Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

COMÉDIA SOBE AO PALCO EM ARCOS DE VALDEVEZ

TEATRO/COMÉDIA:

27 de Junho

sexta às 22h00

“O BOM ATENDIMENTO”

Grupo de Teatro Amador “O Couteiro”

Associação Cultural e Desportiva Unidos do Couto

Auditório da Casa das Artes

“O Bom Atendimento” é uma peça da autoria de Victor e José Manuel Fernandes, interpretada pelo Grupo de Teatro Amador “O Couteiro”, da Associação Cultural e Desportiva Unidos do Couto (ACDUC).

É uma comédia com uma pretensão principal: divertir os espectadores. A cena desenvolve-se na receção de um suposto hospital, onde as funcionárias estão mais preocupadas com uma receita de um cozido à portuguesa do que propriamente com os pacientes. Um indivíduo com o nariz partido, uma senhora grávida e um sujeito embriagado, são as principais “vítimas” deste (bom?) atendimento.

teatro couto

EM 1912, O BANCO “BRANDÃO & COMPANHIA”, DE FAMALICÃO, FEZ A APRESENTAÇÃO DE BERNARDINO MACHADO À COMUNIDADE PORTUGUESA DO RIO DE JANEIRO

A carta data de 28 de junho de 1912 e foi endereçada a Vasconcelos & Companhia, pela casa bancária Brandão & Companhia, de Vila Nova de Famalicão, fazendo a apresentação de Bernardino machado, Ministro de Portugal no Rio de Janeiro, junto da colónia portuguesa ali radicada.

O documento faz parte do Fundo Documental Bernardino Machado pertença da Fundação Mário Soares.

COMPLEXO DE LAZER DE VILA VERDE TRANSFORMA-SE EM “PALCO DE BRINCADEIRA”

Dia Mundial da Criança, no próximo domingo, dia 01 de Junho, com a dinamização de diversas atividades lúdicas e recreativas dedicadas às crianças e famílias.

Das 15h00 às 18h30, o Complexo de Lazer de Vila Verde transforma-se em ‘palco de brincadeiras’ para as crianças.

Durante cerca de quatro horas, serão levadas a cabo diferentes atividades, com fruição gratuita/livre. Da Natação, passando pelo futsal e voleibol e ainda o ténis. Estarão ainda disponíveis insufláveis, animação musical, a cama elástica, o pedal Go Karts, a parede de escalada e os jogos tradicionais.

A entrada é livre.

PONTE DE LIMA REALIZA JORNADAS APÍCOLAS

II Jornadas Apícolas de Ponte de Lima realizam-se no dia 7 de junho no Auditório Rio Lima

O Município de Ponte de Lima apoia a realização das II jornadas Apícolas que a Apimil – Associação Apícola do Minho promove a 7 de junho. A iniciativa, que vai decorrer no Auditório Rio Lima, a partir das 10  horas, visa proporcionar um encontro/debate sobre a atividade apícola.

Seguros apícolas, apresentado por duas seguradoras; Apicultura no Alto  Minho, a cargo da Eng.ª Celina Bouça da DRAP-N; Biologia da Abelha,  pelo técnico da Apimil Engº Miguel Maia; Processamento do Mel  apresentado pelo Prof. José Pires da ESA - IPVC; Sanidade apícola, Dr.  Armada Nunes e Ácido Fórmico e Apitraz, são os temas em debate.

No final serão entregues os diplomas dos cursos apícolas realizados pela Apimil. Para mais informações contate através do correio eletrónico: apimil@sapo.pt

ARCOS DE VALDEVEZ ALTERA PLANOD E PORMENOR DO PARQUE EMPRESARIALD E PAÇÔ

1ª Alteração ao Plano de Pormenor do Parque Empresarial de Paçô (3ª revisão)

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez deliberou, em reunião camarária de 26 de Maio de 2014, o processo relativo à 1.ª Alteração ao Plano de Pormenor do Parque Empresarial de Paçô (3.ª revisão).

263-13_IGT 10 PL Implantação-Model_plano_paço2

Esta alteração insere-se na política de acolhimento empresarial desenvolvida pelo Município, e procede a uma adequação do dimensionamento dos lotes, com a reorganizando da estrutura de algumas parcelas livres, bem como à reconfiguração de áreas de implantação das unidades industriais instaladas ou a instalar. Esta alteração permite diferenciar a oferta ao nível da implantação das estruturas empresariais e acompanhar as dinâmicas de funcionamento das unidades industriais instaladas.

A Autarquia continua a apostar na requalificação dos seus 3 Parques Empresariais, bem como na disponibilização de um conjunto de incentivos financeiros à localização de empresas no concelho, procurando dinamizar o emprego e a geração de riqueza.

PONTE DE LIMA REALIZA ACAMPAMENTO NATUREZA E MUNDO RURAL

VIII Acampamento Natureza e Mundo Rural na Quinta de Pentieiros realiza-se 31 de maio e 1 de junho

Realiza-se este fim-de-semana, mais um acampamento Natureza e Mundo Rural na Quinta de Pentieiros, promovido pelo  Serviço da Área  Educativa da Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos.

Proporcionar aos participantes dois dias de vida ao ar livre,  integrados em diversos ateliês pedagógicos relacionados com a temática  ambiental /rural, são os objetivos da iniciativa.

Estão inscritas cerca de 170 crianças, provenientes dos Centros Educativos das Lagoas, Arcozelo e da Ribeira, da Eb1 de Ponte de Lima e da Eb1 de Freixo.

“Brinca e Aprende ao Ar Livre” é o tema desta VIII edição. Dos ateliês programados podemos destacar: o Ateliê do Palco onde os  participantes vão preparar uma atuação para apresentar às suas  famílias no Fogo de Campo; Ateliê de culinária, com os “ mini chefs”; Eco-brinquedos; Estandartes em origami, entre outros.

O momento alto do acampamento será o Fogo de Campo que se realiza no  sábado, a partir das 20h30 na Quinta de Pentieiros com a presença dos  familiares. No domingo associam-se a esta iniciativa o Bike Park e Centro Aventura. As ações serão coordenadas pelos monitores do Serviço Área Protegida,  estagiários afetos a este serviço, alunos da Escola Secundária de  Ponte de Lima do curso de animação e monitores convidados.

Para mais informações contate através do Tel.: 258 240201 | Telemóvel: 963520002 | Fax: 258 240238 | E-mail: lagoas@cm-pontedelima.pt.

VIII Acampamento Natureza e Mundo Rural

Programa

Sábado dia 31 de maio:

07h00 - Receção da equipa de monitores

08h00 - Receção dos participantes e encaminhamento para Tendas/Albergue

09h30 - Abertura do Acampamento

10h00 - Ateliers das Artes (coreografias, teatro, musicais entre outros)

11h30 – Piscina

12h30 – Almoço

14h00 - Oficinas subordinadas ao tema “Brinca e Aprende ao Ar Livre” (ateliers equitação, cozinha, jardinagem, teatro, entre outros)

16h30 – Piscina

17h30 - Higiene Pessoal

18h00 – Descansar

19h00 – Jantar

20h30 - Fogo de Campo com a presença dos familiares dos participantes (em caso de chuva realiza-se no pavilhão do Centro Educativo das Lagoas)

23h00 – Ceia

23h30 -Dormir

Domingo dia 01 de junho

“Dia Mundial da Criança”:

07h00 - Alvorada da Equipa de Monitores

08h00 - Alvorada dos participantes

09h00 - Alvorada dos participantes do pré-escolar

08h30 - Pequeno-almoço do 1º ciclo

09h30 - Pequeno-almoço do Pré-escolar

09h30 - Ateliers de Desporto Aventura:

     Pré-escolar: Atividades de Dinâmica de Grupo

     1º Ciclo: Arvorismo, slide, cama elástica, escalada, bicicleta

11h00 – Piscina

12h30 – Almoço

14h00 - Ateliers de Desporto Aventura

     Pré-escolar: Atividades de Dinâmica de Grupo

     1º Ciclo: Arvorismo, slide, cama elástica, escalada, bicicleta

16h30 – Piscina

17h00 - Regresso a casa dos participantes.

20h00 - Regresso a Casa dos Monitores (Avaliação do Acampamento e arrumação de Campo).

VIZELA REALIZA FEIRA DO LIVRO

Arrancou décima primeira edição da Feira do Livro de Vizela

Arrancou esta manhã a décima primeira edição da Feira do Livro de Vizela, que decorre até domingo, na Praça do Município.

abertura feira livro2

A marcar a abertura esteva a turma do Pré-Escolar da Escola Básica de Tagilde – Agrupamento de Escolas de Infias, com a Canção “Ler e Sonhar”. Seguiu-se a Canção Mimada sobre o Livro, Dramatização “A Galinha Medrosa” e a Dramatização “Zé das Moscas” - Turma do Pré-escolar, 3.º F e 4.º K da Escola Básica de S. Miguel.

Ao final da manhã, foi a vez da Turma 5.º B - Escola Básica e Secundária de Infias – VizelaContar um conto.

De lembrar que a Feira decorre até ao próximo Domingo, com várias atividades diárias, como exposições, dança, música, teatro e apresentação de livros, tendo como principal interveniente a comunidade educativa e as demais instituições locais.

De realçar a apresentação dos livros “Eu, que me apaixono por tudo e por nada” e “Bem-vindos a São Firmino” do cronista Paulo Jorge Dias, que estará à conversa com a jornalista Fátima Anjos, no dia 31 de maio, às 17h00.

No mesmo dia, às 18.00h, terá lugar a apresentação do livro “Pornografia Fingida” de Ana Bárbara Pedrosa.

No domingo, dia 1 de junho, terá lugar a apresentação do livro “O Meu Quitério” de Hélder Magalhães, às 16h45, seguindo-se a apresentação do romance “Laços de amor não morrem”, do escritor Francisco Correia, às 18h30.

11.ª Feira do Livro de Vizela

Praça do Município

30 de maio a 1 de junho

Horário:  11.00h às 22.00h

abertura feira livro 2014

RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA REALIZA TERTÚLIA SOBRE SÃO JOÃO BRACARENSE

A Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho realiza a 74ª edição dos "Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras", que terá por tema, "São João bracarense, visto de outras 'janelas'. Testemunhos e reflexões comparativas", a levar a efeito no próximo dia 06 (sexta-feira), do próximo mês de Junho, pelas 21h:30, na sede social da associação, sita na Av. Artur Soares (Palhotas), nº 73, Braga. 

Convidados:

. Alberto Rêgo, da associação Viana Festas e conselheiro CIOFF

. Carlos Alves Rêgo, da OFICINA, Guimarães

José Alberto Sardinha, Etnomusicólogo

. Laurinda Figueiras, Presidente da Ronda Típica da Meadela, Viana do Castelo

Momentos artísticos: da responsabilidade das Rusgas de São Vicente de Braga (séculos XX e XXI)

Convite-74ª ed. Serões-Tertúlias

VIZELA RECEBE ESTÁGIO DE TÉNIS

Ténis Atlântico realiza estágio nos campos de ténis do Parque Desportivo e de Lazer Quinta da Barrosa

O Parque Desportivo e de Lazer Quinta da Barrosa recebe este fim-de-semana (31 de maio e 1 de junho) o Estágio Ténis Atlântico (sub 12 e sub 14).

vizela ténis atlântico

O Estágio Ténis Atlântico contará com a presença de jogadores da Federación Gallega de Tenis e das Associações Regionais do Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Açores, sob a orientação das equipas técnicas da ATPorto e do CAR-FPT.

O Estágio realiza-se nos courts de Vizela, no âmbito do projeto Ténis Atlântico (Escola Vizela Ténis Atlântico), nos dias:

- Sábado, 31 de Maio, das 14:00h às 19:00h;

- Domingo, 1 de Junho, das 10:00h às 18:00h.

GUIMARÃES COMEMORA DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

Município de Guimarães realiza evento no parque da Cidade. Dia Mundial da Criança comemorado em Guimarães com milhar e meio de participantes

Parque da Cidade acolheu encontro de crianças. Iniciativa realizou-se ao longo de todo o dia, com piquenique, espetáculos infantis, música e muita diversão.

crianca07_1_690_2000

1.519 crianças de Guimarães participaram, esta sexta-feira, 30 de maio, nas comemorações do Dia Mundial da Criança, uma iniciativa promovida pelo Departamento de Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães. As celebrações, que principiaram manhã bem cedo, juntaram 29 instituições no Parque da Cidade, entre infantários, creches, jardins-de-infância e entidades de âmbito social.

Durante todo o dia, o Município de Guimarães preparou um conjunto de eventos alusivos à temática das comemorações. Entre as 10 e as 12 horas, realizaram-se espetáculos infantis, com destaque para a participação do Centro de Solidariedade Social, Cultural e Desportivo da Somelos, que apresentou a peça “Vamos Viver no Mundo da Disney”.

No final da manhã, a Tempo Livre organizou uma sessão de Zumba, que envolveu todos os participantes, desde crianças, educadoras e auxiliares educativas. Ao meio dia, principiou o piquenique no Parque da Cidade e, a partir das 14 horas, realizou-se uma sessão de ioga do riso, uma dança coreografada com refrãos de músicas infantis: “Refrão atrás de Refrão” e um atelier de pintura “Amigos da Pintura”.

«O sorriso genuíno que as crianças nos dão enche sempre o nosso coração e estas iniciativas irradiam de felicidade as nossas crianças, renovam o nosso espírito e animam-nos. O sentimento é puro, natural, agem dentro da simplicidade e isso é reconfortante», afirmou Domingos Bragança, Presidente do Município de Guimarães, durante a visita realizada ao Parque da Cidade.

crianca10_1_690_2000

As 29 instituições que participaram nas comemorações do Dia Mundial da Criança foram as seguintes: ADCL; Associação Apoio à Criança; Associação Mundo da Lua; Casa do Povo de Creixomil; Casa do Povo de Fermentões; Centro de Solidariedade Social, Cultural e Desportivo Somelos; Centro Paroquial de Moreira de Cónegos; Centro Paroquial S. Romão (Mesão Frio); Centro Social da Paróquia de Fermentões; Centro Social, Cultural, Desportivo e Recreativo Vila Nova de Sande; Centro Social D. Manuel Monteiro de Castro; Centro Social da Paróquia de Pencelo; Centro Social da Paróquia de Polvoreira; Centro Social de Guardizela; Centro Social e Paroquial de Mascotelos-Santiago; Centro Social e Paroquial de Selho S. Cristóvão; Centro Social da Paróquia de Santa Eulália de Nespereira; Centro Social Paroquial Nossa Senhora da Conceição; Centro Social Paroquial Candoso S. Martinho; Creche e Jardim de Infância Albano Coelho Lima; Fraterna; Grupo Desportivo e Recreativo “Os Amigos de Urgeses”; Infantário Nuno Simões; Lar Santa Estefânia; Obra Social do Sagrado Coração de Maria (Vila Pouca); Patronato da Oliveira; Patronato S. Sebastião; Salgueiral SARC; e Venerável Ordem Terceira de S. Francisco.

Dia_Mundial_Crianca

MOVIMENTO CÍVICO "VIANENSES PELA LIBERDADE" CRITICA REGULAMENTO MUNICIPAL QUE PROCURA IMPEDIR ESPETÁCULOS TAUROMÁQUICOS

Recebemos do Movimento Cívico “Vianenses pela Liberdade” o comunicado que a seguir se transcreve.

COMUNICADO

Movimento Cívico “Vianenses Pela Liberdade!

Sob o pretexto de acabar com as touradas, José Maria Costa cria um regulamento municipal que não se pode aplicar às touradas e que cria inúmeras dificuldades a todas as actividades com animais em Viana, desde a venda à diversão, passando pela exposição.

Foi ontem aprovado na Assembleia Municipal de Viana do Castelo um Regulamento Municipal que visa sujeitar a autorização prévia da Câmara quase todas as actividades relacionadas com animais que tenham lugar neste município.

O Presidente da Câmara, José Maria Costa, apressou-se a vir afirmar que este Regulamento vai impedir as touradas naquele concelho. Nada mais errado. O Regulamento Municipal não pode impedir touradas porque esqueceu propositadamente, que a lei bem-estar animal onde se baseia este Regulamento, diz quem tem poder para autorizar as touradas é a IGAC e não os municípios.

Assim sendo, nada neste Regulamento afecta as touradas. Assim, não se aplicando às touradas, o que este Regulamento fará é dificultar grandemente a vida de quem quiser vender galinhas e borregos nas feiras, de quem quiser participar numa actividade equestre, ou de quem quiser expor os seus animais num evento. Este Regulamento é, isso sim, um ataque frontal e aberrante a todas estas actividades económicas que sustentam milhares de pessoas no Minho. Mas isso José Maria Costa não diz, porque o que está a fazer com este Regulamento é atacar a economia da nossa região.

José Maria Costa já habituou os vianenses e os portugueses à mentira e à demagogia. Há 3 anos que diz que não haverá touradas em Viana, mas acabou sempre derrotado pela lei e pelos tribunais. As touradas continuam a realizar-se, porque a lei o permite, e estão para ficar em Viana, como acontece há séculos. E este ano não será diferente, estando já marcada a tourada para o dia 24 de Agosto.

Com todos estes estratagemas, José Maria Costa envergonha a cidade de Viana do Castelo e os vianenses, sendo público e notório que não é um homem sério, nem é um homem para ser levado a sério. Se o fosse concentraria os seus esforços na resolução dos verdadeiros problemas de Viana do Castelo, como o são os Estaleiros Navais ou o Parque da Cidade, ao em vez de gastar tempo e dinheiros dos contribuintes a atacar a cultura e a liberdade dos vianenses e dos portugueses.

José Carlos Durães

Porta-voz Movimento Cívico “Vianenses pela Liberdade”

MUNICÍPIO DE VIZELA DELEGA COMPETÊNCIAS NAS JUNTAS DE FREGUESIA

Câmara e Juntas de Freguesia formalizaram acordos de execução

O Presidente da Câmara Municipal assinou esta manhã, com os presidentes das juntas de freguesia, os acordos de execução de delegação de competências com as referidas juntas de freguesia do concelho de Vizela.

Ass. Acordos Juntas

Os acordos de execução hoje assinados têm por objeto a delegação de competências da Câmara Municipal de Vizela nas Juntas de Freguesia, no que diz respeito a: gerir e assegurar a manutenção de espaços verdes; assegurar a limpeza das vias e espaços público, sargetas e sumidouros; assegurar a realização de pequenas reparações nos estabelecimentos de educação pré‐escolar do primeiro ciclo do ensino básico; promover a manutenção dos espaços envolventes referidos na alínea anterior.

CABECEIRAS DE BASTO VAI CANDIDATAR MOSTEIRO DE S. MIGUEL DE REFOJOS A PATRIMÓNIO CULTURAL DA HUMANIDADE

Parque do Mosteiro de Cabeceiras de Basto preparado para receber 3 mil crianças e jovens

O Parque do Mosteiro, em pleno centro da vila de Cabeceiras de Basto, já está preparado e com as marcações definidas para receber, na próxima segunda-feira, dia 2 de junho, as cerca de 3 mil crianças e jovens das escolas do concelho que vão dar corpo ao Logótipo da Candidatura do Mosteiro de S. Miguel de Refojos a Património Cultural da Humanidade, depois do já anunciado ABRAÇO AO MOSTEIRO.

Parque do Mosteiro preparado para receber 3 mil cr

Para além de promover a candidatura daquele ex-líbris a Património da UNESCO, esta iniciativa pretende celebrar, também, o Dia Mundial da Criança, juntando toda a comunidade escolar.

No dia 2 de junho, às 10h00, nos Claustros do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, imediatamente antes do início do ABRAÇO AO MOSTEIRO, o Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. Serafim China Pereira, fará uma apresentação à comunicação social do evento e da candidatura que o município vai apresentar. O encontro com a comunicação social tem como objetivo fazer o ponto de situação do processo de candidatura e dar a conhecer os próximos eventos e iniciativas previstas no âmbito da referida candidatura.

Trata-se de uma iniciativa de grande espetacularidade que Cabeceiras de Basto pretende levar por diante, com o envolvimento de tão significativo número de participantes, esperando dar a conhecer à região, ao país e ao mundo, esta candidatura de tão imponente Mosteiro.

PÓVOA DE LANHOSO ASSINALA DIA DA FAMÍLIA

No âmbito da comemoração do Dia Internacional da Família (dia 15 de maio), o Município da Póvoa de Lanhoso promoveu a celebração da data junto das famílias que habitam no Bairro Social de Garfe, o que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista.

Dia Mundial da Familia 1

“Sendo a intervenção social a principal prioridade da Autarquia, assinalar o Dia da Família é dar um sinal claro que estamos empenhados em manter e reforçar as respostas sociais que contribuem para o bem-estar das famílias Povoenses. Escolhemos o Bairro Social de Garfe, pois é junto das famílias com mais necessidades que esta prioridade deve ser mais evidente”, considerou o Presidente da Câmara Municipal.

Pretendeu-se com esta ação potenciar um espírito de convívio e de lazer no seio desses agregados, com vista ao reforço de laços de família e vizinhança. Paralelamente, esta iniciativa permitiu o rastreio de saúde de alguns aspetos importantes, sensibilizando para a importância da alimentação e de estilos de vida saudáveis.

De referir que se associou também, de forma informal, a intenção de aferir aspetos relevantes às vivências sentidas pelas pessoas do referido Bairro mediante a aplicação de inquérito com o objetivo de permitir, com base nos indicadores obtidos, a planificação de atividades que potenciem a participação das pessoas na dinamização do seu contexto habitacional, envolvendo-as em prol do “bem comum”.

Neste sentido, o Município Povoense contou também com a colaboração do Centro de Saúde da Póvoa de Lanhoso e da Santa Casa da Misericórdia.

MUNICÍPIO DE CAMINHA DISPONIBILIZA TRANSPORTE PARA ESPETÁCULO DE SÓNIA ARAÚJO

Sónia Araújo sobe ao palco do Parque Dr. Ramos Pereira, em Vila Praia de Âncora, domingo, às 15 horas. O espetáculo é gratuito.

A Câmara Municipal de Caminha vai disponibilizar transporte de ida e volta para o espetáculo da Sónia Araújo que se realiza este domingo, dia 1 de junho, às 15 horas, no Parque Dr. Ramos Pereira em Vila Praia de Âncora. O transporte e o espetáculo são gratuitos. O objetivo é dar a oportunidade a todas as famílias de assistirem ao concerto.

Assim, a partir das 12 horas, estão previstos vários circuitos que incluem todas as freguesias do concelho. Os interessados devem estar nos locais indicados à hora marcada. O regresso também está assegurado. A partir das 17 horas, os autocarros encontrar-se-ão no parque de estacionamento do lado sul do Parque Dr. Ramos Pereira e farão os mesmos percursos.

O roteiro e horário a praticar é o seguinte:

1.º Ronda/Trajeto:

-12:10 h, Dem no centro da freguesia

-12:20 h, Gondar no Centro Cultural

-12:30 h, Orbacém na Junta de Freguesia

-12:40 h, Soutelo na Igreja

-12:50 h, Riba de Âncora junto à igreja

-13:00 h Vile junto à quinta do cruzeiro

-13:10 h Parque Ramos Pereira V.P. Ancora

2.º Ronda/Trajeto

-13:20 h, Vilar de Mouros no Centro Cultural

-13:30 h, Lanhelas antiga oficina do Anhas

-13:40 h, Seixas Largo de S. Bento

-13:50 h, Caminha junto Pastelaria Virgem de Fátima

-14:00 h, Cristelo junto à junta de freguesia

-14:10 h, Moledo largo da estação comboios

-14:20 h, Parque Ramos Pereira V. P. Ancora

3.º Ronda/Trajeto

-14:30 h, Dem no centro da freguesia

-14:40 h, Gondar no Centro Cultural

-14:50 h, Orbacém na Junta de Freguesia

-15:00 h, Soutelo na Igreja;

-15:10 h, Riba de Âncora junto à igreja

-15:20 h Vile junto à quinta do cruzeiro

-15:30 h Parque Ramos Pereira V.P. Ancora

Mini Autocarro

1.º Ronda/trajeto

-13:15 h, Argela junto à junta de freguesia

-13:25 h, Venade, largo da Igreja

-13:35 h, Azevedo, Junto à junta de freguesia

-13:45 h, Vilarelho, junto à oficina da Goalauto

-13:55 h, Parque Ramos Pereira V.P. Ancora

2.º Ronda/Trajeto

-14:10 h, Vilar de Mouros no Centro Cultural

-14:20 h, Lanhelas, antiga oficina do Anhas

-14:30 h, Seixas, Largo de S. Bento

-14: 40 h, Caminha, junto Pastelaria Virgem de Fátima

-14:50 h, Cristelo, junto à junta de freguesia

-15:00 h, Moledo, largo da estação comboios

-15:10 h, Parque Ramos Pereira V. P. Ancora

MUNICÍPIO DE CAMINHA ASSINALA DIA MUNDIAL DO AMBIENTE COM PERCURSO INTERPRETATIVO “ZONAS HÚMIDAS DA SERRA D’ARGA”

Inscrições podem ser efetuadas através dos contactos: cisa@cm-caminha.pt | 258 721 708 ou 914 476 461

O município de Caminha vai assinalar o Dia Mundial do Ambiente, comemorado a 5 de junho, com um percurso interpretativo, que decorre no sábado, dia 7 de junho, pelas 14h30, na Serra d’Arga. O objetivo é dar a conhecer aos participantes as zonas húmidas desta serra, nomeadamente as áreas de charnecas e turfeiras, importantes habitas daquele sítio, que é de importância comunitária. A participação é gratuita, sendo que a inscrição é obrigatória e o número limitado de participantes.

Durante o percurso interpretativo “Zonas húmidas da Serra d’Arga”, os participantes vão, sempre acompanhados por um biólogo especialista, ficar a conhecer as características destes habitats bem como a sua importância para a preservação das várias espécies de fauna e flora, algumas delas raras e com distribuição reduzida em Portugal. As áreas de charnecas e turfeiras são alguns dos espaços a explorar.

A inscrição deve ser efetuada através do endereço eletrónico cisa@cm-caminha.pt ou dos contactos telefónicos: 258 721 708 e 914 476 461. Recorde-se que a participação é gratuita e que o número de inscritos é limitado. A atividade deve terminar pelas 17h30.

MUNICÍPIO DE CAMINHA FAZ APELO À PREVENÇÃO DOS INCÊNDIOS FLORESTAIS

Período Crítico durante o qual é proibido o uso de fogo, decorre de 1 de julho a 20 de setembro

Com a chegada de temperaturas mais agradáveis prolongam-se os dias secos, por isso, são necessários cuidados redobrados na hora de fazer uma queima de sobrantes agrícolas ou florestais, ou por outras palavras, na hora de fazer fogueiras. Na verdade, o Período Critico para 2014 já se encontra legalmente definido – de 1 de julho a 20 de setembro – durante o qual é proibido o uso do fogo. Desta forma, o município de Caminha faz um apelo a todos para que adotem determinados cuidados na utilização do fogo, a fim de prevenir os incêndios florestais.

Prevenção de incêndios (3)

É de salientar também que fora do Período Crítico as queimas de sobrantes agrícolas ou florestais só podem ser realizadas desde que o Risco de Incêndio Florestal não seja muito elevado ou máximo. Aquando da realização destas fogueiras devem ser tidas em atenção as seguintes medidas de segurança:

- Informar-se previamente qual o índice de Risco de Incêndio Florestal;

- Informar o 117 quando e onde vai iniciar a queima e seguir o mesmo procedimento assim que terminar;

- Realizar a queima preferencialmente durante o período da manhã;

- Escolher um dia húmido e sem vento;

- A queima deve ser realizada o mais afastada possível de outra vegetação e dos espaços florestais;

- Realizar uma faixa de segurança à volta do local da queima, limpa de vegetação e com solo mineral à vista;

- Acumular pouca vegetação de cada vez, para que o fogo não seja muito intenso;

- Assegurar no local água e as ferramentas necessárias para apagar totalmente a queima e assim evitar reacendimentos;

- Nunca abandonar a queima enquanto esta decorre;

- Abandonar o local da queima após verificar que não existe a possibilidade de reacendimentos e assegurar que a terra se encontra fria.

- Em caso de dúvida contatar o 117 ou o Gabinete Técnico Florestal do Município.

- Não deve ser ainda esquecida a proteção das edificações. Para tal, é necessário garantir a gestão dos combustíveis numa faixa de 50 m à volta da edificação, para assim garantir uma maior segurança dos bens em caso de incêndio florestal. Esta é também uma forma de apoiar os combatentes na luta contra os incêndios.

Em caso de dúvida ou necessidade de exposição de alguma situação, o munícipe deve informe-se junto do Município de Caminha ou da GNR.

Prevenção de incêndios (2)

Prevenção de incêndios (1)

BARCOS DO RIO MINHO EM MEADOS DO SÉCULO XX

A imagem data de 1961 e mostra embarcações típicas de pesca e transporte, nas margens do rio Minho, em Monção, vendo-se ao fundo um agente da Guarda Fiscal e um marinheiro.

PT-CPF-OLF-0053-000029_m0001_derivada

Estes barcos eram utilizados a montante de Vila Nova de Cerveira, até aos arredores de Monção. À semelhança do carocho, possuem fundo chato e quilha de secção em T, casco de tábua trincada de dois bicos construído pela técnica de shell-first, distinguindo-se deste por terem uma proa menos desenvolvida com as bordas niveladas. Possuem dimensões médias de 6 x 1,5 x 0.45m. Armam vela ao baixo, numa variante com a altura reduzida de 1/3, mediante um insólito recorte da esteira. A propulsão é efetuada por 2 remos e vara com tripulação de 2 a 4 pessoas. 

A foto pertence ao Centro Português de Fotografia.

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMINHA APOIA CAMPANHA DE RECOLHA DE ALIMENTOS DO BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME

Este fim-de-semana apoie esta causa

À semelhança de campanhas anteriores, a Câmara Municipal de Caminha vai apoiar a campanha de recolha de alimentos promovida pelo Banco Alimentar Contra a Fome, que se realiza este fim-de-semana (dias 31 de maio e 1 de junho), nos estabelecimentos comerciais do concelho.

A campanha consiste na recolha de alimentos nos estabelecimentos comerciais do concelho de Caminha e tem como objetivo mobilizar a sociedade a ajudar quem mais precisa. Assim, nas portas dos estabelecimentos comerciais estarão voluntários devidamente identificados a convidar a população a doar alimentos, nomeadamente, leite, atum e salsichas, azeite e óleo, açúcar, farinha, massas, arroz, entre outros, a quem mais precisa.

Durante o fim-de-semana, cerca de 40.800 voluntários vão marcar presença em quase 2.000 estabelecimentos comerciais de todo o país, convidando à participação na campanha.

Mais uma vez, gostaríamos de poder contar com a sua indispensável colaboração, para continuarmos a nossa missão de distribuir “a quem tem carências alimentares, mobilizando pessoas e empresas que a título voluntário se associam a esta causa”.

O resultado será distribuído localmente a pessoas com carências económicas, por intermédio de Instituições de Solidariedade Social, previamente selecionadas e acompanhadas ao longo do ano.

É de salientar ainda que até dia 8 de junho, será também possível contribuir na campanha “Ajuda Vale”, cujo lema é “uma ajuda que não pesa mas vale”. Aderir é fácil, basta pedir um vale com um código de barras específico para os produtos para o Banco Alimentar nas caixas dos supermercados.

A par da campanha de recolha de alimentos em supermercados, o Banco Alimentar disponibiliza ainda uma plataforma eletrónica em www.alimentestaideia.net para doação de alimentos.

ARCOS DE VALDEVEZ ASSINALA DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

Crianças do concelho de Arcos de Valdevez vão divertir-se na Ínsua do Vez com diversas atividades no Dia Mundial da Criança

No próximo dia 1 de Junho, domingo, assinala-se o Dia Mundial da Criança e, a C.P.C.J., em parceria com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e a U.C.C. - Unidade de Cuidados na Comunidade (Centro de Saúde), vai organizar um encontro para as crianças do concelho arcuense na Ínsua do Vez, composto por picnic e jogos.

As atividades têm início pelas 10h e será importante que todas as crianças levem consigo jogos, protetor solar, um chapéu, uma manta, o seu lanche e água.

MINISTRO POIARES MADURO VISITA VALENÇA

O Presidente da Câmara de Valença, Jorge Mendes, reúne com o Ministro-adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro amanhã, sábado, 31 de maio, em Valença.

A reunião abordará o Centro de Inovação e Logística de Valença, a candidatura da Fortaleza de Valença a Património da Humanidade e a reorganização dos serviços públicos, entre outros temas que preocupam a cidade de Valença.

A deslocação ministerial a Valença insere-se num roteiro ministerial ao Norte de Portugal que pretende manifestar um empenho especial para com este este território ao nível das políticas públicas, com o objetivo de promover eficazmente a sua promoção e desenvolvimento.

Assim, a iniciativa ministerial visa sensibilizar as entidades para a defesa e recuperação do património, sinalizar e reconhecer propostas locais de inclusão social, evidenciar boas práticas no domínio das iniciativas empresariais, reconhecer a importância do conhecimento científico e tecnológico associado ao desenvolvimento local e protocolar a instalação de “lojas do Cidadão” e outras iniciativas que visem descentralizar competências da Administração Local.

PÓVOA DE LANHOSO ESCOLHE OS TALENTOS QUE VÃO Á FINAL DE FESTIVAL

Já são conhecidas as oito atuações que irão estar na finalíssima do Festival de Talentos 2014, prevista para o próximo dia 5 de julho. Para além destas, há ainda uma outra que irá ser escolhida pelo público através do facebook. Será repescada aquela que tiver mais “gostos”.

Na noite de sábado, 24 de maio, foram 13 as performances que passaram pelo palco do Cine-Forum dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, local onde decorreu a semifinal da quarta edição deste evento, que é promovido pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso em colaboração com a Associação de Turismo local.

“Esta é uma iniciativa que se tem vindo a afirmar, não só pela qualidade dos concorrentes, mas também pelo envolvimento dos Povoenses. Está demonstrado que a Póvoa de Lanhoso tem talentos em diversas áreas artísticas. E o nosso objetivo é ajudar a que se revelem”, refere o Vereador para a Cultura, Armando Fernandes. Este responsável acredita na qualidade do espetáculo da final ao mesmo tempo que deixa uma palavra de incentivo aos concorrentes que não foram apurados. “A finalíssima do dia 5 de julho será, com certeza, uma grande manifestação cultural e artística. A criatividade dos jovens que foram selecionados para esta final é digna do nosso aplauso. Mas os jovens que não passaram da semifinal são igualmente talentosos e não devem desanimar”. Armando Fernandes nota ainda que “esta iniciativa demonstra que é possível produzir um bom espetáculo sem grandes custos e, ainda por cima, envolver os jovens Povoenses”.

Noite de talento.

Foi uma noite cheia de talentos e de animação e que presenteou os vários convidados com as mais diversificadas atuações ao nível do canto, de instrumental e de stand up comedy. O público respondeu com os seus aplausos. A apresentação ficou a cargo de Dalila Lourenço e Cláudio Lopes.

Incentivar a criação artística nos jovens e restante população da Póvoa de Lanhoso; promover talentos da Póvoa de Lanhoso; e possibilitar aos povoenses a possibilidade de mostrar talentos, habilidades, etc., são os objetivos deste evento.

De acordo com o Regulamento, os participantes podem concorrer sozinhos ou em grupo e devem ter uma idade superior a cinco anos. Podem entrar a concurso todas as áreas das artes, música, moda, magia, ilusionismo e outras.

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso deixa um agradecimento à Companhia dos Linhos pela decoração do espaço, aos Bombeiros Voluntários pela cedência do espaço, à maquilhadora Ana Rodrigues e ainda a Mafalda Teixeira, que vestiu a apresentadora.

MUNICÍPIO DA PÓVOA DE LANHOSO SENSIBILIZA PARA PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Pelouro da Proteção Civil e do Gabinete Técnico Florestal, vem alertar os munícipes para a fixação, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios, do Período Crítico de 1 de julho até 30 de setembro de 2014.

Prevencao de Incendios 1

 

No entanto, a população do concelho deve estar consciente de que, antes mesmo do chamado Período Crítico, nos dias de mais calor, mais secos e em que o risco de incêndio também é maior, aplicam-se as mesmas proibições previstas para durante o Período Crítico (de 1 de julho a 30 de setembro).

Desta forma, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso apela a que a população colabore na prevenção de incêndios no nosso concelho e que, antes de efetuar qualquer queima de sobrantes agroflorestais, se informe do risco de incêndio previsto para o dia pretendido, recorrendo às Juntas de Freguesia, GNR, Bombeiros, Proteção Civil (117) e Gabinete Técnico Florestal do Município Povoense (253 632 790).

Proteger um bem comum.

“A floresta é de todos. Aquilo que, por vezes, é feito com alguma naturalidade, como atirar uma ponta de cigarro para o chão, por exemplo, pode transformar-se num enorme problema. No Período Crítico, o risco aumenta exponencialmente e, por isso, todos os cuidados são poucos”, refere o Vereador para a Proteção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Armando Fernandes. Considerando ainda que “a melhor forma de combater os incêndios florestais é apostar na prevenção”, este responsável acrescenta: “Infelizmente, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, neste momento, não disponibiliza os meios que disponibilizou no passado para as ações de fogo controlado. Esta foi uma ação preventiva que, no ano passado, pusemos em prática com resultados assinaláveis”. Ainda no que se refere à prevenção, o Vereador salienta o papel dos clubes da floresta das nossas escolas, considerando que "são parceiros extremamente importantes na divulgação das ações preventivas e na sensibilização da população escolar para a necessidade de uma maior consciencialização para esta problemática ambiental”.

Medidas especiais de prevenção durante o Período Crítico

De 1 de julho a 30 de setembro de 2014, vigoram medidas especiais de prevenção contra incêndios florestais (Portaria n.º 110/2014 de 22 de maio).

Nos espaços rurais e florestais é proibido fumar ou fazer lume de qualquer tipo no interior das áreas florestais ou nas vias que as delimitam ou atravessem; é proibido realizar fogueiras para recreio ou lazer e para confeção de alimentos, exceto quando realizadas em locais expressamente previstos para o efeito e identificados como tal; é proibido lançar foguetes ou balões de mecha acesa (extensível a todo o território nacional), sendo que a utilização de fogo-de- artifício ou de outros artefactos pirotécnicos, que não os indicados anteriormente, está sujeita a autorização prévia da Câmara Municipal; é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração agrícola/florestal (queimas); é proibido fazer queimadas para renovação de pastagens e eliminação de restolho e ainda para eliminar sobrantes de exploração cortados, mas não amontoados; e é proibido utilizar máquinas de combustão interna e externa, onde se incluem todo o tipo de tratores, máquinas e veículos de transporte pesados, quando não estejam equipados de dispositivos de retenção de faíscas ou faúlhas e de dispositivos tapa-chamas nos tubos de escape ou chaminés.

Para se protegerem, as pessoas deverão limpar o mato num raio mínimo de 50 metros à volta de habitações, estaleiros, armazéns, oficinas ou outras edificações, de entre outros aspetos.

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso recomenda a todos os munícipes que tenham especial cuidado na utilização do fogo, de forma a diminuir o número de incêndios rurais/florestais e área ardida no concelho da Póvoa de Lanhoso, no próximo Verão.

Consultar o Risco Diário de Incêndio através de www.mun-planhoso.pt

TOURADA EM VIANA DO CASTELO ESTÁ ANUNCIADA PARA O PRÓXIMO DIA 24 DE AGOSTO

O movimento "Vianenses pela Liberdade" anunciou à Lusa a data de 24 de agosto para a realização de uma nova tourada, em Viana do Castelo, no último dia das Festas de Nossa Senhora da Agonia.

183629_457541424280249_1907753366_n

"Estamos a trabalhar no processo burocrático, com o apoio da Prótoiro, mas a corrida está prevista para dia 24 de agosto. Estamos a fazer tudo para que seja nessa data", adiantou à Lusa José Carlos Durães, porta-voz do movimento cívico.

Tal como as duas touradas anteriores, a de 2014 vai decorrer durantes das festas da cidade, que arrancam a 20 e terminam a 24 de agosto.

José Carlos Durães adiantou que, nesta altura, existem dois locais possíveis para a realização da corrida de touros.

"Ou vai decorrer no mesmo local do ano passado, ou noutro zona nas redondezas da cidade", afirmou sem especificar a nova localização.

Em 2013 a corrida de touros promovida pela Prótoiro, federação de associações taurinas, decorreu em terrenos privados da freguesia de Darque, numa arena amovível, montada para o efeito, com capacidade para 3.300 pessoas.

O porta-voz do movimento local, José Carlos Durães adiantou que o cartel já está a ser negociado, com o apoio de "um empresário nacional muito conceituado".

Este movimento foi criado em 2009, depois de a câmara ter aprovado, por proposta da maioria socialista, a declaração afirmando Viana como "antitouradas", prevendo não autorizar qualquer evento deste género em terrenos públicos ou privados desde que tal dependesse de decisão do município.

Para contrariar a decisão da Câmara, a Prótoiro realizou em agosto de 2012 uma tourada no concelho, a primeira depois da aprovação desta declaração municipal, corrida que se repetiu em 2013 e à qual assistiram, segundo a organização, mais de 2.550 espetadores, além de 200 entradas grátis para menores de 18 anos.

A câmara tinha alegado falta de condições de segurança, nomeadamente acessos de emergência, para indeferir, por duas vezes, a instalação, em terrenos privados na freguesia de Darque.

Tal como em 2012, a tourada do ano passado aconteceu porque o Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga aceitou uma providência cautelar apresentada pela Prótoiro, para suspender o primeiro indeferimento municipal.

Fonte: Lusa

539064_457541300946928_524055390_n

527076_457541064280285_342416094_n

JOAQUIM ALVES CORREIA DE ARAÚJO: UM FAMALICENSE NA PRIMEIRA GRANDE GUERRA

A memória do médico Joaquim Alves Correia de Araújo, médico em África durante a Grande Guerra

Joaquim Alves Correia de Araújo era o segundo filho dos oito de Manuel Alves Correia de Araújo e de Bambina Amélia Machado d’Araújo, proprietários rurais de Requião, concelho de Vila Nova de Famalicão. Tal como com os outros filhos, Manuel e Bambina proporcionaram-lhe uma educação esmerada, tendo o mesmo iniciado o estudo das primeiras letras na escola da freguesia. Dali seguiria para o liceu de Guimarães, e a partir do sexto ano, frequentaria o Liceu Nacional Central de Braga, onde completou os seus estudos liceais com uma média final de 12 valores.

Logo depois Joaquim Alves decidiu matricular-se no primeiro ano de Medicina, e para tal escolheu fazê-lo na recém-criada Faculdade de Medicina do Porto, que substituiu a Escola Médico Cirúrgica ali estabelecida pela reforma educativa de Passos Manuel em 1836. Denote-se a curiosidade encontrada por Teresa Alves de que, dos cento e catorze colegas inscritos no curso de Medicina, colegas de seu tio-avô no ano lectivo de 1911-12, apenas cinco eram mulheres. 

Teresa Araújo desconhece o motivo que terá levado o seu tio-avô à Medicina, pensando-se que poderá ter sido por influência de seu tio materno João Machado d’Araújo, que terminou medicina na Escola Médico Cirúrgica do Porto em 1894. A única certeza que tem, e assim é porque existem as provas documentais que o atestam, é que no ano de lectivo de 1915-16 Joaquim Alves estava já no seu quinto ano, e defenderia em 23 de fevereiro de 1917, à época já mobilizado com a 1ª divisão de Lisboa, a tese “O método de Carrel e o soluto de Dakin no tratamento das feridas infetadas”, como surge referenciado no Jornal Gazeta de Famalicão de 24 de Fevereiro de 1917.

A própria sobrinha – neta refere que não deixam de ser curiosas as breves palavras que escreve no preambulo da sua tese, respeitantes à mobilização de jovens médicos, pois afirma que, mesmo sem defenderem a tese de final do curso (sem a qual não podiam exercer clinica médica civilmente, tal não constituía, impeditivo para o exercício de clinica militar, algo que considerava no mínimo um paradoxo. 

Já médico, com a sua tese defendida, Joaquim Alves tirará uma foto, envergando o seu dólman de serviço, no Porto, mais propriamente na Foto Universal, na rua de Cedofeita, para deixá-la para a posteridade, como acontecia na época, e igualmente para oferecer aos seus familiares e amigos. Estava pronto para partir, o que acabaria por suceder nos meses seguintes, como nos relatam os jornais da época. E é a bordo do vapor “Portugal” que o jovem médico, agora alferes médico na Grande guerra, seguirá para Moçambique, acompanhando o contingente de infantaria 31 e chegando à cidade da Beira em finais de Maio de 1917. 

Foi nomeado médico da coluna dos “Macondes” sob comando do Tenente Coronel José da Cunha e do Major Neutel d’Abreu, serviço que desempenhou durante um ano, sediado no posto de Chomba, local onde se fixara o Hospital de Sangue. Mudar-se-ia depois para o Hospital dos Combatentes na ilha de Xefina, na baía de Lourenço Marques, onde existe a referência familiar, repositório das suas próprias memórias, de que teria manipulado e usado um remédio da sua autoria, que dizia ter obtido resultados excepcionais na luta contra a febre biliosa, conseguindo-se assim diminuir o número de mortes causadas por esta patologia. Por ali se demorou largos meses, até ao termo do conflito, regressando depois e de forma definitiva a Portugal, a bordo do “Boliqueime”, corria o mês de Novembro de 1918. Disso se apercebeu Teresa Araújo, que consultou os jornais locais que referem mesmo a “boa aparência” do jovem médico ao regressar á pátria. 

Aquando da sua chegada a Lisboa teve uma nomeação imediata para médico do Regimento de Sapadores do Caminho-de-Ferro, funções que viria a acumular com os serviços médicos prestados no Hospital Militar da Estrela. Em 1922 foi ainda promovido a capitão - médico. Depois de uma temporada no sul, pediu a sua transferência para o Segundo Grupo de Companhias de Sapadores do Caminho de Ferro, sediado em Santo Tirso, onde serviu até 1937, ano em que teve lugar a reorganização do exército que deu por extinto aquele grupo de sapadores de caminhos-de-ferro naquela vila. Joaquim Alves terá então requerido a sua passagem à reserva, a qual lhe foi concedida. Todavia, continuará na ser médico, e a trabalhar no Hospital Militar do Porto, onde se manteve até 1947. A reserva nunca significou que não prestaria serviço activo. Joaquim Alves continuou a trabalhar até que, naquele ano, uma Junta Militar o considerou incapaz para o serviço militar, sendo presente à Junta Geral de Depósitos, Crédito e Previdência, para efeitos de aposentação. Todavia, esta considerou-o em condições de continuar na reserva, prestando serviço nas Juntas de Inspecção de Recrutamento.

A Grande Guerra e a sua presença na mesma nunca foi esquecida por Joaquim Alves, o que é atestado pelo seu papel de grande organizador na Liga dos Combatentes da Grande Guerra no concelho famalicense. Ali, chegou a ser presidente da sua comissão administrativa, desde a sua fundação, a 12 de Dezembro de 1934, até finais da década de 1940. A Guerra tinha deixado as suas marcas. Hoje, recordamos assim, pelas palavras e pelo trabalho de investigação de Teresa Araújo, a presença na mesma deste interveniente no conflito, não como combatente, mas como médico, salvando vidas na África Oriental. 

Informação Adicional: Autor – Relator: Margarida Portela

Testemunha – Contador: Teresa Araújo

INTERVENIENTES

Nome: Joaquim Alves Correia de Araújo

Cargo: Médico Militar

TEATROS DE GUERRA

Teatros de Guerra: África (Moçambique. Local: Beira e Lourenço Marques)

Fonte: http://www.portugal1914.org/portal/pt/

‘A GUARDA DOCE’ PARA VISITAR NO PRÓXIMO Fim-de-semana

“A Guarda Doce” vai contar com a doçaria do concelho de Caminha e com o talento do Grupo Folclórico das Lavradeiras de Gondar, do Grupo de Danças e Cantares Genuínos da Serra d’Arga e do ‘Projeto Minius’ - Música Tradicional Portuguesa

A “Caminha Doce” saltou a fronteira e chegou à vizinha A Guarda. A primeira edição de “A Guarda Doce” realiza-se já nos próximos dias 31 de maio e 1 de junho, na Alameda. Os doces e sobremesas comercializados pelas pastelarias da localidade conjugados com um programa de animação diversificado prometem um fim de semana em cheio.

As boas relações entre as autarquias de Caminha e A Guarda têm dado bons frutos no plano cultural e desportivo. Depois da 1ª Caminhada Luso-Galaica, que se realizou em março, chega agora a primeira edição de “A Guarda Doce” que significa, no fundo, a internacionalização da Feira de Doçaria "Caminha Doce". Os doces típicos de Caminha vão marcar presença na edição galega e até a animação vai contar com o contributo e o talento de grupos do concelho.

Entre as 11 e as 21 horas (hora espanhola) é possível visitar os vários expositores de “A Guarda Doce”, na Alameda e ficar a par do que de melhor se faz em termos de doces e sobremesas na região vizinha. Mas não só de adoçar a boca aos visitantes se faz a festa e, por isso, há um programa de animação bem recheado.

A abertura do certame está agendada para sábado, ao meio-dia, e contará com a presença de Miguel Alves. Seguem-se as atuações do Grupo Folclórico das Lavradeiras de Gondar e do Grupo de Danças e Cantares Genuínos da Serra d’Arga. Está ainda previsto um passeio em bicicleta, assim como uma mostra de pintura ao ar livre.

Já para domingo, o programa apresenta as atuações de “Fiddle Loop & Jose Stewart”, do Grupo de Música Tradicional Portuguesa - “Projeto Minius” e do Grupo de Clarinete do Conservatório de Tui, há ainda um workshop para crianças e concursos, com destaque para o concurso de “Rosca de Xema”, um doce de excelência daquela região galega. O objetivo do concurso é dar destaque a este doce tão típico de A Guarda.

Ao longo dos dois dias, os visitantes podem ainda passar pela exposição de motas e bicicletas antigas, visitar a exposição de pintura no Centro Cultural e desfrutar da animação de rua. Os insufláveis serão diversão garantida para os mais pequenos.

ARQUIVO HISTÓRICO DA MARINHA REALIZA MOSTRA DOCUMENTAL

O seu acervo documental possui elevado interesse para os estudiosos e investigadores da nossa região

O Arquivo Histórico da Marinha leva a efeito durante o próximo mês de junho uma mostra documental subordinada ao tema “A Marinha e os Arquivos”. Com elevado interesse também no que à região de Lisboa diz respeito, mormente os concelhos do litoral e toda a atividade marítima e piscatória com ela relacionada, o Arquivo Histórico da Marinha constitui um importante lugar de memória cuja consulta se aconselha vivamente aos estudiosos e investigadores da nossa região.

Para melhor entendimento da sua importância, transcreve-se com a devida vénia a apresentação que é feita no site oficial da Marinha Portuguesa.

“O Arquivo Histórico conserva registada a memória da Marinha, nas suas múltiplas atividades ao longo dos últimos 250 anos.

Integrado na Biblioteca Central de Marinha, o Arquivo Histórico assegura a guarda, conservação e divulgação do património documental e arquivístico, de natureza histórica, da Marinha enquanto fundamento da memória coletiva e individual, e ainda como fonte de investigação.

O Arquivo Histórico conserva registada a memória da Marinha, nas suas múltiplas atividades ao longo dos últimos 250 anos.

A área presentemente ocupada pelo Arquivo é superior a 2000 m2. Os serviços, que incluem gabinetes, salas de avaliação, catalogação, restauro, conservação, e a sala de leitura ocupam cerca de 380 m2 sendo a restante área destinada ao acervo documental.

A documentação mais antiga existente remonta ao século XVII, no entanto a documentação relativa aos séculos XIX e XX é que forma o principal espólio.

A escassez ou mesmo, nalguns casos, a inexistência de documentos deve-se a vicissitudes várias, sendo as principais: o terramoto de 1755, incêndios, a saída da corte para o Brasil, as invasões francesas e as guerras liberais.

A tipologia documental é variada e altamente especializada, obviamente virada para a História Marítima, agrupando-se em documentação avulsa, códices, documentação encadernada, fotografias, cartografia e planos de navios.

O Arquivo Histórico da Marinha regista a memória da Marinha ao longo dos últimos 250 anos, ocupando uma área superior a 1600 m2, o que equivale a cerca de 13 quilómetros de prateleiras com documentação.”

Fonte: http://www.marinha.pt/pt-pt/servicos/cultura/Paginas/Arquivo-Historico.aspx

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES APROVA VOTO DE PESAR PELO FALECIMENTO DO PADRE DOUTOR JOAQUIM OLIVEIRA BRAGANÇA

Executivo vimaranense aprova “Voto de Pesar” pelo Padre Doutor Joaquim Oliveira Bragança

Nome ligado à investigação litúrgica e prestigiado Consultor do Vaticano, foi um dos oradores do III Congresso Histórico de Guimarães. Faleceu com 88 anos. Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, Voto de Pesar, cujo conteúdo se transcreve, na íntegra.

No dia 24 de maio, faleceu o Padre Doutor Joaquim Oliveira Bragança nascido no dia 6 de outubro de 1925, na freguesia de Abação, Guimarães, filho de Domingos de Oliveira Bragança e de Albina Mendes Ferreira.

Frequentou os Seminários Diocesanos de Braga e foi ordenado sacerdote a 15 de outubro de 1949 no Santuário de Nossa Senhora da Lapinha. Em 10 de setembro de 1949, foi nomeado Vigário Cooperador de Fafe; em 30 de dezembro de 1952, foi nomeado Pároco de Garfe, Póvoa de Lanhoso; em 07 agosto de 1956, foi nomeado Pároco da Costa, em Guimarães.

Com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, rumou a Paris em 1958 para se especializar no Instituto Superior de Liturgia, da Faculdade de Teologia do Instituto Católico de Paris. Prestou provas de doutoramento, em 1962, com o trabalho “La Vigile Pascale du Missel”, de Mateus. Aprofundou a formação recebida com o estudo aturado de centenas de manuscritos, em diferentes instituições de Portugal, França, Espanha e Roma.

Entre as obras a que deu corpo, contam-se a magistral edição do Missal de Mateus e títulos como Ritual de Santa Cruz de Coimbra, Processionário-Tropário de Alcobaça, Ritual de Braga do Séc. XV e A música do Pontifical de Braga do séc. XV.

Professor jubilado da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, foi diretor da revista Didaskalia (1971-1995), órgão científico da Faculdade, integrou o Conselho de Direção e Redação da revista “Communio” (1984-1988) e fundou, em 1987, a revista de musicologia “Modus”, do Instituto Gregoriano de Lisboa.

Foi Académico da Pontifícia Academia Mariana Internationalis (Roma), membro da Sociedade Científica da Universidade Católica Portuguesa (Lisboa) e de Societa Catalana d´Estudis Litúrgics (Barcelona).

No lançamento da obra que recolhe 40 anos da sua atividade, intitulada “Científica, Liturgia e Espiritualidade na Idade Média”, única entre nós, e que atingiu um nível científico internacional, marcando a investigação litúrgica mesmo para além das fronteiras do nosso país, D. Carlos Azevedo referiu-se à obra do seguinte modo:

 «Ao percorrermos 40 anos de atividade científica do Professor Bragança, percebemos como o académico ganhou por mérito próprio lugar incontestável e incomparável, entre nós, no domínio da historiografia litúrgica medieval», disse.

«A comunidade científica, e não apenas portuguesa, contraiu para com Joaquim Oliveira Bragança não uma pequena dívida, ao ver disponibilizados sob selo da mais elevada qualidade tantos dos textos litúrgicos que deram vida e expressão ao sentir religioso das mulheres e dos homens que fizeram a Idade Média».

Um homem exemplar, um académico notável que marcou indelevelmente a área da investigação litúrgica, um homem simples que amava Guimarães, a sua terra, que fica mais pobre com o seu falecimento.

Por todas estas razões propõe-se a aprovação por esta Câmara Municipal de um Voto de Pesar pelo falecimento do Padre Doutor Joaquim Oliveira Bragança.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CAMINHA REÚNE EXTRAORDINARIAMENTE AMANHÃ

A Assembleia Municipal de Caminha vai reunir amanhã, às 14 horas, no Valadares-Teatro Municipal. A sessão é extraordinária e destina-se às crianças e jovens do concelho. Esta iniciativa insere-se no âmbito da Semana dos Direitos da Criança que termina domingo com o espetáculo de Sónia Araújo.

A Assembleia Municipal de Crianças e Jovens tem como objetivo dar às crianças a oportunidade de assistir e participar numa Assembleia Municipal, que vai reunir extraordinariamente para ouvir o que os mais pequenos têm a dizer sobre determinados assuntos.

A ordem de trabalhos é constituída por uma moção pelos Direitos da Criança, que os deputados vão apreciar e votar.

A semana acaba no dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, com um espetáculo de Sónia Araújo, que terá lugar às 15 horas, no Parque Dr. Ramos Pereira em Vila Praia de Âncora. O espetáculo com uma das caras mais acarinhadas pelo público será aberto à comunidade.

Recorda-se que a Semana dos Direitos da Criança organizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Caminha tem como objetivo chamar à atenção para os afetos e para o direito à diferença, no sentido de despertar na comunidade o sentimento de igualdade e promover a inclusão. Mas também visa proporcionar aos alunos do concelho realidades diferentes.

VILA NOVA DE CERVEIRA: CAPELAS DE GONDARÉM INTEGRAM ROTEIRO PATRIMONIAL DO “DIÁRIO DO MINHO”

A abordagem do Suplemento Património do Diário do Minho deste domingo, 01 de junho, recai sobre três capelas da paróquia de Gondarém, que despoletam grande interesse pelo conjunto de elementos presentes.

Capela Gondarem

A capela de S. Sebastião, cujas origens remontam aos inícios do séc. XVII; a Capela de S. Tomé, situada no lugar de Mangoeiro e que até ao séc. XVI albergou a igreja paroquial da freguesia e, por fim, a Capela de S. Paio, integrada no Calvário de Gondarém, e cuja construção ocorre em meados do séc. XVIII.

Três capelas que emanam uma enorme riqueza histórico-cultural, podendo destacar-se a imagem de S. Paio, em pedra integrada no altar da Capela de S. Paio.

PÓVOA DE LANHOSO MOSTRA ECO-ESPANTALHOS

Exposição de Eco Espantalhos começa amanhã, dia 30 de maio

Realiza-se amanhã, dia 30 de maio, pelas 11h00, a inauguração da exposição de eco espantalhos, concurso promovido pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso. Na edição de 2014, participam 13 entidades, com 14 eco espantalhos.

Eco Espantalhos 2011

Este ano, no âmbito das comemorações dos 500 anos da atribuição do Foral Manuelino às Terras de Lanhoso (4 de janeiro de 1514), a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso propôs como tema para a criação dos Eco Espantalhos a época Quinhentista, tornando-se este concurso uma forma diferenciada de recriação histórica.

Esta iniciativa tem como objetivo reanimar uma tradição antiga e fomentar nos mais jovens o interesse pela reciclagem. Novamente, o desafio foi lançado jardins-de-infância, escolas, associações e instituições do concelho.

Outrora muito utilizados, os tradicionais espantalhos estão na atualidade a cair em desuso. Para revitalizar tal tradição, é proposta a criação de Eco Espantalhos elaborados com materiais reutilizados e/ou reciclados.

A criação de cada exemplar deve obedecer a determinadas características estipuladas em regulamento. Cada espantalho deverá ter uma estrutura interna em madeira que possibilite a sua colocação no campo. A altura do espantalho deverá ser de cerca de 1,70 metros (mais 30 cm de estaca para espetar na terra). De referir que, para chegar a este tamanho de estrutura, poderão ser utilizados várias partes de madeira juntas numa só (coladas, pregadas ou utilizadas de qualquer outra forma) e não necessariamente uma única, com dois metros de altura. Todos os materiais utilizados deverão ser reutilizados e/ou reciclados e ser resistentes às diferentes condições climatéricas.

A participação foi aberta a escolas e jardins-de-infância e a outras associações ou instituições. Serão premiados os vencedores de cada categoria. 

A partir de amanhã, os trabalhos ficarão expos­tos no Jardim António Lopes, na Vila da Póvoa de Lanhoso, podendo ser apreciados pela comunidade.

ESPOSENDE ASSINALA DIA MUNDIAL DA MIGRAÇÃO DOS PEIXES

Na Sequência do desafio lançado pela QUERCUS, a empresa municipal Esposende Ambiente assinalou o Dia Mundial da Migração dos Peixes, que se comemora a 24 de maio, associando-se ao Fórum Esposendense/Centro de Mergulho e Ecologia Marinha na realização de uma palestra e de um percurso fluvial no rio Cávado.

P5241465

Com um painel de oradores de excelência, a palestra, que teve lugar no auditório do Museu Marítimo de Esposende, iniciou-se com a apresentação do biólogo Fernando Gonçalves, em representação do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, que explorou o Livro Vermelho dos Invertebrados, focando-se, naturalmente, sobre os peixes migradores e o estatuto de perigo de várias espécies, algumas das quais usualmente encontradas nos rios do concelho de Esposende.

Seguiu-se a comunicação do biólogo Carlos Antunes, diretor do AquaMuseu do Rio Minho e investigador do CIIMAR, que deu conta de um vasto conjunto de dados relevantes ao nível das espécies migradoras que se podem encontrar no Rio Minho, resultado de vários anos de investigação.

A sessão contou também com a intervenção de Vasco Ferreira, biólogo e investigador do Centro de Mergulho e Ecologia Marinha, que apresentou informações de carácter global, com cenários atuais e prospetivos, realçando o problema da sobrepesca e seus efeitos nas populações marinhas e repercussões para a humanidade. A jornada culminou com o percurso fluvial no Rio Cávado.

Ficou a certeza de que esta comemoração passará a fazer parte das iniciativas a desenvolver anualmente pela Esposende Ambiente, como forma de sensibilizar a comunidade para a importância de rios sem barreiras e rios saudáveis e para a enorme relevância que os peixes migradores possuem como recurso.

IMG_2569

PÓVOA DE LANHOSO ASSINALA DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

Diver Fantasia com propostas para crianças até domingo

Decorre até ao próximo dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, a iniciativa Diver Fantasia, dinamizada pela Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e pelo parque aventura Diver Lanhoso.

Diverfantasia 2012 2

Esta parceria resulta de um protocolo assinado recentemente (a 8 de maio) entre ambas as entidades, que prosseguem assim os esforços conjuntos de promoção do concelho da Póvoa de Lanhoso como destino turístico.

A Diver Fantasia procura proporcionar um espaço de animação, de diversão, de descoberta, de aventura e de aprendizagem para as crianças com idades entre os três e os 12 (e suas escolas e/ou famílias).

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso assegura as atividades artísticas, sendo que a animação e a conceção artística do evento está a cargo do Theatro Club. Desta forma, realiza-se todos os dias um espetáculo 35 de minutos, designado “A Noite Trapalhona”, que é apresentado no palco central.

Existe ainda o cantinho do conto (que não decorre em simultâneo com o espetáculo diário), o cantinho da magia, o cantinho das artes plásticas, o cantinho das pinturas faciais, o cantinho dos fantoches, o cantinho da reciclagem, o cantinho dos insufláveis e trampolins e o labirinto.

De referir ainda a participação da GNR com uma ação de divulgação e de demonstração das suas atividades, no próximo dia 30 de maio; e a entrada gratuita para os pais nos dias 31 de maio e 1 de junho.

Destinada a assinalar o Dia Mundial da Criança, a Diver Fantasia decorre entre as 10h30 e as 17h30.

MINISTRO-ADJUNTO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL VISITA ARCOS DE VALDEVEZ

No próximo sábado, dia 31 de maio, o Ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, vai a Arcos de Valdevez no âmbito do 3º Roteiro pelos Territórios de Baixa Densidade da Região Norte.

Em Arcos de Valdevez, cerca das 12h00, passará pela In.Cubo, onde serão debatidas questões relativas à atração e acolhimento empresarial, empreendedorismo, bem como outras iniciativas que valorizem a importância do território como fator de competitividade.

Visita do Ministro Prof. Poiares Maduro à In.Cubo

Arcos de Valdevez | IN.CUBO

Dia 31 de Maio de 2014

Programa

12h00 – Visita à Área Oficinal do CENFIM.

12h15 – Visita à empresa incubada “Fórmula d’Avó”, ao FAB-LAB Alto Minho e à mostra de produtos dos diversos setores industriais.

12h30 – Apresentação da Estratégia de Acolhimento Empresarial em Arcos de Valdevez, Território de Baixa Densidade.

12h45 – Assinatura do Protocolo entre a Valicom/ DSTelecom e o Município de Arcos de Valdevez para infraestruturação dos Parques Empresariais com fibra óptica

12h50 – Intervenção do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, Dr. João Manuel Esteves

13h00 – Intervenção do Sr. Ministro do Desenvolvimento Regional, Professor Poiares Maduro

13h30 – Visita à mostra de produtos rurais seguida de Almoço

14h30 – Fim da Visita.

MUNICÍPIO DE VILA NOVA DE CERVEIRA E CEVAL FORMALIZAM PROTOCOLO PARA GESTÃO DO CENTRO DE APOIO ÀS EMPRESAS

A Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira e a CEVAL - Confederação Empresarial do Alto Minho vão proceder à assinatura formal do protocolo de cedência de gestão do Centro de Apoio às Empresas (CAE), na Zona Industrial II. Cerimónia está agendada para 11 de junho, pelas 14h30, no Salão Nobre do Município, seguida de uma visita ao equipamento.

CAE

A proposta apresentada pela CEVAL, e aceite pela autarquia, visa uma maior dinamização daquele equipamento no âmbito empresarial. Durante a formalização do protocolo, as duas entidades vão dar a conhecer algumas das cláusulas que firmam este acordo.

O edil cerveirense considera que a “excelência” daquele espaço composto por auditório e salas de apoio carece de uma maior promoção e ocupação que, até à data, não se tem concretizado. Fernando Nogueira lembra que o próximo QREN 2014/2020 representa um forte incremento de verbas para o mundo empresarial que deve ser aproveitado e ao qual o CAE pode estar mais próximo.

O presidente da CEVAL, Luís Ceia, reconhece que as valências do equipamento e a sua localização em zona transfronteiriça de franca atividade industrial, propiciarão à CEVAL condições invejáveis para o apoio à atividade empresarial dentro do espaço da Euro Região Norte de Portugal Galiza

Recorde-se que a Confederação Empresarial do Alto Minho, que foi constituída em 1998 e abrange todo o tecido empresarial do Alto Minho, tem sede no CAE desde 2012.

A cerimónia de assinatura está aprazada para as 14h30, do dia 11 de junho, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, seguida de uma visita ao equipamento.

CELORICO DE BASTO RECEBE TROFÉU LUSO-GALAICO ENDURO

Dia 1 de junho, a partir das 11h00, Celorico de Basto vai receber o troféu Luso Galaico – Enduro, troféu amador de mota de monte. A iniciativa é promovida pelo Motor Clube de Basto com o apoio da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

O percurso desta prova contempla as freguesias de Britelo, Arnoia, Codessoso, Veade e Gémeos passando por paisagens de extrema beleza que deixarão, por certo, os participantes encantados. 

“ A modalidade tem cada vez mais aficionados que, por certo, não quererão perder a hipótese de assistir ou participar na prova. Ao mesmo tempo, podem aproveitar para conhecer um concelho com características ímpares e com uma oferta turística cada vez mais apelativa” salientou o autarca, Joaquim Mota e Silva.

 O paddock, onde ficarão as motas, será mesmo em frente à Câmara Municipal. A prova contempla três especiais cronometradas, para as diferentes classes participantes. A 1ª prova denominada “Enduro Test” será no lugar de Valados - Cruz de Baixo, a 2ª prova “Cross Test” está marcada para a Quinta da Agra e a 3ª prova terá lugar na Reta da Ribeira, com três passagem em cada percurso.

Uma prova que exige muito da organização mas que se espera ser um sucesso pelo número de participantes e pela moldura humana que se espera a assistir. “Trata-se de uma prova que exige muito de nós, organização, mas, ao mesmo tempo, deixa-nos satisfeitos por podermos proporcionar aos aficionados da modalidade a hipótese de participar ou assistir a este troféu amador de motas de monte por percursos absolutamente sublimes com um grau de exigência acima da média para os praticantes ” salientou Paulo Cunha, da Organização.

Refira-se que as inscrições para participar no Troféu Luso Galaico- Enduro são possíveis até ao dia da prova. Os prémios da prova serão entregues aos três primeiros de cada classe a participar no entanto, todos os participantes terão direito a prémio de participação.

CABECEIRAS DE BASTO CANDIDATA MOSTEIRO DE S. MIGUEL DE REFOJOS A PATRIMÓNIO CULTURAL DA HUMANIDADE

Toda a comunidade escolar cabeceirense participa no ABRAÇO AO MOSTEIRO

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto decidiu apresentar a candidatura Mosteiro de S. Miguel de Refojos à Lista do Património Cultural da Humanidade da UNESCO.

Vista panorâmica do Mosteiro de S. Miguel de Refo

Entretanto, no próximo dia 2 de junho, pelas 10h00, Cabeceiras de Basto leva a efeito o “ABRAÇO AO MOSTEIRO”, iniciativa que pretende celebrar também o Dia Mundial da Criança.

O imponente e inigualável Mosteiro de S. Miguel de Refojos, considerado o mais rico, singular e completo dos Mosteiros da Ordem Beneditina em Portugal e um dos mais importantes do mundo, tem um valor extraordinário.

E Cabeceiras de Basto orgulha-se de ter um monumento de valor patrimonial, cultural e económico de enorme relevância que teve, desde a sua fundação, uma grande influência histórica para o concelho de Cabeceiras de Basto e para toda a região de Basto.

Pelas 10h00, do dia 2 de junho, cerca de três mil crianças e jovens estudantes vão dar um ABRAÇO AO MOSTEIRO, seguindo-se a construção de um logótipo humano no Parque do Mosteiro, mesmo ao lado do Monumento.

Porque estamos certos tratar-se de uma iniciativa de grande espetacularidade com o envolvimento de tão significativo número de participantes, esperamos poder contar com a presença do vosso prestigiado órgão de comunicação tendo em vista dar a conhecer à região, ao país e ao mundo, o que pretendemos com esta candidatura de tão imponente Mosteiro.

Vista panorâmica do Mosteiro de S. Miguel de Refo

Interior da Igreja de S. Miguel de Refojos

Claustros do Mosteiro de S. Miguel de Refojos

"CARNE MINHOTA" TEM LANÇAMENTO EM PONTE DE LIMA

Minho – Região Europeia da Gastronomia. Escola Superior Agrária de Ponte de Lima. 31 de maio

Realiza-se no próximo dia 31 de maio, na Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, o lançamento da Carne Minhota promovido pela APACRA – Associação dos Criadores da Raça Minhota.

carne minhota _ logotipo png

Após a apresentação deste projeto de grande relevo para o desenvolvimento rural, a CM – Carne Minhota será confecionada por dois conhecidos Chefs de cozinha e dada a degustar no Convento de Refoios, após o Seminário Minho – Região Europeia da Gastronomia, organizado no âmbito do projeto Consórcio Minho IN.

Presidido pelo Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, Nuno Vieira Brito, o encontro vai debater o Papel das Confrarias Gastronómicas no contexto da Região Europeia de Gastronomia, a cargo do coordenador do Turismo do IPVC, Carlos Fernandes.

A Diretora da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, Ana Paula Vale apresentará o Centro Regional de Gastronomia, e o Minho – Região Europeia da Gastronomia pelo coordenador Executivo do projeto Francisco Calheiros.  

De realçar que os produtos “CM – Carne Minhota” são provenientes de animais de raça Minhota, inscritos no livro Genealógico, nascidos dentro da região de produção e criados de acordo com as normas expressas no caderno de especificações.

ARCOS DE VALDEVEZ ANIMA ÍNSUA DO VEZ

Instalação e exploração sazonal de um Parque de Diversões na Ínsua do Vez. Dinamização da Vila, bem como atração de visitantes são os principais objetivos

A Câmara Municipal abriu recentemente um Concurso Público para a instalação e exploração de um Parque de Diversões na Ínsua do Vez.

y

Esta concessão tem por objeto o uso do terreno da Ínsua do Vez, no Campo do Trasladário, para instalação e funcionamento de um Parque de Diversões direcionado para o público em geral, especialmente para as famílias e crianças, de modo a proporcionar agradáveis momentos de lazer.

As áreas de diversão a contemplar no projeto incluirão insufláveis; Air Bungge; Mini Golfe; Gaivotas a pedal; Pequenos barquinhos; Parede de escalada e Roller Ball.

Desta forma a Câmara Municipal pretende disponibilizar um espaço de diversão e lazer para os arcuenses, bem como atrair visitantes ao concelho. Com a instalação deste parque de diversões pretende-se ainda dinamizar o turismo, a gastronomia e o comércio.

Este parque estará em funcionamento no período de 1 de junho a 30 de setembro.

TERRAS DE BOURO ASSINALA MÊS DO CORAÇÃO

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro realizou durante o mês de maio a segunda edição do Mês do Coração.

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro realizou este ano a segunda edição do mês do coração que decorreu durante o mês de maio. Para o efeito a instituição desenvolveu durante este mês ações de sensibilização junto da população concelhia para a temática das doenças cardiovasculares, que continuam a ser a principal causa de morte em Portugal, mantendo também níveis de morbilidade muito elevados.

AF_229826

Simultaneamente, durante todo o mês de maio, os serviços de Enfermagem e Nutrição do Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro encontram-se a realizar um conjunto de rastreios, nomeadamente à tensão arterial, glicémia, perímetro abdominal, peso, e IMC.

Conscientes de que a prevenção das doenças cardiovasculares se deve iniciar precocemente e de forma a chamar a atenção das pessoas para a importância que a atividade física tem na prevenção destas doenças realizaram-se duas Megas Aulas de Zumba, nos dias 26 e 28 de maio, no Vale do Homem e Vale do Cávado, respetivamente, que contaram com a participação das crianças do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e também de alguns adultos que se juntaram a esta iniciativa.

Todas as atividades desenvolvidas no âmbito da prevenção das doenças cardiovasculares que decorreram ao longo deste mês registaram uma forte adesão da população concelhia, o que permitiu alertar um grande número de pessoas para esta problemática.

AF_229824

AF_229821

AF_229820

AF_229817

VILA PRAIA DE ÂNCORA: RUA PADRE LIMA COM TRÂNSITO CONDICIONADO A PARTIR DE AMANHÃ

Até dia 13 de junho, o trânsito estará cortado entre as 8 e as 17 horas dos dias úteis

A partir de amanhã, dia 30, devido às obras de “Saneamento da Zona Sul de Vila Praia de Âncora, Vile e Riba de Âncora” vai proceder-se ao corte/desvio de trânsito na Rua Padre Lima (aqueduto), em Vila Praia de Âncora, entre as 8 e as 17 horas dos dias úteis. Prevê-se que a normalidade da circulação seja reposta no dia 13 de junho.

O encerramento da via ao trânsito automóvel decorre da impossibilidade de executar os trabalhos e garantir, em simultâneo, a circulação automóvel com as condições mínimas de segurança exigíveis. De salientar ainda que os moradores terão o acesso garantido.

Até dia 13 de junho, a circulação automóvel está proibida entre as 8 e as 17 horas dos dias úteis.

Pelos incómodos e transtornos causados, o Município de Caminha lamenta e solicita a melhor compreensão.

VINHOS ARCUENSES ESTÃO EM ALTA

Quinta do Formigueiro é o Vinho do Ano 2014 pela Ordem dos Engenheiros – Região Norte

No passado fim-de-semana, dias 23 e 24 de maio, o Vinhão da Quinta do Formigueiro foi selecionado como Vinho do Ano 2014 da Ordem dos Engenheiros - Região Norte, na categoria de Vinho Verde Tinto, eleito por um painel de provadores, em prova cega, e seguindo as regras internacionais da OIV, por ocasião da realização dos IV Encontros Vínicos do Vinho Verde, levados a cabo em Viana do Castelo.

z

A divulgação e entrega dos prémios foram efetuadas num Jantar de Gala realizado no Forte de Santiago da Barra em Viana do Castelo.

O Vinho Verde Tinto – Vinhão da “Quinta do Formigueiro” fez parte da ementa do referido jantar, servido pela Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo.

A atribuição deste Prémio foi, segundo os proprietários da Quinta, “sentida com muita alegria e orgulho por todo trabalho desempenhado até então e por outro lado como estímulo para continuar a produzir um vinho genuíno onde é predominante o seu “terroir”. São o terreno e as condições climatéricas que determinam a colheita de cada ano. O vinhão Quinta do Formigueiro distingue-se por não ser um vinho parametrizado.

Após anos de luta, sentimos o reconhecimento da entrega a um produto tradicional que mantém os seus valores de origem. A nossa "Bandeira", O Vinhão da Quinta do Formigueiro, foi o princípio de um sonho que faz parte da família e da nossa tradição.”

A Quinta do Formigueiro é uma empresa de base familiar que procura produzir vinhos de alta qualidade, com uma personalidade distinta, pondo especial ênfase no carácter natural e autêntico dos seus produtos. Com uma área total de vinha de 20.264 m2, situada na meia encosta com uma exposição solar virada a nascente, utiliza o sistema de condução de vinhas “Cordão – Simples Ascendente”. 12.254 m2 destinam-se à produção de uvas tintas da casta Vinhão e os restantes 8.010 m2 à produção de uvas da casta Loureiro.

Este é mais um motivo de orgulho para o território arcuense que vê mais um dos seus produtos ser elevado ao mais alto nível.

FESTIVAL DE VILAR DE MOUROS 2014 VAI CATAPULTAR AS EDIÇÕES SEGUINTES

Festival de Vilar de Mouros, classificação patrimonial das oficinas de ferreiros, questões ambientais e sociais são as temáticas que mais preocupam os residentes em Vilar de Mouros

O Festival de Vilar de Mouros é um dos assuntos que mais preocupa os vilarmourenses. Esta foi uma das questões mais focadas ontem na reunião descentralizada. Miguel Alves tranquilizou a população, explicando todo o processo desde que tomou posse “o caminho estava todo por trilhar. O acordo celebrado não beneficiava Vilar de Mouros, não contribuía para o engrandecimento do Festival, nem para o concelho, nem servia os organizadores”, e garantiu “o nosso empenhamento é total para que as coisas possam correr bem, para que o festival possa ser bem sucedido”.

1

Decorreu ontem mais uma reunião descentralizada, desta feita em Vilar de Mouros. Tal como as anteriores, também esta reuniu a população que saudou a presença do executivo e enalteceu a relevância destas reuniões nas freguesias. Sobre esta matéria também Carlos Alves, presidente da Junta da Freguesia e anfitrião, sublinhou: “ é na nossa opinião uma medida de grande alcance democrático o facto de contactar as populações e que a juntar a muitas outras atitudes e postura do atual executivo fazem desde já a diferença, o que contribuirá sem dúvida para um clima muito diferente daquele a que estávamos habituados e que resultará em benefícios evidentes no campo da resolução dos muitos problemas que a todos nos afligem, no progresso e bem estar do concelho”.

Miguel Alves sublinhou que estas reuniões “são importantes para falar com as pessoas, para vir ao terreno e para dar uma justificação aos munícipes. São momentos para dar a cara porque a democracia exige isso mesmo. São um contributo para a democracia mas não resolvem todos os problemas”.

Carlos Alves salientou ainda a boa relação que a Junta de Freguesia mantém com a Câmara Municipal: “quero agradecer desde já ao senhor presidente da câmara não só a postura de diálogo que tem travado com esta junta de freguesia como também a já significativa colaboração e apoio na resolução de diversas beneficiações mais urgentes, que entretanto foram levadas a cabo nestes sete meses de gestão autárquica”.

Festival de Vilar de Mouros, classificação patrimonial das oficinas de ferreiros, questões ambientais ligadas ao Rio Coura e execução de saneamento na freguesia e algumas questões de cariz social são os assuntos que mais preocupam os vilarmourenses.

2

Miguel Alves explicou todo o processo que envolve o Festival de Vilar de Mouros e as decisões que teve que tomar para que o processo continuasse, sempre com a ideia de que este é “um festival que este ano quererá ser um festival bom para catapultar os próximos anos” e continuou: “o caminho estava todo por trilhar: não havia um euro, não havia nada. Mas existia uma declaração pública do concelho de ter de ajudar uma IPSS. Pegamos no festival com a expetativa de crescermos ao longo de 4 anos. Para isso teríamos de mudar alguns interlocutores. Foi o que aconteceu”.

O presidente também informou que o trabalho que diz respeito à Câmara Municipal e à Junta de Freguesia está a ser realizado: “temos vindo a realizar reuniões de trabalho. Estamos a fazer todo um trabalho de consolidação do recinto para recebermos o festival, nomeadamente a estrutura do recinto, questões ligada à segurança, acampamentos, balneários e cuidados a ter com as zonas adjacentes”.

Relativamente à classificação das oficinas de interesse municipal, Miguel Alves garantiu “o município tem todo o interesse em classificar este património” mas também esclareceu “só é possível recuperamos o património se tivermos apoio financeiro”.

A implementação de saneamento na freguesia foi uma das questões levantadas. Sobre esta matéria, Guilherme Lagido informou que existe um projeto para se candidatar a fundos comunitários: “estamos atentos para candidatarmos o projeto na primeira oportunidade”.

Sobre a dinamização do centro de convívio da freguesia, a vereadora Ana São João também tranquilizou a população e salientou que esta também é uma preocupação do município: “estamos a preparar alguns recursos humanos para dinamizarmos estes centros”.

3

TERRAS DE BOURO REALIZA TORNEIO DE MINIBASQUETE

No próximo dia 1 de junho, entre as 10:00h e as 16:30h, decorrerá na Praça de Espetáculos da vila de Terras de Bouro a Iª Edição do Torneio de Minibasquete de Terras de Bouro.

Este evento desportivo contará com a presença das equipas do SC Braga, Vitória SC, BC Barcelos, GD André Soares, SC Maria da Fonte e AD Terras de Bouro.

A organização estará a cabo do Município de Terras de Bouro e da Associação Desportiva de Terras de Bouro e ainda da Associação de Basquetebol de Braga, além do Comité Nacional de MiniBasket.

VALENÇA REALIZA FEIRA GASTRONÓMICA

Sabores Serranos – As Delícias e a Pega do Porco. Feira Gastronómica em São Julião - Valença

A Câmara Municipal de Valença e a Junta da União de Freguesias de São Julião e Silva promovem a terceira edição da Feira Gastronómica “Sabores Serranos – As Delícias do Porco”, no fim-de-semana de 31 de maio e 1 de junho, no Parque de São Sebastião, em São Julião.

Os sabores genuínos da carne de porco, como os enchidos, o presunto, o arroz de sarrabulho, o bolo do tacho, as belouras, o leitão e a orelha de porco, acompanhado da tradicional broa, do caldo verde de Valença, uma das 7 Maravilhas Gastronómicas de Portugal, bem como da doçaria tradicional e dos bons vinhos verdes locais. Dois dias em que será possível petiscar, comprar, apreciar e deliciar-se com vários pratos tradicionais.

Do programa de animação do evento destaca-se a Pega do Porco, na lama, domingo 1 de junho, a partir das 17h30. Um recinto fechado, completamente enlameado e com porcos-bravos (javalis) convidará as várias equipas a demonstrar a sua destreza em agarrar o animal. Cada equipa será constituída por dois jogadores, podendo ser masculina ou feminina. Ganha a equipa que conseguir agarrar o porco no melhor tempo. Do programa de animação consta, ainda um encontro de folclore com grupos da região.

Os Sabores Serranos são uma iniciativa da Câmara Municipal de Valença e da Junta da União das Freguesias de São Julião e da Silva com o apoio da Comissão de Festas de São Sebastião e Rancho Folclórico de São Julião.

Para Jorge Salgueiro Mendes, Presidente da Câmara Municipal, “Os Sabores Serranos são um exemplo do aproveitamento e potencialização dos  recursos locais, dando valor ao que é nosso, genuino e tradicional”.

MUSEU DO BRINQUEDO DE PONTE DE LIMA COMEMORA DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

No Dia Mundial da Criança visite o Museu do Brinquedo Português de Ponte de Lima

No Dia Mundial da Criança, 1 de junho, traga os seus filhos ao Museu do Brinquedo Português de Ponte de Lima.

P1040554

Situado no Largo da Alegria, além da Ponte, em Arcozelo, o Museu do  Brinquedo Português é um espaço aberto a toda a família, dirigido a  pequenos e graúdos, e que nos leva a conhecer a história de alguns dos  mais importantes fabricantes nacionais de brinquedos.

Faça um programa diferente e mostre aos seus filhos peças de coleção, cronologicamente ordenadas, década a década. As rocas e as flautas de folha de flandres, os baldinhos de praia em madeira com motivos  coloridos, as bonecas de pasta de papel, os canhões de folha, passando  pelas camionetas, barcos, comboios, triciclos, aos carros a pedais, percorrendo o mundo dos plásticos até aos Estrumfes em pvc, tudo se fez em Portugal.

A par da mostra de brinquedos, visite a exposição temporária de  Brinquedos Generosos aberta ao público até outubro. A mostra apresenta cerca de 800 peças doadas ao Museu do Brinquedo Português de Ponte de Lima.

Na loja do Museu pode ainda encontrar brinquedos de madeira, feitos na Oficina do Alfredo.

No próximo domingo, Dia Mundial da Criança, esperamos por si, com o sorriso de sempre, com mil e um brinquedos para recordar e viver a magia das brincadeiras.

Estamos abertos das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. Visite o nosso sítio www.museuspontedelima.com. Contate-nos geral@museubrinquedoportugues.com.

HOJE É DIA DA ESPIGA!

Hoje é Quinta-feira da Ascensão. Assim se denomina este dia em virtude de no calendário litúrgico se comemorar a ascensão de Jesus Cristo ao Céu, encerrando um ciclo de quarenta dias que se seguem à Páscoa. Mas, este dia tem a particularidade de se celebrar também o "dia da espiga" ou "quinta-feira da espiga". Manhã cedo, rapazes e raparigas vão para o campo apanhar a espiga e flores campestres. Formam um ramo com espigas de trigo, rosmaninho, malmequeres e folhagem de oliveira que pode incluir centeio, cevada, aveia, margaridas, pampilhos e papoilas. Depois, o ramo é guardado ao longo de um ano, pendurado algures dentro de casa.

dia da espiga

Crê-se que este costume, com mais incidência nas regiões a sul de Portugal, tenha as suas raízes num antigo ritual cristão que consistia na bênção dos primeiros frutos, mas as suas características fazem-nos adivinhar origens bem mais remotas, muito provavelmente em antigas tradições pagãs naturalmente associadas às festas consagradas à deusa Flora que ocorriam por esta altura e a que a tradição dos maios e das maias também não é alheia.

É crença do povo que a espiga apanhada na quinta-feira da Ascensão proporciona felicidade e abundância no lar. Aliás, a espiga de trigo propriamente dita representa a abundância de pão, o ramo de oliveira simboliza a paz, as flores amarelas e brancas respetivamente o ouro e a prata que significam a fartura e a prosperidade.

Noutros tempos, era costume na cidade, as moças que estavam de criadas de servir, ainda arreigadas a antigas usanças das suas terras de origem, pedirem às patroas para que lhes concedessem licença nesse dia para irem apanhar a espiga... Não raras as vezes, um bom pretexto para irem ao encontro do namorico, pois quase sempre apenas tinham permissão de folga ao domingo. Aliás, devido em grande medida à liberdade que a festa proporcionava aos jovens nesse dia, a apanha da espiga adquiriu bem depressa um sentido mais malicioso sempre que as pessoas a ela se referem.

Atualmente, algumas ruas de Lisboa enchem-se de vendedeiras de ramos de espigas, as quais são cada vez mais solicitadas inclusivamente por pessoas cujas raízes culturais já nada tem a ver com tais costumes mais próprios do meio rural. Provavelmente, atraídas pela beleza com que se apresentam os ramos. Em todo o caso, procurando cumprir um ritual que ajuda a preservar uma tradição!

Carlos Gomes in http://www.folclore-online.com/

GRUPO DE DANÇAS E CANTARES DE PERRE COMEMORA HOJE 29 ANOS DE EXISTÊNCIA

Passam precisamente 29 anos desde que nasceu no concelho de Viana do Castelo um dos grupos folclóricos mais representativos da região – o Grupo de Danças e Cantares de Perre.

Desde então, este grupo tem-se desdobrado não apenas em atuações por todo o país e no estrangeiro como ainda e sobretudo no trabalho de pesquisa, investigação e recolha das suas raízes etnográficas, sempre com o propósito de dar a conhecer os usos e costumes deste povo, num respeito integral dos mais elementares princípios sociais e culturais.

Viana do Castelo é um concelho de seculares tradições agrícolas, de festejos e romarias que sempre animaram esta encantadora região, incutindo na população o hábito das danças e dos cantares, numa região que valoriza de sobremaneira as suas tradições mais genuínas e faz inclusivamente do folclore, um dos seus principais cartazes turísticos.

Ainda recentemente, por ocasião das comemorações do 1º de maio, Dia Internacional do Trabalhador, os lisboetas puderam apreciar a representação do Grupo de Danças e Cantares de Perre que atuou na Praça D. Pedro IV, vulgo Rossio, em Lisboa, mostrando de forma exemplar como se traja, canta e dança em terras do Alto Minho.

Perre-2014-05-01 084-2

Perre-2014-05-01 039

CERVEIRA PROMOVE PATANISCA COM ARROZ DE FEIJÃO

‘Sabores Tradicionais de Cerveira’ convidam a degustar a patanisca, em junho

Integrando o calendário gastronómico para o ano de 2014, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, em parceria com 11 restaurantes do concelho, promove, durante todos os fins-de-semana do mês de Junho, a patanisca com o arroz de feijão. Prato tem um custo único de 5,00€.

O ‘Sabores Tradicionais de Cerveira’ é um evento que visa não só promover a gastronomia típica do concelho, como também contribuir para uma maior dinâmica dos estabelecimentos de restauração aderentes.

Sendo a gastronomia cerveirense marcada por uma grande diversidade e tipicidade, o Executivo Municipal pretende dar a conhecer pratos por vezes simples, mas com um enorme peso tradicional, evitando que algumas destas receitas caiam em desuso.

O Município de Vila Nova de Cerveira lança um convite irresistível a residentes e visitantes para não perderem esta experiência gastronómica genuína, seja para almoçar, jantar ou apenas petiscar a patanisca.

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ DE 26 DE MAIO DE 2014

P5265329

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

  • No Período Antes da Ordem do Dia o Sr. Presidente informou que no próximo sábado, dia 31 de maio, virá a Arcos de Valdevez o Sr. Ministro Poiares Maduro no âmbito do roteiro pelos territórios de baixa densidade, onde serão debatidas questões relativas à atração e acolhimento empresarial, empreendedorismo, bem como outras iniciativas que valorizem a importância do território como fator de competitividade.
  • Informou também que a Câmara Municipal participou na Feira do Vinho Verde, salão de Inovação Rural de Braga onde foram promovidos os vinhos da região;
  • De igual modo deu conta à Câmara que no passado fim-de-semana o vinho da Quinta do Formigueiro foi selecionado como Vinho do Ano 2014 da  Ordem dos Engenheiros - Região Norte, na categoria de Vinho Verde Tinto por ocasião da realização dos  IV Encontros Vínicos do Vinho Verde.
  • Também informou que no âmbito da programação cultural da casa das Artes, estarão em Arcos de Valdevez, na próxima sexta-feira, o grupo musical português Deolinda;
  • O Sr. Presidente informou também que no próximo fim de semana decorrerá em Arcos de Valdevez o Ciclo Gastronómico do Bacalhau à Lavrador em parceria com os restaurantes do concelho;
  • De igual modo informou que no passado dia 20 de maio foi hasteada nos Paços do concelho a bandeira da ANMP, em associação da Câmara Municipal a esta entidade pela comemoração do seu 30º aniversário;
  • O Sr. Presidente também informou a Câmara que no próximo dia 28 de Junho decorrerá o primeiro ato oficial da programação das Comemorações dos 500 anos do Foral de Soajo e apresentou a intervenção de valorização e proteção do Pelourinho de Soajo;
  • Informou também que na próxima 5ª feira, às 14h30, terá uma reunião com as Águas do Noroeste.

DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E URBANISMO: -

PLANO DE PORMENOR DO PARQUE EMPRESARIAL DE PAÇÔ (3ª REVISÃO): a Câmara deliberou aprovara 1ª alteração ao Plano de Pormenor do parque Empresarial de Paçô (3ª revisão).

REVISÃO DO PLANO DE URBANIZAÇÃO DA SEDE DO CONCELHO – APRECIAÇÃO PRÉVIA - A Câmara tomou conhecimento que se encontram na fase final os trabalhos de elaboração da proposta da revisão do Plano de Urbanização da sede do concelho.

Com esta revisão pretende-se promover o ordenamento urbanístico de continuidade relativamente ao perímetro urbano; promover o ordenamento em termos de alinhamentos, morfologias e novas ligações ao longo do atual trecho da EN 101; equacionar um novo atravessamento rodoviário de ligação ao centro de incubação de empresas, centro de formação e exposições; estabelecer a matriz de crescimento urbana (EN 101 e variante); promover a integração de algumas áreas dispersas na envolvente urbana; desenvolver corredores verdes de fruição lúdica e enquadramento paisagístico ao longo das margens do Vez; promover a compatibilização das políticas de ordenamento urbanístico com planos de hierarquia superior.

AÇÃO SOCIAL

APOIO PASSE - foi deliberado apoiar uma pessoa doente do concelho que precisa de acompanhamento na aquisição de cerca de 3 passes, com 52 viagens cada um, sendo que o custo por passe é de € 78,00, devendo ser pago à empresa Salvador Alves Pereira

BOLSAS DE ESTUDO - PROPOSTA DE ATRIBUIÇÃO - Foi aprovada a atribuição de 21 bolsas de estudo alunos de Arcos de Valdevez, para o Ensino Superior, no valor global de 9 720,00,00€ (nove mil setecentos e vinte euros).

APOIOS

- Corpo Nacional de Escutas - foi deliberado apoiar com o valor de € 10 386,00 para fazer face com despesas com obras e aquisição de equipamento para o “Centro Escutista de Arcos de Valdevez.

- ALAAR – Associação Limiana dos Amigos dos Animais de Rua - deliberou atribuir um apoio de 250 euros para fazer face a despesas com a respetiva associação.

- Unicef – foi deliberado apoiar esta instituição no valor de 250€, para fazer face a despesas com o tratamento da má nutrição das crianças.

- Faculdade de Desporto da Universidade do Porto – a Câmara deliberou atribuir à Faculdade um apoio de€ 200,00 para contribuir na realização do “Torneio Internacional – Reencontro de Valdevez, ocorrido nos dias 17 e 18 de Maio no Estádio Municipal da Coutada, com a participação de quatro equipas, Sporting Clube de Braga “B”, Vitória Sport Clube “B”Atlético Colombia Sport Club e Wsports 7.

AMBIENTE

 CONTRATO DE ADESÃO

Foi deliberado aprovar o contrato de adesão a celebrar com a Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P., que tem como objectivo a adesão do Municipio de Arcos de Valdevez ao Sistema Nacional de Compras Públicas, na qualidade de entidade compradora voluntária.

CAMIÃO DE RECOLHA DO LIXO – foi deliberado adquirir um camião com caixa compactada para recolha de resíduos sólidos urbanos pelo valor de 125 mil euros, a partir da central de compras Públicas.

            RESULIMA, VALORIZAÇÃO E TRATAMENTO DE RESÍDUOS, SA – PRIVATIZAÇÃO DE PARTICIPAÇÃO DETIDA PELO ESTADO ATRAVÉS DA EGF – EMPRESA GERAL DE FOMENTO, SA, NO CAPITAL SOCIAL DA RESULIMA – PROPOSTA

Foi deliberado autorizar o Presidente da Câmara Municipal a deduzir, por todos os meios legais, nomeadamente a interposição de acções judiciais, oposição ao processo de privatização da empresa “ Resulima”;

             – Aprovar a pretensão dos Municípios acionistas da Resulima de adquirir, total ou parcialmente, a participação do Estado no capital social da mesma e assim garantir que o serviço público de recolha e tratamento de resíduos sólidos no sistema multimunicipal em causa é gerido por uma empresa pública de capital total ou maioritariamente público;

             – Manifestar o seu total desacordo e a sua apreensão pela dispersão do capital social por privados, conforme o Decreto – Lei nº 45/2014 de 20 de Março, em detrimento da manutenção e gestão da empresa Resulima na esfera do interesse e do serviço público, génese da sua constituição para serviço dos Munícipes da área geográfica dos Municípios Acionistas”

Ministério do Ordenamento do Território e Energia – a Câmara tomou conhecimento do projeto de diploma que concretiza as alterações nos Estatutos da Resulima e enviou uma comunicação manifestando o seu desacordo com esta proposta de dispensa do capital social da Resulima.

PROPOSTA DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS JURÍDICOS – SISTEMAS MULTIMUNICIPAIS DE RESÍDUOS – ALIENAÇÃO DAS PARATICIPAÇÕES SOCIAIS DA EGF – ALTERAÇÃO DOS ESTATUTOS DA RESULIMA foi deliberado autorizar a abertura de procedimento de ajuste direto, nos termos da alínea a) do nº 1 do artº 20º do CCP, com consulta à Sociedade de Advogados, RL - Nuno Cerejeira Namora, Pedro Marinho Falcão & Associados pelo preço base de 30.714,29 €+IVA. Foram ainda aprovadas as peças do procedimento concursal, nomeadamente, o convite e o caderno de encargos.

OBRAS MUNICIPAIS

CENTRO DE PROMOÇÃO E VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS LOCAIS – ERROS E OMISSÕES - Foi deliberado ratificar a aprovação pelo senhor Presidente dos erros e omissões apresentados pela empresa adjudicatária da obra em epígrafe que importam no valor de € 18 273,93, bem como a aprovação da alteração do valor base do procedimento para € 340 839,20 e a prorrogação do prazo para a apresentação das propostas e respetiva publicação em diário da república.

REABILITAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS – CAMINHO DAS FELPOSAS – PAÇÔ: foi deliberado homologar o auto de recepção definitiva e autorizar o cancelamento ou extinção das garantias bancárias;

- Idem, respeitante à obra de “BLOCO XLI – ALARGAMENTO E PAVIMENTAÇÃO DO CAMINHO DE SANTO AMARO A BOAVISTA – MONTE REDONDO”

 “REABILITAÇÃO. CONSERVAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS MUNICIPAIS – CAMINHO DE LIGAÇÃO DA DEVEZA À CAPELA – VILAFONCHE” – foi deliberado liberar 75% da caução

 “ AMPLIAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DA REDE DE SISTEMAS DE VILAR, AVELAR E SÃO SEBASTIÃO EM CABREIRO E DE LOMBADINHA EM GONDORIZ – CONSTRUÇÃO DE RESERVATÓRIOS E REDES DE ABASTECIMENTOS DE ÁGUA”  - foi deliberado liberar 30% da caução

 “BLOCO XLIV – CAMINHO DE LIGAÇÃO DE CASARES Á FREITA – VALE” – foi deliberado liberar 15% da caução

REABILITAÇÃO DE PAVIMENTOS NAS ESTRADAS MUNICIPAIS 202 -2, 518, 530 E 530-2: foi deliberado aprovaro auto de consignação da obra em epígrafe, adjudicada à firma Duque & Duque, Terraplanagens, Ldª.

- Idem, respeitante à obra de AMPLIAÇÃO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE AGUA – UNIÃO DE FREGUESIAS DE VILELA, S. COSME E S. DAMIÃO E SÁ – CAMINHO DE SENRELAS, adjudicada à firma Machado & Caldas Investiments, Ldª.

AMPLIAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO DO PARQUE EMPRESARIAL DAS MOGUEIRAS – ARRUAMENTOS E INFRAESTRUTURAS – REFORMULAÇÃO DA E.N. 202:- Foi autorizada a revisão de preços no valor de € 4 478,53, ou seja, valor a ser restituido ao municipio.

- Idem, respeitante à obra “PO 2012/13 – BLOCO XLVI – CAMINHO DO REAL (LIGAÇÃO ENTRE SOUTO E SANTAR),  no valor de € 270,35.

FAFE DIVULGA ATIVIDADES CULTURAIS EM JUNHO

Dia 1 – Desporto

RALLY MONTELONGO 2014

Fafe/Montim (4 PEC), 11h00-16h30

Dia 1 | Comédia

O GALINHO VAIDOSO”

GRUPO DE ANIMAÇÃO E TEATRO ESPELHO MÁGICO

Quarto espetáculo do Fafencena – I Festival de Teatro de Fafe

Encenação: Céu Campos

Elenco: Tiago Muleta | Luís Candeias |Isabel Ganilho | Céu Campos | Luís F. Estrela | Bruno Frazão | João Praia | Carolina Macedo

Preço: 4 €

Duração: 75 minutos

Classificação: maiores de 3 anos

Teatro-Cinema de Fafe, às 15h00

Promoção: Grupo Nun’Álvares | Teatro Vitrine | Município de Fafe

Apoio: Federação Portuguesa de Teatro

Dia 4 – Cinema

EXIBIÇÃO DO FILME “AO ENCONTRO DE MR. BANKS, de John Lee Hancock

Com: Emma ThompsonTom HanksAnnie Rose Buckley

Drama | Biografia|2013 | 125 min.| M/12| EUA/GB/Austrália

Sala Manoel de Oliveira, às 21h30

Promoção: Cineclube de Fafe

Apoio: Município de Fafe

Dia 6 – Letras

APRESENTAÇÃO DA OBRA ÁRVORE GENEALÓGICA, DE PAULO ASSIM, POR CÉSAR FREITAS (Diretor da Escola Superior de Tecnologias de Fafe)

Biblioteca Municipal de Fafe, às 21h30

Promoção: Núcleo de Artes e Letras de Fafe

Dia 7 – Evento

XXIII ENCONTRO DOS ANTIGOS PROFESSORES, FUNCIONÁRIOS E ALUNOS DA ESCOLA INDUSTRIAL E COMERCIAL DE FAFE (AAPAEIF)

Programa:

15h00 – Concentração e receção na sede da coletividade

15h30 – Apresentação da revista Labor et Virtus – Casa da Cultura

16h00 – Assembleia-geral ordinária - Casa da Cultura

18h00 – Missa na Capela de Nossa Senhora do Socorro, por intercessão de todos os professores, alunos e funcionários, vivos e falecidos

19h30 – Jantar e convívio, homenagem a professores e/ou funcionários, animação pelo grupo de cavaquinhos do coletividade – Quinta da Ponte

Promoção: AAPAEIF

Capa1500x15Rita Redshoes_Life Is A Seconf Love

Dia 7 – Música

Concertos Íntimos

RITA REDSHOES “LIFE IS A SECOND OF LOVE “

Convidado especial - The Legendary Tigerman

Rui Freire - bateria

Paulo Borges – Teclados

Tiago Maia – baixo

Pedro Vidal – guitarra

Preço: 15 € (plateia), 10 € (camarotes)

Duração: 80’

Classificação: M/6

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Z2

Dia 10 – Evento

FEIRA TRADICIONAL DE FAFE

Praça 25 de Abril, ao longo do dia

Promoção: Rancho Folclórico de Fafe

Dia 10 – Desporto

FINAL DO XXVIII TORNEIO DE FUTEBOL JUVENIL DE FAFE

Pavilhão Municipal, às 10h00 (Escalão B)

Estádio Municipal, às 15h00 (Escalão C)

Entrega de prémios

Dia 14 | Evento

XXIV FEIRA DAS COISAS

Rua António Saldanha, 8h30-12h30

Promoção: Naturfafe

Dia 14 – Música

SARAU SOLIDÁRIO

Rotary Clube de Fafe

Teatro-Cinema de Fafe, 21h30

Dia 18 – Cinema

EXIBIÇÃO DO FILME “UM QUENTE AGOSTO, de John Wells

Com: Meryl StreepDermot MulroneyJulia RobertsEwan McGregorChris Cooper

Comédia dramática|2013 | 130 min.| M/16| EUA

Sala Manoel de Oliveira, às 21h30

Promoção: Cineclube de Fafe

Apoio: Município de Fafe

Dia 20 – Letras

APRESENTAÇÃO DE OBRA LITERÁRIA “O POETA E O LADRÃO”, DE EMÍLIA MEZÍA

Animação artístico-cultural

Biblioteca Municipal de Fafe, às 21h30

FACE B-1

Dia 21 – Música

REVIVER OS ANOS 80 COM O GRUPO MUSICAL FACE B

Preço: 5 €

Duração: 90’

Classificação: M/6

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Dia 22 – Cinema

EXIBIÇÃO DE FILME INFANTIL

Entrada gratuita

Sala Manoel de Oliveira, às 11h00 e 15h30

Promoção: Cineclube de Fafe

Apoio: Município de Fafe

Dias 27/28/29- Música

ENCERRAMENTO DO ANO LETIVO DA ACADEMIA DE MÚSICA JOSÉ ATALAYA

Teatro-Cinema de Fafe

Promoção: Academia de Música José Atalaya

 

VILA NOVA DE CERVEIRA INAUGURA VI EDUCARTE

“Há aqui muito potencial ao qual o Município deve abrir os braços para alguns destes pequenos grandes artistas”

Presente na inauguração do VI EDUCARTE – Mostra de Arte Infanto-Juvenil, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira saudou toda a comunidade escolar pelo “excelente exemplo de integração dos mais pequeninos aos menos jovens”. Fernando Nogueira não tem dúvidas de que no futuro, estes pequenos artistas têm lugar na ‘vila das artes’.

IMG_1178

Muita cor, risos, brincadeiras e elevadas expectativas inundaram, esta manhã, o Fórum Cultural de Vila Nova de Cerveira. Algumas centenas de crianças do concelho marcaram presença na inauguração do VI EDUCARTE. Coube à Tuna da Universidade Sénior de Vila Nova de Cerveira fazer as honras da casa com a entoação de algumas canções alusivas à vila e criando um momento de intercâmbio geracional.

Dando as boas-vindas a toda a pequenada, no discurso de abertura, o autarca cerveirense congratulou-se com o sucesso desta Mostra de Arte Infanto-Juvenil que, de ano para ano, tem revelado enormes potencialidades, afirmando-se como “um evento que Vila Nova de Cerveira não pode desperdiçar”.

Fernando Nogueira sublinhou o papel fundamental desta comunhão de atividades, através de projetos integrados cada vez mais necessários. Aludindo ao facto do Município ser conhecido como ‘vila das artes’, o edil ressalvou que “é de pequenino que se deve começar a ensaiar a criatividade, e quando se fala de ‘vila das artes’ não é só de artistas plásticos. O nosso conceito é muito mais amplo e é esse que queremos que seja cultivado”.

Esta festa das crianças e para as crianças, demonstrativa de excelentes trabalhos artísticos, “tem muito potencial ao qual o Município deve abrir os braços para alguns destes pequenos grandes artistas”.

A edição de 2014 desta mostra está muito direccionada para o património e história do concelho cerveirense. Os diversos estabelecimentos de ensino abordaram temáticas como o Castelo D. Dinis e a sua história, as lendas, a paisagem e natureza, e uma presença preponderante do cervo. Ao longo do espaço de exposição, são muitos e de muita criatividade artística. Cervos mais realistas, cervos mais idealistas.

Entre os trabalhos apresentados, destaque para a obra intitulada ‘Liberdade Infinita”, da turma 9ºB, da Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira, que conquistou o primeiro lugar no IVº Escalão - 3.º CEB, no âmbito do Concurso Nacional "Liberdade é...cria o teu mural". Foram apresentados 51 trabalhos divididos por cinco escalões, tendo esta turma vencido o primeiro prémio no IV escalão.

A VI EDUCARTE – Mostra de Arte Infanto-Juvenil decorre até sexta-feira, 30 de maio, no Fórum Cultural de Vila Nova de Cerveira.

Exposição ‘Perseguindo Sonhos’: O Empreendedorismo em contexto educativo

Inserida no Projeto Empreendedorismo para crianças dos 3 aos 12 anos, a exposição ‘Perseguindo Sonhos’ está patente neste VI EDUCARTE. Desenvolvido pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo, em parceria com a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho e Centro Educativo Alice Nabeiro, este projeto tem por objetivo fomentar a apropriação social do espírito e cultura empreendedora pelas crianças logo desde o início da escolaridade.

Do empreendedorismo em contexto educativo há alguns trabalhos em destaque como a Casa da Árvore (Moledo), o Museu da Fantasia (Darque), Estufa de Plantas e Flores (Ponte de Lima), A Magia dos Sonhos – Vamos fazer um Livro (Ponte de Lima), Teatro de Fantoches (V.N. Cerveira), Ser Empreendedor: Torneio de Futebol e Exposição de Trabalhos (V.N. Cerveira), Feira da Primavera (Caminha), Desfile de Carnaval (Caminha), Festa no Castelinho (V.N. Cerveira), Habemus Cacifos (Melgaço), A Arte de Aproveitar (Melgaço), O Paraíso da Música (Ponte de Lima), Projeto M.U.D.A. (Darque).

MUNICÍPIOS DO CÁVADO APOIAM BOMBEIROS

Municípios da comunidade intermunicipal do Cávado investem em equipamentos para bombeiros. Corporações do concelho de Barcelos entre as mais contempladas

O presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, e os presidentes das Câmaras de Amares, Braga, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde, que integram a Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado), assinaram protocolos de colaboração com a CIM e as dez corporações de bombeiros dos seis municípios, tendo em vista a entrega de equipamentos de proteção individual de combate a incêndios florestais.

IMG_8187

A sessão de assinatura do protocolo, que decorreu no dia 26 de maio, na sede da CIM Cávado, é o culminar de um processo iniciado em maio de 2013 com a apresentação de uma candidatura ao Programa Operacional da Valorização do Território (POVT), cujo investimento é de 186.419,07€, um valor correspondente a 85% do valor de aquisição dos equipamentos, sendo a comparticipação nacional de 15% assegurada em 7,5% pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e os restantes 7,5% pelo município.

Para Miguel Costa Gomes, a aprovação desta candidatura mostra o empenho das câmaras na captação de apoios aos seus projetos e constitui um exemplo do dinamismo que se pode gerar entre os municípios quando está em causa a defesa de projetos comuns e o bem-estar da população do vale do Cávado.

A candidatura foi aprovada em fevereiro deste ano, tendo sido contemplado o financiamento para aquisição de equipamento de protecção civil para os corpos de bombeiros e serviços de proteção civil municipal

Cada equipamento completo é composto por capacete, cógula, (capuz de proteção), dólmen (casaco), calça, luvas e botas de combate a incêndios florestais.

O número de equipamentos atribuídos corresponde a cerca de 50% do número de bombeiros no ativo em cada corpo, registados no Recenseamento Nacional de Bombeiros Portugueses em 11 de março de 2013.

As corporações de Barcelos serão das mais contempladas com estes equipamentos. Os Bombeiros de Barcelinhos terão 65 equipamentos completos; os Bombeiros de Barcelos terão 50 equipamentos completos; os Bombeiros de Viatodos optaram por 75 cógulas, 31 dólmen, 31 calças, 70 luvas e 89 botas.

Prevê-se que o equipamento seja entregue no mês de junho às dez corporações de bombeiros existentes na NUT III Cávado, respetivamente, aos Bombeiros Voluntários de Amares, de Barcelos, de Barcelinhos, de Viatodos, Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga, Bombeiros voluntários de Braga, de Esposende, de Fão, de Terras de Bouro e de Vila Verde.

PROGRAMA MINUTOS MÁGICOS DA SIC VAI SER GRAVADO EM CAMINHA

De 2 a 4 de junho Mário Daniel vai surpreender os caminhenses com fantásticos truques de magia

A vila de Caminha vai servir de cenário à gravação de um episódio do programa Minutos Mágicos, com Mário Daniel, transmitido pela SIC semanalmente. De 2 a 4 de junho, a magia sai do palco e andará à solta pelas ruas de Caminha.

Foto Minutos Mágicos

Os caminhenses vão ser surpreendidos pelos truques de Mário Daniel, consagrado ilusionista português. Sempre descontraído e com um humor contagiante, o ilusionista vai deixar a população de boca aberta com truques espetaculares.

Entre várias surpresas, um dos truques será gravado na terça-feira, dia 3 de junho, a partir das 15h30, junto à Torre do Relógio.

Sobre o programa transmitido pela SIC “as ilusões servem para pregar partidas aos espetadores em “Magia às Escondidas”, deixar um sorriso estampado na cara das crianças em “Magia de Palmo e Meio”, ensinar truques para os espetadores fazerem em casa em “Magia de Bolso”, e surpreender algumas das personalidades mais conhecidas de Portugal na rubrica “Convidado Especial”.

A Câmara Municipal de Caminha convida a população a sair de casa na próxima terça-feira e comparecer na Torre do Relógio às 15h30.

PONTE DE LIMA REALIZA FESTIVAL DE JARDINS

Jardins em Festa - Festival Internacional de Jardins em Ponte de Lima celebra 10º aniversário. Secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza preside à abertura oficial a 30 de maio / 11h00

O Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima festeja orgulhosamente o seu 10º aniversário, sob o tema “Jardins em Festa”.

A Cerimónia de abertura oficial realiza-se sexta-feira, 30 de maio, às 11 horas, e será presidida por Sua Excelência o Secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Dr. Miguel de Castro Neto.

Inovador na ideia e no conceito, desde a sua origem, o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima distinguiu –se ao longo destes dez anos pela sua dimensão e singularidade, conquistando reconhecimento internacional como Festival Internacional de Jardins do Ano de 2013, prémio recebido em Toronto, no Canadá e atribuído por um júri conceituado em termos mundiais, sucedendo Ponte de Lima ao National Blossom Festival, que se realiza em Washington DC, nos Estados Unidos da América.

Nesta décima edição, mantém-se em exposição o jardim mais votado em 2013, o Redemoinho de Sensações, da autoria de Beatriz Garcia Canitrot, Araceli Abalde Fernandez, Carlos Garcia Muñoz - de Espanha, e as 11 novas propostas:

Papagaios com Alma – a festa das “estrelas” – Associação Ar Evento – Fátima Matos, Clara Pereira, Manuel Gaspar, Roberta Lazzoni, Carina Costantino – Portugal.

Pérgola de fogo-de-artifício – Design by Analogo - Massimo Peota e Valeria Zamboni – Itália.

A Alegria do Circo faz a festa no Jardim – Raul Diniz – Brasil.

Jardim dos Ilustres Convidados – Turma 2P5 Agrupamento de Escolas Sá de Miranda - Portugal

Lampião Grandalhão- Sophie Breinl, Alexandra Hasllinger, Christoph Lehner, Lukas Wohlgen, Roland Wuck – Boku University of Vienna – Áustria.

O Coreto Vivo – Camille Luquet, Céline Klipfel, Caroline Leroux – França

Olhar o Minho – Escola Superior Agrária de Ponte de Lima e Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viana do Castelo – Portugal.

Os Frutos da Terra – Natacha Chevreau e Angélique Chevreau – Alemanha.

Up – Aleksandra Gierko e Agnieszka Bochenska – Polónia.

A Festa da Vida – Anita Ebbing – Holanda.

Allariz na Festa do Boi – Oficina Técnica Municipal de Allariz – Espanha.

No decorrer da abertura oficial, o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima apresentará uma escultura exclusiva da autoria de Mestre João Cutileiro. Trata-se de um trabalho criativo excecional, que o seu autor definiu, quiçá por lhe ter dado o nome de “Flor”, com as seguintes palavras: “O Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima é como que uma grande flor debruçada sobre nós”.

Com a finalidade de promover e divulgar este evento, esta obra insere –se no âmbito de uma candidatura apresentada ao ON.2 O Novo Norte e QREN – através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

A inauguração oficial do Festival Internacional de Jardins está marcada para as 11h00 com o seguinte programa:

- 11h00 – Abertura do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima

- 11h15 – Visita ao Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima

- 12h00 – Inauguração da escultura alusiva ao Festival de Jardins, da autoria do Mestre João Cutileiro

- 12h45 – Entrega de prémios do concurso “Esplanadas de Ponte de Lima 2013”

- 13h00 – Entrega de prémios do concurso “Ponte de Lima, Jardins, arte e Inovação”

Até 31 de outubro delicie-se com o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, com entrada livre no sábado, dia 31 de maio, das 10h00 – 19H00.

CABECEIRAS DE BASTO APRESENTA PROTÓTIPO DE “RAIL BIKE ADAPTOR”

Protótipo RBA – Rail Bike Adaptor – circulou na antiga Linha do Tâmega no Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe

O protótipo RBA – Rail Bike Adaptor (quadriciclo), desenvolvido por um grupo de investigadores da Universidade do Minho (UMinho) e da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), circulou esta manhã, dia 28 de maio, no troço da antiga Linha Ferroviária do Tâmega, no Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe do Museu das Terras de Basto.

Presidente da Câmara e professor do MIT-Portugal

Durante a sessão de demonstração do projeto (plataforma adaptável para duas bicicletas), o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. China Pereira, a diretora do Museu das Terras de Basto, Dra. Isabel Fernandes, o Prof. Eduardo Beira do programa MIT-Portugal e líder do projeto FOZTUA, os inventores, entre outros convidados, experimentaram o ‘veículo’ que tem como objetivo possibilitar a utilização de qualquer bicicleta como método de transporte sobre linhas ferroviárias desativadas.  

Depois de experimentar o engenho, o presidente da Câmara Municipal disse que esta solução desenvolvida pelos investigadores da UMinho e da FEUP “poderá potenciar o espólio existente no Arco de Baúlhe”, afirmando que se trata de uma invenção “interessante, capaz de atrair cabeceirenses e turistas ao Núcleo Ferroviário, possibilitando-lhes uma experiência diferente que é circular (de bicicleta) na antiga Linha do Tâmega, antigamente utilizada pelas automotoras”.

Para o Prof. Eduardo Beira do programa MIT-Portugal, a antiga Linha Ferroviária no Arco de Baúlhe tem boas condições para os turistas desfrutarem deste troço, assim como dos equipamentos e da paisagem que o circundam.

“Aquilo que a experiência internacional, especialmente a Alemanha, me mostra é que este tipo de veículos simples, a pedais, ao longo de trajetos desativados, acaba por ser a solução mais viável e mais sustentável, reproduzindo nos utilizadores aquele sentimento ferroviário de andar em cima de carris”, com a mais valia do Arco de Baúlhe ter uma “lindíssima estação”, considerou Eduardo Beira.

De acordo com o inventor Carlos Nuno Barbosa, o produto foi desenvolvido no ano letivo 2011/2012 no âmbito de três cadeiras do Programa Doutoral em Líderes para Indústrias Tecnológicas promovido pelo MIT-Portugal, com o intuito de valorizar as linhas férreas abandonadas, preservando o património existente.

“Em oito meses foi desenvolvido um protótipo alfa (primeira versão do produto) e depois dos utilizadores o testarem e darem a sua opinião será realizado um protótipo beta, mais refinado e adaptado às necessidades”, avançou o investigador.

O futuro deste projeto está, assim, intimamente relacionado “com o interesse demonstrado pelos municípios e pelas empresas” que operam nas áreas do turismo e do lazer, perspetivando-se “a execução de novos protótipos, cada vez mais aperfeiçoados”.

O invento RBA, que está já patenteado, pretende ser um projeto transversal e estruturante, sendo que o desenvolvimento deste produto promoverá outras iniciativas capazes de valorizar os recursos endógenos de regiões de interesse, detentoras de linhas férreas abandonadas ou em desuso.

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES APRECIA CRIAÇÃO DE ASSOCIAÇÃO PARA A DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA

O executivo municipal de Guimarães vai apreciar, na sua reunião desta quinta-feira, 29 de maio, pelas 10 horas, uma proposta para a constituição de uma Associação para a Divulgação da Ciência, em parceria com a Universidade do Minho.

De acordo com o teor dos seus estatutos, a sede da associação, de natureza privada sem fins lucrativos, ficará instalada na Rua da Ramada, no antigo edifício da Fábrica Âncora, tendo como objetivo gerir um equipamento de carácter lúdico e pedagógico, com vista à divulgação científica e tecnológica, mediante a promoção de ações de desenvolvimento da cultura científica e tecnológica junto da população e, em especial, da comunidade juvenil.

Esta associação terá ainda como finalidade a instalação e o funcionamento de um centro educativo e expositivo para a ciência e a engenharia, promovendo o desenvolvimento da engenharia aplicada à realização do produto, além de promover a ciência como um fator de valorização da qualidade de vida da população e de reforçar o entrosamento e cruzamento do centro de divulgação da ciência em Guimarães com as instituições locais de ensino, nomeadamente Universidade do Minho.

Composta por 30 pontos, a Ordem de Trabalhos completa da reunião do Executivo Municipal de Guimarães desta quinta-feira é a seguinte:

1 - Hasta Pública 1-2014 - Venda de viaturas abandonadas na via pública, metais ferrosos e viaturas do Município

2 - Empreitada de "Reperfilamento da Rua da Maina e Parque de Estacionamento do Centro de Saúde de Urgezes" - Conta Final

3 - Ata da Reunião Ordinária de 15 de maio de 2014

4 - Beneficiação de arruamentos em várias freguesias do concelho - Adjudicação

5 - Delegação de Competências nas Freguesias - (Contratos Interadministrativos)

6 - Concessão de Apoios Municipais às Freguesias

7 - Protocolo com a associação Green Lines (proposta)

8 - Protocolo com o Centro Hospitalar do Alto Ave - Apoio Domiciliário a Pessoas com Perturbação Mental - Orçamento Participativo 2013 

9 - Regulamento Municipal 'Serviço Intervir e Ajudar - Pequenas Reparações Domésticas no Domicílio' 

10 - Novo regulamento interno do Parque de Campismo da Penha

11 - Pedido Parecer Prévio - Crematório Cemitério de Monchique

12 - Pedido parecer prévio - Aquisição de serviços para a interoperabilidade entre as Aplicações SIGMA e a Plataforma de Ensino (SIGA)

13 - Aquisição de serviços – Fornecimento de refeições em refeitórios escolares.  

14 - Fruta escolar ano letivo 2014/2015

15 - Hasta Pública nº 2-2014 - Desbaste de Eucaliptos

16 - Concurso cargo dirigente - Designação membros de júri

17 - Transferência de Verbas para o ano 2014 - Associação de Municípios do Vale do Ave

18 - Transferência de Verbas para os Anos 2013 e 2014 - Quadrilátero Urbano

19 - Associação para a Divulgação da Ciência em Guimarães

20 - Escola EB 2,3 João de Meira - Cedência de Autocarro

21 - Agrupamento de Escolas Arqueólogo Mário Cardoso - Cedência de Autocarro

22 - Universidade do Minho - Cedência de Autocarro

23 - Cooperativa Fraterna - Cedência de Autocarro

24 - Associação de Reformados e Pensionistas de Guimarães - Cedência de Autocarro

25 - Barco Rock Fest e Rock Summer Sessions 2014

26 - Cinema em noites de verão 2014

27 - Confraternização AA ESF Holanda

28 - Festas de Nossa Senhora do Rosário - Freguesia de Brito

29 - Festas de São João Batista - Freguesia de Brito

30 - Aprovação da Ata em Minuta 

ARCOS DE VALDEVEZ EXPÕE "FRAGMENTOS DO IMAGINÁRIO" NA CASA DAS ARTES

EXPOSIÇÕES

5 de Junho a 13 de Julho

Exposição de pintura "Fragmentos do Imaginário"

JORGE MARQUES

http://jorgemmarques.blogspot.pt/

Foyer do Auditório da Casa das Artes

Autodidacta, Jorge Marques divide a sua actividade entre a música e a pintura, formas de expressão que o acompanham desde cedo, permitindo-lhe projectar-se em cenários onde o sonho e a fantasia se manifestam através de uma linguagem pictórica que se enquadra com a sua forma de estar na vida.

Paralelamente, tem uma carreira musical com mais de duas décadas e meia, como vocalista de uma das mais antigas e carismáticas bandas portuguesas de Heavy Metal, “Tarântula”.

NAZARÉ ORGANIZA COLÓQUIO SOBRE “MEMÓRIAS, TURISMO E TRAJES TRADICIONAIS”

Dr. João Alpuim Botelho, antigo diretor do Museu do Traje de Viana do Castelo, será um dos oradores

Memórias, Turismo e Trajes tradicionais

31 maio | 15 horas

Local: Auditório da Biblioteca Municipal da Nazaré

Oradores:

Paulo Ferreira da Costa | Direção Geral do Património Cultural

João Alpuim Botelho | Museu Bordalo Pinheiro – Câmara Municipal de Lisboa

Madalena Braz Teixeira | Investigadora sobre traje tradicional

José Maria Trindade | Instituto Politécnico de Leiria

Cristina Luz | Câmara Municipal da Nazaré – Turismo

Presença de costureiras do traje tradicional da Nazaré.

Organização: Museu Dr. Joaquim Manso – Nazaré

Colaboração: Câmara Municipal da Nazaré, CEPAE – Centro de Património da Estremadura

Encontro dedicado ao traje tradicional em Portugal, promovendo a reflexão sobre o seu papel identitário e de construção memorial, bem como os seus usos turísticos, o que se articula com as vivências comunitárias e as preocupações subjacentes ao inventário do património cultural imaterial.

Este colóquio insere-se na exposição “Como se veste a Nazaré? A tradição hoje”, organizada pelo Museu Dr. Joaquim Manso / Museu da Nazaré e patente ao público entre 18 de maio e 15 de junho, no Centro Cultural da Nazaré.

BARCELOS LEVA ARTE BARRISTA AO PORTO

Serralves em Festa ganha mais cor com arte barrista de Barcelos

Depois da grande adesão nas exposições no Mercado do Bom Sucesso (Porto), Gare do Oriente (Lisboa) e FITUR (Madrid), a arte tradicional de Barcelos regressa ao Norte para animar Serralves em Festa

Quem passar no próximo fim-de-semana, 31 de maio e 1 de junho, em Serralves, no Porto, não só vai ter a oportunidade de ver o melhor figurado de Barcelos exposto, como também poderá assistir ao trabalho ao vivo de quatro artesãos de renome.

No âmbito do ciclo de exposições de Arte Barrista, iniciativa criada pela Câmara Municipal de Barcelos e apoiada pelo projeto Minho- IN, realiza-se no dia 31 de maio e 1 de junho a 4ª exposição de mostra do figurado de Barcelos, no evento Serralves em Festa, no Porto.

Vão ser dois dias com muita cor e dinamismo. Os visitantes poderão ver artesãos a trabalhar o barro e, consequentemente, a criarem novas peças tradicionais, que com certeza encantarão tanto os mais novos como os mais velhos.

Esta exposição poderá ser visitada entre as 10h00 e as 20h00, sendo que no primeiro dia a mostra estará representada por Sílvia Barbosa, especialista em pintura e decoração de galos, e Mima-te, com decoração e pintura de galos através de diversas técnicas decorativas. No segundo dia estarão presentes Moisés Baraçã e Telmo Macedo, artesãos de figurado.

Pretende-se, desta forma, dinamizar mais a mostra de artesanato e os visitantes poderão aproveitar assim o fim-de-semana todo para ver o que de melhor se faz em Barcelos.

FAFE REALIZA SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE A CAÇA

No âmbito do conjunto de ações de sensibilização aos caçadores, desenvolvidas pela Câmara Municipal de Fafe, esta noite, realiza-se uma conferência de encerramento, no auditório municipal.

Entre os assuntos em cima da mesa, estará o projeto renovado da zona de caça municipal de Fafe, o Plano Anual de Exploração Cinegética (PAE) e um conjunto de ações a desenvolver para a próxima época venatória.

A sessão está marcada para 21H00 e vai contar, entre outros, com a presença do Sr. Presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, do Instituto de Conservação da Natureza, da Guarda Nacional Republicana e do Clube de Caça e Pesca de Fafe.

VIZELA REALIZA FEIRA DO LIVRO

11ª Feira do Livro de Vizela começa na próxima sexta-feira

A Câmara Municipal de Vizela promove a décima primeira edição da Feira do Livro de Vizela, de 30 de maio a 1 de junho, na Praça do Município.

A 11ª Feira do Livro de Vizela abre oficialmente no dia 30 de maio, às 11.00h.

De realçar a apresentação dos livros “Eu, que me apaixono por tudo e por nada” e “Bem-vindos a São Firmino” do cronista Paulo Jorge Dias, que estará à conversa com a jornalista Fátima Anjos, no dia 31 de maio, às 17h00.

No mesmo dia, às 21.00h, terá lugar a apresentação do livro “Pornografia Fingida” de Ana Bárbara Pedrosa.

No domingo, dia 1 de junho, terá lugar a apresentação do livro “O Meu Quitério” de Hélder Magalhães, às 16h45, seguindo-se a apresentação do romance “Laços de amor não morrem”, do escritor Francisco Correia, às 18h30. O programa do evento, que terá lugar na Praça do Município, de 30 de maio a 1 de junho, será ainda composto por várias atividades diárias, como exposições, dança, música, teatro e apresentação de livros, tendo como principal interveniente a comunidade educativa e as demais instituições locais.

11.ª Feira do Livro de Vizela

Praça do Município 30 de maio a 1 de junho

Horário: 11.00h às 22.00h

FAFE CAMINHA POR UM CORAÇÃO SAUDÁVEL

Caminhada "Fafe em movimento todos por um coração saudável"

A Caminhada “Fafe em movimento todos por uma coração saudável” marca o fim das comemorações do mês do coração em Fafe. Trata-se de uma iniciativa da UCC Fafesaude.com, em colaboração com a Câmara Municipal de Fafe.

Ao longo de todo o mês de Maio, tradicionalmente conhecido pelo Mês do Coração, foram realizadas iniciativas no sentido de alertar para os cuidados a ter com a saúde, mais concretamente com o coração.

As comemorações terminam, este sábado, com uma caminhada, marcada para as 10H00, no Parque da Cidade.

FEIRA MOSTRA DE PRODUTOS REGIONAIS DO ALTO MINHO CATIVA VISITANTES A PAREDES DE COURA

Em Paredes de Coura, a folia está garantida durante três dias

A Câmara Municipal de Paredes de Coura organiza, em parceria com a Mostra Coura a XXI edição da “Feira Mostra de Produtos Regionais do Alto Minho”, nos próximos dias 30, 31 e 1 de junho.

DSC022

Deste modo, o Largo Hintze Ribeiro, contíguo ao edifício dos Paços do Concelho, em pleno coração da vila, encher-se-á de animação. Gastronomia de excelência, música popular e artesanato prometem fazer as delícias dos visitantes.

Trata-se de uma oportunidade única para encontrar produtos genuínos, laboriosamente preparados por mãos experientes e sábias.

A par dos expositores de artes e ofícios - (abertos até à meia-noite nos dois primeiros dias), provenientes de diferentes localidades do país, a afamada secção das tasquinhas, onde se confeciona, entre outras iguarias, o típico bolo do tacho, contribuem para reforçar a identidade do certame.

Tal como vem sendo habitual, a sessão de abertura, com a presença das individualidades locais e regionais, está agendada para as 16 horas, do dia 30 (sexta-feira).

No dia 31 (sábado), o programa inclui um passeio BTT, às 9 horas e 30, organizado pela Associação “A Cividade” e a “Associação Encostas do Corno de Bico”.

Durante a tarde, há a destacar, pelas 16 horas, o “Concurso de Broa e Biscoitos de Milho”.

No domingo, o certame coincide com o Dia Mundial da Criança, pelo que haverá insufláveis para os mais novos se divertirem.

O Festival de Folclore, às 16 horas, é um número característico e muito apreciado do programa da Feira Mostra. Desta feita, estarão em evidência as atuações de “Os Camponeses Minhotos”, de Cerdal (Valença); “Rancho Folclórico Genuíno da Serra d’Arga”, de Ponte de Lima, e o anfitrião, “Rancho Folclórico de Rubiães”, de Paredes de Coura.

Paços do Município

2014.05.22

Programa da XXI Feira Mostra de Produtos Regionais do Alto Minho

Largo Hintze Ribeiro - Paredes de Coura

Sexta-Feira – 30 de Maio

16:00 - Abertura da feira

Arruada de Bombos com o grupo de Bombos e Zés P´reiras  “ Os Delaenses “ – V.N.Famalicão

22:30 - Atuação do grupo “ Sons do Minho”- Viana do Castelo

00:00 - Encerramento dos expositores

Sábado – 31 de Maio

09:30 - Passeio de BTT – Dificuldade média/alta (com alternativa)

Organização: Associação “A Cividade” e Associação “Encostas do Corno do Bico”

10:00 - Abertura da Feira

11:00 - Entrada do Grupo de Concertinas “Os amigos de Sobreposta”-Braga

15:00 - Atuação do Grupo Musical “Grupo de Cordas 6tás9”- Valença do Minho

16:00 - Concurso da broa e biscoitos de milho

22:30 - Arraial Noturno com o Grupo Musical “ Royal Espectáculo”- Ponte da Barca

00:00 - Encerramento dos expositores

Domingo – 01 de Junho

10:00 - Abertura da Feira

Dia Mundial da Criança – Insufláveis para crianças no Largo Visconde de Mozelos. 

16:00 - Festival de Folclore

“Os Camponeses Minhotos” – Cerdal - Valença do Minho

“Rancho Folclórico Genuíno da Serra de Arga” - Ponte de Lima

“Rancho Folclórico de Rubiães” - Paredes de Coura

20:00 - Encerramento da XXI Feira Mostra

Organização – MOSTRACOURA – Associação para a Promoção de Produtos Regionais do Alto Minho

Apoio – Município de Paredes de Coura

Para mais informações: 251780113 | mostracoura@gmail.com

OBRAS NO HOTEL DOS ARCOS FORAM RETOMADAS

Infraestrutura vai preencher uma importante lacuna no concelho

Foram retomadas recentemente as obras do Hotel de quatro estrelas em Giela, junto ao Solar do Requeijo e à piscina municipal. João Manuel Esteves, Presidente da Câmara Municipal, esteve no local para, em conjunto com os serviços e os responsáveis pela sua edificação, tratar de assuntos relativos à instalação de infraestruturas básicas de água e saneamento.

visita_hotel_arcos_maio_2014 (17)

Esta infraestrutura, cujo investimento previsto é de 6 milhões de euros, irá colmatar uma lacuna ao nível da oferta de alojamento no concelho, que não possui uma unidade hoteleira com estas características e dimensão.

A unidade hoteleira terá 72 unidades disponíveis, repartidas por três suites, duas júnior e uma presidencial, um quarto para pessoas com mobilidade reduzida, 59 quartos duplos, bem como seis quartos duplos comunicantes entre si dois a dois.

No piso de entrada, o rés-do-chão, ficarão localizadas as áreas comuns dos utentes, nomeadamente, o átrio, o bar, os salões, o restaurante e o acesso ao healthclub.

No primeiro andar situar-se-á o healthclub com piscina, jacuzzi, salas de apoio, ginásio e vestiários.

A Sociedade Hotel dos Arcos, Lda., grupo responsável pela construção do empreendimento, prevê a conclusão do empreendimento ainda para este ano.

visita_hotel_arcos_maio_2014 (9)

DELEGAÇÃO DO BRASIL DO LIONS CLUBE VISITA FAFE

Uma delegação de Lions Clube do Brasil visitou, esta terça-feira, a cidade mais brasileira de Portugal. Tratou-se de uma iniciativa dos Lions Clube de Fafe, em colaboração com a Câmara Municipal. Na deslocação à cidade, os brasileiros foram recebidos nos Paços do Concelho, seguindo depois para uma visita pela cidade, conhecendo o legado deixado pelos emigrantes brasileiros.

DCS_6880A

O presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, recebeu a delegação, começando por lembrar que Fafe está muito ligado ao brasil, sendo a emigração um fator preponderante. Raul Cunha reforçou ainda a boa relação entre Fafe e o Brasil.

“Fafe recebe-vos aqui essencialmente por duas razões. Por um lado, porque Fafe tem uma excelente relação com o Lions Clube e depois porque somos a cidade mais brasileira de Portugal, como tiveram oportunidade de ver”.

Raul Cunha aproveitou a oportunidade para falar das potencialidades do concelho.

“Portugal passa por dificuldades económicas, no entanto, há ainda muito onde se possa investir e Fafe é sem dúvida um local atrativo, para desenvolver atividades de negócio. Basta ver as acessibilidades, estamos perto de tudo e com excelentes vias de comunicação”.

Na ocasião, Raul Cunha foi ainda convidado a ser membro do Lions Clube de Fafe. Para o autarca foi uma honra, porque se trata de um clube com princípios muito próximos daqueles com que rege a sua vida.

“Os Lions têm como lema a ajuda ao próximo, é por esse princípio que me conduzo a minha vida, agora e sempre. Não podia ser de outra forma, até pela profissão que exerci durante anos”.

A visita desta delegação brasileira serviu ainda para os responsáveis do Lions Clube de Fafe agradecerem a colaboração da Câmara em todas as iniciativas que têm realizado.

DCS_6880A

DCS_6819A

DCS_6810A

IGREJA EVANGÉLICA METODISTA DÁ A CONHECER A SUA HISTÓRIA EM TERRAS DE BOURO

Sede do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro acolhe exposição histórica sobre a Igreja Evangélica Metodista.

Contando com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Cracel e do Reverendo, Padre Fernando Bento, da Paróquia local de Moimenta, além do Professor Óscar Rodrigues e da Professora Cristina Moreira, elementos da direção do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, bem como da Professora Glória Martins, de Educação Moral e Religiosa Católica, teve lugar, no dia 26 de maio, na sede do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro, uma exposição sobre História da Igreja Evangélica Metodista Portuguesa.

1

O Professor Dr. Emanuel Dinis, Pastor da paróquia Evangélica Metodista de Valdosende e que dinamiza a disciplina de Educação Moral e Religiosa Evangélica, mostrou-se satisfeito pela oportunidade de mostrar a riqueza da diferença, sempre enquadrada pelo respeito mútuo e valorização desta iniciativa de informação da pluralidade cristã existente no concelho de Terras de Bouro.

Os alunos das diversas turmas da escola foram acompanhados pelos seus professores, levantando várias perguntas sobre as “diferenças”. Ao mesmo tempo, também foram fazendo uma descoberta: muitas iniciativas do passado desta Igreja Evangélica na área educacional, são agora traduzidas, no nosso tempo, em ações de solidariedade para com as crianças e os idosos, como é o caso do Centro de solidariedade Social de Valdozende, uma fundação daquela Igreja.

2

3

ESPOSENDE REALIZA PROVA DE ORIENTAÇÃO

Esposende vai realizar o I OPEN DE ORIENTAÇÃO «ESPOSENDE, UM PRIVILÉGIO DA NATUREZA» no dia 7 de Junho, no Monte de S. Lourenço, em Vila Chã, Esposende.

A Prova é aberta a toda a população. Realiza-se em mapa de sprint, na escala 1:5000.

O terreno é de baixa montanha, com bastante declive, zonas de mata com muitas zonas limpas, boa rede de caminhos, muros e área de merendas.

Os participantes poderão optar por três percursos:

Fácil – Percurso de baixa dificuldade técnica e física;

Médio – Percurso de média dificuldade física e baixa dificuldade Técnica;

Difícil – Percurso com alguma dificuldade técnica e física.

Para mais informações consulte Informações Específicas e Regulamento consulta o sitio: www.cm-esposende.pt/EcoEmotions/

AMNESIS ESTREIA NO TEATRO CINEMA DE FAFE

Espetáculo de Meran Vargens baseado em histórias Reais

O Teatro Cinema de Fafe é palco, na próxima sexta-feira, do espetáculo “Amnesis – Uma busca intencional pela lembrança”, de Meran Vargens.

Depois do sucesso do espetáculo musical “Atire a primeira pedra”, que recebeu quatro indicações ao Prêmio Braskem de Teatro, incluindo a categoria Melhor Espetáculo do Ano sob direção do premiado Luiz Marfuz, o Grupo Toca de Teatro apresentam, em Fafe, o seu novo trabalho.

Segundo a organização, “Amnésis. foi construído  com a seleção de histórias reais que mais marcaram o ator no processo”.

Recorde-se que Meran Vargens está em Fafe a convite do projeto Fafe Cidade das Artes, a realizar uma Residência Artística, com o objetivo de desenvolver uma pesquisa que envolve teatro e comunidade.

Nesse contexto, a atriz está realizar vários trabalhos em contato direto com grupos e associações locais para intercâmbio de experiências artísticas.

Meran Vargens veio acompanhada da companhia de Toca de Teatro da Bahia que vai apresentar também um espetáculo, com o compromisso de realizar uma nova montagem teatral, fruto das experiências que pretendem desenvolver por cá.

O espetáculo “Amnesis – uma Busca Intencional pela Lembrança” está marcado para as 21H30, no Teatro Cinema de Fafe.

ARCUENSES ARBORIZAM BALDIO DE S. JORGE

Plantação no baldio de S. Jorge. Câmara Municipal associou-se a iniciativa

Teve lugar no passado sábado,24 de maio, no Baldio de S. Jorge uma plantação de 500 pinheiros-bravos, organizada pela Associação Recreativa e Cultural de Santar.

plantacao_baldio_s_jorge_3

Esta é já a 3.ª intervenção do género ocorrida no referido baldio este ano, tendo já sido plantadas cerca de 5.000 árvores.

A esta iniciativa, que contou com muitos membros da Associação e população de S. Jorge, juntaram-se o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, o Vereador do Pelouro, Olegário Gonçalves, bem como o Gabinete técnico Florestal e elementos da Junta de Freguesia de S. Jorge/Ermelo.

Foi em ambiente bastante animado que os voluntários procederam à plantação, ajudando a reflorestar o local, tendo sempre em mente a obrigação de se preservar a floresta, valorizar a nossa paisagem e contribuir também para um melhor ambiente e para o turismo.

plantacao_baldio_s_jorge_

plantacao_baldio_s_jorge_2

plantacao_baldio_s_jorge_4

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA VAI REVER O PDM

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou iniciar o procedimento de revisão do PDM

Em reunião pública de 28 de abril de 2014, a Câmara Municipal de Ponte de Lima deliberou dar início ao processo de revisão do PDM - Plano Diretor Municipal.

vila 2003 ctr 2

O Plano Diretor Municipal é um instrumento que estabelece a estratégia de desenvolvimento territorial, a política municipal de ordenamento do território e de urbanismo e as demais políticas urbanas, integrando, obrigatoriamente, as orientações estabelecidas pelos instrumentos de gestão territorial de âmbito nacional e regional. O Plano Diretor Municipal de Ponte de Lima, foi ratificado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 81/2005, de 31 de março.

O processo de revisão do PDM implica a elaboração de uma proposta fundamentada e que perspetive o concelho para um período de 10 anos.

Neste contexto, decorridos quase dez anos, constata-se que as premissas atuais relativas ao enquadramento territorial e ao próprio enquadramento legal, hoje em vigor, são diferentes dos que foram tidos em conta na época de elaboração do PDM, considerando-se como fundamentos para iniciar o processo de revisão do PDM: a obrigatoriedade legal e adequação do planeamento municipal às alterações do quadro legislativo; Agilizar a gestão do PDM e proceder à sua articulação com outros Planos Municipais de Ordenamento do Território, em vigor ou em elaboração; Ajustar o Plano à realidade do concelho, através da atualização do seu conteúdo, sobretudo ao nível socioeconómico, de dotação de equipamentos de utilização coletiva ou da taxa de infraestruturação do território municipal, sobretudo ao nível do saneamento e do abastecimento de água à população, entre outros.

No seguimento desta deliberação seguir-se-á o concurso público para a elaboração da proposta de PDM.

CÂMARA DE FAFE PROTOCOLA COM GNR CEDÊNCIA DE CENTRO DE MEIOS AÉREOS

A Câmara de Fafe decidiu na sua mais recente reunião aprovar um protocolo de cedência à Guarda Nacional Republicana do Centro de Meios Aéreos (CMA), sito na Zona Industrial do Socorro, do qual o município é proprietário e legítimo possuidor.

Constituído por um edifício para apoio logístico/administrativo e por uma helipista, o Centro de Meios Aéreos permitirá à GNR instalar as equipas do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS), por ser um local ajustado à sua atividade e ser dotado de condições de funcionalidade e operacionalidade.

A cedência é feita em regime de comodato pelo prazo de cinco anos, automaticamente prorrogado por igual período, salvo se qualquer das partes o denunciar com antecedência mínima de seis meses.

HÁ 88 ANOS, MILITARES MARCHARAM A PARTIR DE BRAGA SOBRE LISBOA E INSTAURARAM A DITADURA MILITAR

Passam precisamente 88 anos sobre a data da Revolução Nacional de 28 de maio de 1926. O General Gomes da Costa, considerado um dos mais prestigiados heróis da guerra, revoltou-se em Braga, sublevando o regimento de Infantaria n.º 8, onde se instalou sem qualquer resistência, iniciando a marcha sobre Lisboa. A Primeira República mergulhara o país numa profunda crise económica, financeira e política cujo desfecho apenas poderiam conduzir à ditadura militar.

800px-Desfile_de_tropas_28_de_Maio_1926

O movimento que deu origem à ditadura militar, então designado por Revolução Nacional, foi desencadeado por militares pertencentes a vários setores políticos, predominantemente republicanos, entre os quais se incluíram alguns que haviam participado na implantação da República, em 1910, como sucedeu com o Almirante Mendes Cabeçadas.

Existiam, no essencial, três correntes no seio do movimento: a fação do Almirante José Mendes Cabeçadas, ligada à União Liberal de Cunha Leal; a direita republicana que apostava no golpe militar para se substituir ao Partido Republicano (Democráticos) no poder e ainda a fação do General João José Sinel Cordes que pretendia manter o espírito inicial da Revolução. Este último grupo de que faz parte o General Óscar Fragoso Carmona representa o setor mais conservador, vê com desconfiança os partidos políticos, preconiza a “regeneração nacional” e a manutenção do regime republicano. É este setor que, após a implantação da ditadura militar acaba por prevalecer.

Sucede que, a necessidade do controlo dos gastos dos diversos ministérios impunha o seu controlo pelo próprio Ministério das Finanças sob pena de continuarem a esbanjar para além das verbas orçamentais que à partida lhes estavam atribuídas. Como é evidente, tal controlo apenas poderia ser exercido de forma autoritária, o que acabou por traçar o perfil do regime que veio a ser instituído com a constituição política de 1933 e que tomou a designação de Estado Novo. De resto, tratou-se de uma experiência histórica cujas causas que lhe estiveram na origem não parecem muito diferentes das que vivemos atualmente!

O Estado Novo (II República) caraterizou-se por uma forma autoritária de regime, de acordo com a constituição política de 1933, mantendo e consolidando as instituições da República, para desespero dos monárquicos que viam na mudança então verificada e nas alegadas simpatias monárquicas de António de Oliveira Salazar uma oportunidade para restaurarem a Monarquia. Apesar da competência legislativa que lhe está atribuída, a Assembleia Nacional poucas vezes a exerceu, poder que na prática era frequentemente exercido pelo governo, razão pela qual o regime é politicamente identificado como tratando-se de uma ditadura.

Há quarenta anos, os militares voltaram à rua e puseram fim ao regime político que sucedeu à ditadura militar que eles próprios instauraram há 88 anos!

VIANA DO CASTELO ACOLHE CICLO DE RECITAIS DE PIANO

História(s) do Piano II “Aquém e Além do Romantismo”

Luís Pipa e convidados

De novembro 2013 a junho de 2014

Luís Pipa partilha o palco com alguns dos seus discípulos, pianistas premiados da nova geração, numa série de oito recitais cujo foco principal é o grande repertório romântico. Num ciclo que se inicia com um recital a quatro mãos e termina com outro a dois pianos, passarão alguns dos maiores vultos do romantismo tais como Schubert, Mendelssohn, Schumann, Chopin, Liszt, Brahms, Tchaikovsky, a par de outros que abriram caminhos importantes como Mozart e Beethoven, ou que mantiveram o espírito romântico mergulhando no século XX e nas suas linguagens, como Scriabin, Rachmaninov, Lutoslavski e Crumb. Enquadrando as obras a ouvir, Luís Pipa executará ele próprio algumas peças apropriadas a cada uma das ocasiões, antes de ceder o palco aos seus jovens colegas.

O primeiro deste ciclo de recitais terá lugar já no próximo domingo, dia 1 de dezembro, pelas 18 horas, no Eventos Café, junto ao Teatro Sá de Miranda, em Viana do Castelo.

Natália Ferreira e Filipa Andrade.

Piano a 4 mãos

Brahms e Rachmaninov

Preço dos bilhetes: 5 Euros

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA EXPERIÊNCIA-PILOTO DE INVESTIGAÇÃO NA "BRANDA" DA GÊMEA

Decorreu entre os dias 12 e 15 de Maio, na "branda" da Gêmea (Sistelo, Arcos de Valdevez), uma experiência-piloto de investigação sobre o património arquitetónico popular da zona serrana deste concelho.

f-lev-brandagemea05-fcb2014

Os trabalhos iniciaram-se na segunda, dia 12, com uma ação de limpeza do local realizada pela equipa de Sapadores Florestais do Gabinete Técnico Florestal do Município e da Associação Florestal Atlântica, tendo ficado visíveis vários núcleos de construção, a sua maioria abandonados há mais de três dezenas de anos. A ação de limpeza permitiu, por um lado, a preparação dos passos seguintes da investigação, bem como o corte de vegetação que poderia colocar em causa a estabilidade das estruturas centenárias. De referir que o lugar de Padrão (ao qual esta "branda" pertence) teve Carta de Foro de D. Dinis em 1271, sendo a mais antiga referência escrita sobre o "monte da branda da Gêmea datado do séc. XVIII.

f-lev-brandagemea07-fcb2014

Trata-se de um importante núcleo de estruturas de falsa cúpula, que serviam de apoio aos movimentos pastoris transumantes do lugar de Padrão (freguesia de Sistelo), nos quais os pastores pernoitavam nos meses de verão e, que em virtude da alteração dos regimes pastoris tradicionais, se encontram devolutas e num considerável estado de conservação.

Nos dias 14 e 15 de Maio realizaram-se os trabalhos de estudo e levantamento das referidas estruturas, nos quais participaram membros do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho e da Universidade de Vigo, e o arquiteto Fernando Cerqueira Barros, que desde 2010 vem estudando estas estruturas. O reconhecimento das construções foi realizado com recurso a varrimento laser, o que permitiu um levantamento rigoroso das mesmas. Pretende-se, assim, ter um maior conhecimento estrutural sobre este tipo de edificado e, assim, lançar bases para a sua preservação.

f-lev-brandagemea06-fcb2014

Os investigadores que participaram nesta experiência-piloto agradecem a colaboração das várias entidades, nomeadamente ao Dr. Nuno Soares, do Município de Arcos de Valdevez, à Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e às equipas de Sapadores Florestais, bem como a todos os moradores e proprietários do local, que se manifestaram interessados e colaborantes nesta ação.

f-lev-brandagemea01-fcb2014

f-lev-brandagemea02-fcb2014

f-lev-brandagemea03-fcb2014

f-lev-brandagemea04-fcb2014

f-lev-brandagemea08-fcb2014

f-lev-brandagemea09-fcb2014

f-lev-brandagemea10-fcb2014

f-lev-brandagemea11-fcb2014

f-lev-brandagemea12-fcb2014

f-lev-brandagemea14-fcb2014

f-lev-brandagemea15-fcb2014

f-lev-brandagemea16-fcb2014

f-lev-brandagemea17-fcb2014

f-lev-brandagemea18-fcb2014

f-lev-brandagemea19-fcb2014

f-lev-brandagemea20-fcb2014

f-lev-brandagemea21-fcb2014

f-lev-brandagemea22-fcb2014

f-lev-brandagemea25-fcb2014

BARROSO!... A HISTÓRIA DE UMA REGIÃO, QUE NÃO ACABA AQUI...

"Ser Barrosão é uma condição própria, não é uma pátria mas é uma honra

José Hermano Saraiva

A região de Barroso, reparte-se actualmente por duas zonas distintas: o Alto e o Baixo Barroso, a que correspondem administrativamente dois concelhos:a sul, o de Boticas, que ocupa a região dos vales fundos e escavados dos rios Tâmega, Beça, Terva e Covas - é o chamado Baixo Barroso. A norte, onde se incluem as serras do Gerês, do Larouco e do Barroso, formando uma zona natural de serras, carvalhais, rios e ribeiros, o de Montalegre – o qual se designa como o do Alto Barroso.

267970_160197127382403_4718937_n

Por estas terras, habitaram Lusitanos, Celtas, Visigodos, Suevos e Romanos, que deixaram um importante património arqueológico, tendo sido posteriormente uma terra importante na Idade Média, dado a sua localização estratégica.

Talvez pelo seu passado - a que porventura não serão alheias razões históricas -, para os barrosões, são indiferentes estas divisões e classificações. Sejam do “baixo” ou do “alto”, todos são de Barroso, e quanto ao resto, fale-se de politica, de agricultura, de bruxas, de bois ou de vacas, nada os fáz mudar de opinião.

Mas porque a “estória” não acaba aqui, é justo que se diga também, que além de Boticas e Montalegre, as terras de Barroso ainda cobrem a freguesia de Soutelinho da Raia, no concelho de Chaves, bem como algumas freguesias dos concelhos de Vieira do Minho e de Cabeceiras de Basto.

Esta identidade geográfica barrosã, actualmente apenas histórica em função da Reforma Administrativa operada a partir de 1836, tem porém uma grande tradição autonómica regional: corresponde à antiga terra de Barroso, dotada de foral em 1273 por D. Sancho II, aí se incluindo o actual concelho de Montalegre e de Boticas, mas também o antigo concelho minhoto de Vilar de Vacas - do qual faziam parte as terras de Arco, Botica, Espindo, Frades, Paradinha, Ponte, Quintã, Roca, Soutelos, Santa Leocádia, Vale, Vila e Zebral - localidade hoje designada por Ruivães, uma freguesia situada na margem esquerda do rio Rabagão, nas fraldas da Serra da Cabreira, parte do concelho de Vieira do Minho.

Como todas as regiões, também a “região natural barrosã” tinha e tem ainda nos dias que correm, tradições, características, psicologias próprias e hábitos ancestrais, herdados e transmitidos tantas vezes de viva voz, através das sucessivas gerações. Desde as terras flavienses de Soutelinho da Raia, até à minhota Ermida, fronteiriça a Fafião, passando por terras de Ruivães até à região de Basto, muito próxima da vila montalegrense de Salto, o modus vivendi deste povo tradicional e em muitos casos ainda comunitário, depara-se-nos com uma cultura secular, um «falar» próprio e uma sabedoria que se arrasta desde tempos imemoriais que urge preservar, reavivar e transmitir às gerações vindouras. Uma singularidade de usos e costumes, de crenças, de superstições, de certos rituais, e de um “falar local” que dentro da própria região, incluindo o léxico, mesmo variando de aldeia para aldeia, de concelho para concelho, não pode ser apagado da memória barrosã. Entre outros, os hábitos ancestrais de vida comunitária agro-pastoril, o folclore, os romances medievais, os provérbios do povo sábio, as cantigas de amigo e saudade e até a pronúncia a que já tive oportunidade de me referir, formam um conjunto de manifestações culturais, que devem ser preservadas e tomadas na devida conta.

Em termos económicos, Barroso foi sempre uma região pobre!... Como principais actividades, predominou em toda a sua vasta área e desde tempos longinquos, a agricultura de subsistência, realçando-se o cultivo da batata e do centeio, a criação de gado bovino de raça preferencialmente barrosã, ovino, caprino, suíno, e só mais recentemente, a construção civil, a pequena e média indústria, o comércio, os serviços e o turismo, começaram a dar os primeiros passos.

Os trabalhos árduos no campo, de sol a sol, com a ajuda dos animais, deixavam pouco tempo aos habitantes das aldeias para grandes folias, já que o lema do homem desta região sempre foi o de trabalhar para viver e viver para trabalhar. Porém, ao domingo, dia de ócio e de “ida à missa”, realizavam-se de modo recorrente e entusiasta, as tão apreciadas “chegas de bois”, que ontem como hoje, ainda que nos nossos dias com uma prática bem mais reduzida, constituíam uma forma de reunião e convívio entre os barrosões. Um povo trabalhador, humilde, unido, recto, bom anfitrião e leal às suas raízes culturais e que persiste em falar dos saberes e práticas ancestrais através dos tempos, suscitando mormente a curiosidade, o interesse e a atenção de estudiosos, jornalistas e escritores. Um povo também essencialmente crente e arreigado, que segue fielmente os costumes e as tradições herdadas,  estritamente católico e pioneiro na instituição do comunitarismo, hoje em vias de extinção, e que era visível nas fainas agrícolas, designadamente no arranque das batatas, carretos da lenhas, desfolhadas do milho, vindimas, malhadas, segadas do centeio e do feno, que de certo modo contribuiam para a manutenção do folclore local, bem como para a rega, conservação de caminhos, dos moinhos, das vezeiras, do forno, ponto de encontro entre os habitantes das aldeias, hoje  ultrapassado pelos cafés e também do “boi do pobo”, sinal particular e supremo de cada aldeia.

Definir a cultura barrosã, será um pouco como “olhar para a nossa alma, a nossa identidade, a nossa maneira de ser, de viver, de estar no mundo” e de dizer – nós somos Barrosões com muito orgulho. Este é pois o resultado de um processo histórico, é o povo Barrosão em movimento, são as nossas raízes e como se espera, que seja também o “passaporte válido para o futuro”...

Domingos Chaves

267607_160205137381602_2221147_n

312545_187024048033044_4940587_n

970208_484267274975385_1482162461_n

ALUNOS DE CELORICO DE BASTO ESCLAREM-SE SOBRE O ENSINO SUPERIOR E O MERCADO DE TRABALHO

Contrato Local de Desenvolvimento Social – Celorico + social esclarece alunos do agrupamento de Escolas de Celorico de Basto

No âmbito do plano de atividades do Celorico+ social a equipa de trabalho, multidisciplinar, deslocou-se à EB2,3/S de Celorico de Basto, no dia 20 de maio, com o intuito de facultar conhecimento sobre o ensino superior e o mercado de trabalho.

celorico +social em ação no agrupamento (1)

Dentro do contexto referido os técnicos apresentaram a formação pessoal como elucidativa no que compete à inserção no novo ciclo de estudos e posteriormente no mercado de trabalho. Partiram da vertente vocacional como fator relevante no que compete à formação. Tendo em conta a conjuntura económica salientaram a necessidade de terem de ser empreendedores passando pelas duas fases fulcrais “planear e realizar”. Por fim destacaram a necessidade de seguir para uma profissão que os “seduza” e os motive para a concretização com brio e dedicação, no sentido do sucesso profissional.

A Subdiretora do Agrupamento de Escolas, Maria José Carvalho, deu início à sessão e enalteceu a ação referindo que “a escola preocupa-se com os alunos enquanto estão integrados no contexto escolar, mas também na sua orientação para o pós-ensino secundário. Esta parceria com a Câmara Municipal e com este projeto CLDS+ vai no sentido de proporcionar aos alunos mais uma oferta de recurso para planeamento da sua vida, quer ela passe pela continuidade dos estudos para a Universidade quer para a vida ativa com a inserção no mercado de trabalho”.

Helena Martinho Costa, coordenadora dos Serviços Sociais e de Saúde, da Câmara Municipal, entidade promotora do projeto, foi perentória na sua alocação ao destacar a necessidade de uma escolha adequada e de acordo com o gosto para o sucesso profissional. “Nem sempre é fácil escolher por uma profissão, e muitas vezes sentimo-nos inclinados para algo que na realidade não irá corresponder às nossas espectativas, devemos seguir a nossa vocação juntando-a às nossas competências e capacidades. O lema, neste contexto, incide na capacidade de dar a volta e se não conseguirmos fazer o que gostamos, devemos ter a capacidade de aprender a gostar do que fazemos” salientou. Por outro lado, “as parcerias neste trabalho são fundamentais quando se pretende trabalhar questões tão difíceis como a formação e a orientação vocacional, por isso esta parceria com o Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto está a resultar não só neste trabalho com os jovens mas também com as crianças, nomeadamente, nas ações que estão a decorrer no Centro escolar da Mota”.

Manuel Maria Afonso, Coordenador do CLDS+ “Celorico mais social”, fez uma abordagem genérica dos objetivos do projeto com ênfase para a ação desenvolvida. “A nossa missão é orientar os jovens para o mercado de trabalho, pegar nas competências, na vocação e nas oportunidades de cada um e estabelecer um fio condutor e orientador nesta fase da sua vida. Escolher um curso, estabelecer-se por conta própria ou até mesmo mais formação numa área que complemente a que já têm são alguns pontos a trabalhar com esta população jovem”, referiu.

Os visados, alunos do 12º ano, ouviram atentamente os técnicos que dinamizaram a ação. No final, foi disponibilizado um panfleto com algumas técnicas para um futuro de sucesso e informação pertinente para orientação e apoio junto dos alunos nos serviços do CLDS+.

celorico +social em ação no agrupamento (2)

FAFE DEBATE ESCOLARIDADE OBRIGATÓRIA E DIREITOS DAS CRIANÇAS

Assembleia de Jovens reuniu na Câmara de Fafe

O auditório municipal foi palco da V Assembleia de Jovens, uma iniciativa promovida pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Fafe, em parceria com a Câmara Municipal, no âmbito dos direitos das crianças.

DSC_2582A

Na abertura dos trabalhos, o presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, falou da importância destes encontros que “representam o interesse e a preocupação que o município tem com os mais novos”.

“A educação e a prática de democracia obrigam a que todos tenhamos uma preocupação e atenção redobrada com os jovens. São eles o nosso futuro”, disse o autarca.

Raul Cunha aproveitou ainda a ocasião para deixar um desafio às escolas.

“Este tipo de iniciativas não se deveria ficar por momentos, é preciso que estes atos sejam diários, porque, cada vez mais, a democracia está a ser posta em causa”.

Durante duas horas, alunos da Escola Secundária de Fafe, do Agrupamento de Escolas de Montelongo, Carlos Teixeira e Colégio de Fornelos questionaram a mesa, composta pelo presidente da Câmara de Fafe, Raul Cunha, pelo presidente da CPCJ, Armando Leandro, pelos deputados na Assembleia da Republica, Laurentino Dias e Clara Marques Mendes, e por Francisco Maia Neto, procurador-geral adjunto, sobre escolaridade obrigatória e sobre os direitos das crianças, em contexto de crise.

Depois das questões e propostas dos alunos, a mesa respondeu em consonância às mesmas.

Sobre a escolaridade obrigatória, Raul Cunha reforçou a importância da mesma até ao 12º ano. Segundo o autarca“é um direito e uma forma de todos terem as mesmas oportunidades”, no entanto, compreende as razões apresentadas por vários alunos que questionaram essa obrigatoriedade, quando não se sentem vocacionados para os estudos.

DCS_6783A

“Há mais de vinte anos que oiço falar na necessidade de haver alternativas. Devem ser criadas condições para adaptar o ensino às capacidades e talentos de cada um. O nosso ensino não é mau, mas tem de ser melhorado”.

De resto, a necessidade dos 12 anos de escolaridade obrigatória foi também defendida pelos restantes oradores.

Armando Leandro, presidente da Comissão de Proteção de Jovens e Crianças em Risco, foi mais longe e disse que “um jovem sem educação é um pobre”.

Outro dos assuntos em cima da mesa foi “os direitos das crianças em contexto de crise”. Os alunos questionaram essencialmente para o problema da emigração que separa famílias.

A este respeito, Raul Cunha explicou que se trata de um problema atual e que deve preocupar a todos.

“Este é um problema social grave. Temos de ter noção de que o combate à pobreza tem de estar no topo das nossas preocupações. Nenhum de nós pode ficar tranquilo sabendo que ao nosso lado alguém passa dificuldades”.

Refira-se que nesta assembleia de Jovens, Armando Leandro, o presidente da CPCJ, aproveitou ainda para elogiar o excelente trabalho da comissão em Fafe.

DCS_6772A

VIZELA ENTREGA PRÉMIOS DAS CURTAS POÉTICAS 2014

A Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes e a Microliteratura vão entregar os prémios das Curtas Poéticas 2014, no próximo dia 1 de junho, pelas 17h30 na Praça do Município, na Feira do Livro de Vizela.

O tema das Curtas Poéticas 2014 foi a Criança e contou com 29 participantes individuais e 55 em contexto de turma, com um total de 165 textos.

A entrega de prémios das Curtas Poéticas 2014 contará com a participação de Rotary Kids Vizela e Triquiteiros do Jardim de Infância de São João.

curtas feira livro

Pág. 1/6