Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO FAMALICENSE CELEBRA PROTOCOLO COM 40 COLECTIVIDADES DO CONCELHO

Cota social desportiva para jovens desfavorecidos em Famalicão

A partir de hoje, todas as crianças e jovens do concelho de Vila Nova de Famalicão que queiram praticar uma modalidade desportiva vão poder fazê-lo, independentemente da sua condição social. Cerca de 40 coletividades do concelho celebraram esta sexta-feira, protocolos com a Câmara Municipal para a instituição da cota social desportiva.

image53876.jpeg

O objetivo é integrar crianças e jovens até aos 18 anos de idade, sem condições financeiras e socialmente vulneráveis, nas atividades desportivas promovidas pelas associações e coletividades do concelho, que promovem as mais diversas modalidades, do futebol, ao andebol, da dança ao atletismo, das artes marciais ao hóquei, e ainda modalidades desenvolvidas especificamente com as pessoas portadoras de deficiência. Pretende-se que a cota atinja os 10 por cento da totalidade de jovens a praticar desporto em cada clube.

“Este programa tem a cara de Famalicão”, começou por realçar o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, mostrando-se muito satisfeito, com “a forte adesão das associações a esta iniciativa municipal”.

“Há uma faixa da nossa comunidade juvenil que não pratica o desporto que gosta por razões económicas”, salientou o autarca. Com esta medida, “estamos a ultrapassar barreiras e a chegar a essa faixa. Queremos chegar a todos os jovens e queremos envolver todas as associações nesta  iniciativa”, adiantou, referindo que “estamos só no início deste percurso”.

Paulo Cunha lembrou ainda a importância do desporto na formação dos cidadãos. “Este projeto contribuiu muito para a inclusão social, para o combate ao abandono escolar e para a formação de cidadãos”, referiu.

Da parte das coletividades, Rui Santos do Riba d’Ave Hóquei Clube elogiou a iniciativa da autarquia e frisou que “o protocolo assinado demonstra que o desporto deve estar ao serviço do povo e deve estar de uma forma plena”. O responsável assinalou ainda que “muitas vezes as questões financeiras são um entrave à formação desportiva e provocam exclusão social e neste âmbito o desporto significa inclusão social”. Também Gouveia Ferreira, presidente do Famalicense Atlético Clube salientou a importância da medida.

A partir de agora, as famílias que queiram inscrever as crianças e jovens na prática de um desporto devem dirigir-se aos serviços da Ação Social, sitos na Rua Camilo Castelo Branco, nº. 94 - 1º. Andar, junto aos Paços do Concelho. Os serviços municipais irão depois fazer a avaliação da carência económica e encaminhar a família para uma coletividade que tenha aderido ao projeto.

image53888.jpeg

MUNICÍPIO BRACARENSE CEDE INSTALAÇÕES AOS "BRAVOS DA BOA LUZ"

Município de Braga cede espaço para instalação da sede da associação ´Os Bravos da Boa Luz´. Prédio cedido provisoriamente localiza-se na Avenida S. Miguel-o-Anjo

O Município de Braga e a Associação Cultural e Recreativa ‘Os Bravos da Boa Luz’ assinaram um protocolo com vista à cedência provisória de um prédio na Avenida S. Miguel-o-Anjo, propriedade da Câmara Municipal, para instalação da sede da associação.

CMB28062017SERGIOFREITAS0000007979.jpg

A cedência, a título gratuito, permitirá à associação, com mais de 120 associados, manter as suas actividades culturais, recreativas e desportivas que visam manter e dar continuidade às tradições dos moradores da zona do Campo das Hortas, Largo da Boa Luz, Rua da Cruz de Pedra, Rua Visconde Pindela e área envolvente das freguesias da Sé e de Maximinos.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o trabalho desenvolvido por esta colectividade é fundamental para reforçar o espírito de comunidade e os laços de amizade entre a população da União de Freguesias. “O Município reconhece o valor das iniciativas que organizam e cumprem um papel importante para a coesão desta população e até para a animação da Cidade, pelo que não poderíamos deixar de apoiar a associação neste momento em que necessitam de um espaço para continuar a desenvolver as suas actividades”, disse.

CMB28062017SERGIOFREITAS0000007980.jpg

Como explicou José do Egipto Silva, presidente ´Os Bravos da Boa Luz’, a associação foi obrigada a abandonar o prédio onde estava instalada a sua sede, situação que poderia pôr em causa a continuidade da actividade da colectividade. “Recorremos à Câmara Municipal e encontramos uma solução que vai perfeitamente ao encontro das nossas necessidades”, afirmou, sublinhando igualmente o apoio que a associação tem recebido da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade.

CMB28062017SERGIOFREITAS0000007983.jpg

FAFE: "OS AMIGOS DE QUINCHÃES" INAUGURA NOVA SEDE

Vai ser inaugurada, no próximo Sábado, dia 24 de Junho, a nova Sede do Grupo Cultural Recreativo e Desportivo ‘Os Amigos de Quinchães’.

A colectividade ainda não dispunha de sede própria, passando agora a contar com este espaço tão importante para a freguesia.

A empreitada que contou com um investimento de 24 mil euros, apoiado pelo Município de Fafe, está localizada junto ao Polidesportivo da freguesia.

A sessão tem início marcado para 15h30 e contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha. 

COLECTIVIDADE FAMALICENSE RECUPERA INSTALAÇÕES DESPORTIVAS APÓS DESPEJO POR ACÇÃO JUDICIAL

CRP Delães recupera instalações desportivas. Paulo Cunha entregou as chaves das instalações ao presidente do Clube durante a mostra associativa

O Centro Recreativo e Popular (CRP) de Delães já pode voltar a utilizar as instalações do Campo de Jogos da Portela para a realização dos seus compromissos desportivos, depois de ter sido alvo de uma ação de despejo por decisão judicial. A garantia foi deixada pelo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, durante a Mostra Associativa da freguesia, que se realizou no passado fim-de-semana. “O problema está solucionado. Foi encontrada uma solução que vai resolver definitivamente esta situação”, asseverou o autarca, adiantando que “não foi fácil, foi um percurso muito complicado, mas com o esforço de todos vamos chegar a bom porto”.

DSC_9147.jpg

Recorde-se que em outubro do ano passado, o CRP de Delães foi impedido de usar as instalações do Campo de Jogos da Portela, por estas não pertencerem ao clube mas sim a um proprietário privado. Na altura, Paulo Cunha garantiu que a Câmara Municipal em conjunto com a Junta de Freguesia tudo iriam fazer para resolver o problema que já se arrastava há várias décadas. “O CRP de Delães é uma instituição privilegiada, que tem uma relação muito forte com o desporto nesta freguesia e no concelho”, referiu na altura.

Entretanto, o terreno foi já adquirido por um outro proprietário, que está neste momento em negociações com a Câmara Municipal para a transferência de propriedade do terreno para o município.

Como prova de boa-fé, o atual proprietário entregou, no passado fim-de-semana, as chaves das instalações ao presidente da Câmara Municipal, que por sua vez as entregou ao presidente do clube, num momento de grande emoção e alegria.

DSC_9157.jpg

ANTIGOS TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO COMEMORAM 50 ANOS DE EXISTÊNCIA DO SEU GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL

Comemorações do Cinquentenário do GDCTENVC

Conferência/tertúlia com notáveis da Construção Naval

Os Eng. Óscar Mota, Carlos Pimpão e Gonçalves de Brito vão estar presentes como comunicadores numa conferência a realizar no dia 20 do corrente mês, um sábado, às 15,30 horas, para debater a “Construção Naval – passado e futuro”. A iniciativa integra-se no programa comemorativo dos 50 anos do Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores dos ENVC e nas comemorações do dia do mar, com realização no Auditório do Centro de Mar, instalado no navio Gil Eannes.

Capturareestv.PNG

Paralelamente a esta iniciativa, que resulta de uma parceria entre o GDCTENVC e o Centro de Mar, é também inaugurada na Casa da Máquina do Leme deste navio hospital uma exposição de cartoons, subordinada ao tema “Humor no Trabalho”, da autoria de Rui Alpuim e Juvenal Ramos, publicados na revista Roda do Leme, ex-órgão de comunicação dos trabalhadores dos ENVC.

Para as entidades organizadoras, a conferência/tertúlia, que se espera bem concorrida, será da maior importância para se aquilatar do estado da situação da construção naval no país e em Viana do Castelo. Cada um dos oradores, técnicos qualificados (todos eles foram administradores dos ex-ENVC), tratará de assuntos específicos, sabendo-se que serão abordados não só o estado do sector, mas também questões ligadas à produtividade, numa actividade há décadas em crise, bem necessitada por isso de se mostrar cada vez mais eficiente.

Óscar Mota visita o GDCTENVC e torna-se sócio da Colectividade

De passagem por Viana, para eventuais colaborações técnicas no âmbito da Indústria Naval, o Eng. Óscar Mota fez questão de visitar a sede social do Grupo que tão bem conhece, onde se reuniu com o corpo directivo deste. Tratou-se de um encontro familiar, já que todos se conhecem e estimam. A Indústria Naval, naturalmente, foi o tema principal de uma longa conversa, continuando este bem conhecido Especialista Naval a demonstrar grande clarividência, bem patente na obra que recentemente editou, “Engenharia e Arquitectura Naval”, um livro de referência para quem se liga à Construção Naval. Nesta visita, o Eng. Óscar Mota fez questão de se tornar sócio efectivo do GDCTENVC, reconhecendo ser esta Colectividade uma referência viva na cidade, especialmente no plano cultural. 

CABECEIRAS DE BASTO APOIA O ASSOCIATIVISMO

Câmara Municipal atribui 187 mil euros às associações e coletividades

Bombeiros Cabeceirenses, Delegação do Arco de Baúlhe da Cruz Vermelha Portuguesa e Fundação A. J. Gomes da Cunha entre as instituições que mais recebem

Câmara Municipal atribui 187 mil euros às associações.JPG

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou, por unanimidade, na sua última reunião do passado dia 28 de abril, a atribuição de apoios financeiros a associações e instituições que desenvolvem atividades e iniciativas culturais, recreativas, desportivas, sociais, humanitárias, entre outras, no concelho de Cabeceiras de Basto.

Trata-se de uma verba global que ascende aos 101 mil euros, atribuída pela autarquia nesta reunião a 21 associações com o intuito de impulsionar o desenvolvimento das suas atividades, numa perspetiva de cooperação e parceria com o movimento associativo, cuja ação é crucial ao progresso do concelho.

De entre os apoios atribuídos, destaque para os subsídios aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses (35.000 euros), à Delegação do Arco de Baúlhe da Cruz Vermelha Portuguesa (22.500 euros) e à Fundação António Joaquim Gomes da Cunha (12.750 euros).

Relativamente à Fundação A. J. Gomes da Cunha, de referir que a Câmara Municipal deliberou, pela primeira vez este ano, cofinanciar em 12.750 euros o plano de transportes dos utentes do Centro de Atividades Ocupacionais (CAO), desde a sua residência até à Fundação bem como o seu regresso a casa, um importante apoio às famílias e à própria Fundação, uma vez que a autarquia assume, através da celebração de um protoloco, um terço do custo global deste serviço.

No que se refere aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses e à Delegação do Arco de Baúlhe da Cruz Vermelha Portuguesa, foram-lhes atribuídos subsídios nos montantes de 35.000 euros e de 22.500 euros, respetivamente, para a execução dos seus respetivos planos de desenvolvimento social a realizar no Município Cabeceirense.

De referir que o apoio atribuído em 2017 aos Bombeiros teve um acréscimo de 2.500 euros em relação ao ano de 2016.

Paralelamente foram aprovados outros apoios a associações para o desenvolvimento dos respetivos planos de desenvolvimento de atividades mas também para apoio a execução de obras como é o caso da ADIG - Associação para o Desenvolvimento dos Interesses de Gondiães, a quem foi destinada uma verba de 7.500 euros para a execução de diversas obras de reconstrução e ampliação da antiga Escola de Gondiães, sede da Associação.

No passado dia 30 de abril, no âmbito do Dia do Associativismo, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, teve oportunidade de entregar cheques a 25 associações e coletividades que compareceram à cerimónia para a qual foram convidadas todas as instituições beneficiárias de apoios deliberados nas últimas reuniões camarárias. Com efeito, para além dos 101 mil euros agora deliberados, a Câmara Municipal atribuiu em anterior reunião 86.300 euros a 16 outras coletividades, o que perfaz o montante global de 187.300 euros de apoio ao movimento associativo.

A Câmara Municipal atribui apoios às associações pelo trabalho que desenvolvem, reconhecendo, deste modo, que a cooperação e parcerias com estas coletividades são fator de desenvolvimento que este município tem privilegiado ao longo dos anos, uma vez que permitem um maior envolvimento das populações na concretização de iniciativas sociais, culturais, económicas, desportivas, humanitárias entre outas, promovendo a identidade, os valores, usos, costumes e tradições desta terra de Basto.

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA FÓRUM DO ASSOCIATIVISMO

Encontro contou com a presença de 45 associações e 120 participantes

O Fórum do Associativismo voltou a realizar-se este sábado,dia 29 de abril, na Casa das Artes de Arcos de Valdevez.

Este é um espaço de encontro e de promoção do associativismo de Arcos de Valdevez com a particularidade de mostrar o grande dinamismo que o associativismo arcuense possui e também um espaço de debate, onde a Câmara Municipal e as Associações abordam assuntos de interesse para sua atividade anual.

A sessão deste ano contou com a intervenção do Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves e de Vitor Dias, Diretor Regional do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) na sessão de abertura, os quais destacaram a importância do associativismo junto dos Jovens por contribuir para a sua boa formação psicológica e física, bem como ao nível da criação de laços de amizade entre eles.

Seguidamente decorreu a palestra “Financiamento Associativo”, pela Dr.ª. Maria da Luz Ribeiro do Instituto Português do Desporto e Juventude de Viana do Castelo, através da qual as associaçoes presentes tiveram a oprtunidade de ficar melhor informadas relativamente aos tipos de financiamento a que poderão candidatar-se.

Foi também apresentada uma mostra das atividades realizadas no ano transato, bem como o novo website Trilhos Arcos de Valdevez, onde se encontra disponível toda a informação sobre os Trilhos existentes no concelho, para percorrer a pé ou de bicicleta, ou mesmo roteiros para realizar percursos de carro (http://trilhos.arcosdevaldevez.pt/).

Do programa constou também a assinatura do protocolo referente à “Reorganização do Futebol de Formação do Concelho”, pelo Atlético dos Arcos, Associação Desportiva e Cultural de Aboim/Sabadim, Associação Recreativa e Cultural de Guilhadeses, Associação Recreativa e Cultural de Paçô e Centro Recreativo e Cultural de Távora, para concretizar a reorganização de toda a orgânica dos respetivos clubes, mais concretamente na formação de futebol 11.

Foi também inaugurado o “Centro de Marcha e Corrida” de Arcos de Valdevez, o qual é detentor de 5 estrelas por possuir WC, balneários, bebedouros, zona de repouso e centro de apoio técnico. Esta é uma parceria entre a autarquia, a Federação Portuguesa de Atletismo e o Centro de Atletismo de Arcos de Valdevez, onde a Câmara Municipal se propõe a disponibilizar à população um técnico e um espaço para poderem fazer atividades físicas a determinadas horas da semana com todo o apoio. Qualquer cidadão pode usufruir destes momentos de uma forma completamente gratuita.

O Presidente da Câmara Para João Manuel Esteves destacou o trabalho realizado pelas Associações e toda a atividade desenvolvida por elas, pois através delas, e conjuntamente com a Câmara Municipal, é possível fazer com sucesso a dinamização social, cultural e desportiva no concelho. O autarca destacou ainda que o Municipio, para além do apoio para a melhoria das instalações e aquisição de equipamento, apoia as atividades das associações em mais de 230 mil euros por ano.

CABECEIRAS DE BASTO FESTEJA O ASSOCIATIVISMO

Festa do Associativismo junta coletividades na Praça da República. Presidente da Câmara entregou subsídios às associações e coletividades

Dezenas de pessoas juntaram-se esta tarde, dia 30 de abril, na Praça da República para assistir à atuação/apresentação de várias associações do concelho, neste dia dedicado ao associativismo.

Festa do Associativismo junta coletividades na Praça da República (1).JPG

Associações desportivas, culturais, recreativas, humanitárias e sociais juntaram-se à festa, animando o centro da vila cabeceirense com a sua música e os seus cantares, com atividades desportivas e rastreios de saúde, entre outras iniciativas.

No final da tarde, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado pelo vereador Alfredo Magalhães, pelos presidentes de Juntas de Freguesia, entre outros autarcas, procedeu à entrega de apoios financeiros às associações e coletividades que desenvolvem e promovem iniciativas em Cabeceiras de Basto.

Os apoios agora entregues a 25 associações/instituições fazem parte do conjunto de apoios financeiros que têm sido deliberados nas últimas reuniões do executivo municipal.

Receberam os subsídios os Cavaquinhos da Raposeira; a ARDCA – Associação Recreativa, Desportiva e Cultural de Abadim; a Associação Desportiva e Recreativa Nuno Álvares de Pedraça; os ‘Amigos da Faia’; a Fábrica da Igreja Paroquial de S. Nicolau; a ADIG – Associação Dinamizadora dos Interesses de Gondiães; a LIRA – Associação dos Amigos da Música; o Lions Clube de Cabeceiras de Basto; o GAS – Grupo Associativo do Samão; a Associação Uz em Movimento; a Contacto Futsal Clube; a Associação Cultural e Desportiva Águias de Alvite; a Associação Cultural e Desportiva de S. Nicolau; a Associação Desportiva ‘Roladores de Basto’; a Associação dos Antigos Atletas Cabeceirenses; o Clube de Ténis de S. Miguel de Refojos; o Atlético Cabeceirense; a Associação de Pesca de Cabeceiras de Basto - Amigos Sensas; o Desportivo do Arco de Baúlhe; a Associação Encanto Radical; a Associação de Patinagem; o Clube Desportivo de Cabeceiras de Basto; os Bombeiros Cabeceirenses; a Cruz Vermelha Portuguesa – delegação do Arco de Baúlhe e a ADIB – Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto.

Na oportunidade, o presidente da Câmara, Francisco Alves, agradecendo a presença de todos na comemoração deste Dia do Associativismo, enalteceu o trabalho que o movimento associativo de Cabeceiras de Basto e os seus dirigentes e associados têm vindo a desenvolver na área social, cultural, recreativa, desportiva, entre outras, salientando que as associações/instituições são parceiros privilegiados do Município com os quais a Câmara Municipal contou, conta e continua a contar.

Festa do Associativismo junta coletividades na Praça da República (2).JPG

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA FÓRUM DO ASSOCIATIVISMO

Câmara Municipal volta a organizar Fórum do Associativismo

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez vai levar a cabo no próximo dia 29 de Abril (sábado), pelas 9h30m, na Casa das Artes de Arcos de Valdevez, mais uma edição do “Fórum do Associativismo”, o qual contará com a intervenção do Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves e de Vitor Dias, Diretor Regional do Instituto Português do Desporto e Juventude  (IPDJ) na sessão de abertura.  

forum_associativo (2).JPG

Seguidamente terá lugar a palestra “Financiamento Associativo”, pela Dr.ª. Maria da Luz Ribeiro do Instituto Português do Desporto e Juventude de Viana do Castelo; pelas 11h00 decorrerá a apresentação do Website: “Trilhos de Arcos de Valdevez”, por Jorge Torres da empresa Serifa, responsável pela organização e layout dos conteúdos; cerca das 11h20 será celebrado o protocolo referente à “Reorganização do Futebol de Formação do Concelho”, pelo Atlético dos Arcos, Associação Desportiva e Cultural de Aboim/Sabadim, Associação Recreativa e Cultural de Guilhadeses, Associação Recreativa e Cultural de Paçô e Centro Recreativo e Cultural de Távora.

Este protocolo tem como objetivo definir as condições de organização de cada uma das associações desportivas subscritoras, relativamente à constituição das suas equipas de futebol, nos vários escalões, para cada época desportiva. Entrará em vigor no início da época 2017/2018 e terá a validade de seis épocas desportivas, renovando-se automaticamente por iguais períodos; Serão constituídas tantas equipas quantas o número de atletas assim o permita;

 Às 12h00 proceder-se-á à inauguração do “Centro de Marcha e Corrida” de Arcos de Valdevez, o qual é detentor de 5 estrelas por possuir WC, balneários, bebedouros, zona de repouso e centro de apoio técnico.

O Programa Nacional de Marcha e Corrida é uma iniciativa conjunta do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. e da Federação Portuguesa de Atletismo, que visa a promoção da prática da marcha e da corrida com uma forte preocupação na implementação de estilos de vida mais saudáveis. Neste âmbito, o Centro de Marcha e Corrida de Arcos de Valdevez tem como objetivo prestar apoio a todos os interessados na prática destas atividades, desde os que agora a iniciam, aos que regularmente a praticam, mas de forma não orientada e que pretendem ser aconselhados de modo a tirar mais proveito do seu treino.

O Centro de Marcha e Corrida de Arcos de Valdevez disponibiliza aos seus praticantes um enquadramento técnico, constituído por técnicos com experiência desportiva e com uma formação técnica específica que garante uma intervenção qualificada.

A Câmara Municipal releva o trabalho realizado pelas Associações e toda a atividade desenvolvida, pois são um parceiro fundamental na dinamização social, cultural e desportiva no concelho.

O fórum pretende contribuir para melhorar a ação das associações, bem como ser um espaço de debate dos projetos e parcerias em prol do movimento associativo arcuense.

Programa

09h30

- Receção aos convidados

10h00  

- Sessão de Abertura do Fórum Associativo

                Dr. João Manuel Esteves (Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez)

            Dr. Vitor Dias, Diretor Regional do Instituto Português do Desporto e Juventude  (IPDJ)

10h15

- Palestra: “Financiamento Associativo”

Dr.ª. Maria da Luz Ribeiro (IPDJ Viana do Castelo)

11h00

- Apresentação do Website: “Trilhos de Arcos de Valdevez”

                Dr. Jorge Torres (Serifa)

11h20

- Protocolo: “Reorganização do Futebol de Formação do Concelho”

12h00

- Inauguração do “Centro de Marcha e Corrida”

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO ARCUENSE MARCA PRESENÇA NO ENCONTRO NACIONAL DE ASSOCIAÇÕES JUVENIS

15º Encontro Nacional de Associações Juvenis juntou mais de mil participantes este fim-de-semana no Centro Cultural da cidade de Viana do Castelo

O Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, João Esteves, marcou presença, no passado fim-de-semana em Viana do Castelo, no 15º Encontro Nacional de Associações Juvenis, organizado pela Federação Nacional das Associações Juvenis.

encontro-nacional-associacoes-juvenis.jpg

Este, que é o maior Encontro de Jovens e Dirigentes Associativos Juvenis que se realiza em Portugal, contou com a presença do Presidente da Republica Marcelo Rebelo de Sousa, o qual  presidiu à Sessão de Abertura deste encontro. Nesta cerimónia também estiveram o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues e o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

O associativismo juvenil arcuense esteve presente pela Associação Juventude de Vilafonche, a qual mostrou a sua atividade e dinamismo. 

AMARES FESTEJA O ASSOCIATIVISMO

Espetáculo Associativo Musical: "Saborear Amares" marca arranque da II semana do Associativismo de Amares

“Saborear Amares”, é esta a proposta do Município para o dia 22 de abril, que reserva uma noite em grande com o Espetáculo Associativo Musical a marcar o início da II Semana do Associativismo de Amares, que decorre até ao dia 1 de maio. A iniciativa, que terá lugar no Mosteiro de Rendufe, às 21h30, conta com a colaboração da Paróquia de Rendufe e vai envolver cerca de 200 participantes de diversas associações concelhias, num momento único pensado para reviver e reavivar as memórias da cultura do povo amarense, da cultura do vinho, um dos simbolos mais marcantes do concelho, as suas raizes e identidade, através da apresentação de diversas vertentes artísticas dinamizadas por terras de António Variações, Dom Gualdim Pais e Sá de Miranda.

CARTAZ ESPETACULO-03amaresss (1).JPG

Motivos não vão faltar para se deixar seduzir por Amares e pelas dinâmicas associativas do concelho, sendo que a programação prossegue no dia 24 de abril com o já tradicional teatro alusivo ao 25 Abril (CDRCAmarense), a decorrer às 21h30, em Amares. No mesmo dia, terá lugar a "Noite Arte e Cultura": ON BECK, na Sede da Banda de Amares, em Ferreiros (22h).

O dia da Revolução dos Cravos, 25 de abril, fica reservado às comemorações oficiais da efeméride que terão lugar a partir das 10h00, no Largo do Município. À noite há "Jantar Convívio Associativo", organizado pela Associação Movimenta Besteiros.

Já de 29 abril a 1 de maio a cor e a alegria vão invadir a freguesia de Lago, com o evento “Lago em Flor”, organizado pela ALAREC, com o apoio da Junta de Freguesia de Lago. Na mesma altura o Centro Interpretativo da Geira – Lago recebe a exposição “Raízes e tradições: O traje e o folclore”, numa iniciativa promovida pelo CDDS Valor Humano 3G.

O dia 30 de abril e 1 de maio ficam reservados ao desporto com UltraTrail da Geira – Caldelas que, este ano, compete para o campeonato nacional de modalidade e para o Raid 4x4 – Amares.

Recorde-se que a  II Semana do Associativismo de Amares é organizada pela  Câmara Municipal de Amares em parceria com diversas associações do concelho.

CARTAZ ESPETACULO-03amaresss (2).jpg

ASSOCIATIVISMO EM GRANDE DE 22 DE ABRIL A 1 DE MAIO EM AMARES

O movimento associativo do concelho volta a estar em destaque na II semana do Associativismo de Amares, iniciativa que vai decorrer entre 22 de abril e 1 de maio, apelando ao espírito interventivo e participativo das associações concelhias que vão unir-se à Câmara Municipal de Amares para levar até à população uma programação especial.

DSC04896.jpg

“Esta será uma semana abrangente e aberta, preenchida por várias iniciativas distintas e que tem por objetivo dinamizar o tecido associativo, promover as associações concelhias e a participação juvenil, envolvendo, simultaneamente, toda a população”, explicou, esta manhã, em conferência de imprensa o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, que acredita que “um concelho é muito mais rico quanto mais capacidade tiver de incentivar as associações a criar vitalidade e dinamismo”.

O vice-presidente e vereador do Associativismo, Isidro Araújo, lembrou que esta iniciativa surge, pelo segundo ano consecutivo, "como forma de criar um espaço de interação abrangente e participado por todas as associações, para que se envolvam e mostrem também um pouco daquilo que é o seu trabalho em prol do concelho”. Nas palavras de Isidro Araújo, “este será um momento de vida e pujança para o nosso concelho”, que arrancará da melhor forma com o espetáculo em jeito de musical “Saborear Amares”, uma iniciativa que vai juntar cerca de 200 participantes de várias associações concelhias.

Motivos não vão faltar então para que a população se sinta atraída a sair de casa e juntar-se às diversas iniciativas espalhadas pelos mais variados espaços do concelho de Amares, a começar pelo momento de abertura: o Espetáculo Associativo Musical: “Saborear Amares”, que terá lugar no Mosteiro de Rendufe, às 21h30, do dia 22. A iniciativa, que conta com a colaboração da Paróquia de Rendufe, vai envolver as seguintes associações: Grupo de Teatro de Bouro; Animares-CRDC Amarense; Associação de Fomento Amarense; Escuteiros de Lago; Escuteiros de Rendufe; AECA; Grupo Folclórico “AS Lavradeiras da casa do Povo de Amares”; Grupo Coral APEA e Grupo Teatro Fantoches Humanos Torre.

A programação prossegue no dia 24 de abril com o já tradicional teatro alusivo ao 25 Abril (CDRCAmarense), a decorrer às 21h30, em Amares. No mesmo dia, terá lugar a "Noite Arte e Cultura": ON BECK, na Sede da Banda de Amares, em Ferreiros (22h).

O dia da Revolução dos Cravos, 25 de abril, fica reservado às comemorações oficiais da efeméride que terão lugar a partir das 10h00, no Largo do Município. À noite há "Jantar Convívio Associativo", organizado pela Associação Movimenta Besteiros.

Já de 29 abril a 1 de maio a cor e a alegria vão invadir a freguesia de Lago, com o evento “Lago em Flor”, organizado pela ALAREC, com o apoio da Junta de Freguesia de Lago. Na mesma altura o Centro Interpretativo da Geira – Lago recebe a exposição “Raízes e tradições: O traje e o folclore”, numa iniciativa promovida pelo CDDS Valor Humano 3G.

O dia 30 de abril e 1 de maio ficam reservados ao desporto com UltraTrail da Geira – Caldelas que, este ano, compete para o campeonato nacional de modalidade e para o Raid 4x4 – Amares.

DSC04899.jpg

MUNICÍPIO DE CERVEIRA APOIA ASSOCIAÇÕES

Aprovados subsídios anuais para associações do concelho

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, na última reunião, a atribuição de 215 mil euros a 38 associações do concelho de finalidade cultural, recreativa, desportiva e social. A esta comparticipação financeira anual acresce o apoio logístico na realização de atividades, bem como a cedência de transporte, mediante solicitação.

De acordo com o autarca cerveirense, Fernando Nogueira, “o associativismo desempenha cada vez mais um papel fulcral na dinamização de qualquer concelho, na preservação das tradições e também no reforço dos laços comunitários. Por isso, o Município vai continuar ao lado das associações”.

Cumprindo a regulamentação para a comparticipação financeira a associações e clubes desportivos, associações culturais e recreativas e IPSS’s, a Comissão de Apreciação de Pedidos de Apoio concluiu o processo de análise das candidaturas para 2017, tendo apresentado ao executivo uma proposta que vai de encontro ao praticado no ano transato, ou seja, os apoios não sofrem alterações, na sua grande maioria.

No total, 38 associações de vária índole dividem, em 2017, 215 mil euros, mediante os critérios previamente definidos e regulamentados. As verbas aprovadas serão entregues de forma faseada, entre abril e dezembro, dando resposta às necessidades de cada coletividade.

PROJECTO "PROGRAMAR EM REDE" UNE FAMALICENSES

Câmara de Famalicão desafia associações culturais do concelho para projeto em rede. Autarquia disponibiliza até 10 mil euros para projeto vencedor

Depois do sucesso da iniciativa “Programar em Rede”, lançada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em 2016, aos vários agentes culturais do concelho, a autarquia volta a lançar o este ano desafio, disponibilizando uma verba de 10 mil euros para financiar um projeto cultural, que seja apresentado em rede por várias entidades do concelho, e que decorra entre 1 de janeiro e 30 de julho de 2018.

Fundação Cupertino de Miranda venceu primeira edição do concurso.jpg

A iniciativa tem como objetivo envolver os vários agentes culturais do concelho na concretização de um evento que se diferencie pela inovação e criatividade, pela capacidade de articulação de meios, pela mobilização e atração de público e pela descentralização da atividade cultural.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “o principal desafio do evento é colocar as instituições a trabalharem em rede para apresentar um projeto vencedor capaz de cativar os famalicenses e atrair turistas ao nosso concelho”.

O projeto destina-se a entidades com atividade no domínio cultural que tenham sede em Famalicão, e as candidaturas devem ser apresentadas até 31 de julho de 2017. O regulamento e ficha de inscrição está disponível no site do município em http://www.vilanovadefamalicao.org/_programar_em_rede. Caberá à divisão de Cultura e Turismo do município a verificação da conformidade das candidaturas, a avaliação e decisão do projeto vencedor será da responsabilidade do Conselho Municipal da Cultura (CMC)

Refira-se que o Conselho Municipal da Cultura é constituído por mais de meia centena de entidades culturais do concelho. Criado em 2009, é um órgão de consulta da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão que tem como objetivo principal envolver os diversos agentes culturais do município no planeamento e execução de uma política cultural abrangente e dinâmica. Entre as suas competências destaque para a elaboração de programa anual de atividades culturais e artísticas, estabelecendo uma calendarização coordenada; estudo de novas formas de cooperação entre as instituições e a discussão de grandes linhas estratégicas para a cultura.

Em 2016, a Fundação Cupertino de Miranda foi a grande vencedora da iniciativa com o projeto cultural "Museus Ilustrados em Rede". O projeto que envolve os treze museus da Rede Municipal de Famalicão conquistou a maioria dos votos do Conselho Municipal da Cultura.

VIZELA COMEMORA RESTAURAÇÃO DO CONCELHO

Mostra de associativismo escolar e tarde musical animaram aniversário do Concelho

No âmbito das comemorações do 19.º Aniversário do Município de Vizela, realizou-se no dia 19 de março, no Jardim Manuel Faria, uma tarde musical e uma Mostra de Associativismo Escolar.

mostra associativismo.jpg

A atividade realizou-se numa parceria entre a Autarquia e algumas das Associações de Pais das Escolas do Concelho, nomeadamente: a Associação de Pais da EB de Santo Adrião de Vizela; a Associação de Pais de EB Joaquim Pinto – S. João; a Associação de Pais e Amigos da EB e JI do Cruzeiro de Infias e a Associação de Pais do Centro Escolar de S. Miguel.

A Biblioteca Municipal Jorge Antunes também esteve presente com a realização de atividades recreativas para o público infantil.

No Jardim decorreu também a “Tarde Musical”, com animação e boa música protagonizada pelo Grupo de Cavaquinhos da Casa do Povo de Vizela e pelo Grupo Musical “ALEZIV”.

tarde musical.jpg

VIZELA REALIZA MOSTRA DE ASSOCIATIVISMO ESCOLAR E REALIZA TARDE MUSICAL

A Câmara Municipal de Vizela, no âmbito das comemorações do 19.º Aniversário do Município de Vizela , realizará no dia 19 de março, no Jardim Manuel Faria, a partir das 14h00, a “Mostra de Associativismo Escolar”, promovida em parceria com algumas das Associações de Pais das Escolas do Concelho, nomeadamente: a Associação de Pais da EB de Santo Adrião de Vizela; a Associação de Pais de EB Joaquim Pinto – S. João; a Associação de Pais e Amigos da EB e JI do Cruzeiro de Infias; a Associação de Pais do JI e EB do Monte – Santa Eulália e a Associação de Pais do Centro Escolar de S. Miguel.

cartaz 19 marco.jpg

A Mostra consistirá na venda de comes & bebes, cuja receita reverterá exclusivamente a favor de todas as associações participantes.

De referir ainda que estará representada a Biblioteca Municipal Jorge Antunes, com atividades recreativas para o público infantil.

Em simultâneo no mesmo local, decorrerá a “Tarde Musical”, com início pelas 15h00, com bastante animação e boa música protagonizada pela Tuna da Universidade Sénior do Rotary Club de Vizela; o Grupo de Cavaquinhos da Casa do Povo de Vizela e o Grupo Musical “ALEZIV”.

São motivos mais que suficientes, para nos presentear com a vossa presença, em que além da boa música poderá ajudar as nossas associações de pais a angariar fundos para as atividades das nossas crianças.

Ressalva-se que caso as condições climatéricas sejam adversas, as iniciativas serão canceladas.

GERAÇÃO LANHOSO CAPACITA ASSOCIAÇÕES JUVENIS

O Projeto Geração Lanhoso CLDS 3G está a promover uma ação de revitalização/capacitação de Associações Juvenis do concelho da Póvoa de Lanhoso, nomeadamente a Associação de Jovens Emilianos, Associação Juvenil de Vilela, Associação de Jovens de Campos e a Associação Cultural de Jovens de Valdemil.

Capacitacao de associacoes 1.JPG

Esta ação pressupõe um conjunto de Workshops de Capacitação dos elementos que compõem estas associações juvenis com o objetivo de as capacitar para a adoção de práticas de planeamento e gestão, trabalho em rede e para o empreendedorismo social.

Neste momento, já decorreram três sessões nas quais já foram debatidos os temas do diagnóstico organizacional, exploração de áreas de desenvolvimento e definição de atividades a desenvolver em cada uma delas. Na última sexta-feira, a sessão decorreu na Associação de Jovens Emilianos, onde foi aprofundada a realidade dessa associação bem como a sua área de atuação. A próxima sessão está agendada para o dia 24 de fevereiro na Associação Juvenil de Vilela.

Estas sessões, dinamizadas por Armando Fernandes, são uma espécie de encontro entre associações, onde são discutidas ideias que, posteriormente, serão trabalhadas e organizadas de forma a poderem ser concretizadas.

Esta ação está inserida no Eixo 3 - capacitação da comunidade e das instituições do projeto e comporta três dimensões de apoio: a elaboração do diagnóstico participado; a formação sobre temáticas mais específicas e aprofundadas de capacitação organizacional; e a promoção de iniciativas conjuntas de lançamento de um desafio.

Dentro desta ação serão desenvolvidas as seguintes atividades: workshop de sensibilização para a capacitação institucional; capacitação organizacional no âmbito do planeamento estratégico (diagnóstico organizacional e planeamento estratégico junto de cada associação); acompanhamento e monitorização das associações apoiadas; eventos conjuntos das quatro associações; e um desafio final (as várias associações  vão desenvolver um projeto que irá contribuir para resolver um problema de âmbito social).

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

Capacitacao de associacoes 2 (1).JPG

Capacitacao de associacoes 3.JPG 

TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO COMEMORAM CINQUENTENÁRIO DO SEU GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL

Comemorações do cinquentenário do Grupo Desportivo e Cultural dos T. ENVC

EstaColectividade tem como lema realizar comemorações condignas, considerando que cinquenta anos de existência é razão suficiente para acreditar que há um longo caminho para percorrer no futuro, agora assente na experiência do muito trabalho realizado no passado. Para o GDCTENVC está ultrapassado o tempo de asfixia que lhe foi imposto na sequência do encerramento dos ENVC. Se alguém pensava que também para esta entidade histórica haveria morte anunciada, bem enganado estava. Haverá muito trabalho pela frente, mas este será de certeza um trabalhobem-sucedido.

16809383_1191358950978546_780950103_n (1).jpg

E foi na base deste estado de espírito que decorreram os primeiros eventos destas celebrações, nos dias 9 e 10 deste mês de Fevereiro. No primeiro dia, não fugindo à tradição, houve uma romagem ao cemitério para homenagem aos associados e amigos do Grupo já falecidos; uma cerimónia simbólica na Sede Social para um verde de honra e degustar um bolo aniversariante; e, em momento de superior nobreza, a inauguração, na Galeria da Santa Casa de Misericórdia de Viana, de uma exposição retrospectiva sobre o meio século vencido, onde se retrata uma vida de serviço intenso em benefício dos trabalhadores dos ENVC e da população de Viana do Castelo.

No dia imediato, com Jaime Lacerda, fundador do GDCTENVC, à época (1967) administradordos Estaleiros de Viana, foi possívelfalar da formação desta Colectividade e do enorme entusiasmo com que esta foi recebida nos ENVC e na cidade. Para quem desconhece e para que possa ser devidamente aquilatado o seu crescimento rápido, aqui se relata a parte final de um longo artigo escrito por Agostinho da Conceição no “Jornal República” em Junho de 1972: Viana do Castelo precisava, desde há muitos anos, de algo como o Grupo Desportivo dos ENVC, em acção insistente na necessidade expansiva das coisas de espírito. (E acção semcantarolices balofas, esticar de pescoços, cartazes de esquina auto-apregoados, etc., etc., – índice de nulidade!...).Viana do Castelo precisava, de facto, de acção séria, profunda e intensiva… Em boa dose já a tem. E tinha, na verdade, como se constatou neste interessante debate com a particular participação daquele que ousou sonhar para a criação de uma entidade com o objectivo de amenizar o trabalho duro dos construtores de navios e servir, também desta forma, Viana do Castelo.

As comemorações do cinquentenário do GDCTENVC vão continuar ao longo de todo o ano de 2017.

Imagens de Gentil Morais

16775935_1191358924311882_1060854084_o.jpg

16779941_1191358920978549_1980001552_n.jpg

16779984_1191359130978528_1708447687_n.jpg

16780102_1191358977645210_1677375114_n.jpg

16780107_1191358934311881_1073411208_n.jpg

16780554_1191358970978544_1203672683_n.jpg

16780644_1191358904311884_2026092402_n.jpg

16780651_1191358974311877_493634797_n.jpg

16788061_1191358930978548_210732799_n.jpg

16788265_1191358967645211_93350797_n.jpg

16788319_1191358960978545_413778789_n.jpg

16790594_1191358947645213_880722656_n.jpg

16790610_1191358927645215_1903182734_n.jpg

16790690_1191359054311869_459563965_n.jpg

16790781_1191358954311879_1740820858_n.jpg

16790806_1191358910978550_42413777_n.jpg

16808641_1191358997645208_739162619_n.jpg

16809035_1191358907645217_1910861136_n.jpg

16809075_1191359127645195_1294010426_n.jpg

16809092_1191358937645214_1425865894_n.jpg

16809116_1191359050978536_1277306534_n.jpg

16809505_1191358917645216_1247642967_n.jpg