Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIZELA MUDA ESPAÇO INTERNET DE LOCAL

Espaço Internet muda para as instalações da Biblioteca Municipal

O Espaço Internet, situado na Rua da Portela, no complexo do Mercado Municipal, irá mudar de instalações para a Biblioteca Municipal.

CMCJA

Neste seguimento, o Espaço Internet vai encerrar para mudança de instalações nos próximos dias 22 e 23 de janeiro.

O Espaço Internet irá abrir na nova localização no dia 24 de janeiro, com o seguinte horário:

- de segunda a sexta-feira: das 09.00h às 12.30h e das 14.00h às 17.30h;

GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DOS TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO INAUGURAM EXPOSIÇÃO SOBRE “O MAR E A CONSTRUÇÃO NAVAL"

Exposição “O mar e a Construção Naval”: Um público generoso marcou presença para ver artes conjugadas

A arte da Paula Pereira já não constitui surpresa, já que o seu talento é suficientemente conhecido e está abundantemente testado. Já se contava por isso com uma exposição que a todos tocaria. Surpresa foi a pequena artista, que poderá certamente ser grande, a Raquel Viana, que a Paula fez questão de apresentar para interpretar três belas canções, entre elas a melodiosa e tocante “Canção do Mar” de Dulce Pontes, bem enquadrada no evento que se inaugurava.

Imagem_2

Foi na passada sexta-feira, dia 12, na Galeria da Santa Casa da Misericórdia de Viana, pelas 21,30 horas. O público foi abundante e o espaço insuficiente para proporcionar um acolhimento condigno a todos. Tratava-se de mais um evento integrado nas comemorações do cinquentenário do Grupo Desportivo e Cultural dos Trabalhadores dos ENVC, mas, acima de tudo, de um trabalho que se previa especial desta artista que não cessa de arrecadar prémios, extrafronteiras.

E ninguém se considerou defraudado. O mar e a construção naval vianenses ali estão, de forma tocante, artisticamente alegorizados. Com o espaço dividido em salas com e sem luz, é possível ver e sentir, nas mais diversas artes (escultura, pintura, e sonoridade), a força do trabalho e o resultado deste. O movimento e a segurança, a destreza e a orientação precisa, a determinação e a persistência de quem constrói navios ali se representam, especialmente em pincelada segura, com pouca cor, a explorar bem espaços brancos e a emparceirar com a geometria naval, tendo sempre presente a figura humana, que tudo determina e que tudo constrói. Na sala escura não faltam os sons do mar que ora se afasta ora nos toca, da saída e entrada de navios, das gaivotas que esvoaçam animando fainas, etc, com complemento das imagens que se reflectem, evidenciadas pela força da luz, do trabalho activo, dos navios e apetrechos, das docas e das gentes.

Não podia a vida marítima, a que historicamente nos ligamos, ter tão sublime representação, como muito bem salientaram, quer os responsáveis do GDCTENVC, quer a Provedora da Misericórdia, em breves e concisas palavras. Até ao dia 2 de Fevereiro, têm os vianenses a oportunidade de observar uma exposição diferente, que representa uma vida de mar de que a cidade nunca abdicou nem jamais abdicará.

Texto e fotos: Gonçalo Fagundes Meira

Imagem_3

Imagem_4

Imagem_5

Imagem_6

CONFRARIA DO ARINTO DE BUCELAS PARTICIPA EM LOURES NO ALMOÇO DO SARRABULHO À MODA DE PONTE DE LIMA

Almoço do Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima vai ser uma grande jornada gastronómica em Loures

A Confraria do Arinto de Bucelas vai marcar presença no Almoço do Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima e da Alheira de Galo, iniciativa que vai ter lugar no próximo dia 4 de Fevereiro, no refeitório da Câmara Municipal de Loures. Trata-se de uma jornada gastronómica levada a cabo pelo Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os Restaurantes de Sarrabulho em Ponte de Lima e que conta com o apoio da Confraria do Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima e da Câmara Municipal de Loures.

18882192_1693910960626617_6370728384252745935_n

Os Confrades que representarão a Confraria do Arinto de Bucelas vão apresentar-se nesta grandiosa jornada gastronómica envergando capa, chapéu e tambuladeira. A título de curiosidade, lembramos que também Teotónio Gonçalves, responsável pelo Grupo Folclórico Verde Minho que animará o evento, é de igual modo Confrade do Arinto de Bucelas.

A adesão a este evento está a registar uma surpreendente adesão pelo que se aconselha vivamente os interessados a fazerem a sua inscrição o mais brevemente possível uma vez que as mesmas são limitadas ao espaço disponível.

O arroz de sarrabulho é uma das mais ricas especialidades da cozinha portuguesa em geral e minhota em particular. Um autêntico manjar próprio dos deuses!

SarrabulhoLoures

Ao invés das papas de sarrabulho que são feitas à base de farinha de milho, aqui impera o arroz como a própria designação indica.

Desde a perna do porco às belouras, do chouriço verde às farinhotas e outros aromas e delícias de fazer crescer àgua na boca, o porco compromete-se na elaboração deste magnífico prato. As carnes são temperadas com louro, cravinho e noz-moscada, sal e pimenta e, no final, com os cominhos que lhe conferem um paladar muito peculiar e único. As carnes, depois de cozinhadas e desfiadas, juntam-se ao arroz e vão de imediato à mesa.

Por sua vez, a alheira de galo, especialidade produzida pela Minho Fumeiro, situada na Correlhã, no concelho de Ponte de Lima, e já galardoada com a medalha de ouro no concurso da Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, é justamente considerada a “melhor das melhores” alheiras do país.

Com baixo teor de sal e calorias, contendo apenas 13 gramas de gordura e 14 gramas de proteína, a sua confecção possui alguns segredos que vão do pão amolecido no caldo da cozedura das carnes de galo até aos temperos.

E porque onde há Minho há alegria e tradição, lá estará o Grupo Folclórico Verde Minho para animar o evento com as mais alegres rapsódias do folclore do Alto Minho.

Por sua vez, entendendo que o folclore ou seja, a sabedoria popular não se restringe ao canto e à dança mas abrange todos os aspectos da vida social, incluindo nela a própria gastronomia, o Grupo Folclórico Verde Minho juntou esforços com os restaurantes do Sarrabulho de Ponte de Lima para em Loures – às portas da capital do país! – dar a conhecer a Alheira de Galo e o Arroz de Sarrabulho à Moda de Ponte de Lima.

- Venham, pois, provar o nosso património!

AlheiraLoures

VIZELENSES APRENDEM INGLÊS

Oficinas ‘Inglês Divertido’ e ‘Eu espero’ na Casa Municipal de Cultura Jorge Antunes

No próximo sábado, dia 20, pelas 15h00, a Câmara Municipal de Vizela, através da Casa Municipal de Cultura Jorge Antunes abre a porta a duas atividades em simultâneo.

Ingles divertido

Para crianças, e em parceria com o Lancaster King's School, terá lugar a oficina ‘Inglês Divertido’ e para jovens e adultos que gostem de escrever acontece a oficina de escrita criativa ‘Eu espero’.

As atividades são gratuitas mas implicam inscrição, até sexta-feira pelo telefone 253 585 812, email bmvizela@cm-vizela.pt ou mensagem no facebookhttps://www.facebook.com/casamunicipalculturajorgeantunes/.

escrita criativa

JOVENS EMIGRANTES QUEREM REGRESSAR A PORTUGAL

Jovens emigrantes querem regressar ou reforçar laços com Portugal e Famalicão pisca o olho. Município de Vila Nova de Famalicão posiciona-se para receber projetos empreendedores de jovens na diáspora

Dois terços dos jovens emigrantes portugueses, das dezenas de milhares que emigraram nos últimos anos, estão motivados e empenhados em regressar a Portugal e um terço dos que diz não querer regressar quer trabalhar em rede com Portugal. A conclusão é o resultado de um inquérito desenvolvido pela Associação Empresarial de Portugal (AEP) junto dos jovens que estão na diáspora e foram dados a conhecer ontem, em Vila Nova de Famalicão, pelo Presidente  da AEP, Paulo Nunes de Almeida, no decurso de um debate público sobre a internacionalização e a diáspora, que decorreu na Casa do Território e que culminou com a assinatura do protocolo “Empreender 2020 – Regresso de uma Geração Preparada”, estabelecido entre esta entidade e o município famalicense no âmbito do projeto Famalicão Made IN.

Famalicão quer atrair jovens empreendedores ao seu território

Paulo Nunes de Almeida revelou ainda que entre os dois terços dos jovens que querem regressar, metade deles estão empenhados e disponíveis para desenvolver uma atividade empreendedora. “É uma característica distintiva da juventude atual, muito menos conformada e com apetência para correr riscos e trazer para Portugal empresas que de alguma forma aproveitem toda a rede e potencial que conseguiram adquirir ao longos dos anos”, referiu.

É precisamente a pensar na mais valia que são estes jovens que estão na diáspora que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão se associou ao projeto “Empreender 2020 – Regresso de uma Geração Preparada”. Através deste acordo, o município de Vila Nova de Famalicão posiciona-se como uma alternativa ao acolhimento destes jovens, disponibilizando condições para que alguns desses jovens, famalicenses e não só, encontrem em Vila Nova de Famalicão espaço para o desenvolvimento dos seus projetos, tanto na perspetiva de investidores como através da sua eventual incursão no universo empresarial famalicense.

“O que temos feito ao nível do apoio e do fomento empresarial é um sinal claro e seguro para aqueles, famalicenses e portugueses, que procuram uma comunidade onde os seus projetos possam ser bem sucedidos”, disse Paulo Cunha falando de um território “onde os projetos empresariais são globalmente bem sucedidos e constituem uma marca distintiva no contexto nacional e internacional”.

“A nossa ambição é demonstrar e evidenciar que Vila Nova de Famalicão é um concelho que reúne condições de excelência para acolher gente com novas ideias, competência e ambições, não só ao nível da criação do próprio negócio, mas particularmente ao nível da inserção profissional em empresas que temos no nossos concelho”, acrescentou Paulo Cunha lembrando como argumento de peso o facto de Vila Nova de Famalicão ser “para além dos maiores exportadores, o concelho com a melhor balança comercial do país e aquele que mais valor acrescenta no processo produtivo”.

Município e AEP estableceram protocolo

ENTRUDO EM MELGAÇO PRESERVA A TRADIÇÃO

10 de fevereiro, na Casa da Cultura

Inscrições a decorrer para o concurso ‘Mascarados’

A autarquia de Melgaço está a preparar a festa carnavalesca: o evento tem data marcada para o dia 10 de fevereiro, na Casa da Cultura. Haverá concurso e baile de mascarados para os mais atrevidos e doces típicos da época, de Melgaço, mas também da Galiza.

image002

A iniciativa acontece pela primeira vez mas quer desde já ser um marco para quem visita o Município Mais a Norte de Portugal: ‘acreditamos que este seja mais um evento de sucesso do nosso município e que se repita nos próximos anos, quem sabe envolvendo os nossos vizinhos galegos’, considera o autarca Manoel Batista. É objetivo primordial da iniciativa estabelecer uma ligação às tradições das gentes de Melgaço, com o intento de oferecer um evento que tem por base a cultura da região.

A iniciativa tem início às 21h30, na Casa da Cultura, com um welcome drink, onde haverá Bucho doce, produto típico da época em Melgaço, e também um doce galego, ‘Orelhas’, típico da época na Galiza, como uma forma de honrar os vizinhos. Às 22h00 haverá Concurso de Mascarados, seguindo-se depois, pelas 23h30, o Baile de Mascarados, no bar do Edifício das Piscinas Municipais.

A organização é da Câmara Municipal, em parceria com a Associação Empresarial Minho Transfronteiriço, o Alameda Bar, o Bar da Laura, o Bar Cova do Leão e o Rios Bar.

CONCURSO “MASCARADOS”

Melgaço desafia à criatividade e lança o concurso ‘Mascarados’. A iniciativa é aberta à participação de todos, habitantes ou visitantes, e vai premiar as melhores fantasias carnavalescas.

São admitidas candidaturas para três categorias diferentes: Categoria Escola, Categoria Individual ou Categoria Grupo. Os prémios podem ser em dinheiro, Alvarinho ou Troféus, dependentes dos vários critérios de avaliação, como sendo a Criatividade, Originalidade, Elaboração e Dinamismo, alegria e animação do(s) participante(s). Serão ainda atribuídas menções honrosas aos trabalhos que o júri considere merecedores desta distinção.

Os candidatos a concurso devem preencher e entregar a respetiva Ficha de Inscrição, até ao dia 8 de fevereiro de 2018.

O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site da autarquia, aqui!

MUNICÍPIO DE BRAGA COMPRA VIATURAS ELÉCTRICAS

Viaturas eléctricas renovam frota e reafirmam compromisso com o meio ambiente. Acordo com Fundo Ambiental prevê aquisição de mais três viaturas

Foram apresentados hoje, dia 17 de Janeiro, na Quinta Pedagógica, dois veículos eléctricos (aspiradora e lavadora) adquiridos pelo Município de Braga e destinados à utilização na manutenção de espaços verdes e na prestação de outros serviços ambientais. A aposta nestes veículos visa a redução dos consumos, do ruído e das emissões poluentes e, consequentemente, a redução dos custos directos e indirectos da sua utilização.

CMB17012018SERGIOFREITAS00000010703

A aquisição foi feita no âmbito de uma candidatura ao Fundo Ambiental para atribuição de incentivo para apoiar a substituição de veículos de serviços urbanos ambientais por veículos eléctricos no âmbito dos serviços ambientais. Estes dois veículos tiveram um custo aproximado de 60 mil euros, tendo a compra sido comparticipada em 50% pelo Fundo. No âmbito deste acordo de substituição realizou-se já o abate de duas viaturas com elevado desgaste, com uma média de idades de 27 anos.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, este investimento vem no seguimento da constatação de que a Autarquia tem uma frota envelhecida e nem sempre capaz de dar resposta às necessidades do dia-a-dia. “Temos um plano muito exigente ao nível da mobilização de recursos para renovar as viaturas e dotar os serviços dos meios para desenvolverem em pleno o seu trabalho. Esta candidatura foi uma excelente ajuda ao permitir, ao mesmo tempo, aligeirar o esforço financeiro do Município e reafirmar o compromisso com a defesa do meio ambiente”, salientou.

Também Altino Bessa, vereador do Ambiente, enfatizou os esforços da Autarquia no sentido de uma maior sustentabilidade ambiental. “Pretendemos que esta aquisição de veículos eléctricos funcione como incentivo para que cada vez mais empresas e cidadãos possam aderir a esta onda de veículos sem emissões”, disse.

Contrato prevê aquisição de cinco viaturas eléctricas

A lavadora é um veículo que transporta dois funcionários. Tem um depósito de 600 litros e uma bomba de pressão até 130 bar, que ejecta 7litros/minuto de água, permitindo fazer limpezas de pavimentos, regas pontuais, e tem ainda a versatilidade de poder aceder a locais onde muitas vezes não há outro tipo de acesso e sem ruído.

A aspiradora permite recolher folhas na época outonal ou sempre que necessário em serviços que dela necessitem, tal como o parque de campismo ou outro espaço. Ambos os veículos têm sistema basculante e ficam com caixa livre que dá para transportar outros resíduos (verdes ou outros).

O contrato de financiamento contempla a aquisição de cinco veículos eléctricos, sendo que as restantes três viaturas serão comparticipadas em 25% (investimento municipal de 104 mil euros) e estão neste momento em fase de aquisição.

CMB17012018SERGIOFREITAS00000010705

PAN QUER CONSULTAR ENTIDADES SOBRE FINANCIAMENTO DOS PARTIDOS

PAN quer ouvir diversas entidades antes da reapreciação em plenário

  • Requerimento enviado à 1ª Comissão propõe a realização de audições a Constitucionalistas, Fiscalistas, todos os partidos políticos e associações cívicas antes da reapreciação em plenário
  • Discussão e votação do requerimento solicitada para a próxima reunião em 24.01.2018
  • Especialistas em Direito Constitucional e Fiscal têm levantado dúvidas quanto à constitucionalidade da norma transitória e sobre a interpretação das disposições referentes ao IVA e ao limite de angariação de fundos
  • Audições permitirão um debate alargado sobre o tema do financiamento partidário, ajudando a esclarecer os partidos e os cidadãos sobre todas as dúvidas que envolvem estas matérias.

– Atendendo a que o agendamento da reapreciação do Decreto n.º 177/XIII, referente ao financiamento dos partidos, apenas ocorrerá depois da realização do Congresso do PSD, agendado para os dias 16, 17 e 18 de Fevereiro, o PAN – Pessoas-Animais-Natureza, requereu hoje à 1ª Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias a realização de audições a diversas entidades de diferentes áreas, antes da reapreciação em plenário, para permitir um debate alargado sobre o tema do financiamento partidário, ajudando a esclarecer os partidos e os cidadãos sobre todas as dúvidas que envolvem estas matérias. Foi solicitado ao Presidente da 1ª Comissão que a discussão e votação do requerimento seja feita na próxima reunião da Comissão, dia 24 de janeiro.

O parlamento aprovou, em dezembro de 2017, alterações à lei de financiamento dos partidos com a oposição do PAN e do CDS-PP e após o veto político pelo Presidente da República, cuja justificação referia, entre outros aspetos, que a “Democracia também é feita da adoção de processos decisórios suscetíveis de serem controlados pelos cidadãos.”, em homenagem aos princípios da publicidade e da transparência, o PAN entende que estes princípios se encontram em causa pela ausência de qualquer justificação para as alterações legislativas apresentadas.

A inexistência da habitual fase de Especialidade que permite, após debate na Generalidade, uma segunda discussão com audições a entidades que os partidos entendam propor ouvir e o desconhecimento por parte dos cidadãos sobre os motivos que estão na base das opções tomadas pelo legislador e que, por este motivo, se sentem alheados deste debate, associado ao facto de vários especialistas em Direito Constitucional e Fiscal terem publicamente levantado dúvidas quanto à constitucionalidade de algumas disposições, sobretudo da norma transitória, bem como quanto à interpretação e excessiva latitude das normas referentes ao IVA e ao limite de angariação de fundos, justifica este pedido de audições proposto pelo PAN.

Por outro lado, as matérias respeitantes ao financiamento partidário interessam, não apenas aos partidos com assento parlamentar, mas a todos os partidos inscritos no registo existente no Tribunal Constitucional, os quais devem também ter sido ouvidos. Mas se os partidos desempenham um papel insubstituível e fundamental na dinâmica democrática, este não é exclusivo, pelo que o PAN entende acautelar a audição das posições das associações políticas, iniciativas e grupos de cidadãos, bem como de movimentos cívicos que se debruçam sobre estas matérias.

AMARES MANTÉM AS TRADIÇÕES

Cantar de Reis e ao Menino mantém viva a tradição em Amares

A tradição voltou a cumprir-se em Amares naquela que foi a XVII edição do Encontro de Cantar de Reis e ao Menino. A iniciativa juntou, no passado domingo, no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Amares, 10 grupos e associações que deram vida a um dos momentos culturais mais enraizados no concelho.

DSC00431

Para o presidente da Câmara Municipal de Amares esta é uma iniciativa que faz parte da identidade e das raízes das gentes de Amares. “É uma tradição que já faz parte da nossa cultura, da nossa memória e do nosso povo. O Cantar de Reis está muito entranhado na nossa cultura e esta é uma forma de olharmos pelas nossas tradições”.

Lembrando que esta é também uma oportunidade para que cada um dos participantes dêa conhecer à sociedade o seu trabalho e um pouco daquilo que é feito nas freguesias o autarca agradeceu a participação de todos os grupos e de todos aqueles que se envolveram na concretização deste encontro.

A animar a tarde estiveram o Rancho Folclórico de São Vicente do Bico, o Grupo Coral de Lago, a Rusga de Barreiros, o Rancho Folclórico “As Lavradeiras da Casa do Povo de Amares”, o Grupo Coral da Igreja do Divino Salvador de Amares, o Grupo de Cantares de Fiscal, a Banda Filarmónica de Bouro Sta. Maria, o Rancho Folclórico de Vilela, a APEA – Associação de Professores e Educadores de Amares, o Grupo Coral Aleluia e AFA- Estudos.

DSC00450

DSC00509 

DSC00533

 

BRAGA RECEBE FAN ZONA DA FINAL FOUR DA TAÇA CTT

Fan Zone da Final Four da Taça CTT abre Sábado

É já este Sábado, dia 20 de Janeiro, a partir das 13h00, que o Município de Braga e a Liga Portugal dão o ‘pontapé de saída’ da Fan Zone da Final Four da Taça CTT. O espaço ficará instalado na Avenida da Central, em Braga, até 27 de Janeiro, e terá uma programação recheada de eventos.

image001

A Fan Zone pretende estender o ambiente de entusiasmo da Final Four para fora do estádio, durante toda a semana. Está situada no Centro da Cidade e Braga, aliando a cultura e tradição da cidade histórica ao entretenimento, música e actividades desportivas para todos os adeptos.

A Fan Zone é o ponto de ligação entre a cidade de Braga e o estádio. O espaço será, acima de tudo, um ponto de encontro para os adeptos das equipas intervenientes em dia de jogo e, também, uma âncora que envolverá a comunidade local no espírito da Final Four.

Ao longo da semana, uma agenda de eventos non-stop promete animar, de manhã à noite, o centro da cidade de Braga. A entrada para a Fan Zone é gratuita e permite a todos os visitantes uma experiência única fora dos quatro cantos do campo.

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO, 20 DE JANEIRO

13h00 | Arranque da Final Four - Jogo dos Presidentes: Pedro Proença vs Ricardo Rio (E-Sports)

16h00 -21h00 | E-Taça CTT – 1 vs 1 (E-Sports)

22h00 | Concerto Herman José

DOMINGO, 21 DE JANEIRO

10h00 | E-Sports – Torneio Pro Clubs

15h00 | Influencer Time - Sessão de Autógrafos com Ricardo “Fox” Pacheco (Youtuber)

15h00 | Torneio Empresarial com presença de equipas dos CTT, CM Braga, Holmes Place e Liga Portugal

SEGUNDA-FEIRA 22 DE JANEIRO

10h00 | Programa Braga Ativa

11h-13h00 e 14h-16h00 | Torneio Inter Escolas

16h -19h00 | Clinic Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF) com presença dos treinadores Luis Castro e João Aroso

TERÇA-FEIRA, 23 DE JANEIRO

10h-13h00 | Programa Praça da Alegria (RTP)

15h00 | Influencer Time - Sessão de Autógrafos com RicFazeres (Youtuber)

16h00 | Exibição de Futebol Feminino SC Braga

17h-19h00 | Clinic Futebol em colaboração com o Sindicato Jogadores Profissionais de Futebol

QUARTA-FEIRA, 24 DE JANEIRO

10h-13h00 | Programa Praça da Alegria (RTP)

15h| Beat the Legend com Alan (Embaixador da Taça CTT) – Atividade de E-Sports

16h| Jogo de estrelas da Universidade do Minho

17h-19h| Clinic Futebol em colaboração com o Sindicato Jogadores Profissionais de Futebol

QUINTA-FEIRA, 25 DE JANEIRO

16h00 | Exibição Teqball

16h-18h00 | Sessão de Fotos e Atividades de E-Sports com jogadores participantes no Jogo das Lendas

18h00 | Jogo das Lendas

22h00 | Concerto Fernando Alvim & Gin Party Sound System

SEXTA-FEIRA, 26 DE JANEIRO

11h-13h00 e 14h-16h00 | Finais Torneio Inter-Escolas

16h-19h00 | Pós-Graduação da Liga Portugal

22h00 | Concerto Anselmo Ralph

SÁBADO, 27 DE JANEIRO

10h00 | Corrida do Adepto (Partida e Chegada junto ao Estádio)

13h-15h00 | E-Taça CTT – Final 1 vs 1

14h-20h00 | Programa Aqui Portugal (RTP)

16h-17h00 | Torneio Freestyle

17h-19h00 | Bubble Football

image003

ROMARIAS DO MINHO MARCAM ENCONTRO EM PONTE DA BARCA

Ponte da Barca acolheu 7º encontro das Romarias do Minho

Ponte da Barca acolheu o 7º encontro das Romarias do Minho, que decorreu na passada sexta-feira, na Casa da Cultura. À semelhança de reuniões anteriores teve como finalidade a partilha de dúvidas, sugestões e a definição de estratégias de valorização daquelas festas como elementos diferenciadores da região, e ainda verificar o ponto de situação relativo ao inventariação que cada uma está a fazer das suas romarias, com o intuito de as integrar no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial (INPCI). Uma eventual candidatura conjunta à Unesco está também em cima da mesa, que ajudará a preservar a genuinidade e a tipicidade das romarias minhotas.

P1500153

“A Romaria Minhota é um produto único que o nosso território pode oferecer ao mundo e é precisamente no trabalhar conjunto que reside a força para a sua salvaguarda e valorização”, defendeu Augusto Marinho, Presidente da Câmara de Ponte da Barca que falava na sessão de abertura.

Presente na reunião esteve, ainda, a vereadora da Cultura, Maria José Gonçalves e Álvaro Campelo, docente e investigador de referência na área da antropologia que elucidou os presentes sobre os processos de inventariação, investigação e abordagem das festividades religiosas e populares.

Recorde-se que além da Romaria de S. Bartolomeu de Ponte da Barca integram esta iniciativa as festividades de São João de Braga, Senhora do Alívio de Vila Verde - onde decorrerá a próxima reunião de trabalho -, S. Bartolomeu do Mar de Esposende, Nossa Senhora dos Remédios de Cabeceiras de Basto, São Torcato de Guimarães, Senhora do Porto de Ave da Póvoa de Lanhoso, São Bento da Porta Aberta de Terras do Bouro, Festas Antoninas de Vila Nova de Famalicão, Feiras Novas de Ponte de Lima, Nossa Senhora da Fé de Vieira do Minho e pela primeira vez, nesta última reunião, a Romaria de São João d'Arga de Caminha.

Os encontros têm contado também com a participação da Direção Regional de Cultura do Norte.

P1500157

VILA VERDE LEVA O AMOR A TODO O MUNDO

Mês do Romance: De Vila Verde para o mundo, mais de uma centena de iniciativas dedicadas ao amor!

Os sentimentos e afetos da marca Namorar Portugal continuam a conquistar corações pelo país e pelo mundo, de forma mais intensa e apaixonante durante a programação ‘Fevereiro – Mês do Romance’. De 26 a 04 de Março, a programação mais romântica do país traz ao coração do Minho mais de uma centena de iniciativas de participação gratuita que dão corpo a uma programação intensa e emotiva, inspirada nos motivos dos Lenços de Namorados, um dos símbolos maiores da genuína tradição minhota. Desfiles de moda, espetáculos de dança e música ao vivo, apresentações de livros, workshops, atividade de natureza, apresentações de novos produtos Namorar Portugal e muito, muito mais. A marca Namorar Portugal promete tocar o coração dos portugueses e afirmar de forma perentória o mote ‘Vila Verde, onde o amor acontece!’.

DSC_1052

Não faltam motivos de interesse para quem decidir visitar Vila Verde nesta altura do ano. Além da agenda cultural interessante e muito preenchida, os visitantes podem ainda usufruir de descontos e condições especiais nos espaços de alojamento, restaurantes, bares e pastelarias aderentes. A programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’, do Município de Vila Verde’, foi apresentada pormenorizadamente durante a manhã de hoje, 17 de janeiro, na Sala de Conferências dos Paços do Concelho. No final da sessão houve ainda tempo para provar o apetitoso Pink Cake (vulgo Bolo dos Namorados), acompanhado por um suave e delicioso Chá das Serras Brandas.

A Europa vai seguir o exemplo de Vila Verde

A apresentação detalhada do programa coube à vereadora da Cultura. Júlia Fernandes começou por explicar que a recetividade do público tem sido tão boa que fevereiro se tornou pequeno para abarcar todas as atividades inseridas no Mês do Romance. Assim, ao longo de 38 dias (26 de janeiro a 04 de março), desenrola-se a programação mais romântica do país, que ganha em este ano um simbolismo especial. 2018 é o Ano Europeu do Património Cultural (AEPC), designação assente em princípios basilares como a importância do património cultural na sociedade e na economia, a valorização do turismo sustentável e o incremento da criatividade. Uma visão que privilegia o reforço de sinergias que promovam uma maior ligação entre as pessoas e a sociedade em geral com o seu património, as suas tradições e os seus saberes. E que vem exatamente ao encontro da estratégia de valorização da cultura, do território e da economia implementada pelo Município de Vila Verde.

De Vila Verde para o país e o mundo

As condições especiais de alojamento e estadia, os museus e espaços culturais abertos em horário alargado, os workshops criações inspiradas nos motivos dos Lenços de Namorados, a apresentação de produtos encantadores e os espetáculos de teatro, dança e música, foram outros dos destaques da intervenção de Júlia Fernandes, que aproveitou para recordar que numa época em que o turismo do país está em baixa, Vila Verde criou argumentos para contrariar a tendência e está em alta! Vila Verde é o epicentro da programação, mas, de Braga a Lisboa, passando pelo Porto, Monção, Coimbra e Guimarães, haverá ações de divulgação um pouco por todo o país.

Romance Palaciano e Bênção dos Casais são novidades

Nota de particular destaque para algumas das maiores novidades da edição de 2018 do Mês do Romance. Foi firmada uma parceria com a Câmara Municipal de Monção e com o sumptuoso Palácio da Brejoeira, jóia do património cultural nacional, que viverá um Romance Palaciano. Outra das novidades é a ‘Celebração do Amor - Bênção dos Casais e dos Namorados’, um autêntico hino ao amor presidido pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga. O mercado dos casamentos, em forte expansão na marca, volta a ter direito a um espaço próprio, o Cantinho das Noivas, onde os promotores Namorar Portugal vão ajudar os noivos a preparem um dia de casamento ainda mais especial e ternurento. Mantém-se também a parceria com a Delta Cafés, que volta a lançar uma edição especial de pacotes de açúcar com imagens alusivas a Namorar Portugal – Fevereiro Mês do Romance 2018, que vão ser distribuídas pelos estabelecimentos comerciais onde forem servidos cafés Delta.

Tradição e cultura para promover o território e dinamizar a economia

Presente na sessão, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, sublinhou a impressionante dinâmica social, cultural e económica impulsionada pelo Mês do Romance, que se repercute de forma positiva na promoção e divulgação do território durante o resto do ano. “Esta programação insere-se na estratégia do Município [de Vila Verde] de valorizar a tradição e a cultura local, utilizando o que de mais genuíno existe no concelho e na região para promover o território e desenvolver a economia”, afirmou, acrescentando que este é “um projeto vencedor, com grande interesse por parte de produtores e consumidores, já temos produtos Namorar Portugal espalhados pelo país e por todo o mundo”. O edil deixou ainda uma forte palavra de apreço a todos os parceiros (mais de uma centena de empresas, associações, marcas, escolas…) pelo empenho e criatividade. Só assim é possível criar uma programação rica e diversificada promoção do território, da cultura, da natureza, património construído e da gastronomia local.

DSC_1114

DSC_1141

DSC_1174