Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA E SHENYANG CRIAM FUNDAÇÕES PARA “PARCERIA FRUTUOSA”

Cidade chinesa e Braga apontam áreas específicas para estabelecimento de relações bilaterais

Uma delegação liderada pelo Vice-Presidente do Comité Popular Municipal de Shenyang, Nie Honsheng, reuniu-se esta tarde no Salão Nobre do Theatro Circo com uma comitiva de Braga para discutir o aprofundamento de relações entre as duas cidades e apontar já áreas específicas para estabelecimento de relações bilaterais. Firmino Marques, que encabeçou a comitiva municipal, referiu que “estão criadas as fundações para estabelecermos uma parceria frutuosa com Shenyang, com vantagens para ambas as cidades”.

jalberto.fernandes -china-9

Os destaques desta reunião foram o turismo, as trocas comerciais e investimento chinês, o ensino e o desporto, com particular interesse de Shenyang em “beber” da experiência do Sporting Clube de Braga. No sentido de apresentar da melhor forma as diferentes valências do nosso concelho, estiveram também presentes nesta reunião, o Presidente da InvestBraga, Carlos Oliveira, a Pró-reitora da Universidade do Minho, Carla Martins, o Secretário-Geral da ACB, Rui Marques, o Vice-presidente da AIMinho, Francisco Marques e ainda os representantes do Sporting Clube de Braga, Daniela Pereira e Rui Santos.

Nie Honsheng começou por referir que tinha um mandato muito claro por parte do Presidente do Município chinês, que está a preparar uma visita a Portugal ainda este ano, para iniciar contactos com vista a criar relações de cooperação em áreas muito específicas. “Sendo Portugal o quinto destino estrangeiro de investimento chinês, temos muito interesse em aumentar estes números e criar novas relações comerciais, captando o vosso know-how, a vossa tecnologia e conhecimento”. Carlos Oliveira, que apresentou o trabalho desenvolvido pela InvestBraga nas diferentes valências, apontou direcções muito específicas e ficou acordado que irá ser fornecido muito em breve a Shenyang um dossiê completo de possíveis áreas de investimento e cooperação económica.

O responsável de Shenyang referiu ainda que há interesse da China em aumentar o número de ligações directas entre os dois países, fazendo com que os fluxos turísticos cresçam ainda mais. “Estamos impressionados com Braga e o seu potencial turístico, pelo que pensamos que é importante cooperar nesta área e dar a conhecer os nossos territórios aos nossos habitantes”, referiu o líder da comitiva chinesa, que transmitiu ainda uma mensagem do Reitor da Universidade de Shenyang: “Desejam colaborar activamente com a Universidade do Minho em dois domínios: ciência e línguas”, repto este que foi aceite por Carla Martins, que apresentou a Universidade do Minho e todo o potencial de colaboração com a China. A aposta no futebol, uma realidade cada vez mais presente na China, é outra das potenciais colaborações, pois os responsáveis de Shenyang ficaram impressionados com as potencialidades que o Sporting Clube de Braga apresenta.

Depois de iniciados contactos no passado mês de Março com Shenyang, esta visita insere-se na preparação de um acordo de geminação entre as duas cidades e que será o primeiro de Braga com uma cidade asiática. Shenyang é a capital e maior cidade da província de Liaonin com cerca de 8 milhões de habitantes. É uma cidade emergente, com uma forte aposta nos sectores da tecnologia, comércio e turismo. Com mais de dois mil anos de história, Shenyang é um importante centro cultural e universitário desta região chinesa.

jalberto.fernandes -china

jalberto.fernandes -china-6

jalberto.fernandes -china-8

MINHOTOS FESTEJAM EM LISBOA ANO NOVO CHINÊS

Os minhotos que vivem na região de Lisboa participaram no passado fim-de-semana nos tradicionais festejos do Ano Novo Chinês, celebrado em Portugal com a antecipação de uma semana relativamente à data efectiva da entrada do ano. Com os seus trajes tradicionais, o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho desfilou na avenida Almirante Reis rumo ao Largo do Martim Moniz, juntamente com as inúmeras representações da cultura tradicional chinesa, num gesto que valoriza a amizade luso-chinesa e contribuiu para a paz e amizade entre os povos.

16174398_1313264678717198_4911828204930493343_n.jpg

Sob signo do Galo, estas festividades são organizadas pela Embaixada da China em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Portimão e Câmara Municipal do Porto, de acordo com o seguinte programa:

21 JAN, sábado:

Desfile – 11h00/ 12h00 – Av. Almirante Reis (entre a Igreja dos Anjos e a Praça do Martim Moniz)

Espetáculo – 13h00/ 16h30 – Praça do Martim Moniz

Feira Tradicional – 10h00/ 17h00 – Praça do Martim Moniz

22 JAN, domingo:

Espetáculo – 14h00/ 16h00 – Praça do Martim Moniz

24 JAN, terça-feira:

Inauguração Exposição Fotográfica: Celebrações do Feliz Ano Novo Chinês no Mundo – 18h00 – Centro Científico e Cultural de Macau

Porto

19 JAN, quinta-feira:

Espetáculo da Companhia de Ópera Wu de Zhejiang – 21h00 – Coliseu do Porto

Dança do Dragão – 11h00/ 12h00, 15h00/16h00 – Rua de Santa Catarina (Porto) e Vila do Conde

Portimão 

19 JAN, quinta-feira:

Demostração de atividades artesanais tradicionais  (recorte de papel, tecelagem de cânhamo, escultura de argila e apresentação de teatro de sombras) – várias sessões – Casa Manuel Teixeira Gomes

16142582_1313232158720450_2958928450530514411_n.jpg

16105659_1313233845386948_2081632064635836627_n.jpg

16114496_1313232608720405_415074005669834320_n.jpg

16114509_1313271822049817_7030771319491809913_n.jpg

16114567_1313234698720196_5413857555338084374_n.jpg

16114724_1313264602050539_9124175102059660784_n.jpg

16142489_1313265162050483_1549784681989555402_n.jpg

16142510_1313265665383766_1334823880276129003_n.jpg

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

Fotos: Manuel Santos

16142631_1313234358720230_4940896168801340126_n.jpg

16142658_1313265105383822_5422372789726482669_n.jpg

16142726_1313232975387035_1740776323110010818_n.jpg

16142991_1313233515386981_422134062393067669_n.jpg

16143056_1313230962053903_7980529672093740994_n.jpg

16143828_1313264608717205_4693640195195133433_o.jpg

16174582_1313233752053624_6565657630401135691_n.jpg

16194869_1313264798717186_2393934310138578323_n.jpg

16195281_1313232992053700_8330738735343719593_n.jpg

16195915_1313232625387070_8813811806040375590_n.jpg

16195939_1313232268720439_3346180892084919899_n.jpg

16265449_1313233525386980_279459522529421083_n.jpg

16266101_1313264605383872_3467897933316930531_n.jpg

 

CHINESES COMEMORAM ANO DO GALO

A comunidade chinesa em Portugal festeja no próximo fim-de-semana o Ano Novo Chinês, com uma semana de antecipação à data efectiva da entrada do ano.

Emb_Novo_Ano_Chines_2017.jpg

Sob signo do Galo, estas festividades são organizadas pela Embaixada da China em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Portimão e Câmara Municipal do Porto, de acordo com o seguinte programa:

21 JAN, sábado:

Desfile – 11h00/ 12h00 – Av. Almirante Reis (entre a Igreja dos Anjos e a Praça do Martim Moniz)

Espetáculo – 13h00/ 16h30 – Praça do Martim Moniz

Feira Tradicional – 10h00/ 17h00 – Praça do Martim Moniz

22 JAN, domingo:

Espetáculo – 14h00/ 16h00 – Praça do Martim Moniz

24 JAN, terça-feira:

Inauguração Exposição Fotográfica: Celebrações do Feliz Ano Novo Chinês no Mundo – 18h00 – Centro Científico e Cultural de Macau

Porto

19 JAN, quinta-feira:

Espetáculo da Companhia de Ópera Wu de Zhejiang – 21h00 – Coliseu do Porto

Dança do Dragão – 11h00/ 12h00, 15h00/16h00 – Rua de Santa Catarina (Porto) e Vila do Conde

Portimão 

19 JAN, quinta-feira:

Demostração de atividades artesanais tradicionais  (recorte de papel, tecelagem de cânhamo, escultura de argila e apresentação de teatro de sombras) – várias sessões – Casa Manuel Teixeira Gomes

JOVENS BRACARENSES APRENDEM MANDARIM

Alunos aprendem mandarim nas escolas públicas de Braga. Actividade extracurricular abrange cerca de 80 crianças

Cerca de 80 alunos de escolas públicas do Concelho de Braga estão a ter aulas gratuitas de mandarim durante as actividades extracurriculares. Através de um protocolo com o Instituto Confúcio da Universidade do Minho (UM), o Município de Braga responde desta forma ao crescente interesse da comunidade em conhecer a cultura chinesa e contribui para a desenvolvimento intelectual das crianças.

mandar.jpg

Este projecto, que neste momento abrange maioritariamente alunos do 5.º e 6.º anos de escolaridade, está a ser desenvolvido em quatro turmas nas EB 2,3 André Soares, Lamaçães, Nogueira e Frei Caetano Brandão. Dado o grande interesse manifestado por pais e alunos, o Município prevê alargar este projecto a mais escolas e a diferentes níveis de ensino.

“Queremos dar continuidade a este projecto e, no futuro, torná-lo mais ambicioso e abrangente chegando a um maior número de alunos”, referiu Lídia Dias, vereadora da Educação do Município de Braga, durante uma visita realizada esta Quarta-feira, 26 de Outubro, à escola Frei Caetano Brandão, do agrupamento de escolas de Maximinos.

Segundo a vereadora, a existência de uma maior diversidade de actividades extracurriculares vem possibilitar um crescimento integral dos alunos, alargando horizontes e fornecendo ferramentas que podem ser-lhes muito úteis no futuro. “O interesse empresarial na China e o investimento deste país em Portugal justifica por si só esta aposta do Município”, acrescentou Lídia Dias, sublinhando que “todos resultados demonstram que ao iniciar desde tenra idade uma língua diferente e culturalmente distante como o chinês, contribui para o desenvolvimento intelectual das nossas crianças”.

Recorde-se que a oferta de aulas de mandarim nas escolas do Concelho consta do Plano Estratégico para o Desenvolvimento Económico de Braga – 2014-2026, desenvolvido pela InvestBraga, é uma aposta do Município de Braga para diversificar a oferta educativa.

mandar (2).jpg

mandar (3).jpg

mandar (4).jpg

DANÇARINOS VILAVERDENSES REPRESENTAM PORTUGAL NA CHINA EM CAMPEONATO MUNDIAL DE DANÇAS LATINAS

O par Vítor Fernandes e Luísa Lima, naturais de Vila Verde e Vila de Prado respectivamente, irão no próximo dia 24 deste mês representar Portugal no campeonato do Mundo de Dança Desportiva de Latinas que se realizará na China. Nesta competição estarão representados os dois melhores pares de cada país.

Vitor Fernandes e Luisa Lima.png

É com muito orgulho que o par, representante da escola Alunos de Apolo Braga, comunica este grande acontecimento na sua carreira. E não deixa de agradecer a todos a ajuda para que esta oportunidade de representar o nosso país ao mais alto nível seja possível: família, treinadores, alunos e alunas, bem como colegas e empresas como: Stand Roriz-Car, Domingos Abelheira Unipessoal, TipoPrado, Casa do Campo e Kioma-maquilhagem.

Um agradecimento especial para uma empresa que já tem vindo em outras ocasiões a apoiar este par, e mais uma vez  o fez: Reparadora das Jantes.

10891520_993847020628785_4724024509592604296_n.jpg

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ROMARIA A S. TIAGO E A NOSSA SENHORA DO MINHO

Macaenses participam na festa

A festa começou com a Missa campal celebrada pelo padre Alexandre em Honra de Nossa Senhora do Minho e S. Tiago, seguida de procissão solene que percorreu as ruas daquela localidade.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 019.JPG

A tarde folclórica foi iniciada com a participação especial do grupo “Macau no Coração” cuja atuação sensibilizou o público presente, lembrando os laços fraternos que os portugueses criaram comos povos mais longínquos e que perduram nos seus corações.

Seguiu-se a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Minho que, como é seu apanágio, representou um pouco do folclore de toda a região.

Por seu turno, o Rancho Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia – Moita exibiu as danças e cantares, usos e costumes de outrora das gentes da região caramela. Trata-se de uma zona a sul da Estremadura que, nos começos do século XIX, recebeu numerosas gentes da Beira Litoral, sobretudo dos concelhos de Mira e Cantanhede que ali acabaram por si fixar.

E, a encerrar a festa, o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez, convidando o numeroso público para o habitual “vira geral”.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 029.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 030.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 031.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 033.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 034.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 044.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 045.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 070.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 121.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 124.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 133.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 135.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 144.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 147.JPG

 

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 007.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 009.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 011.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 013.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 212.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 073.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 023.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 025.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 060.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 079.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 318.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 332.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 172.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 173.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 320.JPG

MINHO TEM MACAU NO CORAÇÃO

Os macaenses vieram a Portugal e em Lisboa cantaram e dançaram à moda do Minho. Exibindo trajes à vianesa, a Associação de Danças e Cantares Portugueses “Macau no Coração” participou hoje na Romaria Minhota organizada pela Casa do Minho, em Lisboa, iniciativa que teve lugar na zona histórica e turística de Belém.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 073.JPG

A festa começou com a Missa campal celebrada pelo padre Alexandre em Honra de Nossa Senhora do Minho e S. Tiago, seguida de procissão solene que percorreu as ruas daquela localidade.

A tarde folclórica foi iniciada com a participação especial do grupo “Macau no Coração” cuja atuação sensibilizou o público presente, lembrando os laços fraternos que os portugueses criaram comos povos mais longínquos e que perduram nos seus corações.

Seguiu-se a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Minho, o Rancho Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia – Moita e a encerrar o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 023.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 024.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 025.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 026.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 028.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 035.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 057.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 060.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 061.JPG

 

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 079.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 081.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 092.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 095.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 110.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 313.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 315.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 317.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 318.JPG

 

EMPRESÁRIOS CHINESES PROVAM IGUARIAS DE PONTE DE LIMA

Ponte de Lima mostra Enchidos e Fumados a Missão Empresarial Chinesa

Os fumados e enchidos de Ponte de Lima vão ser dados a conhecer a nove grupos de comercialização e distribuição que compõem a missão empresarial de uma delegação de empresários chineses, atualmente de visita a Portugal, no âmbito de uma missão empresarial promovida pelo Ministério da Agricultura e do Mar.

O Município de Ponte de Lima associou-se a este encontro que está a decorrer ao longo do dia de hoje em Guimarães e conta com a presença de três empresas do concelho de Limiano, nomeadamente a Minho Fumeiro, Quinta dos Fumeiros e a Salsicharia Limiana.

Fomentar e estabelecer relações comerciais com os empresários chineses é o objetivo da iniciativa, que é dirigida às empresas portuguesas da área do leite e de outros setores do agroalimentar de todo o país, sendo apoiada pela Associação de Jovens Empresários Portugal-China (AJEPC).

EMPRESÁRIOS CHINESES VISITAM GUIMARÃES

Grandes grupos empresariais chineses visitam Guimarães esta quinta-feira, a partir das 16h30

Encontro junta empresários portugueses e chineses. Visita começa no Paço dos Duques de Bragança. Ao final da tarde, comitiva é recebida na Câmara Municipal.

Uma delegação de 12 empresários pertencentes a grandes grupos económicos chineses visita Guimarães esta quinta-feira, 03 de setembro. O objetivo é conhecer os produtos e empresas da região, bem como contactar com a sua história e património.

Durante o encontro, decorrerá uma sessão empresarial, que reunirá empresas do setor agroalimentar e de outras áreas tradicionais da região. A delegação inicia a sua visita no Paço dos Duques de Bragança, pelas 16:30 horas, sendo recebida no Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães, pelas 18:30 horas, seguindo-se uma visita ao Centro Histórico.

Esta visita dá continuidade a uma permanente ação de promoção dos produtos e das empresas nacionais além-fronteiras, que a Secretaria de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar tem vindo a desenvolver em diferentes missões oficiais, tal como sucedeu em maio último a diversas regiões da China e na qual foi possível desenvolver diversos contactos que privilegiaram a divulgação da qualidade, diversidade e segurança dos produtos agroalimentares nacionais junto de grupos empresariais locais.

Resultado destes contactos, foi possível definir a realização de uma missão de relevantes 9 grupos de comercialização e distribuição chineses, apoiada pela AJEPC - Associação de Jovens Empresários Portugal-China, que decorrerá na primeira semana do mês de setembro e que tem como objetivo dar a conhecer as empresas portuguesas do setor agroalimentar, bem como os seus produtos, com vista ao estabelecimento de relações comerciais proveitosas para ambos os países.

Recorde-se que a Internacionalização do Setor Agroalimentar tem vindo a ser, desde 2011, um objetivo do Ministério da Agricultura e do Mar que, através da Secretaria de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, potenciou a abertura para a exportação de 210 produtos e a eliminação de barreiras para mais de 75 mercados externos.

COMUNIDADE CHINESA EM PORTUGAL CELEBRA ANO NOVO CHINÊS EM LISBOA

“Diário de Todos” é o primeiro jornal luso-chinês publicado em Portugal

A comunidade chinesa radicada em Portugal celebrou hoje em Lisboa o Ano Novo Chinês. Mais de um milhar de chineses afluiu ao largo do Martim Moniz para festejar a entrada do novo ano que, de acordo com o horóscopo chinês, decorre sob o signo da cabra. O evento contou com as presenças entre outras do embaixador da República Popular da China, o Secretário de Estado da Cultura do governo português e ainda de representantes da Câmara Municipal de Lisboa e das associações chinesas em Portugal.

As festividades incluíram a realização de um magnífico espetáculo bastante apreciado também pelos números portugueses e outros imigrantes que tiveram oportunidade de assistir, contemplando a dança, teatro música, folclore, artes marciais e circenses, não tendo faltado sequer a interpretação de um fado pela magnífica voz de uma jovem fadista chinesa.

Ano Novo Chinês Lisboa (114)

Uma novidade constitui o aparecimento do jornal “Diário de Todos”, a primeira publicação luso-chinesa editada em Portugal. Com periodicidade quinzenal, possui excelente aspeto gráfico e boa qualidade informativa, a fazer de elo de ligação entre a comunidade chinesa e o seu país de origem mas também com bastante interesse cultural e informativo para os leitores portugueses.

img_999x556$2015_02_13_18_04_47_109148

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ano Novo Chinês Lisboa (122)-2

As celebrações do novo ano chinês tiveram o seu início no passado dia 19 de fevereiro e prolongam-se por uma semana, tendo como palco privilegiado a cidade de Lisboa onde a presença chinesa é mais significativa.

Ano Novo Chinês Lisboa (116)

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região. A sua integração na sociedade portuguesa tem constituído um sucesso assinalável a que não é certamente alheia o conhecimento mútuo resultante de um convívio secular entre portugueses e chineses. Aliás, registe-se a forma fluente com que muitos chineses já comunicam na língua de Luís de Camões, o poeta que segundo a lenda terá escrito “Os Lusíadas” na famosa gruta de Patane, em Macau.

Ano Novo Chinês Lisboa (55)

Ano Novo Chinês Lisboa (63)

Ano Novo Chinês Lisboa (70)

Ano Novo Chinês Lisboa (14)

Ano Novo Chinês Lisboa (18)

Ano Novo Chinês Lisboa (74)

Ano Novo Chinês Lisboa (72)

Ano Novo Chinês Lisboa (27)

Ano Novo Chinês Lisboa (32)

Ano Novo Chinês Lisboa (47)

Ano Novo Chinês Lisboa (82)

Ano Novo Chinês Lisboa (87)

Ano Novo Chinês Lisboa (132)

Ano Novo Chinês Lisboa (91)

CAMINHA CELEBRA ANO NOVO CHINÊS

As celebrações são organizadas pelo Agrupamento de Escolas Sidónio Pais

Caminha volta a assinalar o Ano Novo Chinês esta sexta-feira, dia 20 de fevereiro. Exposições, gastronomia, leituras, workshops artísticos, exibição de kung-fu Sandá e recital e música vão marcar as celebrações.

dragao_chines

As comemorações do Ano Novo Chinês em Caminha são organizadas pelo Agrupamento de Escolas Sidónio Pais e conta com os apoios da Câmara Municipal de Caminha e do Instituto Confúcio, da Universidade do Minho.

O Ano Novo Chinês tem início a 19 de fevereiro. Esta data é considerada a maior celebração do calendário chinês. Assim, na sexta-feira, na Escola Básica e Secundária Sidónio Pais festeja-se o Ano Novo Chinês com a realização de várias atividades. Além das exposições, da gastronomia e das leituras, os alunos vão poder assistir, durante a hora de almoço, no Polivalente, à exibição de kung-fu Sandá. A partir das 14h30 até às 16 horas, têm disponíveis workshops artísticos de pintura, caligrafia e nó chinês, nas salas de Artes Visuais.

As celebrações terminam com o recital de musica e danças chineses, pelos alunos e professores do Instituto Confúcio da Universidade do Minho, que terá lugar às 21h30, no auditório da Santa Casa da Misericórdia.

FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO: GUIMARÃES PROMOVE-SE EM PROVÍNCIA CHINESA COM MAIS DE 100 MILHÕES DE HABITANTES

Fórum internacional permitiu divulgar património e potencial turístico vimaranense em mercados do Oriente. Participação decorreu no âmbito de convite endereçado às cidades que aderiram ao convénio Caminho Cultural Atlântico, de que Guimarães faz parte.

la_foto_2_1_690_2000

O Município de Guimarães, através do Caminho Cultural Atlântico, integra o acordo para a promoção turística da região, cujo convénio foi assinado com a província chinesa de Henan, com mais de 100 milhões de habitantes, onde se realizou a 4ª edição do Fórum Internacional de Turismo.

O documento tem como objetivo estabelecer as bases para a cooperação entre os dois destinos, tendo em vista o desenvolvimento de ações que permitam promover a imagem de ambos os territórios, além de definir canais que beneficiem o trabalho conjunto de colaboração que permitam promover o turismo e difundir o Caminho Cultural Atlântico na República Popular da China.

No encontro, que contou com a participação de uma delegação de Guimarães nesta edição do Fórum, cujo convite europeu apenas foi endereçado a cidades do Arco Atlântico e a Madrid, discutiu-se o turismo enquanto motor de desenvolvimento das cidades, do ponto de vista cultural e económico. A representação vimaranense foi ainda convidada a visitar a província de Hubei, conhecida pelo seu turismo de natureza. Wuhan, a capital, tem 10 milhões de habitantes.

No Fórum Internacional, cujo convite europeu apenas foi endereçado a cidades do Arco Atlântico e a Madrid, discutiu-se o turismo enquanto motor de desenvolvimento das cidades, do ponto de vista cultural e económico. A representação vimaranense foi ainda convidada a visitar a província de Hubei, conhecida pelo seu turismo de natureza. Wuhan, a capital, tem 10 milhões de habitantes.

«Os responsáveis chineses manifestaram muito interesse em cooperar com as 15 cidades do Caminho Cultural Atlântico, quer na promoção turística, quer ao nível dos investimentos económicos. De referir que a China conhece grande crescimento nas saídas turísticas», afirmou José Bastos, Vereador da Cultura, que representou o Município de Guimarães neste fórum. Zhengzhou é uma cidade com cerca de 9 milhões de habitantes, numa província que conta com mais de 100 milhões de pessoas. Henan é considerada o centro da cultura chinesa e possui lugares turísticos importantes como Shaolin, Kaifeng ou Louyang.

la_foto_1_1_690_2000

PRESIDÊNCIA E FESTIVAL DO ARCO ATLÂNTICO

A propósito do convénio designado por Caminho Cultural Atlântico, aprovado em reunião de Câmara no dia 10 de julho, o Município de Guimarães, como resultado do trabalho em rede, foi também convidado pela cidade de Gijón a participar, em finais de julho de 2015, no Festival Arco Atlântico, evento para o qual apenas foram convidadas quatro cidades estrangeiras.

No segundo semestre do próximo ano, Guimarães vai presidir à Comissão Permanente do Caminho Cultural do Atlântico, instituição que reúne 15 cidades de Portugal, Espanha e França, cuja principal finalidade é a construção de parcerias na área cultural e turística, promovendo o património do Arco Atlântico, que integra as cidades de Bilbao, Biarritz, Baiona, Bordéus, San Sebastian, Santander, Oviedo, Gijón, Avilés, Corunha, Santiago de Compostela, Vigo, Porto, Braga e Guimarães.

Forum_China_Nov2014_1_690_2000

GUIMARÃES PARTICIPA NO FÓRUM INTERNACIONAL DE TURISMO QUE SE REALIZA NA CHINA

Evento realiza-se de 15 a 17 de novembro, na China

Evento permitirá divulgação do património e potencial turístico vimaranense em mercados do Oriente. Em julho de 2015, Guimarães participará no Festival Arco Atlântico, em Gijón.

O Município de Guimarães foi convidado a participar no 4º Fórum Internacional de Turismo a realizar na China, este fim de semana, de 15 a 17 de novembro, na cidade de Zhengzhou, capital da província de Henan com mais de 105 milhões de habitantes.

A participação de Guimarães nesta edição do Fórum, cujo convite europeu apenas foi endereçado a cidades do Arco Atlântico e a Madrid, tem como objetivo estabelecer um acordo de colaboração que permita promover o turismo e difundir o Caminho Cultural Atlântico na República Popular da China.

Presidida pelo Secretário-Geral da Organização Mundial do Turismo, Taleb Rifai, e pelo Governador da Província de Henan, Ying Zheng, a cerimónia de abertura está agendada para este sábado, com início marcado para as 18 horas locais (10 horas no fuso horário em Portugal Continental).

A propósito do convénio designado por Caminho Cultural Atlântico, aprovado em reunião de Câmara no dia 10 de julho, o Município de Guimarães, como resultado do trabalho em rede, foi também convidado pela cidade de Gijón a participar, em finais de julho de 2015, no Festival Arco Atlântico, evento para o qual apenas foram convidadas quatro cidades estrangeiras.

Refira-se que o Município de Guimarães vai presidir, em 2015, à Comissão Permanente do Caminho Cultural do Atlântico, instituição que reúne 15 cidades de Portugal, Espanha e França, cuja principal finalidade é a construção de parcerias na área cultural e turística, promovendo o património do Arco Atlântico, que integra as cidades de Bilbao, Biarritz, Baiona, Bordéus, San Sebastian, Santander, Oviedo, Gijón, Avilés, Corunha, Santiago de Compostela, Vigo, Porto, Braga e Guimarães.

Para além da criação de vários grupos de trabalho, coordenados por uma ou mais cidades, foi decidido que Guimarães assumirá a vice-presidência da Comissão Permanente do Caminho Cultural do Atlântico até junho de 2015 e que presidirá à organização no período compreendido entre julho e dezembro de 2015. Relativamente aos grupos de trabalho, Guimarães ficou responsável pela coordenação do grupo de Artes Visuais, estando na cocoordenação do grupo de Artes Cénicas e grupo do Turismo.

EMBAIXADOR DA CHINA VISITA GUIMARÃES

O Presidente do Município vimaranense realçou «matriz identitária» de Guimarães, da qual os portugueses «muito se orgulham», afirmou Domingos Bragança. «Transformar o nosso conhecimento em valor económico e em riqueza para o tecido empresarial é fundamental para reforçar a capacidade competitiva das nossas empresas a nível mundial», acrescentou o Presidente da Câmara Municipal.

visita_embaixador_china_7895_1_690_2000

Uma «recíproca vontade» de estabelecer acordos de cooperação entre empresários de Guimarães e a República Popular da China foi uma das conclusões do encontro oficial realizado esta sexta-feira, 24 de outubro, nos Paços do Concelho de Guimarães, entre o Presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, o Embaixador da República Popular da China, Huang Songfu, e o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Luís Campos Ferreira.

A cerimónia inseriu-se no âmbito de uma visita oficial efetuada a Guimarães durante a tarde desta sexta-feira e cujo programa incluiu uma deslocação à vila de Caldas das Taipas, às instalações da “Cutipol”, empresa de cutelarias que acaba de celebrar um acordo para fornecer os seus serviços para uma unidade hoteleira em Pequim. Antes da visita, decorreu um almoço entre os responsáveis diplomáticos e empresários vimaranenses, com o objetivo de serem reforçados laços institucionais.

visita_embaixador_china_7886_1_690_2000

«Tem de existir sempre o princípio da reciprocidade! Entendo que o facto de um parceiro ganhar, o outro não tem de perder. Sou defensor das políticas públicas e económicas em que ganham todos os parceiros. Tudo o que for bom para a nossa sociedade e para promovermos o desenvolvimento na criação de emprego e de riqueza é bom para Guimarães, para Portugal, para os nossos parceiros e será bom também para a China, porque há essa oportunidade de todos ganharmos», considerou o Presidente do Município, cujas declarações foram partilhadas pelo Embaixador da República Popular da China.

«Temos vontade de cooperar com empresários de Guimarães, porque se trata de uma região com produtos de boa qualidade. O Norte tem uma indústria com uma base sólida e o produto português é reconhecido pelo consumidor chinês, logo, faz todo o sentido a promoção desta cooperação. O Mundo é a nossa terra e, em função da condição geográfica dos nossos países, temos de tratar dele, sempre a pensar no desenvolvimento», afirmou Huang Songfu, ladeado por Luís Campos Ferreira.

POTENCIAL TURÍSTICO

«Por ano, a China tem 100 milhões de turistas e Portugal, enquanto destino turístico, sabe respeitar a diversidade cultural, promovendo relações de amizade, de afeto e de conhecimento. Estamos a tratar de oportunidades e a região Norte e a República Popular da China fazem um bom casamento! Encerramos com chave de ouro, em Guimarães, a primeira edição do programa Embaixadorias», enalteceu o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, que anunciou estar a ser produzido um documentário sobre Portugal, dividido em três partes com 45 minutos, para ser transmitido na estação pública chinesa. «Só fica completo se tiver imagens de Guimarães…», disse Domingos Bragança. 

visita_embaixador_china_8057_1_690_2000

A deslocação ao concelho de Guimarães do Embaixador da China e do Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação fez parte de um conjunto de visitas que assinalaram a semana de estreia do programa “Embaixadorias”, centrado na diplomacia económica. Este novo programa contempla a formulação de convites a Embaixadores acreditados em Lisboa, que são acompanhados pelo Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação em visitas a empresas de diversas regiões.

A medida pretende dar a conhecer as potencialidades do tecido empresarial e a diversidade cultural do país, conferindo visibilidade e facilitando o acesso a novas redes de contacto junto dos mercados que os diplomatas representam, com vista a promover as exportações e a internacionalização das empresas portuguesas. O objetivo é organizar mensalmente um programa com um embaixador diferente, sendo que as empresas serão selecionadas de acordo com o responsável diplomático.

visita_embaixador_china_7971_1_690_2000

visita_embaixador_china_7869_1_690_2000

visita_embaixador_china_7805_1_690_2000

Visita_Embaixador China_Sec_Estado

GUIMARÃES RECEBE EMBAIXADOR DA CHINA E SECRETÁRIO DE ESTADO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS

Receção oficial teve hoje lugar no edifício da Câmara de Guimarães, a que se seguiu uma visita à empresa Cutipol.

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, recebeu oficialmente o Embaixador da República Popular da China, Huang Songfu, e o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Luís Campos Ferreira.

A receção decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, numa sessão agendada para as 12:30 horas. A cerimónia insere-se no âmbito de uma visita oficial efetuada a Guimarães durante a tarde desta sexta-feira e cujo programa incluiu uma deslocação à empresa de cutelarias “Cutipol”, situada na vila das Caldas das Taipas.

Antes da visita, o Embaixador da República Popular da China e o Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação almoçaram com o Presidente do Município de Guimarães e com empresários vimaranenses, com o objetivo de serem reforçados laços institucionais entre representantes do tecido empresarial e responsáveis diplomáticos.

A deslocação ao concelho de Guimarães faz parte de um conjunto de visitas que assinalam a semana de estreia do programa “Embaixadorias”, centrado na diplomacia económica. Este novo programa contempla a formulação de convites a Embaixadores acreditados em Lisboa, que são acompanhados pelo Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação em visitas a empresas de diversas regiões.

A medida pretende dar a conhecer as potencialidades do tecido empresarial e a diversidade cultural do país, conferindo visibilidade e facilitando o acesso a novas redes de contacto junto dos mercados que os diplomatas representam, com vista a promover as exportações e a internacionalização das empresas portuguesas. O objetivo é organizar todos os meses um programa com um embaixador diferente, sendo que as empresas serão selecionadas de acordo com o responsável diplomático.

“CHINA O FOCO DAS ATENÇÕES”: LIVRO DE PEDRO LIMA APRESENTADO NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE BARCELOS

Pedro Lima, Professor Assistente na Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa – Porto e deputado na Assembleia Municipal de Barcelos é o autor do livro “China o Foco das Atenções”, que será apresentado, na Biblioteca Municipal de Barcelos, no dia 17 de outubro, pelas 21h30.

O livro baseia-se na tese de mestrado e fala dessa grande potência asiática, da internacionalização do capitalismo chinês resultante de uma abordagem ancorada em princípios de economia política que cruzam o interesse estratégico por matérias-primas e recursos energéticos com o pragmático recurso a formas de ação extra-económicas profundamente centradas na concretização dos interesses nacionais. Estes interesses consubstanciam-se, em última análise, naqueles que são os interesses do Partido Comunista Chinês.

Pedro Lima nasceu na Freguesia de Adães, em 1982. Licenciou-se em Relações Internacionais em 2010, na Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho. Em 2014, na Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Católica Portuguesa – Porto, e sob a orientação do Prof. Doutor Carlos Santos, prestou as provas de Mestrado em Gestão, com a apresentação de uma tese intitulada “China "Goes Global" - Investimento Externo e Fusões & Aquisições. Tendências e motivações do (a)braço corporativo da geopolítica chinesa no setor da Energia & Utilities.”.

Cedo se iniciou no mundo laboral. Em 1997, começou como empregado de mesa num restaurante na Póvoa de Varzim. Em 2001, partiu para o Luxemburgo onde começou por trabalhar na construção civil, seguindo-se outros desafios na Alemanha, Espanha e em França. Durante este período procurou sempre conciliar a prática profissional com a aprendizagem escolar.

Mais recentemente, em 2013, foi voluntário durante dois meses, através do Serviço Europeu de Voluntariado, num campo de refugiados da Faixa de Gaza, na Jordânia. Ali deu aulas de Inglês e foi um dos responsáveis pela organização de um Campo de Verão para mais de 100 crianças entre os 6 e os 12 anos de idade.

De entre os artigos publicados por Pedro Lima, destacam-se: “O novo quadro de Segurança e Defesa Europeia - Desafios e Opções para Portugal”, na revista do Centro de Estudos EuroDefense – Portugal (2010); “A importância dos movimentos sociais na atualidade”, na revista Zoom (2012); e “Nacionalismos, Regiões e Integração Europeia: Uma Coexistência Pacifica?”, também na Revista Zoom (2013).

ATLETA CERVEIRENSE BRILHA NA CHINA

Ana Fernandes da ADRCL brilha nos Jogos Olímpicos da Juventude, na China

A atleta da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural de Lovelhe (ADRCL), Ana Fernandes, classificou-se em segundo lugar na final B do Lançamento do Martelo com 59,06 metros, nos Jogos Olímpicos da Juventude Nanjing 2014,China.

jorge rodrigues

Por diversas vezes, o nome de Ana Fernandes e do país que representa foi ouvido no Estádio Olímpico de Nanjing, na China, constituindo um enorme motivo de orgulho para toda a direção da coletividade de Lovelhe. A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira congratula-se com esta prestação cerveirense resultado de muito esforço, e constituindo-se como um grande exemplo para as jovens gerações do concelho.

Numa manhã marcada pela chuva e muita humidade, a atleta Cerveirense, natural de Campos, redimiu-se de um apuramento menos bem conseguido no dia 21, onde foi 14ª com 56,73 metros, e obteve uma classificação considerada espetacular devido ao valor das suas adversárias, pois todas elas - representantes da Croácia, Colômbia, Grécia, Ucrânia, Moldávia e República Checa - têm melhor recorde pessoal.

Com este resultado, Ana Fernandes passa a ser a atleta da ADRC Lovelhe com o segundo melhor resultado de sempre numa competição Internacional, só superada pela sua tia, Maria José Conde, na Universidade de Seul, onde foi sexta classificada.

ANO NOVO CHINÊS ASSINALADO EM CAMINHA

As Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas Sidónio Pais comemoraram nos dias 30 e 31 de janeiro o Ano Novo Chinês. Entre várias atividades destinadas à comunidade escolar, a noite de cinema, na sexta-feira, teve lugar no Valadares - Teatro Municipal.

dragao_chines

O Ano Novo Chinês foi assinalado na Escola Básica e Secundária de Caminha, Escola Básica do Vale do Âncora e Escola Básica/Jardim de Infância de Caminha. Para além das várias atividades dedicadas aos alunos, no Valadares - Teatro Municipal, foi exibido o filme chinês "Pequenas Flores Chinesas", de Zhang Yuan. Esta atividade era dedicada aos pais, alunos, professores e a comunidade em geral.

Cinco séculos atrás, em 1513, Jorge Álvares foi o primeiro português a chegar à China. Poucas décadas depois, após a normalização das relações comerciais, a feitoria de Macau passou a ser o ponto de contacto privilegiado entre os dois povos. Foi com base neste relacionamento entre portugueses e chineses que o Ocidente de então conheceu o mundo Oriental.

No tempo contemporâneo, após o restabelecimento das relações diplomáticas entre o novo Portugal democrático e a República Popular da China, em 1979, a questão de Macau esteve no centro das relações entre os dois países até à transferência da soberania daquele território, em dezembro de 1999. Desde aí, têm-se vindo a aprofundar as relações económicas e culturais entre Portugal e a China, nomeadamente através da emigração chinesa para o nosso país, sendo que na atualidade são significativos os interesses chineses na economia portuguesa.

Pouco se sabe sobre os contactos específicos entre o concelho de Caminha e a China ao longo dos tempos, que podem ter existido mercê do conhecido envolvimento da vila marinheira da foz do Minho nos negócios do grande comércio marítimo internacional de quinhentos. Mais perto do nosso tempo, no início do século XX, um episódio curioso quase fazia do renomado músico ancorense Joaquim Fernandes Fão o autor da música do hino da República chinesa em 1918.

Enfim chegados a este dealbar do século XXI, o concelho conta hoje no seu tecido económico com diversos comerciantes chineses nas vilas de Caminha e da Praia de Âncora, aqui instalados com as suas famílias à procura de melhores condições de vida, razão bem nossa conhecida, emigrantes como sempre fomos. Contribuindo com o seu trabalho e esforço para a riqueza do município, os seus filhos frequentam as escolas do Agrupamento, evidenciando-se pela postura cívica exemplar e reconhecida aplicação nos estudos.

A comemoração do Ano Novo Chinês constituem um grande momento festivo para o povo chinês, no seu país e na diáspora, sendo ainda um pretexto ideal para a comunidade escolar e a população em geral aprofundar o conhecimento cultural e social sobre a China de hoje.

CHINESES EM PORTUGAL COMEMORAM ANO NOVO

Sob o signo do cavalo, a comunidade chinesa radicada em Portugal celebrou hoje o Ano Novo Chinês, contemplando diversos espetáculos de dança, teatro música, folclore, uma exibição de kung fu dos monges de Shao Lin e até uma interpretação de alguns fados bem lisboetas pela magnífica voz de uma jovem cantora chinesa.

Ano Novo Chinês Lisboa (10)

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

As celebrações do novo ano chinês tiveram o seu início na passada sexta-feira e prolongam-se por uma semana, tendo como palco privilegiado a cidade de Lisboa onde a presença chinesa é mais significativa.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

Ano Novo Chinês Lisboa (36)

1780783_585135388233645_726750334_n

Ano Novo Chinês Lisboa (86)

Ano Novo Chinês Lisboa (61)

Ano Novo Chinês Lisboa (9)

Ano Novo Chinês Lisboa (111)

Ano Novo Chinês Lisboa (7)

Ano Novo Chinês Lisboa (66)

Ano Novo Chinês Lisboa (98)

Ano Novo Chinês Lisboa (80)

Ano Novo Chinês Lisboa (26)

Ano Novo Chinês Lisboa (15)

Ano Novo Chinês Lisboa (13)