Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GASTRONOMIA TRADICIONAL TEM FESTIVAL NA FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

Decorre no âmbito da Feira Internacional de Artesanato a Semana da Gastronomia Tradicional, constituído este ano como o 2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas – DOP.

FIA 032

Confecionada por seis restaurantes de cozinha tradicional portuguesa em representação de seis regiões do país, este evento constitui ainda uma oportunidade para os visitantes se deliciarem com os melhores pratos e produtos genuínos da nossa culinária.

Do Minho ao Algarve, passando pela Serra da Estrela e o Alentejo, não faltam as melhores iguarias, sem esquecer a doçaria de Almada e a cerveja artesanal que este ano possui presença destacada.

Constituindo a gastronomia nas suas mais diversas variantes uma das vertentes do nosso artesanato, também ela não podia deixar de concorrer para o sucesso deste grandioso certame. Isto porque não é só de barro que se faz o nosso artesanato!

FIA 037

FIA 043

RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA COMEMORA BODAS DE OURO

Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho: 50 anos celebrados, com o cumprimento de rituais

Foi exactamente no passado dia 23, mais concretamente na grande noitada de São João, que a Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho celebrou, em ambiente de verdadeira festa, são folguedo e, como sempre, numa intereção permanente com os forasteiros, a passagem dos seus 50 anos de vida. Mais que nunca, se fez jus ao nosso lema: “Rusgas, é gente que vai, faz e vem das festas…”.

dançadores sécXX

Tal como havíamos anunciado, a concentração e saída da Rusga, demais amigos e admiradores rusgueiros, fez-se junto da sede, situada na Av. Artur Soares (Palhotas). Entre o Grupo de Bombos, ‘Rusga do séc. XX’ e a ‘Rusga do séc. XXI’, foram mais de setenta participantes.

Grupo de Bombos e arco

O ribombar animado do Grupo de Bombos, fazia abrir alas, para que a Rusga do século XX, pode-se mostrar a alegria e a vivacidade do colorido dos seus trajos, bem como, dos ritmos das danças executados ao longo de todo o percurso.

Rusga sécXXI

Como vem ditando a tradição, a ‘Rusga do séc. XX’ abre com o dístico identificativo da associação, briosamente empunhado pela criançada. Logo de seguida, surge a ‘nossa Maria’ - imagem de marca da Rusga -, com o seu já tão afamado, quão típico cesto de merendeiro.

Tocata sécXX

A saída da Rusga, tal como aconteceu ao longo de algumas décadas, fez-se a partir da Praça do Município, junto do edifício dos Paços do Concelho, em direcção ao Parque da Ponte, onde terminamos, o mais próximo possível do orago de São João. Como sempre, exaustos mas muito felizes, cantamos os parabéns - este ano, ainda com mais energia e emoção -, pela passagem dos nossos joviais 50 anos de vida. No sítio do costume do parque, partilhamos o nosso merendeiro por todos aqueles que a nós se juntaram, e, uma vez mais, voltamos a cantar os parabéns, num total de 5 vezes, que, multiplicadas por 10, mostravam a nossa bonita idade. Sopraram-se as velas e o bolo foi degustado.

Parte da Rusga na capela

No dia 24, participamos na Soleníssima Procissão de São João, num registo etno-folclórico 'pós palio', dos romeiros Sanjoaninos. As mulheres mais devotas, empunhando os ex-votos (cabecinhas de cera) e ramos de cravos, como forma de pagamento de promessas. Para ver a Deus e pedir ao Santo, asseiam-se com melhor fato e o ouro que se tem.

Andor de S. João

Ainda no âmbito do programa comemorativo e, porque o 3º tema é precisamente, “Celebração e Memória”, na eucaristia do meio-dia do domingo anterior, lembramos todos os elementos já falecidos, dando especial destaque o celebrante, ao Fecisco, pela sua acção e a obra que nos legou. Graças foram ainda pedidas, para que os atuais elementos possam dar continuidade, da melhor forma possível, ao legado herdado.

Bolo de aniversário

Procissão S.João

Soleníssima procissão_02

Final da Soleníssima procissão de S. João

Pormenor do arco cinquentenário (2)

ANIVERSÁRIO DO CRAV: ARCOS TOUCH FOI APOSTA GANHA!

27 de Junho, um dos dias mais importantes da historia do Clube de Rugby de Arcos de Valdevez. 34º Aniversário do clube e inauguração das obras de beneficiação do campo de rugby. O CRAV dispõe agora de uma das melhores infra-estruturas de rugby disponíveis em Portugal para a prática da modalidade.

Pais filhos e Politicos

Para marcar importante data o CRAV decidiu inovar e organizou um Torneio Internacional de Touch Rugby, algo nunca feito em Portugal. E para uma variante do rugby que agora começa a dar os primeiros passos em Portugal, o clube “apostou” alto. Competiram 16 Equipas distribuídas por 4 grupos, 4 jogos a decorrer em simultâneo. Ocorreram ao torneio equipas de Lisboa, Porto, Braga, Guimaraes, Coimbra, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Viana do Castelo e ainda da vizinha Espanha (Madrid) e França (Casa dos Arcos de Bordeaux).

MOMENTO DE JOGO 2

Debaixo de um intenso calor, às 14:30h as equipas iniciaram o torneio que viria a ser interrompido pelas 17:30h para a bênção do estádio e inauguração oficial com discursos das diversas individualidades presentes: O presidente do CRAV (Prof. Filipe Machado); o Presidente da FPR (Eng. Luis Amado da Silva); o Presidente da Assembleia Municipal (Dr. Francisco Araújo); o Presidente da Autarquia Arcuense (Dr. João Manuel Esteves) e o Secretário de Estádo do Desporto (Dr. Emidio Guerreiro). De registar também a presença da Casa dos Arcos de Saint Maur que agraciou o Clube com uma placa comemorativa.

MOMENTO DE JOGO 1

Entretanto, já tinha decorrido um emocionante jogo de pais e filhos (menores de 14 anos) e o Torneio recomeçou perto das 18 horas.

Apurados para a final ficaram a equipa do Direito de Lisboa (campões nacionais de rugby de 15 e um dos grandes dinamizadores do Touch Rugby em Portugal), contra a equipa Arcuense do Brisobar (capitaneada por Mário Aguiam e repleta de jovens jogadores do CRAV). Ambas as equipas fizeram um trajecto “limpo” até à final. Mas os Arcuenses tiverem que jogar um prolongamento na meia-final em virtude do empate, no final do tempo regulamentar, frente à excelente equipa do Guimarães. O Direito, esse, tinha deixado pelo caminho a Casa dos Arcos de Bordeaux, que até aí também tinha ganho todos os jogos.´

MOMENTO DE JOGO

Á meia-noite disputou-se a final, ambas as equipas tinham disputado 5 jogos, o equivalente a 160 minutos de rugby, e o cansaço era inevitável. O jogo foi extremamente disputado, mas, depois de um longo dia, a melhor condição física dos Arcuenses suplantou-se à experiencia da, mais veterana equipa do Direito.

A festa continuou noite dentro com a atribuição de prémios a todas as equipas participantes, o cantar de parabéns ao CRAV. A festa culminou com fogo-de-artifício.

Esta vertente do rugby (sem placagem, nem postes) foi uma agradável surpresa, pois permite toda a gente praticar rugby sem lesões, mas sendo extremamente dinâmica obrigando a uma boa condição física.

A organização do Torneio, promete já uma nova edição para 2016 para o ultimo fim-de-semana de Junho.

Fernando Manso

EQUIPAS FINALISTAS BRISOBAR E DIREITO

equipas

CERIMONIA DE INAUGURAÇÃO - Copy

BRISOBAR CAMPEOES

BANCADA CHEIA

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES REALIZA SESSÃO NO CENTRO HISTÓRICO

Tertúlia “Ecoinovação: um fator de competitividade” esta quarta-feira em Guimarães

Conhecer novas oportunidades empresariais, discutir o impacto ambiental de um produto e/ou serviço a par da sua competitividade e apontar oportunidades e desafios são alguns dos objetivos. Entrada livre.

Guimaraes_Tertulia_Ecoinovacao

A Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), através do LIFTOFF - Gabinete do Empreendedor da AAUM, em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães, organiza esta quarta-feira, 01 de julho, a tertúlia Ecoinovação: um fator de competitividade. Este evento, agendado para as instalações da Casa Amarela, no Largo da Oliveira, decorrerá entre as 20:30 horas e as 22 horas.

Promover a partilha de exemplos, a troca informal de ideias, experiências, contributos e transmitir dicas práticas e úteis que se ajustem e motivem os participantes são os principais objetivos do programa “2Share”, atividade na qual se insere o evento.

Entre os temas da conversa, vão estar a ecoinovação como fator de diferenciação na emergência da economia verde, a importância da aposta em métodos e soluções eficientes, inovadores e lucrativos e o perfil do consumidor consciente e as metodologias que este utiliza para escolhas mais responsáveis ambiental e socialmente.

Jorge Araújo, Diretor Executivo do Centro para Valorização de Resíduos, e Tiago Miranda, Docente do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho e Diretor Executivo do Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade, são os oradores convidados.

MUNICÍPIO DE FAFE ATRIBUI SUBSÍDIOS A SEIS INSTITUIÇÕES DO CONCELHO

Investimento ronda os 37 mil euros

A Câmara Municipal aprovou por unanimidade, no passado dia 18 de junho, a atribuição de subsídios a várias instituições do concelho.

Com um investimento na ordem dos 37 000 euros, o apoio foi concedido ao associativismo de natureza cultural, desportivo e a instituições da área da saúde e de ação social.

Na área da saúde, foi atribuído um subsídio de 5 000 euros à Associação Dadores Benévolos de Sangue, valor também concedido ao Centro Cultural e Desportivo de Trabalhadores da Câmara.

No que toca à ação social, a Delegação da Cruz Vermelha de Fafe vai receber um apoio de 15 000 euros, 8 000 serão distribuídos à Conferência de S. Vicente de Paulo, sendo que a Associação SENTIR vai receber 2 000 euros. À ARPAR – Associação de Reformados e Pensionistas de Arões S. Romão – foi concedido um apoio de 1 000 euros.

Estes valores foram distribuídos de acordo com as necessidades de cada instituição e procuram colmatar as dificuldades detetadas.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, este apoio é mais que justificado pelo trabalho que estas instituições têm desenvolvido em prol do concelho.

É, para nós, muito importante apoiar as instituições e associações do concelho e fazer com que sintam que a Câmara está ao seu lado.

Este apoio financeiro vai ajudar a colmatar muitas das dificuldades e problemas que têm encontrado e desejamos que estes apoios possam ser um contributo para que mantenham  o excelente trabalho que têm feito. A atribuição destes subsídios é justo e meritório.

A Câmara Municipal sempre se comprometeu a ajudar quem ajuda Fafe e os fafenses e é isso que aqui está a acontecer.”

ARCOS DE VALDEVEZ VALORIZA PRODUTOS LOCAIS

Centro de Promoção e Valorização de Produtos Locais da Porta do Mezio encontra-se praticamente concluído

Encontra-se praticamente concluída a empreitada do Centro de Promoção e Valorização de Produtos Locais, da Porta do Mezio.

porta_mezio

Esta empreitada teve como objetivo a recuperação e ampliação de um edifício (antiga casa dos serviços), localizado na Porta do Mezio, para instalação deste Centro, o qual terá por função valorizar produtos locais através da criação de um espaço para exposição e venda, bem como de um local para degustação das iguarias tradicionais. Este local de exposição das Artes e Ofícios Tradicionais também irá complementar a oferta de serviços da Porta do Mezio.

Trata-se de uma intervenção que virá valorizar ainda mais este espaço que, ano após ano regista um número maior de visitantes.

centro_promocao_produtos_locais2

Esta obra, adjudicada por 284.861,70 € (sem IVA), faz parte integrante da Operação designada “Naturminho - Projeto Ancora Turismo de Natureza”, constituída por vários parceiros com o objetivo comum de promoção e valorização do turismo e produtos locais, sendo financiada pelo ON.2 - Eixo 2 - Valorização Económica de Recursos Específicos (PROVERE – MinhoIN), contando com um Investimento elegível total de 241.874,15 € e comparticipação comunitária total no valor de 205.593,03 € (85%).

De realçar que a Porta do Mezio tem um variado leque de ofertas para os turistas e visitantes, nomeadamente, a realização de atividades de desporto de natureza: trilhos pedestres e equestres, canoagem, BTT, canyoning, arborismo, Todo o Terreno, em parceria com empresas de animação turística, oficinas temáticasatividades com escolas e grupos de crianças: jogos tradicionais, caças ao tesouro, peddy-papper, ou ainda a realização do Programa Vigilante Natureza Júnior, ou campo de férias.

Na Porta o visitante encontrará também informação sobre o PNPG, classificado como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO, e o Municípioáreas de lazer e fruição: piscina; torre de observação, abrigo para a observação de Aves, parque aventura; espaço de picnicespaço lazer para criançaseducação ambientalnúcleo museológicoloja com produtos locais, merchandising e publicações, bem como animação turística.

centro_promocao_produtos_locais

REGENERAÇÃO URBANA EM BRAGA GANHA NOVO IMPULSO

Programa de financiamento de 50 milhões destinado a particulares

A partir do próximo dia 9 de Julho estará disponível um programa de financiamento de 50 milhões de euros para a reabilitação urbana, destinado exclusivamente a particulares. O anúncio foi feito por Vítor Reis, presidente do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), durante o seminário de encerramento do projecto "Regeneração Urbana - Novo Impulso", que decorreu esta Terça-feira, 30 de Junho, na Associação Empresarial de Portugal (AEP) e no qual participou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002090

Este programa, com o apoio do Banco Europeu de Investimento e do Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa, irá permitir o acesso a financiamento aos particulares que pretendam reabilitar, de forma integral, as habitações com mais de 30 anos. O financiamento poderá chegar aos 90% e o prazo máximo empréstimo será de 15 anos, com uma taxa fixa de 2,9%.

Esta medida vem preencher uma falha de mercado e visa facilitar o acesso a financiamento em condições favoráveis com vista a dar um novo impulso à regeneração Urbana. Para Ricardo Rio, esta medida revela-se “extremamente oportuna” numa altura em que a regeneração urbana é um tema que está “em cima da mesa das grandes cidades”.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002087

Segundo o Autarca, os Centros Históricos estão a sofrer “uma degradação acelerada” e para que o paradigma seja alterado “a iniciativa terá que partir dos privados”, sendo que os Municípios deverão ter “um papel facilitador” em todo o processo.

“Os Municípios não são os protagonistas exclusivos dos esforços de regeneração urbana. Eles terão de ser catalisadores dos esforços colectivos que os proprietários têm de desenvolver em termos de reabilitação dos muitos espaços degradados”, afirmou Ricardo Rio, lembrando que, nesse contexto, os Municípios têm feito o seu papel através de múltiplas iniciativas que conjugam políticas de estímulo – com benefícios fiscais ou isenção de taxas municipais nas áreas dos Centros Históricos ou nas empresariais – com as políticas coercivas com a fiscalização de imóveis que não são reabilitados e que se encontram em estado de degradação ou ruina nos centros das cidades.

E é com esse estímulo à iniciativa privada e com a receptividade a contributos da sociedade, que Braga se apresenta na ‘linha da frente’. Segundo o Autarca, projectos como o concurso de ideias para a regeneração da Avenida da Liberdade e das áreas adjacentes, têm o condão de “transformar a Cidade num laboratório vivo”. A cooperação com a Universidade do Minho, através de um “diálogo contínuo” com vista a “aplicar o conhecimento académico nas diferentes áreas da gestão municipal”, foi, também, um dado evidenciado por Ricardo Rio, com o objectivo de fazer de Braga uma “Cidade verdadeiramente inteligente”.

O seminário, desenvolvido pela CIP – Confederação Empresarial de Portugal debruçou-se sobre o tema ‘As cidades e a regeneração: que futuro?’. Neste debate, moderado por Pedro Capucho, da CIP, participaram - além de Ricardo Rio e de Vítor Reis - o presidente da NERBE/AEBAL de Beja, Filipe Pombeiro, e Luís Tão, presidente da NERVIR – Vila Real. A sessão de encerramento esteva a cargo de António Saraiva, presidente da CIP.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002086

MUNICÍPIO DE BRAGA DESAFIA BRACARENSES A “ADOPTAR” TROÇO DO RIO ESTE

‘Projecto Rios’ apresentado no GNRation

O Município de Braga tem em marcha um projecto que desafia os Bracarenses a ‘adoptar’ um troço do Rio Este. O objectivo é sensibilizar os cidadãos para a necessidade de protecção e valorização do rio, contribuindo ao mesmo tempo para a sua conservação.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002110

Para promover a adesão da sociedade Bracarense, realizou-se hoje, dia 30 de Junho, no edifício GNRation, uma sessão de informação que reuniu diversas associações locais, estabelecimentos de ensino, juntas de freguesia e outras entidades.

Altino Bessa, vereador do Ambiente do Município de Braga, explica que o objectivo é encontrar 36 grupos de pessoas que estejam interessados em cuidar de um troço do rio. “Temos cerca de 18 quilómetros de rio no território municipal e, com este projecto, desafiamos a população em geral, as escolas, as Instituições Particulares de Solidariedade Social, as empresas, associações de moradores e as Juntas de Freguesia a participarem e a assumirem o papel de ‘guarda-rios’”, referiu.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002111

O projecto implica a realização de duas acções por ano para avaliação e monitorização da situação em que o troço do rio se encontra, assim como, a realização de acções de limpeza.

Altino Bessa salienta que, sem a ajuda dos cidadãos, o processo de despoluição do rio Este é mais difícil. “Se tivermos a colaboração de todos será mais fácil atingir o objectivo de devolver o rio à população. Se conseguirmos os 36 grupos para o ‘Projecto Rios’ teremos, certamente, um rio mais cuidado e menos poluído ”, afirmou.

O vereador recorda que o Município de Braga está actualmente a fazer um trabalho de monitorização da qualidade da água, com a recolha mensal de amostras em dez pontos do rio Este. “Em termos de fiscalização, este trabalho permite actuar de uma forma mais incisiva. Contamos para isso com a colaboração da AGERE, que é a entidade com os meios técnicos necessários para proceder à fiscalização de eventuais ligações ilegais ao rio”, acrescentou.

De referir que o projecto nasceu em Espanha em 1997 e chegou a Portugal em 2006, sendo actualmente a ASPEA – Associação Portuguesa de Educação Ambiental a sua entidade coordenadora. Desde então, o ‘Projecto Rios’ tem conseguido a adesão de diversas entidades institucionais, desde Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Escolas, Associações, Organizações Não Governamentais, Institutos e Centros de Investigação, empresas e população em geral.

Ao aderir ao projecto, o Município de Braga quer estar na “linha da frente” e dar o “exemplo aos outros concelhos”.

O Exemplo do Externato Infante D. Henrique

O Externato Infante D. Henrique – Alfacoop, em Ruílhe, foi uma das entidades que participou na sessão realizada hoje, no GNRation, dando testemunho do trabalho que tem vindo a ser realizado pela comunidade escolar no âmbito deste projecto. “Aderimos ao ‘Projecto Rios’ há três anos. Fizemos o reconhecimento do troço do rio e temos realizado diversas acções de limpeza, com a recolha do lixo que se vai acumulando, e feito até a plantação de árvores”, conta Rui Leite, do Externato Infante D. Henrique.

O docente realça a importância do projecto na sensibilização da comunidade escolar para a preservação ambiental. “O projecto foi bem recebido pelos alunos e acaba por se enquadrar no trabalho que a Alfacoop desenvolve em termos ambientais. O projecto motivou até a criação de um trilho interpretativo pelas margens do rio Este”, acrescenta. 

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002112

“MIMARTE” DEMOCRATIZA ACESSO AO TEATRO E À CULTURA EM BRAGA

Festival de Teatro de Braga decorre de 02 a 11 de Julho, no Rossio da Sé

O Rossio da Sé, em Braga, volta a ser o palco de excelência para mais uma edição do ‘Mimarte – Festival de Teatro de Braga’, que decorre entre os dias 02 e 11 de Julho. A iniciativa é promovida pelo Município de Braga e tem como objectivo democratizar o acesso ao Teatro e à Cultura.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002114

Na apresentação da edição 2015, realizada hoje, 30 de Junho, a vereadora da Cultura, Lídia Dias, destacou a qualidade dos dez espectáculos que integram o programa orçado em cerca de 40 mil euros. “O ‘Mimarte’ é conhecido por apresentar peças de qualidade e por conseguir agregar diferentes públicos, que consegue trabalhar diferentes textos, desde os clássicos aos mais contemporâneos”, sustentou.

A responsável pelo Pelouro da Cultura realçou ainda a diversidade do cartaz, possibilitando ao público a identificação com algumas peças.

Dos dez espectáculos, nove serão apresentados no Rossio da Sé e têm entrada gratuita. A única peça em espaço fechado e com entrada paga – 5 euros – terá como palco o Theatro Circo, no dia 10 de Julho, às 21h45. ‘Sílvia’ é o nome do espectáculo da ‘Sola do Sapatos Produções’, encenado por Almeno Gonçalves e que conta com a participação de nomes bem conhecido do público, casos de Paulo Pires, Heitor Lourenço, Manuela Couto e Gabriela Barros.

A vereadora da Cultura sublinha ainda a parceria com a Companhia de Teatro de Braga que, no âmbito do programa ibérico, trará ao ‘Mimarte’ três companhias.

O Festiva de Teatro de Braga arranca já no dia 02 de Julho, no Rossio da Sé, às 21h45, com as “Bonequinhas de Ópera”, apresentado pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. O espectáculo, interpretado pelas alunas de Canto do Conservatório, fará uma “viagem por diferentes óperas”.

No dia 03 de Julho sobe ao palco o CENDREV com ‘Este(s) Auto(s) que ora vereis... uma viagem com Mestre Gil Vicente”, e no dia 04 é apresentada a peça ‘Caídos do Céu’, pelo Teatro Montemuro.

No dia 05 de Julho a Nova Comédia Bracarense leva à cena o ‘Morgado de Fafe Amoroso’, uma encenação de Fernando Pinheiro inspirada numa das obras mais representativas obras do teatro camiliano.

A companhia ‘La Nave del Duende’ apresenta, no dia 06 de Julho, ‘Wangari La Niña árbol’. No dia 07, a Companhia Jangada de Pedra protagoniza o espectáculo ‘American Way’; no dia 08 de Julho, o Teatro das Beiras apresenta ‘Loa, Xácara e bugiganga’; no dia 09 de Julho, o PIF’H leva ao palco do Rossio da Sé a peça ‘Agora’.

O Festival de Teatro de Braga encerra no dia 11 de Julho com a peça ‘Fardo’, apresentado pela Companhia ‘peripécia Teatro’. 

Toda a programação sobre o ‘Mimarte’ pode ser obtida em:  http://goo.gl/DmYHRO.

 CMB30062015SERGIOFREITAS0000002115

CAMINHA ORGANIZA ENCONTRO DE TOCADORES DE CONCERTINA

O Município de Caminha, a Associação PédeXumbo, a Associação Coreto, a Junta de Freguesia de Caminha e Vilarelho organizam, de 3 a 5 de Julho de 2015, uma nova edição do ENTRE MARGENS: Encontro de Tocadores.

Este certame que conta com o apoio da Fundação INATEL, visa promover o encontro entre tocadores de instrumentos tradicionais de gerações distintas, fomentando a partilha de conhecimentos, repertórios e técnicas instrumentais.

Os CCD’s INATEL podem inscrever GRATUITAMENTE os seus componentes nas oficinas que integram a programação do ENTRE MARGENS (consultar programa em anexo).

Este "Encontro" contempla sessões de trabalho (oficinas) entre músicos, cantadeiras e bailadores, para além de palestras temáticas, feira de construtores de instrumentos musicais tradicionais, concertos e bailes ao improviso, abertos ao público em geral.

No ano de 2015 o Município de Caminha inclui na programação do ENTRE MARGENS aquele que pretende ser “O Maior Encontro de Tocadores de Concertina do Mundo”, que terá lugar no dia 5 de julho, pelas 17 horas, na Praça Conselheiro Silva Torres, em Caminha. Cada grupo terá oportunidade para passar pelo palco adstrito ao Encontro para que possa interpretar alguns temas dentro do timing definido pela organização.

Para que esta ambição se torne uma realidade, o Município convida V. Exa a juntar-se aos demais tocadores de concertina e a fazer história em Caminha.

As inscrições deverão ser realizadas nos Postos de Turismo do concelho:

- Posto de Turismo de Caminha através do email: maria.vegar@cm-caminha.pt ou do telefone 250 921 952;

- Posto de Turismo de Vila Praia de Âncora através do email: eugenia.sampaio@cm-caminha.pt ou do telefone 258 911 384.

É de realçar que o Município de Caminha poderá disponibilizar transporte por concelho para todos os tocadores que não consigam mobilizar-se até Caminha.

MUNICÍPIO DE BRAGA INAUGURA OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO DA PISCINA DE NOGUEIRA

Município melhora condições de segurança e conforto nas piscinas do Concelho

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esteve presente hoje, dia 30 de Junho, na cerimónia de inauguração das obras de requalificação da Piscina de Nogueira.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002108

A intervenção, no valor de cerca de 25 mil euros, consistiu na construção de uma piscina destinado às crianças e de um depósito exterior para o armazenamento do hipoclorito de sódio. O anterior depósito, localizado no interior, na parte debaixo da piscina, criava problemas de segurança e de conservação do espaço, dado o carácter corrosivo do hipoclorito de sódio.

De acordo com o Edil, a grande responsabilidade do Município passa por dotar as piscinas do Concelho de condições de utilização e funcionamento que garantam aos utilizadores ´total conforto e segurança´. “A Piscina de Nogueira recebe cerca de 500 utentes diários e a nossa principal preocupação passa por trabalhar no sentido de lhes proporcionar a fruição do equipamento em excelentes condições”, afirmou.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002107

Segundo o autarca, Braga tem uma rede de equipamentos desta natureza espalhada um pouco por todo o Concelho que, neste ´período de calor intenso´, torna-se um ´grande atractivo para a ocupação dos tempos livres dos jovens e proporciona momentos de diversão para toda a família´.

Por seu turno, Goreti Machado, presidente da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães, sublinhou que a intervenção torna o espaço ainda mais ´aprazível e seguro´ para a comunidade. “Com o tanque para as crianças asseguramos que os mais novos dispõem de condições dignas para usufruir da piscina e o novo depósito é um alívio em termos de segurança”, afirmou.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002102

Goreti Machado salientou ainda que, nesta época balnear, a Junta de Freguesia criou um bilhete com preços reduzidos para o fim de tarde, bilhetes pré-comprados com a duração de 7 dias, 15 dias ou um mês e um pack família.

“Estes descontos são uma forma de incentivar a população a utilizar a piscina e de permitir aos utilizadores pouparem dinheiro”, referiu, adiantando que, no próximo ano, a Junta pretende criar um espaço que possibilite a entrada de cidadãos com deficiência na água: “Na parte da manhã a piscina é frequentada por pessoas oriundas de IPSS´s e esse projecto é um sonho que temos e pretendemos concretizar já em 2016”.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002094

PRATICANTES DE KARATÉ DE CELORICO DE BASTO REALIZAM CONVÍVIO

Shotokan Karaté-Do Associação Desportiva de Celorico de Basto promoveu lanche convívio

Para encerrar da melhor forma a época desportiva o Shotokan Karaté-Do Associação Desportiva de Celorico de Basto promoveu, no dia 28 de junho, um convívio entre dojos da zona norte.

_DSC8577

A ação iniciou cedo e consistiu numa aula de karaté no polidesportivo do Freixieiro lecionada por Flávio Cunha e Joana Almeida, dois treinadores da modalidade com apoio do sensei Lourenço Rocha, do conselho técnico da UkSP, seguindo-se um lanche convívio no Parque de Merendas de Ourilhe.

O karaté é uma modalidade com cada vez mais praticantes no concelho. “Somos um concelho que respira desporto. Ao longo dos anos temos vindo a apetrechar Celorico de Basto de equipamentos que correspondam às necessidades dos atletas na prática das diferentes modalidades. Ainda existem lacunas mas estamos atentos no sentido de criar as melhores condições para a prática desportiva, nas diferentes modalidades”, reforçou o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

Recordar que os atletas inseridos no Shotokan Karaté-Do Associação Desportiva têm uma participação ativa nos torneios regionais organizados pela União de Karaté Shotokan Portugal, a U.k.S.P com a obtenção de excelentes resultados.

O sensei Lourenço Rocha destacou esta atividade como forma de promoção do convívio entre os atletas. “Esta arte marcial requer muita disciplina e controlo e é isso que incutimos durante os treinos. Terminada a época desportiva achamos salutar promover um convívio entre atletas e familiares, por forma a reforçar os laços que se criam durante a prática da modalidade”.

CAMINHA ACOLHE CURSO BREVE “O MUNICIPALISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL” NOS DIAS 1 E 2 DE JULHO

A partir de amanhã, vai decorrer em Caminha o Curso Breve sobre Municipalismo no Brasil e em Portugal. No salão nobre, dos Paços do Concelho, vão estar em destaque os principais temas do municipalismo do Brasil e de Portugal. A sessão de abertura está agenda para as 9 horas e conta com as intervenções de Miguel Alves, presidente da Câmara municipal e de Gelson Fonseca Júnior, cônsul-geral do Brasil no Porto.

O curso é organizado pelo Núcleo de Estudos em Direito das Autarquias Locais (NEDAL) da Escola de Direito da Universidade do Minho, pela Universidade de Santa Cruz do Sul, Brasil (UNISC) e Câmara Municipal de Caminha. Este curso conta ainda com o apoio da Confederação Nacional de Municípios do Brasil (CNM) e da Associação de Estudos de Direito Regional e Local (AEDREL).

História do Municipalismo no Brasil e em Portugal; Organização e funcionamento dos Municípios nos dois países; Democracia Local; Atribuições e competências dos Municípios portugueses e brasileiros; Finanças Locais – Brasil e Portugal - Situação atual e perspetivas futuras; Controlo interno e externo dos Municípios - Organismos e formas de controlo são as temáticas em destaque nos dias 1 e 2 de julho, em Caminha.

Tal como António Cândido de Oliveira escreveu num artigo de opinião divulgado na edição de hoje do JN este curso visa dar a “conhecer e comparar o sistema de governo municipal nos dois Estados. Há muitas semelhanças mas também há muitas diferenças e serão percorridos durante os dois dias os principais temas de governo”.

No mesmo artigo, o professor da Universidade do Minho ainda refere as Assembleias Municipais de Caminha: “no âmbito da preparação deste Curso constituiu uma agradável surpresa saber que em Caminha as reuniões da assembleia municipal são transmitidas diretamente pela internet, podendo ser acompanhadas em qualquer parte do mundo. Não será, porventura, experiência única em Portugal mas é seguramente muito rara”.

O “O municipalismo em Portugal” conta com a participação de António Cândido de Oliveira, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho; Ricardo Hermany, professor da Universidade de Santa Cruz do Sul – Brasil; Joaquim Freitas Rocha, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho e ainda de Pedro Cruz e Silva, assistente convidado da Escola de Direito da Universidade do Minho.

Programa

1 de julho

9h – Abertura

Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha,

Gelson Fonseca Júnior, Cônsul-Geral do Brasil no Porto.

9h30 – História do Municipalismo no Brasil e em Portugal;

Organização e funcionamento dos Municípios nos dois países;

Democracia Local.

12h30 – Intervalo para almoço.

14h30 – Atribuições e competências dos Municípios portugueses e brasileiros.

17h30 - Encerramento.

2 de julho

9h30 – Finanças Locais – Brasil e Portugal;

Situação atual e perspetivas futuras.

12h30 – Intervalo para almoço.

14h30 – Controlo interno e externo dos Municípios;

Organismos e formas de controlo.

17h30 – Encerramento

ARCUENSES CAMINHAM PELOS TRILHOS DA PENEDA

“12 Meses 12 Trilhos 2015” – Trilho da Peneda

Para o próximo dia 5 de Julho, a Ardal-Porta do Mezio, propõem o Trilho da Peneda permitindo assim aos participantes caminhar em caminhos serranos em plena Serra da Peneda.

Este trilho vai permitir aos participantes percorrer os caminhos carreteiros muito antigos por onde passavam os carros de bois com as suas pesadas cangas que ligam a Aldeia da Peneda e a branda da Bouça dos Homens, dois locais de enorme beleza.

A uma cota de sensivelmente 1000 metros será possível observar a Branda da Bouça dos Homens integrada numa paisagem de singular beleza, por um antiquíssimo caminho apelidado de "pé posto" usado pelos romeiros devotos da Senhora da Peneda.

Nova ascenção até as Faldas da Penameda, a 1215 metros de altitude, onde se irá cruzar a famoso Penedo da Meadinha, adormecido no centro de uma lagoa de águas cristalinas, cuja lenda nos diz que as raparigas solteiras da região iam até à lagoa para atirar uma pedra para cima do penedo! Se a pedra não caísse à água, a rapariga casaria nesse mesmo ano. Este pequeno lago conhecido como “Pântano”, trata-se de uma represa que servia uma mini-hídrica que até meados da década de 80 fornecia a energia elétrica à aldeia da Peneda.
De seguida será dado inicio à aventura descendo a linda calçada medieval que acompanha o declive deste inóspito relevo!

Durante a descida e com a companhia da Fraga da Meadinha, poderemos observar a aldeia e o imponente Santuário da Senhora da Peneda, local de aparição durante o séc. XIII, destino de romaria e local de recolhimento e iluminação espiritual local de procissões e romarias, e a famosa Fraga da Meadinha, muito procurada por inúmeros turistas estrageiros e nacionais, como local de escalada.

Os interessados devem inscrever-se na Porta do Mezio ou através do telefone n.º 258 510 100 ou através do correio eletrónico: portadomezio@ardal.pt.

Venha desfrutar dos encantos da Serra da Peneda e venha caminhar em plena natureza. O silêncio, os sons da natureza, o ar puro e fresco são uma contante ao longo do percurso.

A natureza estará ao nosso alcance e os participantes para além de terem a oportunidade de observar um conjunto de fenómenos naturais, podem ainda observar algumas manadas de cavalos garranos em liberdade e as espécies de fauna e flora características do local.

Venha desfrutar de uma caminhada diferente na natureza!

Caraterísticas do Trilho da Peneda:

Localização do Percurso – Peneda - Gavieira

Local de Encontro - 8h30 – Porta do Mezio (Coordenadas GPS - 41º53'05"N | 8º18'48"W)

Hora de saída - 9:00h – Porta do Mezio

Distância Percorrida – 8,2 km

Duração do Percurso – 4h00

Grau de Dificuldade – Moderado

Âmbito do Percurso – Ecológico/Paisagístico

Cota máxima atingida – 1215 metros (Faldras da Penameda)

QUINTA PEDAGÓGICA DE BRAGA ACOLHE CONVÍVIO DOS SANTOS POPULARES

A Quinta Pedagógica de Braga, o Fundo Social do Município e o Banco Local de Voluntariado do Concelho de Braga promoveram Segunda-feira, 29 de Junho, um convívio que assinalou a quadra dos Santos Populares. Este ano, a iniciativa teve como convidados especiais um grupo de utentes do Centro Social de Adaúfe.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002054

No almoço, que teve uma ementa tradicional e que foi animado com música popular, marcaram presença o vice-presidente da Autarquia, Firmino Marques, e o vereador do Ambiente Altino Bessa.

Além de proporcionar um dia diferente aos utentes do Centro Social de Adaúfe, a iniciativa teve como objectivo agradecer e reconhecer o trabalho desenvolvido ao longo do ano pelos colaboradores da Quinta Pedagógica de Braga, do Banco Local de Voluntariado (BLV) e do Fundo Social.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002055

O Município de Braga destaca o contributo que o BLV dá na promoção e conservação da Quinta Pedagógica de Braga, transformando-a num espaço verdadeiramente inclusivo e acessível a todas as pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida.

Um dos projectos desenvolvido na Quinta é o “Semear para Comer” que congrega voluntários do BLV e utentes da Associação de Paralisia de Braga e que consiste no cultivo de vários produtos hortícolas. No dia 20 de Julho, na Quinta Pedagógica, haverá um almoço para assinalar o final de mais um ano de actividade do projecto. O almoço será confeccionado com os produtos cultivados no âmbito do “Semear para Comer”.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002056

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002057

TERRAS DE BOURO ESCLARECE SOBRE "DESCONTOS SOCIAIS DE ENERGIA"

Sessão de esclarecimento "Descontos Sociais de Energia" a 2 de julho em Terras de Bouro

O Município de Terras de Bouro e a Agência de Energia do Cávado – AEC, em colaboração com a Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e com a RNAE - Associação das Agências de Energia e Ambiente (RNAE), irão promover uma sessão de esclarecimento junto das populações, com vista a informar os consumidores sobre as novas condições de acesso aos descontos sociais de eletricidade e gás natural e sobre o mercado liberalizado da energia.

A sessão ocorrerá a 2 de julho, pelas 14h30, no Salão Nobre do Município de Terras de Bouro e esta iniciativa enquadra-se no âmbito da campanha “Descontos Sociais de Energia: Informe-se bem para decidir bem” e visa informar e esclarecer os consumidores.

PAREDES DE COURA DEBATE AS VANTAGENS DA ALIMENTAÇÃO VEGETARIANA

Comer para um mundo melhor

Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana’. 18 e 19 de julho | Centro Cultural

A atriz e realizadora Sandra Coias, o ator Heitor Lourenço, bem como Alexandra Teixeira da Universidade do Porto, Luísa Agante da Universidade Nova de Lisboa e Jorge Ribeiro da Associação Vida Animal, assim como o ‘vegetarian butcher’ e empresário do ano 2015 Jaap Korteweg, Anna Mulà da Franz Weber Foundation e Marianne Thiem do Parlamento da Holanda são alguns dos intervenientes do Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’, que vai decorrer no fim-de-semana de 18 e 19 de julho no Centro Cultural desta vila do Alto Minho.

Ao longo de dois dias, conferências, debates e filmes vão procurar elucidar-nos como ‘comer para um mundo melhor’, partindo do princípio que “ser vegetariano é sobretudo uma forma diferente de ver o mundo”.

“A preocupação com o impacto ambiental da produção industrial de carne não é nos dias de hoje um assunto que não mereça debate, bem como a procura de uma alimentação cada vez mais saudável é preocupação crescente da nossa sociedade”, explicou o presidente da Câmara de Paredes de Coura, entidade que juntamente com a Associação Quinta das Águias promove este Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’.

Vitor Paulo Pereira sustenta que “refletir sobre estes temas nos dias de hoje é pertinente porque assim estaremos mais próximos daquilo o que vai ser o nosso futuro. Até porque cada vez mais os nossos jovens procuram o vegetarianismo ou um padrão de alimentação flexível que seja uma alternativa à carne, através de dietas mais variadas e mais saudáveis”, acrescentando que “quem não compreende isto não compreende nada. E nós em Paredes de Coura desejamos, sem qualquer arrogância, caminhar à frente, ao mesmo tempo que respeitamos aqueles que pensam de forma mais tradicional ou conservadora. Não queremos ser diferentes, nem modernos, o que queremos é propor alternativas”.

O objectivo deste Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’ é analisar a fundo as diferentes áreas que são afectadas pelas nossas escolhas alimentares e os problemas por estas causados e perceber de que forma poderemos promover uma sociedade e uma economia mais éticas e mais saudáveis para o planeta e os seus habitantes.

Substituir uma dieta de carnes, produtos lácteos e alimentos processados por outra baseada em alimentos vegetais de produção ecológica e sustentável ajudará a criar um planeta mais saudável e onde todos poderemos viver mais felizes.

O Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’ destina-se a todas as pessoas que demonstrem interesse no tema “escolhas alimentares”, em especial aquelas que pretendam identificar oportunidades de desenvolvimento económico e social na região ou no resto do país, através de uma abordagem integrada e multi-disciplinar.

Pág. 1/38