Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

RUSGA DE S. VICENTE DE BRAGA ASSINALA DIA DO PAI

Tendo por principal objectivo a celebração do dia do Pai a 19 de Março, dia de São José, a Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho  inaugura  amanhã, dia 17, sex, pelas 15:30h, na Delegação da Fundação INATEL em Braga, Av. Central, nº 77, o primeiro, dos quatro 'pontos expositivos', da exposição "Lenços de Amor, versos ao PAI: Do Pai da terra, ao Pai do Céu".

lenço1.PNG

Às16:00h, seguir-se-á a inauguração do segundo ponto expositivo, localizado na Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica Portuguesa em Braga, sita na Praça da Faculdade de Filosofia (Largo das Teresinhas), nº 1, e, às 16:30h, será a vez da inauguração do 'ponto expositivo' três, no Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, rua Dr. Domingos Soares. O quarto e último ponto expositivo, situa-se no edifício do Instituto de Ciências Sociais do 'Campus de Gualtar' da Universidade do Minho e, será inaugurado às 17:30h. Refira-se a propósito que, as duas instituições universitárias sediadas em Braga constituem, conjuntamente com a Rusga o "Arco Cultural", uma parceria tripartida, que surge em 2014, para a realização das 'Conferências Rusgueiras'.  

Esta exposição resulta, ou melhor, é consequência, do sucesso alcançado, com a realização da primeira exposição sob a designação; “Lenços de Amor, versos à Mãe”, levada a efeito em 2011, também em três espaços públicos da cidade. Das apreciações positivas então recolhidas, foram significativas as inúmeras solicitações de voltar a repor aquele projecto expositivo. Quer pelo carácter inovador que o mesmo apresentava, - ao nível das novas linguagens e abordagens plásticas -, quer na singularidade da reinterpretação da temática dos “Lenços de Amor” e/ou Lenços Temáticos".

Assim, Dona Esperança, a “bordadeira de serviço”, logo acedeu ao repto lançado. Só que desta vez, em vez da Mãe, quem iria ser  iria ser contemplado seria o Pai. Dito e feito. As peças, ou melhor, os 50 “Lenços de Amor” dedicados ao Pai, mais que um mero produto artístico, traduzem sentimentos e estados d’alma da própria. As quadras, a cor das linhas usadas e os motivos a que recorre, tudo faz parte de um jogo policromático, que tem por único objectivo, enaltecer, reconhecer e agradecer ao seu e, aos restantes Pais do mundo.

Paralelamente à exposição, é sempre levado a efeito uma edição dos nossos "Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras", inerente à temática em questão, cujo tema será: - "Lenços de Amor, versos ao Pai - Os afectos no masculino...".

lenço2.PNG

lenço3.PNG

lenço4.PNG

lenço5.PNG