Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

INCÊNDIOS DESTRUÍRAM 35% DO TERRITÓRIO DO CONCELHO DE MONÇÃO

Numa primeira avaliação, embora provisória, os incêndios do último fim de semana, que tiveram início no sábado à noite e estabilizaram na manhã de ontem, destruíram 6 mil hectares do território concelhio, o equivalente a 35 por cento da totalidade do nosso concelho.

Ao todo, foram atingidas 20 das 33 freguesias. A contabilização é feita recorrendo à antiga denominação administrativa (atualmente são 24 juntas/uniões de freguesia) porque, em alguns casos, foi atingida uma freguesia e não as outra(s) de determinada união.

As consequências são nefastas e trágicas em várias vertentes, estando, neste momento, a decorrer o respetivo levantamento pormenorizado das situações detetadas para entregar às autoridades no âmbitodo estado de calamidade pública decretado pelo governo português.

O Plano Municipal de Proteção Civil foi acionado ao final da manhã de domingo, procedendo-se, de imediato, à proibição e condicionamento de circulação nas estradas nacionais e municipais, prevenindo-se eventuais situações de perigosidade junto dos automobilistas.

Os utentes dos lares de idosos de Barbeita e Merufe foram evacuados, tendo passado a noite no pavilhão desportivo da vila. Regressaram a “casa” na manhã e início da tarde de ontem após “luz verde” das autoridades. Um trabalho feito pelos funcionários dos lares, APPACDM, Cruz Vermelha, Agrupamento de escuteiros, corporação de bombeiros e muitos trabalhadores municipais.

O Município de Monção reafirma a solidariedade com as vítimas deste flagelo e agradece a todas as instituições e associações locais e regionais (não enumeramos porque são muitas e podemos esquecer alguma) pelo forte empenhamento demonstrado nesta situação difícil e penalizadora para o nosso concelho.

Uma palavra particular, cheio de orgulho, para os nossos bombeiros que, mais uma vez, foram um exemplo de voluntarismo, altruísmo e coragem. Um reconhecimento enorme a toda a população pelo esforço partilhado e sentido de entreajuda neste momento delicado.

Fernando Silva