Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GUIMARÃES RECEBE PROVA FINAL DO CAMPEONATO NACIONAL DE TIRO COM ARCO

Prova nacional de tiro com arco impulsiona clube de Guimarães

A prova final do Campeonato Nacional de Tiro com Arco que teve lugar em Guimarães, no passado domingo, na Pista Gémeos Castro da Cidade Desportiva, “atingiu” o alvo pretendido., Por um lado, a Federação Portuguesa de Tiro com Arco, mais uma vez, elogiou as condições dos espaços desportivos de Guimarães para a realização deste tipo de provas; por outro, a prova, com apoio da Câmara Municipal e da Tempo Livre, serviu para a afirmação do estreante Clube de Tiro com Arco de Guimarães (CTAG), no qual a Federação delegou o esforço de organização.

IMG_4614.JPG

Gabriel Soares, arqueiro federado, é o principal impulsionador do desafio de afirmar a modalidade em terras de Afonso Henriques, através do CTAG. “É uma modalidade em franco crescimento a nível mundial e acreditamos que a implantação em Guimarães será muito bem sucedida. Até porque são muitas as pessoas que nos perguntam quando é que podem começar a aprender e a praticar”, realça o presidente do CTAG.

Preparar os espaços de prática do tiro com arco é, por agora, o principal desafio do novel clube vimaranense. O objetivo, realça Gabriel Soares, passa por criar espaços para a prática “indoor” e “outdoor” da modalidade. Os contactos estão muito bem encaminhados com algumas estruturas de Guimarães e Gabriel Soares acredita que em setembro deste ano, coincidindo com o arranque do novo ano escolar, o CTAG possa abrir portas para a prática exterior e interior, em articulação com importantes instituições da cidade.

A vertente competitiva não será, porém, a orientação principal do clube, que quer apostar na formação. “O nosso objetivo é ajudar a disseminar a prática desta modalidade quer a nível de lazer como de academia e competição”, esclarece o arqueiro vimaranense. Nesse sentido, adianta, “o CTAG tem desenvolvido contactos com instituições que dinamizam projetos de ATL [atividades de tempos livres] e a promover parcerias com instituições do concelho para que alunos com necessidades educativas especiais ou economicamente carenciados não sejam excluídos do projeto de escola de tiro com arco”, afirma.

Até lá a aposta centra-se na promoção do clube e na preparação das bases da futura escola de tiro com arco. “Guimarães tem dado mostras do dinamismo em diversas modalidades desportivas, algumas das quais pouco conhecidas das massas, graças ao empenho e à determinação das suas gentes. Pelas pessoas que fazem parte do CTAG e pelos incentivos que temos vindo a receber, tudo nos leva a crer que daqui a uns anos, quando se fizer o balanço da atividade, se fale já de atletas de Guimarães representados nas competições nacionais e, porque não, internacionais”, refere Gabriel Soares.

O impulsionador do CTAG salienta que o clube “é importante para a consolidação da imagem polidesportiva do concelho” e para a disseminação da modalidade na região Norte. “Não temos muitos praticantes ou associações nesta zona e o aparecimento de um clube na Cidade Berço vai ter um efeito de contágio, com o aparecimento de outros clubes na região”, acredita o arqueiro.