Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DA BARCA COMBATE O AUTISMO

No âmbito do Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, autarquia barquense ilumina de azul o edifício dos Paços do concelho

A Câmara Municipal de Ponte da Barca aderiu à campanha “Light it Up Blue” para assinalar o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, que se comemora no dia 2 de abril, e que consiste na iluminação de azul de vários monumentos ou escolas no mundo inteiro, com o intuito de sensibilizar a população para a problemática do Autismo.

DIAMUNDIALDOAUTISMO3.JPG

Esta campanha é organizada anualmente em todo o mundo e o Município barquense solidarizou-se com a causa e juntou-se à Associação Amigos do Autismo e à Federação Portuguesa do Autismo neste movimento de consciencialização e sensibilização para este distúrbio neurobiológico, e vai iluminar de azul o edifício dos Paços do Concelho.

Mas não só os edifícios devem e podem ser iluminados, famílias e indivíduos, comunicação social, restaurantes e lojas podem também participar nesta iniciativa, privilegiando a cor azul como sinal de entrega à causa. Pretende-se, com este movimento mundial, uma maior sensibilização e consciencialização da população para esta problemática que inibe a capacidade de comunicação e desenvolvimento de relações sociais.

Associe-se também e faça brilhar uma luz sobre o Autismo

PROPOSTA DO PAN PEDE BOLSA DE INTÉRPRETES DE LÍNGUA GESTUAL NOS SERVIÇOS PÚBLICOS

  • Uma pessoa surda continua a não ter acessibilidade em várias instituições públicas
  • Centros de saúde e hospitais não dispõem de intérpretes nem são legalmente obrigados a isso
  • Numa urgência se for necessário um intérprete o paciente tem de assumir essa despesa

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza leva a debate na próxima sexta-feira, dia 24 de Março, uma iniciativa legislativa que recomenda ao Governo a criação de uma bolsa de intérpretes de língua gestual portuguesa para assegurar a acessibilidade dos serviços públicos.

Atualmente, uma pessoa surda continua a não ter acessibilidade em hospitais, centros de saúde, serviços camarários, assembleias municipais, bibliotecas, ensino superior, e em várias outras instituições, sendo que últimos diplomas sobre esta matéria são de 2004 e 2006 e essas barreiras continuam a existir ainda hoje. Por exemplo, os serviços da Segurança Social são considerados acessíveis pelo Estado pois é possível ao cidadão surdo solicitar o atendimento em língua gestual portuguesa. No entanto, este terá que aguardar cerca de 2 ou 3 semanas até que esse atendimento lhe seja marcado, ao passo que uma outra pessoa sem deficiência simplesmente se dirige ao balcão e é atendida.

A situação ganha especial relevância quando pensamos nos serviços de saúde. Os centros de saúde e hospitais não dispõem de intérpretes nem são legalmente obrigados a isso.

Como é que um cidadão surdo comunica com o seu médico e lhe explica o que está a sentir? Ou leva consigo um familiar que possa interpretar o que está a dizer, ou assume a despesa de pagar a um intérprete, ou vai ter muitas dificuldades em comunicar com o médico, assistentes administrativos ou enfermeiros. A situação torna-se mais grave ainda em situações de emergência médica, em que a pessoa surda não tem a possibilidade de organizar uma ida ao hospital acompanhada de um intérprete.

O acesso à saúde trata-se de um direito fundamental de todos os cidadãos. Apesar de terem sido dados passos no sentido de melhorar as condições de vida dos cidadãos com deficiência, estes ainda não são suficientes para assegurar uma vida independente.

As barreiras não são só arquitetónicas, são também sociais, culturais e políticas. Todos devem ter acesso às diferentes oportunidades existentes – seja à cultura, aos espaços públicos, aos edifícios, às comunicações, aos serviços, à economia, à participação política – em condições de igualdade

FAFE INAUGURA GRAFFITI NA PRAÇA DAS COMUNIDADES

Mural reinterpreta lenda da Bicha das Sete Cabeças

Decorre, amanhã, a partir das 16h00, a Inauguração dos Trabalhos de Graffiti na Praça das Comunidades.

DSA_9298A.jpg

Este é um projecto inserido nas Residências Artísticas Café Cultural, no qual os artistas João Vasco (Maio) e Pedro Loureiro (Mojojojo) reinterpretaram a lenda "Bicha das Sete Cabeças", no conhecido recinto da Praça das Comunidades.

De acordo com os graffiters, “este Mural resultou da pesquisa do imaginário popular e aaproximação aos habitantes da cidade de Fafe”.

Recorde-se que o Projecto Café Cultural foi criado numa parceria entre o Município de Fafe e a organização Café Cultural do artista plástico e produtor brasileiro, Vicente Coda.

Este projecto, centrado nas diferentes formas culturais, destacou, na primeira residência, de 13 a 24 de Março, a música e o graffiti, com várias iniciativas com o músico Luiz Fontineli e os grafiters PedroLoureiro e João Vasco.

Este primeiro ciclo contará ainda com a apresentação do projecto de Sinergia entre os artistas convidados, a Academia de Música José Atalaya e a Escola Bailado de Fafe, na quinta-feira. na Sala Manoel de Oliveira e, na sexta-feira, com um concerto de Luiz Fontineli e a Banda de Rua no Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30.

DSA_9299A.jpg

FAFE DEDICA TERRA JUSTA’2017 A QUEM NÃO TEM VOZ NO MUNDO

UNICEF, Instituto Apoio à Criança, Rede Talitha Kum e  Fundação Champalimaud  em destaque

Personalidades que trabalham com crianças de todo o mundo e contra o tráfico de seres humanos debatem a situação das crianças no Mundo

De 4 a 8 de Abril, Fafe volta a receber o Terra Justa - Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade.

Nesta terceira edição, dezenas de convidados nacionais e internacionais e diversas Organizações Não Governamentais (ONG´S) vão debater, em Fafe, entre outros assuntos, questões que afetam milhões de crianças em todo o mundo, do tráfico, à fome passando pelos campos de refugiados onde crescem milhares de crianças.

Alguns números são verdadeiramente assustadores e merecem uma reflexão profunda:

- 48 Milhões de crianças estão, neste momento, em situações de conflito ou enfrentam outras crises no mundo.

- Crise dos refugiados: 700 crianças morreram a tentar cruzar o Mediterrâneo em 2016.

- Sudão do Sul: 1 milhão de crianças estão a morrer de fome

O papel da UNICEF tem sido fundamental para ajudar milhões de crianças a sobreviver e a alcançar melhores condições de vida. Só nos primeiros 10 meses de 2016 com o apoio da UNICEF:

- 13.6 milhões de pessoas tiveram acesso a água potável;

- 9.4 milhões de crianças foram vacinadas contra o sarampo;

- 6.4 milhões de crianças tiveram acesso a alguma forma de educação;

- 2.2 milhões de crianças foram tratadas contra a má nutrição aguda grave;

O Terra Justa - Encontro internacional de Causas e Valores da Humanidade é um evento internacional que ocorre na cidade de Fafe com o objetivo de alertar, provocar e envolver as pessoas para refletirem sobre a importância das causas e valores da humanidade.

De 4 a 8 de Abril, a cidade vai acolher conferências, tertúlias de café com convidados nacionais e internacionais, exposições, teatro de rua, debates, música, arte pública, entre muitas outras atividades.

UNICEF, Fundação Champalimaud, Instituto de Apoio à Criança e a Rede Talitha Kum, entre outras instituições e personalidades vão estar em destaque durante a Terra Justa.

CARNE DA CACHENA FOI RAINHA NO FIM-DE-SEMANA GASTRONÓMICO EM ARCOS DE VALDEVEZ

No passado fim-de-semana, dias 18 e 19 de março, decorreu o fim-de-semana gastronómico em Arcos de Valdevez, tendo a carne cachena atraído milhares de visitantes ao concelho. Ela foi a rainha das mesas dos restaurantes arcuenses, os quais apresentaram, nas suas salas repletas de comensais, mais um prato tradicional da nossa gastronomia a “Carne da Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre”. A tenra carne Cachena proveniente de animais de raça de gado Cachena, criados em zona de montanha, acompanhada pelo feijão Tarrestre, característico das Serras da Peneda e do Soajo, fazem deste prato um sabor distinto do mundo rural e as delícias de quem o prova.

fim_semana_gastronomico_2017.jpg

Atestando a qualidade deste produto autóctone, o Municipio arcuense procedeu à assinatura de um protocolo com várias entidades para dar início ao processo de constituição da Confraria Gastronómica da Carne Cachena. Uma carne de grande qualidade que foi recentemente medalhada com a medalha de ouro na edição deste ano do Concurso Nacional de Carnes Tradicionais com Nomes Qualificados.

Para além deste manjar, Arcos de Valdevez ofereceu outros sabores próprios da região, nomeadamente a broa de milho, a laranja de Ermelo, o bolo de discos, os charutos de ovos e os excelentes vinhos verdes.

Da programação desta iniciativa fizeram parte variados momentos de entretenimento, entre os quais a “Feira de Artesanato e Mercado de Sabores”, onde estiveram expostas várias peças de artesanato entre outros produtos característicos da região, mostras de raças autóctones, na Porta do Mezio, e visitas guiadas à Porta e ao Paço de Giela, a Rota dos Vinhos de Arcos de Valdevez, com visita a quintas e provas de vinhos, Workshops, demonstrações da gastronomia arcuense, através da realização de showcookings, a iniciativa “Na mesa de D. Afonso Henriques”, na qual os visitantes do Paço de Giela puderam fazer uma foto na mesa de D. Afonso Henriques (quadro desenhado) e ainda degustar o fumeiro do Vez e ainda atuações musicais.

O Fim de semana gastronómico é mais uma iniciativa realizada pela Câmara Municipal que permite atrair visitantes ao nosso concelho e consequentemente dinamizar a economia local.

fim_semana_gastronomico_2017_2.jpg

fim_semana_gastronomico_2017_4.jpg

fim_semana_gastronomico_2017_5.jpg

fim_semana_gastronomico_2017_6.jpg

fim_semana_gastronomico_2017_8.jpg

fim_semana_gastronomico_2017_9.jpg

PROTECÇÃO CIVIL DE FAMALICÃO TREINA-SE PARA AS INTEMPÉRIES

Stormex 2017 realiza-se este sábado, a partir das 15h00, em vários pontos do concelho

Simulação de uma forte intempérie ativa meios da Proteção Civil em Famalicão

No próximo sábado, dia 25 de março, a partir das 15h00, Vila Nova de Famalicão vai ser cenário de uma forte intempérie que vai provocar uma série de ocorrências um pouco por todo o concelho obrigando à ativação do Plano Municipal de Proteção Civil e consequente mobilização de meios e recursos das Corporações de Bombeiros, Forças de Segurança, e outros agentes de Proteção Civil.

AFS_9294.jpg

Trata-se de um exercício de teste, denominado Stormex 2017, ao Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil do Município de Vila Nova de Famalicão. “Será um exercício à escala real (LIVEX), ou seja existe a mobilização de meios e recursos envolvidos nas ações de resposta ao cenário simulado”, explica a propósito o vereador da Proteção Civil da autarquia, Ricardo Mendes, salientando a relevância da ação, mas chamando também a atenção para a necessidade das populações estarem avisadas sobre o simulacro, para evitar preocupações desnecessárias.

A iniciativa insere-se no Mês da Proteção Civil, uma iniciativa que arrancou no dia 1 de março e tem vindo a decorrer com diversas atividades.

OCORRÊNCIAS E SINISTROS SIMULADOS

O contexto do exercício é de uma forte intempérie que se abate no concelho de Vila Nova de Famalicão, a partir do dia 24, tendo sido decretado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil estado de alerta especial (EAE) de nível laranja. Com a previsão do Instituto do Mar e da Atmosfera do agravamento das condições meteorológicas (precipitação forte - chuva na ordem dos 30mm/1h) e vento a soprar forte a muito forte (90 km/h) com rajadas muito fortes na ordem dos 130-140km/h e trovoadas) a partir das 15h30 do dia 25, é emitido novo Comunicado Técnico-Operacional Distrital do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga, elevado o EAE para nível vermelho.

Tendo em consideração esta informação o Presidente da Comissão Municipal de Proteção Civil decide convocar a Comissão para dia 25 pelas 14h30.

A partir das 15h00 começam a ser registados várias ocorrências relacionadas com os cenários. Atendendo às condições meteorológicas presentes e às várias ocorrências que estão a ser observadas, é decido pelas 15h30 ativar o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil.

As ocorrências irão decorrer na Avenida José Manuel Marques, em Antas. Na estrada nacional, Ponte do Louro, no Louro, na ciclovia Santo Adrião, em Vila Nova de Famalicão, na VIM, sentido Joane – Vizela (junto à rua da Paz, em Oliveira Santa Maria), na rua de Santo António, em Delães e no Parque de Estacionamento D. Maria II, em Antas.

Refira-se que a atividade da Proteção Civil é uma tarefa de todos, pelo que se solicita a melhor compreensão por parte de todos os munícipes para necessidade de realização deste exercício.

Imagem 370.jpg

CABECEIRAS DE BASTO COMEMORA DIA DA ÁRVORE

Dia da Árvore assinalado com plantações no Parque Urbano e no Núcleo Ferroviário

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto promoveu ontem, dia 21 de março, a plantação de árvores e arbustos no Parque Urbano, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Árvore, uma iniciativa inserida no âmbito do Projeto ‘Floresta Comum’ da Quercus e ICNF que se prolonga até sexta-feira, dia 24 de março, com a participação das crianças do Agrupamento de Escolas e dos utentes dos Espaços de Convívio e Lazer.

Dia da Árvore assinalado com plantações no Parque Urbano e no Núcleo Ferroviário.JPG

Com esta iniciativa pretende-se divulgar o importante papel da floresta e sensibilizar a comunidade para a sua preservação e promover os nossos espaços florestais incentivando à plantação de espécies autóctones.

Ontem, os alunos de algumas turmas da Escola Profª Filomena Mesquita e os idosos dos ECL de Alvite, Cabeceiras de Basto, Faia, Painzela e de Refojos e do Centro Social e Paroquial de Abadim plantaram bétulas e medronheiros no Parque Urbano de Cabeceiras de Basto, um espaço com cerca de 2 hectares que engloba espaços verdes, um parque infantil, um anfiteatro, pontes e percursos pedonais, parque verde implantado em pleno coração da vila.

Durante a tarde de hoje, dia 22 de março, serão realizadas novas plantações no Parque Urbano pelos alunos do Agrupamento de Escolas, bem como pelos utentes dos ECL’s de Cucana, Outeiro, Passos e Petimão.

Na sexta-feira, dia 24 de março, a partir das 14h30, os alunos da EB1 do Arco de Baúlhe e os utentes dos ECL’s do Arco de Baúlhe, de Arosa, Moimenta, Pedraça e Vila Nune farão uma sementeira de novas ervas aromáticas no canteiro do Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe e procederão à plantação de outras árvores, ao mesmo tempo que vão assistir a uma apresentação dos produtores de chá e ervas aromáticas da Arboreto e Olfactus.

A Comemoração do Dia Mundial da Árvore é organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Conselhos Diretivos dos Baldios, Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta (ICNF) e Quercus, em colaboração com o Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto e a Basto Vida.

CERVEIRA REQUALIFICA ESTÁDIO 1º DE JANEIRO EM CAMPOS

Lançado concurso público para 2ª fase de requalificação do Estádio 1º de Janeiro, em Campos

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira abriu concurso público para a empreitada de “Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer de Campos – 2.ª Fase”, com um preço base de 250 mil euros e um prazo de execução de 150 dias. Em abril prevê-se abertura de procedimento para colocação de relvado sintético naquele campo de jogos (3ªfase).

20170321_144121.jpg

Concluída a construção da estrutura em betão do edifício do Estádio 1º de Janeiro, segue-se agora a 2ª fase deacabamento e apetrechamento desta estrutura onde vão funcionar os balneários/vestiários para as equipas eárbitros, assim como a criação de um posto de primeiros socorros e de apoio médico.

A presente empreitada era um anseio de há alguns anos da Associação Desportiva de Campos, uma vez que as atuais instalações da década de 70 já não reuniam condições mínimas de condições de segurança, salubridade, conforto e estética compatíveis com o enquadramento legal e normativo aplicável. Para além de resolver os problemas da coletividade, esta intervenção vai permitir ainda o apoio às atividades associadas à Ecovia “caminho do rio”.

Perante este cenário, o executivo cerveirense comprometeu-se com a União de Freguesias de Campos e Vila Meã (dono da obra) em conferir o apoio técnico e financeiro necessário para a execução desta obra que acarreta um investimento elevado, totalmente suportado pela autarquia.

A curto prazo será lançado o procedimento de contratação pública para a 3ª e última fase da “Requalificação do Parque Desportivo e de Lazer de Campos”, caraterizada pela colocação do relvado sintético no campo de jogos.

20170321_144315.jpg

VIANA DO CASTELO RECEBE CONCERTO "REQUIEM DE MOZART"

Concerto REQUIEM DE MOZART - 7 ABRIL, Centro Cultural | 21h30

Os bilhetes para o concerto REQUIEM DE MOZART, a realizar no Centro Cultural de Viana do Castelo, dia 7 de abril, estão disponíveis para venda.

LOCAIS DE VENDA:

  • Teatro Municipal Sá de Miranda, nos horários habituais da bilheteira - segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00;

       Dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00;

              Sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

  • Centro Cultural de Viana do Castelo, no dia do espetáculo, entre as 18h00 e as 22h00, se a lotação não estiver esgotada.

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: M/6 anos

CUSTO DO BILHETE: 5€ (plateia) | 5€ (bancada)

Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, por  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt (indicando nome e NIF), com um prazo de levantamento de 24 horas, caso contrário a reserva ficará sem efeito.

Há bilhetes de plateia e bancada, pelo que deverão mencionar na reserva o desejado.

Não há lugares marcados.

vianamoz.jpg

BRAGA LEVA PROJECTO MEDIA ARTS ÀS ESCOLAS

Hoje, Quarta-feira, dia 22 de Março, pelas 14h30, na EB1 de São Victor

O Município de Braga realiza uma visita à EB1 de São Victor (Rua Beato Miguel de Carvalho, 4710-356) no âmbito do projecto Media Arts nas Escolas, que se realiza hoje, Quarta-feira, dia 22 de Março, pelas 14h30.

Inserido na candidatura de Braga a Cidade Criativa da UNESCO, o Município avançou este ano lectivo com um projecto-piloto de actividade extracurricular na área das artes digitais em Escolas do 1º ciclo do Concelho.

A iniciativa contará com as presenças de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias, vereadora da Cultura, e Cláudia Leite, coordenadora da candidatura.

CAMINHA: SONICBLAST REGRESSA A MOLEDO

O SonicBlast volta a Moledo, concelho de Caminha, para a sua 7.ª edição e a organização acaba de anunciar mais sete nomes que vão atuar em Moledo nos dois palcos que compõem o recinto, o Pool Stage e o Main Stage.

moledooo (1).jpg

O festival que se assume como um encontro perfeito entre praia, piscina, surf, skate e muito rock acaba de adicionar mais sete nomes ao seu cartaz: The Machine, Death Alley, Blaak Heat, Löbo, Toxic Shock, Vinnun Sabbathi e Holy Mushroom.

Desde os repetentes The Machine, que atuaram quatro anos atrás na 3ª edição do SonicBlast Moledo, a novas apostas de bandas na vanguarda da inovação como os Blaak Heat, estes sete nomes juntam-se a um cartaz que contava já com nomes como: Orange Goblin, Kadavar, Elder, Sasquatch, Monolord, Kikagaku Moyo, entre outros.

moledooo (2).jpg

A localização privilegiada do SonicBlast Moledo continua a fazer dele uma das datas mais marcantes no calendário de festivais de música no norte do país. Com os concertos da tarde a serem feitos no recinto da piscina e com a praia de Moledo apenas a 5 minutos do recinto, este Festival prima pelo contacto direto com o que a natureza tem para oferecer. O parque de campismo, incluído no Passe Geral, insere-se também num pinhal junto à praia.

O passe geral para o SonicBlast custa 42€ até junho, data em que os preços serão atualizados. Os bilhetes diários custam 28€.

Os bilhetes para o SonicBlast Moledo estão à venda em toda a rede BOL e associados: Bilheteira Online, Lojas FNAC, Worten, CTT.

Mais informações:

Bilhetes:

BOL: http://bit.ly/2mXfVC9

Masqueticket: http://bit.ly/2nhgbfT

Passe Geral: 

- 42€ (até 30 de junho)

- 48€ (até 31 de julho)

- 55€ (Agosto)

Bilhete Diário: 28€

Confirme outros pontos de venda aqui.

Informação sobre o recinto

Localizado no Centro Cultural de Moledo, o SonicBlast Moledo tem dois palcos, uma piscina, bares e zona de restauração (comida tradicional e vegetariana/vegana).

O campismo situa-se no pinhal do camarido, junto à praia, a 5 minutos a pé do recinto.

Onde Fica:

Rua da Costa

4910 Moledo, Caminha

Como chegar:

  • Carro: A partir do Porto através da A28; de Tui (Espanha)/Valença do Minho pela N13 - saída Moledo do Minho.  GPS: 41.848062 - 8.860192
  • Autocarros: Directos do Porto ou Lisboa até Caminha (vila que dista 3 km de Moledo do Minho)
  • Comboio: Desde o Porto, comboio em direcção a Valença/Vigo (Estação "Moledo do Minho"; estações próximas "Vila Praia de Âncora" e "Caminha").
  • AeroportoVigo(Espanha) e Aeroporto Sá Carneiro (Porto)

Confirma mais informação sobre o festival no site oficial do SonicBlast Moledo

moledooo (1).png

BRAGA FESTEJA PÁSCOA COM “FÉRIAS EM GRANDE”

Inscrições no Balcão Único a partir de hoje, 22 de Março

Durante as férias escolares da Páscoa, o Município de Braga volta a disponibilizar um serviço de ocupação dos tempos livres a crianças e jovens Bracarenses, com idades compreendidas entre os 10 anos e os 15 anos.

ferias em grande pascoa 2017.jpg

As inscrições para o programa ‘Férias em Grande – Páscoa’ iniciam-se hoje, 22 de Março, podendo ser efectuadas no Balcão Único, situado no edifício do Pópulo, até 3 de Abril.

O programa ´Férias em Grande’, desenvolvido em parceria com a Academia Synergia, terá lugar de 5 a 7 de Abril e de 10 a 13 de Abril. Durante este período, os jovens inscritos participarão em workshops de ciências ou de trabalhos manuais, em actividades desportivas e culturais, idas ao cinema e visitas a diversos equipamentos do Concelho. Estas actividades decorrerão das 09h00 às 17h30, tendo sempre como local de partida e chegada o edifício gnration, no Campo da Vinha.

O custo do programa varia entre os 10 e os 30 euros, mediante o escalão do jovem, sendo que a inscrição deverá ser efectuada no Balcão Único no horário de atendimento do mesmo. De referir que as inscrições são limitadas e serão aceites por ondem de chegada. O Município de Braga fornecerá o almoço, assim como um reforço nos lanches da manhã e da tarde.

O regulamento do programa pode ser consultado em https://goo.gl/3WWoBE

A ficha de inscrição está disponível através do link https://goo.gl/fzvCIY

RUSGA DE S. VICENTE DE BRAGA HOMENAGEIA JORNALISTA BRACARENSE PEDRO LEITÃO

Tema da 1ª ed.  das 'Entremeadas de S/Ts: 'Jornalismo para o século XXI: - Quais as vias e meios?!'

pedroleitao.jpg

Pedro Leitão  (16/12/1955 - 27/03/2016)

A Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho, realiza a 1ª edição das "Entremeadas de S/Ts" (Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras), a levar a efeito amanhãno próximo  dia 23, quinta-feira, do mês em curso, pelas 21h:30, na sede social da Rusga, sita na Av. Artur Soares (Palhotas),nº 73, Braga, que terá por convidados, o Director do jornal Correio do Minho, Paulo Monteiro e o Director de Informação do Jornal Diário do Minho, Damião Pereira, com a moderação de José Pinto, presidente da associação.

damião_pereira_dm01.jpg

Damião Pereira (Diário do Minho)

paulo_monteiro_cm03.jpg

Paulo Monteiro (Correio do Minho)

RALLY DE PORTUGAL 2016 ASSEGUROU AO CONCELHO DE CAMINHA RETORNO ECONÓMICO SUPERIOR A 3 MILHÕES DE EUROS

Avaliação é do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve

A edição 2016 do Rally de Portugal assegurou ao concelho de Caminha um retorno económico direto entre os 3.101.227 euros e 3.440.158 euros, relativo a despesas de adeptos e equipas. A conclusão consta do estudo de Impacto Direto do WRC Vodafone Rally de Portugal na Economia do Turismo, análise à escala municipal, Caminha, da responsabilidade do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve (CIITT-UALG).

Rally2016_024.jpg

A equipa de investigadores, coordenada pelo professor Fernando Perna, realizouum estudo da edição 2016 no Norte de Portugal, ao longo de 10 meses, entre janeiro e outubro de 2016. Para os investigadores, não há dúvida de que “o concelho de Caminha tem no WRC Vodafone Rally de Portugal 2016 um instrumento estratégico de marketing turístico que concretiza oseu contributo ativo para a prossecução de quatro objetivos regionais”.

São eles, segundo este estudo, “aumentar a atratividade do destino e elevar os seus níveis de notoriedade; harmonizar e consolidar transversalmente a qualidade da oferta; melhorar os indicadores do turismo e reduzir assimetrias entre os destinos e estimular o espírito colaborativo entre os stakeholders para a adoção de uma abordagem alinhada ao nível do desenvolvimento e promoção do destino”.

Recorde-se que a adesão ao WRC Vodafone Rally de Portugal foi uma aposta do Executivo liderado por Miguel Alves, que viu a participação na prova garantida pelos votos da maioria.

A opção por eventos que qualificam a oferta turística do concelho está, aliás, a dar excelentes resultados. Segundo o INE, o número de turistas no concelho de Caminha cresceu 35% em 2015, batendo todos os recordes e colocando o Município como o segundo do distrito na atração de visitantes e o sexto de toda a região do Minho.

De acordo com os números mais recentes das nossas unidades hoteleiras, o número de dormidas cresceu 12% em janeiro e fevereiro de 2017, quando comparado com os mesmos meses do ano passado e o número de reservas para o que resta para este ano é já 100% superior ao número de reservas que existiam, nesta data, há um ano, para todo 2016.

O estudo do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve sublinha a importância da aposta no Rally de Portugal e garante: “prestes a comemorar os 50 anos do primeiro Rally de Portugal, o WRC Vodafone Rally de Portugal consolida-se como o maior evento realizado no país desde a Fase Final do UEFA EURO 2004, assente na excelência da sua capacidade de criar e disseminar efeitos sobre o território. Com caráter estrutural, o Rally é organizado de forma regular e periódica pelo Automóvel Club de Portugal, em constante inovação quer no espaço quer o conteúdo, criando novos fluxos e receitas turísticas de dimensão única ao nível de um evento organizado em território nacional, no qual a parceria com os municípios é parte integrante e condição necessária para o sucesso”.

A passagem do Rally no concelho tem permitido também realizar obras que melhoram significativamente a vida das populações, sobretudo da Serra d’Arga, de que é exemplo a beneficiação dos caminhos florestais, mas também o incentivo às associações e à economia local, assim como a visibilidade que essas freguesias conseguem a nível internacional.

A investigação da equipa do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve (CIITT-UALG) constitui uma monitorização externa e contínua do maior evento desportivo e turístico regularmente organizado e realizado em Portugal.

Recorde-se que o Rally de Portugal de 2016 teve um impacto na economia de 129 milhões de euros e foi a prova de maior audiência televisiva no campeonato do mundo, conforme revelou recentemente Carlos Barbosa, presidente do Automóvel Clube de Portugal.

O dirigente revelou esta informação na apresentação do Estudo de Impacto Económico da prova em 2016, citando dados fornecidos pela Federação Internacional do Automóvel (FIA).

Calcula-se que o Rally de Portugal tenha tido um impacto de 990 milhões na última década.

Rally2016_099.jpg

MINHOTOS ENCERRAM EM APOTEOSE BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

O Grupo Folclórico Verde Minho e o Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez cantaram e dançaram no últmo dia da edição deste ano da Bolsa de Turismo de Lisboa, conferindo ao certame um colorido e uma alegria que são bem características das gentes e do folclore minhoto.

17457542_1377003129010019_3467803661891304244_n.jpg

Aos primeiros acordes das concertinas, eis que numeroso público se aproximou dos grupos folclóricos para os ver actuar. E, ao ritmo do vira e da chula, da rosinha e da cana-verde, aquela grandiosa feira de turismo terminou em ambiente de festa. E, para o ano, haverá mais!

Fotos: Manuel Santos

17264601_1375821652461500_4534845203047503179_n (1).jpg

17309159_1377003229010009_5653192904844353878_n.jpg

17361749_1375822185794780_327236506320546969_n.jpg

17362433_1375821569128175_7012395087315141591_n.jpg

17362829_1377003132343352_3273263211566710771_n.jpg

17425145_1377003222343343_4621400759799123660_n.jpg

17425155_1375820689128263_3223835701468118377_n.jpg

CABECEIRAS DE BASTO TESTA SEGURANÇA NAS ESCOLAS

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos: teste final garante condições de segurança. Escola reabre amanhã, quarta-feira, dia 22 de março

Tal como tínhamos anunciado, o Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos reabre amanhã, dia 22 de março, depois de ter sido efetuado ao longo do dia de hoje um teste final em carga do sistema elétrico, como se escola estivesse em pleno funcionamento mas sem alunos, para aferição das condições de segurança.

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos (2).JPG

Verificou-se que estão reunidas as condições para o seu funcionamento, com toda a normalidade, pelo que a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, com base em todos os pareceres técnicos obtidos, informou a direção do Agrupamento de Escolas de que pode reabrir.

Note-se que o encerramento da escola, desde a passada sexta-feira, dia 17 de março, ficou a dever-se à ocorrência de curtos-circuitos em algumas tomadas elétricas que provocaram um foco de incêndio numa arrecadação do Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos, na passada quinta-feira à tarde. Durante o dia de ontem, os técnicos do IEP - Instituto Eletrotécnico Português e da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto fizeram testes, avaliações e revisão geral a todo o sistema elétrico da escola que culminaram com o teste final realizado hoje para garantia de que tudo funcionava dentro da normalidade.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto lamenta o transtorno causado e agradece a compreensão de toda a comunidade educativa – professores, funcionários, pais e alunos – mas não poderia ter sido de outra forma, uma vez que a segurança é uma prioridade.

O Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos é uma escola que integra a educação pré-escolar e o 1º ciclo, foi inaugurada em 2009, e tem atualmente cerca de 400 crianças em atividade letiva.

IDOSOS DE GUIMARÃES TÊM PROVEDOR

CERIMÓNIA NO CCVF (14H30)

José Lopes é apresentado esta quarta-feira como Provedor do Idoso de Guimarães

Sessão realiza-se no Pequeno Auditório do CCVF. Objetivo é reforçar proximidade entre o público sénior e as diversas instituições, abrindo-se caminho para uma participação mais ativa do idoso nas políticas municipais.

Guimaraes_Jose_Lopes.jpg

O vimaranense José Leite Ferreira Lopes é apresentado como Provedor do Idoso de Guimarães esta quarta-feira, 22 de março, às 14:30 horas, no Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor. A sessão contará com a presença do Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, da Vereadora da Ação Social, Paula Oliveira, do Presidente da Comissão de Proteção ao Idoso (CPI), Carlos Branco, e de Eduardo Duque, fundador desta Comissão.

O Provedor do Idoso, formalizado em outubro de 2016, é um cargo não remunerado que permitirá estabelecer uma comunicação mais regular entre a população sénior e as diversas instituições que atuam nesta área, além de ser um elo com a Autarquia, assegurando a representatividade da população sénior na definição das suas políticas, enquanto garante dos direitos do idoso e agente de promoção da sua qualidade de vida. Neste particular, as autarquias, em articulação com a Comissão de Proteção ao Idoso, são chamadas a desempenhar um papel ativo, fundamental na escolha e nomeação do Provedor do Idoso.

Tratando-se de uma pessoa oriunda da comunidade, caber-lhe-á, entre outros aspetos, receber queixas, denúncias e reclamações relacionadas com pessoas idosas e proceder ao seu encaminhamento para as entidades competentes, além de averiguar situações sinalizadas pelas pessoas idosas ou pela comunidade que possam indicar perigo. Terá ainda como incumbências fazer recomendações aos órgãos competentes ou intervir na tutela dos interesses das pessoas idosas junto das diversas instituições.

FAFE REALIZA JORNADAS LITERÁRIAS

8.as Jornadas Literárias em Fafe celebram o 'Prazer de Ler'

António Mota, Mário Cláudio e Pedro Chagas Freitas são os escritores convidados

Rita Redshoes em concerto especial

Durante a próxima semana, de 27 a 31 de Março, realizam-se, em Fafe, as 8.as Jornadas Literárias, subordinadas ao tema “Prazer de Ler”.

2016 (1).jpg

A iniciativa, que mobiliza, anualmente, os alunos de todos os agrupamentos de escolas do concelho, conta com diversas atividades, distribuídas pelos cinco dias de duração, que privilegiam a leitura, a escrita, o teatro, a música, a ilustração.

A iniciativa é realizada, em parceria, pelo Município de Fafe, Agrupamentos de Escolas de Fafe, Montelongo e Prof. Carlos Teixeira, Escola Profissional de Fafe, Academia de Música José Atalaya, Núcleo de Artes e Letras de Fafe, Atrium e Memória e Cineclube de Fafe.

Nesta 8ª edição, pretende-se, mais uma vez, mobilizar todos, especialmente os alunos das várias escolas que participam com atividades na iniciativa, para o gosto pela leitura e pela literatura.

Este ano estarão presentes os escritores António Mota, Mário Cláudio, Pedro Chagas Freitas, Benedita Stingl e José Salgado Leite. Estas 8.asJornadas Literárias terão ainda a participação de ilustradores (Rui Castro), contadores de estórias (Rui Ramos e Inácia Cruz) e uma participação especial, Rita Redshoes. A artista faz a apresentação do seu último álbum “Her”, dia 29, no Teatro Cinema e participa na rubrica “90 Minutos Sobre… O Prazer de Ouvir as Palavras”.

2016_.jpg

O grande espectáculo de abertura das 8.as Jornadas Literárias de Fafe, “Os Pequenos Viajantes”, realiza-se, na manhã do dia 27, Praça 25 de Abril, estando confirmada a presença de mais de 600 crianças dos estabelecimentos de educação pré-escolardo concelho.

Este ano, as Jornadas trazem mais uma vez a literatura para a rua, com as iniciativas “Literatura à Mesa”, “Poesia nas Monstras”“Livros em Viagem” e “Textos para um Lugar”.

Para Pompeu Martins, Vereador da Cultura e Educação, esta é “uma oportunidade de envolver toda a comunidadeeducativa, parceiros ligados à cultura, todos os fafenses, num projeto comum que promove a literatura no concelho.

As Jornadas Literárias dinamizam Fafe e todos apreciam as várias iniciativas. Os nossos alunos consideram-nas uma forma diferente e especial de aprender; os nossos professores envolvem-se sempre com grande empenho e dedicação efazem desta iniciativa um dos momentos do ano mais interessante da cultura do livro”.

PROGRAMA

DIA 27 – Segunda-Feira

09:00 Leitura do Conto Andarilho

“O Sonho de Simão”

Biblioteca Municipal de Fafe

09:00 Encontros com “António Mota”

Org. Agrupamento Escolas Prof. Carlos Teixeira

Sala Manoel de Oliveira

10:00 Espetáculo de Abertura

“Os Pequenos Viajantes”

Crianças do Pré-Escolar de Fafe

Praça 25 de Abril

11:00 Dia Mundial do Teatro

Teatro “Episódios da Vida Romântica”

Teatro Sá da Bandeira

Encenação Norberto Barroca

Teatro-Cinema de Fafe

12:00 Literatura à Mesa

Restaurantes de Fafe

14:15 Encontros com “António Mota”

Org. Agrupamento Escolas Prof. Carlos Teixeira

EB S. Jorge

15:00 Abertura do Evento Poesia nas Montras

Org. Núcleo de Artes e Letras de Fafe e Atriumemória

Lojas da Cidade de Fafe

15:00 Dia Mundial do Teatro

Teatro “Episódios da Vida Romântica”

Teatro Sá da Bandeira

Encenação Norberto Barroca

Teatro-Cinema de Fafe

16:00 Oficina de Leitura “O Prazer de Ler” com César Freitas e Rui Festa

Org. Agrupamento de Escolas Montelongo

Biblioteca Centro Educativo Montelongo

DIA 28 – Terça-feira

09:00 Encontros com “António Mota”

Org. Agrupamento Escolas Prof. Carlos Teixeira

EB Regadas e EB Serrinha

10:00 Teatro “Ali Babá e os 40 Ladrões”

Companhia Atrapalharte

Teatro-Cinema de Fafe

10:00 Livros em Viagem

Estação de Autocarros de Fafe

14:00 Teatro “Ali Babá e os 40 Ladrões”

Companhia Atrapalharte

Teatro-Cinema de Fafe

14:15 Encontros com “António Mota”

Org. Agrupamento Escolas Prof. Carlos Teixeira

EB Silvares S. Martinho

21:30 “À Descoberta dos Sentidos” Escola Profissional de Fafe

Praça 25 de Abril

Ao Longo do Dia:

Encontros com a escritora Benedita Stingl

Org. Agrupamento de Escolas Montelongo

Dia 29 – Quarta-feira

08:30 “Leituras Proibidas” com Artur Leite e Inês Jerónimo

Org. Agrupamento de Escolas Montelongo

Auditório da EB 2,3 Montelongo

09:30 Concertos Pedagógicos

Org. Academia de Música José Atalaya

Teatro-Cinema de Fafe

10:00 A Poesia vai à Feira

Praça das Comunidades – Feira Semanal

10:00 “África Minha” - Escritores Africanos

Org. Agrupamento de Escolas de Fafe

Escola Secundária de Fafe

11:00 Concertos Pedagógicos

Org. Academia de Música José Atalaya

Teatro-Cinema de Fafe

14:00 Final do IV Concurso Concelhio de Leitura

Biblioteca Municipal de Fafe

14:00 Concertos Pedagógicos

Org. Academia de Música José Atalaya

Teatro-Cinema de Fafe

15:00 Encontro de Pequenos Grandes Autores (Francisca Mendes e alunos do Agrupamento)

Org. Agrupamento de Escolas Prof. Carlos Teixeira

Escola Prof. Carlos Teixeira

16:00 90 min sobre ... O prazer de Ouvir as Palavras

com Rita Redshoes

Arquivo Municipal de Fafe

18:00 Textos para um Lugar

com José Salgado Leite

21.30 Concerto Rita Redshoes

“Her” Teatro-Cinema de Fafe

Dia 30 – Quinta-feira

09:00 “Maratona da Leitura” - 10 Horas a Ler

Org. Agrupamento de Escolas de Fafe

Escola Secundária de Fafe

09:30 Inácia Cruz – Contadora de Histórias

Org. Agrupamento de Escolas de Fafe

EB Arões S. Romão, EB Monte, EB Cepães, EB Fareja

10:30 “Textos do Mundo”

“Todos os livros são substâncias perigosas, como os medicamentos” - Prof. Doutor Pedro Eiras (FLUP)

Org. Instituto de Estudos Superiores de Fafe

Arquivo Municipal de Fafe

10:30 Teatro em Inglês “Not Romeo and Juliet”

The Bristol School Theatre Company

Teatro-Cinema de Fafe

12:00 Teatro em Inglês

“Not Romeo and Juliet”

The Bristol School Theatre Company

Teatro-Cinema de Fafe

14:00 “Worshop de Escrita Criativa” com Pedro Chagas Freitas

Org. Escola Profissional de Fafe

Escola Profissional de Fafe

21:30 A Vida e Obra de Mário Cláudio – Documentário “Tocata e Fuga” com Mário Cláudio e Jorge Campos

Org. Cineclube de Fafe

Sala Manoel de Oliveira

Dia 31 – Sexta-feira

Ao Longo do Dia:

Encontros com o Ilustrador Rui Castro

Org. Agrupamento de Escolas Montelongo

Concurso de Ortografia

Org. Agrupamentos de EscolasProf. Carlos Teixeira

Final do Quiz de Cultura Geral

Org. Escola Profissional de Fafe

12:00 “O Livro da Minha Vida”

Auditório Municipal de Fafe

21.30 Espetáculo de Encerramento

“O Prazer da Leitura”

Academia de Música José Atalaya

Agrupamentos de Escolas

Escola Profissional de Fafe

Teatro-Cinema de Fafe

JL-cartaz-2017-CARTAZWEb-01.jpg

MELGAÇO: «É HORA DE IR RODOPIAR COM OS FANTASMAS!»

NOITE, é o espetáculo da Comédias do Minho que anima por estes dias Melgaço

‘Para que serve a noite?’. Será este o mote da próxima encenação da Comédias do Minho. Intitulada NOITE, a ação da companhia vai contar a história de Perséfone, uma menina heroína que embarca numa viagem emocionante à descoberta dos segredos da noite. A peça será primeiro apresentada ao público pré-escolar, nos dias 22, 23 e 24 de março, e depois ao público em geral, no dia 25, ambas as encenações na Casa da Cultura.

Noite 1.png

No sábado o espetáculo acontece pelas 15h00 e será desenvolvido um workshop para o público familiar.

A entrada é gratuita.

Sinopse

Esta noite, Perséfone vai ter que dormir sozinha, ainda por cima, num quarto que não é o dela, recheado de sombras estranhas e ruídos assustadores. Até o peluche, que lhe faz companhia, não é o dela. No vazio silencioso do escuro, a Perséfone resguarda a sua pequenez debaixo dos cobertores. Nos confins dos lençóis, sente-se imune a todos os monstros aterradores que habitam a noite.

Os raios de sol matinais entram pelo estore e fazem transbordar o seu cristalino coração de esperança. Perséfone havida sobrevivido a mais uma assombrosa noite de escuridão. E surge na cabeça da pequena Perséfone a grande questão: “Para que serve a noite?”. Até que uma noite decide pular dos lençóis... É hora de ir rodopiar com os seus fantasmas! Armada apenas com coragem e curiosidade, a menina heroína embarca numa viagem emocionante à descoberta dos segredos da noite.

ENCENAÇÃO E COCRIAÇÃO Graeme Pulleyn

COCRIAÇÃO E INTERPRETAÇÃO Sofia Moura

ASSISTÊNCIA À ENCENAÇÃO Inês Amaral Mendes 

DESENHO DE LUZ Vasco Ferreira

Noite 2.png

A saber que a Comédias do Minho é um projeto cultural que começou em 2003, com a colaboração dos municípios de Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova da Cerveira, destinado a criar uma companhia de teatro profissional.

A sua missão é dotar o vale do Minho de um projeto cultural próprio, adaptado à sua realidade socioeconómica e, portanto, com um enfoque especial no envolvimento das populações, a partir da construção de propostas de efetivo valor participativo e simbólico, para as comunidades a que se dirigem.

Para marcar na agenda:

  • 3 a 7 ABRNOVOS CAÇADORES | INSTALAÇÃO

Quando abriu a caça para a nova criação, os alunos de audiovisual do Vale do Minho foram conduzidos numa procura igual à dos atores e criadores CdM (Comédias do Minho) por caçadores perdidos no território. O material caçado pelos jovens alunos a partir deste workshop será mostrado na Casa da Cultura de Melgaço, e aberta ao público em geral, durante o horário do espaço (Época letiva: segunda a sexta-feira - 9h00-13h00 / 14h00-18h00; sábado - 9h30-12h30 / 14h00-18h00; Época não letiva: 9h30-12h30 / 14h00-18h00; encerra aos domingos e feriados).

ORIENTAÇÃO Pedro Filipe Marques

MELGAÇO | Casa da Cultura

  • 6 a 9 ABRDIAS DE CAÇA | ESPETÁCULO DE CINEMA E TEATRO

«No Vale do Minho, vários homens continuam a vaguear pela serra até conseguirem capturar as suas presas. Vamos caçar estes caçadores com uma câmara para podermos ver se é mais difícil apanhar um javali ou conseguir enquadrar um coelho para o poder mostrar, um dia mais tarde, no cinema. Entretanto, perdidas também no meio da serra e com tanto tempo a perder, as histórias à volta de uma simples comparação talvez fujam para outros sítios, tal como presas que deixam rasto mas que nunca são capturadas.»

CRIAÇÃO E VÍDEO Pedro Filipe Marques

ASSISTÊNCIA DE CRIAÇÃO E DRAMATURGIA Rita Palma

ASSISTÊNCIA DE ENCENAÇÃO Luís Filipe Silva e Tânia Almeida

ASSISTÊNCIA DE SOM (DOCUMENTÁRIO) Hannah Bailliu

DESENHO DE LUZ  Vasco Ferreira

COCRIAÇÃO E INTERPRETAÇÃO Gonçalo Fonseca, Joana Magalhães, Luís Filipe Silva, Rui Mendonça e Tânia Almeida

6 ABR | Junta de Freguesia de Paços | 21h00

7 ABR | Casa da Cultura de Melgaço | 21h30

8 ABR | Associação A Batela Alvaredo | 21h30

9 ABR | Salão Paroquial de Parada do Monte | 15h30

M/12 | ENTRADA GRATUITA

Noite.png

PONTE DE LIMA REALIZA FEIRA DOS JARDINS E ESPAÇOS VERDES

III Feira dos Jardins e Espaços Verdes em Ponte de Lima. 25 e 26 de março

Ponte de Lima é sem dúvida uma grande referência, tanto a nível nacional como internacional, no que respeita aos seus espaços verdes incomparáveis.

plimajard1.PNG

Ponte de Lima enaltece-se por organizar mais uma Feira dos Jardins e Espaços Verdes, nesta que será a III edição, e que se realiza no fim-de-semana de 25 e 26 de março.

O certame dedica-se às plantas, ao mobiliário urbano e aos produtos e materiais de suporte à atividade de produção de plantas, aos equipamentos de jardinagem e às tecnologias de gestão dos espaços verdes.

A abertura da feira terá lugar no sábado (25 de março) pelas 10 horas, com a cerimónia de inauguração pelo Executivo Municipal às 11 horas, seguida da animação pela Rusga de Beiral do Lima. Haverá Show de Araras e Apresentação de Répteis, tanto de manhã como ao início da tarde. Às 16 horas acontece um workshop sobre a Orquídea Dendrobium com o Mestre Jardineiro, e uma hora depois uma degustação de Geleia e Licor de Orquídea com António Maia. Segue-se novo Show de Araras e Apresentação de Répteis, às 17h30 horas, e uma palestra intitulada “As Flores, as Abelhas e o Mel” apresentada pelo Dr. Paulo Garrido e promovida pela Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima. Às 20 horas haverá animação musical com o grupo “Quatro Ventos”, encerrando a feira às 22 horas.

No domingo, o certame abre às 10 horas, sendo a manhã preenchida pelo Show de Araras e a Apresentação de Répteis. A tarde começa com o workshop de Cuidados Gerais com as Orquídeas apresentado pelo Horto da Boavista, seguindo-se mais um Show de Araras e Apresentação de Répteis. Às 16h30, António Maia fará nova degustação de Geleia e Licor de Orquídea, e às 17 horas, o workshop do Mestre Jardineiro sobre a Orquídea Cymbidum que encerrará o conjunto de atividades desta feira. O espaço encerra portas às 20 horas.

De salientar, que a III Feira dos Jardins e Espaços Verdes faz parte do projeto “Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta”, com 15% de desconto no alojamento e a oferta de leite-creme por dose, nos restaurantes e alojamentos aderentes. O estacionamento é gratuito.

plimajard2.PNG

MUNICÍPIO DE CERVEIRA APOIA EMIGRANTES CERVEIRENSES COM SERVIÇO GRATUITO

O Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Vila Nova de Cerveira tem vindo a aumentar o número de atendimentos. A grande maioria dos pedidos de apoio prende-se com a abertura e/ou regularização de processos de reforma do estrangeiro, através de um serviço personalizado, permanente e gratuito.

GAE_logo.JPG

Criado em 2011, através da celebração de um acordo de cooperação entre a Câmara Municipal e a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, o GAE de Vila Nova de Cerveira tem ajudado a obter equivalências e a resolver problemas fiscais, mas o principal motivo da procura são as questões relativas à segurança social (pensões de velhice, viuvez, doença; prestações de doença, familiares, invalidez, maternidade, sobrevivência; subsídio de desemprego) que constituem a grande maioria dos processos.

O GAE presta esclarecimentos aos emigrantes cerveirenses, como também transmite todas as informações que facilitem o regresso definitivo a Portugal ou apoia aqueles que já deixaram de vez os países de acolhimento. Não obstante, também está apto para apoiar aqueles que desejem iniciar um processo de emigração.

Com serviço gratuito, o Gabinete de Apoio ao Emigrante de Vila Nova de Cerveira está localizado na Rua das Cortes, junto à Segurança Social, com horário de atendimento das 09h00 às 12h30.

“SER MULHER” NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE BARCELOS

Exposição será inaugurada no próximo sábado, pelas 17h00

A exposição coletiva de pintura e escultura subordinada ao tema “Ser Mulher” vai estar patente ao público na Biblioteca Municipal, de 25 de março a 20 de abril. Uma mostra dedicada à figura feminina, no mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, e que tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial.

Nesta iniciativa participam os seguintes artistas plásticos, alguns dos quais de Barcelos: Adolfina Mesa, Flor Rocha, Ana Palma, António Miranda, Dina de Souza, Fátima Miranda, José Luís Pinto, Kim Molinero, Lídia Moura, Ny Machado, Madalena Macedo, Martine Kieffer, Mário Rebelo de Souza, Monteiro da Silva, Pierre Michel de Keyn, Sandra Longras e Victor Alves.

A exposição de pintura apresentará ainda quadros em branco intercalados que serão executados pelos artistas, in loco, durante a duração do evento. Com a exposição de escultura, realizar-se-ão workshops dirigidos às escolas, com debates e literatura sobre o tema da luta da mulher por um lugar digno na sociedade, em que participará o ator Armindo Cerqueira. Nestas oficinas, utilizar-se-ão outros meios plásticos de execução de trabalhos (desenho, pintura e escrita).

Ainda no âmbito desta exposição, vai realizar-se no dia 8 de abril, no auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos, uma tertúlia sobre a prostituição, intitulada “Procura-se Cliente”, com a participação de Carina Parente, Mara Silva, Isabel Soares, Nilza Almeida e Pereira Lopes.

Esta tertúlia, organizada pela Câmara Municipal de Barcelos, terá a colaboração do GAF – Gabinete de Atendimento à Família de Viana do Castelo, da APDES – Agência Piaget para o Desenvolvimento, projeto “Porto G” e do GiruBarcelos – Grupo de Intervenção de Rua em Barcelos.

PONTE DA BARCA DESENVOLVE PROJECTO DEDICADO ÀS CRIANÇAS

Projeto ‘Soy Niño, Sou Criança’ dinamizado em Ponte da Barca

Objetivo passa pela realização de workshops e tertúlias, convidando as crianças a explorar as suas opiniões e sentimentos, num verdadeiro exercício de cidadania infantil

P1500050 (1).JPG

No âmbito de uma candidatura do Município de Ponte da Barca ao programa Cidades Amigas das Crianças, da UNICEF, que tem como premissa o desenvolvimento de um conjunto de ações com o objetivo de promover a participação cívica das crianças e dos jovens, já que todos somos cidadãos, com direitos e deveres, é importante garantir que as crianças sejam escutadas e colaborem na construção e desenvolvimento da sua cidade, garantindo uma 'cidade amiga das crianças', a Câmara Municipal vai desenvolver uma série de iniciativas que vão de encontro a este objetivo. Neste contexto, e como forma de impulsionar e contribuir também para a prossecução das atividades planeadas pelo autarquia para o corrente ano, a Câmara Municipal celebrou recentemente um protocolo com a Associação 'Soy Niño, Sou Criança', da autoria de dois investigadores universitários, de forma a permitir a realização de workshops e tertúlias, convidando as crianças a explorar as suas opiniões, sentimentos e olhares sobre Ponte da Barca. Pretende-se registar propostas resultantes de um exercício de cidadania infantil e exercitar valores como o respeito, a solidariedade e a cooperação com o propósito de estimular a construção coletiva de um mundo com humanidade.

Para o Presidente da autarquia barquense, Vassalo Abreu, 'esta é mais uma apostaem projetos educativos, alicerçados em novas dinâmicas de aprendizagem, já que continuamos a priorizar a educação no nosso concelho'.

O projeto prevê a realização de 12 workshop's distintos, distribuídos por vários momentos, designadamente em contexto escolar nos dias22 e 29 de março e 03 de abril, durante as 'Férias da Páscoa' na Biblioteca Municipal de Ponte da Barca, nos seguintes dias e com os seguintes temas: 06 de março - 'Cada cabeça sua sentença'; 11 de abril - 'Diz-me onde vives dir-te-ei quem és'; 18 de abril - 'Em terra de cego, quem tem olho é rei', e os restantes seis serão ministrados durante as férias escolares de verão. 

BENEDITA AGUIAR É MENTORA DO PROJETO CREATIVE VILLAGE

CREATIVE VILLAGE dinamiza workshop sobre “PITCH: Apresentação de Ideias de Negócio Inovadoras e Sustentáveis”, em parceria com a Câmara Municipal de Melgaço e com o Instituto Renascer

O Projeto CREATIVE VILLAGE irá promover, em parceira com a Câmara Municipal de Melgaço e com o Instituto Renascer, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Melgaço, no próximo dia 22 de Março, às 15h00, um workshop subordinado ao tema “PITCH: Apresentação de Ideias de Negócio Inovadoras e Sustentáveis”.

Blog do Minho.JPG

O Workshop é promovido pela Associação Famílias, com o apoio da Iniciativa Portugal 2020, com financiamento EU/ FEDER, através do Programa POCI/COMPETE. O projeto CREATIVE VILLAGE é composto por sete ações, articuladas entre si, de modo a transformar as regiões NUT II Norte e Centro em Polos produtores de iniciativas com forte aposta no conhecimento e na criatividade, posicionando-se local, regional, nacional e internacionalmente como novas centralidades territoriais.   

O objetivo do projeto é potenciar o empreendedorismo qualificado e criativo, facilitando instrumentos e dinamizando iniciativas que visem a deteção, o estímulo e o apoio ao empreendedorismo. Para tal constituiu um leque de entidades parceiras do qual fazem parte, entre outros, o Movimento Lírio Azul e o Instituto Renascer.

Pretende-se apresentar ideias de negócio inovadoras e sustentáveis, assim como dar a conhecer as iniciativas de apoio à criação do próprio emprego.

De facto, o conhecimento é cada vez mais valorizado e, por essa via, o desenvolvimento de capacidades que apoiem a recolha e assimilação de saberes e técnicas assume um papel preponderante. Nesse sentido, pretende-se desenvolver, em parceria com a Câmara Municipal de Melgaço e com o Instituto Renascer, um workshop subordinado ao tema “PITCH: Apresentação de Ideias de Negócio Inovadoras e Sustentáveis” que possibilite aos potenciais empreendedores o desenvolvimento de competências fundamentais ao aperfeiçoamento do seu perfil empreendedor e à sua capacitação em áreas diretamente relacionadas com as dinâmicas de empreendedorismo. São objetivos desta ação facilitar a aquisição de competências aos potenciais empreendedores; promover a disseminação de conhecimentos no âmbito do empreendedorismo e estimular e apoiar o espírito empreendedor.

Os beneficiários desta ação são empreendedores ou potenciais empreendedores, provenientes do concelho de Melgaço  e concelhos limítrofes, com manifesto interesse no desenvolvimento dos seus conhecimentos e no aperfeiçoamento das suas capacidades. Com esta iniciativa será possível facultar aos empreendedores e potenciais empreendedores a oportunidade de se capacitarem de uma forma complementar e estruturada.

Esta ação visa, regionalmente, atuar sobre a lacuna sentida pelos empreendedores e potenciais empreendedores na disponibilização de uma agenda de ações de capacitação à sua medida.

Os interessados em saber mais informações sobre o projeto deverão contactar a Associação Famílias, através do número 253611609 ou dirigir-se à sede, sita na Travessa José Gabriel Bacelar, nº 9, 4710-400 Braga (São Victor). Poderão ainda enviar um email para associacao.familias@gmail.com

ARCUENSE MUTES EXPÕE NA SUÉCIA

The Merging of feelings and colours

Mutes e Gudrun Regel, são dois amigos que se conheceram decorria o ano de 2013 ou 2014, onde Gudrun iniciava os seus primeiros passos na pintura. A convite de Mutes, visitou Arcos de Valdevez, onde rapidamente se apaixonou pelo clima e pela nossa Serra. Após alguns dias no atelier a experimentar técnicas, chegaram propostas para exposições. Braga, mais tarde Ponte da Barca e Arcos de Valdevez foram os 3 locais por onde Gudrun já expos entre 2014 e 2016.  Desta feita o convite estendeu-se para Mutes, onde a sua Arte de Des-Cubismo Contornismo, vai conhecer novos Países, desta feita no museu da cidade de Ulricehamn, na Suécia, com inauguração a dia 28 de Abril até ao dia 15 de Maio.

expo suécia.jpg

- Expor na Suécia ou em outro Pais é sempre um desafio para mim, a oportunidade de levar minha arte a outros pontos deste Globo é algo que nos satisfaz imenso, para isso é que trabalho todos os dias na arte, independentemente de ter um trabalho de 7 horas diárias. Nos últimos 3 anos este é já o sétimo Pais onde exponho internacionalmente, nunca deixando de fazer exposições em território nacional, numa média de 15 anuais. Tudo isso dá-me imensa força e vontade para pintar ainda mais, conhecer novas culturas novos locais e levar a minha arte a novos rumos onde ela é pedida, apreciada e comprada.

Mutes,  nasce em França, Margny Les Compiegne em 1976, regressa a Portugal em 1986, reside atualmente em Arcos de Valdevez. È pintor autodidata, expõe com regularidade desde 2004. Está representado em diversas coleções  nos vários Continentes, ultrapassando mais de uma centena de exposições nacionais e internacionais. Através da sua arte somos transportados para um mundo de histórias contadas através da tela, onde é possível ver uma certa crítica social, religiosa e política em alguns dos trabalhos. São figuras mutantes com predominância de fortes e atrativos campos pictóricos, que nos fazem viajar num mundo imaginário, danças de uma mão que desenha de forma despreocupada, usando o (DES) Cubismo como forma de se afirmar. Organiza e projeta várias exposições, foi fundador e curador dos coletivos de pintura, M4K1, Um Coletivo no Individual, H.e.x.a e M.O.C.A. Frequentou alguns ateliês onde aprendeu técnicas do contornismo, acabando por fundir com a sua forma de fazer Cubismo.

GudRun Regel, nasceu na Alemanha e vive atualmente na Suécia desde 2008. É pintora Autodidacta.  A pintura entrou na sua vida relativamente cedo, começou a pintar depois de um verão de inspiração na Sicília em 2011. Já fez cerca de 2 dezenas de exposições, 4 delas em Portugal, Alemanha e outras no seu País de residência, a Suécia. Além da arte, trabalha diariamente na area da saúde, com pessoas física e mentalmente debelitadas, essencialmente pessoas autistas.  Toda esta experiencia, enriquece-a. O lado sentimental é por vezes um peso para si, pois não é facil digerir aquilo com que se depara no seu dia-a-dia, quase que sendo obrigada a fazer-se de inflexível e muda. Todas essa emoções refletem-se no seu trabalho artistico, mexendo com a pintora  interiormente. Quando pinta encontra-se num outro mundo, elevando a sua carga emocional.

- Os meus sentimentos influenciam as minhas pinturas, libertando-me. Aquilo que não consigo exprimir sentimentalmente na profissão, tento faze-lo  através da minha Arte. Nas minhas criações não utiliza pinceis, pinto essencialemnte com os dedos, esta é uma forma tenho de  sentir ainda mais a arte, a forma como pinto transmite em mim um bem estar, agrada-me que a pintura comunique comigo.

CAMINHENSES REALIZAM CAMINHADA CONCELHIA

Caminhada concelhia regressa em abril

Estão abertas as inscrições para a próxima edição da caminhada concelhia, que se realiza já no próximo dia 8 de abril, sábado, pelas 14h30.

Caminhada concelhia.jpg

A volta a pé ao concelho famalicense prossegue agora pelas freguesias de Riba de Ave, Oliveira de São Mateus, Oliveira de Santa Maria e Pedome, num percurso total de 15 quilómetros, de dificuldade média.

Com ponto de partida e chegada na igreja de Riba de Ave, esta terceira caminhada percorre oextremo sudeste do concelho de Vila Nova de Famalicão, atingindo o ponto mais alto no monte de Santa Tecla e o mais baixo junto ao rio Ave, no lugar da Ponte.

As inscrições são gratuitas e podem ser efetuadas no site do município, emwww.vilanovadefamalicao.org/_caminhada_concelhia

CAMINHA ATRIBUI PRÉMIO DE ENSAIO

Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho com candidaturas abertas

Já é conhecido o prazo para a apresentação de obras ao Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho. As candidaturas ao prémio, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores e patrocinado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, decorrem até ao próximo dia 21 de abril, sexta-feira.

Assim, os concorrentes com livros publicados em 2016, devem enviar cinco exemplares, até à data limite, para a Associação Portuguesa de Escritores, sita na Rua de São Domingos à Lapa, 17, 1200-832 Lisboa.

Recorde-se que o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho destina-se a galardoar anualmente uma obra de ensaio literário, em português e de autor português, publicada em livro, em primeira edição, no ano anterior ao da sua entrega.

De acordo com o regulamento, o valor monetário do Grande Prémio é de 7.500 euros. Refira-se que o Prémio já consagrou vários autores, como Vítor Aguiar e Silva, Manuel Gusmão, João Barrento, Rosa Maria Martelo, José Gil, Manuel Frias Martins e José Carlos Seabra Pereira.

O regulamento pode ser consultado no portal oficial da Biblioteca Municipal de Famalicão emwww.bibliotecacamilocastelobranco.org

BRAGA ASSINALA DIA MUNDIAL DA ÁRVORE

Acção de sensibilização ambiental decorreu no Monte Picoto

O Monte Picoto passou hoje a contar com novas árvores, numa iniciativa que envolveu o Município de Braga e a Polícia de Segurança Pública (PSP), e que com o contributo dos alunos do Colégio João Paulo II, assinalando o Dia Mundial da Árvore.

CMB21032017SERGIOFREITAS0000005838.jpg

Esta acção de sensibilização ambiental nacional decorreu no âmbito da Comissão de Protecção da Natureza e do Ambiente da CPLP, onde a PSP assume a responsabilidade social de procurar uma redução da pegada ambiental.

“A PSP está a realizar este programa a nível nacional e, em Braga, conta com a parceria do Município. Até amanhã, e ao longo de seis dias, realizamos a maior acção de sensibilização ambiental do País com o ‘Oxigenar Braga’ onde envolvemos cerca de 50 instituições e plantamos mais de 1.500 árvores em todo o Concelho”, explicou Altino Bessa, vereador do Ambiente do Município de Braga.

CMB21032017SERGIOFREITAS0000005845.jpg

Com a plantação de novas árvores no Monte Picoto, desta vez com a colaboração da PSP, Altino Bessa espera que esta acção contribua para que os agentes de segurança “sejam os guardiões destas árvores e, por sua vez, os guardiões do Monte Picoto, um espaço com muitas particularidades em termos de segurança”.

Durante esta iniciativa os elementos policiais do efectivo da 1.ª Esquadra da PSP de Braga, deram a conhecer aos alunos do Colégio João Paulo II as normas de segurança e as atitudes a adoptar para preservar o meio ambiente.

CMB21032017SERGIOFREITAS0000005857.jpg

CPCJ APROVA PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2017

A comissão alargada da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Cabeceiras de Basto reuniu no passado dia 15 de março. Nesta reunião, entre outros assuntos, foi aprovado o Plano de Atividades para o corrente ano que prevê a dinamização e implementação de um largo conjunto de iniciativas com o envolvimento dos parceiros e da comunidade em geral.

CPCJ promoveu em abril de 2016 'Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância'.jpg

Ações de formação e de sensibilização para diferentes temáticas como o bullying, o ciberbullying, maus tratos na infância, comemoração de efemérides, palestras, atividades educativas, lúdicas, desportivas, culturais e recreativas, integram o referido Plano que pretende alertar a comunidade para as problemáticas da sociedade de hoje, bem como promover a inclusão, a solidariedade, e o respeito pela dignidade humana.

Em jeito de reflexão partilhamos aqui o texto introdutório da autoria do Doutor Joaquim Jorge Carvalho membro da Comissão:

“Retrato mínimo de um máximo quotidiano

O homem chega a casa e, em vez da mulher, tem à espera uma folha de papel com um recado: “Chego tarde (reunião da comissão alargada). Por favor, ferve a sopa. O menino está em casa dos meus pais. Beijo.” O homem suspira sem azedume, ferve a sopa, vai a casa dos sogros buscar o filho. O miúdo não estranha a ausência temporária da mãe.

- Está na comissão?

- Está.

Quando a mulher chega, a mesa já está posta. O marido e o filho beijam-na festivamente. Jantam em paz, apesar dos protestos do petiz, que acha excessiva a quantidade de sopa no seu prato. Mas a mulher, por segundos, suspende a refeição, como se um filme estivesse ocorrendo por dentro dos seus olhos, demasiado vívido para ser ignorado ou esquecido.

- Como foi o teu dia? – pergunta o homem, tocando-lhe ao de leve nas costas da mão esquerda, acordando-a para a realidade doméstica.

Ela sorri, mas não está exatamente alegre. Fala então da menina que talvez tenha sido vítima de abuso e do muro de silêncio (cobarde e cúmplice) dos familiares; da rapariga desempregada que se prostitui para arranjar o dinheiro da sobrevivência, e dos filhos sozinhos em casa, maus alunos e com processos disciplinares por comportamento inaceitável; das ameaças de uma besta qualquer a uma colega do serviço social, que prometeu matar se não lhe dissessem onde estava a esposa (vítima de murros e pontapés, ao longo de anos, entretanto fugida para uma casa no Porto); de um menino que escapou de uma instituição, por achar que é capaz de viver sozinho dos doze aos dezoito anos; das numerosas faltas - de dinheiro, de alimento, de emprego, de amor - que cada novo caso configura e que a mulher vai assinalando no seu caderninho de trabalho.

O filho tem os olhos muito abertos e uma vontade, igual à do pai, de abraçar a mulher, que é (dir-se-ia) uma espécie de consciência do mundo, de voz dos necessitados, de anjo (corpóreo e material) do Bem.

- Custa-te muito, mãe?

A mulher dá uma gargalhada.

- Tudo custa um pouco, filho, se quisermos fazer bem. Não é?

E fala-lhe também (num discurso já outro, já solar, que interrompe o nevoeiro anterior) daquela rapariga que enfim arranjou emprego e se vem revelando uma mãe exemplar; de três irmãos salvos da incúria e da violência de pais irresponsáveis, que vivem numa instituição e se dizem aliviados e felizes; do homem que recuperou os filhos, livre do alcoolismo, e parece uma pessoa verdadeiramente nova.

Ao marido e ao filho, a mulher parece agora, enquanto fala, habitada de luz e de música.

Antes de se deitar, o homem vê-a ainda com papéis, nos quais ela vai inscrevendo notas ou fazendo sublinhados.

- Demoras? – pergunta ele com bonomia.

- Não. Estavas só a rever o Plano de Atividades para este ano.

- Ainda precisam de mais atividades?

Ela encolhe os ombros à ironia.

- Estas são atividades boas que ajudam a prevenir atividades más.

Ao longe, tocam sinos assinalando as horas. É já noite – e, contudo, olhando-se atentamente para os olhos da mulher, pode muito bem adivinhar-se a aurora” - Cabeceiras de Basto, 15 de março de 2017 - Joaquim Jorge Carvalho

BRAGA PROMOCTORVE VISITA À ESCOLA DE S.VICTOR

Projecto Media Arts nas Escolas. Amanhã, Quarta-feira, dia 22 de Março, pelas 14h00, na EB1 de São Victor

O Município de Braga promove visita à EB1 de São Victor (Rua Beato Miguel de Carvalho, 4710-356) no âmbito do projecto Media Arts nas Escolas, que se realiza amanhã, Quarta-feira, dia 22 de Março, pelas 14h00.

Inserido na candidatura de Braga a Cidade Criativa da UNESCO, o Município avançou este ano lectivo com um projecto-piloto de actividade extracurricular na área das artes digitais em Escolas do 1º ciclo do Concelho.

A iniciativa contará com as presenças de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, Lídia Dias, vereadora da Cultura, e Cláudia Leite, coordenadora da candidatura.

PAN DEBATE A VIOLÊNCIA NO QUOTIDIANO DAS CRIANÇAS

Conferência: “A violência no quotidiano das crianças”

DATA E HORA: 05 de Abril, às 18h00

LOCAL: Centro de Acolhimento ao Cidadão da Assembleia da República

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza e a Fundação Franz Weber têm o prazer de convidar um representante do Vosso Órgão de Comunicação Social para estar presente na conferência “A violência no quotidiano das crianças” a decorrer Quarta-feira, dia 5 de Abril, às 18h00, Centro de Acolhimento ao Cidadão da Assembleia da República. Três anos após a publicação do relatório do Comité dos Direitos da Criança (CDC) que faz referência a várias áreas que preocupam esta entidade da Organização das Nações Unidas (ONU), o PAN e a Fundação Franz Weber, promovem o diálogo sobre a situação da violência infantil crianças em Portugal, as medidas entretanto adotadas e o que deverá ser feito até à próxima avaliação do nosso país, que irá ocorrer em 2019.

EVENTO CRIANÇA -post.jpg

A Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, o Bastonário da Ordem dos Psicólogos, Francisco Miranda Rodrigues, o Pediatra, Mário Cordeiro, a Advogada da Fundação Franz Weber, Anna Mulá e Dulce Rocha do Instituto de Apoio à Criança aceitaram o desafio de debater um tema que merece a atenção da sociedade portuguesa.

A violência contra crianças é uma das principais preocupações do Comité no nosso país e neste capítulo, nas observações finais de 2014, foram incluídos três tópicos que violam os artigos da Declaração - castigos corporais, abuso e negligência, e tauromaquia - e as respetivas advertências ao Estado português para o seu cumprimento. Para O Comité dos Direitos da Criança da ONU estão em causa os artigos (artigos 19, 24, 28, 34, 37 (a) e 39 da Convenção dos Direito da Criança.

Castigos corporais

Apesar dos esforços para melhorar a legislação e as campanhas desenvolvidas para combater este tipo de violência, os castigos corporais contra crianças continuam a ser uma prática em família e relativamente aceites na sociedade portuguesa, situação que urge combater.

Abuso e negligência

O Comité dos Direitos da Criança continua preocupado com os casos de abuso sexual de crianças, assim como violência doméstica e recomenda que Portugal continue a apostar em campanhas de prevenção e de eficaz acesso a mecanismos de denúncia.

Tauromaquia

O bem-estar físico, emocional e mental das crianças que assistam ou participem em eventos tauromáquicos levou à inclusão da tauromaquia no capítulo da "violência contra as crianças" em Portugal onde a legislação ainda não garante a salvaguarda da sua integridade física e emocional.

BRACARENSES REVÊM CARTA EDUCATIVA

Revisão da Carta Educativa conta com participação da Comunidade Bracarense. Reuniões prosseguem no mês de Abril

O Município de Braga realizou no passado dia 14 de Março, no auditório da Junta de Freguesia de S. Victor, a primeira sessão pública de esclarecimento sobre o início do processo de revisão da Carta Educativa do Concelho.

IMG_4723.jpg

A iniciativa contou com a presença do vice-presidente da Autarquia, Firmino Marques, e da vereadora da Educação, Lídia Dias, que enfatizaram a importância da participação da comunidade Bracarense neste processo que se quer coeso, colectivo e colaborativo.

Além das sessões públicas, serão realizados trabalhos com vista a formular um conjunto de princípios, objectivos e de sugestões para a revisão da Carta Educativa do Município de Braga, que respondam de “forma consistente, actual e realista aos desafios e necessidades do desenvolvimento educativo presentes no Concelho numa perspectiva de coesão e sustentabilidade socioeconómica e territorial”.

Além das sessões destinadas à comunidade em geral, estão programadas reuniões com diversos focus groups(equipas do Município, profissionais de educação e ensino, Juntas de Freguesia, agentes locais e parceiros sociais).

Recorde-se que a lei estabelece a obrigatoriedade da revisão da Carta Educativa quando a rede “apresenta desconformidades com os princípios, objectivos e parâmetros técnicos do ordenamento da rede educativa ou sempre que resultem de alterações significativas decorrentes da criação ou o encerramento de novos estabelecimentos de educação pré-escolar e de ensino”.

Calendário das sessões para ‘Focus Groups’:

4 Abril | 15h00 | gnration | equipa da Educação do Município de Braga;

5 Abril | 14h30 | Escola Secundária Alberto Sampaio | Profissionais de Educação e Ensino

10 Abril | 14h30 | gnration | Agentes Locais/Parceiros Sociais

11 Abril | 14h30 | gnration | Juntas de Freguesia

12 Abril | 14h30 | gnration | equipas do Município de Braga (acção social, ambiente, cultura, desporto e juventude, urbanismo)

Todas as sugestões podem ser enviadas para carta.educativa@cm-braga.pt

IMG_4731.jpg

'QUINTAS NA BARCA' ESTÃO DE REGRESSO COM NOVO CICLO DE DEBATE

Dia 23 de Março, pelas 21h30, na Casa da Cultura

A decorrer entre os meses de Março e Junho, a iniciativa, promovida pela Câmara Municipal, tem como tema deste primeiro encontro 'Perspetivas sobre a Violência'

A Câmara Municipal de Ponte da Barca promove, a partir do dia 23 de Março, a VIII edição das tertúlias 'Quintas na Barca'. Com três sessões distribuídas pelos meses de Março, Abril e Junho, a iniciativa pretende, à semelhança de edições anteriores, trazer para a discussão pública temas de interesse para a comunidade barquense, debates que o autarca de Ponte da Barca Vassalo Abreu encara como 'contributos para o desenvolvimento do concelho'. O objetivo destas palestras/debates, a decorrer na Casa da Cultura, a partir das 21h30, é, assim, potenciar o desenvolvimento do município, tendo como foco de discussão temáticas fortes e emblemáticas, em torno das quais se procurará envolver a população.

O debate inaugural incidirá sobre o tema 'Perspetivas sobre a Violência', e contará com um riquíssimo painel de oradores, nomeadamente: Vânia Mesquita Machado, Pediatra e Escritora;Andreia Machado, Investigadora da Universidade do Minho, e José Pinto da Costa, Médico e Professor Catedrático.

A segunda sessão acontece a 06 de Abril e focará o tema 'Desportos Emergentes - Riscos e Benefícios', e encerra no dia 01 de junho, com a discussão da temática 'Património Imaterial – A Romaria de S. Bartolomeu'.

BOIS DA PÁSCOA DESFILAM EM ARCOS DE VALDEVEZ

Desfile dos bois da Páscoa sai à rua a 2 de Abril

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, em parceria com a ARDAL, a Cooperativa Agrícola de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca e a ACIAB, irá realizar no dia 2 de abril, domingo, pelas 15h00, o Desfile dos Bois da Páscoa.

Novo-Cartaz-bois-da-pscoa_2017.jpg

Este evento trata-se de uma tradição secular com o intuito de dar a conhecer e promover os usos e costumes enraizados no concelho de Arcos de Valdevez há longos anos.

Durante a tarde, dezenas de exemplares bovinos desfilarão, enfeitados, pela avenida principal de Arcos de Valdevez onde serão apresentados os melhores exemplares da raça, propriedade dos talhos aderentes.

O Desfile dos Bois da Páscoa é uma velha tradição à qual o Município de Arcos de Valdevez e os parceiros dão continuidade. Esta iniciativa vem no seguimento da política adotada para dinamizar o movimento associativo do concelho, assim como o tecido empresarial e a economia local, recuperando antigos costumes.

A concentração inicia-se pelas 10h30, onde será possível apreciar estes belos exemplares bovinos, e o desfile realizar-se-á, pelas principais artérias da vila de Arcos de Valdevez, às 15h00.

Com esta iniciativa, pretende-se atrair visitantes a Arcos de Valdevez, dando-lhes a conhecer um vasto e característico património cultural e permitir também a dinamização do tecido empresarial local ao nível do alojamento, restauração e comércio.

BANDAS FILARMÓNICAS DÃO FESTIVAL EM TERRAS DE BOURO

No próximo dia 26 de março, o Núcleo Museológico de Campo do Gerês acolherá, pelas 14h30, a inauguração da exposição “Memórias da Banda Musical de Carvalheira”, efeméride que será também abrilhantada pela terceira edição do Festival de Bandas Filarmónicas de Terras de Bouro.

O espetáculo musical contará com a presença da Banda Musical de Carvalheira e da Banda de Música de S. João da Madeira.

Organização: Município de Terras de Bouro e Banda Musical de Carvalheira.

III-Festival-de-Bandas-filarmónicas.jpg

VIZELA COMEMORA RESTAURAÇÃO DO CONCELHO

Mostra de associativismo escolar e tarde musical animaram aniversário do Concelho

No âmbito das comemorações do 19.º Aniversário do Município de Vizela, realizou-se no dia 19 de março, no Jardim Manuel Faria, uma tarde musical e uma Mostra de Associativismo Escolar.

mostra associativismo.jpg

A atividade realizou-se numa parceria entre a Autarquia e algumas das Associações de Pais das Escolas do Concelho, nomeadamente: a Associação de Pais da EB de Santo Adrião de Vizela; a Associação de Pais de EB Joaquim Pinto – S. João; a Associação de Pais e Amigos da EB e JI do Cruzeiro de Infias e a Associação de Pais do Centro Escolar de S. Miguel.

A Biblioteca Municipal Jorge Antunes também esteve presente com a realização de atividades recreativas para o público infantil.

No Jardim decorreu também a “Tarde Musical”, com animação e boa música protagonizada pelo Grupo de Cavaquinhos da Casa do Povo de Vizela e pelo Grupo Musical “ALEZIV”.

tarde musical.jpg

BRAGA CONDICIONA TRÂNSITO

Condicionamentos à normal circulação de trânsito

O Município de Braga informa que, devido à realização de uma intervenção artística, haverá condicionamentos de trânsito no acesso ao túnel do Campo da Vinha (confluência da rua Conde de Agrolongo e Avenida Visconde Nespereira) entre as 13h00 desta Quinta-feira, 23 de Março, e a tarde de Sábado, 25 de Março.

túnel intervenção.jpg

PRESIDENTE DA CÂMARA DE CAMINHA REUNIU COM ADMINISTRAÇÃO DA CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS

Na agenda o balcão de Vila Praia de Âncora

O Presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, reuniu ontem com responsáveis da Caixa Geral de Depósitos, em Lisboa, a propósito do possível encerramento do balcão de Vila Praia de Âncora. A reunião foi o culminar de um intenso diálogo promovido pela Câmara Municipal ao longo das últimas duas semanas que levou o Presidente à sede nacional do banco público e que agora aguarda por desfecho.

Miguel Alves levou a Lisboa a particular circunstância de Vila Praia de Âncora ser a maior freguesia do concelho de Caminha e uma das vilas mais populosas do Alto Minho. Explicou o efeito de atração que a localidade exerce sobre todo o Vale do Âncora, a especial relação que o banco detém com a população mais idosa e com menos recursos, a deficitária rede de transportes públicos que penaliza a mobilidade para Caminha e Viana do Castelo e a convicção de que o banco público cumprirá melhor a sua função primordial se permanecer nos territórios onde estão as pessoas. A autarquia apresentou várias propostas e vincou a sua total disponibilidade para encontrar soluções no presente e no futuro.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Caminha, “da reunião com a Administração da Caixa transpareceu um espirito de diálogo construtivo que contrasta com posições demagógicas que vieram a público nos últimos dias. A autarquia preocupou-se mais com as soluções e menos com os insultos, que o banco, infelizmente, conhecia e julgo que a Caixa compreendeu e valorizou a postura que o Município soube ter ao longo destas negociações. Saí de Lisboa sem uma resposta que terá que ser geral e universal, mas trouxe a perceção de que a Administração da Caixa compreendeu que o banco deve continuar ao serviço de Vila Praia de Âncora. Vamos aguardar serenamente pela resposta que vier a ser dada ainda durante esta semana”.

ALUNOS DO SECUNDÁRIO DE VIZELA PARTICIPARAM NOS PASSEIOS HISTÓRICO-CIENTÍFICOS

Nos passados dias 14, 15 e 16 de março realizaram-se os passeios histórico-científicos pela Cidade de Vizela, direcionados para os alunos das áreas das ciências, com gosto particular pela biologia, física e química.

passeios hist. cient. 2017 (1).jpg

Os passeios foram orientados pelo Eng.º Adelino Campante, nos quais participaram cerca de 45 alunos, das turmas 11.º A e 11.º C do Agrupamento de Escolas de Infias, e das turmas 12.º A e 12.º C da Escola Secundária de Vizela.

A visita iniciou no Hotel Bienestar, com visita ao túnel, seguida da Farmácia Campante onde ficaram a conhecer medicamentos/manipulações feitas para os aquistas e onde observaram uma exposição relacionada com a temática.

Seguiram-se os pontos de visita: Balneário Termal de Vizela,  Ponte D. Luís, Balneário do Mourisco e Parque das Termas de Vizela, onde foram apresentadas as várias espécies arbóreas de maior relevo ali existentes, bem como, a história daquele que pode ser considerado um jardim botânico!

PÓVOA DE LANHOSO EXPÕE FOTOGRAFIAS SOBRE O CAMINHO DE SANTIAGO DE COMPOSTELA

“O Caminho de Santiago de Compostela - um Caminho para todos”, no Castelo de Lanhoso

Está patente até ao dia 24 de março, no Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso, a exposição de fotografia “O Caminho de Santiago de Compostela - um Caminho para todos”. A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso conta com a parceria da Associação Espaços Jacobeus – Delegação de Braga nesta iniciativa. 

Palestra sobre os Caminhos de Santiago no Castelo de Lanhoso 1.jpg

De lembrar que esta mostra abriu ao público no passado dia 10 de março, sendo que, na mesma oportunidade, teve lugar uma palestra sobre o referido tema. “Conscientes da importância que o Castelo de Lanhoso representa para o nosso concelho, não só pela ligação histórica à D. Teresa, mas pela forma como catapulta o nome da Póvoa de Lanhoso no panorama nacional e internacional, temos vindo a reforçar e diversificar a oferta cultural para que este monumento nacional não proporcione apenas as tradicionais visitas. Queremos, portanto, aliar a carga histórica e simbólica ao mesmo tempo que incutimos sensações diferenciadoras aos visitantes, proporcionando, por outro lado, o conhecimento da história do nosso concelho”, refere o Vereador da Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues. “É com base neste propósito que surgiu esta palestra e a exposição de fotografias alusivas aos Caminhos de Santiago de Compostela, pois é um tema que tem vindo a merecer a nossa melhor atenção, até porque o Castelo de Lanhoso está intimamente ligado às peregrinações ao túmulo do apóstolo Santiago, desde logo pelo Bispo D. Pedro, responsável pela reforma ocorrida no Castelo de Lanhoso, entre 1070 e 1091, e pela própria D. Teresa que também se deslocou a Santiago de Compostela. O Município pretende continuar a reforçar a atratividade deste ex-libris municipal, até porque os resultados têm sido francamente positivos”, conclui o mesmo responsável.

A palestra em torno das peregrinações ao túmulo do apóstolo Santiago, o Maior, foi o mote para elucidar os presentes sobre as exigências e as constantes superações pessoais, físicas e psicológicas, que cada um tem que ultrapassar até alcançar a catedral de Santiago de Compostela.

Quem estiver interessado em aprofundar esta temática, pode visitar a exposição até ao dia 24 de março, no interior do Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso, de quarta a domingo, entre as 10h00 e as 12h30 e entre as 14h30 e as 17h30.

A título de curiosidade, é de referir que no fim-de-semana de 11 e 12 de março (que coincidiu com o início das Festas de S. José), passaram perto de 250 pessoas pelo interior da Torre de Menagem, provenientes de países como Portugal, Espanha, Peru e Japão.

Palestra sobre os Caminhos de Santiago no Castelo de Lanhoso 2.jpg

GESTÃO RIGOROSA E EFICIENTE DA EMPRESA MUNICIPAL TEM BENEFICIADO OS BRACARENSES

Elaboração do contrato de gestão delegada da AGERE em fase de conclusão

A reunião do Executivo Municipal que se realizou hoje, dia 20 de Março, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, ficou marcada pela discussão, extra-agenda, relativamente aos contactos que têm vindo a ser efectuados entre o Município e a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) sobre o novo contrato de gestão delegada da AGERE, que está em fase de conclusão.

CMB20032017SERGIOFREITAS0000005818.jpg

Sobre este tema, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, sublinhou que os detalhes das diligências que estão ser realizadas junto da ERSAR, com vista à obtenção de uma nova versão do contrato de gestão delegada para submeter ao Executivo Municipal, não devem ser tornadas públicas. “Consideramos que é contraproducente andarmos a transpor pública e exaustivamente, todas as interacções e alterações à proposta inicial. Não existe aqui nenhuma questão de falta de transparência, apenas seguimos o princípio de não estar a tornar públicas questões que ainda estão a ser alvo de ajustes com vista à obtenção de uma proposta final”, afirmou, realçando que o Executivo nunca deixou de prestar todas as informações sobre as ´diferentes etapas e prazos que o processo tem seguido´.

Como explicou o Edil, em 2015 foi enviado um documento que necessitou de ser melhorado devido à exigência da ERSAR em inserir um modelo financeiro semelhante aos processos de concessão. “Foi contratada uma consultora nacional para nos apoiar na elaboração desse modelo financeiro, daí que só em final de 2016 tenha sido enviada uma versão estabilizada da minuta do contrato que, a merecer a concordância da ERSAR, seria depois analisada pelos órgãos Municipais”, realçou.

A ERSAR, conforme indicou o Autarca, remeteu em Janeiro deste ano um documento onde foram efectuadas várias considerações ao contrato enviado, o que motivou a marcação de uma reunião para discutir os temas que levantaram dúvidas, nomeadamente a necessidade de realização de investimentos preconizados pela AGERE como ´absolutamente essenciais´ no serviço prestado às populações. Na sequência desse encontro ficou estabelecida a existência de reuniões sectoriais entre a AGERE e a ERSAR para questões técnico-jurídicas, de investimento e do modelo financeiro. Estas reuniões sectoriais estão já a decorrer e, segundo informações dos serviços, estão na fase final, pelo que o contrato de gestão delegada deverá estar pronto a ser submetido no próximo mês de Abril.

O novo contrato de gestão delegada da AGERE é condição obrigatória para que se possa celebrar o contrato-programa entre o Município e a AGERE, que está desde 2012 sem receber a indemnização compensatória pelos serviços públicos prestados, pelo que ´não existe qualquer interesse em deixar arrastar este assunto´. No entanto, assegurou o Edil, ´o serviço prestado aos cidadãos não tem saído prejudicado, bem pelo contrário´.

“A gestão da AGERE tem reflectido as nossas propostas e visão para a empresa e sobretudo as aspirações dos munícipes sobre esta matéria: é eficiente, económica e presta um serviço de qualidade. A AGERE conseguiu, pela primeira vez na sua história, congelar tarifários e reduzi-los este ano, tendo sido muito mais eficiente na gestão dos recursos, o que gerou resultados superiores pela redução dos custos fixos. Braga tem, actualmente, um dos mais económicos tarifários a nível nacional considerando as Cidades de média e grande dimensão”, afirmou Ricardo Rio, garantindo que a AGERE cumpre escrupulosamente as orientações na melhoria do serviço, melhoria na gestão e salvaguarda do interesse publico: “A gestão da AGERE tem beneficiado claramente todos os Bracarenses”.

CMB20032017SERGIOFREITAS0000005813 (1).jpg

GERAÇÃO LANHOSO AVANÇA COM PROJECTO

Academia de Competências do projeto Geração Lanhoso trabalhou com mais um grupo

Dando seguimento à intervenção que tem vindo a desenvolver no âmbito da Academia de Competências, o projeto Geração Lanhoso iniciou no passado dia 8 de março mais um grupo, em Monsul.

Academia das Competencias 1.JPG

Esta atividade insere-se no Eixo 1 - Emprego, Formação e Qualificação e tem como objetivo principal trabalhar conhecimentos e competências que favoreçam o desenvolvimento pessoal e profissional  ao nível das soft skills.

Mais uma vez, o projeto contou com a preciosa colaboração do Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social da Associação Em Diálogo, para a constituição deste grupo. A intervenção começou no passado dia 8 de março e terminou a 15 de março.

Esta atividade está inserida no Eixo 1, ação 1 – Capacitar e ajudar a desenvolver atitudes de procura ativa de emprego, através do desenvolvimento de competências transversais, relacionadas com o “saber ser” e o “saber estar”, potenciadoras da sua empregabilidade, contribuindo, igualmente para aumentar a sua capacidade de resiliência face à situação de desemprego.

De lembrar que o projeto Geração Lanhoso tem a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso como parceiro local e a Sol do Ave como entidade promotora e coordenadora, sendo financiado no âmbito do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), Tipologia de operação, Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS 3G).

FAMALICENSES COMEMORAM DIA MUNDIAL DA ÁRVORE

Dia Mundial da Árvore assinala-se nesta terça-feira. Famalicão lança campanha de adoção de árvores

“Adote uma árvore” é o novo desafio lançado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão a todos os munícipes. No próximo sábado, dia 25 de março, entre as 9h00 e as 13h00, decorre na Praça Cupertino de Miranda, no centro da cidade, a primeira ação deste desafio que irá disponibilizar, de forma gratuita, árvores e arbustos autóctones aos famalicenses convidando-os a plantarem e a cuidarem de cada árvore conforme as suas caraterísticas e necessidades.

DSC05694.JPG

A iniciativa decorre no âmbito do projeto “25 mil árvores para 2025” e insere-se nas comemorações do Dia da Floresta e do Dia Mundial da Árvore, que se assinala nesta terça-feira.

“O objetivo é que cada famalicense adote uma árvore de uma forma responsável e consciente, aprendendo a cuidar deste ser vivo tão importante para a vida do nosso planeta”, afirma a propósito o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, acrescentando que “com esta iniciativa queremos incentivar os munícipes a plantarem uma árvore no seu jardim ou na sua varanda, de acordo com os seus gostos pessoais, mas principalmente com as necessidades de cada planta”.

Para isso, junto com a árvore será distribuída informação sobre como cuidar das várias espécies, de acordo com o porte, tipo de folha e exposição solar.

Refira-se que com o projeto “25 mil árvores até 2025”, a autarquia famalicense pretende reabilitar aproximadamente 25 hectares do território concelhio através da plantação de 25 mil árvores e arbustos nativos da região em áreas urbanas, espaços rurais, ao longo das linhas de água e em montes e serras.

O projeto que será concretizado nos próximos oito anos tem contado com o envolvimento e participação de escolas e diversas instituições do concelho na plantação de vários milhares de árvores um pouco por todo o concelho.

“É muito importante envolver toda a comunidade neste projeto, principalmente as novas gerações, sensibilizando-as para a preservação da natureza e do meio ambiente”, salientou Paulo Cunha, referindo ainda que “rearborizar significa devolver vida, proteger a natureza, criar condições de futuro para a comunidade”.

DSC05704.JPG

PONTE DE LIMA RECEBE CAMPEONATO NACIONAL INDIVIDUAL DE BOCCIA

Fase Regional Norte - 25 e 26 de março

Ponte de Lima recebe, mais uma vez o Campeonato Nacional de Boccia, nomeadamente a Fase Regional Norte do Campeonato Nacional Individual de Boccia, nas classes BC1, BC2, BC4 e BC5.

campeonato_boccia_4x3_.jpg

O evento, que terá entrada gratuita, realizar-se-á nos dias 25 e 26 de março, no Pavilhão Municipal de Ponte de Lima, entre as 09h30 e as 18h30 de sábado e as 09h30 e as 13h00 de domingo, e contará com a presença de 49 jogadores, entre os quais figuram atletas de nível paralímpico.

O Boccia é uma modalidade exclusiva dos Jogos Paralímpicos, que consiste em lançar bolas tentando deixá-las o mais perto possível de uma bola alvo, e é destinada a atletas com deficiência motora.

A organização desta competição está a cargo da PCAND – Associação Nacional de Desporto para a Paralisia Cerebral em parceria com o Agrupamento de Escolas de Freixo e com o Município de Ponte de Lima.

CAMINHAR NO GERÊS FOI UM FESTIVAL

Cerca de duas centenas de pessoas, oriundas dos mais diversos pontos do país, participaram no 5º Festival de Caminhadas que se realizou nos dias 18 e 19 de Março, no Gerês.

pf5.jpg

Evento organizado pela associação Gerês Viver Turismo em parceria com cinco empresas de animação turística do concelho de Terras de Bouro e com apoio da Câmara Municipal daquele município, decorreu em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês.

Com condições climatéricas muito agradáveis para o efeito, os participantes puderam caminhar em três trilhos com características diferenciadas, todos eles com uma forte componente natural e cultural.

Acompanhados por guias experientes e conhecedores do território, para além de referências e explicações sobre elementos presentes na Natureza, quem participou neste evento ficou também a conhecer melhor algum do património cultural, bem como um pouco sobre modos de vida, os usos e costumes associados ao Gerês.

A avaliar pelo que foi sendo registado à chegada, a satisfação foi geral. A 6ª edição do Festival de Caminhadas no Gerês será em 2018.

CELORICO DE BASTO AFIRMA-SE CAPITAL DAS CAMÉLIAS

XIV Festa Internacional das Camélias atraiu milhares de pessoas a Celorico de Basto

“Estamos muito satisfeitos com o resultado de todo o trabalho em volta da marca “Celorico de Basto Capital das camélias”

_DSC0176.jpg

Os três grandes dias da Festa Internacional das Camélias decorreram este fim-de-semana, de 17 a 19 de março, e contaram com a presença de milhares de pessoas a circular pelo concelho e pela vila de Celorico de Basto.

“É de facto uma alegria ver tanta gente em Celorico de Basto para participar na Festa Internacional das Camélias. Foi uma festa que cresceu substancialmente e que nos coloca com uma responsabilidade acrescida agora que somos a Capital das Camélias” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Só podemos estar gratos pela participação generalizada da população local, incluindo o agrupamento de escolas, instituições e empresas locais, que se empenharam em decorar as ruas e em tornar a nossa vila ainda mais florida”. O autarca agradeceu também a participação de todos nas diferentes atividades desenvolvidas ao longo desta festa nomeadamente os murais, o desfile temático, o mercado, os espantalhos, a exposição/concurso de camélias, o desfile de moda e muitas outras ações promovidas em paralelo. Joaquim Mota e Silva caracterizou esta festa como a mais internacional de todas. “A Capital das Camélias está finalmente no mapa daqueles que gostam, produzem e colecionam camélias e neste ponto não posso deixar de realçar a presença de tantos espanhóis provenientes da Galiza que participaram ativamente nesta festa sobretudo, na exposição/concurso e no mercado das camélias”. Concluiu dizendo que “não podíamos estar mais satisfeitos, tivemos milhares de visitantes e sentimos que o comércio local tem dificuldade em acolher todos estes turistas, tal a afluência. O nosso alojamento e restauração esteve completamente lotado sinal de que o destino “Celorico de Basto Capital das Camélias” está a ganhar notoriedade e a tornar-se roteiro de eleição para muitos turistas.

A XIV edição da Festa Internacional das Camélias iniciou na sexta-feira com uma receção simbólica que incluiu momentos de poesia e recebeu os participantes do raid das Camélias. No sábado, dia 19, foi destaque a abertura da Exposição/Concurso de Camélias que premiou o melhor Cultivar de Origem Portuguesa atribuído a Panagiotis Giannelos de Sto. Tirso, o melhor Conjunto de Camélias com o 1º prémio para Pilar Bargiela da Galiza, Espanha, o 2º prémio foi para José Freire da Galiza, Espanha e o 3º prémio foi entregue à Casa das Camélias de Boiro A Corunha, Espanha. O prémio de Melhor exemplar de Camélia Japónica foi atribuído à Camélias de Basto – Turismo Rural de Celorico de Basto, o prémio de Melhor Exemplar de Camélia TReticulata foi atribuído a Fernando Vila Gómez – Vilagarcia de Arousa, Espanha. E o prémio de Melhor Exemplar de Camélia Hibrida foi atribuído à Casa do Souto em Seidões, Fafe. No que respeita à decoração de mesas com camélias o 1º prémio desta categoria foi atribuído à Afectos – Organização de Eventos em Mondim de Basto, o 2º prémio foi para a Casa do Campo de Celorico de Basto e o 3º prémio foi atribuído ao Grupo Coral de Britelo de Celorico de Basto.

À noite decorreu o desfile de moda para eleição da Rainha e da Princesa das Camélias. No domingo a Festa continuou ao rubro com um desfile temático protagonizado pelo Agrupamento de Escolas, pela Escola Profissional de Fermil, Celorico de Basto, pela Santa Casa da Misericórdia, pela Associação de Solidariedade Social de Basto e por outras entidades que se quiseram associar. Neste dia foi ainda destaque o programa da TVI “Somos Portugal” que procurou mostrar as especificidades da Festa Internacional das Camélias.

Recordar ainda que durante este fim-de-semana teve lugar o III Raid das Camélias promovido pela Emotions, visitas aos jardins de Camélias, e a Caminhada das Camélias organizada pela associação Basto Move.te.

Até ao dia 31 de março a Capital das Camélias continua com atividades direcionadas às camélias com destaque para o dia 25 de março com o Grandioso Baile das Camélias e dia 31 de março com a conferência “Camélias – Património e Potencial”.

_DSC0284.jpg

_DSC0444.jpg

_DSC0539.jpg

_DSC0692.jpg

_DSC0752.jpg

_DSC0909.jpg

_DSC0920.jpg

_DSC9301.jpg

_DSC9361.jpg

_DSC9492.jpg

_DSC9559.jpg

FAMALICENSES ACELERAM NOS KARTS

Noturna de Karting animou fim-de-semana em Famalicão

O desporto motorizado regressou este fim-de-semana ao centro da cidade de Vila Nova de Famalicão.

Imagem 1029.jpg

O Parque D. Maria II recebeu no passado sábado, 18 de março, a primeira prova noturna de Resistência de Karting do concelho, organizada pelo clube AveMotor em parceria com a autarquia famalicense.

No total, a prova contou com a participação de 13 equipas, que ao longo de seis horas competiram pelos primeiros lugares do pódio.

A equipa “Andreia Lopes Remax” arrecadou o primeiro lugar da competição. Em segundo ficou a equipa “Soares Pack” e em terceiro o grupo RED KYWA.

Imagem 2336.jpg

MINHOTOS E GALEGOS PERCORREM PERCURSO PEDESTRE “CAMINHO DOS BURROS” NO PRÓXIMO SÁBADO

Iniciativa conjunta dos municípios de Caminha e A Guarda

Os Municípios de Caminha e A Guarda acordaram na realização, entre março e outubro deste ano, de vários percursos pedestres, tanto em território português como espanhol, no âmbito das iniciativas conjuntas da candidatura do Estuário do Rio Minho a Paisagem Cultural da UNESCO. O primeiro, Caminho dos Burros S. Xián (O Rosal) – A Guarda, realiza-se este sábado, dia 25 de março.

Com esta iniciativa pretende-se dar a conhecer os territórios de ambas as margens do Rio Minho e promover a cooperação e o intercâmbio cultural entre os dois povos.

O custo de participação será de 12 euros por pessoa, para cada um dos percursos. Os dois municípios assegurarão o apoio logístico e o transporte dos participantes até aos pontos de partida e no regresso das etapas.

Sábado, 25 março, realiza-se o primeiro dos percursos: Caminho dos Burros, desde S. Xián (O Rosal) – A Guarda, numa distância de 17 quilómetros. A saída está prevista para as 13h00.

As inscrições deverão ser realizadas para o mail ambiente@cm-caminha.pt ou para os telefones 258 721 708 ou 914 476 461.

FAMALICÃO MELHORA REDE DE SANEAMENTO BÁSICO

Freguesia do Louro beneficia de obras de saneamento básico

A taxa de cobertura do saneamento básico na freguesia do Louro vai passar de cerca de 50 por cento do território para mais de 70 por cento. O aumento da rede que vai levar saneamento básico a 150 novas casas deve-se à realização de uma empreitada que decorre em quatro frentes e que fica concluída até ao início do mês de Junho.

foto l salg matos.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e o presidente da Junta de freguesia, Manuel Silva, visitaram os trabalhos na passada quinta-feira e mostraram-se muito satisfeito com a concretização da obra.

“Era uma obra urgentíssima” para a freguesia referiu Manuel Silva, salientando que com a sua conclusão “vamos ficar muito bem servidos” em termos de saneamento.

Por sua vez, Paulo Cunha realçou que se trata de um aumento da rede de saneamento em“cerca de 3,8 quilómetros de extensão, o que significa a criação de centena e meia de novos ramais que vão servir famílias empresas”. Para o autarca “trata-se de um investimento na qualidade de vida e bem-estar das pessoas”.

Saneamento.jpeg

A empreitada implica um investimento municipal de mais de 200 mil euros e faz parte de um pacote de obras de valor superior a 4 milhões de euros anunciado pela autarquia e que vai levar mais 30 quilómetros de rede de água e 60 quilómetros de rede de saneamento básico a dez mil habitações do concelho.

Museu Bernardino Machado debate “Os partidos políticos e a questão religiosa”

É nesta sexta-feira, 24 de março, que o Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão, acolhe mais uma conferência do ciclo “Os Partidos e as grandes questões da I República”.

Desta vez o convidado é o professor Luís Salgado de Matos que vem abordar a temática «Os partidos políticos e a questão religiosa na 1ª República». Para o convidado, esta frase na aparência neutra evoca uma história que ainda hoje divide os portugueses: onde uns vêem perseguição, outros vêem libertação. Procuraremos ler a questão com outros óculos – que aliás Luís Salgado de Matos já utilizou em escritos publicados. O tema remete para as associações voluntárias hoje qualificadas partidos políticos. Luís Salgado de Matos referirá que depois do 5 de outubro de 1910 os partidos impuseram a religião como linha de clivagem entre eles – pois antes só a tinha assumido como objeto de necessária separação entre o Estado e a organização social (à qual a Igreja pertenceria). Depois de recontar a questão, com os tais óculos outros, o conferencista propõe-se evocá-la  de outro ângulo, aliás menos frequente: na 1ª República, a religião perdeu ou ganhou relevância social e humana? Os dirigentes dos partidos republicanos eram antirreligiosos ou indiferentes, como os conflitos com o catolicismo parecem sugerir, ou eram religiosos? Tudo isto em menos de sessenta minutos, para depois haver um debate frutuoso.

Luís Salgado de Matos, nascido em Lisboa, no ano de 1946, é investigador principal com agregação do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. É formado em Direito (1969) e Doutor em Sociologia Política (2000) pela Universidade de Lisboa. Tem o Diplôme d’Études Approfondies em Análise Comparativa dos Sistemas Políticos pela Sorbonne (Universidade de Paris I, 1979).

O seu programa de investigação está centrado nas «instituições triangulares»: a Igreja, para a identidade; as Forças Armadas, para a segurança; e o Estado, para a reprodução (O Estado de Ordens, 2004). É autor de numerosa bibliografia sobre estas três instituições.

Entidades do voluntariado reunidas

Recolher contributos, partilhar ideias e definir linhas de ação para tornar o voluntariado mais ativo e próximo. Foram os principais objetivos da iniciativa que, na tarde da quinta-feira da semana passada, 16 de março, reuniu pela primeira vez as vinte entidades famalicenses diretamente ligadas ao voluntariado no concelho, numa mesa redonda denominada “Força V: participar e inovar”.

A sessão foi promovida pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão no âmbito das comemorações do Ano do Voluntariado. A autarquia fez-se representar pela Vereadora da Família, Sofia Fernandes, e pelo Adjunto do Presidente da Câmara para a Ação Social, Ademar Carvalho.

O encontro, que decorreu na Casa das Artes, contou também com a presença da Confederação Portuguesa de Voluntariado e superou as expectativas. Mais do que se conhecerem pessoalmente, os participantes tiveram a oportunidade de ouvir diversas perspetivas e dimensões do voluntariado.

IMG_0749 (1).jpg

PINTORES MUTES DE ARCOS DE VALDEVEZ E MIGUEL MOREIRA E SILVA DE BRAGANÇA EXPÕEM EM LISBOA

Exposição de Pintura (Contrastes) de Mutes  & Miguel Moreira e Silva, na Vernissage, de 19 de Abril a 31 de Maio

Contraste é a base da comunicação visual, permitindo a distinção dos elementos em relação ao espaço circundante existente, na diferenciação dos seus tons de luz. Nesta Exposição de Pintura de nome CONTRASTES apresentada por Mutes & Miguel Moreira e Silva no dia 19/04/2017 com vernissage pelas 18.30, na Galeria Europa América, situada na Avenida Marquês de Tomar, 1B 1050-152, em LISBOA é bem visível a diferença nas propriedades visuais de cada um, contrastando - se na obra de ambos.

17308944_10212175363202066_8691960637568137303_n.jpg

Mutes nasce em França, Margny Les Compiegne em 1976, regressa a Portugal em 1986, reside atualmenteem Arcos de Valdevez. È pintor autodidata, expõe com regularidade desde 2004. Está representado em diversas coleções nos vários Continentes, ultrapassando mais de uma centena de exposições nacionais e internacionais. Através da sua arte somos transportados para um mundo de histórias contadas através da tela, onde é possível ver uma certa crítica social, religiosa e política m alguns dos trabalhos. São figuras mutantes com predominância de fortes e atrativos campos pictóricos, que nos fazem viajar num mundo imaginário, danças de uma mão que desenha de forma despreocupada, usando o (DES) Cubismo como forma de se afirmar. Organiza e projecta várias exposições, foi fundador e curador dos colectivos de pintura, M4K1, Um Coletivo no Individual, H.e.x.a e M.O.C.A. Frequentou alguns ateliês onde aprendeu técnicas do contornismo, acabando por fundir com a sua forma de fazer Cubismo.

- Rompendo com os padrões estéticos que primam pela perfeição das formas na busca da imagem realista, nesta minha coleção designada (Des) Cubismo Contornismo, busco a desestruturação da obra em todos os seus elementos. Decompondo a obra em partes, através de figuras mutantes imaginárias, contornando-a nas suas dimensões, numa superfície plana, sob estranhas e variadas formas com o predomínio de linhas curvas e retas, numa estruturação das figuras e dos objetos desajustados, movimentando-os em torno de si próprios através da sua fragmentação, dando abertura e apresentando todos os seus lados num plano frontal em relação ao espectador.

Miguel Moreira e Silva nasceu em 1967, vive e desenvolve o seu trabalho em Bragança. Licenciado em Animação e Produção Artística desenvolve regularmente os seus trabalhos artísticos desde 1992, expõe de forma permanente em Bragança na galeria História e Arte e no Museu Ibérico da Máscara e do Traje, desde 2007.

Sobre as obras: Os seus trabalhos deambulam entre múltiplas técnicas das quais se destaca a pintura, assemblage e a escultura. Nas telas, o autor explora o contraste das cores cheias que se aplicam sobre figuras humanas. As figuras, tratadas como personagens tipo refletem distintas tipologias de propaganda e aparato, denunciando os diferentes atributos e técnicas que em diferentes tempos e espaços provocaram o mesmo efeito de “fa stupire”. A assemblage constitui uma técnica recorrente na experimentação artística de Miguel Silva que lhe permite explorar o ecletismo dos elementos que as incorporam traduzindo uma atitude livre de categorizações, espaço confortável para a prática do autor. Todos os detalhes estabelecem uma forte carga emocional entre eles e entre o todo que supõe o seu conjunto. São narrativas, episódios pessoais, memórias, diários visuais onde a plasticidade dos objetos e a carga simbólica das formas assumem o valor lexical do registo. O autor mistura elementos que sugerem o ritual, a catarse como processo de exorcismo. Confronta-nos o pesadelo e a agressividade na angulosidade e dureza de materiais. A uniformização das composições é sugerida na envolvência sanguínea que cobre a superfície dos objetos reunidos."

mmmm.jpg

TERRABOURENSES MANTÊM MENTE SÃO EM CORPO SÃO

No dia 16 de março, os cerca de 89 participantes e após a receção no Centro Social de Cervães, tiveram oportunidade de participar numa aula de ginástica sénior e já depois do almoço, que aconteceu no espaço da Escola Profissional “Amar Terra Verde”, ocorreu um divertido e interessante momento promovido pela cooperativa Quinta do Saber denominada “brincadeiras de crianças”.

CAPAtboutbo.jpg

É de salientar ainda que a realização destas iniciativas visa promover e apoiar o contacto e a solidariedade entre as diferentes gerações, assim como incentivar e desenvolver a motricidade e a atividade física regular e moderada ou adequada.

A organização do evento, que contou também com a colaboração ativa do Município de Terras de Bouro, esteve a cabo do Centro Social Paroquial de Cervães, com o apoio da Escola Amar Terra Verde e da Cooperativa Quinta do Saber.

Instituições participantes na atividade: Casa do Areal (Fundo Social do Município de Braga); SC Misericórdia Vieira do Minho; Centro Social Paroquial de Cervães; Fundação Bomfim; Fraterna; SCM Póvoa de Lanhoso; Centro Social e Paroquial de Cibões, Centro de Solidariedade Social de Chorense, Centro Social de Souto, Centro Social de Rio Caldo , Centro Social de Moimenta, Centro Social de Vilar da Veiga, Centro Social e Paroquial de Covide, Município de Terras de Bouro, Casa do Povo de Vale do Cávado e EAPN Portugal.

IMG_20170316_113744.jpg

IMG_20170316_113815.jpg

IMG_20170316_114154.jpg

IMG_20170316_130406.jpg

POLÍCIA MUNICIPAL DE BRAGA TRANSMITE REGRAS DE SEGURANÇA AOS SENIORES DE REAL

Projecto ‘Segurança em Sentido Obrigatório’

A Polícia Municipal de Braga realizou esta Segunda-feira, uma sessão de sensibilização das regras de segurança aos idosos do Centro Sénior de Real, integrada no projecto ´Segurança em Sentido Obrigatório´.

CMB20032017SERGIOFREITAS0000005821.jpg

Esta sessão, que contou com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, e do presidente da União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, Francisco Silva, surgiu do desafio lançado pelo Município, em sede de Rede Social, às instituições do Concelho para acolher este projecto.

Segundo Firmino Marques, esta é uma iniciativa que tem demonstrando “grande preparação e empenho” por parte dos agentes municipais envolvidos. “A linguagem é devidamente adequada a cada um dos públicos e toca aspectos de segurança que muitas vezes são descurados pela população”, referiu o Autarca, sublinhando que este tipo de actividades têm o condão de aproximar as forças de segurança à comunidade, uma vez que se trata de um projecto educativo que “favorece a construção de valores, posturas e atitudes de cidadania, de modo a valorizar-se o respeito mútuo e as regras de segurança”.

O programa ´Segurança em Sentido Obrigatório´, tem por objectivo sensibilizar e transmitir à população sénior e também aos mais jovens, as noções básicas sobre regras de segurança que lhes permitam adquirir conhecimentos técnicos capazes de estimular e alterar comportamentos de modo a promover a sua integração em ambiente rodoviário. Simultaneamente, o projecto pretende alertar estes dois públicos para alguns temas do foro comportamental que põe em causa o seu desenvolvimento pessoal em contexto social. As acções realizam-se em jardins-de-infância e escolas do 1º ciclo do ensino básico, bem como em centros de dias e lares de idosos.

CMB20032017SERGIOFREITAS0000005825.jpg

CMB20032017SERGIOFREITAS0000005830.jpg

CERVEIRENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Orçamento Participativo 2016: Autarquia entrega carrinha ao Clube Desportivo de Cerveira para transporte de atletas

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, entregou, este domingo, uma carrinha de nove lugares ao Clube Desportivo de Cerveira (CDC), após ter sido um dos três projetos vencedores da edição 2016 do Orçamento Participativo Geral. Cerimónia contou com a presença dos órgãos dirigentes da coletividade e de atletas que assistiram à bênção do veículo.

17353448_1633050533389049_7638052765088457287_n.jpg

A proposta apresentada por Júlio Borlido Dantas foi uma das que acolheu um grande número de votos neste processo de cidadania ativa, cabendo à Câmara Municipal a execução do projeto. Neste sentido, foi adquirida uma viatura de nove lugares destinada ao transporte dos atletas do CDC nas deslocações para jogos e treinos. Antes da entrega, o Sr. Padre Carlos Castro procedeu à bênção da carrinha, perante a alegria dos presentes.

O autarca cerveirense referiu que o Orçamento Participativo tem permitido realizar investimentos escolhidos pelos próprios munícipes e que, em muitos casos, são tão ou mais importantes do que as grandes obras. Fernando Nogueira sublinhou que “o CDC é já uma referência na formação desportiva de jovens atleta, cuja adesão tem crescido de ano para ano, pelo que esta nova carrinha vai contribuir para uma maior flexibilização na logística que suporta as atividades desportivas diárias das equipas de formação”.

Em 2016, o Orçamento Participativo Geral de Vila Nova de Cerveira registou uma enorme participação, tendo sido eleitos três projetos vencedores que já estão a ser implementados. Depois da carrinha ao CDC, está para breve a entrega do barco de socorro e respetivo equipamento de mergulho/socorro aos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira; assim como o projeto de Valorização do Couço do Monte Furado já se encontra em pedido de licenciamento ao IPPAR.

Ao longo destes três anos, este é um projeto que o executivo municipal considera ser paradigmático do que deve ser a verdadeira democracia participativa, projeto esse que já a dar frutos.

17361740_1633050440055725_4765997563188865297_n.jpg

17362596_1633050596722376_3566037402238456756_n.jpg

MUNICÍPIO DE CAMINHA ADERE À HORA DO PLANETA DESLIGANDO SIMBOLICAMENTE A ILUMINAÇÃO

Sábado, entre as 20h30 e as 21h30, em artérias e monumentos de Caminha e Vila Praia de Âncora

O Município de Caminha vai aderir à iniciativa “A Hora do Planeta 2017”, que tem lugar no próximo sábado, dia 25 de março. Nesse âmbito, em Caminha e Vila Praia de Âncora, simbolicamente, entre as 20h30 e as 2hH30, será desligada a iluminação num conjunto de artérias e monumentos. Em Caminha será desligada a iluminação na Rua Ricardo Joaquim Sousa e Rua de S. João, na Torre do Relógio e na Igreja Matriz. Em Vila Praia de Âncora, ficarão nesse período sem iluminação a Praça da República, Rua 5 de Outubro até aos Bombeiros Voluntários e Rua 31 de Janeiro.

A “Hora do Planeta” é uma iniciativa da WWF, que começou em 2007, em Sidney, na Austrália, quando 2,2 milhões de pessoas e mais de 2.000 empresas apagaram as luzes por uma hora, numa tomada de posição contra as mudanças climáticas.

Um ano depois, a “Hora do Planeta” tornou-se um movimento de sustentabilidade global, com mais de 50 milhões de pessoas em 135 países a mostrarem o seu apoio a esta causa, ao desligarem simbolicamente as suas luzes.

Como uma das primeiras campanhas acerca das alterações climáticas, a “Hora do Planeta” tem crescido, a partir de um evento simbólico numa única cidade para o maior movimento do mundo em defesa do ambiente.

Refira-se que a “Hora do Planeta” em 2016 chegou a 178 países e territórios, e a mais de 9000 cidades e vilas.

Em Portugal, 110 municípios aderiram e centenas de monumentos emblemáticos nacionais ficaram às escuras.

O objetivo da ação é divulgar e sensibilizar os cidadãos em todo o mundo sobre o poder que todos temos para combater as alterações climáticas. Mais informação em www.wwf.pt

CABECEIRAS DE BASTO PREVINE SEGURANÇA NO CENTRO ESCOLAR PADRE DR. JOAQUIM SANTOS

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos: teste final em carga obriga a encerramento por mais um dia. Escola deverá abrir na quarta-feira, dia 22 de março
Na sequência da ocorrência de curtos-circuitos em algumas tomadas elétricas que provocaram um foco de incêndio numa arrecadação do Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos, na passada quinta-feira, dia 16 de março, este estabelecimento de ensino, por questões de segurança, está encerrado desde sexta-feira.

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos (1).JPG

Durante o dia de hoje, 20 de março, os técnicos do IEP - Instituto Eletrotécnico Português e da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto fizeram testes, avaliações e revisão geral a todo o sistema elétrico da escola. Apesar do relatório do IEP só ficar pronto amanhã, concluiu-se, desde já, pela necessidade de fazer um teste final em carga nas próximas 24 horas, como se escola estivesse em pleno funcionamento mas sem alunos, para aferição das condições de segurança. 

Para além dos referidos trabalhos, procedeu-se ao longo do dia de hoje à substituição integral de todos os cabos amovíveis de alimentação dos equipamentos elétricos e eletrónicos por extensões de marca certificada, bem como a reapertos e limpezas de manutenção em todos os quadros elétricos, aguardando-se naturalmente aquele teste final, de amanhã, para confirmação de que tudo se encontra dentro da normalidade.
A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto lamenta o transtorno causado mas justifica o encerramento daquele Centro Escolar por mais um dia, com a necessidade de garantir a máxima segurança das crianças, professores e funcionários, pois, quanto à segurança, determina tolerância zero.
De referir que o Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos é uma escola que integra a educação pré-escolar e o 1º ciclo, foi inaugurada em 2009, e tem atualmente cerca de 400 crianças em atividade letiva.

PONTE DE LIMA: ESCOLAS DO FREIXO SÃO CHANGEMAKER

Ponte de Lima - Agrupamento de Escolas de Freixo Distinguido pela Ashoka como Escola Changemaker

O Município de Ponte de Lima congratula-se com mais um prémio arrecadado pelo Agrupamento de Escolas de Freixo, distinguido como Escola Changemaker pela Ashoka - ONG (Organização não Governamental, sem fins lucrativos).

Agrupamento_Escolas_Freixo.JPG

O Agrupamento de Escolas de Freixo integra, desde o passado dia 14 de março o primeiro grupo de escolas portuguesas selecionadas para o Programa Escolas Changemakers da Ashoka. Após um processo de avaliação iniciado em setembro de 2016, das 100 inicialmente identificadas, foram destacadas cinco que incutem nos seus alunos a empatia, o trabalho em equipa, a liderança, a resolução de problemas e o desenvolvimento de mudanças para promover a transformação na educação.

Para além do Agrupamento de Escolas de Freixo, do concelho de Ponte de Lima, integra esta rede o Colégio de São José, em Coimbra, a Escola Básica Integrada de Rabo de Peixe, nos Açores, a Escola Profissional Magestil, em Lisboa, e a Park International School, em Lisboa.

Segundo a Ashoka, estas são escolas que pretendem dotar os seus alunos de capacidades de gerar ideias e de resolução de problemas de forma eficaz e, assim, promoverem uma mudança positiva na sociedade em que se inserem.

A cerimónia pública de reconhecimento decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, com a presença do Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa, e de muitos outros parceiros do programa.

Considerada como a maior rede mundial de Empreendedores Sociais (mais de 3.500 espalhados por 84 países) a Ashoka é a 6.ª maior ONG do mundo, investindo em pessoas e ideias inovadoras com potencial de realizar mudanças positivas na sociedade, de forma sustentável e duradoura e na criação de uma sociedade de changemakers.

Em Portugal, a Ashoka surge estrategicamente focada na Educação, assumindo como prioridade o Programa Escolas Changemakers. Desta forma, Portugal inicia, em 2017, um processo de 3 anos de identificação de projetos educativos que, em todo país, e independentemente da sua tipologia, alinhem com esta visão EACH (Everyone a Changemaker) e estejam motivados e com capacidade para disseminar esta atitude e esta mudança de paradigma, para além da mobilização e agregação de valor de muitos líderes da mudança no setor em território nacional.

TERRAS DE BOURO DEBATE A VIDA NOS OCEANOS

Sessão sobre a “A vida nos Oceanos, Rios, Ribeiros e Lagoas – Causas e Consequências da Poluição”

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro realizou, no dia 17 de março, um workshop sobre a temática “A vida nos Oceanos, Rios, Ribeiros e Lagoas – Causas e Consequências da Poluição”.

bourr.jpg

A sessão, que se destinou aos alunos 1.º e 2.º ano do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, teve por objeto demostrar que a água é fundamental para a vida no planeta e que por isso, manter uma boa qualidade da água (água potável) deve ser uma das principais preocupações da sociedade. O uso irracional e a poluição de rios, oceanos, mares e lagos, podem ocasionar, muito em breve, a falta de água potável, caso não ocorra uma mudança drástica na forma como o ser humano usa e trata este bem tão precioso.

Durante a atividade as crianças foram sensibilizadas para os principais fatores de poluição dos rios, mares, lagos e oceanos, designadamente a poluição e contaminação por produtos químicos, esgotos, lixo, etc.

Por fim, explicou-se e frisou-se o facto de milhões de pessoas no mundo não terem acesso a água potável, ficando por isso, expostas a diversas epidemias e doenças como a diarreia, leptospirose, esquistossomose, hepatite e febre tifoide, que matam mais de 5 milhões de pessoas por ano.

IMG_9183.jpg

IMG_9190.jpg

IMG_9210.jpg

FAMALICÃO APOIA MUNICÍPIO DE CABO VERDE

Ricardo Mendes visitou São Domingos

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão a convite de Clemente Garcia, presidente do Município de São Domingos, em Cabo Verde, fez-se representar nas cerimónias do vigésimo terceiro aniversário deste Município, realizadas entre os dias 10 e 14 deste mês, através do seu Vice-Presidente, Ricardo Mendes e outro elemento da autarquia.

Cabo Verde (1).jpg

Durante a curta visita àquele concelho, o Vereador famalicense transmitiu ao edil de São Domingos a disponibilidade de Vila Nova de Famalicão colaborar com o Município cabo-verdiano em domínios onde este revela maiores carências.

Apresentou como exemplo um contacto que fizera com um responsável da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses e que este de imediato dera conta da disponibilidade da corporação em oferecer viaturas suas aos seus homólogos de São Domingos. Prometeu ainda diligenciar junto de outras corporações, enquanto responsável pelo Pelouro da Proteção Civil, para se encontrar mecanismos de cooperação com a autarquia cabo-verdiana, especialmente através da doação de equipamentos.

Cabo Verde (2) - Cópia.JPG

Outra área que mereceu uma abordagem sumária entre os responsáveis das duas autarquias foi a eventual cooperação a nível técnico entre serviços. O eleito do Movimento para a Democracia (MPD), Clemente Garcia, deu conta que veria com bons olhos essa cooperação, especialmente na área da formação de Recursos Humanos tendo o autarca famalicense apontado áreas como a Proteção Civil, Modernização Administrativa, Ação Social, Educação, Empreendedorismo e Jurídico como possibilidades de trabalho a explorar e passíveis de serem estabelecidas parcerias.

Refira-se ainda que, durante a Sessão Solene do Aniversário de São Domingos, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão assinalou que constatara com imenso agrado que a grande aposta do executivo local eram as pessoas e que face ao elevado grau de necessidades sentidas no terreno este enveredara por uma gestão de qualidade, rigor e transparência. Afiançou que“também aqui, Vila Nova de Famalicão e São Domingos estão irmanados, pois este é tipo de gestão que temos seguido”.

Apesar de São Domingos ser um Município rural, cuja atividade económica assenta ainda maioritariamente na agricultura, e de dimensão média (tem 37,6 quilómetros quadrados de área e cerca de 15.000 habitantes), é de assinalar a presença do Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, nas cerimónias do dia 13 e a especial atenção que este deu aos eleitos locais de Portugal presentes na ocasião, colocando perguntas sobre os mais diversos assuntos.

Cabo Verde (3).jpg

AMARES DÁ A CONHECER A MELHOR LARANJA DO MINHO

A laranja de Amares e seus derivados, o vinho verde, o azeite e o artesanato, produtos emblemáticos do concelho, vão estar em exposição na AGRO - Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, que decorre de 23 a 26 de março de 2017, no Parque de Exposições de Braga.

DSC00563.JPG

Uma excelente oportunidade para divulgar aquilo que de melhor o nosso concelho tem para oferecer naquela que é a principal feira agrícola do país e que tem na sua longevidade uma das garantias da sua relevância enquanto montra da agricultura portuguesa.

Visite o stand de Amares!

MINHO RECUPERA PATRIMÓNIO VEGETAL

Conhecer e recuperar o património vegetal da região minhota

No próximo dia 23 de Março (quinta-feira), na Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, às 17.00 horas, José Raul Rodrigues apresenta uma comunicação sobre o património vegetal da região minhota, no âmbito do Ciclo de Estudos “Floresta e Mundo Rural: Património, sustentabilidade e saúde”, promovido pelo Centro de Estudos Regionais.

17361507_1485450268134042_2183089658557609921_n (1).jpg

José Raul Rodrigues é Doutor em Ciências Agrárias/Entomologia Agrícola, pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e Professor Adjunto da Escola Superior Agrária, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESA-IPVC). Tem desenvolvido investigação no domínio da limitação natural de ácaros em fruticultura e viticultura e do estudo da ação secundária dos pesticidas sobre organismos auxiliares, numa perspetiva de agricultura sustentável. Na última década, tem-se dedicado à recuperação de variedades regionais de fruteiras, sendo o responsável pela coleção existente na ESA-IPVC. Este projeto foi, recentemente, objeto de atenção mediática, tendo suscitado uma das crónicas de Miguel Esteves Cardoso, no jornal Público.

A entrada é livre.

MINHOTOS VENCEM TAÇA IBÉRICA DE SLALOM NO RIO COURA

Ivan Silva, José Carvalho e Marta Noval vencedores em Covas

No passado fim-de-semana, Ivan Silva (K1 Sénior), José Carvalho (C1 Sénior) e Marta Noval (K1 Sénior Feminino) consagraram-se vencedores da VIII Taça Ibérica de Slalom, disputada no Rio Coura, em Vila Nova de Cerveira. Prova registou uma grande afluência dentro e fora de água!

17361507_1485450268134042_2183089658557609921_n.jpg

As águas bravas do rio Coura voltaram a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m, por 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis. Concluídas as fases de eliminatórias e as finais da prova, a tabela de classificações foi a seguinte: no K1 Sénior, os três atletas melhor posicionados foram Ivan Silva ÁBravasC84,29, Antoine LaunayDarqueKC84,58 e Rodrigo Magalhães ÁBravas C 85,58; no C1 Sénior o vencedor, José Carvalho, conseguiu o tempo de 88,45, seguido de Ivan Silva ÁBravas C (100,92) e de Marcos Pereira CP Penedo (101,75). Finalmente, no K1 Sénior Feminino, Marta Noval CCAmora consagrou-se vencedora com o tempo de 121,42, seguida de Sara Bastos AD Amarante com o resultado de 126,30.

Em disputa esteve a VIII Taça Ibérica de Slalom, com organização do Clube Desportivo do Minho – Teixugos, da Associação Kaiak Darque Clube, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas.

O evento contou, uma vez mais, com uma forte participação de atletas dos dois países vizinhos, bem como de uma grande afluência de público que se instalou nas margens do rio Coura para assistir à prova e desfrutar das belas paisagens.

FAFENSES JOGAM BASQUETEBOL

7º Convívio de Basquetebol Escolar Concelhio. 150 crianças esperadas no encontro

No próximo dia 23 de Março, o Pavilhão Municipal vai receber alunos do 7º ao 9º ano de escolaridade, para mais um Convívio de Basquetebol Escolar Concelhio.

Cerca de 150 crianças, das escolas do concelho são esperadas para participar no convívio que decorrer das 9h00 até às 13h00.

Pompeu Martins, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Fafe, sublinha “Este será certamente um dia um dia diferente, onde vamos promover, uma vez mais, o desporto escolar e a prática do exercício físico entre os mais jovens.”

COnvívio de Basquetebol Escolar Concelhio 2016.JPG

VIZELA ADERE À HORA DO PLANETA

A Hora do Planeta é hoje a maior campanha ambiental do mundo, mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 8.000 cidades e vilas em 178 países e territórios incluindo Portugal. Trata-se de uma iniciativa global ambiental em parceria com a WWF, onde indivíduos, empresas, governos e comunidades são convidados a desligarem as suas luzes durante uma hora no sábado, 

Banner hora planeta.jpeg

Como uma das primeiras campanhas acerca das alterações climáticas, a Hora do Planeta tem crescido a partir de um evento simbólico numa única cidade para o maior movimento do mundo em defesa do ambiente.

Em 2017, a Hora do Planeta pretende aproveitar o poder dos seus milhões de adeptos em todo o mundo para mudar o rumo das alterações climáticas.

O Município de Vizela, não sendo indiferente a este tipo de iniciativas, decidiu aderir optando por desligar durante 60 minutos, duração da Hora do Planeta, a iluminação nos seguintes locais: a Sede do Município, o Jardim Manuel Faria, a Praça da República e a Praça do Município.

Mais informação em www.wwf.pt.

PAREDES DE COURA RECEBE BANDEIRA “CIDADE OU VILA DE EXCELÊNCIA”

3ª feira | 21 março | 11h30

O presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira, recebe amanhã, 3ª feira, dia 21 de março, pelas 11h30, a Bandeira da Rede de Cidades de Excelência, pelas práticas inovadoras nos eixos da regeneração urbana e do turismo.

Na cerimónia a decorrer no Salão Nobre da Câmara Municipal de Paredes de Coura, a Bandeira “Cidades de Excelência – Nível II” é o reconhecimento público do meritório trabalho que esta autarquia tem vindo a desenvolver no âmbito dos trabalhos de qualificação nesta bonita vila no coração do Alto Minho.

Os fundamentos para tal acontecimento, prendem-se com o grau de evolução da implementação do Plano de Ação Local proposto pelo Município de Paredes de Coura aquando da adesão à Rede de Cidades e Vilas de Excelência, incidindo nos eixos “Cidade ou Vila de Regeneração Urbana” e “Cidade ou Vila Turística”.

No que diz respeito à regeneração urbana, destacamos o Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) de Paredes de Coura, fruto da candidatura aos fundos do programa Portugal2020. Este plano visa constituir uma base para as decisões no âmbito do processo de regeneração urbana do Município de Paredes de Coura, processo esse que tem conhecido evoluções através da reabilitação urbana que tem sido desenvolvida no centro desta vila.

Neste sentido, as ações desenvolvidas no centro de Paredes de Coura almejam a dotação do espaço com sinalética, bem como a localização de comércio e serviços diversos, tornando o centro da vila num local dinâmico e atraente aos olhos de quem aqui habita e de quem o visita.

Respeitante à vertente do turismo, e derivado também de candidatura aos fundos do Portugal2020, destacamos 3 programas que demonstram o interesse desenvolvido pelo Município de Paredes de Coura neste eixo:

  • Plano de Paisagem das Terras de Coura, que pretende constituir-se um projeto-piloto em Portugal em termos metodológicos na abordagem da paisagem à escala local enquanto instrumento autónomo, usando como exemplo casos de sucesso desenvolvidos em França, Espanha e Itália;
  • Meandros do Coura - Percurso Interpretativo do Rio - Fase 1, enquanto percurso interpretativo ao longo do rio Coura, entre a Praia Fluvial do Taboão e a ponte da estrada N 1069 - Peideira. Este itinerário terá uma extensão de 1 200 metros e uma área com cerca de 17 hectares, sendo um projeto que visa uma intervenção minimalista, respeitadora do ecossistema e ao mesmo tempo com grande capacidade de valorização dos recursos aí presentes. É ideal deste projeto permitir ao visitante usufruir do espaço conforme ele é, sem grandes ações antrópicas, conseguindo também valorizar o território em termos paisagísticos, ambientais, culturais e sociais;
  • Centro de BTT do Corno de Bico. Tendo como suporte a Rede Natura 2000, a Área de Paisagem Protegida do Corno de Bico e o respetivo Centro de Educação e Interpretação Ambiental, e auxiliado através da parceria com a Associação Encostas do Corno de Bico, Junta de Freguesia de Vascões e Associação Amigos da Montanha, com a devida adequação ao potencial existente para o turismo de natureza do território e dos equipamentos já existentes, Paredes de Coura almeja conceber as infraestruturas necessárias para dotar no espaço um Centro de BTT dedicado à prática de Cross Country. Este espaço terá a devida homologação da União Velocipédica Portuguesa e Federação Portuguesa de Ciclismo, e ocupará no terreno quase a totalidade da área geográfica de Paredes de Coura, inclusive áreas que são parte da Rede Natura 2000 e da Área de Paisagem Protegida do Corno de Bico.

Destacamos também a elaboração do Plano de Ação para a Mobilidade Sustentável – Alto Minho 2020 (PAMUS Alto Minho 2020). Este plano pretende suportar as decisões no campo da mobilidade, quer num âmbito Municipal, quer num âmbito local, pretendendo ser um documento que estabeleça as diretrizes nesta matéria no período 2016-2020.

Neste âmbito, o projeto da Reabilitação do Centro Coordenador de Transportes de Paredes de Coura é destacado pelo Município como a mais prioritária das ações a formalizar neste território.

Assim, o importante conjunto de ações descritas leva o Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade, ICVM, em contexto da Rede de Cidades e Vilas de Excelência, a atribuir o galardão da Bandeira de Cidades de Excelência - Nível II ao Município de Paredes de Coura, por se constituir um município de Excelência nas áreas da regeneração urbana e do turismo.

CABECEIRAS DE BASTO MANTÉM ENCERRADO CENTRO ESCOLAR

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos: testes e avaliações ao sistema elétrico prosseguem. Escola mantém-se encerrada

Na sequência da ocorrência de curtos-circuitos em algumas tomadas elétricas que provocaram um foco de incêndio numa arrecadação do Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos, na passada quinta-feira, dia 16 de março, este estabelecimento de ensino encontra-se, desde essa data, encerrado por questões de segurança.

Centro Escolar Padre Dr. Joaquim Santos.JPG

Apesar dos técnicos do Município se encontrarem, desde a primeira hora a acompanhar a situação e a trabalhar no apuramento das causas destes incidentes, efetuando, para isso, os testes necessários, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto solicitou a intervenção de uma entidade externa – o IEP - Instituto Eletrotécnico Português – aguardando que até ao final do dia de hoje, 20 de março, seja apresentado o respetivo relatório.

Até que estejam asseguradas as plenas condições de segurança e funcionamento, a Câmara Municipal e o Agrupamento de Escolas mantêm esta escola encerrada, mantendo também informados os encarregados de educação através da Associação de Pais e da direção da Escola da evolução da situação.

Perante o insólito caso, para além das autoridades locais que foram chamadas ao local, também a Polícia Judiciária esteve na escola a averiguar e a recolher informações sobre o que poderá ter originado estes incidentes.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto lamenta o transtorno causado mas justifica o encerramento daquele Centro Escolar com a necessidade de garantir a máxima segurança das crianças, professores e funcionários, pois, quanto à segurança, determina tolerância zero.

PONTE DE LIMA REALIZA COLÓQUIO SOBRE AS “MEMÓRIAS E TRABALHOS DA VIDA DE NORTON DE MATOS”

Auditório Municipal de Ponte de Lima – 25 de Março

No âmbito das comemorações dos 150 anos do aniversário do General Norton de Matos, o Município de Ponte de Lima realiza no próximo sábado, 25 de março, um colóquio intitulado “Memórias e trabalhos da vida de Norton de Matos”.

Programa_Norton de Mastos.jpg

A iniciativa, que conta com a inestimável colaboração da Casa Norton de Matos e do Prof. Doutor Armando Malheiro da Silva, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, tem já confirmada a presença de conceituados investigadores que se dedicaram ao estudo do General Norton de Matos designadamente a Profª. Doutora Heloísa Paulo (Centro de Investigação de Estudos Interdisciplinares do Século XX, da Universidade de Coimbra), a Profª. Doutora Maria Manuel Afonso da Fonte (Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa), o Prof. Doutor Sérgio Neto (Centro de Investigação de Estudos Interdisciplinares do Século XX, da Universidade de Coimbra) e a Profª Doutora Helena Pinto Janeiro (Instituto de História Contemporânea, da FCSH da Universidade Nova de Lisboa).

O colóquio vai realizar-se no Auditório Municipal. Para mais informações contacte o Arquivo Municipal de Ponte de Lima, através do seguinte email: arquivo@cm-pontedelima.pt.

MEMORIAS_E_TRABALHOS_DA_MINHA_VIDA_11713_A_1024x1024.jpg

FAMALICÃO REALIZA JORNADAS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL “EDUCAÇÃO INCLUSIVA”

Inscrições abertas até 7 de Abril

Estão abertas as inscrições para a segunda edição das Jornadas de Educação Especial'Educação Inclusiva', que decorrem entre 4 e 5 de Maio, em Fafe.

af-cartaz-A3-jornadas (1).jpg

Organizadas pelo Departamento de Educação Especial, do Agrupamento de Escolas Montelongo, com o apoio do Município de Fafe, estas Jornadas trazem, a Fafe, um conjunto de oradores que se propõem a partilhar novos saberes e experiências, sobre a Educação Inclusiva.

A Abertura das Jornadas decorre no dia 4, às 16h15, no Auditório da Escola Montelongo, seguindo-se o painel “Educar Todos, com Todos”, à responsabilidade de Dr. David Rodrigues.

Às 17h30, tem lugar, o debate “Escola Inclusiva-2ª Geração” com a Dra. Filomena Pinto, e às 18h30, a Dra. Fátima Marinho, encerra a tarde com o painel sobre “Diversidade/equidade e as setes questões comuns sobre essa In'Possibilidade”.

À noite, no Teatro Cinema, é a vez do Jornalista Mário Augusto e a filha Rita Bulhosa participarem nas Jornadas para partilharem as suas experiências, seguindo-se Ilda Taborda e Celeste Carvalho da Associação Pais em Rede.

No dia 5, no Auditório da Escola Montelongo, a partir das 16h30, a Dra. Ana Paula Martins, falar-nos-á sobre o tema “Estratégias diferencias em contexto de sala de aula: da evidência à prática”. Mais tarde, é discutido o “Envolvimento Parental: um indicador de inclusão e promoção do sucesso escolar.”

Pompeu Martins, Vereador da Educação, encerra as Jornadas, às 18h30.

Maria José Marques, Directora do Agrupamento de Escolas Montelongo, relembra que estas Jornadas têm o “objetivo de promover a (in)formação através de novos saberes e da partilha de experiências, sobre as boas práticas da Educação Inclusiva. Convidamos toda a comunidade para refletir connosco, sobre os temas, considerados relevantes para a promoção de percursos educativos de sucesso.”

De acordo com Pompeu Martins “estas Jornadas procuram reflectir sobre a necessidade, cada vez maior de integrar, de forma igual e justa, todos os alunos na comunidade escolar,trazendo para o debate temas importantes e pertinentes.

As Jornadas servem, acima de tudo, para procurar dar resposta às necessidades dos docentes, assim como a pais de crianças/jovens com necessidades especiais.

É fundamental que continuemos a cultivar práticas educativas adequadas numa 'escola da diversidade', procurando dar passos cada vez maiores para a verdadeira Inclusão.”

As inscrições, que decorrem até 7 de Abril, podem ser feitas através de Ficha online emhttp://aemontelongo.pt/ ou Ficha própria entregue na secretaria da EB Montelongo.

“BRAGA À LUPA” ABORDA PROCISSÃO DAS CINZAS DA VENERÁVEL ORDEM TERCEIRA DE BRAGA

Próxima sessão a 22 de Março, às 21h15

‘A Procissão das Cinzas da Venerável Ordem Terceira de Braga’ é o tema da próxima sessão do ‘Braga à Lupa’, que se realiza esta Quarta-feira, 22 de Março, às 21h15, na sacristia da Igreja dos Terceiros. Organizada pelo Município de Braga, o ‘Braga à Lupa’ é uma iniciativa integrada no programa ‘À Descoberta de Braga’ e desafia os Bracarenses a descobrir e a reflectir sobre um aspecto desconhecido e aliciante da Cidade.

CMB16022016SERGIOFREITAS000000683.jpg

A próxima sessão terá como convidados José Sousa Ribeiro (Universidade do Minho) e Rui Ferreira (Câmara Municipal de Braga). As inscrições são limitadas, devendo ser efectuadas através do e-mail cultura@cm-braga.pt.

A Procissão das Cinzas costumava marcar o arranque da Quaresma em Braga. Desaparecido do quotidiano da Cidade há mais de um século, este préstito marcava o início da Quaresma com um imponente cerimonial público proveniente da igreja dos Terceiros, onde desfilavam centenas de corporações religiosas carregando andores e lanternins entre cânticos e orações.

Organizado pela Ordem Terceira de S. Francisco desde o último quartel do século XVII, realizava-se na tarde da quarta-feira de Cinzas e era composto por um elevado número de andores. Ainda hoje se conserva, na Igreja dos Terceiros, os exemplares do Património Móvel que compunham esta procissão.

DAVID VAZ E CELINA CARPINTEIRO CONQUISTARAM O PÓDIO NA II MARATONA BTT DE MELGAÇO

Mais de 600 atletas inscritos

David Vaz (Gnauk/King Gates/Blisq Creative) e Celina Carpinteiro (BTT Loulé/BPI/Elevis) conquistaram hoje o pódio na Maratona BTT (XCM) de Melgaço, primeira prova pontuável para a Taça Cyclin’Portugal de XCM e para o Campeonato do Minho de BTT XCM – Raiz carisma, com a 3ª prova. 09h30: um dia ótimo, solarengo e o Largo Hermenegildo Solheiro cheio de atletas com garra para participarem em mais uma Maratona de BTT, desta vez em Melgaço. Foi assim dada partida para a II Maratona BTT de Melgaço. As fantásticas paisagens do Município Mais a Norte de Portugal, as ótimas condições dos percursos e a natureza envolvente ao longo de todos os percursos foram inspiração ideal para os mais de 600 betetistas.

despmelgaçççç (1).jpg

David Vaz completou os 83 km da prova masculina em 3h47m34s, cortando a meta isolado, depois de liderar em solitário grande parte da prova. O segundo classificado foi Renato Ferreira (Vasconha BTT Vouzela), a 1m44s. Davide Machado (BTT Seia) fechou o pódio, a 1m46s do vencedor.

Celina Carpinteiro completou a distância, 60,5 km, em 3h38m52s, menos 46 segundos do que a colega de equipa Charlotte Davies. A terceira, a 2m59s, foi Flávia Lopes (Vasconha BTT Vouzela).

Nelson Sousa (Batotas / Ponte de Lima) triunfou em masters 30, Javier Busto (Extol/La Gramola Team) em masters 35, Manuel Golmar (Extol/La Gramola Team) ganhou em masters 40, José Rosa (Ser e Parecer Pro Bike Team) em masters 45, Reinaldo Luís(ProRebordosa/Oforsep/RJ Group) ergueu os braços em masters 50 e Vítor Graça (Ass. 20 Km Almeirim/Restaurante O Forno) em masters 55.

Entre as veteranas destacaram-se a master 30 Ângela Fernandes (BTT Seia) e a master 40 Elisete Sousa (BTT Loulé/BPI/Elevis).

Tiago Craveiro foi o primeiro a cortar a meta entre os paraciclistas de classe D, enquanto Gil Pereira (CCR Moreira Cónegos/Confeções Cruzeiro) foi o melhor paraciclista de classe C.

Os resultados estão disponíveis aqui!

despmelgaçççç (2).jpg

FOLKLOURES É A GRANDE FESTA DA CULTURA TRADICIONAL PORTUGUESA E DAS COMUNIDADES IMIGRANTES

O Folclore contribui para o conhecimento mútuo, paz e amizade entre os povos

A edição deste ano do FolkLoures’17 – Encontro de Culturas, vai ter o seu início no dia 24 de Junho com a realização de uma exposição e de uma palestra, prolongando-se durante toda a semana até ao dia 1 de Julho, altura em que tem lugar o espectáculo de culturas tradicionais.

Cartaz2017Novo.jpg

Trata-se de uma grandiosa iniciativa de cariz tradicional organizada pelo Grupo Folclórico Verde Minho em colaboração com a Câmara Municipal de Loures, a ter lugar por ocasião das festas do concelho de Loures. Este evento privilegia o folclore da região saloia e ainda de todo o país e das comunidades que constituem actualmente o mosaico social e cultural da região, contribuindo para a inclusão e a promoção da paz entre os povos através do encontro das suas culturas tradicionais.

Mais do que qualquer outra manifestação de índole cultural e desportiva, é o Folclore a forma de expressão cultural que melhor contribui para a paz entre os povos, no respeito das suas diferenças e identidade.

FOLKLOURES'16 260

O programa do FolkLoures’17 é o seguinte:

FOLKLOURES'17 - Encontro de Culturas

PROGRAMA

Dia 24 de Junho

- 16 horas. Inauguração da Exposição "Carroças da Região Saloia". Museu Municipal de Loures.

A exposição está patente ao público, até ao dia 1 de Julho, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (Excepto à Segunda-feira)

Entrada gratuita

- 16h30 horas. Palestra sobre "Usos e Costumes tradicionais da Região Saloia", pela Dr.ª Ana Paula de Sousa Assunção, a ter lugar no Auditório do Museu do Museu Municipal de Loures, com passagem pela exposição das Carroças.

Dia 1 de Julho

- 16 horas. Feira de artesanato. Abertura de tasquinhas

- 20 horas. Espetáculo de folclore e recriações da cultura tradicional

- 24 horas. Sessão de encerramento com fogo-de-artifício

GRUPOS PARTICIPANTES

Associação Tira-me da Rua (ATR) – Brasil

Grupo Coral Os Ceifeiros de Cuba - Baixo Alentejo

Gupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho – Minho

Grupo Folclórico “O Cancioneiro de Ovar” – Beira Litoral

Grupo Etnográfico Danças e Cantares da Nazaré – Estremadura

Associatia Miorita Portugalia – Moldávia

Rancho da União Cultural e Folclórica da Bobadela – Estremadura / Região Saloia

Grupo de Danças e Cantares da Madeira – Madeira

12999062_12-dig (30) (1).jpg

MUSEU MUNICIPAL DE LOURES EXPÕE “CARROÇAS DA REGIÃO SALOIA”

O Museu Municipal de Loures participa no FolkLoures’17 com a realização de uma exposição subordinada ao tema “Carroças da Região Saloia”, a ter lugar nas instalações do próprio museu, com inauguração prevista no dia 24 de Junho, pelas 16 horas. A exposição tem entrada gratuita e ficará patente ao público, até ao dia 1 de Julho, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00 (Excepto à Segunda-feira).

O Museu Municipal de Loures encontra-se instalado na Quinta do Conventinho, sita na Estrada Nacional, 8, em Santo António dos Cavaleiros, a escassos 4 quilómetros de Loures, um edifício conventual contruído na segunda metade do século XVI.

Constituído em 26 de julho de 1998, o Museu encontra-se instalado no 13.º convento dos frades franciscanos da Província de Santa Maria da Arrábida, apresentaposições de  exposições de temática arqueológica e etnográfica, com o intuito de dar a conhecer a realidade e a vivência das populações rurais do município de Loures, assim como a sua história. Possui duas salas de exposições, oficinas, reservas visitáveis, um centro de documentação especializado em história local, loja, cafetaria com esplanada, parque de estacionamento e acesso para pessoas com mobilidade reduzida.

foto romenia (1).jpg

HISTORIADORA ANA PAULA ASSUNÇÃO PROFERE PALESTRA SOBRE “USOS E COSTUMES DA REGIÃO SALOIA”

A Historiadora e Museóloga Prof. Doutora Ana Paula de Sousa Assunção subordinada ao tema “Usos e Costumes Tradicionais da Região Saloia”, a ter lugar no Auditório do Museu do Museu Municipal de Loures, no dia 24 de Junho, pelas 16h30. A iniciativa insere-se no programa do FolkLoures’17 – Encontro de Culturas que se prolonga até ao dia 1 de Julho, altura em que tem lugar um grandioso festival de cultura tradicional no Parque da Cidade, em Loures.

A Prof. Doutora Ana Paula de Sousa Assunção é historiadora e museóloga, Mestre em História Regional e Local pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. É autora de programas museológicos, reformulações de programas e criação de serviços inovadores. Conceção científica do Centro UNESCO A casa da terra. Comissária de exposições de vária índole com museografia de inclusão e género.

Tem como áreas científicas preferenciais a História Local, Saúde, Património industrial (com destaque para Fábrica de Loiça de Sacavém, Oliveira Rocha/Oliveira do Bairro), Património Cultural Imaterial, Património Religioso /obra de arte total – Cripto -história. Exerceu voluntariado na Igreja Matriz de Bucelas com descobertas de cariz científico sobre entalhador, Francisco Lopes. (Artigo no prelo). Musealização da Igreja e interpretação dos espaços em visitas.

Pelo seu trabalho, tem recebido várias distinções de Mérito Cultural e Prémios no campo da Museologia a nível nacional e internacional.

O FolkLoures apresenta um programa cultural rico e diversificado que, sob o impulso e capacidade organizativa do Rancho Folclórico Verde Minho, catapulta o concelho de Loures para a ribalta da cultura tradicional portuguesa.

11990453_1704674056423198_4190839433383492462_n.jpg

1011304_571855422867079_560564853_n (1).jpg

15669943_kl80v (1).jpeg

12540961_136845383358170_7679897381605889880_n (2).jpg

14264885_1155472347866155_2807760375958106450_n (1).jpg

969870_209986322489112_234369670_n.jpg

779526635499309 (1).jpg

CASA DO MINHO DE LOURENÇO MARQUES REÚNE-SE EM AMARES E PÓVOA DE LANHOSO

O Encontro dos minhotos que viveram em Moçambique vai este ano ter lugar em Amaresn e na Póvoa de Lanhoso, no próximo dia 30 de Abril.

Todos os anos, os minhotos que viveram naquela antiga província ultramarina, promovem um encontro de confraternização por ocasião do aniversário da sua associação regionalista – a Casa do Minho em Moçambique – entretanto extinta por ocasião da independência política daquele país e o regresso da à metrópole comunidade portuguesa. Este ano, Amares é o concelho eleito para se reencontrarem.

16700704_10212033803350737_9169834254383365237_o.jpg

Durante duas décadas consecutivas, a Casa do Minho foi na capital do Índico o elo de ligação das nossas gentes em terras moçambicanas. Ali se construíram novas amizades e mantinham as suas tradições. A constituição de um Rancho Folclórico no seio da Casa do Minho constituiu um dos melhores exemplos do seu apego às origens.

Os antigos territórios ultramarinos portugueses foram o destino de muitos minhotos que decidiram ali construir as suas vidas. Rumando diretamente a partir da metrópole ou fixando-se após o cumprimento do serviço militar naquelas paragens, Angola e Moçambique vieram a tornar-se a segunda terra para muitos dos nossos conterrâneos que assim trocavam a estreita courela pela desafogada machamba ou simplesmente empregavam-se na atividade comercial das progressivas cidades de Luanda e Lourenço Marques, atual Maputo.

484396_10200262053808057_30167815_n

Porém, a recordação do Minho distante não os abandonou e permaneceu sempre nos seus corações. E, a provar esse amor filial, criaram as suas próprias associações regionalistas a fim de manterem mais viva a sua portugalidade e as raízes minhotas. E, em Lourenço Marques, fundaram a Casa do Minho em 1955, já lá vão 62 anos!

Muitos foram os minhotos e outros portugueses que em Moçambique construíram as suas vidas. Contudo, o seu curso tranquilo e próspero veio a ser abruptamente interrompido em consequência do processo de descolonização do território e a guerra civil que se seguiu, determinando o seu regresso à metrópole e consequente extinção da Casa do Minho.

Não obstante, muitos dos minhotos e amigos da Casa do Minho, que dela fizeram parte ou de alguma forma por lá passaram, não esquecem esses tempos saudosos e continuam a reunir-se todos os anos em alegre e amistosa confraternização, partilhando recordações e revivendo a terra que continuam a amar – Moçambique!

Fotos: Rui Aguilar Cerqueira / Ex-Casa do Minho em Lourenço Marques - Moçambique

185877_1423411604007_1794247948_799532_5195073_n

1947359_10200671839557977_1646839287_n

72988_423897237640394_1534119699_n

576619_423897494307035_1762840828_n

10991171_10202563334284163_1027646422323654939_n

564261_423897964306988_35367262_n

574452_423897624307022_548572634_n

406045_3673232088987_1838913705_n

199253_1423410883989_1794247948_799529_2194903_n

394941_3673229928933_1438602030_n

189169_1423410603982_1794247948_799528_3909355_n

INDEPENDENTE FERNANDO NOGUEIRA RECANDIDATA-SE ÀS AUTÁRQUICAS 2017 EM CERVEIRA

Sob proposta da direção da Associação Pensar Cerveira, Fernando Nogueira foi indicado, este sábado, para apresentar a sua recandidatura pelo movimento independente PenCe à Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira nas eleições autárquicas 2017. Aprovação foi unânime entre os associados durante a Assembleia-Geral, dando-se início ao processo de recolha de assinaturas para formalização da recandidatura.

Fernando Nogueira (1).jpg

Agradecendo a renovação de confiança dos associados, Fernando Nogueira – que cumpre o primeiro mandato - fez um balanço positivo dos três anos de gestão e projetou algumas linhas orientadoras para mais quatro anos de liderança “se os cerveirenses assim o entenderem”. “Esta recandidatura pauta-se pelo princípio de consolidação do projeto iniciado em 2013, baseado na melhoria da qualidade de vida e bem-estar da população e na valorização da terra. Para isso, contamos com o apoio de todos os que connosco iniciaram esta caminhada, bem como daqueles que, reconhecendo o nosso trabalho, acreditam em nós para o futuro de Cerveira”, disse.

Perante um lotado Auditório da Biblioteca Municipal, o atual autarca assumiu a recandidatura, justificando que “o programa eleitoral de 2013 não foi uma promessa fugaz, mas um compromisso assumido e com resultados bem visíveis”, assegurou. Dando alguns exemplos, Fernando Nogueira abordou a gestão autárquica rigorosa e realista expressa na redução significativa da dívida e do prazo de pagamento a fornecedores, bem como na ausência de recurso a qualquer empréstimo; o conceito de transparência reconhecido por entidades nacionais; a política baseada no humanismo, na proximidade e na cidadania ativa; a adoção de uma política de baixa fiscalidade de forma a incentivar uma maior equidade social e justiça fiscal; a afirmação empresarial e turística do concelho, bem como a continuidade da oferta cultural de excelência, através da dinamização de eventos de qualidade.

Sem apresentar o programa eleitoral, o candidato deixou algumas notas sobre aquilo que serão as suas prioridades para continuar a criar dinâmicas de afirmação nacional e internacional para Vila Nova de Cerveira. “As pessoas continuam a ser a nossa preocupação, por isso iremos valorizar as políticas sociais dando repostas às necessidades prementes; continuar a prestar apoio solido e eficaz às freguesias através das suas juntas de freguesia; fomentar a oferta habitacional de forma a contribuir para a fixação de jovens casais; afirmar as parcerias no setor empresarial, valorizando empresas e empresários pelo forte incentivo ao emprego e à economia local; reforçar a política de promoção da igualdade de género; potenciar o turismo em geral, com destaque para o de natureza, entre outras ações. “O nosso compromisso é o futuro de Cerveira”, ressalvou.

Associação Pensar Cerveira / Fernando Nogueira

Recorde-se que a Associação Pensar Cerveira – PenCe surgiu em fevereiro de 2013, tendo apresentado, pela primeira vez, listas de candidatos aos vários órgãos autárquicos. No ato eleitoral de 29 de setembro de 2013, a lista do movimento independente "Pensar Cerveira", liderada por Fernando Nogueira, obteve 45,12% dos votos (2.807) e três mandatos, contra os 40,59% (2.525) e dois mandatos da lista do PS.

João Fernando Brito Nogueira, nascido a 10 de junho de 1952, casado, pai de quatro filhos, é natural da freguesia de Cornes, Vila Nova de Cerveira. Iniciou a atividade profissional como professor na Escola Secundária de Vila Nova de Cerveira, tendo posteriormente ingressado nos quadros técnicos dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo onde, durante 20 anos, trabalhou como profissional de engenharia. Entrou no ciclo político em janeiro de 1994, tendo desempenhado funções de vereador no executivo da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira ao longo de duas décadas com diversas áreas funcionais, tendo ocupado o cargo de vice-presidente durante 15 anos.

PROJECTO “GUIMARÃES MAIS FLORESTA” REFORÇA PLANTAÇÕES NO DIA MUNDIAL DA ÁRVORE

Depois da comunidade escolar, movimento teve agora a adesão de várias empresas vimaranenses. Terça-feira serão plantadas centenas de árvores em data simbólica.

A Câmara Municipal de Guimarães promove uma conferência de imprensa esta terça-feira, 21 de março, Dia Mundial da Árvore e da Floresta, para efetuar o ponto da situação do projeto “Guimarães Mais Floresta”. O encontro com os jornalistas decorrerá no auditório do Laboratório da Paisagem, a partir das 10 horas.

Guimaraes_Mais_Floresta_Projeto.png

A sessão contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, e demais vereadores, bem como das empresas aderentes ao projeto desenvolvido pelo Município de Guimarães, em colaboração com o Laboratório da Paisagem, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens e a Sol do Ave, que surge enquadrado nos desígnios da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia.

O dia 21 de março será assinalado através de várias plantações em diversos locais do concelho promovidos em articulação com empresas e associações. Após a conferência de imprensa, centenas de árvores serão plantadas em locais como o Parque da Cidade de Guimarães, os Parques de Lazer de Ardão e Lordelo, a Montanha da Penha, a Citânia de Briteiros e a Zona Ribeirinha junto ao rio Selho

BRAGA PROMOVE-SE NA BTL, A MAIOR FEIRA NACIONAL DE TURISMO E UMA REFERÊNCIA A NÍVEL INTERNACIONAL

Património, eventos, comércio, gastronomia, cultura e desporto estiveram em evidência na BTL

De Quinta-feira até ontem, Braga promoveu-se na Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior Feira Nacional de Turismo e uma referência a nível internacional. Com mais de 1.200 expositores entre agências de viagem, operadores turísticos, hotelaria, transportes, organismos oficiais nacionais e internacionais, jornalistas e bloggers, de mais de 42 países, distribuídos por 37.000 m2, esta foi uma acção repleta de sucesso em termos de divulgação e promoção turística do Concelho.

BTL0bRAGA (1).jpg

“Estamos satisfeitos com os resultados alcançados. Fizemos centenas de contactos com operadores, jornalistas e responsáveis internacionais, que permitirão nos próximos anos incrementar ainda mais o movimento turístico de Braga”, referiu António Barroso, em representação da Câmara Municipal de Braga, explicando que a presença de Braga na BTL resulta da articulação com o projecto Minho Inovação e a Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal, e insere-se na estratégia de promoção do Concelho “fora de portas”.

O responsável aproveitou também para destacar “a diversidade de agentes bracarenses deste sector que proporcionaram a existência de pontos de divulgação do que Braga tem de melhor em todos os pavilhões da BTL”.

A agenda geral de eventos, o roteiro familiar, a campanha `Taste Braga` em parceria com a Associação Comercial de Braga (de promoção das iniciativas gastronómicas, com destaque para as Sugestões do Chef que decorrem até 9 de Abril), os grandes eventos como a «Semana Santa», «Braga Romana», «S. João», «Noite Branca», «Braga Barroca», «Braga é Natal», incluindo o «Presépio de Priscos» e iniciativas com realização já em Março e Abril, como a 50 edição da Agro e o «IDrone Experience» mereceram especial referência.

A distinta e rica oferta cultural do Theatro Circo e do GNRation, assim como eventos desportivos como a «Rampa da Falperra», a «Street Stage do Rally de Portugal» com a disponibilização de um concorrido simulador, mas também toda a agenda de eventos desportivos que enriquecem a Braga 2018 - Cidade Europeia do Desporto, estiveram em foco na BTL. O rico e distinto património, os espaços naturais, o comércio e a animação nocturna, aliados a uma grande e qualificada disponibilidade hoteleira e uma localização estratégica no contexto do noroeste peninsular foram também motivo de promoção. Este ano mereceu também destaque uma apresentação pública do novo Parque de Exposições de Braga que verá a luz do dia em 2018.

Para António Barroso, “revelarmos que estamos perto de tudo, com uma oferta hoteleira diversificada e com mais de três mil camas, com uma gastronomia cinco estrelas, um comércio vivo e atractivo e o fervilhar da juventude, faz de Braga um destino que surpreende quem não nos conhece e conquista quem vem a Braga. O contacto com profissionais do turismo e com o público lisboeta e do Sul do país permite-nos reforçar a nossa notoriedade e convidar a visitarem Braga”.

A BTL é cada vez mais uma feira que atrai não só profissionais como também cativa o público em geral. Trata-se da maior montra da oferta turística a falar português e constitui uma oportunidade para conhecer novos destinos e soluções de viagens, juntando num só espaço vários operadores, desde hotelaria, viagens, transportes, entre muitos outros.

Em 2016, a feira recebeu mais de 75 mil visitantes durante os cinco dias de certame, dos quais 35 mil foram profissionais do sector.

Pós Tour BTL em Braga

Durante o fim-de-semana, estiveram em Braga mais de 20 operadores turísticos de países como Noruega, Polónia, Itália, Estados Unidos, Rússia, Brasil e França, uma iniciativa da Câmara Municipal em parceria com a Associação de Turismo do Porto e Norte (ATP).

“Continuamos assim a prosseguir a nossa estratégia de promoção do território para incrementar o Turismo levando ao crescimento das nossas empresas, mas também ao surgimento de oportunidades para novos projectos poderem singrar e assim sustentarmos o nosso desenvolvimento”, concluiu António Barroso.

BTL0bRAGA (2).jpg

 

BRIGADAS VERDES DE GUIMARÃES COMEMORAM DIA INTERNACIONAL DE ACÇÃO PELOS RIOS

Laboratório da Paisagem coordenou iniciativa que permitiu remover resíduos dos caudais dos rios. Fermentões, Ponte, Creixomil e Briteiros Santo Estêvão e Donim promoveram ações ambientais.

Guimaraes_Dia_Acao_Rios_2017.jpg

Guimarães assinalou este sábado, 18 de março, o Dia Internacional de Ação pelos Rios, com um conjunto de ações de limpeza nos rios Selho e Ave, para sensibilizar e consciencializar a população para a preservação do ambiente em especial dos rios, na defesa da biodiversidade, transmitindo a importância e valorização das linhas de água urbanas. A ação ambiental, realizada ao longo da manhã deste sábado, contou com a participação do Presidente do Município, Domingos Bragança, e do Vice-Presidente, Amadeu Portilha, com competências delegadas na área do Ambiente. 

No Laboratório da Paisagem, no arranque da Festa da Primavera, que se prolonga até esta segunda-feira, figuras públicas, escuteiros e voluntários, juntaram-se à equipa científica do Laboratório da Paisagem para mais uma ação de limpeza do rio. Como resultado, foram retirados detritos num total de cerca de meia tonelada. Vários pneus, um colchão, têxteis diversos, recipientes de produtos alimentares e de higiene, em vidro e plástico, são apenas alguns dos exemplos encontrados.

Na ação junto ao Laboratório da Paisagem participaram o vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Amadeu Portilha, os atletas olímpicos Ana Dulce Félix e Ricardo Ribas, bem como voluntários do Banco Local de Voluntariado de Guimarães, escuteiros da Junta de Núcleo de Guimarães do Corpo Nacional de Escutas e elementos das brigadas verdes das Juntas de Freguesia de Creixomil e Fermentões.

Comemoração da data (também) no concelho

Aos escuteiros e voluntários Amadeu Portilha salientou o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no âmbito da valorização dos rios do concelho, nomeadamente pelo Laboratório da Paisagem. «O objetivo é darmos o exemplo do que pode ser a nossa generosidade para com as linhas de água, que são um elemento fundamental da nossa vida em sociedade. Acreditamos convictamente que estes pequenos exemplos podem ajudar a mudar Guimarães».

«É importante preservar, amar e promover a natureza, entregando aos nossos filhos e netos um Planeta muito melhor do que aquele que recebemos. Mais do que ser Capital Verde Europeia, importa continuar a percorrer o caminho da sustentabilidade». Já Ana Dulce Félix e Ricardo Ribas mostraram-se honrados com o convite para participar numa iniciativa que ajuda a «defender aquilo que é nosso».

Ações semelhantes foram realizadas pelas Brigadas Verdes de Ponte e Briteiros Santo Estêvão e Donim. Em Ponte, cerca de meia centena de voluntários recolheram mais de quinhentos quilogramas de lixo na margem norte do rio Ave, junto à Rua de S. José e Rua da Ponte Velha, em Campelos. Já a ação da Brigada Verde de Briteiros Santo Estêvão e Donim, com cerca de 30 elementos, incidiu no Parque de Lazer da Fraga e terminou na Praia Fluvial do Vaqueiro.

PRESIDENTE DA REPÚBLICA APRENDE RENDAS DE BILROS

O Presidente da República, Prof. Doutor Macelo Rebelo de Sousa, visitou ontem a Bolsa de Turismo de Lisboa, demorando-se particularmente nos pavilhões das Regiões de Turismo e prestando uma especial atenção ao artesanato tradicional.

A presença das rendilheiras de bilros de Vila do Conde mereceu-lhe bastante curiosidade que mais pareceu estar interessado em conhecer esta arte popular.

Fotos: Manuel Santos

17352347_1373910652652600_7087011298276333159_n (1).jpg

17264293_1373917809318551_8239628997081649344_n (1).jpg

17265280_1373910439319288_3410023504964843188_n (1).jpg

17343014_1373910549319277_1548120804569641400_n (1).jpg

17353300_1373911092652556_2472370858540352981_n (1).jpg

17361743_1373911865985812_6525006328026852946_n (1).jpg

17361975_1373911362652529_8622650659607792339_n (2).jpg

ELÉCTRICO DA CARRIS COLHE VIANENSE NO DIA EM QUE LISBOA FESTEJA CONCLUSÃO DAS OBRAS NA ZONA DO CAIS DO SODRÉ

A notícia é do jornal “Correio da Manhã” e relata o seguinte: Jaime Araújo, de 47 anos, estava em Lisboa em passeio, com uma mulher de 40 anos. O professor de Viana do Castelo atravessava a avenida 24 de Julho, junto ao Mercado da Ribeira, ao que tudo indica na passadeira, quando foi violentamente atropelado pelo elétrico da Carris. Ficou debaixo da composição e ferido com gravidade. A mulher com quem estava sofreu ferimentos leves. Segundo explicou ao CM fonte das equipas de socorro, foi necessário "elevar o elétrico com almofadas especiais" para se conseguir retirar a vítima. Tudo aconteceu no sábado ao final da tarde, mas passou despercebido ao público em geral. O trabalho heroico dos elementos do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa e das equipas do INEM ficou registado numa fotografia a que o CM teve ontem acesso. Jaime Araújo foi transportado para o Hospital de S. Francisco Xavier, sendo depois transferido para o Egas Moniz, onde ainda se encontra nos "cuidados intensivos e gravemente ferido", disse ao CM fonte da família, que procura testemunhas das circunstâncias do acidente. O CM contactou ontem a Carris, que não respondeu em tempo útil. A PSP investiga.”

img_757x498$2017_03_18_01_00_39_609749 (1).jpg

Em tempos, o BLOGUE DE LISBOA alertava para a conveniência de alterar a circulação dos transportes públicos naquela zona da cidade, nomeadamente por razões de segurança, o que pode ser lido em http://bloguedelisboa.blogs.sapo.pt/porque-nao-circulam-os-transportes-46656. De resto, já há um século, o arquitecto Miguel Ventura Terra advogava a supressão da circulação dos transportes colectivos de passageiros naquela zona, incluindo a linha ferroviária.

Não obstante, a Câmara Municipal de Lisboa optou por manter a situação e, pior ainda, foi recuperar o modelo urbanístico dos anos sessenta: um canteiro com árvores no eixo central da avenida que vai impedir a ultrapassagem dos veículos de circulação prioritária, nomeadamente as âmbulâncias médicas em marcha de urgência.
Por ironia, a actual configuração da circulação rodoviária na área do Cais do Sodré regista a tragédia num momento em que a cidade festeja a conclusãpo das obras no local. Mas, vejamos o que o nosso parceiro BLOGUE DE LISBOA disse a respeito da circulação dos transportes públicos na avenida 24 de Julho, em Lisboa:
“A alteração da circulação dos transportes públicos para o lado norte da avenida 24 de Julho, em Lisboa, permitiria eliminar os cruzamentos e aumentar a segurança dos peões.
A circulação dos transportes públicos, na avenida 24 de Julho, entre o Cais do Sodré e a avenida da Índia, efetua-se no lado sul, junto à linha de comboios, apresentando diversos inconvenientes como o congestionamento do tráfego nos cruzamentos, redução da fluidez da circulação automóvel e riscos de atropelamento de peões.
O acesso às estações de comboio em Santos e no Cais do Sodré implicam o atravessamento da movimentada avenida 24 de Julho por parte dos transeuntes, quase sempre de forma desordenada fora das respetivas passadeiras. Os passeios que lhes estão destinados são demasiado estreitos. E o trânsito circula com demasiados constrangimentos em virtude da excessiva quantidade de sinalização luminosa e cruzamentos numa via rodoviária que, em lugar de proporcionar a fluidez, tem vindo a ser transformada em área de parqueamento automóvel.
Por fim, o entroncamento da avenida 24 de Julho com a avenida da Índia representa um triplo cruzamento, com os transportes públicos a cruzarem-se entre si e com as viaturas particulares em simultâneo.
Não se vislumbrando qualquer justificação válida para que os carros elétricos circulem ao lado da linha férrea, a sua transferência para o lado norte da avenida, juntamente com os demais transportes públicos, permitiria eliminar de imediato os cruzamentos do Cais do Sodré e da Avenida da Índia, proporcionando ao mesmo tempo a dinamização diurna através do incremento comercial e da circulação de pessoas numa área dominada por edifícios com reduzido aproveitamento e em mau estado de conservação, como sucede junto às Tercenas do Marquês.
A construção de acessos subterrâneos às estações de comboio em Santos e no Cais do Sodré permitiriam ainda eliminar o atravessamento de peões à superfície e aumentar consideravelmente a fluidez do trânsito sem riscos de segurança para os transeuntes.
Lisboa só teria a ganhar com uma obra que iria produzir efeitos práticos na vida dos seus habitantes.”

ng1793205

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS ORGANIZA PEREGRINAÇÃO NACIONAL A FÁTIMA

17308945_1221807434535544_3947734536834721669_n.jpg

A Federação do Folclore Português e a Associação Folclórica da Região de Leiria - Alta Estremadura estão a organizar a XV Peregrinação Nacional a Fátima.

Do programa consta:

08:30 horas - Parque nº 8 - Concentração dos Grupos participantes;

- Organização dos Grupos por Regiões;

09:00 horas - Saudação de Boas Vindas;

09:15 horas - Cortejo dos Estandartes e dos Grupos, até ao Santuário, para participação nas Cerimónias Religiosas;

10:00 horas - Terço - Procissão;

11:00 horas - Missa Solene;

12:45 horas - Procissão do Adeus.

Este evento destina-se aos Grupos Associados da Federação do Folclore Português.

Pedimos a todos os elementos, que solicitem o regulamento enviado pela FFP aos seus diretores.

A Direção

 

BRAGA TEM PARQUE CANINO NO MONTE PICOTO

Monte Picoto passa a dispor de Parque Canino. Equipamento inaugurado hoje no âmbito do ‘Oxigenar Braga’

O Monte Picoto tem a partir de hoje uma nova atracção. O Parque Canino é mais um equipamento que o Município de Braga coloca à disposição da população Bracarense, assumindo-se como mais uma forma dinamizar aquele ‘pulmão verde’ da Cidade.

montepicoto (1).jpg

O parque canino é composto por vários equipamentos que permitem aos animais fazerem exercícios em salto, rampa, paliçada ou túnel. Esta é uma aposta que pretende tornar o Monte Picoto num espaço mais familiar e de convívio, de valorização do espaço que dispõe de uma vista privilegiada sobre a Cidade.

“Com a criação desta nova valência, queremos trazer uma ocupação contínua e permanente deste espaço, trazendo mais pessoas ao Picoto”, referiu Altino Bessa, vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Braga.

A inauguração do Parque Canino realizou-se no âmbito do ‘Oxigenar Braga’, uma iniciativa que se estende até 22 de Março e que pretende assinalar o Dia Mundial da Floresta e o Dia Mundial da Água, assim como a chegada da Primavera. “Estamos a desenvolver a maior acção ambiental do País. Ao longo de seis dias o ‘Oxigenar Braga’ envolve diversas instituições em vários pontos do Concelho que, em colaboração com o Município, vão plantar mais de mil árvores”, explicou Altino Bessa.

Realizada em parceria com a Quinta Pedagógica, com as Eco-Escolas do Concelho de Braga e com a ASPEA - Associação Portuguesa de Educação Ambiental, esta é uma iniciativa de sensibilização ambiental dirigida a toda a população Bracarense, em especial às crianças e jovens com maior aptidão para a mudança de comportamentos.

Das diversas actividades previstas destaque para a realização, Amanhã, dia 19 de Março, de mais uma edição das ‘Aventuras pelo Ambiente’ com a caminhada pela ‘Via Romana XVIII – entre a Geira e as Sete Fontes’.

montepicoto (2).jpg

montepicoto (3).jpg

montepicoto (4).jpg

montepicoto (5).jpg

MAIS DE 400 CRIANÇAS JÁ ADERIRAM AO PROJETO-PILOTO DO MUNICÍPIO DE CAMINHA E APRENDEM A NADAR GRATUITAMENTE

Projeto-piloto arrancou a 1 de fevereiro e está a ser um sucesso 

Mais de quatro centenas de crianças do concelho estão a participar no projeto-piloto lançado pelo Município, “Caminha sabe Nadar” e estão a aprender a nadar, gratuitamente, nas piscinas municipais de Vila Praia de Âncora. A iniciativa, dirigida a crianças até aos oito anos, faz parte de um conjunto de políticas no âmbito do desporto, de aposta em atividades ligadas ao mar e ao rio e está a ser um sucesso, ultrapassando mesmo as expectativas iniciais.

Caminha sabe nadar (1).jpg

O projeto-piloto “Caminha Sabe Nadar” arrancou a 1 de fevereiro último, com o objetivo de incentivar o desporto no concelho. O executivo pretendia, com este projeto, proporcionar a todas as crianças do concelho de Caminha, com idade menor ou igual a oito anos, aulas de adaptação ao meio aquático e natação para que fiquem dotadas de mecanismos de defesa em meio aquático, para que possam desfrutar de qualquer desporto náutico em segurança.

Face aos resultados, passado pouco mais de um mês e meio, “o que se pode dizer é que a estratégia delineada, de aposta em todas as atividades que têm a ver com a náutica, está a resultar. É importante num concelho, vocacionado para atividades de mar e rio, que todos saibam nadar, e em especial as crianças. Iniciámos um projeto-piloto, nas piscinas municipais, que proporciona às crianças até aos oito anos a possibilidade de, gratuitamente, aprenderem a nadar e a adesão é excelente”, considera o vereador do Desporto, Rui Teixeira.

“Em menos de dois meses inscreveram-se mais de 400 crianças, o que demonstra que o projeto está a ser um sucesso”, conclui ainda o vereador.

Recorde-se que, para fazer parte deste projeto-piloto é necessário reunir os seguintes requisitos: idade menor ou igual a oito anos e residência no Concelho de Caminha.

CAminha sabe nadar1.jpg

ENTIDADES BRACARENSES APRESENTAM NA BTL NOVO PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE BRAGA

Novo Parque de Exposições de Braga apresentado na maior feira de turismo nacional. Maior e melhor espaço de congressos, exposições e eventos apresentado em Lisboa

A Câmara Municipal de Braga e a InvestBraga fizeram uma apresentação do novo Parque de Exposições de Braga (PEB) na Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior feira nacional de turismo. Tratou-se de uma oportunidade para, junto de um conjunto de possíveis clientes, utilizadores e divulgadores, colocar na agenda este que será um espaço de referência no noroeste peninsular.

peb2.jpg

"A importância de divulgar este espaço, que será o maior a Norte do Douro, a operadores, agências de eventos, responsáveis de diversos organismos públicos e privados, bem como a jornalistas e bloggers, é um desiderato que tem vindo a ser cumprido para incrementar a futura actividade deste empreendimento que será único no contexto ibérico e decisivamente alavancará e consolidará Braga como local para a realização dos mais diversos eventos e iniciativas. O novo PEB será a verdadeira âncora que nos permitirá reforçar a actividade turística, nomeadamente no turismo de negócios, congressos e eventos" afirmou António Barroso do Gabinete de Apoio à Presidência da CMB.

José Coutinho, da InvestBraga, apresentou a panóplia de espaços e a modularidade da utilização deste espaço distinto e singular. "A InvestBraga está muito empenhada em oferecer uma dinâmica ao PEB como ele nunca teve. Vamos continuar com estas acções de divulgação a nível nacional e internacional, pois é importante captar novos eventos para que o PEB seja mais um elemento da afirmação internacional de Braga".

Já Melchior Moreira, Presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, referiu que Braga tem feito um ´excelente trabalho de dinamização e promoção turística´. “Neste caso particular, o investimento no novo PEB vem oferecer um espaço único para reforçar a atractividade da região e será sem dúvida um instrumento fundamental de combate à sazonalidade e incremento da estadia média", afirmou.

PEB com novas valências

O PEB terá três áreas distintas e polivalentes: grande nave; centro de congressos; espaços exteriores. Nos espaços exteriores está incluída a criação de uma nova praça, o arranjo de todo o espaço expositivo exterior, com a criação de uma nova portaria, a criação de novas áreas verdes e de lazer e com uma eficaz integração urbana.

O Centro de Congressos terá um conjunto de novas valências, novas acessibilidades, um novo auditório, uma nova sala de congressos modular, sala de exposições polivalente, salas de reuniões, novos bares e zonas de acolhimento e auditório principal renovado. Polivalência e modularidade vão marcar este novo centro de congressos que irá ganhar também todas as condições necessárias em termos de climatização e acústica.

Para a Grande Nave, o projecto prevê a criação de uma galeria, deambulatório superior, aumento da área de exposição, novas áreas de bar e instalações sanitárias, novas áreas de camarins para artistas, novas salas de reuniões para clientes e uma nova teia para suspensão de equipamentos. Além da climatização, tratamento luminotécnico e acústico, a Grande Nave será polivalente e modular, permitindo a utilização parcial do espaço.

O projecto de requalificação inclui, igualmente, espaços complementares como um restaurante/self-service, que passará a estar integrado no corpo do edifício, uma cafetaria, bares e espaços para aluguer.

peb1.jpg

PONTE DE LIMA: ESCOLAS DO FREIXO RECONHECIDAS COMO CHANGEMAKER

Ponte de Lima - Agrupamento de Escolas de Freixo Distinguido pela Ashoka como Escola Changemaker

O Município de Ponte de Lima congratula-se com mais um prémio arrecadado pelo Agrupamento de Escolas de Freixo, distinguido como Escola Changemaker pela Ashoca - ONG (Organização não Governamental, sem fins lucrativos).

Agrupamento_ freixo (Small).JPG

O Agrupamento de Escolas de Freixo integra, desde o passado dia 14 de março o primeiro grupo de escolas portuguesas selecionadas para o Programa Escolas Changemakers da Ashoca. Após um processo de avaliação iniciado em setembro de 2016, das 100 inicialmente identificadas, foram destacadas cinco que incutem nos seus alunos a empatia, o trabalho em equipa, a liderança, a resolução de problemas e o desenvolvimento de mudanças para promover a transformação na educação.

Para além do Agrupamento de Escolas de Freixo, do concelho de Ponte de Lima, integra esta rede o Colégio de São José, em Coimbra, a Escola Básica Integrada de Rabo de Peixe, nos Açores, a Escola Profissional Magestil, em Lisboa, e a Park International School, em Lisboa.

Segundo a Ashoca, estas são escolas que pretendem dotar os seus alunos de capacidades de gerar ideias e de resolução de problemas de forma eficaz e, assim, promoverem uma mudança positiva na sociedade em que se inserem.

A cerimónia pública de reconhecimento decorreu na Fundação Calouste Gulbenkien, em Lisboa, com a presença do Secretário de Estado da Educação, Dr. João Costa, e de muitos outros parceiros do programa.

Considerada como a maior rede mundial de Empreendedores Sociais (mais de 3.500 espalhados por 84 países) a Ashoca é a 6.ª maior ONG do mundo, investindo em pessoas e ideias inovadoras com potencial de realizar mudanças positivas na sociedade, de forma sustentável e duradoura e na criação de uma sociedade de changemakers.

Em Portugal, a Ashoca surge estrategicamente focada na Educação, assumindo como prioridade o Programa Escolas Changemakers. Desta forma, Portugal inicia, em 2017, um processo de 3 anos de identificação de projetos educativos que, em todo país, e independentemente da sua tipologia, alinhem com esta visão EACH (Everyone a Changemaker) e estejam motivados e com capacidade para disseminar esta atitude e esta mudança de paradigma, para além da mobilização e agregação de valor de muitos líderes da mudança no setor em território nacional.

RUI MOREIRA ASSOCIA-SE À CRIAÇÃO DE UMA ROTA CAMILIANA

Famalicão liga-se ao Porto para projetar Camilo Castelo Branco além-fronteiras

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, associou-se esta quinta-feira, ao presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha e a um conjunto de parceiros culturais para a criação de um projeto de valorização do património do escritor Camilo Castelo Branco enquanto produto de interesse turístico-cultural sem fronteiras.

AFS_5229.jpg

O encontro que decorreu no Porto, no dia em que se assinalava o 192.º aniversário do nascimento do escritor iniciou com uma deposição de coroa de flores no túmulo de Camilo Castelo Branco, no cemitério da Irmandade da Lapa.

Tendo como principal objetivo tirar partido da cidade do Porto, enquanto porta de entrada de milhares de turistas, para dar a conhecer Camilo Castelo Branco, a autarquia famalicense pretende criar uma Rota Camiliana, envolvendo um conjunto de instituições. Para além das autarquias de Famalicão e do Porto e da Direção Regional de Cultura do Norte, fazem parte do projeto a Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Lapa (onde para além do corpo de Camilo estão guardados inúmeros objetos, manuscritos e correspondência do escritor), o Centro Português de Fotografia (antiga Cadeia da Relação onde Camilo este preso por duas vezes) e a Livraria Lello (Camilo foi o autor que mais obras forneceu para o prelos da Lello & Irmão).

Esta quinta-feira, as várias instituições encontraram-se no Porto para uma jornada cultural por alguns locais da cidade e para uma reunião de trabalho para a criação da Rota Camiliana.

Ainda antes da reunião, Rui Moreira saudava a iniciativa da autarquia famalicense e salientava a ligação incontornável entre Camilo Castelo Branco e a cidade do Porto.

Para Paulo Cunha “Camilo é um escritor que ultrapassa as fronteiras de Famalicão e com um potencial enorme em termos de promoção turística”, adiantando que “não se trata da promoção de um território, de um concelho, mas antes da promoção de um património e de uma época”.

“A quantidade e a qualidade de obras literárias que nos legou é uma verdadeira herança que nos compete promover”, salientou.

Paulo Cunha mostrou-se muito satisfeito com a entusiástica adesão de todos os parceiros culturais a este projeto “apadrinhado pela Direção Regional do Norte”.

Por sua vez, o diretor regional de Cultura do Norte, António Ponte, elogiou o projeto, salientando que “com esta rota estamos a criar um conjunto de entradas para uma única porta que no final nos leva até Camilo Castelo Branco”.

De resto, o responsável desafiou todos parceiros a empenharem-se neste projeto, “num espirito de confiança e compromisso”.

AFS_5748.jpg

PONTE DE LIMA CELEBRA POESIA

Sessão inaugural de “Poesia à sexta” anuncia vencedores de concurso literário

A primeira edição de 2017 de “Poesia à sexta”, agendada para o próximo dia 24 de março, pelas 21h00, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, abre com o anúncio dos vencedores do Concurso de Poesia – competição destinada a premiar trabalhos inéditos e não publicados e a valorizar um dos géneros mais nobres da literatura local.

caminhos_da_poesia_cartaz (Small).png

À sessão de entrega de certificados de participação e de galardões aos vencedores do concurso, que contou com o envolvimento de 30 candidatos, segue-se a iniciativa Caminhos da poesia – momento moderado por Laura Correia, que apresentará textos de Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro e Sophia de Mello Breyner Andresen, entre outros nomes cimeiros da literatura poética em Portugal. Um momento de declamação que revisita alguns dos autores que marcaram o seu crescimento, intelectual e emotivo, e que será musicalmente acompanhado por Paula Lima (voz) e por João Jardel (piano).

Celebre a poesia em língua portuguesa, conheça novos talentos locais e compareça na edição de estreia de 2017 de “Poesia à sexta”.

CABECEIRAS DE BASTO QUER INTRODUZIR TEMÁTICA DA SEGURANÇA, DEFESA E PAZ NAS ESCOLAS DO CONCELHO

Câmara Municipal aprova protocolo para a implementação do ‘Referencial de Educação para a Segurança, Defesa e Paz’

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou, por unanimidade, na sua última reunião do dia 10 de março, o protocolo a celebrar entre os Ministérios da Defesa Nacional, o Ministro Adjunto, o Ministério da Educação e esta Câmara Municipal, tendo em vista a implementação do ‘Referencial de Educação para a Segurança, Defesa e Paz’ nas escolas do concelho com o objetivo de contribuir para a integração das temáticas da segurança, defesa e paz nos planos curriculares já no próximo ano letivo de 2017/2018.

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (1).JPG

Esta iniciativa conjunta procura contribuir para o envolvimento da sociedade civil no debate sobre as questões da Defesa Nacional e aproximar os cidadãos das Forças Armadas, envolvendo autarquias e escolas, conforme se encontra previsto no Programa do XXI Governo Constitucional.

O Ministério da Defesa Nacional, através do Instituto de Defesa Nacional, assume nestes protocolos a responsabilidade de elaborar, em colaboração com os Municípios e os agrupamentos de escolas dos respetivos concelhos, um plano de implementação do referencial.

O desenvolvimento e a implementação deste plano conta ainda com o apoio do Ministério da Educação, enquanto responsável pela concretização de políticas educativas para o desenvolvimento das crianças e jovens para uma cidadania ativa, e a intervenção do Ministro Adjunto, enquanto entidade responsável pelo acompanhamento das medidas de caráter interministerial de execução do Programa do Governo.

Na sequência da aprovação deste referencial e que será assinado em data oportuna, o Município desenvolverá os contactos necessários com a direção do Agrupamento de Escolas, tendo em vista a sua implementação.

Os diretores dos Agrupamentos de Escolas constituem-se, assim, como atores privilegiados na criação de condições para que, no âmbito do projeto educativo de cada Agrupamento de Escolas, os professores possam planear e realizar atividades formativas associadas à implementação do referencial, constituindo-se como verdadeiros embaixadores de uma cultura de segurança, defesa e paz junto das gerações mais jovens.

De salientar que o ‘Referencial de Educação para a Segurança, Defesa e Paz’ foi desenvolvido por uma equipa conjunta do Instituto da Defesa Nacional e da Direção-Geral da Educação com vista a formar e sensibilizar os alunos no âmbito curricular da Educação para Cidadania no Pré-Escolar e nos Ensinos Básico e Secundário.

ESCOLA D. SANCHO I FAZ CRESCER FAMALICÃO HÁ 60 ANOS

Paulo Cunha participou na passada quinta-feira nas comemorações do aniversário da escola famalicense

Falar da Escola Secundária D. Sancho I é falar de uma instituição umbilicalmente ligada à história e ao sucesso do município de Vila Nova de Famalicão. Esta foi a principal ideia evocada esta quinta-feira, 16 de março, na sessão solene comemorativa dos 60 anos da antiga Escola Industrial e Comercial do concelho.

image51704.jpeg

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e o vereador da Educação, Leonel Rocha, associaram-se ontem às comemorações, que contou ainda com as presenças do Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, do Delegado Regional da DGEST, José Mesquita, para além de vários dirigentes concelhios, empresários, atuais e antigos alunos, professores e funcionários da escola.

Para o edil famalicense não restam dúvidas: “o sucesso da nossa história tem sempre as suas causas e esta escola tem uma relação muito forte com o sucesso dos últimos 60 anos de Vila Nova de Famalicão”.

Paulo Cunha lembrou o papel relevante que a então Escola Industrial e Comercial do concelho teve no fortalecimento económico do concelho e elogiou o trabalho desenvolvido por todos quantos passaram pela instituição.

“É uma escola que tem consciência do território em que está inserida, da área em que está localizada, da população que deve servir e, por isso, é uma escola que se distingue pela sua sensibilidade para o bom relacionamento com o meio em que se insere e para o cumprimento do seu projeto educativo”, acrescentou.

A ligação à comunidade e ao mundo do trabalho foi também um dos aspetos evocados pelo diretor do Agrupamento de Escolas D. Sancho I, António Pinto.

O responsável falou de uma escola “de referência, com um serviço educativo de qualidade”, deixando ainda claro que a instituição que dirige vai continuar a respeitar o passado, “procurando no presente responder eficazmente aos anseios dos alunos e aos interesses e necessidades da comunidade”.

E acrescentou: “se a escola quer preparar alunos para a vida e cidadãos de sucesso tem que se repensar continuamente não podendo parar no tempo. Por isso, os nossos 60 anos são a força da nossa juventude”.

Refira-se que quando surgiu, muito perto da década de 60, a então Escola Industrial e Comercial de Vila Nova de Famalicão, foi considerada, pela imprensa da época como “a maior obra de todos os tempos que o Estado fez erguer em terras de Vila Nova de Famalicão”. O edifício que teve um custo total de 12.500 contos – um elevado investimento naquela altura – representava uma escola ampla e visionária que contribuía para o crescimento e progresso da cidade.

BARCELOS PROMOVE DESPORTO ESCOLAR

Apresentação da 3ª Prova do Circuito Regional de BTT Desporto Escolar

Cerca de 350 alunos-atletas, em representação de 28 grupos-equipa de 23 escolas, participam nesta prova

No dia 22 de março, às 11h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, será apresentada a 3ª Prova do Circuito Regional de BTT - Desporto Escolar, uma sessão que contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, da Vice-Presidente, Armandina Saleiro, do Diretor da Escola Secundária de Barcelinhos, António Carvalho, do Professor Liberto Reis e, claro, com a presença de duas dezenas de atletas.

 Esta apresentação pública tem como objetivo principal dar a conhecer, para além da vertente competitiva, todo o conjunto de dinâmicas complementares que envolvem esta prova, que se realizará no dia 25 de março, junto ao Estádio Cidade de Barcelos, e que tanto privilegia o concelho.

CERVEIRA: COVAS RECEBE DESPORTO RADICAL

VIII Taça Ibérica de Slalom sugere dois dias radicais

Restabelecido o caudal do rio Coura, o desporto radical está de regresso à freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova de Cerveira. Este fim-de-semana, 150 atletas de clubes portugueses e espanhóis vão disputar a VIII Taça Ibérica de Slalom, desfrutando das belas paisagens envolventes.

20160123_154629.jpg

As águas bravas do rio Coura voltam a ser desafiadas ao longo de aproximadamente 300m. Os atletas participantes procuram obter a melhor classificação na prática da modalidade numa prova de prestígio internacional. As caraterísticas especificas do terreno e o facto de a zona estar protegida dos ventos dominantes torna a localidade de Covas num ponto de referência do slalom.

Com organização pelo Clube Desportivo Minho – Teixugos, pela Associação Kaiak Darque Clube e apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, do Concello de Tomiño e da Junta de Freguesia de Covas, a VIII Taça Ibérica de Slalom decorre no fim-de-semana.

O desporto, indoor/outdoor, tem vindo a adquirir uma enorme importância no concelho cerveirense. Pelas montanhas de Cerveira pratica-se Trail e BTT. Pelos rios, o slalom, remo e passeios turísticos. Harmonizado com estas duas últimas vertentes, surge o triatlo. Mas há ainda o futebol, futsal e atletismo, entre outros desportos não federados.

A atratividade desportiva de Vila Nova de Cerveira tem sido corroborada pelo número crescente de eventos, com destaque para aqueles que suscitam a paixão pelo desporto de aventura e radical, rio e montanha. Desta forma, o turismo de natureza na ‘Vila das Artes’ está em afirmação.

ESPOSENDE ACOLHE CONFERÊNCIA IBÉRICA DE EMPREENDEDORISMO

O Município de Esposende assinou um protocolo de colaboração com a Associação Portuguesa para o Empreendedorismo (Empreend) e o Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP), para organizar, nos dias 8 e 9 de junho, a 7.ª Conferência Ibérica de Empreendedorismo (CIEM). Depois de aprovado pelo Executivo Municipal, o protocolo foi assinado hoje, no salão nobre da Câmara Municipal de Esposende, pelo seu presidente, Benjamim Pereira, pela presidente da Empreend, Maria do Rosário Almeida, pelo presidente do ISCAP, Olímpio Castilho.

empreende.jpg

Esta conferência visa disseminar o empreendedorismo como vetor de crescimento económico, impulsionar o empreendedorismo transfronteiriço, promovendo a cooperação e proximidade entre os pares no espaço ibérico, constituir uma referência no contexto do Empreendedorismo a nível ibérico, fazendo a ponte entre os dois países nos domínios académico e empresarial e aproximar e criar alianças estratégicas entre a academia e o tecido empresarial ibérico.

“A realização, em Esposende, desta conferência internacional é da maior atualidade, pois proporcionará o contacto com empreendedores portugueses e espanhóis, o que constitui, em larga medida, vantagem para um Município que está a ultimar a criação de um centro de negócios que vai proporcionar condições para os nossos jovens iniciarem a sua vida profissional”, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.

Estas conferências iniciaram-se em 2011, em Cascais, tendo já decorrido na Universidade Autónoma de Madrid (2012), em Lisboa (2013), em Pontevedra (2014), em Oeiras (2015) e na Corunha, no ano passado.

Um dos pilares em que se sustenta a atividade da Associação Portuguesa para o Empreendedorismo tem como missão estabelecer alianças estratégicas entre os universos científico e empresarial com o desígnio de partilhar conhecimento, capacidade e experiências contribuindo para o crescimento da economia. Ora, Esposende encontra-se numa fase decisiva de aposta na fixação de investidores (plano de dinamização económica), assim como de abertura para novas áreas do ensino e investigação (criação de um centro empresarial e instalação de novas propostas de ensino), razão que faz com que a realização desta conferência adquira maior relevância.

Com esta iniciativa pretende-se estimular, em Esposende, o empreendedorismo empresarial e social e contribuir para a criação e consolidação de micro e pequenas e médias empresas. Também se pretende participar na criação e sustentabilidade de postos de trabalho qualificados através da oferta de formação de competências e capacidades particularmente no âmbito da gestão de empresas, das novas tecnologias de informação e comunicação (TIC), do ecoturismo e da gestão do terceiro setor. São ainda objetivos dos promotores a atração de investimentos empresariais e a constituição de comunidades de empresas em rede com vista à partilha de negócios, ao benchmarking, à complementaridade, à inovação e à otimização dos recursos.

BARCELOS: BALUGÃES HOMENAGEIA AVELINO MESQUITA

A aldeia de Balugães vai homenagear o escritor baluganense Avelino Mesquita no dia 18 de março, pelas 14h30, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Balugães.

bALUGA1.PNG

A organização do evento está a cargo das várias associações da freguesia de Balugães, bem como da Junta de Freguesia: ABCD - Associação Baluganense de Cultura e Desporto, Agrupamento de Escuteiros n.º 86 – Balugães, 1.ª Companhia de Guias de Balugães, Fraternidade de Nuno Álvares (FNA) Núcleo de Balugães, Grupo de Jovens de Balugães, Grupo Vozes Outonais, Ronda da Ponte das Tábuas, Teatro de Balugas.

Avelino da Cunha Vilas Boas Mesquita nasceu em Balugães, no dia 18 de março de 1926. Estudou em Balugães, Braga e Coimbra, onde desenvolveu o gosto pelas letras e, sob os pseudónimos Avibomes e Abel Lino, assinou os primeiros textos. 

Trabalhou em Vila Real, no Porto e em Balugães, emigrando em 1952 para a Venezuela, onde permaneceu nove anos. Regressou, então, a Portugal e radicou-se em Lisboa, voltando definitivamente à sua terra natal em 1994. A sua presença foi assídua na imprensa de âmbito regional e nacional.

Ainda com muita obra inédita, com destaque para a poesia e para o teatro, o autor publicou os seguintes livros: O Dente de Ouro (Edição de autor, Balugães, 2007), Aquém do Neiva (Edição da Junta de Freguesia de Balugães, Balugães, 2004), e, em co-autoria, Balugães, a sua história, as suas gentes (Editorial Franciscana, Braga, 1997).

bALUGA2.PNG

BRAGA COMEMORA DIA MUNDIAL DA FLORESTA E DIA MUNDIAL DA ÁGUA

‘Oxigenar Braga’ dá as boas-vindas à Primavera. Iniciativa decorre até dia 22 de Março

O Município de Braga realiza até 22 de Março a terceira edição do ‘Oxigenar Braga’, uma iniciativa que pretende assinalar o Dia Mundial da Floresta e o Dia Mundial da Água, assim como a chegada da Primavera.

CMB17032017SERGIOFREITAS0000005801.jpg

Realizado em parceria com a Quinta Pedagógica, com as Eco-Escolas do Concelho de Braga e com a ASPEA - Associação Portuguesa de Educação Ambiental, esta é uma iniciativa de sensibilização ambiental dirigida a toda a população Bracarense, em especial às crianças e jovens com maior aptidão para a mudança de comportamentos.

O programa de actividades arrancou hoje, 17 de Março, com a realização de um ‘peddy paper’ no Monte Picoto, que contou com a participação de uma centena de alunos das EB 2, 3 de Gualtar e Frei Caetano Brandão e, ainda, do Externato Infante D. Henrique.

Para este Sábado, 18 de Março, às 11h00, está agendada a realização de uma ‘Cãominhada’ e a inauguração do Parque Canino. À tarde, pelas 14h30, no Mosteiro de S. Martinho de Tibães decorre a palestra ‘O Homem e as Abelhas’. A iniciativa repete-se no dia 21, sendo dirigida a alunos do 2.º ciclo do ensino básico (5º e 6º anos).

No domingo, 19 de Março, destaque para a realização de mais uma edição das ‘Aventuras pelo Ambiente’ com a caminhada pela ‘Via Romana XVIII – entre a Geira e as Sete Fontes’.

O ponto alto do ‘Oxigenar Braga’ acontece no dia 21 de Março com a oferta de plantas na Biblioteca de Jardim da Avenida Central, com a visita ao horto de Frossos e com a plantação de árvores em IPSS, escolas e juntas de freguesia. Para este dia está ainda prevista a palestra ‘O Homem e as Abelhas’, no Mosteiro de Tibães, e a realização de sementeiras e outras plantações nas hortas inclusivas da Quinta Pedagógica.

CMB17032017SERGIOFREITAS0000005804.jpg

GUIMARÃES PARTICIPA NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

Guimarães promove-se até domingo na maior feira dedicada ao lazer e viagens de Portugal

Depois dos primeiros dias destinados aos profissionais ligados ao setor do turismo, o evento é aberto ao público em geral a partir desta sexta-feira e até domingo, 19 de março. Montra da oferta turística destaca a cultura e o património de Guimarães.

BTL_Municipio_Guimaraes.jpg

Dar a conhecer as potencialidades do concelho enquanto destino turístico de referência na região norte e a nível nacional e internacional é o grande objetivo da participação de Guimarães na 29ª edição da BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, a maior feira dedicada ao setor de lazer e viagens de Portugal, que decorre até domingo, 19 de março, na FIL, no Parque das Nações, em Lisboa.

A forte ligação à origem da identidade e da nacionalidade portuguesa, associada ao Centro Histórico Património Mundial, estão no centro da estratégia de comunicação desenhada para o evento. A promoção do destino vimaranense inclui os principais equipamentos culturais e museológicos, assim como é igualmente visível através das empresas locais, mais precisamente de empreendimentos de hotelaria e restauração.

O stand do Município de Guimarães encontra-se inserido na Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal. Para os profissionais ligados ao setor do turismo é uma oportunidade para analisar a tendência dos mercados e posicionar a sua oferta de uma forma inovadora e competitiva. Para o público, constitui a oportunidade de conhecer novos destinos e soluções de viagens, comparar propostas e fazer aquisições a preços altamente competitivos, juntando num só espaço vários operadores.

Na edição deste ano da BTL – Feira Internacional de Turismo, participam todas as entidades regionais de turismo nacional e ainda 30 municípios portugueses. A feira conta também com a presença de 42 destinos internacionais, dos quais sete são novidade no certame: Argentina, Zimbabwe, Colômbia, África do Sul, Peru, Pontevedra e Taipé. Esperam-se 75 mil visitantes numa área de exposição de 37.500 metros quadrados, onde estão mais de 1.200 entidades e empresas.