Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA LEVA PROGRAMA "5 AO DIA" À POPULAÇÃO SÉNIOR

Programa ‘5 ao Dia’ deverá chegar à população sénior

O Município de Braga assinalou hoje, 18 de Outubro, o arranque da 8.ª edição do ‘Programa 5 Ao Dia’, uma iniciativa que visa a promoção do consumo diário de 5 frutos e/ou hortícolas junto de crianças em idade escolar.

CMB18102017SERGIOFREITAS0000009289

Desenvolvido em estreita colaboração com o Mercado Abastecedor da Região de Braga (MARB) e com a Associação 5 Ao Dia, nos últimos seis anos o programa já chegou a cerca de dez mil crianças, estimando-se que as iniciativas abranjam este ano lectivo mais de 1.800 alunos do 4.º ano de escolaridade. Em breve, o projecto deverá chegar à população sénior do Concelho.

Na sessão inaugural do programa, na qual participaram meia centena de crianças do 4.º ano das 4.º ano das EB1 Cruz e EB1 Garapôa, ambas pertencentes ao Agrupamento de Escolas de Celeirós, a vereadora da Educação do Município de Braga, Lídia Dias, destacou o carácter pedagógico da iniciativa, não apenas para as crianças, como também para as famílias. “Ao trabalharmos estas boas práticas de alimentação nas crianças, estamos também a chegar aos pais e às famílias, consciencializando-os para a importância de fazer uma alimentação cuidada e equilibrada”, referiu.

A par do ‘5 ao Dia’, o Município tem vindo a implementar diversas iniciativas que visam sensibilizar a comunidade escolar para esta temática, nomeadamente a distribuição de fruta nas escolas, o projecto ‘Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável’ ou o projecto pedagógico ‘Curte o Iogurte’. Segundo Lídia Dias, este ano lectivo está também a ser distribuído pelas escolas um flyer com os ‘10 Passos por uma vida mais saudável’.

Conscientes da importância social do programa ‘5 ao Dia’ e do contributo do mesmo para a melhoria dos hábitos alimentares das crianças, neste ano lectivo de 2017/2018, a Associação 5 AO DIA e o MARB decidiram continuar a alargar o programa ‘5 ao Dia’ aos diversos Concelhos do distrito de Braga, estando já confirmada a presença de crianças do 4.º ano do 1.º ciclo das escolas dos concelhos de Braga, Esposende, Terras de Bouro, Amares, Vila Verde e Fafe.

Nesta 8.ª edição, o programa surge com algumas novidades pedagógicas e uma nova imagem, continuando a contar com a parceria da ‘NUTRI VENTURES Corporation NVC, S.A’, entidade detentora de uma marca de entretenimento infantil que promove, exclusivamente, a alimentação saudável em mais de 30 países do mundo, e cujas séries de animação transmitidas em Portugal em canais televisivos como o PANDA e RTP2, são bem conhecidas das crianças.

CMB18102017SERGIOFREITAS0000009292

CMB18102017SERGIOFREITAS0000009300

CMB18102017SERGIOFREITAS0000009301

MUNICÍPIO DE AMARES INCENTIVA HÁBITOS DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL JUNTO DOS MAIS NOVOS

Para assinalar o Dia Mundial da Alimentação, que se comemorou ontem (dia 16 de outubro), o Município de Amares deu início à distribuição de sementes de salsa por todas as crianças que frequentam os centros escolares do concelho.

DSC08107

O objetivo primário desta iniciativa é sensibilizar os mais novos e os seus encarregados de educação para a redução do consumo de sal, incentivando o cultivo de ervas aromáticas em casa.

A vereadora da Educação e Saúde do Município de Amares, Cidália Abreu, lembra que esta iniciativa vem ao encontro da política municipal já praticada nos refeitórios escolares onde é disponibilizada uma ementa cuidadosamente preparada e equilibrada com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida e saúde da comunidadedesde tenra idade, prevenindo o aparecimento de eventuais doenças causadas por uma alimentação menos cuidada”.

Cidália Abreu acrescenta que o Município de Amares vai continuar a apostar em medidas que incentivem a formação de hábitos saudáveis e que contribuam para a promoção da saúde dos amarenses.

DSC08116

DSC08127

DSC08130

DSC08141

PROGRAMA "5 AO DIA" ARRANCA AMANHÃ EM BRAGA

Abertura da 8.ª edição do Programa ‘5 ao Dia’, Quarta-feira, 18 de Outubro, às 09h30, no Mercado Abastecedor da Região de Braga, em Celeirós

O Município de Braga prepara o arranque da 8.ª edição do Programa ‘5 ao Dia’, que terá lugar amanhã, Quarta-feira, dia 18 de Outubro, às 09h30, no Mercado Abastecedor da Região de Braga (MARB), em Celeirós, Braga.

A iniciativa irá contar com a presença de Lídia Dias, Vereadora da Educação.

O ‘5 ao Dia’ é um programa visa a promoção do consumo diário de 5 porções de frutas e/ou hortícolas junto de crianças em idade escolar, de modo a potenciar uma alimentação saudável.

O arranque desta edição irá contar com a participação de meia centena de crianças do 4.º ano das EB1 Cruz e EB1 Garapôa, ambas pertencentes ao Agrupamento de Escolas de Celeirós.

MONÇÃO PROMOVE SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

(16 a 23 de outubro)

Previstas várias iniciativas destinadas a crianças e adultos. O objetivo é transmitir aos participantes a importância de uma alimentação cuidada na melhoria da qualidade de vida, elevação da autoestima e prevenção de doenças.

0001

Nunca se falou tanto nos benefícios de uma alimentação saudável como nos dias de hoje. Não é para menos. Proporciona qualidade de vida, eleva a auto estima e previne qualquer doença. Na verdade, somos o que comemos. Isto porque os alimentos digeridos diariamente têm influência no funcionamento do nosso organismo e na forma como encaramos o quotidiano.

Viver bem começa na boca. Como tal, queremos ajudá-lo(a) a adotar uma alimentação saudável. Para o efeito, vamos promover uma semana dedicada ao tema. Será entre 16 e 23 de outubro. Destina-se a adultos e a crianças. Com um conjunto variado de atividades.

Desta forma, ao longo da semana estão previstas sessões temáticas sobre alimentação mediterrânea nas escolas do concelho para alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico. A ideia é “dizer” às crianças que bons alimentos proporcionam saúde e bem-estar.

No dia 19, quinta-feira, o Cine Teatro João Verde recebe várias sessões de teatro-debate “O corpo é que paga” destinadas a alunos do 9º ano de escolaridade. Promovidas pela “Usina”, associação dedicada a projetos de intervenção social, tem como finalidade levar os jovens a refletir sobre as adversidades resultantes de uma alimentação pouco cuidada.

No dia 21, sábado, entre as 10h00 e as 13h00, realiza-se um workshop para adultos sobre nutrição infantil saudável denominado “Nutrição & Culinária: O que devemos cozinhar para as crianças?”. Destina-se a pais, mães, encarregados de educação e professores.

A iniciativa decorre na Escola Profissional de Monção, sendo necessária a respetiva inscrição (gratuita), até 19 de outubro, para os seguintes contactos. servicossociais@cm-moncao.pt e T. 251 649 000. Os formadores são a nutricionista Goreti Silva e o chefe de cozinha Hugo Martins, da “Divercook, lear by cooking”.

O worshop conta com uma parte teórica, uma parte prática e degustação. Na parte teórica, serão abordadas questões como educar nutricionalmente as crianças, como evitar carências alimentares infantis e em que situações se deve fazer suplementação.

Na componente prática, serão confecionadas iguarias aconselhadas para as crianças, fáceis de cozinhar, económicas e nutricionalmente adequadas. Depois, segue-se a degustação dos produtos confecionados.

A Semana da Alimentação Saudável é promovida pelo serviço educativo da autarquia monçanense com o apoio do Agrupamento de Escolas de Monção e da EPRAMI, polo de Monção. Refira-se que o município dedica o mês de outubro ao desporto através da realização de uma prova de BTT, dois trilhos pedestres e dois trails.

Fernando Silva

0002

ASSOCIAÇÃO “5 AO DIA” VAI CONTINUAR A INSISTIR NUMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Promovendo consumo de hortofrutícolas

A Associação “5 ao Dia” está a promover por estes dias mais uma edição do Programa “5 ao Dia, Faz Crescer com Energia”, que fomenta uma alimentação equilibrada e saudável.

2

O reinício do programa aproveita o Dia Mundial da Alimentação, que se assinala a 16 de outubro, enfatizando, assim, o consumo de pelo menos cinco porções diárias de produtos hortofrutícolas como forma de prevenir doenças crónicas associadas aos maus hábitos alimentares.

O programa privilegia o público escolar e aproveita os espaços físicos dos mercados abastecedores, designadamente aqueles sob gestão do Grupo SIMAB – concretamente o MARL (Lisboa), MARB (Braga), MARÉ (Évora) e o MARF (Faro) –, que, também desta forma, dão cumprimento à sua política de responsabilidade social. Mas aproveita igualmente outros espaços ligados à distribuição agroalimentar afetos a parceiros protocolados, como é o caso do “Lidl Portugal” e do Mercado Abastecedor de Coimbra.

3

Como referido, o Programa “5 ao Dia” tem por objetivo a promoção do consumo diário de cinco porções de fruta e/ou hortícolas junto de crianças com idades entre os 7 e os doze anos, para potenciar uma alimentação saudável e estilos de vida saudáveis, assim contribuindo para a prevenção de diversas doenças crónicas, nomeadamente a obesidade.

Instituído para responder à crescente necessidade de educação cívica das crianças -- pelo que formatou programas para dois grupos alvo: Primeiro Ciclo (7 aos 9 anos) e Segundo Ciclo (10 aos 12 anos), o programa assume a escola como local privilegiado para a assunção de hábitos e estilos de vida saudável, também no que respeita à alimentação.

A mensagem que é passada aos participantes assenta, assim, nos benefícios do consumo diário de, pelo menos, cinco doses de produtos hortofrutícolas, particularmente nas suas qualidades nutricionais, isto sobre o mote “5 ao Dia, Faz Crescer com Energia!”.

A par da SIMAB, parceiro-âncora da Associação “5 ao Dia”, o Programa envolve muitas outras entidades, de matriz pública ou privada, entre elas um significativo conjunto de municípios, estabelecimentos de ensino de diferentes níveis académicos, e marcas como a “Vitacress”, “Lidl Portugal”, “Horta Caramela” ou “RIJk Zwaan”.

Além da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e da Junta de Freguesia da Penha de França, com quem protocolou também a relação, a Associação “5 ao Dia” tem entre os seus parceiros as câmaras municipais de Braga, Évora, Faro, Olhão, Loulé, São Brás de Alportel, Loures, Alvito e Montijo.

Mantém igual relação com as administrações regionais de Saúde do Norte, Alentejo e Centro; direções dos Serviços de Educação do Norte, Centro e Alentejo; Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte; Universidade de Évora (ICAAM), universidades do Minho e do Algarve; Instituto Piaget – Almada; Escola Superior Agrária de Coimbra; Escola Superior Agrária de Ponte de Lima do Instituto Politécnico de Viana do Castelo; Escola Superior de Enfermagem de Coimbra; Delegação do Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia; Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas; e Escola Superior de Saúde do Algarve.

O seu Conselho Científico é constituído pela Direção Geral de Saúde/Plataforma Contra a Obesidade (Ministério da Saúde), Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (Ministério da Educação), Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto (FCNAUP), Faculdade de Medicina da Universidade do Porto – Serviço de Higiene e Epidemiologia, e Associação Portuguesa dos Nutricionistas.

Decorrendo ao longo do ano letivo, envolve vários milhares de crianças de todo o país, à semelhança do que acontece em muitos outros países, particularmente da Europa e da América Latina.

“5 AO DIA” NA AGENDA DOS MERCADOS

Quanto ao início de mais uma edição do “5 ao Dia” nos mercados abastecedores sob gestão da SIMAB, ele acontece em diferentes dias. Assim, na segunda-feira (16), o arranque dá-se nos mercados de Lisboa (MARL) e de Faro (MARF), enquanto Évora (MARÉ) o faz na terça-feira (17) e Braga (MARB) na quarta-feira (18).

No dia em que se comemora o Dia Mundial da Alimentação (16), as instalações do “5 ao Dia” no MARL recebem a visita de meia centena de crianças a frequentar o Primeiro Ciclo na EB1 de Casal de Cambra (Sintra), a quem, a par das atividades ludo-educativas já habituais no programa, é oferecida uma “t-shirt” com o logotipo deste movimento.

Em Faro (MARF), a sessão inicial desenvolve-se, a partir das 10h00, com um alinhamento semelhante ao do MARL, sendo que o “5 ao Dia” envolve aqui os municípios de Faro, Olhão, São Brás de Alportel e de Loulé, bem como a Escola Superior de Saúde da Universidade do Algarve.

Em Évora (MARÉ), também durante a manhã, o Mercado Abastecedor do Alentejo recebe para este efeito meia centena de crianças a frequentar o Primeiro Ciclo no Colégio dos Salesianos. Já em Braga (MARB), são convidados da Associação 5 ao Dia e da SIMAB/MARB meia centena de crianças do quarto ano do Primeiro Ciclo das escolas EB da Cruz e da Garapoa, neste concelho. A sessão de abertura regista a participação do presidente da Associação 5 ao Dia e vogal do Conselho de Administração da SIMAB, Rui Martins, e da vereadora da Educação na Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias.

Na edição que ora se inicia, o Programa 5 ao Dia/Braga vai alargar-se a mais concelhos da região, tendo confirmada a participação de crianças do quarto ano do Primeiro Ciclo de escolas de Esposende, Terras de Bouro, Amares, Vila Verde e Fafe.

Vai também utilizar novos conteúdos pedagógicos, privilegiando – tal como acontece nos restantes espaços – a parceria com a “Nutri Ventures Corporation”, marca de entretenimento infantil que promove exclu-sivamente a alimentação saudável em mais de 30 países e cujas séries de animação são transmitidas em Portugal em canais televisivos como o “Panda” e “RTP2”.

1

FAMALICÃO PROCURA HERÓIS DA FRUTA

Câmara de Famalicão quer mais escolas do concelho no projeto “Heróis da Fruta”. Inscrições para o projeto nacional decorrem até dia 13 de outubro

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão quer ver mais escolas do 1º Ciclo e Pré-Escolar do concelho envolvidas no projeto “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” e, por isso, lançou o desafio aos estabelecimentos de ensino para que se inscrevam, até ao dia 13 de outubro, na sétima edição daquela que é já considerada a maior iniciativa gratuita de educação para a saúde em Portugal.

Heróis da Fruta

Recorde-se que no ano passado aderiram ao projeto 14 estabelecimentos de ensino, 47 salas/turmas totalizando 935 alunos do concelho famalicense.

O “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” é atualmente o maior programa gratuito de educação para a saúde de âmbito nacional com uma das maiores taxas de sucesso de sempre em reeducação alimentar infantil.

Os dados obtidos no ano passado indicam que 34,26% dos alunos participantes apresentam “corpulência excessiva”, isto é, um índice de massa corporal elevado para a idade e sexo, sendo que 15,85% apresentavam um estado de excesso de peso e 18,41% um estado de obesidade. Segundo dados recentes, a média nacional para a obesidade infantil encontra-se nos 14%.

O modelo pedagógico inclui motivar crianças, mobilizar adultos e premiar os “Heróis da Fruta” o que o torna tão eficaz. 

Com esta adesão ao projeto, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão reforça o trabalho que tem vindo a desenvolver no âmbito da alimentação saudável junto das crianças dos jardins de infância e 1º ciclo do concelho, destacando a importância do consumo de fruta e de lanches saudáveis, tornando-se “Autarquia Parceira” da 7ª edição do projeto.

Desta forma, o desafio é lançado a todas as escolas do município, para se inscreverem gratuitamente e implementarem este programa educativo no ano letivo 2017-2018.

MONÇÃO PROMOVE SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

(16 a23 de outubro)

Previstas várias iniciativas destinadas a crianças e adultos. O objetivo é transmitir aos participantes a importância de uma alimentação cuidada na melhoria da qualidade de vida, elevação da autoestima e prevenção de doenças. 

Alimentação

Nunca se falou tanto nos benefícios de uma alimentação saudável como nos dias de hoje. Não é para menos. Proporciona qualidade de vida, eleva a auto estima e previne qualquer doença. Na verdade, somos o que comemos. Isto porque os alimentos digeridos diariamente têm influência no funcionamento do nosso organismo e na forma como encaramos o quotidiano.

Viver bem começa na boca. Como tal, queremos ajudá-lo(a) a adotar uma alimentação saudável. Para o efeito, vamos promoveruma semana dedicada ao tema. Será entre 16 e 23 de outubro. Destina-se a adultos e a crianças. Com um conjunto variado de atividades.

Assim, ao longo da semana estão previstas sessões temáticas sobre alimentação mediterrânea nas escolas do concelho para alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico. No dia 19, quinta-feira, o Cine Teatro João Verde recebe várias sessões de teatro-debate “O corpo é que paga” destinadas a alunos do 9º ano de escolaridade.

No dia 21, sábado, realiza-se um workshop para adultos sobre nutrição infantil saudável, destinando-se a pais, mães e encarregados de educação. A iniciativa decorre na Escola Profissional de Monção, sendo necessária a respetiva inscrição (gratuita) para os seguintes contactos. servicossociais@cm-moncao.pt e T. 251 649 000.

A Semana da Alimentação Saudável é promovida pelos serviços de ação social e educação da autarquia monçanense com o apoio do Agrupamento de Escolas de Monção e da EPRAMI, polo de Monção. Refira-se que o município dedica o mês de outubro ao desporto através da realização de uma prova de BTT, dois trilhos pedestres e dois trails.

Fernando Silva

VOTO ANTECIPADO

Por deliberação da Comissão Nacional de Eleições, informa-se o seguinte:

O voto antecipado das eleições autárquicas 2017 corresponde ao período entre 21 e 26 de setembro, podendo ser exercido no Edifício do Loretodurante o horário normal de expediente: 9h00 às 17h00.

No sábado e domingo, o horário é das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00

OUTUBRO É O MÊS DO DESPORTO E DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

“Invista em si. Pratique desporto”

No dia 1 de outubro, domingo, vamos exercer o nosso direito cívico. Nos restantes fins de semana, vamos exercitar o corpo e a mente nas cinco propostas desportivas que o nosso concelho disponibiliza a quem gosta de praticar desporto em comunhão com a natureza.

Outubro

Ao longo do mês, estão previstos dois percursos pedestres, uma prova de BTT edois trails, realizando-se também uma semana dedicada à alimentação saudável. O objetivo é promover o território e estilos de vida positivos. O conselho é: “Invista em si. Pratique desporto”.

4ª Maratona BTT “Berço do Alvarinho”

Com organização do Clube de Cicloturismo de Monção e Associação de Ciclismo do Minho e apoio da Câmara Municipal de Monção, a 4ª Maratona BTT Berço do Alvarinho disputa-se por estradas, caminhos e trilhos de diversas freguesias do concelho de Monção.

Tendo como ponto de partida e chegada a Praça Deu-la-Deu, sala de visitas da localidade raiana, a prova realiza-se no dia 8, domingo, contemplando percursos de maratona (51,5 km) e meia-maratona (39,5 km). Prevê-se a participação de mais de duas centenas de betetistas de clubes nacionais e galegos.

Caminho dos Mortos

O Trilho do Caminho dos Mortos, na freguesia montanhosa de Merufe, está marcado para o dia 14, sábado. Percorre o caminho ancestral entre o lugar do Mosteiro e o lugar do Arado utilizado pelos populares para transportarem, em carros de bois, os seus entes queridos para serem enterrados.

Neste percurso, englobado na iniciativa “Caminha para Conhecer Monção”, os participantes vão deparar-secom paisagens deslumbrantes e vestígios de um passado orgulhoso como os caminhos ladeados por pedra, os moinhos ou as mamôas.

I Trail do Vale do Mouro

O Vale do Mouro estreia-se nas provas de trail com um percurso longo, 27 quilómetros, e um percurso curto, 17 quilómetros, estando ainda assegurados prémios de participação, prémios individuais e prémios de grupos. Com saída e chegada da Casa do Povo de Tangil, o I Trail do Vale do Mouro realiza-se no dia 15, domingo.

Apadrinham a prova, que inclui caminhada de 10 quilómetros, os desportistas Marisa Martins e João Oliveira. Sendo uma freguesia de montanha com diversos motivos de interesse, esta iniciativa desportiva e turística constitui uma oportunidade impar para exercitar o corpo em sintonia com a beleza paisagística e patrimonial deste território.

Semana da alimentação saudável

Promovido pelos serviços sociais e educativos da autarquia monçanense com apoio do Agrupamento de Escolas de Monção e Escola Profissional de Monção, a Semana da Alimentação Saudável decorre entre os dias 16 e 23 com um conjunto variado de atividades.

Neste período, estão agendadas sessões temáticas sobre alimentação mediterrânica para os alunos do 1º CEB, sessões de teatro-debate “O corpo é que paga” para alunos do 9º ano e workshop de nutrição infantil saudável para pais, mães e encarregados de educação.

Trilho da Carvalheira de Abedim

Marcado para o dia 28, sábado, o Trilho da Carvalheira de Abedim atravessa um denso e frondoso bosque de carvalhos e azevinhos. Como ponto singular de observação referência para a Penha de S. Martinho que oferece uma panorâmica magnífica sobre as parcelas de minifúndio do Vale do Gadanha.

Neste deambular com orientação de guias, podem-se também contemplar caminhos carreteiros empedrados, açudes, levadas e moinhos seculares que, em outros tempos, eram utilizados com vários fins (moagem de cereais, lagares de azeite, serração de madeira, engenhos de linho etc).

3º Trail Urbano “Muralhas de Monção”

O 3ºTrail Urbano “Muralhas de Monção”, prova que conheceu um impulso significativo da primeira para a segunda edição, tem partida e chegada do Parque das Caldas, zona ribeirinha da localidade raiana servida por vários equipamentos desportivos e recreativos.

A organização agendou duas provas de trail, com 12 e 8 quilómetros, e uma caminhada na distância de 8 quilómetros. marcado para o dia 29, domingo, o percurso faz-se maioritariamente pela zona muralhada da vila, complementando o sentir desportivo com o olhar pelo património.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO ALMOÇA EM CANTINA ESCOLAR PARA VERIFICAR QUALIDADE DO SERVIÇO

Na sequência de dúvidas e preocupações manifestadas pelos pais e encarregados de educação quanto ao serviço de refeições escolares na Escola Prof. Filomena Mesquita, em Cabeceiras de Basto, o Presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, decidiu hoje mesmo visitar aquela escola e almoçar com as crianças.

Presidente da Câmara almoça em cantina escolar para se inteirar da qualidade do serviço

O presidente da Câmara esteve acompanhado da coordenadora do estabelecimento, Profª Fernanda Sousa e da representante de Direção do Agrupamento de Escolas, Dra. Fátima Carvalho, bem como técnicos da área da Educação deste Município.

Apesar de estar na posse de um relatório técnico que confirma as boas condições do fornecimento das refeições naquela escola, o Presidente da Câmara quis acompanhar e inteirar-se pessoalmente da situação, tendo verificado as boas condições de qualidade e quantidade em que as refeições são distribuídas aos meninos e meninas.

De referir que todas as ementas são sugeridas por nutricionista, a confeção das refeições é supervisionada por empresa certificada e o fornecimento das mesmas acompanhado por técnica de segurança alimentar.

O Presidente da Câmara garante, assim, aos pais e encarregados de educação a qualidade do serviço prestado e informa que continuará a acompanhar com toda a atenção o serviço das refeições escolares para que nada possa por em causa a segurança alimentar das nossas crianças.

MERCADO ABASTECEDOR DE BRAGA RECOMENDA INÍCIO DE ANO LETIVO COM MÁXIMA ENERGIA

Um apelo ao consumo diário de frutas e legumes

“Começa a escola com a máxima energia”. É este o mote do Mercado Abastecedor da Região de Braga para se associar ao presente início do ano letivo, momento de particular importância para os pais e encarregados de educação, também no que respeita a uma alimentação equilibrada que induza um crescimento saudável das crianças e jovens.

anuncio_fruta_energia

Com relevância no objeto do Mercado Abastecedor da Região de Braga, as hortofrutícolas são, desde logo, a base de uma dieta saudável, o que justifica que a própria SIMAB – que gere a rede de mercados abastecedores, entre eles o MARB –, também pela sua responsabilidade social, dedique especial atenção à sensibilização para o consumo deste tipo de alimentos.

Sendo assumido que a ingestão de quantidades adequadas de hortofrutícolas (cerca de 400 gr/dia) diminui o risco de desenvolvimento de diversas doenças crónicas não transmissíveis, por exemplo a obesidade, não poderia ser outra a atitude do MARB e da SIMAB que não a de sensibilizar para este facto logo no início de um ciclo especialmente sensível no quotidiano de milhares de crianças e jovens da região.

Não podemos esquecer que as hortícolas, precisamente o segundo maior grupo da “roda dos alimentos”, fornece tanto como 23% da energia diária total, o que corresponde à ingestão de 3 a 5 porções por dia, sendo que uma porção corresponde a duas chávenas almoçadeiras de hortícolas crus (180 g) ou uma chávena de cozinhados (140 gr).

Já a fruta, como todos sabemos, é uma ótima fonte de hidratos de carbono, a frutose, e contribui com cerca de 20% da energia de que precisamos, pelo que se recomenda a ingestão de 3 a 5 porções diárias, sendo que uma porção pode corresponder a uma peça de fruta de média dimensão.

 

O MAIS IMPORTANTE SETOR DO “MARB”

O enfoque particular que o Mercado Abastecedor de Braga dá ao setor das frutas e legumes tem também em conta a sua importância no contexto da atividade desta plataforma, concentrando cerca de 70% do total dos operadores/empresas aqui presentes, que ocupam uma parte muito significativa da área comercial construída. O que se traduz numa grande predominância das quantidades transacionadas.

A produção nacional tem enorme expressão no mercado bracarense, sendo a proveniência da maioria dos hortofrutícolas aqui vendidos.

No caso dos hortícolas, o peso da produção nacional ronda os 80%, sendo que uma parte importante desses produtos é proveniente do eixo Esposende – Póvoa de Varzim - Vila do Conde.

No caso das frutas, não obstante serem transacionados alguns produtos importados, principalmente oriundos de Espanha, constata-se, ainda assim, uma preponderância dos provenientes das principais zonas produtoras nacionais.

Considerando os últimos cinco anos, podemos dizer que o número de operadores/vendedores de frutas e hortícolas tem-se mantido relativamente estável no MARB, existindo atualmente 49 operadores/empresas.

A atenção que o MARB vota à promoção do consumo de fruta e legumes como imperativo para uma alimentação saudável deve muito ao trabalho da “Associação 5 ao Dia”, que, cada vez mais universalizado, dá frutos junto dos mais novos e assim consuma a responsabilidade social de todo o Grupo SIMAB.

fruta_energia_02

PAREDES DE COURA É TERRA VEGETARIANA

Paredes Coura Vegetariana 2017. Para os amantes da comida saudável. 8 – 10 setembro

Steven Wise, da Nonhuman Rights Foundation, e Alexandra Clark, da Humane Society International, são apenas alguns dos nomes internacionais que se juntarão entre amanhã e domingo, 8 e 10 de setembro, para a 3ª edição do Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana, juntamente com os nossos especialistas nacionais e figuras públicas que abraçaram um modo de vida mais ético e sustentável, como João Manzarra e Heitor Lourenço.

Organizado pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Associação Quinta das Águias, o Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana tem como ponto de partida o facto de as nossas escolhas alimentares terem um impacte muito forte na nossa saúde, no meio ambiente, na economia e no bem-estar animal.

Amanhã, sexta-feira, arranca com o filme “What the Health”, dos realizadores do premiado “Cowspiracy”. No dia seguinte também é projetado “Unlocking the Cage”, que acompanha Steven Wise, advogado de defesa dos direitos dos animais, no desafio sem precedentes de quebrar o muro legal que separa animais e humanos.

Alguns intervenientes:

Steven M. Wise é o fundador e Presidente do Nonhuman Rights Project, a única organização de direitos civis dedicada à obtenção de direitos legais fundamentais para os animais não-humanos nos Estados Unidos da América. Possui uma licenciatura em Direito da Boston University Law School e um bacharelato em Química do College of William and Mary. O seu trabalho com o Nonhuman Rights Project é o tema do documentário da HBO, “Unlocking the Cage".

Alexandra Clark é uma ativista de alimentação sustentável para a Humane Society International/Europe. Antes de trabalhar com a HSI, trabalhou para o Vice-Presidente do Parlamento Europeu, onde foi responsável por um número de iniciativas parlamentares de alto nível sobre sistemas de alimentação sustentável.

Andrew Knight é Diretor de Investigação e Educação da organização nacional de apoio animal SAFE, na Nova Zelândia. É também professor de Ética e Bem-Estar Animal, assim como Diretor do Centro para o Bem-Estar Animal, da Universidade de Winchester.

Harry Eckman é co-fundador da Change For Animals Foundation e consultor no International Fund for Animal Welfare (IFAW). Trabalhou com a RSPCA, a World Society for the Protection of Animals (WSPA), a Mayhew Animal Home and Wood Garden, onde o seu trabalho incluiu a gestão de um projeto de controlo populacional humano de cães e gatos, assim como a prestação de apoio ao planeamento estratégico e desenvolvimento de capacidades a ONGs de bem-estar animal.

Diego Hangartner foi diretor de operações do Mind and Life Institute nos Estados Unidos e diretor do Mind and Life Institute na Europa até 2015. Atualmente, investiga e ensina no Instituto Max Planck, no ETH (o Instituto Nacional Suíço da Tecnologia) e na Universidade de Zurique.

Vincent Post estudou Ciências da Terra na Vrije Universiteit, em Amesterdão, e doutorou-se em Hidrogeologia na mesma universidade. Trabalhou como professor assistente na Vrije Universiteit em Amesterdão e foi professor universitário na Flinders University em Adelaide, na Austrália, bem como investigador no National Centre for Groundwater Research and Training, tendo estado envolvido em vários projetos ligados ao abastecimento de água e à qualidade da água subterrânea na Europa, na Austrália, na região do Pacífico e em África.

Ana Sofia Rois é Bióloga, doutorada em Genética e Conservação de Plantas, trabalha como investigadora no Research Group Landscape Architecture, Biodiversity and Conservation do Instituto Superior de Agronomia (ISA) da Universidade de Lisboa. É professora na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias.

Alexandra Pereira formou-se em Medicina Veterinária na Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Técnica de Lisboa. Mestre em Etologia Clínica e Bem-Estar Animal pela Universidade Complutense de Madrid. Certificada em Animal Welfare Science, Ethics and Law pelo Royal College of Veterinary Surgeons em Londres.

João Malva é licenciado em Biologia (1987), doutorado em Biologia Celular (1997) e possui Agregação em Biomedicina (2009) pela Universidade de Coimbra. A sua área de investigação principal desenvolve-se no domínio das neurociências, sendo Investigador Coordenador na área de Envelhecimento Ativo e Saudável, na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra.

Elisa Nair Ferreira é advogada e Coordenadora do Observatório Animal, um projeto da Associação Vida Animal, que dispõe de uma bolsa de Advogados voluntários que representam as Associações Zoófilas enquanto Assistentes nos processos penais de crimes contra animais.

Alexandra Teixeira é Licenciada em Bioquímica pela Universidade do Porto, Doutorada em Ciências Biomédicas pela Universidade do Porto (em colaboração com o Institut Cochin de Genétique Moleculaire, Universidade de Paris VII). Foi Professora Auxiliar Convidada de Biologia Celular e Molecular na Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto entre 2005 e 2014 e Coordenadora de Eventos Científicos e Pedagógicos da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto entre 2009 e 2014. 

PAREDES DE COURA É TERRA VEGETARIANA

Paredes Coura Vegetariana 2017 para os amantes da comida saudável, de 8 a 10 setembro

Steven Wise, da Nonhuman Rights Foundation, e Alexandra Clark, da Humane Society International, são apenas alguns dos nomes internacionais que se juntarão entre os dias 8 e 10 de setembro para a 3ª edição do Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana, juntamente com os nossos especialistas nacionais e figuras públicas que abraçaram um modo de vida mais ético e sustentável, como João Manzarra e Heitor Lourenço.

cartaz

Organizado pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Associação Quinta das Águias, o Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana tem como ponto de partida o facto de as nossas escolhas alimentares terem um impacte muito forte na nossa saúde, no meio ambiente, na economia e no bem-estar animal.

As primeiras duas edições do congresso anual sobre escolhas alimentares responsáveis deixaram claro o quão urgente é mudarmos os nossos hábitos alimentares para outros mais sustentáveis.

Por conseguinte, a terceira edição do congresso irá não só aprofundar o estudo do impacto das nossas escolhas alimentares no planeta, na economia, na saúde humana e no bem estar animal, mas também debater estratégias para a inevitável mudança para uma cultura alimentar mais sustentável e saudável.

Estamos orgulhosos por apresentar um painel de oradores nacionais e internacionais de excelência, que nos trazem reflexões e abordagens pioneiras, questionadoras e cientificamente fundamentadas sobre este tema que é, cada vez mais, uma preocupação geral das sociedades contemporâneas.

A sexta-feira, dia 8, arranca com o filme “What the Health”, dos realizadores do premiado “Cowspiracy”. O filme segue o intrépido cineasta Kip Andersen no seu caminho para desvendar o segredo da prevenção e mesmo reversão de doenças crónicas – e a sua investigação dos motivos pelos quais as principais organizações nacionais de saúde não querem que esse segredo seja revelado. No dia seguinte também é projetado “Unlocking the Cage”, que acompanha Steven Wise, advogado de defesa dos direitos dos animais, no desafio sem precedentes de quebrar o muro legal que separa animais e humanos.

Iniciativas que fazem deste Congresso Internacional em Paredes de Coura uma plataforma de comunicação e partilha de experiências sobre a busca por um estilo de vida mais saudável e equilibrado, contando para o efeito com um excelente painel de oradores com conhecimento e experiência em diferentes áreas, bem como mesas redondas para discussão e resposta a perguntas da audiência.

sexta

sábado um

sábado dois

domingo

CRIANÇAS DE ESPOSENDE SÃO HERÓIS DA FRUTA

Município de Esposende promoveu Festa dos Heróis da Fruta

A Festa dos Heróis da Fruta, que decorreu no passado dia 19 de junho, no Pavilhão da Escola Básica de Esposende, assinalou a conclusão, neste ano letivo, do projeto “Heróis da Fruta: Lanche Escolar Saudável”.

IMG_3151.JPG

No âmbito da parceria estabelecida entre o Município de Esposende e a Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil, e integrado no Plano Municipal de Promoção da Saúde, o projeto envolveu cerca de 600 crianças dos jardins-de-infância e escolas do 1.º ciclo do ensino básico do concelho.

Este projeto, ao qual a Câmara Municipal de Esposende aderiu desde a primeira hora, pretende motivar as crianças entre os 2 e os 10 anos a adotar e a manter hábitos saudáveis na sua rotina diária, nomeadamente no que se refere ao consumo de fruta.

IMG_3138.JPG

Ao longo de todo o ano letivo, o Município proporcionou, a par da estrutura de funcionamento do projeto, um conjunto de outras atividades adicionais, com vista ao reforço da motivação das crianças para a ingestão diária da fruta. Assim, e com a colaboração da Escola Profissional de Esposende, as turmas do 3.º ano participaram, de forma direta e ativa, em atividades lúdicas, nomeadamente na confeção de espetadas, batidos e cocktails de fruta. Por sua vez, as crianças dos jardins-de-infância participaram numa atividade criada especificamente para esta faixa etária, que envolveu um conjunto de jogos e outras iniciativas que visaram também estimular os seus sentidos e consciencializar para uma escolha saudável no que se refere à sua alimentação. Em parceria com a Associação 5 ao Dia, os alunos do concelho que frequentam o 4.º ano de escolaridade visitaram o Mercado Abastecedor de Braga (MARB). Os alunos do 1.º e 2.º ano de escolaridade participaram na PROVA dos 5, uma atividade organizada em parceria com a SONAE que sensibiliza as crianças, através de diversos jogos e brincadeira, para a importância de comer fruta diariamente.

IMG_3110.JPG

A Festa dos Heróis da Fruta proporcionou a todas as crianças o reconhecimento do seu esforço e comprometimento diário no consumo de fruta, sendo atribuída a cada uma o diploma de Herói da Fruta. Tratou-se de uma experiência marcante para todas as crianças, uma vez que puderam conhecer as mascotes do projeto, bem como pular, dançar e saltar ao som das músicas que o integram. No final, cada criança recebeu ainda uma peça de fruta oferecida pelo supermercado JAJU.

A receita "mágica" dos Heróis da Fruta combina conteúdos pedagógicos com uma linguagem divertida, personagens únicas que promovem exemplos positivos e desafios capazes de manter as crianças motivadas para a adoção de hábitos saudáveis. Considerando o baixo consumo de fruta por parte das crianças e os consequentes efeitos negativos para a sua saúde, o Município de Esposende tem vindo a associar-se, assim, à Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil na dinamização e implementação deste projeto, contribuindo para o desenvolvimento saudável das crianças do concelho.

_MG_3201.JPG

_MG_3236.JPG

JOVENS TERRABOURENSES APRENDEM IMPORTÂNCIA DA ÁGUA NOS ALIMENTOS

Workshop em Terras de Bouro sobre “A água como um dos constituintes dos alimentos que consumimos – confeção de sopa”

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro realizou, no dia 13 de junho, um workshop sobre “A água como um dos constituintes dos alimentos que consumimos” para alunos do 1.º Ano do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro.

IMG_1652_Copy.jpg

Com a realização desta atividade que faz parte da área de projeto definida para o ano escolar 2016/2017, pretendeu-se: demonstrar às crianças que a água não existe apenas no seu estado puro, podendo ser encontrada também, por exemplo nos alimentos que se consomem, como no caso dos legumes; demonstrar que a quantidade de água presente nos alimentos varia de alimento para alimento; fazer as crianças compreender a importância da água para a manutenção da vida humana; incutir nas crianças a adoção de estilos de vida saudáveis.

As crianças assistiram também à confeção de uma sopa saudável com alguns vegetais que foram colhidos de uma pequena horta plantada na escola pelos próprios alunos. Enquanto aguardavam que a sopa ficasse pronta, o nutricionista do Centro Municipal de Valências explicou às crianças que a água também entra na constituição dos alimentos, variando a sua percentagem de alimento para alimento. No final todas as crianças foram convidadas a provar a sopa que ajudaram a confecionar.

Estas atividades para além da componente educativa que têm procuram também incutir nas crianças a adoção de estilos de vida saudáveis, fazendo-as compreender que comer determinados alimentos não tem que ser necessariamente uma obrigação, mas sim uma satisfação.

IMG_1657_Copy.jpg

IMG_1664_Copy.jpg

IMG_1666_Copy.jpg

IMG_1668_Copy.jpg

IMG_1671_Copy.jpg

IMG_1684_Copy.jpg

IMG_1694_Copy.jpg

IMG_1700_Copy.jpg

IMG_1721_Copy.jpg

IMG_1753_Copy.jpg

ALUNOS DE TERRAS DE BOURO DESCOBREM A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA NA ALIMENTAÇÃO

Alunos do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro em atividade sobre “A importância da água na nossa alimentação – água contida na fruta”

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro realizou, no dia 12 de junho, um workshop sobre “A importância da água na nossa alimentação” para os alunos do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro.

CAPAalibour.jpg

Com a realização desta atividade, que faz parte da área de projeto definida para o ano escolar 2016/2017, pretendeu-se: sensibilizar as crianças para a importância de beber água ao longo do dia; referir a importância da água tanto na produção como na confeção dos próprios alimentos; relacionar o consumo do peixe com a água (os peixes necessitam de água para viver e nós necessitamos do peixe na nossa alimentação); demonstrar que uma grande parte do nosso corpo é constituída por água e, por fim, enfatizar a importância da água para a manutenção da vida na terra.

Na parte inicial, os técnicos do centro municipal de valências efetuaram uma breve abordagem sobre a temática e de seguida procedeu-se à confeção de batidos de fruta com a ajuda das crianças. Mais uma forma lúdica de demonstrar às crianças a importância que a água e a fruta tem na sua alimentação e consequentemente na sua saúde.

No final foi distribuído pelas crianças um folheto educativo relacionado com a temática abordada e todos tiveram direito a um certificado de participação.

IMG_1555_Copy.jpg

IMG_1560_Copy.jpg

IMG_1563_Copy.jpg

IMG_1571_Copy.jpg

IMG_1582_Copy.jpg

IMG_1601_Copy.jpg

IMG_1636_Copy.jpg

BARCELOS DÁ FORMAÇÃO A AUXILIARES DE ACÇÃO EDUCATIVA NA ÁREA DE ALIMENTAÇÃO

Oitenta auxiliares de ação educativa recebem formação sobre alimentação e interação comportamental em ambiente escolar

Chef Hélio Loureiro, ex-chef da seleção nacional,  deu  dicas de confeção de pratos saudáveis

O auditório da Câmara Municipal de Barcelos recebeu, ao longo do dia de ontem, dia 5 de abril, uma formação destinada a tarefeiras, auxiliares de ação educativa, empregadas de refeitório e cozinheiras, subordinada ao tema “Alimentação e Interação comportamental em ambiente escolar”.

Formação.JPG

Durante a manhã, a formação foi dedicada às estratégias de interação na infância e ministrada pela  psicóloga Alice Ferreira Pinto, que deu a conhecer estratégias de interação com as crianças e apresentou exemplos de como agir perante determinados comportamentos.

O workshop da parte da tarde foi com o Chef Hélio Loureiro, ex-chef da seleção, do Futebol Clube do Porto, e de vários hotéis de luxo, e esteve mais direcionado para as técnicas de apoio ao refeitório e cozinheiras. Na sua apresentação, o chef quis passar a mensagem de que, como em qualquer profissão, as tarefas não devem ser feitas de forma mecânica, mas sim com amor.  Para ele, cozinhar é" dar algo de nós aos outros”. Salientou ainda que “são as memórias do que comemos na infância que nos alimentam a vida” e na saúde das crianças e nas memórias que estas vão guardar para a vida.

AQUAMUSEU DO RIO MINHO COLABORA COM CIIMAR NO PROJETO ECOSERVICES

Até 31 de dezembro de 2018, o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) está a desenvolver o projeto INNOVMAR e, para o qual, conta com a colaboração do Aquamuseu do Rio Minho numa das linhas de investigação, o ECOSERVICES.

corbicula2.jpg

O objetivo geral do ECOSERVICES passa pela avaliação da qualidade ambiental, da vulnerabilidade e dos riscos para a gestão sustentável dos recursos naturais e dos serviços dos ecossistemas da costa Noroeste. No caso específico do rio Minho, a colaboração do Aquamuseu diz respeito ao trabalho de investigação que pretende avaliar o impacto do bivalve exótico, como por exemplo a amêijoa asiática, sobre espécies residentes e com importância ecológica e económica, nomeadamente a solha.

O projeto mais abrangente, INNOVMAR, tem a duração de três anos e recebeu um financiamento de 4.2 milhões de euros.

De sublinhar que a espécie invasora em causa (o bivalve exótico Corbiculafluminea) é altamente resistente, reproduz-se duas vezes por ano e têm uma capacidade de adaptação ambiental e alimentar elevada. Por isso, quando introduzida num novo local, competem com os organismos já existentes pelo habitat e pelo alimento. Vários quilómetros do Rio Minho estão colonizados pela amêijoa asiática que se adaptou às condições e ocupou o espaço, eliminando parcialmente as outras espécies de moluscos.

TERRAS DE BOURO REALIZA WORKSHOP SOBRE “A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA NA NOSSA ALIMENTAÇÃO”

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro promoveu no dia 13 de março, um Workshop sobre “A importância da água na nossa alimentação” para alunos do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro.

IMG_9074-Copy.jpg

Com a realização desta atividade, que faz parte da área de projeto definida para o ano escolar 2016/2017, pretendeu-se: sensibilizar as crianças para a importância de beber água ao longo do dia; referir a importância da água tanto na produção como na confeção dos próprios alimentos; relacionar o consumo do peixe com a água (os peixes necessitam de água para viver e nós necessitamos do peixe na nossa alimentação); demonstrar que uma grande parte do nosso corpo é constituída por água e, por fim, enfatizar a importância da água para a manutenção da vida na terra.

Na parte inicial do workshop, os técnicos do centro municipal efetuaram uma breve abordagem sobre a temática e de seguida procedeu-se à confeção de batidos de fruta com a ajuda das crianças. Mais uma forma lúdica de demonstrar a importância que a água e a fruta tem na alimentação e consequentemente na saúde.

No final da atividade foi distribuído pelas crianças um folheto educativo relacionado com a temática abordada e todos tiveram direito a um certificado de participação.

IMG_9083-Copy.jpg

IMG_9091-Copy.jpg

IMG_9097-Copy.jpg

IMG_9104-Copy.jpg

PAN DEFENDE O DIREITO À INFORMAÇÃO SOBRE O CONSUMO DE OGM EM TODA A CADEIA ALIMENTAR

  • Lacuna na lei no que diz respeito ao consumo de carne, leite e ovos cujos animais são alimentados com rações à base de OGM
  • Independentemente das crenças em relação à produção e consumo de OGM os consumidores têm o direito à informação
  • Este direito é fundamental para escolhas conscientes e consumo informado

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza leva amanhã a debate um projeto de lei que pretende reforçar os direitos dos consumidores no que diz respeito ao consumo de bens alimentares. A legislação alimentar refere que, para prevenir todas as práticas que possam induzir o consumidor em erro, é importante garantir a segurança jurídica e reduzir a carga administrativa, e, por outro lado, os interesses dos cidadãos, ao prever a obrigatoriedade de rótulos claros, compreensíveis e legíveis para os alimentos.

Também a Comunidade Europeia considerou este tema suficientemente importante para o incluir no Tratado da Comunidade Europeia, que defende que a União Europeia deve ter em conta os interesses dos consumidores, contribuindo para a proteção da saúde, da segurança e dos interesses económicos destes.

O PAN entende que está a ser ocultada informação aos consumidores uma vez que há claramente uma lacuna na lei no que diz respeito ao consumo de carne, leite e ovos cujos animais foram alimentados com rações que contenham organismos geneticamente modificados (OGM).

No mês passado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica anunciou que registou em 2015 um aumento de inconformidades nas amostras de géneros alimentares recolhidas, na sua maioria relacionadas com a rotulagem, o que coloca o debate deste tema na ordem do dia.

A questão da produção alimentar com recurso a OGM continua envolta em controvérsia, nomeadamente devido à discussão sobre a perigosidade ou não do consumo dos mesmos. No entanto, o PAN defende que, independentemente das crenças em relação à produção e consumo de OGM, os consumidores têm acima de tudo o direito à informação quando sejam introduzidos na cadeia alimentar e no mercado produtos que contenham ou sejam constituídos por OGM, conforme indica a própria Diretiva do Parlamento Europeu e do Conselho de Março de 2001, invocando o princípio da precaução e aspetos éticos.

Segundo a referida Diretiva, para que não se verifiquem dúvidas junto dos consumidores, os produtos que contenham ou sejam constituídos por OGM devem ser identificados de forma adequada, devendo ter inscrita a expressão «este produto contém organismos geneticamente modificados», a qual deve constar de forma clara no rótulo ou no documento de acompanhamento. O PAN questiona precisamente qual o sentido de obrigar a que a rotulagem dos alimentos para animais de produção que contenham OGM esteja sinalizada se essa informação nunca chegará ao consumidor final.

O que está em causa é que a informação sobre os OGM introduzidos na cadeia alimentar através das rações dos animais não chega a quem mais interessa: o consumidor final. Este “detalhe” é relevante pois o consumidor de carne, leite e ovos ou outro alimento de origem animal não sabe que está a consumir um bem em que os OGM fazem parte da cadeia alimentar e esse pode ser um fator determinante para uma escolha consciente.

Nem os aspetos éticos nem o princípio da precaução devem ser desprezados quando se discute o direito à informação. Atendendo também ao facto de ser um imperativo comunitário que a informação relativa a OGM deva constar em todas as fases de colocação de produtos no mercado, o partido acredita que essa obrigatoriedade se impõe também para a rotulagem de produtos de origem animal que tenham sido alimentados com géneros alimentícios que contenham OGM, só assim se concretizando verdadeiramente o direito de informação preconizado em todos os diplomas legais, nacionais e comunitários.

PAREDES DE COURA ADERE À DIETA VEGETARIANA

Paredes de Coura projeta o futuro com pratos vegetarianos desde o ensino primário

Paredes de Coura mais uma vez provou que está na primeira linha dos municípios que melhor projetam o futuro, sublinhado pela recente aprovação em Assembleia da República para que todas as cantinas públicas disponham nas suas ementas de um prato que não contenha quaisquer produtos de origem animal.

17274181_1499054810105400_869191011_n.jpg

O município que acolhe o Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana, com nomes da área do conhecimento, parlamentares, provedores dos animais, entre outros, e cuja 3ª edição decorrerá a 9 e 10 de setembro, conta sempre em projetos como o Congresso Vegetariano ou o mais recente Green Weekend com uma forte ligação às escolas.

Em Paredes de Coura as escolhas alimentares e o respeito pelo ambiente são considerados estruturantes no projeto educativo. Além disso, o envolvimento das instituições e da comunidade reforça esta política que se baseia no respeito pela diversidade, o verdadeiro espírito do… ‘Coura sem Paredes’

http://www.courasemparedes.com/copia-mgi-coutier

É partindo deste princípio, que Paredes de Coura tem desde o ensino primário a preocupação por proporcionar alternativas saudáveis e que tenham em atenção a sustentabilidade do planeta.

De 15 em 15 dias os alunos do ensino primário têm na sua ementa um prato cuja confeção não contém quaisquer produtos de origem animal, da mesma forma que é proporcionado um lanche saudável no pré-escolar e 1º ciclo, com promoção dos produtos locais, como por exemplo o pão de cereais com queijo vegan ou compota de produtores locais.

As crianças vegetarianas também dispõem de uma ementa adaptada nas escolas do concelho – a escola profissional EPRAMI dispõe diariamente de uma alternativa vegetariana --, da mesma forma que são ministrados ‘workshops’ de cozinha vegetariana, bem como visitas de estudo à Quinta das Águias – um verdadeiro hino à biodiversidade, na freguesia de Rubiães --, onde também lhes é dado um lanche vegetariano. Acresce que em todo este processo está contemplada a formação aos cozinheiros das escolas e produtores locais, que retribuem com novas apostas ao nível de enchidos vegetarianos, queijo vegan, biscoitos vegan ou sem glúten e até sabonetes naturais.

Esta opção da autarquia courense é complementada com iniciativas como a Feira de Troca de Sementes, inserida no ‘Projeto Educar para o Futuro – Terra’ e orientado pelo Serviço Educativo do Município, em parceria com o Agrupamento de Escolas e com a Associação Quinta das Águias. Nesse sentido, os alunos do 5º e 6º anos realizam várias atividades tais como: a apresentação do Banco de Germoplasma, o banco nacional de preservação de sementes; o projeto da bolota, com diferentes fases, desde a sua recolha, secagem e moagem de forma a transformá-las em farinha para preparação de pão, biscoitos, hamburguers e também o processo de germinação das bolotas na estufa do Município, dando origem a jovens carvalhos para sua posterior plantação na floresta, contribuindo desta forma para a reflorestação com árvores autóctones.

Ainda no âmbito deste projeto que envolve os alunos em todas as atividades, está em execução a horta biológica, um jardim de ervas e flores comestíveis, bem como um pomar com árvores e arbustos de frutos. Os alunos são envolvidos em todas as etapas, desde o semear e plantar, ao cuidar e finalmente o colher e preservar para futura utilização ao nível de alimentação e para no ano seguinte "lançar à Terra".

Município aderiu ao Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana

Com o objetivo de providenciar uma “alimentação economicamente acessível e saudável a todas as pessoas”, a autarquia courense também se compromete a implementar coerentes políticas e programas municipais relacionados com a alimentação, como consta da sua adesão ao Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana, em 2015.

Mais recentemente, como que preparando a abordagem à última edição do Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana, teve lugar nesta vila no coração do Alto Minho a primeira edição ‘Green Weekend’, em que se procurou partilhar experiências sobre um estilo de vida sustentável, para quem uma atitude ‘eco friendly’ se torna urgente como forma de preservar a natureza e o planeta para as futuras gerações.   

Já o Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana, que reúne nomes da área do conhecimento, parlamentares e provedores dos animais, entre outros, tem como ponto de partida o facto de as nossas escolhas alimentares terem um impacte muito forte na nossa saúde, no meio ambiente, na economia e no bem-estar animal. Ao escolhermos o que vamos comer, estamos a escolher também entre o continuar a destruir o planeta ou preservá-lo; entre provocar sofrimento e morte a inúmeros animais ou respeitar o seu direito a viver, livres de sofrimento. 

Aliás, em sucessivas iniciativas promovidas pelo Município, o prato alternativo de comida vegetariana está sempre disponível, como também vem acontecendo, como por exemplo, com o tradicional Jantar de Natal oferecido pelo Município de Paredes de Coura aos seus colaboradores.

Num outro âmbito, a comunidade também está organizada em clubes que regularmente se reúnem para degustar novos pratos vegetarianos, cozinhar e partilhar receitas. E até nos jantares para a recolha de donativos de apoio aos bombeiros voluntários, a ementa também consta de um prato vegetariano alternativo.

17274628_1499050536772494_2065551832_n.jpg