Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FOLKLOURES’18 RECEBE DANÇA TRADICIONAL DO TIBETE

Pensamento Oriental - Promoção da Cultura Chinesa representará a comunidade chinesa no FolkLoures’18

A comunidade chinesa radicada em Portugal vai participar na próxima edição do FolkLoures – Encontro de Culturas, mais concretamente no festival intercultural que terá lugar no dia 7 de Julho de 2018. Junto à réplica das ruínas da Igreja de São Paulo, em Macau, o grupo “Pensamento Oriental - Promoção da Cultura Chinesa” vai apresentar a Dança de Tibete, “Capriccio de Kumara”.

微信图片_20171106180308

Kumara é uma formação de dança tradicional da etnia Zang (Tibete), o que representa as tradições, os costumes através de movimentos livres e de grande amplitude. As danças tibetanas transmitem sempre uma atitude firme, de cabeça erguida e de peito cheio para os homens e uma postura de curvatura e suavidade para as mulheres, imagens essas inspiradas na vida quotidiana do povo tibetano nos grandes planícies. Contudo, devido à diversidade de culturas naquela região, a própria dança tibetana sofre de influências culturais das outras regiões vizinhas no seu resultado final.

Os movimentos das danças tibetanas tem subcategorias tanto para homens como para mulheres, um dos nomes atribuídos a uma subcategoria é "Chinese Tap Dance".

Os trajes utilizados para danças tibetanas correspondem ao vestuário comum do povo tibetano, cheios de cores e figuras.

A próxima edição do FolkLoures decorre de 30 de Junho a 7 de Julho de 2018, e incluirá conferências, exposições, feira de produtos tradicionais e um festival de folclore a ter lugar no Parque da Cidade, em Loures.

O FolkLoures é uma iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

Capturarfolk

FOLKLOURES 18 接受西藏传统舞蹈

东方思维中国文化的弘扬将代表中国社区在 FolkLoures 18

居住在葡萄牙的华人社区将参加下一期的 FolkLoures--文化会议, 更具体地说, 将于2018年7月7日举行的文化艺术节。在澳门圣保禄教堂遗址的复制品旁边, "东方思维的中国文化促进" 将呈现西藏之舞 "随想曲奈特·库马拉"。

奈特·库马拉是藏 (藏) 的传统舞蹈, 代表着传统、自由的风俗和大振幅的运动。藏族的舞蹈总是以坚定的姿态, 正面和胸部为男人, 并为妇女的曲率和柔软的姿态, 这些图像的启发, 藏族人民在大平原的日常生活。然而, 由于该地区文化的多样性, 藏族舞蹈本身也受到其他相邻地区的文化影响。

藏族舞蹈的运动对男女都有子范畴, 其中一个类别的名字是 "中国踢踏舞"。

藏族舞蹈所用的服饰, 与藏族人民的共同服饰相呼应, 色彩和人物都十分鲜艳。

下一版的 FolkLoures 源于6月30日至 2018年7月7日, 将包括会议, 展览, 传统产品和民俗节日在城市公园, 在洛里什。

FOLKLOURES 18 接受西藏传统舞蹈

东方思维中国文化的弘扬将代表中国社区在 FolkLoures 18

居住在葡萄牙的华人社区将参加下一期的 FolkLoures--文化会议, 更具体地说, 将于2018年7月7日举行的文化艺术节。在澳门圣保禄教堂遗址的复制品旁边, "东方思维的中国文化促进" 将呈现西藏之舞 "随想曲奈特·库马拉"。

微信图片_20171106180308

奈特·库马拉是藏 (藏) 的传统舞蹈, 代表着传统、自由的风俗和大振幅的运动。藏族的舞蹈总是以坚定的姿态, 正面和胸部为男人, 并为妇女的曲率和柔软的姿态, 这些图像的启发, 藏族人民在大平原的日常生活。然而, 由于该地区文化的多样性, 藏族舞蹈本身也受到其他相邻地区的文化影响。

藏族舞蹈的运动对男女都有子范畴, 其中一个类别的名字是 "中国踢踏舞"。

藏族舞蹈所用的服饰, 与藏族人民的共同服饰相呼应, 色彩和人物都十分鲜艳。

下一版的 FolkLoures 源于6月30日至 2018年7月7日, 将包括会议, 展览, 传统产品和民俗节日在城市公园, 在洛里什。

FolkLoures 是绿色敏民俗团体的一项倡议, 在洛里什市的支持下, 这是一个重要的举措。

Capturarfolk

CapturarTibete

FOLKLOURES’18 RECEBE DANÇA TRADICIONAL DO TIBETE

Pensamento Oriental - Promoção da Cultura Chinesa representará a comunidade chinesa no FolkLoures’18

A comunidade chinesa radicada em Portugal vai participar na próxima edição do FolkLoures – Encontro de Culturas, mais concretamente no festival intercultural que terá lugar no dia 7 de Julho de 2018. Junto à réplica das ruínas da Igreja de São Paulo, em Macau, o grupo “Pensamento Oriental - Promoção da Cultura Chinesa” vai apresentar a Dança de Tibete, “Capriccio de Kumara”.

微信图片_20171106180308

Kumara é uma formação de dança tradicional da etnia Zang (Tibete), o que representa as tradições, os costumes através de movimentos livres e de grande amplitude. As danças tibetanas transmitem sempre uma atitude firme, de cabeça erguida e de peito cheio para os homens e uma postura de curvatura e suavidade para as mulheres, imagens essas inspiradas na vida quotidiana do povo tibetano nos grandes planícies. Contudo, devido à diversidade de culturas naquela região, a própria dança tibetana sofre de influências culturais das outras regiões vizinhas no seu resultado final.

Os movimentos das danças tibetanas tem subcategorias tanto para homens como para mulheres, um dos nomes atribuídos a uma subcategoria é "Chinese Tap Dance".

Os trajes utilizados para danças tibetanas correspondem ao vestuário comum do povo tibetano, cheios de cores e figuras.

A próxima edição do FolkLoures decorre de 30 de Junho a 7 de Julho de 2018, e incluirá conferências, exposições, feira de produtos tradicionais e um festival de folclore a ter lugar no Parque da Cidade, em Loures.

O FolkLoures é uma iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures.

Capturarfolk

BRAGA ASSINA ACORCO DE COOPERAÇÃO COM SHENYANG

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, assinou esta semana em Shenyang um acordo de cooperação, que culminará num futuro próximo com a geminação com esta cidade chinesa. Este é o primeiro acordo de Braga com uma cidade da Ásia e que se insere na política estratégica de promoção e divulgação externa da Cidade, e marca um novo capítulo da abertura de Braga ao mundo. 

1

Numa cerimónia realizada na presença de altos dignitários do governo municipal de Shenyang, e que foi liderada pelo vice-presidente da Câmara, Zhang Jinghui, Ricardo Rio realçou a importância deste acordo para Braga “Apesar das duas cidades não poderem ser comparadas em termos de população [Shenyang tem cerca de oito milhões de habitantes], esta parceria que iniciámos será certamente muito proveitosa para ambos os povos, pois há diversas áreas em que os interesses são comuns”, referiu, dando como exemplos o turismo, o desporto, a cultura mas também a economia e a investigação.

O Autarca Bracarense realçou ainda que “nesta visita encontrámos diversas áreas onde a cooperação será uma realidade e que teremos resultados para apresentar no próximo ano”, assinalando também que este tipo de acordos “visam sobretudo abrir Braga ao mundo e dar a conhecer a terceira Cidade do país nesta área do globo, pois temos a consciência das nossas limitações promocionais”.

Ricardo Rio salientou ainda que “alcançar um acordo com uma cidade desta dimensão envolveu alguma persistência diplomática, mas Braga só tem a ganhar em construir uma rede de cidades com diversidade geográfica e cultural”, destacando que o objectivo agora é “cimentar as parcerias existentes e alargar a nossa esfera de influência a nível global”.

Numa visita que durou dois dias, Ricardo Rio teve a oportunidade de manter diversos contactos bilaterais e iniciar conversações no sentido que esta colaboração possa ter, num futuro próximo, diversas iniciativas em conjunto. Durante a visita à Universidade de Shenyang, ficou claro que existe um interesse muito claro desta instituição de ensino superior em desenvolver contactos no sentido estabelecer uma relação próxima com a Universidade do Minho, nomeadamente através o intercâmbio de estudantes e de professores, mas também na possibilidade de avançar com o estudo do Português nesta Universidade, uma lacuna desta região chinesa.

Numa outra reunião com a Comissão Municipal de Desporto, ficou acordado que haverá troca de informações entre as duas cidades, sendo o futebol uma área que as autoridades de Shenyang desejam ver aprofundada, nomeadamente através do Sporting Clube de Braga. O turismo foi outra área a que foi dedicada particular atenção nesta visita, com uma reunião muito proveitosa com o director da Comissão de Turismo de Shenyang. Por ano, cerca de 400 mil habitantes de Shenyang visitam a Europa, mas apenas dez mil visitam os países da Península Ibérica. Ficou acordado que vão ser desenvolvidas iniciativas em conjunto para aumentar estes números. Os responsáveis chineses ficaram impressionados pela oferta turística apresentada por Braga e manifestaram um total interesse em incluir Braga e Portugal nas rotas turísticas dos seus cidadãos. 

Numa perspectiva económica, Ricardo Rio visitou a Área Piloto de Comércio Livre de Shenyang, um espaço que está aberto a todas as empresas que desejam fazer negócios nesta área da China, bem como espaços culturais da cidade, como o Museu Provincial de Liaoning e o Museu de Planeamento Municipal. 

Este acordo de cooperação surge após contactos iniciados no ano passado e que já teve, inclusive, a visita de uma delegação de Shenyang a Braga no recente mês de Setembro, que convidou o Edil Bracarense a visitar a cidade chinesa. O propósito desta carta de amizade é culminar no próximo ano num acordo formal de geminação das duas cidades, pois segundo a lei chinesa, este é o procedimento formal que tem de ser seguido para alcançar a geminação.

Shenyang é a capital da Província de Liaoning, com mais de oito milhões de habitantes. É um importante centro industrial e comercial do Nordeste da China, sendo a maior cidade da região. Foi nesta cidade que a dinastia Qing foi fundada e a capital durante dois imperadores, tendo isso uma enorme importância histórica e cultural na China. É também, além de Pequim, a única cidade que possui um Palácio Imperial, além de dois túmulos de Imperadores, sendo estes conjuntos patrimoniais Património da Humanidade da Unesco. Há uma aposta desta cidade muito forte nas relações com o exterior, sendo este o primeiro acordo com uma cidade portuguesa.

2

FAMALICÃO ASSINALA 150 ANOS DE NASCIMENTO DE SILVA MENDES

Iniciativa decorre na próxima segunda-feira, 23 de outubro, em S. Miguel de Seide

Na próxima segunda-feira, 23 de outubro, assinalam-se os 150 anos do nascimento de Manuel da Silva Mendes, um famalicense que se distinguiu como um dos intelectuais mais representativos da história de Macau, no primeiro quartel do século XX.

manuel da silva mendes

De espírito multifacetado, Manuel da Sousa Mendes foi professor e reitor do Liceu de Macau, advogado, juiz, filósofo, político, sinólogo, escritor e teve ainda tempo para se dedicar ao estudo da filosofia taoísta e para se embrenhar nos exigentes meandros da arte chinesa, como erudito e colecionador.

Para assinalar a data a Associação Amigos do Livro em Macau com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e da Fundação Jorge Álvares promovem um colóquio, que vai decorrer na próxima segunda-feira, no Centro de Estudos Camilianos, em São Miguel de Seide. A iniciativa ficará ainda marcada pelo lançamento do livro “Manuel da Silva Mendes: Memória e Pensamento”.

No colóquio, que terá início às 9h30, e se prolongará na parte da parte, participam Ana Cristina Alves (“O taoismo de Silva Mendes”), António Aresta (“Manuel da Silva Mendes, um intelectual português em Macau”), António Graça de Abreu (“Manuel da Silva Mendes e Camilo Pessanha, a Inimizade Inteligente”), Amadeu Gonçalves (“Manuel da Silva Mendes: 150 Anos entre V. N. de Famalicão e Macau e/ou entre o anarquismo e o taoismo”), Aureliano Barata (“Manuel da Silva Mendes: um olhar sobre Macau e o seu ensino”), Norberto Cunha (“Silva Mendes e o Marxismo”) e Rui Lopo (“É preciso fazermo-nos chineses”: Do Orientalismo à Sinofilia – do expatriamento ao voto de Bodhisattva).

Pelas 18h00, será lançado o primeiro volume de uma coletânea sobre Silva Mendes, com cerca de 600 páginas, com o título “Manuel da Silva Mendes: Memória e Pensamento” que contém três ensaios sobre esta importante figura da história social de Macau, de autoria de António Aresta, Amadeu Gonçalves e Tiago Quadros, e todos os textos de Silva Mendes sobre Arte, Filosofia e Religião, Cultura e Tradições Chinesas publicados na Imprensa e em livro.

Segundo a editor Livros do Oriente, o testemunho e a obra de divulgação de Manuel da Silva Mendes – o exemplo de um português que conheceu, compreendeu e divulgou a cultura e as tradições chinesas –  são únicos e, por isso, não podiam deixar de ser reeditados.

Silva Mendes, advogado, professor e intelectual, natural de São Miguel das Aves, na altura pertencente ao concelho de Vila Nova de Famalicão, e viveu em Macau, de 1901 a 1931, ano em que morreu.

Para além da bibliografia produzida em Portugal até à ida para Macau, tem vasta obra publicada neste território, sobretudo em publicações periódicas, que viriam a ser reunidas em volumes coordenados pelo sinólogo macaense Luís Gonzaga Gomes, nos anos 60 do século passado.

Foi também, na época, um dos maiores colecionadores de arte chinesa, constituindo o seu espólio, adquirido à viúva pelo Governo de Macau pouco depois da sua morte, um acervo muito importante do Museu de Arte de Macau.

Dominando a língua chinesa e profundo conhecedor da sua cultura, Silva Mendes foi, no início do século XX, o principal e o primeiro divulgador da Cultura, da Filosofia e da Religião Chinesas, conhecimento que lhe advinha do contacto direto com artistas, pensadores e com os bonzos – sobretudo do mosteiro de Choc Lam – com quem privava e discutia estes assuntos.

Capa MSM

中国社会需要"舞狮子"到 FOLKLOURES 的 18

生活在葡萄牙的华人社区将参加下一版的 FolkLoures — — 文化,更具体地说是在跨文化节,将于 2018 年 7 月 7 日举行的会议。旁边的澳门圣徒保罗教堂废墟副本,华人社区的代表将"舞狮"和中国传统文化的其他示威活动。您的参与在支持 FolkLoures 的 18 的大使馆的人民共和国的中国。我们很希望很快就来揭开将代表中国社会的组的名称。

追溯到一千多年,舞狮子是最的理解和认识中国传统文化之一。与会者模仿如此打扮成一个狮子的动作,并可以由一个或更多的舞者跳起和移动头、 嘴和眼睛的幻想,正在舞蹈的节拍的锣、 鼓和下执行烟花,东西方的文化差异代表了好运气。

下一版的 FolkLoures 到 2018 年 7 月 7 日,从 6 月 30 日茎和将包括会议、 展览、 传统产品和一个发生在城市公园,在洛里的民俗节日。

1795716_787515544662294_8529077605453270786_n

Capturarfolk

COMUNIDADE CHINESA LEVA A “DANÇA DO LEÃO” AO FOLKLOURES’18

A comunidade chinesa radicada em Portugal vai participar na próxima edição do FolkLoures – Encontro de Culturas, mais concretamente no festival intercultural que terá lugar no dia 7 de Julho de 2018. Junto à réplica das ruínas da Igreja de São Paulo, em Macau, a representação da Comunidade Chinesa apresentará a “Dança do Leão” e outras demonstrações da cultura tradicional chinesa. A sua participação no FolkLoures’18 conta com o apoio da Embaixada da República Popular da China. Esperamos muito em breve vir a revelar a denominação do grupo que representará a Comunidade Chinesa.

1795716_787515544662294_8529077605453270786_n

Remontando a mais de um milhar de anos, a Dança do Leão constitui uma das manifestações mais conhecidas e apreciadas da cultura tradicional chinesa. Os seus participantes imitam de forma fantasiada os movimentos de um leão, podendo ser interpretado por um ou mais dançarinos que saltam e movimentam energicamente a cabeça, as mandíbulas e os olhos da fantasia, sendo a dança executada ao ritmo de gongos, tambores e sob fogos-de-artifício que, na cultura oriental representam uma chuva de boa-sorte.

A próxima edição do FolkLoures decorre de 30 de Junho a 7 de Julho de 2018, e incluirá conferências, exposições, feira de produtos tradicionais e um festival de folclore a ter lugar no Parque da Cidade, em Loures.

Capturarfolk

BRAGA E SHENYANG CRIAM FUNDAÇÕES PARA “PARCERIA FRUTUOSA”

Cidade chinesa e Braga apontam áreas específicas para estabelecimento de relações bilaterais

Uma delegação liderada pelo Vice-Presidente do Comité Popular Municipal de Shenyang, Nie Honsheng, reuniu-se esta tarde no Salão Nobre do Theatro Circo com uma comitiva de Braga para discutir o aprofundamento de relações entre as duas cidades e apontar já áreas específicas para estabelecimento de relações bilaterais. Firmino Marques, que encabeçou a comitiva municipal, referiu que “estão criadas as fundações para estabelecermos uma parceria frutuosa com Shenyang, com vantagens para ambas as cidades”.

jalberto.fernandes -china-9

Os destaques desta reunião foram o turismo, as trocas comerciais e investimento chinês, o ensino e o desporto, com particular interesse de Shenyang em “beber” da experiência do Sporting Clube de Braga. No sentido de apresentar da melhor forma as diferentes valências do nosso concelho, estiveram também presentes nesta reunião, o Presidente da InvestBraga, Carlos Oliveira, a Pró-reitora da Universidade do Minho, Carla Martins, o Secretário-Geral da ACB, Rui Marques, o Vice-presidente da AIMinho, Francisco Marques e ainda os representantes do Sporting Clube de Braga, Daniela Pereira e Rui Santos.

Nie Honsheng começou por referir que tinha um mandato muito claro por parte do Presidente do Município chinês, que está a preparar uma visita a Portugal ainda este ano, para iniciar contactos com vista a criar relações de cooperação em áreas muito específicas. “Sendo Portugal o quinto destino estrangeiro de investimento chinês, temos muito interesse em aumentar estes números e criar novas relações comerciais, captando o vosso know-how, a vossa tecnologia e conhecimento”. Carlos Oliveira, que apresentou o trabalho desenvolvido pela InvestBraga nas diferentes valências, apontou direcções muito específicas e ficou acordado que irá ser fornecido muito em breve a Shenyang um dossiê completo de possíveis áreas de investimento e cooperação económica.

O responsável de Shenyang referiu ainda que há interesse da China em aumentar o número de ligações directas entre os dois países, fazendo com que os fluxos turísticos cresçam ainda mais. “Estamos impressionados com Braga e o seu potencial turístico, pelo que pensamos que é importante cooperar nesta área e dar a conhecer os nossos territórios aos nossos habitantes”, referiu o líder da comitiva chinesa, que transmitiu ainda uma mensagem do Reitor da Universidade de Shenyang: “Desejam colaborar activamente com a Universidade do Minho em dois domínios: ciência e línguas”, repto este que foi aceite por Carla Martins, que apresentou a Universidade do Minho e todo o potencial de colaboração com a China. A aposta no futebol, uma realidade cada vez mais presente na China, é outra das potenciais colaborações, pois os responsáveis de Shenyang ficaram impressionados com as potencialidades que o Sporting Clube de Braga apresenta.

Depois de iniciados contactos no passado mês de Março com Shenyang, esta visita insere-se na preparação de um acordo de geminação entre as duas cidades e que será o primeiro de Braga com uma cidade asiática. Shenyang é a capital e maior cidade da província de Liaonin com cerca de 8 milhões de habitantes. É uma cidade emergente, com uma forte aposta nos sectores da tecnologia, comércio e turismo. Com mais de dois mil anos de história, Shenyang é um importante centro cultural e universitário desta região chinesa.

jalberto.fernandes -china

jalberto.fernandes -china-6

jalberto.fernandes -china-8

MINHOTOS FESTEJAM EM LISBOA ANO NOVO CHINÊS

Os minhotos que vivem na região de Lisboa participaram no passado fim-de-semana nos tradicionais festejos do Ano Novo Chinês, celebrado em Portugal com a antecipação de uma semana relativamente à data efectiva da entrada do ano. Com os seus trajes tradicionais, o Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho desfilou na avenida Almirante Reis rumo ao Largo do Martim Moniz, juntamente com as inúmeras representações da cultura tradicional chinesa, num gesto que valoriza a amizade luso-chinesa e contribuiu para a paz e amizade entre os povos.

16174398_1313264678717198_4911828204930493343_n.jpg

Sob signo do Galo, estas festividades são organizadas pela Embaixada da China em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Portimão e Câmara Municipal do Porto, de acordo com o seguinte programa:

21 JAN, sábado:

Desfile – 11h00/ 12h00 – Av. Almirante Reis (entre a Igreja dos Anjos e a Praça do Martim Moniz)

Espetáculo – 13h00/ 16h30 – Praça do Martim Moniz

Feira Tradicional – 10h00/ 17h00 – Praça do Martim Moniz

22 JAN, domingo:

Espetáculo – 14h00/ 16h00 – Praça do Martim Moniz

24 JAN, terça-feira:

Inauguração Exposição Fotográfica: Celebrações do Feliz Ano Novo Chinês no Mundo – 18h00 – Centro Científico e Cultural de Macau

Porto

19 JAN, quinta-feira:

Espetáculo da Companhia de Ópera Wu de Zhejiang – 21h00 – Coliseu do Porto

Dança do Dragão – 11h00/ 12h00, 15h00/16h00 – Rua de Santa Catarina (Porto) e Vila do Conde

Portimão 

19 JAN, quinta-feira:

Demostração de atividades artesanais tradicionais  (recorte de papel, tecelagem de cânhamo, escultura de argila e apresentação de teatro de sombras) – várias sessões – Casa Manuel Teixeira Gomes

16142582_1313232158720450_2958928450530514411_n.jpg

16105659_1313233845386948_2081632064635836627_n.jpg

16114496_1313232608720405_415074005669834320_n.jpg

16114509_1313271822049817_7030771319491809913_n.jpg

16114567_1313234698720196_5413857555338084374_n.jpg

16114724_1313264602050539_9124175102059660784_n.jpg

16142489_1313265162050483_1549784681989555402_n.jpg

16142510_1313265665383766_1334823880276129003_n.jpg

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

Fotos: Manuel Santos

16142631_1313234358720230_4940896168801340126_n.jpg

16142658_1313265105383822_5422372789726482669_n.jpg

16142726_1313232975387035_1740776323110010818_n.jpg

16142991_1313233515386981_422134062393067669_n.jpg

16143056_1313230962053903_7980529672093740994_n.jpg

16143828_1313264608717205_4693640195195133433_o.jpg

16174582_1313233752053624_6565657630401135691_n.jpg

16194869_1313264798717186_2393934310138578323_n.jpg

16195281_1313232992053700_8330738735343719593_n.jpg

16195915_1313232625387070_8813811806040375590_n.jpg

16195939_1313232268720439_3346180892084919899_n.jpg

16265449_1313233525386980_279459522529421083_n.jpg

16266101_1313264605383872_3467897933316930531_n.jpg

 

CHINESES COMEMORAM ANO DO GALO

A comunidade chinesa em Portugal festeja no próximo fim-de-semana o Ano Novo Chinês, com uma semana de antecipação à data efectiva da entrada do ano.

Emb_Novo_Ano_Chines_2017.jpg

Sob signo do Galo, estas festividades são organizadas pela Embaixada da China em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal de Portimão e Câmara Municipal do Porto, de acordo com o seguinte programa:

21 JAN, sábado:

Desfile – 11h00/ 12h00 – Av. Almirante Reis (entre a Igreja dos Anjos e a Praça do Martim Moniz)

Espetáculo – 13h00/ 16h30 – Praça do Martim Moniz

Feira Tradicional – 10h00/ 17h00 – Praça do Martim Moniz

22 JAN, domingo:

Espetáculo – 14h00/ 16h00 – Praça do Martim Moniz

24 JAN, terça-feira:

Inauguração Exposição Fotográfica: Celebrações do Feliz Ano Novo Chinês no Mundo – 18h00 – Centro Científico e Cultural de Macau

Porto

19 JAN, quinta-feira:

Espetáculo da Companhia de Ópera Wu de Zhejiang – 21h00 – Coliseu do Porto

Dança do Dragão – 11h00/ 12h00, 15h00/16h00 – Rua de Santa Catarina (Porto) e Vila do Conde

Portimão 

19 JAN, quinta-feira:

Demostração de atividades artesanais tradicionais  (recorte de papel, tecelagem de cânhamo, escultura de argila e apresentação de teatro de sombras) – várias sessões – Casa Manuel Teixeira Gomes

JOVENS BRACARENSES APRENDEM MANDARIM

Alunos aprendem mandarim nas escolas públicas de Braga. Actividade extracurricular abrange cerca de 80 crianças

Cerca de 80 alunos de escolas públicas do Concelho de Braga estão a ter aulas gratuitas de mandarim durante as actividades extracurriculares. Através de um protocolo com o Instituto Confúcio da Universidade do Minho (UM), o Município de Braga responde desta forma ao crescente interesse da comunidade em conhecer a cultura chinesa e contribui para a desenvolvimento intelectual das crianças.

mandar.jpg

Este projecto, que neste momento abrange maioritariamente alunos do 5.º e 6.º anos de escolaridade, está a ser desenvolvido em quatro turmas nas EB 2,3 André Soares, Lamaçães, Nogueira e Frei Caetano Brandão. Dado o grande interesse manifestado por pais e alunos, o Município prevê alargar este projecto a mais escolas e a diferentes níveis de ensino.

“Queremos dar continuidade a este projecto e, no futuro, torná-lo mais ambicioso e abrangente chegando a um maior número de alunos”, referiu Lídia Dias, vereadora da Educação do Município de Braga, durante uma visita realizada esta Quarta-feira, 26 de Outubro, à escola Frei Caetano Brandão, do agrupamento de escolas de Maximinos.

Segundo a vereadora, a existência de uma maior diversidade de actividades extracurriculares vem possibilitar um crescimento integral dos alunos, alargando horizontes e fornecendo ferramentas que podem ser-lhes muito úteis no futuro. “O interesse empresarial na China e o investimento deste país em Portugal justifica por si só esta aposta do Município”, acrescentou Lídia Dias, sublinhando que “todos resultados demonstram que ao iniciar desde tenra idade uma língua diferente e culturalmente distante como o chinês, contribui para o desenvolvimento intelectual das nossas crianças”.

Recorde-se que a oferta de aulas de mandarim nas escolas do Concelho consta do Plano Estratégico para o Desenvolvimento Económico de Braga – 2014-2026, desenvolvido pela InvestBraga, é uma aposta do Município de Braga para diversificar a oferta educativa.

mandar (2).jpg

mandar (3).jpg

mandar (4).jpg

DANÇARINOS VILAVERDENSES REPRESENTAM PORTUGAL NA CHINA EM CAMPEONATO MUNDIAL DE DANÇAS LATINAS

O par Vítor Fernandes e Luísa Lima, naturais de Vila Verde e Vila de Prado respectivamente, irão no próximo dia 24 deste mês representar Portugal no campeonato do Mundo de Dança Desportiva de Latinas que se realizará na China. Nesta competição estarão representados os dois melhores pares de cada país.

Vitor Fernandes e Luisa Lima.png

É com muito orgulho que o par, representante da escola Alunos de Apolo Braga, comunica este grande acontecimento na sua carreira. E não deixa de agradecer a todos a ajuda para que esta oportunidade de representar o nosso país ao mais alto nível seja possível: família, treinadores, alunos e alunas, bem como colegas e empresas como: Stand Roriz-Car, Domingos Abelheira Unipessoal, TipoPrado, Casa do Campo e Kioma-maquilhagem.

Um agradecimento especial para uma empresa que já tem vindo em outras ocasiões a apoiar este par, e mais uma vez  o fez: Reparadora das Jantes.

10891520_993847020628785_4724024509592604296_n.jpg

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ROMARIA A S. TIAGO E A NOSSA SENHORA DO MINHO

Macaenses participam na festa

A festa começou com a Missa campal celebrada pelo padre Alexandre em Honra de Nossa Senhora do Minho e S. Tiago, seguida de procissão solene que percorreu as ruas daquela localidade.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 019.JPG

A tarde folclórica foi iniciada com a participação especial do grupo “Macau no Coração” cuja atuação sensibilizou o público presente, lembrando os laços fraternos que os portugueses criaram comos povos mais longínquos e que perduram nos seus corações.

Seguiu-se a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Minho que, como é seu apanágio, representou um pouco do folclore de toda a região.

Por seu turno, o Rancho Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia – Moita exibiu as danças e cantares, usos e costumes de outrora das gentes da região caramela. Trata-se de uma zona a sul da Estremadura que, nos começos do século XIX, recebeu numerosas gentes da Beira Litoral, sobretudo dos concelhos de Mira e Cantanhede que ali acabaram por si fixar.

E, a encerrar a festa, o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez, convidando o numeroso público para o habitual “vira geral”.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 029.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 030.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 031.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 033.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 034.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 044.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 045.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 070.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 121.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 124.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 133.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 135.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 144.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 147.JPG

 

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 007.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 009.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 011.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 013.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 212.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 073.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 023.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 025.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 060.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 079.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 318.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 332.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 172.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 173.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 320.JPG

MINHO TEM MACAU NO CORAÇÃO

Os macaenses vieram a Portugal e em Lisboa cantaram e dançaram à moda do Minho. Exibindo trajes à vianesa, a Associação de Danças e Cantares Portugueses “Macau no Coração” participou hoje na Romaria Minhota organizada pela Casa do Minho, em Lisboa, iniciativa que teve lugar na zona histórica e turística de Belém.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 073.JPG

A festa começou com a Missa campal celebrada pelo padre Alexandre em Honra de Nossa Senhora do Minho e S. Tiago, seguida de procissão solene que percorreu as ruas daquela localidade.

A tarde folclórica foi iniciada com a participação especial do grupo “Macau no Coração” cuja atuação sensibilizou o público presente, lembrando os laços fraternos que os portugueses criaram comos povos mais longínquos e que perduram nos seus corações.

Seguiu-se a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Minho, o Rancho Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia – Moita e a encerrar o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez.

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 023.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 024.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 025.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 026.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 028.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 035.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 057.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 060.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 061.JPG

 

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 079.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 081.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 092.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 095.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 110.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 313.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 315.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 317.JPG

ROMARIA MINHOTA CASA DO MINHO 318.JPG

 

EMPRESÁRIOS CHINESES PROVAM IGUARIAS DE PONTE DE LIMA

Ponte de Lima mostra Enchidos e Fumados a Missão Empresarial Chinesa

Os fumados e enchidos de Ponte de Lima vão ser dados a conhecer a nove grupos de comercialização e distribuição que compõem a missão empresarial de uma delegação de empresários chineses, atualmente de visita a Portugal, no âmbito de uma missão empresarial promovida pelo Ministério da Agricultura e do Mar.

O Município de Ponte de Lima associou-se a este encontro que está a decorrer ao longo do dia de hoje em Guimarães e conta com a presença de três empresas do concelho de Limiano, nomeadamente a Minho Fumeiro, Quinta dos Fumeiros e a Salsicharia Limiana.

Fomentar e estabelecer relações comerciais com os empresários chineses é o objetivo da iniciativa, que é dirigida às empresas portuguesas da área do leite e de outros setores do agroalimentar de todo o país, sendo apoiada pela Associação de Jovens Empresários Portugal-China (AJEPC).

EMPRESÁRIOS CHINESES VISITAM GUIMARÃES

Grandes grupos empresariais chineses visitam Guimarães esta quinta-feira, a partir das 16h30

Encontro junta empresários portugueses e chineses. Visita começa no Paço dos Duques de Bragança. Ao final da tarde, comitiva é recebida na Câmara Municipal.

Uma delegação de 12 empresários pertencentes a grandes grupos económicos chineses visita Guimarães esta quinta-feira, 03 de setembro. O objetivo é conhecer os produtos e empresas da região, bem como contactar com a sua história e património.

Durante o encontro, decorrerá uma sessão empresarial, que reunirá empresas do setor agroalimentar e de outras áreas tradicionais da região. A delegação inicia a sua visita no Paço dos Duques de Bragança, pelas 16:30 horas, sendo recebida no Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães, pelas 18:30 horas, seguindo-se uma visita ao Centro Histórico.

Esta visita dá continuidade a uma permanente ação de promoção dos produtos e das empresas nacionais além-fronteiras, que a Secretaria de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar tem vindo a desenvolver em diferentes missões oficiais, tal como sucedeu em maio último a diversas regiões da China e na qual foi possível desenvolver diversos contactos que privilegiaram a divulgação da qualidade, diversidade e segurança dos produtos agroalimentares nacionais junto de grupos empresariais locais.

Resultado destes contactos, foi possível definir a realização de uma missão de relevantes 9 grupos de comercialização e distribuição chineses, apoiada pela AJEPC - Associação de Jovens Empresários Portugal-China, que decorrerá na primeira semana do mês de setembro e que tem como objetivo dar a conhecer as empresas portuguesas do setor agroalimentar, bem como os seus produtos, com vista ao estabelecimento de relações comerciais proveitosas para ambos os países.

Recorde-se que a Internacionalização do Setor Agroalimentar tem vindo a ser, desde 2011, um objetivo do Ministério da Agricultura e do Mar que, através da Secretaria de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, potenciou a abertura para a exportação de 210 produtos e a eliminação de barreiras para mais de 75 mercados externos.

COMUNIDADE CHINESA EM PORTUGAL CELEBRA ANO NOVO CHINÊS EM LISBOA

“Diário de Todos” é o primeiro jornal luso-chinês publicado em Portugal

A comunidade chinesa radicada em Portugal celebrou hoje em Lisboa o Ano Novo Chinês. Mais de um milhar de chineses afluiu ao largo do Martim Moniz para festejar a entrada do novo ano que, de acordo com o horóscopo chinês, decorre sob o signo da cabra. O evento contou com as presenças entre outras do embaixador da República Popular da China, o Secretário de Estado da Cultura do governo português e ainda de representantes da Câmara Municipal de Lisboa e das associações chinesas em Portugal.

As festividades incluíram a realização de um magnífico espetáculo bastante apreciado também pelos números portugueses e outros imigrantes que tiveram oportunidade de assistir, contemplando a dança, teatro música, folclore, artes marciais e circenses, não tendo faltado sequer a interpretação de um fado pela magnífica voz de uma jovem fadista chinesa.

Ano Novo Chinês Lisboa (114)

Uma novidade constitui o aparecimento do jornal “Diário de Todos”, a primeira publicação luso-chinesa editada em Portugal. Com periodicidade quinzenal, possui excelente aspeto gráfico e boa qualidade informativa, a fazer de elo de ligação entre a comunidade chinesa e o seu país de origem mas também com bastante interesse cultural e informativo para os leitores portugueses.

img_999x556$2015_02_13_18_04_47_109148

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ano Novo Chinês Lisboa (122)-2

As celebrações do novo ano chinês tiveram o seu início no passado dia 19 de fevereiro e prolongam-se por uma semana, tendo como palco privilegiado a cidade de Lisboa onde a presença chinesa é mais significativa.

Ano Novo Chinês Lisboa (116)

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região. A sua integração na sociedade portuguesa tem constituído um sucesso assinalável a que não é certamente alheia o conhecimento mútuo resultante de um convívio secular entre portugueses e chineses. Aliás, registe-se a forma fluente com que muitos chineses já comunicam na língua de Luís de Camões, o poeta que segundo a lenda terá escrito “Os Lusíadas” na famosa gruta de Patane, em Macau.

Ano Novo Chinês Lisboa (55)

Ano Novo Chinês Lisboa (63)

Ano Novo Chinês Lisboa (70)

Ano Novo Chinês Lisboa (14)

Ano Novo Chinês Lisboa (18)

Ano Novo Chinês Lisboa (74)

Ano Novo Chinês Lisboa (72)

Ano Novo Chinês Lisboa (27)

Ano Novo Chinês Lisboa (32)

Ano Novo Chinês Lisboa (47)

Ano Novo Chinês Lisboa (82)

Ano Novo Chinês Lisboa (87)

Ano Novo Chinês Lisboa (132)

Ano Novo Chinês Lisboa (91)