura Protocolo Medida Vida A

De acordo com o presidente do IEFP, Jorge Gaspar, estas ações são dirigidas a “trabalhadores desempregados para lhes oferecer competências adequadas às atuais necessidades de trabalho, sendo que a grande mais-valia deste tipo de processos é que a formação é, fundamentalmente prática, dentro das empresas, e desenvolvida em contexto laboral, o que permite desde logo um contacto com o mercado de trabalho, com fornecedores, com clientes com colegas e que, portanto, potencia a futura empregabilidade”.

Jorge Gaspar frisa que, atualmente, Portugal verifica uma descida do desemprego, situando-se a taxa nos 13%. Os objetivos a curto prazo, com a Medida “Vida Ativa”, “são empregabilidade 100%, isto é, nós investimos na formação profissional e o investimento que fazemos por trabalhador desempregado é de quase 2.000 euros, um investimento muito forte”, afirma. “Naturalmente o que nós esperamos é que as empresas associadas da ACIAB, que desenvolvem no terreno estas ações, possam, no final, perceber que estão ali trabalhadores qualificados e com mais-valias que eles próprios [empresas] ajudaram a formar e que estão ajustados do ponto de vista das competências, podendo ser celebrados contratos de trabalho, potenciando assim a criação de emprego e consequentemente a descida do desemprego”, concluiu o presidente do IEFP. 

Público

Prevê-se que a operacionalização desta medida inicie muito brevemente, o que se traduzirá na constituição de um grupo de 25 formandos que terão formações de curta duração e formação prática em contexto de trabalho. A medida destina-se prioritariamente a desempregados inscritos nos centros de emprego há mais de seis meses, com baixas qualificações ou qualificações desajustadas ao mercado de trabalho.

Antes da assinatura do protocolo assistiu-se a uma sessão de esclarecimento, com a colaboração do IEFP, relacionada com os apoios e incentivos ao Emprego disponíveis neste momento, que proporcionou às empresas um conjunto de informação relevante, quer nas questões mais práticas como nas questões mais burocráticas dos processos.

O presidente da direção da CCP (Confederação do Comércio e Serviços de Portugal), João Vieira Lopes, marcou presença nesta cerimónia frisando que “98% do tecido empresarial português é constituído por pequenas, médias e micro empresas, o que evidencia a importância das associações ajudarem a pôr em prática estes projetos”. João Manuel Esteves, presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, destacou o papel da autarquia no que diz respeito à promoção das políticas empresariais, sociais e de emprego na região, cujos objetivos são o desenvolvimento do concelho e a criação de riqueza.

Francisco Peixoto Araújo, vice-presidente executivo da ACIAB, afirmou que “esta nova medida, a “Vida Ativa” constitui uma resposta consertada face às necessidades locais e regionais de qualificação e empregabilidade e é uma forma de integrar o público que se encontra no desemprego tornando o seu percurso pessoal e profissional diferente e revitalizador”. O vice-presidente executivo agradeceu também a todas as empresas que participam neste processo uma vez que mais de meia centena colaborarão com a ACIAB no âmbito da medida “Vida Ativa”.

É uma realidade que as empresas de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca investem cada vez mais nos seus Recursos Humanos, apostando no aumento das suas competências e incremento de conhecimentos. Desta forma, a ACIAB está convicta de que esta ação enriquecerá o tecido empresarial da região e potenciará o seu crescimento.

Assinatura Protocolo ACIAB -IEFP

PÓVOA DE LANHOSO COMEMORA SEMANA DO EMPREGO

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso comemorou a Semana do Emprego nos dias 2, 3 e 4 de Junho. Sendo o desemprego um assunto social de grande importância pretendeu-se, neste sentido levar a debate uma série de assuntos primordiais sobre o tema do emprego/desemprego, bem como a questão da formação e empreendedorismo. A reflexão sobre esta temática nestes dias serviu como uma oportunidade, para os desempregados e empresas do conselho terem contacto com os apoios vigentes do IEFP e desenvolver conhecimentos que podem fazer toda a diferença na hora dos desempregados ingressarem no mercado de trabalho.

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso comemorou a

Assim no passado dia 2 e 3 de Junho foram abordos de forma transversal, as medidas de apoio do IEPP para desempregados e empresas, assim como a motivação para o emprego/formação e emprreendorismo para desempregados.

No dia 4 de junho, esta iniciativa terminou na Praça Engenheiro Armando Rodrigues, com uma exposição de várias entidades que ao nível do emprego/formação e voluntariado são sempre formas de integrar e divulgar respostas assim constou-se com a presença do ISAVE, EPAVE, Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso, Associação Em Diálogo, Banco de Voluntariado e Gabinete de Inserção do Município da Póvoa de Lanhoso.

O Balanço da iniciativa foi bastante positivo, avaliando pelo interesse e procura da comunidade sobretudo pelos desempregados e empresas locais. 

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso comemorou a

MUNICÍPIO DE BRAGA APOIA PROCESSOS DE RECRUTAMENTO DE EMPREGO

À luz do mais recente investimento anunciado para o Concelho de Braga, «Nova Arcada», cujas portas deverão abrir na Primavera de 2016, no edifício anteriormente destinado ao Dolce Vita, e cuja abertura contemplará a criação de largas centenas de postos de trabalho, o Município de Braga assume, desde já, um papel activo neste processo.

Arcada Nova

Assim, as candidaturas espontâneas para as mais diversas áreas profissionais e técnicas para o espaço comercial «Nova Arcada» poderão, a partir da presente data, ser enviadas para o e-mail: recrutamentonovaarcada@cm-braga.pt, sendo depois reencaminhadas para a entidade gestora do processo de implementação e recrutamento da nova unidade comercial a abrir em Braga.

Recorde-se que este projecto contempla uma área total de cerca de 67.500 m2, que contará com 96 lojas e 11 salas de cinema. Para além disso o «Nova Arcada» acolherá uma loja IKEA, com 22.000 m2, distribuída em dois pisos do Centro Comercial, e vem reforçar o compromisso do Grupo IKEA em Portugal. Irão ser criados, para este caso concreto, cerca de 250 postos de trabalho directos e 50 indirectos.

Adicionalmente existem negociações em curso e propostas firmadas com várias insígnias que irão complementar a oferta comercial deste novo Espaço

Com abertura prevista para 2016, este Centro será uma referência na Cidade de Braga, oferecendo 96 lojas distribuídas por 4 pisos em 67.500 m2 de Área Bruta Locável (ABL). Contará com 15 lojas de grande dimensão, um food-court com capacidade para 12 restaurantes, 11 salas de cinema e 2.600 lugares de estacionamento em 4 pisos cobertos e uma zona exterior.

Situado no nó da Estrada Nacional 101 e com excelentes acessos viários, o novo Centro irá servir cerca de 280.000 habitantes na sua área de influência.

GUIMARÃES PROMOVE EMPREGO JOVEM

Guimarães promove emprego jovem em evento com empresas, UMinho e Câmara Municipal

Iniciativa tem como público-alvo a comunidade académica (alunos, ex-alunos, investigadores, docentes e funcionários), jovens desempregados e empreendedores. Inscritos receberão, por SMS, indicação das entidades que vão ao encontro daquilo que procuram.

Guimaraes_Start_Point_Ignition

A realização de um evento no Instituto de Design de Guimarães, que decorrerá entre as 10:30 e as 20 horas desta quarta-feira, 27 de maio, vai proporcionar o estabelecimento de um contacto direto entre o mercado de trabalho e o público jovem e adulto, propiciando a divulgação de oportunidades profissionais, o desenvolvimento de competências e a criação de redes de contactos (networking) entre os participantes.

Reconhecida como uma importante iniciativa para a promoção do empreendedorismo e da empregabilidade jovem, a organização da “STARTPOINT Ignition”, com participação gratuita, resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Guimarães e a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), através do LIFTOFF - Gabinete do Empreendedor da AAUM, bem como de meia centena de empresas e instituições do concelho e da região.

A “START POINT Ignition”, que decorrerá durante um dia na zona de Couros, será um espaço de múltiplas atividades, composto por apoio técnico (na área do emprego e empreendedorismo) e atividades complementares como talks, formações e workshops. Durante esta iniciativa, as instalações do Instituto de Design vão estar capacitadas para a realização de atividades em simultâneo, através dos espaços “Dot Conhecimento” e “Dot Oportunidades”.

Neste evento, os participantes poderão contar com orientação e desenvolvimento pessoal e profissional, a presença de entidades com processos de recrutamento em curso e de apoio técnico/identificação de sistemas de apoio e incentivo ao desenvolvimento de ideias de negócio, espaços de aceleração de startups, entre outros.

A “START POINT Ignition” representa a edição de arranque da “START POINT” enquanto evento anual aglutinador de iniciativas e agentes fortemente relacionados com os temas da inovação, empreendedorismo e empregabilidade. Com um formato inovador, funcionará de modo a que os seus intervenientes tenham um contacto mais pessoal e direto, numa relação de proximidade efetiva.

CERVEIRA PREPARA JOVENS PARA O MERCADO DE TRABALHO

‘GIP vai às escolas’ informar e esclarecer dúvidas de jovens sobre o mercado de trabalho

Porque o futuro dos jovens cerveirenses é uma preocupação, o Município de Vila Nova de Cerveira, através do Gabinete de Inserção Profissional, desenvolveu uma ação direcionada para o ensino secundário, de forma a abrir horizontes sobre como e onde procurar emprego. Impacto positivo ou negativo das redes sociais foi um dos pontos mais salientados.

IMG_2498

O final de mais um ano letivo é para muitos estudantes um momento de decisão com repercussões no futuro, em particular para os jovens do 12º ano: enveredar pelo percurso universitário ou entrar no mercado laboral? Para qualquer um dos cenários, os conhecimentos sobre formação e emprego são fundamentais e, neste sentido, o Município de Vila Nova de Cerveira, através do Gabinete de Inserção Profissional, promove a iniciativa ‘GIP vai às escolas’.

Cerca de 50 alunos do ensino secundário do Agrupamento de Escolas de Cerveira e do Colégio de Campos assistiram, esta manhã, na Biblioteca Municipal, a uma sessão informativa sobre o funcionamento do GIP, as novas medidas de incentivo à criação de emprego, os estágios, a oferta formativa para ativos e outras ‘dicas’ para um primeiro contacto com o mundo do trabalho.

Para além de apresentar o GIP e dar a conhecer algumas técnicas de procura de emprego e medidas ativas de emprego (Investe Jovem, Estágio-Emprego, Estímulo Emprego, Emprego Jovem Ativo e a Garantia Jovem), a técnica superior do GIP, Susana Carvalho, destacou o papel das competências/interesses e das redes sociais.

Com as imperativas adaptações do mercado de trabalho às mudanças tecnológicas e sociais, uma das ideias mais ressalvadas nesta sessão foi o facto de o empregador estar mais atento à pessoa para lá do profissional, ou seja, a procura de elementos diferenciadores na hora do recrutamento. A constante melhoria das competências - línguas, tecnologia, voluntariado, desporto, entre outras -, foi um dos conselhos dados, bem como o impacto das redes sociais na procura de emprego que, quando utilizadas com bom senso e com cuidados na exposição dos perfis, é uma ferramenta muito poderosa.

O Gabinete de Inserção Profissional (GIP), localizado nos Serviços Municipais de Intervenção Social, é promovido pelo Município de Vila Nova de Cerveira em parceria com o IEFP/Centro de Emprego de Valença, e tem por objetivo apoiar jovens e adultos desempregados na sua inserção profissional, disponibilizando informação profissional, colaborando na procura ativa de emprego e promovendo um acompanhamento personalizado dos desempregados em fase de inserção ou reinserção profissional.

Dia 28 de maio, pelas 14h30, o ‘GIP vai à escola’ ETAP para uma sessão informativa com uma turma de 14 alunos do 12º ano.

CELORICO DE BASTO MOTIVA DESEMPREGADOS

Programa JOBS esclarece e motiva desempregados de Celorico de Basto

O programa JOBS insere-se no plano de atividades do CLDS+, Celorico+Social, num dos objetivos do Eixo 1 – Emprego, Formação e Qualificação. A ação decorreu no dia 9 de abril, foi direcionada a desempregados inscritos no IEFP, de dezembro a março, tendo sido promovida pelo CLDS+, Celorico+Social, em parceria com o IEFP – Centro de Emprego do Alto Tâmega e Gabinete de Inserção Profissional de Celorico de Basto.

_DSC5851

A ação tem vindo a decorrer assiduamente e desta vez, os técnicos incidiram na atitude a ter na procura de emprego. “A nossa intervenção vai variando de acordo com alguns parâmetros que vamos avaliando e os resultados pretendidos. Nesta ação atuamos voltados para a atitude e postura quando está em causa a procura de emprego. São dois itens muito importantes e muitas vezes, desvalorizados” referiu Manuel Maria Afonso, orador na ação.

Além do referido foram abordadas técnicas para responder adequadamente a uma entrevista, com referência ao modelo de entrevista e simulação de entrevistas.

“Estas ações, recorrentes, tem vindo a surtir efeitos positivos. Os participantes mostram-se mais confiantes e capazes, depois de adquirir as competências necessárias, para responder às solicitações do mercado de trabalho. O CLDS+, neste contexto, procura atuar no sentido de mitigar as dificuldades sentidas pelos desempregados na procura de emprego” salientou Helena Martinho Costa, durante a abertura da sessão de trabalho.

Antes do término da ação, os técnicos presentes na ação avaliaram a evolução do orador e da plateia para estudo de resultados.

Genericamente, esta intervenção baseia-se no programa JOBS (Jobs Opportunity and Basic Skill), um programa específico que apresenta técnicas de motivação e competências para o emprego.

_DSC5849

NÚMERO DE DESEMPREGADOS NO CONCELHO DE CAMINHA BAIXA 20,1% NO ESPAÇO DE UM ANO

Valores estão muito acima da média nacional e os sinais são de consolidação da tendência

O número de desempregados no concelho de Caminha baixou em 20,1% no espaço de apenas um ano. Os números oficiais divulgados pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) mostram uma evolução muito positiva e muito acima do que é a tendência a nível nacional.

De acordo com os números apresentados no início desta semana pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional, foram registadas 804 pessoas inscritas como desempregados no concelho de Caminha em dezembro de 2014, o que corresponde a uma descida de 20,1% relativamente ao final do ano de 2013.

Em dezembro de 2013, o concelho de Caminha registava 1007 desempregados tendo atingido um pico, em fevereiro de 2014, com 1057 desempregados. Os números do final do ano de 2014 apontam, no entanto, para a consolidação de uma tendência de descida do número de desempregados inscritos, que se vem verificando desde que aquele pico de desemprego foi atingido.

A descida do número de desempregados em Caminha é muito superior à média nacional. O Governo anunciou um decréscimo de 13% durante o ano, o concelho de Caminha regista uma descida de 20,1%. Já na análise comparativa entre os meses de dezembro e novembro de 2014, mostra que, ao mesmo tempo que no país aumentou o número de desempregados, em Caminha o número baixou em 2,7%.

Para o Presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, esta é uma “boa notícia que não nos deixa, no entanto, descansados. Falar de 804 desempregados é falar de 804 pessoas que não trabalham, que não conseguem contribuir para o sustento das suas famílias nem para reforço da economia. Falar de 804 desempregados no concelho é falar de 804 desafios por superar”.

No entanto, o autarca não deixa de explicar que “a descida de impostos generalizada que temos vindo a implementar no concelho, a abertura de novas empresas ligadas à alimentação, à restauração ou a unidades hoteleiras, os investimentos que se vão multiplicando em pequenas obras pelas freguesias ou em grandes empreendimentos como a nova biblioteca de Caminha, a ecovia do rio Minho ou o Mosteiro de São João d’Arga, são um contributo importante para esta baixa do desemprego, tão superior à média nacional”.

“Estamos no bom caminho mas ainda só no princípio”, diz Miguel Alves: “Temos ainda muito trabalho pela frente, temos muito que fazer para sermos mais amigos das empresas e mais próximos das famílias. Mas agora, com estes números, temos ainda mais força”.

Desde outubro de 2011 que o concelho de Caminha não apresentava um número tão baixo de desempregados. A anunciada abertura de novas unidades hoteleiras em maio deste ano, o contínuo aparecimento de pequenas unidades de fabrico para se instalarem no concelho e a dinâmica do turismo prevista para 2015 apontam para a sustentabilidade da diminuição do desemprego.

DESEMPREGO PREOCUPA MUNICÍPIO DE FAFE

100 Desempregados participaram em sessão de esclarecimento no auditório municipal

Preocupada com a questão do desemprego, a Câmara Municipal de Fafe acolheu, no auditório municipal, uma sessão de esclarecimento promovida pelo Centro de Formação Profissional de Felgueiras, no âmbito do calçado.

DCS_4267A

Perante cerca de 100 utentes inscritos no Gabinete de Inserção Profissional e no IEFP, a sessão serviu para apresentar três tipos de formação na área do calçado que vão começar em Maio.

Na abertura dos trabalhos, o presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, manifestou preocupação com a questão do desemprego e alertou para necessidade de investimento nesta área.

“A questão do desemprego tem-nos preocupado muito. Nestes seis meses, em que estamos à frente dos destinos da câmara, esta tem sido uma das nossas maiores preocupações”.

Raul Cunha lembrou também que este é um problema generalizado no país, mas deixou a convicção de que as pessoas não podem ficar de braços cruzados à espera de soluções.

“Esta é uma área que temos de prestar especial atenção. É necessário existir investimento, seja ele público ou privado. Não podemos continuar a olhar para o problema, sem apresentar soluções. Portanto, hoje estamos aqui para dar um sinal de que nos preocupamos com esta questão e para dizer também que já estamos a preparar um conjunto de iniciativas para combater esta praga do desemprego”.

A sessão serviu para apresentar formação na área do calçado, um setor em franco crescimento. Para o presidente da autarquia, esta é uma área que deve ser aproveitada.

“A indústria do calçado tem vindo a crescer e, ao que sei, tem havido dificuldade em encontrar pessoas para trabalhar nas empresas. Acho que está aqui uma oportunidade para quem está desempregado. Aprender para depois arranjar emprego”.

VIZELA COMBATE O DESEMPREGO

Vizela vê desemprego baixar 19,6% em março de 2014 face ao período homólogo de 2013

De acordo com os dados disponibilizados pelo IEFP, relativos ao número de desempregados inscritos no Centro de Emprego com residência no concelho de Vizela, verifica-se que o desemprego no concelho de Vizela fixou-se no mês de março de 2014, nos 1562 inscritos, ou seja, menos 58 que no mês anterior.

Por outro lado, apresentou menos 381 pessoas que em igual período do ano passado, representando, assim, uma descida de 19.6% de desempregados.

Face ao mês anterior constata-se uma diminuição de 3.6%, reflexo de menos 58 inscritos do que em fevereiro de 2014.

A Câmara Municipal de Vizela manifesta, mais uma vez, a sua satisfação com os resultados da taxa de desemprego no Concelho, que tem vindo a baixar progressivamente.

Uma das fortes apostas da Autarquia tem sido a promoção do emprego e a criação de postos de trabalho, tendo em vista o bem-estar dos seus munícipes e, consequentemente, o desenvolvimento económico e social de Vizela, sendo os valores do desemprego o resultado dessa aposta.

CANDIDATOS A EMPREGO NO MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA TÊM DE IR A LISBOA FAZER PROVAS PSICOLÓGICAS

Câmara de Cerveira queixa-se a Provedor de Justiça de provas obrigatórias em Lisboa

A Câmara de Vila Nova de Cerveira informou hoje que vai queixar-se ao Provedor de Justiça da obrigação "imposta" aos candidatos a um recrutamento de pessoal lançado pelo município para fazerem provas em Lisboa, a 400 quilómetros.

Em comunicado, o executivo liderado pelo independente Fernando Nogueira diz-se "indignado" com a "obrigatoriedade imposta pelo INA" - Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas - para a realização das provas de avaliação psicológica dos candidatos nas instalações em Lisboa.

Na base da queixa do autarca à provedoria está o "procedimento" definido pelo INA no âmbito do concurso para oito postos de trabalho - serviços gerais e motorista de veículos pesados de passageiros -, alegando Fernando Nogueira que os candidatos terão de realizar uma deslocação de 800 quilómetros (ida e volta) "apenas" para serem avaliados.

Fonte: Agência LUSA

BOLSA DE EMPREGO DO MUNICÍPIO DE CAMINHA COM NOVO HORÁRIO A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA

O aumento da procura deste serviço municipal leva a alteração de horário

A Bolsa de Emprego do Município de Caminha tem novo horário a partir de segunda-feira, dia 3 de março. Vai funcionar à segunda, quarta e sexta-feira, entre as 9 horas e as 16 horas. Esta alteração deve-se à elevada procura que se tem registado nos últimos dias. A Bolsa de Emprego tem cerca de 500 inscritos e são várias as empresas e instituições aderentes.

Nos últimos dias, são cada vez mais os munícipes que recorrem a este serviço municipal. A partir de segunda-feira, o atendimento para a Bolsa de Emprego deixa de ser diário e passa a realizar-se apenas três vezes por semana, isto é, à segunda, quarta e sexta-feira. Devido ao aumento da procura do serviço e ao facto dos técnicos estarem em permanente atendimento torna-se difícil e lenta a resposta aos processos de recrutamento que a Bolsa tem atualmente em carteira. E, por isso foi necessária esta alteração.

Este programa visa facilitar o recrutamento e o aumento das taxas de emprego dos caminhenses, de forma a fixá-los no concelho.

É de realçar que o número de inscritos tem aumentado exponencialmente, o que significa que este serviço é cada vez mais procurado quer por desempregados, quer por empresas e instituições. Neste momento, a Bolsa de Emprego conta com cerca de 500 inscritos.

É de realçar que a inscrição na Bolsa de Emprego é exclusiva a habitantes do concelho, mas no caso das empresas não há limite geográfico para poderem aderir.

Para efetuar a inscrição na Bolsa de Emprego, os interessados devem dirigir-se presencialmente à Câmara Municipal de Caminha e solicitar o atendimento dos técnicos do Gabinete de Apoio ao Empresário (GAE), que vão juntamente com o candidato recolher as informações necessárias de forma a traçar o seu perfil profissional.

Já as empresas devem entrar em contacto com o GAE e solicitar o preenchimento da “Ficha de Oferta de Emprego”, também disponível na página do Município. Através desta ficha são recolhidas informações e caraterísticas do posto de trabalho a ocupar, assim como competências, conhecimentos, habilitação ou formação que é exigida aos candidatos interessados.

Com estes dados, os técnicos do GAE procuram nos perfis dos candidatos inscritos, aqueles que mais se adequam à oferta de emprego e encaminham a candidatura. O processo final de recrutamento e a escolha do candidato é da responsabilidade da empresa.

EMPRESA OFERECE OPORTUNIDADES DE FORMAÇÃO COM SAÍDA PROFISSIONAL

A Qualitividade Consulting Group, em parceria com a Bosch, informa da abertura de inscrições para Cursos de Aprendizagem a concretizar em Braga.

Técnico de Logística

Técnico de Multimédia

Programador de informática

Cursos para jovens até 25 anos que pretendem completar a sua formação, aprendendo uma profissão com futuro.

Possibilidade de Estágio na Bosch.

Mais informações através de marketing@qualitividade.pt e através do nº 800 10 24 20 (chamada gratuita).

EMPRESA PROMOVE FORMAÇÃO E SAÍDA PROFISSIONAL

A Qualitividade Consulting Group, em parceria com a Bosch, informa da abertura de inscrições para Cursos de Aprendizagem a concretizar em Braga.

Técnico de Logística

Técnico de Multimédia

Programador de informática

Cursos para jovens até 25 anos que pretendem completar a sua formação, aprendendo uma profissão com futuro.

Possibilidade de Estágio na Bosch.

Mais informações através de marketing@qualitividade.pt e através do nº 800 10 24 20 (chamada gratuita).

VIZELA ADERIU AO PACTO PARA A EMPREGABILIDADE DO AVE

A Câmara Municipal de Vizela aderiu ao Pacto de Empregabilidade do Ave, documento que tem como objetivo criar melhores condições no Ave para aumentar as qualificações das populações e combater o desemprego, através da articulação da oferta e da procura de emprego e da cooperação entre instituições e empresas.

pacto empregabilidade ave

A Comunidade Intermunicipal do Ave, em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, apresentaram o Pacto para a Empregabilidade do Ave, que foi rubricado por 25 entidades, numa cerimónia realizada no Instituto de Design, em Guimarães.

Realizado em colaboração com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a Segurança Social, esta iniciativa conta também com a participação das associações empresariais e de desenvolvimento social do Ave e diversas instituições universitárias e politécnicas com influência regional, que são instituições subscritoras do programa.

O objetivo central do “Pacto para a Empregabilidade” é o de criar melhores condições no Ave para aumentar as qualificações das populações e combater o desemprego, através da articulação da oferta e da procura de emprego e da cooperação entre instituições e empresas.

No plano de intervenção desta iniciativa, estão medidas de qualificação e formação ao longo da vida e em áreas profissionais prioritárias, de combate ao abandono escolar, de incentivo à contratação de desempregados, de inserção de jovens no mercado de trabalho e de promoção do empreendedorismo, entre outras.

Este foi o terceiro “Pacto Territorial para a Empregabilidade” na Região Norte, depois de terem sido celebrados acordos para o Douro e o Tâmega e Sousa.

MUNICÍPIO DE CAMINHA CELEBRA PROTOCOLO COM O INSTITUTO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL PARA O FINANCIAMENTO DE ESTÁGIOS A 50 JOVENS DO CONCELHO

A cerimónia de assinatura do protocolo entre o Município de Caminha e a Delegação Regional do Norte do IEFP decorre amanhã, às 10h30 no Edifício dos Paços do Concelho

O Município de Caminha vai financiar 50% do valor da bolsa de estágio do programa Impulso Jovem que caberia às empresas aderentes suportar. Para isso, a Câmara Municipal vai assinar um protocolo como a Delegação Regional do Norte do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP). A cerimónia decorre amanhã, sexta-feira, pelas 10h30, no Salão Nobre do Edifício dos Paços do Concelho.

Na cerimónia de assinatura do protocolo vai estar presente o Delegado Regional do Norte do IEFP, César Ferreira,  e será realizada uma apresentação explicativa acerca do programa Impulso Jovem.

Ao todo são 50 jovens do concelho de Caminha que vão poder usufruir deste programa de estágios. Para implementação do projeto, o Município encarrega-se de divulgar o programa Impulso Jovem junto das empresas e dos potenciais interessados, de apoiar tecnicamente as empresas na elaboração das candidaturas a esta medida e de financiar os estágios em 50% do valor a suportar pelas empresas.

Ou seja, os estágios do programa Impulso Jovem são, na sua maioria, financiados pelo Estado em 80% do vencimento do respetivo estagiário, ficando a cargo das empresas os restantes 20% da bolsa de estágio. Com este protocolo, a Câmara de Caminha assume metade do valor que seria suportado pela empresa. Ou seja, dos 20% do valor do estágio que a empresa paga ao estagiário, a Câmara paga 10% e a empresa os outros 10%. Para o pagamento desta contribuição está previsto pelo Município de Caminha um investimento de 25 mil euros, que vai abranger cerca de 50 jovens do concelho.

Os candidatos a estes estágios têm de ser habitantes do concelho de Caminha e devem estar inscritos na Bolsa de Emprego a funcionar no Município.

O objetivo passa por “facilitar a integração dos jovens no mercado de trabalho”, como explica Flamiano Martins, vice-presidente da Câmara Municipal de Caminha.

Esta é uma iniciativa que se insere no Caminha Empreende - o Programa Municipal para a Inovação, o Emprego e o Empreendedorismo, mais propriamente no Eixo 3 que prevê o apoio à criação de emprego.

BOLSA DE EMPREGO DE CAMINHA JÁ EMPREGOU 10 MUNICIPES EM DOIS MESES

A funcionar apenas há dois meses, a Bolsa de Emprego já conta com sete empresas aderentes e enviou 40 processos de candidatura

A Bolsa de Emprego do Município de Caminha está em funcionamento há dois meses e já empregou 10 munícipes desempregados em empresas aderentes ao projeto. Até ao momento, a Bolsa de Emprego tem 136 inscritos e são sete as empresas aderentes.

Este programa surgiu com o objetivo de facilitar o recrutamento e o aumento das taxas de emprego dos habitantes, de forma a fixá-los no concelho. Desde que foi lançada, a Bolsa de Emprego já tem 136 inscritos e recebeu propostas de emprego de sete empresas. Para as propostas recebidas foram encaminhados 40 processos de candidatura. Até ao momento, já foram empregues 10 candidatos, mas muitos dos processos enviados ainda estão em fase de análise por parte das empresas, que deverão empregar ainda mais munícipes inscritos na Bolsa de Emprego.

Para Flamiano Martins estes são dados “positivos”, no final de dois meses de funcionamento do programa. O vice-presidente da Câmara Municipal de Caminha deixa um apelo às entidades empregadoras para que adiram à Bolsa de Emprego. “É importante que as empresas sempre que tenham uma oferta de emprego disponível recorram à Bolsa de Emprego, para conseguirmos dar aos habitantes do concelho uma oportunidade profissional” e acrescenta que “a adesão das entidades empregadoras é muito importante para que esta medida funcione e cumpra o seu objetivo”.

Recorde-se que a inscrição na Bolsa de Emprego é exclusiva a habitantes do concelho, mas no caso das empresas não há limite geográfico para poderem aderir.

Para efetuar a inscrição na Bolsa de Emprego, os interessados devem dirigir-se presencialmente à Câmara Municipal de Caminha e solicitar o atendimento dos técnicos do Gabinete de Apoio ao Empresário (GAE), que vão juntamente com o candidato recolher as informações necessárias de forma a traçar o seu perfil profissional.

Já as empresas devem entrar em contacto com o GAE e solicitar o preenchimento da “Ficha de Oferta de Emprego”, também disponível na página do Município. Através desta ficha são recolhidas informações e caraterísticas do posto de trabalho a ocupar, assim como competências, conhecimentos, habilitação ou formação que é exigida aos candidatos interessados.

Com estes dados, os técnicos do GAE procuram nos perfis dos candidatos inscritos, aqueles que mais se adequam à oferta de emprego e encaminham a candidatura. O processo final de recrutamento e a escolha do candidato é da responsabilidade da empresa.

A Bolsa de Emprego é mais uma das medidas que integra o Caminha Empreende – Programa Municipal para a Inovação, o Emprego e o Empreendedorismo, mais concretamente o Eixo 3, do qual fazem parte as medidas de apoio à criação de emprego.

ARRANCOU O PRIMEIRO GRUPO DE ENTREAJUDA NA PROCURA DE EMPREGO (GEPE) DE CAMINHA

O primeiro encontro decorreu segunda-feira

Fazer frente ao desemprego em equipa – é este o espírito dos participantes no primeiro grupo GEPE do concelho de Caminha. A sigla quer dizer Grupos de Entreajuda na Procura de Emprego e a participação é gratuita e aberta a todos os munícipes desempregados ou à procura de uma nova solução profissional.

Os GEPE são grupos informais de pessoas desempregadas que se reúnem periodicamente com o objetivo de procurar ativamente emprego. Todos os membros do grupo colaboram e se entreajudam. Trata-se de um projeto experimental e inovador que pretende apoiar desempregados, em particular os que sofrem um maior impacto psicológico do desemprego, quer pela sua duração, pela situação inesperada.

Através da dinâmica de entreajuda em grupo, procura-se ultrapassar a desmotivação, o isolamento e a tendência depressiva a que o desemprego muitas vezes conduz. Com o apoio de um facilitador/animador, o grupo foca-se na procura ativa de emprego para os seus membros, tendo cada um deles a função de apoiar os restantes nessa missão. Com uma atitude positiva e um enfoque pró-ativo sobre o mercado de trabalho é uma experiência de solidariedade e de dádiva entre os próprios desempregados.

Os GEPE em Caminha são promovidos pela Câmara Municipal de Caminha, em parceria com o Instituto Padre António Vieira. Podem inscrever-se mais interessados em participar, através do site do Município em www-cm-caminha.pt ou diretamente na Câmara Municipal de Caminha.

Os encontros do primeiro grupo GEPE em Caminha decorrem quinzenalmente às segundas-feiras, das 9h30 às 11h.

MUNICÍPIO DE CAMINHA LANÇA BOLSA DE EMPREGO

A medida vai permitir que desempregados e empregadores disponham de uma nova ferramenta que se baseia na divulgação da oferta e da procura de trabalho

O Município de Caminha está a lançar uma Bolsa de Emprego. O objetivo é facilitar o processo de procura e de oferta de trabalho. “Esta é uma medida exclusiva para os habitantes desempregados do concelho”, explica o vice-presidente Flamiano Martins.

O objetivo do programa é permitir uma maior facilidade de recrutamento e o aumento das taxas de emprego dos habitantes, de forma a fixá-los no concelho. Podem aderir habitantes de Caminha em condição de desemprego, mas as empresas não estão sujeitas a limite geográfico para poderem aderir.

“Este projeto foi criado com o intuito de fomentar a criação de emprego local que permita a fixação dos jovens no concelho e a disponibilização junto dos potenciais empregadores de um canal privilegiado de recrutamento e seleção de pessoal”, acrescenta Flamiano Martins.

Depois de reunidos os requisitos de acesso das entidades empregadoras e dos candidatos, o Gabinete de Apoio ao Empresário (GAE), através de técnicos especializados, faz a gestão das candidaturas, entrevista os interessados, seleciona os candidatos com o perfil adequado ao cargo a ocupar e envia à empresa. O processo final de recrutamento e a escolha do candidato final é da responsabilidade da empresa.

Esta medida propõe também a realização de uma análise específica ao desemprego jovem de forma a integrar esta faixa etária nas variadas medidas de apoio existentes, tais como o Impulso Jovem e o Estímulo 2013, quando reunidas as condições e as especificidades solicitadas por cada medida.

Quando o GAE verificar a necessidade de formação para melhorar as competências de um candidato, pode ainda sugerir programas de formação e acompanhar o respetivo processo de qualificação.

Os interessados em inscrever-se na Bolsa de Emprego devem dirigir-se presencialmente à Câmara Municipal de Caminha e solicitar o atendimento pelos técnicos do GAE.

CAMINHA EMPREENDE: MUNICÍPIO LANÇA PROGRAMA PARA A INOVAÇÃO, O EMPREGO E O EMPREENDEDORISMO

Os eixos e as medidas do Programa vão ser explicados na terça-feira, dia 9, nas instalações da empresa Lacoancora

A Câmara de Caminha vai lançar na terça-feira, dia 9, o Caminha Empreende - o Programa Municipal para a Inovação, o Emprego e o Empreendedorismo. A presentação decorre nas instalações da empresa Lacoancora, no Parque Empresarial da Gelfa.

“O Município quer reforçar a ideia de que Caminha é uma terra de oportunidades, para isso temos de potenciar os recursos endógenos e aproveitar o nosso posicionamento geográfico através de atividades económicas como turismo, a pesca, a agricultura, a restauração ou a indústria, entre muitos outros”, refere Flamiano Martins. “O atual cenário económico tem originado maiores dificuldades às empresas e aos potenciais empreendedores, por isso começamos a desenvolver o Programa Municipal para a Inovação, o Emprego e o Empreendedorismo”, remata o vice-presidente do Município de Caminha.

O Programa Caminha Empreende tem como objetivos incentivar o empreendedorismo, apoiar a iniciativa empresarial e promover a criação de emprego. Algumas das medidas já estão a ser implementadas, como é o caso do fundo de financiamento Caminha Finicia, e outras já estão anunciadas, como a decisão de isentar a derrama. Mas há muito mais para descobrir no Caminha Empreende, porque se trata de um projeto integrador, que nasceu da análise e da auscultação do tecido empresarial do concelho.

A apresentação do programa Caminha Empreende realiza-se no dia 9 de abril, às 18h, nas instalações da Lacoancora, na Área Empresarial da Gelfa (lotes 5 e 6), na freguesia de Âncora. Na mesma sessão, será apresentado o Programa de Estágios a realizar entre a ESCE-IPVC e empresas sediadas no concelho de Caminha.

CAMINHA: ESTÃO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA OS GRUPOS DE ENTREAJUDA NA PROCURA DE EMPREGO

Está em período de formação o primeiro grupo de entreajuda em Caminha

Depois da apresentação pública do projeto, estão abertas as inscrições para o primeiro Grupo de Entreajuda na Procura de Emprego em Caminha. A participação é gratuita.

APRESE~1

Os GEPE (Grupos de Entreajuda na Procura de Emprego) são grupos informais de pessoas desempregadas, que se reúnem periodicamente com o objetivo de procurar ativamente emprego. Nos GEPE todos os membros do grupo colaboram e se entreajudam.

Trata-se de um projeto experimental e inovador que pretende apoiar desempregados, em particular os que sofrem um maior impacto psicológico do desemprego, quer pela sua duração, quer pela situação inesperada. A participação é gratuita e é aberta a todos os munícipes desempregados ou à procura de uma nova solução profissional.

“Há pessoas que tiveram emprego a vida inteira, estando pela primeira vez em situação de procura de emprego, e não é fácil fazer um bom currículo, responder a uma entrevista, entre muitas outras coisas, neste contexto as dúvidas de uns vão suscitar as respostas de outros”, exemplificou Paulo Pereira, vereador com o pelouro da Ação Social, durante a apresentação do programa, no auditório do Museu Municipal de Caminha.

Através da dinâmica de entreajuda em grupo, a ideia é ultrapassar a desmotivação, o isolamento e a tendência depressiva a que o desemprego muitas vezes conduz. Com o apoio de um facilitador/animador, o grupo vai focar-se na procura ativa de emprego para os seus membros, tendo cada um deles a função de apoiar os restantes nessa missão. Com uma atitude positiva e um enfoque proativo sobre o mercado de trabalho é uma experiência de solidariedade entre os próprios desempregados.

Os grupos são constituídos, tendencialmente, por oito a doze membros. Para se inscrever e/ou receber mais informações, basta preencher o formulário disponível na página do Município em www.cm-caminha.pt ou dirigir-se à Câmara Municipal de Caminha ou ao Gabinete de Apoio ao Munícipe em Vila Praia de Âncora.

Os GEPE em Caminha são promovidos pela Câmara Municipal de Caminha, em parceria com o Centro de Inovação Social do Instituto Padre António Vieira.

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ PRESENTE NA CERIMÓNIA DE ABERTURA DO SEMINÁRIO SOBRE OBRIGAÇÕES NO TRABALHO

O Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, Dr. Francisco de Araújo, marcou presença esta terça-feira, 22 de janeiro, na abertura do Seminário "Obrigações no Trabalho - Segurança e Saúde, Formação, Novo Código do Trabalho, promovido pela ACIAB e realizado na Casa das Artes concelhia.

O autarca destacou a importância da existência do associativismo empresarial - "porque o conceito de que sozinhos é que estamos bem é um conceito do passado" e "o fortalecimento do tecido empresarial é fundamental para o sucesso das empresas - a importância do trabalho desenvolvido pela ACIAB em prol dos empresários dos dois concelhos, bem como todo o esforço realizado por parte do Município na captação de novas empresas e na criação dos Parques empresariais, geradores de riqueza e emprego no concelho.

Além do autarca, na abertura estiveram também o Diretor do Centro Local do Alto Minho da ACT - Joaquim Silva, o Presidente da direção da ACIAB - Paulo Falcão Teixeira, bem como o Vice-presidente executivo da ACIAB - Francisco Peixoto Araújo.

Esta tratou-se de uma iniciativa dirigida ao público em geral, e em particular aos empresários e profissionais de todos os setores de atividade, cuja temática foram as "Obrigações Legais na Relação de Trabalho", onde se abordaram temas como "A Organização das Atividades de Segurança e Saúde no Trabalho", intervenção a cargo de Carla Monteiro do ACT, e as "Principais Obrigações no Código do Trabalho e Formação", a cargo de Vânia Magalhães.

Este foi o primeiro de um ciclo de seminários que a ACIAB pretende realizar durante o ano de 2013 no sentido de proporcionar ao tecido empresarial conhecimentos sobre matérias indispensáveis para os seus negócios.

abertura_seminario_aciab4

abertura_seminario_aciab7

CELORICO DE BASTO PROMOVE O EMPREGO

Celebrado protocolo para a criação de mais 20 postos de trabalho em Celorico de Basto.

Foi celebrado hoje, 22 de janeiro, nos paços do concelho, um protocolo entre a Câmara Municipal de Celorico de Basto, a Qualidade de Basto, EM e uma empresa para produção de paletes e pellets.

_DSC3886

O Parque Empresarial da Lameira vai albergar a empresa Albano Leite da Silva, Lda, que tem por objetivo a instalação de uma unidade produtiva de paletes e uma outra de pellets, num investimento superior a 3, 5ME.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, “trata-se de uma empresa com um elevado investimento financeiro que será recuperado a médio prazo permitindo, já a partir do corrente ano, criar mais 20 postos de trabalho no concelho de Celorico de Basto” referiu o autarca que não pode deixar de salientar o esforço em fomentar as melhores condições para que as empresas se fixem no concelho. “Trabalhamos no sentido de desenvolver as melhores condições para as empresas vejam Celorico de Basto como o melhor concelho para investir. Estas novas Unidades Industriais vêm promover o enorme potencial florestal da região, e são um incentivo para que os proprietários florestais produzam e cuidem dos seus terrenos florestais ” concluiu o edil.

Prevê-se que a construção se inicie em fevereiro com as duas unidades de produção em funcionamento, ainda durante este ano.

Importa referir que o presente protocolo foi assinado no âmbito do programa POIP (Programa Operacional de Investimento Privado) que oferece condições atrativas e proporciona o apoio técnico necessário.

_DSC3885

CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE ADMITE 15 TRABALHADORES PARA AS ESCOLAS DO CONCELHO

A Câmara Municipal de Fafe admitiu esta quinta-feira 15 novos trabalhadores, que entraram assim ao serviço, após os devidos procedimentos concursais realizados ao longo do ano anterior.

Os assistentes operacionais, onze mulheres e quatro homens, vão desempenhar as funções cometidas aos ex-auxiliares de acção educativa, em três agrupamentos de escolas do concelho.

Dez dos funcionários admitidos são afectos ao Agrupamento de Escolas de Fafe, quatro ao Agrupamento de Escolas Montelongo e um ao Agrupamento Professor Carlos Teixeira.

De referir que dois dos trabalhadores admitidos são portadores de deficiência, embora a quota legal impusesse apenas a admissão de um funcionário.

Os funcionários admitidos estão ao abrigo do contrato de trabalho por tempo indeterminado, com um regime experimental de 3 meses, findo o qual serão integrados nos quadros se tiverem avaliação positiva.

O Presidente da Câmara, José Ribeiro, faz questão de relevar estas contratações de pessoal, que contrariam a tendência geral de despedimentos e de aumento do desemprego.

CÂMARA MUNICIPAL DE FAFE PROTESTA CONTRA DESLOCALIZAÇÃO DA DIREÇÃO DO CENTRO DE EMPREGO

A deslocalização da direção do Centro de Emprego de Fafe para Guimarães motivou uma reunião entre o presidente da Câmara, José Ribeiro e o diretor regional do Norte do Instituto de Emprego e Formação Profissional, César Ferreira. Na sequência, o autarca fafense remeteu àquele dirigente uma carta em que reitera o protesto da Câmara pela deslocação da direção do Centro de Emprego para Guimarães, “em virtude da concentração operada pela nova estruturação do Centro de Emprego do Médio-Ave e, sobretudo, por ter tomado conhecimento de tal através da comunicação social e não pelo IEFP, como devia”.

Segundo o autarca, a explicação que foi dada é que tal decisão obedeceu a critérios nacionais que têm a ver com o número de inscritos nos centros de emprego, e Guimarães tem o dobro de Fafe.

Ainda assim, José Ribeiro considera aquele comportamento, no mínimo, “deselegante, incorreto, contra o protocolo e revelador de um autoritarismo e arrogância a que, há muito, não estava habituado”.

Numa linguagem de alguma dureza, o presidente da Câmara de Fafe pondera que tal atitude “atenta contra as boas regras de conduta na relação entre organismos do Estado, com a assinalável diferença que eu represento a população, fui eleito, e esse organismo e V. Excia não têm essa legitimidade. Demais, arrogo-me ainda o direito a ser consultado, o que, obviamente, não aconteceu”.

José Ribeiro aproveita a missiva para, na sequência de conversas anteriores, avançar com a eventual possibilidade de uma permuta de instalações entre os dois organismos, a qual a Câmara “gostaria de ver tomada”.

FAFE: TERMINOU MAIS UMA FORMAÇÃO PARENTAL

Terminou mais uma formação na área da Educação Parental, no âmbito do programa “Mais Família Mais Criança”. Este grupo, composto por nove mães convidadas a frequentar esta ação pela Unidade de Saúde Familiar Novo Cuidar, iniciou a atividade no passado dia 30 de abril.

Esta formação, promovida pelo projeto Territórios_IN e pelo Município de Fafe, tem como desafio auxiliar os pais a compreenderem as suas próprias necessidades sociais, emocionais, psicológicas e físicas e as dos seus filhos, melhorando assim a qualidade das relações entre eles.

Assim, às segundas-feiras, das 18h00 às 20h00, nas instalações do projeto Territórios_IN (CLDS) e por um período de 12 sessões, este grupo teve a possibilidade de trocar experiências, partilhar e acima de tudo melhorar ou aprender a lidar com os comportamentos dos filhos ou filhas.

A avaliação feita por este grupo é extremamente positiva, superando todas as expectativas, quer de quem esteve a dinamizar as sessões, quer das próprias mães que verbalizaram que “esta é uma formação muito diferente do habitual e todas as mães e pais deveriam ter a oportunidade de participar”.

FParental

Assunto: Arranque das Formações Modulares Certificadas a realizar nas instalações do GIP, a partir do protocolo estabelecido com o Centro de Formação Mais Saber.

A este Gabinete cumpre solucionar as situações e dificuldades dos utentes que a ele diariamente acorrem, nomeadamente no que diz respeito à sua situação face ao emprego.

Sendo extremamente difícil fazê-lo através do encaminhamento para ofertas de trabalho, pela escassez senão inexistência destas mesmas, este Gabinete procurou alternativamente alguma oferta formativa.

Sendo assim, e no âmbito do protocolo com a Mais Saber, foram estruturados 4 Percursos formativos:

Quotidiano Infantil

Cuidar de Idosos

Arte de servir à mesa e balcão

Vendas e Fidelização de Clientes.

Cada um dos destes percursos tem em média uma carga horário de 125 hrs, sendo que por lei as pessoas só poderão frequentar 3horas/dia.

No próximo dia 23 de Outubro, pelas 09:00 arrancará o Percurso “Cuidar de Idosos”, e pelas 14:00 arrancará o Percurso “Quotidiano Infantil”.

Assim que estes terminem (Finais de Dezembro/2012) arrancarão os restantes dois módulos.

Para mais informação contactar:

GIP – Gabinete de Inserção Profissional

Avenida da Granja, 97

Fafe

Telem – 92 7506455

Email: gipfafe@gmail.com

FParental2