Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

AS BRUXAS SÃO AS SACERDOTISAS DO PAGANISMO

Quais sacerdotisas dos ritos próprios do culto pagão, as chamadas bruxas desde sempre povoam o nosso imaginário, associado ao mal e representando figuras demoníacas que ao longo dos séculos foram inculcadas nas nossas mentes pela religião Cristã que entre nós viria a impor-se ao paganismo. Tal como a figura de Pã, deus dos bosques, dos campos, dos rebanhos e dos pastores veio ao longo da Idade Média a ficar associada à do Diabo transfigurado na dama pé-de-cabra.

FestivalMascaraIberica2011 063.JPG

Proveniente do latim paganus que significa literalmente camponês ou rústico, o paganismo constitui uma forma de expressão religiosa em íntima comunhão com os fenómenos da natureza e profundamente ligado às necessidades espirituais do indivíduo inserido no mundo rural. Prova evidente dessa realidade constitui as tradições que respeitam aos ritos do inverno e ao culto dos mortos, desde os peditórios de “Pão Por Deus” até à “Serração da Velha”, passando pela celebração do solstício de Inverno e o Entrudos, celebrações quase todas convertidas em celebrações cristãs como o Natal, como se de festividades pagãs não se tratassem a sua origem. O mesmo sucede com outras festividades como o Solstício de Verão, com os seus ritos associados ao fogo e transformados em festividades são-joaninas.

Existem entre nós vestígios de antigos santuários pagãos como a do deus Endovélico na região do Alandroal, registando a própria toponímia a sua ancestral influência como sucede com a serra do Larouco, proveniente do deus Laraucus.

Porém, no ano 312 deu-se a alegada conversão do Imperador Constantino ao Cristianismo e, a partir do ano 392, passou o paganismo a ser proibido no Império Romano e consequentemente reprimido e perseguido, sendo essas medidas agravadas com a pena de morte a partir de 435 para quem praticasse ritos envolvendo o sacrifício de animais. Não obstante, o paganismo continuou a praticar-se, de forma mais ou menos discreta, sobretudo entre as gentes que viviam no campo. E a conversão à nova religião trazida pelos invasores romanos não foi tarefa fácil, deparando-se com maiores dificuldades entre os povos de regiões com maior apego às mais ancestrais tradições como se verificou no Minho e em Trás-os-Montes.

Os antigos templos e santuários pagãos foram destruídos para em seu lugar serem erguidas igrejas, o mesmo sucedendo com as encruzilhadas dos caminhos rurais e outros locais de culto nas aldeias que deram lugar a cruzeiros e a pequenos nichos contendo retábulos com as “alminhas” do Purgatório que passaram espiritualmente a aterrorizar as mentes dos humildes camponeses, até então habituados a uma relação mais sadia com a natureza que os rodeavam. Os sacerdotes pagãos conferiram uma nova roupagem às festas pagãs, procurando por esse meio conferir-lhes um novo sentido.

Mas, ainda assim, a religiosidade pagã sobrevive ao lado da nova fé, traduzida na manutenção de velhas tradições como as máscaras transmontanas e as festas dos caretos, o entrudo e as fogueiras de S. João. E, mesmo no Minho onde aparentemente existe forte religiosidade cristã, o que se verifica realmente é uma verdadeira manifestação de exuberância que caracteriza o minhoto, mais não constituindo a festa cristã do que um pretexto para exteriorizar a sua alegria como uma forma de profunda comunhão com a vida e o meio que o rodeia, iluminada por magníficas girândolas de fogo-de-vistas que revelam o seu apego embora inconsciente a antigas práticas religiosas.

Devemos a tais práticas religiosas pagãs os nossos mais profundos conhecimentos de medicina popular no uso das mais variadas espécies botânicas, o saber da meteorologia baseado na observação constante dos fenómenos naturais e da própria astronomia transmitido de geração em geração através de axiomas, a riqueza da nossa gastronomia e um infinito universo de conhecimentos que fazem parte do rico património do nosso folclore.

Com o decorrer do tempo, as perseguições acentuaram-se, tornando-se mais implacáveis durante a Idade Média e sobretudo no período da Inquisição. As sacerdotisas do paganismo eram perseguidas sob a acusação de bruxaria, sempre associada a práticas identificadas com ritos satânicos e talentos que lhes permitiam voar sentadas em rudimentares vassouras…

Nos tempos que correm, tais feitos mais não passam de fantasias literárias e até antigos rituais ligados ao culto dos mortos foram pela sociedade de consumo transformados em motivos de diversão, tal como no passado foram associados ao mal. Mas, o certo é que as bruxas jamais deixaram de existir e o paganismo parece estar de volta!

CONCURSO FLORESTAL TEM INSCRIÇÕES ABERTAS

A floresta espera por ti, aparece!

Estão abertas, até dia 10 de março de 2017, as inscrições para a participação na 7ª Edição do Concurso Florestal YPEF - Young People  in European Forests, promovido pela Forestis - Associação Florestal de Portugal.

forestis.jpg

Desenhado para alunos entre os 15 e os 19 anos que desejam conhecer melhor a floresta, a biodiversidade e o setor florestal, enquanto visitam áreas protegidas nacionais e europeias, o Concurso Florestal Europeu YPEF cria vários momentos de interação entre os jovens e a floresta.

No dia 17 de março de 2017 todas as escolas inscritas na 7ª Edição do Concurso YPEF vão apurar qual é a melhor equipa da sua escola que, nos dias 27 e 28 de abril de 2017 numa área protegida nacional, competirá pelo prémio de melhor Equipa Nacional e representará Portugal na Final Europeia, em setembro de 2017, na Hungria.

A equipa vencedora da 6ª Edição do Concurso YPEF deixa o seguinte conselho “a empenharem-se em todas as fases e a arranjar estratégias em equipa de modo a facilitar o estudo do booklet.”. Recordam ainda, “Lembro-me de ter lido um dos conselhos que a equipa vencedora do ano anterior deu e do qual nunca mais me esqueci, pode ser cansativo estudar o booklet mas a fase europeia faz tudo valer a pena.”

Consulta o regulamento no site www.forestis.pt

FAMALICÃO VIRA CAPITAL DO CINEMA EM PORTUGAL

Mais de mil pessoas passaram nos últimos quatro dias pelo Observatório de Cinema. Close-Up transformou Famalicão numa cidade-cinema

A primeira edição do Close-Up – Observatório de Cinema terminou este domingo, 30 de outubro, em Vila Nova de Famalicão, depois de quatro dias de uma programação intensa, com a exibição de mais de vinte filmes, a participação de mais de duas dezenas de convidados e a passagem de mais mil espectadores.

Close-Up (1).jpg

Entre debates, sessões comentadas, sessões para famílias, e tantas outras iniciativas, o Close-Up cumpriu o seu principal propósito, conforme explica o seu programador, Vítor Ribeiro.

“Procuramos mostrar e discutir o cinema, detalhando-o e desafiando o espectador para a discussão, e de forma satisfatória podemos dizer que este observatório começou a encontrar o seu público”.

O lugar privilegiado que a produção portuguesa encontrou ao longo destes quatro dias e a descoberta de novos realizadores e novas filmografias são apenas dois dos principais aspectos evidenciados pelo programador na hora de traçar um balanço.

O Close-Up despede-se até ao próximo ano, mas promete continuar a colocar o concelho famalicense no centro das atenções do universo cinematográfico com a realização regular de sessões comentadas e debates.

Mais informações em www.closeup.pt.

Close-Up (2).jpg

BARCELOS DESTACA EM NOVEMBRO FESTIVAL DE TEATRO, ENCONTRO DE COROS E MUITO MAIS...

Festival de Teatro, Encontro de Coros, Cartas a Sandra e Obra escultórica de José Rodrigues são os destaques para o mês de novembro no Gil Vicente

O 29º Festival de Teatro de Barcelos prolonga-se pelo mês de novembro adentro com apresentações regulares de várias encenações até ao dia 30, inclusive.

Logo no dia 5, o Teatro Experimental dos Feitos sobe ao palco com a peça “Vá P’ra Fora Cá Dentro”, pelas 21h45, e no dia seguinte é a vez dos mais novos assistirem à “A Floresta Encantada”, apresentada pelo Teatro Popular de Carapeços, a partir das 16h. A Associação D’Improviso volta ao Teatro Gil Vicente a 12 de novembro, às 21h30, com a comédia “A Revolução das Mulheres”, num sábado cuja tarde será preenchida pelo Workshop de Iniciação à Interpretação, entre as 15h e as 16h30, orientado pela Academia de Teatro de Barcelos e dirigido a jovens adultos. O humor veio para ficar, no domingo, às 16h, com a comédia “Auto dos Bons Diabos”, numa representação do Teatro de Balugães.

Entre 18 e 20 de novembro, sobem a palco as peças “Entre a Flauta e a Viola”, da Oficina de Teatro AVAI, “Emigras”, da Academia de Teatro de Barcelos, e uma repetição da “A Bela e o Monstro”, da A Capoeira – Companhia de Teatro de Barcelos. No último sábado do mês, a Academia de Teatro promove o Worskhop de Iniciação à Iluminação Cénica, entre as 15h e 17h, cuja participação é gratuita, e o domingo será mais uma vez dedicado às famílias com a peça “O Teatro Através dos Tempos”, apresentada pela Associação “Os Amigos do Pato”. O Festival de Teatro termina mesmo em cima da reta final do mês, a 30 de novembro, com a famosa peça “As Criadas”, de Jean Genet, numa encenação da Companhia de Teatro de Braga.

Hong Sang-Soo é o cineasta escolhido pela Zoom – Associação Cultural para o mês de novembro. “Sítio Certo, História Errada”, “Noutro País” e “Noite e Dia”, dia 3, dia 17 e dia 21, respetivamente, pelas 21h30. A entrada para as sessões custa 3,5 euros. Já para os sócios a entrada é, como sempre, gratuita.

Na área musical, o Teatro Gil Vicente acolhe, no dia 3 de novembro, o Festival de Tunas, organizado pela Tuna Académica do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, que tem início marcado para as 21h. Para assinalar o Centenário do escritor Vergílio Ferreira, o coletivo Haja Ânimo apresenta um recital de poesia e música. Chama-se "Cartas a Sandra", título do último livro do escritor, dedicado à mulher. A leitura das cartas por Alberto Serra será o fio condutor do espetáculo, recheado de música e teatro. No fim de semana de 25 e 26 de novembro, a potência das vozes invade o auditório do teatro num Encontro de Coros, promovido no âmbito do Projeto Artístico.

Por fim, as artes plásticas serão alvo de reflexão numa conversa, dividida em dois momentos, sobre a obra escultórica de José Rodrigues, dirigida por Cabral Pinto, atual Diretor da Bienal de Arte de Vila Nova de Cerveira, um dos mais importantes eventos em Portugal na área. O momento, que terá como pano de fundo as cenografias de Rodrigues, terá lugar no dia 17 de novembro e decorrerá durante todo o dia.

TÉCNICOS DE INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS TRAZEM PRÉMIO DA EDP PARA PONTE DE LIMA

Ponte de Lima – Escola Secundária – Técnicos de Instalações Elétricas trouxeram prémio da EDP para Ponte de Lima

O Município de Ponte de Lima congratula-se com o prémio alcançado pela LETHES TEAM, equipa do Curso Técnico de Instalações Elétricas da Escola Secundária de Ponte de Lima, no Concurso FABLAB EDP CHALLENGE com o protótipo SUN ROBOT.

prototipagem.fablab.01 (Small).png

Os protagonistas deste concurso foram os Técnicos de Instalações Elétricas Amândio Lamas, Bruno Moreira e Samuel Fernandes, que criaram o SUN ROBOT, que se destacou de todos os projetos apresentados entre as sete escolas que participaram no concurso.

O SUN ROBOT foi alvo de inúmeros elogios por parte dos elementos do júri do concurso, constituído pelas diretoras de recursos humanos da EDP Produção e EDP Distribuição e dos diretores do LABLEC EDP e do FABLAB EDP, que frisaram o carácter inovador do projeto e a quantidade e qualidade do trabalho produzido por estes alunos.

prototipagem.fablab.00 (Small).png

O projeto apresentado, baseado no BOT’N ROLL ONE C, é habitualmente utilizado na ROBOPARTY da Universidade do Minho, foi completamente programado pelos ex-alunos Amândio, Bruno e Samuel que, para além de terem dotado o robô das funcionalidades seguidor de linha, deteção de obstáculos, monitorização da luminosidade e determinação de inclinação, dotaram ainda o SUN ROBOT, de carroçaria personalizada e de um módulo auxiliar, com painéis fotovoltaicos, de fornecimento de energia elétrica em corrente contínua que possibilita maior autonomia de funcionamento ao robô.

O SUN ROBOT tem ainda a funcionalidade de monitorizar o nível de carga da bateria e, autonomamente, consegue deslocar-se até a uma estação de carregamento, na qual, fica em regime de stand-by (parado) até atingir novamente a carga máxima, retomando de seguida o percurso pré-estabelecido. Para demonstrar todas as potencialidades do robô limiano, a LETHES TEAM, nome da equipa, projetou uma maqueta com uma configuração similar a um PUZZLE.

O primeiro lugar alcançado pela LETHES TEAM vai possibilitar aos três ex-alunos a execução de um estágio profissional numa das empresas do universo EDP, que segundo esta entidade representa o primeiro passo para a integração definitiva para os três colaboradores.

Destacando a empregabilidade do curso, tendo em conta que uma significativa percentagem de alunos têm sido convidados a permanecer na empresa onde estagiaram, o Diretor de Curso, Acácio Cerqueira, realçou o esforço e a qualidade de trabalho desenvolvido pelos alunos, com o grande contributo e empenho dos professores. "É justo destacar o contributo dos professores João Dias, Rui Moreira, César Brito e Ildeberto Louro na consecução dos objetivos, da direção do Agrupamento de Escolas de Ponte de Lima, pela audácia e apoio evidenciados durante todo o processo e, ainda, o Município de Ponte de Lima, por ter facilitado a participação do curso em todas as edições do FABLAB EDP CHALLENGE".

FABLAB.SUNROBOT.Lisboa.00 (Small).jpg

FAMALICENSES RECOLHEM ALIMENTOS

Devesa promove workshop de meditação para crianças e jovens
No próximo sábado, dia 5 de novembro, o Parque da Devesa vai mostrar que meditar também pode ser uma brincadeira de criança, com o workshop “Crescer a Ser”.

A iniciativa é promovida pela organização “Abraça-te” com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão e vai decorrer a partir das 15h00, nos Serviços Educativos do Parque.
Desenvolver a capacidade de parar, sentir e observar, e promover a gestão de emoções para um crescimento mais saudável e consciente, são os principais objetivos deste workshop cuja entrada é livre, mediante inscrição através do email projeto.abraca.te@gmail.com.
Para as crianças com idade entre os 4 e os 7 anos o workshop arranca às 15h00, às 16h00 para crianças entre os 8 e os 12 e às 17h00 para as crianças dos 13 aos 16 anos.

Loja Social de Famalicãox.jpg

Loja Social de Famalicão promove recolha de alimentos

Nos próximos dias 11 e 12 de novembro, a Loja Social do Município de Vila Nova de Famalicão vai estar no supermercado Intermarché, em Calendário, para uma recolha de géneros alimentares.
Através desta e de outras ações de solidariedade promovidas em todo o concelho, a Loja Social consegue assim atingir o seu objetivo de apoiar as famílias famalicenses economicamente mais vulneráveis.

PROJECTOS VENCEDORES EM BRAGA VÃO SER REALIZADOS AO LONGO DE 2017

Orçamento ‘Tu Decides!’ materializa ambição dos Jovens Bracarenses

A elaboração de um Roteiro Bracarense, a criação de um Parque de Desportos Urbanos, a realização de um Festival Radical e a execução do projecto ‘Jovens Socorristas’, aos quais se junta a requalificação do parque Radical da Cividade, em Maximinos - este último contemplado com o valor remanescente -, foram as propostas vencedoras do ‘Tu Decides!’, um Orçamento Participativo dirigido e decidido pelos jovens do Concelho de Braga.

oebrag.jpg

Nesta edição do ‘Tu Decides!’ votaram 2.930 jovens, um número que representa um forte aumento em relação à edição anterior, uma vez que, em 2015, esta iniciativa contou com 1.717 votantes. Na sessão de apresentação das propostas vencedoras, realizada esta Segunda-feira, 31 de Outubro, no edifício gnration, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, sublinhou a importância do Orçamento ‘Tu Decides!’ como “forma de promover uma cidadania activa e participada por parte dos jovens Bracarenses, assim como a sua aproximação às políticas levadas a cabo na Cidade, materializando as suas ambições”.

oebrag (3).jpg

A proposta mais votada foi a criação do Roteiro Bracarense, que obteve 541 votos, apresentando um orçamento de 19.187 euros. Na segunda posição, segue-se a proposta de criação do Parque de Desportos Urbanos, orçada em 23.985 euros, e que obteve 377 votos. Em terceiro lugar ficou o Festival Radical, com um total de 241 votos, contando com um orçamento de 11.550 euros. Na quarta posição seguiu-se o projecto ‘Jovens Socorristas’, com 219 votos, cujo orçamento para a sua concretização se cifra nos de 12.190 euros.

Uma vez que o orçamento destas quatro propostas não atinge o total do valor cabimentado para o ‘Tu Decides!’ - 75 mil euros -, o Município de Braga resolveu atribuir o valor remanescente - 8.088 mil euros -, à quinta proposta mais votada, o que faz com que a requalificação do Parque Radical da Cividade, em Maximinos, que obteve 210 votos, entre nas contas deste Orçamento Participativo jovem.

Durante a sua intervenção, Ricardo Rio destacou a “diversidade dos projectos apresentados, assim como a forte adesão dos jovens ao processo de votação”. Segundo o Autarca, o Executivo Municipal “tem tido a preocupação de incluir a população como parte activa nas decisões em diversas iniciativas”, sendo que este Orçamento ‘Tu Decides!’ “representa mais uma oportunidade para os jovens participarem em todo o processo democrático, desde a formulação de propostas até à sua votação e implementação”.

Também Sameiro Araújo, vereadora da Juventude do Município de Braga, manifestou a “imensa satisfação pelo aumento de votantes desta edição do ‘Tu Decides!’”, facto que demonstra que a juventude Bracarense “está cada vez mais atenta e participativa”.

Em votação estiveram 18 projectos abrangendo as áreas da educação e formação; emprego e empreendedorismo; desporto, saúde e bem-estar; participação cívica; voluntariado e inclusão social; diálogo intergeracional; cultura e criatividade. As propostas do ‘Tu Decides!’ foram submetidos à votação dos jovens em escolas secundárias e profissionais, no gnration e nas universidades, e serão incorporados no Orçamento da Câmara Municipal de Braga para 2017.

Com uma dotação de 75 mil euros, o Orçamento ‘Tu Decides!’ é uma iniciativa do Município de Braga, em articulação com Conselho Municipal da Juventude (CMJ), que tem por objectivo aproximar os cidadãos mais jovens dos órgãos de decisão, promover o diálogo e participação de todos na definição das políticas públicas, assim como auscultar os jovens acerca dos projectos que gostariam de ver implementados na sua Cidade.

O ‘Tu Decides!’ dirigiu-se a jovens entre os 14 e os 35 anos de idades que, de forma individual ou colectiva, tiveram a oportunidade de submeter candidaturas de projectos especificamente desenvolvidos por jovens e, preferencialmente, tendo como público-alvo a população jovem.

oebrag (2).jpg

FEIRAS NOVAS ATRAEM MILHARES DE VISITANTES A PICO DE REGALADOS EM VILA VERDE

A vila do Pico de Regalados voltou a mostrar que a tradição ainda é o que era. As centenárias Feiras Novas estão de boa saúde e recomendam-se. Continuam a atrair trazem milhares de visitantes ao concelho de Vila Verde e assumem-se como uma montra privilegiada da cultura e do potencial dos atores locais.

picoregalvv.JPG

A edição de 2016 não foi exceção e, de 28 a 30 de outubro, a vila picoense voltou a ser brindada com um banho de multidão. A nota de maior relevo do evento vai para a arte cavalar, que se tem revelado a principal referência e um dos grandes atrativos do evento.

O artesanato, os produtos do campo, o folclore, a gastronomia regional e a música popular são outros dos predicados de uma iniciativa que resulta de uma organização conjunta entre a Junta da União de Freguesias de Pico de Regalados, Gondiães e Mós e a ACDR Pico de Regalados, e está inserida na programação turístico cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde.

A iniciativa arrancou ao serão de sexta-feira, 28 de outubro, com a recriação de uma desfolhada e malhada do milho à moda antiga, a que se seguiu um magusto tradicional. O programa do primeiro dia ficaria completo com o show de talentos, que colocou em evidência as enormes potencialidades dos jovens picoenses. No sábado, as atividades começaram bem cedo.

picoregalvv (2).JPG

A partir das 08h00, já era possível visitar a feira franca. Os produtos do campo, a doçaria e o vestuário, entre muitos outros atrativos, a que se juntou também a majestosa exposição de cavalos lusitanos. Aliás, a arte equestre foi rainha durante todo o dia. O espetáculo equestre, a corrida de cavalos de passo travado e a garraiada fizeram as delícias dos amantes do gado cavalar. O dia não terminaria sem um autêntico hino à música popular, com as rusgas a garantirem animação pela noite dentro.

picoregalvv (5).JPG

Quase uma centena de participantes no passeio a cavalo

No domingo, nota de destaque para o passeio a cavalo, que contou com a participação de quase uma centena de pessoas, vindas de toda a Zona Norte do país, para a missa campal, que decorreu às 11h00, e o festival de folclore que se estendeu durante a tarde com vários grupos de toda a região a desfilarem em palco as danças e cantares típicos do Minho. Um palco privilegiado para a confraternização e o encontro de velhos amigos, para a diversão e o convívio, para a promoção e divulgação da genuína cultura minhota.

Arte equestre é a estrela da festa

A organização faz um balanço “extremamente positivo” de um evento que “tem crescido ano após ano”, como frisou o presidente da Junta da União de Freguesias do Pico de Regalados, Gondiães e Mós.

picoregalvv (3).JPG

César Cerqueira não escondeu o regozijo pelo facto de as Feiras Novas se assumirem de forma cada vez mais categórica como um evento de excelência de promoção do território vilaverdense, atraindo largos milhares de visitantes ao concelho. O autarca também não hesitou na hora de afirmar que os equídeos são a estrela maior da festa, “os cavalos são a grande referência do evento e a adesão às diferentes atividades relacionadas com a arte equestre voltou a superar as melhores expectativas”. César Cerqueira conclui com um agradecimento sentido às dezenas de voluntários locais e ao Município de Vila Verde pelo apoio na organização do certame.

picoregalvv (4).JPG

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO BRACARENSE ACUSA ANTERIOR EXECUTIVO DE TER ASSUMIDO TERRAPLANAGENS NÃO EXECUTADAS

‘Ligeireza’ no processo do Campo de Tiro leva Câmara a pagar mais 100 mil euros

Foi aprovado hoje, dia 31 de Outubro, em sede de Reunião do Executivo Municipal, o pagamento de cerca de 100 mil euros de trabalhos a mais na empreitada do Campo de Tiro de Braga, localizado na Variante do Alto da Vela. Esta verba vem somar aos 350 mil euros já disponibilizados para a realização das terraplanagens não executadas mas assumidas pelo anterior Executivo.

BRATIRO.jpg

“Face à morfologia e especificidade do terreno, sabíamos que o valor que inicialmente estimamos para o movimento de terras podia não ser suficiente. O volume de empedrado que existia no local obrigou a fazer trabalhos adicionais e a elevar o custo”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

Como explicou o Autarca, a responsabilidade das terraplanagens cabia ao Clube de Caçadores. No entanto, no momento em que foi assinado o contrato de permuta, pelo anterior Executivo, a Câmara Municipal reconheceu que esse movimento de terras estava concluído, facto que não correspondia à verdade, tendo o Município participado o caso ao Ministério Público. “À semelhança de outros, este foi um processo que avançou com ligeireza e sem segurança dos encargos reais que as opções tomadas iam encarretar para o Município”, afirmou, sublinhando que, se não fosse a situação das terraplanagens, não contemplada no projecto original, a empreitada teria sido executada pelo valor contratual.

O Edil referiu ainda que o anterior Executivo não chegou a encetar negociações com proprietários dos terrenos adjacentes para delimitar uma zona de segurança, obrigatória por lei num equipamento desta natureza. “O projecto foi aprovado sem que fossem adquiridos os terrenos onde ficaria a zona de segurança, cujas parcelas pertenciam a proprietários privados, obrigando a uma negociação por parte do actual Executivo”.

Recorde-se que o projecto foi orçado em cerca de 1 milhão e 200 mil euros, tendo sido elegível 1 milhão de euros para financiamento a 85% pelo FEDER, no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte – ON.2, o que perfaz um financiamento de 850 mil euros.

Município aprova orçamento para 2017

Outro dos pontos que marcou a agenda desta Reunião foi a aprovação dos documentos referentes às Grandes Opções do Plano e Orçamento do Município de Braga para o ano de 2017.

De acordo com Ricardo Rio, boa parte dos investimentos preconizados neste orçamento, fundamentais para diversas áreas do Concelho, estavam previstos concretizar em 2016. “Sobretudo devido a atrasos em termos de aprovação das candidaturas do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano não foi possível concretizar alguns projectos mais cedo, nomeadamente a requalificação do Mercado Municipal, do Parque de Exposições de Braga, do eixo desportivo da Rodovia, do edifício da Escola Francisco Sanches, equipamentos escolares e intervenções na área da mobilidade”, afirmou, garantindo que “existem compromissos efectivos de conclusão de vários projectos nas Escolas até final do ano electivo e que os restantes não vão estar concluídos antes das eleições”, rejeitando assim uma ´lógica eleitoralista´ neste orçamento.

O Autarca referiu, ainda, que o plano é continuar a dar corpo às prioridades de intervenção, reforçando ainda mais os níveis de transparência e de escrutínio da forma como o Executivo aloca os recursos. “No cômputo dos investimentos, há aspectos a realçar, tais como os apoios sociais e culturais, bem como o reforço de um milhão e euros em obras delegadas nas Freguesias e o facto de termos mantido, durante todo o mandato, uma constância dos níveis de investimento nessas mesmas Freguesias”.

BRATIRO (2) (1).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ MOSTRA ROCHAS E MINERAIS

Um olhar sobre o nosso planeta: A Terra. Exposição de Rochas e Minerais. 

A pensar no público escolar, mas também no público em geral, a Biblioteca Municipal tem em exibição desde março, uma vasta coleção de Minerais e Rochas que reúne mais de três centenas e meia de exemplares, alguns muito raros e outros de rara beleza. Os exemplares pertencem a dois colecionadores: o Dr. José da Silva Ferreira e o Sr. Taciano Rodrigues Lages, que motivados pelo interesse e dos visitantes, continuam a incluir novos exemplares na coleção. 

rochas_minerais5.jpg

Na semana passada o Dr. José da Silva Ferreira acrescentou um meteorito de ferro, procedente da Argentina que terá sido encontrado no século XVI. Trata-se de um meteorito recolhido em Campo del Cielo, uma área que está situada a 1.000 quilómetros a noroeste de Buenos Aires. O local cobre uma área de  cinquenta e cinco quilómetros quadrados e contém pelo menos 26 crateras, tendo a de maior dimensão 115 m de comprimento por 91 metros de largura.

Em 1576, os indígenas da região, relataram a existência de crateras com avultadas massas de ferro que suscitaram o interesse das autoridades ao serviço da coroa espanhola.

rochas_minerais7.jpg

Atualmente as crateras e a área ao redor contêm numerosos fragmentos de um meteorito de ferro que terá atingido a superfície terrestre há 4.000-5.000 anos.

Volvidos cerca de 500 anos, o peso total das peças recuperadas é superior a 100 toneladas, podendo um desses fragmentos ser agora observado na Biblioteca Municipal Tomaz de Figueiredo. O exemplar em questão surpreende pelo facto de ser muito pesado devido à sua composição: Ferro 93%, Níquel 6% Carbono, Cobalto e Sulfúrio 1%

Organizada de uma forma didática, a exposição pretende captar a atenção dos alunos e demais visitantes e exibir de uma firma direta e clara a incrível variedade do mundo mineral. Entre outras curiosidades destacam-se uma bala vulcânica, obsidianas, vários exemplares de fósseis dos quais várias trilobites, pedras parideiras, ágatas, ametistas e múltiplos e variegados cristais. A exposição poderá ser visitada até 31 dezembro 2016. 

rochas_minerais8.jpg

rochas_minerais9.jpg

BARCELOS INAUGURA RELVADO SINTÉTICO NO CLUBE DA POUSA

Presidente da Câmara inaugura relvado sintético do Grupo de Futebol Clube da Pousa

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, inaugurou no dia 30 de outubro, o relvado sintético do campo de futebol da Reguela, do Grupo de Futebol Clube da Pousa.

Inauguração Relvado Sintético Grupo de Futebol Clube da Pousa.jpg

O programa começou com a bênção solene das instalações pelo pároco da freguesia, Aurélio Ribeiro, e o descerramento da lápide de inauguração, por parte do Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, do Presidente da Junta de Freguesia, Arnaldo Sousa, do Presidente do Clube, Carlos Matos e do Vice-Presidente da Associação Futebol de Braga, Pedro Sousa.

Após o descerramento da placa de inauguração do relvado sintético do Campo da Reguela, o Presidente de Junta, Arnaldo Ribeiro, agradeceu “o apoio dado pelo Município, sem o qual não teria sido possível concretizar a obra”.
O Presidente da Direção do Clube da Pousa, Carlos Matos, referiu “que este é mais um momento importante na longa história do Grupo Desportivo da Pousa”, agradecendo ao Município de Barcelos e a toda a população que contribuiu para a concretização desta obra. 
Na sua intervenção, o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, elogiou o investimento na melhoria das instalações e nas condições para a prática desportiva.

Numa cerimónia presenciada por muitos associados, membros dos corpos sociais do clube e população, o edil barcelense afirmou “compreendo as vossas dificuldades e o vosso empenho em ultrapassá-las. Podem contar com a ajuda da Câmara, na medida das suas possibilidades, mas quero aqui salientar o papel da população que de uma forma voluntária tornou possível a requalificação deste espaço”

CELORICO DE BASTO PROMOVE AS SUAS POTENCIALIDADES TURÍSTICAS

Celorico de Basto na apresentação do Xantar 18º Salão Internacional de Turismo Gastronómico

O município de Celorico de Basto fez-se representar, com a promoção de produtos locais, na apresentação oficial do Xantar 18º Salão Internacional de Turismo Gastronómico que teve lugar no Porto Welcome Center TPNP, no dia 27 de outubro.

_DSC8495.jpg

Como habitualmente, e numa lógica concertada de promoção do turismo, o município de Celorico de Basto, através da Loja Interativa de Turismo de Celorico de Basto, participa ativamente nas feiras, ações promocionais e eventos direcionados ao turismo.

Presente na Iniciativa, o Vereador do Turismo da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, sublinhou a necessidade de se fazer representar em todas estas ações. “É imprescindível marcarmos presença nestas “montras” dedicadas ao turismo promovidas pelo Turismo Porto e Norte de Portugal. Estamos a apostar no setor do turismo nos seus diferentes setores. Temos turismo de natureza, agroturismo, turismo de habitação, turismo rural, turismo cultural, de património, temos ofertas muitas e variadas que queremos consolidar e tornar cartão-de-visita para atrair possíveis turistas” disse.

Outras ações de promoção estão a ser marcadas pelo Município em parceria com a entidade TPNP. Destaque para a BTL em Lisboa de 15 a 19 de março de 2017.

_DSC8503.jpg

_DSC8527.jpg

_DSC8539.jpg

GUIMARÃES DESTACA-SE NA INTERNET

IDENTIFICAÇÃO DAS MELHORES PRÁTICAS A NÍVEL NACIONAL

Câmara de Guimarães no 3º lugar no ranking dos municípios com mais presença na Internet

Autarquia vimaranense em posição de relevo nas análises segmentadas por dimensão da Câmara e por grandes zonas. Estudo bienal realça boas práticas públicas através da Web.

Guimaraes_CMG_Pagina_Internet.jpg

A Câmara Municipal de Guimarães ocupa os lugares do pódio no índice de presença na Internet, estando classificada na 3ª posição da Classe A, equivalente à categoria de 24 “Municípios Grandes”, com uma população superior a 100 mil habitantes. O resultado do estudo às páginas de internet das 308 câmaras municipais portuguesas, efetuado no final de 2014 e início de 2015, teve como intuito retratar o estado da modernização digital das autarquias e o nível da sua relação eletrónica com os munícipes.

Nesta classe, a Câmara de Guimarães obteve o 3º lugar no ranking, antecedida por Cascais e Lisboa, que obtiveram a primeira e segunda posição, e precedida pelas Câmaras de Almada e Funchal, na quarta e quinta posição, respetivamente. No ranking geral, onde estão incluídas as restantes duas categorias de autarquias (médias e pequenas), com outro tipo de volume informativo, o estudo refere que Guimarães subiu 142 lugares, passando da 157ª posição em 2012 para o atual 15ª posto em 308 municípios.

No âmbito das Câmaras Municipais do Quadrilátero, Guimarães também lidera neste segmento, seguindo-se Braga (26º), Famalicão (79º) e Barcelos (98º). A pesquisa, efetuada pelo Laboratório de Estudo e Desenvolvimento da Sociedade da Informação (GÁVEA) e pelo Departamento de Sistemas de Informação da Universidade do Minho, suporta-se na análise de quatro critérios: “Conteúdos: Tipo e Atualização”, “Acessibilidade, Navegabilidade e Facilidade de Utilização”, “Serviços Online” e “Participação”.

Três distinções em dois anos

O estudo analisa e regista a evolução da presença dos municípios portugueses na Internet, no seguimento da resolução do Conselho de Ministros n.º 22/2001, de 27 de fevereiro, que determina a avaliação periódica dos sítios Web dos organismos da administração direta e indireta do Estado. A apresentação deste tipo de resultados permite avaliar o desenvolvimento do governo eletrónico local, avaliar o grau de sofisticação e maturidade do índice de presença na Internet das Câmaras e promover a partilha de experiências e boas práticas.

Refira-se que, em junho de 2014, a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) reconheceu o portal da Câmara Municipal de Guimarães, então acabado de lançar com uma imagem renovada, como uma referência nas boas práticas em “Open Source” (“Código Aberto”) na Administração Pública. Um ano depois, em setembro de 2015, a Autarquia de Guimarães foi distinguida com o título de “Melhor Município Digital”, por ocasião da atribuição dos “Prémios Navegantes XXI”, uma iniciativa da ACEPI - Associação da Economia Digital, que reconhece projetos eletrónicos que mais tenham contribuído para transformar a Administração Pública Local portuguesa.

FAMALICÃO EVOCA ALBERTO SAMPAIO

“O(s) Tempo(s) de Alberto Sampaio” vai estar em debate  em Famalicão

Colóquio realiza-se no próximo dia 11 de novembro, na Casa do Território

A Casa do Território, sita no Parque da Devesa, em Vila Nova de Famalicão, acolhe no próximo dia 11 de novembro, o colóquio O(s) Tempo(s) de Alberto Sampaio no âmbito do programa comemorativo dos 175 Anos do Nascimento de Alberto Sampaio, organizado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e pelo Instituto Universitário da Maia.

Cartaz Colóquio.jpg

Nesta jornada de trabalho, que congregará vários investigadores e académicos em torno de Alberto Sampaio, irão reunir-se «múltiplos contributos, resultantes de distintos olhares, mas com um objetivo comum: reforçar a centralidade de uma figura excecionalmente preparada e motivada para o serviço público, tanto no plano da intervenção cívica e cultural, como no do estudo das matérias económicas, históricas e sociais.»

Após a abertura do Colóquio, marcada para as 9h30, irão decorrer ao longo do dia, onze comunicações distribuídas por quatro painéis, estando marcados para as 16h40, o debate e o encerramento.

Refira-se que o evento conta com o patrocínio científico de Centro de Estudos de Desenvolvimento Turístico (CEDTUR), Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória (CITCEM), Centro de Estudos Transdisciplinar para o Desenvolvimento (CETRAD), Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora (CIDEHUS) e Centro de Formação Associação de Escolas de Vila Nova de Famalicão.

O programa está disponível em http://www.vilanovadefamalicao.org/_alberto_sampaio__175_anos

As inscrições gratuitas e obrigatórias (sujeitas à lotação da sala) devem ser feitas para o email:asampaio2016@vilanovadefamalicao.org

ALUNOS ARCUENSES ORGANIZAM FEIRA FRANCA “CORES E SABORES DE OUTONO”

Os alunos do Agrupamento de escolas de Valdevez voltaram a organizar na Escola Secundária Tomaz de Figueiredo a feira de produtos locais «Cores e sabores de outono».

feirinha_outono.jpg

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, e a Vereadora, Belmira Reis, marcaram presença nesta iniciativa aberta à comunidade e que tem como principais objetivos despoletar nos mais jovens um espírito empreendedor, dar-lhes a conhecer mais aprofundadamente os produtos agrícolas que a região tem, bem como entrosá-los ligeiramente no mundo das transações económicas.

Trajados a rigor, os alunos voltaram a criar um ambiente que relembrou tempos idos e proporcionaram um dia diferente a todos os que a visitaram.

A edição deste ano contou ainda com uma atuação do rancho Folclórico de Proselo, a qual animou substancialmente a iniciativa.

feirinha_outono4.jpg

feirinha_outono7.jpg

feirinha_outono8.jpg

MUNICÍPIO DE TERRAS DE BOURO APROVA DOCUMENTOS PREVISIONAIS

Câmara Municipal de Terras de Bouro aprovou proposta de Documentos Previsionais para 2017

A Câmara Municipal de Terras de Bouro aprovou, em reunião ordinária do executivo, realizada no dia 27 de outubro, os documentos previsionais que contemplam o Relatório, as Grandes Opções do Plano, o Orçamento e o Quadro Plurianual de Programação Orçamental para o ano de 2017, que serão agora remetidos para votação na próxima Assembleia Municipal.

A dotação orçamental para 2017 será de cerca de 8.939.161,00 € de receita e do mesmo valor na despesa o que representa um acréscimo de cerca de 150 mil euros relativamente a 2016. 

Vila de Terras de Bouro (1).JPG

FAMALICÃO APRESENTA ESPECTÁCULOS PARA TODOS OS GOSTOS

Novembro para todos os gostos na Casa das Artes de Famalicão: Programação de novembro do espaço cultural famalicense arranca já nesta quinta-feira com a peça “Prelúdio: a mulher selvagem”

Da música erudita à música eletrónica, do teatro ao cinema, novembro é um mês com espetáculos para todos os gostos na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. Prestes a terminar o ano em que assinala 15 anos ao serviço da arte e da cultura, o espaço cultural famalicense mantém firme a aposta numa programação eclética.

Prelúdio_a mulher selvagem.jpg

O mês arranca com a estreia de “Prelúdio: a mulher selvagem”. Uma coprodução do Teatro da Didascália, da Casa das Artes e do Centro Cultural Vila Flor que traz à tona “temas seculares, inspirados em arquétipos, símbolos e rituais que nos falam do poder intuitivo e sobrenatural das mulheres”.  Com encenação de Bruno Martins, a peça permanece em cartaz de quinta, 3, a sábado, 5 de novembro.

Ainda no que toca ao teatro, em novembro a Casa das Artes apresenta “Bácoro”. Uma coprodução do Teatro da Palmilha Dentada, da Casa das Artes e do Teatro Nacional S. João, em cena no grande auditório no dia 19 de novembro. O espetáculo resulta de uma parceria do dramaturgo e encenador Ricardo Alves com a artista plástica e cenógrafa Sandra Neves, cujos desenhos e esculturas foram o ponto de partida desta criação. Em palco, os atores Ivo Bastos, Nuno Preto e Rui Oliveira contracenam com marionetas, dando corpo a uma espécie de alegoria suína sobre as dores e as alegrias de sermos humanos.

No dia 11, a Casa das Artes propõe o espetáculo “Vivaldi + Piazzolla: Oito Estações”. Um concerto que coloca frente a frente dois grandes músicos de diferentes estilos e épocas – António Vivaldi e Astor Piazzolla. De um lado, a luxuriante sonoridade barroca de Vivaldi e os célebres quatro concertos com nomes de estações. Do outro, a nostálgica volúpia reminiscente do tango argentino, desta vez com o violino substituindo o acordeão, pelo violinista Pedro Carneiro, sob a direção de Alejandro Galindo.

O cantautor Sandy Kilpatrick tem regresso marcado à Casa das Artes no dia 12 de novembro para apresentar o novo álbum “Confessions from the South”. Depois do concerto, a noite termina com um “after-show”, com a atuação do projeto musical norte-americano “John & Dan”, a partir das 23h00, no café-concerto.

A música eletrónica tem também palco em novembro na Casa das Artes, com a atuação de White Haus, alter-ego do músico e produtor João Vieira, vocalista dos X-Wife e Dj Kitten, que se prepara para apresentar em Famalicão o mais recente trabalho do projeto – “Modern Dancing”. O concerto está marcado para o dia 26, a partir das 23h30, no café-concerto.

A partir deste sábado, dia 5, pelo Foyer da Casa das Artes será possível visitar a exposição “A Corja”, do pintor Martinho Dias, uma mostra que resulta do cruzamento da temática camiliana com a contemporaneidade.

Por fim, destaque para o cinema com a exibição do mais recente filme de Woody Allen, “Café Society”, no dia 16; de “Jack Reacher: Nunca Voltes Atrás”, com Tom Cruise, no dia 26; de“Cartas da Guerra”, de Ivo Ferreira, no dia 17; entre outras sessões.

Mais informações sobre os espetáculos agendados no site oficial da Casa das Artes de Famalicão, em www.casadasartes.org

White Haus.jpg

PONTE DA BARCA ALERTA PARA A PROBLEMÁTICA DO CANCRO DA MAMA

A Câmara Municipal de Ponte da Barca, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, Unidade de Saúde Familiar do Centro de Saúde local e Agrupamento de Escolas promoveu, na tarde da passada sexta-feira, na Casa da Cultura, o Workshop 'Onda Rosa'.

barcrosa.JPG

Esta iniciativa teve o objetivo alertar a população para a importância da prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama, e consciencializar a comunidade para a necessidade de aderir ao rastreio, sendo para já o meio mais eficaz de prevenção e controlo desta doença.

Por toda a sala onde decorreu o workshop estavam ainda expostos os trabalhos realizados no mesmo âmbito, pelos alunos das turmas do 1º e 2º ciclo do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca.

A iniciativa, que contou com a Vereadora da Cultura, Sílvia Torres, na sessão de abertura, teve como oradoras convidadas Cristina Fonseca, Psicóloga e Coordenadora Nacional da Educação para a Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro, e Maria João Fernandes, médica interna da Unidade de Saúde Familiar da Terra da Nóbrega, que abordaram questões como fatores de risco do cancro da mama, os sinais, sintomas, tratamentos e formas de prevenção.

Recorde-se que esta iniciativa insere-se na Campanha de Luta Contra o Cancro da Mama, da Liga Portuguesa contra o Cancro, que decorreu em Outubro, mês dedicado à prevenção do Cancro da Mama. Para além do workshop, a autarquia assinalou a efeméride ao longo de todo o mês, com o laço rosa alusivo a esta problemática, colocado no recinto exterior ao edifício dos Paços do Concelho.

barcrosa (2).jpg

barcrosa (3).jpg

ARCUENSES FESTEJAM O S. MARTINHO

De 11 a 13 de Novembro decorrem, no Centro Histórico de Arcos de Valdevez, as comemorações do S. MARTINHO 2016, uma iniciativa do Município de Arcos de Valdevez e da Associação dos Vinhos de Arcos de Valdevez.

Este evento de celebração do ‘Vinho Novo’ está também integrado no programa das comemorações do Dia Europeu do Enoturismo (13 de Novembro), promovido pela RECEVIN (Rede Europeia de Cidades do Vinho) e pela AMPV (Associação de Municípios Portugueses do Vinho).

A Festa terá espaços de tasquinhas e magusto, dinamizados por associações locais, bancas dos Vinhos de Arcos de Valdevez e muita animação com jogos tradicionais, atuação de rusgas populares e ainda a 2ª edição do Silent Party que este ano contará com duas noites de diversão ao ritmo de música variada. Integrará também a 46ª Entronização da Confraria do Vinho Verde, que culminará com a bênção do vinho novo e com a prova que poderá ser desfrutada pelo público. Para sublinhar a celebração do Dia Europeu do Enoturismo o evento integrará ainda um percurso guiado por três Quintas da Rota dos Vinhos de Arcos de Valdevez.

Esta iniciativa tem como propósito unir cada vez mais o movimento Associativo, bem como dinamizar o comércio e o turismo, em particular o Enoturismo.

Associações Participantes:

Associação Amigos da Terra de Padroso

Associação Amigos da Terra de Padroso

Associação Cultural e Desportiva Unidos do Couto

Associação Desportiva e Cultural de Aboim-Sabadim

Associação Desportiva, Social e Recreativa dos Amigos de Jolda S. Paio

Associação Musical Meninos do Vez

Associação Recreativa, Cultural e Desportiva de Grade

BARCELOS REQUALIFICA CEMITÉRIO DE ABORIM

Presidente da Câmara inaugura obras de requalificação do cemitério de Aborim 

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e o Presidente da Junta de Freguesia de Aborim, Manuel Magalhães, inauguraram no domingo, 30 de outubro, a requalificação do cemitério de Aborim, uma obra há muito necessária para devolver àquele espaço a dignidade que merece.

zaborim.jpg

Na sua intervenção, o Presidente da Junta referiu a importância deste investimento e o valor que este representa para a comunidade da freguesia. Manuel Magalhães aproveitou ainda a presença do executivo municipal para fazer um pedido: “Espero que o Sr. Presidente volte a Aborim brevemente, pois seria sinal que a obra de alargamento da Ponte, que é uma obra muito importante para a freguesia, já estaria realizada”, frisando que acredita no “empenho deste executivo para solucionar este problema ainda durante este mandato”.

Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, afirmou que as requalificações dos cemitérios são uma forma de respeitar os que já partiram, e acrescentou que o executivo municipal tudo fará para continuar a responder aos pedidos da população, dentro das possibilidades orçamentais do Município, na linha do investimento que o Município tem vindo a fazer na requalificação e alargamento de muitos cemitérios do concelho.

Miguel Costa Gomes informou ainda que a freguesia de Aborim “pode contar com todo o empenho do executivo para resolver as situações que afetam a freguesia” adiantando que “a obra da Ponte já está aprovada e adjudicada, uma obra no valor de 150 mil euros, mas a mesma não avança porque há pequenas burocracias que tem de ser cumpridas, e a obra está presa por um pormenor que compete à Infraestruturas de Portugal”.

O Presidente da Câmara concluiu a sua intervenção dizendo que “espera que antes do verão de 2017 a obra da Ponte já esteja concluída trazendo dignidade e segurança a quem passa naquele local”.

No final da cerimónia os elementos da Junta de Freguesia, do Executivo Municipal e os populares juntaram-se num pequeno convívio no Salão Paroquial da Igreja Matriz. 

BARCELOS: TEATRO BALUGAS APRESENTA O "AUTO DOS BONS DIABOS"

O Teatro de Balugas apresenta no dia 13 de novembro, pelas 16h00, no Teatro Gil Vicente em Barcelos, a peça “O Auto dos Bons Diabos”. A produção teatral do grupo de teatro de Balugães integra a programação do Festival de Teatro de Barcelos.

Cartaz_O AUTO DOS BONS DIABOS_Teatro de Balugas.png

A entrada é livre e limitada à lotação da sala. Reserva de bilhetes através do e-mail tgv@cm-barcelos.pt - telefone 253 809 694 ou bilheteira: 09h00 às 18h00.

"O Auto dos Bons Diabos"

– Estou a ficar velho, mas hei-de morrer a cavar a terra, ou nas tábuas do palco, Ela já mo disse, ó homem cava já o buraco que com as tábuas do teatro faz-se o caixote e assim não se gasta dinheiro com o funeral”.

Este é o relato de um artista de teatro popular que se desdobra em histórias e personagens dessa mesma história, do desaparecimento do mundo rural, da festa feita nas terras pelas gentes que contavam apaixonadamente as suas crenças, tradições e costumes, de uma certa ideia de progresso que não serve homens nem comunidades.

Baltazar Diabo e a sua companhia são últimos resistentes do que resta de um vale outrora rural, esvaziado em grande parte pela fuga para as cidades, vilas e estrangeiro. Aqui habitam histórias de resiliência e sobrevivência, onde a cultura popular de gerações resiste nas mãos de um punhado de artistas anónimos.

AMARES APRESENTA ENCONTRARTE

No próximo sábado, dia 5 de novembro pelas 21:30h, no Auditório Conde Ferreira, o Encontrarte Amares irá revisitar a edição de 2015, bem como, apresentar os novos desafios para 2017.

Esta sessão contará com a presença dos Linda Martini, uma das mais relevantes bandas da musica nacional, que partilhará a sua experiência em torno da residência artística que

terá lugar em Amares, entre os dias 1 e 8 de novembro, na Quinta dos Ferrage.

imagem_linda_martini.jpg

MONÇÃO PROMOVE ENCONTRO COM O ESCRITOR ALBERTO S. SANTOS

Sexta-feira, 4 de novembro, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal de Monção

Esta sexta-feira, 4 de novembro, o escritor Alberto S. Santos regressa a Monção para apresentação aos leitores locais da sua mais recente publicação “Para lá de Bagdad”. O encontro realiza-se na Biblioteca Municipal de Monção, com início às 21h30.

14563363_1332135726806537_3202851576896908520_n.png

“Para lá de Bagdad” é um romance apaixonante e envolvente sobre um dos momentos mais intrigantes da história da idade média, onde se dá a conhecer os alicerces de uma civilização ainda hoje tão deslumbrante quanto desconhecida.

A 21 de junho de 921, Ahmad ibn Fadlan, emissário do califa, parte de Bagdad para uma arriscada missão na Bulgária do Volga, na Rússia atual. Para trás, deixa os mestres e companheiros da Casa da Sabedoria, que ergueram a época dourada do Islão.

Os perigos que encontra ao longo do caminho levam Ahmad a alterar o rumo da viagem e a dirigir-se para as terras nórdicas do sol da meia-noite. Ao longo da jornada, vive um amor proibido com Zobaida, a bela escrava do tio, que o faz repensar toda a sua existência.

Por entre climas adversos, costumes bárbaros de povos não civilizados e inesperados jogos de poder, o emissário do califa descobre um desconcertante mundo novo. Ao mesmo tempo, em Bagdad, assiste-se ao início de uma nova era: os sábios são perseguidos e os livros queimados na praça.

Um romance envolvente sobre um dos momentos mais intrigantes da História da Idade Média, que dá a conhecer os alicerces de uma civilização ainda hoje tão deslumbrante quanto desconhecida...

Alberto S. Santos é formado em direito pela Universidade Católica Portuguesa. Natural de Paço de Sousa, Penafiel, onde reside, publicou os bestsellers “A Escrava de Córdova”, em 2008, “a Profecia de Istambul”, em 2010, e “O Segredo de Compostela”, em 2013.

MUNICIPIO ARCUENSE APOSTA NOS INTERCÂMBIOS JUVENIS

Arcos de Valdevez recebeu 11 jovens do Município de Cenon

Mais uma vez, o Município de Arcos de Valdevez, em parceria com o Município de Cenon, o Agrupamento de Escolas de Valdevez e o Centro de Prevenção e Lazer de Cenon, promoveram um intercâmbio que envolveu 11 jovens residentes naquele Município Francês e cerca de 50 alunos do Agrupamento de Escolas de Valdevez.

intercambio_cenon.jpg

Durante 5 dias, que decorreram de 22 a 26 de outubro passados, os jovens franceses e arcuenses puderam partilhar experiencias e momentos que certamente não irão esquecer.

Alojados na Pousadinha – Associação Social Recreativa Juventude de Vila Fonche, os jovens franceses tiveram a oportunidade de passar um dia no Agrupamento de Escolas de Valdevez, onde, juntamente com os alunos do 3º ciclo das turmas de francês desenvolveram atividades destinadas à prevenção de comportamentos desviantes. Durante esta atividade, a Guarda Nacional Republicana, através do projeto “Escola Segura”, e numa troca de experiencias com os agentes da Policia de Cenon, responsáveis pelo Centro de Prevenção e Lazer de Cenon, tiveram um papel preponderante, ensinando aos jovens, através do uso de tecnologias inovadoras, os efeitos nefastos dos comportamentos aditivos e de risco.

Os jovens tiveram também a oportunidade de visitar o Parque Nacional Peneda Gerês e observar as consequências dos incêndios ocorridos no último verão. Como sinal simbólico de solidariedade com a preservação do meio ambiente, cada um dos jovens franceses plantou uma árvore, na Porta do Mezio, ato que foi abraçado e apadrinhado pelos jovens arcuenses. Neste seguimento foi criado um espaço no parque do Mezio, dedicado a este momento simbólico, sendo que cada um dos intervenientes poderá seguir, posteriormente, e pela página da internet da Porta do Mezio, a evolução e o crescimento das referidas árvores.

Ainda como forma de valorização da cultura local e prática de desporto de natureza, os jovens tiveram a oportunidade de visitar o Paço de Giela, a freguesia de Sistelo e desfrutar de um passeio pela Ecovia.  

Foram cinco dias marcantes que, conforme refere João Manuel Esteves, Presidente da Câmara Municipal, terão certamente efeitos muito positivos no desenvolvimento pessoal e na aprendizagem destes jovens, que se querem cada vez mais solidários, tolerantes, confiantes, ativos e acima de tudo responsáveis.

intercambio_cenon2.JPG

intercambio_cenon_1.jpg

intercambio_cenon_3.jpg

CERVEIRA EVOCA MESTRE JOSÉ RODRIGUES

Momentos da vida do Mestre florescem no ‘Jardim Zé Rodrigues’

Foi sob o olhar profundo estampado no rosto pintado no Mural de oito metros, que família, amigos, Fundação Bienal de Arte e Município de Vila Nova de Cerveira se reuniram, este sábado, para prestar mais uma singela homenagem ao escultor José Rodrigues, falecido em setembro passado. A dicotomia arte/natureza que o Mestre tanto idolatrava foi o destaque de uma cerimónia emotiva.

14222160_1423189837709213_3831115499616057745_n.jpg

Uma tarde solarenga de Outono, rodeado de amigos e família, contactando com a beleza natural e artística de Cerveira, ‘Vila das Artes’. Este era um dos cenários que o Mestre José Rodrigues privilegiava e que foi premeditadamente replicado para assinalar aquele que seria o seu 80º aniversário.

A cerimónia contou com três momentos evocativos do Homem e do Artista. Ao som da música da Academia Fernandes Fão foi desvendada uma frase do Mestre José Rodrigues colocada junto ao Mural que ocupa a parede do Cineteatro de Cerveira, convidando a uma reflexão aos muitos que por ali passam e ficam a admirar: "Não há pequenas coisas, as pequenas coisas são as grandes, uma luz exacta, um gesto preciso..."

14908202_1423188611042669_7200650771709215419_n (1).jpg

Seguiu-se o descerrar da placa que identifica o espaço ajardinado, mesmo à entrada da vila e onde se encontra uma das suas emblemáticas esculturas, "O Esforço", como o "Jardim Mestre Zé Rodrigues – Escultor - 1936-2016". Para terminar, um grupo de amigos ofereceu duas árvores com um significado muito peculiar, simbolicamente plantadas pelos netos do escultor, e que evocam momentos da vida de José Rodrigues, nomeadamente um imbondeiro, reportando para a cidade de Luanda onde nasceu, e uma cerejeira, relembrando a ligação da sua família a Alfândega da Fé. O ‘Jardim Mestre Zé Rodrigues’ personifica e eterniza a sua ligação à arte, à natureza, a Cerveira e ao mundo!

Além da família e inúmeros amigos, foram também muitos os cerveirenses e turistas que se associaram a esta homenagem, bem como entidades públicas como o Diretor da Direção Regional de Cultura do Norte, Dr. António Ponte e o presidente da CIM Alto Minho, Engº José Maria Costa.

Durante a homenagem, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira reafirmou que se Cerveira é hoje reconhecida nacional e internacionalmente como a ‘Vila das Artes’ muito se deve à entrega e trabalho do Mestre José Rodrigues que, “não só deixou um vasto e valioso legado artístico, como também a riqueza de valores presentes na sua forma de estar e ser ao longo da vida. Cerveira testemunhará para sempre a sua memória”. Fernando Nogueira aproveitou a presença do Diretor Geral da Cultura do Norte para anunciar que está a decorrer o processo de classificação da imponente escultura de José Rodrigues, ‘O Cervo’, situada no monte mais alto do concelho, como património imóvel de interesse público. “É mais uma merecida homenagem ao escultor José Rodrigues que só é possível com o apoio de muitas instituições e, acima de tudo, das pessoas que as dirigem, como o Dr. António Ponte aqui presente”, afirmou.

Por sua vez, o Diretor da Direção Geral da Cultura do Norte frisou que “a cultura não se faz só de festas, mas também de pessoas. José Rodrigues deixou-nos obras de arte, mas também nos transporta para um conceito muito importante de agregação a uma região". O Dr. António Ponte sublinhou que “José Rodrigues ainda pode fazer muito por nós com as suas ideias e trabalhos, enquanto fonte de inspiração e valorização”.

O Presidente da CIM Alto Minho, Eng.º José Maria Costa, explicou que de imediato se associou a esta homenagem em prol de um "homem de grande simplicidade, generosidade, disponibilidade e profundidade, caraterístico dos homens grandes".

A representar a família, a filha Ágata Rodrigues agradeceu todas as homenagens que têm sido realizadas em memória do seu pai: "Ele está mesmo ali a olhar para nós e a olhar para a forma como estamos a festejar a vida, como assim ele gostava, rodeado da família e de amigos. Estamos de coração cheio".

Considerado um dos fundadores da bienal, a mais antiga do país, que se realiza desde 1978, em Vila Nova de Cerveira, além do "Cervo" e do "Esforço", José Rodrigues é ainda o autor da peça as "Navegações", situada junto à margem do rio Minho e do espólio do Convento São Paio, na Serra da Gávea, que adquiriu, restaurou e onde viveu.

14915416_1423189587709238_1410465920098753030_n (1).jpg

 

CARNE MINHOTA TEM FESTIVAL EM PONTE DE LIMA

II Festival da Carne Minhota em Ponte de Lima. 4 de novembro – 18 horas – Expolima. Em Época Baixa Ponte de Lima em Alta

Confecionada à base de produtos típicos da terra, a gastronomia limiana é reconhecida como um dos maiores pólos gastronómicos de Portugal.

zcarnminhot1.jpg

Terra de sabores e de saberes, Ponte de Lima prepara a segunda edição do Festival da Carne Minhota, de 4 a 6 de novembro, no sentido de promover um dos seus principais produtos endógenos - a Carne Minhota -, como um produto de referência gastronómica do concelho.

A designação oficial da raça Minhota corresponde à toponímia da região tradicional de produção, o Entre Douro e Minho, na qual se insere o seu solar – Ponte de Lima, e onde se encontra a maior parte do efetivo da raça. Desde 14 de fevereiro de 2013, data na qual foi aprovado o Caderno de Especificações Rotulagem Facultativa CM-Carne Minhota, a carne proveniente dos animais de raça Minhota passou a ser um produto reconhecido e diferenciado no mercado, enaltecendo as potencialidades da raça Minhota, e incentivando os seus produtores a continuarem e a melhorarem o trabalho realizado.

Os produtos “CM - Carne Minhota” são provenientes do abate de animais de raça Minhota, inscritos no Livro Genealógico, nascidos dentro da região de produção e criados de acordo com as normas expressas no caderno de especificações.

A carne de raça Minhota foi considerada em perigo de extinção por parte da União Europeia (2012), desta forma, espera-se que esta iniciativa promova a produção e salvaguarde este importante recurso endógeno.

Desta forma, procura-se promover o consumo de uma carne de grande qualidade, certificada, e de um paladar soberbo e único.

O Festival da Carne da Minhota apresenta pratos confecionado com Carne Minhota, com destaque para o “Naco de Minhota” e para a “Espetada do Brutus”. Estes pratos vêm enriquecer e complementar a riqueza gastronómica do concelho, tendo por base a carne da raça Minhota.

O Festival da Carne Minhota insere-se no projeto 'Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta', de forma a promover e a valorizar os seus recursos endógenos, os produtos e serviços dos vários setores económicos, assim como o aumento da atratividade e visibilidade turística do concelho e da região.

Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta possui condições especiais de estadia e na área da restauração. Durante os fins-de-semana em que se realizam os eventos, haverá um desconto de 15% em alojamento nas unidades hoteleiras aderentes, para as noites de sexta-feira e sábado, da mesma forma que a restauração aderente oferece 1 leite-creme, por dose, nas refeições de sábado e domingo, promovendo uma iguaria típica da cozinha tradicional limiana.

Consulte o programa em:http://www.visitepontedelima.pt/pt/turismo/ii-festival-da-carne-minhota

zcarnminhot2.jpg

FAMALICÃO AMPLIA CEMITÉRIO DE RIBA DE AVE

Bênção da ampliação do cemitério de Riba de Ave decorreu este domingo. Famalicão já investiu mais de 2,1 milhões de euros nos cemitérios do concelho desde 2002

O Dia de Todos os Santos, que se assinala nesta terça-feira, 1 de Novembro, fica habitualmente marcado pela romagem aos cemitérios, num dia em que se presta homenagem aos familiares e amigos que já partiram. Em Vila Nova de Famalicão, a tradição mantém-se.

DSC_0508.jpg

As condições dos cemitérios do concelho têm sido, de resto, uma das preocupações da Câmara Municipal que tem encetado aos longos dos últimos anos um plano de ampliação, reabilitação e modernização dos vários cemitérios do concelho, em conjunto com as Juntas de Freguesia.

Desde 2002, a autarquia famalicense investiu já mais de 2,1 milhões de euros, na intervenção de 33 cemitérios do concelho.

O último a ser intervencionado foi o cemitério da vila de Riba de Ave, cuja bênção se realizou este domingo, numa cerimónia que contou com várias dezenas de populares. A obra que permite colmatar uma das principais necessidades da freguesia, vai trazer maior dignidade, conforto e consolo à população que nesta terça-feira, irá participar nas cerimónias do Dia de Todos os Santos.

“O melhoramento dos nossos cemitérios é uma preocupação constante da autarquia”, refere a propósito o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, explicando que “depois da conclusão das obras em Riba de Ave, a autarquia quer concluir rapidamente as obras em Mogege, Gavião e Castelões, que estão neste momento a decorrer”. De seguida, a autarquia espera, a médio prazo, intervir também nos cemitérios de Gondifelos, Oliveira São Mateus e Antas.

O objetivo, explica Paulo Cunha, é dar resposta a uma das necessidades mais prementes das populações destas freguesias. "É fundamental dar essa dignidade aos cidadãos e honrar a memória dos que partiram”, acrescenta.

Ciente da importância que o tema representa para a população, Paulo Cunha salienta que o assunto tem merecido toda a atenção por parte do executivo municipal, que para além das obras, tem também apoiado as juntas de freguesia na criação de infraestruturas necessárias para uma limpeza rápida dos cemitérios, como áreas destinadas a arranjos florais e casas do lixo. 

DSC_0514.jpg

DSC_0549 (1).jpg

CERVEIRA ACOLHE SIMPÓSIO IBÉRICO SOBRE A BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO MINHO

Simpósio Ibérico quer melhor articulação entre investigação científica e grupos que usufruem do rio Minho

Mais do que um espaço para a divulgação de projetos em curso ou já concluídos, a VIII edição do Simpósio Ibérico sobre a Bacia Hidrográfica do Rio Minho assenta num conceito de compromisso futuro dos participantes, na definição de uma estratégia de maior conjugação entre científicos e os grupos que vivem o rio Minho. De grande referência no contexto ibérico, o evento está agendado para os dias 4 e 5 de novembro, em Vila Nova de Cerveira.

Simpósio Ibérico (1).jpg

Cerca de 80 participantes portugueses e espanhóis voltam a reunir-se, em Vila Nova de Cerveira, para promover um debate de dois dias em torno da bacia hidrográfica do rio Minho, com o objetivo de sensibilizar para a importância da preservação da biodiversidade associada aquele troço de água internacional.

Investigadores, professores, alunos do ensino universitário e politécnico, estudiosos, autoridades marítimas e profissionais da atividade da pesca. Desde o cidadão que tem interesse por estas questões até às instituições que trabalham em prol do conhecimento, como as Universidades do Porto, Lisboa, Vigo e Santiago de Compostela, assim como aquelas que comunicam ciência como o Aquamuseu, o CMIA Viana, e associações de educação ambiental como a ANABAM e a RAIA. Esta edição do Simpósio Ibérico reúne 25 comunicações em áreas como o Turismo, enquanto recurso potencial da região à monitorização da qualidade de organismos aquáticos, o Património Arqueológico e Geológico da região, a Educação Ambiental e a avaliação dos Recursos Biológicos do rio Minho.

A sessão de abertura acontece na sexta-feira, 04 de novembro, às 10h00, com a intervenção do Presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, seguindo-se a apresentação das várias comunicações ao longo dos dois dias. O evento culmina, no sábado à tarde, com um espaço reservado para um debate alargado na tentativa de definição de uma estratégia para conjugar a investigação científica com os interesses de grupos que usam o rio Minho, seja numa perspetiva de lazer (pesca desportiva) ou como recurso económico (pesca artesanal). De forma a envolver o maior número de interessados, serão convidados pescadores desportivos e profissionais, a título individual ou associativo.

O Simpósio Ibérico sobre a Bacia hidrográfica do Rio Minho, com uma periodicidade bienal, é organizado pelo Aquamuseu do Rio Minho (Município de Vila Nova de Cerveira), com coorganização do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) – Universidade do Porto.

simpib.jpg

simpib (2).jpg

PONTE DE LIMA PROMOVE FORMAÇÃO EM INGLÊS A PENSAR NA HOTELARIA, RESTAURAÇÃO E COMÉRCIO LOCAL

Formação Certificada - Língua Inglesa. Informação turística da região. Clara Penha – Casa dos Sabores – Ponte de Lima

Considerando que a promoção do turismo local passa pela dinamização e valorização dos serviços prestados pelas empresas, o Município de Ponte de Lima está a promover uma ação de formação em Inglês, dirigida aos ativos do sector da hotelaria, restauração e comercio local.

servico_vinhos_cartaz-01.jpg

Integrada no Catalogo Nacional de Qualificações, a ação arrancou a semana passada com 25 formandos inscritos, especialmente das áreas da restauração e alojamento, prolongando-se até final de novembro, com duas sessões semanais.

Contribuir para a otimização e desempenho dos colaboradores são os objetivos da iniciativa, que apresenta como plano curricular a interpretação e produção de textos de diferentes matrizes discursivas em inglês, a nível do utilizador elementar; adequando-as às diversas situações comunicativas do quotidiano, bem como interagir e comunicar em inglês; caracterizar a oferta turística e gastronómica da região ao nível do utilizador elementar.

As ações têm acompanhamento de um coordenador responsável pelo processo formativo e respetiva organização dos dossiês técnico-pedagógicos. Todos os formandos terão direito ao certificado emitido pela plataforma SIGO – Sistema de Informação de Gestão da Oferta Educativa e Formativa.

No âmbito desta iniciativa, prevê-se nova ação de informação turística da região, dedicada ao Serviço de Vinhos. Prevista para iniciar-se a 17 de janeiro de 2017, as inscrições já estão abertas, podendo ser efetuadas através do seguinte endereço de e-mail: terra-formar@cm-pontedelima.pt.

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO APROVA ORÇAMENTO

Orçamento da Câmara de Cabeceiras de Basto para 2017 aprovado por maioria

O Orçamento da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto para 2017, no montante global de cerca de 19 milhões de euros, prevê uma significativa redução da dívida e investimentos em áreas fundamentais para o progresso do concelho, designadamente na criação de condições para o desenvolvimento económico, no reforço e melhoria dos serviços de abastecimento de água, saneamento e recolha de resíduos e, ainda, no turismo, tendo este como elemento central o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, monumento que irá beneficiar de obras de reabilitação a par de um vasto programa cultural a levar a efeito até 2018.

Praça da República - Cabeceiras de Basto (1).JPG

Apesar deste esforço muito significativo de redução da dívida, esforço aliás que se mantém desde o início do mandato - em 31.12.2013 a dívida era de 8,7 milhões de euros e prevê-se que no final de 2017 seja de 4,9 milhões - e da canalização de investimentos para as áreas fundamentais já referidas entre muitas outras, os vereadores eleitos pelo movimento IPC – Independentes Por Cabeceiras, na reunião camarária de 28 de outubro, votaram contra o Plano e Orçamento Municipal, justificando esta decisão pelo facto de, na sua perspetiva, não estar claro que a Câmara Municipal vai criar uma EIP – Equipa de Intervenção Permanente nos Bombeiros Cabeceirenses. Desde 2008 que a Câmara Municipal está disponível para apoiar a criação desta Equipa, logo que o Governo dê ‘luz verde’, mas, na verdade, até ao momento não houve resposta positiva. Contudo, a Câmara Municipal afirma nos documentos “(…)não estarem ainda esgotadas todas as possibilidades de se conseguir que o Estado assuma a sua parte pelo que continuará a fazer todas as diligências para que tal se concretize”.

O Plano e Orçamento agora aprovados preveem investimentos diversificados que tocam todas as áreas da intervenção municipal. O Restauro e Conservação do Mosteiro de S. Miguel de Refojos e respetivo Programa Cultural (Mosteiro de Emoções); o Projeto Munícipe Mais – Modernização Administrativa; a Requalificação Urbana das Entradas da Vila de Cabeceiras de Basto; a Regeneração Urbana do Centro de Cavez; a Reformulação das zonas de abastecimento de água de Gondiães e Vilar de Cunhas; a Beneficiação do sistema de abastecimento de água à vila de Cavez; a Instalação de Ecopontos Subterrâneos nas três vilas do concelho; a Conclusão da reestruturação e valorização da Praia Fluvial da Ranha; e a Promoção da Eficiência Energética nos Edifícios Municipais são ações a desenvolver ao longo de 2017.

No Orçamento foram ainda inscritas muitas outras obras e projetos como a regeneração Urbana da Avenida Capitão Elísio de Azevedo, no Arco de Baúlhe; a regeneração Urbana do Campo do Seco, na sede do concelho; o tratamento de águas residuais de Cabeceiras de Basto (S. Nicolau) e Painzela; a construção de nova ETAR no Arco de Baúlhe; a ampliação da rede de saneamento em Refojos; a ampliação da rede de saneamento em Alvite; a reconversão da ETAR de Chacim; o Programa/Ações de Capacitação dos Profissionais da Administração Pública Local; a Formação de Públicos Estratégicos; e a elaboração do Plano Municipal de Igualdade de Género. Estão também previstos investimentos na instalação de saneamento nas Cerdeirinhas e Ribeiro do Arco, na vila de Cavez, bem como no projeto para a substituição de coberturas de amianto nas escolas do concelho.

Este Orçamento, para 2017, apresenta uma situação de equilíbrio, uma vez que as receitas correntes são superiores às despesas correntes em 1,1 milhões de euros, o que permitirá financiar parte das despesas de capital promovendo dessa forma o investimento.

O Orçamento prevê igualmente a transferência e subsídios na ordem de 2,2 milhões de euros destinadas às famílias, aos empresários agropecuários, agrícolas e florestais, ao movimento associativo e outras instituições.

Para amortização e liquidação da dívida estão previstos 828 mil euros.

De acordo com dados disponibilizados pela DGAL, este Município apresentava no final do 3º trimestre de 2016 uma margem absoluta de endividamento de 10,4 milhões de euros e uma margem utilizável para endividamento de 2,6 milhões de euros, números que representam bem a ‘boa saúde’ financeira desta Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto.

De destacar, ainda, a estabilidade da situação financeira desta autarquia que paga aos fornecedores a 19 dias e não tem pagamentos em atraso. Em 2017, é também objetivo manter estes indicadores e, se possível, diminuir ainda mais os prazos médios de pagamento aos fornecedores.

No cumprimento do Estatuto da Oposição, foram ouvidas as forças políticas representadas nesta Câmara Municipal, tendo sido contempladas e incluídas nestes documentos muitas das suas sugestões. O diálogo com os restantes autarcas e com os agentes económicos, sociais, educativos entre outros, bem como a legalidade, a transparência, o rigor e a integridade do serviço público são, assim, privilegiados neste Plano e Orçamento 2017.

MUNICÍPIO DE CAMINHA INVESTE MAIS 114 MIL EUROS EM EDUCAÇÃO

Contratos com Juntas de Freguesia têm por objeto transportes escolares e Atividades de Animação e de Apoio à Família

Oferecer um ensino público de qualidade é o objetivo do executivo Caminhense. A Câmara Municipal vai celebrar contratos interadministrativos com várias juntas de freguesia no montante de 114 mil euros para transportes escolares e Atividades de Animação e de Apoio à Família (AAAF). Estas medidas vêm assim juntar-se a outras já encetadas no âmbito da educação para apoio às crianças e suas famílias. Estas e outras propostas estarão a apreciação e votação na reunião de câmara que terá lugar esta quarta-feira, dia 2 de novembro, pelas 15 horas, no Salão Nobre do Edifício Paços do Concelho, em Caminha.

Da ordem de trabalhos faz parte a celebração de um contrato interadministrativo entre a Câmara Municipal de Caminha e a União de Freguesias de Moledo e Cristelo para apoio nas AAAF no jardim de infância de Moledo, no valor de 21 mil euros.

Recorda-se que desde setembro que as AAAF passaram a ser gratuitas para todas as crianças que frequentam os estabelecimentos pertencentes ao Agrupamento de Escolas Sidónio Pais.

A votação estarão ainda mais sete contratos interadministrativos a celebrar entre a Câmara Municipal de Caminha e as Juntas de Freguesia de Âncora, Dem, Riba de Âncora Vilar de Mouros, a União de Freguesias de Gondar e Orbacém, a União de Freguesias de Moledo e Cristelo e a União de Freguesias de Venade e Azevedo no montante de 93 mil euros, para transporte dos alunos do 1º, 2º, 3º ciclos, secundário e vocacional para os respetivos estabelecimentos de ensino.

O contrato interadministrativo a estabelecer com a Junta de Freguesia de Âncora é de 9 mil euros; com a Junta de Freguesia de Dem é de 12 mil euros; com a Junta de Freguesia de Riba de Âncora é de 12 mil euros; com a Junta de Freguesia de Vilar de Mouros é de 10 mil euros; com a União de Freguesias de Gondar e Orbacém é de 30 mil euros; com a União de Freguesias de Moledo e Cristelo é de 10 mil euros e com a União de Freguesias de Venade e Azevedo é de 10 mil euros.

No âmbito dos transportes escolares, para além dos contratos interadministrativos, o Município garante os passes escolares aos alunos do ensino secundário no ano letivo 2016/2017, isto é, a Câmara apoia as famílias que tenham alunos a frequentar o ensino secundário nas escolas secundárias do concelho e estabelecimentos de ensino fora do concelho, por força da falta de oferta formativa, no montante total dos encargos correspondentes às comparticipações nos transportes escolares na "componente aluno".

Ainda no que respeita a apoios escolares, o Município ofereceu os manuais escolares aos alunos com escalão A e B. Esta medida englobou 50 alunos do 1º ano e 177 dos restantes anos. E, ainda, atribui incentivos a estudantes do ensino superior. Para além dos beneficiários de anos anteriores, a Câmara Municipal vai apoiar até cinco estudantes do concelho.

CÂMARA ESTUDA VÁRIOS CENÁRIOS PARA RESOLVER PROBLEMAS ESTRUTURAIS DA OBRA DO PERCURSO ENTRE CAMINHA E A PRAIA DA FOZ

Manutenção quase diária do passadiço não consegue solucionar deficiências de origem

A Câmara está a estudar vários cenários para resolver o problema dos passadiços da Ecovia do Atlântico, entre a marginal de Caminha e a Praia da Foz do Rio Minho. As condições naturais e a utilização de materiais desadequados na intervenção ali realizada em 2008 obrigam a uma manutenção quase diária, mas ainda assim incapaz de resolver as questões estruturais da obra. Este foi um dos temas analisados na última reunião descentralizada, sendo certo que uma solução ideal implicará sempre um investimento muito avultado e por agora impossível.

Passadiçcam.jpg

A intervenção na zona da Praia da Foz do Rio Minho, em Caminha, uma “requalificação” que implicou um investimento superior a meio milhão de euros, é hoje uma das mais fortes “dores de cabeça” do Executivo e motivo de descontentamento da população e dos turistas. Como sublinhou o presidente da Câmara, Miguel Alves, há vários cenários “em cima da mesa”, com anteprojetos já prontos e terá mais tarde ou mais cedo de ser feita uma opção.

Por enquanto, a Câmara vai mantendo a vigilância apertada do local e as ordens de reparação são constantes, com os funcionários do Município a efetuarem trabalhos no passadiço quase diariamente. O presidente não escondeu que, na verdade, só há duas soluções para o problema: uma grande intervenção, pesada do ponto de vista financeiro, e nesta altura inviável, ou o encerramento do troço ao público, hipótese a que o Executivo tem resistido, dada a beleza e a importância do local em termos ambientais e turísticos.     

Miguel Alves respondia assim à intervenção do munícipe João Simões Oliveira, que reclamou uma reforma estrutural e geral da iluminação e do passadiço. A situação exposta vem ao encontro de várias outras comunicações que a Câmara vai recebendo. A iluminação também tem sido problemática, com substituição frequente das lâmpadas, muitas vezes destruídas.

Este Executivo procedeu também, logo no início do mandato, à recuperação do cais de atracação da Foz do Minho, que se encontrava partido e impraticável, não podendo ser utilizado pelas pessoas para acesso às embarcações, além de que constituía um perigo iminente para a navegação. 

Inaugurado em setembro de 2008, o percurso ribeirinho entre a margem do Rio Minho e a orla da Mata do Camarido corresponde a pouco mais de um quilómetro de passadiço, em madeira, junto ao Estuário do Rio Minho. A partir deste passadiço, ao longo da margem esquerda do rio, é possível admirar a beleza do Estuário do Rio Minho e da Mata Nacional do Camarido e ainda, a vizinha Galiza, designadamente o Monte de Santa Tecla, em A Guarda.

Passadiço Caminha (1).JPG

 

GUIMARÃES ALARGA HORÁRIO NOS CEMITÉRIOS MUNICIPAIS

Transporte gratuito entre a cidade e o Cemitério de Monchique esta terça-feira, 01 de novembro

Serão realizados oito percursos rodoviários entre as 07 e as 18 horas. Cemitérios municipais de Guimarães com horário alargado esta terça-feira.

O Município de Guimarães assegura esta terça-feira, 01 de novembro, a ligação ao Cemitério de Monchique disponibilizando uma viatura para efetuar o transporte entre o centro da cidade e o recinto cemiterial situado na freguesia da Costa, próximo do limite geográfico com a freguesia de Mesão Frio.

Com utilização gratuita, o trajeto rodoviário será efetuado entre a paragem de transportes públicos localizada no Largo República do Brasil, junto ao Centro Comercial São Francisco, e o Cemitério de Monchique.

Os percursos iniciam-se às 09 horas no Largo República do Brasil e às 09:30 horas no Cemitério de Monchique, funcionando de hora a hora. A última saída está marcada para as 17 horas do Largo República do Brasil, também conhecido por “Campo da Feira”. Pelas 17:30 horas, tem início a derradeira ligação, a partir do Cemitério de Monchique.

A exemplo de anos anteriores, os cemitérios municipais da Atouguia e de Monchique, em Guimarães, têm um horário de funcionamento alargado, estando abertos entre as 07 e as 18 horas, por ocasião das celebrações do “Dia de Todos os Santos”, data religiosa que volta a ser comemorada este ano.

GUIMARÃES NÃO RECOLHE RESÍDUOS URBANOS NO FERIADO

Resíduos urbanos não são recolhidos a 01 de novembro devido ao feriado religioso. Serviços municipais são retomados a partir das 23 horas de terça-feira.

A Câmara Municipal de Guimarães informa que não irá proceder à recolha de lixo na noite desta segunda-feira e durante o dia de terça-feira, 01 de novembro, devido à celebração do feriado de Dia de Todos os Santos, sendo retomada a atividade dos serviços na terça-feira-feira à noite, de 01 para 02 de novembro.

O Município solicita aos seus munícipes a colaboração e compreensão para que não depositem resíduos (sacos e/ou baldes) na via pública naqueles períodos, contribuindo assim para assegurar a salubridade pública.

O Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente do Autarquia apela à sensibilidade e à consciência ambiental da comunidade, de forma a reduzir o volume das embalagens e a acondicionar o lixo doméstico, evitando a sua colocação na via pública.

MINHOTOS JUNTAM-SE EM OEIRAS EM FESTIVAL DE CONCERTINAS

No próximo domingo, dia 6 de novembro, levam a efeito um festival de folclore - o “I Festival de Inverno”

O Centro Cultural da Lage foi pequeno para acolher as centenas de pessoas que participaram hoje no V Encontro de Tocadores de Concertina organizado pelo Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage.

Lage-EncontroTocadores 062.JPG

Perto de duas dezenas de grupos de tocadores afluíram hoje àquela localidade do concelho de Oeiras, nos arredores de Lisboa, para animarem uma festa como só os minhotos sabem fazer, com alegria e música tradicional. 

O trabalho de divulgação do BLOGUE DO MINHO também foi lembrado, tendo o seu administrador sido chamado ao palco para receber uma simpática lembrança.

Não se tratando propriamente de festival de folclore, estes encontros têm contido sido fundamentais para a divulgação das potencialidades da concertina, contribuindo através das numerosas escolas de tocadores para o aparecimento de novos talentos, contrariando desse modo uma tendência que há alguns anos se vinha verificando que consistia na falta de tocadores deste instrumento musical. E, esse aspeto refletia-se no funcionamento dos próprios ranchos folclóricos.

Entretanto, o Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage organiza no próximo dia 6 de novembro, a partir das 15 horas, no Centro Cultural da Lage, o “I Festival de Inverno”. Esta iniciativa conta com a participação do Rancho Folclórico e Etnográfico de Reboreda, de Vila Nova de Cerveira; do Rancho Folclórico e Etnográfico de São Joaninho, de Santa Comba Dão, do Rancho Folclórico das Piçarras, de Vendas Novas e, naturalmente, do grupo anfitrião, o Rancho Folclórico “Os Minhotos” da Ribeira da Lage”.

Lage-EncontroTocadores 001.JPG

Lage-EncontroTocadores 004.JPG

Lage-EncontroTocadores 005.JPG

Lage-EncontroTocadores 006.JPG

Lage-EncontroTocadores 007.JPG

Lage-EncontroTocadores 012.JPG

Lage-EncontroTocadores 023.JPG

Lage-EncontroTocadores 027.JPG

Lage-EncontroTocadores 035.JPG

Lage-EncontroTocadores 039.JPG

Lage-EncontroTocadores 043.JPG

Lage-EncontroTocadores 048.JPG

Lage-EncontroTocadores 056.JPG

Lage-EncontroTocadores 064.JPG

Lage-EncontroTocadores 016.JPG

ORLANDO POMPEU APRESENTA AGUARELAS EM GUIMARÃES

Orlando Pompeu inaugura exposição aguarelas “Pré-Textos do Sub-Consciente”

No próximo sábado (5 de novembro) o mestre-pintor Orlando Pompeu inaugura às 18h00 na Galeria quarenta do Hotel Mestre de Avis, uma unidade hoteleira no centro de Guimarães, integrada no território classificado pela UNESCO, a exposição de aguarelas “Pré-Textos do Sub-Consciente”.

Orlando Pompeu.jpg

Nascido em Cepães, concelho de Fafe, Orlando Pompeu, estudou desenho, pintura e escultura em Barcelona, Porto e Paris, tendo criado um estilo pictórico pessoal, heterogéneo, criativo, original e contemporâneo. Detentor de uma obra que está representada em variadas coleções particulares e oficiais em Portugal, Espanha, França, Inglaterra, Brasil, Dubai, Estados Unidos e Japão, Orlando Pompeu é atualmente um dos mais consagrados artistas plásticos portugueses.

A apresentação da obra e do seu autor, que revela-se em amplos movimentos gestualistas e em trabalhos que combinam o rigor formal com ricos cambiantes multicolores, estará a cargo do escritor e historiador Daniel Bastos.

CABECEIRAS DE BASTO QUER MOSTEIRO DE S. MIGUEL DE REFOJOS RECONHECIDO COMO PATRIMÓNIO MUNDIAL

Mosteiro de S. Miguel de Refojos. Comissão Científica da Candidatura à UNESCO debate caminho a seguir

Em maio último, a Comissão Nacional da UNESCO decidiu não inscrever o Bem ‘Mosteiro de S. Miguel de Refojos’ na Lista Indicativa de Portugal ao Património Mundial.

Comissão Científica da Candidatura à UNESCO debate caminho a seguir.JPG

A Câmara Municipal tomou conhecimento e deliberou em junho, por unanimidade, dar continuidade ao processo tendo em vista a inscrição do Mosteiro numa futura Lista Indicativa.

A continuação do processo compreende a elaboração de novos estudos científicos para o aprofundamento do conhecimento da história e da importância deste Mosteiro e da presença dos Beneditinos em Cabeceiras de Basto, mas também ações e iniciativas de promoção e divulgação do Mosteiro.

A par destas atividades, a Câmara Municipal continua empenhada, com a colaboração da Paróquia mas também da Direção Regional de Cultura do Norte, em promover ações de salvaguarda, valorização, conservação e manutenção do Mosteiro. Exemplo disso mesmo foi a recente aprovação de uma candidatura a apoios financeiros da União Europeia para a realização de obras para a substituição da cobertura da Igreja, a reabilitação da fachada e torres sineiras e a melhoria do nível freático da área envolvente, ao mesmo tempo que viu aprovado um vasto programa cultural a levar a cabo até 2018 e que tem o Mosteiro como centro.

Hoje, dia 29 de outubro, a Comissão Científica da Candidatura à UNESCO esteve reunida na Casa do Tempo de Cabeceiras de Basto sob a presidência de Francisco Alves, presidente da Câmara Municipal, para dar seguimento ao trabalho e definir o caminho a seguir nos próximos meses.

A Câmara Municipal está empenhada em continuar este trabalho para o qual continua a contar com todos os Cabeceirenses e as suas instituições que, desde a primeira hora, abraçaram esta causa de uma forma entusiástica e apaixonada.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO ENTREGA APOIOS ÀS ASSOCIAÇÕES DO CONCELHO

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, entregou hoje ao final da tarde, dia 28 de outubro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, apoios financeiros às associações e coletividades que desenvolvem e promovem iniciativas em Cabeceiras de Basto. Acompanharam o presidente da Câmara os vereadores Dra. Isabel Coutinho, Alfredo Magalhães e Prof. Mário Leite.

Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto entregou apoios às associações (1).JPG

Os apoios agora entregues a 11 associações/instituições fazem parte do conjunto de apoios financeiros, num montante global de 150 mil euros, que a Câmara Municipal, na sua reunião do passado dia 14, deliberou atribuir a 34 associações e coletividades locais e outras que promovem iniciativas nesta terra de Basto.

Note-se que os subsídios serão entregues às restantes coletividades logo que as mesmas preencham todos os requisitos previstos no regulamento de apoio ao movimento associativo.

Na sessão de hoje receberam apoios a Associação Cultural e Desportiva de S. Nicolau; a Cruz Vermelha Portuguesa – delegação do Arco de Baúlhe; o Grupo Folclórico de S. Nicolau; o Rancho Folclórico ‘Os Camponeses de Arosa’; a Associação de Pesca de Cabeceiras de Basto - Amigos Sensas; Encanto Radical; Cavaquinhos da Raposeira; Lira – Associação dos Amigos da Música; Liga dos Combatentes – Núcleo Regional de Braga; Banda Cabeceirense; e Lions Clube de Cabeceiras de Basto.

Apesar de terem reunidas as condições para receberem os respetivos apoios e de terem sido convocados para o efeito, não puderam comparecer a esta sessão os Bombeiros Cabeceirenses, a Adbasto, a ANNDI e a AADVDB.

Na oportunidade, o presidente da Câmara, Francisco Alves, enalteceu o trabalho que o movimento associativo de Cabeceiras de Basto e os seus dirigentes e associados têm vindo a desenvolver na área social, cultural, recreativa, desportiva, entre outras, salientando que as associações/instituições são parceiros privilegiados do Município com os quais a Câmara Municipal contou, conta e continua a contar.

Presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto entregou apoios às associações (2).JPG

BRAGA MOBILIZA COMUNIDADE NA CANDIDATURA A CIDADE DA UNESCO

Conferência ´Media Arts e Planeamento Estratégico de Cidades´

“A candidatura a Cidade Criativa das Media Arts da Unesco é uma forma de mobilizarmos toda a comunidade e seus agentes para um posicionamento diferente de Braga, que quer ser vista como uma Cidade moderna, inovadora, arrojada, criativa, jovem e culturalmente activa, bem como tecnológica e potenciadora dos recursos económicos e de investigação existentes no território”, afirmou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a Conferência ´Media Arts e Planeamento Estratégico de Cidades´, que se realizou hoje, dia 28 de Outubro, no Mosteiro de Tibães.

CMB28102016SERGIOFREITAS0000003237.jpg

Neste encontro foram partilhadas as experiências internacionais de outras Cidades Criativas da rede UNESCO e foram igualmente divulgados os projectos e iniciativas em curso na Cidade de Braga, discutindo-se as tendências e desafios internacionais neste contexto.

Como sublinhou o Edil, este processo é um ´extraordinário´ desafio para Braga. “É um processo de mobilização colectiva em que cada um, na sua área de intervenção, está a dar o seu valioso contributo. Queremos continuar a desenvolver iniciativas diferenciadoras e o Concelho tem os recursos e iniciativas que nos dão um importante lastro para podermos aspirar ao reconhecimento da UNESCO. Criamos parcerias e mecanismos de colaboração que fortalecem o posicionamento de Braga como Cidade de media arts”, afirmou, garantindo que o projecto é abrangente e ´extremamente benéfico´ para toda a região e para o país.

O Autarca anunciou ainda que o Município irá avançar, no próximo ano, a nível experimental, com a actividade extracurricular na área das artes digitais em todas as turmas de duas Escolas do 1º ciclo do Concelho. “É uma forma de demonstrarmos o nosso compromisso em manter actividades e projectos nesta área no futuro e de incentivarmos uma cultura transversal de envolvimento a toda a sociedade”, sublinhou.

Actualmente existem nove Cidades Criativas Media Arts: York (Reino Unido, 2014), Linz (Áustria, 2014), Enghien-Les-Bains (Fança, 2013), Lyon (França, 2008), Austin (EUA - Texas, 2015), Dakar (Senegal, 2014), Tel Aviv-Yafo (Israel, 2014), Gwangju (Coreia do Sul, 2014), Sapporo (Japão, 2013).

CMB28102016SERGIOFREITAS0000003241.jpg

CMB28102016SERGIOFREITAS0000003242.jpg

CMB28102016SERGIOFREITAS0000003246.jpg

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA APOIA FINANCEIRAMENTE OBRAS EM DIVERSAS FREGUESIAS

A Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou, em reunião de Câmara, proceder à transferência de verbas para apoio a diversas freguesias. A comparticipação será de 185 804,22 euros, repartidos pelas freguesias de Calheiros, Santa Cruz do Lima, Beiral do Lima, S. Martinho da Gandra, Calvelo, Sá, Seara, S. Pedro de Arcos e Poiares.

vila 2003 ctr 2 (1).jpg

Esta verba servirá principalmente para a beneficiação da rede viária e para a construção de muros de sustentação de terras junto a estas vias, ou melhoramento de outros que se encontrem degradados.

Neste sentido, o Município decidiu atribuir à Junta de Freguesia de Calheiros o valor de 10.016,26 euros, destinado a pavimentação da envolvente exterior da capela mortuária.

À junta de freguesia Santa Cruz do Lima concedeu uma comparticipação financeira de 8.050,70 euros destinada a pavimentação da rua do Calvário, muros de suporte nas ruas de Bacozil, Vinha Nova, Travessa dos Loureiros e 4.430,80 euros beneficiação da rua Monte do Castelo.

Para a junta de freguesia de Beiral do Lima, foi aprovada uma comparticipação de 32.351,20 euros destinada à obra de alargamento e pavimentação das ruas de Roriz, Lavacido e rua Leira do Côto.

A junta de freguesia de S. Martinho da Gandra vai receber uma comparticipação financeira de 3.361.30 euros destinada para a obra de pavimentação e construção do muro de suporte da rua do Calvário.

Já para a junta de freguesia de Calvelo o Executivo decidiu comparticipar com 17.451,90 euros, destinados à obra de pavimentação da rua do Calvário, rua de Martim e Travessa do Sardoal.

Quanto à junta de freguesia de Sá, o Executivo deliberou por unanimidade atribuir uma comparticipação no montante de 45.527,00 euros destinada a obra de beneficiação das ruas da Botelha e da Cruz da Pedra, e troços das ruas da Rainha, Carcaveira, Fonte Nova e Louredo.

À junta de freguesia da Seara, o Município vai atribuir o montante de 7.531,30 euros destinado a obras de beneficiação das ruas da Castelhana, rua Moinho do Vento e Travessa da Bouça, e ainda 13.181,10 euros, destinada a pavimentação nas áreas de saneamento.

A Freguesia de S. Pedro D’ Arcos vai receber da Câmara Municipal a quantia de 30.644,60 euros, destinada a comparticipar a obra de beneficiação da Rua do Alto.

E por último, à freguesia de Poiares foi atribuído o montante de 13.258,06 euros com o objetivo da execução da obra de beneficiação da Rua da Fonte da Figueira, Beco do Calvário e Travessa das Fontes.

GUIMARÃES CONSTRÓI ACADEMIA DE GINÁSTICA

PRAZO DE CONCLUSÃO É DE OITO MESES

Academia de Ginástica de Guimarães já começou a ser construída junto ao Parque da Cidade

Obra com um prazo de execução de oito meses fica concluída em junho de 2017. Edifício amigo do ambiente será local de prática desportiva. Investimento superior a três milhões e meio de euros.

Guimaraes_Academia_Ginastica_Desportiva.jpg

A Câmara Municipal deu início à construção da Academia de Ginástica de Guimarães, um edifício ambientalmente de referência, construído com materiais inovadores, tecnologia de ponta e um grau de eficiência energética exemplar, ao consumir a energia produzida pelo próprio imóvel. Com um valor de 3.588.126,15 euros, montante ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, o equipamento situado junto ao Parque da Cidade, perto da Escola Santos Simões, fica concluído dentro de 240 dias, no mês de junho de 2017, ano em que Guimarães apresentará a sua candidatura a Capital Verde Europeia 2020.

A Academia de Ginástica, com uma função fundamentalmente formativa, resulta da concretização de mais uma promessa eleitoral de Domingos Bragança e constitui um dos principais e mais estratégicos projetos para a continuação da promoção da política desportiva de Guimarães, mantendo o concelho no topo ao nível internacional, contemplando a prática das disciplinas de Ginástica Rítmica, Ginástica Artística e Ginástica Acrobática.

Ambientalmente de excelência, com recuperações de calor e consumos energéticos compatíveis com o uso, próximos da autossustentabilidade, o edifício beneficiará da orientação solar livre e irá relacionar-se com o Parque da Cidade e encosta da Penha, interligando-se igualmente com a Ecovia de Guimarães. Ao mesmo tempo, todas as águas, pluviais e não só, serão reaproveitadas e utilizadas após o respetivo tratamento, que será efetuado no edifício devidamente equipado para o efeito.

A Academia de Ginástica, sendo destinada à prática do desporto, estará associada ao culto do “wellness”, ou seja, do bem-estar físico e mental, integrando em si conceitos de eficiência e sustentabilidade, assumindo-se como «uma referência em termos de inovação e sustentabilidade, com recurso às tecnologias mais eficientes e limpas», refere o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança.

Duas áreas principais

As instalações para educação física e desporto são constituídas por espaços de ensino interiores, por espaços auxiliares e de apoio e integram ainda espaços para espetadores. O edifício terá duas áreas principais, uma com 700 metros quadrados, destinada à realização de provas, e outra, com 250 metros quadrados, mais polivalente, reservada à utilização diária para sessões de treino.

O projeto, adjudicado em novembro de 2015 ao Gabinete Pitágoras e à SOPSEC, contempla ainda uma bancada, com uma capacidade aproximada para 150 pessoas, construída do aproveitamento das cotas naturais do terreno e desenvolvida sobre áreas técnicas ou de serviço, balneários ou vestiários. O novo equipamento desportivo vimaranense terá ainda um gabinete médico, áreas administrativas e arrecadações para as modalidades, entre outras valências técnicas.

VALENCIANOS REVIVEM FEIRA DOS SANTOS

Feira dos Santos em Valença. Festa e Romaria

A freguesia valenciana de Cerdal revive a emblemática Feira dos Santos em 1 e 2 de novembro. A tradição mantém-se há séculos atraindo portugueses e galegos a uma feira onde se vende de tudo.

feiradossantos.jpg

Mais de 400 tendas de vestuário, louças e calçado, as tasquinhas, a vende de gado, de produtos do campo e maquinarias agrícolas, os parques de diversões e uma infinidade de outros atrativos dão corpo a este evento.

A Feira dos Perícos dos Santos

Os Santos dão nome a um fruto de época e único no mundo, os Perícos dos Santos, possível de encontrar apenas em Valença.

Os espaços envolventes à Capela de São Bento reúnem as lavradeiras da região que nesta época vendem, sobretudo, os perícos dos santos (peras pequenas típicas desta região), as castanhas cruas ou cozidas, as nozes, os dióspiros e muitos outros produtos do campo.

Feira das Trocas

Há séculos que a tradição manda que no dia 2 de novembro a Feira dos Santos se transforme na Feira dos Trocas.. Uma tradição antiga de trocar os produtos adquiridos na véspera que por alguma razão não serviam.

Feira Secular

A Feira dos Santos é uma feira / romaria secular e um verdadeiro ponto de encontro galaico-minhoto que cativa, ano após ano, milhares de visitantes. A feira já aparece documentada em 1758 e é um ponto de confluência de povos e onde, por excelência, se sente a alma galaico-minhota.

Feira de Gado e Corridas de Cavalos

Os emblemáticos cavalos garranos, típicos do Noroeste Peninsular, são um dos grandes atrativos desta feira com a mostra dos animais, vindos de toda a região norte de Portugal e do sul da Galiza, a animarem as manhas do dia 1 de novembro. Para além do gado cavalar este setor contará, ainda, com gado bovino e caprino.

As tradicionais corridas de cavalos, em passo travado, decorrerão no dia 1, a partir das 14h00, na Pista das Corridas. Uma oportunidade para os ginetes mostrarem a destreza dos seus cavalos.

As Tasquinhas e as Desgarradas

Nas tasquinhas dos Santos provam-se os vinhos verdes novos da região, assim manda a tradição. Provas acompanhados, por uma infinidade de petiscos, com destaque para os rojões, o caldo verde e as castanhas assadas. As Noites dos Santos são sempre muitos animadas, de 31 de outubro e 1 de novembro, com os cantares ao desafio e as desgarradas a cargo dos tocadores de concertina.

Local: https://www.google.pt/maps/@41.9715739,-8.6360354,100m/data=!3m1!1e3

BRAGA: OBRAS E INICIATIVAS ESTRATÉGICAS E PRIORITÁRIAS AVANÇAM EM 2017

Orçamento de 101,3 milhões de euros, com poupança corrente de 22 milhões, alavanca investimento de 37 milhões euros

Os documentos referentes às Grandes Opções do Plano e Orçamento do Município de Braga para o ano de 2017 estarão em análise na próxima Reunião do Executivo Municipal, que se realiza Segunda-feira, dia 31 de Outubro.

CMB16022016SERGIOFREITAS000000703 (1).jpg

O Município de Braga irá, em 2017, gerir um orçamento no valor de 101,3 milhões de euros - o que representa, relativamente ao ano anterior, um acréscimo de cerca de 2,5 milhões de euros.

As Grandes Opções do Plano e Orçamento do Município de Braga para o ano de 2017 foram elaborados no cumprimento dos princípios orçamentais e das regras previsionais determinadas pelos regimes legais aplicáveis e contemplam os projectos, obras e iniciativas estratégicas e prioritárias assumidas para a acção municipal.

Os documentos contemplam, em relação ao ano transacto, uma diminuição da despesa corrente em cerca de 2,2 milhões de euros, e um aumento da despesa de capital (investimento) de cerca de 4,7 milhões de euros, em resultado, essencialmente, do aumento das transferências de capital para as Juntas de Freguesia, através dos contratos interadministativos por delegação de competências, em cerca de 1 milhão de euros (totalizando agora 7 milhões de euros) e do aumento do investimento em áreas fundamentais para o desenvolvimento económico e social do concelho, designadamente: Requalificação do Parque Exposições de Braga e do Mercado Municipal, Requalificação do Parque Escolar (S. Lázaro; Merelim S. Pedro; Gualtar e Esporões), Reabilitação do Complexo Desportivo da Rodovia, Requalificação do Pavilhão Flávio Sá Leite, Centro Europeu de Juventude / Pousada da Juventude, Ciclovia Urbana de Braga e Projectos de mobilidade pedonal.

Este orçamento Municipal volta a reforçar os laços de solidariedade e partilha de esforços entre a Câmara Municipal, Freguesias, Associações e Colectividades do concelho, sendo prova desse espírito de colaboração o acordo de Execução estabelecido com as Freguesias e o Programa Anual de Apoio às Colectividades e Associações do Concelho.

Tal como no exercício anterior, para manter e reforçar a estratégia definida, num cenário de difícil previsibilidade, foi preocupação, também neste orçamento, ajustar a despesa à disponibilidade financeira efectiva do Município. Serviços indispensáveis a prestar, como os apoios à educação, acção social (apoios ao arrendamento, apoios escolares, apoios à saúde), programação cultural, fomento do desenvolvimento desportivo e o apoio à actividade económica, impede a Autarquia de restringir mais as despesas correntes.

Considera ainda o Município que é muito importante a selectividade e a necessidade de garantir investimento estratégico, quer através da rentabilização do envelope financeiro associado ao PEDU, quer através da racionalização dos recursos e na resposta a necessidades consideradas prioritárias. É neste contexto que se assume um orçamento ligeiramente superior ao apresentado em 2016 evidenciando a nossa ambição.

São apresentados investimentos que fomentem a mobilidade, reforcem a coesão socio-territorial e que garantam melhor bem-estar social. É conveniente sublinhar que, foram estrategicamente abertos alguns projectos no Plano Plurianual de Investimentos com o objectivo de potenciar a sua inclusão no novo quadro comunitário de apoio, Portugal 2020.

Orçamento assente em cinco linhas orientadoras

Resumidamente, o Orçamento do Município de Braga para 2017 assenta em cinco linhas orientadoras: rigor na execução da despesa pública; racionalização das despesas estruturais; plano estratégico de investimento; melhoria na gestão dos recursos do Município; modernização administrativa e prossecução do programa de valorização da Imagem de Braga e dos Produtos e Serviços Regionais.

Em termos de receita corrente, prevê-se a arrecadação de 86.425.232 euros, correspondentes a 85% do valor total orçado, e de 14.879.768 euros de receita de capital. A despesa corrente representa 64% do orçamento, ascendendo a 64.421.221 euros, verificando-se uma diminuição de cerca de 2,2 milhões de euros em relação ao ano transacto e que proporciona uma poupança corrente no valor de 22 milhões de euros que somada à receita de capital no valor de 14.879.768 euros, permitirá uma despesa de capital de 36.883.779 euros, que representa 36% do orçamento para 2017.

Funções sociais com investimentos de 18,7 milhões de euros

Quanto ao Plano Plurianual de Investimentos para o ano de 2017, a análise deste documento permite evidenciar que o sector das Funções Sociais é o que detém mais peso relativo no PPI para 2017, com um investimento de 18,7 milhões de euros, que corresponde a 83% do agrupamento de aquisição de bens de capital. Começando pelas Funções Sociais e, mais especificamente, pelo investimento na Educação está previsto um montante de 4,8 milhões de euros, destinados a intervenções de requalificação no parque escolar municipal, tendo como mais relevantes as previstas nas Escolas EB1 de São Lázaro (1,4M), Merelim S. Pedro (0,97M), Gualtar (1,4M) e Esporões (0,87M).

Ainda no que respeita às Funções Sociais do PPI para 2017, para o Ordenamento do Território e Protecção do Meio Ambiente e Conservação da Natureza serão destinados 12,4 milhões e 170 mil euros, respectivamente. O aumento expressivo verificado deve-se aos projectos de Requalificação do PEB (Parque de Exposições de Braga), da Requalificação e Reabilitação do Mercado Municipal, da Promoção da mobilidade pedonal, da Ciclovia Urbana de Braga, da Modernização do Urbanismo, da Construção da Pousada da Juventude, da Reabilitação do Pavilhão Flávio Sá Leite e de projectos destinados à Regeneração Industrial, entre os quais se destaca o acesso ao Parque Industrial de Sobreposta.

Para o sector das Funções Gerais está previsto um investimento de 1,6 milhões de euros, para aquisição de diversos equipamentos que permitirão melhorar a qualidade dos serviços prestados pelo Município, assim como a conservação dos edifícios municipais.

ALUNOS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE PONTE DE LIMA PARTICIPAM NA ROTA DOS ESCRITORES LIMIANOS

Dezenas de estudantes da Escola Secundária de Ponte de Lima participaram, na semana passada, na Rota dos Escritores Limianos - projeto cultural desenvolvido pelo Município de Ponte de Lima e dinamizado pela Biblioteca Municipal.

Rota dos escritores (Small).JPG

As sessões, que pretendem dar a conhecer a vida e a obra de 14 personalidades locais notabilizadas na área das Letras, desenvolveram-se em dois momentos distintos: o primeiro decorreu no Auditório da Biblioteca para uma abordagem teórica do percurso biográfico dos autores em destaque no roteiro literário; o segundo desenrolou-se no exterior para exploração pedonal de um percurso pré-definido que contempla, além das esculturas e bustos dos homenageados, as casas e as respetivas ruas por onde passaram.

Uma caminhada de conhecimento que permitiu a alunos do 10.º ano o contacto com o legado biobibliográfico de Frei Francisco de São Luís Saraiva - personalidade em evidência por força das comemorações dos 250 anos de nascimento (1766-2016) – de António Feijó, Delfim Guimarães, António Ferreira, Conde de Aurora, Luís Dantas, António Vieira Lisboa, Lima Bezerra, Feliciano Guimarães, Teófilo Carneiro, António de Magalhães, Norton de Matos, Domingos Tarrozo e Severino Costa.

MUNICÍPIO DE AMARES APROVA ORÇAMENTO SUPERIOR A TREZE MILHÕES DE EUROS

Um Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos que “reflete as linhas estratégicas traçadas para o desenvolvimento de Amares, nomeadamente a valorização do património material e imaterial, sustentabilidade ambiental e desenvolvimento económico; a par de políticas sociais e educativas responsáveis”, é desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, define as Grandes Opções para 2017 . O orçamento apresenta valores superiores a treze milhões e meio de euros, um  aumento de mais de dois milhões e trezentos mil euros relativamente ao ano anterior.

FotoPresidente.jpg

O destaque vai para as Funções Sociais, em particular a Educação que apresenta uma verba de 2 668.104,00€ referente à requalificação das duas escolas que servem todas as crianças e jovens do concelho, a partir do 2º ciclo. Intervenções essenciais para criar todas as condições de conforto, segurança e modernidade para um melhor aproveitamento escolar das gerações futuras.

O Ambiente continua a estar na agenda das prioridades da política municipal. Depois da desativação da ETAR da Ombra, cujo funcionamento causou nos últimos anos prejuízos continuados e imensuráveis, quer ao nível da saúde pública quer para ao nível dos recursos naturais, estão agora criadas as condições para devolver a margem do rio e a Praia da Ombra à população. Nesse sentido está prevista a execução, durante o ano 2017, do projeto para criação de uma zona de recreio e lazer. Ainda na área do ambiente destaca-se a aprovação do cadastro para as infraestruturas de abastecimento de água e saneamento, que se reveste da maior importância por ser um requisito para o sucesso da candidatura para o alargamento da rede saneamento.

Ao nível da cultura, a Câmara Municipal está a desenvolver um trabalho em parceria com outras entidades que visa a valorização do património material e imaterial, tendo sido apresentadas candidaturas que se encontram inscritas no PPI, designadamente o Santuário da Abadia, o Mosteiro de Santa Maria de Bouro e, OUTRAS COUSAS – Memória e Identidade do Minho.

Na rede viária estão previstas obras de maior dimensão com o empréstimo de 1 000.000,00 € que aguarda o visto do Tribunal de Contas.

Para além dos grandes investimentos, que estão sempre condicionados a verbas comunitárias ou outro tipo de financiamento, o Município canaliza verbas significativas para áreas que continuam a ser assumidas como fundamentais e que correspondem à implementação de políticas responsáveis ao nível social, da saúde e da educação. São exemplo de boas práticas os transportes escolares gratuitos, a qualidade das refeições confecionadas em todos os centros escolares do concelho, as bolsas de estudo, o cartão sénior ou a vacina Bexero para todas as crianças nascidas no concelho. Investimentos direcionados para as políticas de emprego e empreendedorismo marcam também as atividades mais relevantes do município com medidas que visam a atração e fixação de empresas, o impulso sobre setores estratégicos como a restauração e hotelaria e revitalização do comércio local.

As associações locais, no seu papel de impulsionadores culturais, desportivos e humanitários são parceiros privilegiados na construção das dinâmicas concelhias recebendo transferências diretas na ordem dos 400 mil euros, para além de subsídios ao investimento.

A articulação e confiança no trabalho de proximidade realizado pelas juntas de freguesias  justifica transferências correntes e de capital com valores na ordem dos 714.560,00€, para além do permanente apoio ao nível de recursos humanos, técnicos e materiais.

O documento aprovado no Órgão Executivo, com três abstenções, será colocado em apreciação e votação na próxima Assembleia Municipal.

TERRAS DE BOURO APOIA BIBLIOTECAS ESCOLARES

Município de Terras de Bouro oferece obras literárias às bibliotecas escolares

No dia 26 de outubro, na sede do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e na presença da Vereadora da Educação e Ação Social do Município, Dr.ª Liliana Machado e dos responsáveis do agrupamento local, Dr. Óscar Rodrigues e Prof. Álvaro Carneiro, além da respetiva equipa de apoio às bibliotecas, decorreu o momento de entrega da oferta de obras de educação literária para uso em contexto escolar.

tttbbboourrr.JPG

Desta forma, o Município de Terras de Bouro contribui para a formação completa do indivíduo e do cidadão em contexto escolar, uma vez que a literatura veicula tradições e valores e é, como tal, parte integrante do património.

tttbbboourrr (2).JPG

tttbbboourrr (3).JPG

tttbbboourrr (4).JPG

tttbbboourrr (5).JPG

SARA TAVARES ATUA NO CINE TEATRO JOÃO VERDE EM MONÇÃO

Dia 19 de novembro, sábado, pelas 22h00. A entrada custa 10,00 €. As reservas, até 5 dias anteriores ao espetáculo, podem ser feitas na Loja Interativa de Turismo T. 251 649 013.

Sara Tavares.jpeg

No âmbito do projeto “Conta-me Histórias”, Sara Tavares atua no Cine Teatro João Verde no dia 19 de novembro, sábado, pelas 22h00. A entrada custa 10,00 €. As reservas, até 5 dias anteriores ao espetáculo, podem ser feitas na Loja Interativa de Turismo T. 251 649 013.

Sara Tavares ganhou a final da primeira edição (1993/1994) do concurso “Chuva de Estrelas”, da SIC, onde interpretou um tema de Whitney Houston. Em 1994, participou no Festival RTP da Canção com "Chamar a Música", tendo recebido o máximo de pontuação, ganhando um lugar no Festival Eurovisão da Canção, onde alcançou a oitava posição.

Em 1996, editou o seu primeiro disco que contou com a colaboração do coro Shout. Nesse ano, gravou ainda a música "Longe do Mundo" para o filme da DisneyO Corcunda de Notre-Dame” Na Expo'98, participou no espetáculo de tributo a Gershwin, colaborando com a banda “Ala dos Namorados” no sucesso "Solta-se o Beijo".

Em 1999 editou o álbum "Mi Ma Bô", um disco mais maduro e com mais ligação às suas raízes. O álbum "Balancê", editado pela World Connection, em Novembro de 2005, foi considerado um dos melhores álbuns do ano por parte da crítica, tendo alcançado o disco de ouro.

Em 2008 é lançado o DVD "Alive in Lisboa" e, no ano seguinte, regressa aos originais com o álbum "Xinti". A 18 de outubro deste ano, colocou no mercado “Coisas Bunitas”, registo que em pouco mais de uma semana contabilizou cerca de 70 mil visualizações no YouTube.

O projeto “Conta-me histórias” é um ciclo de conversas-concerto com músicos portugueses, onde estes revelam alguns pormenores menos conhecidos das suas carreiras. Estas histórias são acompanhadas por algumas das suas músicas mais conhecidas em registo acústico.

FREGUESIAS DE CERVEIRA VÃO TER INTERNET GRATUITA

Projeto vencedor do Orçamento Participativo Geral 2015 em fase avançada de execução

Até ao final do ano, a maioria das freguesias do concelho de Vila Nova de Cerveira disponibilizarão um serviço wi-fi gratuito às suas populações, resultante da execução do projeto vencedor da edição 2015 do Orçamento Participativo Geral, o ‘Internet para Todos’. Autarquia honra o compromisso assumido com este processo de participação pública.

OP Wireless.jpg

A instalação da rede wi-fi nas 11 freguesias do concelho está a decorrer a bom ritmo, umas com o processo já totalmente executado, outras em fase de desenvolvimento. No geral, a previsão é a de que, no final do presente ano, todas disponibilizem este serviço, com o objetivo de dotar as populações do acesso à internet e às novas tecnologias sem qualquer custo e barreira.

Por se tratar de um projeto comum às freguesias, a Câmara Municipal decidiu que passar a responsabilidade do processo de implementação para as juntas de freguesia, transferindo os 90 mil euros cabimentados. Desde então, os presidentes desenvolveram estudos e negociações para colocar a ideia em prática.

“As freguesias foram o pilar do desenvolvimento da primeira edição do Orçamento Participativo Geral de Vila Nova de Cerveira, em 2015, nos presentes moldes, e a vontade conjunta consubstanciada num projeto único e vencedor fez com que sejam os protagonistas na sua execução. Por sua vez, a autarquia honra as centenas de cerveirenses que participaram no OP, quer como proponentes, quer como votantes”, sublinha o edil cerveirense, Fernando Nogueira.

Cornes, Gondarém, Sapardos, a União de freguesias de Campos e Vila Meã e a União de Freguesias de Cerveira e Lovelhe já disponibilizam wi-fi às suas populações, enquanto que Loivo e a União de Freguesias de Reboreda e Nogueira contam finalizar o processo muito em breve. Não obstante, as localidades de Covas, Mentrestido, Candemil/Gondar e Sopo, por terem um território orograficamente mais difícil estão ainda a estudar as soluções que permitam avançar com a fibra ótica, de forma a garantir um serviço de qualidade às suas populações.

O desenvolvimento deste projeto contempla a instalação de antenas em pontos estratégicos e com boa emissão. Os interessados têm de se dirigir à sede da junta de freguesia e solicitar gratuitamente o acesso e na residência têm de dispor de um router e antena para que seja possível concretizar a ligação.

MUNICÍPIO DE BRAGA OFERECE VACINA CONTRA O ROTAVÍRUS A FAMÍLIAS CARENCIADAS

Medida aplicável a crianças até um ano de idade

O Município de Braga irá oferecer às famílias mais carenciadas a vacina contra o rotavírus. O regulamento será aplicável a todas as crianças até um ano de idade que residam em Braga e em situação de carência económica comprovada, pelo que a concessão do apoio previsto está dependente do rendimento do agregado familiar. O valor a suportar pelo Município corresponde ao montante total suportado pelos utentes com a aquisição de duas doses da vacina ´Rotarix´ ou três doses da vacina ´RotaTeq´. A medida entrará em vigor no início de 2017.

CMB10012014SERGIOFREITAS0000022.jpg

Entende a Autarquia que, uma vez que é recomendada a administração desta vacina imunizante contra o rotavírus mas a mesma não faz parte do Plano Nacional de Vacinação, os custos elevados da aquisição levam a que nem todas as famílias os possam suportar. Deste modo, propõe-se a abertura do procedimento de elaboração de um Regulamento de Apoio à Vacinação Infantil. A proposta será analisada na próxima reunião do Executivo Municipal, que se realiza na próxima Segunda-feira, dia 31 de Outubro, pelas 09h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Assim que o programa começar a funcionar, os pedidos de comparticipação devem ser apresentado pelos pais, ou pelos responsáveis legais, no Balcão Único do Município de Braga, mediante requerimento próprio, devendo ser instruído com a receita médica da vacina a comparticipar, um atestado de residência emitido pela Junta de Freguesias e cópia da última declaração de IRS do agregado familiar.

FAMALICÃO INVESTE NA QUALIDADE DE VIDA DOS SEUS HABITANTES

Orçamento de Famalicão assegura investimentos infraestruturais para todo o concelho em 2017. Ação Social, ambiente, desporto, educação e mobilidade são prioridades para 2017

O ano de 2017 em Vila Nova de Famalicão vai ficar marcado por uma enorme frente de investimentos estruturantes para o concelho, que abrangem as áreas do ambiente, da mobilidade, da  educação, do desporto e da solidariedade, e que se vão traduzir em mais água e saneamento para o concelho, mais eficiência energética de equipamentos municipais, melhores vias de comunicação, mais escolas requalificadas e modernizadas, num novo e estruturante equipamento desportivo – o Centro Desportivo de Famalicão – e em mais apoio social. 

Paulo Cunha vai ter um orçamento de 86 milhões de euros para gerir.jpg

O Orçamento para o próximo ano da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, que vai ser discutido na próxima segunda-feira, 31 de outubro, pelas 10h00, na reunião extraordinária agendada para o efeito, é de 85,9 milhões de euros, sensivelmente mais sete milhões do que o valor inscrito no orçamento para o corrente ano, equivalendo a um aumento de 10 por cento. Do bolo global, perto de 30 milhões de euros correspondem a investimento direto em infraestruturas básicas ambientais (5 milhões), renovação de estradas (10 milhões), requalificação do parque escolar (4 milhões), requalificação e construção de equipamentos desportivos, onde está incluído o futuro Centro de Atletismo e de BTT (5 milhões), e na realização de obras para a eficiência energética, através da instalação de mais de 5 mil luminárias LED na rede de iluminação pública e de obras de requalificação energética da Casa das Artes e piscinas de Joane e Oliveira de S. Mateus (3 milhões).

Igualmente relevante é o montante destinado à área social que, no seu conjunto, sobe dos 17 para os 21 milhões de investimento. Fica assim assegurado e mesmo reforçado para os próximos anos o conjunto dos apoios que o município tem no terreno para apoio aos mais desfavorecidos, aos idosos, às crianças e às famílias, principalmente as mais numerosas. São exemplo disso o programa municipal “Casa Feliz”, nas suas duas vertentes de apoio à renda e obras, os múltiplos apoios na educação, como os manuais escolares gratuitos e o apoio na aquisição de material escolar para os mais necessitados e os diferente programas de apoio aos seniores, como o passe sénior e o programa desportivo “Mais e Melhores Anos”.  

Apesar destes números, o presidente da Câmara Municipal Paulo Cunha fala num orçamento “sem surpresas” e aponta  2017 “como mais uma etapa do processo; mais um passo em frente no crescimento e desenvolvimento do concelho”.

A argumentação de Paulo Cunha está fundada na permanência do dossier fiscal, “uma aposta estratégica da Câmara Municipal”, e na manutenção das prioridades que estão definidas desde o início do percurso autárquico em 2013. “Por isso, para 2017, asseguramos trabalho, investimento e ambição, na linha do que foi feito nos últimos três anos. Será, pois, um ano de mais afirmação territorial, de mais obra infraestrutural e de mais qualidade de vida”, refere o autarca.

Igualmente relevante, mas também sem surpresa, é o investimento na autonomia das freguesias do concelho para onde são destinados mais de 3 milhões de euros através de transferência direta de capital, quer seja através das verbas livres, quer via celebração de protocolos que asseguram resposta às principais necessidades do território. “Defendemos com frontalidade as opções dos nossos investimentos, fundadas em critérios objetivos de equidade territorial”, diz a propósito Paulo Cunha.

“Estamos perante um documento elaborado de forma séria e responsável, sobre os princípios que nos norteiam desde a primeira hora. Princípios de estabilidade, de solidariedade, de equilíbrio e de absoluto rigor e seriedade na gestão da coisa pública”,acrescenta o edil, reafirmando o desejo de trabalhar para fazer de Vila Nova de Famalicão “um município que orgulhe cada vez mais os famalicenses e que seja cada vez mais fonte de atração de mais pessoas e de novos investimentos”.

TERRAS DE BOURO – PROJETO BEM ENVELHECER III PROPORCIONA ATIVIDADE

No âmbito do Projeto Bem Envelhecer III, várias instituições de Terras de Bouro e os restantes parceiros do projeto, contando ainda com colaboração ativa do Município de Terras de Bouro, participaram numa atividade em Vieira do Minho, dinamizada pelo município local, em colaboração com a Santa Casa da Misericórdia de Vieira do Minho.

bourtttt (1).jpg

No dia 26 de Outubro e após a receção do grupo na Casa Museu Adelino Ângelo, decorreu na Casa de Lamas, também em Vieira do Minho, uma atividade intitulada "Histórias Musicadas”. O tema de partida para estas “Histórias Musicadas” foi a narrativa de amor entre a Laurindinha e o José, ao qual assistiram cerca de 80 idosos.

É de salientar que a realização destas iniciativas, que desta vez contou, inclusive, com um diálogo  com crianças sobre como era a sua escola antigamente, visa a promoção do envelhecimento ativo e da qualidade de vida dos idosos, inscrevendo-se num quadro de prevenção das perdas físicas, sociais e cognitivas associadas ao processo de envelhecimento.

Instituições participantes na atividade: ADCL; SC Misericórdia Vieira do Minho; Centro Social Paroquial de Cervães; Centro Social e Paroquial de S. Victor; Fraterna; SCM Póvoa de Lanhoso; Centro Social e Paroquial de Cibões, Centro de Solidariedade Social de Chorense, Centro Social de Rio Caldo,Centro Social e Paroquial de Souto, Centro Social de Moimenta, Centro Social de Vilar, Centro Social de Vilar da Veiga, Centro Social e Paroquial de Covide, Município de Terras de Bouro, Casa do Povo de Vale do Cávado, EAPN Portugal.

bourtttt (2).jpg

bourtttt (3).jpg

bourtttt (4).jpg

TERRAS DE BOURO PROMOVE WORKSHOP SOBRE "OS ÓRGÃOS DOS SENTIDOS"

Workshop sobre “Os Órgãos dos Sentidos” em Terras de Bouro

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro promoveu, nos passados dias 26 e 27 de outubro, dois Workshops sobre “Os Órgãos dos Sentidos” para os alunos do 1.º ano e 2.º ano do agrupamento de escolas local.

tbourrrrr (1).jpg

Esta atividade, que envolveu 50 alunos, procurou ensinar a estas crianças de uma forma lúdica e divertida quais são os cinco órgãos dos sentidos, bem como a sua função e importância no corpo humano.

No início da atividade foi apresentado um vídeo que abordou a temática. Seguiu-se a realização de um jogo onde as crianças puderam aplicar e demonstrar os conhecimentos adquiridos e por último as crianças foram convidadas a formar grupos para participarem nos diversos ateliers que foram preparados para cada um dos órgãos dos sentidos

No final foram distribuídos a todas as crianças folhetos com a matéria abordada e que faz parte integrante do programa curricular definido para estes anos letivos, bem como um certificado de participação.

tbourrrrr (2) (1).jpg

tbourrrrr (3) (1).jpg

tbourrrrr (4) (1).jpg

tbourrrrr (5) (1).jpg

tbourrrrr (6) (1).jpg

tbourrrrr (7) (1).jpg

 

VOUCHERS E CONSULTAS GRATUITAS PARA ASSINALAR 1º ANIVERSÁRIO DA MAISCLINIC AO SERVIÇO DA REGIÃO

Durante o dia 2 de novembro, a partir das 08h00

No próximo dia 2 de novembro a maisclinic (em Monção) celebra o seu 1º aniversário e para assinalar a data vai oferecer vouchers de desconto em diversas especialidades e consultas gratuitas de Acupuntura, Naturopatia e Reiki.

clin.jpg

‘Queremos mimar os nossos clientes, a nossa população. Esta é uma forma de agradecer àqueles que confiam nos nossos serviços, mas também uma forma de cativar as pessoas a virem conhecer-nos.’, salienta o proprietário e farmacêutico, o Dr.º Orlando Gonçalves, alertando que ‘quem nos visitar durante este dia usufruirá ainda de mais ofertas.’

Medicina dentária, Psicologia clínica, Nutrição, Osteopatia, Naturopatia, Acupunctura, Reiki, Estética avançada (tratamentos acima de 50€) e depilação a laser díodo (tratamentos acima de 50€), serão as especialidades abrangidas pelos vouchers, com 10 euros de desconto, e que serão entregues a quem visitar a clínica neste dia.

Consultas gratuitas de Acupuntura, Naturopatia e de Reiki também marcam o 1º aniversário da clínica. A partir das 09h15 o Terapeuta José Vilarinho estará disponível para esclarecer dúvidas e diagnosticar problemas. ‘Queremos tratar as pessoas naturalmente. Estas três especialidades são ótimas alternativas para combater muitos problemas de saúde mas ainda são áreas desconhecidas para muitos.’, refere. As marcações deverão ser feitas através do telefone 251 652 012 ou no próprio dia consoante as vagas disponíveis.

A comemoração da data acontece durante o horário laboral da clínica (8h00/12h30 e das 14h00/19h00) e é aberta ao público em geral, tendo para tal um bolo e champanhe para quem os visitar.

Um ano ao serviço da região

A clínica pretende ser uma referência na área de saúde para a população de Monção e dos concelhos vizinhos, incluindo Espanha. ‘Temos notado um aumento na procura dos nossos serviços, nomeadamente nas áreas de Análises Clínicas, Medicina Dentária, Nutrição, Podologia, Osteopatia e Reiki. Cada vez mais as pessoas se preocupam com a sua saúde e bem-estar e é muito bom ver que confiam na qualidade dos nossos serviços. Isso motiva-nos ainda mais!’, refere Orlando Gonçalves.

Sobre a maisclinic

maisclinic nasceu em novembro de 2015 no centro de Monção. Estrategicamente localizada, e com um vasto leque de valências de saúde e de estética, a clínica apresenta uma oferta diferenciadora no mercado onde se insere, tendo como principal objetivo oferecer aos habitantes da região um melhor serviço médico e melhores condições de conforto.

Essa diferenciação centra-se nas mais-valias da marca, como sendo: boa localização, disponibilidade de estacionamento, vários serviços num só local, especialidades diversas, tudo num espaço moderno dotado das melhores condições físicas e técnicas, cujo principal objetivo é dar melhores condições de saúde à população de Monção e Melgaço.

A maisclinic proporciona recursos de alta tecnologia e técnicas inovadoras, através de vários serviços de saúde e de estética corporal,prestados por uma equipa especializada, que trabalha em articulação e complementaridade, de modo a obter os melhores resultados. Análises clínicas (com oferta de pequeno-almoço), eletrocardiograma, medicina dentária, ortodontia, medicina geral e familiar, oftalmologia, ortopedia, pediatria, ginecologia/obstetrícia, dermatologia, psiquiatria, psicologia clínica e infantil, nutrição, podologia, osteopatia, naturopatia, acupuntura, reiki, gorduras localizadas, estética avançada, e depilação definitiva, são os serviços que a clínica tem atualmente ao dispor da população. Mas, no sentido de continuar a aumentar a oferta dos cuidados de saúde, proximamente, contará com novas especialidades, tais como, otorrino, cardiologia e urologia.

De salientar que a maisclinic tem uma pareceria com o Grupo LABMED, um grupo português que integra diversas empresas do ramo da saúde, bem-estar, qualidade e formação, o que atribui à clínica ainda mais credibilidade.

GUIMARÃES ILUMINA PADRÃO DO SALADO EM TONS DE ROSA PARA ASSINALAR DIA NACIONAL DE PREVENÇÃO DO CANCRO DA MAMA

ATÉ SEGUNDA-FEIRA, 31 DE OUTUBRO

Objetivo é alertar a sociedade para a temática da prevenção e diagnóstico precoce desta doença oncológica. Campanha de sensibilização realiza-se durante quatro dias.

Guimaraes_Padrao_Salado_Prevencao_Cancro.jpg

O Município de Guimarães associa-se, a partir de hoje e até segunda-feira, 31 de outubro, à campanha “Onda Rosa”, promovida pelo Departamento de Educação para a Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro (Núcleo Regional do Norte), no âmbito da luta contra o cancro da mama, cuja data é comemorada este domingo, 30 de outubro. A iluminação em tons de rosa do Padrão do Salado, no Largo da Oliveira, é uma das ações da campanha que decorrerá no espaço público, locais de trabalho, mundo digital, transportes e no sistema de ensino.

Entre os dias de sexta e segunda-feira, serão realizadas diversas ações internas, com os funcionários da Câmara Municipal a serem convidados a vestir uma peça de vestuário rosa ou, em alternativa, a colocar na lapela um laço da mesma cor. A campanha inclui ainda a distribuição de panfletos da Liga Portuguesa Contra o Cancro por cada trabalhador, a colocação de laços rosa nas viaturas do Município, bem como nos edifícios de entidades participadas pela Autarquia.

São promotores desta iniciativa o Centro Cultural Vila Flor e Palácio, CyberCentro, Fraterna, Casfig, Vitrus, Centro Local de Apoio à Integração de Imigrantes (CLAII) e Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE). As páginas de internet do Município, Vitrus, Tempo Livre e CASFIG também se associam a esta ação. Um pouco por todo o mundo, durante o mês de outubro, a cor rosa alastra-se com o objetivo de permitir sensibilizar a população para a temática da prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama.

Em Portugal, é o tipo de cancro com maior incidência, sendo detetados anualmente cerca de 6.000 novos casos, verificando-se uma média de 1.500 óbitos femininos. Também em Portugal, cerca de 1% de todos os cancros da mama são no homem. Este tipo de doença oncológica aumentou de forma muito significativa nas últimas quatro décadas do século XX, sobretudo nos chamados países desenvolvidos. Raramente surge antes dos 30 anos, mas aumenta significativamente a partir dos 45, principalmente depois dos 60 anos.

O movimento, conhecido como “Outubro Rosa”, nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, para estimular a participação da população no controlo do cancro da mama. A data é celebrada anualmente com o objetivo de promover a consciencialização sobre a doença e compartilhar informações sobre o cancro da mama. 

OBSERVATÓRIO DO CINEMA ARRANCOU ONTEM EM FAMALICÃO

Close-Up: mais de duas dezenas de filmes para ver até domingo na Casa das Artes 

O Close-Up - Observatório de Cinema arrancou esta quinta-feira na Casa das Artes e até domingo, dia 30 de outubro, há muito cinema para ver e debater em Vila Nova de Famalicão. 

O Filho de Saul.jpg

Hoje, sexta-feira, dia 28, destaque para a exibição, às 21h30, de dois premiados filmes sobre o Holocausto: “Treblinka”, do documentarista português Sérgio Tréfaut, que em 2016 venceu o prémio de Melhor Filme Português no IndieLisboa, e “Filho de Saúl”, do húngaro László Nemes, vencedor do Grande Prémio do Júri e Prémio da Crítica Internacional no Festival de Cannes 2015, do Globo de Ouro para Melhor Filme Estrangeiro e Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2016. 

Amanhã, sábado, terceiro dia do Observatório, há sessão especial, a partir das 21h30, com a exibição do filme “O Ornitólogo”, de João Pedro Rodrigues, que venceu recentemente o prémio de melhor realização no Festival de Locarno, evento tradicionalmente associado aos circuitos "alternativos" da produção internacional.

O foco do último dia do Close-Up recai sobre Manoel de Oliveira, com a exibição do filme “Visita ou Memórias e Confissões”, pelas 18h00, e do documentário “O Cinema, Manoel de Oliveira e Eu”, do realizador João Botelho, a partir das 21h45. 

Destaque ainda para as sessões de Dj Close-Up, a partir da meia-noite, no café-concerto da Casa das Artes, e para a realização de duas sessões para as famílias. A primeira decorre já neste sábado, a partir das 15h00, com a exibição do filme de animação “A Grande Batalha dos Guaxinins” e no domingo, com a exibição de uma seleção de curtas de animaçãopremiadas na edição deste ano do Curtas de Vila do Conde. 

Refira-se também que até domingo o Observatório de Cinema vai ainda ser palco de diversos debates, instalações e conversas sobre a história do cinema, numa verdadeira maratona cinematográfica com a participação de mais de duas dezenas de comentadores convidados.

Com entrada gratuita para estudantes, seniores e para associados de cineclubes, o restante público paga dois euros ou um euro com o cartão do quadrilátero cultural. 

Mais informações no site oficial do Observatório, em www.closeup.pt

CORRIDA CONTRA O AVC CONDICIONA TRÂNSITO EM BRAGA

Condicionamentos à normal circulação de trânsito

O Município de Braga informa que, por motivo da realização da ‘Corrida contra o AVC’, no próximo Domingo, 30 de Outubro, haverá restrições de trânsito em diversas artérias da Cidade.

Assim, a circulação automóvel estará condicionada, entre as 08H30 e as 12h00, nas seguintes artérias: Avenida Central; Rua do Sardoal; Rua 5. Gonçalo; Rua dos Chãos; Rua de S. Vicente; Rua Conselheiro Januário, concretamente sentido nascente/poente; Rua Gabriel Pereira de Castro (troço compreendido entre a Rua Conselheiro Januário e a Avenida General Norton de Matos; Avenida Dr. Artur Soares; Rua Francisco Noronha; Rua Abade Loureira; Praça do Comércio; Avenida Visconde Nespereira; Praça Conde de Agrolongo; Rua Alferes Ferreira; Praça Conselheiro Torres e Almeida; Rua Frei Caetano Brandão; Rua D. Afonso Henriques; Largo Paulo Orósio; Rua de São Paulo; Rua de Santiago; Largo Carlos Amarante, Rua de S. Lázaro; Rua do Raio; Largo da Senhora-a-Branca.

AMARENSE VERGÍLIO ALBERTO APRESENTA EM AMARES A OBRA “TODO O TRABALHO TODA A PENA”

De regresso às suas raízes, Vergílio Alberto Vieira apresentou, ontem, no Salão Nobre da Câmara Municipal uma das suas mais recentes obras, o livro “Todo o trabalho toda a pena” – uma compilação de 24 obras, com 480 poemas da sua autoria. De uma forma simples, afável e apaixonada, o escritor deixou transparecer as suas ligações naturais e afetivas ao concelho de Amares e encantou os presentes com as suas histórias de vida, que inspiraram e continuam a inspirar a criação das suas obras.

DSC08988.JPG

A dar inicio a esta sessão, que foi não uma simples apresentação do livro mas um testemunho de vida e para a vida, alunos da Escola Secundária de Amares declamaram poemas do autor, uma surpresa que deixou Vergílio Alberto Vieira muito agradado.

“A poesia é desprendimento e eu estava a ouvir-vos declamar esses poemas como se não fossem meus” começou por referir Vergílio Alberto Vieira, elogiando a intervenção do grupo de jovens e da professora Ana Forte, que acarinhou esta singela e bonita homenagem ao autor. 

“A literatura não é nada sem vida” confessou o autor, deixando uma palavra aos jovens para que pensem precisamente aquilo que querem da vida e para que escolham caminhos de que os seus pais se possam “sempre orgulhar”. 

O vice-presidente da Câmara Municipal de Amares e vereador que tutela o pelouro da Cultura, Isidro Araújo, revelou que se revê em todos os poetas “porque eles conseguem dar voz a todas as coisas que muitas vezes não se consegue expressar”. “Isso é magnífico”, sublinhou, enaltecendo a qualidade do trabalho de Vergílio Alberto Vieira, que considerou “depois de Sá de Miranda, a voz mais forte na expressão da literatura amarense”.

Amares não te fez ainda a homenagem merecida, mas há-de fazer”, vincou, ainda, Isidro Araújo.

Por uma questão afetiva, Amares é o único local onde a obra vai ser apresentada, revelou o escritor. Depois da apresentação pública de ontem, Vergílio Alberto Vieira, vai passar no dia 31 de outubro, da parte da manhã, pelo Centro Escolar de Caldelas, e, da parte da tarde, pelo de Bouro, levando até aos mais novos as suas encantadoras histórias e poemas.

ARCOS DE VALDEVEZ INVESTE NA PREVENÇÃO DOS FOGOS FLORESTAIS

Mais 190 mil euros para apoiar a defesa da Floresta contra incêndios

A Câmara Municipal celebrou protocolos com entidades detentoras de equipas de Sapadores Florestais, nomeadamente, a Associação Florestal Atlântica, a Associação Florestal do Lima e as Assembleias de Compartes dos Baldios das Freguesias de Cabreiro Gavieira e Soajo, bem como com a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários.

assinatura_protocolos_bombeiros_2016.jpg

Os protocolos celebrados com as entidades detentoras de sapadores florestais, no valor global de 126.667,00 euros, têm o objetivo de prevenir incêndios florestais, através da realização de ações de silvicultura preventiva, nomeadamente a criação de faixas de gestão de combustíveis, vigilância das áreas rurais, assim como ações de primeira intervenção, apoio ao combate e às subsequentes operações de rescaldo e vigilância pós-incêndio. Os Protocolos também estabelecem a limpeza de estradas e caminhos municipais numa extensão de aproximadamente 200 km.

Com a Associação Humanitária dos Bombeiros de Arcos de Valdevez celebrou um protocolo, no valor de 60.000,00€, para a ajudar a dar continuidade ao trabalho meritório que desempenha junto da população.

Este protocolo é de cooperação entre as duas entidades e tem em vista dotar o Corpo de Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez de meios financeiros que permitam a prossecução dos seus fins, com o propósito de servir a população em geral e em particular a do Município de Arcos de Valdevez. Com este protocolo as duas entidades irão cooperar nos domínios do aviso, alerta, intervenção, apoio e socorro através do corpo de Bombeiros Voluntários; Colaborar com o Serviço Municipal de Proteção Civil, na implementação e coordenação de programas de prevenção e vigilância de fogos florestais; Assegurar, com plena eficácia, as comunicações telefónicas, via rádio ou outras, na Central de Comunicações, 24 horas por dia, todos os dias do ano e Assegurar a emergência pré-hospitalar, como reforço complementar ao SBV – Suporte Básico de Vida, de forma a garantir a continuidade de parâmetros de qualidade na assistência pré-hospitalar à população.

Com estes investimentos o Município pretende dotar as populações dos melhores meios de salvaguarda de pessoas e bens, bem como proporcionar uma assistência eficaz em caso de necessidade.

assinatura_protocolos_sapadores.jpg

PONTE DA BARCA APRESENTA "MÚSICA EM CASA"

'Música em Casa' - Em novembro e dezembro na Casa da Cultura de Ponte da Barca. Iniciativa da Câmara Municipal que vai dar a conhecer ao público barquense vários projetos de músicos portugueses em ascensão

A Câmara municipal apresenta o projeto 'Música em Casa'. Até dezembro, a Casa da Cultura terá em destaque uma programação musical que vai dar a conhecer em Ponte da Barca vários projetos de músicos portugueses em ascensão, que vão de encontro a distintos gostos musicais.

MUSICA EM CASA-01.jpg

Este projeto que arrancou, efetivamente, no passado sábado com os Best youth, tem o próximo concerto agendado para o dia 5 de novembro, com os leirienses Nice Weather for Ducks. Chegaram em 2012 com "2012", depois viajaram em "Back To The Future" e do primeiro disco "Quack" acabaram de lançar o terceiro single "Bollywood".

Depois de abrirem a compilação Novos Talentos Fnac, os Nice Weather for Ducks abanaram o Vodafone Mexefest ou o Bons Sons e venceram no festival espanhol Monkey Week (onde receberam excelentes críticas e intensa passagem na RNE3). Regressam aos discos em 2016 com 'Love Is You And Me Under The Night Sky' apresentado pelo single 'Marigold'.

MUNICÍPIOS DE CAMINHA E VILA NOVA DE CERVEIRA ASSINAM PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO

Protocolo vai beneficiar crianças e alunos do pré-escolar e 1º ciclo dos dois concelhos

Os Municípios de Caminha e de Vila Nova de Cerveira celebraram ontem um protocolo de cooperação que vai beneficiar as crianças e alunos do 1ºciclo e pré-escolar que frequentam os estabelecimentos de ensino de ambos os concelhos. A partir de agora, os alunos podem visitar gratuitamente os espaços museológicos dos dois concelhos.

27.10.2016 - +assinatura protocolo cooperação VNC (1).jpg

O protocolo de cooperação foi assinado ontem, por Miguel Alves e Fernando Nogueira, acompanhados dos respetivos vereadores da Educação Rui Fernandes e Aurora Viães, na Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira. O objetivo é dar a conhecer os espaços museológicos dos dois concelhos, promovendo a qualidade da aprendizagem das crianças e jovens.

Os dois Municípios pretendem criar sinergias entre si e os Agrupamentos de Escolas dos respetivos concelhos no sentido de racionalizar recursos humanos, meios e equipamentos, de modo a potenciar os meios disponíveis para o desenvolvimento das atividades culturais, educativas e recreativas dos alunos do 1º ciclo e pré-escolar.

Assim, os municípios comprometem-se a colaborar mutuamente por forma a criar condições para que os alunos do pré-escolar e do 1º ciclo do concelho de Caminha possam visitar gratuitamente o Aquamuseu de Vila Nova de Cerveira e os Moinhos da Gávea e, em contrapartida, os alunos do pré-escolar e do 1.º ciclo do concelho de Vila Nova de Cerveira possam visitar gratuitamente o CISA - Centro de Interpretação da Serra D`Arga e a Torre do Relógio.

Os dois municípios acreditam num contínuo processo de aperfeiçoamento do serviço público de educação no desiderato estratégico de promoção da qualidade da aprendizagem das crianças e dos jovens, através de respostas mais eficazes e mensuráveis que permitam uma melhoria contínua nas suas práticas pedagógicas e de um crescente envolvimento da comunidade educativa.

27.10.2016 - +assinatura protocolo cooperação VNC (2).jpg

BRACARENSES CAMINHAM CONTRA O CANCRO

‘Pink Run’ – Marcha Solidária contra Cancro da Mama

Amanhã, Sábado, dia 29 de Outubro, às 16h00, no Largo Senhora-a-Branca, em Braga

O Município de Braga promove a marcha solidária contra o cancro da mama ‘Pink Run’, que se realiza amanhã, Sábado, 29 de Outubro, às 16h00, no Largo da Senhora-a-Branca, em Braga.

Esta é uma iniciativa integrada no programa ‘Outubro Rosa’ promovido pelo Município de Braga em estreita colaboração com o Hospital de Braga, ACES Braga, Delegação de Braga da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Rosa Vida, Amados e Movimento Vencer e Viver.

CELORICO DE BASTO É CAPITAL DA CAMÉLIA

Celorico de Basto é oficialmente Capital das Camélias. “Celorico de Basto um jardim de camélias”

Celorico de Basto registou-se como marca nacional “Celorico de Basto Capital das Camélias”, um título que valoriza o património natural existente no concelho.

_DSC1882.jpg

“Tornamos o nosso destino, Celorico de Basto, uma marca registada no que respeita às camélias, uma marca que nos impulsionará na consolidação de projetos e objetivos que visam a valorização deste património natural que nos enobrece e que nos identifica” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Ao longo dos anos temos vindo a incutir aos celoricenses o gosto pelas camélias e são poucos os que não têm uma cameleira no seu jardim”. O autarca realçou a necessidade de criar mecanismos que coloquem as camélias no centro das atenções. “Temos casas senhoriais e brasonadas com jardins meticulosamente ornamentados com camélias de vários espécimes, que se tornaram roteiro de visita obrigatória para quem nos visita, e estamos no caminho certo para reforçar esta planta e o concelho como uma referência nacional. Num trabalho de parceria entre a população e o município estou certo que, este concelho será, cada vez mais, um belo jardim de camélias”.

O registo da marca foi feito em abril ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial tendo sido agora, aprovado.

Recordar que, no terceiro fim-de-semana de março realiza-se, em Celorico de Basto, a Festa Internacional das Camélias, um certame que conta com a envolvência de toda a população, com milhares de visitantes e turistas que procuram a beleza da camélia nas várias atividades promovidas.

_DSC3051.jpg

PONTE DE LIMA PARTICIPA EM SANTARÉM NO FESTIVAL NACIONAL DE GASTRONOMIA

Ponte de Lima é uma referência nacional e internacional na produção de Vinhos Verdes de excelência, principalmente nas castas de Loureiro e Vinhão, registando cerca de 2000 produtores do setor primário vitivinícola.

PTL_promoção.jpg

Neste contexto, o Município de Ponte de Lima está a participar no Festival Nacional de Gastronomia, a decorrer até 4 de novembro em Santarém.

Integrando o Stand da Associação dos Municípios Portugueses do Vinho - AMPV, Ponte de Lima marca presença divulgando e promovendo todos os vinhos do concelho de Ponte de Lima. A par do enoturismo e da gastronomia, o património histórico e paisagístico do concelho de Ponte de Lima complementa uma oferta muito apetecível, com identidade e qualidade.

O espaço da AMPV é composto por quatro stands, onde estão expostos os Municípios e rotas do vinho com os seus produtores de vinhos. No certame, serão ainda promovidos os vinhos premiados pelo concurso internacional “La Selezione del Sindaco” a apoiar os territórios vitivinícolas dos medalhados.

Prevê-se que mais de 30 mil visitantes passem pelo certame, que conta com a presença de 120 expositores.

ARROZ PICA NO CHÃO É ATRACÇÃO GASTRONÓMICA DE ARCOS DE VALDEVEZ

Pica no Chão voltou a atrair muitos visitantes ao concelho

No passado fim-de-semana, Arcos de Valdevez foi palco de mais uma edição dos “Ciclos Gastronómicos”, desta vez dedicado à degustação do tradicional “Arroz de Pica no Chão”, acompanhado dos excelentes vinhos verdes da região.

pica_chao.jpg

Foram muitos os que quiseram vir a Arcos de Valdevez degustar este prato tradicional, que faz parte de um vasto e rico património gastronómico concelhio, o qual defende a qualidade dos produtos locais de criação caseira e biológica, como atributo fundamental na confeção desta iguaria.

Os restaurantes aderentes fazem um balanço excelente desta iniciativa que se insere no programa dos ciclos gastronómicos levados a cabo pela autarquia durante o ano para promover o Pica no Chão, o Cozido à minhota, os Rojões e as Papas de Sarrabulho, o cabrito e o Bacalhau à lavrador.

Estes ciclos são uma oportunidade única para fazer um roteiro gastronómico singular e genuíno pelos sabores tradicionais de Arcos de Valdevez, de comprovar a qualidade da doçaria tradicional, como o Bolo de Discos, Bolo de Mel e os Charutos de Ovos, com Laranja de Ermelo e saborear os bons vinhos verdes produzidos na região.

A par desta iniciativa decorreu a “Feira de Artesanato e Mercado de Sabores” e animação de rua com a atuação da Rusga do Povo de Távora Stª Maria e S. Vicente, no sábado.

O próximo Ciclo Gastronómico será dedicado ao Cozido à Minhota e realizar-se-á nos dias 26 e 27 de Novembro.

Estas iniciativas são uma excelente forma de dinamizar o turismo, a restauração e o comércio no Concelho.

pica_chao2.jpg

pica_chao4.jpg

pica_chao5.jpg

PROTOCOLO DE INTERCÂMBIO DE VISITAS ESCOLARES GRATUITAS ENTRE CAMINHA E CERVEIRA É UM EXEMPLO A SEGUIR EM TODA A REGIÃO!

Os municípios de Caminha e Vila Nova de Cerveira celebraram recentemente um protocolo de cooperação para intercâmbio de visitas escolares gratuitas aos espaços museológicos dos dois concelhos, dando assim início a uma programação lúdico-pedagógica conjunta que também agrega Melgaço.

IMG_9411.JPG

Com o objetivo de dar a conhecer os museus de referência entre municípios vizinhos, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira avançou com a constituição uma parceria intermunicipal com Caminha e Melgaço na área da educação, visando a promoção da qualidade da aprendizagem das crianças e jovens, com a programação de visitas escolares gratuitas a vários espaços dos três concelhos.

O referido protocolo visa criar condições para que os alunos do pré-escolar e do 1º ciclo dos concelhos de Caminha e de Melgaço possam explorar, de forma concertada e gratuita, o Aquamuseu do rio Minho e os Moinhos da Gávea, localizados em Vila Nova de Cerveira e, em contrapartida, as crianças cerveirenses a frequentar os mesmos níveis de ensino usufruam de uma visita à Torre do Relógio e ao Centro de Interpretação da Serra d'Arga - CISA, em Caminha e, por Melgaço, contactem de perto com o Núcleo Museológico da Torre de Menagem, as Ruínas Arqueológicas da Praça da República, o Núcleo Museológico de Castro Laboreiro, o Museu de Cinema de Melgaço – Jean LoupPassek, o Espaço de Memória e Fronteira e a Porta Lamas de Mouro.

As visitas escolares a estes espaços referenciados em cada concelho podem ocorrer durante o ano letivo, mas também durante as pausas letivas mediante calendarização previamente acertada.

Este intercâmbio constitui um exemplo a seguir por outros concelhos da nossa região, podendo mesmo estender-se a todo o Minho. Tal como referiu Fernando Nogueira, Presidente do município cerveirense, na cerimónia de celebração do protocolo, “Temos as nossas semelhanças, mas também aspetos diferenciadores em cada concelho. Acredito que a região, no seu todo, tem de desempenhar um papel interventivo na promoção e oferta das mais diversas vertentes, mais ainda quando se trata da melhoria das práticas pedagógicas e de um crescente envolvimento da comunidade educativa”.

PARQUE DE ESTACIONAMENTO SIDÓNIO PAIS EM CAMINHA CONTINUARÁ GRATUITO

Câmara fez a obra, pagou, mas não acautelou condições com a então REFER

Miguel Alves garantiu esta semana à população que parque de estacionamento Sidónio Pais continuará a ser gratuito, mesmo que “tudo corra mal” nas negociações em curso com a Infraestruturas de Portugal. A empresa vem agora exigir ao Município uma renda anual pela utilização/aluguer do parque, apesar da obra ter sido construída e paga pela Câmara, uma vez que o Executivo anterior não terá acautelado a situação.

Parque de Estacionamento.JPG

A questão foi levantada pelo presidente da Junta de Caminha (Matriz) e Vilarelho durante a última reunião pública descentralizada. Miguel Gonçalves manifestou-se preocupado com a situação e disse não aceitar que seja a população a ser penalizada, pelo facto doExecutivode então não ter, ao que tudo indica, assinado um protocolo com a então REFER, à data a dona do terreno, que salvaguardasse as condições em que o parque de estacionamento contíguo à estação de caminho-de-ferro de Caminha poderia ser usado ou mesmo gerido pelo Município após a realização das obras.

O imbróglio foi despoletado recentemente, com a chegada à Câmara de uma proposta de contrato enviada pelaInfraestruturas de Portugal, empresa pública que resulta da fusão entre a Rede Ferroviária Nacional – REFER e a EP - Estradas de Portugal, SA. A fusão aconteceu em 2015 e estabelece que as infraestruturas rodoviárias e ferroviárias passam a ser geridas por uma única empresa. Aquela empresa pretende agora alugar o parque de estacionamento Sidónio Pais à Câmara, por 7.700 euros anuais.

O conhecimento desta situação levou algumas forças a equacionar a possibilidade do parque deixar de ser gratuito e passar a ser pago, com pesadas consequências para a população em geral e para a mobilidade, afetando diretamente o comércio e o turismo. 

Miguel Alvesencetou entretantocontactos com a empresa: “estamos a tentar explicar que não faz sentido o aluguer, mas se tudo correr mal teremos de assumir e não vamos castigar as pessoas”.

Recorde-se que a Câmara projetou, construiu e pagou a obra, que, aliás, se arrastou durante vários anos. De facto, foi já este Executivo que pagou a fatura e desbloqueou a situação também na contígua Avenida Saraiva de Carvalho, que se mantinha inacabada, como um estaleiro a céu aberto, prejudicando a circulação de veículos. Ao todo, a intervenção superou os 300 mil euros, acrescidos de IVA, e obrigou a um segundo projeto de reformulação do parque de estacionamento (encomendado em 2010) e a uma espécie de indemnização ao primeiro empreiteiro, a quem a obra do parque (então de maiores dimensões) tinha sido adjudicada por cerca de meio milhão de euros.

O que é hoje o parque de estacionamento Sidónio Pais foi efetivamente executado em terreno que não pertencia ao Município, não tendo sido acautelada a utilização futura, o que agora levanta problemas e permite à Infraestruturas de Portugal fazer exigências.

GUIMARÃES É CIDADE INTELIGENTE

“SMART CITIES” NO AVEPARK

Guimarães recebeu sessão de informação sobre cidades e comunidades inteligentes

“InfoDay” teve a presença de investigadores e técnicos nas áreas das tecnologias de informação e também da sustentabilidade. Sessão permitiu a apresentação das diferentes oportunidades de financiamento existentes na União Europeia.

Guimaraes_AvePark_SmartCities.JPG

Um representante da Comissão Europeia para os assuntos da energia, Eric Lecomte, apresentou em Guimarães as várias oportunidades de candidaturas que podem ser elaboradas até fevereiro de 2017 no âmbito das “Smart Cities”, cidades inteligentes sustentáveis que, através da aplicação de novas tecnologias no espaço público, têm por objetivo principal melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.

Durante uma sessão informativa que decorreu esta quinta-feira no AvePark, o Policy Officer da Comissão Europeia destacou a necessidade das instituições promoverem a criação de redes entre cidades de diferentes países, ressalvando a «compatibilidade entre os conceitos de Cidade Inteligente e Cidade Verde», no contributo para a construção de cidades onde os cidadãos gostem de viver, «mais verdes, mais inclusivas, mais inteligentes e tecnológicas».

O “InfoDay” dedicado ao programa-quadro H2020, debruçou-se sobre o tema “Smart Cities and Communities” e revelou-se mais uma oportunidade para a divulgação por parte da Fundação de Ciência e Tecnologia e do Gabinete de Promoção do Programa-Quadro Europeu de I&D (Horizon 2020) de promover várias oportunidades que este programa-quadro encerra no âmbito das cidades inteligente e sustentáveis. O programa conta já com mais de sete centenas de projetos aprovados em Portugal e tem sido uma ferramenta importante para o desenvolvimento de projetos na área da investigação, tecnologia e inovação.

Presente na abertura do “InfoDay”, realizado com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, o vereador Ricardo Costa sublinhou a importância de «juntar os conceitos de cidade inteligente (Smart City) e Cidade Sustentável (Sustainable City) como contributo para a candidatura a Capital Verde Europeia», um caminho que Guimarães está a trilhar, preparando o respetivo dossiê, sendo simultaneamente líder de um consórcio europeu no âmbito das Cidades Inteligentes: “1000 Smart Historic Cities”. «Somos uma cidade com história, mas com os olhos no futuro», disse. 

PAREDES DE COURA APRESENTA "A ARTE EM PEÇAS"

‘Arte em Peças’. 29 e 30 out | Paredes de Coura

O ‘Arte em Peças’ volta a marcar presença em Paredes de Coura com uma legião de fãs das peças coloridas mais famosas do mundo a deslumbrarem-se com as mais fantásticas construções que por estes dias preenchem todos os espaços do Centro Cultural. Amanhã e domingo, 29 e 30 de outubro, o ‘Arte em Peças’ é dedicado ao público em geral e com horário de abertura das 14 às 19h00, depois de toda a semana ter sido dedicada a grupos escolares, numa iniciativa promovida pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Comunidade 0937, um grupo de entusiastas da LEGO®que todos os anos promove esta celebração em torno da legomania e que agarra múltiplas gerações.

Imaginem cidades compostas por vários edifícios e atravessadas por comboios motorizados, simulando vários aspetos da vida quotidiana. Ou até um grande display dedicado às aventuras do Astérix e do seu companheiro Obélix onde, como não poderia deixar de ser, aparece a aldeia dos irredutíveis gauleses, uma fortificação romana e uma gigantesca pirâmide. Mas também uma grande área Technic, na qual os visitantes poderão interagir com vários veículos onde o movimento é rei. 

Tudo isto e muito mais é possível contemplar no “Arte em Peças”, como por exemplo um maravilhoso cenário medieval onde nas sombras de uma grande muralha decorrem muitas pequenas cenas representando a vida daqueles tempos. Um lindíssimo display western mostrando aventuras de cowboys e índios na paisagem agreste do oeste americano, onde não irá faltar uma cidade movimentada, comboio, minas, rios e a célebre cavalaria. Mas também uma mesa com várias miniaturas realistas de veículos motorizados, como por exemplo o bem português UMM ou o clássico Honda RA272, para além de várias naves espaciais de diferentes escalas mostrando as construções portuguesas numa competição internacional, bem como o cenário de uma batalha num planeta gelado da Guerra das Estrelas ou até várias construções medievais provenientes de uma atividade da Comunidade 0937 com o nome ‘Lusitanis’. Uma escola primária e um cenário da Segunda Guerra Mundial, assim como uma requintada e detalhada catedral, e muito mais, completam esta sétima edição do ‘Arte em Peças’, que mais uma vez instala este enorme mosaico com peças LEGO® no Centro Cultural de Paredes de Coura. 

Recorde-se que o ‘Arte em Peças’ é já uma referência no mapa mundial dos LEGO® Fan Events, organizado ininterruptamente desde 2010 pela Comunidade 0937 em conjunto com o Município de Paredes de Coura. Esta parceria não se limita ao ‘Arte em Peças’, já que ambas as entidades também organizam o Paredes de Coura Fan Weekend, evento LEGO® de cariz internacional e único fora da Dinamarca que no passado mês de junho recebeu 180 participantes com origem em dezassete países diferentes e que foi aclamado como “o paraíso na terra” por uma revista da especialidade. Com caráter permanente o Município de Paredes de Coura possui a ‘Caixa de Brinquedos’, espaço de excelência onde as crianças podem brincar com peças LEGO® e onde a Comunidade 0937 também organiza regularmente workshops, de inscrição gratuita, sobre o tema.

De acesso gratuito, na edição deste ano do ‘Arte em Peças’ o público também será desafiado para algumas atividades para melhor conhecer estas construções. Haverá também um espaço com milhares de peças LEGO® para os mais novos darem largas à imaginação e participarem em concursos de construção.

Sobre a Comunidade 0937

Já apelidado como “viveiro de talentos”, este grupo português de fãs de LEGO® foi fundado em 2006 e dinamiza atividades tanto online (fórum de discussão, concursos, revista digital, etc.) como offline (eventos, exposições, encontros, workshops). É conhecido internacionalmente pela qualidade das construções dos seus membros, tendo cinco deles sido contratados pela própria LEGO®, na Dinamarca, para serem designers de conjuntos.

TERRAS DE BOURO SENSIBILIZA PARA O USO DE TRACTORES EM SEGURANÇA

Sessão de esclarecimento sobre prevenção de furtos de materiais agrícolas e acidentes com tratores

O Município de Terras de Bouro informa que no dia 21 de Novembro de 2016 pelas 10:00, o Gabinete de Apoio ao Agricultor do Município de Terras de Bouro e a Secção de Programas Especiais do Destacamento da GNR da Póvoa de Lanhoso vão levar a efeito uma sessão de esclarecimento, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Terras de Bouro, no âmbito da prevenção de furtos de materiais agrícolas e acidentes com tratores.

Apelamos para que compareçam o maior número de cidadãos porque se trata de uma matéria de extrema importância para todos.

A segurança é responsabilidade de todos!

QUINTA DE ALDÃO EM GUIMARÃES CEDE TODOS OS ANOS UMA ÁRVORE PARA O CORTEJO

Reflorestação de monte preserva natureza e tradição do Pinheiro nas Festas Nicolinas

Plantação reflorestou local onde é cortado anualmente o pinheiro para o cortejo que anuncia o princípio da festa dos estudantes de Guimarães. Iniciativa teve uma mensagem ecológica associada.

Guimaraes_Nicolinas_Plantacao_Pinheiros.JPG

A plantação de uma dezena de pinheiros, da espécie “pinus pinaster”, na Quinta de Aldão, local de onde, desde há muitos anos, por vontade dos seus donos originais e sucessores, é retirado um exemplar para o cortejo das Festas Nicolinas, resultou na reflorestação daquele simbólico terreno, numa iniciativa da Associação dos Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães (AAELG) para a qual foram convidados o Presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, e os membros da Comissão de Festas liderada este ano por Nuno Guimarães.

Além de promover a preservação da natureza e de uma tradição secular vimaranense, esta ação de carácter ambiental teve também como objetivo realizar um encontro informal entre novos e velhos nicolinos e dar continuidade a uma decisão anunciada quando a associação plantou meia centena de pinheiros como forma de assinalar o início das comemorações dos 50 anos da AAELG, tendo ficado definido nessa altura que, doravante, seria plantado pelo menos um pinheiro em substituição do então retirado.

«Este gesto simbólico tem uma mensagem ecológica de contemporaneidade extremamente importante, inserindo-se também no caminho que estamos a percorrer para a candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia. Todos sabemos que não podemos consumir mais do que a natureza nos dá e esta é uma mensagem de emoção e de afeto, mas também de exemplo a seguir», referiu Domingos Bragança, depois de ter plantado no Monte de Aldão um dos dez pinheiros nicolinos. 

«Este é um dia de grande alegria e de boas memórias», começou por mencionar Augusto Costa, Presidente da AAELG, realçando a «importância de transmitir o espírito nicolino» à nova Comissão de Festas, cujos membros ficaram imediatamente a conhecer o local onde será cortado o pinheiro, além de serem iniciados os procedimentos inerentes ao cortejo de 29 de novembro. «Aquilo que se tira deve-se repor da natureza», acrescentou Augusto Costa.

A opinião foi igualmente partilhada por Nuno Guimarães, Presidente da Comissão 2016. «Este encontro é uma forma de agradecimento e de contacto entre gerações de nicolinos, integrando mais facilmente quem está a chegar». Pedro Martins da Costa, em representação da família proprietária da Quinta de Aldão, disse que a oferta da árvore está associada a uma «longa tradição» e que esta ação revela uma «atitude de responsabilidade ecológica e um momento de comunidade que permite, também, uma excelente jornada de convívio».

MUNICÍPIO DE BRAGA PREMEIA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NAS ESCOLAS DO CONCELHO

Projecto ‘A Minha Escola é Eficiente’ promove cultura de responsabilidade ambiental

As Escolas Básicas do Bairro da Misericórdia, da Sé e de Santa Tecla, foram os estabelecimentos de ensino que mais reduziram a factura energética durante o ano lectivo anterior alcançando, respectivamente, os três primeiros lugares do projecto ‘A Minha Escola é Eficiente’.

CMB27102016SERGIOFREITAS0000003224.jpg

Com este projecto pioneiro, o Município de Braga tem vindo a reduzir a factura energética das escolas do Concelho, através do incentivo à poupança e da promoção da eficiência energética junto da comunidade escolar.

Durante a entrega dos prémios, que decorreu esta Quinta-feira, 27 de Outubro, o vereador do Ambiente e Energia do Município de Braga, explicou que este programa é muito mais do que um projecto de poupança energética. “Este é um programa educativo que desafia a comunidade escolar a mudar hábitos e a criar uma cultura de responsabilidade ambiental junto dos mais novos”, referiu Altino Bessa.

O primeiro prémio, no valor de mil euros, foi atribuído à EB1 do Bairro da Misericórdia que reduziu a factura em cerca de 40%, atingindo uma poupança de 2.079 euros. Em segundo lugar (750 euros) ficou a Escola da Sé, com uma poupança de 1.989 euros, e na terceira posição (500 euros) ficou a EB1 de Santa Tecla que alcançou uma poupança energética de 1.897 euros. Foram ainda distinguidas a Escola de Real que obteve 1.116 euros de poupança, a Escola do Barreiro, em Nogueira, que poupou 1.033 euros, e o Jardim de Infância de Este S. Pedro, com uma poupança na ordem dos 1.000 euros.

A implementação do programa nas escolas incluiu a realização de um conjunto de visitas e mecanismos de interacção com os alunos, dos quais se destaca a criação do ‘Poupas', a mascote do projecto.

Altino Bessa enalteceu, igualmente, o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo Departamento de Electromecânica do Município, assim como o empenho de todas as escolas e dos alunos que conseguiram fazer a diferença no que à poupança de energia diz respeito. “Fruto de uma articulação entre os serviços municipais e a comunidade escolar, temos feito um trabalho de monitorização constante em 109 escolas do Concelho de forma a realizarmos um diagnóstico de eficiência energética para, quando abrir a janela de candidaturas a fundos comunitários, no âmbito do Portugal 2020, podermos melhorar a eficiência energética dos vários estabelecimentos de ensino”, concluiu o vereador.

CMB27102016SERGIOFREITAS0000003225.jpg

j.alberto.poupas.jpg

j.alberto.se-2.jpg

CAMPO DO GANDARELA EM CELORICO DE BASTO GANHA RELVADO SINTÉTICO

Município de Celorico de Basto promove colocação de relvado sintético no campo do FC Gandarela

O Futebol Clube de Gandarela, um clube filiado em 1974 que se dedica sobretudo à prática de futebol, terá, brevemente, o seu Parque Desportivo requalificado, com colocação de relvado sintético. Uma obra que conta com o investimento financeiro do Município de Celorico de Basto.

GANDARELA 1.JPG

“Estas requalificações exigem um esforço financeiro considerável por parte do município mas são cruciais para o incremento desportivo e cultural no concelho” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Começamos por promover a requalificação do Parque Desportivo da Raza, inaugurado recentemente, e desde então que tínhamos como objetivo proporcionar ao Futebol Clube de Gandarela condições iguais para a prática da modalidade. São melhoramentos nas infraestruturas que irão valorizar o clube e permitir uma atenção redobrada à formação assim como, o desenvolvimento desportivo dos atletas e por consequência resultados mais favoráveis nas competições onde estão inseridos” destacou o edil celoricense.

A colocação do Relvado Sintético e outros arranjos necessários no Campo do Futebol Clube de Gandarela permitirá dotar de elevados níveis de qualidade este equipamento coletivo, bem como dar resposta ao crescimento da sua procura para a prática desportiva. Um investimento necessário à prossecução e concretização das obras de melhoramento e valorização das instalações.

11406484_980117212029183_6459485442038584973_n.jpg

MONÇÃO: ALUNOS DO 3º CEB “ENTRAM” NA HISTÓRIA DA TORRE DE LAPELA

Inaugurado no dia 28 de maio, o Núcleo Museológico da Torre de Lapela recebeu, até finais de setembro, 1799 visitantes, 1191 nacionais e 608 estrangeiros. Visando a divulgação daquele espaço cultural e turístico aos alunos do concelho, foram programadas visitas que tiveram início no dia 18 e terminam amanhã, dia 28. Esta tarde, professores e alunos da EBI de Tangil contaram com a presença do Vereador das Atividades Socioculturais, Paulo Esteves. 

Torre 01 (Large).JPG

O Núcleo Museológico Torre da Lapela foi inaugurado no dia 28 de maio deste ano, tendo recebido, até finais de setembro, 1799 visitantes, 1191 nacionais e 608 estrangeiros. Com entrada gratuita, pode ser visitado aos sábados e domingos das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00.

No arranque deste ano letivo, o serviço educativo do município agendou um conjunto de visitas dos alunos do 3º CEB do concelho aquele espaço cultural e turístico. Tiveram início no dia 18 e terminam amanhã, dia 28, contemplando 215 alunos da EB 2.3 de Monção, da EBI de Tangil e da EPRAMI, ensino profissional.

Esta tarde, professores e alunos da EBI de Tangil contaram com a presença do vereador Paulo Esteves. Além da fotografia coletiva, houve tempo para algumas conversas sobre a história da Torre de Lapela e, como não podia deixar de ser, da magnífica paisagem que esta, elegante e altiva, proporciona sobre o rio Minho, casario tradicional e margem galega.   

“Um local com muito para contar e uma panorâmica fantástica sobre a envolvente” referiu Paulo Esteves, acrescentando que “esta visita dos alunos do concelho tem como objetivo a divulgação da nossa história e a criação de um momento de aprendizagem fora da sala de aulas” 

Após os trabalhos de reabilitação estrutural e espacial, a Torre de Lapela, conhecida como a melhor varanda sobre o rio Minho agora batizada como Núcleo Museológico Torre de Lapela, mantem a mesma postura imponente e mostra uma silhueta ainda mais atraente, garantindo um maior contacto com a história local.

Além de diversos painéis explicativos da história da Torre de Lapela e da sua função defensiva na orla do rio Minho ao longo dos séculos, pode-se visualizar um vídeo com imagens surpreendentes sobre a envolvente natural e fluvial daquele espaço histórico e cultural.

Torre 02 (Large).JPG

Torre 04 (Large).JPG

Torre 05 (Large).JPG

Torre 06 (Large).JPG

Torre 11 (Large).JPG

EMPRESA ESPANHOLA CRIA MAIS INVESTIMENTO E EMPREGO EM ARCOS DE VALDEVEZ

Presidente da Câmara solicitou ao Governo apoios para melhorar o acolhimento empresarial

O Grupo espanhol Poligal celebrou hoje os seus 25 anos de existência e procedeu à inauguração de uma nova linha de produção na unidade fabril sedeada no Parque Empresarial das Mogueiras em Arcos de Valdevez. Este novo investimento na ordem dos 12,5 ME reveste-se de grande importância porque irá permitir criar 35 novos empregos no concelho.

poligal6.jpg

Esta aposta contemplou a instalação de duas novas linhas produtivas – a linha polipropileno cast (CPP) e a de metalização. A linha de CPP possui a maior capacidade de produção do mercado europeu na atualidade. A linha de metalização é a primeira deste tipo instalada pela empresa espanhola em Arcos de Valdevez.

 A sua produção destina-se quase na totalidade para a exportação, contribuindo para o aumento das exportações de Portugal, cuja faturação rondará os 105 milhões de euros em 2017.

João Manuel Esteves, Presidente da Câmara Municipal arcuense, fez questão de lembrar que a política de atração de investimentos para o concelho tem surtido resultados, pois estão em curso “investimentos privados no valor de mais de 35 milhões de euros, estando prevista a criação de mais de 300 postos de trabalho.”

Aproveitando a presença do Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, solicitou apoio para Melhorar o acolhimento empresarial através de apoios para a modernização dos Parques Empresariais e para a concretização da ligação deste Parque Empresarial das Mogueiras até ao IC28; considerou importante a implementação de um Simplex para o Investimento, um programa de desburocratização dos licenciamentos e dos processos de candidatura a fundos, bem como reforçar os incentivos fiscais e abrir concursos de apoios comunitários específicos para as empresas que se instalarem nestes territórios baixa densidade, nomeadamente para indústria, comércio tradicional e turismo.

O autarca rematou afirmando que a “Câmara Municipal conta com o envolvimento dos arcuenses, das empresas, das instituições e do Governo numa verdadeira parceria para criar mais emprego, criar mais rendimento, fixar população e melhorar a qualidade de vida nos Arcos de Valdevez e na região. “

O grupo Poligal, um dos principais fabricantes europeus de fabrico de película plástica para condicionamento de alimentos, com recurso a equipamentos tecnologicamente avançados de filme de polipropileno, tem 130 pessoas a trabalhar nesta unidade. É considerada a maior e mais moderna fábrica do sector instalada na Europa e produz diariamente 100 toneladas de Polipropileno. Com este novo investimento chega perto de 50 milhões de euros o valor investido em Arcos de Valdevez.

poligal.jpg

LIMPEZA DO RIO ESTE GARANTE SEGURANÇA DE PESSOAS E BENS

Ricardo Rio visitou intervenção em curso na zona da Ponte Pedrinha

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, visitou hoje, 27 de Outubro, as operações de limpeza e manutenção que estão a decorrer no rio Este, no troço situado entre a Avenida Padre Armando Lira e o complexo industrial da Grundig.

CMB27102016SERGIOFREITAS0000003231.jpg

Na ocasião, Ricardo Rio salientou que a limpeza do rio resulta do cumprimento escrupuloso das obrigações legais do Município, no sentido de contribuir para a segurança pública. “Durante muitos anos houve um acumular de situações que levaram a que, em muitos pontos, o rio Este se transformasse num problema para moradores e empresas”, referiu o Edil, que se fez acompanhar pelo vereador do Ambiente, Altino Bessa.

A qualidade da água foi outra das dimensões destacadas pelo Autarca Bracarense, anunciando que, em breve, a Câmara Municipal irá avançar com um projecto que permitirá um acompanhamento mais escrupuloso de tudo o que tem a ver com as descargas e com a qualidade da água do rio. “Continuamos a assistir a diversas descargas, mas temos accionado todos os mecanismos ao nosso dispor para identificar os infractores e denunciá-los às autoridades competentes”, frisou Ricardo Rio.

Segundo o Edil, a limpeza do rio permite, ainda, uma maior fruição do mesmo por parte da população para a prática desportiva, para lazer ou mesmo na óptica de promoção de uma via alternativa de mobilidade urbana.

O Autarca adiantou, igualmente, que a curto prazo será lançado o concurso para a execução da extensão, a montante, da ciclovia até ao Instituto Ibérico de Nanotecnologia. “Neste momento, estamos a iniciar o estudo para o projecto de prolongamento a jusante, até ao Complexo da Grundig pelo que, ao longo do próximo ano, teremos a ciclovia reforçada em cerca de dois quilómetros”, sustentou o Edil.

As operações de limpeza e manutenção do rio Este iniciaram-se no final do mês de Julho, junto ao Complexo Desportivo da Rodovia. Além da limpeza manual das margens, os trabalhos incluem a utilização de máquinas nas zonas da Rodovia, Galos, junto à ‘FOC’ e ao Complexo da Grundig. “Só da zona da ‘FOC’ foram retiradas mais de 1.300 toneladas de inertes”, referiu o vereador do Ambiente, Altino Bessa, notando que o grande objectivo desta intervenção é dar um melhor aspecto ao rio e evitar as cheias.

CMB27102016SERGIOFREITAS0000003233.jpg

CMB27102016SERGIOFREITAS0000003235.jpg

CAMINHA E CERVEIRA CELEBRAM PROTOCOLO PARA LEVAR ALUNOS AOS MUSEUS DE AMBOS OS CONCELHOS

Assinado protoloco de cooperação para intercâmbio de visitas escolares a museus

Vila Nova de Cerveira e Caminha formalizaram, esta manhã, o processo de intercâmbio de visitas escolares gratuitas aos espaços museológicos dos dois concelhos, dando assim início a uma programação lúdico-pedagógica conjunta que também agrega Melgaço. A assinatura do protocolo de colaboração mútua contou com os autarcas Fernando Nogueira e Miguel Alves, acompanhados dos respetivos Vereadores da Educação Aurora Viães e Rui Fernandes.

IMG_9411.JPG

Com o objetivo de dar a conhecer os museus de referência entre municípios vizinhos, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira avançou com a constituição uma parceria intermunicipal com Caminha e Melgaço na área da educação, visando a promoção da qualidade da aprendizagem das crianças e jovens, com a programação de visitas escolares gratuitas a vários espaços dos três concelhos.

Durante a assinatura do protocolo entre Cerveira e Caminha, os dois autarcas, Fernando Nogueira e Miguel Alves, foram consensuais em reforçar a importância dos municípios não adotarem posições de concorrência entre si, mas de apostarem na cooperação em prol de uma oferta mais diversificada de condições e acessos, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida das respetivas populações. “Temos as nossas semelhanças, mas também aspetos diferenciadores em cada concelho. Acredito que a região, no seu todo, tem de desempenhar um papel interventivo na promoção e oferta das mais diversas vertentes, mais ainda quando se trata da melhoria das práticas pedagógicas e de um crescente envolvimento da comunidade educativa”, assegura Fernando Nogueira.

Na prática, o presente protocolo visa criar condições para que os alunos do pré-escolar e do 1º ciclo dos concelhos de Caminha e de Melgaço possam explorar, de forma concertada e gratuita, o Aquamuseu do rio Minho e os Moinhos da Gávea, localizados em Vila Nova de Cerveira e, em contrapartida, as crianças cerveirenses a frequentar os mesmos níveis de ensino usufruam de uma visita à Torre do Relógio e ao Centro de Interpretação da Serra d'Arga - CISA, em Caminha e, por Melgaço, contactem de perto com o Núcleo Museológico da Torre de Menagem, as Ruínas Arqueológicas da Praça da República, o Núcleo Museológico de Castro Laboreiro, o Museu de Cinema de Melgaço – Jean Loup Passek, o Espaço de Memória e Fronteira e a Porta Lamas de Mouro.

Após a assinatura entre as entidades envolvidas, o protocolo entra em vigor, sendo que cada agrupamento de escolas deve elaborar uma programação das visitas que pretenda efetuar para, posteriormente, dar conhecimento desse plano de atividades às entidades responsáveis, de modo a preparar a logística necessária para a sua concretização.

As visitas escolares a estes espaços referenciados em cada concelho podem ocorrer durante o ano letivo, mas também durante as pausas letivas mediante calendarização previamente acertada.

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO QUER LEVAR ÁGUA E SANEAMENTO A TODO O CONCELHO

Paulo Cunha lança investimento “sem precedentes” no ambiente

As máquinas já estão no terreno e trabalham em várias frentes de obra, levando a água e o saneamento até às casas dos famalicenses. São mais 30 quilómetros de rede de água e 60 quilómetros de rede de saneamento básico que vão servir diretamente dez mil habitações do concelho, num investimento superior a quatro milhões de euros.

DSC_0151.jpg

As obras já anunciadas nos primeiros meses deste ano, foram lançadas, esta quinta-feira, no terreno pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que considerou que a autarquia está a fazer“um investimento sem precedentes na área do ambiente”.

O autarca esteve no lançamento da rede de drenagem de águas residuais e abastecimento de água no Vale do Rio Pelhe, que vai beneficiar as freguesias de Vale S. Cosme, Telhado e Portela, uma das maiores empreitadas a serem concretizadas, com um investimento de 750 mil euros e a colocação de 460 ramais de saneamento e 215 ramais de água.

Para Paulo Cunha “esta era uma reivindicação justa da população destas freguesias porque trata-se de uma necessidade básica das pessoas. Era um investimento prioritário da autarquia, mas foi preciso criar condições para que as obras se realizassem”, explicou, acrescentando que por um lado “trata-se de um investimento exclusivo da Câmara Municipal, sem acesso a fundos comunitários”, mas por outro lado é um investimento que não depende só da autarquia, pois “não havia nesta zona intercetores, e enquanto não havia rede em alta de água e saneamento a câmara não podia executar as obras de rede em baixa”, esclareceu.

Quem não podia estar mais satisfeito com as obras era o presidente da União das freguesias de Vale S. Cosme, Telhado e Portela, António Matos. “Estas freguesias parecem estaleiros, com obras em várias frentes, não só na água e saneamento, mas também nas escolas e nas estradas”, referiu, acrescentando que apesar dos transtornos no quotidiano das populações, as pessoas estão muito satisfeitas. “Chegou o tempo de Vale S. Cosme, Telhado e Portela”, salientou.

Para além desta empreitada, arrancam nos próximos dias mais oito grandes obras no terreno. Entretanto, decorrem outros investimentos pontuais no concelho envolvendo no total 27 freguesias.

É uma avalanche de obras que vai permitir que em 2017, a cobertura de água no concelho passe para 95,9 por cento e a cobertura de saneamento chegue aos 82,7 por cento. Recorde-se que em 2013, o concelho tinha uma taxa de cobertura de água de 93 % e de saneamento de 74 %.

image49193.jpeg

MUNICIPIO DE MONÇÃO REQUALIFICA ZONA DO PORCALHO

Candidatura, aprovado no Portugal 2020, Programa Regeneração Urbana, prevê dotação de infraestruturas de água ao domicílio, saneamento básico, ecopontos subterrâneos, recuperação de parte da muralha, substituição da rede elétrica, pavimentação com calçada à portuguesa e passeios em lajedo de granito.

Porcalho 02 (Large).JPG

A zona do Porcalho vai ser requalificada. A candidatura apresentada pelo município, no valor elegível de 293.023,00 €, foi aprovada no Portugal 2020, Programa Regeneração Urbana, sendo a comparticipação governamental de 85 por cento daquele montante.

De acordo com o projeto, pretende-se a requalificação da totalidade daquela zona próxima da Porta do Rosal com dotação de infraestruturas de água ao domicílio, saneamento básico, ecopontos subterrâneos, reperfilamento e pavimentação de arruamentos.

Para que os trabalhos de beneficiação sirvam os moradores e transeuntes,as intervenções serão efetuadas com recurso a materiais como calçada à portuguesa e passeios em lajedo de granito, tal como acontece na parte nascente do estacionamento. A rede elétrica será substituída com elementos de baixo consumo.

O percurso na parte final do projeto de acesso à zona ribeirinha, será ligeiramente alargado para o lado oposto à muralha, de forma a permitir trânsito automóvel. O muro de suporte de terras do talude do baluarte da Senhora da Guia será reconstruído, alinhado e elevado, visando uma melhor proteção da muralha.

A requalificação desta zona permitirá uma substancial melhoria da qualidade ambiental, a eliminação de elementos dissonantes e a continuidade de beneficiação dos espaços exteriores à muralha, conforme tem ocorrido em outras áreas do tecido urbano monçanense.

ESCRITOR JOSÉ CARLOS SEABRA PEREIRA RECEBE GRANDE PRÉMIO DE ENSAIO EDUARDO PRADO COELHO

José Carlos Seabra Pereira recebe amanhã Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho. A partir das 15h30, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e o Presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), José Manuel Mendes, entregam amanhã, sexta-feira, 28 de outubro, pelas 15h30, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho ao escritor José Carlos Seabra Pereira, pela obra “O Delta Literário de Macau”.

A sessão conta  ainda com as presenças do escritor e também da porta-voz do júri, Maria João Reynaud.

José Carlos Seabra Pereira (1).jpg

BEST BAKERY GRAVADO EM ARCOS DE VALDEVEZ

Best Bakery - A Melhor Pastelaria de Portugal , o mais recente programa de culinária da Sic apresentado pela conhecida atriz Ana Guiomar, gravou, com o apoio da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, uma das suas semifinais no Paço de Giela, a qual irá para o ar no próximo dia 30 de outubro, no horário habitual.

best_bakery.jpg

Devido à sua beleza, envolvência e história o local, chamou à atenção da produção que fez questão de realizar um dos seus programas em Arcos de Valdevez Onde Portugal se Fez!

“Best Bakery - A Melhor Pastelaria de Portugal trata-se da busca nacional pela melhor pastelaria independente, familiar ou comunitária. Ao longo da temporada, padarias e pastelarias de todo o país competem numa série de desafios em que põem à prova a sua habilidade e fazem crescer água na boca dos telespectadores”.

Fonte: Público

best_bakery2.jpg

best_bakery3.jpg

best_bakery4.jpg

VIZELA PROCEDE À VACINAÇÃO ANTIRRÁBICA

Vacinação antirrábica decorrerá no dia 8 de novembro

A Câmara Municipal de Vizela informa que, excecionalmente, no próximo mês de novembro, a vacinação antirrábica e a identificação eletrónica dos animais, decorrerá apenas no dia 8 de novembro, pelas 11h, nas instalações da Câmara Municipal de Vizela, e não no dia 1 de novembro, conforme estava previsto, por ser feriado nacional.

Nos meses seguintes, a vacinação antirrábica e a identificação eletrónica dos animais, decorrerá nas datas previstas, ou seja, na primeira terça-feira de cada mês, às 11h, nas instalações da Câmara municipal de Vizela (junto do portão da garagem).

MUNICÍPIO ARCUENSE APROVA ORÇAMENTO

Câmara Municipal aprovou orçamento superior a 28,5 milhões de euros

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez aprovou, na passada reunião de Câmara, o Plano e Orçamento para o ano de 2017, no valor global superior a 28,5 milhões de euros. Um Orçamento que prevê mais investimento, diminuição da dívida e um incremento das parcerias com as instituições arcuenses.

 Arcos de Valdevez continua a investir no concelho e na qualidade de vida dos arcuenses e com este Plano e Orçamento o Executivo Municipal pretende prosseguir a sua estratégia de desenvolvimento sustentável, orientando a sua ação na construção de um concelho mais solidário, mais atrativo para investir e visitar e com mais qualidade de vida para todos os arcuenses.

 Na prossecução desta estratégia, o Município pretende reforçar a política de proximidade e investir em projetos estruturantes para o concelho e para os arcuenses, assegurando a sustentabilidade económica e financeira do Município e a otimização da prestação do serviço público. Para tal, conta com o envolvimento ativo e participativo dos arcuenses, as Juntas de Freguesia, Instituições de cariz social e desenvolvimento económico, e as Associações desportivas, culturais e sociais,prevendo investimentos na ordem dos 3,8 milhões de euros.

A Autarquia procura também contemplar uma solidariedade mais efetiva, reforçando um conjunto de medidas de apoio social e incentivo à economia, isenção ou redução de taxas.

Este orçamento prevê mais investimento na educação, na segurança e ação social, no desporto, na cultura, no desenvolvimento empresarial, comercial e turístico, entre outros. Representando as Grandes Opções do Plano (GOP) para 2017 mais de 18,5 milhões de euros, com um investimento de 11,5 milhões de euros em Funções Sociais (62,3%), mais de 4,5 milhões de euros (24,4%) em Funções Económicas e 280 mil euros (4,4%) em Funções Gerais. A este nível, destacam-se alguns dos projetos de relevo a concretizar em 2017, nomeadamente a requalificação da EB 2,3/Secundária, a reconstrução de um edifício para arrendamento jovem, a requalificação do Mercado Municipal, a criação do Centro Interpretativo do Barroco (Igreja do Espírito Santo), a criação da Oficina de Inovação Padre Himalaia, a reabilitação de espaços públicos nos centros urbanos, o alargamento e melhoria da rede de equipamentos sociais e desportivos, a ampliação e reabilitação das redes de infraestruturas básicas e viárias,  a consolidação dos parques empresariais, a promoção do concelho e dos produtos e a dinamização do comércio, economia rural e turismo.

O presente orçamento, deixa antever uma aposta clara do Município na qualidade e bem-estar, na cultura, turismo e lazer e na dinamização económica, através de uma governação orientada para construção de um concelho socialmente e economicamente sustentável, preparado para ganhar os desafios da competitividade, da inovação e da modernidade.

BENTO ABREU EXPÕE EM VIZELA

1 a 30 novembro de 2016. Exposição de Bento Abreu na Loja Interativa de Turismo

A Loja Interativa de Turismo de Vizela recebe a exposição de Bento Abreu, de 1 a 30 de novembro.

flyer exp. Bento Abreu (1).jpg

Bento de Assunção Pinheiro de Abreu é natural de Polvoreira – Guimarães, atualmente vive na freguesia de Infias, concelho de Vizela.

Começou com mais afinco a trabalhar em artesanato após a sua aposentação como Desenhador Projetista na Câmara Municipal de Guimarães.

Sempre gostou de juntar elementos apanhados no mar ou em terra e transformar em algo inspirado no momento.

A exposição tem uma gama muito diversa de artigos desde: presépios, moinhos, azenhas, alpendres, espigueiros, casas rústicas, castelos, figuras diversas, artigos religiosos, etc.

Nunca fez duas peças iguais. Uma vez que em princípio é o elemento recolhido que inspira a peça a construir. Atualmente é membro da Associação de Artesanato de Vizela e já expôs os seus trabalhos em vários eventos em Vizela, Infias, Polvoreira, etc.

Bento de Assunção Pinheiro de Abreu continua no seu passatempo favorito a RECICLAR transformando tudo o que ao seu olhar chame a atenção e que ao olhar geral passe despercebido e dar-lhe forma e conteúdo.

PÓVOA DE LANHOSO POSSUI BOAS PRÁTICAS DE CIDADANIA

Póvoa de Lanhoso distinguida com o prémio Viver em Igualdade

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso já recebeu o prémio Viver em Igualdade, uma iniciativa bienal, promovida pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), que visa distinguir Municípios com boas práticas na integração da dimensão da Igualdade de Género, Cidadania e Não Discriminação, quer na sua organização ou funcionamento, quer nas atividades por si desenvolvidas.

Premio Viver em Igualdade.JPG

Apenas oito municípios do país receberam este prémio de excelência. A entrega realizou-se no dia 24 de outubro, em Lisboa, tendo a Póvoa de Lanhoso estado representada pela Vice-Presidente, Gabriela Fonseca. O Município Povoense foi o único do distrito a ser distinguido com este Prémio, que vem, uma vez mais, reconhecer o trabalho desenvolvido.

“Este prémio enche-nos de orgulho. Por um lado, é o reconhecimento das nossas boas práticas nesta área, mas, por outro, aumenta a nossa responsabilidade e o nosso comprometimento com o trabalho que queremos realizar. Julgo que é notável um concelho com a dimensão e as características do nosso ter já muito trabalho desenvolvido e vários reconhecimentos em diferentes áreas”, salienta Gabriela Fonseca.

De facto, pelo sexto ano consecutivo, também em 2015, a Póvoa de Lanhoso renovou a distinção de Autarquia + Familiarmente Responsável, atribuído pelo Observatório das Famílias Numerosas e tem em pleno funcionamento uma resposta que, aquando da sua criação em 2010, foi considerada pioneira no país, o SIGO – Serviço para a Promoção da Igualdade de Género.

De lembrar ainda que o município da Póvoa de Lanhoso também foi, recentemente, um dos cinco municípios escolhidos pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra para realizar os seus estudos sobre as boas práticas em Igualdade de Género implementadas pelos municípios (projeto "Local Gender Equality - Mainstreaming de género nas comunidades locais"), e, neste âmbito, a partilha de boas práticas tem sido uma realidade, nomeadamente através de uma deslocação a Oslo, na Noruega, no final do ano passado. Destaque ainda para a vinda de um grupo de Kyoto, no Japão, à Póvoa de Lanhoso, no último mês de setembro, a convite da CIG. 

A par disto, recorde-se que o município foi considerado pela Organização Mundial de Saúde como “Cidade Amiga dos Idosos”, integra a “Rede Internacional de Cidades Educadoras” e prepara-se para ser reconhecida como “Cidade Amiga das Crianças”, sendo que a candidatura já foi aceite pelo Comité Português para a UNICEF.

GUIA SOBRE CYBERBULLYING APRESENTADO EM PONTE DE LIMA

O primeiro livro lançado em Portugal sobre o cyberbullying – fenómeno de agressão emocional sistemática e intencional que ocorre no “quadro de ubiquidade da Internet e da comunicação digital”1 – vai ser promovido pelo Município de Ponte de Lima e apresentado no próximo dia 18 de novembro, nas Bibliotecas Escolares de Freixo e de Arcozelo, e no auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, em três sessões distintas agendadas para as 09h30, 14h30 e 21h00, respetivamente.

CARTAZ FINAL3 (Small)plim (1).jpg

Intitulado “Cyberbullying: um guia para pais e educadores”, da autoria de Sónia Seixas, Luís Fernandes e Tito de Morais, o livro pretende alertar para um problema que atinge entre 10 a 20% dos jovens portugueses e que, pela sua natureza e especificidade, pode deixar marcas psicológicas profundas nas suas vítimas.

A obra será apresentada por um dos autores, Tito de Morais, que desenvolve na Internet o projeto Miúdos Seguros Na.Net (http://www.miudossegurosna.net) para uma utilização mais cautelosa e consciente do ciberespaço, “mormente das redes sociais, das salas de chat [ou conversação], das plataformas digitais e das aplicações de comunicação nos telemóveis2

Um livro oportuno, muito útil a jovens, pais e educadores - segundo Daniel Sampaio, prefaciador da obra - que merece ser amplamente divulgado e debatido por ajudar a identificar, prevenir e combater potenciais ações de cyberbullying.

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

REUNIÃO ORDINÁRIA DE 24 DE OUTUBRO DE 2016

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

No período Antes da Ordem do Dia o Sr. Presidente informou a Câmara da realização nos próximos dias 11,12 e 13 de Novembro da festa de S. Martinho, iniciativa que englobará a realização da Entronização anual da Confraria dos Vinhos Verdes e da II edição da Silent Party.

De igual modo deu conta do intercâmbio realizado entre o Municipio e a Câmara Municipal de Cenon no âmbito da prevenção da delinquência juvenil, bem como da receção feita ao grupo no Salão Nobre da Câmara Municipal.

O Sr. Presidente também informou da realização da campanha de promoção para a Igualdade do género, a qual se prolongará durante um mês e contempla diversas ações no âmbito da temática, entre as quais a promoção através de cartazes, outdoors e página no Facebook.

Também informou que na quinta-feira iria decorrer a inauguração das novas linhas de produção da Poligal, a laborar no Parque Empresarial de Mogueiras, que contará com a presença do Secretário de Estado da Indústria.

GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO MUNICIPAIS PARA 2017 – APRECIAÇÃO DOS DOCUMENTOS PREVISIONAIS: - foi deliberado aprovar os projetos das Grandes Opções do Plano que integram o Plano Plurianual de Investimentos, o Plano de Atividades Relevantes e o Orçamento Municipais para o ano de 2017, apresentando este último um valor global de receitas e de despesas de € 28.532.000.

2ª ALTERAÇÃO AO PLANO DE URBANIZAÇÃO DA SEDE DO CONCELHO: foi deliberado aprovar o relatório de ponderação e a versão final da proposta de Alteração do Plano de Urbanização da sede do concelho

PARQUE DA VILA – REQUALIFICAÇÃO DE PARQUE INFANTIL: foi deliberado adjudicar a empreitada à empresa Bricantel – Comércio de Material Elétrico de Bragança, Lda., pelo valor de 144.417,87 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).

PROPOSTA CONTRATOS PROGRAMA ASSOCIAÇÕES DESPORTIVAS 2016: foi deliberado aprovar a proposta de atribuição de apoios de atividade regular e apoios à realização de ações pontuais ou eventos cíclicos a 10 Associações do concelho no valor total de 165,050.00 €

Requalificação da EB 2,3/S de Arcos de Valdevez": foi deliberado aprovar a minuta de contrato relativa à empreitada de "Requalificação da EB 2,3/S de Arcos de Valdevez", após apresentação, pelo adjudicatário, da respetiva caução nos termos do disposto no art.º 88.º e seguintes do mesmo CCP, no valor de 2.848.481,23

PROJETOS  DE CONSTRUÇÃO DA CASA MORTUÁRIA EM SÃO BENTO E REQUILIFICAÇÃO URBANA DA ENVOLVENTE : foi deliberado aprovar os  projetos relativos  à construção da Casa Mortuária em São  Bento e da Requalificação Urbana da Envolvente para apreciação da Câmara Municipal.

PAISAGEM CULTURAL DE SISTELO – Procedimento administrativo de classificação da Paisagem Cultural de Sistelo: foi deliberado aprovar a proposta  da Direção dos Serviços e Bens Culturais,  relativa às  normas a submeter à Direção Geral do Património Cultural , no âmbito do procedimento administrativo  de classificação da Paisagem  Cultural de Sistelo, em vias de classificação  a que se refere o Anúncio n.º 275/2015, publicado no DR, 2.ª série, n.º 241, de 10 de dezembro de 2015.  

REABILITAÇÃO DO COMPLEXO DAS PISCINAS MUNICIPAIS: foi deliberado aprovar a adjudicação à empresa ESPAÇUS Construção Civil e Obras Públicas, S.A., pelo valor de 146.375,29 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO A GIELA (SECAS / ROCHINA): foi deliberado adjudicar a obra à empresa Martins & Filhos, S.A., pelo valor de 212.310,99 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).

Ampliação da rede de saneamento a Parada (Soalheiras/Casal): foi deliberado adjudicar a obra à empresa Martins & Filhos, S.A., pelo valor de 141.697,41 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).

APOIO PARA RECUPERAÇÃO HABITACIONAL: no âmbito do "Regulamento de Apoio à Recuperação Habitacional de Estratos Sociais Desfavorecidos" foi aprovada a atribuição de um apoio económico, no valor de 10.000,00€ (dez mil euros), para realização de obras de beneficiação da habitação de uma família, residente em Cortes - Carralcova.

OBRAS MUNICIPAIS

O 163/2016 - ALARGAMENTO E BENEFICIAÇÃO DO C.M. 1306 (SANTO AMARO À E.M. 523-4) - MONTE REDONDO: foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa NAROM, S.L. Sucursal em Portugal, pelo valor de 212.281,53 euros, e prazo de execução de 270 dias.

EXECUÇÃO DE OBRAS DE MANUTENÇÃO/RECUPERAÇÃO DE PAVIMENTOS NA ECOVIA II: foi deliberado abrir procedimento concursal por ajuste direto pelo valor base de 38.300,00 euros;

INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES – SOBREIRO: - foi deliberado homologar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa João Cerqueira Pereira, Lda., pelo valor de 11.999,30 euros, e prazo de execução de 30 dias.

SUBSTITUIÇÃO DO REVESTIMENTO DA COBERTURA DO EDIFÍCIO DA ESCOLA PRIMÁRIA DE SOAJO: - foi deliberado homologar o auto de vistoria para efeitos de receção provisória, respeitante à empreitada em epígrafe, adjudicada à empresa OLIVEIROS – SOCIEDADE UNIPESSOAL, LDA.

REABILITAÇÃO DA COBERTURA DA ESCOLA BÁSICA DE TÁVORA SANTA MARIA: foi deliberado homologar o auto de vistoria para efeitos de receção provisória.

Reabilitação, Construção e Beneficiação de Vias Municipais - Muros, Drenagens e Obras Acessórias EM caminhos DE VÁRIAS Freguesias: foi deliberado homologar o auto e aprovar a liberação de 75% da caução total, por terem decorrido 3 anos completos desde a receção provisória.

 Reabilitação, Construção e Beneficiação de Vias Municipais – Construção de Muros de Suporte - Sabadim, Eiras e Giela:        Foi deliberado homologar o auto e proceder à liberação de 75% da caução total

BLOCO XLVI – CAMINHO DO LARGO DOS PORTAIS – SOUTO: a câmara tomou conhecimento e aprovou a atualização do cálculo da revisão de preços da empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Habimonção Construções, Lda, sendo o cálculo DEFINITIVO da revisão de preços dos autos de medição n.º 1 a 9 da obra supracitada de - 3.127,46 euros (menos três mil, cento e vinte e sete euros e quarenta e seis cêntimos), ou seja, valor a ser restituído ao Município.

DIVISÃO DE AMBIENTE E SERVIÇOS DE GESTÃO – AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO BÁSICO – ARCOS DE VALDEVEZ (S. PAIO) - TRAMO 4 E 5: foi deliberado aprovar uma prorrogação do prazo até 05.03.2017, isto é, de 180 dias, a fim de o IP se pronunciar e o empreiteiro conseguir concluir a execução dos trabalhos.

AMPLIAÇÃO REDE ABASTECIMENTO DE ÁGUA – FREGUESIAS DE ABOIM CHOÇAS (COSTA MONTE/VILAR/SOBREIRO) E UNIÃO DE FREGUESIAS DE EIRAS E MEI (BARRO): foi deliberado aprovar o auto de vistoria para efeitos de liberação de caução da empreitada referida.

INSTALAÇÃO DE SISTEMA DE PRODUÇÃO DE ENERGIA FOTOVOLTAICA: - foi deliberado homologar o auto e autorizar a liberação de 100% da caução total, por terem decorrido 5 anos completos desde a receção provisória.

BLOCO XLII – LIGAÇÃO DE BOUÇÓS (AGUIÃ) A VINHA NOVA (RIO DE MOINHOS): foi deliberado autorizar a liberação da totalidade da caução apresentada, sem prejuízo da garantia de trabalhos executados até à receção definitiva da empreitada.

Reconstrução de passagem hidráulica no CM 1284 - Cabreiro (Avelar): foi deliberado aprovar a conta final da empreitada referida em epígrafe, no valor de 2.692,00 euros (com IVA: 2.853,52 euros).

Reabilitação, Construção e Beneficiação de Vias Municipais - Construção de muros de suporte (Arcos S.Paio, Cabreiro, Guilhadeses, Jolda Madalena, Sabadim e Sistelo): Idem a conta final da empreitada referida em epígrafe, no valor de 23.285,65 euros (com IVA: 24.682,79 euros).

Centro escolar de Sabadim/Reparação de deficiências no edifício e pavilhão desportivo: Idem a conta final da empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Carlos Filipe Amorim Oliveira, Lda, no valor de 133.732,78 Euros (com IVA: 141.756,75 euros)

PO 114/2015 - Execução de Obras de manutenção/recuperação de pavimentos na ECOVIA: foi deliberado aprovar o cálculo provisório da revisão de preços da obra referenciada, adjudicada à empresa Machado & Cunha, Lda., no valor de - 1.087,98 euros (menos mil e oitenta e sete euros e noventa e oito cêntimos), valor este, a ser restituído ao município.

Foi deliberado aprovar a ratificação realizada pela Presidência a autorizar a transferência de 23.300,06 euros, em consonância com anteriores decisões proferidas pela Câmara Municipal no presente ano e anteriores, visando a comparticipação do município nos encargos com os empréstimos contraídos pela EPRALIMA, CIPRL, para a remodelação do seu edifício sede e para a aquisição de equipamento de cozinha, e considerando a necessidade urgente manifestada por aquela cooperativa de obter meios financeiros para satisfazer os encargos relativos aos meses de outubro e novembro de 2016, sob pena de incumprimento.

PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS: Foi deliberado aprovar o projeto do regulamento em epígrafe.

TARIFAS A PRATICAR PELA ÁGUAS DO NORTE, S.A., NO ANO DE 2017: A Câmara tomou conhecimento das tarifas a praticar no ano de 2017 pela Águas do Norte, S.A., devidamente ratificadas pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos.

            - Abastecimento de Água - € 0,5317/m3; Saneamento de águas residuais - € 0,5985/m3 e  Efluentes de fossas séticas - € 2,0563/m3

CELORICO DE BASTO LEVA ÁGUA A CELEIRÓ

Câmara Municipal de Celorico de Basto procede a exploração de água para abastecimento ao lugar de Celeirô

Correspondendo a uma aspiração antiga dos residentes, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto procedeu a trabalhos de exploração de água para reforço de abastecimento domiciliário ao lugar de Celeirô, na freguesia de Cabeceiras de Basto, implicando a execução de nova captação para abastecimento de água à população.

Câmara Municipal procede a exploração de água para abastecimento ao Lugar de Celeirô (1).JPG

As obras agora concluídas têm em vista a satisfação de uma necessidade básica da população de Celeirô, envolvendo a necessidade de realização de obras de pesquisa e exploração de água, com obtenção de melhores garantias de qualidade do serviço prestado pelo Município de Cabeceiras de Basto.

Os trabalhos visam, assim, a correção de insuficiências que se verificavam, especialmente devido à redução dos caudais da anterior captação e ao aumento do consumo de água que se tem vindo a verificar, impondo o reforço gradual, nos últimos anos, do sistema existente, com a colocação de um novo reservatório, de maior capacidade, possibilitando o reforço significativo da capacidade de armazenamento de água, aliado ainda à modernização do sistema de tratamento da água abastecida.

Esta obra insere-se no esforço de modernização permanente dos sistemas de abastecimento de água potável do concelho, nos quais a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto tem promovido forte investimento, nos últimos anos, em todas as freguesias, nas quais existiam sistemas de abastecimento de água com deficiências.

O investimento global no reforço e beneficiação da captação do sistema de abastecimento de água do lugar de Celeirô, ascende a valores próximos dos 5.000 euros.

Câmara Municipal procede a exploração de água para abastecimento ao Lugar de Celeirô (2).JPG

Câmara Municipal procede a exploração de água para abastecimento ao Lugar de Celeirô (3).JPG

MUNICÍPIO DE CAMINHA QUER COMPENSAR COMUNIDADE PISCATÓRIA DO ABANDONO A QUE FOI VOTADA NO PASSADO

Obra no Cais da Rua avança de imediato se a respetiva candidatura for aprovada

A Câmara Municipal espera uma resposta positiva em relação à candidatura apresentada para uma profunda intervenção no Cais da Rua.A decisão será conhecida dentro de algumas semanas e, se a expectativa se concretizar, a obra avança de imediato. Como frisou Miguel Alves na reunião descentralizada de ontem, “a comunidade piscatória foi abandonada, nos últimos anos, no concelho de Caminha” e é tempo de inverter esta situação. Em causa está uma obra orçada em 800 mil euros, que obrigará a um esforço financeiro do Município ainda considerável, mas cuja prioridade é absoluta.

Augusto Porto.jpg

A última reunião descentralizada da segunda ronda pelas freguesias decorreu ao final da tarde de ontem, na sede dos Bombeiros Voluntários de Caminha, respeitando à freguesia de Caminha (Matriz) e Vilarelho. O pescador Augusto Porto foi um dos munícipes que interveio, para expor as suas preocupações sobre a pesca no Rio Minho. Também o presidente da Junta de Freguesia, Miguel Gonçalves, se tinha referido à pesca, lembrando que quase nunca foi tratada devidamente no concelho e “os pescadores estiveram longos anos esquecidos”.

Em resposta, presidente e vice-presidente da Câmara foram perentórios: a pesca é essencial à economia concelhia, diferencia-nos e tem de ser apoiada, para além das várias intervenções que têm sido feitas.

Miguel Alves sublinhou que o abandono a que foram votados os pescadores no passado, assim como os erros cometidos, são questões que este Executivo não admite. “Quando cheguei mandei fazer um projeto para o Cais da Rua, ouvindo os pescadores e a Capitania. Chamei cá o secretário de Estado das Pescas, sem dar nota disso, e sensibilizei-o. Não se pode cometer em Caminha o mesmo erro que se cometeu em Vila Praia de Âncora, onde o Estado pagou uma grande obra, mas onde não foram ouvidos os pescadores”, com as consequências que se conhecem, a obrigar a obras constantes, estando já prevista mais uma ação de desassoreamento orçada em meio milhão de euros.    

O presidente lamentouainda que o projeto encomendado pelo anterior Executivo para a marginal de Caminha ignorasse o Cais da Rua, e isso, frisou, foi mais uma atitude de abandono em relação aos pescadores –“nem o projeto para o Cais se fez”.

Agora, a poucas semanas de se conhecer a decisão sobre a candidatura, o presidente da Câmara avisou que não se importará com críticas e, tratando-se deum ano eleitoral, a obra avançará mesmo em 2017, caso, como espera, a candidatura seja aprovada, porque já se perdeu demasiado tempo.

Miguel Alves lembrou também que, ao chegar à Câmara no início deste mandato, encontrou uma situação terceiro-mundista no acesso dos pescadores às embarcações: “o que fizemos foi colocar escadas de acesso às embarcações - os pescadores antes tinham que escorregar pela marginal e foram muitas as quedas por causa disso”.

Além disso, recordou, foram feitas várias intervenções: “recuperamos o cais de atracação da Foz do Minho;pusemos um ponto de água nos Estaleiros do Quintas como era pedido há anos;recuperámos já a rampa existente no cais da vila e vamos fazer uma segunda intervenção para a prolongar junto à areia”.

Também em resposta a Augusto Porto, o vice-presidente, Guilherme Lagido, tinha já dito que o concelho, tal como o conhecemos, “é impensável sem a pesca”, salientando o modo como condiciona positivamente a restauração e o turismo. 

 

Reunião descentralizada.jpg

SEMIBREVE COLOCA BRAGA NO ROTEIRO DOS FESTIVAIS DE MÚSICA ELECTRÓNICA

Evento decorre entre amanhã e Domingo

Braga recebe entre amanhã, 28 de Outubro, e Domingo, dia 30, mais uma edição do Semibreve, um evento que coloca a Cidade no roteiro dos festivais de música electrónica europeus. 

Semibreve 2015.jpg

A sexta edição do Semibreve reparte-se pelo Theatro Circo, pelo espaço GNRation e pela Casa Rolão, apresentando um cartaz ambicioso que explora o que de mais marcante e inovador vai sendo criado no vasto universo da música electrónica e da arte digital.

Nomes fortes como Tyondai Braxton, Kaitlyn Aurelia Smith, Oliver Coates e Nídia Minaj actuam pela primeira vez a Portugal, juntando-se aos já conhecidos Andy Stott, Paul Jebanasam & Tarik Barri e Ron Morelli.

O festival conta ainda com um vasto programa de instalações, entre as quais ‘Quintetto’ da autoria do colectivo italiano Quiet Ensemble e ‘Growing Verse’ de Junya Oikawa, artista japonês vencedor do EDIGMA Semibreve Award, um prémio que visa estimular a criação artística digital, que este ano dedicou especial atenção a projectos artísticos que recorram à interactividade, ao som e à imagem, contando com supervisão do engage lab da Universidade do Minho.

Todas as informações sobre o festival podem ser consultadas em http://festivalsemibreve.com/pt-pt

Pág. 1/8