Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GASTRONOMIA TRADICIONAL TEM FESTIVAL NA FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

Decorre no âmbito da Feira Internacional de Artesanato a Semana da Gastronomia Tradicional, constituído este ano como o 2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas – DOP.

FIA 032

Confecionada por seis restaurantes de cozinha tradicional portuguesa em representação de seis regiões do país, este evento constitui ainda uma oportunidade para os visitantes se deliciarem com os melhores pratos e produtos genuínos da nossa culinária.

Do Minho ao Algarve, passando pela Serra da Estrela e o Alentejo, não faltam as melhores iguarias, sem esquecer a doçaria de Almada e a cerveja artesanal que este ano possui presença destacada.

Constituindo a gastronomia nas suas mais diversas variantes uma das vertentes do nosso artesanato, também ela não podia deixar de concorrer para o sucesso deste grandioso certame. Isto porque não é só de barro que se faz o nosso artesanato!

FIA 037

FIA 043

RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA COMEMORA BODAS DE OURO

Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho: 50 anos celebrados, com o cumprimento de rituais

Foi exactamente no passado dia 23, mais concretamente na grande noitada de São João, que a Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho celebrou, em ambiente de verdadeira festa, são folguedo e, como sempre, numa intereção permanente com os forasteiros, a passagem dos seus 50 anos de vida. Mais que nunca, se fez jus ao nosso lema: “Rusgas, é gente que vai, faz e vem das festas…”.

dançadores sécXX

Tal como havíamos anunciado, a concentração e saída da Rusga, demais amigos e admiradores rusgueiros, fez-se junto da sede, situada na Av. Artur Soares (Palhotas). Entre o Grupo de Bombos, ‘Rusga do séc. XX’ e a ‘Rusga do séc. XXI’, foram mais de setenta participantes.

Grupo de Bombos e arco

O ribombar animado do Grupo de Bombos, fazia abrir alas, para que a Rusga do século XX, pode-se mostrar a alegria e a vivacidade do colorido dos seus trajos, bem como, dos ritmos das danças executados ao longo de todo o percurso.

Rusga sécXXI

Como vem ditando a tradição, a ‘Rusga do séc. XX’ abre com o dístico identificativo da associação, briosamente empunhado pela criançada. Logo de seguida, surge a ‘nossa Maria’ - imagem de marca da Rusga -, com o seu já tão afamado, quão típico cesto de merendeiro.

Tocata sécXX

A saída da Rusga, tal como aconteceu ao longo de algumas décadas, fez-se a partir da Praça do Município, junto do edifício dos Paços do Concelho, em direcção ao Parque da Ponte, onde terminamos, o mais próximo possível do orago de São João. Como sempre, exaustos mas muito felizes, cantamos os parabéns - este ano, ainda com mais energia e emoção -, pela passagem dos nossos joviais 50 anos de vida. No sítio do costume do parque, partilhamos o nosso merendeiro por todos aqueles que a nós se juntaram, e, uma vez mais, voltamos a cantar os parabéns, num total de 5 vezes, que, multiplicadas por 10, mostravam a nossa bonita idade. Sopraram-se as velas e o bolo foi degustado.

Parte da Rusga na capela

No dia 24, participamos na Soleníssima Procissão de São João, num registo etno-folclórico 'pós palio', dos romeiros Sanjoaninos. As mulheres mais devotas, empunhando os ex-votos (cabecinhas de cera) e ramos de cravos, como forma de pagamento de promessas. Para ver a Deus e pedir ao Santo, asseiam-se com melhor fato e o ouro que se tem.

Andor de S. João

Ainda no âmbito do programa comemorativo e, porque o 3º tema é precisamente, “Celebração e Memória”, na eucaristia do meio-dia do domingo anterior, lembramos todos os elementos já falecidos, dando especial destaque o celebrante, ao Fecisco, pela sua acção e a obra que nos legou. Graças foram ainda pedidas, para que os atuais elementos possam dar continuidade, da melhor forma possível, ao legado herdado.

Bolo de aniversário

Procissão S.João

Soleníssima procissão_02

Final da Soleníssima procissão de S. João

Pormenor do arco cinquentenário (2)

ANIVERSÁRIO DO CRAV: ARCOS TOUCH FOI APOSTA GANHA!

27 de Junho, um dos dias mais importantes da historia do Clube de Rugby de Arcos de Valdevez. 34º Aniversário do clube e inauguração das obras de beneficiação do campo de rugby. O CRAV dispõe agora de uma das melhores infra-estruturas de rugby disponíveis em Portugal para a prática da modalidade.

Pais filhos e Politicos

Para marcar importante data o CRAV decidiu inovar e organizou um Torneio Internacional de Touch Rugby, algo nunca feito em Portugal. E para uma variante do rugby que agora começa a dar os primeiros passos em Portugal, o clube “apostou” alto. Competiram 16 Equipas distribuídas por 4 grupos, 4 jogos a decorrer em simultâneo. Ocorreram ao torneio equipas de Lisboa, Porto, Braga, Guimaraes, Coimbra, Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Viana do Castelo e ainda da vizinha Espanha (Madrid) e França (Casa dos Arcos de Bordeaux).

MOMENTO DE JOGO 2

Debaixo de um intenso calor, às 14:30h as equipas iniciaram o torneio que viria a ser interrompido pelas 17:30h para a bênção do estádio e inauguração oficial com discursos das diversas individualidades presentes: O presidente do CRAV (Prof. Filipe Machado); o Presidente da FPR (Eng. Luis Amado da Silva); o Presidente da Assembleia Municipal (Dr. Francisco Araújo); o Presidente da Autarquia Arcuense (Dr. João Manuel Esteves) e o Secretário de Estádo do Desporto (Dr. Emidio Guerreiro). De registar também a presença da Casa dos Arcos de Saint Maur que agraciou o Clube com uma placa comemorativa.

MOMENTO DE JOGO 1

Entretanto, já tinha decorrido um emocionante jogo de pais e filhos (menores de 14 anos) e o Torneio recomeçou perto das 18 horas.

Apurados para a final ficaram a equipa do Direito de Lisboa (campões nacionais de rugby de 15 e um dos grandes dinamizadores do Touch Rugby em Portugal), contra a equipa Arcuense do Brisobar (capitaneada por Mário Aguiam e repleta de jovens jogadores do CRAV). Ambas as equipas fizeram um trajecto “limpo” até à final. Mas os Arcuenses tiverem que jogar um prolongamento na meia-final em virtude do empate, no final do tempo regulamentar, frente à excelente equipa do Guimarães. O Direito, esse, tinha deixado pelo caminho a Casa dos Arcos de Bordeaux, que até aí também tinha ganho todos os jogos.´

MOMENTO DE JOGO

Á meia-noite disputou-se a final, ambas as equipas tinham disputado 5 jogos, o equivalente a 160 minutos de rugby, e o cansaço era inevitável. O jogo foi extremamente disputado, mas, depois de um longo dia, a melhor condição física dos Arcuenses suplantou-se à experiencia da, mais veterana equipa do Direito.

A festa continuou noite dentro com a atribuição de prémios a todas as equipas participantes, o cantar de parabéns ao CRAV. A festa culminou com fogo-de-artifício.

Esta vertente do rugby (sem placagem, nem postes) foi uma agradável surpresa, pois permite toda a gente praticar rugby sem lesões, mas sendo extremamente dinâmica obrigando a uma boa condição física.

A organização do Torneio, promete já uma nova edição para 2016 para o ultimo fim-de-semana de Junho.

Fernando Manso

EQUIPAS FINALISTAS BRISOBAR E DIREITO

equipas

CERIMONIA DE INAUGURAÇÃO - Copy

BRISOBAR CAMPEOES

BANCADA CHEIA

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES REALIZA SESSÃO NO CENTRO HISTÓRICO

Tertúlia “Ecoinovação: um fator de competitividade” esta quarta-feira em Guimarães

Conhecer novas oportunidades empresariais, discutir o impacto ambiental de um produto e/ou serviço a par da sua competitividade e apontar oportunidades e desafios são alguns dos objetivos. Entrada livre.

Guimaraes_Tertulia_Ecoinovacao

A Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM), através do LIFTOFF - Gabinete do Empreendedor da AAUM, em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães, organiza esta quarta-feira, 01 de julho, a tertúlia Ecoinovação: um fator de competitividade. Este evento, agendado para as instalações da Casa Amarela, no Largo da Oliveira, decorrerá entre as 20:30 horas e as 22 horas.

Promover a partilha de exemplos, a troca informal de ideias, experiências, contributos e transmitir dicas práticas e úteis que se ajustem e motivem os participantes são os principais objetivos do programa “2Share”, atividade na qual se insere o evento.

Entre os temas da conversa, vão estar a ecoinovação como fator de diferenciação na emergência da economia verde, a importância da aposta em métodos e soluções eficientes, inovadores e lucrativos e o perfil do consumidor consciente e as metodologias que este utiliza para escolhas mais responsáveis ambiental e socialmente.

Jorge Araújo, Diretor Executivo do Centro para Valorização de Resíduos, e Tiago Miranda, Docente do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho e Diretor Executivo do Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade, são os oradores convidados.

MUNICÍPIO DE FAFE ATRIBUI SUBSÍDIOS A SEIS INSTITUIÇÕES DO CONCELHO

Investimento ronda os 37 mil euros

A Câmara Municipal aprovou por unanimidade, no passado dia 18 de junho, a atribuição de subsídios a várias instituições do concelho.

Com um investimento na ordem dos 37 000 euros, o apoio foi concedido ao associativismo de natureza cultural, desportivo e a instituições da área da saúde e de ação social.

Na área da saúde, foi atribuído um subsídio de 5 000 euros à Associação Dadores Benévolos de Sangue, valor também concedido ao Centro Cultural e Desportivo de Trabalhadores da Câmara.

No que toca à ação social, a Delegação da Cruz Vermelha de Fafe vai receber um apoio de 15 000 euros, 8 000 serão distribuídos à Conferência de S. Vicente de Paulo, sendo que a Associação SENTIR vai receber 2 000 euros. À ARPAR – Associação de Reformados e Pensionistas de Arões S. Romão – foi concedido um apoio de 1 000 euros.

Estes valores foram distribuídos de acordo com as necessidades de cada instituição e procuram colmatar as dificuldades detetadas.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, este apoio é mais que justificado pelo trabalho que estas instituições têm desenvolvido em prol do concelho.

É, para nós, muito importante apoiar as instituições e associações do concelho e fazer com que sintam que a Câmara está ao seu lado.

Este apoio financeiro vai ajudar a colmatar muitas das dificuldades e problemas que têm encontrado e desejamos que estes apoios possam ser um contributo para que mantenham  o excelente trabalho que têm feito. A atribuição destes subsídios é justo e meritório.

A Câmara Municipal sempre se comprometeu a ajudar quem ajuda Fafe e os fafenses e é isso que aqui está a acontecer.”

ARCOS DE VALDEVEZ VALORIZA PRODUTOS LOCAIS

Centro de Promoção e Valorização de Produtos Locais da Porta do Mezio encontra-se praticamente concluído

Encontra-se praticamente concluída a empreitada do Centro de Promoção e Valorização de Produtos Locais, da Porta do Mezio.

porta_mezio

Esta empreitada teve como objetivo a recuperação e ampliação de um edifício (antiga casa dos serviços), localizado na Porta do Mezio, para instalação deste Centro, o qual terá por função valorizar produtos locais através da criação de um espaço para exposição e venda, bem como de um local para degustação das iguarias tradicionais. Este local de exposição das Artes e Ofícios Tradicionais também irá complementar a oferta de serviços da Porta do Mezio.

Trata-se de uma intervenção que virá valorizar ainda mais este espaço que, ano após ano regista um número maior de visitantes.

centro_promocao_produtos_locais2

Esta obra, adjudicada por 284.861,70 € (sem IVA), faz parte integrante da Operação designada “Naturminho - Projeto Ancora Turismo de Natureza”, constituída por vários parceiros com o objetivo comum de promoção e valorização do turismo e produtos locais, sendo financiada pelo ON.2 - Eixo 2 - Valorização Económica de Recursos Específicos (PROVERE – MinhoIN), contando com um Investimento elegível total de 241.874,15 € e comparticipação comunitária total no valor de 205.593,03 € (85%).

De realçar que a Porta do Mezio tem um variado leque de ofertas para os turistas e visitantes, nomeadamente, a realização de atividades de desporto de natureza: trilhos pedestres e equestres, canoagem, BTT, canyoning, arborismo, Todo o Terreno, em parceria com empresas de animação turística, oficinas temáticasatividades com escolas e grupos de crianças: jogos tradicionais, caças ao tesouro, peddy-papper, ou ainda a realização do Programa Vigilante Natureza Júnior, ou campo de férias.

Na Porta o visitante encontrará também informação sobre o PNPG, classificado como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO, e o Municípioáreas de lazer e fruição: piscina; torre de observação, abrigo para a observação de Aves, parque aventura; espaço de picnicespaço lazer para criançaseducação ambientalnúcleo museológicoloja com produtos locais, merchandising e publicações, bem como animação turística.

centro_promocao_produtos_locais

REGENERAÇÃO URBANA EM BRAGA GANHA NOVO IMPULSO

Programa de financiamento de 50 milhões destinado a particulares

A partir do próximo dia 9 de Julho estará disponível um programa de financiamento de 50 milhões de euros para a reabilitação urbana, destinado exclusivamente a particulares. O anúncio foi feito por Vítor Reis, presidente do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU), durante o seminário de encerramento do projecto "Regeneração Urbana - Novo Impulso", que decorreu esta Terça-feira, 30 de Junho, na Associação Empresarial de Portugal (AEP) e no qual participou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002090

Este programa, com o apoio do Banco Europeu de Investimento e do Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa, irá permitir o acesso a financiamento aos particulares que pretendam reabilitar, de forma integral, as habitações com mais de 30 anos. O financiamento poderá chegar aos 90% e o prazo máximo empréstimo será de 15 anos, com uma taxa fixa de 2,9%.

Esta medida vem preencher uma falha de mercado e visa facilitar o acesso a financiamento em condições favoráveis com vista a dar um novo impulso à regeneração Urbana. Para Ricardo Rio, esta medida revela-se “extremamente oportuna” numa altura em que a regeneração urbana é um tema que está “em cima da mesa das grandes cidades”.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002087

Segundo o Autarca, os Centros Históricos estão a sofrer “uma degradação acelerada” e para que o paradigma seja alterado “a iniciativa terá que partir dos privados”, sendo que os Municípios deverão ter “um papel facilitador” em todo o processo.

“Os Municípios não são os protagonistas exclusivos dos esforços de regeneração urbana. Eles terão de ser catalisadores dos esforços colectivos que os proprietários têm de desenvolver em termos de reabilitação dos muitos espaços degradados”, afirmou Ricardo Rio, lembrando que, nesse contexto, os Municípios têm feito o seu papel através de múltiplas iniciativas que conjugam políticas de estímulo – com benefícios fiscais ou isenção de taxas municipais nas áreas dos Centros Históricos ou nas empresariais – com as políticas coercivas com a fiscalização de imóveis que não são reabilitados e que se encontram em estado de degradação ou ruina nos centros das cidades.

E é com esse estímulo à iniciativa privada e com a receptividade a contributos da sociedade, que Braga se apresenta na ‘linha da frente’. Segundo o Autarca, projectos como o concurso de ideias para a regeneração da Avenida da Liberdade e das áreas adjacentes, têm o condão de “transformar a Cidade num laboratório vivo”. A cooperação com a Universidade do Minho, através de um “diálogo contínuo” com vista a “aplicar o conhecimento académico nas diferentes áreas da gestão municipal”, foi, também, um dado evidenciado por Ricardo Rio, com o objectivo de fazer de Braga uma “Cidade verdadeiramente inteligente”.

O seminário, desenvolvido pela CIP – Confederação Empresarial de Portugal debruçou-se sobre o tema ‘As cidades e a regeneração: que futuro?’. Neste debate, moderado por Pedro Capucho, da CIP, participaram - além de Ricardo Rio e de Vítor Reis - o presidente da NERBE/AEBAL de Beja, Filipe Pombeiro, e Luís Tão, presidente da NERVIR – Vila Real. A sessão de encerramento esteva a cargo de António Saraiva, presidente da CIP.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002086

MUNICÍPIO DE BRAGA DESAFIA BRACARENSES A “ADOPTAR” TROÇO DO RIO ESTE

‘Projecto Rios’ apresentado no GNRation

O Município de Braga tem em marcha um projecto que desafia os Bracarenses a ‘adoptar’ um troço do Rio Este. O objectivo é sensibilizar os cidadãos para a necessidade de protecção e valorização do rio, contribuindo ao mesmo tempo para a sua conservação.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002110

Para promover a adesão da sociedade Bracarense, realizou-se hoje, dia 30 de Junho, no edifício GNRation, uma sessão de informação que reuniu diversas associações locais, estabelecimentos de ensino, juntas de freguesia e outras entidades.

Altino Bessa, vereador do Ambiente do Município de Braga, explica que o objectivo é encontrar 36 grupos de pessoas que estejam interessados em cuidar de um troço do rio. “Temos cerca de 18 quilómetros de rio no território municipal e, com este projecto, desafiamos a população em geral, as escolas, as Instituições Particulares de Solidariedade Social, as empresas, associações de moradores e as Juntas de Freguesia a participarem e a assumirem o papel de ‘guarda-rios’”, referiu.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002111

O projecto implica a realização de duas acções por ano para avaliação e monitorização da situação em que o troço do rio se encontra, assim como, a realização de acções de limpeza.

Altino Bessa salienta que, sem a ajuda dos cidadãos, o processo de despoluição do rio Este é mais difícil. “Se tivermos a colaboração de todos será mais fácil atingir o objectivo de devolver o rio à população. Se conseguirmos os 36 grupos para o ‘Projecto Rios’ teremos, certamente, um rio mais cuidado e menos poluído ”, afirmou.

O vereador recorda que o Município de Braga está actualmente a fazer um trabalho de monitorização da qualidade da água, com a recolha mensal de amostras em dez pontos do rio Este. “Em termos de fiscalização, este trabalho permite actuar de uma forma mais incisiva. Contamos para isso com a colaboração da AGERE, que é a entidade com os meios técnicos necessários para proceder à fiscalização de eventuais ligações ilegais ao rio”, acrescentou.

De referir que o projecto nasceu em Espanha em 1997 e chegou a Portugal em 2006, sendo actualmente a ASPEA – Associação Portuguesa de Educação Ambiental a sua entidade coordenadora. Desde então, o ‘Projecto Rios’ tem conseguido a adesão de diversas entidades institucionais, desde Câmaras Municipais, Juntas de Freguesia, Escolas, Associações, Organizações Não Governamentais, Institutos e Centros de Investigação, empresas e população em geral.

Ao aderir ao projecto, o Município de Braga quer estar na “linha da frente” e dar o “exemplo aos outros concelhos”.

O Exemplo do Externato Infante D. Henrique

O Externato Infante D. Henrique – Alfacoop, em Ruílhe, foi uma das entidades que participou na sessão realizada hoje, no GNRation, dando testemunho do trabalho que tem vindo a ser realizado pela comunidade escolar no âmbito deste projecto. “Aderimos ao ‘Projecto Rios’ há três anos. Fizemos o reconhecimento do troço do rio e temos realizado diversas acções de limpeza, com a recolha do lixo que se vai acumulando, e feito até a plantação de árvores”, conta Rui Leite, do Externato Infante D. Henrique.

O docente realça a importância do projecto na sensibilização da comunidade escolar para a preservação ambiental. “O projecto foi bem recebido pelos alunos e acaba por se enquadrar no trabalho que a Alfacoop desenvolve em termos ambientais. O projecto motivou até a criação de um trilho interpretativo pelas margens do rio Este”, acrescenta. 

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002112

“MIMARTE” DEMOCRATIZA ACESSO AO TEATRO E À CULTURA EM BRAGA

Festival de Teatro de Braga decorre de 02 a 11 de Julho, no Rossio da Sé

O Rossio da Sé, em Braga, volta a ser o palco de excelência para mais uma edição do ‘Mimarte – Festival de Teatro de Braga’, que decorre entre os dias 02 e 11 de Julho. A iniciativa é promovida pelo Município de Braga e tem como objectivo democratizar o acesso ao Teatro e à Cultura.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002114

Na apresentação da edição 2015, realizada hoje, 30 de Junho, a vereadora da Cultura, Lídia Dias, destacou a qualidade dos dez espectáculos que integram o programa orçado em cerca de 40 mil euros. “O ‘Mimarte’ é conhecido por apresentar peças de qualidade e por conseguir agregar diferentes públicos, que consegue trabalhar diferentes textos, desde os clássicos aos mais contemporâneos”, sustentou.

A responsável pelo Pelouro da Cultura realçou ainda a diversidade do cartaz, possibilitando ao público a identificação com algumas peças.

Dos dez espectáculos, nove serão apresentados no Rossio da Sé e têm entrada gratuita. A única peça em espaço fechado e com entrada paga – 5 euros – terá como palco o Theatro Circo, no dia 10 de Julho, às 21h45. ‘Sílvia’ é o nome do espectáculo da ‘Sola do Sapatos Produções’, encenado por Almeno Gonçalves e que conta com a participação de nomes bem conhecido do público, casos de Paulo Pires, Heitor Lourenço, Manuela Couto e Gabriela Barros.

A vereadora da Cultura sublinha ainda a parceria com a Companhia de Teatro de Braga que, no âmbito do programa ibérico, trará ao ‘Mimarte’ três companhias.

O Festiva de Teatro de Braga arranca já no dia 02 de Julho, no Rossio da Sé, às 21h45, com as “Bonequinhas de Ópera”, apresentado pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga. O espectáculo, interpretado pelas alunas de Canto do Conservatório, fará uma “viagem por diferentes óperas”.

No dia 03 de Julho sobe ao palco o CENDREV com ‘Este(s) Auto(s) que ora vereis... uma viagem com Mestre Gil Vicente”, e no dia 04 é apresentada a peça ‘Caídos do Céu’, pelo Teatro Montemuro.

No dia 05 de Julho a Nova Comédia Bracarense leva à cena o ‘Morgado de Fafe Amoroso’, uma encenação de Fernando Pinheiro inspirada numa das obras mais representativas obras do teatro camiliano.

A companhia ‘La Nave del Duende’ apresenta, no dia 06 de Julho, ‘Wangari La Niña árbol’. No dia 07, a Companhia Jangada de Pedra protagoniza o espectáculo ‘American Way’; no dia 08 de Julho, o Teatro das Beiras apresenta ‘Loa, Xácara e bugiganga’; no dia 09 de Julho, o PIF’H leva ao palco do Rossio da Sé a peça ‘Agora’.

O Festival de Teatro de Braga encerra no dia 11 de Julho com a peça ‘Fardo’, apresentado pela Companhia ‘peripécia Teatro’. 

Toda a programação sobre o ‘Mimarte’ pode ser obtida em:  http://goo.gl/DmYHRO.

 CMB30062015SERGIOFREITAS0000002115

CAMINHA ORGANIZA ENCONTRO DE TOCADORES DE CONCERTINA

O Município de Caminha, a Associação PédeXumbo, a Associação Coreto, a Junta de Freguesia de Caminha e Vilarelho organizam, de 3 a 5 de Julho de 2015, uma nova edição do ENTRE MARGENS: Encontro de Tocadores.

Este certame que conta com o apoio da Fundação INATEL, visa promover o encontro entre tocadores de instrumentos tradicionais de gerações distintas, fomentando a partilha de conhecimentos, repertórios e técnicas instrumentais.

Os CCD’s INATEL podem inscrever GRATUITAMENTE os seus componentes nas oficinas que integram a programação do ENTRE MARGENS (consultar programa em anexo).

Este "Encontro" contempla sessões de trabalho (oficinas) entre músicos, cantadeiras e bailadores, para além de palestras temáticas, feira de construtores de instrumentos musicais tradicionais, concertos e bailes ao improviso, abertos ao público em geral.

No ano de 2015 o Município de Caminha inclui na programação do ENTRE MARGENS aquele que pretende ser “O Maior Encontro de Tocadores de Concertina do Mundo”, que terá lugar no dia 5 de julho, pelas 17 horas, na Praça Conselheiro Silva Torres, em Caminha. Cada grupo terá oportunidade para passar pelo palco adstrito ao Encontro para que possa interpretar alguns temas dentro do timing definido pela organização.

Para que esta ambição se torne uma realidade, o Município convida V. Exa a juntar-se aos demais tocadores de concertina e a fazer história em Caminha.

As inscrições deverão ser realizadas nos Postos de Turismo do concelho:

- Posto de Turismo de Caminha através do email: maria.vegar@cm-caminha.pt ou do telefone 250 921 952;

- Posto de Turismo de Vila Praia de Âncora através do email: eugenia.sampaio@cm-caminha.pt ou do telefone 258 911 384.

É de realçar que o Município de Caminha poderá disponibilizar transporte por concelho para todos os tocadores que não consigam mobilizar-se até Caminha.

MUNICÍPIO DE BRAGA INAUGURA OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO DA PISCINA DE NOGUEIRA

Município melhora condições de segurança e conforto nas piscinas do Concelho

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esteve presente hoje, dia 30 de Junho, na cerimónia de inauguração das obras de requalificação da Piscina de Nogueira.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002108

A intervenção, no valor de cerca de 25 mil euros, consistiu na construção de uma piscina destinado às crianças e de um depósito exterior para o armazenamento do hipoclorito de sódio. O anterior depósito, localizado no interior, na parte debaixo da piscina, criava problemas de segurança e de conservação do espaço, dado o carácter corrosivo do hipoclorito de sódio.

De acordo com o Edil, a grande responsabilidade do Município passa por dotar as piscinas do Concelho de condições de utilização e funcionamento que garantam aos utilizadores ´total conforto e segurança´. “A Piscina de Nogueira recebe cerca de 500 utentes diários e a nossa principal preocupação passa por trabalhar no sentido de lhes proporcionar a fruição do equipamento em excelentes condições”, afirmou.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002107

Segundo o autarca, Braga tem uma rede de equipamentos desta natureza espalhada um pouco por todo o Concelho que, neste ´período de calor intenso´, torna-se um ´grande atractivo para a ocupação dos tempos livres dos jovens e proporciona momentos de diversão para toda a família´.

Por seu turno, Goreti Machado, presidente da União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães, sublinhou que a intervenção torna o espaço ainda mais ´aprazível e seguro´ para a comunidade. “Com o tanque para as crianças asseguramos que os mais novos dispõem de condições dignas para usufruir da piscina e o novo depósito é um alívio em termos de segurança”, afirmou.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002102

Goreti Machado salientou ainda que, nesta época balnear, a Junta de Freguesia criou um bilhete com preços reduzidos para o fim de tarde, bilhetes pré-comprados com a duração de 7 dias, 15 dias ou um mês e um pack família.

“Estes descontos são uma forma de incentivar a população a utilizar a piscina e de permitir aos utilizadores pouparem dinheiro”, referiu, adiantando que, no próximo ano, a Junta pretende criar um espaço que possibilite a entrada de cidadãos com deficiência na água: “Na parte da manhã a piscina é frequentada por pessoas oriundas de IPSS´s e esse projecto é um sonho que temos e pretendemos concretizar já em 2016”.

CMB30062015SERGIOFREITAS0000002094

PRATICANTES DE KARATÉ DE CELORICO DE BASTO REALIZAM CONVÍVIO

Shotokan Karaté-Do Associação Desportiva de Celorico de Basto promoveu lanche convívio

Para encerrar da melhor forma a época desportiva o Shotokan Karaté-Do Associação Desportiva de Celorico de Basto promoveu, no dia 28 de junho, um convívio entre dojos da zona norte.

_DSC8577

A ação iniciou cedo e consistiu numa aula de karaté no polidesportivo do Freixieiro lecionada por Flávio Cunha e Joana Almeida, dois treinadores da modalidade com apoio do sensei Lourenço Rocha, do conselho técnico da UkSP, seguindo-se um lanche convívio no Parque de Merendas de Ourilhe.

O karaté é uma modalidade com cada vez mais praticantes no concelho. “Somos um concelho que respira desporto. Ao longo dos anos temos vindo a apetrechar Celorico de Basto de equipamentos que correspondam às necessidades dos atletas na prática das diferentes modalidades. Ainda existem lacunas mas estamos atentos no sentido de criar as melhores condições para a prática desportiva, nas diferentes modalidades”, reforçou o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

Recordar que os atletas inseridos no Shotokan Karaté-Do Associação Desportiva têm uma participação ativa nos torneios regionais organizados pela União de Karaté Shotokan Portugal, a U.k.S.P com a obtenção de excelentes resultados.

O sensei Lourenço Rocha destacou esta atividade como forma de promoção do convívio entre os atletas. “Esta arte marcial requer muita disciplina e controlo e é isso que incutimos durante os treinos. Terminada a época desportiva achamos salutar promover um convívio entre atletas e familiares, por forma a reforçar os laços que se criam durante a prática da modalidade”.

CAMINHA ACOLHE CURSO BREVE “O MUNICIPALISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL” NOS DIAS 1 E 2 DE JULHO

A partir de amanhã, vai decorrer em Caminha o Curso Breve sobre Municipalismo no Brasil e em Portugal. No salão nobre, dos Paços do Concelho, vão estar em destaque os principais temas do municipalismo do Brasil e de Portugal. A sessão de abertura está agenda para as 9 horas e conta com as intervenções de Miguel Alves, presidente da Câmara municipal e de Gelson Fonseca Júnior, cônsul-geral do Brasil no Porto.

O curso é organizado pelo Núcleo de Estudos em Direito das Autarquias Locais (NEDAL) da Escola de Direito da Universidade do Minho, pela Universidade de Santa Cruz do Sul, Brasil (UNISC) e Câmara Municipal de Caminha. Este curso conta ainda com o apoio da Confederação Nacional de Municípios do Brasil (CNM) e da Associação de Estudos de Direito Regional e Local (AEDREL).

História do Municipalismo no Brasil e em Portugal; Organização e funcionamento dos Municípios nos dois países; Democracia Local; Atribuições e competências dos Municípios portugueses e brasileiros; Finanças Locais – Brasil e Portugal - Situação atual e perspetivas futuras; Controlo interno e externo dos Municípios - Organismos e formas de controlo são as temáticas em destaque nos dias 1 e 2 de julho, em Caminha.

Tal como António Cândido de Oliveira escreveu num artigo de opinião divulgado na edição de hoje do JN este curso visa dar a “conhecer e comparar o sistema de governo municipal nos dois Estados. Há muitas semelhanças mas também há muitas diferenças e serão percorridos durante os dois dias os principais temas de governo”.

No mesmo artigo, o professor da Universidade do Minho ainda refere as Assembleias Municipais de Caminha: “no âmbito da preparação deste Curso constituiu uma agradável surpresa saber que em Caminha as reuniões da assembleia municipal são transmitidas diretamente pela internet, podendo ser acompanhadas em qualquer parte do mundo. Não será, porventura, experiência única em Portugal mas é seguramente muito rara”.

O “O municipalismo em Portugal” conta com a participação de António Cândido de Oliveira, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho; Ricardo Hermany, professor da Universidade de Santa Cruz do Sul – Brasil; Joaquim Freitas Rocha, professor da Escola de Direito da Universidade do Minho e ainda de Pedro Cruz e Silva, assistente convidado da Escola de Direito da Universidade do Minho.

Programa

1 de julho

9h – Abertura

Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha,

Gelson Fonseca Júnior, Cônsul-Geral do Brasil no Porto.

9h30 – História do Municipalismo no Brasil e em Portugal;

Organização e funcionamento dos Municípios nos dois países;

Democracia Local.

12h30 – Intervalo para almoço.

14h30 – Atribuições e competências dos Municípios portugueses e brasileiros.

17h30 - Encerramento.

2 de julho

9h30 – Finanças Locais – Brasil e Portugal;

Situação atual e perspetivas futuras.

12h30 – Intervalo para almoço.

14h30 – Controlo interno e externo dos Municípios;

Organismos e formas de controlo.

17h30 – Encerramento

ARCUENSES CAMINHAM PELOS TRILHOS DA PENEDA

“12 Meses 12 Trilhos 2015” – Trilho da Peneda

Para o próximo dia 5 de Julho, a Ardal-Porta do Mezio, propõem o Trilho da Peneda permitindo assim aos participantes caminhar em caminhos serranos em plena Serra da Peneda.

Este trilho vai permitir aos participantes percorrer os caminhos carreteiros muito antigos por onde passavam os carros de bois com as suas pesadas cangas que ligam a Aldeia da Peneda e a branda da Bouça dos Homens, dois locais de enorme beleza.

A uma cota de sensivelmente 1000 metros será possível observar a Branda da Bouça dos Homens integrada numa paisagem de singular beleza, por um antiquíssimo caminho apelidado de "pé posto" usado pelos romeiros devotos da Senhora da Peneda.

Nova ascenção até as Faldas da Penameda, a 1215 metros de altitude, onde se irá cruzar a famoso Penedo da Meadinha, adormecido no centro de uma lagoa de águas cristalinas, cuja lenda nos diz que as raparigas solteiras da região iam até à lagoa para atirar uma pedra para cima do penedo! Se a pedra não caísse à água, a rapariga casaria nesse mesmo ano. Este pequeno lago conhecido como “Pântano”, trata-se de uma represa que servia uma mini-hídrica que até meados da década de 80 fornecia a energia elétrica à aldeia da Peneda.
De seguida será dado inicio à aventura descendo a linda calçada medieval que acompanha o declive deste inóspito relevo!

Durante a descida e com a companhia da Fraga da Meadinha, poderemos observar a aldeia e o imponente Santuário da Senhora da Peneda, local de aparição durante o séc. XIII, destino de romaria e local de recolhimento e iluminação espiritual local de procissões e romarias, e a famosa Fraga da Meadinha, muito procurada por inúmeros turistas estrageiros e nacionais, como local de escalada.

Os interessados devem inscrever-se na Porta do Mezio ou através do telefone n.º 258 510 100 ou através do correio eletrónico: portadomezio@ardal.pt.

Venha desfrutar dos encantos da Serra da Peneda e venha caminhar em plena natureza. O silêncio, os sons da natureza, o ar puro e fresco são uma contante ao longo do percurso.

A natureza estará ao nosso alcance e os participantes para além de terem a oportunidade de observar um conjunto de fenómenos naturais, podem ainda observar algumas manadas de cavalos garranos em liberdade e as espécies de fauna e flora características do local.

Venha desfrutar de uma caminhada diferente na natureza!

Caraterísticas do Trilho da Peneda:

Localização do Percurso – Peneda - Gavieira

Local de Encontro - 8h30 – Porta do Mezio (Coordenadas GPS - 41º53'05"N | 8º18'48"W)

Hora de saída - 9:00h – Porta do Mezio

Distância Percorrida – 8,2 km

Duração do Percurso – 4h00

Grau de Dificuldade – Moderado

Âmbito do Percurso – Ecológico/Paisagístico

Cota máxima atingida – 1215 metros (Faldras da Penameda)

QUINTA PEDAGÓGICA DE BRAGA ACOLHE CONVÍVIO DOS SANTOS POPULARES

A Quinta Pedagógica de Braga, o Fundo Social do Município e o Banco Local de Voluntariado do Concelho de Braga promoveram Segunda-feira, 29 de Junho, um convívio que assinalou a quadra dos Santos Populares. Este ano, a iniciativa teve como convidados especiais um grupo de utentes do Centro Social de Adaúfe.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002054

No almoço, que teve uma ementa tradicional e que foi animado com música popular, marcaram presença o vice-presidente da Autarquia, Firmino Marques, e o vereador do Ambiente Altino Bessa.

Além de proporcionar um dia diferente aos utentes do Centro Social de Adaúfe, a iniciativa teve como objectivo agradecer e reconhecer o trabalho desenvolvido ao longo do ano pelos colaboradores da Quinta Pedagógica de Braga, do Banco Local de Voluntariado (BLV) e do Fundo Social.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002055

O Município de Braga destaca o contributo que o BLV dá na promoção e conservação da Quinta Pedagógica de Braga, transformando-a num espaço verdadeiramente inclusivo e acessível a todas as pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida.

Um dos projectos desenvolvido na Quinta é o “Semear para Comer” que congrega voluntários do BLV e utentes da Associação de Paralisia de Braga e que consiste no cultivo de vários produtos hortícolas. No dia 20 de Julho, na Quinta Pedagógica, haverá um almoço para assinalar o final de mais um ano de actividade do projecto. O almoço será confeccionado com os produtos cultivados no âmbito do “Semear para Comer”.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002056

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002057

TERRAS DE BOURO ESCLARECE SOBRE "DESCONTOS SOCIAIS DE ENERGIA"

Sessão de esclarecimento "Descontos Sociais de Energia" a 2 de julho em Terras de Bouro

O Município de Terras de Bouro e a Agência de Energia do Cávado – AEC, em colaboração com a Direcção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e com a RNAE - Associação das Agências de Energia e Ambiente (RNAE), irão promover uma sessão de esclarecimento junto das populações, com vista a informar os consumidores sobre as novas condições de acesso aos descontos sociais de eletricidade e gás natural e sobre o mercado liberalizado da energia.

A sessão ocorrerá a 2 de julho, pelas 14h30, no Salão Nobre do Município de Terras de Bouro e esta iniciativa enquadra-se no âmbito da campanha “Descontos Sociais de Energia: Informe-se bem para decidir bem” e visa informar e esclarecer os consumidores.

PAREDES DE COURA DEBATE AS VANTAGENS DA ALIMENTAÇÃO VEGETARIANA

Comer para um mundo melhor

Congresso Internacional Paredes de Coura Vegetariana’. 18 e 19 de julho | Centro Cultural

A atriz e realizadora Sandra Coias, o ator Heitor Lourenço, bem como Alexandra Teixeira da Universidade do Porto, Luísa Agante da Universidade Nova de Lisboa e Jorge Ribeiro da Associação Vida Animal, assim como o ‘vegetarian butcher’ e empresário do ano 2015 Jaap Korteweg, Anna Mulà da Franz Weber Foundation e Marianne Thiem do Parlamento da Holanda são alguns dos intervenientes do Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’, que vai decorrer no fim-de-semana de 18 e 19 de julho no Centro Cultural desta vila do Alto Minho.

Ao longo de dois dias, conferências, debates e filmes vão procurar elucidar-nos como ‘comer para um mundo melhor’, partindo do princípio que “ser vegetariano é sobretudo uma forma diferente de ver o mundo”.

“A preocupação com o impacto ambiental da produção industrial de carne não é nos dias de hoje um assunto que não mereça debate, bem como a procura de uma alimentação cada vez mais saudável é preocupação crescente da nossa sociedade”, explicou o presidente da Câmara de Paredes de Coura, entidade que juntamente com a Associação Quinta das Águias promove este Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’.

Vitor Paulo Pereira sustenta que “refletir sobre estes temas nos dias de hoje é pertinente porque assim estaremos mais próximos daquilo o que vai ser o nosso futuro. Até porque cada vez mais os nossos jovens procuram o vegetarianismo ou um padrão de alimentação flexível que seja uma alternativa à carne, através de dietas mais variadas e mais saudáveis”, acrescentando que “quem não compreende isto não compreende nada. E nós em Paredes de Coura desejamos, sem qualquer arrogância, caminhar à frente, ao mesmo tempo que respeitamos aqueles que pensam de forma mais tradicional ou conservadora. Não queremos ser diferentes, nem modernos, o que queremos é propor alternativas”.

O objectivo deste Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’ é analisar a fundo as diferentes áreas que são afectadas pelas nossas escolhas alimentares e os problemas por estas causados e perceber de que forma poderemos promover uma sociedade e uma economia mais éticas e mais saudáveis para o planeta e os seus habitantes.

Substituir uma dieta de carnes, produtos lácteos e alimentos processados por outra baseada em alimentos vegetais de produção ecológica e sustentável ajudará a criar um planeta mais saudável e onde todos poderemos viver mais felizes.

O Congresso Internacional ‘Paredes de Coura Vegetariana’ destina-se a todas as pessoas que demonstrem interesse no tema “escolhas alimentares”, em especial aquelas que pretendam identificar oportunidades de desenvolvimento económico e social na região ou no resto do país, através de uma abordagem integrada e multi-disciplinar.

RESTAURANTES EM VIANA DO CASTELO VÃO SERVIR CARNE DE TOURO BRAVO POR ALTURA DA TOURADA

Quatro restaurantes vianenses vão confecionar e servir ao público carne de touro bravo

O Movimento Cívico “Vianenses pela Liberdade” vai este ano levar a efeito em Viana do Castelo uma exposição de fotografia taurina, por ocasião das festas de Nossa Senhora d’Agonia, devendo ser inaugurada no dia 17 de agosto, em hora e local a anunciar brevemente.

537197_432928786815999_189358751_n

A iniciativa insere-se num programa mais vasto designado por I Semana de Cultura Tauromáquica de Viana do Castelo e deverá naturalmente incluir a tourada que nos últimos anos cuja realização tem nos últimos anos contado com a oposição da Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Quatro restaurantes vão confecionar e servir ao público carne de touro bravo e encontra-se também prevista uma sessão de fados, entre outras iniciativas que a organização espera anunciar brevemente.

O Movimento Cívico “Vianenses pela Liberdade” aposta tornar este ano Viana do Castelo “a cidade mais taurina de Portugal”.

FEIRA DO 27 EM MONÇÃO VOLTA A DAR QUE FALAR

Certame, dedicado à comercialização de gado e produtos do campo, realizou-se no passado sábado, 27 de junho, no lugar de Santo Amaro, em Ceivães. Em silêncio há quatro décadas, o regresso fez-se com estrondo. A continuidade está garantida.

Com organização da União de Freguesias de Ceivães e Badim e da Associação Cultural, Desportiva e Social dos Jovens de Ceivães, realizou-se no passado sábado, 27 de junho, a Feira do 27, em Ceivães. O resultado é claramente encorajador, perspetivando-se a sua continuidade no próximo ano.

Em silêncio há mais de quatro décadas, a Feira do 27 regressou com voz grossa. O Lugar de Santo Amaro decorou-se a preceito, as recriações à moda antiga resultaram em pleno, a feira do gado trouxe animais fortes e robustos, e a população respondeu ao toque da sineta para “acudir” ao largo da feira.

Pode-se afirmar, sem cair em exageros, que o certame, dedicado à comercialização de gado e produtos do campo, teve um regresso em grande estilo, recebendo elogios de quem ainda se lembra da feira mas também daqueles que assistiam pela primeira vez.

Presente na sessão de abertura, o autarca local, Augusto de Oliveira Domingues, sublinhou que “Monção fervilha de animação” com “manifestações várias de promoção cultural em várias freguesias do concelho” Lembrou que “este género de iniciativas ajuda a valorizar o que é nosso e a facilitar o escoamento de produtos” e agradeceu “o empenho e dedicação da organização na realização do certame”.

“Não queremos que o Portugal das aldeias morra. Teimamos na sua preservação. Este exemplo, como outros, demonstram bem que os autarcas locais, as associações de jovens e a iniciativa privada, estão apostados na revitalização de tradições e no desenvolvimento de conceitos ligados ao mundo rural” adiantou.

Além do autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, marcaram presença na sessão de abertura os deputados na Assembleia da República, Jorge Fão e Abel Baptista, este último também vereador da Câmara Municipal de Monção, os vereadores do PSD, João Garrido e Natália Rocha, e o presidente da União de Freguesias de Ceivães/Badim, Carlos Vilarinho.

Apoiada pela Câmara Municipal de Monção, a Feira do 27 compreendeu um concurso de gado, animação popular com concertinas e ranchos folclóricos, verbena pela noite dentro e expositores com artesanato local, doçaria tradicional e produtos de campo como hortaliças, legumes, ovos, feijão etc.

O objetivo central assentou na recuperação de um certame vocacionado para a promoção e comercialização de gado que ainda está vivo na memória dos mais velhos, uma vez que esta feira, em pousio durante quarenta anos, era bastante conhecida e procurada pelos comerciantes de gado da região.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO CABECEIRENSE PARTICIPA NAS JORNADAS DA SAÚDE DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE S. MIGUEL DE REFOJOS

A convite da Santa Casa da Misericórdia de S. Miguel de Refojos e da Provedora, Dra. Natália Correia, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, marcou presença na segunda edição das Jornadas da Saúde, um evento que se realizou no passado sábado, dia 27 de junho, nas instalações da Unidade de Cuidados Continuados, Dr. Francisco Meireles, durante a manhã, e no auditório da Casa do Tempo, durante a tarde, onde foram debatidos temas como ‘A Singularidade dos Cuidados Continuados’ e a ‘Saúde e Qualidade de Vida na Terceira Idade’.

Dezenas de pessoas associaram-se ao evento que promoveu, também, na Unidade de Cuidados Continuados, a realização de rastreios de saúde, designadamente tensão arterial, colesterol, glicémia, triglicéridos e índice de massa corporal.

Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal regozijou-se com a realização desta iniciativa que permitiu juntar na Casa do Tempo profissionais ligados às diversas áreas da saúde.

“A Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras de Basto é uma instituição que presta um verdadeiro apoio social aos utentes, mas também aos cuidadores e suas famílias. Um parceiro do Município nas questões voltadas para a saúde”, salientou Francisco Alves, afirmando que os temas em discussão “são muito atuais e de grande interesse nos dias que correm”.

“A saúde, a par da área social e da educação, sempre estiveram no centro das nossas preocupações pelo que só podemos estar gratos aos parceiros que connosco têm promovido a melhoria da qualidade de vida das nossas gentes”, destacou o autarca, referindo que a “qualidade dos profissionais que trabalham na Misericórdia garantem um bom serviço de saúde aos doentes”.

E finalizou: “consideramos que os vossos exemplos podem desenvolver novas sinergias para atingir com maior sucesso as metas a que todos nos propomos, proporcionando, assim, melhores condições de vida às populações”.

Por seu turno, a Provedora da Santa Casa, Dra. Natália Correia, agradecendo a presença de todos destacou “os serviços de excelência” prestados pela Misericórdia de S. Miguel de Refojos no que se refere ao apoio aos doentes e idosos carenciados.

A Santa Casa da Misericórdia “é uma instituição de referência reconhecida pela qualidade dos seus serviços”, considerou a provedora, salientando que com a entrada em funcionamento da Unidade de Cuidados Continuados foram abraçados novos desafios.

BOSH DESENVOLVE TECNOLOGIA DO FUTURO A PARTIR DE BRAGA

Empresa prevê criar mais mil postos de trabalho até 2020

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, acompanhou esta Segunda-feira, 29 de Junho, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, numa visita que o governante realizou às instalações da Bosch Car Multimedia Portugal, sediadas em Braga, no âmbito do encerramento da primeira fase do projecto Human Machine Interface Excellence (HMIExcel), uma parceria entre a Bosch e a Universidade do Minho, que visa o desenvolvimento e produção do futuro conceito de mobilidade no sector automóvel.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002071

O projecto, que teve o seu início há dois anos representa um investimento de 19 milhões de euros, resultando em 14 projectos e dez patentes registadas no desenvolvimento do ‘cockpit do futuro’, envolvendo cerca de 300 pessoas. A parceria prevê, para os próximos três anos, um investimento de 56 milhões de euros na evolução de 38 novos projectos, sendo que a empresa alemã, sediada em Braga, aposta na contratação de mais mil colaboradores até 2020.

Este foi um dado enaltecido por Ricardo Rio, lembrando que Braga tem sido, neste particular, ‘fonte de boas notícias e de sinais de esperança no futuro’. “Do ponto de vista económico, os indicadores de redução do desemprego, de criação líquida de novos postos de trabalho e de atracção de investimento, de projectos que ajudem ao desenvolvimento do território, Braga tem tido um papel notável nas diversas áreas de actividade”, referiu.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002065

Lembrando as palavras do primeiro-ministro numa recente visita à capital do Minho, em que Pedro Passos Coelho afirmou que “era importante que o País soubesse acompanhar a ‘pedalada’ de Braga”, o Autarca afirmou que este o projecto HMIExcel, “é uma das muitas comprovações de uma estratégia que está delineada entre todos os agentes do território e que passa por aproveitar os muitos recursos que Braga tem para oferecer”, destacando, neste particular, a Universidade do Minho e a Bosch, “um dos principais agente económicos de Braga” e que tem tido uma postura de “grande interacção com a comunidade Bracarense”.

O projecto já tinha sido ‘apadrinhado’ pelo primeiro-ministro no início do processo. Agora, passados dois anos, Pedro Passos Coelho mostrou a sua satisfação por “testemunhar o sucesso do projecto e a renovação dessa ambição para o futuro próximo”. “A economia nacional precisa de beneficiar muito da inovação e da melhoria de qualidade do seu capital humano e o Governo está empenhado em apoiar projectos que, como este, são uma clara mais-valia para o desenvolvimento do nosso País”, referiu, acrescentando que “parcerias entre empresas sólidas e globais como a Bosch e instituições dinâmicas como a Universidade do Minho, são um exemplo que deve ser repercutido em todo o território nacional”.

Por seu turno o reitor da Universidade do Minho, António Cunha, referiu que este é “um projecto fantástico com muita ambição e que constitui um desafio para as duas partes, com o objectivo de moldar o futuro e ser uma referência na área tecnológica a nível mundial”.

Já Sven Ost, administrador da Bosch, referiu que este é um “momento muito especial” para a empresa, para a Universidade, para a Região e para todo o País, no reconhecimento de “um dos mais ambiciosos projectos de investigação e desenvolvimento tecnológico alguma vez realizado em Portugal e considerado de interesse estratégico nacional”, agradecendo todo o apoio do Governo Português na concretização do projecto HMIExcel.

A empresa continua a olhar para a Bosch em Braga “como uma localização competitiva para as actividades de desenvolvimento e produção”, sustentando que com este projecto a empresa alemã tem “contribuído activamente para a construção da boa reputação da tecnologia desenvolvida e produzida em Portugal, e exportada a nível mundial”, concluiu.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002063

CARLA COUTO FOI A CELORICO DE BASTO FALAR COM AS CRIANÇAS

Campo de Férias de Celorico de Basto recebeu Carla Couto

Carla Couto, ex-Jogadora da Seleção Portuguesa de Futebol Feminino, esteve no campo de férias de Gandarela, no dia 26 de junho. A “jogadora do século” foi alvo de múltiplas questões lançadas pelas crianças que integram o programa.

_DSC4677

Foi um dia particularmente especial para este grupo de crianças que puderam interagir de perto com uma atleta consagrada. “É de facto importante valorizar estes momentos de convivio e interação com atletas de tão elevado palmarés. A Carla Couto tem um curriculum desportivo invejável e é, de facto, um exemplo de força e determinação para as crianças que frequentam o campo de férias”, disse o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto.

A iniciativa integra-se no plano de atividades do Campo de Férias que procura atuar em vários ângulos por forma a dar o máximo de atividades pedagógicas e lúdicas às crianças que o integram. “Este campo de férias é multidiscilplinar apesar de incidir, bastante, nas atividades voltadas para a práticas desportiva nas diferentes modalidades. São áreas que atraem as nossas crianças de forma particular daí o nosso enfoque. Pretendemos que este campo de férias seja um espaço atrativo, divertido e simultaneamente pedagógico, “brincar a aprender”. Estas individualidades, que se destacam no desporto, como a Carla Couto, mostram às nossas crianças as diferentes prespetivas da prática desportiva de alta competição, uma mais valia para o futuro destas crianças, sobretudo, as que procuram a atividade desportiva como profissão”, reforçou a coordenadora do campo de férias, Beatriz Meireles.

A futebolista portuguesa mais internacional de sempre, com 145 internacionalizações, foi considerada a “jogadora do século” e passou por vários clubes como 1º de Dezembro, Valadares, Lázio, entre outros tendo conseguido vários títulos de campeã nacional e seis taças de Portugal, sem esquecer as diferentes distinções individuais e coletivas ao longo da carreira.

Carla Couto com 40 anos representou a seleção Portuguesa de futebol feminino durante quase 20 anos. Em junho deu por terminada a sua carreira de futebolista estando agora a exercer outras funções. Carla é, neste momento, embaixadora da seleção feminina e do sindicato de jogadores.

_DSC4650

SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESPORTO E JUVENTUDE INAUGURA ESTÁDIO MUNICIPAL E COMPLEXO DESPORTIVO EM ARCOS DE VALDEVEZ

Estádio Municipal de Rugby e Complexo Desportivo Padre Arieiro em Guilhadeses inaugurados pelo Secretário de Estado do Desporto e Juventude

No passado sábado, dia 27 de junho, decorreram as Cerimónias de Inauguração do Complexo Desportivo Padre Arieiro em Guilhadeses e do Estádio Municipal de Rugby, no Parque Desportivo, em Giela, presididas pelo Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Dr. Emídio Guerreiro.

inaugugracao_guilhadeses

Para o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, este foi um dia importante para Arcos de Valdevez, pois foi dado um grande passo ao nível da promoção do Desporto, Cultura e Associativismo, bem como ao nível do desenvolvimento local.

O autarca começou a sua intervenção agradecendo a presença do Sr. Secretário de Estado, assim como o apoio dado ao nível da execução destes projetos, adiantando que é intenção do município estimular uma oferta regular e diversificada ao nível de atividades e para isso “contamos com as associações arcuenses e outros parceiros locais, regionais e nacionais”.

inauguracao_CRAV

De realçar também as palavras dirigidas ao Associativismo. “A Câmara Municipal releva o trabalho realizado pelas Associações e toda a atividade desenvolvida no concelho, pois elas contribuem para a dinamização social, desportiva e cultural. Em 2014 as Associações foram apoiadas em mais de 760 mil euros e foi lançado o Gabinete de Apoio ao Associativismo, o qual é um espaço criado para disponibilizar informações, articular agendas e apoiar as associações na sua atividade e programas de apoio.

De destacar também a criação do Portal do Associativismo, recentemente reconhecido pela Agência para a Modernização Administrativa como um exemplo de boas práticas nacionais. Nesta plataforma eletrónica está acessível toda a informação necessária para as associações, foi-lhes disponibilizado espaço para alojamento para os seus sites e duas contas de correio eletrónico”.

inauguracao_CRAV3

A empreitada do Complexo Desportivo Padre Arieiro, realizada pela Câmara Municipal em articulação com a Associação Recreativa e Cultural de Guilhadeses, associação que se dedica com muita atenção ao futebol de formação, junto das camadas jovens, e é considerada Entidade de Utilidade Pública, foi adjudicada pelo valor de 542.141,41 euros. Teve por objetivo a beneficiação do atual campo de jogos, atra­vés da colocação de relvado sintético e equipa­mento desportivo, a execução de balneários, o arranjo da envolvente, bem como a colocação de iluminação.

Esta operação encontrou-se integrada no âmbito da candidatura Requalificação do Campo de Futebol de Guilhadeses, que foi alvo de financiamento pelo ON2- Eixo Prioritário IV - Coesão Local e Urbana (Infraestruturas e Equipamentos Desportivos), tendo sido aprovada uma comparticipação comunitária de 280.000,00 €.

inauguracao_CRAV6

Já a "Requalificação de Campo de Rugby" teve como objetivo a construção de uma bancada e de um edifício para balneários, com um valor de 367.924,53€.

Esta intervenção, que proporciona à prática do Rugby em Arcos de Valdevez uma das melhores instalações a nível nacional, encontrou-se integrada no âmbito da candidatura "Requalificação do Campo de Rugby de Arcos de Valdevez", que foi alvo de financiamento pelo ON.2 - Eixo Prioritário IV - Coesão Local e Urbana (Infraestruturas e Equipamentos Desportivos) e teve uma comparticipação comunitária de 312.735,85 €.

inauguracao_guilhadeses

O CRAV é uma entidade de Utilidade Pública que tem um forte impacto na comunidade, neste sentido “Estes projetos, aprovados pela Federação Portuguesa de Rugby e Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, Valorizam a Região, reforçam a rede Nacional e Regional de equipamentos desportivos e revelar-se-ão uma forte aposta ao nível da realização das provas nacionais e Internacionais”, afirmou João Manuel Esteves.

O Presidente da Câmara aproveitou ainda para solicitar à Secretaria de Estado mais apoio para continuar o trabalho de melhoria do Parque Desportivo concelhio.

Com estas intervenções pretendeu-se contribuir para a promoção do desporto e lazer, para a dinamização do Turismo e consequentemente para o desenvolvimento socioeconómico de Arcos de Valdevez.

inauguracao_guilhadeses2

inauguracao_guilhadeses4

TEATRO FAZ SUCESSO EM CELORICO DE BASTO

Grupo de Teatro Celoricense encheu cineteatro com a peça “Vai com Deus”

O cineteatro dos Bombeiros Voluntários Celoricenses encheu, no dia 26 de junho, para receber a peça “Vai com Deus” apresentada pelo 1º ano de formação do Grupo de Teatro Celoricense.

“Está aqui um trabalho muito bem conseguido, estão todos de parabéns. Este grupo tem vindo a consolidar uma arte que estava em declínio. O cineteatro cheio é o reflexo do empenho da população em ajudar a consolidar a arte de representar”, disse o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto.

A peça “Vai com Deus” foi um texto criado a partir do “Auto da Índia” de Gil Vicente uma comédia que divertiu o público presente. “Este é o reflexo de um ano de trabalho com um grupo que se empenhou muito para que o resultado final fosse o melhor. O espetáculo foi uma adaptação do Auto da Índia centrando-se no período de emigração dos anos 60”, disse Tiago Pires, encenador da peça.

O próximo espetáculo do GTC será apresentado aquando das Festas do Concelho desta vez com a turma das crianças a subir ao palco. “O GTC tem feito um esforço para conseguir alavancar, em definitivo, o teatro em Celorico de Basto. Temos tido algumas dificuldades de financiamento mas o resultado das peças, que muito nos orgulha, é um incentivo para trabalhar com o intuito de dar aos nossos “atores” as melhores condições de aprendizagem”, destacou a presidente do GTC, Maria José Santos.

FERNANDO TORRES NOMEADO “EMBAIXADOR EMPRESARIAL” DE BRAGA

Novo Centro Logístico é ´estratégico´ para o Concelho

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, assinaram hoje, dia 29 de Junho, um protocolo de cooperação com a Torrestir, que tem por objectivos estimular o contributo do Grupo para o desenvolvimento da economia local e divulgar as potencialidades do Concelho nos mercados externos. Nesse sentido, Fernando Torres, presidente do Grupo, foi nomeado ´Embaixador Empresarial´ de Braga.

Na ocasião, um dos temas abordados foi o projecto do novo Centro Logístico que a Torrestir tem previsto para a freguesia de Vilaça, tendo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, sublinhado que este será um factor indutor de criação de emprego e atracção de empresas para esta zona e para todo o Concelho.

“É um projecto que se reveste de especial interesse estratégico para o Município e temos efectuado todos os esforços para que se concretize o mais rapidamente possível. Encetámos vários contactos com as entidades que condicionam a viabilidade do mesmo e suas acessibilidades, nomeadamente a Estradas de Portugal e a Brisa, de forma a agilizar os procedimentos e encontrar as melhores soluções”, assegurou, referindo que a revisão do PDM, recentemente aprovada em sede de Assembleia Municipal, acautela a necessidade de existirem áreas definidas para atracção de investimento e desenvolvimento empresarial e industrial: “Esta vertente é uma das principais mais-valias do documento”.

O Edil referiu também que a Torrestir é uma referência no Concelho, tendo contribuído ao longo de vários anos para a projecção de Braga no exterior. Em breve, algumas viaturas da frota da empresa passarão a circular nas suas rotas internacionais com imagens promocionais do Concelho. “São ´outdoors´ móveis de luxo que vão promover Braga um pouco por toda a Europa e que estarão em contacto com milhares de pessoas. É uma oportunidade fantástica proporcionada pela Torrestir“, afirmou. Este foi um desafio lançado pelo próprio Grupo empresarial e que não tem custos para o Município, excepto os meramente operacionais. 

Como explicou Fernando Torres, presidente do Grupo, a Torrestir é actualmente constituído por 51 empresas, todas com sede em Braga. No total, o Grupo conta com uma frota de mais de 1000 viaturas e cerca de 1600 colaboradores, cerca de 40% em Braga. “Temos tido um crescimento constante do volume de negócios, que em 2014 se estabeleceu nos 166 milhões de euros e que, este ano, prevemos que aumente para os 175 milhões”, afirmou, enfatizando que desde 2012 que o grupo iniciou negócios também em Angola e Moçambique.

JOVENS DE CERVEIRA DOMINAM ARTES MARCIAIS

Jovens cerveirenses com excelentes resultados em Kung Fu

Com um grau elevado de participação nas mais diversas atividades desportivas locais, regionais e nacionais, alguns jovens de Vila Nova de Cerveira marcaram também presença, este domingo, no II Campeonato Ibérico de Kung Fu, realizado em Tui, alcançando uma prestação muito positiva.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Vitor Costa, acompanhou este evento desportivo e agradece o interesse, esforço e dedicação dos jovens atletas cerveirenses em representar o Município nesta modalidade de defesa pessoal.

Organizado pela Eurocidade Valença Tui, Federação Galega de Kung Fu, Ajude, Xunta de Galícia, Desporto Galego, Galícia Saudável e Di-Som Tui, o II Campeonato Ibérico de Kung Fu dedicou o dia de sábado aos ateliers de defesa pessoal integral e defesa pessoal feminina. Já no domingo, cerca de 400 atletas portugueses e espanhóis demonstraram as suas competências e técnicas no combate das modalidades de Kung Fu tradicional, moderno e Tai-chi, no Pavilhão Municipal de Tui.

CERVEIRENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Assembleias Participativas para o OP 2015 na reta final

Realizadas nove Assembleias Participativas, já há cerveirenses interessados na formalização de propostas para apresentar projetos concretos que gostariam de ver implementados no concelho. O período de submissão de propostas termina a 16 de julho. Consulte o portal http://op.cm-vncerveira.pt

Com metade das freguesias de Vila Nova de Cerveira percorridas para esclarecer e auscultar a população sobre o processo do OP, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira sublinha que, apesar da participação não ser a desejada, há a realçar um debate profícuo em torno da importância deste mecanismo de cidadania ativa e o surgimento de algumas e interessantes propostas num avançado estado de formulação.

As Assembleias Participativas estão a decorrer desde o início do mês de junho, e têm por objetivo discutir e esclarecer a população sobre o Orçamento Participativo e receber propostas. Para esta fase final estão ainda agendadas sessões de participação pública em Vila Meã (01 de julho, 21h00), Gondarém (03 de julho, 21h00), Mentrestido (04 de julho, 20h30), Sapardos (04 de julho, 22h00), Sopo (10 julho, 21h00), Covas (11 julho, 21h00).

A apresentação de propostas decorre até ao dia 16 de julho, devendo incidir em investimentos nas seguintes áreas: Inovação e Modernização; Reabilitação do Património; Área Social e Associativismo Jovem, no valor máximo de 90 mil euros para a vertente Geral e 10 mil euros para a vertente Jovem.

Podem participar cidadãos com idades a partir dos 15 anos, naturais, residentes, trabalhadores ou estudantes no concelho. Cada cidadão apenas pode apresentar uma proposta, que deve ser submetida na página http://op.cm-vncerveira.pt

Após a apresentação de propostas, decorre a fase de avaliação para, em setembro, ser aberta a votação. Todos os participantes tem direito a apresentar reclamação se assim o entenderem e tiverem fundamento.

 

CIRCUITO TURÍSTICO “BRACARA TOUR” AJUDA A PROMOVER A CIDADE DE BRAGA

‘Yellow Bus’ começa a circular amanhã

A empresa municipal dos Transportes Urbanos de Braga (TUB) realizou hoje, 29 de Junho, a viagem inaugural do Circuito Turístico ‘Bracara Tour’, um serviço de transporte vocacionado para o turismo e que resulta de uma parceria com a ‘Carristur’.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002035

Na ocasião, o presidente do Conselho de Administração da TUB e vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, salientou que o objectivo é prestar um serviço de qualidade aos turistas que visitam Braga, enaltecendo o crescimento que este circuito alcançou em 2014. “O circuito turístico teve um crescimento de 50 por cento em termos de utilizadores e isso só vem demonstrar que esta aposta valeu a pena”, referiu, adiantando que este ano o objectivo é chegar aos 2.500 passageiros.

À semelhança do que aconteceu por altura da Semana Santa de Braga, o Circuito Turístico ‘Bracara Tour’ terá a bordo alunos da Escola Profissional Profitecla que estarão disponíveis para prestar apoio aos turistas, “indicando-lhes todos os pontos de interesse da Cidade, as ruas, os monumentos e o comércio tradicional”. A este nível, Firmino Marques destacou a presença do presidente da Associação Comercial de Braga, referindo que este circuito também contribui para “alavancar a economia”.

Por parte da Carristur, João Ascensão referiu que os resultados alcançados no ano passado em termos de utilizadores reflectem o “novo impulso” dado à parceria entre os TUB e a Carristur. “Trabalhamos hoje com maior dinamismo e o crescimento que tivemos no ano passado é o resultado dessa colaboração mais estreita”, afirmou.

O Circuito Turístico ‘Bracara Tour’ estará em funcionamento entre amanhã, 30 de Junho, e 20 de Setembro. A viagem no denominado ‘Yellow Bus’ inclui passagens pelos mais belos locais da Cidade de Braga, do Centro Histórico com as suas igrejas e comércio de rua até ao Bom Jesus do Monte.

O serviço tem como ponto de partida a Avenida Central e paragens previstas na Praça Alexandre Herculano, igreja do Carmo, Convento do Pópulo, Estação de Comboios, Sé de Braga, Largo Carlos Amarante, Posto de Turismo, Avenida da Liberdade (Hotel Mecure), Hotel Meliá, Bom Jesus e Elevador/Pórtico.

Os bilhetes, com um custo de 10 (adultos), 5 (crianças) e 9 euros (grupos), têm validade de 24 horas e podem ser adquiridos no Posto de Turismo, unidades hoteleiras, nos TUB e noutros pontos de venda espalhados pela Cidade. No interior do veículo, os turistas têm acesso a um áudio-guia disponível em seis idiomas.

CMB29062015SERGIOFREITAS0000002030

PROGRAMAÇÃO CULTURAL E RECREATIVA ANIMA VERÃO NA PÓVOA DE LANHOSO

Verão Com(n)vida na Póvoa de Lanhoso

De 23 de julho a 23 de agosto, numa cadência semanal de quinta a domingo, a Póvoa de Lanhoso irá a oferecer à população e visitantes uma programação recreativa e cultural diversificada, envolvendo, especialmente, os agentes culturais locais.

“Esta é a melhor forma de recebermos quem nos visita, especialmente os emigrantes que neste período regressam para matar saudades da sua terra. Por outro lado, queremos dar continuidade a uma programação cultural regular e diversificada que envolva e motive a população”, refere o autarca Manuel Baptista.

A grande maioria das propostas decorre ao ar livre, principalmente na Praça Eng.º Armando Rodrigues. A programação passa pela música, pelo folclore e ainda por sugestões mais direcionadas para os mais novos, como o Color Fest e Festa da Espuma.

ModaLanhoso e o XX Festival Folclórico Professor Gonçalo Sampaio são já eventos de referência do programa cumprindo com as expetativas que o público lhes exige.

De referir ainda, que o 15 de agosto, para além do Festival de Folclore, será completado com o programa Póvoa em Festa, da responsabilidade da Junta de Freguesia da Póvoa de Lanhoso, numa tarde de festa solidária, com Bolo de Sardinha, Caldo Verde e muita animação.

MILHARES DE PESSOAS VISITAM FESTA DO MAR E DA SARDINHA EM VILA PRAIA DE ÃNCORA

Milhares de pessoas visitaram a Festa do Mar e da Sardinha que ontem encerrou portas. A afluência de público, a gastronomia, o lançamento do licor de algas, os showcookings infantis e os espetáculos musicais foram os fatores que contribuíram para os bons resultados de mais uma edição do certame.

Festa do mar e da sardinha 2015 (1)

A Festa do Mar e da Sardinha tem como objetivos potenciar a atratividade turística do património marítimo e da gastronomia, com destaque para a sardinha e para os produtos ligados ao mar, objetivos que foram superados. A comprovar os resultados estão o número de pessoas que passou pelo certame e os quilos de sardinha vendidos. De facto, ao longo dos últimos cinco dias visitaram o certame milhares de pessoas e foi vendida cerca de uma tonelada e meia de sardinha. Contudo, a qualidade dos espetáculos musicais em muito contribuiu também para estes resultados.

Festa do mar e da sardinha 2015 (2)

Confirma-se uma vez mais que a gastronomia é “um fator de atratividade turística que potencia a nossa terra”, tal como realçou o presidente da Câmara, Miguel Alves, na última reunião descentralizada em Vila Praia de Âncora. Para além da sardinha, o marisco e outras variedades de peixe também foram procurados.

O cartaz de animação foi também um polo de atração de visitantes. Cláudia Madeira, Canário e Cândido à Desgarrada, Tocata dos Cantares de Orbacém, Canções do Mar por Vozes da Nossa Terra”, Academia de Música Fernandes Fão, Grupo de Baile e Gaitas de Lusco Ó Fusco e da Agrupación Folklórica Vento Mareiro e ainda Salgueiro e Pi d’Areosa foram os responsáveis pela casa cheia durante os espetáculos.

Festa do mar e da sardinha 2015 (3)

Esta edição ainda ficou marcada pelo lançamento do livro “A Masseira Ancorense”, de Brito Ribeiro e Celestino Ribeiro, uma edição do Nuceartes, que contou com o apoio do Município de Caminha.

A Festa do Mar e da Sardinha marcou o arranque do "verão azul" que o Município está a promover no concelho nos próximos meses. Aliás, o “verão azul” continua com a cerimónia de hastear as bandeiras Azul da Europa já na sexta-feira, Entre Margens – Encontro de Tocadores de 3 a 5 de julho; concerto com Simone de Oliveira, Nuno Feist e As Três Marias a 8 de julho; Artbeerfest de 9 a 12 de julho; Feira Medieval de Caminha de 22 a 26 de julho; Viagens à Terra Nova de 31 de julho a 2 de agosto; Fado Forte com Ana Laíns, Miguel Xavier e Elsa Gomes no dia 1 de agosto; Carlos do Carmo e Carminho no dia 8 de agosto; Festival BlueSoul de 11 a 13 de agosto; Sonicblast de 14 a 15 de agosto; After Beach Party no dia 22 de agosto; III Festival Ibérico de Folclore de 20 a 23 de agosto e Festival das Francesinha de 26 a 30 de agosto.

Festa do mar e da sardinha 2015 (4)

PONTE DE LIMA PREVINE INCÊNDIOS FLORESTAIS

Medidas Preventivas – Prevenção de Incêndios Florestais

No próximo dia 1 de julho, entra em vigor o período crítico para a ocorrência de incêndios florestais, vigorando até 30 de setembro.

Assim, relembramos a todos os cidadãos que independentemente das condições meteorológicas, em todos os espaços rurais é expressamente proibido realizar fogueiras para a confeção de alimentos, queimar matos, silvas ou qualquer tipo de sobrantes agrícolas ou florestais, lançar foguetes e balões com mecha acesa.

Também durante este período, o acesso, à permanência e à circulação no interior de determinadas áreas florestais é condicionado. Nos trabalhos ou outras atividades que decorram nos espaços rurais, é obrigatório que as máquinas de combustão interna e externa a utilizar, onde se incluem todo o tipo de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados, sejam dotadas de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa - chamas nos tubos de escape ou chaminés.

É necessário ainda, que estejam equipados com um ou dois extintores de 6 kg, de acordo com a sua massa máxima, consoante esta seja inferior ou superior a 10 000 kg.

Solicita-se a quem avistar um incêndio que ligue de imediato 117 (chamada gratuita)!

Tenha cuidado, um pequeno descuido pode causar um grande incêndio!

MONÇÃO VAI “DAR VIDA À PRAÇA”

Iniciativa arranca esta quarta-feira, 1 de julho, com atuação do Grupo “Rusga dos Amigos de Merufe”, prolongando-se, todas as quartas-feiras, durante o mês de julho. O objetivo é dinamizar o centro histórico da vila com atuações de agrupamentos locais na Praça Deu-la-Deu. A nossa “prata da casa”, verdadeiro ouro.

A autarquia monçanense promove, durante o mês de julho, a iniciativa “Dar Vida à Praça”. Esta consiste na dinamização do centro histórico da vila através da atuação de agrupamentos musicais locais, na Praça Deu-la-Deu Martins, todas as quartas feiras.

A iniciativa, que entra na segunda edição após estreia no verão passado, inicia-se esta quarta-feira, 1 de julho, com atuação do Grupo “Rusga dos Amigos de Merufe”. No dia 8, sobe ao palco o Grupo de Cavaquinhos do Centro Desportivo Recreativo e Cultural de Moreira.

No dia 15, é a vez do Grupo de Cavaquinhos Flores da Terra, da Associação Juvenil de Trute, seguindo-se, no dia 22, a Banda Musical da Casa do Povo de Tangil. A iniciativa termina no dia 29 com o Grupo de Ginástica “Bela Form`s”, da freguesia da Bela.

Além de promover o associativismo local, com a valorização dos grupos concelhios. “Dar Vida à Praça” pretende assumir-se como mais um motivo para, a meio da semana, munícipes, emigrantes e turistas desfrutarem do casco urbano monçanense ao ritmo de uma oferta musical diversificada. Todas as atuações têm início às 22h00.

BICMINHO APOIA INOVAÇÃO EM INDÚSTRIAS TRADICIONAIS

Candidaturas até 16 de julho

Programa +Inovação +Indústria: uma aposta no empreendedorismo, com o acompanhamento do BICMINHO, destinado a desenvolver o investimento de capital de risco nos sectores tradicionais da economia nacional. Os promotores poderão beneficiar de investimento por parte da Portugal Ventures até 1,5 milhões de euros.

O BICMINHO junta-se uma vez mais à Portugal Ventures numa iniciativa onde o empreendedorismo é a palavra-chave: a quarta ronda de candidaturas ao Programa +Inovação +Indústria. Até ao dia 16 de julho, os empreendedores interessados deverão contactar o BICMINHO, parceiro desta rede, para preparar a sua candidatura e melhorar as suas hipóteses de ser um dos projetos selecionados para investimento.

O Programa +Inovação +Indústria, uma iniciativa da Portugal Ventures à qual o BICMINHO foi uma das primeiras quatro entidades a associar-se em setembro passado (reconhecendo deste modo o interesse que o programa tem para as PME e empreendedores nacionais), está orientado para o apoio de empresas com projetos com potencial para competir nos mercados globais, aspeto que é aliás um dos principais critérios de avaliação das candidaturas apresentadas. O projeto dirige-se às empresas e aos empreendedores dos setores mais tradicionais da economia nacional, com o objetivo de reforçar a respetiva capacidade de inovação, em termos de equipamento, produto e processo, possibilitando a sua rápida progressão nas cadeias de valor e incentivando a cooperação com o sistema científico e tecnológico nacional (SCTN) através de investimento de capital de risco na criação de novas startups e lançamento de spinoffs.

Os promotores poderão beneficiar de:
> Investimento por parte da Portugal Ventures até 1,5 milhões de euros
> Valorização da Propriedade Intelectual
> Acompanhamento por peritos nos projetos financiados pela Portugal Ventures
> Incubação e aceleração em polos de inovação empresarial

O BICMINHO coloca assim à disposição dos empreendedores uma nova ferramenta de apoio, promovendo o acompanhamento dos projetos investidos no âmbito do programa que poderão ser de diversas áreas, tais como:

  • Agro - industrial (inclui produção agrícola, transformação, packaging e distribuição)
  • Moda (inclui têxtil, confeções e calçado)
  • Florestal (inclui papel, madeiras e cortiças)
  • Habitat (inclui cerâmica, mobiliário, produtos metálicos e construção)
  • Química (inclui plásticos e matérias primas para indústria)
  • Tecnologias de Produção (inclui maquinaria, sistemas produtivos e moldes)
  • Mobilidade (inclui componentes para veículos de transporte)
  • Investigação e desenvolvimento
  • Engenharia e Desenvolvimento de Produto e Processos
  • Energia
  • Ambiente
  • Serviços integradores
  • Design
  • Marketing (incluindo o digital)
  • Logística

As candidaturas estão a decorrer até 16 de julho. Os interessados em beneficiar dos apoios do BICMINHO deverão fazê-lo através dos seguintes contactos:

Sara Machado // 939 030 661 // sm@bicminho.eu

BICMINHO // 253 204 040 // geral@bicminho.eu

Sobre o BICMINHO

O BICMINHO - Centro Europeu de Empresas e Inovação é uma instituição sem fins lucrativos, certificada pela União Europeia para a promoção do Empreendedorismo e da Inovação, através do apoio à criação de novas empresas (start ups) e à modernização e internacionalização de pequenas e médias empresas (PME).

O BICMINHO foi constituído em novembro de 2000 por instituições públicas e privadas, empresas e pessoas de referência da região do Minho para trabalhar ao serviço do interesse público, disponibilizando um conjunto alargado de serviços de orientação, apoio e acompanhamento técnico especializado com o objetivo claro de transformar ideias inovadoras em projetos empresariais viáveis, bem-sucedidos e sustentáveis.

Centro de competências por excelência, com forte know-how nas diversas áreas da gestão empresarial, o BICMINHO aponta soluções e apoia os empreendedores e as empresas inovadoras no tratamento dos aspetos críticos da gestão estratégica e operacional, da economia e finanças, do marketing, da transferência de tecnologia, da formação e recursos humanos, da cooperação empresarial e da internacionalização.

O objetivo é claro: criar, inovar e apoiar o desenvolvimento de empresas e da região do Minho, otimizando o seu desempenho empresarial na criação de novas oportunidades de negócio e aumentando a sua competitividade.

Desde 2001, o BICMINHO apoiou já a criação de 189 empresas com uma taxa de sucesso de 92%, e prestou serviços de aconselhamento à modernização de 557 PME, representativas de mais de 640 milhões de euros de volume de negócios e de 8.000 trabalhadores, das quais 150 foram apoiadas ao nível da internacionalização.

ESPOSENDE COMEMORA 40º ANIVERSÁRIO DO CENTRO SOCIAL DE MAR

Gala distingue diretores

A Gala Comemorativa dos 40 anos do Centro Social da Juventude de Mar, em Esposende, serviu para distinguir os primeiros e atuais diretores e funcionários. Alegria e muita emoção marcaram as cerimónias presididas pelo presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira.

IMG_2969

O Salão Paroquial de Esposende acolheu, no passado sábado, a Gala Comemorativa do 40º aniversário do Centro Social da Juventude de Mar, de S. Bartolomeu do Mar, concelho de Esposende.

O evento contou com vários momentos musicais, assegurados por participantes que frequentaram a instituição, nomeadamente, a conceituada fadista esposendense e ex-atleta de andebol do Centro Social de Mar, Filipa Menina, Axel e Daniel, nas concertinas e o Rancho Folclórico “As Moleirinhas” de Marinhas.

A Gala foi um momento grande de festa e de muita emoção pelo meio, onde foram homenageados diretores, personalidades, funcionárias e atletas da instituição.

Assim, em 2 de junho de 1975, e por ação de “um grupo de bairristas” tendo em vista responder “às lacunas sociais e desportivas” de então, nasceu a então Juventude Desportiva e Cultural de Mar, que mais tarde, em 1982, e em resultado de novas funções altera a designação para o atual nome: Centro Social da Juventude de Mar.

IMG_2875

A história desta instituição que foi “pioneira e uma referência para as boas práticas associativas” ao nível do concelho, passa por vários vetores, a saber: área social, com creche, Jardim e ATL; área desportiva com o andebol feminino federado; e, na cultura, através das várias publicações ligadas à freguesia, com destaque para “As Memórias de S. Bartolomeu do Mar”, em três volumes, estando o próximo lançamento do livro sobre “Famílias de Mar”, de Orlando Capitão, marcado para o dia 5 de julho, no adro paroquial de Mar.

Numa brevíssima intervenção, o Presidente da Câmara, Benjamim Pereira, deu os parabéns ao Centro Social de Mar e elogiou o “excelente trabalho que a instituição tem desenvolvido ao longo destes quarenta anos”, sendo, por isso, “um exemplo ao nível do concelho”.

Fernando Cepa, Presidente do Centro Social da Juventude de Mar, referiu que apesar das dificuldades “nunca baixamos os braços e, teimosamente, com muito trabalho amor e paixão, construímos um projeto de larga abrangência, sempre norteados em servir, sem pedir nada em troca. E assim vamos continuar”.

Os homenageados foram as primeiras educadoras do Centro Social, Maria Fernanda Martins Valença e Maria Teresa Andrade Borges Catalão.

IMG_2575

Orlando Martins Capitão pela “profícua e permanente colaboração” dada ao Centro Social e os diretores Ilídio Vaz Saleiro Maranhão, Abílio Cepa Cerqueira, António Jorge da Costa e Alfredo de Jesus dos Santos Cepa, pelo “empenho e dedicação” às várias atividades, e a título póstumo, José dos Santos Arantes, José Machado Alves Martins, Manuel Saleiro Martins Capitão e a auxiliar Maria Albertina Morgado Arezes.

No andebol feminino foram distinguidos os diretores desportivos: Paula Ferreira, Rosa Moreira, Carolina Sampaio Vasco Viana, Paulo Moreira e Paulo Pereira e as atletas Andreia Barros (pela excelente carreira), Teresa Santos, Sandra Peixoto e Sara Monteiro.

Beatriz Arezes Barata foi distinguida como a aluna mais antiga a frequentar a instituição. As atuais educadoras e auxiliares foram também distinguidas.

O Diretor do jornal mais antigo do concelho, em publicação, o “Brisa de Mar”, Manuel Azevedo, também foi distinguido, assim como o atual presidente do Centro Social de Mar, Fernando Cepa.

A cerimónia terminou com a intervenção do Grupo de Danças do Centro Social, a entrega da medalha comemorativa do 40º aniversário a todos os atuais utentes e colaboradores e com o hino nacional.

Sampaio Azevedo

IMG_2552

IMG_2476

PÓVOA DE LANHOSO DEBATE ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Votação do Orçamento Participativo arrancou hoje

São 23 os projetos de investimento que serão sufragados pelos Povoenses e que se dividem em 13 projetos de caris imaterial e 10 de caris material. Esta é a primeira edição desta nova modalidade de participação cívica e pelo número de proposta facilmente se conclui do envolvimento dos Povoenses nesta medida proposta pelo executivo municipal.

O valor afeto no orçamento municipal é de 250.000€ e vai permitir a implementação de pelo menos 9 destas 23 propostas, que se distribuem por várias áreas, cultural, social, requalificação de espaços públicos, desportiva e recreativa.

A votação na plataforma op.mun-planhoso.pt decorre até ao próximo dia 25 de Julho, podendo ainda os povoenses votar presencialmente no dia 26, nos Paços do Concelho e nas Juntas de Freguesia de Taíde, Monsul, Rendufinho e União de Freguesias de Campos e Louredo.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO CAMINHENSE ENTREGA INCENTIVOS AO ENSINO SUPERIOR

No presente ano letivo o Município apoiou 15 estudantes universitários, investindo cerca de 22 mil euros

Miguel Alves entregou os incentivos ao ensino superior aos alunos que ingressaram na universidade em setembro de 2014. No presente ano letivo foram beneficiados 15 estudantes, o que corresponde a um montante aproximado de 22 mil euros. Sobre os incentivos, Miguel Alves sublinhou: “é importante que os jovens tenham todas as oportunidades para poderem estudar, para poderem voltar mais crescidos, mais desenvolvidos. São pessoas em quem vale apena apostar”.

Decorreu na passada sexta-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a cerimónia de entrega dos incentivos ao ensino superior aos alunos que iniciaram em 2014 o percurso universitário. Os incentivos foram entregues em mão pelo presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, que todos os anos faz questão de “partilhar o momento” com aqueles que iniciam uma nova etapa.

Para o Município de Caminha, a atribuição de incentivos visa proporcionar um apoio financeiro àqueles que, tendo em conta os seus parcos recursos, se encontram impedidos de prosseguir os estudos. Neste sentido, para além dos cinco estudantes que receberam o respetivo incentivo, é de realçar que o Município apoia mais 10 estudantes universitários. Cinco correspondem aos que iniciaram o curso superior em 2014/2015 e os restantes são os que transitaram de anos letivos anteriores com aproveitamento escolar. Este ano a Câmara investiu nestes jovens cerca de 22 mil euros.

Sobre o número de alunos apoiados, o presidente referiu ser aquém do que desejaríamos: “infelizmente a situação é difícil e só conseguimos apoiar cinco alunos em cada ano”.

Miguel Alves aproveitou a presença de alguns pais para sublinhar o papel e o esforço que realizam para dar um futuro melhor aos filhos. O presidente também dirigiu umas palavras de incentivo aos alunos presentes.

Recorda-se que os incentivos são atribuídos aos candidatos que preencham, cumulativamente, as seguintes condições: residam no concelho de Caminha, há pelo menos 2 anos; ingressem ou frequentem um curso superior; façam prova do pedido de bolsa de estudo aos serviços sociais da respetiva universidade/instituto ou comprovativo do benefício da mesma; não sejam titulares de curso superior e o respetivo agregado familiar não ultrapasse um rendimento "per capita" superior a 40 % do Salário Mínimo Nacional. Esta condição também se aplica aos beneficiários de anos anteriores.

ACIAB ASSINA PROTOCOLO COM IEFP NO ÂMBITO DA “VIDA ATIVA”

Medida Visa Potenciar o Regresso dos Desempregados ao Mercado de Trabalho

O Auditório do Turismo, em Arcos de Valdevez, foi, no passado dia 26 de junho, o palco da assinatura de um protocolo entre a ACIAB e o IEFP (Instituto do Emprego e Formação Profissional), no âmbito da Medida “Vida Ativa”.

Mesa Cerimónia Assinatura Protocolo Medida Vida A

De acordo com o presidente do IEFP, Jorge Gaspar, estas ações são dirigidas a “trabalhadores desempregados para lhes oferecer competências adequadas às atuais necessidades de trabalho, sendo que a grande mais-valia deste tipo de processos é que a formação é, fundamentalmente prática, dentro das empresas, e desenvolvida em contexto laboral, o que permite desde logo um contacto com o mercado de trabalho, com fornecedores, com clientes com colegas e que, portanto, potencia a futura empregabilidade”.

Jorge Gaspar frisa que, atualmente, Portugal verifica uma descida do desemprego, situando-se a taxa nos 13%. Os objetivos a curto prazo, com a Medida “Vida Ativa”, “são empregabilidade 100%, isto é, nós investimos na formação profissional e o investimento que fazemos por trabalhador desempregado é de quase 2.000 euros, um investimento muito forte”, afirma. “Naturalmente o que nós esperamos é que as empresas associadas da ACIAB, que desenvolvem no terreno estas ações, possam, no final, perceber que estão ali trabalhadores qualificados e com mais-valias que eles próprios [empresas] ajudaram a formar e que estão ajustados do ponto de vista das competências, podendo ser celebrados contratos de trabalho, potenciando assim a criação de emprego e consequentemente a descida do desemprego”, concluiu o presidente do IEFP. 

Público

Prevê-se que a operacionalização desta medida inicie muito brevemente, o que se traduzirá na constituição de um grupo de 25 formandos que terão formações de curta duração e formação prática em contexto de trabalho. A medida destina-se prioritariamente a desempregados inscritos nos centros de emprego há mais de seis meses, com baixas qualificações ou qualificações desajustadas ao mercado de trabalho.

Antes da assinatura do protocolo assistiu-se a uma sessão de esclarecimento, com a colaboração do IEFP, relacionada com os apoios e incentivos ao Emprego disponíveis neste momento, que proporcionou às empresas um conjunto de informação relevante, quer nas questões mais práticas como nas questões mais burocráticas dos processos.

O presidente da direção da CCP (Confederação do Comércio e Serviços de Portugal), João Vieira Lopes, marcou presença nesta cerimónia frisando que “98% do tecido empresarial português é constituído por pequenas, médias e micro empresas, o que evidencia a importância das associações ajudarem a pôr em prática estes projetos”. João Manuel Esteves, presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, destacou o papel da autarquia no que diz respeito à promoção das políticas empresariais, sociais e de emprego na região, cujos objetivos são o desenvolvimento do concelho e a criação de riqueza.

Francisco Peixoto Araújo, vice-presidente executivo da ACIAB, afirmou que “esta nova medida, a “Vida Ativa” constitui uma resposta consertada face às necessidades locais e regionais de qualificação e empregabilidade e é uma forma de integrar o público que se encontra no desemprego tornando o seu percurso pessoal e profissional diferente e revitalizador”. O vice-presidente executivo agradeceu também a todas as empresas que participam neste processo uma vez que mais de meia centena colaborarão com a ACIAB no âmbito da medida “Vida Ativa”.

É uma realidade que as empresas de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca investem cada vez mais nos seus Recursos Humanos, apostando no aumento das suas competências e incremento de conhecimentos. Desta forma, a ACIAB está convicta de que esta ação enriquecerá o tecido empresarial da região e potenciará o seu crescimento.

Assinatura Protocolo ACIAB -IEFP

BARCELOS REALIZA FEIRA DO LIVRO

Mujica, Valter Hugo Mãe, Inês Pedrosa e Rita Red Shoes na 33ª Feira do Livro de Barcelos

Arranca já a 3 de julho mais uma edição da Feira do Livro de Barcelos. Este ano, o programa oficial do evento pauta pela diversidade das propostas culturais e literárias com um conjunto de iniciativas paralelas agendadas, como a realização de concertos, tertúlias, conferências, atuações de teatro e animações de rua.

programa_feiradolivro2015_frente

Estarão presentes editoras, distribuidoras e livrarias, dispostas em diversos stands que se encontrarão colocados entre a Avenida da Liberdade, Campo Cinco de Outubro e Largo da Porta Nova, abrangendo uma área de cerca de oito mil e quinhentos metros quadrados.

A abertura do evento acontecerá a 3 de julho, pelas 17h00 e contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e restante executivo. Ainda neste dia, e no âmbito da abertura do certame, realiza-se uma intervenção artística a cargo da Companhia de Teatro de Barcelos, a Capoeira.

No dia de abertura, Rita Redshoes apresenta o seu livro “Sonhos de uma rapariga quase normal”, às 23h00, numa tertúlia de escritores de canções com Luís Portugal. No dia 4 de julho, às 22h, terão lugar as conversas de poetas com Hugo Mujica, poeta argentino, Valter Hugo Mãe e José Rui Teixeira.

Já no dia 7 de julho, no âmbito das Comemorações dos 500 Anos do Foral Manuelino, terá lugar, às 21h30, a Conferência “O Município de Barcelos entre o Absolutismo e o Liberalismo” proferida por José Viriato Capela, com apresentação de Joel Cleto.

No dia 10 de julho, é a vez de Inês Pedrosa apresentar o seu livro “Desamparo”, às 21h30 e, no dia 11, Rita Ferro apresenta “Só se morre uma vez”, no mesmo horário. Os Ala dos Namorados encerram a noite de sábado. Domingo, 12 de julho, é o último dia da Feira.

O programa desta 33º edição da Feira do Livro conta com muitas apresentações e lançamentos literários, homenagens, tertúlias, conversas, conferências, espetáculos musicais e teatrais, inaugurações e animações de rua.

Conta ainda com uma parte dedicada aos mais novos. A partir do dia 3, as crianças e os jovens podem contar com diversas sessões de contos, ateliês, apresentação de livros, oficinas, espetáculos musicais e teatrais, artes performativas e, de forma permanente, encontrarão atividades como o cantinho da leitura, jogos didáticos, mural de pintura e desenhos para colorir.

CENTRO DE TEATRO DA CÂMARA MUNICIPAL DE CABECEIRAS DE BASTO VENCE CONCURSO DE MARCHAS POPULARES

A Associação Encalço de Ideias – associação que dinamiza o Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB) – venceu no sábado à noite, 27 de junho, a edição 2015 do Concurso de Marchas Populares promovido pela Câmara Municipal.

Centro de Teatro vence Concurso de Marchas Popular

O júri do concurso, composto por Eng. Maria José Abreu, Dr. João Soares e Eng. Xavier Barreto, premiaram a originalidade, a ideia e a criatividade da Associação Encalço de Ideias que encantou o numeroso público com a sua apresentação.

A edição 2015 do Encontro/Concurso de Marchas Populares inseriu-se no âmbito da Festa de S. Pedro organizada pela Associação de Cavaquinhos da Raposeira em colaboração com a Câmara Municipal, que encheu o Largo da Raposeira, em Refojos de Basto.

Centro de Teatro vence Concurso de Marchas Popular

Com esta iniciativa pretendeu-se, assim, valorizar as tradições populares e simultaneamente reforçar o sentido da festa enquanto espaço de construção coletiva de uma identidade comum.

Em segundo lugar classificou-se a Associação ‘As mulheres do Arco’, em terceiro lugar a Escola Básica do Arco de Baúlhe e em quarto lugar a Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto (ADIB).

Pelo palco do Largo da Raposeira desfilaram, também, os Espaços de Convívio e Lazer de Arosa, Arco de Baúlhe, Cavez, Cucana (Refojos), Pedraça e Painzela. No total, largas dezenas de pessoas integraram estas marchas.

Ao 1.º classificado foi atribuído o prémio de 350 euros, ao 2.º 300 euros, ao 3.º a quantia de 250 euros e aos restantes um prémio de participação no valor de 100 euros.

Ao evento associaram-se o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, os vereadores Alfredo Magalhães e Prof. Mário Leite, assim como alguns presidentes das Juntas de Freguesia e Uniões de Freguesia.

Centro de Teatro vence Concurso de Marchas Popular

MINHOTOS EM LISBOA FAZEM ARRAIAL A SÃO PEDRO

A festa em Lisboa era dedicada a São Pedro mas a música era do Minho da Beira Litoral, do Ribatejo e da Estremadura. No magnífico palco instalado no arraial, em Benfica, junto à mata de Benfica, também designado por Parque Silva Porto, atuaram ontem cinco ranchos folclóricos, exibindo os trajes caraterísticos das suas regiões, as suas danças e cantares.

A iniciativa foi do Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho e contou com o apoio da Junta de Freguesia de Benfica, onde se encontra sediado. Para além do grupos organizador, participaram ainda o Rancho Folclórico “As Lavradeiras” de Oleiros – Ponte da Barca, o Rancho Folclórico do Souto da Carregueira – Leiria, o Grupo da Associação Etnográfica Gentes de Almeirim e o Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia – Moita.

A industrialização iniciada na segunda metade do século XIX, no período do Fontismo, fez migrar sobretudo para Lisboa gentes das mais diversas regiões do país à procura de melhores condições de vida. Na linha do que já se vinha verificando sobretudo desde a época dos Descobrimentos Portugueses, a cidade tornou-se num autêntico mosaico de culturas e tradições. Também a este arraial de São Pedro, muitos foram os minhotos, beirões, ribatejanos e estremenhos que afluíram para assistirem à atuação dos grupos das suas terras de origem.

Fotos: Artur Morgado

BRAGA CELEBRA DIA DAS COMUNIDADES

Braga celebrou a diversidade cultural e social do Concelho

O Município de Braga celebrou este Domingo, 28 de Junho, a segunda edição do Dia da Comunidades, com um vasto conjunto de iniciativas que tiveram como objectivo enaltecer e dar a conhecer a diversidade cultural e social do Concelho.

Com a parceria da Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, as comemorações do Dia das Comunidades tiveram início na Rua de São Marcos, com a apresentação de trajes das várias comunidades imigrantes residentes em Braga e diversos espectáculos de rua com dança, música.

Após a demonstração de capoeira, a Companhia da Música da Fundação Bomfim brindou a comunidade local com um grande concerto no Theatro Circo, que encerrou as celebrações do Dia das Comunidades.

Segundo Firmino Marques, vice-presidente do Município de Braga, o acolhimento e integração dos imigrantes "é uma das prioridades de intervenção do Município Bracarense, e enquadra-se nas medidas de política social que assentam numa estratégia de desenvolvimento sustentável, de criação de novas oportunidades para a inclusão e fomento da coesão social".

Nesse sentido, o Autarca lembrou a implementação do Plano Municipal para a Integração de Imigrantes do Concelho de Braga que foi idealizado "com vista a concretizar o compromisso da plena integração dos imigrantes no Concelho, tornando-se num instrumento orientador da intervenção social e de concertação entre as diferentes comunidades e os vários agentes locais".

SAMPAIO DA NÓVOA VISITA CAMINHA E VILA PRAIA DE ÂNCORA E CONVERSA COM AS GENTES DO MAR

O candidato presidencial António Sampaio da Nóvoa esteve ontem em Caminha a convite de um grupo de antigos colegas da Escola Primária daquele concelho. Sampaio da Nóvoa frequentou a escola primária de Caminha entre 1961 e 1963, na altura em que seu pai, juiz, foi colocado nesta comarca em 19 de Outubro de 1961, exercendo aqui funções até 12 de Dezembro de 1963.

Durante a manhã, Sampaio da Nóvoa deslocou-se até à escola primária e visita às suas instalações, atual Academia de Música Fernandes Fão, tendo depois seguido para Vila Praia de Âncora onde se encontrou com as gentes locais ligadas à faina, na sede da Associação dos Pescadores de Vila Praia de Âncora. Da parte de parte, participou nesta localidade na Festa do mar e da Sardinha.

Ainda, no âmbito das Jornadas do Vale do Minho, Sampaio da Nóvoa participou em Monção nas I Jornadas do Vale do Minho decorreram nos dias 26 e 27, sob a temática geral “A cultura e a língua portuguesa”, tendo apresentado uma comunicação sobre “A construção de um espaço educativo em língua portuguesa”.

Sampaio da Nóvo é natural de Valença. Não é a primeira vez que um minhoto é candidato a Presidente da República. Recorde-se, a propósito, os nomes do General Norton de Mattos e do Dr. Francico Salgado Zenha. Porém, desta vez é grande a probabilidade de virmos a ter um minhoto a ocupar o mais alto cargo da chefia do Estado Português – Sampaio da Nóvoa.

GASTRONOMIA TRADICIONAL MARCA PRESENÇA NA FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

No âmbito da Feira Internacional de Artesanato decorre a Semana da Gastronomia Tradicional, constituído este ano como o 2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas – DOP.

Confecionada por seis restaurantes de cozinha tradicional portuguesa em representação de seis regiões do país, este evento constitui ainda uma oportunidade para os visitantes se deliciarem com os melhores pratos e produtos genuínos da nossa culinária.

Do Minho ao Algarve, passando pela Serra da Estrela e o Alentejo, não faltam as melhores iguarias, sem esquecer a doçaria de Almada e a cerveja artesanal que este ano possui presença destacada.

Constituindo a gastronomia nas suas mais diversas variantes uma das vertentes do nosso artesanato, também ela não podia deixar de concorrer para o sucesso deste grandioso certame. Isto porque não é só de barro que se faz o nosso artesanato!

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO JUNTA EM LISBOA ARTESÃOS DE TODO O MUNDO

Centenas de artesãos das mais variadas regiões de Portugal e ainda de muitos países dos vários continentes afluíram a Lisboa para participar naquele que é já considerado um dos mais importantes certames da especialidade.

FIA 138

Eles vieram da Rússia e da Índia, da China e do Nepal, de Marrocos e da Tunísia, de Moçambique e de Cabo Verde, de Cuba e da Turquia. Mas, também os portugueses não faltaram à chamada e, de norte a sul do país, vieram os barristas de Barcelos e as bordadeiras de Guimarães e Viana do Castelo, as rendilheiras de Vila do Conde e os ourives de Amarante.

FIA 044

Os pavilhões estão profusamente coloridos com os mais garridos lenços de seda, os luminosos candeeiros turcos e as cores alegres do artesanato minhoto. E, qual sinfonia de cores, os deslumbrantes trajes do Minho e a vivacidade das suas danças e cantares compõem um quadro soberbo capaz de inspirar o mestre José Malhoa.

FIA 029

Timor-Leste é o país convidado da edição deste ano, procurando-se desse modo divulgar o artesanato daquele país lusófono, o que pode constituir uma mais-valia para a sua população nomeadamente ao nível da empregabilidade.

A Feira Internacional de Artesanato é uma autêntica festa que convida os visitantes a visitá-la. O certame decorre até ao próximo dia 5 de julho.

FIA 149

FIA 150

FIA 056

FIA 048

FIA 027

FIA 011

FIA 052

FIA 145

FIA 026

MINHO LEVA CERVEJA ARTESANAL À FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

A cerveja artesanal do Minho “Letra” marca presença na Semana Gastronómica que decorre no âmbito da Feira Internacional de Artesanato.

A cerveja artesanal minhota foi criada por dois investigadores da Universidade do Minho, Filipe Macieira e Francisco Pereira, naturais respetivamente de Braga e Ponte de Lima, os quais criaram uma empresa destinada à investigação e produção de cerveja artesanal. Como novidade, a cerveja é apresentada com uma letra diferente de acordo com o aroma obtido pelas diferentes variedades de levedura e de lúpulos.

Estes dois investigadores realizaram o mestrado integrado em Engenharia Biológica na Universidade do Minho em 2008 e são agora proprietários da empresa FermentUM, produtora da Letra – Cerveja Artesanal Minhota, lançada em Outubro de 2013 no mercado português.

ARTESÃOS DE BARCELOS, GUIMARÃES, VIANA DO CASTELO E VILA VERDE REPRESENTAM O MINHO NA FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

O Minho encontra-se representado – e bem! – na Feira Internacional de Artesanato que hoje abriu as suas portas, pelos artesãos dos concelhos de Barcelos, Guimarães, Viana do Castelo e Vila Verde. E, a abrir o certame, não podia faltar o folclore a transmitir a alegria das gentes minhotas. Coube ao Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela como se canta e dança na nossa região.

A Feira Internacional de Artesanato arrancou hoje, em grande, com numerosos artesãos nacionais e estrangeiros e um dos pavilhões exclusivamente dedicados à Semana de Gastronomia.

Mal as portas da FIL se abriram, o público percorreu com avidez os diversos stands à procura de novidades, muitos mesmo tentando encontrar uma lembrança para oferecer.

Timor-Leste é o país convidado para a edição deste ano, procurando-se desse modo divulgar o artesanato daquele país lusófono, podendo constituir uma mais-valia para a sua população nomeadamente ao nível da empregabilidade.

Com a participação ativa dos artesãos e do folclore do Minho, a Feira Internacional de Artesanato é uma autêntica festa que convida os visitantes a visitá-la. O certame decorre até ao próximo dia 5 de julho.

VIANA DO CASTELO LEVA A FESTA DO MINHO À FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

A Feira Internacional de Artesanato arrancou hoje, com muita alegria e entusiasmo, a som das concertinas e dos cavaquinhos do Grupo Folclórico das Lavradeiras da Meadela, vindos propositadamente de Viana do Castelo para conferir o mais colorido ao stand do seu concelho. Em redor, o Minho marcava ainda presença através das representações de Barcelos, Vila Verde e Guimarães que trouxeram a olaria e os bordados, o linho e os lenços de namorados, e muito mais poderiam mostrar do seu rico e vasto artesanato.

As “Lavradeiras da Meadela” despertaram de imediato a atenção do público que aplaudiu e dançou com os componentes do rancho, deixando-se levar pela alegria contagiante das gentes do Minho.

E, como não podia deixar de suceder, também a gastronomia minhota marcou presença na Semana Gastronómica que este ano dispõe pela primeira vez de um pavilhão inteiro para os apreciadores dos nossos melhores paladares.

Com a participação ativa dos artesãos e do folclore do Minho, a Feira Internacional de Artesanato é uma autêntica festa que convida os visitantes a visitá-la. O certame decorre até ao próximo dia 5 de julho.

MINHOTOS FAZEM AMANHÃ ARRAIAL EM LISBOA JUNTO À MATA DE BENFICA

O Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho leva amanhã a efeito o Festival Nacional de Folclore, na Alameda Padre Álvaro Proença, junto à mata de Benfica, também designado por Parque Silva Porto

O arraial é feito a S. Pedro e a festa é organizada pelas gentes do Minho. O Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho, um dos mais antigos e representativos agrupamentos folclóricos minhotos na região de Lisboa, leva a efeito no próximo dia 28 de junho, em Benfica, o “Arraial de São Pedro”. A iniciativa conta com o apoio da Junta de Freguesia de Benfica e vai ter lugar na Alameda Padre Álvaro Proença, junto à mata de Benfica.

Para além do grupo anfitrião, o Minho faz-se ainda representar pelo Rancho Folclórico “As Lavradeiras” de Oleiros – Ponte da Barca. A Beira Litoral apresenta o Rancho Folclórico do Souto da Carregueira – Leiria. Do Ribatejo desloca-se o grupo da Associação Etnográfica Gentes de Almeirim. Por sua vez, a Estremadura é representada pelo Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Barra Cheia – Moita. O cartaz do espetáculo ou seja, os grupos que nele vão participar falam por si, garantindo a qualidade do festival de folclore, como aliás já nos habitou o grupo organizado

EncontroTadiçoesMinhotasLisboa 016

EncontroTadiçoesMinhotasLisboa 065

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA INSTITUI DIA NACIONAL DO FOLCLORE PORTUGUÊS

Os deputados dos grupos parlamentares do PSD e do CDS apresentaram no passado dia 12 de junho, um Projeto de Resolução com vista à criação do “Dia Nacional do Folclore Português. O referido documento, cuja redação curiosamente não obedece ao Acordo Ortográfico em vigor, institui o último domingo do mês de maio para a sua celebração.

Esta iniciativa que tem a sua aprovação assegurada por parte da maioria parlamentar e deverá contar também com a aprovação dos partidos políticos da oposição, é tomada a escassos meses das próximas eleições legislativas e reflete claramente a importância social do folclore, pese embora o desprezo a que sempre tem sido votado pela classe política. Os ranchos folclóricos apenas têm sido chamados para cantar as janeiras a titulares de cargos políticos ou fazer arruada em campanhas eleitorais…

Entretanto, a televisão pública continua a preterir o folclore português na sua programação e o Museu de Arte Popular mantém o seu destino incerto, privado do “Mercado da Primavera” e já ameaçado de demolição.

Transcreve-se o documento apresentado pelos grupos parlamentares do PSD e CDS.

Projecto de Resolução n.º 1531/XII/4.ª

INSTITUIÇÃO DO DIA NACIONAL DO FOLCLORE PORTUGUÊS

Exposição de motivos

O saber do povo português está, em grande parte, guardado no folclore. É, aliás, essa mesma a raiz da palavra ‘folclore’, que liga dois termos ingleses - ‘folk’ e ‘lore’ - que significam, respectivamente, ‘povo’ e ‘saber’. Ou seja, enquanto expressão do saber tradicional de um povo, o folclore tem um valor inestimável de identidade nacional e deve, como tal, ser preservado.

O folclore representa conhecimento transformado em cultura de origem popular, constituída pelos costumes, lendas e tradições, e celebrada em festas populares, que passam de geração em geração. Tradicional, porque passa de pais para filhos; oral, porque acessível a todos; anónimo, porque não tem autor mas é de todos; funcional, porque aproxima a comunidade e fortalece os laços entre os seus membros; espontâneo, porque é culturalmente dinâmico e não pode ser institucionalizado. Por todas estas características, o folclore é, de certo modo, o veículo através do qual a herança dos nossos antepassados chega até nós.

Assim sendo, assinalar a sua importância não se limita a apreciar o folclore enquanto género cultural, mas sobretudo a celebrar o que nos define como portugueses.

De facto, todos os povos têm as suas tradições e as suas crenças, e estas fazem parte do seu ADN e da sua História. Portugal não é excepção, contando com várias associações que, nas suas comunidades, mantêm o folclore vivo. De acordo com a Federação do Folclore Português, o movimento folclórico no território nacional engloba 1875 associações culturais – 534 no Norte, 306 no Douro/Vouga, 416 na região Centro, 306 na região Sul, 219 nas Beiras e 94 nas Ilhas. Considera-se, pois, que estas associações envolvem directamente mais de 150 mil portugueses e, indirectamente (incluindo associados), mais de 800 mil cidadãos.

Num momento em que a cultura portuguesa de origem popular se tem afirmado internacionalmente, como aconteceu com o reconhecimento, por parte da UNESCO, do Cante Alentejano como Património Cultural e Imaterial da Humanidade, e após várias iniciativas do actual Governo no sentido da valorização do nosso património popular, como a instituição do Dia Nacional das Bandas Filarmónicas (reconhecendo o trabalho que desenvolvem em favor da sociedade e da cultura), os Deputados do Grupo Parlamentar do PSD e do CDS-PP apresentam este projecto de resolução no sentido de dar igual distinção ao folclore português, instituindo um Dia Nacional para a sua celebração.

Assim, a Assembleia da República resolve, nos termos do nº 5 do artigo 166º da Constituição da República Portuguesa:

Instituir o último Domingo do mês de Maio como dia nacional do folclore português.

Palácio de São Bento, 12 de Junho de 2015

Os Deputados

GASTRONOMIA TRADICIONAL MARCA PRESENÇA NA FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO

Semana de Gastronomia Tradicional | FIA Lisboa 2015

2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas (DOP)

Mercado da Cerveja Artesanal

De 27 de Junho a 5 de Julho a FIL - Parque das Nações – recebe a 28º edição da FIA Lisboa voltando a ser o palco da maior Festa Intercultural da Península Ibérica, redescobrindo os melhores pratos de Gastronomia Tradicional.

Promovida e organizada pela Fundação AIP, através da AIP - Feiras, Congressos e Eventos, com a colaboração do IEFP - Instituto de Emprego e Formação Profissional e contando com a participação de Municípios; Entidades Regionais de Turismo e Associações de Artesãos, a FIA-Lisboa é um verdadeiro mundo de culturas, tradições e artes.

A Gastronomia constitui-se como um importante atractivo turístico-cultural de um local, região ou País. Portugal está identificado como um dos melhores destinos de Gastronomia e Vinhos na Europa sendo fundamental que o Património Gastronómico Nacional seja reconhecido, valorizado e divulgado como fenómeno cultural, património material e imaterial das regiões e factor impulsionador do desenvolvimento regional e de riqueza nacional.

Neste âmbito, a FIA-Lisboa conta, pela 2ª vez, com a Semana de Gastronomia Tradicional dando especial destaque à degustação de Carnes Portuguesas Certificadas (DOP) e ao Mercado da Cerveja Artesanal. A Semana de Gastronomia Tradicional pretende, com esta iniciativa, cativar os visitantes pelos produtos e paladares característicos que são de origem nacional.

A Semana da Gastronomia Tradicional decorrerá no pavilhão 3 da FIL e incluirá os seguintes Espaços Gastronómicos:

2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas (DOP)

‘’ Um Território uma Raça, em cada Raça um Paladar’’

Mostra e degustação da melhor e suculenta carne de seis Raças Portuguesas Certificadas (DOP) confecionada por seis Restaurantes de cozinha tradicional Portuguesa em representação de seis regiões do país num evento de cultura gastronómica com os melhores pratos tradicionais e produtos genuínos. Para o efeito, a organização da FIA-Lisboa convidou restaurantes - o ‘‘Torres Restaurantes’’ – Minho, ‘’O Costa’’ – Alto Douro, ‘’Comeres Barrosões’’ – Alto Tâmega, ‘’Caetano’’ – Beira Litoral, ‘’Temudu’s’’ – Centro Bairrada e o restaurante ‘’Lampião’’ - Alentejo). Esta iniciativa conta também com a presença de várias tasquinhas onde será possível a degustação de produtos de charcutaria, queijos e doçaria e stands de venda directa de produtos gastronómicos.

Mercado da Cerveja Artesanal

No âmbito da Semana da Gastronomia Tradicional, a FIA-Lisboa lança o Mercado da Cerveja Artesanal como plataforma de divulgação e promoção de um novo nicho de mercado que está a crescer. Oportunidade de negócio que começa a ter alguma dimensão, iniciou-se enquanto hobby de fabricação em casa, passando às microcervejeiras, sendo hoje negócio de algumas grandes marcas reconhecidas internacionalmente. O Mercado da Cerveja Artesanal acolhe 4 marcas diferentes de cerveja artesanal - Letra, Sovina, Bolina e Deusa - e 4 mostradores que representam mais de 20 estilos de cervejas artesanais. A iniciativa tem como principais objectivos:

- Divulgar o empreendedorismo de alguns produtores

- Promover os melhores produtores

- Fomentar a cultura cervejeira artesanal Incentivar o público a conhecer e entender a importância de se consumir e apreciar produtos de qualidade

- Conhecer a diversidade e a versatilidade da cerveja artesanal

- Degustar a vasta gama de estilos e receitas produzidas

- Contactar directamente com o consumidor final e assim testar o produto

Os visitantes que optarem por almoçar no espaço da Semana da Gastronomia Tradicional na FIA Lisboa poderão descontar o preço do valor da entrada na sua refeição*. *Válido apenas ao almoço num dos seis restaurantes (12h30 às 14h30)

Com quase três décadas de história a FIA Lisboa ocupará até dia 5 de Julho os pavilhões 1, 2 e 3 da FIL, no Parque das Nações. Recebendo anualmente mais de 100.000 visitantes, o salão prima a sua oferta pelo artesanato e expressões culturais trazidas à capital por centenas de expositores que ano após ano aderem ao certame.

Foi assim em 2014…

Em 2014 a FIA Lisboa recebeu cerca de 112.000 visitantes em 9 dias de feira. A diversidade dos expositores, as propostas artesanais aliadas ao design mais contemporâneo, as iniciativas multiculturais e a ampliação da área dedicada à gastronomia, contribuíram para o sucesso da FIA Lisboa 2014, certame que é já uma referência consagrada nas feiras do sector.

FESTAS DE VILA PRAIA DE ÂNCORA JÁ TÊM PROGRAMA

PROGRAMA

DIA 03 DE SETEMBRO (QUINTA FEIRA)

09:00 – Hastear da Bandeira

18:30 – Início da Novena preparatória de Nª Sª da Bonança

DIA 10 DE SETEMBRO (QUINTA FEIRA)

08:00 – Alvorada Festiva

09:00 – Entrada do Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora

15:30 – Procissão Naval de Nª Sª da Ínsua, com a participação dos “Homens do Mar”

16:30 – Chegada da Nª Sª da Ínsua ao Portinho

Largada de Pombos

Passagem do andor de Nª Sª da Ínsua pela Rua 13 de Fevereiro e Rua dos Pescadores

Entrada de Grupos de Música Popular Galega e Bombos de Vila Praia de Âncora

17:00 – Abertura oficial do Parque de Diversões

18:00 – Atuação da Escola de Música Fernandes Fão na Praça da República

Grupos de Música Popular Galega e Bombos de Vila Praia de Âncora a percorrer as ruas da Vila.

21:00 – Procissão de Velas em honra de Nª Sª de Fátima

22:30 – QUIM BARREIROS – Portinho de Vila Praia de Âncora

00:00 – Espaço Noturno com DJs – Portinho

DIA 11 DE SETEMBRO (SEXTA FEIRA)

08:00 – Alvorada Festiva

09:00 – Entrada do Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora e do Grupo de Bombos de São Sebastião de Darque, acompanhados pelos “Gigantones”

10:00 – Recolha dos peteiros nos comércios e embarcações

14:30 – Atuação de Grupos de Concertinas à Desgarrada e Cantares ao Desafio, percorrendo as ruas da Vila e o Comércio Local.

15:00 – Arruada dos Grupos de Bombos a percorrer as ruas da Vila e o Comércio Local.

17h00 – Atuação da Escola de Música Fernandes Fão – Praça da República

22h30 – TONY CARREIRA – Portinho de Vila Praia de Âncora

00:00 – Espaço Noturno com DJs – Portinho

DIA 12 DE SETEMBRO (SÁBADO)

08:00 – Alvorada Festiva

09:00 – Entrada do Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora e do Grupo de Bombos de São Sebastião de Darque, acompanhados pelos “Gigantones”

12:00 – Tradicional “Queima do Fogo do Meio Dia”

Entrada das Bandas de Música na Praça da República:

Banda Musical Lanhelense – 5 de Outubro

Banda Musical de Melres – 31 de Janeiro

15:00 – CORTEJO ETNOGRÁFICO DO VALE DO ÂNCORA (Desfila pela Rua 5 de Outubro, Praça da República, Rua 31 de Janeiro, Avenida Dr. Ramos Pereira)

18:00 – Concentração e despique de Grupos de Bombos – Avenida Dr. Ramos Pereira

22:00 – FESTIVAL INTERNACIONAL DE FOLCLORE organizado pelo Etnográfico de Vila Praia de Âncora, com a participação de Grupos convidados – Parque Dr. Ramos Pereira

22:00 – BANDAS DE MÚSICA – Praça da República

00:00 – Despedida das Bandas de Música – Praça da República

00:30 – FOGO-DE ARTIFÍCIO (Molhe Sul do Portinho)

01:00 - Espaço Noturno com DJs – Portinho

DIA 13 DE SETEMBRO (DOMINGO)

08:00 – Alvorada Festiva

08:00 – Missa na Capela de Nª Sª da Bonança

09:00 – Missa na Capela de Nª Sª da Bonança

09:00 – Entrada da Banda Musical da Casa do Povo de Tangil no Largo da Estação, com passagem pelo Portinho

10:30 – Missa Solene, acompanhada pela Banda Musical da Casa do Povo de Tangil

14:30 – Entrada da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários “Os Famalicenses”

15:00 – Receção das Entidades Oficiais no Salão da Capela de Nª Sª da Bonança

15:30 – Procissão em Honra de Nª Sª da Bonança.

Sermão pelo distinto pregador – Portinho

17:30 – Concerto da Banda Musical da Casa do Povo de Tangil

19:30 – Missa de Ação de Graças na Capela de Nª Sª da Bonança

22:30 – TOP 5 – Praça da República

00:00 – Grande despedida das festas de Nª Sª da Bonança com FOGO-DE-ARTIFÍCIO

01:00 - Espaço Noturno com DJs – Portinho

CERVEIRA ESTUDA COOPERAÇÃO COM ANGOLA

Deslocação a Moxico para estudar futura cooperação

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira integrou uma representação oficial à Província de Moxico, em Angola, liderada pela Associação de Municípios do Vale do Minho, que esteve, de 17 a 19 de junho, na capital Luena. Para além do contacto direto com o desenvolvimento realizado nos últimos anos naquela localidade, esta deslocação visou a celebração de cooperação futura entre entidades.

Em representação do Município cerveirense, o Presidente e o Vice-Presidente, Fernando Nogueira e Vitor Costa, respetivamente, fizeram parte de um intenso e produtivo programa de visitas a entidades e serviços governamentais, de apresentação de novos projetos em curso e do conhecimento in loco do grande esforço no progresso encetado nos últimos anos, em particular na cidade de Luena (antiga Vila Luso), capital da Província de Moxico.

A visita, que resultou de um convite endereçado pelo Governador de Moxico João Ernesto dos Santos ‘Liberdade’, em maio do ano passado, durante a deslocação de uma delegação angolana governamental e empresarial aos cinco municípios do Vale do Minho, serviu ainda para estudar a cooperação entre as entidades presentes, o Governo e a região, através da elaboração de propostas com vista à celebração de protocolos em algumas áreas de interesse mútuo, nomeadamente na formação e na promoção de oportunidades de negócios.

De salientar que Moxico é a maior província de Angola, com uma dimensão de 223 023 km² e uma população aproximada de 750 mil habitantes.

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO APROVA VOTO DE LOUVOR A CAMPEÃO EUROPEU DE TIRO AO VOO

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou por unanimidade hoje, dia 26 de junho, um Voto de Louvor, Congratulação e Regozijo a João Paulo Mucha Lopes Martins pelos êxitos conseguidos e muito particularmente pela obtenção do título de Campeão da Europa de tiro ao voo, feito alcançado no Campeonato da Europa que decorreu em Pevidém, Guimarães, entre os dias 9 e 15 de junho.

Em 2008 Paulo Mucha, nome pelo qual é mais conhecido, sagrou-se Campeão Nacional do Fosso Universal, vencendo em 2011 o Campeonato InterClubes. No ano de 2014, em Estremoz e em Elvas conquistou, por Braga, o primeiro lugar por equipa, sendo também nesse ano o 1.º classificado na prova Maggioranza – Oporto – 1.º Memorial Giuseppe Simmi – Campeonato do Mundo.

Paulo Mucha conquistou em 2015 o pódio do Campeonato Nacional do Porto e a Taça da Federação do Porto. Foi também, neste ano, proclamado Vice-campeão Europeu pela Seleção Nacional e aclamado, a título individual, Campeão da Europa 2015.

Graças ao seu esforço, dedicação e empenho, Paulo Mucha conquistou já um lugar de destaque entre os atiradores nacionais e internacionais, facto comprovado pela conquista dos vários prémios nacionais e internacionais, promovendo e divulgando Cabeceiras de Basto além-fronteiras.

De entre os vários pontos em cima da mesa, de salientar também os apoios concedidos a várias associações, designadamente à Mais – Associação de Cultura, Desporto e Tempos Livres de Basto, através da cedência gratuita de equipamentos municipais no âmbito da promoção de campos de férias.

No decorrer desta sessão, foi aprovada, por unanimidade, a renovação do protocolo com a Banda Cabeceirense para a dinamização e funcionamento da Casa da Música, designadamente atendimento, vigilância e acompanhamento das atividades levadas a cabo naquele equipamento, tais como o acolhimento de visitantes, a formação musical e a realização de atividades culturais.

Aprovadas por unanimidade foram também as propostas relativas à elaboração do regulamento de gestão do Orçamento Participativo, reformulação da Carta Educativa, instituição do Conselho Municipal da Juventude e, ainda, uma proposta de atribuição de apoios financeiros aos produtores pecuários do nosso concelho, apresentadas pelo vereador Prof. Mário Leite e pelos vereadores do IPC, respetivamente.

Foram também adjudicados alguns ajustes diretos para a prestação de serviços diversos, designadamente no âmbito da Modernização Administrativa.

ARCOS DE VALDEVEZ JÁ TEM PARQUE INFANTIL E POLIDESPORTIVO

“Circuito Bio Saudável” – Parque Infantil e Polidesportivo já estão abertos ao público

Foi com grande animação que a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e dezenas de crianças deram por oficialmente abertos ao público o Parque infantil e o Polidesportivo edificados no âmbito da "Construção de um Circuito Bio Saudável na sede do concelho.

polidesportivo

De manhã os meninos dos infantários brincaram no novo espaço infantil e à noite foram realizados jogos no Polidesportivo com equipas de clubes desportivos do concelho.

Este circuito é constituído por um circuito de manutenção, com vários aparelhos dispostos ao longo da margem do rio, um parque infantil e um polidesportivo ao ar livre, abertos às pessoas que os queiram utilizar livremente.

A Câmara Municipal está satisfeita com a dinâmica criada em torno da prática desportiva e lazer no Concelho, essencial ao desenvolvimento social dos Arcuenses, à promoção e atração de novos e mais visitantes.

P6246715

P6246633

P6246613

BRAGA É CAPITAL DO CICLISMO PORTUGUÊS ATÉ AO PRÓXIMO DOMINGO

Triângulo 'Sameiro/Falperra/Bom Jesus' revela Campeões Nacionais de Estrada

Começaram hoje, 26 de Junho, na Cidade de Braga, os Campeonatos Nacionais de Ciclismo que contam com os melhores atletas portugueses desta modalidade, casos de Rui Costa, Nelson Oliveira, Tiago Machado e André Cardoso.

CMB26062015SERGIOFREITAS0000002017

Nesta competição, que se prolonga até Domingo, serão encontrados os Campeões Nacionais de Estrada nas provas em linha e de contra-relógio nos escalões de Elite e Sub-23.

A realização dos Nacionais no Município de Braga acontece após mais de 40 anos de afastamento da Cidade da alta-roda do Ciclismo. Recorde-se que Braga retomou o contacto com a 'Volta a Portugal' em 2014 e, este ano, tornou-se a Capital do Ciclismo Português ao receber os Campeonatos Nacionais de Ciclismo de Estrada nos próximos três anos (2015 a 2017).

Depois de hoje, 26 de Junho, as atenções se terem voltado para os contra-relógios dos Campeonatos Nacionais de Estrada Elites e Sub 23, no Sábado e no Domingo, as provas em linha decorrem no chamado triângulo Bracarense 'Sameiro/Falperra/Bom Jesus'. Amanhã, Sábado, às 15h00, realiza-se a prova dos Sub 23, com 161km, contabilizando nove passagens pela meta. Já os Elites entram em cena Domingo, às 11h00, para um percurso de mais de 190km, perfazendo um total de 11 passagens pela linha de meta.

Em ambos os casos, a partida e a chegada acontecem no Sameiro junto à Estátua do Papa João Paulo II. O pelotão irá descer a Falperra em direcção a Braga para subir a caminho do Bom Jesus e regressar ao Sameiro.

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES APROVA VOTOS DE LOUVOR

Município de Guimarães aprova por unanimidade votos de louvor para sociólogo João Diogo Pinto e atleta Rui Bragança

Guimarães enaltece distinções em reunião de Câmara. Em áreas diferentes, desempenho de João Diogo Pinto na área da juventude e título europeu de taekwondo de Rui Bragança foram reconhecidos pelo Executivo Municipal.

Joao_Diogo_Pinto_Rui_Braganca

O Município de Guimarães aprovou, por unanimidade, em reunião do Executivo Municipal realizada esta quinta-feira, 25 de junho, a deliberação de dois Votos de Louvor, um para o sociólogo João Diogo Pinto, por ter sido condecorado pelo Presidente da República com o Grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, e outro para o atleta Rui Bragança, praticante de taekwondo do Vitória Sport Clube, que conquistou recentemente a medalha de ouro nos Jogos Europeus, em Baku 2015.

O sociólogo João Diogo Pinto, de 40 anos, filho mais velho de família fixada em Guimarães há várias décadas, e aqui residente na sua adolescência e juventude, tendo frequentado as Escolas de Santa Luzia, João de Meira, Francisco de Holanda e Martins Sarmento, foi condecorado pelo Presidente da República, no passado dia 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades, com o Grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Seis dias depois, no âmbito desportivo, Rui Bragança voltou a honrar Guimarães e Portugal, ao obter a medalha de ouro de taekwondo nos Jogos Europeus, realizados em Baku. Estudante do 5º ano de medicina na Universidade do Minho, o atleta do Vitória, aos 23 anos, conta já com um palmarés notável de títulos nacionais e internacionais, do qual se destacam, já em 2015, as medalhas de ouro no Campeonato Nacional de Seniores, no Campeonato Nacional Universitário e no Campeonato da Europa de Pesos Olímpicos.

CABECEIRAS DE BASTO ALERTA OS IDOSOS

Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas de Cabeceiras de Basto promove sessões de esclarecimento junto da população

A Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas de Cabeceiras de Basto, através de técnicos da área social da Câmara Municipal e da Polícia Municipal, e em colaboração com a GNR, deu início no dia 24 de junho, a uma ação de esclarecimento inserida no âmbito da iniciativa ‘Mais Proximidade – Seniores em Segurança’.

Asnela, Riodouro

Dezenas de pessoas marcaram presença nestas sessões de contacto com os técnicos e militares, iniciativa que pretende promover a segurança e o bem-estar da população mais idosa e em situação de maior vulnerabilidade social.

A iniciativa arrancou na freguesia de Riodouro, mais precisamente nos lugares de Meijoadela e Vilela, no local habitual de paragem do Posto Móvel de Atendimento ao Cidadão (PMAC). Ontem, dia 25 de junho, os técnicos da área social da Câmara Municipal, da Polícia Municipal e da GNR estiveram, durante a tarde, em Riodouro, nos lugares de Asnela e Leiradas, também no local habitual de paragem do PMAC.

Leiradas, Riodouro

Como forma de garantir o contacto, durante as sessões foram distribuídos pelos idosos um panfleto e um cartão com contactos úteis.

O principal objetivo é divulgar os serviços de apoio existentes, designadamente a Comissão Municipal de Proteção de Pessoas Idosas de Cabeceiras de Basto, a Polícia Municipal e a GNR, assim como sinalizar e encaminhar situações de perigo para acompanhamento por parte dos serviços competentes.

Note-se que durante a tarde do próximo dia 1, os técnicos da Câmara Municipal, agentes da Polícia Municipal e militares da GNR estarão nos lugares de Moscoso e Toninha; no dia 2 de julho em Formigueiro e Juguelhe; no dia 8 de julho nos lugares de Magusteiro e Teixugueiras e no dia 9 em Riodouro, Costa e Fornelo. De salientar que a iniciativa vai percorrer também outras Freguesias/Uniões de Juntas de Freguesia, em datas a agendar oportunamente.

Meijoadela, Riodouro

Vilela, Riodouro

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO É UM MUNDO DE CULTURAS

‘FIA Lisboa – Um mundo de Culturas’, na FIL de 27 de Junho a 5 de Julho

De 27 de Junho e 5 de Julho, a FIL, no Parque das Nações, será mais uma vez palco da maior Festa intercultural da Península Ibérica, e a segundo a nível europeu, voltando a receber a FIA Lisboa – Um mundo de culturas na sua 28ª edição.

FIArtesanato 002

Organizada pela Fundação AIP, através da AIP – Feiras, Congressos e Eventos, com a colaboração do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, a FIA Lisboa traz à capital durante 9 dias um verdadeiro mundo de culturas, tradições e artes. Plataforma de excelência para a promoção do desenvolvimento regional e das culturas locais por via do artesanato, gastronomia, recursos naturais e das actividades culturais e turísticas, a FIA Lisboa dá a conhecer todo o património material e imaterial que constitui a identidade dos Territórios.

FIArtesanato 004

A FIA Lisboa mobiliza cerca de 115.000 visitantes, famílias que querem descobrir, recordar, ou mesmo adquirir artigos típicos de cada região, mas também novos conceitos de artesanato e design, objectos com os quais nos identificamos, paladares que fazem as nossas delícias, artes performativas que exteriorizam sentimentos, a arquitectura dos nossos espaços e a organização social do território e das regiões.

Em 2015 a FIA Lisboa volta a promover a melhor gastronomia, no 2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas – DOP, trazendo ao espaço da FIL carnes de seis raças nacionais, representadas por 6 restaurantes de 6 regiões do País.

FIArtesanato 074

Como novidade a FIA Lisboa lança este ano o Mercado da Cerveja Artesanal com a presença de algumas das melhores e mais conhecidas marcas e com o objectivo de divulgar o empreendedorismo destes produtores, dar a conhecer a vasta gama de estilos e receitas produzidas e fomentar a cultura cervejeira artesanal.

Como habitualmente a FIA lisboa promove mais uma vez o Prémio de Artesanato Tradicional e Contemporâneo. Mais que um recordar de tradições, a FIA Lisboa é também um palco para novos talentos que incorporam no melhor que nós temos vindo a produzir, novas abordagens e novos materiais, mantendo a tradição sempre actual e desafiante.

FIArtesanato 069

MARCHAS POPULARES SAEM AMANHÃ À RUA EM CABECEIRAS DE BASTO

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto encontra-se a promover as Marchas Populares, uma iniciativa que se realiza amanhã à noite, 27 de junho, no Largo da Raposeira, em Refojos de Basto. Com esta iniciativa pretende-se valorizar as tradições populares e simultaneamente reforçar o sentido da festa enquanto espaço de construção coletiva de uma identidade comum.

Nesta edição 2015, o Encontro/Concurso de Marchas Populares insere-se no âmbito da Festa de S. Pedro organizada pela Associação de Cavaquinhos da Raposeira em colaboração com a Câmara Municipal.

No concurso deste ano estão inscritos quatro grupos, designadamente a Associação ‘As mulheres do Arco’, a ADIB, a Escola Básica do Arco de Baúlhe e a Associação Encalço de Ideias, enquanto no encontro participam os Espaços de Convívio e Lazer de Arosa, Arco de Baúlhe, Cavez, Cucana (Refojos), Pedraça e Painzela.

De acordo com a votação do júri, ao 1.º classificado será atribuído o prémio de 350 euros, ao 2.º será entregue 300 euros e ao 3.º a quantia de 250 euros.

Receberá, ainda, cada marcha participante um prémio de presença no valor de 100 euros.

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO É O MAIOR EVENTO IBÉRICO DE SABERES, SABORES E TRADIÇÕES

Participações oficiais internacionais e entidades regionais nacionais crescem na FIA Lisboa 2015

A FIA Lisboa que se realiza de 27 de Junho e 5 de Julho, na FIL, cresce em número de participações oficiais internacionais e em presenças de entidades regionais nacionais, numa aposta clara de promoção de culturas e territórios.

FIArtesanato 029

Organizada pela Fundação AIP, através da AIP – Feiras, Congressos e Eventos, com a colaboração do IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, a FIA Lisboa traz à capital durante 9 dias um verdadeiro mundo de culturas, tradições e artes.

Plataforma de excelência para a promoção do desenvolvimento regional e das culturas locais por via do artesanato, gastronomia, recursos naturais e das actividades culturais e turísticas, a FIA Lisboa dá a conhecer todo o património material e imaterial que constitui a identidade dos Territórios.

FIArtesanato 004

Cada vez mais ao serviço das diferentes culturas nas suas diversas vertentes – saberes, sabores, costumes e tradições reflexo do conhecimento, da moral e do meio ambiente onde nos inserimos, a FIA Lisboa tem vindo ao longo das suas 28 edições a atrair cada vez mais participações regionais e locais nacionais e internacionais, nomeadamente municípios, e entidades oficiais que representam os diferentes países, verificando-se um crescimento em número de participações de cerca de 50% a nível internacional e mais de 100 % no que diz respeito a municípios.

FIArtesanato 011

Em 2015 a FIA Lisboa volta a promover a melhor gastronomia, no 2º Festival de Carnes Portuguesas Certificadas – DOP, trazendo ao espaço da FIL carnes de seis raças nacionais, representadas por 6 restaurantes de 6 regiões do País, com a estreia da Raça de Porco Alentejano.

Como novidade a FIA Lisboa lança este ano o Mercado da Cerveja Artesanal com a presença de algumas das melhores e mais conhecidas marcas e com o objectivo de divulgar o empreendedorismo destes produtores, dar a conhecer a vasta gama de estilos e receitas produzidas e fomentar a cultura cervejeira artesanal.

FIArtesanato 066

Como habitualmente a FIA lisboa promove mais uma vez o Prémio de Artesanato Tradicional e Contemporâneo. Mais que um recordar de tradições, a FIA Lisboa é também um palco para novos talentos que incorporam no melhor que nós temos vindo a produzir, novas abordagens e novos materiais, mantendo a tradição sempre actual e desafiante.

FIArtesanato 068

FIArtesanato 076

PAREDES DE COURA NOMEADA FINALISTA DOS PRÉMIOS MUNICÍPIO DO ANO PORTUGAL 2015

Paredes de Coura acaba de ser nomeada finalista para os Prémios Município do Ano Portugal 2015 com o projecto ‘Escola do Rock’, no âmbito da iniciativa UM-Cidades promovida pela Universidade do Minho.

salgado6

O município de Paredes de Coura integra o restrito núcleo de distinções regionais ‘Região Norte – menos de 20 mil habitantes’, após um processo de avaliação de 80 candidaturas para os Prémios Município do Ano Portugal 2015: “Num tempo admirável, sem o qualificar de melhor ou pior, de acesso fácil e de circulação rápida de conhecimento e de cultura, a escola, apesar de basilar, deixou de ser o templo monoteísta. Assim um centro cultural ou qualquer evento de reconhecido mérito, capazes de estimularem a criatividade são uma espécie de escola invisível”, explicou Vitor Paulo Pereira, não escondendo o entusiasmo por mais este reconhecimento para com Paredes de Coura.

salgado5

“O currículo disciplinar escolar é essencial, e tem muito peso na nossa sociedade, mas a arte, a música, a dança ou outra qualquer forma cultural são manifestações importantíssimas nas formações dos nossos jovens e ferramentas fundamentais de formação, cidadania, até na preparação para aquilo que chamam de mercado de trabalho. A Escola do Rock é isto, é música, é arte, é trabalho é esforço, é formação boa. Fazer parte dos nomeados é um reconhecimento bom da nossa inquietação e daquilo que queremos para o nosso concelho”, observou o presidente da Câmara de Paredes de Coura, tanto mais que os Prémios Município do Ano Portugal 2015 têm por desígnio ‘reconhecer e premiar as boas práticas em projetos implementados pelos municípios com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e/ou a sustentabilidade’.

Recorde-se que a “Escola do Rock” é uma iniciativa do município de Paredes de Coura. O projecto, que foi desenhado e tem a direcção artística do Space Ensemble, permitirá a um conjunto de jovens proveniente de todo o país, desenvolver competências musicais e criativas, em especial na área da música rock.

salgado4

FEIRA INTERNACIONAL DE ARTESANATO DESTACA ARTES E OFÍCIOS PORTUGUESES

FIA Lisboa 2015

Exposição Temática | Artes e Ofícios Portugueses: Caminhos de Inovação

De 27 de Junho a 5 de Julho a FIL- Parque das Nações - recebe a 28 º edição da FIA Lisboa – um espaço para Sentir o Passado, Viver o Presente e Experimentar o Futuro.

Assumindo-se como uma plataforma de excelência para a promoção do desenvolvimento regional e das culturas locais, que formam a identidade etnológica nacional, por via do artesanato, das actividades culturais e turísticas, da gastronomia, do património e recursos naturais e fontes de sustentabilidade da economia local, a FIA Lisboa levará o público visitante a viajar pelos melhores sabores e saberes de Portugal e de dezenas de países, dos cinco continentes.

Organizada pelo IEFP em parceria com a fundação AIP – Feiras, Congressos e Eventos, a exposição temática – Artes e Ofícios Portugueses: Caminhos de Inovação contempla projectos colectivos e iniciativas individuais desenvolvidas um pouco por todo o país abrangendo vários subsectores das produções artesanais (cerâmica, têxtil, calçado, fibras vegetais e a joalharia, entre outros).

Uma abordagem transversal, cujo denominador comum é a inovação e com uma ligação aos territórios, em propostas que partem de uma apropriação de tradições, das vivências, do meio ambiente, na tentativa (conseguida) de criar objectos diferenciados que nos remetem para determinados locais e regiões.

A exposição temática incluirá os seguintes espaços:

- Espaço ‘’parcerias para a inovação’’, onde serão destacados projectos inovadores que conjugam o trabalho de designers, artesãos e outros profissionais, ou experiências, mais ou menos consolidadas, de interacção colaborativa entre artesãos.

- Espaço ‘’novas áreas novas abordagens’’, onde se apresentarão os ateliers, oficinas ou artesãos individuais que têm vindo a explorar novas áreas, novos mercados, conceitos e linguagens.

Com quase três décadas de história a FIA Lisboa ocupará até dia 5 de Julho os pavilhões 1, 2 e 3 da FIL, no parque das Nações. Recebendo anualmente mais de 100.000 visitantes, o salão prima a sua oferta pelo artesanato e expressões culturais trazidas à capital por centenas de expositores que ano após ano aderem ao certame.

Foi assim em 2014… Em 2014 a FIA Lisboa recebeu cerca de 112.000 visitantes em 9 dias de feira. A diversidade dos expositores, as propostas artesanais aliadas ao design mais contemporâneo, as iniciativas multiculturais e a ampliação da área dedicada à gastronomia, contribuíram para o sucesso da FIA Lisboa 2014, certame que é já uma referência consagrada nas feiras do sector.

BRAGA CANDIDATA SANTUÁRIO DO BOM JESUS DO MONTE A PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE

Processo de candidatura é o foco da Conferência Internacional

Cooperação é fundamental para classificação do Bom Jesus a Património da Humanidade

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga participou esta Sexta-feira, dia 26 de Junho, na sessão de abertura da Conferência Internacional intitulada ‘Bom Jesus: Vozes e Contributos à Candidatura a Património Mundial’. A iniciativa, que decorre até amanhã, dia 27 de Junho, na Colunata de Eventos, serve de base para uma profunda reflexão da sociedade em torno do projecto de candidatura do Sacro Monte Bracarense a património da UNESCO.

Segundo o Autarca, o Bom Jesus está umbilicalmente ligado à cidade de Braga fazendo parte da sua história, do País e de muitos turistas que anualmente o visitam. “Trata-se de um cartaz de excelência da Cidade que, quer a Confraria quer a Diocese, têm vindo a demonstrar todo o empenho para garantir que este espaço chegue nas melhores condições às próximas gerações”, referiu.

Toda a estância do Bom Jesus está a ser requalificada de forma a ser “reconhecida internacionalmente como um Sacro Monte único no Mundo”. As obras, orçadas em cerca de 18 milhões de euros, denotam um “esforço notável e são um bom exemplo de articulação entre as diversas entidades para concretizar o objectivo de elevar o Bom Jesus a Património classificado”, referiu Ricardo Rio, enaltecendo a “enorme evolução” e o mérito deste investimento “em claro benefício de Braga, do País e do Património da Humanidade”.

Nesse sentido, o Autarca salientou a “promoção contínua” que a Câmara Municipal de Braga tem efectuado ao Bom Jesus, “incluindo-o no roteiro de todos os grandes eventos da Cidade”. Desde a assembleia geral do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, entidade que apoia e reconhece a candidatura a Património da Humanidade, passando pela Cimeira de Arraiolos, que contou com a presença de vários chefes de Estado europeus, até a diversas iniciativas desportivas, culturais e mesmo científicas, “todas tiveram o Bom Jesus como palco de excelência para as acolher”.

A cooperação e o diálogo efectuado pelo Município de Braga com diversas instituições, nomeadamente com a EP - Estradas de Portugal, tem sido “uma constante”, no sentido de “garantir a manutenção das vias centrais e dos separadores, para uma maior segurança de quem se desloca ao Bom Jesus”, assegurou Ricardo Rio

A finalizar, o Autarca deixou em aberto a possibilidade da Câmara de Braga contribuir na manutenção dos espaços verdes do Bom Jesus. Essa pretensão será possível, “logo que o Município tenha condições internas para assumir essa responsabilidade”.

Além de Ricardo Rio, a sessão de abertura da Conferência Internacional contou com a presença do Arcebispo Primaz de Braga, Jorge Ortiga, do presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira, do vice-presidente da CCDRN, Carlos Neves e de Adelino Costa, presidente da Confraria do Bom Jesus do Monte.

“QUEIMA DO GATO” NÃO É TRADIÇÃO… É CRIME!

A população de Mourão, no concelho Vila Flor, Bragança, está a braços com a Justiça devido a uma tradição de São João denominada «Queima do Gato» que envolve um animal vivo.

gato-fofo

A GNR confirmou à Lusa que iniciou diligências para identificar os autores no âmbito de um inquérito aberto no Tribunal de Vila Flor depois de várias denúncias. Também a associação de defesa dos animais Grupo Gato Urbanos anunciou hoje que vai avançar com uma queixa-crime no Departamento de Investigação e Ação Penal, constituindo-se como assistente do processo, «com o objetivo de levar à justiça os responsáveis e cúmplices e para que esta barbara e vergonhosa prática não se repita mais».

O ritual foi divulgado nas redes sociais onde se gerou uma onda de indignação que já fez eco na aldeia, onde a população garante que «nunca morreu nenhum gato» e que o último que foi sujeito a esta prática «está bem».

A "tradição" chegou ao conhecimento público através de um vídeo colocado nas redes sociais com a duração de cerca de cinco minutos que, segundo a descrição do Grupo Gatos Urbanos "mostra um gato colocado dentro de um recipiente de barro e levantado a alguns metros de altura, num poste".

"O poste vai sendo queimado e à medida que as chamas envolvem o recipiente com o animal lá dentro ouvem-se os gritos lancinantes do animal em sofrimento atroz. Quando o poste arde, projeta-se no chão, sendo que o animal cai de uma altura superior de três metros, fechado no recipiente a arder, recipiente esse que se estilhaça no chão", descreve.

Nesse momento "vê-se o gato em chamas a "gritar" agonizantemente enquanto a população ri, esbraceja e se diverte com o suplício do animal que corre em círculos, tentando alivio e fuga, desorientado em agonia extrema", continua aquela organização, indicando, que o crime foi denunciado pela Associação Midas.

A associação Grupo Gatos Urbanos informou que vai requerer "informações sobre o estado atual do animal alvo de sacrifício/maus tratos e que sejam efetuadas todas as diligências necessárias para a identificação dos promotores, autores e participantes deste crime".

"Nunca morreu nenhum gato e este está bem, a GNR já o veio ver", afirmou à Lusa Aida Alves, habitantes de Mourão que encara como "ridícula" a situação que está a gerar-se em torno do caso.

Com 80 anos, Aida Alves garantiu que desde sempre que existe esta tradição associada às festas de São João e que "há três ou quatro anos que é (usado) o mesmo gato".

Segundo contou à Lusa é um habitante da aldeia que tem gatos que oferece o animal para este ritual.

Aida Alves reconheceu que nesta festa o animal "queimou uma bocadinho o pelo", acrescentando que "a dona foi busca-lo, tratou-o e está bem".

"Está aí bem bonito, podem vir ver. Já cá veio a Guarda e já o viu", declarou.

Confrontada com a lei que pune os maus tratos e sofrimento infligido aos animais, Aida Alves responde com uma pergunta: "e não há lei para os cães abandonados que deixem por aí?".

As festas de São João são organizadas pelos poucos mais novos que mantém laços com esta aldeia de Trás-os-Montes "onde existem apenas meia dúzia de velhos", como disse à Lusa Aida, que teme que agora se acabe com a tradição e fiquem "cada vez mais abandonados".

Fonte: Agência Lusa

BRAGA NÃO PÁRA!

Actividades do ‘Mexe-te Braga’ deste fim-de-semana

Amanhã, Sábado, dia 27 de Junho, o Voleibol vai estar em destaque na Avenida Central, entre as 16h00 e as 18h00. A iniciativa, que se enquadra no Programa ´Mexe-te Braga´, será realizada em parceria com o Sporting Clube de Braga e a Escola de Lamaçães.

No Domingo, 28 de Junho, o Complexo Desportivo da Rodovia acolhe, entre as 10h00 e as 12h00 uma actividade organizada pelo ‘Holmes Place’.

Todos os eventos do Programa ‘Mexe-te Braga’ têm entrada grauita. Mais informações podem ser obtidas através do endereço desporto.lazer@cm-braga.pt.

VILAR DE MOUROS RECEBE ENCONTRO NACIONAL DE VOLUNTÁRIOS

Encontro Nacional de Voluntários reúne em Vilar de Mouros voluntários de todo o país.

Um encontro de pessoas para pessoas que se juntam num festival de cidadania, nos dias 31 de Julho e 1 e 2 de Agosto, com o apoio do Município de Caminha e a Junta de freguesia de Vilar de Mouros".

A Associação Vup4u desafia-te a passar um fim-de-semana diferente em Vilar de Mouros, naquele que será o 1º Encontro Nacional de Voluntários. Desta vez não vais fazer voluntariado, mas sim encontrar-te com outros voluntários.

Para além de muito convívio, desportos, música, animação e workshops, espera-te uma experiência inesquecível! Espreita o cartaz e fica atento às novidades que te vamos dando via Facebook. Ah! A inscrição é GRATUITA!

Vemo-nos por lá?

Inscrições em: https://app.weventual.com/detalheEvento.action?iDEvento=2000

O Encontro Nacional de Voluntariado será um espaço para aprender! Para o fazer aprendendo! Para a valorização do convívio na sua forma mais simples e humana; o privilegiar das vivências em torno de conversas, workshop’s, música, desporto, lazer e contacto com a natureza e com as gentes da terra!

'ENTRE MARGENS - ENCONTRO DE TOCADORES' INVADE O CENTRO HISTÓRICO DE CAMINHA DE 3 A 5 DE JULHO

Município quer que o Entre Margens entre para a história com a realização do “Maior Encontro de Tocadores de Concertina do Mundo”

Caminha vai acolher de 3 a 5 de julho, o Entre Margens – Encontro de Tocadores. A organização está a ultimar os preparativos para que esta festa da música tradicional seja mais um sucesso deste “Verão Azul”. O Município de Caminha pretende que esta edição entre para a história dos eventos mundiais com a realização do “Maior Encontro de Tocadores de Concertina do Mundo”, que terá lugar no dia 5 de julho, pelas 17 horas, na Praça Conselheiro Silva Torres.

Este certame é organizado pela Câmara Municipal de Caminhe e pela Junta de Freguesia de Caminha e Vilarelho em parceria com as associações “PédeXumbo” e “Coreto”.

O Entre Margens visa promover o encontro entre tocadores de instrumentos tradicionais de gerações distintas, fomentando a partilha de conhecimentos, repertórios e técnicas instrumentais. Com o objetivo de possibilitar a continuidade das tradições musicais de várias regiões, em particular das localizadas nas margens do Rio Minho - a Galiza e o Minho, este "Encontro" contempla várias sessões de trabalho (oficinas) entre músicos, cantadeiras e bailadores, palestras temáticas, feira de construtores de instrumentos musicais tradicionais, concertos, bailes ao improviso e o “Maior Encontro de Tocadores de Concertina do Mundo”.

Durante os três dias, no Largo Calouste Gulbenkian estará patente a Mostra de construtores de instrumentos musicais tradicionais. Esta feira de construtores é realizada por construtores provenientes de várias regiões de Portugal e da Galiza.

No que respeita às oficinas, o Entre Margens vai proporcionar sessões de Sanfona e Cantares de Cegos, com Ariel Ninas e César Prata; de Gaita-de-Fole, com Toni das Gaitas e Nuno Dias; de Canto e Adufe/Pandeiro Quadrado, com Adufeiras do Monsanto, Xabier Diaz e as Adufeiras do Salitre; de Desgarradas e Regueifas, com Bieito Lobariñas e «Aguiar» e de Danças Galegas, com Mercedes Prieto e Serxio Cobos.

No dia 4 de julho, da parte da tarde, vai decorrer uma palestra sobre o universo das cantigas ao desafio, com destaque para as da Galiza, a cargo de Ramon Pinheiro, do Centro Galego de Música Popular – a Central Folque.

Quanto às performances e concertos, salienta-se que durante as manhãs e as tardes de sábado e domingo decorrerão intervenções e performances diversas. Assim, na sexta-feira à noite, dia 3 de julho, Ariel Ninas e a sua sanfona, apresentar-se-ão em concerto. No sábado à noite, dia 4 de julho, teremos a vez e a(s) voz(es) das Cantadeiras do Vale do Neiva, grupo de cantares polifónicos do Minho, a três e a quatro vozes à capela, com particular realce para a requinta e a voz de fora, o descante ou o grito.

No final de ambas as noites, sexta e sábado, terão lugar os tradicionais 'bailes ao improviso'.

Na tarde de domingo, 5 de julho, decorrerá uma mostra, por parte de formadores e formandos, do que foi ensinado e partilhado em cada uma das oficinas.

Esta II edição do certame vai encerrar com o “Maior Encontro de Tocadores de Concertina do Mundo”, para o qual o Municio está a convidar tocadores de concertina para que esta ambição se torne realidade.

ANTÓNIO SAMPAIO DA NÓVOA: UM MINHOTO CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Não é a primeira vez que um minhoto é candidato a Presidente da república Portuguesa. Recordamos, a propósito, os nomes do General Norton de Mattos e do Dr. Francisco Salgado Zenha. Desta vez, é bastante forte a probabilidade de virmos a ter um minhoto a ocupar o mais alto cargo da Chefia do Estado Português – Sampaio da Nóvoa.

António Manuel Seixas Sampaio da Nóvoa de seu nome completo, nasceu em Valença, em 12 de dezembro d 1954. Fez a instrução primária na Escola Pública de Caminha, tendo terminado a quarta classe já em Nova Oeiras, onde a família se instalou no início de 1964, até hoje.

Passou a infância e a juventude com uma bola nos pés. Com os irmãos, os primos, os amigos, joga futebol, lê livros e demonstra uma habilidade particular para os números. É convidado por um olheiro da Académica a fazer testes para a equipa de futebol e chega à Universidade de Coimbra em 1971, com 16 anos, um ordenado de Juvenil e uma matrícula em Matemática.

Em Coimbra, vive na República 5 de Outubro, uma residência mista e fortemente politizada. Poucas semanas depois de chegar, António Sampaio da Nóvoa já é delegado da associação de estudantes e partilha o tempo entre o futebol da Académica e os palcos do Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra (TEUC).

No teatro e nos cafés de Coimbra, António Sampaio da Nóvoa ensaia a intervenção. As leituras, as tertúlias, um debate constante pelo futuro de Portugal. É então que, apesar do convite para passar à equipa de futebol Sénior, deixa os relvados de Coimbra trocando-os pela Escola de Teatro do Conservatório Nacional e regressa a Lisboa, com uma bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian.

De 1973 a 1976, os palcos estão em Lisboa, no Conservatório, nos grupos de discussão, nas madrugadas. António Sampaio da Nóvoa viveu o 25 de Abril na rua. Tinha 19 anos e havia um país novo para construir. Nas eleições autárquicas de 1976, Sampaio da Nóvoa dinamiza uma das primeiras listas de cidadãos independentes.

A animação cultural e a participação cidadã são uma escolha e é através da expressão dramática que chega à formação de professores. De 1977 a 1979, Sampaio da Nóvoa dá aulas no Magistério Primário de Aveiro e reconhece a importância do futuro na escola e nos professores.

Com 25 anos, parte num Fiat 127 com destino à Europa. Tem alguns contactos em Bruxelas, mas acaba por ficar na Suíça. Depois de diplomado em Ciências da Educação pela Universidade de Genebra, é convidado para prosseguir estudos de doutoramento, ao mesmo tempo que dá aulas. Defenderá a sua tese em 1986, sobre a história dos professores em Portugal.

O filho André nasce em 1985. Sampaio da Nóvoa volta para Lisboa e é professor convidado do Instituto Superior de Educação Física. No ano seguinte, poucos meses depois do doutoramento é convidado para a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação. Em 1994, faz as provas públicas de agregação na Universidade de Lisboa. É Professor Catedrático desde 1996.

Na Universidade de Lisboa constrói a sua carreira académica, reconhecida por colegas e alunos. É um professor disponível, presente, um ouvidor. Um amante de livros e bibliotecas, e também de pessoas e de vidas.

Sampaio da Nóvoa passou períodos em várias universidades estrangeiras de grande prestígio. Em 2006, completa um segundo doutoramento, na Universidade de Paris IV- Sorbonne, em História Moderna e Contemporânea.

Entre 1996 e 1999, foi consultor para a Educação do Presidente da República Jorge Sampaio. Estando presente em múltiplos comités e instituições, nacionais e internacionais.

Em 2002, estava em Nova Iorque como professor, e é convidado por José Barata-Moura para Vice-Reitor. Sampaio da Nóvoa reconhece na gestão da universidade, do conhecimento e da ciência um desafio claro de mudança.

É eleito Reitor em 2006 e com António Cruz Serra, lidera o processo de fusão da Universidade de Lisboa e da Universidade Técnica de Lisboa, abrindo a universidade à cidade e ao país.

No último ano esteve no Brasil, numa missão internacional da UNESCO junto do governo brasileiro e como professor visitante na Universidade de Brasília.

António Sampaio da Nóvoa acredita que a Educação é o motor da liberdade. Tem uma vida feita de presenças, desde as associações estudantis à intervenção comunitária cidadã e à gestão da causa pública. É hoje candidato a Presidente da República porque o amanhã tem de começar agora.

PROFESSOR SAMPAIO DA NÓVOA VISITA CAMINHA

A convite de um grupo de antigos colegas da Escola Primária de Caminha, o Professor Sampaio da Nóvoa visita amanhã o concelho de Caminha.

Sampaio da Nóvoa frequentou a escola primária de Caminha entre 1961 e 1963, na altura em que seu pai, juiz, foi colocado nesta comarca em 19 de Outubro de 1961, exercendo aqui funções até 12 de Dezembro de 1963.

O programa da visita é o seguinte:

10h30 – Encontro com antigos colegas da escola primária Praça Conselheiro Silva Torres

11h00 – Passeio até à escola primária e visita às suas instalações (atual Academia de Música Fernandes Fão)

12h00 – Encontro com pescadores na sede da associação de Pescadores de Vila Praia de Âncora

13h00 – Almoço Festa do Mar e da Sardinha

BRAGA DISTINGUIDA COMO CAPITAL IBERO-AMERICANA DA JUVENTUDE

Presidente da Câmara Municipal de Braga recebeu título atribuído pela OIJ numa cerimónia presidida por Cavaco Silva, no Palácio de Belém

‘Capital Ibero-Americana da Juventude em 2016 reforça projecção internacional da Cidade’

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, recebeu hoje, 25 de Junho, das mãos do Secretário-Geral da Organização Ibero-Americana da Juventude (OIJ), o título de Capital Ibero-Americana da Juventude 2016. Na cerimónia, realizada no Palácio de Belém, em Lisboa, na presença do Presidente da República, Cavaco Silva, do Ministro da Presidência, Luís Marques Guedes, e dos mais altos representantes da OIJ, Ricardo Rio afirmou que esta designação vai contribuir para o reforço da projecção internacional da Cidade.

O Autarca disse ser um “orgulho” para Braga a atribuição deste título e numa cerimónia marcada pela “justa homenagem ao Presidente da República, pelo seu contributo na defesa da Juventude”, e pela primeira apresentação pública internacional do Programa Ibero-Americano de Juventude – IberJovens.

Ricardo Rio referiu que os jovens de Braga “têm estado à altura dos reptos que lhes têm sido lançados, não se têm resignado e têm dado o seu contributo para construírem um futuro melhor, transformando uma Cidade histórica num eixo de modernidade e um exemplo para o desenvolvimento do país”.

O presidente da Câmara Municipal sustentou que a designação de Capital Ibero-Americana da Juventude 2016 constitui um “reconhecimento e uma oportunidade para o futuro”. “Reconhecimento porque há um vasto legado que Braga tem dado na construção de políticas amigas da Juventude, de estímulo à actividade dos jovens, à participação dos jovens na sociedade, seja no contexto do empreendedorismo económico ou social, seja no domínio do associativismo”, disse.

Em matéria de associativismo, Ricardo Rio afirmou que Braga possui uma “rede ímpar” de associações juvenis que têm um trabalho muito consolidado e que ultrapassa já as fronteiras do Concelho. O Edil adiantou ainda que Braga é uma Cidade com duas universidades, destacando por exemplo a posição que a Universidade do Minho ocupa nos rankings europeus e o contributo que tem dado como “motor de fixação de jovens e de transformação do território municipal, da região Norte e do país”.

Na sua intervenção e perante o olhar atento do Presidente da República, Ricardo Rio sublinhou que a Cidade tem procurado criar as melhores condições para que os jovens se possam realizar plenamente.

A designação Braga – Capital Ibero-Americana da Juventude 2016 será, segundo o Autarca Bracarense, uma oportunidade para “reforçar a projecção internacional do que se faz no Concelho”. Ricardo Rio lembrou que Braga acolhe a sede da Agência Nacional Erasmus +, através do qual as associações juvenis do Concelho têm concretizado múltiplas iniciativas de apoio à mobilidade individual e de partilha de experiências no contexto internacional. “Hoje mesmo estamos em Riga a trabalhar, em conjunto com outras Capitais Europeias de Juventude, na construção de um modelo de certificação de boas práticas de políticas de juventude no contexto europeu”, avançou.

O presidente da Câmara Municipal de Braga deixou ainda uma palavra de reconhecimento ao Governo Português, nomeadamente ao Ministro da Presidência e ao Secretário de Estado da Juventude, que “têm ajudado o Município a concretizar muitos programas que marcam a diferença nas respostas aos jovens do nosso Concelho”.

“Diz-se dos Bracarenses que deixam sempre a porta aberta. Digo eu que é para que todos possam entrar e disfrutar do muito que Braga tem para oferecer e, por isso, contamos convosco em Braga em 2016”, concluiu.

Já o Presidente da República disse que “Braga está de parabéns”. Segundo Cavaco Silva, este título é “motivo de orgulho” para Portugal e constitui o “reconhecimento do historial e da dinâmica juvenil da Cidade de Braga.

O Chefe de Estado felicitou ainda a OIJ e congratulou-se por Portugal ter apoiado o Programa desde o seu início e assumir agora a responsabilidade de subdirector do Comité Intergovernamental.

A cerimónia de designação de Braga como Capital Ibero-Americana da Juventude 2016 ficou também marcada pela homenagem que a OIJ fez ao Presidente da República que foi também distinguido como Embaixador Ibero-Americano da Juventude. A distinção mostra o reconhecimento do trabalho de Cavaco Silva em “prol da defesa dos valores democráticos e da promoção do bem-estar e do desenvolvimento económico e social das populações ibero-americanas”, durante os anos em que representou Portugal nas Cimeiras Ibero-Americanas.

Também o Ministro da Presidência Luís Marques Guedes mostrou-se orgulhoso pelo título atribuído a Braga, considerando um “acto de justiça pelo amplo historial da Cidade em matéria de políticas de Juventude, a par da pujança do tecido associativo juvenil”. Estas características foram, segundo Marques Guedes, determinantes para que Portugal tenha proposto o nome de Braga para Capital Ibero-Americana da Juventude. “Escolhemos Braga pelas provas dadas na política local e municipal de Juventude. Braga será Capital Ibero-Americana da Juventude por mérito próprio. Braga é merecedora desta distinção”, disse.

A OIJ é o único organismo internacional de natureza multigovernamental na área da Juventude, congregando os Ministérios da Juventude da Comunidade Ibero-Americana. Portugal integra esta organização desde a sua fundação, em 1992. A OIJ actua em cinco eixos: desenvolvimento institucional; gestão do conhecimento e formação; direitos dos jovens; participação e governabilidade; cooperação e intercâmbio.

INATEL REALIZA EM LISBOA “CIDADE DAS TRADIÇÕES”

A Cidade das Tradições® decorre nos dias 18, 19 e 20 de setembro de 2015, no Parque de Jogos 1.º de Maio, em Alvalade (Lisboa).

Cidade das Tradições®, evento que reflete e representa os valores e objetivos pelos quais se pauta a atividade da Fundação INATEL no âmbito da salvaguarda do património cultural imaterial, irá assinalar o ano de 2015 com a sua 3ª edição, convidando e dando destaque à Região Centro de Portugal.

Nesta 3ª Edição, a Cidade das Tradições®, mantendo a fidelidade dos seus princípios, continuará a promover o espírito de participação e de partilha, garantindo a valorização e preservação das nossas memórias históricas, sociais e culturais.

Num ambiente festivo e repleto de espaços performativos, de convívio e de aprendizagem coletiva quisemos, mais uma vez,lançar publicamente o convite a artesãos e artífices para participação na Cidade das Tradições®, mediante a exposição e venda de artesanato, de produtos oficinais e de produtos gastronómicos regionais, e promovendo o contato direto com os públicos, com o objetivo de divulgar e apoiar as artes e ofícios e saberes tradicionais que lhes estão associados, na vertente de atividade profissional sustentável e inovadora.

Remetemos em anexo as condições de participação assim como a ficha de preenchimento, e aguardamos as vossas candidaturas até ao dia 23 de julho de 2015 para o email jcruz@inatel.pt ou para a seguinte morada:

Fundação INATEL

Rua de São Pedro, 10

4900 – 538 Viana do Castelo

A Cidade das Tradições® é o evento de referência da Fundação INATEL, que reflete e representa os valores e objetivos pelos quais se pauta a sua atividade no âmbito da salvaguarda do património cultural imaterial.

Trata-se de um grande evento festivo que reúne associações culturais e comunidades, agentes culturais e artistas envolvidos diariamente na missão de preservação e divulgação das artes e práticas culturais tradicionais, na sua variedade e diversidade de expressões e linguagens, nas áreas da música, dança, teatro, artes e ofícios e gastronomia tradicional.

A presença de artesãos e artífices na Cidade das Tradições®, mediante a exposição e venda de artesanato, de produtos oficinais e de produtos gastronómicos regionais, e promovendo o contato direto com os públicos, tem como objetivo divulgar e apoiar as artes e ofícios e saberes tradicionais que lhes estão associados, na vertente de atividade profissional sustentável e inovadora.

CERVEIRENSES ESTÃO PRONTOS PARA A DANÇA

Pronto para a arte da dança?

Arranca hoje o XI DANCERVEIRA, Festival Internacional de Dança de Vila Nova de Cerveira. Até domingo, cerca de mil bailarinos de 25 escolas de Portugal e Espanha reúnem-se num evento único, multifacetado e transversal a todas as idades, no qual a dança é vivida e explorada. Espetáculos têm entrada livre.

DANCERVEIRA

Dividido em dois períodos distintos, o programa do DANCERCEIRA integra, durante o dia, um conjunto de workshops, dinâmicas formativas e lúdicas com professores de nível internacional em diversas áreas (Modern Jazz, Contemporâneo, Hip-Hop, técnica de saltos e giros), e a atividade ‘Dançando na Água’. Já o período noturno dos quatro dias é preenchido com espetáculos no Auditório Municipal, com cada escola participante a apresentar as suas coreografias.

Organizado pela ADEIXA - Associação de Dança do Eixo Ibero Atlântico, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, este festival ibérico traz à ‘Vila das Artes’ cerca de mil bailarinos de 25 escolas, cativando mais de seis mil pessoas a assistir às atividades programadas para os quatro dias.

Para quem gosta de dançar ou para quem gosta de ver dançar, este é, sem dúvida, um evento a não perder.

Workshops – 09h00-14h00

Dançando na Água – 15h00 no Parque de Lazer do Castelinho

Aula livre – 16h00 (sexta-feira e sábado) no Parque de Lazer do Castelinho

Espetáculos – 21h00 (quinta-feira), 19h00 (sexta-feira e sábado), 18h00 (domingo) no Auditório Municipal

IMG_3679

CAMINHO DE SANTIAGO É “ESSENCIAL” PARA A VALORIZAÇÃO DOS TERRITÓRIOS

- Afirma o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Dr. Ricardo Rio

“Os Caminhos de Santiago são reconhecidos como uma enormíssima mais-valia cultural, turística e económica, sendo, por isso, essencial encontrar formas de beneficiar de todo esse potencial de desenvolvimento”. A ideia foi defendida por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a sessão inaugural do seminário ‘Potencial Económico dos Caminhos de Santiago’, que decorreu esta Quinta-feira, dia 25 de Junho, no Mosteiro de Tibães.

CMB25062015SERGIOFREITAS0000001994

Para o também presidente do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, este é um tema que tem de estar “no topo das prioridades” dos diversos agentes e entidades com responsabilidades administrativas. “Para tirar o maior proveito de um produto como os Caminhos de Santiago, não se pode trabalhar de forma avulsa”, referiu Ricardo Rio, sublinhando que a associação transfronteiriça a que preside tem tido o “cunho agregador para definir estratégicas, tendo em vista o financiamento e a viabilização de projectos que possam aportar qualidade na oferta aos peregrinos”.

CMB25062015SERGIOFREITAS0000001987

Os dados disponíveis são ‘inequívocos’ da importância dos Caminhos de Santiago para os territórios. Em ‘Ano Santo’, cerca de oito milhões de peregrinos deslocam-se a Santiago de Compostela. No último ano, 250 mil peregrinos utilizaram os Caminhos de Santiago, mas apenas 10% partiram de Portugal. Daí a ‘urgência’ em requalificar e dinamizar o Caminho Português. Para tal, Ricardo Rio lembrou a medida - que o Eixo Atlântico recentemente anunciou - de candidatar o Caminho Português de Santiago a Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO como forma de o equiparar ao nível do Caminho Francês. “Esse é um objectivo para ser concretizado até 2021 que é o próximo ‘Ano Santo’. Queremos catalisar o espírito colaborativo, agregando várias entidades em torno deste projecto para termos um Caminho mais qualificado e mais conhecido pelos peregrinos”, afirmou.

Nesse contexto, o Eixo Atlântico tem desenvolvido contactos com todas as Autarquias para “identificar as lacunas que existem em matéria de segurança, de sinalização e de oferta complementar, desafiando-as continuar com o trabalho de revitalização e promoção do Caminho de Santiago”.

CMB25062015SERGIOFREITAS0000001995

Cingindo-se ao potencial económico e à sua ligação com o turismo religioso, Ricardo Rio lembrou que não se pode “menosprezar a receita directa” que os peregrinos representam quando utilizam dos Caminhos de Santiago. Desde a restauração ao alojamento, passando pelo comércio, “todos têm a ganhar com esta aposta”. Mas existem ainda mais “duas componentes que estão indirectamente associadas”, pois esses mesmos peregrinos, que utilizam os Caminhos em “circunstâncias muito especiais”, são “potenciais turistas para futuras visitas economicamente mais valiosas”.

Outra componente realçada por Ricardo Rio foi o ‘sentido inverso’ que o Caminho de Santiago poderá representar: “Os caminhos que levam a Santiago são os mesmos que trazem Santiago até nós. Queremos que os milhões de visitantes que vão a Santiago possam estender a sua visita aos outros territórios adjacentes, por isso, é necessário criar esta ligação para despertar o interesse e a curiosidade desses visitantes, para valorizarmos turisticamente toda a Euro-Região”.

O seminário ‘Potencial Económico dos Caminhos de Santiago’ foi organizado pelo jornal Correio do Minho e rádio Antena Minho, em parceria com o Eixo Atlântico. Além da presença de Ricardo Rio, a sessão inaugural contou com a presença do secretário-geral do Eixo Atlântico, Xoan Mao, e do director do Correio do Minho/Antena Minho, Paulo Monteiro.

PONTE DE LIMA COMEMORA DIA MUNDIAL DAS BIBLIOTECAS

Biblioteca Municipal de Ponte de Lima assinala o Dia Mundial das Bibliotecas em 1 de julho

A Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL) vai comemorar o Dia Mundial das Bibliotecas na próxima quarta-feira, 01 de julho, com um conjunto de atividades de promoção do livro e da leitura e de divulgação da importância da BMPL enquanto "porta de acesso local ao conhecimento", essencial para "o desenvolvimento cultural do indivíduo e dos grupos sociais (...)" (in Manifesto da UNESCO Sobre Bibliotecas Públicas).

O programa retoma a iniciativa "Livros sobre rodas" que, de regresso ao Largo de Camões, disponibiliza a carrinha móvel a todos os cidadãos - leitores, ou não, da BMPL -, e o livre acesso a revistas, jornais - nacionais e estrangeiros -, jogos, puzzles e pinturas, entre outros serviços. Desta vez, a Itinerante traz dois eventos surpresa: o primeiro - "No largo há estórias... "-, arranca às 10h00 e pressupõe a leitura animada do livro "A que sabe a lua?", de Michael Grejniec; o segundo - "Estórias (en)cantadas" -, que dinamiza musicalmente três contos tradicionais do imaginário infantil, encerra o Dia Mundial das Bibliotecas, no Largo de Camões, pelas 18h30.

Paralelamente à Itinerante e às atividades de exterior, o programa incluirá duas outras iniciativas a decorrer no espaço físico da BMPL. O "Bibliopaper: à descoberta do mundo mágico da Biblioteca" tem início agendado para as 11h00 e promete, através de divertidos desafios e questões de interesse, envolver os jovens utilizadores na dinâmica de funcionamento da BMPL e nas suas potencialidades de crescimento. Por seu turno, a oficina "Uma história no saco: desenhos em torno do livro «A Fada Palavrinha e o gigante das bibliotecas»", de Luísa Ducla Soares, cuja materialização se fará na Sala Infanto-Juvenil da BMPL, consiste na representação visual da história narrada e debatida, por meio de colagens, em sacos de papel oferecidos a cada participante.

São, pois, vários os motivos de interesse que justificam uma visita à sua Biblioteca ou a passagem pelo Largo de Camões!

TERRAS DE BOURO APRESENTA FEIRA DO CABRITO BIOLÓGICO DO GERÊS

Apresentação oficial da IIª Feira do Cabrito Biológico da Serra do Gerês.

Na apresentação oficial da IIª Feira do Cabrito Biológico da Serra do Gerês, evento que acontecerá no fim de semana de 27 e 28 de junho, o Presidente do Município de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Cracel, afirmou, perante os órgãos de comunicação social, que esta segunda edição manterá e procurará ter como objetivos a promoção e divulgação da região e da sua gastronomia local, destacando-se assim os produtos endógenos, como o cabrito, as ervas aromáticas e os chás.

No sábado, dia 27, pelas 18h00, ocorrerá a visita oficial das entidades ao evento, com especial destaque para a presença do Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, Dr. Nuno Vieira e Brito e também, em representação da Direção Regional da Agricultura e Pescas do Norte, do Diretor Regional Adjunto, Engº. Mário Silva, além claro está do Presidente da ATAHCA, Prof.José António da Mota Alves.

Ao longo dos dois dias, na principal artéria da sede do concelho, referiu ainda o presidente do município terrabourense, “teremos um programa de animação enriquecido e variado”, com a atuação do Rancho Folclórico da Balança, no sábado de tarde e à noite, o espetáculo musical do grupo Réplika 7. No domingo, destaca-se, pelas 15h00, o XIII Encontro de Tocadores de Concertinas e, de seguida, a tradicional corrida de cavalos.

As referências a apresentar, que estarão disponíveis na feira pelos dois restaurantes aderentes, a “Pensão Rio Homem” e a “Adega da Vila”, só são possíveis pelas distintas qualidades e características de Terras de Bouro e do Gerês e “são já uma certeza no cardápio gastronómico”, como frisou o presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, já que primam pela sua particularidade e excelência natural.

MUNICÍPIO DE VIZELA CELEBRA PROTOCOLO COM UNIVERSIDADE DO PORTO

Autarquia assinou protocolo de adesão ao projeto ‘Working Genderation: no trabalho e na vida’

O Presidente da Câmara Municipal de Vizela assinou esta tarde o protocolo de adesão ao projeto ‘Working Genderation: no trabalho e na vida’, com a Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto.

assinatura prot.working genderation

Uma sociedade sem distinção de género. Assim é o mote de “Working Genderation – no Trabalho e na Vida”.

O projeto ‘Working Genderation’ refere-se no título escolhido ao âmbito de atuação, sendo este o mercado de trabalho e seus trabalhadores (working) e a junção das palavras “género” e “geração” (gender + generation), remetendo para a construção de uma nova era de igualdade, entre homens e mulheres, no “trabalho e na vida”.

O projeto visa contribuir para a mobilização dos parceiros sociais para a temática da igualdade de género, incorporando estes princípios nas políticas e estratégias de intervenção das empresas do setor têxtil de vestuário e calçado, nos concelhos de Guimarães e Felgueiras, estendendo-se agora também a Vizela, visto que são regiões com um tecido empresarial forte na zona norte de Portugal. O projeto promove também formação certificada no âmbito interno da Autarquia, no sentido do diagnóstico de necessidades com vista à implementação de medidas internas e externas de igualdade na Câmara Municipal.

O objetivo é criar, com as empresas e para as empresas, instrumentos e soluções para a promoção da igualdade entre homens e mulheres, bem como reforçar mecanismos de encorajamento e divulgação de práticas promotoras da igualdade e da conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal.

A ferramenta primordial é a formação de públicos estratégicos, sendo eles empresários/as e diretorias de organizações, seus colaboradores, e outros técnicos superiores.

O projeto conta com um Comité de Acompanhamento, gerenciado através de uma parceria com profissionais especializados em igualdade de Género e Conciliação. A sua implementação torna-se pertinente para a existência de uma equipa externa, não influenciável, para avaliação e acompanhamento de todo o trabalho/ações realizadas ao longo do projeto.

Pág. 1/8