Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA COMEMORA O 25 DE ABRIL

Município de Ponte de Lima assinala os 40 anos do 25 de abril de 1974

O Município de Ponte de Lima vai assinalar os 40 anos do 25 de abril de 1974. O programa alusivo às comemorações dos 40 anos da revolução dos cravos inicia-se na noite do dia 24 de abril, com um baile popular no Largo de Camões, a cargo do grupo Função Publika, a partir das 22 horas.

No dia 25 de abril, as cerimónias iniciam-se com a apresentação do livro “João Marcos: biografia e bibliografia” da autoria de Cláudio Lima. A apresentação a cargo do Prof. Dr. David F. Rodrigues, realiza-se na Torre da Cadeia Velha, às 11 horas.

E as comemorações continuam na emblemática Torre da Cadeia Velha, que desde 2012 acolheu o Posto de Turismo da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte, sendo agora transformada em Loja Interativa de Turismo de Ponte de Lima.

A inauguração oficial dos novos equipamentos será presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Victor Mendes e pelo Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira.

O dia da liberdade será ainda recordado através de um espetáculo musical agendado para o Teatro Diogo Bernardes, às 21h30, “O Canto de Intervenção em Portugal e no Mundo”

"O núcleo do Norte da Associação José Afonso apresenta um espetáculo multifacetado, que faz o cruzamento da música com referências históricas, com momentos de poesia e projeção de imagens, em que é percorrida a história do Canto de Intervenção fundamentalmente em Portugal, mas também noutras partes do mundo onde a música deu voz ao inconformismo”

A 26 de abril, o Teatro Diogo Bernardes apresenta Cartas da Guerra - D'este viver aqui neste papel descripto", de António Lobo Antunes. Trata-se de uma peça de teatro com interpretação e conceção do espetáculo de Alberto Quaresma.

No início de 1961, em Angola, começou uma guerra pela independência daquela, então, colónia portuguesa, e que em 1962 e 1963 se propagou à Guiné e a Moçambique. A guerra haveria de acabar em 1974 e as colónias tornaram-se definitivamente independentes em 1975. Durante 14 anos foram mobilizados 300 000 mil jovens portugueses. Entre eles, o médico, António Lobo Antunes.

São as cartas de um jovem médico com uma imensa vontade de se tornar um escritor e de se afirmar na literatura. Foram escritas entre fevereiro de 1971 e início de 1973. Em 1979 Lobo Antunes publica o seu primeiro livro "Memória de Elefante". Hoje é considerado um dos melhores escritores portugueses distinguido com vários prémios nacionais e internacionais.

Todos os espetáculos têm entrada grátis. As reservas podem ser efetuadas pessoalmente na bilheteira do Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.