Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO: COOPERATIVA ELÉCTRICA DE S. SIMÃO DE NOVAIS APRESENTA MUITA ENERGIA E VITALIDADE AOS 85 ANOS

Fundada em 1932, a Cooperativa Eléctrica de S. Simão de Novais é a segunda mais antiga do país e já dispõe de rede de distribuição totalmente inteligente

image52511

A provecta idade de 85 anos e o facto de ostentar a condição de segunda cooperativa elétrica mais antiga de Portugal poderá levar os mais incautos a não identificar modernidade. Mas a verdade é que é isso mesmo que caracteriza, nos dias de hoje, a Cooperativa Eléctrica de S. Simão de Novais, que nesta quinta-feira, 18 de maio, recebeu a visita do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, inserida no roteiro Famalicão Made IN. 

Fundada a 1 de junho de 1932, começou por levar energia elétrica a uma comunidade que não era servida por algo que ao longo dos tempos se tornou indispensável. Atualmente, é responsável pela distribuição de energia elétrica em baixa tensão num conjunto de seis pequenas freguesias da zona nascente do concelho de Vila Nova de Famalicão: S. Simão, Ruivães, Bente, Landim, Carreira e Seide S. Miguel, contando com 3500 clientes.

Esta história de 85 anos emociona Manuel Vilela, presidente do Conselho de Administração e um dos ‘patriarcas’, também ele já octogenário, ao ponto de afirmar, “sem vaidade, que se orgulha dos serviços de qualidade que a cooperativa presta”.

O “desenvolvimento notório” da Cooperativa Eléctrica de S. Simão de Novais dá-se a partir de 1993, com a concretização da iluminação pública em toda a rede viária das seis freguesias abrangidas e com a informatização dos serviços, entre outros avanços. Uma dinâmica que permitiu à instituição consolidar a qualidade de serviço, técnico e administrativo, com atendimento presencial permanente, que hoje ostenta.

Assinalável é também a sua marca inovadora. “Somos dos primeiros distribuidores de energia elétrica na Europa a dispor de uma rede de distribuição totalmente inteligente”, assinalou Manuel Vilela. Em novembro de 2014 iniciou a implementação de um projeto de montagem de contadores inteligentes, operação que concluiu em novembro de 2016 – cumprindo uma diretiva comunitária que obriga a que até 2020 pelo menos 80% dos contadores de eletricidade sejam do tipo inteligente –, com a colocação de 3500 contadores (trifásicos e monofásicos), 30 routers, 30 antenas exteriores, 62 contadores, um sistema de transmissão por fibra ótica e um sistema de telecontagem.

De Paulo Cunha, palavras elogiosas: “A Cooperativa Eléctrica de S. de Novais tem uma marca histórica muito forte, que faz com que a instituição esteja muito comprometida com o território, porque trouxe energia elétrica a uma comunidade que dela não dispunha. É um exemplo notável de longevidade e vitalidade de uma cooperativa, que, assinalo ainda com muito agrado, tem também uma importante vocação inovadora.”

image52529