Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA PRAIA DE ÂNCORA: FORTE DO CÃO CONSTITUI UM MARCO HISTÓRICO QUE EVOCA AS GUERRAS DA RESTAURAÇÃO

Situado a sul de Vila Praia de Âncora no sítio denominado por lugar da Gelfa, o Forte do Cão constitui um pequeno fortim edificado após o termo das guerras da Restauração como meio de prevenir um possível ataque da Armada espanhola. Este fortim inseria-se num sistema defensivo que incluía os fortes da Vinha, na Areosa, de Montedor em Carreço, da Lagarteira em Vila Praia de Âncora e da Ínsua, em Moledo, com vista a reforçar a defesa da costa atlântica do Alto Minho. O forte do Cão foi construído entre 1699 e 1702, encontrando-se atualmente classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1967.

Gelfa (6)

De planta estrelada, dispõe de quatro baluartes, apresentando a face curva voltada para o mar a fim de reduzir o impacto dos projéteis, apresentando uma tipologia inspirada no chamado estilo Vauban de fortificação, concebido pelo arquiteto militar francês Sébastien Le Preste, marquês de Vauban, que viveu ao tempo de Luís XIV, influência a que certamente não foi alheio o apoio da França à causa da Restauração em Portugal.

Gelfa (10)