Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

HISTORIADOR MANUEL ALBINO PENTEADO NEIVA PASSA EM REVISTA “40 ANOS DO PODER LOCAL EM ESPOSENDE”

“40 Anos do Poder Local em Esposende - Promessas e Picardias” é a mais recente obra do historiador esposendense Manuel Albino Penteado Neiva, cuja apresentação pública teve lugar no passado dia 25 de abril, no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, no âmbito das comemorações do 40º aniversário da Revolução dos Cravos.

Através desta obra, editada pela Câmara Municipal de Esposende, o autor faz uma análise do percurso percorrido e atuações dos atores políticos em Esposende ao longo das últimas quatro décadas e os seus reflexos no aprofundamento do poder local, efetuando um levantamento exaustivo das diferentes promessas eleitorais apresentadas, bem assim as “picardias” impostas pelo combate político.

O autor, “completamente despido do símbolo partidário” como fez questão de referir, compilou e estudou diversa documentação, como programas eleitorais, cartas abertas, comunicados, respostas ou mesmo os pasquins, distribuídos de forma clandestina, de caráter jocoso e satírico ou difamatório, procurando fazer uma reconstituição, o mais fiel possível, da história da vida democrática esposendense durante este período.

Acerca do subtítulo da obra, o Dr. Penteado Neiva explica no prólogo o motivo da escolha: “Escolhemos como subtítulo Promessas e Picardias. Fizemo-lo propositadamente porque não foi nossa intenção ficar, somente, pelas promessas eleitorais que, desde 1976, se fazem aos esposendenses, algumas reiteradas em todas as campanhas – e quase sempre sem final feliz.

Quisemos relembrar aos mais velhos e mostrar aos mais novos como decorreram as várias campanhas eleitorais autárquicas, como se comportavam os candidatos face aos seus opositores, quem se apresentava ao eleitorado e com que armas” e, ainda, como se orientavam os discursos políticos”.

Este trabalho que, pelas suas caraterísticas, julgamos inédito no domínio da historiografia política, poderá constituir o ponto de partida para um exercício de reflexão acerca do poder local e do aprofundamento da própria democracia, precisamente numa altura que o crescente desinteresse pela participação cívica traduzido nos elevados índices de abstenção e a descredibilização das instituições exige a adoção de reformas no próprio sistema político.

O historiador Manuel Albino Penteado Neiva, nasceu em Vila Chã, concelho de Esposende, em 30 de Novembro de 1956. Fez o Ensino Primário em Vila Chã e S. Paio de Antas, tendo prosseguido estudos na Cidade de Viana do Castelo - Colégio do Minho. No Ano Letivo 1974/75 entra na Universidade do Porto, Faculdade de Letras, obtendo em 1979 o Curso de História. A partir daí ingressa, como Professor, nos Ensinos Preparatório e Secundário, lecionando a disciplina de História.

Em 1982, foi convidado pela Câmara Municipal de Esposende a presidir à Comissão Instaladora da Casa da Cultura de Esposende cuja atividade deu origem à criação da Biblioteca Municipal de Esposende, Serviços de Arqueologia e Museu Municipal.

Em 1983, foi nomeado Bibliotecário da Câmara Municipal de Barcelos, ocupando este cargo até 1984, ano em que assumiu o lugar de Bibliotecário na Câmara Municipal de Esposende, onde iniciou a criação do serviço de Biblioteca Pública.

Ainda em 1983, concorreu à Pós-Graduação em Ciências Documentais para a Universidade de Coimbra, tendo concluído esta especialização no Ano Letivo 1984/85.

Participou em vários Colóquios, Conferências e Seminários, onde apresentou trabalhos de investigação, tendo publicado até à data mais de cinquenta estudos, no âmbito da Etnografia, Arqueologia e História Local. Coordenou a Barcellos-Revista e foi fundador e Diretor do Boletim Cultural de Esposende.

Desde 1989 ocupou as funções de Vereador da Câmara Municipal de Esposende. Foi candidato a Deputado à Assembleia da República e Deputado Municipal na Assembleia Municipal de Esposende. Pertenceu ao Executivo da Região de Turismo do Alto Minho. É atualmente Vice-presidente da Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado).

Colabora em Páginas Especiais de “O Comércio do Porto” e “Diário do Minho” assim como em outros órgãos de comunicação de âmbito regional e mesmo nacional.

É Professor na UAE – Universidade Autodidacta de Esposende, Membro da Sociedade Portuguesa de Estudos do Século XVIII, Sócio da Associação “Amigos dos Castelos “ e Fundador, em Esposende, do Lions Clube. Foi sócio fundador do GEAP - Grupo de Estudos Arqueológicos do Porto.

Foto: Luís Eiras / http://esposendealtruista.blogspot.pt/