Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GRUPO FOLCLÓRICO DE SANTA MARTA DE PORTUZELO LEVA O FOLCLORE DO MINHO À FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

Braga levou romanos à capital

O Minho desceu à capital para mostrar aos milhares de visitantes que hoje acorreram à Feira Internacional de Turismo uma das grandes potencialidades turísticas da nossa região – o Folclore!

O Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo foi um digno embaixador das nossas tradições, exibindo o colorido vivo dos trajes e a alegria das danças e cantares das gentes minhotas, numa exibição que jamais deixa alguém indiferente, qualquer que seja a sua proveniência e referências culturais, portuguesas ou estrangeiras.

BTL-2015-2 164

Desde sempre, o folclore constitui uma das principais vertentes de divulgação das nossas potencialidades turísticas, devendo a indústria do sector grande parte do seu sucesso ao esforço de preservação das nossas tradições e divulgação feita pelos agrupamentos folclóricos de todo o país. Não existe festa ou romaria minhota na qual o folclore não tenha presença destacada, sendo unanimemente reconhecida a sua importância na afirmação das Festas da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, como um dos mais importantes cartazes do turismo nacional.

BTL-2015-2 172

Após uma primeira exibição junto ao stand de Viana do Castelo, o Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo fez a sua atuação no recinto da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte de Portugal.

BTL-2015-2 168

Por seu turno, Braga levou uma autentica legião de romanos á capital, lembrando as suas origens históricas que remontam ao tempo de Bracara Augusta, salientando desse modo o seu precioso património histórico como uma das suas principais atrações turísticas.

BTL-2015-2 181

O certame encerra amanhã, encontrando-se prevista a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Ponte de Lima e a divulgação das tradicionais festas são-joaninas da cidade de Braga.

O stand da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte de Portugal encontra-se estrategicamente situado á entrada principal do certame.

BTL-2015-2 165

Destinada a “Potenciar novos contactos e promover os melhores negócios”, a Feira Internacional de Turismo de Lisboa constitui um espaço privilegiado de “negocio e networking de todos os profissionais do Turismo e também um palco aberto ao debate e discussão do sector” e, simultaneamente, um local de “de animação e promoção turística para o público”.

BTL-2015-2 151

BTL-2015-2 128

BTL-2015-2 189

BTL-2015-2 207

BTL-2015-2 009

BTL-2015-2 074

 

VIMARANENSES FESTEJAM A SÃO TORCATO

Tradição secular da “Feira dos 27” assinalou esta sexta-feira Dia de São Torcato. Celebrações realizam-se anualmente a 27 de fevereiro

Dia da vila comemorado com aquela que é conhecida na região como a “Feira dos 27”. Qualidade, raça e ornamentos dos animais atraem imensos produtores ao concelho de Guimarães.

02

A vila de São Torcato recebeu esta sexta-feira, ao longo do dia, devotos do seu santo padroeiro que participaram na secular “Feira dos 27”, conhecida por atrair ao concelho de Guimarães milhares de pessoas, sobretudo produtores de gado, provenientes de várias localidades, que participam no concurso pecuário destinado a premiar os melhores animais das raças barrosã, turina e galega.

Organizada pela Irmandade de São Torcato e por um conjunto de agricultores, a Feira dos 27 contemplou ainda a realização de uma feira franca e de uma garraiada, além de uma eucaristia e bênção do gado. Ao longo da tarde, a atuação de grupos folclóricos da vila animou a festa, depois de efetuado o desfile dos animais para o recinto do concurso pecuário e da distribuição de prémios e taças.

10_1_690_2000

«Esta singular tradição evoca a identidade e as raízes culturais do nosso concelho, com as suas potencialidades sociais, económicas e turísticas, a par do comércio de produtos rurais e artesanais, fazendo de Guimarães um território muito atrativo também neste setor em particular», considerou o Vice-Presidente do Município, Amadeu Portilha, após a cerimónia de entrega de troféus, onde também esteve presente o Secretário de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar.

Anualmente, a data de 27 de fevereiro é dedicada a São Torcato e coincide com o dia em que o mártir morreu, na luta contra os mouros, pela defesa das suas convicções. Os festejos, que concentram a atenção de muitos visitantes, têm idade secular, embora a sua origem não seja ao certo conhecida. No santuário, é venerado o corpo incorrupto do primeiro mártir do cristianismo ibérico.

12_1_690_2000

MINHO MARCA PRESENÇA NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO DE LISBOA

Decorre até ao próximo domingo, dia 1 de março, em Lisboa, mais uma edição da Feira Internacional de Turismo – BTL. O evento realiza-se nos pavilhões da Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações, e conta com a participação destacada da nossa região.

BTL-2015 025

O Minho está representado através da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte de Portugal, dando a conhecer aos visitantes as suas potencialidades turísticas, desde a paisagem e a gastronomia ao artesanato e ao património histórico, sem esquecer as numerosas festas e romarias que pretende venham a ser reconhecidas como património imaterial da humanidade. A promoção utiliza os mais diversos meios, desde as provas de sabores à realização de conferências, da distribuição de folhetos à exibição de grupos folclóricos e outras demonstrações da cultura tradicional.

BTL-2015 008

De destacar a degustação de iguarias da gastronomia de Arcos de Valdevez que hoje teve lugar e que atraiu elevado número de visitantes profissionais que apreciaram a singularidade dos seus paladares.

Para amanhã encontra-se prevista a atuação do Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo e, no domingo, a divulgação das tradicionais festas são-joaninas da cidade de Braga e a atuação do Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Ponte de Lima.

BTL-2015 022

O stand da Entidade Regional de Turismo Porto e Norte de Portugal encontra-se estrategicamente situado á entrada principal do certame

Destinada a “Potenciar novos contactos e promover os melhores negócios é uma das premissas da organização”, a Feira Internacional de Turismo de Lisboa constitui um espaço privilegiado de “negocio e networking de todos os profissionais do Turismo e também um palco aberto ao debate e discussão do sector” e, simultaneamente, um local de “de animação e promoção turística para o público”.

BTL-2015 001

BTL-2015 017

BTL-2015 033

BTL-2015 016

NOVO VINHO VERDE “NAMORAR PORTUGAL” É FEITO COM AMOR E BOM PARA NAMORAR

Vinho Socalcos do Bouro Namorar Portugal, por Quinta do Cruzeiro

A presença de três autarcas e personalidades distintas da região prestigiaram hoje a apresentação do vinho Socalcos do Bouro Namorar Portugal, o último produto Namorar Portugal lançado durante Fevereiro, Mês do Romance 2015. “Este vinho é acima de tudo feito com Amor, a analogia perfeita com Namorar Portugal”, afirmou António Almeida, um dos sócios da marca.

IMG_2948

“Este vinho tem a sua autenticidade nas castas, a principal das quais, a Loureiro, durante muito tempo esquecida, mas que nos últimos anos tem sido valorizada pelos especialistas internacionais. É um vinho feito com Amor, e só podia ser Namorar Portugal”, assim apresentou António Almeida, um dos sócios da marca do vinho, produzido na Quinta do Cruzeiro, esta manhã, 27 de fevereiro, no espaço Namorar Portugal.

Numa sessão que contou com “uma moldura humana muito simpática e representativa”, como definiu Júlia Fernandes, vereadora da cultura do Município de Vila Verde, este encerramento da apresentação de produtos Namorar Portugal, no âmbito da programação Fevereiro, Mês do Romance 2015, foi definida como sendo com “chave de ouro”. Além do anfitrião do concelho, António Vilela, marcaram presença autarcas dos municípios vizinhos, Joaquim Cracel de Terras de Bouro e Manuel Moreira, de Amares, além de António Marques, presidente da Associação Empresarial do Minho e do Instituto Empresarial do Minho, entre outras personalidades notáveis.

IMG_2930

A estrela do dia era o vinho verde branco Socalcos do Bouro, que terá uma colocação no mercado de excelência, como a natureza do vinho merece. “Se estivéssemos em França, este vinho seria referenciado como um vinho de Quinta, porque ele é só produzido na Quinta: pelas castas da quinta, as gentes da quinta, a adega da quinta…”, salientou o empresário.

A emoção na sua produção foi salientada e por isso se tornou um Vinho Namorar Portugal: “Há outra casta predominante na produção deste vinho, para além da Loureiro. É a casta das gentes da terra. É um vinho feito com Amor”. “Estamos certos que o vinho estará ao nível dos prestígio da marca Namorar Portugal”, sublinhou, com eloquência, António Almeida.

“Este projeto representa o respeito em manter a tradição da casa, sublinhou o sócio e cunhado, Vitor Gonçalves, que há dois anos esteve precisamente a lançar um outro projeto Namorar Portugal: os cadeirões bordados da Centare, que neste caso resumiu a essência do vinho nesta ideia: “Se namorar é bom, experimentem namorar ao sabor de uma garrafa destas”.

O presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, referiu que, “ao fim de uma maratona incrível, que resultou na apresentação de 24 projetos ao longo destes 24 dias, pode afirmar-se que Namorar Portugal já não é uma marca apenas de Vila verde, mas de todo um território bem mais alargado, de parceiros que se encontram em Amares, Terras de Bouro, Guimarães, Porto, Leiria, Ílhavo,… “

IMG_2959

António Vilela salientou que “o objetivo da marca é a internacionalização dos produtos, com este layout, um modelo que pode ser replicado em outros pontos do país.” E deu exemplos: “Alguns promotores promovem a divulgação dos seus produtos noutros pontos do mundo. Este vinho, por exemplo, vai estar nos próximos dias em França”.

Para o autarca de Vial Verde “para além da promoção, mais importante é a colocação no mercado”, algo que se consegue com maior eficácia “agregando todo este conjunto de parceiros e somando esta grande diversidade de produtos”. António Vilela diz que Namorar Portugal tem-se distinguido “pela diversidade e qualidade de produtos”.

O vinho verde branco Socalcos do Bouro Namorar Portugal pode ser adquirido no espaço Namorar Portugal, em Vila Verde e através do site da marca do vinho, por um valor de seis euros por garrafa.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

IMG_2924

ESTUDANTES DE CERVEIRA RECOLHEM ALIMENTOS

Campanha de recolha de alimentos nas escolas de 02 a 20 de março

Os alunos dos estabelecimentos de ensino de Vila Nova de Cerveira vão ser desafiados a partilhar com quem mais precisa. A Rede Social Local promove, de 02 a 20 de março, mais uma recolha de produtos alimentares para a Loja Social.

A iniciativa, integrada no Plano de Ação 2015 da Rede Social de Vila Nova de Cerveira, visa angariar o maior número possível de bens alimentares, de forma a ter um stock que consiga dar resposta aos pedidos de ajuda existentes. Os alimentos mais necessários são os enlatados/conservas, cereais, leite, açúcar, azeite e óleo.

A vereadora com o pelouro da ação social explica que estas campanhas têm o duplo objetivo de sensibilizar os alunos para as problemáticas sociais, mas também para os aproximar e envolver no desenvolvimento do concelho. Aurora Viães recorda que a autarquia cerveirense tem apostado numa política de sensibilização dos serviços municipais e das empresas em doar papel em troca de alimentos, e das escolas para contribuir com bens alimentares.

A Campanha de Recolha de Alimentos nas Escolas envolve como parceiros diretos o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira, a ETAP, a Escola Superior Gallaecia, o Colégio de Campos, a Creche de Campos e a Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Cerveira.

MILITARES QUE VÃO PARA O KOSOVO APRONTAM-SE EM CABECEIRAS DE BASTO

Os militares do Grupo de Auto-Metralhadoras (GAM) que se preparam em Cabeceiras de Basto para uma missão no Kosovo chegaram esta manhã, dia 27 de fevereiro, à vila. Três viaturas pesadas do Exército Português – Pandur e Chaimite – estão em exposição na Praça da República, sendo já alvo da curiosidade da população, em especial dos jovens que aproveitaram o intervalo das aulas para ‘dar uma espreitadela’ às viaturas de guerra.

Viaturas do Exército em exposição na Praça da

Relembre-se que o exercício final de aprontamento, designado ‘Pristina 151’, promovido pelo Exército no âmbito da preparação, treino e certificação do efetivo do GAM/KFOR (Kosovo Force), realiza-se a partir de hoje e até 6 de março em Cabeceiras de Basto, envolvendo cerca de duas centenas de militares.

No último dia de estadia, próximo dia 6, a partir das 10 horas, realizar-se-à no Parque do Mosteiro o exercício final de aprontamento que juntará todos os militares envolvidos nesta operação que farão uma demonstração de capacidades, iniciativa para a qual está, desde já, convidada toda a população.

De referir, também, que durante a próxima semana a Casa da Cultura acolhe uma mostra das atividades realizadas pelos miliares no teatro das operações nas missões internacionais.

Viaturas do Exército em exposição na Praça da

Aquartelamento

Os militares do GAM/KFOR (Grupo de Auto-Metralhadoras/Kosovo Force) que partem em missão para Pristina, capital do Kosovo, no final de março, estão aquartelados no Centro Hípico, entre outros locais. Saliente-se que o contingente chegou esta manhã a Cabeceiras de Basto.

O Grupo de Auto-Metralhadoras (GAM) da Brigada de Intervenção, uma das forças operacionais geradas no RC6, terá como principais funções conduzir operações de reserva através de meios terrestres e por em prática os procedimentos associados às Operações de Apoio à Paz, designadamente vigilância, escolta e proteção; patrulhamento de área; apoio à luta contra o crime organizado; operações de cerco e busca; vigilância de fronteiras; garantir a segurança dos aquartelamentos; entre outros.

Viaturas do Exército em exposição na Praça da

PONTE DE LIMA PARTICIPA NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO DE LISBOA

Ponte de Lima marca presença na maior feira dedicada ao turismo realizada em Portugal – BTL a decorrer em Lisboa até 1 de março.

IMG_3183

Recentemente nomeada para Destino Gastronómico Nacional, Ponte de Lima faz-se representar através da promoção e divulgação das potencialidades gastronómicas e turísticas do concelho, para além dos eventos e feiras temáticas que promove ao longo de todo o ano.

Inserido no stand do Turismo do Porto e Norte de Portugal e no Consórcio Minho IN, Ponte de Lima apresenta ainda os sons e as cores do folclore do Minho.

Em paralelo, o Grupo Folclórico da Casa do Concelho de Ponte de Lima vai representar Ponte de Lima com atuações no Stand do Minho IN, às 16h00, no Palco Principal às 16h30, e no Stand do Turismo do Porto e Norte de Portugal, às 17h30, no principal dia do evento, domingo, dia 1 de março.

IMG_3162

IMG_3274

IGREJA MATRIZ DE CAMINHA ACOLHE CONCERTO DE HOMENAGEM AO COMPOSITOR CAMINHENSE JOÃO LOURENÇO REBELO: “O REBELINHO”

Protagonizado pela Capella Duriensis, no sábado, pelas 22 horas

A Igreja Matriz de Caminha vai acolher sábado, dia 28 de fevereiro, pelas 22 horas, um concerto de homenagem a um grande compositor caminhense João Lourenço Rebelo, mais conhecido por “O Rebelinho”. Este concerto é protagonizado pela Capella Duriensis, no âmbito da iniciativa Sons do Centenário, que está a ser levada a cabo pela Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste no Alto Minho.

João Lourenço Rebelo, compositor caminhense, “ocupa lugar de relevo na História da Música Portuguesa: a sua polifonia vanguardista, ao estilo de Monteverdi, contrastou com a da maioria dos compositores portugueses coevos, que se regiam pelo modelo de Tomás Luís de Victoria. Nascido em Caminha entre 1609 e 1610, ele e o seu irmão, Marcos Soares Pereira, iniciaram os seus estudos musicais com o tio, padre Domingos Lourenço, mestre organista nesta mesma Igreja Matriz de Caminha. Pelo talento demonstrado por ambos, foram admitidos ao serviço da Casa de Bragança que, durante o regime Filipino, residiu no Paço de Vila Viçosa. Aqui, tornaram-se íntimos amigos do príncipe D. João, o primogénito do futuro rei de Portugal. Esta amizade valeria a Marcos Soares Pereira o cargo de Mestre da Capela Real e ao seu irmão João Lourenço Rebelo, o mecenato e proteção do agora rei D. João IV, o nosso rei melómano”.

Sons do Centenário é o certame que está a marcar os 100 anos sobre a abertura em 1915 da primeira agência do Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste no Alto Minho. Até dezembro, são 12 os concertos que vão percorrer os concelhos de Viana do Castelo, Caminha, Ponte da Barca, Valença, Barcelos, Arcos de Valdevez, Melgaço, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Ponte de Lima.

Sobre a Capella Duriensis, inicialmente fundada como um grupo musical para aperfeiçoamento do solfejo, podemos dizer que é considerada como "embaixadora" internacional da música sacra portuguesa e é dirigida por Jonathan Ayerst.

Os seus programas de concerto são ímpares combinando e contrapondo em simultâneo “obras renascentistas a cappella, com organum medieval, canções populares da Europa Ocidental e Oriental, música sacra da Igreja Ortodoxa Oriental e composições dos séculos XX e XX”.

Em Caminha, a Capella Duriensis vai abrir e fechar o concerto com as obras Magnificat Ton. 6 vocibus octo e Panis Angelicus, de João Lourenço Rebelo (1610-1665). Para além de João Lourenço Rebelo, a Capella Duriensis vai interpretar peças de Manuel Cardoso, J.S.Bach e Luís Moran.

Desde 2012, a Capella Duriensis tem vindo a promover a cultura musical portuguesa, através da apresentação de concertos profundamente enriquecedores, em mosteiros e monumentos de todo o país.

Sons do Centenário é uma iniciativa do Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste, em parceria com a Comunidade Inter Municipal do Alto Minho, Município de Barcelos e apoio da Diocese de Viana do Castelo. Este concerto conta com o apoio da Câmara Municipal de Caminha.

“... E FEZ VILA O LUGAR DE PONTE”

Dupla Face Companhia das Artes | Teatro Diogo Bernardes. Dia 1 de março

No âmbito das comemorações dos 890 anos da atribuição do Foral a Ponte de Lima pela Rainha D. Teresa, (4 de março de 1125) é apresentada a peça “... E fez vila o lugar de Ponte” no Teatro Diogo Bernardes, numa organização do Município de Ponte de Lima e produção da Dupla Face Companhia das Artes.

O espetáculo visa retratar a importância da atribuição do foral a Ponte de Lima pela D. Teresa, enaltecendo a figura forte da rainha, bem como pretende mostrar o porquê da sua atribuição e a relevância que ele (foral) teve e tem para Ponte de Lima.

A nossa história é o que nos define enquanto povo, enquanto entidade própria, e o objetivo deste espetáculo é tornar esta parte da nossa história percetível  aos mais pequenos, para que eles saibam as suas origens e conheçam a sua terra, a sua identidade.

Pretende-se criar uma linguagem simples e apelativa (usando uma linguagem simples e recorrendo à música) para que as nossas crianças aprendam de forma concisa, rigorosa mas ao mesmo tempo lúdica e divertida.

Para além deste espetáculo no Teatro Diogo Bernardes esta peça também será apresentada em cada um dos 4 Agrupamentos de Escolas do Concelho de Ponte de Lima (António Feijó, Ponte de Lima, Arcozelo e Freixo), possibilitando assim que um dos momentos mais marcantes e simbólicos de Ponte de Lima seja transmitido às nossas comunidades escolares de uma forma pedagógica e artística, promovendo-se em paralelo o teatro, a cultura e a criatividade.

ARQUITETA FABIOLA PIRES REALIZA EM VIANA DO CASTELO CONFERÊNCIA SOBRE ARQUITETURA VERNACULAR, ÁGUA E LAVOURA

Iniciativa é promovida pelo Centro de Estudos Regionais

No próximo dia 5 de Março, na Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, às 17 horas, a arquiteta Fabíola Pires apresenta a comunicação intitulada “Arquiteturas vernaculares da água e da lavoura”, no âmbito do ciclo de estudos “Água – património, território e sociedade”, promovido pelo Centro de Estudos Regionais e sua Academia Sénior.

Fabíola Pires, natural da Meadela, é arquitecta e Mestre pela Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, desde 2010. Atualmente é investigadora no CITCEM, no âmbito do Doutoramento em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde se especializou em História e Património, ramo Estudos Locais e Regionais, em 2013. Foi bolseira da Fundação da Juventude/Ordem dos Arquitectos, tendo coordenado o estudo "A Obra da Rua no Concelho de Paredes", sobre a Obra Social do Padre Américo. É co-autora do livro “Os Presidentes da Câmara Municipal do Porto (1822-2013) ”, e integra a equipa que realiza o Estudo Histórico e Etnológico do Vale do Tua (Épocas Moderna e Contemporânea).

Esta é a quarta conferência do ciclo de estudos “Água – património, território e sociedade”, iniciado em Janeiro deste ano. Nas sessões anteriores do ciclo colaboraram especialistas e investigadores que abordaram questões como as pesqueiras do rio Minho, os rios e as fontes como tópico de inspiração literária, o conhecimento científico e a gestão dos recursos naturais. As sessões são públicas e o programa, que incluirá visitas de estudos, tem término previsto para Junho.

GUIMARÃES APRESENTA REDE DO PATRIMÓNIO MUNDIAL DE PORTUGAL NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

Salão 2015 termina este domingo

Durante a sessão, foi também entregue um prémio ao designer Paulo Passos, vencedor da imagem gráfica que identifica a Rede do Património Mundial de Portugal. Aproximação dos sítios classificados pela UNESCO e participação conjunta em projetos de valorização são alguns dos objetivos desta parceria institucional.

BTL - Apresentacao Rede Nacional Patrimonio Mundia

A rede de cidades e sítios portugueses classificados pela UNESCO com o estatuto de Património Mundial foi apresentada aos profissionais do setor do turismo e à imprensa especializada, esta sexta-feira de manhã, 27 de fevereiro, numa sessão que decorreu no espaço ocupado por Guimarães na 27ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, principal feira portuguesa do setor, que se realiza na FIL (Parque das Nações) até este domingo, 01 de março.

Rita Brasil, Secretária Executiva da Comissão Nacional da UNESCO, e Clara Almeida Santos, Vice-Reitora da Universidade de Coimbra, explicaram os objetivos da Rede do Património Mundial de Portugal, criada para promover condições para que, nas próximas décadas, as regiões onde se inserem os bens inscritos na lista do Património Mundial assegurem não só o seu estatuto, mas também estimulem a economia e mobilizem as suas gentes, no sentido de gerar valor no âmbito desse reconhecimento internacional.

«A Rede tem uma grande preocupação na organização de ações de divulgação e sensibilização para as questões do Património e do seu potencial económico, além do seu intrínseco valor histórico. Existe uma congregação de sinergias em áreas tão importantes como a comunicação e a partilha de conhecimento, mas também a discussão de assuntos comuns relacionados com a preservação e valorização do bem classificado», disse José Bastos, Vereador do Município de Guimarães, presente no Salão de Turismo.

Além do Centro Histórico de Guimarães, a Rede do Património Mundial de Portugal é constituída pelo Alto Douro Vinhateiro, Centro Histórico de Angra do Heroísmo, Centro Histórico de Évora, Centro Histórico do Porto, Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações, Convento de Cristo em Tomar, Floresta Laurissilva da Madeira, Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro da Batalha, Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém, Paisagem Cultural de Sintra, Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, Sítio de Arte Rupestre Pré-histórica do Vale do Coa e Universidade de Coimbra.

OFERTA VIMARANENSE NA BTL

O Município de Guimarães está a promover, também, o seu novo guia turístico que identifica os principais locais e monumentos a visitar, com o objetivo de dar a conhecer o essencial do concelho. Depois dos profissionais, a feira de turismo de Lisboa, que no primeiro dia recebeu mais de 5 mil visitantes, abre-se agora a toda a gente, entre as 18 horas desta sexta até às 20 horas de domingo. Nos dois dias do fim de semana, a abertura da BTL acontece às 12 horas, encerrando às 23, na noite de sábado.

A organização espera receber mais de 70 mil visitantes num espaço de 30 mil metros quadrados, distribuído por três pavilhões e ainda uma zona exterior. O preço do bilhete individual é de 5 euros, enquanto o ingresso para estudantes/cartão jovem, jovens (dos 11 aos 14 anos) e seniores custa metade do valor (2,50 euros). As crianças até aos 10 anos (inclusive) têm entrada gratuita.

CRIANÇAS DE GUIMARÃES DISPUTAM CAMPEONATO DA LIGA MINI DE FUTEBOL

Liga Mini de Futebol em Guimarães com número recorde de equipas participantes. Campeonato tem início amanhã

Sexta edição de torneio destinado a crianças com um total de 40 equipas. Campeonato decorre entre 28 de fevereiro e 10 de junho. Começa este sábado à tarde.

Guimaraes_Liga_Mini

Quatro dezenas de equipas de futebol, envolvendo mais de meio milhar de crianças, participam na edição deste ano da Liga Mini de Futebol, cujo início está marcado para este sábado, 28 de fevereiro, pelas 14 horas, no relvado da Pista de Atletismo Gémeos Castro, na Cidade Desportiva de Guimarães.

O número de equipas inscritas, mais cinco do que no ano anterior, constitui um recorde de participação nesta iniciativa promovida em parceria pela Câmara Municipal de Guimarães e pela Tempo Livre, cooperativa que fomenta e incentiva a prática desportiva, entre outros âmbitos de atuação.

A sexta edição da Liga Mini de Futebol, uma prova que pretende contribuir para elevar o espírito de fair-play e colmatar a ausência de competição nos escalões mais baixos dos clubes de futebol do concelho de Guimarães, decorrerá ao longo dos próximos quatro meses, terminando no dia 10 de junho.

Em 2015, o campeonato irá reconhecer o Melhor Ataque, Melhor Defesa, Melhor Jogador, Melhor Guarda Redes e Fair-Play, cinco prémios apurados através da votação dos elementos representantes dos clubes e da organização. A edição deste ano, cujos jogos são realizados na Pista de Atletismo Gémeos Castro e nos recintos dos emblemas participantes, destina-se a crianças nascidas entre 2006/2007 (11 jornadas) e 2008/2009 (7 jornadas).

O torneio tem periodicidade anual e destina-se a clubes e associações desportivas do concelho de Guimarães. A competição ambiciona assumir-se como uma prova de referência para o público-alvo em questão, ser uma oportunidade de desenvolvimento das suas capacidades, uma “montra” de aprendizagem, convívio, respeito e de desenvolvimento humano.

A Liga Mini 2015 tem a participação de 16 clubes vimaranenses e 40 equipas envolvidas: ACD Ases Santa Eufémia, ARC Pencelo, Brito SC, CC Taipas, Crescer Guimarães, Desportivo de Ronfe, GD Serzedelo, UCDR Guardizela, MCV Azurém, Moreirense FC, Os Amigos de Urgeses, Os Sandinenses, Pevidém SC, SARC, Torcatense e Vitória SC.

ESPOSENDE ASSINALA DIA NACIONAL DA JUVENTUDE

Casa da Juventude com agenda repleta em março

Através da Casa da Juventude, o Município de Esposende vai assinalar o Dia Nacional da Juventude, que se comemora a 28 março, com um programa de atividades diversificado. Assim, entre as 15h00 e as 18h00, no Parque em frente às Piscinas Foz do Cávado, decorrerá o JUVE FUN-PARK, com vários equipamentos de diversão.

Clara Haddad

A partir das 22h00, os jovens são convidados a partilhar bons momentos de diversão na Festa da Juventude, a ter em espaço de diversão noturna. Além de assinalar a efeméride, pretende-se fomentar o convívio entre os jovens do concelho, proporcionando-lhe momentos de animação e diversão.

A gastronomia vai dar o mote à próxima sessão do Ciclo de Conversas “Jovens de Valor…”, que terá lugar no próximo dia 20, às 15h00, no âmbito da iniciativa “Março com Sabores do Mar”. Depois das conversas com talentos nas vertentes do desporto, música, artes e literatura, desta vez, estarão em evidência jovens de valor na área gastronómica, que partilharão a sua experiência e conhecimento.

conversas na casa

Também integrado na iniciativa “Março com Sabores do Mar”, no dia 21, às 14h30, decorrerá o Workshop “Refeições caseiras para levar para o trabalho”, orientado pelo Chefe José Alexandre, do programa “Clube de Cozinheiros”, da Porto Canal e autor do livro “Pronto a Comer – Refeições caseiras para levar para o trabalho”. A iniciativa é limitada a 20 participantes e as inscrições devem ser efetuadas até ao dia 18 de março.

No dia 17, às 9h30, os alunos do curso de Técnico de Apoio à Infância da Escola Profissional de Esposende e do curso de Ação Modelar de Técnicas de Animação da Zendensino levam a cabo a apresentação “Histórias para Contar, Histórias para Encantar”. Dirigida aos alunos das escolas do concelho e jovens em geral, a iniciativa visa fomentar o gosto pelo livro e pela leitura. Subordinada ao mesmo tema, uma exposição de trabalhos destes alunos, estará patente entre os dias 2 e 15, podendo ser visitada de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 20h30 e, ao sábado, das 9h30 às 18h00.

Em sessões às 10h00 e às 15h00, no dia 18, terá lugar a apresentação “Bailados de Histórias”, dinamizada pela atriz e narradora Clara Haddad e direcionada para os alunos das escolas do concelho e jovens em geral.

No âmbito da política do Município de apoio a autores do concelho, a Casa da Juventude vai acolher, no dia 7 de março, pelas 17h00, a sessão do lançamento do livro “Espaço do Ser”, da autoria do jovem esposendense Ricardo Braga.

Com o intuito de dinamizar os tempos livres dos jovens, o Torneio FIFA 2015 prossegue em março, com sessões nos dias 11,18 e 25, a partir das 14h30. A participação é gratuita e limitada a 20 participantes, devendo as inscrições serem efetuadas até ao dia 5.

Para mais informações, os interessados deverão contactar a Casa da Juventude, através do telefone 253 960 162 ou do e-mail casa.juventude@cm-esposende.pt.

RTP TRANSMITE DE PONTE DE LIMA NO "FESTIVAL DO BACALHAU"

Aqui Portugal da RTP-1 em Ponte de Lima, no Festival do Bacalhau – 28 de fevereiro

A IV edição do Festival do Bacalhau de Ponte de Lima, que se realiza este fim-de-semana vai estar em destaque no ‘Aqui Portugal’ da RTP 1, no próximo sábado, dia 28 de fevereiro.

A emissão vai ser transmitida em direto da Alameda S. João, entre as 14h00 e as 20h00, abordando as temáticas do Festival do Bacalhau e as diversas potencialidades naturais, culturais, turísticas e patrimoniais do concelho.

As reportagens, as entrevistas, os momentos musicais e culturais são os ingredientes do programa que em terras limianas destacará a gastronomia, o turismo e o afamado Vinho Verde.

Apresentado por Jorge Gabriel, Sónia Araújo e Hélder Reis o programa conta com as atuações de grupos do concelho, como o Recria Som, Grupo de Santo André de Vitorino dos Piães, Concertinas e Cantares ao Desafio com Canário e a Rusga Popular de Beiral do Lima.

FEIRA DE VELHARIAS DE ESPOSENDE DESTACA LIVREIROS

1 de março – Largo Rodrigues Sampaio

A próxima edição da Feira de Velharias do Município de Esposende, que terá lugar no próximo domingo, dia 1 de março, vai dar destaque aos livreiros. O certame passará a versar uma temática, em cada mês, ao invés de colocar em evidência um só colecionador.

DSC02533

Assim, nesta edição haverá uma oferta muito variada de publicações, para todos os gostos, desde revistas antigas e raras até livros usados, que já fizeram o deleite de uns e esperam agora encontrar novos leitores. Considerando que estarão em destaque, os livreiros prometem fazer bons preços.

A Feira de Velharias realiza-se ao longo de todo o ano, sempre no primeiro domingo de cada mês, no Largo Rodrigues Sampaio, no centro da cidade, entre as 10h00 e as 19h00. Participam dezenas de colecionadores, livreiros, antiquários e particulares, com o objetivo de comercializar os seus artigos, vendendo-os ou trocando-os por outros, de especial interesse.

Além de proporcionar a venda, compra e troca de velharias, antiguidades e colecionismo, este evento confere animação à cidade e dinamiza a economia local.

DSC02298

BRAGA LEVA FESTAS DE SÃO JOÃO À BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

Braga leva no próximo domingo, à Bolsa de Turismo de Lisboa, a alegria e o colorido de uma das mais castiças romarias minhotas – as tradicionais Festas do São João de Braga!

1907376_10201266081253648_3043051947458196842_n

A iniciativa é da Associação de Festas do São João de Braga e constitui a primeira grande ação de divulgação aos festejos que decorrem este ano em Braga, de 13 a 24 de Junho.

Grupos de cavaquinhos, cabeçudos e gigantones e os trajes tradicionais de Braga constituem alguns dos elementos típicos que aquela entidade vai levar ao recinto da Feira Internacional de Turismo de Lisboa, no Parque das Nações, em Lisboa, com o objetivo de dar a conhecer as tradições sanjoaninas.

GUIMARÃES REABRE AO TRÂNSITO AVENIDA ALBERTO SAMPAIO

Avenida Alberto Sampaio reabriu hoje ao trânsito em Guimarães dois dias antes do previsto

Ligação da rede de águas pluviais ao novo troço executado na Rua Dr. José Sampaio ficou concluída esta quinta-feira à tarde. Circulação rodoviária na cidade de volta à normalidade.

Av_Alberto_Sampaio_Reaberta

A Câmara Municipal de Guimarães procedeu à reabertura ao trânsito da Avenida Alberto Sampaio, na tarde desta quinta-feira, 26 de fevereiro, dois dias antes do prazo estimado, depois de concluídos os trabalhos necessários para a ligação da rede de águas pluviais ao novo troço na Rua Dr. José Sampaio.

Interdita ao tráfego rodoviário desde segunda-feira, a intervenção decorreu em horário diurno, mas também durante o período noturno, com equipas de trabalho escaladas por turnos, de modo a encurtar o tempo de realização da obra, efetuada com o objetivo de canalizar as águas pluviais a montante da Avenida Alberto Sampaio para o novo coletor subterrâneo na Rua Dr. José Sampaio.

Realizada esta ligação, o novo troço irá escoar a água para as bacias de retenção que estão a ser construídas no Parque das Hortas, no âmbito das intervenções que se encontram a ser desenvolvidas pelo Município para evitar ocorrências de cheias no centro de Guimarães.

As proibições de trânsito que se verificaram durante quatro dias na Avenida Alberto Sampaio, entre o Largo República do Brasil e a Rua Abade Tagilde, no âmbito da intervenção hidráulica e paisagística que se encontra a ser realizada na Ribeira de Couros, terminaram desde as 17:30 horas desta quinta-feira.

A Câmara Municipal de Guimarães agradece a compreensão evidenciada por moradores e automobilistas enquanto vigoraram os diferentes condicionamentos rodoviários realizados na Rua Dr. José Sampaio e, esta semana, na Avenida Alberto Sampaio.

VILA VERDE: LINHA DE MODA “NAMORAR PORTUGAL” CHEGA ÀS FARDAS DOS CHEFS DE CULINÁRIA DE TODO O MUNDO

“Love and Taste Collection”, por Xpepper: Fardas com bordados de Vila Verde à conquista de chefs nacionais e internacionais

A Xpepper apresentou-se ao mundo com o lançamento de alguns modelos personalizados de uma nova oferta no mercado: fardas para chefs de cozinha e pessoal de sala, ao gosto do cliente, e com bordados dos Lenços de Namorados de Vila Verde, uma novidade Namorar Portugal que já está a fazer sucesso no estrangeiro.

IMG_2860

Cláudia Pimenta, ex professora de línguas durante 14 anos, empreendeu agora numa nova aventura empresarial, motivada por uma necessidade no mercado, identificada com a ajuda de chefs de cozinha seus amigos: fardas personalizadas.

O cuidado cada vez maior com a imagem na cozinha fez com que, numa altura da sua vida em que experimentava algo novo, na organização de eventos em restauração, reparasse que, a atenção tida com a mesa e a qualidade do serviço, não tinham equivalência com a imagem do pessoal. “Às vezes dizia a chefs meus amigos ´Falta-te aí qualquer coisa’, olhando para a jaleca”, refere a empresária.

IMG_2865

Foi um amigo seu, chefe com estrela Michelin, que lhe deu o empurrão final: “Ele liga-me e diz ’Olha vou ter um evento em Paris, na embaixada portuguesa. Preciso de uma jaleca, por isso desenrasca-te, se faz favor’ e hoje sou-lhe grata, foi a primeira que fiz. O evento foi um sucesso, ainda mais, sendo ele Estrela Michelin, deu maior visibilidade e desde aí nunca mais parei. Atualmente estou a fardar espaços maiores desse chefe, em Lisboa. Já fardei restaurantes em Miami, em Espanha… A empresa não estava ainda divulgada e já estava a internacionalizar-me, sempre com trabalho”. Cláudia não esconde que é esse o objetivo maior: a internacionalização.

O que hoje foi apresentado na Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila Verde, desfilados pelos alunos de Cozinha do Chefe José Vinagre - jalecas, aventais, camisas, polos, lenços de piratas,… - “é só uma amostra”, refere Cláudia Pimenta. “Cada vez mais o cliente quer ter uma marca que os acompanhe, com pedidos personalizados, desde a forma de fechar da jaleca, à posição dos botões, até aos motivos bordados”.  

IMG_2886

A oportunidade de o lançamento da Xpepper fazer-se com a marca Namorar Portugal foi escolha da empresária, explicando a razão: “os chefes de cozinha e as pessoas de sala podem ter uma peça diferenciadora e única, que alie a inovação constante que impomos nas fardas, com a tradição do bordado desta região, transformando-as em peças únicas”.

Claúdia Pimenta, natural de Viana do Castelo, justificou a predileção pelos motivos dos Lenços de Namorados de Vila Verde: “já conhecia os bordados de Viana mas os de Vila Verde são tão coloridos, que sempre gostei de os ver em vestuário. Então porque não elevar as jalecas para este nível?”.

A estreia de fardas da linha Namorar Portugal acontece hoje, na BTL – Feira de Turismo de Lisboa: “há uma jaleca que fiz desta coleção para uma chef que trabalha muito com peixe com motivos dos Lenços de namorados, mas com um peixe bordado. Tenho que a entregar hoje porque ela vai fazer um showcooking na BTL. Depois vai para um evento gastronómico, em Ourense, chamado Xantar, em que vai usar outra, com um coração típico desta região…”

IMG_2898

Cláudia Pimenta revelou a sua motivação em ser mais uma embaixadora de Vila Verde: “em Lisboa e no resto do país praticamente não se vê nem conhece-se os bordados dos lenços de Namorados e quando são vistos as pessoas ficam maravilhadas pela beleza. Estou satisfeitíssima com as pessoas com quem trabalho. Obviamente se quero tradição tenho que ir ao encontro de quem melhor a conhece, as pessoas e bordadeiras de Vila Verde, que têm feito um trabalho excecional”.

O presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, revelou, uma vez mais, a sua satisfação pela apresentação de mais um produto Namorar Portugal, destinado a um mercado de nicho que parece ‘condenado’ ao sucesso: “Este produto extraordinário vai disseminar a imagem dos Lenços de Namorados pelo país e pelo mundo. Dou os parabéns à Claúdia Pimenta, da Xpepper, pela visão e pela aposta tão específica”.

IMG_2902

No final, o autarca sublinhou o sucesso do ensino do curso de Cozinha da EPATV: “Temos uma grande esperança nestes jovens que se formam na Escola Profissional. Sabemos que são muito procurados, tanto que não já há profissionais disponíveis no mercado, formados neste curso”.

Amanhã, 27 de fevereiro, vai ser apresentado o último projeto Namorar Portugal, o vinho verde branco Socalcos do Bouro, da Quinta do Cruzeiro, no espaço Namorar Portugal, a partir das 11:00.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

MUNICÍPIO DE CERVEIRA DEFINE PERFIL PARA COMANDANTE OPERACIONAL MUNICIPAL

Com a intenção de colmatar uma lacuna existente há um ano, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira traçou o perfil adequado para o cargo de Comandante Operacional Municipal (COM), e respetiva remuneração. Decisão foi aprovada por unanimidade na reunião de câmara desta quarta-feira.

A nomeação do Comandante Operacional Municipal será feita em comissão de serviço e é da responsabilidade do Presidente da Câmara Municipal. O processo de recrutamento terá em conta as habilitações literárias e experiência funcional adequada ao exercício da função e decorrerá a curto/médio prazo.

O perfil pretendido está disposto no artigo 14.º da Lei 65/2007, em que ao COM são atribuídas as competências de acompanhamento das operações de proteção e socorro que ocorram na área do concelho, elaboração de planos de intervenção com vista à articulação de meios face a cenários previsíveis, atribuição de parecer sobre o material adequado à intervenção operacional no respetivo Município, coordenação das operações de socorro de âmbito municipal nas situações previstas no Plano de Emergência Municipal, bem como quando a dimensão do sinistro requeira o emprego de meios de mais um corpo de bombeiros.

Ainda de acordo com os critérios, o COM deve garantir uma disponibilidade total, pelo que deve ser um técnico residente na área do concelho e com bons conhecimentos do território municipal.

ESPOSENDE PROVIDENCIA ESTACIONAMENTO EM S. BARTOLOMEU DO MAR

Município de Esposende permuta terrenos para criar estacionamento junto à Praia de S. Bartolomeu do Mar

Tendo em vista colmatar a falta estacionamento junto à Praia de S. Bartolomeu do Mar, recentemente requalificada no âmbito do Programa Polis Litoral Norte, a Câmara Municipal de Esposende procedeu à aquisição, sob a forma de permuta, de um terreno com a área de 3 300 metros quadrados, localizado nas imediações da frente marítima. Em troca, a Autarquia cedeu aos proprietários dois lotes de terreno para construção, propriedade municipal, localizados na Rua da Estrada Nova, junto ao Centro Social de Mar.

DSC09671

O negócio vai permitir ao Município criar uma zona de estacionamento automóvel próxima da praia, disponibilizando-a como espaço de apoio à tradicional Romaria de S. Bartolomeu do Mar, que ocorre anualmente no mês de agosto. O terreno é marginal à obra de requalificação da frente da praia e à futura Ecovia do Litoral, a executar no âmbito do Programa Polis Litoral Norte, configurando-se, assim, de relevante importância a disponibilização de aparcamento naquela área.

Concretizada num processo rápido, pleno de oportunidade, esta negociação reflete a boa gestão do património municipal, dado que está em causa a permuta de prédios sem grande utilidade para o Município por um terreno que vai permitir resolver a carência de estacionamento no local.

Considerando a recente requalificação da frente marítima e atendendo a que o terreno em causa se insere em REN (Reserva Ecológica Nacional) e em RAN (Reserva Agrícola Nacional), é intenção do Município preservar o espaço o mais natural possível, excluindo a execução de qualquer intervenção, para além da delimitação da área e da terraplanagem, sem impermeabilização, do piso.

IMG_2858

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE PÓVOA DE LANHOSO ENTREGA CERTIFICADOS DE FORMAÇÃO EM EMPREENDEDORISMO

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, entregou os certificados de participação a formandos de uma formação modular desenvolvida em parceria com a ADRAVE e a empreendedores que frequentaram sessões técnicas de qualificação desenvolvidas no âmbito do projeto Minho Empreende.

Entrega de certificados 2

Hugo Silva mostra-se satisfeito pela sua participação. “O balanço é, sem dúvida, positivo, foi uma mais-valia! Estava inicialmente um pouco receoso, mas acabou por superar as minhas expectativas, quer pelo grupo que se formou, quer pelas capacidades que tive oportunidade de desenvolver. As formadoras foram extremamente competentes, na medida em que conseguiram dinamizar de forma exemplar a formação, conjugando a componente teórica com exemplos práticos que se enquadravam com os interesses do grupo”, salientou este jovem, que reconhece que vão ser-lhe úteis os conhecimentos adquiridos na formação.

“É sempre útil ter mais conhecimento, mais cedo ou mais tarde. Para mim, já o está a ser, estou a aplicar alguns dos conhecimentos adquiridos nesta formação na implementação do meu projeto - a marca WAT!, tendo já sido com esse intuito que decidi frequentá-la. Costumo dizer que uma das principais barreiras por vezes é a falta de conhecimento e, provavelmente se não tivesse ingressado nesta formação, o caminho que estou a seguir neste momento teria um sentido diferente”.

O Município da Póvoa de Lanhoso apresentou-se como uma das portas de entrada para o empreendedorismo, através do Gabinete de Promoção do Desenvolvimento Económico, dinamizando localmente processos de capacitação para empreendedores nas diferentes fases dos seus projetos, sempre em interação com parceiros, nomeadamente com a ADRAVE.

No que se refere à formação modular, o município da Póvoa de Lanhoso, em parceria com a ADRAVE, possibilitou formação em três módulos: Organização e gestão de pequenos negócios – 50 horas; Marketing e estudos de mercado – 50 horas; e Gestão de projeto – 25 horas. Participaram 17 formandos.

Quanto às sessões técnicas de qualificação, designadas “Gestão de novos Empreendedores”, em parceria com o projeto Minho Empreende, participaram nove empreendedores. Estas sessões tiveram por objetivo potenciar o aparecimento de ideias inovadoras, que contribuam para a criação de potenciais negócios em áreas que fomentem o aproveitamento dos recursos locais na região do Minho, assim como dotar os participantes de conhecimentos e competências técnicas para a criação e/ou gestão de negócios.

Manuel Baptista entregou os certificados na tarde do dia 5 de fevereiro, nos Paços do Concelho.

SECRETÁRIO DE ESTADO DO EMPREGO ANALISA EM BRAGA DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO ÂMBITO DO PORTUGAL 2020

Painel de oradores vai contar com a participação do Presidente do IEFP, Jorge Gaspar, e presidentes das CIM do Ave, Cávado e Alto Minho

O Secretário de Estado do Emprego, Octávio de Oliveira, participa amanhã, sexta-feira (14h30), na Universidade Católica de Braga, num seminário que se propõe analisar e debater os desafios e oportunidades para a formação profissional no contexto do Portugal 2020.

A iniciativa, uma organização conjunta da Universidade Católica e da consultora GTI, tem também como objetivo elucidar o tecido empresarial do Minho sobre a nova filosofia adjacente à utilização dos fundos comunitários para o período 2014-2020.

"O investimento no capital humano tendo em vista a inclusão social e o emprego é um dos pilares fundamentais das políticas definidas no contexto do Portugal 2020 e, por outro lado, as condições de seleção e atribuição dos financiamentos vão deixar de estar focadas nos projetos e passam a centrar-se nos resultados", observa António Oliveira, CEO da GTI.

O painel de oradores vai também contar com a visão e contributo de:

  • Jorge Gaspar, presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP);
  • Domingos Lopes, gestor do Programa Operacional da Inclusão Social e Emprego;
  • Pedro Taborda, gestor do Programa Operacional Temático Capital Humano;
  • Ricardo Rio, presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado;
  • José Maria Costa, presidente da CIM do Alto Minho;
  • Manuel José Baptista, presidente da CIM do Ave;

CERVEIRA APROVA ISENÇÃO TEMPORÁRIA DE TARIFA NA MUDANÇA DE TITULARIDADE DO CONTRATO DE FORNECIMENTO DE ÁGUA

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira deliberou por unanimidade, em reunião desta quarta-feira, isentar os cerveirenses da tarifa de averbamento pela mudança da titularidade do contrato de fornecimento de água, de modo a promover uma atualização da base de dados dos consumidores. Medida vigora até ao final do ano.

Com o objetivo de melhorar o atendimento à população, a autarquia cerveirense tem procurado adaptar o sistema de cobrança dos serviços municipais de águas às necessidades dos dias de hoje, tornando-o mais eficaz, flexível e seguro.

Por diversos fatores, os ficheiros de consumidores de água do concelho encontram-se desatualizados pelo que, como incentivo, a autarquia decidiu isentar, até ao final do ano, o pagamento da tarifa correspondente, no valor de 12 euros, para os interessados em alterar para seu nome a titularidade do contrato de fornecimento de água.

Recorde-se que em março, entram em vigor algumas alterações no procedimento de cobrança das faturas dos serviços municipais de água e saneamento. Deixa de existir a modalidade porta-a-porta, mantendo-se ativas as outras opções de pagamento na Tesouraria da Câmara Municipal, pela via Multibanco ou através de transferência bancária ou débito direto, e ainda, como novidade, os recibos de água passarão a ser remetidos via postal após celebrado contrato com os CTT.

Não obstante, os funcionários municipais continuarão a fazer a leitura dos contadores de água no Concelho de Vila Nova de Cerveira com uma periodicidade mensal.

CONCURSO DE IDEIAS PREMEIA ESCOLAS DE PONTE DE LIMA COM PROJETOS INOVADORES

Quatro escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico do concelho Ponte de Lima, pertencentes aos Agrupamentos de Escolas de Freixo, de Arcozelo e de António Feijó, foram premiadas pela participação em concurso de ideias, apresentando projetos inovadores, de caráter prático e multidisciplinar.

CartazEscolasA4

Trata-se de iniciativas diferenciadoras que concorreram ao projeto intitulado «CIÊNCIA NA ESCOLA» - Fundação Ilídio Pinho, instituído entre esta fundação e o Ministério da Educação e Ciência e Ministério da Economia que visa motivar todos os alunos, da Educação Pré-Escolar, dos 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário das diferentes vias de educação e formação, para a aprendizagem das ciências e para a escolha de áreas tecnológicas.

Estes projetos versam sobre temáticas variadas e ostentam títulos reveladores da integração de diversos saberes baseados na ciência.

O Agrupamento de Escolas de Freixo apresentou o projeto intitulado “MATHSFUN – FREIXO INTERATIVO”. Por sua vez, o Agrupamento de Escolas de Arcozelo designou o projeto de “DOCES ABELHINHAS”. O Agrupamento de Escolas de António Feijó concorreu com dois projetos nomeados “VER… ANALISAR… EXPERIMENTAR!” e “A NATUREZA E O LIXO: REALIDADES INCONCILIÁVEIS”.

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES ESTÁ EMPENHADO NO AUMENTO DA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E UTILIZAÇÃO DE FONTES DE ENERGIAS RENOVÁVEIS

Plano de Ação para a Energia Sustentável de Guimarães aprovado pela Comissão Europeia/Pacto de Autarcas

Documento visa contribuir para o posicionamento do Município de Guimarães como território com baixa intensidade energética e carbónica e com elevada independência energética.

O Município de Guimarães viu aprovado o Plano de Ação para a Energia Sustentável de Guimarães, instrumento fundamental na conceção, implementação e monitorização de medidas ambientalmente sustentáveis, orientadas para o cumprimento das metas do Pacto Europeu dos Autarcas, cuja adesão foi aprovada pela Câmara Municipal de Guimarães no dia 12 de dezembro de 2013 e submetida ao organismo europeu a 02 de janeiro de 2014.

Entre as medidas propostas no Plano de Ação para a Energia Sustentável de Guimarães, está a gestão otimizada da iluminação pública, a realização de auditorias energéticas nos edifícios, serviços públicos e indústrias para avaliar o grau de eficiência energética em que se encontra e identificar o potencial de melhoria, a instalação de painéis solares que promovam a produção de energia elétrica, entre outras medidas.

Este plano, que promove o aumento da eficiência energética através da utilização de fontes de energias renováveis, evidencia os consumos energéticos sobre os quais é prioritária uma atuação e, com base nas características específicas do concelho, fornece elementos para a avaliação de custos e benefícios das medidas que concretizam as metas do Pacto dos Autarcas.

O objetivo da União Europeia é transpor para a escala local os objetivos comunitários da “Política dos Três Vintes”: chegar a 2020 com mais 20% de eficiência energética, mais 20% de energias renováveis e uma redução de 20% nas emissões de gases com efeito de estufa. A adesão ao Pacto de Autarcas implica um forte comprometimento do Município de Guimarães na implementação de políticas de melhoria da qualidade do ambiente e na sensibilização das entidades privadas para a adesão a este desígnio.

A aprovação do Plano de Ação para a Energia Sustentável de Guimarães reforça a vontade da Câmara em consolidar as bases que vão estruturar a candidatura vimaranense a Capital Verde Europeia, em 2017.

VILE: OBRA DE SANEAMENTO ESTÁ EM FASE DE CONCLUSÃO

Câmara Municipal de Caminha quer apostar na valorização de S. Pedro de Varais

Miguel Alves levou boas notícias à freguesia de Vile. A obra de saneamento está a chegar ao fim e a Rua da Tapada vai ser intervencionada “em semanas”, realçou ontem o presidente da Câmara. Além das boas novas, o autarca realçou também o empenhamento, a abertura permanente e a disponibilidade do executivo para ouvir as questões dos vilenses, de modo a que “as coisas corram melhor”.

reunião descentralizada Vile 1

Vile acolheu ontem ao fim da tarde a reunião pública descentralizada do executivo caminhense. Os vilenses estiveram em bom número na sessão pública para ouvir e dialogar com o executivo Caminhense sobre as questões que dizem respeito à sua freguesia.

A primeira ronda destas reuniões está quase a terminar. Faltam apenas duas freguesias: Âncora e Caminha/Vilarelho. E é importante destacar a taxa de adesão destas reuniões descentralizadas em todas as freguesias, o que traduz a importância que estas reuniões têm para as populações, que deixam o aconchego dos lares para interpelarem e ouvirem as explicações dos autarcas.

José Luís da Fonte Lima, presidente da Junta de Freguesia, agradeceu publicamente o apoio que a Câmara Municipal tem prestado à freguesia em várias áreas, no que respeita às obras de saneamento, às famílias carenciadas, à associação de Vile, à limpeza de ruas e jardins, entre outros. Sobre este apoio, Miguel Alves disse: “a Câmara Municipal tem tentado uma relação muito estreita com o executivo da Junta de Freguesia, não conseguimos acompanhar todos os anseios, mas fazemos um grande esforço. Foi um ano difícil para Vile, fomos resolvendo alguns problemas”.

A reunião contou com três intervenções, cujos assuntos visados foram: a Rua da Tapada, a empreitada de saneamento e a antiga escola primária da freguesia. De resto, estas são também as preocupações principais do presidente da junta de freguesia.

Miguel Alves sossegou os vilenses ao assegurar que a empreitada de saneamento está na fase final: “de acordo com o projeto, faltam as estações elevatórias. Estamos à espera do documento do empreiteiro para fazer o contrato com a EDP para que as estações possam funcionar e a população possa fazer a respetiva ligação”.

Sobre a intervenção na Rua da Tapada, quer o presidente, quer o técnico responsável pela obra realçaram a vontade do presidente da Junta de Freguesia em valorizar a via, ou seja, em colocar outro piso que não o contratualizado na empreitada. Miguel Alves quer resolver o problema da Rua da Tapada e assegurou que a Câmara e a Junta de Freguesia vão encontrar a solução financeira para que a obra possa arrancar “dentro de semanas”.

A valorização de S. Pedro de Varais foi outro dos assuntos focados pelo autarca da freguesia. Miguel Alves considera que este património do concelho não tem sido potenciado e que é necessário criar um evento de prestígio capaz de atrair públicos diferentes ao local.

reunião descentralizada

PONTE DE LIMA: TEATRO REGRESSA AO PALCO DO TEATRO DIOGO BERNARDES

Email (desta tua mãe que tanto te ama) / 28 de Fevereiro – 21h30 – Teatro Diogo Bernardes

Depois da música, com os excelentes concertos de Dead Combo e da Banda Musical de S. Martinho da Gandra, que demonstram o ecletismo da sala de espetáculos e a diferenciação de públicos que a procuram, de novo o teatro marcará presença no Teatro Diogo Bernardes com o espetáculo “Email (desta tua mãe que tanto te ama)”, com texto de Jacinto Lucas Pires e encenação de Ivo Faustino, pelo grupo de teatro Ninguém, no dia 28 de Fevereiro pelas 21h30.

Em palco estará Anabela Faustino no papel de Maria, a mãe que escreve um email ao filho morto. Ao longo de uma hora este monólogo lê cada palavra escrita, pronuncia a história de sofrimento de uma mãe que perde o filho, ao mesmo tempo que a liberta do estado de negação em que vive. Em "Email (desta mãe que tanto te ama)", Jacinto Lucas Pires mostra a escrita como meio de reconciliação com a vida, num tom de comédia agridoce. De luvas calçadas, o pó da casa surge para Maria como metáfora dos fantasmas que lhe assombram a mente e que é preciso limpar. “Email (desta tua mãe que tanto te ama)” é um monólogo feminino, uma comédia agridoce, uma pauta para voz e quarta parede, uma... monóloga?

No dia seguinte, 1 de Março, pelas 16h00, a anunciar as Comemorações do Dia de Ponte de Lima, a 4 de Março, cujas cerimónias oficiais terão lugar no Teatro Diogo Bernardes, nomeadamente, com a apresentação do livro “Rio Lima: Memórias de Um Rio Mítico”, o grupo amador Duplaface apresenta “…e fez Vila o Lugar de Ponte”, criação descrita pela agremiação da seguinte forma: “Este espetáculo visa retratar a importância da atribuição do foral a Ponte de Lima pela D. Teresa, enaltecendo a figura forte da rainha, bem como pretende mostrar o porquê da sua atribuição e a relevância que ele (foral) teve e tem para Ponte de Lima. A nossa história é o que nos define enquanto povo, enquanto entidade própria, e o objetivo deste espetáculo é tornar esta parte da nossa história percetível aos mais pequenos, para que eles saibam as suas origens e conheçam a sua terra…. a sua identidade. Pretende-se criar uma linguagem simples e apelativa (usando uma linguagem simples e recorrendo à música) para que as nossas crianças aprendam de forma concisa, rigorosa mas ao mesmo tempo lúdica e divertida.”

A anunciar o mês do teatro, em que o dia mundial se celebra anualmente a 27 de Março, dois espetáculos que abrem portas para dois outros de alto nível, no fim-de-semana seguinte, respetivamente, a 7 e a 8 de Março, às 22h00: "A Farsa", a partir da obra de Raúl Brandão, por As Boas Raparigas Vão Para o Céu As Más Vão Para Todo o Lado, interpretado por Maria do Céu Ribeiro, que recebeu o prémio de melhor atriz 2013 atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores e, a comemorar o Dia Internacional da Mulher, o concerto da fadista Mísia, acompanhada ao piano por Fabrizio Romano, na apresentação do seu último trabalho, “Delikatessen Café Concerto”, que conta com a participação especial de nomes como Adriana Calcanhotto, Iggy Pop, Dead Combo, The Legendary Tigerman, Melech Mechaya, entre outros – galardoada em 2012 com o Prémio Amália Rodrigues na categoria “Divulgação Internacional”, a carreira de Mísia marca a contemporaneidade do Fado.

Bilhetes à venda e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt.

PARA QUANDO A CRIAÇÃO DA ORQUESTRA SINFÓNICA DO MINHO?

Distantes vão os tempos em que a imagem que o Minho projetava de si mesmo resumia-se ao que acontecia nas cidades de Braga e Viana do Castelo, às festas em honra da Senhora d’Agonia, ao galo de Barcelos e ao vistoso “traje à vianesa”. Cada vez mais, todos e cada um dos seus concelhos procura a seu modo conservar o seu património, preservar a sua identidade e dar a conhecer as suas potencialidades, sejam elas no domínio cultural, gastronómico, ambiental, turístico ou económico, na convicção de que esse é o melhor caminho para fixar a população e assegurar-lhe as melhores condições de vida e progresso.

Dia da Restauração 054

Para essa dinâmica muito tem contribuído a participação cívica das suas gentes nas mais variadas formas de intervenção, nomeadamente através do associativismo na defesa dos seus valores culturais, desde as associações ambientalistas e de defesa do património histórico aos ranchos folclóricos, bandas musicais e clubes desportivos.

Não obstante a capacidade de afirmação dos mais diversos concelhos minhotos, existem projetos que pela sua ambição e grandeza apenas poderão concretizar-se com a conjugação de esforços de todas as entidades da nossa região, mormente as mais diversas autarquias locais. Aliás, apenas com a convergência de todos os minhotos será possível afirmar o Minho como uma verdadeira região, beneficiando de todas as vantagens do progresso social e humano a que tem direito.

A formação de uma orquestra sinfónica do Minho poderia constituir um grandioso projeto a contribuir nomeadamente para a construção de uma verdadeira comunidade do Minho, a unir os minhotos de todos os concelhos num objetivo comum.

São 53 as bandas de música atualmente existentes nos concelhos de Braga e Viana do Castelo, reunindo à sua volta milhares de músicos dominando os mais diversos instrumentos musicais, desde a percussão às madeiras e metais. Acresce a estes a existência também de apreciável número de instrumentistas de cordas necessários à formação de uma orquestra e também de maestros competentes e outros profissionais na área musical.

A eventual criação de uma orquestra sinfónica do Minho poderia resultar de uma seleção dos melhores músicos de toda a região, valorizando o papel das bandas de música como autênticos conservatórios a formar músicos de elevado gabarito, proporcionando-lhes um futuro pessoal risonho para além da sua formação musical.

Os minhotos precisam de enxergar o horizonte para além dos muros que limitam a sua leira – o Minho estende-se de Melgaço às terras de Basto!

CANTORA MÍSIA ATUA EM BRAGA E PONTE DE LIMA

Mísia apresenta «Delikatessen Café Concerto», um espectáculo para piano e voz, no Theatro Circo em Braga no dia 06 de Março, Teatro Municipal da Guarda no dia 7 e no Teatro Diogo Bernardes em Ponte de Lima no dia 08 de Março.

untitled

É em registo intimista que Mísia apresenta em palco as canções do seu último álbum, «Delikatessen Café Concerto», editado no final de 2013 em Portugal, Espanha, França e Argentina. A digressão iniciou-se em Janeiro de 2014 em Lisboa e passou por Faro, várias cidades em Espanha e na América do Sul (Chile, Brasil e Argentina), e tem agendadas apresentações em Berlim (14 e 15 de Março) e Paris (Abril).

Recorde-se que, em disco, «Delikatessen Café Concerto» conta com as participações de Iggy Pop, Adriana Calcanhotto, Dead Combo, The Legendary Tigerman, Ramón Vargas e Melech Mechaya.

Do álbum consta um tema inédito, «Rasto de Infinito» com letra de Tiago Torres da Silva. As restantes canções, em espanhol, francês e português são temas que fazem parte das memórias afectivas da cantora, como «Estación de Rossio», canção que Juanita Cuenca interpretou como «atração internacional» na revista «Agora é Que São Elas», que esteve em cena no Teatro Capitólio, em Lisboa, em 1953.

Em palco, Mísia será acompanhada apenas pelo piano do Maestro Fabrizio Romano.

Para ver, ouvir e saborear no dia 06 de Março no Theatro Circo em Braga, no dia seguinte, 07 de Março, no Teatro Municipal da Guarda e 08 de Março, Dia Internacional da Mulher, no Teatro Diogo Bernardes em Ponte de Lima.

06 de MARÇO | THEATRO CIRCO, BRAGA

PREÇO 15€ (aplicam-se vários descontos)

HORA 21h30

RESERVAS 253 203 800

BILHETES https://www.bilheteiraonline.pt/Comprar/Bilhetes/24546/161818/Sectores

08 de MARÇO | TEATRO DIOGO BERNARDES, PONTE DE LIMA

PREÇO 2€

HORA 22h00

RESERVAS 258 900 414 / teatrodb@cm-pontedelima.pt

FIM-DE-SEMANA GASTRONÓMICO EM CAMINHA DESTACA “ROBALO ESCALADO DO MAR DA ÍNSUA” E “LEITE CREME QUEIMADO”.

Esta iguaria gastronómica pode ser apreciada em mais de três dezenas de restaurantes

A partir de amanhã, Caminha promove o certame Fim-de-semana Gastronómico, uma iniciativa que junta a gastronomia, a cultura e o desporto náutico. Esta edição apresenta à mesa dos 33 restaurantes aderentes uma das iguarias da gastronomia local: o “Robalo Escalado do Mar da Ínsua” e o “leite-creme queimado”.

IMG_8371

Esta iniciativa visa promover o concelho e todas as suas potencialidades, com destaque para a gastronomia local, os restaurantes e unidades de alojamento locais aderentes, bem como atrair cada vez mais visitantes ao concelho de Caminha, tornando-o numa referência gastronómica, cultural, desportiva, turística, etc.

De 27 de fevereiro a 1 de março, os 33 restaurantes aderentes vão destacar nos seus cardápios o “Robalo Escalado do Mar da Ínsua” e o “leite creme queimado”, iguarias gastronómicas do concelho de Caminha, e vão oferecer um desconto de 10% no valor do prato e da sobremesa do jantar de sexta-feira. As unidades de alojamento também se quiseram juntar ao certame e vão oferecer um desconto de 15% aos visitantes, mediante disponibilidade, nas noites de sexta-feira e sábado.

A gastronomia rica e diversificada é uma das potencialidades concelho. Mesmo assim, o Município ultimou um programa de animação cultural e desportiva para complementar a oferta turística.

Assim, amanhã, dia 27, pelas 21h45, os cinéfilos podem assistir ao filme “Frankenstein Júnior, de Mel Brooks, 1974, EUA, no auditório do Museu Municipal de Caminha.

Nos dias 28 de fevereiro e 1 de março, o desporto náutico está em destaque, com a promoção de passeios em kayak no Rio Coura e passeios em stand up paddle no Rio Âncora. Ainda no âmbito da prática desportiva, os visitantes podem usufruir gratuitamente de bicicletas, que se encontrarão junto à Torre do relógio em Caminha, entre as 10h00 e as 17h00. Estas atividades desportivas são da responsabilidade da MinhAventura.

No dia 28, às 22h30, a Igreja Matriz de Caminha vai acolher um concerto protagonizado pela Capella Duriensis, "embaixadora" internacional da música sacra portuguesa, no âmbito da iniciativa Sons do Centenário, que está a ser levada a cabo pela Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste no Alto Minho.

O Fim-de-semana Gastronómico é organizado pelo Município de Caminha no âmbito da iniciativa Fins-de-semana Gastronómicos promovido pelo Turismo do Porto E Norte de Portugal.

GUIMARÃES APRESENTA GUIA TURÍSTICO NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

BTL 2015 abriu hoje as portas: Novo guia turístico de Guimarães foi apresentado na principal feira portuguesa do setor

Oferta turística vimaranense apresentada na BTL, certame que reúne este ano mais de um milhar de empresas e entidades, nacionais e estrangeiras. Ministro Poiares Maduro visitou pavilhão de Guimarães. 

BTL_2015_Abertura

O novo guia turístico do concelho de Guimarães, produzido pela Câmara Municipal, foi apresentado esta quarta-feira, 25 de fevereiro, por ocasião da cerimónia de abertura da 27ª edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre na FIL (Parque das Nações) até ao próximo domingo, 01 de março.

03_1_690_2000

Com edição em sete línguas, este guia de bolso, com 36 páginas, encontra-se já disponível em português e em inglês, estando a ser ultimadas as versões em francês, espanhol, holandês, italiano e alemão. O novo documento informativo identifica os principais locais e monumentos a visitar em Guimarães, com o objetivo de dar a conhecer o essencial do concelho.

«A presença nesta feira constitui mais uma oportunidade de promoção junto dos operadores turísticos, demonstrando a diversidade das nossas potencialidades, através do património natural, monumental e imaterial para que haja uma maior atratividade de Guimarães, aumentando o tempo de permanência de quem nos visita», referiu o Vereador do Município de Guimarães, José Bastos, presente na abertura do salão.

01_1_690_2000

Esta sexta-feira, 27 de fevereiro, pelas 11 horas, decorrerá no stand de Guimarães uma sessão de apresentação da “Rede Património Mundial de Portugal”. Os primeiros dias da BTL são reservados a profissionais do setor do turismo e à imprensa especializada, enquanto na sexta-feira, a partir das 18 horas e durante todo o fim de semana, o salão abre portas ao grande público.

Para este ano, a organização da feira espera receber mais de 70 mil visitantes no espaço de 30 mil metros quadrados, distribuído por três pavilhões e ainda uma zona exterior. China, Croácia, Guiné-Bissau, Tailândia, Peru, Colômbia, Paraguai, Irão, Peru, Roménia e os estados brasileiros de Pernambuco e de Santa Catarina estarão presentes pela primeira vez na área internacional, que conta com pavilhões com 36 destinos diferentes.

02_1_690_2000

ACESSÓRIOS DE MODA “NAMORAR PORTUGAL” DESFILAM EM VILA VERDE

Namorar Portugal: chegou a noite dos acessórios de moda brilharem

Três dezenas de propostas de acessórios de moda vão ser desfilados, este sábado, 28 de fevereiro, às 21:30, na Quinta de Sara, em Vila Verde, com o objetivo de se encontrarem os melhores do ano, inspirados nos Lenços de Namorados. Este é um dos pontos altos da programação Fevereiro, Mês do Romance e tem entrada livre.

O V Concurso Internacional de Acessórios de Moda ‘Lenços de Namorados, Escritas de Amor’ vai conhecer o seu desenlace este sábado à noite, na Quinta de Sara. Cerca de 30 propostas, metade delas de concorrente individuais, vão ser desfiladas na passerele montada na Quinta de sara, na freguesia de Sabariz, Vila Verde.

Três instituições – o CEARTE, o estreante Centro Escolar de Vila Verde e a multipremiada Escola Profissional de Felgueiras estão entre os concorrentes, com propsotas que vão desde sacos, mochilas, colares, calçado, pochetes, clutchs, chapéus, bonés, luvas, capas, até aos mais distintivos como guarda-sol de praia, para-ventos, skate e cotoveleiras, a bicicleta e capacete, a um turbante com véu,…

A criatividade atinge o expoente máximo com este evento e para escolher os melhores foram convidados para integrar o júri três individualidades: a estilista Natália Mil-Homens Pereira (ateliê Vestidos de Sonho), o docente da Universidade do Minho, Jean‐Yves Durand, profundo conhecedor dos Lenços de Namorados, e Olga Meneses, da Direnor.

A noite vai contar ainda com desfiles das novas linhas de produtos Namorar Portugal, apresentados no decorrer deste mês, como as sombrinhas e guardar chuvas de Marta Chambel, as capas da Gatémia e ‘As invertidas’, máscaras de Márcia Silva.

Para além destes vai revisitar-se a galar Namorar Portugal, através do desfile dos nove coordenados premiados. Os momentos musicais vão servir para dar visibilidade a jovens talentos como os Anacrónica Combo, Rogério Braga e ainda Ana Rita Caldas, vozes e sons que prometem dar que falar.

A entrada é livre.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

CERVEIRA DEFENDE CASTELO

Assembleia Municipal aprova Moção em Defesa do Castelo de Cerveira

Com o intuito de alertar e sensibilizar as entidades competentes para a necessidade urgente de ultrapassar os obstáculos existentes e preparar um futuro digno para o Castelo de Cerveira, a Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou por unanimidade, na sessão de 21 de fevereiro, a Moção intitulada “Em Defesa da Clarificação do Futuro do Castelo”, apresentada pela União de Freguesias de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe. Documento vai ser remetido para autoridades de índole nacional e regional.

pousada-entrada1

A Moção apresenta como prioridade “chamar atenção para a resolução urgente de um problema que se arrasta há anos”, e apela “à responsabilidade, sensibilidade, bom senso e melhor articulação entre todos os intervenientes em benefício da salvaguarda e valorização deste precioso património”, de forma a devolver-lhe uma nova esperança como polo de atração e desenvolvimento de Cerveira.

Fazendo uma breve resenha histórica do Castelo de Cerveira e da Pousada D. Dinis, o documento invoca uma solução que permita encontrar uma perspetiva de futuro que, posteriormente, “terá de ser debatida, partilhada e contratualizada pelas entidades envolvidas num quadro legal, equilibrado e justo”, considerando ainda que “o Município deve assumir um papel de relevo e ser o protagonista impulsionador do desenvolvimento” futuro.

A Moção “Em Defesa da Clarificação do Futuro do Castelo” recorda ainda o interesse de grupos de alguns investidores nacionais e estrangeiros na antiga Pousada, mas aos quais a autarquia de Vila Nova de Cerveira não consegue dar resposta por não ter a gestão do espaço, e reforça o valor emocional que os cerveirenses nutrem pelo seu Castelo, e a amargura por ver o estado de abandono a que atualmente está submetido aquele imóvel classificado como Monumento Nacional.

Após submetido e aprovado por unanimidade em Assembleia de Freguesia de Vila Nova de Cerveira e Lovelhe e na Assembleia Municipal, o documento vai ser remetido para diversas autoridades, entre as quais Suas Excelência Presidentes da República, Primeiro-Ministro, Ministra de Estado e das Finanças, e Secretário de Estado das Finanças, bem como à Direção Geral do Tesouro e Finanças, Grupos Parlamentares com Assento na Assembleia da República, administração da ENATUR, CIM Alto Minho, entre outras.

Recorde-se que, com o encerramento da Pousada D. Dinis promovido, em 2008, pelo Grupo Pestana e aceite pela ENATUR, o conjunto edificado acolhido pelo Castelo de Vila Nova de Cerveira foi devolvido à Direção Geral de Tesouro e Finanças, encontrando-se devoluto e em progressiva degradação. Desde a tomada de posse em outubro de 2013, o atual executivo tem encetado diversas diligências no sentido de conseguir resolver este impasse, estando esperançado de que a recente publicação do decreto-lei nº 30/2015 de 12 de fevereiro abra uma janela de oportunidades.

11648_995365833824951_3083743328548071294_n

DRAGÕES D’ENTRE DOURO E MINHO REALIZAM EXERCÍCIOS MILITARES EM CABECEIRAS DE BASTO

RC6 dá a conhecer exercício militar de aprontamento para missão no Kosovo a realizar em Cabeceiras de Basto

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. Serafim China Pereira, participou esta manhã, dia 25 de fevereiro, na conferência de imprensa promovida pelo Regimento de Cavalaria Nº6 de Braga em colaboração com a Câmara Municipal, que teve como objetivos dar a conhecer aos órgãos de comunicação social a Missão do Grupo de Auto-Metralhadoras (GAM/KFOR) no Teatro de Operações do Kosovo, assim como divulgar as principais atividades que vão decorrer no nosso concelho durante o exercício final de aprontamento designado ‘Pristina 151’.

RC6 dá a conhecer exercício militar de aprontame

Nesta sessão, que decorreu na Casa do Tempo, o Comandante do RC6, Coronel de Cavalaria Rui Ferreira, e o Comandante do GAM/KFOR, Tenente-coronel de Cavalaria Jorge Ferreira, prestaram todos os esclarecimentos sobre a missão a levar a efeito pelo Grupo de Auto-Metralhadoras.

De salientar que o exercício ‘Pristina 151’, promovido pelo Exército no âmbito da preparação, treino e certificação do efetivo do GAM/KFOR, realiza-se em Cabeceiras de Basto entre os dias 27 de fevereiro a 6 de março, envolvendo cerca de duas centenas de militares que partem para Pristina, capital do Kosovo, no final de março.

No último dia de estadia, 6 de março, realizar-se-á no Parque do Mosteiro, em pleno centro da vila, a iniciativa ‘Open Day’ que juntará todos os militares envolvidos nesta operação.

Na sua intervenção, o Comandante do GAM/KFOR, Tenente-coronel Jorge Ferreira, explicou que os militares irão ocupar a região nordeste e centro de Cabeceiras de Basto, montando o seu aquartelamento no Centro Hípico, sendo replicadas no território cabeceirense as ações a desenvolver no Kosovo.

Por seu turno, o Comandante do RC6, Coronel Rui Ferreira, depois de agradecer à Câmara Municipal “toda a amabilidade, disponibilidade, abertura, flexibilidade e colaboração”, falou da importância desta operação desenvolvida no seio da NATO, realçando como mais-valias o treino em campo aberto, junto da população.

O presidente da Câmara, Dr. Serafim China Pereira, fazendo suas as palavras do Comandante do RC6, destacou a “excelente colaboração” existente entre a autarquia e o Regimento de Cavalaria Nº6, referindo que Cabeceiras de Basto acolhe pela terceira vez os militares antes da sua partida para o Kosovo, à semelhança do que aconteceu em 2008 e em 2011.

O autarca manifestou, assim, todo o interesse e entusiasmo em receber a Brigada de Intervenção para o seu exercício final de aprontamento, disponibilizando os espaços físicos para o aquartelamento desta força e prestando-lhes todo o apoio logístico necessário.

Acompanharam o presidente da Câmara nesta conferência de imprensa os vereadores Dra. Isabel Coutinho, Francisco Alves e Prof. Mário Leite.

20140226_085655x (Small)

GAM/KFOR no Kosovo

Refira-se que o Grupo de Auto-Metralhadoras (GAM) da Brigada de Intervenção é uma das forças operacionais geradas no RC6, também conhecido como Regimento dos Dragões d’Entre Douro e Minho.

Durante o próximo mês, o GAM irá assim substituir o 1º Batalhão de Infantaria Paraquedista constituindo-se como Reserva Tática do Comandante da Kosovo Force (KFOR), uma Força Multinacional liderada pela NATO (OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte).

Chegados ao Kosovo – mais concretamente ao campo ‘Slim Lines’, nos arredores de Pristina – o Grupo de Auto-Metralhadoras terá uma constituição multinacional, passando a integrar no seu seio militares húngaros.

De entre as suas funções, o GAM/KFOR terá de conduzir operações de reserva através de meios terrestres e por em prática os procedimentos associados às Operações de Apoio à Paz, designadamente vigilância, escolta e proteção; patrulhamento de área; apoio à luta contra o crime organizado; operações de cerco e busca; vigilância de fronteiras; garantir a segurança dos aquartelamentos; entre outros.

20140323_122212 (Small)

DRAGÕES D´ ENTRE DOURO E MINHO

A origem do Regimento de Cavalaria N.º 6 remonta ao ano de 1709, ano em que foi criado em Chaves o então Regimento de “Dragões de Trás-os-Montes”, que tinha por Comandante o Coronel Filipe de Sousa Carvalho. Este Regimento, toma a designação de Regimento de “Dragões de Chaves” em 1754, simultaneamente, com a criação do Regimento de Cavalaria Ligeira de Bragança.

Estes dois Regimentos são destacados em abril de 1762 para o Ribatejo, sendo que o de Bragança foi designado por Regimento de Cavalaria de Trás-os-Montes e acantonado na Golegã, enquanto que o Regimento de Chaves foi acantonado em Santarém com a denominação de Regimento de Dragões de Trás-os-Montes.

Por alvará de 24 de fevereiro de 1764 passam a existir três Regimentos de Cavalaria na província de Trás-os-Montes: o Regimento de Cavalaria da cidade de Bragança cujo Comandante é o Coronel Duarte Smith; o Regimento de Cavalaria da Praça de Chaves, sendo Comandante o Coronel D. Pedro Manuel de Vilhena; e o Regimento de Cavalaria da cidade de Miranda comandado pelo Coronel Baltazar Jacome do Lago.

Com a organização do Exército de 1806, (Decreto de 19 de maio) nova nomenclatura se opera, aparecendo pela primeira vez a numeração dos Regimentos: assim, surge o Regimento de Cavalaria N.° 6 em Bragança, o N.° 9 em Chaves e o N.° 12 em Miranda.

Em 1808, após a retirada de Junot, os Regimentos da Divisão Norte são reorganizados, sendo o Regimento de Cavalaria N.° 6 transferido para o Porto, o N.° 9 para Braga e o N.° 12 em Chaves.

Passados cerca de 21 anos, e já em clima de Guerra Civil, no ano de 1829, na Ordem do Dia N.° 58, D. Miguel ordena que dos contingentes dos extintos Regimentos de Cavalaria números 6, 9 e 12, que se tinham revoltado, já que a maioria dos militares apoiou os liberais, se forme um Regimento denominado Regimento de Cavalaria de Chaves.

Em 28 de fevereiro de 1834 D. Pedro reorganiza na cidade do Porto o Regimento de Cavalaria N.° 6, que fora extinto por D. Miguel em 1829, integrando nele todos os militares apoiantes da sua causa, e que tinham abandonado os Regimentos de Cavalaria do Norte apoiantes dos absolutistas.

Após a Convenção de Évoramonte são extintos os Regimentos apoiantes de D. Miguel, e o Regimento de Cavalaria N.° 6, sob o comando inicial do Coronel Simão da Costa Pessoa, em Março de 1835, passa a ocupar o quartel de Chaves onde permanece até 1927. Nesta data, por necessidade de contenção de despesas, o Regimento de Cavalaria N.° 6 (Chaves) transforma-se no 3.° Grupo de Esquadrões do Regimento de Cavalaria N.° 9, Unidade sediada no Porto em consequência da organização do Exército de 1901.

No ano anterior, em 1926, o Regimento de Cavalaria N.º 9 passa a ter em Braga um Esquadrão pela integração do pessoal, material e animal do Regimento de Cavalaria N.° 11 que entretanto fora extinto. Este Regimento de Cavalaria N.º 11 teve uma vida efémera, pois tinha sido formado em Braga em 1911 por decreto do Governo Provisório da República aproveitando o 4.° Esquadrão do Regimento de Cavalaria N.º 6, o 4.° Esquadrão do Regimento de Cavalaria N.º 9 e o 3.° Esquadrão do Regimento de Cavalaria N.º 8.

Em 1939, o Regimento de Cavalaria N.° 9 toma o nome de Regimento de Cavalaria N.° 6 com sede no Porto e com o 4.º Esquadrão destacado em Chaves.

Em 1956, o agora Regimento de Cavalaria N.° 6, recolhe o seu 4.° Esquadrão destacado em Chaves e passa a ter como destino a cidade de Guimarães, para onde nunca viria a ser mudado.

Em 1975, o Regimento de Cavalaria N.° 6 passa a ser designado por Regimento de Cavalaria do Porto (RCPO) e é criado o Destacamento de Espinho (RCPOE), sediado em Paramos, destinado à instrução de escolas de recrutas. Em 1976, o Destacamento é transferido para as instalações da Carreira de Tiro de Espinho, em Silvalde, onde se mantém até ser extinto em 30 de julho de 1979.

Nesse mesmo dia 30 de julho de 1979, o Regimento é transferido para a cidade de Braga, instalando-se no Quartel do Areal do extinto Regimento de Infantaria 8, passando a designar-se Regimento de Cavalaria de Braga. Em 14 de julho de 1993, volta a designar-se por Regimento de Cavalaria N.° 6, retomando o seu número de origem.

(Elaborado com base no «Estudo Orientador da Genealogia dos Corpos do Exército», publicado na Ordem do Exército nº 3, 1ª Série, de 31 de março de 1991, pág. 103 e seguintes).

20140323_144645 (Small)

CERVEIRENSES CAMINHAM POR TRILHOS PEDESTRES

‘Caminhar em Cerveira’ está de regresso com calendário convidativo

Depois do sucesso da 1ª edição, a iniciativa ‘Caminhar em Cerveira’ arranca já este domingo, 01 de março, com um percurso pelo Monte de Góios. Programa para 2015 apresenta seis trilhos pedestres que convidam à descoberta de cantos e encantos de Vila Nova de Cerveira, associada aos benefícios da prática desportiva.

A temporada 2015 de caminhadas no âmbito da Rede Municipal de Percursos Pedestres de Vila Nova de Cerveira carateriza-se pela mesma essência e dinâmica do ano passado, isto é, promover e divulgar as potencialidades turísticas que o Concelho tem para oferecer, em particular na vertente do turismo de natureza. Ao longo de 2014, cerca de duas centenas de pessoas oriundas não só de Cerveira, mas também de Coimbra, Porto, Oliveira de Azeméis e, principalmente, Galiza, participaram na iniciativa, revelando vontade de repetir.

Numa parceria da Câmara Municipal e do Clube Celtas do Minho, o primeiro trilho, Monte de Góios, está agendado para este domingo, 01 de março, e pretende proporcionar uma passagem pelo Caminho de Santiago e pelo Monte de Góios com paisagens deslumbrantes para o rio Minho e contactando com caminhos ancestrais da freguesia de Gondarém. Com uma distância percorrida de 10 kms, este percurso de pequena rota tem ponto de partida na Junta de Freguesia de Gondarém pelas 09h00.

O programa de caminhadas estende-se ao longo de 2015 com a seguinte calendarização: dia 03 de maio está programado o Trilho das Gândaras; para dia 04 de julho o percurso será noturno pelo Alto da Pena; 06 de setembro é proposto o Trilho Monte das Minas, a 04 de outubro, o Trilho Vale das Donas e, para finalizar, a 01 de novembro, o Trilho do Cervo.

O público em geral pode participar gratuitamente, sendo necessário efetuar a respetiva inscrição através do Clube Celtas do Minho via online, ou por email e/ou telefone: celtasdominho@gmail.com ou 934 440 770/916 531 313. Podem ainda consultar o Portal do Município de Vila Nova de Cerveira bem como o evento no Facebook municipal em ‘Caminhar em Cerveira’.

EUROCIDADE VALENÇA-TUI PROMOVE-SE NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

BTL Palco Promocional da Eurocidade Valença Tui

A Eurocidade Valença Tui está a apresentar a oferta turística das duas cidades na B.T.L.- Bolsa de Turismo de Lisboa, entre 25 fevereiro e 1 de março. Uma aposta na atração de novos turistas junto dos grandes operadores nacionais.

A promoção da Eurocidade está a decorrer no stand da Minho In, na BTL.

Material promocional da Eurocidade, nomeadamente da Fortaleza de Valença, da Ecopista do Rio Minho, dos Caminhos de Santiago, da Catedral de Tui e da oferta gastronómica está a ser distribuido na B.T.L. junto dos vários operadores turísticos presentes neste certame.

A ação promocional da Eurocidade na BTL associa-se à recente promoção na FITUR – Feira de Turismo de Madrid, grandes palcos da Península Ibérica de promoção da oferta turística. Durante o mês de março, Valença, no âmbito da Eurocidade marcará, também, presença no Xantar – 16º Salón Internacional de Turismo Gastronómico.

Valença tem feito uma aposta concertada com Tui na promoção do património, da gastronomia e do turismo de natureza, com a captação de novos mercados turísticos.

A BTL é a maior feira de turismo em Portugal tendo, em 2014, alcançado os 68.250 visitantes e 1033 expositores.

Para o Presidente da Câmara, Jorge Salgueior Mendes “A Eurocidade é fator singular de atratividade. Visitar Valença e Tui é uma experiência que marca, com um pé em Portugal e outro em Espanha, são duas cidades, três linguas e dois povos, unidos por um rio, uma emoção e uma vontade”.

VILA VERDE: LINHA “NAMORAR PORTUGAL” TAMBÉM É MODA MASCULINA

“Paixão e Tradição”, de Footnote: Público masculino ganha acessórios Namorar Portugal ecológicos

A Footnote regressou às origens, com bordados a cores, e ao aproveitamento de materiais usados, alargando a sua proposta de acessórios Namorar Portugal ao público masculino, com mochilas, necessaires e até… um avental! Uma linha com um conceito forte que pretende a internacionalização.

IMG_2804

Foi esta manhã, 25 de fevereiro, apresentada no espaço Namorar Portugal, a linha 2015 dos acessórios Namorar Portugal da Footnote, na presença do presidente do Município de Vila Verde, António Vilela e da vereadora da cultura, educação e ação social, Júlia Fernandes.

IMG_2796

“A linha deste ano tem como tema ‘Paixão e Tradição’. A tradição remete para os bordados dos Lenços dos Namorados e a paixão para a replicação dos seus motivos, um pouco por todos os cantos do mundo”, começou por explicar o empresário António Macedo.

As bolsas feitas em tecido e câmara-de-ar de pneus reciclados é uma tendência que se mantém, com duas novidades, as mochilas e os necessaires. “A mochila é um 3 em 1”, explicou António Macedo. “Pode ser usada como mochila, como saco e como mala”, exemplificou o empresário. “O necessaire era um artigo muito pedido e que tem tido ótima aceitação”, acrescentou.

IMG_2823

Outra linha, lançada no ano passado, a do aproveitamento das telas em lona da gala Namorar Portugal, conheceu este ano um upgrade criativo, com a apresentação de duas bolsas, revestidas por ‘escamas’ das telas entrelaçadas, um trabalho totalmente artesanal. “A maior tem cerca de 320 peças e a mais pequena umas 220 peças entrelaçadas. É um artigo super resistente, leve e muito inovador”, especificou o empresário.

Mas a maior novidade foi um avental feito especificamente para o público masculino. “É feito em ganga orgânica e com detalhes de restos de câmara-de-ar costurados. Tem a particularidade de dar para reverter sem que se note as costuras e usar dos dois lados”, explicou António Macedo. “Este é um artigo que, temos a certeza, as senhoras vão gostar muito, para oferecer aos maridos, por exemplo”, gracejou o empresário.

“Este é o nosso parceiro mais ecofriendly”, assegurou Júlia Fernandes, responsável pelo pelouro da cultura. “Tem feito um trabalho extraordinário inovando nos produtos e com uma consciência ambiental muito grande”, acrescentou a vereadora.

O presidente do Município salientou o facto de estes produtos “serem insubstituíveis, tal como todos os restantes apresentados. Quanto maior for a diversidade maior será a facilidade de implantar estes produtos e a marca no mercado.” Sobre as novidades da Footnote, António Vilela afirmou: “São produtos dirigidos para ambos os sexos e com um conceito forte, associado a preocupações ambientais, duas ideias muito positivas”. O autarca sublinhou ainda o facto de “estarem à venda em todo o país, em vários representantes, junto com o nome de Vila Verde e de Namorar Portugal”, uma afirmação confirmada pelo próprio empresário.

De facto, para além das lojas online e física Namorar Portugal, a coleção da Footnote chega até ao Algarve, em vários pontos de venda por todo o país. “Agora vamos tentar colocar em mercados externos, mas é preciso explicar bem todo o conceito deste produto”, evidenciou o empresário António Macedo.

Amanhã, 26 de fevereiro, vai acontecer a apresentação da coleção de cozinha e sala das fardas Xpepper ‘Love and Taste Collection’, às 11:00, na EPATV.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

IMG_2837

VIZELA PARTICIPA NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

Vizela na BTL 2015 – Feira Internacional de Turismo

Vizela vai estar presente na BTL 2015 – Feira Internacional de Turismo, que se realizará de 25 de fevereiro a 1 de março, no Parque das Nações, em Lisboa.

O Concelho estará representado no espaço destinado à Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal, mais concretamente no stand do Consórcio Minho IN, onde serão divulgadas brochuras e vídeos promocionais de todos os concelhos integrantes.

A Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), que já foi considerada como a região com melhor resultado no ranking nacional de turismo, pretende este ano ser destacada como a região onde acontecerão os maiores eventos desportivos do País.

Deste modo, e tal como tem sido tendência no momento da escolha anual do produto turístico de Vizela a promover na Feira, decidiu a Câmara Municipal de Vizela seguir a aposta de promover atividades de caráter desportivo, nomeadamente as desenvolvidas no Rio Vizela.

Assim, Vizela terá o seu destaque no dia 27 de março, sexta feira, pelas 14h30, onde será apresentado o novo slogan: “Vizela Com Vida”, lançando um novo conceito de aposta turística, destacando a juventude e a prática desportiva de atividades no rio e suas envolventes.

Na fira serão apresentados um novo flyer turístico e um novo stand promocional. Será ainda apresentado um vídeo promocional das potencialidades turísticas de Vizela, com especial enfoque para o Rio Vizela, como nova atratividade, reposicionando Vizela junto de concelhos cuja mais valia são os recursos naturais – Rios.

Para além de representantes da Autarquia, a apresentação de Vizela contará com a colaboração da associação AMAS - Associação de Mergulho e Atividades Subaquáticas de Vizela, que, através da sua experiência, irão apresentar as atividades de caráter desportivo e de lazer que se podem realizar no Rio.

Segundo as expectativas da organização, a BTL 2015 poderá receber 65 mil visitantes, pelo que a Câmara Municipal de Vizela pretende atrair novos visitantes e turistas ao Concelho, com a promessa de tornar a sua estadia numa experiência única, através da fruição da natureza e da água.

FAFE APOIA FILARMÓNICAS DO CONCELHO

Câmara de Fafe celebra contrato-programa com bandas de música do concelho. Banda de Golães e de Revelhe recebem comparticipação de 27, 500 mil euros

O apoio à cultura e às atividades culturais é uma das prioridades da autarquia fafense e, nesse sentido, na última reunião do executivo municipal, foram aprovados dois contratos-programa, um com a Sociedade Artística Musical Fafense – Banda de Golães e outro com a Sociedade Filarmónica Fafense – Banda de Revelhe, no valor de 27, 500 euros, cada um.

Com estas parcerias, a autarquia pretende continuar a desenvolver uma política de apoio às associações, em termos de desenvolvimento de atividades de formação de jovens e atividades artísticas e culturais.

Segundo o vereador da Cultura da Câmara de Fafe, Pompeu Martins, o apoio a estas bandas faz todo o sentido, tendo em conta que a câmara municipal tem vindo a fazer uma forte aposte na promoção da cultura.

“Tendo em conta a importância que a cultura assume nas sociedades modernas e tendo também presente a aposta que este executivo tem vindo a fazer nesta área, não podemos deixar de apoiar o que é nosso. Estas duas bandas têm feito, ao longo dos anos, um excelente trabalho e como tal merecem ser apoiadas. É o que pretendemos com este contrato”.

Dessa forma, com a celebração deste contrato, a câmara compromete-se a subsidiar cada uma com 27,500 euros e as bandas, entre outros coisas, a manter a atividade musical, e da escola de música para formação de jovens músicos locais, participação em eventos organizados pela autarquia, bem como disponibilizar um concerto interpretado pela formação principal da banda, em data e local a definir.

O contrato programa vigora até 31 de dezembro deste ano.

ACIAB DIVULGA INCENTIVOS À MODERNIZAÇÃO DO COMÉRCIO

Medida “Comércio Investe” para a Modernização e Valorização do Comércio

No dia 24 de fevereiro, vários empresários reuniram-se no Auditório Municipal de Informação e Turismo de Arcos de Valdevez para a apresentação da Medida “Comércio Investe”, realizada pela ACIAB. O propósito desta apresentação foi informar acerca dos benefícios, condições de apresentação para as candidaturas, condições de elegibilidade e outros parâmetros processuais relacionados com a execução de candidaturas ao regime de incentivos nesta medida.

Abertura

António Marques Campos, Presidente da Direção da ACIAB abriu a sessão, juntamente com o Presidente da Câmara Municipal Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves. António Campos começou por dar as boas-vindas aos empresários e evidenciou a natureza desta ação salientando que a medida Comércio Investe pode ser, quando devidamente aproveitada, uma ferramenta útil para os empresários da área do comércio da região e as empresas devem capitalizar esta oportunidade para se dinamizar e modernizar de forma a estimular os seus negócios.

O vice-presidente executivo da ACIAB, Francisco Peixoto Araújo, enquadrou a medida que se divide em duas componentes: projetos individuais, cujas candidaturas podem ser feitas até ao dia 27 de março (18H) e projetos conjuntos (mínimo de 10 empresas e máximo de 30 empresas) com candidaturas abertas até ao dia 13 de abril (18H).

Plateia 2

Para os projetos individuais o incentivo financeiro assume a natureza de incentivo não reembolsável e correspondente a 40% das despesas elegíveis, não podendo ultrapassar o valor de 35.000 € por projeto individual.

Relativamente aos projetos conjuntos o incentivo financeiro é 45 % das despesas elegíveis para as empresas aderentes, não podendo ultrapassar o valor de 20.000 € por empresa.

O projeto individual pode beneficiar de um prémio de boa execução correspondente a uma majoração de 5% do valor do incentivo apurado e o projeto conjunto também pode beneficiar de um prémio de boa execução correspondente a uma majoração de 10% do valor do incentivo apurado para as empresas aderentes.

Relativamente aos projetos individuais, estes são promovidos para micro e pequenas empresas, inseridas nas CAE 47 (Comércio a Retalho) cujo objetivo é a modernização e valorização da oferta dos estabelecimentos abertos através da aposta na inovação e da utilização de formas avançadas de comercialização e só são apoiados estabelecimentos de comércio a retalho tradicional com área de venda inferior a 500 m2.

Para uma consulta mais detalhada acerca da Medida Comércio Investe, os interessados podem consultar o site da ACIAB, em www.aciab.pt; dirigir-se à ACIAB em Arcos de Valdevez ou Ponte da Barca ou contactar através dos telefones 258 521 473 e 258 454 524.

Plateia

VIZELENSES RELEMBRAM RESTAURAÇÃO DO CONCELHO

‘A Causa de um Povo’ pelas escolas do Concelho

Inserida nas comemorações do 17.º aniversário do Município de Vizela, a Câmara Municipal leva a Exposição documental sobre a criação do concelho de Vizela às escolas do Concelho.

A exposição itinerante “A Causa de um Povo” circulará pelas escolas do Concelho de 2 de março a 10 de abril, a saber:

- 2 a 6 de março – Colégio de Vizela;

- 9 a 13 de março – Agrupamento de Escolas de Infias;

- 16 a 22 de março – Escola EB 2,3 de Vizela;

- 6 a 10 de abril – Instituto Silva Monteiro.

O objetivo da exposição é levar às escolas as comemorações do 19 de março, dando a conhecer aos mais jovens a história da luta autonómica do Concelho.

Trata-se de uma exposição documental (fotografias, recortes de jornais, cartas, filmes) ilustrativa do processo que conduziu à criação do concelho de Vizela em 19 de Março de 1998.

Poderão ser apreciadas imagens dos momentos mais marcantes da luta pela autonomia, como o levantamento da linha férrea; o “5 de Agosto” de 1982; os boicotes às eleições; ofícios do Movimento para a Restauração do Concelho de Vizela (MRCV) dirigidos às altas individualidades políticas do país (governos, presidentes da República, presidentes da Assembleia da República, líderes partidários) a solicitar apoios para a causa vizelense e/ou de resposta às solicitações e denuncias apresentadas. Contributos:

Adérito Sousa Costa

Agostinho Ribeiro

António João Azevedo

Aurora Pacheco

Júlio César Ferreira

Manuel Campelos

Maria Luzia Freitas (esposa de Luís Mário Portocarrero)

Maria José Pacheco

GUIMARÃES QUER COOPERATIVAS EQUIPARADAS A EMPRESAS MUNICIPAIS

Em ofício enviado ao ministro Poiares Maduro, Domingos Bragança propõe ao Governo que cooperativas se equiparem a empresas municipais

Alterar a Lei 50/2012 para equiparar as cooperativas a empresas municipais é a proposta oficialmente apresentada, por carta, ao Ministro Poiares Maduro.

Presidente CMG

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, enviou um ofício ao Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, a propor ao Governo a alteração da Lei nº 50/2012, de 31 de agosto, para que as cooperativas sejam equiparadas a empresas municipais, de modo a ser encontrada uma «solução legalmente enquadrável que assegure a viabilização e continuidade dos serviços prestados» das cooperativas de interesse público nas quais a Autarquia detém uma participação amplamente maioritária.

Em carta datada de 09 de fevereiro último, o responsável pelo Município de Guimarães, após ter recolhido pareceres jurídicos sobre a matéria, apresenta como proposta uma nova redação do Artigo 2º do diploma: «Consideram-se empresas locais, independentemente da forma e natureza da sua constituição, todas aquelas entidades, incluindo as cooperativas, de interesse público ou de interesse privado, e as associações ou fundações, desde que nelas as entidades públicas participantes possam exercer, de forma direta ou indireta, uma influência dominante, nos termos definidos no art.º 19º».

Considerando que os serviços prestados pelas cooperativas A Oficina (Cultura), Tempo Livre (Desporto) e Fraterna (Ação Social) são domínios que correspondem a «necessidades estratégicas e permanentes do Município», Domingos Bragança sugere a revisão da lei, propondo que as cooperativas passem a cumprir as regras definidas no âmbito jurídico das empresas municipais.

«Qualquer alteração a introduzir nos normativos legais sobre esta matéria apenas conduziria aos resultados pretendidos se, simultaneamente, fossem criadas condições, designadamente em matéria de internalização do pessoal que presta serviço em tais cooperativas e que se viesse a revelar essencial à continuidade da sua ação junto da comunidade, para que tais serviços pudessem continuar a ser prestados», lê-se na missiva enviada a Miguel Poiares Maduro, referindo ainda que a «alteração sugerida apenas surtiria os efeitos desejados se, concomitantemente, acarretasse alterações no art.º 62º».

Mais à frente, Domingos Bragança afirma que, «caso esse fosse o caminho mais ajustado», poder-se-ia proceder, assim, à «internalização de todo o pessoal que presta serviços nas cooperativas e cuja continuidade fosse tida como essencial, nos quadros do Município». Contudo, atendendo ao enquadramento legal desta matéria, a «internalização deste pessoal teria que ser concretizada ao abrigo de um regime de exceção, para que a sua inclusão nos quadros municipais não relevasse para efeitos dos ratios de recursos humanos a que os municípios se encontram atualmente sujeitos», conclui o texto do ofício.

DONA ROSA, NATURAL DE ARCOS DE VALDEVEZ, PREPARA TESE DE DOUTORAMENTO EM PSICOLOGIA AOS 90 ANOS DE IDADE

Possui licenciatura em Enfermagem e Psicologia. No próximo mês apresenta a tese de Mestrado em Psicologia

Já tinha 13 anos de idade quando começou a instrução primária mas hoje, a um mês de completar 90 anos, está a terminar a sua tese de mestrado e já está a trabalhar na tese de doutoramento. “Andar para a frente” é o segredo da aluna mais velha da Universidade Autónoma de Lisboa (UAL).

1424187712rosa

Dona Rosa no momento de entrega do diploma da licenciatura em Psicologia em Dezembro de 2011

Rosa Andrade veio do Minho, de Arcos de Valdevez, para Lisboa quando tinha 13 anos para fazer a instrução primária. Depois frequentou a escola comercial mas casou aos 20 anos “e acabou-se a escola”, conta ao Boas Notícias.

Do primeiro marido, que faleceu após 14 anos de casamento, teve os seus dois únicos filhos. O filho mais velho morreu atropelado, aos nove anos, perto da escola. Dona Rosa chegou a criar um infantário, apoiado pela Misericórdia, em sua memória. O outro filho tem agora 70 anos e deu a Dona Rosa quatro netos e cinco bisnetos.

Foi na Associação Nacional dos Parques Infantis, coordenada pela poetisa Fernanda de Castro Ferro, que Rosa trabalhou nos primeiros anos de carreira, como professora de lavores. “Ensinava bordados, costura, como fazer uma saia, uma camisa, coser meias… Porque na altura ainda se remendavam as coisas, agora quando se estragam compramos outras”, recorda.

Entretanto, a associação faliu e Dona Rosa ficou sem trabalho. Por pouco tempo. “Estava a ler o jornal e vi um anúncio de um concurso para alunas da escola de enfermagem nos Capuchos. Tinham curso de auxiliares e de enfermeiras”. 

Como dona Rosa não tinha o 9.º ano do liceu só podia concorrer a auxiliar. Mas decidiu esperar: “Arranjei um trabalho na casa de uma professora e usei parte do dinheiro para me preparar para os exames no liceu Rainha Dona Leonor”.

Enfermeiras não podiam ser casadas

O 9.º ficou despachado e o curso de enfermagem também. Mas depois do estágio, Dona Rosa não pôde ficar no hospital. “Eu era casada e na altura as enfermeiras não podiam ter marido. Propuseram contratar-me como criada, porque as criadas já podiam ter marido. Eu disse que não. Não tinha andando a ‘queimar as pestanas’ para trabalhar como criada”.

Mas dona Rosa deu bom uso ao curso, ao qual acrescentou uma formação de enfermeira parteira na Maternidade Alfredo da Costa. Com os cursos na mão, dona Rosa montou uma empresa de serviços de enfermagem que funcionou durante cerca de 10 anos, a partir da Praça da Figueira: “Fazia a assistência ao domicílio a qualquer hora, às cinco da manhã se fosse preciso”.

Duas licenciaturas depois dos 70 anos

Depois do 25 de Abril, dona Rosa fechou o negócio e foi trabalhar para a Ordem Terceira e para o Hospital da Estefânia. Fazia turnos nos dois hospitais quando terminou o 12º ano do liceu, para poder pedir a equivalência da licenciatura de Enfermagem.

Ainda trabalhava como enfermeira, aos 67 anos, quando se inscreveu na licenciatura de Sociologia. Mas já estava reformada, aos 70 anos, quando terminou o curso, em 1995. “Vim embora (do hospital) porque me mandaram embora, disseram que tinha chegado ao limite da idade”.

Durante 10 anos esteve em casa onde passava a maior parte do tempo a “ler e a escrever”. “Gosto muito de ler, sobretudo história, livros científicos e romances”, diz. Mas na Universidade Autónoma não se tinham esquecido dela e desafiaram-na a frequentar o curso de Psicologia: “Primeiro achei que não valia a pena mas lá me convenceram. Passei todos os anos e três anos depois era psicóloga”.

"Andar para a frente"

Agora, com quatro netos e cinco bisnetos, dona Rosa regressou à "sua" universidade, onde por vezes se cruza com um dos bisnetos que também estuda na UAL. O maior desafio, admite, é o computador. “Escrevo tudo à mão e depois passo a computador mas como só uso dois dedos demora muito”, explica, admitindo que às vezes contrata pessoas para lhe passarem os trabalhos para o computador. "É bom para eles, que ganham dinheiro, e para mim que poupo tempo!".

Em Março, Dona Rosa entrega a sua tese de mestrado intitulada “A dor, o sofrimento e o preço oculto a pagar pela vida”. “Esse preço oculto é a morte porque não sabemos quando morremos”, diz Dona Rosa admitindo que a sua experiência como enfermeira a motivou a fazer esta investigação.

O tema da tese de doutoramento também já está definido. Será sobre “Envelhecimento saudável ativo e o seu genoma”. “É inspirada na minha pessoa. Não sou uma pessoa doente e não me lembro a última vez que fui ao médico”, explica.

A um mês de completar 90 anos, Dona Rosa garante que o segredo para uma vida ativa e preenchida em qualquer idade é “andar para a frente”. “Acho que não nos devemos desmotivar, se nos agarramos a um sofrimento vamos mais depressa para a morte”, conclui a futura doutora Rosa Andrade.

Texto: Patrícia Maia / http://boasnoticias.pt/

Fotos: UAL

10255017_391656544338610_145495829370678743_n

Dona Rosa na cerimónia de entrega do diploma da licenciatura em Psicologia em 2011

TURISMO CRESCE EM GUIMARÃES

Guimarães aumenta notoriedade e capacidade de atrair turistas

Ocupação hoteleira em Guimarães registou um aumento de quatro pontos percentuais em 2014. Número de visitantes a equipamentos culturais aumentou 8,1%.

Guimaraes_Turismo_Dados_2014

O concelho de Guimarães, de acordo com os dados estatísticos relativos a 2014, aumentou a sua notoriedade e capacidade de atrair visitantes, tendo como referência valores relativos à afluência turística na última década.

No ano passado, a taxa de ocupação hoteleira em Guimarães foi de 54,8%, o que confirma uma evolução crescente, segundo dados fornecidos pelas principais unidades hoteleiras do concelho: Pousada Santa Marinha, Hotel da Oliveira, Hotel de Guimarães, Hotel Fundador, Villa Hotel, Hotel do Toural e Hotel IBIS, que representam cerca de 70% da oferta hoteleira do Município.

2014 é, por isso, o ano de maior valor de registo de ocupação-quarto na hotelaria dos últimos 10 anos, com exceção de 2012, ano da Capital Europeia da Cultura. Apesar de um aumento de capacidade de oferta de alojamento, não só em hotelaria como em outras modalidades, com destaque para o alojamento local, cujos dados ainda não estão incluídos nesta análise, o concelho tem mantido taxas médias de Ocupação-Quarto acima dos 50%.

Em relação à Loja Interativa, Portugal, Espanha e França ocupam os primeiros lugares no ranking de nacionalidades que integram os registos de visitantes. Em 2014, verifica-se uma alteração de posicionamento inédito, com Portugal a ocupar a terceira posição (13%) e França (18%) a segunda, mantendo-se Espanha (36%) a liderar como principal mercado emissor.

Dos dados apurados em 2014, relativamente à origem por províncias dos visitantes espanhóis, verifica-se que 23% são oriundos da província espanhola mais próxima e com melhores acessibilidades a Guimarães – a Galiza. Valor idêntico (23%) é proveniente de Madrid, província espanhola com a maior população residente, seguindo-se Castela e Leão (11%), Catalunha (9%), País Basco (7%), Andaluzia (6%), entre outras.

Referência ainda para o Brasil, que consolida a sua posição de quarto lugar com 6% do total de visitantes e que apresenta a maior subida, mais do que duplicando o número total de visitantes (5.272) relativamente ao ano anterior (2.604). A análise estatística revela ainda que o período entre maio e setembro é o que regista maior número de visitantes na Loja Interativa. Estes cinco meses representaram, no ano de 2014, 65% do total de visitantes.

MAIS VISITAS A EQUIPAMENTOS CULTURAIS

O impacto do turismo no concelho de Guimarães é também avaliado com recurso a dados referentes à afluência de visitas a equipamentos culturais, nomeadamente, o Museu do Paço dos Duques de Bragança, o Museu de Alberto Sampaio e Plataforma das Artes e Criatividade. Neste particular, o último ano regista um aumento de 8,1% do número de visitantes (316.476), comparativamente com o ano anterior (291.018).

 

A Web tem-se assumido, igualmente, como uma importante forma de aceder à informação turística do Município, registando-se um contínuo aumento de visitas (+6,6%) e de páginas visitadas (+6,3%), no endereço eletrónico <www.guimaraesturismo.com>, durante o ano de 2014 (883.481) relativamente ao ano de 2013 (827.345), o que confirmam a utilidade e utilização desta ferramenta de comunicação. Neste website, é possível recolher todo o tipo de informação turística e ainda descarregar a generalidade das brochuras e mapas turísticos editados pelo Município.

A Câmara Municipal de Guimarães disponibiliza, também, uma Plataforma Interativa de Informação Turística que, além de um portal, onde os turistas recolhem informação antes da viagem, oferece uma versão mobile do website, assim como uma aplicação para smartphones - o Guimarães Mobitur - que permite obter informação validada pelo Município, desde casa e em dispositivos móveis, suportada numa ampla rede de WIFI gratuita.

VIANENSES ASSISTEM NA AREOSA A ESPETÁCULO DE HUMOR

A Sociedade de Instrução e Recreio Social Areosense (SIRSA) leva a efeito no próximo dia 13 de Março, às 21h30, um espetáculo de humor e comédia.

A delegação do INATEL de Viana do Castelo apoia na divulgação deste espetáculo e informa ainda que os associados INATEL poderão adquirir o seu bilhete a um preço mais vantajoso.

Para usufruir do preço de bilhete de associado INATEL terá de apresentar o cartão de associado INATEL no ato da compra do seu bilhete.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO VISITA CASA DE ENCOSTURAS

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. Serafim China Pereira, visitou esta manhã, dia 24 de fevereiro, a Casa de Encosturas, onde o casal António Vaz Maia e Maria Beltrão tem a sua unidade artesanal vocacionada para a produção de licores e compotas, na freguesia de Cabeceiras de Basto.

Presidente da Câmara visita Casa de Encosturas (1

Esta visita foi a primeira de um conjunto de outras que o presidente da Câmara pretende levar a efeito ao longo dos próximos meses a empresas do concelho, no sentido de contactar com os seus responsáveis e tomar conhecimento da atividade empresarial, dos seus sucessos ou eventuais constrangimentos.

Presidente da Câmara visita Casa de Encosturas (2

O casal, reformados das suas anteriores atividades profissionais, – Maria Beltrão foi enfermeira e António Vaz Maia foi analista de sistemas na Banca – aliou o gosto pela vida tranquila do campo à ‘arte’ para a produção artesanal de licores e compotas e criou a empresa ‘Casa de Encosturas – Licores e Doces Regionais’ que emprega atualmente quatro pessoas.

Foi há 9 anos que este casal de empreendedores iniciou a sua atividade de produção de licores que mais tarde evoluiu, também, para a produção de compotas e marmelada. De referir que na confeção destes produtos são utilizadas frutas, plantas e ervas biológicas de produção local, o que tem garantido uma qualidade de excelência que, no caso dos licores, já lhes valeu a atribuição de diversos prémios nacionais – ouro e prata.

Presidente da Câmara visita Casa de Encosturas (3

A sua presença em feiras locais, regionais e nacionais e em eventos diversos são oportunidade de dar a conhecer e vender estes produtos com origem em Cabeceiras de Basto.

O presidente felicitou o casal pelo empreendedorismo, pelo investimento realizado neste setor e pela criação dos postos de trabalho e desejou-lhes os maiores sucessos para a sua atividade empresarial.

Presidente da Câmara visita Casa de Encosturas (4

GUIMARÃES LANÇA NOVO GUIA TURÍSTICO NA BOLSA DE TURISMOD E LISBOA

Salão é inaugurado amanhã, dia 25 de fevereiro

Produto é um guia de bolso de consulta prática para quem visita e pretende conhecer o essencial do concelho. Novo roteiro estará editado em sete línguas.

Guimaraes_Novo_Guia

A Câmara Municipal de Guimarães vai apresentar o novo guia turístico do concelho durante a realização da edição deste ano da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que principia esta quarta-feira, 25 de fevereiro, na FIL (Parque das Nações), prolongando-se até ao próximo domingo, 01 de março.

Editado em sete línguas, este guia de bolso, com 36 páginas, encontra-se já disponível em português e em inglês, estando a ser ultimadas as versões em francês, espanhol, holandês, italiano e alemão. De fácil consulta, o novo documento informativo identifica os principais locais e monumentos a visitar em Guimarães, com o objetivo de dar a conhecer o essencial do concelho.

Com um espaço próprio na BTL, ocupando 36 metros quadrados, o Município de Guimarães apresentará no seu pavilhão o conjunto de ofertas turísticas e os diferentes equipamentos existentes no território vimaranense. Ao mesmo tempo, no âmbito da realização de duas parcerias, será divulgada a “Rede Património Mundial de Portugal”, enquanto as unidades hoteleiras vimaranenses, enquadrada numa estratégia de promoção do concelho, promoverão igualmente os seus produtos.

A BTL 2015, que comemora este ano a 27ª edição, contará com a presença de mais de um milhar de empresas e entidades, nacionais e estrangeiras, provenientes de 36 países, 12 dos quais novos destinos, ocupando uma área expositiva de 30.200 metros quadrados, distribuída por três pavilhões e zona exterior. Os primeiros dias são reservados a profissionais do setor do turismo, e na sexta-feira, dia 27, a partir das 18 horas e durante todo o fim-de-semana, o salão abre também as suas portas ao grande público

PONTE DE LIMA REALIZA FESTIVAL DO BACALHAU

IV Festival do Bacalhau em Ponte de Lima realiza-se de 27 de fevereiro a 1 de março

No próximo fim-de-semana, de 27 de fevereiro a 1 de março, a Vila Mais Antiga de Portugal promove mais um evento gastronómico de referência, o Festival do Bacalhau. A inauguração do evento está agendada para as 18 horas de sexta-feira e contará com a presença do Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Manuel José Serra de Sousa Cardoso.

A aposta no turismo gastronómico continua a ser uma das principais atrações ao concelho Limiano, promovendo-se neste evento uma iguaria muito conhecida o Bacalhau de Cebolada.

Trata-se de um prato típico nas feiras quinzenais de Ponte de Lima que ainda subsiste nas tabernas e nos restaurantes da vila. O fim-de-semana do Festival do Bacalhau pretende fortalecer e manter este pitéu gastronómico, oferecendo a todos os visitantes a oportunidade de degustar o sabor autêntico do bacalhau, envolvido por um molho divinal que dá à cebolada um gosto inconfundível. Se a estes atributos juntarmos os magníficos loureiros da região, encontramos um casamento perfeito entre o vinho e a comida.

A par da degustação, o fiel amigo está representado na feira, através de expositores, que apresentam um conjunto de espécies variadíssimas de Bacalhau, de alta qualidade, nomeadamente o Bacalhau Salgado Seco de origem Noruega e Islândia, assim como Bacalhau Demolhado Ultracongelado e Derivados de Bacalhau.

Integrado no projeto “Em época baixa, Ponte de Lima em Alta” o Festival do Bacalhau realiza-se na Expolima, com a participação de três restaurantes, no recinto da feira, e dos restantes restaurantes do concelho que aderiram a esta iniciativa, artesãos, expositores.

O programa do Festival do Bacalhau destaca diversos momentos gastronómicos com referência para os Showcookings dirigidos a pequenos e graúdos. Assim, no sábado às 15h00 realiza-se a II edição do Workshop Infantil denominado “Mini Chefs – Chocolate”.

A 1ª Masterchef Portuguesa Lígia Santos vai realizar dois Showcookings, o primeiro às 17h30, com a receita “Lascas de Bacalhau com batatas aromáticas e crocante de Broa” e o segundo às 19h00 com a receita “Arroz cremoso de Bacalhau e pimentos vermelhos”.

No domingo, às 15h30 a Chef Cidália Vaz promove o Showcooking sobre “Entradas e acepipes de Bacalhau”.

Será também um fim-de-semana de animação com os grupos de música popular, nomeadamente o Grupo de Santo André de Vitorino dos Piães; Associação Cultural e Recreativa Freixoense; Concertinas e Cantares ao Desafio com Augusto Canário, Cândido Miranda, Vanessa Teixeira e Rui Jaco, com os sons alegres da tradição minhota.

FAFE PARTICIPA EM ESPANHA NA MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE PALENCIA

Parceria do Municipio com Cineclube apresenta dois documentários: “Travessia” e “Da Alvorada de Sirene ao Nosso Turno”

A Câmara Municipal de Fafe, em parceria com o Cineclube participam, de 3 a 7 de março, na XXIV Mostra Internacional de Cinema de Palencia. Esta participação surge na sequência da integração do município fafense na rede de programadores culturais de Valladolid e Salvador da Baía, que, para além de se dedicarem a uma intervenção cultural e de promoção territorial, são também parceiros preferenciais em alguns eventos culturais internacionais.

Na sequência dessa colaboração, o município de Fafe, numa parceria com o cineclube local, marca presença na mostra de cinema com dois documentários, “Travessia” e “Da Alvorada de Sirene ao Nosso Turno”.

No que se refere ao “Travessia” lembrar que se trata do resultado de uma residência artística do Teatro Andante, de Minas Gerais do Brasil, no projeto Fafe Cidade das Artes, sendo que grande parte do trabalho foi realizado freguesia de Antime, envolvendo atores profissionais e amadores. Na prática, esta intervenção performativa é uma abordagem sobre o tema Emigração, uma experiência de viagem sensorial, nos tempos, nas memórias, nas histórias e imaginários onde a própria temática se movimenta, buscando novas visões para além de lembranças e nostalgias.

Já o documentário “Da Alvorada da Sirene ao Novo Turno” é um trabalho da realizadora Rita Sousa, com produção do Cineclube de Fafe, e é um documentário que nos transporta para a memória operária da Fábrica do Ferro, participando neste antigos operários e moradores do bairro da fábrica. Um filme que em muito se inscreve naquilo que constitui um dos mais marcantes traços societários do concelho de Fafe, uma vez que empregou centenas de famílias e transformou o quotidiano e as vivências das mesmas.

A participação de Fafe neste tipo de festival mostra a importância que a cultura começa a ganhar no concelho. Segundo o vereador da cultura da câmara municipal, Pompeu Martins, esta presença é importante para um concelho que, há muito, se quer afirmar neste área.

“Fafe tem vindo a fazer um forte investimento na área cultural. Consideramos que temos condições para nos tornarmos um polo de referência no norte do país, no que à cultura diz respeito. Esta participação na mostra de cinema de Palencia é sinal que estamos no bom caminho”, disse o autarca, lembrando que os trabalhos feitos na área cultural, nomeadamente no teatro, começam a ser reconhecidos a nível internacional.

“Começamos a dar pequenos passos nesta área e os trabalhos realizados cá começam  a ser reconhecidos lá fora. Temos o exemplo do “Bartolomeus” que está nomeado para dois prémios no Brasil, mas também do trabalho que mostrámos da Escola Bailado de Fafe nos Estados brasileiros de Pernambuco e Paraíba no festival «Janeiro de grandes espetáculos», além dos convites que nos chegaram de Espanha, agora na região de Castela e anteriormente na Galiza”.

A XXIV Mostra Internacional de Cinema de Palencia realiza-se entre os dias 3 e 7 de março.

O vereador da cultura da Câmara Municipal de Fafe vai marcar presença na Mostra nos dias 3 e 4, sendo que dia 4, Pompeu Martins irá participar na conferência subordinada ao tema “Impulso à Coprodução Audiovisual entre Salvador da Baía (Brasil) Valladolid (Espanha) e Fafe (Portugal)”, marcada para as 10H30.

ESPOSENDE PROMOVE DEFESA DO AMBIENTE

Município de Esposende transfere 77 mil euros para as Juntas de Freguesia para limpeza de praias e pinhais

Dando continuidade à parceria estabelecida com as Juntas de Freguesia, a Câmara Municipal de Esposende decidiu manter a delegação de competências no que se refere à limpeza de praias e pinhais e outros espaços do concelho.

praia

Para o efeito, o Município aprovou, em reunião do executivo e por unanimidade, a atribuição de apoios no valor global de 77 000 euros, à União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, União das Freguesias de Apúlia e Fão, União das Freguesias de Belinho e Mar, União das Freguesias de Palmeira de Faro e Curvos, União das Freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, e Juntas de Freguesia de Antas, Forjães, Gemeses e Vila Chã.

À semelhança do critério adotado nos acordos de execução para a limpeza de vias e espaços públicos, sarjetas e sumidouros, o montante a transferir para cada Junta de Freguesia é definido com base no cálculo da área e necessária regularidade de limpeza dos espaços, garantindo, assim, rigor e justiça na atribuição da comparticipação financeira a cada Junta de Freguesia.

Através desta parceria, o Município tem vindo a garantir a limpeza e o asseio das áreas de lazer e pinhais do concelho, ao longo de todo o ano, no sentido de promover a sua conservação e valorização, contribuindo para a sua potenciação em termos turísticos. As tarefas incluem a limpeza do areal, área dunar, acessos, zonas envolventes e áreas de estacionamento das praias e dos rios, bem como das áreas de lazer e pinhais do concelho.

Recorde-se que, além da atribuição desta verba de 77 mil euros, a Câmara Municipal decidiu reforçar em 25% o valor das transferências para as Juntas de Freguesia, montante que, este ano, se eleva a 323 405 euros. Trata-se de uma medida da maior importância, que visa contribuir para fortalecer a situação financeira das Juntas de Freguesia, permitindo que possam desenvolver, de forma ainda mais eficaz, as suas competências.

GALO DE BARCELOS MARCA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

“Barcelos” na maior feira do turismo português, que se realizará entre os dias 25 de fevereiro e 1 de março

Vai o Galo. E os vinhos. As festas e os ofícios tradicionais. As gentes e o Turismo. E o Caminho de Santiago. Vai tudo à Bolsa de Turismo de Lisboa para mostrar o que de melhor se faz em Barcelos. A Câmara Municipal quer, uma vez mais, promover a marca “Barcelos” na maior feira do turismo português, que se realizará entre os dias 25 de fevereiro e 1 de março.

foto5

Durante o evento, o Município leva a animação com a mascote do Galo de Barcelos, fará sorteio de vouchers de alojamento e três sessões de apresentação: apresentação da Festa das Cruzes 2015; apresentação do projeto “Ruralidade”; e promoção do Artesanato de Barcelos. Tudo marcado com os vinhos e a gastronomia, o Turismo Ambiental e Paisagístico, o Caminho de Santiago, as Festas Tradicionais e Romarias - com especial ênfase para as Festas das Cruzes -, não esquecendo a promoção das Artes e Ofícios Tradicionais do concelho.

A participação na BTL pretende proporcionar contactos com os agentes que integram a bolsa de contratação, através da participação em reuniões com compradores inscritos no programa "Hosted Buyers", como forma de dinamizar toda a estrutura turística do concelho e estabelecer colaborações futuras.

Em 2014, a BTL registou 68.250 visitantes, o que significou um acréscimo de 5% face à edição de 2013 e recebeu mais de 35 mil profissionais do turismo, entre os quais 2.882 estrangeiros.

TERRAS DE BOURO MARCA PRESENÇA NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

A Feira Internacional de Turismo (BTL 2015) realiza-se entre os dias 25 de fevereiro e 1 de Março, na FIL/Parque das Nações, em Lisboa e o Município de Terras de Bouro estará presente, mais uma vez, aproveitando este importante evento de divulgação de potencialidades turísticas para promover o concelho.

Terras de Bouro na  BTL2015

No stand da Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM), englobado no espaço da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, estará assim disponível, durante o evento, informação sobre a capacidade de alojamento convencional e rural, as variadas atividades das empresas de animação turística e a atividade do concelho e do Parque Nacional da Peneda Gerês, nas suas diversas áreas: turismo ambiental, ativo, termal, religioso, cultural, gastronómico e rural.

Nesta que é a maior feira de turismo do país são esperados mais de 70.000 visitas que percorrerão um amplo espaço de 30.000m2 onde estarão, segundo a organização “ mais de mil empresas e entidades nacionais e estrangeiras”. Assim sendo, saliente-se que o evento consegue, há já algumas edições, “atrair sobre si os holofotes” da importante indústria turística internacional, com os evidentes benefícios daí inerentes, assumindo, sem dúvida, uma especial importância e uma excelente oportunidade para potencializar Terras de Bouro e o Gerês.

CERVEIRA RETOMA OBRAS DE REMODELAÇÃO DA PRAÇA DA GALIZA

Resolvido o diferendo judicial entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e a Construções Refoiense, foram recentemente reiniciados os trabalhos para a conclusão da “Remodelação da Praça da Galiza”, suspensos desde 2013. As duas outras empreitadas, “Avenida das Comunidades/Regeneração Urbana da Entrada Norte da Vila” e “Incubadora das Indústrias Criativas/Bienal de Cerveira”, terão o mesmo desenvolvimento.

DPP_0010

O fim do contencioso acordado no final de 2014 deu lugar à assinatura de um contrato de cessão de posição contratual entre a Refoiense, a nova empresa de construção e o Município, para definir alguns considerandos importantes para o arranque imediato dos trabalhos previstos na empreitada.

A empresa cedente executou obras no valor a rondar 1,6 milhões de euros, faltando executar e/ou corrigir trabalhos de cerca de 240 mil euros. Com este contrato, a autarquia cerveirense teve de fazer uma revisão e suprimir o montante de 150 mil euros, ficando o cessionário com a responsabilidade de concluir a empreitada com uma verba de 90 mil euros. Esta decisão de redução dos valores deve-se ao facto de, na sequência da litigância, a Câmara Municipal ter perdido o financiamento de parte da obra que estava para execução. Recorde-se que todo o interior do edifício do futuro auditório não está contemplado nesta candidatura.

A empreitada “Remodelação da Praça da Galiza” está integrada na requalificação urbana de um grande espaço livre do centro da Vila essencial à leitura e ordenamento espacial, de toda a área que liga a muralha medieval, o rio e a zona urbana.

Os trabalhos em falta, nomeadamente os arranjos exteriores, estão a decorrer a bom ritmo, prevendo-se a sua conclusão para meados do corrente ano.

CAMINHA ACOLHE CONCERTO PROTAGONIZADO PELA CAPELLA DURIENSIS

Este concerto vai decorrer na Igreja Matriz de Caminha, sábado, às 22 horas

A Igreja Matriz de Caminha vai acolher sábado, dia 28 de fevereiro, um concerto protagonizado pela Capella Duriensis, "embaixadora" internacional da música sacra portuguesa, no âmbito da iniciativa Sons do Centenário, que está a ser levada a cabo pela Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste no Alto Minho. O concerto terá lugar às 22 horas e a entrada é livre.

Sons do Centenário é o certame que está a marcar os 100 anos sobre a abertura em 1915 da primeira agência do Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste no Alto Minho. Até dezembro, são 12 os concertos que vão percorrer os concelhos de Viana do Castelo, Caminha, Ponte da Barca, Valença, Barcelos, Arcos de Valdevez, Melgaço, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Ponte de Lima.

Sobre a Capella Duriensis, inicialmente fundada como um grupo musical para aperfeiçoamento do solfejo, podemos dizer que é considerada como "embaixadora" internacional da música sacra portuguesa e é dirigida por Jonathan Ayerst.

Os seus programas de concerto são ímpares combinando e contrapondo em simultâneo “obras renascentistas a cappella, com organum medieval, canções populares da Europa Ocidental e Oriental, música sacra da Igreja Ortodoxa Oriental e composições dos séculos XX e XX”.

Desde 2012, a Capella Duriensis tem vindo a promover a cultura musical portuguesa, através da apresentação de concertos profundamente enriquecedores, em mosteiros e monumentos de todo o país.

Sons do Centenário é uma iniciativa do Crédito Agrícola – Caixa do Noroeste, em parceria com a Comunidade Inter Municipal do Alto Minho, Município de Barcelos e apoio da Diocese de Viana do Castelo. Este concerto conta com o apoio da Câmara Municipal de Caminha.

Entretanto, informamos que foi cancelado o concerto “O Violino de Auschwitz”, com Maurizio Padovan, que ia decorrer no dia 27 de fevereiro, no Valadares, Teatro Municipal de Caminha.

O cancelamento aconteceu por motivos alheios ao Município.

GUIMARÃES REÚNE ASSEMBLEIA MUNICIPAL

Assembleia Municipal de Guimarães reúne sexta-feira à noite na Plataforma das Artes. Sessão tem início às 21 horas

Primeira sessão municipal de 2015 realiza-se no final desta semana. Preenchida ordem de trabalhos tem agenda com 35 pontos.

PAC - Black Box

Os deputados da Assembleia Municipal de Guimarães, nos termos do nº 1 do artigo 27º da Lei nº 75/2013, de 12 de setembro, vão reunir em sessão ordinária, na próxima sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015, pelas 21 horas, na Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade.

Composta por 35 pontos, a Ordem de Trabalhos, além da análise da atividade da Câmara Municipal, inclui deliberações sobre uma proposta de regulamento geral da Rede Municipal de Hortas Comunitárias, regulamento do Orçamento Participativo 2015 e regulamento municipal dos horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços no Município de Guimarães.

Entre outros pontos, será ainda deliberada uma proposta para o recrutamento de 40 assistentes operacionais, adesão à Associação Portuguesa de Corredores Verdes, além de ser apreciada a alteração de um conjunto de contratos interadministrativos de delegação de competências. A sessão ordinária da Assembleia Municipal de Guimarães, a realizar nesta última sexta-feira de fevereiro, tem a seguinte ordem de trabalhos:

01 - Votação das Atas da Sessão da Assembleia Municipal

02 - Análise da Atividade da Câmara Municipal

03 - Revisão Orçamental

04 - Regulamento Geral Rede Municipal Hortas Comunitárias

05 - Proposta de Regulamento do Orçamento Participativo 2015

06 - Regulamento Municipal dos Horários de Funcionamento dos Estabelecimentos Comerciais e de Prestação de serviços no Município de Guimarães

07 - Recrutamento de 40 Assistentes Operacionais

08 - Avepark - Transferência para o Município da titularidade dos empréstimos contratados pela Avepark

09 - Adesão à Associação Portuguesa de Corredores Verdes

10 - IDEGUI - Critérios de Imputação da Dívida Total de Operações Orçamentais

11 - VITRUS AMBIENTE, SA - Minuta de Contrato de Prestação de Serviços de Limpeza de Edifícios Integrados no Património do Município e a Limpeza das Vias e Espaços Públicos

12 - Centro Cultural Vila Flor - Cedência de Auditórios

13 - Sociedade Martins Sarmento - Isenção de Taxa de Utilização

14 - Universidade do Minho - Isenção da Taxa de Utilização

15 - Freguesia de Infantas - Alteração ao Contrato Interadministrativo Delegação Competências

16 - Freguesia de Infantas - Alteração ao Contrato de Atribuição de Subsídio

17 - Freguesia de Pinheiro - Aditamento ao Contrato de Atribuição de Subsídio

18 - União Freguesias Atães e Rendufe - Alteração ao Contrato de Atribuição Subsídio

19 - União Freguesias Atães e Rendufe - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências

20 - Freguesia de S. Torcato - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências

21 - Freguesia de Urgezes - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências

22 - Freguesia de Urgezes - Alteração ao Contrato de Atribuição de Subsídio

23 - Contratos Interadministrativos Freguesias Lordelo, Selho S. Cristóvão e União Freguesias Souto Santa Maria, Souto S. Salvador e Gondomar

24 - Freguesia de Guardizela - Alteração ao Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências

25 - Freguesia de Ponte - Alteração ao Contrato de Atribuição Subsídio

26 - Atribuição de Subsídio à Freguesia de Gondar - Requalificação e Ampliação do Cemitério

27 - Aquisição de Seguro Multiriscos - Pavilhão Multiusos e Cidade Desportiva - Compromisso Plurinanual

28 - Fornecimento de Refeições em Refeitórios Escolares - período de vigência - setembro de 2015 a dezembro de 2017

29 - Alteração de Trânsito na Freguesia de Lordelo

30 - Alteração de Trânsito na Freguesia de Guardizela

31 - Transferência do Troço da VIM

32 - Desafetação do Domínio Público de Parcela de Terreno na Freguesia de Azurém

33 - Contratos Programa Relvados Sintéticos - 2015-2018

34 - Regimento da Assembleia Municipal de Guimarães - Proposta de alteração

35 - Aprovação da Ata em Minuta

VILA VERDE LEVA MOTIVOS ARTÍSTICOS DOS LENÇOS DE NAMORADOS AO ARTESANATO EM COURO E CORTIÇA

“Cortiça com Amor”, de Artecouro: Acessórios Namorar Portugal em cortiça e couro para o público masculino

A Artecouro investiu no mercado masculino lançando chapéus, bonés, cintos e carteiras, em cortiça e couro, com o tema dos Lenços de Namorados. Uma aposta arrojada, na entrada do “TGV” Namorar Portugal.

IMG_2777

“Sei que estou a entrar num TGV”, palavras de Jacinto Teixeira, o empresário responsável pela Artecouro, a empresa que agora entra na ‘família’ Namorar Portugal, referindo-se á dinâmica do projeto.

Com uma aposta feita nos acessórios de moda produzidos em cortiça e em couro, a empresa de Guimarães empreende sobretudo no mercado masculino “porque ainda não está bem explorado nesta marca”, defende o empresário, que se fez acompanhar da filha, Maria José, de 18 anos, e seu “braço direito”.

São sobretudo chapéus, bonés, carteiras e cintos, feitos com bordados à máquina e à mão, para mulher. Para homem, com gravuras a lazer, “para não ferir suscetibilidades, pois há homens que não gostam de usar cores”, justificou Jacinto o uso desta técnica, sobretudo em carteiras. Os produtos são personalizáveis, mediante encomendas. Os valores vão dos oito euros aos 55, em peças bordadas à mão.

Jacinto Teixeira é “um amigo de Vila Verde”, como o descreve o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela. Participa anualmente “em cerca de 40 feiras por todo o país”, adendou o autarca, entre elas a Festa das Colheitas, em outubro. Há anos começou a introduzir motivos dos Lenços de Namorados nas suas peças em cortiça. “Eu conheci o senhor Jacinto através deste chapéu”, referiu Júlia Fernandes, vereadora da cultura, educação e ação social, pegando num dos chapéus unissexo em cortiça com bordados e que passa a integrar a montra Namorar Portugal.

O presidente da autarquia felicitou esta entrada na marca municipal, de um parceiro que “já colabora há muito com Vila Verde e tem inovado muito na área do artesanato, nomeadamente na Festa das Colheitas onde, todos os anos, apresenta novidades.”

António Vilela sublinhou a presença assídua da Artecouro em eventos de artesanato, acrescentado que “passará a ser agora um dos embaixadores do concelho por esse país afora”.

Jacinto Teixeira trabalha desde os 13 anos em peles, tendo começado “numa empresa muito consagrada de calçado de Guimarães”. Depois transitou para aos acessórios de moda e foi gradualmente deixando o calçado, “mas o bichinho nunca se perde”, adiantou.

Os produtos Namorar Portugal da Artecouro já se encontram à venda no espaço Namorar Portugal e podem ser adquiridos também através da empresa.

Amanhã, 25 fevereiro, é dia de apresentar a linha ‘Paixão e tradição’ da Footnote, em malas e carteiras, uma sessão marcada para as 11:00 no espaço Namorar Portugal.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

IMG_2760

ARCOS DE VALDEVEZ CELEBRA PROTOCOLO DE DESENVOLVIMENTO COM A ARDAL

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, celebrou um “Protocolo de Colaboração com a ARDAL – Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima, no valor de 78 mil euros.

Assinatura Protocolo com ARDAL

A Autarquia Arcuense, representada pelo seu Presidente, João Manuel Esteves, celebrou o presente protocolo com a ARDAL, representada pelos Srs. José Carlos Ribas Gonçalves, presidente da Cooperativa Agrícola, e Francisco Peixoto Araújo, Vice-Presidente da Associação Comercial, que visa promover o desenvolvimento local, valorizando os recursos endógenos, promovendo a inovação e dinamizando a economia rural.

O Protocolo agora celebrado irá apoiar um vasto conjunto de atividades a desenvolver: Dinamização da Porta do Mezio e gestão do Parque de Campismo da Travanca; organização de eventos em colaboração com o Município (Fins de Semana Gastronómicos, Salão Rural, Feira das Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo, Feira de Artesanato e Gastronomia Portuguesa em Cenon-França, Feira de Produtos Regionais Portugueses e da Ruralidade em Nanterre – França e Feira das Casas Regionais como a de Lisboa entre outras); Comercialização de produtos autóctones; execução de diversas ações materiais no âmbito da candidatura ao ON2 denominada “Qualificação e Valorização da Biodiversidade do Parque Nacional da Peneda Gerês em Arcos de Valdevez”, uma jóia a preservar no concelho.

ESTUDANTES SUECOS VISITAM ARCOS DE VALDEVEZ

Estudantes da Suécia encontram-se em visita de trabalho no concelho de Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, representada pelo seu Vice-Presidente, Hélder Barros, recebeu nos Paços do Concelho, um grupo de alunos e professor oriundos da Suécia, que se encontram no concelho, enquadrados num projeto de parceria entre a Epralima e a Escola Tranellska localizada em Västeräs, no centro da Suécia, no âmbito do “Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida”.

Receção Estudantes Suecos (2)

O objetivo desta iniciativa é fomentar uma amostra sobre as principais características que retratam o tecido socioeducativo e económico da região do Vale do Lima, nas áreas de conhecimento dos participantes, nomeadamente: Cozinha e Pastelaria.

O Projeto tem a duração de um mês, estando previsto o seu término em meados do próximo mês de Março.

O intercâmbio de alunos promove a troca de experiências e permite uma aprendizagem mais enriquecedora.

Receção Estudantes Suecos

MUNICÍPIO DE FAFE LANÇA PROGRAMA DE APOIO AO TRANSPORTE DE DOENTES

Protocolos com a Cruz Vermelha e Bombeiros pretendem colmatar restrições impostas pelo governo

Atenta às necessidades das pessoas e às restrições cada vez mais apertadas impostas pela administração central, a câmara municipal de Fafe aprovou, na última reunião do executivo, a assinatura de dois protocolos, com a Cruz Vermelha e com os Bombeiros Voluntárias, para transportes ambulatórios de doentes.

Trata-se de uma medida incluída no conjunto de ações sociais que estão a ser implementadas no concelho.

Com este apoio, pretende-se proporcionar aos munícipes uma resposta ao nível dos transportes para consultas, terapias, exames e tratamentos, que permita colmatar as dificuldades de acesso aos serviços de saúde.

Tendo em conta a crise económica que o país atravessa, com aumento do desemprego, endividamento das famílias e problemas sociais, a Câmara de Fafe está decida a apoiar quem mais precisa tendo em conta a realidade social dos munícipes.

Para o presidente da Câmara Raul Cunha, as pessoas não podem deixar de tratar da saúde por falta de meios. É para o autarca obrigação da câmara estar atenta a estas situações e fazer todos os possíveis para ajudar.

“As restrições no transporte de doentes para consultas e tratamentos resultam de mais uma medida da troika que é questionável e que veio afetar muitas pessoas. A câmara não pode alhear-se desta realidade e estes protocolos surgem para ajudar as pessoas que necessitam de cuidados médicos e não os têm por falta de transporte. Este é o nosso papel, proporcionar melhores condições às pessoas”.

Raul Cunha salienta, no entanto, que “essa ajuda será prestada nos casos que socialmente se justifiquem e quando comprovado que o Serviço Nacional de Saúde deixou de garantir um serviço que fazia antes das restrições”.

“Com esta medida, queremos apenas suprimir um problema de muitas pessoas depois do corte no transporte. No entanto, as pessoas não podem encarar este protocolo com um serviço de transporte de doentes para todas as eventualidades. Esta é uma medida supletiva, pois o pilar do transporte de doentes continua a caber ao Serviço Nacional de Saúde”.

Assim, com estes protocolos o município, através do Serviço Social, garante o transporte para consultas, terapias, exames e tratamentos que permitam colmatar as dificuldades do munícipe em aceder a estes serviços. Refira-se que este apoio é de natureza pontual e/ou temporária, com programação e marcação prévia.

Da parte da Cruz Vermelha e dos Bombeiros de Fafe, estes dispõem dos meios legais e humanos adequados a este tipo de transportes e comprometem-se a assegurar o transporte.

Para aceder a este programa, os cidadãos deverão ser residentes no concelho há pelo menos um ano; no caso de viver numa habitação social ter a situação da renda mensal regularizada; pertencer a um agregado familiar em situação de carência económica e social precária, e tendo em conta o rendimento mensal.

PONTE DE LIMA PROMOVE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Feira do Ambiente e Energia de Ponte de Lima

O Município de Ponte de Lima reforçou a política de Educação Ambiental ao promover mais uma Feira do Ambiente e Energia, evento que reúne um conjunto de empresas e instituições que apostam numa política ambiental sustentável e em medidas de preservação e conservação dos recursos endógenos.

IMG_3600

Esta iniciativa, que já vai na IV edição, surgiu na sequência da adesão do Município de Ponte de Lima ao Pacto de Autarcas, que expressa um conjunto de objetivos, dos quais se destaca a promoção de um certame dedicado ao ambiente e às energias renováveis.

IMG_3598

O Município de Ponte de Lima em parceria com a Área Alto Minho, Associação Empresarial e a “Ancoreventos” dinamizaram este projeto mostrando um conjunto de soluções para a eficiência energética de cada edifício, reduzindo os impactos negativos no nosso planeta.

A Feira do Ambiente e Energia de Ponte de Lima é já uma referência, contando com uma significativa adesão das empresas e instituições locais que têm desenvolvido um trabalho enérgico em prol da implementação das energias renováveis, reforçando desta forma a imagem de Ponte de Lima, como um exemplo na preservação e defesa do meio ambiente.

IMG_3582

De realçar a vertente económica do certame, face ao volume de negócios que se registaram ao longo do fim-de-semana, para além da promoção e divulgação dos serviços e equipamentos aos milhares de visitantes.

Referência ainda para a realização de ateliês e as demonstrações de equipamentos ambientalmente sustentáveis, onde os visitantes puderam desfrutar e experimentar um veículo elétrico, mais “amigo do ambiente” atualmente no mercado. Houve também uma área vocacionada para empresas com produtos, equipamento e serviços que dinamizam a prevenção, reciclagem e valorização dos resíduos. A feira ofereceu ainda uma campanha de troca de lâmpadas economizadoras já usadas, por lâmpadas novas.

IMG_3590

IMG_3572

GERÊS DEBATE PROBLEMAS CAUSADOS PELOS LOBOS

A Associação de Compartes de Campo do Gerês leva hoje a efeito uma reunião que terá como objetivo procurar soluções que permitam diminuir a conflitualidade existente, resultante dos danos provocados pelos lobos. Pretende-se debater medidas adequadas a evitar e minimizar os ataques dos lobos, os procedimentos e as regras de ressarcimento dos danos.

O encontro tem lugar no Museu de Vilarinho da Furna, sito na freguesia do Campo do Gerês, pelas 20 horas, e conta com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Cracel Viana e dos altos representantes do ICNF, Eng.º Carlos Pinto e o Dr. Henrique Carvalho, além de outras entidades oficiais e grupos de defesa ambiental.

Na sessão estarão também presentes representantes criadores de gado das freguesias vizinhas, as entidades gestoras dos terrenos comunitários e ainda as associações de criadores de raças autóctones da região.

ENTRUDO DESFILA EM BRAGA

Corrida/Desfile do Entrudo ‘Olha o home, lá bai o home’/2015

Uma vez mais, a Corrida/Desfile do Entrudo ‘Olha o home, lá bai o home’, contou com uma significativa adesão de associações juvenis, culturais e recreativas, instituições e de grupos de foliões organizados, oriundos de diferentes freguesias do nosso concelho e não só.

Leitura do testamento_Coreto_Avenida

Mesmo sob a ameaça da chuva e o frio que se fez sentir, não faltaram à ‘chamada’ os que, previamente confirmaram a sua presença, nomeadamente; o Patronato Nª Sª da Luz (S. Vicente), a Associação ‘Os Bravos da Boa Luz’ da União de Freguesias Maximinos, Sé e Cividade, o Agrupamento XIX de escuteiros de S. Vicente, e ainda, vários grupos de foliões, de destacar, pelo seu elevado número de mascaradas/os, um proveniente da freguesia de Adaúfe e um outro de São Victor, para além das folionas e foliões individuais que, desde a retoma desta corrida, fazem questão de marcar presença. Assim, à hora prevista o Desfile/Corrida do Entrudo, saiu da Av. Artur Soares (Palhotas) junto à sede da Rusga e desceu em direcção à avenida Central, onde foi lido o testamento do ‘home’, de seu nome Libório Caturra. Mais uma vez, os seus parcos teres e haveres, foram distribuídos por alguns dos elementos da ‘Família Rusgueira’, entidades locais, regionais, nacionais e internacionais, políticos, representantes de instituições e associações, culturais, recreativas e desportivas do nosso burgo.

Após a leitura do testamento, o Desfile/Corrida rumou até ao adro da igreja de São Vicente onde, o ‘Libório Caturra’ foi queimado, conjuntamente com os seus filhos ‘Justino Capitolino’ do Patronato de Nª Sª da Luz, e o. ‘Silveira’, do agrupamento XIX dos escuteiros de S. Vicente. Tal como manda o ritual, os foliões participantes, tiveram por recompensa a degustação das carnes verdes de porco, orelheira e enchidos, acompanhados por broa de milho e regado com um bom verde tinto. Assim de brincou ao carnaval, salvaguardando em simultâneo uma tradição carnavalesca bracarense.

50 anos 05 temas - Arranque do segundo tema

Com esta reposição do ritual carnavalesco bracarense "Olha o home, lá bai o home...", num ambiente de autentica ‘festa popular’, a Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho iniciou o segundo tema do programa comemorativo do 50º aniversário da associação, sob a designação: “Festas cíclicas, rituais e outros folguedos tradicionais”.

Cumprida a tradição, e, respondendo ao repto lançado pela Rusga, ficou a intenção/promessa das associações e instituições presentes, de para o ano, voltarem ainda com mais elementos e mais entusiamo.

Libório Caturra e filhos, Justino Capitolino e Si

MUNICÍPIO VIMARANENSE E UNIVERSIDADE DO MINHO LEVAM CIÊNCIA ÀS ESCOLAS SECUNDÁRIAS DE GUIMARÃES

Assinatura do protocolo “A minha Escola de Ciências” envolve também os Municípios do Quadrilátero Urbano. Projeto científico-pedagógico visa desenvolver nos alunos o gosto pela ciência.

Protocolo_Escola_Ciencias_UM_CMG

O Município de Guimarães formalizou esta segunda-feira, 23 de fevereiro, um protocolo com a Escola de Ciências da Universidade do Minho para o desenvolvimento de atividades que potenciem a ciência e a curiosidade científica entre os jovens das escolas secundárias do concelho de Guimarães.

O projeto “A minha Escola de Ciências” foi oficializado no dia do 40º aniversário da Escola de Ciências, cujas comemorações contaram com a presença do Prémio Nobel da Paz 2007, Mohan Munasinghe, referência mundial em sustentabilidade ambiental.

O protocolo permitirá às escolas secundárias de Guimarães envolver os alunos em atividades científicas, efetuar visitas regulares à Universidade do Minho, além de poderem receber cientistas nos seus estabelecimentos de ensino, num alargado conjunto de atividades asseguradas maioritariamente pelo corpo docente da Escola de Ciências.

O objetivo é implementar nas quatro escolas de ensino secundário de Guimarães núcleos dinamizadores de iniciativas multidisciplinares que fomentem nos alunos a apetência pelas áreas científicas do conhecimento STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics).

O protocolo foi assinado pelo Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, pelo Reitor da Universidade do Minho, António M. Cunha, e pela Presidente da Escola de Ciências, Estelita Vaz, numa cerimónia onde esteve igualmente presente a Vereadora do Município de Guimarães com competências delegadas na área da Educação, Adelina Paula Pinto.

O acompanhamento e avaliação do projeto “A minha Escola de Ciências” será assegurado por uma Comissão constituída por um representante do Município, pelo coordenador dos professores das escolas parceiras e por um representante da Escola de Ciências.

FOTO: Nuno Gonçalves/UMinho

BOMBEIROS DE CERVEIRA RECEBEM NOVO EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira procedeu, esta tarde, à entrega de 33 novos equipamentos de proteção individual à corporação de bombeiros do Concelho, no âmbito de uma candidatura apresentada pela CIM Alto Minho ao POVT. Executivo compromete-se a adquirir os restantes 10 para servir a totalidade de efetivos.

IMG_8299

A cerimónia simbólica contou com a presença do presidente e vice-presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira e Vitor Costa, respetivamente, do presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira, Fernando Venade, do comandante António Machado, e de três bombeiros.

Enaltecendo o meritório trabalho dos bombeiros em prol das populações locais, o autarca cerveirense não tem dúvidas de que a área da proteção civil é uma das que merece grande atenção, em especial a segurança e conforto dos ‘soldados da paz’. Aos presentes, Fernando Nogueira deixou ainda a garantia de avançar com a aquisição dos restantes 10 equipamentos de proteção individual em falta, de forma a abranger todos os efetivos da corporação.

O presidente e comandante dos bombeiros cerveirenses mostraram-se satisfeitos com a entrega deste novo material que melhora as condições de segurança e capacidade de intervenção, confirmando que a distribuição pelos seus usuários será feita ainda no decorrer desta semana.

O equipamento adquirido é composto por capacetes florestais, capuzes de proteção (cogulas), fatos de proteção individual (conjunto de calça e dólmen), luvas e botas. A entrega dos EPI’s vem no seguimento de uma candidatura apresentada pela CIM ao Programa Operacional de Valorização do Território (POVT), com o objetivo de equipar de forma transversal e uniforme 50% do quadro ativo dos corpos de bombeiros profissionais e voluntários do Alto Minho, num universo de 12 corporações de bombeiros com um quadro ativo de mais de 600 efetivos.

De acordo com a CIM Alto Minho, a problemática dos incêndios florestais apresenta uma importância acrescida, uma vez que o distrito de Viana do Castelo alberga um conjunto elevado de espaços naturais classificados na rede fundamental de conservação da natureza. Na última década, em termos médios, o Alto Minho perdeu cerca de 9.500 ha de floresta/ano, tendo as ocorrências superado as 1.500 por ano. Acresce ainda que o Alto Minho é, segundo dados da ESPON - Observatório Europeu em Rede para o Desenvolvimento e Coesão Territorial, uma das áreas, no contexto europeu, com maior risco de futuro aumento dos incêndios florestais em resultado do potencial impacto das alterações climáticas.

IMG_8295

3º RALLY CIDADE DE GUIMARÃES TEM PROVA EM SÃO TORCATO E SUPER ESPECIAL NO CENTRO

Emoções regressam a 10 e 11 de abril

Organizada pelo Município de Guimarães, Targa Clube e Tempo Livre, a competição integra o calendário do Campeonato Nacional de Ralis e conta ainda para o Campeonato FPAK Norte. Conferência de Imprensa de apresentação decorreu esta segunda-feira no Salão Nobre da Câmara Municipal.

Rally_Cidade_Guimaraes2015_1

A criação de uma classificativa na vila de São Torcato para intercalar com as quatro provas que passam pela Montanha da Penha, dando assim um maior ritmo a todas as equipas, e a introdução de ligeiras alterações na Super Especial Noturna no centro da cidade, com o objetivo de torná-la mais atrativa para os espetadores, com mais zonas de grandes travagens, são as principais novidades na edição deste ano do Rally Cidade de Guimarães, que decorrerá nos próximos dias 10 e 11 de abril.

Mantendo o percurso do ano transato, com dois quilómetros de extensão e bons acessos para o público presenciar o espetáculo, as alterações da Super Especial na zona central da cidade, na noite de 10 de abril, pelas 21:30 horas, estão relacionadas, sobretudo, com a entrada dos carros na Avenida S. Gonçalo, provenientes da Alameda Alfredo Pimenta, com os pilotos a terem de contornar um “gancho” criado junto aos semáforos do chafariz com o espelho de água.

Para conferir ainda mais emoção à Super Especial, os carros seguem em direção ao estádio na faixa oposta àquela que diariamente é destinada aos automobilistas, cruzando depois a avenida logo no primeiro acesso à direita para o Pavilhão do Inatel, atual Pavilhão Almor Vaz, que será contornado por um traçado inverso ao do ano passado. Depois da passagem pelo parque de estacionamento exterior do Estádio D. Afonso Henriques e de terem contornado a rotunda da Avenida S. Gonçalo, os pilotos concluem a prova tomando a direção da Rua João XXI.

No dia 11, a principal novidade é a introdução de uma prova especial, em São Torcato. No período da manhã, os pilotos vão percorrer novamente cinco especiais, todas situadas na zona Norte do concelho. A Rota das Cutelarias, primeira classificativa no sábado, foi profundamente reformulada, tendo agora mais quilómetros e um início completamente diferente, desta vez em Souto Santa Maria. Já a prova especial da Citânia de Briteiros terá um princípio diferente e uma grande alteração a meio do seu percurso.

Depois do almoço, a caravana volta à estrada para percorrer um novo troço, agora na vila de São Torcato, realizando-se em várias estradas municipais, com predominância pelas zonas agrícolas. As quatro especiais da Montanha da Penha não sofrem grandes alterações, pelo que o espetáculo está desde já garantido, a exemplo do que sucedeu em 2014. A realização da prova em asfalto com pequenas incursões em zonas de empedrado será comum ao longo do Rally Cidade de Guimarães.

EM NOME DO ESPETÁCULO E DA… SEGURANÇA!

Proporcionar um bom espetáculo privilegiando a segurança foi uma das declarações mais vezes reafirmada na cerimónia de apresentação da prova, esta segunda-feira de manhã, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães. «Haverá um reforço de vigilância e de fiscalização na Super Especial», especificou Amadeu Portilha, Vice-Presidente do Município com competências delegadas na área do Desporto e da Proteção Civil, entre outras.

«Este será o ‘aquecimento’ para outro grande evento que acontecerá em Guimarães em 2015: o início do Rally de Portugal na cidade onde o país começou!», lembrou, afirmando que está a ser preparada uma cerimónia de abertura com «grande dignidade, utilizando a marca e a matriz de Guimarães, um concelho que cuida do seu património, ligado à cultura», disse. «Vamos surpreender todo o mundo com uma belíssima cerimónia que terá lugar no local mais emblemático de Guimarães, que é a Colina Sagrada», enfatizou Amadeu Portilha.

Manuel de Mello Breyner, Presidente da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, fez questão de estar presente na apresentação do 3º Rally Cidade de Guimarães. «Espero um bom início de campeonato, com as provas a terem este ano um maior equilíbrio na divisão entre alcatrão e terra. O António Rodrigues é uma figura incontestável do automobilismo nacional, mas agora temos o Pedro Meireles, atual campeão, que vai ter de dar o litro para defender o seu título», frisou, projetando já a competição de abril.

«O Rally Cidade de Guimarães contém os ingredientes suficientes para registar um número elevado de público. Faço um apelo aos espetadores: vivam de perto a emoção do Rally, mas longe do perigo», destacou, por sua vez, Fernando Batista, Presidente do Targa Clube, mencionando que as alterações efetuadas visam a «segurança de todos». «Em boa hora, iniciamos esta parceria há três anos! Esta prova dá retorno às equipas e um grande impacto no comércio local», acrescentou.

O Multiusos de Guimarães, onde estarão as assistências, parque fechado e secretariado, continua a ser o centro nevrálgico desta etapa do Campeonato Nacional de Ralis, enquanto a chegada volta a ser realizada no Largo do Toural, igualmente local da cerimónia do pódio. Ao nível da segurança, a organização conta com a colaboração da PSP, GNR, Polícia Municipal e com as Corporações de Bombeiros do concelho de Guimarães. O Grupo M&Costas dará um apoio especial para o sucesso desportivo deste evento. As inscrições para a edição deste ano abrem no dia 02 de março e encerram a 02 de abril.

| RALLY CIDADE DE GUIMARÃES 2015 |

1ª Etapa – 1ª Secção

PE 01 - SUPER ESPECIAL CIDADE DE GUIMARÃES - 2,00 Km (21h30)

2ª Etapa – 1ª Secção

PE 02 – ROTA DAS CUTELARIAS 1 - 10,20 Km (09h45)

PE 03 – CITANIA DE BRITEIROS 1 - 16,00 km (10h20)

PE 04 – ROTA DAS CUTELARIAS 2 - 10,20 Km (11h05)

PE 05 – CITÂNIA DE BRITEIROS 2 - 16,00 km (11h40)

PE 06 – ROTA DAS CUTELARIAS 3 - 10,20 km (12h25)

2ª Etapa – 2ª Secção

PE 07 – SERRA DA PENHA 1 - 13,52 km (14h10)

PE 08 – SÃO TORCATO 1 - 7,60 km (14h50)

PE 09 – SANTUÁRIO DA PENHA 1 - 6,85 km (15h30)

PE 10 – SERRA DA PENHA 2 - 13,52 km (16h40)

PE 11 – SÃO TORCATO 2 - 7,60 km (17h20)

PE 12 – SANTUÁRIO DA PENHA 2 - 6,85 km (18h00)

Rally_Cidade_Guimaraes2015_2

CELORICO DE BASTO REALIZA PASSEIO BTT

IV Passeio BTT “Rotas de Basto” em Celorico de Basto

“As Rotas de Basto em BTT percorreram paisagens sublimes de um concelho que respira desporto”

Decorreu no dia 22 de fevereiro a 4ª edição das Rotas de Basto em BTT, uma atividade promovida pelo Motor Clube de Basto com o apoio da Câmara Municipal de Celorico de Basto que contou com a participação de 200 aficionados.

_DSC8645

Com tudo planeado em conformidade, a concentração teve lugar na Praça Cardeal D. António Ribeiro, junto à Loja de Turismo, com o secretariado aberto a partir das 7h30. A prova teve início a partir das 9h00 e passou por locais emblemáticos do concelho como o Vau, a Ponte da Raposa, o Freixieiro, molares, Ourilhe, Caçarilhe, tendo culminado no local onde iniciou. Um percurso com cerca de 35km e 110 metros de acumulado, com um grau médio de dificuldade. Ao longo da prova os participantes receberam vários reforços líquidos com uma paragem especial na Adega de molares que proporcionou uma prova de vinhos e um reforço sólido. “Tudo no sentido de oferecer o melhor a quem participa na iniciativa”, disse Paulo Cunha, da Organização.

_DSC8605

O desporto é cada vez mais apoiado e aplaudido pela autarquia local que vê estas iniciativas privadas como motor impulsionador das atividades desportivas e cumulativamente do turismo local. “Estas iniciativas são muito importantes para dar a conhecer um concelho com características muito próprias e percursos únicos para a prática da modalidade. Somos um concelho com paisagens de rara beleza, com percursos que, por si só, motivam os atletas a participar na iniciativa. Estas ações levarão por certo a que os praticantes da modalidade procurem conhecer o concelho e outros locais de interesse turístico, com destaque para o património edificado e natural” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

_DSC8755

No mesmo sentido, Paulo Cunha salientou o aumento crescente de atletas nesta modalidade. “A iniciativa é cada vez mais procurada pelos praticantes da modalidade. Este ano tivemos uma participação de cerca de 200 atletas, amadores e profissionais, oriundos e vários pontos do país, amantes da modalidade e das paisagens sublimes que o concelho oferece. Efetivamente, nós, enquanto organização, temos sempre interesse em proporcionar um belo passeio aos nossos participantes, procuramos sempre os melhores percursos para que os participantes gostem e regressem.”

O Motor Clube de Basto volta ao terreno em abril com o Passeio Turístico TT -Rota dos Vinhos Verdes, com Jipes e Motas, e em junho com o “Troféu Luso Galaico Mota de Monte” na modalidade de Enduro (fora da estrada em motociclismo).

_DSC8779

CERVEIRA COMBATE DESPOVOAMENTO DO CONCELHO

Grupo de trabalho vai auscultar medidas para combater despovoamento do interior do Concelho

A Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira aprovou por unanimidade, na sessão do passado sábado na Freguesia de Covas, a criação de uma Comissão de Trabalho com o objetivo de elaborar um relatório de cariz interventivo ao estudo “Cerveira – Análise e Projeções da População de Vila Nova de Cerveira”. Objetivo é avançar com um conjunto de medidas concertadas que, além de propor estancar a perda de população do interior, contribua para a fixação futura de casais jovens.

988942_995365920491609_7657946825034736409_n

O palco desta reunião pública descentralizada - a freguesia de Covas - foi escolhido propositadamente para debater um tema que, segundo o presidente da Assembleia Municipal, Vitor Nelson, “estava há muito tempo para ser discutido, sem tabus, porque diz muito a muita gente”. Tendo como fonte o Instituto Nacional de Estatística, o documento em análise agrega uma radiografia populacional comparativa entre a média dos últimos 18 anos e uma projeção para as duas próximas décadas no Concelho, revelando uma perda muito significativa de população nas seis freguesias mais de interior – Candemil, Covas, Gondar, Mentrestido, Sapardos e Sopo.

11648_995365833824951_3083743328548071294_n

O Ponto 2 da Ordem de Trabalhos afirmou-se como prioritário, com várias intervenções dos deputados municipais alertando para as consequências do problema e propondo algumas medidas imediatas. O presidente da Junta de Freguesia anfitriã, Covas, proferiu uma comunicação sobre o presente e futuro daquela localidade que, a concretizar-se, pode vir a contabilizar, em 2040, cerca de 250 habitantes, contra os 665 registados em 2011. Realçando que as causas da desertificação do interior do Concelho “pouco divergem de outras zonas do país” - como a emigração em meados do século passado, a migração interna, e para o litoral ou para os grandes centros a partir de 1974, com a industrialização, desmantelamento da agricultura -, Rui Esteves disse que “o problema precisa de ser encarado com realismo”.

10307201_995365940491607_7376782461269879174_n

Perante o interesse e preocupação demonstrados, e o diagnóstico já realizado, a Assembleia Municipal de Vila Nova de Cerveira decidiu criar uma Comissão de Trabalho que elabore um documento de coesão para operacionalizar medidas concretas e consensuais.

10991047_995365860491615_8682135330192789995_n

O presidente daquele órgão deliberativo pretende que este grupo proceda à auscultação de toda a sociedade civil, por se tratar de “um problema de todos”. Desta forma, esta Comissão de Trabalho terá como missão recolher contributos no seio da comunidade, junto dos deputados municipais, técnicos, associações e instituições, para posteriormente ser apresentada e debatida, em sessões de trabalho com caráter não vinculativo, uma visão estratégica global que ajude estagnar e, se possível, inverter esta tendência de despovoamento.

VALENÇA RETIRA AMIANTO DAS ESCOLAS

A Câmara Municipal de Valença avançou com uma empreitada para retirar o amianto do parque escolar da EB 2,3 / S de Valença. Uma intervenção com um custo de 150 mil euros.

Com esta obra a autarquia valenciana dá mais um passo para a erradicação das placas de fibrocimento, com resíduos de amianto, nas escolas valencianas.

A obra avançou no edifício polivalente do complexo escolar da EB 2, 3 / S de Valença e nos passadiços, entre blocos, deste estabelecimento. No total serão retirados 1400 m2 de placas de fibrocimento no edifício do Polivalente e 800 m2 nos passadiços de cobertura entre edifícios. As placas removidas serão substituídas, no Polivalente, por painel sandwich, com estruturas de isolamento térmico e acústico e nos Passadiços por placas perfiladas de aço lacado.

A autarquia valenciana assegurou todas as normas e exigências para a retirada das placas de fibrocimento, com amianto, com medidas de redução de impacto ambiental das mesmas, com medições dos níveis de amianto antes e depois de retirar as estruturas. As placas de fibrocimento serão encaminhadas posteriormente para um aterro de resíduos industriais.

Esta obra, aprovado pela D.G.E.S.T. – Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, foi candidatada ao programa comunitário Novo Norte, aguardando aprovação de financiamento.

A par destas intervenções a autarquia vai avançar, também, com obras de requalificação dos espaços do bar, secretaria e zona da cantina. Intervenções fundamentais para dar mais funcionalidade ao estabelecimento de ensino, bem como para criar um espaço para o atendimento aos encarregados de educação.

Para Jorge Salgueiro Mendes, Presidente da Câmara de Valença, “A segurança e a qualidade das escolas é importante para garantir um ensino de qualidade em Valença”.

TERRAS DE BOURO REALIZA CORSO CARNAVALESCO

Desfile de Carnaval animou Pavilhão Municipal de Terras de Bouro

As gentes de Terras de Bouro assistiram na passada sexta-feira, dia 20 de fevereiro, ao tradicional desfile de Carnaval que teve lugar no Pavilhão Municipal da sede do concelho.

DSC02438

Ao contrário do que vem sendo habitual em anos anteriores, as condições climatéricas não possibilitaram a realização do corso carnavalesco pelas artérias da vila. O evento foi organizado pelo Município de Terras de Bouro e pelo Agrupamento de Escolas local.

DSC02445

De uma forma bastante divertida e com diversa animação, o evento pautou-se pela imaginação dos “trajes” e forte adesão da comunidade escolar, envolvendo um considerável número de figurantes que deram corpo e alegria, muita vivacidade e não menor irreverência aos vários grupos que o integraram.

O Carnaval Infantil de Terras de Bouro contou com a presença de cerca de 600 jovens e crianças das escolas do concelho, incluindo ainda a participação de Centros Sociais de Terras de Bouro.

DSC02456

DSC02459

DSC02468

DSC02470

DSC02484

DSC02491

VILA VERDE LEVA MOTIVOS ARTÍSTICOS DOS LENÇOS DE NAMORADOS ÀS MÁSCARAS VENEZIANAS

As Invertidas, de Márcia Silva: Máscaras venezianas personalizadas, com motivos dos Lenços de Namorados, causam impacto

Lançadas pela artista plástica, Márcia Silva, as Invertidas são um dos mais diferenciadores produtos Namorar Portugal. Máscaras venezianas com motivos dos Lenços de Namorados e que podem ser personalizadas com os traços do rosto de alguém.

IMG_2744

É um dos mais diferenciadores produtos até hoje lançados na montra de propostas da marca Namorar Portugal. A coleção ‘As Invertidas’ assinala a entrada da artista plástica Márcia Silva na ‘família’ Namorar Portugal. O produto foi esta manhã (23 fevereiro) apresentado no espaço Namorar Portugal, em Vila Verde, dando arranque à última semana da programação Fevereiro, Mês do Romance.

IMG_2710

“Sempre fiz este tipo de trabalhos, para oferecer a familiares e amigos e até já conhecia as Bonecas Namoradeiras, mas a oportunidade de entrar para esta enorme família Namorar Portugal surgiu através do contacto com a Dra. Júlia e a Dra. Delfina, do Município de Vila Verde”, começou por explicar Márcia Silva, que de profissão é assistente social e reside em Braga.

As invertidas podem ser máscaras humanas híbridas, como as do tipo veneziano ou personalizadas com o formato e os traços do rosto de uma pessoa real, “um trabalho mais exigente por ter que se fazer previamente um molde e dar-lhe outro tipo de dedicação”, descreve Márcia. As máscaras podem ainda ser personalizadas no que toca à pintura, alusiva a outros temas.

IMG_2749

Em média uma máscara personalizada pode levar cerca de três semanas a criar, como foi o caso das máscaras dos rostos do marido e da filha da artista. “Consigo trabalhar apenas nos períodos livres, normalmente à noite, depois de deitar a minha filha”, explica Márcia Silva.

Cada Invertida é acompanhada de um texto específico, de autoria de Denisa Sousa, do projeto Cyrano, que contribui para complementar a personalidade de cada uma das máscaras. Há ainda recriações de máscaras primitivas e tribais que, com os motivos dos Lenços, tornam-se peças de excecional beleza, com valores que vão dos 25 a 30 euros, até aos 100 euros, em caso de personalização.

IMG_2740

“Fiquei realmente surpreendido com as Invertidas, porque é um produto que se diferencia de quaisquer outros pelo próprio conceito do projeto”, começou por referir o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela. “Daquilo que percebemos é que não há limites para o uso dos motivos dos Lenços de Namorados. Servem para tudo e ficam sempre bem, até servem para decorar ruas!”, acrescentou o autarca que ficou a admirar as máscaras da artista plástica, finalizando com votos de muita sorte: “O sucesso da marca depende muito do sucesso dos nossos parceiros”.

A coleção de máscaras ‘As Invertidas’ é constituída sobretudo por peças únicas, a maioria de rostos humanos de amigos e familiares da artista, alguns dos quais marcaram presença nesta sessão. Márcia Silva salientou que “são esses os trabalhos que mais gozo dá fazer”. Para encomendas deve abordar-se diretamente a artista plástica, através do Facebook: marcia.silva.524381 onde constam as formas de contacto.

As máscaras apresentadas já se encontram à venda no espaço físico Namorar Portugal, em Vila Verde.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

IMG_2752

BARCELOS APRESENTA CICLO DE TEATRO POPULAR

Inicia-se este sábado o Ciclo de Teatro Popular de Barcelos, na freguesia de Carapeços, pelas 21h30, com a peça “Fábrica de Malucos”, pelo grupo de teatro “Os Pioneiros da Ucha”. A iniciativa irá ser realizada em várias freguesias do concelho e termina no dia 28 de Março. A entrada é livre.

O Ciclo de Teatro Popular de Barcelos é uma organização conjunta de grupos teatrais barcelenses. A iniciativa visa a promoção da itinerância no concelho e o intercâmbio entre grupos, resultando numa mostra dos trabalhos criados, como uma partilha de ideias e projetos. É uma contribuição para a visibilidade e reconhecimento do teatro amador produzido, encenado e escrito em Barcelos.

PROGRAMA

“FÁBRICA DE MALUCOS”

Os Pioneiros da Ucha

28 Fevereiro | CARAPEÇOS | 21h30

"NEM O TIO MORRE NEM A GENTE CASA”

TPC - Teatro Popular de Carapeços

06 Março | S. ROMÃO DA UCHA | 21h30

“MOMENTOS DE PARÓDIA I”

TeatroNeiva

07 Março | POUSA | 21h30

“CABAZ DA ALEGRIA”

O Branselho

14 Março | TREGOSA | 21h30

“A FLORESTA DO RAIO VERMELHO”

Amigos do Pato

14 Março | LAMA | 21h30

“O ÚLTIMO GOLPE”

Tom de Festa

14 Março | FEITOS | 21h30

“TIO ABASTADO, SOBRINHO BASTARDO”

Amadores de Balugas

21 Março | S. SALVADOR DO CAMPO | 21h30

"O DOIDO E A MORTE"

Oficina de Teatro AVAI

21 Março | RIO COVO STA. EULÁLIA | 21h30

"VALENTIM, O PINGA-AMOR"

Teatro Experimental de Feitos

28 Março | BALUGÃES | 21h30

APOIO

Município de Barcelos

ORGANIZAÇÃO

Amadores de Balugas - Grupo de Teatro de Balugães | Associação Amigos do Pato | Associação de Teatro Experimental de Feitos | Associação Tom de Festa | Grupo de Teatro Amador - Os Pioneiros da Ucha | O Branselho - Grupo de Teatro Amador da Pousa | Oficina de Teatro da Associação Vamos A Isso | TeatroNeiva - Secção da Associação "A Mó" | TPC - Teatro Popular de Carapeços

Email: cicloteatropopularbarcelos@gmail.com | Facebook/CicloTeatroBarcelos | #CicloTeatroBarcelos

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE FORMAÇÃO PARA PRODUTORES PROVE

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Gabinete de Apoio ao Bio agricultor, promoveu uma formação dirigida aos produtores do Núcleo Prove da Póvoa de Lanhoso.

Formacao produtores do Prove

Recorde-se que o projeto PROVE existe já há três anos na Póvoa de Lanhoso, é um sistema de produção/consumo de alimentos frescos e de compromisso entre produtores e consumidores e conta com cerca de 25 consumidores locais.

Esta formação surge com a necessidade de atualização de conhecimentos especializados de manutenção/gestão da plataforma G-Prove, do conhecimento das novas alterações do regime de IVA para pequenos agricultores para 2015 e do planeamento rotativo entre todos os produtores das culturas para o ano de 2015.

Esta formação realizou-se nos dias 10 e 11 de fevereiro, entre as 9h30 e as 12h00, no Centro de Interpretação do Carvalho de Calvos.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO VISITA MISERICÓRDIA LOCAL

Presidente da Câmara visita Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras de Basto

A convite da Santa Casa da Misericórdia de S. Miguel de Refojos de Cabeceiras de Basto, o presidente da Câmara Municipal, Dr. Serafim China Pereira, esteve esta manhã, dia 23 de fevereiro, na Unidade de Cuidados Continuados Dr. Francisco Meireles que abriu, hoje mesmo, portas ao público.

Presidente da Câmara visita Unidade de Cuidados C

O autarca, que se fez acompanhar pelos vereadores, Dra. Isabel Coutinho e Francisco Alves, foi recebido pela Provedora da Santa Casa, Dra. Natália Correia, assim como pelos restantes membros da Mesa desta Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) que, a partir de agora, proporciona uma nova valência à população.

Com capacidade para 31 camas, a Unidade de Cuidados Continuados Integrados de Longa Duração e Manutenção (UCCI) está instalada no antigo Hospital da Misericórdia, um edifício renovado e com excelentes condições para receber os utentes do concelho e dos municípios vizinhos.

Com um investimento de 2 milhões de euros, a Unidade disponibiliza 13 quartos duplos e 7 individuais, com casas de banho privativas, onde houve a preocupação de criar um ambiente acolhedor e familiar.

A equipa é composta por três médicos, seis enfermeiros, sete auxiliares, administrativo, assistente social, terapeuta ocupacional, psicólogo e nutricionista, sendo diretor técnico o Dr. Nuno Correia e a diretora clínica a Dra. Isabel Barroso. Refira-se que a Unidade apresenta também a valência de fisioterapia.

Presidente da Câmara visita Unidade de Cuidados C

De salientar que, nesta fase, a Misericórdia de Cabeceiras de Basto contou com a estreita colaboração da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, onde os enfermeiros e auxiliares efetuaram a sua formação nesta área de trabalho. Trata-se de uma equipa muito “jovem e dinâmica do concelho de Cabeceiras de Basto” destacou a provedora.

Depois de uma visita ao espaço, o presidente da Câmara deu os parabéns à Santa Casa “pelo excelente trabalho feito”, assim como pela “determinação” em construir um edifício “bonito, funcional e acima de tudo com muita qualidade”.

O autarca Serafim China Pereira disse, ainda, que “estamos perante um avanço em termos da comodidade e do conforto”, agradecendo à Santa Casa pelo “trabalho realizado em prol da comunidade”.

A Misericórdia de Cabeceiras de Basto presta homenagem ao médico Francisco Meireles que, ao longo de 60 anos, trabalhou gratuitamente para esta instituição, atribuindo o seu nome àquela Unidade.

De referir que a inauguração está prevista para meados do mês de março.

Presidente da Câmara visita Unidade de Cuidados C

CRAV SUB-18 TOMBA EM MONTEMOR-O-NOVO

Jogadores do CRAV quebram sequência de vitórias à 2ª jornada da fase final

Os sub-18 do CRAV deslocaram-se ao Alentejo, no passado dia 14 de fevereiro, para cumprir a 2ª jornada da fase final do campeonato nacional.

sub-18 montemor-crav(2)

Conforme se previa, esta deslocação a Montemor-o-Novo seria muito complicada para os jogadores sub-18 do CRAV. A equipa de Montemor impôs um início de partida muito forte, manifestando-se mais compacta e demonstrando que pretendia alcançar a vitória logo nos instantes iniciais. O ritmo elevado definido pela equipa local fez com que o CRAV partisse para o intervalo a perder por 19-0.

Na segunda parte, os jovens arcuenses tentaram contrariar o ataque massivo da equipa adversária, mas sem qualquer sucesso. O CRAV evidenciou ainda, na parte final da partida, o desgaste de uma viagem longa e cansativa.

Assim, os atletas sub-18 tombaram à segunda jornada da fase final, perdendo o duelo contra o Montemor, com um resultado final de 57-0.

No próximo domingo, dia 1 de março, o CRAV recebe o S. Miguel no Estádio Municipal de Arcos de Valdevez, pelas 15 horas.

sub-18 montemor-crav(1)

EAUIPA FEMININA DO CRAV SAGRA-SE VICE-CAMPEÃ NACIONAL DO OPEN SUB-19

No dia 14 de fevereiro realizou-se, no Estádio Municipal de Arcos de Valdevez, a 3ª e última jornada do Open Sub-19 Nacional. Neste torneio participaram apenas três equipas, nomeadamente a equipa da casa, o Tondela, e a Agrária de Coimbra.

À semelhança do que aconteceu nas jornadas anteriores, as jogadoras do Tondela mostraram a sua superioridade dentro das quatro linhas e com um pleno de vitórias na competição, sagraram-se campeãs nacionais. As atletas da casa mantiveram a sua supremacia frente à Agrária de Coimbra, conquistando assim o título de vice-campeãs nacionais.

Mais uma vez, os treinadores da equipa feminina elogiam o espírito de sacrifício das suas atletas, por cumprirem todos os jogos sem substituições disponíveis. Salientam ainda o desenvolvimento das suas jogadoras, individual e coletivamente, ao longo de toda a competição. Os treinadores referem que foi graças à garra e empenho de todas que este resultado foi possível.

Pelo CRAV alinharam: Antónia Martins, Ana Carolina Pinto, Adriana Lima, Iara Gonçalves, Júlia Araújo, Mariana Araújo e Maria Morant.

VILA VERDE LEVA LENÇOS DE NAMORADOS À BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

Vila Verde vai encantar na BTL com workshop de bordados dos Lenços de Namorados. Presença insere-se no espaço Minho IN, na BTL 2015

Vila Verde volta a marcar presença na Bolsa de Turismo de Lisboa, com a realização de um workshop com vista a promover e ensinar a bordar os famosos Lenços de Namorado. Este será o ponto alto da divulgação do concelho, na maior feira do setor, que começa esta quarta-feira, 25 de fevereiro, no Parque das Nações.

IMG_0143

Vila Verde vai voltar a seduzir potenciais visitantes do concelho revelando um dos seus segredos mais famosos: os bordados dos Lenços de namorados, num workshop que vai acontecer logo no primeiro dia da feira, a 25 de fevereiro, no stand do consórcio Minho IN, integrado no espaço de promoção do Turismo Porto e Norte ER.

IMG_0134

Para além deste, que será o ponto alto da representação do concelho na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, Vila Verde terá em exposição, até domingo, 1 de março, vários exemplares de Lenços de Namorados e produtos Namorar Portugal, com vista a atrair turistas à terra Onde o Amor Acontece. Esta participação insere-se num conjunto que reúne vários municípios minhotos da região do Cávado.

IMG_0087

Aproximar o potencial turístico do território do Minho – natural, patrimonial, cultural, gastronómico – aos mercados e agentes do sector turístico, é um dos principais objetivos desta presença, permitindo assim incentivar a atração de novos turistas e visitantes, fundamentais para alavancar o desenvolvimento e o crescimento desta região.

IMG_0106

No espaço Minho IN serão destacados os principais fatores que identificam e distinguem este território, numa lógica de afirmação desta região como destino turístico de qualidade. Pretende-se, assim, obter escala e dimensão a partir da promoção e divulgação das complementaridades que os vários municípios apresentam e identificar fatores que contribuam para o aumento da competitividade das empresas e da qualificação dos empresários locais.

Isto vai acontecer através de vários momentos promocionais que vão incluir conferências, apresentações, degustações, showcookings e outras ações de charme. Mais informação em www.minhoin.com.

IMG_0220

IMG_0277

VILA VERDE CONTINUA A NAMORAR

Antevisão da última semana da programação Fevereiro, Mês do Romance:

23 a 27 de fevereiro 2015

Semana da Aventura

IMG_0291

Segunda, 23 de Fev, 11:00, no espaço Namorar Portugal

Apresentação de Máscaras ‘Invertidas’, de Márcia Silva

Máscaras com motivos dos Lenços de Namorados. Esta é a proposta que a bracarense Márcia Silva vai apresentar com a chancela da marca Namorar Portugal, dando origem à linha das máscaras vilaverdenses personalizáveis com os traços do rosto de cada pessoa.

Terça, 24 de Fev, 11:00, no espaço Namorar Portugal

Apresentação de ‘Cortiça com Amor’, de Artecouro

Acessórios de moda feitos em cortiça, como chapéus e carteiras, com bordados, mas também usando o couro, é a proposta desta empresa especialista em pele que marca mais uma estreia na ‘família’ Namorar Portugal.

Quarta, 25 de Fev, 11:00, no espaço Namorar Portugal

Apresentação de ‘Paixão e Tradição’, de Footnote

A Footnote, um dos mais antigos parceiros Namorar Portugal, promete regressar às origens, ou seja, aos bordados policromáticos e aos materiais reciclados, lançando mais acessórios de moda, entre eles uma novidade: mochilas.

Quinta, 26 de Fev, 11:00, na EPATV

Apresentação de ‘Love and Taste Collection’, de Xpepper

A Xpepper vai propor uma entrada no universo das fardas de trabalho, designadamente para cozinha e para sala, na restauração. Numa parceria com a Escola Profissional Amar Terra Verde, vai assistir-se a um desfile das propostas protagonizado por alunos desta instituição.

Sexta, 27 de Fev, 11:00, no espaço Namorar Portugal

Apresentação de ‘Socalcos do Bouro Namorar Portugal’, de Quinta do Cruzeiro

A entrada no segmento dos vinhos da marca Namorar Portugal é assinalada com a apresentação de um segundo vinho: o verde branco Socalcos do Bouro, pela Quinta do Cruzeiro.

IMG_0263

SOPRANO BRACARENSE ELISABETE MATOS SOBE AO PALCO DO TEATRO NACIONAL DE SÃO CARLOS PARA INTERPRETAR LADY MACBETH NA ÓPERA DE GIUSEPPE VERDI

Elisabete Matos é Lady Macbeth na ópera de Giuseppe Verdi (1813-1901) — com libreto de Francesco Maria Piave baseado na tragédia homónima de William Shakespeare — que o Teatro Nacional de São Carlos apresenta a partir de hoje, às 20:00, com o Coro do TNSC e a Orquestra Sinfónica Portuguesa, e que tem lotação esgotada em todas as récitas.

10428674_868464256549698_845400919149222130_n

MACBETH

Giuseppe Verdi (1813-1901)

dramma lirico em quatro atos

Libreto Francesco Maria Piave

Baseado na tragédia homónima de William Shakespeare

Lisboa, Teatro Nacional de São Carlos

21, 23, 25 e 27 de fevereiro (20h); 1 de março (16h)

Direção musical Domenico Longo

Encenação Elena Barbalich

Cenografia e figurinos Tommaso Lagattolla

Desenho de luz Giuseppe Ruggiero

Macbeth Àngel Òdena

Lady Macbeth Elisabete Matos

Macduff Enzo Peroni

Banco Giacomo Prestia

Malcolm Marco Alves dos Santos

O Médico João Oliveira

Aia de Lady Macbeth Bárbara Barradas

Um criado André Henriques

Um sicário André Henriques

Orquestra Sinfónica Portuguesa

Coro do Teatro Nacional de São Carlos

Maestro titular do Coro Giovanni Andreoli

macbeth-opera-TNSC-teatro-nacional-de-sao-carlos

O drama psicológico em torno da ambição desmesurada e do sentimento de culpa de Macbeth e, sobretudo, de Lady Macbeth (cuja centralidade é destacada pelas opções dramatúrgicas de Verdi) coexiste com o tema da insurreição coletiva contra a tirania.

“Tenha em atenção que os papéis principais desta ópera são, e só podem ser, três: Macbeth, Lady Macbeth e o coro das bruxas. As bruxas dominam o drama; é nelas que tudo tem origem – grosseiras e mexeriqueiras no Ato I, exaltadas e proféticas no Ato III. Traçam uma personagem autêntica e de grande importância” (Carta de Verdi a L. Escudier, 08.02.1865).

A escolha de Macbeth constitui um momento singularmente importante na carreira de Giuseppe Verdi, visto tratar-se da sua primeira incursão criativa na dramaturgia de Shakespeare, circunstância que lhe imprimirá um novo estímulo e fulgor. É também a ocasião em que o compositor sente uma distinta intimidade com a estética do Romantismo, desenvolvendo um universo simbólico que redimensiona e intensifica o seu vocabulário dramático.

10571933_860707440658713_6105100064604904599_o

MINHOTA DE BARCELOS ELEITA VICE-REITORA DA UNIVERSIDADE DA SORBONNE

A atual Vice-Reitora da Universidade de Sorbonne, em Paris, é natural de Barcelos. Nasceu há 38 anos na Freguesia de Negreiros e foi para França ainda em criança.

Aos 38 anos, Isabelle Oliveira, professora e investigadora luso-francesa, acaba de tomar posse como vice-reitora da Universidade de Sorbonne, em Paris. É a primeira vez que uma académica que tem nacionalidade portuguesa chega à direção de uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior do mundo.

Numa academia que mantém algum "conservadorismo", a professora catedrática reconhece que o feito não é assim tão comum para quem 'vem de fora'. "Sempre fiz questão que soubessem que também tenho nacionalidade portuguesa. Sempre prezei ser 'Oliveira' e não 'Olivier'. Para mim não é um handicap, porque na Sorbonne sabem que toda a minha formação é francesa. Caso contrário, não sei se teria chegado a este cargo. Até agora, os lugares de grande chefia têm sido ocupados por franceses de 'gema', com nomes bem franceses", conta Isabelle Oliveira, nascida em Negreiros, freguesia do concelho de Barcelos.

A permanência em Portugal foi curta. Ainda bebé, emigrou com os pais para Franche-Comté, junto à fronteira com a Suíça. E o contacto com o português foi posto de lado. Em casa, era em francês que se falava porque os pais entendiam que era mais importante dominar bem o idioma utilizado na escola. A oferta de português era inexistente na região e o espanhol e inglês acabaram por ser as línguas aprendidas por Isabelle Oliveira. "Foi só quando cheguei à universidade que comecei a aprender", recorda agora num português fluente com sotaque francês. Os romances de Eça de Queirós foram uma ajuda preciosa. Mas foi o ano de Erasmus que fez em Portugal - "quis ir ao encontro das minhas raízes", explica - que foi decisivo.    

Em 1999, concluiu a licenciatura em Ciências da Linguagem e do Conhecimento na Universidade de Lyon, com média de 17,8 valores. Em 2006, acrescentou outro curso ao currículo: Direito, em Coimbra, feito à distância. "Sempre foi uma paixão que tive." 

Da licenciatura passou ao doutoramento e ao pós-doutoramento no laboratório Modelos Matemáticos, Neuropsicológicos e Informáticos. Cérebro, linguagem e perceção, do Centro Nacional de Investigação Científica (CNRS). É aí que continua a investigar e a relacionar todos os conhecimentos que sempre lhe interessaram: das ciências exatas, área em que fez todo o ensino secundário, à linguística. E é com o mesmo à vontade que fala de algoritmos e programação como de metáforas e semântica. "As línguas têm muito de lógica", assegura.

A criação de um software de deteção automática de metáforas para a língua francesa e portuguesa e de um "Atlas Semântico" são dois dos projetos que lançou e em que continua envolvida. "O objetivo é criar um mapa conceptual que é mais rico do que um simples dicionário de sinónimos. É como um mapa que se visualiza e que tem várias constelações: no meio de cada uma está um termo. E a partir dele vemos os diferentes traços conceptuais que lhe estão associados. Já concluímos que em determinadas áreas do saber, o português é muito mais rico conceptualmente do que o francês", explica a até agora diretora da Faculdade de Langues Etrangères Appliquées, da Universidade Sorbonne Nouvelle. Foi eleita para o cargo em 2011, com 97% dos votos: "Venceu a latinidade contra a outra lista que era constituída pelos colegas mais anglicistas", afirma com orgulho.

Contra o "imperialismo" soft do inglês

Agora à frente da Sorbonne como vice-reitora, a projeção torna-se maior - a direção é ouvida de forma regular pelos governos na definição das políticas de educação e investigação - e os desafios ganham dimensão. Logo à partida porque vai ficar a coordenar o projeto "Paris Sorbonne Cité", que junta numa superstrutura oito das mais prestigiadas universidades e cinco centros de investigação daquela região, num total de 120 mil alunos e um orçamento para 2016 de €7,7 milhões.

O objetivo é assumido por todos: ganhar dimensão e saltar para o topo dos rankings internacionais, em particular o de Xangai, que são dominados por instituições norte-americanas e inglesas, com as asiáticas ainda à distância, mas a subirem.

"Já sabemos que só por via do critério do número de alunos vamos ficar em 43º lugar nesse ranking. E se duplicarmos ultrapassamos Harvard. Claro que todos estes critérios são questionáveis. As ciências sociais e as humanidades nem sequer são tidas em conta nesse famoso ranking, deixando as faculdades de Sorbonne de fora. Ao apresentarmo-nos em conjunto ganhamos projeção", explica Isabelle Oliveira.

Mas o que Sorbonne está disposta a fazer para  entrar neste campeonato cada vez mais competitivo tem limites, salvaguarda a professora. A qualidade é para reforçar e o francês como língua de ensino e de investigação para manter, mesmo que isso custe à universidade perder pontos no critério da publicação em revistas científicas.

"Já nem digo que promover o francês é o nosso objetivo número um, mas pelo menos a diversidade linguística e cultural e pôr um travão no globish"  - uma forma simplificada de comunicar em inglês com recurso a um vocabulário de 1500 palavras. "Temos uma política de defesa da língua. Ensinamos em francês e publicamos em francês, sempre que possível. Pedimos imensa desculpa, mas não nos resignamos com o 'imperialismo soft da língua inglesa.'"

A decisão é assumida, aliás, de forma nacional. Em França e ao contrário do resto do mundo, não há software mas logiciel e a web é a toile, já que os anglicismos não entram no vocabulário.

Fonte: http://expresso.sapo.pt/

Foto: Luís Barra

LARGO DO TOURAL EM GUIMARÃES NOS FINAIS DO SÉCULO XIX

A imagem data de 1878 e mostra o Largo do Toural, em Guimarães. No século XVII, o Largo do Toural era um largo extramuros junto à principal porta da vila, onde se realizavam as feiras. Em 1791 a Câmara aforou o terreno junto à muralha e na segunda metade do século é construído o Jardim Público, rodeado por um gradeamento de ferro, que abre em 1878. A foto pertence atualmente ao Centro Português de Fotografia.

CNF0040

COMUNIDADE CHINESA EM PORTUGAL CELEBRA ANO NOVO CHINÊS EM LISBOA

“Diário de Todos” é o primeiro jornal luso-chinês publicado em Portugal

A comunidade chinesa radicada em Portugal celebrou hoje em Lisboa o Ano Novo Chinês. Mais de um milhar de chineses afluiu ao largo do Martim Moniz para festejar a entrada do novo ano que, de acordo com o horóscopo chinês, decorre sob o signo da cabra. O evento contou com as presenças entre outras do embaixador da República Popular da China, o Secretário de Estado da Cultura do governo português e ainda de representantes da Câmara Municipal de Lisboa e das associações chinesas em Portugal.

As festividades incluíram a realização de um magnífico espetáculo bastante apreciado também pelos números portugueses e outros imigrantes que tiveram oportunidade de assistir, contemplando a dança, teatro música, folclore, artes marciais e circenses, não tendo faltado sequer a interpretação de um fado pela magnífica voz de uma jovem fadista chinesa.

Ano Novo Chinês Lisboa (114)

Uma novidade constitui o aparecimento do jornal “Diário de Todos”, a primeira publicação luso-chinesa editada em Portugal. Com periodicidade quinzenal, possui excelente aspeto gráfico e boa qualidade informativa, a fazer de elo de ligação entre a comunidade chinesa e o seu país de origem mas também com bastante interesse cultural e informativo para os leitores portugueses.

img_999x556$2015_02_13_18_04_47_109148

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ano Novo Chinês Lisboa (122)-2

As celebrações do novo ano chinês tiveram o seu início no passado dia 19 de fevereiro e prolongam-se por uma semana, tendo como palco privilegiado a cidade de Lisboa onde a presença chinesa é mais significativa.

Ano Novo Chinês Lisboa (116)

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região. A sua integração na sociedade portuguesa tem constituído um sucesso assinalável a que não é certamente alheia o conhecimento mútuo resultante de um convívio secular entre portugueses e chineses. Aliás, registe-se a forma fluente com que muitos chineses já comunicam na língua de Luís de Camões, o poeta que segundo a lenda terá escrito “Os Lusíadas” na famosa gruta de Patane, em Macau.

Ano Novo Chinês Lisboa (55)

Ano Novo Chinês Lisboa (63)

Ano Novo Chinês Lisboa (70)

Ano Novo Chinês Lisboa (14)

Ano Novo Chinês Lisboa (18)

Ano Novo Chinês Lisboa (74)

Ano Novo Chinês Lisboa (72)

Ano Novo Chinês Lisboa (27)

Ano Novo Chinês Lisboa (32)

Ano Novo Chinês Lisboa (47)

Ano Novo Chinês Lisboa (82)

Ano Novo Chinês Lisboa (87)

Ano Novo Chinês Lisboa (132)

Ano Novo Chinês Lisboa (91)

JÓIAS PROJETAM NAMORAR PORTUGAL EM MERCADOS INTERNACIONAIS

Jóias Namorar Portugal, por Marco Cruz Joalheiro

A edição 2015 das Joias Namorar Portugal, de Marco Cruz Joalheiro, “é colorida e jovem” como definiu o autor, que aproveitou para lançar uma romântica linha de anéis de noivado. As joias têm sido um dos melhores ‘cartões-de-visita’ da marca Namorar Portugal em mercados estrangeiros e em 2015 prometem chegar a Las Vegas e Dubai.

IMG_2657

A edição 2015 das joias Namorar Portugal, assinadas pela marca bracarense Marco Cruz Joalheiro, foi esta manhã (20 fevereiro) apresentada no espaço Namorar Portugal, perante a presença do presidente do Município de Vila Verde, António Vilela e da vereadora da cultura, educação e ação social, Júlia Fernandes, entre outros parceiros, no último produto apresentado na Semana da Saudade, em mais uma iniciativa da programação Fevereiro, Mês do Romance, em Vila Verde.

IMG_2629

Marco Cruz Joalheiro integrou a marca de produtos Namorar Portugal em 2014. Este ano apresentou três séries de joias que dão continuidade às obras lançadas no ano anterior: as pulseiras românticas, em tecido trazido de Paris, e às quais aplicou ícones, em ouro e pedras, muito replicados nos bordados, como o coração, a chave e a flor; e uma série mais requintada, feita em filigrana e ouro branço com pedras preciosas e semipreciosas, onde sobressaem os símbolos mais carismáticos dos Lenços de Namorados, o coração e a chave, em brincos e pendentes de colares. Outra das novidades, muito aplaudida, foi o lançamento de uma linha de anéis de noivado, em ouro branco e pedras preciosas, com preços que chegam aos oito mil euros. Todas as peças foram feitas pelo joalheiro, no seu ateliê em Braga.

A internacionalização é uma das prioridades de Marco Cruz “e Namorar Portugal é uma parte muito importante do meu trabalho, vai comigo para todo o lado”, reconheceu o autor. No seu ano de estreia na ‘família’ Namorar Portugal, Marco Cruz Joalheiro levou a marca aos maiores eventos mundiais dedicados à joalharia, em especial a Feira Mundial de Hong Kong, onde as joias Namorar Portugal fizeram enorme sucesso: “A recetividade foi ótima à linha do Joalheiro, na qual se insere o produto Namorar Portugal. Foi muito bem recebida”.

IMG_2645

Este êxito motivou elevar a fasquia e para este ano já tem confirmadas presenças “no maior evento mundial dedicado à joalharia, a Feira Internacional de Jóias de Las Vegas e vamos a Dubai”. Os planos passam ainda por participações em eventos em Itália, Polónia e Brasil, caso sejam aprovados programas a concurso de financiamento.

Marco Cruz Joalheiro está presente em 42 lojas em todo o país, incluindo as joias Namorar Portugal e outras a nível internacional. “O meu melhor cliente é francês e fica na rua mais cara de Paris. Ele é excelente, defende-nos muito porque gosta das nossas peças. Vende imenso porque diz que o cliente com poder de compra procura diferenciação, algo que não encontre em lado nenhum”, explicou Marco Cruz.

IMG_2628

Encantado com este novo produto mostrou-se o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela: “as jóias produzidas beneficiaram da inspiram dos Lenços dos Namorados e a marca Namorar Portugal beneficia com a existência destas joias, que vão dar continuidade ao caminho da internacionalização, encetado no ano passado”. O autarca vilaverdense incidiu na vantagem proporcionada pelo trabalho em rede que a marca Namorar Portugal possibilita: “Ninguém consegue alcançar nada sozinho. Cada um faz o seu trabalho individualmente, mas depois é mais fácil para os produtos estarem associados a uma rede de comercialização”.

António Vilela fez referência à estratégia de internacionalização da marca: “é essencial reforçar a componente da internacionalização e acima de tudo continuar a falar aos corações dos compradores”.

Vila Verde, Onde o Amor Acontece

IMG_2638

CARNAVAL LEVA A ESPOSENDE TRADIÇÕES DO MUNDO

Desfile de Carnaval “Fantasia Ambiente” trouxe à rua “Países do Mundo: culturas e tradições”

As ruas de Esposende encheram-se, esta manhã, de uma diversidade de culturas e tradições de todo o mundo, no Desfile de Carnaval “Fantasia Ambiente”.

DSC_0360

A iniciativa do Município de Esposende, desenvolvida pela empresa municipal Esposende Ambiente no âmbito do Programa de Educação para a Sustentabilidade e que estava previsto realizar-se no passado dia 13, mas que devido à previsão de chuva foi adiada para hoje, encheu de cor e animação a cidade, atraindo largas centenas de curiosos.

Sob o tema “Países do Mundo: culturas e tradições”, cerca de 900 figurantes, entre crianças, idosos, professores, auxiliares da ação educativa e utentes de 17 estabelecimentos de educação e ensino e instituições do concelho, deram corpo ao cortejo, num ambiente de alegria e folia carnavalesca, percorrendo várias ruas da cidade, com passagem pelos Paços do Município.

DSC_0391

Através do tema proposto, pretendeu-se sensibilizar a comunidade educativa e a população em geral para a riqueza e importância da diversidade cultural de Portugal, bem como dar a conhecer algumas das tradições, vestuários e rituais que fazem parte da cultura de vários países, realçando as diferenças culturais e as tradições que contam a história dos povos.

Apesar da temática sugerida, foi dada a possibilidade aos participantes de optar por fantasias carnavalescas e acessórios alusivos a outros temas, associados aos vários projetos educativos em curso, no sentido de promover a aplicação da Política dos 3 R’s e sensibilizar a população para a preservação do meio ambiente.

DSC_0162

GUIAS DE PORTUGAL REGRESSAM A CERVEIRA

Jovens de Cerveira querem reativar associação de guidismo

A Associação Guias de Portugal, Secretariado Regional de Viana do Castelo promove, este domingo, em Vila Nova de Cerveira, uma atividade regional para assinalar o Dia Mundial do Pensamento, prevendo-se a presença de 250 guias. A iniciativa conta com o apoio da Câmara Municipal e visa divulgar o processo de reabertura da 1ª Companhia de Vila Nova de Cerveira.

Associaçao Guias de Portugal

Desativada desde 1993, esta associação cerveirense de guidismo está a renascer, integrando já neste momento 18 jovens do concelho. Para averiguar o interesse de mais guias, a Associação Guias de Portugal, Secretariado Regional de Viana do Castelo, está a organizar um conjunto de atividades na ‘Vila das Artes’, como é o caso deste domingo.

Do programa consta a realização da cerimónia designada ‘Ferradura Oficial’ que ocupará o Auditório Municipal entre as 09h00 e as 12h30. Da parte de tarde, está prevista a celebração de Eucaristia e a organização de jogos temáticos pelo centro histórico de Vila Nova de Cerveira. Não obstante, e com o intuito de partilhar e dar a conhecer o trabalho desenvolvido pela associação, o Largo do Terreiro também acolherá, ao longo de todo o dia, uma pequena exposição guidista.

Constituída só por elementos femininos, esta é uma associação de educação não formal, cujo método adotado versa sobre a pedagogia do jogo e convívio, colocando ênfase nos conceitos de vivência em grupo e ao ar livre. São criados pequenos nichos ou patrulhas consoante a idade que participam em diversas atividades, nomeadamente acampamentos e acantonamentos.

Com incidência nos concelhos de Caminha, Ponte de Lima e Viana do Castelo, a Associação Guias de Portugal está apostada em reabrir o processo da 1ª Companhia de Cerveira. A partir dos seis anos, as jovens cerveirenses interessadas neste projeto devem contactar o Secretariado Regional de Viana do Castelo da associação, através do email: comi.reg.vc.agp@gmail.com

Pág. 1/5