Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MULTIDÃO EM BARCELOS CELEBRA O CARNAVAL

Milhares de pessoas rumaram, na passada terça-feira, ao centro histórico de Barcelos para assistir ao corso de um dos maiores carnavais populares do país. Mais de 1500 figurantes e dezenas de carros alegóricos invadiram a Avenida da Liberdade com muito humor, alegria e, como  não podia deixar de ser, sátira quanto baste, numa iniciativa que envolve várias associações do concelho e a comunidade.

16864239_1539783362721064_2387127979589871672_n.jpg

A APAL - Associação de Pais de Alvelos venceu o concurso com o tema "Maternidade Sexy – Barcelos fecha, nós abrimos!", numa competição que foi bastante renhida. O pódio esteve também reservado aos “101 dálmatas e companhia” da FOCA - Associação de Pais de Fonte Coberta e  às “moscas atrevidas e imparáveis” da Mais Juventude - Associação de Jovens de Alvelos, em 2º e 3º lugares, respetivamente. Já as "velhinhas" do Agrupamento de Escuteiros de Bastuço de S. João arrecadaram o prémio de melhor composição a pé sob o mote "No meu tempo é que era!".

No final do cortejo, os alunos da escola de artes Soulfly subiram ao palco para um espetáculo multifacetado, combinando música e dança, que marcou o culminar de quatro dias de festa.

16939583_1539783146054419_1634163568759597976_n.jpg

CLASSIFICAÇÃO (composições carro)

1º APAL – Associação de Pais de Alvelos |Maternidade Sexy – Barcelos fecha, nós abrimos!

2º FOCA – Associação de Pais de Carreira e Fonte Coberta | 101 Dálmatas

3º Mais Juventude – Associação de Jovens de Alvelos | As moscas atrevidas

4º Centro de Bem-Estar Social de Alheira | Rua Sésamo

5º Associação Recreativa e Cultural "Águias de Alvelos" | Mil e uma noite

6º Associação Social, Cultural e Recreativa de Chorente | A loucura dos jogos da sorte, em tempo de crise

7º Centro Social e Paroquial Imaculado Coração de Maria | Espantar a crise de afectos e valores

8º Associação de Pais da Escola EB1/JI de Aldão | O sítio do pica-pau amarelo

9º APACEJIG – Associação de Pais de Galegos S. Martinho | O recreio sorridente

10º Agrupamento de Escuteiros de Alvelos – CNE – N.º 1350 | Tráfico de órgãos

11º Associação de Pais e Encarregados de Educação de Perelhal | As perinhas de Perelhal
12º APEJIM – Associação de Pais da Escola e JI de Moreiros | Alice no país das maravilhas

13º Associação de Pais e Encarregados de Educação do JI de Samo, Vila Cova | Guloseimas e Doçaria

14º APEEBA – Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB da Arcozelo | Água é Vida

15º Agrupamento de Escuteiros da Ucha – CNE – N.º 1016 | Os minions e a atualidade

CLASSIFICAÇÃO (composições a pé)

1 º Agrupamento de Escuteiros de Bastuço S. João | No meu tempo é que era!

17021965_1539783272721073_2243845280553583785_n.jpg

RUSGA DE S. VICENTE DE BRAGA LÊ "TESTAMENTO DO LIBÓRIO"

Registada e identificada que está a origem do problema informático, causadora da gravíssima 'entropia no canal' - à qual somos alheios -, mercê quiçá, da quantidade e qualidade de informação 'altamente sigilosa', naquele vertida.

rsv_0217_fts_rosita_laranjo0013.jpg

'Libório Caturra', fechou a  7 chaves a redação final do seu testamento

Libório, o testamentário - personagem incontornável destes rituais carnavalescos -, guardou a  7 chaves, a última redação do testamento. Os seus parcos teres e haveres, foram doados por elementos do Grupo, distintas personalidades, nacionais e internacionais, políticos da nossa urbe, instituições, associações e afins…

Leia atentamente o 'Testamento' em anexo, para saber se lhe tocou qualquer coisinha. Como diz o nosso povo: 'Mais vale pouco que nada'.

Ritual das carnes verdes voltou a repetir-se. após a queima do Entrudo

“Cada terra tem seu uso, cada roca tem seu fuso”
Após a leitura do Testamento, em plena Av. Central desta Augusta cidade, agora, dos arcebispos também, procedeu-se a queima do Entrudo - “O Home”, no adro da igreja de São Vicente. Seguiu-se, o 'ritual das carnes verdes', inerente a esta tradição carnavalesca. Assim, todos os foliões participantes na Corrida/Desfile do Entrudo - tal como mandava a tradição -, foram recompensados, com a degustação das carnes de porco, nomeadamente a orelheira e enchidos, acompanhadas com broa de milho caseira e o vinho verde da região.

OBJETIVOS finais da retoma da iniciativa: - Salvaguardar, preservar e promover o(s) legado(s) cultural(ais) herdado(s) - património material e imaterial inerentes -, ao nível das tradições e /ou manifestações etnológicas e etnográficas locais.

rsv0217_fts_c.entrudo_queima_homes0024 (1).jpg

Testamento do Libório 2017

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!? CARLOS – Boa noite meus senhores, más notícias lhes vou dar: - Morreu o Libório Caturra e, o seu testamento vou divulgar.

JOÃO – Morreu o Libório Caturra, filho por engano da Balbina Pinga e do Zeca Bêbado. Sendo natural da Rua das Palhotas, deixa saudades a todos os palhoteiros e irmãos vicentinos.

CARLOS - Pobre do Libório, morreu seco e tísico e poucos são os haveres para distribuir por tanto guloso. Mas generoso como era, a todos vai deixar qualquer coisinha.

JOÃO – Morreu o Libório! Finou-se… Está a fazer tijolo! Bateu a bota, esticou o pernil! E, que Deus o tenha muitos anos sem nós.

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!? CARLOS – Foi um ano difícil para o nosso LIBÓRIO. A geringonça custou a arrancar. Agora que embalou, será que é para ficar?

JOÃO – A olear a geringonça, o Marcelo vai ajudando, e assim o nosso Portugal lá vai avançando…! CARLOS – Cá pelo burgo bracarense, pouca cousa aconteceu. Na gaveta ficou, tudo aquilo que se prometeu… Foi um ai, que se lhe deu…

JOÃO – Vitor de Sousa e a TUB, é caso mal parado, toda esta confusão por causa do autocarro.

CARLOS – As vias pedonais, continuam muito bem frequentadas. Por … automóveis.

JOÃO – Lá p’rós lados do Picoto, virado a Guimarães, a coisa ficou linda de morrer, com o ginásio para cães.

CARLOS – Na Polícia Municipal, reina a anarquia. A insubordinação é tal, que ainda está sem chefia.

JOÃO – A presidência municipal anda em estado de graça; como ‘Deus’ votou nela, foi a Roma agradecer na Praça.

CARLOS – E cá por Braga ninguém se espanta; O presidente foi a Roma convidar o Papa, para vir à noite Branca.

JOÃO – Ilustre Presidente, Dr. Ricardo Rio; de Braga ao Vaticano…!, - Será que vai ficar PIO?

CARLOS – Sem pio ficou o povo, ao receber o lembrete: - 75 mil Euros, só pra arranjar 1 gabinete? 

JOÃO – E no Ambiente de Braga a polémica está instalada; árvore que pareça podre, é p’ra ser arrancada!

CARLOS – As medalhas de mérito, deram muito que falar: - Qual terá sido o critério, para a da Rusga de S. Vicente faltar?

JOÃO – 50 anos de idade, não são fáceis de atingir. Essa tal medalhinha, era mesmo de atribuir!

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!? CARLOS – O Sporting Clube de Braga; despediu o Peseiro, mas continua afastado, muito longe do primeiro. 

JOÃO – Bem depressa o Salvador, foi buscar o Simão. Será que vai ter força p’ra empurrar o camião?

CARLOS – Os ‘TUC TUC’ chegaram a Braga; em onda de euforia; e transportam toda a gente, da Estação ao Bairro da Alegria.

JOÃO – No tempo do ‘Baixinho’, eram só centros comerciais; Agora com o Rio, é só superfícies continentais, se o caso não fosse tão grave, dava para rir (Eh, eh, ehhhhh).

CARLOS – Mudam-se os tempos e os protagonistas, mas, continuam as mesmas vontades.

JOÃO – Mas Siga a Rusga, Siga a Rusga, que a vida não é só S. João. O Libório morreu, por alguma razão!.

CARLOS – Meus caros concidadãos e concidadonas, continuo a deixar-vos um país nas lonas.

JOÃO – O Libório perdeu o seu pé-de-meia quando foi aquilo do BES. Depois foi o BANIF, agora é a Caixa e, ninguém vai para a prisão. Em vez disso, mais uma vez paga o cidadão. 

CARLOS – E lá p’rós Estados Unidos, foi-se o presidente bacana. Está lá agora uma cenoura, que é mais uma banana.

JOÃO – Com Guterres nas Nações Unidas; aquilo é que vai ser bonito. O Putin e o Trump aos beijinhos, e, o povo da europa aflito.

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!? JOÃO – Mas passemos à leitura do testamento do finado, para que este possa descansar em paz até ao próximo ano.

CARLOS – Ao nosso 1º Ministro Costa, de ascendência indiana, deixo-lhe umas notas soltas, para melhor tocar na RANA.

JOÃO – À organização das Festas de S. João; deixo a minha máquina de calcular. Para apurar com precisão, quanta gente vem foliar.

CARLOS – Ao presidente da Associação de Festas de S. João, deixo-lhe a minha Porca Bisara, para juntar ao Porco Preto, e haver mais criação.

JOÃO – Aos demais elementos festeiros, das Festas da Cidade, deixo-lhes um saco de sarapilheira, para meter o pouco saber, a falta de humildade e as muitas trapaceiras.    

CARLOS – Aos ESSES que por aí continuam a actuar; deixo um mapa da Coreia do Norte, para irem multar os mísseis que por lá andam a passear.

JOÃO – Ao Dr. Domingos Alves, da junta de freguesia; deixo as minhas estantes, para colocar mais livros e poesia.

CARLOS – Ao Juiz da Irmandade; que S. Vicente quer abrigar, deixo a minha reforma, p’ró telhado da igreja consertar.

JOÃO – Ao José Ribeiro Pinto, Home de muitos ofícios; deixo as minhas ceroilas, para aliviar os sacrifícios.

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!? CARLOS – À juventude rusgueira; deixo o meu agradecimento. É uma malta à maneira. Não deixa a cultura popular cair no esquecimento.

JOÃO – Vou deixar às 3 Sãozinhas; as minhas 4 galinhas. Para que possam fazer, as suas gostosas papinhas.

CARLOS – À junta de freguesia de S. Vicente, vou deixar neste entrudo; Um pedido no Bom Jesus, para emprestar o canudo. Para ver melhor o ‘subcílio’, que dá à Rusga. JOÃO – Para a malta da tocata, que anima em todos os eventos; Deixo o meu gravador, para não se enganar nos melhores momentos.

CARLOS - Ao Celestino Reis, o nosso mais recente tocador de cavaquinho. Deixo-lhe três malgas de verde, p’ra cantar mais fininho.

JOÃO – Para que não falte a imaginação; ao Adão caricaturista. Deixo o meu garrafão, pois ele é um grande artista.

CARLOS – Ao João Macedo; que diz que não sabe dançar. Deixo as minhas chanatas, p’ra começar a treinar.

JOÃO – Ao Carlitos e ao Carlão; deixo-lhe as peles dos meus foles. P’ra fazer um ‘big’ timbalão.

CARLOS – Para a nova Vice-Presidente; deixo-lhe um projetor multimédia último grito. Mais três chávenas de chã e, umas rações de cabrito.

JOÃO – Ao Romeu e sua Julieta Andreia; deixo-lhes uma caixinha cheia de surpresas. Mas cuidado, não façam caras feias!...

CARLOS – Às irmãs de S. Vicente; que estão sempre a rezar. Deixo as minhas velinhas, para voltar a mercar.

JOÃO – Ao Chanceler João Paulo, Pároco da nossa freguesia, para melhor ler a pregação; Deixo-lhe o meu ‘AIPODE’, último grito, para colocar no ambão.

CARLOS – Aos jornais e rádios cá do burgo, volto a reforçar o meu pedido; Continuem a contar mesmo tudo, o que por cá tem acontecido.

JOÃO – Aos políticos em geral - aos de cá e aos de fora -, a todos quero dizer: - Com o Libório Caturra, antes quebrar que torcer.

CARLOS – Ao Cavaco Silva que já se reformou; deixo pastilhas para as azias. Provocadas pelo livro, “Quinta-feira e outros dias” – (Queixinhas…!)

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!?

JOÃO – Ao meu S.C. de Braga, clube do meu coração; Deixo o meu profundo desejo, um dia ser campeão.

CARLOS – E ao presidente do Braga, que só pensa no cifrão; Deixo as minhas sapatilhas, para treinar com o Simão.

JOÃO – Ao Zé Manel Carneiro, que agora virou ‘MECU’; Muito versado no trajar, deixo um lenço franjeiro, para a Isolina usar.

CARLOS – Aos novos elementos dos Corpos Gerentes da Rusga; na governança há 2 dias. Deixo o meu gato Tareco e, os ‘Caniches’ das Tias.

JOÃO – A minha medalhinha, dou à Rusga com vontade. Não é igual à da câmara, mas é dada com verdade.

JOÃO – Ao João de Vila Verde, tocador polivalente; Deixo o meu Lá-Mi-Ré, para afinar toda a gente.

CARLOS – Às manas de Bouro Santa Maria; cantadeiras a valer. Vou-lhes deixar dois cães polícias, para as mansões delas proteger.

 JOÃO – À Idalina cantadeira, mulher de porte substancial. Oferece-lhe uma capa e sombrinha, assim ficará magistral.

CARLOS – À nossa Sameirinha, e demais meninas que tratam do nosso trajar. Deixo-lhes um anti-traça aromático, para os bichinhos matar.

 JOÃO – Ao Departamento de Comunicação e Imagem, da Rusga de São Vicente. Deixo uma câmara panorâmica, para captar toda a gente.

CARLOS – Às meninas do Facebook, da Rusga de S. Vicente. Deixo as minhas memórias, para divulgar por toda a gente.

JOÃO – Para o casalinho Ventoso, que anda sempre no arejo. Deixo uma mãozinha de cera, para coçar o queijo.

CARLOS – Para o Mário Carcamano, que anda sempre nicado. Deixo umas luvas de pano, para quando ficar entalado.

JOÃO – Para o grupo da Corredoura, antes que me ponham a arder. Deixo a minha vassoura, p’ro terreiro de S. Torcato varrer.

CARLOS – P’ra Ronda da Meadela, amigos da tradição. Deixo a minha tigela e, eles trazem o garrafão.

JOÃO – Para que os bombos da boémia, continuem a rufar. Deixo as minhas cuecas, para quando forem sambar (Ah,ah,ahhh).

Olha o Home, Olha o Home, Com a geringonça toda a gente come!?

CARLOS – Às meninas do samba, deixo as penas das galinhas. Para que possam fazer, umas belas touquinhas.

 JOÃO – E ao pessoal do Samba, que veio participar. Deixo o meu agradecimento, e p’ró ano é para continuar.

CARLOS – Para eles não ficarem tristes, aos meninos da bateria, vou deixar as minhas peles em agua fria. Depois de bem esticadas, irão tocar com mais energia. (Eh, eh, ehhhhhh).

JOÃO – Aos atletas do “Braga a Correr”, não pensem que me esqueci de vocês. Como diz o nosso povo: “Os últimos serão os primeiros, e, os primeiros os últimos”.

 CARLOS – Para vós caras e caros amigos das correrias, deixovos cremes massajadores para todos os gostos. Leite de cabra, mel silvestre e Banha dunto. Se de outras massagens precisarem, não liguem ao ‘Libório Caturra’, consultem outro massagista defunto. 

JOÃO – Aos Bravos da Boa Luz, e, esta é para terminar. Deixo as minhas lanternas, p’ró Santo António enfeitar.

CARLOS – E a todos os presentes, sem exceção, lembro-vos que não vos deixo dívidas. Mas antes, a minha carteira vazia. Já que morro tísico, que nem um cão.

JOÃO – Este testamento foi revisto e aprovado pelo tribunal Constitucional. É carnaval e ninguém leva a mal! 

 CARLOS – Há 12 anos que arde o Home e, nunca ninguém passou fome. Vamos p’ra S. Vicente e queimámos o Home à vossa frente.

JOÃO – Agora que está lido o Testamento do Libório, vamos até ao adro de S. Vicente, ligamos o Cromatório, bebemos uma pinga e, comemos chouriço quente. 

 FIM

 São Vicente de Braga, 27 de Fevereiro de 2017 O Testador: LIBÓRIO CATURRA

Os testamenteiros:  - Dona Rosita Fina Penugem e, - Sr. Laranjo Casca Grossa

rsv0217_fts_c_entrudo_deslile0025.jpg

rsv0217_fts_c_entrudo_foliões_ouvem_testamento0011.jpg

rsv0217_fts_c_entrudo_leitura_testamento0008.jpg

rsv0217_fts_c_entrudo_mascarasdos0012.jpg

rsv0217_fts_c_entrudo_saída_desfile0022.jpg

rsv0217_fts_corrida_entrudo_famílias_mascarados0009.jpg

rsv0217_fts_corrida_entrudo0019.jpg

MILHARES DE FOLIÕES DESFILAM NO CARNAVAL DE ARCOS DE VALDEVEZ

Carnaval 2017: Grande Corso juntou mais de dois mil participantes

Milhares de pessoas vieram a Arcos de Valdevez participar naquele que já é conhecido como sendo o maior Corso de Carnaval do Norte e que este ano juntou mais de 2000 inscritos.

IMG_5041 (1024x683).jpg

Levada a cabo pela Associação Folia, em parceria com a Câmara Municipal, esta iniciativa tem ganho, ano após ano, mais força e visibilidade e procura envolver, para além do público em geral, as diversas associações e escolas arcuenses, as quais fazem a festa e dão colorido e animação a este grande corso.

O Carnaval é folia e é em Arcos de Valdevez, tendo sido com grande satisfação que o concelho assistiu a esta grande manifestação festiva e de união da população arcuense.

Este ano, os reis do Carnaval arcuense foram os vencedores dos concursos de 'Mister' e 'Miss' escola do Agrupamento de Escolas de Arcos de Valdevez.

Para além do grande corso, a programação do Carnaval englobou a realização de um Baile Veneziano no Paço de Giela, no qual houve animação Infantil, face paiting, performances com fogo e aéreas, Ópera, Baile e Dj´s, a realização do Carnaval da pequenada com o desfile do cortejo Carnavalesco dos Agrupamentos Escolares e Jardins de Infância; do Pimba no Carnaval com o desfile das IPSS e rusgas de Arcos de Arcos de Valdevez e a realização de um Baile de Máscaras no Campo do Trasladário.

Para a Câmara Municipal, para além de contemplar a vertente lúdica, o Carnaval é também mais uma forma de dar a conhecer o concelho ao turismo, pois a programação estendeu-se ao longo de 5 dias e foram muitas as pessoas que passaram pelos alojamentos, restauração e comércios arcuenses.

IMG_5056 (800x533).jpg

IMG_5247 (800x533).jpg

EM FAMALICÃO FEZ-SE CARNAVAL… E DE QUE MANEIRA!

A criatividade dos vinte corações do grupo “SOS Plasma” destacou-se na grande noite do Carnaval de Famalicão, ao vencer o já tradicional concurso de mascarados.

AFS_8423.jpg

O grupo, oriundo da freguesia famalicense de Vale S. Martinho, arrecadou o primeiro lugar do desfile, que premiou ainda a originalidade da “Montanha das Russas” e do grupo “Os Vikings”.

O momento concentrou as atenções iniciais dos largos milhares de foliões que quiseram participar no Carnaval de Famalicão, cujos festejos arrancaram na passada sexta-feira, dia 24, com o desfile infantil.

Numa noite em que S. Pedro quis também dar o ar da sua graça, nem a chuva conseguiu abrandar a folia de todos quantos escolheram o concelho famalicense para celebrar o Entrudo.  

Refira-se que o costume começou há mais de duas décadas, mas com o tempo ganhou uma força que não é fácil traduzir por palavras.

Hoje o Carnaval de Famalicão é, sem dúvida, uma das maiores festas de rua do país. Quem vem volta e traz mais alguém. 

No final de mais uma noite fica sempre uma pergunta no ar: ainda falta muito para o próximo?

image51380.jpeg

image51404.jpeg

O MELHOR CARNAVAL DE SEMPRE TROUXE MILHARES DE PESSOAS ÀS RUAS DE CAMINHA

Corso proporcionou de duas horas deum espetáculo mágico, cheio de cor e de alegria

Caminha viveu por estes dias o melhor Carnaval de sempre, com o desfile noturno de segunda-feira a bater todos os recordes, juntando quase mil figurantes, que exibiram fantasias extraordinárias. Milhares de pessoas encheram as ruas do Centro da Vila, para brincar ao Carnaval e assistir à passagem do corso, que demorou cerca de duas horas a desfilar, proporcionando um espetáculo mágico, cheio de cor e de alegria. Uma aposta ganha, que traduz o sucesso da parceria entre o Município e os comerciantes, juntos nesta organização, que engrandece o nome de Caminha e traz notoriedade ao concelho.  

100 Idades à Descoberta 8º grupos.jpg

Na verdade, o Carnaval em Caminha é já uma referência. Foramquatro dias de folia, com programas para todos os gostos. Carnaval das Escolas, Baile do Assalto e Desfile de Carnaval Noturno, que marcaram o entrudo e deram o mote para “A famosa cegada é o Carnaval em Caminha”.

A noite de segunda-feira foi o ponto alto da festa, que se traduziu num enorme salto qualitativo face às realizações dos anos anteriores. Até a chuva deu tréguas e só apareceu esporadicamente, para refrescar os foliões, mas ninguém arredou pé.

O papel mais difícil acabou por ser o do júri, porque os foliões surpreenderam pela qualidade, imaginação e grandiosidade das representações e a atribuição dos 13 prémios em jogo, no valor de cerca de cinco mil euros, acabou por se revelar uma tarefa complicada.

“Fantasia Ponte em Hora”, foi o vencedor na categoria de grupos, enquanto “Os Heróis do Funkie Carnaval”, os espetaculares homens de lata, levaram o primeiro prémio individual.

De referir a importante participação dos grupos do concelho, alguns deles premiados nesta edição, que juntaram desta vez dezenas de figurantes e surpreenderam pela qualidade, rivalizando com grupos mais habituados a estes desfiles.

Destaque também para a participação dos grupos galegos, nomeadamente das famosas comparsas, que trouxeram ainda mais brilho e sumptuosidade ao desfile. Uma participação que cresceu este ano e que é fruto também das boas relações que este Executivo estabeleceu com os municípios galegos e com os povos do outro lado do Rio Minho.

A festa não acabou com o desfile. Centenas de pessoas passaram depois para o coração do Centro Histórico, enchendo a Rua Direita, numa animação que continuou noite dentro à volta dos bares.

Banda Plástica Sopraki 3º grupo.jpg

Camarido Místico 3º individual.jpg

Carnaval e Romaria 5º grupos.jpg

Cleopatra cruzando o Nilo 10º grupos.jpg

Cordas e Companhia 2º individual.jpg

Fantasia da Noite Meiga 7º grupos.jpg

Fantasia das Mariposas 4º grupos.jpg

Fantasia Ponte em Hora 1º Grupos.jpg

Mistik 9º grupos.jpg

Olimpiadas de Caminha 6º grupos.jpg

Os Heróis do Funkie Carnaval 1º individual.jpg

Talisman Revoluciona os Bichos 2º grupos.jpg

TERRABOURENSES DIVERTEM-SE NO CARNAVAL

Desfile de Carnaval animou e coloriu vila de Terras de Bouro

A 24 de fevereiro, o tradicional desfile de Carnaval em Terras de Bouro, evento organizado, como tem sido hábito, pelo Município de Terras de Bouro e pelo Agrupamento de Escolas local, registou uma notável presença de populares que assistiram nas ruas da sede do concelho ao corso alegórico.

terr.jpg

De uma forma irreverente, própria da quadra e com diversa animação, o evento pautou-se pela imaginação dos “trajes” e forte adesão da comunidade escolar, envolvendo um elevado número de figurantes que deram corpo, alegria e muita vivacidade ao Carnaval de Terras de Bouro.

O desfile, que terminou no Largo Padre Martins Capela, contou com a presença de cerca de 650 participantes, jovens e crianças das escolas do concelho, incluindo também a participação do CAO de Souto e ainda dos Centros Sociais de Chorense, Cibões, Covide, Souto, Moimenta e do Centro de Solidariedade Social de Valdosende.

DSC05348.jpg

DSC05374.jpg

DSC05378.jpg

DSC05407.jpg

DSC05416.jpg

CELORICO DE BASTO DESFILA NO CARNAVAL

Desfiles de Carnaval nos Centros Urbanos de Celorico de Basto

Como habitualmente, os corsos carnavalescos encheram as ruas dos Centros Urbanos de Celorico de Basto na sexta-feira antes da terça-feira de Carnaval. Um desfile protagonizado pelos Centros Escolares, pelos jardins de Infância e por instituições de solidariedade que se associam à folia.

_DSC5306.jpg

“Celorico de Basto brinca sempre ao Carnaval, uma efeméride que prima pela alegria e boa disposição e que contagia toda a gente” referiu o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Nota-se o trabalho dos professores, educadores e crianças na elaboração dos trajes muito bem conseguidos e que dão cor e alegria a este cortejo” realçou.

Em Celorico de Basto desfilaram os meninos do Centro Escolar da Vila de Celorico de Basto, os utentes do CAO, as crianças do jardim-de-infância de Arnoia, as crianças do jardim de Infância da Sta. Casa da Misericórdia e as crianças da creche da Associação de Solidariedade Social de Celorico de Basto. Este corso carnavalesco teve como tema as regiões de Portugal e as suas características mais conhecidas.

 Há mesma hora decorreu o desfile de Carnaval na vila de Fermil de Basto. Durante a tarde as crianças do Centro Escolar de Gandarela e do Jardim de Infância de Ribas e do jardim de Infância de Caçarilhe desfilaram devidamente mascarados pela vila de Gandarela. Há mesma hora decorreu o desfile de Carnaval no Centro Urbano da Mota com muita animação protagonizada pelo Centro Escolar da Mota.

_DSC5330.jpg

_DSC5430.jpg

_DSC5434.jpg

_DSC5439.jpg

_DSC5698.jpg

_DSC5703.jpg

FAMALICENSES BRINCAM O CARNAVAL

Em Famalicão, o Carnaval quando nasce é para todos!

Depois do Outono, em 2016, este ano Inês Carneiro inspirou-se na Primavera para a sua elaborada fantasia de Carnaval.

“Foi sair de um e começar a preparar logo o próximo fato”, contou a famalicense de 58 anos que mais uma vez arrecadou o prémio de “Melhor Fantasia” do Carnaval Sénior de Famalicão.

A iniciativa, que esta tarde juntou no Pavilhão Municipal mais de um milhar de seniores famalicenses, voltou a primar pela alegria e criatividade dos mais velhos, para quem o Carnaval é festa obrigatória.

“Neste dia não pensamos em mais nada, a não ser em diversão” disse, prometendo que no próximo ano voltará a repetir a experiência, quem sabe inspirada no Inverno ou no Verão.

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, fez também questão de participar no momento e mostrou-se satisfeito pelo envolvimento dos seniores do concelho. “Este é um dos pontos altos e um dos momentos mais acarinhados do nosso Carnaval. Conseguimos trazer para a festa os nossos seniores, que mais uma vez nos surpreendem com a sua energia”.

Refira-se ainda que no Carnaval Sénior desta tarde foram também entregues os prémios de “Mais Folião” ao Centro de Convívio de Famalicão, e de “Melhor Grupo”, à Associação de Moradores das Lameiras.  

CABECEIRENSES DESCEM À RUA PARA DESFILAR O CARNAVAL

Corso carnavalesco traz à rua ‘O Nosso Mundo: do passado ao futuro’

Os corsos carnavalescos invadiram esta manhã e também esta tarde, dia 24 de fevereiro, as vilas do Arco de Baúlhe e Cabeceiras de Basto, naquela que foi a edição 2017 do Carnaval das Escolas que contou também com a participação da creche da ARCA - Associação Recreativa e Cultural do Arco de Baúlhe e do Centro Social de Cabeceiras de Basto.

Carnaval Arco de Baúlhe (1).JPG

Organizados pelo Agrupamento de Escolas e pela Câmara Municipal, os cortejos contaram com a presença de mais de um milhar de crianças e jovens, professores, educadores e auxiliares.

Dedicado ao tema ‘O Nosso Mundo: do passado ao futuro’, os foliões fizeram a festa em momentos de muita animação e brincadeira.

Dos camponeses aos astronautas, ao desfile não faltaram as homenagens às figuras e estilos marcantes dos anos 60, 70 e 80  com destaque para os hippies, cowboy’s e figuras da ‘pop music’ como Elvis Presley – ‘Rei do Rock’.

Trolls, frades, o Basto, reis e rainhas, cavaleiros, vikings, homens das cavernas, as novas tencologias, entre muitos outros temas como as frutas da escola de Cavez sob o lema ‘alimentação saudável, futuro saudável’ animaram o numeroso público que se juntou nas ruas das vilas do Arco de Baúlhe e de Cabeceiras de Basto para assistir aos desfiles.

A música deu ritmo aos foliões do concelho de Cabeceiras de Basto que proporcionaram, assim, uma grande festa, a todos os presentes.

O presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, assistiu aos animados desfiles de Carnaval.

Carnaval Arco de Baúlhe (2).JPG

Carnaval Cabeceiras de Basto (1).JPG

Carnaval Cabeceiras de Basto (2).JPG

Carnaval Cabeceiras de Basto (3).JPG

CARNAVAL EM FAMALICÃO É DOS OITO AOS OITENTA

Carnaval Sénior da próxima segunda-feira vai contar com mais de um milhar de participantes

Em Vila Nova de Famalicão não há idade para se viver o Carnaval!

Carnaval Sénior.jpeg

Depois do desfile das crianças, na próxima segunda-feira, dia 27 de fevereiro, mais de um milhar de seniores vão participar nas festividades carnavalescas com o já tradicional “Carnaval Sénior”.

O desfile, que antecipa a grande noite de folia que todos os anos se vive no centro da cidade, decorrerá a partir das 15h00, no Pavilhão Municipal, com a presença do presidente da autarquia famalicense, Paulo Cunha.  

Aos participantes, provenientes das várias instituições sociais do concelho, serão depois entregues os prémios de “Melhor Fantasia”, “O Mais Folião” e “Melhor Grupo”

BAILE DE CARNAVAL VAI ANIMAR TARDE DE UTENTES DE VÁRIAS INSTITUIÇÕES DO CONCELHO DE MELGAÇO

Dia 27 de fevereiro, na cantina da EB2,3/S de Melgaço

Na próxima segunda-feira, 27 de fevereiro, a cantina da EB2,3/S de Melgaço vai encher-se de ‘máscaras’ de Carnaval para o Baile que vai assinalar a data comemorativa. A iniciativa acontece pelas 14h00 e está inserida no Projeto Atividade, envolvendo cerca de 200 pessoas, de diversas instituições do concelho.

Carnaval 2016 (7).jpg

A APPACDM de Melgaço, a Santa Casa da Misericórdia, o Centro Paroquial e Social de Chaviães, a Associação D. Paterna, o Lar Idade D’Ouro, a Associação Castro Solidário, a Associação Censo, Associação Convívio da Vila e o projeto ‘Olimpíadas Intergeracionais’ são as entidades participantes.

A tarde será preenchida por animação musical e no final haverá lanche. Será um dia diferente para os participantes, de convívio saudável: um dia de confraternização e partilha de conhecimentos e valores.

Carnaval 2016 (3).jpg

Projeto ‘Atividade’

O projeto ‘Atividade’ teve início em 2006, através da parceria entre o Município de Melgaço, o Centro de Saúde, o IPVC-Instituto Politécnico de Viana do Castelo (Curso de Desporto e Lazer), a Melsport e IPSS, nomeadamente, o Centro Paroquial e Social de Chaviães, a Santa Casa da Misericórdia de Melgaço e a Associação CENSO. Em 2010 e 2011 foi alargado às freguesias de Castro Laboreiro, Cousso e Gave, Lar Idade d’ Ouro e aos idosos de Melgaço em geral; em 2014 aos idosos de Orjaz, freguesia de Cubalhão; e no ano passado à Associação Castro Solidário. Neste momento integram o projeto 190 pessoas.

Tem como objetivo principal melhorar a qualidade de vida da população idosa do concelho de Melgaço, através de sessões semanais de exercícios físicos, adaptados e personalizados, orientados por um profissional de desporto, acompanhados e com supervisão da equipa de enfermagem (no Centro de Estágios e nas freguesias). Pretende-se que a intervenção de enfermagem continue a contribuir, tal como o exercício físico, para o controle da diabetes, da hipertensão, aumente a autoestima do idoso, promova o aumento da ingestão hídrica, os cuidados de higiene e a comunicação, e diminua a solidão e a depressão.

Carnaval 2016 (8).jpg

CERCA DE 3500 CRIANÇAS DÃO O PONTAPÉ DE SAÍDA PAR AO CARNAVAL DE FAMALICÃO

Folia começa amanhã, sexta-feira, a partir das 14h30, com Desfile Infantil e prolonga-se até terça-feira

Em Vila Nova de Famalicão, são os mais novos que dão o pontapé de saída para a folia. Esta sexta-feira, dia 24, a partir das 14h30, cerca de 3.500 crianças de todo o concelho desfilam pelas ruas ao ritmo dos seus sonhos. Super-heróis, ninjas, fadas e princesas invadem a cidade levando a alegria e a fantasia ao coração dos milhares de pessoas que assistem a este verdadeiro espetáculo, acotovelando-se nos passeios e nas margens das ruas. O desfile infantil sai da rua Adriano Pinto Basto (junto à Artave) e termina no Parque da Juventude.

O espírito carnavalesco invade todo o concelho, sendo que da parte da manhã, pelas 10h00, realiza-se o desfile infantil na vila de Riba de Ave.

No sábado, dia 25, há baile de Carnaval em Pedome. É a partir das 21h00, no Salão Paroquial. No domingo, regressam os desfiles de rua, um pouco por todo o concelho. Arnoso Santa Eulália, Riba de Ave e Ribeirão vivem a alegria carnavalesca a partir das 14h30.

Aqui ninguém fica fora do carnaval. A única questão é saber quem se diverte mais, serão os mais novos ou os seniores que fazem a festa na segunda-feira, a partir das 14h00, no Pavilhão Municipal, com desfile, concurso, coreografias, DJ a animar e baile? A questão não fica sem resposta, tendo em conta que à noite todos se encontram naquela que é a Noite de Carnaval mais divertida do país, de segunda para terça-feira.

À festa espontânea e genuína dos foliões, a autarquia dá uma ajuda. A animação começa bem cedo com o centro da cidade a ser percorrido por trupes e figuras que apelam a um imaginário do fantástico e surreal, dando asas à criatividade e contagiando os foliões com a sua animação. Pelas 21h30 começa o espetáculo musical a cargo da Orquestra Pentágono. No intervalo realiza-se o desfile Concurso de Mascarados, pelas 23h00. Mas a festa acontece nas ruas e dura toda a noite.

Na terça-feira, ainda há forças para os foliões desfilarem em Fradelos, a partir das 14h30. O Carnaval só termina com a “Queima dos Galheiros”, pelas 22h00, em Fradelos, uma iniciativa que atrai cada vez mais gente.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “é uma grande satisfação ver todo o concelho imbuído do espírito carnavalesco”. E acrescenta: “Nós famalicenses somos um povo alegre e criativo e isso está bem presente na forma como vivemos o Carnaval”.

MAIOR CORSO DE CARNAVAL DO NORTE REALIZA-SE EM ARCOS DE VALDEVEZ

Cortejo já conta com perto de 2000 inscrições. CARNAVAL - 24 a 28 de fevereiro

Arcos de Valdevez convida a viver o entrudo com grande folia e animação. Em período de Carnaval, o espírito Carnavalesco e a animação que se faz sentir no concelho, são voltados, na íntegra, para a brincadeira, as máscaras e a traquinice. As artérias da Vila enchem-se de crianças, jo­vens, adultos e séniores que ajudam a fazer festa. Mascarados com grande criatividade e dos mais variados temas, participam sempre muito animados, contribuindo para que esta festa seja única e repleta de muita alegria, cor e fantasia.

carnasol (1).JPG

O Carnaval em Arcos de Valdevez, organizado pela Associação Folia em colaboração com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, assume cada vez mais uma posição singular no itine­rário dos melhores Carnavais do país, possuindo o maior corso carnavalesco do Norte do País, o qual sai à rua na terça-feira, dia 28 de fevereiro, e conta com inúmeros participantes e milhares de pessoas a assistir.

De forma a envolver cada vez mais a comunidade local, este ano a escolha dos Reis recaiu nos vencedores do Concurso Miss e Mister Escola, organizado pelo Agrupamento de Escolas de Valdevez.

O entrudo arcuense este ano inova com a realização de um Baile Veneziano no Paço de Giela, no dia 25. Neste baile, de entrada gratuita, haverá animação Infantil, face paiting, performances com fogo e aéreas, Ópera, Baile e Dj´s. No local existe ainda a possibilidade de jantar ou cear durante a noite.

A ani­mação é uma constante e variada, tentando chegar aos mais variados públicos. Na sexta-feira decorre o Cortejo Carnavalesco dos Agrupamentos Escolares e Jardins de Infância, o qual desfilará por várias artérias da Vila. O domingo, dia 26, é reservado para a população sénior. Neste dia, com o Pimba no Carnaval, tem lugar o desfile das IPSS e rusgas de Arcos de Arcos de Valdevez. Na segunda-feira à noite irá decorrer um Baile de Máscaras no Campo do Trasladário.

O Grande Corso, o qual conta com a participação das várias associações, que preparam os seus carros alegóricos para o grande dia, é o culminar e a “estrela” destas festividades já que é onde os foliões se encontram no fim destes dias de animação. Este cortejo já conta com cerca de 2000 inscrições!

Venha ao Carnaval de Arcos de Valdevez. Participe nas iniciativas e inscreva-se no cortejo!

Aqui, não só terá a oportunidade de vivenciar um Car­naval único no País e na Região, como também de ficar a conhecer a sua cultura, as suas tradições e a sua excelente gastronomia.

Estamos perto a meia hora de Braga e uma do Porto e Vigo!

Carnaval 2017

Dia 24  (sexta)

CARNAVAL DA PEQUENADA

10h00 -  Cortejo dos Agrupamentos Escolares e Jardins de Infância - Ruas da Vila

Dia 25  (sábado)

BAILE VENEZIANO

21h00 -  Paço de Giela

Dia 26  (domingo)

PIMBA NO CARNAVAL

14h30 -  Desfile das IPSS, Rusgas de Arcos de Valdevez e Roda do Vira

15h00 -  Duo Musical Carlos Rodrigues e Isaura   

Dia 27  (segunda)

BAILE DE MÁSCARAS

22h00 -  Conjunto Microsom

Dia 28  (terça)

MAIOR CORSO DE CARNAVAL DO NORTE DE PORTUGAL

15h30 -  Cortejo Carnavalesco

18h e 22h00  - Baile de Carnaval com o Conjunto Curtisom

CRIANÇAS DE CERVEIRA DESFILAM NO CARNAVAL

Desfile de Carnaval das Escolas sai à rua esta sexta-feira à tarde

‘É Carnaval e ninguém leva a mal’, e em Vila Nova de Cerveira a folia carnavalesca é encarada com muita diversão e interação entre foliões e público. Esta sexta-feira à tarde, miúdos e graúdos cerveirenses voltam encheras ruas do centro histórico de Vila Nova de Cerveira de muita cor e movimento com o tradicional Desfile de Carnaval das Escolas do Concelho.

IMG_0977.JPG

São cerca de mil crianças, jovens e seniores que, todos os anos, saem à rua para espalhar magia e alegria propícia desta época carnavalesca, contagiando as centenas de pessoas que assistem à sua passagem com muito entusiasmo e gargalhadas.

Os estabelecimentos de ensino participantes - Agrupamento de Escolas, Colégio de Campos, Creche do Centro de Apoio Social às Empresas e Jardim de Infância da Santa Casa de Misericórdia -, têm surpreendido com a criatividade dos temas dos trajes e a animação. Mais uma vez, os alunos da Unisénior de Vila Nova de Cerveira voltam a marcar presença nesta atividade, conferindo-lhe um cariz intergeracional e de intercâmbio cultural.

O Desfile de Carnaval das Escolas do concelho tem início às 14h30, no Centro Coordenador de Transportes e percorre algumas das principais artérias do centro histórico, como a Praça do Município, a Rua José António Duro, Terreiro, sobe a Rua Queirós Ribeiro, Ilha dos amores, desce a Rua 1º de Outubro, Praça do Alto Minho, Terreiro, Rua Dr. António José Duro, Praça do Município, Av. Dr. José Ramos Pedreira e termina no Centro Coordenador de Transportes.   

A iniciativaé organizada pela Câmara Municipal, em parceria com as escolas de Vila Nova de Cerveira e a Guarda Nacional Republicana.

MUNICÍPIO ARCUENSE CEDE FATOS PARA O BAILE VENEZIANO DO CARNAVAL DE ARCOS DE VALDEVEZ

No próximo dia 25 de fevereiro, pelas 21h00, a Câmara Municipal irá organizar, no âmbito das comemorações do Carnaval, um baile Veneziano no Paço de Giela.

20170223_093428.jpg

Neste baile, de entrada gratuita, haverá animação Infantil, face paiting, performances com fogo e aéreas, Ópera, Baile e Dj´s. No local existe ainda a possibilidade de jantar ou cear durante a noite.

Esta será a primeira experiência do género realizada no âmbito do Carnaval e, por isso, a Câmara Municipal irá ceder os primeiros 100 fatos venezianos para o Baile, sem máscara incluída.

Neste sentido, informam-se todos os interessados que os fatos estarão disponíveis no Paço de Giela entre os dias 22 e 25 de fevereiro, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, no entanto, para além de poderem ser compradas no Paço de Giela, as máscaras também estarão disponíveis no Posto de Turismo e em vários estabelecimentos comerciais da vila, nomeadamente, na Farmácia da Lapa, Condessa Cabeleireiros, Ourivesaria Luciano, Café das Flores, Casa dos Cafés, Papelaria Moderna, Cantinho Minimeu, Phisioderm, Sapataria Ramiro e By Mila.

Informa-se ainda que é extremamente importante que, na impossibilidade dos participantes conseguirem fato, compareçam usando roupas sóbrias, de cor preta, e a máscara.

Não perca a oportunidade de viver o Carnaval arcuense em grande!

Vá ao Paço de Giela!

*As festividades do Carnaval são organizadas pela Folia e pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez

CARNAVAL DE ARCOS DE VALDEVEZ'2017

24 a 28 de Fevereiro

 

Destaque

Sexta 24 de Fev| 10H

Carnaval da Pequenada

Ruas da Vila

 

Sábado 25 de Fev | 21H

Baile Veneziano

Paço de Giela

 

Domingo 26 de Fev| 14h30

Pimba no Carnaval

Campo do Trasladário

 

Segunda  27 de Fev | 22H00

Baile de Máscaras

Campo do Trasladário

 

Terça 28 de Fev | 15H30

O Maior Corso de Carnaval do Norte de Portugal

Campo do Trasladário 

IMG_5486.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA ENCERRA NO CARNAVAL

Encerramento dos Serviços Municipais

O Município de Braga vem por este meio informar que, por despacho Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, os serviços municipais se encontrarão encerrados no dia 28 de Fevereiro, por motivo de tolerância de ponto, inerente ao Carnaval.

CMB07012014SERGIOFREITAS0000066.jpg

Tal decisão teve em consideração a longa tradição no Município de Braga dos festejos carnavalescos e que a Terça-feira de Carnaval é utilizada por diversos trabalhadores para se deslocar aos vários desfiles que se realizam por todo o País, incluindo os festejos e desfiles que ocorrem na Cidade de Braga. A dinamização económica inerente à data foi, também, um factor tido em conta, uma vez que o dia de Carnaval constitui uma oportunidade de negócio para os agentes económicos do Concelho.

Mais se informa que, não obstante a este facto, e por motivos de interesse público, se encontram abertos serviços essenciais, nomeadamente: Cemitério; Posto de Turismo; Parque de Estacionamento do Rechicho; Parque de Campismo; Bombeiros Municipais; Polícia Municipal e Aeródromo.

O Estádio 1º de Maio e os Campos da Rodovia mantêm a abertura ao público até ás 13h00.

O Mercado Municipal da Praça do Comércio estará encerrado no dia de Carnaval. No entanto, no dia anterior, Segunda-feira, dia 8 de Fevereiro, o Mercado irá funcionar das 06h00 às 14h30.

PAREDES DE COURA FESTEJA ENTRUDO SOPEIRO

O Entrudo Sopeiro é uma das muitas iniciativas que por estes dias ilustram o Carnaval em Paredes de Coura, no coração do Alto Minho.

entrudo sopeiro.jpg

Pelo terceiro ano, a Associação Cultural e Recreativa de Paredes de Coura, com o apoio do Município, organiza o III Entrudo Sopeiro. É já na próxima 2ª feira, a partir das 19h00, com uma mostra de sopas mas também uma forma de confortar os estômagos nestas noites frias de inverno, enquanto se vê desfilar espontaneamente pelas ruas desta bonita vila altominhota os muitos courenses que aproveitam para se mascararem, satirizando e parodiando a vida local e o nosso quotidiano.

Caldo verde, sopa de peixe, sopa de cogumelos, entre outras, são algumas das propostas com que poderemos confortar o estômago neste Entrudo Sopeiro, porque para a alma não faltará a animação musical e o contributo dos mais irreverentes courenses que de todas as freguesias se dirigem para o centro da vila para mais um entusiasmante desfile espontâneo, por volta das 22h00.

Antes, já esta sexta-feira, a partir das 14h00, as ruas de Paredes de Coura enchem-se de um inusitado colorido para o Desfile de Carnaval, com as crianças das creches e jardins de infância, mas também os simpáticos idosos dos Lares, Centros de Dia e Centros de Convívio das várias instituições do concelho.

O ponto de encontro é o Largo do Tribunal e tem organização da OUSAM – Organismo Utilitário e Social de Apoio Mútuo, que para esta iniciativa conta com o apoio da Santa Casa da Misericórdia de Paredes de Coura, Centro de Interparoquial de Moselos, Padornelo e Parada, Centro Social e Paroquial de S. Bento, Lar de S. João de Bico, Centro Paroquial e Social de S. Martinho de Coura e Agrupamento de Escolas de Paredes de Coura.

MONÇÃO FESTEJA O CARNAVAL

Desfile de crianças, caminhada noturna, recriações nas freguesias, concursos para grupos de mascarados e animação musical são os pontos fortes de uma quadra festiva “disfarçada” de fantasia, magia, criatividade e animação. É carnaval, ninguém leva a mal. Não há outro tempo assim. Aproveite.

carnaval 01monçao (1).jpg

O carnaval proporciona libertação criativa e momentos humorísticos. Em Monção, a autarquia local e diversas juntas de freguesia e associações culturais do concelho cumprem esta tradição enraizada na interioridade de cada pessoa através da realização de atividades que prometem animar miúdos e graúdos em dias festivos que apelam à fantasia, magia e folia.

Assim, esta quinta-feira, a partir das 10h00, decorre o desfile de carnaval dos alunos do pré-escolar e 1º CEB do Agrupamento de Escolas de Monção, Colégio do Minho e Santa Casa da Misericórdia. Serão cerca de 900 crianças que prometem animar as ruas e praças de Monção. O epicentro da festa será a Praça Deu-la-Deu. A câmara tem uma surpresa reservada para cada menino/a. 

No dia 25, sábado, pelas 20h30, realiza-se a Caminhada Noturna de Carnaval Ponte do Mouro Medieval. A organização promete espalhar magia e alegria numa caminhada divertida e animada. E aconselha a utilização de roupa e calçado adequado.

Com trajeto aproximado de 10 quilómetros, o valor de participação é de 7,50 € englobando seguro, reforço e brinde. A receita destina-se a apoiar a realização da recriação histórica “Ponte do Mouro Medieval”. O disfarce mais original será premiado. Informações/inscrições: pontedomouromedieval@gmail.com.

No dia 26, domingo, algumas freguesias do concelho promovem concursos e recriam aspetos da vida local e nacional, proporcionando momentos de diversão nas comunidades locais. As críticas abordam assuntos e personalidades próximas, contudo, as figuras nacionais também são alvejadas. Por vezes, com tiro de canhão.

No dia 27, à noite, o centro histórico da vila anima-se com grupos de mascarados, muitos deles vindos da outra margem do rio Minho. Haverá animação musical com a Orquestra Norwest, na Praça Deu-la-Deu, e desfile/concurso de carnaval para as juntas de freguesia e associações culturais do concelho com prémios para os 5 primeiros classificados.

carnaval 01monçao (2).jpg

carnaval 01monçao (3).jpg

carnaval 01monçao (4).jpg

CRIANÇAS DE GUIMARÃES FESTEJAM O CARNAVAL

NA MANHÃ DESTA SEXTA-FEIRA, 24 FEVEREIRO

Meio milhar de crianças vai comemorar Carnaval 2017 nas ruas de Guimarães

Desfile começa em frente à Câmara Municipal, cruza o Centro Histórico e termina no Toural. Uma dezena de instituições vai colorir manhã desta sexta-feira com festa carnavalesca infantil.

Guimaraes_Carnaval_Infancia.JPG

Mais de 500 crianças vão desfilar pelas ruas do centro da cidade de Guimarães, esta sexta-feira, 24 de fevereiro, na comemoração do “Carnaval da Infância”, uma iniciativa promovida pela Divisão da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães, em parceria com os Jardins de Infância e instituições com a valência de ATL do concelho.

A concentração está marcada para as 10 horas no Largo Cónego José Maria Gomes, onde decorrerá a sessão de abertura com a presença do Presidente da Autarquia, Domingos Bragança. O desfile dos grupos participantes principiará meia hora depois, com as crianças a deslocarem-se para o Largo do Toural, saindo do recinto em frente à Câmara Municipal em direção à rua Santa Maria, rua Alfredo Guimarães e Alameda de São Dâmaso.

A concentração final está prevista para as 12 horas no Toural, local onde haverá animação musical com uma dupla de palhaços assegurada pela organização. Ao todo, vão participar 550 crianças na edição deste ano do “Carnaval da Infância” pertencentes às seguintes 10 instituições:

Casa do Povo de Creixomil, Centro de Solidariedade Social, Cultural e Desportivo da Somelos, Centro Paroquial S. Romão de Mesão Frio, Centro Pastoral D. António B. M. Júnior – Patronato da Oliveira, Centro Social e Paroquial Nossa Senhora da Conceição, Fraterna, Infantário Nuno Simões, Patronato de S. Sebastião, Grupo Desportivo e Recreativo “Os Amigos de Urgeses” e Jardim de Infância de S. Francisco