Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PAULO RANGEL E JOSÉ MANUEL FERNANDES, CANDIDATOS AO PARLAMENTO EUROPEU PELA ALIANÇA PORTUGUAL (PPD/PSD E CDS/PP) VISITAM PORTINHO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA EM AÇÃO DE PRÉ-CAMPANHA

Durante a visita a Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos de Vila Praia de Âncora entregaram em mão aos Exmºs Senhores Deputados um caderno Reivindicativo com a exposição de alguns pontos que põem em causa a segurança da pesca profissional, pesca desportiva, turismo e lazer e mesmo a comunidade piscatória.

sapal 2 -  2014_9

Exmºs Senhores Deputados

Portinho de Vila Praia de Âncora é uma infraestrutura portuária de pesca que permite o desenvolvimento de atividade piscatória. Este porto de abrigo também dá apoio pontual a embarcações registadas em Caminha e até Viana do Castelo.

Nesta visita de Vªs. Exªs. ao Portinho de Vila Praia de Âncora, a Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos de Vila Praia de Âncora  quer expor alguns pontos que poem em causa a segurança da pesca profissional, pesca desportiva, turismo e lazer e mesmo a comunidade piscatória.

Todos os pontos aqui reivindicados e enunciados são do conhecimento do Ministério da Agricultura e do Mar, Presidente do IPTM,  Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, Docapesca, Capitania do porto de Caminha, Câmara Municipal de Caminha, Deputados eleitos pelo Distrito de Viana do Castelo e partidos políticos com assento no parlamento português.

A saber:

- O assoreamento da barra;

- O assoreamento do portinho;

- Destruição parcial do molhe norte, queda das pedras para o canal de navegação o que põe em risco a navegação;

- Pontão para descarga do peixe junto à lota;

- O plano de emergência para o portinho norte e sul (bocas de incendio, extintores, boias, etc);

- Destruição da plataforma do pontão móvel no portinho sul. Esta situação põe em causa todos os dias a vida dos pescadores que a usam. Em segurança de trabalho é definida como grau de risco inaceitável e pode causar acidentes gravíssimos e mesmo morte;

- A destruição parcial das escadas metálicas que dão acesso à descarga do pescado. Esta situação põe em causa todos os dias a vida dos pescadores que a usam. Em segurança de trabalho é definida como grau de risco inaceitável e pode causar acidentes gravíssimos e mesmo morte;

- Pedras de grandes dimensões que se encontram na rampa norte, pondo em causa todas as embarcações que a usam;

- Obras no Mercado de segunda venda (comercio exclusivo a retalho de peixe crustáceos e moluscos capturados pelas embarcações de Vila Praia de Âncora) para ser possível a implementação HCCP e estar de acordo com a legislação fiscalizada pela ASAE;

- Água e luz na rampa sul que dá acesso às embarcações de recreio, desporto e lazer;

- Na requalificação do portinho sul foi usurpado mais de 1200 metros quadrados de rampa, impossibilitando neste momento o refúgio das embarcações para terra no caso de maresia;

- Destruição do novo edifício (antiga lota) portinho sul provocado pelas ondas da maresia, no nosso entender edifício sem grande utilidade;

- Destruição dos últimos metros da rampa sul do antigo portinho pela máquina que fez o desassoreamento;

- Plano de resíduos (ecopontos marítimos) no portinho novo e portinho sul;

Queremos também aproveitar esta visita para dar a conhecer o projecto PROMAR que está em curso através da consultora PARTNERS4LIFE em que o promotor é a Associação de Pescadores Profissionais e Desportivos de Vila Praia de Âncora.

O objetivo desde projeto PROMAR é o seguinte:

A maior parte do investimento do Pedido de Apoio é destinado ao funcionamento de um espaço para que seja possível armazenar e conservar o pescado que não é vendido no dia pelos associados da Associação de Pescadores de VP Âncora. A infraestrutura a financiar permitirá manter as qualidades do peixe intactas, podendo oferecer ao comprador um pescado de elevada qualidade, ainda que não tenha sido pescado no próprio dia. Paralelamente existirão também investimentos de suporte da atividade dos pescadores, reforçando-se os equipamentos da futura sede da Associação e criando-se de raiz um website capaz de monitorizar a atividade pesqueira por embarcação.

Assim, pelo exposto, pode facilmente ser avaliado o estado em que se encontra este “Portinho” onde foram investidos muitos milhões de euros, mas que a nível da sua funcionalidade e segurança ainda há muito a fazer. São já visíveis algumas áreas em degradação.

Para além de alguns erros de projecto e execução, já oportunamente comunicados às entidades, há inoperacionalidade de algumas infra-estruturas atrás descritas que dificultam e até impedem o trabalho diário de muitos Pescadores (ver planta anexa com todas as sinalizações).

Para finalizar, permitam lembrar Vªs. Exªs. que o impacto destas dificuldades e inoperacionalidade deste “Portinho” é muito grande no número de Pescadores existentes, nas Famílias directa e indirectamente envolvidas e no comércio e restauração local. Estão em causa muitos postos de trabalho e rendimento destes Pescadores, Famílias, comerciantes e restauração.

Urge uma intervenção neste Portinho de Vila Praia de Âncora. Por isso apelamos à intervenção e influência política de Vªs. Exªs. a bem da resolução dos problemas descritos e desta enorme Comunidade de Vila Praia de Âncora.

Gratos pela atenção, apresentamos os nossos melhores cumprimentos

A Direcção da Associação de Pescadores

DSC_5906

sapal 2 -  2014_6

sapal 2 -  2014_7