Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

QUINTA DE SANTA CRISTINA EM CELORICO DE BASTO CONVIDA A CAMINHAR DA VINHA AO COPO

3ª Caminhada da vinha ao Copo na Quinta de Santa Cristina

No próximo dia 9 de abril, domingo, realiza-se mais uma edição da Caminhada da Vinha ao Copo. Já na sua terceira edição, a caminhada deste ano conta com um percurso mais longo. Trata-se de uma organização da Quinta de Santa Cristina, com o apoio técnico da Basto Move.te e de Basto ON Trekking.

CAMINHADA 2017_cartaz.png

Na caminhada será efetuado um percurso circular, de 10 km, com início e final na Quinta de Santa Cristina, de dificuldade fácil a moderado e com um desnível positivo de 300 metros.

A inscrição tem um valor de 5 euros/pessoa e inclui acompanhamento por guia, reforço líquido, visita guiada à adega, prova de vinhos Quinta de Santa Cristina e degustação de produtos regionais (broa, enchidos, compotas).

O ponto de encontro é na Quinta de Santa Cristina, localizada na Rua de Santa Cristina, 80 – Veade, 4890-573 Celorico de Basto, com as coordenadas GPS: N 41°24’22.8’’; W 8°00’09.7’’. A abertura do secretariado será pelas 9h00, tendo a caminhada início pelas 9h30. O final está previsto para as 12h30.

As inscrições são obrigatórias até ao dia 7 de abril através dos contactos: enoturismo@garantiadasquintas.comou +351 912 527 396.

Contacto para informações e reservas (obrigatórias):

E-mail: enoturismo@garantiadasquintas.com

Tlf: +351 912 527 396

Sobre a Quinta de Santa Cristina:

A Quinta de Santa Cristina, com cerca de 40 hectares, tem uma história secular, pertencendo à família há várias gerações. Situada em Veade, Celorico de Basto, faz parte da Região Demarcada dos Vinhos Verdes, sub-região de Basto, uma das maiores e mais antigas regiões demarcadas do mundo. O enoturismo na Quinta de Santa Cristina foi recentemente galardoada com o prémio “Best OF Wine Tourism 2017” na categoria “Experiências Inovadoras de Enoturismo”, pela associação Great Wine Capitals.

Na adega, construída de raiz em 2014 e com uma capacidade instalada de 1 milhão de litros, são atualmente produzidos cerca de 500 mil litros entre vinhos e espumantes brancos, tintos e rosés, que contam já com vários prémios e distinções em concursos nacionais e internacionais. São produzidas 17 referências que são comercializadas em Portugal e países como Brasil, Alemanha ou Luxemburgo, entre outros.

Saiba mais sobre a Quinta de Santa Cristina em:

www.garantiadasquintas.com

https://www.facebook.com/quintadesantacristina 

https://www.facebook.com/events/695147030667556/  à Página do evento

https://instagram.com/quintadesantacristina/

https://twitter.com/Qt_Sta_Cristina

https://www.pinterest.com/qtastacristina/

https://www.youtube.com/channel/UCwcoZxK87dVo52TGOyKTJhA

IMG_5289.JPG

BRAGA RECEBE ALUNOS FRANCESES DE MESTRADO EM ARQUITECTURA

Alunos de Mestrado de Clermont-Ferrand realizam visita de estudo de Braga

Ricardo Rio recebeu esta Sexta-feira, dia 31 de Março, uma turma de alunos de mestrado de arquitectura da Universidade Clermont Auvergne, que na última semana realizaram uma visita de estudo à cidade de Braga. Com o objectivo de conhecer melhor a cidade, nomeadamente as políticas de planeamento, gestão urbanística e regeneração urbana, 18 alunos passaram uma semana em Braga a contactar de perto com a realidade urbanística da cidade.

CMB31032017SERGIOFREITAS0000006034 (1).jpg

Como sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o Executivo Municipal tem vindo a encetar esforços no sentido de reatar ligações com Cidades geminadas, pelo que esta actividade se insere na ´relação especial´ que existe entre Braga e Clermont-Ferrand. “Consideramos que é extremamente importante fortalecer as relações com as Cidades com quem já tinhamos relações anteriormente e que estavam ´adormecidas´, como é o caso de Clermont-Ferrand, com quem estamos geminados desde 1999”, realçou.

CMB31032017SERGIOFREITAS0000006035.jpg

A Câmara Municipal de Braga tem vindo também a aumentar o número de geminações com Cidades que possam acrescentar mais-valias para o Município, como foram os casos de Rio de Janeiro, Manaus ou de mais recentemente Veliko Tarnovo da Bulgária ou de Santa Fé, na Argentina.

Por seu turno, Germana Paz Gomes, estudante e tradutora durante a viagem, sublinhou a partilha de boas práticas e as aprendizagens que estão a ser realizadas durante esta iniciativa. “Tem sido muito enriquecedor em vários aspectos, mas especialmente na forma como o espaço público é valorizado em Braga e se dá prioridade à circulação pedestre. Estão muito avançados nesta área”, afirmou.

Do programa desta viagem, apoiada pelo Município de Clermont-Ferrand e logisticamente pelo Município de Braga, constaram diversas aulas e visitas de estudo, que deixaram os alunos franceses bastante impressionados pelo que tem sido alcançado em Braga.

A semana começou com uma reunião de trabalho com o Vereador Miguel Bandeira, que fez uma introdução às políticas urbanísticas de Braga e o que tem sido feito para preservar o património de uma Cidade com mais de dois mil anos de história e que apresenta elevados padrões de qualidade de vida.

De seguida, e durante dois dias, os alunos de Arquitectura “mergulharam” nos serviços municipais e tiveram sessões com as Divisões de Planeamento, de Mobilidade e Trânsito e ainda com a do Património e Centro Histórico, onde ficaram a conhecer o PDM de Braga, a estratégia para a Mobilidade Sustentável e a Estratégia para Regeneração Urbana.

Estas sessões foram conduzidas pelos responsáveis de cada área do Município e ainda uma visita guiada ao Centro Histórico e locais alvo de intervenções no plano de regeneração. Na Quarta-feira à tarde, tiveram uma sessão na Startup Braga, ficando a conhecer melhor a estratégia para a dinamização económica em Braga. Na Quinta-feira, os alunos de Clermont-Ferrand visitaram a Universidade do Minho, onde assistiram a uma aula do Mestrado em Engenharia Urbana, leccionada pelos Professores Paulo Pereira e Rui Ramos da Escola de Engenharia.

CMB31032017SERGIOFREITAS0000006038.jpg

VIA SACRA EM MAXIMINOS CONDICIONA TRÂNSITO EM BRAGA

Condicionamentos de trânsito em Maximinos

O Município de Braga informa que, por motivo da realização da Via Sacra de Maximinos, haverá restrições de circulação e estacionamento de veículos no próximo dia 9 de Abril na freguesia de Maximinos.

Assim, o estacionamento estará proibido a partir das 00h00 do dia 9 de Abril na Rua Manuel Joaquim Gomes, na Rua do Penedo e Rua Maria Costa.

BARQUENSES DEBATEM NOVAS TENDÊNCIAS DO DESPORTO

06 de abril | 21h30 | Casa da Cultura | Ponte da Barca

Segundo encontro 'Quintas na Barca' traz à discussão as 'Novas Tendências do Desporto - Riscos e Benefícios'

Carlos Sá, Ultramaratonista, José Carlos Ribeiro, Professor de Desporto na FDUP, e Filipe Guimarães, Médico do S.C.Braga são os oradores convidados

barcaaaaa.PNG

É já no próximo dia 06 de abril, às 21h30, na Casa da Cultura de Ponte da Barca que terá lugar a segunda sessão da edição deste ano das tertúlias Quintas na Barca. A temática em discussão será'Novas Tendências do Desporto - Riscos e Benefícios', sessão que terá como oradores convidados Carlos Sá, Ultramaratonista, José Carlos Ribeiro, Professor de Desporto na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, e Filipe Guimarães, Médico do departamento clínico do Sporting Clube de Braga.

'Estes encontros tem como objetivo aprofundar, discutir e debater temas prementes e emergentes de interesse para a comunidade barquense'salienta o autarca de Ponte da Barca Vassalo Abreu, concorrendo para 'umadiscussão ampla, conjunta e participada sobre e para o desenvolvimento do concelho'.

A edição deste ano encerra no dia 01 de junho, com a discussão da temática 'Património Imaterial – A Romaria de S. Bartolomeu'.

PODA DE ÁRVORES EM BRAGA CONDICIONA TRÂNSITO NA VARIANTE DE REAL

Condicionamentos à normal circulação de trânsito

O Município de Braga informa que, devido à necessidade de realizar a poda das árvores existentes em toda a extensão da Variante de Real, é proibido o trânsito automóvel na referida via entre os dias 03 e 7 de Abril e 10 e 11 de Abril, excepto a veículos pesados.

A proibição vigorará entre as 08h30 e as 17h30. Sábado e Domingo (8 e 9 de Abril) a circulação processa-se sem qualquer restrição. 

PONTE DE LIMA RECEBE CAMPEONATO NACIONAL DE BOCCIA

Campeonato Nacional de Boccia - Fase Regional Norte realizou-se em Ponte de Lima

Ponte de Lima acolheu no passado fim-de-semana a Fase Regional Norte do Campeonato Nacional Individual de Boccia _ BC1, BC2, BC4 e BC5, no qual participaram 49 jogadores, entre os quais atletas de nível paralímpico.

DSCN9811 (Small).JPG

O Boccia é uma modalidade exclusiva dos Jogos Paralímpicos, que consiste em lançar bolas tentando deixá-las o mais perto possível de uma bola alvo e é destinada a atletas com deficiência motora.

A organização desta competição esteve a cargo da PCAND – Associação Nacional de Desporto para a Paralisia Cerebral em parceria com o Agrupamento de Escolas de Freixo e do Município de Ponte de Lima.

De realçar o empenho e a colaboração de alunos voluntários do Agrupamento de Escolas de Freixo, na marcação dos campos, no apoio à arbitragem dos jogos (cronometragem e preenchimento dos boletins de jogo) e no acompanhamento dos jogadores participantes, bem como dos já habituais árbitros nacionais da modalidade.

DSCN9863 (Small).JPG

DSCN9886 (Small).JPG

DSCN9971 (Small).JPG

PONTE DE LIMA MELHORA REDE VIÁRIA

Câmara Municipal de Ponte de Lima Aprova Beneficiação da Rede Viária Municipal e Equipamentos Municipais

O Município de Ponte de Lima, dando continuidade ao processo de beneficiação da rede viária municipal e de equipamentos municipais, aprovou no passado dia 13 de março mais um conjunto de empreitadas em algumas freguesias do concelho, nomeadamente na Facha e Gondufe, no valor total de 14.098,00€.

 Assim, para a freguesia da Facha, foi aprovado comparticipar financeiramente 50% até ao montante máximo de 12.614,00€ do custo da obra de “Beneficiação do terreno anexo ao caminho de S. João”, a transferir após a conclusão da obra.

Para a freguesia de Gondufe o Executivo Municipal deliberou apoiar financeiramente 70% até ao montante máximo de 1.484,00€ a obra de reparação do telhado da junta de freguesia.

No âmbito da política de apoio à Ação Social, mais concretamente do Projeto “Ponte Amiga”, foi aprovada a recuperação de uma habitação na rua do Monte da Mó, na freguesia de Brandara, cuja entidade intermediária é o Centro Paroquial e Social de Calheiros.

Ainda, no plano da ação social foi aprovada a alteração do valor de renda de habitação social, no Bairro Social da Poça Grande, na freguesia de Arcozelo e na Urbanização do Castelhão, na freguesia de Ardegão, Freixo e Mato, por se terem verificado alterações aos requisitos propostos no âmbito da habitação social.

Desta forma, a Câmara Municipal de Ponte de Lima continua a proporcionar a todos os munícipes melhores acessos e, por conseguinte melhor qualidade de vida e a auxiliar as famílias mais carenciadas no acesso a um dos bens mais essenciais, a habitação.

CERVEIRA PROMOVE FORMAÇÃO E EMPREGO

1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho reúne 500 propostas

Os números não enganam: 300 ofertas de trabalho a tempo inteiro, 150 a part-time, 22 empresas em exposição e 25 cursos profissionais. Arranca este sábado, às 10h00, a 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho no Pavilhão Multiusos de Vila Nova de Cerveira. Iniciativa decorre até domingo, com entrada livre.

17554028_10211003616299490_506522833737493110_n.jpg

É um fim-de-semana dedicado ao emprego disponível no Alto Minho, reunido num único espaço em Vila Nova de Cerveira. Com organização da Associação Cultural e Recreativa Minho na Vila (ACRMV), e apoio do Município cerveirense, esta iniciativa conseguiu atrair um número muito significativo de empresas e estabelecimentos de ensino representadas nesta primeira edição.

São quase 500 propostas de trabalho, a tempo inteiro e part-time, sendo que 120 destinam-se a quadros intermédios (engenheiros, técnicos, administrativos e gestores). Está confirmada a presença de 22 empresas e 25 cursos profissionais de todo o Alto Minho.

Com entrada livre, a 1ª Feira de Emprego e Formação do Alto Minho decorre nos este sábado e domingo, no Pavilhão Multiusos de Cerveira, entre as 10h00 e as 20h00.

Durante dois dias, Vila Nova de Cerveira será o ponto de encontro entre quem recruta e quem procura emprego na região.

Feira de Empregocerv.jpg

CÂMARA DE CAMINHA E JUNTA DE RIBA DE ÂNCORA VÃO RESOLVER PROBLEMAS ANTIGOS DE OBRAS MAL EXECUTADAS EM RIBA DE ÂNCORA

Reunião descentralizada revelou salto qualitativo da freguesia e abertura ao turismo

A Câmara Municipal e a Junta de Riba de Âncora vão proceder a intervenções no polidesportivo da freguesia e no Largo do Espírito Santo para retificar várias anomalias causadas por obras executadas de forma deficiente há pouco mais de quatro anos. Foram, nas palavras do autarca local, Paulo Alvarenga, obras feitas à pressa, cujos problemas foram identificados na altura e com as quais nunca se conformou, mesmo não sendo, então, o responsável pela Junta. Estes foram alguns dos compromissos assumidos na última reunião descentralizada, que teve lugar na sede da Junta, no final da passada semana.

Reunião Riba de Âncora.jpg

Os problemas relativos às duas intervenções, executadas no mandato anterior, foram levantados na própria reunião. Rosa Dantas queixou-se dos prejuízos causados na sua casa pelas obras do Largo do Espírito Santo, apontando também aspetos que prejudicam o próprio espaço público do Largo. Uma preocupação, aliás, partilhada com Paulo Alvarenga, que informou que o pavimento vai ser levantado e colocado novamente. Miguel Alves tranquilizou a munícipe, adiantando que, logo que estejam terminadas as obras no centro da freguesia, serão iniciadas as obras no Largo, prevendo-se que tudo seja resolvido até ao próximo mês de julho.

O vereador Rui Teixeira respondeu, por sua vez, ao munícipe Vítor Barroso, que reivindicou obras no polidesportivo. O vereador informou que a obra foi rececionada pela Câmara em outubro de 2013 e os problemas foram identificados aquando da chegada deste Executivo que, com a Junta chegou a uma solução.

Para Paulo Alvarenga, a obra, que custou cerca de 100 mil euros, tem “erros de execução monumentais”: “nunca aceitei nem aceito que o polidesportivo fique naquele estado. Ainda não era presidente da Junta e sempre manifestei o meu inconformismo”.

A solução encontrada para erros do passado vai, no entanto, onerar a Câmara, obrigando a um esforço financeiro adicional. O município fornecerá os materiais para que o empreiteiro proceda aos trabalhos de retificação do piso. Os materiais serão entregues à Junta que vai também superintender as obras.

Ainda no campo da resolução de problemas antigos, o munícipe Cesário Feliciano ouviu também uma resposta positiva da parte de Miguel Alves. Este munícipe, com residência num dos limites da freguesia, sente-se discriminado sempre que se executam obras e reclama, há 27 anos, arranjo no caminho de acesso. Pretende transformar um anexo numa unidade de Alojamento Local, propósito que vem, aliás, ao encontro aos objetivos estratégicos da Junta e da Câmara, que pretendem desenvolver as potencialidades turísticas da freguesia. Miguel Alves adiantou que, aquando da intervenção já programada para o caminho das Vieiras, o problema será resolvido, tal como foi resolvido, ainda há pouco e por intervenção da Câmara junto da EDP, a questão da iluminação, que a zona também não tinha.

Procura turística começa a notar-se

As caraterísticas naturais da freguesia e os melhoramentos recentes, que disponibilizaram novos centros de interesse, têm potenciado a procura turística, conforme sublinhou, na reunião, Paulo Alvarenga. O autarca referiu-se sobretudo aos Moinhos D’Apardal e ao Núcleo Museológico da Memória, Arte e Ofícios de Riba de Âncora, ambos intervencionados neste mandato.

Recorde-se que a Junta de Freguesia de Riba de Âncora e a Câmara Municipal, com a colaboração das associações da freguesia, recuperaram os Moinhos D’Apardal, que se encontravam “praticamente destruídos”. A requalificação destes moinhos foi uma das obras mais importantes para a freguesia e uma das metas a que se propôs o autarca local para o ano de 2015. A intervenção consistiu na recuperação de quatro moinhos.

Esta obra veio juntar-se à criação do Núcleo Museológico da Memória Arte e Ofícios de Riba de Âncora, à intervenção da Capela do Espirito Santo, à recuperação dos vários fontanários e lavadouros, entre outras obras.

Recorde-se que o Núcleo Museológico da Memória, Arte e Ofícios de Riba de Âncora, instalado na antiga escola primária, foi a grande obra em 2014. O edifício, neste momento propriedade do Tesouro, foi também focado na reunião por Paulo Alvarenga, mas sobretudo pelo munícipe Domingos Velho; ambos inconformados com a “usurpação” de um bem doado à freguesia há mais de um século. Na resposta, Miguel Alves prometeu continuar a lutar para que a titularidade do imóvel seja restituída à freguesia, e afastou desde já qualquer hipótese de o Estado lançar mão daquele prédio para o vender ou alienar de alguma forma.

Resposta positiva teve ainda o presidente da ARA, Vítor Barroso, que além dois problemas no polidesportivo, pediu à Câmara fardamentos para os alunos da Escola de Música de Cavaquinhos. Miguel Alves pediu que fosse feito o levantamento do que está em causa e prometeu apoio, na medida do que for possível e justo em relação a outras coletividades do concelho, apoiadas na mesma área.

O presidente do Conselho de Baldios, Francisco Tobias, falou dos problemas causados pelos incêndios de agosto do ano passado, que mereceram uma reflexão especial nesta reunião. Guilherme Lagido reafirmou que o incêndio desmentiu uma ideia feita, de que um baldio bem gerido e bem organizado não arde. Sendo o baldio de Riba de Âncora exemplar, a verdade é que sucumbiu às chamas. A prevenção é uma das respostas, mas não chega e em breve serão anunciadas outras medidas de proteção da floresta.

Freguesia deu enorme salto qualitativo

Intervindo no início da reunião, Paulo Alvarenga fez uma espécie de balanço da obra executada neste mandato, sublinhando o excecional relacionamento com a Câmara Municipal e sobretudo com o seu presidente, Miguel Alves.

O autarca local recordou que, graças ao protocolo firmado com o município, a Junta pode ter mais um funcionário e executar numerosas obras, sobretudo melhorando estradas e caminhos. Lembrou também a importância de outros parceiros, como o Conselho de Baldios e a Fábrica da Igreja.

Referiu-se à recuperação do forno comunitário, em curso, destacando que será um importante suporte às visitas, com espaço para realização e pequenas refeições onde poderão ser servidos produtos locais, designadamente a broa cozida no forno.

Miguel Alves salientou o salto qualitativo a freguesia, inclusive na ligação à Câmara, à população e às associações. Referiu-se também à dimensão turística da freguesia e à importância do novo Núcleo Museológico.

Sobre a rede de saneamento, reivindicada pela freguesia, o presidente da Câmara informou que está a ser feito o trabalho de casa, por forma a avançar com uma candidatura comunitária se houver essa oportunidade, uma vez que a Câmara não poderá assumir uma obra de tamanha dimensão sozinha.        

Sendo esta a terceira e última reunião descentralizada deste mandato, tanto Miguel Alves como Paulo Alvarenga manifestaram completa sintonia e contentamento pela forma como a colaboração entre Câmara e Junta decorreu, numa relação pautada pela lealdade e pelo compromisso.

RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA MOSTRA "LENÇOS DE AMOR"

A exposição "Lenços de Amor, versos ao PAI: Do Pai da terra, ao Pai do Céu", irá prolongar-se até ao dia 7, sexta, do próximo mês de abril nos 4 pontos expositivos  onde esta se encontra. Atrio da Fundação INATEL em Braga, Av. Central, nº 77, Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Católica Portuguesa em Braga, sita na Praça da Faculdade de Filosofia (Largo das Teresinhas), nº 1, Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, rua Dr. Domingos Soares e, o edifício 15, Instituto de Ciências Sociais do 'Campus de Gualtar' da Universidade do Minho. Os horários de abertura ao público, dos pontos expositivos, continuam a ser os respetivos horários de funcionamento de cada uma das instituições parceiras.

rsv0317_fts_expo_lenços_agrup_escolas_sá_miranda009.jpg

Novo ponto expositivo

A partir da próxima segunda-feira, dia 3 de abril, a ExproMinho - Escola Profissional do Minho, sita na, Av.do Cávado, nº 48 e 54, S. Vicente, receberá o 5º ponto expositivo, atendendo à especificidade de alguns cursos ligados à área do estilismo/moda, ministrados por aquele estabelecimento de ensino profissional.

Esta exposição resulta, ou melhor, é consequência, do sucesso alcançado, com a realização da primeira exposição sob a designação; “Lenços de Amor, versos à Mãe”, levada a efeito em 2011, também em três espaços públicos da cidade. Das apreciações positivas então recolhidas, foram significativas as inúmeras solicitações de voltar a repor aquele projecto expositivo. Quer pelo carácter inovador que o mesmo apresentava, - ao nível das novas linguagens e abordagens plásticas -, quer na singularidade da reinterpretação da temática dos “Lenços de Amor” e/ou Lenços Temáticos".

rsv0317_fts_expo_lenços_pai0008.jpg

Assim, Dona Esperança, a “bordadeira de serviço”, logo acedeu ao repto lançado. Só que desta vez, em vez da Mãe, quem iria ser  iria ser contemplado seria o Pai. Dito e feito. As peças, ou melhor, os 50 “Lenços de Amor” dedicados ao Pai, mais que um mero produto artístico, traduzem sentimentos e estados d’alma da própria. As quadras, a cor das linhas usadas e os motivos a que recorre, tudo faz parte de um jogo policromático, que tem por único objectivo, enaltecer, reconhecer e agradecer ao seu e, aos restantes Pais do mundo.

Paralelamente à exposição, é sempre levado a efeito uma edição dos nossos "Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras", inerente à temática em questão, cujo tema será: - "Lenços de Amor, versos ao Pai - Os afectos no masculino...".

rsv0317_fts_expo_lenços_atrio_f_inatel003.jpg

rsv0317_fts_expo_lenços_edifício_15_i_c_sociais_UM004.jpg

rsv0317_fts_expo_lenços_fac_fil_c_sociais_ucp002.jpg

rsv0317_fts_expo_lenços_pai0004.jpg

PONTE DE LIMA BENEFICIA E AMPLIA EDIFÍCIO DA BANCADA DO CAMPO DO CRUZEIRO

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova a Empreitada de Beneficiação e Ampliação do Edifício da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro no valor de 393.467€+Iva

No âmbito da política de beneficiação e reparação dos equipamentos desportivos municipais, a Câmara Municipal de Ponte de Lima adjudicou a empreitada de “Beneficiação e Ampliação do Edifício da Bancada do Campo Municipal do Cruzeiro” pelo valor de 393.467,86€+Iva, sendo este um investimento significativo do Município, no sentido de proporcionar melhores condições desportivas aos atletas que usufruem deste equipamento.

vila 2003 ctr 2a.jpg

O projeto visa beneficiar e ampliar o edifício das bancadas do Campo Municipal do Cruzeiro, conferindo-lhe uma imagem mais atual e funcional ao nível das instalações existentes sob a bancada.

Espacialmente, o edifício possui um volume inferior em forma de “T” constituído pela sede, compartimento técnico, três blocos de vestiários-balneários para praticantes, dois blocos vestiários-balneários para árbitros/treinadores, sala de massagens, gabinete médico, lavandaria, bar de apoio e secretaria.

A intervenção desenvolvida incluiu ainda a demolição e reconstrução dos edifícios das bilheteiras e arrecadação de material desportivo, ambos situados na entrada principal deste equipamento desportivo.

Neste contexto, a ampliação/reconstrução terá uma área de implantação de 279,30 m2 e o volume a reformular uma área de 412,30 m2.

Relativamente aos acabamentos, a fachada ao nível da bancada será revestida a chapa metálica de cor cinza, sendo a parte inferior rebocada e pintada, também, na cor cinza. O volume que corresponde à ampliação dos balneários é revestido a forra de granito amarelo da região. Exteriormente, prevê-se a aplicação de betuminoso, bloco de encaixe tipo “Pavê”, betonilha e betão afagado nos passeios e acessos às bancadas.

CERVEIRA SENSIBILIZA CONTRA O DALTONISMO

Projeto ColorADD apresentado à comunidade educativa cerveirense

O autor do ColorADD, Miguel Neiva, vai estar, na próxima segunda-feira, em Vila Nova de Cerveira, para uma ação de sensibilização sobre daltonismo. Dirigido à comunidade educativa, este projeto único a nível mundial conta com a parceria do Institutoptico e da Óptica Coimbra na realização de rastreios visuais e de daltonismo às crianças do 4º ano.

ColorAdd-codigos.jpg

Inédito e diversas vezes premiado por todo o mundo, o Código ColorADD, desenvolvido pelo designer português Miguel Neiva, consiste num alfabeto universal das cores que permite, através de símbolos, a integração dos daltónicos em todas as atividades que exigem o reconhecimento da cor.

Nesta ação conjunta, com o apoio do Município e do Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, Miguel Neiva vai apresentar o ColorADD, aos alunos do 4º ano do concelho de Cerveira, enquanto o Institutoptico aborda a importância da deteção precoce das ametropias visuais e promove a realização de rastreios, de forma a identificar casos de crianças daltónicas e enquadrá-las da melhor forma possível na sociedade.

Como forma de assinalar e reconhecer a sua passagem pelas escolas, o projeto ColarADD vai dotar as respetivas bibliotecas escolares com este código, através da catalogação dos livros segundo as normativas da Unesco.

A ideia de Miguel Neiva nasceu quando partiu para a tese de mestrado. Durante oito anos esteve em contacto com médicos e daltónicos para perceber as dificuldades e limitações que enfrentam, mas também para encontrar um caminho para minimizar o obstáculo. A ColorADD nasceu em 2010, dois anos depois de Miguel Neiva defender a tese de mestrado.

O daltonismo é uma limitação que impede a correta identificação das cores, estimando-se que existam 350 milhões de pessoas com este problema no mundo.

MUNICÍPIO DE AMARES APOIA PERCURSO ACADÉMICO ATRAVÉS DA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO

A Câmara Municipal de Amares procedeu à atribuição de bolsas de estudos a 20 estudantes universitários do concelho. O apoio concedido totaliza um investimento num montante global de cerca de 20 mil euros e representa a aposta na formação académica e qualificação profissional dos jovens amarenses.

DSC04436.JPG

Integrada no âmbito das políticas de educação e ação social e do Município de Amares, esta medida pretende promover a igualdade de oportunidades de acesso ao ensino superior a todos os alunos do concelho, representando, simultaneamente, um investimento no desenvolvimento, crescimento e no futuro de Amares.

Nas palavras do presidente Manuel Moreira, “esta foi a forma que este executivo encontrou de apoiar os jovens amarenses, incentivando a frequência de cursos superiores, fomentando, desta forma, a melhoria da qualificação profissional e até pessoal dos candidatos, dotando-os de competências técnicas e suporte humano fundamental para o desenvolvimento socioeconómico do concelho”.

“Aliás esta era uma medida que já vinha do anterior executivo e que entendemos por bem manter dada a importância que a concessão destas bolsas representa no apoio social concedido aos agregados familiares e aos jovens, permitindo a continuidade do seu percurso formativo, tendo em consideração que, algumas famílias, dada a sua situação económica, não teriam possibilidade de assegurar, sublinhou o autarca.

SEMIBREVE REGRESSA A BRAGA ENTRE S DIAS 27 E 29 DE OUTUBRO

Festival reparte-se entre Theatro Circo, gnration e Casa Rolão

O Festival Semibreve tem regresso confirmado a Braga. A sua sétima edição decorrerá de 27 a 29 de Outubro de 2017, repartindo-se entre o Theatro Circo, o gnration e a Casa Rolão.

TDM_1826.jpg

O Festival Semibreve tem-se vindo a afirmar como um evento incontornável no panorama da música electrónica nacional e internacional, proporcionando espectáculos dos artistas mais relevantes da actualidade no domínio da música eletrónica e contribuindo para a divulgação de produção científica no campo das artes digitais produzida por instituições de referência, tais como a Universidade do Minho, Universidade do Porto, Universidade Católica, Fundação Bienal de Cerveira e Digitópia/Casa da Música.

Os passes gerais já se encontram à venda com um número limitado de passes pelo custo de 25 euros. Podem ser adquiridos via online, no site do Semibreve (http://www.festivalsemibreve.com/), nos balcões do Theatro Circo e gnration ou nos locais habituais. Deathprod, Valgeir Sigurðsson, Fis e Kyoka são os primeiros artistas confirmados para o programa de concertos.

Sediado em Oslo, na Noruega, o compositor Helge Sten tem vindo a trabalhar como Deathprod desde o início da década de 90, um minimalismo granular e profundamente atmosférico que atrasa o tempo e explora as mais ínfimas partículas do som. As suas actuações ao vivo são raras, o que reforça a importância da estreia em Portugal com uma performance audiovisual no Semibreve.

Valgeir Sigurðsson é um compositor e produtor islandês. Revela uma apreciação constantemente evolutiva da diversidade da música no mundo. Com um diligente sentido de onde procurar e saber para onde se move a música moderna de género liquefeito, as suas colaborações incluem Björk, Bonnie ‘Prince’ Billy, Feist, Damon Albarn, CocoRosie, Sigur Rós, Jóhann Jóhannsson, Brian Eno, Tim Hecker, Anohni, Oneohtrix Point Never e Alarm Will Sound. No Semibreve terá a colaboração de Yannick Jacquet, do coletico antivj, na componente visual.

Vindo da Nova Zelândia, Fis, uma estreia em território nacional, produz música electrónica física, vibrante e exploratória, fortemente influenciada pelos contextos onde se insere e pela sua relação com o mundo natural. O poeta inglês Rick Holland, que colaborou com Brian Eno e Jon Hopkins, ficou tão comovido pelo trabalho de Fis que escreveu um poema para cada uma das faixas. Música e compositora, Kyoka trabalha entre Berlim e Tóquio. Conhecida por uma abordagem musical caótica e directa e por um som bruto e pesado, a sua música resulta num pop-beat quebrado, com ritmos experimentais mas dançáveis.

TDM_2917.jpg

BARCELOS REÚNE CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL

70 instituições estiveram presentes no Conselho Local de Ação Social de Barcelos 

Decorreu, no dia 29 de março, no Auditório da Biblioteca Municipal, o Conselho Local de Ação Social de Barcelos (CLASB) com elevada participação das instituições.

CLASB.jpg

Neste plenário, foi avaliado o Plano de Ação de 2016, um plano dinâmico e ajustado às necessidades do território e às oportunidades de financiamentos de quadros comunitários, e foi também apresentado o plano para 2017.

No decorrer da sessão, foram também emitidos pareceres favoráveis relativamente a alguns projetos sociais concelhios, como o Centro de Apoio Parental de Aconselhamento Familiar (CAPAF) do Centro Social de Arcozelo, que foi financiado nos últimos dois anos integralmente pelo Município com um valor superior a 100 mil €; um parecer favorável para a candidatura a um projeto de promoção de autonomia de jovens, entre outros.

Na reunião, a Presidente do Conselho Local da Ação Social, Armandina Saleiro, fez uma retrospetiva sobre os projetos que mereceram todo o apoio municipal, estabelecendo parcerias em rede para a resolução de um conjunto de problemas sociais, nomeadamente na área dos sem-abrigo, violência doméstica, combate à discriminação, proteção de crianças e jovens, entre outros.

São vários os projetos que a Câmara Municipal se assume como parceiro estratégico com as instituições do concelho, designadamente “Um Teto para Todos”, em parceria com o GASC, que consiste no financiamento de apartamentos para alojamento de dezasseis pessoas para reabilitação social dos sem-abrigo; o projeto “Sorrir”, também em parceria com o GASC, que conta com o apoio financeiro e logístico do Município para reabilitação de toxicodependentes; o Banco de material escolar da SOPRO, com apoio financeiro da CMB; o Projeto “Canecas”, do Agrupamento Rosa Ramalho, que consiste na inclusão social de alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE); o Projeto Galo Artis, que pretende combater a exclusão social, com particular incidência na comunidade cigana, e numa faixa etária entre os 6 e os 30 anos, projeto em que o Município é o promotor e o Centro Social Abel Varzim o executor; o Open B que apoia a inclusão social na área urbana, onde a CMB é parceira e ATAHCA, ACIB, GASC são os promotores; e a CMB é também entidade parceira num conjunto de eventos de caráter formativo ajustados à realidade e diagnóstico social.

Além destes projetos em parceria, a CMB tem um vasto programa de apoios, nomeadamente hipoterapia para crianças com NEE, no Centro Hípico Ir. Pedro Coelho; férias de verão na Biblioteca Municipal, Museu de Olaria e Casa da Juventude para NEE; formação na área da orientação adaptada; projeto “Empresas socialmente responsáveis”, que se caracteriza pelo apoio dado pelos empresários num apadrinhamento de um projeto de cariz social.

O Município de Barcelos procura promover o bem-estar das populações, em particular daquelas que pela sua condição social e económica estão mais vulneráveis aos fatores de pobreza e exclusão social, dotando-os de recursos/competências que lhe permitam reduzir/suprir as desvantagens sociais.

É neste entendimento que se enquadram os apoios aos munícipes de menores recursos, como os programas de apoio à habitação e à renda de casa, bem como as bolsas de estudo aos estudantes do ensino superior. Inclui-se também neste conceito o apoio e a proteção social à infância, terceira idade e àqueles que, em razão da sua condição física, cultural, social ou de saúde enfrentam dificuldades acrescidas.

É a pensar nesta realidade que o pelouro de Acção Social e Saúde Pública, em conjunto com os parceiros da Rede Social, trabalha no sentido de corrigir algumas desigualdades sociais, alargar as cadeias redistributivas de forma equitativa, promovendo a coesão social do seu território. 

BRAGA UNIDA CONTRA OS MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA

Iniciativas de sensibilização ocorrem durante todo o mês de Abril

Abril é o mês Internacional da Prevenção dos Maus-Tratos na Infância e, pelo terceiro ano consecutivo, o Município de Braga associa-se à Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Braga (CPCJ) no sentido de alertar a sociedade para a necessidade premente de combater um flagelo que anualmente vitima dezenas de crianças em Portugal.

CMB31032017SERGIOFREITAS0000006032.jpg

Ao longo do mês serão promovidas diversas acções de sensibilização, nas escolas e na comunidade Bracarense, com o objectivo de despertar a população para esta problemática. “As crianças são aquilo que de mais importante existe no mundo e a sua relação com os adultos deve ser trabalhada diariamente. É responsabilidade dos adultos salvaguardar os direitos das crianças e jovens e, ao aderir a esta causa, o Município de Braga está a dar o exemplo e a alertar a sociedade para um problema crescente e cada vez mais actual”, referiu Firmino Marques, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do programa, que decorreu esta Sexta-feira, 31 de Março, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, e que contou com a presença dos alunos da EB1 de S. João do Souto.

CMB31032017SERGIOFREITAS0000006030.jpg

Inserido na campanha Laço Azul - imagem alusiva a este tema -, o programa contempla diversas actividades e conta com a adesão dos estabelecimentos de ensino do Concelho. A decoração das escolas e IPPS’s em tons de azul, actividades para pais e filhos, operações STOP em diversas escolas com a colaboração com a Polícia de Segurança Pública (PSP), distribuição de calendários com actividades para cada dia do mês de Abril, assim como o projecto ‘Namorar com Fair Play’ - que alerta para a violência no namoro jovem -, são algumas das iniciativas que pretendem educar crianças e jovens para os seus direitos, assim como sensibilizar a comunidade local para a importância de os adultos respeitarem relações com os mais novos.

Um dos pontos altos acontece a 22 de Abril, com a inauguração da exposição de laços azuis, desenvolvidos pelos alunos das escolas do Concelho. Os três melhores trabalhos serão, posteriormente, instalados no edifício principal da Câmara Municipal de Braga, no edifício do Pópulo e no Posto de Turismo, em Braga.

O programa encerra com a realização das III Jornadas sobre a protecção à Infância e Juventude, que decorrem nos dias 5 e 6 de Maio em parceria com o Centro de Formação Sá de Miranda.

CMB31032017SERGIOFREITAS0000006033.jpg

HORTO MUNICIPAL DE CELORICO DE BASTO RECEBE VISITA DE ALUNOS DO INFANTÁRIO

Cerca de 40 alunos do infantário de Moreira do Castelo, Covas e Carvalho em Celorico de Basto visitaram no dia 29 de março, no horto municipal, numa visita guiada por um espaço que dispõe de variadíssimas espécies de plantas onde se destacam as camélias.

_DSC2271.jpg

“O horto municipal é uma das formas de produzirmos as nossas plantas e assim podermos, a custos reduzidos, ter o nosso concelho florido. Neste momento, e porque somos a Capital das camélias, a produção incide sobretudo, em Camélias”, disse o Vereador do Ambiente, Fernando Peixoto. O autarca salientou importância destas visitas guiadas “para dar a conhecer às nossas crianças todo o processo de desenvolvimento das plantas até serem transportadas para os nossos jardins”.

A visita foi guiada e explicada ao pormenor pela técnica da Divisão de Ambiente do Município de Celorico de Basto e responsável pelo horto e pelos jardins, Teresa Canais Seco.

“É muito interessante ver a curiosidade destas crianças sobre a variedade de plantas que temos no nosso horto. Durante a visita explicamos as dicas e os cuidados a ter com as plantas, assim como os equipamentos que dispomos na nossa estufa, fundamentais para que as plantas cresçam nas melhores condições” disse a técnica.

_DSC2289.jpg

PAÇO DA GIELA É ATRACÇÃO TURÍSTICA DO ALTO MINHO

Paço de Giela recebe mais de 1000 visitantes no mês de Março

O mês de Março ainda não terminou e, no Paço de Giela já são mais de 1000 os visitantes no interior do monumento. Para estes números contribuíram turistas de nacionalidades diversas, desde portugueses, holandeses, espanhóis a americanos, brasileiros e franceses, assim como visitas coletivas de grupos organizados de várias regiões do país e associações concelhias.

MAISDE1000 (1).jpg

O Paço de Giela, monumento nacional com características únicas, atravessando o tempo desde o século XI, é atualmente um verdadeiro espaço de cultura, história, homenagem à memória coletiva e aos alvores da nacionalidade, que se vem consolidando como ex-libris concelhio, sendo cada vez mais solicitado para visitas.

Neste espaço realizam-se periodicamente espetáculos musicais, programas de férias para crianças, workshops, oficinas temáticas para famílias, a Recriação do Recontro de Valdevez, a comemoração do Haloween e bailes de Carnaval, visitas guiadas, apresentações de livros, entre outras.

Venha ao Paço de Giela!

Venha a Arcos de Valdevez Onde Portugal se fez!

Próximas atividades  - ABRIL E MAIO

ABRIL

5 e 6. ABR.  / 14H00 - 17H30 AVENTURAS DE PÁSCOA

9.ABR. DOM. / TRAIL CARLOS SÁ (passagem pela zona envolvente do Paço)

12 e 13. ABR.  / 14H00 - 17H30 AVENTURAS DE PÁSCOA

14 e 15. ABR.  / 10H30 – 12H30 / 14H30 - 17H30  “SAI DA CASCA” E VEM AO PAÇO

Pinturas faciais e esculturas com balões para crianças

Caça ao Ovo

Jogos de ontem para hoje

jogo do arco

jogo da malha

corrida do saco

pintura de azulejos (recriação do painel do recontro de valdevez)

22 e 23. ABR. SÁB. E DOM.  / TODO O DIA DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS

TEMA: "Desporto, Património Comum"

Visitas guiadas com entrada gratuita

  1. ABR. SÁB. / 16H00 APRESENTAÇÃO DE LIVRO

“Ameaça de um Anjo” de Patrícia Ferreira

VISITAS ESCOLARES: DE 20 DE ABRIL A 2 DE MAIO (Agrupamento de escolas de Valdevez e escolas de outros concelhos)

MAIO

  1. MAI. SÁB. / 15H00 PAÇO EM FAMÍLIA

OFICINA TEMÁTICA: HISTÓRIAS DO PAÇO

“O foto-livro: histórias do Paço de Giela”

MELGAÇO OFERECE ADRENALINA E AVENTURA

‘Pegada Zero – II Jornadas de Turismo de Natureza – PNPG – Melgaço 2017’

De 10 a 14 de maio, na Porta do Parque Nacional da Peneda-Gerês, Lamas de Mouro, Melgaço vai mostrar o que de melhor tem para oferecer

Melgaço vai propor dias de aventura e natureza com o Rio Minho (Rede Natura) e com o Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), consagrado pela UNESCO Reserva Mundial da Biosfera, como pano de fundo para diversas atividades que prometem encantar pequenos e crescidos, ao mesmo tempo que permitem dar a conhecer a região, as suas gentes e costumes. Falamos da segunda edição do Pegada Zero, um evento que acontece no Município Mais a Norte de Portugal de 10 a 14 de maio.

image004melmelmelg (1).jpg

Melgaço tem todas as condições para atividades de Turismo de natureza, não fosse este concelho estar situado na Área Protegida mais importante de Portugal, o PNPG. ‘Pegada Zero’ vai aproveitar todas essas potencialidades,  espalhadas por vários locais de rara beleza, na vertente de turismo de natureza, envolvendo todos os agentes que atuam na região - empresas de Animação, Restauração, Alojamento, Comunidade local, entre outras, mas também pretende que se desenvolvam ações de sensibilização sobre a conservação da natureza, junto das comunidades intervenientes, assim como criar ou reforçar a relação das mesmas com o serviço. Porta de Lamas de Mouro, pela sua contextualização, assim como pela existência de espaços, infraestruturas e equipamentos de apoio (Parque de Merendas; Auditório; Salas para Workshops; Espaços expositivos; Centro de BTT, entre outros) que permitem a realização de múltiplas atividades, é o local escolhido para exposições e algumas atividades.

image004melmelmelg (2).jpg

O PROGRAMA É DIVERSIFICADO E COM MUITA ADRENALINA

Haverá um programa para a Fam Trip e um outro geral - Festa do Desporto de Natureza – com atividades para todas as idades. Exposições Temáticas na Porta de Lamas de Mouro (‘O Regresso da Cabra-montês ao PNPG’ e ‘Flora Emblemática de Melgaço – PNPG’); o Colóquio ‘Turismo de Natureza, Aventura e Segurança’Observação da Cabra-montês, com passeio pedestre de cerca de duas horas (uma espécie rara em Portugal, existindo apenas na Serra do Gerês e na Serra Amarela); atividades para os mais pequenos (6 a 12 anos), com Jogos Tradicionais / Passeios pedestres ‘À Descoberta da Natureza’ / Oficinas de Reutilização; conhecer o néctar da região, o alvarinho, com visita à Quinta de Soalheiro, e o fumeiro, com visita à Quinta de folga; o Workshop ‘Fotografia de Natureza’PaddleBatismo de MergulhoSalto PendularArborismoSlideEscaladaRappelPrimitive RaceEcotuc TourPercurso de BTT; Tiro Desportivo; Kayaks; Orientação; Jogos Tradicionais; e Parapente farão as delícias de quem participar no Pegada Zero. As noites também serão de animação, com a Warm Up Festa do Desporto de Natureza, no Rios Bar.

image004melmelmelg (3).jpg

PROGRAMA: Festa do Desporto de Natureza: dias 12, 13 e 14 de maio

12 de maio (sexta-feira)

22h00 - Warm Up Festa do Desporto de Natureza - com Djs (Rios Bar)

13 de maio (sábado)

09h30 - Rafting no Rio Minho / Caminhada / Paddle / Batismo de Mergulho (Melgaço Radical)

10h00 - Salto Pendular (Melgaço WhiteWaters)

Arborismo / Slide / Escalada e Rappel (Montes de Laboreiro)

14h00 - Primitive Race (Montes de Laboreiro)

15h00 - Ecotuc Tour (Montes de Laboreiro)

22h00 - Warm Up Festa do Desporto de Natureza - com Djs (Rios Bar)

14 de maio (domingo)

09h00 - Rafting no Rio Minho (Melgaço WhiteWaters)

Percurso de BTT ‘Sabores de Melgaço’ (Melsport)

09h30 – Caminhada / Salto pendular / Paddle / Batismo de Mergulho (Melgaço Radical)

10h00 – Canyoning no Rio Laboreiro / Eco-tuc Tour (Montes de Laboreiro)

image004melmelmelg (4).jpg

E ainda:

  • Tiro Desportivo*
  • Kayaks*
  • Orientação*
  • Jogos Tradicionais*
  • Parapente*

Sábado: das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 16h30

Domingo: das 10h00 às 12h30

*No Centro de Estágios de Melgaço - atividades grátis/sem marcação.

Brevemente estarão abertas as inscrições para as restantes atividades. Mais informações através do e-mail pegadazerozero@gmail.com.

Para a Fam Trip (grupo de profissionais – Comunicação social & Operadores Turísticos): CanyoningO Garrano e o Lobo, uma atividade com cavalos onde se abordará o habitat do lobo ibérico e a sua relação com o meio; Rafting no Rio Minho; visitas Culturais ao Museu de Cinema Jean Loup Passek e ao Espaço Memória e Fronteira; e Alvarinho de Honra no Solar do Alvarinho. Aliada a estas atividades estará a degustação de pratos típicos de Melgaço.

A primeira edição aconteceu entre os dias 20 e 23 de outubro de 2016 e foi ‘uma excelente forma de Melgaço se vir a assumir cada vez mais como destino de Natureza’, considerou na altura Manoel Batista, autarca de Melgaço. Na época, a organização garantiu que aquele seria o primeiro de muitos eventos em Melgaço em torno da temática ‘Turismo de Natureza’ e que ‘tudo seria feito para a conservação deste património natural’. Assim acontece: de 10 a 14 de maio o turismo, a natureza e a aventura são em Melgaço!

image004melmelmelg (5).jpg

MELGAÇO, O MUNICÍPIO MAIS A NORTE DE PORTUGAL!

O município de Melgaço é limitado a norte e leste pela região da Galiza, confronta com o Rio Minho e está inserido numa importante região montanhosa, cujos valores patrimoniais e ambientais são referência reconhecida internacionalmente. Região verdejante, tipicamente Minhota, de forte e fértil vegetação, onde se fabrica uma das mais sublimes castas de vinho verde, o famoso Alvarinho, Melgaço orgulha-se do seu bonito património histórico, cultural e arquitetónico, inserido no maravilhoso Parque Nacional da Peneda-Gerês. É uma terra rica em tradições, histórias, lendas e testemunhos de vivências passadas e detentor de uma rica e saborosa gastronomia.

A sua beleza natural, o clima, o património histórico e a gastronomia, são alguns dos motivos pelos quais muitos escolhem Melgaço para descansar, o Município Mais a Norte de Portugal!

image004melmelmelg (6).jpg

image004melmelmelg (7).jpg

image004melmelmelg (8).jpg

 

CELORICO DE BASTO PREPARA-SE PARA ENCERRAR UM MÊS DEDICADO ÀS CAMÉLIAS

Hoje, 31 de março, Celorico de Basto Capital das Camélias irá apresentar a última iniciativa de um mês dedicado às Camélias, encerrando com a conferência “Camélias – Património e Potencial”.

“Foi um mês intenso de atividades que procurou valorizar este património natural e torná-lo como referência deste concelho. Durante este período passaram por Celorico de Basto milhares de visitantes entre os quais colecionadores e produtores de camélias que quiseram conhecer de perto a Capital das Camélias” disse o Presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Estamos definitivamente na Rota das Camélias pelas nossas características próprias mas também pelo trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por todos ao longo destes últimos anos sempre no sentido de valorizar este património natural e este concelho” realçou.

Este mês encerra com uma conferência que incidirá nos “grandiosos” jardins de camélias, geometricamente ornamentos e característicos desta região. Será ainda entregue os diplomas de participação em vários concursos nomeadamente o concurso gastronómico, o desfile de moda para eleição da princesa e da rainha das camélias e o concurso de “Montras decoradas com camélias”. O mês das camélias culmina com um verde de honra para todos os convidados.

Recordar que este ano Celorico de Basto como Capital das camélias dedicou um mês de atividades culturais e desportivas às camélias tendo sido destaque o fim-de-semana de 17 a 19 de março com a XIV Festa Internacional das Camélias.

cartaz_web.jpg

METALOMECÂNICA DE FAMALICÃO MONTA TUBAGENS INDUSTRIAIS NA JAGUAR E NA MERCEDES

Presidente da Câmara visita TUFAMA, segunda-feira, 3 de Abril, pelas 11h00, na Rua da Pedra n.º 84, em Vale S. Cosme (junto à empresa Super 2000).

António Matos é o exemplo perfeito de que a experiência é uma grande escola. Aos 18 anos seguiu os passos dos pais e emigrou à procura de oportunidades. Durante oito anos andou pela Europa e Médio Oriente a trabalhar na produção e montagem de tubagens industriais em refinarias e petroquímicas  e adquiriu o conhecimento que  lhe permitiu regressar a Portugal e montar a empresa Tufama que hoje se dá ao luxo de ter encomendas diretas de fábricas como, entre outras, a Jaguar, em Birmingham, e a Mercedes, em Estugarda, para a produção e montagem de estações de filtragem de óleos.

O ADN empreendedor de António Matos e a história da Tufama – mais uma empresa que espelha bem a força da metalomecânica em Famalicão –, vão ser conhecidos em pormenor na próximasegunda-feira,  3 de abril, pelas 11h00, durante uma visita do Presidente da Câmara à empresa, no âmbito do roteiro Famalicão Made IN, na Rua da Pedra n.º 84, em Vale S. Cosme (junto à empresa Super 2000).

Qualidade e competência à escala global é o princípio que norteia a gestão desta empresa familiar que vai chegar ao final do ano com um volume de negócios na ordem dos 15 milhões de euros, 75% dos quais provenientes do mercado externo. A Tufama emprega 100 funcionários, mas neste momento trabalham para a empresa 220 pessoas através de subcontratação por contrato de obra.

As tubagens produzidas pela empresa destinam-se essencialmente a refinarias, petroquímicas, indústria automóvel centrais de tratamento  de resíduos e centrais térmicas. “O que fazemos, fazemos bem” diz António Matos com o orgulho e argumentos fortes: “Não temos precisado de andar à procura de trabalho, o trabalho tem vindo ter connosco”.

CERVEIRA ALERTA CONTRA MAUS-TRATOS NA INFÂNCIA

Distribuídos laços azuis para assinalar prevenção dos maus-tratos na infância

Porque “A melhor forma de tratar o problema é impedir que aconteça”, abril é o mês da prevenção dos maus-tratos na infância. E uma vez mais, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ), com o apoio do Município, associa-se a esta ação de sensibilização, distribuindo laços azuis e panfletos informativos pelos estabelecimentos de ensino e centro histórico.

IMG_0489.JPG

Esta campanha destina-se a alertar a comunidade cerveirense para o flagelo que representam os maus tratos na infância e consciencializar para o papel preponderante que cada um desempenha na sua prevenção. Para além de explicar quais os princípios orientadores da intervenção da CPCJ no sistema de promoção e proteção de crianças em Portugal, esta ação visa igualmente informar como detetar e sinalizar possíveis situações de maus tratos.

Integrada na incitava distrital da Campanha Nacional MPMT (Mês de Prevenção dos Maus Tratos), a CPCJ de Vila Nova de Cerveira vai distribuir laços azuis e panfletos informativos nos vários estabelecimentos de ensino bem como no centro histórico.

Pelas crianças e jovens que são o futuro, partilhe o propósito de Paulo Sérgio Pinheiro, perito das Nações Unidas, “A melhor forma de tratar o problema é impedir que aconteça”.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO ARCUENSE SOLICITA MAIS PROXIMIDADE AO GOVERNO

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, aproveitou a presença do Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, em Arcos de Valdevez para referir que a Câmara Municipal tem investido na promoção do desenvolvimento económico do concelho, no aumento do emprego, na criação de rendimento, fixação de população e melhoria da qualidade de vida dos arcuenses.

assinatura_protocolo_museu_rio_frio4 (1).jpg

Para o autarca urge criarem-se condições para tornar o concelho ainda mais atrativo e competitivo, passando esta situação pela equidade no acesso a serviços públicos de proximidade, políticas ativas de emprego, dinamização de políticas focadas nas famílias e pelo apoio à instalação ou ao regresso das pessoas, bem como pelo incentivo à natalidade.

De igual modo solicitou o apoio do Governo para promover a Competitividade da Economia e do Território, tendo apelado ao apoio às empresas e para melhorar ligações ao concelho como é exemplo a ligação do IC 28 à fronteira da Madalena, a qual considera uma via determinante para o território.

Já o Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, corroborou a opinião de João Esteves, afirmando ser necessário que exista uma administração menos central e mais municipal, e cada vez mais próxima das pessoas, delegando também poderes nas Juntas de Freguesia. Por outro lado, afirma que o País precisa das pessoas por isso “é necessário criar emprego e riqueza, pois se houver emprego as pessoas ficam”.

FAMALICÃO ASSINALA DIA MUNDIAL DA CONSCIENCIALIZAÇÃO DO AUTISMO

Dia Mundial da Consciencialização do Autismo. Vila Nova de Famalicão de “azul” pelo autismo

Vila Nova de Famalicão associa-se, uma vez mais, ao movimento mundial de consciencialização para o Autismo, iluminando alguns edifícios públicos com a cor azul e dinamizando uma série de iniciativas de sensibilização e educação para a integração social dos autistas. A efeméride assinala-se no dia 2 de abril mas, em Vila Nova de Famalicão o programa evocativo prolonga-se até ao dia 4.

Casa da Juventude.jpg

Assim, na noite de 1 para 2 de abril, o edifício da Câmara Municipal e o edifício da Casa da Juventude vão ficar iluminados de azul, associando-se à iniciativa mundial “Light it up Blue”.

No dia 2, domingo, a partir das 10h00 e até às 12h00, na Praceta Cupertino de Miranda, no centro da cidade de Vila Nova de Famalicão, o  projeto FOR3VER SPECIAL, uma associação famalicense sem fins lucrativos, dinamiza um conjunto de ações sensibilização e divulgação públicas abertas à participação livre de todos.

Nesse mesmo dia, a partir das 15h00, a FOR3VER SPECIAL vai marcar presença na Quinta Nozes de Prata, da academia de artes Casa ao Lado, em Requião, para também aí dinamizar de ações sensibilização e educação para a integração das pessoas com perturbação do espetro Autismo.

Evocando a mesma efeméride, nos dias 3 e 4 de abril, o Agrupamento de Escolas de Ribeirão, o Agrupamento de Escolas de Gondifelos e o Agrupamento de Escolas D. Maria II promovem atividades com os alunos, sensibilizando-os para a necessidade da integração dos autistas.

O Dia Mundial da Consciencialização do Autismo foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2007, e é mundialmente celebrado a 2 de abril.

A data é assinalada pela iniciativa “Light it up Blue” (ilumine a azul ou acenda uma luz azul) do projeto Autism Speaks, cujo objetivo consiste em que, em todo o mundo, sejam iluminados a azul o maior número possível de museus, monumentos e edifícios públicos ou com valor relevante.

O autismo é uma dificuldade do desenvolvimento infantil. A ONU estima de uma em cada 65 pessoas sofra desta condição.

Não existe uma cura, mas alguns métodos de intervenção psicopedagógica têm tido resultados positivos, em particular no controlo de comportamentos específicos, permitindo uma melhor adaptação das crianças e adultos à vida em sociedade.

Paços do Concelhofamall.jpg

FAMALICÃO REQUALIFICA ADRO DA IGREJA DE SEIDE S. MIGUEL

Paulo Cunha inaugura obras de requalificação do adro da igreja de Seide S. Miguel. Cerimónia realiza-se domingo, dia 2 de abril, pelas 16h00

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, inaugura domingo, dia 2 de abril, pelas 16h00, as obras de requalificação do adro da igreja de Seide S. Miguel. As obras da responsabilidade da Junta de Freguesia tiveram um investimento de cerca de oito mil euros.

Para além da cerimónia de inauguração, Paulo Cunha vai efetuar uma visita de trabalho à freguesia com o seguinte programa:

- Inauguração da requalificação do adro da Igreja de S. Miguel de Seide;

- Apresentação e Inauguração do “castelo” de madeira, fruto do projeto de empreendedorismo das crianças do Jardim de Infância

- Apresentação pública do novo autocarro da freguesia

- Visita à requalificação da Avenida Nova, em Seide S. paio (Estas obras contam com um apoio financeiro municipal de 40 mil euros.)

BRAGA CONDICIONA TRÂNSITO NO TÚNEL DA AVENIDA DA LIBERDADE

Condicionamentos à normal circulação de trânsito

O Município de Braga e a AGERE informam que, devido à necessidade de proceder a acções de limpeza, o trânsito automóvel estará condicionado no túnel que liga a Avenida António Macedo à Avenida da Liberdade entre as 22h00 do dia 3 de Abril, Segunda-feira, e as 6h00 do dia 4 de Abril, Terça-feira.

Túnel.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ VAI TER EM RIO FRIO MUSEUS DOS OFÍCIOS E ARTE POPULAR

Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, esteve esta quarta-feira em Arcos de Valdevez para celebrar o protocolo que vai permitir realizar um investimento de 70 mil euros na freguesia de Rio Frio.

assinatura_protocolo_museu_rio_frio2.jpg

O Salão Nobre da Câmara Municipal encheu de populares e autarcas locais, esta quarta-feira, para assistirem à cerimónia de assinatura do protocolo de colaboração entre o Estado e a Junta de Freguesia de Rio Frio, relativamente à comparticipação em 50 por cento do futuro Museu dos Ofícios e Arte Popular de Rio Frio.

As obras do Museu estão orçadas em 70 mil euros, e este será um investimento de grande importância para o concelho em geral, porque irá permitir criar dinâmica na localidade, dar uma nova vida à antiga Escola Primária da freguesia, um espaço de grande simbolismo para quem por lá passou no seu percurso de aprendizagem.

O museu de ofícios e arte popular pretende implementar uma estratégia de etnoconservação local que promova o saber fazer tradicional; as condições básicas da coexistência homem/meio; o resgate da arte popular como elemento identitário do território e das suas gentes; a conservação e valorização dos habitats e da biodiversidade e recolha de conhecimentos, crenças, adágios, mitos, dogmas e rituais.

Por outro lado pretende ajudar a compreender a complexidade das interações entre a dimensão cultural, biológica, social e mesmo edafoclimática.

assinatura_protocolo_museu_rio_frio.jpg

A partir da realidade local, apostará no incremento de ações concretas para a conservação de um espólio ímpar que contém elementos tão raros como um fulão ou uma cartilha de rifões amalandrados e outros ditos populares.

Nesta cerimónia, o Presidente da Câmara Municipal, João Esteves aproveitou para realçar o impacto do projeto, que “serve para mostrar as nossas raízes, promover o turismo e o mundo rural”.

Os trabalhos do Museu são apoiados pela Câmara Municipal e comparticipados pelo Governo através da Direcção Geral das Autarquias Locais e da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, tendo o protoloco de colaboração sido assinado pelo Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, o Presidente da Junta de Rio Frio, António Amorim, o vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-Norte), Ricardo Magalhães, e a diretora-geral das Autarquias Locais, Sónia Ramalheiro.

assinatura_protocolo_museu_rio_frio4.jpg

assinatura_protocolo_museu_rio_frio6.jpg

assinatura_protocolo_museu_rio_frio7.jpg

assinatura_protocolo_museu_rio_frio12.jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA E ASSOCIAÇÃO COMERCIAL COLABORAM NA DINAMIZAÇÃO DAS ACTIVIDADES COMERCIAIS

Acordo de cooperação no valor de 225 mil euros

O Município de Braga e a Associação Comercial de Braga irão estabelecer um acordo de cooperação tendo em vista apoiar um programa de desenvolvimento empresarial que consagra actividades de apoio ao empreendedorismo, formação, inovação e promoção comercial, com a finalidade de reforçar a afirmação nacional e internacional de Braga como pólo de excelência para a atracção e dinamização de actividades económicas ligadas ao sector terciário da nossa economia. A proposta de comparticipação financeira à ACB, no valor de 225 mil euros, será analisado na próxima Reunião do Executivo Municipal, a realizar dia 3 de Abril.

CMB11082015SERGIOFREITAS0000002701.jpg

O acordo consagra o desenvolvimento de diversas acções conjuntas, com a finalidade de promover o empreendedorismo, a inovação e formação no comércio, turismo e serviços no concelho de Braga, nomeadamente:

Actuar sobre os factores críticos de melhoria da competitividade das empresas do Concelho; disponibilizar serviços de apoio ao empresário e investidor, em articulação com os serviços municipais afectos ao “Balcão Único”; promover iniciativas de dinamização comercial, em parceria com a Câmara e outros operadores relevantes, bem como actividades de divulgação da oferta comercial, turística e cultural de Braga; implementar com sucesso os projectos “Activar Braga” e “Welcome Braga”; apoiar as empresas do Concelho na busca de oportunidades em mercados extra-regionais e internacionais; intervir na implementação de medidas de apoio à modernização empresarial e promover o acesso à inovação tecnológica e às acções de investigação e desenvolvimento de interesse para as actividades económicas de Braga.

Considera a Autarquia que, atendendo à relevância e interesse colectivo das actividades desenvolvidas pelas associações empresariais, em particular pela ACB, importa, no actual contexto socioeconómico, estimular as actividades económicas através do reforço da cooperação com as Associações, proporcionando condições favoráveis ao desenvolvimento empresarial, em especial nas áreas de apoio ao empreendedorismo, formação, inovação empresarial, promoção comercial e turística.

O prazo de vigência deste acordo de cooperação irá iniciar-se na data da sua aprovação e termina no final do ano 2017.

MUSEUS DE FAMALICÃO ESTÃO EM REDE HÁ 5 ANOS

Exposição “Lugares (In)visíveis” celebra os cinco anos da Rede de Museus de Famalicão. Mostra é inaugurada este sábado, 1 de abril, pelas 17h00, na Casa do Território

A 26 de novembro de 2012, nascia em Vila Nova de Famalicão uma estrutura criada para preservar e valorizar os treze espaços museológicos do concelho.

Rede de Museus de Famalicão celebra cinco anos de atividade.jpg

A celebrar cinco anos de atividade, a Rede de Museus dá agora a conhecer estes espaços únicos e incontornáveis do património histórico famalicense através de uma exposição que reúne a sua história, memória e identidade.

A mostra, intitulada “Lugares (In)visíveis”, é inaugurada este sábado, 1 de abril, às 17h00, pelo Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e vai estar patente até ao dia 3 de setembro, na Casa do Território, no Parque da Devesa.

Recorde-se que a Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão é composta pelos seguintes espaços: Museu Cívico e Religioso de Mouquim, Casa-Museu Soledade Malvar, Museu de Arte Sacra de São Tiago de Antas, Museu de Arte Sacra (Capela da Lapa), Museu da Indústria Têxtil, Museu da Guerra Colonial, Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado e Nine, Museu da Confraria da Senhora do Carmo de Lemenhe, Casa-Museu Camilo Castelo Branco, Museu do Surrealismo da Fundação Cupertino de Miranda, Museu de Cerâmica da Fundação Castro Alves, Museu Bernardino Machado e Museu do Automóvel. 

ENCONTRO NACIONAL DE MOLINOLOGIA REALIZA-SE EM PONTE DE SOR

Moinhos ' 2017. III Encontro Nacional de Molinologia. Ponte de Sor

9 de Abril - kickoff (abertura de inscrições)

3 e 4 de Junho - Encontro

Após o sucesso do III Encontro em Albergaria-a-velha, em 2015, a Etnoideia organiza o IV Encontro Nacional de Molinologia dada a pertinência e urgência do tema na conjuntura atual.

molinolopontesor (2).jpg

A Câmara Municipal de Ponte de Sor é co-organizadora do encontro, perspectivando-se um programa de bom nível dado o rico património molinológico local e o dinamismo municipal na sua preservação e valorização de que destacamos a recuperação recente do Moinho de Vento de Foros de Arrão.

Porquê o Encontro?

Portugal precisa como nunca de desenvolver o seu interior e de qualificar as suas cidades. Os nossos moinhos são importantes ativos para o desenvolvimento sustentável, qualificação dos territórios, empreendedorismo ao nível das indústrias criativas e do turismo, por exemplo. Mas também para a construção da designada economia verde e para a qualificação ambiental das regiões e requalificação urbana, não esquecendo as importantes funções educativa, de lazer e de interação e coesão social. No entanto, o seu declínio acentuado pela crise e pelo envelhecimento dos detentores dos saberes tradicionais coloca em risco este importante património.

O que buscamos?

Por isso, mais do que nunca, é oportuno convocar a cidadania dos portugueses e as suas instituições autárquicas, associativas e económicas para a sua recuperação e valorização numa perspetiva de criação de riqueza e geração de oportunidades, tendo os jovens como prioridade e a estratégia Portugal 2020, em que os moinhos se integram claramente, como oportunidade de financiamento e ativação de processos de desenvolv-mento comunitário de base local integrando os moinhos tradicionais portugueses nas novas soluções para os territórios.

O IV Encontro Nacional de Molinologia desenvolve-se em duas vertentes. Por um lado, na recolha, aprofundamento e partilha do Saber e do Saber Fazer tradicionais ao nível da Etnotecnologia e da Molinologia Portuguesa. Por ou-tro, na apresentação e reflexão conjunta de projetos de desenvolvimento envolvendo a reabilitação e valorização de moinhos tradicionais em Portugal.

BRAGA REALIZA CONCERTOS E ESPETÁCULOS

31 março  —  sexta-feira

21h00, Sé Catedral

Orquestra Sinfónica do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga

1­ª Parte

Orquestra Sinfónica

Ouverture Coriolan op. 62, de L. Beethoven e L. Arlesienne

Suite Orquestral Nº2 ‑ de G. Bizet

Direção: Paulo Matos

2‑ª Parte

Orquestra de Sopros e Coro

Funeral March, de Edvard Grieg - arr: Jerôme Naulais

Fate of the Gods, de Steven Reineke

Missa Brevis, de Jacob de Haan

1 - Kyrie

2 - Gloria

3 - Credo

4 - Sanctus

5 - Benedictus

6 - Agnus Dei

Direção: Filipe Silva

Direção vocal: Ana Rute ReiApoio: Paularte

1 abril — sábado

21h30, Igreja Paroquial de S. Victor

Concerto de Música Sacra

Grupo “GLI APPASSIONATI”

Organização da C. O. da Procissão de Nossa Senhora da Burrinha (Paróquia e Junta de Freguesia de S. Victor)

EXPOSIÇÕES

3 março a 16 abril

Museu Pio XII

“Uma Mãe junto à Cruz”

Organização do Museu Pio XII

4 março a 16 abril

Museu da Imagem

Exposição de fotografia “Lausperene”

Organização da Câmara Municipal de Braga

16 março a 17 abril

Casa dos Crivos

“As Catorze Obras da Misericórdia”

Organização da Câmara Municipal de Braga e da Santa Casa da Misericórdia de Braga

Patrocínio: Hospital de Braga

17 março a 16 abril

Tesouro-Museu da Sé de Braga (entrada pela rua D. Diogo de Sousa)

“Mater Dolorosa”

Organização do Tesouro-Museu da Sé de Braga

20 março a 16 abril

Salão Medieval da Reitoria da Universidade do Minho

“Os Terceiros na Quaresma Bracarense”

Uma iniciativa de: Venerável Ordem Terceira de S. Francisco de Braga, Conselho Cultural da Universidade do Minho e Câmara Municipal de Braga

31 março a 13 abril – INAUGURAÇÃO às 17:30h

Irmandade de Santa Cruz (Largo de Santa Cruz)

“Paixão e Glória – Num Tesouro-Museu de Amor”

Organização da Irmandade de Santa Cruz

31 março a 20 abril

Espaço Galeria da Junta de Freguesia de S. Victor

“Cristo… por amor a nós”, Artigos religiosos

Uma iniciativa da Comissão Organizadora da Procissão da Burrinha

3 a 17 abril – INAUGURAÇÃO às 15:00h

Braga Parque

Exposição de fotografia “Lausperene”

Organização do Braga Parque

3 a 18 abril – INAUGURAÇÃO às 16:00h

Fonte do Ídolo

Exposição de fotografia “A Semana Santa de Braga”

Fotos premiadas da 8ª edição do Concurso de Fotografia (2016)

Organização da Comissão da Semana Santa

Mais informação e sempre atualizada no sítio oficial www.semanasantabraga.com.

BRAGA EXPÕE SOBRE A SEMANA SANTA

Braga inaugura a exposição de fotografia dos premiados da passada edição do concurso de fotografia “A Semana Santa de Braga”, segunda-feira, dia 3 de abril, pelas 16h, na Fonte do Ídolo, em Braga.

image001braggga.jpg

Na mesma ocasião será anunciado o lançamento da 9ª edição do Concurso, iniciativa da Comissão da Semana Santa de Braga, e que continua a contar com o patrocínio exclusivo da prestigiada marca Canon, com o apoio da entidade regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal e da loja FNAC de Braga, e como media partner o jornal Diário do Minho.

Sobre o Concurso

O concurso de fotografia “A Semana Santa de Braga” tem como objetivo sensibilizar todos os amantes da fotografia para o tema em particular, e em geral para esta época tão especial da cidade de Braga, bem assim como estimular e difundir a criatividade na arte da fotografia.

É uma iniciativa inserida no programa oficial da Semana Santa de Braga e que conta com um crescente aumento de participação e é todos os anos aguardada com grande expectativa, pois o nível de organização e qualidade de trabalhos é por todos reconhecido e valorizado.

‘EM ABRIL LIVROS MIL’ COMEMORA O LIVRO E A LEITURA

Abril é sinónimo de livros em Melgaço: inúmeras atividades promovem a cultura literária, onde adultos e crianças participam

A Câmara Municipal de Melgaço volta a apostar num conjunto de atividades, para todas as idades e gostos, para assinalar o Dia Internacional do Livro Infantil, 2 de abril (data de nascimento do escritor Hans Christian Andersen, autor de algumas das histórias para crianças mais lidas em todo o mundo), e o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, 23 de abril. Teatro, Contos, Poesia, Música e Caminhada no Planalto de Castro Laboreiro são as atividades que a autarquia vai dinamizar para dar levar a cabo a II edição da iniciativa ‘Em abril Livros Mil’.

Em abril livros mil 1.png

O programa é organizado pelo Município de Melgaço em parceria com o Agrupamento de Escolas local e com a Rede de Bibliotecas de Melgaço.

Programa “Em abril Livros Mil”

1 de abril

TEATRO PARA BEBÉS: Planeta Plim - 6 meses aos 5 anos

Quando for grande, quero ser astronauta e viajar pelo espaço num foguetão que faz vvvvvv.

O espaço é muito grande. Eu sou muito pequenino. E vou precisar de ajuda para encontrar o Planeta Plim. Sim?

Produção: Teatro a Quatro e Hymnus. Lda.

Local: Solar do Alvarinho | Hora: 15h30 e 17h00

03 de abril

Poemas para brincar e pensar – pré-escolar

Poemas para Brincar e Pensar (Texto de Isabel Pereira Santos e ilustração de Susana Lima) é um livro que incute, de uma forma divertida, o gosto pelas palavras, através da musicalidade, das repetições e dos jogos linguísticos.

Estes poemas com história cativam pelo sentido de humor, alternado com a seriedade, e colocam os mais novos a pensar, enquanto se divertem.

Sessão de animação com Inácia Cruz

Local: Casa da Cultura | Hora: 10h/11h/14h

19 de abril

Posso falar de mim - 8º ao 12º ano

O espetáculo parte de textos na sua maioria inéditos, criados em oficinas de escrita, onde se explora e combina a pluralidade de temas primordiais na vida dos adolescentes (e, inevitavelmente, de muitos adultos). A partir de situações ficcionadas e outras de inspiração em factos reais, o espetáculo aborda as problemáticas que envolvem o corpo e os seus significados nos contextos pessoal e coletivo; a sexualidade e orientações na sua ampla expressão; identidades de género e as suas subjetividades; a descriminação e bullying, os comportamentos de risco, como as IST/DST e gravidez indesejada. A afetividade, o namoro, a violência dentro deste contexto, completam o leque temático do espetáculo.

Por: Teatro Aramá

Local: Casa da Cultura | Hora: 11h/14h20

20 de abril

Pequenos corações verdes - 1º ciclo

‘Pequenos Corações Verdes’ é a primeira obra infantojuvenil da autoria de João Manuel Ribeiro publicada pela Opera Omnia, um autor já consagrado. Neste livro, com ilustrações da talentosa Susana Lima, o autor procura, de forma lúdica e divertida, alertar os mais pequenos e os mais crescidos para a importância da preservação do planeta e do meio ambiente.

Sessão de animação com Rui Ramos

Local: Casa da Cultura | Hora: 10h/11h/14h30

21 de abril

O Memória e Fronteira na poesia* – lares e salas de convívio

A emigração e o contrabando são fenómenos que fazem parte da identidade cultural e história do concelho de Melgaço. Durante longos anos foi deles que as gentes locais viveram essencialmente. Emigrantes e contrabandistas, não há família desta região que não os tenha na árvore genealógica. Para a Comemoração dos 10 anos do Espaço Memória e Fronteira, e com o objetivo de cativar o interesse do povo melgacense para a poesia, realizar-se-á uma sessão de declamação de poesia com um momento musical - uma aposta no íntimo diálogo entre poesia e música.

Local: Espaço Memória e Fronteira | Hora: 14h30

22 de abril

Caminhada no Planalto de Castro Laboreiro*

Esta iniciativa permite desfrutar de paisagens de rara beleza e oferece ao visitante um percurso por uma das maiores necrópoles megalíticas da Península Ibérica. Incluído no Parque Nacional da Peneda-Gerês - embora no seu limite setentrional, junto à fronteira com Espanha -, o Planalto de Castro Laboreiro eleva-se a cerca de 1000 metros de altitude, atingindo, por vezes, cotas na ordem dos 1300 metros. Inscrições abertas até 19 de abril, através do e-mail mcodesso@cm-melgaco.pt, telf 251 410 060 ou presencialmente na Casa da Cultura.

26 de abril

Elmer: o elefante xadrez – pequenos e transição Santa Casa da Misericórdia

Elmer é um elefante terno e brincalhão. Ele faz parte de uma manada em que todos os elefantes são da mesma cor. Só ele não é como seus amigos. Elmer é xadrez, todo colorido.

Um dia, Elmer ficou muito incomodado com suas cores: aquilo não era cor de elefante. Mas logo percebeu que cada um é como é.

De David McKee

Sessão de animação: serviços educativos

Local: Santa Casa da Misericórdia | Hora: 10h

26 de abril

A história engraçada de uma biblioteca abandonada - 5º, 6º, 7º ano

O livro ‘A história engraçada de uma biblioteca abandonada’ (Texto de Carlos Nuno Granja e Ilustração de Ângela Vieira) transporta-nos ao ambiente mágico do mundo dos livros. Como por magia, a descoberta de uma Biblioteca, com os seus maravilhosos livros, tem o condão de transformar uma cidade triste e desanimada, numa cidade alegre e entusiasmada.

Sessão de animação com Liliana Salomé

Local: Casa da Cultura | Hora: 09h30/11h/14h20

*Com as atividades ‘O Memória e Fronteira na poesia’ e a Caminhada no Planalto de Castro Laboreiro pretende-se, também, comemorar o 10º aniversário do Espaço Memória e Fronteira.

Em abril livros mil_cartaz.png

MUNICÍPIO DE CERVEIRA APOIA ASSOCIAÇÕES

Aprovados subsídios anuais para associações do concelho

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou, na última reunião, a atribuição de 215 mil euros a 38 associações do concelho de finalidade cultural, recreativa, desportiva e social. A esta comparticipação financeira anual acresce o apoio logístico na realização de atividades, bem como a cedência de transporte, mediante solicitação.

De acordo com o autarca cerveirense, Fernando Nogueira, “o associativismo desempenha cada vez mais um papel fulcral na dinamização de qualquer concelho, na preservação das tradições e também no reforço dos laços comunitários. Por isso, o Município vai continuar ao lado das associações”.

Cumprindo a regulamentação para a comparticipação financeira a associações e clubes desportivos, associações culturais e recreativas e IPSS’s, a Comissão de Apreciação de Pedidos de Apoio concluiu o processo de análise das candidaturas para 2017, tendo apresentado ao executivo uma proposta que vai de encontro ao praticado no ano transato, ou seja, os apoios não sofrem alterações, na sua grande maioria.

No total, 38 associações de vária índole dividem, em 2017, 215 mil euros, mediante os critérios previamente definidos e regulamentados. As verbas aprovadas serão entregues de forma faseada, entre abril e dezembro, dando resposta às necessidades de cada coletividade.

FAMALICÃO QUER REQUALIFICAR LOJA DO CIDADÃO

Câmara de Famalicão disponibiliza-se em avançar já com as obras da Loja do Cidadão. Paulo Cunha reitera urgência deste serviço público para o concelho

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, garantiu, esta quinta-feira, a disponibilidade da autarquia em avançar de imediato com as obras de adaptação do Centro Comercial D. Sancho I para acolher a Loja do Cidadão, caso o Governo se comprometa com o financiamento das obras até 2018 ou 2019, como aliás, foi já anunciado em Diário da República, no passado mês de janeiro.

DSC_1956.jpg

“A Câmara Municipal assume a responsabilidade pelas obras e pela abertura do espaço da Loja do Cidadão, mas o Governo tem que deixar bem claro que vai cumprir com o compromisso já manifestado”, explica Paulo Cunha, acrescentando que aguarda “o agendamento de uma reunião com a secretária de Estado da Modernização Administrativa onde será oficializada esta vontade da autarquia”.

Refira-se que no passado mês de janeiro foi publicado em Diário da República a data proposta pelo Governo para a abertura da Loja do Cidadão, em Famalicão, para 2018 e 2019. Na altura, Paulo Cunha demonstrou o seu desagrado, salientando que “o concelho tem todas as condições criadas para que a Loja do Cidadão comece a funcionar em 2017”, assinalando ainda “uma evidente urgência na abertura desta estrutura, tendo em conta que atualmente estes serviços públicos do Estado estão a ser prestados em más condições, como é o caso do registo civil”.

Para tentar sensibilizar o Governo para a abertura da Loja do Cidadão em 2017, Paulo Cunha apresentou um voto de recomendação junto do Governo e da Agência de Modernização Administrativa (AMA), que não obteve efeitos. O autarca não desiste e avança agora com a proposta de iniciar já as obras.

Recorde-se ainda que em 2015, o município e a AMA celebraram um protocolo para a instalação deste serviço público no concelho. Na altura, foi encontrado o espaço ideal que permite concentrar no mesmo local os vários serviços. Assim ficou definido que a Loja do Cidadão ficará instalada no Centro Comercial D. Sancho I - espaço da antiga superfície comercial “Inô” -, localizado na Avenida Dr. Carlos Bacelar. Para assegurar o espaço, a autarquia paga desde essa altura uma renda mensal. Nessa altura, ficou também acordado com as Finanças, Segurança Social e Conservatórias a sua instalação no novo espaço.

CLUBE ECOAR DE VIZELA CONVIDA A VISITAR SANTIAGO DE COMPOSTELA

Vizela tem uma novidade para si! O Clube Ecoar na sua Loja EDP de Vizela criou novas  experiências nacionais e internacionais a pensar em si e na sua família.

santiagovizela.png

Visite-nos em www.clube-ecoar.com ou na nossa Loja na Rua Dr. Abílio Torres, 710 4815-552

Vizela!

Como as vagas para cada evento são limitadas, não deixe para amanhã o que pode fazer já hoje!

Não se trata de viagens promocionais! É um evento criado a pensar em si e no tempo de

 qualidade que poderá passar com os seus amigos e com sua família!

Fale connosco! Estamos à sua disposição: 304 500 608 (custo de chamada local) ou gratuitamente no chat do nosso site!

AMARES ESTÁ ENTRE OS 20 PROJETOS NACIONAIS ESCOLHIDOS PELO CREATOUR

Após ter-se candidatado ao projeto CREATOUR “Desenvolver Destinos de Turismo Criativo em Cidades de Pequena Dimensão e Áreas Rurais”, com as residências artísticas do ENCONTRARTE AMARES, o Município de Amares, ficou entre os 20 projetos selecionados a nível nacional para desenvolver iniciativas-piloto na área do turismo criativo, nos próximos três anos.

_MG_1160.JPG

A chamada foi dirigida a diversas organizações, da cultura e do turismo, localizadas nas regiões Norte, Centro, Alentejo, e Algarve, que pretendessem desenvolver e concretizar projetos na área do turismo criativo e foram escolhidos 5 projetos de cada região, num total de 20, entre 138 candidaturas.

As experiências de Turismo Criativo dizem respeito a oportunidades de co-criação e desenvolvimento pessoal nos destinos turísticos, e costumam estar associadas à identidade e cultura do destino visitado. Amares quer assim ser pioneira no Turismo Criativo e terá oportunidade de trabalhar com 5 universidades do país e desenvolver as Residências do ENCONTRARTE como um atrator de turismo e promoção do território.

16321_creatour_.jpg

Este projeto procura promover o desenvolvimento deste tipo de propostas de qualificação do turismo fora dos grandes centros urbanos e assim contribuir para o florescimento de novas ofertas em turismo. Estas iniciativas poderão trazer em simultâneo um valor para o tecido empresarial regional e para a revitalização de atividades relacionadas com a identidade local e regional.

O projeto é coordenado pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e tem como parceiros o Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora, o Centro de Investigação sobre o Espaço e as Organizações da Universidade do Algarve, o DINÂMIA'CET-IUL, Centro de Estudos Sobre a Mudança Socioeconómica e o Território do ISCTE-IUL e o Laboratório de Paisagens, Património e Território da Universidade do Minho. Das 138 candidaturas recebidas foram selecionadas as 5 que mais se destacaram em cada região.

O CREATOUR é financiado pelo PACPrograma de Atividades Conjuntas do Portugal 2020, através dos Programas Operacionais COMPETE 2020, POR Lisboa, CRESCAlgarve 2020 e da FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

454425287e543ea6a3c5c46ebb65fe85.JPG

DSC_5857.JPG

RAR2015015D23075788.jpg

RAR2015015D24076359.jpg

BARCELOS RECHEIA COM ATIVIDADES FÉRIAS DA PÁSCOA

Durante a interrupção letiva das Férias da Páscoa, o Município de Barcelos vai promover múltiplas atividades lúdicas para o tempo livre dos mais novos, entre a Casa da Juventude, a Galeria de Arte, o Museu de Olaria, a Biblioteca Municipal e o Pavilhão Municipal.

A Casa da Juventude apresenta um programa de oficinas dedicado às expressões plásticas e que decorrerá entre 5 e 13 de abril, das 10h às 12h00, para inscrições de grupos, e das 15h00 às 17h30, para inscrições individuais. A participação é gratuita, mas as inscrições são obrigatórias e limitadas, devendo todos os interessados proceder à inscrição até ao dia 3 de abril através do e-mailcasadajuventude@cm-barcelos.pt.

No mesmo período, a Galeria Municipal de Arte propõe atividades dirigidas a crianças entre os 8 e os 14 anos e que se realizarão durante a parte da tarde, entre as 14h30 e as 17h. Entre as propostas didáticas, encontram-se a criação de cestinhas de ovos, de máscaras, de coelhinhos reciclados e ainda de um jogo do galo. As incrições são gratuitas, embora limitadas, e deverão ser submetidas para o e-mail galeriamunicipalarte@cm-barcelos.pt.

Já a parte da manhã, entre as 10h e as 12h, ficará reservada ao Museu de Olaria e a vários ateliês direcionados para crianças entre os 6 e os 12 anos. Além de moldagens de figuras pascais em barro (5 e 11 de abril), serão também realizadas oficinas de pintura de azulejo e peças (7 e 13 de abril), coloração de sinos de ventos (6 de abril) e confeção de pão de ló (12 de abril). A participação custa 1,10 € por atividade. As inscrições são limitadas e deverão ser enviadas para o e-mail museuolaria@cm-barcelos.pt.

Fora de portas, as crianças poderão inscrever-se ainda nas Férias Desportivas, promovidas pelo Pelouro do Desporto, que incluem várias modalidades. A participação é gratuita e as inscrições efetuam-se no Pavilhão Municipal, onde decorrerão as atividades.

Numa divertida aventura ao mundo dos livros, a Biblioteca Municipal de Barcelos preparou também um programa especial, destinado a crianças e jovens dos 6 aos 14 anos de idade, que procura motivar aprendizagens que valorizam a curiosidade e a criatividade, tendo como ponto de partida o contacto com o livro. Entre histórias, ateliês, cinema, teatro e jogos, os participantes poderão aprender e divertir-se, atrevendo-se a imaginar histórias de sonho, cortar, colar, reaproveitar e inventar. Para grupos e instituições, prepararam-se sessões de cinema, teatro, horas do conto e viagens à Biblioteca. As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias. Poderão ser efetuadas pessoalmente, na Biblioteca Municipal, pelo telefone (253809641) ou por email (biblioteca@cm-barcelos.pt).

PLANO ESTRATÉGICO DE FAMALICÃO ESTÁ NAS MÃOS DE TODOS OS FAMALICENSES

Segundo Encontro Famalicão Visão’25, dia 4 de abril, 18h00, na Casa das Artes. Carlos Moedas, António Manuel Figueiredo e Paulo Cunha são oradores

Dia 4 de abril, o concelho de Vila Nova de Famalicão reúne-se. O pretexto é significativo e tem impacto em todos: acompanhar o Plano Estratégico iniciado em 2014 e que orienta os decisores no desenvolvimento do concelho até 2025. Documento de que os famalicenses são também autores, para além de protagonistas, resultado da sua exemplar participação às iniciativas lançadas e cujo retorno foram ideias, projetos e ambições coletivas. Aliás, é de sublinhar o papel decisivo dos famalicenses na elaboração deste plano.

_DSC9271.JPG

Mas porque este é um trabalho que reflete sobre Vila Nova de Famalicão, a partir daquilo que o concelho é hoje, um dos mais industrializados de Portugal, evidenciando que os seus habitantes estão comprometidos e interessados com o futuro do seu território, a Câmara Municipal convoca os famalicenses, uma vez mais. No segundo encontro Famalicão Visão Visão’25, a ter lugar na próxima terça-feira, 4 de abril, a partir das 18h00, na Casa das Artes, a autarquia vai dar a conhecer e analisar a execução do Plano Estratégico. Ou seja, os passos já dados nos quatro eixos centrais da estratégia municipal – sustentabilidade, inclusão, inteligência e governança –, assim como nos programa-estrela de cada eixo, e como avaliam os famalicenses os progressos alcançados. 

A matéria para essa reflexão tem por base a apresentação do Relatório de Pilotagem 2017 que inclui os resultados do Inquérito à Satisfação da População. A sessão assinalará também o lançamento da edição de 2017 dos Selos Famalicão Visão’25.

Carlos Moedas, Comissário Europeu (recorrendo à transmissão vídeo), António Manuel Figueiredo, especialista em Desenvolvimento Regional, e Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal, são, entre outros, os oradores convidados da sessão.

De resto, o edil famalicense antecipa o que pensa sobre o Relatório de Pilotagem 2017: “É uma escala para avaliação do percurso percorrido, apresentação de indicadores e renovação de diretrizes. Entendemos que esta avaliação vai gerar novas perspetivas e orientações, alimentando e qualificando o processo de implementação do Plano Estratégico”, realça, concluindo: “Mais uma vez, a Câmara Municipal conta com os famalicenses. Porque tem Visão, Famalicão marca!.”

| PROGRAMA |

2º ENCONTRO FAMALICÃO VISÃO´25

18h00 Receção aos convidados

18h30 Abertura 

Evolução do Quadro de Indicadores do Concelho

Estudo de Satisfação da Vivência em Vila Nova de Famalicão: Inquérito

Painel “Desafiar a Estratégia”

António Manuel Figueiredo, Especialista em Desenvolvimento Regional

Carlos Moedas, Comissário Europeu (transmissão vídeo)

Encerramento

Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

PÓVOA DE LANHOSO ASSINALA DIA MUNDIAL PARA A IGUALDADE

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e o GRACE – Grupo de Apoio e Reflexão à Cidadania Empresarial, a maior Associação de Empresas no país, assinaram um protocolo com vista a reforçar a aposta na promoção da Cidadania e Igualdade no Concelho, nas mais diversas áreas da Sociedade. Este momento inseriu-se no âmbito das comemorações do Dia Municipal da Póvoa de Lanhoso para a Igualdade (23 de março).

Assinatura de protocolo com o GRACE 1.JPG

Este protocolo tem pois como finalidade promover a cooperação entre a Câmara Municipal e o GRACE, com o fim de canalizar recursos empresariais para necessidades do território da Póvoa de Lanhoso e, principalmente, sensibilizar o tecido local para o papel e importância do exercício pleno de cidadania.

De forma a assinalar esta data na Póvoa de Lanhoso, o GRACE desenvolveu diversas sessões de informação: no dia 22, pelas 16h00, um fórum subordinado ao tema do “Voluntariado Corporativo” e dirigido 20 a colaboradores/as da Autarquia e Voluntários/as inscritos/as no Banco de Voluntariado Local; no mesmo dia, pelas 20h00, uma nova intervenção subordinada ao tema da “Responsabilidade Social nas Empresas” dirigida a cerca de 30 empresários/as do concelho; no dia 23, pelas 10h00, um Workshop sobre “Desenvolvimento Sustentável” em que participaram cerca de 50 alunos/as do Ensino Secundário Profissional; e, na mesma data, pelas 14h00, uma palestra sobre “Economia Social nas IPSS’s” em que participaram 12 técnicas representantes de IPSS´s, integradas na Rede Social do Concelho.

Ainda de modo a assinalar o Dia Municipal para a Igualdade (23 de março), a Câmara Municipal, através do SIGO – Serviço para a promoção da Igualdade de Género, lançou o Concurso Fotográfico “+Igualdade, +Cidadania”.

Embora a nível global o Dia Municipal para a Igualdade seja assinalado a 24 de outubro, desde 2012 que, no âmbito da realização do Plano Municipal para a Igualdade, o Município Povoense instituiu o Dia Municipal para a Igualdade no Concelho a 23 de março, por ter sido esta a data indicada como a do início da Revolução protagonizada por uma mulher em tempos de homens, a nossa heroína, Maria da Fonte.

Grace 1.jpg

Grace 2.jpg

Grace 3.jpg

Sessao com empresarios 1.JPG

PONTE DE LIMA PREMEIA POESIA

Entrega de prémios de concurso literário abrilhanta sessão de estreia de Poesia à Sexta

“Poesia à Sexta” – 28 de Abril – 21h00 | Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

A primeira sessão de 2017 de “Poesia à Sexta”, que decorreu na passada sexta-feira, 24 de março, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, revelou os vencedores do “Concurso de Poesia” - competição destinada a premiar trabalhos inéditos e não publicados e a valorizar um dos géneros mais nobres da literatura local.

Poesia à Sexta_ (Small).JPG

Maria Carlos Paredinha Pereira foi distinguida com o “Prémio Revelação”, enquanto José Cândido Rodrigues arrecadou o galardão na categoria “Modalidade Geral”. Depois da leitura dos poemas laureados, os restantes concorrentes envolvidos no desafio literário foram contemplados com certificados de participação, distribuídos pelo Presidente do Município de Ponte de Lima, Eng.º Víctor Mendes.

À cerimónia de encerramento do concurso, seguiu-se a iniciativa “Caminhos da Poesia” – momento marcado pela leitura musicada de poemas que influenciaram o crescimento, intelectual e emotivo, de Laura Correia, declamadora e mediadora da sessão. Perante uma sala lotada, a meia-luz, foram lidos textos de Tarcísio Trindade, Miguel Torga e Fernando Pessoa ortónimo – autores que lhe pautaram a infância e cuja recitação, acompanhada ao piano por João Jardel, foi rematada com “Eu sei que vou te amar”, de Vinicius de Moraes, interpretada por Paula Lima.

A segunda parte de “Caminhos da Poesia” – uma das mais emotivas da noite – fez-se de palavras cantadas. Depois da intensa leitura de “Menino Jesus”, do heterónimo pessoano Alberto Caeiro, ouviu-se a adaptação musicada por Adriana Calcanhotto dos versos de “O outro”, de Mário de Sá-Carneiro, e entoou-se – com a colaboração massiva do público – “Ser poeta”, de Florbela Espanca.

A declamação de três poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen – “Para atravessar contigo o deserto do mundo”, “Retrato de uma princesa desconhecida” e “Nesta hora” – e a interpretação de “Porto sentido” – música celebrizada por Rui Veloso, da autoria do letrista Carlos Tê – encerraram a sessão de estreia de “Poesia à Sexta”, projeto dinamizado pela Biblioteca Municipal com o objetivo de divulgar composições poéticas em Língua Portuguesa.

O segundo “Poesia à Sexta” está agendado para o dia 28 de abril, mês do livro e da leitura. Nesse encontro homenagear-se-á o “Rio Lima”, com poemas vários sobre um elemento paisagístico de reverência literária, por Fernando Aldeia e Cláudio Lima.

FAMALICÃO ACOLHE NOVIDADES MUSICAIS

Programação de abril do espaço cultural famalicense marcada pelas novidades musicais: Vitorino, The Gift, Terra Batida e Paraguaii trazem novos álbuns à Casa das Artes

É na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão que se vão ouvir os primeiros avanços dos novos discos dos The Gift, Vitorino, Terra Batida e Paraguaii. Em abril, são as novidades musicais que dominam a programação da principal sala de espetáculos do concelho famalicense.

Vitorino.jpg

O mês abre com os Terra Batida, que no próximo dia 1, sábado, trazem a Famalicão o espetáculo que estreia o primeiro álbum do grupo – “Falaciosa Realidade” – cotado pela imprensa portuguesa como um dos mais promissores do ano.

Uma semana depois, no dia 8, é a vez de Vitorino subir ao palco do grande auditório da Casa das Artes, com um espetáculo que tem como título o nome do seu novo disco de originais - “Não sei do que é que se trata, mas não concordo”. A comemorar 40 anos desde a edição do seu primeiro trabalho discográfico, Vitorino Salomé é hoje, inevitavelmente, um nome à parte no panorama cultural português.

Os The Gift são os senhores que se seguem. A banda de Alcobaça tem regresso marcado a Famalicão no dia 22 (sábado) e na mala trazem novo disco – “Altar”. Um álbum composto por 10 canções, que promete agitar os palcos nacionais com uma sonoridade que vai oscilando entre a pop alternativa e a eletrónica e que ao vivo se transforma num espetáculo que convida o público a dançar, vibrar e a celebrar o presente.

Fecham esta onda de apresentações os portugueses Paraguaii, que atuam na Casa das Artes a 28 de abril, num concerto de apresentação do novo trabalho – “Dream About The Things You Never Do”.

Ainda na música destaque para o Ciclo de Concertos Promenade, com a atuação, no dia 23, pelas 11h30, da Orquestra de Jazz da Escola Profissional de Música de Espinho e Mário Laginha, e para o espetáculo poético-musical alusivo às comemorações do 25 de Abril – “Em Cada Abril Primaveras” – no dia 24, segunda-feira. 

No teatro destaque para duas apresentações. No dia 7 de abril, o grande auditório recebe “Noite de Outono” pela mão do Teatro Nova Europa. Um drama íntimo, que representa o regresso à Casa das Artes de um dos autores dramáticos portugueses mais premiados da atualidade – Luís Mestre. Por fim, no dia 29 é a vez do Coletivo Artístico Útero apresentar “O Duelo”, com encenação de Miguel Moreira.

Mais informações no site oficial da Casa das Artes, em www.casadasartes.org

Paraguaii.jpg

Terra Batida.jpg

TheGift_LoRes01byHansPeter.jpg

TERRABOURENSES PINTAM OVOS DA PÁSCOA

PINTAR A PÁSCOA XI - Exposição de ovos

O Município de Terras de Bouro, como entidade organizadora, promove, mais uma vez, a divulgação da décima primeira edição do projeto “Pintar a Páscoa” junto das diversas entidades públicas e privadas do concelho, no intuito de estas manifestarem o seu interesse em participar neste evento cultural.

O regulamento e a respetiva ficha de inscrição estão disponíveis na página eletrónica do município em:

http://www.cm-terrasdebouro.pt/index.php/2015-02-03-11-24-56/noticias/1193-pintar-a-pascoa-xi-exposicao-de-ovos

CAPApasco.jpg

PONTE DA BARCA HOMENAGEIA FERNÃO DE MAGALHÃES

Dish Mob Ponte da Barca homenageou Fernão de Magalhães

O Navegador natural de Ponte da Barca foi o mote para a realização do encontro deste ano, que vai já na sua quarta edição

O movimento cívico Dish Mob Ponte da Barca organizou no passado Sábado, em Ponte da Barca, um jantar/debate de homenagem ao grande navegador Fernão de Magalhães. O Presidente da Câmara, António Vassalo Abreu e a Professora e responsável local do movimentoDish Mob, Irene Dantas, foram os oradores principais do evento, apresentado por Jorge Oliveira, do Dish Mob Portugal. Estiveram presentes 45 pessoas das mais diversas regiões, incluindo uma cidadã do Senegal.

DM PB  2017 3.jpg

“A ligação, directa ou indirecta, de Fernão de Magalhães à vila de Ponte da Barca, é inegável. É aqui que surge o tronco da família Magalhães, estando o nome ligado à antiga Torre existente na freguesia de Paço Vedro de Magalhães. O navegador era descendente dosMagalhães e usava também as armas destes no seu brasão”, afirmou a Prof. Irene, a qual rematou ‘a viagem de circum-navegação, que infelizmente o navegador Fernão de Magalhães não conseguiu terminar, é considerada a grande odisseia do século XVI e a sua mensagem universalista é um marco e um orgulho para a humanidade’.

O Presidente da Câmara de Ponte da Barca referiu na sua intervenção que “é inquestionável que Fernão de Magalhães nasceu em Ponte da Barca e que daqui saiu para o mundo, lembrando que “conjuntamente com a questão da naturalidade, assume especial relevância a recente aprovação da integração da Ponte da Barca, na Rede Mundial de Cidades Magalhânicas, para a atracão ao concelho de fluxos turísticos, tanto mais que aquela associação está a preparar a candidatura da Rota de Magalhães a Património Mundial Imaterial da UNESCO, processo que se espera concluído em 2019. Vassalo Abreu lembrou, ainda, que ‘também o historiador Amândio Barros, investigador da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e vencedor de vários prémios devido aos seus estudos sobre os Descobrimentos, é um dos defensores da naturalidade barquense do navegador’.

Para Jorge Oliveira, um dos 4 organizadores do Dish Mob, ‘O evento foi um sucesso! Mais do que uma agradável lição de história sobre a viagem de circum-navegação ao globo de 1519 até 1522 e a ligação à Ponte da Barca do seu organizador, mais do que um bom jantar à moda minhota e mais do que uma amostra real da capacidade empreendedora da região, fica para o futuro, uma aliança cívica de estreita colaboração, entre cidadãos, autarquia e academias, em prol do desenvolvimento e divulgação do empreendedorismo, da cultura e da gastronomia, deste pulmão do Parque Nacional da Peneda Gerês – declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO. Uma nota final de agradecimento a todos os participantes e o registo da elevada participação da Universidade do Minho no evento, através do Presidente da Escola de Economia e Gestão, vários professores e actuais e antigos alunos.’

Sobre o Dish Mob:

O Dish Mob Ponte da Barca surgiu em 2014, no seguimento de outros grupos do mesmo género (Braga, Vila Verde, Porto, Viana do Castelo), sendo um movimento cívico sem fins lucrativos, que pretende promover, através do debate e ações de divulgação, o empreendedorismo, a inovação, a solidariedade, a cultura e arte, a criatividade, o networking, as empresas e os produtos e serviços regionais e nacionais.

DM PB 2017 1.jpg

DM PB 2017 2.jpg

DM PB 2017 4.jpg

BRAGA INVESTE NAS FREGUESIAS

Câmara investe mais de um milhão e setenta mil euros em obras nas Freguesias. Propostas analisadas na próxima Reunião do Executivo

O Município de Braga vai transferir mais de um milhão e setenta mil euros para obras em diversas Freguesias do Concelho, dando continuidade à política de proximidade em prol do desenvolvimento do território. Os contratos Interadministrativos de Delegação de Competências e Apoios Financeiros serão apreciadas na próxima reunião do Executivo Municipal, a realizar na Segunda-feira, dia 3 de Abril.

1Braga Cidade PicotoCMB21032017SERGIOFREITAS0000005835.jpg

A maior fatia, num total de 317 mil euros, cabe à União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, destinando-se aos balneários de apoio ao Campo de Futebol e Polidesportivo de Celeirós.

Para Sobreposta estão destinados 157 mil euros para o equipamento de apoio ao Parque Industrial de Sobreposta e para a União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe são 154 mil para a repavimentação da Rua do Rio Torto e pavimentação da Rua das Mimosas.

Quanto a Mire de Tibães, recebe 99 mil euros para a pavimentação da Rua do Loteamento da Amieira. Já para Morreira e Trandeiras serão transferidos 87 mil euros para alargamento e pavimentação da Rua do Gaio.

Em Figueiredo irá proceder-se à requalificação do cemitério e melhoria das acessibilidades, sendo para isso destinados 75 mil euros. Em Tebosa são 57 mil euros para o colector de Águas Pluviais Junto à Igreja.

Já para Gualtar estão destinados 42 mil euros para o alargamento do Caminho Vicinal da Vergadela à Franqueira. No que se refere a Nogueiró e Tenões, serão transferidos 20 mil euros para a construção de acesso carral – Capela Mortuária de Tenões. Priscos recebe 14 mil euros para reparação do edifício da Sede da Junta.

Na União de Freguesias de Guisande e Oliveira S. Pedro irá proceder-se à drenagem de Águas Pluviais na Rua da Igreja Velha, no valor de 13 mil euros. Para Este S. Pedro e Este S. Mamede são 10 mil euros para a repavimentação entre a Rua da Ribeira e a Rua da Igreja.

As Freguesias de Pedralva, Espinho e Sobreposta irão receber um apoio de cerca de 4 mil e 600 euros cada uma para a execução do percurso pedestre “Calcorreando a Serra dos Picos”, o que corresponde a 50% do valor estimado da intervenção. As freguesias de Arentim e Cunha, Ruilhe e Tebosa recebem também aproximadamente 4 mil e 200 euros cada para a execução do percurso “A volta do Rio Este”, correspondendo igualmente a 50% do valor estimado.

Por fim, Pedralva recebe mil euros para tubos para canalização de Águas Pluviais.

BARQUENSES CAMINHAM EM SOLIDARIEDADE PELO BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DO SEU CONCELHO

Iniciativa insere-se no Peneda Gerês Trail Adventure e acontece no dia 8 de abril

O Peneda Gerês Trail Adventure (PGTA) está de volta em 2017 para mais uma semana de aventura e descoberta nos fantásticos trilhos do Parque Nacional Peneda Gerês. Como nas edições anteriores, a vertente solidária também estará presente na edição deste ano, com o PGTA Solidário.

O PGTA solidário contará com três caminhadas solidárias, sendo que a de Ponte da Barca vai ter lugar no dia 8 de abril, a partir das 20h00, junto ao edifício dos Paços do Concelho. As inscrições deverão ser efetuadas no secretariado da prova, igualmente nos Paços do Concelho, cujo custo de 3€ reverterá a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca.

Desta forma a organização quer honrar o trabalho excepcional desta grande instituição que tanto contribui para conservar a riqueza natural do nosso país!

FAFE HOMENAGEIA ANTÓNIO MARQUES MENDES

Câmara Municipal de Fafe homenageia António Marques Mendes e inaugura rua em seu nome

A Câmara Municipal de Fafe presta homenagem a António Marques Mendes, com a inauguração de uma rua no centro da cidade com o seu nome, no próximo dia 30 de Março, às 17h30.

image.aspx.jpeg

Depois de inaugurada a rua, localizada na antiga Rua Combatentes da Grande Guerra, segue-se uma Cerimónia de Homenagem, no Arquivo Municipal de Fafe.

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, refere que “Esta homenagem pretende, de uma forma simbólica, reconhecer todo o enorme trabalho que o Dr. António Marques Mendes desenvolveu em prol do concelho e do nosso país.

É uma figura incontornável de Fafe, cuja memória e legado devem ser sempre lembrados como imagem de esforço, dedicação e coragem.

A inauguração desta rua é uma homenagem do Município de Fafe, perpetuando a sua memória.”

António Marques Mendes ocupou os cargos de Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Deputado à Assembleia da República pelo Círculo de Braga, nas I, III, IV, V e VI Legislaturas, e Deputado ao Parlamento Europeu (1987-1994). Havia deixado o PSD para se incluir na Acção Social Democrata Independente junto com outros fundadores do PPD/PSD.

António Marques Mendes faleceu em Junho de 2015, devido a problemas cardíacos.

Recorde-se que esta foi uma recomendação aprovada por unanimidade em Assembleia Municipal, aquando da sua morte.

ARCOS DE VALDEVEZ MOSTRA PORCELANAS DA PRÉ-HISTÓRIA À ÉPOCA MODERNA

Oficina Temática de Cerâmica "Potes, pratos e louça fina (da Pré-história à Época Moderna)” levou muitas famílias ao Paço de Giela

Decorreu na tarde de sábado, dia 25 de março,  a Oficina Temática de Cerâmica "Potes, pratos e louça fina (da Pré-história à Época Moderna).

oficina_ceramica (1).JPG

Nesta oficina, pensada especialmente para as famílias, fomos até ao tempo em que apenas as mãos do oleiro trabalhavam o barro e davam forma à identidade dos povos que habitaram ou chegaram a estas paragens.

Desde a Pré-história, passando pela Época Romana, até à Época Moderna, os participantes percorreram quase dois mil anos de História para conhecerem as diferentes formas e decorações das peças em barro que o Homem criou para uso doméstico.

Com as próprias mãos, alguns instrumentos e técnicas, pequenos e graúdos, recriaram e decoraram pratos romanos e tigelas em faiança dignas da mesa de um rei, inspirados nos vestígios de outros tempos do concelho de Arcos de Valdevez!

oficina_ceramica (2).JPG

oficina_ceramica (3).JPG

oficina_ceramica (4).JPG

REQUALIFICAÇÃO DO NÓ DA ERVA VERDE JUNTA-SE HOJE A UMA POLÍTICA DE FORTE INVESTIMENTO EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Intervenção de grande envergadura no coração nevrálgico de Vila custa 600 mil euros

Arrancou hoje a obra de requalificação do Nó da Erva Verde, uma intervenção de grande envergadura no coração nevrálgico de Vila Praia de Âncora. Orçado em cerca de 600 mil euros, este é o maior investimento feito pelo Município de Caminha nos últimos anos, sem apoios comunitários, mas que, como disse Miguel Alves, tem o apoio inequívoco de Vila Praia de Âncora. O projeto foi apresentado esta manhã, na presença do Secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel. Seguiu-se uma visita ao local da obra e a mais duas intervenções em curso na Vila: a recuperação da zona envolvente do Dólmen da Barrosa e a construção da ecovia junto ao mar, que vai ligar a zona norte da Vila à capela de Santo Isidoro, já em Moledo.

Ecovia.jpg

O presidente da Câmara realçou a importância da intervenção no Nó da Erva Verde, que dignifica uma das entradas da Vila, mas que beneficia sobretudo os moradores das redondezas e todos aqueles que, longe deste local, “padecem do deficiente escoamento de águas pluviais, o apoio do comércio que terá aqui novas bolsas de estacionamento, o apoio de quem entende a importância de uma obra que elimina o conflito existente entre a rua Miguel Bombarda, a rua Lourenço da Rocha e a Estrada Nacional n.º 13”.

Para Miguel Alves, Vila Praia de Âncora está, por isso, mais uma vez, “de parabéns”. O presidente recordou que se trata de uma zona importante da Vila, de usufruto e de passagem: “Vai ser possível harmonizar zonas pedonais com artérias de trânsito, é promovida a locomoção para pessoas de mobilidade reduzida eliminando barreiras arquitetónicas, são criados novos lugares de estacionamento, nasce uma nova entrada para a Ludoteca/Biblioteca, serão colocados novos pisos que façam esquecer o enorme buraco em que se tornaram estas artérias, vão ser requalificadas as infraestruturas de águas pluviais existentes, adaptando-as ao novo arranjo urbanístico, construindo-se uma nova galeria hidráulica que vai ligar a rua António Ramos à galeria existente na Miguel Bombarda”.

O presidente agradeceu a todos quantos elaboraram e/ou acompanharam o projeto para o Nó da Erva Verde, designadamente os funcionários do Município, o vice-presidente e o vereador Rui Teixeira, assim como a todos os que trabalham diariamente para solucionar os problemas que ocorrem na Vila, destacando os funcionários do Estaleiro e a Junta de Freguesia.    

Ecovia (1).jpg

Governo privilegia proximidade

O Secretário de Estado, ele próprio com larga experiência na vida autárquica, de 30 anos, sublinhou a importância de os membros do Governo conhecerem as realidades locais, enfatizando que essa é mesmo a parte que mais o entusiasma nas suas funções. Acrescentou que a proximidade é também uma prioridade do Governo, que tem no seu primeiro-Ministro, lembrou, um ex-autarca.

Carlos Miguel defendeu a necessidade dos autarcas se esforçarem, como é o caso, por tornar os seus territórios mais atrativos, o que contribui para a fixação das pessoas, mas também para a atração do investimento, que torna possível que essas pessoas permaneçam nos seus concelhos.

O governante felicitou o trabalho do Executivo, de que se mostrou profundo conhecedor. Recordou que, há cerca de duas semanas, esteve também em Vila Praia de Âncora o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, para o lançamento do concurso que compreende a construção de uma Passagem Inferior Pedonal na Linha do Minho, na zona da Travessa do Teatro, um investimento na Vila de meio milhão de euros.

O Secretário de Estado sublinhou que essa é precisamente a opção do Governo: estar ao lado dos municípios e das freguesias, reforçando a cooperação. Defendeu a descentralização em áreas-chave, processo em que o Governo está a trabalhar, designadamente na Saúde e no Apoio Social, mas também na gestão de praias e de portos. Também para as freguesias, mostrou-se favorável à instalação de balcões de proximidade, onde as pessoas possam resolver pequenos problemas, sem terem de realizar deslocações maiores. “Não é dar poder por poder, é investir em mais eficácia e mais proximidade, que facilitam a vida das pessoas”.

Nó Erva Verde 1.jpg

Obra dá continuidade ao trabalho estrutural

Entretanto Miguel Alves realçou também que não está em causa apenas o arranque de um investimento de 600 mil euros na Vila mais populosa do concelho de Caminha, mas sim a continuação de um trabalho estrutural, sereno e muito eficaz que tem vindo a ser realizado em Vila Praia de Âncora nos últimos três anos.

“Durante este tempo e em obra já concretizada, a Câmara Municipal investiu mais de 400 mil euros no alargamento do saneamento, na reparação de anomalias da rede ou no aperfeiçoamento de estações elevatórias, beneficiando também freguesias vizinhas. Talvez alguns já não se lembrem, mas quando tomamos posse, eu e o presidente da Junta, tínhamos toda a N305 destruída, esventrada, sem solução em toda aquela reta da Baralha. Resolvemos essa questão”, referiu o presidente.

“Mas resolvemos mais e, em conjunto. Câmara e Junta de Freguesia avançaram com o alargamento e pavimentação da Rua do Outeiro Negro, com a beneficiação da Rua da Lomba, com a reposição de cubo na Rua António Mamos, com a construção de muros e passeios na Rua da Valada, com o alargamento da Rua da Presa e a infraestruturação e repavimentação da Travessa do Mercado. Além disso, a Câmara Municipal avançou com a pavimentação da Rua Padre Lima, Rua dos Pereiros e Rua Ferreira de Castro, bem como com a repavimentação do cruzamento da Rua de Vilarinho, ou outros obras que parecendo menores são fundamentais para as pessoas e o comércio, como a requalificação da iluminação pública, a modernização de toda a sinalética e a reabilitação de ecopontos subterrâneos ou módulos de recolha”.

Nó Erva Verde.jpg

Vila Praia de Âncora vive “fulgor de investimento”

Na verdade, numa breve reflexão, é possível constatar que Vila Praia de Âncora está a viver um período de grande investimento, imparável desde o início deste mandato: “Recuperámos a Bandeira Azul na Praia das Crianças, que o Município já tinha desistido de candidatar, aguentando intempéries e investindo na requalificação das margens do rio e na abertura do canal que o leva até à foz. Mais de 1 milhão de euros foi ali investido com o apoio da Pólis Litoral Norte e do Governo”, lembrou o presidente da Câmara.

Recordou ainda a qualificação, pelo Município, da zona da Cruz Velha, tornando o acesso à praia e à zona comercial mais agradável, a que se juntou o contributo da Junta de Freguesia, com o monumento de homenagem aos bombeiros.

Foi ainda a intervenção da Câmara, em cooperação com os Bombeiros, que tornou possível a recuperação do Cineteatro de Vila Praia de Âncora, encerrado durante mais de uma década, que reabriu e apresenta uma programação cultural atualizada e de alto nível, servindo as pessoas e as nossas associações.

O presidente referiu-se ao papel do Orçamento Participativo, no âmbito do qual está a ser recuperada a zona envolvente do Dólmen da Barrosa, depois de resolvidos litígios judiciais do passado. Aliás, informou Miguel Alves, “na próxima semana pagaremos a última tranche dos 240 mil euros que a Câmara tem em dívida com alguns dos herdeiros dos terrenos do Dólmen e em breve, creio que nos próximos 15 dias, chegaremos a acordo com o herdeiro que sempre ficou de fora nas propostas feitas pelo Município até à nossa chegada”.

Entre as intervenções de maior envergadura, Miguel Alves referiu a construção da ecovia junto ao mar que vai ligar a zona norte da vila à capela de Santo Isidoro e, por isso, a Moledo, e disse que, antes do verão, será iniciada a ligação a sul, que permitirá o atravessamento do rio Âncora através de uma nova ponte pedonal e a ligação á Mata da Gelfa.

O diálogo que resolve problemas em VPA

“E quando não há dinheiro, senhor Secretário de Estado, optamos pelo diálogo”, disse Miguel Alves, recordando que esta opção permitiu a abertura, há menos de um ano, do ensino secundário público em Vila Praia de Âncora e a realização de obras na escola.

Com o mesmo método de trabalho, foi ainda possível o lançamento do concurso de empreitada que tornará possível, num investimento de meio milhão de euros, a passagem inferior pedonal na Travessa do Teatro há tanto reclamada pela população.

“Finalmente, mais recentemente, também o diálogo, a negociação e a serenidade, garantiram que a agência da Caixa Geral de Depósitos de Vila Praia de Âncora pudesse sair da lista de 180 agências a fechar em todo o país até 2020”, frisou Miguel Alves, assegurando que foi o único caso, a norte de Aveiro. 

O Secretário de Estado tinha-se referido também à movimentação autárquica, em vários concelhos, por causa do anunciado encerramento de balcões da CGD, sublinhando que o que aconteceu em Vila Praia de Âncora foi a vitória do diálogo, da cooperação e da influência, de um trabalho de muita persistência do presidente da Câmara: “quero dar-lhe os parabéns por isso”, sublinhou Carlos Miguel.

VPA.jpg

PÓVOA DE LANHOSO INAUGURA CENTRO CÍVICO DA RITA EM COVELAS

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e o Presidente da Junta de Freguesia de Covelas inauguraram a requalificação do centro cívico da Rita.

Intervencao Sr Presidente da CMPL 1.jpg

Os trabalhos envolveram, de entre outros aspetos, a construção de um muro de suporte com gradeamento, a pavimentação em calçada de passeios e de zona de estacionamento, a colocação de bancos, o ajardinamento e a construção de uma paragem de autocarros, de entre outros aspetos.

A cerimónia começou com o descerrar da placa. Coube ao pároco, Padre Rafael Poças, benzer o local, ao final da manhã de domingo passado, dia 26 de março. Depois seguiram-se as intervenções das entidades oficiais, a que assistiram dezenas de Covelenses, apesar da chuva.

Intervencao Sr Presidente da CMPL 2.jpg

Destacando que, em 12 anos de Presidência da Câmara Municipal, esta foi a obra mais polémica dos seus mandatos, Manuel Baptista salientou: “Sinto-me orgulhoso de ter feito esta obra”.

O autarca Povoense revelou que acompanhou o andamento dos trabalhos quase diariamente e dedicou esta obra aos Covelenses, em geral, e ao ex-Presidente de Junta, Jaime Oliveira, em particular. “Esta requalificação, a pedido da Junta, é também uma homenagem a si. Porque o senhor muito deu a esta terra”, salientou Manuel Baptista, de entre outras considerações àquele que dirigiu os destinos da freguesia durante mais de 30 anos.

O Presidente da Junta de Covelas, Manuel Freitas Fernandes, salientou que, ao longo do mandato nunca fizeram inaugurações. “Fazemo-lo hoje, porque entendemos que esta requalificação do centro cívico da Rita, pela sua beleza, merecia-o”, afirmou, recordando que, no dia 3 de janeiro de 2014, a antiga estrada nacional 103, na Rua da Rita, ruiu. “Desde esse dia, com o apoio da Câmara Municipal, sempre pressionámos as Infraestruturas de Portugal com vista à mais rápida e eficaz resolução deste problema. Em 12 de fevereiro de 2015, foi promulgado o acordo entre as Infraestruturas de Portugal e a Câmara Municipal, que acabou com a cedência da Rua da Rita à Câmara Municipal. Daí para a frente a Junta de Freguesia abordou de forma muito séria a Câmara Municipal para que essa obra fosse executada e aqui estamos a inaugurá-la”.

Em seu entender, “tratava-se de uma grande intervenção, uma intervenção arrojada como a definíamos. Estamos certos que esta é uma obra que marcará o nosso mandato”. Para o autarca, “todos os Covelenses sentirão um orgulho imenso com esta realização. Queiramos ou não será sempre a sala de visitas da freguesia”. Finalizando, agradeceu à Câmara Municipal pela aceitação desta pretensão “e pelo total apoio concedido já que Covelas merecia uma obra desta dimensão”.

Centro civico 1.jpg

Descerrar de placa 1.jpg

PONTE DE LIMA EVOCA ANTERO QUENTAL

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima apresenta mostra de tributo a Antero de Quental

Em abril, mês do 126.º aniversário de nascimento de Antero Tarquínio de Quental, a BMPL - Biblioteca Municipal de Ponte de Lima abre uma mostra de tributo ao escritor, poeta e filósofo português.

cartaz antero de quental.jpg

Através de um painel biográfico, patente na sala de adultos da BMPL de 01 a 31 de abril de 2017, serão destacados os principais momentos da vida e obra do autor e apresentada uma seleção de livros para consulta e/ou empréstimo domiciliário.

Venha recordar este poeta e filósofo português, um verdadeiro líder intelectual do Realismo em Portugal.

ANTIGOS TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO VÃO DESFILAR EM LISBOA

Ex-trabalhadores dos ENVC promovem marcha silenciosa em Lisboa para exigir regime de exceção

Os ex – trabalhadores dos estaleiros de Viana do Castelo decidiram, hoje, por unanimidade, realizar uma marcha “silenciosa”, no próximo dia 28 de abril, em Lisboa, rumo ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, para exigir um regime de exceção para os cerca de 100 antigos funcionários que, até maio, vão perder o subsídio de desemprego.

ramenvc.PNG

“Marcámos, para dia 28 de abril, em Lisboa, uma marcha silenciosa até ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para entregar um documento com as nossas preocupações”, afirmou hoje o porta-voz da comissão representativa dos ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), António Ribeiro.

Aquele responsável, que falava aos jornalistas no final de uma reunião onde participaram cerca de uma centena de antigos funcionários da empresa pública de construção naval, adiantou que aquele protesto, “poderá ficar sem efeito se, até aquela data,  obtivermos respostas às nossas preocupações, quer a nível local a nível governamental”.

Em causa estão “cerca de uma centena de ex-trabalhadores que, até maio, ficam sem subsídio de desemprego e qualquer apoio social por não terem atingido os 57 anos exigidos pela lei para requererem a reforma antecipada por desemprego prolongado”.

“Se há quatro anos houve uma exceção para destruir a empresa e apresentar um plano de rescisões amigáveis agora também deve haver um regime de exceção face às penalizações com que estamos confrontados”, afirmou o porta-voz daquela comissão criada em setembro de 2016 para discutir o seu futuro com forças políticas e agentes do poder.

António Ribeiro adiantou ter sido também “aprovada por unanimidade” a presença dos antigos funcionários da empresa pública de construção naval, no próximo dia 03 de abril, na Assembleia Municipal de Viana do Castelo para pedir o apoio da cidade à sua luta”.

“Vamos à Assembleia Municipal manifestar as nossas preocupações e pedir apoio financeiro para nos deslocarmos a Lisboa, ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Vamos pedir à Câmara de Viana do Castelo que esteja connosco”, disse na Junta de Freguesia da Meadela, onde decorreu a reunião dos ex-trabalhadores dos ENVC.

Em outubro passado, o presidente da Câmara, José Maria Costa anunciou uma proposta, a apresentar ao Governo, que prevê um programa de formação que permita empregar nas novas empresas locais os ex-trabalhadores dos estaleiros.

Na altura, explicou que o objetivo é dar aqueles ex-trabalhadores “novas competências ou reorientar as suas competências profissionais atendendo a que Viana do Castelo está, neste momento, a atrair novos investimentos no setor automóvel”.

Fonte: http://radioaltominho.pt/

FAFE ASSOCIA-SE AO PROJETO “NÃO À DIABETES”

Mais de 160 Municípios aderiram ao Desafio Gulbenkian

A Câmara Municipal de Fafe associou-se ao 'Desafio Gulbenkian Não à Diabetes', cujo repto assenta na prevenção da diabetes, juntando-se aos cerca de 160 municípios aderentes em todo o país.

Não à Diabetes.jpg

'Não à diabetes', um Desafio Gulbenkian, é um projeto de intervenção na Diabetes no âmbito da Prevenção Primária, que pretende suster o crescimento da incidência da diabetes, avaliar 1.600.000 pessoas em relação aorisco de desenvolver diabetes, integrar 400.000 pessoas em programas educativos e evitar 50.000 novos casos de diabetes em 5 anos.

Procura, desta forma, constituir uma abordagem que demonstre que as parcerias e sinergias Institucionais e a sociedade em geral, se podem organizar e cooperar para combater a progressão da doença.

Numa primeira fase, o objetivo para cada Município aderente é avaliar 25% do total de população adulta (20-79 anos), mediante a aplicação do questionário de avaliação de risco de diabetes tipo 2 (FINDRISK), modelo adotado pelo Programa Nacional para a Diabetes, de forma a identificar a população com risco acrescido de desenvolver diabetes.

O passo seguinte passa pelo encaminhamento dos indivíduos identificados para as Unidades de Saúde. Cada indivíduo identificado no rastreio como tendo risco acrescido de desenvolver diabetes deverá ser referenciado para consulta na Unidade de Saúde da sua área de residência para confirmação do diagnóstico, o que deverá ocorrer no prazo máximo de um mês.

Posteriormente, será criado um grupo de gestores de prevenção em diabetes, que irão coordenar localmente os recursos existentes na comunidade, promovendo ações de rastreio e de alteração de estilos de vida

Recorde-se que a Federação Internacional da Diabetes calcula que o número de pessoas com diabetes em todo o mundo é 387 milhões, o que constitui aproximadamente 8,5% da população adulta. Em 2035, estima-se que aquele número aumente para 592 milhões.

O relatório de Saúde da OCDE de 2014 apontou Portugal como o país da Europa com a mais alta taxa de prevalência de diabetes, 13% da população com idade entre os 20 e os 79 anos.

Mais de 1 milhão de portugueses tem diabetes e, destes, um pouco menos de metade desconhece ter a doença, que progride silenciosa.

O Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, destaca a importância destas iniciativas para a promoção de hábitos saudáveis junto da população.

Decidimos aderir ao Desafio Gulbenkian, uma vez que consideramos que são de extrema importância para criar um ambiente de aprendizagem de saúde na população. É obrigação do Município empenhar-se na sensibilização e consciencialização para os riscos e perigos da Diabetes, uma doença crónica, cujo aumento da incidência tem sido constante.

Se não houver um programa integrado de intervenção dirigido à mudança dos hábitos de vida e à identificação dos indivíduos em risco, haverá um aumento considerável, colocando em risco um grande numero de pessoas.

É, por isso, fundamental que nos associemos a estas campanhas, fazendo um esforço na prevenção para melhorar a saúde dos cidadãos, e tentemos alertar a população, promovendo hábitos saudáveis e uma vida, cada vez mais, ativa.”

No dia Mundial da Saúde, comemorado a 7 de Abril, a Unidade de Cuidados na Comunidade do Centro de Saúde de Fafe, do ACES Alto Ave, em colaboração com o Município de Fafe e a Associação Nacional de Farmácias, vão promover uma manhã com diversas atividades, promotoras de saúde e bem-estar, que vão desde Teatro de Rua sobre Alimentação Saudável a aulas de Zumba, na Praça das Comunidades. Paralelamente, este será o dia para o lançamento do projeto “NÃO À DIABETES”, onde os participantes poderão avaliar o risco de desenvolver diabetes . Junte-se a este projeto e avalie o seu risco no site www.naoadiabetes.pt.

Enfermeiros, nutricionistas, farmacêuticos e profissionais do desporto esperam por si!

Venha ter connosco, PARTICIPE, CUIDE DA SUA SAÚDE, SEJA MAIS ATIVO, 7 de Abril durante a manhã.

CASA DA EIRAS EM LANHELAS EXPÕE A "VIA CRUCIS" DO ARTISTA FRANCÊS FRANÇOIS DUBERCELLE

A Via Crucis de Dubercelle, a arte religiosa e a cenografia da Paixão

A Casa da Eira, em Lanhelas, dando continuidade a um projecto destinado a incrementar a “literacia” visual e a análise de temas de grande actualidade sem desdenhar o confronto com o passado, a cultura e as tradições que nos identificam enquanto povo -, promove o primeiro evento do ano de 2017 com uma exposição/debate consagrada à série de 14 estampas originais da famosa via sacra do artista plástico francês François Philippe Dubercelle.

DUB CARTAZ definitivo.jpg

Relevante desenhador e gravador, em actividade na 1ª metade do século XVIII, distinguiu-se na produção de mapas e na ilustração de livros. Na qualidade de autor de estampas de carácter satírico, género de intervenção cívica muito cultivado em França, Dubercelle, cuja biografia é mal conhecida, terá excedido os limites de tolerância definidos pela censura e a audácia acabou por levá-lo a cumprir um ano de cárcere.

Relativamente à sua incursão na esfera da arte sacra, a Via Crucis granjeou-lhe, por sua vez, além-fronteiras, uma manifesta notoriedade. De facto, em Itália (San Martino, Amatrice) e em Espanha (Umbrete, Ródenas, Montesa e Alcora), foram descobertos, restaurados e musealizados diversos painéis de azulejo que reproduzem ou se inspiram na narrativa duberceliana do itinerário e suplícios sofridos por Cristo entre o Pretório onde foi sentenciado e o Calvário, local da sua crucifixão.

Ora no próximo ciclo de celebrações pascais ainda tão vivazes em numerosas povoações do Alto-Minho, quer no plano litúrgico quer no âmbito de uma festiva e popular sociabilidade, contemplar e problematizar uma representação plástica da cena fundadora do cristianismo e matriz imagética cimeira da história da arte do Ocidente, é, decerto, um aliciante desafio.

PAIS E PROFESSORES À BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS

(porque o melhor do mundo – nem sempre - são as crianças…)

Parentalidade – Sucesso Educativo  – Inquietações…e  SOLUÇÕES !

O CENFIPE – Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação das escolas do Alto Lima e Paredes de Coura, mobilizando vários parceiros - organiza em 2017 mais um evento marcante no campo da Educação. Trata-se de um Ciclo de Conferências que numa primeira fase (2017) será realizado nos Concelhos de Ponte de Lima (25 de Março) e de Arcos de Valdevez (27 de Maio) e já em 2018 em Paredes de Coura e Ponte da Barca.

nerv.jpg

No presente Ciclo foram convidados especialistas de diferentes áreas para discutir questões centrais inerentes à parentalidade positiva, bem como,  ao sucesso educativo e ao papel da escola : Álvaro Laborinho Lúcio, Paulo Flor (PSP), Alexandre Quintanilha, Renato Paiva, Cristina Valente, Alexandre Castro Caldas, Jorge Pina, Vítor Paulo Pereira, Jorge Costa (Secretário de Estado), Jorge Rio Cardoso, Adelino Calado, Helena Canhão, Carlos Neto, Rute Sousa Vasco, Adriano Moreira e os Jornalistas Carlos Daniel (RTP) ,  João Fernando Ramos (RTP), Júlio Magalhães (Porto Canal) e Ana Guedes (Porto Canal)

Os medos e anseios dos Pais e o tipo de pessoas/cidadãos que a escola está produzir será  alvo de reflexão. Existem muitas vozes atualmente que alertam para o facto de as crianças terem  super agendas que não permitem o desenvolvimento do informal, do  lazer, e da brincadeira, base importante da criatividade .Por outro lado, outras questões emergem,  que se prendem com o educar com o sim e com o não, com a hiperatividade, o sedentarismo, as ausências que preenchem as crianças e jovens, a tecnologia que aproxima quem está longe e afasta quem está perto, a dificuldade em lidar com o fracasso e a obsessão do sucesso.

Como educar para a felicidade e otimismo ?. Será que estamos a educar as nossas crianças com muita pressa, sem autonomia,  quando o erro é o ponto de partida da criação?;

O que é preciso para sermos bons pais, embora não superpais ?

Será que temos filhos perfeitos, mas crianças tristes face à pressão e exigência de que  são  alvo ?

Educar será exercer a autoridade, mas com bom senso, será usar o afeto como antídoto e a comunicação como estratégia ?

 Existe hoje uma grande preocupação com a educação dos jovens o que deixa Pais, Professores e as próprias Crianças e jovens sob um estado de pressão/preocupação que importa discutir. 

Palavras como Hiperatividade, Ritalina, Normalidade, ,Ranking, Exames, Resultados, Avaliação/Fracasso, Sucesso Impor limites, Valores, Bons alunos/Maus alunos, Amor, Afeto, Tempo-livre, Gritar, Insucesso/Sucesso, Educar Emoções, Assertividade, Explicações, Obesidade/exercício físico, Novas Tecnologias, fazem parte de um léxico que emoldura a escola pública e deixa por vezes, como refere Jorge Rio Cardoso, um dos convidados do CENFIPE,  Pais e Educadores à “Beira de um Ataque de Nervos” e num diálogo de surdos que importa clarificar. O Stress docente e as suas implicações na saúde e na organização escolar ganham igualmente atualidade e merecem discussão ao longo dos dois momentos formativos..

Como a intuição não chega e eles não nascem com livros de instruções o CENFIPE propõe um Ciclo de Conferências para partilhar ideias e conselhos de quem sabe (investigadores, neurocientistas, médicos, psicólogos, docentes…) e responder a dúvidas de pais e encarregados de educação

É este grande debate que o Centro de Formação e Inovação dos Profissionais de Educação/Escolas do Alto Lima e Paredes de Coura propõe a Docentes, Pais e Encarregados de Educação mas também Autarcas, Empresários, psicólogos, médicos, investigadores...  

As Inscrições para o primeiro momento (25 de Março/Ponte de Lima) encontram-se abertas até ao dia 21 de Março, em www.cenfipe.edu.pt

Oradores de referência, ideias inspiradoras…histórias impactantes ….uma ajuda preciosa e obrigatório para quem lida com crianças e adolescentes  em idade escolar.

PONTE DE LIMA RECEBE FESTIVAL ITINERANTE

UM AO MOLHE | FESTIVAL ITINERANTE DE ONE-MAN-BANDS DANIEL CATARINO + JOANA GUERRA + ALEK REIN

1 de Abril – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

O Festival Itinerante de One-Man-Bands, Um Ao Molhe, regressa ao Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, no próximo sábado, 1 de Abril, às 22h00, num espectáculo que reúne três concertos distintos, a cargo de Daniel Catarino, Joana Guerra e Alek Rein, que apresentarão os seus projectos a solo.

Daniel Catarino

Perante o talento expresso numa espécie de esquizofrenia musical saudável, os seguidores do seu trabalho chamam-lhe o Mike Patton português, o Manel Cruz do Sul, mas Daniel Catarino apresenta já um currículo personalizado que, independentemente do projecto ou do estilo musical em que esteja a trabalhar, impressiona - tanto na música como na escrita.

Originário da pequena vila alentejana de Cabeção, inicia em 2006 o seu percurso discográfico pelo mundo das netlabels, onde até 2013 lança discos sob os pseudónimos Long Desert Cowboy, Landfill e Oceansea (estes dois últimos extintos e integrados no seu trabalho em nome próprio após um rumor no Twitter sobre a sua morte).

Daniel Catarino apresentou em 2015 "Songs From The Shed". Cantado exclusivamente em inglês, o álbum assenta numa forte vertente de cantautor, singer-songwriter se preferirem, em que o folk rock, o country alternativo e o britpop dão as mãos num passeio agradável do Alentejo a Nashville, com escala em Londres e na Alemanha, onde o artista fez a sua primeira tour internacional. Em Fevereiro de 2017 editou "Panorama de uma Vida Anormal".

Joana Guerra

Servindo-se do violoncelo, voz e da loopstation, Joana Guerra é uma cantautora cujas composições transitam entre a canção e a experimentação acústica. As suas músicas abrem caminho por múltiplos registos que vão do folk, ao experimental até ao rock e pop.

Após a formação clássica, decide rumar até paisagens musicais que reflictam a sua vontade de experimentação acústica e apropriação de novas referências sonoras.

Tem um projecto a solo, do qual edita um primeiro álbum em 2013, intitulado ‘Gralha’. Parte em tournée pela França, Espanha e Portugal, co-organizada pela Associação Terapêutica do Ruído.

Em 2013, realiza uma residência artística em São Tomé e Príncipe durante um mês, no âmbito do projecto 'Portugal Contemporâneo com São Tomé e Príncipe', produzido pela Associação Cultural Pantalassa e financiado pela DGArtes.

Acompanha a artista inglesa Scout Niblett aquando do seu concerto no Teatro Maria Matos em 2013. Compõe a banda sonora do último documentário de João Botelho a apresentar no Festival INDIELISBOA 2015.

Participa ainda em projectos transdisciplinares, destacando-se o espectáculo Lis+bú em 2014, com direcção artística de Madalena Victorino e Pedro Salvador onde integra a equipa de co-criação e interpretação, e a colaboração com o projecto audiovisual Concon apresentando-se no Festival Rescaldo 2015 na Culturgest.

Alek Rein

Desde as primeiras gravações caseiras a solo até primeiro longa-duração com banda, as canções de ALEK REIN surgem entre a confissão, o protesto e o sonho. Alinhado na tradição do psicadelismo folk anglo-saxónico, este projecto tem o nome do heterónimo de Alexandre Rendeiro. Natural de

New Jersey (EUA), Rendeiro respira, sem reverência, a bizarria de Syd Barrett ou Marc Bolan, o classicismo de John Lennon e a intensidade rock n ́roll de Ty Segall.

‘Mirror Lane’, o primeiro LP, saiu finalmente no final de Setembro, sendo precedido pelo primeiro single ‘River of Doom’.

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

mupi_pontedelima_.jpg

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO BAIXA ENDIVIDAMENTO FINANCEIRO

Câmara de Famalicão baixa endividamento líquido e aumenta grau de autonomia financeira. Relatório de Gestão de 2016 é discutido amanhã em reunião extraordinária do executivo municipal

Entre 2013 e 2016, o endividamento líquido da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão reduziu mais de 12 milhões de euros, o que significa uma baixa percentual na ordem dos 43%. Desta forma, o Município de Vila Nova de Famalicão atingiu o seu maior nível da autonomia financeira de sempre, fixado no final do ano nos 73,7%.

DSC_1921.jpg

Os números, que refletem uma forte independência da autarquia face a capitais alheios e uma robusta capacidade para fazer face aos seus compromissos financeiros através dos capitais próprios, constam do Relatório de Gestão e Documentos de Prestação de Contas de 2016 que o Presidente da Câmara Municipal leva amanhã, 30 de março, à reunião extraordinária do executivo municipal, agendada para as 9h00.

Os resultados apresentados permitem a Paulo Cunha falar do ano transato como “um passo em frente no caminho do desenvolvimento, da qualidade de vida dos cidadãos e da afirmação de Vila Nova de Famalicão. Em 2016 cumprimos mais uma etapa do atual ciclo autárquico e fizemo-lo bem, com resultados sintonizados com aquilo a que nos propusemos desenvolver no âmbito do orçamento que em devido tempo apresentámos aos famalicenses”.

DSC_1935.jpg

A boa forma das finanças do município explica-se “pelo rigor, responsabilidade e pelo no compromisso com os cidadãos”, explica Paulo Cunha, que conseguiu uma execução orçamental de 98,8 % do lado da receita e de 82,8% do lado da despesa. “Encerrámos as contas com um excelente nível de execução orçamental, o que significa que o ano foi bem planeado e bem gerido”, diz o edil, realçando os mais de 70 milhões de euros investidos nos famalicenses.

Um pouco por todo o concelho refletiram-se os resultados dos investimentos realizados, dos programas promovidos e das ações executadas. “A área social, que é a nossa primeira linha estratégica de desenvolvimento,  não foi descurada e mais de oito milhões de euros foram aplicados em respostas sociais, quer através de apoio direto às instituições e movimento associativo do concelho, quer através do desenvolvimento dos programas sociais municipais, com incidência no apoio à educação das crianças e jovens, aos seniores e às famílias de maior necessidade.” Contudo, acrescenta Paulo Cunha, fortaleceram-se outras linhas de atuação. “Na requalificação da rede viária, na modernização do parque escolar, bem como na ampliação e remodelação das redes de abastecimento de água e saneamento, foram investidos mais de 28 milhões de euros. São números elucidativos de um ano forte em investimento, determinação e ação.

A atestar a qualidade do trabalho desenvolvido ao longo do ano, Paulo Cunha apresenta números sonantes e recorda os prémios obtidos. “Importa não esquecer que foi devido a essa boa gestão e às nossas políticas socialmente equilibradas que o Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis nos atribuiu novamente o título de Município Amigo das Famílias e que a Universidade do Minho, através da sua plataforma UM-Cidades, nos declarou Município do Ano 2016 da Região Norte, pelas boas práticas desenvolvidas pelo nosso município.”

No balanço final ao ano de 2016, Paulo Cunha não esquece ainda o capítulo do investimento empresarial privado no concelho, “sinal evidente do reforço da competitividade do território.” E explica: “ Através do Regulamento de Projetos de Investimento de Interesse Municipal aprovaram-se investimentos na ordem dos 70 milhões de euros que, à medida que vão sendo materializados, confirmam o forte impacto na geração de riqueza e na criação de emprego.” O concelho terminou o ano com uma taxa de desemprego (8,05 por cento) significativamente abaixo da média nacional (10,5 por cento).

“A verdade é que através do programa Famalicão Made IN criámos um ecossistema que facilita o desenvolvimento empresarial que torna as empresas famalicenses cada vez mais fortes, ao mesmo tempo que tem captado novos investimentos para o concelho. Os resultados falam por si”, diz o autarca.

Outro dado importante que Paulo Cunha realça do exercício autárquico do ano de 2016 “foi o sinal que Vila Nova de Famalicão deu ao país de que a descentralização de competências da administração central para as autarquias locais não só é possível como desejável.” Naquele que foi o primeiro ano do projeto-piloto para a descentralização de competências na área da educação e formação – o Aproximar Educação – o balanço foi unanimemente reconhecido como muito positivo pelos agentes educativas e pela comunidade.

Tudo somado, Paulo Cunha  não tem dúvidas que “Em 2016 crescemos, evoluímos, demos mais qualidade de vida à geração atual de famalicenses, mas ao mesmo tempo reforçamos as condições estruturais para que as futuras gerações de famalicenses possam viver com qualidade, crescer e orgulhar-se do legado que lhes deixamos”, resume o edil.

DSC_1951.jpg

MUNICÍPIO DE CERVEIRA REVELA GRANDE DESEMPENHO

Clima de exemplar performance municipal em 2016

Mantendo o desidrato de uma gestão autárquica rigorosa, responsável e transparente em prol do desenvolvimento de Cerveira e da melhoria da qualidade de vida dos Cerveirenses, a gestão municipal relativa a 2016 pautou-se pela significativa redução de dívida, pelo não recurso a qualquer empréstimo e pelos bons indicadores externos. Os documentos de Prestação de Contas de 2016 da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, submetidos hoje à apreciação do executivo municipal, em reunião ordinária, foram aprovados por maioria, com abstenção do PS.

Com uma taxa de execução orçamental de 89,7%, o exercício municipal referente ao ano transato em Vila Nova de Cerveira consolidou a política de baixa fiscalidade, deu continuidade à implementação de boas e necessárias práticas sociais e reforçou o apoio às freguesias para obras de proximidade.

O edil cerveirense, Fernando Nogueira, destacou alguns dados que sustentam o equilíbrio e uma exemplar gestão financeira, nomeadamente a redução significativa da dívida global em 9,1% entre 2015 e 2016, sendo que no presente mandato (3 anos) a amortização foi de 21,8%; o Índice de Endividamento Líquido cifrado nos 0,35%; o prazo médio de pagamentos calculado pela Câmara Municipal é de 50 dias, embora pelos cálculos da DGAL seja significativamente inferior, e existindo uma margem disponível de endividamento de 2,2 milhões de euros.

TEATRO DE BARCELOS LEVA À CENA O "AUTO DA BARCA DO INFERNO" DE GIL VICENTE

Diferentes épocas e estilos sobem ao palco do Teatro Gil Vicente

Uma das mais tocantes histórias de amor, o tradicional conto de fadas francês, "A Bela e o Monstro", nos dias 1 e 2, às 21h30, e a peça o "Diário de um Palhaço", que retrata o mundo mágico do dia a dia da vida de um palhaço, no dia 3, às 10h, marcam o arranque da programação do Teatro Gil Vicente (TGV)  para o mês de abril. Ambos os espetáculos são uma encenação e adaptação da autoria da conceituada Companhia de Teatro de Barcelos - A Capoeira, que regressa novamente às luzes da ribalta, no dia 28, para encerrar a programação do mês de abril com o clássico "Auto da Barca do Inferno", de Gil Vicente.

Cartazabril.jpg

A 5 de abril, o Teatro Nacional de Kherson, da Ucrânica, vem a Barcelos apresentar a comédia "Cuidado, mulheres!", pelas 21h30.

O fim de semana de 7, 8 e 9 será também dedicado às artes cénicas com a peça "A Lenda da senhora que passou", na sexta-feira, protagonizada pela Universidade Sénior de Barcelos, e o espetáculo de dança "Barbie e Ken", pelo Nico Dance Studio, no sábado e domingo. O coreógrafo e matemático Pedro Carvalho regressa ao TGV com o espetáculo “O Homem que só pensava em números", a história de um homem que dedica toda a sua vida e existência aos números. Esta performance, que alia duas disciplinas, a dança e a matemática, será apresentado numa sessão dedicada às famílias, no dia 23, e no dia 24 apresenta quatro sessões destinadas às escolas.

A música está a cargo da banda barcelense Waterland que, no dia 22, dá a conhecer o seu novo álbum “Signs of Freedom” com a participação do coro Jesus Choir.

O cineceblube ZOOM apresenta uma programação variada, onde constam obras do mestre da animação, Hayao Miyazaki, cinema português e do incontornável Wim Wenders, que será alvo de um ciclo. A 21 será exibido novamente o documentário sobre os barcelenses na I Grande Guerra, "Lutaram como diabos", no dia em que se comemora o centenário da partida do contingente barcelense dos Paços do Concelho rumo às trincheiras.

PAULA RUIVO ANIMA BEBÉTECA DE PONTE DE LIMA COM HORA DO CONTO ESPECIAL

A escritora de livros infantojuvenis, Paula Ruivo, foi a convidada da última sessão da Bebéteca – projeto de promoção da leitura para bebés e crianças dinamizado pela Biblioteca Municipal de Ponte de Lima - que decorreu no passado sábado, 25 de março.

Bebétca (Small).JPG

Numa Hora do Conto com sabor especial, a autora apresentou “A ervilha que queria ir de férias”, obra que estimula os mais pequenos a persistir nos sonhos e que encantou todos os participantes na atividade lúdico-didática.

À narrativa seguiu-se um momento musical: pais e filhos entoaram o poema da história acompanhados pela concertina de Agostinho Silva.

Depois de um ateliê criativo para construção de uma ervilhinha minhota – protagonista do conto – houve ainda tempo para uma sessão de autógrafos.

A próxima sessão da Bebéteca será dinamizada no dia 29 de abril, às 10h30.

Inscrevam-se e apareçam!

CONCEIÇÃO CARRILHO APRESENTA O LIVRO DAS CONFISSÕES

Sábado, dia 1 de abril, na Biblioteca Municipal de Barcelos

Conceição Carrilho vai apresentar o seu último livro “O Livro das Confissões”, na Biblioteca Municipal de Barcelos, sábado, dia 1 de abril, às 16h00.

“Há sempre um dia em que os segredos, fechados no cofre forte da nossa vida, se revelam.

Dez homens e nove mulheres deram-me a chave do cofre, de onde saíram, dolorosas ou divertidas, dezanove confissões”, refere a autora.

Este é o terceiro livro de Conceição Carrilho, depois de ter escrito “Da impossibilidade de viver sem ter lido o D.Quixote”, (Campo das Letras, 2004), edição revista em 2013 e publicada em e-book, em outubro de 2013, “Quando Marinela Salero Cortez decidiu imitar Dom João” (Campo das Letras, 2007), edição revista em 2014 e publicada com o título “E se Don Juan fosse mulher?” (Chiado Editora, julho 2015) e “Esmeralda odiava ser fotografada” (Chiado Editora, julho 2014).

Conceição Carrilho formou-se em Línguas e Literaturas Modernas na Universidade Nova de Lisboa. Foi professora de Literatura na Universidade do Minho. Deixou a profissão em 2013, para se dedicar a outros projetos na área da Literatura.

É autora dos blogues, criados em outubro 2013: Ler é perigoso (www.lereperigoso.pt) e GAL, Gabinete de Aconselhamento Literário (www.mygal.pt).

PÓVOA DE LANHOSO EVOCA D. TERESA

Castelo de Lanhoso apresenta “Teresa, mãe de Portugal”

"Teresa, mãe de Portugal" do escultor vimaranense Dinis Ribeiro é como se designa a exposição que está patente no exterior e no núcleo museológico do Castelo de Lanhoso, desde o passado sábado, dia 25 de março.

Abertura expo Teresa33.jpg

O Vereador da Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues, esteve na abertura desta mostra, assim como o Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Gaia e Curador da exposição, Delfim Sousa, e o Vereador da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães, José Bastos. André Rodrigues salientou a importância das parcerias na valorização do Castelo de Lanhoso. “Esta mostra pretende conjugar o bom exemplar de monumento, que é o Castelo de Lanhoso, com a elevada qualidade da obra de Dinis Ribeiro. A nossa forma de trabalhar no município é essa, ou seja, é a de criar parcerias e de fortalecermos ambos os aspetos. Essa mesma parceria funciona muito bem e tanto o Castelo como a exposição vão sair valorizados”, considerou este responsável.

Recorde-se ainda que o ex libris da Póvoa de Lanhoso tem sido palco frequente de manifestações artísticas e culturais, como forma de o divulgar e de o dinamizar. “Espero que voltem ao Castelo, porque tentamos diversificar em termos de conteúdo. Nós tentamos mudar, diferenciar, e é assim que queremos aumentar o número de visitantes como já temos vindo a aumentar até agora”, salientou ainda o Vereador.

Esta mostra é composta por três núcleos, um interior e dois exteriores, sendo de destacar aquele que é composto por guerreiros que, voltados para a Vila da Póvoa de Lanhoso, protegem, o Castelo.

Na inauguração da exposição de escultura de Dinis Ribeiro esteve ainda representada D. Teresa, em resultado de uma parceria entre o Castelo de Lanhoso, os Serviços Educativos da Biblioteca Infantil e o Theatro Club.

Teresa, mãe de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal, é o rosto de uma governação firme e inteligente, consolidando e ampliando as linhas de fronteira do Condado Portucalense. As suas relações pessoais, frias e calculistas, e as alianças meticulosamente planeadas, fizeram desta mulher uma personagem fundamental na História de Portugal.

Esta mostra fica patente por tempo indeterminado, prevendo-se que possa ficar até ao final do Verão.

Castelo de Lanhoso

Aberto de quarta a domingo 

10h00 às 12h30 e 14h30-17h30

Abertura expo Teresa11.jpg

Abertura expo Teresa14.jpg

Abertura expo Teresa21.jpg

ATILHOS NAS CHINELAS ADULTERAM O TRAJE TRADICIONAL

Existem grupos folclóricos que se apresentam publicamente com atilhos a segurar as chinelas para que as moças não as percam nas voltas da dança. Trata-se de algo que julgávamos ter há muito desaparecido na apresentação do folclore. Não obstante, e para nossa desagradável surpresa, essa “habilidade” tem vindo a ser exibida por vários grupos folclóricos, incluindo alguns – pasme-se! – da nossa região.

pés-elasticos.jpg

As imagens que publicamos respeitam a actuações recentes na região de Lisboa de dois grupos folclóricos minhotos, oriundos de Cabeceiras de Basto.

A inclusão de atilhos nas chinelas, normalmente constituídos por elásticos, atados aos pés e aos tornozelos, constitui uma adulteração do traje tradicional e resulta numa desclassificação do grupo folclórico que assim se apresenta e, sobretudo, uma representação menos digna da terra que dizem representar. Trata-se de um erro que urge corrigir!

1513209_891166954297152_3972479596120697028_n.jpg

11207322_891166897630491_2441476705476204862_n (1).jpg

 

11949387_891166657630515_8620334112606037631_n.jpg

11951796_891167070963807_8650511550159385572_n.jpg

17155183_1282821601798350_5818326014401608641_n.jpg

17156098_1282823068464870_2553116902574855438_n.jpg

PERCURSO PEDESTRE ‘VAMOS AO MOINHO’ DÁ A CONHECER VALOR PATRIMONIAL DA SERRA D’ARGA

Percurso decorre no dia 8 de abril, pelas 14H00

O Município de Caminha vai assinalar o Dia Nacional dos Moinhos com a promoção do percurso pedestre ‘Vamos ao Moinho’, na Serra d’Arga, no dia 8 de abril. O objetivo é divulgar os moinhos tradicionais que existem na Serra d’Arga e sensibilizar os cidadãos para o seu inestimável valor patrimonial. A participação no percurso é gratuita, mas a inscrição é obrigatória.

moinhosmoinhos.JPG

Com concentração agendada para as 14H00, no Centro de Interpretação da Serra d’Arga, o percurso ‘Vamos ao Moinho’ tem uma extensão aproximada de 9 quilómetros e um grau de dificuldade fácil. Os participantes vão percorrer caminhos antigos, atravessar pontes e linhas de água, bem como vão visitar os moinhos da Gandra, do Covão, da Fichua, das Pombas de Baixo, das Traves, entre outros.

Este percurso pretende dar a conhecer as diferentes formas de utilização de energia hidráulica, nomeadamente as que são utilizadas nos moinhos de água da Serra d’Arga, alguns deles ainda em funcionamento e de elevado valor arquitetónico. Para além de divulgar o património da Serra d’Arga, ‘Vamos ao Moinho’visa sensibilizar os participantes para a necessidade da sua preservação.

ABRIL É O MÊS DO LIVRO EM FAMALICÃO

Biblioteca Municipal assinala Dia Internacional do Livro Infantil já no próximo domingo

Abril é o mês do livro. É neste mês que se comemoram duas importantes datas: o Dia Internacional do Livro Infantil, já no próximo domingo, 2 de abril (aniversário do nascimento do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen) e o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, a 23 de abril (aniversário da morte dos escritores Shakespeare e Cervantes).

cartaz portugues.jpg

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Vila nova de Famalicão, associa-se a estas comemorações com a realização da Maratona da Biblioteca.

Assim, já no próximo domingo, a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco estará presente na Praceta Cupertino de Miranda, no centro da cidade, com um programa cultural dirigido às famílias e ao público geral. Durante o dia decorrerão oficinas na Praça, alusivas ao livro e à leitura, e durante a tarde haverá uma sessão de contos intitulada “Sortido de contos”, dinamizada pela contadora de histórias Virgínia Millefiori.

De 20 a 23 de abril, o programa de atividades da Maratona da Biblioteca será dirigido aos vários públicos do concelho, de onde se destaca a sessão de Letrinhas para Bebés; a Leitura Encenada “Conhecer Sophia: A menina do mar” dinamizada por Ana Maia e Susana Pires; a oficina “O meu zbiriguidófilo” e a sessão de cinema com a exibição do filme “Cegonha”. Na Praceta Cupertino de Miranda decorrerão: a oficina “No dia de S. Jorge, uma rosa e um livro” e o espetáculo “Uma noiva bela, belíssima”, dinamizado e interpretado por Cláudia Stattmiller e Pedro Figueira, da START-TEATRO. De 20 a 23 de abril decorrerá ainda uma Feira de Livro que conta com a colaboração da Livraria Fontenova.

Veja o programa da Maratona da Biblioteca aqui http://bit.ly/2njbEqk

Cartaz-Dia-Mundial-do-Livro_web.jpg

CERVEIRA CONTROLA SALMÃO DO RIO MINHO

Pedido de colaboração para registo informativo de salmão no rio Minho

Com o intuito de obter informação mais detalhada sobre a população de salmões existente no rio Minho, o Aquamuseu pretende lançar um pedido a pescadores, intermediários, consumidores, restaurantes e população em geral no sentido de colaborarem no registo e comunicação da presença ou captura deste peixe.

SALMÃO.jpg

O objetivo é conservar um recurso que, embora presente, suscita sempre grande interesse por parte de investigadores dado o desconhecimento real da sua exploração, conseguindo um maior número de dados para futuros trabalhos.

Neste sentido, apela-se ao registo do comprimento, peso, presença ou ausência de barbatana adiposa e se possível recolher 15 escamas (ver figura). A ausência de barbatana adiposa significa que foram salmões identificados quando juvenis e que saíram do rio Minho, sendo importante conhecer o número de salmões que regressam ao rio onde nasceram.

Em prol da investigação, o Aquamuseu do rio Minho agradece, desde já, a colaboração.

BRAGA REQUALIFICA EIXO DESPORTIVO DA RODOVIA

Investimento de cerca de 3 milhões de euros

O Município de Braga vai avançar com a requalificação do Eixo Desportivo da Rodovia, cujo valor base de investimento ascende a três milhões de euros. A proposta para a abertura do concurso público da referida empreitada, será analisada na próxima Reunião do Executivo Municipal, que terá lugar a 3 de Abril, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

3D.famamama.jpg

Com esta intervenção, o Complexo Desportivo da Rodovia aumenta consideravelmente a sua área, estendendo-se para a zona ribeirinha em frente à Associação de Futebol de Braga (AFBraga), ao mesmo tempo que ganha novas valências, abarcando diversas modalidades desportivas.

Esta é uma medida que vai de encontro à política do actual Executivo de dotar a Cidade de espaços verdes, fomentar a melhoria de qualidade de vida dos Bracarenses e aumentar a oferta de áreas de lazer e de recreio que promovam hábitos de vida saudáveis.

A intervenção de fundo visa a requalificação e remodelação dos equipamentos destinados a diferentes modalidades desportivas, modernizando as actuais infra-estruturas, conferindo-lhes maior qualidade e conforto para a prática desportiva. Serão também introduzidas novas valências para outras actividades como o voleibol e futebol de praia, e diversos desportos radicais.

Município apresenta projecto à População

Tratando-se de um projecto impactante e com grande interesse para a generalidade da população, o Município de Braga irá apresentar todo o plano de intervenção aos Bracarenses, numa sessão pública que terá lugar no próximo Sábado, dia 1 de Abril, nas instalações da Associação de Futebol de Braga.

A sessão terá início às 11h00, estando convidadas todas as associações e colectividades desportivas do Concelho, Juntas de Freguesia, assim como os Bracarenses que queiram saber, em primeira mão, todos os passos que serão dados na requalificação deste Eixo Desportivo que vem dotar a Cidade de melhores condições para a prática desportiva e de espaços de fruição pública.

LOJA SOCIAL DE FAMALICÃO RECOLHE ALIMENTOS

Nova de Famalicão vai estar no supermercado E.Leclerc para uma recolha de géneros alimentares. 

A iniciativa contará com o apoio dos membros do Banco Local de Voluntariado de Vila Nova de Famalicão.

Refira-se que través desta e de outras ações de solidariedade promovidas em todo o concelho, a Loja Social consegue assim atingir o seu objetivo de apoiar as famílias famalicenses economicamente mais vulneráveis.

Loja Social promove campanha de recolha de alimentos nos dias 18 e 19 de... (2).jpg

RICHARD ZIMLER CONVERSA COM OS FAMALICENSES

Richard Zimler esta sexta-feira em Famalicão para “Um Livro, Um Filme”

O escritor Richard Zimler é o convidado da sessão deste mês da iniciativa “Um Livro, Um Filme”, que decorre já nesta sexta-feira, dia 31, pelas 21h30, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide São Miguel, em Vila Nova de Famalicão.

Richard Zimler.jpg

Para exibir e comentar, o convidado escolheu o filme “Central do Brasil”, um drama de 1998 realizado por Walter Salles e que conta a história de uma professora reformada – Dora (Fernanda Montenegro) – que no seu dia-a-dia escreve cartas para analfabetos, na Estação Central do Brasil, centro do Rio de Janeiro. Ainda que não envie todas as cartas que escreve, Dora decide ajudar um menino (Vinícius de Oliveira), que depois da morte da sua mãe, tenta encontrar o pai que nunca conheceu.

Sobre o convidado, refira-se que Zimler nasceu em 1956 em Roslyn Heights, um subúrbio de Nova Iorque. Fez um bacharelato em Religião Comparada na Duke University e um mestrado em Jornalismo na Stanford University. Trabalhou como jornalista durante oito anos, principalmente na região de São Francisco. Em 1990 foi viver para o Porto, onde lecionou Jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Tem atualmente dupla nacionalidade, americana e portuguesa. Depois do grande sucesso de O último Cabalista de Lisboa, o seu primeiro romance, Richard Zimler publicou mais de dez livros, entre os quais romances, livros para crianças e uma coletânea de contos.

Recorde-se que a iniciativa “Um Livro, Um Filme” decorre desde 2006 e conta todos os meses com a presença de uma figura da cultura e das artes para apresentar um filme, preferencialmente baseado numa obra literária. A iniciativa é de entrada livre.

ASSOCIAÇÃO DE PROTECÇÃO & SOCORRO ESTÁ PREOCUPADO COM SISTEMA INTEGRADO DE EMERGÊNCIA MÉDICA

Vimos pelo presente partilhar a nossa preocupação e indignação com o que se está a passar no Sistema Integrado de Emergência Médica no geral, e em concreto com o caso da VMER de Gaia.

Para além de a VMER de Gaia ter estado parada este mês em turnos nos dias 1,4,9,12, vai aparentemente parar hoje das 20 ás 08horas de amanhã. Observa-se assim a total inércia do conselho de administração daquele centro hospitalar que se revela incapaz de resolver esta situação gravíssima já que do apoio diferenciado em suporte avançado de vida dependem vidas humanas em estado crítico. Hoje mesmo era para parar a partir das 14horas, contudo, não por iniciativa do concelho de administração, mas de um médico que também faz VMER, lá conseguiu apelar a outro colega que assegure pelo menos o turno da tarde para que aquele meio não fique inoperacional das 14 às 08horas, colocando em risco o socorro diferenciado à população da área que serve aquela VMER das 20 às 08horas. 

Igual indignação nos causa compreender que, o Sistema Nacional de Saúde em geral, e o SIEM em particular não é capaz de se organizar para responder de forma eficaz e eficiente por exemplo quando ocorrem picos de gripe, levando ao colapso do sistema e à inerente incapacidade de resposta, contudo para a visita papal do próximo mês de maio, o sistema que tem alegadamente falta de recursos técnicos e humanos para responder às urgências e emergências quotidianas, responde a este evento com uma mega operação em que por exemplo surge como inédito que os centros de saúde da zona vão estar abertos 24horas, e  a área vai estar dotada de reforço de recursos humanos e técnicos (até mesmo meios aéreos) para responder em Fátima aquilo que não consegue responder no resto do país, ou seja, o sistema cria assim discriminação entre a capacidade e qualidade da assistência dos cidadãos que vão a Fátima e aqueles que não vão estar naquele evento, facto que consideramos totalmente inaceitável. Não é para nós admissível que o SNS/SIEM funcione "bem" nos eventos  e não funcione com o mesmo nível e grau de prontidão fora deles. 

Compreendemos a necessidade de aumentar a capacidade de resposta num local onde vai estar tanta gente, mas nunca aceitaremos de animo leve que os demais cidadãos não tenham acesso à mesma capacidade de resposta instalada. Esta situação faz-nos recordar as visitas dos membros dos Governos de Portugal aos hospitais públicos, em que para se passar a ideia de que tudo está bem, até nas salas de arrumos e WC se escondem doentes, que no resto do tempo estariam em macas ou cadeiras nos corredores.

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO ENTREGA 265 BOLSAS DE ESTUDO A ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR

Paulo Cunha desafia jovens a apostarem no concelho

“O concelho de Vila Nova de Famalicão tem projetos para todos os jovens famalicenses. Contamos com todos vós!” Foi com uma mensagem motivadora e repleta de desafios que o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, se dirigiu aos 265 estudantes do ensino superior, que nesta terça-feira se reuniram na Casa das Artes para receberem as bolsas de estudos atribuídas pela autarquia.

image51848.jpeg

“Apostem na vossa terra, deem uma oportunidade a este município que é o terceiro mais exportador do país e um dos mais industrializados, invistam a vossa formação aqui e agora”, acrescentou o autarca, desafiando os jovens a assumirem um compromisso com o concelho, através de uma cidadania ativa e mobilizadora. “Contamos com todos vós para construir o futuro do concelho, mas contamos a partir de hoje, do presente”, acrescentou, estimulando-os a combater a indiferença e a afirmar os seus interesses e as vontades.

Paulo Cunha que entregou este apoio social pelo quarto ano consecutivo, lembrou o compromisso que assumiu em 2013 “de apoiar quem mais precisa para que haja estabilidade social, para que consigamos contruir uma sociedade melhor”.

Desde então, o número de jovens beneficiados aumentou 82 por cento, passando de 145 para 265 e o investimento teve também um crescimento passando de 120 mil euros para 167 mil euros. “São números que demonstram bem a nossa aposta neste apoio social”, referiu.

Mas os desafios não ficaram por aqui. Paulo Cunha convidou os jovens a visitarem a Casa da Juventude, onde existem respostas e serviços para as mais diversas questões e preocupações.

A cerimónia ficou ainda marcada pelo testemunho de Paulo Duarte, o padre que já foi comissário de bordo e sonhava ser médico veterinário.

Refira-se que há mais de dez anos que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão atribui anualmente uma bolsa de estudo aos alunos do concelho que frequentam o ensino superior. Inicialmente o valor era fixo, mas a partir de 2009, com a entrada em vigor do Regulamento Municipal de Bolsas de Estudo, a medida começou abranger muitos mais alunos, com valores que variam entre os 500 euros e os 1000 euros.

Este ano foram entregues 265 bolsas de estudo a jovens estudantes do ensino superior, num investimento na ordem dos 167 mil euros.

image51857.jpeg

CADO ASSINA CONVÉNIO COM UNIVERSIDADE DE SANTIAGO DE COMPOSTELA

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico estabeleceu, neste mês de Março, um convénio com a Universidade de Santiago de Compostela para poder receber estágios da área social e da saúde.

Com esta parceria o CADO irá ter a possibilidade de receber estagiários curriculares, por um período de quatro meses, que irão possibilitar uma aprendizagem diferente. Serão estágios de 8 horas diárias, de Fevereiro a Maio.

A Universidade de Santiago de Compostela é uma universidade pública sediada na cidade de Santiago de Compostela, Galiza, Espanha. Está dividida em quatro campus — três na cidade compostelana (Campus Norte, Campus Sul e Campus Histórico) e um localizado em Lugo. Foi fundada em 1495, sendo a principal e mais antiga universidade da Galiza, a sétima mais antiga da Península Ibérica e uma das universidades mais antigas do mundo, contanto atualmente com 19 faculdades.

O Centro de Apoio ao Doente Oncológico tem como objetivo prestar apoio a doentes e aos seus familiares, sensibilizando para esta doença.  Além do apoio ao doente oncológico e à sua família, o Centro trabalha também a promoção da saúde, especialmente no que diz respeito à prevenção de doenças oncológicas.

MUSEU DE CAMINHA ACOLHE ‘OFICINA PARA FAMÍLIAS – RUÍDOS, SONS E SILÊNCIOS’ ESTE SÁBADO

Ação dirige-se às famílias do concelho e é promovida pela Câmara Municipal e pela Fundação de Serralves

O Museu Municipal de Caminha vai acolher a ‘Oficina para Famílias – Ruídos, Sons e Silêncios’, no sábado dia 01 de abril, pelas 10H30. Esta ação é promovida pela Câmara Municipal e pela Fundação de Serralves, no âmbito da exposição ‘Música e Palavras: Obras da Coleção de Serralves’ patente ao público nos diversos espaços culturais do Município em Caminha. As inscrições estão a decorrer.

exposição musica e palvras (1).JPG

Tal como o próprio nome indica a ‘Oficina para Famílias – Ruídos, Sons e Silêncios’ dirige-se às famílias do concelho. O objetivo é ‘conhecer melhor as obras de arte propostas por “Música e Palavras - Obras da Coleção de Serralves”.  Aproximar-nos de cada uma das obras e imaginar que tudo é possível, até mesmo entrar noutra dimensão’.

A oficina vai ser orientada por Joana Mendonça, dos Serviços Educativos do Museu de Serralves, e vai decorrer no Museu Municipal de Caminha, entre as 10H30 e as 12H30. As inscrições estão a decorrer e podem ser efetuadas através do email museu@cm-caminha.pt. O número de inscrições é limitado.

Recorda-se que a exposição “Música e Palavras – Obras da Coleção de Serralves” está patente ao público, até ao dia 16 de abril, em vários espaços culturais da vila: Museu Municipal, Galeria de Arte Caminhense, o edifício do antigo Posto de Turismo e a Torre do Relógio.  Esta é a primeira exposição que Caminha tem patente enquanto “Vila Serralves”.

oficina musica5.jpg

PONTE DE LIMA ENSINA ARTE DE RECICLAR

“A arte de reciclar” em exibição na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

A Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL), enquanto entidade promotora de boas práticas de sustentabilidade ambiental aliadas à promoção do livro e da leitura, tem patente ao público, até 31 de maio, uma exposição de trabalhos realizados pelas bibliotecas escolares do concelho no âmbito da edição de 2017 do projeto “Escutar, Ler… Imaginar e Aprender”, subordinada ao tema “A arte de reciclar”.

DSC07301 (Small).JPG

O desafio lançado consistiu na elaboração artística de objetos e/ou cenários inspirados na Primavera, procurando ao mesmo tempo assinalar a época pascal que se aproxima, tendo por base as leituras efetuadas ao longo do projeto.

O resultado foi a criação, através do recurso a materiais reciclados, de mobiles pendurados ao longo dos espaços que compõem o rés-do-chão da BMPL (Receção e Sala Infantojuvenil), com evocações de andorinhas, borboletas, joaninhas e coelhos, entre outros elementos associados aos períodos propostos.

Visite-nos e faça parte de uma ação que pretende aliar os hábitos de leitura à educação ambiental

BRAGA REFORÇA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES COM QUATRO NOVOS PARCEIROS

As Juntas de Freguesia de S. Victor e S. Vicente, a Casa do Professor e o Colégio D. Pedro V são os novos parceiros da Rede Concelhia de Bibliotecas de Braga (RBB). A assinatura da adenda ao acordo de cooperação decorreu hoje, 29 de Março, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva (BLCS), numa cerimónia que contou com a presença da vereadora da Cultura do Município de Braga, Lídia Dias.

CMB29032017SERGIOFREITAS0000006013.jpg

A RBB resultou de uma longa caminhada de uma comunidade de práticas que engloba as bibliotecas escolares e a biblioteca pública, tendo sido formalmente constituída a 27 de Abril de 2012, através da assinatura do protocolo de cooperação entre o Ministério da Educação, o Município de Braga e Programa da Rede Nacional de Bibliotecas Escolares.

Para Lídia Dias, a inclusão destes quatro novos parceiros representa mais um passo na afirmação desta rede a nível nacional. “Vamos continuar a trabalhar, a reforçar o conhecimento e a partilhar experiências pois só assim conseguiremos ter cultura e educação para todos”, sustentou, agradecendo aos parceiros o facto de terem aceitado o desafio de integrar “uma das melhores redes de bibliotecas do País, pela sua diversidade e riqueza”.

A partir deste momento, as Juntas de Freguesia de S. Victor e S. Vicente, assim como a Casa do Professor e o Colégio D. Pedro V vão poder aceder ao catálogo colectivo e partilhar os seus recursos.

De referir que esta cerimónia de assinatura da primeira adenda ao acordo de cooperação da RBB integra o programa da 11.ª Semana da Leitura ‘Ler para Ser’, que se prolonga até ao próximo dia 31 de Março.

CMB29032017SERGIOFREITAS0000006019.jpg

CMB29032017SERGIOFREITAS0000006021.jpg

BIBLIOTECA DE VIZELA DIVULGA ATIVIDADES

Atividades de abril da Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes

31 de março a 2 de abril: "Festival de Contos 2017"

Casa das Coletividades

Org.: Avicella Associação Cultural

Parceiros: Câmara Municipal de Vizela, Biblioteca Municipal Jorge Antunes, Mercado Azul e OperaOmnia

1 de abril: Sábados na biblioteca: conto + oficina de monstros super-fantástica

‘A mentira tem perna curta’, de Rosy Gadda Conti

Costuma-se dizer que as mentiras têm pernas curtas, cabeça de pera, pescoço comprido, corpo coberto de pelos e os olhos tortos, que são grandes e metediças ou pequenas e mal--educadas.

— Depende — pensava Adalgisa com os seus botões.

— Podem ser isso tudo e muito mais!

Atividade gratuita para famílias e inserida no Festival de Contos promovido pela Avicella.

3 a 13 de abril: Férias em Cheio

Um programa recheado de surpresas para a Páscoa. Atividades didáticas e divertidas de artes plásticas, contadores de histórias, caça aos ovos, cinema, expressão corporal e muito mais.

Público: 6 aos 12 anos. Atividades gratuitas com inscrição prévia até 2 dias antes da atividade.

Dia 3 - Caça aos ovos

Dia 4 - Pop-up de Páscoa

Dia 5 - Hora do Conto com penas

Dia 6 - Origamis de Páscoa

Dia 7 - Jogos de Páscoa

Dia 10 - Flores de papel (presente para a madrinha)

Dia 11 - Pompom de coelho

Dia 12 - Jogos de Páscoa

Dia 13 - Caça aos ovos

22 de abril: Oficina de Cianotipia com Hélder Magalhães

15h00-16h30. Inscrição obrigatória pelo nº 253585386.

Cianotipia.jpg

Férias em cheio páscoa.jpg

festival de contos.jpg

BOIS DA PÁSCOA DESFILAM EM ARCOS DE VALDEVEZ

Arcos de Valdevez. Desfile dos Bois da Páscoa – 2 de Abril às 15h00

O desfile dos Bois da Páscoa sai à rua no próximo dia 2 de Abril. Neste cortejo, 20 vacas cachenas cangadas à moda antiga irão juntar-se a 34 bois das raças minhota e barrosã e alguns também cachenos, num desfile que atravessará a principal artéria da Vila numa tradição pascal com mais de sete décadas.

Flyer A5.jpg

O desfile conta ainda com a participação de figurantes, vestidos à moda antiga, com os trajes regionais.

Com mais de sete décadas, a tradição nasceu por iniciativa dos proprietários de talhos estabelecidos na sede do concelho, para darem a conhecer os bovinos que seriam abatidos por altura da Páscoa.

Os animais que este ano vão desfilar vão estar em exposição, a partir das 10h30, no parque da Ponte Nova, sendo que depois são engalanados a preceito para participar no desfile dos bois da Páscoa que começa às 15h00 e que será acompanhado por vários ranchos folclóricos do concelho, trajados a rigor, recriando um ambiente de festa.

Todos os anos milhares de pessoas distribuem-se pela avenida principal da vila para assistir ao desfile, e, manda a tradição que os animais que desfilam, comprados pelos talhos do concelho, sejam abatidos antes da Páscoa para que a sua carne seja consumida durante os festejos da época Pascal.

A animação também faz parte do programa e irá ser garantida com a atuação de rusgas, a tradicional roda da concertina e no fim, há boi de raça cachena, assado no espeto, para todos quantos se queiram deliciar com esta carne.

Esta é mais uma forma de divulgar o património cultural e de dinamizar a economia local, desde os produtores, ao comércio, à restauração e hotelaria.

A iniciativa é organizada pela Câmara de Arcos de Valdevez, em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, a Cooperativa Agrícola de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca, a ARDAL e vários talhos e produtores do concelho.

Estamos perto! A uma hora do Porto e Vigo e meia hora de Braga.

Venha a Arcos de Valdevez conhecer as nossas tradições, a nossa gastronomia e apreciar as belas paisagens de um concelho situado em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês, Reserva Mundial da Biosfera, declarada pela UNESCO.

ARCUENSE CAMINHAM PELO TRILHO DA ÁGUIA-REAL

Lordelo, aldeia localizada no interior do Parque Nacional da Peneda-Gerês, caraterizada pelos muitos locais onde podemos contemplar os pequenos grandes recantos e encantos que possui, é o cenário para a próxima iniciativa “12 Trilhos 12 Experiências” da Ardal-Porta do Mezio.

Cartaz_trilho_aguia_real.jpg

No próximo dia 2 de Abril venha connosco visitar e conhecer de muito perto o imponente vale do Ramiscal, considerado o último refúgio da águia-real.

Venha ver o local onde a imponente águia-real fazia os seus ninhos, venha ver o local onde a imponente águia-real sobrevoava os céus!

Com início nas alminhas da Chã do Couço, seguiremos por caminhos florestais, ribeiros e bosques, envolvidos por uma pitoresca paisagem serrana. A flora destas paragens é exuberante nos seus diversos tons de verde e é acompanhada pelo som tranquilizante e sempre presente das águas cristalinas e puras que atravessam a montanha.

Venha com a Ardal-Porta do Mezio desfrutar deste emocionante e extraordinário trilho onde no final haverá um excelente almoço convívio!

Inscreva-se e venha desfrutar deste excelente programa!

Características do Trilho:

Data da realização: 2 de Abril de 2017

Local de encontro: 8h30 - Nature4 (Coordenadas GPS - 41°50`43.94``N; 8°25`02.76``O)

Hora de saída: 9h00 – Nature 4

Localização do Trilho: Lordelo (Freguesia de Cabreiro)

Distância aproximada: 7 km

Altitude acumulada positiva aprox.: 346 metros

Âmbito do percurso: Paisagístico e Natural

Duração: 3h30

Dificuldade: Fácil a moderado

Almoço (inscrições até às 13h00 do dia 31 de Março):

Ementa: entradas frias, caldo verde, petiscos quentes (picadinho, moelas, asinhas de frango, etc), vinho verde tinto e branco, águas, sumos, sobremesa e café.

Inscrições: 258510100 / portadomezio@ardal.pt

Nota: Os participantes devem trazer roupa e calçado adequado, reforço alimentar e água.

SECRETÁRIO DE ESTADO DAS AUTARQUIAS LOCAIS PRESENTE NA APRESENTAÇÃO DA OBRA DO NÓ DA ERVA VERDE EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Sessão de apresentação terá lugar esta quinta-feira, dia 30 de março, pelas 10H00, na Ludoteca/Biblioteca de Vila Praia de Âncora

O secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, visita Vila Praia de Âncora quinta-feira, dia 30 de março, para a apresentação da obra do Nó da Erva Verde, que terá lugar na Ludoteca/Biblioteca de Vila Praia de Âncora, pelas 10H00. Trata-se de uma obra estruturante para Vila Praia de Âncora, orçada em mais de meio milhão de euros.

imagem___requalificacao_No_da_Erva_Verde___VPA (1).jpg

A empreitada da 2ª fase da requalificação do Nó da Erva Verde em Vila Praia de Âncora, adjudicada por 595.633,11€, vai arrancar. Trata-se de uma obra estruturante que vai trazer muitos benefícios à população de Vila praia de Âncora. Esta é uma zona que se encontra degradada e pouco funcional, no que respeita à desorganização viária, ao desgaste de pavimentos, tanto dos passeios como das vias de circulação. Esta zona ainda apresenta deficiências ao nível de infraestruturas de águas pluviais e carência de bolsas de estacionamento.

Esta intervenção vai permitir várias melhorais. Será eliminado o conflito existente nas ligações entre a Rua Miguel Bombarda, a Rua Lourenço Rocha e a EN13, procedendo-se à hierarquização das redes viárias. Prevê-se a promoção da acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada através da definição de percursos pedonais e criação de passadeiras sobre-elevadas, niveladas com os passeios, inibidoras de velocidade, de forma a promover e garantir a travessia das vias existentes sem barreiras arquitetónicas e em segurança. Será criada uma nova entrada para a Ludoteca/Biblioteca de Vila Praia de Âncora, através da cedência de área de terreno ao domínio público e o acesso de viaturas por uma entrada lateral, possibilitando o estacionamento privativo e, por conseguinte, o desafogo de área de estacionamento público. Ao nível das águas pluviais este projeto propõe requalificar as infraestruturas existentes e adaptá-las ao novo arranjo urbanístico, bem como, construir uma nova galeria hidráulica, com grande capacidade de escoamento, a ligar à rua António Ramos e à galeria existente na Rua Miguel Bombarda.

LOURDES MAGALHÃES EXPÕE EM MONÇÃO

A Casa Museu de Monção da Universidade do Minho acolhe a partir do próximo dia 1 de abril, pelas 16 horas, a exposição Casa Museu de Monção da Universidade do Minho, da artista Lourdes Magalhães.

17553521_1310219065698259_5482343998340179133_n.jpg

«A obra de Maria de Lourdes desoculta (mas não desnuda) um imaginário íntimo, de formas voláteis e frágeis, que me lembra o sincelo pictórico de Matisse, a musicalidade de Chagall, a alegria de Klimt; e todos esses retalhos do seu imaginário estão ora imersos num espaço amniótico (os peixes) ora vicejam (frutos, seios, lábios) em terra úbere, sem espaço nem barreiras, onde interroga e contempla (pelos olhos de uma mulher comum) o fascinante e inacessível infinito (as estrelas) num desafio erótico e naif, amoroso e intáctil. E que dizer das suas obras de atelier? Não lembram a angústia sombria e dilacerante de Munch? E aquelas duas obras, que mais parecem o verso e o reverso de uma mesma mater dolorosa não exalam um cheiro de santidade e atemporalidade que dá vontade de morrer para ocupar esse lugar, e lembram Boticelli?! Mas tudo isto são palavras de um "fala-só", não guiam ninguém, antes são uma floresta de enganos; não se fiem, pois, delas….» por Norberto Ferreira da Cunha, Professor Catedrático Ap. da Universidade do Minho.

Esta exposição estará patente ao público até ao final do mês de abril.

HORÁRIO DA EXPOSIÇÃO:

Terça a Sexta Feira - das 09h30 às 12h00 e das 14h00 às 17h00

Sábados - das 14h00 às 18h00

Domingos e Segundas: encerrada

GUIMARÃES REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

ESTA QUINTA-FEIRA, PELAS 10 HORAS

Agenda do Executivo para a reunião de Câmara desta quinta-feira, 30 de março de 2017

Reunião descentralizada, esta quinta-feira, na Casa do Povo de Serzedo. No final, o Presidente do Município de Guimarães estará, de tarde, em instituições da União de Freguesias.

Casa_Povo_Serzedo.JPG

A décima terceira reunião de Câmara descentralizada do Executivo Municipal de Guimarães realiza-se esta quinta-feira de manhã, 30 de março, pelas 10 horas, na Casa do Povo de Serzedo. O encontro, agendado no âmbito da iniciativa “Câmara Aberta”, principiará com um momento cultural protagonizado pelos alunos da EB1 e Jardim de Infância da Escola do Outeiro, seguindo-se uma intervenção do Presidente de Junta da União de Freguesias de Serzedo e Calvos, João Teixeira Ferreira.

Da ordem de trabalhos, constituída por 54 pontos, destaque para o Relatório e Contas 2016, que será apreciado nesta reunião, o mesmo acontecendo com uma proposta de revisão orçamental, o estabelecimento de um protocolo com a Administração Regional de Saúde do Norte no âmbito do “Projeto Autoestima” e de um protocolo celebrado com o Município de Santo Tirso relativamente à ligação de S. Martinho do Campo (Santo Tirso) ao edifício de passageiros do interface de Lordelo (Guimarães).

Na reunião, será analisada também uma proposta para o início do procedimento para a alteração de regulamentos municipais, um contrato de arrendamento com a Cooperativa Agrícola de Guimarães para a instalação do mercado de venda por grosso e outros serviços de interesse municipal, a realização de um concurso público para a atribuição de um circuito turístico na cidade de Guimarães e a atribuição de subsídios para a Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães (APCG), 1º Festival Internacional de Coros de Guimarães, Sindicato dos Professores do Norte, Associação de Ciclismo do Minho (Centro Municipal de BTT), Guimarães Football Clube e Associação Nacional de Treinadores de Futebol.

Visita a Serzedo e Calvos

No final da reunião, o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães visitará, durante a tarde, um conjunto de instituições, coletividades e associações da vila, iniciando o seu périplo pelas 15 horas, com uma deslocação às novas instalações da Unidade de Saúde de Serzedo, seguindo-se uma visita, às 15:45 horas, à empresa “Calçados Tulipa Negra, SA”. Pelas 16:30 horas, estará nas instalações do Lar de Calvos da Venerável Ordem Terceira de S. Francisco e, às 17:15 horas, na Associação Recreativa e Desportiva de Calvos.

Com o objetivo de descentralizar o poder e estar cada vez mais próximo dos vimaranenses, o Presidente do Município dedica, trimestralmente, um dia completo às vilas e freguesias do concelho para ouvir problemas e ideias das pessoas. As vilas de Ronfe (janeiro 2014), Caldas das Taipas (abril 2014), Pevidém (setembro 2014), São Torcato (dezembro 2014), Lordelo (março 2015), Ponte (junho 2015), Serzedelo (outubro 2015), Brito (janeiro 2016), Moreira de Cónegos (abril 2016), União de Freguesias de Arosa e Castelões (julho 2016) e União de Freguesias de Airão Santa Maria, Airão São João e Vermil (setembro 2016) e União de Freguesias de Souto Santa Maria, Souto S. Salvador e Gondomar (dezembro 2016) receberam as primeiras doze edições desta medida de descentralização.

A ordem de trabalhos completa da reunião do Executivo Municipal é a seguinte:

01 - Turipenha - Relatório e Contas 2016

02 - Tempo Livre - Relatório e Contas 2016

03 - Taipas Turitermas - Relatório e Contas 2016

04 - A Oficina - Relatório e Contas 2016

05 - VITRUS - Relatório e Contas 2016

06 - CASFIG - Relatório de Gestão e Demonstração Económico-Financeira 2016

07 - Ecovia - Ciclovia - aquisição de terrenos

08 - Licenciamento de Unidade Industrial - ECOIBÉRIA - RECICLADOS IBÉRICOS, SA - Despacho Final

09 - Relatório Final - Reparação da Cobertura das Piscinas Municipais

10 - Apresentação do Relatório Anual 2016 - Atribuição de Apoios a Estratos Sociais Desfavorecidos

11 - Apresentação do Relatório Anual 2016 - Apoio a Instituições de Solidariedade Social

12 - Relato Sobre a Auditoria das Demonstrações Financeiras

13 - Relatório e Parecer do Auditor Externo sobre as Contas do Exercício de 2016

14 - Aprovação da Ata da reunião ordinária de 16 de março de 2017

15 - Concurso público para concessão da conceção, construção e exploração do crematório - Não adjudicação

16 - Reperfilamento da Rua de Francos e novo acesso à Universidade do Minho - Azurém - Aprovação da minuta de contrato

17 - Freguesia de Mesão Frio – Drenagem de Águas Pluviais na Rua Alberto Fernandes - Cedência de Materiais

18 - Freguesia de Selho S. Cristóvão – Atribuição de Subsídio para a Reparação da Fachada e Cobertura do Edifício da Sede da Junta de Freguesia de Selho S. Cristóvão

19 - Freguesia de Selho S. Cristóvão – Atribuição de Subsídio - Aquisição de uma Eletrobomba Submersível para o Furo Artesiano de Abastecimento das Águas das Senhoras do Monte

20 - Freguesia de Barco - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências – Ano de 2016 – Primeiro Aditamento

21 - Freguesia de Barco - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências – Ano de 2014 – Segundo Aditamento

22 - União das Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros St.ª Leocádia – Alteração ao contrato de atribuição de subsídio – Ano de 2016 – Primeiro aditamento.

23 - União das Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros St.ª Leocádia - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências – Ano de 2015 – Segundo aditamento.

24 - União das Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros St.ª Leocádia – Alteração ao contrato de atribuição de subsídio – Ano de 2014 – Terceiro aditamento.

25 - União das Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros St.ª Leocádia - Alteração ao contrato de atribuição de subsídio – Ano de 2009 – Segundo aditamento.

26 - Protocolo com a Administração Regional de Saúde do Norte: Projeto Autoestima - Transferência de verba para pagamento de despesa associada à formação dos técnicos do projeto em 2017

27 - Protocolo celebrado com o Município de Santo Tirso – Ligação de S. Martinho do Campo (Santo Tirso) ao Edifício de Passageiros do Interface de Lordelo (Guimarães) – Minuta da Adenda ao Protocolo 

28 - Acordo de Colaboração com a Infraestruturas de Portugal, SA - Aprovação da minuta do Acordo de Colaboração - Ratificação.

29 - Regulamento Municipal - Início de Procedimento para Alteração de Regulamentos Municipais 

30 - Proposta para abertura de concurso público para aquisição de serviços: Fornecimento de refeições em refeitórios escolares – Triénio 2018/2020

31 - Desafetação do domínio público de duas parcelas de terreno situadas no Parque Industrial de Ponte

32 - Arrendamento de imóvel - Cooperativa Agrícola de Guimarães

33 - Oferta de livros à Sociedade Musical Pevidém

34 - Doação de equipamento - Banda Musical das Caldas das Taipas 

35 - Reposição de prestações familiares. Pedido de relevação

36 - Aprovação de Candidatura para Concessão de Benefícios Tributários Municipais - Aprovação da Minuta do Contrato a Celebrar - Abílio Salgado Mendes, Lda

37 - Pedido de Renegociação do Contrato de Concessão de Benefícios Tributários Municipais celebrado a 1 de Junho de 2015 com Francisco Vaz da Costa Marques, Filhos & Cª 

38 - Pedido de Renegociação do Contrato de Concessão de Benefícios Tributários Municipais celebrado em 15 de Outubro de 2014 com a Indústria de Malhas Natália Ribeiro.

39 - Concurso público para a atribuição de circuito turístico na cidade de Guimarães

40 - Designação Representantes Conselho Geral Santos Simões e Virgínia Moura

41 - Associação de Pais da Escola Básica de Pevidém n.º 1 (Barreiro – Selho S. Jorge) - Atribuição de apoio - desenvolvimento da componente de apoio à família dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico (CAF).

42 - Comparticipação nas despesas respeitantes a quatro ramais de água e saneamento e respetivas tarifas de ligação - Atribuição de Apoios a Estratos Sociais Desfavorecidos

43 - Comparticipação nas despesas respeitantes a um ramal de saneamento e respetiva tarifa de ligação - Atribuição de Apoios a Estratos Sociais Desfavorecidos 

44 - 140º Aniversário dos Bombeiros Voluntários de Guimarães- Missa campal - Apoio logístico

45 - Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães – atribuição de subsídio para utilização do Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor

46 - I Festival Internacional de Coros de Guimarães - atribuição de subsídio

47 - Sindicato dos Professores do Norte – atribuição de subsídio para utilização do Auditório da Fraterna

48 - Centro Municipal de BTT - Apoio à Associação de Ciclismo do Minho

49 - GTEAM - Guimarães Football Clube - Apoio Extraordinário 

50 - Associação Nacional de Treinadores de Futebol - Apoio Financeiro

51 - Constituição de fundo de maneio. Reparação de acidentes de trabalho

52 - Relatório e Contas 2016

53 - Revisão Orçamental

54 - Aprovação da Ata em Minuta

PONTE DE LIMA APROVA ZONA DE INTERVENÇÃO FLORESTAL

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova Zona de Intervenção Florestal - ZIF Monte da Nó e Padela

Encontra-se em fase de constituição, no concelho de Ponte de Lima, mais uma Zona de Intervenção Florestal, denominada ZIF Monte da Nó e Padela, abrangendo as Freguesias de Poiares, Navió e Vitorino de Piães, Ardegão Freixo e Mato, Facha, Vitorino das Donas, Seara, Correlhã, Feitosa, Rebordões de Souto, Rebordões de Santa Maria, Cabaços e Fojo Lobal e Friastelas.

DSCF5470.jpg

Considerando que a criação destas áreas é importante para a preservação dos espaços florestais do concelho o Município de Ponte de Lima, sendo proprietário de prédios rústicos em algumas destas freguesias juntou-se a este projeto, aderindo a esta ZIF.

Recorde-se que as Zonas de Intervenção Florestal são áreas territoriais contínuas e delimitadas, constituídas maioritariamente por espaços florestais, submetidas a um Plano de Gestão Florestal e a um Plano Específico de Intervenção Florestal e geridas por uma única entidade.

A criação de uma ZIF tem como objetivo garantir uma adequada e eficiente gestão dos espaços florestais, com a atribuição concreta de responsabilidades; ultrapassar os bloqueios fundamentais à intervenção florestal, nomeadamente a estrutura da propriedade privada, em particular nas regiões de minifúndio; infra-estruturar o território, tornando-o mais resiliente aos incêndios florestais, garantindo a sobrevivência dos investimentos e do património constituído.

As ZIF´s visam ainda concretizar territorialmente as orientações constantes na Estratégia Nacional para as Florestas, nos instrumentos de planeamento de nível superior, como o Plano Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios, os Planos Regionais de Ordenamento Florestal (PROF), os Planos Diretores Municipais (PDM), os Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), os Planos Especiais de Ordenamento do Território e outros planos que se entendam relevantes. Integram ainda as diferentes vertentes da política para os espaços florestais, designadamente a gestão sustentável dos espaços florestais, conservação da natureza e da biodiversidade, conservação e proteção do solo e dos recursos hídricos, desenvolvimento rural, proteção civil, fiscalidade, especialmente em regiões afetadas por agentes bióticos e abióticos e que necessitem de um processo rápido de recuperação.

MUNICÍPIO DE AMARES MANTÉM CONTAS EQUILIBRADAS

Relatório de Contas de 2016 reflete equilíbrio financeiro do Município de Amares
A Câmara Municipal de Amares aprovou o Relatório de Prestação de Contas referente ao ano de 2016, um documento que demonstra, segundo o presidente Manuel Moreira, que “a atuação do executivo municipal foi de encontro aos grandes eixos estratégicos definidos: a Coesão Social, a Economia e o Emprego, a Educação, a Cultura e o Turismo, com uma política de planeamento e rigor na gestão municipal”.

amaresss.PNG

As medidas de incentivo à criação e fixação de novas empresas, através do Gabinete do Empreendedorismo e dos apoios constantes nos regulamentos próprios, representaram um investimento de cerca de 200 mil euros (18% do valor total das transferências correntes). 

Em termos sociais e ao nível da saúde, o investimento representou 11% do valor das transferências correntes. Já os gastos ao nível da aquisição de bens na área da Educação ascenderam a 900 mil euros (67% dos custos totais).
Manuel Moreira destaca, também, a aposta “na construção de um concelho que respeita e zela pelo património ambiental e pela promoção de políticas de desenvolvimento sustentável”, reforçando “o investimento realizado no tratamento das águas residuais e na preparação da candidatura para alargamento da rede de saneamento (já aprovada em 2017), que se refletiu no aumento no fornecimento de serviços externos”.
O Município apresenta taxas de execução da receita e da despesa perto dos 100% (de 98% e 94% respetivamente). A divida total a terceiros diminuiu em 800 mil euros, cerca 10% comparativamente com 2015. Ao nível das despesas com pessoal houve uma redução de 0,4%.
No ano 2016, o Município de Amares registou um resultado líquido negativo na ordem de 1,3 milhões de euros relacionado com a diferença resultante entre o valor patrimonial das ETARS e o valor da sua venda, com a constituição de provisões e com o aumento do fornecimento de serviços externos.
O Município transitou para 2017 sem dívidas a fornecedores (excluindo os décimos de garantias de empreitadas) e com um saldo de gerência a rondar os 847 mil euros.
Em todos os meses do ano registaram-se fundos disponíveis positivos. Para além disso, o Município transita com uma margem de endividamento para utilizar na ordem dos 2,5 milhões.
O documento foi analisado e votado na reunião do órgão executivo do dia 27 de março com 3 votos a favor e duas abstenções.

MUNICÍPIO DE PÓVOA DE LANHOSO ESTÁ MAIS PERTO DOS CIDADÃOS

Aplicação facilita comunicação entre munícipes e Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso

Já está acessível aos munícipes da Póvoa de Lanhoso uma aplicação gratuita, que lhes permite comunicar com o Município, reportando qualquer ocorrência ou problema que entendam que compete aos serviços municipais resolver.

MyCity00.jpg

"Esta plataforma que agora é disponibilizada oferece aos munícipes a possibilidade de colaborarem com o município na resolução de diversas anomalias. Desta forma, temos as novas tecnologias a aproximar cidadãos e autarquia", refere o Vereador responsável pelo Pelouro dos Serviços Administrativos da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues.

A My City permite que esta comunicação seja realizada de forma simples e rápida e permite ainda o envio de foto da situação em causa. Depois, os serviços da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso darão resposta.

Limpeza da via pública, animais, prédios devolutos, trânsito e segurança, danos no espaço público, limpeza de terrenos, iluminação pública, equipamentos urbanos danificados – é nestas categorias que se podem inserir as ocorrências a comunicar através desta aplicação.

As pessoas interessadas poderão instalar a aplicação gratuitamente para os seus dispositivos móveis.

Este é um mecanismo que procura facilitar a comunicação entre os munícipes e a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e aproximar os serviços da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso dos munícipes.

A AP My City foi desenvolvida no âmbito de um projeto de modernização administrativa financiada no QREN pelo Programa Operacional Fatores de Competitividade (COMPETE): Ave Digital XXI – operação de modernização administrativa e tecnológica da CIM Ave e Municípios (operação 033106).

GUIMARÃES PROMOVE DOÇARIA E MÚSICA RELIGIOSA

ENTRE 03 E 05 DE ABRIL

Doçaria no Convento e Festival de Música Religiosa de Guimarães promovidos no Norte e em Espanha

Ações promocionais do destino Guimarães estão integradas numa estratégia de alavancagem do turismo na região. Oportunidade permitirá divulgar doçaria conventual.

Guimaraes_Docaria_Festival_Musica_Religiosa.jpg

A Câmara Municipal de Guimarães vai realizar, no início do mês de abril, três ações promocionais de dois eventos que decorrerão na Páscoa, período de especial afluxo de turistas. A edição deste ano da Doçaria no Convento e o segundo Festival de Música Religiosa de Guimarães serão promovidos em Espanha e em dois espaços do Norte do país de elevada afluência.

No dia 03 de abril, o Município de Guimarães, reconhecendo a importância do turismo para a economia nacional, em particular para a vimaranense, estará presente na Loja Interativa de Turismo do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, com a realização de uma ação de promoção das duas iniciativas, enquanto no dia seguinte marcará presença na Loja Interativa de Santiago de Compostela e no dia 05 de abril no Porto Welcome Center.

Estas ações permitirão ainda a divulgação e promoção da doçaria conventual vimaranense, através de uma mostra e degustação das Tortas de Guimarães e do Toucinho do Céu, assim como a divulgação dos vinhos produzidos no concelho, sob a forma de um Welcome Drink, que receberá todos os visitantes. Os doces e vinhos para a degustação são oferta das empresas Clarinha, Adega Cooperativa de Guimarães, Quinta do Ermízio, Sociedade Agrícola S. Gião e Casa de Sezim.

AMADEU GONÇALVES PUBLICA LIVRO SOBRE OS PARTIDOS POLÍTICOS OS PARTIDOS POLÍTICOS EM FAMALICÃO DURANTE A I REPÚBLICA

Obra da autoria de Amadeu Gonçalves é lançada esta sexta-feira à noite no Museu Bernardino Machado

A mundividência partidária que existiu em Vila Nova de Famalicão no período em que surgiu a primeira Comissão Municipal do Partido Republicano Português é o tema em análise no livro “Os Partidos Políticos e a I República: o caso de Vila Nova de Famalicão”, que vai ser lançado esta sexta-feira, dia 31 de março, pelas 21h30, no Museu Bernardino Machado.

image001famrepliv.jpg

A obra, da autoria do famalicense Amadeu Gonçalves, evidencia as marcas que os debates ideológicos e as cisões que marcaram a nível nacional a Monarquia e a I República deixaram na organização partidária municipal.

“As comissões municipais do Partido Republicano Português em Famalicão, para além das cisões locais e nacionais (estas últimas com reflexo municipal), passaram por alguns momentos de crise de identidade. Desde logo com a organização concelhia dos monárquicos - uma mescla de dissidentes republicanos, conservadores e católicos - com o sidonismo, ou com outras organizações políticas municipais, como foi o caso da União Operária Famalicense, em 1911”, adianta Amadeu Gonçalves.  

No prefácio do livro, o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, explica que “a edição deste importante estudo vem contribuir para um maior conhecimento da história política local, fortalecendo também uma maior compreensão das estruturas partidárias à luz dos nossos dias”.

O edil acredita ainda que “desta forma, o Município de Vila Nova de Famalicão está também a incentivar as gerações atuais para que aprofundem o conhecimento e o estudo da história da sua terra, visando a criação de uma verdadeira consciência cívica e de uma forte autonomia municipal”.

Refira-se ainda que para além do lançamento da obra, a sessão desta sexta-feira à noite ficará também marcada pela inauguração de uma exposição com o mesmo nome, que ficará patente no Museu Bernardino Machado até ao dia 7 de maio.

ATELIERS DE PONTE DE LIMA COMEMORAM DIA DO EMPREGO

Dia do Emprego comemora-se em 4 de Abril de 2017

Os Ateliers de Ponte de Lima estão a organizar um Dia do Emprego para acolher candidatos com interesse em trabalhar na nossa empresa como Operadores(as) de Produção. O evento irá decorrer no dia 04 de abril, às 8h30, nas nossas instalações, que se situam na Rua das Valinhas, nº 438, em Calvelo, Ponte de Lima e é destinado a todos os candidatos interessados na área da produção.

16299415_411022025904091_1554294399350086115_n.jpg

Os Ateliers de Ponte de Lima estão integrados num dos maiores Grupos Multinacionais de Produtos de Luxo, presente em mais de 60 países. O processo produtivo caracteriza-se por ser um processo manual e com poucos processos automatizados, exigente, orientado para o pormenor e com uma qualidade elevada.

14358706_330452360627725_742972362725173508_n.jpg

Os Ateliers de Ponte de Lima apostam no desenvolvimento de competências dos seus colaboradores, proporcionando formação inicial e contínua, com possibilidade de desenvolvimento de carreira e participação em projetos transversais.

Iniciámos a atividade no dia 2 de fevereiro de 2011, contamos atualmente com aproximadamente 450 colaboradores e temos como objetivo ultrapassar os 500 colaboradores.

Neste dia os participantes passarão pelo processo de recrutamento para Operadores(as) de Produção, que inclui entrevistas e testes, tudo concentrado num só dia. No final, saberão se serão contratados ou não.

16426208_411021772570783_8705494875927567009_n.jpg

Se estás interessado em trabalhar connosco, inscreve-te através do link:

https://pt.surveymonkey.com/r/VD58M7F

A inscrição é obrigatória e o número de vagas é limitado.

damienverbrigghe.PNG

“Se procuras emprego esta é uma excelente oportunidade para trabalhar numa empresa dinâmica, com futuro e que aposta nas pessoas”, disse o Diretor Geral Damien Verbrigghe

15136023_366023247070636_3665290248986546995_n.jpg

diadoemprpl.PNG

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE ASSEMBLEIA MUNICIPAL

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

No Período antes da Ordem do Dia, o Sr. Presidente informou que na semana passada a Câmara Municipal participou numa reunião com o Sr. Ministro do Ambiente, em Ponte da Barca, sobre o Plano Piloto para o PNPG. Neste encontro foi apresentado um estudo relativamente à cobertura da rede móvel no PNPG.

De igual modo informou que na próxima 4ª feira, pelas 16h, decorrerá a assinatura de um protocolo na Câmara Municipal entre o Ministério da Administração Local e a Junta de Freguesia de Rio Frio para formalizar o apoio atribuído a esta Junta no âmbito dos equipamentos urbanos, mais precisamente, relativamente ao projeto do Museu do Mundo Rural a implementar no edifício da escola primária da freguesia, cedida pela Câmara Municipal.

O Sr. Presidente também informou que no passado fim de semana esteve em Bordéus para participar no 9º aniversário da Casa dos Arcos e em Décines Charpieu, um Município da zona de Lyon. O autarca adiantou que visita teve como propósito conhecer melhor o Município francês, os diferentes serviços da Camara Municipal, ver possíveis áreas de cooperação entre os municípios e as associações, aprofundar relações e realizar uma aproximação entre os dois concelhos, já que naquela região vivem muitos portugueses. Também adiantou que se irá deslocar à comunidade arcuense em Paris para participar em eventos nesta região de França, nomeadamente na “Feira de Produtos Regionais Portugueses e da Ruralidade” realizada pela ARCOP em Nanterre.

Por último informou que teve início a semana da Leitura, sob o lema “Prazer de Ler” e que ao longo da semana decorrerão varias atividades, entre as quais a apresentação livro em banda desenhada “Histórias de Valdevez”, da autoria de José Ruy.

EDUCAÇÃO/AÇÃO SOCIAL

protocolo de fornecimento de refeições escolares a Crianças da Educação Pré-Escolar do 1º Ciclo relativo ao ano letivo de 2016/2017: foi aprovado assinar um protocolo com a DGESTE – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, no qual o Município se compromete efetuar o pagamento das refeições respeitantes aos alunos do escalão A e B;

ANEXO AO ACORDO DE COOPERAÇÃO 2016/2017: A Câmara aprovou o aditamento ao Acordo de Cooperação celebrado entre a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, o Instituto de Segurança Social, I. P. - Centro Distrital de Viana do Castelo e a Câmara Municipal Arcos de Valdevez, para o ano escolar de 2016/2017.

É através deste acordo de cooperação, assinado no âmbito do Programa de Expansão e Desenvolvimento da Educação Pré-escolar, que o Município recebe as verbas relativas ao serviço de refeições e atividades de animação e apoio à família (decreto-lei nº55/2009 conjugado com despacho a publicar anualmente).

Proposta de regulamento MUNICIPAL da Comissão de Apoio à População Idosa de Arcos de Valdevez: foi aprovado o projeto de Regulamento em epígrafe, bem como aprovado submete-lo à apreciação da Assembleia Municipal e posterior publicação em Diário da República.

PROTOCOLOS

Foi deliberado aprovar um protocolo no valor de 30 mil euros para apoiar a Junta de Freguesia de Ázere, na execução das obras de "Alargamento e Pavimentação do Caminho de Mozelos à Costa do Mouro - 2ª Fase" e "Alargamento do Caminho da Chouza", cujo valor total dos orçamentos ascende a 48.927,50 euros.

Idem com a União de Freguesias de Guilhadeses e Santar, no valor de 30 mil euros, para apoiar a realização de obras de beneficiação em caminhos no valor total de 44.534,39€.

Idem com a União de Freguesias de Padreiro (Salvador e Santa Cristina), no valor de 30 mil euros, para apoiar a realização de obras de beneficiação naquela união de freguesias, a realizar em 2017.

ACORDO DE MUTAÇÂO DOMINIAL

A Câmara aprovou de mutação dominial com as Infraestruturas de Portugal que tem por objeto a integração do troço de estrada da EN202 entre o Km 42+000 e o km 42+700 na extensão total de 700 metros, na rede viária do Municipio.

contratos programa das associações desportivas 2016: A Câmara tomou conhecimento que foram solicitados os planos anuais de atividades e respetivos relatórios de contas do ano transato a todas as Associações Culturais, Recreativas e Desportivas que celebraram Protocolo de Apoio à Atividade com o Município.

Mais foi aprovado atribui um apoio no valor de 6,000€ à Associação Recreativa e Cultural Amigos de Sá para apoio atividades desportiva.

OBRAS MUNICIPAIS

PEDIDO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO - EMPREITADA: Alargamento e beneficiação do CM 1318-3 (troço da EM 530-1 ao Campo de Futebol): foi deliberado proceder à abertura de procedimento concursal pelo valor base de 80.000,00 Euros;

SEGURANÇA RODOVIÁRIA – SINALIZAÇÃO EM VIAS MUNICIPAIS 2017: foi aprovado abrir procedimento concursal pelo valor base de 50.000,00 euros;

SEGURANÇA RODOVIÁRIA - GUARDAS DE SEGURANÇA METÁLICAS 2017: - foi aprovado abrir procedimento concursal pelo valor base de 30.000,00 Euros;

Reabilitação de espaços urbanos - Centro histórico - 1.ª Fase - Rua Dr. António José Pimenta Ribeiro: foi deliberado aprovar o acolhimento dos erros e omissões e a ratificação do valor indicado pelos serviços, no montante de 194.435,13 euros.

Beneficiação do pavimento da EN 101 entre o km 45.700 e o km 50.450: foi deliberado aprovar a minuta do contrato de empreitada relativo à obra "Beneficiação do pavimento da EN 101 entre o km 45.700 e o km 50.450".

MINUTA DO CONTRATO DA EMPREITADA “CENTRO INTERPRETATIVO DO BARROCO – IGREJA DO ESPÍRITO SANTO – OBRAS DE REABILITAÇÃO, CONSERVAÇÃO E RESTAURO”: foi aprovada a minuta do contrato de empreitada relativo à obra "Centro interpretativo do Barroco - Igreja do Espirito Santo - Obras de Reabilitação, Conservação e Restauro".

ÁREA DE REABILITAÇÃO URBANA – 1ª ALTERAÇÃO

Foi aprovada a proposta de alteração da delimitação da ARU  acima referida,  de acordo com o n.º 6 do art.º 13.º do  Decreto-Lei n.º 307/2009, de 23 de outubro e suas alterações.

APOIOS

Foi deliberado aprovar o apoio anual, no montante de 90.000.00€, por parte do Municipio, previsto no Plano de Atividades e Orçamento da ACIBTM/In.cubo para o presente ano, aprovado em Assembleia Geral, visando dar cumprimento à intervenção da Instituição no apoio ao tecido empresarial, aos empreendedores e à incubação de empresas.

Foi deliberado aprovar o apoio da Câmara Municipal à ACIBTM/In.cubo, relativamente ao compromisso financeiro com o pagamento das prestações bancárias semestrais relativas à construção das instalações do Centro de Incubação. Os valores a saldar vencem-se agora em Março e Setembro, sendo as prestações de 19.929.94€ e 19.927.63€ respetivamente.

Foi deliberado aprovar em 50% dos custos totais o Rancho Folclórico Estrela do Norte de Gondoriz com o transporte dos elementos do Rancho à Feira de Cenon, em França, nos dias 19, 20 e 21 de maio 2017.

De igual modo um protocolo de colaboração com a ARDAL – Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima, no valor de 5.800 euros (IVA incluído), para ajudar a fazer face aos custos associados à organização do evento Bois da Páscoa, nomeadamente, com o desfile tradicional dos carros da cachena e de pessoas à moda antiga (lavrada e outras representações).

Também aprovou o pagamento à ADERE – Peneda Gerês da comparticipação de sócio no projeto “Peneda Gerês CompetiTUR - Competitividade das PMEs do Turismo na Peneda Gerês”, no valor de 6 610.60€ que corresponde 4 642,92€ ao ano de 2017 e 1 967,68€ ao não de 2018; o pagamento no âmbito da aprovação do projeto “Caminhar Conhecendo - Valorização e Promoção da Rede de Trilhos no PNPG”, a desenvolver pela ADERE-Peneda Gerês, no valor de 8.800,84€ que corresponde 5.311,94€ ao ano de 2017 e 3.488,90€ ao ano de 201, bem como o pagamento da comparticipação do Município de Arcos de Valdevez, na participação da associação na Bolsa de Turismo de Lisboa que decorreu de 15 a 19 de Março de 2017, no valor de 845.55€.

PROMOÇÃO TURÍSTICA

feira de produtos Portugueses de Cenon

A Câmara tomou conhecimento e aprovou o convite enviado pelo Rancho Alegria Portuguesa de Gironde, para a feira de Cenon, que vai ter lugar nos dias 19, 20 e 21 de maio de 2017, onde disponibilizam um stand, como nos anos anteriores, como vila parceira do evento e da vila de Cenon.

PARQUE DA VILA REQUALIFICAÇAO DE PARQUE INFANTIL -  Remoção do Equipamento Lúdico – Barco: foi deliberado aprovar o custo para a realização da desmontagem do barco existente no recreio infantil da empreitada supracitada, no valor de €1.850,00 (S/IVA) por considerar que o mesmo não se encontra incluído na empreitada.

Parque da Vila - Requalificação de Parque Infantil: foi deliberado aprovar e ratificar o plano de trabalhos ajustado à data da consignação.

Risco Geomorfológico na Serra da Peneda: foi aprovada a proposta da Geosite/Universidade do Minho para realização do estudo do risco de movimentos de vertente é no valor total de 12.054,00 €.

Ampliação da rede de abastecimento de água a Vilar Suente – Soajo: foi aprovado adjudicar a obra à firma Alexandre Araújo Pinto Unipessoal, Lda., pelo valor de 22.350,00 €, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor.

Caminho de Acesso à Branda de Gorbelas - Trabalhos de Manutenção: foi homologada a conta final da empreitada, no montante de 34.999,96 euros (com IVA: 37.099,96 euros)

Centro Escolar de Sabadim - Reparações de deficiência no edifício e no pavilhão desportivo: foi aprovada a homologação do auto e autorizada a liberação de 30% da caução total, por ter decorrido 1 ano completo desde a receção provisória.

Requalificação da EN 202 entre a Rotunda do Ponte Nova e Guilhadeses: foi aprovada a homologação do auto e autorizada a liberação de 100% da caução total, por terem decorrido 5 anos completos desde a receção provisória.

Construção de muro de vedação no Caminhos dos Portais-Souto:

Foi aprovada a homologação do auto e autorizada a liberação de 30% da caução total, por ter decorrido 1 ano completo desde a recção provisória.

Reabilitação de pavimentos em vias municipais - Bloco 2: foi deliberado homologar o auto de vistoria.

Empreitada de Reabilitação de Pavimentos em Vias Municipais - Bloco 1 (PO124/2015) - Aprovação de trabalhos: a Câmara tomou conhecimento e aprovou o mapa de variação de custos da empreitada, para efeitos de aprovação de trabalhos a menos e de trabalhos complementares.

ampliação da rede de saneamento básico a Tabaçô - núcleo central: foi aprovada nova prorrogação do prazo por 90 dias, a fim de o empreiteiro conseguir concluir a execução dos trabalhos.

LICENCIAMENTOS

L60-LICENC. OBRAS EDIFICAÇÃO: foi deliberado proceder à aprovação do projeto de arquitetura da operação urbanística de alteração de um edifício, destinado a apoio social, sito no lugar de Chã, união de freguesias de Álvora e Loureda apresentado pela Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação de Arcos de Valdevez, a solicitar a aprovação

DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

3.ª Alteração ao 2.º Loteamento do Parque Empresarial das Mogueiras: foi aprovada a 3.ª Alteração do 2.º Loteamento do Parque Empresarial das Mogueiras, nos termos do disposto no art.º 7.º do Decreto-Lei n.º555/99 de 16 de Dezembro, na sua atual redação, fixando o prazo de 15 dias para o período de discussão pública, e de 8 dias para o período de anúncio.

Esta alteração torna-se necessária na sequência das perspetivas de crescimento de unidades industriais instaladas neste loteamento.

AQUISIÇÃO PELA VIA DE DIREITO PRIVADO – ARTIGO 711: a Câmara aprovou a aquisição pela via de direito privado de uma parcela, pertencente à herança de Manuel Rodrigues, situada na Rua de S. Bento, na união de freguesias de Arcos de Valdevez (Salvador), Vila Fonche e Parada, neste concelho, no valor de cerca de 30 mil euros..

PEDIDO DE PAGAMENTO DE DÍVIDA DE ÁGUA EM PRESTAÇÕES: foi aprovado o pagamento de uma dívida da água em 5 prestações mensais por parte de um agregado familiar do concelho.

Pág. 1/8