Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “FAFE – HISTÓRIA, MEMÓRIA E PATRIMÓNIO” NA FNAC EM BRAGA

No próximo dia 7 de Fevereiro (sexta-feira), o historiador Daniel Bastos, o fotógrafo José Pedro Fernandes, e o tradutor Paulo Teixeira, apresentam às 21h30, na FNAC em Braga – Shopping Braga Parque, o livro Fafe – História, Memória e Património.

A obra de 300 páginas com chancela da Editora CONVERSO, em edição trilingue (Português, Francês e Inglês), conta com prefácio do fotógrafo francês Gérald Bloncourt, e será apresentada pelo Prof. Doutor José Gama da Universidade Católica Portuguesa – Centro Regional de Braga.

Patrocinado por uma dezena de empresas representativas do tecido socioeconómico local, o livro, que transmite uma imagem global e fundamentada da evolução do território concelhio das origens à atualidade através de um enquadramento histórico assente numa centena de fotografias originais a preto e branco, constitui um autêntico cartão-de-visita para todos que queiram conhecer e visitar a “Sala de Visitas do Minho”.

Refira-se que desde o seu lançamento no final do ano transato, o livro foi já apresentado na FNAC em Guimarães, e que após esta apresentação na Capital do Minho, o mesmo deverá ser apresentado na FNAC nas cidades do Porto e Lisboa, assim como no estrangeiro junto da comunidade emigrante.

A contar da direita, o fotógrafo José Pedro Fernandes, o historiador Daniel Bastos e o tradutor Paulo Teixeira, tendo como pano de fundo o monumento à Justiça de Fafe, símbolo emblemático do concelho.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO ARCUENSE REUNIU COM EMPRESAS DE ANIMAÇÃO, ALOJAMENTO E RESTAURAÇÃO

Mote do encontro foi articular entre todos o melhor tipo de promoção para o concelho.

Tiveram lugar esta terça-feira, dia 28 de Janeiro, no CMIT – Centro Municipal de Informação e Turismo, duas reuniões entre a Câmara municipal, a restauração, as unidades de alojamento e as empresas de animação turística do concelho.

reuniao_CMIT_alojamentos_restaurantes (16)

No primeiro encontro o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, quis articular com os restaurantes, aspetos relacionados com o fim-de-semana gastronómico, bem como com outras iniciativas ligadas à gastronomia a levar ao cabo durante todo o ano, de forma a atrair mais visitantes e criar ainda mais dinâmica a nível local. Foi ainda eleito o representante da restauração para o Conselho Municipal de Turismo.

Com a mesma intenção, encontrou-se com os representantes dos alojamentos e empresas de animação existentes em Arcos de Valdevez, de forma a ouvir quais as dificuldades que sentem ao nível da promoção e esclarece-los das várias ações que a Câmara Municipal está a planear realizar no sentido de melhorar a oferta e atratividade turística no território.

João Manuel Esteves começou por adiantar que vai ser criada uma loja Interativa de Turismo no CMIT que vai conter informação acerca da Região e do concelho; esclareceu que o site da Câmara Municipal vai sofrer uma remodelação de forma a elucidar melhor quem procura Arcos de Valdevez; que está a ser feita uma nova brochura turística e a ser feito um levantamento das necessidades de sinalização turística, bem como será levada a cabo a Limpeza e Sinalização da Grande Rota do Alto Minho no Concelho de Arcos de Valdevez.

reuniao_CMIT_alojamentos_restaurantes (18)

O autarca enalteceu todas as iniciativas que vão ser levadas a cabo tanto a nível cultural como desportivo, desde o carnaval, passando pelas festas populares, pelo Arcos de TT, o festival Sons de Vez; as iniciativas no estrangeiro que servirão para promover os produtos arcuenses junto das comunidades emigrantes, o Torneio Adrien Silva, ou as feiras de artesanato, entre outras, que muito contribuem para atrair pessoas ao concelho.

De igual forma ficou claro que o Parque Nacional da Peneda Geral é um grande potencial e, por isso, deverá ser sempre valorizado a nível ambiental e turístico.

Outra das questões essenciais para que exista uma boa promoção do concelho será, segundo o autarca e os próprios proprietários, o trabalho em rede e em equipa que muito valorizará os diversos atores turísticos de Arcos de Valdevez.

Nesta reunião foram também eleitos os representantes do alojamento e da animação para o Conselho Municipal de Turismo.

O próximo passo passará pela realização da 1ª reunião do Conselho Municipal de Turismo.

reuniao_CMIT_alojamentos_restaurantes (1)

PONTE DE LIMA APRESENTA OBRA SOBRE A GENEALOGIA DO VISCONDE DE VILA NOVA DE FAMALICÃO

“História e Genealogia Familiar: famílias convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão”. Arquivo Municipal de Ponte de Lima. 7 de fevereiro / 21h30

O livro História e genealogia familiar: famílias convergentes do Visconde de Vila Nova de Famalicão, da autoria de Alexandra Maria Ferreira Braga de Sousa Louro Pereira de Castro, será apresentado no próximo dia 7 de fevereiro de 2014, às 21h30, no Arquivo Municipal de Ponte de Lima.

"A autora deste livro fez uma viagem e muitos dias passaram ao longo de oito anos plenos de acção e descoberta, dias de paz e de cansaço por entre bibliotecas, arquivos e cartórios, ou visitando as quintas e algum parente quase esquecido. Se o dono da quinta era pessoa agradável ou afável, ó que bela tarde de estudo: Noutras visitas a "eiras e solares" as coisas virão a ser mais difíceis, porque o senhorio se apresenta seco e distante. Uns dias abriam-se portas que davam sobre soberbas salas de museu e noutros restavam algumas pinturas numa parede, mobiliário, espíritos do lugar ou quase nada, às vezes a decepção. No fim de um dia de trabalho, ao regressar a casa, já só existe cada um de nós e o seu pequeno mundo de afectos. Só existe o que acontece realmente. A verdade, porém, é que os mundos se cruzam e se combinam e a prová-lo nasce este livro" (José Miguel Braga).

Para mais informações consulte o site do Arquivo Municipal www.arquivo.cm-pontedelima.pt.

Alexandra_Pereira_Castro[1]

CASA DA JUVENTUDE DE ESPOSENDE COM AGENDA CHEIA EM FEVEREIRO

A Casa da Juventude de Esposende propõe um conjunto muito variado de atividades para o próximo mês de fevereiro, uma programação abrangente que pretende chegar a todos os públicos.

Casa_Juventude

Com o intuito de assinalar o Dia dos Namorados, este equipamento municipal vai realizar, no 14 de fevereiro, às 15h00 uma oficina de expressão plástica, denominada “Um postal feito com amor”. Esta atividade destina-se a crianças dos 6 aos 12 anos, é gratuita e limitada a 16 participantes.

Subordinado também à temática do Dia dos Namorados, a Casa da Juventude está a promover um concurso de poesia, destinado a crianças e jovens dos 10 aos 30 anos. Sob o tema “Amor”, o concurso visa motivar os jovens para o pensamento poético, interiorizar a importância da palavra como expressão de sentimentos e promover a escrita de texto, nomeadamente na sua forma poética. A participação é gratuita, sendo que os trabalhos devem ser entregues na Casa da Juventude, até dia 6 de fevereiro.

O Dia Europeu Internet Segura, que se comemora a 11 de fevereiro, vai ser assinalado pela Casa da Juventude, através de um conjunto de atividades para os mais jovens, que decorrerão no período da manhã, e de uma ação de sensibilização para pais e encarregados de educação, que terá lugar à noite, pelas 21h30.

Em parceria com a Praxistudio Esposende - Urban Dance Studio e Escola de Dança, a Casa da Juventude vai levar a efeito, no dia 8 de fevereiro, no Pavilhão Gimnodesportivo de Fão, o evento EDC - Esposende Dance Competition - campeonato de coreografias "crews", urban dance styles, fusão e experimental.

No fim-de-semana de 15 e 16 de fevereiro, o Auditório Municipal de Esposende vai acolher o espetáculo de danças urbanas “Chaussures”, mais uma produção da Praxistudio Esposende, a ver no dia 15 às 21h30, e no dia 16 às 21h30.

Durante o mês de fevereiro prossegue o torneio de futebol virtual FIFA14, que mensalmente apura um vencedor para participar na grande finalíssima, a realizar no próximo mês de junho. A participação é gratuita e limitada a 20 participantes e as inscrições decorrem até ao dia 11 de fevereiro. As sessões terão lugar nos dias 12, 19 e 26, a partir das 14h30.

Outra das propostas regulares é o Games Day, que decorre à sexta-feira, onde os jovens podem usufruir das novas tecnologias e entretimento, através de jogos de PlayStation, ténis de mesa, jogos de mesa, bem como jogos em rede.

Com o intuito de proporcionar um espaço de estudo, onde os jovens podem partilhar os conhecimentos adquiridos, a Casa da Juventude criou o Study Day, à quarta-feira. Pretende-se sensibilizar os estudantes para uma boa prática escolar, contribuindo para sua motivação num ambiente mais descontraído e informal.

Para mais informações, os interessados deverão contatar a Casa da Juventude, através do telefone 253 960 162 ou do e-mail casa.juventude@cm-esposende.pt.

PONTE DE LIMA PROMOVE ESPECIALIDADES DE BACALHAU NA FEIRA DO BACALHAU DE CEBOLADA

Ponte de Lima acolhe este fim-de-semana a III edição da Feira do Bacalhau de Cebolada, iguaria típica da tradição gastronómica da região.

Como petisco ou refeição, o "Bacalhau de Cebolada" é um prato reinante nos cardápios das tabernas e restaurantes de Ponte de Lima, dinamizando o turismo gastronómico, que continua a ser uma das principais atrações à Vila Limiana.

Neste contexto, restaurantes da vila e expositores na feira apresentam ao longo de todo o fim-de-semana, um conjunto de especialidades confecionadas à base de bacalhau como forma de promover e dinamizar a gastronomia e a tradição de bem servir.

Integrada no projeto Em Época Baixa Ponte de Lima em Alta, a Feira do Bacalhau de Cebolada de Ponte de Lima, para além dos pratos típicos de Bacalhau delicie-se com a Broa de Bacalhau, a baguete à Brás, a Empada à Brás e à Gomes de Sá, ou ainda os Sonhos de Bacalhau e a Nata de Bacalhau. Para a confeção são utilizados diversificados ingredientes, como a batata doce, massa de pão com bacalhau e inúmeras especiarias.

A sustentabilidade económica do projeto baseia-se na sua abrangência, face à oferta de condições especiais. Assim, no decorrer das feiras temáticas, até 9 de março, vigorarão campanhas especiais de alojamento, com 15% de desconto, em Hotéis e Casas de Turismo aderentes, e a oferta do leite-creme por cada dose, nos restaurantes aderentes ao Ponte de Lima em Alta.

Visite a “Feira do Bacalhau de Cebolada” na Expolima, com a participação dos restaurantes do concelho, artesãos, expositores e um programa de animação com Grupos de Música Popular do Concelho.

PROVA DE ATLETISMO MARCA ARRANQUE DOS V JOGOS DESPORTIVOS ESCOLARES DE ESPOSENDE

Cerca de 300 crianças e jovens participaram, esta manhã, na prova de atletismo da quinta edição dos Jogos Desportivos Escolares, do Município de Esposende.

atletismo_

A prova decorreu na Zona Ribeirinha de Esposende e contou com a participação de alunos oriundos dos agrupamentos de escolas do 2.º e 3.º Ciclo e Secundário do concelho, com idades compreendidas entre os 10 e os 15 anos. Estiveram representadas as Escolas Básicas de Marinhas, de Apúlia, de Forjães, António Correia de Oliveira e Escola Secundária Henrique Medina.

Tratou-se da primeira competição disputada no âmbito dos Jogos Desportivos Escolares, que serviu também de preparação para o Corta Mato Distrital, no qual as escolas do concelho vão participar na próxima semana com estes mesmos atletas, apurados da fase escola.

Os Jogos Desportivos Escolares inserem-se no Plano de Desenvolvimento Desportivo do Concelho de Esposende e visam fomentar a prática desportiva entre as crianças e os jovens. Além do atletismo, integram as modalidades de Duatlo, Andebol, Basquetebol, Futsal e Voleibol.

CLASSIFICAÇÕES

Infantis A Femininos | 1000 metros

1.º

Mónica Laranjeira

EB Forjães

3,53m

2.º

Beatriz Ribeiro

EB Forjães

3,54m

3.º

Carina Laranjeira

EB Forjães

3,56m

Infantis A Masculinos | 1000 metros

1.º

Rafael Calheiros

EB António Correia de Oliveira

3,18m

2.º

Simão Almeida

EB Marinhas

3,19m

3.º

Manuel Gonçalves

EB António Correia de Oliveira

3,21m

Infantis B Femininos | 1500 metros

1.º

Beatriz Abreu

EB Marinhas

5,24m

2.º

Ana Carolina Casal

Escola Secundária Henrique Medina

5,25m

3.º

Inês Laranjeira

Escola Secundária Henrique Medina

5,26m

Infantis B Masculinos | 1500 metros

1.º

César Miguel Faria

EB Marinhas

4,55m

2.º

Diogo Barros

EB Apúlia

4,56m

3.º

Damião Rodrigues

EB Forjães

4,57m

Iniciados Femininos | 2000 metros

1.º

Catarina Sinaré

EB Forjães

8,02m

2.º

Marina Barbosa

Escola Secundária Henrique Medina

8,04m

3.º

Jéssica Fernandes

EB Marinhas

8,07m

Iniciados (1998/1999/) Masculinos | 2500 metros

1.º

Ruben Vilas Boas

EB António Correia de Oliveira

8,11m

2.º

Cristiano Cunha

Escola Secundária Henrique Medina

8,16m

3.º

Tiago Lopes

EB Apúlia

8,20m

Juvenis Femininos | 2500 metros

1.º

Helena Cruz

Escola Secundária Henrique Medina

9,42m

2.º

Mariana Maranhão

Escola Secundária Henrique Medina

10,48m

3.º

Alice Alves

Escola Secundária Henrique Medina

11,00m

Juvenis Masculinos | 3500 metros

1.º

Fernando Faria

Escola Secundária Henrique Medina

11,59m

2.º

André Gomes

Escola Secundária Henrique Medina

12,17m

3.º

João Costa

Escola Secundária Henrique Medina

12,47m

Juniores Femininos | 2500 metros

1.º

Catarina Jardim

Escola Secundária Henrique Medina

10,44m

2.º

Carina Gonçalves

Escola Secundária Henrique Medina

12,38m

3.º

Inês Gonçalves

Escola Secundária Henrique Medina

12,42m

Juniores Masculinos | 2500 metros

1.º

Fábio Abreu

Escola Secundária Henrique Medina

11,56m

2.º

Óscar Silva

Escola Secundária Henrique Medina

11,59m

3.º

Artur Pereira

Escola Secundária Henrique Medina

12,25m

atletismo

MUNICÍPIO DE BARCELOS APROVA ATRIBUIÇÃO DE 1,5 MILHÕES DE EUROS ÀS FREGUESIAS

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 31 de janeiro, o pagamento da última tranche do protocolo de cooperação entre o Município e as freguesias do concelho, no valor de 1.194.574,50€, referente a 2013. O valor global transferido no ano transato para as freguesias, no âmbito daquele protocolo, foi de 4.847.430,00€, tendo sido pago em quatro tranches trimestrais.

De acordo com o protocolo de cooperação, o Município atribui mais competências às freguesias, transferindo-lhes uma comparticipação financeira equivalente a 200% do montante previsto anualmente no Orçamento de Estado, no âmbito do Fundo de Financiamento das Freguesias.

Através deste protocolo, que vigora desde 2010, o Município já transferiu para as Freguesias mais de 20 milhões de euros.

Ainda nesta reunião, o executivo aprovou um conjunto de subsídios às freguesias, no valor de 240.620,47€, destinados ao pagamento de obras nas sedes das respetivas juntas, obras na rede viária, arranjos urbanísticos, entre outros fins.

Foi aprovado também um protocolo com a Freguesia de Aldreu, com vista à aquisição de uma viatura automóvel adequada ao transporte de alunos que frequentam o 1.º ciclo do ensino básico e pré-escolar, que inclui uma comparticipação financeira do Município no valor de 40.000,00€.

Apoio ao desporto e às instituições próximo dos 600 mil euros

Na mesma reunião, o executivo aprovou cinco contratos-programa de desenvolvimento desportivo com instituições do concelho, no valor global de 453.000,00€, com o objetivo de fomentar e divulgar a prática do desporto nas modalidades não profissionais. Os parceiros envolvidos nestes contratos são os seguintes: Associação de Futebol Popular de Barcelos (93 mil euros); Gil Vicente Futebol Clube (200 mil euros), Basquete Clube de Barcelos (60 mil euros); Óquei Clube de Barcelos (60 mil euros) e Santa Maria Futebol Clube (40 mil euros).

Quanto às restantes associações, os apoios financeiros ascendem a 69.600,00€ e destinam-se a comparticipações em diversas áreas, como o património religioso, e às associações.

No âmbito das parcerias do Município com a sociedade civil, destaque para a aprovação de vários protocolos. Assim, com o Conservatório de Música de Barcelos, foi aprovado um acordo de colaboração com vista à realização de atividades musicais em Barcelos, que proporcionem verdadeiras ofertas de educação e formação e conduzam a uma maior sensibilidade para os estudos musicais. Este acordo prevê uma comparticipação anual do Município no valor de 25.000,00€.

Foi também estabelecido um protocolo com a Companhia de Teatro de Braga, com vista à realização de atividades culturais e artísticas no Teatro Gil Vicente, durante o ano de 2014. O acordo prevê uma comparticipação do Município, por espetáculo, de 500,00€, como compensação de despesas de transporte, estadias e logística, bem como do valor da receita correspondente à bilheteira em cada espetáculo.

Apoio à área social e ao investimento

O executivo aprovou também na reunião ordinária de 31 de janeiro a lista de candidatos admitidos à primeira fase das bolsas de estudo atribuídas pelo Município.

Do mesmo modo, deliberou aprovar apoios ao arrendamento habitacional a 43 agregados familiares, quer em continuação de apoios, quer em novos processos.

No que diz respeito ao apoio ao investimento, a Câmara Municipal aprovou o reconhecimento de interesse público de parcelas de terreno que permitirão a construção e ampliação de unidades industriais e de serviços no concelho.

Por último, aprovou a conta final da empreitada de “Requalificação da Avenida João Duarte e Avenida D. Nuno Álvares Pereira”, que resulta num saldo a favor do Município de 2.500,00€. A empreitada foi adjudicada em 13 de maio de 2013, pelo valor de 947.787,12€.

Nota: As propostas números 36, 38 e 39 foram aprovadas por unanimidade; as restantes foram aprovada por maioria.

Reunião ordinária do executivo

31 de janeiro de 2014

Lista completa das deliberações

1. Atribuição de subsídio para refeição escolar, com efeitos retroativos à data do pedido e ao início do ano letivo, às seguintes situações:

Alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico: 7 alunos – escalão 1 (A) – refeição gratuita; 5alunos – escalão 2 (B) – refeição 50%. Alunos do ensino pré-escolar: 7alunos – escalão

1 (A) – refeição gratuita.

2. Ienção do pagamento do passe escolar (a 100%), por motivos de ordem económica, a aluna, para o ano lectivo 2013/2014.

3. Atribuição de um subsídio no valor de 72,00€, à Associação de Pais de Tamel S. Pedro Fins, para pagamento à tarefeira que substituiu a auxiliar da ação educativa, na unidade educativa de Tamel S. Pedro Fins.

4. Ratificação da autorização para a utilização de instalações à seguinte entidade: Junta de Freguesia de Alvelos – utilização das instalações do Pavilhão Multiusos da EB1/JI de Alvelos, no dia 11 de janeiro de 2014, para a realização do convívio dos Reis.

5. Perdão de dívida referente a refeições escolares do ano letivo 2012/2013.

6. Acordo de colaboração entre o Município de Barcelos e a Freguesia de Aldreu, com vista à comparticipação na aquisição de uma viatura automóvel adequada ao transporte dos alunos que frequentam o 1º ciclo do ensino básico e pré-escolar na freguesia de Aldreu.

7. Atribuição de um subsídio no valor de 1.000,00€ a residente da freguesia de Durrães para a conclusão das obras na sua habitação, correspondendo a um reforço da verba já atribuída, no valor de 5.000,00€, no âmbito do apoio à habitação social.

8. Atribuição de Bolsas de Estudo 2013/2014. Candidatos admitidos à primeira fase e excluídos.

9. Apoio ao arrendamento habitacional. Novos processos para comparticipação - 12; Processos reavaliados (continuidade do valor do apoio) – 12; Processos reavaliados (aumento do valor do apoio) – 19.

10. Acordo de cooperação a celebrar entre o Município de Barcelos e a Associação do Ensino Especializado da Música (Conservatório de Música de Barcelos), para o ano de 2014, com vista à realização e divulgação de atividades musicais em Barcelos, que proporcionem verdadeiras ofertas de educação e formação e conduzam a uma maior sensibilidade para os estudos musicais.

11. Protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos e a Associação Cultural Motocavaquinhos, tendo em vista a realização, em Barcelos, de uma feira de motas, automóveis e peças antigas, denominada “II Motomobilia de Barcelos”, nos dias 22 e 23 de fevereiro de 2014.

12. Ratificação do protocolo de colaboração celebrado entre o Município de Barcelos e a CTB - Companhia de Teatro de Braga tendo em vista definir os direitos e deveres dos outorgantes com vista à realização de atividades culturais e artísticas no Teatro Gil Vicente.

13. Atribuição de um subsídio no valor de 1.000,00€, à Paróquia de Santa Maria Maior de Barcelos, como colaboração com a Equipa Sócio-Caritativa da Paróquia de Santa Maria Maior de Barcelos, na distribuição de cabazes de alimentos pelas famílias carenciadas.

14. Atribuição de um subsídio no valor de 3.000,00€, à Paróquia de Santa Maria Maior de Barcelos, como colaboração nas despesas com a realização da Procissão do Senhor dos Passos.

15. Atribuição de um subsídio no valor de 3.000,00€, ao Arciprestado de Barcelos, como colaboração nas despesas com a realização da “Semana Bíblica” na cidade, bem como apoio logístico para as actividades envolvidas.

16. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€, à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, como colaboração nas despesas com a realização das obras de arranjo e restauro do telhado de uma parte do quartel-sede.

17. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€, à Paróquia de S. João Baptista de Gamil, como colaboração na construção de um edifício junto à residência paroquial destinado a apoiar as actividades de ordem pastoral e recreativa da freguesia.

18. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€, à Fábrica da Igreja Paroquial de Airó, como colaboração nas despesas com a realização de obras na Igreja Paroquial.

19. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€, à Fábrica da Igreja Paroquial de S. Martinho de Vila Frescaínha, como colaboração nas despesas com a realização de obras de restauro no interior da Igreja Paroquial.

20. Atribuição de um subsídio no valor de 11.000,00€, aos Leões da Serra Futebol Clube, como colaboração nas despesas com a realização de obras no campo de futebol.

21. Atribuição de um subsídio no valor de 15.000,00€ à Freguesia de Aborim, para pagamento da 2ª fase das obras de construção dos sanitários públicos junto à Igreja Matriz da freguesia e que servem de apoio ao cemitério paroquial.

22. Atribuição de um subsídio no valor de 11.360,92€, à Freguesia de Arcozelo, para pagamento do auto nº 18 da obra de “Ampliação da Sede de Junta”.

23. Atribuição de um subsídio no valor de 11.489,95€, à Freguesia de Arcozelo, para pagamento do auto nº 19 da obra de “Ampliação da Sede de Junta”.

24. Atribuição de um subsídio no valor de 4.769,60€, à Freguesia de Arcozelo, para pagamento do auto nº 20 da obra de “Ampliação da Sede de Junta”.

25. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00€, à Freguesia de Cossourado, correspondente à 3ª fase da obra de “Pavimentação dos caminhos de Navio-Paço- Poiares”.

26. Atribuição de um subsídio no valor de 35.000,00€ à Freguesia de Cristelo, para pagamento da 4ª fase das obras de “arranjo urbanístico do terreiro de Nossa Senhora do Rosário”.

27. Atribuição de um subsídio no valor de 35.000,00€, à União de Freguesias de Durrães e Tregosa, relativo à 3ª fase da empreitada de “Pavimentação do Largo da Igreja de Durrães”.

28. Atribuição de um subsídio no valor de 40.000,00€, à Freguesia de Remelhe para a execução da 3ª fase da “Recuperação e Remodelação do edifício da antiga escola primária”.

29. Atribuição de um subsídio no valor de 35.000,00€, à Freguesia de Rio Covo Sta Eugénia, relativo à 2ª fase das obras de “Drenagem de águas pluviais e residuais e pavimentação em betuminoso, na Rua José Gomes Alves”.

30. Atribuição de um subsídio no valor de 25.000,00€, à Freguesia de Manhente, relativo à 1ª fase das obras de “Pavimentação de parte da Rua do Gramacho e parte da rua das Telheiras”.

31. Atribuição de um subsídio no valor de 6.600,00€, à Comunidade Cristã de Sto António, como colaboração nas despesas efectuadas com a realização das actividades inseridas nas festividades de Sto António realizadas em 2013, para as quais era intenção atribuir um subsídio.

32. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00€, à Associação Portuguesa dos Veteranos de Guerra, como colaboração na aquisição de um Monumento aos Combatentes na Guerra do Ultramar, que pretendem colocar nesta cidade.

33. Reconhecimento de Interesse Público Municipal. Pinheiro & Oliveira, Lda – Projecto de alterações para ampliação de uma indústria - Vilar do Monte.

34. Reconhecimento de Interesse Público Municipal da área de 17.187 metros quadrados para legalização e requalificação do equipamento denominado “Campo de Futebol 1º de Janeiro CF “Os Ceramistas”, mais acessos e outras formas de utilização do solo, em terreno, propriedade da Clube de Futebol “Os Ceramistas”, sito na Rua 1º de Janeiro, Freguesia de Galegos S. Martinho, Barcelos.

35. Reconhecimento de Interesse Público Municipal da área de 38.564 metros quadrados para a construção do equipamento privado denominado “Espaço Social do Enfermeiro”, incluindo acessos e outras formas de utilização do solo, em terreno, propriedade da Ordem dos Enfermeiros, sito no lugar de Prestar, Freguesia de Paradela.

36. Reconhecimento de Interesse Público Municipal de uma parcela de terreno com cerca de 1.592 metros quadrados incluindo acessos e outras formas de utilização do solo, em terreno, propriedade da Empresa AMPF – Impermeabilizações, Lda, sito na Avenida da Estação, Freguesia de Viatodos.

37. Alteração ao Regulamento para a Exploração e Funcionamento do Centro Coordenador de Transportes do Município de Barcelos [Central de Camionagem].

38. Antecipação de 6.000.000€ de receita do IMI para aumento de fundos disponíveis.

39. Ratificação do despacho proferido pelo Presidente da Câmara Municipal que aprovou a informação prestada pela DOPM e a conta final da empreitada de “Requalificação da Avenida João Duarte e Avenida D. Nuno Álvares Pereira”.

40. Protocolo de cooperação entre o Município e as Juntas de Freguesia do concelho de Barcelos - Pagamento do montante correspondente aos restantes 25% do valor do Protocolo, perfazendo assim a transferências de verbas relativas à totalidade dos quatro trimestres de 2013.

41. Cemitério Municipal de Barcelos. Declaração de prescrição de concessões.

42. Cemitério Municipal de Barcelos. Revogação da declaração de prescrição de concessão de sepultura.

43. Contrato Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e a Associação de Futebol Popular de Barcelos, o qual prevê uma comparticipação financeira por parte do Município no valor de 93.000,00€, tendo por objeto a execução de um programa de desenvolvimento desportivo, através do fomento, divulgação e prática do desporto nas modalidades não profissionais no concelho de Barcelos, concretamente na modalidade de futebol, entre as camadas etárias mais jovens.

44. Contrato Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e o Basquete Clube de Barcelos, o qual prevê uma comparticipação financeira por parte do Município no valor de 60.000,00€, tendo por objeto a execução de um programa de desenvolvimento desportivo, através do fomento, divulgação e prática do desporto nas modalidades não profissionais no concelho de Barcelos, concretamente na modalidade de basquetebol, entre as camadas etárias mais jovens.

45. Contrato Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e o Gil Vicente Futebol Clube, o qual prevê uma comparticipação financeira por parte do Município no valor de 200.000,00€, tendo por objeto a execução de um programa de desenvolvimento desportivo, através do fomento, divulgação e prática do desporto nas modalidades não profissionais no concelho de Barcelos, concretamente na modalidade de futebol, entre as camadas etárias mais jovens.

46. Contrato Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e o Óquei Clube de Barcelos, o qual prevê uma comparticipação financeira por parte do Município no valor de 60.000,00€, tendo por objeto a execução de um programa de desenvolvimento desportivo, através do fomento, divulgação e prática do desporto nas modalidades não profissionais no concelho de Barcelos, concretamente na modalidade de hóquei em patins, entre as camadas etárias mais jovens.

47. Contrato Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Município de Barcelos e o Santa Maria Futebol Clube, o qual prevê uma comparticipação financeira por parte do Município no valor de 40.000,00€, tendo por objeto a execução de um programa de desenvolvimento desportivo, através do fomento, divulgação e prática do desporto nas modalidades não profissionais no concelho de Barcelos, concretamente na modalidade de futebol, entre as camadas etárias mais jovens.

48. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de aquisição de licenciamento da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) para a música ambiente e espetáculos a realizar no Teatro Gil Vicente. Artigo 73.º da Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro (Orçamento de Estado 2014).

49. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de aquisição de serviços para “Reparação dos motores das viaturas 52 A (matrícula 40-71-OZ) e 11 A (matrícula 79-68-NU) e reparação da viatura 116 (matrícula 98-15-ON)”. Artigo 73.º da Lei n.º 83- C/2013, de 31 de dezembro (Orçamento de Estado 2014).

50. Ratificação do despacho proferido pelo Presidente da Câmara Municipal, que aprovou o seguinte: cedência de material promocional (30 give-aways) – oferta para os idosos do Centro de Solidariedade Social de S. Veríssimo; cedência de elementos cartográficos de Barcelos – alunos da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto.

51. Ratificação dos despachos proferidos pelo Vice-Presidente da Câmara Municipal, que aprovaram o seguinte: cedência de espaço no Teatro Gil Vicente para a exibição de filmes – Associação Zoom; cedência do Auditório Municipal para a realização de um Seminário – IPCA; cedência de material promocional (30 give-aways) aos alunos de MBA da Universidade Católica Portuguesa, Angolana e do Rio de Janeiro, que foram recebidos no Município; cedência do Auditório Municipal para a realização de Conferências – Dia D – IPCA; cedência da Sala Gótica para a realização da Exposição “Amostra D” – IPCA; cedência do Salão Nobre – “I Cursos Internacionais de Música de Barcelos” – Conservatório de Música de Barcelos; cedência do Auditório Municipal para a realização de uma Conferência – Barcelos Sénior; cedência do Auditório da Biblioteca Municipal para a “Gala de apresentação das Equipas”- Associação Cultural e Recreativa de Roriz; autorização de realização da despesa relativa à actuação de um músico, como despesa adicional nas actividades do “Dia do Advogado”; cedência de material promocional (58 give-aways) aos estudantes estrangeiros que vão ser recebidos no Município; cedência de material promocional (10 galos médios e 10 minhotas) – Gil Vicente Futebol Clube.

52. Ratificação dos despachos proferidos pelo Vereador Alexandre Maciel, que aprovaram o seguinte: cedência de apoio jurídico para revisão dos Estatutos – Associação de Teatro Experimental de Feitos; apoio logístico para a realização da “Procissão do Senhor dos Passos” – Comissão da Procissão do Senhor dos Passos de Barcelos; poda e remoção dos sobrantes das árvores de grande porte – Escola Secundária /3 de Barcelinhos; cedência de grades para as festividades – Freguesia de Pereira.

53. Ratificação do despacho proferido pelo Vereador Carlos Brito, que aprovou o seguinte: cedência de material promocional (galos) para o Concerto Solidário “Vamos dar uma cadeira ao Gonçalo” – Associação Clube Moto Galos de Barcelos.

54. Ratificação do despacho proferido pela Vereadora Armandina Saleiro, que aprovou o seguinte: cedência de 3 bandeiras: Nacional, Município e UE – EB 123 de Fragoso.

Barcelos, 31 de janeiro de 2014

O Gabinete de Comunicação

ALUNOS DE ESPOSENDE COLABORAM COM LOJA SOCIAL

Turma da Escola Secundária de Esposende organizou campanha de solidariedade a favor da Loja Social

Uma turma do 3.º ano do Curso Técnico de Comunicação, Marketing, Relações Públicas e Publicidade, da Escola Secundária Henrique Medina, de Esposende, levou a cabo uma campanha de solidariedade a favor da Loja Social Rede Solidária.

DSC_0159

Durante os meses de dezembro e janeiro, os 18 alunos deste curso profissional empenharam-se na recolha de bens alimentares, vestuário, brinquedos e produtos de higiene numa campanha a que deram o nome “Missão Medina Solidária”.

Os produtos angariados foram ontem entregues pelos alunos e professores à Loja Solidária, na presença da Vereadora da Coesão Social da Câmara Municipal de Esposende, Raquel Vale, que, em nome da Rede Social do Concelho de Esposende, agradeceu a dádiva e enalteceu a iniciativa dos estudantes, considerando que expressa a sua “missão de cidadania”.

Citando o adágio popular “a união faz a força”, a Vereadora salientou que com a ajuda de todos este projeto pode crescer ainda mais e ajudar cada vez mais pessoas. Desafiou, por isso, estes alunos solidários a avançarem com novas ideias para angariar novas ajudas para a Loja Social e aproveitou a oportunidade para os convidar a associarem-se ao Banco Local de Voluntariado de Esposende, por forma a puderem colaborar noutras iniciativas de solidariedade.

FAFE DIVULGA ATIVIDADES CULTURAIS EM FEVEREIRO

Este mês que agora entra o Fafe Cidade Das Artes está cheio de boas novidades! Dança, Cinema, Teatro e uma Oficina única!

Dia 8 pelas 21:30h e dia 9 pelas 18:30h, no Teatro-Cinema, uma co-produção com a Escola de Bailado de Fafe "O Incontornável Momento de Confronto com a minha Condição Humana"

De 17 a 22, na Junta de Freguesia de Antime, decorrerá a Oficina de Mulheres Criativas, com Antónia Bueno, dramaturga e encenadora Cubana (para inscrições e mais informações acesse https://docs.google.com/forms/d/1TdgHaSHepdi7w2rMvgnFP9Hi6aS-E93iabxP9ZMTqy8/viewform

Dia 21, pelas 21:30h na Sala Manoel De Oliveira (Teatro-Cinema) o Ciclo de Curtas-metragens "O Universo No Feminino", uma mostra de curtas premiadas (prémio Goya 2013, nomeação para Oscars) comentadas pela atriz e realizadora cubana Ana Victória Pérez.

Dia 22 pelas 21:30h no Teatro-Cinema a peça "Bel La Bella", uma encenação de Antónia Bueno e Interpretação de Ana Victória Pérez .

A NÃO PERDER !

bilhetes à venda no Posto de Turismo.

PONTE DE LIMA MELHORA PISCINAS MUNICIPAIS

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova melhoramentos nas Piscinas do Município

A Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou na reunião realizada a 20 de janeiro, as empreitadas de “Beneficiação das Piscinas de Arca e Freixo – UpGrade Energético e Ambiental”.

vila 2003 ctr 2

A intervenção visa o melhoramento dos referidos equipamentos. O projeto de remodelação, no valor de 282.000+Iva para a piscina de Arca e de 146.000+iva para a piscina de Freixo, refere-se à reformulação das instalações elétricas, no sentido de garantir a redução de consumos energéticos nos referidos edifícios.

As alterações propostas baseiam-se na substituição de equipamentos de iluminação mais eficientes, assim como a instalação de uma bateria de condensadores adequados às necessidades de cada edifício.

Neste sentido serão introduzidas medidas corretivas que incluem a substituição de lâmpadas incandescentes, das lâmpadas fluorescentes tubulares, bem como a aplicação de um sistema de comando e controlo automático. Esta intervenção complementa a aposta do Município nos equipamentos desportivos como forma de estimular o desporto de pequena escala e de proximidade.

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ DE 27 DE JANEIRO DE 2014

P1272268

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA:

No período antes da Ordem do Dia o Sr. Presidente expressou um voto de pesar, pelo falecimento do Prof. Doutor José Terra (uma pessoa de índole cultural, nacional e internacional), o qual foi aprovado por unanimidade. Informou também que esteve presente na missa de 7º dia.

O Sr. Presidente também deu conhecimento da reunião que teve com a SCMAV e a APPACDM sobre o apoio à deficiência. O centro de atividades ocupacionais para 30 utentes e o Lar residencial para 15 utentes será desenvolvido pela SCMAV, no Hospital de S. José, até haver apoios para desenvolver esta valência no antigo Seminário;

Deu conta também que no dia 28 de Janeiro, iria decorrer uma reunião no Centro Municipal de Informação e Turismo para tratar de assuntos relacionados com a área de Turismo, bem como outros assuntos complementares, nomeadamente a Eleição do Representante do Sector do Alojamento (Hotelaria e Turismo em Espaço Rural) e Representante das Empresas de Animação Turística no Conselho Municipal de Turismo.

Deu conta igualmente que participou numa reunião com o Secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar,NunoVieira e Brito, e o Presidente da CIM Alto Minho por causa de um projeto-piloto designado de EMER - Empreendedorismo em espaço rural que vai ser levado a cabo por diversos parceiros regionais, nomeadamente o IPVC, a UTAD, a In.Cubo e a CA Noroeste e contempla a intervenção dos dez municípios da CIM. Este projeto visa criar estímulos aos pequenos produtores e empresas do ramo agroalimentar em meio rural. O EMER pretende apoiar o empreendedorismo associado a produtos agrícolas e géneros alimentícios; criar circuitos de alimentação e criar produtos e serviços inovadores, sendo o objetivo final a promoção do emprego de jovens e o aumento da competitividades e coesão social.

Informou e solicitou à vereação para estarem presentes na reunião as Águas do Noroeste que vai decorrer na Câmara Municipal no próximo dia 3 de Fevereiro pelas 21h30.

Também convidou a vereação para, na próxima segunda-feira, dia 3 de Fevereiro, irem ver o espaço para o futuro Albergue da Juventude

O Sr. Presidente deu conta igualmente da receção que vai ser feita à Governadora do Distrito 1970 (Rotary Clube) na Câmara Municipal na próxima sexta-feira, dia 31 de Janeiro, pelas 18h30.

Por último informou que o Prof. Jacinto Rodrigues, em articulação com o Dr. Nuno Soares, se encontra a desenvolver uma candidatura em torno do Padre Himalaia, que será apresentada ao programa EuropAid. Este projeto tem como principais objetivos a aprendizagem global fora do sistema de educação formal, estimulando padrões de vida básicos, o crescimento inclusivo e sustentável, a gestão dos recursos naturais, a Igualdade, Equidade, Justiça e Paz e Segurança, contribuindo para o 2015, Ano Europeu do Desenvolvimento.

O projeto denomina-se Rede Eco pedagógica Himalaia e foca temáticas como a Água, a Saúde, a Alimentação, Terra e Floresta, as Energias renováveis, a Eco tecnologia e a Memória Eco social, áreas em que o Padre Himalia foi pioneiro.

TURISMO

ABERTURA DE PROCEDIMENTO – EMPREITADA LOJA INTERACTIVA DE TURISMO DE ARCOS DE VALDEVEZ

A Câmara ratificou a abertura de um procedimento concursal relativamente à obra em epígrafe, por ajuste directo, sendo o valor base de € 67 305,00 e o prazo contratual seja de 30 dias, com consulta a três empresas Regocib; Predilethes e Habitilima,

PEDIDO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS PARA A LIMPEZA E SINALIZAÇÃO DA GRANDE ROTA DO ALTO MINHO NO CONCELHO DE ARCOS DE VALDEVEZ

Foi autorizada a abertura de procedimento concursal, tendo em vista a realização de um contrato de aquisição de serviços para a “Limpeza e Sinalização da Grande Rota do Alto Minho no Concelho de Arcos de Valdevez” pelo valor base de € 18 000,00, ao qual acresce o IVA.

Com esta rota pretende-se que todos os concelhos da CIM Alto Minho fiquem ligados entre si.

CULTURA

“Parque Urbano de Giela – Reabilitação do Conjunto Histórico Edificado”

Foi aprovada a minuta do contrato administrativo da empreitada – “Parque Urbano de Giela – Reabilitação do Conjunto Histórico Edificado”, adjudicado à empresa Predilethes Construções, Ldª, no valor de € 687 609,34.

AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE ALUGUER DE SOM E LUZ PROFISSIONAIS PARA EVENTOS EM AUDITÓRIO 2014

Foi autorizado o cabimento prévio da despesa prevista com o processo concursal de ajuste direto denominado "Aquisição de Serviços de aluguer de som e luz profissionais para eventos em auditório, música, teatro, performances/dança; ano 2014",no valor de 36.000 euros.

DESPORTO e LAZER

FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE TORRES, COM PLATAFORMA PARA PROJECTORES DE ILUMINAÇÃO, NO CAMPO DE FUTEBOL DE TÁVORA (SANTA MARIA)

A Câmara ratificou o projeto de decisão final respeitante à adjudicação por ajuste directo, do fornecimento em epígrafe, na qual concorreu a firma João Cerqueira Pereira, Ldª pelo valor de € 20 091,00.

CONTRATO ADMINISTRATIVO DA EMPREITADA – EXPANSÃO DA REDE DE ECOVIAS DA CIM ALTO MINHO - 2ª FASE

Foi aprovada a minuta do contrato administrativo da empreitada em epígrafe, adjudicado à firma J. S. Gomes, Ldª, no valor de € 338 245,00, mais IVA,

HASTA PUBLICA POR LICITAÇÃO VERBAL PARA ALIENAÇÃO DE UM PRÉDIO RUSTICO DO MUNICIPIO, NO LUGAR DA IGREJA – VELHA – ARCOS DE VALDEVEZ (SÃO PAIO)

A Câmara aprovou o auto de arrematação de hasta pública por licitação verbal de um prédio rustico sito no lugar da Igreja Velha, freguesia de Arcos (S. Paio), e deliberou adjudica-lo definitivamente ao interessado que ofereceu o maior lanço, no valor de €  76 100,00.

AÇÃO SOCIAL

REALOJAMENTO HABITACIONAL

Foi deliberado aprovar o realojamento de três agregados familiares desfavorecidos do concelho mediante o pagamento de uma renda apoiada, bem como autorizada a alteração da titularidade de uma habitação social

APOIOS AÇÃO SOCIAL

Foi deliberado apoiar o Centro Social e Paroquial de Rio Frio, com sede no lugar da Igreja, freguesia de Rio Frio, deste concelho, mediante a celebração de um protocolo a celebrar no corrente ano no valor de € 50 000,00, para fazer face às despesas com a construção do Lar de Idosos, no valor de € 494 665,00.

Idem a AMI – Assistência Médica Internacional, no valor de 150€

APOIOS

A Câmara Municipal aprovou apoiar  a Associação Cultural e Desportiva do Vale do Ázere, para fazer face às obras de melhoria na sede social mediante a celebração de um protocolo no valor de € 8500,00.

Idem o Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas – Soajo, celebração de um protocolo no valor de € 6 500,00, a celebrar no presente ano, para ajudar na aquisição de uma viatura de 9 lugares para o referido rancho, no valor de € 11 250,00.

Idem o Rancho Folclórico de Vilela, mediante a celebração de um protocolo no valor de € 750,00, a celebrar no corrente ano para fazer face a despesas com a elaboração de um DVD para divulgação das tradições, mais concretamente a cultura das Croças e as Rocas só existente nesta freguesia.

Idem a Associação Recreativa e Cultural de Guilhadeses, mediante a feitura de um protocolo a celebrar no corrente ano no valor de € 11 525,00 para o pagamento do projecto de “Requalificação do Campo de Futebol”.

A Câmara também aprovou apoiar o CCD da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, no pagamento da festa de Natal dos funcionários em € 1 550,00

Idem a Paróquia de Arcos de Valdevez (Salvador), no valor de € 50.000, para comparticipar as obras não previstas que foram executadas na torre sineira da Igreja Matriz

Idem, a Atlântica – Associação Florestal dos Vales do Minho, Coura, Ancora, Vez e Lima, no valor de € 7500,00, para aquisição de material.

A Câmara ratificou o protocolo celebrado com a Associação Social Recreativa Juventude de Vilafonche, que tem como objectivo apoio ou colaboração no desenvolvimento das actividades programadas para o ano de 2014.

Isenção

Tendo presente a necessidade das Juntas de Freguesia resultantes de agregação procederem à alteração dos contratos de fornecimento de água para a titularidade da nova entidade jurídica e uma vez que o regulamento municipal de tarifas não prevê qualquer isenção a esse nível, foi aprovada a proposta apresentada de isenção objetiva às Juntas de Freguesia que solicitem a alteração da titularidade dos contratos de fornecimento de água, por força da agregação imposta por lei.

adjudicação

 “BLOCO XLVI – CAMINHO DA GUIA - JOLDA (SÃO PAIO): foi deliberado adjudicar a obra à empresa Martins & Filhos, SA, pelo valor de € 78 096,78, sem IVA.

ARCOSFINICIA

Foi deliberado dar parecer favorável à atribuição de um financiamento reembolsável no valor de € 4.974,93. para uma atividade de restauração e serviços, cujo investimento total previsto é de € 29.264,32.

P1272260

CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS OBRIGAM AO CANCELAMENTO DA “MÃOS D’ARTE” EM CAMINHA

Feira de Artesanato e Artes Decorativas do Concelho de Caminha volta a realizar-se nos dias 15 e 16 de março, em Caminha

Devido às condições meteorológicas esperadas para este fim-de-semana, o Município de Caminha optou por cancelar a realização da “Mãos d’Arte” - Feira de Artesanato e Artes Decorativas do Concelho de Caminha. O certame iria decorrer nos dias 1 e 2 de fevereiro, no Parque Dr. Ramos Pereira, em Vila Praia de Âncora.

Desta forma, mantém-se agendada a próxima “Mãos d’Arte”, que será em Caminha, no Parque 25 de Abril, nos dias 15 e 16 de março.

Recorde-se que a Feira de Artesanato e Artes Decorativas do Concelho de Caminha vai decorrer mensalmente, de forma intercalada, em Caminha e Vila Praia de Âncora. Em Caminha, a feira decorre no Parque 25 de Abril, no terceiro fim-de-semana dos meses de março, maio, julho, setembro e novembro. Em Vila Praia de Âncora, o certame realiza-se no Parque Dr. Ramos Pereira, no primeiro fim-de-semana dos meses de abril, junho, agosto, outubro e dezembro.

O objetivo da feira passa por potenciar os valores culturais transmitidos através das artes e ofícios existentes no concelho de Caminha e que muito contribuem para a criação de uma identidade territorial. A “Mãos d’Arte” pretende ainda valorizar o artesanato e as artes decorativas, enquanto atrativo turístico-cultural, potenciando o desenvolvimento local.

BARCELOS APRESENTA TEATRO, MÚSICA, CINEMA E DANÇA NO TEATRO GIL VICENTE

Diversidade carateriza programa cultural do mês de fevereiro

O programa cultural do mês de fevereiro do Teatro Gil Vicente começa este sábado, dia 1, com a apresentação da peça “Nem o Tio Morre Nem a Gente Casa”, pelo Teatro Popular de Carapeços, às 21h30. A comédia conta a história de dois amigos que vão a um funeral na esperança de conquistarem a viúva. Uma história hilariante encenada por José Fernandes, com entrada grátis mediante reserva de bilhete.

IMG_5221

O teatro continua no dia 22, às 21h30, com a Companhia de Teatro de Braga a apresentar AKròama – Teatro Stabilé di Ricerca Della Sardegna, com “Gita All´Inferno”. Uma adaptação de “A Divina Comédia de Dante”, com Nunzio Caponio e Simeone Latini. Os bilhetes,  no valor de 5€, podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

A Companhia de Teatro de Braga apresenta também o Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, com encenação de Rui Madeira, no dia 27, também às 21h30, sendo a aquisição dos bilhetes, a 5€, feita do mesmo modo.

No cinema, a Associação Zoom apresenta dois filmes: “Ninfomaníaca”, no dia 13, e “O Desconhecido do Lago”, no dia 20, ambos com início pelas 21h30. Os bilhetes para assistir aos filmes têm o valor de 3,5€ e podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail ou telefone.

A música e a dança também marcarão presença no Teatro com o concerto Odyssea, dos Indignu, pelas 22h00 do dia 8. Os bilhetes para assistir ao concerto, no valor de 5€, podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail ou telefone.

A escola de dança Flash Li Dance apresenta o espetáculo de Dança Hip Hop e Jazz, no dia 15, pelas 22h00, com entrada grátis mediante reserva de bilhete.

O último espetáculo acontece no dia 28, pelas 21h30, com o Grupo de Fados e Serenatas da Universidade do Minho. Uma sessão que contará com atuação de fados e uma palestra onde serão apresentados os temas principais da “Canção Coimbrã; a Viola e o seu papel no acompanhamento e nas baladas e a Guitarra Portuguesa”. Uma conversa informal com a possibilidade de intervenções e colocação de questões pelo público presente. Entrada grátis mediante reserva de bilhete.

MANTO DE NEVE VESTE MELGAÇO DE BRANCO

156955_648472201885451_1952175753_n

As zonas mais elevadas do concelho de Melgaço encontram-se sob um manto de neve com cerca de vinte centímetros de altura. Cubalhão e Castro Laboreiro, acima dos 700 metros de altitude, encontram-se entre as freguesias mais afetadas. Os serviços de Proteção Civil têm vindo a limpar as estradas a fim de desimpedir a circulação automóvel.

Este é já o segundo nevão que se abate sobre o concelho de Melgaço desde o início do ano. A imagem que proporciona e que contrasta com a paisagem verdejante que carateriza quase toda a nossa região, atrai frequentemente um grande número de visitantes.

Fotos: Município de Melgaço

482510_648471285218876_1269708888_n

1512382_648471215218883_2036036486_n

1545660_648470161885655_303690837_n

1150334_648471358552202_476771762_n

ARCOS DE VALDEVEZ ALTERA REGULAMENTO DO PLANO DIRETOR MUNICIPAL

Na Câmara Municipal está em curso o procedimento de alteração ao Regulamento do Plano Diretor Municipal, o prazo de participação preventiva até ao próximo dia 31 de Janeiro, podendo todos os interessados formular sugestões e apresentar informações sobre quaisquer questões que possam ser consideradas.

O procedimento em curso respeita a alterações ao Regulamento, não afetando as disposições em vigor, no que concerne à classificação e qualificação do solo – plantas de ordenamento e condicionantes, e tem como principais objetivos:

• Adequar as disposições existentes a alterações legislativas supervenientes;

• Esclarecer os parâmetros de edificabilidade aplicáveis a pretensões de utilização no solo rural e no solo urbano que, na presente conjuntura económica, são muito significativas para o concelho;

• Suprir algumas lacunas de regulamentação que constituem constrangimentos importantes à gestão urbanística municipal;

• Clarificar alguns conceitos técnicos.

Pretende-se com esta alteração, adaptar e atualizar um dos documentos fundamentais do Plano Diretor Municipal, o Regulamento, clarificando alguns dos seus artigos e acrescentando regras, por forma a facilitar a sua aplicação no âmbito da gestão urbanística.

É EM VILA VERDE QUE O AMOR ACONTECE!...

Fevereiro, Mês do Romance: 62 iniciativas em 30 dias

Um recorde de iniciativas, parceiros e grande projeção da programação Fevereiro, Mês do Romance são as ideias principais que resumem a apresentação da quinta edição de Fevereiro, Mês do Romance, que começa sábado, com a abertura do espaço Namorar Portugal. Na sessão foi apresentado ainda o novo site oficial namorarportugal.pt.

IMG_8454

A sala de conferências do município encheu para conhecer a programação que vai marcar a quinta edição de Fevereiro, Mês do Romance em Vila Verde. Sessenta e duas iniciativas constam no programa que não está fechado, mantendo-se recetivo a todos os que queiram participar no Mês do Romance.

Ao longo de 30 dias (de 1 de fevereiro a 2 de março), um programa temático dividido por semanas (Amor, Tradição, Saudade e Aventura) vai levar até ao público o fruto de mais de meia centena de parcerias institucionais e empresariais. “Esta programação foi estruturada para agradar a todos e despertar o interesse de futuros parceiros”, realçou o presidente do Município, António Vilela. “Queremos que Vila Verde seja o centro das atenções durante o mês de Fevereiro. Se for em Fevereiro, também será durante o resto do ano”, concluiu o autarca.

As parcerias são alguns dos destaques da edição 2014, com alianças criativas. A Uchi, projeto de casas modulares, alocada no centro empresarial do IEMinho, em Soutelo, vai apresentar a Casa do Romance no seu módulo mais pequeno (10m2) em parceria com o Município de Vila Verde, um showroom itinerante, decorado com produtos Namorar Portugal, e que depois do Mês do Romance pode iniciar um périplo por outras cidades do país.

O Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), juntamente com a entidade MOVIJOVEM, vão adicionar o Namorar Portugal às vantagens dos Cartão Jovem, “no sentido de atrair a Juventude vilaverdense e de fora do concelho, a Vila Verde e estimular o comércio e serviços locais”, pormenorizou o representante do IPDJ, Rolando Silva.

A programação destaca ainda a apresentação de 14 novos produtos ou linhas renovadas de produtos da Namorar Portugal, que vêm juntar-se ao rol de empresas que já defendem a marca. Essas apresentações acontecerão no espaço Namorar Portugal 2014, na futura Loja de Turismo de Vila verde, na Praça da República, frente à Biblioteca Municipal. A circunstância especial do Mês do Romance antecipa assim a abertura do espaço, que será propositadamente preparado para acolher a exposição dos produtos, servir de ponto de venda e de posto informativo sobre a programação e o concelho. A abertura do mesmo marca ainda a primeira atividade oficial da programação Fevereiro, Mês do Romance, marcada para sábado, 1 de Fevereiro, às 17:00.

Outra ação realçada é a campanha Sabores do Romance que engloba 28 unidades de alojamento, restaurantes e bares como complemento de um programa extenso e emotivo que visa fixar visitantes no concelho, para namorarem até 2 de março, o último dia da programação.

O programa 2014 ao detalhe e o enquadramento de Fevereiro, Mês do Romance podem ser consultados e descarregados aqui, neste dossiê.

31 de janeiro, ação promocional em Braga

Amanhã, 31 de janeiro é dia do Mês do Romance ser promovido em Braga. Quem passar na Rua do Castelo (frente à Brasileira) das 11H às 17:00 vai conhecer a programação e saber que pode desfrutar de mais 60 iniciativas gratuitamente, em Vila Verde, ou noutra zona do país que esteja contemplada.

Às 15:30 vai acontecer o ponto alto da ação com a partilha do Bolo de Namorados, Pink Cake, por quem passar na rua a esta hora, enquanto é tocada música ao vivo. Um momento mágico, ilustrativo da magia do romance que se vai viver em Vila verde em Fevereiro.

Presentes no momento vão estar o presidente do Município, António Vilela, a vereadora da cultura, Júlia Fernandes e outros elementos do executivo, para além de entidades institucionais e empresariais parceiras, que assinalarão simbolicamente o convite para que Braga se junte a Vila Verde na celebração do Amor.

1 de fevereiro, inauguração do Espaço Namorar Portugal

A abertura oficial da programação será marcada pela inauguração do espaço Namorar Portugal, que ficará situado no interior da futura Loja de Turismo de Vila Verde. A antecipação da abertura da estrutura ‘forçou’ a uma preparação específica do equipamento, que ainda não possuía as condições ideais para abrir ao público. Contudo, a sua localização privilegiada fez com que este fosse o espaço ideal para receber o ‘coração’ da programação.

A partir das 17:00 de sábado o espaço será aberto com um horário que aos fins-de-semana funcionará das 10:00 às 22:00 e de segunda a sexta-feira, das 10:00 às 13:00 e das 14:00 às 18:00.

A inauguração deste espaço vai revestir-se de grande simbolismo, com uma cerimónia pública e uma performance artística prevista, entre outras surpresas.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE ESPOSENDE RECEBE GRUPO DE CIDADÃOS TURCOS

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende recebeu, esta manhã, um grupo de cidadãos turcos, que se encontra em Portugal a realizar um intercâmbio na área da cerâmica, estando hospedado no concelho, mais concretamente em Apúlia.

DSC_0070

Trata-se de um grupo oriundo da cidade de Kirsehir, constituído por 24 pessoas com deficiência mental e respetivos monitores. O referido intercâmbio decorre no âmbito do Projeto Leonardo da Vinci, coordenado pela Associação Intercultural de Mobilidade, constituída por jovens empresários com representação em Portugal, Itália, Polónia, Hungria e Lituânia.

Na sessão de boas vindas, encontro informal que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Presidente da Câmara Municipal saudou a comitiva turca, desejando-lhes uma boa estadia, e fez uma breve apresentação do concelho, nomeadamente das infraestruturas existentes.

Benjamim Pereira deu a conhecer as várias respostas existentes no concelho e na região, aos mais diversos níveis, para os cidadãos com deficiência, salientando que há uma grande preocupação na integração destas pessoas.

Os visitantes aproveitaram a oportunidade para colocar questões ao Autarca, com o intuito de melhor ficarem a conhecer o Município, tendo Benjamim Pereira indagado sobre as vivências do grupo e sobre a cidade e a região de onde são oriundos.

Na despedida, o Presidente da Câmara Municipal agradeceu a visita e expressou o desejo de que o grupo turco possa regressar a Esposende noutras oportunidades, realçando a importância deste tipo de intercâmbios, na medida em que proporcionam o contacto com outras culturas.

DSC_0081

DIRETOR REGIONAL DE CULTURA DO NORTE PRESENTE DO 10’º ANIVERSÁRIO DOS “SERÕES TERTÚLIAS RUSGUEIRAS”

A 72ª edição dos 'Serões/Tertúlias', a levar a efeito amanhã, dia 31, pelas 21:30h, na sede social da Rusga, sita na Av. Artur Soares (Palhotas), nº 73, contará com a participação do atual diretor Regional da Cultura do Norte (DRCN), António Ponte, e ainda, com os dois convidados da 1ª edição, José Costa Leite e António Costa Guimarães, à época, Delegado Regional da Cultura do Norte e o diretor do jornal 'Correio do Minho' respetivamente. Tal como vem sendo habitual, a moderação será da responsabilidade de José Pinto, presidente da associação. Os momentos artísticos que a seranzada contempla, serão da responsabilidade da Rusga.

Com a realização desta edição especial (parte I), que terá por tema, “Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras - Dez anos a partilhar, questionar e perspectivar saberes e patrimónios", a Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho, pretende comemorar o 10º aniversário (2004/2014) dos 'Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras'.

Ao longo de dez anos de edições regulares dos Serões/Tertúlias, contamos com a presença de 185 convidados. Desde, dirigentes  do movimento associativo, cultural, recreativo e desportivo, académicos e investigadores, artesãos, mulheres e homens das artes e das letras, responsáveis de instituições públicas e privadas, dirigentes políticos de âmbito nacional e local, jovens talentos, atletas, empresários, clínicos, gastrónomos, entre outros. Nos três momentos artísticos que o alinhamento dos 'Serões/Tertúlias contemplam, foram mais de 1400, os artistas participantes. Entre músicos e cantores individuais, desde o fado à música clássica, grupos de música popular tradicional, grupos folclóricos e de cantares, tocatas, corais polifónicos, bandas filarmónicas, grupos de teatro, grupos de bombos, etc,.

A segunda parte das comemorações do 10º aniversário dos 'Serões/Tertúlias', esta agendada para o dia 28, do próximo mês de Fevereiro, com a realização de um Serão/Sarau, cujo programa está a ser ultimado.

CLUBE DE NATAÇÃO DE CELORICO DE BASTO PARTICIPA NO TORNEIO ANO NOVO – INFANTIS/JUVENIS

Atletas obtiveram nesta prova o passaporte de acesso para os campeonatos regionais

O Clube de Natação de Celorico de Basto deslocou-se à Piscina do Clube Fluvial Portuense – Porto, no último fim-de-semana, para participar no Torneio Ano Novo-Infantis/Juvenis, uma competição que contou com a participação de 426 atletas, 210 masculinos e 216 femininos, em representação de 20 clubes.

natação

As provas, cada vez mais exigentes, obrigam os atletas a alcançar os mínimos para puderem participar nas várias provas do calendário regional e nacional. Nesta competição marcaram presença nas provas 100 e 200m costas e nos 100 e 200m bruços conseguindo resultados positivos.

O presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, destacou o apoio inequívoco às diferentes modalidades desportivas. “Apoiamos a prática das diferentes modalidades praticadas no concelho, que são muitas e variadas, e ficamos satisfeitos quando verificamos que temos atletas de grande potencial que se forem devidamente apoiados poderão atingir grandes resultados e levar o concelho além-fronteiras. Da parte da autarquia e dentro das nossas possibilidades, continuaremos a apoiar a prática desportiva.”  

  O Treinador do Clube de Natação de Celorico de Basto, Francisco Soares, salientou a dificuldade crescente que as provas exigem. “As atletas sabem da dificuldade que advém dessas provas, pois é necessário trabalhar cada vez mais, para atingir os resultados pretendidos. Queremos que os nossos atletas pratiquem a modalidade, Natação Pura Desportiva, cientes da responsabilidade mas, e sobretudo, com alegria e boa disposição. Ao mesmo tempo agradeço a disponibilidade dos pais que em muito facultam a prática da modalidade”, salientou.

Destaque para as atletas Mariana Teixeira e Maria Santos que obtiveram nesta prova o passaporte de acesso para os campeonatos regionais nas diferentes provas a realizar no dia 8 e 9 Março, em Paços de Ferreira.

O Clube entrará novamente em competição nos dias 15 e 16 de Fevereiro, na Piscina do Clube Fluvial Portuense-Porto.

CAMINHA: “REUNIÕES DESCENTRALIZADAS SÃO SINÓNIMO DE DEMOCRACIA E UMA FORMA DOS AUTARCAS PRESTAREM CONTAS À POPULAÇÃO”

- Afirma Miguel Alves, Presidente da Câmara Municipal de Caminha

Deenses encheram salão da Junta de Freguesia para interpelar o executivo 

Dem acolheu ontem, ao final da tarde, a primeira reunião de câmara descentralizada, onde os deenses puderam colocar os problemas da freguesia diretamente ao presidente da Câmara e restante executivo. Levar o executivo a cada uma das freguesias para ouvir e esclarecer a população é “uma forma diferente e nova de governarmos”, sublinhou Miguel Alves. Para o presidente a democracia é isto mesmo: “não é só pedir o voto. Estamos aqui para prestar contas daquele que é o nosso trabalho”.

29.01.2014- reunião descentralizada em Dem (1)

Foram muitos os que ontem, dia 29, acorreram à sede da Junta de Freguesia de Dem para participar naquela que foi a primeira reunião pública descentralizada do concelho de Caminha. Este primeiro ato público juntou o presidente da Câmara e restante executivo, o presidente e elementos da junta de freguesia de Dem e dezenas de deenses.

A primeira sessão pública contou com a inscrição de mais de uma dezena de deenses, nove dos quais interpelaram diretamente o presidente da Câmara sobre a execução de intervenções em vários caminhos da freguesia, apoio social a idosos, atividade do Centro cultural, investimentos para a freguesia, entre outros assuntos.

Miguel Alves saudou os deenses e salientou a importância das suas intervenções pois “colocaram questões que servem a freguesia”, dando como exemplo os caminhos, a preocupação com os idosos, os investimentos, em detrimento de assuntos de ordem pessoal.

“Esta é uma forma diferente de participarmos”, sublinhou o presidente. Para Miguel Alves, estas reuniões são importantes porque dão ao executivo uma visão clara daquilo que interessa às pessoas, o que permitirá “contribuir para que as coisas possam ser melhores na nossa terra”.

Sobre as questões relacionadas com arranjos em diversos caminhos, Guilherme Lagido, vice-presidente da Câmara, referiu que em Dem há um problema grave e que tem a ver com a qualidade e falta de manutenção dos caminhos. A acrescentar os incêndios e as chuvas que causaram muitos estragos e com os quais “temos encargos consideráveis”. Para o autarca “é necessário que haja uma articulação muito estreita entre a junta de freguesia e o Município para que se consiga dar uma resposta de emergência a situações prementes”. O vereador disse ainda que alguns caminhos têm de ser feitos, “é necessário arranjar fontes de financiamentos”.

29.01.2014- reunião descentralizada em Dem (2)

Sobre esta matéria, Miguel Alves lembrou que as autarquias no passado tiveram capacidade de financiamento e que hoje é muito difícil, até porque no próximo fundo comunitário as acessibilidades têm prioridade negativa. Além disso, com a nova legislação, a manutenção dos caminhos passou a ser uma competência das Juntas de Freguesia. Contudo, o presidente salientou que será feito um plano com as obras a realizar porque não podem ser realizadas todas ao mesmo tempo: “sabemos que há muitos caminhos, mas temos que fazer opções”. Se fizermos um plano para apresentarmos às pessoas, elas vão compreender, porque é que primeiro se faz um e não outro”.

Foram também colocadas algumas questões relacionadas com o envelhecimento da população, nomeadamente com o apoio social a idosos. Sobre esta matéria, a vereadora Ana São João salientou que, arranjar soluções para dar uma resposta ao combate à solidão e ao isolamento, é também uma das preocupações do executivo.

Miguel Alves disse aos deenses que a freguesia de Dem é uma terra de oportunidades e desafios. Como exemplos de desafios apontou a criação de condições para os idosos, a manutenção do centro escolar para que as crianças continuem a aprender no equipamento e a criação de condições e oportunidades para que os jovens qualificados da freguesia não procurem outros lugares. A par dos desafios, o presidente disse que é necessário potenciar “as oportunidades desta terra”, dando como exemplo a Serra D’Arga, “que nem sempre foi valorizada. Temos de saber transformar Dem numa plataforma de acesso à Serra”.

A nível cultural, o presidente explicou que está a ser trabalhada uma estratégia que evidencie as “nossas” raízes e que conta com o envolvimento da população. Anunciou ainda que em breve será apresentado um programa cultural para o mandato, garantindo que “vamos por a população a cantar, a dançar, com bons momentos e bons espetáculos”.

29.01.2014- reunião descentralizada em Dem (3)

LADO NASCENTE DA RUA DE VALES EM VILA PRAIA DE ÂNCORA VAI SER ALARGADO

Para melhorar a acessibilidade no lado nascente da Rua de Vales, o Município de Caminha em parceria com a Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora está a proceder à intervenção necessária para alargar aquele troço da rua. As obras começaram ontem, dia 29, e dentro de mês e meio, se as condições meteorológicas permitirem, devem ficar concluídas.

Alargamento Rua de Vales (2)

Uma vez que o troço da Rua de Vales que se encontra a nascente é estreito, o que acaba por causar alguns constrangimentos na mobilidade e deslocação dos veículos, sobretudo os de maior dimensão, o Município e a Junta de Freguesia vão proceder ao alargamento da via. Para tal, foi estabelecido um acordo com um dos proprietários daquela rua, que cedeu alguns metros de terreno, para que fosse possível proceder à intervenção. Assim, o muro que separa a propriedade da rua vai ser demolido.

Trata-se de um investimento de cerca de 6 mil euros, que visa melhorar as condições de acessibilidade. A obra arrancou ontem e dependendo das condições meteorológicas, em março deverá estar concluída. Até lá, pede-se a compreensão de moradores e demais utilizadores da via, pelos possíveis transtornos causados.

Alargamento Rua de Vales (3)

FUNCIONÁRIOS DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE CELORICO DE BASTO CANTAM AS JANEIRAS AO PRESIDENTE DA EDILIDADE

Um grupo de funcionários da Sta. Casa da Misericórdia de Celorico de Basto deslocou-se ontem, 29 de janeiro, aos Paços do Concelho para cantar as janeiras ao presidente.

funcionários fanta casa

A iniciativa é recorrente para este grupo de funcionários que todos os anos se desloca à autarquia e a outras entidades com o intuito de angariar fundos para a Sta. Casa da Misericórdia.

“Receber este grupo na autarquia já faz parte da tradição das janeiras, que se deslocam com objetivos altruístas para com a entidade que representam” salientou o edil celoricense.

Como habitualmente o grupo apresentou-se com uma indumentária própria e os instrumentos musicais típicos, cavaquinho, pandeireta e viola e cantaram a música “Somos Pastores”.

O autarca e o chefe de Gabinete da Presidência, Paulo Mota, assistiram á apresentação musical e colaboraram ativamente com a causa defendida. O grupo agradeceu a generosidade e prometeu regressar no próximo ano.

PONTE DE LIMA PREMEIA MELHOR FRASE SOBRE AMBIENTE E ENERGIA

Concurso da “Melhor Frase sobre Ambiente e/ou Energia”. III Feira do Ambiente e Energia

A Feira do Ambiente e Energia convida toda a comunidade, em particular, a comunidade escolar do 1º ciclo a escrever uma frase sobre a preservação do ambiente.

Durante a feira vai decorrer o concurso da “Melhor Frase sobre Ambiente e/ou Energia” em colaboração com as escolas de Ponte de Lima e dos concelhos vizinhos. A iniciativa tem como objetivo sensibilizar os jovens para as temáticas do Ambiente e/ou Energia.

A frase mais criativa e original recebe como prémio uma 'Casa Solar da Science4you' entregue pelo Pinchas, a mascote da Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos.

 Para as escolas foram enviados cerca de 10 mil flyers em formato de lâmpada, com a ficha de inscrição para o concurso, devendo estes ser depositados num recipiente próprio instalado na feira.

O sorteio realiza-se domingo, dia 9 de fevereiro, na recta final da Feira do Ambiente e Energia de Ponte de Lima.

ARCUENSES CAMINHAM PELO TRILHO DO RAMISCAL

“12 Meses 12 Trilhos” – Trilho do Ramiscal

Depois do enorme sucesso do primeiro trilho do programa anual de trilhos de Arcos de Valdevez, “12 Meses – 12 Trilhos”, no próximo dia 2 de Fevereiro de 2014, a Ardal – Porta do Mezio, com o apoio da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, irá dar continuidade ao referido programa, com a realização do trilho do Ramiscal.

O Trilho do Ramiscal, percurso pedestre de pequena rota, embrenha-se profundamente por dois lugares da freguesia de Cabreiro, locais tipicamente de meia-encosta e banhados pelos rios Ramiscal e Cabreiro.

Partindo de Vilela Seca, avançamos sobre uma calçada que nos levará até ao lugar de Lordelo e à Branda do Rodrigo. Com uma forte componente paisagística, toda a sua envolvente está associada a um valioso património florístico e faunístico, de onde sobressaem os majestosos carvalhais galaico-portugueses e as características manadas de cachenas ou garranos. A paisagem é sumptuosa. Avistamos lá no cimo os Bicos e a morfologia das serras da Peneda e Soajo, enquanto que, mais abaixo, podemos observar os luxuriantes vales do Ramiscal e do Arroio, e da outra margem dos rios presenciamos a Chã da Torre, os lugares do Avelar e de Vilar.

Ao longo do percurso assistimos a uma estrutura fundiária composta por vários tipos de campos, campos de lima com maior intensidade junto da Corga de Mangão, socalcos de solos profundos e férteis, áreas de sequeiro, na Branda do Rodrigo, e uma pequena várzea situada na Carvalheda. Espaços, onde desde sempre se lavra uma agricultura de subsistência.

Os interessados devem inscrever-se na Porta do Mezio ou através do telefone n.º 258 522 157 ou através do correio eletrónico: portadomezio@ardal.pt.

O custo de participação, que inclui guia especializado e seguro, é de seis euros para os adultos e quatro euros para as crianças até aos 14 anos inclusive.

Os participantes devem trazer roupa e calçado adequado para campo com tempo húmido, reforço alimentar e água.

Caraterísticas do Trilho do Ramiscal:

Localização do trilho: Vilela Seca e Lordelo - Freguesia de Cabreiro

Local de Encontro:

      9:00h: Loja da Nature 4 (Coordenadas GPS - 41°50`43.94``N;8°25`02.76``O)

      9:30h: Vilela Seca – Freguesia de Cabreiro (Coordenadas GPS - 41°56`42.19``N;8°23`31.33``W)

Distância: 7,2 Km

Duração: 4 horas

Âmbito do percurso: Paisagístico

NAVIO HOSPITAL GIL EANNES REGRESSOU A VIANA DO CASTELO HÁ 16 ANOS

Navio Museu Gil Eannes – comemora 16 º Aniversário da chegada a Viana do Castelo

No próximo dia 31 de Janeiro, a Fundação Gil Eannes comemora o 16º aniversário do regresso do Navio Hospital Gil Eannes a Viana do Castelo, que depois de ter sido resgatado ao sucateiro chega à cidade em Janeiro de 1998.

9 N Gil Eannes_atracado doca comercial de Viana do

Após diversas obras de reabilitação realizadas nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, o Gil Eannes fica atracado na antiga doca comercial de Viana do Castelo no verão de 1998.

Nesse ano de 1998 é instituída a Fundação Gil Eannes e o emblemático navio fica em exposição pública como espaço museológico e passa a receber desde então visitantes vindos dos quatro cantos do mundo. Atualmente a Fundação Gil Eannes regista 647 638 visitantes.

Para assinalar a data, a Fundação Gil Eannes tem programado para o dia 31 de Janeiro:

Visitas ao navio museu (gratuitas)

9H00 às 17H30

Visitas guiadas a grupos (gratuitas)

10H30 - 15H00

Para integrar os grupos em visita guiada deve ser feita uma marcação prévia contactando os serviços administrativos da Fundação Gil Eannes pelo telef.: 258 809 710

Visualização do documentário “Gil Eannes” do realizador Francisco Manso

11H00 - 14H30 - 16H00

Apresentação de uma Coleção de Postais do Navio Hospital Gil Eannes

17H30 abertura da sessão e apresentação da coleção de postais_ João Lomba da Costa

17H35 palestra “O regresso do Gil Eannes”_ António Santos Lima

17H55 intervenção do representante do Município de Viana do Castelo_ Vereador Vítor Lemos

18H00 encerramento da sessão_ João Lomba da Costa

Recorde-se que o Navio Hospital Gil Eannes foi construído nos Estaleiros de Viana do Castelo em 1955, tendo como missão apoiar a frota bacalhoeira portuguesa nos mares da Terra Nova e Gronelândia. A sua principal função foi prestar assistência hospitalar aos pescadores e tripulantes da frota bacalhoeira mas também foi navio capitania, navio correio, navio rebocador, garantindo abastecimento de mantimentos, redes, isco e combustível aos navios da pesca do bacalhau.

A Fundação Gil Eannes

29 de Janeiro de 2014

1 N Gil Eannes_saidaViana do Castelo_1955

2 N Gil Eannes _funcaohospitalar

12 Capela Gil Eannes_restaurada2008

13 N Gil Eannes _  sala esterlização_por restaur

14 N Gil Eannes _ a sala analises_por restaurar

FAFE DIVULGA ATIVIDADES PREVISTAS PARA FEVEREIRO DE 2014

Dia 01 | Letras

APRESENTAÇÃO DA OBRA “SOMOS POBRES MAS SOMOS MUITOS”, DE FREI FERNANDO VENTURA E JOAQUIM FRANCO

Sala Manoel de Oliveira, às 21h30

Dias 08/09 | Dança

O INCONTORNÁVEL MOMENTO DE CONFRONTO COM A MINHA CONDIÇÃO HUMANA

buzz companhia de dança

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30 (dia 8) e 18h30 (dia 9)

Preço: 5 €

Duração: 55’

Classificação: M/4

Promoção: Fafe Cidade das Artes/Escola Bailado de Fafe

Dia 14 | Comemoração “Dia dos Namorados”

TEXTOS DE AMOR AO FINAL DA TARDE

Biblioteca Municipal, às 18h00

Dia 15 | Comédia

COMÉDIA MUSICAL “SARILHOS”- ESPECIAL 2014

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Preço: 5 €

Duração: 80’

Classificação: M/4

Dia 21 | Cinema

“O UNIVERSO NO FEMININO”

Curtas-metragens: “Libre Directo” (direcção de Bernabé Rico); “La Boda” (direcção de Marina Sereseky) e “Ânima” (direcção de Ana Victoria Pérez). Comentários da actriz cubana Ana Victoria Pérez

Preço: 3 € (7€ na compra do bilhete do espectáculo Bel La Belle, a realizar no dia seguinte)

Sala Manoel de Oliveira, às 21h30

Promoção: Fafe Cidade das Artes/Cineclube de Fafe

Dia 22 | Desporto automóvel

RALI SERRAS DE FAFE

Dia 22 | Teatro

BEL LA BELLA

Interpretação Ana Victoria Pérez (Bebé)

Teatro-Cinema de Fafe, às 21h30

Preço: 5 €

Duração: 90’

Classificação: M/4

Produção: Fafe Cidade das Artes

Dia 25 | Exposição

ABERTURA DA EXPOSIÇÃO DE MÁSCARAS DE CARNAVAL

Biblioteca Municipal, às 18h00.

Patente até 15 de Março.

Dia 28 | Carnaval

DESFILE CARNAVALESCO DAS ESCOLAS PELAS RUAS DA CIDADE

Concentração às 09h30, na Praça Mártires do Fascismo

Dia 28 | Conferência

GENERAL RODOLFO BEGONHA SOBRE A GUERRA COLONIAL

ARCOS DE VALDEVEZ VÊ CINEMA A TRÊS DIMENSÕES

Cinema 3D chega ao Auditório da Casa das Artes: Câmara Municipal de Arcos de Valdevez adquire projetor 100% digital e equipamento 3D de última geração. Estreia do novo sistema decorrerá no próximo dia 2 de Fevereiro com a exibição do filme “Chovem Almôndegas 2”.

O Cinema é umas das atividades permanentes e de bastante procura na Casa das Artes Concelhia. Nesse sentido, e de forma a colocar Arcos de Valdevez no evoluir tecnológico e programá­tico da nova realidade cinematográfica mundial, a Câmara Municipal investiu 69.000 euros na aquisição de um novo projetor de ci­nema 100% digital e de equipamento adicional para cinema 3D, acom­panhando desta forma os últimos avanços tec­nológicos internacionais, que extinguirão este ano o suporte comercial em pelicula de 35mm.

Dolby-Kids-3D-Glasses-

O sistema 3D utilizado é o mais eficaz e de maior qualidade existente no mercado, disponibilizando óculos específicos, reutilizáveis, em tamanhos para adultos e crianças. A utilização do sistema de óculos tridimensionais não tem custos acrescidos, sendo possível as opções de cedência gratuita para visualização ou compra, se tal for opção do utilizador.

Com este investimento fica garantida a continua­ção do serviço público, a descentralização do cinema e a oferta cultu­ral alargada a todos os arcuen­ses, disponibilizando à comunidade local um produto cultural e de lazer atualizado, sem os custos significativos provenientes de deslocações.

Este novo sistema 3D e digital tem estreia marcada para o próximo dia 2 de Fevereiro, com a exibição do filme “Chovem Almondegas 2”. A entrada é gratuita para crianças até aos 12 anos (inclusive).

MUNICÍPIO DE BARCELOS PROMOVE SEMINÁRIO SOBRE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Iniciativa realiza-se no dia 21 de fevereiro, no Auditório da Câmara Municipal

O Município de Barcelos promove no próximo dia 21 de fevereiro, no Auditório da Câmara Municipal um seminário intitulado “Eficiência Energética – Que Futuro?”.

A iniciativa realiza-se no âmbito das alterações legislativas sobre a certificação energética de edifícios e sobre a atividade dos peritos, concretizadas no Decreto-Lei n.º 118/2013 e na Lei n.º 58/2013, diplomas que dão início ao processo de revisão de todo o Sistema de Certificação Energética de Edifícios (SCE) e que transpõem diretivas europeias.

Com a publicação de novas portarias e despachos no contexto daquelas leis, torna-se necessário sensibilizar os técnicos e especialistas para a aplicação dos novos regulamentos e divulgar junto da população as novas realidades na área da eficiência energética.

O Seminário, que decorre entre as 9h00 e as 17h00, (ver programa anexo) tem a sua sessão oficial de abertura marcada para as 9h15, seguindo-se a apresentação, por especialistas, dos seguintes temas da parte da manhã: “Novo sistema de certificação energética dos edifícios”, “O impacto das opções de reabilitação para edifícios zero energy – O caso dos grandes edifícios de serviços” e “Nova regulamentação no domínio da térmica dos edifícios”.

As intervenções prosseguem, a partir das 14h30, com “Reabilitação energética de edifícios – Soluções de custo ótimo”, “Arquitetura sustentável”, “Eficiência dos equipamentos de ar condicionado”, “Energia solar, fotovoltaica e nuclear” e “Auditorias energéticas”.

Após as intervenções realiza-se um debate, estando a sessão de encerramento prevista para as 17h00.

A inscrição para a participação no Seminário é obrigatória (através do e-mail: eficienciaenergetica@cm-barcelos.pt, 915 288 422 ou 253 809 600) e limitada aos lugares disponíveis do Auditório.

PÓVOA DE LANHOSO ASCULTA A POPULAÇÃO ACERCA DO DESENVOLVIMENTO DO VALE DO AVE

No âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal do Ave Câmara Municipal de Póvoa de Lanhoso quer ouvir o que população pretende para o concelho

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso está a desafiar a população local a dar contributos para a elaboração de uma estratégia alargada e participada com vista ao desenvolvimento do nosso concelho. No dia 7 de fevereiro, realiza-se uma sessão para apresentação do processo de auscultação e, até 21 de fevereiro, são recolhidos os contributos.

PACOS CONCELHO PVL

Encontra-se em curso, no seio da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave, a preparação do Plano Estratégico de Desenvolvimento Intermunicipal do Ave, que tem como principal objetivo dotar esta organização supramunicipal de uma estratégia integrada, que potencie o seu desenvolvimento e afirmação, maximizando a sua capacidade de enquadrar e implementar projetos para o próximo ciclo de programação dos fundos comunitários, Quadro Estratégico Comum 2014 - 2020.

Tendo sido a autarquia povoense chamada para dar o seu contributo no âmbito da elaboração deste plano e sendo este documento de elevada responsabilidade pelas consequências que terá no desenvolvimento do nosso concelho, é fundamental que o mesmo resulte da mais profunda reflexão e envolvimento dos agentes locais representantes das mais diversas áreas.

O desenvolvimento de um trabalho desta natureza deve ser realizado em parceria, espelhando a opinião da sociedade civil, pois será esta, também, a principal destinatária e beneficiária dos resultados alcançados.

Apesar da autarquia dispor de total legitimidade para apresentar as suas sugestões, o executivo municipal entendeu que um documento que englobe a opinião de todos será certamente um documento mais democrático e de valor reforçado.

Neste enquadramento, a Câmara Municipal desafia todas as pessoas a título individual ou coletivo e todas as entidades e forças vivas locais a darem o seu contributo, no âmbito da sua área de intervenção ou mesmo do ponto de vista global, de modo a transmitirem a sua visão sobre o desenvolvimento que defendem para o nosso concelho.

Para melhor organizar este processo de auscultação, a autarquia criou um endereço eletrónico para onde poderão ser enviados os contributos (povoa2020@mun-planhoso.pt) e realizará, no próximo dia 7 de fevereiro, uma sessão pública (no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 21h00), com a presença do responsável da empresa a quem a CIM do Ave incumbiu de elaborar o Plano Estratégico, de forma a apresentar a visão do que se pretende, bem como os eixos nacionais e europeus já definidos.

Após esta sessão, serão aceites contributos nas duas semanas seguintes, ou seja, até ao dia 21 de fevereiro, sendo posteriormente apresentado o documento final que a Câmara Municipal fará chegar à CIM do Ave, com o objetivo de ser incorporado na estratégia global.

Apesar do executivo municipal ter a sua visão desta temática, que resulta essencialmente do seu compromisso eleitoral, entende ser fundamental esta auscultação pois será reforçada essa mesma visão com o acolhimento de novas propostas, envolvendo os Povoenses na definição do seu próprio futuro.

PONTE DE LIMA APRESENTA PROGRAMA DE EVENTOS

Em Época Baixa Ponte de Lima em Alta. Apresentação Pública, 31 janeiro, 17h30 / Expolima

A inauguração da Feira do Bacalhau de Cebolada de Ponte de Lima, na próxima sexta-feira, é precedida pela apresentação pública do projeto Em Época Baixa Ponte de Lima em Alta, que engloba um conjunto de eventos, de cariz gastronómico, ambiental e recreativo com a finalidade de incentivar e criar novas oportunidades para a economia local, preservando e valorizando o que de melhor se faz no concelho, num período menos propenso à atratividade turística.

A cerimónia agendada para o dia 31 de janeiro, às 17h30 na Expolima servirá ainda para apresentar publicamente um evento gastronómico de significativa relevância a realizar em Ourense, Espanha de 5 a 9 de fevereiro. Trata-se do XANTAR 2014 – 15º Salón Internacional de Gastronomia e Turismo de Ourense. É um evento dedicado à gastronomia, destacando a sua vertente turística e nutricional, defendendo os benefícios para a saúde da dieta atlântica.

Ponte de Lima far-se-á representar no XANTAR, promovido pela Fundação de Feiras e Exposições de Ourense, através de um stand no qual irá promover os eventos do projeto Em Época Baixa Ponte de Lima em Alta e todos os grandes eventos que dinamiza ao longo do ano. As potencialidades turísticas do concelho limiano, com evidência para a gastronomia, a excelência do Vinho Verde o folclore e as tradições estarão em destaque neste salão internacional de gastronomia e turismo, a 7 de fevereiro, dia estipulado pela XANTAR 2014 como o Dia de Ponte de Lima.

Com uma atratividade natural e histórica incalculável, Ponte de Lima é um concelho de grandes eventos já reconhecidos a nível internacional, nomeadamente o Festival Internacional de Jardins, de 30 de maio a 31 de outubro; a tradicional Vaca das Cordas, a 20 de junho; a Feira do Cavalo, de 26 a 29 de junho e as típicas Feiras Novas, a Romaria de Noite e de Dia, de 12 a 15 de setembro.

BUZZ COMPANHIA DE DANÇA APRESENTA DOIS ESPECTÁCULOS NO TEATRO-CINEMA DE FAFE

“O incontornável momento de confronto com a minha condição humana” é o título dos espectáculos que a Buzz companhia de dança, sedeada em Fafe, leva ao palco do Teatro-Cinema de Fafe nos dias 8 e 9 de Fevereiro, numa produção do projeto Fafe Cidade das Artes e da Escola Bailado de Fafe.

Out001

A apresentação do dia 8 tem início às 21h30, enquanto no domingo arranca pelas 18h30.

Os ingressos estão disponíveis no Posto de Turismo de Fafe, ao preço de 5 euros.

Este projecto surge na sequência do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela buzz companhia de dança, tendo em vista a partilha artística, as novas perspectivas que se abrem na área da dança contemporânea e no aprofundar do espaço que a dança ocupa no panorama artístico actual. Esta companhia que resulta de uma aposta na via profissionalizante dos alunos formados pela Escola Bailado de Fafe, viu neste projecto uma nova etapa da sua valorização e expansão.

O projecto ”o incontornável momento de confronto com a minha condição humana”, que foi recentemente apresentado no Brasil, é uma nova proposta de criação coreográfica para 2014 com direcção artística de Alexandra Fonseca e co-criação/interpretação para quatro bailarinos num universo musical criado pelo compositor Rui Dias.

Surge da materialização da ideia de que o corpo humano é a medida a partir da qual se acham as formas geometricamente perfeitas (a proporção divina). O Homem de Vitrúvio de Leonardo da Vinci não espelhava somente o valor dado às formas visuais mas foi e é uma poderosa imagem que espelha também o significado do homem como o centro de toda a acção e como agente principal no processo de mudanças sociais.

Ficha artística

CONCEPÇÃO/DIRECÇÃO COREOGRÁFICA Alexandra Fonseca

INTERPRETAÇÃO/CO-CRIAÇÃO Susana Barros, Margarida Teixeira, Margarida Dias, Hugo Torres

COMPOSIÇÃO SONORA Rui Dias

DESENHO DE LUZ e VIDEO Henrique Miranda

ESTRUTURA CENOGRÁFICA LPDM – Gabinete de Projectos

PRODUÇÃO EXECUTIVA Alexandra Fonseca e Henrique Miranda

CO-PRODUÇÃO Buzz Companhia de Dança, Escola Bailado de Fafe, Fafe Cidade das Artes

APOIOS Câmara Municipal de Fafe e Naturfafe

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE CRIA GABILETE DE APOIO ÀS JUNTAS DE FREGUESIA

Numa ótica de proximidade e de cooperação com os eleitos locais, a Câmara Municipal de Esposende criou um Gabinete de Apoio às Juntas de Freguesia.

O objetivo deste Gabinete passa, essencialmente, por prestar apoio às autarquias locais em diferentes domínios, por exemplo em assuntos de natureza jurídica, técnica, patrimonial ou económico-financeira, entre outros.

Com efeito, decorrentes da recente reorganização administrativa, as Juntas de Freguesia têm sido confrontadas com novas exigências e questões de diversa ordem, às quais nem sempre conseguem dar resposta, tendo, por vezes, necessidade de recorrer à ajuda dos serviços municipais.

Por outro lado, numa perspetiva de descentralização de competências, este Gabinete visa uma articulação ainda mais eficaz entre o Município e as Juntas de Freguesia, facilitando a tomada de decisões, seja na resolução de assuntos dos munícipes, seja na definição de eventuais projetos e intervenções para as várias freguesias.

O Gabinete de Apoio às Juntas de Freguesia funcionará sob dependência direta do Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, que vê neste serviço “uma mais valia, com benefícios para ambas as partes e, sobretudo, para os munícipes, na medida em que será possível responder com mais eficácia às questões”.

Com a reforma administrativa, o Município de Esposende passou a ser constituído por nove freguesias, nomeadamente União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, União das Freguesias de Apúlia e Fão, União das Freguesias de Belinho e Mar, União das Freguesias de Palmeira de Faro e Curvos, União das Freguesias de Fonte Boa e Rio Tinto, e freguesias de Antas, Forjães, Vila Chã e Gemeses.

PONTE DE LIMA PROMOVE BACALHAU DE CEBOLADA

III Feira do Bacalhau de Cebolada. 31 de janeiro a 2 de fevereiro em Ponte de Lima

Ponte de Lima promove no próximo fim-de-semana, entre 31 de janeiro e 2 de fevereiro, mais um grande evento gastronómico, a III Feira do Bacalhau de Cebolada.

Esta iguaria típica da região é um verdadeiro catalisador de visitantes à Vila de Ponte de Lima, convidando os visitantes a degustar um prato típico e que outrora era muito comum nas feiras quinzenais, onde quase todas as tendas o vendiam como iguaria, preservando-se até hoje essa rica tradição gastronómica que alimenta os que aqui vêm feirar.

Como petisco ou refeição, o "Bacalhau de Cebolada" é um prato reinante dos cardápios das tabernas e restaurantes de Ponte de Lima. Neste fim-de-semana, celebra-se este autêntico pitéu enaltecendo o sabor autêntico do bacalhau, envolvido por um molho divinal que dá à cebolada um gosto inconfundível. Não poderá deixar de juntar ao sabor intenso deste prato os magníficos loureiros da região, leves e frescos e assim encontrar a simbiose perfeita entre o vinho e a comida.

A “Feira do Bacalhau de Cebolada” realiza-se na Expolima, com a participação dos restaurantes do concelho, artesãos, expositores e um programa de animação com Grupos de Música Popular do Concelho.

A sustentabilidade económica deste Projeto baseia-se na sua abrangência, face à oferta de condições especiais. Assim, no decorrer das feiras temáticas, até 9 de março, vigorarão campanhas especiais de alojamento, com 15% de desconto, em Hotéis e Casas de Turismo aderentes, e a oferta do leite-creme por cada dose, nos restaurantes aderentes ao Ponte de Lima em Alta.

Neste contexto convidamos o V/ órgão de comunicação para a abertura oficial da III Feira do Bacalhau de Cebolada, na próxima sexta-feira, dia 31 de janeiro, a partir das 17h30.

MUSEU MUNICIPAL DE CAMINHA APRESENTA EXPOSIÇÃO RETROSPETIVA 2013 PARA VISITAR ATÉ 23 DE FEVEREIRO

Inaugura no próximo sábado, dia 1 de fevereiro, a exposição Retrospetiva 2013. Trata-se de uma iniciativa em que são expostas as obras de arte doadas ao Município de Caminha pelos artistas que expuseram, durante o último ano, na Galeria de Arte de Caminha. São 27 obras de arte, para ver até dia 23 de fevereiro no Museu Municipal de Caminha.

A cerimónia de inauguração da Retrospetiva 2013 acontece no próximo sábado às 16 horas. Como é habitual, a sala de exposições temporárias do Museu volta a apresentar as obras dos artistas que no último ano passaram pela Galeria de Arte de Caminha, onde expuseram e divulgaram os seus trabalhos.

Os visitantes vão poder ver 27 obras dos artistas:Lorena González, Puskas, Ricardo Tavarez, J. Barros, Michael Schallhart, Daniel Alonso, Gemma Marqués, Américo Carneiro, Juan Bellas, Charo Trigo, Pilar Álvarez, Martine Costa, Vitor Carneiro, Linda e Mário Vasconcelos, José Manuel da Rocha Pereira, Teixeira da Mota e Cândida Mota, João Marrocos, Maria Cândida Enes, Brigitte Rebel, Maria Manuela Morais Martins, Mário Rebelo de Sousa, Marco Santos e António Porto, Paróquia de Caminha, Manuel Cabaleiro e Dora Castella.

Recorde-se que esta é uma forma de homenagear os artistas pela forma como divulgam e promovem as artes no concelho de Caminha e agradecer as obras doadas ao Município. A exposição pode ser visitada de segunda-feira a domingo, no Museu Municipal de Caminha.

MUNICÍPIO DE PÓVOA DE LANHOSO ENTREGA APOIOS NATURALANHOSO

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso procede, no próximo dia 1 de Fevereiro, sábado, à entrega simbólica a famílias Povoenses de mais 29 apoios no âmbito do programa NaturaLanhoso.

Naturalanhoso Dezembro 2013

Esta sessão a realiza-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho pelas 10h00. Recorde-se que, desde a implementação desta medida, em 2013, a Câmara Municipal já entregou apoios que abrangem 70 crianças, num investimento de 37 mil e 500 euros.

O NaturaLanhoso é um instrumento de incentivo à natalidade, que contribui para a melhoraria das condições de vida da população, em particular nos primeiros meses de vida, e para fomentar a economia do concelho, uma vez que o valor financeiro atribuído tem de ser utilizado no comércio local para aquisição de produtos para os bebés Povoenses (vestuário; produtos alimentares; carrinhos, produtos de farmácia, produtos de higiene, etc.).

Os apoios atribuídos podem ser de 500 euros (primeiro e segundo filhos), de 750 euros (terceiro filho) e de 1000 euros (quarto filho e/ou seguintes).

MERCADO MUNICIPAL DE VILA PRAIA DE ÂNCORA COM NOVO HORÁRIO A PARTIR DE 1 FEVEREIRO

O Mercado apenas abrirá ao domingo nos meses de verão

O Mercado Municipal de Vila Praia de Âncora terá novo horário de funcionamento a partir de 1 de fevereiro. A grande diferença é que aos domingos o equipamento passará a estar aberto apenas nos meses de verão.

Foi aprovado, na última reunião de câmara, o novo horário de funcionamento do Mercado Municipal de Vila Praia de Âncora. A partir de 1 de fevereiro, o período de abertura ao público do Mercado passa a ser o seguinte: de segunda a quarta-feira, das 8h00 às 18h00; à quinta-feira, das 7h00 às 18h00 e à sexta-feira e sábado, das 8h00 às 18h00. Ao domingo, nos meses de junho, julho, agosto e setembro, o Mercado abrirá da parte da manhã, das 8h00 às 13h00.

De acordo com o novo horário, no próximo domingo o Mercado Municipal de Vila Praia de Âncora já estará encerrado ao público.

CONFRARIAS GASTRONÓMICAS DIVULGAM COZINHA PORTUGUESA

capture2

MAPA DE EVENTOS 2014

Eventos da FPCG

1 de Fevereiro 2014: A FPCG vai ao Sul

22 de Fevereiro 2014: Mercado Solidário em Vila Nova de Gaia

22 de Março 2014: Realização da Assembleia Geral da FPCG

Capítulos das Confrarias Federadas – 2014:

22 de Fevereiro – Confraria dos Aromas e Sabores Raianos.

1 de Março – Confraria do Bucho Raiano

8 de Março – Confraria As Saínhas de Vagos - VI Capítulo

8 de Março – Confraria Gastronómica de Sever do Vouga

15 de Março – Confraria do Queijo Serra da Estrela

5 de Abril – Confraria Lampreia de Penacova.

25,26 e 27 de Abril – XIV Grande Capitulo Confraria Gastronómica da Madeira

3 de Maio – Confraria Almas Santas da Areosa e do Leitão.

10 de maio - Confraria das Sardinhas Doces - Trancoso

10 de Maio – Confraria dos Gastrónomos de Lafões.

18 de Maio – Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal.

14 de Junho - 1.º Capítulo Interno - Confraria Gastro. do Concelho de Ovar

21 de Junho - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”.

28 de Junho - Confraria da Broa de Avintes.

27 de Setembro - VIII Capítulo da Confraria Papas de S. Miguel

4 de Outubro – Confraria Gastrónomos do Algarve

6 de Dezembro - Confraria Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo

Capítulos das Confrarias Não Federadas – 2014:

15 de Fevereiro – Confraria dos Enchidos.

15 de Fevereiro – III Capítulo da Confraria do Mel

9 de Março - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

30 de Março – Confraria dos Amigos da Geropiga de Moinhos e Arredores.

4 de Outubro - Confraria Gastronómica dos Carolos e Papas de Milho.

25 de Outubro – Confraria da Pedra - na Madalena, em V. N. de Gaia.

Eventos 2014:

22 de Fevereiro - “ O Entrudo vai à mesa da Confraria” – Confraria das Papas de S. Miguel.

28 de Fevereiro 1 e2 de Março, 7 e 8 de Março - Feira do Fumeiro, dos Sabores e do Artesanato do Nordeste da Beira - Trancoso.

15 de Março - XVII Festival Gastronómico da Lampreia da Ria - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”.

23 de Março - Almoço dos Provadores (festa da carne serrana e concurso de vinhos novos dos produtores serranos), em colaboração com Ass.Etnografica OS SERRANOS, no lugar de Bolfiar, Águeda. - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

12 de Abril - VII FESTA DO SÁVEL E DA LAMPREIA DA RIA. - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”

Maio - XVIII Mercado à moda antiga em Oliveira de Azeméis - Confraria das Papas de S. Miguel.

10 de Maio - CAMINHADA “A Ria vista da Serra”. - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”

29 de Junho - Bênção e Venda dos Bolinhos de S.Pedro (repôr uma tradição), no lugar de S.Pedro, Águeda - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

5 de Julho - Passeio gastronómico em barco moliceiro - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”

2ª quinzena de Julho, dias 19 e 20 - “ Arroz a Gosto” – Confraria das Papas de S. Miguel.

2 de Agosto - Passeio gastronómico em barco moliceiro - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”

23 e 24 de Agosto - Festival Romaria Nª Srª da Guia - Milagre da Urgueira (em colaboração com a Associação Etnográfica Os Serranos), nas aldeias caramulenhas de Urgueira e Macieira de Alcoba - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

Setembro 4,5,6 e 7 - Festa do Leitão – Águeda - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

6 de Setembro - A Confraria vai jantar à Festa do Leitão e convida as Confrarias - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

20 de Setembro - CAMINHADA “o Campo e a Ria” - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”.

11 de Outubro - VIII FESTIVAL GASTRONÓMICO DA ENGUIA - Confraria Gastronómica “O MOLICEIRO”

29 de Novembro - Ceia Serrana, numa aldeia da encosta ocidental da Serra do Caramulo a designar - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

14 de Dezembro - Almoço de Natal - Confraria Enogastronómica Sabores do Botaréu.

THEATRO CLUB DA PÓVOA DE LANHOSO RECEBE EXPOSIÇÃO DE JOSÉ MARIA

A Galeria do Theatro Club da Póvoa de Lanhoso recebe no próximo dia 31 de Janeiro, sexta-feira, pelas 21h30, a abertura da exposição naïf do artista povoense José Maria Ferreira. Esta mostra fica patente até ao próximo dia 16 de Fevereiro.

De lembrar que, na mesma noite, pelas 21h45, tem início a X edição do Concurso Nacional de Teatro, com a apresentação da peça “A Promessa” de Bernardo Santareno pelo Grupo Mérito Dramático Avintense de Vila Nova de Gaia.

O pintor naïf José Maria

José Maria Fonseca Ferreira nasceu em 1956 na freguesia de S. João de Rei do concelho da Póvoa de Lanhoso. Começando a trabalhar desde muito jovem, as suas tarefas ligavam-se à pastorícia como guardador de cabras e ovelhas. Aos 13 anos foi para o Porto trabalhar numa oficina de molduras e aí começou a manifestar-se de forma mais vincada a sua sensibilidade pela arte, em particular, pela pintura, dando as suas primeiras pinceladas.

Servindo-se de restos de platex e contraplacados, tintas plásticas e esmaltes que sobravam da oficina, os seus primeiros trabalhos não constituíam mais que brincadeiras dedicadas e uma forma muito expressiva de exteriorizar estados de alma ou o que hoje pode ser entendido como as primeiras manifestações da sua veia artística, revelando sempre a ruralidade da sua natureza e do seu trabalho. Profissionalmente dedicou-se ainda à lubrificação de automóveis e a um posto de abastecimento de combustíveis até ao regresso à atividade de pastor.

Ao longo dos anos, conciliou a sua atividade profissional, de dia, com a pintura, em momentos de lazer, à noite, usando já materiais como o óleo e a tela e experimentando outros suportes para os seus trabalhos artísticos.

A participação em exposições era casuística e esporádica. Em 1995, de visita a S. João de Rei, Nuno Lima de Carvalho, diretor da galeria de arte do Casino Estoril, toma contacto com a obra de José Maria através do crítico de pintura e escritor António Celestino, disponibilizando-se para apresentar o seu trabalho no Salão Nacional de Pintura "Naïf".

Foi logo no primeiro ano da sua participação, 1995, no XVI Salão de Pintura "Naïf", com um trabalho representativo da tarefa de arar os campos de cultivo, que recebeu o seu primeiro prémio: Menção Honrosa.

O prémio vai repetir-se em todas as suas participações naquele certame até que, em 1999, na XX edição, recebe o Prémio Especial do Júri, com "A matança do porco", um óleo sobre tela.

A afirmação definitiva de José Maria acontece em 2001, no XXII Salão de Pintura "Naïf", no Estoril, quando é reconhecido com o Prémio "Câmara Municipal de Guimarães" (1º prémio) com um óleo sobre tela intitulado "Vindima do Minho".

Em 25 de Abril de 2002, a Câmara Municipal de Póvoa de Lanhoso homenageia José Maria através da colocação de uma placa autografa no "Memorial às gentes das artes e da cultura das Terras de Lanhoso". Em 2004, com o tema "Euro 2004", voltou a ser vencedor do XXV Salão de Pintura "Naïf".

Participou ainda nos 12 últimos Salões de Pintura Naïf na Galeria de Artes do Casino Estoril, recebendo sempre Menções Honrosas, bem como em outras mostras individuais e coletivas na Póvoa de Lanhoso, Braga, Póvoa de Varzim, Niza, Lousa, Porto, Santarém e Madrid (Espanha).

MUNICÍPIO DE VIZELA SUBMETE REGULAMENTOS MUNICIPAIS A DISCUSSÃO PÚBLICA

A Câmara Municipal aprovou, na reunião do Executivo de 09.01.14, submeter a discussão pública as alterações aos seguintes regulamentos, a saber:

Regulamento das zonas de estacionamento de duração limitada controladas por parcómetros;

Regulamento que fixa os horários de funcionamento dos estabelecimentos de venda ao público e de prestação de serviços do Município de Vizela.

Os referidos regulamentos encontram-se em discussão pública e podem ser consultados no site oficial da Autarquia em http://www.cm-vizela.pt/informacao-autarquica/avisos.

GALO DE BARCELOS BRILHA NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO DE ESPANHA

Stand individual de Barcelos muito procurado por profissionais e público

O Município de Barcelos participou na FITUR – Feira Internacional de Turismo de Espanha, que se realizou em Madrid entre 22 a 26 de janeiro. Localizado no pavilhão da Europa, o stand de Barcelos – o único município português a participar individualmente neste certame – chamou a atenção dos visitantes por causa das peças coloridas do figurado e da famosa imagem do Galo de Barcelos.

IMG_1874 - 1

Aliás, o Galo tornou-se mesmo na estrela da Feira depois dos Príncipes de Espanha, Filipe e Letícia, terem sido presenteados com um exemplar do símbolo de Barcelos e de Portugal.

Durante os primeiros três dias os profissionais que passaram pelo stand procuraram informações sobre o que fazer e o que visitar em Barcelos, facto que atesta a notoriedade das artes artesanais enquanto fatores de atracão turística, afigurando-se como produtos culturais diferenciadores e de enorme potencial em sede de turismo de experiências.
Estas informações foram solicitadas por muitos profissionais da área do turismo, com o intuito de procurar novos destinos com elementos diferenciadores, para oferecer aos clientes que provêm de países como a China, a Roménia, a Polónia e Espanha.

As dezenas de contactos efectuados deixam antever algumas novidades no que toca ao “packaging” do território para os próximos anos.

Também a promoção realizada no âmbito da iniciativa  “Barcelos - Cidade do Vinho 2014” suscitou o interesse e a curiosidade de muito dos profissionais e do público.

Durante o fim de semana, a Feira foi aberta ao público em geral que, ao passar pelo stand de Barcelos, ficou encantado com a figura do Galo de Barcelos e pelo colorido das peças de artesanato.

As perguntas mais frequentes do público durante estes últimos dias de Feira tinham a ver com a origem do galo e a localização de Barcelos em Portugal.

Apesar da proximidade e da maior parte do público conhecer o Galo de Barcelos notou-se que ainda existe algum desconhecimento do produto “Porto e Norte de Portugal”. Os eventos gastronómicos e o turismo de experiências foram argumentos muito bem aceites pelo publico da Feira.

Globalmente, a recetividade das pessoas pelo produto local e regional  foi muito positiva e a informação transmitida sobre Barcelos suscitou muito interesse e vontade para uma futura visita a esta região conhecida pelas suas ricas tradições.

Também muitos portugueses passaram pelo certame e pelo stand de Barcelos felicitando a participação do Município de Barcelos na FITUR e a excelente campanha promocional organizada, mostrando que Portugal e o território é muito mais que surf, praia, Porto e Lisboa.

Segundo dados da organização da FITUR este ano o certame recebeu cerca de 220 mil visitantes, entre profissionais e público em geral, durante os cinco dias da sua realização.

VIZELA ADJUDICA EM HASTA PÚBLICA DUAS BANCAS E UMA LOJA DO MERCADO MUNICIPAL

A Câmara Municipal vai proceder à arrematação em hasta pública do direito de ocupação de duas bancas e uma loja do Mercado Municipal, conforme deliberado na reunião do Executivo Municipal de 23 de janeiro transato.

Assim, serão submetidos a hasta pública os seguintes espaços:

Loja/Banca

Área

Ramo Autorizado

Preço base de licitação

Renda/Mês

Loja

133,60m 2

17,70m 2 (arrumos)

Diversos Ramos

€ 400,00

€ 626,65

Banca de canto 3m (V2)

Frutas/Hortícolas e outros

€ 52,00

€ 82,95

Banca de 2m (V3)

Frutas/Hortícolas e Outros

€ 35,00

€ 55,60

A arrematação terá lugar no próximo dia 24 de fevereiro, pelas 10.30 horas, na sala de reuniões do Edifício-sede da Autarquia, sito na Praça do Município.

A data para entrega dos documentos/propostas para a hasta pública terminam no dia 17 de fevereiro.

Toda a informação pode ser consultada no site da Autarquia em http://www.cm-vizela.pt/informacao-autarquica/hasta-publica.

MUNICÍPIO DE CAMINHA ADERE AO PROJETO REPOSITÓRIO GENEALÓGICO NACIONAL

Miguel Alves destaca a importância do Município aderir a um projeto maior que o seu território, que vai permitir à população do concelho saber mais sobre as gerações passadas

Caminha é o terceiro município do país a aderir à iniciativa Repositório Genealógico Nacional, com o projeto Prossecução da Reconstituição das Comunidades Históricas do Concelho de Caminha. Este trabalho vai ser desenvolvido pela Cooperativa Desafios da Montanha em colaboração com o Município de Caminha e terá a chancela da Universidade do Minho. Para Miguel Alves, a adesão a este projeto coloca Caminha num lugar cimeiro da investigação científica e “vai permitir às nossas famílias, das nossas freguesias, saberem aquilo que é o percurso de vida das várias gerações”.

foto1

O presidente da Câmara, Miguel Alves, reuniu ontem, dia 27, com a presidente da Cooperativa Desafios da Montanha, Maria Norberta Amorim e com a coordenadora do projeto por parte do município, Aurora Rego, a fim de chegarem a um entendimento sobre a Prossecução da Reconstituição das Comunidades Históricas do Concelho de Caminha, parte integrante do projeto Repositório Genealógico Nacional.

É de salientar que a cooperativa tem o projeto denominado de Repositório Genealógico Nacional proposto à reitoria da Universidade do Minho, que consiste em trabalhar sistematicamente todas as comunidades históricas do país, do qual Caminha fará parte integrante.

Para Miguel Alves, este projeto é importante porque recua atrás quatro séculos, à procura daquilo que são as raízes das famílias do concelho de Caminha.

Realça-se que Caminha é o terceiro município a aderir a este projeto. “Este trabalho começou em Fafe e em Torres Vedras e agora em Caminha”, sublinhou Maria Norberta Amorim. O presidente da Câmara considera importante o município aderir a um trabalho de âmbito nacional, ou seja, “maior que o seu território, porque sabemos que quantos mais municípios aderirem a um projeto desta valia científica, mas também valia popular, saberemos que este estudo será mais completo e poderemos ir mais longe”. Miguel Alves garante que o município está empenhado no desenvolvimento desta iniciativa e vai propor a adesão aos restantes municípios do distrito, “porque assim enriqueceremos o nosso trabalho”.

BIBLIOTECA DE VIZELA APRESENTA O SAPO APAIXONADO

Sábados na Biblioteca

“O sapo apaixonado”, de Max Velthuijs

No âmbito da atividade Sábados na Biblioteca, a Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes promove, no próximo dia 1 de fevereiro, às 15.30h, a atividade “O sapo apaixonado”, de Max Velthuijs.

De lembrar que a Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes apenas está aberta no primeiro sábado de cada mês, com a atividade Sábados na Biblioteca, das 15h30 às 17h30, estando encerrada nos restantes sábados do mês.

Sábados na biblioteca

“O sapo apaixonado”, de Max Velthuijs

1 de fevereiro, 15h30
O Sapo anda preocupado com a saúde: tem o coração a bater depressa demais. A Lebre diz que ele deve estar apaixonado — mas por quem?
No final, construímos um coração reciclado.

Atividade gratuita.

FEIRA DO AMBIENTE E ENERGIA EM PONTE DE LIMA REALIZA PEDYPAPER

Pedypaper - A Aventura do Óscar – O Girassol. na Feira do Ambiente e Energia em Ponte de Lima

A edição 2014 da Feira do Ambiente e Energia de Ponte de Lima aposta em diversas atividades lúdicas pedagógicas, cuja missão é a de sensibilizar os mais jovens para as questões ambientais e de eficiência energética.

Neste âmbito realizar-se-á no dia 7, dia de abertura da feira, um Pedypaper, subordinado ao tema “A Aventura do Óscar – o Girassol na Feira”, onde todos os espaços de exposição serão contemplados com a visita dos participantes.

Para o efeito, foram abertas inscrições a todas as Instituições de Ensino do Concelho, do 1.º ciclo do ensino básico, para as 200 vagas disponíveis. As vagas foram preenchidas em menos de 24 horas e o entusiasmo cresce entre os participantes.

Estão inscritos para participar no Pedypaper “A Aventura do Óscar – O Girassol na Feira do Ambiente e Energia”, os Centros Educativos da Gandra, Arcozelo, Lagoas, Ponte de Lima de Refoios.

Devidamente equipados todos os participantes do Pedypaper vão envergar uma camisola amarela ou laranja, a lembrar uma das principais fontes de Energia, o Sol.

Para mais informações consulte: www.cm-pontedelima.pt ou no facebook da feira.ambiente.energia.

PÓVOA DE LANHOSO: CASA DA BOTICA RECEBE WORKSHOP DE TRABALHOS MANUAIS

A Casa da Botica, equipamento municipal na Vila da Póvoa de Lanhoso, recebe, já no próximo dia 31 de Janeiro, pelas 15h00, um workshop que tem como objetivo mostrar ao público interessado como são elaborados os trabalhos realizados na “Universidade do Saber”, projeto da Associação em Diálogo, em exposição atualmente no Posto de Turismo.

FOTOS EXPOSICAO

De lembrar que, durante o mês de Dezembro, os produtos resultantes deste projeto estiveram em exposição no Posto de Turismo. Mas o sucesso alcançado com os produtos expostos superou as expetativas o que levou que a mostra se prolongasse durante o mês de Janeiro.

A Universidade do Saber é um Projeto da Associação Em Diálogo, que está a ser desenvolvido no Centro Comunitário do Vale do Cávado desde Outubro de 2011. Este tem como objetivo promover a inclusão social de desempregados e/ou reformados, dando prioridade aos que forem provenientes de contextos socioeconómicos mais vulneráveis. Paralelamente, pretende desenvolver a capacidade criativa bem como promover o aumento de competências e conhecimentos em diferentes áreas artísticas.

Os interessados devem inscrever-se para turismo@mun-planhoso.pt Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar .

Mais informações: 253 639 708.

Casa da Botica

PÓVOA DE LANHOSO RECEBE X EDIÇÃO DO CONCURSO NACIONAL DE TEATRO

De 31 de Janeiro até 1 de Março o Theatro Club da Póvoa de Lanhoso é palco do X Concurso Nacional de Teatro, recebendo companhias de todo o país.

Apresentacao CONTE 2014

A apresentação do programa decorreu na manhã de segunda-feira, dia 27 de Janeiro, na galeria de exposições do próprio Theatro Club, na presença do Vereador da Cultura, Armando Fernandes, da Vereadora Gabriela Fonseca e do responsável da autarquia pela organização do evento, Paulo Freitas.

“Este Concurso Nacional de Teatro continua a ser uma referência no panorama cultural da Póvoa de Lanhoso”, começou por salientar o Vereador Armando Fernandes. A organização deste concurso pertence à Câmara Municipal de Póvoa de Lanhoso, à Federação Portuguesa de Teatro e à Fundação INATEL. “É um evento no qual a Câmara Municipal aposta muito. Nós temos grandes tradições ao nível do teatro de amadores e este Concurso vem, de certa forma, consolidar aquilo que é a estratégia do município para a cultura e para a dinâmica cultural que se pretende fazer a partir do Theatro Club”, afirmou ainda. Aquele responsável revelou mesmo propósitos para a edição já do próximo ano. “Para 2015 estamos a pensar preparar uma peça para concorrer ao Concurso Nacional de Teatro. Termos um grupo da Póvoa de Lanhoso no Concurso Nacional de Teatro é um dos objetivos do Pelouro da Cultura”.

Este é um evento que custará à Câmara Municipal oito mil euros. “Será a própria Federação Portuguesa de Teatro a gerir este subsídio e ela própria a custear todas as despesas decorrentes das participações dos grupos”, assegurou o Vereador da Cultura.

É esperada a presença do consagrado ator Ruy de Carvalho na cerimónia de encerramento, para entregar o prémio com o seu próprio nome à Melhor Produção.

Programa

O Concurso abre com a peça “A Promessa” de Bernardo Santareno pelo Grupo Mérito Dramático Avintense de Vila Nova de Gaia no dia 31 de Janeiro. Prossegue, no dia 1 de Fevereiro, com “Crimes Exemplares” de Max Aub pelo Teatro Nova Morada de Oeiras.

No segundo fim de semana de Concurso, sobe ao palco, a 7 de Fevereiro, “Prometo, não volta a acontecer” de Jorge Geraldo pela Contacto – Companhia de Teatro Água Corrente de Ovar. No dia seguinte, a 8 de Fevereiro, é a vez de “O Morgado de Fafe em Lisboa” de Camilo Castelo Branco pelo GETAS – Centro Cultural do Sardoal.

A 14 de Fevereiro, o Theatro Club recebe “A noite” de José Saramago por Os Plebeus Avintenses de Vila Nova de Gaia e, a 15 de Fevereiro, acolhe “CISNEGRAMA, ou exercício num palco imaginado” a partir de Anton Tchekov

e Piotr Ilich Tchaikovsky pelo grupo Caixanegra – Coletivo de Criação da Amadora.

Ainda em Fevereiro, no dia 21, sobe ao palco “MacBeth” de William Shakespeare pelo Teatro de Carnide de Lisboa e, a 22, é apresentada a peça “O Galinho Vaidoso” de Ion Lucien pelo Grupo de Animação e Teatro “Espelho Mágico” de Setúbal.

No último fim de semana do Concurso, a 28 de Fevereiro, ainda se apresenta a concurso “Milhões de Contos” a partir de Anton Tchekov, Mia Couto e Mário de Carvalho pelo Pateo das Galinhas Teatro de Bico da Figueira da Foz. No dia 1 de Março e já fora da competição, é apresentada a peça que recebeu o Prémio Ruy de Carvalho para Melhor Produção 2013 “Joana, a Donzela” de Manuel Ramos Costa pelo Grupo Mérito Dramático Avintense. No ano passado, esta peça ainda recebeu o Prémio Orlando Worm para Melhor Desenho de Luz, o Prémio para Melhor Guarda Roupa, o Prémio para Melhor Cenografia e Manuel Ramos Costa recebeu o Prémio para Melhor Encenação.

De seguida, realiza-se a Cerimónia de Encerramento e a entrega de prémios. Os Prémios em disputa são os seguintes: Prémio Ruy de Carvalho para a Melhor Produção, Prémio para a Melhor Encenação, Prémio para a Melhor Cenografia, Prémio para o Melhor Guarda Roupa, Prémio para o Melhor Desenho de Luz - Prémio Orlando Worm, Prémio para a Melhor Interpretação Feminina, Prémio para a Melhor Interpretação Masculina e o Prémio Prestígio.

Todos os espetáculos a concurso são apresentados no Theatro Club de Póvoa de Lanhoso, pelas 21h45.

De entre outras considerações, e para além de apresentar com detalhe o programa, o responsável da autarquia pela organização do evento, Paulo Freitas, salientou o contributo que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso tem dado ao teatro associativo, não só na região, mas também no país, visto aqui realizar-se um evento ligado ao teatro, ainda que em outros moldes e com outras parcerias, há cerca de 20 anos.

Os nove grupos participantes foram alvo de uma pré-seleção, tendo concorrido cerca de duas dezenas de grupos de teatro associativo. O júri é composto por três elementos da parte da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, da parte da Federação Portuguesa de Teatro e da parte da Fundação Inatel.

FEIRA DE VELHARIAS DE ESPOSENDE DESTACA NUMISMATA CONSTANTINO RIBEIRO

O colecionador de moedas Constantino Ribeiro vai voltar a estar em destaque na Feira de Velharias de Esposende, já no próximo mês.

Constantino_Ribeiro_

O certame, uma organização da Câmara Municipal de Esposende, decorrerá no dia 2 de fevereiro, como habitualmente no Largo Rodrigues Sampaio, em Esposende, entre as 10h00 e as 19h00, com acesso livre.

Natural de Barcelos, Constantino Ribeiro dedica-se ao colecionismo desde criança. O gosto pela numismática surge mais tarde, tendo começado a colecionar moedas portuguesas e, posteriormente, moedas estrangeiras e notas. Hoje, compra e vende com regularidade um pouco por todo o Norte do país, participando também em certames de numismática, quer em território nacional, quer no estrangeiro.

Depois de ter estado em destaque em novembro passado, Constantino Ribeiro terá oportunidade, mais uma vez, de trazer a Esposende as suas coleções, nacionais e estrangeiras, tudo a bom preço.

Para além deste colecionador, o evento conta com a participação de um leque alargado de comerciantes de antiguidades e velharias, com uma variedade enorme de peças, algumas das quais verdadeiras relíquias.

PONTE DE LIMA DINAMIZA NA FEIRA DO AMBIENTE E ENERGIA PROJETO “CONSERVAR COM JUSTIÇA”

Partindo do pressuposto de que a conservação da natureza e da biodiversidade é uma responsabilidade social ambiental das empresas e dos cidadãos, o Município de Ponte de Lima, e a Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos, dinamizam durante a Feira do Ambiente e Energia o projeto Conservar com Justiça.

Trata-se de uma iniciativa lançada pelo Município em 2011 e dirigida aos proprietários e usufrutuários da Área Protegida, no sentido de reunir as condições necessárias para uma gestão efetiva do espaço a favor da conservação da natureza e da biodiversidade.

Na Feira do Ambiente e Energia a comunidade escolar e todos visitantes estão convidados a colaborar na campanha de recolha de tampinhas a favor do “Conservar com Justiça”. Os participantes do Pedypaper associam-se a esta ação, vestindo uma camisola amarela ou laranja, a lembrar uma das principais fontes de Energia, o Sol, e entregarão um garrafão com as tampas recolhidas a favor desta iniciativa.

Posteriormente, a compensação financeira resultante da entrega de tampas no decorrer desta Feira, entre outras iniciativas de recolha, será atribuída aos proprietários dos terrenos da Área Protegida de Ponte de Lima, para que possam desenvolver a sua atividade em consonância com os objetivos de conservação do espaço. Assim, o futuro da Natureza e do Espaço Rural poderá ser mais Sustentável! A recolha de tampinhas a favor do “Conservar com Justiça” vai decorrer ao longo de todo o evento, permitindo a toda a comunidade que se associe a este projeto.

Participe nos diversos ateliês e iniciativas durante os três dias de feira e saiba mais sobre o "Conservar com Justiça"!

Para mais informações consulte: www.cm-pontedelima.pt ou no facebook da feira.ambiente.energia.

IDOSOS DE CELORICO DE BASTO CANTAM AS JANEIRAS PELAS INSTITUIÇÕES LOCAIS

Os idosos e as pessoas portadoras de deficiência do programa Celorico a Mexer da Câmara Municipal de Celorico de Basto estão a percorrer o concelho com o intuito de levar as janeiras a todas as instituições locais, sobretudo as de cariz social.

_DSC0364

A iniciativa irá decorrer durante todo o mês de janeiro e tem por objetivo levar as tradições junto daqueles que as viveram com maior intensidade com destaque para os idosos que se encontram nos lares, centros de dia e outras instituições de solidariedade social e as crianças dos centros escolares e jardins-de-infância. 

Segundo a coordenadora da Ação Social da Câmara Municipal de Celorico de Basto e responsável pelo programa Celorico a Mexer, Helena Martinho, a iniciativa tem por objetivo reavivar as tradições que em outros tempos marcavam culturalmente o concelho. “Temos a noção que certas tradições tendem a tornar-se escassas em algumas freguesias do concelho e ao mesmo tempo, sabemos que os nossos utentes, em outros tempos, viveram estas tradições com intensidade por isso, queremos reavivar-lhes a memória e ao mesmo tempo dar um pouco de alegria aos que estão institucionalizados”. 

Cada grupo percorre as instituições da freguesia a que pertence e canta a música previamente ensaiada pelo professor de educação musical e pela animadora. Os idosos cantam e alegram quem escuta.

Destaque para o grupo Ribas que esteve a cantar as janeiras no jardim de Infância da freguesia com a música “Boas Festas, Boas Festas”. No fim, as crianças receberam um pequeno “mimo” trazido pelos idosos.

No último dia do mês de janeiro alguns grupos do Celorico a Mexer passarão pela autarquia para cantar as janeiras ao presidente.

PONTE DE LIMA ORGANIZA FEIRA DO AMBIENTE E ENERGIA

Ori Foto Race 2014 – Ponte de Lima é mais uma atividade que a Feira do Ambiente e Energia de Ponte de Lima vai proporcionar aos seus visitantes.

ori foto paper 01

Realiza-se no dia 9 de fevereiro, às 10h30. Trata-se de mais uma atividade dinâmica e intensa, mas segura, realizada em equipa e que pretende promover o reconhecimento paisagístico, cultural e arquitetónico do centro histórico da vila de Ponte de Lima. Esta competição irá por à prova a capacidade de planear e concretizar um desafio, bem como a capacidade de tomar decisões em equipa.

O evento, com concentração na Expolima, é coordenado pela empresa de desportos radicais Centro Aventura, instalada junto à Quinta de Pentieiros.

As inscrições estão abertas e devem ser efetuadas através do endereço: http://www.cm-pontedelima.pt/evento.php?id=1312.

MUNICÍPIO DE CAMINHA REALIZA PRIMEIRA REUNIÃO DESCENTRALIZADA NA FREGUESIA DE DEM

Primeira reunião descentralizada da Câmara Municipal de Caminha decorre na Junta de Freguesia de Dem, amanhã, quarta-feira, às 18h30

Amanhã, dia 29 de janeiro, às 18h30, o presidente da Câmara de Caminha, acompanhado do restante executivo, estará na sede da Junta de Freguesia de Dem para realizar a primeira reunião pública descentralizada. Estas reuniões, a par da transmissão em direto das Assembleias Municipais, através do sítio do município, entre outras iniciativas, ditam a nova forma de gestão camarária, marcada pela transparência, pela proximidade com as populações e pelo diálogo. Miguel Alves cumpre assim mais uma das promessas realizadas durante a campanha eleitoral, ao descentralizar as reuniões para as freguesias, com o objetivo de ouvir diretamente aquilo que a população tem a dizer.

A primeira reunião realiza-se na freguesia de Dem “porque Dem é uma freguesia importante no contexto concelhio, uma freguesia que está junto à Serra d’Arga e já com um envolvimento populacional importante. E, quisemos marcar logo no alto este primeiro momento de descentralização das reuniões de câmara”, justificou Miguel Alves.

Desta forma, a partir de amanhã, com a realização da primeira reunião pública descentralizada em Dem, inaugura-se uma nova forma de fazer política no concelho de Caminha, que contribui para uma democracia local mais participativa e mais próxima dos cidadãos, com mais diálogo e maior transparência. Para o presidente “a realização da primeira reunião é um momento importante, um momento de aproximação aos cidadãos, um momento de exercício de cidadania. Este é mais um instrumento de participação, um momento de envolvimento dos cidadãos com aqueles que são os seus decisores políticos”.

É de realçar ainda que estas reuniões são úteis no exercício do poder e na auscultação da população, tendo em conta que permitem ao executivo dirigir-se a cada uma das freguesias, ouvir as preocupações da população, bem como obrigam a Câmara Municipal a encontrar soluções rápidas, já que depois de realizadas as primeiras catorze reuniões, o executivo voltará à primeira freguesia e assim sucessivamente.

Sublinhe-se que o único ponto da ordem de trabalhos desta reunião é a audição dos munícipes.

VILA VERDE PROMOVE MÊS DO ROMANCE

30 de Janeiro, quinta-feira, às 11:00

na Câmara Municipal de Vila Verde

Apresentação pública da quinta edição da programação turístico-cultural

Fevereiro, Mês do Romance

Há novidades surpreendentes que vão marcar o mês mais romântico do ano em Vila Verde, transformando-o no epicentro do namoro em Portugal.

O novo site www.namorarportugal.pt é uma delas, mas não a única...

No final, permaneçam connosco e desfrutem de uma prova de Pink Cake - O Bolo de Namorados, exclusivo de Vila Verde e sintam-se mergulhar em definitivo no ambiente de Fevereiro, Mês do Romance, em Vila Verde 'onde o amor acontece'...

31 de Janeiro, sexta-feira, das 11h às 17h (15:30!)

na Rua do Castelo, em Braga

Ação promocional de Fevereiro, Mês do Romance em Braga!

Com prova de Pink Cake acompanhada de música!

Uma sexta-feira dedicada à promoção da programação na cidade dos arcebispos em Braga, num dos mais carismáticos espaços públicos de Braga. O momento alto vai acontecer de tarde, a partir das 15:30: uma prova partilhada coletivamente com a população Braga, turistas da cidade e com os profissionais da comunicação social do bolo oficial do Mês do Romance, o Pink Cake. E para tornar este momento ainda mais especial, a degustação vai ser acompanhada de música clássica tocada ao vivo!

04 30 + 31 jan

GRUPO LULAVAI ATUA NA CASA DAS ARTES EM ARCOS DE VALDEVEZ

lulavai-1

Dia 1 de Fevereiro

sábado às 22h00

LULAVAI

(Galiza)

Auditório da Casa das Artes

A história de Lulavai começa na Escola de Artes e Ofícios de Vigo, onde os quatro elementos desta formação se conhecem (Paula Oanes, Josefa Fernández, Lorena Reinaldo e Elena Paz). Estudam harpa céltica com o professor Rodrigo Romaní e passam a fazer parte da Orquestra Folk Sondeseu, começando um período de tournées e percorrendo importantes palcos nacionais e europeus.

No final de 2007, decidem criar Lulavai, um novo projeto em que a sonoridade de 4 harpas e 4 vozes se fundem para interpretar, com um som próprio, temas tradicionais e de autor, misturados com cuidados e delicados arranjos que lhe conferem um som próprio e pessoal.

ATLETAS DE PALMO E MEIO DO CLUB DE RUGBY DE ARCOS DE VALDEVEZ NO TORNEIO INTER-REGIONAL DE BRAGA

As equipas sub-8, sub-10 e sub-12 do CRAV deslocaram-se a Braga, no passado dia 26 de Janeiro, para participar no torneio inter-regional de Braga que contou com clubes da região norte e centro do país e da Galiza.

equipa sub-8 (1)

Cada equipa teve a oportunidade de disputar três jogos por escalão e é de salientar a excelente prestação de todos os jogadores do CRAV neste torneio. Para além de fazerem os deleites dos espectadores, pais e treinadores com as suas habilidades individuais e coletivas, estes atletas de palmo e meio divertiram-se a jogar e a marcar muitos ensaios.

Como vem sendo hábito as equipas do CRAV contaram com a participação especial de jogadores do Rugby de Viana nos diferentes escalões. Os escalões de formação do CRAV voltam a jogar no dia 23 de Fevereiro, em Viseu.

Pelo CRAV sub-8 jogaram: Eva Araújo, Jorge Alves, Laura Simões, Margarida Vaz, Rodrigo Brito, Leonor Coutinho, Pedro Oliveira e Hélder Machado.

Pelo CRAV sub-10 jogaram: Alexandre Alves, Diogo Rodrigues, Duarte Simões, Ricardo Cerqueira, João David Pereira, Mariana Santos, Salvador Cunha, Rafael Parente e Tomás.

A equipa sub-12 foi constituída por: António Lages, Gabriela Oliveira, João David Lima, João Pedro Fernandes, João Pires, Raquel Pinto, Bárbara Pacheco, Érica Ventura, Daniel Araújo e Ricardo Araújo.

equipa sub-10

equipa sub-12

miudos do crav

EQUIPA FEMININA DO CLUBE DE RUGBY DE ARCOS DE VALDEVEZ NA 1ª ETAPA DO TORNEIO DA PRIMAVERA

No dia 26 de Janeiro, domingo, realizou-se em Aveiro a 1ª etapa do Torneio de Primavera. Esta prova foi antecipada para acautelar uma longa paragem no calendário desportivo do escalão feminino. O Torneio de Primavera é também disputado na variante de sevens e em apenas duas etapas. Nesta 1ª etapa a equipa feminina do CRAV discutiu a fase de grupos com as equipas Agrária B, Famalicão, Lousã e Bairrada.

crav-bairrada(1)

As jogadoras do CRAV venceram sem dificuldade a jogadoras da Agrária B, Famalicão e Lousã e foram crescendo de forma à medida que estes jogos se foram desenrolando. No quarto jogo do dia, o CRAV enfrentou a Bairrada e assistiu-se a um verdadeiro duelo na luta por um lugar na final. Apesar das jogadoras terem feito “uma das melhores exibições da época”, acabaram por perder este jogo por apenas uma conversão. No entanto, as finais do torneio entre os classificados diretos dos dois grupos não se viriam a realizar devido à fraca iluminação do campo, aliada à ausência de marcações no relvado. Desta forma, a classificação geral do torneio será feita de acordo com a classificação de cada grupo, sendo atribuído o 1º lugar à Agrária A e Bairrada e o 2º lugar ao CRAV e ao Tondela.

A 2ª etapa do Torneio de Primavera será organizada pelo Braga, no dia 8 de Fevereiro.

Pelo CRAV jogaram: Alexandra Monteiro, Catarina Pinto, Sara Cruz, Melodie Dias, Maria Morant, Sara Sá, Christiane Branco, Júlia Araújo, Ana Carolina Pinto, Antónia Braga, Joana Borlido e Ana Emília Pinto.

Fotografias de Christiane Branco

crav-bairrada(2)

crav-famalicao(1)

crav-famalicao(2)

crav-lousa

crav-famalicao(3)

VIANA DO CASTELO: CENTRO DE ESTUDOS REGIONAIS APRESENTA LIVRO “ESCRITAS PRIVADAS, DA MOBILIDADE E DA GUERRA”

No próximo dia 31 de Janeiro (sexta-feira), na Sala Couto Viana da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, às 17 horas, é apresentado o livro “Escritas Privadas, da Mobilidade e da Guerra”, numa iniciativa conjunta do Centro de Estudos Regionais e da Fundação Caixa Agrícola do Noroeste. O livro, coordenado por Henrique Rodrigues e Ernesto Português, reúne um conjunto de textos produzidos por diversos autores, cujo tema central está associado à escrita, à mobilidade e à guerra. A edição é da responsabilidade da Fundação Caixa Agrícola do Noroeste. A apresentação é pública.

426222_348608578494937_2057759455_n

Sinopse

Nesta obra, coordenada por Henrique Rodrigues e Ernesto Português e editada pela Fundação Caixa Agrícola do Noroeste, o leitor encontra um painel de textos sobre escritas. Umas são do foro privado, outras foram entreabertas à esfera do domínio público e ainda outras são cartas íntimas que tratam de problemas conjugais. Todas elas se enquadram nos contextos das mobilidades, da guerra e também da vida familiar, da domesticidade e da privacidade, do secreto e do não dito. Não podiam faltar neste livro as escritas da vida e da morte, os escritos circulados de arquivos pessoais, além de outros quadros como os que nos são proporcionados por documentos foraleiros, da educação e mesmo dos poderes.

O tomo tem dois textos de Ernesto Português, investigador da Universidade de Lisboa, que trabalhou a correspondência familiar de João Pereira Caldas, Governador do Grão Pará entre 1772 e 1780, cujas cartas privadas deixam para debate problemas de ordem política e de interesse público. Num contexto de mobilidades de oitocentos e novecentos, Izilda Matos, da Universidade Pontifícia de São Paulo, Brasil, usa um conjunto de epístolas localizadas no Memorial do Imigrante de São Paulo, em arquivos portugueses e no acervo documental existente no Departamento Estadual da Ordem Política e Social de São Paulo. No mesmo seguimento, Henrique Rodrigues estuda missivas existentes no Arquivo do Governo Civil de Viana do Castelo. Também Ana Sílvia Albuquerque, Professora da Universidade Portucalense, Infante D. Henrique, faz uma análise às “cartas de chamada” de emigrantes. Outra parte destes textos aqui reunidos conduz o leitor para as escritas da Guerra Colonial em África. Joana Pontes, professora da Escola Superior de Comunicação Social, trabalha a problemática da guerra colonial portuguesa. Neste mesmo domínio das escritas em palcos belicistas, Henrique Rodrigues, Clara Coutinho, Marta Pires, Sofia Ramos e Sónia Simões apresentam um estudo titulado: «Escrever para não morrer: correspondências de um soldado de Monção na Guerra Colonial», servindo-se da correspondência de um ex-militar. Ainda, Maria Olinda Rodrigues Santana, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, parte do arquivo pessoal de António Maria Mourinho para uma reflexão sobre em torno da escrita popular, abordando questões relativas à necessidade de localizar, recolher, conservar, editar e estudar as escritas populares, aplicando técnicas de investigação apropriadas. Seguem-se os textos de Filipa Lopes, Gonçalo Maia Marques e Pedro Teixeira, onde se anunciam potencialidades destes documentos enquanto recursos didácticos. A terminar, Manuela Cachadinha realça as potencialidades das histórias de vida de seniores, recorrendo a uma série de entrevistas.

Agradecemos toda a divulgação que possa conceder a este evento.

A direção do Centro de Estudos Regionais

Viana do Castelo, 26 de Janeiro de 2014

CASA DO BENFICA EM FAFE HOMENAGEOU MEMÓRIA DE EUSÉBIO

A Casa do Benfica em Fafe prestou homenagem no passado domingo (26 de Janeiro) a Eusébio da Silva Ferreira, que foi eleito o melhor jogador do Mundo em 1965 e conquistou duas Botas de Ouro (1967/68 e 1972/73).

A iniciativa de carinho e reconhecimento à figura incontornável do “Pantera Negra” constou da celebração de uma missa em memória de Eusébio e de todos os sócios falecidos da Casa do Benfica em Fafe.

A missa em homenagem ao antigo jogador nascido em Lourenço Marques (atual Maputo) realizou-se pelas 17h00 na Igreja Matriz de Fafe. Concelebrada pelos padres José Marques Domingues, Albano Nogueira e o diácono Artur Ribeiro, e abrilhantada pelo Grupo Amiguinhos de Jesus de Arões Santa Cristina, a eucaristia foi bastante participada pela comunidade local.

Durante a homilia o padre José Marques Domingues realçou que “Eusébio ao longo dos anos uniu gerações de portugueses. Num período em que faltam referências Eusébio é um dos símbolos maiores de Portugal”. No término da cerimónia religiosa o dirigente benfiquista local, António Manuel, que robusteceu as virtudes de humildade do “Pantera Negra”, evocou a memória de todos os sócios e dirigentes da Casa do Benfica perecidos.

Refira-se que no sábado passado à noite (25 de Janeiro), foram eleitos os novos órgãos sociais da Casa do Benfica em Fafe, cuja coletividade é agora presidida pelo advogado Francisco Costa Leite, que assumiu como ideias base do seu mandato tornar a Casa do Benfica em Fafe um espaço atrativo, revitalizado, rejuvenescido e aberto à sociedade local, aos sócios e simpatizantes.

MUNICÍPIO DE CAMINHA: PRIMEIROS 100 DIAS DE MANDATO MARCADOS POR MAIS DIÁLOGO, MAIS ECONOMIA E MAIS ESTRATÉGIA

O município de Caminha, sob a gestão da equipa de Miguel Alves, tem um novo rumo

O executivo liderado por Miguel Alves acaba de completar 100 dias de mandato, um período que tem sido vivido intensamente, numa câmara marcada por uma situação complexa, quer do ponto de vista financeiro, quer em termos humanos. “São 100 Dias de muito trabalho, muita dificuldade, mas sobretudo muito entusiasmo”, considera o presidente. Entre o trabalho visível e invisível, a ação da equipa traduziu-se num esforço para trazer mais diálogo, mais economia e mais estratégia ao município de Caminha, uma aposta que está a ser ganha.

Várias surpresas, positivas e negativas, aguardavam a equipa de Miguel Alves, eleita pelos Caminhenses a 29 de setembro. A nível interno, a prioridade centrou-se desde o primeiro dia na “pacificação de uma situação de tensão, de surdina, de confusão entre instrumentos públicos e instrumentos partidários” dentro da própria estrutura municipal, diz Miguel Alves, que sintetiza: falamos do “fim do medo” entre os trabalhadores do próprio município. O passo seguinte foi facilitado pela unidade da equipa eleita, uma equipa que o presidente considera “de excelência” e que apostou na mobilização de uma energia nova com todos os trabalhadores da Câmara Municipal.

Um novo paradigma para uma câmara que estava tolhida

A par desta mudança de paradigma, há nestes primeiros 100 dias um trabalho intenso que não se vê para além das paredes dos gabinetes, mas que é fundamental e estrutural. Desde logo, o executivo foi confrontado com uma situação financeira pouco clara, que obrigou não apenas a uma auditoria externa, mas também a uma análise aturada, por forma a compreender e estabelecer as prioridades.

Iniciou-se entretanto a organização de serviços (que está em curso), porque havia muita confusão de competências na máquina municipal, entre o técnico e o político.

Num esforço de rigor, o executivo procedeu à negociação de contratos, aperfeiçoamento dos concursos em curso e fez cessar algumas prestações de serviços.

Noutra frente, diligenciou-se no sentido de um resgate do financiamento para a concretização da nova marginal, com equipamentos para os pescadores de Caminha, qualificação da zona da feira e novo mercado.

De realçar que está em curso a negociação para a cedência de toda a zona do Portinho que está nas mãos do IPTM, de forma a poder ser gerida pelo município, em ligação com a comunidade de Vila Praia de Âncora.

Em desenvolvimento está igualmente um plano sustentável, de médio prazo, para se poder baixar o preço final da fatura da água à generalidade das pessoas do concelho.

Foi preciso “resgatar a Câmara do abismo”

A negociação com antigos e novos credores foi uma das situações mais complexas, fruto, em boa parte, de litígios em que o anterior executivo se envolveu, que perdeu, e cujas consequências terão agora de ser assumidas.

Um dossiê em aberto é, noutro plano, o das negociações com a REFER a propósito da Travessa do Teatro e não só, que está a ser trabalhado e que tem como objetivo encontrar uma solução satisfatória para Vila Praia de Âncora.

Este executivo herdou também um PDM velho, em processo de revisão há demasiado tempo, que obrigou à tomada de algumas medidas.

Um dos maiores imbróglios, porém, teve a ver com a existência de fundos disponíveis negativos durante os meses de outubro, novembro e dezembro. Foi preciso – explica Miguel Alves - “resgatar a Câmara do abismo, de modo a poder ter fundos disponíveis, de modo a podermos assumir compromissos, comprar material, lançar novos eventos, pagar compromissos assumidos sem procedimento, acabar obras que ficaram a meio, pagar complementos sociais, proceder a transferências para as Juntas e para as instituições”.

Mais diálogo, mais economia, mais estratégia

As contingências negativas encontradas não foram suficientes para travar o desenvolvimento de um plano sustentado e os resultados começam a ser visíveis, numa demonstração clara de mais diálogo, mais economia e mais estratégia.

Apesar da situação difícil do município em matéria financeira, o executivo decidiu dar um sinal às famílias e à economia, aliviando o seu esforço. Exemplo disso foi a baixa de impostos, quer no IMI quer na taxa variável do IRS apesar, no primeiro caso, do voto contra da oposição.

Aproveitaram-se também as oportunidades de financiamento que entretanto surgiram e deram-se passos significativos para concretizar as empreitadas da nova Biblioteca de Caminha, do Mosteiro de São João d’Arga e Ecovia do Minho, com troços em Seixas e Lanhelas.

Foi possível dar início às obras no Cais de Atracação da Foz do Minho, com a remoção dos destroços, garantindo desde logo mais condições de segurança para os pescadores.

Reiniciaram-se as obras na Avenida Saraiva de Carvalho, já com pavimentação de cubo, e procedeu-se ao melhoramento do troço nascente da Avenida Manuel Xavier, apostando-se na mobilidade e na qualificação do espaço público.

Arrancaram também as obras de pavimentação da EN 305, que corta o Vale do Âncora e que castigou milhares de pessoas durante um ano, num investimento de 145.000 euros.

Candidatou-se, e está já em fase de execução, o projeto de qualificação da zona adjacente aos campos de futebol do Âncora Praia e do Morber, espaço que servirá de apoio às praias.

Mas nem as condições atmosféricas deram tréguas e houve necessidade de avançar com trabalhos vários da Câmara Municipal, em consequência das intempéries, mas também a obras de vulto por todo o território – Dem, Vilarelho, Cristelo, Moledo, Vila Praia de Âncora, com vários trabalhos de beneficiação, ainda, na Rua de Sandia ou no Lugar do Requeixo.

Pacificação e aposta numa gestão pela positiva

Os primeiros 100 dias de mandato ficam também marcados por uma nova postura face ao vizinho concelho de A Guarda. Miguel Alves chegou a um acordo com A Guarda, que pacifica relações e permite a curto prazo o incremento da receita do município, enquanto se tenta resolver o problema do ferry e se prepara um novo patamar de ligação à Galiza, que vai ser implementado ao longo do mandato e incrementará o mercado do concelho.

Apesar do município se apresentar tolhido por fundos disponíveis negativos, o executivo não se conformou e deu início à qualificação de eventos, já visível nas iniciativas de Natal e passagem-de-ano, com reflexos muitos positivos na restauração e na hotelaria.

No plano desportivo foi possível atrair ao concelho a seleção de futsal.

No plano cultural recuperou-se a titularidade da marca Festival de Vilar de Mouros, resolvendo mais uma trapalhada do passado que inviabilizaria a realização do evento.

De realçar ainda a aposta na transparência, a Democracia mais participativa e no diálogo. Exemplos disso são a criação do Provedor do Munícipe, em fase de afinamento após registo das opiniões da oposição, mas também o início das reuniões descentralizadas. De sublinhar também a transmissão online das Assembleias Municipais e a criação dos gabinetes de apoio à oposição (na Câmara e na Assembleia Municipal), que em breve serão entregues, logo que sejam terminadas as obras realizadas para esse efeito.

Em síntese, “há uma nova forma de relacionamento com as pessoas e as instituições e estabelecimento de parecerias com a sociedade civil, mas há sobretudo um longo caminho para percorrer, o que faremos com entusiasmo e motivação”.

Fonte: Câmara Municipal de Caminha / Gabinete de Informação ao Munícipe

PROGRAMA “12 MESES 12 TRILHOS” EM ARCOS DE VALDEVEZ REGISTA ENORME ADESÃO

Teve início, no passado domingo, o programa anual de trilhos pedestres de Arcos de Valdevez, “12 Meses 12 Trilhos”, promovido pela Ardal – Porta do Mezio, com o apoio da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez.

12_meses_12_trilhos (4)

Antes da realização do trilho decorreu uma sessão de apresentação do referido programa, que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, e dos Presidentes de Junta das Freguesias de Soajo e Cabana Maior.

Apesar do dia se ter apresentado um pouco chuvoso, foram mais de 80 as pessoas que se dirigiram à Porta do Mezio para participar no trilho. Este número de participantes, entre os quais se encontravam muitos arcuenses e também pessoas oriundas de outros locais do norte do país, ultrapassou, largamente, as expetativas da organização. Cada um dos participantes recebeu o Passaporte do Pedestrianista, o qual lhes irá possibilitar a participação num sorteio no final do programa. Este passaporte já foi carimbado aos participantes que participaram neste primeiro trilho, sendo que a partir do sexto trilho realizado ficam automaticamente habilitados ao sorteio. Os prémios serão um fim de semana para dois numa casa de Turismo em Espaço Rural, um jantar para dois e um kit de produtos da Porta da Mezio.

O programa continuará com um trilho, no primeiro domingo de cada mês, sendo o próximo no dia 2 de Fevereiro, com a realização do Trilho do Ramiscal.

Os interessados devem inscrever-se na Porta do Mezio ou através do telefone n.º 258 522 157 ou através do correio eletrónico: portadomezio@ardal.pt

12_meses_12_trilhos (5)

MILHARES DE PESSOAS CANTAM AS JANEIRAS EM CELORICO DE BASTO

 “XIV edição de um concurso de tradições”

Decorreu ontem, 26 de janeiro, no pavilhão gimnodesportivo de Celorico de Basto o concurso de cantares “Vamos Cantar as Janeiras”, uma iniciativa que contou com a participação de 15 grupos e milhares de pessoas a assistir.

_DSC1401

“É com grande alegria que hoje aqui nos encontramos numa festa feita pelas pessoas do nosso concelho que preservam as tradições. Uma festa em que o grande prémio é o convívio. Importa recordar que em 2020 faremos 500 anos da atribuição do foral por isso, é bom celebrar as tradições, usos e costumes que tão bem nos caracterizam,” referiu o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Mota e Silva, antes da entrega dos prémios.

O autarca salientou ainda que muito em breve, no mês de março, Celorico de Basto voltará a estar em festa desta feita com a Festa Internacional da Camélias que terá o grande enfoque nos dias 21,22 e 23.

A XIV edição do concurso de cantares “Vamos cantar as Janeiras” contou com grande afluência de participantes e plateia proporcionando uma tarde animada a todos os presentes.

_DSC0910

Em concurso esteve a ACR Ourilhe, o ACR Borba da Montanha, o Rancho Folclórico de Santa Maria de Canedo, os pioneiros de Britelo, a Ass. Pais e Encarregados de Educação da Escola da Mota, os Bons Costumes, o Grupo Coral de Borba da Montanha, a União de freguesias de Carvalho e Sta Tecla, o Grupo de jovens "Um olhar atento", o Grupo Coral de Santa Maria de Canedo, o clubedemusica.com, os Unidos pela tradição, os Rouxinóis de Agilde, Caçarilhe & Amigos e o GCRNI de Gandarela.

O júri, um elemento de cada grupo participante, avaliou a execução musical, a originalidade da letra e da música, a apresentação em palco, com trajes típicos, e a adequação dos instrumentos à própria indumentária.

No fim do concurso foram entregues os prémios de participação seguindo-se a atribuição dos 5 primeiros lugares com a Associação de Pais e Encarregados de Educação do Agrupamento de Escolas da Mota a sagrar-se vencedora da XIV edição do concurso “Vamos Cantar as Janeiras”.

Importa destacar que para além dos grupos concorrentes o concurso foi ainda abrilhantado pelos “Amigos do Castelo” que abriram o concurso e pelo Grupo de Teatro Celoricense, GTC, que apresentou o monólogo “o engraxador” e animou todos os presentes no recinto.

_DSC1392

FAFE: CEPÃES ORGANIZA ENCONTRO DE REIS

O Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães organiza no próximo domingo, dia 2 de Fevereiro, a partir das 14h00, o 6.º Encontro de Reis que decorrerá no Salão Paroquial da Igreja de Cepães.

Com o apoio da Junta de Freguesia de Cepães, da Fábrica da Igreja de Cepães e da Câmara Municipal de Fafe, deslocam-se este ano a Cepães, o Grupo Amigos de Souto Santa Maria (Guimarães), o Grupo de Escuteiros de S. Clemente de Sande (Guimarães), o Grupo da Associação ARCO de Santo Ovídio (Fafe), o Grupo de Escuteiros de S. Lourenço de Selho (Guimarães), o Grupo os 4 Mens (Vizela), o Grupo Amigos das Pereirinhas (Moreira de Cónegos), o Grupo Top 5 das Taipas (Guimarães), o Grupo do Centro Social de Golães (Fafe), o Grupo da Associação de Reformados de Fafe (Fafe), o Grupo Coral de Cepães (Cepães), e o grupo anfitrião, o Rancho Folclórico da Casa do Povo de Cepães (Fafe).

A promoção do 6.º Encontro de Reis na freguesia de Cepães tem como principal objetivo manter viva a tradição de cantar de reis uma genuína tradição portuguesa.

MESTRES CERVEJEIROS NACIONAIS E INTERNACIONAIS ENCONTRAM-SE EM CAMINHA

As ABFTalks2014 anteciparam o ArtBeerFest 2014 que decorre de 10 a 13 de julho

A cerveja artesanal tem protagonizado uma verdadeira revolução em constante evolução. Foi à volta deste mote que se reuniram quase uma centena de especialistas em Caminha, no Valadares – Teatro Municipal, no sábado, dia 25. Entre oradores e audiência estiveram mestres cervejeiros de todo o país, da vizinha Espanha e de outros países como a Bélgica.

ABFtalks2014 (2)

 “A (R)evolução da Cerveja Artesanal” foi precisamente o nome da conferência, também chamada de ABFTalks2014, onde foram discutidos temas como a evolução da cerveja tradicional ou o crowdfunding no negócio cervejeiro. Estas conferências servem de rampa de lançamento para a segunda edição do festival de cerveja artesanal – o ArtBeerFest 2014, que vai acontecer de 10 a 13 de julho, novamente em Caminha.

O presidente e o vice-presidente do Município de Caminha marcaram presença no evento e Miguel Alves aproveitou para dar as boas vindas a todos. “O ArtBeerFest é uma marca exportável que nasceu em Caminha e na qual temos muito orgulho. Que o dia de hoje sirva para beber uma boa cerveja artesanal, mas também para trocar impressões, para que se melhore o produto, para desta forma ser melhor saboreado, melhor comercializado. Assim, estaremos a catapultar a nossa economia”, afirmou o presidente da Câmara durante a abertura.

Também Octávio Costa, da organização, referiu que todos os convidados se mostraram muito entusiasmados com a vinda a Caminha e com a participação neste evento. A partilha de conhecimentos, inclusive entre os melhores e mais conceituados mestres cervejeiros, é um costume que está a ser trazido para Portugal.

ABFtalks2014 (1)

Do painel de conferencistas fizeram parte, por exemplo, nomes como Carlo Grootaert, considerado pela Rater Magazine USA um dos 10 mais conceituados cervejeiros mundiais; e Sebastien Morvan, que veio dar o exemplo da Delta Bières, uma cervejeira de novas tendências num mercado antigo, forte e conservador, mas que foi um caso de sucesso graças ao crowdfunding. Mestres cervejeiros portugueses e espanhóis marcaram também uma forte presença.

Nos momentos de convívio foi fácil perceber que é o amor pela cerveja     que os une e que se tratam com a cumplicidade e o companheirismo típicos de amigos de longa data. Além disso, surge a sensação de que em cada evento há sempre uma novidade e uma nova cerveja a ser produzida: “conseguimos!”. O crescimento e a evolução são, de facto, notórios.

Depois da conferência houve, por isso, um TasteStorming, ou seja, uma prova e degustação de cervejas, da DeStruise Brouwers, e um jantar convívio.

A conferência foi organizada pela OG Associados em parceria com a Câmara Municipal de Caminha. O ArtBeerfest está regresso em julho, de 10 a 13, para gaudio de produtores e apreciadores. A edição do ano passado juntou cerca de 35 mil pessoas nas ruas do centro histórico de Caminha. Este ano, tudo indica, o sucesso será ainda maior.

ABFtalks2014 (3)

ABFtalks2014 (4)

ABFtalks2014 (5)

CAMINHA REALIZA FEIRA DE ARTESANATO E ARTES DECORATIVAS. INSCRIÇÕES PARA “MÃOS D’ARTE” TERMINAM AMANHÃ

Certame arranca já nos dias 1 e 2 de fevereiro, no Parque Dr. Ramos Pereira em Vila Praia de Âncora

Terminam amanhã, dia 28, as inscrições para participação na “Mãos d’Arte” - Feira de Artesanato e Artes Decorativas do Concelho de Caminha (FAADCC). O certame arranca no fim-de-semana de 1 e 2 de fevereiro, no Parque Dr. Ramos Pereira, em Vila Praia de Âncora.

Valorizar os valores culturais transmitidos pelas artes e ofícios existentes no concelho de Caminha, agora reunidos e potenciados como atrativo turístico-cultural, é o objetivo deste certame organizado pelo Município de Caminha. A Câmara pretende ainda valorizar e revitalizar as artes e ofícios do concelho, bem como criar uma identidade territorial e potenciar o desenvolvimento local.

A “Mãos d’Arte” vai decorrer mensalmente, de forma intercalada, em Caminha e Vila Praia de Âncora. Em Caminha, a feira terá lugar no Parque 25 de Abril, no terceiro fim-de-semana dos meses de janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro. Em Vila Praia de Âncora, o certame decorrerá no Parque Dr. Ramos Pereira, no primeiro fim-de-semana dos meses de fevereiro, abril, junho, agosto, outubro e dezembro. A “Mãos d’Arte” vai iniciar já no primeiro fim-de-semana de fevereiro, em Vila Praia de Âncora.

À “Mãos d’Arte” – FAADCC podem concorrer pessoas residentes no concelho de Caminha integradas nas categorias Artesanato Tradicional e Contemporâneo e Artes Decorativas e/ou Manualidades.

A categoria Artesanato Tradicional e Contemporâneo abrange uma Área não alimentar - pessoas a título individual que produzam peças e/ou produtos artesanais individualizados e genuínos, que manifestem um apurado sentido estético e perícia manual para a manipulação das matérias-primas com vista à obtenção de um resultado final de qualidade; e uma Área alimentar - pessoas a título individual que produzam, de forma artesanal, bens alimentares genuínos com unidade produtiva artesanal licenciada que cumpra as normas aplicáveis, nomeadamente as relativas a higiene, segurança e qualidade alimentar.

Na categoria Artes Decorativas e/ou Manualidades são valorizados os detentores de Carta de Artesão e de Unidade Produtiva Artesanal.

As candidaturas devem ser formalizadas através do preenchimento de ficha de inscrição, que poderá ser enviada por correio eletrónico: geral@cm-caminha.pt; via CTT: Município de Caminha – Candidatura à Mãos d’Arte/FAADCC, Praça Calouste Gulbenkian | 4910-113 Caminha; ou entregue em mão no balcão de atendimento da Câmara Municipal de Caminha. É de salientar ainda que a ficha de inscrição deverá ser enviada juntamente com fotocópia dos seguintes elementos: Bilhete de Identidade e NIF ou cartão de Cidadão; declaração de início de atividade; Carta de Artesão e Unidade Produtiva Artesanal (para os participantes com Artesanato Tradicional e Contemporâneo - área alimentar e não alimentar); certificado de segurança alimentar HACCP (área alimentar); documento comprovativo do Estatuto de Depositário Autorizado e Entreposto Fiscal de Produção pela Alfândega de Viana do Castelo (para os produtores de licores e outras bebidas) e fotografias recentes dos produtos a comercializar.

Os interessados em obter mais informações poderão consultar as normas de funcionamento da “Mãos d’Arte” – Feira de Artesanato e Artes Decorativas do Concelho de Caminha em www.cm-caminha.pt.

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE FINS-DE-SEMANA GASTRONÓMICOS

Fins-de-semana Gastronómicos 2014. Arcos de Valdevez recebe a iniciativa de 14 a 16 de março

A Turismo do Porto e Norte de Portugal, E.R. realizou no passado dia 17 de janeiro, no Auditório Municipal de Barcelos, uma conferência de imprensa de apresentação dos Fins-de-semana gastronómicos, a decorrer de 17 de Janeiro a 1 de Junho, na qual o município arcuense esteve representado.

fim_semana_gastronomico

No fim, seguiu-se a realização de uma pequena mostra de produtos regionais de todos os municípios aderentes que contou com os famosos Charutos de ovos e o doce sortido dos Arcos de Valdevez.

O fim-de-semana gastronómico arcuense realiza-se de 14 a 16 de março, sendo que o prato promovido é, tal como em anos anteriores, a carne da cachena com arroz de feijão terrestre e a sobremesa os charutos de ovos com a laranja de Ermelo.

A promoção do território arcuense, nomeadamente de todas as suas especificidades gastronómicas, paisagísticas e culturais, é fulcral para o desenvolvimento económico do concelho, promoção do emprego e produtos locais, por isso o município arcuense faz esforços no sentido de participar em todas as iniciativas que tragam benefícios e riqueza para o território.

CAMINHA DOCE REGRESSA AO CENTRO HISTORICO DE CAMINHA DE 28 DE FEVEREIRO A 4 DE MARÇO

As inscrições para o certame e para o concurso Arte Doce terminam no dia 7 de fevereiro

A Caminha Doce - V Feira de Doçaria de Caminha - está de volta ao Centro Histórico de Caminha, de 28 de fevereiro a 4 de março. As inscrições para participação no certame já estão a decorrer e terminam a 7 de fevereiro. Este evento integra ainda o concurso Arte Doce.

A Caminha Doce pretende divulgar, promover e comercializar a doçaria tradicional e conventual, bem como incentivar à produção e comercialização de compotas, chocolate, mel, frutos secos doces, licores e outros produtos doces.

A Feira de Doçaria de Caminha integra ainda o concurso Arte Doce, que este ano está subordinado ao tema “Caminha no Caminho de Santiago”. Este concurso consiste numa exposição de bolos artísticos, cujo objetivo é promover a arte e o design na doçaria, através da apresentação de criações próprias e originais na área da confeção de bolos tendo em conta a temática apresentada; estimular a inovação e a criatividade na confeitaria e promover as pastelarias, confeitarias, cake designers, doceiros amadores e escolas com formação na componente de pastelaria.

À Caminha Doce podem inscrever-se doceiros e pasteleiros, agentes económicos/empresas cuja atividade se enquadre no âmbito da feira e, ainda, artesãos da área alimentar.

Ao concurso Arte Doce podem candidatar-se todas as pastelarias, confeitarias, cake designers, doceiros amadores assim como as escolas com formação na componente de pastelaria.

As inscrições na Caminha Doce e no concurso Arte Doce terminam no dia 7 de fevereiro e deverão ser submetidas via internet, através do preenchimento do formulário disponível no sítio do Município em www.cm-caminha.pt. Podem ainda ser enviadas através do endereço eletrónico cultura@cm-caminha.pt ou por correio para: Município de Caminha | Setor da Cultura e Turismo/Largo Calouste Gulbenkian 4910-113 Caminha.

Os bolos a concurso serão avaliados por um júri de 5 elementos que terá em atenção a criatividade, originalidade e decoração de cada um. Na verdade, ao bolo mais criativo serão atribuídos 200 euros, ao segundo melhor 150 euros e ao terceiro classificado 100 euros. Os vencedores serão conhecidos no dia 28 de fevereiro, às 16 horas e os prémios serão entregues na sessão de encerramento da Caminha Doce, que terá lugar no dia 4 de março, às 18h00, no Salão Nobre do edifício dos Paços do Concelho.

Para informações mais detalhadas consultar as normas de participação em www.cm-caminha.pt.

PRIMEIRA GRANDE GUERRA: NATURAIS DO CONCELHO DE VALENÇA FALECIDOS EM FRANÇA

António Baptista de Araújo, primeiro-cabo da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 11 de Setembro de 1895 na Cancelada, lugar da freguesia de São Julião da Silva, filho de Manuel de Araújo e de Maria Benta de Araújo Amorim; casado e morador em São Julião da Silva; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à 3.ª Bateria de Morteiros Médios; falecido em combate em 11 de Julho de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

António da Cunha, soldado da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 18 de Julho de 1893 na Lavandeira, lugar da freguesia de São Mamede deFriestas, filho de João da Cunha e de Rosa Vaz de Sousa; casado e morador na freguesia de Verdoejo; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a 9 de Outubro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

Manuel José Gomes, soldado da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 10 de Agosto de 1892 no lugar do Pardo, freguesia de São Miguel de Fontoura, filho natural de Antónia Maria Gomes; solteiro e morador na freguesia de Cerdal; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português em 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a 30 de Outubro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

António Luís da Costa, soldado da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 19 de Maio de 1892 na Urgeira, lugar da freguesia e vila de Valença, filho de José Luís da Costa e de Rosa Maria da Silva; casado e morador no lugar da Urgeira; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em 15 de Novembro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

Francisco Luís Pereira, segundo-cabo da 4.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 1 de Abril de 1893 na Cachada, lugar da freguesia de São Salvador de Ganfei, filho de Lourenço Clementino Pereira da Silva e de Luísa Gonçalves; solteiro e morador na freguesia de Ganfei; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a 24 de Novembro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

António de Sousa, soldado da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 14 de Julho de 1895 na Pedreira, lugar da freguesia de Santiago deBoivão, filho de José de Sousa e de Claudina Esteves; solteiro e morador na freguesia de Boivão; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em 10 de Março de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

Aniceto Domingues, soldado da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 28 de Fevereiro de 1893 no Reguengo, lugar da freguesia de São Miguel de Fontoura, filho de Joaquim José Domingues e de Angelina Rosa da Cunha; casado e morador em São Miguel de Fontoura; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em 10 de Março de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França.

José Rodrigues, soldado da 2.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 30 de Maio de 1893 na freguesia de São Miguel de Fontoura, filho de António Rodrigues e Maria Vaz; casado e morador em Fontoura; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em12 de Março de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França.

António Joaquim Álvarez, soldado servente da 3.ª Bateria do Batalhão de Artilharia de Guarnição; nascido em 20 de Fevereiro de 1894 em Soutilho, lugar da freguesia de São Salvador de Ganfei, filho de Manuel Joaquim Álvarez e de Cândida Joaquina Fernandes; solteiro e morador em Ganfei; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 27 de Agosto de 1917, onde pertenceu ao Corpo de Artilharia Pesada; falecido em combate a 9 de Abril de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França.

Manuel Gonçalves Vila Boa, soldado da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 18 de Fevereiro de 1892 na Pedreira, lugar da freguesia de Santiago de Boivão, filho de João Gonçalves Vila Boa e de Rosa Pedreira; solteiro e morador em Boivão; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a9 de Abril de 1918.

José Vaz Brito, soldado da 4.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 13 de Julho de 1895 na Riba, lugar da freguesia de São Mamede de Friestas, filho natural de Rosa Vaz de Brito, solteiro e morador em Friestas; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a 9 de Abril de 1918.

Alfredo Francisco Guia da Silva Branco, primeiro-sargento da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 26 de Dezembro de 1875 na freguesia de Valença do Minho, filho natural de Rosa Maria da Guia da Silva; casado e morador em Valença; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a18 de Setembro de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

Floriano Augusto Ferreira, soldado da 4.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 27 de Janeiro de 1895 no lugar de Lamas, freguesia de São Salvador de Arão, filho de João Pires Ferreira e de Ana Felgueiras; solteiro e morador em Arão; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a3 de Outubro de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

Telmo Esteves, soldado da 4.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido em 6 de Dezembro de 1893 na freguesia de Santiago de Boivão, filho de António Esteves e de Ana de Sousa; solteiro e morador em Boivão; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria; falecido em combate a 6 de Novembro de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

Fonte: Jofre de Lima Monteiro Alves / http://escavar-em-ruinas.blogs.sapo.pt/

RECONHECIMENTO MÚTUO DO SACRAMENTO DO BATISMO

A IGREJA CATÓLICA ROMANA, a IGREJA LUSITANA CATÓLICA APOSTÓLICA EVANGÉLICA, a IGREJA EVANGÉLICA METODISTA PORTUGUESA, a IGREJA EVANGÉLICA PRESBITERIANA DE PORTUGAL e a IGREJA ORTODOXA DO PATRIARCADO DE CONSTANTINOPLA, conscientes da concordância que entre elas já existe sobre os pontos fundamentais de doutrina e prática batismal e constatando que, na prática, já aceitam tacitamente o reconhecimento mútuo da validade do sacramento do Batismo tal como é administrado nas suas Igrejas, decidem:

Reconhecer mutuamente a validade do Batismo nelas administrado e tornar público este reconhecimento e, em conjunto, declaram:

1. Aceitar que o Batismo nelas administrado foi instituído por nosso Senhor Jesus Cristo e é, fundamentalmente, uma dádiva gratuita de Deus ao batizando, vinculando-o com a morte e ressurreição de Cristo (Rm 6,3-6), para o perdão dos pecados e para uma vida nova;

2. Ensinar que o Espírito Santo desceu sobre Jesus no seu Batismo e desce também hoje sobre a Igreja, tornando-a comunidade do Espírito Santo que, em testemunho, serviço e comunhão, proclama o seu reino;

3. Aceitar o Batismo como vínculo básico da unidade que nos é dada pela fé no mesmo Senhor;

4. Aceitar o Batismo como processo da nossa consagração para a edificação do Corpo de Cristo, tendo em vista o nosso crescimento «até que cheguemos à unidade da fé e à medida da estatura da plenitude de Cristo» (Ef 4,13);

5. Administrar o Batismo com água e em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, para a remissão dos pecados, de acordo com a intenção e o mandamento de Cristo (Mt 28,18-20);

6. Excluir a possibilidade do rebatismo nos casos de passagem de membros de uma Igreja para outra;

7. Aceitar como válidos os certificados de Batismo emitidos pelas nossas respetivas Igrejas;

8. Esperar que este reconhecimento constitua um passo em frente no caminho da unidade visível do único Corpo de Cristo «para que o mundo creia»    (Jo 17,21) e contribua para uma maior comunhão entre todos os batizados.

Lisboa, Catedral Lusitana de S. Paulo, 25 de Janeiro de 2014

IMG_2226-assin MC

Momento das assinaturas: o patriarca de Lisboa, Manuel Clemente

IMG_2227-assin J Pina Cab

O bispo da Igreja Lusitana (Anglicana), Jorge Pina Cabral

IMG_2232-assin Sif Teix

O bispo da Igreja Metodista, Sifredo Teixeira

IMG_2239-assin SReis

A pastora Sandra Reis, da Igreja Presbiteriana

RECONHECIMENTO MÚTUO DO BAPTISMO: UM PASSO EM FRENTE NA UNIDADE DOS CRISTÃOS

O canto que irrompeu no momento da assinatura traduzia o sentimento das centenas de pessoas que lotaram, no final desta tarde de sábado, a catedral lusitana de São Paulo, em Lisboa: Jubilate Deo, jubilate Deo, alleluia (alegrai-vos em Deus, aleluia). Cinco responsáveis, em nome de outras tantas igrejas cristãs – Católica, Lusitana/Anglicana, Metodista, Presbiteriana e, Ortodoxa (Patriarcado de Constantinopla) – assinaram a declaração de reconhecimento mútuo do baptismo.

1555329_632726530096312_2026995772_n

A partir de agora, e segundo os oito pontos da declaração, estas igrejas passam a reconhecer como válido os respectivos certificados de baptismo, recusando a necessidade de um novo sacramento – o que já sucedia na maior parte dos casos, mas que, a partir de agora, fica oficializado para situações como as de casamentos mistos ou de pessoas que decidem mudar de igreja. E esperam, de acordo com a declaração assinada, que esse reconhecimento “constitua um passo em frente no caminho da unidade visível” dos cristãos.

Na sua curta homilia, a propósito do texto da 1ª Carta de São Paulo aos Coríntios que acabara de ser lido(1 Cor 1, 1-17), onde se pergunta “Estará Cristo dividido?”, o patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, disse que os cristãos estão unidos em “três pontos essenciais: a unidade de vocação, no chamamento à santidade; a unidade de pertença”, que há-de ajudar a ultrapassar a “tendência atávica” dos cristãos para a divisão; e a “unidade de acolhimento e relação”. E pediu: “Sejamos consequentes.”

A declaração do baptismo não é ainda a unidade plena na diversidade – de fora, fica a questão mais delicada da eucaristia comum; e de fora ficam, também, todas as comunidades ligadas à Aliança Evangélica Portuguesa, além de outras igrejas cristãs, minoritárias no país. Mas é um passo que pode contribuir “para uma maior comunhão entre todos os baptizados”, como se refere também no último ponto da declaração.

Esta celebração, que culminou a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, iniciou-se pouco depois das 18h, com a participação de muitos jovens, marcados por um tempo em que as divisões aparecem cada vez mais como coisa do passado. Muitos deles estão já habituados a participar em iniciativas como o Fórum Ecuménico Jovem, ou nas propostas feitas por comunidades como Taizé, que reúne monges de diferentes proveniências.
1544987_632726313429667_1659714046_n

Os cantos de Taizé marcaram, aliás, vários momentos da cerimónia. Mas o ponto alto foi quando os diferentes responsáveis se dirigiram para uma pequena mesa colocada junto do altar  para assinar a declaração: D. Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, em nome da Igreja Católica; o bispo D. Jorge Pina Cabral, em representação da Igreja Lusitana (Comunhão Anglicana); o bispo Sifredo Teixeira, em nome da Igreja Metodista; e a pastora Sandra Reis, em nome da Igreja Presbiteriana. Por motivos de saúde, o arquimandrita Philip Jagnisz,vigário para Portugal e Galiza do Patriarcado Ecuménico de Constantinopla, da Igreja Ortodoxa, não pôde comparecer, mas estava representado na cerimónia pelo padre Alexandre Bonito.

A cerimónia foi dividida em cinco partes: Reunimos em esperança e unidade; Escutamos a Palavra de Deus; Professamos e reconhecemos o mesmo Baptismo; Respondemos com fé, em unidade; e Saímos para o mundo. Em cada uma delas, os diferentes textos ou orações foram introduzidos por responsáveis das diferentes igrejas.

No início, evocou-se o Canadá, país onde foram redigidos os textos da Semana da Unidade de 2014. “Um país marcado pela diversidade da língua, da cultura e mesmo do clima”, que incarna “essa diversidade nas suas expressões da fé cristã”. No idioma de um dos primeiros povos do país, os iroquois, a palavra “Canadá”, foi ainda explicado, significa “aldeia”. “Como membros da casa de Deus, os cristãos do mundo inteiro vivem realmente numa aldeia.”

375716_632726270096338_1813092021_n

Também inspirados na forma de rezar dos povos indígenas do Canadá, que olham para os diferentes pontos cardeais, os participantes começaram por acolher os dons do leste, onde nasce o sol (paz, sabedoria e conhecimento), do sul (calor, ensinamento e diversidade cultural), do oeste (chuva, águas purificadoras e sustento aos seres vivos), norte (frio, vento, força e resistência) e da terra. Escutaram depois um trecho do livro de Isaías (Is 57, 14-19): “Abri, abri caminho; aplanai-o. Tirai todos os tropeços do caminho do meu povo!”; cantaram um Salmo (Sl 37, 5-11): “Feliz aquele que confia no deus de Jacob.”; escutaram o texto já referido da Carta aos Coríntios e, finalmente, um outro do evangelho segundo São Marcos (Mc 9, 33-41): “Se alguém quiser ser o primeiro, há-de ser o último e o servo de todos.” 

Depois da recitação do credo e da leitura e assinatura da declaração comum sobre o baptismo, fez-se um momento de preces: pelos que padecem a pobreza e a fome; pelos que lutam por um ensino universal; pelos que lutam pela igualdade de dignidade e de direitos entre homem e mulher; pelos que lutam para melhorar a saúde infantil; pelas mulheres grávidas e pela saúde materna; pelos que combatem a sisa, o paludismo e outras doenças; pelos que sofrem as consequências de uma má salvaguarda da criação; e pelos que praticam a solidariedade internacional e a fraternidade entre os povos. A cerimónia terminou, depois da troca de um gesto de paz, com um compromisso pela unidade.  

Duas notas finais à margem: a presença de várias pastoras evidenciaram a naturalidade com que muitos cristãos já vivem o ministério das mulheres no serviço à comunidade; e a simplicidade das vestes litúrgicas de todos/as os/as responsáveis – a maior parte deles/as trajando de branco e quase não se distinguindo a respectiva origem eclesial, como que contribuindo para uma imagem de unidade própria do momento.

Fonte: http://religionline.blogspot.pt/

Fotos: Agência Ecclesia

1622693_632726546762977_488659429_n

1622793_632726420096323_121999109_n

SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESPORTO E JUVENTUDE VISITA ASSOCIAÇÕES DE CABECEIRAS DE BASTO

O Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Dr. Emídio Guerreiro, acompanhado pelo presidente e vice-presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Dr. China Pereira e Francisco Alves, visitou hoje, dia 25 de janeiro, duas associações do concelho de Cabeceiras de Basto, uma iniciativa integrada no âmbito do Roteiro do Associativismo 2014 – projeto do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) concertado com as plataformas de representação do Associativismo Jovem, CNJ - Conselho Nacional de Juventude e FNAJ - Federação Nacional de Associações Juvenis, que pretende promover este associativismo e o intercâmbio interassociativo.

unnamed (3)

A Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto (ADIB) e a Associação Encanto Radical foram os locais que a comitiva da Secretaria de Estado do Desporto e Juventude e do Município de Cabeceiras de Basto visitaram.

Para além de ficarem a conhecer melhor as atividades desenvolvidas por cada uma destas associações, o Secretário de Estado teve a oportunidade de apreciar in loco as mais diversas iniciativas dinamizadas pela ADIB e Encanto Radical destinadas, sobretudo, às crianças e aos jovens deste concelho.

Na oportunidade, o presidente da Câmara Municipal agradeceu a presença do Secretário de Estado, Dr. Emídio Guerreiro, referindo que “tem sido preocupação do Município o fomento do movimento associativo” que “é um dos parceiros mais importantes na dinamização e desenvolvimento do concelho”.

unnamed (2)

Para China Pereira, é “fazendo parcerias e protocolos com as associações que seremos capazes de crescer e apoiar os jovens e os idosos”. O autarca deixou, ainda, o desafio ao Secretário de Estado do Desporto e Juventude para “que continue a ajudar as associações”, um caminho que deve “ser feito em conjunto para que o movimento associativo seja cada vez mais forte”.

Aceitando, desde logo, o desafio do presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto, Emídio Guerreiro reafirmou “queremos apoiar os jovens para que continuem a criar dinâmicas de desenvolvimento no meio onde estão inseridos”. E continuou “só com parcerias sólidas conseguimos rentabilizar os equipamentos” e possibilitar que hajam cada vez mais jovens a participar nos diferentes movimentos associativos. “É necessário valorizar o que de bom se faz” nestas terras, disse Emídio Guerreiro enaltecendo o trabalho da ADIB e da associação Encanto Radical, associações que revelam como “é possível fazer parcerias e dar as mãos”.

unnamed (1)

Alertando os dirigentes associativos para o conjunto de programas a que se podem candidatar em 2014, Emídio Guerreiro, disse que a Agência Juventude em Ação dispõe de um financiamento de 7,5 milhões de euros. “Precisamos da vossa ajuda para gastar bem este dinheiro”, sublinhou.

Por fim, o Secretário de Estado do Desporto e Juventude agradeceu ao presidente da Câmara Municipal “todo o apoio que o Município tem dado às associações”.

Durante a tarde, realizou-se na Casa do Tempo de Cabeceiras de Basto o Encontro de Associações Juvenis do Distrito de Braga, uma ação promovida pela FAJUB – Federação das Associações Juvenis de Braga e que contou com a presença de mais de 100 pessoas, entre crianças e jovens.

unnamed

EXPOSIÇÃO DE PINTURA DE MARIA LUÍS PATENTE NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE BARCELOS

"Atos de Ver" é inaugurada hoje, dia 11, às 21h30

Vai ser inaugurada no próximo sábado, dia 11 da janeiro, pelas 21h30, na Biblioteca Municipal de Barcelos, uma exposição de desenhos e pinturas de Maria Luís intitulada “Atos de Ver”. Esguiar-se-á a atuação dos “SóPodia Teatrices & Companhia”, associação sediada na freguesia da Pousa.

A autora leciona desde 1992, sendo, desde há 18 anos, docente na Escola Básica 2, 3 Ciclos de Manhente, atualmente Agrupamento de Escolas Alcaides de Faria, onde leciona a disciplina de Educação Visual e coordena a: “Oficina de Artes Teatrais”. É sócia fundadora e diretora da Associação “SóPodia Teatrices & Companhia” sediada na freguesia da Pousa.

“Atos de Ver” poderá ser visitada até ao dia 31 de janeiro, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00 e aos sábados, das 9h30 às 12h30.

Sobre a exposição “Actos de Ver” escreveu a autora:

“Este é o meu Mundo feito de traços, linhas, pontos, claro-escuro… A mão flui… criando formas, manchas, ritmos, equilíbrios, harmonias, pontos finais e travessões. E é um Mundo como a Vida! As formas vivem entre a delicadeza e a força, as manchas tornam-se numa orientação, num caminho. Percorro o desenho que a minha alma busca e olho… E são atos, atos deliberados de ver o Mundo… Mundo fantástico, intenso e onírico onde para além das árvores e dos bichos… poucos seres habitam.

A minha casa é uma fortaleza que me prende, mas de onde eu contemplo a imensidão.”

Maria Luís é pseudónimo de Maria da Conceição Braga Sampaio. Nasceu em 29 de janeiro de 1970, na cidade de Braga, e formou-se na Escola Superior Artística do Porto no ano de 1993. No final do seu curso, participa na exposição coletiva dos alunos da ESAP-Guimarães expondo os seus desenhos, ainda com o nome de Conceição Sampaio, na Galeria de Arte J. Gomes Alves Lda, em Guimarães. No mesmo ano, expõe desenhos e fotografias na Escola Secundária de Vila Verde, onde começa a sua docência.

Depois de um longo período de interregno, para se profissionalizar e se licenciar na Universidade Católica, no Curso de Formação Complementar em Orientação Educativa, participa na coordenação de Projectos Escolares ligados às Artes do Espectáculo. É assim que, em 2008, inicia a escrita de peças de cariz didático direcionadas para o público infanto-juvenil. Perante a necessidade de dar autoria às suas pequenas obras e a alguns quadros que vai esporadicamente pintando, decide escolher um pseudónimo e, nesta escolha, inspira-se na velha história de família acerca da escolha do seu nome. Aproximando-se a hora do seu nascimento, e seu pais Luís encontrando-se em Angola, sugere por carta, que se fosse uma menina se chamasse Maria Luís. Sua mãe Conceição não aprovou. E, é assim, em homenagem ao pai, falecido em 2003, que assina todos os seus textos, peças de teatro, desenhos e outros projetos artísticos como: Maria Luís.

TEMPORADA DE MÚSICA COMEÇA AMANHÃ EM ESPOSENDE

MusicordiaPromo_2 (1)

A Santa Casa da Misericórdia de Esposende, em parceria com a Escola de Música de Esposende, promove amanhã, dia 26, na Igreja da Misericórdia, pelas 17.00 horas, a 2.ª edição da MusiCórdia - Temporada de Música, que pretende trazer a Esposende intérpretes e agrupamentos de grande qualidade artística, assumindo-se ainda como espaço privilegiado para a promoção de músicos locais, profissionais ou em processo de formação.

O concerto de abertura estará a cargo do MusiCórdia Ensemble, que se estreia como agrupamento residente da Temporada.

PRIMEIRA GRANDE GUERRA: NATURAIS DO CONCELHO DE PONTE DE LIMA FALECIDOS EM FRANÇA

João Pereira da Rocha, soldado da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 26 de Maio de 1891 no Paço, lugar da freguesia de São Julião de Freixo, filho de António Pereira da Rocha e de Rosa Pereira; solteiro e morador em São Julião de Freixo; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido a 19 de Abril de 1918 em consequência dos ferimentos recebidos em combate a 9 de Abril de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

José Carlos Ferreira, 1.º cabo da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 10 de Fevereiro de 1893 na freguesia de Santiago de Poiares, filho de António Ferreira e de Josefa Afonso; solteiro e morador na vila de Ponte de Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido a 19 de Abril de 1918 em consequência dos ferimentos recebidos em combate a 9 de Abril de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

José Barbosa, soldado da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 5 de Dezembro de 1895 no Souto, lugar da freguesia de São Miguel de Gondufe, filho natural de Maria Josefa Barbosa; solteiro e morador na freguesia de Gonfufe; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 27 de Abril de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

Manuel Fernandes, soldado da 1.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 2 de Novembro de 1893 na Quinta, lugar da freguesia de São Julião de Freixo, filho de José Fernandes e de Teresa Lopes; casado e morador em São Julião de Freixo; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 3 de Abril de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França.

António de Sá Leones, soldado da 4.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 1 de Setembro de 1894 na Guarda, lugar da freguesia de São Julião deMoreira do Lima, filho de Sebastião de Sottomayor Abreu Leones e de D. Isabel Clara Barbosa; solteiro e morador em Moreira do Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 9 de Abril de 1918, na Batalha de La Lys.

Adelino de Sousa, soldado da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 6 de Março de 1895 na Armada, lugar da freguesia de Santa Maria deBeiral do Lima, filho natural de Maria de Sousa; solteiro e morador em Beiral do Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 9 de Abril de 1918, na Batalha de La Lys.

Francisco Alves Gonçalves, soldado da 1.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 30 de Junho de 1893 na Rebeca, lugar da freguesia de Santa Maria de Beiral do Lima, filho de António Gonçalves e de Maria Alves; casado e morador em Beiral do Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 9 de Abril de 1918, na Batalha de La Lys.

Manuel Fernandes, soldado condutor da 6.ª Companhia do Regimento de Obuses de Campanha; nascido a 15 de Setembro de 1893 no sítio dos Quartéis, freguesia de Santa Maria dos Anjos dePonte de Lima, filho de Domingos José Fernandes e de Maria Lama; casado e morador na vila de Ponte de Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 20 de Agosto de 1917, onde pertenceu ao 6.º Grupo de Baterias de Artilharia; falecido em combate a 9 de Abril de 1918, na Batalha de La Lys.

João Luís Fiúza, primeiro-cabo da 1.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 5 de Agosto de 1895 no Sobral, lugar da freguesia do Divino Salvador de Estorãos, filho de José António Fiúza e de Antónia Lourenço; solteiro e morador em Estorãos; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à 4.ª Brigada de Infantaria, “a Brigada do Minho”; falecido em combate a 24 de Setembro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

Abílio Fagundes, soldado da 1.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 28 de Março de 1892 na freguesia de Santo Estêvão de Vilar das Almas, filho de José Maria Gonçalves Rato e de Francisca Rosa Fagundes; solteiro e morador em Vilar das Almas; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 25 de Setembro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

José Rodrigues Barbosa de Castro, soldado da 1.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 1 de Dezembro de 1893 nos Carvalhos, lugar da freguesia de São Julião de Freixo, filho de António Barbosa de Castro e de Rosa Rodrigues; solteiro e morador na freguesia de Santa Eulália de Panque, concelho de Barcelos; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 28 de Setembro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

Manuel de Lima, soldado da 5.ª Companhia do Regimento de Obuses de Campanha; nascido a 14 de Outubro de 1893 na Posa, lugar de Santa Maria de Rebordões, filho de Delfina de Lima; solteiro e morador em Rebordões; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 21 de Agosto de 1917, onde pertenceu ao 4.º Grupo de Baterias de Artilharia; falecido em combate a 1 de Outubro de 1917; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

António Lima Coelho, soldado da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 18 de Agosto de 1893 no Cercal, lugar da freguesia de São Salvador do Souto de Rebordões, filho António Coelho e de Rosa Lima; solteiro e morador na freguesia do Souto de Rebordões; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 3 de Fevereiro de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

João António Gomes, soldado da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 5 de Dezembro de 1892, no Brichal, lugar da freguesia de Santo André de Santa Cruz do Lima, filho de Domingos José Gomes e de Antónia Maria; solteiro e morador na freguesia de Santa Cruz do Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 22 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a10 de Março de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

João do Nascimento Rodrigues, soldado da 5.ª Companhia do Regimento de Obuses de Campanha; nascido a 1 de Janeiro de 1893 em Linhares, lugar da freguesia do Divino Salvador deBertiandos, filho de José António Rodrigues e de Maria de Jesus; casado e morador na freguesia de São Silvestre de Santa Comba; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 20 de Agosto de 1917, onde pertenceu ao 5.º Grupo de Baterias de Artilharia; falecido em combate a 10 de Março de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português de Richebourg, em França.

Manuel Gonçalves Gomes, soldado clarim da 7.ª Companhia do Regimento de Sapadores Mineiros; nascido a 2 de Outubro de 1895 em Faldejães, lugar da freguesia de Santa Marinha deArcozelo, filho de João Gomes e de Maria Josefa Gonçalves; solteiro e morador na vila de Ponte de Lima; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 26 de Maio de 1917, onde pertenceu ao Batalhão de Sapadores Mineiros; falecido em combate a 18 de Março de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França.

Porfírio Manuel Alves, soldado da 1.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 7 de Julho de 1893 na Balouca, lugar da freguesia de Santa Maria deCabração, filho de Manuel José Alves e de Agostinha Maria Afonso; solteiro e morador na freguesia de Cabração; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a25 de Maio de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

João Amaralou João Amaral Andrade de Melo, soldado do 2.º Grupo de Baterias de Artilharia de Guarnição; nascido a 13 de Julho de 1896 na Fonte Quente, lugar da freguesia de Santo André de Vitorino de Piães, filho de Francisco de Andrade e de Ana de Melo; solteiro e morador na freguesia de Vitorino de Piães; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 27 de Agosto de 1917, onde pertenceu ao Corpo de Artilharia Pesada; falecido em combate a 31 de Maio de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

António Rodrigues, soldado corneteiro da 3.ª Companhia do Regimento de Infantaria n.º 3; nascido a 3 de Maio de 1894 em Tourão, lugar da freguesia de Santa Maria deRefóios do Lima, filho natural de Rosa Teresa Rodrigues Neto; casado e morador em Vila Verde; embarcou para França integrado no Corpo Expedicionário Português a 15 de Abril de 1917, onde pertenceu à Brigada do Minho; falecido em combate a 16 de Novembro de 1918; sepultado no Cemitério Militar Português em França, em Richebourg.

Fonte: Jofre de Lima Monteiro Alves / http://escavar-em-ruinas.blogs.sapo.pt/

António de Sá Leones, soldado de Infantaria da Brigada do Minho, falecido em combate na Batalha de La Lys, em França.

ESPOSENDENSES VÃO DAR A VOLTA A ESPOSENDE

Os esposendenses vão amanhã, dia 26 do corrente mês, pelas 9 horas, realizar uma caminhada em Esposende denominada "VOLTA À CIDADE DE ESPOSENDE".

A Caminhada será um percurso circular efetuado maioritariamente por zona urbana e pelas Freguesias que constituem a Cidade de Esposende. Haverá uma passagem por importante património edificado tal como o Forte de S. João Baptista, Capela da Sr.ª da Paz, Moinhos da Abelheira e Igreja Paroquial de Gandra, complementado com passagens por zonas agrícolas e de montanha onde poderá contemplar a magnifica paisagem entre o mar, o rio, o campo e o monte.

Para mais informações e inscrições  visitar o sitio http://www.cm-esposende.pt/ecoemotions/

Pág. 1/4