Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BANDA DE MÚSICA DE ESTORÃOS ATUA EM PONTE DE LIMA NO DIA 2 DE AGOSTO

Os concertos das bandas filarmónicas do concelho de Ponte de Lima, iniciam-se a 2 de agosto, no Largo de Camões, com a Banda de Música de Estorãos, pelas 21h30.

A Banda mais jovem do concelho nasceu do Grupo Cultural de Estorãos e foi fundada a 30 de dezembro de 2007.

A Banda contém mais de 45 elementos, quase todos iniciados na referida escola. A sua Direção pertence ao Grupo Cultural de Estorãos, mas é administrada por um Conselho de Gerência com autonomia própria, presidida por Eugénio Afonso. A Escola de Música e a regência da Banda estão a cargo do Maestro António de Pádua Lima, coadjuvado por seu filho, Fernando Lima.

Um concerto imperdível, que se mostrará de real interesse e proporcionará aos amantes da música filarmónica uma noite de grande qualidade musical.

CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE ARCOS DE VALDEVEZ APROVA DIAGNÓSTICO SOCIAL E PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

O Conselho Local de Ação Social de Arcos de Valdevez reuniu no passado dia 26 de Julho e aprovou dois documentos estratégicos para o concelho em termos sociais: o diagnóstico social e o plano de desenvolvimento social.

P7267609

O diagnóstico retrata a realidade social do concelho, apresentando os seus recursos, as suas potencialidades, bem como as principais problemáticas. Já o plano de desenvolvimento social aponta as estratégias de intervenção a seguir, no sentido da promoção, do desenvolvimento e coesão social concelhio.

Relativamente às principais problemáticas, o documento refere como grandes preocupações, entre outras, as questões relacionadas com o envelhecimento e a desertificação; o isolamento social a que alguns idosos do concelho poderão estar voltados; o desemprego, nomeadamente a falta de oferta de emprego e o desemprego jovem; a escassez de recursos na área da deficiência e a falta de respostas para este grupo da população, e ainda, os problemas relacionados com os comportamentos de saúde inadequados e os consumos, nomeadamente o alcoolismo.

Tendo em conta os recursos e as necessidades diagnosticadas, o plano de desenvolvimento social aponta como principais prioridades de intervenção para o concelho para o período 2013/2016: promover o emprego a nível local e aumentar os níveis de qualificação; promover respostas adequadas destinadas aos grupos mais vulneráveis da população (deficientes e idosos); promover competências sociofamiliares nas famílias disfuncionais; promover a intervenção junto de pessoas com problemas ligados ao álcool e promover o envelhecimento ativo.

Os parceiros do Conselho Local de Ação social de Arcos de Valdevez aprovaram os dois documentos (os quais resultaram de um trabalho participativo em que todos estiveram envolvidos) que representam, assim, excelentes ferramentas de trabalho conjunto.

P7267599

BOLSA DE EMPREGO DE CAMINHA JÁ EMPREGOU 10 MUNICIPES EM DOIS MESES

A funcionar apenas há dois meses, a Bolsa de Emprego já conta com sete empresas aderentes e enviou 40 processos de candidatura

A Bolsa de Emprego do Município de Caminha está em funcionamento há dois meses e já empregou 10 munícipes desempregados em empresas aderentes ao projeto. Até ao momento, a Bolsa de Emprego tem 136 inscritos e são sete as empresas aderentes.

Este programa surgiu com o objetivo de facilitar o recrutamento e o aumento das taxas de emprego dos habitantes, de forma a fixá-los no concelho. Desde que foi lançada, a Bolsa de Emprego já tem 136 inscritos e recebeu propostas de emprego de sete empresas. Para as propostas recebidas foram encaminhados 40 processos de candidatura. Até ao momento, já foram empregues 10 candidatos, mas muitos dos processos enviados ainda estão em fase de análise por parte das empresas, que deverão empregar ainda mais munícipes inscritos na Bolsa de Emprego.

Para Flamiano Martins estes são dados “positivos”, no final de dois meses de funcionamento do programa. O vice-presidente da Câmara Municipal de Caminha deixa um apelo às entidades empregadoras para que adiram à Bolsa de Emprego. “É importante que as empresas sempre que tenham uma oferta de emprego disponível recorram à Bolsa de Emprego, para conseguirmos dar aos habitantes do concelho uma oportunidade profissional” e acrescenta que “a adesão das entidades empregadoras é muito importante para que esta medida funcione e cumpra o seu objetivo”.

Recorde-se que a inscrição na Bolsa de Emprego é exclusiva a habitantes do concelho, mas no caso das empresas não há limite geográfico para poderem aderir.

Para efetuar a inscrição na Bolsa de Emprego, os interessados devem dirigir-se presencialmente à Câmara Municipal de Caminha e solicitar o atendimento dos técnicos do Gabinete de Apoio ao Empresário (GAE), que vão juntamente com o candidato recolher as informações necessárias de forma a traçar o seu perfil profissional.

Já as empresas devem entrar em contacto com o GAE e solicitar o preenchimento da “Ficha de Oferta de Emprego”, também disponível na página do Município. Através desta ficha são recolhidas informações e caraterísticas do posto de trabalho a ocupar, assim como competências, conhecimentos, habilitação ou formação que é exigida aos candidatos interessados.

Com estes dados, os técnicos do GAE procuram nos perfis dos candidatos inscritos, aqueles que mais se adequam à oferta de emprego e encaminham a candidatura. O processo final de recrutamento e a escolha do candidato é da responsabilidade da empresa.

A Bolsa de Emprego é mais uma das medidas que integra o Caminha Empreende – Programa Municipal para a Inovação, o Emprego e o Empreendedorismo, mais concretamente o Eixo 3, do qual fazem parte as medidas de apoio à criação de emprego.

ARCOS DE VALDEVEZ: FEIRA DO LIVRO TERMINOU NO DOMINGO E SALDOU-SE POR UM GRANDIOSO SUCESSO

Ao longo de cinco dias os livros e os escritores foram o alvo das atenções dos arcuenses

Depois das apresentações de “Esperança”, de Albertina Fernandes com edição das Edições Vieira da Silva, e do livro “Vai levar esta mensagem”, de Maria Isabel Garcia, uma edição de Autor, foi a vez da Casa das Artes concelhia receber na sexta-feira, dia 26 de Julho, a apresentação do livro “A Bruxa de Grade”. O mais recente trabalho de Maria Paula Teixeira de Queirós, cuja edição ficou a cargo da Animedições Editora, tendo o sábado ficado reservado para o encontro com o escritor Francisco José Viegas, onde decorreu a apresentação do seu novo livro “O Colecionador de Erva”.

a_bruxa_de_grade1

Já no domingo, dia de encerramento, é de destacar a participação do ator José Carlos Pereira que, durante o evento Valdevez Fashion (desfile de moda realizado à beira rio), leu textos poéticos de alguns dos maiores nomes da poesia universal.

No decorrer da Feira do Livro e a par das apresentações dos livros, tiveram também lugar diversas atividades inseridas no 3º Marginal Artes 2013, um Festival de Artes Performativas organizado pela associação MInC (Movimento Incriativo), com o apoio do Município, que decorreu no Jardim dos Centenários. Dos artistas plásticos, aos performers, músicos, bailarinos, poetas e atores o Festival reuniu, em 4 dias de arte pública, artistas nacionais (e internacionais) e outros tantos criadores da região. Nesta 3ª edição destacou-se a presença dos Viravolta Títeres (Teatro Marionetas, Espanha); Cabeças no Ar e Pés na Terra (Teatro, Ermesinde); Risos e Sorrisos (Novo Circo, Vila Nova de Gaia); ZooGang crew (Breakdance, Maia) e ainda diversas intervenções de artistas individuais.

Em suma, cinco dias recheados de cultura e experiências onde autores arcuenses puderam apresentar as suas obras e o público contactar diretamente com todos os escritores, assim como assistir a variadas performances artísticas.

a_bruxa_de_grade4

"MOVIMENTO DE CIDADÃOS VIANENSES PELA LIBERDADE" DEFENDE TAUROMAQUIA EM VIANA DO CASTELO

O BLOGUE DO MINHO recebeu do Movimento de Cidadãos Vianenses pela Liberdade o comunicado que a seguir se transcreve.

523360_456465617721163_691940870_n

INFORMAÇÃO À IMPRENSA DO MOVIMENTO DE CIDADÃOS VIANENSES PELA LIBERDADE

Viana do Castelo, 31 de Julho de 2013

Exmos. Senhores,

            Em Fevereiro de 2009 a Câmara Municipal declarou, à revelia dos munícipes, Viana do Castelo cidade anti-touradas, sendo que logo nesse ano se organizou, no dia 25 de Abril, uma manifestação contra essa prepotente decisão.

            Perante os mais recentes acontecimentos e face às mentirosas declarações do Presidente da Câmara da nossa Cidade, vimos dizer o seguinte:

1. Aqueles que já em 2009 se opuseram à decisão da Câmara de Viana do Castelo, e que sempre se mantiveram activos na defesa da Festa, vêm agora organizar-se novamente sob a forma de movimento de cidadãos intitulado Movimento “Vianenses pela Liberdade”.

2. Cumpre-nos esclarecer, perante as mentiras que têm sido divulgadas pelo Senhor José Maria Costa que fomos nós que, no ano passado, contactámos a Federação Prótoiro para que esta nos ajudasse a trazer de volta as touradas à nossa Cidade, como veio a acontecer, sendo que já em 2011 tentámos organizar sozinhos uma corrida em Viana, mas tal não se veio a concretizar, por problemas logísticos.

3. Também este ano é com o nosso apoio, envolvimento e mobilização de meios e pessoas que está a ser organizada a tourada em Darque.

4. É completamente mentira que Viana do Castelo não tenha tradição taurina: esta remonta pelo menos a 1609, cerca de 200 anos antes, portanto, do início das Festa de Nossa Senhora da Agonia em 1772.

5. Lutamos para que a nossa Cidade seja lugar de tolerância, respeito e Liberdade, sítio plural onde não existe pensamento único ou cultural oficial imposta pela Câmara Municipal.

            Em breve levaremos a cabo várias iniciativas na nossa Cidade, deixaremos bem claro que gostamos e queremos touradas, e mostraremos ao Presidente da Câmara que ele não manda nós Vianenses, por que Viana somos nós!

TOURADA EM VIANA DO CASTELO DEVERÁ ESTE ANO REALIZAR-SE EM DARQUE

Rui Salvador, João Salgueiro, Sónia Matias, Ana Batista, Marcos Bastinhas e do matador de toiros António João Ferreira são as figuras de um cartel de luxo que deverá abrilhantar a corrida de touros anunciada para o próximo dia 18 de agosto, em Viana do Castelo, espetáculo que deverá ter lugar na freguesia de Darque. As pegas vão ficar a cargo do Grupo de Forcados Amadores de Coimbra, liderados pelo cabo Luís Santos.

Entretanto, o BLOGUE DO MINHO acaba de receber o comunicado da PROTOIRO que dá conta da entrega do respetivo pedido de licenciamento na Câmara Municipal de Viana do Castelo, documento que a seguir se reproduz.

As imagens que se publicam registam momentos da tourada realizada no ano passado em Viana do Castelo e são da autoria de Francisco Romeiras.

64713_428694500572761_590078392_n

Pedido de licenciamento para a instalação da “Praça de Toiros da Liberdade” já foi entregue à Câmara Municipal de Viana do Castelo.

A PRÓTOIRO entregou hoje, na Câmara Municipal de Viana do Castelo, o pedido para o licenciamento da instalação de uma praça de toiros, onde se realizará a “Corrida de toiros da Liberdade”, no próximo dia 18 de Agosto às 17 horas na freguesia de Darque. A Câmara Municipal de Viana do Castelo tem agora 3 dias (até ao final de quinta-feira) para dar resposta ao pedido sendo que, se o não fizer dentro deste período, o pedido é automaticamente aceite.

A Inspecção-Geral das Actividades Culturais já autorizou a realização da corrida faltando agora somente a autorização da Câmara para a instalação da praça, a qual terá de autorizar desde que cumpridos todos os requisitos legais. Reiteramos que as câmaras municipais não têm quaisquer poderes legais para proibir a realização de touradas.

A PRÓTOIRO entregou, na Câmara de Viana, um dossier com toda a documentação, cumprindo escrupulosamente todos os requisitos legais para que a instalação da praça seja autorizada.

Por outro lado, recorde-se que, no ano passado, o Presidente da Câmara inventou um falso problema ambiental para recusar dar a autorização para a instalação da praça, tendo sido posteriormente chamado à legalidade pelo Tribunal – que viabilizou a referida instalação. Para que tais mentiras não se repitam, a PRÓTOIRO escolheu este ano um terreno licenciado para construção de prédios e moradias.

Assim, se estivéssemos perante um Presidente da Câmara sério e competente, não restariam quaisquer dúvidas de que a instalação da praça é absolutamente legal e teria de ser autorizada. Sabemos, contudo, que não estamos perante uma pessoa séria e de boa-fé, como aliás o próprio já demonstrou nas suas recentes e infelizes declarações. Estamos perante um autarca autoritário, com tendências fascizantes, que se julga donos dos Direitos e Liberdades dos cidadãos.

É certo que o Presidente se valerá, novamente, de mais mentiras e demagogias, como o serão a pseudo-declaração de Viana como cidade anti-touradas (sem qualquer valor legal) ou o pseudo-regulamento de protecção-animal, que nem chegou sequer a ser aprovado e que, legalmente e ainda que aprovado, também não teria qualquer poder sobre a actividade tauromáquica.

Em conclusão, a PRÓTOIRO e os cidadãos de Viana não admitirão quaisquer atentados aos direitos e liberdades, nem permitirão que indivíduos prepotentes voltem a instalar em Viana um clima de censura e perseguição que, felizmente, terminaram em 25 de Abril de 1974.

Dia 18 de Agosto, todos os aficionados e defensores da Liberdade estão convocados para virem a Viana desfrutar das Festas da Senhora da Agonia e de uma bela tarde de toiros!

PROTOIRO

548877_428694297239448_421577996_n

603336_428694193906125_961797628_n

996865_428694350572776_102867928_n

603337_428693823906162_256027935_n

954768_428693937239484_1472004224_n

970144_428694800572731_125137604_n

996530_428693963906148_630231402_n

1005338_428694093906135_2002916245_n

1012914_428694653906079_1631808599_n

PONTE DE LIMA: ARTISTAS PORTUGUESES DESFILAM NO FESTIVAL EXPOLIMA

O Festival Expolima apresenta nos dias 9, 10 e 11 de agosto na Expolima, em Ponte de Lima, um variado leque de artistas portugueses, que se distinguem pelos seus êxitos nacionais e internacionais.

festival expolima cartaz

O Festival inicia-se, no dia 9 de agosto, pelas 21h30, com a atuação do grupo Andarilhos, um grupo de música tradicional portuguesa com base na etnografia e nos instrumentos tradicionais. O grupo interpreta e recria temas que fazem parte da identidade musical portuguesa, fazendo imperar a energia contagiante das gentes que tocam e cantam rodopiando.

Os Quinta do Bill sobem ao palco nesse mesmo dia, às 23h, prometendo atrair os aficionados da música folk rock portuguesa. O grupo é caraterizado por um estilo próprio, tendo sido um sucesso retumbante «Os filhos da nação» que levou à marcação de vários concertos por todo o país.

O artista português Paulo Gonzo atua, no dia 10 de agosto pelas 22 horas, e promete pôr os limianos “eufóricos” com a energia e sentimentalismo que transmite nos seus concertos. Do seu repertório salta-nos à memória as letras e músicas que tantos sorrisos nos roubam e nos fazem cantar como “Dei-te Quase Tudo”, “Falamos Depois” ou “Sei-te de Cor”, uma mão cheia de canções que fazem hoje já parte da história da música portuguesa contemporânea.

Finalmente, encerra-se o Festival direcionado para as crianças, no dia 11 de agosto pelas 18h, com a presença, mais uma vez, da XANA TOC TOC que promete levar a “pequenada” ao mundo de sonho e de magia, transformando este dia num dia especial, diferente e em família.

Os bilhetes estão disponíveis a 5 euros por espetáculo no Teatro Diogo Bernardes, Tabacaria Melo, Papelima, Papelaria A 4, Copilima e na Expolima no próprio dia.

Para mais informações podem contactar o Teatro Diogo Bernardes pelo telefone 258900414 ou pelo email tdb@cm-pontedelima.pt.

LOJA SOCIAL REDE SOLIDÁRIA PROMOVE CAMPANHA DE RECOLHA DE ALIMENTOS PARA FAMÍLIAS CARENCIADAS DE ESPOSENDE

Atenta à situação das famílias carenciadas do concelho, a Rede Social de Esposende vai levar a efeito mais uma Campanha de Recolha de Bens Alimentares em período balnear, com a especial colaboração dos seus parceiros – Câmara Municipal, Juntas de Freguesia, Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende (ACICE), e Banco Local de Voluntariado.

Sob o mote “Porque há causas boas, Seja Solidário!”, a campanha decorrerá ao longo de todo o mês de Agosto em todas as freguesias do concelho, apelando à solidariedade da comunidade para com as famílias que face à atual conjuntura socioeconómica enfrentam maiores dificuldades.

Assim, no comércio tradicional local, e em cada uma das quinze freguesias do concelho, será possível contribuir através da doação de bens alimentares não perecíveis. No que se refere às grandes superfícies comerciais da cidade de Esposende, a mesma decorrerá somente nos dias 2, 3 e 4 de Agosto, sendo que para o efeito a Loja Social contará com a imprescindível colaboração dos voluntários do Banco de Voluntariado de Esposende, no apelo à adesão da comunidade a esta causa de partilha e solidariedade.

Os bens alimentares serão canalizados para a Loja Social Rede Solidária, que posteriormente os distribuirá junto das famílias comprovadamente carenciadas do concelho, mediante avaliação criteriosa por parte dos técnicos de intervenção social.

Os bens alimentares representam um apoio essencial e fundamental para as famílias que, por diversas circunstâncias, possam estar a passar por uma situação de maior vulnerabilidade socioeconómica, pelo que a Rede Social de Esposende apela ao contributo de todos e agradece, desde já, a adesão a esta causa solidária.

CELORICO DE BASTO ATRAI MILHARES DE FORASTEIROS ÀS FESTAS DO CONCELHO

As festas do concelho de Celorico de Basto proporcionaram momentos culturais únicos e arrastaram milhares de pessoas à vila de Celorico de Basto, de 25 a 28 de julho. As festividades iniciaram no dia 25 de julho, dia do padroeiro, S. Tiago, e prolongaram-se até ao dia 28 de Julho, com um vasto leque de atividades culturais que proporcionaram o deleite dos presentes com o cortejo etnográfico como ponto alto.

_DSC9941

O presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, salientou a importância destas atividades como característica cultural do concelho, uma iniciativa que envolve a população local na promoção das diferentes atividades. “As festas do concelho são o ponto alto das atividades culturais desenvolvidas no concelho. Vivem-se momentos únicos com destaque para o cortejo etnográfico que conta com a participação da população do concelho, através de juntas de freguesia e associações que nos trazem as tradições, usos e costumes que se praticam em cada freguesia. Trata-se efetivamente, de um evento que move a população a assistir e a participar”, salientou. “É nossa intenção manter as tradições inalteráveis de forma a preservar a identidade do concelho” concluiu.

No dia 25 de julho as festas do concelho contaram com a atuação da Cooperartes que apresentou um recital, com o Teatro Experimental Celoricenses que se apresentou à população com o espetáculo “Origens” e com a atuação do grupo OMNIS.

_DSC9447

No dia seguinte o destaque incidiu na arruada de bombos com a presença dos Bombos de Agilde, os Amigos da União de Basto, os Caetanos de Gagos, os Unidos de Carvalho, os Zés Pereira de Carvalho, os Bombos do Agrupamento de Escolas de Gandarela, os bombos de Sta. Maria de Moreira do Castelo, os Zés Pereiras de S. Romão do Corgo, e o Castelo em Movimento. Seguiu-se atuação de João Ameixa e Cátia Castro, e da Banda de música “os Suspensórios”.

No sábado o ponto alto foi a atuação de José Cid que, e mesmo com o tempo incerto com alguns aguaceiros, encheu a praça de gente para assistir ao espetáculo. Seguiu-se a sessão de fogo-de-artifício e a atuação da Banda jovem.  Durante a tarde decorreu uma aula aberta de Zumba por power whit movement e uma aula aberta de autenticidade.

O ponto alto das festividades decorreu no dia 28 de julho com o cortejo etnográfico com cerca de 80 carros alegóricos, mais de 700 figurantes e milhares de pessoas a assistir.

Após o cortejo todos os participantes puderam usufruir da tradicional merenda de S. Tiago que proporcionou o convívio e a degustação de diversas iguarias. As festividades terminaram com o Festival de Folclore que contou com a presença dos ranchos do concelho a referir pela ordem de atuação o Rancho Folclórico de Sta. Maria de Canedo, o Rancho Folclórico de Gandarela, o Grupo de Danças e Cantares do Divino Salvador de Ribas, o Rancho Folclórico do Centro Cultural e Recreativo de S. Bartolomeu do Rego e o Rancho Folclórico do Centro Cultural e Desportivo dos Amigos do Castelo.

_DSC99991 (23)

_DSC99991 (59)

MUNICÍPIO DE BARCELOS APROVA ACORDO PARA CONSTRUÇÃO DO NOVO QUARTEL DOS BOMBEIROS DE BARCELINHOS

Acordo garante terreno e permite avanço do processo

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou um protocolo de colaboração com a Associação Humanitária de Salvação Pública Barcelinense e a empresa DST – Domingos da Silva Teixeira, SA, para a cedência de uma parcela de terreno com a área até 15 mil metros quadrados, tendo em vista a construção das futuras instalações do novo quartel dos Bombeiros de Barcelinhos.

Sede dos Bombeiros de Barcelinhos 30-07-2013 019 -

Segundo o protocolo aprovado por unanimidade na reunião do executivo municipal de 26 de julho, a área será cedida à Câmara Municipal pela DST, “por conta das cedências” que esta empresa “efetuará obrigatoriamente, no âmbito do Plano de Urbanização de Barcelinhos, que se encontra na sua fase de conclusão”.

Por sua vez, a Câmara Municipal doará aos Bombeiros de Barcelinhos “a parcela de terreno necessária à construção do futuro quartel de bombeiros, a desanexar do lote com 15 mil metros quadrados”.

Com vista a organizar a candidatura a financiamento da obra de construção do novo quartel, a empresa autoriza que os Bombeiros indiquem a sua futura localização naqueles terrenos.

Com a aprovação deste protocolo fica dado mais um passo importante com vista à construção das novas instalações dos Bombeiros, depois de em junho deste ano a Câmara Municipal ter aprovado uma deliberação para alterar parcialmente o Plano Diretor Municipal, designadamente a Planta de Ordenamento na Zona de Barcelinhos, que vai permitir um reenquadramento legal dos terrenos necessários à construção daquele equipamento.

ARCOS DE VALDEVEZ: SOAJO REALIZA FEIRA DAS ARTES E OFÍCIOS TRADICIONAIS

Programa Feira das Artes e Ofícios Tradicionais Soajo

2 a 4 de Agosto de 2013

Dia 2 - Sexta Feira

15.00h - Concurso de Vinhos Verdes – Casa do Povo

17:00h – Abertura da Feira das Artes e Ofícios Tradicionais

18.00h – Inauguração da XIV Feira das Artes e Ofícios Tradicionais, seguido de visita aos expositores.

19.30h – Entrega de Prémios do concurso dos Vinho Verdes

20:00h - Jornadas Gastronómicas – Pratos recomendados: “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre” e “Cabrito da Serra do Soajo”

Restaurantes: “O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho”

22:00h – Animação: “Encontro Folclórico” com a presença de: “Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas - Soajo”, “Rancho Folclórico As Lavradeiras de S. Pedro do Vale” e “Associação de Danças e Cantares de S. Jorge” e “Rancho Folclórico de Eiras” – Largo do Eiró

Dia 3 - Sábado

10:00h – Concurso de Mel e Concurso de Broa de Milho – em colaboração com o “Convivium Slow Food do Alto Minho”– Casa do Povo

12:00h – Abertura da Feira

13:00h - Jornadas Gastronómicas – Prato recomendado: “Cabrito da Serra do Soajo” e “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre”

Restaurantes: O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho

15:00h – Animação: “Carlos Rodrigues” - Largo do Eiró

15.30h – Inauguração da “Porta do Mezio do Parque Nacional da Peneda Gerês” - Mezio

18:00h – Apresentação de Ideias de Negócio do “Parque Transfronteiriço Gerês/Xurés”,- Centro Social e Paroquial de Soajo

19.00h – Entrega de Prémios dos concursos do Mel e da Broa

19.00 - Passeio Noturno “BTT Feira das Artes”: Arcos de Valdevez a Soajo - inicio campo do Transladário - Organização BTT Terras do Vez

20:00h - Jornadas Gastronómicas – Prato recomendado: “Cabrito da Serra do Soajo” e “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre”

Restaurantes: “O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho”

22:00h – Trilho Pedestre Noturno – Percurso Interpretado: “Do Mezio ao Soajo – Pelas Rotas dos Romeiros da Peneda” * - em colaboração com a empresa: “Nature 4”

22:00h – Animação: “Rusgas populares” - Largo do Eiró

Dia 4 - Domingo

10.00 - Passeio Diurno “BTT Feira das Artes”: Arcos de Valdevez a Soajo - inicio campo do Transladário - Organização BTT Terras do Vez

10:30h – Arruada de bombos: “Grupo de Bombos Os Bombásticos da Betânea”

11:00h – Abertura da Feira

12:00h - Jornadas Gastronómicas: Prato recomendado: “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre” e “Cabrito da Serra do Soajo”

Restaurantes: “O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho”

15:00h – Animação: Grupo Musical “Cantares de Outono”- Largo do Eiró.

19:00h – Encerramento da Feira das Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo de 2013

21.00h – Encontro de Concertinas – Largo do Eiró

ARCOS DE VALDEVEZ INAUGURA D'ART VEZ 2013

dartvez

O concelho de Arcos de Valdevez inaugura no próximo dia 3 de Agosto a D'Art Vez 2013- Bienal de Artes de Arcos de Valdevez em cerimónia que terá o seguinte programa:

- 21h00: Inauguração da escultura de homenagem ao Padre Himalaya, da autoria de José Rodrigues, integrada na comemoração dos 80 anos da morte do cientista arcuense. Local: Rotunda Sul da Avenida Doutor José Osvaldo Laranjeira Gomes.

- 21h30: Abertura da D'Art Vez 2013.

Local: Casa das Artes.

- 22h00: Espetáculo “As Águas Que Correm- Música e Poesia Lusófonas”, por Eugénia Moura (piano) e Rita Carneiro (voz). Local: Auditório da Casa das Artes (entrada gratuita).

A Mostra estará patente ao público até 27 de Outubro de 2013 na Casa das Artes e no Atelier Queiroza (Arcos-S. Paio).

“CELORICO A MEXER” ENCERRA PARA FÉRIAS

Cerca de 300 utentes do programa Celorico a Mexer participaram, no dia 26 de julho, num piquenique, que decorreu no Parque Lúdico do Freixieiro num dia de verão acolhedor. A atividade marcou o encerramento do programa para período de férias e as comemorações de mais um ano de existência do mesmo.

celorico a mexer encerrou para férias (2)

A técnica responsável pelo programa, Helena Martinho, destacou que no regresso, em setembro, haverá novidades no Celorico a Mexer. “ Hoje é um dia de festa com a comemoração de mais um aniversário do programa Celorico a Mexer que regressa em setembro com boas novidades. Agora vamos dançar, conviver e degustar as iguarias deste piquenique”.

A iniciativa decorreu ao longo de todo o dia tendo iniciado com uma atividade de ginástica/dança proporcionada pelos professores de educação física que fazem parte integrante do programa Celorico a Mexer. Após a partilha de farnéis os idosos e as pessoas portadoras de deficiência, oriundos das 22 freguesias do concelho, aproveitaram para se divertir ao som da música tradicional portuguesa e na companhia dos técnicos, animadores e professores de educação física do programa.

celorico a mexer encerrou para férias (1)

RÁDIO DO FOLCLORE PORTUGUÊS: A VOZ DA CULTURA E DAS TRADIÇÕES POPULARES ATRAVÉS DA INTERNET

A emitir há 8 anos através da Internet no endereço http://www.rfp-folclore.com/, a Rádio do Folclore Português tem sido a voz da cultura e das tradições portuguesas a transmitir via Internet para todo o mundo. Esta estação radiofónica entra-se licenciada pela Sociedade Portuguesa de Autores e mantém padrões de qualidade invulgares sobretudo quando comparadas com outras iniciativas do género no Internet e até nas ondas hertzianas no panorama das rádios locais.

554359_383265078376921_1372495359_n

A Rádio do Folclore Português, surgiu em Abril de 2005, para combater uma lacuna na radiodifusão da música folclórica e da etnografia em geral

Assim, difunde e divulga a música tradicional portuguesa e música folclórica. A etnografia e folclore são temas de aprofundamento.

A RFP é uma estação radiofónica temática na internet sedeada em Coimbra, agora com estúdios também em Vila Nova de Gaia e tem por base emissões via net. Temos por base a música tradicional e folclórica, a informação sobre esta área temática. A nossa filosofia é que tudo tem o seu tempo, e que no global há tempo para tudo. É isso que pretendemos mostrar ao ouvinte.

z

Animadores/Repórteres

Organigrama

Fundador, diretor e coordenador geral: Sérgio da Fonseca

Núcleo de direção: Sérgio da Fonseca

Animadores e repórteres:

Sérgio da Fonseca - Região Centro

Luís Guerreiro - Região Norte

Bruno Ferreira - Região Centro

Luís Barros - Região Norte

Ricardo Campos - Região Norte

Programação

"Sons do Povo"

Sérgio da Fonseca

Programa automatizado 24 horas 7 dias por semana

Segundas e Terças das 21 às 23 H

Direto "Tertúlias do Sérgio"

Sérgio da Fonseca de Coimbra

Ricardo Campos de Vila Nova de Gaia

Em simultâneo com a Rádio Coração do Alentejo

http://radiocoracaodoalentejo.com

Quartas, Quintas e Sextas

Direto "As Nossas Raízes"

Ricardo Campos

Programa Direto das 21 às 23 horas

Desde Vila Nova de Gaia

Quinta-feira das 23 às 0:00h

Direto Folclore dos Açores

Aristides Silva

A partir de Setembro

Sexta-feira das 23 às 0:00h

Direto Folclore dos Açores

Aristides Silva

A partir de Setembro

Sons do Povo Gravado

Canal 1 – Antenaweb

Sábados

Hora: 17 horas

http://canal1.radioantenaweb.info/inicial.htm

A Partir de 1 de Setembro

Direto Programa "Discos Pedidos" com: Sérgio da Fonseca e Ricardo Campos

Aos Domingos

Hora: 18 às 20 horas

A partir de 1 de Setembro

Direto "O Povo e a Música"

Sérgio da Fonseca: Coimbra

Ricardo Campos: Vila Nova de Gaia

Hora: 21 às 23 horas

As notícias são asseguradas pela coordenação com blocos de notícias com mudança de 4 em 4 dias tendo 7 a 15 repetições em 24 horas de emissão. As notícias são todas relacionadas com a temática.

logo

CELORICO DE BASTO RECEBE FINAL DA TAÇA DE FUTSAL

A final da Taça da Associação Futsal de Celorico de Basto teve lugar no Polidesportivo do Freixieiro, no dia 24 de julho, num jogo que colocou frente a frente a ACR Fervença e o Carvalho FC.

final da taça da AF de Celorico de Basto (2)

A primeira final das ligas de futsal de Celorico de Basto decorreu em véspera de S. Tiago num jogo bem disputado com as duas equipas a lutar pela vitória. A ACR Fervença inaugurou o marcador mas em poucos minutos o Carvalho FC igualou a partida, tendo marcado por mais três vezes sagrando-se vencedor da AF de Celorico de Basto.

Segundo David Pinto, presidente da Associação de Futsal foi a primeira final, disputada este ano, de um torneio que move a população local. “A taça da AFCB é um momento muito importante para os atletas pela simbologia que acarreta e por mover a população que vive intensamente a festa da taça”.

Trata-se da 4ª edição da Taça da AF de Celorico de Basto que sagrou o Carvalho FC como campeão e que proporcionou o bom jogo à plateia que, com palavras de ordem foi dando o seu apoio às equipas em campo.

No final, equipa de arbitragem, ACR Fervença, e Carvalho FC, receberam as respetivas medalhas e taça de campeão, uma tarefa a cargo do vereador do Desporto da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Fernando Peixoto, do presidente de Junta de Freguesia de Carvalho, Gervásio Magalhães, e do presidente da Associação de Futsal de Celorico de Basto, David Pinto.

final da taça da AF de Celorico de Basto (1)

ÁLVARO FEIJÓ: UM POETA VIANENSE DO NEO-REALISMO

alvaro-feijo1

Álvaro Feijó foi um poeta neo-realista. Nasceu em Viana do Castelo em 5 de julho de 1916 e faleceu em Coimbra em 9 de março de 1941. Foi um dos fundadores do grupo de poetas “Novo Cancioneiro” do qual fizeram parte Fernando Namora, Manuel da Fonseca, Carlos de Oliveira, Mário Dionísio entre outros. Publicou em 1941, os livros de poemas “Corsário” e “Os Poemas de Álvaro Feijó”. 

                            DO ALTO MAR

 

                            Tripulação!

                            às gáveas e às enxárcias;

                            ao leme e aos cordames;

                            atenta à tempestade

                            que anda no Mar

                            e vai

                            no nosso coração.

 

                            Tripulação!

                            Ajuda a tempestade...

                            Deixa ruir o mastro da mesena!

                            Lança à boca das ondas o sextante!

                            Deixa ao sabor das vagas o navio!

                            Não tenhas pena!

 

                            Quando haja só convés ao raso de água:

                            Tripulação...

                            Atenta.

 

Álvaro Feijó

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE REDE FACILITADORA DO EMPREENDEDORISMO LOCAL

Com vista a trabalhar a problemática da empregabilidade e maximizar o alto concelho da Póvoa de Lanhoso enquanto área que apresenta um conjunto de potencialidades ao nível empresarial, a CSIF - Comissão Social Inter-Freguesias do Alto Ave – Rede Social da Póvoa de Lanhoso tem promovido um conjunto de oportunidades que coloca à mesma mesa empreendedores, desempregados, empresários e especialistas no capítulo do crescimento económico.

rede social 2

Neste âmbito, promoveu a realização de uma primeira sessão de empregabilidade intitulada “À conversa com José Joaquim Baptista”, empresário da empresa povoense “Baptista & Soares SA”, que partilhou o seu percurso profissional (dificuldades e sucessos), em grupo.

Posteriormente e no sentido de dar continuidade a este trabalho, jovens desempregados, desempregados de longa duração, empresários e jovens empreendedores do concelho, foram convidados a participar numa sessão de empreendedorismo dinamizada por António Baptista da Universidade Católica Portuguesa.

Esta sessão teve como objetivos a identificação de oportunidades locais de empreendedorismo, a identificação de competências nos desempregados, o testemunho de experiência dos jovens empreendedores bem como a ligação aos empresários enquanto “tutores” das ideias a desenvolver.

Os empreendedores tiveram a oportunidade de descrever os seus projetos/ideias de negócio e testarem a pertinência da ideia, bem como, de procederem a melhorias através de sugestões dadas pelos presentes, testarem a sua preparação para o que pretendem desenvolver, alargarem a sua rede social e os seus canais de comunicação. Durante a sessão, uma empreendedora pôde inteirar-se de uma nova técnica de conservação do produto que vai produzir (cogumelos) bem como trocar impressões com uma empresária do ramo agrícola sobre o programa que irá financiar o seu projeto.

A sessão teve lugar no Centro Social e Paroquial de Taíde no passado dia 19 de julho e contou com cerca de 30 participantes.

Esta CSIF está a testar um novo modelo de atuação, que pretende envolver de forma direta a comunidade no trabalho que se tem vindo a realizar no território, para que todos possam acrescentar valor e criar, em conjunto, respostas inovadoras de combate ao desemprego. De lembrar que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso é a entidade que promove o programa Rede Social da Póvoa de Lanhoso, presidindo ao CLAS – Conselho Local de Ação Social, que é o órgão máximo da Rede Social.

rede social 1

GALERIA MUNICIPAL DE ARTE DE BARCELOS ESTÁ EQUIPADA COM ELEVADOR

Investimento do Município no âmbito do programa RAMPA

A Câmara Municipal de Barcelos equipou a Galeria Municipal de Arte com um elevador de acesso ao primeiro piso, eliminando assim as barreiras arquitetónicas existentes. Uma obra que representa um investimento de cerca de 42 mil euros, integrada no âmbito do Programa RAMPA – Barcelos Acessível, que coloca à disposição dos visitantes e das pessoas com mobilidade reduzida um elevador que permite a subida à sala de exposições, situado no primeiro andar.

DSC_0001

Ao abrigo do Programa RAMPA, a Câmara Municipal de Barcelos pretende fazer um diagnóstico das barreiras que condicionam a qualidade de vida de quem tem mobilidade limitada e sensibilizar a população para as problemáticas da inclusão e acessibilidade, com vista a construir uma cidade mais inclusiva, sob o mote "Barcelos Acessível: um Município sem barreiras".

A intervenção do Programa RAMPA centra-se no perímetro urbano do concelho, abrangendo as freguesias de Barcelos, Barcelinhos, Arcozelo, Vila Boa e Vila Frescainha de São Martinho.

É A FAVOR OU CONTRA A REALIZAÇÃO DA TOURADA EM VIANA DO CASTELO?

O BLOGUE DO MINHO convidou diversas organizações e personalidades a manifestarem a sua opinião relativamente à anunciada realização da tourada em Viana do Castelo, no próximo dia 18 de agosto, por ocasião da Romaria em Honra de Nossa Senhora d’Agonia.

523360_456465617721163_691940870_n

Entre as personalidades e organizações convidadas encontra-se o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Dr. José Maria Costa e diversos vereadores vianenses que partilham diferentes pontos de vista em relação a este assunto, bem assim as associações anti-taurinas que têm estado na origem dos protestos à realização do espetáculo.

O BLOGUE DO MINHO é um espaço plural que aceita a divergência de opiniões, observando o princípio do respeito que sempre deve existir pelo bom nome das pessoas e entidades. Por conseguinte, aguardamos que o debate civilizado prevaleça sobre o desacato e a arruaça que só prejudica Viana do Castelo e as suas festas, atitudes que devem ser liminarmente repudiadas pelas gentes de Viana do Castelo.

PONTE DE LIMA APOIA JUNTAS DE FREGUESIA

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova apoios financeiros para juntas de freguesia

Na reunião realizada a 22 de julho, a Câmara Municipal de Ponte de Lima deliberou conceder apoios financeiros às juntas de freguesia de S. Martinho da Gandra, Rebordões Santa Maria e Correlhã.

vila 2003 ctr 2

As verbas atribuídas destinam-se a obras de melhoramentos e aquisição de um autocarro.

Assim, para a junta de freguesia de S. Martinho da Gandra, o Executivo deliberou atribuir uma comparticipação financeira no valor de 2.633,36€, destinada às obras de “Requalificação do Largo do Terreiro”.

Rebordões Santa Maria solicitou uma ajuda financeira destinada à aquisição de um autocarro para transporte de alunos, concedendo-lhe o executivo uma verba no valor de 89.250€.

Para a freguesia da Correlhã, foi aprovada uma verba no valor de 85.595€, para suportar os encargos com a obra de “Pavimentação das Vias Municipais de Tesido, Bezerra e Calçada.”

A Câmara Municipal de Ponte de Lima deliberou ainda conceder entradas grátis nos equipamentos Municipais com a exceção das Piscinas Municipais, no dia 12 de agosto – Dia Internacional da Juventude.

A proposta da autoria do Vereador do Turismo e Juventude é dirigida aos jovens dos 12 aos 30 anos.

Ao associar-se às comemorações do Dia da Juventude, o Município consolida a sua política de juventude promovendo a educação, o lazer e a cultura.

VILAR DE MOUROS: OBRAS DE SANEAMENTO NO BAIRRO DA RANHA FICAM CONCLUÍDAS EM AGOSTO

A remodelação da rede de saneamento na Ranha vem dar resposta célere a um grave problema de salubridade, provocado pela precaridade da infraestrutura

As obras de saneamento no Bairro da Ranha, em Vilar de Mouros, vão ficar concluídas ainda durante o mês de agosto. Trata-se de um investimento que ultrapassa os 9500 euros e que resolve um grande problema de salubridade.

Obras de Saneamento Bairro da Ranha (6)

No Bairro da Ranha está a ser realizada a remodelação da rede de saneamento, com a reparação de caixas e execução de novos ramais de ligação às habitações. Também está a ser feito um reforço no que toca ao encaminhamento das águas pluviais, cujo objetivo passa por evitar situações de inundação, sobretudo no caminho dos Tornicos.

De acordo com a Presidente da Junta de Freguesia de Vilar de Mouros, “estas obras vieram dar uma resposta a um grave problema de saúde pública, uma vez que as caixas, bem como a rede se encontravam bastante deteoradas e algumas tubagens estavam mesmo partidas”. Sónia Fernandes explicou que a precariedade da rede levou a que “o saneamento fosse escoado para a rua, provocando maus cheiros e a existência de insetos, o que era desagradável tanto para os moradores, como para quem por lá passasse”.

A intervenção veio assim resolver de forma célere um problema de salubridade, numa zona bastante rochosa. “Na área mais crítica o saneamento vem dar resposta a pelo menos oito habitações”, referiu ainda Sónia Fernandes.

O Município de Caminha tem-se esforçado no sentido de levar o saneamento básico a todas as freguesias do concelho. Como refere Flamiano Martins, “investir na rede de saneamento sempre foi uma das preocupações deste executivo”. “O saneamento básico resolve muitos problemas de salubridade, oferece melhor qualidade de vida aos munícipes e melhor qualidade ambiental ao concelho”, acrescenta o vice-presidente do Município.

Até ao final de agosto, os moradores do Bairro da Ranha vão ver as obras de saneamento concluídas.

Recorde-se que o investimento em saneamento já ultrapassou os 5 milhões de euros.

Obras de Saneamento Bairro da Ranha (5)

Obras de Saneamento Bairro da Ranha (3)

BARCELOS É CAPITAL DO ARTESANATO

Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos de 2 a 18 de agosto no Parque da Cidade. Edição de 2013 tem mais sete dias

A Mostra de Artesanato e Cerâmica deste ano, que abre na próxima sexta-feira, dia 2 de agosto, a partir das 19h00, no Parque da Cidade e prolonga-se por mais uma semana. São 17 dias com mais tempo para o público poder visitar os 124 stands da Mostra, participar nos espetáculos musicais e saborear a gastronomia local nas várias tasquinhas instaladas na Praça da Alimentação.

Imagem Site (2)

O alargamento da Mostra pretende ir de encontro às muitas solicitações dos barcelenses, sobretudo emigrantes, para poderem participar no evento, como explicou o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, na conferência de imprensa de apresentação da 31.º Mostra de Artesanato e Cerâmica, que decorreu na Torre Medieval.

O Presidente da Câmara destacou a importância da promoção do artesanato barcelense como um dos principais objetivos desta iniciativa, bem como a promoção da imagem do galo, agora associada ao Centro de Interpretação da Cidade e do Galo, na Torre Medieval. Destacou ainda a qualidade do programa, na linha de anos anteriores, como fundamental para a divulgação de artesanato como ativo capaz de projetar o concelho.

A Mostra estará aberta até ao dia 18 de agosto, como seguinte horário: das 18h00 às 24h00, de segunda a sexta-feira; e das 16h00 às 24h00, aos sábados e domingos.

Marcam presença nesta iniciativa 110 artesãos, dos quais 75 de Barcelos; seis adegas, oito tasquinhas e instituições.

O programa inicia no dia 2, destacando-se a realização diária de um espetáculo de música ou de dança no palco principal e também na Praça da Alimentação. Nos dias 2, 3, 4 e 5 atuarão alguns dos grupos estrangeiros participantes no Festival do Rio, decorrendo ainda o X Moto Rali Interno Motogalos (dia 3) e o XI Encontro de Bombos e Gaitas de Fole (dia 4). Desataque ainda para o concerto de Miguel Ângelo, dos Delfins (dia 10), a desfolhada minhota (dia 13) e a Gala do Artesanato no último dia da Mostra (a 18 de agosto), às 21h30.

A entrada é livre.

Programa

 31.ª Mostra Artesanato e Cerâmica de Barcelos

 

 

2 agosto, sexta-feira

 

19h00

Abertura Oficial

19h30 Recinto da Mostra

Desfile dos grupos participantes no Festival do Rio 2013

22h00 Palco Principal

Folclore Internacional – Brasil e Bulgária

 

 

3 agosto, sábado

 

16h30 Palco Principal

18h00 Chegada ao Parque

 

20h00 Praça da Alimentação

Banda do Galo

X Moto Rali Interno Motogalos – Barcelos Artesão

Música na Praça – Grupo de Santiago

22h00 Palco Principal

Folclore Internacional – Açores e Espanha

 

 

4 agosto, domingo

 

17h00 Recinto da Mostra

Arruada de Bombos e Gaitas de Foles

17h30 Palco Principal

20h00 Praça da Alimentação

XI Encontro de Bombos e Gaitas de Foles

Música na Praça – Grupo Folclórico de Galegos Santa Maria

22h00 Palco Principal

Folclore Internacional – Colômbia e Chipre

 

 

5 agosto, segunda-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Elisabete Silva

22h00 Palco Principal

Folclore Internacional –  Taiwan

 

 

6 agosto, terça-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Grupo de Danças e Cantares de Barcelos

21h30 Palco Principal

Espetáculo Musical – Verde Canto

 

 

7 agosto, quarta-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Ronda da Masof

22h00

Espetáculo Musical – Belcanto Show

 

 

8 agosto, quinta-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Motocavaquinhos

21h30 Palco Principal

Espetáculo Musical – Manos e Amigos

 

 

9 agosto, sexta-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Cantares ao Desafio

20h30 Recinto da Mostra

Arruada de Rusgas de Concertinas

22h00 Palco Principal

Rusgas de Concertinas e Cantares ao Desafio

 

 

10 agosto, sábado

 

 

20h00 Praça da Alimentação

 

Música na Praça – Rancho Folclórico do Centro Social de Aguiar

 

22h00 Palco Principal

 

Concerto “Primeiro” Miguel Ângelo

11 agosto, domingo

 

18h00 Palco Principal

Espetáculo Musical – Banda Plástica

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Max Music

21h30 Palco Principal

Espetáculo Musical – Raízes do Minho

 

 

12 agosto, segunda-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Ding Dong Rock e Grupo de Amigos das Concertinas de Barcelinhos

21h30 Palco Principal

Espetáculo Musical – Verde Gaio

 

 

13 agosto, terça-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça –Marco e Ricardo

21h30 Palco Principal

Desfolhada Minhota pelo Grupo Folclórico de Tregosa

 

Malhada do Milho pela Associação Desportiva Recreativa e Cultural de Gilmonde

14 agosto, quarta-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Grupo Folclórico de Barcelinhos

21h30 Palco Principal

Espetáculo Musical – Banda dos Lavradores da Ilha Terceira

 

 

15 agosto, quinta-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – André Gonçalves

 21h30 Palco Principal

Espetáculo Musical – Bamba Social

 

 

16 agosto, sexta-feira

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Kyrius

22h00 Palco Principal

Espetáculo Musical –  Banda Atlantis

 

 

 

17 agosto, sábado

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Bárbara Carvalho

22h00 Palco Principal

Espetáculo Musical – Banda de Gaiteiros de Cardielos

 

 

18 agosto, domingo

 

 

 

20h00 Praça da Alimentação

Música na Praça – Neiva

21h30 Palco Principal

3.ª Gala do Artesanato de Barcelos 

BANDAS FILARMÓNICAS ATUAM EM PONTE DE LIMA

“Bandas agosto”

Realizam-se em Ponte de Lima quatro concertos pelas Bandas do concelho num projeto intitulado de “Bandas agosto”, no Largo de Camões, nos dias 2, 3, 4 e 17 de agosto. Um espetáculo de quatro noites, que envolve o interesse pela música filarmónica e pelo trabalho das Bandas de Música. O concelho contém quatro bandas de música, sendo elas, as Bandas de Estorãos, Moreira do Lima, Gandra e de Ponte de Lima.

A vila de Ponte de Lima conta com esta iniciativa, com início para dia 2 de agosto, pelas 21h30 com a banda de música de Estorãos, a 3 de Agosto, pelas 22h, com a banda de Ponte de Lima, no dia 4, por volta das 21h30, com a banda de música de Moreira do Lima, e finalizando com a apresentação da banda musical de S. Martinho da Gandra, no dia 17 de agosto, pelas 21h30.

Um projeto que tem como principal objetivo, divulgar, promover e dinamizar a música filarmónica e as bandas do concelho.

Esperam-se as noites quentes de agosto, repletas de animação e muita música para amimar os corações dos limianos.

A não perder!

ESPOSENDE: “GALAICOFOLIA” NO CASTRO DE S. LOURENÇO RECEBE MILHARES DE VISITANTES

Saldou-se num êxito a segunda edição da “Galaicofolia – 2000 anos de festa!”, que decorreu entre os dias 26 e 28 de Julho, no Castro de S. Lourenço, em Vila Chã, numa organização da Câmara Municipal de Esposende.

teatro

Ao longo de três dias, este evento cultural, de lazer e entretenimento recebeu milhares de pessoas, oriundas de todo o Norte de Portugal e da vizinha região da Galiza, em Espanha.

Com efeito, e tal como se previa, a Galaicofolia traduziu-se num sucesso, fazendo deste evento uma aposta ganha e um cartaz turístico e cultural que se quer alternativo ao turismo balnear.

Durante os três dias da Galaicofolia, o Castro de S. Lourenço esteve transformado numa verdadeira aldeia galaica, rodeado de um ambiente de grande animação e de uma mística muito própria, sendo que os concertos musicais constituíram os momentos altos da iniciativa.

A festa arrancou em grande, com o concerto dos OqueStrada, no dia 26, e, no cartaz musical não faltaram nomes de referência da música folk, como Erica Buettner e o grupo galego Brañas Folk, que subiram ao palco no dia 27. O espectáculo do grupo Pé na Terra encerrou, na noite do dia 28, a Galaicofolia 2013.

A par dos concertos e dos momentos musicais e de dança que foram animando o recinto da Galaicofolia durante todo o evento, o programa incluiu recriações históricas pelo Grupo Amador de Teatro Rio Cávado – Esposende (GATERC), proporcionando um regresso ao passado, concretamente à época castreja. Os visitantes foram, ao longo do evento, sendo convidados a entrar no espírito da festa, através de diversas ambiências históricas.

recriaçoes

O espaço infantil Caturo foi muito apreciado pelos mais pequenos, porque, para além de proporcionar animação, permitiu também dar a conhecer um pouco da história dos povos que viveram no Castro de S. Lourenço.

Tal como na primeira edição, estiveram a funcionar oficinas de trabalho artesanal galaico e o mercado romano, não faltando a área alimentar com gastronomia galaica e romana. Os mais ousados, e foram bastantes, puderam colocar à prova a sua coragem e ousadia no desafio galaico, com atividades radicais, como voo em slide ou o salto em queda livre, e houve ainda a possibilidade de fazer passeios a cavalo e apreciar o curral com animais.

A juntar a toda a animação diurna, com jogos e outras surpresas que foram acontecendo, as noites foram também de folia, não faltando a célebre queimada galaica, muito apreciada pelos visitantes.

Para o sucesso desta edição foi fundamental o apoio e colaboração de vários parceiros, entre os quais a Junta de Freguesia de Vila Chã, e dos cerca de 130 voluntários que estiveram a trabalhar durante os três dias do evento.

queimada

IMG_0285

dança

curral

Caturo

CAMINHA: REDUÇÃO DE 50% PARA LIGAÇÃO AO SANEAMENTO PROLONGA-SE ATÉ 31 DE DEZEMBRO

O prolongamento foi aprovado em reunião da Câmara Municipal de Caminha

A ligação de saneamento nas freguesias de Moledo, Vila Praia de Âncora, Vile e Riba de Âncora vai continuar com uma redução de 50% até ao dia 31 de dezembro. O prolongamento foi aprovado na última reunião de câmara.

Obras de Saneamento e Pavimentação Riba de Ânco

Assim, até ao final do ano de 2013, os munícipes de Moledo, Vila Praia de Âncora, Vile e Riba de Âncora podem efetuar a ligação das suas casas à rede de saneamento com 50% de desconto.

As obras de saneamento na zona sul de Vila Praia de Âncora, Vile e Riba de Âncora representam um investimento que ascende os 2,7 milhões de euros, cofinanciado em 85% pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), sendo a restante quantia assegurada pelo Município. As intervenções resultam das candidaturas submetidas pela Câmara e aprovadas pela Comunidade Intermunicipal do Minho Lima, no âmbito do contrato de delegação de competências com subvenção global celebrado com a Autoridade de Gestão do O.N. 2, ao aviso de concurso no domínio "Ciclo Urbano da Água", do Eixo III - Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial, para a ampliação ou reforço das redes de saneamento e abastecimento de água.

Esta medida insere-se na política de qualificação ambiental do Concelho e no esforço que o Município tem efetuado no sentido de dotar todas as freguesias do concelho de Caminha e o maior número possível de aglomerados populacionais com uma rede de saneamento e de abastecimento de água moderna e eficaz. Nesta área o investimento do Município de Caminha é avultado, ultrapassando os 5 milhões de euros, o que representa um esforço financeiro na melhoria da qualidade de vida das populações e na qualidade ambiental do concelho.

CONCURSO DE FOTOGRAFIA DESAFIA JOVENS A LANÇAR “OLHARES SOBRE ESPOSENDE”

Iniciativa integra programa Comenius Regio

No âmbito do programa Comenius Regio, a Câmara Municipal de Esposende, em parceria com o Município de Daleszyce, na Polónia, vai promover um Concurso de Fotografia, denominado “Olhares sobre Esposende”.

concurso_fotográfico

O concurso pretende promover o gosto pela fotografia aliado à divulgação dos locais com maior interesse paisagístico em património edificado e/ou património natural, que representem ou simbolizem a identidade do concelho.

Podem concorrer todos os interessados, não profissionais de fotografia, com idade inferior ou igual a 25 anos.

O júri, composto por um profissional da área e dois colaboradores da Autarquia de Esposende, avaliará a originalidade e a qualidade dos trabalhos, assim como a adequação das fotografias às temáticas do património paisagístico e arquitectónico do concelho.

O prémio para o vencedor é uma máquina fotográfica, para o 2.º classificado é um livro sobre fotografia e o 3.º classificado receberá um livro sobre Esposende, sendo este também o prémio para o concorrente que possa vir a ser distinguido com uma Menção Honrosa.

Dos trabalhos a concurso serão selecionados 35, que integrarão uma exposição, que estará patente na Biblioteca Municipal de Esposende, no próximo mês de Setembro.

O concurso decorrerá durante o mês de Agosto, sendo que os trabalhos poderão ser entregues directamente no Serviço de Atendimento Personalizado da Autarquia ou remetidos por correio para Câmara Municipal de Esposende, Praça do Município, 4740 -223 Esposende.

As normas do concurso, bem como a respectiva ficha de inscrição, estão disponíveis no site da Autarquia, em www.cm-esposende.pt/regio.

O Comenius Regio é um programa da União Europeia, que visa apoiar a cooperação regional no âmbito da educação escolar, através do intercâmbio de experiências entre regiões e municípios europeus. O projecto do Município de Esposende envolve vários parceiros, nomeadamente a Câmara Municipal, a Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura e o Agrupamento de Escolas de Marinhas, sendo que, além do Município polaco, participam ainda a School - Preschool Complex in Daleszyce e a The Society of Friends of Daleszyce Earth.

CAMINHAR PARA CONHECER… OS CAMINHOS DE SANTIAGO EM BARCELOS

Iniciativa realiza-se no dia 3 de agosto, com partida às 8h30

“Pelo Caminho de Santiago” é o mote da sexta etapa do programa Caminhar para Conhecer Barcelos, organizado pela Câmara Municipal de Barcelos, num percurso pedestre que liga a freguesia de Courel à de Barqueiros e que se realizará no dia 3 de agosto às 8h30.

DSC_0265 - 1

O percurso une duas das mais importantes vias do caminho de Santiago em solo português (Caminho Central e Caminho da Costa) que têm no concelho de Barcelos uma forte importância histórica.

Considerado de dificuldade média, o percurso de pequena rota com cerca de 13 quilómetros tem como principais pontos de interesse o “Alto da Mulher Morta”, a igreja românica de S. Pedro de Rates, a antiga via-férrea Famalicão - Póvoa de Varzim, o Mosteiro de Nossa Senhora das Necessidades, acompanhados de uma paisagem recortada por muros e terrenos agrícolas.

As inscrições são limitadas e podem ser feitas no Posto de Turismo de Barcelos, Largo Dr. José Novais, nº27. Podem ainda ser feitas através do telefone 253 811 882 ou do correio electrónico turismo@cm-barcelos.pt

ESPOSENDE: APÚLIA REALIZA JORNADA GASTRONÓMICA

Apulia-Gastronomia2013

Entre os dias 2 e 6 de agosto vai decorrer a 9.ª Jornada Gastronómica de Apúlia, na Avenida da Colónia, junto à praia de Apúlia.

Conta com a participação de espaços de restauração, doces e bebidas, onde diversas associações de Apúlia, irão mostrar uma grande variedade de pratos gastronómicos, de carne, peixe e marisco.

Este evento gastronómico pretende distinguir-se pela sua qualidade e fazer parte da rota turística do Concelho de Esposende e de toda a região. Esta é uma grande aposta da Junta de Freguesia de Apúlia, que já vai na sua nona edição, para atrair visitas e destacar as qualidades naturais da sua praia e a riqueza do seu património gastronómico.

Mais informações em www.visitesposende.com.

ESPOSENDE REALIZA “FIM-DE-SEMANA SOLIDÁRIO” PARA AJUDAR A COMPRAR PRÓTESE

2, 3 e 4 de Agosto – Campo de Tiro de Antas

Um fim-de-semana solidário é o que vai acontecer nos próximos dias 2, 3 e 4 de Agosto, no Campo de Tiro, na freguesia de Antas, concelho de Esposende. Trata-se de uma iniciativa de angariação de fundos para a aquisição de uma prótese para um habitante local, Manuel Pires, que, recentemente, perdeu um braço num acidente. A sua forte ligação ao associativismo e a sua permanente disponibilidade para trabalhar a favor da comunidade valeram-lhe o respeito e a admiração da população que se mostra agora disponível para o ajudar.

Z

A iniciativa está a ser organizada pelo Movimento Solidário "Os amigos são para as ocasiões", criado com o objetivo de ajudar o Pires, mas disponível também para auxiliar outras pessoas que possam precisar de ajuda, como é referido na página do grupo no facebook, que conta já com mais de 3000 amigos.

O programa do fim-de-semana solidário compreende um conjunto de atividades, no Campo de Tiro, sendo que a entrada para os três dias do evento tem um custo de 5 euros por pessoa e de 2 euros para um dia, mas as crianças até aos 12 anos não pagam. As pulseiras de ingresso já se encontram à venda.

Música, animação e convívio estão prometidos para esta iniciativa solidária, onde não faltarão tascas, insufláveis, feira de livros usados e diversos outros atrativos.

Espera-se, portanto, uma grande onda de solidariedade em Antas, no próximo fim-de-semana.

Mais informações disponíveis no facebook, em https://www.facebook.com/groups/580385051983678/

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS COM CENTRO HISTÓRICO DISTINGUE ENGº VICTOR MENDES, PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA, COM LOUVOR PÚBLICO

Foi com grande honra que o Presidente desta Câmara Municipal, Eng.º Victor Manuel Alves Mendes, foi distinguido com um Louvor Público pela Associação Nacional dos Municípios com Centro Histórico (ANMCH) no passado dia 22 de julho, nos Paços do Concelho de Lamego.

NAN_2263

A cerimónia solene, que teve lugar no âmbito das comemorações do 25 º Aniversário da APMCH, distinguiu os autarcas que se destacaram pelo desenvolvimento de uma obra ímpar em prol da salvaguarda e da valorização do património cultural.

Este é o reconhecimento público do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido em Ponte de Lima por este Executivo ao nível da Regeneração Urbana, seja no que concerne à requalificação e revitalização de edifícios e espaços públicos emblemáticos, seja na implementação de iniciativas que promovam a recuperação do edificado privado e a criação de novas dinâmicas socioeconómicas, como é o caso do Centro com Vida – Arrendamento Jovem no Centro Histórico.

NAN_2278

PROTOIRO ENTREGA À CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO CASTELO PEDIDO DE LICENCIAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DA TOURADA POR OCASIÃO DAS FESTAS EM HONRA DE NOSSA SENHORA D'AGONIA

De acordo com o comunicado da PROTOIRO que a seguir se transcreve, aquela entidade acaba de entregar no município vianense o pedido de licenciamento com vista à realização do espetáculo tauromáquico previsto para o próximo dia 18 de agosto, em Viana do Castelo, por ocasião das festas em honra de Nossa senhora d’Agonia. A Autarquia dispõe de 3 dias úteis para responder ao pedido apresentado.

786875

Pedido de licenciamento para a instalação da “Praça de Toiros da Liberdade” já foi entregue à Câmara Municipal de Viana do Castelo.

A PRÓTOIRO entregou hoje, na Câmara Municipal de Viana do Castelo, o pedido para o licenciamento da instalação de uma praça de toiros, onde se realizará a “Corrida de toiros da Liberdade”, no próximo dia 18 de Agosto às 17 horas na freguesia de Darque. A Câmara Municipal de Viana do Castelo tem agora 3 dias (até ao final de quinta-feira) para dar resposta ao pedido sendo que, se o não fizer dentro deste período, o pedido é automaticamente aceite.

A Inspecção-Geral das Actividades Culturais já autorizou a realização da corrida faltando agora somente a autorização da Câmara para a instalação da praça, a qual terá de autorizar desde que cumpridos todos os requisitos legais. Reiteramos que as câmaras municipais não têm quaisquer poderes legais para proibir a realização de touradas.

A PRÓTOIRO entregou, na Câmara de Viana, um dossier com toda a documentação, cumprindo escrupulosamente todos os requisitos legais para que a instalação da praça seja autorizada.

Por outro lado, recorde-se que, no ano passado, o Presidente da Câmara inventou um falso problema ambiental para recusar dar a autorização para a instalação da praça, tendo sido posteriormente chamado à legalidade pelo Tribunal – que viabilizou a referida instalação. Para que tais mentiras não se repitam, a PRÓTOIRO escolheu este ano um terreno licenciado para construção de prédios e moradias.

Assim, se estivéssemos perante um Presidente da Câmara sério e competente, não restariam quaisquer dúvidas de que a instalação da praça é absolutamente legal e teria de ser autorizada. Sabemos, contudo, que não estamos perante uma pessoa séria e de boa-fé, como aliás o próprio já demonstrou nas suas recentes e infelizes declarações. Estamos perante um autarca autoritário, com tendências fascizantes, que se julga donos dos Direitos e Liberdades dos cidadãos.

É certo que o Presidente se valerá, novamente, de mais mentiras e demagogias, como o serão a pseudo-declaração de Viana como cidade anti-touradas (sem qualquer valor legal) ou o pseudo-regulamento de protecção-animal, que nem chegou sequer a ser aprovado e que, legalmente e ainda que aprovado, também não teria qualquer poder sobre a actividade tauromáquica.

Em conclusão, a PRÓTOIRO e os cidadãos de Viana não admitirão quaisquer atentados aos direitos e liberdades, nem permitirão que indivíduos prepotentes voltem a instalar em Viana um clima de censura e perseguição que, felizmente, terminaram em 25 de Abril de 1974.

Dia 18 de Agosto, todos os aficionados e defensores da Liberdade estão convocados para virem a Viana desfrutar das Festas da Senhora da Agonia e de uma bela tarde de toiros!

PROTOIRO

VIZELA APOIA FAMÍLIAS OFERECENDO LIVROS AOS ALUNOS

Município de Vizela atribui livros e material escolar a todos os alunos do 1.º CEB do Concelho

A Câmara Municipal de Vizela vai atribuir gratuitamente os manuais escolares a todos os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, no próximo ano letivo. A decisão da Autarquia foi aprovada na última reunião do Executivo.

Centro Escolar de S. Miguel

Atendendo à degradação, a que se tem vindo a assistir, dos rendimentos dos agregados familiares, a Câmara Municipal de Vizela tem um papel social de elevada importância na assistência às famílias, para que os alunos não sejam penalizados, designadamente no que respeita à sua vida escolar.

Nesse sentido, a Câmara Municipal avança com mais um apoio às famílias vizelenses, contemplando-as com o financiamento para livros e material escolar a todos os alunos que frequentem o 1.º Ciclo do Ensino Básico, independentemente do escalão de subsídio em que estão inseridos.

De forma a agilizar o processo de apoio, os encarregados de educação devem dirigir-se aos respetivos agrupamentos de escolas pois serão estes a proceder à sua distribuição, consoante procedimento adotado por cada agrupamento. Ainda assim, qualquer dúvida poderá ser esclarecida no setor de Educação da Autarquia, presencialmente ou através do telefone nº 253 489 640.

MUNICÍPIO DE CAMINHA REQUALIFICA PORTINHO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Porto de Vila Praia de Âncora, agora reaberto ao público, é o único no norte do país que dispõe de um mercado de 2ª venda, dedicado aos pescadores

As vedações que impediam o acesso à zona ribeirinha de Vila Praia de Âncora foram retiradas na última sexta-feira, dia 26 e já é possível visitar o espaço requalificado, que conta com uma zona de apoio à atividade piscatória e uma outra dedicada ao recreio náutico.

Abertura do Portinho VPA

“Quisemos libertar o espaço para usufruto público”, referiu Joaquim Gonçalves aquando do levantamento das vedações. O diretor-delegado da Delegação do Norte e Douro do Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) realçou a importância que esta obra tem para a atividade dos pescadores, afirmando que o objetivo passou por “melhorar as condições operacionais”, dos mesmos.

Para além de uma “melhoria significativa das condições de trabalho dos pescadores”, Joaquim Gonçalves lembrou também que, no norte do país, “este é o único porto que tem um mercado de 2ª venda”, onde só é permitida a venda de peixe descarregado no porto de Vila Praia de Âncora. Desta forma, os pescadores podem vender o pescado sem recorrerem a intermediários, “toda a atividade comercial está na mão do pescador”, explicou Joaquim Gonçalves. De acordo com diretor-delegado, a preocupação passou também por “assegurar a sustentabilidade do porto”.

A par do mercado para venda de peixe, as obras contemplaram ainda a construção de um edifício para armazéns de aprestos, loja de aprestos, um bar/esplanada; remodelação da lota antiga, em funcionamento desde o ano passado; áreas para estacionamento a seco de embarcações, estendal de redes e deposição de aprestos de pesca; execução de arruamentos, passeios e estacionamento; arranjo paisagístico, incluindo passadiço pedonal, ciclovia a dar continuidade à existente e mobiliário urbano; construção de redes técnicas de serviço para combate a incêndios, abastecimento de água potável, energia eléctrica, comunicações, combustíveis, bem como iluminação geral, drenagem de esgotos e recolha de resíduos.

Abertura do Portinho VPA (2)

Segundo Flamiano Martins esta obra, que era há muito esperada em Vila Praia de Âncora, “vai não só beneficiar a atividade piscatória, como também dar o merecido valor a uma zona com tanto potencial económico e turístico”. “Estou certo de que a requalificação do portinho vai trazer muitos ganhos para pescadores e comerciantes e vai dar uma nova vida à zona ribeirinha de Vila Praia de Âncora”, explicou.

A requalificação deixa o presidente da Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora, Manuel Marques muito satisfeito. “Esta é uma obra que muito me agrada” e acrescentou “hoje é um dia feliz”. Para Manuel Marques a requalificação da zona ribeirinha não é só uma mais-valia para os pescadores, mas também para toda a população.

As obras implicaram um investimento de 5,7 milhões de euros. Nos próximos tempos deverão ser abertos concursos públicos para cedência do bar, da oficina de manutenção de embarcações e do espaço comercial destinado à náutica. Vão também ser elaborados os regulamentos de uso e exploração dos espaços.

Abertura do Portinho VPA (3)

Abertura do Portinho VPA (4)

TERRAS DE BOURO APOSTA NO TURISMO AMBIENTAL

O Município de Terras de Bouro aumentou a rede municipal de trilhos pedestres com a inauguração do PR14 denominado Sobreiral da Ermida do Gerês

A sessão de inauguração do PR14 Trilho do Sobreiral da Ermida do Gerês, decorrida no passado dia 27 de julho, contou com a colaboração do presidente da ATACE, Sr. Daniel Rocha, da Cruz Vermelha do Gerês, do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR, da Selvagem Aventura (empresa de animação turística) e de um grupo de 30 participantes.

PR14 Inauguração trilho Sobreiral da Ermida (4)

O percurso foi inaugurado com as boas-vindas do Sr. Presidente da Câmara Municipal que também enalteceu o trabalho em parceria com a ATACE e PNPG que esteve implícito na implantação do trilho, cujas potencialidades naturais inerentes concedem-lhe condições para ser um produto turístico de excelência.

A aldeia da Ermida, a cascata do Arado, os currais de montanha foram atributos que agradaram aos turistas e pedestrianistas que estiveram presentes na inauguração.

PR14 Inauguração trilho Sobreiral da Ermida (5)

PR14 Inauguração trilho Sobreiral da Ermida (6)

PONTE DE LIMA QUER REPOVOAR O CENTRO HISTÓRICO

Câmara Municipal de Ponte de Lima incentiva ao arrendamento no Centro Histórico – Centro Com Vida

A Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou na reunião de 22 de julho, a atribuição de mais duas subvenções das candidaturas apresentadas na 2ª fase do programa Centro Com Vida.

Fot. Miguel Costa - PaÇOS DO cONCELHO

Desta forma, são cinco os beneficiários que atualmente estão a usufruir deste incentivo ao arrendamento no Centro Histórico lançado pela autarquia.

O Município de Ponte de Lima lança este programa como forma de incentivar a dinamização, gestão e conservação do parque habitacional do Centro Histórico de Ponte de Lima através da promoção do arrendamento privado para cidadãos com idades compreendidas entre os 18 e os 40 anos que aí queiram passar a residir.

O presente incentivo, para além de criar condições favoráveis à promoção da componente habitacional no Centro Histórico, irá facilitar aos jovens o acesso à habitação no regime de arrendamento, sendo uma importante ajuda financeira no actual contexto de crise em que vivemos.

A próxima fase das candidaturas ao Centro Com Vida decorre de1 a 15 de outubro. Podem candidatar-se ao projeto cidadãos com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 40 anos; casais não separados judicialmente de pessoas e bens ou em união de facto, com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 40 anos, podendo um dos elementos do casal ter idade até 42 anos; e ainda cidadãos em coabitação, com idade igual ou superior a 18 anos e inferior a 40 anos, partilhando uma habitação param residência permanente dos mesmos.

Consulte o regulamento em www.cm-pontede.pt. Para mais informações contate através do seguinte endereço eletrónico: centrocomvida@cm-pontedelima.pt.

PONTE DE LIMA VAI PÔR O MUNDO A DANÇAR!

“ O Mundo a Dançar”. Largo de Camões/ 1  de agosto

Ponte de Lima recebe, no próximo dia 1 de agosto, mais uma edição do Festival Internacional de Folclore, que terá lugar no Largo de Camões às 22 horas.

Mexico 1

Este espectáculo único de cor, beleza e alegria aliado à multiculturalidade que os quatro grupos dos distintos países proporcionam é integrado no Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore e das Artes Tradicionais (CIOFF).

Ao palco subirão companhias de dança e grupos folclóricos que prometem transportar os espectadores até ao país que representam: Brasil, Filipinas, México e Sérvia.

Da cidade de Fortaleza, no Brasil, chega a Companhia de Ritmos e Danças Populares “CORDAPES”. Para além de representar a cultura brasileira na sua diversidade, apresenta danças dos vários povos que contribuíram direta ou indirectamente para a história do Brasil desde que este era uma colónia até à história atual, nomeadamente povos indígenas e africanos. Esta associação sem fins lucrativos trabalha na comunidade do Conjunto de Palmeiras há quatro anos e conta com 124 elementos de várias faixas etárias.

As Filipinas apresentam-se em Ponte de Lima com a companhia de dança PAMANA ng LUZVIMINDA, fundada em 2005 e com vasta experiência de participação em festivais mundiais de folclore. Têm como principal missão preservar o folclore filipino na comunidade canadiense em Montreal, reforçando assim a consciência cultural e identidade dos seus membros neste país. Apostam na formação contínua de forma a atingir um padrão de excelência que mistura autenticidade e inovação teatral.

Com o grupo folclórico Estampas de México da TEC de Monterrey teremos oportunidade de conhecer o México. Criado em 1998, este grupo é constituído por jovens talentos que têm como objetivo promover a arte mexicana e o seu folclore. Marcaram já presença em quase uma dezena de países distintos.

A Sérvia faz-se representar pela companhia de dança SIMYONOV, uma das mais populares e admiradas pelos grupos deste país. Apresentam o folclore Sérvio de uma forma inovadora e atrativa que não deixa ninguém indiferente. Pelo seu reconhecido nível artístico esta é a quinta vez que atuam neste festival.

Ponte de Lima tem a honra de acolher, uma vez mais, este Festival Internacional de Folclore que promete tornar a primeira noite de agosto num espetáculo de ritmo e alegria inesquecível.

Filipinas

MEIO MILHAR DE ATLETAS PARTICIPAM NO II TRIATLO “ESPOSENDE, UM PRIVILÉGIO DA NATUREZA”

O desporto esteve em grande, no passado fim-de-semana, em Esposende. Nos dias 27 e 28 de Julho decorreu o II Triatlo “Esposende, um Privilégio da Natureza”, que contou com a participação de mais de meio milhar de atletas de vários clubes nacionais, tendo registado uma grande afluência de público.

IMG_2647

Integrado no Programa “Esposende EcoEmotions”, o evento foi organizado pela Câmara Municipal de Esposende e pela Federação de Triatlo de Portugal, e incluiu provas pontuáveis para o Campeonato Nacional Jovem e Campeonato Nacional de Clubes, realizando-se ainda uma Prova Aberta.

No sábado, decorreram a Prova Jovem e a Prova Aberta e no domingo disputou-se o Campeonato Nacional de Clubes, no qual se sagrou vencedor Pedro Mendes, do Sport Lisboa e Benfica (00:54:32), seguido de Pedro Eloy, do Clube Triatlo de Perosinho (00:54:47) e de Rafael Domingos (00:55:07), do Sport Lisboa e Benfica. No escalão feminino, Ana Ramos, do CAPGE (00:59:31) foi a primeira a cortar a meta, seguindo-se Melanie Santos, do Alhandra Sporting Club (01:00:09), classificando-se no 3.º lugar Rita Maria Lopes, do Amiciclo (01:02:43).

No que se refere a Benjamins Femininos, Catarina Cruz, do C.N. Cartaxo (00:08:39) foi a vencedora, Filipa Gomes, do Clube de Triatlo de Almada (0:09:05) ficou em 2.º lugar e Leonor Feijão, do Núcleo Sportinguista da Golegã (00:09:30) classificou-se no 3.º posto. Em Benjamins Masculinos, o vencedor foi Antonio Carvalho, do Sporting CP (00:06:45), seguido de Gustavo do Canto, do C. D. "Os Águias" de Alpiarça (00:07:09) e de Francisco Protásio, do Sport Lisboa e Benfica (00:07:12).

Em Infantis Femininos, subiram ao pódio, no 1.º lugar Filipa Fitas, do C. D. "Os Águias" de Alpiarça (00:13:32), no 2.º posto Constança Barreto, do Núcleo Sportinguista da Golegã (00:13:37) e no 3.º lugar Ana Catarina Magalhães, do Clube dos Galitos (00:14:09). Em Masculinos, sagrou-se vencedor Diogo Valente, do Sporting CP (00:10:59), seguido de Tiago Lopes, do Clube de Natação de Torres Novas (00:11:37) e de Carlos Matos, do Núcleo Sportinguista da Golegã (00:11:38).

IMG_3403

No que se refere a Iniciados Femininos, Daniela Sampaio, do Alhandra Sporting Club (00:16:56) conquistou o pódio, onde subiram também Gabriela Ribeiro, do Alhandra Sporting Club (00:16:58), em 2.º lugar, e Silvia Hipólito, do Alhandra Sporting Club (00:17:21) no 3.º posto. José Pedro Vieira, do Clube de Natação de Torres Novas (00:14:49), venceu no escalão Iniciados Masculinos, seguindo-se na classificação Ricardo Batista, do Clube de Natação de Torres Novas (00:14:55) e Julian Espinoza, do Clube de Natação de Torres Novas (00:15:28).

Em Juvenis Femininos, Madalena Almeida, da Teleperformance "Os Belenenses" (00:28:14) foi a grande vencedora, sendo que em 2.º lugar ficou Vera Vilaça, da mesma equipa (00:28:24), e em 3.º Alexandra Santos, do C. D. "Os Águias" de Alpiarça (00:28:41). Em Masculinos, venceu Miguel Tiago Silva, do Garmin Olímpico de Oeiras (00:25:45), seguido de João Lopes, do C. D. "Os Águias" de Alpiarça (00:25:47) e Rafael Moreira, do Alhandra Sporting Club (00:25:55).

Relativamente à prova aberta, o vencedor foi Marco Sousa, do Clube de Natação de Torres Novas (00:26:23), no 2.º lugar classificou-se Ricardo Rego, Individual (00:26:45) e em 3.º Miguel Fortunato, do Alhandra Sporting Club (00:26:58). Márcia Rodrigues, da Escola de Triatlo de Fátima (00:33:13) foi a primeira a cortar a meta, seguida de Ana Portugal, do Atlético Clube Montemorense (00:33:15) e de Mafalda Nogueira, Individual (00:34:26).

Realce para a participação de bastantes atletas do concelho na prova aberta, sendo reflexo da aposta na promoção da prática desportiva e da recente criação de uma Escola de Triatlo em Esposende, que contribuirá para a promoção e desenvolvimento da modalidade no concelho.

Apresentando excelentes características para a prática de várias modalidades, Esposende conquistou já lugar no calendário dos grandes eventos desportivos, no plano nacional.

IMG_3465

PONTE DE LIMA VAI TER CENTRO DE INTERPRETAÇÃO E PROMOÇÃO DO VINHO VERDE

Município de Ponte de Lima vê aprovada a Candidatura do Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde

Foi recentemente aprovada, pela Comissão Diretiva do ON2 – O Novo Norte, a candidatura Enoturimso Minho IN II apresentada pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes em parceria com o Município de Ponte de Lima à Estratégia de Eficiência Coletiva - PROVERE Minho IN. Esta operação tem como principais objetivos potenciar e melhorar o funcionamento da Rota dos Vinhos Verdes, bem como, transformar o Minho no primeiro destino enoturístico nacional, com relevância internacional, tendo como mote a cultura do vinho e da vinha.

Ponte de Lima

Neste âmbito o Município de Ponte de Lima viu finalmente aprovado o financiamento, a uma taxa de comparticipação FEDER de 85%, dos investimentos no valor total de 432.934,00 €, relativos ao desenvolvimento de conteúdos (estudos e consultoria científica) e aquisição de equipamentos, processos esses, já iniciados enquanto aquisições fundamentais ao funcionamento do futuro Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde (CIP Vinho Verde).

O CIP do Vinho Verde irá funcionar num dos um dos mais emblemáticos edifícios da história limiana e característico da arquitetura urbana da região Minhota: a Casa Torreada dos Barbosa Aranha. O investimento associado à reconstrução deste edifício, cuja obra está a decorrer, foi também ele objeto de uma outra candidatura, infraestrutural, aprovada pelo ON2 no âmbito da Valorização Económica dos Recursos Específicos - Bolsa de Mérito à Execução Municipal, a uma taxa de 85% FEDER.

Se por um lado se pretendem integrar neste Centro algumas funções de carácter mais interpretativo ou informativo, a verdade é que sendo o Vinho Verde um produto estratégico em termos económicos, declaradamente assumido pelo Município, ou seja, um recurso específico que urge valorizar, atrever-nos-íamos a acrescentar, à definição anterior, que este espaço terá também, e principalmente, um cariz “comercial”, o que no fundo o vem destacar e diferenciar do tradicional conceito de museu ou centro de interpretativo.

Na realidade é esse o grande objetivo do CIP do Vinho Verde: contribuir para a promoção Vinho Verde através da investigação e divulgação do lastro patrimonial, criando infraestruturas de apoio das rotas e itinerários turísticos associados ao vinho e à vinha e enriquecendo, de uma forma dinâmica, o produto final, na perspetival da sua valorização económica.

O CIP do Vinho Verde, com sede na Vila de Ponte de Lima, terá o formato e dimensão Regional. Será uma estrutura abrangente de molde a incorporar nas suas coleções, exposições permanentes e atividades de exposição temporária, elementos alusivos à diversidade e identidade das nove Sub-regiões em que atualmente se subdivide a Região Demarcada dos Vinhos Verdes.

CARLOS SÁ É O EMBAIXADOR DO DESPORTO OUTDOOR DE CAMINHA

Carlos Sá vai agora realizar um estágio nos Alpes de preparação para o Ultra-Trail de Mont-Blanc

O ultramaratonista Carlos Sá foi homenageado, no último sábado, em Caminha, pelos amigos e colegas de treino do clube Desnível Positivo e pelo Município de Caminha. Flamiano Martins, vereador com o pelouro do Desporto, entregou uma medalha simbólica ao atleta e nomeou-o Embaixador do Desporto Outdoor de Caminha.

270713 Homenagem Carlos Sá (2)

A cerimónia, que decorreu no Estádio Municipal Morber, contou com a presença de Carlos Sá, de vários amigos e colegas do ultramaratonista, sobretudo atletas do clube Desnível Positivo, do vereador do Desporto, Flamiano Martins, e do Presidente da Junta de Freguesia de Dem, Clemente Pires.

“Esta é uma homenagem muito singela, mas que acontece num local com muito significado, onde é a sede do Desnível Positivo”, começou por dizer Flamiano Martins. O vereador salientou também a importância do Trail da Serra d’Arga, prova impulsionada por Carlos Sá e que tem vindo a crescer desde a primeira edição, em 2011. “O Trail tem muita importância para o objetivo de tornar Caminha na capital do desporto outdoor”, disse.

Flamiano Martins acrescentou ainda que a vitória de Carlos Sá na prova Badwater, na Califórnia, o enche de orgulho e que já antes o considerava “o melhor atleta na modalidade”. Enalteceu também o caráter humilde do ultrmaratonista, que considerou ter “valores acima da média”.

Pedro Gonçalves, em nome do Desnível Positivo, clube de trail fundado por Carlos Sá, dirigiu-se ao atleta, dizendo que todos devem seguir o seu exemplo, a sua vontade, sobretudo na forma como ultrapassa os desafios. “Para todos és um exemplo a seguir”, rematou.

270713 Homenagem Carlos Sá (1)

As últimas palavras da cerimónia ficaram reservadas a Carlos Sá, que agradeceu o apoio do Município de Caminha e recordou o momento em que apresentou o projeto do Trail da Serra d’Arga ao vereador Flamiano Martins, que teve a “visão de agarrar este projeto e acreditar”. “Desde a primeira hora senti esse entusiasmo”, acrescentou. O atleta agradeceu também o apoio do Presidente da Junta de Freguesia de Dem, Clemente Pires, que também se mostrou disponível desde início.

Carlos Sá referiu ainda que para ele o mais importante não é ter vencido a prova, mas sim ter conseguido concluir e vencer a dificuldades. “Para mim tem tanto valor o que fica em último, como o que vence”, referiu. O Atleta não esqueceu os agradecimentos ao clube Desnível Positivo, que tem vindo a somar bons resultados e a assumir-se como uma das melhores equipas de trail da Europa.

Na cerimónia, Carlos Sá recebeu uma medalha simbólica do Município de Caminha, que o nomeia Embaixador do Desporto Outdoor de Caminha.

Por agora, o atleta vai realizar um estágio nos Alpes, de preparação para o ultra-trail de Mont-Blanc, prova de 168 quilómetros com 9.600 metros de desnível positivo. Recorde-se que Carlos Sá venceu uma das mais duras ultramaratonas do mundo, a Badwater, ao completar os 217 quilómetros, em 24 horas e 38 minutos.

270713 Homenagem Carlos Sá (4)

270713 Homenagem Carlos Sá (3)

PAREDES DE COURA PREPARA-SE PARA A FESTA!

Festas do Concelho de Paredes de Coura – 2013

Programa das Festas do Concelho de Paredes de Coura – 2013

Festas em honra de Santo António e Nossa Senhora das Dores

Dia 9 de Agosto – Sexta-feira

08:45 - Salva de morteiros

09:00 - Arruada pelos Grupos de Bombos e Zés P´ reiras de Paredes de Coura:

Figueiras na Rua - Rubiães

Amigos da Música – Coura (S. Martinho)

12:00 - Concentração dos Grupos de Bombos no Largo Visconde de Mozelos

19:00 - Despedida dos Grupos de Bombos

22:00 - Atuação dos Grupos de Música Tradicional de Paredes de Coura, no Largo Hintze Ribeiro:

Grupo de Cantigas “Ré Maior” - Mozelos

Grupo de Cantares do Campo - Formariz

Grupo de Cantigas da ACRD de Padornelo

22:30 - Atuação do Grupo Musical “Hugo Band” no Largo 5 de Outubro

01:00 - Fogo-de-artifício

Dia 10 de Agosto – Sábado- Feriado Municipal

08:45 - Salva de morteiros

09:00 - Hastear Solene da Bandeira frente aos Paços do Concelho

09:15 - Entrada dos Grupos de Bombos e Zés P´ reiras:

Figueiras na Rua - Rubiães

Amigos da Farra - Padornelo

Amigos da Música - Coura (S. Martinho)

10:30 - -Missa em honra de São Lourenço, na capela-monumento de Cerdeira em Cunha, comemorativa dos Combates da Travanca (Guerra da Restauração)

12:00 - Ribombar dos Grupos de Bombos no Largo Visconde de Mozelos

14:30 - Entrada da Bandas de Música que atuarão no Largo Visconde de Mozelos até à 01:00:

Associação cultural e Recreativa Banda Nova de Fermentelos

Associação Beneficente, Cultura e Recreio da Mamarrosa

15:00 - Cortejo Etnográfico

17:00 - Sessão Solene Evocativa do Dia do Concelho no Centro Cultural

19:00 - Missa Vespertina com Sermão a Santo António, na Igreja Matriz

21:30– Atuação das Bandas de Música

22:30 - Atuação do Grupo Musical “Júnior´s” no Largo 5 de Outubro

00:30 - Despedida das Bandas de Música no Largo Visconde de Mozelos

01:00 - Fogo-de-artifício

Dia 11 de Agosto-  Domingo

08:45 - Salva de morteiros

09:00 - Entrada da Banda de Música São João da Madeira

11:00 - Missa e Sermão em Honra de N. Sr.ª das Dores na Igreja Matriz.

16:00 - Entrada da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários da Vila das Aves junto ao Quartel Dr. Afonso Viana

17:30 - Imponente Procissão

18:30 - Despedida da Fanfarra no Largo Visconde de Mozelos

20:00 - Despedida da Banda de Música no Largo Visconde de Mozelos

21:30 - Festival Nacional de Folclore no Largo Hintze Ribeiro:

Grupo Folclórico Estrela dos Vales— Monção

Rancho Folclórico de Santa Marinha de Prozelo – Arcos de Valdevez

Rancho Folclórico de Calheiros – Ponte de Lima

Rancho Folclórico de Rubiães

Rancho da Associação "Alegria Portuguesa de Gironde" – Cenon

22:30 - Atuação do Grupo Musical “Roconorte”– Monção no Largo 5 de Outubro

01:00 - Fogo-de-artifício

Encerramento das Festas do Concelho de 2013

EM 1956, HENRIQUE TENREIRO DEFENDEU NA ASSEMBLEIA NACIONAL A CONSTRUÇÃO DE BAIRROS DE RENDA ECONÓMICA PARA OS PESCADORES

Na sessão da Assembleia Nacional realizada em 15 de março de 1956, o deputado Henrique Tenreiro fez a apologia da construção de bairros de renda económica e moradias individuais para os pescadores, sob o patrocínio das estruturas orgânicas do estado Novo, mormente a Junta Central das Casas dos Pescadores, com a ajuda do Fundo de Renovação e de Apetrechamento da Indústria da Pesca.

Um pouco por todo o país, mormente em Vila Praia de Âncora e noutras localidades piscatórias do Minho subsistem ainda hoje bairros económicos construídos naquela época, alojando as famílias de pescadores.

1959.03.22 Irmão da Ordem Terceira da Santíssima

A foto que se publica foi gentilmente oferecida ao BLOGUE DO MINHO pelo Dr. Henrique Marçal, sobrinho-neto de Henrique Tenreiro, e regista a cerimónia de investidura de Henrique dos Santos Tenreiro como Irmão da Ordem Terceira da Santíssima Trindade, importante instituição de solidariedade e de assistência do Porto, na presença do Bispo do Porto, D. António Ferreira Gomes. Esta cerimónia ocorre no ano de 1959, o ano em que D. António inicia o seu exílio de dez anos, por imposição de Oliveira Salazar.

50646265

Bairro dos pescadores em Vila Praia de Âncora

Sr. Presidente: ouvi com o mais vivo interesse o aviso prévio do ilustre Deputado Almeida Garrett sobre a protecção à família.

Não vou fazer um discurso, mas apenas um pequeno depoimento. Ao iniciar não posso deixar de louvar as intenções do notável orador, a forma brilhante como fez a sua exposição e o contributo sério e documentado que trouxe para a resolução dum problema que todos reconhecemos ser do capital importância.

O futuro da Pátria depende, de facto, da solidez da instituição familiar e a esta encontra-se estreitamente ligada a questão da habitação, ou melhor, a do lar.

Causa-nos satisfação saber que o tema é alvo das melhores atenções do Governo e a comprová-lo está o diploma sobre habitações económicas da autoria do ilustre Ministro das Corporações e Previdência Social que o Diário do Governo de 12 do corrente publicou.

Todos os factores de ordem económica e social têm de ser analisados com o frio reconhecimento das realidades humanas, pois o assunto é de uma grande complexidade, sobretudo quando o encaramos em relação àqueles que têm um nível de vida mais baixo.

Não me vou referir à habitação de uma forma geral, pois já foi tratada, e muito bem, no aviso prévio, mas sim, e especialmente aquela que diz respeito aos pescadores, por entender que o problema para estes é diferente, merecendo por isso um estudo à parte.

Julgo que a melhor forma de dar a V. Ex.ªs uma ideia precisa sobre a situação é referir, ainda que muito sumariamente, o que se tem feito e o que é preciso ainda realizar.

Há actualmente mais de 57 000 pescadores inscritos nos centros marítimos, que se espalham quase ao longo de todo o nosso litoral.

Em relação a outros países banhados pelo mar e às respectivas populações, esse número é extraordinariamente elevado, o que se explica pelos factos, geralmente verificados, de a família do pescador não emigrar, de ter prole numerosa e de os filhos desejarem seguir a carreira dos pais.

Pode-se afirmar, sem receio de desmentido, que até à Revolução Nacional os pescadores estiveram completa mente abandonados, visto que nada de orgânico se fez para resolver as suas dificuldades.

De então para cá alguma coisa o Estado Novo tem feito neste sector, ao qual procurou dar a imprescindível estrutura da grande obra a realizar.

Nas pescas organizadas - bacalhau e arrasto - temos cerca de 7000 homens com condições de trabalho asseguradas e um nível de vida estável e razoável.

Na sardinha trabalham à volta de 20 000 homens, os quais, embora não vivam nas condições dos pescadores de bacalhau e do arrasto, se encontram numa situação de certo modo equilibrada.

São, pois, aproximadamente metade dos pescadores inscritos que se empregam nas pescas industrializadas; os restantes dedicam-se às pescas locais, em que as incertezas do tempo, a insuficiência dos portos e dos abrigos e as dificuldades de acesso e de segurança, quando o mar é hostil, lhes tornam a actividade precária e os ganhos correspondentemente insuficientes e incertos.

Quanto a estes pescadores deve-se sublinhar que os precários métodos de pesca utilizados lhes reduzem a produtividade, pelo que a Junta Central das Casas dos Pescadores, com a eficaz ajuda do Fundo de Renovação e de Apetrechamento da Indústria da Pesca, lhes tem emprestado sem juros importâncias destinadas à construção de novas unidades, sua motorização e aquisição de equipamento.

A finalidade destes financiamentos é melhorar, como é óbvio, o nível de vida dos pescadores, dando-lhes assim possibilidade de serem os proprietários dos meios de produção, e não simples assalariados.

Neste sentido muito se tem já feito e continuará a realizar-se no seguimento de programas traçados, mas os frutos resultantes da melhoria da situação económica destes homens só mais tarde se poderão vir a colher.

Descrita assim, esquematicamente, a situação económica dos pescadores portugueses deve também dizer-se que não é só esta que contribui para as dificuldades da sua vida e para o seu baixo nível habitacional.

A mentalidade dos marítimos, talvez consequência dos riscos da profissão e da própria irregularidade dos ganhos, torna-os avessos a economizar nos tempos melhores para guardar alguma coisa para as épocas de crise.

Lá diz o ditado: «O mar o traz. o mar o leva».

Como é sabido, a grande maioria dos pescadores não se encontra nas cidades, com excepção dos da pesca de arrasto do alto, em Lisboa, e estes, pelas suas condições de trabalho, e»tão em melhor situação para resolver o problema da sua habitação.

Não vou descrever as tristes circunstâncias em que vive a esmagadora maioria dos pescadores, pois VV. Ex.ªs conhecem-nas, estou certo, tão bem como eu.

Arranjar um lar para essas famílias constitui uma imperiosa necessidade, para cuja satisfação se devem conjugar todos os esforços

Se por um lado não se levantam graves problemas de urbanização, em que haja que apreciar as vantagens e inconvenientes da concentração ou da dispersão, pois é geralmente possível, dado o valor relativamente baixo dos terrenos nas zonas piscatórias, caminhar no sentido da moradia individual, com todas as vantagem» que oferece, por outro lado surgem importantes dificuldades sob o aspecto económico.

Na província os pescadores estão habituados a pagar rendas inferiores a 100$ e os seus ganhos dificilmente permitirão que ultrapassem esta quantia.

A verdade é que os pescadores, designadamente aqueles que mais necessitam de um lar, não podem pagar uma renda suficiente para a amortização das construções, a não ser que estas recebam uma forte ajuda do Estado, de forma a reduzir o seu custo, para o que poderia também concorrer a faculdade de se poder não obedecer às determinações legais existentes sobre a capacidade mínima dos compartimentos.

Têm necessariamente as habitações destinadas aos pescadores de ser modestas, o que não quer dizer que não sejam higiénicas e suficientes, e nesta ordem de ideias já se ergueram 1664 casas em toda a costa do continente português e nos Açores.

Estão em construção neste momento mais 150; encontram-se projectadas cerca de 450.

Iniciada esta obra em 1951, pela Junta Central das «Casas dos Pescadores, verifica-se que a média de construção atingiu as casas por ano.

Para o efeito despenderam-se mais de 47 000 contos, dos quais aproximadamente 18 500 emanados de comparticipações e 29 000 de conta da Junta Central, que, por empréstimos, conseguiu obter este avultado valor.

É escusado encarecer a obra realizada, mas vale a pena sublinhar a sua insuficiência.

No entanto, por carência de meios financeiros, a Junta Central não pode acelerar estes trabalhos, a não ser que o Estado lhes preste uma forte e regular ajuda.

É indispensável, todavia, que os trabalhadores do mar - e todos - tenham uma casa, que seja ao mesmo tempo um lar, e que os tugúrios em que a maior parte ainda, vive sejam definitivamente arrasados.

Julgamos que a solução adoptada - a dos bairros dos pescadores - é a melhor, não se lhe podendo apontar os inconvenientes que os bairros destinados aos operários têm suscitado.

Efectivamente, os pescadores têm tendência acentuada para se aglomerar e viver em conjunto, orientados por um espírito de unidade e camaradagem maior do que existe entre os outros trabalhadores.

Talvez as próprias condições de trabalho, que os associa aos resultados da pesca, contribuem para esta maneira de ser.

Seja, porém, como for, a verdade é que os pescadores preferem viver em conjunto, desde que os locais escolhidos sejam próximos daqueles onde exercem a sua actividade.

Reconhecer o que se tem feito é um «mero acto de justiça, mas mais importante é formular o voto veemente para que mais se faça, estimulando-se quantas iniciativas surjam em moldes novos, sem esquecer a experiência adquirida, antes colhendo dela os ensinamentos que sirvam para prosseguir, cada vez com mais energia e desafogo, no trabalho iniciado.

É com confiança que encerro as minhas considerações, confiança nos destinos da Pátria e no homem providencial que tornou possível a política de paz e realizações, da qual têm direito a beneficiar e com certeza virão a beneficiar todos os portugueses.

Tenho dito.

Vozes: - Muito bem, muito bem!

O orador foi muito cumprimentado.

MINHOTOS LEVAM ALEGRIA AO ALENTEJO

O Rancho Folclórico Alegria do Minho Assorpim deslocou-se no passado dia 27 de julho a Vila Boim, no concelho de Elvas, a convite da respetiva comissão de festas. Em pleno Alentejo, nas margens do rio Guadiana, ouviram-se as mais alegres rapsódias do Minho e dançou-se o vira e a chula, a cana-verde e o picadinho.

1062919_153911171466692_822827000_n

O Rancho Folclórico Alegria do Minho é o mais recente agrupamento folclórico minhoto na região de Lisboa. Com espírito jovem e humildade que o caraterizam, este grupo revela já uma grande dinâmica e vontade de representar condignamente a nossa região.

É formado por minhotos e seus descendentes que vivem na cidade da Amadora, Lisboa e concelhos limítrofes, encontrando-se sediado na Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos da Mina, na cidade da Amadora, onde realiza regularmente os seus ensaios.

1081210_153910171466792_721112609_n

ANTÓNIO FEIJÓ: POETA LIMIANO É UM DOS AUTORES MAIS REPRESENTATIVOS DO PARNASIANISMO EM PORTUGAL

António Feijó é porventura o poeta mais representativo do Parnasianismo. Nasceu em Ponte de Lima em 1859 e faleceu em Estocolmo, na Suécia, em 1917, onde exercia a carreira diplomática. Entre a sua vasta obra contam-se Transfigurações (1882), Líricas e Opulentas (1884), À Janela do Ocidente (1885), Cancioneiro Chinês (1890), Ilha dos Amores (1897), Bailatas (1907), Sol de Inverno (1922), Poesias Completas de António Feijó (1940).

ANTNIO~1

                            O AMOR E O TEMPO

 

                            Pela montanha alcantilada

                            Todos quatro em alegre companhia,

                            O Amor, o Tempo, a minha Amada

                            E eu subíamos um dia.

 

                            Da minha Amada no gentil semblante

                            Já se viam indícios de cansaço;

                            O Amor passava-nos adiante

                            E o Tempo acelerava o passo.

 

                            – «Amor! Amor! mais devagar!

                            Não corras tanto assim, que tão ligeira

                            Não corras tanto assim, que tão ligeira

                            Não pode com certeza caminhar

                            A minha doce companheira!»

 

                            Súbito, o Amor e o Tempo, combinados,

                            Abrem as asas trémulas ao vento...

                            – «Por que voais assim tão apressados?

                            Onde vos dirigis?» – Nesse momento.

 

                            Volta-se o Amor e diz com azedume:

                            – «Tende paciência, amigos meus!

                            Eu sempre tive este costume

                            De fugir com o Tempo... Adeus! Adeus!»

 

António Feijó, Sol de Inverno, 1922

BARCELOS: COSSOURADO INAUGURA PRIMEIRA FASE DA SEDE DA FREGUESIA

Projeto de intervenção no resto das instalações já está pronto e vai custar 150 mil euros

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, inaugurou hoje, dia 28 de julho, a primeira fase da sede da Freguesia de Cossourado, uma obra que permite à autarquia exercer condignamente as suas funções e melhorar o atendimento à população.

DSC_0208 (1)

A sede funcionava em instalações alugadas, mas a exiguidade do espaço condicionava muito a atividade autárquica.

A inauguração do novo espaço, que inclui uma área de atendimento e outra de serviços da própria Junta, corresponde a uma primeira fase da construção da sede da Freguesia que só estará completa com a intervenção no antigo edifício que passará a albergar todas as valências da autarquia, incluindo as que foram instaladas no espaço hoje inaugurado.

As obras deste espaço anexo ao edifício custaram cerca de 25 mil euros e incluem arranjos exteriores nos muros de vedação e no logradouro, com cerca de 340 metros quadrados.

Entretanto, o projeto de intervenção no antigo edifício onde ficará instalada definitivamente a sede está já aprovado e orçamentado em cerca de 150 mil euros.

Falando na cerimónia de inauguração da primeira fase das obras, o Presidente da Junta de Freguesia, Paulo Esteves, salientou o empenho da Junta na construção das novas instalações, que “servirão melhor a população”. Este “é um espaço para todos vós”, disse ainda Paulo Esteves aos muitos populares que marcaram presença na inauguração.

O Presidente da Câmara elogiou o trabalho que a Junta de Cossourado tem vindo a desenvolver, reconhecendo que “a falta de investimento na Freguesia, registado no passado”, penalizou a freguesia, fazendo com que ficasse para trás no desenvolvimento que merece. Miguel Costa Gomes, disse ainda que a Câmara atual tem vindo a recuperar muito desse investimento na freguesia, como é o caso da rede viária, e manifestou o empenho do Município na construção da sede.

“É necessário olhar as Freguesias com respeito”, referiu o Presidente da Câmara, exemplificando com a atribuição de verbas às freguesias do concelho, no valor correspondente a 200% do que recebem da administração central, e exemplificando também com a oposição do executivo municipal à Reforma Administrativa levada a cabo pelo atual Governo, que eliminou várias freguesias de Barcelos.

O Presidente da Câmara sublinhou que a sede é “um bom investimento”, porque a verba gasta destina-se a obras realmente necessárias. “Não contem connosco para fazer obras megalómanas”, disse Miguel Costa Gomes.

A inauguração da primeira fase da sede continuou com a bênção e com a visita às instalações, seguindo-se um lanche-convívio com a população.

ESPOSENDE: CASTRO DE S. LOURENÇO RECUA À ÉPOCA CASTREJA

“Galaicofolia – 2000 anos de festa!” decorre até amanhã

O Castro de S. Lourenço, na freguesia de Vila Chã – Esposende, está transformado, por estes dias, numa verdadeira aldeia galaica. A “Galaicofolia – 2000 anos de festa!” abriu portas ontem, ao final da tarde, num ambiente de grande animação, que se manterá até amanhã, domingo.

galaicofolia3

Cinco anos após a realização da primeira edição, a Câmara Municipal de Esposende recupera, em colaboração com a Junta de Freguesia de Vila Chã, este evento cultural, de lazer e entretenimento, com o intuito de cativar turistas e visitantes, valorizando o património arqueológico do concelho.

Um começo em grande foi aquele a que se assistiu ontem, com o concerto dos OqueStrada, com a vasta plateia a render-se por completo à sonoridade da banda.

Tal como se previa, foi um espetáculo cativante a todos os níveis, deixando antever o sucesso preconizado pela organização. Com efeito, na abertura da iniciativa, o Vice-Presidente da Câmara Municipal manifestou a convicção de que esta segunda edição se irá traduzir num êxito, quer pelo cartaz musical que apresenta, quer pelo vasto programa de actividades que ocorrem ao longo destes dias no Castro de S. Lourenço. Benjamim Pereira realçou que a Autarquia associa a promoção turística à divulgação do património histórico, numa vertente de promoção cultural, uma aposta forte que se quer alternativa ao turismo balnear.

galaicofolia4

Quem chega ao recinto da festa é, desde logo, envolvido por toda uma ambiência que remete para a época castreja. As propostas são muitas e variadas, desde passeios de burro a atividades radicais, sem esquecer o espaço infantil “Caturo”. Não poderia faltar a área alimentar e o cartaz musical, outra das vertentes fortes da Galaicofolia. Depois do momento alto que foi o concerto dos OqueStrada, esta noite sobem ao palco nomes de referência da música folk, concretamente a cantora norte-americana Erica Buettner e o grupo galego Brañas Folk. Amanhã, a fechar a edição de 2013 do Galaicofolia atua o grupo Pé na Terra. Os concertos têm entrada gratuita e estão agendados para as 22h00.

De resto, há muito para vivenciar e desfrutar no recinto da festa. No espaço “Ambiências e Recriações” os visitantes são convidados a uma viagem no tempo para ver como viviam os Galaicos e os romanos. Por um lado, são criados ambientes de época, com algumas das atividades que, homens e mulheres, desenvolviam no seu dia-a-dia e, por outro, ocorrem em determinados instantes momentos de representação de cenas da vida no castro, protagonizados pelo Grupo Amador de Teatro Rio Cávado – Esposende (GATERC). Há, de resto, tempo para interacções com o público aderente ao evento, tentando catapultar as pessoas para a época.

Negociar os materiais, os utensílios, os adornos e mesmo os produtos alimentares, à semelhança da época, é possível no “Mercado Romano” (Fórum). Há artesãos a trabalhar ao vivo, expondo e vendendo os seus artigos, e ocorre a venda de produtos hortícolas, próprios desta região, mas que faziam parte da dieta dos galaicos e romanos.

No “Espaço Místico” os visitantes mais crentes podem buscar respostas para muitas das suas dúvidas. Os galaicos e os romanos buscavam a explicação para determinados fenómenos e a resposta para variadas perguntas em entes superiores, na grande variedade de deuses que adoravam, na própria natureza ou ainda nas faculdades especiais que determinados membros da comunidade possuíam.

Os visitantes mais radicais podem testar a sua coragem e a sua bravura, através do “Desafio Galaico”, onde estão disponíveis atividades como tiro com arco e zarabatana, voo em slide ou salto em queda livre. São desafios de destreza, força e coragem que os mais destemidos e arrojados poderão experimentar.

galaicofolia-abertura

Para aconchegar o estômago está disponível a “Área Alimentar”, onde, num contraste de cheiros e sabores, os visitantes poderão deliciar-se com os prazeres da comida galaica e romana, numa adaptação dos variados pratos que compõem a dieta mediterrânica.

A festa é para todos e os mais novos não foram, esquecido. No “Espaço Caturo”, para além de se divertirem com jogos, histórias e outras brincadeiras, os mais pequenos poderão aprender um pouco da história de outros meninos e seus familiares que viveram no Castro de S. Lourenço.

Ao longo de todo o evento há também jogos, sorteios e muitas outras surpresas: As noites são igualmente interessantes e animadas, convidando o visitante a participar no esconjuro e a beber a queimada, de forma a proteger-se de todos os maus espíritos, numa recuperação do ritual realizado aos deuses.

Como parte integrante da animação há Oficinas, onde o participante poderá entrar no mundo de trabalho artesanal galaico, e, para não esquecer o momento, para além de todo o merchandising disponível para venda e das compras que pode efetuar no Fórum, o visitante da Galaicofolia poderá ir ao espaço “Fotografia” e sentir-se um galaico ou um romano, levando consigo o registo desse momento.

O programa da festa está disponível em wwww.galaicofolia.com, onde poderão ser consultadas todas as informações relativas ao evento.

oquestrada

FLAMIANO MARTINS, CANDIDATO À CÂMARA MUNICIPAL DE CAMINHA, CONTA EM VÍDEO A SUA HISÓRIA DE VIDA

Flamiano Martins - uma história de trabalho e amor

A apresentação da candidatura de Flamiano Martins à Câmara Municipal de Caminha ficou marcada pela divulgação do vídeo que conta a sua história de vida. O vídeo pode ser visto em http://youtu.be/aMCAN5-PGY8.

Flamiano Martins tem 54 anos, é casado e tem 2 filhos. É natural da freguesia de Riba de Âncora, onde sempre viveu. Desenvolveu a sua vida profissional maioritariamente no concelho de Caminha, como professor de ensino básico.

Desde sempre manteve um papel ativo na vida social, desportiva e cultural do concelho. Foi presidente da Associação Recreativa e Cultural de Riba de Âncora – ARA e do Conselho Diretivo dos Baldios da Freguesia. É, ainda hoje, vice-presidente do Centro Paroquial e Social de Santa Maria de Riba de Âncora.

Para além do trabalho na freguesia, assinala-se, de igual forma, a passagem pela direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. Atualmente é membro do conselho definitório da Santa Casa da Misericórdia de Caminha e membro da Assembleia da Associação de Produtores Florestais do Vale do Minho.

Diretamente na vida política, há 30 anos que trabalha de forma empenhada em prol da causa pública. Foi presidente de Junta de Riba de Âncora e Deputado Municipal. É vereador e vice-presidente da Câmara Municipal e assume o desafio e a responsabilidade de ser candidato à Presidência da Câmara Municipal de Caminha.

MUNICÍPIO DE BARCELOS OFERECE, NO PRÓXIMO ANO LETIVO, MANUAIS ESCOLARES AOS ALUNOS DO 1º CICLO

Medida de apoio às famílias implementada pelo quarto ano letivo consecutivo

Pelo quarto ano letivo consecutivo, a Câmara Municipal de Barcelos vai comparticipar na aquisição dos manuais escolares obrigatórios para todos os alunos da rede pública do 1.º ciclo do ensino básico do concelho de Barcelos, concretizando, assim, a prioridade política nas áreas da educação e do apoio social.

A persistência da crise económica em Portugal, com consequências devastadoras ao nível do emprego e do rendimento das famílias, vem acentuar a necessidade de um apoio social consistente que salvaguarde o acesso à educação por parte das crianças e dos jovens, como é o pagamento de manuais escolares.

O investimento da Câmara Municipal para o ano letivo 2013/2014 é da ordem dos 180 mil euros.

A proposta de comparticipação na aquisição de manuais escolares obrigatórios dos alunos do 1.º ciclo do ensino básico bem como das fichas de trabalho de Língua Portuguesa e de Matemática do 4.º ano de escolaridade, foi aprovada por unanimidade na reunião do executivo municipal, em 26 de julho. A Câmara Municipal atribui um subsídio a cada aluno, no valor correspondente ao custo dos manuais, através da apresentação da respetiva fatura aos serviços do Município.

Entretanto, a preparação para o próximo ano letivo continua, agora com a adjudicação à empresa Gertal – Companhia Geral de Restaurantes e Alimentação, SA, pelo valor estimado de 963 mil euros, a aquisição de serviços de fornecimento de refeições nos estabelecimentos do 1.º ciclo do ensino básico do concelho de Barcelos. Este valor não inclui as refeições subsidiadas pela Câmara Municipal nos casos que ao longo do ano letivo forem considerados no âmbito da ação social escolar.

Ainda na reunião do executivo de 26 de julho foram aprovadas algumas propostas de apoio social, como a alteração ao Regulamento para o Apoio à Habitação a Extratos Sociais Desfavorecidos do concelho de Barcelos, que vai privilegiar as famílias com elementos portadores de deficiência. No novo artigo, prevê-se que na determinação do rendimento “per capita” será deduzido 20% ao rendimento bruto do agregado familiar quando existam pessoas portadoras de deficiência com uma incapacidade igual ou superior a 60%”.

Mais de 577 mil euros de subsídios às freguesias

Na reunião do executivo de 26 de julho, foram aprovados diversos subsídios a 19 freguesias, no valor global de mais de 577 mil euros. A maior parte deste valor, cerca de 292 mil euros, destina-se a obras na rede viária do concelho e nas acessibilidades; 130 mil euros destinam-se a ampliações de cemitérios, aquisição de terrenos para ampliação de cemitérios e estruturas de apoio a estes equipamentos e também para capelas mortuárias; o restante valor é destinado a obras de construção de Junta, arranjos urbanísticos e obras em diversos equipamentos públicos.

Para além destes subsídios, a Câmara Municipal aprovou também um conjunto de apoios a diversas associações de caráter cultural desportivo e social, atribuindo subsídios e aprovando protocolos. Na área do desporto, esses apoios ascendem a mais de 50 mil euros e incluem dois contratos de desenvolvimento desportivo; na área da cultura, os apoios globais são de mais de 20 mil euros e incluem também dois protocolos com associações; na área social, as comparticipações ascendem a 27 mil euros e destinam-se a apoiar a melhoria de instalações e aquisição de viaturas das instituições sociais.

No final dos trabalhos, o executivo aprovou um voto de louvor ao maratonista barcelense Carlos Sá, pela sua vitória na prova “Badwater”, realizada noS Estados Unidos da América.

Notas:

1. Todas as propostas foram aprovadas por unanimidade, exceto a proposta número 68 que foi aprovada por maioria;

2. A proposta número 57 foi retirada da minuta;

3. Foi aceite na ordem de trabalhos e aprovada por unanimidade a seguinte proposta extra-minuta: Ratificação do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos, a Associação Humanitária de Salvação Pública Barcelinense e DST – Domingos da Silva Teixeira, SA.

Reunião de Câmara

Sessão ordinária da Câmara Municipal de Barcelos

Sexta-feira, 26 de julho de 2013

Lista completa das deliberações

1. Comparticipação na aquisição dos manuais escolares obrigatórios para os alunos do 1.º Ciclo das escolas do ensino básico do concelho de Barcelos, para o ano letivo 2013/2014, cujo valor global é de 180.000,00€.

2. Perdão de dívida no valor de 183,96€, referente a refeições escolares de uma aluna que pertence a um agregado familiar em situação económica débil – ano letivo 2012/2013.

3. Cedência de instalações. Associação de Pais de Remelhe – utilização das instalações da EB1/JI de Remelhe, no dia 24 de Julho para uma reunião da Associação e entre 6 de Julho e 2 de Agosto para o desenvolvimento da Componente de Apoio à Família; Comissão Concelhia do Bloco de Esquerda – utilização das instalações da EB1 de Remelhe, no dia 13 de Julho, para realizar uma conferência/ debate sobre agricultura; Gil Vicente, Futebol Clube – utilização das instalações da EB1 de Fraião no dia 21 de Julho.

4. Acordos de colaboração entre o Município de Barcelos e os Grupos de Teatro do Concelho – Retificação da deliberação de 18/11/2011.

5. Atribuição de subsídio, no valor de 250,00€, ao Agrupamento de Escolas Braga Oeste para apoio a actividade.

6. Atribuição de um subsídio no valor de 3.000,00€ à Sociedade Instrução e Recreio Aldreense.

7. Atribuição de subsídio – Associação «A Nossa História». Revogação da Proposta N.º 17 da Reunião Ordinária de 22.03.13.

8. Protocolo de colaboração com a “Vamos a Isso – Associação de Desporto e Cultura”, que tem como objetivo a realização de actividades teatrais no concelho.

9. Atribuição de um subsídio no valor de 7.500,00€ à Cruz vermelha Portuguesa – Núcleo de Aldreu, para comparticipar nos encargos com a remodelação da frota automóvel da Instituição.

10. Atribuição de um subsídio no valor de 4.860,00€ à Banda Musical de Oliveira, no âmbito do protocolo celebrado entre a ATAHCA, a Banda Musical de Oliveira e a Câmara Municipal de Barcelos, correspondente ao período entre abril e dezembro de 2013.

11. Doação de peças ao Museu de Olaria do Município de Barcelos: 1 fragmento de talha, doado por Cláudio Roberto Laranjeira Brochado; 102 peças de figurado e louça de Barcelos, doadas por José Alberto Ventura Reis.

12. Alteração ao Regulamento para o Apoio à Habitação a Estratos Sociais Desfavorecidos do Concelho de Barcelos. – Novo artigo: “Na determinação do rendimento per capita, será deduzido 20% ao rendimento bruto do agregado familiar quando existam pessoas portadoras de deficiência com uma incapacidade igual ou superior a 60%”.

13. Atribuição de um subsídio no valor de 1.000,00€ ao Agrupamento de Escuteiros de Silveiros, com vista à organização do “XII Arraial do Cruzeiro”.

14. Atribuição de um subsídio no valor de 1.300,00€ ao Agrupamento de Escuteiros da Lama como colaboração na Intrarail, que pretendem realizar por algumas cidades do país.

15. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€ à Casa do Povo de Alvito, relativo à 1ª fase das obras de remodelação do edifício.

16. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€ à Delegação de Macieira de Rates da Cruz Vermelha Portuguesa, como colaboração na aquisição de uma viatura de 9 lugares adaptada para pessoas de mobilidade reduzida.

17. Atribuição de um subsídio no valor de 250,00€ à Associação Cultural e Desportiva Alcaides de Faria, como comparticipação na iniciativa “ III Passeio de Motorizadas e Motos Antigas 2013”.

18. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€, nesta 1ª fase, à Associação Desportiva de Carvalhal, com vista à construção de novos balneários no campo de futebol.

19. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€ ao Grupo Futebol Clube da Pousa, como comparticipação nas obras de reparação nos balneários e melhoramento da iluminação das instalações.

20. Atribuição de um subsídio no valor de 7.587,47€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, ao Núcleo Desportivo “Os Andorinhas”, como colaboração na realização da 1ª fase das obras de melhoramento da sua sede.

21. Atribuição de um subsídio no valor de 9.968,24€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, aos Leões da Serra Futebol Clube, para a pavimentação dos acessos aos balneários do campo desportivo.

22. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00€ à Paróquia de Santa Lucrécia de Aguiar para a realização das obras de restauro da capela, bem como a cedência de apoio técnico e material para a “Requalificação do Polidesportivo da Paróquia”.

23. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial de Airó, relativo à 1ª fase das obras de conservação da Igreja paroquial, devido a infiltrações de água na cobertura e parede sul, bem como a degradação dos altares e do tecto.

24. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial de São Salvador de Campo, como colaboração nas obras de reparação na residência paroquial, nomeadamente a substituição das portadas.

25. Atribuição de um subsídio no valor de 5.000,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial de São Tiago do Couto, como colaboração para a conclusão das obras de recuperação e adaptação do edifício da antiga residência paroquial destinado a atividades da comunidade.

26. Atribuição de um subsídio no valor de 7.000,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial do Divino Salvador de Cristelo, para as obras de conservação da parte exterior do edifício da Casa/Residência Paroquial, indispensável no apoio a atividades da Paróquia.

27. Concessão de apoio técnico à Fábrica da Igreja Paroquial do Divino Salvador de Cristelo, relativo a algumas intervenções e benfeitorias na Igreja Paroquial.

28. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial de São Martinho de Manhente, relativo à 1ª fase das obras de restauro da Igreja e Salão Paroquial que se encontra bastante danificada devido a infiltrações de água, nomeadamente o teto e o soalho da Capela Mor.

29. Atribuição de um subsídio no valor de 7.500,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial de São Pedro de Fins do Tamel, como comparticipação nas obras de substituição do telhado da Igreja Paroquial.

30. Atribuição de um subsídio no valor de 15.000,00€ à Fábrica da Igreja Paroquial de S. Pedro de Vila Frescaínha, correspondente à 1ª fase das obras de pavimentação da área envolvente do novo centro paroquial.

31. Atribuição de um subsídio no valor de 20.000,00€ à Freguesia de Abade de Neiva, para pagamento da 2ª fase da obra de “Pavimentação da Rua das Batistas”.

32. Atribuição de um subsídio no valor de 16.500,00€ à Freguesia de Aborim, para pagamento da 1ª fase das obras de construção dos sanitários públicos junto à Igreja Matriz da freguesia e que servem de apoio ao cemitério paroquial.

33. Atribuição de um subsídio no valor de 14.826,50€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, à Freguesia de Alheira, para pagamento das obras de construção de uma rampa de acesso ao cemitério.

34. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00€ à Freguesia de Alvelos, para pagamento da 3ª fase das obras de “Recuperação do Edifício Visconde de Azevedo Ferreira – Sede de Junta”.

35. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00€ à Freguesia de Alvito S. Pedro, para pagamento da 1ª fase das obras de reconstrução e adaptação do edifício destinado a capela mortuária e instalações das associações locais.

36. Atribuição de um subsídio no valor de 21.364,72€ à Freguesia de Arcozelo, para pagamento do auto Nº 12 – 2 da empreitada de “Ampliação da Sede de Junta”.

37. Atribuição de um subsídio no valor de 42.902,44€ à Freguesia de Barqueiros, para pagamento do auto nº 5 da obra de “Construção da Sede de Junta”.

38. Atribuição de um subsídio no valor de 10.000,00€ à Freguesia de Ceixomil, como colaboração na aquisição de uma viatura de 9 lugares para apoio às necessidades da freguesia.

39. Atribuição de um subsídio no valor de 35.000,00€ à Freguesia de Cristelo, para pagamento da 3ª fase das obras de “arranjo urbanístico do terreiro de Nossa Senhora do Rosário”.

40. Atribuição de um subsídio no valor de 50.000,00€ à Freguesia de Cristelo, para aquisição do terreno necessário ao alargamento do cemitério.

41. Atribuição de um subsídio no valor de 30.000,00€ à Freguesia de Faria, para pagamento da 2ª fase das obras de “Pavimentação da Rua de Fim de Vila”.

42. Atribuição de um subsídio no valor de 19.141,74€ à Freguesia de Faria, para pagamento do auto nº 2 – 3ª fase da obra de “Alargamento do C.M. 1115”.

43. Atribuição de um subsídio no valor de 19.218,65€ à Freguesia de Faria, para pagamento do auto nº 3 – 3ª fase da empreitada de “Alargamento do C.M. 1115”.

44. Atribuição de um subsídio no valor de 15.000,00€ à Freguesia de Galegos S. Martinho, para a obra de construção de muro de vedação e casas de banho públicas na parcela de terreno contígua ao cemitério, correspondente a 50% do custo dos trabalhos, ficando a parte restante para apreciação em deliberação posterior.

45. Atribuição de um subsídio no valor de 25.000,00€ à Freguesia de Moure, para pagamento da 4ª fase da obra de “Alargamento e construção de muros de suporte no caminho do Senhor D’ Agonia”.

46. Atribuição de um subsídio no valor de 35.000,00€ à Freguesia de Moure, para pagamento da 1ª fase da empreitada de “Alargamento do Cemitério”.

47. Atribuição de um subsídio no valor de 20.000,00€ à Freguesia de Pedra Furada, para pagamento da 1ª fase das obras de “Requalificação das bermas da E.N. 306, nomeadamente a conduta de águas e a construção de passeios para peões.

48. Atribuição de um subsídio no valor de 31.483,17€ à Freguesia de Pereira, para pagamento da 2ª e última fase das obras de “Pavimentação do caminho que liga a Freguesia de Pereira ao Convento de Vilar de Frades”.

49. Atribuição de um subsídio no valor de 4.920,00€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, à Freguesia de Silva, para a construção de acessibilidades e arranjos exteriores ao parque infantil e geriátrico da EB1 da Silva e apoio à unidade de autismo.

50. Atribuição de um subsídio no valor de 11.800,00€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, à Freguesia de Silva, para aquisição do equipamento para o parque infantil e geriátrico da EB 1 da Silva e apoio à unidade de autismo.

51. Atribuição de um subsídio no valor de 25.000,00€ à Freguesia de Tregosa, para pagamento da 1ª fase das obras de pavimentação da Rua Monte da Bela e da Rua das Agras.

52. Atribuição de um subsídio no valor de 20.000,00€ à Freguesia de Várzea, para pagamento da 1ª fase das obras de pavimentação da Rua dos Fornos.

53. Atribuição de um subsídio no valor de 25.000,00€ à Freguesia de Vila Frescaínha S. Martinho, para pagamento da 1ª fase das obras de “Pavimentação da Rua do Gestido e da Rua Nova do Barral”.

54. Atribuição de um subsídio no valor de 25.559,01€, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, à Freguesia de Vilar de Figos, para pagamento da 2ª fase das obras de pavimentação da Rua da Ribeira e Rua do Carvalhal.

55. Atribuição de um subsídio, no valor de 4.600,00€, à Torgo – Associação de Apoio às Artes, como colaboração na organização do Festival “Arredas Folk Fest”, relativo aos anos de 2012 e 2013.

56. Concessão de apoio logístico e material ao CASP – Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa, no ajardinamento da parte interior e exterior do edifício incluindo o fornecimento de arbustos e outros materiais.

57. Retirada da Minuta.

58. Contrato de Desenvolvimento Desportivo com o Palme Futebol Clube, que inclui uma comparticipação financeira até ao montante de 6.000,00€, com vista a permitir que o mesmo possa desenvolver as acções e iniciativas constantes do seu programa de desenvolvimento desportivo.

59. Adenda ao Contrato de Desenvolvimento Desportivo celebrado com o Basquete Clube de Barcelos, com uma comparticipação por parte do Município no montante de 3.000,00€, em face dos custos acrescidos decorrentes dos bons resultados alcançados, nomeadamente o 7º lugar da fase regular do campeonato da Liga de Basquetebol. Na reunião da Câmara Municipal realizada em 22.02.2013 foi aprovado o Contrato de Desenvolvimento Desportivo entre o Município e o Basquete Clube de Barcelos, que previa já uma comparticipação no valor de 60.000,00€.

60. Contrato de Desenvolvimento Desportivo com Amigos Por Natureza – Associação de Actividades ao Ar Livre de Vila Seca, que inclui uma comparticipação por parte do Município no valor de 1.500,00€.

61. Apoio ao arrendamento habitacional – aprovação de três processos.

62. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de “aquisição de serviços de utilização de infra-estruturas rodoviárias utilizando a tecnologia Via Verde”. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais. Artigo 6.º da Lei n.º 8/12 de 21 de Fevereiro (LCPA).

63. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de “aquisição de serviços de recolha e tratamento ou eliminação de águas residuais com hidrocarbonetos até 5m3”. Pedido de Parecer Prévio. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais. Artigo 6.º da Lei n.º 8/12 de 21 de Fevereiro (LCPA).

64. Ratificação da decisão de contratação da aquisição de serviços de manutenção de elevadores para o Centro de Interpretação do Galo e da Cidade de Barcelos. Pedido de parecer prévio. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais.

65. Concurso Público n.º 1/2013, para a “Aquisição de serviços de fornecimento de refeições nos estabelecimentos do 1.º CEB do concelho de Barcelos para o ano letivo 2013/2014” – Ratificação da aprovação do relatório final e minuta do contrato.

66. Pedido de parecer prévio para a renovação de contrato de “prestação de serviços de continuidade de utilização do software PRIMAVERA”. Artigo 75.º da Lei n.º 66- B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013).

67. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de recolha e tratamento de resíduos do Grupo IV - Hospitalares. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais.

68. Pedido de parecer prévio para a renovação de contrato de aquisição de serviços de Publicidade Institucional (Ação Informativa e Publicitária). Artigo 75.º da Lei n.º 66- B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais.

69. Pedido de parecer prévio para a celebração de contrato de “aquisição de serviços na área funcional do Cemitério Municipal”. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais. Artigo 6.º da Lei n.º 8/12 de 21 de Fevereiro (LCPA).

70. Pedido de parecer prévio para a renovação de contrato de prestação de serviços de limpeza do mercado Municipal. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013). Pedido de autorização para assunção de compromissos plurianuais.

71. Ratificação da decisão de contratação da “Aquisição de Serviços de apoio e vigilância no âmbito do Festival Milhões de Festa 2013”. Pedido de parecer prévio. Artigo 75.º da Lei n.º 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado 2013).

72. Sistema Multimunicipal de Recolha e Tratamento de Resíduos Sólidos – “Resulima, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.” – Privatização da participação detida pelo Estado, através da Empresa Geral de Fomento, S.A. (EGF), no capital social da “Resulima”.

a) Autorizar o Presidente da Câmara Municipal a promover por todos os meios legais, nomeadamente acções judiciais, oposição ao processo de privatização da empresa “Resulima”;

b) Apelar aos Municípios accionistas da empresa “Resulima” para que manifestem a sua oposição à privatização da mesma;

c) Aprovar a pretensão dos Municípios accionistas da empresa “Resulima” de adquirirem, total ou parcialmente, participação do Estado no capital social da mesma e assim garantirem que o serviço público de recolha e tratamento de resíduos sólidos no sistema multimunicipal em causa é gerido por uma empresa pública de capital total ou maioritariamente público;

d) Autorizar o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos a diligenciar junto da Sr.ª Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, pelo envio a este Município de cópia de todos os estudos desenvolvidos no âmbito do processo de privatização do sector dos resíduos sólidos;

e) Submeter à discussão e votação da Assembleia Municipal a presente proposta.

73. Ratificação de despacho do Presidente da Câmara Municipal, que aprovou o seguinte: cedência de uma bandeira do Município – Freguesia de Cossourado.

74. Ratificação dos despachos do Vice-Presidente da Câmara, que aprovaram o seguinte: autorização para participação de uma técnica do Município numa “Formação Inicial para Manipuladores de Alimentos”; cedência do Auditório Municipal e isenção de taxas – Barcelos Sénior, Associação Educacional, Cultural, Social e Recreativa de Formação Permanente; cedência do Auditório da Câmara Municipal – Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho; oferta de uma publicação publicação “A Lenda do Galo” – Rotary Clube de Benedita; cedência do Salão Nobre do Município para recitais finais de canto e piano – Conservatório de Música de Barcelos.

75. Ratificação dos despachos do Vereador do Pelouro do Turismo e Ambiente, que aprovaram o seguinte: cedência de material promocional - 4 galos médios – Grupo Shalom – Centro Pastoral da Comunidade de Santo António; ajardinamento da área envolvente à Igreja Paroquial – Fábrica da Igreja Paroquial de Santiago de Carapeços.

76. Ratificação do despacho do Vereador do Pelouro dos Transportes e Equipamentos da Câmara Municipal que aprovou o seguinte: impressão de duas lonas para colocação em outdoor – “A Câmara Municipal de Barcelos apoia o Gil Vicente F.C.”; cedência de uma viatura automóvel (ligeiro de passageiros) – transporte de técnicos e atletas da equipa de natação da EMD para participação no Campeonato Nacional de Natação de Infantis; cedência de tenda para a realização de feirinha – Fibro – Associação Barcelense de Fibromialgia e Doenças Crónicas; cedência de um camião para transportar um ringue para a II Gala da G Protect – Liga Portuguesa Contra o Cancro – Unidade de Barcelos; cedência de instalações no Estádio Cidade de Barcelos para a realização da Assembleia Geral – Associação de Futebol Popular de Barcelos; cedência de doze grades para o evento “III Passeio de Motos e Motorizadas Antigas” – Associação Cultural e Desportiva Alcaides de Faria.

77. Ratificação do despacho da Vereadora do Pelouro da Cultura, que aprovou o seguinte: cedência de 130 capas e 130 lápis para oferecer aos participantes das Jornadas Pedagógicas - Agrupamento de Escolas Rosa Ramalho.

Proposta Extra Minuta: Ratificação do protocolo de colaboração entre o Município de Barcelos, a Associação Humanitária de Salvação Pública Barcelinense e DST – Domingos da Silva Teixeira, SA.

Barcelos, 26 de julho de 2013

O Gabinete de Comunicação

ARCOS DE VALDEVEZ: VAI TER LUGAR NO SOAJO A FEIRA DE ARTES E OFÍCIOS TRADICIONAIS

Programa Feira das Artes e Ofícios Tradicionais Soajo

2 a 4 de Agosto de 2013

Dia 2 - Sexta Feira

15.00h - Concurso de Vinhos Verdes – Casa do Povo

17:00h – Abertura da Feira das Artes e Ofícios Tradicionais

18.00h – Inauguração da XIV Feira das Artes e Ofícios Tradicionais, seguido de visita aos expositores.

19.30h – Entrega de Prémios do concurso dos Vinho Verdes

20:00h - Jornadas Gastronómicas – Pratos recomendados: “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre” e “Cabrito da Serra do Soajo”

Restaurantes: “O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho”

22:00h – Animação: “Encontro Folclórico” com a presença de: “Rancho Folclórico da Associação de Vilarinho das Quartas - Soajo”, “Rancho Folclórico As Lavradeiras de S. Pedro do Vale” e “Associação de Danças e Cantares de S. Jorge” e “Rancho Folclórico de Eiras” – Largo do Eiró

Dia 3 - Sábado

10:00h – Concurso de Mel e Concurso de Broa de Milho – em colaboração com o “Convivium Slow Food do Alto Minho”– Casa do Povo

12:00h – Abertura da Feira

13:00h - Jornadas Gastronómicas – Prato recomendado: “Cabrito da Serra do Soajo” e “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre”

Restaurantes: O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho

15:00h – Animação: “Carlos Rodrigues” - Largo do Eiró

15.30h – Inauguração da “Porta do Mezio do Parque Nacional da Peneda Gerês” - Mezio

18:00h – Apresentação de Ideias de Negócio do “Parque Transfronteiriço Gerês/Xurés”,- Centro Social e Paroquial de Soajo

19.00h – Entrega de Prémios dos concursos do Mel e da Broa

19.00 - Passeio Noturno “BTT Feira das Artes”: Arcos de Valdevez a Soajo - inicio campo do Transladário - Organização BTT Terras do Vez

20:00h - Jornadas Gastronómicas – Prato recomendado: “Cabrito da Serra do Soajo” e “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre”

Restaurantes: “O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho”

22:00h – Trilho Pedestre Noturno – Percurso Interpretado: “Do Mezio ao Soajo – Pelas Rotas dos Romeiros da Peneda” * - em colaboração com a empresa: “Nature 4”

22:00h – Animação: “Rusgas populares” - Largo do Eiró

Dia 4 - Domingo

10.00 - Passeio Diurno “BTT Feira das Artes”: Arcos de Valdevez a Soajo - inicio campo do Transladário - Organização BTT Terras do Vez

10:30h – Arruada de bombos: “Grupo de Bombos Os Bombásticos da Betânea”

11:00h – Abertura da Feira

12:00h - Jornadas Gastronómicas: Prato recomendado: “Carne de Cachena com Arroz de Feijão Tarrestre” e “Cabrito da Serra do Soajo”

Restaurantes: “O Espigueiro; O Videira; Saber ao Borralho”

15:00h – Animação: Grupo Musical “Cantares de Outono”- Largo do Eiró.

19:00h – Encerramento da Feira das Artes e Ofícios Tradicionais de Soajo de 2013

21.00h – Encontro de Concertinas – Largo do Eiró

FEIRA DE PADORNELO REGRESSA HOJE A PAREDES DE COURA

Sábado - 27 de Julho de 2013

Largo da Feira - Padornelo—Paredes de Coura (a 2 Km da Vila)

Organização da Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Padornelo e da Confraria do Senhor Ecce Homo

Colaboração do Município de Paredes de Coura e da Junta de Freguesia de Padornelo

Resenha histórica

Em tempos idos, realizava-se quinzenalmente uma feira, afamada, na nossa freguesia de Padornelo, mais concretamente no lugar dos Tojais, nos largos que circundam o imponente templo do Senhor Ecce Homo.

Há ainda quem se lembre da Feira, extinta na década de 50 do século passado, mas ninguém se recorda da sua criação, pois remonta aos finais do século XVIII, em pleno reinado de D. Maria I.

Do início, sabemos que partiu da iniciativa do pároco António Pedro Alves, entre outros, para angariação de fundos para a construção da capela do Senhor Ecce Homo.

Em 23-1-1897, por determinação municipal transferiu-se para os sábados, os mercados quinzenais de Paredes e Padornelo. Ainda hoje em Paredes de Coura identificam-se os sábados por “de Padornelo” e “de Paredes”.

Do fim, temos, entre outras explicações, a crença popular de que a feira terá sido arruinada pela construção da estrada, principalmente por ela ter “cortado” o adro da Igreja Matriz.

O que podemos ver na recriação da feira?

•Feira do Gado

Vacas, cavalos, cabras, ovelhas, porcos.

•Feira dos Cereais

Milho, trigo, centeio, feijão, erva da semente e outros produtos do campo, tais como batatas, limões, fruta, flores, e animais de pequeno porte (frangos, galinhas, coelhos, patos).

•Feira das Mulheres

Roupa, calçado, acessórios, tapetes, toalhas.

•Venda de ferramentas

•Venda de peixe e de carne

•Venda da famosa padeca de Padornelo e broa de milho caseira

•Tasco

Comidas e bebidas regionais, com possibilidade de almoço, no recinto.

O que mais podemos ver na encenação da antiga feira?

•Recriação de ofícios antigos

Sapateiro, ferreiro, barbeiro, latoeiro, engraxador, aguadeiro, ferrador.

•Toda a beleza e riqueza histórica do espaço envolvente à Capela do Senhor Ecce Homo.

•Alguns dos locais mais emblemáticos serão limpos e outros serão sinalizados, para conhecimento do público.

Exposição

A decorrer num antigo espaço comercial “a antiga loja do Sr. Barreiro”, esta exposição apresentará material de arquivo relacionado com a Feira de Padornelo, assim como alguns testemunhos de quem dela se recorda. Estará aberta durante todo o dia.

Programa

08:00 — Abertura da feira.

Durante a manhã, arruada com o Grupo de Bombos “Amigos da Farra”, de Padornelo e atuação da escola de concertinas da Associação Cultural de Ferreira.

12:00 — Comes e bebes na Feira.

15:00 — Rusga infantil pelo grupo infanto-juvenil da Associação Cultural de Padornelo.

15:30 — Jogos Tradicionais.

Informação enviada gentilmente pela ACRD

RTP-1 TRANSMITE "VERÃO TOTAL" A PARTIR DE PONTE DE LIMA

“Verão Total” da RTP-1 em Ponte de Lima. Largo de Camões – 30 de julho

Ponte de Lima vai estar em destaque no canal 1 da RTP – Rádio televisão Portuguesa, no programa “Verão Total” no próximo dia 30 de julho.

Largo_Camoes

A emissão vai ser transmitida em direto do Largo de Camões, entre as 10h00 e as 13h00 e de tarde, das 16h00 às 18h00, tendo como objectivo dar a conhecer as potencialidades naturais, culturais, turísticas e patrimoniais do concelho.

As reportagens, as entrevistas, os momentos musicais e culturais, são os ingredientes do “Verão Total” que em terras limianas destacará os Albergues de montanha, Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos, Festival Internacional de Jardins, Albergue de Peregrinos, Museu do Brinquedo, Clube Náutico de Ponte de Lima, não faltando a tradicional gastronomia, como Arroz de Sarrabulho à moda de Ponte de Lima, o artesanato, as tradições, o Folclore, enfim as potencialidade endógenas do concelho, sendo Ponte de Lima, uma das Vilas Portuguesas mais visitadas.

O Programa “Verão Total” da RTP 1 está a percorrer o país de lés a lés, durante este período de Verão.

Apresentado por Sónia Araújo e Mário Augusto, o programa conta com as atuações de grupos do concelho, como Quatro Ventos, Recria Som, Cachadinha e Amigos, The Kanguru Projet, Grupo de Dança 100% jovem de Gondufe. Participa ainda ZéZé Fernandes, Augusto Canário, Jorge Ferreira, Sónya, Carlos Ribeiro, Jorge Loureiro e Vitorino.

TOURADA, EM VIANA DO CASTELO, DURANTE AS FESTAS DA AGONIA, JÁ TEM CARTEL FECHADO

A "Corrida da Liberdade" conta com alguns dos mais conhecidos cavaleiros portugueses.

Os cavaleiros Rui Salvador, João Salgueiro, Sónia Matias, Ana Batista, Marcos Bastinhas e o matador de toiros António João Ferreira são os nomes que compõem este ano o cartel da nova corrida que a Prótoiro já anunciou que irá realizar em Viana do Castelo, cidade anti-touradas.

786875

A tourada do ano passado atraiu 2300 espectadores

No início desta semana a federação tinha avançado que a corrida acontecerá a 18 de Agosto, às 17h, durante as Festas de Nossa Senhora da Agonia.

O presidente da Comissão Executiva da Prótoiro, Diogo Monteiro, adiantou que o pedido de licenciamento da tourada dará entrada na autarquia “nas próximas semanas”. O local para a realização do espectáculo tauromáquico já está garantido, mas o responsável da organização escusou-se a revelá-lo.

As pegas da “Corrida de Toiros da Liberdade”, como a classifica a Prótoiro estarão a cargo do Grupo de Forcados Amadores de Coimbra, liderados pelo cabo Luís Santos.

Em comunicado enviado esta sexta-feira à comunicação social, a Prótoiro adianta que em breve divulgará mais pormenores “acerca desta jornada de luta pela liberdade, que se pretende histórica, numa clara manifestação popular de oposição à prepotência, às ilegalidades e ditadura cultural que se procuram impor a Viana do Castelo”.

No início da semana, na reacção ao anúncio da data da nova tourada o presidente da Câmara Municipal considerou que se trata de uma “provocação”. José Maria Costa adiantou que o município irá “fazer uso de tudo o que estiver ao seu alcance” para tentar impedir a realização de nova corrida no concelho.

“Vamos aguardar e no devido tempo tomaremos as medidas e actuaremos em conformidade com os nossos regulamentos e as nossas condicionantes do ponto de vista do licenciamento”., sustentou.

Como exemplo apontou o regulamento municipal de protecção de animais aprovado por maioria em reunião do executivo em Abril passado.

De acordo com José Maria Costa “não é obrigatória a aprovação em Assembleia Municipal. Nesse sentido o documento, já sujeito a consulta pública, “está activo”. De acordo com o documento, actividades como comércio, guarda, criação e espectáculos com animais passam a necessitar de autorização municipal.

Entretanto a Prótoiro - anunciou que “nas próximas semanas” dará entrada no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga (TAFB) uma acção a requerer a nulidade da declaração antitouradas, aprovada em 2009 pela Câmara de Viana do Castelo.

A Prótoiro alega que a deliberação camarária é “completamente ilegal” e contém “vícios materiais e de forma”. Ao mesmo tempo, a federação revelou que pretende realizar uma nova tourada, em Viana do Castelo, durante das Festas de Nossa Senhora da Agonia, a 18 de Agosto.

Para Diogo Monteiro, a declaração "antitouradas", aprovada pela gestão camarária socialista, então liderada por Defensor Moura, com os votos contra dos vereadores do PSD, é “inconstitucional”, porque, alega, extravasa as competências dos municípios. Por outro lado, Diogo Monteiro recorda que a proposta não constava da ordem de trabalhos da reunião camarária e não foi ratificada pela assembleia municipal.

No ano passado, após um diferendo de duas semanas entre o município e a Prótoiro, o TAFB acabou por viabilizar a tourada numa arena amovível instalada em terrenos da veiga da freguesia de Areosa classificados pela autarquia como sendo de “elevado valor paisagístico”. O espectáculo tauromáquico ocorreu a 19 de Agosto, também durante a Romaria da Agonia.

Esta foi a primeira corrida realizada no concelho desde Fevereiro de 2009, altura em que foi aprovada a deliberação camarária que aboliu a realização de espectáculos tauromáquicos. Cerca de 2300 espectadores assistiram à corrida que motivou o protesto de mais de uma centena de pessoas apoiadas por várias associações de defesa dos animais.

Texto: Andrea Cruz / Foto: Nelson Garrido

Fonte: http://www.publico.pt/

PONTE DE LIMA: "JARDIM DOS SENTIDOS" É O FESTIVAL DO ANO 2013!

Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima - O Festival do Ano 2013 “Jardim dos Sentidos”

Com séculos de história, que alia ao dinamismo de uma vila moderna, Ponte de Lima detém numerosas atrações turísticas assentes nas suas raízes romanas e vivacidade cultural e artística, das quais destacamos o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima. 

“Jardim dos Sentidos” é o tema da edição de 2013, que acolhe propostas provenientes de diversos países, desde Itália, Espanha, França, Áustria, Dinamarca, Irlanda, Sérvia, Brasil e Portugal, onde os visitantes são convidados a usufruir e a dar resposta aos apelos sensoriais realizados por cada um dos 11 projetos expostos.

O espaço que alberga este evento é ponto de encontro de diversos especialistas da área e de curiosos que rumam a Ponte de Lima exclusivamente para admirar as artes representadas na presente edição, acabando por render-se à beleza da vila mais antiga de Portugal. Ao mesmo tempo que beneficia todas as atividades presentes nas redondezas, especialmente os setores com forte pendor turístico como a restauração e o alojamento, o próprio Festival apresentam-se como um equipamento de vital importância para o dinamismo socioeconómico do concelho.

O Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima é um evento de referência nacional, com projeção além-fronteiras, sendo classificado internacionalmente como Festival do Ano e galardoado em março último na cidade de Toronto, Canadá, com o prémio Garden Tourism Awards.

Manter-se-á em exposição permanente até o dia 31 de outubro de domingo a segunda, com excepção da segunda-feira de manhã, entre as 10h às 20 horas, encerrando às 19h a partir do mês de Setembro.

Anualmente o desafio é lançado a todos aqueles que queiram participar, desde arquitectos, paisagistas, pintores, carpinteiros, administrativos e outros criadores, todos podem concorrer a este evento únicoem Portugal. Paratal apenas é necessário que apresentem uma proposta criativa, original e inovadora, subordinada ao tema “Jardins em Festa” alusivo ao 10º aniversário que se assinala em 2014.

Os potenciais candidatos à próxima edição podem consultar o regulamento no sítio da Internet: www.festivaldejardins.cm-pontedelima.pt. Para mais informações contate festivaldejardins@cm-pontedelima.pt.

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE APRESENTA CARTA SOCIAL

O Município de Esposende já dispõe da Carta Social. A apresentação decorreu ontem, dia 25 de Julho, em sessão realizada no Fórum Municipal Rodrigues Sampaio, que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Esposende, para quem este “é um documento estratégico fundamental para o desenvolvimento social do concelho”.

DSC05319

A Carta Social de Esposende sistematiza, por um lado, a realidade do concelho disponibilizando informação sobre os equipamentos e respostas sociais de que dispõe, e, por outro, permite perspectivar o futuro com base numa ferramenta de planeamento estratégico válida na definição de políticas públicas sociais, de modo a que se concertem esforços para a intervenção realmente prioritária, contribuindo assim activamente para a melhoria da qualidade de vida da população residente. Nesta medida, realçou João Cepa, é um documento vital tanto para os tempos actuais, como para o futuro, até porque os recursos financeiros são cada vez mais escassos, o que implica uma mais eficaz articulação e cooperação, seja a nível concelhio, seja à escala intermunicipal.

Em jeito de retrospectiva, o Autarca referiu que “a acção social sempre foi uma das grandes prioridades do Município”, acrescentando que “não é por acaso que temos respostas sociais em qualidade e quantidade”, apontando a existência no concelho de 23 Instituições Particulares de Solidariedade Social.

João Cepa relembrou que, ao longo dos quase quinze anos da sua presidência, a Câmara Municipal construiu 8 equipamentos sociais de raiz e apoiou a requalificação de outros 11, o que se traduz em milhões de euros de investimento. O Presidente da Câmara Municipal aproveitou a oportunidade para anunciar a realização de obras de requalificação no edifício da antiga Escola EB1 de Azevedo, em Antas, de forma a dotar de melhores instalações o Centro Social de Antas.

A dois meses de terminar o último mandato, o Autarca agradeceu aos parceiros sociais, em nome do Município, o trabalho desenvolvido e o apoio recebido, traçando um balanço positivo da acção realizada.

A Carta Social de Esposende foi elaborada no âmbito do projecto “Cávado Prospectivo”, através de uma candidatura intermunicipal ao Programa Operacional Regional do Norte, em particular ao quinto Eixo Prioritário – Governação e Capacitação Institucional, que integrou os seis municípios do Vale do Cávado, com vista à elaboração da Carta Social do Cávado.

BARCELOS OPÕE-SE À PRIVATIZAÇÃO DA RESULIMA

Executivo municipal disposto a recorrer aos tribunais e a adquirir participação do Estado na empresa

A Câmara Municipal de Barcelos deliberou hoje, dia 26 de julho, por unanimidade, “promover todos os meios legais, nomeadamente ações judiciais, de oposição ao processo de privatização da empresa Resulima”, uma intenção do Governo reafirmada recentemente na apresentação do modelo de privatização.

O executivo camarário apela aos “municípios acionistas da empresa para que manifestem a sua oposição” e aprova a pretensão destes municípios de “adquirirem, total ou parcialmente, a participação do Estado no capital social (da Resulima) e assim garantirem que o serviço público de recolha e tratamento de resíduos sólidos no sistema multimunicipal em causa é gerido por uma empresa pública de capital total ou maioritariamente público”.

O Governo pretende privatizar a Empresa Geral de Fomento, SA, que detém participações maioritárias no capital social das empresas concessionárias dos sistemas multimunicipais de recolha e tratamento de resíduos sólidos, como é o caso da Resulima, empresa que integra o Município de Barcelos.

Contudo, esta pretensão é contrariada pelos municípios, pois estes são “parceiros do Governo nas empresas concessionárias”, tendo, inclusive, “direito de preferência na aquisição das participações do Estado”, caso este decida aliená-las.

O Governo quer os Municípios fora da privatização “em virtude de estes serem contra este modelo” e contra “a impossibilidade que o Governo pretende instituir de os mesmos não poderem participar no processo de aquisição das participações que o Estado detém nas concessionárias”.

O objetivo do Governo é realizar um “encaixe financeiro que lhe permitirá reduzir a dívida pública nacional”, mas “os montantes que eventualmente poderão ser obtidos neste processo revelam-se claramente inferiores ao real valor”.

Segundo o texto da proposta aprovada hoje em reunião do executivo municipal, a privatização da Resulima levaria a um aumento das tarifas de recolha e tratamento de resíduos sólidos e ao despedimento de um número muito significativo de trabalhadores.

A empresa, diz ainda o texto da proposta, é “autosuficiente do ponto de vista económico-financeiro, apresenta anualmente resultados líquidos dos exercício e detém todas as condições para assegurar uma gestão eficiente do serviço público de recolha e tratamento dos resíduos sólidos”. Por isso, a Resulima tem “condições para baixar as tarifas e os municípios que integram o sistema multimunicipal concordam com essa medida”.

O Governo “não autoriza que se baixem as tarifas, nem autorizará, pois as tarifas altas são o ‘chamariz’ para o setor privado se interessar pela privatização”, uma vez que neste cenário “as tarifas em causa serão aumentadas e os barcelenses serão ainda mais penalizados”.

Além do mais, “todo o processo de privatização é manifestamente extemporâneo em virtude de se encontrar em revisão o Plano Estratégico para os Resíduos Sólidos, o qual será vinculativo para as empresas que assegurarão a gestão deste setor”.

Para a Câmara Municipal, “só um modelo de gestão pública é que poderá garantir a defesa do interesse público e das populações, na medida em que encerra um grau de responsabilização maior perante os cidadãos, ao nível da transparência e da edificência da gestão, para além de garantir tarifas mais reduzidas e proporcionais face à atual capacidade económico-financeira da população”.

Por isso, “o processo de privatização deverá ser combatido por todos os municípios na medida em que o mesmo não se traduz em qualquer benefício para as populações em geral, e para os barcelenses em particular”.

Assim, a Câmara Municipal deliberou:

a) Autorizar o Presidente da Câmara Municipal a promover por todos os meios legais, nomeadamente acções judiciais, oposição ao processo de privatização da empresa “Resulima”;

b) Apelar aos Municípios accionistas da empresa “Resulima” para que manifestem a sua oposição à privatização da mesma;

c) Aprovar a pretensão dos municípios accionistas da empresa “Resulima” de adquirirem, total ou parcialmente, participação do Estado no capital social da mesma e assim garantirem que o serviço público de recolha e tratamento de resíduos sólidos no sistema multimunicipal em causa é gerido por uma empresa pública de capital total ou maioritariamente público;

d) Autorizar o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos a diligenciar junto da Sr.ª Ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, pelo envio a este Município de cópia de todos os estudos desenvolvidos no âmbito do processo de privatização do sector dos resíduos sólidos;

e) Submeter à discussão e votação da Assembleia Municipal a presente proposta.

PAREDES DE COURA REALIZA COLHEITA BENÉVOLA DE SANGUE

ADASPACO

A ADASPACO – Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Paredes de Coura, leva a efeito no próximo dia 31 de julho, quarta-feira, entre as 09:00 e as 12:30, uma colheita benévola de sangue.

A colheita será realizada pela ULSAM-Viana do Castelo e tem lugar na Casa do Dador de Paredes de Coura, sita na Avenida Cónego Dr. Bernardo Chouzal, n.º 37, em Paredes de Coura.

Para mais informações/esclarecimentos:

·CASA DO DADOR - SEDE SOCIAL DA ADASPACO

Avenida Cónego Dr. Bernardo Chouzal, n.º 37

4940-520 Paredes de Coura

Telefone 251783641

adaspaco@sapo.pt

ESPOSENDE COMEMORA DIA DOS AVÓS

O Dia dos Avós, que se comemora hoje, 26 de Julho, foi assinalado pelo Município de Esposende, com um convívio intergeracional, entre crianças e idosos, que decorreu no passado dia 24, no Largo de S. Roque, em Forjães.

IMG_1032

A iniciativa foi organizada pela Associação Social Cultural Artística e Recreativa de Forjães (ACARF) e reuniu cerca de 200 idosos de 11 instituições do concelho de Esposende e aproximadamente 80 crianças. A festa incluiu a apresentação de um espetáculo pelas crianças do ATL da ACARF, que presentearam todos os idosos com uma lembrança.

Esta festa-convívio integra o Programa de Envelhecimento Activo 2013, desenvolvido no âmbito da Rede Social de Esposende, e que tem como principal objetivo promover e contribuir para o envelhecimento activo dos idosos, através da realização de um conjunto variado de atividades de diversa índole.

Inserido neste programa decorreu também, no dia 19 de Julho, no Monte de S. Lourenço, em Vila Chã, um Torneio de Malha, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Esposende, no qual participaram 8 Instituições Particulares de Solidariedade, num total de 58 jogadores. Este torneio visou estimular o convívio entre os utentes das diversas instituições, tendo-se assistido, mais uma vez, à alegria contagiante dos participantes. A Santa Casa da Misericórdia de Esposende venceu esta eliminatória e o Centro Social de Belinho classificou-se em 2.º lugar.

IMG_0984

“MITOS E RITOS – LENDAS, CRENDICES E SUPERSTIÇÕES” EM CAMINHA ATÉ DOMINGO

A décima edição da Feira Medieval de Caminha dá a conhecer as lendas e as crendices de um povo de mareantes com fortes ligações à Serra d’Arga

Os Mitos, os Ritos, as Lendas, as Crendices e as Superstições vão continuar presentes pelo Centro Histórico de Caminha até ao próximo domingo. Nos últimos dias de Feira Medieval, ainda há muitas lendas para desvendar e personagens míticas para conhecer, num ambiente tipicamente medieval.

Feira Medieval Caminha 2013 (5)

A décima edição da Feira Medieval de Caminha está a chegar ao fim, mas ainda há muitas surpresas reservadas para o fim-de-semana. De hoje, sexta-feira, até domingo, é possível visitar a Feira desde as 11 horas e há atividades programadas até à meia-noite.

A Lenda de São Sebastião e a Peste vai ser hoje encenada no Largo do Poço, pelas 22 horas, seguida do espetáculo “A Chama da Fada”, no Adro da Igreja Madriz. Depois de uma semana em que foram recriadas várias Lendas, por coletividades do concelho, tem lugar, amanhã pelas 23 horas, no Adro da Igreja Matriz, o espetáculo “Caminha Terra de Lendas”.

A par destas recriações acontecem outras atividades, como por exemplo o Baile Medieval Palaciano, encenado pelos funcionários do Município, a exibição de voos de aves de rapina, o espetáculo “A Dama Pé de Cabra”, a exposição de Instrumentos de Tortura ou a Música Medieval pela Rua da Corredoura. Além de um programa recheado de atividades, os visitantes podem cruzar-se com personagens míticas, que habitam um mundo lendário de outros tempos.

Para o último dia de Feira Medieval, no domingo, está agendado um Cortejo de Encerramento, denominado “O Grito do Dragão”, com saída do Adro da Igreja Matriz pelas 23 horas.

Recorde-se que este ano há uma maior envolvência das coletividades e associações do concelho, não só através da recriação das Lendas e Crendices, mas também por parte de artesãos, taberneiros e comerciantes, que encontram nesta iniciativa uma boa forma de conseguirem mais uma oportunidade de negócio e uma fonte de rendimento.

Feira Medieval Caminha 2013 (6)

Feira Medieval Caminha 2013 (7)

Feira Medieval Caminha 2013 (3)

Feira Medieval Caminha 2013 (2)

Pág. 1/6