Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

QUINTA DA BARROSA FINALMENTE LIVRE DE LITÍGIOS E NA POSSE DO MUNICÍPIO DE CAMINHA

Miguel Alves fez acordo com o proprietário e a Câmara vai pagar 75 mil euros pela última parcela

O Executivo aprovou hoje um acordo de compensação, que obrigará o Município a pagar 75 mil euros ao proprietário de uma parcela da Quinta da Barrosa pela alteração do destino do terreno. Miguel Alves, depois do acordo com os demais herdeiros, que envolveu o pagamento de 240 mil euros (já liquidados), conseguiu também negociar esta última parcela, encerrando um processo de muitos anos, e restituindo a propriedade a Vila Praia de Âncora e ao concelho.  

Dólmen da Barrosa (2)

Terminou finalmente o imbróglio que envolvia a Quinta da Barrosa. O diálogo entre o presidente da Câmara e o professor António Manuel Gomes de Carvalho, herdeiro de uma parcela da Quinta com 6090 m2, permitiu chegar a um acordo. A Câmara pagará 75 mil euros em duas parcelas, liquidando a primeira já este mês. 

O Município pagou, em abril deste ano, a segunda e última tranche dos 240 mil euros (120 mil euros) que a Câmara tinha em dívida com alguns dos herdeiros dos terrenos do Dólmen da Barrosa, em Vila Praia de Âncora. Nessa altura, como referimos, estava em fase de conclusão o acordo com o herdeiro que sempre ficou de fora nas propostas feitas pelo Município e que não obteve resposta, por parte do anterior Executivo, à sua última missiva.

Dólmen da Barrosa (3)

Como oportunamente anunciámos, a Câmara de Caminha e os herdeiros dos proprietários da Quinta da Barrosa celebraram um acordo que previa o pagamento de 240 mil euros pelos terrenos, em duas tranches iguais, liquidando imediatamente a primeira parcela, de 120 mil euros. Em abril último ficou resolvido este assunto.

Recorde-se que o anterior Executivo assumiu o compromisso, através de proposta aprovada em reunião de Câmara, de entregar aos herdeiros da propriedade três apartamentos de tipologia dois, até 31 de dezembro de 2013, o que nunca aconteceu. Como o Município também não dispunha, nem dispõe, desses imóveis, Miguel Alves viu-se obrigado a encetar novas negociações, que chegam agora ao seu termo.

Dólmen da Barrosa (6)

Recorde-se que, com a ajuda da população, que se mobilizou através do Orçamento Participativo, foi já recuperada a zona envolvente do Dólmen da Barrosa e os projetos para aquele local incluem a sua forte dinamização e projeção enquanto “porta” do Megalitismo no Alto Minho.

Na reunião de hoje tomou posse, como vereador, Manuel Luís Martins, em substituição de Rui Teixeira que, pela vontade unânime de todos os presidentes de Câmara do distrito, foi indicado pela CIM do Alto Minho como vogal do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Alto Minho.

O novo vereador, natural da freguesia de Âncora, é médico. Em 2008, conjuntamente com os profissionais que trabalhavam na Extensão de Saúde de Vila Praia de Âncora, criou a USF Vale do Âncora, sendo nomeado seu coordenador, cargo que mantém.

Dólmen da Barrosa