Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CONTRATO PARA A REDE DE SANEAMENTO DE VILAR DE MOUROS NA AGENDA NA PRÓXIMA REUNIÃO DE CÂMARAMUNICIPAL DE CAMINHA

Sessão terá lugar amanhã, dia 19, pelas 15H00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho

A execução da rede de saneamento de Vilar de Mouros está cada vez mais próxima. Esta quarta-feira, Miguel Alves vai propor ao executivo a aprovação da minuta do contrato do concurso público da empreitada da Rede de Saneamento de Vilar de Mouros, um investimento que ronda os 800 mil euros. A reunião de Câmara terá lugar esta quarta-feira, 19 de abril, pelas 15H00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Dotar as freguesias do concelho das infraestruturas necessárias para melhorar a qualidade de vida dos munícipes é uma das apostas do executivo caminhense. São muitas as obras já efetuadas, como por exemplo: execução da rede de drenagem da Ribeira das Preces, em Moledo; rede de saneamento zona Sul Vila Praia de Âncora, Vile e Riba de Âncora; execução da rede de saneamento da Meia Légua em Moledo; execução da “Infraestrutura em "baixa" do subsistema de Aspra, Viso e Currais - 1.ª fase”, na freguesia de Âncora, entre outras. Até 2018, para além da Rede de Saneamento de Vilar de Mouros, vão ser executadas a rede de saneamento e sistemas de interseção e elevação de Argela (que vai custar mais de um milhão de euros) e a rede de saneamento de Aspra, Viso, Currais e Igreja, na freguesia de Âncora, orçada em meio milhão de euros. Estas obras vão ser financiadas pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Quarta-feira, o executivo vai pronunciar-se sobre a aprovação da minuta do contrato do concurso público da empreitada de da rede de Saneamento de Vilar de Mouros, no montante de € 747.600,001 + IVA.

Da ordem de trabalhos faz parte a atribuição de um subsídio à Sociedade de instrução e Recreio Ancorense, no montante de quinhentos euros, para apoio na realização do III Concurso de Pesca Desportiva.

O executivo vai ainda votar as normas de funcionamento da Feira de Artesanato do Concelho de Caminha “Mãos d’Arte”, cujo objetivo é a valorização e revitalização das artes e ofícios do concelho.