Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA REFORÇA LIGAÇÕES BILATERAIS COM COSTA DO MARFIM

Geminação com a cidade de Korhogo em equação

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, recebeu esta Quinta-feira, 23 de Março, o Embaixador da Costa do Marfim em Portugal, Koffi Fana Theodore, num encontro que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

CMB23032017SERGIOFREITAS0000005896.jpg

Durante a visita a Braga, o diplomata ficou a conhecer ao detalhe a estratégia para o desenvolvimento económico do Concelho, assim como novas possibilidades de cooperação bilateral entre os dois países, tendo Braga e a Região como pontos fulcrais para atingir esse objectivo.

Para o Embaixador, Braga é uma Cidade que “apresenta uma dinâmica muito interessante” e posiciona-se na linha da frente para encetar uma política de proximidade com aquele país africano.

“A Costa do Marfim está a registar um crescimento anual da sua economia na ordem dos 10%. Estamos cientes da capacidade exportadora das empresas sediadas aqui em Braga e acreditamos que é possível estabelecer ligações muito profícuas em determinadas áreas de negócio, nomeadamente no sector da indústria e infra-estruturas”, explicou Koffi Fana Theodore, adiantando que brevemente haverá outra visita a Braga, tendo em vista a possibilidade de estabelecer um acordo de geminação entre Braga e a cidade de Korhogo, no Norte da Costa do Marfim, presidida por Amadou Gon Coulibaly, que também ocupa o cargo de Primeiro-Ministro daquele país africano.

Para Ricardo Rio, esta é uma “excelente oportunidade para Braga e para as empresas da Região estabelecerem relações de proximidade com a Costa do Marfim, especialmente no plano económico”, referiu o Autarca, sustentando que “com esta ligação abre-se uma janela de oportunidades que têm que ser potenciadas e aproveitadas pelos empresários dos dois países ao longo dos próximos tempos”.

CMB23032017SERGIOFREITAS0000005900.jpg