Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELENSES FESTEJAM CARNAVAL DURANTE CINCO DIAS

Milhares de pessoas no Carnaval Popular de Barcelos. Cinco dias de festa no concelho

A cidade de Barcelos viveu cinco dias de festa com o Carnaval Popular Barcelos 2018, uma iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos que contou com a colaboração das coletividades do concelho. O momento alto foi o desfile no dia de Carnaval, com milhares de pessoas a ladear a ruas por onde passou o corso carnavalesco.

Capturarb1

Os grandes vencedores do desfile de Carnaval Popular de Barcelos foram o Agrupamento de Escuteiros de Bastuço S. João, com a representação da “Visita do Marcelo a Barcelos”, no que toca às composições a pé, e nas composições com carro a Associação de Pais de Carreira e Fonte Coberta- FOCA foi a vencedora com a representação da “Cidade do Lego”.

Desfilaram mais de dois mil figurantes representantes de 42 associações, cheios de cor e alegria, com muita sátira e brincadeira à mistura. O desfile arrancou na Avenida João Duarte e percorreu dez ruas e avenidas da cidade, com destaque para a Avenida da Liberdade, local onde o Presidente da Câmara Municipal e outros membros do executivo assistiram ao desfile e onde o público afluiu em maior número.

A tarde de Carnaval acabou com um espetáculo de música protagonizado pela banda Dimensão Minhota, no palco montado na Avenida da Liberdade.

Mas o programa de Carnaval começou antes. Na sexta-feira, os mais novos desfilaram pelo Centro Histórico, e no domingo foi a vez dos cabeçudos e gigantones passearem pelas principais ruas da cidade terminando com o Concurso de Máscaras Infantil, na Avenida da Liberdade, que atribuiu três prémios às composições: “Velhinho”, “Palhaço” e “Pirata”.

Na segunda-feira à noite, também na Avenida da Liberdade, decorreu o concurso de máscaras com duas categorias, num total de 30 participações. A composição “Os Reis de Copas ” foi a vencedora na categoria dos grupos, enquanto nas composições individuais venceu “Lara e a Josefina”. No final os presentes divertiram-se ao som do cantor popular Augusto Canário & Amigos. No final todos os caminhos foram dar ao Pavilhão Municipal, com a grande festa de Carnaval, numa parceria entre a Câmara e a Lux Produções.

Capturarb2

Capturarb3

HOSPITAL DE BARCELOS JÁ DISPÕE DE CORREDOR DE SEGURANÇA

Câmara Municipal reinstalou comerciantes para abrir corredor de segurança ao Hospital

Intervenção do Município no espaço da  Feira Semanal de Barcelos teve excelente adesão dos comerciantes

Realizou-se nesta quinta feira, dia 15 de fevereiro, a reinstalação de cerca de 90 comerciantes no Setor E, no âmbito da reorganização da Feira Semanal de Barcelos, que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver.

Capturarbbb

A mudança de lugar destes comerciantes, onde as malhas predominam como atividade principal, permitiu a libertação de um corredor de acesso à Urgência do Hospital para ambulâncias e veículos em situação de emergência médica, a partir da rotunda da Av. Sidónio Pais no entroncamento com a Rua Dr. José A. P. P. Machado.

Os comerciantes passaram a exercer a sua atividade no quarteirão retangular em frente à Av. Sidónio Pais, criando-se, desta forma, um espaço organizado em termos de disposições de lugares e de passagens para todos.

Para a vereadora responsável pelo pelouro das Feiras e Mercados, “o trabalho que nos propusemos está a ser realizado com a colaboração de todos os comerciantes, que têm manifestado uma excelente adesão a esta reorganização”. Anabela Real frisa que “a abertura do corredor de emergência para o Hospital, que implicou a deslocação de alguns comerciantes para outro setor, devidamente preparado para os receber, contou com a colaboração dos comerciantes, porque eles sabem que estas mudanças beneficiam todos”.

Por outro lado, refere ainda a vereadora que o passo dado “para a alteração do regulamento da Feira vai-nos permitir um melhor enquadramento das necessidades dos comerciantes e de quem frequenta a Feira Semanal de Barcelos, que é uma referência a nível nacional e europeu e, portanto, de grande valor turístico, económico e cultural”.

Com efeito, a Câmara Municipal deu início ao procedimento de alteração do regulamento de exercício de atividade de comércio a retalho não sedentário exercida por feirantes, vendedores ambulantes e prestadores de serviços de restauração ou de bebidas, que permitirá acompanhar a evolução das necessidades da Feira, comerciantes e público que a frequenta, assegurando uma melhor utilização dos espaços tornando-os mais seguros, asseados, funcionais e atrativos.

Ainda no âmbito da intervenção da Câmara Municipal no espaço da Feira Semanal, teve início no passado dia 18 de janeiro uma campanha de sensibilização ambiental, denominada “Feira Limpa”, em articulação com vários pelouros e serviços, nomeadamente, Feiras e Mercados, Fiscalização, Ambiente e Mobilidade, com o objetivo de alertar para a importância da redução e produção de resíduos e incentivar os feirantes a adotar comportamentos de modo a deixar os seus espaços limpos, depositando os resíduos nos ecopontos e contentores disponibilizados pelo Município, acondicionados segundo a tipologia.

Foi possível, logo nesse dia, obter mais de 30% de acondicionamento de material reciclável relativamente às feiras anteriores; na segunda ação realizada a 25 de janeiro, conseguiu-se obter resultados superiores a 60%; no passado dia 1 de fevereiro o resultado superou os 80% de aproveitamento de material reciclável.

A Câmara Municipal vai continuar a reorganização da Feira Semanal, com o objetivo de melhorar este espaço de venda semanal e torná-lo mais atrativo aos visitantes.

RESTAURANTES DE BARCELOS DÃO A SABOREAR OS PRAZERES DA LAMPREIA

Duas dezenas de restaurantes participam no Fim-de-semana da Lampreia. Município de Barcelos aposta na promoção de uma das iguarias típicas da região

O programa “7 Prazeres da Gastronomia”, promovido pelo Pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Barcelos, inicia este mês com a promoção de uma das mais emblemáticas iguarias da região: a lampreia.

Print

Com o Fim-de-semana da Lampreia, este ano na sua 4.ª edição e que decorre entre os dias 16 e 18 de fevereiro, a Câmara Municipal pretende dar continuidade à promoção de uma das especialidades gastronómicas da região do Minho, envolvendo os restaurantes locais numa perspetiva de dinamização da economia local. Esta quarta edição conta com a participação de 20 restaurantes que vão incluir nas suas ementas pratos de lampreia, confecionados de diversas formas de confeção.

Com este fim-de-semana gastronómico, abre-se, em 2018, o ciclo de atividades nesta área e que faz parte do programa promocional do produto turístico estratégico “Gastronomia e Vinho”. Os “7 Prazeres da Gastronomia”, incluem a Semana Gastronómica do Galo, o Fim-de-semana do Bacalhau, o Fim de Semana dos Petiscos Tradicionais, a XI edição do Concurso Galo Assado, o Fim de Semana do Arroz Pica no Chão, terminando em dezembro com o concurso Barcelos Doce.

Ainda no âmbito do Fim de Semana da Lampreia, realiza-se, no dia 17 de fevereiro, às 20h30, no Posto de Turismo de Barcelos, uma tertúlia e workshop gastronómico intitulado “A pesca da Lampreia no Rio Cávado”.

A participação deve ser feita por inscrição até ao dia 15 de fevereiro, pelo telefone 253 811 882 ou turismo@cm-barcelos.pt.

MUNICÍPIO DE BARCELOS APOIA FREGUESIAS

Reunião ordinária do executivo municipal: Câmara Municipal aprova subsídios às freguesias

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária realizada no passado dia 9 de fevereiro, um conjunto de subsídios às freguesias, num valor global superior a 128 mil euros.

Os subsídios concedidos destinam-se, maioritariamente: à melhoria da rede viária e à construção de obras relacionadas, como muros de suporte, tendo sido apoiadas as freguesias de Cambeses, Fragoso, UF Milhazes-Vilar de Figos-Faria, Carvalhal, Moure, UF Quintiães-Aguiar, Cristelo e Pereira; a intervenções em espaços públicos na freguesia de Carvalhal; a obras em ponte na freguesia de Macieira de Rates; obras em cemitério na freguesia de Rio Covo Santa Eugénia.

Na mesma reunião foram aprovados apoios sociais, destacando-se os referentes à comparticipação do passe escolar, o apoio ao arrendamento habitacional (com 3 novos processos e a reavaliação de mais 26), o apoio a cerca de três dezenas alunos do 1.º ciclo e do jardim de infância nas refeições escolares e no material escolar.

Entre as 213 propostas levadas à reunião ordinária de 9 de fevereiro, 34 referiam-se à autorização de isenção de taxas; 10 à ocupação do espaço público com isenção de taxas; 10 à ocupação do espaço público; 13 à venda ambulante; cerca de 100 propostas relativas a obras particulares (licenciamento, isenções de taxas, pedidos de legalização, emissão de certidões, vistorias, prorrogações, ocupação de espaço público e estacionamento, etc) e cerca de 20 à cedência de grades, apoio logístico e espaços do Município.

BARCELOS APOIA ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS

Presidente da Câmara atribui 82 mil euros em bolsas de estudo a estudantes universitários. Cerimónia decorreu no Auditório dos Paços do Concelho

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, entregou na manhã de sábado, dia 10 de fevereiro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, as bolsas de estudo a 112 estudantes do ensino superior, admitidos na primeira fase.

Entrega Bolsas de Estudo

Na sua intervenção, o Presidente fez saber que, desde 2009, o executivo por si liderado tem vindo a fazer “uma aposta clara na educação”, quer em infraestruturas, quer em apoios pedagógicos e recursos humanos, salientando que “ a educação é a base estruturante da nossa sociedade”.

Miguel Costa Gomes apelou aos jovens estudantes para que estes compensem com o seu esforço a continuação deste benefício, já que, para o conseguirem, os alunos têm de ter uma média mínima de 13 valores.

No presente ano letivo, foram admitidas 144 candidaturas, distribuídas pelos diferentes escalões, com base no seu rendimento per capita.

As bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no estabelecimento de ensino superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS). O valor da bolsa é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais, sendo complementar com a bolsa de estudo do estabelecimento de ensino superior frequentada.

O montante a atribuir nesta primeira é de 81.949,50€.

A segunda fase de atribuição das bolsas de estudo destina-se aos estudantes cujos processos aguardam a entrega da notificação de atribuição da bolsa de estudo pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES).

BARCELENSES CONTINUAM A PEDALAR

ACR Roriz apresentou equipas de ciclismo para a nova época. Câmara Municipal reitera apoio às modalidades desportivas

A Associação Cultural e Recreativa de Roriz apresentou no domingo, dia 11 de fevereiro, as equipas de ciclismo para a nova época, numa cerimónia que decorreu no Salão Paroquial da freguesia e que contou com a presença do Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Barcelos, Francisco Rocha.

cs

Antes da apresentação das equipas e na sua intervenção, o Vereador assinalou que “a Câmara Municipal apoia esta atividade transversal do desporto, procurando disponibilizar meios técnicos e financeiros às associações para o incremento das modalidades” e garantiu que “a Associação poderá continuar a contar com a ajuda do Município no desenvolvimento da sua prática desportiva”.

Já o presidente da Associação, Leonel Miranda, agradeceu todo o apoio que a autarquia tem vindo a dar, realçando que o trabalho que têm desenvolvido “é de todos e para todos”, desejando que “o 2018 seja um ano repleto de vitórias”.

Na cerimónia, foram apresentados mais de cinquenta atletas, entre as escolinhas, cadetes, juniores, e sub 23.

Nomes grandes do ciclismo nacional, como João Matias, José e Domingos Gonçalves, Hélder Ferreira, entre outros, saíram da escola da Associação.

A A.C.R. de Roriz foi fundada em 1990, ao serviço do desporto e da cultura e, desde aí, tem procurado promover os valores culturais e desportivos, tentando contribuir para uma vida mais saudável e harmoniosa da população local. 

BARCELOS CUIDA DA FLORESTA

Colóquio “Cuidar da Floresta em Barcelos”. Ação decorre no âmbito da Lei de Prevenção de Incêndios Florestais

A Câmara Municipal de Barcelos promove um colóquio, na próxima quarta-feira, dia 14 de fevereiro, às 14h00, no Auditório Municipal, subordinado ao tema “Cuidar da Floresta em Barcelos”.

Capturarbarcelos

Esta ação decorre no âmbito da Lei de Prevenção de Incêndios Florestais e irá debater temas como o plano municipal de defesa da floresta contra incêndios, a fiscalização da gestão de combustíveis florestais, o regime jurídico aplicável às ações de arborização e rearborização, entre outros.

A iniciativa conta com o apoio da Proteção Civil, da Guarda Nacional Republicana, da Federação Nacional das Cooperativas de Produtores Florestais, do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, da Autoridade Florestal do Cávado, dos Amigos da Montanha e da Cooperativa Agrícola de Barcelos. 

BARCELENSES DEBATEM A FORMAÇÃO COMO FATOR DE QUALIDADE DE VIDA DOS IDOSOS

Debate realizado no Teatro Gil Vicente

A Câmara Municipal de Barcelos, em parceria com o Grupo Operativo dos Idosos (GOI) e a GTI – Gestão, Tecnologia e Inovação, promoveram no dia 7 de fevereiro, no Teatro Gil Vicente, a palestra “A formação como fator de promoção de qualidade de vida dos idosos”, no âmbito do trabalho desenvolvido pelo GOI.

formação

A iniciativa contou com a presença da Vice-Presidente da Câmara Municipal, Armandina Saleiro, da Coordenadora do GOI, Liliana Matos, do Diretor Distrital da Segurança Social de Braga, João Ferreira, e do Padre Eduardo Duque, da Universidade Católica Portuguesa.

Na sua intervenção, a Vice-Presidente da Câmara Municipal, Armandina Saleiro, agradeceu a todos os formandos e referiu que “estas parcerias são importantes para a transformação da comunidade através da partilha de conhecimentos e boas práticas”.

A iniciativa terminou com a entrega dos certificados aos formandos oriundos de 20 instituições do concelho de Barcelos que deram resposta às necessidades de formação das pessoas envolvidas, de forma a contribuir para o desenvolvimento das suas competências e para a melhoria da qualidade de vida dos idosos.

O GOI é um grupo da Rede Social de Barcelos que congrega as instituições sociais com respostas sociais para a Terceira Idade.

São muitas as iniciativas que o Município de Barcelos promove em prol do bem-estar e convívio dos seniores do concelho. Quinzenalmente, dedica uma programação, no Teatro Gil Vicente, vocacionada para as IPSS's do concelho, com espetáculos promovidos pelas instituições ou pelo Município, com entrada gratuita. Também através do projeto “Artes Sénior”, destinado às artes plásticas e expressão dramática, os idosos têm a possibilidade de dar asas à imaginação e criatividade, exprimindo as suas emoções e sentimentos.

GOI

BARCELOS EXPÕE “EMOÇÕES DE UM BONECO” NA SALA GÓTICA

Exposição patente entre 10 de fevereiro e 11 de março

Abre no próximo dia 10 de fevereiro, sábado, na Sala Gótica da Câmara Municipal de Barcelos, a exposição “Emoções de um boneco”.

Cartaz_Exposição Emoções de um Boneco

Trata-se de uma exposição de trabalhos do artesão barcelense Luís Cardoso, onde a imaginação e a criatividade se juntam na criação de bonecos que expressam as emoções e próprias do comportamento humano.

Esta arte possui profundos valores artísticos e culturais, assumindo uma forte componente pedagógica e didática e, por isso, muito voltada para as crianças, mas também para os próprios pais.

Por outro lado, revela uma das novas artes exploradas pelos artistas locais, tendo como pano de fundo o reconhecido valor artístico do nosso artesanato e artes populares.

Luís António Carvalho Cardoso, artesão, autodidata na arte e ofícios da construção de fantoches e marionetas, nasceu em Barcelos em agosto de 1978.

Desde muito cedo, manifestou uma apetência natural pelo desenho, teatro e construções manuais, tendo frequentado o curso de desenhador projetista e participado em formações na área do teatro.

Em 2015, venceu o prestigiado “Prémio Inovação” atribuído no âmbito da Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos. Expande o seu projeto através da realização de workshops em escolas, bibliotecas, construção de fantoches para empresas de animação, bem como a criação de mascotes à escala humana para os mais diversos eventos promovidos por entidades públicas e privadas.

A exposição estará patente até ao dia 11 de março, e pode ser vista de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00; aos sábados e domingos, das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00.

BARCELOS PROTEGE SEM-ABRIGO

Parceria com GASC protege pessoas sem abrigo. Câmara Municipal promove apoios a pessoas em situação de grande vulnerabilidade social

A Câmara Municipal de Barcelos tem vindo a desenvolver, em parceria com as instituições locais, um conjunto de ações junto de pessoas em situação de grande vulnerabilidade social.

É o caso do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e o Grupo de Ação Social Cristã (GASC), onde está previsto um conjunto de intervenções junto da população sem abrigo do concelho.

Ao abrigo deste protocolo, foi implementado, em 2016, o projeto “Um teto para todos”, em que o Município assume os encargos financeiros decorrentes do aluguer de algumas casas do edifício do IHRU, em Arcozelo, para que o GASC possa acolher e autonomizar as pessoas beneficiárias deste projeto.

A população-alvo é constituída pelos utentes atendidos/acompanhados pelo GASC que estejam em situação de sem-abrigo, de risco de despejo, de incapacidade para fazer face ao mercado privado de arrendamento e que possua condições de autonomia pessoal.

Constituem objetivos deste projeto: proporcionar um contexto habitacional nas situações já descritas, promover a aquisição de competências pessoais e profissionais que contribuam para o reforço da autonomia do indivíduo, a reorganização do projeto de vida e de reinserção familiar, social e profissional, entre outros.

Pretende-se, em suma, que estas pessoas sejam apoiadas nestas situações, evitando que passem as noites sem qualquer abrigo e que sejam acolhidas em programas de reinserção.

O GASC desenvolve, ainda, outras atividades em parceria com o Município de Barcelos, através de um acordo de colaboração, com atribuição de valor de 25.000 euros/ano ao GASC, para o desenvolvimento de atividades nas suas diferentes valências. Para além disso, o Município cede instalações onde funcionam o refeitório social e balneários.

Entre outros apoios e projetos sociais, o Município assumiu ainda o apoio financeiro para a aquisição de equipamentos de frio, no âmbito da resposta de distribuição de bens alimentares a famílias carenciadas ( Plano Operacional de Apoio a Pessoas mais carenciadas); é parceiro do Projeto SORRIR-  Eixo do tratamento no âmbito das dependências e mantém um acordo de colaboração com a entidade APDES, para a dinamização de uma equipa de intervenção de rua (Giru-Barcelos), para prestar cuidados a pessoas com dependências, numa perspetiva de minimização de danos decorrentes da situação de dependência (troca de seringas, apoio médico, apoio social).

BARCELOS RECEBE FADO E FLAMENCO

Fado e flamenco no Teatro Gil Vicente. Dia 9 de fevereiro, às 21h30

O fado e o flamenco cruzam-se num espetáculo a realizar no Teatro Gil Vicente, na noite de 9 de fevereiro, pelas 21h30, intitulado “Fado Violado”, que terá como protagonistas Ana Pinhal e Francisco Almeida.

Print

“Fado Violado” é um projeto musical português que interliga o fado com o flamenco e nasceu em Sevilha, pelas mãos de Ana Pinhal e Francisco Almeida, músico portuenses que, desde cedo, partilharam o gosto pelas artes, particularmente pela música.

O desejo de aprender levou Ana Pinhal a frequentar aulas de formação musical e canto. O primeiro contacto com o cante flamenco foi-lhe proporcionado por Francisco, que já se interessara pela guitarra flamenca. A curiosidade que aquela arte lhe despertou, fê-la deslocar-se para Sevilha onde, durante três anos, estudou cante na Fundación Cristina Heeren. Surpreendentemente foi em Sevilha que o fado conquistou o seu coração e foi da comunhão com a guitarra do Francisco que fez nascer o projeto “Fado Violado”.

O disco “A Jangada de Pedra” é o primeiro grupo de composições editadas do “Fado Violado” e representa uma síntese de todo o reportório musical dos dois portuenses, da qual sobressaem o sentimento da voz e o ritmo da guitarra.

O título alude diretamente ao livro de José Saramago, pois como acontece no livro homónimo, também eles criam uma jangada ibérica ao unirem Portugal e Espanha através das suas sonoridades mais expressivas.

Nesta fixação estão incluídos alguns dos temas que têm apresentado ao vivo, na sua maioria versões de clássicos do Fado, mas também alguns originais e poemas novos sobre fados tradicionais.

O espetáculo tem um custo simbólico de 2€, valor que reverte para uma instituição do concelho.

PARTIDO SOCIALISTA EM BARCELOS EMITE NOTA DE IMPRENSA

NOTA DE IMPRENSA

Após a disputa eleitoral de 20 de Janeiro, da qual saiu vitorioso o projecto liderado por Manuel Mota, tomaram posse, na passada sexta-feira, dia 2 de Fevereiro, os novos órgãos locais do Partido Socialista de Barcelos.

12274590_203203833345728_9032738789933784681_n

Assim, foi eleita a Mesa da Comissão Política, presidida por Miguel Costa Gomes, e o Secretariado da Comissão Política. Este último órgão, presidido por Manuel Mota, integra também: José Paulo Teixeira, Nélson Brito, Armandina Saleiro, Horácio Barra, Vasco Real, Dulce Vilas Boas, Joaquim Barbosa, Anselmo Vasconcelos, Anabela Real e Hélder Tomé.

De realçar a preocupação em unir o partido, reflectida, desde já, pela integração no Secretariado de Anselmo Vasconcelos, aquele que era o número dois da lista adversária.

Da composição do Secretariado, eleito com 70% de aprovações – valor superior ao alcançado nas eleições de 20 de Janeiro –, destaque também para a incorporação de dois presidentes de Junta, de duas vereadoras e do Presidente da Assembleia Municipal.

No discurso proferido aquando da tomada de posse, Manuel Mota salientou os desafios que se colocam ao PS Barcelos, nomeadamente, a sua reorganização interna, a abertura e o diálogo com militantes, simpatizantes e todos aqueles que se quiserem envolver no projeto de desenvolvimento de Barcelos, protagonizado pelo PS, e as batalhas eleitorais do próximo ano (legislativas e europeias). Criticou a oposição no executivo municipal por adoptar “uma atitude de bloqueio a quem venceu as eleições de Outubro de forma clara”, criando “obstáculos à gestão municipal, contrários aos interesses de Barcelos e dos Barcelenses”.

Considerando como fundamental o envolvimento dos militantes no funcionamento do partido, o Presidente da Comissão Política anunciou a realização de um Plenário para Março, o primeiro em mais de oito anos.

“Barcelos dá sinais de inovação nas políticas públicas municipais, de que são bom exemplo o reconhecimento como Cidade Criativa de UNESCO e a seleção para o programa - Laboratório Vivo para a Descarbonização, atitude que deveremos manter e reforçar, para que os Barcelenses nos continuem a reconhecer como os mais capazes. É este dinamismo que nos fará vencer os desafios que se avizinham,” concluiu Manuel Mota. 

Barcelos, 5 de Fevereiro de 2018

Gabinete de Comunicação do Partido Socialista de Barcelos

Susana Miranda

(Coordenadora)

BARCELOS EXPÕE "CÁVADO DOS TRABALHOS"

À Roda do Rio regressa com nova exposição dedicada ao rio Cávado. Exposição «Cávado dos Trabalhos» abre dia 9 de fevereiro, na Casa da Azenha

A Casa da Azenha recebe, a partir de 9 de fevereiro, uma nova exposição, no âmbito do ciclo de exposições dedicadas ao Cávado, À Roda do Rio. A exposição, intitulada "Cávado dos Trabalhos", versará sobre a documentação da vida quotidiana daqueles que «faziam vida no rio», como é o caso dos moleiros, das lavadeiras e dos barqueiros, pela exibição de memórias, imagens e objetos da exploração económica do Cávado, entretanto extinta.

Exposição_Cávado dos Trabalhos

Depois de um ano dedicado à pesca fluvial no Cávado e sua etnografia, à biodiversidade do ecossistema fluvial do Cávado e à vida ribeirinha, agora é a vez de recordar as gentes que fizeram do Rio o seu ganha-pão e espaço de trabalho.

Este ciclo de exposições pretende reativar o encontro dos barcelenses com o rio Cávado que até há poucas décadas foi um local quotidiano das comunidades ribeirinhas de Barcelos e de Barcelinhos, um recurso económico e um local de lazer. Além disso, pretende-se recuperar a memória do rio e consolidá-la como património imaterial da comunidade.

A exposição estará patente até final do ano de 2018. A entrada é livre, havendo a possibilidade da interpretação da exposição para grupos organizados, mediante marcação prévia.

Informações e marcações para casa.azenha.2015@gmail.com.

BARCELENSES CUIDAM DA SAÚDE ORAL

Câmara Municipal reforça projeto Barcelos a Sorrir. Cerca de uma centena de próteses e 50 tratamentos dentários já realizados

A Câmara Municipal de Barcelos assinou protocolos de colaboração do projeto Barcelos a Sorrir com mais três clínicas dentárias, aumentando para 12 o número de parceiros nesta ação de apoio social.

O Centro de Saúde Oral Bom Sucesso, a  Clínica da Fervença e a  Clínica Médica Dentária Srª da Abadia são os novos parceiros deste projeto, cujo objetivo é promover a saúde oral, na área das próteses dentárias, junto da população carenciada.

Trata-se de promover a igualdade de oportunidades na área da saúde oral, disponibilizando gratuitamente próteses dentárias e tratamentos dentários.

Desde o início deste projeto, em 2011, já foram feitas 94 próteses e realizados 50 tratamentos dentários. A seleção desta população é feita pela Divisão de Ação Social da Câmara Municipal. A prestação dos serviços por parte das clínicas e médicos é completamente gratuita e implica a realização de tratamentos dentários mensais e colocação de próteses dentárias.

Os parceiros do projeto Barcelos a Sorrir são a Clínica Dentária Dr. João Pimenta, a Clínica Dentária Dr. Walter Júnior, a Clínica Dentária New Dente, a Clínica Dentária Matriz, a Clínica Dentária AngelSmile, a Clínica Médico-Dentária de Manhente, a Clínica Médica Isabel Carvalho, a Clínica Dentária Bmedical, a Clínica Dentária Smile Up, a Clínica Médica Dentária Srª da Abadia, a Clínica da Fervença Ldª e o Centro de Saúde Oral Bom Sucesso. 

MUNICÍPIO DE BARCELOS ESCLARECE:

Opções do Plano e Orçamento para 2018

Esclarecimento

Face às afirmações públicas dos senhores vereadores do PSD e do BTF acerca do documento das Opções do Plano e Orçamento para 2018, incluído na proposta de submissão à Assembleia Municipal, deliberada na reunião ordinária do executivo municipal no passado dia 26 de janeiro, cumpre esclarecer o seguinte:

  1. A Câmara Municipal apresentou, dentro dos prazos legais, a sua proposta das Opções do Plano e Orçamento para o ano de 2018, a fim de ser submetida à apreciação e votação da Assembleia Municipal;
  2. Os senhores vereadores dispuseram do tempo legalmente previsto para a análise da referida proposta, estando, por isso, na posse de todas as informações necessárias conducentes à votação da submissão das Opções do Plano e Orçamento à Assembleia Municipal;
  3. Durante a apresentação da proposta, os senhores vereadores tiveram oportunidade de legitimamente se pronunciarem sobre a mesma, tendo referido a existência de lapsos no documento, detetados no texto das propostas do PSD e nas Normas de Execução Orçamental;
  4. Confirmados os lapsos de paginação, concordaram os senhores vereadores proceder à votação da proposta e deixar para dia posterior a assinatura e a rubrica da proposta das Opções do Plano e Orçamento para 2018, em documento revisto e depurado de qualquer lapso;
  5. No dia 29 de janeiro, ao fim da manhã, a versão final, revista, foi colocada na plataforma eletrónica acessível aos senhores vereadores, estando, também, disponível para assinatura e rubrica;
  6. A revisão do documento implicou, naturalmente, a sua repaginação, que incluía a alteração dos textos acima mencionados: o texto das propostas do PSD, agora na íntegra (antes estavam apenas parte das propostas); o texto das Normas de Execução Orçamental, agora na íntegra (antes continha alguns artigos repetidos da proposta de Orçamento para 2016);
  7. Perante as dúvidas quanto à versão final, corrigida, o Presidente de Câmara Municipal reuniu com os senhores vereadores, tendo estes apenas manifestado questões de interpretação acerca do ponto 2. do artigo 17.º (Atualização de Taxas e Isenções). O referido ponto 2. pretendia seguir o sentido da deliberação da Assembleia Municipal, tomada em abril de 2017, de conceder autorização de isenção de taxas ao órgão executivo e este, se assim o entendesse, delegar essa competência no Presidente da Câmara. A redação proposta era a seguinte: “A Câmara Municipal pode conceder isenções de taxas previstas nos regulamentos até ao valor de 800.000 euros, podendo esta competência ser delegada no Presidente da Câmara”.
  8. Entenderam alguns senhores vereadores do PSD e do BTF que, com aquela redação, o artigo permitiria ao Presidente da Câmara isentar taxas municipais. Ora tal leitura é incorreta, já que a competência para o Presidente da Câmara isentar só poderia ser atribuída por delegação de competências do órgão executivo;
  9. Para afastar qualquer dúvida quanto à interpretação do artigo, o Presidente da Câmara propôs e foi aceite pelos vereadores retirar a parte final do mesmo artigo, ficando este com a seguinte redação: “A Câmara Municipal pode conceder isenções de taxas previstas nos regulamentos até ao valor de 800.000 euros.”
  10. Com este esclarecimento cabal, na altura apresentado aos senhores vereadores, é inaceitável estes virem agora afirmar publicamente que houve “alteração de fundo” ao documento e “adulteração, abuso de confiança e de boa-fé”. São acusações graves que se justificam apenas pela inconsciência e má preparação política de quem as profere;
  11. Os senhores vereadores têm todo o direito de se pronunciarem sobre os documentos apresentados em reunião de Câmara e, sobre eles, fazer as declarações políticas que entendam. Mas não podem fazer acusações que põem em causa o trabalho dos colaboradores do Município, a legalidade das propostas e a lisura e a transparência dos documentos apresentados para apreciação e votação em reunião de Câmara, como as que foram proferidas publicamente pelos vereadores senhores José Novais e Domingos Pereira;
  12. Ao optar por este tipo de atitude, aqueles senhores vereadores mostraram claramente o que pretendem: manter, a qualquer custo, a pressão política sobre os serviços municipais e sobre o executivo, sobrevalorizando as suas ações e valendo-se da sua posição no executivo municipal para a própria sobrevivência política.

BARCELOS: PROJETO “CANECAS” PROSSEGUE TRABALHO DE INCLUSÃO SOCIAL

Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho e diversas instituições juntas em projeto de inclusão inovador

O Projeto "Canecas”, promovido pelo Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho e que se desenvolve numa lógica de trabalho em rede com múltiplas instituições da área da educação, prossegue ao longo do ano 2018 com um vasto conjunto de atividades.

São visitas a escolas, seminários, sessões de esclarecimento, visita de peregrinos aos espaços onde se desenvolve o projeto; exposições; entre outras. Já nos dias 5 e 9 de fevereiro um conjunto de representantes do Agrupamento de Escolas irá deslocar-se à Lituânia para apresentar o projeto a uma escola parceira, de forma a partilhar experiências inclusivas.

O "Canecas", cuja apresentação pública decorreu em 24 de março de 2017, é um projeto interdisciplinar e comunitário que cruza três ideias-chave: a inclusão social, a promoção do artesanato e dos produtos locais e a cooperação com o Caminho de Santiago.

O seu principal objetivo passa por proporcionar experiências significativas aos alunos com necessidades educativas especiais (NEE), que possam promover a autonomização e o desenvolvimento de competências ligadas ao mundo do trabalho.

Na passagem por Barcelinhos, os caminheiros de Santiago levam uma recordação única: canecas desenhadas pelos alunos com NEE, do Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho. Produzidas no concelho, as peças de cerâmica são totalmente personalizadas pelos estudantes e colocadas nas escolas, à mercê dos caminheiros. Além das canecas, o projeto envolve também a produção e a promoção de bolachas, chás, compotas e ervas aromáticas.

O projeto conta com o apoio do Município de Barcelos, no âmbito das Cidades Educadoras, do EDP Solidária Inclusão Social 2016, um programa da Fundação EDP, entre outros, desenvolvendo-se numa lógica de trabalho em rede com múltiplas instituições do domínio educativo.

PINTORA ANA RIBEIRO EXPÕE EM BARCELOS

Exposição de pintura de Ana Ribeiro na Biblioteca Municipal

A Biblioteca Municipal de Barcelos abre, no dia 3 de fevereiro, às 15h00, a exposição de pintura “Pincel de Fogo” da artista Ana Ribeiro.

Cartaz_Pincel de Fogo

Trata-se de um conjunto de obras desta autodidata com ávida curiosidade, que incluem trabalhos em gesso, tela, falsos vitrais e, mais recentemente, piro gravura.

A artista participou em várias exposições coletivas e individuais, sendo esta a sua décima segunda exposição individual, mais um passo no desejo de partilhar com os outros as suas obras e de se afirmar no mundo da arte.

Nascida em Paços de Ferreira, em 1964, a artista fez os seus estudos primários na freguesia de Modelos, seguindo-se o preparatório e o secundário na vila de Paços de Ferreira. Após o secundário, entrou no mundo do trabalho, tendo deixado para mais tarde a continuação da formação académica.

A veia artística despertou, quando foi galardoada com o primeiro prémio para melhor pintura numa competição no ensino preparatório. Mais do que um reconhecimento, este foi o incentivo necessário para continuar a explorar as várias formas de arte.

A sua arte inspira-se em situações e objetos do quotidiano, como edifícios, museus e igrejas emblemáticas, que muitas vezes visita.

A sua obra “A Ressurreição de Cristo” que se encontra na capela do Hospital Padre Américo, em Penafiel, valeu-lhe já a admiração de conceituados artistas.

A exposição estará patente ao público até ao dia 24 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00 e, aos sábados, das 9h30 às 12h30.

TEATRO E MÚSICA ANIMAM BARCELOS

Fevereiro com cinema e música portuguesa no Teatro Gil Vicente

A programação do Teatro Gil Vicente, durante o mês de fevereiro, traz a palco cinema, música, teatro e sessões de dança.

O cinema regressa, como sempre, pelas mãos da Zoom – Cineclube de Barcelos, que apresenta quatro noites de cinema: no dia 1, “Noite na Terra” de Jim Jarmusch; no dia 8, “Nu” de Mike Leigh; no dia 15, “Good Time” de Irmãos Safdie e,  no dia 22, “120 Batimentos por Minuto” de Robin Campillo. As entradas custam 3,5 euros, exceto para os sócios (gratuito), e as projeções começam às 21h30. Além disso, no dia 18, a Zoom apresenta para os mais pequenos “Cinema em Família” – Filminhos à Solta, um espetáculo gratuito com início às 16h00.

A música marca presença no Teatro  Gil Vicente, no dia 3, às 21h30, com “Casa Clandestina” de Hélder Costa, Daniel Pereira e Mário Gonçalves e,  no dia 9, às 21h30, o espetáculo “Fado Violado”, projeto musical português que interliga o fado com o flamenco.

O mês de fevereiro traz ainda ao espaço vicentino nos dias 5, 14,19 e 28, às 21h30, as habituais sessões de dança da Folk Sessions Barcelos, uma iniciativa do Grupo de Danças e Cantares de Barcelos em parceria com a Coreto - Associação para a Promoção de Artes e Culturas, iniciativa de inscrição obrigatória.

Integrado no Plano Nacional de Cinema (AEAF), uma iniciativa do Agrupamento de  Escolas Alcaides de Faria, o Teatro Gil Vicente recebe os filmes“Vladimir” de Nuno Bouça e Ana Bouca e “O Garoto de Charlot” de Charles Chaplin”, no dia 16; “Atrás das Nuvens” de Jorge Queiroga” e “Estória do Gato e da Lua” de Pedro Serrazina”, no dia 19; “Ladrões de Bicicletas” de Vittorio de Sica e “ Estória do Pedro e da Lua” de Pedro Serrazina, no dia 21, e “A Suspeita” de José Miguel Ribeiro e “Gesto” de António Borges Correia, no dia 26.

O teatro passa pelo cenário do Gil Vicente, no dia 24, às 21h30, com a peça “A Nobre Cauda” do Grupo de Teatro do VEZ.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Fevereiro2018-TGV